Issuu on Google+

cmyb

Sexta-feira 210 120

18 DE MAIO DE 2012

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

ANO XVI - N0 2146 R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

VIOLÊNCIA

Cai número de homicídios no Norte Pioneiro

Levantamento divulgado ontem pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), aponta que o Norte Pioneiro, mais precisamente a área da abrangência da 12ª Subdivisão Policial e do 2º Batalhão da Polícia Militar, foi a região que apontou o menor índice de homicídios dolosos (com intenção de matar) do Paraná. Foram três assassinatos ocorridos no primeiro

PERIGO

Menino se acidenta em manilhas empilhadas no jardim Bela Manhã

Maurício Reale

Manilhas estão no local porque serão utilizadas para canalização do Ribeirão Boi Pintado

trimestre deste ano. Este número é também o menor dos últimos quatro anos registrado na região, maior apenas que o 3º trimestre de 2007, quando duas pessoas foram assassinadas. Em comparação no mesmo período do ano passado, a redução foi de 40%, porém se confrontado ao último trimestre do ano passado, a queda é ainda maior, de 62,5%.  PÁG. A6

POLÍCIA

Jacarezinho terá escola de formação para 30 soldados O comando geral da Polícia Militar do Paraná anunciou na manhã de ontem, em Curitiba, a contratação de trinta novos praças para o 2° Batalhão da Polícia Militar, sediado em Jacarezinho, e a instalação de uma escola de formação na unidade,

onde serão treinados os novos soldados. A confirmação da notícia foi feita pessoalmente pelo comandante geral da Polícia Militar do Paraná, Coronel Roberson Luiz Bondaruk, ao deputado estadual Pedro Lupion (DEM).  PÁG. A6

Um garoto de apenas 9 anos caiu de cima de uma pilha de manilhas colocadas pela prefeitura no bairro Bela Manhã. Por sorte, o menino machucou apenas a barriga, mas sua mãe alerta para o perigo: “Muitas crianças brincam lá. Eu não deixo, mas às vezes, num des-

JUNDIAÍ DO SUL

S.A.PLATINA

Casa da Cultura Platinense começa a ser recuperada

cuido, ele escapa porque parte do material está praticamente no meu quintal. Fico preocupada porque do jeito que as manilhas estão colocadas pode haver um acidente mais sério”, desabafa a dona de casa. No local moram cerca de 15 famílias.  PÁG. A5

Motorista que foi baleado segue em estado grave 

PÁG. A6

Tanosite.com

JOAQUIM TÁVORA

Operários trabalham na parte de segurança do prédio, que são as drenagens e correção das rachaduras nas paredes

Bairro Asa Branca ganha 18 mil metros quadrados de calçamento

Aline Damásio

Além do calçamento, as ruas do bairro ainda terão paisagismo, calçadas e sinalização viária

Começaram ontem, as obras de reestruturação da Casa da Cultura Platinense. A empresa de engenharia Dall Bianco, já está trabalhando nas rachaduras e na drenagem das paredes. O diretor do departamento de Cultura da prefeitura Carlos Alberto Carlos Alberto Annunciação disse que a empresa tem 60 dias para realizar os serviços. “En-

quanto isso, vamos trabalhando na parte interna. O que realmente importa é que a prefeita Maria Ana Pombo (PT), teve coragem de fazer essa obra para devolver o espaço à população. As rachaduras existem há mais de 15 anos e nenhum antecessor teve coragem de, pelo menos, iniciar esse procedimento”, disse.  PÁG. B1

LEILÃO MUNICIPAL DE GADO

Leilão 002/2012 A Prefeitura Municipal de Santo Antonio da Platina, realizará no dia 24 de maio de 2012, às 09:30 hs., Leilão de 53 (cinqüenta e três) cabeças de gado, compreendendo: Touro, bois, vacas, novilhas e garrotes que serão leiloados na Escola Agrícola, situada na PR 439. Maiores informações: (43) 3534-8720.

Mais de 18 mil metros quadrados de blocos sextavados começam a ser instalados no bairro Asa Branca de Joaquim Távora. Também serão construídas sarjetas. O investimento é de mais de R$ 1 milhão, e a obra é resultado de uma emenda do orçamento do Deputado Federal André Vargas através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2). A pavimentação contará ainda com uma contrapartida de R$59 mil da prefeitura.  PÁG. A8

PREFEITURA

Ribeirão Claro investe na sinalização da área central  PÁG. A5

ENSINO SUPERIOR

Uenp está incluída nos investimentos do Fundo Paraná  PÁG. A3

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

Quem acompanha o mercado sabe que os preços praticados no Brasil são os mais altos do mundo e quanto à qualidade, já foram chamados de carroças até por um antigo presidente.” Célio Pezza

Sexta-feira, 18 de maio de 2012

Caso a demanda mundial por alimentos e outros produtos exportados pelo Brasil venha a cair e levar a uma diminuição dos preços internacionais, o governo terá de pensar em medidas destinadas a amenizar a deterioração do quadro econômico.”

A RTIGO

E DITORIAL

Roberto Haddad *

Conjunções favoráveis Há tempo de plantar e tempo de colher, tempo de vacas gordas e tempo de vacas magras. Os manuais de Economia afirmam que, em relação à produção e o consumo, o sistema funciona em ciclos de curto prazo e ciclos de longo prazo. Os ciclos de prazo curto completam seu percurso em torno de dez anos. No caso brasileiro atual, parece que mais uma vez a realidade provará a verdade das teorias. Em 1994, o Brasil deu a partida para um ciclo de prosperidade, cujos fatores positivos foram o Plano Real, que permitiu dominar a inflação; o saneamento do sistema financeiro, com o programa de recuperação de bancos (Proer) e a privatização de bancos estatais falidos, que promoveu a solidez do sistema; a lei de responsabilidade fiscal, que colocou um freio na gastança dos governos municipais, estaduais e federal; as privatizações de empresas estatais, que propiciaram investimentos e ampliação do sistema de telefonia, energia, transportes, siderurgia, entre outros. Esse foi o trabalho deixado por Fernando Henrique Cardoso que Lula, inteligentemente, não desfez. Ao assumir o governo, em 2003, Lula começou a colher os benefícios da crescente demanda internacional, sobretudo da China, e a elevação acentuada dos preços dos produtos exportados pelo Brasil. Por uma dessas conjunções favoráveis da história, os preços dos produtos importados começaram a cair, à exceção do petróleo, cujos preços, apesar de aumentarem, não prejudicaram o Brasil, pois a produção nacional tinha subido o suficiente para garantir o abastecimento interno. De 2003 a 2009, o Brasil colheu um ciclo de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), aumento do emprego e da renda, formação de elevadas reservas internacionais, ampliação dos programas sociais e ascensão das classes C e D. Ao conseguir melhorar o quadro social, Lula teve méritos, mas a realidade mundial ajudou muito e o Brasil melhorou. Dilma Rousseff assumiu em 2010 sob os efeitos da crise HORÁRIO DE FECHAMENTO

22:10

financeira iniciada nos Estados Unidos em 2007, e logo em seu primeiro ano de mandato a economia europeia veio abaixo. A crise na zona do euro se mostrou profunda, a China começou a dar mostras de fadiga econômica, a economia norte-americana se recupera de forma lenta. Dilma não conta com o mesmo quadro mundial favorável que beneficiou a gestão de Lula. Apesar de o Brasil ter suportado bem essas crises, os primeiros meses de 2012 anunciam o surgimento dos ciclos. Não que o país vá mergulhar em crise profunda, mas alguns indicadores econômicos começaram a piorar. As safras agrícolas sofreram queda; a seca castigou algumas regiões; o desemprego aberto, que era de 4,5% da população ativa, ameaça ficar acima de 6%; a inadimplência dos devedores nas carteiras de crédito ao consumo aumentou; o endividamento das famílias atingiu níveis elevados. Caso a demanda mundial por alimentos e outros produtos exportados pelo Brasil venha a cair e levar a uma diminuição dos preços internacionais, o governo terá de pensar em medidas destinadas a amenizar a deterioração do quadro econômico. O problema é que o governo brasileiro acostumou-se a viver com arrecadação tributária crescente e tem muita dificuldade em fazer cortes nos gastos, principalmente nos com pessoal e custeio, já que, em relação aos investimentos, os gastos precisam aumentar. O governo é responsável por encaminhar a solução dos problemas, mas ele é também causa de problemas. A ineficiência do setor público é amenizada nos tempos de vacas gordas e se aprofunda nos tempos de vacas magras. Como o Estado retira 38% da renda nacional em forma de tributos, o governo é uma entidade econômica gigantesca e qualquer mexida no orçamento fiscal tem efeitos imensos sobre a economia. A prudência recomenda que o governo não deve esperar o agravamento da crise nem a piora dos indicadores econômicos para tomar medidas. Governar é também a arte de antecipar-se aos fatos e agir para amenizar seus efeitos negativos.

C HARGE

chargeonline.com.br

NESTA EDIÇÃO TEM

22 PÁGINAS CADERNO PRINCIPAL - OPINIÃO - POLÍTICA - GERAL - CIDADES - COTIDIANO - ESPORTES - AGRONEGÓCIO

A 01 - 08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

2ª CADERNO - AGRONEGÓCIO - ATAS & EDITAIS - SOCIAL

B 01 - 08 B 01 B 02 - 07 B 08

3º CADERNO - ATAS & EDITAIS

C 01 - 06 C 01 - 06

PREVISÃO PARA HOJE

210 120

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

A RTIGO Célio Pezza *

IPI, carroças e descaramento De acordo com o dicionário Aurélio, descaramento quer dizer falta de vergonha, desaforo, insolência, atrevimento e outros adjetivos. O que isto tem a ver com o IPI? No final do ano passado, o governo brasileiro passou a cobrar uma alíquota de impostos maior em 30% para veículos importados e que tenham menos de 65% de componentes nacionais. O Ministro da Fazenda Guido Mantega explicou que a decisão do governo teve o objetivo de privilegiar os trabalhadores brasileiros e que o cidadão é visto prioritariamente pelo governo como trabalhador e depois como consumidor. Quando questionado sobre os altos preços dos carros

nacionais, sua péssima qualidade e que esta medida poderia representar uma reserva de mercado para a indústria automotiva brasileira, teve a brilhante resposta de que nos últimos anos os carros subiram menos do que a inflação. Também refutou a reserva, pois disse que as montadoras estrangeiras podem vir se instalar e produzir no Brasil. B em, quem acompanha o mercado sabe que os preços praticados no Brasil são os mais altos do mundo e quanto à qualidade, já foram chamados de carroças até por um antigo presidente. Um pouco depois, a presidenta Dilma defendeu o aumento do imposto seguindo o mesmo raciocínio da defesa dos empregos nacionais.

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Editorial

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

Até aqui, tudo bem e vamos acreditar no discurso. O problema é que apenas alguns meses após, o Gabinete de Segurança da Presidência da República adquiriu uma frota de dez veículos blindados Ford Edge V6 a gasolina, num total de R$ 1,7 milhão, para uso da equipe presidencial em viagens e tarefas de rotina como escoltas, transporte de familiares, etc.. Tudo bem, não fosse um pequeno detalhe: todos os veículos são importados do Canadá. Nesta hora, algumas perguntas saltam à nossa vista: Como fica o discurso sobre a mão de obra brasileira? E o álcool como combustível nacional? Por que não compraram um moderno carro com motor Flex fabricado aqui no Brasil? Por

que o governo faz um discurso e pratica outra realidade? Isso é descaramento. Nesta hora, eu me lembrei das palavras de meu avô quando dizia em sua simplicidade que as carroças eram feitas para os burros.Hoje entendo melhor esta frase e quando olho para todos os lados, também me lembro de Tancredo Neves que falou um dia que “o processo ditatorial, o processo autoritário, traz consigo o germe da corrupção. O que existe de ruim é que ele começa desfigurando as instituições e acaba desfigurando o caráter do cidadão”. * Célio Pezza é escritor e autor de diversos livros, entre eles: As Sete Portas, Ariane, e o seu mais recente A Palavra Perdida.

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Jornal Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Super Carga Tributária

“O Brasil é diferente de todos os outros países do mundo”. Essa frase é citada repetidamente por estrangeiros que estão começando a encarar os desafios fiscais de fazer negócios no Brasil. E por que dizem isso? Será que não estão exagerando? Afinal, desde sempre as reclamações relacionadas aos impostos são uma realidade no mundo todo. Durante uma reunião para discutir uma transação de aquisição de empresa, um investidor recém-chegado, interessado na compra de um grupo brasileiro de empresas, soube que cerca de 40 empregados desse grupo estavam exclusivamente alocados na área fiscal. A notícia foi recebida com surpresa e insinuava que talvez a empresa-alvo não fosse tão eficiente. Afinal, o investidor, um grupo estrangeiro maior do que o grupo brasileiro, tinha cerca de oito profissionais em sua área fiscal. Um brasileiro presente na sala disse que, na verdade, esse número de empregados talvez nem fosse suficiente para lidar com a gestão dos tributos de um grupo desse tamanho no Brasil. Essa situação precisa ser mais bem compreendida. O cenário descrito é real e recorrente. Por que o sistema tributário brasileiro é considerado tão complexo? Por que são necessárias tantas pessoas para conduzir a área fiscal? E por que os impostos no Brasil, diferentemente de qualquer outro país do mundo, são considerados tão mais complexos e diferentes tanto para estrangeiros, como para brasileiros? Responder a essas questões não é tarefa simples. Não podemos afirmar que, considerados de forma individual, os tributos brasileiros sejam mais complexos que os de outros países desenvolvidos, como Estados Unidos, Reino Unido, França ou Espanha. Por outro lado, o que sim podemos destacar é que existe uma complexidade que provém do número de impostos importantes que se aplicam às operações de uma empresa. Para ilustrar esse ponto, temos, por exemplo, o Imposto de renda das empresas que é composto por dois tributos diferentes: o IRPJ (o imposto de renda propriamente dito) e a CSL (contribuição social sobre o lucro). Ambos têm cálculo similar, mas destinação diferente depois de recolhidos pelo governo federal. A alíquota conjunta é de 34%, semelhante a muitos países. Ocorre que, além de IRPJ e da CSL, há o PIS, a COFINS, o ICMS, o IPI, o ISS e o IOF, entre outros (como II, CIDE e outros impostos e contribuições especiais que se aplicam a setores de indústria específicos, como a CFEM para mineração). Já nos países mais desenvolvidos, há normalmente o imposto de renda e o IVA (imposto sobre valor agregado) ou um imposto sobre consumo. Esses são os principais tributos que usualmente incidem nas operações das empresas no exterior. Dessa forma, enquanto os países desenvolvidos operam com um sistema de basicamente dois principais impostos sobre as operações, as empresas no Brasil precisam lidar com um arcabouço formado por pelo menos oito impostos. Além disso, os oito impostos são tratados em diferentes níveis de Governo: Federal, Estadual e Municipal. Cada um com interesses diferentes e autoridades fiscais diferentes, resultando em uma enorme confusão legislativa e de gestão para os contribuintes. Obviamente, mesmo as autoridades fiscais têm dificuldades em lidar com tantos tributos, e esta é uma das razões pelas quais existem tantas áreas obscuras nas diferentes legislações. Isso porque, mesmo as autoridades fiscais não têm a oportunidade de se concentrar e aprofundar nas questões inerentes a poucos impostos, o que evitaria muitas discussões administrativas, processos judiciais, mal-entendidos e várias interpretações. Tais autoridades precisam cuidar dos vários impostos e essa falta de foco provoca, por conseguinte, falta de clareza e profundidade. Em relação aos diferentes tributos, há especificidades e complexidades. Por exemplo, o PIS e a COFINS incidem em praticamente todas as receitas, tendo uma alíquota conjunta de 9,25%, com créditos sobre alguns insumos permitidos. Essa alíquota é reduzida para 3,65% sem créditos, caso seja aplicado um sistema alternativo de IRPJ. O ICMS, outro exemplo, é um imposto estadual sobre valor agregado com uma legislação federal principal e 27 legislações específicas para cada um dos 26 Estados e o Distrito Federal. Se uma venda for realizada de um Estado para outro, este último poderá não aceitar o crédito de ICMS caso o primeiro tenha concedido alguns tipos específicos de incentivos fiscais. Este é apenas um dos campos de batalha da chamada guerra fiscal. Em relação ao IRPJ, como último exemplo, não há consolidação fiscal no Brasil. Cada empresa é um contribuinte individual, e não se pode ter uma combinação dos resultados de um grupo de empresas a fim de compensar os lucros com as perdas, as receitas com as despesas. Na verdade, esta é uma das principais áreas que precisam ser resolvidas pelo Governo Federal. O sistema tributário brasileiro necessita urgentemente de consolidação fiscal, o que evitaria a imensa quantidade de litígios envolvendo incorporações, cisões e outros fluxos societários. Isso acabaria com muitas discussões subjetivas relacionadas com o propósito negocial de certas transações, a questão de operações e serviços realizados entre empresas de um mesmo grupo, além de uma série de outras discussões que só existem em razão da ausência de consolidação fiscal. Em tempo, a maior parte dos países desenvolvidos possui sistema de consolidação fiscal. É claro que os Governos não querem perder suas receitas fiscais. Contudo, a redução na carga tributária não é a principal reivindicação das empresas. Elas querem menos complexidade, menos quantidade de impostos, menos áreas obscuras, menos processos judiciais. Querem contar com a capacidade de prever, com razoável segurança, as regras às quais estarão sujeitas. É possível alcançar essa realidade. O Brasil já evoluiu incrivelmente em diversas áreas da economia e o País está agora em franca expansão, oferecendo oportunidades únicas. Atingir uma menor complexidade tributária é uma questão de vontade política e comunicação entre as autoridades fiscais, contribuintes e tributaristas. Apesar de todas essas questões, o sistema tributário não deveria ser visto como um fator limitador para se fazer negócios no Brasil. Com certeza ele é um desafio, mas não uma limitação. Os investidores internacionais recém-chegados, assim como os próprios brasileiros, que compreenderem o ambiente fiscal e descobrirem a melhor forma de estruturar e conduzir os negócios nesse país não só permanecerão operando, como crescerão e terão muitos frutos por aqui. *Roberto Haddad é sócio da área de Tributação Internacional e M&A da KMPG no Brasil Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Santo do Itararé ¦Santana do Itararé ¦Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Geral A-3

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012

O valor patrimonial é o principal parâmetro usado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) para avaliar a capacidade de endividamento de um município” Joel Rauber

P anorama Regional B. Francisquini

Lei é para ser cumprida Cada dia fico mais surpreso com a capacidade humana de ignorar a mais elementar filosofia de cristã, que abomina o ódio e a vingança, pregando o amor e a paz. Pois este colunista, que vem a ser diretor deste jornal, sofre uma atroz perseguição por conta da postura crítica do veiculo de comunicação. Como retaliação tentam de todas as formas eliminar as publicações oficiais em jornal impresso, função que é de

responsabilidade da Tribuna do Vale, eleita por licitação pública. A Lei Complementar 137, da Constituição do Paraná , aprovada pela Assembleia Legislativa em 2011, é enfática ao assinalar a “obrigatoridade” em veicular os atos oficiais pela internet e mídia impressa. O mesmo artigo determina que o jornal escolhido para tais publicações deve ter reconhecida circulação no município e região onde está inserido o município e mediante licitação pública.

Desinformação Interessante que o relatório elaborado pela assessoria jurídica da câmara que embasou a decisão da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final, cita artigos da Lei Complementar 137, mas interrompe a transcrição bem no ponto em que o texto cita explicitamente o tipo de jornal e a forma de escolha do veículo. Sem que eles se apercebam. é visível que os vereadores estão sendo manipulados para votar pela derrubada do veto da prefeita Maria Ana Guimarães Pombo. Preço da desmoralização Não se rasga a Constituição estadual sem que isso seja cobrado pela sociedade e o preço é a desmoralização do Legislativo platinense, que já vem pagando um alto preço pela ação de alguns de membros. Paraná Seguro O governador Beto Richa autorizou nesta quinta-feira (17) a incorporação de um grupo de 3.120 policiais militares, civis e bombeiros que passam a integrar às forças de segurança pública do Paraná. A solenidade foi realizada no Palácio Iguaçu. “Estamos trabalhando na busca da tranquilidade almejada no Paraná e esta é a maior contratação de policiais da história deste Estado”, disse Richa. “Nossa meta é abrir ainda neste semestre novo concurso público, para chegarmos a 10 mil novos integrantes para a Polícia Militar e 2.200 para a Polícia Civil”, afirmou. A incorporação dos policiais faz parte das ações do programa Paraná Seguro. O grupo é formado por 1.967 policiais militares, 481 bombeiros militares e 672 policiais civis. Mostrou serviço O Norte Pioneiro vai contar com 30 novos alunos soldados de imediato e outros 30 serão incorporados em outubro deste ano. Eles passarão por seis meses de treinamento antes de iniciarem o serviço. Segundo informações do deputado estadual Pedro Lupion (Democratas), os soldados que atuarão em Jacarezinho e região serão treinados no 2.° BPM. Havia rumores de que a unidade seria fechada no Município, o que não se confirmou. O número ainda é pequeno face às necessidades, e só não foi menor porque o deputado fez apelos dramáticos ao Comando da PM e ao secretário de Segurança Pública. Remuneração maior Richa lembrou que o Paraná está implantando o pagamento por subsídio para os policiais, respeitando a Emenda Constitucional 29, e passa a ter o melhor vencimento de todo o país, o que representa a valorização dos profissionais que tem a responsabilidade de garantir a segurança da população. Plano Diretor A licitação Convite n.º 01/2012, que tem por objeto a contratação de empresa especializada em serviços técnicos de engenharia e arquitetura para elaborar a revisão e complementação do Plano Diretor e do Plano Municipal de Habitação de Jacarezinho, encerraria hoje (dia 18) o recebimento de propostas, mas ganhou um prazo extra – até o dia 29 de maio. O valor do certame é de exatos R$ 94.666,00, na modalidade menor preço global. O Edital e demais informações encontram-se à disposição dos interessados junto à Comissão Permanente de Licitação, no Departamento de Compras e Licitações - Fone (43) 3911-3018, e-mail licitacao_jacare@ yahoo.com.br. Marcação cerrada A revisão do Plano Diretor de Jacarezinho foi objeto de inúmeros questionamentos formulados pelos vereadores Nilton José de Souza (Dr. Nilton, Democratas), Wanderlei Amâncio de Morais (Wandinho, PSDB), e Edílson da Luz, também tucano. Desde 2005 a atual administração vem empurrando o problema e, ao que parece, decidiu tomar as providências cabíveis após as cobranças dos nobres edis. Irreversível Ontem (17) foi a vez do ex-presidente Lula lançar sua página na rede social Facebook. O endereço https://www. facebook.com/Lula recebeu 80 mil seguidores – que clicaram na opção “Curtir” - apenas algumas horas após o anúncio de sua criação. Apesar de levar o nome de Lula, a conta é administrada pelo Instituto homônimo. Como se nota, as redes sociais estão monopolizando as atenções dos políticos.

Valor patrimonial aumenta nos principais municípios da região PROSPERIDADEDados contribuem para a capacidade de mais investimentos das principais prefeituras do Norte Pioneiro Maurício Reale

Uma pesquisa feita pela reportagem da Tribuna do Vale nos principais municípios da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi), revelou um aumento patrimonial nos últimos quatro anos. A maior variação neste período foi registrada em Santo Antônio da Platina, onde o patrimônio aumentou 254%. Quando a prefeita Maria Ana Pombo (PT) assumiu, em 2009, o patrimônio do município – incluído apenas bens móveis, imóveis e de natureza industrial – estava avaliado

em R$ 14,1 milhões. Em 2011 este valor saltou para R$ 50 milhões. Segundo o chefe de gabinete da prefeitura, Joel Rauber, o valor patrimonial é importante por se tratar de um indicativo de que o município tem condições de pagar suas dívidas e, assim, mais credibilidade para adquirir financiamentos. “O valor patrimonial é o principal parâmetro usado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) para avaliar a capacidade de endividamento de um município”, afirmou. Em Jacarezinho o aumento registrado nos últimos

quatro anos foi de 45, 79%. Em 2008 o município tinha R$ 36, 1 milhões e, atualmente, chega a R$ 52,6 milhões. No entanto, a assessoria não informou se foram descontados os créditos que constam no ativo. Se nos valores informados constarem os créditos o valor referente apenas aos bens móveis e imóveis será menor. O aumento se torna mais significativo se somado ao primeiro mandato da prefeita Tina Toneti (PT), que recebeu a prefeitura, em 2005, com o patrimônio avaliado em R$ 21,3 milhões e, logo no primeiro ano, fechou

com R$ 22 milhões. Em Andirá os bens foram avaliados, em 2009 – quando o prefeito José Ronaldo Xavier (PTB) assumiu - em R$ 20, 8 milhões. Lá houve um aumento de 25,66% e o patrimônio do município em 2011 foi avaliado em R$ 26,1 milhões. Cambará registrou um aumento de 59,89%. Em 2008, quando o prefeito José Salim Haggi Neto (PMDB) terminou seu primeiro mandato, o patrimônio municipal estava avaliado em R$ 13 milhões e em 2011, já no segundo mandato de Neto, saltou para R$ 20, 8 milhões.

RECURSOS

Uenp será beneficiada com repasses do Fundo Paraná Antônio de Picolli

Da Agência Estadual

As universidades estaduais, inclusive a Uenp (Universidade Estadual do Norte do Paraná) e o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) receberão R$ 15,8 milhões, do Fundo Paraná, para investimentos em infraestrutura e pesquisas. Os convênios foram assinados na Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, na terça-feira (15) e na quarta-feira (16). O secretário Alípio Leal destacou que os recursos são fundamentais para melhorar o desempenho do ensino, em todos os níveis “Também são reforço às atividades de pesquisa e inovação, possibilitando que as metas de governo sejam cumpridas”, afirmou Leal. As universidades vão receber, já a partir da próxima semana, R$ 12,8 milhões do Fundo Paraná, para aplicação em 12 projetos de pesquisa e para melhorar a infraestrutura. Na Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), será montado um núcleo de estudos de agroecologia, que inclui capacitação continuada de professores da educação básica e a expansão do Programa Paranaense de Certificação de Produtores Orgânicos. A UEM vai receber recursos para readequar as instalações do Restaurante Universitário, em Maringá, e para o restaurante do campus de Umuarama. O campus-sede receberá R$ 1,135 milhão e Umuarama R$ 820 mil.

A Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e Universidade Estadual de Maringá (UEM) tiveram dois projetos assinados cada. A maioria diz respeito à construção de infraestrutura para os campi dessas instituições de ensino. O Fundo Paraná ainda vai proporcionar melhorias na Clínica Veterinária de Grandes Animais da Unicentro; e a conclusão do bloco administrativo do campus Toledo, da Unioeste, que também vai construir instalações para o Instituto de Pesquisa em Aquicultura Ambiental. Na Universidade Estadual de Londrina, serão construídas a Clínica Odontológica Universitária e a Clínica de Especialidades Infantis. Os recursos também serão usados como contrapartida em projetos de implantação e consolidação de infraestrutura de pesquisa. Na área acadêmica, um dos projetos da Unicentro pretende gerar um protótipo de célula fotovoltaica para geração de energia solar. Na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), o projeto aprovado faz parte de pesquisa sobre uma estratégia cirúrgica para o tratamento de diabetes tipo 2. O projeto do Iapar “Produção de Sementes Genéticas e Básicas para o Desenvolvimento da Agropecuária Paranaense” receberá R$ 3 milhões. RECURSOS – O Fundo

Na UENP será montado um núcleo de estudos de agroecologia

Paraná apoia programas e projetos de pesquisas institucionais, vinculados ao desenvolvimento científico e tecnológico do Estado, que atendam aos critérios e normas definidas na Política Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (PDCT). O Fundo Paraná é administrado pela unidade gestora, vinculada à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. O fundo é formado por 2% da receita tributária estadual. Por lei, os recursos são distribu-

ídos até o limite de 50%, a programas e projetos estratégicos de órgãos e entidades públicas e privadas. Do restante, até 30% são aplicados na Fundação Araucária, para o fomento a projetos individuais de pesquisa científica, à formação de recursos humanos e à instalação de instituições científicas públicas e privadas; e até 20% são aplicados no Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para a certificação de produtos e o apoio a projetos de desenvolvimento tecnológico.

INCLUSÃO

Copel abre inscrição para concurso exclusivo para pessoas com deficiência O concurso está sendo organizado e operacionalizado pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e as inscrições devem ser feitas pela internet, no site www.pucpr.br/ concursos, a partir desta sexta-feira (18) até o dia 31 de maio. As provas serão realizadas no dia 17 de junho, na capital paranaense. A taxa de inscrição é de R$ 50 e deve ser paga até 1º de

junho. A partir do dia 14 de junho estará disponível no site da PUC o comprovante de ensalamento, documento que o candidato deverá imprimir e apresentar no local de aplicação das provas. A escolaridade exigida é n ível mé d i o ( 2 º g r au ) completo e a jornada de trabalho diária será de 6 horas. A remuneração inicial é de R$ 1.180,19, mais

auxílio alimentação de R$ 625 mensais, plano de saúde e previdência privada. O edital do concurso, com detalhes sobre o processo seletivo, estará disponível no site da PUCPR e no endereço da Copel na internet (www.copel.com). AC E S SI B I L I DA DE E INCLUSÃO “Uma das diretrizes da Copel é tornar-se cada vez mais acessível para quem

nel a t r ab a l ha ou ut i l i z a seus serviços”, afirma o superintendente de Recursos Humanos da Copel, Luiz C a r l o s C av a n h a Ju n i or. “Nesse sentido, a realização de um concurso específico para pessoas com deficiência, direcionado ao preenchimento de vagas no call center, é mais uma iniciativa que vem ao encontro da política de Gestão de Pessoas da Companhia”, avalia.


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012

Receita Federal avisará mais de 4 mil empresas sobre pendências com o Fisco LEÃO Trata-se de um projeto piloto que permitirá que os contribuintes corrijam erros ou mesmo omissões antes de serem autuados

Agência Brasil

Cerca de 4 mil empresas que declaram pelo lucro presumido serão avisadas pela Receita Federal de erros e omissões nas informações declaradas ao Fisco. A partir deste mês, a Receita está iniciando um projeto piloto que permitirá a esses contribuintes regularizar o pagamento de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) antes de serem autuados. O processo é semelhante ao que ocorre com as pessoas físicas, que desde 2010 podem obter o extrato da declaração do Imposto de Renda e resolver pendências com o Fisco antes de caírem na malha fina.

“Pretendemos estender às empresas a possibilidade de verificar problemas na decla-

Até agora, a empresa só descobria os erros [na DIPJ] quando fazia auditoria interna ou era notificada pelo Fisco”

ração”, disse o subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Caio Marcos Cândido. Atualmente, as pessoas físicas têm acesso ao extrato

da declaração do Imposto de Renda, disponível no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC) da Receita. As empresas, no entanto, só poderão conferir o extrato da Declaração de Informações Econômico-Fiscal (DIPJ) por meio de carta enviada pelo Fisco. Para retificar os dados, é necessário baixar o programa gerador da DIPJ, fazer as alterações no computador e transmitir o documento pelo programa Receitanet. De acordo com Cândido, a diferença em relação às empresas está na possibilidade de serem avisadas de divergências na prestação de contas antes de serem autuadas pela fiscalização. “Até agora, a empresa só descobria os erros [na DIPJ] quando fazia auditoria interna

ou era notificada pelo Fisco”, explicou. O subsecretário destacou que a empresa que fizer a autorregularização pagará multa de 20% sobre o imposto em atraso. Depois da notificação, a multa é ainda maior e varia de 75% a 225%. Nesta primeira etapa, a Receita enviou avisos a 4.248 empresas de um universo de 1 milhão de pessoas jurídicas que preenchem a DIPJ pelo lucro presumido. Nessa modalidade, permitida a pequenas e médias empresas com faturamento de até R$ 48 milhões por ano, a empresa paga IRPJ e CSLL sobre parte da receita bruta. O percentual corresponde a 32%, 16%, 8% ou 1,6% e varia de acordo com a atividade exercida pela empresa.

De acordo com o Fisco, a principal divergência verificada na DIPJ são empresas que declaram ramo de atuação diferente da atividade cadastrada na Receita, de modo a pagar menos impostos. Outra irregularidade consiste em declarar, na DIPJ, valores maiores que os informados na Declaração de Contribuição e Tributos Federais (DCTF). A Receita pretende estender a autorregularização para cerca de 30 mil a 40 mil empresas inscritas no Simples Nacional. Esses micro e pequenos empresários terão acesso ao extrato ao preencherem os dados para imprimir a guia de recolhimento. Segundo o subsecretário, essa novidade estará disponível de dois a três meses.

EMPREGOS

País gerou 217 mil vagas formais de emprego no mês de abril Agência Brasil

O Brasil gerou em abril 216.974 empregos formais, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego divulgados hoje (17). O resultado é a diferença entre as contratações do mês que somaram 1.798.101 e as demissões que foram 1.581.127. O saldo corresponde à redução de cerca de 55,2 mil empregos em relação a abril de 2011 - queda equivalente a 20,3%. Ainda assim, segun-

do o ministério, o resultado indica trajetória de expansão da economia no país, já que o desempenho do mercado de trabalho, em abril, foi o melhor do ano. Em março, por exemplo, foram abertas 111,7 mil vagas. Nos quatro primeiros meses de 2012, foram gerados 702.059 postos formais de trabalho. O setor de serviços liderou o crescimento da geração de empregos formais, oferecendo 82.875 postos, seguido pela construção civil (40.606), pelo comércio (33.704) e pela indústria de transformação (30.318).

No Nordeste, houve redução de 4.924 de postos de trabalho. A concentração de perda de empregos formais foi expressivamente maior em Alagoas, com 13.274 a menos. A queda também ocorreu em Sergipe e Pernambuco, com menos 2,1 mil postos cada. Segundo o ministério, a redução ocorreu revido a quebra da safra de cana-de-açúcar, que abastece as indústrias de açúcar e álcool. No Sudeste, por outro lado, houve o maior saldo de geração de postos formais - liderado por São Paulo (85.346), seguido por Minas Gerais.

Mercado Agropecuário

Indicadores Econômicos BOVESPA

17/05/12

CÂMBIO

17/05/12

DÓLAR COMERCIAL

INDICE BOVESPA Baixa: 3,31%

54.038 pontos

Volume negociado: R$ 8,35 bilhões 59.702 59.445 57.539 56.237 55.887 54.038

Alta: 0,20% Compra Venda

EURO Var. maio: +5,19% R$ 2,004 R$ 2,006

DÓLAR PTAX (Banco Central) Baixa: 0,01% Compra Venda

10/05

11/05

14/05

15/05

Ações Petrobrás PN Vale PNA Bradesco PN Brasil ON LLX Logística ON Braskem PNA Gafisa ON JBS ON

16/05

% -4,46 -3,66 -4,38 -4,90 -7,46 -7,13 -6,52 -6,40

R$ 18,43 34,78 26,88 19,40 2,48 10,95 3,01 5,70

12.442,49 5.338,38 6.308,96 8.876,59

-1,24 -1,24 -1,18 +0,86

BOLSAS NO MUNDO Dow Jones Londres Frankfurt Tóquio

17/05

%

OURO - BM&F

var. dia

17/05

+2,32%

R$ 101,30 /grama

IR BASE (R$) Até 1.637,11 De 1.637,12 até 2.453,50 De 2.453,51 até 3.271,38 De 3.271,39 até 4.087,65 Acima de 4.087,65

MAIO Alíquota Parc. a % deduzir 7,5 122,78 15 306,80 22,5 552,15 27,5 756,53

Deduções: a) Assalariados: 1-R$ 164,56 por dependente; 2 - pensão alimentícia; 3 - contribuição à Prev. Social; 4 - R$ 1.637,11 por aposentado a partir de 65 anos; 5 - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carne Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.

SELIC/IR IR 2012 -

A segunda parcela do IR 2012 vence em 31/05, com incidência de juros Selic de 1%.

MÊS TAXA SELIC Fev/12 0,75% Mar/12 0,82%

MÊS TAXA SELIC Abr/12 0,71% *Mai/12 1,00%

*No mês corrente a Selic é sempre 1,00% Indicadores Econômicos: elaboração da agência Dossiê:Dinheiro. Fone: (41) 3205-5378

Var. maio: +4,46% R$ 1,86 R$ 2,11

DÓLAR TURISMO Estável Compra Venda

Var. maio: +1,43% R$ 2,5374 R$ 2,5384

EURO TURISMO

Var. maio: +5,58% R$ 1,9967 R$ 1,9973

DÓLAR PARALELO Estável Compra Venda

Baixa: 0,17% Compra Venda

Var. maio: +5,00% R$ 1,900 R$ 2,100

Baixa: 0,74% Compra Venda

Var. maio: +1,52% R$ 2,48 R$ 2,67

OUTRAS MOEDAS X REAL Iene Libra esterlina Peso argentino

R$ 0,0252 R$ 3,16 R$ 0,45

US$ 1 É IGUAL A: Iene Libra esterlina Euro

79,28 0,6321 0,7868

ÍNDICES DE INFLAÇÃO Índices em % INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPCA-15 (IBGE) IPC (FIPE) IPC (IPARDES) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) INCC-DI (FGV)

nov 0,57 0,52 0,46 0,60 0,39 0,50 0,43 0,34 0,53 0,72

dez 0,51 0,50 0,56 0,61 0,59 -0,12 -0,16 -0,55 0,79 0,11

jan 0,51 0,56 0,65 0,66 0,55 0,25 0,30 0,01 0,81 0,89

REAJUSTE ALUGUÉIS Índice INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

mar 1,0547 1,0584 1,0343 1,0338

abr 1,0497 1,0524 1,0323 1,0332

mai 1,0488 1,0510 1,0365 1,0386

* Correção anual. Multiplique valor pelo fator acima

fev 0,39 0,45 0,53 -0,07 0,06 -0,06 0,07 -0,03 0,24 0,30

mar 0,18 0,21 0,25 0,15 0,58 0,43 0,56 0,55 0,60 0,51

abr 0,64 0,64 0,43 0,47 0,84 0,85 1,02 1,25 0,52 0,75

ano 1,73 1,87 1,87 1,21 2,06 1,47 1,95 1,78 2,19 2,47

12m 4,88 5,10 5,25 4,15 4,48 3,65 3,86 2,82 5,05 7,77

OUTROS INDICADORES mar abr mai BTN + TR 1,566858 1,568531 1,568887 TJLP (%) 6,00 6,00 6,00 Sal. mínimo 622,00 622,00 622,00 FGTS (%) 0,2466 0,3536 0,2693 TAXA SELIC ANUAL: 9,00%

PREVIDÊNCIA

COMPETÊNCIA ABRIL

Vencimento: empresas 18/05 e pessoas físicas 15/05. Após multas de 4% a 100% e juros (Selic)

Empresário/empregador

Facultativo

Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 622,00 (R$ 68,42) e R$ 3.916,20 (R$ 430,78), através de GPS.

Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 622,00 (R$ 124,40) e R$ 3.916,20 (R$ 783,24), através de carnê.

Autônomo

Assalariados

1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 622,00 (R$ 124,40) a R$ 3.916,20 (R$ 783,24). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% sobre o máximo de R$ 3.916,20 (R$ 430,78) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre jurídicas, até R$ 3.916,20 (R$ 430,78). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 3.916,20. 4) Aut. especial: sobre R$ 622,00, recolhe 5% (donas de casa, Lei 12.470/2011) ou 11% (demais especiais), mas a aposentadoria é por idade.

Salários até 1.174,86 De 1.174,87 até 1.958,10 De 1.958,11 até 3.916,20

8,00% 9,00% 11,00%

Empregados domésticos Alíquota % R$ mín R$ máx Empregado 8 a 11 49,76 430,78 Empregador 12 74,64 469,94 Total 20 a 23 124,40 900,72

SALÁRIO FAMÍLIA - ABRIL/2012 Salário de até R$ 608,80 Salário de R$ 608,81 a 915,05

R$ 31,22 R$ 22,00

TR, TBF, POUPANÇA TR MÊS Março/12 Abril/12 Maio/12

POUPANÇA MÊS Março/12 Abril/12 maio/12

% 0,11 0,02 0,05

ano 0,19 0,22 0,26

12 m 1,16 1,14 1,03

% 0,61 0,52 0,55

ano 1,70 2,24 2,79

12 m 7,39 7,38 7,26

TAXAS DIÁRIAS % Período 16/4 a 16/5 17/4 a 17/5 18/4 a 18/5 19/4 a 19/5 20/4 a 20/5 21/4 a 21/5 22/4 a 22/5 23/4 a 23/5 24/4 a 24/5 25/4 a 25/5 26/4 a 26/5 27/4 a 27/5 28/4 a 28/5 29/4 a 29/5 30/4 a 30/5 1/5 a 31/5 1/5 a 1/6 2/5 a 2/6 3/5 a 3/6 4/5 a 4/6 5/5 a 5/6 6/5 a 6/6 7/5 a 7/6 8/5 a 8/6 9/5 a 9/6 10/5 a 10/6 11/5 a 11/6 12/5 a 12/6 13/5 a 13/6 14/5 a 14/6 15/5 a 15/6

TR 0,0217 0,0333 0,0231 0,0142 0,0000 0,0000 0,0000 0,0200 0,0172 0,0344 0,0140 0,0196 0,0000 0,0000 0,0086 0,0147 0,0468 0,0864 0,0536 0,0145 0,0139 0,0355 0,0555 0,0379 0,0490 0,0000 0,0083 0,0000 0,0220 0,0239 0,0221

TBF 0,6818 0,6935 0,6732 0,6743 0,6313 0,6029 0,6347 0,6701 0,6773 0,6946 0,6641 0,6697 0,6159 0,6485 0,6587 0,6748 0,7071 0,7570 0,7240 0,6746 0,6640 0,6957 0,7159 0,6982 0,7093 0,6420 0,6584 0,6400 0,6721 0,6841 0,6822

POUP 0,5218 0,5335 0,5232 0,5143 0,5000 0,5000 0,5000 0,5201 0,5173 0,5346 0,5141 0,5197 0,5000 0,5470 0,5868 0,5539 0,5146 0,5140 0,5357 0,5558 0,5381 0,5492 0,5000 0,5083 0,5000 0,5221 0,5240 0,5222

LOTES - ATACADO

17/05/12

SOJA - saca 60kg PRAÇA Paranaguá Ponta Grossa Maringá Cascavel Sudoeste Guarapuava

TRIGO - saca 60kg

R$ 64,50 62,50 60,50 60,00 60,50 60,50

SEM 0,8% 2,5% 0,0% 0,0% 0,8% 0,0%

30 d. 7,5% 6,5% 7,1% 6,2% 7,1% 6,1%

3,9% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0%

1,9% -2,1% -2,1% -4,2% -2,1% -4,3%

MILHO - saca 60kg Paranaguá Sudoeste Cascavel Maringá Ponta Grossa Guarapuava

26,50 23,50 23,00 23,00 23,00 22,50

PRAÇA Curitiba Ponta Grossa Maringá Cascavel PRODUTO Bezerro (1) Boi gordo (2) Café (3) Algodão (4)

PREÇO AO PRODUTOR Produto

17/05/12

unidade

média var. var. var. C.Proc. Jacar. PR - R$ diária 7 dias 30 dias R$ R$ SOJA saca 60 kg 56,08 0,7% 0,0% 6,4% 55,50 59,00 MILHO saca 60 kg 20,61 -0,2% -0,8% -4,6% 19,70 22,00 TRIGO saca 60 kg 25,84 0,0% 0,1% 1,7% 25,80 25,50 FEIJÃO CAR. saca 60 kg 152,23 7,8% -3,0% -13,5% BOI GORDO arroba, em pé 92,09 -0,8% -0,7% -1,8% 91,00 88,00 SUÍNO kg, vivo 2,05 0,0% 0,5% 0,0% 2,00 2,00 FRANGO kg, vivo 1,69 0,0% 0,6% -1,7% 2,00 CAFÉ BEN. beb. dura, 60kg 362,89 0,6% 1,6% 3,2% 354,00 365,00 CAFÉ kg, em coco 5,72 0,4% 0,9% 1,1% 6,00 5,50 Fonte: Sima/Deral/Seab. Os preços nas praças referem-se aos valores “mais comuns” apurados

MERCADO FUTURO BOLSA DE CHICAGO (CBOT) SOJA - US$cents por bushel (27,216 kg)

MILHO

Cont. jul/12 ago/12

Cont. jul/12 set/12

FECH. 1.438,00 1.405,25

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 16,00 -1,2% 0,5% 10,00 -2,5% -1,0%

17/05/12 - US$cents por bushel (25,4 kg)

FECH. 625,00 538,50

TRIGO - US$cents por bushel

(25,4 kg)

jul/12 ago/12

jul/12 set/12

9,4% 8,6%

428,00 410,30

3,00 0,10

0,8% -1,5%

7,7% 5,0%

657,75 669,50

SAL. MÍNIMO - PARANÁ

Cont. jun/12 mai/13

* Valores válidos de maio/2012 a abril/2013

19,00 18,25

6,0% 5,5%

*Diferença sobre dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 na soja, milho e trigo e US$ 1,00 no farelo

Cont. jul/12 dez/12

Grupo 4 R$ 904,20 Técnicos nível médio.

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 5,00 6,4% 2,9% 1,50 4,9% -0,6%

FARELO - US$ por tonelada curta (907,2kg)

Cont. mai/12 jul/12

Grupo 2 R$ 811,80 Serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trab. de reparação.

R$ DIA MÊS 710,77 0,54% -2,82% 92,58 -0,18% -1,42% 388,07 -0,50% 1,22% 162,48 -0,01% 1,76%

Soja, milho e trigo: fonte Dossiê:Dinheiro; Cepea/Esalq: mais informações em www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: Sinduscon/PR e Sinduscons regionais R$/m2 MAR ABR %m%ano %12m Paraná 999,84 1001,94 0,21 0,64 8,69 Norte 975,75 977,80 0,21 0,63 7,59 Noroeste 984,29 988,99 0,48 1,57 8,65 Oeste 1000,72 1001,94 0,12 0,44 7,18

Grupo 3 R$ 842,60 Trab. produção de bens e serviços industriais

30 d. 5,2% 4,2% 4,2% 4,2%

1- sc 50Kg, com impostos, posto usina SP; 2 -média à vista da arroba no Estado de SP; 3 - valor à vista saca 60kg posto SP Capital, arábica, bica corrida, tipo 6; 4 - em pluma, cent/R$ por libra-peso (453 gr), posto SP Capital.

ALGODÃO

Grupo 1 R$ 783,20 Trab.s na agricultura.

SEM 0,0% 0,0% 0,0% 0,0%

INDICADORES CEPEA/ESALQ

BOLSA DE NOVA YORK (NYBOT) CAFÉ - US$cents/libra peso (0,453 kg)

CUB PARANÁ

R$ 30,50 30,00 30,00 30,00

FECH. 178,65 180,10

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 1,25 0,1% 3,2% 2,10 0,8% 3,1%

17/05/12 - US$cents/libra peso (0,453 kg)

FECH. 76,65 73,90

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS -0,32 -3,4% -13,1% -0,71 -8,3% -14,4%

*Diferença s/ dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 no café e algodão.

BOLSA DE MERCADORIAS DE SÃO PAULO (BM&F) MILHO - R$/saca 60 kg SOJA FINANCEIRO - US$ saca 60 kg C 32,55 27,35

VP 0,55 -0,05

CN CA 453 1.716 5 127

BOI GORDO - R$/arroba mai/12 out/12

92,66 101,23

-0,63 -0,75

Cont. set/12 nov/12

C 25,10 25,55

VP 0,31 0,25

17/05/12 CN CA 1.842 10.350 316 2.220

CAFÉ - US$/saca 60 kg (arábica) 880 3.974 1.108 11.803

set/12 dez/12

228,40 230,35

3,20 3,35

1.089 629

5.267 4.483

C-cotação de fechamento (ajuste diário); VP-variação diária (1 ponto = US$ 1,00 ou R$ 1,00); CN - contratos negociados no dia; CA-contratos em aberto.


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012

Menino se acidenta em material depositado pela prefeitura TEMOR Local não está cercado e mães temem que acidentes mais sérios possam acontecer

Maurício Reale

O menino José Batista da Silva, 9 anos, se acidentou na tarde de terça-feira, 15, quando brincava no meio de manilhas depositadas pela prefeitura de Santo Antônio da Platina, no bairro Jardim Bela Manhã, onde ficam as casas do programa habitacional do governo federal, Minha Casa, Minha Vida.

Segundo a dona de casa, Sandra Mara Batista, 35, mãe da criança, José teve ferimentos na barriga causados por uma queda de uma das manilhas. “Ele estava em cima de uma manilha e, quando caiu, raspou a barriga numa outra”, explicou a mãe. Ela afirma que a prefeitura está empilhando as manilhas e teme que uma delas possa cair em cima de uma criança. “Muitas crianças brincam lá. Eu não deixo meu filho brincar ali, mas às vezes, num descuido, ele escapa e vai lá porque parte do material está praticamente no meu quintal. Fico preocupada porque do jeito que as manilhas estão colocadas pode haver um acidente mais sério”, desabafa a dona de casa. No local moram cerca de 15 famílias. De acordo o fiscal da prefeitura, Janderson Figueredo, a prefeitura está depositando o material no local para cana-

Maurício Reale

Manilhas empilhadas: perigo para as crianças do Bairro Jardim Bela Manhã

JOAQUIM TÁVORA

lizar o Ribeirão Boi Pintado. “Por enquanto tem umas vinte manilhas, mas serão usadas 350”, revelou. Ele também afirmou que vai orientar o responsável pela entrega do material a acomodar as manilhas uma ao lado da outra de forma vertical, para evitar acidentes, mesmo assim, o fiscal alerta para que os responsáveis pelas crianças não permitam que os filhos brinquem no local. “Como não é possível cercar o local, já que a obra deve ser iniciada em alguns dias, eu recomendo que os responsáveis não deixem que as crianças brinquem lá”, orienta. Além das cerca de 15 famílias que já ocupam as casas, mais 46 devem se mudar para o local. Elas chegam à medida que as ligações de água e energia elétrica são feitas. O fiscal não informou quanto tempo vai durar a obra de canalização do ribeirão Boi Pintado.

ATIVIDADE FÍSICA

Supercreche irá gerar 120 novas Municípios conhecem vagas à educação infantil adversários do Dia do Desafio

Com obras em andamento, supercreche irá atender 120 crianças Da Redação

Está em fase de construção o prédio da supercreche no bairro Morada do Vento, em Joaquim Távora. A obra feita em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) irá gerar vagas para 120 alunos no município e tem previsão de ficar

pronta ainda este ano. Com terreno foi doado pela prefeitura, a supercreche terá 564 metros quadrados de área construída, com prédio composto por quatro salas de aulas já com banheiros adaptados, solário, sala administrativa, almoxarifado, refeitório, cozinha, despensa, lavanderia, lactário e vesti-

ário, além de um pequeno anfiteatro. O local atenderá crianças de 0 a 6 anos em dois turnos. A obra com investimento total de R$ 703mil, têm R$117 mil de repasse do executivo e promete aumentar o número de vagas para educação infantil no município, que conta com apenas três creches.

RIBEIRÃO CLARO

Maurício vistoria projeto de sinalização das ruas centrais Da Assessoria

O prefeito de Ribeirão Claro, Geraldo Maurício Araújo (PV), vistoriou essa semana o trabalho de sinalização horizontal das ruas do município. Na primeira etapa, foram incluídas ruas da área central do município e com grande fluxo de veículos e pedestres. Foram investidos cerca de R$ 37 mil para viabilizar a obra, com a utilização de recursos próprios. Nas próximas etapas, outros bairros da cidade serão abrangidos pelo projeto. A sinalização horizontal das ruas complementa o projeto de sinalização vertical com placas, concluído no final de 2011. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) fez a demarcação da faixa divisória central nas ruas Vicente Machado, Wilson Rodrigues de Oliveira e

a delimitação da área destinada a estacionamento. Funcionários das empresas contratadas pela prefeitura executaram o restante do projeto. Foram feitas faixas de pedestres nas ruas Coronel Emílio Gomes, João Pessoa, Expedicionários e em partes da rua Xavier da Silva. Faixas de estacionamento nas ruas João Pessoa e Xavier da Silva completaram o projeto. No total, foi coberta uma área de cerca de 2,2 mil metros quadrados. De acordo com o secretário de Obras, Antônio Carlos Chiarotti, as vias públicas ao redor das escolas também receberam sinalização especial, visando dar mais segurança no embarque e desembarque de alunos. “No futuro outros bairros da cidade serão sinalizados”, antecipou. Segundo o prefeito Geraldo Maurício Araújo, os proje-

tos de sinalização vertical e horizontal tem o objetivo de organizar melhor a cidade, que recebe milhares de turistas e visitantes todos os meses. Outro benefício obtido foi a melhoria na segurança e conforto da população que transita por esses locais todos os dias. “A sinalização é importante para deixar a cidade organizada, bonita e segura para a população e os turistas”, explicou. “Acreditamos que o visual da cidade foi beneficiado”, completou. O prefeito ressaltou a importância do projeto para o turismo, já que preferenciais, pontos turísticos e outros locais de interesse podem ser acessados facilmente. “Queremos com isso facilitar o acesso mesmo para quem nunca esteve em Ribeirão Claro”, concluiu.

Qualquer atividade física é válida para a participação no Dia do Desafio Da Redação com Assessoria

Os municípios do Norte Pioneiro se preparam para o Dia do Desafio, uma campanha de incentivo à prática regular de atividades físicas em benefício da saúde que está marcado para quarta-feira (30). Na edição do ano passado, o evento mobilizou 63 milhões de participantes em 4 mil cidades de 22 países do mundo. As cidades da região conheceram na semana passada os adversários, definidos por um sorteio. De acordo com o SESC/PR, dos 26 municípios da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi) cinco deles vão enfrentar cidades de mesmo porte do Chile, outros cinco da Guatemala, quatro da Bolívia, três da Colômbia, dois de Cuba, dois de El Salvador, dois de Costa Rica, um da Nicarágua e um do Uruguai. Apenas Salto do Itararé vai enfrentar um adversário brasileiro: Arabutã (SC). Veja a tabela completa nesta página. O Dia do Desafio foi criado no Canadá. No inverno de 1983, quando a temperatura em uma pequena cidade chegava a 20 graus negativos, o prefeito sugeriu que, às 15 horas, todos apagassem as luzes, saíssem de casa e caminhassem por 15 minutos ao redor do quarteirão mais próximo. Era

um convite ao exercício do corpo. Pelo total de eletricidade economizada no momento da caminhada, foi possível estimar o número de pessoas envolvidas na atividade. No ano seguinte, a experiência foi compartilhada com a cidade vizinha e ambas realizaram a caminhada juntas, na mesma data e horário. Estava lançado o espírito que definiria o Dia do Desafio dali em diante. A ideia teve sequência e o Dia do Desafio passou a ser realizado todos os anos na última quarta-feira de maio, em todo o mundo. Em 2011, o evento completou 17 anos no Brasil e15 anos no Paraná. O convite à atividade física se estende a todos, envolvendo o poder público de cada cidade, as instituições da sociedade civil, empresas, voluntários locais e os próprios participantes. Pessoas de todas as idades se envolvem em uma competição amigável entre cidades do mesmo porte, na tentativa de mobilizar a maior porcentagem de participantes, tendo como base de calculo o numero oficial de habitantes do município. Segundo os organizadores, a competição é apenas estímulo à participação. Quem sai ganhando são os envolvidos, que exercitam a integração social, a criatividade, a liderança e o

espírito comunitário. Como participar É muito simples participar da campanha de incentivo a pratica regular de atividades físicas. Fique atento à programação da sua cidade para o Dia do Desafio e apóie essa mobilização, organizando pessoas ou grupos para mudar a rotina e praticar atividade física. Neste dia, vale qualquer atividade física como caminhada, ciclismo, corrida, exercícios em empresas, gincanas, jogos, brincadeiras, natação, ações comunitárias (plantio, limpeza em geral) e outras. Não se esqueça de registrar sua participação no 0800-6436690, ou pelo site www.sescpr. com.br. O registro é importante para que a cidade alcance um grande número de adesões que contarão pontos para o resultado final da cidade.


A-6 Cotidiano

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012

Norte Pioneiro registra o menor índice de homicídios em 4 anos ESTATÍSTICA Três assassinatos foram registrados no 1º trimestre; redução de 40% em relação ao mesmo período de 2011 Celso Felizardo

Com três assassinatos registrados no primeir o t r i m e s t r e d e s t e a n o, o Norte Pioneiro - mais p r e c i s a m e nt e a á r e a d e atuação da 12ª Subdivisão Policial e do 2º Batalhão da Polícia Militar - tem o menor índice de homicídios dolosos (com intenção de matar) do Paraná, ao lado d a r e g i ã o d e Un i ã o d a Vitória, localizada no Sul Paranaense. Este número é também o menor dos últimos quatro anos registrado na região, maior apenas que o 3º trimestre de 2007, quando duas pessoas foram assassinadas. Em comparação ao mesmo período do ano passado, a redução foi de 40%, porém se confrontado ao último trimestre do ano passado, a queda é ainda maior, de 62,5%. Os dados são da Secret ar i a E st a du a l d e S e g u -

rança Pública (Sesp) que divulgou ontem o balanço dos crimes cometidos no 1 º t r i m e s t r e d e s t e a n o. Porém vale lembrar que a estatística oficial não leva em conta as mortes posteriores, de vítimas que vão a óbito nos hospitais e nem casos de latrocínio. O delegado-chefe da 12ª Subdivisão Policial, Sérgio Luiz Barroso, comemorou os dados e explicou que a redução dos assassinatos está ligada a intensificação das operações das polícias. “Felizmente vidas foram poupadas e a taxa de violência diminuiu este ano. Com a prioridade no combate ao tráfico de drogas estamos conseguindo reduzir outros crimes que derivam dele”, revela. Segundo Barroso, o homicídio é um crime difícil de prever, porém a eficiência do trabalho policial na rápida elucidação do caso e do pedido de prisão do

acusado é essencial. “Esta é a resposta que podemos dar em casos de assassinatos, pois quando o crime fica sem solução, aumenta a sensação de impunidade e a insegurança”. Ap e s a r d a t r a n q u i l i dade do início do ano, o segundo semestre aponta um aumento na violência. Neste fim de semana, uma p essoa foi assassinada a facadas durante um show em Cambará e outras duas estão internadas em estado crítico após serem baleadas. Uma das vítimas é de Santo Antônio da Platina e a outra é de Jundiaí do Sul (leia mais sobre os dois casos nesta página). Paraná Ainda no Norte do Estado, na região de Cornélio Procópio houve diminuição de 75% nos crimes de homicídios dolosos (de 20 para 5). O total de homicídios dolosos em todo o Paraná foi de 807 no pri-

Para Barroso, redução da violência está ligada a intensificação das operações policiais

meiro trimestre deste ano, quatro a mais em relação ao mesmo período do ano passado. Houve queda nas ocorrências em 48% das 23 regiões monitoradas e estabilidade em 13%. Curitiba O relatório estatístico

registrou redução de 10% no número de homicídios d ol o s o s e m Cu r it ib a no primeiro trimestre. Foram 170 assassinatos, contra 189 no mesmo período do ano passado. Somados aos números de toda a Região Metropolitana de Curitiba

(RMC) – que registra cerca de 50% dos casos de homicídios dolosos no Paraná -, a queda fica em 4%. Na re g i ã o me t rop ol it ana , o número de casos ficou estável, com 223 ocorrências neste ano, contra 220 no ano passado.

JUNDIAÍ DO SUL

SEGURANÇA

PM anuncia escola de formação Após ser baleado, motorista para 30 soldados em Jacarezinho é transferido para Londrina Ricardo Almeida / ANPR

Celso Felizardo

Anúncio foi feito pelo comando da PM e por Richa em solenidade no Palácio Iguaçú Da Assessoria

O comando geral da Polícia Militar do Paraná anunciou na manhã de ontem, em Curitiba, a contratação de trinta novos praças para o 2° Batalhão da Polícia Militar, sediado em Jacarezinho, e a instalação de uma escola de formação na unidade, onde serão treinados os novos soldados. A confirmação da notícia foi feita pessoalmente pelo comandante geral da Polícia Militar do Paraná, Coronel Roberson Luiz Bondaruk, ao deputado estadual Pedro Lupion (DEM), durante a solenidade no Palácio Iguaçu em que o governador Beto Richa (PSDB) oficializou a incorporação de 3.120 policiais militares, civis e bombeiros, que passam a integrar as forças de segurança pública do Estado. Também foi confirmado que em outubro serão integrados mais trinta policiais militares no mesmo Batalhão. A medida atende a pedidos do deputado estadual Lupion encaminhados no dia 29 de março deste ano ao Comando da PMPR e ao Secretário de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar. No documento enviado, Lupion expôs

que a região de abrangência da 23ª AISP (Área Integrada de Segurança Pública), possui um efetivo de pouco mais de trezentos homens para atender uma população estimada em 300 mil habitantes. “É notório que com um efetivo maior o trabalho será mais bem distribuído, evitando sobrecarregar de tarefas o atual efetivo de homens”, destacou o parlamentar. O deputado lembrou, também, que o efetivo atual, que já é bastante baixo, vinha se reduzindo ano a ano, uma vez que desse total, cerca de 10% já se encontram aptos a se aposentar, o que agravava ainda mais a situação do déficit policial na região. Segundo o deputado Pedro Lupion, que é Membro da Comissão de Segurança Pública Estadual da Assembleia Legislativa do Paraná, após várias conversas mantidas com o comandante do 2° BPM, tenente-coronel Aírton Sergio Diniz, com a corporação e a própria população, surgiu a necessidade de se buscar uma resposta efetiva à questão, de extrema importância, que é a segurança pública. “O efetivo de homens hoje é responsável pela segurança direta do cidadão, do policiamento ostensivo no trânsito,

na área escolar, na patrulha rural, ambiental e outras atividades, é claro que há segmentos que são prejudicadas pelo baixo número de homens”, aponta o parlamentar. “Recebo com satisfação a notícia da manutenção no 2° BPM , nesse primeiro momento, dos trinta policiais e posteriormente, em outubro mais trinta. Esse é o resultado de um trabalho de cooperação e união. Agradeço o atendimento, de imediato da nossa solicitação, pelo Secretário de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar, e pelo Comando da PMPR, Coronel Bondaruk. Agradeço ao Coronel Diniz do 2.° BPM, por todo seu envolvimento na questão”, enfatiza Pedro Lupion. De acordo com o parlamentar novas solicitações serão encaminhadas visando aumentar, ainda mais, o efetivo policial da região. “Temos um grande parceiro que é o governador Beto Richa, que criou o Programa Paraná Seguro. Essa foi a primeira vitória que conquistamos, há muito trabalho a ser feito ainda na busca de avanços que beneficiarão a segurança e consequentemente toda população do Norte Pioneiro”, completa Pedro Lupion.

Depois de ser atingido p or d ois t i ro s – u m no pé e outro na cabeça – na noite de quarta-feira (16), o motorista da prefeitura de Jundiaí do Sul, Alexandre Negreiros Alves Lima, conhecido como ‘Marcha Lenta’, segue internado em estado grave no Hospital Universitário de Londrina. Ele estava na Praça Matriz da cidade por volta das 22h30 quando foi abordado por quatro pessoas. Um deles, identificado pela vítima como Johnny, morador do bairro rural Matida, disparou duas vezes contra Lima. Um dos tiros

penetrou pela mandíbula, abaixo do nariz, e saiu pela região cervical, próximo à orelha. Em seguida, eles fugiram em um veículo de cor escura. As testemunhas não souberam precisar se era um VW Gol ou um GM Celta. Lima foi atendido e encaminhado ao Hospital Municipal de Jundiaí do Sul. No caminho, os socorristas foram ameaçados p elos autores do crime. A ambulância que levou L ima até L ondr ina te ve de ser escoltada por uma viatura da Polícia Militar. Segundo a polícia, além de Johnny, outro suspeito é um primo dele, que não

é morador da cidade. Ontem, as equipes das p ol í c i a s C iv i l e Mi l it ar fizeram buscas pela cidade. A reportagem tentou contato com o delegado de Ribeirão do Pinhal, Tr i s t ã o B o r b o r e m a d e C ar valho, mas ele est ava invest igando o c as o. Po r é m , d e a c o r d o c o m o delegado-chefe da 12ª Subdivisão Policial, Sérgio Luiz Barroso, a polícia já tem pistas dos acusados, que devem ser detidos em breve. Os policiais ouviram o irmão da vítima e o u t r a s t e s t e mu n h a s d o c a s o, p o r é m a i n d a n ã o conseguiram descobrir a motivação do crime. Márcio André de Paulo

RECONHECIMENTO O Tiro de Guerra de Cambará homenageou neste fim de semana o expedicionário sargento Emanuel Marques no batismo da turma de 2012. Os atiradores destacaram a bravura do militar de Cambará que defendeu os ideais de liberdade e justiça nos campos de batalha na Itália em prol da paz mundial. Além de Marques, o sub-tenente Josemberg Magno de Oliveira rendeu homenagens ao Rotary e Lions Club, além de membros do Corpo de Bombeiros, comerciantes e às mães dos atiradores.


Esporte A-7

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012 Michael Schumacher parece não contar mais com o prestígio de seus compatriotas. Em pesquisa feita pela agência de marketing alemã Promit, 55,4% dos entrevistados afirmaram que o piloto deve se aposentar ao fim da temporada. Correndo pela Mercedes, Schumacher ocupa a 18ª posição no Mundial de Pilotos, com apenas dois pontos conquistados em cinco corridas.

Tinga trocará Porto Alegre por Belo Horizonte. Nesta quinta, o Internacional surpreendeu e oficializou o negócio. O meia de 34 anos se acertou com o Cruzeiro e já deixa o Beira-Rio imediatamente. Em Minas Gerais, o atleta assinará um contrato de três temporadas. A decisão de deixar o clube gaúcho levou em conta a chegada de Celso Roth no time mineiro.

Magnano convoca seleção com Nenê e Leandrinho BASQUETE Grupo deve treinar durante cerca de um mês, fazer uma sequência de amistoso e ser definido Das Agências

Rúben Magnano perdoou o histórico de ausências de Nenê e Leandrinho na seleção. Ontem, o técnico argentino convocou a seleção brasileira que vai se preparar para os Jogos Olímpicos e incluiu os dois jogadores da NBA, que se notabilizaram por recusas recentes aos chamados da equipe nacional. “O bate-papo que eu tive com eles [nos EUA] foi o que me levou a dar uma nova chan-

ce a eles. São coisas pessoais, mas vocês devem confiar na minha avaliação, que foi muito séria”, disse Magnano, cujo contrato com a seleção foi renovado até os Jogos Olímpícos de 2016. Os dois fazem parte de uma lista de 13 nomes que Magnano vai reunir no Brasil para treinar antes da Olimpíada, torneio que o Brasil não disputa há 16 anos. O grupo deve treinar durante cerca de um mês, fazer uma sequência de amistoso e aí, enfim, ser definido. Como Rafael Hettsheimeir está lesionado e deverá ser submetido a uma cirurgia, o grupo dos 12 que vão a Londres está praticamente definido. Além dos jogadores listados por Magnano, Ricardo Fisher, de São José, e Ronald, do Brasília, também devem se apresentar, mas apenas para compor os treinamentos. O treinador ainda deixou aberta a possibilidade de al-

guns atletas que estão no SulAmericano serem integrados até o fim do processo. A convocação de Nenê e Leandrinho foi o grande assunto do basquete nacional nos últimos meses. Logo após a conquista da vaga, o presidente da CBB, Carlos Nunes, chegou a dizer que era contra o retorno da dupla. O ala Alex foi pelo mesmo caminho e chegou a gerar um mal-estar ao dizer que só havia visto Nenê na seleção “algumas vezes” em 11 anos. Magnano sempre se manteve distante da briga. Apesar de já ter barrado, na Argentina, atletas que recusaram convocações, ele sempre deixou claro que poderia chamar os jogadores da NBA novamente. A última vez que Nenê vestiu a camisa da seleção foi em 2007, no Pré-Olímpico disputado em Las Vegas. Já Leandrinho esteve no Mundial de 2010, na Turquia. Desde

N OTAS

Arquivo

Nenê volta a seleção depois do Pré-Olímpico de 2007

a conquista da vaga, em 2011, ambos manifestaram interesse de vestir a camisa da seleção e explicaram os problemas anteriores. Especificamente no ano passado, Nenê não foi por conta do nascimento de seu filho e Leandrinho por uma lesão no punho.

Além dos dois jogadores da NBA, Magnano também convocou o norte-americano Larry Taylor, recentemente naturalizado brasileiro. O jogador do Bauru deve servir como uma opção a Marcelinho Huertas na armação, posição carente dentro da seleção.

NO PACAEMBU

Jogadores do Corinthians valorizam empate fora e projetam classificação Das Agências

Os jogadores do Corinthians desembarcaram na manhã de ontem, 17, no aeroporto de Cumbica e comentaram o resultado de 0 a 0 diante do Vasco em São Januário, na primeira partida das quartas de final da Libertadores. Para os corintianos, o resultado foi bom, já que uma vitória simples dá a vaga para o alvinegro paulista. "Libertadores é fundamental isso. Se você conseguir o empate fora e vencer em casa vai conseguir ser campeão, então é uma competição que temos de saber

jogar para não tomar gol", analisou o meia Danilo. Já Alex lamentou a equipe não ter feito gol fora de casa, o que daria vantagem ao Corinthians, mas ainda assim considerou um bom resultado o empate sem gols entre as equipes. "Um gol fora seria melhor, mas segue equilibrado e não deixa de ser um bom resultado." O goleiro Cassio reclamou das condições do gramado, que tinha muita lama devido à chuva que caiu no Rio de Janeiro nos últimos dias, e manteve o mesmo discurso. "O time suportou bem, tivemos

chances, mas sabemos como é difícil jogar fora. Acho que foi um bom resultado, agora vamos em casa tentar ganhar." A partida de volta entre Corinthians e Vasco pela Libertadores será na próxima

SELEÇÃO

Mano corta Daniel Alves, mas ainda pensa em substituto Das Agências

O técnico Mano Menezes anunciou ontem, 17, o corte do lateral-direito Daniel Alves dos amistosos da seleção brasileira contra Dinamarca (26 de maio), Estados Unidos (30 de maio), México (3 de junho) e Argentina (9 de junho). O jogador do Barcelona sofreu uma fratura na clavícula direita, que o deixará afastado por seis a oito semanas do futebol, de acordo com previsão do clube. O treinador da seleção brasileira ainda não definiu se convocará um substituto para Daniel Alves. Na relação inicial, o outro lateral-direito chamado foi Danilo, do Porto. "Mano Menezes está analisando a possibilidade de convocar outro jogador para os amistosos", afirma a CBF, em nota oficial publicada no seu site. Daniel Alves sofreu a lesão durante um treinamento

do Barcelona e foi operado na quarta-feira. Com isso, o lateral-direito vai desfalcar o seu time na final da Copa do Rei e a seleção brasileira nos próximos amistosos. Ele também era um dos mais cotados para ficar com uma das três vagas para jogadores acima de 23 anos que farão parte da seleção olímpica. Mas, com a lesão e o período sem jogar, dificilmente ele irá aos Jogos de Londres. Ao anunciar o corte de Daniel Alves, a CBF disse que a decisão foi tomada após conversa de Mano com o jogador. A confederação lamentou não ter sido comunicada oficialmente pelo Barcelona. "Embora o Departamento Médico da CBF não tenha recebido o laudo oficial sobre a lesão Daniel Alves, o técnico Mano Menezes conversou ontem com o jogador, e ficou decidida então a sua desconvocação", disse.

quarta-feira, dia 23, às 22h, no Pacaembu. A equipe que vencer se classifica para as semifinais. Em caso de empate com gols, a vaga fica com o Vasco. Um novo 0 a 0, e a decisão vai para os pênaltis.

Aumentou O canteiro de obras da nova arena do Palmeiras ficará maior. A direção do clube e a WTorre desenham a construção de um hotel próximo ao estádio, a exemplo do que ocorrerá com o Morumbi. Uma das ideias discutidas é trazer do exterior restaurantes badalados, além de instalar lá um bar no estilo das choperias alemãs, o que já vem sendo planejado. Os frequentadores do Shopping Bourbon de São Paulo são outro público-alvo. Crédito fácil Um forte candidato a estampar sua marca na nova arena do Palmeiras, por meio da aquisição dos naming rights do estádio, é uma famosa empresa que opera na área de cartões de crédito. A negociação teve início há alguns meses. Caixa rápido Ameaçada de ficar fora da Copa das Confederações devido ao atraso nas obras, a Arena Pernambuco acabou de receber a primeira parcela do financiamento de R$ 250 milhões contratado junto ao Banco do Nordeste do Brasil (BNB). Dirigido No valor de R$ 50 milhões, o recurso será utilizado diretamente na execução das obras do estádio. Discreto O São Paulo torce para que o caso Oscar perca destaque dentro do noticiário. Avalia que a comoção pelo fato de o atleta ficar impedido de jogar influenciou as recentes decisões do TST (Tribunal Superior do Trabalho) favoráveis ao meia. Racional Entre cartolas do Morumbi acredita-se que, enquanto as decisões eram estritamente técnicas e tomadas com parcimônia, a Justiça esteve ao lado do São Paulo. Bolada O valor da indenização paga pela CBF a Paulo Dutra, supervisor da seleção feminina, por conta de sua demissão pela atual gestão da confederação, ultrapassou R$ 90 mil, mesmo após deduzidos os descontos. In loco O ministro Aldo Rebelo acertou com a Odebrecht ida ao Itaquerão na próxima terça-feira para uma visita de acompanhamento. Pode participar, no mesmo dia, de uma reunião da secretaria da Copa, que já estava marcada, na qual está prevista a presença de Gilberto Kassab. Pimenteira e arruda A quem pergunta se Wesley foi um bom investimento para o Palmeiras, o presidente do clube, Arnaldo Tirone, lança mão da superstição para responder: "Eu não tenho culpa se muita gente andou botando olho gordo em cima dele". Estreia A nova fornecedora da Ponte Preta, que gerenciará lojas temáticas do time, será a Pulse. O clube de Campinas, que receberá royalties pela venda de material esportivo, será seu primeiro cliente neste formato.


cmyb

A-8 Cidades

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012

Joaquim Távora investe mais de R$1milhão em pavimentação REGIÃOMais de 18 mil metros quadrados de blocos sextavados começam a ser instalados no bairro Asa Branca Aline Damásio

A prefeitura de Joaquim Távora iniciou esta semana a execução das obras de pavimentação do bairro Asa Branca, onde serão colocados mais de 18 mil metros quadrados de calçamento com pedras sextavadas, além da construção de sarjetas. Com investimento de mais de R$ 1 milhão, a obra é resultado de uma emenda do orçamento do Deputado Federal André Vargas através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2). A pavi-

mentação contará ainda com uma contrapartida de R$59 mil da prefeitura. As ruas do bairro ainda terão paisagismo, calçadas dentro das normas de acessibilidade e sinalização viária com prazo de conclusão de até doze meses. A obra vai beneficiar mais de três mil moradores, inclusive das ruas conhecidas como ‘bairro Cohapar’. De acordo com o prefeito Claudio Revelino (PR), o calçamento das ruas é uma reivindicação antiga da comunidade. “Há vários anos a população reclamava da poeira e das pedras no

local. A utilização de lajotas irá proporcionar, além de mais agilidade nas obras, uma estética melhor às vias urbanas com qualidade, além da fácil manutenção e maior tempo de durabilidade, valorizando o bairro”, afirmou. A obra no bairro Asa Branca se junta a outras pavimentações já concluídas em Joaquim Távora, como a bairro São Gabriel que teve 2,4 mil metros quadrados de calçamento feitos com recursos próprios do executivo, investimento de R$30 mil que beneficiou mais de 40 famílias. Também foi concluída este ano, a revitalização da Avenida Getúlio Vargas, que teve recapeamento asfáltico, construção de rampas para acesso de cadeirantes e pintura de faixas de pedestre. Mais de 60 foram construídas desde o

Aline Damásio

Pavimentação com blocos sextavados teve início esta semana no Bairro Asa Branca

Posto de Saúde Central até a empresa Maná Alimentos. A Rua Tenente Ubirajara de Souza, no trecho próximo ao Hospital Doutor Lincoln

Graça também passou por melhorias e teve trocadas as lajotas sextavadas que estavam deterioradas, reivindicação antiga dos moradores.

No total foram recuperados 870 metros quadrados com lajotas sextavadas, investimento de R$ 30 mil provenientes do executivo.

MATERIAIS RECICLÁVEIS

Barracão da Acomar volta a funcionar após ter sido destruído pelo fogo Da Associação

Um incêndio ocorrido no dia 08 do mês passado destruiu parte do barracão e do material da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Arapoti (Acomar), que fica no Distrito Industrial. A intensa fumaça preta causada pelo fogo foi avistada pelo

dono de um outro barracão próximo, que imediatamente acionou os bombeiros. De acordo com a ocorrência registrada pelo Corpo de Bombeiros, o local estava “tomado por fumaça, e no interior foi identificado mais de um foco de incêndio, o que dificultou os trabalhos, além de todas as entradas estarem fechadas”. Não

Incêndio ocorreu em fevereiro e destruiu parte do barracão

há indícios de que o fogo tenha se iniciado por problemas na fiação elétrica. Entre os danos causado pelo incêndio estão o forro, telhas de eternit, fiação elétrica e a porta que precisou ser arrombada para a entrada dos bombeiros. Além dos 2,6 mil quilos de materiais recicláveis que lá se encontravam, como papelão, garrafas pet e latas de alumínio. Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, isto corresponde a aproximadamente uma semana de trabalho dos catadores. Pouco mais de um mês depois do ocorrido, o barracão se encontra funcionando novamente. A Prefeitura realizou os reparos necessários e os nove associados da Acomar já podem utilizar o espaço com segurança. Acomar - A Associação de Catadores de Materiais

2,6 mil quilos de materiais recicláveis foram perdidos com o incêndio

Recicláveis é apoiada pela Prefeitura Municipal de Arapoti, que sede o barracão para o armazenamento dos materiais, o caminhão de coleta (Lixo Limpo), a prensa, a balança e o carrinho hidráulico. O ganho dos associados fica por conta

da venda dos recicláveis. Os lucros são divididos igualmente entre os catadores. Lixo Limpo - É o programa de recolhimento separado da parte do lixo que pode ser reciclado. Devem ser separados para a coleta seletiva (Lixo

Limpo): papel, plástico, metal, vidro e óleo vegetal (dentro de garrafas pet). Resíduos orgânicos (restos de comida e papéis molhados ou engordurados) e rejeitos (papel higiênico, fraldas, absorventes e curativos) vão para o lixo comum.

JACAREZINHO

Mutirão contra dengue será neste sábado

Arquivo

Equipes estarão recolhendo o lixo retirado pelos moradores Da Assessoria

A Prefeitura Municipal de Jacarezinho pede a toda população do Município, que contribua no combate a dengue. Neste sábado, 19, a partir das 08h, várias equipes estarão recolhendo os sacos de lixo distribuídos aos moradores para coleta dos resíduos. A ação faz parte das atividades desenvolvidas pelo Comitê Intersetorial de Combate a Dengue. É necessário que os moradores retirem da sua casa e quintal

tudo o que possa acumular água: latas, sacos plásticos, pneus, garrafas, papéis e potes plásticos de todas as espécies. “Cerca de 250 pessoas de todos os setores da Prefeitura Municipal estarão envolvidas no arrastão. Vale lembrar que quem quiser nos ajudar no mutirão pode se dirigir até a Unidade Básica de Saúde (UBS) do seu bairro”, observou o diretor da Vigilância Sanitária e responsável pelo trabalho de controle da dengue, Luís Carlos Ferreira.

cyan magenta yellow black


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012

Geral

B-1

www.tribunadovale.com.br

Começam obras na Casa da Cultura Platinense

Tanosite.com

ESTRUTURAEnquanto empresa de engenharia trabalha para corrigir as rachaduras e drenagem das paredes, a parte interna do prédio também vai sendo reestruturada Da Redação/Tanosite

A empresa de engenharia Dall Bianco, contratada pela prefeitura para executar as obras de segurança do prédio

da Casa da Cultura Platinense iniciou ontem os trabalhos. O diretor do departamento de Cultura da prefeitura Carlos Alberto Carlos Alberto Annunciação disse que a em-

presa tem 60 dias para realizar os serviços de drenagens e reestruturação das paredes. “Enquanto isso, vamos trabalhando na parte interna. O que realmente importa é que Tanosite.com

Funcionários da empresa de engenharia trabalham para corrigir as rachaduras das paredes

A parte interna do prédio também está sendo trabalhada

a prefeita Maria Ana Pombo (PT), teve a coragem de fazer essa obra para devolver o espaço à população. As rachaduras existem há mais de 15 anos e nenhum antecessor teve coragem de, pelo menos, iniciar esse procedimento”, disse. Segundo Carlos, nesse momento, estão sendo executadas as obras que conferem segurança ao local. “São quatro itens nesse setor: corrigir as rachaduras, trocar todo o telhado, arrumar o sistema elétrico e o forro. Depois que a parte de segurança estiver resolvida, vamos então trocar as poltronas, substituir o projetor e colocar as travas de segurança. Fica para o fim, a pintura, ou seja, a estética”, explicou. O Cine Teatro Palace, de acordo com o diretor de Cultura, foi inaugurado em 1954. “Nessa época, o forro era feito de papelão prensado. Agora,

estamos em processo licitatório para colocar no lugar fibra mineral autoextinguível, ou seja, em caso de incêndio, ela inibe a propagação do fogo”, contou. Obedecendo a lei de acessibilidade, será construído um banheiro apropriado para cadeirantes e demais pessoas com dificuldades de locomoção. “Ele será instalado ao lado do sanitário feminino, onde era o escritório”, disse. Questionado sobre a demora do início das obras, o diretor disse que a prefeitura aguardava recursos prometidos do governo federal e estadual. “Como até agora essas verbas não foram liberadas, a prefeita decidiu realizar a obras com recursos municipais. Ela está sendo muito corajosa, porque esse prédio tem inúmeros problemas. Mas se futuramente esses recursos chegarem vamos aproveita-los

da melhor maneira possível, colocando o que há de melhor no prédio”, disse. Para Carlos, antes mesmo do final do ano, o espaço estará aberto ao público com toda a segurança. “Não se resolve problemas de rachaduras com massa corrida. Isso é uma maneira de maquiar o defeito. O que estamos fazendo é eliminar os problemas que causavam as rachaduras”, disse. O espaço, depois de aberto ao público, deverá ser utilizado também para oficinas de dança, música, teatro, cinema, etc. “O Piano de caldas que temos aqui está sendo afinado a cada seis meses. Ele também estará disponível aos alunos de música”, afirmou concluindo: “Entregar o espaço com toda a segurança necessária à população até o final do ano, é uma questão de honra da prefeita e minha também”.

BALANÇO

Hospital dos Olhos comemora um ano em Cornélio Procópio Assessoria de Imprensa

O Hospital dos Olhos de Cornélio Procópio comemorou um ano de atividade em março. Neste período foram realizadas 18.793 consultas a pacientes com problemas de visão. Ao todo foram realizados, também, 494 procedimentos cirúrgicos. Segundo o médico José Haggi Sobrinho, diretor do hospital, a qualidade no atendimento e a profissionalização transformaram o Hospital dos Olhos de Cornélio Procópio em um centro de excelência em oftalmologia. “Em um ano, conseguimos diminuir os problemas de visão que acometem pacientes de Cornélio Procópio e região e, desta forma, livramos centenas de pessoas

de permanecer na escuridão, com cegueira total ou parcial”, comemora o médico. José Haggi Sobrinho é formado pela Faculdade Evangélica do Paraná (1995), especializou-se em Oftalmologia nas áreas de córnea, cirurgia de catarata e retina. Em agosto de 2005 fundou o “Hospital dos Olhos do Norte Pioneiro” que atende centenas de consultas/ mês. O hospital mantém convênio com Unimed, Secretaria de Atenção à Saúde (SAS) e Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade jacarezinhense atende 22 cidades do Norte Pioneiro. BALANÇO — Em um ano de atividades em Cornélio Procópio, o Hospital dos Olhos realizou 18.793 consultas. Destas, 160 pacientes foram submetidos a exames de laser, 36

de retinologia e 28 de cirurgia plástica. O Hospital realizou, ainda, 3900 exames de topografia computadorizada e a mesma quantidade de campimetria computadorizada. “São números que mostram o compromisso da equipe de profissionais do Hospital dos Olhos com a saúde ocular. Nosso objetivo é garantir que o paciente do Norte Pioneiro e do Norte do Paraná recebam tratamento de qualidade, feito por profissionais altamente qualificados, que atendem tanto os pacientes de convênios e particulares quanto os do SUS. Todos têm a mesma qualidade no atendimento”, conclui o médico José Haggi Sobrinho. O Hospital dos Olhos de Cornélio Procópio fica na rua Anchieta, 1083 (fone: (43) 3523-0221).

Técnica de Enfermagem Doriane Albino inicia preparação de paciente do Hospital dos Olhos

Em um ano, Hospital dos Olhos atendeu mais de 18 mil pacientes de Cornélio Procópio e região

cyan magenta yellow black


B-2 Atas&Editais Notas Fiscais Extraviadas Declaramos para devidos fins o extravio de notas fiscais do produtor nº 36,37 e 38 em nome de Aloizio Jesus Levatti, Propriedade Estancia Nossa Senhora Aparecida, Bairro Conselheiro Zacarias, Município Santo Antonio da Platina -PR INCRA – 7121830157686. Com esta publicação fica sem valor comercial. Santo Antônio da Platina, 18/05/2012. a)Aloizio Jesus Levatti . SÚMULA DE PEDIDO DE AUTORIZAÇAO AMBIENTAL PARA ATIVIDADE DE TRANSPORTE DE RESIDUOS PERIGOSOS E NÃO PERIGOSA CLASSE I E II. O Grupo Medic Tec – O.M. S AMBIENTAL LTDA ME torna público que requereu junto ao IAP, AUTORIZAÇAO AMBIENTAL PARA ATIVIDADE DE TRANSPORTE DE RESIDUOS PERIGOSOS E NÃO PERIGOSA CLASSE I E II, sito á Avenida Marginal, 4.579, Sala 02, Parque Industrial I, Saltinho, na cidade de Siqueira Campos – Paraná. PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE HOMOLOGAÇÃO MODALIDADE: Pregão Presencial Nº 18/2012 OBJETO: Aquisição de Vidros para o Departamento de Obra do Município de Tomazina, Estado do Paraná. VALOR: R$ 108.845,00 (cento e oito mil oitocentos e quarenta e cinco reais). O Prefeito Municipal de Tomazina, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, torna público para todos os efeitos e fins legais, principalmente que HOMOLOGOU o julgamento da Comissão Permanente de Licitação, realizado em sessão de 26/04/2012, relativo à Licitação – Modalidade – Pregão Presencial nº 18/2012, que adjudicou o objeto em destaque supra, em favor do licitante: P L Sene Rocha. Junte-se ao procedimento; Publique-se; Gabinete do Prefeito Municipal de Tomazina Tomazina, 03 de maio de 2012. GUILHERME CURY SALIBA COSTA - PREFEITO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA EXTRATO CONTRATO Contratado: P L Sene Rocha. Pregão Presencial Nº: 18/2012. Objeto: Aquisição de Vidros para o Departamento de Obras do Município de Tomazina. Valor: 108.845,00 ( cento e oito mil oitocentos e quarenta e cinco reais). Vigência: 31/12/2012 Tomazina, 03 de maio de 2012

CÂMARA MUNICIPAL DE JUNDIAÍ DO SUL ESTADO DO PARANÁ EDITAL DE CONVOCAÇÃO O Presidente da Câmara Municipal de Jundiaí do Sul, Estado do Paraná, CONVOCA a população em geral e as Entidades representativas do Município, para participarem da Audiência Pública para apreciação do Relatório Resumido da Execução Orçamentária, relativo ao 1º Quadrimestre do Exercício Financeiro de 2012, a ser realizada no dia 29 de maio de 2012, às 14h00min na Câmara Municipal, situada a Rua Anchieta, nº. 192 em Jundiaí do Sul – PR. Jundiaí do Sul, 15 de maio de 2012. Eclair Rauen Presidente da Câmara PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ TERMO DE HOMOLOGAÇÃO LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇO Nº 15/12. OBJETO: CONTRATAÇÃO DE UM MÉDICO PARA O PSF. Em cumprimento ao disposto no art.109, parágrafo 1 da Lei 8.666, de 21 de junho de 1993, torna-se público o resultado da licitação em epígrafe, apresentada a empresa vencedora: MEDICAL-CLINICA MÉDICA CALIXTO LTDA, perfazendo um valor total da licitação de R$ 138.000,00 (cento e trinta e oito mil). Barra do Jacaré, 17 de maio de 2012 EDIMAR DE FREITAS ALBONETI - Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ AUDIENCIA PÚBLICA A PREFEITURA E CAMARA MUNICIPAL DE CAMBARÁ-Estado do Paraná, de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal ,convidam autoridades e toda a população em geral, e as entidades representativas do Município, para participar da AUDIENCIA PÚBLICA, visando a apreciação das Despesas realizadas referente ao 1º Bimestre do exercício de 2012 , do Município de Cambará-Estado do Paraná a ser realizada no recinto da CAMARA MUNICIPAL , no dia 30 de maio de 2012, (quarta feira), à partir das 15,00 horas. Cambará- P r, 17 de maio de2012 JOSÉ SALIM HAGGI NETO - Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ DECRETO No 018/2012 Dispõe sobre a concessão de Pensão por Morte do servidor que menciona. O Diretor-Presidente do Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Cambará, Sr. Juliano Ribeiro Michelato, no uso das atribuições conferidas pelos arts. 21 e 59, I, da Lei 1.192/2001, publicada em 20/10/2002, em especial os Decretos nºs 993/2007, Art. 19, IV, e 1.262/2012, resolve: DECRETA: Art. 1o – Fica concedida a PENSÃO POR MORTE do servidor TIMOTEO YAMÁ KAIO, portador do RG nº 16.267.809-SSPSP, com proventos integrais, com base no art. 40, parágrafo 7º e 8º, da CF., à sua cônjuge RUTE DOS SANTOS KAIO, portadora do RG nº 4.553.361-1/ SSPPR, CPF nº 635.525.319-04, na modalidade PENSÃO VITALÍCIA, e ao filho menor MATHEUS SHINJI KAIO, portador da Certidão de nascimento lavrada no cartório cível das pessoas naturais da comarca de Cambará,Pr., no Livro-E-002, Folha 089, Termo 000517, na modalidade PENSÃO TEMPORÁRIA. Parágrafo Único – Os beneficiários perceberão cotas de 50%, no valor de R$ 1.125,13 (Hum mil, cento e vinte e cinco reais e treze centavos), mensais, cada uma, a partir de 28/04/2012, com base nos artigos 230 Parágrafos 1º e 2º, e 231, I “a”, e II “a”, da Lei Municipal nº 1.191/2001. Art. 2o – A pensão de que trata o Artigo anterior terá como base o último salário percebido pelo então servidor falecido, no valor de R$ 2.250,26 (Dois mil duzentos e cinqüenta reais e vinte e seis centavos). Art. 3o - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos à data de 27 de abril de 2012. Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 17 de maio de 2012. JULIANO RIBEIRO MICHELATO PREFEITURA MUNICIPAL DE CONSELHEIRO MAIRNCK TERMO DE HOMOLOGAÇÃO - PREGÃO PRESENCIAL Nº 011/2012 Objeto: Aquisição de carnes frescas e derivados para atender às necessidades dos diversos departamentos da administração, até 31 de dezembro de 2012, Com base nas informações constantes do Processo nº 016/2012, referente ao Pregão Presencial nº 011/2012 e em cumprimento aos termos do artigo 43, inciso VI, da lei nº 8.666/93 e alterações posteriores, acolho o relatório e HOMOLOGO o procedimento ora escolhido, em favor das empresas: EDUARDO OLIVEIRA ROCHA CNPJ: 08.702.948/0001-09 – Vencedor dos seguintes itens: 3,4,7,9, 10,17,20,21, no valor total de R$ 59.272,00 (Cinquenta e nove mil duzentos e setenta e dois reais e vinte e um centavos); MA. ISHIBASHI MINEMERCADO CNPJ: 11.447.419/0001-02 – Vencedor dos itens: 01 ,02,05,06,08,11,12,14,15,16,18,19, no valor de R$ 71.066,40 (Setenta e um mil sessenta e seis reais e quarenta centavos); L. DE LIMA MINEMERCADO CNPJ: 05.979.427/0001-05, Vencedor do item: 13, no valor total de R$ 3.500,00 (Três mil e quinhentos reais); Com base no Decreto nº 3.555/2000 e Art 4º, inciso XXII da Lei nº 10.520/2002, em conseqüência, fica convocada a proponente para a assinatura do instrumento de contrato, nos termos do art. 64, caput, da Lei nº 8.666/93, sob pena de decair o direito à contratação sem prejuízo das sanções previstas no art. 81 desta lei. Conselheiro Mairinck, 17 de Maio de 2012. Juarez Lélis Granemman Driessen Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL LEI Nº. 1.544/2012 SÚMULA: Dispõe sobre a habitação de interesse social, cria o Fundo Municipal de Habitação — FMH e o Conselho Municipal de Habitação - CMH do Município de Ribeirão do Pinhal – Estado do Paraná, e dá outras provídéncias. A Câmara Municipal de Ribeirão do Pinhal, estado do Paraná aprovou, E, Eu Dartagnan Calixto Fraiz, prefeito municipal sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO Art. 1º. Fica criado o Fundo Municipal de Habitação do Município de Ribeirão do Pinhal - FMH, com o objetivo de viabilizar recursos financeiros para implementação da política municipal de habitação. Parágrafo único - O órgão de que trata o caput deste artigo, fornecerão os recursos humanos e materiais necessários à consecução dos objetivos do Fundo. Art. 2º. Constituirão recursos do Fundo Municipal de Habitação FMH: I - dotações do Orçamento do Município, classificadas na função habitação e/ou infra-estrutura urbana, inclusive aquelas provenientes de convênios, de repasses, de recursos Federais ou Estaduais e de contratos de empréstimos ou financiamentos, quando previamente autorizadas por lei específica; II - resultados das aplicações financeiras com recursos do FMH; III - recursos provenientes do pagamento de prestações decorrentes de empréstimos, arrendamentos e locações por parte dos beneficiados pelos programas e projetos desenvolvidos com recursos do FMH, inclusive multas, juros e acréscimos legais, quando devidos nas respectivas operações; IV - contribuições e doações de pessoas físicas ou jurídicas, de direito público ou privado, bem como de organizações nacionais ou internacionais; V - receitas advindas da alienação de todo e qualquer bem móvel ou imóvel que tenha sido destinado ao FMH; VI – outros recursos poderão ser direcionados por meio de Decreto Regulamentar do Chefe do Poder Executivo. CAPÍTULO II DAS APLICAÇÕES DOS RECURSOS DO FMH Art. 3°. As aplicações dos recursos do FMH serão destinadas a ações que contemplem: I - Oferta de lotes urbanizados; II - Produção de lotes urbanizados para fins habitacionais; III - Aquisição, construção, conclusão e melhoria de unidades habitacionais em áreas urbanas; IV - Urbanização, regularização fundiária e urbanísticas de áreas ocupadas por população caracterizada como de interesse social; V - Atendimento prioritário à família carente; VI - Aquisição de materiais para construção e reforma de moradia; VII - Garantia de projeto-padrão para a construção de moradias populares; VIII - Assessoria técnica gratuita à construção da casa própria; IX - Apoio para a melhoria de moradias da população de baixa renda; X - Garantia à população carente de meios para a regularização das construções ilegais. XI - Implantação de saneamento básico, infra-estrutura urbana e equipamentos urbanos complementares aos programas e projetos habitacionais; XII - Intervenção em áreas encortiçadas e outras áreas deterioradas, recuperando ou produzindo imóveis para fins habitacionais de interesse social; e XIII - Outras ações que venham ser aprovadas pelo CMH. Art. 4°. Os bens produzidos com os recursos do FMH serão repassados as famílias beneficiárias mediante financiamento, locação social, arrendamento residencial, concessão de direito real de uso, concessão especial para fins de moradia, com ou sem opção de compra e direito de uso. §1º. As decisões do Conselho Municipal relativa à distribução e alocação de recursos do FMH deverão observar condições que garantam o retorno dos recursos. §2°. O Conselho Muncipal de Habitação deverá estabelecer índice de correção monetária segundo o qual os contratos serão firmados com os beneficiários. §3° A aplicação de recursos, quando provenientes de convênios de repasses de recursos e/ou de financiamentos de outras Instituições, observará as respectivas condições de repasses às famílias beneficiadas. Art. 5°. - As receitas descritas no artigo 3º. serão depositadas obrigatoriamente em conta especial a ser aberta e mantida em agência de estabelecimento oficial de crédito. Art 6°. Os recursos só poderão ser destinados às finalidades do FMH, definidos nos artigos 3°., 4°. e 5º. desta Lei, e poderão ser utilizados para despesas administrativas necessárias ao desenvolvimento dos programas, como equipamentos, materiais permanentes, insumos e despesas necessárias à celebração de contratos, à cobrança de prestações, à manutençao de cadastro e controle mutuários e sistema de cobrança e controle de receitas e despesas. Parágrafo único - Quando não estiverem sendo utilizados nas finalidades próprias, os recursos do Fundo para Financiamento da Política Habitacional do Município de Ribeirão do Pinhal poderão ser aplicados no mercado de capitais, de acordo com a posição das disponibilidades financeiras fornecidas pelo Conselho Deliberativo, objetivando o aumento das receitas do Fundo, cujos resultados a ele reverterão. CAPITULO III DAS CONDIÇÕES DE ACESSO À MORADIA Art. 7º. O acesso à moradia deverá ser assegurado aos beneficiários do FMH, garantindo o atendimento prioritário às famílias de mais baixa renda e adotando políticas de subsídios implementadas com recursos do FMH, por meio da concessão de financiamento habitacional, de arrendamento residencial e de outras formas de acesso que não envolvam a transferência de propriedade. Parágrafo único: No atendimento habitacional das famílias de mais baixa renda deverão ser priorizadas as modalidades de acesso à moradia que não envolvam transferência imediata de propriedade, tais como o direito de uso, a locação social, o arrendamento residencial, com ou sem opção de compra. Art. 8º. O Conselho Municipal de Habitação - CMH definirá os parâmetros para a concessão dos subsídios, observada a capacidade de pagamento familiar. Art. 9°. O Conselho Municipal de Habitação - CMH, na definição das normas básicas para a concessão de subsídios, deverá levar em consideração as seguintes diretrizes: I – Os valores dos subsídios, quando possíveis, devem guardar relação inversa com a capacidade de pagamento das famílias beneficiárias; II - Identificação dos beneficiários das políticas de subsídios, em cadastro municipal, de modo a controlar a concessão dos benefícios. III - Concessão do subsídio como benefício pessoal e intransferível, concedido com a finalidade de adequar a capacidade de pagamento do(s) beneficiário(s) para o acesso à moradia, ajustando-a ou ao custo do serviço de moradia, compreendido como retribuição de uso, aluguel, arrendamento, financiamento ou outra forma de pagamento pelo direito de acesso a habitação; IV - Suspensão ou revisão do beneficio, no caso de alterações nas condições que lhe deram causa ou inadimplemento contratual voluntário. Art. 10. Nos financiamentos à pessoa física, o subsídio poderá ser concedido no ato da contratação ou no encargo mensal. §1º. O subsídio concedido no ato da contratação tem como objetivo assegurar a compatibilidade entre o valor do imóvel, ou seu custo de produção e a capacidade financeira do beneficiário. §2º. O subsídio no encargo mensal poderá compreender a equalização da taxa de juros do financiamento. Art. 11. O Conselho Municipal de Habitação - CMH poderá, face as particularidades das intervenções, estabelecer subsídios específicos para cada projeto, podendo alcançar até o valor total dos custos dos investimentos. CAPÍTULO IV DO CONSELHO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO Art. 12. Fica criado o Conselho Municipal de Habitação – CMH, com órgão de planejamento da política habitacional do Município, em caráter

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012 permanente e deliberativo. Parágrafo único: O Conselho Municipal de Habitação compõe a estrutura regimental do Município de Ribeirão do Pinhal, que proverá meio técnico e administrativo para o seu funcionamento. Art. 13. O Conselho Municipal de Habitação terá as seguintes atribuições: I – Deliberar sobre alocação de recursos do Fundo Municipal de Habitação – FMH, dispondo sobre a aplicação de suas disponibilidades, aprovar os planos anuais e plurianuais de investimento. II – Aprovar parâmetros e critérios de aplicação dos recursos, observada o princípio da sustentabilidade economônico-financeira dos recursos do FMH; III – Baixar normas regulamentares relativas ao FMH e dirimir dúvidas quanto à sua aplicação; IV – Definir as condições básicas de empréstimos e financiamentos com recursos do Fundo Municipal de Habitação; V – Estabelecer as normas básicas para a concessão de subsídios, de arrendamento, locação e cessão de uso de imóveis; VI – Acompanhar e avaliar a execução do orçamento e dos planos de aplicação anual e plurianual dos recursos do FMH, bem como o desempenho e resultados das metas conseqüentes dos investimentos realizados. VII – Adotar providências cabíveis para correção de atos e fatos que prejudiquem o desempenho e o cumprimento das finalidades no que concerne aos recursos do FMH; VIII – Fixar normas, condições e critérios para seleção de famílias a serem atendidas com os programas, projetos e ações implementadas com recursos do FMH; IX – Promover ampla publicidade às formas de acesso aos programas, às modalidades de acesso à moradia, aos critérios para inscrição no cadastro de demanda e de subsídios, às metas anuais de atendimento habitacional, aos recursos aplicados e previstos identificados pelas fontes de origem, às áreas objeto de intervenção, aos números e valores dos benefícios e dos financiamentos concedidos, de modo a permitir o acompanhamento e fiscalização da sociedade das ações do FMH; X – Instituir um cadastro Municipal de beneficiários das políticas de subsídios, zelando pela sua manutenção; XI – Avaliar e aprovar os balancetes mensais e o balanço anual do FMH; e XII — Elaborar seu Regimento Interno. Art. 14. O Conselho Municipal de Habitação será constituído por 7 (sete) membros efetivos e respectivos suplentes: I – Secretário de Assistência Social II - Um representante da Secretaria de Obras Públicas, Urbanismo e Habitação; III - Um representante da Secretaria de Finanças IV - Um representante dos Engenheiros e Arquitetos de Ribeirão do Pinhal. V - Dois representantes das Associações de Moradores de Ribeirão do Pinhal; VI – Um representante da Assessoria de Planejamento do Município. Art. 15. O mandato dos membros do Conselho será exercido gratuitamente, vedada a concessão de qualquer tipo de remuneração, vantagem ou benefício, de natureza pecuniária. § 1º - Para cada membro titular do Conselho, deverá ser indicado um suplente. I – o mandato dos membros será de 02 (dois) anos, podendo ser renovado; II - o Presidente do Conselho será escolhido entre os membros especificados no artigo anterior; III - as sessões do Conselho serão ordínárias, a cada 60 (sessenta) dias, e extraordinárias, quando necessárias, convocadas pelo Presidente, ou por 4 (quatro) de seus membros, na forma que dispuser o Regimento Interno; IV — as sessões serão realizadas na sede da Prefeitura Municipal, que propiciará apoio técnico administrativo ao Conselho, ou em local previamente designado pelo Presidente; V - o Conselho contará com um Regimento interno próprio que orientará o seu funcionamento, o qual será apreciado em sua primeira reunião ordinária a ser convocada pelo Presidente no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, a partir da publicação da presente lei e, depois de homologado por Decreto do Executivo Municipal. Art. 16. O Conselho fica investido de plenos poderes de direção e de representação ativa e passiva, judicial e extrajudicial do FMH. Art. 17.Compete ao Conselho: I - aprovar as diretrizes e normas para a gestão do Fundo; II - aprovar a aplicação dos recursos do Fundo; III - estabelecer limites máximos de financiamento, a título oneroso ou a fundo perdido, para as modalidades de atendimento previstas no artigo 3º desta Lei; IV - fiscalizar e acompanhar a aplicação dos recursos do Fundo, solicitando, se necessário, o auxílio do órgão de finanças do Executivo; V - propor medidas de aprimoramento do desempenho do Fundo, bem como outras formas de atuação visando à consecução da política habitacional do Município; VI - elaborar o seu regimento interno. CAPITULO V Da Operacionalização do Fundo Art. 18. O Fundo ficará vinculado operacionalmente à tesouraria municipal a qual será responsável pela gestão dos recursos financeiros, com as seguintes atribuições: I - apresentar ao CMH o Plano de Aplicação de Recursos do FMH para aprovação; II — apresentar ao CMH, demonstração mensal da receita e da despesa executada com recursos do FMH; III — emitir e assinar notas de empenho, cheques e ordens de pagamento das despesas do fundo; IV — manter o controle dos contratos a/ou convênios firmados com instituições governamentais e não governamentais; V - manter os controles necessários à execução das receitas e das despesas do FMH; VI - manter o controle dos bens patrimoniais com carga ao fundo; VII – encaminhar à contabilidade do Município: a) mensalmente a demonstração da receita e da despesa; b) os demonstrativos pertinentes do Relatório Resumido e da Execução Orçamentária e do Relatório de Gestão Fiscal, para fins de consolidação pelo Poder Executivo; e c) anualmente, inventário de bens móveis e imóveis e balanço geral do FMH, constituído pelo balanço patrimonial, demonstração do resultado do exercício e demonstração das origens e aplicações dos recursos. Art. 19. O Departamento de Viaçao e Obras será responsável pela implementação dos atos emanados do CHM relativos à aplicação dos recursos do FMH. Art. 20. O Departamento da Assistência Social será a responsável pela seleção das famílias beneficiárias do FMH bem como elaboração dos projetos e execução dos trabalhos sociais necessários Art. 21. O Fundo Municipal de Habitação será fiscalizado pelo Conselho Municipal de Habitação que apreciará em suas reuniões ordinárias os balancetes e relatórios bimestrais emitidos pela contabilidade; o relatório financeiro emitido pela tesouraria; o relatório físico das obras executadas emitidas pelo Departamento de Obras e os relatórios sócio-econômicos das famílias beneficiadas pelo Departamento de Assistência Social. CAPITULO VI Das Disposições Finais Art. 22. Fica isento do Imposto sobre Transmissão Intervivos a Qualquer Titulo, de bens imóveis — ITBI, o ato transmissivo relativo à primeira aquisição de unidades habitacionais produzidas com recursos do FMH. Art. 23. Em caso de extinção do FMH, seus bens serão incorporados ao Patrimônio do Município de Ribeirão do Pinhal – Estado do Paraná. Art. 24 - O Fundo para Financiamento da Política Habitacional do Município de Ribeirão do Pinhal terá vigência ilimitada Art. 25 Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Ribeirão do Pinhal, em 08 de maio de 2012. GABINETE DO PREFEITO DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ - Prefeito municipal


TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012

Atas&Editais B-3

CÂMARA MUNICIPAL DE JAPIRA EXTRATO DO 2º TERMO ADITIVO CONTRATUAL CONTRATANTE:Câmara Municipal de Japira, Estado do Paraná, inscrito no C.N.P.J. sob nº 77.774.461/0001-46 ; CONTRATADO: Contac: Assessoria Administrativa e Locação de Software S/S Ltda, inscrito nº CnN.P.J. sob nº 05.820.297/0001-55, denominado no instrumento principal como contratante e de acordo com os termos da Lei nº 8.666/93 e alterações posteriores, inclusas na Lei nº 9.648/98, no que couber, consoante o Art. 57, caput. Inc. II da Lei 8.666/93 bem como as Instruçoes Técnicas e Normativas do TCE/PR, resolvem em comum acordo celebrar o presente TERMO ADITIVO, mediante as cláusulas e condições seguintes:: CLÁUSULA PRIMEIRA: DO OBJETO: O presente termo tem por objeto prorrogar o prazo de vigência do contrato acima citado em 12 (doze|) meses referente a Prestação de Serviços Administrativos, pela Contratada, com fornecimento dos sistemas de Contabilidade Pública e Recursos Humanos, consubstanciado no acompanhamento dos processos da Contratante ante o TCE/PR. CLÁUSULA SEGUNDA: DA VIGÊNCIA: O Contrato será prorrogado até 31/03/2013 CLÁUSULA TERCEIRA – DA RATIFICAÇÃO: Todas as demais cláusulas do contrato em epígrafe, não atingidas pelo presente instrumento ficam ratificadas. CLÁUSULA QUARTA – DA PUBLICAÇÃO: Incumbirá a contratante pr4ovidenciar a sua publicação do Extrato deste Termo Aditivo, no Órgão Oficial do Poder Legislativo, até o 5º dia útil do mês seguinte ao de sua assinatura. E, para a firmeza e validade do que foi avençado firmam este instrumento em 03 (três) vias de igual teor e forma na presença de testemunhas que também a subscrevem. Japira-PR-31 de Março de 2012 WALMIR WELLINGTON DA SILVA CÂMARA MUNICIPAL DE JAPIRA CONTAC – ASSESSORIA ADMINISTRATIVA E LOCAÇÃO DE SOFTWARES S/S LTDA TESTEMUNHAS: 1)----------------------------------------Nome: CLAUDINEY ALESSANDRO GONÇALVES CPF: 769.684.139-49 2)______________________ Nome: ADALBERTO KUPCHAK CPF: 321.845.229-53 CÂMARA MUNICIPAL DE JAPIRA DISTRATO RELATIVO A DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº. 001/2010 A Câmara Municipal de Japira, inscrita no CNPJ n. 77.774.461/0001-46, estabelecida na cidade de JapiraPR., sito à Rua Francisco Pedroso da Luz, s/ n. , vem com fulcro no artigo 77 da Lei 8.666/93, realizar o presente distrato junto a empresa Ricardo Ferreira Camargo M.E., não realizando mais pagamento mensal desde o mês de março último ao órgão de imprensa, uma vez que este encerrou sua atividade, não circulando mais na região, motivo que autoriza sua rescisão, fulcrado no não cumprimento das cláusulas contratuais. Japira-PR., 14 de Maio de 2012. Walmir Wellington da Silva - Presidente PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIA Portaria Nº 111 de 10 de Maio de 2012. O Prefeito Municipal de Abatiá, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, RESOLVE: Artigo 1º- Designar o servidor BENEDITO DE SOUZA portador do CPF nº 164.178.289-72, como representante da Prefeitura Municipal de Abatiá na execução, acompanhamento e fiscalização do CONTRATO Nº 42/2012, firmado com a empresa J. L. Diesel Comércio de Peças e Cabines Ltda - EPP, cujo objeto é fornecimento de equipamentos, peças mecânicas e serviços mecânicos e do CONTRATO Nº 43/2012, firmado com a empresa N. F. Ovçar Máquinas Agrícolas, cujo objeto é fornecimento de implemento agrícola de acordo com o Edital de Pregão Presencial nº 010/2012 do Município de Abatiá, de modo a atender às necessidades da CONTRATANTE, nos termos e condições do Edital e seus Anexos. Artigo 2º- São competências do representante da Prefeitura Municipal de Abatiá, dentre as previstas na legislação mencionada: I – Manter cópias do instrumento contratual e de seus aditivos, se for o caso, juntamente com outros documentos que possam dirimir dúvidas acerca das obrigações contratuais: II – Controlar a vigência do contrato; III – Conferir os dados das notas fiscais/faturas compatibilizando-os com os produtos e serviços entregues e encaminhá-las para pagamento; IV – Anotar todas as ocorrências, de qualquer natureza, verificadas durante a execução do contrato, notificando a Contratada e determinando o que for necessário para regularizá-las; V – Acompanhar e controlar os produtos e serviços entregues em conformidade com o contratado; VI - Exigir da Contratada o fiel e total cumprimento do contrato; VII – Manter permanente vigilância sobre as obrigações da Contratada previstas no contrato, bem como as demais disposições da Lei nº 8.666/1993, que disciplina a matéria; VIII – Solicitar a entrega dos produtos e serviços nos termos contratados, anotando as ocorrências no processo; IX – Encaminhar ao setor competente para aplicação de penalidades à Contratada ou mesmo rescisão do contrato, quando a entrega estiver sendo prestada de forma irregular, em desacordo com as determinações administrativas e, ainda, quando constatada a paralisação da entrega ou cometimento de faltas que ensejarem a adoção dessas medidas; X – Notificar, por escrito, à Contratada a ocorrência de eventuais imperfeições na execução do contrato; XI – Prestar informações e os esclarecimentos que venham a ser solicitados pelos empregados da Contratada; XII – Exercer as demais atividades necessárias ao fiel cumprimento do contrato, tanto por parte da Prefeitura Municipal de Abati�� quanto da Contratada. Artigo 3º- O representante responde civil, penal e administrativamente pelo exercício irregular das atribuições do encargo. Artigo 4º- Esta Portaria entra em vigor a partir desta data. Gabinete do Prefeito, aos 10 dias do mês de Maio do ano de 2012. IRTON OLIVEIRA MÜZEL Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE HOMOLOGAÇÃO MODALIDADE: Convite Nº 06/2012 OBJETO: Contratação de empresas de Agencia de Publicidade do ramo de assessoria de imprensa no Município de Tomazina-Pr. O Prefeito Municipal de Tomazina, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, torna público para todos os efeitos e fins legais, principalmente que HOMOLOGOU o julgamento da Licitação, realizado em sessão de 20/04/2012, relativo à Licitação – Modalidade – Convite nº 06/2012, que adjudicou o objeto em destaque supra, em favor do licitante Costa Lemes & Silva S/S Ltda . Valor: R$ 59.971,00( cinquenta e nove mil novecentos e setenta e um reais). Junte-se ao procedimento; Publique-se; Gabinete do Prefeito Municipal de Tomazina Tomazina, 27 de abril de 2012. GUILHERME CURY SALIBA COSTA - PREFEITO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA EXTRATO CONTRATO Nº 057/2012 Contratado: Costa Lemes & Silva S/S Ltda CONVITE Nº: 07/2012. Objeto: Contratação de empresas de Agencia de Publicidade do ramo de assessoria de imprensa do Município de Tomazina-Pr. Valor: R$ 59.971,00( cinquenta e nove mil novecentos e setenta e um reais). Vigência: 31/12/2012 Tomazina, 02 de maio de 2012. PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE HOMOLOGAÇÃO MODALIDADE: Pregão Presencial Nº 19/2012 OBJETO: Contratação de Empresa para Prestação de Serviço de Mão de Obra para assentamento de aproximadamente 10.000(dez mil) metros de Pedras irregular com fornecimento da pedra. Para o Município de Tomazina, Estado do Paraná. VALOR: R$ 178.000,00 (cento e setenta e oito mil reais). O Prefeito Municipal de Tomazina, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, torna público para todos os efeitos e fins legais, principalmente que HOMOLOGOU o julgamento da Comissão Permanente de Licitação, realizado em sessão de 02/05/2012, relativo à Licitação – Modalidade – Pregão Presencial nº 19/2012, que adjudicou o objeto em destaque supra, em favor do licitante: Construtora C A S Ltda. Me. Junte-se ao procedimento; Publique-se; Gabinete do Prefeito Municipal de Tomazina Tomazina, 04 de maio de 2012. GUILHERME CURY SALIBA COSTA PREFEITO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA EXTRATO CONTRATO Contratado: Constutora C A S Ltda. ME. Pregão Presencial Nº: 19/2012. Objeto: Contratação de Empresa para Prestação de Serviço de Mão de Obra para assentamento de aproximadamente 10.000(dez mil) metros de Pedras irregular com fornecimento da pedra. Valor: 178.000,00 ( cento e setenta e oito mil reais). Vigência: 31/12/2012 Tomazina, 07 de maio de 2012

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 48/2012 PMQ-PREGÃO PRESENCIAL Nº 15/2012 CONTRATANTE: Município de Quatiguá, Estado do Paraná. DETENTORA: EDITORA TRIBUNA DO VALE LTDA-ME Objeto: Registro de preços visando à contratação de empresa prestadora de serviços de publicação de Atos Oficiais do Município, incluindo o Poder Executivo e Legislativo, por um período de 12 (doze) meses. Tipo: Menor preço por item. Parágrafo Único: A DETENTORA obriga-se a prestar os serviços ao CONTRATANTE, de acordo com suas solicitações. VIGÊNCIA: Esta ata de Registro de Preços terá sua vigência iniciada em 16 de maio de 2012 e término em 15 de maio de 2013, com integral observância na Lei Federal nº 8.666 de 21 de junho de 1993, e alterações, no Decreto Federal nº 1.063 de 30 de setembro de 2003 e no Decreto Municipal nº 40 de 10 de maio de 2006. DATA: 16 de maio de 2012. PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 21/2012 Objeto: Aquisição de 01 (uma) carroceria para o veículo F-4000, Placa AAM-5862, com assoalho e madeiramento da estrutura em madeira de lei. Tipo: Menor preço. Período Contratual: 60 (sessenta) dias. Credenciamento: 01/06/2012 das 08h00min às 09h00min. Abertura: Após credenciamento. Informações sobre a retirada do edital através do site: www.quatigua.pr.gov.br, ou através do e-mail: licitacao@quatigua.pr.gov.br. Quatiguá-PR, Sala de Licitações, em 17 de maio de 2012. Gilvan de Oliveira – Pregoeiro. PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ Portaria Nº 112 de 14 de Maio de 2012. O Prefeito Municipal de Abatiá, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei. RESOLVE: I – Conceder, a servidora VERÔNICA RIBEIRO VELOSO DE CARVALHO ocupante do Cargo de Provimento em Comissão de DIRETOR DA DIVISÃO DO PETI deste Município as férias que são de direito, pelo período de trabalho compreendido entre 2011//2012. II – Revoga-se as disposições em contrário. III - Registre-se e publique-se. Gabinete do Prefeito, aos 14 dias do mês de Maio do ano de 2012. IRTON OLIVEIRA MÜZEL Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ PORTARIA Nº. 9.165 DE 07 DE MAIO DE 2012 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando das atribuições que lhe são conferidas por lei, RESOLVE Art. 1º - Interromper, a pedido, a Licença de dois anos sem remuneração para tratar de assuntos particulares, concedida através da Portaria nº. 8.954 de 01 de junho de 2011, à Servidora Pública Municipal REGIANE DE FÁTIMA PEGORARE CASTELHONE, Agente Comunitária de Saúde, devendo retornar ao serviço a partir desta data. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 07 de maio de 2012, 69º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal


cmyb

TRIBUNA DO VALE Sexta-feira,18 de maio de 2012

Social

E-mail: social@tribunadovale.com.br

Marcelo Rossi/Open Fest

Click

Arquivo Pessoal

Felicidades

O casal Antônio João de Oliveira e Selma Lima juntamente com as amigas Rosângela Carvalho Custódio, Graziela Barros e Claudia Luciana Custódio marcaram presença, no último fim de semana, no Jantar do Carro 0 , no Clube Caravela, em Carlópolis

Roseli Ramos Ferreira de Carvalho e Junio Ferreira de Carvalho completaram ontem, quinta-feira, nove anos de feliz união. As felicitações, em especial, vêm da filha Júlia

Pense nisso

Cuidados diários Sim, é possível ter cabelos tão lindos quanto os das atrizes da TV. Segundo o hairstylist Wanderley Nunes, é possível conquistar o efeito de salão em casa apostando em um ritual correto ao lavar e hidratar os fios. A manutenção em casa é o essencial para ter cabelos bonitos. Sem esses cuidados diários fica impossível um bom profissional fazer qualquer tipo de procedimento nos salões , revela

Quando a situação é mais dura, a esperança tem de ser mais forte. (Vergílio Ferreira,escritor português)

Marcelo Rossi/Open Fest

Alimentação Para não chegar ao estágio em que você sente seu estômago nas costas, é preciso incluir lanches entre suas refeições principais. Com a participação deles entre os pratos, você nunca chega faminto à próxima refeição. A necessidade, porém, pode somar muitas calorias à dieta, se você não souber em quais alimentos apostar para rechear os intervalos entre as refeições. Frutas são boas opções.

Aliada No próximo mês começa a estação mais fria do ano, e assim como no calor temos que dar a mesma atenção a nossa pele. No frio uma das coisas que mais incomodam as pessoas são os lábios ressecados. Existem no mercado diversos produtos que prometem deixar os lábios hidratados por várias horas, eles têm um custo diferenciado, porém o que se recomenda e ainda é usado pela maioria das pessoas, sejam mulheres ou homens, é a tradicional manteiga de cacau.

Parabéns Michelli Mattos, formada em Artes, esposa do publicitário Marcos Pereira (com ela na foto) comemora mais um aniversario nesta segunda ‒feira, 21, em Carlópolis. Parabéns.

H ORÓSCOPO PARA HOJE Áries Lua em seu signo pede cuidados maiores com a saúde, já que os arianos costumam ficar irritadiços, descontentes e instáveis nestes dias. O contato da Lua com Saturno acentua consciência de que toda relação tem limites.

Gêmeos Vênus e Saturno, ambos retrógrados, formam ainda um belo trigono, sinal de amores e amizades fortes do passado, que perduram apesar e por causa do tempo que já foi. Impaciência prejudicial em assuntos com a lei.

Leão Lua, Vênus e Saturno armam cenário tenso, que pede revisões financeiras, conversas difíceis no amor. Um plano de viagem terá de ser alterado por conta disso. As pessoas voltam atrás. E se estiver comprometido com elas não terá saída.

Libra Não espere colo nem empatia de chefes ou superiores hoje, por certo que esteja de que a lei e a razão estão do seu lado. Também é bom não esperar que os outros ajam pra você ir atrás. Será inevitável fazer um corte em uma relação.

Sagitário Depois de um surto de ideias inovadoras, vem o balde de água fria, representado hoje pela oposição entre Lua e Saturno. Ainda que passageira, ela pode fazer um estrago na boa fé do sagitariano. Analise, avalie, discrimine e insista.

Aquário Sonho ou realidade? Na realidade, a justiça está funcionando, ou tende a funcionar - um Saturno forte em Libra é a melhor ajuda que você pode ter por parte da sociedade organizada. Os sonhos precisam ser burilados e peneirados.

Touro Resolva assuntos relacionados ao passado emocional o quanto antes, não espere e não empurre com a barriga. Depois poderá ser muito tarde! Problemas de má vontade de subalternos e empregados. Vigie suas palavras.

Câncer Desamparo ou falta de autoconfiança, canceriano? Amanhã será outro dia. Mas aproveite hoje pra entender que nem todas as suas emoções encontram lugar ou acolhida no trabalho. Separe os terrenos. Seja formal e discreto.

Virgem Providencias relativas a vida domestica são urgentes de hoje a domingo. Não enrole mais e chame o encanador, por exemplo! Também não fique na dependência de sócios, clientes e parceiros para pagar os serviços dessa gente toda.

Escorpião Saúde em baixa hoje, com pequenas chateações fora de hora e um receptividade fria por parte de alguém. Seus medos também barram a espontaneidade do outro! Alimentação e sono terão impacto forte em seu estado de saúde.

Capricórnio Os do primeiro decanato contam com um trigono arrasador de Marte e Plutão que concentra sua atenção em alvos profissionais. Os do segundo decanato se beneficiam da praticidade de Mercúrio em Touro. Desanimo atinge os do decanato final.

Peixes Sol e Júpiter em Touro expandem seu horizonte de expressão e comunicação. As chances para um alargamento e um reconhecimento de suas capacidades está dado. Não espere muito, porque vai passar em breve. Mexa-se!

cyan magenta yellow black


B-4 Atas&Editais PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ – ESTADO DO PARANÁ EDITAL DE HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES O Exmo. Prefeito do Município de Abatiá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e de acordo com o Edital de Concurso Público n.º 001/2012, de 20 de abril de 2012, publica e faz saber aos interessados que: I. no Anexo I deste instrumento consta o quantitativo de candidatos que tiveram seus pedidos de inscrição deferidos; II. no Anexo II deste instrumento consta a relação de candidatos por cargo que tiveram seus pedidos de inscrição deferidos e que estão aptos a prestar as provas no dia 27/05/2012, e o respectivo local de prova/ensalamento; III. no Anexo III deste instrumento constam os endereços dos locais de provas. Edifício da Prefeitura Municipal de Abatiá-PR, em 15 de maio de 2012. IRTON OLIVEIRA MÜZEL Prefeito Municipal de Abatiá

1) 2) 3) 4) 5) 6) 7) 8) 9) 10) 11) 12) 13)

ANEXO I – QUANTITATIVO CANDIDATO/CARGO CARGO INSCRITOS Auxiliar de serviços gerais 138 Cozinheiro 24 Motorista 76 Agente comunitário de saúde (celetista) 111 Agente administrativo 13 Assistente administrativo 37 Agente do CRAS 12 Contador 5 Assistente social 8 Psicólogo 11 Nutricionista 3 Professor 173 Médico (estatutário e celetista) 2 TOTAL 613 ANEXO II – INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS

NOME ADEMIR SANGUETA ALAN RIBEIRO DA SILVA ALESSANDRA RODRIGUES RIBEIRO DE OLIVEIRA ALESSANDRO APARECIDO ANACLETO ALESSANDRO HENRIQUE DE MEDEIROS ALESSANDRO MARTINS RODRIGUES ALESSANDRO NICACIO ALINE APOLINARIO DA SILVA ALINE EVANGELISTA SARINHO DOS SANTOS ANA PAULA VENTURA ANDREIA CRISTINA ANDRE ANGELA MARIA RIBEIRO DIAS ANGELINO VENANCIO NETO ANTONIO CIPRIANO APARECIDA DE FATIMA DELLA COLETA MEDEIROS BARBARA LESSA CAMILA FONSECA DE MELLO CAMILA RIBEIRO DA SILVA ARAUJO CARINA PEREIRA DIAS CARLOS ANTONIO MIRANDA CARLOS ZEFERINO DE SIQUEIRA CINTHIA LAYANNE CUSTODIO NOGUEIRA CINTIA APARECIDA BRESANI CLAUDIA MARIA PEREIRA DE SOUZA CLAUDINEIA DE FATIMA PINTO CLAUDINEI DE OLIVEIRA CLEBERTON FERREIRA DA CRUZ CLEUSA BUSSOLA CRISTINA APARECIDA ARAUJO CRISTINA APARECIDA FELICIO CRISTINA MARIA DOS SANTOS DE SOUZA DAIANA DE OLIVEIRA MARINHO DANIELA DE SOUZA FERUTI DANIELA DOS SANTOS SANTANA DIEGO FERNANDO CAMARGO DIEGO GIANINI CRUZ DYOSE HENRIQUE DA SILVA ARAUJO EDERSON HENRIQUE DA SILVA EDSON ANTONIO MIRANDA EDVALDO EVANGELISTA DOS SANTOS ELAINE RODRIGUES DE CARVALHO ELIANDRO PAULINO DA SILVA ELISAGELA FERREIRA DA CRUZ MIRA ELISANGELA MARIA ALVES ELOINA TAVARES DE OLIVEIRA ELVIS MAICON RIBEIRO ELZA DA SILVA FABIANA DE PAULA SILVA FABIANO DE SOUZA ESCARABER FABIULA APARECIDA DO AMARAL HONORATO FATIMA SOCORRO SOARES FERNANDA PEREIRA FERRAZ FERNANDO HENRIQUE RIBEIRO FLAVIANE APARECIDA DE MARIO FRANCIELE INDIANO BRASILEIRO GISELE APARECIDA RIBEIRO HELENICE APARECIDA DO CARMO HUGO ANTONIO PINHEIRO MODOS IRENICE PINTO DE CARVALHO ISAIAS JOSE DA SILVA IVA APARECIDO ALVES JACKSON FERNANDO DA SILVA JAILTON APARECIDO DE OLIVEIRA JESSICA FERNANDA BITENCOURT JESSICA FERNANDA SABINO RODRIGUES JOSE EVANGELISTA DOS SANTOS JOSE MAYCON MARQUES JOSIANE CRISTINA CONTIJO JOSIANE DA SILVA JOSIELI CRISTINA DOS SANTOS JOSILAINE APARECIDA DE OLIVEIRA JOSIMAR CAMILO JOSIMAR FERREIRA DE SOUZA JULIANA DE OLIVEIRA JULIANA KARINE MEDEIROS JULIANA MENDES JULIO CESAR RIBEIRO JUSSIELE TEIXEIRA DE CARVALHO KARINE APARECIDA DOS SANTOS KATIA APARECIDA CASSIANO PEREIRA LEANDRO DELLA COLETA LEILA RIBEIRO DA SILVA LETICIA FERNANDA SILVA LUCAS GINO PEREIRA LUCAS PEROLI DA SILVA LUCIANO HENRIQUE DA SILVA LUCILA ROSA DE LIMA LUCILENE SANGUINI LUCIMEIA RIBEIRO DA SILVA SANTOS LUCINEIA DE JESUS SIQUEIRA DA SILVEIRA LUIZ RIBEIRO FERREIRA MAGDA APARECIDA CARLOS MARCO HENRIQUE ARTHUR ANACLETO MARIA APARECIDA DOS SANTOS MARIA APARECIDA ESCARABER DE LIMA MARIA APARECIDA RIBEIRO MARIA JOSE ORLANDO MARIA JOSE RIBEIRO MARIA LENIR MARTINS INFORZATO MARINEIA ANTONIA DA ROSA MARIO MACHADO RIBEIRO MARLY GONCALVES DA ROCHA MELLO MAURECI MACHADO RIBEIRO MERICIANA CRISTINA DE LIMA DOS SANTOS NAIR NUNES DA ROSA SANTOS NERIVALDO TEODORO GONCALVES NIELSON DOS SANTOS LEITE NOELI CRISTINA DO NASCIMENTO

RG/UF 93395557 /PR 135200042 /PR 79123390 /PR 83189851 /PR 354969778 /PR 96391099 /PR 108831600 /PR 103815606 /PR 105591179 /PR 94169836 /PR 82435557 /PR 69747558 /PR 124295343 /PR 393185011 /PR 89310512 /PR

SALA 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08

LOCAL Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco

95139531 /PR 131282508 /PR 453208460 /PR 97338663 /PR 346939860 /PR 40356177 /PR 105980809 /PR 78679387 /PR 86702746 /PR 92709841 /PR 47754232 /PR 110849745 /PR 127727813 /PR 86212943 /PR 87530817 /PR 48937179 /PR 110844158 /PR 95616364 /PR 127213852 /PR 129983523 /PR 86703572 /PR 87120902 /PR 85071050 /PR 659513516 /PR 60725756 /PR 80985460 /PR 76854459 /PR 90483242 /PR 77849700 /PR 50287700 /PR 129077549 /PR 109803146 /PR 86209730 /PR 104106552 /PR 100964341 /PR 107149210 /PR 372315367 /SP 103665582 /PR 104579027 /PR 106040320 /PR 90831410 /PR 42088153 /PR 1052478636/PR 61954511 /PR 9411537 /PR 99681861 /PR 108830913 /PR 90025805 /PR 123116526 /PR 128994858 /PR 33959451 /PR 123127250 /PR 84410551 /PR 92936988 /PR 85845306 /PR 79122629 /PR 504090471 /PR 75368852 /PR 125644864 /PR 98406212 /PR 126292236 /PR 102418905 /PR 106397031 /PR 104559158 /PR 95161405 /PR 104579345 /PR 109807591 /PR 128629904 /PR 124670764 /PR 94624983 /PR 129831944 /PR 76299110 /PR 95869424 /PR 42081078 /PR 85845195 /PR 70316757 /PR 108831693 /PR 395128699 /SP 100472368 /PR 79565407 /PR 61068546 /PR 85070584 /PR 108831480 /PR 100041421 /PR 67141512 /PR 96180608 /PR 83473118 /PR 104558992 /PR 94798973 /PR 82275452 /PR 69523951 /PR 98554424 /PR 131093357 /PR

08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 11 04 04 04 04 04 04 04 04

Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012 ODAIR JOSE DE OLIVEIRA OZEAS JUNIOR TEODORO PALOMA DOS SANTOS FERREIRA PAMELA DE SOUZA ALMEIDA PATRICIA APARECIDA NUNES DE MORAES PAULA REGINA FERREIRA DE OLIVEIRA REGINALDO DE MELLO ROGERIO APARECIDO VICENTE GARCIA RONE CESAR DIAS ROSA MARIA SELPA LOPES ROSANA APARECIDA GONZAGA ROSEMEIRE ZANATA VICARI ROSINEIA GOMES CARDOZO RUTH PAULINO DOS SANTOS SEBASTIAO MARCAL LIMA ALVES SILMAR APARECIDO CAMILO SILVIA FERNANDA SIQUEIRA SUELEY CAROLINE PEDROSO DA SILVA UERICA APARECIDA DA SILVA VALDEVINO CASSIANO PEREIRA VALDINEI DE SOUZA RAMOS VALDINEI LOPES DE MELO VANDERLEI DA SILVA VANIA CRISTINA BARBOSA WALLECE RODRIGUES ESCARABER WILLIAM CASADO DE LIMA WILLIAN ALMEIDA SILVA WILLIAN CUSTODIO NOGUEIRA WILLIAN JOSE RODRIGUES PAULINO WILSON RODRIGUES DE ALMEIDA

89850010 /PR 104578985 /PR 104579264 /PR 107221247 /PR 108831774 /PR 65610744 /PR 672552006 /PR 99857366 /PR 96180560 /PR 332238076 /PR 123490967 /PR 70797240 /PR 86391520 /PR 61954597 /PR 106397120 /PR 86209772 /PR 98589589 /PR 503547098 /PR 127355916 /PR 71092275 /PR 79122807 /PR 70649462 /PR 101903095 /PR 129224002 /PR 107149309 /PR 86213214 /PR 109814229 /PR 108322675 /PR 89846676 /PR 77342559 /PR

04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04

Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

SALA 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02

LOCAL Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco

SALA 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02

LOCAL Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

COZINHEIRO NOME ALEXANDRE DE CAMARGO ALINE DINORA CHAGAS DE CAMARGO ANA MARIA DA SILVA CASSIA LEMES MACIEL EDILENE RODRIGUES DOS SANTOS ELIENE SILVA DE ALMEIDA FAGUINA MARIA FERREIRA GISELE PEREIRA DE ABREU GISLAINE PEDROSO DA SILVA ILZA DE MELLO MANZINI JESSICA DE SOUZA FELIX JULIANA DE OLIVEIRA JULIANA DE PAULA LUCIA APARECIDA DE LIMA LUZIA FONSECA DE MELLO MADALENA MARIA BARBOZA DE OLIVEIRA MAISA OLIVEIRA SILVA NOEMIA DOS SANTOS ROSILENE SANGUINI DE CARVALHO SALMA MARIA DOS REIS SILVANA FERNANDES DIAS DOS SANTOS VALDINEIA ANACLETO ESCARABEL VANESSA ANGELA FLORIANO FRANCO DE SOUZA VILMA RODRIGUES LEMES MACIEL

RG/UF 94045541 /PR 101174964 /PR 94046068 /PR 89424291 /PR 75368305 /PR 90831186 /PR 82933344 /PR 85501038 /PR 95616755 /PR 64378597 /PR 99681985 /PR 372748107 /PR 89650712 /PR 77844422 /PR 93611292 /PR 77849297 /PR 97412839 /PR 354037559 /PR 67528352 /PR 72201094 /PR 548473183 /PR 75883013 /PR 98769471 /PR 42382663 /PR MOTORISTA

NOME ADAILTON RIBEIRO DA SILVA JUNIOR ADAO GERALDO BRAGANCA ADILSON MIGUEL DOS SANTOS ADILSON PASCHOAL DA SILVA ADRIANO DA SILVA ADRIANO FONSECA MENDES ADRIANO TAVARES DE OLIVEIRA ADVALDO BENTO DO CARMO AGNALDO NEIA CARLOS ALAN GERALDINI MARTINS ALESSANDRO GONCALVES CUSTODIO AMAURI IGLECIAS ANDERSON CLAYTON DOS SANTOS ANGELO JOSE TAVARES ANTONIO TOMBA ANTONIO VALDUIR DE OLIVEIRA BRUNO ALEXANDRE RODRIGUES RIBEIRO CARLOS ALVES DA SILVA CARLOS ROBERTO DE OLIVEIRA CELSO ALVES CLAUDECIR VANZELA CLEBER LUCIANO DE PAULA CLODOALDO FERREIRA DOS SANTOS EDNALDO CARVALHO EZEQUIEL ALVES DE OLIVEIRA FABIANO DE OLIVEIRA FABIO JOSE PAULINO FAGNER GUSTAVO ALVES FERNANDO HELBE FERNANDO JOSE RODRIGUES ANDRADE FLAVIO ALGUSTO SANTIN FLAVIO PINHEIRO DA COSTA FRANCISCO RIBEIRO FERREIRA GEAN FRANCISCO GRABRIEL MANZINI GILMAR SEBASTIAO DE LIMA HUDSON ALVES DE SOUZA IVAN JUNIOR DE CAMPOS JACKSON SILVIO FRUTUOSO DE MELLO COELHO JEAN CARLOS ADOLFO JOAO HENRIQUE FLORENCIO ROSA JODINEY WILDISON SIMOES JOSE ARLINDO DE FARIAS JOSE BRAZ DA CUNHA JOSE CARLOS DE OLIVEIRA JOSE HENRIQUE GOBBO JOSE LUIS PARRA PARRA JOSE RENARDO QUIRINO JOSIAS ZANNI JULIO CEZAR BRAZ LEANDRO LUIZ ANACLETO LUIS PAULO DA SILVA CARVALHO LUIZ ANTONIO CARDOSO DA SILVA MANOEL JUNIOR RODRIGUES RIBEIRO MARCIO JOSE DE SOUZA MARCOS DIONIZIO RIBEIRO NAZIR CANDIDO DE ASSIS FILHO ODAIR JOSE DE LIMA ODIRLEI APARECIDO MACHADO PAULO CEZAR VOLPS PAULO PEREIRA FERRAZ PEDRO GERALDO ALEXANDRE REGINALDO APARECIDO SIQUEIRA RICARDO SANTOS DA SILVA ROBSON MARCO DOS SANTOS RODRIGO NETO SOARES RONALDO ROBERTO BATISTA PERERIA SEBASTIAO CASSIANO PEREIRA SERGIO ESCARABEL SIDNEI BUENO PEREIRA SIDNEY MANZINI JUNIOR SILVANA PEDROZO TOBIAS ROSOLEM VALDECI PEREIRA VALDENIR DE SOUZA RIBEIRO VALDINEI APARECIDO ROQUE WILSON DOMINGUES

RG/UF 69443184 /PR 376073949 /PR 62146753 /PR 85070053 /PR 84665118 /PR 104298729 /PR 67876377 /PR 52281814 /PR 77848827 /PR 98259457 /PR 98311785 /PR 69635296 /PR 86213273 /PR 85078283 /PR 4105966 /PR 70920298 /PR 84665355 /PR 4028474 /PR 84121754 /PR 15786085 /PR 44083175 /PR 77342745 /PR 60232709 /PR 91455161 /PR 80770391 /PR 75743050 /PR 96620497 /PR 105364105 /PR 87792552 /PR 75473842 /PR 84685615 /PR 94169984 /PR 82656383 /PR 84685178 /PR 74048510 /PR 04330163110/PR 98273166 /PR 87257240 /PR 108831367 /PR 34128952 /PR 4026632 /PR 100394565 /SP 40952500 /PR 44052105 /PR 75743068 /PR 62159332 /PR 54120117 /PR 47427495 /PR 76454914 /PR 66434222 /PR 97096597 /PE 70153980 /PR 63119270 /PR 83189266 /PR 75718896 /PR 44052067 /PR 127498130 /PR 33295491 /PR 02441108382 PR 87530116 /PR 35832726 /PR 76873143 /PR 333260387 /PR 84581151 /PR 87120945 /PR 77552979 /PR 75397410 /PR 50423727 /PR 79528790 /PR 3853201 /PR 67110552 /PR 90447076 /PR 43863452 /PR 85070576 /PR 78588187 /PR 30350812 /PR

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE (celetista) NOME ADRIANA CARVALHO VIEIRA DE SOUZA ADRIANA RIBEIRO DIAS DA ROCHA

ALIKY APARECIDA ALMEIDA DE OLIVEIRA ALINE PRISCILA DIAS AMANDA DE OLIVEIRA TROIANO DA CRUZ ANA PAULA AMARAL COUTINHO ANDREA DA CONCEICAO DIAS DA SILVA ANGELICA APARECIDA PINTO ANGELICA BORJA PINTO ANGELICA DIAS PAIVA ANGELICA MARIA GALVAO SANGUETA ANIELLE CRISTINA FLAUSINO DE LIMA BEATRIZ DIAS RODRIGUES CARLOS CEZAR ALVES CINTIA NUNES DOS SANTOS CLEILI BRAZ CLEVERSON DOS SANTOS PAVELOSQUI CRISTIANA GOMES DE OLIVEIRA DAIANA MARIA DE OLIVEIRA DAIELY APARECIDA FERREIRA DA CRUZ DANIELA FERNANDA DE MELO DANIELLY CAMPOS DIAS DAYANE FERNANDES ALVES DA SILVA DAYANNE FERNANDES DA SILVA DECIO PEDROSO MANZINI DEJANIRA GOMES DELFINA MARIA DE JESUS CARLOS DENISE STEFANY BARBOSA DE OLIVEIRA DILSON EVANGELISTA DO NASCIMENTO JUNIOR EDILENE DA SILVA VISOTO DE OLIVEIRA EDINA DE FATIMA DE SOUZA EDINEIA DA SILVA VISOTO DE OLIVEIRA EDUARDO BERNADINO DA COSTA EDUARDO FRANCISCO CARVALHO ALBANO ELIGELCY AUGUSTA DE LIMA

RG/UF 36921674/PR 109587990/PR

125755135/PR 106040389/PR 101927202/PR 86702940/PR 80697880/PR 110849885/PR 76532893/PR 104294642/PR 86084007/PR 106040419/PR 8942401/PR 04782537403/PR 338677239/PR 75986718/PR 104850340/PR 79123269/PR 96899521/PR 130866816/PR 84410195/PR 103830567/PR 95973892/PR 103864917/PR 75455402/PR 85929690/PR 71353060/PR 123121252/PR 85070363/PR 83190051/PR 61519149/PR 83189185/PR 126404166/PR 78281766/PR 106397058/PR

SALA 03 03

03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04

LOCAL Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco

Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco


DAIANA MARIA DE OLIVEIRA DAIELY APARECIDA FERREIRA DA CRUZ DANIELA FERNANDA DE MELO DANIELLY CAMPOS DIAS DAYANE FERNANDES ALVES DA SILVA DAYANNE FERNANDES DA SILVA DECIO PEDROSO MANZINI DEJANIRA GOMES DELFINA MARIA DEmaio JESUS de CARLOS Sexta-feira, 18 de 2012 DENISE STEFANY BARBOSA DE OLIVEIRA DILSON EVANGELISTA DO NASCIMENTO JUNIOR EDILENE DA SILVA VISOTO DE OLIVEIRA EDINA DE FATIMA DE SOUZA EDINEIA DA SILVA VISOTO DE OLIVEIRA EDUARDO BERNADINO DA COSTA EDUARDO FRANCISCO CARVALHO ALBANO ELIGELCY AUGUSTA DE LIMA ELIZANDRA VALERIA DE OLIVEIRA FERNANDA APARECIDA FIGUEIREDO FERNANDA MARIANO GUILHERME FRANCISCA SOARES LIMA GABRIELA CRISTINA BATISTA GABRIEL FIGUEIREDO DEMARCHI GRACY CRISTINA DE OLIVEIRA GRASIELA CEZARIO DA ROSA HUELTON VIEIRA DOS SANTOS JANAINA APARECIDA DE OLIVEIRA JEFFERSON HENRIQUE FELIX JESSICA CHAVES JESSICA FERNANDES DA SILVA JOAO PAULO ALVES SAMPAIO JOSE VALENTIM DOS SANTOS JOSIANE CAMPOS DE ANDRADE JOSIANE CUNHA PAULINO JOSIANE DA SILVA RINARD JOSINEIA SABINO JULIANA FERREIRA DO CARMO KAMYLA ROSA DAS NEVES KARINA MICHELE DE SOUZA CUNHA KARINE FERNANDES CARVALHO LAIS APARECIDA FERREIRA LEIDE GONCALVES DIAS LEIDIANE APARECIDA SOARES LEILA DIAS PAIVA LEIRIANE DE SENA ALVES LINCOLN CAPELLINI LINCOLN CARVALHO D MELLO ALBANO LUCAS HENRIQUE DUARTE LUCIANA APARECIDA VILALVA LUCIANA DE OLIVEIRA LUCIMARA DE FATIMA SENA LUCIMARA RIBEIRO DA SILVA LUCINEIA DE SOUZA LUIS EDUARDO DE OLIVEIRA SIQUEIRA MAGDA CRISTINA CASTILHO MARCELO HOSOUME MARCIA ANDREA BALARIM ROSIN MARCIA REGINA DOS SANTOS MARIA DAS DORES ANDRADE MARIA DE FATIMA DE LIMA ZIVIANE MARIA HELENA DA SILVA MARIA JOSE DA SILVA PINTO MARIA SOARES NOGUEIRA DE OLIVEIRA MARINA SOUZA DA SILVA MARIZANE GOMES BELCHIOR NATALIA CRISTINA MACHADO NATIELY DE ALMEIDA DO REIS NEIDE RODRIGUES VALENTE ESCARABER NORMA LUCIA RIBEIRO DA SILVA OSVALDO DIEGO DE SOUZA PAMELA RAFAELA TAVARES REINALDA APARECIDA DOS REIS RENAN MOREIRA DOS REIS DE ASSIS RENATA CHRISTINA DIAS RENATA MARQUES DE PAULA RENATA TICCHINI ROBSON DUTRA DA SILVA ROSELI MARIM DE SOUZA ROSILENE PEDROZO SHEILA PACHECO RIBEIRO DA SILVA SILMARA APARECIDA DA SILVA SIRLEIA REGINALDO TALITA EDI FERNANDES TATIANE APARECIDA DIAS TATIANE CRISTINA RODRIGUES THAIS DAIANE DIAS RODRIGUES THALITA CARVALHO VIEIRA TIAGO FERRARI ASSIS ULISSES APARECIDO DA SILVA VALERIA MACHADO DA SILVA VIVIANE APARECIDA DE PAULO VIVIANE GUERGOLETT WILLIAN BECKEN CARLOS

TRIBUNA DO VALE

96899521/PR 130866816/PR 84410195/PR 103830567/PR 95973892/PR 103864917/PR 75455402/PR 85929690/PR 71353060/PR 123121252/PR 85070363/PR 83190051/PR 61519149/PR 83189185/PR 126404166/PR 78281766/PR 106397058/PR 75883293/PR 128495487/PR 92312615/PR 352458787/PR 90482564/PR 126121016/PR 103830729/PR 85501062/PR 106097090/PR 85070460/PR 1053639940/PR 106397112/PR 104363695/PR 90483285/PR 52025664/PR 63627607/PR 85070495/PR 75742860/PR 76873135/PR 125803679/PR 109807460/PR 86703416/PR 85845152/PR 108831642/PR 206348757 /SP 91972409/PR 104294685/PR 89424259/PR 107221000/PR 78281723/PR 104850260/PR 82671773/PR 394973690/PR 79123382/PR 378522449 /SP 7268297/PR 126079460/PR 87530701/PR 55865531/PR 76529442/PR 108832606/PR 55536597/PR 76873577/PR 43175963/PR 85845284/PR 1157259/PR 330262427/PR 85070444/PR 108525525/PR 127383057/PR 53243967/PR 66740005/PR 107221204/PR 110849524/PR 89942101/PR 92936759/PR 104579108/PR 75742665/PR 84665479/PR 95064973/PR 86703254/PR 89607701/PR 76873461/PR 78282240/PR 89846307/PR 534075435/PR 85844873/PR 85500929/PR 104987206/PR 505624527/PR 104299288/PR 124456266/PR 105248946/PR 131202717/PR 79521000/PR 86391589/PR

03 03 03 03 03 03 03 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 04 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07

Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco

SALA 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01

LOCAL Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco

AGENTE ADMINISTRATIVO NOME ALINE DOS SANTOS CARLOS DE SOUZA ANA PAULA PULCINELI RODRIGUES APARECIDA CRISTINA LOPES DAIANE DA SILVEIRA BRAGANCA DARION RICARDO LOURENCO ELAINE GALDINO DA SILVA FERNANDA DE SOUZA BRITO LUCYANE OKADA FERREIRA LUZIA DE FATIMA LEITE MARCOS ANTONIO MUNIZ DE CARVALHO OSEIAS DE SOUZA BRITO RITA DE CASSIA SENE ROGERIO APARECIDO DE OLIVEIRA SILVA

RG/UF 79655473/PR 107161260/PR 44219123/PR 86703211/PR 36737050/PR 97096104/PR 98755241/PR 43153242/PR 75763468/PR 32149332/PR 80473630/PR 85758900/PR 99714689/PR

ASSISTENTE ADMINISTRATIVO NOME ADILSON ANACLETO DO CARMO ANA PAULA PIMENTEL CAMILA MARIA CARLOS BAPTISTA CARLOS AUGUSTO CALDONAZZIO CARLOS HENRIQUE FERRI DE SALLES DANIELA APARECIDA NESPOLI EDERSON LUIZ DOS SANTOS ELISANGELA LAZARA RIBEIRO OLIVEIRA ERICA FERNANDA DA SILVA INACIO ERICA REGINA DAL SANTOS FORTES FLAVIO AUGUSTO AIMOTO IOLANDA CRISTINA DA SILVA JAILTON DA PAZ JEAN KLEUBER NOVAIS SA TELES KARINA PEDROSO LECIANE ALBANO DE PAULA LILIAM DE OLIVEIRA LUCAS BRAZ LUCIANA BRIZOLA FRUTUOSO MARIA ANGELICA MORENO APPARECIDO MATHEUS SOARES DUTRA MAYARA AGRE LEAO MIRIAM CAZARIM MURILO JOSE DA SILVA PAMELLA CARLA RAMPAZO REGINALDO APARECIDO GIOLO REINALDO DE OLIVEIRA RICARDO JOSE DE CARVALHO ROBSON JOSE SIMOES SERGIO HOSOUME TABATHA KARINE RIBEIRO LOPES THIAGO HENRIQUE LEME TIAGO FERREIRA DE SOUZA UDELVANDE CARLOS DA SILVA VALDIRENE FELICIANO DE OLIVEIRA VANIA PAIVA REZENDE WILLIAN DAMIN

RG/UF 79123102 /PR 84410039 /PR 92928349 /PR 71755282 /PR 66739767 /PR 89041910 /PR 98391673 /PR 75883137 /PR 84665835 /PR 76838224 /PR 65425475 /PR 67139208 /PR 351125619 /SP 62611618 /PR 84665436 /PR 93666992 /PR 79528714 /PR 92838005 /PR 78900946 /PR 52026229 /PR 98138099 /PR 103769850 /PR 49169060 /PR 94665922 /PR 92439810 /PR 65610973 /PR 85500996 /PR 67954971 /PR 53244203 /PR 55864667 /PR 72011716 /PR 83035587 /PR 84685011 /PR 72489055 /PR 86451034 /PR 84032620 /PR 96765371 /PR

AGENTE DO CRAS

SALA 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03 03

Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

TABATHA KARINE RIBEIRO LOPES THIAGO HENRIQUE LEME TIAGO FERREIRA DE SOUZA UDELVANDE CARLOS DA SILVA VALDIRENE FELICIANO DE OLIVEIRA VANIA PAIVA REZENDE WILLIAN DAMIN

72011716 /PR 83035587 /PR 84685011 /PR 72489055 /PR 86451034 /PR 84032620 /PR 96765371 /PR

03 03 03 03 03 03 03

Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

SALA 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01 01

LOCAL Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco

Atas&Editais B-5 AGENTE DO CRAS

NOME CARLOS ALEXANDRE BRAZ EDILAINE CRISTINA GUERGOLETT ERICA FERNANDA DA COSTA LUNA ERIKA CRISTINA GARCIA JOAO LUCAS DA SILVA DANTAS KARINA CASTILHO OKADA MARCIA DE FATIMA CARDOSO DE CARVALHO MICHELY FERNANDES DOS SANTOS ROSANGELA APARECIDA DA SILVA SANDRA REGINA RIBEIRO DOS SANTOS TADEU HENRIQUE DE BRITO TATIANE APARECIDA RIBAS

RG/UF 81662967 /PR 85845527 /PR 98755799 /PR 62341548 /PR 89424453 /PR 72683013 /PR 39976765 /PR 85845330 /PR 83411783 /PR 99259590 /PR 85070622 /PR 100235498 /PR CONTADOR

NOME

RG/UF

ALMIR SOARES TEIXEIRA DE OLIVEIRA RAFAEL PEIXOTO MARTINS ROBERSON PEREIRA DE ABREU RUY CARDOSO FORTES JUNIOR SANDRO CRESPO LUNA

76299234 /PR 85713540 /PR 92936660 /PR 60233373 /PR 86990180 /PR

SALA

LOCAL

09 09 09 09 09

Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

SALA 09 09 09 09 09 09 09 09

LOCAL Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

SALA 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07

LOCAL Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco

SALA 07 07 07

LOCAL Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco Escola Municipal Dom Bosco

SALA 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 05 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 06 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07

LOCAL Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

ASSISTENTE SOCIAL NOME DANIELLY CRISTINE BUENO ELIANE CRISTINA DE PAULA JESSICA GABRIELA CORREA DA SILVA MANUELA DE FATIMA PIRES MORGADO MARCIANO RIBEIRO SIMONE GUETHI TATIANA GONCALVES SASAKI VERA MARINHO FABRIS

RG/UF 68943574 /PR 84794708 /PR 89737494 /PR 83744006 /PR 1582686 /PR 103726140 /PR 21918570 /SP 75096526 /PR PSICÓLOGO

NOME ALCIONE APARECIDA LEITE DENIZE LUNARDELLO MACETE FLAVIA ALINE FERRAZ LARISSA DE OLIVEIRA GONCALES LARUCIA OLIVEIRA CASADO DE LIMA LOURDES APARECIDA MENDES FACIO MAYRA CAMPOS FRANCICA NATALIA DEL PADRE PRISCILLA MOREIRA DE MATTOS SUELLEN EDIANE DA SILVA NAIME WAGNER WENCESLAU ALMIRAO

RG/UF 88030869 /PR 443222186 /SP 80860366 /PR 88497023 /PR 77341994 /PR 44106990 /PR 88302702 /PR 90227661 /PR 65204401 /PR 76567131 /PR 72977220 /PR

NUTRICIONISTA NOME ADRIANA BORDIN GELCY ALCIDES DOS SANTOS ROSICLER MOSKADO

RG/UF 93888391 /PR 59386808 /PR 287259717 /SP PROFESSOR

NOME ADELIA APARECIDA DA SILVA ADRIANA APARECIDA MARTINS ALCIONE APARECIDA DA SILVA ALESSANDRA APARECIDA DA SILVA CASTRO ALESSANDRA SOARES TEIXEIRA DE OLIVEIRA ALEXANDRA MARIA DE SOUSA ALIANDERSAN ALVES BARBOSA ALINE APARECIDA DOS SANTOS GUIMARAES ALINE CRISTINA DE OLIVEIRA LORENZETTI ALINE FERNANDA DA SILVA CHAVES ALLINE CAMILA INACIO ANA CAROLINE IGLECIAS SETTI ANA CLAUDIA DE SOUZA PEREIRA ANA CRISTINA DOS SANTOS FERREIRA ANA ESMERIA CONDE INACIO ANA FLAVIA DA SILVA ANA GLAUCIA DE SOUZA PEREIRA ANA MARIA COSTA MARTINEZ ANDREIA APARECIDA CAVALHEIRO ANDREIA CRISTINA QUIRIANO ANDREIA LUIZA VILALVA LEAL ANDREIA PENA TOME ANELIZA SOARES DE OLIVEIRA ANGELICA TAVARES DE OLIVEIRA ANGELITA MARIA DE OLIVEIRA LORENZETTI ANNA PAULA DA CUNHA GOMES DE SOUZA APARECIDA DE FATIMA MARTINS MAFRA APARECIDA VENANCIO DE ALMEIDA BEATRIZ CARLOS BAPTISTA BRUNA D\'ARC MATTOS BRUNA MARIA PEDROSO CAMILA BORGES ORLANDINI DE ANDRADE ROSA CARLA GINA PEREIRA CAROLINA DOS SANTOS CARVALHO DE MELLO CINTIA CRISTINA GUERGOLET CLEUZA JOSEFA DE PAULA CRISLAINE APARECIDA DE OLIVEIRA CRISTIANE GARCIA MANZANO CRISTINA DA SILVA CRISTINA RODRIGUES CORSINI CRISTINA ROSA MUNIZ DE CARVALHO SANTOS DAIARA CECILIA FARIAS DA SILVA DANIELE SOARES DE OLIVEIRA DEBORAH FERREIRA MACHADO DENISE OLIVEIRA FORTES EDIRLENE TATIANE VERSORI LAZARINO EDNA DE LOURDES CAZARIM MALUTA ELAINE DA SILVA VALIM BARREIRA ELENA PEREIRA DIAS RODRIGUES ELIANE DE FATIMA PEREIRA GIOVANELLI ELIANE RODRIGUES DE CARVALHO ELISANGELA ROCHA ALVES AMERICO ELISSANDRA PINHEIRO CARDOSO MUZEL ELTON LUIS DA SILVA ELZA SOARES PEREIRA FELIPE APARECIDO BALDIM BARROS FERNANDA MICHELE MILITAO FLAVIA VAZ GUERING FRANCIELI DOS SANTOS PITOLI GESELLE DE CASSIA BRAGANCEIRO PULCINELLI GRAZIELE APARECIDA PAULINO HERICA DE MELLO CAGALE PICHUR IRANI DE MORAES TARDELLI IRENE CRUZ DE BARROS IVANETE DE MORAES TARDELLI IZABEL CRISTINA BARBOSA BECKER IZABEL CRISTINA VOLPS DE LIMA JANAINA ISLAINE PEDRO JANETE CECILIA PULCINELLI JAQUELINE DE JESUS LANCONE JAQUELINE NORONHA COSTA DE SOUZA JESSICA FERNANDA PONTE JESSICA MARIA LEME MARCOLINO JOSIANE XAVIER DIAS JOSILAINE CARVALHO DA COSTA JOYCE ELI JOFRE JUCILENE NORONHA COSTA JULIANA CRISTINA OLIVEIRA DE LIMA JULIANA DA SILVA TOMBA JUSCELINA BATISTA DA COSTA KAREN VIEIRA LINO YAMAGAMI KEILY GOMES DOS SANTOS LEANDRA GONCALVES LEDIANI APARECIDA PEREIRA PINA LEILA ROCHA DA FONSECA LETICIA DE SOUZA PEREIRA DE ABREU LETICIA MOURO LORENA CARNELOSSI ARAUJO LUANA APARECIDA CUSTODIO LUANA CHAVES LUANA CRISTINA ARANTES LUANA FERREIRA DE MELO LUCIANA NUNES DA ROCHA LUCIANE CRISTINA BENITES PEREIRA LUCIANE DUQUE SANTIN LUCIANE KOLB

RG/UF 85500902 /PR 89018978 /PR 73904722 /PR 77342486 /PR 79123170 /PR 49881126 /PR 75760515 /PR 85069292 /PR 76408602 /PR 104558682 /PR 102817095 /PR 101649970 /PR 84032301 /PR 73904447 /PR 60930619 /PR 100158248 /PR 109821330 /PR 71683818 /PR 89603129 /PR 63213900 /PR 76838178 /PR 83144149 /PR 65358080 /PR 75368267 /PR 109821403 /PR 69747604 /PR 104566561 /PR 71684210 /PR 126179707 /PR 123408314 /PR 102967879 /PR 87269744 /PR 92633918 /PR 88725565 /PR 52448999 /PR 127861684 /PR 96852770 /PR 83896574 /PR 69924352 /PR 67033310 /PR 100052075 /PR 110843712 /PR 85070061 /PR 107734511 /PR 86213540 /PR 71005038 /PR 21623113 /PR 87811379 /PR 90831585 /PR 59937057 /PR 75760116 /PR 71916820 /PR 75473885 /PR 97562709 /PR 1473384 /PR 109821853 /PR 86213010 /PR 99933003 /PR 106321752 /PR 67139402 /PR 108941251 /PR 399815466 /PR 80472102 /PR 37081663 /PR 60931380 /PR 77342281 /PR 69443249 /PR 399195920 /SP 63213942 /PR 85293621 /PR 67665694 /PR 125940315 /PR 107856684 /PR 57311649 /PR 86213192 /PR 86213133 /PR 83706333 /PR 71928624 /PR 104027784 /PR 73905893 /PR 76532818 /PR 73278694 /PR 97987190 /PR 63213829 /PR 72652924 /PR 75883099 /PR 125470815 /PR 89602645 /PR 100945495 /PR 102114876 /PR 108525487 /PR 96091460 /PR 75743181 /PR 60096686 /PR 132329893 /PR 75760191 /PR


KEILY GOMES DOS SANTOS LEANDRA GONCALVES LEDIANI APARECIDA PEREIRA PINA LEILA ROCHA DA FONSECA LETICIA DE SOUZA PEREIRA DE ABREU LETICIA MOURO LORENA CARNELOSSI ARAUJO LUANA APARECIDA CUSTODIO LUANA CHAVES LUANA CRISTINA ARANTES LUANA FERREIRA DE MELO LUCIANA NUNES DA ROCHA LUCIANE CRISTINA BENITES PEREIRA LUCIANE DUQUE SANTIN LUCIANE KOLB LUCIMARA APARECIDA DE LIMA LUCIRLEI APARECIDA FERREIRA RODRIGUES MADALENA CELIA DELLA COLETA MARCELO AUGUSTO DE LIMA MARCIA APARECIDA LEITE DE LIMA MARCIA MARIA DE MORAES DA SILVA MARIA AMELIA PEDROSO DALBEM MARIA BETHANIA HELBE RODRIGUES MARIA D ARC PRUDENTE MARIA DAS GRACAS SOBRINHO MARIA DE FATIMA DA SILVA LEMES MARIA DELFINA BORGES MARIA DO CARMO MOREIRA DIAS MARIA DO CARMO OLIVEIRA DA SILVA MARIA EMANUELE DE ALMEIDA MARIA EUNICE RIBEIRO GOULART MARIA FERRARI ASSIS MARIA JOSE RODRIGUES CARVALHO DE ASSIS MARLI GALDINO DA SILVA MARLI PEDRINA CORONETTI MICHELY ROBERTA DOS REIS NAIR DE SOUZA SANTOS NELANDIAAPARECIDA DE CASTRO SUZUKI ODICEIA RAMOS TARDELLI OSMAR JOSE CABRAL PATRICIA APARECIDA VIEIRA PATRICIA LEILA DE ANDRADE FERNANDES POLIANA DE FATIMA DA SILVA MONTERANI RAFAELA MAIA DA SILVA RAFAELA PEREIRA DA SILVA REGIANE PEREIRA BARREIRA REGINA CRUZ LORENZETTI REGINA DOMINGUES MOREIRA RITA DE CASSIA ASSOLARI ROSANA DE FATIMA CAMILO ROSANGELA CARLOS BAPTISTA ROSANGELA DE MORAES ROSELI DE FATIMA FERREIRA LUZ ROSELI DE FATIMA VITORINO DE ANDRADE ROSEMARY PINHEIRO CARDOSO DOS SANTOS ROSIMEIRE DE SOUZA IGLECIAS ROSINEIRE APARECIDA SIMOES ROSMARY DE CASSIA MARCOLINO SANDRA APARECIDA PEREIRA CABRAL SILMARA APARECIDA PORCINELLI PELISSARI SILVIA FERNANDA DE SOUZA LORDANI SILVIA REGINA VILALVA MIGUEL SIMONE CRAUBELI MACIEL SIMONE CRISTINA DOS REIS SIMONE CRISTINA MOREIRA LINO SIMONE DA SILVA SOLANGE APARECIDA LEITE SONIA MARIA GUERGOLETT MACIEL SONIA MARIA VIEIRA DOS SANTOS AZEVEDO SONIA REGINA PEROLE STEPHANE HELBE RODRIGUES DE OLIVEIRA STEPHANY ALAIANE DA SILVA SUNARA ANGELITA DOS REIS TANIA ALVES DE SOUZA TATIANE DA SILVA TATIANNE ROBERTA SIMOES THAIS COELHO FIGUEIREDO VALERIA KAROLINE CAVALHEIRO VALERIA SOARES MARTINS VANESSA BAPTISTA GUIMARAES VANESSA DA SILVA FERREIRA VANESSA KELLY DA COSTA VANESSA LETICIA DA SILVA VANESSA LOPES FERREIRA VANIA PRISCILA GONCALVES VANUZA CATARINA GONCALVES VERA LUCIA DO CARMO CARVALHO VERONICA RIBEIRO VELOZO DE CARVALHO VIVIANE APARECIDA BENEVENUTO DE SOUZA DO ROSARIO VIVIOSE MARIA FLORIANO CAMPOS WILCELENE BATISTA DE OLIVEIRA YASMIM CORREA BEZERRA

73278694 /PR 97987190 /PR 63213829 /PR 72652924 /PR 75883099 /PR 125470815 /PR 89602645 /PR 100945495 /PR 102114876 /PR 108525487 /PR 96091460 /PR 75743181 /PR 60096686 /PR 132329893 /PR 75760191 /PR 85070380 /PR 72317335 /PR 73701414 /PR 110844565 /PR 67872355 /PR 69909434 /PR 76877599 /PR 108526777 /PR 54120150 /PR 57397764 /PR 67086392 /PR 75883056 /PR 91972328 /PR 1874573 /PR 90714716 /PR 66347745 /PR 43261347 /PR 43353901 /SP 72200403 /PR 151808867 /SP 75397895 /PR 52347963 /PR 71683974 /PR 63959839 /PR 54489455 /PR 87814840 /PR 75742541 /PR 102115554 /PR 102808339 /PR 110844379 /PR 132243514 /PR 33241933 /PR 77342877 /PR 81322775 /PR 83753684 /PR 38420216 /PR 71352935 /PR 86391317 /PR 47591643 /PR 67141377 /PR 69747922 /PR 39999285 /PR 307116529 /PR 86949148 /PR 40062963 /PR 72310705 /PR 64016539 /PR 60732540 /PR 51580796 /PR 63119040 /PR 84738913 /PR 79122874 /PR 61518835 /PR 21199222 /PR 76769770 /PR 97531560 /PR 129183926 /PR 65458233 /PR 82661859 /PR 125113648 /PR 63954098 /PR 123226372 /PR 108351772 /PR 108834161 /PR 79122823 /PR 90100823 /PR 85844695 /PR 128151036 /PR 6061200112 /PR 126661100 /PR 126661525 /PR 44698056 /PR 69442994 /PR 90804839 /PR

07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 07 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 08 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09 09

Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

81458669 /PR 62977680 /PR 106828628 /PR

09 09 09

Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa Escola Estadual Rui Barbosa

B-6 Atas&Editais

MÉDICO (estatutário e celetista) NOME ANDRE FERNANDO MACHADO LUCIANO ANNELISE CRISTINE SILVA GALDINO

RG/UF 68902711 /PR 83844353 /PR

SALA LOCAL 09 Escola Estadual Rui Barbosa 09 Escola Estadual Rui Barbosa

ANEXO III – ENDEREÇO LOCAIS DE PROVAS Escola Municipal Dom Bosco Escola Estadual Rui Barbosa

Rua 15 de Novembro, nº 190, Centro, Abatiá – PR. Rua 19 de Dezembro nº 343, Centro, Abatiá – PR.

MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DO 3º TERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 70/2011 TOMADA DE PREÇOS Nº 004/2011 CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – PARANÁ. CONTRATADA: NETUNO ENGENHARIA LTDA OBJETO: O presente termo aditivo tem por objeto a prorrogação do prazo de vigência do contrato nº 070/2011 – tomada de preços nº 004/2011, contrato de repasse nº 030.9360-97/2009/MINISTÉRIO DO TURISMO/PROGRAMA TURISMO NO BRASIL, cujo objeto é a contratação de empresa de engenharia para fornecimento de materiais e mão-de-obra para a revitalização da Praça Frei Cristóvão Capinzal, com área total de 8.074,40 m², para o dia 31 de dezembro de 2012, sem implicar em aumento do valor inicialmente contratado. DATA: 15 de maio de 2012.

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 18 de maio de 2012 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 021/2012

RESULTADO FINAL - RETIFICAÇÃO A Presidente da Comissão Organizadora de Concurso Público que este subscreve, TORNA PÚBLICA a retificação a Classificação Final dos candidatos aprovados no Concurso Público de provas, para provimento de cargos públicos vagos de AGENTE DE MANUTENÇÃO – MASCULINO abaixo relacionados, cujas provas foram realizadas nos dias 11 de março e 22 de abril de 2012, nos termos do Edital de Concurso Público Nº 01/2012, tendo em vista deferimento parcial em recursos dos candidatos: Danilo Diógenes dos Santos – RG. 9.919.104-0, Claudinei dos Santos – RG 4.959.459-3 e Clayton Zenovello Maziero – RG. 13.134.533-0. Cambará, 14 de maio de 2012. ENEIDA RAFAELA GONÇALES CÁCERES Presidente da Comissão organizadora AGENTE DE MANUTENÇÃO - MASCULINO CLASS.

NOME

RG

ESCRITA PRÁTICA NOTA FINAL

0001

JOEL MILITAO BENEDITO

7803736-9

23,00

70,00

93,00

0002

MURIEL DO NASCIMENTO

81348600

22,00

70,00

92,00

0003

HERBERT GIOVANE FERREIRA DOS SANTOS

98972986

25,00

67,00

92,00

0004

LUIS CARLOS SCARPELIM

92438090

25,00

66,00

91,00

0005

IRACI CAMARGO DE PAULA

3.484.851-3

22,00

66,00

88,00

0006

NATANAEL DA SILVA

10.057.165-0

19,00

69,00

88,00

0007

OLAVO ROBERTO BERNARDO JUNIOR

8586270-7

25,00

63,00

88,00

0008

MILTON SÉRGIO CÁCERES

6182297-6

29,00

56,00

85,00

0009

ANDERSON DE SOUZA RODRIGUES

103352592

22,00

63,00

85,00

0010

JOSE AUGUSTO CRUZ

9311366-7

16,00

68,00

84,00

0011

EDILSON CARLOS CANDIDO

7.224.051-0

16,00

67,00

83,00

0012

CLAYTON ZENOVELLO MAZIERO

13.134.533-0

26,00

57,00

83,00

0013

NELSON SABINO DOS SANTOS

42272990

24,00

54,00

78,00

0014

DIEGO WILIAN DOS SANTOS

50805602

20,00

58,00

78,00

0015

SILAS DANIEL PAVÃO

68860750

15,00

62,00

77,00

0016

JUNIOR CESAR PEREIRA

8821775-6

23,00

52,00

75,00

0017

FABIO INACIO

68521718

26,00

45,00

71,00

0018

LUIZ CARLOS VELIMACIUS

68552958

19,00

51,00

70,00

0019

CLAUDINEI MANFRIN RODRIGUES

44312557

20,00

46,00

66,00

0020

ANDRE CARVALHO

87060624

19,00

44,00

63,00

0021

JULIO CESAR OSORIO

6005941-1

15,00

47,00

62,00

0022

NIVALDO MISAEL DA SILVA

6611365-5

16,00

43,00

59,00

0023

JOSE FRANCISCO RIBEIRO FILHO

14185927-1

15,00

43,00

58,00

0024

CARLOS ALEXANDRE CIPRIANO CRUZ

83994495

21,00

35,00

56,00

Prefeitura Municipal de Andirá- Pr D ecisão Anulação de Licitação À vista da justificativa apresentada, anulo o procedimento licitatório instaurado através do edital de Dispensa de Licitação nº 028/2011, nos termos do Artigo 49 da Lei 8.666/93. Publique-se. Andirá, 17/05/2012. José Ronaldo Xavier Prefeito Prefeitura do Município de Andirá Errata O extrato de termo aditivo do Contrato 006/2010, publicado no jornal Tribuna do Vale, no dia 05/04/2012, deve ser retificado: Onde se lê: CLÁUSULA TERCEIRA – DO PRAZO O prazo de vigência previsto na cláusula QUINTA do contrato original nº 026/09, firmado pelas partes em 08/06/2009, fica prorrogado até 19/03/2013 a contar de 29/03/2012, conforme preceitua o Art. 57, inciso II, da Lei 8.666/93 e suas alterações. Leia-se: CLÁUSULA TERCEIRA – DO PRAZO O prazo de vigência previsto na cláusula QUINTA do contrato original nº 006/2010, firmado pelas partes em 29/03/2009, fica prorrogado até 28/03/2013 a contar de 29/03/2012, conforme preceitua o Art. 57, inciso II, da Lei 8.666/93 e suas alterações. Andirá – (Paraná), 17 de maio de 2012. Ângela Maria da Silva Correia Presidente da Comissão de Licitações EXTRATO DE CONTRATO PARTES: MUNICÍPIO DE ANDIRÁ – PARANÁ PAULO EMÍLIO DOURADO NASCIMENTO OBJETO: Credenciamento de Serviços Médicos na Especialidade de Ortopedia, para atendimento aos usuários da Rede de Saúde Municipal, justificando que no Cisnop-Consorcio Intermunicipal de Saúde de Cornélio Procópio,onde o Município é consorciado para estes atendimentos, não dispõe mais da especialidade de ortopedia quando retorna as vagas são mínimas aos usuários, ainda que , na Sociedade Hospitalar Beneficente também não há mais atendimento de Médico Ortopedista. PREÇO: O preço total deste contrato é de R$ 60.000,00 (Sessenta mil reais). PRAZO : A Contratação terá vigência de 12 (doze) meses, podendo ser prorrogado por igual período, respeitando o limite de 60 (sessenta) meses, determinado pelo inciso II, do Artigo 57, da Lei nº 8.666/93 e suas alterações, mediante celebração de Termo Aditivo, de comum acordo entre as partes, com justificativa da Secretaria Municipal de Saúde e devidamente aprovado pelo Prefeito Municipal de Andirá. DATA: 16/05/2012 INEXIGIBILIDADE Nº 002/2012 ASSINATURAS: JOSÉ RONALDO XAVIER – Prefeito PAULO EMÍLIO DOURADO NASCIMENTO - Representante Legal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRA DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 029/2012 Ratifico a dispensa nº. 029/2012 – Autorizo a despesa, emissão de empenho, para a empresa G8 ARMARINHOS LTDA-EPP, inscrita no CNPJ sob nº 14.232.132/0001-53, no valor global de R$ 7.887,00 (Sete mil oitocentos e oitenta e sete reais), referente AQUISIÇÃO de 478 (quatrocentos e setenta e oito) cobertores, para atender as necessidades de famílias carentes do município, em conformidade com o art. 24, inciso II da Lei 8.666/93, alterada pela Lei 8.883/94. Andirá, 18 de maio de 2012. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ Estado do Paraná CONVITE O Prefeito Municipal convida a toda população andiraense a participar no dia 24 de maio de 2012, a partir das 19:30 horas na Sala de Sessões da Câmara Municipal “Dr. Álvaro de Andrade Margoto”, da Audiência Pública para Avaliação das Metas Fiscais do 1º Quadrimestre do exercício de 2012. Andirá, 17 de maio de 2012. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal


TRIBUNA DO VALE - Edição n.° 2146