Page 1

cmyb

Sabado e Domingo

TRIBUNA DO VALE

24 e 25 DE DEZEMBRO DE 2011

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

330 170

ANO XV - N0 2043 R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

S.A.PLATINA

Natal faz movimento aumentar 40% no terminal rodoviário Antônio de Picolli

Com o feriado de Natal, o movimento no Terminal Rodoviário de Santo Antônio da Platina teve aumento de 40% em relação aos dias normais. Para suprir a demanda, a Princesa do Norte colocou 19 ônibus extras a disposição dos passageiros. O supervisor de vendas, Adílson de Paula, contou que tradicionalmente, o Natal é o feriado mais movimentado nas rodoviárias, superando Carnaval e Ano Novo. Os destinos mais procurados são Curitiba e São Paulo. Como neste ano o Natal cai no domingo, as viagens deverão ser de bate-e-volta para quem trabalha.  PÁG. A3

PRESENTE

CASA NOVA

Faxineira supera tragédia e tem sonho realizado

Antônio de Picolli

Jucimara Ferreira realizou o sonho de ter sua própria casa

O que eu daria a Santo Antônio da Platina neste Natal?

A Tribuna do Vale traz nesta edição especial uma reportagem especial sobre o que as autoridades do município dariam de presente para Santo Antônio da Platina neste Natal. Os pedidos vão desde obras de infraestrutura e saneamento básico ao tradicional “paz saúde e felicidade”. ESPECIAL DE NATAL

VIAGEM

Antes das férias, revisão do veículo é prioridade

Antes de pegar a estrada e passar as férias no local programado, mecânicos orientam os motoristas a fazer uma revisão completa nos veículos para evitar problemas no meio do caminho. Eles também alertam para que as revisões não sejam realizadas na véspera das viagens. ESPECIAL DE NATAL

JACAREZINHO

Um ano trágico, mas com final feliz. Após ver o filho de 16 anos entrar no mundo do crack e assassinar uma adolescente 14 anos, o Natal veio para renovar a fé e as esperanças da faxineira Jucimara Ferreira, 31 anos, moradora do Jardim

Santa Cruz, em Santo Antônio da Platina. Ela ganhou uma das 60 casas populares do programa Minha Casa Minha Vida, construídas no Jardim Bela Manhã e não vê a hora de se mudar do bairro violento onde mora. ESPECIAL DE NATAL

FÉRIAS

PLANTÃO

FUTEBOL

Prefeitura reforma e entrega casa destruída pela chuva

Corinthians não desiste de ter Montillo para 2012

PÁG. A5

PÁG. A7

Polícia Militar dá dicas TRABALHO EM PLENA NOITE DE NATAL de segurança contra Fim de ano, véspera de Natal enquanto muitos festejam, furtose arrombamentos ealguns profissionais passam o

Antônio de Picolli

Com a chegada do fim do ano, o número de ocorrências de furtos e arrombamentos registradas cresce consideravelmente. A Polícia Militar dá dicas de segurança para quem vai viajar neste fim de ano e deixar a casa sozinha. Alguns cuidados básicos podem evitar dores de cabeça após o retorno. Saiba como se prevenir da ação dos ladrões.  PÁG. A6

dia 25 de dezembro no trabalho. Enfermeiras (foto), policiais e médicos são alguns exemplos de pessoas que abdicam da companhia da família e das celebrações para se dedicar às tarefas do cotidiano e a manter a tranquilidade daqueles que celebram o Natal. ESPECIAL DE NATAL

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

Quando um silêncio profundo en¬volvia todas as coisas e a noite ia a meio do seu curso, então, a tua palavra onipotente desceu do céu e do trono real e, como um implacável guerreiro” Pe. David Francisquini

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

a uniformização de normas relativas ao procedimento administrativo disciplinar aplicável aos magistrados acerca de ritos e penalidades”” Alexandre Coutinho Pagliarin

E DITORIAL

Lei de inovação Único estado das regiões Sul e Sudeste que ainda não aprovou uma lei de inovação, o Paraná poderia ter preenchido essa lacuna ainda em 2010. Essa era inclusive a previsão do deputado Ênio Verri (PT), membro da Comissão de Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa. Mas o projeto não foi incluído em meio aos cerca de 60 que foram votados a toque de caixa na semana do dia 12 de dezembro, garantindo o recesso parlamentar mais cedo. De autoria do governo estadual, o anteprojeto de lei foi elaborado a partir de estudos da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e de uma comissão formada também pelas universidades e coordenada pelo diretor-presidente do HORÁRIO DE FECHAMENTO

22:10

In s t itut o d e Te c n o l o g i a do Paraná (Tecpar), Júlio Félix. Passou por consulta pública em agosto e por uma audiência pública em outubro. Até dezembro, no entanto, o documento que já era consenso tanto no meio e mpre s a r i a l p a r a n a e n s e quanto no acadêmico nem tinha começado a tramitar na Casa Legislativa. Diferentemente de outros países, onde as empresas são responsáveis pela maior parte das pesquisas qu e l e v am à s i n ov a ç õ e s tecnológicas, no Brasil o que predomina no s etor produtivo é a aquisição de máquinas e processos. Aqui são as universidades que levam a tarefa de pesquisa adiante, com a autoria de 60% das patentes registradas, segundo estimativas de especialistas e núcleos

de inovaç ão. Ao mesmo tempo, hoje a carreira do profissional pesquisador se define pelo número de artigos científicos conduzidos e publicados e não pela quantidade e qualidade dos processos ou produtos finais desenvolvidos por ele. É para quebrar esses paradigmas que a existência de leis de inovação estaduais é importante. S ã o e ss e s i nst r u me n tos, a exemplo do que a L ei de Inovação Federal (10.973/2004) preconiza para as instituições de ensino federais, que definem a participação de ganhos das universidades e de seus pesquisadores nos result a d o s d e s e us e stu d o s e também dão algum tipo de incentivo, como redução ou isenção de tributos, às empresas que colocam as

C HARGE

boas ideias em prática. A mudança começa a partir do momento em que se tem um documento que define que o pesquisador também pode participar dos resultados financeiros de uma inovação desenvolvida para uma empres a e que iss o também representa possibilidades de ganho e ascensão na carreira. Em tempos de crise e obstáculos imensos com infraestrutura, o “fazer diferente” é agregar valor aos produtos. Entre os benefícios que o ante proj e to d a L e i d e Inovação do Paraná prevê está a garantia ao pesquisador de uma participação de 5% a 33% nos ganhos econômicos proporcionados por contratos de transferência de tecnologia. Pelo projeto, o governo também poderá conceder incentivos chargeonline.com.br

NESTA EDIÇÃO TEM

fiscais às empresas como forma de promover a inovação, mas isso ainda terá de s e r re g u l am e nt a d o p e l o Executivo após a aprovação da lei. Segundo o último estudo do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), com dados entre 2004 e 2008, a Universidade Federal do Paraná (UFPR) aparece como a 5.ª no país em número de pedidos de patentes (63). A instituição, que trabalha em pesquisa e desenvolvimento (P&D) desde 2004, com base na lei federal, já registrou 122 patentes, a maioria na área de biotecnologia e química. Onze dessas patentes foram negociadas – seis por licenciamento (situação em que a UFPR detém a propried ade, mas uma empres a executa o projeto) e cinco por cotitularidade (quando

UFPR e empresa têm a titularidade). Até o momento, no entanto, as transferências ainda não renderam royalties à universidade. A posição da UFPR é a melhor entre as universidades paranaenses. Segundo a rede de Núcleos de Inovação Tecnológica e Empreendedorismo do estado (Nitpar), as demais instituições do estado somam 1 4 5 p ate nte s re qu e r i d as até o momento – algumas seguem em sigilo e não são computadas. Pel a imp or t ânci a que tem para o desenvolvimento do estado, espera-se que com o retorno dos deputados aos trabalhos legislativos, em 2012, a proposta da Lei de Inovação estadual entre, finalmente, em tramitação e venha a ser aprovada.

A RTIGO Pe. David Francisquini

22 PÁGINAS CADERNO PRINCIPAL - OPINIÃO - POLÍTICA - GERAL - CIDADES - COTIDIANO - ESPORTES - AGRONEGÓCIO

A 01 - 08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

2ª CADERNO - AGRONEGÓCIO - ATAS & EDITAIS - SOCIAL

B 01 - 08 B 01 B 02 - 07 B 08

3º CADERNO - ATAS & EDITAIS

C 01 - 06 C 01 - 06

Rompendo o silêncio dos indiferentes

PREVISÃO PARA HOJE

330 170

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

A RTIGO Alexandre Coutinho Pagliarini*

STF versus CNJ ‒ briga de cão e gato? Na qualidade de relator da ação direta de inconstitucionalidade (ADI) n.º 4.638, ajuizada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), o ministro Marco Aurélio do Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu liminar parcial que suspendeu a eficácia de alguns dispositivos da Resolução 135, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Essa resolução, em seu conjunto, dispõe basicamente sobre “a uniformização de normas relativas ao procedimento administrativo disciplinar aplicável aos magistrados acerca de ritos e penalidades”. Contra a decisão de Marco Aurélio se insurgiu o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); em favor, a associação que representa os juízes do país (autora da ação). Tem-se, de um lado, o STF, na qualidade de guardião da Constituição e de tribunal último do país. De outro, o CNJ como órgão que pode receber e conhecer das reclamações contra membros e órgãos do Poder Judiciário, “(...) sem prejuízo da competência disciplinar e correcional dos Tribunais (...)”. A Emenda Constitucional que cria o CNJ permitiu-lhe “(...) o controle da atuação administrativa e financeira do Poder Judiciário e do cumprimento dos deveres funcionais dos juízes, (...) além de outras funções que lhe forem

conferidas pelo Estatuto da Magistratura”.Nessa briga de cão e gato e tendo em vista o que chamado ativismo judicial, há uma instituição omissa no meio: o Congresso Nacional, que não se deu ao luxo de positivar norma que bem regulamentasse esta nova situação da Justiça no Brasil com a criação deste corpus de controle externo, que é o CNJ. A questão tem de ser vista a partir do prisma principiológico constitucional. Na notícia da concessão da liminar por Marco Aurélio e no que se refere ao suposto esvaziamento das competências do CNJ, alguns fatores têm de ser levados em conta: 1.º) a criação do CNJ foi extremamente boa porque é tal órgão um instrumento de controle externo de um Poder (o Judiciário) que não se julgava submisso aos ditames do artigo 37 da Carta da República; 2.º) o Poder Legislativo brasileiro é omisso e confuso em suas intervenções; 3.º) ativismo judicial; 4.º) o CNJ não é tribunal. Um erro que se pode apontar na resolução guerreada pela AMB é o fato de que, nela, o O que realmente causou irritação nos magistrados da AMB que ajuizaram a ação direta de inconstitucionalidade foi o fato de ela (a Resolução) dispor acerca da “uniformização de normas relativas ao procedimento administrativo disciplinar aplicável aos magistrados acerca

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

de ritos e penalidades”. Temos aqui diante de nós um “gol” marcado por Marco Aurélio. Realmente, segundo teorias federalistas e de tripartição dos Poderes clássicas, não pode uma Resolução superar hierarquicamente o Estatuto da Magistratura e as normas internas correcionais dos tribunais estaduais e das demais cortes de Justiça. Mas ao mesmo tempo a liminar do ministro Marco Aurélio representa um histórico “gol contra”. Ora, o CNJ foi criado justamente para uniformizar a conduta de juízes do Brasil inteiro – sem lhes tirar o poder jurisdicional – para cumprir a finalidade precípua de exercer externamente ao âmbito judicial. O que vinha ocorrendo antes da atuação do CNJ era o seguinte: as corregedorias de Justiça eram omissas, não investigavam e não puniam e isso feria de morte o princípio da moralidade administrativa (art. 37 da CF 88) também aplicável à atuação de juízes e serventuários da Justiça. Caso o Plenário do STF acompanhe o voto do ministro Marco Aurélio em fevereiro de 2012, a nossa Suprema Corte estará a produzir os seguintes resultados: a) privilegiará o ativismo judiciário que vem fazendo com que este Poder – que nem eleito é – se sobreponha ao Legislativo; b) esvaziará

a competência fiscalizatória do CNJ; c) fará com que tudo volte ao statu quo anterior e, consequentemente, os juízes descomprometidos com a moralidade administrativa sentir-se-ão aliviados porque sabem que as suas corregedorias nada farão contra eles. Na verdade, o grande culpado pelo que está a ocorrer é o Congresso Nacional brasileiro, que transformou o Judiciário brasileiro e o presidente da República em legisladores (por meio das medidas provisórias).Portanto não pode haver briga de cão e gato. Criado o CNJ, já deveriam ter sido feitos os ajustes legislativos para que a novidade excelente que este órgão de controle externo representa pudesse bem funcionar; mas nunca é tarde. Posiciono-me contra a decisão provisória de Marco Aurélio, pois é evidente que o CNJ foi criado para proporcionar mais credibilidade à própria Justiça, forçando-a a observar o princípio constitucional da moralidade administrativa – sobretudo este. Alexandre Coutinho Pagliarini é advogado e pós-doutor pela Universidade de Lisboa, doutor e mestre pela PUCSP, é professor Titular da UNIT (Aracaju/SE), professor Titular da FITS (Maceió/AL) e professor VisitantenaUniversidadedeLisboa.

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 150,00 Trimestral R$ 45,00 Semestral R$ 90,00 On-line R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Jornal Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Proclama o livro da Sabedoria: “Quando um silêncio profundo en¬volvia todas as coisas e a noite ia a meio do seu curso, então, a tua palavra onipotente desceu do céu e do trono real e, como um implacável guerreiro, lançou-se para o meio da terra condenada à ruína, trazendo, como espada afiada, o teu irrevogável decreto”. Há pouco mais de 2.000 anos, um edito de César Augusto convocava um recenseamento de toda a terra. Naquele tempo, os recenseadores não iam, como hoje, de casa em casa interrogando as pessoas. Todos eram obrigados a se dirigir para tal fim à sua cidade de origem. Foi por esta razão que José – por ser da Casa e linhagem de David –, deixando Nazaré, na Galiléia, se dirigiu a Belém, na Judéia, a fim de se recensear com Maria, sua esposa. O recenseamento concorreu para romper o silêncio e a rotina daquela cidade não muito distante de Jerusalém. Suas ruas, praças e hospedarias se encontravam cheias, num vai-e-vem contínuo de pessoas. Familiares, amigos, e mesmo estranhos se cumprimentavam e falavam dos pequenos acontecimentos de que se compunha a vida miúda daquela gente. Disso resultava um vozerio proporcional ao movimento da multidão, mas o suficiente para turbar os costumes da pequena Belém de Judá. Foi em meio àquela balbúrdia que chegou São José, puxando um burrico sobre o qual se encontrava sua esposa, que estava grávida. Ninguém percebeu, sequer pôde entrever que o claustro virginal de Maria encerrava o Deus encarnado, “Aquele a quem nem o Céu nem a Terra podia conter”, prestes a vir ao mundo. José procurou por toda cidade um lugar onde pudesse nascer o Redentor: casas de parentes, hospedarias, casas particulares. Todas as portas se fecharam para ele e sua esposa. Ou seja, o Redentor não encontrou abrigo onde pudesse vir à luz do mundo. São João escreveu que a Vida estava n’Ele, e esta Vida é a luz dos homens. É a luz que brilha nas trevas e as trevas não puderam envolvê-Lo. O verbo era Luz verdadeira que ilumina a todo homem que vem a este mundo. Ele estava no mundo, neste mundo que Deus criou por meio d’Ele, e o mundo não O quis reconhecer. Ele veio habitar entre os seus e os seus não O quiseram receber. Cenário triste que se repete, ano após ano, nas celebrações do Nascimento do Redentor. Na verdade, tudo deveria parar a fim de ceder lugar, com todo o requinte possível, às celebrações d’Aquele que é a Luz do mundo. Afinal, Ele nos traz as melhores recordações de alegria, de paz, de harmonia e bem-estar. Natal do Menino Jesus em Belém de Judá. Natal em que a Terra inteira cobre de alvura para festejar o Inocente por excelência. Não tendo São José e Nossa Senhora encontrando lugar no casario de Belém, foram se recolher junto à manjedoura, numa gruta que servia de abrigo aos animais. Foi ali que se deu o Natal do Menino-Deus, anunciado pelas vozes angélicas que ecoaram pelos campos e despertaram os pastores: “Glória a Deus nas Alturas e paz na terra aos homens de boa vontade!”. Nascido num campo como lírio perfumado, o Menino-Deus reuniu em torno de Si todas as classes, de reis a pastores. A natureza toda se sente embevecida e elevada porque um Deus que é o criador de todas as coisas e que governa todo o universo tornou-Se criatura sem deixar de ser eterno e imutável. Quem não se sente comovido contemplando uma criança tão elegante, terna e frágil, que sob o olhar enlevado e compassivo de sua Mãe e de São José, jazia com seus bracinhos estendidos numa manjedoura, assumindo profeticamente a posição que 33 anos depois assumiria ao morrer pregada na Cruz para a salvação da humanidade pecadora? Sacerdote da Igreja do Imaculado Coração de Maria. Cardoso Moreira-RJ. Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Santo do Itararé ¦Santana do Itararé ¦Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Geral A-3

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Geralmente quando o Natal cai no meio da semana, as pessoas têm uns dias a mais para descansar, porém desta vez a viagem para quem trabalha vai ser bate-e-volta” Adílson de Paula

SAÚDE

Em três meses, Paraná fez 8 mil cirurgias eletivas em mutirão Da Agência Estadual

O mutirão de cirurgias eletivas iniciado em outubro no Paraná conseguiu r e a l i z a r 8 m i l p ro c e d i mentos nos municípios de gestão estadual e em cidades com menos de 50 mil habitantes que assumiram a gestão municipal. Em três meses, foram investidos R$ 4,8 milhões no programa. O resultado reflete as medidas tomadas pela Secretaria de Estado da Saúde para reduzir a demanda repr imida p or cir urg ias no Estado. Entre elas, a qu it a ç ão d a dív id a com os prestadores pendente desde 2010, que permitiu iniciar um novo mutirão.

Respeitamos a fila de espera e garantimos aos usuários do SUS atendimento ágil, considerando que neste processo houve aumento significativo na oferta de procedimentos cirúrgicos de média complexidade"

O número de cirurgias re a lizad as num p er ío do de três meses este ano é expressivo se comparado com o de 2010, qu ando foram realizadas 15 mil cirurgias durante todo o ano, com investimento de R$ 8 milhões. O secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, explica que o mutirão prossegue até dezembro de 2012. “A demanda reprimida do Paraná chegava a 48 mil cirurgias. Por isso nos empenhamos para iniciar o processo ainda este ano e até dezembro de 2012 pretendemos realizar mais 40 mil procedimentos”, disse o secretário.

Antes de iniciar o mutirão deste ano, o Paraná conseguiu pagar, em agosto, R$ 1,4 milhão aos prestadores que fizeram as cirurgias eletivas em 2010. “A quitação dessa dívida foi essencial para resgatar a credibilidade do Estado junto aos prestadores e viabilizar o novo mutirão”, afirmou Caputo Neto. Além de pagar a dívida, a secretaria mudou a forma de organização da fila. Até o ano passado, a pasta apenas repassava aos pre st a d ore s o s re c u rs o s recebidos do Ministério da Saúde. Um acordo feito na Comissão Intergestores Bipartite – fórum de pactuação entre os gestores estadual e municipais do SUS – permitiu que o Estado, por meio das regionais de Saúde, passasse a cuidar da organização da fila de pacientes que esperam por cirurgias eletivas, gerando relatórios trimestrais sobre o andamento do mutirão. “Respeitamos a fila de espera e garantimos aos usuários do SUS atendimento ágil, considerando que neste processo houve aumento significativo na oferta de procedimentos cirúrgicos de média c o mp l e x i d a d e”, d i s s e o superintendente de Gestão de Sistemas de Saúde da secretaria, Paulo Almeida. O rol de procedimentos foi ampliado de acordo com as prioridades de cada região. O mutirão contempla procedimentos cirúrgicos de média complexidade, como cirurgias de varizes, hérnia, adenóide, catarata e cirurgias ortopédicas de joelho e quadril, entre outros procedimentos previstos na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS). Os usuários que precisarem de cirurgia eletiva devem procurar a unidade d e s aú d e m a i s próx i m a para serem encaminhados aos serviços de referência. Os municípios de Araucária, Curitiba, São José dos Pinhais, Pato Branco, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Campo Mourão, Umuarama, Cianorte, Maringá, Apucarana e Londrina estão gerenciando a própria estratégia de ampliação da oferta de cirurgias eletivas.

Movimento no terminal rodoviário aumenta 40%na véspera do Natal S.A. PLATINAPassageiros enfrentam rodoviária cheia; empresa coloca linhas extras para atender demanda Da Redação

O movimento é intenso desde ontem nas rodoviárias do Norte Pioneiro. No Terminal Rodoviário de Santo Antônio da Platina, a procura por passagens nos guichês cresceu cerca de 40%. Para suprir a demanda, a Princesa do Norte colocou 19 ônibus extras para os principais destinos de férias dos moradores da região. Para Curitiba são 13 carros a mais, já para São Paulo, seis. O supervisor de vendas da Princesa do Norte, Adílson de Paula, contou que nos últimos dias o fluxo de embarque para as grandes cidades foi maior, porém a tendência é que a situação já se inverta a partir de amanhã. Segundo de Paula, este ano o feriado foi atípico, com o Natal caindo no domingo. “Geralmente quando o Natal cai no meio da semana, as pessoas têm uns dias a mais para descansar, porém desta vez a viagem para quem trabalha vai ser bate-e-volta”. Este é o caso da balconista Luiza Aparecida dos Santos, 32 anos, que conseguiu folga no sábado e aproveitou para passar o Natal na casa da mãe, em Curitiba. “Ano passado deu

Tradicionalmente, o Natal é o feriado do ano com maior movimentação nas rodoviárias

para aproveitar mais, esse ano vai ser uma correria danada, mas mesmo assim não tem problema, o que importa é poder aproveitar essa data tão especial”, comemorou. De Paula explica que, historicamente, o Natal é o feriado do ano com maior procura entre os passageiros. “O Natal ultrapassa os feriados do carnaval e ano novo”, cravou. Os dias 23 e 24 são os mais movimenta-

dos. Durante esse período, a rodoviária de Santo Antônio da Platina recebe em torno de 400 passageiros por dia, contra cerca de 200 em dias normais. De acordo com o supervisor, a maior procura por passagens é de pessoas que vivem em Curitiba e vêm para a região para visitar parentes nessa época. Ao todo, a empresa disponibiliza cinco carros que saem da capital em direção as

cidades da região. Po r c o nt a d a g r a n d e procura durante o Natal esse número salta para 22. “Há contratação de mais motoristas para reforçar a equipe neste feriado”, disse. “Cerca de três meses antes do início das festividades, nós contratamos a quantidade de motoristas necessária que, durante os meses qu e ante c e d e m o Nat a l, passam por treinamentos”, explicou.

CIDADES

Prefeituras reduzem expediente Gazeta do Povo Online

Q uem mora em cidades pequenas e médias do Paraná precisa adaptar seus horários, nessa época de ano, ao expediente reduzido que as prefeituras adotam. Pressionadas pela falta de dinheiro ou tentando economizar um pouco para o ano seguinte, as administrações municipais reduzem o expediente, trabalhando apenas pela manhã. Em alguns cas os mais radicais, decretam-se férias coletivas. Os prefeitos alegam que, durante est a ép o c a do ano, a pro c ura p or serviços administrativos é reduzida e não compensa m a nt e r o s f u n c i on á r i o s

t r a b a l h a n d o. N a m a i o r par te dos casos, o atendimento acaba ocorrendo apenas na parte da manhã, das 8 horas ao meio-dia. A medida só não atinge os serviços essenciais, como segurança pública, ensino, saúde e coleta de lixo. No entanto, para a população, a medida de economia acaba sendo um inconveniente. Em Campo Mourão, no Centro-Oeste, por exemplo, o presidente da Associação Comercial e Industrial (Acicam), Ne l s o n B o t e g a , d i z q u e o atendimento em meio e x p e d i e nt e , i mp l a nt a d o desde outubro, traz vários prejuízos à p opu l aç ão. “Comerciantes que precisam da expedição de alva-

rás de funcionamento são u m e xe mpl o cl aro. E s t á tudo p arado e at ras ado. O comércio abre cedo e nem sempre é possível ir à prefeitura pela manhã.” Para B otega, o meio expediente não trará a economia desejada. “Se é para zerar déficit era melhor então demitir todos os funcionários comissionados com poder de chefia. Eles recebem muito pelo pouco trabalho que realizam. Aí sim, daria para economizar e até cobrir o déficit”, afirma. A alegação d a prefeitura de C amp o Mourão é de que a medida é necessária para cobrir um déficit de R$ 3 milhões. O reflexo do meio expediente adotado em relação

à população é minimizado pelo secretário da Fazenda de Campo Mourão, Altair Casarim. Segundo ele, por ter um perfil agrícola, “as pessoas da cidade acordam cedo e resolvem seus problemas administrativos pela manhã. No período da tarde aparecem apenas 4 ou 5 pessoas diariamente”, diz ele. Em Palmeira, nos Campos Gerais a moradora L e t í c i a S o a re s , t a m b é m discorda da medida praticada pela prefeitura. “É muito complicado a prefeitura ficar fechada durante tanto tempo. Quem trabalha pela manhã tem que faltar ao trabalho para ser atendido pelo serviço público.”

JACAREZINHO

Ganhador da Lotomania retira prêmio no interior de São Paulo Aline Damásio

Doação - A sede da Associação de Pais e Amigos do Excepcional (Apae) ganhou, na semana passada, uma moto Honda Fan 125 zero quilômetro. O presidente da entidade, Alexandre Augusto BotarelliCesar, recebeu as chaves da moto das mãos da equipe de vendas da DHL revenda de tratores Valtra, de Cambará, responsável pela doação.

O ganhador da Lotomania que faturou R$1,7milhão em uma aposta feita em Jacarezinho no sábado, 17, retirou o prêmio na tarde da última quinta-feira, 22, no interior de São Paulo. De acordo com a Superintendência da Regional da Caixa Econômica Federal

no Norte do Paraná, o apostador pediu sigilo da sua identidade, não revelando sexo e nem cidade onde foi retirado prêmio, além de não ter confirmado se é morador de Jacarezinho. A aposta do concurso 1202 foi feita na filial da lotérica Balcão da Fortuna, na rua Padre Melo na semana passada. O sortudo de

Jacarezinho teve 20 acertos no jogo em que se escolhe 50 números entre os 100 disponíveis no bilhete. Na última quinta-feira, 22, mais um apostador do Paraná levou o prêmio da Quina de R$12,6milhões. A aposta do concurso 2777 foi registrada em Matinhos, no litoral do estado. Nesta próxima semana

as loterias da Caixa farão o sorteio da Mega Sena da virada que tem previsão de prêmio de R$ 170 milhões. A Caixa já registrou uma arrecadação de R$ 73milhões em apostas com mais de 11 milhões de bilhetes vendidos. O sorteio será no dia 31 de dezembro às 20 horas e as apostas podem ser feitas até ás 14 horas.


A-4 Economia

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Fiep pede adiamento do início da escrituração digital do PIS/Cofins TRIBUTOS Presidente da entidade enviou ofício à ministra Gleisi Hoffmann questionando também o valor da multa a ser aplicada a quem descumprir nova obrigação

Da Assosoria

O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, enviou ofício à ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, solicitando que ela interceda junto aos órgãos competentes do governo federal para o adiamento da data de início da Escrituração Fiscal Digital do PIS/Cof i ns . O c a l e nd ár i o p ar a que as empresas passem a utilizar o novo sistema de registro referente a essas contribuições tem início previsto para fevereiro de 2012. Caso não cumpram a

nova obrigação, as companhias estão sujeitas a multas mensais de R$ 5 mil, independente de seu porte. O documento assinado por Campagnolo foi elaborado após manifestações de diversas indústrias paranaenses, sindicatos filiados à Fiep e outras entidades representativas preocupadas com a questão. Entre elas, a seccional paranaense da Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Regional de Contabilidade, Sindicato dos Contabilistas de Curitiba, Federação Nacional dos Contabilistas e Federação dos Contabilistas do Paraná. No ofício, Campagnolo afirma que a Fiep e as outras entidades não são contrárias à adoção de sistemas que, incorporando recursos tecnológicos, podem até facilitar o trabalho das empresas, contadores e do fisco. Mas defende que, antes da implantação de novos sistemas de escrituração, deveria ocorrer a simplificação das normas legais que regem a Contr ibuição para o Financiamento da S eguridade Social (Cofins) e a Contribuição para o Programa de Integração Social (PIS). “A par de o Brasil ser o único país do mundo a contemplar em seu sistema qu at ro t r ibuto s nã o cumulativos (IPI, ICMS, PIS e COFINS), o regime d e n ã o c u mu l at i v i d a d e

Campagnolo quer o adiamento da data de início da Escrituração Fiscal Digital do PIS/Cofins

atribuído ao PIS, em 2002, e à COFINS, em 2004, carrega consigo inusitada e complexa prof us ão de regras, até para os padrões do atavismo burocrático brasileiro”, afirma o ofício. O documenta cita ainda que até mesmo o s e cretário da Receita Federal do Brasil, Carlos Alberto Barreto, admitiu em novembro que o órgão estuda a simplificação dos dois tributos. “Neste contexto, é inapropriado e inopor-

tuno promover mudanças na obrigação acessória de escrituração e preenchimento de demonstrativos (EFD-PIS/COFINS), na medida em que a autoridade fazendária anuncia e se empenha em promover depurações na legislação d a e sp é c i e p ar a d e f i n i r, dimensionar e estruturar – com suporte no conteúdo, alcance e observância dos preceitos constitucionais –, a obrigação principal de pagar o PIS e a COFINS”,

22/12/11

CÂMBIO

22/12/11

DÓLAR COMERCIAL

INDICE BOVESPA Alta: 1,23%

57.347 pontos

Volume negociado: R$ 4,79 bilhões 56.331 56.096 55.298 56.864 56.653 57.347

EURO

Baixa: 0,27% Var. dezembro: +2,26% Compra R$ 1,852 Venda R$ 1,854

DÓLAR PTAX (Banco Central) Alta: 0,12% Compra Venda

15/12 16/12 19/12 20/12 21/12 22/12

Ações Petrobrás PN Vale PNA ItauUnibanco PN Brasil ON Telemar PNA V-Agro ON Gerdau PN Marfrig ON

% +1,05 +1,39 +1,78 +2,94 +6,71 +6,45 +3,15 +2,82

R$ 22,15 38,70 34,40 23,82 46,90 0,33 14,40 8,74

12.169,58 5.456,97 5.852,18 8.395,16

+0,51 +1,25 +1,05 -0,77

BOLSAS NO MUNDO Dow Jones Londres Frankfurt Tóquio

%

OURO - BM&F 22/12

var. dia

R$ 95,10 /grama

IR

0,00%

DEZEMBRO

BASE (R$)

Alíquota Parc. a % deduzir Até R$ 1.566,61 Isento De R$ 1.566,62 a 2.347,85 7,50% 117,49 De R$ 2.347,86 a 3.130,51 15% 293,58 De R$ 3.130,52 a 3.911,63 22,50% 528,37 Acima de R$ 3.911,63 27,50% 723,95

Deduções: a) Assalariados: 1-R$ 157,47 por dependente; 2 - pensão alimentícia; 3 - contribuição à Prev. Social; 4 - R$ 1.566,61 por aposentado a partir de 65 anos; 5 - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carne Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.

SELIC/IR IR 2011 - A oitava parcela venceu em 30/11.

No pagamento desta e outras parcelas atrasadas há em dezembro Selic de 7,67% + multa. MÊS TAXA SELIC Set/11 0,94% Out/11 0,88%

MÊS TAXA SELIC Nov/11 0,86% *Dez/11 1,00%

*No mês corrente a Selic é sempre 1,00% Indicadores Econômicos: elaboração da agência Dossiê:Dinheiro. Fone: (41) 3205-5378

Var. dezembro: +2,56% R$ 1,80 R$ 2,00

DÓLAR TURISMO Estável Compra Venda

Alta: 0,17% Compra Venda

Var. dezembro: -0,72% R$ 2,4230 R$ 2,4241

EURO TURISMO

Var. dezembro: +2,59% R$ 1,8571 R$ 1,8578

DÓLAR PARALELO Estável Compra Venda

Var. dezembro: +2,08% R$ 1,770 R$ 1,960

Estável Compra Venda

Var. dezembro: -1,56% R$ 2,33 R$ 2,53

OUTRAS MOEDAS X REAL Iene Libra esterlina Peso argentino

R$ 0,0238 R$ 2,91 R$ 0,43

US$ 1 É IGUAL A: Iene Libra esterlina Euro

78,16 0,6378 0,7664

ÍNDICES DE INFLAÇÃO Índices em % INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPCA-15 (IBGE) IPC (FIPE) IPC (IPARDES) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) INCC-DI (FGV)

jul 0,00 0,16 0,10 0,30 0,15 -0,12 -0,05 -0,13 -0,04 0,45

ago 0,42 0,37 0,27 0,39 0,46 0,44 0,61 0,77 0,40 0,13

set 0,45 0,53 0,53 0,25 0,30 0,65 0,75 0,94 0,50 0,14

REAJUSTE ALUGUÉIS Índice INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

out 1,0730 1,7031 1,0746 1,7045

nov 1,0666 1,0697 1,0695 1,0678

c om o qu e d e t e r m i n a a Constituição. Além disso, pede a revisão da Medida Provisória 2.158-35/2011 – que criou a nova obrigação –, para que o valor da multa de descumprimento seja proporcional. Hoje, a penalização prevista é considerada pela Fiep “exacerbada e linear”, no valor único de R$ 5 mil por mês-calendário descumprido, sem levar em conta o porte ou segmento da empresa.

Mercado Agropecuário

Indicadores Econômicos BOVESPA

diz o texto. Por isso, a Fiep, atendendo às solicitações das demais entidades, que representam milhares de contribuintes, pede à ministra qu e i nte rc e d a ju nto a o s órgãos competentes do governo federal para que a data de início de vigência da Escrituração Fiscal Digital do PIS/Cofins seja prorrogado. Isso até o momento em que haja a consolidação das leis das duas contribuições, em sintonia

dez 1,0618 1,0664 1,0595 1,0556

* Correção anual. Multiplique valor pelo fator acima

PREVIDÊNCIA

out 0,32 0,43 0,42 0,39 0,23 0,53 0,40 0,48 0,26 0,23

nov 0,57 0,52 0,46 0,60 0,39 0,50 0,43 0,34 0,53 0,72

dez 0,56 -

ano 5,54 5,97 6,56 5,17 5,19 5,22 5,17 4,69 5,52 7,37

12m 6,18 6,64 6,56 5,73 5,91 5,95 5,56 4,91 6,28 8,09

OUTROS INDICADORES out nov dez BTN + TR 1,562065 1,563033 1,564041 TJLP (%) 6,00 6,00 6,00 Sal. mínimo 545,00 545,00 545,00 FGTS (%) 0,3471 0,3087 0,3112 TAXA SELIC ANUAL: 11,00%

COMPETÊNCIA NOVEMBRO

Vencimento: empresas 20/12 e pessoas físicas 15/12. Após multas de 4% a 100% e juros (Selic)

Empresário/empregador

Facultativo

Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 545,00 (R$ 59,95) e R$ 3.691,74 (R$ 406,09), através de GPS.

Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 545,00 (R$ 109,00) e R$ 3.691,74 (R$ 738,34), através de carnê.

Autônomo

Assalariados

1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 545,00 (R$ 109,00) a R$ 3.691,74 (R$ 738,34). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% sobre o máximo de R$ 3.691,74 (R$ 406,09) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre o que recebe de jurídicas, até R$ 3.691,74 (R$ 406,09). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 3.691,74. 4) Aut. especial: recolhe 5% por carnê, sobre R$ 545,00 (R$ 27,25), mas só se aposenta por idade.

Salários até 1.107,52 De 1.107,53 até 1.845,87 De 1.845,88 até 3.691,74

8,00% 9,00% 11,00%

Empregados domésticos Alíquota % R$ mín R$ máx Empregado 8 a 11 43,60 406,09 Empregador 12 65,40 443,01 Total 20 a 23 109,00 849,10

SALÁRIO FAMÍLIA - NOVEMBRO/2011 Salário de até R$ 573,91 Salário de R$ 573,92 a 862,60

R$ 29,43 R$ 20,74

TR, TBF, POUPANÇA TR MÊS Outubro/11 Novembro/11 Dezembro/11

POUPANÇA MÊS Outubro/11 Novembro/11 Dezembro/11

LOTES - ATACADO

% 0,06 0,06 0,09

ano 1,05 1,11 1,21

12 m 1,22 1,26 1,21

% 0,56 0,56 0,59

ano 6,22 6,82 7,45

12 m 7,47 7,50 7,45

TAXAS DIÁRIAS % Período 21/11 a 21/12 22/11 a 22/12 23/11 a 23/12 24/11 a 24/12 25/11 a 25/12 26/11 a 26/12 27/11 a 27/12 28/11 a 28/12 29/11 a 29/12 30/11 a 30/12 1/12 a 31/12 1/12 a 1/1 2/12 a 2/1 3/12 a 3/1 4/12 a 4/1 5/12 a 5/1 6/12 a 6/1 7/12 a 7/1 8/12 a 8/1 9/12 a 9/1 10/12 a 10/1 11/12 a 11/1 12/12 a 12/1 13/12 a 13/1 14/12 a 14/1 15/12 a 15/1 16/12 a 16/1 17/12 a 17/1 18/12 a 18/1 19/12 a 19/1 20/12 a 20/1

TR 0,1016 0,0961 0,1080 0,0928 0,0751 0,0528 0,0835 0,1128 0,1046 0,0902 0,0937 0,0937 0,0601 0,0707 0,1002 0,1323 0,1377 0,1268 0,0995 0,0687 0,0609 0,0895 0,1386 0,1280 0,1296 0,1090 0,0651 0,0684 0,0873 0,1090 0,1320

TBF 0,8824 0,8768 0,8989 0,8635 0,8457 0,8132 0,8541 0,9037 0,8754 0,8609 0,8544 0,8544 0,8106 0,8312 0,8710 0,9334 0,9388 0,9078 0,8803 0,8292 0,8114 0,8502 0,8696 0,9190 0,9206 0,8999 0,8256 0,8189 0,8580 0,8898 0,9130

POUP 0,6021 0,5966 0,6085 0,5933 0,5755 0,5531 0,5839 0,6134 0,5942 0,5604 0,5711 0,6007 0,6330 0,6384 0,6274 0,6000 0,5690 0,5612 0,5899 0,6393 0,6286 0,6302 0,6095 0,5654 0,5687 0,5877 0,6095 0,6327

22/12/11

SOJA - saca 60kg PRAÇA Paranaguá Ponta Grossa Maringá Cascavel Sudoeste Guarapuava

TRIGO - saca 60kg

R$ 48,50 46,00 45,00 45,00 45,00 45,00

SEM 3,2% 2,2% 1,1% 2,3% 1,1% 1,1%

30 d. 2,1% 0,0% 1,1% 2,3% 1,1% 1,1%

-1,2% 4,2% 8,7% 4,3% 2,1% 0,0%

2,0% 13,6% 13,6% 9,1% 9,1% 6,8%

MILHO - saca 60kg Paranaguá Sudoeste Cascavel Maringá Ponta Grossa Guarapuava

25,50 25,00 25,00 24,00 24,00 23,50

PRAÇA Curitiba Ponta Grossa Maringá Cascavel PRODUTO Bezerro (1) Boi gordo (2) Café (3) Algodão (4)

Produto

unidade

SOJA

saca 60 kg

média PR - R$ 41,12

var. diária 0,6%

var. 7 dias 1,9%

8,91

SAL. MÍNIMO - PARANÁ Grupo 1 R$ 708,74 Trab.s na agricultura. Grupo 2 R$ 736,00 Serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trab. de reparação.

Grupo 3 R$ 763,26 Trab. produção de bens e serviços industriais Grupo 4 R$ 817,78 Técnicos nível médio. * Valores válidos de maio/2011 a abril/2012

C.Proc. R$ 40,50

Jacar. R$ 42,00

MERCADO FUTURO BOLSA DE CHICAGO (CBOT) SOJA - US$cents por bushel (27,216 kg)

MILHO

Cont. FECH. jan/12 1.162,25 mar/12 1.171,75

Cont. mar/12 mai/12

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 8,50 4,5% 0,8% 8,50 4,5% 0,8%

22/12/11 - US$cents por bushel (25,4 kg)

FECH. 617,50 626,25

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 1,00 6,6% 1,9% 1,00 6,6% 2,3%

FARELO - US$ por tonelada curta (907,2kg)

TRIGO - US$cents por bushel (25,4 kg)

jan/12 mar/12

mar/12 mai/12

298,40 302,30

-0,60 -0,50

5,5% 5,6%

1,8% 2,2%

621,75 640,00

4,75 4,25

7,3% 7,1%

3,1% 3,0%

*Diferença sobre dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 na soja, milho e trigo e US$ 1,00 no farelo

*Diferença s/ dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 no café e algodão.

995,04 996,77 0,17 8,73

var. 30 dias -0,2%

MILHO saca 60 kg 20,84 0,7% 1,9% -1,4% 20,00 22,60 TRIGO saca 60 kg 23,66 0,0% 0,0% -2,8% 25,90 FEIJÃO CAR. saca 60 kg 106,41 1,3% 1,2% 18,3% - 140,00 BOI GORDO arroba, em pé 96,53 0,0% -0,8% -1,7% 95,00 96,00 SUÍNO kg, vivo 2,57 0,0% 1,6% 12,2% 2,60 2,80 FRANGO kg, vivo 1,80 0,0% 0,0% 0,6% 2,25 CAFÉ BEN. beb. dura, 60kg 435,06 0,0% -0,6% 0,1% 420,00 450,00 CAFÉ kg, em coco 6,99 0,0% -0,4% 1,3% 7,15 6,70 Fonte: Sima/Deral/Seab. Os preços nas praças referem-se aos valores “mais comuns” apurados

Norte Oeste

MÊS -0,93% -3,92% -2,89% -2,67%

22/12/11

Cont. mar/12 mai/12

9,77

DIA 1,55% 0,06% 0,61% 0,10%

PREÇO AO PRODUTOR

Cont. mar/12 mai/12

8,09

R$ 743,02 100,51 489,69 164,55

Soja, milho e trigo: fonte Dossiê:Dinheiro; Cepea/Esalq: mais informações em www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: Sinduscon/PR e Sinduscons regionais R$/m2 OUT NOV %m %ano %12m Paraná 990,39 993,75 0,34 8,39 8,45 966,85 970,12 0,34 8,04

30 d. -1,1% -1,8% -1,8% -1,8%

1- preço médio no MS, unid. de 8 a 12 meses; 2 -média à vista da arroba no Estado de SP; 3 - valor à vista saca 60kg posto SP Capital, arábica, bica corrida, tipo 6; 4 - em pluma, cent/R$ por libra-peso (453 gr), posto SP Capital.

ALGODÃO

Noroeste 969,89 971,61 0,18 9,45

SEM 0,0% 0,0% 0,0% 0,0%

INDICADORES CEPEA/ESALQ

BOLSA DE NOVA YORK (NYBOT) CAFÉ - US$cents/libra peso (0,453 kg)

CUB PARANÁ

R$ 27,50 27,00 27,00 27,00

FECH. 221,40 224,15

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 1,50 3,6% -4,9% 1,45 2,9% -5,4%

22/12/11 - US$cents/libra peso (0,453 kg)

FECH. 87,24 87,08

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 0,40 1,1% -4,7% 0,42 1,4% -5,8%

BOLSA DE MERCADORIAS DE SÃO PAULO (BM&F) MILHO - R$/saca 60 kg SOJA FINANCEIRO - US$ saca 60 kg Cont. jan/12 mai/12

C 26,43

VP 0,32

CN CA 70 2.674

BOI GORDO - R$/arroba dez/11 jan/12

101,59 98,49

0,39 0,36

Cont. jan/12 mar/12

C 29,24 26,60

VP -0,31 0,00

22/12/11 CN CA 892 3.964 704 4.215

CAFÉ - US$/saca 60 kg (arábica) 1.347 3.862 846 2.592

mar/12 299,20 set/12 284,00

-2,80 -2,50

743 20

3.193 2.742

C-cotação de fechamento (ajuste diário); VP-variação diária (1 ponto = US$ 1,00 ou R$ 1,00); CN - contratos negociados no dia; CA-contratos em aberto.


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Sanepar investirá R$ 13milhões em obras no Norte Pioneiro SANEAMENTO Projetos de água e esgoto beneficiarão cidades com menos de 50 mil habitantes

Da Redação/Agência Estadual

Os projetos da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) garantiram mais de R$ 13 milhões do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal, para a ampliação e implantação de redes de água e esgoto em Jacarezinho, Guapirama, Joaquim Távora e Santana do Itararé. Em todo estado foram garantidos mais de R$ 260 milhões para o projeto em 64 municípios com menos de 50 mil habitantes. Os termos de compromisso para liberação dos recursos,

JACAREZINHO

parte financiados e parte a fundo perdido, foram assinados em Brasília pelo diretor de Investimentos da Sanepar, João Martinho Cleto Reis Jr. A solenidade de assinatura, com a presidente Dilma Roussef, teve a participação de governadores, prefeitos, presidentes e diretores de companhias de saneamento de vários estados, que também apresentaram projetos ao PAC. “Criamos uma força-tarefa para desenvolver esses projetos e o resultado é essa excelente notícia para o Paraná e a Sanepar, que continuará avançando rumo à universalização do saneamento no Estado”, afirmou o presidente da companhia, Fernando Ghignone. Estão garantidos através do PAC R$ 4,434 milhões para investimentos de esgoto em Guapirama, R$ 6,637 milhões para água em Jacarezinho, R$ 1,292milhões para esgoto em Joaquim Távora e R$ 1,356milhões em Santana do Itararé. Do total de R$ 260 milhões para todo estado, R$

Termos de compromisso para liberação dos recursos, parte financiados e parte a fundo perdido, foram assinados em Brasília

140 milhões serão liberados por meio do Ministério das Cidades e R$ 120 milhões, pela Fundação Nacional de

Saúde (Funasa) diretamente ao Governo do Estado ou aos municípios. Os municípios com menos

de 50 mil habitantes são os que menos têm infraestrutura de saneamento básico no Brasil, por falta de recursos finan-

ceiros próprios e de linhas de financiamento para obras de água e esgoto em cidades desse porte.

DINHEIRO

Prefeitura reforma casa destruída pela chuva Prefeitura de Abatiá antecipa pagamento da folha de dezembro

A prefeita de Jacarezinho Tina Tonetti acompanhou a entrega da casa de Maria Ivone Correia Rômulo Madureira

A prefeita Tina Toneti esteve nesta semana na Vila Scyllas Peixoto, em Jacarezinho, para entregar mais uma casa para uma moradores que perderam suas residências na tempestade que atingiu o município no final do ano passado. Maria Ivone Correia, 51, foi uma moradora que perdeu tudo o que tinha na tempestade. Na ocasião, a antiga casa em

que Maria Ivone vivia estava em condições precárias e foi levada pela enxurrada. A partir de então, a Secretaria de Assistência Social deu todo o suporte para a vítima da intempérie até que sua casa pudesse ser reconstruída e entregue. Primeiro, era preciso regularizar a situação fundiária do terreno, já que havia uma disputa entre herdeiros. Depois, foram feitos os procedimentos legais para

reconstruir o imóvel dentro dos critérios públicos exigidos. Estavam presentes na entrega da obra o vice-prefeito Beto Rocha, os secretários municipais de Planejamento, Nelson Paulino, e de Assistência Social, Eva Uribe Rocha, além da amiga da beneficiária, Rosane dos Santos, de 39 anos. De acordo com o secretário Nelson Paulino Leite, o direito básico do ser humano

é a moradia. “Os projetos habitacionais desta gestão nos dão a certeza de estarmos seguindo no caminho correto, propiciando dignidade a todos os jacarezinhenses”, disse. Eva Rocha disse não ter palavras para explicar o quanto a ação significa para a Secretaria. “Agradecemos a Deus por nos dar a oportunidade para contribuir com a felicidade desta família que tanto precisa”, falou.

RESPONSABILIDADE SOCIAL

Yazaki faz entrega de brinquedos para crianças carentes Da Redação

O clima natalino de solidariedade tomou conta da Escola da Guarda Mirim, na Vila Ribeiro, em Santo Antônio da Platina, na tarde de quinta-feira, 22. Uma iniciativa dos funcionários da Yazaki do Brasil reuniu cerca de 600 crianças carentes dos bairros Aparecidinho 1 e 2, Vila Ribeiro, Álvaro de Abreu, e Conjunto Junior Afonso para distribuição de brinquedos, doces e lanches. Cerca de quarenta funcionários, alguns vestidos de Papai Noel, fizeram a alegria da criançada. Após comprar os brinquedos e contar com a ajuda de fornecedores que doaram os lanches, os funcionários da Yazaki procuraram a Provopar para organizar a lista de crianças. “Ficamos muito felizes com o resultado, ano que

Funcionários da Yazaki se emocionaram com as crianças e garantiram que ano que vem tem mais

vem com certeza vamos fazer de novo, pois é muito gratificante ver o sorriso dessas crianças que, na maioria nos casos, só vão contar com este presente”, disse a coordenadora de Recursos Humanos, Gisleine Oliveira.

Michael Julio da Silva Abreu, 11 anos, não se aguentava de ansiedade na fila para ganhar o presente. De longe, acompanhava os brinquedos saindo da caixa de papelão. Quando chegou a vez dele, abriu o sorriso e saiu

correndo com um carrinho. A mãe do menino, Lucimara da Silva, 29, moradora do bairro Álvaro de Abreu, agradeceu. “Muito legal essa ideia deles de presentear essa criançada toda, que Deus lhes dê em dobro”.

Prefeito Irton Oliveira Müzel elogia funcionários municipais Maurício Reale

A prefeitura de Abatiá p agou onte m , ante c ip a damente, aos 254 funcionários, a folha salarial de dezembro – normalmente paga no início de janeiro. Segundo o prefeito Irton

Os funcionários estão de parabéns. Sem eles seria impossível realizar obras”

Oliveira Müzel (PMDB), a antecipação somada ao pagamento do 13º salário depositado integralmente dia 12, dá tranqüilidade para que os funcionários passem o período de festas de final de ano sem problemas financeiros. Müzel destacou a dedicação dos funcionários durante todo o ano e disse que pôde realizar grandes obras graças à eficiência da

equipe. “Os funcionários estão de parabéns. Sem eles seria impossível realizar obras tão importantes no município. Cada fez a sua parte e o resultado nós podemos ver agora”, afirmou. Entre as obras importantes realizadas este ano, o prefeito destacou a instalação de uma rede de tratamento de esgoto que b enef icia 1,8 mil pessoas. O investimento de R$1,2 milhões possibilita a realização de tratamento biológico com lodo ativado e suas unidades são produzidas em fibra de vidro, material resistente e duradouro, que garante a eficiência do sistema evitando a contaminação do solo e lençol freático. O ut r a s obr a s c om o a c ons t r u ç ã o d a pr a ç a n a avenida João Carvalho de Mello e o sistema de reciclagem de lixo também foram lembradas pelo prefeito. “Atualmente Abatiá recicla 100% do lixo com material aproveitável. Seguimos um modelo que prioriza a preservação ambiental e, com isso, melhora a qualidade de vida dos nossos cidadãos”, concluiu o prefeito.


A-6 Cotidiano

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Polícia Militar dá dicas para prevenir arrombamentos e furtos SEGURANÇA Casas vazias são alvos fáceis para ladrões no fim de ano; ocorrências também aumentam nos comércios

Da Redação

A Polícia Militar alerta os cuidados básicos para se prevenir furtos e arrombamentos, que tradicionalmente aumentam consideravelmente no fim de ano. Além das casas, que f i c am v a z i as qu and o a s famílias saem em viagem no Natal e Ano Novo, os pontos comerciais também s ã o a lvo s v i s a d o s p e l o s bandidos. Na madrugada de quinta-feira, adolescentes

Dicas básicas, moradores podem evitar dores de cabeça na volta da viagem

ar romb ar am e f u r t ar am a f i l i a l d e m ar m it a s d o Chico´s Restaurante, na esquina das ruas Coronel Capucho com a Dezenove de Dezembro, ao lado do C ol é g i o R i o Br anc o, no centro de Santo Antônio da Platina. Esta foi a ‘visita’ do ano. Desta vez, porém, os policiais conseguiram recuperar o aparelho de som e a caixa de moedas que foram levados. Dois adolescentes foram encaminhados à 38ª Delegacia Regional de Polícia. No comércio o problema demanda de maior investimento em sistemas de segurança como alarmes, câmeras de vigilância, porém a polícia dá dicas para quem for viajar e deixar a casa vazia neste fim de ano. Antes de sair de casa, observe se existem pessoas ou veículos suspeitos nas proximidades. C oloque obst ác u los inter nos que i mp e ç a m a a b e r t u r a d e portas quando você se ausentar. Outra dica importante é criar o hábito de ligar para os vizinhos p ar a s ab e r s e tu d o e s t á

ocorrendo bem. Evite colocar cadeados do lado de fora do portão. Isso poderá denunciar a saída dos moradores. Não deixe a casa com aparência de vazia. C or tinas e persianas completamente f e c h a d a s e lu z e s a c e s a s durante o dia e a noite, são indicativos de morador ausente. Evite também comentar sua viagem perto de pessoas estranhas. Se achar conveniente, mantenha um cão de guarda em sua residência. Um cão de grande ou médio porte desestimula a ação dos marginais. Só deixe a chave de sua casa com pessoas de absoluta confiança. Se se deparar com sua casa arrombada, não entre, ligue para o 190 e aguarde a chegada de uma viatura no local. O invasor ainda poderá estar lá. L iste to do o mater ia l desaparecido, com suas características, mas não toque em objetos que foram r e m ov i d o s p e l o l a d r ã o, pois neles a polícia poderá levantar dados importantes para identificá-lo.

JUSTIÇA

Paraná vai abrir 9 mil novas vagas no sistema penitenciário Agência Estadual de Notícias

O Governo do Paraná anunciou na quinta-feira, 22, a abertura, nos próximos três meses, de 2.786 novas vagas no sistema penitenciário estadual. A partir de 2012, serão abertas mais 6.348 vagas em todo o Estado. Serão aplicados R$ 160,8 milhões na construção e ampliação de penitenciárias e cadeias públicas, numa parceria entre os governos federal e estadual. É o maior programa de investimento já feito no sistema penitenciário do Estado. O anúncio foi feito pela secretária da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Maria Tereza Uille Gomes. Ela lembrou que em 2011 o governo abriu 3.364 vagas, que foram ocupadas por presos transferidos das delegacias do Paraná, sob responsabilidade da Secre-

taria da Segurança Pública. “S e s omar mos ess as 3.364 vagas já criadas com as 2.786 que vamos entregar no começo do próximo ano, o governo do Estado, em parceria com governo federal, terá aberto 6.150 novas vagas no sistema em 15 meses de governo. A meta era criar 6 mil vagas durante todo o governo Beto Richa”, disse Maria Tereza. As 2.786 novas vagas a serem entregues até março estão distribuídas em qu at ro u n i d a d e s p e n a i s do Estado: uma nova, em Cruzeiro do Oeste, e três que passam por obras de ampliação (Piraquara, Foz do Iguaçu e Maringá). Nas novas dependências da Penitenciária Central do Estado, em Piraquara, serão abertas 1.480 vagas em janeiro. A nova Penitenciária de Cruzeiro do Oeste terá 720 vagas e será inaugurada

em fevereiro. Também em fevereiro, será entregue a ampli aç ão d a C adei a de Foz do Iguaçu, com 256 vagas. E, em março, a unidade de Maringá terá 330 novas vagas para o regime semiaberto. Cadeias Públicas Em 2012, começa a ser executado o programa de investimentos que permitirá abrir mais 6.348 novas vagas. As obras serão feitas entre 2012 e 2014 e fazem parte do Programa Nacional de Apoio ao Sistema Prisional do Ministério da Justiça. Serão investidos R$ 160,8 milhões na ampliação de oito unidades penais e na construção de seis novas cadeias públicas. Desse total, R$ 130,9 milhões serão do Ministério da Justiça e R$ 29,8 milhões representam a contrapartida do Governo do Paraná. Este é o maior volume

de recursos que o Estado recebe da União para reforço do sistema penitenciário – e significa três vezes mais do que foi repassado nos últimos 15 anos. Entre 1995 e 2010, os repasses do governo federal destinados à melhoria da estrutura prisional do Paraná somaram R$ 43,3 milhões, enquanto o governo estadual aplicou outros R$ 74 milhões. Com isso, serão construídas seis novas cadeias públicas, em Apucarana, C amp o Mou r ã o, Foz d o Iguaçu, Londrina e Maringá, com 540 vagas cada. Em Piraquara, será construída uma unidade de jovens e adu ltos, com 516 vagas, para presos de 18 a 25 anos. Também estão programadas ampliações em estabelecimentos penais. Em Piraquara serão ampliadas uma unidade com 492 vagas e outra com 432. As unidades

de Foz do Iguaçu, Maringá, Ponta Grossa e Londrina serão ampliadas em 384 vagas cada. E a de Cascavel terá 288 novas vagas. Contratações Com toda a reestruturação e ampliação do sistema penal paranaense, também será necessário reforçar o quadro de servidores. No último dia 18, foi realizado um teste seletivo para a contratação de 423 agentes penitenciários que devem c om e ç ar a t r a b a l h ar n o fim de janeiro. Nos primeiros meses de 2012, haverá concurso público para a contratação definitiva de servidores públicos, entre eles agentes penitenciários. Com as construções, somadas aos ser viços da Defensoria Pública do Paraná (que conta com 150 a s s e s s ore s ju r í d i c o s re centemente contratados), os presos custodiados em

delegacias, sob responsabilidade da Secretaria da Segurança Pública, serão transferidos para as cadeias públicas, que são estabele cimentos apropr i ados, a cargo da Secretaria da Justiça. “Com isso, vamos liberar mais policiais para cuidar exclusivamente da segurança dos paranaenses”, afirma Maria Tereza. Além de acabar com os problemas de superlotação de delegacias, vamos desenvolver um amplo programa de educação e profissionalização em todos os estabelecimentos penais do Paraná, para reduzir os índices de re i nc i d ê nc i a p e n a l p ar a além das várias medidas que já foram adotadas neste ano. Vamos possibilitar educação e profissionalização a todos os presos do Paraná, p ar a g ar ant i r c ond i ç õ e s plenas de reinserção social”, completou a secretária.

RESGATE

Vítima de acidentes durante mergulho requer cuidados especiais Da Assessoria

Com a chegada do verão, o índice de acidentes em águas rasas aumenta muito. As causas são diversas, mas na maioria dos casos a pessoa “mergulha de cabeça” sem conhecer o local e a profundidade. Nos casos mais graves a vítima pode sofrer Traumatismo Raqui-Medular, um trauma na coluna que pode desligar totalmente as conexões de mensagens do cérebro para os membros, e a pessoa pode ficar paraplégica ou tetraplégica. Episódios como este acontecem com muita frequência. Segundo dados do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas (Faculdade de Medicina da USP), o mergulho em água rasa é a 4ª causa de lesão me-

dular no Brasil. E em época de verão, o acidente ocupa a 2ª maior incidência do país. Os números preocupam especialistas porque a cada semana 10 pessoas ficam paraplégicas ou tetraplégicas ao bater a cabeça em mergulhos, incidência de 60,9% do total dos casos. Para Marcelo Perocco, neurocirurgião especializado em coluna os cuidados começam na prevenção de acidentes: “Antes de mergulhar em um local desconhecido é recomendável verificar a profundidade, se adaptar ao local e dar a primeiro o mergulho em pé. Caso aconteça o acidente é muito importante que o socorro seja feito o mais rápido possível, caso contrário as chances de a vítima ficar tetraplégica são ainda maiores, o socorro rápido pode evitar

Rios isolados concentram o maior número de acidentes em mergulhos

quadros mais graves.” – alerta o especialista. A coluna cervical é um dos órgãos mais vulneráveis do corpo humano e quando sofre um grande impacto há grandes chances de todo o corpo ficar paralisado. “Esse tipo de acidente é mais comum do que se imagina, às vezes uma brincadeira de verão pode trazer sequelas para toda vida. Recentemente recebi o caso de um paciente que chegou ao hospital tetraplégico por ter bebido demais, numa brincadeira ele se jogou na piscina de casa de cabeça”. - conta o neurocirurgião. A recomendação é para nunca mergulhar de cabeça em um local onde não se conheça a profundidade; em locais rasos só mergulhar em pé. Ao socorrer uma vítima

de mergulho em água rasa, primeiro verifique se a pessoa está respirando. Em seguida, imobilize com muito cuidado a cabeça e pescoço do acidentado, deixe-o com os braços para baixo e espere o socorro chegar. Os primeiros socorros devem ser realizados por uma pessoa que entenda da situação da vítima, ou então é mais seguro esperar o socorro chegar, é importante nunca levar a vítima para o hospital por meios próprios, se não for imobilizada de maneira correta o quadro do acidentado pode se agravar. O mais importante no socorro de uma vítima de acidente em água rasa é que ela seja socorrida o quanto antes, o tempo conta muito para que a vítima tenha mais chances de se recuperar.


Esporte A-7

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011 O atacante Neymar participou de um jogo beneficente na tarde desta quinta-feira, em Salvador (BA). Ele falou sobre as informações divulgadas pela imprensa espanhola, sobre uma proposta de 10 milhões de euros (R$ 24 milhões) para que o Barcelona tivesse prioridade na sua contratação. "De novo isso? Não tem nem dois meses que renovei o meu contrato com o Santos , indignou-se.

O técnico Abel Braga quer montar uma base forte e competitiva para que o Fluminense possa disputar títulos em 2012 e uma de suas alternativas é promover jovens da categoria de base para dar experiênciaatodososjogadoresdoelenco.Entreosatletasescolhidos para compor o plantel do Tricolor, o treinador escolheu o seu filho Flávio Braga e gerou polêmica com a decisão.

Corinthians não recua na negociação por Montillo MERCADO Presidente do Timão tem conversado com presidente do Cruzeiro: 'Gostaria de receber uma ligação falando que está tudo certo'

Lancenet

Apesar da resistência do Cruzeiro, o Corinthians e os representantes do meia argentino Walter Montillo esperam acertar a transferência até o fim deste ano. A diretoria alvinegra volta todas as atenções para a contratação do jogador, encarado como prioridade para a Libertadores. Na última quintafeira à noite, o presidente Roberto de Andrade foi questionado

se mantinha confiança de a negociação dar certo. “Sim, por isso estamos negociando”, ressaltou, ao LANCENET!. Andrade tem mantido quase diariamente contato com o mandatário celeste, Gilvan de Pinho Tavares, que faz de tudo para dificultar a saída de Montillo. O argentino, além de ser o único no elenco com potencial para fazer um bom caixa, é um dos ídolos da torcida. Tavares segue afirmando que espera 15 milhões de euros (R$ 36 milhões), com objetivo de conseguir o máximo de dinheiro que puder, se convencido a vendê-lo. Na última quarta, em entrevista ao LNET!, o expresidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, revelou que o Corinthians já havia chegado a uma proposta de 10 milhões de euros (R$ 24 milhões), depois de ver recusada a oferta inicial, de 8 milhões de euros. “Não falo de valores. Se vocês ouviram do Perrella, está ouvido, não? A negociação é fechada, das duas partes. Enquanto não fechar, não dá para falar”, afirmou Andrade.

2012

Jogador do Cruzeiro tornou-se o grande sonho de consumo de São Paulo e do Corinthians

No negócio, o Timão tem aliados. Um é o diretor de futebol da Raposa, Dimas Fonseca, que vê Montillo em má fase e pensa que sua venda é a solução para o clube pagar parte do salário do elenco, quitar as dívidas e contratar outros jogadores. Fonseca também se anima com a ideia de envolver jogadores, o que

faz esta possibilidade ganhar mais força. Outro aliado é o agente do meia, Sergio Irigoitia, que tem tudo acertado com o clube. Irigoitia só vê o Corinthians “firme na disputa” – apesar da briga com São Paulo e Flamengo – para convencer o Cruzeiro. Enquanto tem o futuro indefinido, o jogador curte as

férias no litoral da Argentina e se mantém afastado do negócio. Por carinho à Raposa e sua torcida, ele não quer forçar a barra e arranhar a imagem. No entanto, quando viajou, avisou ao agente que gostaria da transferência por conta da valorização financeira, principalmente porque já tem quase 28 anos.

PALMEIRAS

Once Caldas será o adversário do Inter na pré-Libertadores Gazeta Esportiva

O Internacional conheceu seu adversário na fase preliminar da Copa Libertadores da América na noite . Na decisão do Torneio Finalización do Campeonato Colombiano, o Once Caldas venceu o Junior Barranquilla por 2 a 1 no tempo normal e conseguiu reverter a desvantagem da partida de ida (3 a 2 para o Junior), mas acabou derrotado nas cobranças de pênaltis por 4 a 2 e se tornou o rival do time brasileiro na competição sul-americana. Mesmo perdendo o título, o Once Caldas garantiu uma vaga na pré-Libertadores por ter o melhor desempenho geral na soma dos dois torneios nacionais de 2011. Além do Junior de Barranquila, o Atlético Nacional, vencedor do Apertura, tem vaga garantida na fase de grupos. Caso a equipe de Manizales tivesse conquistado o Finalización, o adversário do Inter seria o Millionarios, de Bogotá, que entraria com a segunda maior soma de pontos no ano. Em termos de tradição recente na Libertadores, o Once Caldas era o rival mais forte que o Inter poderia enfrentar. Campeão da Libertadores de 2004 com uma campanha surpreendente, batendo Santos, São Paulo e Boca Juniors, o time colombiano voltou a dar trabalho aos brasileiros neste ano, quando eliminou o Cruzeiro nas oitavas de final. Na fase seguinte, porém, a equipe caiu para o Santos, que viria a ser campeão continental. O primeiro duelo entre Inter e Once Caldas está marcado para o dia 25 de janeiro,

no Beira-Rio, e o confronto de volta vai ocorrer no dia 2 de fevereiro, no Estádio Palogrande, em Manizales. O vencedor do confronto irá garantir vaga no grupo 1 da Copa Libertadores da América, que já tem o Santos, o Juan Aurich, do Peru, e um time da Bolívia ainda indefinido.

Alternativa no ataque, Ariel ainda pode chegar ao Verdão Lancenet

Ariel continua sendo uma alternativa para reforçar o ataque do Palmeiras em 2012. Um grupo de empresários que detém os direitos do argentino pediu cerca de 5 milhões de euros (R$ 12 milhões) para tirá-lo do Racing Santander (ESP), valor considerado alto. Mas a diretoria tenta baixar a oferta para chegar a um acordo. César Sampaio esteve na Argen-

tina em busca de reforços e Ariel foi uma das opções tratadas em Buenos Aires. Após o LANCENET! revelar a tentativa, na última quarta-feira, o vice-presidente Roberto Frizzo preferiu não fazer comentários sobre a opção. “Eu não gosto e não falo de nomes de jogadores que estamos trabalhando, isso dificulta negociação. O sigilo ainda é o melhor caminho nas negociações. Sigilo para fazer negocio com equilibro, pés nos

chão, anunciando para a torcida uma coisa assinada, certa, resolvida”, afirmou o dirigente. “Alguns casos estão em evolução, passa pela jornada de negociação. Você oferece, o outro lado contrapõe, você volta. Aquela fase natural. Os proprietários dos direitos são grupos, mais de um, partilhando, tem que passar por negociações muito mais árduas”, completou, à Rádio EstadãoESPN.

N OTAS Desespero Na busca para encontrar um meia armador, maior carência do elenco atual, a diretoria do São Paulo começa a mudar de alvo. O clube acha que chegou ao limite por Montillo e, com pressa, como o LANCENET! publicou ontem, encontra a melhor alternativa em Jadson. Dividido Ele divide com Thiago Neves a preferência da cúpula para a posição, mas tem peculiaridades que podem tornar o negócio mais fácil com relação ao seu “concorrente”. O fato de aceitar reduzir o salário para retornar ao país é um dos principais, já que a questão dos vencimentos é o que assusta acerca de Thiago Neves. Especulação O Vasco continua se movimentando em relação a reforços, mas também busca um novo diretor executivo após a saída de Rodrigo Caetano. Um dos nomes especulados é o de Newton Drummond, que teve passagem pelo Internacional e atualmente está no Vitória. Sem renovar O ano de 2011 foi de altos e baixos para o armador Daniel Carvalho no Atlético-MG. O jogador chegou inclusive a ser afastado do elenco principal e teve por várias vezes a atenção chamada pelo ex-técnico do Galo Dorival Júnior e pelo presidente Alexandre Kalil, devido à falta de dedicação nos treinamentos. Porém, o atleta deu a volta por cima e terminou a temporada como titular do time alvinegro. Mas pode não ficar. Negação Principal assunto de vários jornais espanhóis e apontado como o grande desejo do técnico José Mourinho para reforçar o Real Madrid na próxima janela de transferências, o lateral Mário Fernandes conseguiu atrair para si todos os holofotes direcionados ao Grêmio durante a semana. Entretanto, o clube madrilenho se irritou com as especulações e negou na última quintafeira que tenha feito qualquer proposta pelo jogador. Confraternização Goleiro da Seleção Brasileira em três Copas do Mundo - 98, 2002 e 2006, quando foi tituluar - o goleiro Dida, de 38 anos, marcou presença no Super Desafio de Natal, entre amigos de Neymar e Seleção Baiana, no estádio de Pituaçu, na última quinta-feira. Perdido Sem clube, o ex-goleiro do Milan disse que espera continuar jogando por pelo menos mais dois anos. “Voltei para o Brasil e agora estou morando em Belo Horizonte. Estou tentando definir a vida no mundo do futebol. Agora está sendo um momento de 'relax'. Estou de férias ainda, estou analisando algumas propostas. Posso resolver a qualquer momento. Quero continuar a minha carreira por pelo menos mais dois anos. Depois quero encerrar a carreira aqui no Brasil. Esse é o meu pensamento”, disse.


cmyb

A-8 Lazer

TRIBUNA DO VALE

Sabado e Domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Cuidados para garantir descanso FÉRIAS Especialista ouvido pela Tribuna dá dicas sobre como curtir momentos agradáveis com saúde Da Assessoria

A poucos dias das festas de fim de ano muitas famílias já estão na correria se preparando para as viagens de férias. A preparação, os traslados, e muitas vezes até a diferença de fuso-horário mu d a m r a d i c a l m e nt e o ritmo f ísico e biológico das pessoas, por isso nessa época é muito importante a preocupação com a saúde, especialmente com a coluna, a base de sustentação do nosso corpo. “Os cuidados com essa parte do corpo começam nos preparativos para as viagens, no percurso e na permanência, qualquer mau jeito já pode acarretar em dores e prejudicar o passeio”, alerta o ortopedista Rodrigo Amaral, especialista do Instituto de Patologia da Coluna em São Paulo. Amaral alerta para os cuidados com a coluna em todas as fases das viagens: Transportando malas A coluna pode ser seria-

mente machucada na hora de carregar peso. Preste atenção quando estiver levantando alguma carga do chão, sempre flexione os joelhos para dividir com a coluna o peso a ser erguido. Se for carregar um objeto pesado, flexione os cotovelos, mantendo o peso perto do corpo para evitar lesões. Para sacolas ou malas, procure dividir o peso nas duas mãos, não sobrecarregando um lado do corpo. Percurso A coluna precisa de cuidados especiais no avião, ônibus ou no carro. Como geralmente os percursos são mais longos do que os percorridos no dia-a-dia, posturas incorretas podem trazer desde ligeiros cansaços musculares até sérios casos de lombalgias ou dores no pescoço. Para tentar minimizar estes efeitos, esteja sempre atento a um posicionamento mais ereto, mas sempre mantendo o conforto. Isto é garantido com apoios lombares e apoios cer vicais, como pequenasalmofadas entre o assento e a região inferior das costas, ou almofadas em formato de “meia-lua” para descansar o pescoço. Para viagens longas é preciso levantar-se e alongar o corpo em intervalos de duas horas. Dormir fora de casa Durante as férias existe outro fator que apesar de ser muito agradável pode trazer consequências do-

Prática de atividades físicas, também no período de férias, é garantia de menos estresse e momentos saudáveis

loros as: as longas horas de sono. Grande parte dos problemas de coluna são agravados com o mau posicionamento na hora de dormir.Além disso, a mudança de colchão e travess eiro pode trazer situações potencialmente nocivas. O ideal seria levar o travesseiro que se usa no dia a dia, mas se não for possível escolher um travesseiro nem alto nem muito baixo, não sobrecar-

regando as curvaturas da coluna já ajuda. Uma boa posição para evitar lesões é dormir de lado. Prática de esportes Quem é sedentário precisa tomar cuidado com o excesso de exercícios. O sedentarismo aliado à falta de preparo físico pode deixar “o atleta de verão” com sérios traumas musculares e na coluna. As pessoas entram no clima de descontração e

acabam se distraindo, não percebendo os sinais e limitações do próprio corpo. Mesmo que tenha capacidade cardiorrespiratória para correr por uma hora, quem está despreparado não tem o resto do corpo apto para um ritmo pesado de exercícios. Os músculos são exigidos em um nível que causa danos, mini-rupturas de fibras e pequenos derrames sanguíneos. Resultado: fadiga

muscular, câimbras, demora na recuperação, e não raramente lesões mais sérias. O ideal é ir aumentando a intensidade dos exercícios l e nt a m e nt e , c o m e ç a n d o com atividades de baixo impacto. Os alongamentos devem ser realizados antes e depois de todas as atividades, diminuindo o stress físico e possibilitando uma prática de exercícios saudável.

LANÇAMENTO COMPRE SEU TERRENO e CONSTRUA a CASA de SEUS SONHOS! Desejamos a Você e Sua Família, Boas Festas e um 2012 Repleto de Bons Momentos, Objetivos Concretizados, Prosperidade e Saúde!

Lotes a PEQUENA ENTRADA partir de e PARCELAS MENSAIS 2 200m

Feliz Natal e um Excelente Ano Novo!

INFRA-ESTRUTURA COMPLETA (água, esgoto, energia elétrica e asfalto)

Excelente Localização: Próximo à Yazaki

VENDAS:

43 8477-0001 9615-3000 PLANTÃO PRÓXIMO AO TREVO VILA RICA

EMPREENDIMENTO

INFRA-ESTRUTURA

VENDAS

cyan magenta yellow black


cmyb

Especial de TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Natal

www.tribunadovale.com.br

B-1

Após tragédia, faxineira comemora fim de ano com sonho realizado DE CASA NOVA Com filho adolescente preso por assassinato, Jucimara Ferreira, 31, não vê a hora de deixar bairro das pedras

Celso Felizardo

Feliz Natal e um próspero Ano Novo. A frase que pode parecer clichê para muita gente define bem o momento e as expectativas da faxineira Jucimara Ferreira, 31 anos, moradora de Santo Antônio da Platina. Acostumada a passar dificuldades, inclusive fome, ela sofreu o maior golpe da vida no final de agosto deste ano, quando o filho de 16 anos, usuário de crack, matou a facadas a adolescente Graziela Daniela Stanislaw, 14 anos. Após crises

de depressão, ela chegou até mesmo a perder a fé em Deus, mas conseguiu superar o inferno astral e dar a volta por cima. Há poucos dias, recebeu o presente dos sonhos: a casa própria. Jucimara foi contemplada pela Assistência Social e vai ganhar uma das 60 moradias que foram construídas no bairro Jardim Bela Manhã pelo programa habitacional do governo federal Minha Casa Minha Vida. Ela coloca todas as esperanças na casa nova para mudar de vida, definitivamente. “Você não sabe o quanto eu esperei por isso”, disse entre lágrimas. A reportagem da Tribuna do Vale acompanhou Jucimara em sua primeira visita ao novo lar. Os olhos arregalados procuravam atentos o ‘512’ entre os números

escritos a lápis nas paredes das casinhas, todas iguais, com exceção da cor das listras verticais nas fachadas. A dela era azul. A construção simples, com dois quartos e sala com cozinha conjugada, parecia mais um castelo para ela. Ainda sem as chaves, ela se contentou em espiar pela janela. “Olha, tem até pia já!”, comemorou. O dinheiro do décimo terceiro salário já tem destino certo: tijolos para levantar o muro. O azulejo, mais caro, ela vai comprar em prestações. “Tem que ter azulejos, sempre sonhei em uma casa bonita, cheia de azulejos”, contou. Depois de trabalhar quatro árduos anos no corte de cana, Jucimara diz ter encontrado o ‘emprego dos sonhos’ na Antônio de Picolli

Jucimara quer deixar bairro para proteger Caroline e Sabrina

Antônio de Picolli

Jucimara Ferreira, 31, quer esquecer ano trágico e retomar a vida na casa nova no Jd. Bela Manhã

limpeza do centro cirúrgico do Hospital Nossa Senhora da Saúde, onde está há quase um ano. “Quando conto, muita gente diz que não suportaria ver as ‘coisas feias’ que vejo lá, mas adoro meu serviço”, relata. Ela sobrevive com renda de pouco mais de um salário mínimo, pouco para pagar o aluguel e as despesas da casa no Jardim Santa Cruz, onde mora com as duas filhas, Caroline Ferreira Soares, 10, e Sabrina Ferreira Soares, 9. O marido, Alfredo Soares Neto, 32, está desempregado e passa mais tempo em Curitiba, fazendo bicos, do que em casa. O casal mora há nove anos na rua José Bonifácio, em um

casebre de madeira com lonas nos telhados para proteger da chuva. Do portão dá para ver a chácara onde o filho dela matou a adolescente. “Só de olhar para lá (chácara) já me dá um jeito ruim, quero ir embora pra nunca mais voltar”. Um dos motivos para tanta ansiedade em se mudar é o alto índice de criminalidade no bairro. O Jardim Santa Cruz, junto com os vizinhos Conjunto Álvaro de Abreu e Vila Ribeiro concentram quase 70% dos 12 homicídios registrados na cidade durante o ano. O tráfico de drogas está disseminado. “Aqui não é lugar de criar filho não, infelizmente um se perdeu nas drogas, mas ainda tenho as duas

pequenas para cuidar”, disse. Natal Com a fé renovada, Jucimara disse que esta vai ser a primeira vez em sua vida –consequentemente das filhas – que o Natal vai ter ceia. “Vamos fazer uma ‘interinha’ e comemorar todos na casa do meu sogro”. Após dizer ‘todos’, ela baixou a cabeça e lamentou: “quase todos”. A esperança de Jucimara é que o filho deixe o Centro de SócioEducação (Cense) de Santo Antônio da Platina e procure tratamento para o vício do crack e que possa ser o mesmo garoto feliz e dócil de antes de conhecer a droga. “Eu sempre vou estar esperando por ele, meu coração de mãe sabe que ele vai vencer isso”, acredita.

cyan magenta yellow black


B-2 Especial de Natal

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Autoridades escolhem presentes para Santo Antônio da Platina neste Natal LOCAL Pedidos vão desde obras de infraestrutura e saneamento básico a paz e consciência para a população Felipe Peres

A reportagem da Tribuna do Vale saiu às ruas de Santo Antônio da Platina na última semana para conversar com as autoridades e descobrir qual ‘presente’ cada um ofereceria para o município neste Natal. Na maioria dos casos os pedidos estão relacionados a obras, a maioria de infraestrutura, mas também teve quem apelasse para o tradicional “paz, amor e saúde”. O c om an d ant e d a 4 ª Companhia da Polícia Militar, capitão Márcio Jaquetti filosofou ao anunciar o que daria para a cidade neste Natal. Se pudesse, o oficial da PM daria mais valores à população da cidade. “Se me fosse concedido um desejo, onde tivesse plenos poderes para dar a Santo Antônio da Platina um presente, meu desejo seria que a população tivesse mais paz, saúde, felicidade e compreensão”, disse. “Pediria que a sociedade pudesse sentir-se mais

segura, com a realização de todos os seus anseios, com mais segurança, com a predominância da tranquilidade pública e harmonia entre os homens. Pediria também mais fé, e que não fosse só um sentimento, mas sim uma ação contínua, algo colocado em prática, no sentido de amar o próximo, com a promoção da solidariedade humana”, desejou o comandante da PM na cidade. O chefe da 38ª Delegacia Regional de Polícia, Fátimo de Siqueira, revelou que daria de presente mais segurança à população de Santo Antônio da Platina. “Eu pre-

Se eu tivesse o poder de dar um presente para a cidade, certamente daria infraestrutura e saneamento básico para os bairros que ainda não possuem”

sentearia a cidade com uma segurança mais eficiente. Dessa forma a população como um todo se sentiria mais segura e teria mais paz para viver”. Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Santo Antônio da Platina (Acesap), Sílvio Pacheco, a população da

cidade precisa se aculturar mais. Baseado nisso, o presidente da Acesap pediria mais consciência para o povo da cidade. “Daria de presente mais consciência para o povo”, disse. “Essa consciência vem da necessidade do povo ter mais cultura e a conscientização teria que ser desde o âmbito político até o educacional”. A cidade, sobretudo a comunidade católica de Santo Antônio da Platina, vive uma situação peculiar neste final de ano. Isso porque o bispo da diocese de Jacarezinho, dom Antônio Braz Benevente, decretou que a partir de 2012 a paróquia de Santo Antônio de Pádua será comandada por padres, e não pelos freis capuchinhos que estão à frente da paróquia há 83 anos. Diante disso, o pároco de Santo Antônio de Pádua, frei Daniel Heinzen, presentearia a cidade com a manutenção de três obras sociais da Igreja. “Meu presente seria a continuidade das três obras sociais da igreja: Lar Jesus Adolescente, Promoção Humana e Francisco Pró Vida”, disse o frei, que ainda deixou uma mensagem para a população. “Pediria que o povo que não se esquecesse de que vale a pena fazer o bem”. Apesar da constante ‘queda de braço’ entre os poderes Executivo e Legislativo de Santo Antônio da Platina, os pedidos de Natal, tanto para o presidente da Câmara de Vereadores, Antônio Cesar de Camargo (PR) quanto para prefeita Maria Ana

Capitão Márcio Jaquetti, comandante da PM, presentearia a população com paz, saúde e felicidade

Pombo são muito semelhantes. Ambas as frentes políticas elegeram o saneamento básico e infraestrutura como grandes presentes para cidade. “Se eu tivesse o poder de dar um presente para a cidade, certamente daria infraestrutura e saneamento básico para os bairros que ainda não possuem”, disse Camargo. “Isso daria qualidade de vida e dignidade para a população”, completou. A prefeita Maria Ana Pombo também utilizou a palavra qualidade de vida para explicar seu presente. “Gostaria que, daqui para frente, todos os loteamentos abertos no município tivessem infraestrutura e saneamento básico. Com isso a população teria mais qualidade de vida”, finalizou.

Levar tratamento de água e esgoto e infraestrutura para bairros carentes seria o pedido do presidente da câmara, César Camargo

Maria Ana Pombo também daria de presente infraestrutura e saneamento básico

Daniel Heizen daria de presente para a cidade a manutenção dos trabalhos sociais desenvolvidos pela Igreja


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Especial de Natal B-3

2011 está terminando Fazendo um balanço deste ano podemos apresentar um saldo bastante positivo. Muitas coisas boas aconteceram em nossa organização no Mercosul, especialmente na unidade de Santo Antonio da Platina.

Infra-estrutura e benefícios aos funcionários No início do ano, mais precisamente no dia 15/03/2011, entregamos um antigo sonho para nossos funcionários; um refeitório industrial novo, equipado com tecnologia de ponta onde é possível preparar e servir refeições para até 2.500 pessoas. Hoje nossos funcionários fazem suas refeições aqui mesmo na empresa, sem precisarem mais deslocar-se para casa ou terem que trazer marmita para fazer suas refeições, não podemos deixar de mencionar também que o alimento que é servido aqui é balanceado, pois o cardápio é elaborado por nutricionistas e a segurança alimentar é garantida desde o recebimento dos alimen-

Novos Negócios

Ganhamos 2 novos projetos importantes para o crescimento de nossa fábrica, passamos a ser fabricantes exclusivos de chicotes automotivos para todos os caminhões da Mercedes Benz que são montados no Brasil, além dos chicotes do Axor e Atego que já produ-

tos até o momento em que vai para as rampas para ser servido aos nossos funcionários. O investimento para a construção do refeitório foi de R$ 1.800.000,00. Estamos ampliando a fábrica novamente para que possamos receber novos negócios, desta vez em 1.697,31 metros quadrados, cujo investimento será de aproximadamente R$ 2.000.000,00. Realizamos um convênio com o SESI, onde os funcionários interessados em participar desse convênio pagam uma mensalidade para adquirir o cartão SESI, através do qual podem comprar medicamentos em 5 farmácias conveniadas com até 45 dias para que o valor seja descontado em seu pagamento, também podem realizar tratamento dentário de qualidade a um valor bastante acessível.

ziamos, passamos a fabricar também os chicotes do Accelo e Atron e fabricaremos também os chicotes do novo carro da Toyota; o Etios, que começa a ser montado no segundo semestre de 2012 , na nova fábrica da marca, na cidade de Sorocaba-SP.

Desenvolvimento e Responsabilidade Social Uma equipe de 9 funcionários que está trabalhando no projeto do Etios esteve na cidade de Kosai, Província de Shizuoka, no Japão, de 25/08 á 09/09/11, para acompanhar o desenvolvimento e realizar treinamentos para recebermos esse novo projeto. Teve início neste ano também o projeto “Atleta do Futuro”, uma parceria entre SENAI, Prefeitura Municipal e a Yazaki. Esse projeto tem o objetivo de formar melhores cidadãos, mais saudáveis, disciplinados e preparados para a vida através do esporte, as modalidades trabalhadas são voleibol e futsal, estamos atendendo hoje 124 crianças das quais 73 são filhos de funcionários da Yazaki, ainda temos 76 vagas para serem preenchidas e esperamos que isso aconteça logo no início do ano, temos 5 turmas hoje e as aulas acontecem no período da manhã para quem estuda á tarde e vice-versa. No último dia 12, 80 funcionários que trabalham no 2º turno (das 15:49 ás 1:11 horas), tiveram a 1ª aula do curso do EJA (educação de jovens e adultos), nós contratamos o SESI para ministrar essas aulas, que acontecerão no prédio do SENAI. É uma grande satisfação para nós podermos oferecer essa oportunidade para funcionários que

Reconhecimento

Em agradecimento ao trabalho e dedicação de nossos funcionários e colaboradores no ano que passou, entregamos um brinde a cada um deles contendo um panetone, um espumante e uma ave em uma linda bolsa térmica e na próxima sexta-feira (23) acontecerá no Luz de Lua, a nossa confraternização.

queriam já há algum tempo concluir os estudos, mas que em função do horário de trabalho não conseguiam, uma vez que os cursos de EJA oferecidos pelo município são no período da noite. As aulas acontecerão das 10:00 ás 13:00 horas de segunda á quinta-feira. No dia 15/12 realizamos a formatura de 39 funcionários que concluíram o curso de auxiliar administrativo que foi realizado aqui na empresa, pelo SENAI. O curso durou 2 meses e o conteúdo tem relação com o dia-a-dia de nossos funcionários, mesmo para aqueles que não trabalham diretamente na área administrativa. Aliás, nossa parceria com o SESI e SENAI se fortaleceu nesse ano e já temos vários projetos sendo discutidos para 2012. E para fecharmos 2011 com chave de ouro, iniciamos na semana passada alguns eventos de final de ano, iniciamos uma campanha para arrecadarmos brinquedos novos e usados em bom estado para doarmos á instituições ou famílias carentes, a campanha de arrecadação encerrou-se na sexta feira e conseguimos angariar aproximadamente 550 brinquedos que serão distribuídos ainda nesta semana por nossos funcionários voluntários.

O grupo Yazaki deseja á todos os funcionários, colaboradores e cidadãos platinenses um feliz natal e um ano novo repleto de realizações e que possamos cada vez mais através de nossas ações, confirmar a visão do grupo que é ser:

Uma empresa necessária á sociedade e comprometida com o mundo. do Brasil


B-4 Especial de Natal

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

MENSAGEM DA PREFEITURA Final de ano é tempo de fazer retrospectivas, de avaliar como foram os últimos doze meses para se orgulhar do que fizemos de correto e corrigir as eventuais falhas, melhorando ainda mais para o ano que vem. Buscar a excelência no atendimento e na prestação de serviços é nosso objetivo. Ao fazer isso nesta data, nós da Prefeitura de Jacarezinho nos sentimos muito orgulhosos do trabalho em 2011. É muito bom chegar ao final do ano com tantas realizações em todas as áreas como aconteceu em nossa cidade mais uma vez. É com orgulho que destacamos abaixo as principais obras, ações e realizações do ano que chega ao seu fim neste mês. Primeiro, vamos falar um pouco de nossa ideologia, a missão que cumprimos aqui. Ela é a razão pela qual existimos. Para nós da Prefeitura de Jacarezinho, significa promover o bem estar de todos por meio da excelência no atendimento, na inclusão social e na sustentabilidade, com igualdade de oportunidades, conforme a necessidade de cada um. Estamos tornando Jacarezinho um Centro de Excelência na formação do conhecimento e a melhor cidade para se viver, nos destacando mais ainda na região. Mas sem os valores que trazemos de casa e que temos dentro do coração, isso seria impossível. Nossos valores são: honestidade, ética, lealdade e respeito ao próximo. Planejamento - Mantivemos o nível de investimento na infraestrutura de Jacarezinho. - Na educação, concluímos a supercreche da Vila Scyllas, que abrigará com toda a segurança mais de 100 crianças. - Construímos a escola municipal de ensino fundamental da vila Setti, que atenderá cerca de 400 crianças. - Na Saúde, entregaremos logo agora no início de 2012 uma nova Unidade Básica de Saúde (UBS) para melhorar as condições de atendimento de Marques dos Reis. - Na infraestrutura, concluímos obras reparadoras da enchente de 2009, que envolveu a reconstrução de pontes, recuperação de vias como a rua Minas Gerais. Na habitação, mais 93 famílias que viviam em péssimas condições receberam as chaves de suas casas e poderão morar com mais dignidade (Residencial Paraíso). - No saneamento, iniciamos a execução de um audacioso projeto de implantação de redes de esgoto iniciando pelo Jardim Europa e finalizando em Marques dos Reis. - Ao mesmo tempo, várias residências que ainda não tinham instalações sanitária adequadas receberam um módulo sanitário domiciliar. - Revitalização da Praça Rui Barbosa - Prefeitura de Jacarezinho e Governo Federal , totalizando cerca de R$300 mil investidos para a melhoria da qualidade de vida urbana de nossa gente. Toda a pavimentação foi trocada, com regularização dos pisos, os coretos e quiosques revitalizados, as fundações reexecutadas, banheiros foram construídos, com as instalações elétricas da praça renovadas. - No aspecto financeiro, a Prefeitura mostrou que está com todas as suas contas em dia, pagando o 13º salário para todos os funcionários antes mesmo do dia previsto. Saúde - Conseguimos controlar dois problemas graves de nossa cidade: a Dengue e o Pronto Socorro. A gestão conjunta Prefeitura / Santa Casa só foi possível graças ao apoio dos Vereadores, que disponibilizaram R$300 mil (recursos livres da Câmara), para adicionar ao subsídio já repassado da Prefeitura para a Santa Casa (de R$180 mil anuais). - Dengue: com os diversos arrastões realizados durante o ano (destaque para o último, quando foram recolhidos 280 toneladas de materiais) e a criação de um Comitê Intersetorial de Combate a Dengue, hoje podemos dizer que a doença está controlada em nossa cidade. Desde maio, não tivemos casos confirmados, enquanto no mesmo período do ano passado, o número já passava de 500. - Campanhas de rotina, de prevenção de DST/AIDS, de vacinação de Poliomelite, Sarampo, Influenza, gripe comum (todas com 100% da meta alcançada), palestras em todos os cantos da cidade, semanas de prevenção para mulheres, campanhas de coleta de preventivo, combate de câncer de mama e demais ações de rotina. - Fomos contemplados com a reforma do Posto Central com recursos do Ministério da Saúde (R$150 mil), já estamos empenhando a primeira parcela da construção do Posto da Vila Setti, estes últimos para o ano que vem. Procuradoria Jurídica - Balanço do trabalho da Procuradoria Jurídica: Foram analisados 1161 processos administrativos, destes, 161 se referem a processos de dispensa de licitação que foram celebrados (contratos vigentes) e 32 processos de inexigibilidade de licitação.

- Emitidos 542 decretos, sancionadas 213 leis ordinárias e ainda 75 portarias. Leis, decretos e portarias são atos oficiais emitidas pela prefeita. Portarias servem para designar lotação de um servidor, procedimento administrativo na esfera do município. Decretos tem uma abrangência um pouco maior, servindo para regulamentar uma lei, ou seja a lei é o genérico e o decreto estabelece de uma forma específica as condições determinadas na lei. Agricultura - A Prefeitura de Jacarezinho é assim: investe tanto no campo quanto na cidade. De janeiro até hoje, foram 2600 horas máquinas de tratores trabalhando na preparação de solo para plantio e reforma de pastagens. - Trabalhamos também na limpeza de represas antes da chuva, roçagem de pastos, pomares, plantio de eucaliptos e caixas de contenção de algumas estradas. Conservamos ainda as estradas – do Monjolinho, Furnas, Ouro Grande, Laranjal. - Foram realizadas também 272 visitas técnicas cujo intuito principal é a orientação quanto ao manejo adequado de suas lavouras, pastagens e rebanhos, buscando otimizar o trabalho do homem do campo, além de excursões técnicas, 63 coletas de análises de solo e compra direta (50 produtores vendendo diretamente pra merenda escolar do município e pro Governo do Estado através das entidades - no ano que vem, a estimativa é que atinja 80 produtores). Educação - Temos três escolas para inaugurar no ano que vem. Para isso, vamos contratar mais 50 professores. Neste ano, foram servidos mais de dois milhões de refeições nas Escolas Municipais. Pratos balanceados, altamente nutritivas, que seguem cardápio elaborado pela Nutricionista do Município. Há o atendimento especial para crianças com diabetes ou com intolerância à lactose. - Para garantir este acesso dos 582 alunos dos Colégios Estaduais e 483 alunos das Escolas Municipais todos os dias, o Município investiu R$1.140.000 no transporte. O total de investimento Municipal na Educação só neste ano foi de R$17 milhões (R$10 milhões com folha de pagamento, R$500 mil para compra de material permanente, R$1.500.000 na construção de três escolas e os outros R$5 milhões para custeio). - O Programa Mais Educação – tempo integral – foi uma aposta de sucesso da Prefeitura Municipal. Desde o dia 5 de Setembro, dois complexos educacionais (do Panorama e do Jardim São Luiz) trabalham em tempo integral. No ano que vem, todas escolas participarão. Conservação Urbana - Apresentamos melhorias em todos os setores. Na Conservação Urbana, destacamos a Campanha Cidade Limpa, quando foram removidas mais de duas mil toneladas, entre entulhos, mobiliários antigos, materiais inservíveis e recipientes, que estavam contribuindo para a proliferação do mosquito da Dengue. - No trânsito, tivemos como destaque a implantação da Zona Azul, que nada mais é que a democratização do espaço urbano, principalmente nas ruas de comércio. - Quanto à iluminação pública, planejamos e já conseguimos fazer ampliações como a avenida Dr. Tito (acesso ao Instituto Federal) e àquela que vai até a Escola Gastão de Mesquita Filho. - Outra conquista que trabalhamos este ano e será consumada em 2012 é a aquisição de dois caminhões coletores de lixo orgânico com recurso próprio do município.


Especial de Natal B-5

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

D E JACAREZ I N H O Administração - Este ano foi bastante promissor na relação entre a Prefeitura e todos os servidores. Ações essenciais foram implementadas em 2011. Algumas delas: - Campanha de prevenção ao Câncer da Próstata, sendo que todos os servidores em idade risco foram examinados (113 ao todo), campanhas pontuais de vacinas (Febre amarela, Hepatite C, Influenza) - Treinamentos de segurança do trabalho (Combate à incêndio, etc.), regulamentação e implantação de estágio probatório, fixação do salário mínimo nacional - Implantação da Ginástica Laboral, programa de valorização do estagiário, regulamentação e criação da Comissão Interna e Prevenção de Acidentes - Investimentos em qualificação de Servidores através da promoção de Cursos de Gestão Público, ampliação do atendimento do Consultório Odontológico para servidores e aprovação da licença maternidade de 180 dias para servidoras gestantes. Assistência Social - Entregamos neste ano as casas do Residencial Paraíso e permanecemos acompanhando os moradores, dando toda a assistência necessária. - Implantamos o Centro de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS) - Criado o programa Kit Natalidade, para as futuras mamães, que também abrange o acompanhamento médico e social. - O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) neste ano atendeu média de 250 a 300 crianças e pudemos realizar ali várias oficinas. Cultura - O carnaval de Jacarezinho reuniu cerca de 10 mil pessoas nos dois dias de evento, em março deste ano. Promotora do evento, a prefeita Tina Toneti investiu R$40 mil livres na festa. - Dentro da Fetexas, grande destaque para o Palco Alternativo, Rei e Rainha da Fetexas e Festival de Viola, além dos shows de primeira linha trazidos: Gino e Geno, Tchê Garotos e Fresno. Investimento maciço da Prefeitura, aprovado pela população. - A banda musical e o coral infantil municipal foram reativados e as oficinas permanentes, mantidas a todo vapor. São oferecidos dentro do projeto a Capoeira, Piano, Teclado, Violão, Balé, Artes plásticas e Hip-Hop. - Em Agosto, a sétima edição do EnCena registrou cinco dias de público recorde. Nos seis espetáculos apresentados, não houve quem não elogiasse o nível das produções. A procura foi tão grande que três espetáculos tiveram sessão extra. Foram R$52 mil investidos pela Prefeitura Municipal em trazer peças de ponta do país. - Para fechar o ano, vale destacar o Festival Jacarezinhense da Canção, que trouxe ninguém menos que 14 Bis! Ao atrair artistas de diversos cantos do país, o festival promove o intercâmbio cultural e cria meios de difusão da produção musical local. Comércio, Indústria, Turismo e Serviços - Ampliação da oferta de curso de capacitação profissional (de 160 vagas para 430 vagas) - Criação a Sala do Empreendedor (regularização do Micro e Pequeno Empresário) e as melhorias nas instalações físicas do Procon, além do aumento do número de pessoal para atendimento. - Na Fetexas, ampliamos os investimentos de R$180 mil em 2010 para R$250 mil em 2011. Já para o ano que vem, o valor investido vai atingir os R$350 mil. - Com as festas de final de ano, em parceria com SESC, ACIJA, Colégios e entidades religiosas, organizamos a Campanha Natal do Coração Iluminado (com série de eventos que atraíram e encantaram a comunidade). Esportes - O Street Ball, o Basquete de Rua, atraiu dezenas de

equipes de fora. Depois, já podemos destacar a corrida 2 de Abril, com infraestrutura completa (banheiros químicos, distribuição de água, segurança, organização de primeira e caminhada para a terceira idade). - O Passeio Ciclístico também foi muito bem sucedido, assim como a recreação itinerante em parceria com o SESC - Em Julho, a tradicional Cavalgada é público certo, atraindo centenas de pessoas da região. Na Copa Amunorpi, nosso time de Futsal e de Futebol conseguiram a 2ª colocação, melhor resultado dos últimos anos - O Departamento de Esportes organizou ainda o 1º Campeonato Professor Vilmar Araújo Fraldinha e Infantil, onde 20 equipes participaram da disputa, atraindo e integrando pais e filhos no Estádio Pedro Vilela. - As mini-olimpíadas envolveram mais de mil crianças das Escolas Municipais, importante trabalho pedagógico, físico e psicológico para nossos alunos. O Departamento ainda oferece aulas gratuitas nas escolinhas de Futebol de Campo, Futsal, Karatê e Voleibol. Gabinete - A orientação foi para que Gabinete fosse “a casa do povo”. Através de audiências públicas e visitas agendadas, buscamos a aproximação cada vez maior da prefeita com a comunidade. - Para tanto, convencionou-se deixar um dia específico para o atendimento à comunidade. Com agendas externas, audiências publicas, visitas agendadas, agendas com as entidades dentro do gabinete, autoridades eclesiásticas, militares e civis, buscou-se integração com todas as entidades do município - Aumentamos ainda mais as intervenções publicitárias nas mídias locais, com mais spots “direto do gabinete”, com um programa semanal na Radio educadora, com uma pauta onde trazemos nossas ações de dentro da prefeitura para fora - Buscamos o aprimoramento da comunicação com o poder legislativo, nossos vereadores, parceiros essenciais na busca de um governo mais completo, diversificado, justo e coeso.

Um Feliz Natal e próspero Ano Novo!


B-6 Especial de Natal

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Eles trabalham em plena noite de Natal PLANTÃO Enfermeiras, policiais e médicos são alguns exemplos de pessoas que passam as festas de fim de ano trabalhando

Trocar presentes é uma tradição natalina entre amigos. Para nós, da Ótica Visão, o maior presente foi sua companhia em 2011.

Antonio de Picolli

Aline Damásio

Fim de ano é sinal de festas, ceias e férias para a maioria das pessoas, mas para alguns profissionais 25 de dezembro e 1° d janeiro são dias de trabalho normal e muitos abdicam da companhia da família e das celebrações para se dedicar às tarefas do cotidiano e a manter a tranquilidade daqueles que celebram o Natal e o Ano Novo. Clara de Lima irá passar pelo sétimo ano consecutivo o Natal longe do marido e filho. A enfermeira irá trabalhar neste domingo de plantão no berçário do Hospital Regional do Norte Pioneiro em Santo Antonio da Platina. “Já me acostumei a passar as festas de fim de ano trabalhando e sempre adio ou atraso a ceia em casa. Apesar de não estar em casa sempre existe uma confraternização também no trabalho isso acaba amenizando a distância da família”, diz. Patrícia Alaver que também é enfermeira no HR, diz que todo ano existe um sorteio para escolher entre os mais de 50 de enfermeiros e técnicos quais irão trabalhar

Clara é uma das enfermeiras do HR que passará o Natal trabalhando

no plantão de feriado. “A gente sempre passa o natal ou o ano novo com a equipe que acaba virando nossa família durante a data. Mesmo no trabalho, comemoramos as datas especiais, mas de maneira diferente com a consciência de que estaremos aqui para a tranquilidade daqueles que necessitarem”, afirma. Mesmo sem estar no trabalho, Jocimara de Oliveira também corre o risco de passar as férias no hospital. Grávida de oito meses e meio a moradora de Cambará conta já estar preparada para o parto. “Fiz minha consulta hoje e o bebê já está encaixado. Se

sicredi.com.br

eu tiver de passar a virada do ano em trabalho de parto vou ficar feliz da mesma maneira, o importante é que meu filho nasça com saúde”, diz. Essenciais durante todo ano, o setor policial é outro que não pára durante as festas. De acordo com o cabo Mamedes Oliveira da 4° Companhia da Polícia Militar em Santo Antonio da Platina, dependendo da necessidade até os policiais que estão de folga são chamados para trabalhar. “É impossível determinar como vai ser o serviço, por isso a maioria dos policias trabalha durante as festas. Geralmente no Natal é mais tranquilo devido à população comemorar mais em família, no réveillon é que o trabalho se intensifica pois a maioria das pessoas ‘abusa’ da comemoração”, afirma. O agente funerário João Paulo Arantes passará o Natal e Ano Novo em família, mas pode ter a festa interrompida pelo trabalho a qualquer momento. “Meu trabalho é 24 horas. Não tem como escapar. Mesmo estando em um momento de festa temos que estar à disposição daqueles que inesperadamente enfrentam um momento infeliz como a morte”, relata.

COMÉRCIO

Quem ainda não comprou presentes pode encontrar descontos Da Redação

A magia do fim de ano faz a gente pensar alto. Imaginar que tudo vai ser melhor no ano que se aproxima. E, cooperando, isso acontece. Porque gente que coopera tem mais força. Gente que coopera cresce. Um Feliz Natal e um Feliz 2012, Ano Internacional das Cooperativas.

Quem ainda não comprou os presentes de Natal tem até as 16 horas de hoje, na maioria das cidades da região, para correr às lojas. A boa notícia é que os “atrasadinhos” podem encontrar descontos e economizar dinheiro. Com a “injeção” do 13º salário no comércio, os estímulos para a compra antecipada aceleram no mercado brasileiro. Mas a matemática é simples: quanto mais rápido você realizar as suas compras de natal, mais alto será o preço que você pagará pelos produtos comprados. Quanto mais você demora, mais você poderá economizar. Aqueles que conseguiram resistir à ansiedade e deixaram para fazer suas compras de Natal hoje, poderão encontrar produtos com preços muito reduzidos, inclusive, com condições melhores de pagamentos. Os especialistas aconselham mesmo a deixar as compras de Natal para a última hora, tanto para aqueles que querem fazer uma economia, quanto aqueles que querem aproveitar mais o dinheiro e comprar mais devido a redução de preços das mercadorias.


Especial de Natal B-7

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

DE PRAÇA A ALBERGUE

S.A. PLATINAPlatinenses escolhem presente de Natal para cidade e pedem até a permanência dos freis capuchinhos na cidade Aline Damásio

Véspera de Natal, época de festas, presentes e desejos para o próximo ano. Em Santo Antonio da Platina

uma enquete feita pela Tribuna do Vale pesquisou entre os platinenses qual seria o presente de Natal ideal para a cidade. A resposta dos cidadãos variou desde assuntos factuais

“Nosso maior presente de Natal seria a conclusão da reforma da praça. Um lugar tão bonito como este onde a gente descansa, traz a família, um lugar de lazer que apesar das obras está abandonado. A praça é o cartão de visita da nossa cidade, nesta época do ano era muito linda com as luzes e os enfeites natalinos. Infelizmente é um presente que vai ter de ficar para o ano que vem”. Marco Antonio da Rosa cortador de cana

como a saída dos freis capuchinhos da Paróquia Santo Antônio de Pádua até desejos para o bem comum como saúde e segurança. Confira a opinião da população.

“Este fim de ano até o Papai Noel deve estar triste ao ver a situação em que se encontra nossa praça. Nosso presente de Natal ideal seria uma praça nova, pois tínhamos duas na cidade e conseguiram acabar com elas, com o calçadão e até com o coreto que existia na praça da igreja matriz, palco de tantas apresentações e festas importantes da cidade. Não consigo imaginar presente melhor neste momento”. Jorge Lemes – Aposentado

“Se eu pudesse daria um melhor atendimento para aqueles que dependem do serviço de saúde pública. Temos muitos problemas neste setor e enfrentamos este ano até o risco de perder uma unidade de tratamento intensivo (UTI). O melhor presente para a cidade neste Natal com certeza seria saúde, pois sem ela ninguém vive”. Jaqueline Leonel – Dona de casa “Santo Antonio da Platina merece uma praça nova. Nós somos carentes de área de lazer na cidade e as existentes estão destruídas e sem condições de uso. Eu sei que existem outras prioridades como saúde, educação segurança, mas o lazer também é importante e uma praça bem cuidada seria um ótimo presente para todos os cidadãos”. Jane Batista – Empresária


cmyb

B-8 Especial de Natal

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Antes das férias, revisão do veículo é prioridade

Maurício Reale

PREVENÇÃOItens básicos de segurança devem ser verificados e trocados se necessário

Antes de viajar, motoristas procuram oficinas para fazer a revisão Maurício Reale

Juntos realizamos esta coquista.

Com a chegada das férias o movimento nas oficinas mecânicas da região já registra um aumento de mais de 50% em todas as oficinas pesquisadas pela Tribuna do Vale. A orientação dos mecânicos é que os itens de segurança sejam priorizados. O chefe da oficina Marauto - concessionária da Ford em Santo Antônio da Platina-, Willian Zava, diz que as primeiras coisas a serem verificadas numa revisão completa são os itens de segurança que incluem, pr i nc ip a l me nte, s iste ma de freios e suspensão - que inclui a geometria e o alinhamento. Mas o mecânico Natanael Ferreira, o Nata, dono da oficina Autocenter Platina, também destaca o sistema de arrefecimento – que limita o aquecimento do motor – e a parte elétrica. Além desses itens básicos de segurança, o chefe da oficina Beira Rio, Dirc e u C a s s arott i , t amb é m alerta para a checagem de materiais aparentemente simples, como mangueiras e correias que, se não checados corretamente, podem deixar o motorista na estrada. “Dependendo do tipo de mangueira ou correia que se romper durante uma viagem, o motorista fica na estrada”, enfatiza Cassarotti. Zava também lembra que, mesmo depois da revisão,

antes de pegar a estrada o motorista calibre os pneus e confira os níveis de óleo do motor, do fluído do freio e da água. Preços e tempo de serviço Os mecânicos também orientam os motoristas a não deixarem para a última hora para levar o carro para a revisão. O tempo de duração e o valor da revisão variam de acordo com a marca do carro, da oficina que realiza o serviço e das

É bom o motorista andar um pouco com o carro antes de viajar para ter tempo de verificar se realmente está tudo certo”

peças que precisem ser trocadas. Geralmente os preços d a s c onc e ss i on ár i a s s ã o mais caros, porque a mão de obra é especializada e as peças são sempre originais. A Marauto cobra, em média, para uma revisão completa sem a necessidade de trocar muitas peças, cerca de R$ 500. De acordo com chefe da oficina, Willian Zava, u ma re v is ã o c ompl e t a e minuciosa deve ser feita em dois dias.

Na oficina Beira Rio uma revisão completa pode ser feita em 12 horas e o valor, caso não haja necessidade de trocar muitas peças, varia em torno de R$ 300 a R$ 500. “Nossa equipe é grande por isso podemos fazer uma revisão bem feita e entregar o veículo no mesmo dia”. Para quem não quer gastar muito, mas não abre mão de uma revisão antes de pegar a estrada, oficinas menores podem realizar o serviço e deixar a cargo do dono do veículo a compra das peças que precisarem ser trocadas. A equipe da oficina Autocenter Platina leva, em média, quatro horas para fazer uma revisão completa e o serviço varia entre R$ 130 e R$ 180, dependendo da marca e do ano do veículo. Os mecânicos também orientam os motoristas a não deixarem para a última hora para deixar o veículo na oficina para ser revisado. Segundo Zava, o ideal é que a revisão seja feita uns dois ou três meses antes da viagem. O mecânico Nata também concorda. “É bom o motorista andar um pouco com o carro antes de viajar para ter tempo de verificar se realmente está tudo certo”, observa. Para Cassarotti, a revisão deve ser feita pelo menos uma semana antes da viagem para que, se houver necessidade de algum ajuste, haja tempo para fazê-lo.

Que este Natal seja para todos os povos um momento de renovação. Que o seu verdadeiro sentido: o amor entre as pessoas seja festejado. Que cada dia deste Ano Novo que se inicia seja de luz e esperança rumo ao alcance de nossos objetivos.

Hermas Júnior, deputado estadual cyan magenta yellow black


C-2 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011 PREFEIITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA LEI Nº. 1.112/2011

Altera Anexo da Lei Municipal nº. 887/2009. A Câmara Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeita Municipal, sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Ficam alterados os Programas 021 – Administração Geral, 021 – SINSSAP, 030 – Administração Financeira, 033 – Dívida Interna, 084 – PASEP, 088 – Projeto Bovinocultura de Leite, 111 – Projeto Revitalização da Escola Agrícola, 178 – Bombeiros, 188 – Ensino fundamental, 189 – Costurando os Sonhos, 189 – Inclusão Digital, 224 – Reforma e Manutenção de Quadras Esportivas, 224 – Construção de Campos de Futebol, 228 – Constru7ção de Pista de Caminhada/Arborizada, 239 – Transporte Escolar, 323 – Reforma e Readequação do Barracão de Obras e Garagem Municipal, 323 – Melhoria das Atividades nos Serviços e Obras Publicas, 325 – Limpeza de Vias Urbanas, 328 – Construção de Praças, 328 – Praças, Parques e Jardins, 355 – Parque de Exposições Dr. Alicio Dias dos Reis, 428 – Farmácia Municipal, 428 – Serviços de Saúde Pública Municipal, 428 – Unidades Básicas de Saúde, 429 – Vigilância Epidemiológica, 447 – Execução de Rede de Água Potável, 448 – Execução de Águas Pluviais, 449 – Execução de Rede de Esgoto Sanitário, 460 – Aterro Sanitário, 460 – Manutenção e Melhoria dos Serviços, 486 – Ações de Assistência Social, 487 – Ações de Assistência Social, 575 – Pavimentação com Bloquetes Sextavados, 575 – Pavimentação Asfáltica e 575 – Recapeamento Asfáltico, do Anexo da Lei Municipal nº. 887, de 16 de dezembro de 2009, conforme anexo da presente lei. Art. 2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / Paço Municipal Dr. Alicio Dias dos Reis, aos 21 de dezembro de 2011. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO - Prefeita Municipal


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais C-3


C-4 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais C-5


C-6 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais C-7


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais D-1


D-2 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais D-3


D-4 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais D-5


D-6 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais D-7


D-8 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais E-1


E-2 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais E-3


E-4 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais E-5


E-6 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais E-7


E-8 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais F-1


F-2 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

Atas&Editais F-3


F-4 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA Lei nº 1117, de 22 de dezembro de 2011 Altera a Lei Municipal 526/2006, de 27 de outubro de 2006. A Câmara Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeita Municipal, sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - O Artigo 4º da Lei Municipal 526/2006 passa a vigorar com a seguinte modificação em seu Inciso III: “Art. 4º - ... I - ... II - ... III – Ofertar equipamentos urbanos e comunitários e serviços públicos adequados à necessidade da população, contemplando, prioritariamente, os bairros que possuam o maior número de habitantes, os maiores percentuais de ocupação de lotes e a antiguidade do Bairro. IV - ... V - ... VI -... VII -... Art. 2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PAÇO MUNICIPAL DR. ALÍCIO DIAS DOS REIS, 22 de dezembro de 2011. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO Prefeita Municipal

Atas&Editais F-5

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA EXTRATO DO CONVÊNIO Nº 040/2011 CONVENENTE: MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – PR. CONVENIADO: HOSPITAL NOSSA SENHORA DA SAÚDE. OBJETO: Constitui objeto do presente Convênio o repasse de recursos financeiros ao Hospital Nossa Senhora da Saúde para complementação dos plantões médicos da UTI Neonatal, devidamente autorizado pela Lei Municipal nº 1.107/2011. VALOR: R$ 94.400,00 (noventa e quatro mil e quatrocentos reais). DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 06.03. 10.301.0428.2.094.3.3.50.43 .00.00 DATA: 22 de Dezembro de 2011. PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA EXTRATO DO CONVÊNIO Nº 041/2011 CONVENENTE: MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – PR. CONVENIADO: HOSPITAL NOSSA SENHORA DA SAÚDE. OBJETO: Constitui objeto do presente Convênio o repasse de recursos financeiros ao Hospital Nossa Senhora da Saúde para realização de plantões médicos à distância visando atendimento especializado e internamento de pacientes advindos do Pronto Socorro e da Central de Leitos, devidamente autorizado pela Lei Municipal nº 1.094/2011. VALOR: R$ 108.000,00 (cento e oito mil reais) DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 06.03.10.301.0428.2.094. 3.3.50.43.00.00 DATA: 22 de Dezembro de 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA Lei nº 1118, de 22 de dezembro de 2011 Dispõe sobre o reajuste do subsídio dos membros do Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente. A Câmara Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeita Municipal, sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Fica alterado o artigo 1º, caput, da Lei nº 154, de 12 de dezembro de 2001, que dispõe sobre o subsídio dos membros do Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente do Município de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, através de subsídio, que passa a ter a seguinte redação: “Art. 1º - O subsídio dos membros do Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente do Município de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, de que trata a Lei Municipal nº 10, de 21 de maio de 1991, fica fixado em R$ 1.330,00. (um mil trezentos e trinta reais)” Art. 2º. – O Poder Executivo, ao conceder a presente fixação de remuneração dos membros do Conselho Tutelar deste Município, implementará as medidas previstas na legislação vigente para dar cumprimento aos limites prudenciais estabelecidos na Lei de Responsabilidade Fiscal, observando toda legislação vigente para sua aplicação. Parágrafo único – No aumento concedido, deverão ser observadas as normas pertinentes ao cargo e legislação trabalhista, além de disposições do Tribunal de Contas do Estado do Paraná e as demais legislações municipais e federais aplicáveis. Art. 3º. – Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação revogandose as demais legislações em contrário. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PALÁCIO DO PODER EXECUTIVO, aos 22 de dezembro de 2011. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO - Prefeita Municipal


F-6 Atas&Editais PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA Lei nº 1119, de 22 de dezembro de 2011. “Altera a lei 1.105 de 9 de dezembro de 2011, quanto à remuneração dos Agentes Comunitários de Saúde Município, e dá outras providências”. A CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTONIO DA PLATINA, ESTADO DO PARANÁ, aprovou e eu, Prefeita Municipal, sanciono a seguinte lei: Art. 1º - A Lei Municipal 1.105 de 9 de dezembro de 2011, passa a vigorar com a seguinte redação: “Art. 1º - A Lei Municipal nº 412/05 passa a vigorar acrescida do art. 42-C: (...) Art. 42 - C – Aos Agentes Comunitários de Saúde fica assegurado à percepção do valor equivalente a R$ 1.090,00 (um mil e noventa reais). (...) Art. 2º - Fica alterado o anexo V da Lei 412/05, retirando-se daquela tabela os Agentes Comunitários de Saúde. Parágrafo único – Fica instituída tabela específica para os Agentes, Anexo I da presente lei, consoante ao valor estipulado no parágrafo anterior e ainda o disposto nos artigos 38 e seguintes da lei nº 412/2005. Art. 3º - Fica alterado o Anexo I da Lei nº 482 de 06 de fevereiro de 2006, quanto à remuneração dos Agentes Comunitários de Saúde do Município – CLT, para fixá-la em R$ 1.090,00 (um mil e noventa reais). Art. 4º - Todos os atuais agentes comunitários de saúde, reservado a estabilidade e direito adquirido, serão enquadrados de acordo com o novo piso e no respectivo valor, a partir da aprovação da presente lei. Art. 5º O Poder Executivo, ao conceder a presente fixação de vencimentos dos agentes comunitários de saúde deste Município, implementará as medidas previstas na legislação vigente para dar cumprimento aos limites prudenciais estabelecidos na Lei de Responsabilidade Fiscal. Parágrafo único – No aumento concedido, deverão ser observadas as normas pertinentes ao cargo e legislação trabalhista, além de disposições do Tribunal de Contas do Estado do Paraná e as demais legislações municipais e federais aplicáveis. Art. 6º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se demais disposições ao contrário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTONIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PAÇO MUNICIPAL DR. ALICIO DIAS DOS REIS, aos 22 de dezembro de 2011. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO Prefeita Municipal

RIBEIRAO DO PINHAL CLUBE DE CAMPO CNPJ 77.259.877/0001-7 Rua Marcelino Nogueira s/n Ficam convocados os sócios deste clube quites com as mensalidades a comparecer no Barracão de Festas para uma Assembléia Extraordinária para tratar dos seguintes assuntos: a) Deliberação do acordo trabalhista de Paulo Silvério Correia e Prefeitura Municipal. b) Ação ajuizada por José Roberto Caldi perante Juizado Especial Civil da Comarca de Santo Antônio da Platina. c) Definições de Lotes 1ª Convocação ás 8:30 horas 2ª Convocacão ás 9:00 horas Dia 28 de dezembro de 2011 Ribeirão do Pinhal 23 de Dezembro de 2011 Cícero Roberto Sanches PORTARIA Nº. 28, de 23 de dezembro de 2011 O Presidente da Câmara Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Regimento Interno, e de conformidade com a Lei Municipal nº. 845, de 03 de setembro de 2009, resolve: I – NOMEAR a Comissão de Acompanhamento e Fiscalização do Concurso Público a ser realizado pela Câmara Municipal, até a contratação dos aprovados para preenchimento das vagas, os Senhores: Dr. Silvio Cabral do Amaral, representando a OAB Subseção Local; Sra Ana Maria Bertolini, representando o ACESAP; Sr Carlos Alberto Schmeiske, representando o Poder Executivo, a Sra. Patrícia Barbosa, representando o SINSSAP e a Vereadora Terezinha Reinutti, representando o Poder Legislativo. II - Fica revogada a Portaria nº. 21, de 27 de setembro de 2011. GABINETE DO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA/ ESTADO DO PARANÁ, aos 23 de dezembro de 2011. ANTÔNIO CÉSAR DE CAMARGO - Presidente da Câmara Municipal FRANCISCO FAUSTINO DE PROENÇA JUNIOR 1º. Secretário AVISO O Presidente do Conselho Municipal do Plano Diretor, Estado do Paraná, TORNA PÚBLICO o CANCELAMENTO da reunião marcada para o dia 28 de dezembro de 2011 – quarta feira, às 17:00 horas, na Biblioteca Cidadã “Dorothéia Marques Guimarães”, situada na Rua 13 de maio s/nº - Praça São Benedito – próximo ao Hospital Nossa Senhora da Saúde, ficando a referida reunião a ser marcada em data oportuna. PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PALÁCIO DO PODER EXECUTIVO, aos 23 de dezembro de 2011. JANDERSON ANTONIO FIGUEREDO Presidente do Conselho Municipal do Plano Diretor PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA TERMO DE RATIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DO PROCESSO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO 011/2011. Em razão do parecer emitido pela procuradoria jurídica do município, RATIFICO o parecer, ora apresentado, e HOMOLOGO a referida dispensa, nos termos do artigo 26 da Lei 8.666/93, para que produza seus jurídicos e legais efeitos, que tem por objeto a AQUISIÇÃO DE FOGOS DE ARTIFÍCIO PARA AS FESTIVIDADES DE FIM DE ANO NO MUNICIO DE GUAPIRAMA, pelo valor de R$ 5.490,00 (seis mil e quatrocentos e noventa reais), para a empresa P. H. PICCOLI FOGOS – ME. Guapirama, em 23 de dezembro de 2011 EDUÍ GONÇALVES PREFEITO MUNICIPAL TERMO DE RATIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DO PROCESSO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO 011/2011. Em razão do parecer emitido pela procuradoria jurídica do município, RATIFICO o parecer, ora apresentado, e HOMOLOGO a referida dispensa, nos termos do artigo 26 da Lei 8.666/93, para que produza seus jurídicos e legais efeitos, que tem por objeto a AQUISIÇÃO DE FOGOS DE ARTIFÍCIO PARA AS FESTIVIDADES DE FIM DE ANO NO MUNICIO DE GUAPIRAMA, pelo valor de R$ 5.490,00 (seis mil e quatrocentos e noventa reais), para a empresa P. H. PICCOLI FOGOS – ME. Guapirama, em 23 de dezembro de 2011 EDUÍ GONÇALVES PREFEITO MUNICIPAL

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 24 e 25 de dezembro de 2011 EXTRATO DO CONTRATO DE FORNECIMENTO SOB Nº 080/2011 DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 031/2011. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE ABATIÁ – PR. CONTRATADA: OCELINA DE MELLO TARDELI – ME. OBJETO: FORNECIMENTO DE GENEROS ALIMENTÍCIOS. VALOR CONTRATUAL: 17.404,10 (DEZESSETE MIL QUATROCENTOS E QUATRO REAIS E DEZ CENTAVOS). VIGENCIA: DE 01/01/2012 A 31/12/2012. ABATIÁ – ESTADO PARANÁ, EM 21 DE DEZEMBRO DE 2011. MUNICÍPIO DE ABATIÁ (PR). IRTON OLIVEIRA MÜZEL – PREFEITO MUNICIPAL - CONTRATANTE OCELINA DE MELLO TARDELI – ME - CONTRATADA Nota Fiscal Extraviada Declaramos para devidos fins o extravio de nota fiscal do produtor n°221 em nome de Gustavo Henrique Jespersen Teixeira-Fazenda São Judas, Bairro Ubá, Município de Santo Antônio da Platina -PR- INCRA 7121830038083-CAD/PR 95012138-54. Com esta publicação fica sem valor comercial. Santo Antônio da Platina, 24/12/2011 a) Gustavo Henrique Jespersen Teixeira MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DO 1º TERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 124/2011 - REFERENTE AO PREGÃO PRESENCIAL N° 80/2011 CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – PARANÁ. CONTRATADO: TERESA APARECIDA ANDREOTTI COLOMBO & CIA LTDA - ME OBJETO: O presente Termo Aditivo tem por objeto a prorrogação do prazo de vigência do Contrato nº 124/2011 – Pregão Presencial nº 080/2011, cujo objeto é Aquisição de 01 (um) tanque para armazenamento de emulsão asfáltica com capacidade para 8.000 (oito mil) litros, para o dia 28 de fevereiro de 2012, sem implicar em aumento do valor inicialmente contratado. DATA: 21 de Dezembro de 2011. MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DO 1º TERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 148/2011 - REFERENTE AO PREGÃO PRESENCIAL N° 89/2011 CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – PARANÁ. CONTRATADO: RODRIGO GODOI - ME OBJETO: O presente Termo Aditivo tem por objeto a prorrogação do prazo de vigência do Contrato nº 148/2011 – Pregão Presencial nº 089/2011, cujo objeto é a aquisição de Eletrodomésticos e Utensílios para Copa e Cozinha, destinados a instalação de refeitório no Departamento Municipal de Obras, para o dia 28 de fevereiro de 2012, sem implicar em aumento do valor inicialmente contratado. DATA: 21 de Dezembro de 2011. MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DO 3º TERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 089/2010 - TOMADA DE PREÇOS N° 003/2010 CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – PARANÁ. CONTRATADO: EDITORA POSITIVO LTDA. OBJETO: O presente Termo Aditivo tem por objeto o reajuste do valor contratual, de acordo com o INPC, no período de agosto de 2010 a agosto de 2011, conforme previsto na cláusula segunda do Contrato nº 89/2010 e o acréscimo quantitativo no percentual de 3,18853242% sobre o objeto do mesmo Contrato, visando a distribuição de materiais didático-pedagógicos aos alunos matriculados no 5º ano da rede de ensino municipal. VALOR: R$ 62.552,26 (sessenta e dois mil, quinhentos e cinqüenta e dois reais e vinte e seis centavos). DOTAÇÃO: 08.004 – 12.361.0188.2.122 – 3390.30.14.00 (2485) 01104 DATA: 22 de Dezembro de 2011. MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DO 4º TERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 43/2011 - TOMADA DE PREÇOS N° 001/2011 CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – PARANÁ. CONTRATADO: ARZ ENGENHARIA LTDA OBJETO: O presente Termo Aditivo tem por objeto prorrogar o prazo de vigência do Contrato nº 043/2011, referente à Tomada de Preços nº 001/11, cujo objeto é a contratação de empresa de engenharia, a qual fornecerá mão-de-obra e insumos necessários para a execução de 1.450 metros de rede coletora de esgoto no Conjunto Aparecidinho III, para o dia 29 de fevereiro de 2012, sem implicar em aumento do valor inicialmente contratado. DATA: 22 de Dezembro de 2011. MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DO 5º TERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 55/2010 - TOMADA DE PREÇOS N° 01/2010 CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – PARANÁ. CONTRATADO: DAL BIANCO ENGENHARIA LTDA OBJETO: O presente termo aditivo tem por objeto a prorrogação da vigência do Contrato nº 055/2010 referente à Tomada de Preços nº 001/10, até o dia 30 de maio de 2012, cujo objeto é a contratação de empresa de engenharia, a qual fornecerá materiais e mão-de-obra para a execução do Centro de Hemodinâmica, com área de 392,54 m² em alvenaria de tijolos, sito na Rua Genor Juliano, Jardim Monte Verde, sem implicar em aumento do valor inicialmente contratado. DATA: 23 de Dezembro de 2011. EXTRATO DO CONTRATO DE FORNECIMENTO SOB Nº 079/2011 DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 031/2011. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE ABATIÁ – PR. CONTRATADA: SUPERMERCADO BRUNHARI LTDA EPP OBJETO: FORNECIMENTO DE GENEROS ALIMENTÍCIOS. VALOR CONTRATUAL: 83.997,31 (OITENTA E TRÊS MIL NOVECENTOS E NOVENTA E SETE REAIS E TRINTA E UM CENTAVOS). VIGENCIA: DE 01/01/2012 A 31/12/2012. ABATIÁ – ESTADO PARANÁ, EM 21 DE DEZEMBRO DE 2011. MUNICÍPIO DE ABATIÁ (PR). IRTON OLIVEIRA MÜZEL – PREFEITO MUNICIPAL - CONTRATANTE SUPERMERCADO BRUNHARI LTDA EPP - CONTRATADA EXTRATO DO CONTRATO DE FORNECIMENTO SOB Nº 078/2011 DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 034/2011. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE ABATIÁ – PR. CONTRATADA: ANDIPEL PAPELARIA LTDA - ME. OBJETO: MATERIAIS ESCOLARES, MATERIAIS DE EXPEDIENTE E MATERIAIS PARA ESCRITÓRIO. VALOR CONTRATUAL: 38.510,00 (TRINTA E OITO MIL QUINHENTOS E DEZ REAIS). VIGENCIA: DE 01/01/2012 A 31/12/2012. ABATIÁ – ESTADO PARANÁ, EM 20 DE DEZEMBRO DE 2011. MUNICÍPIO DE ABATIÁ (PR). IRTON OLIVEIRA MÜZEL – PREFEITO MUNICIPAL - CONTRATANTE ANDIPEL PAPELARIA LTDA - ME. - CONTRATADA EXTRATO DO CONTRATO DE FORNECIMENTO SOB Nº 077/2011 DO PREGÃO PRESENCIAL Nº 034/2011. CONTRATANTE: MUNICÍPIO DE ABATIÁ – PR. CONTRATADA: F. J. DOS SANTOS SUPRIMENTOS LTDA. OBJETO: SUPLEMENTOS DE INFORMÁTICA. VALOR CONTRATUAL: 16.600,00 (DEZESSEIS MIL E SEISCENTOS REAIS). VIGENCIA: DE 01/01/2012 A 31/12/2012. ABATIÁ – ESTADO PARANÁ, EM 20 DE DEZEMBRO DE 2011. MUNICÍPIO DE ABATIÁ (PR). IRTON OLIVEIRA MÜZEL – PREFEITO MUNICIPAL - CONTRATANTE F. J. DOS SANTOS SUPRIMENTOS LTDA. - CONTRATADA


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Agronegócio

Sexta-feira, 24 e 25 de dezembro de 2011

www.tribunadovale.com.br

C-1

Produção de frutas no Paraná gera renda e emprego no campo FRUTICULTURA Por estarem em áreas de transição climática e com vários tipos de solo é possível cultivar as mais variadas espécies Da Agência Estadual

A produção de frutas vem ocupando cada vez mais espaço junto a outras lavouras no Paraná, e com o suporte da pesquisa agropecuária e o empenho dos

produtores o cultivo já representa de 2% a 3% da renda bruta gerada no campo. Na safra 2010 o peso da fruticultura no VBP (Valor Bruto da Produção) foi de R$ 44,3 bilhões, segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria estadual da Agricultura. Considerando um universo de 34 variedades, a produção ocupou uma área de 70,9 mil hectares e chegou a 1,5 milhão de toneladas. Os pomares estão espalhados por todas as regiões, e por estarem em áreas de transição climática e com vários tipos de solo é possível cultivar as mais variadas espécies. Laranja, banana, tangerina, melancia e uva são as cinco principais frutas produzidas no Estado. Juntas, respondem por 84,6% do total produzido. A laranja, com 38,1%, é o cítrico mais produzido em relação ao volume total. São 582,4 mil

toneladas, contra 178,3 mil toneladas de tangerinas (poncã, mexirica, montenegrina e murgote). A banana é responsável por 18,1% do volume total da fruticultura, com 275,9 mil toneladas, enquanto que a melancia representa 9,6% da produção total de frutas, com uma safra de 146,7 mil toneladas. A uva, por sua vez, foi responsável por 7,1% da safra paranaense, com 108,1 mil toneladas. Como sobremesa, acompanhamento, ou mesmo na decoração, as frutas tropicais estão mais acessíveis. Com poder de compra melhor a população passou a consumir mais. Exemplo disso é o que acontece com a uva. Em 2.000 o consumo médio era de 2,32 quilos/ ano por pessoa, e em 2010 o consumo passou para quatro quilos/ano por pessoa. O Paraná é o quarto estado que mais produz uva no país. O primeiro é o Rio Grande

do Sul, com 737 mil toneladas, seguido de São Paulo, com 177,9 mil toneladas, e Pernambuco, com 158,5 mil toneladas. A produção no Estado se divide entre uva fina de mesa, mais delicada, e uva rústica, destinada à agroindústria. Cerca de 80% da área plantada é de uva de mesa, e as regiões que mais se destacam são o noroeste e norte, principalmente o município de Marialva, responsável por 50,34% da produção estadual de uva de mesa. As uvas finas de mesa mais cultivadas são as variedades Itália, Rubi, Benitaka e Brasil. Entre as uvas rústicas, próprias para a produção de vinho, suco e geleia, estão a Niágara rosada e branca e Bordeaux (terci). Estas se concentram mais nas regiões oeste e sudoeste e também na Região Metropolitana de Curitiba (municípios de Colombo, Campo Largo e São José dos Pinhais).

De acordo com o agrônomo e responsável pelo setor de fruticultura do Deral, Paulo Andrade, são quase seis mil hectares de parreirais em todo o Paraná. “A produção de uva de mesa ocupa a maior parte destas áreas. São um pouco mais de 3,9 mil hectares, enquanto que a área utilizada para a agroindústria é de 2,1 mil hectares”, disse. A cadeia produtiva da uva, segundo ele, envolve cerca de sete mil famílias no Estado e o faturamento chega a R$ 220 milhões/ano, o que corresponde a 24,59% do VBP (Valor Bruto da Produção). VARIEDADES Em menor escala o Paraná produz maçã (108 mil toneladas), pêssego (18,4 mil toneladas), ameixa (12,7 mil toneladas), nectarina (3,2 mil toneladas), caqui (19,4 mil toneladas), morango (14,4 mil toneladas), manga (8,1 mil toneladas) e maracujá (17,8 mil toneladas).

O cultivo do coco verde também apresentou resultado positivo. A produção foi de 2,6 milhões de frutos. Ele é explorado comercialmente nas regiões de Maringá, Paranavaí e Umuarama, e na escala de produção está em trigésimo quinto lugar. Paulo Andrade ressaltou a importância da fruticultura nas regiões e municípios onde a cultura está estabelecida. “Ela contribui para o aquecimento de outros setores da economia, uma vez que gera renda e emprego. Hoje estão envolvidos na atividade, produzindo as mais variadas espécies de frutas, 30 mil agricultores”. De acordo com ele, as perspectivas de produção para a próxima safra são boas para a fruticultura paranaense. “Desde que o fenômeno “La Niña” não seja intenso, teremos frutas mais coloridas e saborosas em nossas mesas”, afirmou.

Natal é tempo de tocar as mãos e os corações. Ofereça acolhida, amor e paz para os que estão ao seu redor.

Boas festas! Bo tas a! as São os votos de

Chico da Princesa e Família cyan magenta yellow black


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

E-mail: social@tribunadovale.com.br

FERNANDA DINIZ Fernanda Diniz/ TV) Fernanda Diniz/ TV)

Registro O ex-deputado Chico da Princesa posou para as lentes desta colunista ao lado de seu filho Junior na última quinta-feira em Santo Antônio da Platina. Desejo de boas festas a toda população regional são os votos de Chico Fernanda Diniz/ TV

Charme As primas platinenses Ingrid e Larissa não pouparam no sorriso para o click. Um charme!

Música A cantora platinense Fernanda Brito que compõe o grupo mineiro Cantus Quatro , está em Santo Antônio da Platina para as festas de fim de ano. Fernanda, que atualmente mora no município de Pouso Alegre (MG), é a única mulher do grupo. Fica a dica: para quem curte MPB o disco do quarteto é mais que recomendado, um verdadeiro show

Pensamento Todos possuem vontade de vencer, mas poucos possuem a vontade de se preparar para vencer. Robert Montgomery

Reveillon Luzdelua O Luzdelua já iniciou os preparativos para uma de suas melhores festas: o Reveillon 2012. Venha brindar o seu reveillon com muito estilo. A festa será animada pelos Djs Suzuki e Fabrycio e pelas bandas Sex Machine e Acústico BW. O Reveillon LuzdeLua contará com dois ambientes, decoração especial, toneladas de frutas tropicais, ambiente piscinas com novos equipamentos e show pirotécnico para celebrar o Ano Novo! Maiores informações no (43) 3534-7471.

Show Bar de Natal

Clube Caravela de Carlópolis promove nesta véspera de natal Caravela Show Bar. Depois da ceia seu destino será o Clube Caravela. Super festa com a banda Dona Banda . Até o Papai Noel vai cair nesta balada. Maiores informações no telefone (43) 3566-1340.

Look de fim de ano Para o look de fim de ano, acima de tudo, vale o conforto e a praticidade. Pense na roupa para sua idade, no seu tamanho correto, na cor que favorece você e no que quer destacar como ponto forte do seu corpo, que é onde se deve explorar algum detalhe mais chamativo. (Gustavo Sarti)

cyan magenta yellow black

TRIBUNA DO VALE EDIÇÃO Nº 2048  

24 DE DEZEMBRO DE 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you