Issuu on Google+

cmyb

Terça-feira

TRIBUNA DO VALE DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

08 DE NOVEMBRO DE 2011

330 140

ANO XV - N0 2016 - R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

Cidade concentra quase 40% dos homicídios na região

A onda de violência parece não ter fim em Santo Antônio da Platina. A polícia registrou mais um homicídio no início da noite de sábado, 5, na Vila Ribeiro. Após uma discussão em um campinho de futebol, Rodrigo de Oliveira Panizza,

25 anos, mais conhecido como Poninho, levou três tiros e morreu antes da chegada da equipe de socorristas do Corpo de Bombeiros. A polícia já tem um suspeito, que não teve a identidade revelada para não prejudicar as investigações. A 

morte do açougueiro é a 11ª vítima de homicídio confirmada do total de 29 mortes na região. Mas esse número pode ainda ser maior se considerados casos de latrocínio e de mortes que não foram descobertas as causas.

PÁG. A6

BR-153

ECONOMIA

RISCO DE Usiban é a primeira DESABAMENTO usina paranaense

Arquivo

Juninho Queiroz

Usiban, em Bandeirantes, é uma das principais usinas de açúcar e álcool do Paraná

A primeira indústria de açúcar paranaense construída dentro dos moldes de uma usina foi a Açúcar e Álcool Bandeirante S/A (Usiban), fundada em 1941, no município do mesmo nome, mas que só entrou em atividade dois anos depois, em 1943, com a produção de 1.843 sacas de açúcar cristal e destilação de 12.216 litros de etanol. Desde então, a produção só 

Os estragos causados por um vendaval que atingiu áreas rurais na região na semana passada ainda permanecem às margens da BR-153, no trecho entre Santo Antônio da Platina e Jacarezinho, na altura da curva do Ubá. Diversas árvores que 

ANDIRÁ

Cidade terá mais duas creches a partir de 2012 

PÁG. B1

JACAREZINHO

foram arrancadas pelo vento de 95 quilômetros por hora ainda permanecem à margem da pista e a rede de contenção (foto) usada para segurar pedras soltas na encosta de um barranco ficou visivelmente sobrecarregada depois da chuva.

PÁG. A8

PÁG. A4

ESPORTES

Siqueira Campos encerra Brasileiro de Motocross Maurício Arruda

PÁG. A8

ALIMENTOS

PR quer ampliar Compra Direta

O Governo do Paraná planeja ampliar os valores para aplicação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o Compra Direta. A informação foi repassada pelo secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Cláudio Romanelli, que participou de uma oficina com agricultores e representantes de entidades beneficentes de Uraí.

Distrito de  PÁG. A5 Marques dos Reis recebe veículo RIB DO PINHAL para atender Polícia instaura inquérito moradores para apurar morte de pedreiro 

tem crescido. Atualmente, a capacidade instalada da indústria (canaviais, logística e parque fabril) é para esmagar 2,5 milhões de toneladas de canade-açúcar e produzir 3 milhões de sacas de açúcar e 97 milhões de litros de etanol, absorvendo a cana-de-açúcar produzida pela própria Usiban e por produtores parceiros no município de Bandeirantes e sete outros vizinhos.

PÁG. A6

O último domingo foi de comemoração dos campeões no pódio do Pro Tork Brasileiro de Motocross (foto). Jean Ramos (MX2), Duda Parise (MX3), Milton Becker “Chumbinho” (MX4) e Marcos Moraes (230cc) confirmaram os títulos da temporada 

na Super Final em Siqueira Campos. Assim, os pilotos se uniram aos competidores que garantiram a taça com uma rodada de antecipação na edição de 2011 do campeonato: Antônio Jorge Balbi Júnior (MX1), Gustavo Henn (85cc) e Enzo Lopes (65cc).

PÁG. A7


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

Para os estudiosos, as desordens mentais se tornam o maior desafio à saúde na Europa do século XXI.” Padre David Francisquini

Terça-feira, 08 de novembro de 2011

O mundo atual já não tem espaço para minorias radicais, as quais, em defesa de seus interesses carentes de fundamentação acabam por prejudicar a maioria”

A RTIGO

E DITORIAL

Marcos Morita *

Estilo oposto

“Ou o pedágio baixa ou acaba” constituiu-se numa espécie de mantra repetido à exaustão pelo ex-governador Roberto Requião ao longo dos 8 anos em que ocupou o Palácio Iguaçu. Pois bem, decorridos seus dois mandatos, a briga declarada com as concessionárias não trouxe resultado prático nenhum ou, em outras palavras, o pedágio não baixou e muito menos acabou. O episódio atesta mais uma vez, de forma cabal, que a intransigência e a falta de disposição para o diálogo não são o melhor caminho para conciliar interesses díspares. Ainda que se reconheça como legítima a pretensão do ex-governador em querer reduzir as tarifas cobradas nas rodovias sob controle privado, os métodos empregados não foram os mais apropriados. Num estilo oposto, o governo Beto Richa há meses vem conversando com as concessionárias para encontrar um denominador comum que permita a revisão das regras vigentes, inclusive com a redução dos atuais valores cobrados pelo pedágio. Além disso, o entendimento ora costurado também objetiva a realização de obras – novas ou que já estavam incluídas nos HORÁRIO DE FECHAMENTO

22:10

contratos firmados ao tempo do governador Jaime Lerner. E os resultados já começam a aparecer com o acordo – ainda não formalizado no papel – entre governo e as concessionárias, no sentido da redução das margens de lucro e a inclusão de novas obras nos contratos vigentes. A primeira obra a ser tocada a partir do diálogo estabelecido entre as partes é a duplicação da BR-277, entre Matelândia e Medianeira, Região Oeste do estado, com 14,4 km de extensão. O anúncio do empreendimento a um custo de R$ 49,3 milhões garantirá melhores condições de tráfego a uma rodovia de movimento intenso e alto índice de acidentes. A duplicação do contorno de Mandaguari, com 11 km, é outra obra a ser incluída nas negociações entre o governo e as operadoras de pedágio. Ainda que as tratativas em torno da exploração das rodovias estejam apenas no início, os avanços anunciados e a disposição ao diálogo abrem a perspectiva do entendimento e do fim das disputas judiciais que se arrastam há anos. Para o usuário fica a expectativa de poder transitar em rodovias mais seguras e com tarifas justas.

C HARGE

chargeonline.com.br

NESTA EDIÇÃO TEM

16 PÁGINAS CADERNO PRINCIPAL - OPINIÃO - POLÍTICA - GERAL - CIDADES - COTIDIANO - ESPORTES - CIDADES

A 01 - 08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

2ª CADERNO - CIDADES - ATAS & EDITAIS - SOCIAL

B 01 - 08 B 01 B 02 - 07 B 08

Marcos Morita

PREVISÃO PARA HOJE

330 140

USP: a falta de objetivo dos movimentos estudantis Acredito que o dramalhão mexicano, envolvendo mais uma vez estudantes ocupando o prédio da reitoria na Universidade de São Paulo, já tenha cansado até os mais ferrenhos defensores dos movimentos estudantis, os quais, diga-se de passagem, há muito tempo carecem de objetivos e causas nobres para defenderem. Sou nascido no ano da batalha da Rua Maria Antônia, a qual resultou de conflitos entre estudantes do Mackenzie e do curso de Filosofia da USP. Cresci numa época com pouca liberdade de expressão, o que nem por isso impossibilitou movimentos como as Diretas Já, levando centenas de milhares de pessoas as ruas, numa época sem redes sociais ou Twitter para organizá-los. Como jovem adulto, acompanhei de longe o movimento dos Caras Pintadas na Paulista, uma vez que já estagiava em uma grande instituição financeira nesta mesma avenida. A vontade de mudar e lutar por um mundo melhor e mais justo era grande, e por pouco não me juntei à multidão, largando meus afazeres de estagiário. O tempo passa mesmo rápido. Há alguns meses estava lendo as manchetes do estudante assassinado no estacionamento da FEA-USP. Imediatamente surgiu em minha memória situação idêntica vivida há mais de quinze anos atrás. Exatamente no mesmo local e na mesma situação fui vítima de um sequestro relâmpago, o qual ainda me traz algum incômodo em revivê-la. Pude sentir a angústia vivida por aquela família, assim como senti uma ponta de esperança quando do acordo firmado com a Polícia Militar, cuja presença chegava com pelo menos uma década de atraso. Inúmeros furtos, roubos, sequestros e estupros poderiam ter sido evitados neste ínterim, não fosse à discussão ideológica sobre a liberdade no Campus e o papel repressor da força pública. Os conceitos de proletariado, luta de classes, opressão, propriedade privada, meios de produção, revolução industrial, alienação do trabalho, burguesia e divisão de classes, utilizados como bordões por alguns destes vulgos ativistas, estariam melhores representados em uma aula de sociologia, história ou economia. O mundo atual já não tem espaço para minorias radicais, as quais, em defesa de seus interesses carentes de fundamentação acabam por prejudicar a maioria. Hoje atuo como professor em uma renomada universidade particular. Abordando o assunto em sala de aula, pude sentir que grande parte mal teve tempo para analisá-la. Preocupações talvez consideradas pequenas pelos manifestantes da USP, tais como chegar na hora ao trabalho, pegar o ônibus, o trem e o metrô, pagar as contas da universidade, estudar outras línguas e passar de semestre, estão na pauta do dia. Juro que senti um pouco de egoísmo e alienação com relação à participação aos movimentos estudantis, porém me dei como vencido quando vi estudantes lutando por uma causa como o “baseado da paz”, incomodando, depredando e denegrindo a imagem da universidade que tanto batalhei para entrar. Creio que isso sim, seja exemplo de egoísmo coletivo. * Marcos Morita é mestre em Administração de Empresas, professor da Universidade Mackenzie e professor tutor da FGV-RJ.

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

A RTIGO

A RTIGO

Padre David Francisquini *

Pedro Cardoso da Costa*

De Deus não se zomba! (II) Ao comentar o infausto ensaio do governo brasileiro de promover a distribuição de preservativos a estudantes de Ensino Médio, mostramos que em vez de resolver o problema dos jovens, tal medida somente os agravará. Ressalto de passagem que “experiências” do gênero são sempre levadas a cabo em nome da “ciência”, a qual fica assim desvirtuada de seu sentido original, tornandose uma palavra-talismã. É, pois, ancorado na nova religião da “ciência e na técnica” que o Estado interfere em tudo, legisla e tenta regular a conduta do cidadão em campos nunca antes imaginados, para assim “redimir” os homens e a sociedade de todos os seus males presentes e futuros. Para citar um exemplo, lembro aos leitores a ridícula “lei da palmada”... A propósito, acabo de ler estarrecedora notícia publicada no The Telegraph, de Londres, segundo a qual 38% da população da União Européia sofrem de distúrbios mentais e doenças cerebrais. O jornal inglês se baseia num estudo do Colégio Europeu de Neuro-psicofarmacologia. Para os estudiosos, as desordens mentais se tornam o maior desafio à saúde na Europa do século XXI. C ome nt and o a re fe r i d a

notícia, Luís Dufaur (http:// www.ipco.org.br/home/) afirma que a causa desses males pode bem estar na tentativa de construir uma super-organização em bases puramente materiais que ignoram – e até hostilizam – o lado espiritual e a religião do homem. E indaga: “Não será uma das causas mais profundas desses desarranjos mentais?”. Atentar contra os fundamentos cristãos da civilização constitui um dos maiores fatores de enlouquecimento. O pior é quando tal ataque é perpetrado metodicamente pelo Estado em nome da ciência. No caso concreto da distribuição de preservativos a estudantes, a iniciativa conta com o auxílio de pesquisadores de dois órgãos da ONU. O cuidado com os jovens deve começar pelos pais e ser complementado pelos professores. É na juventude que se forma o caráter, o qual, por sua vez, influenciará no destino de cada um. Os pensamentos se transformarão em palavras, as palavras em atos, e estes em hábitos que formarão ou deformarão seu modo de ser. O que nossas autoridades semearem nas escolas, a sociedade colherá no final do ciclo. A imoralidade vem ceifando mais vidas que a própria guerra

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

e está na origem da violência, da criminalidade, do desajuste familiar e das separações; está na raiz da pior das epidemias, além de um incontável número de doenças. Através dos frutos pode-se saber se as sementes têm sido boas ou não. Enquanto sacerdote, eu me reporto ao ensinamento da Igreja, que condena a liberação do sexo na adolescência, ou mesmo antes do matrimônio: “Bem aventurados os puros de coração porque possuirão o reino dos céus.” A união carnal só pode ser legítima quando se estabelece uma definitiva comunidade de vida entre um homem e uma mulher. As relações sexuais prématrimoniais excluem, o mais das vezes, a prole e o que se apresenta como amor conjugal não pode se desenvolver como deveria, ou seja, num amor paterno e materno. Caso eventualmente se desenvolva será em prejuízo dos filhos, que se verão privados da convivência estável da qual havia de poder realizar-se como convém e encontrar o caminho e os meios necessários para se integrarem na sociedade. (Declaração da Santa Sé nº 7). * Sacerdote da Igreja do Imaculado Coração de Maria- Cardoso Moreira-RJ

Amigos-objeto Milton Nascimento tem razão quando na sua música, Canção da América, diz que “amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves dentro do coração”. Acrescenta que deve ficar do lado esquerdo do peito. C om pretensão, deduzo dizer que o astro pretende afirmar que um amigo verdadeiro seria uma preciosidade rara, que deveria ser preservada de todas as formas e a qualquer preço; com muito respeito e ética, sempre de maneira sadia, com muita curtição. Isso seria a parte simbólica da feliz frase. Até aí tudo estaria correto, se a presunção de amizade não fosse uma relação própria, cada uma com valores e compromissos específicos. É triste porque é uma verdade literal. Ter amigo verdadeiro é mesmo raro. Dá para se denotar o valor material de quase a totalidade dos amigos. Por isso a maioria das amizades tem prazo de validade. Já afirmaram que o tempo seria o senhor da razão, eis que as duas colocações aos poucos vão se encaixando noutra, já batida, de que a idade torna u m a p e ss o a m ai s m a du r a , quando o sentido verdadeiro é que idade a torna mais cética e sem confiança nas suas relações interpessoais, quaisquer que sejam elas.

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 150,00 Trimestral R$ 45,00 Semestral R$ 90,00 On-line R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Jornal Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Para manter algumas amizades, a cada dia que passa muita gente tenta usar de falsidade interior para aceitar os amigos como eles são, como se alguém pudesse ser de outra maneira que não a sua própria. Torna-se um dilema quando se percebe que não existe reciprocidade, requisito natural em razão da necessidade de identidade natural de valores. Mesmo dispensando as implicações mais fortes do cotidiano, poder-se-ia conviver com as fixações de sinceridade, fidelidade e correção. Existindo sinceridade em qualquer situação já seria suficiente para se manter uma amizade, senão profunda, confiável. Quando muitos pensam que falta lugar até do lado direito do peito para acomodar tantos amigos, começam a surgir vagas quando se descobre que num amigo estaria faltando um dos valores referidos e o afastamento é inevitável. E existe um vácuo de todos os requisitos de uma amizade plena na maioria. Isso esvazia o pobre coração confiante e feliz até então. Com o mundo todo supervalorizando a concorrência desleal, a vantagem indevida, o primeiro lugar a qualquer custo, a amizade baseada no calor humano - o sentimento, o querer bem ao

outro – fica a cada dia apenas no imaginário dos românticos. Hoj e, vo cê s ab e quanto custa financeiramente cada pretenso amigo. Existem pessoas sustentando a amizade somente, e na proporção, da expectativa de vantagens que poderiam tirar. Por causa desse tipo de amigo, muita gente está com o lado esquerdo desocupado, mesmo querendo mantê-lo lotado de apreço, de carinho, de amor para compartilhar. Milhõ es de coraçõ es estão vazios; tristes; até desolados. A quantidade de pessoas que só têm interesses mesquinhos é bem maior. Não se sabe se teria cura para tanto egoísmo. Com certeza, muitas pessoas não compreendem quanto o seu gosto apenas por objetos infelicitam outras que valorizam troca de infor maç ão, b ate-p ap o, brincadeiras, histórias, além de um ombro e ouvido dignos de uma bela confissão. Aquela coisa boba que só tem importância para quem conta com exclusividade para aquele ouvido louco para registrar a tolice. Apenas um sonho de saudosista, inimaginável para os amigos-objeto. * Pedro Cardoso da Costa ‒ Interlagos/SP

Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Santo do Itararé ¦Santana do Itararé ¦Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Política A-3

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011

Na década de 1990 nós tivemos um crescimento [na educação presencial] que não estava bem administrado" Fernando Haddad

P anorama Regional Café em destaque Antônio Faustino Oliveira Filho, de Santo Antonio da Platina (Monte Real), teve seu café premiado na última sexta-feira (dia 4), na categoria "microlote", pelo Concurso Café Qualidade Paraná 2011. Oliveira concorreu com cafeicultores de várias regiões produtoras do Estado, que realizaram concursos regionais. Os melho-

res cafés foram anunciados em Apucarana. O Concurso é uma realização da Câmara Setorial de Café da Federação da Agricultura do Paraná (FAEP), Secretaria de Agricultura e Abastecimento, Iapar, Instituto Emater, Consórcio Pesquisa Café, Ministério da Agricultura e Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic).

Parcerias Todas essas entidades participam, nos dias 17 e 18 de novembro, da quarta edição da Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná, evento promovido pela Acenpp e Sebrae. Este ano a novidade da Ficafé é a realização, no Centro de Eventos de Jacarezinho, do Concurso Cup of Excellence, o principal do Brasil, promovido pela BSCA (Brazilian Specialty Coffee of America Association). Volta às origens A funcionar o projeto proposto pelo deputado federal Abelardo Lupion (DEM), por meio do qual se pretende transformar a região numa grande bacia leiteira, o Norte Pioneiro terá sua economia estimulada por dois produtos muito famosos em Minas Gerais, de onde provêm os pesquisadores da Embrapa Gado de Leite. A sede da instituição fica em Juiz de Fora. A colonização de nossa região, nunca é demais lembrar - e saudar -, se deu com grande participação de mineiros. Saúde é o que interessa? Curitiba tem a melhor saúde pública entre as capitais brasileiras, de acordo com o Índice de Desenvolvimento Municipal, divulgado pela Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro). Na análise comparada aos índices de 2010 (ano base 2008), Curitiba tem a educação, saúde, emprego e renda no patamar de alto desenvolvimento e cresceu nas áreas da educação e saúde. Na educação o índice de Curitiba aumentou de 0,764 para 0,8163 e na saúde cresceu de 0,9403 para 0,9508 – o melhor índice entre as capitais. O índice de emprego e renda da capital paranaense, de 0,8522, também está na média de alto desenvolvimento. Quem explica? Apesar de todo o destaque da capital paranaense em comparação com capitais de outros estados, em vários quesitos, o prefeito Luciano Ducci (PSB) aparece apenas em terceiro lugar nas pesquisas de opinião para prefeito de Curitiba. Ratinho Junior (PSC) e Gustavo Fruet (PDT), segundo as sondagens, estão ligeiramente à frente, o que faz supor que o embate será duro em 2012. Emendas ao Orçamento Os deputados estaduais têm até esta sexta-feira, dia 11, para apresentarem emendas ao Orçamento do Estado para o ano que vem. Segundo o presidente da Comissão de Orçamento, deputado Nereu Moura, do PMDB, cada parlamentar poderá apresentar emendas no limite de R$ 2 milhões de reais. Ao contrário dos anos anteriores, o prazo não será prorrogado já que, segundo Moura, há uma estimativa de serem apresentadas três mil emendas e não haveria tempo hábil para analisar uma a uma. Caixa para eleição O líder da bancada de oposição, deputado Enio Verri, do PT, acusou nesta segunda-feira o governador Beto Richa de querer fazer “caixa” para as eleições do ano que vem com o “tarifaço” do Detran. Há algum tempo Verri, que preside o PT paranaense, vem denunciando Richa de visar apenas o ano eleitoral. Recentemente o líder da oposição disse que o governo não está fazendo investimentos este ano justamente com este objetivo. Nem Lerner reajustou taxas de “forma abusiva”, diz Veneri O deputado Tadeu Veneri, único integrante da CCJ a votar contra o “tarifaço”, disse da tribuna da Assembleia Legislativa que “nunca, em tempo algum”, um governo reajustou as taxas do Detran “de forma tão abusiva”. Sem precedentes O deputado Tadeu Veneri, único integrante da CCJ a votar contra o “tarifaço”, disse da tribuna da Assembleia Legislativa que “nunca, em tempo algum”, um governo reajustou as taxas do Detran “de forma tão abusiva”. Nem mesmo o governo Jaime Lerner. Veneri destacou que o Detran não é um órgão deficitário. Pelo contrário, disse. É superavitário.O deputado petista disse estranhar a forma como o projeto tramita na Casa. Lei da Ficha Limpa O Supremo Tribunal Federal julga nesta quarta-feira a validade da Lei da Ficha Limpa. Seja qual for a decisão, irá prevalecer para as eleições municipais do ano que vem. Em março último o STF havia decidido que a lei não valeu na eleição de 2010 porque não foi aprovada com pelo menos um ano de antecedência, como determina a Constituição Federal. Relator das ações sobre a Ficha Limpa, o ministro Luiz Fux diz que, ao contrário de 2010, as próximas eleições serão realizadas com a população sabendo “o que pode e o que não pode fazer, quem pode se candidatar e quem não pode se candidatar". Com Roseli Abrão, de Curitiba

STF oculta nomes de 152 políticos suspeitos de crime BRASÍLIA

Procedimento adotado no ano passado como exceção, que visava a proteger as investigações, acabou tornando-se regra e passou a blindar deputados, senadores e ministros de Estado Agência Estado

O Supremo Tribunal Federal (STF) mantém em sigilo a identidade de 152 autoridades suspeitas de cometer crimes. Um procedimento adotado no ano passado como exceção, que visava a proteger as investigações, acabou tornando-se regra e passou a blindar deputados, senadores e ministros de Estado. Levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo em aproximadamente

200 inquéritos mostrou que os nomes dos investigados são ocultados. Apenas suas iniciais são expressas, mesmo que o processo não tramite em segredo de Justiça, o que torna praticamente impossível descobrir quem está sendo alvo de investigação. O jornal já havia revelado, em dezembro do ano passado, a adoção dessa prática no STF. O inquérito aberto contra a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), flagrada recebendo dinheiro do esquema do mensalão do DEM no Distrito Federal, aparece no site do Supremo apenas com as iniciais da parlamentar: JMR (Jaqueline Maria Roriz). Outros seis inquéritos trazem as iniciais L.L.F.F. Só foi possível identificar que o investigado era o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) porque outra investigação com a mesma sigla foi levada ao plenário do tribunal recentemente. Em outros casos, é possível inferir quem é o investigado por meio de uma pesquisa. Sabendo que a investigação foi aberta em um Estado específico, é necessário cruzar as iniciais com todos os nomes de deputados e senadores eleitos por esse mesmo estado. Por esse procedimento é possível inferir que um inquérito aberto contra L.H.S. em Santa Catarina envolve

o senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC). Nesse caso, o jornal O Estado de S. Paulo confirmou que se trata efetivamente do parlamentar e ex-governador catarinense. Mas na maioria das vezes essa pesquisa não é suficiente para saber quem está sob investigação no Supremo. Proteção A regra de identificar os investigados no STF apenas pelas iniciais foi baixada pelo presidente do tribunal, ministro Cezar Peluso, no fim do ano passado. O levantamento nos mais de 200 inquéritos mostrou que apenas o ministro Celso de Mello tem como padrão tirar essa proteção a investigados com foro privilegiado. Ele já tem despacho padrão para esses casos e é a primeira providência que adota quando o processo chega a suas mãos. O primeiro desses despachos foi dado no processo que envolve o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Ari Pargendler acusado de injúria por um ex-estagiário do STJ. Na decisão, Celso de Mello afirma que o sigilo e o tratamento diferenciado a essas autoridades são incompatíveis com o princípio republicano: “Cabe acentuar, desde logo, que nada deve justificar, em princípio, a tramitação, em regime de sigilo, de qualquer procedimento que

tenha curso em juízo, pois, na matéria, deve prevalecer a cláusula da publicidade”. “Não custa rememorar, tal como sempre tenho assinalado nesta Suprema Corte, que os estatutos do poder, numa República fundada em bases democráticas, não podem privilegiar o mistério”, acrescentou. Crítico do procedimento criado por Peluso, o ministro Marco Aurélio Mello também retirou esse segredo em três dos processos que estavam em seu gabinete. Num deles, ressaltou ser “princípio básico, na administração pública, a publicidade dos atos”. E lembrou que o processo, antes de o investigado se tornar deputado, tramitou em outro tribunal sem esse sigilo. Por isso, mandou que fosse retificada a autuação para que constasse o nome inteiro do deputado Fernando Jordão (PMDB-RJ). No entanto, apesar de ter alterado alguns dos inquéritos que estão sob sua relatoria, Marco Aurélio ainda cuida de alguns que trazem apenas as iniciais dos nomes dos investigados. Os demais ministros do Supremo não alteram a autuação dos inquéritos. Por isso, praticamente todos os procedimentos que chegaram ao STF nos últimos meses tramitam sem que se possa saber quem está sendo investigado.

MEC

Educação a distância já responde por quase 15% das matrículas no ensino superior Da Agência Brasil

A e ducação a dist ância (EAD) já responde por 14,6% das matrículas de graduação no ensino superior do país, segundo dados do Censo da Educação Superior de 2010, divulgados ontem, 7, pelo Ministério da Educação (MEC). O número de estudantes em busca do diploma atingiu 6.379.299 alunos em 2.377 instituições de ensino superior, que oferecem 29.507 cursos. Segundo o ministro da Educação, Fernando Haddad, o crescimento da modalidade a distância só não é maior poque o governo está

dando “um ritmo” para que a expansão não ocorra com prejuízo da qualidade. “Na década de 1990 nós tivemos um crescimento [na educação presencial] que não estava bem administrado e nós não queremos que o mesmo aconteça com a EAD. O que queremos é um crescimento sustentável”. Segundo ele, o percentual de matrículas na EAD no Brasil pode ser considerado baixo em relação a outros países em que a modalidade responde por mais da metade das matrículas. As matrículas continuam concentradas (74%) nas instituições privadas, mas

houve um crescimento de 12% no número de alunos das escolas públicas. Entre as instituições públicas de ensino superior, as municipais respondem por 1,6% do total das matrículas, as estaduais por 9,4% e as federais por 14,7%. Haddad destacou que o número de formandos em 2010 (973 mil) é mais que o dobro do registrado em 2001. Tamb é m h ouve c re s c i m e nto no número de ingressantes das universidades federais, de 143 mil para 302 mil no mesmo período. Apesar de as regiões Norte e Nordeste terem registrado um aumento do número

de estudantes no ensino superior entre 2001 e 2010, o Sudeste ainda é responsável por 48,7% das matrículas. O Sul fica com 16,9%, o Centro-Oeste concentra 9,1% e o Norte e o Nordeste, 6,5% e 19,3%, respectivamente. Em 2001, representavam 4,7% e 15,2% do total. Nos cursos presenciais, 3,9 milhões de matrículas estão no bacharelado, 928 mil nas licenciaturas e 545 mil na modalidade tecnológica, de menor duração. Já na educação a distância, as matrículas de licenciatura são 426 mil, de bacharelado, 268 mil, e nos tecnológicos, 235 mil.

TRABALHO

Comissão de Ética vai apurar denúncias contra Carlos Lupi Agência Globo

A C om i s s ã o d e Ét i c a Pública decidiu, ontem,7, abrir processo ético contra o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, para apurar as denúncias de irregularidades nos convênios da pasta com organizações nãogovernamentais (ONG). A conselheira Marília Muricy será a relatora do processo e agora vai pedir explicações ao ministro. "Foram instaurados dois pro c e ss o s . Um c ont r a o

ministro Lupi, com relação às publicações deste fim de semana, e outro contra Marcus Vinicius Neder, exauditor da Receita Federal que, segundo a revista Época, teria logo em seguida partido para o exercício profissional da advocacia junto à Receita", disse o presidente da Comissão de Ética, Sepúlveda Pertence. A Polícia Federal investiga uma série de fraudes cometidas por ONGs financi ad as com re c urs os do Ministério do Trabalho,

s ob o comando do PDT desde 2007. "Lupi, são essas notícias publicadas. (A relatora) agora vai ouvir o ministro. Instauramos o proced i me nto prel i m i nar, e m que se pede informações à autoridade, sem entrar em nenhum juízo preliminar, há ali denúncias de recebimento de propina. É preciso colher as informações da autoridade, se caberá apurar as acusações feitas", afirmou Sepúlveda. A C om i s s ã o d e Ét i c a

também aprovou censura ética contra o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci, no caso que envolve o aluguel do apartamento em que ele morava em São Paulo. A comissão ainda aguarda informaçõ es complem e nt are s n o s pro c e s s o s contra o ex-ministro do Esporte Orlando Silva e o ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi. Provavelmente, esses dois processos serão analisados no próximo dia 30 de novembro.


A-4 Economia

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011

Usiban é a primeira usina paranaense BANDEIRANTES Indústria tem capacidade para moer 2,5 milhões de toneladas de cana e produzir 3 milhões de sacas de açúcar e 97 milhões de litros de etanol Da Redação com Agências

A primeira indústria de açúcar paranaense construída dentro dos moldes de uma usina foi a Açúcar e Álcool Bandeirante S/A (Usiban), fundada em 1941, no município do mesmo nome, mas que só entrou em atividade dois anos depois, em 1943, com a produção de 1.843 sacas de açúcar cristal e destilação de 12.216 litros de etanol. Desde então, a produção só tem crescido. Atualmente, a capacidade instalada da indústria (canaviais, logística e parque fabril) é para esmagar 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar e produzir 3 milhões de sacas de açúcar e 97 milhões de litros de etanol, absorvendo a cana-deaçúcar produzida pela própria Usiban e por produtores parceiros no município de Bandeirantes e sete outros vizinhos. Demandando 3 mil pessoas no período de safra, a Usiban é a maior geradora de empregos de Bandeirantes e municípios

vizinhos. É a indústria que movimenta a economia da região ao impulsionar o comércio com a injeção de recursos e com a demanda de serviços e fornecedores de produtos. Também recolhe milhões de reais em impostos ao erário público todos os anos, que retornam em benefícios a toda a comunidade. O início de tudo A usina nasceu do sonho, visão e coragem de um obstinado paulista de Piracicaba: Luiz Meneghel. Tudo começou com uma viagem do fundador à região para conhecer a terra e as condições locais em busca de um lugar adequado para sediar o empreendimento. Nesta época, a fama das terras norte paranaenses já corria o mundo. Meneghel passou por Cambará e Ingá (hoje Andirá) e apesar de ter gostado do que viu, acabou optando por Bandeirantes por influência do cunhado e amigo Domenico Zambon e de Pompeo Tomasi, empresário estabelecido no município que tinha fama de saber das coisas. A cidade tinha apenas 11 anos de idade. Era um amontoado de casas com mata fechada ao redor. A área escolhida para construir os barracões e montar as moendas e caldeira, às margens do córrego Água do Caixão, ficava a apenas três quilômetros da cidade, o que ajudou muito na implantação da indústria. A densa floresta com árvores frondosas de várias espécies que cobriam a região já deixavam evidente a qualidade e fertilidade da terra roxa. Mas abrir uma clareira para construir a indústria não foi tarefa fácil. Eles tiveram que derrubar as centenárias e frondosas árvores no machado e no traçador, serrotões manejados por dois homens.

Empresa familiar Desde sua fundação em 1943 até 1978, a Usiban foi dirigida por Luiz Meneghel. Foi sucedido por seu filho Serafim Meneghel, um dos fundadores da Alcopar, que ficou a frente da empresa por 25 anos. Em 2003, foi a vez de Daniel Meneghel, outro filho de Luiz, assumir o cargo de diretor presidente, dividindo as tarefas administrativas atualmente com os sobrinhos Marcos Meneghel (diretor superintendente), Paulo Antônio Meneghel Filho, Humberto Meneghel e Paulo Meneghel Rando.O fundador da Usiban, falecido em 1983, teve cinco filhos e quatro filhas, que juntamente com seus netos continuam seu trabalho, dirigindo, com seriedade e competência, a usina, seguindo na vida o rumo por ele traçado. Empreendedor Pelas dificuldades da vida e da época, Luiz Meneghel cursou somente até o segundo ano primário. Aos 12 anos de idade, no município de Piracicaba (SP), já ajudava o pai na roça. Apesar da pouca escolaridade, sempre foi um empreendedor nato, vislumbrou e construiu um império. Desde menino, enquanto trabalhava na capina de cana-de-açúcar para produção de cachaça num rudimentar engenho de seu pai, já falava que quando crescesse ia ter uma usina dele. Também fundou e implantou a FALM, Faculdade de Agronomia Luiz Meneghel que leva o seu nome, e que hoje se tornou o Campus da Universidade Estadual Norte do Paraná (UENP), que oferece cinco cursos - agronomia, medicina veterinária, ciências biológicas, enfermagem e informática. São cinco mil estudantes e 300 professores, além do corpo de funcionários.

Usiban é uma das maiores usinas de açúcar e álcool do Paraná

 Cuidado com a comunidade

Mercado Agropecuário

Indicadores Econômicos BOVESPA

07/11/11

CÂMBIO

07/11/11

DÓLAR COMERCIAL

INDICE BOVESPA Alta: 0,90%

59.198 pontos

Volume negociado: R$ 4,95 bilhões 59.513 58.338 57.322 58.196 58.669 59.198

Alta: 0,34% Compra Venda

EURO

Var. novembro: +2,64% R$ 1,746 R$ 1,748

DÓLAR PTAX (Banco Central) Alta: 0,51% Compra Venda

28/10 31/10 01/11 03/11 04/11 07/11

Ações Petrobrás PN Vale PNA Bradesco PN Brasil ON Hypermarcas ON Telemar PNA Embraer ON Copel PNB

% +2,62 +0,92 +0,42 +0,71 -8,57 +5,94 +3,20 +2,67

R$ 22,68 42,64 31,00 25,48 7,68 54,03 11,95 34,60

12.067,48 5.510,82 5.928,68 8.767,09

+0,70 -0,30 -0,63 -0,39

BOLSAS NO MUNDO Dow Jones Londres Frankfurt Tóquio

%

OURO - BM&F

var. dia

07/11

+1,55%

R$ 98,00 /grama

IR

NOVEMBRO

BASE (R$)

Alíquota Parc. a % deduzir Até R$ 1.566,61 Isento De R$ 1.566,62 a 2.347,85 7,50% 117,49 De R$ 2.347,86 a 3.130,51 15% 293,58 De R$ 3.130,52 a 3.911,63 22,50% 528,37 Acima de R$ 3.911,63 27,50% 723,95

Deduções: a) Assalariados: 1-R$ 157,47 por dependente; 2 - pensão alimentícia; 3 - contribuição à Prev. Social; 4 - R$ 1.566,61 por aposentado a partir de 65 anos; 5 - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carne Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.

SELIC/IR IR 2011 - A oitava parcela vence em 30/11.

Para pagamento desta parcela há juros Selic de 6,81%.

MÊS TAXA SELIC Ago/11 1,07% Set/11 0,94%

MÊS TAXA SELIC Out/11 0,88% *Nov/11 1,00%

*No mês corrente a Selic é sempre 1,00% Indicadores Econômicos: elaboração da agência Dossiê:Dinheiro. Fone: (41) 3205-5378

Var. novembro: +2,73% R$ 1,72 R$ 1,88

DÓLAR TURISMO Estável Compra Venda

Alta: 1,02% Compra Venda

Var. novembro: +2,36% R$ 2,4157 R$ 2,4168

EURO TURISMO

Var. novembro: +3,66% R$ 1,7496 R$ 1,7503

DÓLAR PARALELO Estável Compra Venda

Var. novembro: +2,49% R$ 1,680 R$ 1,850

Alta: 0,40% Compra Venda

Var. novembro: +2,01% R$ 2,38 R$ 2,54

OUTRAS MOEDAS X REAL Iene Libra esterlina Peso argentino

R$ 0,0224 R$ 2,81 R$ 0,41

US$ 1 É IGUAL A: Iene Libra esterlina Euro

78,02 0,6230 0,7242

ÍNDICES DE INFLAÇÃO Índices em % INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPCA-15 (IBGE) IPC (FIPE) IPC (IPARDES) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) INCC-DI (FGV)

mai 0,57 0,47 0,70 0,31 0,25 0,43 0,01 -0,63 0,51 2,94

jun 0,22 0,15 0,23 0,01 -0,02 -0,18 -0,13 -0,19 -0,18 0,37

jul 0,00 0,16 0,10 0,30 0,15 -0,12 -0,05 -0,13 -0,04 0,45

REAJUSTE ALUGUÉIS Índice INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

set 1,0740 1,0723 1,0800 1,0781

externos e “in company”, sempre garantindo a qualidade e adequação às normas vigentes. Também, em parceria com o governo federal, através do PlanSeq (Plano Nacional de Qualificação), vai ofertar vários cursos profissionalizantes à comunidade, possibilitando a inserção de pessoas no mercado de trabalho. A Usiban possui, em conformidade com as exigências legais, a Licença de Operação para produção de açúcar e álcool expedida pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), desenvolvendo através da divisão ambiental da empresa projetos que visem a perfeita harmonização com a preservação do meio ambiente. Da mesma forma, desenvolve estudos para elaboração de projetos sociais que visem a integração com a comunidade, buscando atingir com isso a conceituação de responsabilidade social, contribuindo para uma sociedade mais justa e um ambiente mais limpo. (Jornal Paraná)

Figura humana, sempre atento às necessidades do próximo, Luiz Meneghel ficou conhecido por seu trabalho social junto a comunidade. Também participou da política local, elegendo-se duas vezes prefeito e três vezes vereador de Bandeirantes. Ele sempre dizia que o empresário tem obrigações políticas para com a comunidade onde vive e com seu exemplo procurou ensinar isso. Por seu trabalho e ação social, o fundador da Usiban recebeu as cidadanias honorárias de Bandeirantes e do Paraná. Foi honrado em vida pela Sociedade Geográfica Brasileira com a comenda “Marechal Cândido Rondon”, e agraciado por Sua Santidade o Papa Pio XII com o título de “Benemérito da Igreja Católica”. O investimento no ser humano continua sendo prioridade na empresa, seguindo o legado de Luiz Meneghel. Esta investe na capacitação de seus colaboradores em todos os setores: administrativo, agrícola e industrial. Proporciona treinamentos

out nov 1,0730 1,7031 1,0746 1,0695 1,7045 -

* Correção anual. Multiplique valor pelo fator acima

PREVIDÊNCIA

ago 0,42 0,37 0,27 0,39 0,46 0,44 0,61 0,77 0,40 0,13

set 0,45 0,53 0,53 0,25 0,30 0,65 0,75 0,94 0,50 0,14

out 0,42 0,39 0,53 -

ano 4,61 4,97 5,48 4,54 4,54 4,70 4,30 3,84 4,69 6,37

12m 7,30 7,31 7,12 5,85 6,78 6,95 7,45 7,52 7,13 7,68

OUTROS INDICADORES set out nov BTN + TR 1,560500 1,562065 1,563033 TJLP (%) 6,00 6,00 6,00 Sal. mínimo 545,00 545,00 545,00 FGTS (%) 0,4547 0,3471 TAXA SELIC ANUAL: 11,50%

COMPETÊNCIA OUTUBRO

Vencimento: empresas 18/11 e pessoas físicas 16/11. Após multas de 4% a 100% e juros (Selic)

Empresário/empregador

Facultativo

Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 545,00 (R$ 59,95) e R$ 3.691,74 (R$ 406,09), através de GPS.

Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 545,00 (R$ 109,00) e R$ 3.691,74 (R$ 738,34), através de carnê.

Autônomo

Assalariados

1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 545,00 (R$ 109,00) a R$ 3.691,74 (R$ 738,34). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% sobre o máximo de R$ 3.691,74 (R$ 406,09) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre o que recebe de jurídicas, até R$ 3.691,74 (R$ 406,09). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 3.691,74. 4) Aut. especial: recolhe 5% por carnê, sobre R$ 545,00 (R$ 27,25), mas só se aposenta por idade.

Salários até 1.107,52 De 1.107,53 até 1.845,87 De 1.845,88 até 3.691,74

8,00% 9,00% 11,00%

Empregados domésticos Alíquota % R$ mín R$ máx Empregado 8 a 11 43,60 406,09 Empregador 12 65,40 443,01 Total 20 a 23 109,00 849,10

SALÁRIO FAMÍLIA - OUTUBRO/2011 Salário de até R$ 573,91 Salário de R$ 573,92 a 862,60

R$ 29,43 R$ 20,74

TR, TBF, POUPANÇA TR MÊS Setembro/11 Outubro/11 Novembro/11

POUPANÇA MÊS Setembro/11 Outubro/11 Novembro/11

% 0,10 0,06 0,06

ano 0,99 1,05 1,11

12 m 1,21 1,22 1,26

% 0,60 0,56 0,56

ano 5,62 6,22 6,82

12 m 7,45 7,47 7,50

TAXAS DIÁRIAS % Período 2/10 a 2/11 3/10 a 3/11 4/10 a 4/11 5/10 a 5/11 6/10 a 6/11 7/10 a 7/11 8/10 a 8/11 9/10 a 9/11 10/10 a 10/11 11/10 a 11/11 12/10 a 12/11 13/10 a 13/11 14/10 a 14/11 15/10 a 15/11 16/10 a 16/11 17/10 a 17/11 18/10 a 18/11 19/10 a 19/11 20/10 a 20/11 21/10 a 21/11 22/10 a 22/11 23/10 a 23/11 24/10 a 24/11 25/10 a 25/11 26/10 a 26/11 27/10 a 27/11 28/10 a 28/11 29/10 a 29/11 30/10 a 30/11 31/10 a 1/12 1/11 a 1/12

TR 0,0936 0,0954 0,1134 0,0914 0,0845 0,0419 0,0368 0,0687 0,1060 0,1004 0,1072 0,1040 0,0811 0,0798 0,0798 0,1217 0,0819 0,0803 0,0458 0,0412 0,0466 0,0791 0,1076 0,0991 0,0897 0,0655 0,0624 0,0559 0,0789 0,1046 0,0645

TBF 0,8743 0,8761 0,9043 0,8721 0,8652 0,7922 0,7971 0,8392 0,8868 0,8812 0,8880 0,8948 0,8517 0,8604 0,8604 0,9127 0,8525 0,8609 0,8061 0,8015 0,8070 0,8497 0,8984 0,8799 0,8704 0,8260 0,8229 0,8163 0,8595 0,8954 0,8250

POUP 0,5941 0,5959 0,6140 0,5919 0,5849 0,5421 0,5370 0,5690 0,6065 0,6009 0,6077 0,6045 0,5815 0,5802 0,5802 0,6223 0,5823 0,5807 0,5460 0,5414 0,5468 0,5795 0,6081 0,5996 0,5901 0,5658 0,5627 0,5648

LOTES - ATACADO

07/11/11

SOJA - saca 60kg PRAÇA Paranaguá Ponta Grossa Maringá Cascavel Sudoeste Guarapuava

TRIGO - saca 60kg

R$ 47,50 45,50 45,00 44,50 45,00 45,00

SEM 2,2% 0,0% 3,4% 1,1% 1,1% 2,3%

30 d. 3,3% 2,2% 4,7% 3,5% 4,7% 4,7%

5,7% 2,0% 2,0% -2,0% 3,9% 2,0%

7,7% 6,1% 6,3% 2,0% 10,4% 8,3%

MILHO - saca 60kg Paranaguá Sudoeste Cascavel Maringá Ponta Grossa Guarapuava

28,00 26,00 25,50 25,00 26,50 26,00

PRAÇA Curitiba Ponta Grossa Maringá Cascavel PRODUTO Bezerro (1) Boi gordo (2) Café (3) Algodão (4)

PREÇO AO PRODUTOR Produto

07/11/11

unidade

média var. var. var. C.Proc. Jacar. PR - R$ diária 7 dias 30 dias R$ R$ SOJA saca 60 kg 42,20 0,0% 0,0% 2,6% 42,00 43,05 MILHO saca 60 kg 22,50 0,7% -0,9% 1,4% 21,80 25,00 TRIGO saca 60 kg 24,73 -1,1% 0,7% -3,6% 27,77 FEIJÃO CAR. saca 60 kg 88,41 -1,4% -2,8% -6,4% aus BOI GORDO arroba, em pé 95,59 0,3% 1,3% 2,4% 94,00 93,00 SUÍNO kg, vivo 2,23 0,0% -1,3% -4,3% 2,30 2,35 FRANGO kg, vivo 1,76 0,0% 0,6% -0,6% 2,15 CAFÉ BEN. beb. dura, 60kg 440,52 0,1% -1,8% -0,1% 420,00 470,00 CAFÉ kg, em coco 7,03 -0,1% -0,8% -1,1% 7,20 6,80 Fonte: Sima/Deral/Seab. Os preços nas praças referem-se aos valores “mais comuns” apurados

MERCADO FUTURO BOLSA DE CHICAGO (CBOT) SOJA - US$cents por bushel (27,216 kg)

MILHO

Cont. FECH. *DIF. 1 SEM. 1 MÊS nov/11 1.192,25 -20,25 -1,3% 2,9% jan/12 1.201,75 -19,25 -1,3% 2,7%

Cont. dez/11 mar/12

FARELO - US$ por tonelada curta (907,2kg)

TRIGO - US$cents por bushel (25,4 kg)

dez/11 jan/12

dez/11 mar/12

309,30 311,20

-6,10 -6,30

-2,2% -2,1%

1,6% 1,5%

07/11/11 - US$cents por bushel (25,4 kg)

FECH. 653,25 665,25 638,75 666,25

Cont. dez/11 mar/12

SAL. MÍNIMO - PARANÁ

Cont. nov/11 mai/12

Grupo 4 R$ 817,78 Técnicos nível médio. * Valores válidos de maio/2011 a abril/2012

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS -2,50 1,0% 8,9% -1,00 0,9% 8,6% 2,00 1,75

1,7% 0,3%

5,1% 3,5%

*Diferença sobre dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 na soja, milho e trigo e US$ 1,00 no farelo

Cont. dez/11 mar/12

Grupo 2 R$ 736,00 Serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trab. de reparação.

R$ DIA MÊS 742,69 -2,63% -1,05% 103,82 1,29% 2,45% 489,66 3,45% 4,62% 168,28 -0,73% 0,39%

Soja, milho e trigo: fonte Dossiê:Dinheiro; Cepea/Esalq: mais informações em www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: Sinduscon/PR e Sinduscons regionais R$/m2 SET OUT %m %ano %12m Paraná 987,13 990,39 0,33 8,03 8,25 Norte 963,65 966,85 0,33 7,68 7,90 Noroeste 968,56 969,89 0,14 9,26 9,97 Oeste 994,27 995,04 0,08 8,55 8,92

Grupo 3 R$ 763,26 Trab. produção de bens e serviços industriais

30 d. -0,7% -1,0% -1,0% 0,0%

1- preço médio no MS, unid. de 8 a 12 meses; 2 -média à vista da arroba no Estado de SP; 3 - valor à vista saca 60kg posto SP Capital, arábica, bica corrida, tipo 6; 4 - em pluma, cent/R$ por libra-peso (453 gr), posto SP Capital.

ALGODÃO

Grupo 1 R$ 708,74 Trab.s na agricultura.

SEM 0,0% 0,0% 0,0% 0,0%

INDICADORES CEPEA/ESALQ

BOLSA DE NOVA YORK (NYBOT) CAFÉ - US$cents/libra peso (0,453 kg)

CUB PARANÁ

R$ 28,80 28,50 28,50 28,50

FECH. 233,00 236,40

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 2,80 2,7% 3,9% 2,60 2,6% 3,8%

07/11/11 - US$cents/libra peso (0,453 kg)

FECH. 96,76 96,88

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS -1,98 -5,4% -5,1% -1,58 -3,9% -2,2%

*Diferença s/ dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 no café e algodão.

BOLSA DE MERCADORIAS DE SÃO PAULO (BM&F) MILHO - R$/saca 60 kg SOJA FINANCEIRO - US$ saca 60 kg C 27,32

VP -0,11

CN CA 61 2.103

BOI GORDO - R$/arroba nov/11 dez/11

106,37 106,09

0,77 1,00

Cont. nov/11 jan/12

C 31,31 31,69

VP 0,12 0,05

07/11/11 CN CA 237 3.076 166 5.420

CAFÉ - US$/saca 60 kg (arábica) 3.490 5.812 1.613 5.007

dez/11 329,90 mar/12 324,40

2,90 4,65

1.045 55

3.706 1.526

C-cotação de fechamento (ajuste diário); VP-variação diária (1 ponto = US$ 1,00 ou R$ 1,00); CN - contratos negociados no dia; CA-contratos em aberto.


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011

PR quer ampliar Compra Direta ALIMENTOS Dos R$ 30 mi investidos neste ano, outros R$ 5 milhões devem ser aplicados a partir de 2012

Da Assessoria

O Governo do Paraná planeja ampliar os valores para aplicação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o Compra Direta. A informação é do secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Cláudio Romanelli, que participou de uma oficina com agricultores e representantes de entidades beneficentes de Uraí. O presidente da Associação dos Municípios do Norte do Paraná (Amunop) e prefeito de Cornélio Procópio, Amim José Hannouche e o prefeito de Uraí, Almir de Oliveira também participaram do evento,

acompanhados da representante do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Regina Akiyoshi; da coordenadora paranaense do PAA, Valéria Nietsch e do chefe do Escritório Regional da SETS, em Cornélio Procópio, André Lievore. O evento reuniu mais de 30 agricultores e lideranças de projetos assistenciais de Uraí. Romanelli disse que dos atuais R$ 30 milhões investidos neste ano, outros R$ 5 milhões devem ser aplicados a partir de 2012, aumentando o número de produtores atendidos pelo programa. Na região de Cornélio Procópio, o PAA deve distribuir, até o final deste ano, mais de R$ 1,5 milhão para o Compra Direta. “São recursos que garantem a aquisição de alimentos de qualidade para as escolas, fortalecimento da agricultura familiar e investimentos em saúde alimentar e economia em toda a região”, disse o secretário. Romanelli lembra também que o Paraná é um dos estados que mais se destaca devido à aplicação correta dos recursos do programa federal. Na região de Cornélio Procópio, 80,77% da meta do

Valdir Amaral

Produtores e representantes de entidades colaboram com melhoria do Programa de Aquisição de Alimentos/Compra Direta

programa já foi cumprida. A previsão é de que até o final deste ano a região atinja 100% de atendimento. O Programa de Aquisição de Alimentos prevê a compra de produtos oriundos da agricultura familiar para melhoria

da qualidade da alimentação nas escolas da rede pública de ensino. Cada produtor recebe até R$ 4.500/ano para fornecer 166 produtos da agricultura familiar. “São verduras, frutas e legumes de alta qualidade, em alguns casos até mesmo

JOAQUIM TÁVORA

alimentos orgânicos que garantem alimentação saudável, além de servir como fonte extra de renda ao produtor”, explica o secretário. Segundo ele, a meta é melhorar ainda mais o atendimento. “Por isso reunimos os

líderes de projetos sociais para que eles apresentem sugestões para que mais produtores possam ser atendidos. Cabe ao Governo e à sociedade melhorar ainda mais a aplicação dos recursos do programa Compra Direta”, enfatiza Romanelli.

PARANÁ

Show de Rionegro e Solimões atrai mais Plano para reduzir de 15 mil pessoas ao Rodeio Tavorense cultivo de tabaco Divulgação

Da Redação

A terceira edição do Rodeio Tavorense, que neste ano comemorou os 81 anos do município, foi finalizada com chave de ouro. O evento, que começou na quinta-feira, dia 3, foi encerrado na noite do último domingo com um show da dupla sertaneja Rionegro e Solimões, que atraiu um público de cerca de 15 mil pessoas. Além do show que fechou o evento, o público que compareceu ao Centro de Eventos Marco de Andrade Vieira teve muitas opções para diversão e entretenimento. A noite final teve queima de fogos e a finalíssima do rodeio. As pessoas que visitaram o centro de eventos durante as festividades também encontraram um local com conforto e opções. A estrutura da festa ofereceu para os visitantes parque de diversões, praça de alimentação, área de

Público foi vibrou ao ouvir os sucessos da dupla sertaneja Rionegro e Solimões

lazer e área de agronegócios. Concurso da Rainha da Festa, bailes e cavalgadas também fizeram parte da programação do rodeio. O prefeito de Joaquim Távora, Cláudio Revelino (PR), comemorou o sucesso da edi-

ção de 2011 da festa. “Essa festa realizou um sonho de todo o cidadão de Joaquim Távora. Já está no nosso sangue esta festa”, disse o prefeito. Revelino ressaltou ainda que Joaquim Távora é uma das únicas cidades da região

a proporcionar aos seus frequentadores uma festa do gênero com portões abertos ao público. “Fico muito grato com a quantidade de pessoas que se deslocaram de outros municípios para prestigiar nossa festa”, finalizou.

ALEP

Aprovado projeto que concede nova placa de veículos que foram clonados Da Assessoria

Os proprietários de veículos licenciados no Paraná, que tiveram a placa clonada, terão direito a novo emplacamento com numeração diferente para seu automóvel. É o que prevê o projeto de lei 238/2011, do líder do PMDB, Caíto Quintana, aprovado por unanimidade em primeira discussão na sessão do dia 1º da Assembleia Legislativa. “A clonagem, ou cópia de placas de veículos, vem causando grandes aborrecimentos a inúmeros proprietários de veículos automotores, que inesperadamente recebem notificações sobre infrações de trânsito que não cometeram”,

informa Caíto Quintana. De acordo com o líder do PMDB, ao buscar os detalhes sobre as ocorrências, os proprietários se deparam com uma realidade chocante: tiveram suas placas clonadas. “A partir daí, enfrentam grandes dificuldades para solucionar o problema, até porque o Código Brasileiro de Trânsito (Lei nº 9.503/1997) não previu esta possibilidade, ou seja, nem autorizou e nem proibiu a troca de placas, em qualquer hipótese”, disse o deputado. Trâmite A proposta, que ainda será votada em segunda e terceira discussão, prevê que a nova placa e a nova documentação

não acarretarão custos ao proprietário do veículo, após a comprovação efetiva da clonagem, mediante processo administrativo. O novo emplacamento e a nova documentação serão providenciados pelo Detran-PR (Departamento de Trânsito do Paraná). “Concedida à nova placa, será imediatamente dado baixa no sistema da placa anterior”, destaca o projeto. A proposta, segundo Caíto Quintana, não fere a vedação constitucional do inciso XI do artigo 22, uma vez que não se trata de interferência na legislação de trânsito. Competência “Trata tão somente da

questão de placas clonadas ou copiadas que se referem à identificação e propriedade do veículo, de competência estadual, conforme inciso III do artigo 155 da Carta Magna, podendo, inclusive ser enquadrado no permissivo legal dos artigos 5º e 1º da Lei nº 9.503/9, o Código Nacional de Trânsito”, informa o deputado em sua justificativa. Segundo Caíto, a aprovação e sanção do referido projeto irá beneficiar parcela considerável de proprietários de veículos automotores. “Bem como vai contribuir para inibir a prática desse delito que vem se tornando prática comum em nosso Estado”, concluiu.

Da Agência Estadual

O Governo do Paraná está empenhado em adotar um plano estratégico para incentivar a diversificação da produção agropecuária em propriedades que cultivam fumo. Para isso, as secretarias da Agricultura e do Abastecimento e da Saúde estão trabalhando juntas no desenvolvimento de um programa para reduzir a cultura do tabaco nas propriedades rurais. A versão preliminar do plano estratégico foi discutida ontem, 7, em uma reunião técnica que contou com a participação dos secretários Norberto Ortigara, da Agricultura, e Michele Caputo Neto, da Saúde. O plano foi apresentado pela engenheira agrônoma Adriana Baumel, do núcleo da Agricultura, com base no trabalho realizado por té cnicos das duas secretarias. “O desafio não é pequeno e depende da oferta de programas sustentáveis que ofereçam, no mínimo, o que as indústrias de tabaco oferecem aos agricultores”, disse Caputo Neto. “O cultivo do tabaco é responsável por 70% a 80% da renda das propriedades rurais na região Centro-Sul do Paraná”, afirmou Ortigara. No s ú l t i m o s a n o s , o Paraná fez tentativas de reconversão do cultivo do t ab a c o, i nclus ive c om a ajuda do governo federal. Foram oferecidas alternativas para a diversificação da propriedade, acompanhadas de assistência técnica

e acesso a financiamentos – mas nenhuma delas foi suficiente. Novas alternativas A Secretaria da Agricultura sugere a criação de um fundo para garantir a renda do agricultor que depende do tabaco em sua propriedade. Esse fundo poderá auxiliar o produtor rural na implantação de novas atividades. “Mas é necessário que esse programa defina as portas de entrada e de saída, para que não vire uma ação social por tempo indeterminado”, disse o secretário Ortigara. Outra alternativa, apresentada pelo secretário da Saúde, é o enfrentamento do problema junto com os estados do Rio Grande do Sul e Sant a C at ar i na , que também são produtores de fumo. Caputo Neto sugere a realização de um fórum para discutir o enf rent amento do problema, com a partic ip a ç ã o d o s secretários da Agricultura e da Saúde dos três estados. To dos os est ados devem seguir a Convenção Quadros, da qual o Brasil é signatário, que considera o tabagismo uma epidemia global. O reconhecimento de que a expansão do tabagismo é um problema mundial fez com que, em maio de 1999, durante a 52ª Assembleia Mundial de Saúde, os Estados Membros das Naçõ es Unidas propusessem a adoção de um tratado internacional de saúde pública, denominado de Convenção Quadro para o Controle do Tabaco.

Mas é necessário que esse programa defina as portas de entrada e de saída, para que não vire uma ação social por tempo indeterminado”


A-6 Cotidiano

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011

Açougueiro morto a tiros é 11ª vítima de homicídio do ano S.A.PLATINA Com mais um assassinato, cidade lidera ranking de homicídios na região; polícia já tem suspeito Celso Felizardo

A onda de violência parece não ter fim em Santo Antônio da Platina. A polícia registrou mais um homicídio no início da noite de sábado, 5, na Vila Ribeiro. Após uma discussão em um campinho de futebol, Rodrigo de Oliveira Panizza, 25 anos, mais conhecido como Poninho, levou três tiros e morreu antes da chegada da equipe de socorristas do Corpo de

Bombeiros. A polícia já tem um suspeito, que não teve a identidade revelada para não prejudicar as investigações. Segundo testemunhas, os dois começaram uma discussão durante uma partida de futebol, porém ainda não se sabe o motivo da morte. O campo de terra batida fica em frente à casa da vítima, na rua Mário Giovannetti, no Morro do Sabão. O corpo de Poninho, ex-funcionário do Açougue Boi Dourado, foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) em Jacarezinho e enterrado na tarde do dia seguinte em Avaré (SP). A reportagem tentou entrar em contato com a família, mas um cadeado no portão apontava que não havia ninguém em casa. Entre os vizinhos, a resposta era sempre a mesma: “Não sei de nada”. A insegurança assola os moradores de Santo Antônio da Platina. Com a média de um assassinato por mês, a cidade de 42 mil habitantes

lidera o ranking de homicídios na região, com 11 casos confirmados, podendo chegar a 13. Dois corpos foram submetidos a exames cadavéricos e os laudos ainda não foram divulgados pelo Instituto de Criminalística. O comandante da 4ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia Militar, capitão Márcio Jaquetti, credita o aumento dos homicídios a desestruturação familiar. “O homicídio não é como o furto, que geralmente ocorre em locais visados, onde podemos fazer o patrulhamento. Os assassinatos ocorrem de repente, não há como controlar o comportamento humano”, lamenta Jaquetti. Segundo o capitão, a polícia faz o combate às drogas e o policiamento em geral, mas ele ressalta que somente a repressão não faz efeito. “Este é um problema social muito grave, não é a polícia que vai prevenir o homicídio, mas a

R. DO PINHAL

Antônio de Picolli

Para capitão Márcio Jaquetti, homicídio se combate na formação do caráter, educação e programas sociais

formação do caráter da pessoa, por meio da educação, programas sociais e religião”, alerta. Jaquetti acredita que o índice de homicídios, iso-

lado, não reflete o aumento da criminalidade. “A Polícia Militar não vê disparidade em termos de violência entre Santo Antônio da Platina e

cidades vizinhas, infelizmente a região inteira sofre com as drogas, que alteram o caráter, aumentam a agressividade e criam atritos”, explica.

SEGURANÇA

Operação AIFU prende dois e Polícia instaura inquérito para apurar morte de pedreiro encontra máquina de jogo do bicho Da Redação

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar as causas da morte do pedreiro Degenaldo Luiz de Oliveira, 28 anos. Ele morreu soterrado na manhã de sexta-feira, 4, enquanto retirava terra de um barranco de aproximadamente três metros de altura

em uma casa na rua Antônio Rosa, no centro da cidade. Alguns moradores retiraram o rapaz debaixo do monte de terra. Em seguida, policiais militares tentaram reanimá-lo com massagem cardíaca, porém com a chegada do médico Cláudio Mariano Dantas, foi constatada a morte de Oliveira.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) em Jacarezinho. O dono da obra passou mal e foi encaminhado ao hospital. A polícia deve ouvi-lo esta semana. O corpo foi enterrado na tarde de sábado, 5, no C emitér io Municip a l de Ribeirão do Pinhal.

S.A. PLATINA

PRF prende dois no domingo por embriaguez ao volante

Antônio de Picolli

Da Redação

Dois motoristas, um de 45 e outro de 53 anos, foram presos por embriaguez ao volante no último final de semana. A prisão d e amb o s a c onte c e u no domingo, dia 6, por agentes do posto da Polícia Rodoviária Federal, em Santo Antônio da Platina. A PRF não divulgou o nome dos condutores. A primeira prisão foi efetuada às 5h20 de domingo, quando o motorista que dirigia um Golf placas AAQ-3006, de Santo Antônio da Platina, seguia pela BR-153 e recusou a ordem de parada no posto da PRF, localizado no quilômetro 40 da ro dovia. Além de não parar, o condutor de 45 anos atropelou um cone de sinalização da polícia e empreendeu fuga. Uma viatura da PRF seguiu o veículo conduzido pelo motorista, que tentou despistar os policiais entrando e seguindo sentido o centro da cidade. Depois de detido pela equipe da PRF, o condutor, que segundo os agentes apresentava nítidos sinais de embriaguez, recusou-se a passar pelo exame do bafômetro. Já dentro da viatura da PRF, o motorista embriagado ainda tentou subornar os agentes no trajeto até o posto, sendo preso por corrupção ativa. Após isso, o condutor foi encaminhado

PM coordenou segunda Operação AIFU do ano na em Santo Antônio da Platina Da Redação

A Polícia Militar, em parceria com as polícias Civil, Florestal, além do Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar, organizaram mais uma Operação Ações Integradas de Fiscalização Urbana (AIFU) na noite de sexta-feira, 4, em Santo Antônio da Platina. Além de apreensões de pe-

quenas quantidades de cocaína nos bairros da cidade, os policiais prenderam uma pessoa com maconha e cocaína no distrito da Platina. No total foram abordadas 157 pessoas e 59 veículos. Duas pessoas encaminhadas à Delegacia de Polícia. O Setor de Fiscalização da Prefeitura vistoriou 13 estabelecimentos e, em um deles, encon-

trou uma máquina que imprimia bilhetes de jogo do bicho. De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel, Aírton Sérgio Diniz, o objetivo destas operações integradas é a execução de ações e operações de polícia. “São ações ostensivas, fazendo a prevenção e reprimindo, caso necessário”, explica.

PESQUISA

Consumo de crack começa a substituir o de bebidas alcoólicas Agência Brasil

Bêbado, motorista negou ordem de parada, atropelou cone

para a 38ª Delegacia Regional de Polícia, em Santo Antônio da Platina, onde continua preso. A segunda prisão aconteceu no final de tarde de d om i ngo. Por vo lt a d a s 18 horas, o condutor de 53 anos que dirigia uma motocicleta Honda placas ANV-4372, de Jacarezinho, foi preso ao ser flagrado

guiando em zig-zag pela rodovia BR-153. Ao passar em frente ao posto da PRF, o motorista foi abordado e aceitou fazer o exame do bafômetro, que registrou 0,57 miligramas de álcool por litro de sangue. O motorista foi preso em flagrante e encaminhado também para a 38ª Delegacia Regional de Polícia.

A facilidade de acesso e o baixo custo do crack estão fazendo com que a droga se alastre pelo país. Uma pesquisa divulgada hoje (7) pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) revela que o crack está substituindo o álcool nos municípios de pequeno porte e áreas rurais. Nos grandes centros, uma pedra de crack custa menos de R$ 5. Dentre os 4,4 mil municípios pesquisados, 89,4% indicaram que enfrentam problemas com a circulação de drogas em seu território e 93,9% com o consumo. O uso de crack é algo comum em 90,7% dos municípios. “Verificamos que o uso de crack se alastrou por todas as camadas da sociedade, a droga que, em princípio, era consumida por pessoas de baixa renda, disseminou-se por todas as classes sociais”, aponta a pesquisa. O custo efetivo das ações de combate ao crack e outras drogas nos municípios chega a mais de R$ 2,5 milhões. De acordo com o CNM, faltam profissionais capa-

citados e verbas destinadas para a manutenção das equipes e dos centros de atenção que deveriam estar disponíveis aos usuários. O relatório mostra que 63,7% dos municípios enfrentam problemas na área da saúde devido à circulação da droga. A fragilidade da rede de atenção básica aos usuários, a falta de leitos para a internação, o espaço físico inadequado, a carência na disponibilidade de remédios e a ausência de profissionais especializados na área da dependência química são os principais entraves apontados pelos gestores municipais. Em relação à segurança pública, os principais problemas estão relacionados ao aumento de furtos, roubos, violência, assassinatos e vandalismo. Existem ainda apontamentos em relação à falta de policiamento nas áreas que apresentam maior vulnerabilidade. Outra questão revelada pela pesquisa é a fragilidade da rede de Proteção Social Especial e do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas)

que tem como objetivo trabalhar as demandas dos usuários de drogas. Estes serviços são deficitários em 44,6% dos municípios. De acordo com a pesquisa, um dos grandes problemas é a falta de controle das fronteiras do país. “O efetivo policial é pequeno, mal remunerado e pouco treinado para enfrentar a dinâmica do tráfico de drogas.” Outro fator relevante, segundo o CNM, é o papel que as indústrias produtoras de insumos utilizados para o preparo do crack desempenham. “A grande questão é a fiscalização da venda desses produtos, que atualmente é feita de maneira insuficiente.” A primeira pesquisa da CNM, divulgada em dezembro do ano passado, mostrou que 98% dos municípios pesquisados confirmaram a presença do crack em sua região. Em abril, a confederação lançou o portal Observatório do Crack para acompanhar a situação dos municípios, com informações sobre o consumo, os investimentos e os resultados das ações de combate à droga.


Esporte A-7

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011 A vitória sobre o Internacional, no último domingo, no BeiraRio, encheu de ânimo o elenco do Fluminense. Autor das assistências dos dois gols tricolores no triunfo por 2 a 1, o meia Deco exaltou o triunfo fora de casa, e disse que sua equipe está novamente na briga pelo título nacional.

Em grande forma, o atacante Neymar vem colecionando ótimas atuações com a camisa do Santos. Com isso, até o experiente técnico Muricy Ramalho, abriu uma exceção para falar sobre seu camisa 11. "É impressionante o que ele faz. O cara é um espetáculo", afirmou Muricy.

Figueira e Jacarezinho dependem de empate para chegar a final COPA AMUNORPI Times de futebol de campo de Figueira e Jacarezinho venceram e aumentaram as chances de disputar o título Felipe Peres

Figueira e Jacarezinho vão enfrentar, na tarde do próximo domingo, Wenceslau Braz e Siqueira Campos, respectivamente, buscando o empate que levaria as duas equipes à final da 5ª edição da Copa Amu-

norpi Ourocard de Futebol de Campo. Ao golearem seus adversários no último domingo, os times de Figueira e Jacarezinho ficaram em uma posição mais confortável no certame e vão precisar de apenas 1 ponto para decidirem a finalíssima. Jogando fora de casa e com

a responsabilidade de ganhar o jogo, o time de Figueira, atual campeão da Copa Amunorpi e detentor de dois títulos da competição viajou até Wenceslau Braz e não decepcionou a sua torcida. O time goleou os anfitriões por 3 a 0. Já a partida do time de Jacarezinho aconteceu dentro de casa e com mais gols ainda. Enfrentando os também bicampeões de Siqueira Campos no Estádio Municipal Pedro Vilela, o time de Jacarezinho conseguiu um ótimo resultado aplicando uma goleada de 4 a 1 nos visitantes.

Agora os times voltam a se enfrentar no próximo domingo, às 16h30, nos jogos de volta da fase semifinal. Jacarezinho e Figueira classificam-se às finais em caso de empate ou vitória simples. Já em caso de vitória de Siqueira Campos ou Wenceslau Braz, o jogo vai para a prorrogação e em caso de manutenção do resultado, a vaga será decidida nas penalidades. Tradição Siqueira Campos e Figueira podem ser considerados os times mais forte da região quando o assunto é futebol. Desde quando a Copa Amu-

norpi de Futebol foi criada, em 2007, os times tiveram participação destacada em todas as edições. Os dois times, aliás, só os únicos vencedores do certame da Amunorpi. No ano de estreia da competição, o time de Figueira sagrou-se campeão. Já em 2008 e 2009 o caneco da copa foi parar em Siqueira Campos e, no ano passado, Figueira retornou ao topo ao ganhar novamente o campeonato. Nesse ano, porém, a vaga na final está mais próxima de Figueira e Jacarezinho, que venceram os duelos do último domingo.

PALMEIRAS

Crise atrasa planejamento para próxima temporada Gazeta Esportiva

O ex-volante César Sampaio iniciou os trabalhos no Palmeiras na última sextafeira, mas ainda não teve tempo de pensar no planejamento para a próxima temporada. O técnico Luiz Felipe Scolari elogiou o novo gerente do clube e explicou que a crise do Verdão está atrasando os projetos para 2012. "Posso dizer que, pelo início do trabalho de dois ou três dias, em função da situação atual, não projetamos quase nada. Não projetamos o futuro, porque o presente não está fácil de solucionar", explicou o treinador, sem deixar de valorizar o novo dirigente. "Estou feliz com a chegada do César, ele tem ideia do que é o Palmeiras. Como diretor, ele é jovem e tem estímulo para o início de carreira. Acho que podemos

trabalhar juntos", acrescentou. Apesar de Felipão ter negado a participação na escolha de

Estou feliz com a chegada do César, ele tem ideia do que é o Palmeiras. Como diretor, ele é jovem e tem estímulo para o início de carreira. Acho que podemos trabalhar juntos”

Sampaio, a contratação de um diretor remunerado era um dos pedidos do treinador ao presi-

dente Arnaldo Tirone. O técnico estava ficando sobrecarregado com assuntos que poderiam ser resolvidos pela diretoria. Agora, César Sampaio deve acumular funções no clube. Além de participar da contratação de reforços, o gerente também fará a ligação entre comissão técnica e elenco com a direção. Porém, o ex-volante ainda não está totalmente integrado, pois, no domingo, afirmou que não sabia sobre a situação de Gabriel Silva, que está praticamente acertado com a Udinese. Mesmo diante da crise que a equipe atravessa, Felipão negou que César Sampaio tenha sido contratado em um mau momento. "O Sampaio não veio ladeira abaixo, mas para pensarmos na ladeira acima. O trabalho do fim do ano é ter pontos necessários para termos situação melhor e planejamento em 2012", concluiu.

O último domingo foi de comemoração dos campeões no pódio do Pro Tork Brasileiro de Motocross. Jean Ramos (MX2), Duda Parise (MX3), Milton Becker “Chumbinho” (MX4) e Marcos Moraes (230cc) confirmaram os títulos da temporada na Super Final em Siqueira Campos. Assim, os pilotos se uniram aos competidores que garantiram a taça com uma rodada de antecipação na edição de 2011 do campeonato: Antônio Jorge Balbi Júnior (MX1), Gustavo Henn (85cc) e Enzo Lopes (65cc). O evento teve disputas acirradas, casa cheia e apresentações de freestyle da equipe Joaninha Pro Tork Show, além de premiação recorde avaliada em R$100 mil. O espanhol Carlos Campano venceu a MX1 e levou para casa um carro zero quilômetro. “Estou muito contente, nunca havia ganhado um prêmio assim. Caí na largada e corri o tempo todo no limite, por isso a satisfação de ter

Tem tempo COL e Fifa, no entanto, ainda vão esperar o BeiraRio até que não dê mais tempo para que a reforma fique pronta para a Copa. É consenso que o estádio do Internacional ainda tem gordura para queimar até que fique inviável sua participação no próximo Mundial.

Plano especial Monteiro gostou do que ouviu da Fifa em relação à comunicação visual que a Fan Fest usará em São Paulo. Haverá um plano especial de decoração na cidade durante o Mundial. Os candidatos da cidade são Anhangabaú, parque Ibirapuera e Sambódromo. Fala muito Soou estranho na Traffic o fato de dirigentes do Flamengo comentarem o atraso no pagamento de Ronaldinho, sob responsabilidade da empresa. O argumento é que esse atraso foi acordado com o clube e com Assis, irmão e empresário do jogador, há dois meses.

Campeões comemoram no pódio do Pro Tork Brasileiro de Motocross vencido é ainda maior”, disse Campano, que no ano que vem entrará na briga pelos títulos da MX1 e da MX2. Ao fechar a temporada com o show da Super Final na casa da Pro Tork, o diretor da empresa patrocinadora, Marlon Bonilha, fez um balanço do campeonato. “O saldo foi positivo, já que os pilotos e os patrocinadores superaram as expectativas e mantiveram uma qualidade boa nas etapas. A Super Final trouxe uma série de atrativos, que certamente foram um incentivo a mais para o motocross nacional”, comentou. A análise da Rinaldi, que patrocina o evento, também foi positiva. “Conseguimos envolver nossos parceiros, clientes e amigos, aumentando a participação e o crescimento do esporte no país. Além disso, tivemos o reflexo do investimento no aumento de nossas vendas de produtos. Os resultados obtidos nas pistas, por meio dos pilotos patrocinados, nos permite melhorar constantemente as nossas linhas, entregando ao

Por tabela A possibilidade da reforma no Beira-Rio atrasar e inviabilizar o estádio na Copa14 não significa a exclusão de Porto Alegre do torneio. Não para Fifa e COL. As entidades acreditam ser muito mais complicado alterar toda a tabela da Copa do que mudar o estádio da sede. Dão a entender que, nesse caso, a Arena do Grêmio deverá passar por adaptações para que não seja necessário realizar o Mundial com 11 sedes e refazer a tabela.

Fiscalização A visita técnica da Fifa aos locais que são candidatos a receber a Fan Fest da Copa de 2014 em São Paulo foi acompanhada de perto pela "mãe" da Lei Cidade Limpa, Regina Monteiro, da SP Urbanismo.

SIQUEIRA CAMPOS

Da Assessoria

N OTAS

Maurício Arruda

Trono Conselheiros palmeirenses passaram a chamar o vice-presidente de futebol, Roberto Frizzo, de "Rainha Elizabeth". Referem-se à entrada de um diretor nas divisões de base do clube, à contratação de César Sampaio e à crescente influência de Arnaldo Tirone no futebol. Todo-poderoso Nesse cenário, o poderio do técnico Luiz Felipe Scolari cresce, já que é de seu gosto a chegada de César Sampaio ao clube.

Cerca de 250 pilotos competiram nas sete categorias diferentes no último domingo, em Siqueira Campos

consumidor uma excelente relação custo benefício”, observou Jana Brun, do marketing da empresa gaúcha. Firmo Alves, que assumiu a presidência da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) há pouco menos de três meses, está otimista para 2012. “Apesar da tran-

sição política um pouco turbulenta, conseguimos cumprir os compromissos com patrocinadores e pilotos e a Super Final fechou o ano com chave de ouro. Outro ponto positivo foi a realização de uma etapa no Nordeste (em Aracaju (SE)), o que mostrou que a

região merece fazer parte do Brasileiro”, afirmou Alves, ressaltando que até o dia 30 de novembro irá apresentar o calendário da modalidade para o ano que vem. Segundo ele, o campeonato terá oito etapas e haverá ainda o retorno do Brasileiro de Supercross, com quatro provas.

O futuro é agora Ganha força entre conselheiros do Palmeiras a aprovação do lançamento de uma eventual chapa à presidência encabeçada por Edvaldo Frasson, para presidente, e Mario Gianini, para vice. Os dois são vices de Arnaldo Tirone. Cobiça Depois de Vasco, Grêmio, Corinthians e Flamengo, mais clubes sondaram Kleber. Nos últimos dias, Atlético-MG, Fluminense e Internacional fizeram contato com gente ligada ao atacante para contratá-lo.


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011

Cidades

B-1

www.tribunadovale.com.br

Augusto Serafim e Fábio Formentini vencem 2º Concurso de Café Qualidade Arquivo

CAFEICULTURA Organização premiou os seis primeiros colocados de cada categoria como forma de incentivar a produção de café de qualidade

Da Assessoria

Os cafeicultores de Ribeirão Claro Augusto Serafim e Fábio Formentini venceram etapa municipal do 2º Concurso de Café Qualidade nas categorias Café Descascado e Café Natural. O anúncio oficial foi feito durante a cerimônia no dia 1º de novembro que reuniu integrantes da PACE, o vice-prefeito, Jovadir Blum (PV) e o secretário de Agricultura, Ney Prado Scatolin de Oliveira. O prefeito Geraldo Maurício Araújo (PV), em viagem oficial, não pode comparecer ao evento. Com o resultado, cada um dos vencedores garantiu um prêmio de R$ 1

Lotes de café que conquistaram boa avaliação chegam à próxima Ficafé com melhor preço

mil. A competição é realizada pela Associação dos Produtores de Cafés Especiais de Ribeirão Claro (PACE), em parceria com a Secretaria de Agricultura, prefeitura de Ribeirão Claro e a Emater. A organização do concurso adota o mesmo padrão de torra e moagem e os lotes

participantes são identificados apenas por números. Isso garante o julgamento imparcial e não altera as propriedades naturais do produto. Os lotes de café que obtiveram boa avaliação chegam à próxima Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Ficafé),

EDUCAÇÃO

Andirá terá mais duas creches a partir de 2012

João Campos

com melhor preço. Na categoria Café Natural, Ademar Soares de Campos (3º) e Mario Augusto Salvalaggio (2º) completaram as primeiras colocações. Na categoria Café Descascado, José Avilar Rissá (3º) e João Fernandes Nascimento (2º) completaram a lista de melhores colocados. Este ano, a organização premiou os seis primeiros colocados de cada categoria como forma de incentivar a produção de café de qualidade. A análise e julgamento dos lotes participantes foram feitos no dia 27 de outubro, segundo critérios adotados em concursos internacionais. Os critérios de julgamento incluíram itens como fragrância, uniformidade, ausência de defeitos, doçura, sabor, acidez, corpo, finalização e equilíbrio. Antes do anúncio dos vencedores, a responsável

pelo escritório da Emater de Ribeirão Claro, Denise Lutgens Rizzo apresentou os resultados de custos de produção, produtividade em comparação com anos anteriores. Os dados foram

Hoje o importante é produzir com qualidade e vocês estão no caminho certo”

ext raídos das anot açõ es feitas pelos próprios agricultores durante todo o ano. “Às vezes o produtor acha que terá muito lucro, mas isso não acontece porque o gasto foi exagerado e outras vezes o agricultor tem a impressão de que terá prejuízos quando

na verdade a situação não está tão ruim”, disse. Denise também recomendou cautela na hora de programar investimentos na lavoura. “Não adianta investir demais em algo que não dará o retorno esperado”, aconselhou. O responsável pelo acompanhamento dos cafeicultores e juiz certificado pela Specialty Coffee Association of America (SCAA), Rogério Alves, elogiou o esforço dos cafeicultores em produzir com mais qualidade. “No início muitos não acreditaram, mas quem se esforçou está colhendo os resultados”, lembrou. Segundo ele, os lotes participantes do concurso este ano foram muito superiores aos do ano passado. “Houve um salto gigantesco de qualidade do primeiro concurso para este e isso me deixa muito feliz”, comparou. Para o vice-prefeito, Jovadir Blum, a atual administração foi um marco na quantidade de investimentos e programas de incentivo aos agricultores do município. “Hoje o importante é produzir com qualidade e vocês estão no caminho certo”, declarou. “Trago um abraço do prefeito Maurício para todos vocês”. “Ribeirão Claro está se destacando na região pelo progresso que tem alcançado nos últimos anos e nossa expectativa é que o município se desenvolva ainda mais”, completou. O secretário de Agricultura, Ney Prado Scatolin de Oliveira, parabenizou os integrantes da PACE e garantiu que o investimento direcionado para a agricultura continuará sendo prioridade na atual administração. Ney lembrou a evolução da cafeicultura de Ribeirão Claro, que já se prepara para a certificação Fair Trade, dada a produtos obtidos sem agressão ao meio ambiente e com condições de trabalho justas. “Parabéns a todos vocês pela dedicação e podem contar conosco para o precisarem”, afirmou.

Crechedas Casas Populares vai receber crianças do Nazira Abib e abrirá novas vagas Da Assessoria

As obras de construção das creches que estão sendo erguidas do Jardim Monte Santo e no bairro Casas Populares, em Andirá, continuam em ritmo acelerado. A previsão é que ambas comecem a funcionar no inicio do ano letivo de 2012. Com isso, o município vai passar a oferecer sete creches com estrutura de escola, desenvolvendo ações de educação e cuidados para cerca de 600 crianças de três meses a seis anos. A unidade do Jardim Monte Santo, com 564 metros quadrados de área construída, já está recebendo a cobertura. O espa-

ço amplo e moderno, orçado em R$ 589,5 mil é resultado de uma parceria entre administração pública e Ministério da Educação, através do Pró-Infância, programa do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A unidade atenderá os bairros Monte Santo, Timburi, Canoas e Catuaí. Já a unidade localizada no bairro Casas Populares, orçada em R$ 494 mil. está sendo construída com recursos próprios da administração, numa área de 1,2 mil metros quadrados no conjunto habitacional Virgínio Rosário. A obra de 446 metros quadrados de área construída segue padrões do Ministério da Educação e

Cultura (MEC) e encontra-se na fase de reboco na parte externa. Além de abrir novas vagas, a nova escola infantil vai receber as crianças do Centro de Educação Nazira Abib, provisoriamente acomodadas em uma residência alugada pelo município, na Avenida Cesário Castilho. O A creche Nazira Abib foi desativada pela prefeitura no inicio do ano, por falta de estrutura e segurança. Os novos espaços de educação infantil contam com salas de aula, berçários, lactários, refeitórios, salas de professores, cozinhas, sanitários para funcionários e alunos, almoxarifado, fraldários, lavanderias; refeitórios e pátios cobertos.

cyan magenta yellow black


B-2 Atas&Editais ALUGA-SE Sala comercial, com wc, situada à R. 13 de maio, 425 centro Santo Antonio da Platina- Pr Contato :(43) 9977- 6824

VENDO Golf GLX 96 - completo, Rodas Aro 17 Em ótimo estado. Contato :(43) 9900- 6933

VENDO UNO ELX Fire ano 94 - Vidro e trava elétrica. Em ótimo estado. Contato :(43) 9964-2843 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ 2º ADITIVO AO CONTRATO Nº 42/2010 2º ADITIVO AO CONTRATO DE EMPREITADA DE OBRA POR PREÇO GLOBAL, A PREÇOS FIXOS QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE CAMBARÁ E A EMPRESA ARM CONSTRUÇÕES E PRÉ MOLDADOS LTDA NA FORMA ABAIXO: O MUNICÍPIO DE CAMBARÁ, situado na AV. BRASIL, 1082, Município de Cambará, PR, CNPJ 75.442.756/0001-90, a seguir denominado CONTRATANTE, neste ato representado por seu Prefeito, Senhor JOSÉ SALIM HAGGI NETO portador da cédula de identidade R.G. nº 1422684-1SSP-PR, CPF nº 440.827.709-68 e a empresa ARM CONSTRUÇÕES E PRÉ MOLDADOS LTDA, CNPJ 02.857.971/0001-88, localizada na Rua João Manoel dos Santos, s/n, Município de Cambará, a seguir denominada CONTRATADA, representada pelo sua Sócia, Senhora ANA CAROLINA ZANETTI MICHELATO ALBERTINI, portadora da cédula de identidade RG nº 7.403.952-9-SSP-PR, CPF n° 005.994.209-60, residente na Rua José Bonifácio, nº 937, Jardim Primavera, em Cambará – PR, firmam o presente ADITIVO ao contrato nº 42/2010, firmado em 23.06.2010, em conformidade com a Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações posteriores, fazendo-o nas condições que estipulam a seguir: CLÁUSULA PRIMEIRA – DO VALOR De acordo com o artigo 65, inciso II, alínea “d”, da Lei nº 8.666/93, convencionam as partes em alterar a CLAUSULA SEGUNDA do contrato original e primeiro aditivo a fim de acrescer ao preço global para execução do objeto do contrato original o valor de R$ 246.768,89 (duzentos e quarenta e seis mil, setecentos e sessenta e oito reais e oitenta e nove centavos), equivalente ao percentual de 11,83%, calculado com base no índice INCC – FGV (março/2010 a junho/2011). CLÁUSULA SEGUNDA – DA PRORROGAÇÃO DO PRAZO DE EXECUÇÃO Fica prorrogado o prazo de entrega do objeto inteiramente concluído, em condições de aceitação e de utilização, em até 10 (dez) meses contados a partir do 20º (vigésimo) dia da data da assinatura deste termo aditivo. CLÁUSULA TERCEIRA – FINALIDADE/MOTIVAÇÃO A finalidade deste instrumento é restabelecer o equilíbrio econômico / financeiro, nos termos do artigo 65, inciso II, alínea “d” da Lei nº 8.666/93, gerado por atraso na conclusão da obra por motivos que as partes não deram causa. CLÁUSULA QUARTA Todas as demais cláusulas e disposições presentes no contrato original permanecem inalteradas. E assim, por estarem justos e contratados assinam o presente em duas vias de igual teor e forma, na presença das testemunhas abaixo. Cambará-PR, 28 de outubro de 2011 JOSÉ SALIM HAGGI NETO - CONTRATANTE ARM CONSTRUÇÕES E PRÉ MOLDADOS LTDA CONTRATADO Testemunhas: 1)___________________2) _______________________ Nome: Nome: RG: RG: PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ PORTARIA No 127/2011 O Excelentíssimo Senhor José Salim Haggi Neto, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, usando de suas atribuições, que lhe são conferidas por lei, RESOLVE Art. 1o Conceder Licença-Prêmio por assiduidade à servidora MAURA REGINA UTIDA BRIGANTI, portadora do CPF Nº 016.942.53988, RG nº 5.364.633-6-PR, ocupante do cargo de Professora, lotada na Secretaria Municipal de Educação, por um período de 90 (noventa) dias, a contar de 07 de novembro de 2.011 e termino em 04 de fevereiro de 2.012, em conformidade com a Lei nº 1.191/2001, Art. 102, parágrafo único. Art. 2º- A presente Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Publique-se, Notifique-se, Cumpra-se. Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 07 de novembro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO PREFEITO MUNICIPAL DE CAMBARÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL CONVITE Vimos por meio deste convidar V. Senhoria para a AUDIENCIA PUBLICA da área da Saúde que será realizada no dia 09 de novembro de 2011 (quarta feira) no recinto de Reuniões da Câmara de Vereadores de Ribeirão do Pinhal, a partir das 13:00, referente aos recursos da área da saúde do 3º Trimestre 2011. trimestre: Ribeirão do Pinhal, em 07 de novembro de 2011. MARLENE DEMARCHI AZEVEDO SECRETÁRIA MUNICIPAL DA SAÚDE PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ – PARANÁ TERMO DE RATIFICAÇÃO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 10/2011 Ratifico por este termo, a dispensa de licitação para contratação objetivando aquisição de KITIS CESTA DE NATAL PARA O FUNCIONALISMO PÚBLICO MUNICIPAL, em favor da empresa C. J. PEREIRA MERCADO LTDA – CNPJ – 08.718.881/0001-92, no valor total de R$ 4.917,00 (quatro mil, novecentos dezessete reais), com base no Art. 24, inciso XII, da Lei Federal 8.666/93 e suas alterações posteriores, ainda, de acordo com o Parecer da Assessoria Jurídica da Municipalidade, tendo em vista os elementos que instruem o processo administrativo nº 044/2011. Barra do Jacaré – PR, 04 de novembro de 2011. EDIMAR DE FREITAS ALBONETI Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ AUDIÊNCIA PÚBLICA O Prefeito municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná conforme suas atribuições legais, CONVIDA a população em geral e as entidades representativas do município, para participação na audiência pública, a ser realizada às 14:00 horas do dia 11 de novembro de 2011 (sexta-feira), no Prédio da Câmara Municipal, para participarem na escolha de recursos para o Município conforme relação abaixo, oriundos do Governo Federal. -Estruturação da Rede de Serviços de Atenção Básica de Saúde; -Implantação de Melhoria Sanitárias Domiciliares para prevenção e Controle de Agravos; -Apoio à Recuperação da Rede Física e Escolar Pública; -Implantação de Escolas para Educação Infantil; -Apoio ao Pequeno e Médio Produtor Agropecuário (Patrulha Mecanizada); -Aquisição de Maquinas e Equipamentos para Recuperação de Estradas Vicinais para Municípios com até 50.000 habitante; -Apoio à Política de Desenvolvimento Urbano (Infraestrutura Urbana) e -Apoio a Obras de Desastres. A sua presença será importante. Barra do Jacaré, em 07 de novembro de 2011. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL ERRATA. É a presente Errata para correção de erro material na redação de Lei Municipal que foi publicada com o número 1.414, em data de 02 de novembro de 2011, na forma como segue: Assim, onde se lê Lei Municipal número 1.414/2011, leia-se Lei Municipal número 1.514/2011. Edifício da Prefeitura Municipal de Ribeirão do Pinhal, 07 de novembro de 2011. DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ -Prefeito Municipal-

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ PORTARIA No 128/2011 O Excelentíssimo Senhor José Salim Haggi Neto, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, que lhe são conferidas por lei, R E S O L V E: Exonerar, a pedido, a servidora JAQUELINE DE FATIMA MANFRIM, portadora da CTPS nº 56862, Série 054, RG nº 6.658.263-9, ocupante do cargo de Professora. Art. 2º- A presente Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Publique-se, Notifique-se, Cumpra-se. Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 07 de novembro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO PREFEITO MUNICIPAL DE CAMBARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ DECRETO Nº 57/2011 Súmula: Nomeia servidores e fixa o valor da Unidade Fiscal Padrão do Município, de que trata a Lei nº 518, de 09 de Setembro de 2011 e dá outras providências. Art. 1º: Fica nomeado para o exercício das atribuições previstas no art. 8º da Lei nº 518, de 09 de Setembro de 2011, o servidor: � Leonardo Carlos Martins Junior – RG: 3.906.434-0. Art. 2º: Ficam nomeados para o exercício das atribuições previstas no art. 17 da Lei nº 518, de 09 de setembro de 2011, os servidores: � Wagner Batista Castilho – RG 4.048.854-5 – Presidente. � Alex Sandro Pereira – RG 5.202.590-7 – Membro. � Marcos Antonio Muniz de Carvalho – RG 3.214.933-2 – Membro. Art. 3º: Para o atendimento do contido no art. 4º § 1º, da Lei 518, de 09 de setembro de 2011, será utilizada a Unidade Fiscal Padrão do Município, no valor de R$ 37,54 (trinta e sete reais e cinqüenta e quatro centavos), que corresponde ao valor já utilizado pelo Departamento de Tributação, Cadastro e Fiscalização. Art. 4º: A aplicação desta Lei é de responsabilidade do Departamento de Meio Ambiente da Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente. Art. 5º: Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação, retroagindo seus efeitos a 09 de setembro de 2011. Gabinete do Prefeito do Município de Abatiá, aos 04 de novembro de 2011. Irton Oliveira Muzel Prefeito.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA PORTARIA Nº 500/11 A Prefeita Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, e: CONSIDERANDO o artigo 2º da Lei Municipal nº 845, de 03 de setembro de 2009; RESOLVE: COMPOR a Comissão para acompanhar os trâmites do processo licitatório e fiscalizar a realização do Concurso Público para preenchimento de vagas, nos cargos remanescentes do Decreto 136/10, e não abrangidos pelo Concurso Público Municipal 001/2011, bem como dos cargos criados pela lei 1075/2011 de 18/10/2011, até a contratação dos aprovados, conforme o número de vagas, como segue:

GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PAÇO MUNICIPAL DR. ALÍCIO DIAS DOS REIS, em 04 de novembro de 2011. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO Prefeita Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL ERRATA. É a presente Errata para correção de erro material na redação de Lei Municipal que foi publicada com o número 1.415, em data de 02 de novembro de 2011, na forma como segue: Assim, onde se lê Lei Municipal número 1.415/2011, leia-se Lei Municipal número 1.515/2011. Edifício da Prefeitura Municipal de Ribeirão do Pinhal, 07 de novembro de 2011. DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ -Prefeito MunicipalPREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL ERRATA. É a presente Errata para correção de erro material na redação de Lei Municipal que foi publicada com o número 1.416, em data de 02 de novembro de 2011, na forma como segue: Assim, onde se lê Lei Municipal número 1.416/2011, leia-se Lei Municipal número 1.516/2011. Edifício da Prefeitura Municipal de Ribeirão do Pinhal, 07 de novembro de 2011. DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ -Prefeito MunicipalPREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL ERRATA. É a presente Errata para correção de erro material na redação de Lei Municipal que foi publicada com o número 1.417, em data de 02 de novembro de 2011, na forma como segue: Assim, onde se lê Lei Municipal número 1.417/2011, leia-se Lei Municipal número 1.517/2011. Edifício da Prefeitura Municipal de Ribeirão do Pinhal, 07 de novembro de 2011. DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ -Prefeito MunicipalPREFEITURA MUNICIPAL DE JAPIRA 2° TERMO ADITIVO referente ao CONTRATO N° 001/2011 PROCESSO LICITATÓRIO: TOMADA DE PREÇO 002/2010 CONTRATANTE: Prefeitura do município de Japira, Estado do Paraná, com sede à Avenida Alexandre Leite dos Santos, 480, centro, inscrito no CNPJ n° 75.969.881/0001-52, neste ato representado pelo Prefeito Municipal Sr. João Renato Custódio, em pleno exercício de seu mandato e funções, portador da cédula de identidade RG n° 375.161-9, CPF/MF n° 025.183.849-87, e CONTRATADO: INNOVARE CONSTRUTORA CUSTÓDIO E CIA LTDA, inscrita no CNPJ sob o nº 10.676.648/0001-36, com sede na cidade de Carlópolis / PR, Estado do Paraná, na Avenida Turística Elias M. Mansur, 905, centro, Carlópolis – Paraná, neste ato representada por sua sócia-proprietária, Senhora CLAUDIA LUCIANA CUSTÓDIO, portadora do RG nº 6.876.005-0 e CPF/MF n° 044.407.789-84. CLÁUSULA PRIMEIRA: aditiva-se o referido contrato o valor de R$ 11.744,35 (Onze mil, setecentos e quarenta e quatro reais e trinta e cinco centavos). CLÁUSULA SEGUNDA: As demais cláusulas permanecem inalteradas. Japira, 07 de novembro de 2011. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE JAPIRA JOÃO RENATO CUSTÓDIO contratante INNOVARE – CONSTRUTORA CUSTÓDIO E CIA LTDA contratada

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ PORTARIA Nº. 9.052 DE 03 DE NOVEMBRO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, RESOLVE: Art. 1º. Nomear NATALINA PINTO ALMEIDA DE CAMPOS para exercer em comissão o cargo de DIRETORA DO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO – SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE. Art. 2°. Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 01 de novembro de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 3 de novembro de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal


TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ABATIÁ DECRETO Nº 56/2011 Súmula: Regulamenta de Lei nº 518, de 09 de Setembro de 2011 e dá outras providências. Art. 1º: Considera-se Meio Ambiente o conjunto de unidades ecológicas que funcionam como um sistema natural sem uma massiva intervenção humana, incluindo toda a vegetação, animais, microorganismos, solo, rochas, atmosfera e fenômenos naturais que podem ocorrer em seus limites. Art. 2º: Considera-se Impacto Ambiental qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetam a saúde, a segurança e o bem estar da população; as atividades sociais e econômicas; a biota; as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; a qualidade dos recursos ambientais . Art. 3º: Para os fins previstos nesta Lei entende-se por: I. INFRAÇÃO AMBIENTAL – Toda ação ou omissão que degrade ou exponha a degradação ambiental, em decorr6encia do transporte, acondicionamento ou uso de substância: sólida, líquida ou gasosa, de energia, de equipamentos, bem como emissão de ruídos ou sons fora dos padrões legais estabelecidos que direta ou indiretamente prejudiquem a saúde, a segurança e o bem estar da população; criem condições adversas às atividades sociais e econômicas; afetem desfavoravelmente a biota, ocasionando danos à flora, à fauna e/ ou outros recursos naturais; interfiram nas condições estéticas ou paisagística do meio ambiente, ou ainda, a execução de obras, serviços e atividades sem as respectivas licenças ambientais ou em desacordo com elas; II. POLUIDOR – Pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, responsável direta ou indiretamente por atividade que cause ou exponha à degradação o meio ambiente ou que dela se beneficie, resulte dos fatores descritos no inciso I deste artigo. § 1º - As infrações ambientais serão classificadas em leve, média ou grave para efeito de fixação das multas, conforme definição seguinte: I. LEVE – Infração da qual decorra pequenos danos à flora, à fauna e a outros recursos naturais, bem como às atividades econômicas e sociais; II. MÉDIA – Infração que cause danos à flora, à fauna e a outros recursos naturais, bem como à saúde, à segurança e ao bem estar da população; III. GRAVE – a) Infração que cause graves danos ecológicos e/ ou iminente risco para a vida humana; b) Ato, consumado ou tentado, de impedir, dificultar, obstar, desacatar, desobedecer à ordem expressa do servidor ou autoridade fiscalizadora ou, por qualquer meio ou forma, prejudicar a atuação da fiscalização ambiental. c) Recusar-se, de imediato, a suspender, paralisar ou sobrestar o ato considerado irregular pela fiscalização ambiental. d) Praticar, sem licença ou autorização, qualquer ato inerente ao Meio Ambiente, como podas de árvores, desgalhamento, extinção de árvores, modificação de paisagem, represamento de rios e riachos, colocação de esgotos ou descargas e outros. e) Não prestar às autoridades ambientais as informações solicitadas no prazo determinado. § 2º - As árvores existentes no passeio público (calçadas), praças, ruas e qualquer outro espaço público, inclusive aquelas que tenham seus galhos com avanço sobre o espaço de domínio público, só poderão ser modificadas, erradicadas ou substituídas mediante expressa autorização da autoridade ambiental, independentemente das razões invocadas ou mesmo em se tratando de plantio realizado pelo interessado. § 3º - As árvores de que trata o parágrafo anterior, uma vez plantada, passam a ser de domínio do Poder Público. § 4º - A substituição ou o plantio de árvores se dará por mudas autorizadas pela fiscalização ambiental, atendendo a espécie e a idade, de acordo com as circunstâncias e características que possam garantir a sua sobrevivência, atendam a finalidade de recuperação do Meio Ambiente, e quando for o caso, o visual paisagístico, e possuam idade e maior resistência contra atos de vandalismo, independentemente de cerca protetora. § 5º - Na zona urbana o Poder Público zelará para que as árvores que guarnecem os espaços públicos tenham a mesma espécie e idade, por ocasião do plantio ou substituição, visando contribuir para o visual ambiental. § 6º - As árvores inadequadas para a proteção ao Meio Ambiente ou que possam prejudicar o visual paisagístico ambiental, bem como aquelas que possam provocar danos ao passeio público (rompimento de calçadas) poderão ser substituídas pelo Poder Público, ou pelo particular, após expressa autorização da autoridade ambiental. TÍTULO I – DAS SANÇÕES Art. 4º - As pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado, inclusive autarquias, que direta ou indiretamente, cometerem infração ambiental ou que dela se favoreçam sujeitar-se-ão a aplicação isolada ou cumulativa das seguintes penalidades: I. advertência; II. multa; III. multa diária; IV. suspensão ou redução da atividade; V. perda ou restrição de incentivos e benefícios fiscais concedidos pelo Poder Público Municipal ou Estadual; VI. perda ou suspensão de operações em linhas de financiamento em estabelecimentos oficiais de créditos em que o Município for intermediário. VII. impedimento de obtenção de alvará no Município. VIII. impedimento de participação nas licitações para contratações de bens ou serviços públicos. IX. impedimento de obtenção de ligações de água e energia para seus empreendimentos, e de licenças de locação, operação e funcionamento enquanto perdurar a infração ambiental. X. apreensão de equipamentos utilizados na infração ambiental. § 1º - o valor da multa de que trata o inciso II e III deste artigo será de 10 a 1.000 vezes o valor da Unidade Fiscal Padrão do Município de Abatiá – PR. § 2º - Incorrerá em reincidência o infrator que já tendo sido penalizado com multa, cometer infração de igual natureza, no prazo de 12 meses, contados da aplicação da pena pecuniária, incidindo sobre

Atas&Editais B-3

o valor da multa o percentual de 25% (vinte e cinco por cento). § 3º - Para imposição e gradação da penalidade, a autoridade competente observará: I - a gravidade do fato, tendo em vista os motivos da infração e suas conseqüências para a saúde pública, impacto e dano visual, e o dano ao meio ambiente; II - os antecedentes do infrator quanto ao cumprimento da legislação de interesse ambiental; III - a situação econômica do infrator, no caso de multa. IV – A disposição do infrator em suspender ou paralisar o ato tido como irregular, bem como a sua imediata recomposição. § 4º - Considera-se infrator o proprietário do imóvel ou aquele que, direta ou indiretamente seja o beneficiário do ato, bem como o patrão ou mandante, e ou o indivíduo que está praticando o ato proibido. § 5º - O auto de infração será lavrado em nome do proprietário do imóvel ou do beneficiário direto ou indireto do ato proibido e também contra o infrator, caso seja pessoa diversa. Art. 5º - São circunstâncias que agravam a pena de multa: I - reincidência nos crimes de natureza ambiental; II - ter o agente cometido a infração: a) para obter vantagem pecuniária; b) coagindo outrem para a execução material da infração; c) afetando ou expondo a perigo, de maneira grave, a saúde pública ou o meio ambiente; d) concorrendo para danos à propriedade alheia; e) atingindo áreas de unidades de conservação ou áreas sujeitas, por ato do Poder Público, a regime especial de uso; f) atingindo áreas urbanas ou quaisquer assentamentos humanos; g) em período de defeso à fauna; h) em domingos ou feriados; i) à noite; j) em épocas de seca ou inundações; l) no interior do espaço territorial especialmente protegido; m) com o emprego de métodos cruéis para abate ou captura de animais; n) mediante fraude ou abuso de confiança; o) mediante abuso do direito de licença, permissão ou autorização ambiental; p) no interesse de pessoa jurídica mantida, total ou parcialmente, por verbas públicas ou beneficiada por incentivos fiscais; q) atingindo espécies ameaçadas, listadas em relatórios oficiais das autoridades competentes; r) facilitada por funcionário público no exercício de suas funções. s) com a utilização de moto-serra não autorizada. t) que cause dano visual ou paisagístico. u) que impeça, prejudique, reduza ou coloque em extinção o fornecimento de sombras ou frutos. TÍTULO II – DA FISCALIZAÇÃO Art. 6º - É dever da coletividade defender o Meio Ambiente e preserválo para as presentes e futuras gerações, sendo considerado “munus publico”, com natureza de função social. Art. 7º - Os agentes políticos e servidores deverão tomar as providências necessárias para a efetiva proteção ao Meio Ambiente, podendo expedir orientações destinadas a sobrestar qualquer ato ou ação entendida como prejudicial ao Meio Ambiente, fazendo a imediata comunicação às autoridades previstas nesta Lei, a quem competirá, então, adotar as providências que entender necessárias. Art. 8º - A fiscalização ambiental será exercida por servidor nomeado por Decreto do Prefeito Municipal, de preferência dentre aqueles que já exercem atribuições de fiscalização e ou atividades correlatas. § 1º: Qualquer pessoa deve comunicar às autoridades previstas nesta Lei a prática de ato danoso ou que possa causar dano ao Meio Ambiente. § 2º - Toda fiscalização será formalizada mediante relatório circunstanciado no qual fique caracterizado o grau de infração, conforme a classificação contida no artigo 3º desta Lei. § 3º: A ausência da nomeação do servidor não impede a aplicação das penalidades previstas nesta lei quando por outros meios puder ser identificada a infração ou poluição ambiental, mesmo que tardia. Art. 9º - No exercício da ação fiscalizadora, as autoridades mencionadas no art. 8º desta Lei, ficam asseguradas a entrada a qualquer dia e hora e sua permanência, pelo tempo que se tornar necessário à verificação de eventual lesão ao meio ambiente, às instalações comerciais, industriais, empreendimento rurais, urbanos e, quaisquer outros bens privados ou públicos, inclusive às autarquias e entidades conveniadas com o Poder Público Municipal. Art. 10 - Toda e qualquer entidade fiscalizada deve colocar à disposição dos servidores autorizados na forma desta Lei, as informações solicitadas, bem como promover os meios adequados a perfeita execução da fiscalização. Art. 11 - Os servidores atuantes como fiscais do Meio Ambiente, quando obstados no exercício de suas atribuições, poderão requisitar força policial para o cumprimento do que lhes fora atribuído. TÍTULO III – DA FORMALIZAÇÃO DO PROCESSO Art. 12 - As infrações serão apuradas pela Secretaria da Agricultura e do Meio Ambiente ou Diretoria a esta vinculada, podendo, mediante Decreto do Poder Executivo, tais atribuições serem delegadas a outra Secretaria ou órgão administrativo, com a abertura do competente processo administrativo, contendo em ordem seqüencial todos os documentos relativos à infração apurada. PARÁGRAFO ÚNICO – Para efeito da formalização do processo administrativo, o Auto de Infração deverá conter resumo, em relatório circunstanciado, da Fiscalização realizada, com as especificações previstas nos artigos 3º, 4º e 5º desta Lei. TÍTULO IV – DA APLICAÇÃO DAS PENALIDADES Art. 13 - A aplicação das penalidades previstas no artigo 3º e 4º desta Lei obedecerá a critérios a seguir estabelecidos: I. Ao infrator ambiental será aplicada a penalidade de advertência, quando cabível e somente no caso de infração leve, sendo-lhe concedido prazo de 01 a 10 dias para a correção da irregularidade constatada pela fiscalização, podendo esse prazo ser estendido, de forma fundamentada no relatório, acaso o fato seja considerado complexo pela autoridade fiscalizadora, não podendo ultrapassar 30 dias. II. Em todas as infrações, uma vez não corrigida a irregularidade no prazo fixado no Auto de Infração, será aplicada multa ou multa diária, independentemente da multa fixada pelo ato de dano praticado. III. No caso de infração ambiental, caracterizada a continuidade pela permanência da ação ou omissão punida, será aplicada multa diária até que cesse a ação ou omissão danosa, ficando a suspensão da pena condicionada a comprovação da correção da irregularidade através da

fiscalização ambiental. IV. A penalidade de suspensão ou redução de atividade será imposta nos casos de perigo à segurança e à saúde pública, podendo também ser aplicada a critério da autoridade competente, nos casos de infração ambiental continuada ou a partir da terceira reincidência; V – No caso de dano consumado, será aplicada a penalidade independentemente da reparação do dano. § 1º - Caberá às autoridades previstas nesta Lei a aplicação em definitivo das penalidades lançadas no auto de infração, sendo vedado ao servidor que lavrou o auto de infração participar de julgamento ou realizar a aplicação definitiva da penalidade, excetuando-se a penalidade de advertência, que será aplicada pelo servidor fiscal no momento da constatação da infração. Art. 14 - O Auto de Infração será aplicado mediante documento padrão expedido pelo Município onde constarão além da identificação do infrator as seguintes informações: I. Irregularidade ambiental constatada; II. Prazo para correção da irregularidade; III. Advertência de que a não correção das irregularidades no prazo concedido sujeitará o infrator à pena pecuniária de multa e ou administrativas. PARÁGRAFO ÚNICO – No caso de irregularidade que necessite de medidas técnicas para correção, estas deverão ser apresentadas à Secretaria da Agricultura e do Meio Ambiente, ou outro órgão indicado pelo Poder Executivo, para aprovação e implementação no prazo concedido no Auto de Infração. Art. 15 - Estabelecido valor da multa pela autoridade fiscal, expedirse-á Notificação de Multa, para pagamento em 10 dias contados da data do registro de recebimento da respectiva Notificação, devendo ser efetuado na Tesouraria da Prefeitura ou nos postos credenciados de recebimento de tributos municipais. PARÁGRAFO ÚNICO – O não recolhimento do pagamento no prazo fixado ensejará a inscrição do débito como dívida ativa, para fins de cobrança executiva a ser realizado pela Fazenda Municipal. TÍTULO V – DA DEFESA NO PROCESSO Art. 16 - Da Notificação de Multa caberá recurso administrativo, a ser interposto perante a Secretaria da Agricultura e do Meio Ambiente, ou outro órgão indicado em Decreto do Poder Executivo, no prazo de 10 (dez) dias corridos, contados a partir da data de recebimento da Notificação. PARÁGRAFO ÚNICO – A Secretaria da Agricultura e do Meio Ambiente, ou outro órgão indicado em Decreto do Poder Executivo, não conhecerá do recurso quando interposto fora do prazo ou não estiver assinado pelo infrator ou por quem tenha qualidade legal para representá-lo. Art. 17 – O recurso terá efeito suspensivo quanto ao pagamento da multa e deverá ser julgado por 03 (três) servidores nomeados pelo Prefeito Municipal, no prazo máximo de 10 dias, a contar do recebimento do recurso administrativo, cuja decisão será irrecorrível. § 1º - Julgado improcedente o recurso, a multa será aplicada imediatamente, sendo a multa pecuniária recolhida aos cofres públicos no prazo de 10 (dez) dias, a contar da ciência da decisão. Sendo procedente o recurso, o auto de infração será anulado. § 2º - O apenado tomará ciência por intimação pessoal; ou via correio com AR, ou Edital, sendo este publicado por duas vezes no Jornal Oficial do Município. Art. 18 – Fica aprovado o modelo de auto de infração previsto no anexo I deste Decreto. Art. 19 – Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação, retroagindo seus efeitos à 09 de Setembro de 2011. Gabinete do Prefeito do Município de Abatiá, aos 04 de novembro de 2011. Irton Oliveira Müzel Prefeito AUTO DE INFRAÇÃO AMBIENTAL Lei Municipal nº 518, de 09.09.2011. Nomedo infrator:______________________________________ RG:_______________CPF:_____/____/____/___ Telefone:__________ Rua:_____________________________Bairro:_______________ Cidade:__________________________ Estado: ______________ Enquadramento da Infração: Lei nº 518, de 09.09.2011 e Decreto nº 56, de 04.11.2011. ( ) Infração Ambiental - art. 3º, I /Lei 518/2011 ( ) Poluidor – art. 3º, II / Lei nº 518/2011. Classificação da infração: ( )Leve ( ) Média ( ) Grave (Lei 518/2011 – art. 3º §1º) Descrição da infração. (Identificar também neste campo o proprietário do imóvel caso seja pessoa diversa da autuada em flagrante). _____________________________________________________ ________________________________________________________ ________________________________________________________ ________________________________________________________ ________________________________________________________ _________________________________________ Equipamentos apreendidos: ______________________________ Requisição de força policial: ( ) Sim ( ) Não. Sanções aplicadas – Art. 4º da Lei 518/2011. (citar por extenso a penalidade) _____________________________________________________ Va l o r d a M u l t a : R $ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ (__________________________), correspondente a ________ UPFM. Observações do art. 4º § 3º da Lei 518/2011. ____________________________________________________ Com agravante do art. 5º da Lei 518/2011: ( )Sim ( ) Não Data: ______/______/_____Agente Fiscal: __________________ Assinatura do Infrator: _____________________________ Recusou-se a assinar: ( ) sim ( ) Não Observação: Deste auto de infração caberá recurso administrativo, a ser interposto perante a Secretaria da Agricultura e do Meio Ambiente, na Prefeitura, no prazo de 10 (dez) dias corridos, contados a partir da data de recebimento deste auto. Não será conhecido do recurso se apresentado fora do prazo ou não estiver assinado pelo infrator ou seu representante legal. (art. 16 da Lei 518/2011). (1ª via – Processo – 2ª via – Infrator)


B-4 Atas&Editais PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ – PARANÁ COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL No 37/2011 AVISO DE HOMOLOGAÇÃO A Prefeitura Municipal de Cambará – Estado do Paraná, no uso de suas atribuições que lhes são conferidas pela Lei 8.666/1993 Lei Federal 10.520/2002, torna público para conhecimento dos interessados, a classificação do Pregão Presencial para Registro de Preços n.º 37/2011 - Registro de Preços para aquisição de medicamentos, conforme solicitado e especificado no instrumento convocatório e anexos. Resultado homologado: ITENS No 6, 11, 12, 25, 28, 30, 37, 45, 47, 50, 54, 55, 65, 79, 89, 127, 139, 141, 148, 155, 182 E 183 – 1ª classificada: COMERCIAL CIRURGICA RIOCLARENSE; ITENS No 2, 4, 17, 18, 20, 29, 31, 32, 36, 38, 43, 46, 57, 60, 64, 73, 74, 75, 78, 80, 84, 93, 95, 97, 99, 106, 107, 115, 120, 121, 123, 124, 125, 128, 129, 131, 132, 133, 136, 138, 142, 147, 149, 162, 163, 168, 177 – 1ª classificada: MAXIMA COMERCIO DE MEDICAMENTOS LTDA; ITENS No 3, 7, 14, 35, 48, 81, 85, 98, 113, 152 – 1ª classificada: PRODIET FARMACEUTICA LTDA; ITENS No 5, 9, 16, 23, 41, 68, 76, 87, 88, 101, 105, 114, 119, 135, 137, 145, 151, 156, 171, 176, 181 – 1ª classificada: PONTAMED FARMACEUTICA LTDA; ITENS No 13, 21, 22, 40, 59, 96, 111, 126, 143, 144, 153, 165, 172 – 1ª classificada: DIMACI/PR MATERIAL CIRURGICO LTDA; ITENS No 15, 34, 56, 70, 109, 110 – 1ª classificada: HOSPFAR IND. E COM. DE PROD. HOSPITALARES LTDA; ITENS No 19, 72, 146, 164, 167, 173, 184 – 1ª classificada: WERBRAN DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDA; ITENS No 24, 58, 62, 66, 69, 77, 108, 130, 154, 166, 170 – 1ª classificada: CLASSMED PRODUTOS HOSPITALARES LTDA; ITENS No 26, 27, 44, 150 – 1ª classificada: LICIMED DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS, CORRELATOS E PRODUTOS MÉDICOS E HOSPITALARES LTDA; ITENS No 33, 42, 52, 53, 86, 90, 100, 102, 103, 104, 118 – 1ª classificada: CRISTÁLIA PRODUTOS QUÍMICOS E FARMACEUTICOS LTDA; ITENS No 63, 179 – 1ª classificada: BH FARMA COMERCIO LTDA; ITENS No 158, 175 – 1ª classificada: DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS SÃO MARCOS; ITEM No 174 – 1ª classificada: AGLON COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA; Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará – Estado do Paraná, 01 de novembro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO PREFEITO MUNICIPAL DE CAMBARÁ

CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 75/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. WERBRAN DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 19, 72, 146, 164, 167, 173, 184 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 19 é R$ 3,58 (três reais e cinquenta e oito centavos); O Valor Unitário do item 72 é R$ 0,08 (oito centavos); O Valor Unitário do item 146 é R$ 0,07 (sete centavos); O Valor Unitário do item 164 é R$ 0,28 (vinte e oito centavos); O Valor Unitário do item 167 é R$ 0,20 (vinte centavos); O Valor Unitário do item 173 é R$ 0,28 (vinte e oito centavos); O Valor Unitário do item 184 é R$ 0,07 (sete centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 25.480,00 (vinte e cinco mil, quatrocentos e oitenta reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE WERBRAN DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDA CONTRATADO CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 63/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. AGLON COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme item 174 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 174 é R$ 0,55 (cinquenta e cinco centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 5.500,00 (cinco mil e quinhentos reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE AGLON COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA CONTRATADO

CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 64/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. BH FARMA COMÉRCIO LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme item 63, 179 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 63 é R$ 9,00 (nove reais); O Valor Unitário do item 179 é R$ 7,00 (sete reais); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 11.700,00 (onze mil e setecentos reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE BH FARMA COMÉRCIO LTDA CONTRATADO CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 65/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. COMERCIAL CIRURGICA RIOCLARENSE LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 6, 11, 12, 25, 28, 30, 37, 45, 47, 50, 54, 55, 65, 79, 89, 127, 139, 141, 148, 155, 182 E 183 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 6 é R$ 0,65 (sessenta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 11 é R$ 0,06 (seis centavos); O Valor Unitário do item 12 é R$ 0,82 (oitenta e dois centavos); O Valor Unitário do item 25 é R$ 2,19 (dois reais e dezenove centavos); O Valor Unitário do item 28 é R$ 0,09 (nove centavos); O Valor Unitário do item 30 é R$ 0,09 (nove centavos); O Valor Unitário do item 37 é R$ 1,02 (um real e dois centavos); O Valor Unitário do item 45 é R$ 0,18 (dezoito centavos); O Valor Unitário do item 47 é R$ 0,03 (três centavos); O Valor Unitário do item 50 é R$ 0,97 (noventa e sete centavos); O Valor Unitário do item 54 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 55 é R$ 0,46 (quarenta e seis centavos); O Valor Unitário do item 65 é R$ 0,02 (dois centavos); O Valor Unitário do item 79 é R$ 0,02 (dois centavos); O Valor Unitário do item 89 é R$ 0,89 (oitenta e nove centavos); O Valor Unitário do item 127 é R$ 0,07 (sete centavos); O Valor Unitário do item 139 é R$ 0,45 (quarenta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 141 é R$ 0,90 (noventa centavos); O Valor Unitário do item 148 é R$ 0,58 (cinquenta e oito centavos); O Valor Unitário do item 155 é R$ 12,00 (doze reais); O Valor Unitário do item 182 é R$ 1,99 (um real e noventa e nove centavos); O Valor Unitário do item 183 é R$ 0,48 (quarenta e oito centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 80.171,00 (oitenta mil, cento e setenta e um reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE COMERCIAL CIRURGICA RIOCLARENSE LTDA CONTRATADO

CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 66/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. CLASSMED PRODUTOS HOSPITALARES LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 24, 58, 62, 66, 69, 77, 108, 130, 154, 166, 170 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 24 é R$ 0,61 (sessenta e um centavos); O Valor Unitário do item 58 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 62 é R$ 1,92 (um real e noventa e dois centavos); O Valor Unitário do item 66 é R$ 0,29 (vinte e nove centavos); O Valor Unitário do item 69 é R$ 0,02 (dois centavos); O Valor Unitário do item 77 é R$ 0,03 (três centavos); O Valor Unitário do item 108 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 130 é R$ 0,03 (três centavos); O Valor Unitário do item 154 é R$ 1,20 (um real e vinte centavos); O Valor Unitário do item 166 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 170 é R$ 0,33 (trinta e três centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 10.754,50 (dez mil, setecentos e cinquenta e quatro reais e cinquenta centavos), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE CLASSMED PRODUTOS HOSPITALARES LTDA CONTRATADO

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011 CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 67/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. CRISTÁLIA PRODUTOS QUIMICOS FARMACEUTICOS LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 33, 42, 52, 53, 86, 90, 100, 102, 103, 104, 118, 178 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 33 é R$ 0,06 (seis centavos); O Valor Unitário do item 42 é R$ 1,48 (um real e quarenta e oito centavos); O Valor Unitário do item 52 é R$ 0,79 (setenta e nove centavos); O Valor Unitário do item 53 é R$ 0,51 (cinquenta e um centavos); O Valor Unitário do item 86 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 90 é R$ 13,40 (treze reais e quarenta centavos); O Valor Unitário do item 100 é R$ 0,03 (três centavos); O Valor Unitário do item 102 é R$ 2,24 (dois reais e vinte e quatro centavos); O Valor Unitário do item 103 é R$ 74,50 (setenta e quatro reais e cinquenta centavos); O Valor Unitário do item 104 é R$ 4,50 (quatro reais e cinquenta centavos); O Valor Unitário do item 118 é R$ 0,09 (nove centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 18.366,00 (dezoito mil, trezentos e sessenta e seis reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE CRISTÁLIA PRODUTOS QUIMICOS FARMACEUTICOS LTDA CONTRATADO CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 68/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. DIMACI/PR MATERIAL CIRURGICO LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 13, 21, 22, 40, 59, 96, 111, 126, 143, 144, 153, 165, 172 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 13 é R$ 1,15 (um real e quinze centavos); O Valor Unitário do item 21 é R$ 12,55 (doze reais e cinquenta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 22 é R$ 0,05 (cinco centavos); O Valor Unitário do item 40 é R$ 0,06 (seis centavos); O Valor Unitário do item 59 é R$ 0,03 (três centavos); O Valor Unitário do item 96 é R$ 0,26 (vinte e seis centavos); O Valor Unitário do item 111 é R$ 0,92 (noventa e dois centavos); O Valor Unitário do item 126 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 143 é R$ 0,07 (sete centavos); O Valor Unitário do item 144 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 153 é R$ 0,02 (dois centavos); O Valor Unitário do item 165 é R$ 3,40 (três reais e quarenta centavos); O Valor Unitário do item 172 é R$ 0,04 (quatro centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 23.077,00 (vinte e três mil e setenta e sete reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE DIMACI/PR MATERIAL CIRURGICO LTDA CONTRATADO

CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 69/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. HOSPFAR INDUSTRIA E COMERCIO DE PRODUTOS HOSPITALARES LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 15, 34, 56, 70, 109, 110 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 15 é R$ 5,49 (cinco reais e quarenta e nove centavos); O Valor Unitário do item 34 é R$ 0,17 (dezessete centavos); O Valor Unitário do item 56 é R$ 6,72 (seis reais e setenta e dois centavos); O Valor Unitário do item 70 é R$ 1,79 (um real e setenta e nove centavos); O Valor Unitário do item 109 é R$ 2,40 (dois reais e quarenta centavos); O Valor Unitário do item 110 é R$ 9,50 (nove reais e cinquenta centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 15.293,00 (quinze mil, duzentos e noventa e três reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE HOSPFAR INDUSTRIA E COMERCIO DE PRODUTOS HOSPITALARES LTDA CONTRATADO


TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011 CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 70/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. LICIMED – DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS CORRELATOS E PRODUTOS MEDICO HOSPITALARES LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 26, 27, 44, 150 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 26 é R$ 6,85 (seis reais e oitenta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 27 é R$ 7,28 (sete reais e vinte e oito centavos); O Valor Unitário do item 44 é R$ 0,22 (vinte e dois centavos); O Valor Unitário do item 150 é R$ 0,53 (cinquenta e três centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 24.351,00 (vinte e quatro mil, trezentos e cinquenta e um reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE LICIMED – DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS CORRELATOS E PRODUTOS MEDICO HOSPITALARES LTDA CONTRATADO CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 71/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. MÁXIMA COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 2, 4, 17, 18, 20, 29, 31, 32, 36, 38, 43, 46, 57, 60, 64, 73, 74, 75, 78, 80, 84, 93, 95, 97, 99, 106, 107, 115, 120, 121, 123, 124, 125, 128, 129, 131, 132, 133, 136, 138, 142, 147, 149, 162, 163, 168, 177 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 2 é R$ 1,76 (hum real e setenta e seis centavos); O Valor Unitário do item 4 é R$ 0,71 (setenta e um centavos); O Valor Unitário do item 17 é R$ 0,17 (dezessete centavos); O Valor Unitário do item 18 é R$ 0,33 (trinta e três centavos); O Valor Unitário do item 20 é R$ 0,10 (dez centavos); O Valor Unitário do item 29 é R$ 0,37 (trinta e sete centavos); O Valor Unitário do item 31 é R$ 1,17 (hum real e dezessete centavos); O Valor Unitário do item 32 é R$ 0,46 (quarenta e seis centavos); O Valor Unitário do item 36 é R$ 1,03 (um real e tres centavos); O Valor Unitário do item 38 é R$ 2,85 (dois reais e oitenta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 43 é R$ 0,30 (trinta centavos); O Valor Unitário do item 46 é R$ 0,03 (três centavos); O Valor Unitário do item 57 é R$ 1,01 (um real e um centavos); O Valor Unitário do item 60 é R$ 0,82 (oitenta e dois centavos); O Valor Unitário do item 64 é R$ 2,79 (dois reais e setenta e nove centavos); O Valor Unitário do item 73 é R$ 0,03 (tres centavos); O Valor Unitário do item 74 é R$ 0,44 (quarenta e quatro centavos); O Valor Unitário do item 75 é R$ 0,22 (vinte e dois centavos); O Valor Unitário do item 78 é R$ 0,42 (quarenta e dois centavos); O Valor Unitário do item 80 é R$ 0,35 (trinta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 84 é R$ 0,75 (setenta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 93 é R$ 1,15 (um real e quinze centavos); O Valor Unitário do item 95 é R$ 0,19 (dezenove centavos); O Valor Unitário do item 97 é R$ 0,28 (vinte e oito centavos); O Valor Unitário do item 99 é R$ 0,45 (quarenta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 106 é R$ 1,94 (um real e noventa e quatro centavos); O Valor Unitário do item 107 é R$ 0,89 (oitenta e nove centavos); O Valor Unitário do item 115 é R$ 0,16 (dezesseis centavos); O Valor Unitário do item 120 é R$ 1,17 (um real e dezessete centavos); O Valor Unitário do item 121 é R$ 1,18 (um real e dezoito centavos); O Valor Unitário do item 123 é R$ 0,35 (trinta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 124 é R$ 0,05 (cinco centavos); O Valor Unitário do item 125 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 128 é R$ 0,46 (quarenta e seis centavos); O Valor Unitário do item 129 é R$ 1,07 (um real e sete centavos); O Valor Unitário do item 131 é R$ 0,16 (dezesseis centavos); O Valor Unitário do item 132 é R$ 0,26 (vinte e seis centavos); O Valor Unitário do item 133 é R$ 1,06 (um real e seis centavos); O Valor Unitário do item 136 é R$ 0,59 (cinquenta e nove centavos); O Valor Unitário do item 138 é R$ 0,03 (três centavos); O Valor Unitário do item 142 é R$ 1,17 (um real e dezessete centavos); O Valor Unitário do item 147 é R$ 3,16 (três reais e dezesseis centavos); O Valor Unitário do item 149 é R$ 0,91 (noventa e um centavos); O Valor Unitário do item 162 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 163 é R$ 0,62 (sessenta e dois centavos); O Valor Unitário do item 168 é R$ 0,64 (sessenta e quatro centavos); O Valor Unitário do item 177 é R$ 1,05 (um real e cinco centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 83.786,50 (oitenta e três mil, setecentos e oitenta e seis reais e cinquenta centavos), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE MÁXIMA COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS LTDA CONTRATADO

Atas&Editais B-5 CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 72/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. PONTAMED FARMACEUTICA LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 5, 9, 16, 23, 41, 68, 76, 87, 88, 101, 105, 114, 119, 135, 137, 145, 151, 156, 171, 176, 181 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 5 é R$ 0,69 (sessenta e nove centavos); O Valor Unitário do item 9 é R$ 0,08 (oito centavos); O Valor Unitário do item 16 é R$ 0,02 (dois centavos); O Valor Unitário do item 23 é R$ 0,47 (quarenta e sete centavos); O Valor Unitário do item 41 é R$ 0,23 (vinte e três centavos); O Valor Unitário do item 68 é R$ 0,19 (dezenove centavos); O Valor Unitário do item 76 é R$ 0,33 (trinta e tres centavos); O Valor Unitário do item 87 é R$ 0,70 (setenta centavos); O Valor Unitário do item 88 é R$ 1,05 (um real e cinco centavos); O Valor Unitário do item 101 é R$ 0,28 (vinte e oito centavos); O Valor Unitário do item 105 é R$ 6,75 (seis reais e setenta e cinco centavos); O Valor Unitário do item 114 é R$ 1,58 (um real e cinquenta e oito centavos); O Valor Unitário do item 119 é R$ 0,03 (três centavos); O Valor Unitário do item 135 é R$ 1,00 (um real); O Valor Unitário do item 137 é R$ 0,03 (tres centavos); O Valor Unitário do item 145 é R$ 2,39 (dois reais e trinta e nove centavos); O Valor Unitário do item 151 é R$ 2,40 (dois reais e quarenta centavos); O Valor Unitário do item 156 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 171 é R$ 1,00 (um real); O Valor Unitário do item 176 é R$ 1,31 (um real e trinta e um centavo); O Valor Unitário do item 181 é R$ 0,97 (noventa e sete centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 22.719,00 (vinte e dois mil, setecentos e dezenove reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE PONTAMED FARMACEUTICA LTDA CONTRATADO CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 73/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. PRODIET FARMACEUTICA LTDA – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 3, 7, 14, 35, 48, 81, 85, 98, 113, 152 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 3 é R$ 0,07 (sete centavos); O Valor Unitário do item 7 é R$ 0,34 (trinta e quatro centavos); O Valor Unitário do item 14 é R$ 0,07 (sete centavos); O Valor Unitário do item 35 é R$ 0,10 (dez centavos); O Valor Unitário do item 48 é R$ 0,07 (sete centavos); O Valor Unitário do item 81 é R$ 6,63 (seis reais e sessenta e três centavos); O Valor Unitário do item 85 é R$ 0,42 (quarenta e dois centavos); O Valor Unitário do item 98 é R$ 0,30 (trinta centavos); O Valor Unitário do item 113 é R$ 28,00 (vinte e oito reais); O Valor Unitário do item 152 é R$ 0,30 (trinta centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 11.715,00 (onze mil, setecentos e quinze reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/ fatura. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE PRODIET FARMACEUTICA LTDA CONTRATADO CONTRATO DE FORNECIMENTO Contrato no 74/2011 EXTRATO DE CONTRATO. MUNICÍPIO DE CAMBARÁ – CONTRATANTE. DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS SÃO MARCOS LTDA EPP – Contratado. DO OBJETO. Aquisição de medicamentos, conforme itens 158, 175 do instrumento convocatório e anexos. DO FORNECIMENTO. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. DO PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. O Valor Unitário do item 158 é R$ 0,04 (quatro centavos); O Valor Unitário do item 175 é R$ 2,14 (dois reais e quatorze centavos); tudo em conformidade com o preço vigente e consignado na Ata de Registro de Preços. O valor estimado do presente contrato é de R$ 1.307,00 (um mil, trezentos e sete reais), referente às quantidades estimadas para os itens descritos na cláusula primeira. O pagamento será efetuado em 30 (trinta), 60 (sessenta) e 90 (noventa) dias após a entrega da nota fiscal/fatura.. DA ENTREGA. O objeto da presente licitação será entregue em até 10 (dez) dias após e conforme pedido pelo Departamento de Compras, durante o período de 12 (doze) meses. CRÉDITO PELO QUAL CORRERÃO AS DESPESAS. O crédito correrá pela classificação funcional no 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2290 manutenção do departamento de saúde. 10.301.2290.2040 manutenção departamento da saúde. 339030000000 material de consumo. fontes:1000, 1303, 1510 e 1495. 07.secretaria municipal de saúde. 07.001 departamento de saúde. 10 saúde. 10.301 atenção básica. 10.301.2310 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 12.361.2310.2050 manutenção da ger programa de saúde da família psf. 339030000000 material de consumo. fontes: 1303 e 1495. Gabinete do Prefeito Municipal, 24 de outubro de 2011. JOSÉ SALIM HAGGI NETO CONTRATANTE DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS SÃO MARCOS LTDA EPP CONTRATADO

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ TERMO DE POSSE Aos SETE dias do mês de NOVEMBRO do ano de 2011, compareceu à este Departamento de Administração, da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré - PR, para tomar posse, o Srº. DENILSON SOARES DE FARIAS, portador de cédula de identidade RG nº 5.307.392-1 SESP/PR, nomeado nos termos da Portaria nº. 213/011 de 04/11/011, publicada no Jornal Tribuna do Vale Edição nº 2015 em 05/11/011, em virtude de aprovação (1º lugar – Cargo de Servente de Pedreiro) em Concurso Público, nos termos do Edital nº. 01.01/2011, Homologado conforme Edital nº. 08.01/011 de 20/06/011, publicado no Jornal Tribuna do Vale Edição nº 1.921 em 21/06/011, para exercer o Cargo de SERVENTE DE PEDREIRO, em jornada de trabalho de 40 horas semanais. Declarou estar em dia com as exigências legais necessárias para assumir as responsabilidades do cargo, que não sofreu penalidades administrativas em outras funções públicas e de boa conduta. Prometeu ser fiel à causa pública, cumprir, fazer cumprir e observar as leis e regulamentos em vigor e a ser exata no cumprimento dos deveres do cargo que hoje assume. E, para constar, eu Valdir Garcia Gebim, lavrei o presente termo que vai assinado por mim, pelo Srº Prefeito Municipal e pelo empossado. Barra do Jacaré, em 07 de novembro de 2011. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal Valdir Garcia Gebim Cargo Escriturário – Resp Deptº RH Denilson Soares de Farias Servidor TERMO DE POSSE Aos SETE dias do mês de NOVEMBRO do ano de 2011, compareceu à este Departamento de Administração, da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré - PR, para tomar posse, o Srº. MOISES ALVES PEREIRA, portador de cédula de identidade RG nº 9.731.692-9 SESP/PR, nomeado nos termos da Portaria nº. 214/011 de 04/11/011, publicada no Jornal Tribuna do Vale Edição nº 2015 em 05/11/011, em virtude de aprovação (1º lugar – Cargo de Operador de Máquina Pesada) em Concurso Público, nos termos do Edital nº. 01.01/2011, Homologado conforme Edital nº. 08.01/011 de 20/06/011, publicado no Jornal Tribuna do Vale Edição nº 1.921 em 21/06/011, para exercer o Cargo de OPERADOR DE MÁQUINA PESADA, em jornada de trabalho de 40 horas semanais. Declarou estar em dia com as exigências legais necessárias para assumir as responsabilidades do cargo, que não sofreu penalidades administrativas em outras funções públicas e de boa conduta. Prometeu ser fiel à causa pública, cumprir, fazer cumprir e observar as leis e regulamentos em vigor e a ser exata no cumprimento dos deveres do cargo que hoje assume. E, para constar, eu Valdir Garcia Gebim, lavrei o presente termo que vai assinado por mim, pelo Srº Prefeito Municipal e pelo empossado. Barra do Jacaré, em 07 de novembro de 2011. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal Valdir Garcia Gebim Cargo Escriturário – Resp Deptº RH Moises Alves Pereira Servidor PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA DECRETO Nº. 468/2011 Dispõe sobre a abertura de crédito adicional suplementar. A Prefeita Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, usando das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Municipal nº. 988, de 27 de dezembro de 2010, decreta: Art. 1. º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município em vigor, um crédito adicional suplementar no valor de R$. 69.160,00 (Sessenta e nove mil e cento e sessenta reais), assim discriminado: UNIDADE ORÇAMENTÁRIA – 02.01 – GABINETE DO CHEFE DO EXECUTIVO 0412200212.002 GABINETE DO CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL 3390.39.00.00 Outros Serviços de Terceiros – P. Jurídica R$3.000,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) UNIDADE ORÇAMENTÁRIA – 03.01 – GABINETE SECRETARIO MUNICIPAL DE GESTÃO 0412200212.013 GABINETE DO SECRETARIO DE GESTÃO 3390.39.00.00 Outros Serviços de Terceiros – P. Jurídica R$ 5.000,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) UNIDADE ORÇAMENTÁRIA – 04.01 – GABINETE SECRETARIO MUNICIPAL DE FAZENDA 0412300302.059 GABINETE DO SECRETARIO DA FAZENDA 3390.39.00.00 Outros Serviços de Terceiros – P. Jurídica R$ 4.000,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) UNIDADE ORÇAMENTÁRIA – 07.04 – FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL 0824404872.109 PROGRAMA DE ASSISTENCIA COMUNITÁRIA 3390.32.00.00 Material, Bem ou Serviço p/ Dist. Gratuita R$ 4.160,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) UNIDADE ORÇAMENTÁRIA – 11.04 – DIRETOR DO DEPTO. DE TURISMO 2369503632.148 DIRETOR DE TURISMO 3390.39.00.00 Outros Serviços de Terceiros – P. Jurídica R$53.000,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) Total R$ 69.160,00 Art. 2. º - Para dar cobertura ao crédito aberto no Artigo 1.º , serão canceladas parcialmente as seguintes dotações do Orçamento vigente: UNIDADE ORÇAMENTÁRIA – 07.03 – DPTO. GAR. DIR. SOC. ASSIST. CRIAN. ADOL E JUV 0824304832.233 PROJETO AMANHÃ 3390.39.00.00 Outros Serviços de Terceiros – P. Jurídica R$ 3.000,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) UNIDADE ORÇAMENTÁRIA – 11.01 – GABINETE SECR. MUN. IND. COM. E TURISMO 2266103462.293 PROJETO CIDADE DIGITAL 4490.52.00.00 Equipamentos e Material Permanente R$ 13.160,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) U N I D A D E O R Ç A M E N T Á R I A – 11 . 0 4 – D I R E TO R D O DEPARTAMENTO DE TURISMO 2369503632.275 SINALIZAÇÃO TURISTICA 3390.30.00.00 Material de Consumo R$ 15.000,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) UNIDADE ORÇAMENTÁRIA – 11.05 – DIRETOR DO DEPTO. ENS. PROFISSIONALIZANTE 1236301892.202 COSTURANDO SONHOS 3390.30.00.00 Material de Consumo R$ 4.000,00 4490.52.00.00 Equipamentos e Material Permanente R$ 4.000,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) 1236301892.203 CURSINHO POPULAR 3390.30.00.00 Material de Consumo R$ 10.000,00 3390.36.00.00 Outros Serviços de Terceiros – P. Física R$ 5.000,00 3390.39.00.00 Outros Serviços de Terceiros – P. Jurídica R$ 5.000,00 4490.52.00.00 Equipamentos e Material Permanente R$10.000,00 Fonte: 01000 – Recursos Ordinários (livres) Total R$ 69.160,00 Art. 3. º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PALÁCIO DO PODER EXECUTIVO, aos 07 de novembro de 2011. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO Prefeita Municipal


B-6 Atas&Editais PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PARANÁ AVISO DE REPUBLICAÇÃO DE EDITAL PREGÃO PRESENCIAL Nº 42/2011 – SRP O pregoeiro da Prefeitura Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, torna público que a sessão pública do Pregão Presencial nº 42/2011 – SRP, agendada para 09/11/2011, foi remarcada para 23/11/2011, em virtude da republicação do Edital, com retificação na cláusula I, item 1.4, cláusula IV, item 4.2.1.5 e no anexo I (termo de referência), observações gerais, alinea “5”. O Edital Retificado e seus anexos estará disponível aos interessados através do site: www.quatigua.pr.gov.br. Prefeitura Municipal de Quatiguá, Sala de Licitações, em 07 de novembro de 2011. GENIVALDO VALLE Pregoeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRA AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 087/2011 – PARA FINS DE REGISTRO DE PREÇOS OBJETO: Aquisição de massa asfática usinada a quente e aplicada a frio em sacas de 25 (vinte cinco) kg, para atender o Departamento de Água e Esgoto. Critério de julgamento: Menor preço DISPONIBILIDADE DO EDITAL: do dia 09/11 à 22/11//2011 PROTOCOLO: Até ás 08:30 (oito horas e trinta minutos) do dia 23/11/2011; ABERTURA: 09:00 (nove) horas do dia 23/11/2011; LOCAL: Prédio da Prefeitura Municipal de Andirá-PR, Pregoeiro e auxiliares 2011; Rua Mauro Cardoso de Oliveira,190 – Andirá – Pr.,; Fone/Fax: (43) 3538-8100, ramal - 117; AQUISIÇÃO DO EDITAL: Os interessados em participar do certame, poderão retirar exemplares deste edital, no Departamento de Compras, sito à Rua Mauro Cardoso de Oliveira, nº 190– Jardim Vésper – Andirá - PR. Andirá, 07 de novembro de 2011. ANGELA MARIA DA SILVA CORREIA PREGOEIRA OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRA AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 088/2011 – PARA FINS DE REGISTRO DE PREÇOS OBJETO: Contratação de empresa para prestação de serviços de fotográficos, para atender a administração municipal. Critério de julgamento: Menor preço DISPONIBILIDADE DO EDITAL: do dia 09/11 à 22/11//2011 PROTOCOLO: Até ás 13:50 (Treze horas e cinqüenta minutos) do dia 23/11/2011; ABERTURA: 14:00 (quatorze) horas do dia 23/11/2011; LOCAL: Prédio da Prefeitura Municipal de Andirá-PR, Pregoeiro e auxiliares 2011; Rua Mauro Cardoso de Oliveira,190 – Andirá – Pr.,; Fone/Fax: (43) 3538-8100, ramal - 117; AQUISIÇÃO DO EDITAL: Os interessados em participar do certame, poderão retirar exemplares deste edital, no Departamento de Compras, sito à Rua Mauro Cardoso de Oliveira, nº 190– Jardim Vésper – Andirá - PR. Andirá, 07 de novembro de 2011. ANGELA MARIA DA SILVA CORREIA PREGOEIRA OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRA AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 089/2011 – PARA FINS DE REGISTRO DE PREÇOS OBJETO: Aquisição de vidros com instalação, para atender os prédios públicos municipais. Critério de julgamento: Menor preço DISPONIBILIDADE DO EDITAL: do dia 09/11 à 23/11//2011 PROTOCOLO: Até ás 08:30 (oito horas e trinta minutos) do dia 24/11/2011; ABERTURA: 09:00 (nove) horas do dia 24/11/2011; LOCAL: Prédio da Prefeitura Municipal de Andirá-PR, Pregoeiro e auxiliares 2011; Rua Mauro Cardoso de Oliveira,190 – Andirá – Pr.,; Fone/Fax: (43) 3538-8100, ramal - 117; AQUISIÇÃO DO EDITAL: Os interessados em participar do certame, poderão retirar exemplares deste edital, no Departamento de Compras, sito à Rua Mauro Cardoso de Oliveira, nº 190– Jardim Vésper – Andirá - PR. Andirá, 07 de novembro de 2011. ANGELA MARIA DA SILVA CORREIA PREGOEIRA OFICIAL Prefeitura do Município de Andirá Errata EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 067/2011 – PREGÃO Nº 079/2011 O extrato de Ata de Registro de Preços nº 067/2011 publicado no jornal Tribuna do Vale, no dia 27/10/2011 pág. B-5, deve ser retificado: Onde se lê: OBJETO: AQUISIÇÃO DE MATERIAIS HIDRÁULICOS ESPECÍFICOS PARA ÁGUA E ESGOTO, PARA ATENDER AO DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO. Leia-se: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE HORA/MAQUINA, PARA ATENDER A SECRETARIA MUNICIPAL DE VIAÇÃO E SERVIÇOS PÚBLICOS. Ângela Maria da Silva Correia PREGOEIRA OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRA INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO Nº 006/2011 Ratifico a inexigibilidade de licitação nº 006/2011 – Autorizo a despesa, emissão de empenho, em favor da empresa L R RAMOS SIMONI & SIMONI LTDA, firma inscrita no CNPJ nº11.730.867/000119, para Credenciamento de Serviços Médicos na Especialidade de Clinica Geral para atendimento do programa da Saúde da Família (PSF) na unidade básica da saúde da Vila industrial, em conformidade com os artigos 26 da Lei 8.666/93, alterada pela Lei 8.883/94, com base Artigo 25, inciso I, da Lei nº 8.666/93. Andirá, 08 de novembro de 2011. JOSÉ RONALDO XAVIER PREFEITO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRA INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO Nº 007/2011 Ratifico a inexigibilidade de licitação nº 007/2011 – Autorizo a despesa, emissão de empenho, em favor da empresa SOCIEDADE OURINHENSE DOS AMIGOS DA ARTE, firma inscrita no CNPJ nº 024.093.60/0001-77, no valor global de R$ 7.450,00 (Sete mil quatrocentos e cinquenta reais) para contratação de empresa para realização de apresentação teatral, sendo peça teatral educativa voltada especificamente ao CREAS-SERVIÇO DE PROTEÇÃO BÁSICA ESPECIAL, para atender a Secretaria Municipal de Ação Social, em conformidade com os artigos 26 da Lei 8.666/93, alterada pela Lei 8.883/94, com base Artigo 25, inciso I, da Lei nº 8.666/93. Andirá, 08 de novembro de 2011. JOSÉ RONALDO XAVIER PREFEITO MUNICIPAL

PREFEITURA MUNCIPAL DE QUATIGUÁ ERRATA Na edição nº. 2015 do Jornal Tribuna do Vale, na pagina B-2 do dia 05 e 06/11/2011, onde se lê CONVOCA. Os aprovados no Concurso nº. 01/2009, abaixo relacionado, para comparecer na Divisão de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Quatiguá, munido de todos os documentos pessoais, até o dia 09 de novembro de 2011, para assinar o Termo de Posse ou Desistência de Vaga, conforme estabelecido no Edital de Concurso Público n º 01/2009. CONVOCADO DOCUMENTO DE CARGO IDENTIFICAÇÃO RG Nº. SUZAMAR DA CUZ 7.650.213-7 AJUDANTE GERAL ROSELI DE CARVALHO 7.013.766-6 AJUDANTE GERAL PEREIRA SIMONE BARBOSA DE 6.173.719-7 AJUDANTE GERAL MELO LUCILENE DE PATIMA DA 7.650.257-9 AJUDANTE GERAL CRUZ TAYSA BASSILI DA SILVA 9.699.435-4 AJUDANTE GERAL ALESSANDRO DE OLIVEIRA 10.401.146-2 AJUDANTE GERAL SOARES SILVANA YAROS 6.297.483-4 MOTORISTA RODRIGUES DE LARA Quatiguá, em 04 de novembro de 2011. Efraim Bueno de Moraes Prefeito Municipal Leia-se Os aprovados no Concurso nº. 01/2009, abaixo relacionado, para comparecer na Divisão de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Quatiguá, munido de todos os documentos pessoais, até o dia 09 de novembro de 2011, para assinar o Termo de Posse ou Desistência de Vaga, conforme estabelecido no Edital de Concurso Público n º 01/2009. CONVOCADO DOCUMENTO DE CARGO IDENTIFICAÇÃO RG Nº. SUZAMAR DA CRUZ 7.650.213-7 AJUDANTE GERAL ROSELI DE CARVALHO 7.013.766-6 AJUDANTE GERAL PEREIRA SIMONE BARBOSA DE 6.173.719-7 AJUDANTE GERAL MELO LUCILENE DE PATIMA DA 7.650.257-9 AJUDANTE GERAL CRUZ TAYSA BASSILI DA SILVA 9.699.435-4 AJUDANTE GERAL ALESSANDRO DE OLIVEIRA 10.401.146-2 AJUDANTE GERAL SOARES SILVANA YAROS 6.297.483-4 MOTORISTA RODRIGUES DE LARA Quatiguá, em 04 de novembro de 2011. Efraim Bueno de Moraes Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARA ERRATA Referente à Licitação, modalidade TOMADA DE PREÇOS no 05/2011, que tem por Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA OU INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR ESPECIALIZADA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO, REALIZAÇÃO E PROCESSAMENTO DE RESULTADOS, E PRESTAÇÃO DE CONTAS AO TCE/PR DE CONCURSO PÚBLICO Onde se lê: Seção 1 2.1 – A proponente vencedora obrigar-se-á a efetuar todos os trabalhos, relativos ao Concurso Público como: a) Planejamento; b) Preparação de editais; c) Preparação e realização de provas objetivas (conforme o cargo); d) Preparação e realização de prova prática para os cargos: contador, desenhista, técnico contábil, agente de manutenção, gari, agente operacional, motorista em geral operador de máquinas rodoviárias; e) Preparação e realização de prova de títulos para os cargos do grupo magistério, exceto inspetor de alunos; e, para os cargos do grupo profissional, f) Correção através de leitura ótica; g) Classificação; h) Será de responsabilidade da empresa vencedora o envio de todas as publicações que se fizerem necessários para os órgãos de publicidade. Entrega dos resultados finais, juntamente com Relatório Final e demais documentos, que deverão ficar de posse da Prefeitura Municipal de Cambará. Leia-se: Seção 1 2.1 – A proponente vencedora obrigar-se-á a efetuar todos os trabalhos, relativos ao Concurso Público como: a) Planejamento; b) Preparação de editais; c) Preparação e realização de provas objetivas (conforme o cargo); d) Preparação e realização de prova prática para os cargos: contador, desenhista, técnico contábil, agente de manutenção, gari, agente operacional, motorista em geral operador de máquinas rodoviárias; e) Preparação e realização de prova física e psicológica para o cargo de guarda municipal; f) Preparação e realização de prova de títulos para os cargos do grupo magistério, exceto inspetor de alunos; e, para os cargos do grupo profissional, g) Correção através de leitura ótica; h) Classificação; i) Será de responsabilidade da empresa vencedora o envio de todas as publicações que se fizerem necessários para os órgãos de publicidade. Entrega dos resultados finais, juntamente com Relatório Final e demais documentos, que deverão ficar de posse da Prefeitura Municipal de Cambará. Onde se lê: Seção 2 5 - AVALIAÇÃO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS c - Qualificação Técnica da Empresa em quantidade de candidatos inscritos: c.1 - Para cada atestado apresentado em conformidade com o subitem 3.2.1.3, limitado a 20 (vinte) pontos. c.2 - A pontuação relativa à experiência anterior em quantidade de candidatos inscritos por Concurso Público far-se-á através de atestados de capacidade técnica, em nome da empresa licitante, e será atribuída de acordo com os seguintes critérios, perfazendo um total máximo de 20 (vinte) pontos:

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011 MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA – PARANÁ EDITAL DE RETIFICAÇÃO N.º 003/2011 - Concurso Público de nº. 001/2011 Dispõe sobre a retificação do edital de nº. 001/2011 de Concurso Público da Prefeitura Municipal de Santo Antônio da Platina. A Prefeita Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas por Lei, resolve: TORNAR PÚBLICO O presente Edital, destinado a retificar aspectos do Edital de Concurso Público de nº. 001/2011 considerados incorretos pelo Núcleo Regional de Trabalho de Proteção ao Patrimônio Público do Norte Pioneiro, conforme a relação abaixo: 1. No ANEXO II (CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DAS PROVAS), ficam retificados os conteúdos programáticos de matemática para os cargos de Pedreiro e Eletricista, conforme segue: ELETRICISTA MATEMÁTICA Números naturais. Números inteiros. Divisibilidade. Frações. Sistemas de números naturais. Os números racionais. Números reais. Equações e inequações de graus um e dois. Aplicações. Regra de três simples. Radiciação. Razões. Proporções. Algarismos romanos. Dízimas periódicas. Porcentagem. Medidas de superfície. Medidas de Volume. Números decimais. Grandezas proporcionais. PEDREIRO MATEMÁTICA Números naturais. Números inteiros. Divisibilidade. Frações. Sistemas de números naturais. Os números racionais. Números reais. Equações e inequações de graus um e dois. Aplicações. Regra de três simples. Radiciação. Razões. Proporções. Algarismos romanos. Dízimas periódicas. Porcentagem. Medidas de superfície. Medidas de Volume. Números decimais. Grandezas proporcionais. 2. No anexo V (REQUISITOS LEGAIS E CONDIÇÕES PARA EXERCÍCIO DO CARGO PÚBLICO), ficam retificados os requisitos para o cargo de Professor de Educação Física, conforme segue: REQUISITOS: • Curso de Grau Superior – Licenciatura em Educação Física ou Ciências do Esporte, devidamente reconhecido pelo MEC. ● Registro no CREF. Ficam mantidas as demais disposições do Edital 001/2011. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PALÁCIO DO PODER EXECUTIVO, aos 04 de novembro de 2011. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO Prefeita Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRA AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 085/2011 – PARA FINS DE REGISTRO DE PREÇOS OBJETO: Contratação de empresa para prestação de serviços pelo regime de terceirização para 06 (seis) agentes de endemias, para atender a Secretaria Municipal de Saúde. Critério de julgamento: Menor preço DISPONIBILIDADE DO EDITAL: do dia 09/11 à 21/11//2011 PROTOCOLO: Até ás 08:30 (oito horas e trinta minutos) do dia 22/11/2011; ABERTURA: 09:00 (nove) horas do dia 22/11/2011; LOCAL: Prédio da Prefeitura Municipal de Andirá-PR, Pregoeiro e auxiliares 2011; Rua Mauro Cardoso de Oliveira,190 – Andirá – Pr.,; Fone/Fax: (43) 3538-8100, ramal - 117; AQUISIÇÃO DO EDITAL: Os interessados em participar do certame, poderão retirar exemplares deste edital, no Departamento de Compras, sito à Rua Mauro Cardoso de Oliveira, nº 190– Jardim Vésper – Andirá - PR. Andirá, 07 de novembro de 2011. ANGELA MARIA DA SILVA CORREIA PREGOEIRA OFICIAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRA AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 086/2011 – PARA FINS DE REGISTRO DE PREÇOS OBJETO: Aquisição de gloro gás, para atender o Departamento de Água e Esgoto. Critério de julgamento: Menor preço DISPONIBILIDADE DO EDITAL: do dia 09/11 à 21/11//2011 PROTOCOLO: Até ás 13:50 (Treze horas e cinqüenta minutos) do dia 22/11/2011; ABERTURA: 14:00 (quatorze) horas do dia 22/11/2011; LOCAL: Prédio da Prefeitura Municipal de Andirá-PR, Pregoeiro e auxiliares 2011; Rua Mauro Cardoso de Oliveira,190 – Andirá – Pr.,; Fone/Fax: (43) 3538-8100, ramal - 117; AQUISIÇÃO DO EDITAL: Os interessados em participar do certame, poderão retirar exemplares deste edital, no Departamento de Compras, sito à Rua Mauro Cardoso de Oliveira, nº 190– Jardim Vésper – Andirá - PR. Andirá, 07 de novembro de 2011. ANGELA MARIA DA SILVA CORREIA PREGOEIRA OFICIAL


Atas&Editais B-7

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011 RESULTADO DE LICITAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ – PR PREGÃO 078/2011 PROCESSO DE LICITAÇÃO Nº 169/2011 DATA DE HOMOLOGAÇÃO: 07/11/2011 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA TÉCNICA E ASSESSORIA PÚBLICA JUNTO À SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, COMPREENDENDO ASSESSORAMENTO NO PLANEJAMENTO DAS ATIVIDADES QUANTO Á MELHORIA E ALTERAÇÕES, NORMATIZANDO A EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS. VENCEDOR: ANTONIO CESAR DE OLIVEIRA - ME, CNPJ: 14.157.429/0001-00, com o valor total de R$ 66.000,00 (Sessenta e seis mil reais). PREGOEIRA: ANGELA MARIA DA SILVA CORREIA PREFEITO: JOSÉ RONALDO XAVIER PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ

EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 37/2011 A Prefeitura Municipal de Cambará, Estado do Paraná, de acordo com as atribuições que lhes foram conferidas, em conformidade com o resultado do pregão abaixo relacionado e devidamente homologado, RESOLVE, nos termos da Lei nº 8.666/93, e das demais leis aplicáveis, torna público o EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS: PREGÃO PRESENCIAL N°: 037/2011 OBJETIVO: Sistema de Registro de Preços para aquisição de medicamentos. Fornecedor: AGLON COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA

CNPJ/MF Nº 65.817.900/0001-71 ITEM ESTIMATIVA UNID. DE CONSUMO 174

10000

cp

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$)

Teofilina 200mg

0,55

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) 9,00

Fornecedor: BH FARMA COMÉRCIO LTDA

CNPJ/MF Nº 42.799.163/0001-26 ITEM ESTIMATIVA UNID. DE CONSUMO 63

Dextrona 701mg + Hipromelo 3mg/ml (Lacribell) 179 900 fr Trietanolamina + associações(Cerumim) 8ml Fornecedor: COMERCIAL CIRURGICA RIOCLARENSE LTDA CNPJ/MF Nº 67.729.178/0004-91 ITEM ESTIMATIVA UNID. DESCRIÇÃO DO PRODUTO DE CONSUMO 6 11 12 25 28

600

fr

3000 40000 2000

amp cp amp

3500

fr

40000

cp

30

60000 37 5000 45 6000 47 60000 50 1000 54 50000 55 10000 65 30000 79 20000 89 800 127 20000 139 2000 141 5000 148 1000 155 2500 182 600 183 3500 Fornecedor: LICIMED

cp amp amp cp amp cp amp cp cp amp cp fr tb amp fr fr amp

Amicacina 500mg/2ml inj Amoxicilina 500mg Ampicilina 1gr S/D Bronfeniramina + cloridrato de fenilefrina (Decongex) Gotas Butilbrometo de escopolamina (Buscopan Simples) 10mg Butilbrometo de escopolamina+Dipirona sódica (Buscopan Composto) 10mg Ceftriaxona 1gr S/D I.V. injetável Cimetidina 150mg/ml Cinarizina 75mg Cloranfenicol 1gr injetável Complexo B Complexo B 2ml injetável Diazepan 10mg Enalapril 10mg Fentalina 0,05mg 10ml injetável Metildopa 250mg Nimesulida 50mg/1ml gotas 15ml Nistatina Creme Vaginal 60grs Oxacilina 500mg S/Dil. injetável Periciazina gotas 20ml 4% Vitamina A e D (Ad-til) gotas Vitamina C 1g/5ml injetável

7,00 VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) 0,65 0,06 0,82 2,19 0,09 0,09 1,02 0,18 0,03 0,97 0,04 0,46 0,02 0,02 0,89 0,07 0,45 0,90 0,58 12,00 1,99 0,48

– DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS CORRELATOS E PRODUTOS MEDICO HOSPITALARES LTDA CNPJ/MF Nº 04.071.245/0001-60 ITEM ESTIMATIVA UNID. DE CONSUMO

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) 6,85 7,28 0,22 0,53

26 1200 un Budesonida 32mcg 120 Doses 27 1200 un Budesonida 64mcg 120 Doses 44 30000 cp Cilostazol 50mg 150 1500 amp Oxitocina 5000UI/ml injetável Fornecedor: CRISTÁLIA PRODUTOS QUIMICOS FARMACEUTICOS LTDA

CNPJ/MF Nº 44.734.671/0001-51 ITEM ESTIMATIVA UNID. DE CONSUMO 33 42 52 53 86 90

10000 3500 3000 6000 40000 100

cp Amp amp cp cp tb

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) Carbamazepina 200mg 0,06 Cetoprofeno IV 100mg 1,48 Clorpromazina 25mg 5ml injetável 0,79 Codeína 30mg 0,51 Fenobarbital 100mg 0,04 Fibrinolisina+Desoxirribonuclease+Cloranfenic 13,40 ol (Fibrase) 10g Haloperidol 5mg 0,03 Haloperidol decanoato 70,52mg 1ml injetável 2,24 Halotano Anestésico 100ml Líquido 74,50 Heparina 5000UI/0,25ml Subcutânea 4,50 Levomepromazina 25mg 0,09

100 12000 cp 102 200 amp 103 24 fr 104 200 amp 118 8000 cp Fornecedor: DIMACI/PR MATERIAL CIRURGICO LTDA

CNPJ/MF Nº 00.656.468/0001-39 ITEM ESTIMATIVA UNID. DE CONSUMO 13 21 22 40 59 96 111 126 143 144 153 165 172

500 800 20000 35000 5000 1000 1100 15000 30000 40000 30000 100 30000

fr fr cp cp amp amp fr cp cp cp cp amp cp

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Ampicilina 250mg/5ml 60ml suspensão Brimonidina (Tartarato)15% 5ml colírio Bromoprida 10mg Cetoconazol 200mg Dexametasona 4mg/ml 2,5ml injetável Gentamicina 20mg/2ml injetável Iodeto de Potássio 200mg Xarope Losartan 50mg Norfloxacino 400mg Omeprazol 20mg Paracetamol 500mg Propofol 10mg 20ml injentável Sulfametoxazol + trimetropina 400+80mg

VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) 1,15 12,55 0,05 0,06 0,33 0,26 0,92 0,04 0,07 0,04 0,02 3,40 0,04

HOSPFAR INDUSTRIA HOSPITALARES LTDA CNPJ/MF Nº 26.921.908/0001-21

Fornecedor:

ITEM ESTIMATIVA UNID. DE CONSUMO 15 34 56

COMERCIO

DE

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Anestésico Solução Oftálmica Colírio Carvedilol 25mg Cromoglicato Dissódico (Cromolerg) 20% Colirio 70 3000 amp Dimenidrato DL (Dramin B6 DL) 10ml 109 400 cp Inibina 10mg 110 200 amp Inibina 5mg injetável Fornecedor: MÁXIMA COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS LTDA CNPJ/MF Nº 11.141.123/0001-69 ITEM ESTIMATIVA UNID. DESCRIÇÃO DO PRODUTO DE CONSUMO 2 4 17 18 20 29

300 20000 300

E

2000 3000 200 200 800 500

fr cp fr

fr fr amp amp cp amp

Acebrofilina 50mg/5ml xarope infantil Ambroxol 100ml xarope adulto Atropina 0,250mg/1ml inj Atropina 0,5mg/1ml inj Bisacodil 5mg Butilbrometo de escopolamina (Buscopan Simples) Injetável 31 5000 fr Butilbrometo de escopolamina+Dipirona sódica (Buscopan Composto) 15ml Gotas 32 6000 amp Butilbrometo de escopolamina+Dipirona sódica (Buscopan Composto) 5ml injetável 36 5000 amp Cefalotina 1gr S/D injetável 38 1200 tb Cetoconazol + betametasona + neomicina(Novacort) 30G 43 300 cp Ciclobenzaprina 5mg 46 80000 cp Cimetidina 200mg 57 250 amp Deslanosídeo 0,2mg/ml 60 5000 fr Dexametasona Elixir 100ml Suspensão 64 5000 cp Diacereina 50mg 73 5000 cp Dimeticona 40mg 74 100 fr Dimeticona Gotas 10ml 75 10000 amp Dipirona 500mg/ml 2ml 78 100 amp Dopamina 50mg/10ml 80 200 amp Epinefrina 1mg/ml injetável 84 80 amp Etilefrina (Cloridrato) (Efortil) 10mg/ml 93 5000 caps Fumarato de Formoterol + Budesonida 12/400mcg sem bombinha 95 2000 amp Furosemida 20mg/2ml injetável 97 1000 amp Gentamicina 40mg/2ml injetável 99 200 amp Gliconato de Cálcio 10% 10ml 106 5000 fr Hidrocortizona 500mg injetável 107 3000 fr Hidróxido de Alumínio 150ml Líquido 115 10000 cp Levodopa + Carbidopa 250mg 120 1000 amp Lidocaína 2% S/V 20ml injetável 121 400 tb Lidocaína Geléia 30grs 123 700 amp Lincomicina 300mg/2ml injetável 124 4000 cp Loperamida 2mg 125 12000 cp Loratadina 10mg 128 800 cp Maleato Metilergometrina (Methergin) 0,2mg 129 500 amp Metilergometrina (Maleato) (Methergin) 0,2mg/ml inj. 131 8000 amp Metoclopramida 10mg/2ml injetável 132 3000 fr Metoclopramida gotas 133 350 fr Metronidazol 0,5% Suspensão 100ml 136 4000 tb Neomicina 10g Pomada 138 60000 cp Nimesulida 100mg 142 1000 fr Nistatina Suspensão Oral Líquido 10ml 147 300 fr Orfenadrina (Citrato) + Dipirona Sódica + Cafeína anidra (Dorflex) Gotas 149 1400 tb Óxido de zinco + vitamina A e D (Hipoglos) 45grs 162 20000 cp Prednisona 20mg 163 300 amp Prometazina (Cloridrato) 25mg/ml 168 3500 fr Salbutamol 100ml 177 80 fr Timolol Colírio 5ml Fornecedor: PONTAMED FARMACEUTICA LTDA CNPJ/MF Nº 02.816.696/0001-54 ITEM ESTIMATIVA UNID. DESCRIÇÃO DO PRODUTO DE CONSUMO

PRODUTOS VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) 5,49 0,17 6,72 1,79 2,40 9,50 VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) 1,76 0,71 0,17 0,33 0,10 0,37 1,17 0,46 1,03 2,85 0,30 0,03 1,01 0,82 2,79 0,03 0,44 0,22 0,42 0,35 0,75 1,15 0,19 0,28 0,45 1,94 0,89 0,16 1,17 1,18 0,35 0,05 0,04 0,46 1,07 0,16 0,26 1,06 0,59 0,03 1,17 3,16 0,91 0,04 0,62 0,64 1,05

VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) 5 3000 fr Ambroxol 100ml xarope infantil 0,69 9 2000 cp Amiodarona 200mg 0,08 16 5000 cp Atenolol 50mg 0,02 23 250 amp Bromoprida 10mg/2ml 0,47 41 3500 cp Cetoprofeno IM 50mg 24 comprimidos 0,23 68 8000 cp Diclofenaco 75mg injetável 0,19 76 5000 fr Dipirona Gotas 10ml 0,33 87 1000 amp Fenobarbital 200mg 1ml injetável 0,70 88 400 fr Fenoterol (Bromidrato) 5mg/5ml 1,05 101 500 amp Haloperidol 5mg 1ml injetável 0,28 105 600 fr Heparina 5000UI/ml 5ml I.V. 6,75 114 500 amp Isossorbida 10mg/ml injetável 1,58 119 7000 cp Levonorgestrel 0,15mg + Etinilestradiol 0,03mg 0,03 (Microvlar) 135 200 amp Morfina 0,2mg 1ml injetável 1,00 137 80000 cp Nifedipina 20mg 0,03 145 2500 amp Omeprazol 40mg C/Dil. injetável 2,39 151 300 amp Pancuronio (Brometo) 4mg 2ml injetável 2,40 156 5000 cp Permanganato de Potássio 100mg 0,04 171 50 fr Sulfametoxazol + trimetropina 100ml 1,00 Suspensão 176 300 amp Terbutalina 0,5mg/ml injetável 1,31 181 50 amp Verapamil inj 0,97 Fornecedor: PRODIET FARMACEUTICA LTDA CNPJ/MF Nº 81.887.838/0001-40 ITEM ESTIMATIVA UNID. DESCRIÇÃO DO PRODUTO VALOR DE UNITÁRIO CONSUMO DA VENCEDOR A (R$) 3 40000 amp Água Destilada p/ injeção 10ml 0,07 7 500 amp Aminofilina 240mg/10ml inj 0,34 14 10000 cp Ampicilina 500mg 0,07 35 30000 cp Cefalexina 500mg 0,10 48 40000 cp Ciprofloxacino 500mg 0,07 81 100 tb Epitezan Oftálmico pomada 6,63 85 600 amp Fenitoína Sódica 5% injetável 0,42 98 1000 amp Gentamicina 80mg/2ml injetável 0,30 113 10 fr Isoflurano Anestésico 100ml Liquido 28,00 152 2500 fr Paracetamol 200ml gotas 0,30 Fornecedor: DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS SÃO MARCOS LTDA EPP

CNPJ/MF Nº 07.127.606/0001-31 ITEM ESTIMATIVA UNID. DE CONSUMO

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

158 30000 cp Piroxicam 20mg 175 50 fr Terbutalina (Sulfato) 0,3mg Xarope Fornecedor: WERBRAN DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDA

CNPJ/MF Nº 04.372.020/0001-44 ITEM ESTIMATIVA UNID. DE CONSUMO 19

1000

tb

72 146

5000 40000

cp cp

164 167 173 184

10000 20000 40000 10000

cp pct cp cp

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Betametasona + Gentamicina + Clioquinol + Tolnaftato (Quadriderm) 20mg Pomada Dimenitrato Nausedrinato 100mg Orfenadrina (Citrato) + Dipirona Sódica + Cafeína anidra (Dorflex) Propatilnitrato 10mg Sais para Reidratação Oral Sustrate (Propatilnitrato) 10mg Vitamina C 500mg

Cambará (PR), 18 de outubro de 2011. José Salim Haggi Neto Prefeito Municipal de Cambará

VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) 0,04 2,14

VALOR UNITÁRIO DA VENCEDOR A (R$) 3,58 0,08 0,07 0,28 0,20 0,28 0,07


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 08 de novembro de 2011

E-mail: social@tribunadovale.com.br

FERNANDA DINIZ Arquivo Pessoal

Casamento Os noivos Luciano Vitorino Souto e Roberta Palmeira uniram-se em matrimônio neste último dia 29, em Santo Antônio da Platina na Igreja Metodista Central em cerimônia presidida pelo pastor Ivan Silveira Filho e auxiliada pelo pastor acadêmico Tiago Augusto Cardoso. O casal recebeu cumprimentos durante jantar oferecido no Espaço Villas Evento

Juninho Queiroz

Notícia muito boa! Pesquisas recentes mostram que, assim como vírus e bactérias, a saúde também é transmissível ̶ só que por meio dos laços afetivos criados entre nós. Na prática, quem se aproxima de gente que faz ginástica, por exemplo, tende a espantar o sedentarismo sem sofrimento. Aqueles que presenciam a decisão de um amigo de parar de fumar têm mais chances de largar o cigarro. E os que preferem conviver com pessoas alegres acabam tornando-se mais satisfeitos com a vida. De acordo com um estudo assinado pela Harvard Medical School, nos Estados Unidos, se um grande amigo seu ficar contente, a probabilidade de você começar a rir à toa só por conviver com ele é de 60%. (Revista Saúde)

Click

Recortes

Em momento de descontração João Carlos Castanheira Néia com sua esposa Roberta Domingues Néia. O click vem da cidade de Joaquim Távora

Tendência que começou no inverno 2011, os recortes em sapatos seguem firme na próxima estação. O detalhe foi usado em escarpins, sandálias e inclusive em alguns modelos mais fechados. Aproveite para arrasar com esta tendência!

Coringa da estação

Frase Mede-se a juventude de uma pessoa não pela idade, mas pela curiosidade que mantém (Salvador Pániker )

Uma peça de roupa que vai ser essencial no seu armário, neste fim de ano, é o macacão. Ele vem com tudo! Com modelos e estampas super lindas e elegantes. Podem ser usados em qualquer ocasião. Em festas mais elegantes opte por um modelo com pouca estampa, use acessórios que valorizem a peça e a deixe mais chique. Agora se vai usá-lo no dia a dia pode investir nos tecidos leves e estampados.

H ORÓSCOPO PARA HOJE Áries Tudo a seu favor neste início de semana, pegue firme em tudo que é difícil de resolver e se concentre nisso - suas chances de superar dificuldades também está maior. Há gente boa do seu lado. Espírito livre, ideias arrojadas. O dia é seu!

Gêmeos Contatos sociais estimulantes trazem informações novas, e tudo ao seu redor inspira e clama por sua participação! Sim, estes próximos dias serão ótimos pra você testar, treinar, aprender e trocar. Avançará muito e chegará mais perto de metas.

Leão Quatro astros transitam signos do mesmo elemento que o seu; isso quer dizer aceitação, facilidades mil, chances e sucesso a mais do que os outros signos pra você. Faça bom proveito: viagens, estudos, processos legais. Inspiração e certeza.

Libra Você conta já, neste começo de semana, com apoios importantes, especialmente no trabalho. Você cresceu, apareceu e agora alguns o procuram. Você se fortalecerá juntando-se a estas pessoas. Casamento, sociedades, tudo em alta.

Sagitário Bons ventos no cenário astral empurram seu navio para o mar aberto. Vá mais longe, hoje os sinais estão todos verdes pra você. Persuasão em dose dupla, amor que brota firme e uma boa consciência de seu papel no mundo, aqui e agora.

Aquário Mente inquisitiva, olho clinico, ideias brilhantes - e ainda bem que tem gente que vai levar a sério o que você propuser! Rodeado de amigos, você será mais forte. Faça planos e pense com carinho em convite de amigos. Ambiente familiar turvo.

Touro Comece de mansinho o dia - e aprenda com os outros o valor da coragem de inventar e inovar. Nada de chamar atenção para seus problemas privados. Quanto mais discrição, melhor. Descanse mais, e fuja do barulho. Por hoje é só.

Câncer Impopular será aquele que se lamentar, pois hoje é dia dos audazes e dos que rompem barreiras anacrônicas. Se você faz parte desta tribo, aproveite as ótimas vibrações pra colocar em marcha alguns de seus sonhos mais queridos.

Virgem Clima astral de hoje pede que você encare de frente assuntos familiares pendentes. E que seja muito generoso e solidário com quem estiver envolvido em problemas e precisando de você. Libertação de grilhões, saídas e explorações do novo.

Escorpião Você continua brilhando, seu instinto não falha, e sobre todos os reveses, sua individualidade é vencedora. Hoje, por que tem recursos, materiais e espirituais, conseguirá tocar um trabalho difícil e exigente. Reviravoltas, mas você estará preparado.

Capricórnio Melhor que você não chame muita atenção sobre si hoje. Muito mais instrutivo será olhar pra trás e entender onde foi que errou com as pessoas queridas, porque perdeu dinheiro etc. Treine a espontaneidade e brinque um pouco mais.

Peixes O Sol em Escorpião abre portas pra você no campo espiritual, ajuda nas questões legais e jurídicas, permite sonhos reveladores. Lua e Urano acordam seus dotes e movimentam setor financeiro. Vênus e Mercúrio revelam dons profissionais.

cyan magenta yellow black


TRIBUNA DO VALE EDIÇÃO Nº 2016