Page 1

cmyb

Sabado e Domingo

TRIBUNA DO VALE 2 e 3 DE JULHO DE 2011

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

210 120

ANO XV - N0 1928 - R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

SELEÇÃO

Para Mano Venezuela merece respeito 

PÁG. A7

TIROTEIO

Casquel vira caso de polícia

Canaviais incendiados, caminhões apedrejados e até alvejados por tiros, ameaças de todo tipo. Este é cenário em que está se convertendo a crise crônica envolvendo a empresa Casquel Agrícola

e Industrial, de Cambará, que há anos dá calotes em fornecedores de cana e trabalhadores, promovendo desespero generalizado que acaba descambando para os atos de violência. Esta semana, caminhões 

POLÍTICA

João Naime rebate declarações de ex-prefeito Flávio Maiorky 

que fazem o transporte do cana da lavoura para a Usina Jacarezinho, foram alvos de atentados. Além de constantes apedrejamentos, os veículos foram alvos de vários disparos de arma de fogo.

PÁG. A5

DESCANSO

Estudantes entram em férias na próxima semana Antônio de Picolli

PÁG. A3

LOCAL

Prefeitura estabelece cronograma para recolher entulhos 

PÁG. A5

EDUCAÇÃO

PÁG. A4

CRIME

Biblioteca Ataíde Camargo é inaugurada em Joaquim Távora

Polícia Militar prende suspeitos de matar duas mulheres

O prefeito Claudio Revelino e autoridades inauguraram ontem unidade da Biblioteca Cidadã

Casal foi preso ontem em uma operação organizada pela Polícia Militar

O prefeito Claudio Revelino (PR) inaugurou na manhã de ontem a biblioteca professor Ataíde Camargo em Joaquim Távora. O local que começa a funcionar a partir desta segunda-feira, 4, integra o projeto biblioteca cidadã do governo estadual e conta com estrutura de

A Polícia Militar prendeu no final da tarde de ontem, em uma fazenda entre os municípios de Tomazina e Guapirama, Wagner Fernandes, 24 anos, acusado e a sua amásia, Claudia Cristina Rosa, 35 anos. Fernandes é acusado de matar a tiros duas mulhe-

Antônio de Picolli

180 metros quadrados, acervo com mais de dois mil livros, salas de leitura adulta e infantil, telecentro e área administrativa. Com atendimento gratuito, o novo prédio contará com a adição de mais cinco mil títulos que serão transferidos da Biblioteca Municipal Castro Alves.

www.tanosite.com.br

PÁG. B1

MUDANÇA

Nova legislação prevê liberdade para acusados de crimes leves A partir de segunda-feira, 4, entra em vigor a nova legislação que deve obrigar os Estados a revisar casos de presos que cumprem pena por crimes considerados ‘leves’ nas cadeias de delegacias. A Lei das Cautelares prevê que, em casos de furtos simples, a Justiça não poderá decretar a prisão preventiva, a não ser que o acusado 

tenha sido condenado por crime doloso (com intenção de praticar o ato). No Norte Pioneiro, onde a população carcerária é de aproximadamente 450 presos, o delegadochefe da 12ª Subdivisão Policial em Jacarezinho, Sérgio Luiz Barroso, disse que ainda não tem levantamento para calcular o reflexo da medida nas 16 carceragens da região.

PÁG. A6

res na terça-feira, 26, em Ribeirão do Pinhal. Ao ser preso, Rosa confessou o crime e também acabou detida pela polícia. Na delegacia, em Santo Antônio da Platina e confirmou que matou as duas mulheres depois de um desentendimento.

PÁG. A6

LUTO

SUPLEMENTO

Ex-deputado Djalma César morre em acidente na BR-376

Tribuna traz caderno especial sobre Dia do Cooperativismo

PÁG. A3

PÁG. C1

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

No Estado do Paraná, as escolas mantidas pelas APAEs, incluíram nos últimos 5 anos cerca de 3.984 alunos das escolas especiais para a rede comum de ensino” José Turozi

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

As doenças reemergentes são aquelas que já são conhecidas há muitos anos, mas que de repente têm apresentado números elevados de incidência.”

A RTIGO

E DITORIAL

Doenças medievais

A mídia do mundo inteiro noticia com, freqüência o reaparecimento de doenças há muito erradicadas ou que desapareceram por conta da mudança de hábitos das populações. Um exemplo é a gripe AH1N1, citada na história medieval, mas que reaparece a partir da mutação do vírus influenza. Doenças como a tuberculose e meningite são outras moléstias que retornam de forma devastadora. Esse assunto foi debate no 38º Congresso Brasileiro de Análises Clínicas, que aconteceu em Curitiba entre os dias 26 e 29 de junho. A coordenação do congresso assinala que a cada ano, doenças infecciosas que assustaram a humanidade séculos atrás e, que por algum período, desapareceram ou foram controladas, estão de volta e se alastram rapidamente pelo mundo. Especialistas levantam várias questões a respeito, principalmente sobre a razão que essas doenças voltam a atormentar o planeta, ainda mais quando já existem mais informações, tecnologia e as experiências do passado. Os profissionais da área tratam a questão do reaparecimento de doenças com a visão científica de quem tem explicação técnica para esses fenômenos. Para os críticos que focam as políticas públicas na área de saúde, trata-se de um conjunto de anormalidades que começa com as mudanças de hábitos da população até a incompetência de quem teria a responsabilidade de fazer a coisa bem feita, mas não faz. A médica do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, Marion Burger, explica que as doenças emergentes são as enfermidades desconhecidas da população e que são causadas por agentes infecciosos que nunca foram descritos, como os príons que foram responsáveis pela encefalopatia espongiforme, popularmente coHORÁRIO DE FECHAMENTO

02:20

José Turozi *

nhecida como a doença da vaca louca, em humanos na década de 1990. Chamam a atenção dos pesquisadores as doenças que antes não eram diagnosticadas em pessoas e que nas últimas décadas se tornaram frequentes. “Agentes infecciosos que antes só atingiam animais, como o HIV, que infectava macacos, mas que na década de 1980 passou a ser detectados em humanos com AIDS. As doenças reemergentes são aquelas que já são conhecidas há muitos anos, mas que de repente têm apresentado números elevados de incidência. Exemplo desses aumentos são os surtos de Dengue. Somente nos primeiros cinco meses de 2011 no Paraná, foram registrados, segundo a Secretaria de Estado de Saúde, mais de 23 mil novos casos da doença. “Também podemos citar os novos casos de Tuberculose e os diferentes tipos de Meningites, como a meningocócica A, B, C e viral”, expõe a Marion Burger. Especialistas acreditam que a volta de certas doenças coincide com o modelo de desenvolvimento econômico das sociedades, baseado na exploração do trabalho, tensão social, nas questões do meio ambiente e nas mudanças climáticas. A grande desigualdade social, a fome, desemprego, pobreza e condições de vida das populações pobres também são um dos fatores para a volta desses vírus. Pesquisadores de todo o mundo temem o que pode acontecer no futuro, principalmente quando se baseiam na teoria de que, ao ocorrer uma epidemia em um país, logo outros correm riscos. Por essa razão é preciso conscientizar a população quanto às formas de prevenção, já que grande parte dessas doenças é transmitida através da respiração. Aliado a isso, um boa dose de responsabilidade dos governantes e de nos

C HARGE

chargeonline.com.br

NESTA EDIÇÃO TEM

24 PÁGINAS CADERNO PRINCIPAL - OPINIÃO - POLÍTICA - GERAL - GERAL - COTIDIANO - ESPORTES - AGRONEGÓCIO

A 01 - 08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

2ª CADERNO - CIDADES - CIDADES - ATAS & EDITAIS - SOCIAL

B 01 - 08 B 01 B 02 B 03 - 07 B 08

3º CADERNO - ATAS & EDITAIS

C 01 - 08 C 01 - 08

PREVISÃO PARA HOJE

210 120 SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

A RTIGO Elton Welter *

Uma agência reguladora para regular o governo? O governador Beto Richa encaminhou à Assembleia Legislativa o projeto de lei nº 361/2011, propondo a ampliação da abrangência da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná. Esta agência foi criada em 2002, no governo Jaime Lerner. Nunca saiu do papel. O objetivo é inserir os serviços de saneamento básico e de energia no rol daqueles que a lei já previa. Estão incluídos: rodovias e ferrovias concedidas; terminais de transportes: rodoviários, ferroviários, aeroviários, marítimos e fluviais; transporte rodoviário coletivo intermunicipal de passageiros; exploração da faixa de domínio da malha viária; inspeção de segurança veicular. O projeto de lei enviado à Alep pelo governador, não explicita, porém, o que se entende por serviços de saneamento básico e serviços de energia. Conforme a proposta, tal definição será realizada “através de ato do Poder Executivo.” Ou seja: por meio de decreto do governador, sem a participação da sociedade e dos deputados estaduais. O projeto de lei também permite a inclusão de outros serviços delegados, conforme bem entender o Executivo. Os setores de energia elétrica, saneamento e gás são monopólio de serviços públicos prestados pela Copel, Sanepar e Compagás, empresas cujo controle acionário é do governo do Estado. A Copel

atende atualmente uma população superior a 10 milhões de paranaenses, abrangendo 393 municípios. A Sanepar está presente em 344 municípios do Estado. A Compagás, empresa de economia mista, em que a Copel detém mais de 51% do controle acionário, é a concessionária responsável pela distribuição de gás canalizado no Paraná. As agências reguladoras foram criadas no Brasil a partir da década de 90, quando das privatizações realizadas pelo governo brasileiro, com a missão de zelar pelo cumprimento dos contratos de concessão à iniciativa privada, além de fomentar a competitividade do setor, pela modicidade tarifária, com a universalização de serviços, aplicar a legislação relativa à fixação de tarifas e arbitrar conflitos entre o poder concedente, os concessionários e os usuários. Atualmente, existem dez agências reguladoras em nível nacional, como Aneel, Anatel, Anvisa, Anac, ANTT, Ana e outras. O Estado é o titular do direito de concessão para explorar, diretamente ou sob o regime de concessão ou permissão, sempre através de licitação, os serviços públicos. Ao estender aos serviços de energia e saneamento a área de abrangência da agência reguladora , o governo do Estado indica que pode haver disposição de outorgar a terceiros a exploração de alguns desses serviços, seja por concessão, permissão ou mesmo,

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Editorial

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

principalmente no caso da Copel e Sanepar, a privatização. Na própria justificativa do projeto de lei, o governo sinaliza que irá incluir na agência outros serviços: “vem este Poder Executivo propor a ampliação da abrangência da ação reguladora da Agência, com a inclusão não só de serviços públicos relacionados à infraestrutura, mas todos os serviços públicos delegados, especialmente aqueles relacionados ao Saneamento, Energia e Tecnologia e Informática”, diz a mensagem do governador à Assembleia. Por que criar uma agência estadual se os serviços que pretende regular já são fiscalizados pelas agências federais? Por que criar uma agência para regular os serviços prestados pelo próprio governo? O governo estaria preparando o terreno para outorgar à iniciativa privada alguns dos serviços que hoje são prestados pelas empresas sob seu controle acionário- caso da Copel, Sanepar, Compagás, Celepar, APPA e outras? Além dessas questões, há ainda outras dúvidas que precisam ser esclarecidas pelo governo. É o caso do orçamento da agência. O projeto de lei prevê recolhimento mensal de 0,5% da receita operacional bruta do concessionário ou permissionário, a título de Taxa de Regulação de Serviços Públicos Delegados. O montante arrecadado constituiria receita privativa da agência.

Cálculos iniciais dão conta que o orçamento da agência seria de R$ 70 milhões, superior ao de muitas, ou todas, as secretarias de Estado. A maior receita da agência estadual viria do setor de energia elétrica- cerca de R$ 55 milhões. Hoje, a conta de luz que o consumidor paga já inclui a taxa para a ANEEL, a agência federal que regula e fiscaliza o setor elétrico. Com a obrigação da Copel pagar uma taxa de regulação também à agência estadual, haveria uma tarifa adicional para os consumidores paranaenses pagarem. A sociedade precisa entrar nessa discussão. A Assembleia Legislativa não deve votar o projeto a toque de caixa. Precisamos ampliar o debate e estabelecer, com serenidade, quais serviços devem ser regulados e de que forma podemos garantir uma agência reguladora com autonomia orçamentária e financeira e independência e liberdade de decisão. Não vejo sentido em incluir os setores de energia elétrica e saneamento na agência reguladora estadual. Não há sentido no Estado querer regular o próprio Estado. A menos que o caminho que está sendo preparado seja abrir mão do controle estatal da Sanepar e da Copel. E essa é uma questão que preocupa todos os paranaenses. *Elton Welter é deputado estadual pelo PT e membro da Comissão de Obras da ALEP.

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 150,00 Trimestral R$ 45,00 Semestral R$ 90,00 On-line R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Jornal Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

O PNE e a Educação Especial Está em tramitação na Câmara Federal o projeto de Lei nº. 8035/2010 de autoria do Poder Executivo que trata da aprovação do Plano Nacional de Educação para o decênio 2011-2020. No artigo 3º do projeto de Lei estabelece que as metas previstas devam ser cumpridas no prazo de vigência do PNE 2011-2020, e, no entanto passaram-se quase 06 meses de 2011 e a educação do Brasil continua a não ser prioridade das nossas autoridades, pois a discussão e votação deveriam ter ocorrido em 2010. A meta 4 do PNE estabelece: “Universalizar, para a população de quatro a dezessete anos, o atendimento escolar aos estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação na rede regular de ensino”. Novamente o governo federal através de sua equipe do MEC, quer impor que a educação das pessoas com deficiências intelectuais, transtornos globais, surdos e cegos, sejam incluídos na rede regular de ensino, não considerando o interesse das famílias e das próprias pessoas com deficiências, decidindo por elas que o melhor lugar é na classe comum, desconsiderando seus direitos e liberdades fundamentais. Em 2007, e posteriormente em 2009, o MEC através de resolução quis impor a matrícula obrigatória das pessoas com deficiências intelectuais na rede regular de ensino, sob a égide de que ali ocorreria normalmente a inclusão destas pessoas. Em audiência pública do PNE realizada no dia 06 de junho de 2011, na Assembléia Legislativa do Paraná, a Federação das APAES do Paraná, esteve presente discutindo e entregando dezenas de emendas consensuadas do movimento das APAEs do Brasil, ao relator do Projeto de Lei, deputado federal Ângelo Vanhoni (PT-Pr.), onde principalmente defende a garantia da existência da escola especial e a oferta do aprendizado ao longo da vida, para a pessoa com deficiência, particularmente as que apresentam deficiência intelectual e múltipla. Defendemos a escola especial como forma de realizar a inclusão educacional, social e profissional das pessoas com deficiências. No Estado do Paraná, as escolas mantidas pelas APAEs, incluíram nos últimos 5 anos cerca de 3.984 alunos das escolas especiais para a rede comum de ensino além disso treinaram e colocaram cerca de 1.700 alunos no mercado de trabalho.Isso demonstra o compromisso das APAEs com a inclusão da pessoa com deficiência intelectual e múltipla. Presente na audiência pública representantes da FENEIS que protestaram contra a atitude da equipe do Ministério da Educação que ameaçou fechar o Ines, que presta serviços educacionais, e profissionalizantes aos seus alunos. Os representantes da Comunidade Surda querem ter na educação básica como primeira língua a LIBRAS, pois as crianças surdas precisam estar em contato com os seus pares para o aprendizado e o desenvolvimento cultural. Precisam de escolas bilíngües, que ensinem o português a partir da Libras. Além dos surdos, os cegos reclamam de que nas primeiras séries estão sendo relegados a meros ouvintes, conforme manifesto da, Organização Nacional dos Cegos, ONCB. O INES, Instituto Nacional de Educação de Surdos e o IBC, Instituto Benjamin Constant, foram fundados a mais de 150 anos e são referências no atendimento e na educação de pessoas com deficiência auditiva, no caso do INES, e de visão, no caso do IBC. Nos meses de abril e maio deste ano, foram realizados no Paraná 282 Seminários municipais de Avaliação do Processo de Inclusão Escolar da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla na Educação Básica. Mais de dez mil pessoas participaram entre estes: Ex-alunos das APAEs (incluídos no ensino comum), pais dos alunos, professores da rede municipal de ensino e especialistas de educação dos municípios. O resultado da avaliação foi favorável, quando se trata da estrutura, socialização, aprendizagem e satisfação dos alunos, pois eles foram incluídos no ensino comum, após passarem longo período na escola especial, que os preparou para a mudança, em comum acordo com as suas famílias e com os dirigentes e professores das redes municipais de ensino. O resultado da avaliação com os professores das redes municipais de ensino do Paraná, é que a escola especial é necessária, faz parte do sistema educacional dos municípios, não se deve acabar com a escola especial, e que as APAEs não defendem a segregação. Outro resultado destes seminários, é que quando se fala em inclusão, a principal referência é a Escola de Educação Especial que tem um importante papel nas comunidades e são as precursoras no atendimento das diferenças e das deficiências tendo como foco a valorização do ser humano. Finalizando a avaliação os participantes opinaram que a falta de uma política inclusiva sistematizada e estruturada, professores com dificuldades de intervenção diante das dificuldades de aprendizagem dos alunos, estrutura humana e física deficitária, foram as principais dificuldades levantadas no impedimento da Inclusão Educacional. A equipe do MEC entende que a inclusão faz-se apenas colocando a pessoa com deficiência em uma sala de aula juntamente com os alunos do ensino comum. Temos experiências de centenas de alunos incluídos no ensino comum e que retornaram às escolas especiais, pois não se adaptaram e a família decidiu que o melhor lugar é na escola especial. Há que se respeitar o direito de livre escolha. Inclusão é um processo. Não se faz inclusão através de Projeto de Lei, por Decreto ou Resolução. Tem que ter diálogo principalmente com as próprias pessoas com deficiências e com suas respectivas famílias. O PNE garante ainda a “Gestão democrática da Educação e o controle social da Educação”. Assim, como gestão democrática espera-se que os senhores deputados federais e senadores, acolham as emendas sugeridas pelas entidades representativas, que atendem, educam e que fazem a inclusão das pessoas com deficiências. O novo PNE garante um padrão de qualidade em todas as instituições de ensino, mas para isso não basta apenas que esteja escrito na Lei, precisa-se de vontade política e de recursos financeiros. Portanto, ampliar progressivamente o investimento público em educação até atingir o patamar de sete por cento do Produto Interno Bruto do País é muito pouco se considerarmos os próximos 10 anos. È necessário ir além, o Brasil precisa investir no mínimo dez por cento do PIB, isto se quisermos que o País avance na Educação e Cultura, desta forma redimir do descaso de décadas de atraso educacional e cultural.

Presidente da Federação das APAEs do Estado do Paraná RG.705.937-0 SSP-Pr.

Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Santo do Itararé ¦Santana do Itararé ¦Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Política A-3

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

É para isso que trabalham os deputados Lupion, na busca do entendimento” Pedro Lupion

P anorama Regional B. Francisquini

Apoio do homem Em alta perante a opinião pública estadual, o governador Beto Richa (PSDB), vem sendo apontado como a figura principal das eleições municipais de 2012. A disputa por seu apoio já vem sendo sentida nas bases governistas e, em muitos municípios, vai ser difícil Richa estabelecer seu candidato sem causar estremecimentos nas relações com aliados. Santo Antônio da Platina,

por exemplo, é um caso nevrálgico. Na “cidade jóia” o governador teve apoio de dois ex-prefeitos, Flávio Maiorky, do mesmo partido de Beto, e Pedro Claro de Oliveira (DEM), que na ocasião saiu candidato a deputado estadual, rompendo com Abelardo e Pedro Lupion, pai e filho, candidatos a federal e estadual, respectivamente, que, por sua vez, mantiveram-se fiéis à Osmar Dias (PDT).

Disputando o mesmo amor Flávio, como se sabe, é presidente do diretório municipal do PSDB. Pedro Claro se reconciliou com Pedro Lupion e foi levando á presença de Beto Richa, de quem teria obtido garantias de apoio. Maiorky vai lutar para reverter na justiça a inelegibilidade que lhe fora imposta no início deste ano pela Câmara de Vereadores. Independente do desfecho, o candidato de seu grupo poderá ser o ex-deputado federal, Chico da Princesa (PR). Neste quadro, que fica complicado é Beto Richa que terá que decidir com qual amor vai ficar. Mídia impressa Por falar em Beto Richa, o governador reúne os diretores da maioria dos jornais do Paraná para, em sessão solene no Palácio das Araucárias, assinar a lei complementar que torna obrigatória a publicação de atos oficiais dos municípios na mídia imprensa. Frustração A aprovação da lei por unanimidade na Assembléia Legislativa frustrou muita gente que comemorava o fim das publicações nos jornais impressos. Teve gente que abriu empresa e passou a visitar prefeituras, vendendo um peixe que nem chegou a nascer. O negócio é que a internet, apesar dos avanços, ainda não oferece segurança. Que o diga a própria presidente Dilma, que teve seu computador invadido por hackers. Confiança O prefeito de Quatiguá, Efraim Bueno de Moraes (PMDB) não esconde de ninguém que seu candidato a sucessão municipal é o vereador Carlinhos Tramontin. Desarticulada, a oposição mostra-se apática e nem se sabe quem apresenta condições de encarar uma disputa contra o grupo que há sete anos está no poder. Ribeirão Claro Com o lançamento da pré-candidatura do atual prefeito de Ribeirão Claro, Geraldo Maurício Araújo (PV), a expectativa fica por conta de quem a oposição vai lançar para enfrentá-lo. Há quem diga que não existe opção à Mario Augusto Pereira (PMDB). Resta saber quem vai financiar a parada. Cabisbaixo Quem não esconde o desânimo e decepção pelo bombardeio que vem sofrendo é o presidente da Câmara de Santo Antônio da Platina, Antônio Cesar de Camargo, o Cesinha (PR). O problema é que ele abandonou a posição de arbitro, natural em qualquer presidente de legislativo, para adotar a postura de atirador contra a administração municipal. Foi o que bastou para receber de presente a artilharia oficial. Para quem tem telhado de acrílico, o mais sensato seria manter-se quieto. Bombinha Se ele soubesse o que vem por aí, não estaria tão triste. O que recebeu até agora, é traque, bombinha, perto dos morteiros que estão sendo apontados para seu telhado Vai entender A Assessoria de Imprensa da prefeitura de Curiúva encaminhou á redação desta Tribuna, no início da noite de ontem, mensagem com “direito de resposta” do prefeito Marcio Mainardes (PMDB), defendendo- de reportagem sobre pedido feito pelo Tribunal de Contas (TC) quer pede intervenção no município por conta de reiteradas irregularidades na prestação de contas da prefeitura. Interessante é que o texto admite que a administração não repassou os dados que deveria ter formalizado àquela corte, mas que vai colocar a casa em dia, contando com a compreensão, é claro, o Tribunal. Duvido! Fim das coligações Os senadores paranaenses Roberto Requião (PMDB) e Alvaro Dias (PSDB) votaram a favor da Proposta de Emenda à Constituição que acaba com as coligações partidárias nas eleições proporcionais. Para o senador tucano, “as coligações nas eleições proporcionais acabam deformando a representação popular, além da grande maioria ser estapafúrdia e acabar enganando o eleitor”. “As coligações consagram a incoerência política, disse Alvaro. Ao votar pelo fim das alianças proporcionais, o senador Roberto Requião argumentou que a liberdade de organização e expressão dos partidos “não pode ser confundida com comércio” em que, às vezes, se transformam as coligações. Requião também defende as coligações nas eleições majoritárias. Com isso, evitaríamos também a possibilidade de pequenos partidos venderem tempo para os partidos maiores, nas coligações para as eleições de presidente da República, governadores e senadores. Haveria a coligação, mas não o acréscimo de tempo no horário eleitoral gratuito, disse.

João Naime rebate entrevista de ex-prefeito Flávio Maiorky POLÊMICANa Tribuna, ex-prefeito disse que apoio de Beto Richa à pré-candidatura de Pedro Claro seria propaganda enganosa

Divulgação

Homero Pavan Filho

O coordenador político do partido Democratas, João Naime, reagiu à entrevista concedida pelo ex-prefeito de Santo Antônio da Platina e presidente local do PSDB, Flávio Luiz Maiorky, publicada na Tribuna do Vale, edição do último dia 29. Ele rebateu as declarações do tucano que chamou de “propaganda enganosa” a informação, também veiculada neste jornal, do apoio do governador Beto Richa (PSDB) à pré-candidatura a prefeito de Pedro Claro de Oliveira Neto (DEM), que pretende retornar ao cargo que ocupou com a cassação do ex-prefeito José Ritti. Naime reiterou as informações veiculadas pela imprensa regional sobre o eventual apoio de Richa a Pedro Claro. “Estive com o deputado Pedro Lupion e o ex-prefeito Pedro Claro no gabinete do governador, no Palácio das Araucárias, quando foram iniciadas as conversações. Depois disso o deputado voltou a dialogar com o governador e também com o representante dele, Mounir Chaowiche, que esteve em Jacarezinho discutindo diversas situações de candidaturas a prefeito na região, na sexta-feira passada (dia 24), inclusive as de Jacarezinho e Santo Antonio da

Pedro Claro e Pedro Lupion em visita ao governador Beto Richa.

Platina. Nada há de enganoso nisso”, sustenta. O apoio de Richa a Claro, segundo Naime, seria uma retribuição do governador à atuação do ex-prefeito platinense na campanha de 2010. “Mesmo doente, Pedro Claro trabalhou muito pela eleição de Beto Richa. É lógico que essa intenção pode mudar caso o ex-prefeito Flávio Maiorky resolva as pendências jurídicas que hoje impedem sua postulação ao cargo de prefeito”, admitiu Naime. Nesse caso, pondera, o natural seria que o

governador apoiasse o candidato do PSDB. O importante, na opinião do coordenador político, é que o DEM integra o governo tucano com dois secretários – Durval Amaral e Cássio Taniguchi – e seus seis deputados na Assembleia Legislativa, entre eles Pedro Lupion, apoiam a administração estadual. “O governador Beto Richa está iniciando o mandato e já apresenta uma série de boas iniciativas que justificam a confiança do nosso partido. Tanto o deputado federal

Abelardo Lupion como o estadual Pedro Lupion compartilham dos projetos de futuro traçados pelo governador Beto Richa para o Paraná, ou seja, são aliados do governo Richa”, declarou. “É fundamental neste momento, em que se disputam as prefeituras municipais, que haja entendimento e um clima de união entre os partidos da base aliada ao governador do Estado. É para isso que trabalham os deputados Lupion, na busca do entendimento”, esclarece João Naime.

LUTO

Ex-deputado Djalma de Almeida César morre em acidente de carro na BR-376 Das Agências

Djalma de Almeida César – pai do atual secretário de Estado da Segurança Pública (Sesp), Reinaldo de Almeida César – morreu em um acidente na BR-376, no trecho entre o interior e Curitiba, na manhã de ontem (1º), por volta das 8h20. Ele tinha 73 anos e era formado em Direito e História pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Djalma ocupou os cargos de deputado estadual (de 1983 até 1994) e federal (19951998). Outra função pública exercida foi como vereador em Ponta Grossa (1977-1982). Ele também foi secretário de Estado do Trabalho e Ação Social durante o primeiro governo de Roberto Requião (1991-1992). O acidente foi registrado no quilômetro 548, nas proximidades da Colônia Witmarsum, em Palmeira, nos Campos Gerais. Djalma estava sozinho no veículo, um Volkswagen Bora. O carro capotou e em seguida bateu em uma árvore, de acordo com a Sesp. Djalma era diretor comercial do Centro de Convenções de Curitiba e fazia o trajeto entre Ponta Grossa e a capital diariamente. Ele também era diretor da Ambiental Paraná Florestas, empresa pública ligada à Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, que

produz pínus, mel e resina. A identidade da vítima foi confirmada pela concessionária CCR RodoNorte, às 10h30 e pela Sesp às 10h45. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa. O carro foi recolhido pelo Instituto de Criminalística de Ponta Grossa e será periciado. O laudo deve sair entre os próximos 15 e 30 dias e poderá indicar se o acidente foi causado por alguma falha mecânica. O secretário Reinaldo de Almeida César participou de uma reunião no Ministério da Justiça, em Brasília, na quinta-feira (29), e está retornando para Curitiba nesta manhã. O velório de Djalma de Almeida César será realizado na Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, a partir das 17 horas desta sexta-feira (1). O sepultamento será no sábado (2), às 16h30, no Cemitério Jardim Paraíso, em Ponta Grossa. Condolências O secretário de Estado da Segurança Pública do Paraná, Reinaldo de Almeida Cesar Sobrinho, emocionado durante o velório, recordou a trajetória política do pai. “O principal legado dele é o de uma vida íntegra, uma conduta absolutamente irrepreensível. Eu tenho muito orgulho em perceber que a imagem do meu pai é a de um homem dedicado à causa

pública”, disse. O governador Beto Richa (PSDB) decretou luto oficial de três dias pela morte do exdeputado. Richa comentou a perda em entrevista à Agência Estadual de Notícias, órgão oficial de comunicação do governo do Paraná. “Recebi a notícia com profundo pesar.

Fica o nosso agradecimento pelo empenho, dedicação, pelos ideais pelos quais sempre lutou. Desejo que a família encontre o conforto nos ensinamentos e exemplos que Djalma deixou como pai, avô e homem público respeitado por todos”

Djalma era uma excelente pessoa e marcou sua trajetória na vida pública pela integridade e a defesa dos interesses da coletividade e do Estado do Paraná em todas as funções que ocupou”, afirmou o governador. Flávio Arns, vice-gover-

nador e secretário de Estado da Educação, divulgou uma nota de pesar sobre a morte de Djalma de Almeida César. “Fica o nosso agradecimento pelo empenho, dedicação, pelos ideais pelos quais sempre lutou. Desejo que a família encontre o conforto nos ensinamentos e exemplos que Djalma deixou como pai, avô e homem público respeitado por todos”, disse Arns. O senador e ex-governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), expressou solidariedade à família por meio do microblog Twitter. “Sentimentos profundos à esposa e família de meu amigo Djalma de Almeida Cesar”, disse Requião. Outros políticos que lamentaram a perda pelo Twitter foram os deputado estaduais Reinhold Stephanes Junior (PMDB), Marcelo Rangel (PPS) e Adelino Ribeiro (PSL), e os deputados federais João Arruda (PMDB), André Vargas (PT) e Nelson Padovani (PSC). Cancelamento A Assembleia Legislativa do Paraná informou na manhã de ontem que a morte de Djalma de Almeida César motivou o cancelamento de audiência pública em Telêmaco Borba, nos Campos Gerais. A audiência seria realizada nesta sexta-feira, às 19 horas, na Câmara Municipal, e discutiria a questão da segurança pública.


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Férias começam na próxima semana

CARLÓPOLIS

Antônio de Picolli

ESCOLAS Enquanto crianças e adolescentes descansam, professores participam de cursos de capacitação

Da Redação

Maurício Reale

As férias escolares de inverno começam quarta-feira, 6, na maioria das redes municipais de ensino que compõem os três núcleos regionais de Educação (Jacarezinho, Wenceslau Braz e Ibaiti) dos municípios que integram a Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi), quinta-feira, 7, na rede estadual e segunda-feira, 11, na maioria das escolas particulares da região. O retorno às aulas em todas as escolas será no dia 25 de julho. Os professores da rede estadual entrarão em recesso remunerado do dia 7 ao dia 19. Na maioria das redes municipais o recesso será do dia 6 ao dia 20. Os professores do Colégio Casucha entram em recesso do dia 12 ao dia 21. No Colégio Tia Ana Maria, os professores ficam em recesso do dia 18 ao dia 22. A Secretária de Educação

Crianças e adolescentes saem das escolas depois de mais um dia de aula: as férias se aproximam

de Santo Antônio da Platina, Maria Laura Braga Rosendo, disse que, durante o recesso, pequenas reformas serão fei-

Chegamos muito desgastados no fim do semestre. Essa parada é boa para recarregar as energias e voltarmos mais dispostos”

tas em algumas escolas. “São coisas simples como pequenos reparos e trocas de cadeiras danificadas”, explica Maria Laura.

O estudante Luis Matheus Baldan, 16 anos, que cursa o 2º ano de informática no período matutino no Colégio Rio Branco, pretende descansar e disse que talvez viaje com o pai. “Quero dormir muito”, disse Matheus. A auxiliar de enfermagem, Silvia Regina Moraes, vai aproveitar as férias da filha Isadora, 10 anos, que estuda na 5ª série do Colégio Dom Bosco, para levá-la a festas juninas e assistirem filmes comendo pipoca e bebendo refrigerante em casa. “Quero passar o tempo todo com ela”, comemora Silvia. Para o professor de Educação Física, Jefferson Vernier, que leciona nos colégios Tia Ana Maria e Moralina, o período é propício para renovar as energias. “Chegamos muito desgastados no fim do semestre. Essa parada é boa para recarregar

as energias e voltarmos mais dispostos”, avalia Vernier, que também aproveita o período para pescar, jogar futebol, praticar atividades físicas e se informar sobre as novidades da área. Antes do retorno às aulas os professores da rede estadual participarão de um curso de capacitação batizado de “formação continuada”, que acontece de 20 a 22 de julho. Em Santo Antônio da Platina, os professores da rede municipal participam do curso de capacitação nos dias 21 e 22 de julho. No Colégio Tia Ana Maria o curso de capacitação acontece de 11 a 15 de julho e os professores do Colégio Casucha participam de um seminário dia 11 de julho e de um curso dia 22 em Ponta Grossa.

01/07/11

CÂMBIO

01/07/11

DÓLAR COMERCIAL

INDICE BOVESPA Alta: 1,59%

63.394 pontos

Volume negociado: R$ 7,32 bilhões 61.016 61.216 62.303 62.333 62.403 63.394

Baixa: 0,26% Compra Venda

EURO Var. julho: -0,26% R$ 1,556 R$ 1,558

DÓLAR PTAX (Banco Central) Baixa: 0,08% Compra Venda

24/06

27/06

28/06

29/06

Ações Petrobrás PN Vale PNA BMFBovespa ON Bradesco PN Gol PN MRV ON OGX Petróleo ON MMX Mineração ON

30/06

% +0,13 +4,46 +5,23 +0,32 +4,24 +4,55 +3,50 +4,31

01/07

R$ 23,75 46,63 10,87 31,80 19,42 13,55 15,10 8,71

BOLSAS NO MUNDO

%

Dow Jones Londres Frankfurt Tóquio

+1,36 +0,74 +0,59 +0,53

12.582,77 5.989,76 7.419,44 9.868,07

OURO - BM&F

var. dia

01/07

-3,73%

R$ 77,50 /grama

IR

JULHO

BASE (R$)

Alíquota Parc. a % deduzir Até R$ 1.566,61 Isento De R$ 1.566,62 a 2.347,85 7,50% 117,49 De R$ 2.347,86 a 3.130,51 15% 293,58 De R$ 3.130,52 a 3.911,63 22,50% 528,37 Acima de R$ 3.911,63 27,50% 723,95

Deduções: a) Assalariados: 1-R$ 157,47 por dependente; 2 - pensão alimentícia; 3 - contribuição à Prev. Social; 4 - R$ 1.566,61 por aposentado a partir de 65 anos; 5 - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carne Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.

SELIC/IR IR 2011 - A quarta parcela vence em 29/07.

Para pagamento desta parcela há juros Selic de 2,95%. MÊS TAXA SELIC Abr/11 0,84% Mai/11 0,99%

MÊS TAXA SELIC Jul/11 0,96% *Jul/11 1,00%

*No mês corrente a Selic é sempre 1,00% Indicadores Econômicos: elaboração da agência Dossiê:Dinheiro. Fone: (41) 3205-5378

Var. julho: 0,00% R$ 1,58 R$ 1,71

DÓLAR TURISMO Baixa: 0,30% Compra Venda

Baixa: 0,16% Compra Venda

Var. julho: -0,16% R$ 2,2618 R$ 2,2631

EURO TURISMO

Var. julho: -0,08% R$ 1,5591 R$ 1,5599

DÓLAR PARALELO Estável Compra Venda

Var. julho: -0,30% R$ 1,540 R$ 1,670

Estável Compra Venda

Var. julho: 0,00% R$ 2,26 R$ 2,40

OUTRAS MOEDAS X REAL Iene Libra esterlina Peso argentino

R$ 0,0193 R$ 2,51 R$ 0,38

US$ 1 É IGUAL A: Iene Libra esterlina Euro

80,84 0,6223 0,6893

ÍNDICES DE INFLAÇÃO Índices em % INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPCA-15 (IBGE) IPC (FIPE) IPC (IPARDES) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) INCC (FGV)

jan 0,94 0,83 0,76 1,15 0,91 0,79 0,98 0,96 1,27 0,41

fev 0,54 0,80 0,97 0,60 0,10 1,00 0,96 1,23 0,49 0,28

mar 0,66 0,79 0,60 0,35 1,25 0,62 0,61 0,60 0,71 0,43

REAJUSTE ALUGUÉIS Índice INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

mai 1,0630 1,0651 1,1060 1,1084

jun 1,0644 1,0655 1,0977 1,0914

A geada que atingiu a região no início da semana foi suficiente para queimar praticamente todas as áreas de pastagem. Porém, em Carlópolis, mesmo tendo sido uma das localidades mais afetadas pelas baixas temperaturas, os pecuaristas estão conseguindo manter os rebanhos saudáveis. Segundo o zootecnista da Emater, Murilo Rodrigues Shibata, o gado está com a saúde perfeita porque em vez de pasto os animais vêm recebendo outro tipo de alimentação. “Com isso, conseguimos evitar sérios danos aos rebanhos”, explica Shibata. Segundo o zootecnista, por orientação da Emater, os produtores de leite estão alimentando o gado com cana de açúcar misturado com uréia e silagens (de milho e capim elefante). Esse tipo de alimento alternativo é recomendado nessa época do ano justamente em razão das condições climáticas. “Como já é de conhecimento dos produtores, a oferta de forragem diminui no período de inverno, tanto quantitativa quanto qualitativamente, por isso o pecuarista mais atento utiliza estas técnicas”, observa Shibata.

Para o gado de corte, segundo o zootecnista, a recomendação para os pecuaristas é a utilização de uma técnica chamada diferimento de pastagens. “Com esta técnica o produtor faz com antecedência de 60 a 90 dias (dependendo da oferta e crescimento da espécie cultivada), a vedação de algumas áreas de pastagens, podendo ser utilizadas após as geadas. Ao utilizar esta técnica é possível disponibilizar matéria seca suficiente, oriunda das macegas de pasto, aliada a uma suplementação protéica e alimentar o seu rebanho por um bom período até que o crescimento das pastagens volte a normalidade”, explica. Shibata salienta que para não sofrer com eventos climáticos desse tipo, sempre é necessário um bom planejamento forrageiro, visando à adequação de alimentos, sejam eles pastagens ou forragens conservadas. A técnica, segundo o zootecnista, já diminui bastante as chances de perdas na pecuária durante o inverno. Os escritórios da Emater dispõem de informações que podem auxiliar o pecuarista a tomar decisões e elaborar um bom planejamento para que seus animais mantenham-se bem nutridos, sadios e produtivos ao longo do ano.

Mercado Agropecuário

Indicadores Econômicos BOVESPA

Com pastos ressecados pelo frio, alimentação alternativa salva rebanhos

jul 1,0865 -

* Correção anual. Multiplique valor pelo fator acima

abr 0,72 0,77 0,77 0,70 1,06 0,45 0,50 0,24 0,95 1,06

mai 0,57 0,47 0,70 0,31 0,25 0,43 0,01 -0,63 0,51 2,94

jun 0,23 -0,18 -

ano 3,48 3,71 4,10 3,14 3,62 3,15 3,08 2,42 3,98 5,21

12m 6,44 6,55 6,55 6,49 6,51 8,65 9,14 10,30 6,37 8,52

OUTROS INDICADORES mai jun jul BTN + TR 1,551192 1,553627 1,555357 TJLP (%) 6,00 6,00 6,00 Sal. mínimo 545,00 545,00 545,00 FGTS (%) 0,2836 0,4040 TAXA SELIC ANUAL: 12,25%

PREVIDÊNCIA

COMPETÊNCIA JUNHO

Vencimento: empresas 20/07 e pessoas físicas 15/07. Após multas de 4% a 100% e juros (Selic)

Empresário/empregador

Facultativo

Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 545,00 (R$ 59,95) e R$ 3.689,66 (R$ 405,86), através de GPS.

Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 545,00 (R$ 109,00) e R$ 3.689,66 (R$ 737,93), através de carnê.

Autônomo

Assalariados

1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 545,00 (R$ 109,00) a R$ 3.689,66 (R$ 737,93). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% sobre o máximo de R$ 3.689,66 (R$ 405,86) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre o que recebe de jurídicas, até R$ 3.689,66 (R$ 405,86). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 3.689,66. 4) Aut. especial: recolhe 11% por carnê, sobre R$ 545,00 (R$ 59,95), mas só se aposenta por idade.

Salários até 1.106,90 De 1.106,91 até 1.844,83 De 1.844,84 até 3.689,66

8,00% 9,00% 11,00%

Empregados domésticos Alíquota % R$ mín R$ máx Empregado 8 a 11 43,60 405,86 Empregador 12 65,40 442,76 Total 20 a 23 109,00 848,62

SALÁRIO FAMÍLIA - JUNHO/2011 Salário de até R$ 573,58 Salário de R$ 573,59 a 862,11

R$ 29,41 R$ 20,73

TR, TBF, POUPANÇA TR MÊS Abril/11 Maio/11 Junho/11

POUPANÇA MÊS Abril/11 Maio/11 Junho/11

% 0,04 0,16 0,11

ano 0,28 0,44 0,55

12 m 0,89 1,00 1,05

% 0,54 0,66 0,61

ano 2,30 2,98 3,61

12 m 7,12 7,23 7,29

TAXAS DIÁRIAS % Período 25/5 a 25/6 26/5 a 26/6 27/5 a 27/6 28/5 a 28/6 29/5 a 29/6 30/5 a 30/6 31/5 a 1/7 1/6 a 1/7 2/6 a 2/7 3/6 a 3/7 4/6 a 4/7 5/6 a 5/7 6/6 a 6/7 7/6 a 7/7 8/6 a 8/7 9/6 a 9/7 10/6 a 10/7 11/6 a 11/7 12/6 a 12/7 13/6 a 13/7 14/6 a 14/7 15/6 a 15/7 16/6 a 16/7 17/6 a 17/7 18/6 a 18/7 19/6 a 19/7 20/6 a 20/7 21/6 a 21/7 22/6 a 22/7 23/6 a 23/7 24/6 a 24/7

TR 0,1519 0,1244 0,1051 0,0956 0,1293 0,1425 0,1485 0,1114 0,1223 0,1022 0,0735 0,1079 0,1383 0,1202 0,0961 0,1079 0,1069 0,0680 0,1020 0,1206 0,1057 0,1143 0,1308 0,0818 0,0657 0,0996 0,1424 0,1270 0,1287 0,1200 0,1112

TBF 0,9531 0,9154 0,8859 0,8763 0,9203 0,9537 0,9597 0,9023 0,9233 0,8830 0,8441 0,8887 0,9394 0,9111 0,8768 0,8988 0,8977 0,8385 0,8828 0,9116 0,8965 0,9052 0,9218 0,8624 0,8362 0,8804 0,9435 0,9180 0,9197 0,9109 0,9021

POUP 0,6527 0,6250 0,6056 0,5961 0,6120 0,6229 0,6027 0,5739 0,6084 0,6390 0,6208 0,5966 0,6084 0,6074 0,5683 0,6025 0,6212 0,6062 0,6149 0,6315 0,5822 0,5660 0,6001 0,6431 0,6276 0,6293 0,6206 0,6118

LOTES - ATACADO

01/07/11

SOJA - saca 60kg PRAÇA Paranaguá Ponta Grossa Maringá Cascavel Sudoeste Guarapuava

TRIGO - saca 60kg

R$ 47,00 44,00 43,00 43,00 43,00 43,50

SEM -1,1% -2,2% -1,6% -1,1% -1,6% -1,1%

30 d. -2,1% -4,3% -2,3% -2,3% -2,9% -2,2%

0,0% 5,7% 5,8% 5,4% 0,0% 0,0%

-7,0% 1,8% 1,9% 3,5% -1,9% -3,7%

MILHO - saca 60kg Paranaguá Sudoeste Cascavel Maringá Ponta Grossa Guarapuava

26,50 28,00 27,50 29,50 26,50 26,00

PRAÇA Curitiba Ponta Grossa Maringá Cascavel PRODUTO Bezerro (1) Boi gordo (2) Café (3) Algodão (4)

PREÇO AO PRODUTOR Produto

01/07/11

unidade

média var. var. var. C.Proc. Jacar. PR - R$ diária 7 dias 30 dias R$ R$ SOJA saca 60 kg 39,75 -1,4% -1,5% -3,5% 39,50 41,10 MILHO saca 60 kg 23,79 0,0% -1,6% 0,3% 23,50 27,00 TRIGO saca 60 kg 26,83 0,1% 0,2% -0,4% 26,52 28,50 FEIJÃO CAR. saca 60 kg 86,54 0,9% 6,1% 5,4% aus BOI GORDO arroba, em pé 91,70 -0,1% 0,1% -2,0% 92,00 90,00 SUÍNO kg, vivo 1,78 0,0% -5,3% -11,0% 1,70 1,75 FRANGO kg, vivo 1,66 -0,6% 0,6% 0,0% 1,75 CAFÉ BEN. beb. dura, 60kg 422,30 1,6% 1,6% -4,4% 405,00 430,00 CAFÉ kg, em coco 6,52 -0,9% -1,7% -5,2% 6,50 6,20 Fonte: Sima/Deral/Seab. Os preçs nas praças referem-se aos valores “mais comuns” apurados

MERCADO FUTURO BOLSA DE CHICAGO (CBOT) SOJA - US$cents por bushel (27,216 kg)

MILHO

Cont. jul/11 ago/11

Cont. jul/11 set/11

FECH. 1.322,25 1.312,75

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 16,00 0,2% -4,6% 13,25 -0,2% -5,0%

01/07/11 - US$cents por bushel (25,4 kg)

FECH. *DIF. 1 SEM. 1 MÊS 640,75 11,75 -4,4% -15,5% 606,75 -41,25 -7,6% -16,7%

FARELO - US$ por tonelada curta (907,2kg)

TRIGO - US$cents por bushel

jul/11 ago/11

jul/11 set/11

340,90 342,90

8,70 8,40

0,3% 0,5%

-5,5% -5,1%

584,50 612,25

Cont. jul/11 dez/11

SAL. MÍNIMO - PARANÁ

Cont. ago/11 mai/12

Se o seu negócio é capital , anuncie nos jornais diários do interior do Paraná.

Grupo 4 R$ 817,78 Técnicos nível médio. * Valores válidos de maio/2011 a abril/2012

-0,25 -2,00

(25,4 kg)

-8,1% -23,0% -7,4% -24,3%

*Diferença sobre dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 na soja, milho e trigo e US$ 1,00 no farelo

Cont. jul/11 set/11

Grupo 2 R$ 736,00 Serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trab. de reparação.

R$ DIA MÊS 727,94 0,02% 0,02% 96,35 -0,10% -0,10% 469,84 -6,33% -6,33% 191,30 -0,22% -0,22%

Soja, milho e trigo: fonte Dossiê:Dinheiro; Cepea/Esalq: mais informações em www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: Sinduscon/PR e Sinduscons regionais R$/m2 ABR MAI %m %ano %12m Paraná 921,80 924,34 0,28 0,82 8,03 Norte 908,82 910,96 0,24 1,44 8,56 Noroeste 910,24 912,25 0,22 2,77 9,91 Oeste 934,81 937,84 0,32 2,31 9,88

Grupo 3 R$ 763,26 Trab. produção de bens e serviços industriais

30 d. 0,9% 2,6% 2,6% 0,6%

1- preço médio no MS, unid. de 8 a 12 meses; 2 -média à vista da arroba no Estado de SP; 3 - valor à vista saca 60kg posto SP Capital, arábica, bica corrida, tipo 6; 4 - em pluma, cent/R$ por libra-peso (453 gr), posto SP Capital.

ALGODÃO

Grupo 1 R$ 708,74 Trab.s na agricultura.

SEM 0,0% 0,0% 0,0% 0,0%

INDICADORES CEPEA/ESALQ

BOLSA DE NOVA YORK (NYBOT) CAFÉ - US$cents/libra peso (0,453 kg)

CUB PARANÁ

R$ 32,30 31,80 31,80 31,20

FECH. 263,45 263,65

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS -1,90 5,8% 2,9% -1,95 5,2% 1,7%

01/07/11 - US$cents/libra peso (0,453 kg)

FECH. 161,41 117,81

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 1,62 -2,3% 0,3% -0,78 -3,4% -14,2%

*Diferença s/ dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 no café e algodão.

BOLSA DE MERCADORIAS DE SÃO PAULO (BM&F) MILHO - R$/saca 60 kg SOJA FINANCEIRO - US$ saca 60 kg C 29,91 29,79

VP 0,16 0,46

CN CA 25 1.070 141 1.728

BOI GORDO - R$/arroba jul/11 out/11

99,58 103,93

0,58 0,46

Cont. set/11 nov/11

C 28,22 29,03

VP 0,34 0,48

01/07/11 CN 3.899 538

CA 9.711 3.187

CAFÉ - US$/saca 60 kg (arábica) 405 1.234 3.869 12.796

set/11 dez/11

336,55 335,60

-2,65 -2,70

860 10.092 2 2.908

C-cotação de fechamento (ajuste diário); VP-variação diária (1 ponto = US$ 1,00 ou R$ 1,00); CN - contratos negociados no dia; CA-contratos em aberto.

ADI-PR: 20 jornais diários localizados nas cidades polos de desenvolvimento COMERCIALIZAÇÃO: (41)3079-4666


Geral A-5

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Crise na Casquel vira caso de polícia CRIME Transportadora de cana é alvo de atentado e empresário não descarta envolvimento de credores de usina B. Francisquini

Canaviais incendiados, caminhões apedrejados e até alvejados por tiros, ameaças de todo tipo. Este é cenário em que está se convertendo a crise crônica envolvendo a empresa Casquel Agrícola e Industrial, de Cambará, que há anos dá calotes em fornecedores de cana e trabalhadores, promovendo desespero generalizado que acaba descambando para os atos de violência. Esta semana o empresário Joaquim Elias, proprietário da transportadora Transcana, empresa que atua no transporte de cana para usinas da região há cerca de três décadas, chamou a imprensa para denunciar que sua frota está sendo alvo de atentados desde que foi contratado para transportar para a Usina Jacarezinho, a produção de terras canavieira de áreas da Casquel que foram penhoradas como garantia do pagamento de indenizações trabalhistas de funcionários que não receberam seus créditos da usina inadimplente. Ele denuncia que está vivendo um dos momentos mais cruciais desde que ingressou na atividade profissional, assinalando que os atentados que está sofrendo, além do prejuízo material causado a sua frota, coloca em risco a vida de seus funcionários. O empresário prefere não acusar diretamente as pessoas que podem estar patrocinando a onda de violência, mas acredita que isso tem a ver com o clima de desespero dos credores da Casquel, fornecedores de cana que não receberam créditos pela produção entregue nas três últimas safras. Além dos constantes ape-

drejamentos, recentemente os caminhões foram alvo de vários disparos feitos com arma de fogo. Joaquim Elias teme pelo pior e não descarta o envolvimento dos credores da Casquel, que em sinal de represália, estariam cometendo os atentados, classificado pelo empresário como terroristas. Medo Tudo começou desde que a empresa de Elias foi contratada para retirar e transportar a cana da Usina Casquel, que está desativada. A matéria prima, levada para Jacarezinho, para a produção de álcool na usina que leva o nome da cidade, seria usada para garantir o pagamento dos funcionários que perderam o emprego na destilaria cambaraense. Provavelmente desinformados sobre o assunto, credores teriam reagido à retirada da cana, temendo perder a fonte de recursos para receber seus créditos. Em virtude desses ataques, Joaquim Elias disse que suspendeu a retirada da cana, passando a transportar a produção de um sítio vizinho, que nada tem a ver com a polêmica da Casquel. Ocorre que isso não foi suficiente para cessarem os ataques, culminando com os tiros que perfuraram as cabines dos caminhões da transportadora. “Meus funcionários estão com medo, alguma coisa precisa ser feita” disse em desabafo. “Quero deixar claro que a Transcana não é mais a responsável pela retirada desta cana da Usina Casquel” salientou. “Não sou contra as reivindicações que estão sendo feitas por parte de quem tem contas para receber da Casquel, mas se confirmarem o envolvimento dos credores neste crime é sinal de que as coisas estão fora de controle” salientou. O empresário deixou escapar que pode transferir sua empresa para outro município. Fogo nos canaviais Não bastassem os atentados contra a Transcana, os prováveis credores descontentes atearam fogo em praticamente toda a cana da Casquel em estágio de corte. Segundo algumas fontes que conhecem a estrutura da usina, é provável que tenha sido queimado cerca de 100 alqueires de cana em ponto de corte, inclusive a área

S.A.PLATINA

Fotos: Roberto Francisquini

Prefeitura estabelece cronograma para recolhimento de entulhos

Aguinaldo Villas Boas

Caminhões pipa tentam salvar das chamas os canaviais incendiados

Marcas de bala revelam a escalada de violência

O fiscal Jarderson anunciou o esquema de coleta de entulho Aguinaldo Vilas Boas

A Prefeitura Municipal de Santo Antônio da Platina está implantando um sistema para atender à população, visando o recolhimento de pequenas quantidades de entulho de Apedrejamentos colocam em risco a vida dos motoristas de caminhões construção, além de galhos, folhas de árvores e gramas que havia sido destinada para conta deste episódio” destacou. que acumularem durante pagamento dos funcionários No entanto, um dos crelimpeza de jardins e terrenos demitidos. dores da Casquel que pede das residências. Segundo o Vários lotes foram incen- anonimato, disse que os incênchefe do setor municipal de diados esta semana. Apesar dios em canaviais da Usina são fiscalização, Janderson Anda pronta ação dos bombeiros provocados pro agricultores tônio Figueiredo, o serviço comunitários de Cambará, em estado de desespero, que de coleta, que vai começar quase nada foi salvo das cha- estão na iminência de praticar nesta segunda-feira, será remas. Desde que começaram os atos ainda piores. Ele explica alizado pelo Departamento incêndios criminosos, vários que há, inclusive, o risco de Municipal de Obras. “Mas o boletins foram registrados na incêndio do parque industrial material só será recolhido se delegacia, mas até o momento caso a família Casquel, dona estiver devidamente ensacaa polícia não sabe quem são os da usina, resolva colocá-la em do”, adverte o fiscal. autores das queimadas. funcionamento. “É uma situaSegundo Figueiredo, está Credores negam ção desesperadora. Tem gente sendo confeccionada uma Marcos Eduardo Erthal, perdendo o único bem que grande quantidade de panum dos lideres do movimento possui, suas terras. É revoltante fletos explicativos, os quais que defende os interesses dos saber que estamos nessa situaserão distribuídos à populacredores da Casquel nega que ção enquanto que o principal ção informando sobre como os fornecedores sejam os auto- acionista da empresa, o senhor vai funcionar o esquema da res dos atentados. Ele classifica Adalgiso Casquel, ostenta uma coleta. “Vamos distribuir como “fantasiosa” a suspeita imagem que está longe de panfletos em todas as reparde Joaquim Elias em atribuir alguém que está quebrando”, tições públicas e privadas aos credores o drama que esta desabafou. de grande movimento de vivendo. “Nosso grupo é forComo vem ocorrendo nos pessoas. Todos serão bem mado por gente séria, honesta últimos meses, a reportagem informados”, garante. e trabalhadora, nosso objetivo da Tribuna procura alguém O trabalho de recolhié negociar com quem nos deve, ligado à usina Casquel, mas mento, segundo Figueiredo, jamais iremos colocar a vida de não encontra diretor para falar será de responsabilidade qualquer pessoa em risco por do assunto. do Departamento Muni-

CAMBARÁ

Escola Caetano Vezozzo ganha reforma e ampliação Da Redação/Assessoria

A escola municipal Caetano Vezozzo está passando por obras de reforma e ampliação feitas através de uma parceria entre a prefeitura de Cambará, Rotary Club e Grupo Bourbon. A obra inclui também a construção de um ginásio de esportes, investimento de mais de R$1 milhão com entrega prevista para o fim deste ano. Iniciado em 2010, o projeto de ampliação da escola conta com a construção de mais duas salas de aulas, laboratório de informática, biblioteca, dois depósitos (para alimentos e produtos de limpeza), vestiário para funcionários, banheiros (um para deficientes físicos), e a ampliação da cozinha. De acordo com a diretora Vânia Carvalho Dias, o anúncio da ampliação do prédio permitiu a transferência de alunos de outras escolas para o local. “Neste ano passou a funcionar em dualidade conosco o ginásio estadual

Angelina Ricci Vezozzo, que está atendendo duas salas de 5ª e 6ª séries, além do primário que a escola vinha atendendo anteriormente, além uma sala do jardim III”, afirma. Localizado no Conjunto Habitacional Rotary, o local atende também os alunos da desativada escola municipal São José vindo dos bairros São José 1 e I2, Jardim Pinheiros, Lazer e Alambari 2, totalizando mais de 320 alunos. “Hoje é possível perceber que a prefeitura acertou na mudança de prédio, porque as instalações da outra escola eram muito apertadas. A reforma e ampliação estão nos enchendo de expectativa e acreditamos que teremos condições de oferecer um ensino de qualidade ainda melhor”, diz Vânia. As reformas da escola têm previsão de terminar no fim de julho, já o ginásio de esportes do bairro Rotary terá a construção iniciada no próximo mês no local onde funciona hoje uma praça.

Divulgação

Reformas terminam no fim de julho e contam com a construção de mais duas salas de aulas

Investimento de R$1 milhão prevê construção de um ginásio de esportes próximo a escola

cipal de Obras, que ficará incumbido de cumprir o cronograma. “A nossa parte é fiscalizar para verificar se a população está fazendo a parte dela, o recolhimento é por conta do departamento de obras”, salienta. O material recolhido, de acordo com o fiscal, será despejado numa área localizada próximo à Escola Agrícola -antigo aterro sanitário-. Para que a prefeitura realize a coleta, será necessário que a população ensaque os detritos e coloque-os em frente às residências, nos dias estabelecidos no cronograma. “É importante esclarecer duas coisas: o material só será retirado se estiver ensacado. E a coleta obedecerá ao calendário, por isso, é importante que todos observem atentamente as datas que foram fixadas”, ressalta. Segundo Figueiredo, quem descumprir as regras e colocar entulho na frente da residência de forma inadequada será notificado e ficará sujeito à multa administrativa, que varia de uma a 30 URM (Unidade de Referência do Município), o que equivale, em dinheiro, de R$ 49,00 a R$ 1.470,00. “A população já vem colaborando muito com a limpeza da cidade, estamos confiantes que todos vão ensacar corretamente os entulhos. Até agora, só temos a agradecer pela colaboração”, diz o fiscal. Esquema Para montar o cronograma de coleta, a cidade foi dividida em quatro setores. Veja como e quando será o recolhimento. Área 1: Primeira semana de cada mês: centro, Jardim São Francisco, Jardim Saúde, Jardim Campestre, Jardim São Cristóvão, Vila Sales e Jardim Izaura. Área 2: Segunda semana de cada mês: Vila Ribeiro, Conjunto Dr. Jamidas, Aparecidinho 1, 2 e 3, Jardim Santa Cruz, Jardim São Pedro 1 e 2 e Parque Vista Alegre. Área 3: Terceira semana de cada mês: Vila São José, Jardim Egéa, Jardim Santa Crescência, Vila Santa Terezinha, Vila Sette, Monte das Oliveiras, Jardim Moralina, Parque Alvorada e Residencial Eunice Eleutério. Área 4: Quarta semana de cada mês: Vila Claro, Jardim Santo André, Yoneaki Murakami, Jardim Bela Vista, Parque Jandira, Santos Dumont, Rennó Park, Vila Rennó, Vila Rica e Vitória Régia.


A-6 Cotidiano

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Nova legislação penal prevê liberdade para acusados de crimes leves LEI DAS CAUTELARES Prisão preventiva só poderá ser decretada para crimes dolosos, cujas penas superem quatro anos de prisão

Celso Felizardo

A partir de segunda-feira, 4, entra em vigor a nova legislação que deve obrigar os Estados a revisar casos de

presos que cumprem pena por crimes considerados ‘leves’ nas cadeias de delegacias. A Lei das Cautelares prevê que, em casos de furtos simples, a Justiça não poderá decretar a prisão preventiva, a não ser que o acusado tenha sido condenado por crime doloso (com intenção de praticar o ato). A prisão preventiva, que é aquela que serve para preservar as provas e evitar novos crimes por quem já foi preso em flagrante, só poderá ser declarada para crimes dolosos, cujas penas superem quatro anos de prisão. A estimativa é que cerca de 80 mil presos em todo o país, 16 mil no Paraná, possam ser beneficiados. No Norte Pioneiro, onde a população carcerária é de aproximadamente 450 presos, o delegado-chefe da 12ª Subdivisão Policial em Jacarezinho, Sérgio Luiz Barro-

so, disse que ainda não tem levantamento para calcular o reflexo da medida nas 16 carceragens da região. Barroso não concorda com a mudança na lei e acredita que a medida vai aumentar a sensação de impunidade e o estímulo à criminalidade no país. “Cada vez mais temos o abrandamento das penas em detrimento com a segurança da população”, destacou. Segundo ele, a nova Lei das Cautelares é uma maneira que o Estado encontrou para solucionar o problema de superlotação no país. “Em vez de combater o crime com nas fronteiras, fechando as portas para a entrada das drogas, que é responsável por grande parte de crimes como furtos, roubos e homicídios, o governo prefere afrouxar as penas para aliviar cartórios, fóruns e delegacias”. Antes de 1995, todo crime era passivo de prisão pre-

ventiva. Naquele ano, com a criação dos Juizados Especiais Criminais, pela Lei nº 9.009, ficou definido que acusados de crimes com pena inferior a um ano poderiam pagar fiança sem necessidade de permanecer preso. Em 2002, o limite passou para dois anos. Se de um lado há a preocupação do aumento da violência e da impunidade, de outro há quem defenda que a mudança vai evitar injustiças, como a prisão dos chamados ‘ladrões de galinhas’. “Acredito que o risco de se condenar inocentes vai diminuir, é inadmissível uma pessoa que rouba bananas ser colocado na mesma cela de criminosos perigosos, situação que já vi acontecer aqui na região”, alerta o advogado membro da diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Santo Antônio da Platina, Guilherme Estefanuto.

ABSURDO

PM prende casal suspeito de matar duas mulheres em Rieirão do Pinhal

tanosite.com

Da Redação com informações de Juninho Queiroz

Uma operação comandada pelo capitão da Polícia Militar Antônio Carlos de Morais, prendeu no fim da tarde de ontem, em uma fazenda entre Tomazina e Guapirama, os suspeitos de matar duas mulheres na terça-feira, 26, em Ribeirão do Pinhal. Wagner Fernandes, 24 anos, e a mulher Cláudia Cristina Rosa, 35 anos, foram presos por volta das 18h30 na Fazenda Suíça. Segundo a polícia, Fernandes matou Vanilce Antônia Cavalheiro, 34 anos, e Maria Helena Honorato, 43. Os corpos foram encontrados na casa de Maria Helena ao lado de várias pedras de crack. Investigações apontam que Fernandes teve um desentendimento com o filho de Maria Helena. Fernandes inclusive responde a um processo de

Antônio de Picolli

Para Barroso, afrouxamento das leis trará prejuízos a sociedade

OPERAÇÃO AIFU

Fiscalização notifica estabelecimentos em Joaquim Távora Divulgação

Casal foi preso ontem em operação organizada pela Polícia Militar

tentativa de homicídio contra ele. Morais comentou a operação. “Recebemos uma denúncia que o suspeito estava escondido em Tomazina e nos deslocamos para lá, onde constatamos a veracidade da informação”, conta. Os dois

foram encaminhados para a delegacia de Ribeirão do Pinhal. Ontem à noite o casal foi trazido pela PM até a Delegacia de Policia de Santo Antônio da Platina onde Fernandes negou a autoria do crime. Segundo ele, a sua mulher

foi quem atirou nas cabeças das duas mulheres. Claudia Cristina Rosa confirmou a acusação do amásio e assumiu o crime. De acordo com ela, o crime aconteceu depois que ela se desentendeu com as duas mulheres por causa de uma suposta traição do seu amásio.

2º BATALHÃO

Comandante comemora resultados do Grupo de Operações de Trânsito

Antônio de Picolli

Da Redação

O 2º Batalhão da Polícia Militar comemora os resultados obtidos com a criação do Grupo de Operações de Trânsito (Gotran). Em funcionamento há quase dois meses, a equipe composta por cinco policiais militares não só intensificou as fiscalizações de trânsito como deu agilidade à operações ostensivas. O comandante do 2º BPM, tenente-coronel Aírton Sérgio Diniz destacou os números. Em um mês, a equipe fez 187 notificações de infrações de trânsito, com 27 veículos apreendidos. Do total, 45 foram aplicadas a motoristas não habilitados. Em apoio às equipes de Rádio Patrulha, a presença dos motociclistas também aumentou a eficácia em perseguições. “A moto é um veículo muito mais versátil que o carro, o que dá maiores chances de sucesso em uma

Polícia Militar abordou 86 pessoas em bares e lanchonetes Da Redação

Gotran em perseguição a suspeito no Morro do Bim, em Santo Antônio da Platina

abordagem surpresa ou perseguições”, revela Diniz. “Os resultados dessa equipe vêm sendo altamente positivos na visão da Polícia Militar”, elogia. De acordo com o coman-

dante, as operações são realizadas em locais com grande movimentação de pessoas tanto durante o dia quanto no período noturno. “O objetivo principal destas operações é reforçar a presença da polícia

nas ruas da região, fiscalizar o trânsito, inibir ações delituosas e realizar apreensões de armas, drogas e veículos roubados, aumentando a sensação de segurança da população”.

Em cumprimento de mais uma Operação de Ações Integradas de Fiscalização Urbana (AIFU), que ocorreu na noite de quinta-feira, 30, em Joaquim Távora, a Polícia Militar, em parceria com Polícia Civil, Polícia Ambiental, Conselho Tutelar, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária fiscalizou 11 estabelecimentos e abordou 86 pessoas na cidade. A operação resultou em nove notificações da Vigilância Sanitária, oito da Tributação Fiscal Municipal e nove dos Bombeiros. Dois adolescentes foram advertidos pelo Conselho Tutelar e foram encaminhados aos responsáveis. A PM fez uma notifica-

Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária fiscalizou 11 estabelecimentos”

ção de trânsito, na qual o veículo foi apreendido. De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Mi lit ar, tenente-coronel A í r ton S é rg i o D i n i z , a s op e r a ç õ e s A I F U s ã o d e extrema importância para a manutenção da ordem nos municípios da região. “As operações integração fiscalizam todos os setores com a f ina lid ade de proporcionar a necessária segurança à população do Norte Pioneiro”, conclui.


Esporte A-7

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011 O presidente Arnaldo Tirone deve se reunir com o atacante Kléber nos próximos dias para definir a situação do jogador, que ficou fora da partida da última quinta-feira à noite, contra o Atlético-GO, no Canindé. Lesionado, o atleta negou que não jogaria para evitar a sétima partida pelo Palmeiras.

O nadador campeão olímpico e mundial Cesar Cielo apresentou teste antidoping positivo para a substância proibida furosemida, mas escapou de uma suspensão. Cielo e outros três nadadores foram apenas advertidos, informou a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) nesta sexta-feira.

Para Mano,Venezuela não é uma equipe 'galinha morta' DUELO PERIGOSO Tradicional saco de pancadas do continente, a Venezuela, adversária da estreia do Brasil na Copa América neste domingo, é encarada com respeito pelo técnico Mano Menezes. Em Los Cardales (Argentina) Em entrevista coletiva, na tarde desta sexta-feira, o treinador voltou a lembrar do tradicional ditado de que não existem mais bobos no futebol e ressaltou a evolução do selecionado do país de Hugo Chavez nos últimos anos. “Hoje existem poucas galinhas mortas no futebol, e a Venezuela não está mais entre elas. É uma equipe que trabalha duro para mudar a situação e fez uma partida equilibrada contra a Espanha (vitória por 3 a 0 dos campeões mundiais). Eles têm visivelmente tentado mudar o jeito de jogar e certamente darão trabalho”, analisou o treinador. Pressionado após os últimos jogos ruins da seleção, Mano sabe que uma boa campanha na Copa América é essencial para que o trabalho de renovação gradual aconteça de maneira tranquila.

Marcelo Sayão

Hoje existem poucas galinhas mortas no futebol, e a Venezuela não está mais entre elas”

outro lado não vai colocar o seu melhor marcador sobre o nosso principal criador. Mas aí questão técnica e vamos guardar”, ponderou. Se nenhum imprevisto acontecer até o domingo, o Brasil que estará em campo será formado por: Júlio César, Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e André Santos; Lucas Leiva, Ramires e Ganso; Robinho, Neymar e Alexandre Pato.

Robinho Jogador que mais vezes atuou na seleção brasileira sob o comando de Dunga, Robinho é um dos escolhidos de Mano Menezes nesse processo de renovação da equipe pentacampeã mundial até 2014. O atacante de 27 anos, porém, vive um jejum de gols e tem sido questionado por torcedores e jornalistas. Nesta sexta-feira, Mano Menezes saiu em defesa do camisa 7. “Se Robinho sempre fez gol, ele vai fazer gol.” A última vez que o exsantista balançou a rede com a ‘amarelinha’ foi nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, durante a derrota por 2 a 1 para a Holanda. Com Mano, passou sete amistosos em branco. “Algumas vezes ele esteve em condição boa pra marcar e não fez, mas voltou a jogar bem no seu clube, foi decisivo em momentos importantes no Milan quando conquistou o escudeto. Não é possível que todos tenhamos nos enganado durante todo esse tempo”, observou o técnico gaúcho. No esquema 4-2-3-1 de Mano, Robinho tem atuado aberto pela ponta, mas por diversas vezes vai buscar o jogo no meio.

Princípio de adeus Dagoberto tem contrato com o São Paulo até o próximo mês de abril. E já fala em tom de adeus. Depois de participar de jogo-treino entre os reservas, o atacante deixou claro em sua entrevista coletiva nesta quinta-feira que a possibilidade de renovar é pequena, até descartando a busca por quem o "persegue" no clube. Campanha na Copa Desde ontem os argentinos são os anfitriões da Copa América, campeonato que se prolongará por três semanas. Os 12 times que participam do campeonato se espalham em 8 cidades, controladas - em sua maioria - por governadores aliados da presidente Cristina Kirchner, candidata à reeleição em outubro.

DESFALQUES

COPA

São Paulo faz treino recheado de desfalques e vê volta de Rhodolfo

Para ministro, Corinthians é quem ajuda SP com Itaquerão

Das Agências

O São Paulo fez na tarde desta sexta-feira seu primeiro treino com todos os desfalques que perdeu para a seleção (principal e sub-20). Portanto, somente 22 jogadores do plantel ficaram disponíveis para as atividades comandadas pelo técnico Paulo Cesar Carpegiani. A boa notícia para os sãopaulinos é que o zagueiro Rhodolfo treinou normalmente. O defensor não atua desde a segunda rodada do Brasileirão, na partida contra o Figueirense, no Morumbi. Recuperando-se de um problema na coxa, ele não participou das atividades com bola, mas treinou a parte física em um campo separado e dá sinais de

Fábio Braga

O defensor não atua desde a segunda rodada do Brasileirão”

que pode retornar ao time na próxima partida. Carpegiani comandou somente uma atividade de campo reduzido e dividiu o grupo em três equipes que se revezavam em campo. O time que tomava gol dava lugar ao que estava de fora. Apenas dois toques eram permitidos. O São Paulo terá bastante tempo para treinar e definir como vai lidar com os desfalques, pois só volta a campo na próxima quarta-feira, dia 6 de julho, no Rio de Janeiro, no estádio do Engenhão.

Um Pato na família O vice-presidente do grupo audiovisual italiano Mediaset, Pier Silvio Berlusconi, filho do primeiroministro da Itália, disse que o atacante brasileiro Alexandre Pato, que namora sua irmã, Barbara Berlusconi, já é "praticamente um parente e que agora é mais difícil vendê-lo". Lula vira samba O ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, será o tema do enredo da Gaviões da Fiel no carnaval de 2012. A escola de samba da principal torcida organizada do Corinthians anunciou nesta sexta-feira que Lula, corintiano assumido, será o grande homenageado do ano que vem. “A intenção deste enredo é prestar uma homenagem ao povo brasileiro, ao sertanejo sofrido e, especialmente, ao corintiano

Mano Menezes conversa com Robinho e Neymar em treino da seleção

Por isso mesmo, o técnico evita dar pistas sobre a postura da equipe em campo. A única certeza do treinador é de que Paulo Henrique Ganso deve ser o jogador mais vigiado em campo. “Acho que está de bom tamanho divulgar a escalação, mas não vou contar como vamos jogar. Sabemos que Ganso vai receber marcação forte. Seria difícil imaginar que o técnico do

N OTAS

Vinícius Segalla

Rhodolfo, esteve lesionado e desfalcou o time nos últimos jogos

Durante lançamento do Conselho de Turismo e Negócios da Fecomércio-SP, o ministro do Esporte, Orlando Silva, afirmou que é o Corinthians quem ajuda a cidade de São Paulo, ao construir um estádio para receber jogos da Copa do Mundo de 2014. “Na verdade, é o Corinthians que está ajudando a cidade ao construir um estádio para a Copa”, afirmou o ministro. “Não só os olhos do Brasil, mas os olhos do mundo todo estão voltados para as Câmara de São Paulo. Eu espero que a casa dê sua contribuição para que a realização da Copa no Brasil seja um sucesso”, afirmou.

Satisfeito Jenson Button afirmou nesta quinta-feira que ainda não está pronto para discutir seu futuro na Fórmula 1. O piloto reiterou sua satisfação com a McLaren e disse preferir aproveitar o atual momento na escuderia. Hora de conversar Como prometido após a goleada sofrida para o Internacional, por 4 a 0, na noite de quinta-feira, o presidente do Atlético-MG Alexandre Kalil reuniuse com todo o elenco e a comissão técnica antes do treino da tarde desta sextafeira, na Cidade do Galo. Furacão virou brisa O Furacão somou nesta última quinta-feira, dia 30 de junho, mais uma derrota neste Campeonato Brasileiro. Com o placar de 3 a 1 para o Fluminense, a equipe paranaense chegou à sexta derrota em sete jogos. Foi o primeiro jogo do técnico Leandro Niehues sob comando da equipe depois que Adílson Batista pediu demissão.


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Retalhos de

Ideias Marco Martins

redação2@tribunadovale.com.br

Luis Fernando Veríssimo www.tribunadovale.com.br

Felipe Peres

Passo de tartaruga Está certo que toda investigação deve ser feita com a isenção necessária e sem

Perdigão

Maldade que circula na terra de ninguém da web: O Santos tem Paulo Henrique Ganso. O Milan tem Alexandre Pato. E o São Paulo, Rogério Frango!

atropelar etapas para não se correr o risco de apontar resultados somente para agradar a rapaziada que sanha por um culpado. Mas ao se analisar a forma como IAP e Defesa Civil investigam as explosões que quase jogaram pro ar rua, galerias e até moradias, aqui em Santo Antônio da Platina, dá pra arriscar que os responsáveis pelo vazamento de combustível na rua Rio Branco serão conhecidos somente depois que o Corinthians inaugurar o Itaquerão, isso se inaugurar. Quase um mês depois da ‘quase tragédia’, os técnicos, especialistas e sabe-tudo em não sei o quê, continuam jogando água de mangueira pra saber pra que lado que a água desce. Dá pra acreditar? Nem é preciso conhecer muito de física pra entender pra que lado a água corre, né não? Ou será que precisa? Enquanto isso, quem ficou no prejuízo, ou se machucou, como aquele adolescente que teve queimaduras no rosto, fica esperando como bobos uma resposta de quem deveria zelar pelos nossos direitos. Assim, minha gente, Jesus não volta!

Para refletir “Ao longo dos anos a gente fica mais tímido, mais medroso.

Aquela audácia, aquela petulância de quando se é jovem se perde quando se criam laços afetivos. Dá uma certa humildade o conhecimento do mundo.” Raquel de Queiroz.

No Velho Mundo

Nosso poliglota Felipe Peres, o repórter mais descolado que conheci em minha minúscula carreira, está em férias. Desde a semana passada, “Filipaldi” está na Espanha por onde começa um tour pelos principais países europeus. Aproveita para visitar o irmão que vive em Madrid e depois percorrerá Bélgica, França e Alemanha em uma viagem de trailer junto com seus pais, o casal de médicos César e dona Fátima – gente finíssima e da melhor espécie com quem tive o prazer de conversar e dividir várias cervejotas -, que vive na Inglaterra há três anos. Mas, como jornalista enquanto descansa carrega pedra, Peres vai assinar uma espécie de diário de bordo aqui nesta Tribuna, contando as peculiaridades de cada lugar por onde passou. A cultura, a culinária, a religião e os costumes da cada cidadezinha europeia por onde passar. Na foto, o nosso intrépido repórter está no centro velho de Madrid. Estou ansioso pela sua chegada na região da Bavária, na Alemanha, onde são fabricadas as melhores cervejas do mundo. Pra ser sincero, acho que ele também.

Quem caiu de quem? Não tive tempo de comentar por aqui por conta do feriadão

prolongado na semana passada, mas preciso desabafar. Será que o governador Aécio Neves pensa que alguém acreditou naquela conversinha mole de que ele caiu do cavalo e fraturou o braço? Tem gente que acha que o povo é besta!

Como tiririca Depois do Luan Santana, agora inventaram um tal de Gustavo

Lima. Alguém sabe me dizer onde nós vamos parar?

Diferença no beijo Esse é o título de uma nota na coluna do meu amigo

Aragão Filho, parceiro de longa data com quem já dividi várias horas de mesa de bar filosofando sobre nada ou quase tudo. Ele pergunta porque beijo gay não pode aparecer nas novelas da Globo, mas o Jornal Nacional mostrou três beijos na cerimônia homoafetiva, no Rio de Janeiro? “O beijo gay no JN é para ilustrar notícia, a frieza do factual, aconteceu. Já na novela seria uma licença poética, daquelas que fariam desabar mundos. Parece bizarro”. Pior que é, meu cara, Araga, pior que é.

Palhaço Iguaçu E o Palácio do Iguaçu, hein? Reformado e inaugurado

com pompa por Requião, Pessuti e sua turma até hoje não pôde ser ocupado simplesmente porque as obras não foram concluídas. Que Deus deixa essa “catrefa” por muito tempo longe do poder.

Ele disse: “Consegui criar outra for-

Internamento Tramita na Câmara Federal um projeto que dará po-

deres aos juízes, quando julgarem necessário, determinar ao poder público a internação de usuários de crack. O projeto pode amenizar o problema que é uma verdadeira ferida aberta na sociedade, já que não há nenhum programa social eficiente que consiga combater mais este mal. Ajuda, mas não resolve. O projeto é do deputado federal Ratinho Júnior (PSC).

A-8

Quando o casamento parecia a caminho de se tornar obsoleto, substituído pela coabitação sem nenhum significado maior, chegam os gays para acabar com essa pouca-vergonha”

Domingo a gente sempre espera pelo pior, que no caso é a segunda-feira.

ma de conversar com as pessoas que não fosse através dos grandes meios de comunicação, passando a falar nas rádios e jornaizinhos locais. Essa gente (do interior) não lê os grandes jornais, o que vale é a imprensa local, a rádio local”. Do ex-presidente Lula sobre como neutralizou a crítica da grande imprensa.

PAPO COM SÓCRATES

AINDA REPERCUTE

Para meditar Basta ler atentamente o noticiário

político/policial para concluir que Arthur Schopenhauer estava coberto de razão quando dizia: “Os animais de sangue frio são os únicos que têm veneno”.

Do mestre

“Como dizia minha avó: todo mundo se queixa da falta de memória. Ninguém se queixa da falta de caráter”. Millôr Fernandes

Droga pesada

Se essa história de marcha pega periga a acontecer cada coisa nesse mundão. Já pensou? Depois de liberar a marcha da maconha, liberarem também a marcha do Luan Santana? Vá de retro!

Bertrand Russell “A estupidez coloca-se na primeira fila

para ser vista; a inteligência coloca-se na retaguarda para ver”

cyan magenta yellow black


cmyb

TRIBUNA DO VALE Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Cidades

B-1

www.tribunadovale.com.br

Biblioteca Ataíde Camargo é inaugurada

J. TÁVORA Com acervo de mais de dois mil títulos, estrutura receberá também livros da Biblioteca Castro Alves Fotos: Antônio de Picolli

Aline Damásio

O prefeito Claudio Revelino (PR) inaugurou na manhã de ontem a biblioteca professor Ataíde Camargo em Joaquim Távora. O local que começa a funcionar a partir desta segunda-feira, 4, integra o projeto biblioteca cidadã do governo estadual e conta com estrutura de 180 metros quadrados, acervo com mais de dois mil livros, salas de leitura adulta e infantil, telecentro e área administrativa. Com atendimento gratuito, o novo prédio contará com a adição de mais cinco mil títulos que serão trans-

Biblioteca foi inaugurada pelo prefeito Claudio Revelino, que homenageou Ataíde Camargo.

feridos da biblioteca municipal Castro Alves. “Queremos

que este espaço se transforme num lugar de formação

Novo espaço conta com mais de dois mil livros, equipamentos de áudio e vídeo.

e aprendizagem, onde os jovens possam passar os dias

adquirindo conhecimento e cultura através da leitura

e também das atividades que serão oferecidas aqui”, declarou o prefeito Claudio Revelino. C om investimento de R$ 313 mil, o local contém equipamentos como áudio e vídeo, sala de consulta e reunião e espaço para instalação de um futuro telecentro com computares e acesso à internet. Em todo estado, as bibliotecas cidadãs são nomeadas em homenagem a cidadãos que marcaram a história do município. Em Joaquim Távora, o homenageado foi o professor Ataíde Camargo, destacado por sua trajetória de dedicação à educação na cidade. Emocionada, sua filha Marinelma Camargo agradeceu a homenagem feita ao pai. “Meu pai sempre foi conhecido por sua paixão pelo ensino e minha família está lisonjeada pela homenagem feita neste espaço que simboliza tudo que ele sempre amou na vida: as crianças e a educação”, afirmou. “Este local é motivo de orgulho para todos os cidadãos, referência ao trabalho da administração da cidade e sinal de respeito e agradecimento em nome do meu pai”, completou. A biblioteca cidadã também recebeu uma sala de estudos em homenagem a professora Marli de Fátima Bagatin, que se dedicou à educação do município como professora desde 1976 até falecer, aos 50 anos em 2007. Ataíde Camargo Filho de José Delfino de Camargo e Domingas Maria de Jesus, o professor At aí d e C amargo nas c e u em Joaquim Távora no dia 13 de março de 1929, onde estudou e par ticip ou da fundação do Grupo Escolar Miguel Dias. Formou-se no curso técnico em contabilidade na Escola Técnico de Comércio de Joaquim Távora em 1960. Formouse em licenciatura e letras na Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Jacarezinho, foi professor primário, secretário e diretor da Escola de Comércio Estadual de Joaquim Távora onde também lecionou nas disciplinas de português e educação física. Camargo era conhecido em todas as funções que exerceu pela competência, dedicação e pelo bom relacionamento com os alunos. Faleceu em fevereiro de 2010, aos 81 anos.

cyan magenta yellow black


B-2 Variedades

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Globo registra a menor audiência para o mês de junho desde 1970 TV Até então, junho de 2008 fora o pior de todos, com média de 17,1 pontos de audiência Divulgação

Folha de São Paulo

A Globo viu seu ibope em junho crescer 0,4 ponto na Grande São Paulo em relação a maio: de 16,6 para 17 pontos. Mesmo assim a emissora teve o menor ibope já registrado nesse mês, desde que a audiência das TVs passou a ser medida, em 1970. O resultado vale para a chamada faixa comercial, das 7h à 0h. Até então, junho de 2008 fora o pior de todos, com média de 17,1 pontos. Historicamente, junho é um dos meses em que as TVs estão mais ligadas, e quando há mais pessoas diante dos aparelhos. A equação frio + mês de provas + poupar dinheiro para as férias iminentes faz com que, na média, 43% das TVs estejam ligadas --um dos índices mais altos em situação de normalidade (quando não há grandes catástrofes ou competições). Para efeito de comparação, em junho do ano passado a Globo marcou 18,5 pontos, mas então havia a Copa da África-- que, curiosamente, também não elevou o ibope da emissora em relação ao junho anterior (2009), quando

Folhapress

Elenco em cena de “Malhação”, novela adolescente que perdeu 40% do seu público nos últimos anos

também havia marcado 18,5 pontos. Malhação “Ma l h a ç ã o” n ã o e s t á acompanhando o recente crescimento de audiência da dramaturgia da Globo. A novela perdeu 40% de seu público nos últimos sete anos. A temporada deste ano, que acabará em breve, segue em ritmo de queda. Em 2010, a trama teve média de 18,9 pontos. Já este ano, até a última

quarta-feira, a média foi de 18,7. Cada ponto equivale a 58 mil residências na Grande São Paulo. Band e o’Efeito Datena’ A medição do ibope também permite ver que a Band acusou o golpe com a saída de José Luiz Datena. O apresentador rescindiu contrato em 15 de junho e voltou para a Record. Em 15 dias sem ele, a Band viu seu final de tarde cair mais de 40% no ibope, o

que, na soma, provocou uma queda geral de ibope de 0,4 ponto. A Band caiu de 2,9 em maio para 2,5 pontos em junho, mas com viés de queda (arredonda-se para 2,0). Pode parecer pouco, mas, para uma emissora que tem média de ibope em torno dos 3 pontos, as casas decimais valem muito. As outras TVs estagnaram ou tiveram oscilação negativa em junho. A Record se mante-

CINEMA

Curta estrelado por Charlie Chaplin é boicotado em leilão de artes

ve vice-líder, mas caiu de 7,5 para 7,4 pontos (portanto, 7); o SBT continuou em terceiro, com 5,9 pontos; já a RedeTV!

caiu de 1,6 em maio para 1,4. No arredondamento, portanto, ficou com apenas 1 ponto no mês.

NEGÓCIOS

Divulgação

Ronaldo pode virar empresário do cantor Luan Santana Divulgação

Luan Santana durante gravação de Malhação ID Das Agências

Um biógrafo de Chaplin afirmou que o artista provavelmente nunca soube da existência do filme Reuters

Um curta-metragem esquecido com imagens do lendário comediante Charlie Chaplin não encontrou um comprador em leilão realizado em Londres nesta semana, contrariando a expectativa de que pudesse arrecadar uma “significante valor de seis dígitos”. O preço inicial do rolo de

filme de 100 mil libras (aproximadamente 250 mil reais) era, aparentemente, muito elevado. Charlie Chaplin em ‘Zepped’ foi descoberto dentro de uma velha e mal conservada lata de filme, adquirida pelo colecionar Morace Park por pouco mais de 3 libras no site de leilões online eBay. Com duração de sete minutos, o curta parece ser um filme-propaganda realizado

no Reino Unido durante a Primeira Guerra Mundial. Chaplin aparece enfrentando um zepelim de guerra alemão, em uma das primeiras sequências de animação da história do cinema. “Eu não fazia ideia do que tinha em mãos”, afirmou Park. “Visitei especialistas em cinema na Europa e nos EUA e nenhum deles havia visto esse tipo de filme antes”.

Um biógrafo de Chaplin afirmou que o artista provavelmente nunca soube da existência do filme. David Robinson afirmou que o autor havia unido trechos excluídos do corte final de outros filmes como Nova Colocação de Carlitos (1914), Carlitos Quer Casar (1915) e O Vagabundo (1915) -- e adicionado sequências de animação em stop-motion e outros efeitos.

O e x - j o g a d or R on a l do Nazário negocia com Luan Santana para se tornar agente do cantor sertanejo, maior fenômeno da música brasileira atualmente é o artista que mais faz shows e um dos nomes mais ouvidos nas rádios do país. Se a negociação vingar, Luan Santana será o primeiro músico do portfólio da 9ine, a empresa criada por Ronaldo, em parceria com o grupo WPP, depois que ele deixou de jogar futebol, em janeiro deste ano. Até agora, a 9ine só fechou negócios

com atletas, como Neymar, Kaká e Anderson Silva. A nego ciação entre o Fenômeno e Luan Santana foi intermediada pelo apresentador Fausto Silva. Ainda não está definido o que exatamante Ronaldo irá cuidar, se de toda a carreira do cantor, se apenas de sua agenda de shows ou se somente de campanhas publicitárias. Um dos asp e c tos que preocupam os amigos de Luan Santana tem sido o excesso de shows do cantor, cerca de 300 no ano passado. Isso pode levar a um rápido desgaste de sua imagem.


Economia B-3

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Rota do Café vence Troféu Roteiros do Brasil

Fotos: Arquivo

TURISMO Entrega do prêmio acontece durante o 6°Salão de Turismo Roteiros do Brasil, no dia 14 de julho, em São Paulo Da Assessoria

A Rota do Café, roteiro turístico histórico-cultural que engloba atrativos de 15 municípios do norte do Paraná, será destaque no 6° Salão de Turismo Roteiros do Brasil. O roteiro turístico paranaense é um dos vencedores do Troféu Roteiros do Brasil e será premiado durante o evento, que acontece no Anhembi, em São Paulo, entre os dias 13 e 17 de julho. A premiação, no dia 14 de julho, na capital paulista, é promovida pelo Ministério do Turismo (MTur) e está na sua terceira edição. Ao todo, são nove casos de sucesso, experiências bem-sucedidas do setor no Brasil. Além de Paraná, serão premiados projetos turísticos de Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo. Os vencedores do Troféu Roteiros do Brasil foram eleitos uma por ban-

 Projetos premiados Além da Rota do Café, mais oito projetos foram reconhecidos. Em Pernambuco, a Secretaria de Turismo, Cultura e Desportos conquistou o Troféu Roteiros do Brasil, na categoria Gestão Turística Municipal. O “Circuito das Serras Verdes”, no sul de Minas Gerais, foi o vencedor na categoria Gestão Turística Regional. Na categoria Roteiro ou Destino Turístico Segmentado, o ganhador foi o “Caminho da Luz – O Caminho do Brasil”, outro destino turístico de Minas Gerais. A Secretaria Municipal de Turismo de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, recebeu dois prêmios nas categorias Sítio Eletrônico Promocional e Material promocional de um destino, roteiro, ou região turística. A Prefeitura de Socorro, em São Paulo, que inscreveu o caso “Sustentabilidade Ambiental no Destino de Socorro”, foi premiada na categoria Sustentabilidade Ambiental no Município. Na categoria Sustentabilidade Social no Município a consagração foi para a Escola Municipal de Turismo de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A Prefeitura de Ouro Preto, em Minas Gerais, foi coroada na categoria Sustentabilidade Cultural no Município. De acordo com Sérgio Garcia Ozório, a Rota do Café conseguiu inserir o Paraná no quadro dos melhores Roteiros Turísticos do Brasil. “É uma honra figurar ao lado de destinos que já são consagrados e que já foram aprovados pelo público”, destaca. ca examinadora composta por representantes do setor

público, privado e universidades. A Rota do Café

 Sobre a Rota do Café

O lançamento da Rota do Café foi realizado em novembro de 2009, depois de 20 meses de estudos para a formatação do produto, sensibilização dos envolvidos, roteiro experimental, qualificação dos serviços turísticos, precificação, comercialização e promoção. O roteiro turístico do norte do Paraná resgata a cultura de uma das regiões produtoras de café mais importantes do mundo. A Rota contempla mais de 30 empreendimentos em 15 municípios e proporciona uma viagem incrível com visitas a fazendas históricas e produtivas, espaços de lazer e cultura, santuários ecológicos, pousadas e restaurantes que revelam a

história, o sabor e o aroma do café brasileiro. O destino é uma aula de história viva, ministrada pelos proprietários dos empreendimentos que sabem contar de uma forma lúdica a sua história e a de suas fazendas, que se confundem com a trajetória e o desenvolvimento da região norte do Paraná, que alcançou a prosperidade graças ao café. Os roteiros são elaborados de acordo com o perfil e necessidade de cada grupo e as Agências de Turismo credenciadas ao Projeto de Turismo Norte Paranaense – Sebrae/ PR estão aptas a atender turistas do Brasil e do exterior.

Rota do Café traça roteiro por fazendas consideradas modelo na região Norte do Estado

venceu na categoria “Roteiro Turístico”. Sérgio Garcia Ozório, consultor do Sebrae/ PR em Londrina e gestor do Projeto, explica que a banca examinadora avaliou quesitos como ações de articulação, capacitação, comunicação, promoção, comercialização e profissionalização. “O reconhecimento do Ministério do Turismo mostra que estamos no caminho certo e que temos no Paraná um roteiro de peso e com diversidade de atrações. Por ter uma abrangência nacional, o Prêmio Troféu Roteiros do Brasil também será uma forma de divulgar a Rota do Café e atrair, cada vez mais, novos turistas”, diz Julio Cezar Agostini, diretor de Operações do Sebrae/PR. Para o gerente da Regional Norte do Sebrae/PR, Heverson Feliciano, o Sebrae/ PR é serviço de apoio ao empreendedorismo e às micro e pequenas empresas e o Projeto da Rota do Café está cumprindo seu objetivo. “A premiação promoverá o roteiro paranaense no Brasil e no exterior, melhorando ainda mais os negócios dos empresários envolvidos.” Além disso, na avaliação do coordenador estadual de Turismo e Artesanato do Se-

brae/PR, Aldo Cesar Carvalho, a premiação servirá para reforçar o posicionamento da região norte do Paraná como importante polo de turismo no Estado, principalmente nesse momento que o Brasil vive, com a proximidade da Copa do Mundo e das Olimpíadas. Para os empreendedores que fazem parte da Rota do Café, o reconhecimento reflete o empenho e a dedicação do Sebrae/PR, das demais

O reconhecimento será mais um estímulo para que todos continuem”

entidades envolvidas no Projeto e dos empresários que acreditaram na proposta de transformar a região em um destino turístico. “O café está em evidência nos dias de hoje e soubemos aproveitar essa oportunidade, combinando o produto com o turismo. Os próprios consumidores querem saber mais sobre a bebida e estão valorizando os cafés de qualidade, que também são produzidos

Destino é uma aula de história viva ministrada pelos proprietários dos empreendimentos, aliado ao conforto de antigas sedes e oportunidade de turismo ecológico

no Norte Pioneiro do Paraná. Nossa região já foi reconhecida como a capital mundial do café e a Rota conseguiu resgatar essa história”, salienta Marcelo Camargo, chef do Restaurante O Brasiliano. Para Leonardo Florêncio da Silva Filho, proprietário da Artesano Agroindustrial, a premiação reflete na autoestima dos empreendedores e confere visibilidade ao Projeto no circuito nacional do turismo. “A Rota do Café é um produto diferenciado e completo. Acredito que vencemos devido à peculiaridade do destino, que já vinha fazendo sucesso com o público e que agora ganhou o reconhecimento do Ministério do Turismo”, aponta. A proprietária da Fazenda Palmeira, Cornélia Margot Gamerschlag, ficou surpresa com o prêmio, já que a Rota do Café é um produto relativamente novo – surgiu há cerca de dois anos - em comparação aos roteiros concorrentes. “O reconhecimento será mais um estímulo para que todos continuem investindo em melhorias em seus empreendimentos para atender as necessidades dos turistas, que certamente aumentarão com a divulgação do prêmio.”


B-4 Atas&Editais VENDE-SE Terreno no centro, com área de 434 m2 ,(com uma casa antiga em alvenaria) todo murado, portão eletrônico, situado à Rua Benjamin Constant, 500 - Santo Antonio da Platina/Pr. Informações:(43) 9977-6824 ALUGA-SE Sala comercial, com wc, situada à R. 13 de maio, 425 centro Santo Antonio da Platina- Pr Contato :(43) 9977- 6824

= P O R T A R I A 059/2011= O Senhor Dr. DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ, Prefeito Municipal de Ribeirão do Pinhal , Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e na forma da Lei. R E S O L V E: CONTRATAR, conforme o Concurso Público Municipal 002/2009, a Sra. JOSEMERES BRAZ FELICIO, para o cargo de CONTADOR e receber seus vencimentos através do nível 18 da Tabela de Níveis e Salários do funcionalismo municipal, a partir desta data. (01/06/2011). REGISTRE-SE E PUBLIQUE-SE Edifício da Prefeitura Municipal de Ribeirão do Pinhal, Estado do Paraná, no Primeiro dia do mês de julho do ano dois mil e onze. Gabinete do Prefeito DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal MUNICÍPIO DE JOAQUIM TÁVORA DECRETO Nº 2.734 2011. COMPOSIÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL DE ACORDO COM A ASSEMBLÉIA REALIZADA EM CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL REALIZADA NO DIA 10/06/2011 O Prefeito Municipal de Joaquim Távora, Senhor Cláudio Revelino, usando de suas atribuições legais e considerando o disposto na Lei municipal 1.123/2009, DECRETA: Art. 1º - Ficam nomeados para compor o Conselho Municipal de Assistência Social de Joaquim Távora, no biênio 2011/2013, as pessoas abaixo designadas:

IMÓVEL NOVO - VENDO CIDADE DE QUATIGUA BAIRRO CAMILO RUA JOAQUIM ZANINI-ESQUINACOM 63M2 DE ÁREA CONSTRUÍDA. TERRENO MEDINDO 120M2 2 QUARTOS,SALA,COZINHA,BANHE IRO,LAVANDERIA E GARAGEM. COM ESCRITURA E AVERBAÇÃO. FONES 43-9108-9431 OU 9982-3971

YOKI ALIMENTOS S.A. seleciona Currículos de Pessoas Portadoras de Deficiência. Interessados devem enviar currículo através do e-mail dpcba@yoki.com.br Enviar via correio ou entregar na Portaria da Empresa: Rodovia BR 369 Km 17/18 – S/N – Bairro Santa Amália – Cambará – PR - CEP 86390-000 PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 31/2011 Objeto: Aquisição de Gêneros alimentícios e Material de Limpeza para o Departamento de Educação do Município de Tomazina –PR. A Prefeitura Municipal de Tomazina, através da comissão de Licitações, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a licitação referente ao PREGÃO PRESENCIAL n.º 32/2011. Abertura da Licitação: 08:00 horas do dia 14/07/2011. Local da Abertura: Prefeitura Municipal de Tomazina – Rod. Avelino Antonio Vieira, 117 – Tomazina – PR. A cópia do Edital, bem como maiores esclarecimentos estarão à disposição dos interessados de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h30min., até dia vinte e quatro horas antes do certame. Tomazina, 01 de julho de 2011. PREGOEIRO OFICIAL PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ABATIÁ ESTADO DO PARANÁ AVISO DE LICITAÇÃO O MUNICÍPIO DE ABATIÁ – ESTADO DO PARANÁ, TORNA PÚBLICO QUE FARÁ REALIZAR LICITAÇÃO NA MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS Nº 009/2011, QUE TEM POR OBJETO A “LOCAÇÃO DE 01 (UM) IMÓVEL URBANO, TIPO BARRACÃO EM ALVENARIA, EM BOM ESTADO DE CONSERVAÇÃO, MÍNIMO DE 160 (CENTO E SESSENTA) METROS QUADRADOS CONSTRUÍDOS, FORRADO, MÍNIMO DE 02 (DOIS) BANHEIROS, ÁREA PARA ESCRITÓRIO E/OU COZINHA, COM INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E ELÉTRICAS COMPLETAS, COM LÂMPADAS, TOMADAS E INTERRUPTORES, PINTADO DE COR CLARA PARA MELHOR ILUMINAÇÃO, COM BOA VENTILAÇÃO, CERCADO, COM ENTRADA E SAÍDA DE CAMINHÕES PARA CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE MERCADORIAS O QUAL SERVIRÁ ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE PARA A INSTALAÇÃO DE INDÚSTRIAS PARA GERAÇÃO DE EMPREGOS PARA NOSSOS MUNÍCIPES, POR UM PERÍODO DE 12 (DOZE) MESES, COM VALOR MENSAL DE R$ 1.200,00 (UM MIL E DUZENTOS REAIS) E VALOR TOTAL DE R$ 14.400,00 (QUATORZE MIL E QUATROCENTOS REAIS). O RECE-BIMENTO DOS ENVELOPES “01 E “02” DAR-SE-À ATÉ ÀS 15:00 (QUINZE) HORAS DO DIA 18 (DEZOITO) DE JULHO DE 2011, [18/07/2011], NO EDIFÍCIO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIA – PARANÁ, SITUADO À AVENIDA JOÃO CARVALHO DE MELLO, Nº135 – ABATIA – PR. A ABERTURA DOS ENVELOPES “01” E “02” OCORRERÁ NO DIA 18 (DEZOITO) DE JULHO DE 2011, [18/07/2011], ÀS 15:00 (QUINZE) HORAS NO EDIFÍCIO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIA – PARANÁ, SITUADO À AVENIDA JOÃO CARVALHO DE MELLO, Nº 135 – ABATIA – PR. A ÍNTEGRA DO EDITAL E OUTRAS INFORMAÇÕES PODERÃO SER OBTIDAS NA PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ, NO ENDEREÇO ACIMA MENCIONADO, EM HORÁRIO DE EXPEDIENTE DAS 8:00 ÀS 11:30 E DAS 13:00 ÀS 16:30 HORAS E PELO TELEFONE (43) - 35561545. EDIFÍCIO DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ABATIA, EM 30.06.2011. IRTON OLIVEIRA MÜZEL PREFEITO MARIA JOSÉ DO NASCIMENTO HOSOUME PRESIDENTE DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE GUATIGUÁ CONVOCAÇÃO O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei. CONVOCA Marcio Antonio da Silva, portador do documento de identificação RG nº 19.468.375, eleito Membro do Conselho Tutelar conforme ata 011/2009, para comparecer na Divisão de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Quatiguá, munidos de todos os documentos pessoais, até o dia 06 de julho de 2011, para assinar o Termo de Posse ou Desistência de Vaga. Art. 1º- Fica cancelada a convocação do Sr. Rafael David Felipe, publicada em 01 de julho de 2011 em Atas & Editais B5. Gabinete do Prefeito Municipal de Quatiguá, em 01 de junho de 2011. EFRAIM BUENO DE MORAES PREFEITO MUNICIPAL ROSANGELA RODRIGUES ZANINI MOCELIN PRESIDENTE DO CMDA

Art. 2º - Este Decreto entrará em vigor nesta data, revogadas as disposições em contrário. Gabinete do Prefeito Municipal de Joaquim Távora, Estado do Paraná, em 20 de junho de 2011. Cláudio Revelino Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TÁVORA ESTADO DO PARANÁ TERMO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº. 028/2011 – PMJT PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº. 065/2011 – PMJT OBJETO: Contratação de empresa para aquisição, de materiais escolares e de expediente, destinados ao Departamento Municipal de Educação e demais Departamentos desta municipalidade, pelo período de 12 meses. Tendo em vista a Ata de Julgamento do Pregão em epígrafe, elaborada pelo Pregoeiro deste Município; o Senhor CLAUDIO REVELINO, Prefeito Municipal de Joaquim Távora, no uso de suas atribuições legais RESOLVE: HOMOLOGAR A LICITAÇÃO MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 028/2011 – TIPO MENOR PREÇO POR ITEM e ADJUDICAR o objeto da licitação para as empresas: J DOS SANTOS NETO PAPELARIA LTDA EPP declarada VENCEDORA dos Itens 12, 17,20,22,29,31,33,39,41,46,47,52,56,70,71,73,75,79,80,87,88,89 e 90 com um valor máximo contratual de R$ 5.957,56 (cinco mil novecentos e cinqüenta e sete reais e cinqüenta e seis centavos), a empresa MASTER PAPER PAPELARIA E INFORMATICA LTDA ME, declarada VENCEDORA dos Itens 07,08,10,11,18,21,23,24,25,27,32,35,40,42,43,44,50,51,53,54 ,55,60,61,63,68,74,76,82,83,84 e 85 com um valor máximo contratual de R$ 4.439,60 (quatro mil quatrocentos e trinta e nove reais e sessenta centavos), a empresa EDITORA JACAREZINHO LTDA ME, declarada VENCEDORA dos Itens 03,05,06,09,13,16,28,30,34,36,48,49,58,65,66 ,67,69,72,86,91 e 92 com um valor máximo contratual de R$ 3.887,77 (três mil oitocentos e oitenta e sete reais e setenta e sete centavos), e a empresa ESTEFANUTO & PIRES LTDA, declarada VENCEDORA dos Itens 01,02,04,14,15,19,26,37,38,45,57,59,62,64,77,78 e 81 com um valor máximo contratual de R$ 15.253,71 (quinze mil duzentos e cinqüenta e três reais e setenta e um centavos) . E para que produza seus efeitos jurídicos e legais, Convoca-se as empresas vencedoras do certame para comparecimento ao Departamento de Licitação da Prefeitura de Joaquim Távora para assinatura do contrato num prazo máximo de 05 (cinco) dias. PUBLIQUE-SE Joaquim Távora, 01 de julho de 2011. CLAUDIO REVELINO - PREFEITO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA EDITAL O Presidente da Comissão de Processo Administrativo Disciplinar nº 009/2011, instaurada através da Portaria nº 204/2011, notifica o Sr. Hércio Pereira da Silva, servidor público do Município de Santo Antônio da Platina, ocupante do cargo de auxiliar de enfermagem, residente na cidade de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, a comparecer no dia 13 de julho de 2011, às 08:30 horas, na sala da Reunião da Secretaria Municipal de Educação, a fim de ser interrogado, ficando também notificado de que poderá estar acompanhado de seu advogado, testemunhas de defesa em número máximo de três e apresentar outras provas de seu interesse. Santo Antônio da Platina, 01 de julho de 2011. ADRIANO TOLEDO PIMENTA Presidente da Comissão EXTRATO DO 1º TERMO ADITIVO DE CONTRATO REFERENTE AO CONTRATO N.º 077/2010 - PMJT INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO 003/2010 – PMJT PARTES: MUNICIPIO DE JOAQUIM TAVORA e GOVERNANÇA BRASIL S/A E GESTÃO EM SERVIÇOS. OBJETO: De conformidade com as especificações e quantidades de serviços constantes da Inexigibilidade de Licitação 003/10 e contrato firmado em 01 de julho de 2010, documentação que passa a fazer parte integrante deste aditivo, como se nele estivesse integral e expressamente reproduzida. VIGÊNCIA: Conforme faculta o artigo 57, inciso II da Lei nº 8.666/93 e em face do requerimento do Exmo. Senhor Prefeito, prorroga-se o referido contrato em 12 (doze) meses, com vigência em 01/07/2012. RECURSOS FINANCEIROS: As disposições contratuais não atingidas pelo presente termo permanecem inalteradas. O presente aditamento é feito na forma bilateral de prévio mutuo e legal acordo, para que surta os devidos efeitos legais. FORO: Comarca de Joaquim Távora, Estado do Paraná. Joaquim Távora (PR), 01 de julho de 2011. CLAUDIO REVELINO - PREFEITO MUNICIPAL - CONTRATANTE GOVERNANÇA BRASIL S/A E GESTÃO EM SERVIÇOS CONTRATADA PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DE ADITIVO DE CONTRATUAL ADITIVO I AO CONTRATO Nº 102/2010 Partes: Município de Quatiguá e a empresa Innovare Construtora Ltda. – ME. Objeto: Pavimentação em pedras irregulares em 12.265,94 m2, contendo os serviços de Regularização e compactação do subpleito, base em colchão de argila e Placa de programa. Alteração: Fica prorrogado o prazo de execução e da vigência do contrato original por mais 90 (noventa dias), expirando-se em 11 de outubro de 2011. Data: 14 de junho de 2011. Efraim Bueno de Moraes – Prefeito Municipal

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Tomazina - Paraná RESOLUÇÃO Nº 003/2011 SÚMULA – Convocar a VIII Conferência Municipal de Assistência Social e nomear a Comissão Organizadora. O Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS, do município de Tomazina – PR, no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Municipal nº 0287 de 22 de março de 2010, - Considerando o disposto da Lei 8742/93, bem como aos ditames do CEAS e do CNAS para a realização das Conferências Municipais de Assistência Social, Resolve: Art. 1º - CONVOCAR a comunidade a participar da VIII Conferência Municipal de Assistência Social no âmbito do município para avaliar e propor diretrizes para o aprimoramento da gestão do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, na perspectiva da valorização dos trabalhadores e da qualificação dos serviços, programas, projetos e benefícios; Art. 2º - ESTABELECER o dia 15 de julho de 2011, para a sua realização, das 13:00 às 17:00 horas, no Centro Cultural Newton Sampaio; Art. 3º - INFORMAR que terá como tema central: “Consolidar o SUAS e Valorizar os seus Trabalhadores”; Art. 4º - NOMEAR para sua realização, os membros abaixo, para compor a Comissão Organizadora: a) Presidente: Neli Couto Ribeiro Saliba Costa – Deptº Municipal de Educação; b) Vice-Presidente: Elizabethe Maria Justino Ganzert - Dept° Municipal de Saúde; c) Secretária: Laura Cristina da Silva - APMI; d) Coordenador Geral e Relator: Érica Inocência Simão – Deptº Municipal de Assistência Social; e) Membros: Ivanilda Maria Gouveia de Melo – Dept° Municipal de Educação; Xênia Carolina Quiqueto – Dept° Municipal de Assistência Social Art. 5º - Esta Resolução entra em vigor a partir da data de publicação, revogadas as disposições em contrário. Tomazina, 30 de junho de 2011. Neli Couto Ribeiro Saliba Costa Presidente do CMAS DECRETO Nº1218/2011 A Câmara Municipal de Cambará-Estado do Paraná, aprovou e eu Prefeito Municipal . DECRETO Art.1º -Fica o Executivo Municipal, autorizado pela Lei nº1464/2010, de :15/12/2010, a abrir no orçamento Programa do Município,um credito adicional Suplementar no valor de R$179.006,75 (Cento e setenta e nove mil, seis reais e setenta e cinco centavos), assim discriminado : 09 - Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente 09.003 –Departamento de Meio Ambiente 18.542.2410.2280 – Construção do Aterro Sanitário 4490.51.00.00.00 –Obras e Instalações F.31752 179.006,75 Art. 2º - Para dar cobertura ao crédito aberto no artigo anterior, será utilizado de acordo com o artigo 5º, parágrafo I da Lei nº1464/2010 (LOA), o Superávit Financeiro do Exercício anterior, art.43, Lei.4320/64 parágrafo 1º , conforme abaixo: F.31752 Convênio 526/2008 Construção do Aterro Sanitário 179.006,75 Art. 3º -Este decreto entrará em vigor nesta data, revogadas as disposições em contrário. Cambará- P.r, 28 de junho de 2011. José Salim Haggi Neto Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ AVISO DE INTERPOSIÇÃO DE RECURSO REF: EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 04/2011 A Comissão Permanente de Licitação, instituída pelo Decreto nº 53 de 05 de outubro de 2010, no uso de suas atribuições, comunica aos interessados que houve a interposição de recurso por parte da empresa HT ENGENHARIA ELÉTRICA E TELECOMUNICAÇÕES – ME, contra o julgamento de inabilitação da citada empresa para o certame em epígrafe. As razões recursais estão à disposição, das 08h00min às 11h00min e das 13h00min às 16h00min, na Sede da Prefeitura Municipal de Quatiguá, situada na Avenida Dr. João Pessoa, nº 1.300, Centro, CEP: 86.450-000, abrindo-se o prazo recursal previsto na legislação vigente. Quatiguá-PR, em 1º de julho de 2011. GENIVALDO VALLE Presidente da CPL PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 01/2011 PMQ-PREGÃO PRESENCIAL Nº 20/2011 CONTRATANTE: Município de Quatiguá, Estado do Paraná. DETENTORAS: Almeida Group Distribuição de Materiais de Construção Ltda.-ME, Cleverson do Nascimento & Cia Ltda.-ME e Pedreira Santa Clara Ltda. OBJETO: Registro de preços para futuras aquisições de materiais de construção, hidráulico, elétrico e outros, conforme quantitativo, especificações e detalhamento consignados no Pregão Presencial nº 20/2011, que juntamente com as propostas das Detentoras, para todos os fins de direito, obrigando as partes em todos os seus termos, passam a integrar este instrumento, independente da transcrição. Itens, quantidades, especificações e valores registrados estão disponíveis no site www.quatigua.pr.gov.br. Parágrafo Único: As DETENTORAS obrigam-se a fornecer ao CONTRATANTE, de acordo com suas solicitações. VIGÊNCIA: Esta ata de Registro de Preços terá sua vigência iniciada em 21 de junho de 2011 e término em 20 de junho de 2012, com integral observância na Lei Federal nº 8.666 de 21 de junho de 1993, e alterações, no Decreto Federal nº 1.063 de 30 de setembro de 2003 e no Decreto Municipal nº 40 de 10 de maio de 2006. DATA: 21 de junho de 2011. PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DE CONTRATO CONTRATO Nº 54/2011 Partes: Município de Quatiguá e a empresa Ingá Pública Soluções em Informática Ltda. Objeto: Contratação de empresa especializada em Prestação de serviços para implantação, treinamento, manutenção e hospedagem do Portal Oficial da Prefeitura Municipal de Quatiguá. Execução: Imediata. Valor Contratual Global: R$ 6.800,00 (Seis mil e oitocentos reais). Implantação e treinamento: R$ 2.000,00 (Dois mil reais). Manutenção: Valor Mensal R$ 200,00 (Duzentos reais). Vigência: 24 (vinte e quatro) meses. Data: 01 de julho de 2011. Efraim Bueno de Moraes – Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ ESTADO DO PARANÁ EXTINÇÃO DO CONTRATO Nº 29/2010 A PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ, pessoa jurídica de direito público, cadastrada no CNPJ/MF sob nº 76.966.852/0001-08, com sede na Avenida Dr. João Pessoa, 1.300, Centro, CEP: 86.450000, na cidade de Quatiguá, Estado do Paraná, na qualidade de COMPROMITENTE, no contrato de compromisso de compra e Venda com cláusula de destinação especifica n.º 29/2010, representada por seu Prefeito Municipal, Sr. EFRAIM BUENO DE MORAES, brasileiro, casado, do comércio, portador da cédula de identidade RG nº 3.415.1784 SSP/PR e inscrito no CPF/MF sob o nº 532.404.999-91, residente e domiciliado na cidade de Quatiguá, Estado do Paraná, tendo em vista o descumprimento das obrigações assumidas no aludido contrato, em especial daquelas disposta em sua cláusula sétima, vem por meio desta comunicar Vossas Senhorias e tornar publico a extinção do contrato em epigrafe juntamente com seus aditivos, por término de vigência contratual. Quatiguá-PR, em 01 de julho de 2011. EFRAIM BUENO DE MORAES Prefeito Municipal


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011 PREFEITURA MUNICIPA DE CAMBARÁ LEI N º 1467 /2011 SÚMULA: DISPÕE SOBRE AS DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA PARA O EXERCÍCIO DE 2012, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, faz saber a todos os habitantes do Município, que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte: LEI Art. 1º - O Orçamento do Município de Cambará, Estado do Paraná, para o exercício de 2012, será elaborado e executado observando as diretrizes, objetivos, prioridades e metas estabelecidas nesta lei, compreendendo: I - as Metas Fiscais; II - as Prioridades da Administração Municipal; III - a Estrutura dos Orçamentos; IV - as Diretrizes para a Elaboração do Orçamento do Município; V - as Disposições sobre a Dívida Pública Municipal; VI - as Disposições sobre Despesas com Pessoal; VII - as Disposições sobre Alterações na Legislação Tributária; e VIII - as Disposições Gerais. I - DAS METAS FISCAIS Art. 2º - Em cumprimento ao estabelecido no artigo 4º da Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, as metas fiscais de receitas, despesas, resultado primário, nominal e montante da dívida pública para o exercício de 2012, estão identificados nos Demonstrativos I a VIII desta Lei, em conformidade com a Portaria nº 575, de 30 de agosto de 2007-STN. Art. 3º - A Lei Orçamentária Anual abrangerá as Entidades da Administração Direta, Indireta constituídas pelas Autarquias, Fundações, Fundos, Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista que recebem recursos do Orçamento Fiscal e da Seguridade Social. Art. 4 º - Os Anexos de Metas Fiscais referidos no Art. 2º desta Lei, constituem-se dos seguintes: Demonstrativo I - Metas Anuais; Demonstrativo II - Avaliação do Cumprimento das Metas Fiscais do Exercício Anterior; Demonstrativo III - Metas Fiscais Atuais Comparadas com as Metas Fiscais Fixadas nos Três Exercícios Anteriores; Demonstrativo IV - Evolução do Patrimônio Líquido; Demonstrativo V - Origem e Aplicação dos Recursos Obtidos com a Alienação de Ativos; Demonstrativo VI - Receitas e Despesas Previdenciárias do RPPS; Demonstrativo VII - Estimativa e Compensação da Renúncia de Receita; e Demonstrativo VIII - Margem de Expansão das Despesas Obrigatórias de Caráter Continuado. Parágrafo Único - Os Demonstrativos referidos neste artigo, serão apurados em cada Unidade Gestora e a sua consolidação constituirá nas Metas Fiscais do Município. METAS ANUAIS Art. 5º - Em cumprimento ao § 1º, do art. 4º, da Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF, o Demonstrativo I - Metas Anuais, será elaborado em valores Correntes e Constantes, relativos à Receitas, Despesas, Resultado Primário e Nominal e Montante da Dívida Pública, para o Exercício de Referência 2012 e para os dois seguintes. § 1º - Os valores correntes dos exercícios de 2012, 2013,deverão levar em conta a previsão de aumento ou redução das despesas de caráter continuado, resultantes da concessão de aumento salarial, incremento de programas ou atividades incentivadas, inclusão ou eliminação de programas, projetos ou atividades. Os valores constantes, utilizam o parâmetro Índice Oficial de Inflação Anual, dentre os sugeridos pela Portaria nº 575/2007 da STN. § 2º - Os valores da coluna “% PIB”, serão calculados mediante a aplicação do cálculo dos valores correntes, divididos pelo PIB Estadual, multiplicados por 100. AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS FISCAIS DO EXERCÍCIO ANTERIOR Art. 6º - Atendendo ao disposto no § 2º, inciso I, do Art. 4º da LRF, o Demonstrativo II - Avaliação do Cumprimento das Metas Fiscais do Exercício Anterior, tem como finalidade estabelecer um comparativo entre as metas fixadas e o resultado obtido no exercício orçamentário anterior, de Receitas, Despesas, Resultado Primário e Nominal, Dívida Pública Consolidada e Dívida Consolidada Líquida, incluindo análise dos fatores determinantes do alcance ou não dos valores estabelecidos como metas. § 1º - A elaboração deste Demonstrativo pelos municípios com população inferior a cinqüenta mil habitantes, se restringe àqueles que tenham elaborado metas fiscais em exercícios anteriores a 2005. METAS FISCAIS ATUAIS COMPARADAS COM AS FIXADAS NOS TRÊS EXERCÍCIOS ANTERIORES Art.7º - De acordo com o § 2º, item II, do Art. 4º da LRF, o Demonstrativo III - Metas Fiscais Atuais Comparadas com as Fixadas nos Três Exercícios Anteriores, de Receitas, Despesas, Resultado Primário e Nominal, Dívida Pública Consolidada e Dívida Consolidada Líquida, deverão estar instruídos com memória e metodologia de cálculo que justifiquem os resultados pretendidos, comparando-as com as fixadas nos três exercícios anteriores e evidenciando a consistência delas com as premissas e os objetivos da Política Econômica Nacional. § 1º - A elaboração deste Demonstrativo pelos municípios com população inferior a cinqüenta mil habitantes, se restringe àqueles que tenham elaborado metas fiscais em exercícios anteriores a 2005. § 2º - Objetivando maior consistência e subsídio às análises, os valores devem ser demonstrados em valores correntes e constantes, utilizando-se os mesmos índices já comentados no Demonstrativo I. EVOLUÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Art. 8º - Em obediência ao § 2º, inciso III, do Art. 4º da LRF, o Demonstrativo IV - Evolução do Patrimônio Líquido, deve traduzir as variações do Patrimônio de cada Ente do Município e sua Consolidação. Parágrafo Único - O Demonstrativo apresentará em separado a situação do Patrimônio Líquido do Regime Previdenciário. ORIGEM E APLICAÇÃO DOS RECURSOS OBTIDOS COM A ALIENAÇÃO DE ATIVOS Art. 9º - O § 2º, inciso III, do Art. 4º da LRF, que trata da Evolução do Patrimônio Líquido, estabelece também, que os recursos obtidos com a alienação de ativos que integram o referido patrimônio, devem ser reaplicados em despesas de capital, salvo se destinada por lei aos regimes de previdência social, geral ou próprio dos servidores públicos. O Demonstrativo V - Origem e Aplicação dos Recursos Obtidos com a Alienação de Ativos, deve estabelecer de onde foram obtidos os recursos e onde foram aplicados. Parágrafo Único - O Demonstrativo apresentará em separado a situação do Patrimônio Líquido do Regime Previdenciário. AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO FINANCEIRA E ATUARIAL DO REGIME PRÓPRIO DA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS Art. 10º - Em razão do que está estabelecido no § 2º, inciso IV, alínea “a”, do Art. 4º, da LRF, o Anexo de Metas Fiscais integrante da Lei de Diretrizes Orçamentárias - LDO, deverá conter a avaliação da situação financeira e atuarial do regime próprio dos servidores municipais, nos três últimos exercícios O Demonstrativo VI - Receitas e Despesas Previdenciárias do RPPS, seguindo o modelo da Portaria nº 575/2007STN, estabelece um comparativo de Receitas e Despesas Previdenciárias, terminando por apurar o Resultado Previdenciário e a Disponibilidade Financeira do RPPS. ESTIMATIVA E COMPENSAÇÃO DA RENÚNCIA DE RECEITA Art. 11 - Conforme estabelecido no § 2º, inciso V, do Art. 4º, da LRF, o Anexo de Metas Fiscais deverá conter um demonstrativo que indique a natureza da renúncia fiscal e sua compensação, de maneira a não propiciar desequilíbrio das contas públicas. § 1º - A renúncia compreende incentivos fiscais, anistia, remissão, subsídio, crédito presumido, concessão de isenção, alteração de alíquota ou modificação da base de cálculo e outros benefícios que correspondam à tratamento diferenciado. § 2º - A compensação será acompanhada de medidas provenientes do aumento da receita, elevação de alíquotas, ampliação da base de cálculo, majoração ou criação de tributo ou contribuição. MARGEM DE EXPANSÃO DAS DESPESAS OBRIGATÓRIAS DE CARÁTER CONTINUADO. Art. 12 - O Art. 17, da LRF, considera obrigatória de caráter continuado a despesa corrente derivada de lei, medida provisória ou ato administrativo normativo que fixem para o ente obrigação legal de sua execução por um período superior a dois exercícios. Parágrafo Único - O Demonstrativo VIII - Margem de Expansão das Despesas de Caráter Continuado, destina-se a permitir possível inclusão de eventuais programas, projetos ou atividades que venham caracterizar a criação de despesas de caráter continuado. MEMÓRIA E METODOLOGIA DE CÁLCULO DAS METAS ANUAIS DE RECEITAS, DESPESAS, RESULTADO PRIMÁRIO, RESULTADO NOMINAL E MONTANTE DA DÍVIDA PÚBLICA. METODOLOGIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DAS METAS ANUAIS DAS RECEITAS E DESPESAS. Art. 13 - O § 2º, inciso II, do Art. 4º, da LRF, determina que o

Atas&Editais B-5 demonstrativo de Metas Anuais seja instruído com memória e metodologia de cálculo que justifiquem os resultados pretendidos, comparando-as com as fixadas nos três exercícios anteriores, e evidenciando a consistência delas com as premissas e os objetivos da política econômica nacional. Parágrafo Único - De conformidade com a Portaria nº 575/2007-STN, a base de dados da receita e da despesa constitui-se dos valores arrecadados na receita realizada e na despesa executada nos três exercícios anteriores e das previsões para 2011,2012 e 2013. METODOLOGIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DAS METAS ANUAIS DO RESULTADO PRIMÁRIO. Art. 14 - A finalidade do conceito de Resultado Primário é indicar se os níveis de gastos orçamentários, são compatíveis com sua arrecadação, ou seja, se as receitas não-financeiras são capazes de suportar as despesas não-financeiras. Parágrafo Único - O cálculo da Meta de Resultado Primário deverá obedecer à metodologia estabelecida pelo Governo Federal, através das Portarias expedidas pela STN - Secretaria do Tesouro Nacional, e às normas da contabilidade pública. METODOLOGIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DAS METAS ANUAIS DO RESULTADO NOMINAL. Art. 15 - O cálculo do Resultado Nominal, deverá obedecer a metodologia determinada pelo Governo Federal, com regulamentação pela STN. Parágrafo Único - O cálculo das Metas Anuais do Resultado Nominal, deverá levar em conta a Dívida Consolidada, da qual deverá ser deduzido o Ativo Disponível, mais Haveres Financeiros menos Restos a Pagar Processados, que resultará na Dívida Consolidada Líquida, que somada às Receitas de Privatizações e deduzidos os Passivos Reconhecidos, resultará na Dívida Fiscal Líquida. METODOLOGIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DAS METAS ANUAIS DO MONTANTE DA DÍVIDA PÚBLICA. Art. 16 - Dívida Pública é o montante das obrigações assumidas pelo ente da Federação. Esta será representada pela emissão de títulos, operações de créditos e precatórios judiciais. Parágrafo Único - Utiliza a base de dados de Balanços e Balancetes para sua elaboração, constituída dos valores apurados nos exercícios anteriores e da projeção dos valores para 2012,2013. II - DAS PRIORIDADES DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL Art. 17 - As prioridades e metas da Administração Municipal para o exercício financeiro de 2012, estão definidas e demonstradas no Plano Plurianual de 2010 a 2013, compatíveis com os objetivos e normas estabelecidas nesta lei. § 1º - Os recursos estimados na Lei Orçamentária para 2012 serão destinados, preferencialmente, para as prioridades e metas estabelecidas nos Anexos do Plano Plurianual não se constituindo todavia, em limite à programação das despesas. § 2º - Na elaboração da proposta orçamentária para 2012, o Poder Executivo poderá aumentar ou diminuir as metas físicas estabelecidas nesta Lei, a fim de compatibilizar a despesa orçada à receita estimada, de forma a preservar o equilíbrio das contas públicas. III - DA ESTRUTURA DOS ORÇAMENTOS Art. 18 - O orçamento para o exercício financeiro de 2012 abrangerá os Poderes Legislativo e Executivo, Fundações, Fundos, Empresas Públicas e Outras, que recebam recursos do Tesouro e da Seguridade Social e será estruturado em conformidade com a Estrutura Organizacional estabelecida em cada Entidade da Administração Municipal. Art. 19 - A Lei Orçamentária para 2012 evidenciará as Receitas e Despesas de cada uma das Unidades Gestoras, especificando aqueles vínculos a Fundos, Autarquias, e aos Orçamentos Fiscais e da Seguridade Social, desdobradas as despesas por função, sub-função, programa, projeto, atividade ou operações especiais e, quanto a sua natureza, por categoria econômica, grupo de natureza de despesa e modalidade de aplicação, tudo em conformidade com as Portarias SOF/STN 42/1999 e 163/2001 e alterações posteriores, a qual deverão estar anexados os Anexos exigidos nas Portarias da Secretaria do Tesouro Nacional - STN. Art. 20 - A Mensagem de Encaminhamento da Proposta Orçamentária de que trata o art. 22, Parágrafo Único, inciso I da Lei 4.320/1964, conterá todos os Anexos exigidos na legislação pertinente. IV - DAS DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO E EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO MUNICÍPIO Art. 21 - O Orçamento para exercício de 2012 obedecerá entre outros, ao princípio da transparência e do equilíbrio entre receitas e despesas, abrangendo os Poderes Legislativo e Executivo, Fundações, Fundos, Empresas Públicas e Outras (arts. 1º, § 1º 4º I, “a” e 48 LRF). Art. 22 - Os estudos para definição dos Orçamentos da Receita para 2012 deverão observar os efeitos da alteração da legislação tributária, incentivos fiscais autorizados, a inflação do período, o crescimento econômico, a ampliação da base de calculo dos tributos e a sua evolução nos últimos três exercícios e a projeção para os dois seguintes (art. 12 da LRF). Parágrafo Único - Até 30 dias antes do prazo para encaminhamento da Proposta Orçamentária ao Poder Legislativo, o Poder Executivo Municipal colocara à disposição da Câmara Municipal e do Ministério Público, os estudos e as estimativas de receitas para exercícios subseqüentes e as respectivas memórias de cálculo (art. 12, § 3º da LRF). Art. 23 - Na execução do orçamento, verificado que o comportamento da receita poderá afetar o cumprimento das metas de resultado primário e nominal, os Poderes Legislativo e Executivo, de forma proporcional as suas dotações e observadas a fonte de recursos, adotarão o mecanismo de limitação de empenhos e movimentação financeira nos montantes necessários, para as dotações abaixo (art. 9º da LRF): I - projetos ou atividades vinculadas a recursos oriundos de transferências voluntárias; II - obras em geral, desde que ainda não iniciadas; III - dotação para combustíveis, obras, serviços públicos e agricultura; e IV - dotação para material de consumo e outros serviços de terceiros das diversas atividades. Parágrafo Único - Na avaliação do cumprimento das metas bimestrais de arrecadação para implementação ou não do mecanismo da limitação de empenho e movimentação financeira, será considerado ainda o resultado financeiro apurado no Balanço Patrimonial do exercício anterior, em cada fonte de recursos. Art. 24 - As Despesas Obrigatórias de Caráter Continuado em relação à Receita Corrente Líquida, programadas para 2012, poderão ser expandidas em até 5%, tomando-se por base as Despesas Obrigatórias de Caráter Continuado fixadas na Lei Orçamentária Anual para 2008 (art. 4º, § 2º da LRF). Art. 25 - Constituem Riscos Fiscais capazes de afetar o equilíbrio das contas públicas do Município, aqueles constantes do Anexo Próprio desta Lei (art. 4º, § 3º da LRF). § 1º - Os riscos fiscais, caso se concretizem, serão atendidos com recursos da Reserva de Contingência e também, se houver, do Excesso de Arrecadação e do Superávit Financeiro do exercício de 2012. § 2º - Sendo estes recursos insuficientes, o Executivo Municipal encaminhara Projeto de Lei à Câmara Municipal, propondo anulação de recursos ordinários alocados para outras dotações não comprometidas. Art. 26 - O Orçamento para o exercício de 2012 destinará recursos para a Reserva de Contingência, não inferiores a 3% das Receitas Correntes Líquidas previstas e 25% -(Vinte e cinco por cento) do total do orçamento de cada entidade para a abertura de Créditos Adicionais Suplementares. (art. 5º, III da LRF). § 1º - Os recursos da Reserva de Contingência serão destinados ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos, obtenção de resultado primário positivo se for o caso, e também para abertura de Créditos Adicionais Suplementares conforme disposto na Portaria MPO nº 42/1999, art. 5º e Portaria STN nº 163/2001, art. 8º (art. 5º III, “b” da LRF). § 2º - Os recursos da Reserva de Contingência destinados a riscos fiscais, caso estes não se concretizem até o dia 01 de dezembro de 2012, poderão ser utilizados por ato do Chefe do Poder Executivo Municipal para abertura de créditos adicionais suplementares de dotações que se tornaram insuficientes. Art. 27 - Os investimentos com duração superior a 12 meses só constarão da Lei Orçamentária Anual se contemplados no Plano Plurianual (art. 5º, § 5º da LRF). Art. 28 - O Chefe do Poder Executivo Municipal estabelecerá até 30 dias após a publicação da Lei Orçamentária Anual, a programação financeira das receitas e despesas e o cronograma de execução mensal ou bimestral para as Unidades Gestoras, se for o caso (art. 8º da LRF). Art. 29 - Os Projetos e Atividades priorizados na Lei Orçamentária para 2012 com dotações vinculadas e fontes de recursos oriundos de transferências voluntárias, operações de crédito, alienação de bens e outras extraordinárias, só serão executados e utilizados a qualquer título, se ocorrer ou estiver garantido o seu ingresso no fluxo de caixa, respeitado ainda o montante ingressado ou garantido (art. 8º, § parágrafo único e 50, I da LRF). Art. 30 - A renúncia de receita estimada para o exercício de 2011, constante do Anexo Próprio desta Lei, não será considerada para efeito de cálculo do orçamento da receita (art. 4º, § 2º, V e art. 14, I da LRF). Art. 31 - A transferência de recursos do Tesouro Municipal a entidades privadas, beneficiará somente aquelas de caráter educativo, assistencial, recreativo, cultural, esportivo, de cooperação técnica e voltadas para o fortalecimento do associativismo municipal e dependerá de autorização em lei específica (art. 4º, I, “f” e 26 da LRF).

Parágrafo Único - As entidades beneficiadas com recursos do Tesouro Municipal deverão prestar contas no prazo de 30 dias, contados do recebimento do recurso, na forma estabelecida pelo serviço de contabilidade municipal (art. 70, parágrafo único da Constituição Federal). Art. 32 - Os procedimentos administrativos de estimativa do impacto orçamentário-financeiro e declaração do ordenador da despesa de que trata o art. 16, itens I e II da LRF deverão ser inseridos no processo que abriga os autos da licitação ou sua dispensa/inexigibilidade. Parágrafo Único - Para efeito do disposto no art. 16, § 3º da LRF, são consideradas despesas irrelevantes, aquelas decorrentes da criação, expansão ou aperfeiçoamento da ação governamental que acarrete aumento da despesa, cujo montante no exercício financeiro de 2010, em cada evento, não exceda ao valor limite para dispensa de licitação, fixado no item I do art. 24 da Lei nº 8.666/1993, devidamente atualizado (art. 16, § 3º da LRF). Art. 33 - As obras em andamento e a conservação do patrimônio público terão prioridade sobre projetos novos na alocação de recursos orçamentários, salvo projetos programados com recursos de transferência voluntária e operação de crédito (art. 45 da LRF). Art. 34 - Despesas de competência de outros entes da federação só serão assumidas pela Administração Municipal quando firmados convênios, acordos ou ajustes e previstos recursos na lei orçamentária (art. 62 da LRF). Art. 35 - A previsão das receitas e a fixação das despesas serão orçadas para 2012 a preços correntes. Art. 36 - A execução do orçamento da Despesa obedecerá, dentro de cada Projeto, Atividade ou Operações Especiais, a dotação fixada para cada Grupo de Natureza de Despesa/Modalidade de Aplicação, com apropriação dos gastos nos respectivos elementos de que trata a Portaria STN nº 163/2001. Parágrafo Único - A transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos de um Grupo de Natureza de Despesa/Modalidade de Aplicação para outro, dentro de cada Projeto, Atividade ou Operações Especiais, poderá ser feita por Decreto do Prefeito Municipal no âmbito do Poder Executivo e por Decreto Legislativo do Presidente da Câmara no âmbito do Poder Legislativo (art. 167, VI da Constituição Federal). Art. 37 - Durante a execução orçamentária de 2012, se o Poder Executivo Municipal for autorizado por lei, poderá incluir novos projetos, atividades ou operações especiais no orçamento das Unidades Gestoras na forma de crédito especial, desde que se enquadre nas prioridades para o exercício de 2010 (art. 167, I da Constituição Federal). Art. 38 - O controle de custos das ações desenvolvidas pelo Poder Público Municipal, obedecerá ao estabelecido no art. 50, § 3º da LRF. Parágrafo Único - Os custos serão apurados através de operações orçamentárias, tomando-se por base as metas fiscais previstas nas planilhas das despesas e nas metas físicas realizadas e apuradas ao final do exercício (art. 4º, “e” da LRF). Art. 39 - Os programas priorizados por esta Lei e contemplados no Plano Plurianual, que integrarem a Lei Orçamentária de 2012 serão objeto de avaliação permanente pelos responsáveis, de modo a acompanhar o cumprimento dos seus objetivos, corrigir desvios e avaliar seus custos e cumprimento das metas físicas estabelecidas (art. 4º, I, “e” da LRF). V - DAS DISPOSIÇÕES SOBRE A DÍVIDA PÚBLICA MUNICIPAL Art. 40 - A Lei Orçamentária de 2012 poderá conter autorização para contratação de Operações de Crédito para atendimento à Despesas de Capital, observado o limite de endividamento, de até 50% das Receitas Correntes Líquidas apuradas até o final do semestre anterior a assinatura do contrato, na forma estabelecida na LRF (art. 30, 31 e 32). Art. 41 - A contratação de operações de crédito dependerá de autorização em lei específica (art. 32, Parágrafo Único da LRF). Art. 42 - Ultrapassado o limite de endividamento definido na legislação pertinente e enquanto perdurar o excesso, o Poder Executivo obterá resultado primário necessário através da limitação de empenho e movimentação financeira (art. 31, § 1°, II da LRF). VI - DAS DISPOSIÇÕES SOBRE DESPESAS COM PESSOAL Art. 43 - O Executivo e o Legislativo Municipal, mediante lei autorizativa, poderão em 2012 criar cargos e funções, alterar a estrutura de carreira, corrigir ou aumentar a remuneração de servidores, conceder vantagens, admitir pessoal aprovado em concurso público ou caráter temporário na forma de lei, observados os limites e as regras da LRF (art. 169, § 1º, II da Constituição Federal). Parágrafo Único - Os recursos para as despesas decorrentes destes atos deverão estar previstos na lei de orçamento para 2012.. Art. 44 - Ressalvada a hipótese do inciso X do artigo 37 da Constituição Federal, a despesa total com pessoal de cada um dos Poderes em 2011, Executivo e Legislativo, não excederá em Percentual da Receita Corrente Líquida, a despesa verificada no exercício de 2011, acrescida de 5%, obedecido o limites prudencial de 51,30% e 5,70% da Receita Corrente Líquida, respectivamente (art. 71 da LRF). Art. 45 - Nos casos de necessidade temporária, de excepcional interesse público, devidamente justificado pela autoridade competente, a Administração Municipal poderá autorizar a realização de horas extras pelos servidores, quando as despesas com pessoal não excederem a 95% do limite estabelecido no art. 20, III da LRF (art. 22, parágrafo único, V da LRF). Art. 46 - O Executivo Municipal adotará as seguintes medidas para reduzir as despesas com pessoal caso elas ultrapassem os limites estabelecidos na LRF (art. 19 e 20 da LRF): I - eliminação de vantagens concedidas a servidores; II - eliminação das despesas com horas-extras; III - exoneração de servidores ocupantes de cargo em comissão; IV - demissão de servidores admitidos em caráter temporário. Art. 47 - Para efeito desta Lei e registros contábeis, entende-se como terceirização de mão-de-obra referente substituição de servidores de que trata o art. 18, § 1º da LRF, a contratação de mão-de-obra cujas atividades ou funções guardem relação com atividades ou funções previstas no Plano de Cargos da Administração Municipal, ou ainda, atividades próprias da Administração Pública Municipal, desde que, em ambos os casos, não haja utilização de materiais ou equipamentos de propriedade do contratado ou de terceiros. Parágrafo Único - Quando a contratação de mão-de-obra envolver também fornecimento de materiais ou utilização de equipamentos de propriedade do contratado ou de terceiros, por não caracterizar substituição de servidores, a despesa será classificada em outros elementos de despesa que não o “34 - Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização”. VII - DAS DISPOSIÇÕES SOBRE ALTERAÇÃO NA LEGISLAÇÃO TRIBUTARIA Art. 48 - O Executivo Municipal, quando autorizado em lei, poderá conceder ou ampliar benefício fiscal de natureza tributária com vistas a estimular o crescimento econômico, a geração de empregos e renda, ou beneficiar contribuintes integrantes de classes menos favorecidas, devendo esses benefícios ser considerados no cálculo do orçamento da receita e serem objeto de estudos do seu impacto orçamentário e financeiro no exercício em que iniciar sua vigência e nos dois subseqüentes (art. 14 da LRF). Art. 49 - Os tributos lançados e não arrecadados, inscritos em dívida ativa, cujos custos para cobrança sejam superiores ao crédito tributário, poderão ser cancelados, mediante autorização em lei, não se constituindo como renúncia de receita (art. 14 § 3º da LRF). Art. 50 - O ato que conceder ou ampliar incentivo, isenção ou benefício de natureza tributária ou financeira constante do Orçamento da Receita, somente entrará em vigor após adoção de medidas de compensação (art. 14, § 2º da LRF). VIII - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 51 - O Executivo Municipal enviará a proposta orçamentária à Câmara Municipal no prazo estabelecido na Lei Orgânica do Município, que a apreciará e a devolverá para sanção até o encerramento do período legislativo anual. § 1º - A Câmara Municipal não entrará em recesso enquanto não cumprir o disposto no “caput” deste artigo. § 2º - Se o projeto de lei orçamentária anual não for encaminhada à sanção até o início do exercício financeiro de 2012, fica o Executivo Municipal autorizado a executar a proposta orçamentária na forma original, até a sanção da respectiva lei orçamentária anual. Art. 52 - Serão considerados legais as despesas com multas e juros pelo eventual atraso no pagamento de compromissos assumidos, motivados por insuficiência de tesouraria. Art. 53 - Os créditos especiais e extraordinários, abertos nos últimos quatro meses do exercício, poderão ser reabertos no exercício subseqüente, por ato do Chefe do Poder Executivo. Art. 54 - O Executivo Municipal está autorizado a assinar convênios com o Governo Federal e Estadual através de seus órgãos da administração direta ou indireta, para realização de obras ou serviços de competência ou não do Município. Art. 55 - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação. Prefeitura Municipal de Cambará-Estado do Paraná Gabinete do Prefeito Municipal 01 dia do mês de julho de 2011 Jose Salim Haggi Neto Prefeito Municipal


B-6 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011 MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - ESTADO DO PARANÁ PREGÃO PRESENCIAL Nº 042/2011 - AVISO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO Torna publica a Adjudicação e a Homologação do Procedimento Licitatório Modalidade Pregão Presencial sob o nº 042/2011 que tem como objeto a aquisição de equipamentos de proteção individual (EPI) e coletiva (EPC) para diversos funcionários desta prefeitura, em resposta à determinação do Ministério do Trabalho e Emprego, a serem adquiridos conforme a necessidade, por um período de 12 (doze) meses, no Sistema de Registro de Preços; à empresa:

ESTADO DO PARANÁ CNPJ 81.756.884/0001-00 AV. João Carvalho de Mello, 324 – Fone/Fax: (043) 3556-1487 - CEP 86.460-000.

DEMONSTRATIVO DE DIÁRIAS CONCEDIDAS

O Presidente da Câmara Municipal de Abatiá – Estado do Paraná, no uso de suas atribuições, para dar cumprimento a Resolução nº 001/2011, ficam publicadas a relação de diárias concedidas no mês de junho de 2011, conforme quadro abaixo: Nome

Cargo

Nº Diárias

Data

Valor

Destino

José Soares Nogueira Filho

Vereador

01

03/06/2011

R$ 360,00

Curitiba

Lincoln Carvalho de Mello Albano

Vereador

01

13/06/2011

R$ 360,00

Curitiba

Antonio Archanjo de Oliveira

Vereador

01

21/06/2011

R$ 360,00

Curitiba

Santo Caetano da Silva

Vereador

01

21/06/2011

R$ 360,00

Curitiba

José Benedito Contijo

Vereador

01

21/06/2011

R$ 360,00

Curitiba

Abatiá, 01 de julho de 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - ESTADO DO PARANÁ PREGÃO PRESENCIAL Nº 045/2011 - AVISO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO Torna publica a Adjudicação e a Homologação do Procedimento Licitatório Modalidade Pregão Presencial sob o nº 045/2011 que tem como objeto a aquisição de materiais gráficos, necessários para as atividades de vários departamentos, a serem adquiridos conforme a necessidade, no Sistema de Registro de Preços, para um período de 12 (doze) meses; à empresa:

ANTONIO ARCHANJO DE OLIVEIRA Presidente

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ – PARANÁ DECRETO Nº 41/2011. Súmula: Atualiza a UFM – Unidade Fiscal do Município, os preços dos serviços públicos, taxas e tarifas por ela indexadas. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, Efraim Bueno de Moraes, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei DECRETA: Artigo 1º - A Unidade Fiscal do Município passa a vigorar no valor de R$ 22,18 (vinte e dois reais e dezoito centavos). Artigo 2º - O Preço dos serviços públicos, taxas e tarifas, que possuem indexação pela Unidade Fiscal do Município, fica fixado para o mês de julho de 2011 nos valores abaixo:

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - ESTADO DO PARANÁ PREGÃO PRESENCIAL Nº 043/2011 - AVISO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO Torna publica a Adjudicação e a Homologação do Procedimento Licitatório Modalidade Pregão Presencial sob o nº 043/2011 que tem como objeto a aquisição de peças semafóricas, para os cruzamentos: Rua Benedito Lucio Machado / Rui Barbosa, Rua d. Pedro II / Rui Barbosa, Rua 24 De Maio / Marechal Deodoro Da Fonseca, Rua Cel. Joaquim Rodrigues Do Prado / Rui Barbosa; pelo período de 12 meses; à empresa:

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA - ESTADO DO PARANÁ PREGÃO PRESENCIAL Nº 047/2011 - AVISO DE ADJUDICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO Torna publica a Adjudicação e a Homologação do Procedimento Licitatório Modalidade Pregão Presencial sob o nº 047/2011 que tem como objeto a aquisição de 01 (um) vibro acabadora rebocável, para aplicação de massa asfáltica, com treinamento de operação, aplicação e cuidados básicos, a ser adquirido neste exercício; à empresa:

Art. 3º. Este decreto entrará em vigor a partir de sua publicação, revogando-se as disposições contidas no Decreto Municipal nº. 36/2011. Gabinete do Prefeito Municipal de Quatiguá, em 30 de junho de 2011. EFRAIM BUENO DE MORAES PREFEITURO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DE CONTRATO CONTRATO Nº 51/2011 Partes: Município de Quatiguá e a empresa Pedreira Santa Clara Ltda.-ME. Objeto: Registro de preços para futuras aquisições de materiais de construção, hidráulico, elétrico e outros. Itens: 1-2-3-8-10-11-14-24-35-36-37-38-39-44-46-48-50-58-60-62-65-66-71-74-75-76-77-78-79-84-91-98106-107-108-109-110-112-113-115-118-120-121-125-126-127-128-130-137-142-145-147-152-153-154-155156-157-158-159-160-161-162-163-164-166-167-169-170-171-172-173-174-176-177-178-180-181-182-183189-195-197-198-199-201-210-211-219-232-234-240-243-245-248-249-261-262-263-264-271-272-274-276278-279-280-281-282-283-288-289-292-300-301-303-304-310-313-334-341-342-343-344-348-349-350-351353-362-364-366-367-368-369-370-371-383-384-385-386-387-388-389-394-398-399-400-404-405-406-407408-414-415-416-417-418-421-422-423-424-443-445-447-452-457-460-461-462-466-474-478-479-495-502510-524-525-527-528-536-542-543-544-546-548-551-552-554-556-557-558-559-562-564-568-571-572-574582-586-587-588-589-594-595-599-600-601-602-605-606-609-610-611-612-620-621-622-623-624-625-626627-631-632-633-634-638-641-642-643-646-648-652-667-668-672-673-677-686-687-689-690-691-692-693694-696-698-699-700-704-706-707-708-709-711-712-713-714-715-716-717-721-726-727-729-739-746-750761-762-763-764-765-767-768-769-770-793-796-799-800-804-805-807-808-809-810-811-812-813-814-815816-817-821-827-828-829-830-831-832-837-840-841-845-846-851-852-856-859-861-866-867-893-895-896897-898-900-902-904-905-920-921-933-934-935-936-937-944-963-972-975-976-977-978-981-1000-10011006-1018-1024-1025-1026-1027-1033-1035-1036-1038-1039-1041-1042-1043-1044-1045-1046-1047-10501052-1054-1055-1056-1060-1061-1069-1070-1071-1072-1073-1074-1075-1076-1077-1078-1079-1081-10821083-1084-1085-1086-1087-1111-1125-1127-1128-1129-1131-1132-1133-1135-1136-1141-1143-1144-11451146-1148-1162-1163-1188-1193-1194-1195-1197-1212-1213-1221-1224-1225-1250-1251-1253-1258-12621263-1266-1272-1273-1283-1284-1285-1286-1287-1288-1289-1290-1291-1292-1293-1294-1306-1319-13211322-1324-1325-1326-1327-1328-1329-1333-1345-1346-1348-1349-1350-1351-1352-1354-1355-1360-13621363-1364-1365-1366-1367-1370-1371-1372-1379-1383-1386-1389-1391-1392-1394-1404-1405-1406-14071415-1418-1421-1423-1424-1431-1432-1433-1434-1435-1453-1455-1456-1457-1458-1468-1469-1472-14751478-1481-1487-1488-1489-1498-1499-1500-1501-1504-1505-1509-1513-1514-1516-1518-1519-1524-15251528-1532-1533-1554-1556-1557-1558-1559-1560-1561-1570-1589-1590-1591-1592-1593-1609-1610-16111612-1613-1614-1615-1616-1629-1631-1649-1651-1657-1658-1667-1669-1677-1678-1681-1682-1683-16841685-1686-1687-1688-1689-1690-1691-1692-1693-1694-1696-1697-1700. Fornecimento: Parcelado. Valor Contratual Global: R$ 222.187,85 (Duzentos e vinte e dois mil, cento e oitenta e sete reais e oitenta e cinco centavos). Vigência: de 21 de junho de 2011 a 20 de junho de 2012. Data: 21 de junho de 2011. Efraim Bueno de Moraes – Prefeito Municipal

Nº. 02/2011. • DO OBJETO

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ - PARANÁ AVISO DE EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE LEILÃO

• DA ABERTURA E RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS A data do leilão e abertura para lances será no dia 18 de julho de 2011, às 09h00min, no pátio da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, na Rua Rui Barbosa n.º 96, Bairro Centro. A apresentação dos lances pelos interessados será a partir do horário estipulado para o início do leilão, seguindo a ordem numérica dos lotes. • DAS PROPOSTAS Os interessados deverão se cadastrar junto ao Setor de Licitação, até o início da fase de lances. Será considerado vencedor(a), a proponente que oferecer MAIOR VALOR POR LOTE, que não seja superada por uma outra proposta no decorrer de 10 (dez) minutos. • DO FORNECIMENTO DO EDITAL Está disponível aos interessados o texto integral do Edital de Licitação Processo Leilão nº. 01/2011, na sede da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré. Informações pelo fone Fax - 43-35371212, conforme Parágrafo 1º do art. 21 da lei 8.666/93. Paço Municipal José Galdino Pereira, Barra do Jacaré, em 01/07/2011. EDIMAR DE FREITAS ALBONETI Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DE CONTRATO CONTRATO Nº 52/2011 Partes: Município de Quatiguá e a empresa Almeida Group Distribuição de Materiais de Construção Ltda. Objeto: Registro de preços para futuras aquisições de materiais de construção, hidráulico, elétrico e outros. Itens: 4-6-15-16-18-20-21-22-26-27-28-29-31-32-33-34-41-43-45-47-49-53-54-55-56-57-61-63-64-69-8081-82-83-86-87-88-89-95-96-97-99-100-101-102-103-104-105-111-114-117-122-124-129-131-132-133-134135-144-146-148-149-151-184-185-186-187-192-193-200-202-204-205-206-212-214-215-216-217-218-220221-222-223-224-225-226-227-228-230-231-233-235-236-237-238-242-244-257-258-259-260-265-266-267268-269-270-273-277-290-291-293-294-297-305-309-311-312-330-352-355-356-357-358-359-360-361-363374-375-376-377-378-379-390-392-395-396-397-419-427-428-429-432-433-436-437-438-439-440-442-444449-455-456-459-463-464-465-467-468-469-482-483-487-488-489-491-492-493-494-496-497-498-500-501503-504-505-506-507-511-512-513-514-515-516-517-518-519-520-523-526-530-531-532-533-534-537-538539-540-541-549-550-553-555-563-565-581-583-584-585-591-592-593-603-604-613-614-615-616-617-618619-628-629-630-645-649-650-651-658-659-660-661-663-666-669-678-679-695-705-718-723-724-725-736740-741-742-743-744-745-747-748-749-751-753-754-755-756-758-759-760-766-771-772-773-774-775-776777-779-780-781-782-783-784-785-786-787-788-789-790-791-792-794-795-797-802-806-819-820-823-824825-826-834-835-836-838-842-843-844-847-848-849-850-853-854-855-857-870-871-874-875-876-877-878879-882-883-884-892-903-906-907-911-912-916-917-918-919-922-925-927-928-929-930-932-939-940-941942-945-946-947-948-949-951-955-956-957-958-959-960-965-966-967-968-969-970-973-974-979-980-982983-984-985-986-987-988-989-991-992-993-994-997-1002-1003-1004-1005-1007-1015-1016-1020-10301031-1040-1048-1049-1062-1064-1065-1066-1067-1068-1130-1134-1137-1138-1139-1142-1150-1152-11531156-1187-1191-1192-1205-1206-1207-1208-1209-1210-1211-1216-1227-1228-1229-1230-1231-1232-12331234-1235-1236-1237-1238-1239-1240-1241-1242-1243-1244-1245-1246-1247-1248-1249-1260-1264-12651267-1268-1269-1270-1275-1276-1277-1278-1279-1281-1282-1295-1296-1297-1298-1299-1300-1301-13031304-1305-1307-1308-1309-1310-1311-1312-1312-1313-1314-1315-1316-1317-1318-1330-1331-1334-13351337-1338-1339-1340-1341-1342-1343-1344-1356-1357-1358-1359-1368-1369-1376-1377-1378-1381-13821395-1396-1408-1409-1410-1411-1412-1413-1419-1420-1425-1426-1427-1428-1429-1430-1436-1437-14381439-1440-1441-1442-1443-1444-1445-1446-1447-1448-1449-1450-1451-1452-1461-1462-1463-1464-14651466-1471-1474-1476-1477-1479-1480-1482-1483-1492-1493-1494-1510-1534-1536-1537-1540-1541-15421543-1544-1546-1547-1549-1550-1555-1564-1565-1567-1568-1569-1571-1572-1573-1574-1575-1576-15771578-1579-1580-1581-1582-1583-1584-1585-1586-1587-1588-1594-1596-1597-1598-1599-1600-1601-16021603-1604-1605-1606-1607-1608-1617-1618-1619-1620-1621-1622-1623-1624-1625-1632-1633-1634-16401641-1650-1659-1660-1661-1662-1664-1665-1666-1668-1670-1671-1674-1675-1676-1695-1699-1703-1704 Fornecimento: Parcelado. Valor Contratual Global: R$ 221.500,55 (Duzentos e vinte e um mil, quinhentos reais e cinqüenta e cinco centavos). Vigência: de 21 de junho de 2011 a 20 de junho de 2012. Data: 21 de junho de 2011. Efraim Bueno de Moraes – Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ EXTRATO DE CONTRATO CONTRATO Nº 53/2011 Partes: Município de Quatiguá e a empresa Cleverson do Nascimento & Cia Ltda.-ME. Objeto: Registro de preços para futuras aquisições de materiais de construção, hidráulico, elétrico e outros. Itens: 5-7-9-12-13-17-19-23-25-30-40-42-51-52-59-67-68-70-72-73-85-90-92-93-94-116-119-123-136138-139-140-141-143-150-165-168-175-179-188-190-191-194-196-207-208-209-213-229-239-241-246-247250-251-252-253-254-255-256-275-284-285-286-287-295-296-298-299-302-306-307-308-314-315-316-317318-319-320-321-322-323-324-325-326-327-328-329-331-332-333-335-336-337-338-339-340-345-346-347354-365-372-373-380-381-382-391-393-401-402-403-409-410-411-412-413-420-425-426-430-431-434-435441-446-448-450-451-453-454-458-470-471-472-473-475-476-477-480-481-484-485-486-490-499-508-509521-522-529-535-545-547-560-561-566-567-569-570-573-575-576-577-578-579-580-590-596-597-598-607608-635-636-637-639-640-644-647-653-654-655-656-657-662-664-665-670-671-674-675-676-680-681-682683-684-685-688-697-701-702-703-710-719-720-722-728-730-731-732-733-734-735-737-738-752-757-778798-801-803-818-822-833-839-858-860-862-863-864-865-868-869-872-873-880-881-885-886-887-888-889890-891-894-899-901-908-909-910-913-914-915-923-924-926-931-938-943-950-952-953-954-961-962-964971-990-995-996-998-999-1008-1009-1010-1011-1012-1013-1014-1017-1019-1021-1022-1023-1028-10291032-1034-1037-1051-1053-1057-1058-1059-1063-1080-1088-1089-1090-1091-1092-1093-1094-10951096-1097-1098-1099-1100-1101-1102-1103-1104-1105-1106-1107-1108-1109-1110-1112-1113-1114-11151116-1117-1118-1119-1120-1121-1122-1123-1124-1126-1140-1147-1149-1151-1154-1155-1157-1158-11591160-1161-1164-1165-1166-1167-1168-1169-1170-1171-1172-1173-1174-1175-1176-1177-1178-1179-11801181-1182-1183-1184-1185-1186-1189-1190-1196-1198-1199-1200-1201-1202-1203-1204-1214-1215-12171218-1219-1220-1222-1223-1226-1252-1254-1255-1256-1257-1259-1261-1271-1274-1280-1302-1320-13231332-1336-1347-1353-1361-1373-1374-1375-1380-1384-1385-1387-1388-1390-1393-1397-1398-1399-14001401-1402-1403-1414-1416-1417-1422-1454-1459-1460-1467-1470-1473-1484-1485-1486-1490-1491-14951496-1497-1502-1503-1506-1507-1508-1511-1512-1515-1517-1520-1521-1522-1523-1526-1527-1529-15301531-1535-1538-1539-1545-1548-1551-1552-1553-1562-1563-1566-1595-1626-1627-1628-1630-1635-16361637-1638-1639-1642-1643-1644-1645-1646-1647-1648-1652-1653-1654-1655-1656-1663-1672-1673-16791680-1698-1701-1702. Fornecimento: Parcelado. Valor Contratual Global: R$ 164.044,81 (Cento e sessenta e quatro mil, quarenta e quatro reais e oitenta e um centavos). Vigência: de 21 de junho de 2011 a 20 de junho de 2012. Data: 21 de junho de 2011. Efraim Bueno de Moraes – Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO AVISO DE PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO – PSS DO MUNICIPIO DE TOMAZINA Objeto: Contratação de Professor, Atendente na Área de Educação Infantil e auxiliar de Serviços Gerais, para atuar no Centro Municipal de Educação Infantil do Distrito do Sapé, Município de Tomazina-Pr., exclusivamente para atender a necessidade temporária de excepcional interesse Público. O Departamento de Educação do Município de Tomazina, torna público para conhecimento dos interessados que realizará Processo de Seleção Simplificado -PSS nº 01/2011, conforme edital a disposição dos interessados. Inscrições: no período de 05 a 08 de julho de 2011, no horário das 08:00 às 11:30 e das 13:00 às 16:30hs., no Departamento de Educação localizado na Rua Frei Elzeario Buffon, S/N, Telefone 43-35631399. A cópia do Edital, bem como maiores esclarecimentos estarão à disposição dos interessados de segunda à sexta-feira . Tomazina, 01 de julho de 2011. NELI COUTO RIBEIRO SALIBA COSTA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011 PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA DECRETO Nº 274/11 A Prefeita Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, CONSIDERANDO os despachos do Chefe da Divisão de Contabilidade e do Assessor Jurídico de Gabinete, exarados no requerimento nº 8745/11; DECRETA: Art. 1º - Fica NOMEADO, a partir de 1º de julho de 2011, a Senhora SUMARA BERNARDI ALVES, para ocupar o cargo em comissão de Diretor do Departamento de Gestão, Símbolo CC-02, Regime Estatutário deste Município, de acordo com a Lei nº 396/05, Lei nº 777/09, Lei nº 856/09 e Lei nº 966/10. Art.2º - Revogam-se as disposições em contrário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PAÇO MUNICIPAL DR. ALÍCIO DIAS DOS REIS, em 01 de julho de 2011. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO Prefeita Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA DECRETO Nº 275/11 A Prefeita Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, CONSIDERANDO os despachos do Chefe da Divisão de Contabilidade e do Assessor Jurídico de Gabinete, exarados no requerimento nº 8745/11; DECRETA: Art. 1º - Fica NOMEADO, a partir de 1º de julho de 2011, o Senhor GENILDO JOSÉ LUIZ SIQUEIRA, para ocupar o cargo em comissão de Diretor do Departamento de Tributação, Símbolo CC-02, Regime Estatutário deste Município, de acordo com a Lei nº 396/05, Lei nº 777/09, Lei nº 856/09 e Lei nº 966/10. Art.2º - Revogam-se as disposições em contrário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PAÇO MUNICIPAL DR. ALÍCIO DIAS DOS REIS, em 01 de julho de 2011. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO Prefeita Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ ERRATA DECRETO Nº. 5.807 DE 22 DE JUNHO DE 2011 Na edição n°. 1.923 do Jornal “Tribuna do Vale”, de 23 de junho de 2011, consta erroneamente na página B-6, no decreto n°. 5.807 de 22 de junho de 2011: Onde se lê: Dispõe sobre Suplementação de Crédito Especial no valor de R$ 399.650,00 (trezentos e noventa e nove mil, seiscentos e cinqüenta reais), autorizado pela Lei n°. 2.208 de 21 de junho de 2011. JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando das atribuições que lhe são atribuídas por lei, D E C R E T A: Art. 1º. Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a “SUPLEMENTAR CRÉDITO ESPECIAL” nas Dotações Orçamentárias abaixo: Leia-se: Dispõe sobre abertura de Crédito Adicional Especial no valor de R$ 399.650,54 (trezentos e noventa e nove mil, seiscentos e cinqüenta reais e cinqüenta e quatro centavos), autorizado pela Lei n°. 2.208 de 21 de junho de 2011. JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando das atribuições que lhe são atribuídas por lei, D E C R E T A: Art. 1º. Fica aberto “CRÉDITO ADICIONAL ESPECIAL”, nas Dotações Orçamentárias abaixo especificadas: Andirá, 01 de julho de 2011. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ ERRATA LEI N°. 2.208 DE 21 DE JUNHO DE 2011 Na edição n°. 1.922 do Jornal “Tribuna do Vale”, de 22 de junho de 2011, na página B-7, consta erroneamente na Lei n°. 2.208 de 21 de junho de 2011: Onde se lê: LEI Nº. 2.208 DE 14 DE JUNHO DE 2011 SÚMULA: Dispõe sobre autorização para Suplementação de Crédito Especial no valor de R$ 399.650,54 (trezentos e noventa e nove mil, seiscentos e cinqüenta reais e cinqüenta e quatro centavos). Leia-se: LEI Nº. 2.208 DE 21 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre autorização para abertura de Crédito Adicional Especial no valor de R$ 399.650,54 (trezentos e noventa e nove mil, seiscentos e cinqüenta reais e cinqüenta e quatro centavos). Onde se lê: Art. 1º - Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a “SUPLEMENTAR CRÉDITO ESPECIAL” nas Dotações Orçamentárias abaixo especificadas: Leia-se: Art. 1º - Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a abrir “CRÉDITO ADICIONAL ESPECIAL”, nas Dotações Orçamentárias abaixo especificadas: Andirá, 29 de junho de 2011. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ PORTARIA Nº. 8.929 DE 11 DE ABRIL DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei; RESOLVE: Art. 1º. Conceder Licença-Prêmio por Assiduidade à Servidora Pública Municipal ELENICE DO AMARAL SILVA AMADEI, do cargo de Auxiliar Administrativo, por um período de 03 (três) meses, iniciando em 01/04/2011 com término em 30/06/2011, com a respectiva remuneração, conforme art. 1º da Lei nº. 1.661/2007, que alterou o art. 111 da Lei nº. 1.170/1993. Art. 2º. Esta portaria entrará em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 01 de abril de 2011. Paço Municipal “Bráulio Barbosa Ferraz”, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 11 de abril de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ PORTARIA Nº. 8.974 DE 30 DE JUNHO DE 2011 SÚMULA: Designa servidor para ocupar temporariamente o cargo de Secretário Municipal de Finanças. JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando das atribuições que lhe são conferidas por lei, RESOLVE: Art. 1º. Nomear o servidor MAURÍCIO FRANCO RODRIGUES JÚNIOR para ocupar, no período de 01 a 30 de julho de 2011, o cargo de SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FINANÇAS, com proventos relativos à função. Art. 2º. Esta portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 30 de junho de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal

Atas&Editais B-7 PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA nº. 113/2011. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas por lei: RESOLVE: I – EXONERAR, partir de 02/07/2011, o Srº CILSON RODRIGUES DA SILVA, ocupante do Cargo em Comissão de Diretor do Deptº Municipal de Contabilidade e Tesouraria, portadora de cédula de identidade RG nº. 2.166.565 SSP/PR e inscrito no CPF/MF nº. 361.107.879-49, nomeado pela Portaria nº. 059/011 de 01/03/011. Registre-se, Comunique-se. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 01 de julho de 2011. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA nº. 114/2011. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, no uso de suas atribuições legais: RESOLVE: I – NOMEAR, a partir de 04/07/2011, a Srtª. TAMIRES VIEIRA BORBA, portadora de CTPS nº 2814878/002-0/PR, cédula de identidade RG nº 12.358.122-9 SESP/PR e inscrita no CPF/MF nº 081.482.359-96, para exercer na Secretaria Municipal de Finanças, o Cargo em Comissão de Diretora do Departamento Municipal de Contabilidade e Tesouraria, Símbolo CC03, conforme o Anexo VI - QCC (Quadro de Cargos em Comissão) da Lei nº. 376/010 de 04/12/010. Registre-se, Publique-se, Cumpra-se. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 01 de julho de 2011. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA ESTADO DO PARANÁ PREGÃO PRESENCIAL Nº 046/2011 - AVISO DE HOMOLOGAÇÃO Torna publica a Homologação do Processo Licitatório Modalidade Pregão Presencial nº 046/2011, que tinha como objeto a aquisição de gêneros alimentícios (COFFE BREAK; MARMITEX; SELF-SERVICE; REFRIGERANTES e BALAS MOLES), para atendimento a diversas Secretarias, Departamentos e seus Setores na realização de eventos diversos, a serem adquiridos conforme a necessidade, por um período de 12(doze) meses, no Sistema de Registro de Preços. o qual foi considerado DESERTO. Santo Antônio da Platina, 01 de Julho de 2011. MARIA ANA V. G. POMBO Prefeita Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA ESTADO DO PARANA EXTRATO DO CONTRATO Nº 107/11 - PREGÃO PRESENCIAL Nº 024/11 PARTES: PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA e MERCADO VALLE LTDA. OBJETO: Contratação de empresa para aquisição de materiais de consumo e artesanatos, destinados ao Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI do Município. VALOR CONTRATUAL: R$ 9.980,00 (nove mil novecentos e oitenta reais), referentes aos Lotes 03 e 05. VIGÊNCIA: neste exercício. FORO: Comarca de Joaquim Távora, Estado do Paraná. Joaquim Távora (PR), 27 de junho de 2011. CLAUDIO REVELINO - PREFEITO MUNICIPAL - CONTRATANTE MERCADO VALLE LTDA - CONTRATADA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA ESTADO DO PARANA EXTRATO DO CONTRATO Nº 110/11 - PREGÃO PRESENCIAL Nº 024/11 PARTES: PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA e BAGATIN & SANTOS LTDA. OBJETO: Contratação de empresa para aquisição de uniformes de prática de capoeira, destinados ao Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI do Município. VALOR CONTRATUAL: R$ 5.600,00 (cinco mil e seiscentos reais), referentes ao Lote 06. VIGÊNCIA: neste exercício. FORO: Comarca de Joaquim Távora, Estado do Paraná. Joaquim Távora (PR), 27 de junho de 2011. CLAUDIO REVELINO - PREFEITO MUNICIPAL - CONTRATANTE BAGATIN & SANTOS LTDA - CONTRATADA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA ESTADO DO PARANA EXTRATO DO CONTRATO Nº 108/11 - PREGÃO PRESENCIAL Nº 024/11 PARTES: PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA e REGINALDO VILELA ME. OBJETO: Contratação de empresa para aquisição de materiais de higiene e limpeza, destinados ao Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI do Município. VALOR CONTRATUAL: R$ 4.503,00 (quatro mil quinhentos e três reais), referentes aos Lotes 01 e 02. VIGÊNCIA: neste exercício. FORO: Comarca de Joaquim Távora, Estado do Paraná. Joaquim Távora (PR), 27 de junho de 2011. CLAUDIO REVELINO - PREFEITO MUNICIPAL - CONTRATANTE REGINALDO VILELA ME - CONTRATADA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA ESTADO DO PARANA EXTRATO DO CONTRATO Nº 109/11 - PREGÃO PRESENCIAL Nº 024/11 PARTES: PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA e JHONY CRISTHIAN DE OLIVEIRA ME. OBJETO: Contratação de empresa para aquisição de materiais de expediente, destinados ao Programa de Erradicação do Trabalho Infantil - PETI do Município. VALOR CONTRATUAL: R$ 2.170,00 (dois mil cento e setenta reais), referentes ao Lote 04. VIGÊNCIA: neste exercício. FORO: Comarca de Joaquim Távora, Estado do Paraná. Joaquim Távora (PR), 27 de junho de 2011. CLAUDIO REVELINO - PREFEITO MUNICIPAL - CONTRATANTE JHONY CRISTHIAN DE OLIVEIRA ME - CONTRATADA PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 32/2011 Objeto: Aquisição de mobiliário para o Centro de educação Infantil do Distrito do Sapé do Município de Tomazina –PR. A Prefeitura Municipal de Tomazina, através da comissão de Licitações, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a licitação referente ao PREGÃO PRESENCIAL n.º 32/2011. Abertura da Licitação: 10:30 horas do dia 14/07/2011. Local da Abertura: Prefeitura Municipal de Tomazina – Rod. Avelino Antonio Vieira, 117 – Tomazina – PR. A cópia do Edital, bem como maiores esclarecimentos estarão à disposição dos interessados de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h30min., até dia vinte e quatro horas antes do certame. Tomazina, 01 de julho de 2011. PREGOEIRO OFICIAL

Consciência ecológica Rosemary de Ross* Diante de tantas notícias sobre escândalos políticos, invasões de hackers, estupros, violências de todas as espécies, abandono de crianças, assaltos, drogas... falar sobre o aquecimento global e as mudanças climáticas pode parecer inoportuno, mas o que poucas pessoas sabem é que a situação é alarmante e relembrar que podemos ajudar a amenizar a situação fazendo nossa parte , é sempre bom. Nos últimos anos, com muita evidência, estamos vivenciando a fúria da natureza provocada pela ação inconseqüente do ser humano. O aumento da poluição, a devastação da natureza, o tráfico e venda ilegal de animais silvestres, a exploração dos recursos naturais de maneira desordenada e tantas outras situações, vêem causando um impacto terrível no meio ambiente e a resposta da natureza a tudo isso é rápida e assustadora: aquecimento global e mudanças climáticas. Em cada catástrofe natural que presenciamos, seja ela terremoto, tsunami, ciclone, furação, tornado, inundação, vulcão, seca, poluição, nevascas, podemos perceber a destruição do planeta Terra e a resposta da natureza à ação do homem. Somos co-responsáveis pela criação e devemos preservar e resgatar o planeta Terra. Não somos capazes de mudar tudo, mas com atitudes simples relacionadas ao nosso dia a dia, podemos colaborar para que o processo de aquecimento global e as mudanças climáticas sejam amenizados. Atitudes que fazem a diferença e diante das quais o Planeta Terra agradece: • Plante árvores - elas tiram o CO 2 do ar e liberam oxigênio. • Recicle o lixo - quando não é reciclado o lixo acaba em um aterro, gerando metano e CO2 além disso, produtos reciclados requerem menos energia para serem produzidos. • Evite queimadas - a queima lança CO2 e hidrocarbonetos para a atmosfera. • Troque lâmpadas incandescentes por fluorescentes - as lâmpadas fluorescentes gastam 60% menos energia que uma incandescente. • Feche a torneira enquanto escova os dentes - a cada 5 minutos que deixamos a torneira aberta, consumimos em torno de 12 litros de água. • Agilize seu banho - a cada 15 minutos, gastamos em média 135 litros de água com o chuveiro ligado. • Evite usar sacolas plásticas - o plástico demora mais ou menos 450 anos para se decompor. Uma boa opção é usar sacolas retornáveis. Ainda há tempo de revertermos esta situação e estas são apenas algumas atitudes que ajudam a preservar o meio ambiente. As mudanças simples de comportamento contribuem e podem diminuir consideravelmente os impactos ambientais. Cuidar e respeitar a água, o oxigênio, a fauna e a flora que constituem sua substância primeira e fundamental, é o único caminho para um futuro melhor. O Planeta Terra agradece! *A autora é formada em Letras e cursou Teologia para Leigos. Impelida pelo desejo de evangelizar por meio da linguagem escrita, elaborou estes dois livros, “Uma mensagem por dia, o ano todo” (Paulinas Editora) e “Mensagens e orações para diversas situações do dia a dia” (Paulinas Editora e por meio de suas mensagens, espera ajudar as pessoas a reencontrarem a paz, a alegria e a esperança.

Só democracia não resolve crises Dirceu Cardoso*

A Grécia que há quase três milênios, com suas cidadesestado, forneceu ao mundo as bases da democracia e, além disso, é berço dos jogos olímpicos, filosofia, ciências políticas, princípios matemáticos e até do teatro ocidental, está vivendo o caos econômico-social. O governo insolvente é forçado pelo FMI a adotar medidas de arrocho econômico, os trabalhadores fazem greve e o país encontra-se mergulhado no caos, com o povo na rua protestando e reprimido pela polícia. Acontecimentos incompatíveis com o berço da maioria dos princípios que norteiam o mundo. A Grécia de hoje, reservadas as proporções, sofre os mesmos problemas do Oriente Médio e de outras regiões menos badaladas historicamente. Seus dirigentes são tão amaldiçoados quanto os sanguinários ditadores que o povo quer derrubar. Mesmo com toda sua tradição, os gregos não conseguem fugir do pragmatismo da Economia. Quando as contas não “fecham”, têm de recorrer ao mercado externo e a ele se curvar. É algo tão invulgar quanto o resumo da crise mundial de 2008, quando grandes corporações “quebraram” e só não fecharam as portas porque foram socorridas com o aporte de dinheiro público. Ficou claro que o capitalismo, para sobreviver, precisa do cofre público. Difícil para os puristas engolirem, mas real. Some-se à crise de 2008 e às dificuldades gregas de hoje, a instabilidade político-social do Oriente Médio, especialmente da Líbia e da Síria. O capital naufraga, o berço da democracia mergulha em dívidas e a rica região do petróleo, apesar dos petrodólares, vive a explosão político-social. Em resumo: a falta de equilíbrio entre política, economia e questões sociais, gera conflitos. Vivemos, no Brasil de hoje, uma fase de euforia. O país é um dos emergentes mundiais. Mas não podemos esquecer das dificuldades internas que, não resolvidas ou contornadas, podem igualmente levar ao caos. Engolfado de democracia (e democracia é algo bom!), nosso país percorre o perigoso caminho do fraco cumprimento das leis. Uma gama infindável de recursos e brechas gera a impunidade 3e o descrédito nas instituições. A segurança pública é deficiente e o sistema carcerário convive com o poder paralelo do crime organizado, que também impera nas regiões onde o Estado se fez ausente. Os governos têm sido lenientes ao permitir que movimentos sociais – como o MST, por exemplo – arrepiem a lei sem qualquer reprimenda. O mundo, globalizado, vive em grande ebulição. As crises avançam como a queda de soldadinhos de dominó e, quando chegam, são devastadoras. Precisamos de um Brasil mais justo, solidário e cumpridor das leis. Os governos, de todos os níveis, não podem negligenciar em suas tarefas e, em contrapartida, têm de exigir o mesmo dos cidadãos. Tudo isso para que a nossa democracia realmente funcione e seja duradoura, como todos desejamos. Só com democracia não se resolve problemas. A Grécia que o diga...


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

E-mail: social@tribunadovale.com.br

FERNANDA DINIZ

Fernanda Diniz/ TV

Frase Eu posso enfrentar o mundo todo com uma mão, se você estiver segurando a outra (Amor e Fé) Divulgação

Evento Em recente evento na cidade jóia, os amigos Roberto (esq.), Pedro Claro de Oliveira e José Carlos Maia, foram clicados por esta colunista

Inauguração Inaugura neste sábado, 2, em Santo Antônio da Platina, Show Room da Novo Piso Decorações do empresário Nelson Camargo. A loja, que fica na Rua Rui Barbosa, 1325, contará com as principais novidades do mercado de decoração para estabelecimentos comerciais e para residências. Amplo espaço, muito conforto e maior comodidade para o melhor atendimento aos clientes. Assessoria Fotos: Assessoria

15 anos A bela Heloísa Victória de Souza completou ontem, sexta-feira, 01 seus mágicos 15 anos. A aniversariante recebe felicitações de toda a família, em especial da mãe Zenilda e dos padrinhos Valmir e Lucimara

Lançamento

O Grupo HF Loteadora e Incorporadora, uma das principais empresas de seu segmento no Brasil, realizou no dia 28 de junho, no Clube Platinense, um delicioso café da manhã para comemorar o sucesso do lançamento do Residencial Rennó I e II e o pré-lançamento do Jardim Tarumã, novo empreendimento do Grupo para a cidade de Santo Antônio da Platina. Na foto (da esq.) Pedro Pavoni, Antônio Oliveira, Fábio Paiola e Nelson Luiz

Botas já! Neste frio nada melhor que usar e abusar das botas montarias. Confira o que o site Chic diz sobre elas: clássica, tem cano longo, é ajustada na perna e, normalmente, salto baixo. Os lançamentos mais recentes tinham o comprimento acima do joelho. São elegantes, mas esportivas. Vão bem com leggings e skinnies. Combine com peças no mesmo tom: bota preta com legging preta, por exemplo.

H ORÓSCOPO PARA HOJE Áries Em dia de eclipse, arianos precisam ter cabeça fria pra lidarem bem com assuntos domésticos. Pressões e cobranças não estão com nada e só fazem piorar um cenário já delicado. Se estiver irritado, dê uma volta, respire fundo e acalme-se. Amor em baixa.

Gêmeos O que está na berlinda hoje é seu dinheiro. Se há assuntos pendentes e problemas com o orçamento familiar, fique ligado em demandas inesperadas ou reviravoltas que não estavam no seu programa mensal. Desequilíbrio momentâneo.

Leão Apressado, distraído, nervoso? São as ondas astrais, com certeza. Que anunciam dia de profundo mergulho regenerador em mágoas antigas, emoções estagnadas. Fantasmas saem do armário. Encare, perdoe, recicle. Amanhã será outro dia!

Libra A partir de hoje, novo capitulo se abre em sua vida profissional. A noticia é boa, porque vem depois de uma crise, vendaval ou dúvidas cruéis na carreira. Sem motivos pra retornar a um estado passado, você só tem de olhar adiante e seguir sem medo.

Sagitário Tenha planos alternativos para o caso de um subalterno, assistente ou empregado faltarem; eclipse solar aborta relações problemáticas e abre campo para novos esquemas mais eficientes e validos. Seguro saúde e convenio entram neste rol.

Aquário Sintomas de que você perdeu o controle das finanças parecem surgir hoje com mais ênfase no seu orçamento. O eclipse solar tem disso. Recrudesce problemas em áreas criticas e desta vez será preciso reorganizar contas e poupança com parceiros.

Touro Pese bem as palavras, seja objetivo com as pessoas e dê um bom desconto ao mau humor ocasional de uns e outros. Astral tenso com eclipse em Câncer acentua oscilações emocionais dos mais chegados. Se puder, adie viagens e passeios.

Câncer Toda vez que um eclipse incide em seu signo, quem sente é a saúde e o emocional. Hoje não será diferente. Para minimizar essa reverberação, adote o protocolo clássico: diminua o ritmo, evite se expor, descanse, medite, e deixe exigências prá lá.

Virgem Seu entorno estará um tanto agitado nas próximas horas; o eclipse solar em Câncer de hoje afeta principalmente amigos, vida social, e indiretamente planos e projetos feitos com eles. Com sua flexibilidade, saberá encontrar um termo de equilíbrio.

Escorpião Viradas filosóficas, mudança de planos em viagens, pendências legais, relações com estrangeiros - focos principais de alteração e mudança nos próximos dias. Sonhos reveladores e espiritualidade em foco; eclipse solar propõe novos caminhos

Capricórnio Com o eclipse solar de hoje, rotas liberadas para se aproximar de pessoas mais de acordo com seu momento existencial. Relações enfraquecidas por crises e problemas tendem a se transformar em outra coisa. Deixe ir, olhe pra frente e sonhe.

Peixes Eclipse solar ativa área astral de fertilidade, filhos, criatividade, romance, paixão, amor dos piscianos. Uma nova etapa tem início, talvez de modo um tanto inesperado ou enfático. Para você, ocasião de vitorias, alegrias e mudanças positivas.

cyan magenta yellow black


cmyb

Dia Internacional do

TRIBUNA DO VALE

Cooperativismo

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

C-1

www.tribunadovale.com.br

COOP. MÉDICA

Unimed Norte Pioneiro atende mais de 10 mil usuários 

PÁG. C5

ELETRIFICAÇÃO

Cernopi melhora vida de quase 500 cooperados 

PÁG. C6

S. J. B. VISTA

Coaflep muda vida de produtores de leite 

PÁG. C4

CRÉDITO

Sicredi Norte Pioneiro: 26 anos de bons resultados 

PÁG. C8

cyan magenta yellow black


C-2 Cooperativismo E DITORIAL

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

A RTIGO

Cooperativismo e desenvolvimento Neste sábado, 2 de julho, comemorase mundialmente o Dia Internacional do Cooperativismo. Para muitos, trata-se de um movimento mundial. Para os entendidos em economia, o cooperativismo se resume num segmento econômico com papel de grande relevância em todos os cantos do planeta. A grande questão envolvendo o tema é que cooperativismo é muito mais que uma simples atividade produtiva, independente de sua área de atuação. A atividade é muito mais que um bom negócio. Antes de ser administrada por homens competentes, uma sociedade cooperativa só tem sucesso se antes dos negócios que realiza, existam homens e mulheres conscientes de que este tipo de empresa só pode alcançar sucesso se seus integrantes forem movidos pelo espírito do associativismo, da cooperação. Numa empresa cooperativa inexiste a palavra “lucro”, substituída pelo termo “sobras”. Em síntese, cooperativismo é a

união de pessoas com objetivos comuns que buscam, pela união, alavancar oportunidades diversas. É comum se dizer que onde há uma cooperativa forte, existe uma sociedade consciente da importância do associativismo. A interatividade social resulta em desenvolvimento coletivo. Regiões desenvolvidas têm no cooperativismo a base do processo de crescimento econômico e social. Quanto mais pobre uma região, menor é o nível de consciência associativista. Com base nessas constatações, especialmente neste dia dedicado ao Cooperativismo, não poderíamos deixar passar em branco para deixar uma advertência aos homens responsáveis pela gestão pública: se querem que o Paraná e o país evoluam de forma homogênea, construam a base do desenvolvimento calcada no espírito da cooperação, sem o que, no nosso entendimento, qualquer iniciativa está fada ao fracasso.

Valdecir Palhares *

A Aliança Cooperativa e Internacional e o Dia Mundial do Cooperativismo O Movimento Cooperativista Internacional celebra o “Dia da Cooperação”, anualmente, no 1º sábado de julho. Assim, em 2 de julho de 2011, um sábado, comemora-se os 89 anos do Dia Mundial do Cooperativismo, que tivera sua 1ª celebração em 1922. Este movimento, que não parou de crescer desde a fundação de sua simbólica cooperativa de Consumidores dos tecelões de Rochdale em 1844, expandiu-se pelo mundo, tornando-se as cooperativas paradigmas da defesa da democracia e da paz nos momentos de conflitos e tormento entre povos e nações. Ao nos referirmos sobre o simbolismo da referida data, devemos refletir no importante trabalho realizado por mais de 800 mil cooperativas espalhadas em mais de 100 países do planeta, atendendo a mais de 3 bilhões de seres humanos nos diversos ramos de atividades, quer de consumidores, agropecuárias, crédito, habitacionais, educacionais, etc, as quais sempre buscam a melhor distribuição de renda e a felicidade humana, defendendo a democracia e a paz social. É importante salientar que esta data foi estabelecida pelo organismo máximo do cooperativismo mundial, a “Aliança Cooperativa Internacional”, entidade cooperativista fundada em agosto de 1895, sob a coordenação de dois grandes líderes do Movimento Cooperativista Internacional; Eduardo Boyve e Eduardo Vansittart

Neale, que durante dez anos empregaram seu tempo e seus esforços para preparar aquele acontecimento, que materializou-se num congresso realizado em Londres, na sala da “Royal Society of Art”, onde reuniram-se 207 delegados representando 14 países. Trinta e nove anos depois, em 1934, a ACI realizou outro Congresso no mesmo local com delegados de 104 Uniões e Federações de cooperativas, representando mais de 100 milhões de pessoas de 40 países.

Em 2 de julho de 2011, um sábado, comemora-se os 89 anos do Dia Mundial do Cooperativismo”

Verificando os números acima citados e observando a trajetória histórica da ACI, nós brasileiros devemos nos orgulhar pelo fato de termos tido entre os seus presidentes, que se tornaram os maiores líderes e representantes do Cooperativismo Mundial, o Dr. Roberto Rodrigues, exMinistro da Agricultura [do atual governo], que foi o único não europeu que chegou a presidente daquela emblemática e importante organização mundial e que por ter sido eleito no Congresso da ACI, realizado em Genebra, na Suíça, em 1997, recebendo a presidência de um inglês,

A RTIGO

tornou-se o último presidente da entidade no Século XX; e também por ter passado o bastão de presidente a um italiano em 2001, no Congresso da Aliança, em Seul, na Coréia do Sul, tornou-se o 1º presidente da citada instituição no século XXI. Durante Décadas do Século XX, a Sociedade Humana esteve dividida e dominada pelo Regime Capitalista da livre iniciativa; de um lado liderado pelos EUA em confronto com o capitalismo de Estado comandado pela URSS do outro lado. No final dos anos 80 e anos 90 do século passado, com o esfacelamento do Estado Soviético, a Globalização da economia e a crise do capitalismo, o cooperativismo mais uma vez surgiu como um movimento adequado para defender e satisfazer a necessidade dos países n a g e r a ç ã o d e e mp r e g o e renda, manutenção da liberdade política e manutenção da paz. Por não ser um movimento religioso, étnico ou político, as cooperativas estão presentes entre todos os povos e países, de diferentes religiões e regimes políticos sempre lutando pela melhor distribuição de renda e justiça social. Por tudo isso é que devemos anualmente comemorar “O Dia Mundial do Cooperativismo” no 1º sábado de julho. Valdecir Manoel Affonso Palhares é presidente do Sicoob Central Amazônica e cooperativista desde 1989

E XPEDIENTE

João Paulo Koslovski *

Jovens cooperativistas, protagonistas de um novo tempo Neste 2 de julho, quando se comemora no mundo o Dia Internacional do Cooperativismo, voltamos nossa atenção para o papel dos jovens como protagonistas de um novo tempo, afinal, o tema escolhido para este ano pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI) é “Juventude, o futuro do cooperativismo”. Juventude esta, que segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), engloba pessoas com idade entre 15 e 24 anos. No mundo hoje existem aproximadamente 1 bilhão de jovens, dos quais 34 milhões representam a nova geração brasileira. Somente aqui no Paraná, de um total de 10.444.526 habitantes, cerca de 1,8 milhão pertencem a esta faixa etária. População que enfrenta desafios diversos como o

acesso à educação, limitações de oportunidades para sua inclusão produtiva, insegurança alimentar e, até mesmo, manutenção da própria sobrevivência. Cada vez mais notamos, em especial aqui no Paraná, a presença dos jovens no sistema cooperativista. Norteados pelos princípios da cooperação, da solidariedade por um mundo mais justo e igualitário, muitos desses jovens estão prontos a contribuir para o desenvolvimento do cooperativismo. O desafio dos mais experientes é preparar esses jovens para os novos desafios que o mundo impõe, forjar esta nova geração para assumir a sucessão na atividade econômica, seja ela na cidade ou no campo, ou mesmo na cooperativa. Para isto, preci-

samos cada vez mais dar oportunidades para que obtenham conhecimentos, cresçam, se desenvolvam. O cooperativismo necessita de pessoas preparadas para trabalhar no sistema e, investir nos jovens de hoje, é a garantia de longevidade para as cooperativas de amanhã. São muitas as ações desenvolvidas pelas cooperativas paranaenses e voltadas para os jovens. O cooperativismo tem o poder de propiciar a esta juventude, condições, que muitos outros setores da sociedade não têm, de prepara-los para a verdadeira prática da cidadania, através da filosofia da cooperação. Um exemplo disso são os quase 132 mil jovens abrangidos pelo sistema cooperativista paranaense, dos

quais, 3 mil do ramo agropecuário participam de forma direta em diversos eventos realizados pelas cooperativas e pelo Serviço de Aprendizagem do Cooperativismo do Paraná (Sescoop/PR) ao longo do ano, como o Encontro de Lideranças Jovens do Cooperativismo (Elicoop) e do Encontro Estadual da Juventude Cooperativista (Jovemcoop), este último, com data marcada para acontecer nos 21 e 22 dia julho na cidade de Londrina (PR). Sem falar ainda do importante trabalho realizado pelas 15 cooperativas do ramo educacional que reúnem 3.100 alunos do ensino fundamental, médio e técnico e mais 31 mil alunos de escolas municipais que integram os projetos Cooperjovem e União

Faz a Vida. Portanto, são milhares de jovens envolvidos com ações das nossas cooperativas em comitês, comissões, colegiados, preparando-se para atuar dentro do sistema com profissionalismo, sem perder de vista atuação ética e transparente, dentro dos principais preceitos que exigem o mercado de trabalho de hoje para uma boa gestão administrativa e humana. Este é o poder mágico que envolve o cooperativismo. Instrumento que ajuda a transformar as pessoas, jovens, crianças, adultos, esposas, maridos, enfim, toda a família, na busca de melhoria das condições de vida com geração de empregos, distribuição de renda e tornar o mundo melhor para se viver.

SUPLEMENTO ESPECIAL DIA INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO Diretor responsável: Benedito Francisquini Reportagens: Maurício Reale Fotografias: Antônio de Picolli Edição: Marco Martins Edição de arte: Leonardo Mari Negócios: Murilo Martins e Fran Zanato Impressão: Editora Tribuna do Vale


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de junho de 2011

Cooperativismo C-3

cyan magenta yellow black


C-4 Cooperativismo

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Coaflep transforma vida de pequenos produtores de leite PECUÁRIA Cooperativa de São José da Boa Vista muda a vida de 420 famílias através do associativismo A Cooperativa Agropecuária Familiar do Leste Pioneiro (Coaflep) se destaca na produção de leite. O engenheiro agrônomo Wagner Mattos Cardoso, que também é vice-prefeito do município e coordena o projeto de produção leiteira, diz que o projeto vai além do município e contempla produtores de Wenceslau Brás, Tomazina, Siqueira Campos, Quatiguá, Joaquim Távora, Guapirama, Carlópolis, Salto do Itararé, Santana do Itararé, Sengés, Jaguariaíva e Arapoti. São 420 famílias donas de pequenas propriedades – 15 alqueires em média – espalhadas por 13 municípios que entregam toda a produção para a Coaflep. Através da Coaflep é pasteurizada e empacotada 20% da produção (22 mil litros). Para isso, a Cooperativa dispõe de uma estrutura capaz de armazenar mais de 50 mil litros de leite, além de 71 resfriadores espalhados por quatro municípios: São José da Boa Vista, Wenceslau Brás, Sengés e Santana do Itararé, quatro caminhões terceirizados (dois recolhem leite nas propriedades e dois transportam leite do programa Leite das Crianças), corpo técnico, além de vários equipamentos para análise da qualidade da produção. A Coaflep também realiza

periodicamente programas de capacitação junto aos produtores com o objetivo permanente de aumentar a produção. “Nosso objetivo é aumentar cada vez mais a produção sem aumentar as despesas para o produtor”, explica Wagner Cardoso, que também ressalta a importância das parcerias com o Banco do Brasil, Sindicato Rural Patronal e Emater para o sucesso do projeto. “Municípios pequenos como o nosso, dependem do progresso agropecuário, o crescimento da produção de leite, além de gerar empregos, injeta quase R$ 500 mil no comércio da cidade”, revela.

Nosso objetivo é aumentar cada vez mais a produção sem aumentar as despesas para o produtor”

O início Wagner Cardoso conta que a ideia do projeto começou em 1994. Na época as culturas de milho e feijão predominavam na região. “Durante anos plantou-se muito milho e feijão na nossa região. Com isso o solo foi se degradando. Além disso, o preço dessas culturas oscilava muito de ano para ano obrigando muitos agricultores a contraírem dívidas em bancos para amenizar o prejuízo”, explica. “Com agricultores descapitalizados e sem dinheiro para investir nas propriedades ficou cada vez mais difícil concorrer com grandes produtores da região. A solução foi migrar para uma produção que pudesse propiciar mais segurança aos

produtores. A solução foi o leite”, conta o agrônomo. Na ocasião apenas uma empresa comprava leite e a produção era muito baixa. Foi então que um projeto com recursos do Estado e do Município reuniu 26 produtores com o objetivo de aumentar o rebanho de gado leiteiro e qualificá-los para que produzissem leite de qualidade e assim pudessem inseri-lo no mercado com preço competitivo. Segundo o presidente da Coaflep, Mauro Ribeiro Coutinho, em 1997 foi fundada a Associação dos Produtores de Leite. Os objetivos iniciais eram de, além de incentivar a produção leiteira, manter na atividade pequenos produtores que produziam de 10 a 30 litros. “Em 15 anos praticamente todas as pequenas propriedades do município passaram a trabalhar conosco”, diz Mauro. Com o sucesso do projeto, em 2004 foi fundada a Coaflep. Vida nova Marcos Otaviano, 44 anos, é um dos agropecuaristas beneficiados com o projeto de produção de leite da Coaflep. Como a maioria dos agricultores locais, Marcos sempre trabalhou na propriedade da família – um sítio de 14 alqueires - que plantava feijão nas décadas de 70 e 80 e foi um dos primeiros a aderirem ao projeto. “Plantar feijão já foi bom negócio. Houve um período em que o lucro gerado pelo plantio de um alqueire de feijão dava para comprar um alqueire de terra”, revela. “Mas depois, com inflação alta, muitos agricultores não conseguiam pagar os financiamentos feitos principalmente no Banco do Brasil”. Marcos Otaviano conta que, durante um tempo, a cultura do feijão foi lucrativa, porém, os juros altos e a instabilidade do preço do produto – que, segundo

Divulgação

Coaflep pasteuriza e empacota 20% da sua produção que supera a marca de 100 mil litros leite diariamente

Cooperativa dispõe de uma estrutura capaz de armazenar mais de 50 mil litros de leite

Marcos, requer um investimento alto - no mercado geraram insegurança para os produtores. “Era difícil planejar alguma coisa porque não sabíamos por quanto venderíamos o nosso produto”, disse pecuarista. Em 1992 a família de Otaviano resolveu produzir leite. O negócio prosperou. Eram menos de cinco animais que produziam cerca de 10 litros por dia. Atualmente a família tem 24 animais que produzem cerca de 400 litros por dia. O produtor explica que a ordenha mecânica permite que se produza mais leite utilizando menos mão de obra. “Na minha propriedade trabalham cinco pessoas da família. Cada um tem uma função, mas poderíamos produzir a mesma coisa com menos gente”, garante. Segundo ele, quando a produção diária ultrapassa os 100 litros, a ordenha mecânica é recomendada. Ele diz que, com a entrega do produto garantida para a Coaflep, consegue um lucro de 40% líquido. Leite das Crianças O programa estadual Leite das Crianças é viabilizado na região através da Coaflep. O

Parte da produção da Coaflep atende o programa Leite das Crianças

programa consiste na distribuição de leite pasteurizado, de segunda a sexta-feira, às famílias carentes. Cada família tem direito a dois litros de leite distribuídos por postos de entrega definidos em cada município. Como o programa prevê garantia de qualidade, o leite pasteurizado na Coaflep segue os padrões exigidos pela Vigilância Sanitária e pelo Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen). O programa também exige ações de treinamento e capacitação de produtores de leite, de entidades e agentes de distribuição de leite.

Ações como integração com produtores locais de leite, orientação e sensibilização da população beneficiada também fazem parte das premissas do programa. Wagner Cardoso esteve recentemente com o governador Beto Richa (PSDB) em Curitiba e garante que o programa, lançado em 2003 durante o governo de Roberto Requião (PMDB), tende a se expandir. “A Coaflep tem capacidade para aumentar o volume de leite pasteurizado, por isso, acredito que a produção deva aumentar. Este é o nosso objetivo”, conclui.


Cooperativismo C-5

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Unimed Norte Pioneiro já atende mais de dez mil usuários na região COOP. MÉDICA Há mais de duas décadas atuando no Norte Pioneiro, a maior cooperativa médica do mundo é referência em Saúde na região

O presidente da Unimed Norte Pioneiro, o pediatra Rogério Veloso de Abreu, comemora, no Dia Internacional do Cooperativismo, 2 de julho, o sucesso da instituição na região. Dia 19 de Abril a Unimed completou 26 anos de existência em Jacarezinho, sede no Norte Pioneiro. Atualmente, com 39 funcionários, 152 médicos cooperados atendem a 10. 251 clientes espalhados por 20 cidades: Jacarezinho, Santo Antônio da Platina, Abatiá, Andirá, Bandeirantes, Barra do Jacaré, Cambará, Carlópolis, Guapirama, Joaquim Távora, Jundiaí do Sul, Quatiguá, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Salto do Itararé, Santana do Itararé, São José da Boa Vista, Sengés, Siqueira campos e Wenceslau Braz. Veloso ressalta que os

Divulgação

usuários dos planos de saúde oferecidos pela Unimed Norte Pioneiro não estão restritos à região e podem usufruir dos benefícios em todo o país. No Paraná há mais 19 sistemas singulares e mais dois seccionais. O Sistema nasceu com a fundação da Unimed Santos (SP) pelo ginecologista obstetra Edmundo Castilho, em 1967, que apresentou o modelo cooperativista da para países como China, Japão, Suécia, Itália, França, Espanha e toda a América do Sul. Atualmente, a Unimed detém 37% do mercado nacional de planos de saúde e cobre 83% do território brasileiro. São mais de 17 milhões de clientes atendidos por mais de 109 mil médicos cooperados em 373 cooperativas médicas.

Temos bons hospitais e laboratórios credenciados na região. Obviamente que cidades menores têm uma estrutura mais modesta, mas nossa região oferece boas opções”

Estrutura Rogério Veloso diz que a estrutura usada pela Uni-

PLANOS DE SAÚDE

Rogério Veloso: “São profissionais comprometidos com os valores defendidos pela Unimed”

med na região é boa. “Temos bons hospitais e laboratórios credenciados na região. Obviamente que cidades menores têm uma estrutura mais modesta, mas nossa região oferece boas opções. Santo Antônio da Platina e Jacarezinho têm ótimos hospitais e laboratórios e, como o cliente Unimed é atendido em qualquer lugar do Brasil, ele pode optar por cidades que, apesar de não serem do Norte Pioneiro, ficam próximas, como é o caso de Ourinhos que tem uma ótima estrutura laboratorial e hospitalar. Este intercâmbio é o

principal motivo para se tornar beneficiário da Unimed”, observa. Rogério admite que a estrutura hospitalar pública usada também pela Unimed poderia ser melhor, mas reconhece que melhora a cada ano. “Seria necessária uma demanda de 100 mil beneficiários para que a Unimed viabilizasse uma estrutura própria, mas”, analisa. No Brasil a Unimed possui 221 sedes, 89 unidades de pronto atendimento, 3.286 leitos, 54 laboratórios, 456 ambulâncias e 101 hospitais. Além disso, a Unimed tem credenciados 3.455 laborató-

rios, 1.190 centros de diagnoses e 2.244 hospitais. Cooperados Sobre os médicos cooperados que prestam serviço para a Unimed, Rogério destaca a competência da classe. “São profissionais comprometidos com os valores defendidos pela Unimed que são a ética, a honestidade, o profissionalismo e o humanismo”, ressalta. “A Unimed tem um conselho técnico e ético que analisa denúncias e conduz procedimentos que podem punir maus profissionais, mas na Unimed casos assim são raros”, observa.

Podem se beneficiar dos planos de saúde da Unimed pessoas físicas e jurídicas. “O empresário que concede o plano de saúde aos seus funcionários tem uma segurança maior porque, garantindo a saúde do funcionário, mantém a produtividade alta”, explica. “A Unimed não se preocupa apenas em tratar o doente. Nosso primeiro objetivo é evitar que as pessoas adoeçam, por isso, o plano empresarial inclui palestras sobre como levar uma vida saudável e propicia exames regularmente que podem detectar precocemente qualquer problema de saúde e tratá-lo de modo adequado permitindo que o funcionário continue trabalhando e evitando complicações futuras que possam comprometer a saúde dele e tornar o tratamento mais caro. É a medicina preventiva”, analisa. Nos casos de pessoas f ísicas, Rogério af irma que as mulheres se preocupam mais com a saúde que os homens. “Culturalmente o brasileiro não se preocupa muito com a saúde. É preciso ter consciência de que investir em saúde é garantir uma vida mais longa e saudável”, afirma. “Muitas pessoas guardam dinheiro a vida toda e acabam gastando tudo para cuidar de uma doença simplesmente porque não se preocuparam em fazer exames de rotina que poderiam detectar um quadro inicial de uma doença que, se tratada precocemente, não comprometeria a saúde e o bem estar delas”, diz Rogério. S obre o preço dos planos, Rogério afirma que o investimento a longo prazo t raz um benefício inquestionável. “Prevenir sai muito mais barato que remediar, por isso, cuidar da saúde é sempre um investimento seguro”, ressalta. Ele também a c re d it a qu e qu a nt o mais pessoas se beneficiarem dos serviços da Unimed, mais barato eles tendem a ficar.


cmyb

C-6 Cooperativismo

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de junho de 2011

Cernopi melhora a vida de quase 500 cooperados

Antônio de Picolli

ELETRIFICAÇÃOHá mais de três décadas, cooperativa desenvolve projetos que auxiliam produtores rurais, industriais e comerciantes

A Cooperativa de Eletrificação Rural do Norte Pioneiro Ltda (Cernopi) - fundada em 1979, incentivada pelo então funcionário da Emater, Valter Bianchini, que viabilizou o financiamento para a implantação da instituição - atende atualmente 487 cooperados, a maioria no interior dos municípios de Santo Antônio da Platina, Abatiá e Guapirama. O presidente da Cernopi, José Lacrino, diz que a principal vantagem em ser um cooperado é o serviço personalizado. “A Cernopi vai além de simplesmente fornecer energia elétrica aos cooperados. Nós damos toda a assistência técnica e prestamos serviço na propriedade gratuitamente. A única despesa do cooperado é o consumo da conta e o material necessário para o funcionamento da empresa do proprietário”, revela Lacrino. O gerente da Cernopi, José Pedro, esclarece que, apesar de a maioria dos associados ser da zona rural, a cooperativa, há alguns anos, aceita cooperados na zona urbana. “Já temos cooperados na zona urbana, principalmente na área comercial, que precisa usar a energia elétrica da forma mais

produtiva possível”, destaca José Pedro. Para se tornar um cooperado é necessário pagar uma taxa única de R$ 25. O valor do KWH é o mesmo cobrado pela Copel. Na área rural o valor é de R$ 0,21 KW e para o comércio o valor é de R$ 0,42 KW. “A vantagem de ser cooperado é que qualquer problema elétrico que eu tenha é resolvido por eles (Cernopi). Tenho várias máquinas aqui, trabalhamos a noite também e dependo muito da orientação e dos serviços prestados por eles. Se eu tivesse que pagar por esses serviços com certeza a despesa da pedreira aumentaria”, diz Ricardo Rezende dono da Pedreira Rezende. José Lacrino destaca que os cooperados que consomem mais energia participam da distribuição do lucro da cooperativa. “Quanto mais a cooperativa cresce, mais vantagens traz para os cooperados”, diz. José Pedro avisa que a Cernopi também presta serviços para quem não é cooperado, mas, nesses casos, o serviço é pago. Estrutura Segundo José Lacrino, o patrimônio da Cernopi é orçado em R$ 3 milhões e o pas-

sivo está zerado. Os serviços oferecidos pela Cernopi nos três municípios da região são prestados por quatro eletricistas que usam dois veículos: uma Toyota e um Rail Hilux. Quando há falta de energia elétrica o cooperado deve ligar para os números 99779902, 9977-9903 e 9977-9904. Se o problema for dentro da propriedade os plantonistas da Cernopi se deslocam imediatamente para o local para resolvê-lo. Caso o problema seja na rede elétrica antes do transformador, a Cernopi aciona os plantonistas da Copel que tem a responsabilidade de resolver o problema nesses casos. José Pedro conta que a atuação da Cernopi melhorou o atendimento da Copel. “Quando os cooperados ligam para informar falta de energia e o problema é na rede, nós cobramos rapidez da Copel, pois muitos cooperados estocam produtos que, para serem conservados adequadamente, não podem ficar muito tempo fora da temperatura ideal. Na zona rural também há muitas granjas avícolas e suínas que dependem da energia elétrica para aquecer os animais a noite e não podem ficar muito

tempo sem luz”, observa, José Pedro. “A nossa cobrança acabou melhorando o serviço da Copel”, diz. O preço da luz A conta de energia que chega ao consumidor é composta de vários itens. Um deles é o custo da compra de energia produzida (geração), do transporte dessa energia da geradora à distribuidora (transmissão), do fornecimento da distribuidora às residências, ao comércio ou às indústrias (distribuição) e dos encargos setoriais. Atualmente, numa conta de R$ 100 a compra de energia representa R$ 31, enquanto a transmissão custa R$ 5,70 e a distribuição, R$ 26. Os encargos respondem por R$ 10,9 e os impostos e tributos (ICMS, PIS e Cofins) respondem por R$ 25,90. Esses custos são divididos em duas parcelas: A e B. Na parcela A estão os custos que, em certa medida, independem da distribuidora e, por essa razão, são chamados de não-gerenciáveis. São repassados diretamente às tarifas, tais como a compra e o transporte de energia e os encargos setoriais.

Antônio de Picolli

A parcela B representa os custos da distribuição, ou seja, aquilo que é gerenciável pelas concessionárias tais como os custos operacionais (associados à atividade de distribuição), a remuneração dos investimentos prudentes (necessários à prestação adequada do serviço) e a cota de reintegração regulatória (forma de recomposição dos investimentos realizados para prestação do serviço ao longo da vida útil dos bens).

Para atualizar as tarifas, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) dispõe de dois mecanismos previstos nos contratos de concessão: o reajuste anual (na data de aniversário da assinatura contratual) e a revisão tarifária periódica (em média a cada quatro anos). Existe ainda um terceiro mecanismo, praticamente não utilizado, que é a revisão extraordinária (quando algo extraordinário desequilibra o contrato).

Sem cooperação não se desenvolve uma nação.

Parabéns a todas as cooperativas que fazem do Norte Pioneiro uma região mais forte. Deputado estadual Hermas Júnior

cyan magenta yellow black


Cooperativismo C-7

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Mau tempo impede visita de Dilma e lançamento do Plano Safra é adiado

A. FAMILIARPresidente viria ao Paraná para confirmar orçamento de R$ 16 bilhões para a agricultura familiar

O mau tempo cancelou a visita da presidente Dilma Rousseff (PT) a Francisco Beltrão, na região Sudoeste do Paraná, e também o lançamento oficial do Plano Agrícola e Pecuário (PAP) da Safra 2011/12 - que ocorreria na cidade, na tarde de ontem (1º). O cancelamento foi anunciado menos de três horas do horário em que estava previsto o lançamento. A informação repassada pelo diretor de geração de Renda e Agregação de valor do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Arnoldo de Campos, foi de que o avião da presidente Dilma Rousseff não conseguiria pousar em Chapecó (SC). Se a presidente chegasse ao município, havia também o receio de que ela não conseguisse retornar para Brasília (DF). Uma tempestade está prevista para a região. “Sem a Dilma não tem lançamento”, afirmou Campos. O plano passa a valer a partir de sexta – mesmo sem o lançamento oficial. O evento deve ocorrer em 12 de julho, mas a data ainda não estava confirmada. A presidente viria ao Paraná para confirmar orçamento de R$ 16 bilhões para a agricultura familiar, responsável por dois terços dos estabelecimentos rurais no estado, num sistema

Divulgação

Agricultura familiar terá R$ 16 bilhões para investimento

de produção considerado modelo para as demais regiões. Os recursos somam-se aos R$ 107,2 bilhões do PAP da agricultura comercial, lançado em 17 de junho em Ribeirão Preto (SP). Movimentação Essa seria a primeira vez que um ocupante do cargo de presidente da República visitaria o município, e também a primeira vez que Dilma viria ao Paraná depois de assumir o mandato. Segundo as lideranças locais, o mais próximo que um presidente chegou de Beltrão foi a Pato Branco (que fica a 57 quilômetros),

ainda em 1962 (época de João Goulart). Mil produtores rurais estavam no ginásio de esportes Arrudão - onde uma tenda foi instalada por causa da chuva -, por volta do meio-dia, à espera do lançamento do Plano Safra. Outros 6 mil estavam chegando ao município em caravanas e não havia como avisá-los do cancelamento. Aproximadamente 40 municípios da região decretaram ponto facultativo nesta sexta-feira para que os servidores pudessem acompanhar a visita da presidente a Francisco Beltrão.

COOPERATIVAS

OCB apresenta proposta para o governo federal O sistema cooperativista brasileiro planeja trabalhar em conjunto com o governo federal na elaboração de ações e atividades para o Ano Internacional das Cooperativas, que será celebrado em 2012. Para alcançar esse objetivo, a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) apresentou nesta quarta-feira (29/06) projeto sobre o assunto para a Secretaria-Geral da Presidência da República, em Brasília (DF). "É fundamental que o Brasil participe ativamente desse projeto. Precisamos mostrar à sociedade o quanto o nosso segmento ajuda no desenvolvimento socioeconômico do País", disse o superintendente da OCB, Renato Nobile, durante reunião com a chefe de Gabinete da Secretaria-geral da Presidência da República,

Maria Victória Hernandez e com o assessor Lécio Lima da Costa. O encontro contou ainda com a participação do assessor estratégico da OCB, Maurício Landi, e da gerente de Comunicação da instituição, Eruza Rodrigues. As ações que serão desenvolvidas têm o objetivo de aumentar o interesse público pelo cooperativismo. A programação também terá propostas para incentivar os órgãos públicos a elaborar políticas, leis e regulamentações que propiciem o crescimento do setor. "Vamos pedir ao Itamaraty para ver a adesão do Brasil nesse processo", afirmou Maria Victória. No Brasil, cerca de 30 milhões de brasileiros estão envolvidos com o sistema cooperativista. A OCB repre-

senta 6.652 cooperativas e 9 milhões de associados, que geram 300 mil empregos diretos. Como organizações de ajuda mútua que atendem às necessidades dos cooperados e de suas famílias, as cooperativas auxiliam na geração de emprego e renda em comunidades locais. Saiba mais Anos internacionais são declarados pela Organização das Nações Unidas (ONU) para chamar a atenção do Poder Público e de outros atores sociais a respeito de temas importantes. A Assembleia Geral da ONU, ao aprovar a Resolução 64/136 em dezembro do ano passado, reconhece que o trabalho das cooperativas tem impacto na redução da pobreza e na integração social. (Informe OCB)

NA REDE

Comemoração virtual Para comemorar o Dia Internacional do Cooperativismo, o Sistema Central de Cooperativas de Crédito Urbano (Cecred) apresenta uma campanha interativa para estimular as pessoas a cooperar e conscientizá-las sobre a importância da cooperação. A campanha se estende até o final de julho e tem como principal ferramenta, o hotsite www.eucoopero.com.br. Nele, os visitantes podem usar o recurso de realidade aumentada para tirar sua foto de braços abertos e postá-la numa das páginas. A ideia é criar uma corrente de fotos, para mostrar a força do cooperativismo e das pessoas que o integram. A foto também pode ser compartilhada nas principais redes sociais: Twitter, Facebook e Orkut. O objetivo da ação é mostrar que todas as pessoas, independente de idade, profissão, formação ou perfil, podem fazer parte da corrente da cooperação, que além de transformadora, contribui com o futuro das

pessoas e o desenvolvimento da sociedade. A identidade visual da campanha é representada por bonequinhos coloridos de mãos dadas, reforçando o conceito de corrente.

a proposta é conscientizar, não só o jovem, mas a comunidade em geral, dos benefícios de fazer parte do sistema cooperativista e da importância da união para superar desafios e realizar conquistas”

O hotsite (www.eucoopero.com.br) já está no ar e traz ainda outra interatividade: o visitante pode acessar o

C o op erômet ro, onde há dicas de compromissos de cooperação que ele pode assumir pessoalmente, para contribuir com um mundo melhor. Adotar um animal abandonado, doar sangue, fazer doação de alimentos para campanhas solidárias são alguns dos desafios sugeridos pela campanha. Juventude O uso da internet e das redes sociais para comemorar a data tem o objetivo de envolver também os jovens, já que o tema mundial do Dia do Cooperativismo desse ano, sugerido pela Aliança Cooperativa Internacional, é "Juventude: o futuro do cooperativsmo". De acordo com o presidente da Cecred, Moacir Krambeck, "a proposta é conscientizar, não só o jovem, mas a comunidade em geral, dos benefícios de fazer parte do sistema cooperativista e da importância da união para superar desafios e realizar conquistas".


cmyb

Cooperativismo C-8

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 2 e 3 de julho de 2011

Cooperativismo reúne 800 milhões de associados e gera 100 milhões de empregos SICREDI AGRO PARANÁ Cooperativa tem hoje em sua história 26 anos de plena expansão No próximo sábado, 2 de julho, será comemorado o Dia Internacional do Cooperativismo, que celebra a união e a força de mais de 800 milhões de associados no mundo. Elas optaram pelo sistema cooperativo como meio de organização econômica da sociedade, fundamentado em princípios como o da participação democrática, solidariedade e autonomia para a prosperidade conjunta. No Brasil, de acordo com informações da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB)*, mais de 9 milhões de pessoas são associadas a mais de 6,6 mil cooperativas, que empregam 298,1 mil trabalhadores - um incremento de 8,8% em relação a 2009. Os

segmentos ligados ao cooperativismo exportaram, no ano passado, US$ 4.417 bilhões, representando um crescimento na ordem de 21,7%. Cooperativismo de Crédito O cooperativismo de crédito, um dos 13 ramos de atividade do cooperativismo, reúne 49,3 mil cooperativas e 184 milhões de associados no mundo. Deste total, o Brasil concentra 1,37 mil cooperativas e mais de 5,1 milhão de associados. As cooperativas de crédito são sociedades de pessoas e atuam como instituições financeiras, com forma e natureza jurídica próprias, sem fins lucrativos, autorizadas e fiscalizadas pelos organismos competentes em cada país. Elas se distinguem

das demais instituições financeiras porque têm como principal objetivo a prestação de serviços aos seus associados, donos do empreendimento. No Brasil, em 2010, o cooperativismo de crédito atingiu um crescimento de 60% em seus ativos, se comparados a 2009, alcançando um desempenho recorde de R$ 13,1 bilhões de patrimônio líquido, R$ 68,7 bilhões no total de ativos e R$ 30,1 bilhões de depósitos. O Sicredi, considerado um dos principais sistemas de cooperativas de crédito do País e da América Latina, encerrou 2010 com 1,7 milhão de associados e mais de 1,1 mil pontos de atendimento em dez estados brasileiros.

Cooperativismo de Crédito na Região do Norte Pioneiro A Sicredi Agro Paraná é uma das 119 cooperativas do Sistema Sicredi, e tem sua sede em Santo Antônio da Platina – PR, fundada em 1985 tem hoje em sua história 26 anos de plena expansão, fortalecendo os municípios e associados de toda a região. A cooperativa conta com mais de 16.500 associados nas 16 Unidades de Atendimento no estado do Paraná, além de ter uma área de atuação de mais de 40 municípios nos estados do Paraná e São Paulo. A Sicredi Agro Paraná tem

um patrimônio liquido de R$ 14,0 milhões e R$ 130 milhões de ativos. Segundo o Superintendente Regional da Sicredi Ag ro Par an á , S r. A nt ô nio Carlos Daineze, este an o s e r á e x t re m a m e nt e importante para o desenvolvimento e expansão da cooperativa na região, pois será inaugurada já neste mês a Unidade de Atendimento de Ourinhos, uma unidade que será referência para o sistema, com mais de 410 m² de área construída, amplo espaço físico e com

uma ótima localização no centro financeiro no município, isso mostra a Força do Sicredi ultrapassando fronteiras. Atu a lmente a Sicre di Agro Paraná possui Unidades de Atendimento nos seguintes municípios: Santo Antônio da Platina, Jacarezinho, Siqueira Campos, Ibaiti, Japira, Jaboti, Carlópolis, Ribeirão Claro, Quatiguá, Wenceslau Braz, Joaquim Távora, Tomazina, Guapirama, Figueira, Conselheiro Mairinck, Santana do Itararé e Ourinhos.

Sobre o Sicredi O Sicredi é um conjunto de 120 cooperativas de crédito, integradas horizontal e verticalmente. A integração horizontal representa a rede de unidades de atendimento (mais de 1.100 unidades de atendimento), distribuídas em 10 Estados* - 881 municípios. No processo de integração vertical,

as cooperativas estão organizadas em cinco Cooperativas Centrais, uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo, que controla as empresas específicas que atuam na distribuição de seguros, administração de cartões e de consórcios. Mais informações no site sicredi.com.br.

PLANO SAFRA

Sicredi projeta liberar R$ 3,8 bi aos produtores

A expectativa do Sicredi é de liberar R$ 3,8 bilhões para o Plano Safra 2011/2012, disponibilizando aos associados recursos para custeio, investimento e comercialização nas linhas de crédito disponíveis. Para os meses de julho e agosto, a previsão de liberação de recursos é de R$ 1,3 bilhão. Para a safra 2011/2012 entra em vigência uma série de alterações estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) nas normas dos financiamentos (de renda e limite de crédito) com recursos do crédito rural, relativos às modalidades de custeio, investimento e ligadas ao Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), ao Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Pro-

dutor Rural) e também aos financiamentos concedidos pelo BNDES. Recursos C erca de R$ 1 bi l hão está reservado ao Pronamp, devido à alteração já anunciada pelo CMN, no critério de enquadramento desta linha, que passa dos atuais R$ 500 mil para R$ 700 mil, e o limite de financiamento, que passou de R$ 275 mil para R$ 400 mil. Já para o Pronaf a expectativa de liberação de recursos é de R$ 850 milhões e R$ 1,95 bilhão destinados aos demais produtores. Serão atendidas demandas de cré dito de mais de 150 mil associados. Paraná No Estado a expectativa é liberar aproximadamente R$ 1,2 bilhão, sendo R$ 360

milhões ofertados nos meses de julho e agosto. Para o presidente da Central Sicredi PR e Sicredi Participações S.A, Manfred Alfonso Dasenbrock, a evolução dos números do Sicredi neste segmento, demonstra o desenvolvimento do setor agrícola, atualmente praticando bons preços e com demanda crescente por alimentos. “O Sistema, por meio das Cooperativas, tem se mostrado eficaz no atendimento do associado em relação ao Crédito Rural, na hora certa e no que diz respeito a recursos e orientações de aplicação”, declara. Dasenbrock diz ainda que o volume de recursos no Pronaf é expressivo, pois são operações de menor escala, destinadas a produtores de agricultura familiar.

cyan magenta yellow black

TRIBUNA DO VALE EDIÇÃO Nº 1928  

2 E 3 DE JULHO DE 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you