Issuu on Google+

cmyb

Quinta-feira

TRIBUNA DO VALE 10 DE MARÇO DE 2011

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

290 170

ANO XV - N0 1850 - R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

ESTRADAS

Carnaval na região termina com 5 mortes em 16 acidentes

O feriado prolongado de Carnaval termina com saldo violento nas estradas do Norte Pioneiro. Foram cinco mortes e dez feridos em 16 acidentes. A ocorrência mais grave aconteceu na madrugada de domingo na PR-272, próximo a Tomazina, onde um capotamento matou três pessoas. Uma

adolescente sobreviveu, mas continua internada. As outras duas mortes foram causadas por atropelamentos, ambas no sábado. A primeira aconteceu em Siqueira Campos. Aparecida da Silva, 51 anos foi atingida por um carro no acostamento da PR-092. Ela chegou a ser encaminhada 

S.A. PLATINA

Organização nega que rodeio seja irregular

Os organizadores do rodeio clandestino que acontece todos os finais de semana em um terreno próximo à Estação Ferroviária da Platina, no povoado que leva o mesmo nome, em Santo Antônio da Platina, negaram ontem que o evento seja feito de forma clandestina e sem autorização legal. Segundo Fabiana Kenke, que se identificou como uma das organizadoras da competição, o que acontece no local é apenas um treinamento que conta com a participação de peões profissionais. Apesar da afirmação, Fabiana Kenke não apresentou autorizações da prefeitura, do Corpo de Bombeiros, da Vigilância Sanitária e nem mesmo da Polícia Militar para realizar o evento. A organizadora prometeu apresentar hoje toda a documentação à reportagem. Ela diz que vai provar que o evento acontece dentro da legalidade. No sábado, um repórter da Tribuna do Vale chegou a ser ameaçado de agressão na Platina. 

PÁG. A8

VALORES

CNJ discute custas judiciais em Curitiba 

PÁG. A3

GRATUITO

Caixa homenageia mulheres com emissão de CPF 

PÁG. A4

a Santa Casa de Siqueira Campos, mas não resistiu aos ferimentos. A outra vítima foi Everton Tiago Pereira, 21 anos, que morreu atropelado na PR436, próximo a Ribeirão do Pinhal, após ter sido colhido por um veículo. O motorista não parou para prestar socorro e fugiu do local.

PÁG. A6

CARNAVAL

Desfile leva cerca de 10 mil pessoas às ruas O Carnaval de rua de Jacarezinho tornou a ser um atrativo regional. No ano passado, por conta das chuvas, o evento não aconteceu. Neste domingo e terça-feira, um público de aproximadamente 10 mil pessoas lotou a rua Paraná para assistir o desfile das Escolas Unidos do Morro (Vila São Pedro), Obatalá (Vila Setti) e Unidos do Cruzeiro (Vila São Pedro). Na tarde de ontem, a Unidos do Cruzeiro sagrou-se campeã do Carnaval 2011, justamente no ano em que completa 30 anos de história. 

CONSTRUÇÃO

Cambará oferece curso inédito na região 

PÁG. A8

S.A.PLATINA

Católicos iniciam quaresma com Missas de Cinzas na matriz de Santo Antônio

PÁG. A5

FERIADO

Número de mortes foi maior do que em 2010 

PÁG. A6

S.A.PLATINA

Mais 13 pedras de crack são apreendidas 

PÁG. A6

AGRICULTURA

Pesquisa diz que soja orgânica tem vantagens 

PÁG. B1

A paróquia Santo Antônio de Pádua de Santo Antônio da Platina recebeu cerca de mil e quinhentos fiéis nas três Missas de Cinzas realizadas durante o dia de ontem, em alusão ao início da Quaresma. A celebração começou às 6h 30. O horário das 

15 horas e das 19h 30 também foram acompanhados por centenas de fiéis. “A impressão é que todas as missas tiveram a lotação máxima”, informou o pároco frei Daniel Heinzen. Segundo ele, a missa de quarta-feira de cinzas tem como objetivo a mudança e a limpeza da alma.

PÁG. A5


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

O Brasil não é o único país democrático onde não existem partidos bem enraizados na sociedade” Marcos Coimbra

Quinta-feira, 10 de março de 2011

Atualmente, salvo raras exceções, só se coloca filho em escola pública quando não há outra opção”

A RTIGO

E DITORIAL

Marcos coimbra*

A roda dos enjeitados Dias atrás causou comoção nacional a narrativa de uma história, exibida em um canal de televisão, em que a mãe atirou o filho recém nascido nas águas fétidas de um ribeirão poluído, desses que já se habituou encontrar mesmo em pequenas cidades do interior. Segundo o relato televisivo, a criança teria se agarrado a um galho nas margens do riacho até que fosse socorrida por um pedreiro que, atento, presenciou o fato e mergulhou naquelas águas imundas para realizar o salvamento, correndo ele próprio risco de morte ou contaminação. Ninguém soube explicar como uma criança com algumas poucas horas de vida foi capaz de gesto semelhante. A discussão, como na maior parte delas, se deu em cima dessa questão. Teria sido a mão de Deus? E como ficam nessa história os ateus, que não acreditam na existência de uma força divina? Não tiveram o que debater, por certo. Quando se discute um assunto em função da atuação do Estado sobre determinada questão social é preciso deixar de lado por um instante as crenças religiosas de cada um e lembrar que o Brasil optou por constituir-se sob a forma de um Estado laico (significa “Leigo” em latim, ou aquele que não é crente ou religioso, em grego), ou seja, que não sofre influência de entidades religiosas, e se torna neutro em assuntos religiosos. A partir dessa premissa, verifica-se que o Brasil não possui uma solução institucional para o problema do abandono de bebês. Talvez por essa razão algumas mães, certamente desesperadas, descartam seus pequenos em rios, lagos, ruas, latas de lixo, terrenos baldios, e por aí vai. Torna-se, assim, caso de HORÁRIO DE FECHAMENTO

21:10

polícia uma questão que poderia ser solucionada de forma mais civilizada, para dizer o mínimo. Contam os mais antigos que no passado havia em algumas localidades uma coisa chamada de a “roda dos expostos”, ou “roda dos enjeitados”, que seria uma porta giratória em prédios de igrejas e conventos, com uma caixa para colocar crianças nessa situação de risco, protegendo-a e a mãe mantida no anonimato. Girada a porta, a criança era levada para dentro, onde pessoas a acolhiam para alimentar, vestir, encaminhar à adoção. No mundo hoje diz-se que a Malásia conta com uma Organização Não-Governamental (ONG) a realizar esse tipo de intermediação, o mesmo ocorrendo na Itália, berço da Igreja Católica. Naquele país, o ministro para assuntos da família quer que cada hospital tenha uma versão moderna da “roda dos enjeitados”, uma sala preparada para abandonos dotada de sensores eletrônicos que detectam a presença da criança e ativam um alarme em poucos segundos. Alguns hospitais ostentam cartazes com os dizeres “não abandone sua criança, deixe-a conosco”. Imagine-se quantas vidas seriam salvas e quantas crianças escapariam do cruel destino de crescerem sem serem desejadas se medida parecida fosse adotada por aqui. Quem sabe fosse o caso de se pensar a sério no assunto para criar condições a que as mães decidam, sem medo e no anonimato, deixarem seus bebês com quem possa deles cuidar, em vez de os abandonarem nas ruas ou mesmo assassiná-los. Seria, sem dúvida, um remédio amargo que não atacaria a causa do problema, mas que tornaria o Brasil um país pouco mais civilizado.

C HARGE

chargeonline.com.br

NESTA EDIÇÃO TEM

12 PÁGINAS CADERNO PRINCIPAL - OPINIÃO - POLÍTICA - GERAL - CIDADES - COTIDIANO - ATAS & EDITAIS - ESPECIAL

A 01 - 08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

2ª CADERNO - AGRONEGÓCIO - ATAS & EDITAIS - SOCIAL

B 01 - 04 B 01 B 02 - 03 B 04

A Reforma Política e a Opinião Pública Outra vedete nas discussões políticas, o voto em lista fechada foi reprovado por 51% e aprovado por 27% dos ouvidos, com 22% de indecisão - a pesquisa forneceu a informação de que ele implicaria em votar em lista elaborada pelos partidos, e não nos candidatos individualmente. A população tende a aprovar coisas que os políticos dizem defender, mas que, raramente, praticam. É o caso da fidelidade partidária, definida na pesquisa como a necessidade de o eleito “obedecer às decisões dos partidos na hora de votar” e “não poder mudar do partido (pelo qual se elegeu)”: 62% dos entrevistados concordaram com a ideia, contra 24% que não. Outra regra com a qual a maioria está de acordo é a reeleição, incluída na pauta da comissão do Senado apenas porque alguns de seus membros implicam com ela. Mais de dois terços (67%) são a favor de sua permanência e 28%, contrários. De todos, o tema que mais dividiu os entrevistados foi a obrigatoriedade do voto. São praticamente iguais as proporções dos que querem que seja mantida e dos que gostariam que acabasse. Apesar disso, em outra pesquisa da Vox, feita nas vésperas da eleição do ano passado, 74% dos entrevistados disseram que votariam ainda que o voto fosse facultativo. Enfim, esse é um retrato da reforma vista pelo eleitorado. Se quiserem, os membros das comissões das duas Casas podem levá-lo em conta (ou não). Marcos coimbra Sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi marcoscoimbra.df@dabr.com.br

A RTIGO Vladimir Safatle *

O pior imposto

PREVISÃO PARA HOJE

290 170

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

A RTIGO Marcos Coimbra*

Consolidar os partidos

As primeiras discussões da comissão do Senado sobre a reforma política deixam clara a ambiguidade com que os partidos são percebidos em nossa cultura. Todos concordam que são fundamentais para a vida democrática, mas poucos os levam verdadeiramente a sério. É possível, no entanto, que a legislação partidária seja a área que mais deveria merecer o esforço da comissão. Se de seu trabalho saíssem unicamente a revisão das regras para a criação e o funcionamento dos partidos, já seria suficiente, e ela daria uma imensa contribuição ao aperfeiçoamento de nossas instituições.O Brasil não é o único país democrático onde não existem partidos bem enraizados na sociedade. Todos aqueles saídos de longos ciclos de ditaduras e regimes autoritários são parecidos nesse particular. Nenhum tem uma estrutura partidária consolidada. Que diferença das democracias maduras. No Reino Unido e nos Estados Unidos, por exemplo, o sistema partidário vem do século XIX e permaneceu estável, apesar de diversas transformações. Novas regras, novas relações com o eleitorado e mesmo novos partidos surgiram, mas a estabilidade do sistema predominou. Com o passar do tempo, a sociedade veio a reconhecê-los como veículos para a expressão de seus interesses e pontos de vista. Formaramse identidades, pessoais e familiares, transmitidas de uma geração à outra. Nas cidades e nos bairros, tornou-se possível saber se uma casa era republicana ou democrata, trabalhista ou conservadora. Aqui, o inverso. A estrutura partidária que temos hoje, ainda que pareça improvisada e precária, é a mais duradoura que tivemos em nossa história como democracia. Nascida no apagar das luzes do ciclo militar e institucionalizada pela Constituição de 1988, ela ultrapassou os 20 anos de vida, mais que a única que se lhe poderia comparar, a da República de 1945. Por mais que os saudosistas se recordem do PSD e da UDN, ambos viveram menos que algumas das irrelevantes legendas de agora. Mas essa estrutura padece de graves problemas. São tantos que é difícil nomear o pior, que talvez seja o profundo descrédito com que é visto pela sociedade. A vasta maioria dos cidadãos não entende o nosso sistema, não confia nele e não se sente representada pelos partidos que o compõem.

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Vladimir Safatle

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

São partidos demais, muitos nascidos da vaidade e do personalismo, alguns que não sobrevivem a uma legislatura, que trocam de identidade e nome, com lideranças desconhecidas (em alguns casos, suspeitas), sem diferenciação programática, capazes de se aliar hoje ao inimigo de ontem. Dos 22 que possuem representação no Congresso, mais quase outros tantos que não elegeram deputados ou senadores em 2010, salvam-se, aos olhos da população, uns três ou quatro. Mais de 95% das pessoas não conseguem dizer o nome de cinco. Ou tratamos desses problemas ou qualquer reforma política fica comprometida. Pior, corremos o risco de mudar o que não precisa ser mudado, apenas por que não conseguimos mudar o necessário. O resultado poderia ser uma instabilidade institucional evitável. Pelo que vemos na imprensa, os integrantes da comissão do Senado tendem a confundir causas e efeitos de muitos dos problemas que existem nas regras de funcionamento de nosso sistema político. Querem, por exemplo, resolver no sistema eleitoral os pecados da legislação partidária. O sistema de voto nominal em lista aberta, que alguns consideram uma aberração brasileira, não é pior, ou melhor, em si que outros existentes no mundo. Até hoje, ninguém conseguiu demonstrar que o voto distrital seja superior. Os dois têm vantagens e desvantagens, cabendo aos países escolher seu preferido. A opção que fizemos desde a Constituição de 1934 foi por um sistema que reduz a importância dos indivíduos e aumenta a dos partidos. Somar os votos de todos os candidatos que concorrem por cada um é uma forma de reforçar a dependência dos eleitos ao coletivo. Ao contrário de ser uma deturpação, o fato de poucos terem votos suficientes para se eleger sozinhos reforça o compromisso partidário. Em qualquer forma de voto distrital, desde a tradicional, e, especialmente, no tal “distritão” (invenção sem o menor sentido), ocorre o inverso. Cada um é senhor absoluto de seu mandato, pois não precisou do partido para vencer. O que queremos? Apenas proclamar nossa crença na importância dos partidos, enquanto dificultamos sua existência? Ou que tenham máximas condições de cumprir seu papel na democracia? É bom pensar nisso, antes de sair mudando as coisas irrefletidamente. Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 150,00 Trimestral R$ 45,00 Semestral R$ 90,00 On-line R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Jornal Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Sempre encontramos nos jornais pregações contra a carga tributária brasileira. Não são poucos aqueles que compreendem como o maior desafio do governo desonerar os contribuintes de impostos que corroeriam os salários sem a devida contrapartida em termos de serviços públicos. Podemos então aproveitar esse debate e lembrar: se o governo brasileiro quer, de fato, desonerar o contribuinte pessoa física, ele deveria combater esse que é o pior de todos os impostos, a saber, a mensalidade da escola particular. Uma família de classe média que tiver dois filhos pagará, muito facilmente, entre R$ 2.000 e R$ 3.000 por mês com educação. Retirando a dedução do imposto de renda de, no máximo, R$ 2.592,29, vê-se como o gasto com educação corrói brutalmente os rendimentos. Devemos falar, no caso das mensalidades, em imposto porque essa família não tem escolha. Ela deve pagar isso se quiser que seus filhos tenham alguma formação minimamente adequada. Atualmente, salvo raras exceções, só se coloca filho em escola pública quando não há outra opção. Na maioria dos países desenvolvidos, a escola privada é uma escolha feita pela família, muitas vezes motivada pela procura de uma educação de cunho confessional. No Brasil, ela é uma imposição. Assim, quando o governo discutir diminuição de impostos, deveria começar por permitir à população voltar a ter escolha entre matricular seus filhos em uma escola pública ou privada. Dar a ela a verdadeira liberdade de escolher. Podemos ver isso como uma questão econômica fundamental. Pois, se há um imposto que trava o desenvolvimento econômico brasileiro, esse imposto é a mensalidade das escolas privadas. Sem ele, teríamos mais dinheiro para as famílias desenvolverem seus projetos, seu empreendedorismo e seus ideais de consumo. Mas, para além disso, teríamos ainda uma escola realmente inclusiva, onde o convívio e o respeito aos cidadãos de classes sociais distintas poderia, enfim, começar. Abandonaríamos um modelo segregacionista em que jovens de classe média passam a vida toda sem contato com classes mais baixas no ambiente escolar, isto a não ser quando alguma escola resolve fazer “estudo de meio” em favelas. Neste momento, em que a economia brasileira transformouse na sétima maior do mundo e que ruma, certamente, para a quinta posição dentro de uma década, chegou a hora de aprendermos algo com a China. O plano quinquenal que ditará o desenvolvimento chinês nos próximos cinco anos tem como grande tema o “crescimento inclusivo”. Isto significa deixar de pensar apenas no volume do crescimento e entender a relevância econômica da questão social. Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Santo do Itararé ¦Santana do Itararé ¦Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Política A-3

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011

Temos que tratar as custas como algo que proporcione renda aos tribunais” Jefferson Kravchychyn

P anorama Regional FPM sai hoje

O primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de março será depositado hoje (dia 10) e, se concretizada a previsão da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) para o mês, deverá atingir o montante total de R$ 3,877 bilhões,

valor 12,9% maior que o efetivado em março de 2010. Em valores nominais corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) o valor será cerca de 8% maior do que no mesmo período do ano passado.

Normalidade Para a Confederação Nacional de Municípios (CNM) este primeiro repasse segue a mesma tendência dos primeiros depósitos de março de 2009 e 2010. O Fundo volta à normalidade, após dois meses de arrecadações consideradas as melhores dos últimos anos. De acordo com levantamento da CNM, o desempenho positivo do FPM de janeiro e de fevereiro deste ano foi resultado da boa arrecadação do Imposto de Renda em dezembro de 2010 e janeiro de 2011. Pessimista Nos dois primeiros meses deste ano o montante arrecadado pelas prefeituras foi de R$ 11,860 bilhões, considerados os dois melhores meses dos últimos anos. No entanto, o presidente destaca que o repasse desta quinta-feira é próximo aos valores creditados nos últimos três anos. Um pouco mais de otimismo por parte da CNM não faria mal algum à entidade, que parece jogar no time dos receosos. A ver.

CNJ vai discutir custas judiciais em Curitiba

CUSTASAtualmente, cada tribunal adota um critério diferente para o valor das custas judiciais, encontro quer padronizar valores Paraná Online

Presidentes e corregedores dos tribunais de Justiça de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul reúnem-se na próxima sexta-feira (11) em Curitiba, com o grupo de trabalho do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) encarregado de propor normas para a fixação de custas judiciais no País. Atualmente, na falta de parâmetros técnicos, cada tribunal adota um critério diferente para estabelecer o

valor das custas, o que resulta em grande disparidade entre os estados. “Temos que tratar as custas como algo que proporcione renda aos tribunais”, explica o conselheiro Jefferson Kravchychyn, coordenador do grupo de trabalho. A cobrança de valores muito altos, segundo ele, acaba provocando evasão de recursos, com prejuízo ao Tribunal, recorrendo ao exemplo da redução, pela Receita Federal, de impostos sobre automóveis, que resultou

em aumento das vendas e em maior arrecadação. “O valor alto faz a base encolher”, diz. Nas discussões com os tribunais, o grupo do CNJ quer colher sugestões para estabelecer critérios e assegurar fonte de arrecadação para o Judiciário. O grupo já se encontrou com os representantes dos tribunais dos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. O encontro com o Judiciário da região Sudeste está marcado para o

dia 17 de março. Conciliação Em Curitiba, o grupo vai também participar da audiência de conciliação no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) sobre o aumento das custas no Estado. A audiência foi marcada pela conselheira Morgana Richa, que determinou a suspensão de decreto do Tribunal de Justiça reajustando o valor das custas acima do autorizado por lei estadual. Com informações do CNJ.

ELEIÇÃO CAPITAL

Gustavo tem densidade eleitoral para ser o candidato do PSDB , diz Rossoni Divulgação

Equilibrista O peemedebista Luiz Cláudio Romanelli, secretário do Trabalho no governo de Beto Richa (PSDB) – tucano que é adversário político de Requião – declarou apoio ao senador Roberto Requião(PMDB), caso seja candidato a prefeito de Curitiba. “Seria uma ótima alternativa. Só depende dele. Com certeza absoluta o partido daria legenda.”, disse o deputado licenciado. Questionado se isso não poderia contrangê-lo por exercer cargo ao lado da administração comandada por um grupo adversário, Romanelli rebateu: “Sou secretário do Trabalho; não entreguei minha alma”, disparou. Estrutura parlamentar Os dois deputados que se licenciaram da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) para ocupar cargos no governo paranaense – o secretário-chefe da Casa Civil, Durval Amaral (DEM), e Romanelli (PMDB) – mantiveram as estruturas de seus gabinetes parlamentares funcionando sem exercer os mandatos. Mesmo substituídos pelos seus respectivos suplentes, Duílio Genari (PSDB) e Gilberto Martin (PMDB), os dois mantêm assessores trabalhando em seus gabinetes. Romanelli tem 14 funcionários enquanto Durval emprega 7. Compensação Para Romanelli, é legítimo manter a estrutura do gabinete para não misturar a atuação legislativa com a de secretário. “Tenho que atender a base eleitoral, municípios e lideranças políticas que nos apoiaram. Não acho ético misturar as estruturas. É difícil exercer bem uma função no Executivo sem a estrutura do gabinete. Se não houvesse o amparo legal, talvez nem aceitasse o cargo [de secretário de Estado], pois trairia a confiança de meus eleitores”, afirmou. Confira A nova lista de servidores da Assembleia está disponível no Portal da Transparência do Legislativo (http://transparencia. alep.pr.gov.br). Modelo Apesar das dificuldades iniciais encontradas na Secretaria da Criança e da Juventude, Fernanda Richa acredita que será possível atender a todos os cidadãos necessitados transformando o Paraná em um estado modelo no atendimento social. Esta é a meta da nova Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, cujo projeto de criação será apreciado e votado pela Assembléia Legislativa nos próximos dias. O carro-chefe do trabalho é o programa Família Paranaense. Além de amparar as pessoas em situação de vulnerabilidade social, Fernanda diz que é preciso dar prioridade à profissionalização de trabalhadores e reforçar a atenção às crianças, aos idosos, às mulheres e aos deficientes. Fiscalizar é preciso A administração jacarezinhense terceirizou às funerárias locais os serviços de recolhimento de taxas e alienações de terrenos e carneiras no Cemitério São João Batista. A medida proporcionou melhoria no atendimento às famílias, que passaram a resolver todos os trâmites burocráticos num local apenas. O problema é que os recolhimentos desses valores ao Município não vem sendo feitos conforme estabelecido nos convênios. Em razão disso, o vereador Edílson da Luz (PSDB) apresentou requerimento, aprovado por unanimidade, por meio do qual solicita informações ao Executivo e cópias dos recibos dos valores recolhidos pelas empresas funerárias. Notícia triste Exames apontam que a causa da morte da jovem cambaraense Marcela Pirozzi Moraes, ocorrido dia 22 de fevereiro, foi mesmo dengue hemorrágica. A informação é do pai da jovem, Emerson Moraes, e foi divulgada no site do jornal Circulando Aqui, de Cambará.

Ex-deputado federal Gustavo Fruet (PSDB) já afirmou que quer disputar as eleições do ano que vem Das Agências

"Os diretórios municipais têm que mostrar que estão preparados para as eleições". O deputado estadual Valdir Rossoni, presidente da Assembleia Legislativa, afirmou nesta terça-feira que até o final deste mês deve acontecer uma saída "harmônica" para a polêmica sobre as eleições para prefeito de Curitiba em 2012. O PSDB ainda não definiu se vai lançar candidato próprio ou se apoia outro postulante ao cargo. O ex-deputado federal Gustavo Fruet (PSDB) já afirmou que quer disputar

as eleições do ano que vem, enquanto o prefeito Luciano Ducci (PSB) aguarda o apoio do PSDB. "O Gustavo, se depender do PSDB, vai permanecer no PSDB. O desejo do Gustavo é se candidatar. Existe uma definição em nível nacional de que em todas as grandes cidades o PSDB tenha candidato. Gustavo Fruet tem densidade eleitoral para ser um candidato competitivo", comentou Rossoni, em entrevista à Rádio CBN na manhã desta terça-feira (08). Rossoni disse que concorda com o governador Beto Richa, que afirmou que não existe necessidade de

intervenção no diretório do PSDB em Curitiba por conta da escolha do candidato ou do apoio que o partido dará. " Va m o s conduzir isso no diálogo. No decorrer desse mê s re s ol vemos esse problema de maneira harmônica", garantiu. O pres i d e nt e d a Assembleia Legislativa ressaltou a hierarquia entre os diretórios e contou que o diretório

nacional do PSDB tomou a decisão de que os diretórios estaduais têm poderes sobre os municipais. Em todas as cidades, deverá ocorrer a concordância entre os diretórios de todos os níveis. No entant o, R o s s o n i disse que a i nt e r v e n ç ã o é necess ár ia em alguns mu n i c í p i o s . "Os diretórios municipais têm que mostrar que estão preparados para as eleições", declarou.

Vamos conduzir isso no diálogo. No decorrer desse mês resolvemos esse problema de maneira harmônica”

FOLGA

Deputados federais só retornam à Câmara na próxima semana Das Agências

O feriado de Carnaval será mais longo para os deputados federais. Apesar do fim da folia, a Câmara terá sessão ordinária deliberativa apenas na semana que vem. Nesta quinta-feira (10) terá sessão plenária, mas apenas de debates. Assim, com um prazo mais extenso sem pauta de votação, os parlamentares terão, na prática, 12 dias

de folga. Na terça-feira (15), a Comissão Especial de Reforma Política se reúne para eleger seus vice-presidentes. Até o momento, apenas o presidente, o deputado Almeida Lima (PMDB-SE), e o relator, deputado Henrique Fontana (RS), foram escolhidos. Depois de escolhidos os vice-presidentes, a comissão poderá ter, como primeira

atividade deliberativa, a análise da saída da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) do colegiado. Ela aparece em filmagens recebendo dinheiro, em 2006, do então delator do esquema conhecido como mensalão do DEM no Distrito Federal, Durval Barbosa. O P-SOL deverá pedir o afastamento da deputada da comissão, formada por 40 deputados. O partido não de-

finiu, ainda, se irá entrar com processo por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética da Casa. Desde o início da legislatura, a Câmara ainda não instalou o conselho, nem escolheu seus integrantes. Parte dos antigos conselheiros do colegiado tem o entendimento de que, como a filmagem ocorreu antes do mandato, não caberia processo por quebra de decoro.


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011

Caixa faz emissão gratuita de CPF para mulheres

Antônio de Picolli

CAMPANHADocumento será emitido gratuitamente para mulheres até esta sexta-feira Aline Damásio

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, as agências Caixa de todo país estão emitindo gratuitamente o CPF (Cadastro de Pessoa Física) das mulheres que comparecerem no banco até esta sexta-feira. Segundo o gerente regional da Caixa de Santo Antonio da

Platina Divonzir Albergoni, o objetivo da ação é permitir o acesso das mulheres às políticas públicas do governo federal, que só é possível com o documento. “A Caixa tem por objetivo facilitar e incentivar as pessoas a tirarem o documento que é de muita importância”, diz. Atualmente, a emissão do documento custa R$ 5,70 e

pode ser feita nas agências da Caixa, do Banco do Brasil e dos Correios. Para emitir o CPF, as mulheres com mais de 18 anos precisam levar ao banco a carteira de identidade ou certidão de nascimento e titulo de eleitor, já as mulheres com menos de 16 anos devem levar a identidade ou certidão de nascimento acompanhadas dos pais ou responsável.

Agências de toda região participam da campanha que vai até esta sexta-feira

A Caixa também vem promovendo outras ações em comemoração a data como o financiamento de automóveis com taxas especiais só para mulheres. De 8 a 31 de março

o banco manterá taxas de 1,6% ao mês para as motoristas que desejarem comprar um carro novo. Entre outros programas também está o seguro Vida Mulher, que oferece cober-

turas exclusivas e serviços de que indenização em caso de diagnóstico de câncer feminino e Isenção do pagamento do seguro por dois anos no caso de diagnóstico de câncer.

EDUCAÇÃO

Universidades podem ser polos das políticas públicas Das Agências

O vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, defendeu durante reunião com o reitor João Carlos Gomes, da Universidade Estadual de Ponta Grossa a adoção de mecanismos que transformem as universidades estaduais em polos irradiadores das políticas públicas do Governo do Estado. Arns também se reuniu com diretores de escolas do Núcleo Regional de Educação. De acordo com Arns, a partir da rede formada pelas Instituições de Ensino Superior (IES), o Paraná pode ser coberto com ações na área da indústria, comércio, infraestrutura, saúde, trabalho e educação. “Temos que encontrar

os mecanismos para viabilizar projetos”, disse Arns ao reitor da UEPG, pregando a adoção de práticas que resolvam os problemas do cotidiano da sociedade. O secretário destacou a importância da integração da universidade com a escola básica, não apenas nos programas de formação continuada, feitos pelo Plano de Desenvolvimento Educacional (PDE), mas também na pós-graduação, com cursos de mestrado e doutorado voltados para a realidade educacional do país. “Queremos a universidade, de fato, com um pé na escola”, disse Arns. O reitor João Carlos Gomes colocou a UEPG como parceira da Secretaria de Estado da Edu-

cação, no desenvolvimento de políticas públicas, principalmente na área das licenciaturas e da extensão, que colocam os acadêmicos em contato direto com a comunidade. Gomes enumerou projetos feitos pela UEPG, a exemplo do Programa de Institucional de Iniciação à Docência, da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior), no qual acadêmicos dos cursos de licenciaturas e professores da rede de ensino recebem bolsas do governo federal, dentro de uma política de aproximação dos licenciados com a escola pública. Sobre a rede de ensino superior do estado, o reitor destacou a capilaridade das universidades,

presentes em várias regiões do Paraná, com um potencial representado pelos alunos, futuros profissionais, que precisam estar em sintonia com a realidade do mercado de trabalho. João Carlos Gomes falou sobre o avanço da educação a distância, que pode ser usada na capacitação de professores da rede pública sem a necessidade de deslocamentos para centros maiores, com redução significativa de custos. Hoje, através do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), do Ministério da Educação, a UEPG está presente em 36 municípios do Paraná, Santa Catarina e São Paulo. “Junto com as demais universidades estaduais, temos hoje perto

Mercado Agropecuário

Indicadores Econômicos BOVESPA

09/03/11

CÂMBIO

09/03/11

DÓLAR COMERCIAL

INDICE BOVESPA Baixa: 1,10%

67.263 pontos

Volume negociado: R$ 4,33 bilhões 67.383 66.242 67.281 68.145 68.012 67.263

Alta: 0,73% Compra Venda

EURO Var. março: -0,36% R$ 1,655 R$ 1,657

DÓLAR PTAX (Banco Central) Alta: 0,59% Compra Venda

DÓLAR PARALELO

28/02

01/03

02/03

03/03

Ações Petrobrás PN Vale PNA Copel PNB Bradesco PN Brasil ON Cielo ON MRV ON Brookfield Inc. ON

% -1,82 -2,90 +1,46 -2,24 -2,60 +3,37 -4,03 +2,32

BOLSAS NO MUNDO Dow Jones Londres Frankfurt Tóquio

R$ 28,55 47,63 43,10 31,38 28,85 13,82 12,86 7,95

%

-0,01 -0,63 -0,46 +0,61

var. dia

R$ 78,00 /grama

IR

09/03

-0,89%

MARÇO

BASE (R$)

Alíquota Parc. a % deduzir Até R$ 1.499,15 Isento De R$ 1.499,16 a 2.246,75 7,50% 112,43 De R$ 2.246,76 a 2.995,70 15% 280,94 De R$ 2.995,71 a 3.743,19 22,50% 505,62 Acima de R$ 3.743,19 27,50% 692,78

Deduções: a) Assalariados: 1-R$ 150,69 por dependente; 2 - pensão alimentícia; 3 - contribuição à Prev. Social; 4 - R$ 1.499,16 por aposentado a partir de 65 anos; 5 - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carne Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.

SELIC/IR IR 2010 - A oitava parcela venceu em 30/11.

Para pagamento de parcelas atrasadas há em março juros Selic de 9,39% + multa. MÊS TAXA SELIC Dez/10 0,93%

MÊS TAXA SELIC Fev/11 0,84%

Jan/11

*Mar/11

0,86%

Var. março: -0,55% R$ 1,67 R$ 1,80

DÓLAR TURISMO Alta: 0,28% Compra Venda

Var. março: +0,51% R$ 2,3021 R$ 2,3034

Var. março: 0,00% R$ 1,645 R$ 1,765

Alta: 0,41% Compra Venda

Var. março: +1,26% R$ 2,24 R$ 2,42

OUTRAS MOEDAS X REAL Iene Libra esterlina Peso argentino

R$ 0,0200 R$ 2,68 R$ 0,41

US$ 1 É IGUAL A: Iene Libra esterlina Euro

82,64 0,6171 0,7189

TR, TBF, POUPANÇA TR MÊS Janeiro/11 Fevereiro/11 Março/11

POUPANÇA MÊS Janeiro/11 Fevereiro/11 Março/11

LOTES - ATACADO

% 0,07 0,05 0,62

ano 0,07 0,12 1,76

12 m 0,76 0,81 7,08

% 0,57 0,55 0,62

ano 0,57 1,13 1,76

12 m 6,98 7,03 7,08

TAXAS DIÁRIAS % Período 4/2 a 4/3 5/2 a 5/3 6/2 a 6/3 7/2 a 7/3 8/2 a 8/3 9/2 a 9/3 10/2 a 10/3 11/2 a 11/3 12/2 a 12/3 13/2 a 13/3 14/2 a 14/3 15/2 a 15/3 16/2 a 16/3 17/2 a 17/3 18/2 a 18/3 19/2 a 19/3 20/2 a 20/3 21/2 a 21/3 22/2 a 22/3 23/2 a 23/3 24/2 a 24/3 25/2 a 25/3 26/2 a 26/3 27/2 a 27/3 28/2 a 28/3 1/3 a 29/3 1/3 a 30/3 1/3 a 31/3 1/3 a 1/4 2/3 a 2/4 3/3 a 3/4

TR 0,0821 0,0709 0,0709 0,0597 0,0335 0,0043 0,0000 0,0078 0,0000 0,0000 0,0018 0,0246 0,0069 0,0116 0,0221 0,0232 0,0232 0,0243 0,0050 0,0072 0,0216 0,0166 0,0289 0,0289 0,0413 0,0396 0,0635 0,0973 0,1212 0,0921 0,1009

TBF 0,8527 0,8414 0,8414 0,8302 0,7838 0,7343 0,7263 0,7479 0,7399 0,7399 0,7318 0,7648 0,7470 0,7517 0,7623 0,7634 0,7634 0,7645 0,7450 0,7473 0,7718 0,7667 0,7791 0,7791 0,7916 0,7899 0,8340 0,8781 0,9222 0,8728 0,8817

POUP 0,5825 0,5713 0,5713 0,5600 0,5337 0,5043 0,5000 0,5078 0,5000 0,5000 0,5018 0,5247 0,5069 0,5117 0,5222 0,5233 0,5233 0,5244 0,5050 0,5072 0,5217 0,5167 0,5290 0,5290 0,5415 0,6218 0,5926 0,6014

09/03/11

SOJA - saca 60kg PRAÇA Paranaguá Ponta Grossa Maringá Cascavel Sudoeste Guarapuava

TRIGO - saca 60kg

R$ 49,00 47,00 44,50 43,00 44,00 46,00

SEM 30 d. -4,5% -7,5% -5,1% -9,6% -2,2% -11,9% -3,4% -14,9% -2,2% -12,9% -3,2% -8,9%

PRAÇA Curitiba Ponta Grossa Maringá Cascavel

29,00 25,00 26,00 28,00 27,00 26,00

0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0% 0,0%

1,00%

*No mês corrente a Selic é sempre 1,00% Indicadores Econômicos: elaboração da agência Dossiê:Dinheiro. Fone: (41) 3205-5378

ÍNDICES DE INFLAÇÃO

Índices em % INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPCA-E (IBGE) IPC (FIPE) IPC (IPARDES) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) INCC (FGV)

set 0,54 0,45 0,31 0,53 0,26 1,15 1,10 1,47 0,46 0,21

out 0,92 0,75 0,62 1,04 0,90 1,01 1,03 1,32 0,59 0,20

nov 1,03 0,83 0,86 0,72 0,54 1,45 1,58 1,98 1,00 0,37

REAJUSTE ALUGUÉIS

Índice INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

jan 1,0647 1,0591 1,1132 1,1130

fev 1,0653 1,0599 1,1150 1,1127

mar 1,1130 -

* Correção anual. Multiplique valor pelo fator acima

PREVIDÊNCIA

dez 0,60 0,63 0,69 0,54 0,68 0,69 0,38 0,21 0,72 0,67

jan 0,94 0,83 0,76 1,15 0,91 0,79 0,98 0,96 1,27 0,41

fev 0,97 0,60 1,00 -

ano 0,94 0,83 1,74 1,75 0,91 1,80 0,98 0,96 1,27 0,41

12m 6,53 5,99 6,08 6,05 5,81 11,30 11,27 13,85 6,21 7,52

OUTROS INDICADORES

jan fev mar BTN + TR 1,546827 1,547932 1,548743 TJLP (%) 6,00 6,00 6,00 Sal. mínimo 540,00 540,00 545,00 FGTS (%) 0,3875 0,3183 TAXA SELIC ANUAL: 11,75%

COMPETÊNCIA FEVEREIRO

Vencimento: empresas 18/03 e pessoas físicas 15/03. Após multas de 4% a 100% e juros (Selic)

Empresário/empregador

Facultativo

Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 540,00 (R$ 59,40) e R$ 3.689,66 (R$ 405,86), através de GPS.

Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 540,00 (R$ 108,00) e R$ 3.689,66 (R$ 737,93), através de carnê.

Autônomo

Assalariados

1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 540,00 (R$ 108,00) a R$ 3.689,66 (R$ 737,93). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% sobre o máximo de R$ 3.689,66 (R$ 405,86) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre o que recebe de jurídicas, até R$ 3.689,66 (R$ 405,86). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 3.689,66. 4) Aut. especial: recolhe 11% por carnê, sobre R$ 540,00 (R$ 59,40), mas só se aposenta por idade.

Salários até 1.106,90 De 1.106,91 até 1.844,83 De 1.844,84 até 3.689,66

8,00% 9,00% 11,00%

Empregados domésticos Alíquota % R$ mín R$ máx Empregado 8 a 11 43,20 405,86 Empregador 12 64,80 442,76 Total 20 a 23 108,00 848,62

SALÁRIO FAMÍLIA - FEVEREIRO/2011 Salário de até R$ 573,58 Salário de R$ 573,59 a 862,11

R$ 29,41 R$ 20,73

CUB PARANÁ Fonte: Sinduscon/PR e Sinduscons regionais R$/m2 JAN FEV %m %ano %12m Paraná 917,54 918,54 0,11 0,19 8,21 Norte 905,12 906,10 0,11 0,91 8,62 Noroeste 902,59 905,41 0,31 2,00 10,27 Oeste

931,16

931,98

0,09 1,67

9,71

SAL. MÍNIMO - PARANÁ Grupo 1 R$ 663,00 Trab.s na agricultura. Grupo 2 R$ 688,50 Serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trab. de reparação.

Se o seu negócio é capital , anuncie nos jornais diários do interior do Paraná.

Grupo 3 R$ 714,00 Trab. produção de bens e serviços industriais Grupo 4 R$ 765,00 Técnicos nível médio. * Todos valores válidos a partir de maio/2010.

SEM 0,0% 0,0% 0,0% 0,0%

30 d. 5,2% 3,5% 5,3% 3,5%

INDICADORES CEPEA/ESALQ PRODUTO Bezerro (1) Boi gordo (2) Café (3) Algodão (4)

MILHO - saca 60kg Paranaguá Sudoeste Cascavel Maringá Ponta Grossa Guarapuava

R$ 30,50 29,50 30,00 29,50

3,6% -5,7% -1,9% 3,7% 0,0% 0,0%

R$ 721,63 105,56 551,60 400,72

DIA MÊS 0,48% -1,30% 0,05% 0,18% 4,70% 5,31% 0,01% 0,53%

1- preço médio no MS, unid. de 8 a 12 meses; 2 -média à vista da arroba no Estado de SP; 3 - valor à vista saca 60kg posto SP Capital, arábica, bica corrida, tipo 6; 4 - em pluma, cent/R$ por libra-peso (453 gr), posto SP Capital.

Soja, milho e trigo: fonte Dossiê:Dinheiro; Cepea/Esalq: mais informações em www.cepea.esalq.usp.br

ECONOMIA

12.213,09 5.937,30 7.131,80 10.589,50

OURO - BM&F 09/03

04/03

Alta: 0,02% Compra Venda

EURO TURISMO

Var. março: -0,32% R$ 1,6551 R$ 1,6559

Estável Compra Venda

mais específicos a partir dessa rede formada pelas universidades”, completou o reitor. A recepção ao secretário Flávio Arns teve as presenças dos pró-reitores Ariângelo Hauer Dias, de Assuntos Administrativos; Graciete Tozetto Goes, de Graduação; Benjamim de Melo Carvalho, de Pesquisa e PósGraduação; Gisele Alves de Sá Quimelli, de Extensão e Assuntos Culturais; Altair Justino, do Planejamento; e Ana Maria Salles Rosa Solak, de Recursos Humanos; além do Assessor de Captação de Recursos, Fausi Azis Chagury; da chefe da seção de Registro de Diplomas, Silviane Buss Tupich; e do chefe de Gabinete, Carlos Roberto Ferreira.

de 90 polos de ensino a distância, abrangendo as principais regiões do estado”, disse o reitor da UEPG. Segundo ele, as IES paranaenses hoje se colocam entre as principais universidades do país e estão à disposição do governo para uma atuação junto às comunidades em que estão inseridas. Como exemplo, Gomes citou a integração da UEPG, juntamente com as universidades de Londrina, Maringá e do CentroOeste, à rede nacional de combate ao crack e outras drogas, para a capacitação de profissionais da saúde no atendimento a usuários e familiares. “Este é um problema que diz respeito também as escolas da rede pública, de forma que poderemos desenvolver projetos

PREÇO AO PRODUTOR

Produto

unidade

SOJA saca 60 kg MILHO saca 60 kg TRIGO saca 60 kg FEIJÃO CAR. saca 60 kg BOI GORDO arroba, em pé SUÍNO kg, vivo FRANGO kg, vivo CAFÉ BEN. beb. dura, 60kg CAFÉ kg, em coco

média PR - R$ 45,05 23,23 26,13 70,79 97,92 2,16 1,78 423,17 6,41

var. diária 0,1% 0,9% 0,3% 2,4% 0,1% 0,0% 0,0% 0,0% 0,5%

var. 7 dias 3,5% 1,3% 0,8% 16,5% 0,0% 0,0% 1,1% 4,6% -0,2%

04/03/11

var. 30 dias -4,3% 3,8% 3,6% 20,5% 1,2% -0,9% 3,5% 13,7% 10,7%

C.Proc. R$ 44,40 23,00 26,40 98,00 2,00 400,00 6,00

Jacar. R$ 44,40 23,00 26,70 95,00 96,00 2,00 2,15 450,00 6,00

Fonte: Sima/Deral/Seab. Os preçs nas praças referem-se aos valores “mais comuns” apurados

MERCADO FUTURO

BOLSA DE CHICAGO (CBOT) SOJA - US$cents por bushel (27,216 kg)

MILHO

Cont. FECH. mar/11 1.344,00 mai/11 1.349,00

Cont. mar/11 mai/11

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS -31,50 -3,1% -7,4% -33,00 -3,2% -7,8%

09/03/11

- US$cents por bushel (25,4 kg)

FECH. 695,00 701,00

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS -3,75 -2,7% -0,4% -4,50 -2,8% -1,1%

FARELO - US$ por tonelada curta (907,2kg)

TRIGO - US$cents por bushel

mar/11 mai/11

mar/11 mai/11

348,50 352,90

-6,90 -7,50

-2,9% -10,3% -3,2% -9,9%

732,25 -19,00 758,75 -21,00

(25,4 kg)

-5,7% -17,4% -6,5% -17,3%

*Diferença sobre dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 na soja, milho e trigo e US$ 1,00 no farelo

BOLSA DE NOVA YORK (NYBOT) CAFÉ - US$cents/libra peso (0,453 kg)

ALGODÃO

Cont. mar/11 mai/11

Cont. mar/11 mai/11

FECH. 294,40 294,85

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 7,25 9,2% 16,1% 7,65 9,4% 15,3%

09/03/11 - US$cents/libra peso (0,453 kg)

FECH. 204,41 194,06

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS -2,73 0,0% 13,2% -2,91 -3,3% 9,0%

*Diferença s/ dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 no café e algodão.

BOLSA DE MERCADORIAS DE SÃO PAULO (BM&F) MILHO - R$/saca 60 kg SOJA - US$ saca 60 kg - *(em 21/01) Cont. mai/11 jun/11

C 30,20 30,20

VP -0,80 -0,88

CN CA 380 4.207 0 298

BOI GORDO - R$/arroba mar/11 out/11

104,27 105,07

0,84 0,86

Cont. mar/11 mai/11

C 31,49 28,36

VP 0,19 0,05

09/03/11 CN 195 234

CA 3.528 5.300

CAFÉ - US$/saca 60 kg (arábica) 882 101

3.739 3.157

set/11 dez/11

364,85 363,45

24,20 24,35

1.704 27

8.736 1.267

C-cotação de fechamento (ajuste diário); VP-variação diária (1 ponto = US$ 1,00 ou R$ 1,00); CN - contratos negociados no dia; CA-contratos em aberto.

ADI-PR: 20 jornais diários localizados nas cidades polos de desenvolvimento COMERCIALIZAÇÃO: (41)3079-4666


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011

Organizadores de rodeio na Platina negam irregularidades PLATINA Montarias seriam apenas treinamento; fotógrafo da Tribuna sofre tentativa de agressão Marco Martins

Os organizadores do rodeio clandestino que acontece todos os finais de semana em um terreno próximo à Estação Ferroviária da Platina, no povoado que leva o mesmo nome, em Santo Antônio da Platina, negaram ontem que o evento seja feito de forma clandestina e sem autorização legal. Segundo Fabiana Kenke, que se identificou como uma das organizadoras da competição, o que acontece no local

é apenas um treinamento que conta com a participação de peões profissionais. Apesar da afirmação, Fabiana Kenke não apresentou autorizações da prefeitura, do Corpo de Bombeiros, da Vigilância Sanitária e nem mesmo da Polícia Militar para realizar o evento. A organizadora prometeu apresentar hoje toda a documentação à reportagem. Ela diz que vai provar que o evento acontece dentro da legalidade. “Não se trata de um rodeio clandesti-

no. É apenas um treinamento”, disse ela ontem por telefone. Conforme a organizadora, todos os animais usados no treinamento recebem alimentação balanceada e são tratados de acordo com o que exige a lei. Fabiana disse ainda que não tinha conhecimento, que mesmo para um treinamento precisaria de todas as autorizações, porém ela explicou que desde o início da semana está atrás da regulamentação. “Fui ao Ministério Público e lá eles me informaram tudo

 S.A. PLATINA

que precisava”, disse a organizadora. A denúncia do rodeio clandestino foi feita pela reportagem da Tribuna do Vale na edição de sábado. Um dia antes, a prefeitura de Santo Antônio da Platina, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar haviam confirmado que a competição acontecia de maneira irregular sem a autorização de nenhum desses órgãos. A denúncia mostrou que as montarias – em touros e

cavalos – aconteciam sem nenhuma segurança para peões e público, boa parte dele formado por crianças. A legislação exige que para eventos desse gênero e com aglomeração haja ambulatório médico e uma equipe médica com ambulância e outros equipamentos. No local também eram comercializadas bebidas alcoólicas, também sem autorização legal. Mesmo com a denúncia, o rodeio voltou a ser realizado no domingo, dia 6, e na terça-feira, dia 8.

No sábado, dia 7, um grupo de homens cercou o repórter fotográfico da Tribuna do Vale, Antônio de Picolli, e fez ameaças ao profissional. Picolli registrou as imagens do rodeio semanas antes e que ilustraram a reportagem. Os homens questionaram o trabalho do repórter e tentaram agredir o profissional que estava em uma lanchonete na Platina. A agressão só não se consumou porque fotógrafo deixou o local logo após as ameaças.

 QUALIFICAÇÃO

Platinenses lotam igreja Cambará tem curso inédito matriz para Missa de Cinzas para construção civil Antônio de Picolli

Divulgação

Curso teve a participação de 15 pessoas, a maioria alunos do curso de pedreiro Da Assessoria

Cerca de 900 fiéis compareceram à Missa de Cinzas das 15 horas, ontem na paróquia Da Redação

A paróquia de Santo Antônio de Pádua de Santo Antônio da Platina ficou lotada ontem, durante os três horários em que foram celebradas as Missas de Cinzas. Ao menos 1,5 mil fiéis foram até a igreja durante todo dia para assistir à cerimônia. A celebração começou na missa das 6h 30. O horário das 15 horas e das 19h 30 também foram acompanhados por centenas de fiéis. “A impressão é que todas as missas tiveram a lotação máxima”, informou o pároco da paróquia Santo Antônio de Pádua, frei Daniel Heinzen. De acordo com o frei, a missa de quarta-feira de cinzas tem como objetivo simbolizar a mudança e a limpeza da alma. “Na Missa de Cinzas são benzidas cinzas, que posteriormente, no ritual, são colocadas sobre a cabeça dos fiéis. O símbolo dessa passagem é a limpeza, a busca pela mudança interior, a tentativa de se tornar uma pessoa melhor”, explicou. Além da paróquia, o ritual foi realizado em capelas de sítios da zona rural da cidade. “Em comunidades onde não há capelas, os fiéis vêm até a paróquia para levar um pouco da cinza benzida”, completou o frei. Segundo o pároco, as missas celebradas ontem também

marcam a contagem regressiva até a Sexta-feira Santa, que antecede a páscoa. “De hoje até a páscoa, sobretudo aos domingos, as missas vão ter o sentido de mudança”, avisou. Penitência De acordo com o frei Daniel Heinzen, as missas de quarta-feira de cinzas também representam a penitência. “O j e ju m e a abstenção de carnes, exigido aos fiéis principalmente na quarta-feira de cinzas e na Sexta-feira Santa, têm o sentido de penitência. Essa simbologia tem a ver também com a questão da mudança interior”, disse. “Ao consumir apenas uma refeição por dia o fiel acaba tendo o sentido de fome. Essa atitude instiga a reflexão. Hoje, só no Brasil em torno de 10 milhões de pessoas comem apenas uma

refeição por dia”, explicou. O jejum é recomendado para fiéis que tenham entre 21 e 60 anos e a abstenção de carne apenas para fiéis acima de sete anos. O pároco explica ainda que o fiel, ao comer menos nos dias de jejum, deve direcionar as economias à entidades de caridade. “Não adianta ap enas não c om e r c arne, ou comer uma refeição por dia. Isso é simbolismo”, disse. “O certo é aplicar o dinheiro economizado em alguma entidade ou no próprio dízimo da igreja, que promove diversas ações sociais. Isso é agir”, completou. A próxima cerimônia de penitência da igreja vai acontecer na Sexta-feira Santa, quando mais de mil fiéis devem se reunir em frente á paróquia para subir o Morro do Bin, em direção ao Cristo.

O jejum e a abstenção de carnes, exigido aos fiéis principalmente na quarta-feira de cinzas e na Sexta-feira Santa, têm o sentido de penitência. Essa simbologia tem a ver também com a questão da mudança interior exigido aos fiéis principalmente na quarta-feira de cinzas e na sextafeira santa”

O professor e engenheiro civil, Luiz Sérgio de Araújo Trautwein, ministrou de forma voluntária, entre 21 de fevereiro e 02 de março na sede do Provopar – Programa do Voluntariado Paranaense em Cambará, um curso de Leitura e Interpretação de Plantas da Construção Civil.

O curso inédito na região teve a participação de 15 pessoas, a maioria ex – participantes do curso de Pedreiro disponibilizado pela Prefeitura através de convênio com SENAI/PR, em parceria de empresas do município. Para Luiz Sérgio foi uma experiência gratificante. “Os alunos aproveitaram o

curso para tirar muitas outras dúvidas da construção civil, além do aprendizado de ler e interpretar plantas da engenharia. Esta curiosidade e sede de saber mais, me deixaram muito feliz e realizado. Acredito que este grupo de profissionais irá fazer a diferença na construção civil de Cambará e da região”, disse o engenheiro.

 SAFRA

Fila de caminhões na BR-277 chega a mais de 30 quilômetros Paraná Online

A fila de caminhões rumo ao Porto de Paranaguá, no litoral do Estado, alcançou 30 quilômetros pela BR-277, na manhã desta quarta-feira (9). O principal complicador para a demora no descarregamento de soja, milho e trigo continua sendo o tempo instável, com chuvas esporádicas ao longo do dia. Conforme explica a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), com chuva todo o processo é paralisado e, com a instabilidade verificada nos últimos dias, o porto mal consegue retomar a operação quando uma nova parada é necessária. Como consequência disso, nos últimos dias, o carregamento nos navios está bem mais lento do que o normal. A média de carregamento em Paranaguá é de 100 mil toneladas de grãos por dia. Na última segunda-feira (7), por exemplo, foram embarcados apenas 22 mil grãos. Um navio com 60 mil toneladas que geralmente leva 36 horas para

ser plenamente carregado, tem levado um período de cinco dias. Controle defasado O diretor regional da Associação Nacional de Transportes de Cargas e Logística (NTC), Walmor Weiss, concorda que a chuva é um problema para a operação do Porto de Paranaguá. Mas indica que a Appa deveria intensificar o controle das cargas para amenizar a situação. “O que precisa é um controle maior e melhor da saída e da chegada desses caminhões. Essa programação é que não está funcionando”, analisa. A demora no embarque e no transporte, principalmente da soja nessa época do ano, cuja safra se estende até o mês de maio, encarece o pro-

duto exportado pelo Paraná, na avaliação de Weiss. “Para que a chuva não atrapalhe, devíamos ter uma cobertura para o embarque da carga, como existe em outros portos. Pagamos agora a conta de investimentos que estão sendo pedidos a muito tempo e que o novo governo ainda não teve tempo de dar conta”, afirma Weiss. O aumento no congest i oname nto de caminhões para chegar a Paranaguá começou no dia 27 de fevereiro, permanecendo até a última sexta-feira (4), quando a melhora no tempo e uma concentração de esforços permitiu que a Appa regularizasse a operação do porto. No entanto, a chuva voltou e, com ela, mais fila, desde o último domingo (6).

O que precisa é um controle maior e melhor da saída e da chegada desses caminhões. Essa programação é que não está funcionando”


A-6 Cotidiano

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011

Feriado de Carnaval termina com cinco mortes nas estradas da região ACIDENTES Três morrem em Tomazina; atropelamentos em Siqueira Campos e Ribeirão do Pinhal Celso Felizardo

O feriado prolongado de Carnaval deste ano foi trágico nas rodovias estaduais do Norte Pioneiro. Cinco pessoas morreram e dez ficaram feridas em um total de 16 acidentes. A ocorrência mais grave aconteceu na madrugada de domingo, dia 6, na PR-272, entre Tomazina e Pinhalão, que matou três jovens e deixou uma adolescente gravemente ferida. Os quatro amigos voltavam de um baile de carnaval em Tomazina. O motorista Cleiton Fernando Marinho, 23 anos, não conseguiu fazer

uma curva e o carro, um Gol, placas ACJ-3437, capotou. Além do motorista, morreram, Adriano Júnior da Cruz, 23 anos, e Talita Cristina Ribeiro, 20 anos. A única sobrevivente foi Fernanda de Jesus que segue internada na Santa Casa de Jacarezinho. As outras duas mortes foram causadas por atropelamentos. A primeira vítima foi Aparecida da Silva, 51 anos, que morreu atropelada por volta das 20 horas de sábado, dia 5, no Km 270 da PR-092, em Siqueira Campos. Ela estava no acostamento da rodovia e foi atingida um Fiat Siena (placas ADE-

Monza capotou em Joaquim Távora e deixou três feridos

9966/ Curitiba). A mulher chegou a ser encaminhada para a Santa Casa de Siqueira Campos, mas não resistiu aos ferimentos. Também no sábado, Everton Tiago Pereira, 21 anos, morreu atropelado na PR436, próximo a Ribeirão do Pinhal, após ter sido atingido por um veículo. O motorista não parou para prestar socorro e fugiu do local. Balanço De acordo com o balanço oficial da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), divulgado ontem, em cinco dias de Operação Carnaval, sete mortes foram registradas nas estradas da Região Norte do Paraná. Ainda sem balanço oficial divulgado, A Polícia Rodoviária Federal (PRE), revelou apenas que duas mortes foram registradas nas rodovias da área de abrangência da delegacia de Londrina. Com o total de nove mortes, o índice de mortalidade nas estradas da região (Norte) cresceu 80%, se comparado ao mesmo período do ano anterior, quando cinco pessoas morreram. De acordo com o sargento Airton Cesar Mendes, comandante do posto da PRE de Lon-

S.A.PLATINA

Fotos: tanosite.com

Tomazina: carro em que jovens morreram ficou totalmente destruído após capotamento

drina, a imprudência continua sendo a principal causa dos acidentes. Para exemplificar, ele revelou que dos 31 acidentes, em 15 ocorrências havia apenas um veículo envolvido. “Isto demonstra a culpa total do condutor”, afirmou. Embriaguez Os foliões também exageraram na bebida. Segundo a PRE, seis condutores foram

presos em flagrante por dirigirem sob efeito de bebida alcoólica. Os postos da PRE de Siqueira Campos e Jacarezinho fizeram duas autuações cada por embriaguez ao volante. No feriado do ano passado não houve registro de prisões por embriaguez. Durante a fiscalização, 760 motoristas foram autuados, sendo 191 por ultrapassagem

JUSTIÇA

ESTADUAL

Polícia apreende 13 pedras Juiz de Ourinhos de crack na Vila Ribeiro condena Paulinho da Força Sindical Celso Felizardo

Da Redação

A Polícia Militar de Santo Antônio da Platina prendeu na tarde de ontem dois homens e apreendeu um adolescente com 13 pedras de crack que seriam revendidas. A equipe policial abordou os suspeitos por volta das 14 horas na rua Amazonas, Vila Ribeiro. Ao perceber a aproximação dos policiais, o adolescente de 16 anos, que já tem passagens por atos infracionais, e os dois homens (20 e 22 anos), jogaram a droga no chão. Eles foram conduzidos a 38ª Delegacia Regional de Polícia para averiguações. O comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar de Santo Antônio da Platina, capitão Antônio Carlos Morais lamentou o fato de as apreensões de crack estarem se tornando corriqueiras. Segundo ele, o tráfico sempre inova as estratégias pra driblar a lei. Depois de usar adolescentes, que são amparados por lei e não podem ser presos, a nova modalidade do tráfico é a grande presença de meninas, que além de não ficarem presas, só podem ser revistadas

Da Agência Brasil

Pedras de crack estavam embaladas para serem vendidas

por policiais femininas. “Cada vez mais, eles (traficantes) se utilizam de artimanhas para

dificultar o trabalho policial, pois sabem que o efetivo feminino é bem menor”, diz.

tanosite.com

TROTES: Durante o feriado de carnaval, o telefone de emergência da Polícia Militar de Santo Antônio da Platina recebeu até às 15h de ontem mais de 60 trotes originados de um único número. De acordo com a polícia, o proprietário do telefone será responsabilizado. Em média, a Polícia Militar recebe cerca de 200 ligações diárias pelo número de emergência (190). Ontem, 30% deste índice partiram do celular (43) 9125-0047).

O deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, foi condenado pela Justiça Federal em Ourinhos, no interior de São Paulo, por improbidade administrativa. Ele foi considerado culpado por usar dinheiro público para um projeto de reforma agrária inviável. A sentença foi dada na última quinta-feira (3) pelo juiz federal substituto João Batista Machado. Por se tratar de uma decisão de primeira instância, Paulinho ainda pode recorrer da decisão. A ação foi apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) em Ourinhos. Segundo o MPF, em 2001, o deputado e nove pessoas também condenadas obtiveram R$ 3 milhões do Banco da Terra, ligado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), para assentar 72 famílias em uma fazenda de Piraju, a 330 quilômetros (km) de São Paulo. Com o dinheiro, eles compraram a Fazenda Ceres, de 302 hectares, por R$ 2,3 milhões. Entretanto, perícias mostraram que a fazenda não tinha espaço suficiente para assentar todas as famílias. A área também foi negociada por R$ 1 milhão a mais que o valor de mercado estimado pela Justiça. Ainda de acordo com o MPF, para que o projeto fosse aprovado no Programa de Reordenação Fundiária (PRF), os condenados induziram

em locais proibidos e 139 por falta do cinto de segurança. “Infelizmente, os motoristas ainda extrapolam nos trechos em que não há fiscalização presente. Se não houver uma mudança de comportamento, continuaremos a registrar resultados tristes”, disse o policial. A PRF divulgará os dados finais hoje.

trabalhadores rurais a formar uma associação rural. A Força Sindical, central sindical da qual Paulinho é presidente, era a unidade técnica responsável pelo PRF em São Paulo na época da análise do projeto. A Força também participava do conselho do Banco do Terra quando o dinheiro foi liberado para a compra do terreno. Com a condenação, Paulinho terá que devolver R$ 1 milhão à União. O pagamento do valor deve ser rateado com outros quatro condenados. Paulinho não poderá contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais nos próximos cinco anos. Porém, seus direitos políticos foram mantidos. Paulinho e a Força Sindical informaram, por meio de sua assessoria, que não vão se pronunciar sobre o assunto. No mesmo processo, também foi condenado João Pedro de Moura, assessor de Paulinho e um dos réus do processo que apura desvios de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O processo também tramita na Justiça Federal. A ação foi movida pelo MPF com base na Operação Santa Tereza da Polícia Federal. Na época, Paulinho também foi investigado. Chegou a se afastar temporariamente do PDT. Na Câmara dos Deputados, ele foi absolvido pelo Conselho de Ética da acusação de ter participado do suposto esquema de desvio.

O pagamento deve ser rateado com outros quatro condenados”

Mortes nas estradas paranaenses superam 2010 Da Agência Brasil

As concessionárias registraram tráfego intenso nas rodovias do Paraná nesta Quarta-Feira de Cinzas (9). Pela BR-277, que liga Curitiba ao litoral do estado, a estimativa da concessionária Ecovia é que 30 mil veículos tenham feito o percurso de volta pra casa. O maior movimento foi registrado a partir das 11 horas, com pico de 2,1 mil carros por hora, ao meio-dia. Esse fluxo é quatro vezes maior do que o normal. Balanço parcial divulgado pela concessionária registrou a passagem 200 mil veículos nos dois sentidos da BR-277 durante o feriado. Na BR-376, que liga o Paraná a Santa Catarina, o movimento mais intenso foi registrado pela Polícia Rodoviária Federal na noite de terça-feira, dia 8. O movimento, que normalmente é de 800 carros por hora, chegou a 3 mil/hora. Nos últimos cinco dias, conforme mostra dados parciais das polícias rodoviárias Federal e estadual (a Operação Carnaval que foi até ao meio-dia de ontem para a PRE e meia-noite para a PRF), ocorreram 29 mortes nas estradas paranaenses, 18 nas estradas estaduais. Nos 4 mil quilômetros de estradas federais que cortam o estado foram registrados 367 acidentes, com 11 mortes. No ano passado, oito pessoas morreram no feriado de carnaval. Este ano foram feitos 5.013 testes de embriaguez, que resultaram na prisão de 54 pessoas.


Esporte A-7

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA O Sindicato do Comércio Varejista de Santo Antônio da Platina, sito à Rua Rui Barbosa, 799, Loja 07 – Centro - Santo Antônio da Platina – PR convoca as empresas das categorias econômicas abaixo citadas, dos municípios abaixo, para através de seus representantes legais, participar da Assembléia Geral Extraordinária de ALTERAÇÃO ESTATUTÁRIA da entidade, a realizar-se no dia: 21 de março de 2011 às 08 horas em 1ª convocação, ou às 09 horas em 2ª convocação, com qualquer número de presentes, na sede da Entidade, na Rua Rui Barbosa, 799 – Loja 07, Santo Antônio da Platina, Paraná a fim de deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: a) Extensão de Base Territorial do Sindicato, que hoje compreende: Abatiá, Carlópolis, Conselheiro Mairinck, Guapirama, Ibaiti, Jaboti, Japira, Joaquim Távora, Jundiaí do Sul, Pinhalão, Quatiguá, Ribeirão do Pinhal, Salto do Itararé, Santana do Itararé, Santo Antônio da Platina, São José da Boa Vista, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz, aos municípios de Curiúva, Figueira e Ventania. b) Extensão de Representação das atividades econômicas das atuais: lojistas do comércio (estabelecimentos de tecidos, de vestuário, adornos e acessórios, de objetos de arte, de louças finas, de cirurgia, de móveis e congêneres); Com. Var. de gêneros alimentícios; Com. Var. de maquinismos, ferragens e tintas (utensílios e ferramentas); Com. Var. de material médico hospitalar e científico; Com. Var. de calçados; Com. Var. de material elétrico e aparelhos eletrodomésticos; Com. Var. de peças e acessórios para veículos; Com. Var. de carvão vegetal e lenha; comércio de vendedores ambulantes (autônomos); Com. Var. dos feirantes; Com. Var. de livros; Com. Var. de frutas, verduras, flores e plantas; estabelecimentos de serviços funerários (casas, agências e empresas funerárias); Com. Var. de material óptico, fotográfico e cinematográfico; Com. Var. de material de escritório e papelaria; Com. Var. de produtos farmacêuticos; empresas de garagens, estacionamento e de limpeza e conservação de veículos; para: 4530-7/03 – comércio a varejo de peças e acessórios novos para veículos automotores; 45307/04 – comércio a varejo de peças e acessórios usados para veículos automotores; 4530-7/05 – comércio a varejo de pneumáticos e câmarasde-ar; 4521-2/05 – comércio a varejo de peças e acessórios para motocicletas e motonetas; 4711-3/01 – Com. Var. de mercadorias em geral, c/ predom. de prod. aliment. hipermercados; 4711-3/02 – Com. Var. de mercadorias em geral, c/ predom. de prod. aliment. supermercados; 4712-1/00 – Com. Var. de mercadorias em geral, c/ predom. de prod. aliment. minimercados, mercearias e armazéns; 4713-0/01 – lojas de departamentos ou magazines; 4713-0/02 – lojas de variedades, exceto lojas de departamentos ou magazines; 4721-1/01 – padaria e confeitaria com predominância de produção própria; 4721-1/02 – padaria e confeitaria com predominância de revenda; 4721-1/03 – Com. Var. de lacticínios e frios; 4721-1/04 – Com. Var. de doces, balas, bombons e semelhantes; 4722-9/01 – Com. Var. de aves abatidas frescas, congeladas, frigorificadas; 4722-9/02 – Com. Var. de carnes – açougues; 4722-9/02 – peixaria; 4723-7/00 – Com. Var. de bebidas; 4724-5/00 – Com. Var. de hortifrutigranjeiros; 4724-5/00 – Com. Var. de aves vivas para alimentação; 4724-5/00 – Com. Var. aviário (exceto passarinhos), aves vivas; 4729-6/01 – tabacaria; 4729-6/99 – Com. Var. de produtos alimentícios em geral ou especializados em produtos alimentícios não especificados anteriormente; 4732-6/00 – Com. Var. de lubrificantes; 4741-5/00 – Com. Var. de tintas e materiais para pintura; 4742-3/00 – Com. Var. de material elétrico; 4743-1/00 – Com. Var. de vidros; 47440/01 – Com. Var. de ferragens e ferramentas; 4744-0/02 – Com. Var. de madeira e artefatos; 4744-0/03 – Com. Var. de materiais elétricos; 4744-0/04 – Com. Var. de cal, areia, pedra britada, tijolos e telhas; 4744-0/05 – Com. Var. de materiais de construção não especificados anteriormente; 4744-0/99 – Com. Var. de materiais de construção em geral; 4751-2/00 – Com. Var. especializado de equipamentos e suprimentos de informática; 4752-1/00 – Com. Var. especializado de equipamentos de telefonia e comunicação; 4753-9/00 – Com. Var. especializado de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo; 4754-7/01 – Com. Var. de móveis; 4754-7/02 – Com. Var. de artigos de colchoaria; 4754-7/03 – Com. Var. de artigos de iluminação; 4755-5/01 – Com. Var. de tecidos; 4755-5/02 – Com. Var. de artigos de armarinho; 4755-5/03 – Com. Var. de artigos de cama, mesa e banho; 4757-1/00 – Com. Var. especializados de peças e acessórios para aparelhos eletroeletrônicos de uso doméstico, exceto informática e comunicação; 4759-8/01 – Com. Var. de artigos de tapeçaria, cortinas e persianas; 4759-8/99 – Com. Var. de outros artigos de uso pessoal e doméstico; não especificados anteriormente; 4761-0/01 – Com. Var. de livros; 4761-0/02 – Com. Var. de jornais e revistas; 4761-0/03 – Com. Var. de artigos de papelaria; 4762-8/00 – Com. Var. de discos, cds, dvds e fitas; 4763-6/01 – Com. Var. de brinquedos e artigos recreativos; 4763-6/02 – Com. Var. de artigos esportivos; 4763-6/03 – Com. Var. de bicicletas e triciclos, peças e acessórios; 4763-6/04 – Com. Var. de artigos de: caça, pesca e camping; 4763-6/05 – Com. Var. de embarcações e outros veículos recreativos, peças e acessórios; 4771-7/01 – Com. Var. de produtos farmacêuticos, sem manipulação de fórmulas; 4771-7/02 – Com. Var. de produtos farmacêuticos, com manipulação de fórmulas; 4771-7/03 – Com. Var. de produtos farmacêuticos homeopáticos; 47717/04 – Com. Var. de medicamentos veterinários; 4772-5/00 – Com. Var. de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal; 4773-3/00 – Com. Var. de artigos médicos e ortopédicos; 4747-1/00 – Com. Var. de artigos de óptica; 4781-4/00 – Com. Var. de artigos do vestuário e acessórios; 4782-2/01 – Com. Var. de calçados; 4782-2/02 – Com. Var. de artigos de viagem; 4783-1/01 – Com. Var. de artigos de joalheria; 4783-1/01 – Com. Var. de artigos de relojoaria; 4784-9/00 – Com. Var. de gás liqüefeito de petróleo (glp); 4785-7/01 – Com. Var. de antigüidades; 4785-7/99 – Com. Var. de outros artigos usados; 4789-0/01 – Com. Var. de suvenires, bijuterias e artesanatos; 4789-0/02 – Com. Var. de plantas e flores naturais; 4789-0/03 – Com. Var. de objetos de arte; 4789-0/04 – Com. Var. de artigos veterinários; 4789-0/04 – Com. Var. de animais vivos e de artigos e alimentos para animais de estimação; 4789-0/05 – Com. Var. de produtos saneantes domissanitários; 47890/06 – Com. Var. de fogos de artifício e artigos pirotécnicos; 4789-0/07 – Com. Var. de equipamentos para escritório; 4789-0/08 – Com. Var. de artigos fotográficos e para filmagem; 4789-0/09 – Com. Var. de armas e munições; 4789-0/99 – Com. Var. de outros produtos não especificados anteriormente; 5611-2/03 – sorveteria, serviços de alimentação; 96017/01 – lavanderias; 9601-7/02 – tinturarias; 9601-7/03 – toalheiros; 9602-5/01 – cabeleireiros; 9602-5/02 – outras atividades de tratamento de beleza; 9603-3/01 – gestão e manutenção de cemitérios; 9603-3/02 – serviços de cremação; 9603-3/03 – serviços de sepultamento; 9603-3/04 – serviços de funerárias; 9603-3/05 – serviços de somatoconservação; 9603-3/99 – atividades funerárias e serviços relacionados não especificados anteriormente; 9609-2/01 – clínicas de estética e similares; 9609-2/02 – agências matrimoniais; 9609-2/03 – alojamento, higiene e embelezamento de animais; 9609-2/04 – exploração de máquinas de serviços pessoais acionadas por moeda; 9609-2/99 – outras atividades de serviços pessoais não especificadas anteriormente. - c) Retificação e reforma do Estatuto Social da entidade. Obs.: o Sindicato teve sua carta sindical reconhecida no ano de 1963, à época, não havia sido unificado o Código Nacional de Atividades Econômicas o CNAE, por conta desta regulamentação, faz se necessário atualizar o Estatuto, acrescentando os códigos e as novas denominações às atividades econômicas representadas. JOSÉ ALEX GONÇALVES FIGUEIRA Presidente do Sindicato Santo Antônio da Platina, 10 de março de 2011 PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 5.738 DE 02 DE MARÇO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETA: Art. 1º. Fica nomeado JOSÉ REINALDO DE OLIVEIRA, para exercer o cargo de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, a partir desta data. Art. 2º. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 02 de março de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 02 de março de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal

MUNICÍPIO DE JOAQUIM TÁVORA DECRETO 2.726/2011 Decreta luto oficial pela morte do ex-Prefeito Francisco Alódio Escorsin. O Prefeito Municipal de Joaquim Távora, Estado do Paraná, usando das atribuições que lhe confere o art. 65, X da Lei Orgânica do Município. Considerando o falecimento do Sr. Francisco Alódio Escorsin ocorrido em 04 de março de 2011; Considerando que este ilustre homem público desempenhou, ao longo de sua vida, importante papel na vida política e administrativa do Município; Considerando que, além de ex-Prefeito do município de Joaquim Távora, participou ativamente de importantes momentos na Comunidade Tavorense como cidadão e homem público; e Considerando, ainda, que o seu desaparecimento constitui irreparável perda para sua família e para a Comunidade Tavorense. D E C R E T A: Art. 1º . Fica declarado luto oficial por 03 (três) dias, em sinal de pesar pelo falecimento do ex-Prefeito Sr. FRANCISCO ALÓDIO ESCORSIN. Art. 2º . Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Joaquim Távora, em 04 de março de 2011. CLÁUDIO REVELINO PREFEITO MUNICIPAL EDITAL DE INTIMAÇÃO, PARA CONHECIMENTO DE TERCEIROS INTERESSADOS, COM O PRAZO TRINTA (20) DIAS. A DOUTORA JOANA TONETTI BIAZUS, MMª. JUÍZA DE DIREITO DESTA CIDADE E COMARCA DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA, ESTADO DO PARANÁ, ETC. FAZ SABER a tantos quantos o presente edital virem, ou dele conhecimento tiverem que perante este Juízo se processam os autos sob nº 140/2011, de Ação de Protesto Contra Alienação de Bens, em que é requerente Silvana Zilli Teixeira e requerido Amaury Reis Teixeira, em que a requerente desejando prevenir responsabilidade, prover a conservação e ressalva de seus direitos ou manifestar qualquer intenção de modo formal requereu a referida medida cautelar de protesto contra alienação de bens contra o requerido(CPC, art. 867). E para que chegue ao conhecimento de todos os interessados especialmente os nominados no cabeçalho, e ninguém possa alegar ignorância, mandou expedir o presente edital, que será publicado e afixado no local de costume, na forma e sob as penas da Lei. DADO E PASSADO nesta cidade e Comarca de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, aos três dias do mês de março de dois mil e onze (03.03.2011). Eu,___________(Nei Pinto)Auxiliar Juramentado, o fiz digitar e assino. Joana Tonetti Biazus Juíza de Direito PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ DECRETO Nº 22/2011 O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas por Lei D E C R E T A: Artigo 1º - Fica designada a comissão especial para análise das amostras dos produtos ofertados pelas licitantes, objeto do Pregão Presencial nº 11/2011, assim constituída: Edewando Wanderlei Balmant – RG 1.076.076-0 SSP/PR – Presidente Eliane Reis de Oliveira – RG 6.133.002-0 SSP/PR – Membro Mariley Silva Bueno – RG 6.800.543-4 SSP/PR – Membro Artigo 2º - Delegar competências a comissão para praticar todos os atos necessários para análise dos produtos, podendo para tanto, aprovar, recusar e suprimir produtos constantes nos lotes do Pregão acima mencionado. Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data, revogando-se as disposições em contrário. Quatiguá-PR, em 09 de março de 2011. EFRAIM BUENO DE MORAES Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 5.734 DE 02 DE MARÇO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETA: Art. 1º. Fica nomeada PAULA RODRIGUES PERES, para exercer o cargo de ADVOGADA, a partir desta data. Art. 2º. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 02 de março de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 02 de março de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 5.735 DE 02 DE MARÇO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETA: Art. 1º. Fica nomeada ADRIANA MARIA DA SILVA DUARTE, para exercer o cargo de JARDINEIRA, a partir desta data. Art. 2º. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 02 de março de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 02 de março de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 5.739 DE 02 DE MARÇO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETA: Art. 1º. Fica nomeada VALCILENE RODRIGUES, para exercer o cargo de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, a partir desta data. Art. 2º. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 02 de março de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 02 de março de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 5.740 DE 02 DE MARÇO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETA: Art. 1º. Fica nomeada LUCIENE APARECIDA DE OLIVEIRA, para exercer o cargo de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, a partir desta data. Art. 2º. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 02 de março de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 02 de março de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 5.741 DE 02 DE MARÇO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETA: Art. 1º. Fica nomeado WELLINGTON FELIX LIMA, para exercer o cargo de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, a partir desta data. Art. 2º. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 02 de março de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 02 de março de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 5.742 DE 02 DE MARÇO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETA: Art. 1º. Fica nomeado RICARDO DE LIMA FERREIRA, para exercer o cargo de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, a partir desta data. Art. 2º. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 02 de março de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 02 de março de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 5.737 DE 02 DE MARÇO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETA: Art. 1º. Fica nomeado ÂNGELO JÁCOMO MADÓGLIO, para exercer o cargo de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, a partir desta data. Art. 2º. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 02 de março de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 02 de março de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 5.736 DE 02 DE MARÇO DE 2011 JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETA: Art. 1º. Fica nomeada CLÁUDIA PATRÍCIA SIMÃO DE OLIVEIRA, para exercer o cargo de TÉCNICO DESPORTIVO – 40 HORAS, a partir desta data. Art. 2º. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 02 de março de 2011. Paço Municipal Bráulio Barbosa Ferraz, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 02 de março de 2011, 68º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PR EXTRATO DE ADITIVO CONTRATUAL ADITIVO IV AO CONTRATO Nº 25/2010. PARTES: Prefeitura Municipal de Quatiguá e Posto Farol de Combustíveis Ltda. Objeto: Aquisição de Combustíveis, Lubrificantes, Aditivos, Filtros e Acessórios. ALTERAÇÃO: Valor unitário do litro de álcool passará a ser de R$ 2,132. Data da assinatura: 09 de março de 2011. Efraim Bueno de Moraes – Prefeito Municipal

FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CNPJ 12.350.861/0001-89 ANDIRÁ – PARANÁ EDITAL Nº 02/2011 A gestora do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, do município de Andirá – Paraná, no uso de suas atribuições legais, que lhe confere a Lei Municipal N.º 2.090 de 06 de Julho de 2010, e o Decreto Municipal N.º 5.614 de 04 de Outubro de 2010 e, de acordo com as inscrições dos candidatos, objeto do Edital n.º 01/2011, CONVOCA os candidatos abaixo relacionados, para realização de entrevista, na Prefeitura Municipal de Andirá à Rua Mauro Cardoso de Oliveira, nº. 190 – Jardim Vésper – Andirá – PR.

Argentina toma quarta posição do Brasil no ranking da Fifa Gazeta Esportiva

O não comparecimento na data e horário estipulados implicará a desistência do candidato do Processo de Seleção. Publique-se, registre-se e cumpra-se. Andirá – PR, 09 de Março de 2011. ANA LÚCIA DOS SANTOS XAVIER GESTORA DO FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

Com a vitória sobre Portugal, por 2 a 1, em seu último amistoso, a seleção da Argentina ultrapassou o Brasil, derrotado pela França por 1 a 0, no ranking mundial da Fifa. Ambos os jogos foram disputados no dia 9 de março e foram decisivos para alterar as cinco primeiras colocações da tabela. Os argentinos não só derrubaram o Brasil para o quinto lugar, como também assumiram o quarto posto no geral e a liderança entre os sul-americanos. A França ainda subiu uma posição e está agora em 18º no ranking. A liderança continua nas mãos da Espanha, atual campeã mundial, seguida pela Holanda e Alemanha, segunda e terceira colocadas, respectivamente.


cmyb

A-8 Especial

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011

Carnaval de rua reúne 10 mil pessoas

JACAREZINHO Três escolas de samba desfilaram no domingo e na terça-feira na rua Paraná

Fots: Alfredo Jorge

Ala das baianas, uma tradição dos carnavais, chamou a atenção pelo colorido das fantasias Assessoria

O Carnaval de Jacarezinho, considerado o mais tradicional da região, reuniu cerca de 10 mil pessoas nos dois dias de evento - domingo, 6, e terça-feira, 8 de março. No domingo, desfilaram pela rua Paraná as Escolas

Unidos do Morro (Vila São Pedro), Obatalá (Vila Setti) e Unidos do Cruzeiro (Vila São Pedro). Na terça, a ordem foi distinta, mas as mesmas escolas desfilaram. O som ficou sob a responsabilidade da CAM Áudio, de São Paulo e não decepcionou. A organização também

cumpriu o que prometia e o público não teve que esperar para curtir todas as escolas, ratificando o compromisso assumido pelo departamento de Cultura de um Carnaval voltado para a família. O 2º Batalhão da Polícia Militar prestou todo o apoio no evento e não houve in-

Fantasias e carros alegóricos não deixaram nada a desejar e animaram o público presente

cidentes. Em tradicional campanha contra as doenças sexualmente transmissíveis, a secretaria Municipal de Saúde distribuiu preservativos para a população. Promotora do evento, a prefeita Tina Toneti investiu R$40 mil na festa para organização geral, orçamento dos

serviços prestados, compra de material, de instrumentos musicais e confecção das fantasias das escolas. Presente no primeiro dia de desfiles, Tina elogiou a dedicação dos integrantes das três escolas e de sua equipe. “Acho importante manter um Carnaval de rua gratuito como sempre

foi em nossa cidade. Ano passado vivíamos a tragédia das chuvas, momento em que achamos melhor não fazê-lo. Mas neste ano, pudemos confirmar que Jacarezinho tem a mais preparada festa de rua da região. Agradeço também a população, que prestigiou em peso”, disse.

 Unidos do Cruzeiro é campeã do Carnaval no ano em que comemora seu 30º aniversário Completando 30 anos de história em 2011, a Escola de Samba Unidos do Cruzeiro foi a que mais pontuou na avaliação dos jurados, somando 931 pontos contra 898 da segunda colocada, a Unidos do Morro. A Obatalá ficou em terceiro, com 879 pontos. Cinco jurados decidiram o resultado deste ano: Antonio Henrique Mariano, Gilberto Disseró Jr., Luís Antonio Ferreira, Narda Helena Jorosky e Zélia do Carmo Nogueira. O organizador do evento, diretor do Departamento de Cultura Moisés Evangelista frisou que os objetivos foram todos alcançados nesta empreitada. “Toda a equipe trabalhou intensamente para que tanto as Escolas quanto o público saíssem satisfeitos. As três escolas obedeceram o tempo determinado e os jurados

seguiram à risca os critérios contidos no regulamento, não causando margem à interpretações dúbias. A decisão deles é soberana”, comentou o diretor, que falou também sobre a evolução do Unidos do Morro, Obatalá e Unidos do Cruzeiro. “O mérito da beleza trazida para a rua Paraná é todo das escolas, que souberam utilizar com maestria os recursos por nós investidos, organizar para a manufatura e fazer um grande Carnaval”, explicou Moisés, que abordou ainda a pequena diferença entre as escolas competidoras. “Se observarmos a porcentagem, 34,38%, 33,16% e 32,46%, chegamos à conclusão que todas as escolas se emparelharam. Independente do resultado, que não apaga o brilho de cada uma delas”, finalizou. Com 130 integrantes, a

Unidos do Cruzeiro trouxe para a rua Paraná o enredo “30 anos de amor”, composta por Marinho Souza, voltado ao aniversário da escola. Entoando temas como “Samba e Futebol sem preconceito”, os destaques, madrinhas de bateria e batuqueiros falaram da “luta do bem contra o mal” para culminar em um “Belo Carnaval”. Já a segunda colocada, Unidos do Morro abordou “Brasil, a junção de todas as raças”, inserindo temas elementos da cultura popular mesclados como o descobrimento do país pelos portugueses, comercialização do tráfico negreiro e a “África, centro do Desenvolvimento do Brasil”. Em terceiro, a Obatalá trouxe fantasias de Monteiro Lobato que “extrapolaram as

Organizadores da Unidos da Cruzeiro recebem o troféu de Escola Campeã

páginas da imaginação”, além de mitos de outros países como Minotauro e Dom Quixote de Miguel de Cervantes. A música foi composta por Jucelino Biagini.

Presidente da escola vencedora, Bruno Souza agradeceu o trabalho de todos os seus companheiros. “Fico contente com todo o trabalho e com o fato de comemorar-

mos este título no aniversário de 30 anos da Escola, no meu primeiro ano como Presidente. Ano que vem, já pensamos em um novo enredo para voltar com força total”, disse.

HOMENAGEM

Beija-Flor é a grande campeã do carnaval do Rio de Janeiro Fotos: Divulgação

Desfile homenageou o cantor e compositor Roberto Carlos Paraná Online

“A simplicidade de um Rei” conduziu a Beija-Flor de Nilópolis à posição de majestade do samba mais uma vez, com o título do carnaval do Rio de Janeiro, conquistado hoje. Depois de dois anos sem vencer, a escola foi novamente motivo de orgulho para os moradores da cidade da Baixada Fluminense, que começaram a lotar a quadra

logo no início da apuração. O enredo sobre Roberto Carlos, que emocionou ao levar o cantor à passarela do samba já na manhã de ontem, encheu os componentes da escola de autoestima. “ Ô, ô, ô, a campeã voltou!”, gritava a multidão inebriada diante de dois imensos retratos de Roberto que decoram a quadra. “Hei, Hei, Hei, o Roberto é nosso rei!”, puxava outro coro, com pelo menos

Roberto Carlos fez desfile histórico na Beija Flor

duas mil vozes. O otimismo dos componentes da escola foi ameaçado no começo da apuração, quando a Mangueira chegou a liderar a disputa. No entanto, a quadra ia enchendo e vibrando a cada nota dez que a Beija-Flor conquistava. Um animador pedia mãos para o alto antes da leitura de cada nota, que era acompanhada da vibração da quadra. Quando a nota

não era dez, a comemoração era substituída por vaias e xingamentos ao jurado. “Jogaram óleo na pista, né? Não teve jeito”, gritou o locutor em protesto. A comemoração também acontecia quando o telão mostrava notas ruins da Mangueira, como um 9 para fantasia. Quando o telão mostrou a diretoria da Verde e Rosa deixando a Apoteose, o animador da Beija-Flor

gritou: “Estão indo embora! Vamos dar tchau para o Ivo Meireles?”. A multidão vaiou o presidente da Mangueira. Quando a Beija-Flor já havia consolidado a liderança, milhares de pessoas já se aglomeravam na quadra para a festa. O animador tinha até que pedir calma para evitar brigas e que crianças se machucassem. Quando a nota dez em bateria praticamente garantiu o título, aí

sim a quadra foi autorizada a bater no peito e gritar forte, ao som do samba reproduzido nos alto-falantes. A multidão então começou a se preparar para receber a sua majestade. Segundo sua assessoria, Roberto Carlos acompanhou a apuração em casa, na Urca (zona sul do Rio), e prometeu comemorar a conquista com os integrantes da BeijaFlor.


TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011

Agronegócio

B-1

www.tribunadovale.com.br

Pesquisa comprova lucratividade ambiental do cultivo da soja orgânica AGRICULTURA Segundo levantamento da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, o Paraná colheu 124.323 toneladas de produtos orgânicos em 2009, em 12.821,51 hectares Das agências

O produtor rural Valdir Bologhnini não se arrepende de ter reservado uma parte de sua propriedade, em São Pedro do Ivaí, para produzir soja sem adubo químico e sem pesticida. “Convertido” ao cultivo orgânico há 10 anos, Bologhnini contabiliza lucros financeiros e benefícios ao meio ambiente, somandose às 7.527 propriedades paranaenses que já abriram espaço para este tipo de cultura. A cada ano, desde 2002, elas aumentam em 20% a produção total de orgânicos do Paraná, destinada a um mercado cujo potencial é muito grande. De acordo com a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, o Paraná colheu 124.323 toneladas de produtos orgânicos em 2009, em 12.821,51 hectares. Parceiro da Emater e um pioneiro no estudo da viabilidade da soja orgânica biodinâmica, Valdir Bologhnini é um entusiasta do assunto. De acordo com o agricultor, o custo de produção de soja orgânica é equivalente ao da soja convencional, mas o preço de mercado chega a ser até 50% maior. “É lucro certo”, comemora Bologhnini. Mesmo em dias de alta de preços da soja convencional, a matemática continua favorável à orgânica. A cotação da primeira, na última sextafeira (4) chegou a R$ 46,70, enquanto que a orgânica permanecia estável a R$ 64,00 – 37% a mais. Valdir Bologhnini é parceiro da Emater e um pioneiro no estudo da viabilidade da soja orgânica biodinâmica. Dos 210 hectares da propriedade da família, 50 hectares abrigam a cultura e, há oito anos, são um laboratório de experimentos ao ar livre, onde são avaliadas as variedades de soja que melhor se adaptam ao sistema orgânico, as formas mais eficazes de combate a pragas e doenças e os índices de produtividade. A previsão para este ano é de que sejam

Divulgação

 Onde e como vender Os bons ventos da produção de soja orgânica chamam a atenção de agricultores interessados neste nicho de mercado, estudantes e pesquisadores. O Dia de Campo realizado pelo Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) na fazenda São Luiz, em São Pedro do Ivaí, região norte do Paraná, na última semana de fevereiro, reuniu mais de 150 pessoas. Um dos participantes foi o empresário Roberto Perini, proprietário da Agroorgânica, um dos pioneiros no cultivo e na comercialização de orgânicos no Paraná. Ele reforça que a soja orgânica é uma boa alternativa mesmo para o pequeno produtor, desde que ele se reúna em associações que viabilizem a logística necessária para o atendimento das exigências dos clientes internacionais com quem negocia. Os maiores consumidores de soja orgânica estão na América do Norte, Europa e Ásia, que compram 95% da produção. “Pequenos produtores podem juntar-se para fazer o transporte dos grãos de forma segura, sem contaminação, até o ponto do embarque nos contêineres que levam a soja para o exterior”, diz Perini. A produção paranaense é rastreada e cada lote de soja exportado está identificado com o nome do produtor e tem certificação de origem. A turma foi acompanhar os estudos feitos em parceria pelo Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Universidade Estadual de Londrina (UEL). colhidas em torno de 65 sacas por hectare cultivado, 11 a mais do que no ano passado. Orientado pelo pesquisador do Iapar Ademir Calegari, especialista em plantas de cobertura para sistemas agroecológicos, seo Valdir optou pela produção de soja orgânica por plantio direto com rotação de culturas. “É o produtor que faz a validação tecnológica das pesquisas. E a propriedade do seo Valdir comprova como a rotação ajuda a enriquecer a vida no solo e evita o desperdício de insumos e de dinheiro”, avalia. Para a produção de soja e milho, Calegari recomenda intercalar com o plantio de leguminosas, como a ervilhaca peluda e o nabo forrageiro, e gramíneas, como a aveia e o centeio. “Essas culturas proporcionam boa cobertura, enriquecem o solo e aumentam a fixação do nitrogênio, fundamental para manter a fertilidade”, diz. SOS NATUREZA – Para combater pragas e doenças, o socorro vem da própria natureza. Um dos maiores

vilões da cultura de soja é o percevejo. Em lavouras convencionais, os agricultores chegam a fazer nove aplicações de veneno para combatêlo. A alternativa adotada na produção orgânica é colocar armadilhas feitas de garrafa pet com uma mistura de urina de vaca, sal e água. Usada desde o início da cultura, ela atrai os insetos, que entram na garrafa e acabam morrendo. Para detectar a chegada da temível ferrugem asiática e permitir que o agricultor aja a tempo de evitar perdas, a Embrapa desenvolveu e está testando um coletor de esporos. O aparelho monitora a intensidade da presença do fungo e sinaliza a hora certa de iniciar a aplicação dos defensivos naturais. Um deles é a calda bordalesa, feita de sulfato de cobre, cal e água limpa. A lagarta da soja também é combatida com seu inimigo natural – o baculovirus, também aplicado em calda, que garante a sanidade da soja. “A divulgação dos resultados que vêm sendo obtidos

O custo de produção de soja orgânica é equivalente ao da soja convencional

 Revolução natural Uma cirurgia na coluna colocou o agricultor Valdir Bologhinini “de molho” dez anos atrás. Com as férias forçadas, o produtor de soja convencional se distraiu em casa lendo sobre a agricultura orgânica. Um curso com a duração de um ano realizado tempos depois em São Pedro do Ivaí ampliou seus conhecimentos e reforçou a curiosidade. Único sojicultor a terminar o curso, ele logo encontrou informação complementar para agregar ainda mais valor ao seu produto e trabalhar em sintonia com a natureza: preparou parte da propriedade de acordo com as normas para orgânicos e decidiu seguir a linha da agricultura biodinâmica. Aprendeu seus princípios, o uso do calendário lunar, as melhores horas do dia para cada tipo de atividade. A família estava descrente e ria quando ele começou a adotar as novas técnicas e abriu mão da aplicação de defensivos. “O pessoal achava que o Valdir era um visionário, mas na propriedade do seo Valdir são importantes para ajudar a mudar a mentalidade dos agricultores. Obter o controle de pragas sem herbicidas era inimaginável para o produtor que estava habituado a seguir as prescrições feitas para o cultivo tradicional”, avalia o agrônomo Vagner Mazeto, da Emater.

teve que reconhecer que a persistência dele deu resultados. Na safra 2005-2006, quando o preço da soja convencional estava muito baixo, foi o bom preço da orgânica que garantiu a cobertura dos prejuízos”, lembra o agrônomo da Emater Vagner Mazeto. “Dá mais trabalho, mas os resultados compensam. A adoção dos princípios da biodinâmica aumenta entre 10 e 15% o preço da soja orgânica, e os ganhos para o meio ambiente são a melhor recompensa: água e ar puro, com mais saúde para a família toda”, argumenta Valdir Bologhnini. Com a persistência no método, o ambiente da plantação vai ganhando mais equilíbrio e as infestações são de menor intensidade, facilmente controladas com o uso de produtos extraídos da própria natureza para evitar as perdas. “Para cultivar uma área de dois hectares de soja, basta trabalhar em média uma hora por dia, o suficiente para manter a lavoura limpa e o mato controlado”, ensina o agricultor.

DESPERDÍCIO – Pesquisas comprovam que a falta de avaliação das condições do solo antes do plantio está resultando em desperdício de fertilizantes e gasto desnecessário de dinheiro. “O agricultor está acostumado a aplicar o fertilizante de acordo com um calendário padronizado pela indústria. Mas as

avaliações que fazemos individualmente nas propriedades mostram que, em grande parte delas, o solo já está muito rico em nutrientes e que a adubação para cumprir calendário resulta em desperdício e em gastos desnecessários”, afirma o coordenador da área de grãos da Emater, Nelson Harger.

POSSE

Governo do estado negocia para solucionar conflitos rurais Das Agências

Das 72 áreas rurais com pedidos de reintegração de posse no Paraná, 40 tiveram as pendências resolvidas neste ano ou estão com negociações avançadas. A informação é de Hamilton Serighelli, assessor extraordinário para Assuntos Fundiários do Governo do Paraná. Serighelli realizou reuniões com proprietários das terras em litígio, trabalhadores acampados, entidades patronais, como a Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), e de trabalhadores, como a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná (Fetaep),

e movimentos sociais, como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), além do Incra, da Comissão Pastoral da Terra. Nos últimos dias, Serighelli reuniu-se com os juízes de Clevelândia, Francisco Beltrão, Palmas e Quedas do Iguaçu. Na próxima semana, se reunirá com o juiz de Cascavel. “Explicamos a situação de cada caso, a partir das negociações que realizamos e pedimos prazo para que possamos negociar saídas para o conflito. Queremos exaurir todas as possibilidades de solução negociada”. Muitas dessas áreas já têm ordem de reintegração de posse emitida pela Justiça

há dois, três e até quatro anos. Encarregado pelo Governo do Paraná de implementar nova política para solução dos conflitos agrários, Serighelli tem novas reuniões marcadas com proprietários rurais, lideranças sociais e ent idades representativas de ambos os lados. “Das 500 mil propriedades rurais

paranaenses, podemos dizer que apenas 32 permanecem em conflito”, informou o assessor. A reforma agrária é de competência do governo federal e ao governo estadual compete a segurança. “Estamos conversando muito, para solucionar tudo da melhor forma possível. Esta é a política para o setor definida pelo

Explicamos a situação de cada caso, a partir das negociações que realizamos e pedimos prazo para que possamos negociar saídas para o conflito”

governador Beto Richa”, disse Serighelli. Pela nova política de governo, cada caso será exaustivamente negociado até que se revolva o problema. Serighelli afirmou que a reintegração de posse por via policial será deixada como último recurso. Os casos que não tiverem solução negociada serão levados aos juízes, com o pedido de audiência pública, dando a última oportunidade para se resolver o problema sem o uso da força. “Não queremos mortes, nem atos violentos. Mas para isso é preciso que as partes em conflito entendam que cada um tem que ceder um pouco”, cobra Serighelli. Para o assessor, as visitas mostraram

que todos os lados envolvidos nos litígios têm boa vontade para solucioná-los pacificamente. PRODUÇÃO – As 72 áreas de conflito no Paraná abrigam 6 mil famílias. Além de cuidar da solução dessa situação, o Governo do Paraná vai dar especial atenção às mais de 20 mil famílias de pequenos produtores rurais assentadas no Estado. Em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, é feito levantamento da produção nesses assentamentos. “Nossa política é que o Estado defenda e invista em quem quiser produzir”, definiu Serighelli.

cyan magenta yellow black


B-2 Atas&Editais VENDO Terreno com área de 434 m(quadrados),com uma casa de alvenaria com 50 m(quadrados),toda murada, portão eletrônico, no centro - situada á Rua Benjamin Constant 500- Santo Antônio da Platina-PR .Fone p/ informações (41) 9611- 9656

ALUGA-SE Sala comercial, com wc, situada à R. 13 de maio, 425 centro Santo Antonio da Platina- Pr Contato :(43) 9977- 6824 VENDO APTº CURITIBA/PR Bairro Bigorrilho, com vista panorâmica da cidade face sul, Duplex, 100 m(quadrado), semi mobiliado. Condominio com ótima área de laser, piscina, academia, amplo salão de festa, churrasqueira, cancha de esporte. Condominio com valor baixo. Fone: (43) 9977-6824 - Daisy VENDE-SE - 1000 TELHAS DE CIMENTO - VALOR R$ 1.100.00 FONE 9901-2620- PAULO

YOKI ALIMENTOS S.A. seleciona Currículos de Pessoas Portadoras de Deficiência. Interessados devem enviar currículo através do e-mail dpcba@yoki.com.br Enviar via correio ou entregar na Portaria da Empresa: Rodovia BR 369 Km 17/18 – S/N – Bairro Santa Amália – Cambará – PR - CEP 86390-000

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PR DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 01/2011. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional suplementar no valor de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.671/2010, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 111 06.001.12.361.0025.2.084.3.1.90.11.00.00. 01104 VENC. E VANT. FIXAS - PESSOAL CIVIL O 15.000,00 112 06.001.12.361.0025.2.084.3.1.90.13.00.00. 01104 OBRIGAÇÕES PATRONAIS O 3.500,00 177 06.001.12.366.0032.2.049.3.3.90.30.00.00. 01103 MATERIAL DE CONSUMO O 1.500,00 250 07.001.10.301.0037.2.058.3.3.90.14.00.00. 01303 DIÁRIAS - PESSOAL CIVIL O 10.000,00 Artigo 2º - Para dar cobertura aos créditos acima, serão utilizados recursos provenientes da anulação parcial das seguintes dotações orçamentárias: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 120 06.001.12.361.0025.2.112.3.1.90.11.00.00. 01000 VENCIMENTOS E VANTAGENS FIXAS - PESSOAL CIVIL O 18.500,00 173 06.001.12.365.0045.1.081.4.4.90.51.00.00. 01103 OBRAS E INSTALAÇÕES O 1.500,00 251 07.001.10.301.0037.2.058.3.3.90.30.00.00. 01303 MATERIAL DE CONSUMO O 10.000,00 Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 28 de janeiro de 2011. Efraim Bueno de Moraes Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PR DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 02/2011. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 3.650,70 (três mil, seiscentos e cinqüenta reais e setenta centavos), autorizado pela lei municipal nº. 1.678/2011, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 384 05.003.15.451.0021.1.101.4.4.90.51.00.00. 33742 OBRAS E INSTALAÇÕES E 3.650,70 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial do exercício anterior, para a fonte 742 – Convênio MI/Caixa 0242344-55 – R$ 3.650,70 Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 07 de fevereiro de 2011. Efraim Bueno de Moraes Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PR DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 03/2011. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 7.200,00 (sete mil e duzentos reais), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.676/2011, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 385 05.004.16.482.0022.2.144.3.3.50.43.00.00. 01000 SUBVENÇÕES SOCIAIS O 7.200,00 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes da anulação parcial da seguinte dotação orçamentária: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 316 08.001.08.241.0043.2.067.3.3.50.43.00.00. 01000 SUBVENÇÕES SOCIAIS O 7.200,00 Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 07 de fevereiro de 2011. Efraim Bueno de Moraes Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PR DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 04/2011. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 12.900,00 (doze mil e novecentos reais), autorizado pela lei municipal nº. 1.675/2011, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 386 07.001.10.301.0037.2.145.3.3.90.39.00.00. 03497 OUT. SERV. TERC. PESSOA JURIDICA E 12.900,00 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial do exercício anterior, para a fonte 497 – Vigilância em Saúde – R$ 12.900,00 Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 07 de fevereiro de 2011. Efraim Bueno de Moraes Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PR DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 05/2011. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais), autorizado pela lei municipal nº. 1.683/2011, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 387 05.004.15.452.0022.1.114.4.4.90.51.00.00. 03507 OBRAS E INSTALAÇÕES E 25.000,00 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial do exercício anterior, para a fonte 507 – Cosip – R$ 25.000,00 Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 07 de fevereiro de 2011. Efraim Bueno de Moraes Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PR DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 06/2011. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 22.509,38 (vinte e dois mil, quinhentos e nove reais e trinta e oito centavos), autorizado pela lei municipal nº. 1.682/2011, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 388 05.003.15.451.0021.1.064.4.4.90.51.00.00. 31756 OBRAS E INSTALAÇÕES E 22.509,38 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do excesso de arrecadação apurado na fonte 756 – Convênio SEDU/Recap, receita 24.72.99.99.02.00 – R$ 22.509,38. Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 07 de fevereiro de 2011. Efraim Bueno de Moraes Prefeito Municipal

EDITAL REFERENTE À CONTRIBUIÇÃO SINDICAL 2011 A FEDERAÇÃO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DO ESTADO DO PARANÁ e o SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE JACAREZINHO, comunicam aos senhores empresários do comércio das cidades de ANDIRÁ, BARRA DO JACARÉ, CAMBARÁ, CARLÓPOLIS, ITAMBARACÁ, JACAREZINHO E RIBEIRÃO CLARO a obrigação de descontar da folha de pagamento de seus empregados relativa ao mês de MARÇO de 2011 a CONTRIBUIÇÃO SINDICAL devida pelos empregados, correspondente a um dia da respectiva remuneração, e recolhê-la em estabelecimento bancário, em conta específica do Sindicato obreiro, até o dia 30 de abril de 2011, conforme o disposto nos artigos 578 a 610 da Consolidação das Leis do Trabalho. PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PR EXTRATO DE CONVÊNIO Partes: Prefeitura Municipal de Quatiguá e Hospital de Caridade São Vicente de Paulo. Nº. do Convênio: 03/2011. Data da Assinatura: 04/03/2011. Objeto: Prestação de serviços na área da saúde – atendimento médico emergencial e complementar aos serviços ofertados pela rede municipal. Valor: até R$ 500.000,00 Vigência: 12 meses Efraim Bueno de Moraes – Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ ESTADO DO PARANÁ AVISO DE LICITAÇÃO LEILÃO Nº 01/2011 Objeto: Alienação de 01 (um) trator agrícola, marca Massey Ferguson, modelo 265/2, ano 2002. Tipo: Maior lance. Local: Prefeitura Municipal de Quatiguá – Av. Dr. João Pessoa, nº 1.300, Centro, Quatiguá-PR, CEP: 86.450-000. Abertura: dia 28 de março de 2011, às 08h10min Informações: Prefeitura Municipal de Quatiguá – Av. Dr. João Pessoa, nº 1.300, Centro, Quatiguá-PR, CEP: 86.450-000 – Fone: (43) 3564-1381. E-mail: pmqlicitacoes@uol.com.br Quatiguá-PR, em 09 de março de 2011. Efraim Bueno de Moraes – Prefeito Municipal.

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PR DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 07/2011. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 21.000,00 (vinte e um mil reais), autorizado pela lei municipal nº. 1.682/2011, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 389 05.003.15.451.0021.1.064.4.4.90.51.00.00. 03501 OBRAS E INSTALAÇÕES E 21.000,00 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial do exercício anterior na fonte 501 – Receita de Alienação de Ativos – R$ 21.000,00. Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 07 de fevereiro de 2011. Efraim Bueno de Moraes Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA ESTADO DO PARANÁ DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO Com base nas informações constantes do Processo de Dispensa de Licitação nº 138/2011, no valor de R$ 12.000,00 (doze mil reais); referente à Locação de 01 imóvel urbano localizado na Rua Leonil de Oliveira Reis, 295 – Vila São José, Nesta Cidade, sendo que o mesmo abrigará as instalações para funcionamento de 01(um) Centro Municipal de Ensino Infantil – CMEI, com capacidade para atendimento de 90(noventa) crianças, por um período de 12(doze) meses. Considerando que foram observados os procedimentos elencados no artigo 38, parágrafo único, bem como instruído conforme o estabelecido no artigo 28 da Lei 8.666/93, HOMOLOGO o procedimento licitatório. Em conseqüência, fica convocada a Srª. FLÁVIA MARIA DA COSTA BOBERG administradora do imóvel, para a assinatura do contrato, nos termos do artigo 64 caput do citado diploma legal, sob as penalidades da Lei. Publique-se. Santo Antônio da Platina, 09 de março de 2011. MARIA ANA V. G. POMBO Prefeita Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA ESTADO DO PARANÁ DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO Com base nas informações constantes do Processo de Dispensa de Licitação nº 139/2011, no valor de R$ 23.580,00 (vinte e três mil quinhentos e oitenta reais); referente à Locação de 01 imóvel urbano localizado na Rua Benjamim Constant, 1020 – Centro, Nesta Cidade, sendo que o mesmo abrigará as instalações para funcionamento de 01(um) Centro Municipal de Ensino Infantil – CMEI, com capacidade para atendimento de 50(cinquenta) crianças, por um período de 36(trinta e seis) meses. Considerando que foram observados os procedimentos elencados no artigo 38, parágrafo único, bem como instruído conforme o estabelecido no artigo 28 da Lei 8.666/93, HOMOLOGO o procedimento licitatório. Em conseqüência, fica convocada a Srª. FLÁVIA MARIA DA COSTA BOBERG administradora do imóvel, para a assinatura do contrato, nos termos do artigo 64 caput do citado diploma legal, sob as penalidades da Lei. Publique-se. Santo Antônio da Platina, 09 de março de 2011. MARIA ANA V. G. POMBO Prefeita Municipal


TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011

Atas&Editais B-3

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUATIGUÁ DECRETO Nº 21/2011 O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei e pelos dispositivos da Lei: RESOLVE: Art. 1º - Contratar e nomear os aprovados no concurso público nº 01/2009, para ocuparem os respectivos cargos conforme relação abaixo:

Art. 2º - Este Decreto entrará em vigor a partir da data de sua publicação. Gabinete do Prefeito Municipal de Quatiguá, em 10 de março de 2011. EFRAIM BUENO DE MORAES PREFEITO MUNICIPAL


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 10 de março de 2011

E-mail: social@tribunadovale.com.br

FERNANDA DINIZ Fotos: Marcelo Rossi/ Open Fest

Carlópolis

O Clube Caravela de Carlópolis mais uma vez agitou a folia na região. As três noites do Carnafolia contaram com animação das bandas Boneco Madeira, Dona Banda e Vozaíra, além da participação mais que especial da Dj Kaci Mariano de Curitiba, que agitou todas as noites do evento

Frase

Existem três tipos de pessoas: as que deixam acontecer, as que fazem acontecer e as que perguntam o que aconteceu. John M. Richardson Jr Diógenes Gonçalves/ Assessoria

Site: Fastguia

Tomazina

O Carnaval da Alegria tomou as ruas de Tomazina nos cinco dias de folia. O públicou marcou presença na festa que aconteceu na Avenida Conselheiro Avelino Antônio Vieira com animação da Banda Rodrigo e Pura Folia. A festa contou com camarotes

Ribeirão Claro

Um baile pra lá de agitado animou a Prainha da Cachoeira, em Ribeirão Claro, entre os dias 4 e 8. Já o Departamento Municipal de Cultura promoveu um carnaval para criançada (fotos). O grupo Obá Tá Lá, de Jacarezinho, veio à cidade para animar a festa nas ruas e na Escola Municipal Correia Defreitas João Calesco/ Site: Tá na cidade

Jacarezinho

O Carnaval de rua do município de Jacarezinho mais uma vez atraiu vários foliões jacarezinhenses e de toda a região. O evento aconteceu em uma das principais ruas da cidade, a Rua Paraná, no domingo, dia 06

cyan magenta yellow black


TRIBUNA DO VALE EDIÇÃO Nº 1850