Page 1

» OS CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 5.319 ANÚNCIOS E 26 PÁGINAS FUNDADOR:ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 61 • Número 293 • Domingo,04

de março de 2012

ALDAIR DANTAS

AMÉRICA VAI LUTAR POR NOVA VITÓRIA EM GOIANINHA Satisfeito com o rendimento da equipe na vitória contra o Caicó, o treinador Carlos Moura vai repetir o time no confronto de hoje diante do Palmeira, no estádio Nazarenão, em Goianinha. Em outro jogo da rodada, o ABC medirá forças contra o Coríntians, em Caicó, de onde o treinador Leandro Campos pretende trazer um resultado positivo. A rodada terá ainda Santa Cruz x Potiguar e Baraúnas x Assu . [ ESPORTES 1 E 3 ]

ALBERTO LEANDRO

família

JOGOS DOMINGO Confira os confrontos pelos estaduais Campeonato Potiguar Coríntians x Santa Cruz x América x Baraúnas x

ABC Potiguar Palmeira Assu

Campeonato Carioca Madureira Botafogo Bonsucesso Duque de Caxias

x x x x

Americano Volta Redonda Bangu Flamengo

Campeonato Paulista Santos x Palmeiras x XV de Piracicaba x Oeste x Mirassol x Ponte Preta x Paulista x

Corinthians São Caetano São Paulo Botafogo-SP Mogi Mirim Comercial-SP Guaratinguetá

SATURNINO DESBRAVOU AS PRIMEIRAS ONDAS Um dos pioneiros do surfe no Rio Grande do Norte, Saturnino Borges percorreu várias praias do estado de ônibus e às vezes até a pé, com a prancha e uma mochila nas costas em busca dos melhores pontos para pegar ondas. Aos 51 anos, ele se mantém ativo. [ ESPORTES 2 ]

[ ECONOMIA ] Enquanto o Senado discute mudanças no funcionamento das áreas de livre comércio, Prefeitura e Governo não se entendem sobre investimentos e se aproxima do fim o prazo para instalar 10% da ZPE de Macaíba

A 90 dias do prazo final, ZPE não tem instalação mínima SAÚDE OCULAR DO BRASILEIRO REQUER ATENÇÃO O Brasil tem mais de 1,1 milhão de cegos e a estimativa é de crescimento para os problemas de saúde ocular. [ TN FAMÍLIA 1 E 3 ]

revista

GABRIEL BRAGA E O HERÓI NA IDADE DO LOBO Aos quarenta anos de idade, Gabriel Braga Nunes volta a TV como herói em “Amor Eterno Amor”. [ REVISTA DA TV 6 E 7 ]

JORNAL DE WM

O Senado começa a discutir, este mês, as alterações na legislação referente ao funcionamento das Zonas de Processamento de Exportação (ZPE), áreas de livre comércio com o exterior nas quais as empresas instaladas têm isenções fiscais e regime aduaneiro e cambial especial. A ideia é flexibilizar as regras e abrir

essas áreas, hoje restritas à produção de bens, para a instalação de prestadores de serviços. Se aprovada, a mudança poderá beneficiar, acelerando, o processo de instalação de novas ZPE's, ja autorizada, como a de Macaíba e Assu no Rio Grande do Norte. Para a ZPE de Macaíba, há uma ameaça a ser vencida bem antes de ver

aprovada qualquer mudança: termina em junho o prazo para a instalação do mínimo de 10% das obras físicas (desmatamento e cercamento do terreno), sob o risco de ter a autorização cassada. Criada a mais de um ano, a área de livre comércio no município vizinho a capital potiguar ainda é apenas um grande matagal. [ ECONOMIA1,3,4 E 5 ]

OBRA

INTERNACIONAL

SAÚDE

ELEIÇÕES

Duplicação da Olavo Montenegro é retomada

Saúde de Hugo Chávez é tema central de eleições

Cartão SUS vira Procurador eleitoral exemplo de despesa vai elaborar lista e falta de controle dos “Ficha Limpa”

Após sete anos parada devido a problemas ambientais e de desapropriação, obra em Nova Parnamirim ganha sinal verde para ser concluída. A ESSE Engenharia é a empresa contratada parafazer o serviço e já realiza o levantamento topográfico. [ PÁGINA 8 ]

Personagem onipresente na paisagem política da Venezuela nos últimos 13 anos, o carismático e populista presidente faz tratamento de saúde em Cuba e cogita-se uma possível volta do câncer do qual ele afirmou estar curado. [ PÁGINA 7]

O Ministério da Saúde tornou, esta semana, obrigatório o uso do cartão SUS para ser atendido na rede pública, mas a medida tem se mostrado cara e se dá de forma desorganizada. No RN, já existem mais cartões em circulação que o numero de habitantes. [ NATAL 9 E 10 ]

O novo chefe do Ministério Público Eleitoral, procurador da República Paulo Sérgio Rocha, pensa fazer uma lista unificada dos políticos condenados nos tribunais locais. O documento será a base para a aplicação da Lei da Ficha Limpa nas eleições deste ano. [ PÁGINA 3 ]

OBRAS LONGAS,TEMPO CURTO Para dar andamento às obras de mobilidade para a Copa 2014,na área do complexo da Urbana,serão necessárias 98 desapropriações.E um dos problemas é que a Prefeitura tem apenas 60 dias para finalizar todos os processos. [ NATAL 1 A 4 ] DIVULGAÇÃO

RODRIGO SENA

Letras e artes dos mestres sertanejos, na memória de Paulo Balá. [ PÁGINA 2]

ELIANA LIMA

Até ontem,o Governo já gastou mais de R$ 372 mil em diárias. [ NATAL 12 ]

APITO FINAL Nogueirãocompleta 45 anos,mas as glórias estão no passado. Hoje,só abandono [ ESPORTES 7]

GAUDÊNCIO TORQUATO

Classe trabalhadora agora definha pelo estreitamento das plantas industriais. [ PÁGINA 7 ]

84

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

» HOJE A avenida Eng. Roberto Freire, único acesso entre o

» 2014 A nova avenida será uma via expressa de 4,1 km,

local dos jogos do Mundial e os hoteis da Via Costeira, é um dos gargalos no trânsito que precisarão de soluções.

com doze pistas - o dobro das existentes no traçado atual - e três túneis. A obra deverá custar em torno de R$ 220 milhões.

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

HOME PAGE:

www.tribunadonorte.com.br

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

opinião

Domingo | 04 de março de 2012

ESPAÇO LIVRE [ Agnelo Alves ]

Jornal de WM WODEN MADRUGA - woden@terra.com.br

Os mestres e suas artes

Q

uase findando fevereiro me chega carta do doutor Paulo Bezerra, escrita no começo do mês, quando já se tinha notícias das primeiras chuvas pelos sertões afora. Mas sobre a chuva, ele tirou um fino apenas. O mote da missiva se desenvolve em torno das artes dos mestres sertanejos. Começando pelo mestre-escola, que desasna os meninos, e vai até o mestre de música, passando pelo mestre-pedreiro, o mestre-ferreiro e o mestre-carpina que, por sinal, domina, praticamente as duas laudas da missiva. Claro, que o assunto é dominado pela maestria do ilustre missivista, mestremor na arte de contar essas coisas do sertão. Vejamos:

“Woden, aí vai o meu dizer. Desde há muito tempo, no decorrer dos anos, o homem passou a entender de uma arte nos diversos ramos de atividade com aprumo e acerto, daí serem chamados mestres. Então, o mestre-escola com o trabalho permanente de meter na cabeça de meninos e meninas as primeiras letras e a leitura, a tabuada e as operações fundamentais; o mestre-carpina a trabalhar a madeira e dar-lhe vida; o mestre ferreiro a bater o ferro em brasa, dando-lhe forma; o mestrealfaiate cortando e cosendo o pano; o mestre-barbeiro ripando os cabelos; o mestre-pedreiro partindo, juntando e arrumando a pedra; o mestre de música a tirar sons harmoniosos de instrumentos de corda e sopro; o mestre em levantar parede de açude e assim por diante. Alguns eram também chamados de oficiais por desenvolverem seu ofício, sua arte, o seu fazer com sabedoria. A madeira para a construção das casas e outras feituras era tirada nas serras a golpes de machado. Depois dos galhos amputados, abria-se uma cava na extremidade mais grossa da haste para nela amarrar a corrente então presa à canga; o boi tocado pela vara de ferrão e pelo grito do seu tangedor puxava sua carga de arrasto até seu destino. À entalha dá-se o nome de bezerro. Então, o puxador buscava encontrar, na batida do mato aberto a foice, o chão mais favorável. O primeiro afazer do mestrecarpina era definir a serventia de cada peça e lavrá-la a machado e a enxó pelas quatro faces, para aquela finalidade. Dali saíam portas e janelas, mesas e bancas de cumaru (‘Coumarouna odorata’) – madeira-de-lei cuja casca sob a forma de infusão fervente e como abafador combate ferida braba da perna; brabos, linhas, mãos, caibros, ripas, fechais, tornos de pendurar roupa e armadores de rede tudo de aroeira (‘Schinus molle’) – madeira resistente cuja casas tem propriedade cicatrizante, ou de angico (‘Piptadenia paniculata’) – leguminosa utilíssima cuja casca (ainda a casca!) posta de molho dava a golda usada pelos antigos curtidores de couro e também, uma e outra, tábuas para assoalho, piso de sótão e escada para chegar a ele, assim como a braúna (‘Schinopsis brasiliensis’) – pé de pau de caatinga, de madeira tanto dura quando escura e o pau-pedra (‘Hoffmannseggia gladulosa’) – linhas em empeno, folhas sempre verdes e raízes tuberosas das quais os antigos faziam canjica de boa qualidade. Aqui, em ano de seca, meu pai tomou das suas raízes e minha mãe delas fez canjica, iguaria enviada a alguns amigos, eles todos admirados de haver milho verde àquele tempo. Ora, seu menino, para desempenhar o ofício o freguês carece dispor de uma tenda, desde o lápis de carpinteiro ao compasso. Por conta disso quando meu pai ia fora – Natal, Recife, Campina Grande – trazia o de maior precisão e assim ia formando sua própria tenda resguardando as coisas miúdas num caixão à chave – o caixão da tenda -, hoje depósito de outras coisas. Ainda assim, quando o Ten. Rafael Afonso de Oliveira foi trans-

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av.Tavares de Lira,101 - Ribeira - Natal/RN CEP:59010200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

ferido de Acari, onde era Delegado, ele, um mestre-carpina, fabricante de espreguiçadeira, passou a tenda, por venda, a meu pai. Desse jeito a sua tenda ia se estruturando, passo a passo, com chave de fenda e de boca; martelo de unha e de cabeça redonda; braço de pua e navalhas variadas; escarinhador; plainas média, pequena e grande, das antigas montadas em madeira, das modernas montadas em ferro; alicate e torquês; lima triangular e lima chata; limatão, enxó, esquadro, formão reto e curvo; régua, escala dobrável de um metro, serrote com lombo, serrotes curtos, médios e compridos; grosa; trados de vários calibres; macho e fêmea; sargento, um grande e outro menor para bem unir uma tábua na outra, passada a cola, para o feitio de portas, janelas, mesas e bancas... E assim por diante. Seu Neco (Manoel Lourenço da Silva, 1875-1954), antigo vaqueiro de Zé Sancho, na velhice se tornou carpina, sobretudo feitor de porteira. Amolava serrote, primeiro avivando os dentes com lima triangular para depois sobre uma tábua com ajuda de um punção tanger alternadamente os dentes de um lado e depois, virando o serrote, bater os dentes do outro lado a fim de entramelá-los. Durante o uso passava sebo de carneiro capado nas duas faces, operação repetida quando ia guardar a ferramenta. Para tirar tábuas riscava o angico nas faces opostas, principiando a serragem com serrote curto no cuido de não se desviar do plano; depois, pondo a peça em plano inclinado, continuava com serrote comprido em cuja ponta perfurada traspassava um pegador de madeira para o auxílio de um companheiro fazer o vai-e-vem da serragem, um puxando e o outro aprofundando o corte, pra lá e pra cá... pra lá e pra cá... E depois colocava no plano da serragem uma cunha de madeira batida a olho de enxó para a lâmina do aço do serrote não emperrar, sempre serrando. Deu-se então que, voltando à casa para tomar férias escolares, encontrei o cidadão ajuntador daquilo tudo, um homem claro, alto, forte, meão de idade, chapéu de massa surrado, camisa de mangas compridas arregaçadas, calça de mescla dobrada no meio da canela, apragatas de entre os dedos e uma tira de correia de couro fazendo as vezes de cinturão, trabalhando tábuas de imburana (‘Bursera leptophleos’) para reparar cortiços onde situar canudo (‘Melipona limão’), abelha silvestre cuja porta de entrada e de saída da sua colmeia é protegida por longo tubo de cera. E ali, num banco de carpina, comprido, e largo, e alto, trabalhava o dia inteiro. Pois aquele homem de poucas letras enfrentou trabalho duro alargando os seus horizontes ao comprar terra, criar gado e plantar algodão, mestre em fazer e em mandar fazer as coisas, percebendo com clara visão a importância do estudo e nele investindo com redobrado esforço a fim de deixar aos seus descendentes um inalienável. Nisso ele superou a si mesmo, foi um grande mestre. E a chuva, cadê? Você não viu o maribondo se abrigando e o cardeiro abotoado? Pois então!...” Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm.e Operações: Ricardo Luiz de V.Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação:Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

Ficha Suja – Candidato, só quando a Justiça decretar – Partidos são coitos de fichas limpas com fichas sujas.

Os “Fichados”

Q

uem não se lembra da Lei da Fidelidade Partidária? Só nas eleições de dois mil e “votes”, profetizava um douto da política que era eleito em cada eleição por um partido diferente. Ao que outro douto da mesma laia preconizava: “E olhe lá!”... Ao que um terceiro douto acrescentava, peito cheio de ar, voz trombeteada: “É melhor não mexer nisso”. E, todo poderoso, sentencia: “Agora”. Nisso o quê, cara pálida? E retomava-se a confusão, até que a Justiça Eleitoral resolveu, por conta própria e riscos, baixar uma resolução sensível ao sentimento dos brasileiros, coagidos a votar em todas as eleições nos trânsfugas candidatos. Foi baixada uma resolução, não mais do que uma simples resolução, acabando com o que a mídia chamava de “farra” da infidelidade partidária. E, mesmo assim, ainda se discute num debate idiota o “caso do candidato tal”... Tudo com a complacência dos dirigentes partidários que se aconchegam no colo uns dos outros para fraudar a resolução da Justiça nos “acordos secretos”, nos “arranjos” para que tudo volte ao

antes no quartel do Seu Abrantes. Por bem ou por mal, o mesmo está ocorrendo, agora, com o quê eu mesmo não sei, se “Lei da Ficha Limpa”, como dizem alguns, ou a “Lei dos Fichas Sujas”, como chamam outros. E os partidos, novamente, à parte. Silenciosos, omissos. E os doutos da liderança política debatendo, falando, interpretando, julgando para deixar tudo sujo, nada limpo, como convêm na política em todas as eleições. Esperar o quê? Que a Justiça assuma – a exemplo da fidelidade partidária – por sua conta e risco, mesmo através de resolução, mas interpretando a Lei do Sentimento Nacional, com uma resolução acabando com essa farra enlouquecida da “ficha suja” e “ficha limpa” e só registre candidato ficha limpa mesmo. Agora, o Tribunal Superior Eleitoral baixou uma medida que tem a sua validade para a eleição deste ano. Como proceder diferente, se a legislação é feita para não punir

e sim confundir? Já que o Congresso Nacional só vota matéria que o Governo quer, vamos pedir à presidente da República que reúna os doutos do Sentimento Nacional e mande para o Congresso mensagem, em caráter de urgência urgentíssima, dispensadas todas as formalidades, como só acontece quando o governo quer, impondo o desejo dos eleitores de votarem tranqüilos em candidatos sem pendências de serem fichas sujas, começando a limpeza pelos partidos, hoje legendas – coitos – dos que não têm ficha limpa, agasalhando-se como candidatos, sujando-se ainda para serem eleitos. Heim? Ou então, como é desejável, nova resolução da Justiça. O Ministério Público está fazendo a sua parte. A Justiça também. Os políticos, com raríssimas exceções, apenas.

Amâncio - www.chargistaamancio.blogspot.com

Cartas Professores I Me declara uma novidade! Isso é desgastante. Muda de profissão, professores. Saionara Suzane

Professores II Caros colegas professores. Sou professor das redes municipal e estadual de ensino e sei tanto quanto vocês das reivindicações em pauta e as considero justíssimas. No entanto, o atual momento, por uma série de fatores, não favorece um movimento grevista. Estamos sim, por meio de muita luta, tendo um aumento real nos nossos vencimentos. Se discute no Congresso a redução do percentual do nosso reajuste. A opinião pública, com a publicização do nosso salário, entende que estamos ganhando bem e que, no entanto, fazer greve é desnecessário.

PAULO CÉSAR REGIS DE SOUZA [ presidente da ANASPS ]

A GEAP e a teoria do caos

E

m seus 60 anos de existência a Patronal, o Plano de saúde dos servidores públicos federais, criado inicialmente para atender os servidores do então INPS e depois, em 1977, os servidores do SINPAS, das entidades da Previdência Social, era tão bom que foi alçado a ser transformado em GEAP para atender os servidores dos ministérios da Previdência Social, Saúde e Trabalho. Na Patronal, tudo funcionava, assistência médica, clínica e hospitalar, dentária, psicológica, psiquiátrica e farmacêutica. Os servidores, além disso, faziam um pecúlio para resgatar quando se aposentassem. O governo pagava uma parte e os servidores outra. Havia na época fila para busca de credenciamento por parte dos hospitais, médicos e clinicas especializada e laboratórios. Todo mundo queria trabalhar para a Patronal. Hoje o que vemos é o sucateamento da saúde do servidor, uma fuga em massa dos credenciados, hospitais, clinicas médicas, pediátricas, odontológicas, psiquiátricas, psicológicas, etc. e outras, médicos, dentistas, por pagamento baixo e atraso. Tenho na ANASPS denuncias de mau e péssimo atendimento em todos os estados. Acredito que as tabelas de preços praticadas pela GEAP são as mesmas de outras administradoras, o problema está na falta de pagamento, ou no “over price” do pagamento. Tenho consciência que os custos de saúde são crescentes, que os planos, como GEAP e Cassis, do Banco do Brasil, de autogestão, enfrentam crises estruturais, mas a pergunta que precisa ser feita é onde está o dinheiro dos patrocinadores e dos contribuintes? Há denúncias de desvios e desmandos. Nos últimos nove anos, isto se acentuou de forma abusiva. Durante muito tempo a contribuição da patrocinadora foi defasada e o caos foi se ampliando. Só a contribuição dos servidores não cobriria os custos de financiamento. Além disso, optaram por uma administração terceirizada, descompromissada com a instituição, em que não podemos culpar o diretor ocupante, já que seu cargo não é por concurso público, muito menos se exige notório saber ou competência mínima. Senhores, o dinheiro da GEAP, - receita de R$ 2 bilhões, incluindo 30% de participação do usuário, despesa de R$ 2 bilhões, inclusive alta taxa de ad-

Classificados: Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

frliaroli@bol.com.br

ministração, o que é expressivo - vem de contribuição bipartite, do GoverHoje o que vemos é no, sempre defasada, e dos o sucateamento da servidores, esta com a vansaúde do servidor, tagem de inadimplência zeuma fuga em ro, pois é descontada no massa dos contracheque. Se é mínima, credenciados, se não cobre os custos, é hospitais,clinicas porque os custos estão mal médicas, orçados ou porque os recurpediátricas, sos são aplicados de forma odontológicas, inadequada. Certamente, psiquiátricas, os servidores concordariam psicológicas,etc.e em pagar mais, contanto outras,médicos, que tenham rede de atendentistas,por dimento compatível com pagamento baixo e suas necessidades, mas esatraso. te é o problema. Aumentar a contribuição atual e manter a administração da GEAP é risco. Se a PREVIC fiscaliza o pecúlio, a ANS não fiscaliza o plano de saúde. É mesmo o caos. É grave a denuncia que faço. Cerca de 20% dos atuais servidores do INSS estão fora da GEAP. Por quê? Perderam a confiança nela. Sei que muitos servidores estão migrando para outros planos, não porque desejam sair da GEAP, não, mas por absoluta falta de atendimento nos hospitais e clínicas. Chego a acreditar na implantação da teoria do caos para aumentar a mensalidade, ou na pior das hipóteses para implodir a GEAP e agravar consequentemente a saúde dos servidores, em especial os com mais de 50 anos, que enfrentarão dificuldades, pois qualquer plano cobrará uma exorbitância para aceita-los e eles não terão condições de pagar. Senhores, a solução é simples, façam como o Ministro Garibaldi Alves, na Previdência, chame alguém competente e com compromisso com a instituição. O ministro nomeou Mauro Hauschild para o INSS e o órgão funciona maravilhosamente. Como dizia minha vó, quem procura acha. Seria um passo. Outros deverão ser dados para acabar com os mal feitos que transformaram a GEAP em balcão de negócios de partidos políticos e que ameaçam a segurança, a paz e a tranquilidade dos servidores e de seus familiares.

Professores III A Senhora Secretária precisa lembrar dos funcionários de apoio, ou seja do plano desse pessoal. A escola não é formada só por professores não! cerebro.papudo@yahoo.com.br

Professores IV Acho justa a causa, mas discordo da forma como está sendo feita. Professores mereciam ser mais reconhecidos pelo trabalho que desenvolvem. E o reconhecimento passa pelo salário. Mas deixar crianças sem assistir aula não é solução pra ninguém. João Cavochi

Greve Concordo com a greve. Acho que quem quer ter o direito, tem que reivindicar. Se não há formas de negociação, então que se tome uma atitude mais drástica pra conseguir as melhorias salariais necessárias. Mauro Cortez

Presídio Muito legal saber que ocorrem projetos de ressocialização em pelo menos um presídio do Estado. É um ponto positivo, apesar da superlotação. Mas é importante que quando eles saiam das cadeias estejam em condições de viver em sociedade. Milton Carlo Cartas para esta coluna deverão ter no » máximo 40 linhas para cada leitor e endereçadas para a seção Coluna do Leitor - Fone:4006-6100 FAX:4006-61224 - Redação/Tribuna do Norte. Email - tribuna@digizap.com.br

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro :(O21)2544-3070 – São Paulo:(011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J.do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J.Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


política

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

3

[ ENTREVISTA / PAULO SÉRGIO ROCHA -PROCURADOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL ]

Notas & Comentários colunanotas@tribunadonorte.com.br

Briga entre gigantes m estudo do Sebrae, órgão que trabalha para fortalecer as micro e pequenas empresas, terminou provocando um briga de gigantes no Rio Grande do Norte. Os dados do Sebrae, detalhados em matéria desta TN, mostram que as exportações e o mercado de trabalho do RN vêm perdendo força nos últimos anos nos contextos do Nordeste e do Brasil, além de espaço para estados vizinhos. O estudo repercutiu nas redes sociais e vem dando o que falar no meio empresarial e político. O material, elaborado com base em dados oficiais do governo federal, mostra também queda nas exportações saindo pelo Porto de Natal, reforçando que a maior parte da produção potiguar é embarcada por outros portos. A dimensão da perda foi contestada pela Companhia Docas do RN, que administra o Porto. A Codern garante que uma mudança no sistema da Receita Federal que registra os valores das exportações levaram o estudo a apresentar dados equivocados sobre a movimentação no terminal em 2011.

U

PALPITE INFELIZ? Na sexta-feira, o secretário adjunto de Planejamento do Estado, José Lacerda, também se manifestou sobre o estudo. Segundo ele, os dados fazem, de forma equivocada, a comparação entre as exportações atuais e as registradas num período excepcional, em meados desta década, quando o RN era exportador de petróleo e o produto detinha peso superior a 20% na pauta de exportações. A comparação, disse Lacerda, leva a uma análise que distorce a realidade e passa a imagem de um quadro negativo para a economia do estado.

Contra-ataque “Infelizmente o professor Lacerda, por quem tenho a melhor estima e admiração, não teve tempo de ler o estudo. Tudo o que ele levanta está detalhado no texto. Sugiro que ele leia para podermos discutir”, disse o superintendente do Sebrae/RN, Zeca Melo, sobre o comentário do adjunto da Seplan. Zeca disse esperar que os próximos levantamentos mostrem cenários mais favoráveis para o Estado, do ponto de vista do camarão, das frutas, da exportação, da produção do pe-

tróleo e da geração de empregos, áreas citadas no estudo como em declínio e cujos motivos de desaceleração, ressalta ele, estão detalhados no levantamento. “A mensagem que eu passo é que estamos prontos para colaborar no que for possível de forma que a gente possa em 2013 trabalhar em cima de um panorama mais favorável. Atualmente, os dados realmente são preocupantes. O estudo visa chamar a atenção para ver o que podemos fazer para superar isso”.

Além de farta documentação, há um conjunto concatenado e harmônico de indícios de que os acusados se apropriaram e desviaram recursos do Estado.

Ivanaldo Bezerra,juiz da 8ª Vara Criminal,sobre a sentença que condenou Márcio Godeiro e Berta Maria.

Falando nisso... A condenação de Marcio Godeiro por uma irregularidade praticada dez anos atrás acendeu o sinal de vermelho de muita gente que sonha ser candidato nas eleições deste ano. Uma pesquisa rápida na página do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte mostra dezenas de processos semelhantes, de gestores públicos que andaram saindo dos trilhos, fazendo estripulias com o dinheiro dos contribuintes. Már-

cio ocupa atualmente o cargo de secretário de relações interinstitucionais na Prefeitura do Natal, indicado pelo ex-deputado Luiz Almir. Nos bastidores políticos espera-se para segundafeira, no mais tardar, um pronunciamento de Márcio sobre o assunto. Como ficou numa situação extremamente desconfortável, não existe outra saída para o secretário a não ser pedir demissão. Ou ser demitido.

Quem, quando, onde... Tem pesquisador com lápis, papel e prancheta fazendo sondagem sobre as eleições em Natal. Mas quem está fazendo? A pedido de quem? Será publicada? Quando?

Greve O deputado Rogério Marinho (PSDB) ocupou boa parte da manhã para criticar, via twitter, a greve conjunta que os professores da rede estadual e da Prefeitura do Natal estão programando para a próxima semana. “A luta dos professores é justa, pertence a sociedade brasileira que precisa urgentemente de educação de qualidade e igualdade de

oportunidades. O que não é justo é a banalização da greve como instrumento de prática política corporativa que ao final penaliza os alunos e o seu futuro.” Os críticos dizem entender a indignação do deputado, que ficou ressabiado com greves desde a que foi feita em 2007, quando a secretária de Educação era uma afilhada dele.

AGNELO O deputado Agnelo Alves retoma nesta segunda-feira, sua rotina normal de trabalho. Estará pela manhã e à tarde na Assembleia e à noite no Panorama Político da rádio Globo Natal.

GOZAÇÃO Deu no twitter do @generalheleno: “Perdemos a chance de ter um grande ministro da Pesca: o Pereirinha, do Fina Estampa. A novela está acabando, ele ficará desempregado.

MISSA Será terça-feira, às 17h30, na Igreja Santa Teresinha, em Natal, a missa em memória do ex-deputado Dalton Cunha,que morreu há 30 anos.

“SERÁ A ELEIÇÃO DE CONSAGRAÇÃO DA LEI DA FICHA LIMPA” Qual o desafio de quem assume a chefia do Ministério Público Eleitoral? A primeira questão é se preparar e preparar as eleições. Nesse caso específico de 2012, trata-se de eleições municipais, então todas as causas começam com os promotores eleitorais, só chega na Procuradoria Eleitoral em grau de recurso. A conseqüência disso é que a gente precisa estar muito próximo dos promotores, discutindo teses, mostrando como está o entendimento do tribunal, mostrando que determinada causa é viável, vale a pena investir, que outra causa não, que a jurisprudência já se firmou contrariamente. Daremos o apoio necessário aos promotores eleitorais e, eventualmente, até aos juízes eleitorais nesse primeiro contato, já que as causas eleitorais nas eleições municipais começam lá embaixo. Os promotores eleitorais já publicaram recomendações alertando para festas promovidas e até eventos de igrejas.Qual a visão que o senhor tem sobre o comportamento dos políticos na temática da propaganda eleitoral antecipada? Nas eleições municipais a luta política é muito renhida, muito próxima, os resultados das eleições costumam ser muito apertadinhos. Isso gera uma tentativa dos eleitores mesmo e candidatos de fazer propaganda onde for possível. Essa iniciativa dos promotores é extremamente louvável. Esse exemplo que você deu de Igreja é apenas um. Mas existem bingo, vaquejada, festas. Em todas essas formas se tenta associar que aquela vaquejada o prêmio foi dado por uma pessoa. Os promotores tentam alertar para que não venha depois o aspecto punitivo. Por enquanto é o aspecto educativo, preparatório, preventivo e tentar evitar o aspecto punitivo. Há multa para quem faz essa propaganda eleitoral antecipada. Mas eu atribuo isso, sem deixar de reconhecer que é uma prática extremamente nefanda, perigosa, atribuo ao fato de que as eleições, notadamente municipais, são muito complicadas nesse sentido. É uma eleição muito complicada nesse aspecto. Os resultados são muito próximos, metade da cidade está a favor de um lado, metade a favor de outro. A propaganda eleitoral reiteradamente pode ensejar a inviabilidade de uma candidatura por uma ação judicial? É difícil chegar a situação de inviabilizar uma candidatura, mas o excesso, caso comprovada essa propaganda reiterada, o excesso de multas, elas são cumulativas, começa com um valor e em caso de reincidência vai aumentando. Isso pode terminar inviabilizando até financeiramente alguma candidatura. Impedir a candidatura simplesmente, já de início, é muito complicado. Mas a soma de sucessivas condenações pode não impedir, mas inviabilizar determinada candidatura. Como o senhor avalia a problemática da compra de voto? Em eleições há algumas coisas que são verdades sabidas e infelizmente a gente não pode fazer alguma coisa, são as frustrações do cargo. Antes de adentrar a sua pergunta, falo sobre a questão da propaganda que é promoção pessoal. A gente vê fulano de tal 2012. A jurisprudência, a meu ver erradamente, caminhou por um entendimento dizendo que não é propaganda antecipada, isso é apenas promoção pessoal. Só que a prática mostra que as pessoas que colocam outdoor desejando feliz Natal, declarando apoio a algum evento, terminam sendo candidatos. É

RODRIGO SENA

ANNA RUTH DANTAS REPÓRTER

A

eleição municipal de 2012 será a consagração da lei da Ficha Limpa. A análise é do novo chefe do Ministério Público Eleitoral, o procurador da República Paulo Sérgio Rocha. Com argumentações consistentes, forte para pedir punição àqueles que infringem a legislação eleitoral, empolgado com a Ficha Limpa, o novo procurador regional Eleitoral traz o tom do equilíbrio e do rigor para a nova função. Será dele o papel de comandar o Ministério Público Eleitoral no pleito de 2012. As primeiras providências já foram definidas. Paulo Sérgio Rocha solicitará a lista dos políticos condenados no Tribunal Regional Federal, Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas do Estado e Tribunal de Contas da União. O plano do procurador é cruzar os dados dessa ampla lista com aqueles nomes dos políticos que solicitarem o registro de candidatura. “Minha ideia é pedir que o Tribunal Regional Eleitoral e o Tribunal Superior Eleitoral peçam essas listas porque concentra (as informações). O candidato que tente registrar sua candidatura e conste naquela lista que aparece no TRE, o próprio TRE já abortará o registro”, analisa o procurador. Cauteloso, Paulo Sérgio Rocha destaca que a fiscalização será rigorosa, mas admite que não há como acabar com a prática do Caixa 2 e da compra de votos. No entanto, é preciso coibir e, para isso, o procurador convoca a ajuda dos próprios eleitores. “Espero do eleitor que ele, por mais carente que seja, por mais necessidade que tenha, ele não se aproveite do fato do político lhe oferecer vantagem indevida para ganhar alguma coisa”, ressalta. Confira a entrevista que o procurador regional Eleitoral concedeu a TRIBUNA DO NORTE: uma inocência, romantismo muito grande da Justiça Eleitoral de maneira geral, em não punir esse tipo de coisa, dizendo que é apenas promoção pessoal. A Justiça fecha os olhos para esse tipo de coisa. Em relação à compra de votos ocorre algo parecido. Todo mundo sabe que acontece, notadamente nas eleições municipais os promotores contam histórias de que a meia noite vão no sítio e recebem votos, família de prole maior recebe mais dinheiro. Só que esbarramos em algo muito difícil que é a prova. Justamente porque as eleições são muito apertadas, são muito competitivas ninguém quer depôr, nem a favor do seu próprio candidato, nem contra o candidato alheio. Isso termina gerando dificuldades para o promotor que está tentando descobrir o fato, porque ele (o promotor) não consegue provar. O Ministério Público amadureceu, não ingressa com ações irresponsáveis, com ações sem provas, corretamente, não é para fazer isso mesmo, depende da sociedade alguém que deponha. Não basta alguém chegar e dizer que estão comprando voto na casa de alguém. É preciso de provas que comprove que naquele dia fulaninho tentou comprar o voto de beltrano. Sem isso não se consegue nada. Há exemplos de propaganda que circula no trânsito de Natal com número do partido e o nome da cidade. Isso é propaganda antecipada? A meu ver, menos que isso poderia ser. Eu gosto de chamar coisas pelos seus verdadeiros nomes, não gosto de dourar a pílula e disfarçar o que é indisfarçável. Se quer fazer propaganda pessoal faça, mas a legislação deveria prever que o candidato não poderia fazer. Aqueles que pretendem ser candidatos deveriam ser impedidos de fazerem

promoção pessoal. É uma cegueira, as pessoas que fazem promoção pessoal são as mesmas que no futuro se candidatam a algum cargo. Nesse caso do partido, você começa a associar ao nome de um partido. Caixa 2 também ocorre muito frequente nas eleições. Como o senhor pretende atuar para tornar a fiscalização mais atuante? O Ministério Público Eleitoral atuará de maneira atenta, buscando saber provas por meio de quebra de sigilo fiscal, na medida do possível, a legislação hoje é bem mais dura, já permite que com o rastreamento de receita descubra os recursos doados. Aqueles (recursos) mais as escondidas não teremos como comprovar. O controle das prestações de contas é muito bem feito pelo Tribunal Regional Eleitoral. Tem um setor técnico muito dedicado, muito preparado, que analisa as contas, que consegue perceber inconsistências. Como um candidato diz que gastou apenas tal valor, quando se percebe que ele gastou X. Há elementos que permitem, que tornam menos difícil a tarefa de descobrir. Mas, claro, ainda deve ocorrer (caixa 2). O ilícito está sempre na nossa frente, a gente sempre correndo atrás. Então deve ocorrer e o Ministério Público estará vigilante e atento a isso. Há novos mecanismos para esse pleito 2012? Não houve alteração significativa nas resoluções feitas, até agora, em relação a eleição anterior. Em relação as formas de controle elas permanecem basicamente as mesmas. Não conseguem impedir tudo, mas são muito boas. Justamente porque hoje em dia, o número de doadores, o valor das doações, é bem controlado. A gente consegue, eventualmente, rastrear

alguma coisa que possa ter excedido. Mas aquele que vem escondido mesmo, isso depende do partido adversário descobrir e comunicar ao Ministério Público, ou alguma testemunha denunciar. Temos os controles formais, mas esse que vai por debaixo do pano o Ministério Público ainda depende de pessoas que tragam a notícia para ele (o Ministério Público). Essa será a primeira eleição com a validade da Ficha Limpa.Como o senhor pretende atuar com isso, inclusive porque há uma série de discussões que continuam permeando o assunto? A lei da Ficha Limpa foi um avanço. Ela surgiu com uma redação bem mais progressista, bem mais avançada, teve alguns retrocessos no Congresso Nacional e foi aprovada a lei que poderia ser aprovada. Não é a melhor das leis, poderia ir bem mais além, mas houve, inegavelmente, um significativo avanço no Direito Eleitoral brasileiro. Quem sabe daqui a quatro anos ou dez anos, a gente dê mais um passo e consiga ter uma lei mais rigorosa. Essa lei que está aí acho que o grande teste dela foi aquele julgamento pelo Supremo Tribunal Federal. Embora ainda existam outros questionamentos que estão sendo feitos, eu acredito que o principal teste foi esse, foi vencido. Acho que agora as outras discussões serão aquilo que no Nordeste se diz muito é o estrebuchar, é tentar esticar a corda. Mas o pior já passou. A lei da Ficha Limpa venceu. Essa vai ser a grande eleição de consagração da lei da Ficha Limpa.

LEIA MAIS Promotores vão atrás dos fichas sujas Página 4


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

política

Cláudio Humberto E-mail: ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br

Escola de tempo integral

Domingo | 04 de março de 2012

“IREMOS ATRÁS DOS CANDIDATOS FICHAS SUJAS”

stá pronta para ser votada uma proposta de emenda constitucional garantindo o ensino fundamental em período integral em todo o País. O autor, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), considera que esse tipo de escola é a melhor maneira de combater o analfabetismo, a miséria e a criminalidade. Uma emenda da Comissão de Constituição e Justiça fixa o ano de 2022 como o prazo para sua implantação total no País.

E

RODRIGO SENA

A prioridade do Brasil é ganhar o Mundial e não organizá-lo”

Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, ironizando o atraso nos preparativos da Copa

Estamos aí

Grana sobrando

A ordem no PT paulista é levar o prefeitável Fernando Haddad até a batizado de boneca. Já nem disfarça a campanha eleitoral antecipada.

O deputado Arthur Lira (AL), novo líder do PP, já reformou seu gabinete na Câmara, mas diz que pagou tudo do próprio bolso: R$ 50 mil.

DINHEIRO VOANDO A Agência Nacional de Aviação Civil paga o preço do alto custo de vida no Rio: só de aluguel serão R$2,3 milhões por sua sede, este ano.

FOME DE CARGOS A tapioca está garantida: o ex-ministro Orlando Silva (Esporte) poderá escolher entre a Secretaria Extraordinária da Copa no governo Jaques Wagner (PT-BA) ou a candidatura a vereador em São Paulo.

Berge ou Gabas, eis a questão Com a adesão do governador Agnelo Queiroz à facção Construindo um Novo Brasil, majoritária no PT, o influente secretário de Governo do DF, Paulo

Tadeu, da facção Democracia Socialista, deve cair. Para o lugar, Agnelo sonha com Carlos Eduardo Gabas ou Swedenberg Barbosa.

Boca aberta

Hora da faxina

Do deputado Hugo Leal (PSC) sobre a pressão do seu partido para fazê-lo ministro do governo Dilma: “Merecemos, estamos na base desde o primeiro governo do ex-presidente Lula”.

AdmiradordeGetúlioVargas,Lula deve ter lembrado a Dilma a famosafraseatribuídaaoditador.“Ministérios se compõem de dois grupos: um formado por gente incapaz e outro por gente capaz de tudo.”

Punição ao turista O aeroporto de Brasília recebe cada vez mais vôos internacionais, mas mantém estrutura de rodoviária. Quem desembarca do exterior na capital

é submetido a longa espera, de até uma hora, com um ou dois funcionários da Polícia Federal carimbando lentamente os passaportes.

LONGE DAQUI No Planalto, a piada é que Luiz Sérgio, monumento à inutilidade, poderá assumir um novo posto no governo Dilma: o de comandante das obras de reconstrução de uma nova base militar. Na Antártida.

Código Florestal Candidato a presidente da Câmara, o líder do PMDB Henrique Eduardo Alves (RN) se colocou em uma saia justa em relação ao projeto do novo Código Florestal, previsto para ser votado na próxima terça. De um

lado, o líder peemedebista sofre pressão dos ruralistas para apoiar modificações no texto do Senado, mas também não quer contrariar a presidenta Dilma Rousseff, que se opõe radicalmente a mudanças.

PASSADO RURALISTA Para se cacifar frente à oposição, de quem precisa dos votos para ser presidente, o líder peitou o governo e votou com os ruralistas em 2011.

SORTE GRANDE A sorte do senador Eduardo Braga (PMDBAM), que deseja disputar o governo do Amazonas em 2014, é que a atual primeira-dama estadual, d. Nejma Aziz, não pode ser candidata. Ela lidera todas as pesquisas. Inclusive para a prefeitura de Manaus, que ele também ambiciona. RELAÇÃO DESGASTADA Henrique Alves vai só aumentar o desgaste se votar contra Dilma, que já perdeu a confiança nele após ter sido desafiada por cargo no Dnocs. SEM SAÍDA Contrariar tanto Dilma quanto a bancada ruralista coloca em risco o projeto do peemedebista de assumir a presidência da Câmara. DUPLA PERSONALIDADE Henrique Alves enfrenta ainda dificuldades dentro da bancada do PMDB, que reclama de suposto jogo duplo do líder peemedebista. TEOCRACIA FASCISTA Ministro de Relações Exteriores de um País de maioria cristã, Antônio Patriota pediu informações ao embaixador do Brasil no Irã, Antônio Salgado, sobre o caso de Youcef Nadarkhani, condenado à morte por ter se convertido ao Cristianismo.

PENSANDO BEM... ...o novo ministro da Pesca terá que pescar com varinha de condão para enfrentar a maré de turbulência.

O senhor acredita que as discussões jurídicas que surgem (a inelegibilidade,por exemplo,era de três anos,passou para oito anos e a discussão é saber sobre quem estava cumprindo pena quantos anos passaráinelegível)nãopodemtornar frágil a lei da Ficha Limpa? Você pode até ter a discussão sobre quem está inelegível agora por três e passou para oito. Ainda que se reconheça que no caso de quem já estava com três permanece com três (anos de inelegibilidade) a lei não perde seu valor. Porque quem for condenado a partir de agora aí sim sofrerá a sanção de oito anos. Ainda que ela (a lei da Ficha Limpa) não seja publicada na sua inteireza para essas situações que estão transitando de uma legislação mais frouxa para uma legislação mais rigorosa, mesmo que essas situações de concorrência de lei do tempo, se entenda que aplique a lei anterior, para os futuros casos se aplicará a lei da Ficha Limpa que é mais rigorosa. Já se ganhou pelo menos nisso. Mas isso vai gerar muitas discussões jurídicas. O Supremo Tribunal Federal sinalizou um entendimento em prol da lei da Ficha Limpa. Foi um recado, um bonito recado, de modo que acredito que nos Tribunais Regionais Eleitorais os juízes eleitorais entenderam ou entenderão esse recado. É claro, em Direito tudo tem quatro, cinco interpretações, faz parte do Direito e isso que enriquece o Direito, mas acredito que dentre as muitas interpretações possíveis, vai terminar preponderando se não no primeiro grau, mas no segundo grau, no Tribunal Superior Eleitoral ou mesmo no Supremo de novo, decisões a favor da Ficha Limpa. A população quis

Vamos à caça, buscar a lista dessas pessoas. Vamos ficar com a lista debaixo do braço.”

moralizar um pouco mais, já que a lei da Ficha Limpa é de iniciativa popular, e o Supremo Tribunal Federal endossou isso aí. Ainda que possam existir discussões, ao fim essas discussões serão encerradas em favor da lei da Ficha Limpa. Os candidatos que tiverem contas desaprovadas no Tribunal de Contas do Estado é ficha suja? A lei faz umas exigências técnicas, mas nós já vamos pedir para que o Tribunal informe aqueles que se enquadrem exatamente na situação descrita na lei complementar 135, ou seja, na lei da Ficha Limpa. Não quero nem mais e nem menos. Vou solicitar que o Tribunal de Contas informe a hipótese legal. As pessoas que o Tribunal de Contas responder que se enquadram naquelas situações serão inelegíveis. Caso apresentem pedido de registro o partido oponente ou o Ministério Público vai representar. Então o senhor já vai solicitar essa lista prévia para o Tribunal de Contas do Estado? Exatamente. Vou solicitar essa lista porque quem sabe quem foi condenado ou não, há também os recursos que são feitos dentro do próprio Tribunal, mas vou perguntar ao TCE aqueles que tiveram contas reprovadas mesmo.

O senhor deve protocolar o pedido dessa lista quando? Eu assumi hoje (quinta-feira passada). Primeiramente preciso me reunir com os promotores eleitorais, sentir o feedback deles, a dificuldade deles. Até porque vamos à caça não só da hipótese da lei da Ficha Limpa, mas de todas as demais. Essa de contas reprovadas no Tribunal de Contas, pessoas que foram condenadas por improbidade administrativas e tiveram condenação mantidas no Tribunal, pessoas que foram condenadas em ações penais e foram mantidas (as condenações) nos tribunais. Vamos à caça, buscar a lista dessas pessoas. Vamos ficar com a lista debaixo do braço. Se a pessoa que está na lista apresente o registro de candidatura não será possível. Mas é operacional elaborar essa grande lista de pessoas que tiveram condenações em segunda instância,até porque sairão nomes que não são de gestores,há também assessores,secretários condenados em segunda instância? O senhor não poderia fazer pesquisa nos tribunais a partir das candidaturas postas com o pedido de registro? Eu vou tentar fugir dessa situação mais artesanal. Minha ideia é pedir que o Tribunal Regional Eleitoral e o Tribunal Superior Eleitoral peçam essas listas porque concentra (as informações). O candidato que tente registrar sua candidatura e conste naquela lista que aparece no TRE, o próprio TRE já abortará o registro. Será uma lista muito grande? Não necessariamente, não sei como está o quadro no Estado. Não sei como estamos em matéria de

contas reprovadas. Não sei como está essa situação. A pesquisa seria Tribunal de Justiça, Tribunal Regional Federal. É claro que se chega uma causa para mim, se não estou de posse dessa lista, então vou para aquilo que lhe falei, o artesanal, olhar no site, verificar, pedir certidão. Mas a ideia é ter algo prévio para que quando os registros começarem a chegar todos, o juiz, o promotor, já esteja de posse disso e confrontar com a lista. É fácil, é cruzamento de dados. O difícil é obter esses dados. O cruzamento em si é simples, o que precisa é obtenção dos dados. O que o senhor espera do eleitor no pleito 2012? A primeira coisa que espero, embora acredite que não vá obter, é a não pactuação com a compra de voto. O Rio Grande do Norte é Estado pobre, tem interiores que dependem basicamente de recursos federais e cargos públicos das prefeituras, de INSS. São pessoas mais sujeitas a sofrerem influência de ordem financeira. No contexto desse espero do eleitor que ele, por mais carente que seja, por mais necessidade que tenha, ele não se aproveite do fato do político lhe oferecer vantagem indevida para ganhar alguma coisa. É difícil porque estamos no Estado pobre e os políticos têm essa reserva financeira e essas reservas são feitas por meio do caixa 2, justamente para fazer isso. É triste, é doloroso ver pessoas vendendo seus votos por R$10, R$ 15, R$ 20. O que espero do eleitor é que se eduque um pouco mais, seja sensível. A segunda coisa é sobre propaganda, é interessante que o eleitor participe, se engaje, é saudável, é democrático, é republicano, que o eleitor encampe as teses do seu candidato. Mas que seja só isso. Que não faça a propaganda indevida, antecipada, porque isso em vez de ajudar prejudica porque gera processo e aquele candidato para quem ele faz propaganda pode terminar sendo multado. O eleitor quando vir algo irregular procure o Ministério Público, noticie, divulgue, as irregularidades de quem tem conhecimento para que as autoridades possam agir. Ao final dessa entrevista, a impressão que eu tenho é que o novo chefe do Ministério Público Eleitoral chega com rigor e tolerância zero para subterfúgios que possam desequilibrar o pleito. Em Direito ninguém é puro, todo mundo traz uma experiência. Aqui no Ministério Público Federal trabalho há muito tempo com patrimônio publico, eu vejo, estou cansado de ver, pessoas que pautaram seus mandatos por desaviarem recursos públicos. As vezes a União passa recursos para uma praça pública e essas pessoas desviam. Não posso negar que chego para exercer minhas funções eleitorais influenciado por ver tantas vezes isso, políticos exercendo seus mandatos preocupados apenas em se locupletarem. Ao mesmo tempo tenho a cautela de não ajuizar e nem endossar ações temerárias.


Domingo | 04 de marรงo de 2012

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5


6

quadrantes

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de março de 2012

JOSÉ ARNO GALVÃO [ Advogado ]

A saudade esde moço, tenho ouvido comentários sobre a palavra saudade, salientando seu significado peculiar e, ao que se dizia, inexistente em outras línguas que não o romeno e o português. Naquele tempo, ainda desconhecia a ligação íntima entre nossa língua e o galego, falado na Galícia espanhola. Recentemente, minhas leituras redespertaram a curiosidade sobre essa palavra e fui tentar esclarecer minhas dúvidas e conferir as certezas na enciclopédia em linha Wikipédia. Logo de saída, uma decepção: o romeno não conhece a saudade; o sentimento dado como equivalente lá recebe a denominação de “dor”, que, como a nossa dor, tem a mesma origem latina, mas significado um pouco diferente, embora não chegue a assemelhar-se à saudade. Parece que, apesar de não reivindicar a descendência direta de Roma – os romenos chamam a si próprios de “roman”, ou “romani” no plural – parece que a última flor do Lácio distanciouse um pouco menos de suas raízes. O fato é que saudade é termo só existente no português e no galego, neste com um significado ligeiramente diferente do por nós utilizado, diferenciação acelerada com a independência de Portugal, quando a rivalidade entre as duas regiões que integravam o Reino de León, deixou de ter sentido e as comunicações, bem como o intercambio populacional, diminuiu. É que a palavra saudade, embora com grafia ligeiramen-

D

te diversa da atual, era já conhecida. Carolina Micaelis, em 1920, na Explicação previa ao Glossário do Cancioneiro da Ajuda já fazia o registro: “Mais de um poeta insigne de agora se inspirou nesses Cossantes (nome singelo, presumivelmente geral na península, embora esteja documentado apenas entre os nossos vizinhos). Mesmo a mocidade dos Liceus já não ignora que antes de 1200 o segundo rei de Portugal escrevia, na Guarda, para D. Maria Pais, a Ribeirinha, uma balada, magrinha na verdade, mas cujo tema é a saudade, e cuja forma paralelística, de ritmo gracioso, evidentemente não viera de fora-parte, tendo brotado, pelo contrário, desta fértil praia ocidental. E sabe também que a mesma dama foi celebrada por mais um trovador, parente dela: Paay Soares Taveiroos.” Antes, havia escrito na “Adverténcia Preliminar” ao Cancioneiro: “O sentimento da saudade já era familiar aos coevos de D. Denis. Em 1200 “morrer de amor” já era costume dos mimosos de alma atormentada. Já então os grandes olhos de criança das damas portuguesas inspiravam pela sua meiga e dorida expressão, ao mesmo tempo sensual e soberanamente espiritual e casta, amores apaixonados, mais vezes de perdição que de salvação.” Com efeito, dissera Don Diniz, no Canto 37, de uma Cantiga de Amor: Que soidade de mia senhor hei

quando me nembra dela qual a vi e que me nembra que a bem a oí falar, e por quanto bem dela sei rogu’eu a Deus que end’ha o poder que ma leixe, se lhi proguer, veer.” O termo é inconfundível. Como o sentido, ainda hoje tão atual entre os amantes. Não esquecer que os autores das canções sempre referiam-se à amada como “senhor”, no masculino, embora a concordância não deixasse dúvidas sobre o fato de ser destinatária da mensagem uma mulher. Quanto à grafia, basta lembrar qual o sentimento que ouvimos tantas vezes a povo expressar, referindo-se à “sordade” ou “sodade”, como naquela musica de Zé do Norte, cantada por Vanja Orico no filme “O Cangaceiro”: “Sodade meu bem, sodade / sodade de meu amor. / Foi s’imbora, num dixe nada. / Nenhuma carta deixou.” Não perguntem qual o sentido de saudade. Isso nós sentimos, antes de saber. Ou sem termos consciência de saber. Nem adianta buscar em dicionários e enciclopédias, pois lá tem para todos os gostos, desde aquelas convencionais, assimilando-a a termos parecidos, como tristeza e melancolia, até aquelas mais rebuscadas e pretensamente intelectuais. Há até quem busque distinguir uma acepção brasileira da concepção portuguesa. Mas, como disse, tem para todos e de tudo. Saudade é o sentimento descrito por Casimiro

CARMEN VASCONCELOS [Poeta ]

de Abreu, naquela poesia que aprendi a cantar ainda menino: “Oh que saudades que tenho / da aurora da minha vida, / da minha infância querida / que os anos não trazem mais.” É, também, aquilo que toma conta do amante quando longe do objeto de seu amor. Ou de quem teve um relacionamento amoroso interrompido, portador da popular “dor de cotovelo”. É o sentir imortalizado pela caboverdiana Cesárea Évora, na música que a imortalizou, “Sodade”, onde chora a distância de sua São Tomé, esperando revêla. Nisso segue o exemplo dos “gajos” portugueses, que derramam lágrimas com saudades da “terrinha” lá deles; e dos caicoenses, a cada ano, voltando à sua cidade, a pretexto de devoção à Senhora Sant’Ana. É o sentimento angustiante que de nós se apodera face à ausência de quem se foi para a outra vida, mas é também aquele que nos toma quando nos sentimos longe da pessoa amada, embora saibamos que irá voltar, como no poema da “Amada ausente” deixado por Hélio Galvão: “É bom ter saudade de quem vai voltar.” E pode-se emendar com Vinicius de Morais: “Chega de saudade / a realidade / é que sem ela não há paz / não há beleza, / é só tristeza, / melancolia que não sai de mim...” Registra a Wikipédia ter a palavra saudade, sem equivalência em qualquer outro idioma, terminado por entrar no vocabulário literário de várias outras línguas, notadamente o francês, o inglês, o espanhol, o alemão, o holandês e o polaco. Isso foi motivado pela circunstância de, em nenhuma outra, existir termo a exprimir a gama de sentimentos expresso nessa simples palavra. Por isso, Claude Lévi-Strauss, em 1994, publicou, em francês, um livro a que deu o título de “Saudades do Brazil”. Assim, em português mesmo. Não estranhem a grafia do nome do país. Era saudade mesmo do país por ele conhecido na década de 30, quando, professor da Universidade de São Paulo, viajara pelo Mato Grosso e Amazônia pesquisando sobre nossos índios. O país de que ele sentia saudade escrevia seu nome com “z”.

Humor Fino [ Amâncio ]

Contra o pessimismo cômodo das cassandras do livro

De fianças e desconfianças iar-se. Confiar é deixar que o outro nos sinta a textura, o tecido. Que o outro nos sinta até os fios. Até os fios dos quais somos feitos. Confiar é fiar-se. Pendurar-se em varais no aberto, escorrer-se. Deixar o outro ser sol. Deixar expostas as inexatidões, as fadigas, os desmanches de que também somos feitos. Deixar à mostra ossos e fraturas. Jogarse no abraço adivinhado. Alguma coisa está em ordem demais quando as pessoas se bastam a si mesmas. Eu desconfio das ordenanças. Das ordens me afasto. A razão me amedronta quando também ela a si mesma se basta. Desconfio das exatidões, das ciências, das marcas incontestáveis, dos índices insuperáveis. Desconfio das coisas quando não querem transformar-se. Talvez as ordens em mim também não se fiem, no que estão certas do ponto de vista delas. Quanto a mim, dou-me às incertezas ofegantes, às que estão longe das chegadas. Se evoco um cogitar resoluto, fraturas e fragilidades me espaçam. Não raro, finalidades me fogem, não adivinho os finais. Não raro, meus refúgios degradam-se nas lâminas de instantes. Não, não é sempre que me sinto diluída, mas às vezes. Às vezes me diluo em escapes, fragmentos, solvências. Ninguém desconfia, mas às vezes, não raro, eu me esgarço. Até dissolvida me sinto, mas não é sempre, não. Porém, a realidade, Confiar é também não é sempre, apegar-se ao rerevigora-se. Eu com nascer das vonela, embora me doam tades frustradas. estes tempos em que Escorrer o mel da minguaram os rituais libido para adedo amor. Do amor, derir à vida, mesmo sconfia-se. O amor essendo essa adecorrega demais, o amor rência um visgo se dilui e também se de ilusão, um dissolve. véu que embaça Mas igualmente reo nada de cada vigora-se nas cacimbas acontecimento. da alma, pois se fia na ternura. O amor revigorado confia. E os corações trincados sobrevivem, onde o odor do viver se obstina, mesmo com os vazios que, não é sempre, chegam e se apossam das esgarçadas afeições e às vezes nos deixam inertes. Confiar é apegar-se ao renascer das vontades frustradas. Escorrer o mel da libido para aderir à vida, mesmo sendo essa aderência um visgo de ilusão, um véu que embaça o nada de cada acontecimento. Poucos desconfiam, mas há mundos atrás de véus. Há mundos atrás de palavras e há palavras tecendo véus. Há véus destecendo palavras. E por trás dos véus só vêem os que se fiam. Confio nas escuridões que atravesso, talvez não devesse tanto, mas confio. Talvez não encontre nunca a confiança que guardo e que dou. Talvez não devesse confiar nas dúvidas, nem tratá-las melhor que as certezas. Eu sei, sou regada com a seiva do talvez. Mas há sempre em mim uma porta aberta à confiança.

NELSON PATRIOTA [ Escritor ]

F

CLÁUDIO EMERENCIANO [ Professor da UFRN ]

Atualidade do passado s belezas do homem e do mundo se completam. São indissociáveis. Os campos, os vales, as planícies, os desertos e seus desafios, as florestas, as montanhas, os mares e suas praias, os rios e os lagos, as geleiras eternas, as terras esturricadas do semi-árido, que se cobrem de verde às primeiras chuvas, são o ornamento natural com o qual Deus revestiu a Terra. Nenhuma beleza criada pelo homem sobrepuja o belo na Criação. Por isso Jesus disse que as vestes de Salomão, em toda sua magnificência e beleza, não se comparavam ao encanto e formosura dos lírios dos campos. Um dos erros do homem é confundir existência com eternidade. Paradoxo que Miguel de Unamuno chamava de pecado da avareza. De natureza social e política. Em que os homens, particularmente governantes e lideranças de várias naturezas, confundem, deliberadamente ou não, fins com meios, ou melhor, justificam uns pelos outros. É a perda, ou renúncia consciente, da ética e do humanismo. Postura em que se abdica do compromisso individual e coletivo com cada ser humano, ignorando-lhe ser detentor, legítimo e insubstituível, da condição de filho de Deus. O ódio e os egoísmos cegam os homens; violentam o sentido da vida. Eis estigmas da atual conjuntura internacional, subvertendo a “aldeia global”. É a marcha crescente da insensatez. É oportuno relembrar uma estória com a qual o historiador Hendrick Van Loon descrevia o que é a eternidade. Muito longe, nas plagas boreais, eleva-se um penhasco imponente de seis mil metros de altura e largura. De dez em dez séculos, um passarinho pousa nesse rochedo, para aguçar o bico. Quando a ave houver consumido a rocha, esgotar-se-à um único dia da eternidade. O passado de uma nação é e sempre será fonte de inspiração do seu presente. As crises são momentos de parto, dor, perplexidade, angústia, ansiedade. Mas também de júbilo e êxtase, quando a nação se reencontra consigo mesma. Retomando sua marcha no tempo e na História. Uma das passagens mais evocativas, ilustrativas e elucidativas dessa catarse nacional, emerge do elogio fúnebre de Charles de Gaulle, proferido pelo gênio incomparável de André Malraux. É uma reflexão incomum e original sobre grandeza, honra, perpetuação e fidelidade de uma nação. Seu título, por si mesmo, induz à constatação da identidade das ações, da alma e dos ideais de grandes homens com o espírito nacional: “Quando os carvalhos tombam”. O carvalho é uma arvore centenária. Do mesmo modo que a sequóia, californiana, é milenar. Essa longevidade projeta seu sentido, gerando outras reflexões sobre o tempo. O Brasil também possui, em sua História, grandes homens, cuja vida pública enriqueceu, revigorou e enobreceu a nacionalidade. Em momentos de crises, são rumos, caminhos e roteiros para superá-las. Se há fatos, pessoas e circunstâncias que, hoje, germinam vergonha, desalento e decepção, o legado desses outros, inclusive em passado recente, reanima a fé em nosso destino e em nossos ideais.

A

Um dos momentos mais dignos do Congresso Nacional foi a oração de Tancredo Neves na homenagem póstuma a Juscelino Kubitschek de Oliveira. Eis um dos trechos mais expressivos e premonitórios: “As nacionalidades dependem muito de sua configuração física, dos acidentes incontroláveis de sua formação, O passado de uma dos entes telúricos que lhes vinnação é e sempre cam a índole e a vocação. Mas será fonte de não há notícia na História de que inspiração do seu presente. As crises nenhuma delas se haja transforsão momentos de mado em nação poderosa, digparto, dor, na e culta, sem a presença de conperplexidade, dutores clarividentes e profétiangústia, ansiedade. cos, de guias seguros, íntegros e Mas também de carismáticos, de líderes sábios e júbilo e êxtase, generosos”. Se o presente não é quando a nação se fecundo em exemplos dessa reencontra consigo magnitude, com certeza o pasmesma. Retomando sua marcha no sado é pródigo, fértil e alentador. tempo e na História. Fonte inesgotável de esperanças. Uma das passagens Nada devemos temer senão mais evocativas, o próprio medo. A crise atual susilustrativas e cita um desafio e alternativa: o elucidativas dessa aperfeiçoamento institucional. catarse nacional, Uma ampla revisão do nosso emerge do elogio modelo político. Que não pode fúnebre de Charles res-tringir-se ao processo polítide Gaulle, proferido pelo gênio co-eleitoral e ao sistema partidáincomparável de rio. A nação reclama mecanisAndré Malraux. É mos capazes de realimentar, peruma reflexão manentemente, a legitimidade incomum e original das instituições e dos seus agensobre grandeza, tes. A crise se revela, principalhonra, perpetuação mente, em seus aspectos legal, e fidelidade de uma nação. Seu título, por cultural, ético e moral. Mas também é de eficácia. A ineficácia si mesmo, induz à constatação da dos Poderes do Estado enfraqueidentidade das ce, debilita e até inviabiliza a leações, da alma e dos gitimidade e a ordem legal, aliideais de grandes cerces da democracia represenhomens com o tativa. A democracia não é fim. espírito nacional: Será sempre caminho. “Quando os A integridade de agentes púcarvalhos tombam”. blicos, agora questionada sob influência de fatos e circunstâncias recentes, é um legado de gerações que construíram a nação. José Bonifácio, Padre Feijó, D. Pedro II, Prudente de Morais, Campos Salles, Ruy Barbosa, Getúlio Vargas, Café Filho, Milton Campos, Juscelino Kubitschek, Carlos Lacerda, San Thiago Dantas, Leonel Brizola e Tancredo Neves são poucos, entre tantos, que primaram por probidade e dignidade. Exemplos a exaltar. Passado a cultuar. Sempre...

Quando o assunto é a viabilidade dos livros num mundo fascinado pelos recursos oferecidos pela técnica, notadamente a internet, algumas pessoas costumam reagir com um pessimismo cômodo e amiúde destituído de fundamentação e autocrítica. “O livro (em papel) chegou ao fim”, costumam dizer. E logo acrescentam que o futuro da leitura está reservado unicamente à rede mundial, através de sua ferramenta mais popular, o computador, e similares. Creem eles que as novas gerações migrarão naturalmente para a internet (saltando o livro) e ali buscarão seus nichos de leituras, enquanto explorarão e alimentarão as redes sociais sedentas de informação...Esse cenário ufanista da internet esbarra, porém, em seriíssimos obstáculos. Por exemplo, a escola, pois mesmo o mais fanático partidário da internet não pode desconhecer o fato de que a educação não pode prescindir da instituição escolar, centro em que a internet não passa de uma ferramenta, às vezes nem muito desejável. A educadora americana Rosalind Wiseman (ver a revista “Veja” de domingo passado) alerta: “especialmente no caso das crianças mais novas, o acesso à rede deve ser feito com orientação em casa”. E complementa: “Navegar de forma produtiva, sem correr riscos desnecessários e extraindo o melhor da web, é um aprendizado”. Ou seja, é uma questão de educação, que tanto envolve pais como mestres.Cassandras do fim do livro, os internautas mais radicais devem ter se surpreendido esta semana com a matéria de capa da edição de “Veja” já citada, destacando que o livro “Ágape”, do padre Marcelo Rossi, já vendeu mais de 7,5 milhões de exemplares, e se constitui num dos maiores fenômenos de venda de livro no país. Não se trata, porém, de uma exceção que confirme qualquer regra. Pelo contrário, o fenômeno de venda do livro “Ágape” se enquadra dentro de um outro, mais geral e abrangente, que tem a ver com o aumento dos níveis de leitura no país, ou seja, com o crescimento da venda do livro.A “Veja”, aliás, traz em sua matéria de capa informações complementares a essa, dando conta de outros “campeões das livrarias” (sic) em diversas áreas: espiritualidade, entretenimento, história, biografia etc. E se são tantas as áreas que apresentam esse tipo de fenômeno de vendas, então é hora de trocar o discurso escatológico dos pregoeiros do fim do livro para um outro, mais compatível com a nova realidade editorial e leitora, que aponta para a diversificação do interesse pela leitura e pelos livros.Não é que a internet esteja retrocedendo. Pelo contrário, seu espaço no imaginário dos brasileiros é cada dia maior. Parte, porém, dos seus limites começa a ser conhecido, e um deles certamente é o de que a rede não pode pura e simplesmente substituir o livro como plataforma de leitura, como chegam a afirmar alguns seus entusiastas desavisados. Nada impede que a rede, em sua voracidade, se expanda num mundo em perfeita convivência com os livros e, consequentemente, com as livrarias. Ao contrário das lojas de discos, que soçobraram varridas pelo furacão internet, as livrarias são lugares de convivência necessários à modernidade, porque ali têm lugar encontros informais, mas também eventos culturais, dentre os quais se destacam os lançamentos de livros, nos quais o pacto cultural entre autores e leitores é periodicamente reforçado.Num mundo destituído de livros materiais, os autores tenderiam a ser substituídos pela máquina, pondo fim a um diálogo fundamental entre as gerações e vital para a renovação das ideias e da arte. Nessa utopia às avessas a grande aventura humana através da cultura seria minada de tal maneira que dela restariam espécimes solitários, deambulando como sonâmbulos, como no “Ensaio sobre a cegueira”, de Saramago, ou mecânicos, como os eugênicos humanoides que povoam o “Admirável mundo novo”, de Huxley.


geral

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

7

[ VENEZUELA ] Carismático e populista, presidente que dominou a paisagem da Venezuela por 13 anos é tratado em Cuba contra uma possível volta do câncer o qual afirmou estar curado.

Gaudencio Torquato E-mail: gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br

Capital e trabalho, unidos 0 de fevereiro de 1979. Luiz Inácio, o sindicalista, ao contemplar a galera nas arquibancadas e gerais do estádio do Morumbi, teve um estalo: fazer uma assembléia geral de trabalhadores em um campo de futebol. Assistia, ao lado de companheiros, a partida entre Corinthians e Ponte Preta pelo campeonato paulista. 2 a 0 para o timão. Março do mesmo ano. 80 mil metalúrgicos em greve acorreram ao gramado do estádio da Vila Euclides, em São Bernardo do Campo, para ouvir o líder, sem microfone, gritar refrãos que a massa repetia. Os trabalhadores queriam 34,1% de aumento para repor perdas salariais. Velhos e doloridos tempos. Surfando nas ondas de sofrimento e alegria proporcionados pelo seu time do coração, e depois de décadas de tenaz esforço para organizar o movimento sindical e ingressar no caminho da política, Lula alcançou os píncaros da glória. Galgou ao mais alto posto da Nação, o de presidente da República, de onde se retirou, após 8 anos, sob o reconhecimento de que seu governo acelerou a dinâmica social e deu rumo seguro à economia. Novos tempos. A folhinha registra fevereiro de 2012.

1

O jogo da união momentânea – até porque seria ingênuo supor que as peças daquele tabuleiro nunca mais litigarão – tem nome: desindustrialização.”

Atento ao cenário institucional, o ex-presidente fez a conta. Entre o fevereiro de ontem e o de hoje, 33 anos se passaram. Por que o registro cheio de simbolismos? Porque na imponente sede da avenida paulista que abriga a FIESP, onde ele, Lula, começou a praticar as artes da locução e da negociação, as maiores Centrais Sindicais - entre elas a CUT, entidade que criou para ser o braço sindical do seu partido (PT), e empresários dos mais diversos segmentos da indústria, praticaram, semana passada, uma liturgia em nada semelhante a que ele comandava em tempos idos. Ali, representantes de trabalhadores e patrões exercitaram um ritual entoando o mantra: “nesta causa, estamos unidos; todos por um, um por todos”. O jogo da união momentânea – até porque seria ingênuo supor que as peças daquele tabuleiro nunca mais litigarão – tem nome: desindustrialização. Que se traduz pela perda relativa do emprego e do valor adicionado da indústria. Fundamentos a explicam, entre eles, o forte crescimento da produtividade no setor industrial, em comparação com os demais, fator que acarreta queda nos preços relativos das manufaturas e consequente redução da participação da indústria no valor agregado e no emprego total. O estiolamento das cadeias produtivas ocorre desde a década de 90 na esteira da política macroeconômica. De lá para cá, milhares de postos de trabalho foram fechados por aqui. O painel não deixa dúvidas. Se a indústria manufatureira registrava uma participação no PIB de 27,2% em 1985, esse índice despencou para 15,8% em 2010. A queda de emprego na indústria entre setembro de 1985 e setembro de 2010 foi de 28%; já a participação dos manufaturados na pauta de exportações baixou de 55% em 2005 para 39,4% em 2010. O rosário de lembranças registra um passado em que a pauta de exportações abrigava aviões, automóveis, confecções, aparelhos etc. Hoje, esses são itens marginais. Mas a pauta de importações engorda a olhos vistos. Em 2003, o coeficiente de importação era de 12,5%; no segundo trimestre do ano passado, 22,9%. Não por acaso, Paulo Skaf, o anfitrião do encontro de trabalhadores e empresários na FIESP, pinçou, no meio das estatísticas, o dado que calou fundo: de cada quatro produtos consumidos, hoje, no país, um é importado. Fechando o pacote de perdas, o presidente do grupo Marcopolo, a maior fabricante brasileira de carroceria de ônibus,

José Antônio Fernandes Martins, fez o desabafo: “meu custo de produção na Índia, é de R$ 14 por hora; no Brasil, R$ 52”. Conclusão: o Brasil se apresenta como a alternativa menos confortável entre os sete países que abriga o grupo, fruto dos males que afligem a indústria: concorrência predatória de outros países, câmbio flutuante, alta taxa de juros, pesada carga tributária e logística “podre”. A peroração recheada de mágoas e decepção com o governo ganhou força com os adjetivos das Centrais Sindicais, que acenam com a mobilização de massas nos Estados até o mês de maio. O que esperam o capital e o trabalho depois da missa pela integração de propósitos? Que o governo encontre mecanismos para fazer face ao esvaziamento das fábricas, permitir às empresas enfrentar o tsunami das importações e incentivar a política de exportação de manufaturas. Talvez por não ter o que oferecer, o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, decidiu não comparecer ao conclave. Seria tarefa complexa comprometer-se com ajustes na política que se adota há duas décadas, centrada na taxa de câmbio sobrevalorizada, que reduz drasticamente as exportações de manufaturados e propicia intenso processo de substituição de produtos domésticos por importados. O fato é que qualquer mexida no caldo econômico não pode deixar de considerar a moldura das economias contemporâneas, sob a qual se expandem fenômenos como a internacionalização das redes produtivas, a mudança na forma de gestão das empresas, a expansão do sindicalismo de classes médias, o fortalecimento do agronegócio ou a nova divisão internacional do trabalho. O painel industrial mudou: tradicionais pólos de produção se esvaziam, enfraquecendo cadeias como siderurgia, têxtil, vestuário, estaleiros etc. O fecho da história de arrefecimento da indústria mostra as curvas do tempo. A classe trabalhadora ganhou impulso na expansão do chão de fábrica. Agora definha pelo estreitamento das plantas industriais. A greve era, outrora, a arma dos trabalhadores para abrir negociações. Hoje, trabalhadores procuram empresários para dialogar. Ontem, a turba desfilava na Paulista apontando seu aríete contra a pirâmide da indústria, a FIESP. Hoje, Centrais Sindicais fazem passeata de mãos dadas com os industriais. Os contrários se unem. Cena incrível, porém verdadeira. Capital e trabalho comendo no mesmo prato.

GAUDÊNCIO TORQUATO Jornalista, é professor titular da USP e consultor político e de comunicação.Twitter: @gaudtorquato

Saúde de Chávez vira tema central nas eleições PETER ORSI E VIVIAN SEQUERA Associated Press

ARACAS, VENEZUELA - É difícil imaginar uma eleição na Venezuela sem Hugo Chávez, com sua personalidade onipresente que transborda dos murais e anúncios e durante horas está nas ondas de rádio e na televisão, com sua única mistura de discursos irados e provocações rústicas. Mas justamente esse é o cenário que essa nação da América do Sul precisa contemplar porque o carismático populista, que dominou a paisagem política da Venezuela por 13 anos como presidente, é tratado em Cuba em uma possível volta do câncer do qual ele afirmou estar curado. Se Chávez morrer ou problemas de saúde cada vez mais graves o forçarem a se retirar de repente da vista pública, isso poderá mergulhar seu movimento inspirado no socialismo no caos, além de abrir um vácuo na candidatura do governo para as eleições presidenciais de 7 de outubro. Para seus adversários longamente marginalizados, concorrer contra um candidato sem o nome de Hugo Chávez significa uma chance maior de retomar o Palá-

C

Desafiar o câncer pela segunda vez poderá blindar Chávez

cio de Miraflores, mas para os partidários do presidente uma vitória do adversário contra um candidato fraco do governo poderia ser vista como ilegítima e isso poderia causar instabilidade. Um mundo sem Chávez pode significar um potencial maior de conflitos tanto para governistas quanto oposicionistas. “Acredito que todo mundo espera que a cirurgia seja bem-sucedida”, disse Mariana Bacalao, professora na Escola de Comunicação Social na Universidade Central da Venezuela. Até o rival principal rival de Chávez nas eleições, Henri-

que Capriles, desejou ao presidente uma rápida recuperação ao dizer que deseja vencer “com justiça” as eleições. Chávez foi submetido a uma cirurgia em Havana no dia 27 de fevereiro, a terceira desde que foi revelado que o mandatário sofre com um câncer. Assessores disseram que ele se recupera bem após a remoção de um tumor de dois centímetros, retirada da mesma parte do corpo, na pélvis, de onde um tumor maligno foi extraído em 2011. O tumor era muito maior. Não existe confirmação de que a

nova lesão seja cancerígena. Mas detalhes sobre a gravidade da doença de Chávez não foram revelados, e com os boatos voando na direção de prognósticos negativos, os venezuelanos estão cada vez mais preocupados. Se Chávez, de 57 anos, se recuperar e retomar a campanha, ele será um candidato difícil de ser batido nas urnas. Com índices de popularidade ao redor dos 50%, ele ainda não foi vencido, embora as pesquisas indiquem que a disputa com Capriles, governador do Estado de Miranda, será apertada. Desafiar o câncer pela segunda vez também poderá blindar Chávez com uma imagem de político invencível, que sobreviveu a uma tentativa de golpe de Estado em 2002, uma terrível greve geral três meses depois e também um referendo convocado pela oposição em 2004. Mas se ele ficar na corrida presidencial enfraquecido por semanas de quimioterapia e radioterapia, contudo, ficaria vulnerável a dúvidas sobre sua capacidade de cumprir mais um mandato de seis anos. Se Chávez for forçado pela doença a desistir, o destino do seu partido dependerá da capacidade de ele indicar um candidato popular e fazer campanha para o político.

[REDE SOCIAL ] Professor divulga assaltos e

[ ARRASTÃO ] Participantes de formatura são

alertas de crianças e animais desaparecidos

surpreendidos por furto em vários veículos

No Quênia, Twitter ajuda Carros são arrombados a melhorar vida em vila em casa de recepções KHALILSENOSI/AP

TOM ODULA Associated Press

Quando o chefe administrativo desta vila no oeste do Quênia recebeu uma ligação urgente às 4h, dizendo que ladrões estavam invadindo a casa de um professor, ele enviou uma mensagem pelo Twitter. Dentro de alguns minutos, moradores desta vila de casas de pedra se juntaram do lado de fora da residência do professor e os bandidos fugiram. “Minha mulher e eu estávamos aterrorizados”, disse o professor Michael Kimotho. As mensagens postadas por Francis são suas mais recentes tentativas de melhorar a vida da vila com o uso do site de microblog Twitter. Kariuki regularmente envia mensagens sobre crianças e animais desaparecidos, o que mostra o poder das mídias sociais, que chegam até mesmo a uma poeirenta vila africana. Lanet Umoja fica a 160 quilômetros a oeste da capital, Nairóbi. “Uma ovelha marrom e branca desapareceu. Ela tem uma corta de nylon ao redor do pescoço e pertence ao pai de Mwangi”, escreveu ele recentemente na língua Swahili. A ovelha foi recuperada. Kariuki disse que até mesmo os ladrões o seguem no Twitter. No começo deste ano, ele escreveu sobre o roubo de uma vaca e mais tarde a vaca foi encontrada abandonada, amarrada a um poste. A página oficial de Kariuki no Twitter mostra 300 seguidores, mas o ex-professor estima que milhares dos 28 mil habitantes da área recebem suas mensagens direta ou indiretamente. Ele disse que muitos de seus eleitores, a maioria agricultores de subsistência, não têm recursos para

que tinha para ser um dia de festa na noite de sextafeira, se tornou de transtorno para muita gente que foi à formatura da turma de Direito de uma universidade particular de Natal em uma casa de recepções de Nova Parnamirim. As primeiras informações dão conta de que três carros foram arrombados no estacionamento interno do local. Um dos veículos era o do agente de turismo Adriano Almeida, de 28 anos. Segundo ele, ao final da festa, algumas pessoas caminhavam em direção aos carros e notaram alguns carros arrombados. Em seguida, alertaram outros convidados da festa. Ao chegarem no estacionamento, seis pessoas perceberam que seus bens haviam sido furtados dos carros. Do carro de Adriano foram levados a carteira do rapaz - com documentos de habilitação e do veículo - o som do carro, um celular, cartões de crédito, duas bolsas de couro, dois óculos e vinte reais. Os bandidos quebraram o vi-

O

Q

Pelo twitter, moradores de vila enviam notícias e alertas

comprar um smatphone, mas conseguem acessar o Twitter por meio de um aplicativo para celular. Outros retransmitem os tweets por mensagem de texto. “O Twitter tem ajudado a economizar tempo e dinheiro. Já não preciso mais escreve cartas ou mandar imprimir cartazes, o que leva tempo é caro”, declarou Kariuki. Um relatório recente mostra que o Twitter está crescendo muito em toda a África. Segundo o documento, os sul-africanos são os que mais usam o Twitter. O Quênia fica em segundo lugar no continente. A pesquisa realizada pela empresa Portland Communications and Tweetminster descobriu que nos últimos três meses de 2001, os quenianos escreveram cerca de 2,5 milhões de tweets. Mais de 80% dos entrevistados para a pesquisa disseram que usam o Twitter para se comunicar com amigos e 68% afirmaram que usam o site para monitorar informações.

dro lateral do carro de Adriano Almeida, um Palio de cor cinza. Adriano alegou ainda que nenhuma das partes quer se responsabilizar pelo ocorrido. "O que a gente quer é comunicar que a população esteja ciente do que ocorreu, porque haverá mais formaturas no local", disse. O agente de turismo comentou ainda que algumas pessoas próximas ao estacionamento chegaram a gritar para alertar aos demais que os carros estavam sendo arrombados. A empresária Larissa Luana, responsável pelo estabelecimento, disse que a responsabilidade da segurança do estacionamento é da Comissão de Formatura e do cerimonial. "Eles assinam um Termo de Responsabilidade, onde a própria comissão se responsabiliza pela segurança do estacionamento", disse. Larissa explicou ainda que tudo que ocorre na casa de recepções é terceirizado. "Nós só alugamos o espaço. Buffet, iluminação e segurança do espaço é com a Comissão de Formatura".

DALTON BARBOSA CUNHA 30 ANOS DE FALECIMENTO

Teresinha Mendes Cunha,filhos,nora, genros e netos convidam parentes e amigos para participarem da missa que será celebrada dia 06.03.2012, próxima terça-feira,na Igreja Santa Teresinha,Av. Rodrigues Alves,às 17h30.


8

geral

Natal | Rio Grande do Norte| Domingo | 04 de março de 2012 JÚNIOR SANTOS

[ PRESERVAÇÃO ] Parnamirim Road está sendo destroçada por tratores

para dar lugar à nova pista da rodovia federal,perto de completar 80 anos.

“Pista Velha” dos Americanos só tem 300 metros originais Acima, o trecho que ainda resta da rua conhecida como “Parnamirim Road”e na foto ao lado, um flagrante de acidente com veículo militar, na metade do século passado

FUNDAÇÃO RAMPA

MARGARETH GRILO Repórter

duplicação da BR-101 está transformando em entulho parte da memória potiguar da época da 2ª Guerra Mundial. A estrada Parnamirim Road, antiga “Pista Velha” está sendo destroçada por tratores para dar lugar a uma nova pista da rodovia federal, perto de completar 80 anos. Restam menos de 300 metros. Há dois anos, a Fundação Rampa tenta preservar, pelo menos, 10 metros, onde seria instalado um Memorial de Exposição em homenagem àquela que foi a primeira pista de asfalto de Natal. “Não somos contra o progresso, nem contra a duplicação”, afirmou o secretário geral da Fundação Rampa, Augusto Maranhão. Segundo ele, a luta da fundação é para preservar “uma pequena área para erguer um memorial à Pista Velha, que tenha uma placa com imagens antigas da área e a história dos fatos que marcaram a es-

A

trada, porque ela é parte de nossa história”. Construída pelos norteamericanos em 22 de março de 1942, a Pista Velha possuía 19 km, ligando Natal à base aérea ‘Parnamirim Field’, reduzindo o tempo de percurso a 20 minutos. “Antes da Pista Velha, o único acesso era por Macaíba, numa estrava ruim e de tráfego lento, que levava até três horas”, relembrou o diretor de Marketing da Fundação Rampa, Gentil Marinho Neto. Ele lembrou que, considerando a engenharia da época, o tempo de construção da pista foi recorde, seis semanas, num custo de dois mil cruzeiros. Ele lembrou que sob o asfalto, está enterrada a tubulação que levada óleo para a Base (um Pipe-line), também instalado pelos americanos, e que deveria ser preservado. “Hoje, podemos dizer”, afirmou Augusto Maranhão, “que a Pista Velha não só contribuiu como esforço de guerra, mas, nos anos seguintes, foi o marco regulatório na ex-

pansão territorial e no desenvolvimento de Natal”. Os dois representantes da Fundação Rampa ressaltam que a pista precisa ser tratada como monumento histórico, que é. Serviu de passagem para o tradicional comboio de veículos militares que conduziu os presidentes Getúlio Vargas e Franklin Delano Roosvelt, do Brasil e dos Estados Unidos, respectivamente, da Rampa, em Santos Reis, à Base Aérea, em Parnamirim, em janeiro de 1943. Com a aceleração dos serviços de duplicação da BR-101, trabalho que está sendo conduzido pelo Batalhão de Engenharia do Exército Brasileiro, a Fundação Rampa corre contra o tempo. O grupo já encaminhou carta à superintendência estadual do Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT/RN), solicitando a preservação de um trecho e a construção de um monumento, mas o órgão alegou não ter recursos. A Fundação Rampa pediu intervenção do Ministério Público Estadual na questão.

[ OBRA PÚBLICA ] Após sete anos parada por questões ambientais e de

desapropriação, Governo libera obra em avenida de Nova Parnamirim

Duplicação da avenida Olavo Montenegro é retomada obra de duplicação da avenida Olavo Montenegro, em Parnamirim, foi retomada esta semana pelo Governo do Estado. Depois de sete anos, a autorização de serviço foi dada, no início de fevereiro passado, pela governadora Rosalba Ciarlini. No momento, a empresa contratada para realizar o serviço - a ESSE Engenharia - dá andamento ao levantamento topográfico. Nesse trabalho serão identificados e removidos os obstáculos na nova faixa da rodovia estadual. A obra está orçada em R$ 1.783.096,93 será executada no trecho do entroncamento da Avenida Maria Lacerda até a rotatória do conjunto COOPHAB, tendo, 2,8km de extensão. Essa área da Região Metropolitana de Natal está em constante crescimento imobiliário. O prazo de execução é de 180 dias, a contar da data de liberação da ordem de serviço, 9 de fevereiro. Segundo o presidente do Conselho Comunitário do parque das Nações, Emerson Cavalcanti, a obra tem grande importância para

JÚNIOR SANTOS

A

Estrada é a principal via de liberação da av Maria Lacerda

garantir a fluidez do trânsito na região. “São mais de 15 mil pessoas morando aqui. Então, o fluxo cresceu muito nessa região e era urgente essa duplicação para desafogar o trânsito”, disse ele. A estrada é a principal via de ligação com a Maria Lacerda. Segundo Emerson, o projeto original prevê, numa segunda etapa, a duplicação da via para ligação com a BR 101. O líder comunitário ressaltou que nos últimos sete anos, em que a obra esteve parada, a estrada ficou conhe-

cida como “a rodovia da morte”. Ele lembra de, pelo menos, oito mortes, no período. “Espero que a partir de agora a rodovia fique conhecida como a rodovia da vitória”, disse, fazendo referencia a luta travada pelos conselhosdoscincoprincipaisbairros da região – Parque das Nações, Nova Parnamirim, Parque das Arvores, Loteamento Caminho do Sol e Liberdade. Comerciante no local, Abrão Xavier comemora a retomada da duplicação. “Muitos acidentes já aconteceram aqui”, disse.

[ POLÊMICA ] Hospedados desde a década de 60 em um terreno doado

pelo Governo, Radioamadores recebem proposta de construtora

Clube pode permutar sede polêmica em torno da possível mudança de endereço do Clube dos Radioamadores do Rio Grande do Norte, hospedados desde a década de 60 em um terreno doado pelo Governo do Estado na avenida Rodrigues Alves, no bairro Tirol, tem dividido a opinião dos associados que se mostram por um lado favoráveis e por outro totalmente contrários à ideia. O presidente da entidade, Maurício Barreto, admite ter recebido proposta de uma construtora, que propôs a permuta do imóvel onde atualmente funciona o Clube por um prédio de três andares. Ele enfatiza que a troca se-

A

ria interessante do ponto de vista “estrutural” porque o ambiente é vasto e comporta mais de 20 salas, além de uma considerável área de lazer. “Mas não há nada certo porque nós temos que ouvir os associados e já sabemos que alguns não estão de acordo”, ressaltou Barreto. Uma Assembleia com os sócios do Clube de Radioamadores (onde hoje funciona o Clube de Engenharia) está marcada para ocorrer no próximo dia 13. Esse assunto está em pauta, mas o presidente da entidade garante que é um “encontro normal” com outras temas “de praxe” para deliberação. Para uma de-

cisão como essas ser tomada é necessário pelo menos dez associados na reunião. A atual sede do Clube está localizada em uma área do antigo Parque Manoel Felipe e em uma das cláusulas de cessão do Governo estaria a de retorno ao patrimônio estadual se houver mudança na destinação. Mas Barreto afirmou que a volta do imóvel para o domínio do Estado somente se daria caso a entidade tivesse as atividades extintas. Ele garante que uma permuta é possível. A TN tentou contatar o procurador-geral do Estado, Miguel Josino Neto, mas os telefones estavam desligados.


economia DÓLAR COMERCIAL Compra:R$ 1,7310 Venda:R$ 1,7330 DÓLAR PARALELO Compra:1,77 Venda: 1,88

POUPANÇA HOJE 0,5018% CDB 9,73% BOVESPA + 1,45%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 622,00 TAXA SELIC

10,5%

TELEFONES ÚTEIS Receita: 3232-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT/RN: 3220-2000

ENTREVISTA

O presidente da Bioenergy ,Sérgio Marques,fala sobre investimentos em energia eólica e solar no Brasil. PÁGINA 7 DÓLAR TURISMO Compra: R$ 1,7030 Venda:R$ 1,8000 EURO Compra:R$ 2,5230 Venda:R$ 2,3770

Editora: Renata Moura E-mail: renatamoura@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 04 de março de 2012

Com duas Zonas de Processamento de Exportações autorizadas, as chamadas ZPEs, o Estado tem até junho para tirar parte da infraestrutura do papel. Por enquanto, avanços ocorreram apenas na parte legal do processo

[ INFRAESTRURA ]

ZPEs correm contra o tempo no RN ANDRIELLE MENDES Repórter

Senado começa a discutir este mês mudanças na legislação que prometem tornar mais atrativas as Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs), áreas de livre comércio com o exterior em que as empresas instaladas têm isenções fiscais e regime aduaneiro e cambial especial. Enquanto isso, no Rio Grande do Norte, o esforço é para viabilizar as duas áreas autorizadas. O RN tem cerca de 90 dias para desmatar, terraplenar e cercar as duas áreas, em Assu e Macaíba. O prazo para cumprir pelo menos 10% do cronograma físico-financeiro termina no início de junho. A ZPE de Macaíba, alerta Helson Braga, professor aposentado de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e presidente da Associação Brasileira das Zonas de Processamento de Exportação (Abrazpe), corre o risco real de ‘caducar’ se o governo não assumir efetivamente o projeto. O Conselho Nacional das ZPEs virá ao estado após o fim do prazo, em julho, vistoriar as obras nas duas áreas, criadas em 2010. Quase dois anos depois, o que se vê no local que deveria abrigar distritos industriais é apenas mato. A expectativa, porém, é que o projeto de lei do Senado, que tramita na Comissão de Desenvolvimento Regional, acelere construções e impeça que estados mais atrasados percam suas ZPEs. No país, há 23 Zonas aprovadas. Nenhuma delas em funcionamento. Deste total, 14 estão sendo implantadas; quatro concluíram a infraestrutura, mas estão sendo readequadas; e quatro estão sendo relocalizadas (os terrenos não estão mais disponíveis). A mais adiantada é a do Acre, que deve começar a operar este mês. Exceção no país. O que emperrou a implantação das ZPEs no RN, de acordo com Amaro Sales, presidente da Federação das Indústrias do RN (Fiern), uma das entidades que compõe a sociedade, foi a falta de dinheiro. Ele reconhece que a implantação das ZPEs potiguares segue a ‘passos de tartaruga’ e já convocou uma reunião com os outros dois sócios: prefeitura de Macaíba e governo do estado. A ZPE do Sertão, em Assu, que está nas mãos da iniciativa privada, por sua vez, “avançou em coisas que as pessoas não podem ver”, explica o controlador, o empresário inglês e presidente do Equator Group, Brian Tipler. O terreno já foi adquirido, a empresa constituída, e a ZPE teve o projeto de alfandegamento (espécie de autorização para começar a executar a obra) aprovado pela Receita Federal. Antes de construir as instalações, o empresário inglês quer viabilizar a logística. A ideia é investir cerca de US$ 5 bilhões no porto de Pecém (CE), umas das principais portas de entrada e de saída de mercadorias do Nordeste, na ferrovia Transnordestina e na construção de um aeroporto de cargas na região, para escoar a produção. O dinheiro virá de fundos de investimentos, como o Equator Fundos de Investimentos.

O

LEIA MAIS Os preparativos no Acre para a inauguração da primeira ZPE do País e o ritmo dos projetos por Estado estão na página 3.


2

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 04 de março de 2012

TOMISLAV R.FEMENICK [ Autor de “Os herdeiros de Deus” ]

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

Emergentes serão líderes m levantamento que não deixa suspeita, o banco inglês HSBC garante que os países em desenvolvimento, conhecidos como Brics, devem liderar a expansão da economia mundial até 2050. O Peru pode subir 20 posições no ranking da economia mundial, segundo o estudo ao mostrar que os países desenvolvidos devem apresentar estabilidade, com crescimento igual ou inferior a 3%, até 2050. Os países do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) devem ganhar destaque entre as 10 principais economias mundiais até 2050, de acordo com a pesquisa. A China aparece no topo da lista, enquanto a Índia pularia do oitavo posto para o terceiro. O Brasil, por sua vez, deve ser a sétima economia e a Rússia, a décima quinta.

U

COBRANÇA A Receita Federal do Brasil está cobrando com mais eficiência aos devedores de tributos federais. Os resultados estão aparecendo nos seguidos recordes da arrecadação federal.

Limite

Comércio

Caminha com rapidez, a partir de agora, o projeto que cria o Funpresp, para o trabalhador público e estabelece um teto único da Previdência Social brasileira, em torno de R$ 3,9 mil. Só resta uma dúvida, quanto ao preenchimento dos cargos dos futuros dirigentes. Será no futuro um fundo previdenciário bilionário e, se bem administrado dará um grande retorno aos servidores.

O Brasil ainda está longe de figurar entre os principais países no ranking do comércio exterior. Vem crescendo, é verdade. As exportações cresceram nos últimos anos e as importações praticamente triplicaram. Um exemplo disso foi o mês de fevereiro quando iniciou o mês com um déficit e acabou com superávit, sem deixar de comprar de outros países.

DESTINOS Parece que vai aumentar a concorrência em vôos internacionais, hoje sob total domínio da TAM. A Gol pediu à Anac autorização de 14 voos para os Estados Unidos e sete para Venezuela. A empresa vai utilizar aviões B-737, mantendo suas configurações. A operação para os Estados Unidos deverá ser de Guarulhos/SP, para Miami via Caracas.

que os consumidores conheçam a eficiência energética dos veículos. Os modelos que participam recebem uma etiqueta com a classificação do veículo quanto à eficiência energética em sua categoria e os valores de referência da quilometragem por litro. Esse programa pode até eliminar, em parte, a tal da inspeção veicular.

NOVIDADE A chinesa Shineray, fabricante de motos e automóveis, desembarca os seus primeiros carros no Brasil, através do Porto de Suape. Durante o Salão Duas Rodas, em Recife, o público pode ver três modelos da montadora (Mini Truck, Mini Van Cargo e Mini Van Passageiro) expostos com mais 15 modelos de motocicletas.

1

O montante dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios,repassado durante o mês de fevereiro,somando os três decêndios,chega a R$ 6,8 bilhões, 22% maior que o repasse de janeiro deste ano.E ao comparar com o mesmo mês do ano passado,o crescimento chega a 11,7% em termos nominais.Dinheiro suficiente até para antecipar metade do 13º salário de 2012 ou pagar o piso do magistério.

2

Vem crescendo em todo o

País,nas assembléias legislativas e nas câmaras municipais, um movimento para adotar a lei da ficha limpa pelos estados e municípios,para todos os cargos de confiança ou comissionados. Ficha limpa também para as eleições,já aprovada pelo TSE, de quem não t eve as contas da última campanha aprovadas.

escravidão foi uma das páginas mais triste da história da humanidade, pois todos os povos tanto foram escravistas como escravizados. Nesse cenário, o tráfico negreiro para a América foi uma das peças marcada pela ganância. Os altos lucros atraiam nobres, burgueses, plebeus, europeus, africanos, americanos e árabes e tornou uma atividade comercial importante, fonte de altas rendas. As ações e quotas das companhias traficantes eram negociadas nas bolsas de Londres, Amsterdam, Paris e Lisboa. Desde o início o tráfico tendeu a ser uma atividade em si mesma, quebrando o pacto colonial no que concerne à rigidez do monopólio metropolitano. Os comerciantes portugueses preferiam fornecer escravos às colônias espanholas (onde ganhavam mais) a trazê-los ao Brasil. Os traficantes ingleses, holandeses, franceses, norte-americanos, suecos e dinamarqueses os vendiam a quem quisesse comprá-los – legalmente, se possível; como contrabando, quase sempre. Na França, a terra da “liberté, égalité, fraternité”, filósofos e reis não tiveram pudor de obterem ganhos com o comércio negreiro. Voltaire – embora suas considerações contra a escravidão no seu Dicionário Filosófico –, “não teve escrúpulos em pertencer às companhias (traficantes) de seu tempo” e a nobreza também não. Os registros do tráfico francês nas costas africanas remontam a 1566, quando uma frota comandada pelo corsário Bertrand de Montluc (Moluc) saqueou a Vila de Funchal, na Ilha da Madeira. Porém até o final do século XVI os francos tiveram um papel secundário no tráfico internacional de africanos escravizados. Somente no ministério do Cardeal Richelieu (o principal ministro de Luiz XIII) o tráfico negreiro foi praticado

A

regularmente pelos franceses, através Na França,a terra da das “Compagnie du “liberté,égalité, Cap Verte e Senegal” fraternité”,filósofos e “Compagnie du e reis não tiveram Guineé”, cujas prinpudor de obterem cipais funções eram ganhos com o o fornecimento lecomércio negreiro. gal de escravos à Voltaire – embora América Francesa e, suas considerações clandestinamente, contra a escravidão às outras colônias. no seu Dicionário No ano de 1641 Filosófico –,“não subiu ao trono da teve escrúpulos em França o rei Luís pertencer às XIV, autor da célecompanhias bre frase “o Estado (traficantes) de seu sou eu”. E assim agtempo”e a nobreza iu, tendo Colbert cotambém não”. mo seu ministro principal, superintendente das construções, das artes e das manufaturas, controlador geral das finanças, secretário de Estado da Marinha e da Casa Real. A partir de então a política colonial “adquiriu as feições de um comércio colonial”. Com Colbert o tráfico de escravos passou a ser protegido e, ao mesmo tempo, controlado pela coroa. Após a subida do novo governo, foram fundadas várias outras sociedades negreiras, monopólios foram dados, ampliados, reduzidos e extintos. Todo esse fluir de esforços tinha como objetivo abastecer regularmente as colônias francesas da América, especialmente as colônias do Caribe, com escravos negros. Entretanto, somente a partir de 1675 é que foi sistematizado o transporte anual de dois mil escravos africanos para essas possessões. O encorajamento das companhias traficantes de escravos, inclusive com a participação de re-

cursos do Tesouro Público, resultou na mão de obra necessária ao grande impulso que a economia das ilhas francesas nas Antilhas registrou na segunda metade do século XVII. A pressão da demanda por escravos para as Antilhas Francesas era grande. Somente os traficantes de Nantes, vendedores de cerca da metade dos africanos ali introduzidos, foram responsáveis pela venda de uma média de três mil escravos por ano (isso desde 1725), chegando, às vezes a quatro mil ou seis mil e novecentos. As máximas alcançadas foram 7.146 negros, em 1739, e 7.200, em 1769. Para se ter uma ideia do peso do tráfico negreiro franceses, basta que se compare dois números: mais de dois mil navios eram ocupados com o tráfico de escravos; somente 562 transportavam mercadorias na rota Caribe-França. A Revolução Francesa de 1789 tinha como base a difusão das ideias de liberdade, igualdade e fraternidade; direitos que deveriam ser comum a todos os homens. Em 1794, a Assembleia Nacional Francesa decretou a abolição da escravidão e do tráfico negreiro em todas as dependências da França. Todavia, ambos voltariam a ser legais 1802. O decreto do Consulado Francês restabelecendo a escravidão e o tráfico negreiro era claro: “O tráfico de negros e sua importação nas colônias se farão conforme as leis e regulamentos existentes antes de 1789”. Tornou-se lei em 20 de maio de 1802. Em meados do século XIX, Luís Bonaparte (Napoleão III), rei da França, segundo Marx, “ressuscitou o infame tráfico, com suas piores características, com o pretexto de livre emigração dos negros para as colônias francesas” e passou a ser conhecido como o “anjo guardião do tráfico de escravos” ...e de seus lucros.

REGINALDO GONÇALVES [ Coordenador do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Marcelina ]

IR dos idosos

Qualidade do combustível A Petrobras e o Programa Nacional de Racionalização do Uso dos Derivados do Petróleo e do Gás Natural - Conpet lançaram uma consulta interativa na internet (www.conpet.gov.br/consultacarros) com informações sobre o consumo de combustível dos veículos que participam do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular. O objetivo é permitir

Liberdade, igualdade, fraternidade e escravidão

3

A Escola Jurídica Latosensu, sediada em Natal, através do professor Francisco Barros Dias, vai oferecer agra em março um curso completo sobre a Lei da Ficha Limpa, mostrando as inovações no texto. Apontará as situações concretas do que pode ocorrer nas eleições deste ano e nas próximas eleições, especialmente as de 2014. Informações pelos fones:32017689 e 9431-6525.

HOTEL O Grupo Arituba vai inaugurar oficialmente o hotel Best Western Premier Majestic, em Ponta Negra, na próxima quinta-feira, dia 08, a partir das 19h. Estarão presentes Carlos Achong, presidente da rede mundial Best Western, e do chef francês Erick Jaquin, que assina o cardápio do restaurante do hotel, La Brasserie de La Mer.

IMÓVEIS Mais de 200 empresas, entre construtoras, imobiliárias e incorporadas farão parte do XI Salão Imobiliário do RN, de 14 e 18 próximo, no Centro de Convenções de Natal. O evento, que terá entrada gratuita e expectativa para receber 30 mil visitantes, concentrará projetos para quem busca a casa própria, prédio comercial ou imóvel de luxo na capital potiguar. O salão vai funcionar das 14h às 22h. INCORPORADORA Ícone nos EUA, a Related anuncia sua chegada ao Brasil. Incorporadoras com portfólio de mais de US$ 20 bilhões nos EUA formalizaram a abertura da Related Brasil, em sociedade com o executivo Daniel Citron, ex-presidente da Tishman Speyer. A expectativa é investir US$ 1 bilhão em três anos, sendo US$ 120 milhões na largada, em cidades como São Paulo, e Recife. Tem larga experiência em empreendimentos comerciais, escritórios, hotéis, condomínios de casas e apartamentos.

s garras do Leão estão cada vez mais afiadas. A cada momento, novas informações são incorporadas e os cruzamentos dos agentes recebedores e pagadores estão mais refinados. Isso permite que o governo continue arrecadando mais Imposto de Renda (IR) das pessoas físicas. A aprovação pela Comissão do Senado da isenção do IR para contribuintes com idade superior a 65 anos – através do projeto do senador Paulo Paim – busca beneficiar quem recebe até o limite máximo pago pela Previdência Social, ou seja, R$ 3.916,20 por mês. Atualmente a Receita considera para título de isenção, atualizado com 4,5%, os valores fixados no ano anterior (R$ 1.637,11 mensal). Ou seja, já há uma abertura do valor declarado de aposentadoria, cuja limitação vem sendo mantida pelo Ministério da Fazenda. Só que isso não beneficia quem está em atividade, não é aposentado e possui idade superior a 65 anos. De acordo com a proposta, esse aumento

A

de isenção vai gerar uma redução na arA capacidade recadação da Receicontributiva é maior ta Federal por condo que a população tribuinte que receber que tem mais de 65 dentro do valor máanos (aposentados ximo da Previdência ou não) e que – R$ 232,07, já desdeixarão de participar contada a parte precom uma fatia do videnciária. A partir bolo.Para que isso de R$ 1.637,11 é seja possível,poderá obrigatório pagar ocorrer aumento de Imposto de Renda. carga tributária de Com isso, há necesoutros impostos ou sidade de apurar contribuições “. qual será a redução de arrecadação tributária e se o Orçamento Público Federal já tem isso dentro das premissas. Embora no projeto de lei já foi referendado que esse benefício não será cumulativo através da alteração proposta pelo se-

nador Lindbergh Farias àquele que já foi conquistado pelos aposentados na Isenção para maiores de 65 anos, trata-se de um impacto significativo nas contas públicas. De acordo com os estudos efetuados, talvez nem seja possível aplicá-los. Isso irá depender da análise na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA), conforme estabelece a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), por haver renúncia tributária. O que é discutível é que esse benefício, que gerará um impacto social significativo, acabará beneficiando grupos de pessoas que sempre recolheram a Previdência Social pelo teto. Isso significa que a capacidade contributiva é maior do que a população que tem mais de 65 anos (aposentados ou não) e que deixarão de participar com uma fatia do bolo. Para que isso seja possível, poderá ocorrer aumento de carga tributária de outros impostos ou contribuições para manutenção da arrecadação atual.

ALCIMAR DE ALMEIDA SILVA[ Advogado,Economista e Consultor Administrativo,Fiscal e Tributário]

Custeio da iluminação pública or não preencher a condição da divisibilidade exigida no inciso II, do art. 145 da Constituição Federal, o que na prática significa que se possa saber quanto cada contribuinte consome do serviço para lhe ser cobrado o valor correspondente, impossível para serviços públicos utilizados ou consumidos por todos simultaneamente, a Taxa de Iluminação Pública foi declarada inconstitucional. Até que a Emenda Constitucional nº 39 livrou os Municípios do pesadelo que os atormentava para fazer face ao custeio do serviço de iluminação pública, introduzindo o art. 149A à Constituição Federal, através do qual foi autorizada a instituição de “contribuição para o custeio do serviço de iluminação pública”. Assim proliferaram as leis municipais, umas ordinárias outras complementares, dando à contribuição as denominações as mais diversas, sendo mais comuns as de CIP e COSIP, passando a ter vigência paralela aos Códigos Tributários Municipais, como se esta contribuição não fosse uma espécie de tributo. Além do que muitas foram inoculadas de vícios que as tornam inconstitucionais, sendo o mais comum cobrá-la em percentual calculado sobre o valor de consumo, o que não é correto, pois o valor de consumo serve de base de cálculo para o ICMS, em conseqüência sendo infringido o § 2º, do art. 145 da Constituição Federal

P

que não admite que as taxas tenham baProliferaram as leis se de cálculo de immunicipais,umas postos. ordinárias outras Alguns poderão complementares, dizer que tratandodando à se de contribuição e contribuição as não de taxa não esdenominações as taria o tributo sujeimais diversas.Além ta àquela regra, o do que muitas que em verdade não foram inoculadas resiste ao exame da de vícios que as melhor doutrina tornam nem da jurispruinconstitucionais”. dência. Outro vício decorrente deste é que, se houver aumento do preço de energia dentro do exercício financeiro, o valor da contribuição, cobrado erroneamente como percentual do valor do faturamento também aumenta, surgindo aí outra infração, desta feita ao inciso III, do art. 150 da Constituição Federal que não admite aumento de tributo dentro do mesmo exercício da publicação da lei que o instituiu ou aumentou nem antes de decorrido noventa dias da data da publicação da lei que o instituiu ou aumentou. Sem esgotar todos os erros das leis mencionadas, tem-se ainda a cobrança em função do local do estabelecimento ou domicílio do contribuinte, se na zona rural ou na zona urbana, sob a alegação de que, via de

regra, não há iluminação pública na zona rural. Ora, a contribuição independe de contrapartida do serviço, havendo ou não a iluminação pública todos quantos preencham os requisitos devem a ela sujeitar-se, ademais do que os contribuintes devem ser identificados não por localização mas por classe de consumo – residencial, comercial, industrial, de serviços, etc – muito embora a lei municipal possa estabelecer que todos aqueles localizados na zona rural, independente da classe de consumo ficam isentos da contribuição. O mais justo é cobrá-la em valores fixos progressivos em relação ao volume de consumo – e não ao valor – podendo considerar ainda a classe de consumo, observando assim a capacidade econômica do contribuinte prevista no § 1º do art. 145 da Constituição Federal, que embora dirigido aos impostos pode e deve ser aplicado às outras espécies tributárias como já decidido pelo Egrégio Supremo Tribunal Federal. Quanto ao aumento do seu valor, o mais lógico e justo é prevê-lo em ciclo anual, no mês de janeiro ou mesmo em outro mês, com base em índice oficial de inflação, acrescido, se for o caso, de mais um valor adicional, se a mera atualização não cobrir o aumento do custo da energia. Mas tudo com base na lei, ou melhor, no Código Tributário Municipal que deverá ter um Capítulo para tratar deste tributo.


economia

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

ZPE DO ACRE: ÚLTIMA A SER CRIADA E PRIMEIRA A OPERAR

nquanto as empresas administradoras das Zonas de Processamento de Exportação (ZPE) do Rio Grande do Norte correm para desmatar, terraplenar e cercar áreas em 90 dias, a do Acre prepara-se para entrar em operação. A ZPE de Senador Guiomard, próximo a capital Rio Branco, foi a última a ser criada pelo governo federal e será a primeira a entrar em operação. A expectativa é que o ‘habitese’ da Receita Federal, que autoriza a instalação das empresas, saia até 15 de março. Os galpões foram inspecionados pela Receita na última semana. O relatório só será publicado na próxima terça, mas já se sabe que não há pendências no projeto. A ZPE largará na frente de outras com investimentos maiores da iniciativa privada, como a ZPE de São Gonçalo do Amarante, no Ceará, com siderúrgicas e a de Barcarena, no Pará, com fábricas de alumina. Segundo Edvaldo Guimarães, secretário de Desenvolvimento Econômico, da Indústria, do Comércio e Serviços do Acre, 32 empresas já entregaram cartas de intenções. Deste total, dez já apresentaram seus planos de negócios e projetos. São empresas que atuam no setor madeireiro, de computação, de energia, cosméticos e automobilístico. A previsão é que as dez empresas empreguem 2,6 mil pessoas diretamente. O número de empregos indiretos gerados é três vezes maior. Qual o segredo para concluir tudo em tão pouco tempo? O próprio Edvaldo responde. “Decisão política”. O Acre, segundo ele, sempre foi olhado como final da linha. “Com a implantação da ZPE e a construção da Transoceânica, o estado deixou de ser o fim da linha e passou a ser a principal porta de entrada e saída de mercadorias do Pacífico”, completa. O governo investiu R$ 25 mi-

E

Mais de 30 empresas entregaram cartas de intenção e dez delas já apresentaram planos de negócios e projetos. Aval para operação deve sair este mês

ALBERTO LEANDRO DIVULGAÇÃO

lhões no projeto. E não se arrepende. O dinheiro foi aplicado em infraestrutura, logística, vigilância, equipamentos. Sensação de dever cumprido? Não. Para o secretário, o trabalho não acabou. “Só vamos comemorar quando pelo menos dez empresas começarem a operar na nossa ZPE”. Para Helson Braga, três fatores foram primordiais: localização (a ZPE está próxima a Transoceânica); a infraestrutura (a zona foi implantada numa área que receberia um porto seco); e decisão política, “o estado conseguiu financiamento e não ficou só no recurso”. Tudo isso, segundo ele, explica porque o Acre começou atrasado e passou adiante.

ZPE de Macaíba: Área ainda não tem infraestrutura e corre para se viabilizar...

...enquanto isso, na do Acre , contagem regressiva é para concretizar negócios

LEIA MAIS Responsabilidade por investimento gera impasse em Macaíba.Página 4.

RETRATO DAS ZPES Onde estão e em que fase se encontram as Zonas de Processamento de Exportação do Rio Grande do Norte e do Brasil ZPE criadas no âmbito da Lei nº 11.508/2007 ZPE de Barcarena Fase:Projeto de alfandegamento está sendo analisado pela Receita Federal. Empresa interessada em se instalar já começou a importar maquinário. ZPE de Boa Vista Fase:N informada

ZPE de Pecém em São Gonçalo do Amarante Fase:Governo lançou editais para licitar as obras de infraestrutura.

ZPE de Parnaíba Fase:Já começou as obras e já tem 3 empresas prontas para se instalar. ZPE de São Luís Fase:Será relocalizada

ZPE do Sertão em Assu Fase:Projeto de alfandegamento foi aprovado pela Receita Federal. Controlador negocia participação de investidores internacionais.

RR

ZPE de Macaíba Fase:Projeto de alfandegamento foi aprovado pela Receita Federal.Falta alocar recursos e construir instalações.

PA MA

CE

RN

PI

PB

AC

PE TO

SE BA

MT

ZPE do Acre em Senador Guiomard Fase:É a mais adiantada.Deverá ser alfandegada e iniciar operação em março.Já há várias empresas com projeto de implantação.

ZPE de João Pessoa Fase:Será relocalizada. ZPE de Suape em Jaboatão dos Guararapes Fase:Prazo para comprovação de obras já expirou,mas Estado fez aporte de recursos maior do que ao exigido no momento

ZPE de Barra dos Coqueiros Fase:N informada ZPE de Ilhéus Fase:N informada.

MG

ZPE de Araguaína Fase:Estrutura foi construída na década de 90,mas ainda não entrou em operação.

MS

ZPE de Teófilo Otoni Fase:Construiu instalações,mas não entrou em operação.

ES SP

RJ

ZPE de Cáceres Fase:N informada.

ZPE de Vila Velha Fase:Será relocalizada.

ZPE de Corumbá Fase:Será relocalizada.Área destinada a ZPE foi doada pela administração anterior.ZPE chegou a ter empresa administradora constituída sob controle privado, mas não entrou em operação.

SC

ZPE de Itaguaí Fase:Será relocalizada.Projeto está avançando lentamente.

RS

ZPE de Fernandópolis Fase:Estrutura societária está sendo reorganizada.Vai demorar alguns meses.

ZPE de Bataguassú Fase:Está sendo construída rapidamente e deverá ser inaugurada em 2012.

ZPE de Rio Grande Fase:Construiu instalações,mas não entrou em operação.Será relocalizada.

Procedimentos básicos para Implantação de uma ZPE: Elaboração do projeto de criação da ZPE;aquisição de terreno e documentação; Constituição da empresa administradora; Elaboração e análise do projeto de Alfandegamento; liberação do 'habite-se da Receita Federal'; Elaboração do plano diretor:implantação modular e construção das infraestruturas interna e externa, estruturação administrativa,plano de negócios; Obtenção do licenciamento ambiental e da prefeitura; Obtenção de financiamento;execução das obras; Promoção da ZPE; Instalação de indústrias:aprovação dos projetos pelo Conselho Nacional de Zonas de *Processamento de Exportação. O que são? ZPEs são áreas de livre comércio com o exterior, destinadas à instalação de empresas voltadas para a produção de bens a serem comercializados no exterior, sendo consideradas zonas primárias para efeito de controle aduaneiro.As empresas que se instalam em ZPEs têm acesso a tratamentos tributário,cambiais e administrativos específicos e o principal requisito é o seu caráter eminentemente exportador,ou seja,as empresas devem auferir e manter receita bruta decorrente de exportação para o exterior de,no mínimo,80% de sua receita bruta total.(Percentual poderá ser alterado por novo projeto a ser analisado pelo Senado e pela Câmara). Quais as suas finalidades? Atrair investimentos estrangeiros; Reduzir desequilíbrios regionais; Fortalecer o Balanço de Pagamentos; Promover a difusão tecnológica; Criar empregos; Promover desenvolvimento econômico e social do país; Aumentar a competitividade das exportações brasileiras. Que incentivos recebem as empresas que se instalam em ZPEs? Para aquisição de bens e serviços,a empresa industrial instalada em ZPE conta com suspensão de: No mercado interno: IPI;COFINS;PIS/PASEP

ZPE de Imbituba Fase:Construiu instalações na década de 90,mas não conseguiu ser alfandegada pela Receita Federal.

Na importação: II;IPI; COFINS - Importação; PIS/PASEP - Importação;e AFRMM.

ZPEs EM NÚMEROS

23 é o número de ZPEs autorizadas a funcionar no Brasil

2

130

70 milhões

US$ 500 bilhões

é o número de ZPEs a serem implantadas no RN

é o número de países que possuem ZPEs;

é o número de pessoas empregadas em ZPEs em todo mundo;

é o valor gerado pelas exportações líquidas (exportações menos importações) nas ZPEs;

EUA,China,Uruguai e Colômbia são alguns dos países que adotaram modelo; Fonte:Abrazpe/Mdic


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 04 de março de 2012

[ ZPES ] O governo do Estado não fixa data para início da obra e diz que os recursos para a ZPE de Macaíba, da qual é sócio,

deveriam ser alocados pelo Município. A Prefeitura, apesar de discordar, está disposta a partir em busca de recursos

Macaíba: Indefinições e impasse secretário de Desenvolvimento Econômico do RN, Benito Gama, disse que as obras da ZPE de Macaíba serão iniciadas a tempo, mas não fixou data para o início nem disse de onde viria o dinheiro. Segundo ele, o recurso deveria ser alocado pela prefeitura de Macaíba, que detém mais de 80% da participação na ZPE. “A empresa é municipal”, justificou. Helson Braga, presidente da Associação Brasileira das ZPEs, discorda. “Não está escrito em lugar algum que quem coloca dinheiro é o sócio majoritário”. Para ele, o processo só foi liderado pela prefeitura porque o governo do estado se omitiu. “Nos outros estados, é o governo quem está a frente do processo. Não a prefeitura”. Na avaliação de Helson, Macaíba já fez sua parte, disponibilizando terreno e apresentando projeto de criação da ZPE em Brasília. Para não perder a autorização, a prefeitura, porém, está disposta a fazer ainda mais. De acordo com José Wilson, secretário de planejamento, o Município pretende levantar recursos e cumprir os 10% do cronograma físico-financeiro, mesmo sem apoio. “Precisamos desmatar, terraplenar e cercar a área. Não será tão difícil mobilizar o maquinário”. Apesar de assumir a responsabilidade mais uma vez, José concorda que o dever não é apenas do Município. “A ZPE será implantada em Macaíba, mas ela é do Rio Grande do Norte”. Segundo ele, o dinheiro tem que sair da composição societária e não só de um dos sócios. O problema é que, segundo José, ainda não se sabe quanto cada um aplicará na execução do projeto. O governo quer aumentar sua participação na sociedade, tornando-se sócio majoritário, segundo Benito. A proposta, entretanto, precisaria passar pela Assembleia Legislativa, o que levaria ainda mais tempo. José Wilson não vê nenhum problema na alteração. “Se o governo quer se tornar sócio majoritário, que venha e nos ajude a tirar o projeto do papel”. Para Helson, proposta não precisaria passar pela Assembleia Legislativa, que já havia aprovado a entrada do governo na sociedade. Basta aplicar recursos na ZPE e participação subirá

FOTOS:RODRIGO SENA

O

Apesar de a ZPE ainda ser cercada por indefinições, o governo espera que a área esteja pronta antes do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (na foto)

Para Abrazpe,prazo do RN é apertado

Helson Braga, da Abrazpe: Governo se omitiu e precisa agir

automaticamente. Embora não tenha detalhado os planos do governo para tirar pelo menos parte do projeto do papel até a vistoria do Conselho Nacional das ZPEs, Benito garantiu que os 10% serão cumpridos até junho, em menos de quatro meses. A obra ficará pronta antes do

aeroporto de São Gonçalo do Amarante, garantiu. A previsão é que o aeroporto esteja pronto no primeiro semestre de 2014. Para o secretário, ‘este (a ZPE) é mais um projeto que ficou da gestão passada e a governadora vai tirar do papel’. A associação só não sabe se a tempo da vistoria.

O presidente da Associação das Zonas de Processamento de Exportação (ZPE), Helson Braga, virá à Macaíba acompanhar de perto a execução do projeto. Segundo Helson, que acompanha a implantação das ZPEs há 25 anos, ora como presidente da Abrazpe ora como presidente do Conselho Nacional das ZPEs, o prazo para tirar as ZPEs potiguares do papel está muito apertado. Se não cumprir pelo menos 10% do cronograma físico-financeiro, o Rio Grande do Norte corre o risco de perder as autorizações e recomeçar todo o processo do zero. O prazo, entretanto, poderia ser prorrogado, caso os administradores das ZPEs apresentassem ‘argumentos plausíveis’ e conseguissem convencer o Conselho Nacional das ZPEs. As ZPEs potiguares, relembra Helson, foram autorizadas ainda no governo anterior. “A atual governadora parece disposta a dar

continuidade, mas a associação não tem sentido ações concretas”, observa. Os terrenos já foram adquiridos e as empresas administradoras constituídas. Mas no caso de Macaíba ainda não está definido de onde virá o dinheiro para preparar terreno e erguer instalações. O caso, segundo ele, é sintomático. “Ilustra o tipo de empenho que o governo está tendo”. “Nós, da Associação, damos todo o suporte para fazer o projeto andar, mas não podemos fazer o papel do governo”, completa. Segundo ele, ainda há muito dever de casa pra ser feito. “E eu não vejo muita preocupação do estado com isso”. As duas empresas administradoras já deram entrada nas licenças, mas ainda não sabem quando iniciarão as obras. Além de construir os distritos, será necessário instalar rede de esgoto, água, energia, telecomunicações e construir os acessos. “O investidor quer

encontrar tudo no lugar antes de investir seu dinheiro”, reconhece Brian Tipler, controlador da ZPE do Sertão, em Assú. Segundo Helson Braga, o estado está em desvantagem quanto a sua logística. “O RN está localizado no ombro do Brasil e não conta com portos bons nem ferrovias que o liguem ao restante do Brasil”. Depois pondera: “Mas o Acre está no final do Brasil e deu um jeito de andar”. Quem fez o dever de casa, não se arrepende. De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), mais de 130 países usam ZPEs, que empregam diretamente cerca de 70 milhões de pessoas e geram US$ 500 bilhões em exportações líquidas (exportação menos importação).

LEIA MAIS A senadora Lídice da Mata (PSBBA) fala sobre as mudanças propostas na lei das ZPEs.


economia

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

ENTREVISTA/SENADORA LÍDICE DA MATA/AUTORA DO PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 764, DE 2011 WALDEMIR BARRETO

Que mudanças a senhora destacaria no projeto de lei? Há duas mudanças principais: o aumento do percentual de venda para o mercado interno, de 20% para 40%; e a possibilidade de empresas prestadoras de serviços também se instalarem nas ZPEs. Esse aumento do percentual é um imperativo das novas condições da economia internacional póscrise de 2008. Os mercados externos devem permanecer estagnados (ou crescendo muito pouco) por um largo período de tempo. Mesmo nesse quadro, os países veem nas exportações o caminho natural para recuperar o crescimento doméstico. A concorrência tende a ser cada vez mais acirrada (especialmente no setor de produtos manufaturados) e o sensato é incluirmos mais empresas brasileiras no esforço exportador. Com a redução do compromisso de exportar, ampliamos o número de empresas exportadoras. As ZPEs foram concebidas, no mundo inteiro, como um mecanismo adequado para alcançar esse objetivo. Fundamental entender que esse aumento de vendas no mercado interno não implicará concorrência desleal com as demais empresas localizadas fora das ZPEs: as empresas pagarão, integralmente, todos os impostos, exatamente como ocorre com as importações normais. A segunda principal mudança está associada ao fato de que o nosso modelo de ZPE é exclusivamente manufatureiro (como eram as primeiras ZPEs do começo dos anos 70) e precisamos abrir espaço também para os serviços, especialmente TI, como fazem as ZPEs mais modernas e dinâmicas. Há outras mudanças importantes como, por exemplo, a possibilidade de as empresas importarem equipamentos antes do alfandegamento da área. Isso facilitará especialmente os

“ESTAMOS FLEXIBILIZANDO A LEI DAS ZPES”

A

senadora Lídice da Mata (PSB-BA), autora do projeto de lei do Senado nº 764, de 2011, que começará a ser discutido este mês, acredita que as mudanças na lei das Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs) não encontrarão nenhuma resistência no Senado e na Câmara. O projeto prevê uma série de alterações na atual legislação, mas a senadora destaca duas: redução no percentual destinado ao mercado externo e possibilidade de empresas prestadoras de serviços também se instalarem nas ZPEs. Segundo ela, além de tornar o modelo mais competitivo, as medidas vão acelerar obras. “Embora seja impossível quantificar exatamente este efeito, não há dúvida de que seu impacto será significativo”. ZPEs, ressalta Lídice - que elaborou o projeto em conjunto com a Associação Brasileira das ZPEs - já foram implantadas em mais de 130 países, sinalizando que o modelo pode dar certo, principalmente no Brasil, que segundo ela, assiste ‘reprimarização’ da pauta de exportações. Tirar as ZPEs do papel agregaria valor aos produtos e interromperia este ciclo vicioso, diz. “As ZPEs foram concebidas, no mundo inteiro, como um mecanismo adequado para alcançar esse objetivo”, enfatiza. Confira a entrevista concedida por ela à TRIBUNA DO NORTE: grandes investimentos que estão sendo feitos nas ZPEs de Pecém/CE (siderurgia) e Barcarena/PA (usina de refino de alumina), ambos projetos de alguns bilhões de dólares. As novas regras flexibilizam a legislação? Agilizam a implantação das ZPEs? Tornam o modelo mais competitivo?

As ZPEs tendem a ser um dos mais importantes programas de desenvolvimento em implantação no Brasil. Estamos falando de duas dezenas de distritos industriais incentivados, que abrigarão, cada um, dezenas de empresas voltadas para as exportações. E, com isso, descentralizando a nossa base industrial (hoje, pesadamente concentrada na região Sul-Sud-

este), aumentando o valor agregado de nossas exportações, e gerando emprego e efeitos positivos nas cadeias produtivas. As ZPEs (ou mecanismos similares) exibem um histórico de sucesso em mais de 130 países (dos mais variados níveis de desenvolvimento e de regimes econômicos), e não há nenhuma razão pela qual este sucesso não se reproduza aqui. Estamos

flexibilizando partes da legislação, e, sobretudo, ajustando o programa para dar respostas mais rápidas e relevantes diante do novo quadro da economia mundial. A Abrazpe acredita que projeto será aprovado sem passar pelo plenário do Senado e da Câmara, sendo apreciado apenas pelas comissões.Qual a sua expectativa? De fato, o projeto de lei está programado para ser apreciado por duas Comissões do Senado, a de Desenvolvimento Regional e a de Assuntos Econômicos, antes de ser encaminhado à Câmara dos Deputados. Na CDR, o relator é o senador Wellington Dias (PT/PI), que já entregou o seu relatório, inteiramente favorável ao meu projeto. É perfeitamente possível que ele seja pautado daqui a três semanas, dado que as próximas duas semanas já estão programadas para realização de audiências públicas. O programa das ZPEs constitui, hoje, um programa de governo, que integra a atual política industrial e de comércio exterior do governo. A presidente Dilma Rousseff assinou a criação de uma ZPE (de Fernandópolis/SP) e já publicou artigo (quando ainda ministrachefe da Casa Civil) exaltando o papel desenvolvimentista das ZPEs, por ocasião da assinatura da criação da ZPE de Suape, pelo presidente Lula (que criou cinco ZPEs). Então, estamos falando de um programa assumido pelo governo federal, que tem o apoio majoritário das duas Casas do Congresso e de grande parte dos governos estaduais, que têm nas ZPEs um de seus mais importantes projetos de desenvolvimento. Minha expectativa, portanto, diante deste amplo apoio, é de que conseguiremos uma tramitação rápida e sem resistências nas duas Casas do Congresso Nacional.

Mudanças propostas *Percentual mínimo de exportação cairá para 60%. Governo poderá reduzir percentual para 50% no caso de empresas que desenvolvem software ou prestam serviços de tecnologia da informação.Hoje, empresas precisam destinar 80% de sua produção para o mercado externo. *Será permitida a instalação de empresas prestadoras de serviços dentro das Zonas de Processamento de Exportação. Atualmente,apenas empresas manufatureiras podem se instalar nas ZPEs brasileiras. *ZPEs que não iniciarem obras de construção em dois anos,mas apresentarem ‘motivo justificado’ não terão autorização suspensa. Hoje,ZPEs que não iniciam obras dentro do prazo,‘caducam’, independentemente do motivo. *Não será mais necessário fixar um valor mínimo para os investimentos totais das empresas investidoras em ZPE. *Empresas titulares de projetos aprovados para implantação em ZPE poderão importar ou adquirir bens de capital no mercado interno,com os benefícios do regime,antes do alfandegamento da área pela Receita Federal Brasileira. *Comercialização de produtos dentro do país será considerada exportação,desde que produtos sejam destinados a empresa com sede no exterior. Fonte: Senado

5


economia

6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de março de 2012

[ AGRICULTURA ] Análise realizada na safra 2010-2011 aponta que cerca de 80% das

amostras da leguminosa ficaram dentro do limite de conformidade estabelecido para a toxina

Abrindo a porteira LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

ABCZ nas exposições partir deste mês, a ABCZ marcará presença nas principais exposições agropecuárias do país. A extensa agenda inclui a participação de técnicos da entidade em mais de 50 feiras, em praticamente todos os estados. A intenção desta ação é aproximar a associação dos criadores de zebu. Em cada exposição, haverá um técnico da ABCZ, que ficará disponível para atender os criadores nos dois primeiros dias de julgamento de cada feira. Neste ponto de atendimento, localizado ao lado da pista de julgamento, o técnico poderá dar orientações aos criadores, esclarecer dúvidas e divulgar os produtos e serviços oferecidos pela entidade, entre eles, o PMGZ (Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos).

A

EXPOSIÇÕES As primeiras feiras de 2012 que contarão com a presença dos representantes da ABCZ serão a 48ª EMAPA (05 a 11 de março, em Avaré/SP) e a Expoinel/ES (21 a 25/03, em Aracruz/ES). Os técnicos da ABCZ, Eric Luis Marques da Costa e Roberto Winkler, serão os responsáveis pelo atendimento em Avaré e Aracruz, respectivamente.

Água

Inverno

O Brasil terá mais de 40 instituições no 6º Fórum Mundial da Água, que acontece de 12 a 17 de março em Marselha, na França. Estima-se a participação de cerca de 20 mil pessoas de 140 países, em busca de soluções para os principais desafios que envolvem o tema água, uma das prioridades da agenda internacional. O fórum ocorre sempre no mês de março, quando no dia 22 celebra-se o “Dia Mundial da Água”. O tema para esta edição é “Tempo para Soluções”.

A semana foi de boas chuvas em vários municípios do Rio Grande do Norte e de boa parte do Nordeste. Os meteorologistas chamam a atenção dos produtores rurais para a ocorrência de veranicos, períodos de uma semana e, de até dez dias, sem chuva, o que pode prejudicar o desenvolvimento da lavoura. Mesmo assim, a orientação é de iniciar o plantio das diversas culturas tradicionais nessa época como o feijão, milho, algodão, entre outras.

Boa Impressão do Brasil Fazendeiros americanos se impressionaram com o sistema agrícola no Brasil. Depois de quase duas semanas de viagem pelo sul do Brasil no início de fevereiro, 34 agricultores de dez estados norte-americanos ficaram impressionados com o potencial agrícola do país, ainda que a maioria das fazendas que visita-

ram sofria com a falta de chuva. “Ele [Brasil] me deixou surpreso”, diz Karen Furst, que possui 4 mil hectares de terras no Colorado e no Kansas. “Certamente o Brasil é uma força no mercado atual. Eu pensava que eles estavam muitos anos atrás de nós, mas eles parecem estar em pé de igualdade com a agricultura dos EUA”.

REUNIÃO DA ANCOC

O presidente da Ancoc, Alexandre Confessor, convida os associados para a primeira reunião do ano, na próxima terça-feira (6), às 18h, no restaurante da associação no parque de exposições, em Parnamirim. Serão vários assuntos, entre os quais, a apresentação do novo calendário de exposições; debate e definição de regulamentos; presença na Feinco 2012 (12 à 17 de março), em São Paulo e nicho de mercado para produção de carnes ovinas e caprinas.

1

O pico da safra de leite no Sudeste,que acontece entre dezembro e janeiro já passou,mas o produtor não sentiu no bolso uma queda brusca no preço pago pelo litro com a média nacional de R$ 0,79 alcançada em fevereiro.O valor é referente à produção entregue no mês anterior.Durante os últimos seis meses,os pecuaristas tiveram o melhor patamar de pagamentos em setembro de 2011 (R$ 0,84,por litro).

2

Na próxima quarta-feira (7),das 08h às 14h,na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do RN (Faern),será realizada a eleição da nova diretoria para os próximos quatro anos.Os presidentes dos Sindicatos dos Produtores Rurais filiados à Faern votarão.Uma chapa única foi registrada sendo encabeçada pelo atual presidente da Federação,o empresário José Álvares Vieira.

3

A Expo West – Natural Products, acontece de 9 a 11 próximo,em Anaheim, Califórnia(EUA).É uma importante feira do setor de produtos orgânicos e naturais do país,com os mais novos produtos em alimentos naturais e especiais,saúde, orgânicos e beleza, vida natural e suplementos. Realizada anualmente,reúne mais de 3 mil expositores e 58 mil visitantes.

RAÇÃO A decisão que levou o Ministério a revê os níveis de minerais em rações é para atualizar a legislação com as novas tecnologias do setor e permitir o avanço da produção de alimentos de origem animal no Brasil. A medida foi tomada, também, por considerar a regra anterior dispensável à regulamentação do setor de alimentação animal e não atender aos avanços tecnológicos da área.

LUTO

O falecimento do pecuarista Cláudio Sabino Carvalho, da Chácara Naviraí, na última segunda-feira, em Uberaba/MG, deixa a pecuária de luto. O criador, vítima de um infarto, há mais de 45 anos, se dedicava à seleção de zebuínos com aptidão de corte com foco na estrutura, funcionalidade e produtividade, sem perder de vista a caracterização racial. Na reconhecida Chácara Naviraí, o pecuarista se dedicou a seleção a pasto de nelore padrão, nelore mocho, guzerá, brahman e gir.

IMPLEMENTOS O balanço do setor de máquinas e implementos agrícolas mostra resultados positivos em 2011 e perspectivas favoráveis. O faturamento do setor apresentou um crescimento de 34% em 2011 na comparação com o ano anterior, o montante passou de R$ 7,4 bilhões para R$ 10 bilhões. É o que mostra o balanço do Departamento de Economia e Estatística da ABIMAQ.

Brasil avança no combate a toxinas no amendoim DIVULGAÇÃO

amendoim brasileiro continua vencendo a batalha contra a aflatoxina, uma toxina produzida por fungos que pode provocar danos ao sistema nevoso e até câncer primário no fígado. Segundo dados do Ministério da Agricultura, 78,05% da safra nacional 2010-2011 da leguminosa ficou dentro do limite de conformidade estabelecido. Os números, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), refletem os resultados do Programa Pró-Amendoim, que há 11 anos trabalha a autorregulamentação e a expansão do consumo do produto. Desenvolvido e implementado pela Associação, o Pró-Amendoim apresenta números ainda mais expressivos entre seus participantes. Em amostras de produtos recolhidas e analisadas pelo programa, a taxa de conformidade foi de 86,3%. “Esses números ajudam a comprovar o sucesso do programa. Quando começamos o trabalho, em 2001, apenas 20% da safra foram aprovadas neste tipo de teste”, afirma Arnaldo Micheloni Jr., vice-presidente do setor de Amendoim da Associação. Os testes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento foram realizados pelo Programa Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes (PNCRC). Foram avaliadas 57 amostras produzidas em Goiás e São Paulo, das quais 45 se mantiveram dentro do índice de conformidade estabelecido. “São anos de aprendizado e desenvolvimento em conjunto de boas práticas de produção, armazenagem e distribuição, principal objetivo da primeira fase do PróAmendoim”, comemora Micheloni Jr.

O

TOXINA De acordo com informações disponibilizadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), a aflatoxina é produzida por um fungo que contamina o alimento quando este se encontra em condições de umidade e temperatura ideais. É um dos principais tipos de micotoxina existentes e seus efeitos em seres humanos e animais são incessantemente pesquisados em todo o mundo. Em meados dos anos 50, observa o Inmetro, a Inglaterra des-

Boas práticas de produção, armazenagem e distribuição têm ajudado a reduzir riscos na safra

IMPOSTO DE RENDA

PRÓ-AMENDOIM

Pergunte O Programa Pró-Amendoim é um programa de autorregulamentação e expansão do consumo do produto que foi criado em março de 2001,pela ABICAB,com objetivo de elevar a qualidade e a imagem do amendoim e seus derivados para o mercado.O foco do programa é o combate às aflatoxinas,buscando estimular toda a cadeia produtiva na obtenção de um amendoim adequado aos padrões e limites nacionais e mundiais para esta toxina,oferecendo aos consumidores alimentos seguros.Na segunda etapa do programa,já em andamento,a Associação vem trabalhando palestras junto a profissionais de saúde e formadores de opinião para divulgar as qualidades da leguminosa.“Agora,além de seguir com o controle da qualidade de nosso amendoim,estamos mostrando como ele é um alimento rico à saúde,que traz diversos benefícios ao corpo humano ainda desconhecidos de grande parte da população brasileira”, explica Micheloni Jr.

Entre os principais efeitos à saúde humana causados pela aflatoxina estão: a hepatite do tipo B, sérios danos ao sistema nervoso e o câncer primário do fígado” DO INMETRO Em análise

cobriu a primeira incidência da aflatoxina em alimentos. As pesquisas começaram quando um grande número de animais de pequeno porte começou a morrer e

identificou-se como causa das mortes a ração que os alimentava, a base de farelo de amendoim que era exportado pelo Brasil. “Entre os principais efeitos à saúde humana causados pela aflatoxina estão: a hepatite do tipo B, sérios danos ao sistema nervoso e o câncer primário do fígado”, explica o Instituto. “A Organização Mundial de Saúde já concluiu que a aflatoxina pode desenvolver câncer primário no fígado do homem. Isto não significa que, ingerindo aflatoxina, a pessoa fatalmente contrairá câncer, mas sim, que existe o risco”, acrescenta, informando que, no Brasil, os Ministérios da Saúde e da Agricultura e do Abastecimento possuem legislações que estabelecem limites apenas para os tipos de aflatoxina B1, G1, B2 e G2, descritas em ordem de nível de toxicidade.

ao

leão Existe alguma página no site da receita.fazenda que possa fornecer o número do recibo do IR do ano anterior?

Resposta: O recibo de entrega pode ser coletado no Portal e-CAC, no sítio da Receita Federal na internet. Para tanto é necessário que o contribuinte seja portador de certificado digital ou pelo menos de código de acesso. Entretanto, por medida de proteção ao sigilo fiscal, a obtenção de código de acesso exige a informação do nº do recibo de entrega das declarações dos dois últimos exercícios. Importa ressaltar que na Declaração IRPF a informação do nº do recibo de entrega é obrigatória somente para Declaração Retificadora. No caso de Declaração Original a falta de informação do recibo gera apenas AVISO, não ERRO. As perguntas desta coluna são respondidas por técnicos da Delegacia da Receita Federal em Natal.Envie suas dúvidas com nome,e-mail e telefone para irpf@tribunadonorte.com.br


Domingo | 04 de março de 2012

A Bioenergy foi a primeira empresa a comercializar energia eólica no mercado livre. Como surgiu esta ideia? Até 2009, não existia uma visão de contratação em eólica no Brasil. Se você analisar a história da eólica no mundo, verá que a tecnologia tem menos de 20 anos. A hidreletricidade no Brasil tem 120. A termeletricidade tem 100 anos. Em 2007, ninguém acreditava em eólica. Para uma empresa, era muito ruim. Não havia para quem vender energia. Foi quando a gente começou a garimpar clientes, entender o mercado, contratar gente para comercializar esta energia. Não foi uma coisa rápida, não foi fácil. Mas nos antecipamos vendendo energia eólica no mercado livre. ‘Tivemos visão?’. Tínhamos na verdade uma necessidade. Era necessário criar mercado. Era a vida da empresa. De 2009 para cá, isso mudou. Ocorreram vários leilões nos quais a energia eólica está inserida. Então tudo isso colabora muito para eólica.

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

ENTREVISTA/SÉRGIO MARQUES/ PRESIDENTE DA BIOENERGY FOTOS:JÚNIOR SANTOS

“NÃO ADIANTA TER INVESTIMENTOS SEM INFRAESTRUTURA”

Foi uma ideia que surgiu do entendimento de toda a empresa ou de uma só pessoa? Foi uma decisão minha, mas devido a ausência de outro ambiente. Como só havia dois ambientes de comercialização – o regulado (através dos leilões realizados pelo governo federal) e o livre (através de leilões realizados pelas próprias empresas), e o regulado não abria muitas oportunidades, pensei ‘vamos para o mercado livre’. Houve receio de não dar certo? O receio era não vender. Se tornar sempre uma tecnologia a margem. Não conseguir desenvolver o plano de negócios da empresa. Eu viajava e via a energia eólica se desenvolvendo em todos os países, na Europa toda, nos EUA, e me perguntava: ‘porque não no Brasil?’. A visão que a gente tinha do negócio é ‘poxa isso pode até demorar, mas vai chegar’. É a mesma coisa com energia solar. Tem ambiente? Tem legislação? Tem alguém comprando? Não. É cara? É. Mas tem que investir. Você vê o mundo todo investir. Você vai na China, na Europa, você vai na África, você vê isso acontecendo. Como é que não vai vir para cá? É uma questão de tempo. Antes um produto ou tecnologia demorava quatro, cinco anos para chegar ao Brasil. Hoje, leva dois anos, um. Minha visão de eólica lá atrás é a visão que tenho hoje da energia solar. Como empreendedor, preciso estar sempre um passo a frente. Estou num mercado que é dominado por grandes empresas, onde há a presença de multinacionais, com grande poder financeiro. Eu tenho que ter algum diferencial. Se eu não tiver, fico para trás. O nosso feito (ter entrado no mercado livre quando ninguém imaginava que isso era possível) acabou sendo notório. Mas eu acho que o mérito da Bioenergy foi ter insistido, mantido o foco. A gente está com dez anos de empresa. Neste tempo, muita gente mudou de ramo, porque não pôde ou não quis insistir e ficou no meio do caminho.

Vocês acabam de inaugurar dois parques em Guamaré, município que concentra muitos parques e recebe muitos royalties, mas não consegue se desenvolver. Quase metade da população daqui ainda vive abaixo da linha da pobreza. Porque municípios não conseguem aproveitar as oportunidades trazidas pela eólica? Guamaré é uma cidade rica em recursos, mas não consegue transformar esta riqueza em benefício para população. É mais uma questão estrutural. Se você olhar para Arábia Saudita verá países biliardários, mas com uma população pobre. Esta forma de divisão tem que ser revista, tem que ser repensada. Você tem um impacto maior de contratação na fase de implantação, quando emprega um contingente maior de mão de obra, e depois um contingente muito menor, na fase de operação. Então, o maior benefício é na carga de impostos. É preciso saber aproveitar isso.

A Bioenergy instala parques.Há possibilidade, mesmo remota, de a empresa começar a produzir peças? Não. Nosso foco é realmente instalar parques. Não temos interesse de produzir peças nem de comercializar. ANDRIELLE MENDES Repórter

A INFRAESTRUTURA PRECISA DE ATUALIZAÇÃO E DE INVESTIMENTO.UM PORTO ESPECÍFICO PARA GRANDES EQUIPAMENTOS FORA DO CENTRO URBANO.“

Novos planos para o RN? Tem quatro parques contratados aqui, do leilão de 2009 e 2010. A obra começa agora no segundo semestre no município de Caiçara do Norte. Os parques começam a gerar a partir do segundo semestre de 2013.

Afora esses quatro parques eólicos,ainda há espaço para Bioenergy investir no RN? Há espaço. O potencial é mui-

empresas para o mercado livre? Isso.

Em Galinhos, a comunidade se posicionou contra a instalação de novos parques eólicos, afirmando que eles prejudicavam pesca e turismo.Como avalia este tipo de situação? Tenho uma visão bem prática. Estou há dez anos no Rio Grande do Norte. Eu vivenciei os primeiros licenciamentos ambientais. Sou muito cético quanto a estes movimentos contrários. Até hoje eu não vi nenhum movimento contrário fundamentado 100% em ideologia. Energia eólica não traz nenhum tipo de resíduo. Você vai ser contrário a isso? Eu não tenho uma cerca nesta área. Não atrapalho pesca. Um parque nosso, inclusive, virou ponto turístico em Pipa. Não vi ninguém deixar de vir, porque tem aerogerador. Pelo contrário. Visivelmente é interessante. Não há ruído. Eu acho que tem que ter uma boa convivência com a comunidade. Também considero importante ver realmente o dano, a fundamentação, e analisar a coexistência das atividades.

A Bioenergy foi criada em 2002. Quantos parques já implantou e vai implantar até 2014? No Maranhão, 50 projetos, com capacidade instalada de 1.450 megawatts (MW) e no Rio Grande do Norte, 7 parques, com capacidade instalada de 470 MW.

Quantos empregos serão gerados?E quanto será investido? Cerca de 1,2 mil empregos, na fase de construção. E R$ 500 milhões.

7

O MERCADO VIVE UM PERÍODO DE MATURAÇÃO.MAS O RN AINDA É O LÍDER”

A

Bioenergy inaugurou, na última semana, o primeiro parque eólico privado do Brasil: o Miassaba 2, em Guamaré. O contrato foi assinado ainda em 2009, quando o setor vivia uma indefinição. A ideia de entrar no mercado livre quando as regras ainda estavam sendo criadas partiram de Sérgio Marques, presidente da empresa. Segundo ele, a escolha era uma questão de sobrevivência. Ou procurava novos clientes e se mantinha no mercado. Ou mudava de ramo, como muitos fizeram. Nos últimos dez anos, a realidade mudou. Empresas vendem energia eólica, cada vez mais competitiva, tanto em leilões do governo federal quanto no mercado livre. O país também ganhou centenas de parques, e a energia eólica, um espaço cada vez maior na matriz energética brasileira. Sérgio acredita que em dez anos a eólica representará até 20% da matriz. Hoje, a participação não chega a 2%. Ele continua apostando alto. Enquanto todos se voltam para eólica, Sérgio já investe em energia solar. Para o executivo, que não parece disposto a abrir o capital da empresa e descarta aquisições no momento, o segredo é estar preparado para as oportunidades. É sobre esse cenário, sobre investimentos e infraestrutura que ele fala nesta entrevista à TRIBUNA DO NORTE.

to bom. Eu acho que o Rio Grande do Norte carece é de investimento em estradas, linhas, conexões elétricas, devido a quantidade de parques que estão sendo instalados aqui. Não adianta ter um grande volume de investimento, uma grande oferta de projetos, se não tem uma infraestrutura que comporte estes investimentos.

parques no RN foram os primeiros a emplacar projetos nos leilões de 2009 e 2010 e estão começando a entregar. As empresas agem como a Bioenergy. Entregamos estes dois parques, recebemos, já vamos investir nos outros. Essa visão de sempre contratar mais e mais não funciona muito para energia. Eu vejo assim.

O Rio Grande do Norte perdeu posições nos últimos leilões,embora ainda seja líder em oferta de energia no Brasil.A que se deve esta retração? Infraestrutura carente? Se você olhar o número de projetos contratados, o Rio Grande do Norte ainda é o líder, mais do que o Ceará. O mercado vive um período de maturação. Essa arrefecida não se deve a nenhum problema estrutural ou problema governamental. Eu acho normal. Os investidores que construíram os

O leilão A-3/2012, considerado o maior envolvendo eólica já realizado, ocorrerá este mês. A Bioenergy vai participar? Com quantos parques? A gente tem 470 MW. São 15 projetos, todos para o Maranhão. Nenhum para o RN? A gente já começou a construir novos parques no RN. No Maranhão, há uma quantidade de áreas conjuntas muito boas. A gente terminou agora um ciclo de investimentos de três anos.

Qual a expectativa para este leilão? Há uma meta? Vai depender de tarifa. Se for uma tarifa muito baixa, a gente entende que é melhor esperar um bom momento para comercializar esta energia. Até porque a tarifa (valor pago pelo KW/h nos leilões federais) tem caído muito. Muito. Isso diminui a rentabilidade dos projetos até torná-los inviáveis. A minha expectativa é contratar os 15, se as tarifas estiverem boas. Se estiverem num nível intermediário, contrataremos num nível intermediário. Se estiverem num nível baixo, contrataremos um número pequeno de parques. E se estiverem muito baixas, não contrataremos. Foi a queda gradativa da tarifa para eólica que levou muitas

Por onde a mercadoria de vocês entra? Pelo Porto de Natal? Entra de diversas formas. As torres entraram pelas rodovias. As pás entraram pelo Ceará e chegaram ao RN pelas rodovias e as ásceles vieram pelo Porto de Natal. Você falou que o Estado carecia de investimentos em determinadas áreas. Como você avalia a nossa infraestrutura? Não é só a infraestrutura do RN, mas a infraestrutura do Brasil todo (que carece de investimentos). O Porto de Natal é um porto urbano. Você não consegue fazer um raio de curvatura no centro de Natal. É bem complicada a logística. Mas não vou dizer que foi um erro. Ninguém previu energia eólica há 30, 40 anos. Fazia todo o sentido construir um porto naquele local há 20, 30 anos. Só que a economia mudou e é preciso algumas adequações. É necessário construir um posto mais afastado, como o de Pecém, no Ceará. A infraestrutura precisa de atualização e de investimento. Um porto específico para grandes equipamentos fora do centro urbano. Hoje a energia eólica representa 1% de nossa matriz energética. Qual sua previsão para os próximos dez anos? Dizíamos antes que a energia eólica era uma energia complementar. Eu mudei meu pensamento. A capacidade é muito grande. Se vai crescer 5, 10, 20%, não importa. É preciso planejamento. Há espaço para todas as fontes. Mas acredito que a eólica passar a representar até 20% da nossa matriz energética em 10 anos.


economia 8

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 04 de março de 2012 JÚNIOR SANTOS

[ESTUDO] Segundo o Ipea, o país é muito dependente

da soja e tem grande capacidade ociosa na indústria.

Diversificar a produção é chave para o biodiesel Enquanto o país se concentra na soja, a viabilidade de outras oleaginosas, como o girassol, depende de pesquisas e avanços tecnológicos.

rasília (ABr) – Para consolidar seu programa nacional de biodiesel, o Brasil vai precisar diversificar a produção agrícola, reduzir a dependência de incentivos fiscais e diminuir os custos finais do produto. Os caminhos são apontados em estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O estudo mostra que, da capacidade industrial instalada de produção no país, que hoje é mais de 6 milhões de litros por ano, 57% estão ociosos. A produção efetiva é 2,5 milhões de litros, ofertados para as distribuidoras. “A produção é altamente dependente da soja, que responde por 80% do volume produzido de biodiesel”, diz o estudo. Por outro lado, a viabilidade econômica da produção com mamona, pinhão, girassol, canola e outras oleaginosas depende ainda de pesquisas e avanços tecnológicos. Além do foco na produção, é preciso mudanças na legislação do biodiesel, sugere o Ipea. Segundo o estudo, as discussões sobre a possível elevação dos atuais 5% para 7%, chegando a 20% de adição do biodiesel ao diesel, de forma paulatina, ao longo dos próximos anos, é tema central. Os estímulos à cadeia produtiva podem ocorrer por meio do incentivo à competição e também com o estímulo a práticas já adotadas, como o Selo Combustível Social, que tem como meta estimular o fortalecimento da agricultura familiar na produção nas regiões Norte, Nordeste e Sul, mas que, segundo o estudo, seus benefícios servem muito mais às indústrias do que aos agricultores familiares. “O

B

Selo Combustível Social, poderia voltar à pauta de debates como forma de estimular o alcance da autonomia econômica do setor, em médio prazo, e evitar maiores problemas no futuro”, atesta o estudo. Um dos principais efeitos do Selo Combustível Social foi ter aumentado em R$ 0,30 a margem operacional das indústrias. Essa margem cobre custos, lucros e investimentos das indústrias detentoras do Selo. PLANO NACIONAL Entretanto, o estudo faz um alerta: a cada aumento do percentual de biodiesel na mistura com o diesel, nas condições atuais, mais longe o país fica das diretrizes sociais e regionais que previu no Plano Nacional de Agroenergia (PNA) e no Plano Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB). “Pela ausência de novas matérias-primas e pela impossibilidade momentânea de competitividade de oleaginosas no Norte e no Nordeste, a pesquisa e o desenvolvimento, o aprimoramento da assistência técnica devem ter seu tempo de amadurecimento considerados, antes do aumento obrigatório do percentual de biodiesel ao diesel”, diz o estudo. Outro aspecto abordado pelo estudo é a oportunidade de o país caminhar para o domínio dos processos de produção, incluindo a produção dos equipamentos industriais e insumos. “Apesar de haver algumas empresas fornecedoras de projetos, plantas industriais e de reposição nacionais, somos ainda importadores de equipamentos e tecnologias, além do atraso em pesquisa e desenvolvimento”.


natal

INTERNET

Nova política de privacidade do Google estreia com polêmica. PÁGINA 7

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Parcialmente nublado - sol entre poucas nuvens Máx.: 30ºC Mín.: 24ºC

Preamar 01h32 -1.8- 13h54 -2.0 Baixa-mar 07h28 -0.7- 20h00 -0.5

Lagoa Seca: hoje 206 bancas/122 feirantes Quintas 232 bancas/144 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias

FASES DA LUA

Pipa Rio Pium Redinha (rio Potengi)

Q.Crescente: hoje Lua Cheia: 08/03 Nascer do sol: 5h26 Pôr do sol: 17h38

Editora: Luciana Campos e-mail: lucianacampos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 04 de março de 2012

Para dar andamento às obras na área do complexo da Urbana serão necessárias pelo menos mais 98 desapropriações de imóveis. Mas um dos problemas é que a Prefeitura tem apenas 60 dias para finalizar todos os processos [ MOBILIDADE ]

Desapropriações travam as obras ROGÉRIO VITAL

MARGARETH GRILO repórter especial

município de Natal está correndo contra o tempo para vencer, em 60 dias, o maior gargalo das obras de mobilidade para a Copa do Mundo 2014: as desapropriações de imóveis. No caso do complexo da Urbana, onde serão necessárias 98 desapropriações, até maio, a Prefeitura de Natal precisa finalizar todos os processos, com pagamento das indenizações, para ter na mão, o título de propriedade das áreas afetadas. Sem esse documento, não há base legal para iniciar as obras. Dois anos depois de assinada a Matriz de Responsabilidade da Copa junto ao Ministério das Cidades, o processo de caracterização e avaliação dos 429 imóveis [269 residenciais, 119 comerciais e 11 terrenos] avançou pouco. Do 449 imóveis relacionados para desapropriação, apenas 4,45% estão com caracterização e avaliação finalizada, e foram despachados pela Comissão de Avaliação de Imóveis para Desapropriações (CAID), da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi), ao gabinete do titular do órgão, Sérgio Pinheiro.

O

Estão prontos para serem enviados à Procuradoria Geral do Município (PGM) onde corre a ação de desapropriação. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, o superintendente da Caixa Econômica Federal, Roberto Sérgio Pinheiro Linhares, afirmou que a Caixa espera que a área das intervenções esteja liberada, do ponto de vista legal, para que, ao concluir a análise do projeto executivo, as obras possam ser autorizado. Para o pagamento das desapropriações, a prefeitura fixou no Orçamento Geral do Município, na rubrica “Pavimentação de vias públicas” o valor de R$ 21 milhões 650 mil. O valor é menor do que o que está previsto na Matriz de Responsabilidade da Copa, R$ 25 milhões e 800 mil. O valor total para fins de desapropriação ainda não está fechado. Depende da finalização de todas as avaliações. Segundo o secretário municipal de Planejamento, Antônio Luna, a pasta já disponibilizou na conta da prefeitura R$ 10 milhões para pagamento das indenizações. Roberto Linhares afirmou que a análise da Caixa é técnica, centrada nos aspectos de engenharia e custos do projeto executivo. “Não emitimos opinião quanto às desapropriações, mas cabe à prefeitura

O complexo da urbana, que vai ligar as zonas Norte e Sul da cidade, depende das desapropriações

adotar o instrumento adequado que nos diga que está tudo legal para o início da obra”, disse Linhares. O envio do primeiro lote de processos de avaliação para a PGM deve acontecer esta semana, segundo o secretário adjunto de Operações da Semopi, Caio Pascoal. Todos os 20 processos que tiveram a caracterização e avaliação concluídas estão dentro do lo-

te 1 – Complexo Viário da Urbana e incluem casas dos bairros das Quintas e Bairro Nordeste. Segundo Pascoal são “os mais baratos e mais fáceis de serem resolvidos”. Inicialmente, a prefeitura lançou uma previsão de desapropriar 600 imóveis, depois esse número caiu para 429 e, agora, com os levantamentos da Secretaria Municipal de Meio Ambien-

te e Urbanismo (Semurb), voltou a subir, para 449. Os imóveis estão localizados na marginal das vias Napoleão Laureano/Industrial João Mota, Felizardo Moura e Mor Gouveia, que vão ligar a zona norte à Arena das Dunas, cortando toda a zona oeste de Natal. Na quinta-feira, 01, a CAID, da Semopi, contabilizava 72 processos recebidos, dos quais 48 ainda

carecem de visita in loco de engenharia e posterior avaliação de preço. Outros quatro estavam em fase de finalização da avaliação de preço. Na Semurb, dados atualizados da quinta-feira, 01, apontavam o envio de 169 processos [36,7% do total de imóveis] para a Semopi. Segundo Caio Pascoal, nem todos os processos recebidos pelo órgão foram repassados para a CAID. Boa parte ainda está numa comissão técnica do órgão que analisa a parte documental do processo. “Não adianta enviar tudo de uma vez para a Comissão de Avaliação porque só vai empilhar. É preciso vencer primeiro os processos que estão lá”, disse ele. Na Semurb, outros 280 processos ainda estão em tramitação, dos quais 72 foram visitados pela equipe técnica para a caracterização, mas ainda estão por finalizar. O restante – 208 – ainda estão na fila de espera. Os dados são do Setor de Geoprocessamento da Semurb e forma repassados à TN pela assessoria de imprensa do órgão.

LEIA MAIS Desapropriações serão feitas em etapas.Pág.2


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 04 de março de 2012

A orientação é que os processos que envolvam desapropriações para as obras da Copa de 2014 sejam prioritários. Mesmo que o dono do imóvel discorde do valor, a Prefeitura poderá fazer o depósito em juízo e garantir o título de propriedade

[ MOBILIDADE ]

Desapropriações terão prioridade DIVULGAÇÃO

desapropriação compreende três etapas. São elas: a identificação dos imóveis pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), a avaliação da infraestrutura que estipulará o valor de cada imóvel realizada pela Comissão de Avaliação de Imóveis para Desapropriações (CAID), da Semopi, e, por fim, a parte jurídica com a publicação de decretos de desapropriação e a negociação com os proprietários, que será realizada pela Procuradoria Geral do Município (PGM). A orientação da Prefeitura de Natal, tanto para a CAID, quanto para a PGM, é de que os processos da desapropriação com vistas às obras de mobilidade da Copa tenham prioridade e celeridade. No caso da PGM, o procurador geral, Bruno Macedo, disse que ao receber os processos, de imediato, eles serão encaminhados. “Primeiro, vamos convocar o proprietário para negociar um acordo. Em caso de não haver consenso, a ação é ajuizada e o depósito feito em juízo, o que já garante ao município o título da propriedade”, explicou o procurador geral. Bruno Macedo disse que, em caso de acordo, a proposta da prefeitura será parcelada para os valores mais significativos. Mas nem sempre é possível imprimir um ritmo acelerado de trabalho. É o que acontece na CAID. A equipe é restrita – três engenheiras e uma secretária – e a demanda de trabalho é alta. Além dos processos de desapropriação da mobilidade da Copa, as engenheiras analisam todos os processos de desapropriação do município de Natal, muitos deles com prazos pré-estabelecidos e rígidos, como é o caso dos processos judiciais. O trabalho de vistoria do imóvel e de avaliação de preço exige atenção redobrada. Um descuido pode ocasionar erros e fazer o processo retornar. As engenheiras reconhecem que se ficassem atuando apenas nas avaliações da mo-

A

bilidade da Copa os processos sairiam com rapidez. A avaliação começa na visita do imóvel, para registro fotográfico e conhecimento das condições do imóvel. Depois, vem a coleta de informações em jornais, internet e corretoras de imóveis sobre o preço praticado nas áreas onde as casas a serem desapropriadas estão localizadas. A fixação do valor da indenização é, segundo uma das engenheiras, a parte mais complexa. A CAID considera, pelo menos, seis amostras de preço do mercado. Nesses imóveis iniciais do complexo da Urbana, a prefeitura está considerando, para fins de indenização, a área necessária [aquela que será utilizada] e a área remanescente [a sobra], quando esta última é inferior a 200 metros quadrados. Esse é o lote mínimo para edificação de imóvel residencial, de acordo com o Código de Obras do Município. Em alguns casos, explicou o secretário adjunto de Operações da Semopi, Caio Pascoal, “a obra passa no meio da casa e a sobra fica irrecuperável”. Por isso, nesses casos, o município está levando em conta todo o imóvel. Isso, segundo ele, não altera o orçamento previsto. Em outras situações, quando a sobra é superior a 200 metros quadrados, a indenização ficará limitada a área necessária. Na avaliação, a Comissão tem procurado ser fiel ao preço de mercado, lançando mão de parâmetros da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que permite acrescentar ou reduzir o valor de mercado em até 15%. Além disso, leva-se em conta a depreciação do imóvel, calculado com base na vida útil e no estado de conservação da residência. A vida últil considerada é de 65 anos (para imóvel residencial), de acordo com a Tabela de Depreciação de RossHeidecke, estabelecida pelo Bureau of Internal Revenue, a mais utilizada no mundo.

O complexo viário da Urbana, composto por avenidas e viadutos interligados, precisa de tempo hábil para ser totalmente concluído

Prudente deve ser concluída até junho Orçada em R$ 61 milhões, as obras da avenida Omar o’Grady, o chamado prolongamento da Prudente de Morais, interligando o conjunto Cidade Satélite (Natal) ao Distrito Industrial (Parnamirim) serão concluídas até o final do primeiro semestre deste ano. A previsão é do diretor-geral do DER, Demétrio Torres. Ele disse que “já no segundo semestre do ano, a obra terá uma utilidade”. O ponto ainda pendente da via é a construção do viaduto sobre a BR-101, que segundo Demétrio

Torres, está em fase de aprovação na superintendência estadual do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT/RN). Segundo ele, o valor global da obra já inclui a construção desse viaduto. Inicialmente, o projeto da Prudente de Morais, no trecho do prologamento, foi orçado em R$ 27 milhões, sem prevê a construção de dois túneis, que exigiram um incremento de R$ 12 milhões no valor da obra. Depois, em 2009, a obra no trecho foi suspensa, após

cho da BR-101 (16 imóveis). A maioria, de acordo com Demétrio Torres, está acordada, mas falta atualizar os valores das indenizações. Alguns desses imóveis são comerciais. Ao entregar a avenida, o diretor geral do DER, sabe que terá um ponto crítico na avenida da Integração. “Estamos projetando uma solução, mas já sei que é meu próximo calo”, disse ele. O projeto está em fase inicial de elaboração e discussão e ainda não há previsão de custo, mas o DER quer implantar em 2013. saída do prolongamento para a Prudente de Morais para a avenida da Integração.

intervenção do Ibama e do Ministério Público, argumentando que a área deveria ser preservada. Foram aproximadamente dois meses de paralisação, começando em outubro, mas as obras prosseguiram sob força de uma liminar concedida em 31 de dezembro de 2009. À época, o governo fez modificações no traçado da avenida, aumentando o investimento em R$ 7 milhões. Além disso, foram necessários mais R$ 15 milhões para pagamento de desapropriações, no tre-

OBRAS O que cabe ao Governo e o que é de responsabilidade da Prefeitura

PREFEITURA DE NATAL Eixo 1

Lote 2 Obras previstas: Entrocamento da Av.Romualdo Galvão/Av. Lima e Silva Situação:obra não licitada Valor:R$ 22.600.000,00

R$ 338.821.050,00 Complexo viário da Urbana/Av.Capitão Mor Gouveia/Corredor Estrutural Oeste

Lote1/2 Obras previstas: Implantação de Plataformas de Embarque e Desembarque para Passageiros de Transportes Coletivos Situação:licitada parcialmente Valor:R$ 13.300.000,00

Lote 2 Obras previstas: Entrocamento da Av.Sen. Salgado Filho/Av.Capitão Mor Gouveia Situação:obra não licitada Valor:R$ 28.300.000,00

Lote 2 Obras previstas: Entrocamento da Av.Prudente de Morais/Av. Lima e Silva Situação:obra não licitada Valor:R$ 75.400.000,00

*Passeios públicos (calçadas acessíveis) e Sinalização (ruas e Trânsito) Situação:licitada parcialmente Valor:R$ 16.000.000,00

GOVERNO DO ESTADO Eixo 1 Lote 2 Obras previstas: Entrocamento da Av. Prudente de Morais/Av. Capitão Mor Gouveia Situação:obra não licitada Valor:R$ 26.120.000,00

449 Números de desapropriações

Obras previstas: Reestruturação da Avenida Engenheiro Roberto Freire, que passa a ser uma via expressa com a eliminação da rótula existente, construção de elevados, aumento de 6 para 12 faixas de rolamento,sendo seis por sentido,e ligação com a Via Costeira Situação:obra não licitada Valor:220.000.000,00

Lote 2 Obras previstas: Entrocamento da Av.Sem. Salgado Filho/marginal da Av.Salgado Filho Situação:obra não licitada Valor:R$ 9.901.000,00

R$ 338.821.050,00 Lote 2 Obras previstas: Entrocamento da Av. Prudente de Morais/Rua Raimundo Chaves Situação:obra não licitada Valor:R$ 18.200.000,00

Eixo 1 – Integração Novo aeroporto/Arena das Dunas/Setor Hoteleiro

95 Complexo Urbana

208

Lote 2 Obras previstas: Reestruturação geométrica da AV.Capitão Mor Gouveia, com construção de Pontilhão elevado e túnel Situação:obra licitada Valor:R$ 23.000.000,00 Empresa Contratada:EIT, que executará as três obras

Mor Gouveia

16 Felizardo Moura

130 Industrial João Mota

R$ 25.800.000,00 Valor previsto

R$ 21.650.000,00 Valor fixado no OGM

Lote 1 Obras previstas: Complexo Viário da Urbana Situação:obra licitada Valor:R$ 36.100.050,00

Lote 1 Obras previstas: Corredor Estrutural Oeste BR-226 AV.Napoleão Laurentino – KM 6 Situação:obra licitada Valor:R$ 39.500.000,00

Obras previstas: Implantação do acesso ao novo aeroporto de São Gonçalo do Amarante com ligação da BR 304 com a BR-406 Situação:obra licitada e contratada Valor:R$ 72.198.549,57 Dimensão:33,27 km de pista dupla Empresa contratada:Queiroz Galvão

Obras previstas: Eixo 2 – Complexo viário da Prudente de Morais,com viaduto sobre a BR-101,dois túneis no trecho que cruza o conjunto habitacional Cidade Satélite (rua Caiapós e Tamanduatel) chegando à Av. Xavantes Situação:Obra Licitada e perto de ser concluída.Falta análise do DNIT quanto ao projeto do viaduto sobre a BR-101 Valor:R$ 27.830.000,00 Dimensão:4,7 km de vias (4 faixas) em pista dupla Empesa contratada: Construtora Queiroz Galvão


natal

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ MOBILIDADE ] Segundo os especialistas, a tecnologia disponível no país é adequada às obras, mas os governos devem estar atentos às etapas do processo de escolha das empresas

Processos licitatórios são a principal preocupação ALDAIR DANTAS

tecnologia da construção civil no Brasil, segundo o engenheiro Adalberto Pessoa de Carvalho, ex-presidente do Conselho Regional de Engenharia (CREA), atende a necessidade do processo para que se finalize as obras de mobilidade da Copa 2014 até dezembro de 2013, como exige a Fifa. Cabe saber, ressaltou o engenheiro, que exerceu cargos públicos em diversas governos, se o estado brasileiro, tanto governo estadual, quanto a Prefeitura de Natal estão realmente adequados e preparados para desenvolver essas obras em toda a sua complexidade. “O que nos perguntamos”, analisa o engenheiro, “é se os governos estão preparados para realizar os processos licitatórios na sua complexidade e na sua continuidade, até o último momento de desenvolver essa obra”. O engenheiro lembrou, que num processo de obras, são várias as fases a vencer e que os governos precisam ter agilidade e utilizar a tecnologia disponível para avançar sem atropelos. “Numa licitação somente a análise conjuntural, de projeto e da parte legal, leva 60 dias. No total, até a declaração do vencedor pode levar 90 dias. Então é preciso ser hábil para dar passadas largas”, disse ele. Adalberto criticou a morosidade das ações em 2010 e 2011. “Aquele era o momento que tínhamos de cuidar da parte legal, do levantamento correto das desapropriações, mas perdemos, Agora, no final de 2011, é que o processo tem avançado”, comentou. Para o engenheiro nesses dois anos era para “Estado e Mu-

A

Adalberto Pessoa de Carvalho critica a morosidade das ações

Era para ter dado três passadas largas, mas andou uma polegada” ADALBERTO PESSOA Engenheiro

nicípio terem dado três passadas largas e andou uma polegada”. Agora, disse ele, “é tentar vencer essa distância de uma forma muito objetiva”. Uma falha nos processos de desapropriação, segundo o vicepresidente do Crea-RN, José

D'Arimatéa Fernandes, é ausência, até o momento, dos laudos de vizinhança. Na avaliação dos imóveis, lembra, esse laudo é importante por identificar as chamadas “interferências de vizinhança”. “Se você não vê isso, você tem um levantamento irreal”. Essas adequações precisam ser feitas, com urgência, porque são estudos demoradas e complexos, e podem influenciar no valor da avaliação. Segundo o titular da Semopi, Sérgio Pinheiro, nesta semana, a prefeitura vai publicar edital para a contratação desses estudos. O engenheiro do Crea disse que a entidade está atenta e acompanhando o desenrolar de todas as obras. O órgão deve realizar, no segundo semestre, evento para discutir projetos da Copa. Na construção civil, explicou Adalberto Pessoa, uma obra exige três passos: um bom planejamento da obra, elaboração fundamentada e correta dos projetos básico e executivo; e o processo legal e fiscal cumprido à risca. Vencidas essas etapas vem a escolha da construtora que deve ser habilitada e com capacidade técnica de desenvolver a obra. “Na hora que você perde tempo elaborando um bom projeto e fazendo um check-list do que a legislação exige”, comentou o engenheiro, “você já mata a metade dos problemas”. Ele acredita que a lição que o Ministério Público Estadual e Federal tem dado na perseguição de uma licitação, absolutamente rigorosa, dentro do que exige a a legislação brasileira, tem servido para orientar os governos e para melhorar a gestão pública. JÚNIOR SANTOS

Enquanto a Caixa avalia o projeto do 1º lote, o 2º, que trata da Prudente de Morais/Mor Gouveia/Raimundo Chaves, não foi licitado

Caixa analisa projeto pela terceira vez A Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semopi) entregou na última sexta-feira, 24, a documentação com os ajustes solicitados pela Caixa Econômica Federal. Segundo o superintendente da Caixa, Roberto Linhares, o prazo para a análise final é de 30 dias. Mas, “dada a importância da obra”, disse Linhares, o prazo pode ser reduzido e a análise concluída em 15 dias. Essa foi a terceira vez que o projeto executivo foi devolvido ao município. Linhares frisou que a entrega da documentação não quer dizer que “o projeto seja aprovado”. Isso porque a equipe técnica pode não ficar inteiramente satisfeita com as respostas encaminhadas. A expectativa da Prefeitura de Natal é de começar as obras do Complexo Viário da Urbana em maio, após as adequações das 27 ruas que estão sendo recapeadas. Os recursos da Caixa são liberados, por etapa, ao final de cada módulo da obra, com a apre-

sentação dos boletins de medição. Pelo cronograma da Fifa, o município tem até dezembro de 2013 para concluir todas as obras de mobilidade. “Nossa previsão”, afirmou o secretário especial para Assuntos relacionados à Copa, do município, Jean Valério, “é executar todas as obras com o máximo de celeridade e agilidade possível”. “Esse prazo de dezembro de 2013 está na matriz de responsabilidade e vamos trabalhar com ele, mas isso não quer dizer que 100% das obras estarão concluídas, que 100% dos canteiros estarão finalizados”, arrematou o secretário. Ele considera que as obras já começaram por a execução da obra do complexo depender da preparação das ruas para receber o tráfego de veículos previsto com os desvios. Segundo Jean, o prazo de 60 dias pode ser encurtado. Na semana passada, o recapeamento das ruas parou por três dias, por falta de asfalto, sendo retoma-

das na sexta-feira, 24. “Quanto às desapropriações, a etapa mais importante”, disse ele, “que é a caracterização, está sendo concluída”. E arrematou: “existem dificuldades mas estão superadas. A burocracia excessiva sendo superada”. A exemplo de Sérgio Pinheiro, ele disse esperar que, no prazo de 60 dias, grande parte das desapropriações esteja resolvida, finalizada”. Para agilizar o processo de avaliação dos imóveis a prefeitura estuda a contratação de uma empresa especializada para fazer parte do trabalho. A intenção da Semopi é de terceirizar a avaliação dos imóveis comerciais. Na última cotação feita, a empresa consultada chegou a cobrar R$ 6 mil, por avaliação comercial, e R$ 1.500,00 pelas residenciais. No caso das obras de mobilidade sob responsabilidade do município ainda falta a licitação de todo o 2º lote. Segundo Sérgio Pinheiro a Semopi está concluindo os pro-

jetos executivos. Os mais avançados são os dos entrocamentos da Prudente de Morais com a avenida Capitão Mor Gouveia e da Prudente com a avenida Raimundo Chaves. Segundo ele, a equipe que desenvolve os estudos geotécnicos pediu mais 15 dias para fechar datas quanto à entrega do projeto. “Esse lote terá muita obra enterrada que requer mais tempo de estudo, até porque é preciso vê as questões de fundação e condições do solo”. Por isso, segundo ele, não há previsão de quando a licitação será realizada. Para esse lote, a prefeitura vai aguardar, segundo Pinheiro, que a Caixa aprove os projetos executivos para só então fazer a licitação. Ele ventilou a possibilidade de realizar a licitação em até dois lotes.

LEIA MAIS Governo vai investir na Roberto Freire e nos acessos ao novo aeroporto.Pág.4


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 04 de março de 2012

Com o aumento da capacidade de crédito do Governo do Estado em R$ 684 milhões as obras de melhorias na avenida Engenheiro Roberto Freire e os acessos ao aeroporto de São Gonçalo do Amarante vão sair do papel

[ MOBILIDADE ]

Governo elege obras prioritárias DIVULGAÇÃO

a semana passada, a Secretaria do Tesouro Nacional aumentou a capacidade de crédito do Governo do Estado em R$ 684 milhões. Essa ampliação, segundo Demétrio Torres, diretorgeral do Departamento Estadual de Estradas - DER/RN e secretário especial para Assuntos relativos à Copa, capacitou o Estado a investir em duas obras estratégicas para as obras de mobilidade da Copa: a transformação da engenheiro Roberto Freire em via expressa e a construção dos acessos ao novo aeroporto de São Gonçalo do Amarante. No caso do projeto da Engenheiro Roberto Freire, a secretária de Infraestrutura do Estado, Kátia Pinto, informou que aguarda reunião do Grupo Executivo de Acompanhamento da Copa (Gecopa) para apresentar o projeto, já aprovado pelo Ministério das Cidades. Assim que o governo obtiver o aval do Gecopa, disse ela, passa a fazer os encaminhamentos para o contrato de financiamento e a licitação da obra. “Vamos apresentar as mudanças e aguardar a aprovação para então apresentar o projeto, com os reais valores à Caixa”, afirmou a titular da SIN, em entrevista à TN, na última terça-feira, 28. Depois de finalizada a concorrência, segundo estimativa do DER, a obra levará até 1 ano e meio para ser concluída. Demétrio Torres disse que o novo traçado permite “um tempo de vida, de fluidez de tráfego adequado à cidade, razoável”. No caso dos acessos para o novo aeroporto, a obra já está licitada, mas o valor, segundo Demétrio Torres, era irrisório, contemplando apenas a ligação norte (trecho compreendido entre a BR 406

N

As obras na Engenheiro Roberto Freire devem durar um ano e meio e após concluídas a avenida será uma grande via expressa RODRIGO SENA

e o giradouro do aeroporto] e mais algumas melhorias de estradas na região, mas foi refeito incluindo a ligação sul (trecho prevê ponte sobre o Rio Potengi e viaduto no entrocamento da BR 304/BR 226) Além da duplicação das rodovias federais 304, 226 e e 406, o projeto prevê a implantação dos trechos de ligação, hoje inexistentes. O custo total da obra foi quase quadruplicado, passando de R$ 25 milhões para R$ 72,1 milhões. Apesar de a obra estar licitada e contratada, o governo ainda lançou nenhuma ordem de serviço por não estar com os recursos assegurados, segundo Demétrio Torres. “Nosso objetivo é iniciar e terminar a obra, dando utilidade a ela. Agora isso será possível”.

A assinatura do contrato de financiamento deve acontecer nos próximos dias. Depois será assinada a ordem de serviço. A obra deve durar por 14 meses. A perspectiva do governo é de finalizar as obras, dos acesso ao novo aeroporto e da engenheiro Roberto Freire, até o Mundial da Fifa. Os dois projetos serão financiados com recursos do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS). A nova Engenheiro Roberto Freire, será uma via expressa de 4,1 km, com doze pistas - o dobro das existentes no traçado atual. Incluída na matriz de responsabilidade da Copa 2014, a obra vai custar R$ 220 milhões. Esse valor, definido no projeto executivo, é quase qua-

A via é hoje uma das mais problemáticas da zona Sul da cidade

tro vezes maior que o previsto no projeto básico (R$ 57 milhões). As adequações incluem ainda construção de faixa de ciclovia; corredores de ônibus; faixas de segurança e aumento no número de passarelas de três para cinco. O projeto contempla a ampliação do viaduto de Ponta Negra. Construída na década de 70, a avenida passou pela última grande reforma em 2007, com a duplicação do viaduto de Ponta Negra, dentro das obras da BR 101. Ao falar sobre a mobilidade para a Copa, o titular da Secopa afirmou que “a mobilidade precisa ser pensada com bom planejamento”. Ele disse estar tranquilo quanto à conclusão das obras de mobilidade sob responsabilidade do governo. “Tendo o dinheiro, e não tendo problemas de ordem legal, os impedimentos, as obras saem rápido, se vence todas as etapas, e isso nós temos agora”, arrematou. Demétrio ressaltou apenas que é cauteloso quanto “as obras nas áreas urbanas” porque elas tem mais dificuldade de ordem legal. Na visão dos engenheiros entrevistados pela TRIBUNA DO NORTE, Adalberto Pessoa e José D’Arimatea, os projetos das avenidas Prudente de Morais e Engenheiro Roberto Freire, vão desafogar a maior concentração veicular da cidade, no corredor da Hermes da Fonseca, em, pelo menos, 30% do tráfego. Já a ligação da BR 304 com a 406, projeto que consta nas obras de acesso do novo Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, livra quase 40% do tráfego pesado e ônibus, do meio urbano. Os dois engenheiros alertam que os governos municipal e estadual não podem perder de vista o benefício maior que é o legado da Copa.


Domingo | 04 de marรงo de 2012

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 04 de março de 2012

ARTIGO

Poder Judiciário

MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA Procurador Regional da República Mestre em Direito pela PUC/SP Doutorando em Direito pelo King’s College London – KCL

ANELLY MEDEIROS

Sinal Fechado O advogado Eduardo Nobre que atua na defesa do acusado George Olímpio, no caso da operação Sinal Fechado, disse que só irá se pronunciar depois que oferecer defesa previa a Justiça. “Iremos abordar questões sérias relativas à moralidade, provas e imperfeição da forma da denúncia” declarou o advogado Eduardo Nobre. Na semana passada, a juíza da 6ª Vara Criminal, Emanuella Cristina Pereira Fernandes, recebeu denúncia contra os acusados na Operação Sinal Fechado, que inclui George Olímpio, os ex-governadores Vilma de Faria e Iberê Ferreira de Souza .

Sinal fechado II Sobre os acusados que ficaram fora da denúncia, o Ministério Público informou, através da assessoria de imprensa, que o órgão avaliará se será manejada alguma providência judicial ou se dará prosseguimento às investigações, até que, havendo novas provas e evidências de condutas delituosas, seja oferecido aditamento à denúncia-crime ou de-

núncia autônoma. A operação foi deflagrada no dia 24 de novembro de 2011, depois de 9 meses de investigação sobre o contrato da inspeção veicular ambiental no RN. Segundo o MP, na apuração descobriu-se que a organização fraudou desde o processo de elaboração da lei, em 2009, até o processo licitatório, em 2010.

Os juízes decentes do país não podem ser confundidos com meia dúzia de vagabundos infiltrados na magistratura brasileira”

Corregedora Eliana Calmon durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça do Senado defendendo que as investigações devem ocorrer em vários setores para apontar as falhas do Judiciário brasileiro.

Comunidade Os representantes do Conselho Nacional de Justiça já voltaram para Brasília, mas os trabalhos irão continuar até o próximo mês. Quarto portarias foram publicadas para disciplinar o processamento de Precatórios e Requisições de Pequeno Valor do Tribunal. Uma delas de determina a abertura de contas individuais e distintas para cada ente devedor. Já a Portaria nº 137/2012

“Anatomia de um Crime” (I)

determina a reestruturação da Divisão de Precatórios, visando a autuação, cadastro e gerência de precatórios originados dos processos de execução movidos em desfavor das Fazendas Estadual e Municipal, para pagamento de precatórios emitidos pelo TJRN. A presidente do tribunal, desembargadora Judite Nunes irá designar um juiz de Direito para assessorar na gestão de Precatório.

natomia de um Crime” (“Anatomy of a Murder”, 1959) traz a assinatura do diretor Otto Priminger (1905-1986) e está, certamente, entre os melhores “courtroom dramas” até hoje realizados. O roteiro do filme é adaptado do romance homônimo, de 1952, escrito pelo Juiz da Suprema Corte do Estado de Michigan-EUA Jonh D. Voelker (1903-1991), sob o pseudônimo de Robert Traver. O romance, por sua vez, foi inspirado em um caso real no qual o autor atuou como advogado de defesa. Para se ter uma ideia, nos EUA, em 1960, “Anatomia de um Crime” foi indicado ao Globo de Ouro e ao Oscar em diversas categorias, entre elas as de melhor filme, melhor ator (James Stewart) e duas vezes por melhor ator coadjuvante (com Arthur O’Connell e George C. Scott). Na Europa, foi indicado ao BAFTA e no Festival de Veneza, tendo James Stewart, na competição italiana, vencido na categoria de melhor ator. “Anatomia de um Crime” também ganhou três “Grammy Awards” por sua trilha sonora, trazendo obras-primas do jazz, compostas pela dupla Duke Ellington (1899-1974, que faz uma pontinha no filme) e Billy Strayhorn (1915-1967). Para quem é apaixonado por jazz (não é o meu caso, confesso), “Anatomia de um Crime” vale a pena ser visto apenas pela música interpretada pela “Ellington’s Band”. O enredo de “Anatomia de um Crime” gira em torno do homicídio cometido, em uma cidadezinha do interior do estado de Michigan, por um oficial do Exército americano, o tenente Frederick “Manny” Manion (papel de Ben Gazzara, 1930-2012), contra um homem (o violento dono de bar Barney Quill) que, alegadamente, teria estuprado sua provocante e aparentemente infiel esposa, Laura Manion (personagem da belís-

“A

sima Lee Remick, 1935-1991). De certa forma à frente do seu tempo – lembremos que foi lançado em 1959 –, “Anatomia de um Crime” foi um dos primeiros filmes a lidar explicitamente com temas como estupro e relacionamentos Anatomia de um extraconjugais. Paul Biegler Crime”,certamente,é (papel de James um filme que nos Stewart, 1908- mostra a beleza do 1997) é o simples, Direito e do tribunal mas preparado, do júri,assim como a advogado do inte- luta dos advogados rior que, um dia, de defesa – cuja ironicamente, foi o equipe,toda formada Promotor de Jus- por pessoas“do bem”, tiça da pequena ci- ganha logo nossa dade. Após perder simpatia – contra o a eleição para re- aparelho repressor novação do man- do Estado” dato, ele “gasta” o tempo pescando e tocando jazz em seu piano. No seu ócio, Biegler é contactado pela provocante Laura Manion para defender o marido, que não nega o homicídio, mas alega ter agido após sua mulher haver sido estuprada. O promotor do caso acha que a alegação de estupro é falsa: a vítima fora assassinada, em um acesso de ciúmes do réu, porque estava tendo um caso com a “infiel” Laura. O tenente Frederick “Manny” Manion é um réu cheio de empáfia (que gera em nós uma antipatia imediata) e ciumento de sua bela mulher. O advogado Paul Biegler, num primeiro momento, não quer se envolver no imbróglio, mas, precisando ganhar a vida, acaba aceitando o caso. Apenas a motivação passional de haver reagido a um estupro não é suficiente para obter uma absolvição, e a defesa, brilhantemente, baseada em um precedente de meados do século XIX,

“constrói” a tese do “impulso irresistível” que implicaria a “insanidade temporária” do réu. Na trama, ainda temos o velho advogado alcoólatra Parnell McCarthy (papel de Arthur O’Connell, 1908-1981) que, participando ativamente da defesa do réu, acaba por, ao final, abandonar o vício que estava destruindo sua vida. Maida Rutledge (personagem de Eve Arden, 1908-1990) é a eficiente e leal secretária do advogado Paul Biegler. Claude Dancer (papel de George C. Scott, 1927-1999) é o preparado e frio representante do Procurador-Geral que, dada a dimensão que o caso ganhou, vem auxiliar a acusação local. O tribunal do júri é presidido pelo aparentemente simplório – mas, na verdade, sábio – juiz Weaver (papel de Joseph N. Welch, 1890-1960). E por aí vai. “Anatomia de um Crime”, certamente, é um filme que nos mostra a beleza do Direito e do tribunal do júri, assim como a luta dos advogados de defesa – cuja equipe, toda formada por pessoas “do bem”, ganha logo nossa simpatia – contra o aparelho repressor do estado. Paul Biegler, a personagem de Jimmy Stewart, é o arquétipo do heroico advogado dos filmes americanos. Segundo Nicole Rafter (vide artigo intitulado “American Criminal Trial Films: An Overview of Their Development, 19302000”, constante do livro “Law and Film”, editado por Stefan Machura e Peter Robson, Blackwell Publishers, 2001), ele vence por intermédio da honestidade, do conhecimento, do brilhantismo e da perseverança, muito embora sua vitória ganhe certo sabor amargo no final do filme, quando se deixa claro que o réu, não necessariamente culpado (mas quem sabe?), é um verdadeiro canalha. Mas será apenas isso? Um olhar mais crítico nos mostrará que não é bem assim, preto no branco, um filme de mocinhos contra bandidos. O Direito – conforme exposto em “Anatomia de um Crime” – tem mais zonas cinzentas do que ousa imaginar uma vã filosofia. É o que veremos domingo que vem.

VITÓRIA O Superior Tribunal de Justiça através de decisão do ministro Adilson Vieira Macabu determinou o não segmento do recurso impetrado pelo Ministério Público do RN, que pedia a reformulação do acórdão que concedeu habeas corpus a uma servidora pública, acusada de fazer parte de uma lista de funcionários fantasmas durante governo Fernando Freire. A defesa da servidora foi feita pelos advogados Ivanka Nobre e Fabiano Falcão.

Estagiários para TRE/RN O Tribunal Regional Eleitoral abrirá, a partir de amanhã, inscrições para selecionar estudantes de nível médio, ensino superior, e de educação profissional para o Programa Social de Estágio do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte. Serão contratados 16 estagiários para a sede do Tribunal, em Natal, sendo 13 de nível superior e 3 de nível profissionalizante do IFRN para o perío-

do eleitoral. Para o interior, existem 117 vagas para atuar junto aos cartórios eleitorais no período de 16 de abril a 16 de outubro. As inscrições para o estágio em Natal podem ser feitas até 16 de março, na sede do TRE/RN. No interior as inscrições para o estágio de nível médio devem ser feitas na sede da Zona Eleitoral do município onde o estudante estiver pleiteando a vaga.

tn família

TODOS OS DOMINGOS NA TRIBUNA DO NORTE

INDICAÇÃO I O anúncio sobre saída antecipada do desembargador Caio Alencar, que irá entrar com pedido de aposentadoria em abril, fez surgir uma série de especulações sobre quem ocupará a vaga no Tribunal de Justiça do RN. A grande dúvida é a quem cabe indicar a vaga. Como o desembargador entrou como representante do MP e, como a última vaga do quinto constitucional foi preenchida por um advogado, caberia ao órgão indicar o novo desembargador. Outros entendem que a vaga é do quinto constitucional e, portanto, tem que ser preenchida por um advogado, de acordo com a Lei da Magistratura. INDICAÇÃO II O artigo 100 da Loman diz que nos tribunais em que for ímpar o número de vagas destinadas ao quinto constitucional, o que é o caso do Rio Grande do Norte, que tem 15 desembargadores, “uma delas será, alternada e sucessivamente, preenchida por advogado e por membro do Ministério Público, de tal forma que, também sucessiva e alternadamente, os representantes de uma dessas classes superem os da outra em uma unidade”.

Sem acordo Com a iniciativa dos empresários da Via Costeira de buscarem o Ibama nacional para tentarem retomar um acordo no caso do hotel da BRA, o Judiciário em Pauta procurou o Juiz Federal Ivan Lira, titular da 5ª Vara Federal, que é presidente do processo e tentou fazer um acordo entre as partes, mas esbarrou na negativa do próprio Ibama. “Elogio qualquer iniciativa da busca de consenso, mas não vou mais

paralisar um minuto sequer do curso do processo por causa desses entendimentos. Se o consenso chegar antes da sentença, ótimo. Se não, cumprirei o meu dever”, disse o magistrado. O Juiz Federal Ivan Lira realizou audiência de conciliação, durante três dias, para tentar promover o acordo entre as interessados no processo do hotel da empresa NATHFW, todas as partes concordaram com os termos do acordo, exceto o Ibama.

viver TERÇA A SÁBADO NA TRIBUNA DO NORTE


natal

Domingo | 04 de março de 2010 ➾ www.tribunadonorte.com.br ➾ tnonline@tribunadonorte.com.br ➾ twitter.com/tribunadonorte

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

7

tn online Fred Carvalho - www.twitter.com.br/fredcarvalhorn

Vivo na frente A Vivo atingiu em 31 de janeiro a marca de 72,9 milhões de clientes em todo o Brasil. A empresa detém agora participação de 29,73% no mercado de telefonia móvel, ampliando em 0,19 ponto percentual o resultado obtido em dezembro, o que mantém a companhia na liderança do mercado nacional. A empresa aumentou também sua participação no segmento pré-pago em relação a dezembro, passando de 27,97% para 28,21%, além de se manter na liderança no póspago, com market share de 36,57%.

Segurança Os clientes da Claro que possuem smartphones contam com um novo serviço da operadora. Trata-se do Mobile Security, um aplicativo de segurança que permite ao usuário, em caso de roubo ou perda do celular, bloquear, rastrear e localizar o aparelho, deletar e fazer back up dos dados, além de acionar um alarme de roubo. O Mobile Security também conta com um antivírus que identifica as ameaças virtuais. O usuário pode adquirir o aplicativo pelo site do Claro Ideias (www.claroideias.com.br/security) ou pelo call Center, no número 1052. Os primeiros 30 dias de uso do aplicativo são gratuitos. Depois desse período o cliente paga mensalmente R$7,90 para proteger o seu smartphone.

Fragilidade

Fone novo modelo de fones de ouvido da Integris, que faz parte da linha 2012 de acessórios para informática, vem num prático estojo com zíper que acomoda os fones e os fios dando

O

mais proteção ao acessório. A apresentação evita o emaranhado dos fios e facilita o transporte, tanto na mochila ou junto ao corpo preso por mosquetão. De uso intra-auricular, o acessório promete leveza e conforto, além de qualidade sonora para quem quer curtir sua trilha predileta.

SETOR EM CRESCIMENTO

No momento em que os smartphones são alvos cada vez mais frequentes de hackers, o sistema operacional Android, do Google, aparece como o mais exposto a esta ameaça, afirmam os especialistas. É impossível ignorar o sucesso do Android no Mobile World Congress, que acontece nesta semana em Barcelona: na ausência da Apple (que se recusa a participar de eventos deste tipo), a plataforma ocupa

um espaço imenso no congresso, com o seu mascote (um robô verde), e está presente na maioria dos novos aparelhos desenvolvidos para a ocasião. Mas, para os analistas, ele é também o “calcanhar de Aquiles” do Google. “Isto é preocupante no modelo Google, mas é também o que é bonito, seu ambiente aberto”, diz Cesare Garlati, diretor de mercado da companhia de segurança Trend Micro.

Sem distorções

Som

O setor de compra coletiva brasileiro faturou R$ 98,2 milhões em janeiro de 2012,representando um crescimento de 7,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.As informações são de um levantamento apresentado pelo InfoSaveMe,indicador criado pelo agregador de ofertas de compras coletivas SaveMe,em parceria com o ebit.“O ano de 2012 já começa a dar sinais positivos.Muitos recordes serão quebrados no e-commerce”, afirma Pedro Eugênio,CEO do Busca Descontos,portal que reúne cupons de descontos dos principais players do país e do Loucas por Descontos, agregador das melhores ofertas dos principais sites compras coletivas para o publico feminino.

20 MILHÕES Ao aliar conforto, estilo e alta qualidade sonora, a C3 Tech, marca da fabricante de produtos de informática Coletek, traz ao mercado a nova linha de headphones MI-2322. Voltados para usuários de iPhones, iPods, iPads, smartphones e tablets, os fones Blanc (Branco) e Noir (Preto) contam com visual diferenciado, já que o microfone fica acoplado no próprio cabo do fone. Os fones permitem atender ligações e gerenciar o aplicativo de músicas, com possibilidade de pausar, passar e conferir o nome da faixa musical.

A Integris Brasil acaba de lançar o Soundbar 5.1. Novidade na linha de sistemas de áudio que compõem também um design elegante e discreto, complementando a decoração de qualquer ambiente. O aparelho tem sistema de áudio digital, com efeito surround 3D, 80W RMS de potência, que proporciona, segundo o fabricante, uma reprodução sonora de qualidade e sem distorções. Versátil e com conexões auxiliar P2 e RCA pode ser plugada plugar na TV, MP3 Players, ou qualquer aparelho compatível com esses plugues, garantindo diversidade em sua utilização.

A Samsung divulgou que vendeu mais de 20 milhões de unidades do smartphone Galaxy S II,principal concorrente do iPhone no mercado,em todo o mundo.O número,no entanto, não foi suficiente para ultrapassar o iPhone 4.De acordo com dados da comScore,o aparelho foi o mais vendido no ano passado nos Estados Unidos e Europa.Entretanto,em aparelhos com sistema Android,o Galaxy S II é o mais vendido.

Proteção Dispositivos como os iPhones já fazem parte da nossa rotina e nos acompanham em nossa correria cotidiana. A capa protetora Claro disponível na versão ultra-clear, proporciona um novo tipo de proteção completamente transparente, o que permite enxergar com clareza todas as características do iPhone 4/4S. Enquanto protege e dá um look bacana para o aparelho, a Claro tem cortes específicos para encaixar perfeitamente os botões, saída para DOC, entrada de fones de ouvido e botão de modo silencioso. Esse case protege o aparelho contra quedas, arranhões, sujeiras e cabe perfeitamente no bolso: custa R$ 99.

[ GUERRA NA INTERNET ] Polêmico Julian Assange, editor do site, afirma que seu grupo tem

[ MUDANÇA ] Informações coletadas em sites

mais de 5 milhões de e-mails da Stratfor e promete publicá-los nas próximas semanas

da empresa agora podem ser compartilhadas

WikiLeaks revela e-mails de clientes da Stratfor

Google estreia nova política de privacidade DIVULGAÇÃO

Julian Assange disse a grupo britânico que descobriu a existência de uma empresa que é uma Enron do setor de inteligência privada

empresa privada de inteligência norte-americana Stratfor foi paga pela CocaCola para avaliar a possibilidade de ameaça de protestos durante os Jogos Olímpicos, passou informações à Dow Chemical sobre ativistas pelo meio ambiente e vende o que clientes e assinantes consideram uma das melhores análises geopolíticas que o dinheiro pode comprar.Agora, o centro de estudos sediado no Texas é o maior alvo do editor-chefe e fundador do WikiLeaks, Julian Assange, que afirma que seu grupo tem mais de 5 milhões de e-mails da Stratfor e promete publicá-los nas próximas semanas. Uma pequena parcela de documentos publicados na segundafeira, não mostrou nada muito interessante, mas revelou os nomes de clientes que a Stradfor há mui-

A

to mantinha em segredo e se recusava a divulgar. Esses clientes vão de universidades a megacorporações como Coca-Cola, que aparentemente se preocupava com a possibilidade de defensores dos direitos dos animais promoverem tumultos e prejudicarem as Olimpíadas de Inverno em Vancouver, no Canadá, em 2010. “Em que medida os integrantes da entidade norte-americana PETA podem viajar para o Canadá para participar de atos ativistas?”, perguntou um gerente da Coca-Cola a um analista da Stratford num e-mail de 2009. Um exame inicial dos e-mails mostrou uma mistura de informações inócuas e constrangedoras. Mas Assange acusou Stratfor de ações sérias, como enviar dinheiro para informantes por meio de paraísos fiscais, monitorar grupos

ativistas em nome de grandes corporações e de fazer investimentos tendo como base sua própria inteligência secreta. “O que descobrimos foi a existência de uma empresa que é uma Enron do setor de inteligência privada”, disse Assange ao Frontline Club, grupo londrino que defende o jornalismo independente, referindo-se à gigante texana do setor de energia cuja falência espetacular se transformou em sinônimo de má conduta corporativa. A Stratfor negou que haja qualquer coisa imprópria com a forma como lida com seus contatos. “A Stratfor trabalha para conseguir boas fontes em muitos países ao redor do mundo, como qualquer editora de análise geopolítica faria”, disse a empresa em comunicado. “Nós temos feito isso de uma forma direta e estamos

comprometidos em alcançar os mais altos padrões de conduta profissional.”Sediada no quarto andar de um prédio no centro de Austin, a Stratfor deve ser um dos menores alvos atingidos pelo WikiLeaks. Fundada em 1996, a empresa tinha cerca de 40 funcionários em tempo integral em Austin em 2008 e regularmente contrata estagiários da Universidade do Texas, que fica nas proximidades. Segundo um dos documentos internos da empresa divulgados pelo WikiLeaks, a empresa afirma ter 292 mil assinantes pagos, mas reconhece que o número verdadeiro de pessoas que realmente leem seus produtos é bem menor. A Stratfor usa analistas para vasculhar a internet em busca de informações abertas, que possam usar para determinar onde a próxima crise mundial pode ter início.

nova política de privacidade do Google começou a valer na quinta-feira passada. Segundo a empresa, a essência das regras dos mais de 60 produtos da companhia não muda, mas agora um único modelo se aplica a todos os serviços, incluindo YouTube, Gmail e a rede social Google+. Há algumas semanas, a empresa tem informado os usuários sobre a mudança. Na prática, as informações coletadas em um dos sites da empresa poderão ser compartilhadas pelos demais serviços. Os contatos que o usuário tem no Gmail, por exemplo, aparecerão quando ele acessar o Google+, e vice-versa. Para o Google, a nova política e os termos de uso irão criar uma experiência “simples e intuitiva” para o usuário. “Ao lembrar os contatos com quem você deseja falar, tornamos fácil para você compartilhar o que quiser por meio de qualquer produto ou serviço do Google, com o mínimo de cliques e erros”, justifica a empresa. Essa unificação também dará maior controle ao Google, afirma Victor Haikal, advogado especializado em direito digital. Essa é a principal preocupação de órgãos regulatórios da Europa e dos EUA, que estão investigando as mudanças na política de privacidade. “O novo regulamento ficou mais genérico, dando mais possibilidade ao Google de trabalhar com os dados das pessoas. Por exemplo, as informações que o usuário forneceu dentro do YouTube, poderão ser aproveitadas no Gmail para oferecer outro serviço ou uma publicidade. Antes, isso era segmentado”, explica Haikal. As mudanças vão retirar alguns dos obstáculos com os quais o Google precisa lidar quando quer ligar informações de um serviço para outro. “Por isso, não quer dizer que a política de privacidade

A

ficou melhor ou mais benéfica para os usuários”, diz Haikal. O fato de o Facebook ter sofrido sanções nos Estados Unidos quanto à privacidade dos usuários colaborou para a iniciativa do Google de mudar a sua política, lembra. Em novembro de 2011, a rede social fez um acordo e mudou algumas de suas práticas de privacidade diante das acusações da Federal Trade Commission (FTC) nos EUA. Um processo na FTC acusava o Facebook de ter enganado os consumidores quanto à privacidade de seus dados. O advogado destaca que, por outro lado, o novo modelo deixa as regras mais acessíveis ao usuário. Segundo Haikal, o Google decidiu unificar as políticas de privacidade e os termos de serviços também porque muitos usuários reclamavam do número de documentos que havia anteriormente para cada produto. “Buscando simplificar a vida das pessoas, eles reduziram todas as políticas e deixaram o texto com menos termos jurídicos. Está mais simples para as pessoas lerem”. O especialista explica que a essência do regulamento não foi alterada. “Antes, havia mais cláusulas com cara de contrato. Mas não quer dizer que o que está escrito não é a mesma coisa. Não teve nenhuma mudança substancial no texto, apenas na forma”, explica. PAINEL DE CONTROLE ÚNICO No entanto, o fato de o Google simplificar a política de privacidade também pode levar a um conteúdo menos completo, destaca o especialista. O site disponibiliza um “Painel de Controle” onde o usuário consegue acessar todas as informações armazenadas no Google e alterar as configurações de privacidade de vários serviços, como Gmail e YouTube.


natal 8

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 04 de março de 2012 DIVULGAÇÃO

[ EDUCAÇÃO ] O bispo Dom José Delgado fun-

dou a tradicional escola no início dos anos 40

Diocesano de Caicó celebra 70 anos de história A escola fundada em 1942 está preparando uma vasta programação festiva para comemorar as sete décadas de história da instituição

Fundado no ano de 1942 pelo bispo diocesano Dom José Delgado, o tradicional Colégio Diocesano Seridoense, de Caicó, comemorou nesta semana, 70 anos de fundação. Para a historiadora da UFRN, Paula Sônia de Brito, Dom Delgado, que assumiu a diocese de Caicó com apenas 36 anos, procurou conjugar o desenvolvimento das luzes do saber escolar e religioso com o diálogo constante das comunidades de fiéis. Naquela época, o bispo traçou programa educacional para criar doze escolas primárias na região do Seridó, além de fundar o Ginásio Diocesano Seridoense para jovens do sexo masculino. “Dom Delgado fomentou uma instituição formadora de quadros intelectuais e dirigentes clericais para exercer o apostolado da ação católica. A criação do ginásio e do seminário Santo Cura d´Ars foram marcos, em Caicó”, afirmou. Por ser diocesano, o colégio tem como presidente, atualmente, o bispo da Diocese de Natal, Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz. “Por toda essa história de dedicação e doação em favor do desenvolvimento sócio, histórico, cultural e intelectual do Seridó, rendemos nossa gratidão a todos aqueles que nestes 70 anos fortaleceram o Colégio Diocesano Diocesano Seridoense”, afirmou o Bispo Dom Delson. A programação dos 70 anos incluiu o lançamento de um Selo Comemorativo, desfile da banda marcial do CDS pelas ruas da cidade, missa solene, aposição da Placa Comemorativa dos 70 anos e o lançamento da revista Ita Pater, produ-

zida pela Referência Comunicação. O Ginásio Diocesano Seridoense foi inaugurado em 1º de março de 1942. O primeiro aluno matriculado no GDS foi Gessy de Assis Dantas. Monsenhor Walfredo Gurgel foi o primeiro diretor do GDS assumindo novamente o cargo no ano de 1961. A vida pública o afastou da direção do colégio, tornando-se vice-governador de Aluísio Alves. Em seguida, foi eleito senador da república e governador do Rio Grande do Norte. Somente no ano de 1964, a escola passou a se chamar Colégio Diocesano Seridoense. O seu atual diretor, padre Ausônio Tércio de Araújo assumiu nesse mesmo ano, o cargo em que permanece até os dias de hoje. “O Colégio Diocesano foi cenário de decisões importantes para Caicó. O CDS e a Escola Estadual Monsenhor Walfredo Gurgel influenciaram a vinda do ensino superior para Caicó. No início, a UFRN contava com professores do Diocesano e da Walfredo Gurgel. Na primeira fase, vários universitários foram alunos do Diocesano”, disse padre Tércio. O Colégio Diocesano Seridoense completa 70 anos com 694 alunos matriculados nos ensinos infantil, fundamental e médio. De 1967 até hoje, o CDS contabiliza 2426 alunos concluintes nos cursos científico, técnico e ensino médio. De forma pioneira na região do Seridó, o colégio vem se modernizando com avançadas metodologias pedagógicas e adoção de novas tecnologias e, hoje, é o colégio que o maior índice de aprovação no vestibular, no interior do Rio Grande do Norte.

[ RN MAIS JUSTO ] Objetivo do projeto é

atender população na faixa da extrema pobreza

Governadora lança projeto com presença de ministra programa RN Mais Justo, que tem por objetivo contribuir para a superação da extrema pobreza no Rio Grande do Norte, será lançado, oficialmente, pela governadora Rosalba Ciarlini na próxima segunda-feira, dia 5. A solenidade de lançamento acontecerá no Pirâmide Natal Hotel & Convention, em Natal, às 10h, com presença da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. Também foram convidados a participar da cerimônia prefeitos dos 167 municípios do Estado. O RN Mais Justo é uma ação complementar do Governo do Estado ao plano Brasil Sem Miséria, do Governo Federal. Por meio dele, a administração estadual pretende, a partir de um conjunto de ações articuladas e que envolvem toda a estrutura administrativa, melhorar a qualidade de vida da população que se encontra na condição de extrema pobreza – aqueles cuja renda mensal não ultrapassa R$ 70,00 (per capita) – e, portanto, em situação de maior vulnerabilidade. Em todo o Rio Grande do Norte, 405 mil pessoas, segundo dados do IBGE/Censo 2010, estão vivendo nessa situação. “A nossa missão, enquanto Governo, é identificar este contingente e atraí-lo

O

para as nossas políticas de inclusão social”, ressaltou o secretário de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), Luiz Eduardo Carneiro Costa. No âmbito da administração estadual, o RN Mais Justo ficará sob a coordenação da Sethas, mas, praticamente, todas as Secretarias de Estado participam do programa. RN MAIS JUSTO O enfoque do programa passa a ser a busca do cidadão até agora não alcançado pelo direito de acesso aos programas de transferência de renda – Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada (BPC). Para isso, o RN Mais Justo adotará o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico para identificar o público alvo do projeto. Nesse sentido, os Centros de Referência da Assistência Social - CRAS, presentes em todos os 167 municípios potiguares, serão fundamentais nessa política de inclusão social e produtiva. Serão beneficiados, inicialmente, 25 municípios das regiões do Alto e Médio Oeste. Eles foram definidos por critérios técnicos. O Governo cruzou dados de indicadores sociais para chegar às áreas mais carentes.


natal

3X4

O médico Ismael Mena fala sobre diagnóstico de problemas mentais através de imagem. PÁGINA 11

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Parcialmente nublado - sol entre poucas nuvens Máx.: 30ºC Mín.: 24ºC

Preamar 01h32 -1.8- 13h54 -2.0 Baixa-mar 07h28 -0.7- 20h00 -0.5

Lagoa Seca: hoje 206 bancas/122 feirantes Quintas 232 bancas/144 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias

FASES DA LUA

Pipa Rio Pium Redinha (rio Potengi)

Q.Crescente: hoje Lua Cheia: 08/03 Nascer do sol: 5h26 Pôr do sol: 17h38-

Editora: Luciana Campos e-mail: lucianacampos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 04 de março de 2012

[ SAÚDE ] Apesar da norma do Ministério da Saúde que entrou em vigor esta semana e torna o uso do cartão obrigatório para todos

os brasileiros, ainda existe uma série de dificuldades para a efetivação da ideia. Boa parte da população desconhece o cartão

Cartão SUS ainda espera efetivação ADRIANO ABREU

SARA VASCONCELOS Repórter

reze anos depois da sua implantação e cerca de R$ 400 milhões investidos, o cartão nacional de saúde, conhecido popularmente como Cartão SUS, não cumpre a sua finalidade. O sistema, criado em 1996 e implantado a partir de 1999, pelo Ministério da Saúde, deveria garantir maior controle da prestação de serviços e qualificar o acesso dos usuários a estes. Entretanto, na prática, diversas falhas são apontadas, a começar pelo acesso. Esta semana, o Ministério da Saúde tornou o uso do cartão obrigatório, mas a previsão é de hajam problemas para o cumprimento da medida. Para conseguir fazer o cartão exigido para consultas e exames de média e alta complexidade na rede pública de saúde - é preciso disposição e paciência. Em boa parte das unidades de saúde de Natal, o serviço está suspenso por falta de computadores, impressora, internet ou ainda papel e toner. O déficit de funcionários para manter o serviço também limita o funcionamento. O aposentado José Rosendo da Silva, 64 anos, lembra que sentiu dificuldade para obter o documento. “Foi preciso passar por vários

T

postos e tinha pressa para ir ao médico”, afirma. O Posto de Saúde do Planalto, no bairro onde mora, não dispõe do serviço. Um cartaz à entrada do Posto informa quais os lugares devem ser procurados. A unidade, interditada desde 2009, mantém alguns serviços, como assistência ao PSF e marcação de consultas em outras unidades. A confecção do cartão deveria funcionar. O problema, explica a diretora Raíla Souza, é a falta de equipamento e internet. “Encaminhamos os atendimentos, inclusive esse, para as Unidades Básica e de Pronto Atendimento de Cidade Satélite”, explica. Os postos de saúde de Candelária, Jiqui e Mirassol também não produzem o cartão SUS. Na unidade básica de Nova Descoberta e de Neópolis, a retirada ocorre no horário da tarde, às segunda, quartas e sextas-feiras. No Posto de Saúde São João, na Romualdo Galvão, em Tirol, a paralisação já dura há dois anos. No local, um atendente que preferiu não se identificar garante “em todo o Distrito Leste, quem precisa deve procurar a Secretaria Municipal de Saúde”. Para atender a população desses bairros da Zona Sul, a SMS concentrou o serviço no Distrito Sanitário Sul, próximo ao Viaduto do

O cartão SUS é obrigatório mesmo para quem tem plano de saúde ou utiliza serviços particulares

Quarto Centenário, na Norton Chaves. Por dia, são feitos em média 100 documentos vindos de diversos bairros da capital e até do interior. Por ser unidade de marcação e regulação de exames, a confecção agiliza a burocracia e encurta a peregrinação dos usuários. O serviço funciona apesar das

limitações. Com a impressora quebrada, explica a responsável pelo Cartão SUS Sílvia Souto, a equipe divide a sala e o equipamento do setor de Recursos Humanos. Além disso, os cartões são preenchidos à mão, riscando o número impresso e registrando o novo gerado. “É precário, mas a gente consegue dar

conta”, observa Silvia Souto. Foi lá, no Distrito Sanitário Sul, que José Rosendo da Silva conseguiu fazer o documento. Na quinta-feira passada, ele retornou ao local para marcação de exames pré-operatórios. “É exigido para tudo, consulta, exames. É fácil tirar se você estiver com todos os

documentos, basta saber onde faz”, disse. Na Unidade Mista de Cidade da Esperança, zona Oeste da capital, a demanda diária varia de 30 a 50 documentos. Em geral, moradores de Cidade Nova, Nova Cidade, Bom Pastor, Km-6, Jardim América, Felipe Camarão e Nazaré. A carência de funcionários, ressalta a gerente técnica responsável pelo Cartão SUS, Maria Analúcia Cavalcante Monteiro, faz com que o expediente se restrinja ao horário de maior fluxo de pacientes, das10h às 12h todos os dias. Usuária de plano de saúde, Delma Maria Santos Pontes, 45 anos, desconhecia o documento, até ser exigido pela empresa em que o marido trabalha. “Pediram para que todos os funcionários e dependentes tenham o cartão SUS”, diz. Em alguns procedimentos, como acesso a medicamentos de alto custo e de distribuição controlada pela Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat) é exigido o registro no cartão nacional de saúde, mesmo para quem tem plano de saúde.

LEIA MAIS Não há controle na emissão dos Cartões SUS.Pág.10


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 04 de março de 2012

O sistema utilizado não bloqueia novo registro mesmo se o paciente já tiver solicitado um cartão anteriormente, o que permite ao usuário ter até cinco cartões. Para se ter uma ideia, o RN já tem mais Cartões SUS do que habitantes

[ SAÚDE ]

Emissão de cartões não tem controle e por um lado encontrar pontos de confecção do documento não é tarefa das mais fáceis, por outro, a emissão é feita sem controle. O sistema não bloqueia um novo registro e tal deficiência permite ao usuário ter até cinco cartões. Embora nacional, sempre que o usuário – ou município onde requisita o atendimento – precisa, as unidades realizam um novo cadastro. Isto porque, para que o município prestador do serviço receba o repasse do Ministério da Saúde pelo procedimento realizado, é preciso que o usuário seja (ou apareça como) residente daquela cidade. No Rio Grande do Norte, são 3,7 milhões de cartões SUS nos últimos anos, dos quais 2.209.310 cartões definitivos e 1.593.410 em caráter provisório. O número é superior a população do Estado, de 3.168.027 habitantes, de acordo com o Censo 2010, do IBGE. No entanto, nem todos que aqui residem possuem o cartão. O instrumento considerado essencial por especialistas para melhorar o controle de gastos e organizar o atendimento em saúde, após quase treze anos, avalia a coordenadora de planejamento e regulação da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) Terezinha Guedes Rêgo, “não passa de uma ferramenta burocrática para regulação de internações e procedimentos de alta complexidade. Faltou, dentro da política de saúde, torná-lo prioridade, apesar de toda impor-

S

tância que representa”. De acordo com dados do DataSus, existem hoje registrados junto ao município de Natal 705.296 cartões SUS. O segundo maior município do Estado, Mossoró, tem 190 mil cartões definitivos e 138 mil provisórios. Em maio do ano passado, o Ministério da Saúde deu inicio a implantação de uma base nacional de dados, na tentativa de instituir um registro único. A nova investida do Ministério da Saúde consiste na distribuição de cartões semelhantes ao de um cartão de crédito - mas com inscrições do usuário coladas por uma etiqueta. Somente na distribuição dos cartões, o governo federal anunciou gastos entre R$ 24 milhões e R$ 30 milhões, em dois anos. “Este é um investimento quem nem Estados, nem municípios tem condições de arcar”, afirma a coordenadora. Até hoje, o modelo não foi viabilizado. A dificuldade em infraestrutura, segundo ela, se deve ainda ao não repasse de recursos. No próximo dia 8, uma reunião com gestores em saúde de todo país irá discutir o novo projeto, em Brasília. “A presidenta Dilma vem acenando com a necessidade dessa limpeza nos dados. É preciso uma revisão séria do sistema”, afirma Terezinha Rêgo. A TRIBUNA DO NORTE entrou em contato com o Ministério da Saúde para esclarecer o novo sistema, mas não houve resposta aos emails, até o fechamento desta edição.

SAIBA MAIS Se você ainda não tem,conheça quais documentos são exigidos para confecção do Cartão SUS e em quais situações é requisitado: ➔O que é? O Cartão Nacional de Saúde é um documento de identificação do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) válido em todo território nacional. ➔Para quê serve? O uso desse cartão facilita a marcação de consultas e exames e garante o acesso ao fornecimento gratuito de medicamentos.O cartão ainda permite que o histórico clínico dos pacientes seja consultado a partir de uma base de dados.A solicitação do cartão pode ser feita em todos os postos de saúde,hospitais e clínicas do SUS,mediante apresentação dos documentos listados abaixo. ➔Documentos Necessários: Carteira de Identidade (original e cópia); CPF (original e cópia); Certidão de Nascimento ou Casamento (original e cópia); Comprovante de residência (original e cópia) – água,luz ou telefone.

SMS espera material do Ministério

José Rosendo da Silva precisou passar por vários postos até conseguir a emissão do seu Cartão SUS

Obrigatoriedade já está em vigor Por determinação do Ministério da Saúde, desde a última quinta-feira, o uso do Cartão Nacional de Saúde é obrigatório por todos os cidadãos, incluindo usuários de planos de saúde. O cartão SUS é um documento gratuito de identificação do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), válido em todo território nacional. A partir deste mês, o número do cartão deverá ser preenchido no registro de procedimentos ambulatoriais e hospitalares, mesmo da-

quelas pessoas que possuem plano de saúde ou são pacientes particulares. A finalidade é a criação de um banco de dados que identifique os usuários e gere um histórico de cada paciente contendo diagnóstico, avaliação, planejamento e programação das ações de saúde, que podem ser acessadas de qualquer parte do país. De acordo com o Ministério da Saúde, a implementação dessa ferramenta faz parte de uma estratégia para oferecer um atendimen-

to integral ao cidadão e acompanhar a qualidade do serviço prestado. O Ministério da Saúde orienta, ainda, que mesmo aqueles que possuem plano de saúde devem portar o cartão, já que algum imprevisto do plano privado pode acontecer e o paciente necessitar ser atendido pelo SUS. Qualquer dificuldade, o usuário deve entrar em contato com a Ouvidoria Municipal de Saúde: 0800647-5225 ou com a Ouvidoria Estadual de Saúde: 0800-647-7071.

Procurada pela TRIBUNA DO NORTE, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do setor de Cartão SUS, encaminhou alguns esclarecimentos sobre a deficiência no setor. Devido à exoneração dos diretores e indefinição quanto a quem assumirá a chefia do departamento, a fonte será preservada. Não há por parte do município, de acordo com o setor responsável da SMS, investimento para a confecção do documento. A Secretaria ainda aguarda o envio, por parte do Ministério da Saúde, dos cartões em PVC (definitivos), que de acordo com comunicado ministerial, deverão ser entregues ainda este ano. Sobre as providências adotadas para sanar a carência de material, equipamentos e pessoal nas unidades da saúde, foi esclarecido que “os diretores das unidades de saúde tem responsabilidade de informar, com antecedência, sobre a falta de papel e tinta, ao setor responsável pelo abastecimento desse material na SMS. Em relação a falta de funcionário, cabe a unidade fazer remanejamento para cobrir o quadro em carência, não à SMS. A suspensão na emissão do cartão nas unidades é compensada pela oferta do serviço nos distritos sanitários. Todos eles, Oeste, Sul, Norte, com a exceção do Centro Clínico, da Ribeira, emitem o documento”. De acordo com informações do setor responsável na SMS, a multiplicidade de registro de usuários ocorre devido a inexistência de uma câmara federativa de repasse de recurso. Quando um morador de outra cidade busca atendimento fora dela, é necessário fazer uma alteração no endereço ou um novo cartão. O cartão nacional de saúde é uma base nacional de dados, onde não é gerado nenhum tipo de recurso para o Município ou Estado. O gestor do cartão é o Ministério da Saúde que presta cooperação técnica aos Estados, Distritos e Municípios.


natal

Domingo | 04 de março de 2012

3porquatro

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

POR ANNA RUTH DANTAS

ISMAEL MENA GONZALEZ

PIONEIRO NO DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS MENTAIS ATRAVÉS DE IMAGEM,O MÉDICO CHILENO É UMA SUMIDADE QUANDO O ASSUNTO É MEDICINA NUCLEAR.A ESPECIALIDADE É UMA DAS QUE MAIS CRESCE NA MEDICINA E NA PRÓXIMA SEMANA O ESPECIALISTA VAI FAZER UMA VÍDEOCONFERÊNCIA PARA PROFISSIONAIS POTIGUARES

“A Medicina Nuclear é o fiel da balança” FOTOS:CEDIDAS

O que lhe motivou a estudar as doenças mentais? Em 1966 descobrimos na Universidade Católica do Chile, com o professor George Cotzias, da Universidade de Nova Iorque para o tratamento da doença de Parkinson a L-Dopa, que restaura os níveis de dopamina, um neurotransmissor que está em falta nesta doença. O primeiro paciente foi um mineiro, que sofria de Manganismo doença crônica, por exposição ao manganês nas minas no norte do Chile. O Manganismo é uma doença crônica muito semelhante à doença de Parkinson e difere apenas na medida em que não é progressiva uma vez que ocorre a cura após o afastamento do trabalho. Em razão destes estudos fui convidado para ensinar e pesquisar nos Estados Unidos. Nasceu assim meu interesse em imagenologia funcional do cérebro.

Detalhes O que há de melhor na Medicina? A imagem funcional nos dá uma tremenda ferramenta para o estudo de doenças cerebrais. O que há de enigmático na Psiquiatria? A complexidade da regulação da função cerebral está se tornando mais evidentes e,portanto,este órgão maravilhoso,que é o cérebro é o melhor exemplo da criação. O que o Ismael Mena me diria sobre o médico Mena? Que é uma pessoa que vai para a frente,no esforço para avançar ajudar nossos irmãos que sofrem dessas doenças terríveis.

A partir de que dados o senhor desenvolveu o exame que identifica doenças mentais? Inicialmente em Nova Iorque por dois anos e mais tarde na Universidade da Califórnia em Los Angeles, onde eu era professor e diretor de Medicina Nuclear por 21 anos. Durante esses anos, eu estava sempre esperando o desenvolvimento de um radiofármaco que nos permitisse estudar as funções cerebrais com o equipamento que tínhamos. Como todo convidado a ensinar e pesquisar nos Estados Unidos, eu também tinha metas. A minha era da Medicina Nuclear em psiquiatria. Qual o grau de confiabilidade do exame que o senhor faz onde a partir da Medicina Nuclear traz diagnóstico da doença mental? O grau máximo de confiabilidade foi alcançada quando se comparam os resultados de nossas pacientes com indivíduos normais (usando a base de dados da mesma idade). Nós construímos bases de dados para crianças (único no mundo) de 3 a 5 anos e outro diferente de 6 a 18 anos. Outra de jovens de 18 a 40 anos e um para adultos com mais de 40 a 80 anos. Isso foi possível com o desenvolvimento em meu laboratório na Universidade da Califórnia para o software de padronização para o volume do cérebro para que possamos construir bases de dados normais e especialmente para comparar os resultados de nossos pacientes anormais com bancos de dados normais correspondentes ao mesmo grupo da idade. Isto é necessário porque o fluxo sanguíneo cerebral varia grandemente, dependendo da idade. Em mais de 20 anos de trabalho nós descrevemos alterações em circuitos funcionais em várias doenças cerebrais, como transtornos de humor, cognitivas, os efeitos de drogas e lesões cerebrais, entre outros.

Perfil O médico chileno Ismael Mena Gonzalez é professor titular da Universidade da Califórnia.Ele é especializado em Medicina Nuclear e ficou conhecido no mundo por desenvolver o chamado “spect cerebral”, exame que é usado para fazer o diagnóstico de doenças como depressão,transtorno bipolar e autismo.Entre as atividades,o médico dirige e atua na Clínica Las Condes,no Chile. Entre os muitos títulos,o médico Ismael Mena é doutor honoris causa pela Universidad d’Auvergne de Francia.

D

iagnosticar doenças mentais a partir de imagens. O que para muitos pode soar como in-

Alguns psiquiatras mostram descrença com o exame realizado pelo senhor.O que o senhor diria para eles? Se há psiquiatras que expressam dúvidas sobre os nossos resultados eu responderia que esta tecnologia está aqui para consolidar progressivamente a medida que ele faz na Europa, Chile e outros países e, certamente, também no Brasil.

imaginável, para o médico chileno Ismael Mena, professor titular da Universidade da Califórnia, o fato é real e, mais do que isso, já contabiliza mais de 30 mil exames real-

izados. É possível sim adquirir uma imagem de esquizofrenia, por exemplo. Mais do que isso: Ismael Mena explica que há muitos casos onde o paciente tem diagnósticos divergentes, um psiquiatra aponta para transtorno bipolar, outro para depressão, nesse cenário surge a Medici-

O exame desenvolvido pelo seu grupo elimina o trabalho do psiquiatra ou do psicólogo? Muito pelo contrário, nosso trabalho com neuroSPECT (o nome do exame realizado) auxilia psiquiatras e psicólogos para reforçar o seu trabalho para mais decisões de tratamento informadas no momento do diagnóstico adicional. Ele (o exame) também oferece a possibilidade de avaliação por imagem das respostas terapêuticas em curto espaço de tempo e, assim, aumentar a eficácia dos seus tratamentos.

na Nuclear como o “fiel da balança”. O que é novidade no Brasil, com Natal atuando como por-

Quantos exames o senhor já realizou? Eu fiz cerca de 30.000 testes em 23 anos de trabalho, iniciado na Universidade da Califórnia e continuo desde 1995 na Clínica Las Condes em Santiago, Chile.

de uma base de dados, dividido por faixa etária. “Isso (o exame para identificar doenças p-

Pode-se afirmar que existe uma imagem para a esquizofrenia,por exemplo? Sim. Com toda certeza. Para a esquizofrenia e para o transtorno bipolar, entre outras imagens clássicas.

bases de dados normais e especialmente para comparar os resultados de nossos pacientes anor-

É possível haver diferença entre a hipótese do psiquiatra e o resultado do exame? Sim e é freqüente. Aliás algumas vezes o paciente tem dois diagnósticos, para determinado medico a doença é uma esquizofrenia,para outro trata-se de um bipolar. A Medicina Nuclear é o fiel da balança. Mas há psiquiatras que tem o ponto de vista que não é possível agora e nunca a ciência ter uma imagem de uma “doença da alma”. Na década de 90 quando deixei a UCLA (Universidade da Califórnia) me deparei com esse ponto de vista aqui no Chile, e respondi com um fato histórico, como exemplo. Relembrei o lançamento do primeiro satélite SPUTINIK, e uma entrevista de um cientista português que desmentiu o fato, alegando ser

ta de entrada, onde o exame é feito pela Clínica Nuclear de Natal, Ismael Mena já realiza há 23 anos exames como esses nos Estados Unidos e no Chile. A chamada “Cintilografia de perfusão cerebral”, conhecida no mundo inteiro como “spect cerebral” é usado para fazer o diagnóstico de doenças como depressão, transtorno bipolar e autismo. O cientista Ismael Mena observa que o exame está sendo visto em diversos países como um grande aliado de psiquiatras e psicólogos. O estudo desenvolvido pelo professor da Universidade da Califórnia é realizado a partir síquicas) foi possível com o desenvolvimento em meu laboratório na Universidade da Califórnia para o software de padronização para o volume do cérebro para que possamos construir mais com bancos de dados normais correspondentes ao mesmo grupo da idade”, comenta o médico, que proferirá uma teleconferência para pediatras no dia 13 de março, às 19h, na Associação Médica do Rio Grande do Norte. O evento é promovido pela Clínica Nuclear de Natal. O interesse do cientista para estudar as imagens funcionais do cérebro começou quando ele foi tratar de um mineiro que sofria de Manganismo, doença crônica gerada pela exposição ao manganês e que é muito semelhante ao Parkinson. Em seguida, Ismael Mena foi convidado para atuar na Universidade da Califórnia. Começava a aí um novo e determinante capítulo na vida do médico-cientista. E Ismael Mena já avisa, as pesquisas não foram encerradas: “Agora eu estou muito interessado em estudar muitos pacientes jovens que apresentam alterações de humor nas manifestações de violência que tornam suas vidas e as de sua família muito dolorosas e difíceis”. O convidado de hoje do 3 por 4 é um cientista famoso mundialmente, um professor que, também nesta entrevista, dá uma verdadeira aula sobre Medicina Nuclear e como ela se torna aliado de outros ramos da própria Medicina.

eternamente impossível um equipamento sair ou entrar na atmosfera, sem incendiar-se como ocorre com os meteoros. E o que aconteceu? No Brasil, o exame desenvolvido pelo senhor entrou por Natal. Como explicar esse pioneirismo da capital potiguar? A razão que entrou o NeuroSPECT por Natal deve-se exclusivamente ao interesse desta tecnologia pelo doutor Jales (Roberto Jales, diretor da Clínica Nuclear de Natal), que durante dois anos fez todos os módulos necessários a aprendizagem. Fora a psiquiatria,na sua opinião que outro setor da medicina será beneficiado pela Medicina Nuclear? Vem aí a Cintilografia mamária para pesquisa de neoplasia na população feminina em paralelo a mamografia, a ultrassonografia e a ressonância magnética. A famosa Clínica de Mayo nos Estados Unidos já realiza esses exames preventivamente. Quanto custa uma Cintilografia Cerebral no Chile? Aqui em torno de 700 dólares. Nos Estados Unidos isso chega a 3500 dólares. No Brasil penso que deve custar uns 500 dólares. Há alguma diferença entre um exame feito em NataleosfeitospeloseuserviçonaClínicaLasCondes? Os exames são absolutamente iguais. Após a entrevista com o psicólogo aplica-se o mesmo protocolo. O senhor publicou vários artigos científicos em revistas internacionais sobre os malefícios das drogas.A que conclusão o senhor chegou? Alguns aspectos: primeiro a comprovação dos danos ao cérebro, depois as características de cada droga especifica e por último a força que as imagens tinham sobre o usuário no sentido de afastar-se das drogas. Qual a sua meta de trabalho agora? Agora eu estou muito interessado em estudar muitos pacientes jovens que apresentam alterações de humor nas manifestações de violência que tornam suas vidas e as de sua família acima de tudo tornar-se muito doloroso e difícil.


12

natal

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de março de 2012

Eliana Lima elianalima@tribunadonorte.com.br

» OLHO VIVO...

JOAONETOFOTOS.COM

“Frente ao restaurante,/ O menino admira a vitrine:/Lagostas frescas.” De João de Deus Souto Filho, em ‘Fome’, livro ‘400 Haikais para Natal’

JOAONETOFOTOS.COM

Jogadas suas lupas sobre órgãos estaduais, Bareta detectou irregularidades em diárias de viagens. Motivo: muitas para complementar salários. Algumas, curiosamente, ainda não registradas no Portal da Transparência. Certamente, sem o conhecimento da governadora Rosalba.

O Camarões do Sertão Comercial fornecerá à Secretaria do Gabinete da Prefeita refeições padrão internacional e regional. Também dispensa de licitação para a compra de ‘arranjos florais com flores naturais, coroas com flores naturais e decoração de ambientes com flores naturais’. Valor R$ 41,5 mil. Contrato publicado ontem no DOM, assinado pelo então secretário Kalazans Bezerra.

» ...FARO FINO

Do primeiro dia deste ano de 2012 a ontem, o Governo Rosa(do) já gastou mais de R$ 372 mil em diárias. Até o momento, o Idema é campeão, somando mais de R$ 54 mil, em 406 diárias. No ano passado, gastou mais de R$ 437 mil em 2.942 diárias. Em 2011, o governo gastou mais de R$ 9,2 milhões em diárias.

» NUNCA É TARDE

» OH,GLÓRIA! » ...NA FOLIA...

Lindinhos: Ana Fagundes e Felipe Bulhões ELIANA LIMA

» AINDA...

Nos embalos da folia de carnaval: Cláudio Luz e Ilana Barth

Dos escaninhos da Governadoria, chega às antenas da Abelhinha: - “O governo já considera um erro o corte das gratificações. Na soma, correspondem a 1% dos gastos ao mês. R$ 25 milhões ao ano”. Enquanto isso, funcionários insatisfeitos, não trabalham o expediente completo, alguns estão em depressão, outros, todo mês, recebem nos órgãos estaduais visitas de agiotas, etc e tais.

JOAONETOFOTOS.COM

Para o fornecimento de água mineral em copos de 200 ml para o ‘Carnaval de Natal, você tá em casa 2012’, a prefeitura gastou R$ 7.812,00.

» SE JOGA!

Hoje tem o projeto #NemPareceDomingo, ao som Samda Da Elite e Novo Grito, no Botequim Tá Na Hora, a partir das 14h.

O mesmo alto escalão comentou, diante de anos dos salários de secretários e comissionados congelados: - “É um estímulo ao roubo”.

» DE...

Professor titular da Universidade da Califórnia, Ismael Mena ministrará teleconferência para pediatras do RN, dia 13 próximo. Evento que a Clínica Nuclear de Natal promove na Associação Médica, às 19h, com entrada é gratuita. O professor falará sobre ‘Medicina Nuclear em Psiquiatria Infantil’.

» ARTILHARIA

» SACOLINHA

Um disse desgostoso à coluna: - “Os deputados estão à míngua”. Ouuu...deu peninha.

» PICHE

Não bastasse um bacharel em Direito em coordenadoria de obras e um jornalista em assessoria jurídica no Estado, mais um impressionante. Um motorista foi nomeado para chefe de distrito.

» TRANSPORTES

À coluna, um engenheiro de muitas estradas diz que há muito uma licitação dorme nas gavetas do DER. Logo, disse um procurador: - “Burla o decreto 16.369/2002”. Pior: um acordo já foi feito na 5ª Vara prorrogando concessão por 20 anos.

» LUPAS

Por falar em licitação, já entrou na mira contrária uma que beira os três milhões de reais.

» PERIGO!

O insucesso por e-mails fez bandidos tentarem os Correios. Nesses dias de declaração ao Leão, as investidas usando o nome da Receita Federal chegam em formulário a residências pelo Brasil afora, como falsa ‘intimação para regularização de dados cadastrais de pessoas físicas’. Então, tá dada a dica da Colmeia para não cair na armação.

Também no DOM, a Gestão Borboleta reconheceu como utilidade pública a ‘Organização Não-Governamental a Ordem dos Pastores Evangélicos de Natal – OPEN’ e a ‘Organização Não-Governamental a Convenção Nacional das Assembleias de Deus Unilíders – CONLÍDERS’.

» TÁ COM SEDE?

» COMPLICADO

Deputados governistas estão reduzindo as defesas em torno do Governo. Uníssonos na mesma reclamação: falta de cargos para nomear afilhados. E inconformados com o que teriam ouvido governadora. De que ela conta nos dedos os cargos seus.

» LUXO

» ...DE VERÃO

Apaixonadinhos: Rubens Cabral e Márcia Gabriele

» EM FORMA

Todo bonitón cuidando do corpitcho e da saúde na Academia Saúde: Renato Feitosa

» DINHEIRO...

JOAONETOFOTOS.COM

Com a certeza de que o projeto que cria o Fundo de Previdência Complementar do Servidor Público (Funpresp) vai passar com tranquilidade no Senado, os olhos e as investidas crescem para administrar esse novo patrimônio bilionário. Para se ter idéia, o fundo deve movimentar cerca de R$ 20 bilhões em cinco anos.

» ...DO SERVIDOR

Os partidos já se engalfinham para ficar, pelo menos, com uma fatia. Mas, assim como outros gigantes fundos de pensão, o PT não deve abrir mão desses mais tantos bilhões do trabalhador brasileiro. Já no controle de outros, estão na pretensão os petistas pretensos Ricardo Berzoini, Luiz Gushiken e José Dirceu. É para tremer???

Médico peruano que há 50 anos mora no RN, Edgardo Benavides recebe na próxima quarta o título de Cidadão Natalense, às 18h. Propositura de Assis Oliveira (PR). Atualmente mora em Mossoró. Foi na capital que ele cursou parte do curso de Medicina. Com a esposaacariense Maria da Guia teve quatro filhos, dos quais três moram em Natal: Jânia, Adriana e Cyrus. Edgardo Filho, em Mossoró. Por relevantes serviços prestados na condição de médico obstreta, já recebeu título em dez municípios.

COLMEIA

» TRANQUILIDADE

» Empresário macaibense,vice-

Nesses tempos de violência generalizada, sabe qual é a população mais protegida do Brasil? A da Câmara Federal! Para os 513 deputados, estão à disposição 415 policiais. Casa presidida pelo PT onde, pela primeira vez, a segurança armada está terceirizada, por R$ 8,5 milhões. São 169 terceirizados (62 deles armados) e 246 agentes legislativos concursados.

presidente da Fecomercio e presidente da Redecon-RN,Luiz Antonio Lacerda festeja neste março 30 anos de bem casado com Izabel.Vão festejar as Bodas de Pérola em Porto de Galinhas, Pernambuco.

» ESTRADA DO AMOR

As caronas – ora no carro dele, ora no carro dela – foram determinantes para despertar o amor entre um juiz e uma promotora (não necessariamente nessa ordem de sexo). Pit stop no caminho, e eles chegaram atrasados numa audiência. Mas, antes, passaram por um sufoco. Carro parado, parou um carro da Polícia Rodoviária Federal. Quando os policiais viram do que se tratava, apenas recomendaram cuidado por conta de assaltos.

» ....HOMENAGENS

» Com coquetel,os empresários

» SININHOS

A princesa e o príncipe lindinhos e apaixonadinhos e noivinhos, em Jacumã: Caroline Leal e Luís Felipe Ferreira de Souza Viveiros

Cesar Gallardo e Márcio de Castro Fonseca pilotam dia 7 festa de lançamento do Condomínio Clube Vida Nova,às 19h,no Olimpo Hermes.

COLABORAÇÃO:HELDON SIMÕES


Domingo |

natal

04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

13

FOTOS:TRAFEGANDO.COM

George Azevedo georgeazevedo@digizap.com.br

Hora do Baile O Baile de Formatura do curso de administração da UnP/Mossoró foi uma dos maiores já vistos na terrinha, realizado no dia 24 de março no Requinte Buffet com assinatura da Master Produções e Eventos, que criou três ambientes: Um com a forrozeira Tetê Pessoa, outro com a banda Metamorfose e outro com o Dj Balinha. Claro que o Trafegando.com registrou tudo.

O juiz Herval Sampaio Jr e a sua bela Cheina Gomes

Dayvid Almeida e Thábata Mendes, só love

Conceição Rocha com o filho Marinaldo e o amigo Fefê Fernandes

Alexandre Fernandes com Jean Rêis e mamãe Conceição

O formando Alexandre Fernandes recebendo a forrozeira Tetê Pessoa

Alexandre Queiroz e sua musa Wandalla de Sá

Ione Câmara, aniversariante de hoje, na folia com Georgiano Azevedo

Rafael Maia e a blogueira Karen Praxedes

Bodas de Prata ROCK’N’ROLL O empresário Júnior Rebouças reuniu a turma da imprensa de Mossoró e cidades vizinhas na tarde de 25 de fevereiro para comemorar os 20 anos do Rebouças Supermercados no Hotel Casa do Mar, em Icapuí/CE, com direito ao pago de grupo Samba Nobre. Tudo registrado pelo fotógrafo Eduardo Kennedy.

O casal Frank Felisardo e Mara Lidiane Amorim reuniu bacanetes na quarta-feira, 29, para comemorar oito aninhos do filho Arthur com festa pra lá de astral na Tenda Happy Hour ao som da banda Seven Two e Dj Balinha. O Trafegando.com fez os melhores registros FOTOS:TRAFEGANDO.COM

FOTOS:EDUARDO KENNEDY

Jean Noronha e Rivana Rolim

Murilo Magno com a filho Ramon Rodrigues

De Caraúbas para a festa do Rebouças.Apolian Rodrigues,Tica Soares e Wandilson Ramalho

Walterlin Lopes com o casal Railson Carlos e Aline Linhares.

Milton Marques prestigiando o empresário Junior Rebouças

Hotel Casa do Mar. Cenário perfeito!!!

O aniversariante Arthur Felisardo, todo astral!!!

Mara Lidiane Amorim,mãe do aniversariante,num look Complexo B para Maison Tráfego.Salve Jorge!!!

Georgiano Azevedo encarnou um guitarrista!!!

Germanna Gabriella levou o filho Theo

Adolfo Fernandes e Rafaela Paula com a filha Julia

Vivi Araújo paparicando a filha Bianca


natal 14

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 04 de março de 2012

DIVULGAÇÃO

NELSON MATTOS FILHO Velejador-avoante1@gmail.com

vela de cruzeiro no Brasil já é uma realidade que cresce a cada ano, mas ainda tem números tímidos em relação a países como a França que tem a maior flotilha de cruzeirista do mundo, apesar de ter um litoral infinitamente menor. Ela é feita por pessoas que procuram novos horizontes em um mundo cada vez mais desumano e injusto. O Brasil é um dos melhores países do mundo para a prática da vela de cruzeiro. Aqui encontramos águas mornas, lugares paradisíacos, ventos constantes, mar calmo, um vasto e diversificado litoral com mais de 8.500 quilômetros de praias belas e um povo acolhedor por natureza. Tudo isso compõe um cenário tão fascinante que todo o mundo aponta a proa de suas embarcações para nossa costa verdejante. O brasileiro que hoje descobre a vela de cruzeiro, e pula para dentro de um veleiro com a cara e a coragem, o faz com o coração aberto para o novo e vislumbra uma vida em que a realização do sonho compensa todos os possíveis sacrifícios que venha a ter no futuro. Ele começa a descobrir uma vida em que simplicidade não é uma palavra dita apenas da boca para fora. Simplicidade faz parte ativa da natureza que se transforma a cada milésimo de segundo e o cruzeirista sabe como é gostoso observá-la nos

A

A VELA DE CRUZEIRO

mínimos detalhes. O cruzeirista busca no mar os anseios e os sabores perdidos na chaga exposta pela loucura das cidades e a paz que se esvaiu em alguma esquina de avenida. Ele busca no vento um retorno as suas origens de homem livre e aposta no mar todas as fichas do jogo da razão. O cruzeirista de hoje vibra

com as pequenas descobertas, assim como os marinheiros do passado vibravam com as grandes navegações. A vela de cruzeiro que deixou de ser um horizonte distante no Brasil pode ser creditada ao sonho de pessoas que vêem novas possibilidades para suas vidas, mas também vem na esteira de boas

novas, como a Associação Brasileira de Velejadores de Cruzeiro – ABVC, que congrega velejadores do sul e sudeste em flotilhas incentivando novos velejadores a realizarem pequenas e longas viagens com a segurança e supervisão de velejadores mais experientes. á muito tempo velejadores brasileiros cruzam os mares do mun-

do e suas aventuras podem ser vivenciadas em livros maravilhosos que encantam. São histórias contadas com tanto zelo e veracidade que faz o leitor se sentir como um membro da tripulação, participando da navegação, dos turnos de comando e até dos enjôos. Mas foi a partir das famosas viagens da Família Schürmann e

das aventuras super planejadas de Amyr Klink, que o brasileiro embarcou de vez a bordo de um veleiro. Até então, os livros e diários de bordos eram divulgados e vendidos apenas no meio dos clubes náuticos e rodas de velejadores. Foi a partir das apresentações televisivas dos Schürmann e do Amyr que passamos a olhar o mar com outros olhos e ver que a linha que traçava o horizonte, vista das areias da praia, era tão infinita quanto nossos sonhos. O velejador de cruzeiro é um sonhador por natureza. Para ele a humanidade tem outro destino e a vida outro sentido. Ele pode até busca um pouco da adrenalina de uma regata, mas o que ele prefere mesmo é uma velejada tranquila que lhe traga o prazer da liberdade de decidir seu destino. Garimpar nas Cartas Náuticas recantinhos navegáveis do litoral e adentrar esses recantinhos com seu veleiro, lhe dar um prazer muito maior do que ganhar o melhor prêmio de uma regata. Velejador de cruzeiro olha para o vento e procura afinar as velas para um melhor conforto a bordo. Ele não está no mar para competir e nem faz de cada passeio uma regata contra ele mesmo. O seu pódio ele já conseguiu que foi soltar as amarras de terra e para qual ele dificilmente deseja voltar. A sua competição agora é outra: É a competição da vida por mais vida, da paz por mais paz, do sonho um dia sonhado pela felicidade da realização desse sonho. Um dia eu descobri tudo isso. Venha você também se descobrir!


natal 16

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 04 de março de 2012

DIVULGAÇÃO

NELSON MATTOS FILHO Velejador-avoante1@gmail.com

vela de cruzeiro no Brasil já é uma realidade que cresce a cada ano, mas ainda tem números tímidos em relação a países como a França que tem a maior flotilha de cruzeirista do mundo, apesar de ter um litoral infinitamente menor. Ela é feita por pessoas que procuram novos horizontes em um mundo cada vez mais desumano e injusto. O Brasil é um dos melhores países do mundo para a prática da vela de cruzeiro. Aqui encontramos águas mornas, lugares paradisíacos, ventos constantes, mar calmo, um vasto e diversificado litoral com mais de 8.500 quilômetros de praias belas e um povo acolhedor por natureza. Tudo isso compõe um cenário tão fascinante que todo o mundo aponta a proa de suas embarcações para nossa costa verdejante. O brasileiro que hoje descobre a vela de cruzeiro, e pula para dentro de um veleiro com a cara e a coragem, o faz com o coração aberto para o novo e vislumbra uma vida em que a realização do sonho compensa todos os possíveis sacrifícios que venha a ter no futuro. Ele começa a descobrir uma vida em que simplicidade não é uma palavra dita apenas da boca para fora. Simplicidade faz parte ativa da natureza que se transforma a cada milésimo de segundo e o cruzeirista sabe como é gostoso observá-la nos

A

A VELA DE CRUZEIRO

mínimos detalhes. O cruzeirista busca no mar os anseios e os sabores perdidos na chaga exposta pela loucura das cidades e a paz que se esvaiu em alguma esquina de avenida. Ele busca no vento um retorno as suas origens de homem livre e aposta no mar todas as fichas do jogo da razão. O cruzeirista de hoje vibra

com as pequenas descobertas, assim como os marinheiros do passado vibravam com as grandes navegações. A vela de cruzeiro que deixou de ser um horizonte distante no Brasil pode ser creditada ao sonho de pessoas que vêem novas possibilidades para suas vidas, mas também vem na esteira de boas

novas, como a Associação Brasileira de Velejadores de Cruzeiro – ABVC, que congrega velejadores do sul e sudeste em flotilhas incentivando novos velejadores a realizarem pequenas e longas viagens com a segurança e supervisão de velejadores mais experientes. á muito tempo velejadores brasileiros cruzam os mares do mun-

do e suas aventuras podem ser vivenciadas em livros maravilhosos que encantam. São histórias contadas com tanto zelo e veracidade que faz o leitor se sentir como um membro da tripulação, participando da navegação, dos turnos de comando e até dos enjôos. Mas foi a partir das famosas viagens da Família Schürmann e

das aventuras super planejadas de Amyr Klink, que o brasileiro embarcou de vez a bordo de um veleiro. Até então, os livros e diários de bordos eram divulgados e vendidos apenas no meio dos clubes náuticos e rodas de velejadores. Foi a partir das apresentações televisivas dos Schürmann e do Amyr que passamos a olhar o mar com outros olhos e ver que a linha que traçava o horizonte, vista das areias da praia, era tão infinita quanto nossos sonhos. O velejador de cruzeiro é um sonhador por natureza. Para ele a humanidade tem outro destino e a vida outro sentido. Ele pode até busca um pouco da adrenalina de uma regata, mas o que ele prefere mesmo é uma velejada tranquila que lhe traga o prazer da liberdade de decidir seu destino. Garimpar nas Cartas Náuticas recantinhos navegáveis do litoral e adentrar esses recantinhos com seu veleiro, lhe dar um prazer muito maior do que ganhar o melhor prêmio de uma regata. Velejador de cruzeiro olha para o vento e procura afinar as velas para um melhor conforto a bordo. Ele não está no mar para competir e nem faz de cada passeio uma regata contra ele mesmo. O seu pódio ele já conseguiu que foi soltar as amarras de terra e para qual ele dificilmente deseja voltar. A sua competição agora é outra: É a competição da vida por mais vida, da paz por mais paz, do sonho um dia sonhado pela felicidade da realização desse sonho. Um dia eu descobri tudo isso. Venha você também se descobrir!


esportes

HOJE NA TV

RÁDIO GLOBO NATAL

10h55 -Italiano:Roma x Lazio; ESPN Brasil 16h - Carioca:Volta Redonda x Botafogo;Globo e BAND

7h - Esportes em Debates 16h - Estadual:América x Palmeira

MESTRES

Saturnino Borges fala sobre seus mais de 40 anos dedicados ao surfe. PÁGINA 2

CURIOSIDADES

DICAS

NÚMEROS

O primeiro jogo de futebol do Brasil foi realizado na Várzea do Carmo,em São Paulo,em 14 de abril de 1895.

Os ingressos para o jogo entre América e Palmeiracontinuam sendo vendidos na Loja do América.

80MIL Foi o número de torcedores que compareceu para ver a chegada de C.Ronaldo no Real.

Editor: Itamar Ciríaco e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 04 de março de 2012

Equipe comandada por Carlos Moura tenta manter o bom momento no segundo turno e encara o Palmeira de Goianinha para se manter na liderança da competição. O meio-campo Júnior Xuxa foi barrado do time titular

[ CAMPEONATO POTIGUAR ]

América em busca de nova vitória ALDAIR DANTAS

Carlos Moura Dourado, vem modificando o time do América

epois de uma vitória convincente na estreia do segundo turno do campeonato estadual, o América volta a campo hoje, às 16h, para enfrentar o Palmeira, no estádio Nazarenão. Se na partida contra o Caicó, o técnico interino, Carlos Moura Dourado, sacou o goleiro Fabiano do time titular, agora é a vez do meio campo Júnior Xuxa ficar no banco de reservas. Mesmo recuperado de uma indisposição, o jogador foi preterido pelo comandante alvirrubro, que optou pela manutenção de Nata no time, para melhorar na marcação e com isso, liberar mais Fabinho, que vem sendo um dos destaques do time na competição. O zagueiro Mauro, recuperado de lesão, deve retornar ao time principal. Ao seu lado, Cléber deve formar a dupla de zaga. Com isso, Edson Rocha retornar para a reserva. Mesmo sendo o ataque mais positivo da competição, com 31 gols, a torcida vem criticando os atacantes do time, que estão desperdiçando muitas oportunidades durante as partidas. “Nosso time vem criando muitas chances e não está sabendo aproveitar. O Moura trabalhou forte esse fundamento nos últimos dias para que esses erros não voltem a acontecer”, disse o zagueiro Cléber. A dupla de ataque deve ser a mesma da vitória contra o Caicó, com Soares e Wanderley. Cada um já marcou seis vezes dentro da competição. Mas, o centroavante Isac pode ser a surpresa na escalação, já que toda vez que entra em campo, vem realizando boas partidas. As chances do atacante Lúcio fazer sua es-

D

treia no time é praticamente nula, já que o jogador está sem jogar há 50 dias e seu lado físico precisa ser aprimorado. Para o gerente de futebol do clube, Leandro Sena, os atletas não podem perder tantas chances de gols. “Nosso time vem criando muitas chances e não está conseguindo ter a tranquilidade para transformar em gol. O Moura vem trabalhando isso com o elenco para que isso não volte a acontecer”, disse o dirigente. Pelo lado do Palmeira, o time vem de um empate sem gols contra o Santa Cruz e uma vitória mantém as chances da equipe em avançar para as semifinais do segundo turno.

LEIA MAIS ABC quer trazer pontos de Caicó.ESPORTES 3

FICHA TÉCNICA AMÉRICA PALMEIRA Dida;Wálber,Cléber, Mauro e Wanderson;Ricardo Baiano,Nata, Fabinho e Jairo; Soares e Wanderley. Técnico: Carlos Moura (interino)

Messi;Diego Maradona, Ramon,Cleiton e Serginho; Rafael,Nino,Diego e Kel;Torona e Josevan. Técnico: Marcos Manoel

Estádio: Nazarenão, Goianinha/RN Horário: 16h Árbitro: Leandro Saraiva Dantas de Oliveira Assistentes: Vinicius Melo de Lima e Rômulo Bruno Campos Alves

Baraúnas quer vencer para se aproximar do G-4 A derrota para o ABC, na estreia do segundo turno, não foi bem digerida pela comissão técnica do Baraúnas. O treinador Wassil Mendes deixou o campo reclamando muito da arbitragem, alegando que seu time foi prejudicado. Mas, a partida contra o alvinegro é passado e o que importa agora é o duelo de hoje, às 16h, no Nogueirão, em Mossoró, contra a equipe do ASSU. Expulso no jogo de quarta-feira, o atacante Didi é desfalque no confronto contra o time assuense. O seu substituto deve ser Ítalo, que entrou no decorrer da partida contra o ABC. “Temos um grupo qualificado e com chances de se reabilitar no próximo jogo”, observou Ítalo. O técnico Wassil Mendes sabe que a derrota poderia ter sido evitada para o ABC, mas, que o importante agora e conseguir somar os três pontos contra o ASSU. “A

Temos um grupo qualificado e com chances de se reabilitar domingo” ÍTALO Atacante do Baraúnas

derrota é ruim, mas não é resultado para desespero. Temos que trabalhar, procurar consertar os erros e buscar fazer o resultado em casa na próxima partida”, frisou. Pelo lado do ASSU, a equipe ocupa a penúltima colocação no segundo turno, já que estreou sendo derrotada pelo Alecrim, por 2x0. Agora, o Camaleão do Vale precisa vencer para não deixar os primeiros colocados se distanciarem e o time perca as chances de avançar as semifinais.


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 04 de março de 2012

MESTRES DO ESPORTE

onda NA CRISTA DA

FOTOS:ALDAIR DANTAS

FELIPE GURGEL Repórter de Esportes

oje em dia, ir para a praia de Pipa ou Baia Formosa, não leva mais que uma hora de carro, por estradas construídas nas últimas décadas. Mas, tentasse ir para esses locais há 30 anos, sem carro. A viagem era longa, tendo que ser percorrida em parte de ônibus e depois a pé. Mas, nem todas as dificuldades da época assustavam um grupo de adolescentes que, ávidos por novidades, se aventuravam pelas trilhas até chegarem as praias desertas do município de Tibau do Sul. No meio deles, com apenas 17 anos, estava Saturnino de Oliveira Fernandes Borges, ou simplesmente Tunino, um dos maiores nomes do surfe do Rio Grande do Norte. Mas, essa história começa ainda com o surfista bem mais novo, ainda criança. “Sempre morei na praia. Minha vida inteira foi nas praias do Artista, do Forte, em Miami. Fui nascido e criado em Petrópolis e a praia era uma diversão para quem morava ali. Me lembro que aos nove anos, já tentava surfar, com aqueles pranchas de isopor. Foi quando um irmão meu, mais velho, ganhou uma prancha de um carioca, que era amigo dele. Aí, quando ele não estava surfando, eu pegava emprestado e ia me aventurar nas ondas. Foi quando tudo começou para mim e estou nessa até hoje”, relembra Saturnino, atualmente com 51 anos de idade e mais de 40 no surfe. Mas, antes da turma comandada por Tunino pular da Praia dos Artistas para Pipa, ainda passaram por outros locais. O principal é Ponta Negra, reduto dos surfistas de Natal. Antigamente, a praia servia apenas para veraneio dos natalenses e para os mais aventureiros, que sem estradas, trabalhavam duro para chegar até o cartão postal da capital potiguar, que é onde está localizado o Morro do Careca. De lá, os surfistas foram avançando até chegar em Tabatinga, que também é ponto de encontro de quem gosta de pegar boas ondas. “Quando começamos a freqüentar Ponta Negra, eram poucas pessoas que vinham para cá. A maior parte era de veranistas. Seus filhos desciam para surfar e acabávamos nos tornando amigos. Depois a praia começou a ficar famosa e fomos indo mais para o sul. Foi quando descobrimos Tabatinga, que ainda era pouco explorada. E foi aí que tudo foi acontecendo, íamos saindo, procurando as melhores ondas do litoral. É nesse ponto que encontramos Pipa”, afirma o surfista. A primeira ida à Pipa, de acordo com Saturnino, foi em 1976. Um amigo dele, que namorava com uma menina que veraneava na praia, o convidou para passar uns dias por lá. Foi quando esse amigo teve a ideia de convidar os outros surfistas para se aventurarem pelas ondas do município de Tibau do Sul. “Naquele tempo, Pipa não tinha nada. O ônibus parava em Tibau e a gente ia a pé, até a praia. Não tinha energia, água, nada. Ainda bem que os moradores de lá nos ajudavam nos dias

H

Com 40 anos de praia, Saturnino Borges conta um pouco de sua história no surfe e o que mudou ao longo dessas décadas O GRANDE PROBLEMA NAS DÉCADAS DE 70 E 80 ERA O PRECONCEITO ” TUNINO Surfista

que passávamos por lá”, afirma. Além das dificuldades para encontrar boas ondas nas praias do Estado, Saturnino relembra também outros tipos de problemas, causados pelo preconceito que as pessoas tinham, na época, com os surfistas. “O grande problema nas décadas de 70 e 80 era o preconceito. Os surfistas eram vistos como marginais e drogados. Já fui expulso de aniversário, tinha que namorar escondido, fui mandando embora da escola, tudo isso só porque eu era surfista. A situação foi mudando depois que aqueles mesmos surfistas começaram a passar no vestibular”, afirma.

Do amadorismo para a fundação da Associação Passado a fase de preconceitos e dificuldades, Tunino decidiu se profissionalizar no surfe. Tanto que foi participar da primeira etapa do primeiro ano do Circuito Brasileiro da modalidade, em 1987, na Praia da Joaquina, em Santa Catarina. Mas, logo após a competição, o surfista potiguar decidiu abandonar o profissionalismo, para organizar competições no Rio Grande do Norte. “Fiquei pouco tempo no circuito profissional. Logo depois do campeonato em Santa Catarina, voltamos para Natal e decidimos organizar o primeiro campeonato do estado. Me lembro que foi um sucesso. A Praia dos Artistas ficou lotada de gente curiosa para ver os surfistas”, relembra. No mesmo ano, Tunino e os amigos fundaram o Tirol Surfe Clu-

be, que contava com 16 associados e funcionou até 1993, quando deu lugar para a Associação Norte-riograndense de Surfe, mais séria e profissional que a anterior, registrada em cartório, com estatuto, conselho, presidente e diretoria. Esse foi o primeiro passo para desenvolver o esporte no Rio Grande do Norte, que antes só era visto como um hobby ou lazer para os natalenses. A evolução do surfe foi tão grande, de acordo com Tunino, que nas últimas duas décadas, o Rio Grande do Norte conseguiu classificar quatro surfistas para a elite do esporte mundial. “É um privilégio para o Rio Grande do Norte ter conseguido colocar quatro surfistas no elite do esporte mundial. São apenas 40 vagas para o mundo inteiro e con-

seguimos isso em quatro oportunidades. Tivemos o Joca Júnior, Danilo Costa, Marcelo Antunes e hoje temos o Jádson André, um maior nome do surfe no estado, que já derrotou até o Kelly Slater, que foi campeão mundial várias vezes”, afirmou. Além de desenvolver o surfe nas praias de Natal, Tunino e sua turma optaram por ampliar o esporte. Primeiro, a pedido dos moradores de Ponta Negra e Praia do Meio, conseguiram colocar o surfe nos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte, onde é disputado desde 1995, com uma grande aceitação. Outra ação realizada por ele, foi a crianção da escolinha de surfe para crianças de baixa renda do bairro de Mãe Luiza, chamada de “Filhos da Mãe”. “Contamos

com mais de 150 crianças na nossa escolinha. Isso mostra a força do esporte. O surfe sempre foi diferente de tudo, porque pode surfar velho, novo, homem, mulher, criança, todo mundo pode participar. Por isso que estou em cima da prancha há mais de 40 anos. Não sei o que seria de mim sem o surfe, seria como se tivessem arrancado algum membro do meu corpo”, revela Tunino. Mesmo com quase quatro décadas no esporte, Saturnino ainda tem um sonho que pretende realizar. “Já surfei em quase todos os bons locais do Brasil, em Fernando de Noronha, no Peru, mas, nunca consegui ir para o Hawaii. Esse é o sonho que ainda não realizei, mas pretendo fazer o mais rápido possível”, finalizou.


esportes

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

O técnico Leandro Campos não vai poder contar com Renatinho Potiguar e Berg e por isso deve improvisar o zagueiro Eduardo na lateral-esquerda. Léo Gamalho e Jérson também estão fora do duelo de hoje em Caicó.

[ CAMPEONATO ESTADUAL ]

ABC desfalcado contra o Corintians tarefa de escalar 11 jogadores do ABC para o confronto da segunda rodada do segundo turno do campeonato estadual está causando certa dor de cabeça no técnico Leandro Campos. Depois da conquista do primeiro turno da competição, o treinador confirmou que o objetivo para a segunda parte do campeonato é dar ritmo e oportunidade aos jogadores que pouco atuaram pelo alvinegro neste ano, já que o ABC tem vaga garantida na final e na Copa do Brasil do ano que vem. Porém, para o confronto de hoje contra o Coríntians de Caicó, o técnico pondera até que ponto a ausência de jogadores importantes pode prejudicar o ritmo da equipe para a partida de quarta-feira, contra o Trem, em Macapá, válida pela Copa do Brasil. Desde o fim de semana passado, os principais jogadores do ABC estão participando apenas de treinamentos no clube. O atacante Washington, o volante Bileu, o goleiro Camilo e os zagueiros Eduardo e Flávio Boaventura sequer foram relacionados para a partida do meio de semana, contra o Baraúnas. Sem uma prétemporada adequada, Leandro Campos cogita escalar pelo menos alguns titulares na partida contra o Coríntians de Caicó para que mantenham bom ritmo para o jogo de quarta. A decisão será tomada em conjunto com os preparadores físicos da equipe. Porém, o técnico tem problemas também de ordem médica. Destaque do ABC no primeiro turno, Jérson segue em tratamento médico e a expectativa é que ele reúna condições para a partida válida pela Copa do Bra-

ALDAIR DANTAS

A

ADRIANO ABREU

Direção do Santa faz promoção para o jogo

O técnico Leandro Campos ainda não sabe o time titular do ABC.

sil. Léo Gamalho e Murilo já estão em fase final de recuperação e fazem preparação física para retornar, mas também não há a confirmação se eles terão condições de jogo hoje e até quartafeira. O problema mais sério para Leandro Campos, no entanto, está na lateral-esquerda. Renatinho Potiguar e Berg estão lesionados. Titular e capitão da equipe, Renatinho só retornará quando estiver completamente recuperado, enquanto Berg, que sentiu lesão na partida contra o Baraúnas, ainda é uma incógnita. Para hoje, a tendência é que Leandro Campos improvi-

se, até para evitar novo problema para o jogo de quarta-feira. O escolhido pode ser o zagueiro Eduardo, que é canhoto e já atuou pelo setor, ou então o treinador pode optar por deslocar Edson para a esquerda e Jardson Sapé entrando improvisado na lateral-direita. “Vamos seguir trabalhando forte, com a mesma humildade e empenho que estamos tendo desde o início da competição e vamos buscar mais. O nosso próximo objetivo é conseguir a classificação entre os quatro que vão para a semifinal”, destacou o volante Bileu, que pode retornar.

O zagueiro Eduardo deve ser improvisado na lateral-esquerda

FICHA TÉCNICA

CORÍNTIANS Quarto colocado no primeiro turno, o Coríntians de Caicó também luta para chegar ao topo da tabela. Na primeira partida, a equipe comandada por Gilberto Gaúcho não saiu do zero com o Potiguar de Mossoró, no Nogueirão. Para arrancar pontos do ABC, o treinador aposta em Bruno Paraíba, lateral-esquerdo de origem, ele está atuando no meio-campo na vaga de Neto Maranhão, vendido para o Treze de Campina Grande. O desempenho agradou o treinador e o jogador deverá ser mantido entre os titulares.

CORÍNTIANS ABC David,Ely Soares,Anselmo, Messinho e ìndio;Emerson, Jozicley,Bruno Paraíba e Lamar; Ebinho e Zé Maria.Técnico: Gilberto Gaúcho

Wellington;Edson; Leandro Cardoso,Alison e Eduardo (Jardson Sapé);Luis Ricardo, Carlinhos Santos, Eliélton (Felipe Alves), Raul e Thiaguinho; Adriano Pardal Técnico:Leandro Campos

Local:Estádio Marizão Hora:16h Árbitro: Pablo R.Gonçalves Pinheiro Assistentes: Lorival Candido das Flores e José Ubiratan da Costa

Vindo de um empate, fora de casa, contra o Palmeira, sem gols, na abertura do segundo turno do estadual, a equipe do Santa Cruz, comandada por Francisco Diá, volta a campo hoje, para enfrentar o Potiguar de Mossoró, às 16h, no estádio Iberezão. Para esse duelo, a direção do clube resolveu fazer uma promoção no preço dos ingressos, para atrair um maior número de torcedores, a fim de empurrarem o time para uma vitória, que seria fundamental para as pretensões do time dentro da competição. Com um ponto conquistado, a equipe de Santa Cruz está na quinta colocação. O ingresso custará apenas R$: 10,00 (dez reais), R$: 5,00 (cinco reais), para idosos e estudantes. A diretoria resolveu também, por causa dos problemas de falsificações de ingressos registrados em partidas anteriores, não colocar ingressos para a venda antecipada. Os bilhetes só serão comercializados no dia da partida. Do lado do Potiguar, os jogadores estão confiantes em uma vitória atuando fora de casa. No empate diante do Coríntians, em casa, os atletas saíram do campo com a sensação de que poderiam ter conseguido um resultado melhor, que, agora, vão tentar como visitantes. “A equipe mostrou disposição, mas infelizmente não conseguimos os três pontos que eram importantes para uma boa sequencia dentro da competição”, disse o atacante Diego.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

[ PARAOLIMPÍADAS ] Andrew Parsons anunciará

a realização de uma etapa do Circuito Caixa

Domingo | 04 de março de 2012

[ BODY BOARD ] O Noronha Ambiental Bodyboard Pro 2012, que será realizado na praia da Cacimba do Padre vai distribuir uma premiação de R$ 10 mil aos vencedores das competições

ALEX RÉGIS

Priscilla Medeiros encara as ondas de Noronha por título RODRIGO SENA

bodyboarder Priscilla Medeiros, que acabou de se profissionalizar e vem brigando na parte de cima das competições que disputou na atual temporada, volta ao mar a partir de amanhã para disputar o Noronha Ambiental Bodyboard Pro 2012, que será realizado na praia da Cacimba do Padre, na ilha de Fernando de Noronha, e terá seis dias de competição. Mais do que uma corrida por pontos e prêmios, a Tartaruga de Noronha — troféu ícone do evento — é um título almejado por todos os bodyboarders do Brasil e para garantir o espetáculo dentro e fora d’água já estão confirmados nomes dos top bodyboarders José Otávio e Iraí Rodrigues e a potiguar Priscilla Medeiros, vicecampeã do circuito amador feminino na temporada de 2011, entre outro nomes de grande destaque no cenário nacional. “Este ano a competição vai estar recebendo um numero bem maior de atletas na Ilha, pois está com uma premiação muito boa. Os atletas que participam dessa competição normalmente chegam bem preparados e a temporada de 2012 vai exigir muito de todos, uma vez que o ano promete boas ondas e as competições estão com um nível alto e muito nivelados”, ressaltou Priscilla. “O Noronha Ambiental é um evento que reúne atletas de todo Brasil com o Intuito de competir nas melhores ondas do país”, acrescentou. Ano passado Priscilla Medeiros conseguiu chegar até na final da competição, mas não foi

A

Joacy Bastos trabalha a criação de uma federação paradesportiva

Presidente do Comitê Olímpico vem a Natal secretário de Esportes do RN, Joacy Bastos, vai trazer no próximo dia 7 para Natal o presidente do Comitê Paraolímpico Brasileiro, Andrew Parsons, para realização de uma palestra no auditório da UnP da Salgado Filho, com início previsto para às 18 horas. Na ocasião o dirigente irá confirmar a capital potiguar como sede de uma das etapas do Circuito de Loterias Caixa, que servirá de seletiva para etapa paulista da competição responsável por definir os atletas brasileiros que vão participar da Paraolimpíada, em Londres. “Estamos capitando vários eventos esportivos importantes para o Rio Grande do Norte e será preciso que o governo nos dê respaldo”, afirmou Joacy Bastos, ressaltando que o Circuito Caixa será realizado no período de 27 a 29 de maio, no Sesi e no Caic Esportivo de Lagoa Nova.

O

O presidente do Comitê Paraolímpico, que vai passar dois dias em Natal na companhia de dois técnicos que irão realizar a vistoria inicial nas instalações do Caic e no Sesi, tem em sua agenda, encontros com a governadora Rosalba Ciarli e com vários representantes do para-desporto potiguar. “As competições de halterofilismo, atletismo e natação trarão cerca de 400 atletas a Natal, todos lutando pelo índice olímpico”, destaca Bastos. No sentido de tornar o para-desporto potiguar ainda mais competitivo, Joacy Bastos trabalha o lançamento de uma federação local para categoria. “Nós que já somos bem representativos no Brasil iremos ficar ainda mais fortes. As competições locais irão permitir o surgimento de novos valores potiguares, já que deverão abranger todo o território potiguar”, salientou o secretário.

A potiguar Priscilla Medeiros vai tentar repetir a performance do ano passado, quando foi finalista

uma tarefa fácil, uma vez que na semifinal ela foi obrigada a entrar na água para enfrentar ninguém menos que a campeã mundial da categoria Isabela Souza, a quem acabou deixando para traz. “Esse ano minhas expectativas são ainda melhores, quando estou na Ilha de Fernando de Noronha me sinto em paz, sinto muito amor por tudo aquilo. É uma sensação magnifica, não sei nem como explicar. Por isso estou confiante de que mas uma vez irei levar o nome do meu estado e dos meus patrocinadores a um lugar no pódio”, frisa. A representante potiguar não esconde que pode enfrentar alguma dificuldade pelo fato de na atual temporada, tudo ser novidade pa-

ra ela, uma vez que acabou de se profissionalizar. “O ano de 2012 para mim e tudo novo pois é meu primeiro ano como atleta profissional e já comecei bem na 1º etapa do circuito brasileiro profissional onde só perdi para a Neymara Carvalho que e 5 vezes campeã mundial. Fiquei com a 5ª colocação do evento de estreia e, logo em seguida, disputei o Super Abreus Open, considerado o melhor circuito Independente do Nordeste, onde consegui chegar e acabei com o vice-campeonato”, disse. O Noronha Ambiental Bodyboard conta com as categorias Profissional masculino e feminino, Masters, Drop Knee e a maior novidade é a inserção da categoria Pro Júnior, inédita no body-

board com prêmios em dinheiro e limite de idade de 21 anos. Essa competição valerá como primeira etapa do circuito Pro Júnior, que promete muitas novidades para os amadores durante o ano de 2012. Estão programadas palestras sobre meio ambiente e saúde, atividades eco-turísticas, música, lazer e gastronomia, tudo isso em meio aos cenários paradisíacos de Fernando de Noronha. Serão distribuídos de R$ R$ 10 mil em premiação no Noronha Ambiental entre dinheiro e produtos. O festival esportivo e ecológico é pioneiro na inclusão ambiental através do esporte e é reconhecido internacionalmente como um dos melhores campeonatos de bodyboard do mundo.


esportes

Domingo| 04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

Depois de passar por algumas reformas, o estádio do Santos volta a receber um jogo de futebol e logo com o duelo entre Santos e Corinthians. O Imperador pode ser a novidade do técnico Tite no ataque do líder da competição

[ CAMPEONATO PAULISTA ]

Vila Belmiro reabre com clássico primeiro jogo na Vila Belmiro em 2012 colocará em xeque a boa fase de Santos e Corinthians. Com seis vitórias seguidas e o melhor ataque do Campeonato Paulista com 27 gols, o Peixe terá pela frente, hoje, às 16h, o líder Timão, que não perdeu nenhuma de suas 11 partidas no torneio e tem a defesa mais eficiente, com apenas quatro tentos sofridos. A intenção do time praiano é diminuir a diferença de cinco pontos (29 a 24) que o separa do topo, ocupado justamente pelo adversário. “O que move essa partida é a rivalidade. Um clássico é sempre muito importante, diferente, e é disso que os Estaduais sobrevivem. Essa rivalidade, desde que sadia, faz parte da nossa cultura. É muito legal esse sentimento e torço para que isso continue. Espero mais um bom jogo contra o Corinthians”, disse Muricy Ramalho, técnico santista. O meia Danilo, autor do gol que garantiu a chorada vitória do Corinthians sobre o Catanduvense, na última quarta-feira, também valorizou a magnitude do duelo. “Clássico é sempre um jogo difícil, mas todo jogador gosta de participar. Nossa equipe vem jogando bem, lutando do começo ao fim e ralando a bunda no chão. É por isso que estamos na frente, tem que continuar assim”, comentou o camisa 20, que costuma se dar bem em jogos entre rivais – foi dele o gol que deu ao Timão a vitória sobre o São Paulo, no único clássico da equipe até aqui no Paulistão. Quem também costuma cres-

O

SANTOS CORINTHIANS Rafael;Fucile,Edu Dracena,Durval e Juan;Henrique, Arouca,Ibson e Paulo Henrique Ganso;Neymar e Borges (Alan Kardec) Técnico:Muricy Ramalho

Julio Cesar; Alessandro (Welder),Chicão, Wallace e Fábio Santos;Ralf, Paulinho (Edenílson),Danilo e Alex;Willian e Liedson (Adriano) Técnico:Tite

Estádio:Vila Belmiro Horário:16h Árbitro:Wilson Luiz Seneme Assistentes:Herman Brumel Vani e Danilo Ricardo Simon Manis

cer em partidas desse tipo é o atacante Neymar, que não participou da vitória por 2 a 0 sobre o Guarani, na última rodada, por estar com a Seleção Brasileira para o amistoso contra a Bósnia, na Suíça. Assim como o camisa 11, o meia Paulo Henrique Ganso e o goleiro Rafael, outros selecionáveis do grupo, estão confirmados na equipe. Muricy até cogitou poupar alguns dos seus principais jogadores visando ao duelo com o Internacional-RS, na próxima quarta-feira, na Vila, pela Copa Libertadores da América, mas mudou de ideia e o único atleta que segue como dúvida é o atacante Borges, que se recupera de uma forte gripe. Caso o centroavante não reúna condições de atuar, Alan Kardec, que o substituiu na última rodada, deve ser o escolhido para entrar na sua vaga.

Com torcida do Guarani,Ponte Preta vai encarar o Comercial A torcida do Botafogo-SP que foi à Arena Santa Cruz na quinta-feira e viu o time sair derrotado por 2 a 1 para a Ponte Preta agora torce justamente para a Macaca no duelo deste domingo contra o Comercial , às 18h30 no estádio Moisés Lucarelli. O time de Campinas vai para a partida motivado pela última vitória que amenizou a goleada por 6 a 1 sofrida para o Santos na rodada anterior. O técnico Gilson Kleina destacou o espírito de luta dos jogadores que permitiu ao time dar a volta por ci-

RICARDO SAIBUN

FICHA TÉCNICA

ma. “Parabenizo os jogadores. Restabelecemos a confiança que havíamos perdido. Estou muito satisfeito com o grupo que tenho”, declarou o treinador que não poderá contar com Agenor e Xaves, suspensos, além de Cicinho, lesionado. A ponte está na luta para se fixar no G-8, que vai à 2ª Fase. OUTROS JOGOS Oeste x Botafogo Mirassol x Mogi Mirim Paulista x Guaratinguetá

O atacante Neymar retorna animado da seleção e promete muito empenho para dobrar o Corinthians DANIEL AUGUSTO JR

Sem Liédson,Adriano deve ganhar outra chance como titular e realizar seu verdadeiro teste de fogo

São Paulo espera manter bom futebol Após dois empates por 3 a 3, contra Bragantino e Palmeiras, o São Paulo voltou a vencer na última quinta-feira, diante do Guaratinguetá, no estádio do Morumbi. Às 18h30 de hoje, o time do técnico Emerson Leão tenta engatar nova sequência de resultados positivos. No Barão de Serra Negra, em Piracicaba, o XV de Estevam Soares recebe o São Paulo, que deve levar time misto ao interior do Estado. Desgastado pela atribulada tabela do Paulistão, e já de olho na quarta-feira da semana que vem, quando vai a Belém do Pará estrear na Copa

do Brasil contra o Independente, o elenco do Tricolor tem treinado pouco e não chegou a realizar um único treino coletivo nos últimos dias. Também em virtude das lesões musculares que acometem o elenco, Leão decidiu preservar a maioria dos jogadores. Lucas, que jogou domingo, terça (pela Seleção Brasileira, na Suíça) e quinta, em sequência, é o primeiro a ficar fora do embate diante do Nhô Quim, e deve ter companhia no banco de reservas do Barão de Serra Negra do zagueiro Rhodolfo, do lateral Cortez e possivelmente do cami-

sa 10 Jadson, que não vem agradando em cheio ao técnico do São Paulo. Outros desfalques, desta vez cumprindo suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo, são os volantes Casemiro e Denílson. Dessa forma, contando também com as lesões de Fabrício e Wellington, o garoto Rodrigo Caio, de 18 anos, será o único volante do elenco à disposição. O meia Maicon deve ser improvisado no setor ao seu lado. Já o XV é lanterna do Campeonato Paulista, com apenas cinco pontos conquistados.

Palmeiras tenta ampliar a sua invencibilidade Invicto há 17 jogos, o Palmeiras vive em um ambiente bem mais calmo em relação a aquele do final do ano passado. Desta forma, o time do técnico Luiz Felipe Scolari, que busca não deixar o rival Corinthians se distanciar na ponta do Paulista, tenta prolongar o bom momento, hoje, diante do São Caetano, às 16h, no Pacaembu. Contra a equipe do ABC paulista, a grande novidade do Verdão será o retorno de Marcos Assunção. Suspenso na última vitória diante do Linense, o camisa 20, que participou de dez dos 24 gols palmeirenses nestas 11 primeiras rodadas do Estadual, deve reassumir seu posto no meio-campo titular do Verdão, na vaga de Chico, que esteve em campo na última quarta. Além da vaga no meio-campo, Scolari precisará realizar alterações na defesa. Sem o zagueiro Leandro Amaro e o lateral direito Artur, ambos suspensos pelo recebimento do terceiro cartão amarelo, o time alviverde terá a briga entre Maurício Ramos e Román pela vaga de companheiro de zaga de Henrique, enquanto que Cicinho, reserva contra o Linense, recebe nova oportunidade no meio-campo. Outro que pode fazer ser retorno é o armador Valdivia. Fora desde o clássico com o Santos, no dia 5 de fevereiro, por conta de uma lesão na conta direita, o chileno já está recuperado e realiza atividades com bola na Academia de Futebol. O camisa 10, porém, ainda não tem condições de realizar uma partida completa; com isso, Daniel Carvalho deve seguir como titular, enquanto o Mago será opção no banco de reservas. Único setor sem mudanças, o ataque vem correspondendo neste início de competição. Com 24 marcados até o momento, o Palmeiras tem a dupla Maikon Leite e Barcos em bom momento – em seis jogos pelo clube, o camisa 29 foi às redes em cinco oportunidades.


6

esportes

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de março de 2012

[ COPA 2014 ] Secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke, disparou sua ira agora contra a morosidade das obras

[ FÓRMULA 1 ]

de mobilidade urbana e voltou a citar que a construção dos estádios estão atrasados solicitando mais agilidade

Williams refaz seu conselho diretivo

Valcke volta a criticar o Brasil ondres (AE) - Uma semana antes de realizar nova visita ao Brasil, o secretário geral da Fifa, o suíço Jérome Valcke, voltou a tecer duras críticas com relação à organização da Copa do Mundo de 2014. O dirigente, que havia amenizado as reclamações na visita que fez ao País em janeiro passado, voltou a disparar principalmente contra os atrasos nas obras de infraestrutura. Ele prometeu cobrar pressa do Comitê Organizador “O grande problema que temos no Brasil é que tem muitas coisas que não estão sendo feitas. Não entendo por que essas coisas não estão em curso. Os estádios estão atrasados e por que está tudo tão atrasado?”, perguntou ele, mandando uma mensagem direta às autoridades brasileiras: “Têm que se apressar, colocar a casa em ordem e organizar este Mundial”. Valcke criticou ainda o que ele entende ser uma preocupação excessiva com o título mundial em 2014 e chegou a sugerir que os

L

organizadores levem um “chute no traseiro” para que se deem conta de que precisam trabalhar. “Temos de dar um empurrão, um chute no traseiro e entregar a Copa e isso é que faremos. O que é a Copa para o Brasil, organizar ou ganhar o Mundial? Creio que seja ganhar a Copa. Creio que deveriam pensar como a África do Sul, cuja prioridade era organizar a Copa, não ganhar a Copa”, disse ele, esquecendo-se do histórico dos dois países no futebol O dirigente disparava contra todos os lados. Perguntou por que não há “mais apoio” e “mais entusiasmo” das autoridades do País para terminar estádios, hotéis e redes de transporte. “O Brasil não tem hotéis suficientes. Tem mais

CELSO PUPO

do que o suficiente em São Paulo e Rio, mas em Manaus precisa mais”, disse Valcke, que ainda citou Salvador como uma sede que não teria condições de receber um clássico como Inglaterra e Holanda. “A cidade é agradável, mas tem que melhorar a forma de chegar ao estádio”. BEIRA-RIO A construtora Andrade Gutierrez anunciou dispor das garantias necessárias para obter o financiamento para a reforma do estádio Beira-Rio, do Internacional, em Porto Alegre. Quando os recursos, próximos de R$ 200 milhões, estiverem assegurados, a empresa deve iniciar a obra. Durante a semana, o Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul), repassador da linha de crédito do BNDES, havia recusado duas propostas da construtora por entender que as garantias eram insuficientes. A presidenta Dilma pediu agilidade ao BNDES no caso.

G

Jérome Valcke está insatisfeito com a morosidade dos brasileiros

ESPORTES NA TV

Marcos Lopes lopesrn@hotmail.com

O tempo voa m comercial de uma antiga instituição bancária dizia que o tempo passa, o tempo voa e a poupança tal e qual, continua numa boa. Trazendo a peça publicitária para a realidade do nosso futebol, o tempo passa, o tempo voa e tudo na CBF continua numa boa, pelo menos para o presidente Ricardo Teixeira que na Assembléia Geral realizada no meio da semana, recebeu o apoio dos presidentes de federações e em momento algum cogitou a possibilidade de renúncia, como chegaram apregoar alguns cronistas do eixo Rio - São Paulo. Ricardo Teixeira continua no comando da entidade e podem anotar, em muito pouco tempo o abismo que a presidente Dilma colocou entre o Planalto e a CBF será encurtado. Do ponto de vista prático para o futebol o que poderia mudar para melhor com uma eventual saída de RT do poder¿ Eu respondo que não mudaria nada, a estrutura continuaria sendo exatamente a mesma. O problema do futebol brasileiro é a estrutura que está apodrecida e que mesmo apodrecida não admite outros, que não sejam do círculo do poder. Buscando outro ditando popular, e já pedindo perdão, uma eventual renúncia de Ricardo Teixeira seria como trocar apenas as moscas.

U

CAMPEONATO DO NORDESTE Os clubes que disputam o Estadual e que almejam uma temporada 2013 mais consistente do ponto de vista técnico e financeiro, devem ficar atentos para o Campeonato do Nordeste e para aquilo que foi estabelecido pela FNF como critérios para as duas vagas. A primeira é do Campeão e a segunda, será daquele clube que somar o maior número de pontos em todas as fases da competição. A partir das definições das vagas os dois clubes terão condições de iniciar um planejamento sólido para o ano que vem, com programação financeira e de calendário. O ABC largou na frente dos demais pelo número de pontos acumulados no primeiro turno, mas ainda não está garantido lá. Na realidade as duas vagas estão abertas para a democrática e importante competição nordestina, que pode servir de exemplo para que as federações do norte busquem o mesmo caminho.

Fim de jogo, fim de papo ALDAIR DANTAS

Lúcio Curió, esperança de gols do torcedor do América

COPA DO BRASIL NA AGULHA Santa Cruz, ABC e América jogam hoje pelo Estadual mas de olhos bem abertos na estréia da Copa do Brasil na próxima quarta-feira. O tricolor tem teoricamente a parada mais complicada, já que joga em casa contra o Náutico, e pela dinâmica do regulamento é a única equipe potiguar que pode ser eliminada já na primeira fase da competição. O ABC que joga em Macapá contra o Trem e o América que enfrenta o Horizonte, podem na melhor das hipóteses eliminar os jogos da volta, ou na pior, trazer a decisão para casa, no Frasqueirão e Nazarenão, respectivamente. Eliminam o jogo da volta vencendo por uma diferença de dois ou mais gols, e podem perder por qualquer placar que tem a chance de reverter em casa, mas eu vejo os dois, ABC e América, como favoritos nos confrontos contra o Trem e Horizonte.

Mercadoria em alta Contratar um técnico em nível de Série B não é tarefa fácil quando o assunto é a faixa salarial exigida pelos profissionais. A média é de 70 mil mensais e quando a proposta parte daqueles que estão mais bem posicionados no ranking, como os casos de Geninho e Benazzi, por exemplo, o valor passa da casa dos 100 mil reais. Eis a grande dificuldade do América em definir de uma vez por todas quem vai assumir o

clube. Chegou a fechar com Zé Teodoro que está no Santa Cruz pernambucano, mas esbarrou na multa exigida pelo time de Recife. A previsão é que o nome seja anunciado de hoje para amanhã, e o clube acertadamente está tomando todo o cuidado para não errar na avaliação, e não cometer os erros de anos anteriores de trocar de técnico a cada noventa dias. Até lá, Moura segue como interino.

rove, Inglaterra (AE) - A Williams anunciou que Frank Williams, um dos seus fundadores, deixou seu cargo no conselho de administração da equipe. O dirigente, no entanto, permanecerá exercendo a sua função de chefe da escuderia. Com a medida, ele pretende acelerar o processo de transição no comando da equipe. “Eu completarei 70 anos em abril e eu decidi iniciar a próxima etapa do processo gradual, mas inevitável de entregar as rédeas para a próxima geração deixando o conselho no final deste mês”, disse Frank Williams. “Vou continuar a assistir a todas as reuniões do conselho como observador”. Além disso, a escuderia revelou que Claire Williams, filha de Frank, passará a integrar o conselho em abril, como diretora de marketing e comunicação, após a decisão do atual titular do posto, Dominic Reilly, de deixar a empresa. “Claire trabalhou na Williams por dez anos, assumindo posições cada vez mais exigentes e demonstrando todas as qualidades necessárias para este papel crucial”, disse. “O conselho concluiu que a nomeação de Claire irá reforçar a sua diversidade, qualidade e eficácia”, completou. Uma das mais tradicionais equipes da Fórmula 1, a Williams está prestes a iniciar a disputa da sua 38.ª temporada, com a intenção de melhorar o desempenho em comparação com 2011, quando ficou apenas em nono lugar no Mundial de Construtores. Neste ano, a equipe terá o brasileiro Bruno Senna e o venezuelano Pastor Maldonado.

8h30 - Futebol - Italiano:Parma x Napoli;SporTV 2 e ESPN 9 horas - Futebol - Inglês:Newcastle x Sunderland;ESPN Brasil 9 horas - Futevôlei - Liga Nacional: Semifinais e finais;SporTV 11 horas - Futebol - Italiano:Roma x Lazio;RedeTV! e ESPN Brasil 11 horas -Tênis - Challenger de Florianópolis:Final;SporTV 2 11h30 - Futebol - Alemão:Nuremberg x Borussia;ESPN,BandSports 13 horas - Futebol - Inglês:Tottenham x Manchester United;ESPN 14 horas - Futebol - Espanhol: Granada x Valencia;ESPN e ESPN HD

14 horas - Basquete - Liga Espanhola: Bilbao x Barcelona; BandSports 16 horas - Futebol - Paulista:Santos x Corinthians;Band 16 horas - Futebol - Paulista: Palmeiras x S.Caetano;PPV 16h45 - Futebol - Italiano:Inter x Catania;ESPN Brasil 17 horas - Futebol - Francês:Lorient x Rennes;SporTV 2 17 horas - Futebol - Argentino:San Lorenzo x Boca Juniors; Esporte Interativo 17h30 - Futebol - Espanhol:Real Madrid x Espanyol;ESPN e ESPN HD


esportes

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |7

[ CAMPEONATO CARIOCA ] Vindo de derrota na estreia, equipe rubro-negra não tem outra alternativa que não seja vencer para não ver suas chances de ir à semifinal se complicarem

Apito Final EVERALDO LOPES - elopes@tribunadonorte.com.br

A praga do Arubinha e o Nogueirão

Com Ronaldinho de volta, Fla encara o Duque de Caxias ANDRÉ PORTUGLA/VIPCOMM

ma velha lenda há anos circulou nos arraiás do estádio de São Januário, de que uma praga do Arubinha nunca mais deixaria o clube cruzmaltino em paz. Simplesmente, os adeptos do velho torcedor haviam enterrado um sapo numa das grandes áreas do gramado. O Vasco passaria 24 anos sem ganhar um título, como castigo por haver derrotado o time do Mangueira, por 24 x 0, no começo do século passado. Aí, perguntarão: e o que danado tem Arubinha, o Vasco e o Nogueirão? É que, pela inércia dos prefeitos que têm passado pela simpática e quente Mossoró não atendem aos apelos dos dirigentes e torcedores, para que a cidade tenha um estádio condigno com seu crescimento e projeção. Há quanto tempo que os coleguinhas da imprensa clamam por uma reforma de vergonha no estádio que custou tanto esforço do saudoso professor Leonardo Nogueira, já se passam 44 anos da inauguração. Um segundo Arubinha teria pousado em Mossoró?

U

A PRAGA (2) Este colunista, integrante da turma da velha guarda do jornalismo esportivo da capital, há anos vem acompanhando a luta dos coleguinhas mossoroenses, de Lupércio Luiz, Sérgio Oliveira, Marcos Santos e a nova geração tendo à frente o “caçula” Guilherme Ricarte, é um só grito para que devolvam a dignidade do Nogueirão. Parece até que a lendária praga do Arubinha teve algum seguidor mossoroense, porque faz anos que a imprensa implora a atenção dos (ou das prefeitas também) prefeitos que passaram por Mossoró. Quem nasceu quando o Nogueirão surgiu para o futebol mossoroense, hoje está com 45 anos.

Mutreta

Mutreta (2)

Com a expansão mundial do futebol, já que não há mais nenhum país na face da Terra que não tenha seu campeonatozinho nacional, o lado negro desse esporte também vai evoluindo. Agora mesmo, valendo as eliminatórias dos países asiáticos, a Fifa está investigando resultado duvidoso do jogo entre as seleções da Indonésia e Bahrein, derrota dos indonesos por 10 x 0!

É que havia uma diferença de nove gols entre Bahrein e Catar, e só com placar tão dilatado contrário à Indonésia, Catar se classificaria. No Brasil já aconteceram arrumadinhos desse tipo, mas sem diferença tão gritante. Rigorosa nessas denúncias, a Fifa vai recorrer a várias investigações, já que a goleada dá margem a muita desconfiança

40 anos de Natal O ano de 2012 é muito especial para o uruguaio Danilo Menezes. É que marca os 40 anos do “gringo” no futebol do RN, inicialmente como jogador estreando no antigo Campeonato Nacional, em 1972, o time alvinegro treinado pelo ex-vascaíno Célio de Souza, velho conhecido de DM quando os dois atua-

vam no Vasco da Gama. Danilo, como jogador, Célio auxiliar técnico. Até hoje o torcedor alvinegro não esquece o trabalho excepcional que realizava no meio de campo, o trio Maranhão, Danilo Menezes e Alberi, embora o camisa 10 não fosse o pernambucano, mas sim o uruguaio. Alberi jogava com a oito.

História & futebol História (2) Peço licença ao amigo leitor para retornar a um assunto que a coluna noticiou e comentou, dias atrás. É ainda o lado histórico da Taça Libertadores da América reunindo seleções sulamericanas, ser considerada uma homenagem aos chefes de estado desses países. É que o leitor Yedo Camargo me manda e-mail fazendo algumas observações sobre esse mesmo tema, ou seja, o nome e os homenageados pelos autores da ideia. Vejam a opinião leitor, provavelmente com um bom suporte sobre a história desses governantes.

Escreve Yedo: Vejam os seus leitores – escreve Y.C., o que muitos consideram esses ex-governantes como libertadores, na verdade foram ditadores. Bernardo O’Higgins governou com plenos poderes até que o Chile ficou desacreditado no exterior à falta de instituições democráticas. O “brasileiro”/português D. Pedro I dissolveu a Assembleia Constituinte, que queria reduzir seus poderes, cercando-a com soldados e canhões. Depois, ele mesmo redigiu uma Carta no seu melhor estilo, instituindo um tal Poder Moderador.

História (3) Prossegue o leitor: concluindo, Simón Bolívar, quando governava o Peru, decretou que os colégios eleitorais das províncias deveriam aprovar a constituição elaborada por ele mesmo, auto elegendo-se na condição de presidente vitalício do país. Por isso, em vez de Taça Libertado-

res, deveria chamar-se Taça Ditadores da América...” Aliás – conclui o leitor, o presidente da Conmebol – Nicolás Leoz, há nada menos de 25 anos é o manda-chuva, e nem pensa largar o cargo, que tantos poderes e fama lhe dá.”. A coluna não pretende mais voltar a este assunto.

ESPORTES EM DEBATE Neste domingo, nos horários de 7 e 14h a Rádio Globo apresenta o programa Esportes em debate com o goleiro do Palmeira “Messi”, e o secretário municipal de Esportes de Goianinha, e o presidente Cláudio Freire sobre a ampliação do “Nazarenão” visando os jogos do América na série “B”

CADÊ OS GOLS? No 1º turno foram goleadas de 5x0, 4x0, 6x1 duas vezes e uma média de gols excelente. Depois, os gols foram ficando escassos, até chegar ao ponto de, numa rodada inteira, sete equipes não assinalaram um gol...Também a curiosidade de, sete equipes com zero no placar numa rodada, inédito no Estadual/RN.

pós ser derrotado na estreia da Taça Rio, o Flamengo tenta a reabilitação no segundo turno do Campeonato Carioca contra o Duque de Caxias, hoje, às 18h30, em Macaé. Os rubro-negros terão a volta do meia Ronaldinho Gaúcho, mas também os desfalques do volante Willians e do meia Renato Abreu. O primeiro não se recuperou da entrada sofrida na partida contra o Boavista, enquanto que o segundo está suspenso por ter sido expulso no meio de semana. Além deles, o técnico Joel Santana segue sem poder contar com o volante Airton e o lateral direito Léo Moura. ambos lesionados. Com isso, Galhardo e Muralha seguem na equipe. Para as vagas de Willians e Renato Abreu, o comandante rubro-negro deverá manter o meia Bottinelli e promover a volta do volante Luiz Antônio ao time. No restante, a equipe é a mesma da derrota para o Boavista. A volta de Ronaldinho Gaúcho, que ficou de fora da partida do meio de semana porque atuou com a Seleção Brasileira contra a Bósnia, foi comemorada pelo lateral esquerdo Junior Cesar. Para ele, o R10 ainda é capaz de mudar uma partida com sua categoria. “Sabemos que nos jogos importantes, o craque faz a diferença. O Ronaldinho é um jogador que faz esta diferença por sua qualidade e experiência. Ele é o nosso capitão e nos ajuda dentro e fora de campo com sua qualidade e sua liderança”, declarou. A novidade na equipe deve ser a estreia do zagueiro chileno Marcos González. O jogador participou do amistoso da seleção de seu país no meio de semana e treinou entre os titulares. Ele formou zaga com Davis Bráz. Com isso, Welliton vai para a reserva. Um dos principais destaques no treinamento da última sexta-feira, o volante Luiz Antonio vive a expectativa de voltar a jogar entre os titulares rubro-negros na partida contra o Duque de Caxias, hoje. Como o time está desfalcado de Airton, Willians (machucados) e Renato (suspenso), é grande a possibilidade de o técnico Joel Santana utilizar o jovem atleta. “Estou pronto para ajudar o Flamengo e a vontade é de ajudar meus amigos. A princípio, vou para a partida. O professor (Joel Santana) ainda não conversou comigo, mas estou pronto para jogar”, disse o volante. Luiz ainda destacou que não é necessário muito treinamento para ajustar o posicionamento

A

Depois de servir a seleção e ficar fora da estreia na Copa Rio, Ronaldinho Gaúcho volta ao Flamengo

FICHA TÉCNICA DUQUE DE CAXIAS FLAMENGO Fernando;Arilson, Paulão,Jorge Fellipe e Rodrigues; Fábio Aguiar, Juninho,Raphael Augusto e Jefinho; Watthimem e Gilcimar Técnico: Eduardo Allax

Felipe,Galhardo, Marcos González, David Bráz e Junior Cesar;Muralha,Luiz Antonio,Bottinelli e Ronaldinho Gaúcho;Deivid e Vagner Love Técnico: Joel Santana

Estádio: Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ) Data: 4 de março de 2012, domingo Hora: 18h30 (de Brasília) Árbitro: Péricles Bassols Cortez Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Jackson Lourenço dos Santos

e melhorar o entrosamento com Muralha, já que ambos se conhecem muito bem desde o período em que atuavam juntos na base rubro-negra. “A gente está entrosado desde a base. É acertar alguns detalhes e ir para o jogo. Não tem muito o que conversar. É só entrar e me esforçar”, comentou. Pelo lado do Duque de Caxias, o foco também é na recuperação. A equipe da Baixada Fluminense, assim como o Flamengo, foi derrotado na estreia na Taça Rio. O técnico Eduardo Allax, que estrou na rodada passada, tem a missão de tentar a classificação para as semifinais da Taça Rio e afastar a equipe do perigo de rebaixamento no Estadual. Em relação ao time, o Duque de Caxias deverá manter a escalação que iniciou o confronto contra o Macaé. O atacante Gilcimar, que saiu com dores da partida passada, não será problema para o jogo deste domingo.

Embalado,Botafogo duela com o Volta Redonda Único grande clube a vencer na estreia na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, o Botafogo volta a campo pelo torneio hoje, quando encara o Volta Redonda às 16h, em São Januário, no Rio de Janeiro, pela segunda rodada. O duelo vai colocar em campo duas equipes embaladas por bons resultados. O Glorioso superou o Americano, em Campos, por 4 a 2, com direito a uma virada. Já o Voltaço não tomou conhecimento do Madureira, fazendo 3 a 0 no rival. Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo, mostrou aos seus jogadores nos últimos dias que a vitória sobre o Americano não deve iludir ninguém, já que a caminhada na Taça Rio ainda promete fortes emoções. Os tropeços de Vasco, Flamengo e Fluminense na primeira ro-

dada servem de alerta para o comandante alvinegro. “Nós já sabíamos que a Taça Rio seria bem mais complicada e todos os grandes tropeçaram na primeira rodada, com exceção de nossa equipe, que penou muito para conseguir ganhar em Campos. Teremos muitos confrontos equilibrados e não consigo prever nenhuma facilidade pela frente”, disse Oswaldo. Pelo lado do Volta Redonda, o técnico Ricardo Drubscky decidiu manter a base que estreou conquistando a vitória sobre o Madureira

OUTROS JOGOS Madureira Bonsucesso Boavista

x x x

Americano Bangu Macaé

SATIRO SODRÉ

Loco Abreu está de volta ao Botafogo depois de dois jogos fora


esportes 8 | Natal Rio Grande do Norte |Domingo| 04 de março de 2012

Levatamento realizado pela entidade que comanda o futebol mundial apontou que, só em 2011, mais de 100 menores brasileiros deixaram o país, contratados por equipes estrangeiras. Essa é a primeira vez que a Fifa publica um mapeamento

[ FIFA ]

Êxodo de jovens preocupa Blatter enebra (AE) - Um pequeno exército de crianças está deixando o Brasil para jogar no exterior. A constatação é da Fifa, com base no levantamento de transferências ocorridas em 2011, que apontou que mais de cem menores brasileiros foram contratados por clubes estrangeiros no ano passado. Esse número, porém, pode ser apenas a ponta de um iceberg, já que os dados se referem somente a transações oficiais e autorizadas. No total, 13 mil crianças de todo o mundo teriam passado pelos sistemas de registros da entidade em 2011, classificadas como “amadores”. Essa é a primeira vez que a Fifa publica um mapeamento completo das transferências internacionais, graças ao novo sistema eletrônico de registro de vendas e compras de atletas. A constatação da entidade é de que o ano movimentou US$ 3 bilhões (cerca de 5,1 bilhões) em 11 mil transações, realizadas por 5 mil clubes. Longe de ser uma surpresa, os brasileiros lideram o ranking mundial dos jogadores mais cobiçados - foram 1,5 mil negociações internacionais, 13% do total. Brasil, Argentina e Uruguai são, juntos, responsáveis por 25% das vendas mundiais. Mas uma análise mais profunda dos números mostra que parte substancial dessas transferências envolve menores. Em 2011, o Brasil foi superado apenas pela Albânia em número de crianças negociadas, com 140. Mas o volume brasileiro - de pouco mais de cem - é duas vezes maior que o registrado pela terceira colocada, a França. A Fifa proíbe a venda de menores, justamente para evitar a exploração de crianças e manter talentos em seus países. O relatório admite que “histórias de horror” podem ocorrer e que essa é a população “mais vulnerável”. Mas a entidade abre quatro possibilidades, alegando que não pode fechar totalmente as portas para grandes talentos. Para que autorize a transferência, a Fifa exige que pelo menos uma das seguintes condições sejam atendidas: que a família tenha se mudado do país; que a transferência ocorra entre países da União Europeia com atletas de mais de 16 anos; que o novo clube fique a no

G

NÚMEROS

13

mil crianças foram cadastradas nos registros da Fifa em 2011.Todos na categoria de amadores

100

foi o números de menores que deixaram o país em 2011 para jogar em algum clube do exterior

máximo 50 quilômetros da fronteira; ou que o menor esteja vivendo no novo país por mais de cinco anos antes de ser contratado. Nessas condições, a Fifa registrou 13 mil transferências de jovens, número superior ao de transferências oficiais de jogadores com mais de 18 anos - 11,5 mil. A entidade insiste, porém, que, com o sistema eletrônico e as exigências feitas, o número de jovens transferidos desabou. A Fifa recebeu 1,5 mil pedidos específicos para jovens que não cumprem nenhum dos critérios, mas são cobiçados. Para que sejam aprovados, os contratos precisam garantir que a família do futuro talento seja transferida para o país onde o garoto irá jogar e que escola e moradia sejam garantidas. A lista também é dominada por países europeus. O único país que destoa da lista dos dez primeiros é justamente o Brasil, com mais de cem situações. Dos 1,5 mil casos que passaram pela Fifa, 1% são descritos como transferências de profissionais. Na maioria das vezes, clubes classificaram seus novos talentos como “amadores” e os profissionalizam apenas quando completam 18 anos. Chama atenção o fato de a busca por talentos no exterior não respeitar idade. A constatação é de que 80 crianças de 12 anos foram vendidas pelo mundo em 2011, contra mais de 200 com 13 anos - 45% são com jogadores entre 16 e 17 anos. O próximo nessa lista poderá ser o alagoano Luiz Henrique dos Santos, o Pety, que com 13 anos já poderá ser chamado para atuar pelo Real Madrid. O acordo depende apenas do departamento de finanças do time. MICHAEL PROBST

viver

DE SEGUNDA A SÁBADO NA

TRIBUNA DO NORTE

O presidente da Fifa,Joseph Blatter,está preocupado com o êxodo


NA SÉRIE “HOMELAND”, PREMIADA COM DOIS GLOBOS DE OURO,A BRASILEIRA MORENA BACCARIN VIVE UM CONFLITO AMOROSO.

LEI QUE REGULAMENTA A PRODUÇÃO NACIONAL NA TV POR ASSINATURA LEVANTA DEBATE E FAZ CANAIS INVESTIREM NA PROGRAMAÇÃO LOCAL

O JUDOCA FLAVIO CANTO É UM DOS ATLETAS QUE LEVAM A SUA EXPERIÊNCIA PARA A TELA DA TV NO COMANDO DE ATRAÇÕES ESPORTIVAS.

[ PÁGINA 12 ]

[ PÁGINA 11 ]

[ PÁGINA 3 ]

revista da tv A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 04 de março de 2012

ELE É O BOM DEPOIS DE VIVER UM VILÃO DE SUCESSO, GABRIEL BRAGA NUNES VOLTA COMO UM HERÓI EM ‘AMOR ETERNO AMOR’ [ PÁGINAS 6 E 7 ]


Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Inter TV/Cabugi – Canal 11

revista da tv

Domingo | 04 de março de 2012

TERÇA

QUARTA

QUINTA

Carmem conta a Helena que Nelson está trabalhando no posto de gasolina. Laura acredita que Fabiano seja seu admirador secreto. Enquanto Babi e Guido se refrescam numa cachoeira, suas roupas são roubadas. Kiko ouve Gabriel reclamar de sua presença e ameaça deixar o elenco do seriado.

Débora reclama do trabalho e implora que Laura convença Rose a mentir para a juíza. Cristal ouve Natália falando com Alexia sobre Juninho e se interessa. Betão chega para ajudar Guido e cobra satisfações de Babi. Alexia se apavora quando Moisés confronta Gabriel na Comunidade dos Anjos.

Moisés impede que o seriado seja filmado na Comunidade dos Anjos. Helena avisa que vai para São Paulo e que Carmen cuidará da casa em seu lugar. Alexia se encontra com Beatriz. Nelson propõe que Guido volte a trabalhar na lanchonete. Gabriel chega em casa com Cristal e Beatriz teme o encontro deles com Alexia.

Guido aceita voltar a trabalhar na lanchonete. Gabriel se declara para Alexia e eles se reconciliam. Moisés conta para Juninho sobre a proposta que recebeu de Cristal. Fabiano procura Laura no brechó e ela se irrita com a insistência dele. Cristal procura Alexia e a intimida a se afastar de Gabriel. Ele ouve tudo, escondido.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

A televisão falha e Carlos não ouve Verbena falar sobre o dom que o filho possui. Tobias e Josué admiram Carlos pela forma que ele doma um búfalo. Clara conta para Verbena que sonhou com Rodrigo e afirma que ele voltará. Verbena se emociona ao ver a reportagem sobre Rodrigo no jornal. Valéria procura Carlos.

Clara tem um mau pressentimento com Verbena. Tereza encontra a patroa caída no quarto e corre para pedir ajuda. Carmem exige que Carlos se case com Valéria. Deolinda tenta colocar ordem no edifício do qual é síndica. Carmem não presta atenção na reportagem sobre o filho de Verbena na primeira página do jornal.

Gabriel tenta provar a Beatriz que Clara não tem um dom especial. Tobias vê o retrato falado de Rodrigo no jornal e o acha muito parecido com o irmão. Tobias mostra o jornal para Carlos, mas ele se recusa a acreditar que seja o rapaz do retrato. Verbena pede para Miriam guardar o anel da família de Augusto.

Verbena pede que Miriam entregue o anel a Rodrigo quando ele voltar. Clara vê uma aura escura em volta de Fernando. Tobias decide ir até o jornal em Belém confirmar a história sobre Carlos. Miriam mostra seu anel de noivado na redação. Tobias fala para Pedro que acredita ter encontrado o filho de Verbena.

Tobias explica para Pedro tudo o que sabe sobre Carlos. Clara fala para Verbena sobre Lexor. Tobias avisa a Pedro que Carlos não pode saber do motivo de sua ida à Vila dos Milagres. Juliana se interessa pela reportagem que Miriam faz sobre crianças especiais. Carlos flagra Pedro tirando fotografias suas.

Pedro dá um soco no rapaz que segura Alice e ele sai correndo. Marcelo diz a Artur que Vitória pode ter voltado a usar drogas. Roberta e Diego fingem brigar por causa de Pilar. Artur, que estava escondido na sala, escuta Vitória falar que quer arruinar seu noivado. Binho surpreende Pedro e o ataca na cabeça com um taco.

Os alunos reclamam do desaparecimento de seus objetos pessoais. Cilene avisa Jonas sobre o caso de roubo no colégio e o diretor ordena que ela resolva a situação sozinha. Alice estranha a ausência de Pedro. Pedro desperta amarrado e jogado no meio do mato. Jonas conta para Leila que aplicou na bolsa e está totalmente falido.

Pedro e Binho brigam. Roberta suspeita que Pilar falou a verdade sobre o envolvimento de Binho no sumiço de Pedro porque estava metida na armação. Marcelo reafirma que viajará com Débora para Londres. Leila diz a Jonas que tem o dinheiro de um seguro capaz de manter o colégio funcionando, contanto que ela passe a dividir a diretoria com ele.

Pilar diz a Binho que eles terão que deixar os rebeldes em paz durante as férias. Diego reclama com Pedro e Tomás que o excesso de convivência atrapalha o relacionamento. Leila determina que Binho permaneça no colégio durante as férias. Os rebeldes comentam sobre o beijo que presenciaram entre Cris e Vicente. Jonas escuta a conversa.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Grace Kelly acha o documento dentro do urso de pelúcia e o destrói. Vicente orienta Sarita para tentar impedir a remoção do Covil do Bagre. Raíssa e Damiana trocam acusações. Ricardo diz a Camila que não sabe se quer reatar com ela. Grace Kelly avisa Maruschka que destruiu o documento que dava a posse do Covil do Bagre a Iara.

Iara propõe uma solução para o Covil do Bagre. Claudia visita Rubinho e tenta descobrir se o ex-marido tramou com Lucena e Henrique a sua separação de Vicente. Alberto procura Maruschka e tenta convencê-la a desistir de derrubar o Covil do Bagre. Vicente é atendido pelo Doutor Nebarian e descobre que foi Rubinho quem conseguiu a consulta.

Grace Kelly é recebida com desdém por Alana e Francisca na Comprare. Íntima procura Belezinha e pede que ela pare de usar as respostas que ela lhe ensinou no concurso. Bob avisa Agenor que conseguiu um espaço para instalar a nova confecção. Valério conta que Raíssa e Agenor vão abrir uma nova confecção e Felizardo tira a história a limpo.

Vicente conta para a mãe que decidiu fazer o tratamento. Camila diz para Claudia que não sabe se gostaria de voltar a ser mulher de Ricardo. Felizardo flagra uma reunião da nova confecção de Agenor e Raíssa e expulsa os filhos de casa. Henrique entrega a Vera uma ordem de despejo e remoção do Covil do Bagre.

Henrique ameaça se vingar de Vera e Ricardo por ter sido afastado da Procuradoria. Raimundinha ameaça denunciar Damiana no dia de seu casamento com Valério. Deusa volta de Paris e conversa com Diva sobre Grace Kelly. Claudia vai ao Sonho D’Aveiro e observa Vicente de longe. Camila descobre que Bernadete está grávida.

Alice descobre a senha do cofre de Tereza Cristina. Enzo não gosta quando Danielle o dispensa por causa de Pedro Jorge. Guaracy flagra Jackeline e Alberto se beijando na cozinha. Crô vai à casa de Solange e encontra Baltazar. Pedro Jorge pergunta por Vitória para Danielle. Griselda procura o delegado Paredes.

Griselda conta ao delegado Paredes o que Ferdinand fez contra sua família. Tereza Cristina diz a Ferdinand que só lhe dará dinheiro depois que ele matar Griselda. Danielle leva Pedro Jorge para conhecer Vitória, mas Esther não deixa que o menino se aproxime. Celina e Beatriz seguem Esther para que ele conheça a irmã.

Paulo conversa com Pedro Jorge. Quinzé reconhece a mulher loura que o dopou. Pereirinha revela que a única mulher de quem gostou foi Griselda. Álvaro e Zambeze ficam satisfeitos com o sucesso do concurso. O delegado Paredes coloca Quinzé frente a frente com a mulher que participou do atentado contra sua vida.

Crô vê a ligação de Ferdinand no celular de Tereza Cristina. Paulo fica com ciúmes de Guaracy e confessa a Esther que ainda a ama. Danielle diz a Enzo que não conseguirá pagar todas as suas dívidas e ele aceita posar para a campanha para ajudá-la. Tereza Cristina ameaça matar Renê se ele tentar tirar os filhos de casa.

Griselda vê Renê baleado e o leva para sua casa. Danielle não aceita que Enzo lhe dê dinheiro. Tereza Cristina descobre que Renê está na casa de Griselda. Íris e Alice conseguem esvaziar o cofre da vilã. Álvaro leva Tereza Cristina para a pousada. Beatriz, Celina, Glória e Esther seguem para a audiência contra Danielle.

Francisco tenta convencer Patrícia a ficar. Welligton não tem coragem de encarar Carlos. José diz a Marizete que teme perdê-la. Margarida arde em febre e sente uma dor intensa na barriga. O médico surge e explica que a milionária contraiu uma infecção depois de uma lipoaspiração mal realizada que fez na Bolívia.

Welligton diz a Fátima e Cacau que precisa sair de casa. Policiais examinam o carro carbonizado de Elton e encontram a identidade do exgarçom. O celular de Margarida toca. Valdisnei atende e depois conta para a amada que Elton foi encontrado morto. Ao tentar impedir Wellington de sair, Fátima é empurrada.

Welligton decide fugir. Lucas conversa com sua alucinação para decidir se matará seus reféns. Severino pede que Divina descubra se Margarida é a assassina do bolão. Atrás do filho adotivo, Carlos é atacado por alguns drogados. Pressionada por Valdisnei, Margarida confessa que sabia de todas as armações de Elton.

Francisco leva Patrícia e Miguel até a casa de Regina. Divina e Ernesto chegam à casa de Severino. Guilherme diz a Rita que o julgamento sobre o sequestro de Patrícia já foi marcado. Ele conta que há uma testemunha para depor contra a dançarina. Welligton e sua companheira decidem roubar para obter dinheiro.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Amanda diz não ter a ver com a morte de Rodrigo. Vitor diz a Flávio que vai cuidar das finanças do instituto pessoalmente. Aline diz que Vitor está desconfiado. No leilão, Eduardo fala com Heloisa, a mulher que arrematou quase todo o lote de cavalos. Glauco chama Heloisa e diz que precisa conversar com ela novamente.

Amanda fica bêbada e diz que ele conseguiu o que queria, pois está apaixonada. Os dois vão para a cama, mas Eduardo tem uma visão dela e Rodrigo juntos. Em conversa com Dante, Glauco conta que quase contou tudo o que Amanda está passando a Olavo. Eduardo chega à fazenda de Glauco e ouve a conversa.

Vitor diz a Aline que vai ajudá-la na direção do Instituto. Eduardo pede que Janaina arrume as coisas de Amanda durante a madrugada, pois eles partirão para as ruínas na serra no dia seguinte. Na manhã seguinte, Janaina revela a Amanda que Eduardo deseja levá-la para um lugar distante e deixá-la presa.

Eduardo entrega a carta e o pingente a Amanda. Ela mostra seu pingente, guardado na bolsa e diz que Aline o pediu emprestado. Amanda diz que a letra da carta é de Aline. Eduardo pisa na caixa de música de Vivi, que chora. Ao consertar o brinquedo, Dante encontra fotos de Aline e Rodrigo. Eduardo capota o carro.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

SEGUNDA

SEXTA

SÁBADO

MALHAÇÃO Babi emociona Aparecida ao levar Jefferson, de muletas, para visitá-la no trabalho. Carmem flagra Nelson trabalhando e ele pede para que ela não conte nada a Helena. Betão desconfia ao ouvir que Babi brigou com Débora por causa de Guido. Laura recebe um buquê de flores de um admirador secreto.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

AMOR ETERNO AMOR Virgílio discute com Angélica, que passa mal. Carlos faz uma promessa para Elisa antes de partir. Os anos passam. Carlos trabalha em uma fazenda de búfalos com Tobias, irmão de criação. Verbena faz um apelo na televisão e Carlos observa a imagem de sua mãe sem saber a verdade sobre seu passado.

TV Tropical – Canal 8

REBELDES Roberta percebe que Pilar está mentindo para Diego e entra no jogo dela. Vitória convence Artur de que Cilene quer afastá-los. Binho joga Pilar na piscina e eles se beijam. Pingo flagra os dois na piscina. Cris se veste como Becky e convida Vicente para correr. Alice é abordada por um rapaz no bar e Pedro parte para cima dele.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

Vicente é levado para a casa da mãe. Diva incentiva Grace Kelly a ficar ainda mais contra Deusa. Olga teme que Violante dê um golpe em Estela e alerta a filha. Belezinha surge linda no coquetel do concurso de Miss. Felizardo convida Agenor para voltar a trabalhar na Shunel. Sarita visita Otília no hospital e conversa com a amiga em coma.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

AQUELE BEIJO

Pedro Jorge se revolta contra Celina. Ferdinand recebe dinheiro de Tereza Cristina para fugir. Glória diz a Beatriz que não mentirá em sua audiência. Teodora diz a Quinzé que o filho que ela espera não é dele. Paulo tenta convencer Esther a processar Danielle. Tereza Cristina indaga se Pereirinha mataria por dinheiro.

FINA ESTAMPA

TV Tropical – Canal 8

VIDAS EM JOGO

TV ponta Negra– Canal 13

2

Welligton e sua companheira de rua são rendidos por policiais. Carlos recebe uma ligação de um colega policial. Lucas liga para a namorada, que acaba contando que está com Raimundo. Carlos fica arrasado ao ver o estado de Welligton. Patrícia diz a Francisco que vai voltar para sua casa junto com Miguel.

CORAÇÕES FERIDOS Vitor pede a mão de Aline. Cansada das grosserias do marido, Amanda diz que ainda não foi embora porque o ama. Aline faz a prova do vestido de noiva. Eliseu e Maria dizem a Amanda que o corpo de Rodrigo está enterrado na fazenda. Eduardo flagra Amanda conversando sozinha diante do túmulo do irmão.


revista da tv

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 3

TV GLOBO/JOÃO COTTA

ELES SÃO UM TIME

Flavio Canto estreou mês passado à frente do “Corujão do esporte”

THAÍS BRITTO

judoca Flavio Canto é o mais novo integrante de um time. Mas o grupo nada tem a ver com competições e treinos. Esta seleção é formada por atletas que decidiram compartilhar seu conhecimento prático com os espectadores e encarar um novo desafio como apresentadores de TV. O caminho costuma ser parecido. A relação com as câmeras começa devagar, normalmente no papel de comentarista. No caso de Flavio, foi assim. Após a carreira bem-sucedida nos comentários, ele comanda há três anos o “Sensei”, no SporTV (sábado, 0h30m). Mas foi apenas com sua estreia no “Corujão do esporte”, na Globo (sexta, 0h15m), no início de fevereiro, que ele saiu de sua zona de conforto para se dedicar a um intensivão em outros esportes. — Essa parte é ótima. Sou um atleta frustrado em várias modalidades — diz o apresentador, que entrou de cabeça na função: — Aqui, sou faixa branca. A experiência é similar à de quando comecei no judô. Tinha 14 anos, foi tarde. A regra que usei para aquela época é a mesma: correr atrás do tempo perdido. Estou até procurando uma pós-graduação em jornalismo esportivo. Apesar de acreditar na importância da formação técnica, Flavio acha que a experiência no esporte faz toda diferença. E cita a colega Glenda Kozlowski como exemplo. Para ele, a ex-bodyboarder passa uma credibilidade que vai além do jornalismo. A apresentadora do “Esporte espetacular”, na Globo (domingo,

O

ACOSTUMADOS A UMA VIDA DE TREINOS E COMPETIÇÕES, ATLETAS EXPERIENTES SE TORNAM APRESENTADORES DE TV

9h30m), que teve uma carreira vitoriosa nos mares antes de se tornar jornalista, acredita que a compreensão da rotina do esporte de fato é um diferencial: — Ajuda no lado sentimental porque o atleta fica mais à vontade, ele sabe que você entende a frustração dos treinos, os sabores da vitória e da derrota. É claro que não basta ser atleta para virar apresentador ou repórter, mas você fica mais sensível para entender o todo porque já viveu aquele processo. Companheiro de Glenda no “Esporte espetacular”, Tande lembra que levou um susto com o primeiro convite para a TV, já que só sabia, como ele diz, “jogar vôlei e ser pai”. Hoje, mais experiente, ele afirma que as dificuldades ainda existem: — Comecei na TV em 2004, como comentarista e, em 2010, veio o “Corujão do esporte”. No meu primeiro ao vivo, quase me matei.

Quando veio o convite para o “Esporte espetacular”, fiquei em pânico. São três horas ao vivo direto! É difícil fazer tudo sem errar, trocando de câmeras, interpretando o que está no teleprompter e ainda improvisando. No ar desde abril de 2011, o “Zico na área”, do canal Esporte Interativo (quinta, 20h30m), marcou a estreia do ídolo rubro-negro como apresentador de TV. Atualmente trabalhando como treinador da seleção do Iraque, o OFF/DIVULGAÇÃO

O surfista Carlos Burle mostra sua rotina de competições no “Desejar profundo”

OFF/DIVULGAÇÃO

Pedro Oliva desce cachoeiras gigantes em seu caiaque e ainda pensa no enquadramento

ex-jogador teve que se organizar para continuar no comando do programa. Mas, desde o início, ele conta com a ajuda dos jornalistas Mauro Beting e Vitor Sergio, coapresentadores da atração. Foi a presença deles, segundo Zico, que deu mais segurança à sua ambientação inicial: — O mais importante é ajudar o convidado a se soltar. Não queremos nenhum furo jornalístico. Por isso, procuro fazer um programa dentro daquilo que eu vivi. Entrevistamos técnicos, presidentes de clubes, jogadores com quem eu trabalhei ou vi jogar. Gostar de futebol e acompanhar diariamente o esporte facilita muito. O caso de Pedro Oliva e Carlos Burle, apresentadores, respectivamente, do “Kaiak” (terça, 21h) e do “Desejar profundo” (segunda, 21h), ambos no ar no OFF, é um pouco diferente. Ambos continuam praticando seus esportes e mostram aos telespectadores o dia

a dia de treinos e competições. Aqui, o desafio é outro: — No início, era complicado estar à beira de uma cachoeira, 100% concentrado, e pensar em dizer alguma coisa para a câmera. Mas, agora, é natural, a gente vai melhorando e desenvolvendo uma linguagem — conta Oliva, recordista de caiaque extremo, que apresenta o “Kaiak” ao lado dos americanos Ben Stookesberry e Chris Korbulic. Campeão de ondas gigantes e surfista há 25 anos, Burle conta que já se acostumou a lidar com muitas informações ao mesmo tempo. Mas, diferentemente de alguns colegas, ele não tem grandes ambições na TV. Sua praia é mesmo... A praia de verdade. — É bom deixar claro que eu sou surfista. É aqui que me realizo profissionalmente. Estar na TV tem a ver com as minhas conquistas dentro do esporte. É uma forma de eu estar retribuindo para o meio — define.

ESPORTE INTERATIVO/DIVULGAÇÃO

TV GLOBO/JOÃO COTTA

Há quase um ano no comando do “Zico na área”, ídolo rubro-negro fala do que conhece

Tande confessa que ficou em pânico durante seu primeiro ao vivo


4

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 04 de março de 2012

FRASES DA SEMANA Não sou louca porque nunca rasguei dinheiro.” Narcisa Tamborindeguy, substituindo Adriane Galisteu na apresentação do“Muito +”

Uma vez que você o conhece, ele passa a ser apenas um velho sapo.” Bret McKenzie, vencedor na categoria melhor canção original no Oscar com a música do filme “Os muppets”, referindo-se ao personagem Kermit

TA P E T E V E R M E L H O

Ele sempre foi alvo de gozação, que a gente chama de bulimia.”

Você é só dois anos mais velha do que eu, querida. Onde você estava durante toda a minha vida?”

Ana Maria Braga, confundindo bullying com o distúrbio alimentar, no “Mais você”

Christopher Plummer,de 82 anos,“conversando”com a estatueta do Oscar que tinha acabado de ganhar ao vencer na categoria melhor ator coadjuvante

COM REPORTAGEM DE NATALIA CASTRO,TATIANA CONTREIRAS E AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

»SÓ NO SAPATINHO

AFP

»BOA ATRIZ

Rechonchuda e aparentando muito além de seus 25 aninhos, Lindsay Lohan garantiu ao apresentador Matt Lauer, do “Today show”, que, sim, está “limpa e sóbria” há algum tempo. Ela ainda afirmou estar cansada da vida noturna. Até quando?

AFP

Viola Davis (ao lado) pode até ter perdido o Oscar para Meryl Streep,mas a atriz ganhou um belo prêmio de consolação da vencedora.Meryl doou US$ 10 mil para uma escola em Rhode Island,onde Viola nasceu e cresceu.O valor foi a maior doação feita até hoje. MARIO TESTINO

»PODE IR QUENTE...

Em editorial para a revista “V”, Jennifer Lopez mostra o corpo torneado em roupas de lutadora. Na entrevista, a atriz e cantora fala do relacionamento com o ex, Marc Anthony:“Somos pais e amigos, antes de qualquer coisa. Não sei se as pessoas esperam que nossa relação seja ruim só porque o casamento não deu certo”.

»TENDÊNCIA DO MAL

Para quem pode Isso que dá ter mais de 6 milhões de discos vendidos ao redor do mundo e um monte de prêmios na estante. A inglesa Adele pagou a bagatela de US $ 20 milhões em sua nova casinha, em West Sussex, no sul da Inglaterra. A mansão (na foto) tem dez quartos, diversos banheiros — um apenas para as perucas da cantora —, uma piscina coberta (no detalhe abaixo) e outra ao ar livre, quadra de tênis e até uma floresta particular. Durante matéria para o programa “60 minutes”, em que mostrou a propriedade, ela própria constatou: “Nove quartos ficarão vazios”.

A

REPRODUÇÃO

Assustou

Essas cantoras não param de inventar moda.Sempre desesperada para aparecer, Ke$ha postou em seu Twitter uma foto em que exibe tachas no lugar dos cabelos. O novo visual foi em comemoração ao seu aniversário de 25 anos.Afe!

»SEXO MASCULINO

Mãe de duas menininhas, Violet, de 6 anos, e Seraphina, 3, Jennifer Garner teve, na última segunda-feira, seu primeiro filho. O papai, Ben Affleck, contou a novidade em sua página no Facebook: “Estamos felizes em anunciar que Jennifer deu à luz um saudável menino, Samuel Garner Affleck”. Congratulations!

COM REPORTAGEM DE NATÁLIA CASTRO,TATIANA CONTREIRAS E AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

REUTERS


revista da tv

Domingo | 04 de março de 2012

10

Para “A vida da gente”, novela de Lícia Manzo,dirigida por Jayme Monjardim e Fabrício Mamberti,que chegou ao fim na última sexta-feira.Foi uma ótima história,com texto bem-escrito e elenco muito bom.A novela será lembrada.

CONTROLE REMOTO

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

»MENINO DE RUA

Para os cenários da linha de shows do SBT, que mais parecem criações de decoradores de transatlânticos,com muitos brilhos,luzes, excessos,enfim.O palco de “Astros:nova geração”é a expressão disso:tem de tudo muito.Cafona demais mesmo.

0

Kayky Brito,longe da TV desde “Passione”, ressurgirá quase irreconhecível no filme “Finding Josef”. Na coprodução polaco-brasileira,ele será Nelsinho,um menino de rua.Para viver o personagem,o ator deixou barba, cabelos e unhas crescerem.

ELIZABETE ANTUNES (INTERINA)

»CONTRATOS

Os atores Nina de Pádua e Henri Pagnoncelli renovaram seus contratos com a Record por prazo longo (cinco anos).

»PARTICIPAÇÃO

CRÍTICA ANA BRANCO

André Bankoff gravou uma participação especial em “Louco por elas”, série estrelada por Eduardo Moscovis.

‘FAIXA DE AREIA’

»PANELAS

Para se preparar para “Cheias de chame”, Dhu Moraes está fazendo aulas de culinária.Ela será Valda,uma cozinheira.

»ÀS 18H

Klebber Toledo,no ar em “A vida da gente”, está cotado para um papel em “Lado a lado”, novela de João Ximenes Braga e Claudia Lage que sucederá a “Amor eterno amor”no horário das 18h.

»VOLTA,DAISY!

Longe da TV desde “Passione”, em que arrasou como uma avó desnaturada, Daisy Lúcidi faz rádio e sonha em retomar as novelas.“As pessoas me param na rua e me perguntam quando voltarei”.

»FUTEBOL

JULIANA TORRES

Bruno De Luca pretende lançar um longa no ano da Copa no Brasil. Ele já escreveu a história e agora busca um produtor.

Vilã inspirada em Narcisa e cia lexandra Richter,que estava no ar como Babi em “Os caras de pau”, se prepara para a primeira vilã de sua carreira.A atriz,famosa na TV e no teatro por seus personagens cômicos,voltará às novelas como Sônia em “Cheias de charme”, de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira,dirigida por Denise Saraceni. Para dar vida à perua,dona de uma galeria de arte que irá infernizar a vida de sua empregada doméstica (personagem de Isabelle Drummond),Alexandra conta que tem acompanhado as aventuras da trupe de “Mulheres ricas”, reality show da Band. — Elas são um pouco mais exageradas do que a Sônia,mas servem de inspiração — observa a atriz,que também assistiu ao filme “O diabo veste Prada”, com Meryl Streep. Para gravar o folhetim,Alexandra cortou e clareou ainda mais o cabelo.Na novela,Sônia será casada com Sarmento (Tato Gabus Mendes) e terá duas filhas,interpretadas por Simone Gutierrez e Giselle Batista. Saiba mais em oglobo.com.br/kogut.

A

»ANTES DO SET

Lázaro Ramos gravou com Jorge Furtado para a sétima temporada do “Espelho”, que estreia dia 19 no Canal Brasil.O cineasta contou que cursou as faculdades de medicina,artes e jornalismo.Largou todas.

»CHARM E VENENO

Para viver Max,seu primeiro vilão na TV,em “Avenida Brasil”, Marcello Novaes frequentou o famoso baile charm de Madureira,na Zona Norte da cidade.Também conversou com vários jogadores de futebol.Na novela de João Emanuel Carneiro,seu personagem é criado num lixão e depois morará numa casa luxuosa,com o jogador Tufão (Murilo Benício).

»ACELERANDO

Falando em “Avenida Brasil”, a novela tinha só uma frente de gravação, mas agora conta com três.A ideia é estrear com 12 capítulos prontos.

Uma das mais simpáticas séries do GNT nos últimos tempos é “Faixa de areia”.Os oito episódios têm roteiro e direção de Flávia Lins e Silva e Daniela Kallmann,as mesmas autoras de um documentário de 2008 sobre a antropologia na beiramar carioca.A dupla agora visitou Alagoas,Rio Grande do Norte,Búzios, Santa Catarina,enfim,ampliou o alcance do seu olhar sobre os banhistas. No episódio que encerra a série,elas conheceram Florianópolis,em Santa Catarina.Passaram por Canasvieiras, Jurerê, Joaquina,Campeche e Praia Mole.Os programas desmentem,em primeiro lugar,a máxima que reza que a praia é um espaço democrático.À medida em que acompanha os depoimentos dos personagens mais variados entrevistados pela dupla — de barraqueiros a surfistas,de periguetes a crianças —,o espectador constata que cada naco de areia é um país;e seus frequentadores,em geral,territorialistas. Nada de interseções nem de muito coleguismo.Cada um no seu quadrado. Jurerê,por exemplo,é definida assim por uma de suas frequentadoras:“Um lugar com muito champanhe,um verdadeiro camarote”.O ambulante que comercia refrigerantes ali reforça:“As pessoas aqui são bonitas,são chiques,tratam bem o vendedor.Aqui todo mundo é rico, pobre não vem e,se vier,eu mando embora”.Já Canasvieiras,ao lado,recebe muitos portenhos.“Chega janeiro e a gente muda o idioma para castelhano”, conta o barraqueiro de lá.Por aí vai. “Faixa de areia”é inteligente, conta uma história através da edição bemfeita, sem narrador, sem cartelas informativas. Uma série deliciosa, que emociona, faz rir e diz muito do Brasil, mesmo dos territórios que ficam longe do litoral.

5


6

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de março de 2012

FERA DOMADA GABRIEL BRAGA NUNES RECONHECE QUE VIVE UMA RELAÇÃO DE AMOR COM A TV,DIZ QUE NUNCA PERSEGUIU O SUCESSO E QUE SÓ CONFIA MESMO EM QUEM JÁ FRACASSOU

CLARISSA FRAJDENRAJCH

abriel Braga Nunes está de volta. Barbudo, quarentão, com a pele queimada de sol e, desta vez, bem bonzinho. Sabe aquele Léo, um poço de maldade em “Insensato coração”? Sumiu! Quase sete meses depois de encarar o inesquecível vilão de Gilberto Braga, o ator surgirá amanhã, em “Amor eterno amor”, nova novela das 18h da Globo, fazendo um tipo bem diferente. Na história de Elizabeth Jhin, ele é Carlos, um homem rústico, que tem o dom de domar os animais apenas com o olhar ou um gesto. Sua vida muda ao descobrir sua verdadeira identidade — seu nome de batismo é Rodrigo —, quando fica frente a frente com sua mãe biológica, de quem foi roubado ainda criança. Gabriel reconhece a importância de ter seu último vilão no currículo, só não permite que ele assombre seu novo protagonista: — Na adolescência, eu adorava o Ul-

G

traje a Rigor. O disco “Nós vamos invadir a sua praia” era um fenômeno, tirei todas as músicas com minha guitarra. Uma vez, numa entrevista, o cara perguntou ao Roger: “Depois de um disco bem-sucedido, como vão fazer o próximo?”. Ele disse: “Ah, mas nós não vamos segurar mesmo!”. Esse pensamento irreverente é importante. Ficar atrelado a um passado de sucesso pode te atrapalhar a realizar direito o momento presente. Estou me jogando de cabeça para que a novela seja ainda melhor do que foi “Insensato”. Com 17 anos de carreira e 15 novelas, Gabriel também já conheceu o outro lado da moeda. — É muito importante já ter fracassado. Eu não confio numa pessoa que nunca fracassou. Eu já vi plateias vazias na minha frente. Já fiquei triste por isso, mas também já pensei “que bom que ninguém veio passar o constrangimento de ver isso aqui”. Não sei se é porque eu cresci entre atores, mas nunca persegui o sucesso e, sim, uma

espécie de realização. Se isso vier acompanhado do sucesso, que maravilha — completa, seguido de um autoelogio: — Nossa, estou mandando bem nessa entrevista (risos)! Gabriel é filho da atriz Regina Braga e do diretor de teatro Celso Nunes. Os pais se separaram quando ele e a irmã, Nina, ainda eram pequenos. Ainda garoto, ele preferiu ver o lado bom: teria duas casas para morar. Para o ator, os dois sempre foram um estímulo e, até hoje, os tem como grandes amigos. Regina se orgulha da união com os filhos: — Num momento difícil de nossa vida, nós três dançávamos na sala de casa, ao som de Amelinha cantando “É quando o tempo sacode a cabeleira…” Por conta da profissão dos pais, Gabriel cresceu entre a classe teatral de São Paulo. Para sua mãe, a proximidade com o ambiente artístico foi fundamental para desmitificar o meio. — Lembro dos meus filhos pequenos sempre dormindo em colchonetes colocados nas coxias, quando não, nos

camarins — conta Celso, que ficou surpreso com a escolha profissional de Gabriel: — Quando eu soube, tive de deixar a banca examinadora dos vestibulandos da Unicamp naquele ano. Eu era criador do Departamento de Artes Cênicas e professor do curso. Ver o nome do meu filho entre os candidatos quase à última hora dos exames de admissão me colocou frente a duas questões. Uma de ordem ética e outra de ordem prática. Eu precisava me afastar da banca e, de última hora, pensar em alguém para me substituir. De tudo o que já viu Gabriel fazer na TV, Regina conclui que ele consegue empolgar como mocinho ou vilão. Já Celso gosta de contar que conhece muita gente que se assustou com a performance do filho em “Insensato coração”. — As pessoas confessam que não conseguiam nem olhar pra cara dele quando aparecia em cena. Ponto para o Gabriel, que é um doce — diz ele. Agora, no novo folhetim, o ator espera que Carlos não desperte o ódio em ninguém. — Eu nunca vivi um tipo selvagem, cowboyzão, em cima de um cavalo — empolga-se, contando como foram as primeiras gravações na Ilha de Marajó, no Pará, tão fundamentais para entender o papel: — Não gosto de preparar personagem. Cheguei disponível para começar a história naquele lugar. Vi como se faz uma lida com 600 búfalos atravessando o rio, nadando em cima de um cavalo. Caí algumas vezes, mas nada grave. Saí com os trabalhadores da fazenda. Tudo isso foi fundamental. Preparar algo com antecedência é perigoso, você desenvolve conceitos que muitas vezes são errados. Acho arriscado fantasiar um personagem. Essa é a primeira vez que Gabriel se encontra com o diretor Rogério Gomes numa mesma produção. — Era um desejo meu e da Elizabeth tê-lo na novela. Só o que ele passou em Marajó, entre búfalos, cavalos, atravessando campos alagados... Ele é sensacional e dedicado — diz Rogério. Dificuldades à parte, o ator diz ter se apaixonado pelo Pará, a ponto de pensar que sentido teria voltar para São Paulo, onde mora. — Eu enlouqueci. Na hora de ir embora, fiquei triste, me agarrei à pilastra do hotel — exagera: — Sou um garoto... Garoto é ótimo, com 40 anos! Sou um cara de Higienópolis, do concreto, me sinto bem no ar-condicionado, odeio gravar no calor. Mesmo assim, fiquei cativado pelo Pará. A autora da trama revela que foi em “O beijo do vampiro” (2002) que se im-

pres o es um para ar d vers gem “A trab do u Glob do u só a to v em n por Não depo tava de e D na R tos e “Pod ro”, — pei a na e nos. man cord giu o cias Um bert Reco com mui E anti te, c nov nam lhor É um hom mor foi u S inve Daq cam em r nad acha um c fess to c trab É um tenh cada ruim ter u mi m no e


revista da tv

Domingo | 04 de março de 2012

ssionou com Gabriel. — Nunca mais queci. Ele é muito expressivo, tem magnetismo no olhar. Isso é tudo a o personagem, que mantém um de mistério. O papel vai mostrar a satilidade de Gabriel e apagar a imam deixada por Léo — garante ela. “Amor eterno amor” é o primeiro balho do ator depois de ter assinaum contrato de quatro anos com a bo. Antes, ele nunca havia fechaum compromisso tão longo. — Não a grana foi irrecusável. Eu me sinvalorizado. Não estou contrariado nenhum aspecto. Trabalho feliz e, isso, tudo bem fazer um contrato. o corria o risco de me arrepender ois. Antes, era algo que me assusa. Sempre prezei a minha liberdae meu poder de decisão — afirma. Durante os cinco anos que passou Record, ele assinou quatro contrae fez quatro novelas — duas delas, der paralelo” e “Cidadão brasileiescritas por Lauro Cesar Muniz. — Senti muito a saída dele. Particiativamente no sentido de mantê-lo emissora, mas ele tinha outros pla. Queria ser roqueiro, ir para a Alenha. Não se tratava de deixar a Red por outra casa. No meio disso, suro convite da Globo em circunstânespeciais e ele não deixou escapar. papel central em uma novela do Gilto é um prêmio. Quando deixou a ord, sofreu bastante, se justificou migo. Enfim, é um cara idôneo e fiel, ito bem-educado — elogia. Entre as amizades conquistadas no igo emprego está a de Paloma Duarcom quem contracenou nas duas velas de Lauro e teve um relaciomento sério: — Gabriel é um dos meres cúmplices que já tive em cena. m ator único, sensível. Ele é um mem especial e companheiro. Naramos por cerca de dois anos, ele um grande amor. Solteiro no momento, Gabriel tem estido mesmo na relação com a TV. quele jovem recém-formado na Unimp, que tinha um certo preconceito relação ao veículo, não restou mais da. — Eu era ator de companhia, ava que o mercado de trabalho era conceito barato na profissão — cona, rindo de si mesmo: — Hoje, goscada vez mais de fazer TV. Prefiro balhar em novela a cinema e teatro. ma vida mais dinâmica e talvez eu ha esse gosto por viver um dia de a jeito. Não tenho uma sensação m quando chego para gravar. Para uma ideia, sofro de insônia e já dormelhor durante as horas de espera estúdio do que em casa. Os amigos

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

7

TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JUNIOR

dizem que é porque eu me sinto bem lá. É uma relação crescente de amor. Na opinião de Lauro, o momento de Gabriel também se deve ao apoio dado pela atual emissora: — A Globo logo o elevou à condição de protagonista, deu-lhe espaço para declarações. Já Celso, pai do ator, se coloca no simples papel de espectador e enxerga qualidades que justificam o posto ocupado hoje por Gabriel: — Ele é, antes de tudo, um intérprete inteligente, suas criações passam pelo entendimento do papel. Em seguida, entram o talento e o charme pessoal. Gabriel possui ambas as coisas.

O ator, em cena como Carlos: homem rústico e com dom divino

OUTRAS VIDAS

VERBENA (Ana Lúcia Torre): Mãe de Rodrigo (Gabriel Braga Nunes) e viúva de Augusto Borges (Reginaldo Faria),é espiritualizada, perseverante,doce e calma. Ao descobrir que está doente,faz de tudo para reencontrar o filho, desaparecido há 30 anos

AUGUSTO (Reginaldo Faria):Marido de Verbena,é fundador da construtora Prado Borges,uma das mais ricas do país.Morre antes de reencontrar o filho,Rodrigo, mas vai ajudar a mulher em sua caminhada espiritual.

DIMAS (Luis Melo): Marido de Melissa,é um homem submisso e um pai medíocre. Sonha em dar uma boa vida para a família e faz de tudo para atrapalhar o encontro de Verbena com o filho que desapareceu.

FERNANDO (Carmo Dalla Vecchia): Sobrinho único de Verbena,não quer perder seus privilégios.Vai até Vila dos Milagres para impedir que o verdadeiro herdeiro da família tome seu lugar.É noivo de Miriam (Letícia Persiles),por quem é obcecado.

MIRIAM (Letícia Persiles): Jornalista destemida, trabalha em uma revista feminina.É noiva de Fernando.Decide ajudar Verbena ao receber pistas do paradeiro de Rodrigo.Ao conhecê-lo em Vila dos Milagres,acaba se apaixonando.

CLARA (Klara Castanho): Irmã de Miriam e filha caçula de Gabriel (Felipe Camargo). Tem sensibilidade aguçada, que usa para ajudar Verbena em sua busca pelo filho.É iluminada pela visão de Lexor (Othon Bastos),um espírito de luz.

VIRGÍLIO (Osmar Prado): Marido de Angélica (Denise Weinberg) e pai adotivo de Carlos (Gabriel Braga Nunes), é um homem sem caráter. Após perceber os dons especiais do garoto,começa a explorar o menino como grande atração em circos.

ANGÉLICA (Denise Weinberg):Mãe adotiva de Carlos,cria o menino desde que ele tinha 3 anos.Faz de tudo para mantê-lo longe dos maus-tratos de Virgílio (Osmar Prado).Morre após uma discussão com o marido.

ELISA (Mayana Neiva): Filha de Solange (Sandra Corveloni),é o amor de infância de Carlos,quando ele ainda vivia em Minas Gerais.Mas acaba perdendo o contato com o menino, com quem fez um pacto de casamento.

VALÉRIA (Andréia Horta): Jovem cobiçada em Vila dos Milagres,vive atrás de Carlos, contra a vontade de sua mãe, Carmem (Vera Mancini).Tem como arma de sedução um perfume com cheiro da flor dama-da-noite

NA DELE Foram quatro meses de descanso, antes de Gabriel voltar a pisar em um set. Pelas suas contas, poderiam ter sido seis meses de férias, mas ele reconhece que não tem do que reclamar. É que a vida fora da tela andava boa demais. O ator, que mora em São Paulo, aproveitou o tempo para curtir a família e, finalmente, fazer aquela tal viagem para Nova York que precisou cancelar ao ser escalado às pressas para “Insensato coração”. — Passei dois meses lá. Aluguei um apartamento, estudei guitarra durante o dia e, à noite, vi muitas bandas. Fiz um circuito de música. Assisti apenas a duas peças e não fui ao cinema. Essa escapada foi fundamental para eu me preparar para um novo papel — diz ele, que, durante o período, deixou a barba crescer: — Quando cheguei para trabalhar, os diretores gostaram do visual. Assim, deixei o Léo em Nova York. O sonhado semestre de folga foi interrompido diante do convite para protagonizar “Amor eterno amor”. Segundo o diretor da novela, Rogério Gomes, Gabriel bateu o olho na sinopse da novela e se encantou pelo personagem, por ser diferente de tudo o que já fez na emissora. Mas não é só isso. Também é irresistível para o ator sentir que tem a responsabilidade de fazer um papel central numa trama: — Isso me cai muito bem. Foi assim em “Cidadão brasileiro”, na qual eu era o eixo da história. Gosto de saber que, se eu vacilar, a obra inteira estará comprometida. Eu me sinto melhor assim do que tendo um personagem que, se não for bem, não vai afetar a audiência. Fico entediado. Postura típica de quem gosta de ser o centro das atenções? Gabriel não vê desta forma. — Não faço a menor questão. Tive um momento na juventude, quando se é mais vaidoso, de gostar disso. Hoje, eu prefiro ficar na minha — afirma.


revista da tv

8 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

O QUE VEM POR AÍ

Domingo | 04 de março de 2012

TATIANA CORREIA

DIVULGAÇÃO

FOTOS DE DIVULGAÇÃO

»NO RITMO DA BOSSA

Apresentadora de “No compasso da História”, a cantora Joyce Moreno recebe Roberto Menescal e Cris Delanno (com ela,na foto acima) na atração da MultiRio.Juntos, os três músicos cantam e conversam sobre a bossanova.No ar hoje,às 20h.

»VALE A PENA VER DE NOVO

De Maria Adelaide Amaral,a minissérie “Os Maias” estreia na terça,às 23h15m,no Canal Viva.Inspirada no romance de Eça de Queiroz,a produção traz Ana Paula Arósio e Fabio Assunção no elenco.

»ONDAS E PANELAS

Estreia do Glitz*,“Surfing the menu”mostra a aventura de dois surfistas e cozinheiros australianos.No primeiro episódio,a dupla desembarca em Abrolhos, na Bahia.Amanhã,às 22h30m.

epois de passar por São Paulo,Fernando Caruso volta ao Rio na estreia da terceira temporada do “De cara limpa”, no ar nesta sexta-feira,às 22h30m,no Multishow.O ator vai até o Cristo Redentor e interage com os visitantes já na fila do bondinho,onde canta “Hakuna Matata”(tema da animação “O rei leão”) em várias línguas,

D

ao lado do humorista Gustavo Pereira.O que mais esperar? — As experiências vividas para esse programa são estranhas.E estão todas gravadas e vão todas ao ar — promete Caruso,que gravou os novos episódios numa fila de banco,numa sala de aula,num estádio de futebol,num cartório e até durante uma competição de atletismo.

DIVULGAÇÃO

»CURVAS FINAIS

Sucesso na pele do preconceituoso motorista Baltazar,na novela “Fina estampa”, Alexandre Nero é o convidado do “Marília Gabriela entrevista”de hoje,que volta ao GNT,às 22h,com edições inéditas e cenário novo.O ator curitibano fala sobre a repercussão do seu personagem e explica como divide o tempo para dar conta da carreira musical. Separado da atriz Fabiula Nascimento há um ano, Nero conversa ainda sobre sedução,fidelidade, futuro e amor,tema do seu mais recente CD, “Vendo amor em suas mais variadas formas, tamanhos e posições”.

O The History Channel exibe amanhã o último capítulo de “Estradas mortais:Alasca”, às 21h.Depois de meses de viagem,as tensões entre os líderes Greg e Ray se intensificam.Perigo!

»TUDO POR UM EMPREGO

Com a Europa e os Estados Unidos em crise,imigrantes estrangeiros aportam no Brasil atrás de empregos qualificados,atraídos pelas inúmeras oportunidades de negócios.O assunto é pauta do “Globo News especial”de hoje,às 20h30m.

C E NA V I R T UA L þ

»NERO NA BERLINDA

DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET

Perninha.Angelina Jolie virou piada na web depois de repetir várias vezes a mesma pose, com a perna arqueada para valorizar a fenda do vestido,na cerimônia do Oscar.

þ

Cinzas. Caracterizado como o personagem do filme“O ditador”, Sacha Baron Cohen causou já no tapete vermelho ao jogar cinzas no apresentador Ryan Seacrest,do E!.

þ

Safadinho. O astro teen Zac Efron bem que tentou disfarçar, mas todo mundo viu uma camisinha “pular”do bolso do ator na préestreia do infantil “The Lorax”.


revista da tv

Domingo | 04 de março de 2012

Filmes de hoje

06:45-Sagrado 07:00-Globo comunidade 07:25-PEGN 08:00-Globo rural 08:55-Auto esporte 09:30-Esporte espetacular 12:30-Esquenta 13:45-Temperatura máxima:“O melhor amigo da noiva” 15:45-Futebol 2012 - Campeonato carioca Botafogo x Volta Redonda 18:00-Domingão do Faustão 20:45-Fantástico 23:10-Big Brother Brasil 12 23:55-Domingo Maior“X-Men - O filme ”

TV Universitária/Cultura - 5 07:00-Palavras de vida 08:00-Santa missa 09:00-Viola minha viola 10:15-Curta criança 10:30-Janela janelinha 11:00-Escola pra cachorro 11:15-Meu amigãozão 11:30-A turma do Pererê 12:00-ABZ do Ziraldo 12:30-Tromba trem 12:45-Carrapatos e catapultas 13:00-A turma do Pererê 13:30-Catalendas 13:45-Cocoricó 14:00-Dango balango 14:30-TV Piá 15:00-Stadium 16:00-Amazônia com Bruce Parry 17:00-Ver Tv 18:00-De lá pra cá 18:30-Cara e coroa 19:00-Papo de mãe 20:00-Conexão Roberto D‘Ávila 21:00-Esportvisão 22:30-Curta TV 23:00-Cine Ibermedia: “El honor de las injúrias”

TV Mult tv/Rede TV! - 17 06:00-Ultrafarma 07:55-Igreja Mundial 09:55-Médico de Alma e Corpos 11:00-America Sub 11:55-Campeonato Italiano — Atalanta X Roma 13:00-America Sub 14:00-Pé na Estrada 14:30-America Sub 15:00-Companhia de Viagem 15:45-Olhar Digital 16:15-Transição

Quero ser John Malkovich

16:45-América Sub 17:15-A Hora e A Vez da Pequena Empresa 17:35-Super Papo 17:45-Pague Menos 18:15-Ritmo Brasil 18:45-Belas na Rede 19:50-O Último Passageiro 21:00-Pânico na TV! 23:30-Dr.Hollywood 00:30-É Notícia 01:30-Bola na Rede 02:00-Super Papo 03:00-Igreja da Graça — Nosso Lar 04:40-Igreja da Graça — Nosso Lar

ZEAN BRAVO

FOTOS:DIVULGAÇÃO

Programação de tv InterTV Cabugi/Globo -11

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Bad/Natal - 8 06:00-Aventura Selvagem 07:00-Pesca Alternativa 08:00-A Grande Ideia 08:30-Vrum 09:00-Chaves 11:00-Domingo Legal 15:00-Eliana 19:00-Roda a Roda Jequiti 19:55-Sorteio da Tele Sena 20:00-Programa Silvio Santos 00:00-De Frente com Gabi 01:00-O Mentalista — Série 02:00-Divisão Criminal — Série 03:00-Os Esquecidos — Série 04:00-Jornal do SBT

TV SBT/Ponta Negra - 13 06:00-Aventura Selvagem 07:00-Pesca Alternativa 08:00-A Grande Ideia 08:30-Vrum 09:00-Chaves 11:00-Domingo Legal 15:00-Eliana 19:00-Roda a Roda Jequiti 19:55-Sorteio da Tele Sena 20:00-Programa Silvio Santos 00:00-De Frente com Gabi 01:00-O Mentalista — Série 02:00-Divisão Criminal — Série 03:00-Os Esquecidos — Série 04:00-Jornal do SBT

TV Tropial/Record - 8 06:30-Desenhos Bíblicos 08:00-Domingo de Prêmios 08:30-Todo Mundo Odeia o Cris — Série 12:30-Tudo é Possível 16:30-Programa do Gugu 20:30-Domingo Espetacular 23:15-Repórter Record 00:00-Amazônia 00:30-Aprontando na Índia — Série 01:00-Programação da IURD

• COMO SE FOSSE A PRIMEIRA VEZ Com Adam Sandler, Drew Barrymore, Rob Schneider, Sean Astin, Lusia Strus, Blake Clark, Dan Aykroyd. Comédia romântica. O tempo passa, o tempo voa... Adam Sandler ainda conseguia fazer filmes divertidos, e Drew Barrymore ainda era musa, bem antes de Zoeey Deschanel ocupar o posto de queridinha alternativa de plantão. O filme, como todos sabem, é um clássico da TV fechada e, provavelmente, recordista de reprises. FX, 15h. • GREASE — NOS TEMPOS DA BRILHANTINA Com John Travolta, Olivia Newton-John, Stockard Channing, Jeff Conaway. Musical. Eis aí um clássico que une famílias — pelo menos mães e filhas. Sucesso na época, “Grease” traz John Travolta no auge e Olivia Newton-John ainda tchutchuca soltando a voz e bailando sem parar. Hoje hits de festas de 15 anos e casamentos, “Summer nights” e “You‘re the one that I want” foram parte do romance de Danny Zuko e Sandra Dee. TCM, 15h50m. • O SENHOR DAS ARMAS Com Nicolas Cage, Jared Leto, Ethan Hawke. Drama. Nicolas Cage tem uma estranha predileção por filmes ruins. Por sorte (ou coincidência), neste domingo está em cena em dois dos bons. Além de “Kick-ass — Quebrando tudo”, ele marca presença aqui. No longa, Cage encarna o imigrante ucraniano Yuri Orlov, que depois de ver sua família ser vítima da máfia russa decide entrar para o arriscado negócio das armas. TNT, 19h15m. • TOY STORY 3 Animação. Poucas coi-

rotagonista de fitas adolescentes da década de 1980, como a já clássica “Namorada de aluguel”, Patrick Dempsey viu a carreira ganhar um novo fôlego depois que migrou para a TV e fez sucesso na pele do médico Derek Shepherd, o cobiçado Dr. McDreamy, de “Grey’s anatomy”. Além do trabalho no vídeo, o ator soube aproveitar a estampa de bom moço para estrelar comédias românticas como essa, de 2008, dirigida por . Aqui, ele interpreta Tom, um sujieto galanteador, mas cheio de boas intenções. Melhor amigo de Hannah (Michelle Monaghan), o cara não percebe que a moça arrasta uma asa por ele. E, quando finalmente sente algo a mais por ela, já é tarde. Depois de passar seis semanas na Escócia, Hannah anuncia o noivado onde passa 6 semanas, Tom descobre-se apaixonado por ela. . “O MELHOR AMIGO DA NOIVA” (INTER TV/CABUGI, 13h45)

P

• KICK-ASS: QUEBRANDO TUDO Com Nicolas Cage, Chloë Grace Moretz, Aaron Johnson, Mark Strong. Ação. Baseado nos quadrinhos de Mark Millar e John Romita, o longa tem Brad Pitt (oi?) entre seus produtores. A trama, redondinha, tem um motivo extra para ser apreciada — ou melhor, dois motivos. O primeiro é visual: com boas tomadas, “Kick-ass” ganha pelo clima de ação, pela agilidade e GREASE — NOS pela linguagem que também foi impecavelmente explorada. O segundo? Esta TEMPOS DA gracinha de menina que é Chloë, que gaBRILHANTINA nhou meio mundo ao aparecer como a esperta heroína Hit Girl e roubando a cena do protagonista Kick-ass/Dave (Johnson), um nerd adolescente que decide se tornar um super-herói, mesmo sem poderes. TELECINE PIPOCA, 23h40m.

sas emocionam mais na vida que os filmes da franquia “Toy story”. No terceiro longa, indicado ao Oscar de melhor filme (foi o terceiro do gênero a concorrer na categoria, junto com “A bela e a fera” e “Up — Altas aventuras”), o caubói Woody e o astronauta Buzz

COMO SE FOSSE A PRIMEIRA VEZ

KICK-ASS: QUEBRANDO TUDO

se veem diante de uma nova realidade: Andy, seu dono, cresceu e vai para a faculdade. HBO 2, 20h09m. • A VERDADE NUA E CRUA Com Katherine Heigl, Gerard Butler, Bree Turner, Eric Winter. Comédia. Sabe aquele estereótipo do machão americano? Pois é o personagem de Gerad Butler (que recentemente saiu da rehab por conta de problemas com nalgésicos e drogas. Força, Gerard!). Aqui, ele vive o rústico (para não dizer grosso) Mike ChadMAX HD, 20h15m. way.M

• X-MEN — O FILME “X-Men” Com Patrick Stewart, Ian McKellen, Famke Janssen, James Marsden, Hugh Jackman, Anna Paquin. Ação. Há quem diga que a adaptação para os cinemas de “XMen” seja uma das melhores transposições dos quadrinhos para a tela grande. A verdade é que a própria natureza dos heróis colabora para o sucesso do filme. Num futuro não muito distante, mutantes vivem entre os humanos e são discriminados pela sociedade, além de terem superpoderes. INTER TV/CABUGI, 23h55m. • QUERO SER JOHN MALKOVICH Com John Cusack, Cameron Diaz, Catherine Keener, John Malkovich. Drama. É drama ou é comédia? Resposta: saído da mente de Charlie Kaufman, a melhor opção seria “muito louco”. Um sujeito desempregado, vivido por Cusack, arruma uma ocupação e, enquanto bate ponto como arquivista, encontra um portal para a mente do ator John Malkovich. Impressionado com a descoberta, ele começa a mostrar para geral o novo espaço, de onde consegue assumir o ponto de vista de Malkovich. BAND NATAL, 1h45m.

9


10 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 04 de março de 2012 REPRODUÇÃO

COLUNA DO

Clube do Assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo

ALEXSANDRA BORGES

Promoções válidas de domingo (04/03/12) a sábado (10/03/12), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

Ed Harrid, como o senador McCain, ao lado da atriz: duas horas de maquiagem

Tiê Bijouterias e Presentes A Tiê Bijouterias possui lindas opções para presentes e ampla variedade em acessórios para crianças, adolescentes e jovens senhoras, tais como: puseiras, colares, brincos, bolsas, relógios, cintos, acessórios para cabelo, pelúcias, etc. Conheça a loja, certamente você sairá ainda mais elegante e bonita. Aproveite Esta semana, a Tiê Bijouterias e Presentes oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, em toda a loja. Shopping Cidade Jardim, Norte Shopping e Via Direta Tels.: 3217.9850/ 3674.8450/ 3206.3850

UM REFLEXO NO ESPELHO TATIANA CONTREIRAS De Los Angeles

Big Blue Parque Aquático

espanto é inevitável. Aos 52 anos, indicada quatro vezes ao Oscar e ainda um ícone de beleza, Julianne Moore aparece na tela de coque alto, franja, óculos, tailleur e voz impostada. Um retrato perfeito de Sarah Palin, 48 anos, que ficou conhecida no mundo inteiro depois de ter sido candidata a vice-presidente dos Estados Unidos ao lado de John McCain pelo Partido Republicano, na eleição de 2008. E é a ex-governadora do Alasca que Julianne encarna em “Game change”, longa-metragem produzido para a TV e que estreia no próximo sábado, nos Estados Unidos, na HBO. No Brasil e na América Latina, ainda não há previsão de estreia. No entanto, o trailer do filme, dirigido por Jay Roach (da trilogia “Austin Powers”, estrelada por Mike Myers), chamou a atenção para a impressionante transformação de Julianne. Adaptado do livro “Virada no jogo — Como Obama chegou à Casa Branca”, assi-

DIVULGAÇÃO

50% à vista (dinheiro) em toda a loja.

O

Sempre há tempo para sair e se divertir com a família. Sendo assim, aproveite e usufrua de toda a estrutura que o Big Blue oferece. Lá, você dispõe das piscinas do parque aquático, restaurante, salão de jogos, tudo isso a poucos quilômetros de Natal. Não perca tempo! Esta semana, o Big Blue oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, na entrada do parque, no limite de até 5 pessoas por assinante. Rua Cel. Costa Pinheiro, 1522, Tirol Tel.: 3211.6016/9928.0672

50% à vista (dinheiro) na entrada do parque, no limite de até 5 pessoas por assinante.

■ As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■ Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção,o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■ Contatosparacredenciamento:Depto.deMarketing.Tel.4006-6100,R.6262. ■ e- mail.mkttn@terra.com.br; clubetribuna@digizap.com.br

JULIANNE MOORE VIRA SARAH PALIN NO TELEFILME ‘GAME CHANGE’, QUE ESTREIA NA HBO, NOS ESTADOS UNIDOS nado pelos jornalistas de política John Heilemann e Mark Halperin, já lançado por aqui pela editora Intrínseca, o longa ainda traz Woody Harrelson no elenco e Ed Harris como o então senador McCain. — A primeira coisa que fiz foi procurar um treinador de voz. Vi horas e horas de gravações, ouvi áudios de Sarah, li seu livro (“Going rogue”), li “Virada no jogo”. É uma tarefa difícil interpretar alguém que não só é uma personalidade viva, como também uma pessoa muito conhecida. Então, para mim, o mais importante era a precisão — conta a atriz, durante o painel de apresentação do filme para a Associação de Críticos de Televisão (TCA), em Pasadena,

na Califórnia. Em “Game change”, a vida pessoal de Sarah também é explorada. Mãe de cinco filhos e já avó de dois netos, a então candidata a vice-presidente é mostrada como uma aposta arriscada para conquistar os eleitores mais conservadores, em função de seu carisma. No entanto, seu despreparo em relação a questões de ordem internacional é um dos problemas que praticamente a levam a um colapso nervoso. — Tenho respeito por Sarah. Ela foi tirada de um governo estadual e foi jogada em uma situação nacional e internacional, com uma pressão enorme — explica Julianne, que chegava a passar duas horas na maquiagem para se transformar na personagem: — É minha responsabilidade como atriz personificá-la do jeito mais fiel possível. E, quem diria, ela também já esteve à beira do estresse, assim como Sarah. — Já persegui um treinador de patinação no gelo porque ele bagunçou a música da apresentação da minha filha — conta, entre risos.


revista da tv

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 11 DIVULGAÇÃO/ROGÉRIO RESENDE

TATIANA CONTREIRAS

epois de cinco anos de discussões no Congresso Nacional, a Lei 12.485 está prestes a entrar em vigor, no próximo dia 12. A lei mudará o perfil do que o telespectador vem assistindo na programação. Em fase de consulta pública até ontem pela Agência Nacional do Cinema (Ancine) e ainda sem regulamentação, ela muda as regras do jogo para os canais de TV por assinatura. A partir de 2013, eles terão que exibir uma hora e dez minutos de programação nacional por semana em seu horário nobre, num processo gradativo que, até 2014, chegará a três horas e 30 minutos — com pelo menos metade desse tempo composto por atrações de produtoras independentes. Outras determinações fazem parte da nova ordem, que será fiscalizada pela Ancine. Uma delas define que os pacotes de TV por assinatura devem incluir um canal brasileiro para cada três canais de espaço qualificado (que apresentam predominantemente séries, documentários, filmes e animações). No entanto, canais de TV aberta, esportivos e jornalísticos não entram neste esquema: sua grade continua a mesma, sem a obrigação de exibir obras nacionais, mas o limite máximo de publicidade será de 25%, como nas demais emissoras. Afinal, o que muda? Os canais estão se preparando para atender à nova demanda. E as produtoras já estão se mexendo. — Para atender às previsões, a maioria dos canais terá que ajustar as grades de programação do horário nobre. Quanto às cotas, esperamos que a regulamentação as mantenha dentro dos limites definidos na Lei — explica Fernando Ramos, responsável pela Distribuição dos Canais Globosat. Segundo Fernando, aguardar para ver como a lei vai atuar na rotina televisiva do público é necessário: — É preciso esperar para ver quais serão os impactos nos hábitos dos assinantes. A outra cota, imposta aos operadores, permitirá que os programadores optem por adaptarem os seus canais, ou não, para as cotas dos “canais brasileiros de espaço qualificado”. Caberá a cada programador analisar os prós e contras desta adaptação de suas grades, em alguns casos certamente profundas. Canais como GNT e Multishow, diz Fernando, já cumprem ou es-

D

UMA NOVA ORDEM

tão muito próximos de cumprir os requisitos da lei. Portanto, suas grades não devem ser tão mexidas. No caso do Viva, ajustes serão feitos. Já o Canal Brasil, por ter mais de 12 horas diárias de conteúdo nacional, é considerado qualificado para cumprir a cota específica de canais brasileiros. — A Globosat tem acordo com mais de 100 produtoras brasileiras independentes, que produzem em média mais de 10 mil horas ao ano de conteúdo audiovisual nacional para seus canais. Certamente, utilizará a relação com as produtoras para cumprir as exigências. Mas isso ocorrerá de forma planejada e de acordo com a gradualidade estabelecida na lei, já que tais alterações envolvem aspectos econômicos e estratégicos dos canais — diz Fernando. Presidente da Associação Brasileira de Produtoras Independentes de TV (ABPITV), Marco Altberg tranquiliza o telespectador mais aflito e diz que nada vai mudar da noite para o dia. — É como se estivéssemos iniciando um novo momento no negócio de TV por assinatura. Estamos diante de uma chance de se fazer uma programação de conteúdo brasileiro voltada também para um novo consumidor, a chamada classe C — explica. Marco ainda diz que a ABPITV está “examinando com lupa” a proposta de regulamentação da Ancine: — Somos da corrente que quer que isso dê certo e que compreende que vai haver uma margem de experimentação e acomodação de mercado. Todos cederam e todos saem ganhan-

A partir da esquerda, os executivos do grupo Turner Anthony Doyle, Monica Sufar, Daniela Vieira e Daniel Conti

do com a lei. A cota de conteúdo brasileiro é mínima e só a metade cabe às produtoras independentes. Durante o Rio Content Market, evento que discutiu a produção audiovisual no Brasil na última semana, executivos de canais deram seu ponto de vista. Vice-presidente do grupo Turner (que engloba, entre outros, TNT, Space, Cartoon Network e Boomerang), Anthony Doyle se preocupa com o custo de produção e com as restrições ao conteúdo considerado qualificado para atender às exigências. — A TV por assinatura é diferente da aberta, do orçamento ao modelo de negócio. Com a aprovação da lei, tudo indica que parte do financiamento deve vir do mercado e não só da programadora. Uma das coisas que nos preocupam é a falta de conhecimento do mercado em relação aos canais. Não podemos fazer nada que não se encaixe nas co-

LEI QUE REGULAMENTA A PRODUÇÃO NACIONAL NA TV POR ASSINATURA LEVANTA DEBATE E FAZ CANAIS INVESTIREM NA PROGRAMAÇÃO LOCAL

tas e ainda temos dúvidas sobre o que é conteúdo qualificado, segundo a lei. Pensamos em coproduções com canais abertos. Não se pode achar que a TV por assinatura, sozinha, vá produzir, financiar e ainda amortizar esses custos.No TNT, o investimento em séries nacionais está em andamento. Já no Space, no qual o foco é mais jovem, o reality “Amazing race” terá uma versão feita no Brasil, com competidores daqui. Além disso, o canal também pretende investir em seriados locais de ação, suspense e terror. No Cartoon Network, a produção verde e amarela vem a todo vapor, mesmo antes das mudanças na lei, com “Tromba trem” e “Gui e Estopa”, além da “Turma da Mônica”.No Boomerang, que já exibiu três temporadas do reality “Temporada de moda Capricho”, produzido por aqui, a procura é por séries de ficção e atrações sobre comportamento e moda para meninas entre 12 e 17 anos. No Glitz*, a programação nacional com foco em comportamento e lifestyle já faz parte da grade, que ainda tem espaço para novos formatos. — Existe uma percepção de que todo reality é o “BBB” e que ganhamos milhões com eles. Não é verdade. O “Temporada de moda Capricho” era focado nastarefas e não na vida dos participantes. Para esse estilo de programa, temos espaço — explica Daniela Vieira, gerente de conteúdo do Cartoon Network, Boomerang e Tooncast Brasil. Com o canal TBS, do mesmo grupo e voltado para o riso, Anthony reconhece a importância da adaptação para o perfil do público brasi-

leiro. — Para um canal de comédias ser sucesso no Brasil, ele depende de conteúdo nacional e da adaptação para o país, que tem um estilo próprio de humor — diz o vice-presidente da Turner, a favor dos realities como programação aceitável nos termos da nova lei: — Existe a questão de se desqualificar os reality shows para as cotas. Se isso acontecer, um canal como o truTV deixa de existir e de ser opção para produtores. Eliminamos opções, quando o nosso negócio é aumentá-las. Supervisora de produção e desenvolvimento da Discovery Networks, Carla Pontes deixa claro o nível de exigência para as atrações que os canais do grupo buscam exibir: — Procuramos bons personagens. Se uma produtora não consegue trazer uma ideia clara, fica complicado. Arriscamos até certo ponto, mas há um investimento grande. Tem que ter estofo para trabalhar com o canal. De olho nos jovens, os canais Viacom — que incluem, no Brasil, o Vh1, o Comedy Central e a Nickelodeon — já se antecipam às mudanças. Segundo Roberto Martha, diretor de produção, o posicionamento é “menos pela lei, mais pelos canais e suas estratégias”. — Fizemos uma série de stand-up comedy, o “Comedy Central apresenta”. O momento é de aguardar a regulação. Existem alguns pontos em aberto. Estamos nos planejando em termos de aquisição e estratégia a longo prazo. Este primeiro momento será um período de transição. Estamos escolhendo projetos e recebendo produtores — diz.


Revista da tv 12

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 04 de março de 2012

‘Ser humana de novo é muito bom’ C Depois de uma temporada de folga no Rio, Angra dos Reis e Paraty, ninguém duvida: Morena Baccarin é brasileira. Uma das estrelas de “Homeland”, produção ganhadora de dois Globos de Ouro (melhor série dramática e melhor atriz em série dramática, para Claire Danes), a atriz, de 32 anos, aproveitou o fim da estadia em sua terra natal para divulgar a estreia da primeira temporada do seriado, hoje no FX, às 22h. Depois de viver a líder extraterrestre Anna em “V”, Morena agora é Jessica, mulher de um suposto terrorista, o sargento Nicholas Brody (Damian Lewis). — Quando estou nos Estados Unidos me sinto bem americana, afinal, vivi 25 anos de minha vida lá. Mas tem uma parte de mim que acorda quando estou no Brasil. Gostaria muito de levar isso para lá, mas não consigo. Essa coisa do calor humano, comida e música brasileira... — suspira. A atriz ganhou notoriedade em séries e filmes de ficção científica,como “Firefly”e “Serenity”, e diz que a melhor coisa é “poder mudar”: — Ser humana de novo é muito bom.Está sendo uma delícia fazer em cena coisas simples como andar de um lado para o outro,beber água,hesitar antes de falar. Morena foi a última a entrar no elenco da série,no lugar da atriz Laura Fraser.Teve uma semana para se preparar,antes do começo das filmagens. — Foi sorte minha.E aconteceu na hora certa. Tinha acabado de saber do cancelamento de “V”. Fiz o teste para o papel e deu certo — conta. É a personagem de Morena quem sustenta o eixo mais dramático da história,calcado no conflito da família do sargento Brody,que depois da guerra, de ser preso pela Al Qaeda no Afeganistão e de ser

SERIAIS

MARCOS ALVES

Depois de viver uma extraterrestre em “V”, Morena Baccarin é estrela em “Homeland” Márcia Abos • marcia.abos@sp.oglobo.com.br dado como morto pelo governo americano,volta para casa. — Ela é uma mulher forte numa situação impossível.Tem dois filhos,o marido vai para a guerra,é capturado no Afeganistão e fica oito anos lá.Ela espera por seis anos,quando percebe que ele não vai mais voltar.Então segue em frente e se apaixona por outra pessoa,o

melhor amigo do marido.Quando Brody volta, Jessica reassume o papel de esposa,mas o conflito é inevitável.Tanto ela quanto ele são vítimas e estão muito sozinhos para lidar com a dor e a incapacidade que têm para voltar a se conectar emocionalmente — explica. O outro pilar da trama,de mistério e ação,é conduzido pela personagem de Claire Danes,a bipolar agente da CIA Carrie Mathison.Ela desconfia que o herói de guerra Brody foi convertido pela Al Qaeda.Carrie tenta provar que o sargento é um terrorista e planeja um atentado. A personagem personifica o medo e a paranóia que contagiou os americanos após os atentados de 11 de setembro de 2001. — A série faz perguntas difíceis:quem é herói, quem é vilão.Eu morava em Nova York na época dos atentados às Torres Gêmeas.Vivemos muito tempo com medo.Depois, a cidade se uniu — diz. Morena começa neste mês as gravações do filme independente “Old days”, comédia de estreia do ator Michael Rosenbaum (o Lex Luthor de “Smallville”) na direção.Em maio,começam as gravações da segunda temporada de “Homeland”, que assim como a primeira terá 12 episódios: — Não vamos retomar onde paramos.Daremos um salto no tempo,de um ou dois anos. Morena realizou no ano passado o sonho de participar de “The good wife”, sua série favorita. Agora quer dar um jeito de conciliar sua agenda nos EUA com uma produção brasileira. — Já recebi convites,mas ainda não deu.Talvez seja mais fácil fazer uma minissérie ou um filme, em vez de uma novela,mas tenho certeza que vai acontecer — diz.

LÍVIA BRANDÃO - TATIANA CONTREIRAS

CASAR OU COMPRAR UMA BICICLETA? Anote este nome:Whitney Cummings.A comediante e atriz de 24 anos é o nome por trás — e o rosto à frente — de “Whitney”, que estreia nesta terça-feira,às 22h,no Liv. Criadora de outro sucesso da temporada — “2 broke girls”, exibido pelo Warner Channel no Brasil — , Whitney está com tudo e não está prosa.Pelo menos é o que diz o ator Dan O‘ Brien,que contracena com a moça na série que leva seu nome. — Ela é ótima de se trabalhar,uma pessoa muito animada e definitivamente meio maluquinha — conta Dan,em teleconferência com jornalistas da América Latina. “Whitney”, a série,traz a moça como uma fotógrafa que vive às voltas com o namorido Alex (Chris D’Elia).Depois de três anos de relacionamento,ela teme o clássico “caiu na rotina”dos casamentos,mesmo sem ter casado. Com duas melhores amigas com opiniões completamente diferentes, Whitney tenta reacender aquela velha chama,saca? — Muitas coisas da série são inspiradas na própria vida da Whitney.Talvez não falemos muito sobre o casamento na sociedade

ELEMENTAR,CARA WATSON A CBS anunciou a produção do piloto de uma adaptação moderna da história de Sherlock Holmes. Na trama, passada em Nova York, o detetive será vivido por Jonny Lee Miller e seu amigo Dr. Watson será uma mulher, interpretada por Lucy Liu.

A NOVA CARRIE BRADSHAW

Dan O‘Brien (à direita) vive um policial na comédia “Whitney”, que estreia na terça-feira no Liv

americana,e por isso o tema seja explorado na TV,em comédias nas quais as pessoas podem ser muito honestas e dizerem coisas que você não diria ao seu companheiro,em seu quarto — explica o ator. Figura já vista em “How I met your mother”, Dan vive o policial Mark, vizinho do casal e um tipo que se gaba de suas (muitas) histórias de conquistas: — Mark é um solteirão por razões filosóficas,ele acha que o casamento

não é uma boa ideia.Mas em muitos momentos acaba traído por suas emoções.Ele tem essa confiança exarcebada,mas no fundo é um palhaço. A reação dos homens nas ruas,conta o ator,é de apoio ao perfil mulherengo de Mark: — Alguns caras já vieram falar comigo,e até um bartender da minha cidade me abordou para dizer “mano, eu sou o seu personagem! Sou igual a ele!”(Tatiana Contreiras)

Que Sarah Jessica Parker,que nada. AnnaSophia Robb (foto abaixo),de 18 anos,foi escalada para o papel de Carrie Bradshaw em “The Carrie diaries”, que mostrará a juventude da protagonista da aclamada “Sex and the city”.

O humor ácido de “Suburgatory”(Warner) é uma delicinha e Jane Levy arrasa no papel da adolescente deslocada.

Estávamos com saudades de Laura Prepon,mas sua “Are you there,Chelsea?” (Warner) não colou.Sem graaaça.

MAIS MAIS Elas também são duronas: as policiais mais bacanas das séries de TV.

1

Olivia Benson.A detetive é a cara de “Law & Order:SVU”. Doce com as vítimas de crimes sexuais,Benson endurece com os bandidos que persegue.

2

Kate Beckett.A detetive de “Castle” tenta solucionar assassinatos inspirados por livros escritos por seu colega de trabalho.

3

Lily Rush. A protagonista de “Cold case” desengaveta crimes e não sossega até prender os culpados.

4

Jill,Sabrina e Kelly.“As panteras” combatem o crime sob o comando do misterioso Charlie.

5

Kono Kalakaua.No remake de “Hawaii 5-0”, Kono é uma ex-surfista profissional que estuda para ser policial.

E AINDA...

•BAIXAS A CAMINHO:

Por causa de seus muitos projetos futuros,o criador Alan Ball anunciou que não continuará no comando de “True blood”caso a série seja renovada para a sexta temporada, mas garantiu que continuará supervisionando o texto.Outro que se despede é James Spader,substituto de Steve Carrell em “The office”. Caso a comédia chegue ao nono ano,Robert California não voltará a aparecer.


tn família

E-mail: tnfamilia@tribunadonorte.com.br Editor: Isaac Ribeiro

ASTROLOGIA

CINEMA

LETRAS & PRATOS

GLAM

ARTIGO

PAULO COELHO

Artes e cultura em geral são valorizadas por Lua,Vênus e Saturno.

Grazi Massafera e Selton Mello estão na comédia “Billi Pig”, em cartaz na cidade.

Michele Maisto escreve a 3ª parte do artigo sobre gastronomia brasileira.

Confira o que as grandes marcas reservam para a temporada de inverno.

Dra.Rita de Cássia conclui sua abordagem sobre o mal da alopecia areata.

O que é preciso para vencer seus obstáculos? Confira o manual para subir montanhas.

PÁGINA 6

PÁGINAS 6 e 7

PÁGINA 4

PÁGINA 8

PÁGINA 2

PÁGINA 2

NATAL | RIO GRANDE DO NORTE Domingo | 04 de março de 2012 ALBERTO LEANDRO

QUESTÃO DE

VISÃO CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA PROMOVE FÓRUM NO SENADO FEDERAL PARA DISCUTIR SAÚDE OCULAR DO BRASILEIRO E DIVULGA LEVANTAMENTO COM NOVOS NÚMEROS. REGIÃO DO TRAIRI (RN) É CONSIDERADA CENTRO DE EXCELÊNCIA OFTALMOLÓGICA

PISAAC RIBEIRO Repórter

ftalmologistas, parlamentares, gestores públicos, entidades e representantes de pacientes estiveram reunidos no Senado Federal, em Brasília, na última quarta-feira, para analisar como anda a visão do brasileiro. O 4º Fórum Nacional de Saúde Ocular, promovido pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e pelo próprio Senado, com apoio da Câmara dos Deputados e do Ministério da Saúde, também discutiu políticas públicas e a necessidade de mais recursos para o setor. De acordo com o presidente do CBO, oftalmologista potiguar Marco Rey, a ideia do Fórum é criar um canal de discussão entre médicos, gestores e parlamentares para planejar ações e definir realizações. “O ministro da Saúde se comprometeu publicamente que todo planejamento terá sempre o Conselho Brasileiro de Oftalmologia no grupo de trabalho”, comentou o presidente do CBO, considerando o saldo final do evento

O

bastante positivo. Ele informou ainda que um relatório final com o resultado das análises e decisões será divulgado em 15 dias, sendo repassado também para o Ministério da Saúde. A meta é ampliar ainda mais a área de assistência oftalmológica em todas as regiões do País, aproveitando inclusive a infraestrutura das universidades federais. “São sessenta e três cursos de residência espalhados pelo Brasil, com vários profissionais em treinamento. É uma força de trabalho muito grande”, avalia Marco Rey. Ele relata também discussões sobre a implementação de parcerias com clínicas e universidades particulares para a criação de consultórios móveis, para atuar principalmente em áreas de difícil acesso, como no Amazonas. VISÃO GERAL O Conselho Brasileiro de Oftalmologia divulgou um levantamento inédito sobre a saúde da visão dos brasileiros, apresentado durante o 4º Fórum Nacional de Saúde Ocular. Entre os nú-

meros apresentados, constatouse que o total de cegos no Brasil em 2011 era de 1.158.000 pessoas. E a estimava cresce em função da idade, chegando a ser de 15 a 30 vezes maior em pessoas com mais de 80 anos do que na população com até 40 anos de idade. A catarata representa um grande desafio para os profissionais oftalmologistas, principalmente na área de saúde pública. Há uma prevalência de aproximadamente 350 mil cegos devido à doença. Já o número de novos casos a cada ano é de 20% desse total. E o futuro também não pode ser considerado tão otimista assim. A Agência Internacional de Prevenção à Cegueira, ligada à Organização Mundial de Saúde, estima que 33 mil crianças brasileiras são cegas por doenças oculares que poderiam ser evitadas ou tratadas precocemente; e que 100 mil, pelo menos, têm alguma deficiência visual.

LEIA MAIS Cirurgias de catarata feitas pelo SUS ainda são insuficientes. Pág.3


tn família

2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de março de 2012

Paulo Coelho [ escritor ]

metro a mais: o percurso até o topo da montanha é sempre maior do que o que você está pensando. Não se engane, há de chegar o momento em que o que parecia perto ainda está muito longe. Mas como você se dispôs a ir além, isso não chega a ser um problema.

Manual para subir montanhas ] Escolha a montanha que deseja subir: não se deixe levar pelos comentários de outros, dizendo “aquela é mais bonita”, ou “esta é mais fácil”. Você irá gastar muita energia e muito entusiasmo para atingir seu objetivo, portanto é o único responsável, e deve ter certeza do que está fazendo.

A

B] Saiba como chegar diante dela: muitas vezes, a montanha é vista de longe – bela, interessante, cheia de desafios. Mas quando tentamos nos aproximar, o que acontece? As estradas a circundam, existem florestas entre você e seu objetivo, o que aparece claro no mapa é difícil na vida real. Portanto, tente todos os caminhos, as trilhas, até que um dia você esteja em frente ao topo que pretende atingir. C] Aprenda com quem já caminhou por ali: por mais que você se julgue único, sempre alguém teve o mesmo sonho antes, e terminou deixando marcas que podem facilitar a caminhada; lugares onde colocar a corda, pica-

das, galhos quebrados para facilitar a marcha. A caminhada é sua, a responsabilidade também, mas não se esqueça que a experiência alheia ajuda muito. D] Os perigos, visto de perto, são controláveis: quando você começa a subir a montanha dos seus sonhos, preste atenção ao redor. Há despenhadeiros, claro. Há fendas quase imperceptíveis. Há pedras tão polidas pelas tempestades, que se tornam escorregadias como gelo. Mas se você souber onde está colocando cada pé, irá notar as armadilhas, e saberá contorná-las. E] A paisagem muda, portanto aproveite: claro que é preciso ter um objetivo em mente – chegar ao alto. Mas à medida que se vai subindo, mais coisas podem ser vistas, e não custa nada parar de vez em quando e desfrutar um pouco o panorama ao redor. A cada metro conquistado, você pode ver um pouco mais longe, e aproveite isso para descobrir coisas que ainda não tinha percebido.

F] Respeite seu corpo: só consegue subir uma montanha quem dá ao corpo a atenção que merece. Você tem todo o tempo que a vida lhe dá, portanto caminhe sem exigir o que não pode ser dado. Se andar depressa demais, irá ficar cansado e desistir no meio. Se andar muito devagar, a noite pode descer e você estará perdido. Aproveite a paisagem, desfrute a água fresca dos mananciais e das frutas que a natureza generosamente lhe dá, mas continue andando. G] Respeite sua alma: não fique repetindo o tempo todo “eu vou conseguir”. Sua alma já sabe isso, o que ela precisa é usar a longa caminhada para poder crescer, estender-se pelo horizonte, atingir o céu. Uma obsessão não ajuda em nada a busca do seu objetivo, e termina por tirar o prazer da escalada. Mas atenção: tampouco fique repetindo “é mais difícil do que eu pensava”, porque isso o fará perder a força interior.

Não se deixe levar pelos comentários das outras pessoas quando estiver diante de um obstáculo a ser vencido - a montanha. Você gastará muita energia e muito entusiasmo para atingir seu objetivo. Concentre-se na missão

I] Alegre-se quando chegar ao cume: chore, bata palmas, grite aos quatro cantos que conseguiu, deixe que o vento lá em cima (porque lá em cima está sempre ventando) purifique sua mente refresque seus pés suados e cansados, abra seus olhos, limpe a poeira do seu coração. Que bom o que antes era apenas um sonho, uma visão distante, agora é parte da sua vida, você conseguiu. J] Faça uma promessa: aproveite que você descobriu uma força que nem sequer conhecia, e diga para si mesmo que a partir de agora irá usá-la pelo resto de seus dias. De preferência, prometa também descobrir outra montanha, e partir para uma nova aventura. L] Conte sua história: sim, conte sua história. Dê seu exemplo. Diga a todos que é possível, e outras pessoas então sentirão coragem para enfrentar suas próprias montanhas.

H] Prepare-se para caminhar um quilô-

Dr. Jorge Boucinhas [ médico e professor da UFRN ]

Libertas libertas@libertas.com.br

Trânsito e cultura lgumas pessoas consideram que o trânsito nas grandes cidades é lento, outras que o trânsito está caótico e outras ainda que está violento e perigoso. O trânsito não é nada mais que o reflexo da cultura e educação de um povo. O trânsito no Chile, na Suécia e no Brasil, mostra o que as pessoas desses países são como cidadãos no espaço urbano: evidencia maior ou menor capacidade de planejamento em suas vidas para ir cotidianamente ao trabalho, com o tempo suficiente para não conduzir-se com sentido de urgência, respeitosas dos diretos dos outros, mais ou menos hábeis enquanto emissores das intenções de seu comportamento. O trânsito é uma oportunidade para mostrar nossa cultura: respeito às normas ou regras do comportamento como condutores ou pedestres, colaboração e não competição, amabilidade e gentileza com quem está com alguma dificuldade, empatia com quem vai apressado porque talvez tenha uma emergência. Enfim, reconhecimento amável pelos outros que manifestam clara e inequivocamente suas intenções ao utilizar a sinalização toda vez que é necessário, como o pisca ao fazer curvas e, em geral, quando manifestam suas intenções de modo que possamos antecipar corretamente seu comportamento. Também possamos facilitar a coordenação necessária para que o ambiente do trânsito seja amável, harmônico, seguro e, ademais,flua o melhor possível. Para a melhoria no trânsito o mais importante é a educação para o bem comum e o respeito aos direitos das outras pessoas. Dr. Emilio Moyano Diaz Dra. Angela Coelho Moniz - CRP 20620

A

LAR Aquela mãe estava arrasada com a morte do marido. Herdou muitas contas atrasadas, incluindo as prestações da casa. Seu emprego de meio expediente gerava uma renda insuficiente. Sem nenhum apoio financeiro, ela perdeu a casa.Para não ficarem ao relento, alugou um barraco para ela e seu filho. Certa noite, quando o menino brincava do lado de fora ela ouviu vozes e deu uma olhada pela janela. Lá estava um homem falando com seu filho: - Olá, garoto, você não gostaria de ter um lar de verdade? Uma emoção muito forte tomou conta do coração da mãe, quando ouviu a resposta de seu filho: - Mas nós já temos um lar. MESTRADO A UERN torna público o processo de inscrição e seleção de candidatos/as para o Curso de Mestrado Interdisciplinar em Ciências Sociais e Humanas. Estão sendo oferecidas 15 vagas, em duas linhas de pesquisa: Linha 1: Cotidiano, Identidades e Subjetividades; Linha 2: Linguagens, Memória e Produção de Saberes. As inscrições serão realizadas até 23/03/2012. Para ver o edital acesse: www.uern.br/pdf.

Condroitina? O que é isso? ltimamente tem-se aplicado muito uma relativamente nova medicação (melhor dito, uma associação medicamentosa) no controle da degeneração articular, a tão conhecida e temida Artrose. Trata-se do sulfato de condroitina, disponível para uso oral ou para injeções (sendo por vezes associada a outra, a glicosamina), e que é um nome já conhecido pelos que sofrem do “envelhecimento” das articulações. Mas, enfim, de que se trata? O material para uso comercial é basicamente todo ele extraído da cartilagem da traquéia bovina, sendo que a forma sulfatada (associada com o enxofre) é constituída por compostos de dimensões moleculares grandes de glicosaminoglicanos e polímeros dissacarídicos, com ácido glicurônico, acetilgalactosamina e açúcares complexos. Que os nomes estranhos não assustem ao leitor, pois apenas indicam elementos que fazem parte da composição das articulações. Foi demonstrado que o sulfato de condroitina controla a formação de nova matriz cartilaginosa ao estimular o metabolismo das células que a compõem, bem como ajuda a síntese de colágeno e proteoglicano (outro componente articular). Foi também demonstrado que tal sulfato inibe as enzimas elastase leucocitária humana e hialuronidase, consideradas de risco para os artrósicos porque são encontradas altas concentrações no líquido sinovial (líquido intrarticular) de pacientes com doença reumática. Ele também estimula a produção de ácido hialurônico, o elemento que melhora a viscosidade do já referido líquido sinovial.

U

Esta coluna é de responsabilidade da Libertas Comunidade www.libertas.com.br libertas@libertas.com.br

Seu sulfato também tem sido ensaiado na hiperlipidemia, na cardiopatia isquêmica, como preservativo de córneas para transplante e como adjuvante na cirurgia ocular, mas a condroitina é considerada mais útil ao tratamento de apoio da Osteoartrite e de distúrbios correlatos, especialmente se associada ao sulfato de glicosamina. Inicialmente, isto já desde o ano de 1997, ensaios clínicos mostraram uma melhora em queixas subjetivas dos artrósicos, com redução da necessidade de uso de antiinflamatórios e redução da dor. Na posologia mais usual como medicamento oral é habitualmente administrada em combinação com o citado sulfato de glicosamina: para pacientes com menos de 54 kg, 1g de sulfato de glicosamina e 800 mg de sulfato de condroitina; se pacientes entre 54 e 90 kg, 1,5 g do primeiro mais 1,2 g do segundo; se pacientes acima de 90 kg, 2 g de sulfato de glicosamina mais 1,6 g de sulfato de condroitina. O total diário é ingerido com alimentos, dividido em 2 a 4 doses. Estudos recentes tentaram padronizar o uso de 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia, ou 1,2 g em dose única. Um emprego que está tendo um sucesso inacreditável é a aplicação sob forma intradermoterápica, em que pequenas (pequeníssimas!) doses ajudam muito, desde que aplicadas em injeções justa-articulares. Por vezes usam-se-as nos pontos de Acupuntura periarticulares, com efeitos ainda melhores, embora ainda poucos profissionais dominem o método, de vez que a formação acupuntural segue rara.

Foi demonstrado que o sulfato de condroitina controla a formação de nova matriz cartilaginosa ao estimular o metabolismo das células que a compõem,bem como ajuda a síntese de outros componentes articulares.Ensaios clínicos mostraram uma melhora em queixas subjetivas dos artrósicos,com redução da necessidade de antiinflamatórios para redução da dor

Indubitavelmente nada deixa de ter suas possíveis reações colaterais, e já foram relatadas, raramente, dispepsia e náusea após uso oral. É curioso citar, embora ao que conste só uma vez se o tenha observado, a ocorrência de cefaléia, leve agitação motora e euforia. Existe um risco teórico de ser diminuída a coagulabilidade sanguínea, o que se deve à semelhança do produto com a heparina, o anticoagulante clássico, mas nunca houve relatos de sangramento em decorrência do uso do sulfato de condroitina em seres humanos. Mesmo assim convém não usar concomitantemente produtos anticoagulantes: podem facilitar o aparecimento de petéquias e equimoses. Também, já que é a regra geral para todos e quaisquer medicamentos, há que evitar o uso do produto em gestantes ou lactantes. Em suma, o que é certo no momento é que a substância pode oferecer ajuda substancial ao paciente com osteoartrite, e o interesse pelo seu uso combinado com o sulfato de glicosamina apareceu especialmente após a publicação do livro The Arthritis Cure (Theodosakis, 1997), em que o autor declarou que a combinação dos sulfatos representa o “milagre médico capaz de deter, reverter e até mesmo curar a Osteoartrite”. Quiçá haja uma boa dose de exagero na afirmação e ainda é necessária a realização de ensaios clínicos a longo prazo, com melhor planejamento e maior porte. Mas, de uma forma ou de outra, quem sofre com o problema da degeneração articular não pode deixar de pensar nesta possibilidade terapêutica já disponível e não acreditar apenas no velho chavão: “-Artrose não tem cura. Trate de se conformar!”.

Dra.Rita de Cássia [ psicodermatologista]

medicare@supercabo.com.br.

Psicodermatologia: alopecia areata 2

“A alopécia Areata infantil aponta geralmente para sentimentos de perda” (HAIM GRÜNSPUN )

ESPECIALIZAÇÃO Estão abertas as inscrições para o curso de especialização em intervenção familiar e sistêmica do UNI-RN. O curso tem o objetivo capacitar profissionais para intervenção sistêmica da família, é direcionado para graduados nos cursos de Psicologia, Serviço Social, Pedagogia, Medicina, Enfermagem, Terapia-ocupacional, Direito e áreas afins. As matrículas podem ser feitas na Secretaria de Pósgraduação do UNI-RN. Para mais informações, ligue: 3215-2917 / 3215-2973.

boucinhas_jc@hotmail.com

m meu último artigo comentei, após conceituar a Alopecia Areata , um caso clínico em um paciente adulto. Hoje comentarei um caso infantil no qual estabelecese uma relação afetiva de PERDA, justificando assim na prática médica, o acerto da afirmação acima de autoria do prestigioso médico Dr. Haim Grünspun. S.M.G. , sete anos de idade, sexo feminino, estudante, apresentou seis meses antes da primeira consulta, uma área de alopecia areata na região central do crânio. Seu pai relata que a mesma passou a se apresentar tensa, irritável, tendo atrito com seus dois irmãos menores e chorando por qualquer motivo após

E

ser informada da mais recente gravidez da mãe, a respeito do que seus dois irmãos menores comentaram que , desta vez, sua mãe teria uma menina e que ela, a paciente, “ficaria no canto”. Refere, ainda, que a paciente é excessivamente responsável na escola e que sempre fica muito preocupada e tensa nos períodos de provas escolares. Relata, também, que a angústia da criança era fácil de ser percebida desde a idade mais remota : chorava durante horas sem causa aparente, irritava-se com os irmãos de maneira exagerada e era agressiva, inclusive com os pais. Concomitantemente à gravidez da mãe, iniciou-se o quadro dermatológico atual .Após afastadas as hipóteses de causas orgânicas, foi iniciada uma abordagem psicoterápica familiar e individual. Usamos também fárma-

cos tópicos.Em oito meses de terapia houve a remissão total do quadro clínico.Acompanhamos a paciente e família por dois anos. COMENTÁRIO: Este caso apresenta um quadro de ansiedade / depressão infantil, como base para um quadro psicossomático. A reação da criança, o temor de perder as atenções maternas é típica dessa idade e do tipo de personalidade da paciente. A ansiedade e a depressão da criança são os dados mais flagrantes Confira segunda de sua personalidade, do ponto de vista psiparte do artigo cológico, e seu excesso de responsabilidade sobre alopecia frente à escola deixa entrever, também, um areata. Hoje, comportamento obsessivo frente aos seus decomenta-se a relação veres, embora este aspecto não tenha sido suestabelecida entre a ficientemente pesquisado. referida patologia e Confirmamos que a paciente era por deperdas afetivas no mais sensível, extremamente inteligente e seus âmbito infantil. Para dois irmãos eram muito imaturos. Com o iníilustrar o tema,é cio do tratamento psicoterápico observamos relatado o caso de que a “sensação de perda “ da criança poderia uma criança de sete existir, talvez, desde a idade fetal, pois trataanos que va-se de uma gravidez indesejada pelos pais apresentava naquele momento. Ambos genitores eram “ealopecia na região conômicos” em expressar seus afetos à criança. central do crânio, O toque era quase inexistente. além de tensão, Orientamos uma medicação dermatológica irritação e atritos tópica praticamente com efeito placebo, apecom seus irmãos.O nas para que a pequena paciente tivesse a oque haveria de portunidade de se sentir amada através de exerrado nesse caso? pressões de carinho ( o toque afetivo ). Este procedimento coadjuvante à psicoterapia foi fundamental para amenizar suas mensagens de desespero e perda abafados, forcluidos,recalcados, sendo representados em uma comunicação infraverbal ou um “DISCURSO DO CORPO”. É com um abraço que desejo a todos um feliz domingo e prometo que comentarei temas relacionados ao vitiligo no próximo artigo.


tn família

Domingo | 04 de março de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

Cirurgias de catarata feitas pelo SUS ainda são insufientes DEMANDA É MAIOR QUE A OFERTA DE PROCEDIMENTOS REALIZADOS NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE.PARA EVITAR QUE AINDA MAIS BRASILEIROS FIQUEM CEGOS SERIAM NECESSÁRIAS 720 MIL CIRURGIAS POR ANO FOTOS:ALBERTO LEANDRO

pesar de ser a maior causa reversível de cegueira do mundo, a catarata ainda acomete muitas pessoas todos os anos. Segundo o levantamento do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, existem, hoje, no Brasil 350 mil cegos devido à doença. O número de casos novos a cada ano é de 20% do total da prevalência citada acima. Os principais sintomas da catarata são visão turva, embaçada e sem foco, com falta de nitidez nas cores, falta de brilho e sensibilidade maior à luz. Países tropicais registram altos índices da doença devido os efeitos nocivos da radiação ultravioleta. Há um déficit de na realização de cirurgias de catarata através do Sistema Único de Saúde (SUS), onde cerca de 500 mil procedimentos deixam de ser feitos. O levantamento do CBO, afirma também que, historicamente, o número de cirurgias de catarata no Brasil sempre foi inferior ao preconizado pela pela Organização Mundial de Saúde. A conclusão divulgada no levantamento é que o SUS, responsável pelo atendimento de 65% da população, garanta a realização de pelo menos 390 mil cirurgias de catarata/ano, enquanto 180 mil outros procedimentos devem ser realizados pelo setor privado. Esse número, porém, seria suficiente apenas para eliminar a cegueira já instalada. O ideal para evitar que ainda mais brasileiros fiquem cegos por causa de catarata seria de 720 mil cirurgias por ano. Para o oftalmologista Diego Sampaio, do Hospital Universitário Onofre Lopes, um dos maiores entravés da oftalmologia, principalmente na saúde pública, é a questão da demanda, sendo sempre maior que a oferta. “Para cada grupo de mil pessoas, por ano, três desenvolvem catarata. E, lembre-se, um pacien-

A

te são dois olhos. Ou seja, um paciente demanda duas cirurgias. E se você pegar uma cidade como a Grande Natal, de 800 mil habitantes, se for por esse cálculo, chegaria a ter que ofertar pelo menos cerca de duas mil cirurgias. E essa fila vai aumentando, aumentando... pois é um processo fisiológico. E os gestores precisam entender isso”, analisa o médico. A ameaça de perda total da visão está presente em todas as faixas etárias, e não apenas nos mais velhos. De acordo com estimativas da Agência Internacional de Prevenção à Cegueira, ligada à OMS, 33 mil crianças ficam cegas devido doenças oculares que poderiam ter sido evitadas ou tratadas precocemente. Outro dado da entidade fala em 100 mil outras com algum tipo de deficiência visual. Outros problemas oculares também levam à cegueira. O glaucoma, por exemplo, apresenta incidência anual estimada em 1% a 2% na população geral, aumentando após os 40 anos (2%), podendo chegar a 6% e 7% após os 70 anos de idade. A diabetes é outro mal que pode levar à cegueira. O diabético tem quase trinta vezes mais chances de tornar-se cego do que o paciente sem o problema. Cerca de 50% dos portadores da doença desenvolverão algum grau de retinopatia diabética ao longo da vida. O aposentado Floriano Patrício da Rocha, 72 anos, que já sente os sintomas da catarata, aguardava atendimento no setor de Oftalmologia do HUOL para saber como está a saúde de seus olhos. “Estou tentando uma operação. Sinto a vista embaçada; e a visão parece que vai e volta.”

Segundo levantamento do Conselho Brasileiro de Oftalmologia,total estimado de cegos no Brasil,registrado em 2011,é superior a 1 milhão

BATE-PAPO

NÚMEROS

Diego Sampaio » oftalmologista Quais os maiores problemas de visão atendidos,no dia a dia,em seu consultório? As doenças oftalmológicas acometem desde o nascimento até a idade adulta. E, normalmente, varia de acordo com a idade; de 0 até 2 anos, existem as doenças oculares congênitas, que são um pouco raras; e também a questão retinopatia da prematuridade. Daí a necessidade do Teste do Olhinho, que é um acompanhamento inicial fundamental. À medida em que a criança vai crescendo, que entra na idade escolar, também existe a questão dos problemas visuais em geral: miopia, astigmatismo, que, segundo levantamentos, a principal causa de baixo desempenho escolar são as doenças oftalmológicas. Essas doenças nas crianças, principalmente a miopia, causam déficits educacionais às vezes irreparáveis. Às vezes os pais não percebem, nem os professores; pensam que a criança é desatenciosa ou desleixada e não atentam para isso. Aí, a criança vai acumulando baixo rendimento, até que fica desmotivada para o estudo. É fundamental uma avaliação oftalmológica para a criança em idade escolar, tendo ela queixa ou não. Toda criança deve passar por um oftalmologista. Às vezes, atendemos crianças com problemas escolares e que é questão de falta de óculos. E uns simples óculos resolves esse problema. Na criança e no adolescente os problemas são basicamente esses que influem no aprendizado. O Brasil em geral, na questão da saúde pú-

blica, tem alguns programas com relação à visão, como o Saúde na Escola, o Olhar Brasil. Esse último é um programa do Governo Federal que incentiva a ida de oftalmologistas às cidades mais remotas, onde é feita a consulta e o próprio prestador fornece os óculos. Só que, na realidade, ele tem baixa adesão, principalmente aqui no Estado, onde existem pouquíssimos prestadores, em virtude dos baixos valores pagos para esse tipo de procedimento. Termina desmotivando o pessoal. Mas é um programa muito bem intencionado, visando a melhora dessa percepção. E as doenças que aparecem com o avançar da idade,como a presbiopia,por exemplo? Dos 20 aos 30 anos, normalmente são os erros refrativos, um ou outro trauma ocular. Mas a partir dos 40 anos, ocorre a presbiopia, que é a perda da capacidade de acomodação visual, que termina culminando na perda da visão para perto. É comum. Cerca de 40% a 50% das consultas formais no consultório são queixas tipo: “Doutor, não estou conseguindo mais ver, não consigo olhar o celular, as senhoras dizem que não conseguir passar uma linha numa agulha ou catar um feijão. Isso, eu tranquilizo logo que é fisiológico; todo mundo vai apresentar perda de acomodação. Então, pessoas que nunca usaram óculos até os 40 anos, a partir dessa idade provavelmente vão precisar usar de um auxílio visual para perto. Com o passar da

1.158.00 é o total estimado de cegos no Brasil em 2011. mentos com corticóide também podem acelerar a catarata. Mas a realidade é que todas as pessoas que forem envelhecendo vão ter catarata. Isso é bem característico. Algumas com 55, outras com 70, 75... Isso é inevitável. A partir dos 60 anos inicia-se esse processo.

É fundamental uma avaliação oftalmológica para a criança em idade escolar, tendo ela queixa ou não” idade, a partir dos 55, 60 anos, existe a catarata. Ela é apenas o envelhecimento da nossa lente natural, que é o cristalino, e também é um processo fisiológico. Eu digo sempre aos meus paciente que catarata é igual a cabelo branco; todo mundo que envelhece vai ter. E todo mundo que ouve isso e não é da área se surpreende. Do rico ao pobre, do negro ao branco, todos vão ter catarata. E ela vai progredindo com o tempo. Entretanto, existem alguns fatores que aceleram a progressão da catarata: diabetes, a própria exposição solar — que aqui no nosso estado é muito forte, e quanto mais exposição solar mais precoce pode ser essa catarata —, uso de alguns medica-

Quanto ao deficit de cirurgias de catarata no Rio Grande do Norte? No Estado em geral, a quantidade de cirurgias realizadas vem melhorando. E com a regionalização, alguns pontos do interior vem melhorando bastante, como a região do Trairi, Santa Cruz, em Touros, hoje em dia representa um pólo em oftalmologia. Naquela região oferece um oftalmologia SUS de excelência. Aqui na Grande Natal ainda é deficitário porque muitos profissionais não querem prestar serviço aos SUS, uma vez que a remuneração é mais baixa a dos planos de saúde; entretanto, alguns procedimentos ainda viáveis, como a cirurgia de catarata. Já a cirurgia de retina, o que o SUS paga é inviável de fazer. Outro problema oftalmológico também é a questão da diabetes. Ela é doença sistêmica, afeta rins, sistema nervoso e afeta a visão. A nossa demanda aqui no Onofre Lopes com doenças oftalmológicas da retina é muito grande. Muita gente diabética, no posto de saúde não faz o tratamento adequado, não faz o controle da glicose adequado e, no decorrer dos anos, com cinco, dez anos, vão ter uma perda visual gigantesca. São doenças silenciosas.

5,3 milhões brasileiros têm perda visual severa;isso sem contabilizar erros de refração e presbiopia. 15 milhões de crianças em idade escolar possuem problemas de refração,que podem interferir em seu desempenho diário. > Entre 21 e 68 milhões de brasileiros é o número estimado de míopes no País.

2 a 7 milhões de pessoas possuem miopia degenerativa. 34% da população,ou seja,65 milhões de pessoas apresentam hipermetropia. 2% a 3% da população brasileira,acima de 40 anos,podem ter glaucoma. TRANSPLANTE DE CÓRNEA NO BRASIL:

14.182 procedimentos realizados em 2011; Sudeste: Norte: Nordeste: Centro-Oeste: Sul:

54% (3.812) 1,7% (124) 16% 9,3% 19%

NO RIO GRANDE DO NORTE: Em 2000,o RN contava com 112 oftalmologistas para atender à sua população.Em 2010,este número subiu para 201 especialistas (aumento de 76% em 10 anos).A relação oftalmologista/habitante é de 1/15.732. Dos 167 municípios do Estado,apenas 17 contam com atendimento oftalmológico regular.Esses municípios abrigam 55% da população. São Gonçalo do Amarante (87 mil habitantes),apesar de figurar entre os municípios mais populosos do Estado,não tem oftalmologistas. Natal tem uma população de 803.811 habitantes e 143 oftalmologistas,o que estabelece uma relação de um especialista para cada 5.621 habitantes. FONTE: CENSO 2011/CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA


tn família

4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 04 de março de 2012

ÀS 17H NO TAM

Jota Oliveira

A criançada vai se divertir com a peça Chapeuzinho Vermelho no Teatro Alberto Maranhão.

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br BLOGJOTAOLIVEIRA/ JOVINHO

CEDIDA

CARPE DIEM!

2

O mocofava,leva linguiça,charque, bacon,caldo de mocotó,favas amarelas e farinha torrada e bijuzada de Trindade-GO.

3

Se observarmos de perto outras experiências nacionais,como a da geração de Adrià,ela nos indica a “mediterranização”.O bacalhau pil-pil,os produtos do porco,a merluza,a cebola,o alho,a batata,os pimentões,os frutos do mar e assim por diante,forneceram o terreno sólido,popular, para os experimentos técnicos consagrados (descontrução, reconstrução,baixatemperatura,etc) que se disseminaram no País Basco e na Cataluña.Hoje essa culinária apresenta infinitas variações pirotécnicas - fruto de um feliz envolvimento da universidade na pesquisa culinária - sem ter se distanciado daquela base de sabores tão facilmente reconhecíveis.

Na Viva o Verão, a descontração de Heloísa Cirne e Cláudia Gallindo BLOGJOTAOLIVEIRA/ MAIS GLAM

BLOGJOTAOLIVEIRA/THIAGO CAVALCANTI

RENOVGOLD Até o dia 10 de março, as lulus vão adorar a novidade da LuandaGan, clientes poderão ir às lojas e trocar suas jóias sem uso por novas peças da joalheria. Neste período suas jóias antigas serão cotadas em até 15% a mais que o valor de mercado, sem falar em outros mimos que a empresária Luanda Galvão está reservando para as lulus antenadas e de bom gosto. Take a note.

Recebendo mimos do amado Dinarte Júnior. Judilita Gaspar rasga folhinha manhã

Completando 20 anos atuando no mercado de moda potiguar, para as lulus de bom gosto e estilo, com vestidos de dar inveja, Juraci Lira vai comemorar a data em grande estila e estrear novo espaço, um mix de loja e ateliê, na Rua Mossoró, 501, no coração de Petrópolis. A festa de inauguração será no dia 08 de março, uma celebração ao Dia Internacional da Mulher. De Dez!

Ainda rolou por lá, o aniversário de Fabiana Meirelles que ao lado do marido Luis Alberto, receberam no apartamento de Ameriquinho Pereira/Roberta Rosa. Além o além do clã SantaRosa também estavam por lá Thacyanne Flor, Ari Filho, , um típico noite De Dez! para poucos e bons.

DÓ RÉ MI O terraço do Shopping Mãos de Arte recebe às 17h, show com Eduardo Taufic, recentemente agraciado com o Prêmio Hangar de instrumentista do ano. Além da boa música, a ocasião reserva bela vista da Praia dos Artistas, do Meio e do Forte.

SPECIAL

MICHELE MAISTO - madrelingua@supercabo.com.br

1

Esse tópico é aprofundado no blog ebocalivre.blogspot.com de Carlos Alberto Dória. Sociólogo,pósdoutorando na Unicamp e autor de Com unhas,Dentes & Cuca (em parceria com Alex Atala,2008),A Culinária Materialista (2009) e A Formação da Culinária Brasileira (2009), desenvolvimento de uma palestra intitulada “Enraizamentos da Cozinha Brasileira” conferida no encontro internacional “Mesa Tendências – 2008”em São Paulo.

Mariana Melo faz coros de vivas para a mamy Aninha, em idade nova

Letras & pratos

Comece a andar! Levante dessa cama ilusória,onde tudo diz que não vai dar certo! Dê o primeiro passo! Liberte-se dos maus pensamentos,da prepotência que enche o seu orgulho de maledicência. Levante-se e creia:tudo é possível para aquele que já decidiu pela mudança.Oração,jejum,bons pensamentos,desejo de vitória,eis o que você precisa agora para recuperar as suas forças.Não espere o amanhã chegar,não sabemos se ele vai chegar,por isso,abençoe a todos que passam pela sua vida,seja você aquele que acredita,que traz uma palavra boa na boca. Sorria,creia,lute.É preciso um pouco de ousadia em tudo na vida: ouse amar,ouse declarar a paz,ouse perdoar,ouse fazer o bem,ouse recomeçar,ouse um novo caminho. Coragem! A luta começa agora,e quem tentar te atrapalhar,vai ficar para trás,vai ficar na soleira da porta,e você vai ressurgir das cinzas para brilhar. Creia! ouse,conquiste e viva um novo tempo,tempo de vitórias, tempo de mais você. (Autor Desconhecido)

AINDA EM MIAMI

ESPORTISTAS Natal vai receber no dia 17 de março, pela primeira vez, o XTerra, uma competição com duas modalidades, o Triatlo e a corrida noturna. Serão 100 vagas para o Triatlo e 500 para o Night Run. As inscrições devem ser feitas até 10 de março. Mais detalhes no www.jotaoliveira.blog.br

Recentemente brindando os dois anos do herdeiro Benjamin, Larissa/George Maranhão

Gastronomia brasileira (2)

Legítima e légivel onciliar legitimidade (enraizamento territorial) e legibilidade (enraizamento histórico no sistema culinário no qual comemos) é o caminho mais difícil (1). Enquanto o chef Alex Atala, se esforça para se apropriar da “amazonidade” na culinária nacional de ponta, o chef Rodrigo Oliveira segue um caminho inverso: não persegue ingredientes raros e se debruça sobre os mais corriqueiros, como seu “mocofava”, seu torresmo ou seu “escondidinho” atestam. A pesquisa desse chef toma por base o comer popular, fazendo variações em torno dele - inclusive variações técnicas. Qualquer brasileiro reconhece a legibilidade de seus pratos, independente de gostar ou não. Simplesmente não há qualquer estranhamento, a não ser algum motivado por perícia técnica. A banalidade do popular não

C

é obstáculo à gastronomia (2). Esses dois caminhos mostram a diferença entre legibilidade e legitimidade: tudo o que é “brasileiro”, de uma perspectiva nacionalista, que toma os ingredientes como constitutivos da Nação, é legítimo; tudo o que é popular, vulgar, é legível, independente da origem dos ingredientes. Uma gastronomia nacional de ponta talvez dependa, para se afirmar aqui, mais da legibilidade do que da legitimidade. No exterior, talvez seja o inverso, dado que a audiência está mais interessada em conhecer a Amazônia do que o Brasil em geral. Então, por que se privilegia hoje, entre nós (3), na gastronomia de ponta, a busca da legitimidade em detrimento da legibilidade? Em primeiro lugar temos a nossa história. Desde o século XIX as elites brasileiras passaram a tomar

a cultura estrangeira como modelo à mesa e, pois, muito facilmente passaram a desejar uma culinária francesa. Isso resultou em uma dualidade notável: há o comer popular e há o comer das elites. O comer popular apresenta uma riqueza e diversidade que depende mais dos ecossistemas regionais do que dos suprimentos externos e, inversamente, a alimentação urbana das classes médias e altas depende mais das modas externas e dos fluxos de importação, sendo relativamente independente dos ecossistemas brasileiros. Daí o desconhecimento das culinárias regionais e os ditos “problemas de logística” que deixam produtos legitimamente brasileiros distantes dos grandes mercados nacionais. Mal se conhece no Sudeste a riqueza das farinhas de mandioca do Norte. Simplesmente ela não nos interessa.

Enquanto o chef Alex Atala,se esforça para se apropriar da “amazonidade” na culinária nacional de ponta,o chef Rodrigo Oliveira segue um caminho inverso: não persegue ingredientes raros e se debruça sobre os mais corriqueiros, como seu “mocofava”,seu torresmo ou seu “escondidinho” (foto) atestam

✃ BACALHAU COM TOMATES DOCES RENDIMENTO: 4 pessoas

INGREDIENTES: 400g de bacalhau sem sal 200ml de vinho branco seco 100ml de azeite extra virgem 8 tomates maduros 6 ostras frescas 1 colher de maizena Salsinha a gosto Sal a gosto

MODO DE PREPARO DO BACALHAU JÚNIOR SANTOS

Limpe os tomates retirando as sementes e leve-os ao forno,polvilhados de açúcar, por cerca de 15 minutos.Em uma caçarola coloque o azeite,distribua os filés de bacalhau e deixe dourar por cerca de 3 minutos cada lado. Acrescente o vinho branco e os tomates por cima.Cubra a caçarola,deixe no fogo por mais 5 minutos e sirva com o creme de ostras frescas. Modo de preparo do molho de ostras Cozinhe as ostras e bate-as no liquidificador com 50ml de vinho e a maizena.Leve ao fogo por 5 minutos e sirva com o bacalhau. Receita de Mediterrâneo Buffet – Telefones: 4141-6437 / 9991-0876


Domingo | 04 demarço de 2012

tn família

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

Jota Oliveira

APOSTA O funeral de Whitney Houston acabou de acontecer e já se especula quem interpretará a diva no cinema.A bolsa de aposta garante que Rihanna seria a favorita para interpretar Whitney,mas nada confirmado,já que a atriz Vivivca A.Fox e as cantoras Jordin Sparks e Jennifer Hudson também parecem estar na disputa pelo papel.

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br JOÃO NETO

BLOGJOTAOLIVEIRA/ JOVINHO

BELEZA E TECNOLOGIA Para fortalecer sua posição de liderança no segmento de cremes faciais, um dos mais importantes do mercado brasileiro e com grande potencial de crescimento, a Avon reposiciona a marca Solutions com novas formulações. A linha oferece ingredientes naturais únicos que, aliados à ciência, proporcionam os melhores resultados para o tratamento da pele.

Buquê de lulus na noite do sol laranja,Thayanne, Thacyanne e Thaysa Flor com Herbene Pessoa

Lídia/Alberto Barreto festejam Carnaval com Da Graça/Augusto Carlos Viveiros

JOÃO NETO

JOÃO NETO

JOÃO NETO

PARABÉNS! Cantando parabéns e apagando velinhas com os vivas da coluna, a expert hair stilyst Aninha Melo, para o advogado Aldo Medeiros Filho/Riane, Nei Silveira Dias, médico Carlos Alberto Araújo (Cabeto). Nesta segunda, dia 5, vivas antecipados para Ana Judilita Gaspar, Gilson Pereira,Rafaela Barbosa Pereira, Graça Queiroz, Leda Amaral.

NA REDE! Empolgada com os mais de 7 milhões de likes na sua página do Facebook, a Dior resolveu lançar a revista online da marca. A DiorMag terá artigos, imagens em alta resolução e vídeos que poderão ser compartilhados. A estreia será em francês. Para ler? É só acessar a Diormag.com ou via Dior.com.

Trio animado no baile de Augusto e da Graça, Virgínia/ Euzébio Maia, Regina Emerenciano JOÃO NETO

Brindando festejos carnavalescos, Ana Carmelita/ Sidney Gurgel

Hóspedes de Da Graça/ Augusto Carlos Viveiros, Maria José/Paulo Janot curtem Carnaval em Jacumã BLOGJOTAOLIVEIRA/ IVANILDO BEZERRA

TIO SAM Aterrissaram na última terça-feira em Natal, Flávia Santa Rosa/Jefferson, Bia Santa Rosa/Renato Gadelha e Renata Santa Rosa/Elísio Araújo depois de curtirem temporada em Miami, inclusive o Carnaval, temporada de descanso, festejos, passeios, cliques e compras. O período ainda reservou encontros com outros potiguares, na agenda, um jantar, regados a melhor gastronomia, papos e bossas com os afilhados Andréia/Eduardo do Ó.

Dupla de dez em noite de verão, Andréa Bezerra e Ricardo Fontes BLOGJOTAOLIVEIRA/ MULHERES NO FDS

POSSANTES Os amantes das supermáquinas já podem comemorar. A PG Prime acaba de anunciar a chegada em Natal do grupo Chrysler, formado pelas marcas Chrysler, Jeep, Dodge e Ram. Como prévia, o público pode conferir o Espaço PG Prime Jeep, no terceiro piso do Midway, até o dia 31/03. O pedaço expõe o último lançamento da marca: o Jeep Compass. Corre lá!

Os amigos Alexandre Davim e Duda Freire curtem nossa festa Summer

Na folia de Momo nos alpendres de Jacumã, Gerlarne/ Duda Bulhões


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

tn família

Domingo | 04 de março de 2012

REEDIÇÃO O presidente da Assembleia Legislativa,deputado Ricardo Motta,e a presidente do Instituto Câmara Cascudo,Ana Maria Cascudo,assinaram termo de compromisso para a reedição do livro “Uma história da Assembleia Legislativa do RN”, editado pela primeira vez em 1972 pela Fundação José Augusto.

Liege Barbalho liegebarbalho@tribunadonorte.com.br

COMEMORAÇÃO Esta colunista reunirá grupos de amigas nesta quinta-feira, “ Dia Internacional da Mulher”, em ocasião comemorativa a mudança de idade. A sessão de vivas será destinada só para luluzinhas. Regada a espumante e Old Parr, a comemoração acontecerá no Olimpo Recepções da Hermes da Fonseca, a partir das 20h30. Em clima de requinte e sofisticação o músico Rubinho, comandará um elaborado repertório especialmente para a celebração da Blonde.

»» O evento terá ambientação

assinada pela Amorosa Decor, iluminação de Castelo Casado, o bolo de aniversário ficará a cargo do talento da Cake Designer Tereza Vale, além dos maravilhosos chocolates e doces da Caffech. Buffet do Olimpo e mais uma deliciosa massa com assinatura do Piazzale Itália. A festa também contará com serviço de manobristas.

LIEGE BARBALHO.COM

Pres. da ALm, deputado Alvaro Motta, e Ana Maria Cascudo, parceria na reedição do livro “Uma história da Assembleia Legislativa do RN”

Os mais novos jornalistas do RN, Priscila de Sousa e Celso Amâncio na cerimônia de colação de grau

Sovânia e o abraço de parabéns para o seu marido Flávio Monte que brinda nova idade LIEGE BARBALHO.COM

Várias

JURACI LIRA

»HOMENAGEN A jornalista e editora do Caderno Viver da

Tribuna do Norte,Cinthia Lopes,foi homenageada ontem com o Troféu Imprensa do Festival de Cinema de Natal. A premiação foi em reconhecimento a sua contribuição ao evento.Durante a solenidade no restaurante Chapéu de Palha,foi exibido um vídeo documentário com depoimentos sobre Cinthia que também foi felicitada pelo jornalista e escritor Vicente Serejo.

»

MATRIMÔNIO Jaques e Manoela juram amor eterno. Filhos de Manoel Antonio Chaves, Maria Batista de Almeida Chaves, Jaques Pessoa de Melo e Rosimilda da Silva, os noivos dirão sim hoje, em cerimônia religiosa marcada para ás 15h30, na praia de Búzios. Após a celebração Jaques e Manoela, recepcionarão os convidados no mesmo local.

Dilma canta coro de vivas para o marido, deputado Gustavo Carvalho, que muda de idade

PROJETO Com o objetivo de aumentar o número de pessoas doadoras de sangue no RN, o deputado Walter Alves apresentou Projeto de Lei que propõe a criação do Sistema Estadual de Coleta Móvel de Sangue. A ação trata da manutenção de unidades móveis devidamente equipadas e preparadas para receber as doações após um agendamento prévio por telefone. A proposta ainda destaca a criação de uma política pública de incentivo à doação e promoção de campanhas educativas para estimular o gesto de solidariedade e também para esclarecer as dúvidas da população.

Cabeleireiro Jorge Barbosa aniversariando quarta-feira

LIEGE BARBALHO.COM

»EM BRASÍLIA A odontóloga Claudine Revoredo, da

Clínica Vicente de Paula, participará em Brasília do segundo módulo do curso de atualização em Odontologia Estética, no Integrato Ensino Especializado. A capacitação auxilia o profissional a entender, planejar e executar a odontologia estética com profundo embasamento científico, adquirido por meio de aulas teóricas, práticas laboratoriais e demonstrações clínicas. O encontro teve inicio hoje e segue até esta quarta-feira.

PREMIAÇÃO A prefeita do Natal, Micarla de Sousa, recebeu na última quartafeira o “Prêmio Prefeito Empreendedor”, outorgado pelo Sebrae-RN. Com solenidade realizada no Olimpo Recepções, o evento reuniu prefeitos de várias cidades do Estado. A premiação tem como objetivo reconhecer a capacidade administrativa dos gestores municipais que tenham implantado projetos com resultados comprovados de estímulo à criação e desenvolvimento dos pequenos negócios e à modernização pública.

Expressivo nome na moda potiguar Juraci Lira,atenderá em novo endereço.Ela se declara autodidata, pois aprendeu seu ofício ao costurar para suas bonecas ainda na infância. Não demorou muito para Juraci Lira se transformar em uma influente profissional e pesquisadora de moda, que viaja o mundo garimpando novidades para compor seus modelos exclusivos.Para apresentar sua Maison a sociedade natalense,a empresária reunirá amigas e clientes com elegante coquetel nesta quintafeira,ás 19h na Rua Mossoró, Petrópolis.

Alessandra Cabral e Geysa Freitas participaram da Gift Fair em São Paulo

»ANIVERSÁRIOS Os cumprimentos da coluna para os

Sylvia Sá, brindando aniversário amanhã

Maria Helena posa com seu amado Arnóbio Pacheco. Ela brinda aniversário

aniversariantes da semana.Brindando idade nova hoje,a médica Luiza Meira Pires,a cabeleireira Ana Maria Melo e a empresária Kátia Brandão.Vivas para a jornalista Sylvia Sá,o médico Tadeu Alencar,o odontólogo Ricardo Barbalho Azevedo,os cabeleireiros Jorge Barbosa e Romildo Silva,o DJ Kaikó,o empresário Flávio Monte,o médico Henrique Fonseca,o deputado Gustavo Carvalho,o pai desta colunista Edinor Barbalho Bezerra,a Cake Designer Tereza Vale e a querida Maria Helena Pacheco.

Coiffeur Romildo Silva comemorando idade nova

Toda simpatia,Teresa Vale brinda aniversário e recebe o abraço da amiga Rogéria Costa

Manoela e Jaques Filho dirão sim, hoje ,em cerimônia religiosa na praia de Búzios

Bárbara Abramo

Cinema

Horóscopo

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ESTREIA

Lua,Vênus e Saturno em ângulo dinâmico sugerem dia aziago para as artes e cultura em geral.Lua cheia em Virgem:8/3

Áries 21/03 a 20/04 Um domingo de cuidados,mais trabalhoso para acertar o tom certo com seu amor e ficar numa boa com os familiares.É bom não esperar demais de ninguém! Relacionamentos prosperam se forem baseados no compromisso sério.

Touro 21/04 a 20/05

Astral delicado para a vida social e romântica, exigindo de você mais paciência do que nunca.Vá devagar e não force nada.Um pouco de arte e poesia caem bem no seu domingo,cultive o espírito com temas de conteúdo e que ensinem.

Gêmeos 21/05 a 20/06

Com um cenário astral que traz esfriamento das relações,é melhor não cultivar expectativas grandiosas no assunto romance & amor. Hoje você está mais permeável,se sentirá inseguro e inadequado se for mal recebido. Paciência!

Câncer 21/06 a 21/07

A Lua continua transitando seu signo, sinal de que ainda por hoje é importante se cuidar e se proteger. Como Vênus e Saturno bombardeiam a Lua com raios problemáticos,preserve sua vida privada e evite se envolver em conflitos com mulheres.

Libra 23/09 a 22/10

Você poderá se envolver diretamente num assunto delicado e sério que envolve familiar neste domingo.De muitas maneiras saberá ser justo.Quanto mais você acreditar em suas opções e escolhas,mais fácil será viver os desafios de hoje.

Leão 22/07 a 22/08

Escorpião 23/10 21/11

Senso de dever se choca com a inércia e torna o domingo aquém das expectativas mais sóbrias.Uma perda,a dificuldade de encontrar uma pessoa querida,a relação fria com um irmão,uma viagem que não acontece.Reaja!

Dia de ser sabido e guardar pra si mesmo todos aqueles pontos nevrálgicos que você adoraria cutucar nos outros.Não faça assim,para não correr o risco de ser posto numa geladeira emocional. Aplique sua energia em esportes e na paixão!

Virgem 23/08 a 22/09

Apesar da sua pressa e impaciência,a dinâmica de hoje pede que você puxe o breque.Mesmo as ideias mais sensatas poderão ser recebidas com descaso ou frieza.É porque as pessoas estão mais temerosas e acanhadas hoje.Definições a vista.

Sagitário 22/11 a 21/12

Você pode se divertir muito e descansar bastante hoje! Programe algo que possa fazer independentemente,assista os filmes que não viu ainda,caminhe para melhorar sua circulação.Movimento é essencial hoje para se sentir bem.

Capricórnio 22/12 a 20/01

Você preocupado com os outros,cheio de dedos com alguém,e ao mesmo tempo tentando dar conta de algum dever que se prometeu cumprir.Pode ser mais árduo equilibrar todos estes pratos hoje.Algum vai cair,porque tudo tem limite.

Aquário 21/01 a 19/02

Altos e baixos num domingo de temores, duvidas e pouca espontaneidade.No amor,pegue leve,sem exigir demais; tenha dois programas engatados, porque um deles vai furar.Suas expectativas estão muito altas quanto a família.

Peixes 20/02 a 20/03

A Lua em Câncer duplica sua sensibilidade,e isto tem um lado bom e outro nem tanto.Voe vai esbarrar em limites do parceiro,e talvez nem possa contar com ele no que programou.A mente não acompanha o passo das emoções.

l PODER SEM LIMITES (14 anos, legendado) Moviecom 1. Sessões 14h35, 16h25, 18h15, 20h05 e 21h55 / Cinemark 5. Sessões 12h10 (sáb e dom), 16h40, 18h50, 21h e 23h10 (sáb) Três amigos ganham super poderes de uma misteriosa substância e quando passam por problemas pessoais transformam-se uns nos outros. Direção: Josh Trank ★ ★ ★ MOTOQUEIRO FANTASMA 2 – ESPÍRITO DE VINGANÇA (12 anos, legendado) Moviecom 2. Sessões 15h05 e 19h25 / Cinemark 6. Sessões (3D) 13h05, 15h20, 18h, 20h10 e 22h20 Depois de se esconder na Europa, Johnny Blaze (Nicolas Cage), o Motoqueiro Fantasma, é recrutado por uma seita secreta da igreja para salvar um garoto do demônio. Blaze tenta recusar o chamado, mas essa é a sua grande chance de se livrar da sua maldição. Direção: Mark Neveldine e Brian Taylor ★ ★ ★ A DAMA DE FERRO (12 anos, legendado) Moviecom 2. Sessões 17h10 e 21h30 Margaret Thatcher (Meryl Streep) foi por mais de dez anos a PrimeiraMinistra Britânica e teve uma série de importantes decisões em suas

mãos. Algumas delas foram feitas durante a Guerra das Malvinas, em 1982. O filme mostra, por meio de flashbacks, as ações da Dama de Ferro, durante os 17 dias que precederam o conflito. Direção: Phyllida Lloyd ★ ★ ★ CADA UM TEM A GÊMEA QUE MERECE (10 anos, legendado) Moviecom 3. Sessões 16h e 19h50 / Cinemark 3. Sessões 12h50, 15h, 17h20, 19h50, 22h e 0h10 (sáb) Adam Sandler vive os gêmeos Jack e Jill. O calmo Jack é surpreendido pela visita de sua irmã gêmea, Jill. Inicialmente, ela passaria apenas o Dia de Ação de Graças com a família de seu irmão mas, para a infelicidade de Jack, Jill acaba ficando muito mais tempo do que o esperado. Direção: Denis Dugan l A SAGA MOLUSCO: ANOITECER (14 anos, dublado) Moviecom 3. Sessões 14h10, 18h e 21h50 Bella está às voltas com o aguardado casamento com Edward, uma possível gravidez do primeiro filho e também com as trapalhadas de Jacob, o amigo de todas as horas, mas que não larga do pé dela – Sátira da saga Crepúsculo. Direção: Craig Moss


Domingo | 04 de março de 2012

tn família

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

Hilneth Correia

ROBERTA SÁ É SHOW!!! - Hoje, domingo, é dia de festa na cidade. A nossa cantante ROBERTA SÁ inicia sua nova tournée. Show novo e maravilhoso às 20h, no Teatro Riachuelo.

hilnethcorreia@tribunadonorte.com.br

PARABÉNS PRA VOCÊS ... Abraçar os amigos Aldo Medeiros Filho, Ana Maria Melo, Carlos Alberto Araújo (Cabeto), Del Cavalcante, Nei da Silveira Dias, Riane Medeiros, Ana Judileta Gaspar, Gilson Pereira e a filha Rafaela ,Graça Queiroz, Leda Amaral, Ana Lídia Bezerra, Aramana Teles, Maria Inez Mendes Medeiros, Porcino Costa, Simone Motta Nóbrega, Vitória Oliveira dos Santos Costa, Bárbara Medeiros, Lídia Tinoco Barreto, Jorge Boucinhas, Luciana Melo, Ricardo Azevedo, Mariana Paiva, Sênio Timeni jr., Maria Fernandes Procópio e Cosme Gregory.

UM PISCIANO BISSEXTO... Escrevi num cartão ... “Ausência física não diminui sentimentos de amizade, respeito e gratidão...” São palavras que direcionei ao amigo Haroldo Bezerra. No último 29 de fevereiro ele comemorou mais um aniversário e o fez sem alardes. A musa Selma, preparou um jantar para reunir a

família e os amigos mais próximos. Uma noite onde os amigos se dividiram em grupos de boas conversas, onde curtimos fotos antigas trazidas pela irmã Eleika. A matriarca IVETE estava lá: imponente e atenta; a irmã Zorilda, o irmão Júnior e Franklin Bezerra. Nos salões os filhos

Elzinha, Tonico e Haroldinho com suas famílias; os netos... Mas, uma noite ímpar onde degustamos um delicioso bacalhau ao Braz e uma lagosta dos Deuses. Nosso Haroldo não gosta de clic’s nem parabéns, mas mesmo assim ainda o flagrei curtindo um álbum de fotografias ...

UM FLAGRA – Haroldo Bezerra, Leila Vasconcelos e Aécio Emerenciano

UM PAPINHO – João Faustino, Selma Bezerra e Vicente Serejo

José Bezerra Jr./Silvana, Haroldinho/Raquel e Zorilda

AS MATRIARCAS – Ivete Sá Bezerra e Aliete Galvão

Fátima Serejo, Lalinha Barros, Lídia Barreto e Kaká Ferreira de Souza

ELES- Dudu Melo, Álvaro Alberto, Ótavio Lamartine e Kerubino Procópio

NO PÉ DO OUVIDO ... 1-SOLTEIRON CANGURU – Esse é o novo termo usado por amigos, no Plano Palumbo, ao se referir a um discreto solteiron. Ele só tem olhos para a “cria”.Dizem que vai ser difícil sair do “caritó”... 2-NOIVINHA NA GIFTH – Toda “entendida” uma jovem noiva/namorida procurava a todo instante as novidades em “Bico de Pato”, na feira em S.Paulo. Ninguém entendia , até que uma das pessoas do grupo perguntou se ela não estava procurando taças “BICO DE JACA” .rsssss

PEQUENAS & BOAS EM tempo registrar o discreto carnaval que reuniu os amigos de Thiago Gadelha, em Jacumirim. O momento foi de celebrar seus 7.0 ...* NÃO ESCAPA NADADesembarcando de sampa, Mário Barreto chega zerado da cirurgia de catarata. Imaginem quando fizer o próximo olha!!! ....*DEPOIS da Devassa, que leva uma estrutura para beira mar é Carla Bagnolli, do Manary. Sombreiros, cadeiras e delicias a beira-mar. O projeto foi assinado pelo nosso top Renato Telles... *

REGISTRAR Os 15 anos de NATALIE filha de Luzia e Uwe Diekmann que reuniu amigos no domingo passado, em Extremoz, na Granja do padrinho Getúlio Madruga. Minha ausência foi justificada.

A MAISON DE JURACY Ela é show...JURACY LIRA. Estilista, criativa, antenada e determinada. A semana é só dela no mundo fashion. Juracy vai inaugurar sua Maison, em prédio próprio, na Rua Mossoró. Lá vai continuar vestindo as noivas e os chiques da cidade. Num só espaço também terá sua loja de pronta entrega e adereços.Conheço a sua batalha e lhe desejo mais sucesso ...

Thaysa Barros, Elzinha Cirne e Ângela Simonetti

Zé Leônidas e Wilame Galvão

Fernando Mota e Maurício Galvão

PODEROSAS – Joanita Potiguar e Neide Cirne

CAMAROTE DA BRAHMA ... A noite no Camarote da Brahma é uma mistura gostosa.São artistas,jogadores,músicos, distribuidores convidados,empresários e gente chique.Muita gente jovem bonita e produções das mais variadas.O burburinho e os buxixos fazem ferver as lentes dos paparazzi.Adorei encontrar pessoas queridas como os colunáveis Mario Prioli-Giovana,Edmar Fontoura-Kátia Spolavori,José Paulo-Alda Soares,Luiz Felipe-Izabella,Geovanna Deodato, o Guilherme Fiúza e Narcisa Tamborindeguy, José Ronaldo Muller (da coluna da Hilde), Hélcio Hime...Abraçar a barrigudinha LUANA PIOVANI linda a espera de DOM com o maridon Pedro Scoob;Virna Dantas e Rodrigo Piovesan; sentar com os amigos Leda Nagle,Ivone Kassu, Leandro e Jorge Salomão...Lá também estavam a nossa miss Larissa Costa e Thatyana Bulhões...E saber,num bate-papo com o JOSÉ VICTOR OLIVA que ele está vindo a Natal com um grande evento da Volks.Conhecer o Álvaro Garnero gentilíssimo e charmoso.No nosso www.nahorah.net tem muitas fotos,mas para os leitores que não são internautas vamos colocar algumas...

CHIQUES – Alda Soares, Luiz Felipe/Izabella

MULHERES RICAS Narcisa e Guilherme Fiúza

OS REIS – José Victor Oliva e Mário Priolli

DESPEDIDA NO COPA – Com os queridos Nestor Rocha-Liliana Rodrigues

Nossa star Virna Dantas e Rodrigo Piovissan

MESA DE BOTEQUIM- Jorge Salomão, Leandro, Ivone Kassu e Leda Nagle

★ ★ ★ A MULHER DE PRETO (14 anos, legendado) Moviecom 5. Sessões 14h35 e 19h20 / Cinemark 4. Sessões 12h10 (sáb e dom), 14h20, 16h30, 19h, 21h20 e 23h30 (sáb) O jovem advogado Arthur Kipps (Daniel Radcliffe) viaja para um remoto vilarejo para cuidar dos papéis de um cliente recém-falecido. Enquanto trabalha em uma isolada casa, ele começa a descobrir trágicos segredos e o fantasma de uma

NA RESSAKA DA PRETAO charme de Tinesa Emerenciano

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE lESTREIA

Cinema Estreia – BILLI PIG (12 anos, nacional) Moviecom 4. Sessões 13h45, 15h50, 17h55, 20h e 2205 / Cinemark 1. Sessões 11h30 (sáb e dom), 13h40, 16h10, 18h20, 20h30 e 23h (sáb) A aspirante a atriz Marivalda (Grazi Massafera), seu marido Wanderley (Selton Mello), um corretor de seguros falido e um falso padre (Milton Gonçalves) fazem de tudo pra se dar bem na vida. Mas eles acabam nas mãos do chefe do tráfico, a quem prometeram salvar a vida da filha atingida num tiroteio. Uma grande recompensa em dinheiro está em jogo e agora os três têm que correr atrás do milagre prometido. Direção: José Eduardo Belmonte

AS ESCRITORAS- Rejane Serejo e Sônia Faustino

mulher que busca vingança amaldiçoa a casa e todo o vilarejo. Direção: James Watkins

Após ser mantida em estado de coma por 15 anos, a vampira Selene (Kate Beckinsale) descobre que ela possui uma filha de quatorze anos, híbrida de vampiro e lobisomem. Com a ajuda dela, Selene deve impedir a empresa BioCom de criar super lobisomens que possam matar todos os vampiros. Direção: Måns Mårlind e Björn Stein

★ ★ ★ TÃO FORTE E TÃO PERTO (10 anos, legendado) Moviecom 5. Sessões 16h40 e 21h25 Oskar ( Thomas Horn) é uma criança excepcional: inventor amador, admirador da cultura francesa, pacifista. Depois de encontrar uma misteriosa chave que pertencia a seu pai, morto no atentado do World Trade Center em 11/09, ele embarca em uma jornada em busca de um segredo. Enquanto vaga por Nova York, encontra pessoas de todos os tipos. A jornada termina onde começou, mas com o consolo da experiência mais humana de todas: o amor. Direção: Stephen Daldry l ANJOS DA NOITE 4: O DESPERTAR (16 anos, dublado e legendado) Moviecom 6. Sessões (dub) 14h10, 16h10, 18h10 e 20h10 / Moviecom 6. Sessão (leg) 22h10 / Cinemark 2. Sessões (leg) 17h30, 19h40, 21h50 e 23h55 (sáb) / Cinemark 2. Sessões (dub) 11h20 (sáb e dom), 13h20 e 15h30

★ ★ ALVIN E OS ESQUILOS 3 (Livre, dublado) Moviecom 7. Sessão 13h25 (sáb e dom) De férias, os esquilos aproveitam todo o luxo de um grande cruzeiro. Mas um naufrágio irá estragar os planos da turma que vai ter de se virar em uma ilha deserta. Direção Mike Mitchell

Grazi Massafera e Selton Mello formam casal na comédia “Billi Pig”

l O ARTISTA (14 anos, legendado) Moviecom 7. Sessões 15h25, 17h30, 19h35 e 21h40 George Valentin (Jean Dujardin) é uma das maiores estrelas do cinema mudo. Inveja de muitos homens, ele lentamente começa a se defrontar com o ostracismo após a chegada do cinema falado, que tem um desastroso efeito na vida do astro. Enquanto sua amiga Peppy Miller ganha notoriedade com

essas mudanças, Valentin é cada vez mais relegado ao esquecimento. Direção: Michel Hazanavicius ★ ★ ★ ★ HOMENS E DEUSES (14 anos, legendado) Cinemark 5. Sessão 14h Um grupo de frades franceses convive em perfeita harmonia com a população muçulmana até esta relação ser interferida por fundamentalistas, que massacram trabalhadores e espalham o medo. Diretor: Xavier Beauvois ★ ★ ★ ★ ★ A INVENÇÃO DE HUGO CABRET (3D) (Livre, dublado) Cinemark 7. Sessões 13h10, 15h50, 18h30 e 21h10 e 23h50 (sáb) Hugo é um garoto de 12 anos que vive em uma estação de trem em Paris no começo do século 20. Seu pai, um relojoeiro que trabalhava em um museu, morre momentos depois de mostrar a Hugo a sua última descoberta: um andróide, aguardando para escrever uma importante mensagem. O problema é que o menino não consegue ligar o robô, nem resolver o mistério. Direção: Martin Scorsese.


FICHA TÉCNICA Direção: George Azevedo;Foto:Humberto Lopes; Tratamento de imagem: Andrew França;Modelo:Clarice Mousinho (Tráfego Models);Beleza: Anilson Knitght;Styling: Weuquens Queiroz;Onde encontrar os Looks: Carmen Steffens no Midway e Natal Shopping, Bain Douche no Midway,Natal Shopping e Hiper,Folic no Midway e Petrópolis,Guilhermina na Afonso Pena,Tereza Tinoco na Afonso Pena e Sol Bijoux Class no Midway Mall.

tn família 8 | Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 04 de março de 2012

| georgeazevedo@tribunadonorte.com.br

INVERNO CHEGANDO Não temos como fugir do clichê: a temporada de inverno é sempre a mais charmosa.Essa então é GLAM total.As lojas da cidade já começaram a receber o preview da coleção com destaque para os metalizados e as peças em couro.Na Bain Douche encontramos camisas de alfaiataria, saias longas, Camisa metalizada e t-shirt Bain Douche com calça Etoiles para Tereza Tinoco com acessórios Sol Bijoux e calçados Carmen Steffens

camisas e casaquetos em couro, calças ajustadas e muita estamparia em cobra e leopardo.Na Folic, elegância total nas saias ajustadas, blusas e vestidos de seda, pantalonas e vestidos mais clássicos.Na Guilhermina também vimos muitos metalizados e franjados, além dos vestidos maravilhosos para festas.Tereza Tinoco é puro charme nas peças em tricôs, couros, acetinados, organza e, como não poderia deixar de ser, muito brilho.Para os pés, a coleção Carmen Steffens trás modelos em verniz e estampas clássicas como o pied-de-poule em sapatos e abatinados.

Couro e cobra na proposta Bain Douche. Acessórios Sol Bijoux e calçados Carmen Steffens

Look total Bain Douche com calçados Carmen Steffens

NEWSNEWS Foi inaugurado na última quinta-feira,01,o espaço Make B.no Natal Shopping.O evento foi super prestigiado pela imprensa e convidados especialíssimos.Na ocasião,os clientes puderam agendar sua participação em um curso de automaquiagem,para aprenderem muitos truques de beleza.O espaço Make B.está montado ao lado da loja O Boticário no Natal Shopping. Depois de dez anos na Rua Potengi a estilista potiguar Juraci Lira está de novo endereço na Rua Mossoró,521, unindo loja e ateliê em um único espaço.Para comemorar essa mudança e seus 20 anos de profissão,Juraci irá realizar no próximo dia 08,um festão com Buffet assinado pela Fortaine Gastronomia, com animação do Dj Dell.Claro que Glam estará lá. Depois do sucesso da promoção de camisetas,a Overend do Midway Mall colocou toda coleção alto verão numa liquidação com descontos de até 50%.Por lá T shirts,Boardshorts, Jeans,Calçados,Bermudas algodão, Camisas em tecido e Acessórios. Passa lá,é no piso 3. Na última quarta-feira 29,a FOLIC e suas lojas Maison e Midway Mall mergulharam no estilo de vida britânico e promoveram um Chá das Cinco para o lançamento da coleção outono/inverno 2012.Na ocasião,as clientes puderam conferir peças modernas e charmosas.Se você ainda não viu vale a pena conferir.

No próximo dia 08,às 19h, acontecerá à inauguração do Hotel Best Western Premier Majestic Ponta Negra,o mais novo equipamento de hotelaria em nossa cidade.Um dos maiores charmes do hotel é o restaurante La Brasserie de La Mer, onde o cardápio foi elaborado pelo premiado chef francês Erick Jacquin. Um luxo! E o projeto modelando terá o inicio na próxima terça-feira,06,na sede da Tráfego Models que fica na rua Alberto Silva,próximo ao Midway Mall.No cronograma aulas de passarela,vídeo,maquiagem e dicas sobre moda.Para maiores informações falar com Sandra Maximo no (84) 3206 3052 ou 9646 5200. O hair Sinval de Souza está numa felicidade só.O sucesso de sua unidade localizada no Shopping Seaway é enorme,com toda essa demanda ele contratou recentemente quatro novos profissionais para integrar sua equipe:Douglas Nobrega,Igor Santos,Leide Sousa e Tereza Cristina Silva,que já passaram por treinamentos e começaram a atender. O universo do ator e cantor Fiuk está presente na nova coleção masculina de outono inverno C&A,apresentando peças inspiradas na personalidade e no estilo rock’n’roll dele.Camisetas,chapéus, cintos,lenços e um jeans com lavagem mais dark,variando do preto ao azul marinho,são peças chaves para compor um look cheio de atitude.E olha,a coleção já pode ser encontrada em todas a lojas da rede.

Blusa Folic usada com colar Bain Douche e saia Chicletes com Guaraná para Guilhermina. Sapatos Carmen Steffens Look total Folic com bolsa e sapatos em estampa de Pied-de-Poule by Carmen Steffens

Tribuna do Norte - 04/03/2012  

Um dos pioneiros do surfe no Rio Grande do Norte,Saturnino Borges percorreu várias praias do estado de ônibus e às vezes até a pé,com a pran...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you