Issuu on Google+

» CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 2.015 ANÚNCIOS E 10 PÁGINAS FUNDADOR:ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 62 • Número 233 • Domingo,30 de dezembro de 2012 EXEMPLAR DO ASSINANTE

JOÃO MARIA ALVES

MUITO MAIS QUE UM ROSTO BONITO

GRAZI EM JORNADA DUPLA

Reeleita, a vereadora Julia Arruda (PDT) rejeita o título de musa da CMN e reafirma que a mulher na política não é decorativa. [ NATAL 9 ]

ESTAMPANDO NA PELE A COR DO VERÃO O bronzeado é a resposta da pele à agressão solar. Para ser perfeito, ele precisa ser sadio. [ TN FAMÍLIA 1 E 3 ]

[ CONTAS PÚBLICAS ] Ao analisar os dois primeiros anos da gestão,Rosalba Ciarlini reconhece falta de recursos próprios para investir,mas acredita em obras e recuperação do apoio popular

Rosalba aposta o futuro em empréstimos para as obras A governadora Rosalba Ciarlini espera a aplicação dos recursos originários de dois novos empréstimos bancários - R$ 614,5 milhões com o BNDES e R$ 1,1 bilhão com o Banco Mundial - para alavancar os dois últimos anos que restam à administração com obras e reverter os índices de desaprovação popular,

hoje em torno dos 62%. Analisando as dificuldades dos dois primeiros anos, ela observa que as finanças do Governo estão “engessadas” como resultado de uma equação na qual entram o alto custo da folha de pessoal, as obrigatoriedades de 25% do orçamento para educação e 12% para saúde e, ainda, os gastos

com o custeio da máquina administrativa. “O que estamos fazendo é equilibrando as contas, criando condição de ter investimento e também financiamento”, afirma a governadora. Na política, a análise feita por ela exclui as dificuldades nas relações com a Assembleia e aliados, como o PMDB. [ PÁGINAS 3 E 4 ] MAGNUS NASCIMENTO

ECONOMIA

BRUM

EXEMPLAR DO ASSINANTE

Modelos de top’s, vestidos, saias, biquínis e rendilhados para curtir o réveillon e os dias de sol. [ GLAM 8 ]

ELIÁRIA ANDRADE

SEREIAS E DEUSAS À BEIRA-MAR

Depois de uma licença maternidade e com um bebê de sete meses em casa, Grazi Massafera volta à TV e grava em ritmo acelerado as cenas da protagonista da próxima novela das 18h - Flor do Caribe. A jornada dupla de mãe e atriz, segundo ela, levou a descobertas de novas realidades. [ REVISTA DA TV 3 A 5 ]

TIMEMANIA

RN ocupa últimas posições em rankings regionais

Um campeonato que vale muito para os clubes

Nas últimas posições dos rankings regionais sobre emprego formal, crescimento do PIB e exportações, a economia potiguar espera por investimentos, a única - e difícil saída para a crise. [ ECONOMIA 3 E 4 ]

Um aporte financeiro de aproximadamente R$ 100 mil/mês. Esse é o objetivo de ABC e América na luta para ficar entre os 20 mais lembrados da Timemania, loteria da Caixa Econômica Federal. [ ESPORTES 2 ]

INSEGURANÇA

2013

Quadrilha cerca delegacia da PM e explode banco

Um ano duvidoso sob o signo do amor e dos ciúmes

Bandidos encapuzados explodiram na madrugada deste sábado uma agência do Banco do Brasil em São José do Mipibu. Antes do roubo, um grupo cercou o destacamento da PM e rendeu dois policiais. [ PÁGINA 8 ]

As cartas, os búzios, a numerologia e o tarô são unânimes: 2013 será um ano contraditório, ao mesmo tempo regido pelos sentimentos - o amor, a compaixão - e também pelo ciúme, dúvidas e confusões. [ NATAL 3 ]

CLUBE DO ASSINANTE

SPA, ACESSÓRIOS E TUDO O MAIS PARA O VERÃO 2013 [ PÁGINAS 1 A 8 ]

» PATRIMÔNIO Estátuas e outros equipamentos culturais da cidade só se mantêm conservados quando erguidos por iniciativa particular e estão em áreas privadas. [ NATAL 7 E 8 ]

FERIADÃO

Natal teve queda de 26% em investimentos públicos Os problemas atuais de infraestrutura em Natal começaram a ser desenhados em 2011. O anuário “MultiCidades Finanças dos Municípios do Brasil” mostra a capital potiguar com a segunda maior retração, no Nordeste, nos investimentos públicos em obras entre 2010/2011. A queda foi de 26% ou R$ 15 milhões a menos. [ NATAL 1 E 2 ]

ELIANA LIMA

GAUDÊNCIO

Amaro Sales é o personagem da semana do “Zangão por um dia.”

80

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

Bancos e serviços públicos não abrem mais este ano. O comércio de rua, supermercados e shoppings fecharão mais cedo amanhã. Na praia do Meio, o show do réveillon começa às 21h30. [ NATAL 5 ]

JORNAL DE WM

Emissários do PT tentam negociar prisões especiais para mensaleiros.

Sem conseguir cumprir um monte de metas,2012 será um ano pela metade. [ PÁGINA 7 ]

[ NATAL 10 ]

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

CLÁUDIO HUMBERTO

Preparativos para o réveillon mudam horário comercial

[ PÁGINA 10 ] HOME PAGE:

www.tribunadonorte.com.br

Florentino Vereda e a sensação de acordar no dia seguinte ao fim do mundo. [ PÁGINA 2 ] PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

opinião

Domingo | 30 de dezembro de 2012

FREI BETTO [ Escritor e assessor de movimentos sociais ]

Jornal de WM WODEN MADRUGA - woden@terra.com.br

E o mundo não acabou indando o ano me chega nova carta de Florentino Vereda para contar, desta vez, a sensação que teve quando acordou na manhã seguinte ao dia em que aconteceu o final do mundo, exatamente como estava previsto no calendário dos Maias. O texto foi escrito no Jalapão, onde vive o ilustre botânico, presentemente mergulhado em novas pesquisas no rico bioma dos cerrados, mais particularmente em torno do Araticum-cagão (Annona Cacans) abundantes naquela parte do Tocantins. Ele garante que o sorvete do Araticum-cagão dá de dez a zero no de Graviola. As duas espécimes são primas. Acompanhemos a sua história:

F

“Meu caro Woden: Na noite do dia 21 adormeci antes das 10 horas e não vi o fim do mundo. Na manhã seguinte, confesso, acreditei que os Maias haviam acertado a previsão. Mas, como Deus existe e é grande, não houve calamidades, catástrofes “Globais”, choro e ranger de dentes, como anunciavam os vendilhões dos tempos e os malucos de plantão, associados à televisão, que vive da desgraça alheia. Talvez tenhamos entrado em uma dobra espacial e passado a outra das onze dimensões do universo onde o mundo é um reflexo, uma miragem da vida real que costumávamos levar. Somos, portanto, a antimatéria da matéria que éramos até ontem. Despertei ouvindo o terceiro movimento da Nona Sinfonia e ai à rua. Surpreso vi que aqui nesta dimensão o que mais chama a atenção é a ausência de barulhos e a profusão de sons. Nenhuma buzina, nada de forrós, “picolés caseiros” e “carros da fruta” azucrinando os ouvidos de quem só quer um pouco de sossego. A natureza retomou o controle e o demonstra pelos cantos dos bemte-vis, sabiás, guriatãs e tetéus (Aqui no Jalapão chamados de Queroqueros), em harmonia com o ruído do vento soprando nas árvores, dos riachos descendo em busca da liberdade do mar, onde farão coro com as ondas que quebram na praia, comportadamente, sem o estardalhaço dos tsunamis apoteóticos. Vi nos rostos das pessoas que me cumprimentavam, sorridentes, alegres e confiantes, a paz interior que vem da certeza de se saber igual ao seu semelhante. Nenhuma criança nos semáforos pedindo esmolas disfarçadas de malabarismos. Nas ruas com canteiros de flores do “mais ativo olor” pessoas deslocavam-se em veículos coletivos, confortavelmente sentados, conversando uns com os outros, rumo ao trabalho ou, simplesmente, apreciando a paisagem. Agora que mundo acabou, já não há mais necessidade de desfilar em imensos 4x4 atravancando as ruas cheias de idiotas enfeitados em suas vaidades bestas. Também não há pressa em chegar ao trabalho ou receber a pizza que um motoqueiro selvagem entrega em dez minutos e você come em dois (a pizza, não o

motoqueiro). Os hospitais já quase não existem, transformados, agora, em clinicas de prevenção de doenças, onde, desde a gestação, todos podem ser acompanhados por competentes médicos e cientistas diagnosticando precocemente doenças que teriam no futuro. O que mais me impressionou foram os semblantes dos idosos, respeitosamente chamados de mestres, rodeados por adolescentes em busca dos ensinamentos que só uma longa vida pode proporcionar. E o amor espontâneo e inocente que nasce de um olhar furtivo e de repente, não mais que de repente, domina corpo e mente sem outro interesse que não seja o de, simplesmente, amar e ser amado. Seja em jovens adolescentes, seja em idosos que, não tendo desperdiçado o passado, ainda sonham com o futuro. Tudo é perfeitamente organizado a partir de cada uma das pessoas. Todos sabem de seus direitos e deveres. A constituição, não escrita, mas ensinada desde cedo, tem apenas uma frase: “Respeita o teu próximo como a ti mesmo” E pronto. A punição que alguém recebe, caso cometa algum deslize (coisa raríssima), é a execração pública. Como ninguém pode viver sem amigos, não há castigo mais temido e doloroso. Também não poderes constituídos. Nem executivo, nem legislativo, nem judiciário. O dinheiro que é depositado espontaneamente por cada um é dividido igualmente em função das necessidades da comunidade. Tudo feito por computadores de última geração, alheios às ambições humanas de prestígio e poder. Por fim, chegara ao paraíso. Fechei os olhos para desfrutar da paz e apreender todos os sons, odores e sensações que o novo mundo me proporcionava. De repente alguém me sacode e diz que o café está pronto, que precisamos tomá-lo rapidamente para chegarmos cedo ao shopping, pegarmos uma vaga no estacionamento e terminarmos de comprar os presentes de Natal. “E, pelo amor de Deus, não se esqueça do tablete que a Jéssyka pediu”. Alegria de pobre dura pouco.”

FIM DO ANO Amanhã, 31, é o último dia inútil do ano. Na terça, primeiro de janeiro de 2013, feriado, Natal ganha novo prefeito. Carlos Eduardo é uma esperança de melhores tempos para a cidade tão maltratada.

Fogos Haverá queima de fogos na passagem do ano. As folhas locais garantem que sim. A Prefeitura não dispunha de grana para a gastança. Mas o Governo do Estado assumiu a despesa confirmando essa importante parceria. Quem for a Ponta Negra verá os fogos. Quem ficar nas Quintas, no Carrasco, Alecrim, Igapó. Felipe Camarão, Bom Pastor, Lagoa Seca, Barro Vermelho, não

verá nada. Melhor assim. Quando os fogos aparecerem nos céus de Ponta Negra, o governo de Rosalba Ciarlini estará completando dois anos, metade do mandato, e entrando, por consequência, no terceiro e penúltimo ano. Pelo jeito da andadura dos dois anos, vai continuar no mesmo chouto, na mesma pisada.

POESIA Tempos de Zé Limeira, o poeta do absurdo: “Eu me chamo Zé Limeira/Da Paraíba falada,/Cantando nas Escritura,/Saudando o pai da coaiada,/A lua branca alumia,/ Jesus, José e Maria,/;Três anjos na farinhada. // Jesus foi home de fama/Dentro de Cafarnaum,/Feliz da mesa que tem/Costela de gaiamum;/No sertão do Cariri/Vi um casal de siri,/ Sem compromisso nenhum.// São Pedro, na sacristia,/Batizou Agamenon,/Jesus entrou em Belém/Proibindo o califon,/Montado na sua idéia,/Nas ruas de Galiléia/Tocou viola e piston.//Quando Jesus veio ao mundo/Foi só pra fazê justiça.../Com treze anos de idade/Discutiu com a doutoriça,/Com trinta anos depois/Sentou praça na puliça.// Saíram lá de Belém/Cristo e Maria José,/Passaram por Nazaré,/Foram para Betelelém,/Chupô cana num engêm,/Pediu arrancho num brejo,/De noite armunçou um tejo/Lá perto de Piancó/Na sexta-feira malhó/Foi que Judas vendeu Jeso! // Jesus saiu de Belém,/Viajando pro Egito,/No seu jumento bonito,/Com uma carga de xerém,/Mais tarde pegou um trem/Nossa Senhora castiça,/De noite Ele rezou missa/Na casa de um fogueteiro,/Gritava um pai-de-chiqueiro:/Viva o chefe de puliça!” ( Do livro de Orlando Tejo, Zé Limeira: poeta do absurdo).

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av.Tavares de Lira,101 - Ribeira - Natal/RN CEP:59010200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm.e Operações: Ricardo Luiz de V.Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação:Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

Feliz Ano-Novo

A

dital - Por que desejar Feliz Ano-Novo se há tanta infelicidade à nossa volta? Será feliz o próximo ano para afegãos e palestinos, e os soldados americanos sob ordens de um governo imperialista que qualifica de “justas” guerras de ocupações genocidas? Serão felizes as crianças africanas reduzidas a esqueletos de olhos perplexos pela tortura da fome? Seremos todos felizes conscientes dos fracassos de Copenhague, que salvam a lucratividade e comprometem a sustentabilidade? O que é felicidade? Aristóteles assinalou: é o bem maior a que todos almejamos. E meu confrade Tomás de Aquino alertou: mesmo ao praticarmos o mal. De Hitler a madre Teresa de Calcutá, todos buscam, em tudo que fazem, a própria felicidade. A diferença reside na equação egoísmo/altruísmo. Hitler pensava em suas hediondas ambições de poder. Madre Teresa, na felicidade daqueles que Frantz Fanon denominou “condenados da Terra”. A felicidade, o bem mais ambicionado, não figura nas ofertas do mercado. Não se pode comprá-la, há que conquistá-la. A publicidade empenha-se em nos convencer de que ela resulta da soma dos prazeres. Para Roland Barthes, o prazer é “a grande aventura do desejo”. Estimulado pela propaganda, nosso desejo exila-se nos objetos de consumo. Vestir esta grife, possuir aquele carro, morar neste condomínio de luxo – reza a publicidade – nos fará felizes. Desejar Feliz Ano-Novo é esperar que o outro seja feliz. E desejar que também faça os outros felizes? O pecuarista que não banca assistência médico-hospitalar para seus peões

e gasta fortunas com veterinários de seu rebanho, espera que Ano-Novo é, portanto,um voto de o próximo tenha também um Feliz emulação espiritual. Ano-Novo? Claro,muitas outras Na contramão do conquistas podem consumismo, Jung nos dar prazer e dava razão a São alegre sensação de João da Cruz: o devitória.Mas não são o sejo busca sim a fesuficiente para nos licidade, “a vida em fazer felizes.Melhor plenitude” manifesseria um mundo sem tada por Jesus, mas miséria, ela não se encontra desigualdade, nos bens finitos oferdegradação tados pelo mercado. ambiental,políticos Como enfatizava o corruptos!” professor Milton Santos, acha-se nos bens infinitos. A arte da verdadeira felicidade consiste em canalizar o desejo para dentro de si e, a partir da subjetividade impregnada de valores, imprimir sentido à existência. Assim, consegue-se ser feliz mesmo quando há sofrimento. Trata-se de uma aventura espiritual. Ser capaz de garimpar as várias camadas que encobrem o nosso ego. Porém, ao mergulhar nas obscuras sendas da vida interior, guiados pela fé e/ou pela meditação, tropeçamos nas próprias emoções, em especial naquelas que traem a nossa razão: somos ofensivos com quem amamos; rudes com quem nos trata com delicadeza; egoístas com quem é generoso; prepotentes com quem nos acolhe em solícita gratuidade. Se logramos mergulhar mais fundo, além

da razão egótica e dos sentimentos possessivos, então nos aproximamos da fonte da felicidade escondida atrás do ego. Ao percorrer as veredas abissais que nos conduzem a ela, os momentos de alegria se consubstanciam em estado de espírito. Como no amor. Feliz Ano-Novo é, portanto, um voto de emulação espiritual. Claro, muitas outras conquistas podem nos dar prazer e alegre sensação de vitória. Mas não são o suficiente para nos fazer felizes. Melhor seria um mundo sem miséria, desigualdade, degradação ambiental, políticos corruptos! Essa infeliz realidade que nos circunda, e da qual somos responsáveis por opção ou omissão, constitui um gritante apelo para nos engajarmos na busca de “outros mundos possíveis”. Contudo, ainda não será o Feliz Ano-Novo. O ano será novo se, em nós e à nossa volta, superarmos o velho. E velho é tudo aquilo que já não contribui para tornar a felicidade um direito de todos. À luz de um novo marco civilizatório há que superar o modelo desenvolvimentista-consumista e introduzir, no lugar do PIB, a FIB (Felicidade Interna Bruta), fundada na economia solidária e sustentável. Se o novo se faz advento em nossa vida espiritual, então com certeza teremos, sem milagres ou mágicas, um Feliz Ano-Novo, ainda que o mundo prossiga conflitivo; a crueldade travestida de doces princípios; e o ódio disfarçado de discurso amoroso. A diferença é que estaremos conscientes de que, para se ter um Feliz Ano-Novo, é preciso abraçar um processo ressurrecional: engravidar-se de si mesmo, virar-se pelo avesso e deixar o pessimismo para dias melhores.

Brum - www.rabiscosdobrum.zip.net

Cartas Violência Atenção senhor Juiz. Está na hora de mandar soltar a Sra. Iara que, junto com seus filhos, estava dormindo em sua residência. Graças à Deus ela soube se defender dessa Sra que talvez estivesse drogada, preparada para roubar ou fazer coisa pior. Que justiça é esta que prende uma pessoa que praticou um ato de legítima defesa, inclusive dos filhos. juba3836@yahoo.com.br

Buracos Avenida dos Ipês, em Neópolis, também tem um buraco em frente a um supermercado que já faz mais de dois anos, e os moradores colocam pedaços de pau para que os carros e motos não caiam nele. Pelo que li na reportagem, até que enfim vai ser asfaltada. regivaldo12@ig.com.br

GEUMA NASCIMENTO [ Mestra em contabilidade ]

A importância da contabilidade

C

ada vez mais, as pequenas e microempresas percebem a importância da contabilidade. Sábia decisão, pois a correta gestão da contabilidade oferece total tranquilidade para que as empresas trabalhem com dedicação no desenvolvimento e sucesso de seus negócios, sem qualquer risco de estarem descumprindo seus compromissos legais com o fisco, as normas de controle e a burocracia em geral do Brasil, que, aliás, não é pouca, sendo considerada por muitos um dos empecilhos à competitividade de nossa economia. As vantagens, porém, não param por aí. A boa contabilidade também é fundamental para que a empresa, independentemente de seu porte, defina, por exemplo, qual o melhor regime para efetuar sua tributação. Simples Nacional? Lucro Presumido, Arbitrado ou Lucro Real? Oprofissional especializado saberá qual a melhor alternativa ou o momento certo para fazer a transição de um modelo para outro, sempre atento ao melhor resultado em termos financeiros e de lucratividade. Outro grande benefício da prática contábil eficaz é algo decisivo para o sucesso, crescimento e perenidade dos negócios: planejamento e equilíbrio entre receitas e despesas, de modo que a empresa esteja sempre saudável nos planos econômico e financeiro e não corra riscos de inadimplência, trabalhistas e descrédito perante seus clientes, fornecedores e rede de relacionamento. Essa visão relativa ao equilíbrio contábil não

Classificados: Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

deve se limitar à análise mensal, mas sim contemplar um planejamento adeÉ muito quado para todo o ano, viimportante ter sando equacionar os intudo isso em vestimentos necessários, mente no início de contratação de profissioum novo ano,que nais, compra de equipacomeça com boas mentos e plataformas tecperspectivas para nológicas, marketing e toa economia dos os itens necessários ao brasileira, crescimento e aperfeiçoaconsiderando que mento do negócio. A cora previsão do reta contabilidade permite crescimento do PIB esse olhar mais amplo soem 2013 é de pelo bre o futuro de modo resmenos 3%” ponsável e seguro. É muito importante ter tudo isso em mente no início de um novo ano, que começa com boas perspectivas para a economia brasileira, considerando que a previsão do crescimento do PIB em 2013 é de pelo menos 3%. A indústria, que sofreu em 2012, também mostra sinais de recuperação e otimismo, e vêm aí Copa das Confederações, Copa do Mundo, Olimpíada e investimentos em infraestrutura. Ademais, o País entra no ano novo praticamente com pleno emprego. As promessas são muito positivas. Aproveitá-las para crescer é fundamental, mas sempre tendo em mente o significado da contabilidade nossa de cada dia para se fazer isso com mais eficiência e segurança.

Lixão (1) Até que enfim a população começa a sair da zona de conforto para protestar contra o descaso de uma administração que começou torta, curvou-se aos interesses mais subalternos de um grupo de pessoas e terminou da forma mais deplorável possível. O natalense já deveria ter se revoltado desde o movimento Fora Micarla, quando um grupo de estudantes ocupou as dependências da Câmara Municipal pedindo o impeachment da prefeita. airtoncandido@gmail.com

Lixão (2) Um bom local para despejar o lixo é a Residência da senhora Micarla de Sousa!!! leao_elj@hotmail.com

Lixão (3) Que belo cartão postal para os milhares de turistas que escolheram Natal para passar o réveillon. Lixo em cada esquina e buracos por todos os lados. Natal nunca esteve tão abandonada como agora. Espero que o prefeito Carlos Eduardo tenha competência para resolver todos esses nós. telmaduartek2@uol.com.br

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro :(O21)2544-3070 – São Paulo:(011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J.do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J.Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


Domingo | 30 de dezembro de 2012

política

Notas & Comentários colunanotas@tribunadonorte.com.br

Herança maldita s diretores da Federação dos Municípios do RN (Femurn) têm demonstrado preocupação com a situação que os prefeitos eleitos vão encontrar a partir do momento em que tomarem posse na próxima terça-feira, primeiro de janeiro. Presidente licenciado da Femurn, Benes Leocádio afirma que muitos gestores que estão no fim do mandato afirmam que não conseguiram equilibrar as contas, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. Com isso, os novos prefeitos receberão uma “herança maldita”, com restos a pagar, dívidas vencidas e, nos casos mais graves, salários atrasados. O gestor que deixar um município nesta situação terá, por sua vez, desrespeitado a LRF e corre o sério risco de se transformar em um “ficha suja” ao ter contas rejeitadas no TCE e ser processado por descumprir a legislação.

O

Recesso interrompido A Câmara Municipal terá, no dia primeiro de janeiro, uma breve, mas importante, interrupção do recesso. Os vereadores eleitos e reeleitos tomam posse para uma nova legislatura, no iní-

cio da tarde. Em seguida escolhem o presidente do Legislativo Municipal. Logo depois, vão para o Teatro Alberto Maranhão, onde empossam o novo prefeito, Carlos Eduardo.

Volta às férias Após a programação de posse do dia primeiro de janeiro, os vereadores entram em recesso novamente. Voltam apenas em fevereiro.

LEGISLATIVO Encerrada a convocação extraordinária da Assembleia Legislativa na sexta-feira (28), os deputados estaduais só retomam as atividades legislativas em fevereiro. Como não é um ano eleitoral, poderão se dedicar com mais empenho ao trabalho nas comissões e em plenário.

Réveillon presidencial A presidenta Dilma Rousseff está em Salvador, onde vai passar o réveillon. Ela está hospedada na Base Naval de Aratu. O local fica na praia de Inema, a 40 quilômetros do centro de Salvador. Dilma vai comemorar a virada do ano junto com a mãe, Dilma Jane, a filha, Paula, o genro, Rafael Covolo, e o neto, Gabriel todos hospedados na reservada Casa da Boca do Rio, imóvel que abriga oficiais na base, longe dos

olhos de moradores da região - e de jornalistas. Cercada por densa vegetação e localizada a mais de um quilômetro do ponto até onde é permitido acesso a civis, a residência recebeu uma ampla reforma entre 2010 e 2011, que consumiu R$ 650 mil e incluiu, além de reparos e manutenção das redes elétrica e hidráulica, compra de artigos como TVs de LCD, DVDs, frigobares, cortinas de linho e espreguiçadeiras.

Novo cenário Do ex-prefeito do Rio de Janeiro Cesar Maia, sobre o cenário partidário e a ameaça à polarização entre petistas e tucanos na política brasileira: “Nesse momento, o alto empresariado já não tem o PSDB como partido preferencial e circula com desenvoltura e intimidade entre o Instituto Lula e o Palácio do Planalto. O agronegócio ainda é uma exceção, pois não confia em PT de nenhuma espécie. O PSD tenta gerar esta confiabilidade junto a Dilma”.

SUBSTITUIÇÃO NA CÂMARA Com a nomeação do vereador reeleito Raniere Barbosa para o cargo de secretário de Serviços Urbanos, deve assumir uma vaga na Câmara Municipal Júnior Grafith, o segundo suplente. A primeira suplente, Justina Iva, também vai compor o secretariado, na Educação.

Disputa Com previsão de repasses de R$ 10 milhões em 2013, valor maior que o orçamento de muitos municípios do Rio Grande do Norte, os vereadores de Parnamirim se articulam para eleger a nova mesa diretora da Câmara Municipal para o biênio 2013/2014. Este ano haverá disputa pelos cargos. Na sexta-feira foi registrada a Chapa 2, que terá como candidato a presidente o novato Carlos Augusto, tendo como vice Ricar-

do Gurgel, 1º Secretário Batista Barros e 2º Secretário Jeová Alves. A Chapa 1 é liderada pelo atual presidente, Rosano Taveira e tem como vice Elienai Cartaxo, 1º secretário Giovani Júnior e 2º secretário Gustavo Negócio. A eleição será realizada no início da tarde de terça-feira, logo após a posse dos eleitos. Nesta legislatura Parnamirim terá 18 vereadores, seis a mais que na atual, que se encerra no dia 31.

NatalPrev Funcionária do município, pós-graduada em auditoria governamental pela Universidade do Rio Grande do Norte, a administradora Maria Helena

Duarte foi escolhida pelo prefeito Carlos Eduardo para comandar o NatalPrev, instituto de previdência dos servidores da Prefeitura do Natal.

Cofre Faltando computar alguns trocados, o Fundo de Participação dos Municípios vai fechar o ano com um aumento nominal (sem descontar a inflação) abaixo de 3%. Pior: as previsões para o primeiro trimestre de 2013 não são nada animadoras.

Qual o balanço que a senhora faz do ano de 2012 na sua gestão? Na realidade faço um balanço de 2011 e 2012. Foram dois anos de muita luta, muito trabalho, muitas dificuldades a serem superadas porque, na realidade, os dois anos foram muito mais para equilibrar, dar credibilidade ao Estado, para poder conseguir o que estamos conseguindo agora, financiamentos, convênios, novos projetos aprovados pelo Governo Federal. E para isso precisava ter o equilíbrio para o Estado, conseguir colocar adimplência, porque muita coisa estava inadimplente, foram várias e várias questões. Programas que não haviam sido concluídos, convênios que não haviam sido honrados. E lhe dou um exemplo: a adutora Alto Oeste, que é uma obra que tem R$ 80 milhões do Governo Federal, eu encontrei paralisada porque o Estado precisava colocar a contrapartida, como não foi feito na época, a obra parou. Nós conseguimos já colocar a contrapartida. Isso dá condições de concluir a obra. Agora em fevereiro nós já temos condições de entregar pronta, funcionando a parte que considero mais crítica, que vai até Luís Gomes. E até junho estará toda concluída (a adutora) com recursos assegurados pelo Estado. Isso nos deu condições de conseguir mais através do PAC Estiagem. Eu tive oportunidade de conversar com a presidenta Dilma. Ela demonstrou todo interesse em vir ao Rio Grande do Norte para a inauguração, que é algo fundamental dentro do programa de universalização de água. A primeira etapa inauguramos em fevereiro e vamos beneficiar toda região de Luís Gomes, Major Sales, que estão em situação crítica. São 26 cidades no total, é uma obra de porte. Além dessas (obras), tem muitas outras que estão em andamento, que começaram com relação a água. Tem também outras questões de água como Carnaúba dos Dantas e Parelhas, que visitei recentemente. A adutora de Brejinho que inauguramos. A adutora Monsenhor Expedito que está sendo ampliada com poços para ampliar a oferta de água. Nesses anos a cidade cresceu, a população aumentou. Veja Patu onde já foi feito um trabalho de ampliação, era uma cidade onde algumas regiões não tinham água. Assu também é outra cidade onde estamos com trabalho de ampliação de água e nos preparando para começar a grande adutora que sai de Santa Cruz até Mossoró, beneficiando Governador Dix-Sept, Felipe Guerra e 52 comunidades rurais. Além disso, também conseguimos recursos para uma outra adutora de Santa Cruz que vai beneficiar todo entorno da própria cidade de Apodi, são 22 comunidades rurais que tem problemas de água. E continuamos na luta por barragens, como a de Umarizeiro, que foi agora autorizada, como a barragem Sussuarana e a adutora que vem de Pendências, Guamaré, Macau e será totalmente feita. São obras que estão sendo feitas, mas tudo isso precisava de projeto, de readequação de projeto, foi uma luta muito grande e permanente. As constantes idas a Brasília têm dado resultado positivo? Por isso tantas viagens a Brasília, procurando, levando resposta, procurando corrigir os projetos que eram necessários. Indo em busca de recursos para que agora pudéssemos dizer que os dois anos foram muito mais voltados para readequações, adequações e criarmos as condições de ter, por exemplo, o (financiamento) do Banco Mundial que é da ordem de R$ 1,1 bilhão, que foi aprovado pelo banco, estava autorizado pela Assembleia e temos a etapa de levar ao Senado para aprovação. Esperamos em fevereiro estar resolvido para em março termos a assinatura e possamos iniciar uma série de ações que visam ao desenvolvimento regional. Esse é um projeto que vai trabalhar todas as regiões dentro do potencial econômico da região, com as estruturas necessárias tanto logística, quanto educação, associando o trabalho de profissionalização. Veja que tudo isso está começando a acontecer, além do que podemos dizer hoje que a Co-

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

3

FOTOS:ALDAIR DANTAS

ENTREVISTA / ROSALBA CIARLNI / GOVERNADORA

“CRIAMOS A CONDIÇÃO PARA INVESTIMENTO E FINANCIAMENTO” cia e continuamos.

ALDEMAR FREIRE E ANNA RUTH DANTAS

A

governadora Rosalba Ciarlini espera a aplicação dos recursos originários de empréstimos para conseguir alavancar obras e, com isso, reverter os índices de desaprovação. Ela observa que a máquina potiguar está engessada, resultado de uma equação que conta com alto valor da folha de pessoal, verba carimbada de 25% do orçamento para educação, 12% para saúde e ainda o gasto com custeio. “O que estamos fazendo é equilibrando as contas, criando condição de ter investimento e também financiamento”, analisa. Ela se mostra otimista com o trabalho a ser desenvolvido nos próximos dois anos e já convoca a população para comparar o plano de governo apresentado na campanha em 2010 e o que será feito até 2014. Rosalba Ciarlini anuncia, nessa entrevista a TRIBUNA DO NORTE, que em janeiro lançará o plano de saneamento básico que tem como meta atingir um índice de 80% em todo o Estado. Para isso, serão aplicados mais de R$ 1 bilhão. No aspecto político, a governadora Rosalba Ciarlini tenta evitar comentários sobre a crise com a Assembleia Legislativa. Ela não admite nem mesmo que está enfrentando dificuldades com os parlamentares estaduais.

ESTEJAM CERTOS QUE AS COISAS JA COMEÇAM A TOMAR UM RUMO BEM DIFERENTE” pa é uma realidade e está acontecendo. Foi um esforço muito grande no começo do Governo. Hoje estamos com a Arena já com 50% das suas obras concluídas, garantindo um evento fundamental para o turismo e para atração de investimentos no nosso Estado. Além de outras obras que se somam para grandiosidade da Copa, como o aeroporto de São Gonçalo. Se a Copa não existisse será que estaria (o aeroporto) na fase atual? A expansão do nosso porto com a área de embarque e desembarque. São coisas que vemos que estão andando e a luta agora é pela duplicação da BR 304. Depois que a senhora chegou ao Governo,quais dificuldades surgiram e quais os maiores entreves à sua administração? Na primeira vez que fui prefeita assumi o município de Dixhuit Rosado, que deixou o município em situação de bem admi-

nistrar. Terminei a primeira administração com avaliação de 94% da população aprovando. Mas eu tinha encontrado um município com capacidade de investimento, que tinha pessoal em torno de 30%, com projetos que estavam em andamento. Quando voltei a prefeitura, naquela época não tinha reeleição, já foi o inverso. Encontrei a cidade devendo a funcionário, mais de quatro meses, passei o primeiro ano semelhante a esses dois que estou vivendo agora (no Governo), foram muitas dificuldades até conseguir colocar salário em dia, novamente ter condição de investimento, fazer projeto, e fazer o que ocorreu: me credenciou a ser reeleita. Veja que já passei pela fase de encontrar uma administração relativamente organizada e também de encontrar administração totalmente desorganizada. Quando assumi o Governo eu sabia que iria encontrar muitas dificuldades. Só que era muito mais do que imaginava. A burocracia emperra muito, a máquina não está modernizada como deveria. O Rio Grande do Norte não entrou no estágio de você começar um processo e acompanhar tudo virtualmente. O maior problema também foi exatamente o inverso: a folha de pessoal, os recursos que o Estado dispunha, já encontramos acima do limite prudencial e com uma demanda muito grande proveniente de vários planos. Isso não é novidade, mas são problemas que precisamos superar e encontrar condições de solucionar. E para isso precisamos conseguir os meios porque sem recursos não se resolve. Daí que tivemos momentos de muitas dificuldades, de greves, que, realmente, davam impressão que as coisas estavam totalmente paradas. Sempre estivemos trabalhando com muita determinação, persistência, resistên-

Mas os resultados do atual governo já não eram para serem mais visíveis? Estejam certos que as coisas já começam a tomar um rumo bem diferente. 2013 e 2014 serão de muitas realizações em função de todo trabalho que fizemos de ir atrás de recursos lá fora, graças ao apoio da bancada federal. Precisamos reconhecer o apoio de lideranças que temos no Rio Grande do Norte, com ministro (Garibaldi Filho), com líder da bancada do PMDB (deputado federal Henrique Eduardo Alves), do meu partido (DEM), do PR. Qual a meta que a senhora se coloca para 2013? Primeiro começar em janeiro o maior programa de saneamento básico que Natal e o Rio Grande do Norte já tiveram. Vamos fazer o que disse em campanha que iria trabalhar para terminar o mandato com uma meta ousada e espero atingir: 80% do Estado saneado. E para isso nos preparamos. Estamos já para lançar em janeiro, algumas obras até já começaram, e vamos dar continuidade. Já temos recurso assegurado de R$ 1 bilhão. Sempre tive verdadeira obsessão por saneamento básico. Não existe desenvolvimento sem saneamento. Não pode existir turismo se não tiver saneamento básico. A saúde, principalmente, a saúde irá melhorar. Onde você faz saneamento básico os índices de melhoria aparecem: reduz as epidemias, a mortalidade infantil é menor. Então, isso me estimula. Essa é uma meta que estou perseguindo e vou fazer tudo que estiver ao meu alcance. Os dois anos foram preparando e estruturando para captar recursos e começar em janeiro dar o grande início das obras, tanto em Natal, quanto nos demais municípios do Rio Grande do Norte. A outra meta é a educação. Já conseguimos uma coisa que foi sair da semi-lanterninha no Ideb. Já tivemos uma pequena melhora e já estamos mostrando que a escola com professores e agora serão mais convocados. Só esse ano foram 47 escolas reformadas e já prontas. Estamos com projeto mais de 230 de melhorias em escolas. O sistema integrado através da informática também está sendo feito. Isso dará mais capacidade de controle para melhorar a qualidade de ensino. Em algumas escolas já estamos começando o turno integral, temos também o ensino profissionalizante. E ainda estamos fazendo a valorização do professor, onde já no primeiro ano conseguimos pagar o piso nacional, que poucos Estados pagam. Estamos determinados a manter e agora vamos fazer as promoções horizontais.

LEIA A CONTINUAÇÃO DA ENTREVISTA NA PÁGINA 4


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte Pelas projeções do Governo,há motivo de apreensão para o pagamento de pessoal em 2013? A apreensão continua em 2013. Para você ter ideia em 2012 tivemos uma frustração da receita. Não estou falando de ICMS. Muita gente fala que o ICMS está crescendo. Quando projetamos a receita para 2012 já sabíamos que ela teria aquele crescimento, que ocorreu. Mas ninguém esperava que o Fundo de Participação dos Estados fosse cair tanto quanto de fato ocorreu. Entre CID e FPE o Estado deixou de receber R$ 384 milhões, no período de julho a dezembro deste ano. É muita coisa. Aí você passa a ter só administrar a folha, porque o investimento ficou fora. Daí tanta luta para conseguir recursos de fora e fazer o investimento. E o custeio é uma loucura. Não acho que vou ter dificuldade para pagar a folha em 2013 porque já nos planejamos. Há até uma expectativa que comece a ocorrer pequena recuperação do IPI, que foi quem mais provocou a queda. Mas, ainda assim, não atrasamos nenhuma semana no repasse de ICMS aos municípios. Em janeiro de 2011 pagamos o que não havia sido pago em dezembro de 2010 e repassamos os valores semanais. A senhora solicitou uma antecipação do Fundo de Participação dos Estados à presidenta Dilma? Os governadores tiveram uma reunião e todos fizeram um documento pedindo uma compensação, que a presidenta visse uma compensação com relação as perdas que todos os Estados tiveram. Várias sugestões foram colocadas. Mas ela ainda não deu resposta, mas espero contar com a sensibilidade dela (da presidente Dilma). Veja que os governadores do Nordeste tiveram este ano um custo adicional devido a seca, que é a maior dos últimos 50 anos. Essa seca no começo do ano não estava prevista e agora nos vemos diante de situação que precisa levar água, antecipar seguro safra para dar sustentabilidade. Enfim, uma série de medidas tomadas. Isso foi custo de R$ 2,5 milhões. Assim vai somando. Além do mais há dificuldade com a queda da receita.

política

ENTREVISTA / ROSALBA CIARLNI / GOVERNADORA FOTOS:ALDAIR DANTAS

‘VAMOS FAZER TODOS CUMPRIREM A CARGA HORÁRIA”

Os médicos estão em greve há mais de oito meses. A senhora vislumbra alguma saída para saúde pública no Estado? Essa greve, inclusive dita pelo próprio presidente do sindicato, os médicos estão trabalhando, não há paralisação geral. Algumas ações mais ambulatoriais é que estão sem atender a contento. Fizemos já várias propostas. A última foi eles pedindo 13,5% e nós acenamos com 12%, mesmo assim eles insistem em continuar. 12% é o possível para ser pago. Além disso, é preciso observar quem tem 40 horas precisa trabalhar 40 horas, quem tem 20 horas precisa trabalhar 20 horas. A senhora observa que há profissionais não cumprindo essa carga horária? Isso, inclusive o próprio Ministério Público nos apresentou. Estamos tendo reunião de hospital em hospital, onde acontecia dois tipos de escalas: uma vinha para ser paga e a que era cumprida era outra. Isso está sendo detectado. Se não trabalhar as horas necessárias o Estado termina gastando muito mais e o dinheiro. nunca vai dar para aumentar o salário porque está tendo que pagar pessoal terceirizado para suprir as deficiências. Vamos fazer todos cumprirem sua carga horária, que é a obrigação contratual. Ninguém é obrigado a trabalhar no Estado. Se não está de acordo com o que você deseja e se tem opções, então deixe. Mas se você está contratado então cumpra sua carga horária. O técnico de enfermagem, o professor não cumprem sua carga horária? Então o médico também tem que cumprir. E o paciente? Temos que olhar para o paciente, esse está tendo as maiores dificuldades. Os médicos colocam outras dificuldades, mas tudo é um contexto, tudo estamos superando e organizando. Veja que estamos com 16 hospitais sendo me-

Domingo | 30 de dezembro de 2012

lhorados. Sempre digo que saúde é trocar o pneu com carro andando e o planejamento está sempre sendo refeito. Quando a senhora assumiu o Governo a capacidade de endividamento estava comprometida com financiamentos feitos em gestões passadas.Esse novo financiamento do Banco Mundial, no valor superior a R$ 1 bilhão,não engessa ainda mais os cofres públicos? Isso não preocupa porque já fizemos o dever de casa. Criamos as condições, pagamos os débitos, renegociamos, fizemos todo tipo de acertos necessários para dar condições ao Estado não só ter capacidade de endividamento, mas também de pagamento. Na hora que vai recuperando recursos de convênio e fomos organizando. Não é preocupante um Estado que toda sua capacidade de investimento advém de empréstimo? É preocupante sim. O bom era

se tivéssemos toda essa capacidade de investimento do próprio tesouro. Mas na hora que você tem uma receita com despesa de pessoal que está acima do limite que não lhe dá muita mobilidade, tem 25% para educação, na saúde no mínimo 12%. Tudo isso sai desse bolo (do orçamento). A folha de pessoal, os recursos dos poderes que precisam ser cumpridos. Quando você termina o que fica para investimento é mínimo. E o que tirou a capacidade de investimento foi porque nós passamos a pagar dívidas passadas. Dívidas que vinham se acumulando no Governo passado. O que estamos fazendo é equilibrando as contas, criando condição de ter investimento e também financiamento. Nesses dois anos conseguimos 11 novos parques de energia eólica, mas para isso precisamos de estradas. Gera emprego, aquece economia, gera tributos. É preciso dar suporte, incentivo para que mais venham. Na proporção que cresce o número de indústrias, empresas, sua receita vai crescendo e tendo condi-

ção de ficar equilibrada. Vai chegar um momento onde vamos ter investimento com recursos. O Rio Grande do Norte precisa correr a passos largos para competir com os outros Estados.

10 mil homens. Precisei pagar para ter credibilidade e fazer a licitação. Fomos chamando gradativamente. Isso tudo foi feito medindo com regra e compasso. E hoje já há um decréscimo da violência.

E as obras de mobilidade urbana que estão sob responsabilidade do Governo do Estado? Todas serão feitas e antes de 2014. Temos três obras, uma que já está com detalhes esperando e em 2013 será entregue, que é a Prudente de Morais. E já foi autorizado o viaduto, que está em processo executivo sendo elaborado. Além disso, vamos ter também os acessos do aeroporto que são obras rápidas, já que não vai precisar de ponte. E por falar em estrada, será retomada Pipa. Tive essa boa notícia do deputado Henrique Eduardo, que o Governo Federal vai liberar mais R$ 4 milhões. Essa obra é fundamental para Copa, porque Pipa será muito visitada porque desperta muito interesse. A obra da Engenheiro Roberto Freire é grandiosa, vai alterar totalmente. Passa a ter 12 faixas, com túneis, mas foi pensando na Natal daqui a 25 anos, era oportunidade de poder fazer um projeto estudado dentro de critérios, observando trânsito, todo crescimento da população. Estou só esperando que o Governo Federal me chame para assinar e vamos começar a licitação. Essa obra está no PAC de mobilidade das grandes cidades.

A senhora está tendo dificuldade na relação com a Assembleia? Por que ocorre isso? Não vejo dificuldade. É natural que em determinados momentos você tenha que dialogar mais, que até esclarecer mais. Isso faz parte do processo.

As últimas pesquisas mostraram um índice de desaprovação do Governo da senhora muito elevado,chegando a 70% em Natal.Como a senhora avalia esse índice? Entendo que existe da população uma ansiedade, impaciência. Porque tanta coisa é necessária a ser feita. Quando o povo resolveu mudar ele queria uma educação melhor, uma saúde melhor, segurança melhor porque não estava satisfeito com o que vinha acontecendo. Ele esperava como se em um passe de mágica pudesse resolver tudo. Mas na realidade era necessário um tempo para ir solucionando gradativamente. Veja uma polícia que encontrei sem armamento, não tinha colete, eram 100 coletes a prova de bala para

O ministro Garibaldi Filho criticou o Governo da senhora e deixou na berlinda a relação do PMDB com o Governo.A senhora vê com preocupação essa situação iminente do PMDB entrar na oposição? Acho que o ministro expressou a expectativa, ansiedade, impaciência do povo. As coisas já começam a acontecer. Tenho pelo PMDB respeito, é uma convivência muito saudável, tanto com o ministro, o líder, os deputados de maneira geral, que tem sido parceiros e tem ajudado sempre que precisamos. O momento de angústia que o ministro externou mostra a vontade dele, que é tão grande, para o governo ficar da forma que sonhamos juntos. A senhora espera manter o PMDB na sua base de apoio? Espero manter todos aqueles que acreditaram e confiaram em mim e por isso estou aqui. Há preocupação com risco de isolamento político? O PMDB é importante e tudo farei, se há questões que por ventura não estejamos dando o devido encaminhamento, claro que vamos conversar. Sou mutio a favor do entendimento e vamos avançar mais. Temos o PSDB, o PR e outros partidos menores. Entendo a força e o respeito do PMDB. A senhora fará novas mudanças no secretariado? É possível. A Secretaria de Agricultura está vaga. E temos também outras questões que precisamos sentar e conversar. Vamos analisar. O que tiver bem a gente continua, o que não estiver a gente

muda. A senhora chegou a dizer que anunciaria o novo conselheiro do TCE ainda este ano. Foi tanta coisa que ocorreu. Fui a Brasília nesse final de ano. Acho que deixo (a indicação do novo conselheiro) para o próximo ano. O próprio Tribunal está em recesso. Por que o Conselho Político não prosperou? Não é que não tenha prosperado. É que naquele momento, o conselho político não precisa ter essa coisa formal, local, hora de se reunir. Conselho político é conversar com aqueles que estão ao nosso lado e tem experiência. É com a experiência de quem já superou tantos desafios que eu vou ouvi-los. A deputada Fátima Bezerra se coloca como candidata ao Senado em 2014, o vice-governador Robinson Faria disputará o Governo.A senhora já se coloca como candidata em 2014? Eu me coloco ao lado do povo. Acho que o povo está querendo ver trabalho, realização, não é hora de definir candidatura. Quero é realizar o que prometi, o que garanti e é isso que vou fazer. Vou chegar em 2014 pedindo para o povo olhar o meu programa de governo e pedir para ver o que fiz. Vou mostrar tudo o que prometemos e o que fizemos. Se mais não fizer é porque não pude, não será falta de trabalho e nem de vontade. Com tantas dificuldades que a senhora enfrenta no seu governo, a senhora se arrepende de ter deixado o Senado? De forma alguma. O Senado é uma grande escola, você convive com o Congresso de maneira geral, grandes figuras da nação, está próximo do Poder Executivo, dos maiores consultores que existem, tem oportunidade de fazer ação legislativa que terá influência direta na vida das pessoas. Mas no Executivo a dinâmica é tão grande, o trabalho é tão intenso. Estar no Executivo é uma benção de Deus e sou grata ao povo do Rio Grande do Norte que me colocou para realizar. Espero fazer como fiz como prefeita, lá estão marcas que vão ficar para toda vida. Então se depender disso a senhora vai lutar pela renovação do mandato? Eu já disse que estou ao lado do povo que está querendo mais e mais trabalho.


politica

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

5

Política econômica é o alvo dos dois políticos que despontam como os mais cotados para concorrer ao Palácio do Planalto contra uma provável candidatura à reeleição da presidenta Dilma Rousseff

[ RUMO A 2014 ]

Presidenciáveis ‘miram’ na economia ANTÔNIO CRUZ/ABR

Dilma Rousseff: preocupação com o PIB

ão Paulo (AE) - Principais nomes para uma eventual disputa pela Presidência da República em oposição à reeleição da presidente Dilma Rousseff, o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) e o governador pernambucano Eduardo Campos (PSB) começam a afiar seus discursos, contrapondo-se à política econômica do atual governo. Economistas de formação, Campos e Aécio estão convencidos de que a economia do País será um dos principais temas da sucessão presidencial de 2014 e já discutem o assunto com especialistas mais próximos. No início de dezembro, Campos - que hoje é aliado do governo disse que falta “rumo estratégico” ao Brasil. “Não é que o consumo perdeu importância como motor do crescimento. Vai continuar tendo importância para ganharmos 2013, mas ele, por si só, não é suficiente. Temos que ganhar esse momento, na perspectiva do rumo estratégico. Esse (rumo) estra-

S

ANTÔNIO CRUZ/ABR

WALDEMIR BARRETO

Aécio Neves: discurso de oposição

tégico às vezes parece ao País que está faltando”, frisou o governador à imprensa. Aliados próximos afirmam que a situação econômica de 2014 poderá ser um fator determinante para uma eventual candidatura própria do pessebista. Campos mantém estreitas relações com o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, com a especialista em economia regional Tânia Bacelar (ex-secretária de Planejamento e da Fazenda do governo do avô de Campos, Miguel Arraes, na década de 80, e ex-funcionária da Sudene) e com o prefeito eleito de Recife, Geraldo Júlio, que foi seu secretário estadual de Planejamento. Segundo aliados próximos, o governador também costuma trocar ideias com os economistas do Instituto de Estudos de Política Econômica (Casa das Garças), como André Lara Resende e Pérsio Arida, economistas que participaram da elaboração do Plano Real. “Ele acompanha muito a questão macroeconômica porque isso in-

Eduardo Campos: base aliada

terfere muito no humor do mercado e também nas contas públicas A gente sempre faz muita discussão”, afirmou Geraldo Júlio. De acordo com Geraldo Júlio, Campos está preocupado com os rumos da economia em 2013. “Neste momento, vivemos uma situação de apreensão com o que vai acontecer em 2013. Ele compartilha da visão de que precisamos de um crescimento diferente. Não dá para repetir o ano de 2012. Resultados do PIB que mostram a formação bruta de capital fixo com crescimento negativo nos preocupam muito. A curva do crescimento dos investimentos é uma curva que está em declínio há muitos semestres. E nós estamos apreensivos com 2013”, afirmou. O governador, que se autodenomina desenvolvimentista, foi recentemente citado pela revista britânica “The Economist” como uma possível “ameaça” a Dilma. Entre as razões apontadas pela revista para a ascensão de Campos, estão o “su-

cesso” de sua política industrial em Pernambuco. “Enquanto o resto do Brasil se preocupa com a desindustrialização, Pernambuco não: desde que Campos tornou-se governador, em 2007, a fatia da indústria na economia do Estado aumentou de 20% para 25% e vai atingir 30% em 2015, segundo dados do próprio governador”, afirmou a revista. “Esse ‘boom’ trouxe praticamente o pleno emprego àquele Estado, ao mesmo tempo que também trouxe escassez aguda de mão de obra”, ressaltou a publicação. Já em recente entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Campos fez vários elogios a Dilma Rousseff, mas mostrou um claro descontentamento com pontos nevrálgicos da política econômica da presidente. Ele criticou, por exemplo, o enfrentamento da crise “com menos diálogo, menos discussão do que deveria, talvez pela pressa, pela quantidade de assuntos ou por falta de iniciativa do governo e falta de iniciativa dos empresários”.

Governador de Pernambuco critica crescimento ‘pífio’do PIB O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, tem criticado as previsões públicas do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). “As previsões de receita que a Fazenda faz para municípios e Estados estão inteiramente fora do repasse dos tributos da União. Começaram o ano dizendo que era crescimento de 14% e vai terminar com menos 2%”, disse. “É óbvio que uma previsão como essa deixa os parceiros em sobressalto”, afirmou. Um desses parceiros, um prefeito do PSB que pediu para não ser identificado, reclama das dificuldades de caixa por conta do repasse menor, após a série de desonerações feitas pela presidente para incentivar a economia e que diminuíram a receita do governo federal. “Por conta disso, o repasse direto para a prefeitura por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) despencou este ano”, disse o prefeito. “Na desoneração de 2009 e 2010, o País cresceu mais 7%, o que compensou a queda na receita. Mas agora o País não vai crescer”, afirmou. “É preciso olhar para um crescimento do PIB de 5% ao ano em 2013, em vez dos 3,7% previstos”, cobrou o vice-presidente nacional do PSB e ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral. Ele avalia que para atingir a meta “é preciso aumentar o investimento público e também privado”, mas minimiza: “O governo fez a parte dele, com o câmbio e o crédito.”

Para Amaral, a linha macroeconômica para o crescimento do Brasil deve priorizar o investimento em logística, “para facilitar a circulação interna e diminuir o custo Brasil”, em educação, “para qualificar a mão de obra e investir no ensino fundamental universalizado e gratuito”, e ainda “investimento na retomada do crescimento do PIB”, reafirmou. Já o tucano Aécio Neves vem se aproximando de antigos colaboradores do governo Fernando Henrique Cardoso para construir um discurso que atraia o eleitorado em 2014. Assim como o possível adversário Eduardo Campos, Aécio tem como “orientadores” Lara Resende e Arida. Mas o tucano toma ainda conselhos de Armínio Fraga (tido como um dos mais próximos do senador), Edmar Bacha, Pedro Malan, Mansueto Almeida e José Roberto Afonso. “Para um projeto vitorioso de candidatura presidencial, pressupõe-se uma nitidez muito clara de proposta. As pessoas precisam perceber que o País pode ser melhor com o PSDB e com o Aécio”, propõe o deputado federal Marcus Pestana, presidente estadual da sigla em Minas Gerais. Pestana explica que a economia será um dos temas centrais da candidatura de Aécio, lançada em dezembro pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e pelo presidente nacional do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra.


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Escutas telefônicas comprovam que grupo investigado pela Polícia Federal teve acesso privilegiado a um documento da Advocacia-Geral da União que atendia interesses de Gilberto Miranda, três dias antes da publicação no DOU [ PORTO SEGURO]

Grampo revela euforia sobre parecer AGÊNCIA BRASIL

FAUSTO MACEDO E BRUNO BOGHOSSIAN Agência Estado

ão Paulo (AE) - Escutas da Operação Porto Seguro da Polícia Federal revelam que o grupo acusado de comprar pareceres de órgãos públicos encomendou e teve acesso privilegiado a um documento da Advocacia-Geral da União (AGU) três dias antes de sua publicação. A elaboração do texto, que atendia a interesses do empresário e ex-senador Gilberto Miranda, teve a influência do então número 2 do órgão, José Weber Holanda. Uma série de telefonemas e e-mails interceptados pela PF entre 14 e 16 de novembro flagra o momento em que Weber diz ter “convencido” o consultor-geral da União a redigir parecer que beneficiaria o grupo. Em outros diálogos, ele passa dados internos sobre a elaboração do documento a Paulo Vieira, ex-diretor da Agência Nacional de Águas (ANA), integrante da organização desmontada pela Porto Seguro. O texto a que o grupo teve acesso com antecedência foi assinado pelo consultor-geral da União, Arnaldo Sampaio Godoy, e subscrito pelo advogado-geral da União, Luís Inácio Adams. É datado do dia 17 de novembro. O parecer abriria caminho para que uma empresa ligada a Miranda recebesse autorização para construir um empreendimento portuário de R$ 1,65 bilhão na Ilha de Bagres, em Santos, litoral paulista. Os telefonemas gravados pela PF mostram que a quadrilha comemorou ao receber de Weber a notícia de que o documento seria elaborado pelo consultor-geral. Os diálogos revelam ainda os bastidores e a rapidez do trâmite dos procedimentos que atendiam aos interesses da organização. O expediente que abriu caminho para o empreendimento de Miranda foi concluído em apenas 48 horas. O consultor-geral despachou um parecer em que direciona à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), e não à Presidência da República, a competência para decretar a essencialidade ou a utilidade pública do porto - o que seria necessário para a sua construção. O documento assinado por Godoy circulou pelos endereços eletrônicos da organização sob suspeita da PF antes mesmo que ele o despachasse formalmente. Gilberto Miranda recebeu o arquivo e demonstrou satisfação ao perceber que os interesses do grupo seriam atendidos. “Nota 10”, ele diz a Paulo Vieira. Para agilizar a construção do porto, a quadrilha queria que a AGU determinasse que a Antaq seria a responsável por editar um decreto de essencialidade ou utilidade pública para o empreendimento - medida que permitiria a derrubada de parte da vegetação da Ilha de Bagres. O grupo acreditava que pode-

S

Advogado-geral da União,Luís Adams subscreveu texto assinado pelo consultor-geral,autorizando construção de porto na Ilha de Bagres

GRAMPO TELEFÔNICO DIA 14 Paulo Vieira: "Tá sentado? Você não sabe da maior.O consultor da União se manifestou a favor nosso,tá?" Gilberto Miranda: "Notícia boa!" DIA 16 Paulo: Pra você aprender a confiar em mim.Eu já tô no meu e-mail,tá vendo? Assinada,bicho.E assinado pelo próprio consultor-geral.Moral da história:aqui já era,viu?" Gilberto: "Quando o outro (Adams) assina?" Paulo: "O outro não vai questionar, não!"

ria manipular o processo com mais facilidade na Antaq, onde estavam alojados personagens ligados diretamente à organização, segundo a PF. Um dos diretores da agência era Tiago Pereira Lima, um dos 24 denunciados pela Procuradoria da República, que foi encontrado por policiais federais dormindo no escritório de Gilberto Miranda, em São Paulo. No dia 14 - portanto três dias antes de o consultor assinar seu parecer - a quadrilha já sabia que os interesses das empresas ligadas a Miranda seriam atendidos. Às 17h37, José Weber Holanda liga para Paulo Vieira, braço direito de Gilberto Miranda. “Consegui, acho, que convencer meu amigo aqui, Arnaldo, tá?”, anuncia Weber. “Ele levou e diz que vai arrumar”, completa. Paulo responde: “Putz, We-

ber, você não sabe como é que me deixa feliz.” Às 17h40, Paulo telefona para Gilberto Miranda. “Tá sentado? Você não sabe da maior. O consultor da União se manifestou a favor nosso, tá?” Miranda empolgou-se: “Notícia boa!” No dia 16 de novembro, às 16h32, Weber Holanda liga para Paulo comunica que lhe enviou por e-mail uma cópia do parecer do consultor-geral. “Eu quero que você leia, veja se está bom. Está até assinado, já”, sugeriu. Paulo liga para Gilberto Miranda e o informa sobre o êxito da empreitada. “Pra você aprender a confiar em mim. Eu já tô no meu e-mail, tá vendo? Assinada, bicho. E assinado pelo próprio consultor-geral. Moral da história: aqui já era, viu?” O ex-senador quer saber de Vieira quando “o outro (Adams)” assina. “O outro não vai questionar, não”, responde Paulo. “Ele é o consultor do outro. Segunda-feira, mas a versão assinada já está comigo. A versão do Arnaldo já despachou. Eu já tenho a versão assinada pelo Arnaldo.” Miranda pede a Paulo que envie a ele o parecer do consultor. Às 19h47, Paulo retransmite o e-mail de Weber, com o parecer de Arnaldo Godoy. Em novo telefonema, Paulo avisa o ex-senador que já enviou o e-mail. “Você acha que até segunda o homem assina?”, insiste Miranda. “Assina, Gilberto. Ele (Godoy) é consultor do advogado-geral. O que escreve o advogado assina, tá? A partir de agora ninguém vai questionar aquilo.”

Parecer abria espaço para ação do pessoal da Antaq O parecer elaborado pelo consultor-geral abria espaço para que a Antaq, e não a Presidência da República, editasse o decreto de utilidade pública para beneficiar o porto. Como a ilha é área de preservação ambiental, o terreno só poderia sofrer modificações mediante um decreto que atestasse a essencialidade ou a utilidade pública do empreendimento a ser construído. Não há nos autos da Porto Seguro suspeitas sobre a conduta do consultor-geral da União nem que ele tenha tomado a iniciativa de liberar sua manifestação aos integrantes do grupo. Em seu parecer, ele afirma taxativamente que “a declaração de essencialidade com efeito de utilidade pública”, que o empreendimento da Ilha de Bagres buscava, tem como objetivo “autorizar a supressão de vegetação” e, portanto, “possibilitar a execução de obras em áreas abrangidas pelo bioma Mata Atlântica”. O parecer de Godoy foi chancelado no dia 19 por Luís Inácio Adams, advogado-geral da União. A PF ainda apreendeu cinco ofícios de Weber endereçados em tempo recorde a autarquias federais responsáveis pelo caso, naquele mesmo 19 de novembro.

Com o dr. Júlio, fechei o parecer com a conclusão que me parecia, e me parece, a mais adequada” ARNALDO GODOY Consultor-geral da União

O ex-número 2 da AGU invoca Adams nas correspondências em que manda cópia do parecer 10/2102 ao chefe de gabinete da Agência Nacional de Transportes Aquaviários, à chefe de gabinete do Ministério dos Transportes, à chefe de gabinete do Ministério do Meio Ambiente, à chefe de gabinete do Ibama, e ao chefe de gabinete da Secretaria de Portos. “Incumbiu-me o exmo. sr. advogado-geral da União de encaminhar a Vossa Senhoria cópias do parecer 10/2012, bem como do competente aprovo ministerial, para conhecimento dessa Pasta”, escreveu Holanda.

Consultor-geral defende conteúdo de documento São Paulo (AE) - O consultorgeral da União, Arnaldo Godoy, informou que discutiu o conteúdo do parecer “várias vezes” com o então advogado-geral adjunto da União, José Weber Holanda, denunciado por corrupção passiva como resultado da Operação Porto Seguro. Godoy afirmou também que se baseou em aspectos técnicos para elaborar o documento, atendendo a uma demanda da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), que questionava a competência para editar decreto de essencialidade ou utilidade pública na Mata Atlântica. A tarefa, assinala Godoy, foi distribuída para Júlio Barbosa Neto, procurador federal que trabalha com ele. “Eu discuti o assunto várias vezes com o dr. Júlio e com o dr. Weber (Holanda, ex-número 2 da Advocacia-Geral da União) que, na qualidade de adjunto do ministro da AGU, acompanhava a matéria”, afirma Godoy. Segundo o consultor, Júlio Barbosa Neto defendia a tese de que a competência era da Presidência. “Eu sempre entendi ser do ministro da Secretaria de Portos. Em reunião com o dr. Júlio, para fechar o parecer, insisti na competência do ministro, no que estou absolutamente seguro. Com o dr. Júlio, fechei o parecer com a conclusão que me parecia, e me parece, a mais adequada.” Godoy afirma que não conhece o ex-senador Gilberto Miranda. Ele destaca que “como costume” enviou por e-mail o parecer para Weber Holanda. “A matéria foi levada a despacho com o ministro (Luís Adams) na segundafeira, dia 19 de novembro. Foi apenas nesse dia que o parecer foi aprovado. A matéria me parecia muito simples, e ainda assim me parece, não se trata de decreto para desapropriação, por isso não se cuida de competência da Presidência”, aponta. O consultor pondera que, informado de que seu parecer havia circulado “com pessoas estranhas à AGU”, pediu imediatamente ao ministro Adams que retirasse o ‘aprovo’ dado. “O parecer vigorou por 6 dias, não teve efeitos práticos embora, no mérito, esteja correto”, assinala Godoy. Ele anota que Weber chegou a tratar do assunto com ele. “Eu tinha por certo que se tratava de uma demanda da Antaq e da Secretaria de Portos. O que faço, como consultor-geral da União, é resolver conflitos entre órgãos e entes da administração. Conheci o dr. Weber quando cheguei à AGU, em 2010. Parecia uma pessoa muito correta, e com ele mantive bom relacionamento”, disse. ELEIÇÕES

MAURÍCIO TOMA POSSE ÀS 16 HORAS Em solenidade programada para o hall de entrada do Cine Teatro Municipal, às 16 horas, o prefeito Maurício Marques dos Santos (PDT) será empossado para o segundo mandato em Parnamirim, terceiro maior colégio eleitoral do Rio Grande do Norte. É a primeira solenidade oficial no teatro, que ainda está em fase de construção,devendo ser entregue depois do Carnaval. Além de Maurício será empossada a vice-prefeita Lúcia Thiago. Antes, a Câmara empossa os vereadores eleitos em outubro e elege nova mesa diretora da Casa. Logo depois, Maurício segue para Natal, onde prestigia a posse de Carlos Eduardo.


Domingo | 30 de dezembro de 2012

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

7

[ ADMINISTRAÇÃO ] Prefeito eleito escolhe advogada para a Secretaria de Tributação e coloca obras da mobilidade urbana sob o comando do engenheiro Alexandre Duarte

Gaudêncio Torquato gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br

2012, o ano que não terminou enhum homem, por maior esforço que faça, pode acrescentar um palmo à sua altura e alterar o pequeno modelo que é o corpo humano. Não fosse tal preceito sagrado da Escritura, o Brasil seria forte candidato a demonstrar que o extraordinário feito de mudar a anatomia humana é algo corriqueiro nos laboratórios da nossa engenharia genética. Basta anotar a conjunção de coisas espetaculares que se anunciam como inequívoco sinal de que o país lidera a vanguarda do desenvolvimento mundial e goza as delícias do Éden. Essa é a visão que se extrai das autoridades que comandam nossa economia ao fazerem um balanço das conquistas, na esteira de uma versão comum aos governantes que, em finais de ano, costumam transmitir esperança e crença no futuro da Nação. Como pano de fundo, um inevitável painel de realizações. O desenho é uma composição estrelada, sob uma abóbada de anil, sem nesga de nuvem a turvar os céus. Como o Brasil é um país aproximativo, lembrando o embaixador Gilberto Amado, podemos encaixar o Hosana na ópera natalina das fantasias, onde não faltam Papais Noéis com magníficos presentes para nos convencer de que o momento é propício às versões mais exageradas.

N

O Brasil desfralda bandeiras de cidadania conduzidas com firmeza pelos mais plurais núcleos de gêneros, categorias profissionais e entidades não governamentais”

Para começar, a impressão que faz cócegas em nossas mentes é a de que o ano não terminou. Apreciável parcela de metas previamente acertadas deixou de ser cumprida, entrando no torvelinho de postergações, tergiversações e elucubrações. Muitos compromissos irão bater à porta das calendas. Não se trata de constatar que o cumprimento de penas de condenados do mensalão foi protelado. Nesse compartimento, o bom senso até predominou, eis que ordenar prisão sem obediência rigorosa à liturgia processual seria um viés indesejável e causaria danos à imagem da instituição judiciária. Aliás, os passos mais avançados do país se deram na trilha do Judiciário, mais precisamente na esfera da Suprema Corte, que cumpriu de modo altaneiro o seu papel, obedecendo ao ritual regrado por princípios da transparência, respeito aos contrários, independência e sintonia com a letra constitucional. Não é, pois, nessa vertente que se aduz sobre o capítulo de coisas inacabadas. As defasagens contabilizadas no ano são particularmente gritantes na frente da gestão, ao escancarem um conjunto de obras paralisadas, falta de estímulos aos investimentos, desorganização das estruturas administrativas e excessiva concentração de poder nas mãos da presidente, entre outros entraves. Ademais, pareceu imperar a concepção errática de que um Estado grande, forte e ativo é a ferramenta adequada para substituir a engrenagem privada na estratégia de alocar recursos para a vida produtiva. (O termo privatização ainda integra o rol de pecados originais assinalados no índex de condenações do velho petismo). Os troféus triunfalistas são exibidos: as políticas de transferência de renda e do aumento do emprego, a queda da taxa de juros, a manutenção da estabilidade dos preços, a depreciação do real, os subsídios a programas como o Minha Casa, Minha Vida, entre outros, como se fossem suficientes para tirar o país do marasmo. Não se nega o efeito que esse pacote produz nos índices de popularidade do governo e na ótima avaliação da mandatária. Viu-se o esforço continuado para estreitar as bases da pirâmide social. Mas outras frentes, porém, clamam por urgência: os buracos na infraestrutura e a ausência de estímulos para a indústria melhorar seus níveis de inovação e produtividade. O sistema produtivo faz queixas. Pesquisa da CNI acaba de mostrar as notas que os empresários atribuem à áreas básicas: educação(7,08), vindo à fren-

te de tributação (6,6), infraestrutura (6), inovação (5,29), relações de trabalho (5,28), ambiente macroeconômico (4,82), eficiência do Estado (4,53), segurança jurídica e burocracia (4,33). As fendas no cercado do desenvolvimento social se somam aos desajustes no território legislativo. A sensação de que o ano deixa muito a desejar se reforça pela reversão de expectativas na área da reforma política. A frustração emerge quando se compara a dinâmica social, caracterizada por correntes vibrantes, com a estática da política. O estágio civilizatório de setores e grupos atinge graus elevados. O Brasil desfralda bandeiras de cidadania conduzidas com firmeza pelos mais plurais núcleos de gêneros, categorias profissionais e entidades não governamentais. Pulsa vibração pelos corredores institucionais, onde a sociedade bate bumbo em defesa de demandas. Expande-se um sentimento de Pátria, na corrente que arrasta uns e outros em torno do esforço coletivo pela dignificação nacional. O patriotismo, sagrado valor maltratado por borrascas dos interesses venais, volta a animar o espírito nacional. Nos termos usados por José Ingenieros em O Homem Medíocre, começa-se a distinguir “um conceito de Pátria, implícita na solidariedade sentimental do povo, e não na confabulação de politiqueiros que medram à sua sombra”. E em que ancoradouro desaguarão as correntes de águas límpidas? Na fonte dos anseios por uma nova política. Que começa a se fazer presente no acompanhamento de práticas e costumes de governantes e representantes, na renovação de quadros municipais, enfim, no expressivo ingresso de perfis mais jovens na arena institucional. Espraia-se o sentimento de que o copo da política poluída transborda. Há visível defasagem entre dois Brasis, o que abre os olhos, e o que dorme em berço esplêndido. De um lado, posta-se um cidadão exigente, um eleitor crítico, um consumidor de serviços consciente, ao lado de um grupamento ainda amarrado ao tronco da secular árvore do patrimonialismo. A esperança é a de que a força da racionalidade consiga inundar os pulmões da sociedade com o oxigênio de novos padrões. E que todos, margens, centro e topo, possam proclamar, a uma só voz, o brado do profeta Zaratustra: “novos caminhos sigo, nova fala me empolga; como todos os criadores, cansei-me das velhas linguagens. Não quer mais o meu espírito caminhar com solas gastas”.

GAUDÊNCIO TORQUATO jornalista, é professor titular da USP e consultor político e de comunicação.Twitter: @GaudTorquato

Adjunto de Planejamento vai conduzir obras da Copa novo secretário adjunto de Planejamento da Prefeitura de Natal será o engenheiro Alexandre Duarte. E será dele a responsabilidade de coordenar as obras de mobilidade da Copa do Mundo, que deverão estar prontas até o início de 2014. Assessores próximos ao prefeito Carlos Eduardo garantem que a escolha é técnica e traz uma indicação de que Alexandre Duarte já tem todo planejamento de como dar celeridade às obras de mobilidade, que nem mesmo foram iniciadas. No último dia de trabalho da equipe de transição, sexta-feira, os esforços estavam voltados para tentar regularizar convênios de recursos federais, que estavam ameaçados devido o encerramento do ano fiscal. A coordenadora da equipe de transição, Virgínia Ferreira, que será a nova secretária de Planejamento, afirmou que ainda conseguiu “salvar” diversos convênios. “Conseguimos salvar três convênios da Saúde, um da Secretaria Municipal de Trabalho e Ação Social e o convênio para recuperação do Palácio dos Esportes a Caixa aceitou adiar a assinatura”, destacou a coordenadora da equipe de transição, citando que dois dos convênios mantidos são voltados para recuperação das maternidades das Quintas e Leide Morais. Já o repasse a ser feito pela Caixa para recuperação do Palácio dos Esportes é no valor de R$ 1 milhão, mas esse ainda ganhou o prazo até o dia 28 de janeiro para ser assinado.

ALDAIR DANTAS

O

Virgínia:no último dia de trabalho da equipe de transição,esforços para salvar convênios da mobilidade

Virgínia Ferreira considerou atípico o trabalho da equipe de transição, já que a preocupação foi auxiliar a própria administração atual. “Nós (a equipe de transição) cuidamos muito em resolver os problemas da Prefeitura, salvar os convênios, retirar a Prefeitura do CAUC, compartilhamos o final de governo para dar um pouco de gestão para o futuro governo”, analisou. TRIBUTAÇÃO O último secretário a ser anunciado na equipe de primeiro esca-

lão do prefeito eleito Carlos Eduardo foi o titular da Tributação. A indicação contempla um servidor do quadro da pasta. O nome escolhido foi da advogada Ayla Maria Ramalho Cortez de Oliveira, que é do quadro da Secretaria Municipal de Tributação. Embora seja parente da primeira dama Andreia Ramalho, a informação é que a escolha por Ayla Ramalho foi técnica. Já equipe de transição indicada pelo prefeito Carlos Eduardo foi toda acomodada no primeiro escalão da gestão. Virgínia Ferreira será a nova titular do Pla-

[ PONTA NEGRA ] Sinalização e isolamento da área começam na

segunda-feira; fogos só devem ser instalados após às 22 horas JOÃO MARIA ALVES

nejamento, a professora Justina Iva foi indicada para a Secretaria de Educação, o novo procurador geral do Município será Carlos Castim, a engenheira Elequicina Santos foi indicada para titular de Mobilidade Urbana. O administrador Alexandre Halles é o novo diretor administrativo da Urbana. Inclusive será dele o trabalho para coordenar a reforma administrativa que será feita no órgão, com extinção de cargos comissionados, como já foi anunciado pelo prefeito Carlos Eduardo.

[ AGRONEGÓCIO ]

Idiarn contesta informações do Coex direção do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn) contesta as informações do Comitê Executivo da Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex), que apontam para um prejuízo de R$ 21 milhões dos produtores agrícolas devido a suspensão da emissão de documentos de permissão de trânsito de vegetais (PTV), em decorrência de uma paralisação no sistema informatizado (Siapec). Segundo a diretora geral do Idiarn, Fabiana Lo Tierzo, a suspensão da expedição do PTV ocorreu apenas durante um dia. Ela explicou que quando o sistema foi paralisado fez uma consulta ao Ministério da Agricultura que sugeriu a emissão das guias manualmente, com a elaboração de um banco de dados temporário. “Temos um bloco manual que é usado quando o sistema pára e usamos naquele momento”, destacou a diretora. Ela relatou que a interrupção nas atividades ocorreu por responsabilidade da empresa contratada de forma emergencial. Fabiana Lo Tierzo disse que ao assumir o órgão em setembro deste ano começou um processo licitatório para contratação da empresa que ficará responsável pelo sistema informatizado para emitir os documentos aos produtores agrícolas. Mas até a conclusão de todo processo, deveria estar operando a empresa contratada emergencialmente, que falhou na suspensão da atividade. “Não houve prejuízo para os produtores, tudo foi solucionado na forma manual, inclusive, a unidade de Mossoró me informou que foi tudo emitido normalmente”, destacou a diretora geral do Idiarn.

A

Autoridades do governo reconhecem “risco de acidentes”durante espetáculo pirotécnico na praia

Defesa Civil vai isolar trechos do Calçadão para o réveillon Defesa Civil vai sinalizar e isolar trechos do calçadão de Ponta Negra, praia urbana em Natal, para evitar acidentes devido às crateras existentes na estrutura de alvenaria. As intervenções serão feitas nesta segunda-feira, principalmente porque a orla deve receber centenas de pessoas por ocasião da programação oficial do réveillon. O secretário de Defesa Social e coordenador da Defesa Civil de Natal, Carlos Paiva, alertou para o risco iminente de acidentes na área da orla de Ponta Negra devido à situação do calçadão, que há seis meses vem sendo destruído pela ação da maré.A sinalização e isolamento serão refeitos, tendo em vista que essas providências já haviam sido implementadas, mas posteriormente destruídas e roubadas por vândalos. As providências são, independente da realização das festivida-

A

des na orla, exigências previstas em decisão judicial contra a administração municipal. A praia de Ponta Negra é um dos principais destinos dos natalenses e visitantes, atraídos pela programação cultural e queima de fogos na passagem para o Ano Novo. A realização das festividades na orla de Ponta Negra requer, segundo o Ministério Público, providências de segurança para garantir que os frequentadores da praia não corram riscos de acidentes em função dos estragos na estrutura do calçadão. Em função da situação financeira do Município, a Prefeitura de Natal já havia descartado a realização de festividades na orla, mas na semana passada o Governo do Estado anunciou que vai arcar com os custos da programação cultural e queima de fogos no réveillon. As medidas de segurança para

a área também foram discutidas em função da queima de fogos, que este ano terá estrutura instalada na praia, e não no mar como ocorria anteriormente. A plataforma para os fogos será montada na praia no trecho à altura da rua Tivoli. O coronel bombeiro e responsável pelo Serviço Técnico de Engenharia, Monteiro, afirma que todas as exigências para atender aos padrões de segurança já foram expostas à empresa e organizadores. Ele ressalta que como os fogos serão instalados na praia, mais próximo ao público, há necessidade de um planejamento e medidas de segurança diferenciados. “Deixamos claro em reunião que o isolamento precisa ser feito pela Polícia Militar, pois há risco da multidão eventualmente invadir a área. Os fogos serão montados após as 22h em função da maré”, disse.


8

geral

Natal | Rio Grande do Norte| Domingo | 30 de dezembro de 2012

[ INSEGURANÇA ]

[ TRÂNSITO ]

Bando explode agência do BB

PRF registra dez acidentes na 1ª noite do feriadão

Bandidos imobilizam destacamento da polícia de cidade da Grande Natal dinamitam quatro caixas eletrônicos. Roubo aconteceu a poucos metros de uma festa de formatura

população de São José do Campestre viveu momentos de apreensão na madrugada deste sábado. Por volta das 3h30, uma quadrilha composta por aproximadamente dez homens, encapuzados e vestidos de preto, cercou o destacamento da Polícia Militar, rendeu os dois policiais de plantão e seguiu à agência do Banco do Brasil, onde, após explosões, arrombaram quatro terminais eletrônicos. A ação demorou menos de meia hora. Ninguém ficou ferido. De acordo com informações do comandante de Policiamento do Interior, Coronel Reinaldo, uma parte da quadrilha rendeu os policiais na base da polícia, enquanto os outros criminosos seguiram para a agência. Assim que a Polícia Militar tomou conhecimento do ocorrido, uma equipe foi acionada para tentar capturar os bandidos. Policiais de Nova Cruz foram chamados para auxiliar na operação, mas não obtiveram sucesso. Pela manhã, populares se reuniram em frente a agência para conferir o estrago feito pela quadrilha. Toda a estrutura interna do prédio veio abaixo. No momento da ação, uma festa de formatura acontecia em uma escola próxima à agência bancária. Pessoas que estavam na comemoração disseram ter ouvido um barulho abafado e, algum tempo depois, tiros foram disparados por toda a cidade, provavelmente a comemora-

MAGNUS NASCIMENTO

A

A

Agência do Banco do Brasil de São José do Mipibu é alvo, pela segunda vez, de explosões para roubar dinheiro de caixas eletrônicos

ção dos bandidos. É a segunda vez em menos de seis meses que a agência é destruída. “Na primeira vez, a agência passou mais de 90 dias para ser reformada. Agora vamos ter mais transtornos nos próximos meses”, comentou um dos moradores, que não quis se identificar. A população, aliás, estava assustada com a ousadia dos bandidos. “Estava dormindo. Quando

ouvi o barulho e vi a movimentação na rua, procurei me esconder no quarto mais seguro da casa”, contou outro, sem querer dar detalhes do que tinha presenciado. Quem assume a investigação agora é a Polícia Civil, que só chegou ao local do arrombamento cerca de 10 horas depois do ocorrido. A nossa reportagem tentou contato com o delegado responsável pe-

lo caso, mas não obteve resposta. Segundo o comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, Coronel Francisco Araújo, a ação é uma mostra do quanto esses bandidos estão se tornando mais corajosos e organizados. Ainda assim, o Estado é o último do Nordeste no número de casos de arrombamentos. “Tivemos um em dezembro e, durante o ano, cer-

ca de 30”, informou. Para ele, as agências têm a obrigação de manter uma estrutura de segurança mais fortificada. “É precisa melhorar a oferta de medidas protetivas. O cliente precisa se sentir seguro”. Até agora, em 2012, mais de 20 pessoas já foram detidas por envolvimento com essa modalidade de crimes em todo o Estado. Os dados são da Polícia Civil no RN.

Polícia Rodoviária Federal registrou dez acidentes na noite da última sexta-feira, que marcou o início do feriadão. Desses, oito foram sem vítimas. Em nota divulgada, a Assessoria da PRF considerou “tranquilo” o primeiro dia. Foram realizadas 40 autuações de condutores dirigindo alcoolizados, desses 14 foram detidos porque estavam acima de 0,29, como determina a nova lei. As ações de combate à embriaguez foram Oeste; cinco das prisões por embriaguez ocorreram em Mossoró. Ao longo da malha viária federal do estado foram fiscalizados 626 veículos, com o recolhimento de 15 carteiras de habilitação. A operação Rodovida segue até o Carnaval 2013 reforçando a fiscalização sobre as motocicletas, coibindo as ultrapassagens indevidas ; o excesso de velocidade e apertando o cerco aos condutores sob efeito de álcool. O tenente Tony Swamarn, do Batalhão Estadual de Trânsito, afirmou que está sendo feito um trabalho educativo junto aos motoristas, nas principais vias estaduais. Serão distribuídos 11 mil etilômetros (equipamentos que verifica o nível de álcool). “São etilômetros descartáveis, que estão sendo usados de forma lúdica, onde o motorista pode verificar se ainda está apto a dirigir ou deve passar a direção para outra pessoa”, destacou.


geral

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

9

Estatísticas mostram que 77% das denúncias, feitas através do Disque 100 entre janeiro e novembro deste ano, tiveram como alvo crianças e adolescentes. A média é de 10,9 mil agressões por mês [ DIREITOS HUMANOS ]

Crianças: as maiores vítimas da violência DIVULGAÇÃO

ELAINE PATRICIA CRUZ Agência Brasil

ão Paulo – Adolescente agitado, Lucas fica tímido ao mostrar suas mãos. Em uma delas, há uma marca de infância. Mas não é uma marca que nasceu com ele. Ela surgiu quando uma pessoa da família utilizou um garfo quente para repreendê-lo e o queimou. “Até hoje eu tenho [a marca]. Nas costas também, mas lá acho que não tenho mais as marcas”, contou ele à Agência Brasil. Lucas tem 13 anos. É filho adotivo e começou a apanhar “de cinta e de fio” da mãe e do cunhado depois que o pai morreu. Em vários desses momentos, fugiu para a casa de

S

um amigo para se livrar das agressões. “Tinha vezes em que eu dormia lá”, falou. “Se eu não lavasse a louça, eles [a mãe e um cunhado] me batiam. Se eu não acordasse na hora certa, eles me batiam. Aí eu fugi de casa e esse foi um dos motivos que me levaram ao abrigo”, disse o adolescente, um entre milhares de exemplos de vítimas de violência doméstica em todo o país. Dados divulgados pela Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República mostraram que 77% das denúncias registradas por meio do Disque 100, entre janeiro e novembro deste ano, são relativas à violência contra crianças e adolescentes, o que corresponde a 120.344 casos relatados.

Isso significa que, por mês, ocorreram 10.940 agressões, o que dá uma média de 364 denúncias por dia. Já o Disque Denúncia 181, serviço criado em 2000 pelo Instituto São Paulo contra a Violência e pelo governo paulista, por meio da Secretaria de Segurança Pública, registrou 6.603 denúncias de maus-tratos contra crianças entre janeiro e outubro deste ano em todo o estado, o que dá uma média diária de 22 denúncias. O número é superior ao do mesmo período do ano passado, quando foram registradas 6.028 denúncias. Para Ariel de Castro Alves, presidente da Fundação Criança e vice-presidente da Comissão Especial da Criança e do Adolescente da Ordem dos Advogados do

Brasil (OAB), é difícil deduzir, por esses números, se os casos de violência envolvendo crianças e adolescentes têm crescido ou se as pessoas estão denunciando mais. “É difícil medir se os casos estão aumentando. Na verdade, a sociedade está muito mais alerta e mais atuante diante de casos de abusos e de violência contra crianças e adolescentes. Isso é um fator muito positivo no país nos últimos anos. As pessoas estão denunciando mais, sendo menos coniventes e omissas”. Nenhum dos dois serviços de denúncia contabiliza quantos desses casos registrados referem-se especificamente à violência doméstica. Mas sabe-se que o número é grande.

Criança brinca em uma das casas de acolhimento,em São Bernardo

Truculência doméstica pode gerar traumas A violência doméstica pode gerar traumas para as crianças e os adolescentes, disse Alves. “Muitas vezes, elas [crianças e adolescentes] são vítimas daquelas pessoas em quem confiam, que entendem ser as pessoas que cuidam delas. Por isso, há dificuldade para assimilarem uma situação desse tipo. Esse é o trauma maior. A pessoa que tinha que proteger é a que acaba violando o direito dessas crianças e adolescentes. Isso gera um trauma, uma desconfiança permanente com relação aos adultos e dificuldade depois de convivência com outras pessoas. Isso pode, muitas vezes, gerar também prejuízo no desenvolvimento educacional”, disse, em entrevista à Agência Brasil. Segundo Helen Vivili Santana

2008

Carmona, diretora técnica adjunta da Fundação Criança, grande parte dessa violência contra crianças e adolescentes tem como motivação principal o uso de álcool ou de drogas pelos pais. “Temos um índice grande de pais com problemas psiquiátricos e que fazem uso abusivo de álcool, que são geradores de violência”, explicou. Outro fator que contribui para a violência doméstica contra crianças e adolescentes, disse Helen, é a ineficiência do Estado. “A falta de uma rede de atendimento e de serviços, que contemple a necessidade da família, faz com que essa violência esteja aí, latente, nas famílias mais vulneráveis”, acrescentou. Pela ineficiência do Estado, esclareceu Helen, entende-se a falta de uma

política habitacional adequada, de políticas de empregabilidade e também questões nas áreas de saúde, educação e até atendimento psicológico precário ou inexistente. “Essas famílias têm essa dificuldade financeira e isso acaba gerando outros tipos de violência. A questão financeira é geradora das demais violências. Já tivemos relatos de mães que tiveram seus filhos acolhidos por conta da questão financeira e que acabaram agredindo o filho porque ele pediu comida”, contou. “O Estado precisa olhar para essas questões”. Alves citou outro motivador da violência doméstica. “O que estimula a violência é também a impunidade”, disse. Para ele, todos os órgãos que trabalham com a questão

envolvendo a defesa dos direitos da criança e do adolescente, “desde a denúncia no Disque 100 [federal] ou no 181 [estadual], passando pelo Conselho Tutelar, pelas delegacias, pelas promotorias ou varas especializadas” precisam funcionar e atuar de forma integrada para combater a impunidade. Também é necessário, destacou, criar, ampliar ou melhorar as redes de proteção social de atendimento familiar para prevenir os casos de violência. A ideia seria, na sua opinião, educar os pais para que possam educar seus filhos de maneira adequada.

INFRAESTRUTURA

ENERGIA

TURISMO

INDÚSTRIA

COMÉRCIO E SERVIÇOS

EMPREENDEDORISMO

EDUCAÇÃO

ESPECIAL ELEIÇÕES

AGRONEGÓCIOS E PESCA

INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

GESTÃO PÚBLICA

AEROPORTO

LEIA MAIS População gay também é alvo de agressões.Página 10

2009 2010 2011 2012 COPA DO MUNDO 2014

ESPECIAL ELEÇÕES 2012

TRANSPORTES E MOBILIDADE URBANA

PESCA, AQUICULTURA E CARCINICULTURA

5 anos 16 edições

A Tribuna do Norte, a Salamanca Capital Investiments, a FIERN, a Fecomercio e a UFRN agradecem aos parceiros do Projeto Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte, ao público leitor e ao público presente nos seminários, nestes 5 anos de debates e discussões, que resultaram em muitas propostas, soluções e melhorias visando ao desenvolvimento do nosso Estado. Em 2013 teremos novos temas em debate! Aguardem a 17ª edição!


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 30 de dezembro de 2012

[ DIREITOS HUMANOS ] Com base em registros parciais, Núcleo de Combate à Discriminação, Racismo e Preconceito projeta aumento de 15% nas agressões com motivos homofóbicos

Cláudio Humberto E-mail: ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br

Mensaleiros tentam negociar regalias missários do PT tentam negociar com o governo tucano de São Paulo condições especiais para mensaleiros no presídio do Tremembé. Segundo fonte da Secretaria de Justiça, ele pretendem não ser obrigados a raspar a cabeça, usar uniformes de presidiários, nem andar cabisbaixos quando circulam em ambientes comuns. “Só faltam pedir falaram frigobar, internet e TV a cabo nas celas”, ironiza.

E

NADA DE MORDOMIA As autoridades do governo paulista já avisaram que nos presídios não são tolerados privilégios para quaisquer “reeducandos”.

Dá para você pegar um bom cineminha e até teatro”

MINISTRA MARTA SUPLICY sobre o vale-cultura de R$ 50 mensais para trabalhadores

TABLET PODE? O ex-ministro José Dirceu tem a esperança de poder usar seu tablet iPad, no cárcere. E quer trabalhar no presídio para diminuir sua pena.

Air Piauí

Popó Noel

De Teresina a São Paulo, são enfadonhas horas de vôo. Mas Wilson Martins (PSB), governador do Piauí, resolveu a parada, segundo a oposição: convocou o jatinho de empresário com negócios no Estado.

O deputado Acelino Popó (PRB-BA) distribuiu presentes para crianças da Baixa de Quintas, na periferia de Salvador, onde ele nasceu, se criou e dormiu no chão até os 23 anos. “Foi lindo”, disse emocionado.

NÃO PODE Se o ex-ministro de Lula pudesse usar seu tablet no presídio, nada impediria a utilização também de telefones celulares.

Mãe Dinah

Guerra paraibana

Dilma sofre do “mal de Mantega”, que por sua vez herdou de Lula a “garganta profunda” das previsões furadas. Após 64 apagões só dela, arriscou dizendo ser “ridículo” pensar em racionamento de luz.

É feio o confronto do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), com a Assembleia Legislativa. Ele disse que não vai ficar de joelhos e os deputados estaduais já falam até em impeachment.

PREENCHENDO O TEMPO Assim como o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), José Dirceu quer aproveitar o tempo de prisão para estudar, concluir cursos superiores.

Militares vão vigiar o ciberespaço Com porta-aviões capenga, base militar incendiada e rancho precário por falta de grana, os militares terão novo desafio em 2013: combater os ataques à internet na Copa de 2014 e nas Olimpíadas de 2016. A “Política Cibernética de Defesa”, coordenada pelo ministro Celso Amorim, pretende envolver também a comunidade acadêmica e a “base industrial de defesa” – supondo-se que o País tem capacidade militar de reagir a um ataque por terra, mar, ar e infovia cibernética.

‘GOOGLANDO’ A “Defesa Cibernética” inclui também a Abin (Agência Brasileira de Informação), dependente do poderoso agente Google para investigar.

Sujo de ovo

Na ribalta

O deputado Márcio Macêdo (PT-SE) exagerou na “babação”: “a história do Brasil não é a mesma depois de Lula”, garantiu ao portal do PT, destacando que (Lula) é vítima de “um ódio de classe das elites (...).

Sem pai nem mãe, com a perda da liderança do PSDB, Álvaro Dias (PR) luta para assumir o posto desocupado de “líder da Minoria”, no Senado. Para não perder o permanente flerte com os holofotes.

BÊABÁ Na sexta (28), um ataque de “hackers” tirou do ar por meia hora o site de consultas ao exame do Enem, do Ministério da Educação.

Bombando

Peladeiro

A popularidade do ministro Joaquim Barbosa só cresce. Várias páginas em redes sociais pedem que se candidate à Presidência da República. Só no Facebook são 50, e as algumas superam 40 mil “curtidas”.

O embaixador Roberto Azevedo, candidato ao cargo de diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, sempre que vem ao Brasil, bate uma pelada no famoso clube “Gerovital”, em Brasília.

ZEN OCUPAÇÃO A ex-governadora do DF, Maria Abadia (PSDB), em fase zen, preenche o tempo aprendendo pintura sacra com irmãs Marcelinas, em Brasília.

Crescem agressões contra a população gay de SP DIVULGAÇÃO

ão Paulo – De janeiro a novembro deste ano, o Disque 100, serviço telefônico da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), recebeu 2.830 denúncias de violência contra a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros). O serviço recebe, em média, oito denúncias por dia. No entanto, ressalta o presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, Fernando Quaresma, o número de denúncias está longe de representar o que acontece na realidade. “Não é um número real. É um número elevado, mas não é real, porque não engloba pessoas que não conseguem assumir a sexualidade e que sofrem com a homofobia, nem casos de homicídio em que as famílias não assumem que a pessoa morta era LGBT. Há muitos outros casos que não entram na estatística que é feita. O número de casos é muito maior”, disse Quaresma, em entrevista à Agência Brasil. O Relatório sobre Violência Homofóbica no Brasil, divulgado pela SDH, informou que, de janeiro a dezembro do ano passado, 6.809 violações de direitos humanos foram relatadas ao Disque 100, à Central de Atendimento à Mulher e à Ouvidoria do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a secretaria, tais violações envolveram 1.713 pessoas, o que deu uma média de 3,97 violações por vítima. Só o Disque 100 recebeu 4.614 denúncias de homofobia em 2011. A própria secretaria reconhece que as notificações não correspondem à totalidade dos casos de violência homofóbica, já que muitos deles não são denunciados. O Núcleo de Combate à Discriminação, Racismo e Preconceito da Defensoria Pública de São Paulo registrou 50 ocorrências de homofobia somente no primeiro semestre deste ano. Pelas projeções do núcleo, o ano de 2012 deve terminar com aumento de 15% no número de casos em comparação com as ocorrências do ano anterior, quando a Defensoria recebeu 66 relatos. “Desde 2007 [quando o núcleo foi criado para receber denúncias e dar entrada em processos administrativos referentes a casos de homofobia), em todos os anos, têm aumentado (o número de relatos de violência homofóbica].

S

Na Fundação Criança, vítimas de violência doméstica recebem acompanhamento psicológico

Antes, a população LGBT era invisível, ficava dentro do armário e não reivindicava seus direitos e espaços, mas isso mudou consideravelmente nos últimos dez anos”” HELOISA GAMA ALVES Coord.Políticas de Diversidade Sexual de São Paulo

Nunca houve retrocesso. E ultimamente os registros têm aumentado muito, seja porque há mais casos de violência por discriminação, seja porque as pessoas denunciam mais”, destaca a defensora pública Vanessa Alves Vieira, coordenadora do núcleo. A Comissão Processante Especial da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania de São Paulo, que analisa as denúncias e, em caso de constatação de ato homofóbico, instaura processo administrativo com base na Lei Estadual 10.948, de 2001, recebeu 264 processos por homofobia no período de 2002 a 2012. Deste total, 117 processos ainda estão em andamento. “A população LGBT, até dez

anos atrás, era ‘invisível’, ficava ‘dentro do armário’, no jargão popular, e não reivindicava seus direitos e espaços, nem denunciava a violência que sofria. De dez anos para cá, isso mudou consideravelmente”, ressaltou a coordenadora de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria Estadual da Justiça de São Paulo, Heloisa Gama Alves. Segundo a secretaria, em 2011, foram instaurados 63 processos. De janeiro a julho deste ano, foram abertos mais 34 processos. A secretaria informou ainda que nove multas e 46 advertências foram aplicadas desde que foi aprovada no estado a lei que prevê esse tipo de punição. Quando os casos envolvem estabelecimentos comerciais, a lei preve a suspensão ou a cassação da licença de funcionamento. “Uma lei que criminalize a homofobia só pode ser [instituída] por meio de lei federal aprovada no Congresso. A lei em vigor no estado [de São Paulo] é de cunho administrativo, ou seja, a vítima de homofobia faz uma denúncia, que chega à Secretaria de Justiça e, se há indício de conduta homofóbica, instaura-se um processo administrativo”, explicou Heloisa. Segundo ela, nos casos de homofobia, o que mais tem chamado a atenção da secretaria é o crescimento da violência dentro das próprias famílias,. “Tem havido muitas denúncias de agressão verbal por parte de parentes, de pessoas do ciclo íntimo da vítima.”

Violência homofóbica é maior nas ruas A delegada Margarete Barreto destaca que a violência homofóbica ocorre em toda parte, embora seja mais frequente na rua e no trabalho. A titular da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, aponta o xingamento como o tipo mais comum de violência contra a população LGBT. Para a delegada, uma forma de evitar a violência homofóbica seria discutir “a fundo” a questão do preconceito. “É importante investir em políticas públicas preventivas. No Brasil, temos uma mania: quando aparece um crime, aumenta-se a pena para esse crime, mas não se discute a questão a fundo. Temos que discutir o preconceito em sua raiz. Todos eles. O racial, o religioso, o social, a intolerância esportiva. Temos que escancarar, abrir essas cortinas totalmente. Não só um pedacinho.” Ela defende ainda alterações no Código Penal, com aumento das penas para crimes de ódio. “Melhor do que uma lei que criminalize a homofobia seria uma qualificadora genérica para crimes de ódio, que alcançaria tanto crimes de racismo quanto homofobia e intolerância religiosa.” Na opinião da delegada, tecnicamente ficaria melhor e não haveria tanta resistência de algumas bancadas para aprovar a lei. Assim, se ocorrer um homicídio que tenha como motivo a homofobia, o criminoso responderá pelo crime de homicídio e terá a pena aumentada ou agravada por causa da motivação homofóbica, explicou. Para Fernando Quaresma, porém, a proposta da delegada não resolveria o problema no todo. “Realmente, poderia haver um agravante em relação a homicídio ou lesão corporal por questão de discriminação ou orientação sexual. Isso pode ser feito, mas a homofobia não ocorre só na hora em que a pessoa apanha ou morre. Ela ocorre também nas escolas, nas famílias, nas religiões. O agravante não abrangeria essas situações.” Por isso, Quaresma defende a aprovação do Projeto de Lei (PL) 122, que criminaliza a homofobia e está em tramitação no Congresso. A defensora pública Vanessa também defende a aprovação do projeto. “O PL 122, que está em andamento, prevê que os crimes praticados por orientação sexual tenham pena mais rigorosa. Acredito que a lei possa contribuir para mostrar à sociedade que essas condutas não podem ser toleradas.” Para fazer a denúncia, é preciso buscar testemunhas e fazer um boletim de ocorrência.


Domingo | 30 de dezembro de 2012

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

11

No ano em que o Nordeste enfrenta a 72ª grande seca desde o Descobrimento do Brasil, governo testa medidas de convivência, mas ainda é obrigado a recorrer a velhos instrumentos como os carros-pipa

[ SEMIÁRIDO ]

Um novo viés no combate à seca “ A MAGNUS NASCIMENTO

CARLOS ALBUQUERQUE Deustche Welle

dital - O semiárido brasileiro enfrenta a pior seca dos últimos 40 anos, e os sertanejos ainda continuam sofrendo com a estiagem. Sociedade civil e governo federal investem agora em políticas de convivência com o semiárido. Trata-se da 72ª grande estiagem registrada em mais de 500 anos de história, segundo dados da Articulação pelo Semiárido (ASA), rede formada por mais de 750 organizações da sociedade civil, que atuam na gestão e no desenvolvimento de políticas de convivência com a região semiárida. No entanto, até bem pouco tempo, em vez de disseminar políticas de “convivência com o semiárido”, o governo federal empreendia o “combate à seca” – e isso desde que o imperador Dom Pedro 2° autorizou a construção do açude do Cedro, uma das primeiras grandes obras públicas de combate à estiagem, em 1880, passando pela fundação do atual Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs), em 1909, e, na segunda metade do século 20, da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e outros órgãos. Em entrevista à DW Brasil, Cícero Péricles, professor da pósgraduação em economia aplicada na Universidade Federal de Alagoas e autor de várias publicações sobre economia regional, disse que, “até a década de 1980, a estratégia central de todos os programas era a criação de infraestrutura hídrica, industrial, de estradas para desenvolver o Nordeste e, a partir dessa riqueza, enfrentar a seca”. E para o coordenador da Articulação pelo Semiárido na Bahia, Naidison Baptista, tais políticas

Se você anda pelo sertão, vê que não tem mais nada para [o rebanho] comer. De verde, só se veem o juazeiro e a jurema” PAULO HELDER Vice-presidente da Faec

Até a década de 1980, a estratégia era a criação de infraestrutura para desenvolver o Nordeste e, a partir dessa riqueza, enfrentar a seca” CÍCERO PÉRICLES Professor

Com a morte do rebanho, os estados nordestinos vão precisar de quatro anos para recuperar a produção de leite que tinham em 2011

de combate à seca “sempre se aproveitaram dos momentos de estiagem para enriquecer os que já são ricos, para aumentar o poder dos que já têm poder, e para deixar sem poder, sem recurso e sem acesso aos bens o que estão na miserabilidade do Brasil de hoje.” Nesse contexto, muitos erros foram cometidos. A prova disso está nas dificuldades ainda enfrentadas pelos habitantes do semiárido, principalmente durante o longo período de falta de chuvas deste ano. No Ceará, um dos esta-

dos mais atingidos pela atual seca, mais de 40% da produção de leite está perdida; o rebanho de gado do semiárido está morrendo ou sendo vendido, enquanto milhares de nordestinos buscam trabalho, de forma permanente ou temporária, em outras regiões do país. Paulo Helder, vice-presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec), disse que devido a programas como Bolsa Família e Bolsa Estiagem, criados pelo governo federal, a situação das pessoas está relativa-

mente resolvida. “É por isso que não se está vendo a invasão de cidades pelos flagelados famintos.” Mas os rendimentos do produtor rural foram totalmente afetados, porque ele não tem outra renda a não ser a ajuda do governo. “E, quanto ao rebanho, vemos a morte de muitos animais, de fome e sede, porque há regiões onde falta água e comida devido à longa estiagem. Se você anda pelo sertão, vê que não tem mais nada para se comer. De verde, só se veem o juazeiro e a jurema”, declarou

Helder em entrevista à DW Brasil. Segundo ele, um dos maiores problemas é que são necessários cinco anos para se formar um rebanho produtor de leite. Assim, mesmo depois das primeiras chuvas, o Ceará vai precisar de três a quatro anos para produzir a mesma quantidade de leite que produzia antes. Frente à estiagem prolongada, já em junho deste ano a presidenta Dilma Rousseff anunciou que o governo federal iria investir 2,7 bilhões de reais em ações emergenciais para combater a seca na Região Nordes-

te e no norte de Minas Gerais. Tais ações incluiriam a contratação de caminhões-pipa, a construção de cisternas e benefícios fiscais. Segundo Helder, o abastecimento de água para a população está sendo feito por caminhões-pipa através da Operação Carro-Pipa, coordenada pela Defesa Civil e pelo Exército. No entanto, a operação não tem capacidade de atender todas as comunidades e há locais em que as prefeituras também estão disponibilizando carros-pipa para ajudar a equipe do Exército. ROBERTO STUCKERT

Reforma fundiária ampla não está nos planos do governo Em julho de 2011, o governo federal criou o Programa Água para Todos, destinado a promover, segundo o governo, a universalização do acesso à água em áreas rurais para consumo humano e para a produção agrícola e alimentar. No entanto, o acesso à terra, ou seja, uma reforma fundiária ampla e necessária, ainda não está nos planos do governo federal. Segundo o professor de economia, “o acesso à terra continua sendo um grave problema do semiárido nordestino, porque ele é herdeiro de um passado baseado principalmente na pecuária de grande extensão, que convivia com a chamada agricultura de subsistência e que mantém uma forma de organização antiquada, com problemas de acesso à terra, dado o tamanho da área ocupada pelo semiárido nordestino.” Essa agricultura familiar, baseada na produção de milho, feijão e na criação de pequenos animais, envolve 1,7 milhão de famílias no semiárido nordestino, disse o professor. “E quando a seca acontece, ela tem um grande impacto sobre essas famílias porque elas não acumularam nada.” “Daí a necessidade de políticas de transferência de renda e garantias sociais, aliás, como é comum em quase todas as regiões semiáridas. Por exemplo, na Espanha, na Andaluzia, essa política é eficiente, e também em regiões secas nos EUA e na Austrália. Isso não é nenhuma descoberta nacional, nenhuma descoberta brasileira”, declarou Péricles à DW Brasil. Para ele, o dinheiro de programas sociais como Bolsa Família e Bolsa Estiagem e da previdência rural garantem uma renda mínima e a sobrevivência em tempos de estiagem. E como esse volume de dinheiro é muito pouco, ele não inibe a produção, mas é complementar.

Baptista disse existir três tipos de agricultores no semiárido: aqueles que já têm acesso a processos de convivência com o semiárido – esses estão atravessando a seca com mais facilidade; os que não têm acesso a nenhuma tecnologia e só têm acesso à cisterna de consumo humano – “esses estão vivendo melhor do que em outras secas, mas ainda com muita dificuldade, porque não têm alimento nem água para os animais”; e aqueles que não têm acesso a nada – “esses estão pura e simplesmente no Bolsa Família e no Bolsa Estiagem.” Um dos programas-chave da ASA e que hoje faz parte da política do governo federal são as cisternas. Incluindo as construídas pela ASA e as construídas pelo governo dos estados, por consórcios e outros parceiros do governo federal, já existem cerca de 650 mil cisternas no semiárido, levando água potável a 3 milhões pessoas, disse Baptista. No entanto, para que uma família tenha acesso à tecnologia de produção que lhe permita o posterior armazenamento de alimentos, é necessária uma parcela mínima de terra onde ela possa trabalhar. Na leitura da ASA, as políticas do governo de transferência de renda não são más. “Mas elas devem ser entendidas como provisórias e não definitivas.” Segundo Baptista, “o definitivo vai estar na educação, no acesso à terra, no acesso ao crédito, na assistência técnica, em programas de geração de renda.” “Como na Europa se convive com a neve, se convive com o frio, se convive com as mais diferentes circunstâncias, aqui também nós podemos conviver com um espaço de menos água, com um espaço de mais sol, com um espaço diferente, e isso depende de políticas adequadas”, afirmou o coordenador da ASA.

Apontado como solução para amenizar a falta de água no semiárido,a transposição enfrenta resistências e obras estão paradas

Distribuição de água é um entrave Além dos proprietários de carros-pipa, que em épocas de seca chegam a dobrar o preço cobrado das prefeituras, também os políticos se beneficiam da chamada “indústria da seca”. Em entrevista à DW Brasil, o coordenador da ASA, Naidison Baptista, disse que quem lucra com a política de combate à seca são os políticos. “Ao trazer água no carropipa, eles marcam o carro com seus nomes, abordam as pessoas na busca de que elas troquem seus votos por água; ou seja, há um desrespeito profundo dos direitos das pessoas.” Baptista disse ainda que outra dimensão da política de “combate à seca” são as grandes obras

de armazenamento de água. “O Nordeste, o semiárido tem imensos açudes”, disse Baptista, acrescendo, no entanto, que essas grandes obras sempre foram construídas nas fazendas dos grandes proprietários. E quando passa a seca, aqueles açudes passam a ser propriedade dos fazendeiros e a população não tem acesso à água, acresceu. Segundo Péricles, no Nordeste há reservatórios suficientes para abastecer todo o semiárido. Ele diz que 20% da água estocada no Nordeste atenderia plenamente todas as necessidades – tanto o consumo quanto a produção. “Mas a distribuição da terra e a distribuição da água continuam

sendo uma distorção no semiárido.” No contexto das obras de combate à seca do governo federal está a controversa transposição do rio São Francisco. O rio representa 70% dos recursos hídricos da região e a transposição vai interligar sua bacia hidrográfica com bacias no Nordeste Setentrional. Para a ASA, no entanto, esta é mais uma obra que irá concentrar a água nas mãos de poucos, “não tem nada de redenção do Nordeste”. Para Péricles, “a transposição é uma obra que terá um impacto muito reduzido diante dos recursos que estão investindo nela, porque ela não resolve a ques-

tão central, que é levar a água já reservada para a agricultura familiar. “ “A transposição vai servir para abastecer parte da população urbana e há um fato importante no Nordeste que talvez até explique o projeto: hoje, 70% da população do semiárido vive em áreas urbanizadas. Há certa confusão porque a imagem estabelecida é de um semiárido agrícola, essencialmente rural. E não é mais assim. Dois terços da população já vivem em cidades”, explicou o professor. Ou seja, ela não é uma obra destinada à agricultura familiar, aquela que mais sofre durante os períodos da seca. “A transposição vai levar água para açudes, para áreas de agronegócios, para áreas urbanizadas”, concluiu.


12|

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 30 de dezembro de 2012


Domingo | 30 de dezembro de 2012

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

13


]

14

quadrantes

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 30 de dezembro de 2012

BRASILMAR NASCIMENTO ARAÚJO [ Articulista e Poeta ]

Mundo: reflexões humanidade perplexa testemunha a generalidade da violência que assola em todos os sentidos. Do ataque impiedoso a uma pacata escola à barbárie das organizações criminosas, deixam rastro de destruição inclusive com graves sequelas na sociedade: massacres físicos e psicológicos, ou, ainda, na invasão deliberada e unilateral de uma nação. Precisamos de uma união universal pelo respeito, pela cidadania e pela igualdade de direitos entre homens e mulheres, pelo cumprimento da lei, pura e simplesmente. O investimento tem que ser feito maciçamente no homem, na sua formação moral e intelectual. Alicerçados pelo caminho da sociabilidade desde jovem visando um futuro promissor. Vamos todos partilhar nossas idéias,

A

balizando a pesquisa e a cooperação como instrumentos benéficos na melhoria da raça humana. O homem precisa entender que o sangue tem que continuar irrigando os nossos vasos e oxigenando vidas. E, não ser derramado nas trincheiras da discórdia e da irracionalidade. Dos episódios mais degradantes que abalaram a humanidade no século XX, as duas grandes guerras mundiais (1914/1918) (1939/1945), foram as mais devastadoras. Interromperam sonhos – não aconteceram os tão almejados Jogos Olímpicos de 1916, 1940 e 1944, em razão dos conflitos. Arrastaram uma avalanche de milhões de vidas humanas ao mundo da inexistência material. O calendário cronológico é o espelho da história, que nos induz repensarmos em

nossos valores e acreditarmos que não há um caminho na direção da paz. Mas, simplesmente, cada um ser o ator da paz. “A paz começa com um sorriso” – ensinava Madre Teresa de Calcutá (1910-1997). Precisamos ser o enfermeiro deste vasto hospital que é o mundo, munidos com as armas de longo alcance da concórdia, da tolerância, da solidariedade e do compartilhamento. O mundo somos todos nós. Comungamos de todos os credos sob a mesma luz que rege o grande Planeta Azul: a Terra, não importam raças e nem tendências religiosas, e, sim, gente. Juntos façamos deste Planeta uma grande mesa conciliatória, resgatando o homem mergulhado na obscuridade absoluta, do conhecimento e do convívio social com o manto da dignidade hu-

Não ao cerceamento da liberdade e da brutalidade do trabalho escravo. Não a todos os tiranos e à corrupção que destrói em larga escala, vidas e sonhos. Não à violência covarde contra as mulheres, crianças e indefesos. Não ao racismo intolerável e à degradação sistemática dos povos indígenas”

mana. A coisificação do homem nas grandes periferias que desonra todas as sociedades precisa ser compreendida e ser foco de projetos arrojados, como o limiar de um novo tempo. Do cidadão, parte indissolúvel da comunidade, participativo e fraterno: e a educação como a sua fonte perene do conhecimento. Sem perder o olhar no homem do campo contendo o êxodo rural, com políticas agrárias voltadas à sua fixação na terra, para que ele trabalhe não somente pela sua subsistência, mas também que o suor derramado seja transformado nos louros da sua prosperidade. Não ao cerceamento da liberdade e da brutalidade do trabalho escravo. Não a todos os tiranos e à corrupção que destrói em larga escala, vidas e sonhos. Não à violência covarde contra as mulheres, crianças e indefesos. Não ao racismo intolerável e à degradação sistemática dos povos indígenas; alimentada, sobretudo por políticas caóticas na questão fundiária e, consequentemente, o avanço implacável do agronegócio em suas terras. Paz! brasilmar.serradalua@gmail.com

NELSON PATRIOTA [ Escritor ]

ALB ERTO JORGE GUIMARÃES [ Médico ]

Balanço literário de um ano poético

Parto sem medo o palco, duas figuras centrais em total sinergia. Os flashes são insistentes e a plateia assiste ao espetáculo que emociona até mesmo os mais céticos: o encontro entre mãe e filho, que, mesmo juntos desde o momento da concepção, jamais se viram e nunca se tocaram. O nascimento é um marco na vida de ambos e estudos comprovam que a nossa capacidade de amar se relaciona com a percepção de mundo que temos ao nascer. E você sabe o por quê? Durante a gestação, a mulher opta pelo tipo de parto que trará seu filho ao mundo, mas muitas delas não são conscientes desta escolha. O fazem por medo, pressão e até por ignorarem os benefícios do trabalho de parto no nascimento da criança. Dados do Ministério da Saúde apontam que, em 2010, o Brasil registrou mais cesarianas do que partos normais. Enquanto em 2009 o País alcançava uma proporção de 50% de partos cesáreos, em apenas um ano, a taxa subiu para 52%. Na rede privada, o índice de partos cesáreos chega a 82% e na rede pública, 37%. O que muita gente desconhece são as vantagens que um parto normal pode trazer ao bebê e a mãe. Estudos comprovam que as chamadas “cesáreas eletivas” são as que representam maior risco. Nesse tipo de parto, a mãe agenda o dia do Quando for parar nascimento e o bebê naspara pensar no ce sem que ela entre em tipo de parto, trabalho de parto, o que lembre-se de que pode causar problemas é possível de saúde, principalmenvivenciar bons te respiratórios, na crianmomento pelas ça. No decorrer da hisvias naturais, tória, o processo fisiolópermitindo que o gico do parto natural corpo trabalhe da sempre foi visto como forma que a dolorido e sofrível, fanatureza o zendo com que a mulher programou” tivesse uma visão distorcida em relação ao nascimento. Mas afinal, dá para reverter este quadro? Embora todos saibam que a fisiologia do parto envolve uma experiência corporal intensa, é possível encará-la com prazer e alegria, desfazendo-se de mitos que deixam a cabeça da mulher em polvorosa. Claro que não é de uma hora para outra que a mulher vai deixar de ter medos, afinal, tratando-se do desconhecido, é natural que todo o processo faça com que ela sinta-se amedrontada, mas tudo fica bem mais difícil se a mulher não se informa e acata tudo o que ouve por aí. Para começar, a ocitocina – o hormônio que estimula as contrações do útero durante o parto e a expulsão – está presente na lactação, é responsável pelo ato sexual e é um dos grandes responsáveis pela sensação de emoção que a mamãe sente ao pensar no seu bebê. Ela também auxilia na maturação pulmonar, grande conjunto químico de hormônios que produzem o leite. Aquelas contrações que na hora parecem indesejáveis, estão só preparando o corpo para uma série de transformações que não culminam com o nascimento. Muitos hormônios liberados pela mãe e bebê durante o parto estão fortemente presentes na primeira hora de vida posterior ao nascimento, quando a mãe e filho se reconhecem, formando uma sinestesia perfeita, cada qual embebido em fluidos naturais que excitam sua capacidade de amar. Isso mesmo: o”hormônio do amor” é até absorvido pelo bebê através da amamentação. Portanto, quando for parar para pensar no tipo de parto, lembre-se de que é possível vivenciar este momento pelas vias naturais, permitindo que o corpo trabalhe de forma que a natureza o programou: certamente, uma sucessão de acontecimentos culminará na melhora da relação afetiva entre mãe e filho. Mas estes só acontecerão se a mãe estiver consciente de sua responsabilidade em todas estas ações. Pense nisso!

N

(www.partosemmedo.com.br)

oesia, crítica, ensaio, romance, conto, todos os gêneros literários saíram um pouco mais ricos do ano de 2012. Sem pretender fazer análise exaustiva neste canto de página, destacamos alguns lançamentos que tivemos a oportunidade de comentar ao seu devido tempo. A messe mais fecunda foi a da poesia, a começar pelo lançamento do tão esperado “Romanceiro Potiguar”, postumamente, de Deífilo Gurgel. A ele se seguiram os livros “Misto Códice” (Sarau das Letras), de Paulo de Tarso Correia de Melo, “Matinatta”, do pernambucano Fernando Monteiro (Sol Negro) e “O Teorema da Feira” (edição do autor), de Lívio Oliveira. Registramos ainda nesse gênero a repercussão da poesia de Marize Castro nos jornais “Rascunho” e “Estado de S. Paulo”, um sarau poético no Recife em homenagem a Alberto da Cunha Melo, seguido do lançamento do livro póstumo “Cantos de Contar” (Paés), o relançamento dos livros “O Tempo da Solidão” e “O Livro de Tânia” (volume único da Sol Negro), de Walflam de Queiroz, e “Memória Viva de Zila Mamede” (NossaEditora/Sebo Vermelho). A esse balanço poético não poderíamos deixar de registrar o comentário que fizemos sobre a morte de Dailor Varela, poeta que sonhava com viver de poesia, mas que teve de valer-se do jornalismo a vida toda para sobreviver; a apresentação do soneto “Solidão”, de Deífilo Gurgel, por “A esse balanço sua vez, valeu como home- poético não nagem a esse autor, outra poderíamos perda sofrida pela nossa deixar de registrar o comentário que poesia este ano. No gênero ficcional, fi- fizemos sobre a caram registrados o roman- morte de Dailor ce histórico “Cidade dos Varela, poeta que Reis”, de Carlos de Sousa, sonhava com viver e “O Livro de Alice N.” (Se- de poesia, mas que bo Vermelho), contos de teve de valer-se do Celina Muniz; no campo da jornalismo a vida literatura infantojuvenil, toda para foram noticiados os livros sobreviver”. “Cascudinho, o Menino Feliz”, de Diógenes da Cunha Lima e Christine T. da Cunha Lima, e “A Onça Braba e o Cachorro Velho” (Bagaço), livro póstumo de Bartolomeu Correia de Melo. Bartolomeu, aliás, foi homenageado por um outro título da Editora Bagaço, “Louvor de Bartolomeu Correia de Melo”, organizado por Manoel Marques Filho e por este colunista. A obra reúne parte da fortuna crítica publicada em torno do autor de “Lugar de Estórias”. A dramaturgia teve ao menos um registro: “Chão dos Simples, a peça”, escrita pelo ator Lenício Queiroga com base no livro de contos homônimo de Manoel Onofre Jr. A atividade crítica foi responsável por dois lançamentos: “Alguma Prata da Casa” (Nave da Palavra), do crítico Manoel Onofre Jr., e “Nei Leandro de Castro: 50 anos de atividades literárias” (Sebo Vermelho), obra organizada por Chumbo Pinheiro, Fátima Lima Lopes e Thiago Gonzaga. A coluna registrou ainda o trespasse do escritor e acadêmico Enélio de Lima Petrovich, que dirigiu ao longo de mais de 30 anos os destinos do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte e que deixou atrás de si uma obra literária fragmentária e circunstancial, totalizando cartas, prefácios, impressões de viagens etc. Enfim, não passou despercebida a esta coluna a abordagem que a Revista do TCE (v. 13, n. 1, 2011) fez sobre o escritor Luís da Câmara Cascudo na visão de três de seus estudiosos potiguares: Sanderson Negreiros, Vicente Serejo e Diógenes da Cunha Lima, bem como a celebração dos 45 anos do poema-processo, capitaneado por J. Medeiros, Anchieta Fernandes e Falves Silva. Estatisticamente, portanto, este ano que está prestes a acabar foi caracterizadamente poético, ao menos sob a óptica desta coluna, mas sem se furtar à percepção do romance, do conto, do ensaio e da crítica, o que lhe conferiu uma visão mais pragmática do período, seja pela abundância de títulos, seja pelos exemplos pontuais. Sob essa perspectiva, nossa literatura segue a lógica evolutiva das demais, sem renunciar, todavia, à busca de seu próprio caminho.

P

CLÁUDIO EMERENCIANO [ Professor da UFRN ]

Do Natal ao Ano Novo vida, seus caminhos e os sentimentos que, gradual e sucessivamente, sedimentam-se no coração e na alma de cada um. Estabelecem uma espécie de conexão indestrutível e irrevogável, em que passado e presente se irmanam, imantam-se para germinar novas alternativas, esperanças e percepções ante desafios existenciais. Em todas as idades esse ciclo assume uma dimensão transcendental, psicológica e universal. Os questionamentos revelam não apenas dúvida, perplexidade, espanto, vontade de saber e descobrir, mas a afirmação do homem consigo mesmo e perante o mundo. O olhar de uma criança e seu deslumbramento, conhecendo e partilhando das coisas da vida, adquirem uma dimensão insuperável e inalcançável. Que misturam e confundem visão e imaginação, o real e o fantástico. Assim nascem sonhos, fantasias, miragens, concepções e utopias, que nutrem laços e afetividades; é impossível dissociá-los também das relações com a natureza e do encantamento com as belezas da vida. Momentos eternos e inesquecíveis. Não perdem, com o fluir do tempo, sua vitalidade. Incorporamse à personalidade e à memória individual e coletiva. Fecundam novas emoções e alicerçam novos valores, que se amplificam no curso da existência. O primeiro encontro da criança com o milagre de Belém. Seu entendimento do sentido e da razão do nascimento de Jesus num estábulo. Maria e José, os animais e os pastores o cercando. Guardando-o. Naquela noite estrelada, mas especialmente iluminada por estrela grandiosa e incomum, o silencio é rompido por um cântico celeste: “Glória a Deus nas alturas, e paz na Terra aos homens de boa vontade”. Hoje, sexagenário, avô, a criança sabe que os homens de boa vontade são intemporais. Estão em todos os tempos, todas as épocas, todas as eras e culturas da humanidade. Sua mãe, nonagenária, exercita, em plenitude, sua fé cristã e o seu amor. Foi ela, principalmente, quem introduziu os filhos no conhecimento, na contemplação, na reflexão, na reverência e no amor àquela noite em Belém. Noite que é libertação. Noite que é renascimento, germinando, na condição humana, sua plena identidade com Deus. Natal nos anos 50. A cidade celebrava a Natividade com fé. Novenas, a missa do galo e as manifestações da cultura popular, autênticas, provincianas, evocativas e, de certo modo, ingênuas, amalgamavam espiritualidade e tradição. A criança, aos oito anos, orgulhava-se de ser coroinha. Seus pais o levavam cedo para a Igreja de Santa Terezinha no Tirol. Naquele tempo, a noite da cidade era envolta por uma brisa constante e agradável. Apesar do verão. As mungubeiras da Rua Jundiaí a encobriam, numa espécie de aléia, que se estendia de sua confluência com a Avenida Hermes da Fonseca até desembocar na Avenida Deodoro. As folhas balançavam ao ritmo do vento, descortinando espaços do infinito pontilhado de estrelas. A iluminação pública era precária. O menino iria badalar os sinos da igreja desde as 22.30 horas, de quinze em quinze

A

minutos. Até a ultima “chamada”, às 23.45 horas. Em seguida, a missa, à meia-noite, que o coroinha coadjuvava em latim. Anos depois, residindo na cidade, quase ao lado da antiga Catedral, já adolescente, outras tradições se incorpo“Até hoje, raram à sua noite de Belém. estabeleceram-se Seu pai se regozijava em recontrastes da prócepcionar familiares e amigos. pria vida, que vão da Mesa farta e variada. Todos, faculdade de amar entretanto, estabeleciam um às novas dimensões intervalo para, com fé, partido amor; do desfrute ciparem da missa do Natal. Tudo efêmero à consdo começava quando, todos os ciência do eterno; do anos, amigos, sob a liderança exercício da liberdade Djalma Maranhão, chegade à conquista da lúvam invariavelmente às 19.00 cida sensatez; da imhoras: Carlos Siqueira, Evarispulsividade à serenito de Souza, José Maux, Tedade; da inocência místocles Duarte, Gil Barboao livre arbítrio, sa, Santos Lima e outros. Canconsciente e amadutavam sob acordes de violões. recido; da graça inMúsicas de serestas, sempre fantil ao equilíbrio terminando com a “Praieira”, da velhice, que vai que, na noite do Natal, parechegando. Há, entrecia investir-se de um sentitanto, algo que não mentalismo ainda mais bucómuda em substânlico e nostálgico. cia. Apenas se amO jovem, desde os fins dos plia ao compasso da anos 50, inebriava-se com o vida. A fé, a percep“footing” (passeio pelas calçação, a esperança, a das) do centro da cidade, que inserção e a renovase estendia até o dia dos Sanção do espírito na tos Reis. Principalmente na noite de Belém. BeAvenida Rio Branco e na Rua lém em Natal. Noite João Pessoa. Assistia à exibique se estende à aução de grupos folclóricos. rora do Ano Novo, Aquela efervescência ocorria conjugando amor, depois da novena na Catedral, fé, esperança, paz e todas as noites, até o encerraespírito de justiça. mento do ciclo natalino em Pois é impossível ao seis de janeiro. homem construir a Até hoje, estabeleceram-se paz (pessoal e unicontrastes da própria vida, que versal) sem amar.” vão da faculdade de amar às novas dimensões do amor; do desfrute do efêmero à consciência do eterno; do exercício da liberdade à conquista da lúcida sensatez; da impulsividade à serenidade; da inocência ao livre arbítrio, consciente e amadurecido; da graça infantil ao equilíbrio da velhice, que vai chegando. Há, entretanto, algo que não muda em substância. Apenas se amplia ao compasso da vida. A fé, a percepção, a esperança, a inserção e a renovação do espírito na noite de Belém. Belém em Natal. Noite que se estende à aurora do Ano Novo, conjugando amor, fé, esperança, paz e espírito de justiça. Pois é impossível ao homem construir a paz (pessoal e universal) sem amar.


geral

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 15

De acordo com o mais recente relatório da polícia federal norte-americana, entre 2006 e 2010 mais de 500 crianças com menos de 12 anos foram mortas por armas de fogo. Estatística não inclui mortes acidentais [ VIOLÊNCIA ]

Matança diária de crianças nos EUA CAROLYN KASTER

SUZANNE GAMBOA E MONIKA MATHU Associated Press

ashington (AE) - Antes que 20 crianças pequenas tivessem sido massacradas numa escola por um atirador em Newtown, Connecticut, Luke Schuster, de seis anos, foi morto a tiros em New Town, Dakota do Norte. John Devine Jr. e Jayden Thompson, ambos também com 6 anos, foram mortos de maneira semelhante no Kentucky e no Texas. Veronica Moser-Sullivan, de 6 anos, foi morta num tiroteio num cinema em Aurora, no Colorado, enquanto Kammia Perry, da mesma idade, foi assassinada por seu pai, do lado de fora de sua casa em Cleveland, segundo dados de 2012 reunidos pela Associated Press. Não havia nenhum atirador à solta quanto Julio SeguraMcIntosh morreu em Tacoma, Washington. O menino de 3 anos atirou em sua própria cabeça, acidentalmente, quando brincava com uma arma encontrada dentro do carro. Ao lamentar as mortes das crianças em Newtown, o presidente Barack Obama disse que os Estados Unidos não podem aceitar essas mortes violentas como algo rotineiro. Mas o fato de que centenas de crianças perdem a vida em decorrência de disparos de arma de fogo - sejam intencionais ou acidentais - sugere que isso já tenha acontecido. Entre 2006 e 2010, 561 crianças com menos de 12 anos foram mortas por armas de fogo, segundo o mais recente relatório da polícia federal norte-americana

W

Depois do massacre numa escola na cidade de Newtown,presidente Barack Obama criou grupo para tratar da questão do porte de armas

Os políticos dizem a cada insano que as escolas são o lugar mais seguro para matar crianças” WAYNE LAPIERRE Executivo do Clube do Rifle

(FBI, por sua iniciais em inglês). Os números são sólidos: 120 em 2006; 115 em 2007; 116 em 2008, 114 em 2009 e 96 em 2010. A contagem do FBI não inclui a morte de crianças consideradas como acidentais pelas autoridades. “Isso acontece de forma muito regular e afeta famílias e comunidades, não de uma única vez, então não percebemos isso e não entendeROBERT SULLIVAN/AP/AE

Tiro de fuzil mata criança de nove meses A vida de Delric Miller foi encerrada aos 9 meses e a de Angel Mauro Cortez Nava aos 14 meses. Delric estava na sala de uma casa no lado oeste de Detroit, no dia 20 de fevereiro, quando alguém fez vários disparos contra o local com uma AK-47. Outras crianças que estavam na casa não ficaram feridas. Angel estava nos braços do pai, numa calçada perto de sua casa, em Los Angeles, quando um ciclista se aproximou no dia 4 de junho e abriu fogo, matando a criança. A maior parte dos relatos de meios de comunicação sobre este tipo de crime não inclui o tipo de arma usada, geralmente porque a polícia não divulga a informação por causa das investigações. A violência envolvendo armas e o papel que ela tem na vida das crianças é uma questão que vem sendo discutida há anos em comunidades minoritárias. O grupo de direitos civis Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (Naacp, na sigla em inglês) abriu um processo contra os fabricantes de armas em 1999, mas não conseguiu responsabilizá-los pelas mortes. Algumas pessoas da comunidade relembraram esta questão durante a campanha presidencial e pediram a Obama, após sua reeleição, que reduzisse a violência relacionada às armas, em particular quando causa da morte de crianças pequenas, item que faz parte da agenda do segundo mandato do presidente. As mortes por armas de fogo deste ano revisadas pela AP, mostram que o problema não está confinado ao centro da cidade ou é simplesmente o resultado da ação de gangues ou do consumo de drogas, como costumamos acreditar. Faith Ehlen, Autumn Cochran, e Alyssa Cochran, todas com menos de dois anos, morreram em 6 de setembro. A mãe das crianças atirou nelas antes de disparar contra si mesma.

Veronica Moser-Sullivan, 6 anos,foi morta num cinema em Aurora

Homem mata ex-mulher e filho de 11 anos de idade Em Dundee, no Oregon, Randall Engels usou uma arma para matar sua ex-mulher, Amy Engels, e seu filho, Jackson, de 11 anos, enquanto comiam pizza no 4 de julho. Uma irmã mais velha de Jackson também foi assassinada. Em seguida, Engels cometeu suicídio. A cidade, com mais de 5 mil habitantes, declara em seu site que a localidade, quase rural, tem “o brio cultural de uma cidade grande”. A maioria das crianças que morreu em 2012 foi atingida por armas de fogo que pertenciam a seus pais, parentes ou babás, ou simplesmente foram encontradas na casa onde estavam. Webster disse que as mortes acidentais de crianças por armas de fogo diminuíram desde que alguns Estados aprovaram leis que exigem que armas sejam mantidas longe dos jovens ou a existência de dispositivos de segurança que impeçam o disparo acidental. Mas até mesmo pessoas treinadas no uso de armas cometem erros, e eles custam caro. Um policial de Springville, Utah, tinha uma arma pessoal em sua casa que, segundo autoridades, não ti-

nha dispositivos externos de segurança. Seu filho de 2 anos encontrou a arma e atirou em si mesmo no dia 11 de setembro. Os nomes do pai e do filho não foram divulgados na época do incidente. Obama encarregou o vicepresidente Joe Biden de formular a resposta do governo ao massacre de Newtown. A administração vai tentar restringir as leis sobre posse de armas, muitas das quais enfrentam resistência no Congresso há anos. As soluções podem incluir a reinserção da proibição dos rifles de assalto, o fechamento de brechas que existem na verificação de antecedentes antes da compra e a restrição do uso de fuzis de repetição. Tais medidas, porém, teriam efeito limitado para crianças como Amari Markel-Purrel Perkins, de Clinton, Maryland. Ele atirou contra o próprio peito em 9 de abril com uma arma que um adulto havia escondido dentro de uma mochila do HomemAranha. Como a maioria das vítimas de Newtown, Amari tinha 6 anos.

mos como parte de nossa experiência nacional”, disse Daniel Webster, diretor para Pesquisas e Políticas sobre Armas do Johns Hopkins Center. O número verdadeiro de crianças pequenas que morreram por disparos de armas de fogo em 2012 não será conhecido nos próximos anos, período no qual os relatórios oficiais serão reunidos, coloca-

dos numa base da dados e analisado. Especialistas do Centros para Controle e Prevenção de Doenças devem divulgar os dados de 2011 no próximo ano. Em resposta ao que aconteceu em Newtown, a Associação Nacional do Rifle (NRA, pela sigla em inglês), o maior lobby do setor nos Estados Unidos, sugeriu proteger as crianças da violência decorren-

te das armas colocando um policial armado em cada escola, assim que aulas forem retomadas, em janeiro. “Os políticos aprovam leis para zonas escolares livres de armas. Eles colocam placas delimitando esses espaços e, ao fazerem isso, dizem a cada assassino insano da América que as escolas são o lugar mais seguro para infligir a maior quantidade de danos, com mínimo risco”, disse o vice-executivo da NRA, Wayne LaPierre. Webster disse que é mais provável que as crianças morram por disparos de arma de fogo em casa do que na rua e que elas tendem a ficar mais seguras quando estão na escola. Nenhuma das 61 mortes registradas pela Associated Press aconteceu numa escola. As crianças morrem também por outras causas: esfaqueadas, com as gargantas cortadas, afogadas e por estrangulamento. Mas esta terrível recontagem das mortes promovidas por armas de fogo - cujos relatos algumas vezes se resumem a alguns parágrafos num jornal ou num site; alguns minutos na televisão ou no rádio -, são testemunhos de que essas armas, também, estão reduzindo as vidas de muitas crianças. Uma semana antes do ataque em Newtown, Alyssa Celaya, de 8 anos, sangrou até morrer depois que ser alvejada por seu pai com uma arma calibre 38 na Reserva Indígena Tule River, na Califórnia. Sua avó e dois irmãos também foram assassinados. Uma irmã mais nova e um irmão também foram sido atingidos, mas sofreram apenas ferimentos. O pai se matou durante troca de tiros com os policiais.


16

geral

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 30 de dezembro de 2012 EVAN VUCCI

[ ESTADOS UNIDOS ] Partido busca um rumo Mitt Romney mantém-se recluso após a derrota na campanha presidencial deste ano nos Estados Unidos, evitando comentar, até mesmo, o abismo fiscal, assunto mais discutido no cenário político norte-americano

após a derrota nas eleições presidenciais

Derrota de Romney cria vácuo entre republicanos ashington (AE) - principal rosto da legenda conservadora durante a maior parte deste ano, mitt romney se transformou num fantasma desde sua derrota nas eleições do dia 6 de novembro, ele tem vivido recluso em sua casa no sul da Califórnia, emergindo somente para um almoço privado na casa branca com o presidente Barack Obama, tempos atrás. A derrota e o abandono do cenário político, apesar de comemorados por muitos, criou um vazio no que diz respeito à liderança do seu partido, que lida com a falta de uma agenda e com visões internas divergentes sobre o futuro. Em sua última reunião com a equipe de campanha em Boston, Romney prometeu permanecer “uma voz forte para o partido”, segundo os presentes. Até agora, no entanto, ele tem oferecido pouco às negociações no Capitólio sobre o abismo fiscal - uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos automáticos que entrarão em vigor no começo do ano que vem, caso não haja acordo no congresso. Romney também se negou a comentar a recusa do tesouro em declarar a China como manipuladora do câmbio, o que foi uma das principais questões levantadas por ele nos últimos 18 meses. Além disso, ele não fez comentários após seu encontro com Obama, voltando novamente à reclusão. “Se eu tivesse que dizer quem é o líder do partido neste momento, eu não conseguiria”, disse Amy Kremer, presidente do Tea Party

W

Express, uma das facções conservadoras que busca maior influência no partido. “Existe um buraco”, acrescentou. Por outro lado, parece não haver falta de republicanos querendo preencher esse vazio. O presidente da Câmara dos Representantes, John Boehner, e uma série de políticos querem aumentar sua influência nacional e possivelmente se posicionar para a eleição presidencial de 2016. O grupo pode incluir o ex-governador da Flórida, Jeb Bush, que é filho e irmão de ex-presidentes, e o atual governador de New Jersey, Chris Christie. Autoridades do Partido Republicano reconhecem a existência de tensões entre as alas moderada e conservadora, mas minimizam a falta de liderança como sendo resultado da derrota na eleição presidencial. Existe a esperança de que um grupo de líderes mais jovens e diverso irá emergir nos próximos meses para ajudar a fortalecer e unificar o partido, que atualmente lida com a falta de identidade. Essa lista inclui o senador da Flórida, Marco Rubio, e os governadores Bobby Jindal e Nikki Haley, de Louisiana e Carolina do Sul, respectivamente. O partido entrou em desordem após 2006, quando tentou buscar novo caminho em um momento no qual o presidente George W. Bush era extremamente impopular. O senador do Arizona e candidato à presidência em 2008, John McCain, assumiu brevemente o controle do partido, mas isso não o satisfez.


economia DÓLAR COMERCIAL Compra: R$ 2,0440 Venda: R$ 2,0450 DÓLAR PARALELO Compra: R$ 2,09 Venda: R$ 2,20

POUPANÇA HOJE 0,5000% CDB 6,97% BOVESPA +0,89%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 622,00 TAXA SELIC

7,25%

TELEFONES ÚTEIS Receita: 3220-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT RN: 3220-2000

PARA CRESCER

RN espera incentivos e investimentos.O economista Aldemir Freire comenta. PÁGINAS 3 E 4 DÓLAR TURISMO Compra: Venda: EURO Compra: Venda:

R$ 2,0000 R$ 2,1500 R$ 2,6530 R$ 2,7930

Editora: Renata Moura E-mail: renatamou-ra@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 30 de dezembro de 2012

Os empresários podem aproveitar as experiências passadas e o novo ciclo, com o início de mais um ano, para buscar maneiras de aumentar a eficiência dos negócios.Confira abaixo sete dicas para que 2013 seja mais produtivo [ EMPRESAS ]

Sete passos para um ano melhor DIVULGAÇÃO

ano está acabando e as empresas devem se preparar para o próximo ano com um planejamento estratégico com foco no desenvolvimento. Da mesma forma que as pessoas aproveitam o início do ano para traçar novos objetivos, o mesmo acontece com o empresário que aproveita as experiências passadas e o novo ciclo para buscar novas maneiras de aumentar a eficiência do seu negócio. Confira os sete passos que o empresário deve levar em consideração na hora de elaborar o planejamento do negócio, de acordo com o Sebrae:

negócio, observando o concorrente e seu público alvo. É preciso ficar próximo aos clientes, investir na capacitação do capital humano, adotar a flexibilidade e apostar na inovação como bandeiras de gerenciamento.

O

1º PASSO: mantenha-se atento às perspectivas de mercado Saber interpretar o ambiente econômico significa vantagem competitiva para o empreendedor. Para 2013, o poder de consumo da chamada nova classe média deve apresentar-se mais uma vez importante. Há também os segmentos que devem reagir bem no próximo ano, como o do agronegócio, que fecha o ano com fortes perspectivas de expansão do faturamento e crescimento da área cultivada. 2º PASSO: faça um bom planejamento É preciso fazer diferente, inovar, mudar o comportamento para ganhar. Com a profissionalização do mercado brasileiro, que ano após ano ganha relevância no cenário internacional, a concorrência se intensifica em todos os setores e, em 2013, não será diferente. Portanto, para acessar novas oportunidades de negócios ou ampliações, os empre-

6º PASSO: invista na sua equipe Um dos aspectos vulneráveis das empresas, e que deve entrar em pauta desde o início do ano, é a capacidade de desenvolvimento e gestão da força de trabalho. Muitas vezes, o foco no curtíssimo prazo faz com que nossos empresários deem pouca relevância ao ato de atrair, reter, desenvolver e engajar pessoas na dinâmica de trabalho. As empresas costumam contratar pelo currículo, mas demitem pelo comportamento. Os empresários precisam enxergar que investir no desenvolvimento e na capacitação de seu pessoal é positivo em médio e longo prazo, proporcionando mais eficiência e gerando economia. Cultura de soja: de acordo com o Sebrae,é preciso ter atenção às perspectivas de mercado e um dos setores mais promissores é o agronegócio

sários de micro e pequena empresa precisam planejar os seus negócios, esquecendo o comportamento das iniciativas pouco estruturadas e investir na inteligência competitiva e no diferencial. O planejamento de negócios significa pensar e trabalhar o que fazer sobre algo no futuro, melhorando a capacidade de geração de renda. Planejar uma micro ou pequena empresa, também envolve entre outras coisas como previsão dos custos, investimentos, retornos, vendas, lucros e fluxo de dinheiro.

3º PASSO:procure administrar o capital de giro É muito comum que a intensificação das vendas, provocada pelo período de final do ano, e consequente volume de recursos gerados no saldo da conta corrente da empresa criem uma falsa sensação de lucratividade. Isso faz com que o empresário a promova retiradas, a título de pró-labore, acima do permitido, o que gera sérias dificuldades nos meses subsequentes para o cumprimento dos compromissos junto aos fornecedores.

4º PASSO: recomece logo nos primeiros dias do ano Demorar em retomar o comando e o ritmo de sua empresa após o período de relaxamento proporcionado pelas festas de final de ano pode ser prejudicial ao negócio. É preciso redobrar a vigilância sobre o mercado desde o início e se impor novos desafios, que vão desde a gestão do negócio até a busca de novas ferramentas de comunicação e divulgação é fundamental para o sucesso do empreendimento. O começo do ano é propício a faxinas profundas. É a hora

de eliminar as ineficiências, corrigir o percurso, alinhar as metas e estar preparado para os próximos meses. 5º PASSO: mantenha-se próximo ao cliente e busque informações Busque maior participação no calendário anual de negócios, participando de feiras de negócios, se relacionando com seu fornecedor e cliente de maneira mais efetiva, direta e próxima. Acompanhe as principais questões econômicas que podem vir a alterar o seu

7º PASSO: aproveite o novo ciclo para inovar no conceito e comunicação A inovação é uma das chaves do negócio. É importante ficar atento para que os resultados sejam financeiramente atrativos e tecnicamente acessíveis. As redes sociais se tornaram uma vitrine para as PMEs no Brasil. Mas é fundamental profissionalizar essa atuação, integrando conteúdo, relacionamento e monitoramento. Com essa integração é muito comum que a marca comece a aproveitar oportunidades e interaja efetivamente para ganhar admiradores e defensores nas redes sociais.


2

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 30 de dezembro de 2012

FRANCISCO DE SALES MATOS [ Professor da UFRN,Procurador do Estado,Membro da Academia de Letras Jurídicas ]

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

Crescimento em dúvida om os investimentos em baixa, as dúvidas sobre o desempenho da economia em 2013 ganham força. O governo faz força para impulsionar a economia, reduzindo a tarifa de energia, aumentando as desonerações e incentivos para indústrias, comércio e outros setores. Pede aos bancos para alongar a concessão de crédito e espera da iniciativa privada a contrapartida com mais investimentos em produção e a busca pela produtividade. Analistas chegam a dizer que a produtividade brasileira caiu tanto que se compara hoje ao nível da década de 60. Agora é aguardar dois parâmetros para analisar o que vai acontecer em 2013. O PIB do último trimestre de 2012 e as estatísticas mensais de cada setor da economia.

C

LIBERAÇÕES Nos últimos dias, o orçamento do Estado virou um samba do crioulo doido”. Liberações de milhões de reais, de todas as formas, desde anulações de dotações anteriores iguais, até por excesso de arrecadação. Mostra que há dinheiro em caixa.

Orçamento (I)

Orçamento (II)

Algumas capitais têm orçamentos confortáveis para o início das novas administrações, ao contrário de Natal que vai começar 2013 numa situação caótica. As maiores capitais como São Paulo (R$ 4,5 bilhões), Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e Rio de Janeiro terão recursos para investimentos, garantidos nos orçamentos.

Para evitar uma bloqueio completo nos desembolsos nos próximos meses e garantir o crescimento de 4% em 2013, a Medida Provisória anunciada pela presidenta Dilma Rousseff abre crédito extraordinário de R$ 42,5 bilhões no Orçamento da União de 2013. É a hora de correr em busca desse dinheiro.

FUTEBOL Faltando agora cerca de um ano e seis meses para a Copa do Mundo de 2014. O futebol brasileiro inicia as atividades em 2013 com boas perspectivas. No futebol potiguar, pela primeira vez, a Chevrolet adquire uma cota de patrocínio de mais de R5$ 500 mil.

Reabertura do Refis A Câmara dos Deputados aprova a Medida Provisória com reabertura do Refis da Crise (MP 578), que também concede incentivos fiscais a diversos setores da economia. A MP foi editada em 31 de agosto com o objetivo de dar incentivo fiscal de R$ 586 milhões para a

aquisição de veículos para transporte de mercadorias, destinado ao ativo imobilizado da pessoa jurídica. Está valendo a renegociação de dívidas de Estados, Distrito Federal e municípios com a União e reabre prazo de adesão ao chamado “Refis da Crise”.

TECNOLOGIA No Residencial Noilde Ramalho, em frente ao Colégio Atheneu, as construtoras EC e Ramalho Moreira estão introduzindo inovações em sustentabilidade, sistemas inteligentes e de segurança. Terá entre outras novidades: reaproveitamento de água pluvial, sistema duplo de descarga, coleta seletiva, iluminação controlada, tv coletiva com canal condominial, eclusa de segurança de veículos, grupo gerador automático, iluminação com dispositivo de baixo consumo e medição individual de água e gás.

1

Depois de ter conquistado o maior prêmio dos Estados Unidos dos fabricantes de balas,a indústria potiguar Candy`s Pop aumentou em 20% a produção para atender os pedidos. Parou apenas no Dia do Natal e vai parar terçafeira (1º).Volta a trabalhar a pleno vapor na próxima semana, segundo o empresário Thiago Gadelha.

2

A Colorado Couros,do empresário Luiz Amorim de Souza,está passando por ajustes para colocar em operação em 60 dias,o maquinário de última geração adquirido recentemente. A indústria processadora de couros volta a preencher a lacuna deixada com o fechamento de várias fábricas no RN.

3

Com a alta do dólar a importação de alguns produtos e matérias-primas ficou caro.Uma beneficiadora e exportadora de castanha de Mossoró deverá paralisar suas operações por 120 dias,dispensando 400 funcionários,para não ter que importar amêndoas de outros países.

INTERCÂMBIO Em 2013, a Fisk realizará intercâmbio para Toronto e Vancouver, no Canadá. Adolescentes e adultos, iniciantes ou avançados, poderão participar do programa, que tem um mês de duração, a partir de junho. Com turmas para adolescentes (a partir dos 13 anos) e adultos, o intercâmbio proporciona situações reais de uso da língua e aulas de inglês na prestigiada escola canadense ELS Language Center. REVÉILLON (I) O revéillon Barramares terá uma grande estrutura para entrar 2013, ao som de Forró Pegado, Luizinho Nobre. A organização é da Viva Promoções em parceria com a Destaque, com uma estrutura com três formas para desfrutar da festa. Também haverá reveillon no Guinza e no Pirâmide Palace. Já A Rede Sabino Palace tem pacotes com opções de duas e três diárias em seus hotéis na serra ou litoral. Os pacotes apresentam valores de acordo com a seleção de diárias e categorias de seus apartamentos, de stand a suíte. REVÉILLON (II) Vários hotéis e restaurantes colocam à a venda os passaportes para o Réveillon. Na Fogo & Chama Steak House, os dois pisos da casa estarão abertos a partir das 20h, na Praia dos Artistas. Segundo o empresário Paulo César Gallindo, haverá um buffet especial com os tradicionais rodízio e buffet da casa, além de espumante francês.

MENSAGEM Um próspero 2013 para os leitores, amigos e a todos aqueles que enviaram mensagens. Um Ano Novo de expectativas realizadas, de metas atingidas e de um novo momento de vida, de um Brasil voltado para um crescimento de 4% do PIB, com uma melhor distribuição de renda.

O Natal que deveria ser nosso pós trinta e sete anos fiel ao natal em Natal fui as Serras Gaúchas, atendendo a apelo familiar, para conhecer o natal em Gramado. Em lá chegando pude constatar que a pousada onde nos hospedamos, num bairro já perto de Canelas, estava tomada por grupos familiares, inclusive muitas crianças. O espírito era festivo. As crianças alimentavam as esperanças fantasiosas do “papai Noel”, enquanto os adultos a dos passeios, das compras, das guloseimas e dos eventos ligados à natividade. Nos anúncios lia-se mais ou menos o seguinte: “O 27° Natal Luz, que acontece de 1° de novembro de 2012 a 13 de janeiro de 2013, está sendo coordenado integralmente pela Prefeitura de Gramado, através da Secretaria de Turismo, com acompanhamento do Conselho Gestor de Eventos. Encartado em cada desses anúncios um pesado esquema de marketing do comércio, do serviço e da indústria não só de Gramado, como de toda a região serrana, que se traduz numa potência econômica, porquanto ali se encontra instalado o chamado Parque Tecnológico do Vale do Sino com um PIB que representa aproximadamente 20% de todo o Rio Grande do Sul e, segundo dizem, superior ao de metrópoles brasileiras tipo Fortaleza, Recife ou mesmo Salvador. Naquele contexto regional visitam-se as melhores lojas de fábricas, com produtos típicos da Serra Gaúcha e se conhece a cidade alemã mais típica do Rio Grande do Sul, seus parques, museus e praças, que é Nova Petrópolis. Mais adiante vem a chamada “Região dos Vinhedos”. Nesta predomina a descendência italiana. Os guias turísticos neste contexto funcionam com verdadeiros marqueteiros da produção regional, destacando o plantio das videiras, as tecnologias utilizadas no manejo dessa atividade agrária, bem como o processo industrial de elaboração dos

A

produtos; enfim, ressaltam a atividade Enquanto em Natal comercial, levando as notícias eram de os turistas a conhesujeira,ineficiência cerem a técnica da degustação dos prodos serviços de dutos e à realização saúde, ano letivo de importantes comnão acabado, pras. Para alimentar servidor público a matéria um pit stop sem salário, inclui a atividade fornecedores com gourmet. É a vez dos prejuízos e de prefeito destituído, restaurantes, geralmente vinculados à a cidade de graça e à escolha da Gramado protagonizava uma empresa operadora do tour. Feito isto, é festa gigantesca, realizando o Natal a vez do “Maria Fumaça”, um trem que que deveria ser percorre o caminho nosso” entre as cidades de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, embalado pelas tarantelas e outras autarquias da música italiana; no percurso ofertas, para venda logicamente, de vários souvenirs; de brinde, pelo menos desta vez, a degustação de sucos de uva, espumantes e vinhos da região. Ato contínuo o retorno para Gramado. Breve descanso e já chega a hora de rumar para os espetáculos que representam a fantasia natalina. Tudo muito bem representado e articulado. Não é despiciendo revelar que em todos os lugares, destacam-se duas coisas: as hortências e a decoração da cidade, ambas muito bonitas, sendo que nesta, além das luzes e decoração com produtos reciclados (garrafas plásticas), é papai noel pra tudo que é lado. Vêm os dias seguintes e aí é a vez de Gramado e Canela com o chamado tour cultural. Em Gramado se visitam o Lago Negro, o Mini Mundo, o Museu da

Harley, o Museu de Cera e as Fábricas de Chocolate; já em Canela a visita recaí sobre o Mundo a Vapor (uma reminiscência dos primeiros momentos do processo industrial trazido para a Região, retratado em miniaturas), visita a Cascata do Caracol (um Parque que contém uma queda dágua de aproximadamente 130 metros, cuja depressão comporta uma escadaria com 760 batentes, para quem quiser se aventurar) e uma igreja de pedras. Para se conhecer cada desses locais tem que se pagar e muito bem pago. Então, rumando para o final do natal em Gramado até aqui praticamente zero para o aniversariante, e tudo para o papai noel. De qualquer sorte, embora o profano predominasse, subjacentemente quem segurava a onda mesmo era a força do homem de Nazaré. Ele é o cara. Embora a especulação e a mercantilização tentassem ofuscá-Lo a sustentação de tudo estava Nele, que é a luz, o caminho, a verdade e a vida. Pude constatar que por mais que se festejasse o profano a lembrança Dele estava em tudo presente. Em que pese esta falha foi tudo muito bom. Contudo, não poderia deixar de registrar que laivos de tristeza e preocupação vez por outra solapavam a minha alegria e contentamento, quando recebia ligações de amigos, dando conta do que estava se passando em nossa cidade. Sujeira, lixo, ineficiência dos serviços de saúde, ano letivo não acabado, servidor público sem salário, fornecedores amargando prejuízos. E, para piorar tudo, demoralizantemente, a notícia de que a Justiça havia destituído o prefeito com mandato tampão ficando a cidade sem Prefeito, fato nunca dantes vivido nos 413 anos de sua existência. Enquanto isto aquela cidadezinha do interior gaucho protagonizava uma festa gigantesca, que tomou proporções nacional e até internacional, realizando o natal que deveria ser nosso.

REGINALDO GONÇALVES [ Coordenador de Ciências Contábeis da FASM -Faculdade Santa Marcelina ]

Custos ocultos nas compras com o cartão s cartões de crédito nunca foram tão popularizados como hoje, mas existem armadilhas que poderão prejudicar consumidores em suas compras, principalmente nas efetuadas de maneira parcelada e, mais ainda, nas operações de reparcelamento com as administradoras. Estas, como fator de estímulo do hábito de consumo, seja na modalidade de débito ou de crédito, buscam a massificação de clientes, concedendo facilidades no crédito rotativo ou nas vendas parceladas, em parcerias com o varejo. Não existem milagres! As vendas nas lojas apresentam o valor à vista sendo igual se parcelado em 10 vezes. Contudo, as lojas, sejam de fábrica ou não, acabam embutindo a expectativa de juros nas suas vendas, prevendo no caso de desconto receber o valor como se a vista fosse. Indiretamente, portanto, o consumidor acaba comprando a mercadoria com os juros embutidos. As empresas administradoras de cartões recebem a comissão pela venda do lojista e muitas vezes um valor pela locação da máquina que gerará a aprovação do crédito. Além dis-

O

so, a administradora de cartões receberá a anuidade do clienCabe ao consumidor, como te e, se houver reparcelamento das parinteressado, negociar taxas mais celas que já foram efetuadas, com o paatrativas e não gamento da parcela entrar no crédito mínima, cobrarão os rotativo e nem no juros mais altos da pagamento dos história, ou seja, tavalores mínimos xas que ultrapassam das faturas. Essa a 200% ao ano. Esprática leva ao tas, em comparação endividamento crescente. Os juros com a Selic, hoje fixada em 7,25%, fipagos por esses financiamentos têm cam muito distantes da realidade. Os demonstrado maiores juros são serem nocivos a observados nos cartoda a sociedade” tões de afinidades das lojas, que muitas vezes é mais caro do que os dos bancos, em virtude da liberdade na concessão e emissão dos cartões. Para escapar dessa situação, cabe ao con-

sumidor, como interessado, negociar taxas mais atrativas e não entrar no crédito rotativo e nem no pagamento dos valores mínimos das faturas. Essa prática leva ao endividamento crescente. Posteriormente, devido ao descontrole financeiro desencadeado pelo problema, tende a ser cada vez maior a parcela da renda mensal comprometida com o serviço dessa dívida, podendo até mesmo afetar a qualidade da vida da pessoa ou da família. Os juros pagos por esses financiamentos têm demonstrado serem nocivos a toda a sociedade. Muitas vezes, é melhor pegar um financiamento consignado, no caso de aposentados ou pensionistas do INSS ou servidores públicos, ou um crédito pessoal no banco, para quitar a dívida com o cartão. Em ambas as modalidades os juros são bem menores. Trabalhar utilizando o cartão de crédito é benéfico somente para quem tem controle de sua situação financeira. Caso contrário, a melhor alternativa é ficar com o cartão de débito, assumindo apenas compromissos limitado ao saldo em conta corrente.

SEMIO TIMENI SEGUNDO [ Mestre em Administração,Consultor Empresarial e Coach ]

A cultura dos centavos empresa americana Delta Air Lines é a maior companhia aérea do mundo. Todos os números em relação a esta empresa são gigantescos: cerca de 5.000 voos diários, transportando mais de 160 milhões de passageiros por ano, 80.000 funcionários, espalhados em todos os continentes do mundo (exceto a Antártica), voando em mais de 700 aeronaves... Quando se trata da Delta Air Lines, qualquer número é gigantesco! Inclusive quando dá prejuízo: em 2008, a Delta fechou com um rombo de 8,9 bilhões de dólares! Vários foram os motivos, como a crise que apanhou seu principal mercado, os Estados Unidos, naquele ano. Apesar disto, e de ter visto várias empresas do seu setor passar por dificuldades imensas no período, a Delta conseguiu, apenas três anos depois, fechar com lucro de 800 milhões de dólares. Qual o segredo para um dos maiores crescimentos na lucratividade de uma empresa já visto? O respeito aos centavos. E como fizeram isto? A gigante de Atlanta, liderados por Richard Anderson, presidente mundial da empresa, concentrou esforços na disciplina de controle de custos, que se traduz na ação prática da eficiência operacional. E o que isto tem a ver com você? Tudo! A eficiência é, junto com a qualidade, o que diferencia as empresas que tem futuro! Sua empresa tem futuro? Então tenha a eficiência como uma forte aliada em seu dia-a-dia! Aos conceitos: eficiência tem a ver com o

A

modo de fazer, sempre se buscando uma forma mais barata ou Eficiência, um grande diferencial mais rápida de alcançar a meta. Não concompetitivo! Sua empresa consegue fundir com eficácia, que é atingir a meta. entregar as soluções buscadas Lembro de um exempelos seus clientes plo que aprendi há muitos anos em relade forma mais ção a diferença entre rápida ou mais eficácia e eficiência: barata? E sendo mais rápida E mais pegue dois remédios barata?!?! Eficiente para dor de cabeça. Ambos acabam com assim você vai a dor de cabeça – são, longe!” pois, eficazes: atingem a meta. Só que um custa a metade do outro, sendo assim mais eficiente, por ser mais barato. Ou ainda, no mesmo exemplo dos dois remédios, ambos eficazes (acabam com a dor de cabeça), mas desta vez com o mesmo preço. Só que um acaba com a dor em 1 minuto, enquanto o outro leva 10 minutos – mais eficiente, portanto: pelo mesmo preço consegue atingir a meta em menor tempo! Eficiência, um grande diferencial competitivo! Sua empresa consegue entregar as soluções buscadas pelos seus clientes de forma mais rápida ou mais barata? E sendo mais rápida E mais barata?!?! Eficiente assim você vai longe!

Quer dicas de como encontrar maneiras de fazer mais rápido e/ou mais barato? Pergunte aos seus colaboradores! Eles são experts no que fazem, capazes até de saberem mais do que você! Então que tal envolve-los nesta busca pela eficiência? Este é um dos grandes diferenciais da Delta, uma empresa que mantem um relacionamento estreito com seus colaboradores, a ponto de ser a única empresa aérea americana que não tem funcionários sindicalizados, pois não precisam de interlocutores que falem por eles. Quer outro exemplo da eficiência, desta vez posta em prática? Liderando uma empresa, convidei os colaboradores para participarem de uma missão em diminuir os custos. Identificamos que o letreiro da sede da empresa, localizada numa das ruas mais nobres da cidade, de nada servia a partir da meia noite, pois ninguém mais passava por ali. Investimos num timer que desligava o letreiro a partir deste horário. Em apenas 2 meses conseguimos economizar o equivalente ao dinheiro investido no timer! Ao longo dos anos, esta ação economizou alguns milhares de reais! Simples assim! Empregue a cultura de valorizar os centavos na sua empresa, envolvendo os colaboradores e pensando em como fazer as coisas de forma mais barata e mais rápida. Porque no mundo atual, não adianta só ser o melhor, tem que ser o melhor e o mais eficiente! Pense nisso! Bom trabalho! Sucesso!


economia

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ CAMINHOS DO CRESCIMENTO ] O Estado é o “lanterninha” do Nordeste em crescimento econômico e, para virar o jogo, dizem especialistas, precisa investir em áreas como educação e infraestrutura

RAIO-X

Em marcha lenta, RN espera investimentos e incentivos

SALDO DE EMPREGOS (de janeiro a dezembro)

DESIGUALDADES

ANDRIELLE MENDES repórter

Rio Grande do Norte foi o estado nordestino que menos cresceu em termos de empregos formais, exportações e volume do Produto Interno Bruto (PIB) nos últimos anos. Os indicadores mostram, entre outras coisas, que o estado está menos competitivo, e por isso, está ficando para trás. Recuperar o ritmo ostentado entre os anos de 1995 e 2002, quando cresceu mais que a região e o país, no entanto, é possível, desde que uma série de ações sejam implementadas, é o que defendem os especialistas. Na avaliação de Carlos Wagner, coordenador de Estudos Regionais do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o estado precisa criar um ambiente de negócios competitivo, se quiser recuperar terreno. “É preciso oferecer as condições ideais para que as empresas queiram se instalar no RN e consigam ser competitivas tanto no mercado local, nacional quanto internacional”, afirma. A competitividade entre as

O

O Nordeste cresceu na última década,até mais do que o país.O que muitos não sabem é que apesar de ter reduzido o abismo que o separava de outras regiões,o Nordeste - que ainda concentra mais da metade dos analfabetos e extremamente pobres do país - aumentou o abismo dentro do próprio território.Sem uma política de desenvolvimento regional eficaz,a desigualdade intrarregional aumentará ainda mais,alerta Carlos Wagner,coordenador de Estudos Regionais do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). De acordo com o Instituto,é para Bahia,Pernambuco e Ceará - os três mais desenvolvidos - que vão 60% dos fundos constitucionais da região - 20% para cada,se os recursos fossem repartidos de forma igualitária ao menos entre eles.Os outros seis estados repartem entre si os 40% restantes - o que dá 6,6% para cada.É por essas e outras razões que estados como Pernambuco conseguem se desenvolver mais do que estados como o Rio Grande do Norte,afirma Carlos Wagner,do Ipea.

empresas, em muitos setores, torna-se um fator determinante, apontam Amarildo Hersen, mestre em Desenvolvimento Regional e Agronegócio pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e professor da Universidade Estadual do Centro-Oeste, e Jandir Ferrera de Lima, Ph.D em Desenvolvimento Regional pela Université du Québec (UQAC) e professor adjunto do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Agronegócio da Unioeste, artigo publicado na Revista Econômica do Nordeste. Segundo eles, as regiões de baixo dinamismo possuem custos expressivos de transporte. “Isso faz com que elas tenham um custo maior de produção e distribuição aliado a problemas com retorno de escala”, acrescentam. Segundo

estudo encomendado pelo Centro de Liderança Pública ao Intelligence Economist, o RN está entre os estados brasileiros menos competitivos. Diversos setores produtivos como a fruticultura, a mineração e a energia eólica, reclamam dos problemas de infraestrutura e logística do estado. Muitos chegam a importar ou exportar mercadorias por outros portos, como o de Suape, em Pernambuco, e o de Pecém, no Ceará, devido as limitações físicas do Porto de Natal, aumentando os custos e onerando o produto final. Para Aldemir Freire, economista e chefe do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística no RN (IBGE/RN), é preciso atacar em várias frentes. “Investir em educação, saúde, segurança, infraestrutura e naquelas atividades que te-

mos maiores vantagens competitivas”. Para fisgar novas empresas, o governo tem apostado, entre outras coisas, na reformulação do Proadi - programa que oferece incentivos econômicos à praticamente todas as indústrias que pretendam instalar-se no Estado, flexibilizando a legislação e aumentando os benefícios. Mas é preciso ir além, afirma Stélio Gama Lyra Júnior, diretor de Gestão de Desenvolvimento do Banco do Nordeste (BNB). Para ele, “promover o crescimento de estados menos dinâmicos economicamente é um processo lento e estrutural, que, sem sombra de dúvida, depende de melhorias relacionadas à qualificação da mão de obra, apoio à inovação, acesso a mercados e uma maior oferta de crédito”. Apesar do desafio, todos concordam que é possível encurtar a distância que separa os estados nordestinos. Entre as atitudes dos agentes econômicos que podem ‘encurtar’ esta distância, Stélio destaca a realização de mais obras de infraestrutura econômica, a elevação da escolaridade média e intensificação na formação de profissionais de nível médio e superior, o apoio a geração e difusão de inovações e a implementação de políticas que aproximem as empresas (especialmente as pequenas e médias) dos mercados nacional e internacional. Em linhas gerais, “Temos que repensar nossa matriz econômica e nossa estratégia de desenvolvimento”, completa Aldemir Freire, do IBGE.

RN aparece em último da região quando assunto é PIB, exportações e emprego formal

NORDESTE

BRASIL

RIO G.DO NORTE

2003

645.433

2003

84.104

2003

7.080

2011

1.966.449

2011

336.084

2011

12.475

Variação

+204,6%

VARIAÇÃO

+299,6%

VARIAÇÃO

+76,2%

Ranking Nordeste - de quem mais gerou emprego formal,entre 2003 e 2011,para quem menos gerou +700% +682,6% +560,1% +444,3% +329,3% +206% +192,9% +88,9% +76,2% PB

SE

PE

PI

MA

CE

BA

AL

RN

Quanto subiu o número de carteiras assinadas nos últimos 12 meses (ranking Nordeste) +5,31% +4,31%

+3,93% +3,81% +3,76% +3,62% +2,92% +2,13%

+0,39% PB

SE

PE

MA

CE

PI

RN

BA

AL

EXPORTAÇÕES (valor exportado em milhões de dólares) BRASIL

RIO G.DO NORTE

2006

137.471

2006

372

2011

256.040

2011

281

VARIAÇÃO

+86,2%

VARIAÇÃO

-24,4%

Ranking Nordeste - de quem mais exportou em dólares,entre 2006 e 2011,para quem menos exportou

+248,9%

+156,2%

ALEX RÉGIS

+97,9%

+77,8%

+62,6% +54,4% +46,6% +7,6% -24,4%

PI

PE

AL

MA

BA

SE

CE

PB

RN

PRODUTO INTERNO BRUTO (volume) BRASIL

NORDESTE

RIO G.DO NORTE

2002

100*

2002

100

2002

100

2010

137,1

2010

142,4

2010

130,9

VARIAÇÃO

+37,1%

VARIAÇÃO

+42,4%

VARIAÇÃO

+30,9%

*Valor é usado como referência para o início da série histórica Ranking Nordeste - de quem avançou mais no volume do PIB, entre 2002 e 2010,para quem avançou menos +56%

+52,5% +45,1% +44,4% +43,5%

+41,5% +39,2% +34,3% 30,9%

Porto de Natal:localização e outros problemas relacionados ao terminal oneram o setor produtivo.Para crescer,o gargalo precisa ser resolvido

Estratégia deve ir além dos tributos,aponta estudo Embora o governo do estado deposite suas esperanças para estimular o crescimento do estado em projetos como a reformulação do Proadi (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial do Estado do RN), que aguarda aprovação da governadora para seguir para votação na Assembleia Legislativa, estudos realizados em outros estados nordestinos já mostraram que conceder incentivos fiscais não é suficiente para atrair indústrias e diversificar a economia. Segundo estudo realizado por Soraia Aparecida Cardozo, Doutora em Desenvolvimento Econômico com ênfase em Economia Regional e Urbana pela Universidade Estadual de Campinas, professora adjunta no Instituto de Economia da Universidade Federal de Uberlândia e coordenadora do núcleo de estudos e pesquisas em Desenvolvimento Regional e Urbano do instituto, publicado também na Revista Econô-

mica do Nordeste, “o esforço dos estados periféricos na concessão de benefícios não é suficiente para alterar, substancialmente, a lógica da decisão locacional das atividades industriais”, sobretudo das fábricas de bens de consumo

Sem uma política nacional, os investimentos tenderão a se dirigir para as economias mais fortes”. ALDEMIR FREIRE economista e chefe do IBGE/RN

duráveis e bens de capital. Soraia analisou as políticas estaduais de atração de investimentos baseadas em isenção fiscal entre 1995 e 2008 no Ceará e concluiu que existem limites à mobi-

lidade do capital (privado) em direção a estados mais pobres e com estruturas econômicas menos complexas. Fortaleza, destaca Soraia, passou a ser a microrregião mais industrializada do Nordeste em 2007 e uma das dez maiores do país, porque o Ceará adotou uma ‘política agressiva de atração de indústrias’ nos últimos anos. Mas mesmo assim o estado, segundo a pesquisadora, atraiu poucas indústrias de bens de consumo duráveis e bens de capital. A maioria das indústrias que aportaram no Ceará no período pesquisado produziam alimentos, bebidas, roupas e calçados e foram atraídas principalmente pelo baixo custo da mão de obra. A questão é que a industrialização do Nordeste, e particularmente do RN, sempre esteve assentada nos incentivos fiscais, e no baixo custo da mão de obra nos setores intensivos em trabalho (têxtil e confecções, alimen-

tos, calçados), afirma Aldemir Freire, chefe do IBGE/RN. O economista ressalta que os custos de mão de obra, embora permaneçam baixos, estão subindo, e acrescenta que os estados podem perder uma certa margem de manobra com a unificação das alíquotas (de ICMS) para atrair investimentos. “Diante dessa situação, sem uma sólida política nacional de desenvolvimento regional que privilegie os espaços menos desenvolvidos, os investimentos tenderão a se dirigir para as economias mais fortes”. O desafio do Rio Grande do Norte, e dos estados que assim como ele crescem menos do que a maioria, é fazer com que isso não ocorra.

LEIA MAIS

Secretário aponta soluções vislumbradas pelo Governo. Página 4.

MA

PI

PB

SE

CE

BA

PE

AL

RN

CRÉDITO Quem mais acessou recursos do FNE** em 2011 (considerado um dos estímulos ao crescimento) R$2,7 bilhões R$1,7 bilhão

Bahia

Ceará

R$1,5 bilhão

Maranhão

R$1,3 bilhão

Pernambuco

R$908 milhões

Rio G.do Norte

OBS: Desde 2007,o RN se reveza entre a quinta e a sexta colocação.Entre 2007 e 2011,o estado recebeu R$ 3 bilhões.Só entre janeiro e novembro deste ano, recebeu R$382 milhões. **O Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) é um instrumento de política pública federal operado pelo Banco do Nordeste.Provido de recursos federais,o FNE financia investimentos de longo prazo e,complementarmente, capital de giro ou custeio.Além dos setores agropecuário,industrial e agroindustrial, também são contemplados com financiamentos o turismo,comércio,serviços, cultura e a infraestrutura econômica da região.Podem ser beneficiários do FNE: empreendedores individuais,produtores,empresas,associações e cooperativas de produção.Atualmente,o FNE atende a 1.990 municípios situados nos nove estados que compõem a região Nordeste e no Norte dos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais,incluindo os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri. Fontes:IBGE/MDIC/BNB


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 30 de dezembro de 2012

ENTREVISTA/ROGÉRIO MARINHO/ secretário de Desenvolvimento Econômico do RN ADRIANO ABREU

O RN está crescendo menos que os outros Estados nordestinos, em termos de empregos formais,exportações e produto interno bruto. Por que o RN cresce menos? A resposta é óbvia. Não há grandes segredos. Somos um Estado com menor representação política, com menor área territorial e nos últimos 20 anos investimos pouco em logística. As oportunidades geradas no ciclo de desenvolvimento dos últimos dez anos foram aproveitadas pelos estados que tinham melhor condição logística, melhor infraestrutura de escoamento de produção. Como reverter essa situação? Para enfrentarmos essa situação é necessário que o Estado tenha um plano ordenado de logística de médio e longo prazo que consiga dotar o estado de uma infraestrutura intermodal, que contemple aeroporto, ferrovia, duplicação de rodovias. Em estudo elaborado,a pedido da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), o RN aparece como um dos Estados que menos receberão investimentos em logística no Nordeste. Isso não aumentaria ainda mais a distância que separa o Estado de outros como Ceará e Pernambuco? Nós estamos sendo colocados a reboque ainda mais dos estados de Ceará e Pernambuco. Temos que apresentar uma alternativa. O plano estadual de logística é essa alternativa? Quando ele fica pronto? Esperamos contratar uma consultoria até janeiro para elaborálo. Estamos conversando com nossos parceiros. O plano tem um custo. Com esse plano de logísti-

pendem de financiamento externo, da capacidade de endividamento e de contrapartida. Acredito que 2013 será o ano do governo colocar o que planejou em prática. Nosso papel é fazer com que o plano estadual de logística seja elaborado. Ele, na minha opinião, é fundamental para colocar o RN em igualdade de competição com os estados vizinhos para sairmos desse buraco onde nos encontramos. Hoje existem dois Nordestes: Bahia, Ceará e Pernambuco, que crescem de uma maneira diferenciada em função de sua condição logística, e outros como o RN, que estão numa situação mais difícil.

LEIA MAIS Natal tem queda de 26% em investimentos públicos.Páginas 1 e 2 do caderno de Natal.

“O RN precisa de um plano de logística para crescer”

O

deputado federal Rogério Marinho, que assumiu recentemente a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte, está ciente da tarefa que terá pela frente. O secretário, no comando de uma das pastas mais estratégicas, reconhece a distância que separa Estados como Ceará de outros como o RN e aposta na elaboração de um plano estadual de logística para encurtá-la. O plano, segundo ele, poderá ficar pronto em um ano e servirá de ponto de partida para pleitear mais recursos para o estado e direcionar os investimentos. No momento, a secretaria conversa com parceiros. “O plano tem um custo”, diz.

ca, vamos ter condições de discutir junto ao Ministério de Planejamento projetos que contemplem o RN dentro do Orçamento Geral da União. É necessário termos subsídios técnicos para con-

vencer a área de planejamento do Governo Federal. Esse plano deve ficar pronto até o final de 2013. A gente vê o percentual do orçamento destinado aos investi-

mentos cair ano a ano. Isso explica em parte a situação em que o Estado se encontra? Esses dois primeiros anos foram anos em que o governo buscou formatar os projetos que já

existiam, mas principalmente melhorar a capacidade de endividamento do estado e resolver pendências do governo. Boa parte desses investimentos em infraestrutura para saírem do papel de-

SÉRIE A série “Crescer”, iniciada no domingo (9) e encerrada neste domingo,enfocou os caminhos para que o Brasil e principalmente o RN recobrem o fôlego,em meio à desaceleração da economia e de marcha lenta em diversos setores.As reportagens mostraram,por meio de indicadores e análises de especialistas,que áreas são consideradas chaves para o crescimento.Apontaram, ainda,desafios e exemplos a serem seguidos em aspectos como formação de mão de obra e inovação,vistos como fundamentais para aumentar a competitividade nos ambientes de negócios.

Clube do Assinante

TRIBUNA DO NORTE Muito mais benefícios e descontos para você!

2012 foi um ano muito especial para o assinante Tribuna do Norte

Neste ano de 2012, o assinante da TRIBUNA DO NORTE teve a oportunidade de ver excelentes estreias de filmes e sessões exclusivas de cinema, através de promoções que distribuíram 8.986 ingressos de cinema para 5.310 contemplados (Cinemark e Moviecom). Nosso assinante também foi contemplado com descontos exclusivos em mais de uma centena de empresas conveniadas, através das publicações mensais do Caderno do Clube do Assinante e das publicações semanais da Coluna do Clube (Revista da TV).

Este ano, também oferecemos descontos em mais de 80 peças de teatro e shows, além da super promoção «Bônus » em dobro do Game Station. E para os foliões do Carnatal, também distribuímos 48 abadás de diversos blocos e 55 temporadas de arquibancadas. Hoje o Clube do Assinante já faz parte da sua vida. É muito bom ser assinante da TRIBUNA DO NORTE. 2013 está chegando com muitas novidades, diversão e economia. Aproveite!

Se você ainda não é assinante da Tribuna, ligue 4006.6111 e faça parte deste Clube! www.tribunadonorte.com.br


Domingo | 30 de dezembro de 2012

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

5


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 30 de dezembro de 2012

[ PRODUÇÃO ] Segundo especialistas, práticas de bem-estar para animais de abate ainda são pouco conhecidas, mas passam a ser exigidas pelos compradores, cada vez mais preocupados com a saúde

Abrindo a porteira laf@digizap.com.br

Vacinação acaba amanhã

A

flexibilização da vacinação não afetará o reconhecimento de Zona Livre de Aftosa, em 2013. A medida serve para atender localidades afetadas pela seca na região Nordeste. De forma excepcional, o Departamento de Saúde Animal (DSA) prevê, para esses municípios nordestinos, a prorrogação da vacinação até amanhã (31), de acordo com a necessidade, ou a suspensão temporária da aplicação da vacina, ficando os Serviços Veterinários Oficiais (SVOs) obrigados a enviarem nova análise da situação para apreciação do DSA até 15 de janeiro de 2013.

REDUÇÃO Ainda em vigor a decisão em reduzir os juros do FNE para 2,5% ao ano, nas operações de investimento e giro associado. Com o corte, as taxas que variavam entre 5% e 10% ao ano passaram a ser de 2,94% a.a, podendo chegar a 2,5% anuais para pagamentos em dia. A taxa básica de juros (selic), hoje situa-se em 7,25% ao ano, ou seja, a nova taxa do FNE, após considerado o bônus de adimplência, é quase três vezes menor.

MILHO (I) Em seis anos, o Valor Bruto da Produção (a receita antes da porteira) do milho em 2012 atingiu o patamar recorde de R$ 34,3 bilhões. O resultado é o melhor da história. As informações são da Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura.

Milho (II) Na série histórica, a produção de milho no Brasil saltou de 42,5 milhões de toneladas de grãos na safra 2005/2006 para 73 milhões de toneladas na temporada 2011/2012, de acordo com a Conab. Para 2013, a perspectiva é que o VBP do grão apresente aumento de 13%, para R$ 39 bilhões. A expectativa é positiva mesmo com a possível queda da produção para 72 milhões de toneladas.

ALGODÃO O DNA do algodão é decifrado e cultivo poderá ser mais produtivo e resistente, de acordo com pesquisa internacional, que contou com a participação da Embrapa e da UFRJ, ao sequenciar o genoma da espécie comercial da planta, após mais de 10 anos de dedicação. Os resultados foram publicados na revista científica Nature, em um artigo com participação de diversas instituições ao redor do mundo, incluindo a Embrapa e a Universidade Federal do Rio de Janeiro. Com isso, os cientistas esperam melhorar a qualidade do algodão cultivado, tornando-o mais rentável e mais resistente a doenças e condições climáticas severas.

Alterações no crédito O Conselho Monetário Nacional (CMN) altera a classificação de produtores para obtenção do crédito rural, com o objetivo de harmonizar o MCR com a implantação do Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro (Sicor), que entrará em vigor terça-feira (1º). A classificação do produtor rural passa a ter três categorias, de acordo com a

1

A Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) e a universidade espanhola de San Tiago de Compostela firmam acordo de cooperação científica voltados para os cursos de graduação na área de Agronomia e Engenharia Florestal. A EAJ será representada pela professora de Engenharia Florestal, Rosimeire Cavalcante dos Santos, idealizadora e responsável pelo projeto “Estudo da produção e potencial energético de espécies madeireiras e da eficiência dos fornos utilizados pelo setor ceramista na região do Seridó–RN”.

2

renda anual na atividade agropecuária: pequeno (até R$ 160 mil), médio (até R$ 800 mil) e grande produtor (renda acima de R$ 800 mil). Além de padronizar os critérios para apuração dos saldos diários das operações, a correção da MCR atualiza os parâmetros para fins de fiscalização das operações rurais pelas instituições financeiras.

Os empréstimos pelo Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC), safra 2012/2013, somam R$ 1,2 bi em cinco meses. O resultado é considerado tão expressivo que está próximo dos R$ 1,5 bilhão contratados pelo programa durante toda a safra 2011/12. Entre julho e novembro deste ano, os produtores contrataram R$ 45,8 bilhões, alta de 18,1% sobre igual período de 2011. O PSI-BK também teve um bom desempenho e somou em cinco meses R$ 3,6 bilhões para a aquisição de máquinas, equipamentos de irrigação e estrutura de armazenagem.

3

Apesar da produção nacional recorde de 32,5 bilhões de litros em 2012, as importações de lácteos (leite em pó, longa vida, queijo e manteiga, entre outros) continuam a crescer e a incomodar o setor produtivo. Segundo a Leite Brasil associação dos produtores, entraram no país 1,32 bilhão de litros de janeiro a novembro, ante 1,26 bilhão no mesmo período de 2011. Somando-se dezembro, as compras deverão custar US$ 690 milhões em 2012, 13% a mais. As importações, a maior parte delas do Uruguai, são crescentes nos últimos cinco anos.

SINDLEITE O novo presidente do Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados (Sindleite RN), para o mandato de 2013 a 2016, é o empresário Dalton Cunha Filho. Ele é produtor de leite na região de Apodi e já foi presidente do Sindicato. ANUÁRIO Foi lançada a terceira edição do Anuário Leite em Números, elaborado pela Leite & Negócios Consultoria. Por outro lado, a oferta crescerá menos em 2013, após um ano de margens apertadas, em razão de custos de produção mais altos.

MENSAGEM Um agradecimento aos empresários do campo no RN pelo apoio recebido ao longo dos anos. Que 2013 traga uma grata surpresa, a de boas chuvas.

Certificado de bem-estar animal é raro no Brasil B

rasília (ABr) - O abate de frangos e suínos registrou no primeiro trimestre de 2012 o maior aumento desde o ano 2000, informou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Foram 830,1 mil toneladas de suínos e 2,9 milhões de toneladas de frango. Desses, poucos produtos finais têm certificação de bem-estar animal. Uma das únicas empresas certificadas no país, a Korin Agropecuária, foi responsável pelo abate de 4 milhões de frangos no ano todo. Pelo peso médio nacional, isso equivale a 8,6 mil toneladas, ou 0,3% do total da produção do trimestre. Frangos e suínos são as criações que menos seguem as regras internacionais de bem-estar. A fim de aumentar a produção, os animais seriam confinados em ambientes apertados, sem luz natural e submetidos a alimentação excessiva para ganhar peso mais rapidamente. Essas práticas interferem na qualidade do produto que chega à mesa do consumidor. No Brasil, segundo especialistas, as práticas de bem-estar ainda são pouco conhecidas, mas passam a ser exigidas pelos compradores, cada vez mais preocupados com a saúde. A Korin foi a primeira empresa a produzir frango seguindo normas de bem-estar em escala industrial no Brasil. A empresa cria os animais sem o uso de antibióticos, oferece no mínimo seis horas de descanso no escuro por dia - as aves em criação intensiva são expostas à luz artificial 24 horas por dia a fim de acelerar o metabolismo e promover o crescimento mais rápido - e alojam as aves em galpões respeitando limites de lotação, para que possam se movimentar. “A adoção de práticas de bemestar animal proporciona a redução dos índices de condenação, melhor qualidade do produto final e a conscientização dos consumidores [sobre] os cuidados adotados no trato e abate dos animais, uma vez que o selo da certificação é colocado nos rótulos dos produtos”, explica a coordenadora de Produção Animal da Korin, Leikka Iwamura. Segundo ela, a empresa pretende expandir a produção para as carnes suína e bovina no próximo semestre. Para a normatização, a empresa recorreu à Humane Farm Animal Care (Hfac), certificadora norte-americana, que estabelece como os animais devem ser cria-

ELISA ELSIE

Frangos e suínos são apontados entre as criações que menos seguem as regras internacionais de bem-estar

Consumidor deve estar atento a propagandas Além da falta de certificação, há produtores de criação intensiva que divulgam fotografias e ilustrações de animais em pastos, ao ar livre, quando não é esse o modo de produção. Não há no país exigência de que se divulgue no rótulo o modo de criação do animal. Assim, a divulgação de fotografias pode induzir a erro. “Às vezes, o produto não é transgênico em si, mas a galinha, por exemplo é alimentada com ração que contém transgênico. Isso al-

tera o produto final, mas não vem no rótulo”, explica o diretorpresidente do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec), José Geraldo Tardin. O consumidor que se sentir lesado deve fazer uma denúncia na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que pode ser feito pela internet. A partir daí, o produtor deve ser submetido a uma inspeção. O consumidor pode também registrar um boletim na Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon), que o submeterá à perícia da Polícia Civil. Após esses laudos é possível promover ação na Justiça por dano material ou moral.

dos. No Brasil, existe apenas uma certificadora, a filial da francesa Ecocert, que também segue as normas da Hfac. A empresa tem apenas cinco clientes na área animal

contra 5 mil produtores de orgânicos certificados. “Esse número [cinco clientes] não vem crescendo. Muita gente pergunta, mas não temos um au-

mento no pedido de certificações. O nível de adesão em países europeus e nos Estados Unidos é bem maior. O bem-estar animal é bem mais estudado e exigido nesses países”, diz o diretor-geral da Ecocert Brasil, Luiz Mazzon. Segundo ele, nos Estados Unidos está disponível um aplicativo capaz de localizar restaurantes que vendem carne certificada. “O assunto aqui só vai começar a deslanchar com o interesse do consumidor”, acrescenta. O interesse existe, mas os consumidores muitas vezes não sabem como exigir o bem-estar animal e acabam deixando de comer carne completamente. A estudante Giulia Batelli é vegetariana há um ano, desde que assistiu a um vídeo sobre sofrimento animal. Ela admite que até hoje está se adaptando e acredita que ainda não se alimenta bem. Sente falta de carne, mas se recusa a comprar de grandes produtores que não têm certificação. Os alimentos certificados são difíceis de encontrar e caros.

[ ASSENTAMENTOS ] Valor representa a soma aplicada pelo Incra, desde o ano 2008, para reformar mais de 12 mil casas em assentamentos rurais do Rio Grande do Norte

Reformas custam R$ 68 mi O

sonho da casa própria reformada, com piso novo, quarto para os filhos, sala de TV, cozinha arejada e varanda ao redor da residência tornou-se realidade em mais de 200 assentamentos rurais do Rio Grande do Norte. De 2008 até 2012, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Rio Grande do Norte está investindo cerca de R$ 68 milhões para reformar 12.368 residências em todas as regiões do Estado. Na última sextafeira, a reforma de 12 casas foi inaugurada no Projeto de Assentamento Santa Clara, em Baraúna, na região Oeste potiguar. Até meados deste mês foram concluídas reformas em cerca de dez mil habitações. Outras 1,1 mil estão sendo reformadas e pouco mais de 1,2 encontram-se com recursos na conta das associações dos assentamentos para iniciar a recuperação em 2013. São recursos na ordem de R$ 8 mil para cada família que tem transformado as agrovilas dos assentamen-

tos em verdadeiros canteiros de obra, além de aquecer as vendas no comércio de material de construção no interior do Rio Grande do Norte. O maior número de casas reformadas ou em reforma está localizado nos Territórios da Cidadania do Açu/Mossoró e do Sertão do Apodi, com 5.628 famílias beneficiadas. Deste total, cerca de 90% da obras foram concluídas. Em Mossoró, cidade do RN com maior número de famílias assentadas, 19 PAs estão com casas reformadas. Neste município, cerca de 3,5 mil famílias estão sendo beneficiadas, diretamente, com a ação. São investimentos que chegam a R$ 24,4 milhões somente na região Oeste em aquisição de material de construção e contratação mão de obra, recursos que circulam no comércio local e entorno. No território do mato Grande, até dezembro foram reformadas 4.362 habitações e investidos R$ 21,3 milhões. “Esta ação do Incra é tão gran-

de e importante quanto às de políticas habitacionais realizadas pelo governo e mercados imobiliários”, afirmou Valmir Alves, superintendente regional do Incra/RN. As maioria das 12.368 famílias aumentou o tamanho da casa, com construção de novos cômodos, varanda, banheiros e área de serviço. Toda essa ação está sendo acompanha por um técnico do Incra, que participa desde a primeira reunião sobre a forma correta de aplicação do crédito até a qualidade do material de construção escolhido. O dinheiro não vai direto para o assentado, ele é repassado pelo Incra, mediante apresentação da nota fiscal, através de pagamento bancário, para a loja de material de construção contratada. HISTÓRICO Construídas no final dos anos 80 e início dos anos 90, as primeiras unidades habitacionais dos assentamentos apresentavam problemas de infraestrutura. Muitas

estavam rachadas, sem piso, portas danificadas, sem pinturas e outros tipos de acabamentos. No período do inverno a situação era agravada em função de infiltração nas paredes e goteiras no telhado. A grande maioria dessas residências foi construída com crédito no valor de R$ 2,5 mil a 3,5 mil. A partir de 2007, o Incra criou o crédito Recuperação/Material de Construção, visando assegurar aos beneficiários da reforma agrária meios necessários para desenvolvimento e recuperação dos assentamentos, no valor de R$ 5 mil para cada família. A partir daí, os assentamentos mais antigos, que apresentavam residências mais deterioradas, foram contemplados com a reforma das casas. A partir de 2010, o Crédito foi ampliado para R$ 8 mil. Está previsto para o início de 2013 a mudança na portaria que irá incluir os assentamentos no Programa Minha Casa, Minha Vida. Os assentamentos da reforma agrária passam a integrar as metas do programa a partir de então.


economia

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

7

ENTREVISTA: YURI CHAIN / DIRETOR COMERCIAL DA MRV PARA A REGIONAL NORDESTE DIVULGAÇÃO

A MRV enfrentou uma série de dificuldades em 2012,sobretudo no Rio Grande do Norte: atraso em obras, protesto de consumidores,pressão do Procon. Que balanço a construtora faz destes episódios? O balanço é positivo. Apesar de todos os problemas que tivemos, em nenhum momento deixamos de atender às demandas de nossos clientes. Procuramos manter um diálogo aberto e construtivo com o Procon, buscando o entendimento e ressarcindo os clientes que efetivamente tivessem sido prejudicados com os atrasos das obras. Isto mostra que a MRV honra seus compromissos e tem uma postura de muito respeito aos clientes. Não atrasamos as obras intencionalmente, mas reconhecemos que isto ocorreu. Ressarcir aos clientes por este atraso era o mínimo que tinha de ser feito.

do potiguar.A construtora realizou algum tipo de pesquisa ou coletou informações com outras construtoras antes de projetar tantos empreendimentos para a capital? Por que os erros? Quando se inicia uma atividade em um mercado novo para uma empresa é natural que haja uma curva de aprendizado e que, num primeiro momento, esta curva se desenvolva numa velocidade menor quando comparada a um mercado aonde se está instalado há mais tempo. Quando iniciamos nossas atividades em Natal e Parnamirim sofremos sim um pouco por este aprendizado e que hoje está absolutamente superado e incorporado no dia a dia de nossas atividades no Rio Grande do Norte, tanto é que continuamos investindo no mercado e lançando novos empreendimentos.

Como pretendem melhorar a imagem da empresa? Trabalhando e mostrando ao mercado potiguar a nossa seriedade no trato com nossos negócios. Não adianta fazer promessas; temos que fazer entregas consistentes. É isto que vamos fazer em 2013 e nos anos que virão, porque os planos da MRV para o RN são grandes e de longo prazo. Quanto a MRV investiu nos últimos cinco anos,ano a ano,no Brasil e no Rio Grande do Norte? Lançamos pouco em 2012 no RN, mas para 2013 temos grandes projetos em desenvolvimento. Quais os projetos para 2013 e 2014? Quanto será investido a nível de Brasil e RN e quantas unidades serão lançadas? Não divulgamos metas de lançamento e consequentemente de investimentos, o que podemos adiantar é que em 2013, a ideia é não reduzir o volume de lançamentos em nenhuma das praças onde estamos presentes como outras empresas tem feito. Em Natal, posso adiantar que estamos trabalhando para lançar dois projetos diferenciados, um na Zona Norte e outro na Zona Sul. Quanto do mercado nacional e estadual está nas mãos da MRV? O Mercado Imobiliário é muito pulverizado e não dispomos de informações de Market Share com um mínimo de confiabilidade. Como nosso negócio é completamente direcionado para o programa Minha Casa, Minha Vida, acompanhamos a nossa participação no volume de negócios do Programa e em 2012 estamos representando 12% de toda a contratação do Programa na Faixa de 3 a 10 salários mínimos. Somos a construtora que mais contratou nesta faixa, no Brasil. Até quanto a construtora quer ampliar esta participação e quando espera chegar neste novo percentual? Este ano construiremos cerca de 40 mil apartamentos, o que nos coloca como uma das empresas que mais constrói no mundo. O nosso grande objetivo, a longo prazo, é construir 70 mil unidades habitacionais ano. A Copa mexe,de alguma maneira, com os negócios do grupo, mais voltado ao segmento residencial? Não estamos sendo afetados pela proximidade da realização da Copa do Mundo no Brasil. Especulou-se muito que faltaria mão de obra, que os custos dos materiais subiria, mas não verificamos isto no nosso caso. Até porque a MRV tem uma tradição de formar sua própria mão de obra. Em que áreas do Brasil, do Nordeste e do Rio Grande do Norte, particularmente, a empresa está de olho? A MRV tem uma política de prospecção constante e inteligen-

‘OS PLANOS PARA O “ RN SÃO GRANDES E DE LONGO PRAZO’

Não adianta fazer promessas; temos que fazer entregas consistentes. É isto que vamos fazer em 2013 e nos anos que virão no mercado potiguar”

ANDRIELLE MENDES Repórter

governo federal não para de incentivar a construção civil. Primeiro foi o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que queria estimular o crescimento da economia brasileira, através do investimento em obras de infraestrutura. Depois o Minha Casa Minha Vida, programa habitacional que já atingiu a marca de 1 milhão de imóveis construídos. Depois a desoneração da folha de pagamento dos trabalhadores da construção civil e redução de impostos dos materiais de construção. Todo esse esforço tem um objetivo: fazer com que o segmento cresça e puxe, consigo, o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas produzidas por um país. O esforço parece já surtir efeito. Segundo o Banco Central, o setor da construção civil deverá crescer 3,8% nos quatro trimestres encerrados em setembro de 2013. O setor cresceu 2,3% no mesmo período de 2012. Uma das empresas que deverão aproveitar este movimento é a MRV. O grupo é considerado o maior do segmento econômico no país e espera se manter forte no programa Minha Casa Minha Vida. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, o diretor comercial da MRV para a regional Nordeste, Yuri Chain, faz um balanço do ano, comenta as medidas adotadas pelo governo e anuncia novos investimentos. “Estamos de olho no Brasil todo”, avisa. Confira os principais trechos da entrevista:

O

te de áreas potenciais para investir. Estamos presentes em 18 estados brasileiros, mais o Distrito Federal e continuamos num total de 117 municípios. Temos um banco de terrenos que nos garante negócios no ritmo atual ainda por diversos anos e continuamos avaliando oportunidades. É tudo uma questão de encontrar a área certa numa região que tenha demanda para o produto que a MRV fabrica por um preço competitivo. Resumindo, estamos de olho no Brasil todo. A MRV tem um novo empreendimento na zona Norte de Natal. Quanto está sendo investido na construção do residencial? Estamos lançando na Zona Norte neste mês de Dezembro, o Parque Nova Aurora. Ao todo serão 456 apartamentos disponíveis para venda dentro do programa Minha Casa Minha Vida e em parceria com a Vivex, uma empresa do grupo Moura Dubeux, empresa que já era nossa parceira em Pernambuco. Investiremos cerca de R$ 34 milhões neste lançamento. Por que optaram pela zona Nor-

te? Qual o potencial da região para a área imobiliária? Definimos por prospectar áreas e desenvolver lançamentos na Zona Norte por visualizarmos a região como um dos mais promissores vetores de crescimento em Natal. E esse desenvolvimento se dá pelos investimentos que estão sendo feitos uma coisa vai puxando a outra - Ponte Nova, Norte Shopping, Novo Aeroporto. Em 2010, nós lançamos nosso primeiro empreendimento na região – o Parque Nova Europa, que foi totalmente comercializado em apenas dois meses. Esse sucesso nos deu a segurança que precisávamos para intensificar os investimentos na região. A economia brasileira, de uma forma geral, cresceu num ritmo mais lento. Aqui, no RN, alguns empreendimentos demoraram para ser vendidos.Qual a relação existente entre baixo crescimento da economia e vendas de imóveis? O fato da economia crescer abaixo do esperado afeta,de alguma maneira, os negócios da MRV e das outras construtoras? É fato que a economia brasi-

leira cresceu num ritmo mais lento em 2012. Todavia, a MRV não sentiu uma redução expressiva no ritmo de suas vendas. Na faixa que atuamos, que é a de imóveis econômicos, há uma grande demanda reprimida e com a oferta interessante de crédito promovida pelo Governo Federal através do Programa “Minha Casa, Minha Vida” não estamos experimentando nenhuma queda, ao contrário do que aconteceu no segmento de imóveis voltado para o público de maior poder aquisitivo. A empresa, que ostenta o título “maior construtora do segmento econômico no país”,vai se manter focada no Minha Casa Minha Vida ou vai apostar em outros segmentos? A MRV já nasceu focada no segmento de imóveis econômicos e assim pretende permanecer. Temos uma parceria de décadas com a Caixa e iniciamos recentemente o mesmo com o Banco do Brasil. O governo federal reduziu o IPI de vários materiais de construção. Essa desoneração impac-

Temos grandes projetos em desenvolvimento para o Estado. Em Natal, estamos trabalhando para lançar um na zona Norte e outro na zona Sul”

Não estamos experimentando queda, ao contrário do que aconteceu no segmento de imóveis voltado para o público de maior poder aquisitivo”

tou nas compras da MRV? Reduziu preços,aumentou o volume comprado? A redução é repassada para o consumidor final? A redução dos impostos no setor da construção civil foi uma decisão importante e inteligente do Governo Federal. A construção civil é a indústria que mais gera emprego no Brasil e movimenta diversos outros setores da economia. Esta redução de IPI nos materiais de construção foi compensada pelo crescimento expressivo que houve nos salários dos trabalhadores que são, por sua vez, outra significativa despesa que compõe os custos de um imóvel. Por outro lado, como estamos muito focados no Minha Casa, Minha Vida, os preços de venda são definidos a partir de avaliações rigorosas da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil e não temos como fugir disso. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE,o gerente de Relações Institucionais da MRV Construtora, Sérgio Lavarini, afirmou que os ‘erros’ cometidos em Natal (os atrasos) eram fruto da inexperiência no merca-

A MRV enfrentou restrições por causa de problemas trabalhistas identificados pelo Ministério do Trabalho, em São Paulo. Trabalhadores a serviço da construtora estariam atuando em condições análogas à escravidão.A construtora reconhece o problema? Fomos surpreendidos este ano com a inclusão temporária de nosso nome na lista de empresas que se utilizam de trabalho escravo. Reagimos prontamente a esta injustiça e obtivemos a retirada em pouco mais de 30 dias do nosso nome deste cadastro do Ministério do Trabalho, o que prova que a nossa inclusão foi uma arbitrariedade. A MRV nunca fez uso de práticas trabalhistas que colocassem nossos trabalhadores em condições análogas à escravidão e nossos canteiros de obra por todo o Brasil estão à disposição de qualquer autoridade pública para a comprovação disto que aqui afirmo. Por que isso aconteceu? Houve um equívoco de avaliação durante uma inspeção de alojamento de um empreiteiro no interior de São Paulo que trabalhava para a MRV mas também para outras construtoras da região. Todos os trabalhadores que procuraram o Ministério Público do Trabalho reclamando que não haviam recebido seus direitos trabalhistas tiveram toda sua rescisão contratual corretamente homologada junto ao sindicato e receberam inclusive recursos para que voltassem aos seus lares, pois a maioria era do Nordeste. Ninguém foi prejudicado. Todavia, o Ministério Publico do Trabalho entendeu que deveria encaminhar ao Ministério do Trabalho um pedido de inclusão da MRV na lista, o que foi aceito num primeiro momento e retirado posteriormente. O que foi feito para solucionar este problema e o que está sendo feito para que isso não se repita? Como te disse, o problema não existia na forma como foi colocado. Independentemente disto a MRV reforçou seus controles sobre os alojamentos de empreiteiros bem como nas áreas de vivência nos canteiros de obra além de um rigoroso acompanhamento dos pagamentos aos trabalhadores, garantindo assim excepcionais condições de trabalho nas nossas obras. Estamos muito tranquilos com relação a este assunto e posso afirmar que nossos canteiros de obra são hoje uma referência de gestão no mercado brasileiro. Em razão desse problema,a construtora ficou impedida de pegar crédito com a Caixa Econômica Federal, principal financiadora do programa habitacional Minha Casa,MinhaVida.Quanto tempo durou a suspensão e que prejuízos isso trouxe? Não houve nenhum impedimento da Caixa Econômica Federal para a obtenção de crédito pela MRV. Como ficamos pouco mais de 30 dias no cadastro do Mistério do Trabalho não houve tempo para que esta situação se configurasse e nenhum cliente da MRV foi impactado.


8 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 30 de dezembro de 2012


natal

PREVISÕES 2013

O tarólogo Rodrigo Osório Tavares faz previsões para o ano que começa. PÁGINA 3

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Máx.: 30ºC Mín.: 25ºC

Preamar 05h36 - 2.1 - 17h45 - 2.3 Baixa-mar 11h15 - 0.4

Cidade da Esperança: hoje 406 bancas/386 feirantes Nova Natal 550 bancas/283 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Pirangi do Sul - Igreja Pirangi - Pium

FASES DA LUA Cheia: hoje Minguante: 05/01 Nascer do sol: 5h09 Pôr do sol: 17h37

Editora: Cledivânia Pereira e-mail: cledivania@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 30 de dezembro de 2012 ALEX RÉGIS

Aumento da arrecadação não eleva investimentos FERNANDA ZAULI repórter

atal Ø a capital do Nordeste com a segunda maior retra ªo de investimentos em 2011, em compara ªo a 2010. Em 2011 foram investidos R$ 42,6 milhıes, enquanto em 2010 foram R$ 57,6 milhıes, o que representou uma redu ªo de 26% em investimentos. A informa ªo consta do anuÆrio MultiCidades Finan as dos Munic pios do Brasil , elaborado pela Frente Nacional de Prefeitos, em parceria com a Aequus Consultoria, e divulgado na primeira quinzena de dezembro. O material tem como base os balan os anuais dos bancos de dados Finan as do Brasil Dados ContÆbeis dos Munic pios , referentes aos exerc cios fiscais de 2000 a 2011, divulgados pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Os dados apresentados no anuÆrio foram atualizados pelo ˝ndice Nacional de Pre os ao Consumidor Amplo (IPCA), com a finalidade de possibilitar a compara ªo entre os diversos per odos. O material traz informa ıes sobre as receitas e despesas dos munic pios e tem o papel fundamental de colaborar com a transparŒncia dos resultados fiscais dos munic pios brasileiros, oferecendo aos governantes e gestores pœblicos importantes dados para consulta no seu dia a dia .

N

LEIA MAIS NA PÁGINA 2


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Natal foi a capital do Nordeste que apresentou a segunda maior retração em investimentos públicos: 26% em relação a 2010, ficando atrás apenas de Salvador, cujos investimentos retraíram 36,3% [ OBRAS PÚBLICAS ]

Natal: investimentos estão em queda RODRIGO SENA

a contramão do cenário nacional - que em 2011 apresentou um aumento de 6,1% nos investimentos em relação a 2010 -, o Nordeste do país apresentou retração nos valores investidos. Em 2011, os investimentos dos municípios do Brasil atingiram um montante de R$ 41,13 bilhões. No Nordeste esse valor foi de R$ 6,9 bilhões, o que representou uma retração de 1,1% em relação a 2010. Natal foi a capital do Nordeste que apresentou a segunda maior retração: 26% em relação a 2010, ficando atrás apenas de Salvador cujos investimentos retraíram 36,3%. Enquanto em 2010 foram investidos R$ 57,6 milhões na capital potiguar, em 2011 foram R$ 42,6 milhões. A queda nos valores de investimentos fica ainda mais evidente se comparados com o ano de 2008 quando foram investidos R$ 204.650.300,00 em Natal. Comparando com 2008 a retração em 2011 foi de 80%. A chefe do Departamento de Políticas Públicas da UFRN, Maria do Livramento, explica que os valores de investimentos referem-se, em sua maioria, a obras públicas. Segundo ela, os investimentos representam, em média, 12% do orçamento global dos municípios e correspondem, no geral, a contrapartidas de investimentos de recursos federais. “Se Natal teve uma retração muito grande, falando em tese, eu acredito que tenha sido problema de gestão. Ou faltou articulação com os governos federal e estadual, ou faltou agilidade para elaboração de projetos, fechamento de propostas, agilidade de gestão”, disse. “Isso está, inclusive, muito claro em relação às obras de mobilidade da Copa do Mundo que o município quase perdeu e muita coisa não vai conseguir recuperar”, complementou. Para a economista Virgínia Ferreira, futura secretária de Planejamento de Natal, a retração nos investimentos do município não é surpresa. “Não houve investimento, muitos recursos foram devolvidos porque não foram executados, quase não há obras em andamento, está tudo parado. Além disso, muito foi gasto com as terceirizações, como essa da Marca na UPA Pajuçara. São recursos que ao invés de utilizados em investimento são destinados para terceirizações”, disse. A secretária afirmou que todos os contratos da prefeitura serão revistos e que será feita uma auditoria em todas as pastas. “Nós vamos fazer uma auditoria e não é questão de olhar para o retrovisor, mas sim questão de ter um marco divisor porque se você não fizer isso é como se você estivesse compactuando com qualquer tipo de ilegalidade. A partir daí é começar a trabalhar”.

N

DESPESA Outro fator negativo observado no anuário em relação a Natal é a despesa com Educação. O conjunto dos municípios brasileiros destinou o valor recorde de R$ 94,80 bilhões à educação em 2011. Na contramão, Natal re-

Arrecadação com IPTU aumentou

PESSOAL Em 2011 a despesa com pessoal em Natal foi de R$ 666,66 bilhões,7,3% a mais que em 2010.O valor representou 54,4% da despesa total e 52% da receita corrente do município.Nos municípios da região Nordeste,os gastos com pessoal foram elevados em 9,9%,passando de R$ 34,46 bilhões para R$ 37,89 bilhões, entre 2010 e 2011. A secretária Virgínia Ferreira afirmou que a nova gestão deverá fazer uma auditoria na folha de pagamento do município,para averiguar o que causou o aumento na folha.Segundo ela,em 2008 a folha representava um montante de R$ 20 milhões e hoje já alcança R$ 49 milhões. “Eu não acredito que apenas o Plano de Cargos e Carreiras represente todo esse aumento, até porque seria uma tremenda irresponsabilidade dar esse aumento sem analisar os impactos financeiros que ele causaria.Nós faremos uma auditoria na folha para tentar encontrar o que causou esse aumento.Podem haver gratificações indevidas, incorporações indevidas,e tudo pode ser revertido se tiver sido feito de forma ilegal.”, disse.

duziu a despesa com educação em 2011 para R$ 229,76 milhões, 9% menos que no ano anterior. O volume de recursos aplicados na área de educação pelos municípios nordestinos passou de R$ 22,53 bilhões, em 2010, para R$ 25,72 bilhões, em 2011, o que representou uma elevação de 14,1%. No que diz respeito à despesas com saúde o comportamento de Natal ficou acima da média do Nordeste. Na capital potiguar as despesas com Saúde em 2011 foram R$ 389,10 milhões, 13,7% a mais que em 2010. O valor gasto com saúde representou 30,3% da receita corrente da capital potiguar. Em todo o Nordeste a despesa com saúde em 2011 foi de R$ 19,53 bilhões, 7,3% a mais que em 2010. O anuário traz ainda as despesas com custeio, que são gastos destinados à execução de serviços públicos, à manutenção e conservação dos equipamentos e da infraestrutura, bem como da máquina burocrática governamental. Em Natal as despesas com custeio em 2011 foram R$ 499,38 milhões, 1,7% a mais que em 2010. O valor representou 40,8% na despesa total de 2011, e 38.9% da receita corrente. O conjunto dos municípios nordestinos registrou crescimento das despesas com custeio de 11,2%, totalizando R$ 32,30 bilhões. O comprometimento da receita corrente com o custeio foi de 42,6% e de 41,4% da despesa total.

Dados mostram que Natal reduziu em 9% os investimentos em Educação,em 2011,em comparação com 2010

MULTICIDADES FINANÇAS DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Estudo foi realizado pela Frente Nacional de Prefeitos,em parceria com a Aequus Consultoria,e divulgado na primeira quinzena de dezembro: Gráfico Comparativo Receita x Investimento (R$) 1,24 bilhões 994 milhões

2007

1,16 bilhões

1,11 bilhões

2008

Receita Total

2009

2010

2011

Investimento

Evolução da Despesa Total (R$)

259 trilhões

294 trilhões

328 trilhões

294 trilhões

352 trilhões

63 bilhões

65 bilhões

71 bilhões

78 bilhões

1,06 bilhões

1,16 bilhões

1,20 bilhões

1,18 bilhões

1,22 bilhões

2007

2008

2009

2010

55 bilhões

Variação 2011/2010 JOÃO MARIA ALVES

3,2% Natal

8,5% Nordeste

Evolução da Receita Total (R$)

265 trilhões

304 trilhões

333 trilhões

299 trilhões

2011 7,3% Brasil 357 trilhões

64 bilhões

64 bilhões

70 bilhões

78 bilhões

994 milhões

1,24 bilhões

1,11 bilhões

1,16 bilhões

1,28 bilhões

2007

2008

2009

2010

55 bilhões

Variação 2011/2010

Virgínia Ferreira, futura secretária de Planejamento de Natal

1,28 bilhões

9,8% Natal

11,2% Nordeste

2011 7,1% Brasil

Natal: desempenho dos principais itens da despesa 2011 em relação a 2010 Pessoal 7,3% Custeio 1,7% Investimento -26% Saúde 13,7% Educação -9% Legislativo -2,1% Natal: desempenho dos principais itens da receita 2011 em relação a 2010 FPM 16,7% IPTU 15% ISS 5,1% ICMS 1,4% IPVA 5,6% Despesa com Educação: variação de 2011/2010 1º NE Aracaju 2º NE Natal 3º NE Recife

-10,9% -9% -5,9%

Despesa com Saúde: variação de 2011/2010 1º NE João Pessoa 2º NE Maceió 3º NE Natal

19,9% 14,9% 13,7%

Investimentos: variação de 2011/2010 1º NE Salvador 2º NE Natal 3º NE Maceió

-36,3% -26% -21,6%

Receita Total: variação de 2011/2010 1º NE São Luiz 2º NE Salvador 3º NE Recife 4º NE Natal

18,2% 11,8% 11,2% 9,8%

Fundo de Participação dos Municípios: variação de 2011/2010 15,7% Média Nordeste 29,6% Salvador 16,7% Natal Maceió,Fortaleza, 16,7% João Pessoa,São Luiz, Recife,Aracaju 1% Teresina

Os municípios brasileiros alcançaram uma receita de R$ 357,70 bilhões em 2011. Um crescimento de 7,1% comparando com 2010. No Nordeste, a receita total em 2011 foi de R$ 78,13 bilhões, 11,2% a mais que em 2010. Das 9 capitais nordestinas, Natal ocupa a 7ª posição, com receita total de R$ 1.284.853,00, ficando atrás de Teresina, São Luiz e Maceió. Natal é a capital com a sexta receita total per capita do Nordeste, com R$ 1.584,71, ficando atrás de cidades como João Pessoa (PB) e Teresina (PI). A receita total de Natal de 2011 cresceu 9,8% em relação ao ano anterior. O Fundo de Participação dos Municípios (FPM) foi o item das receitas que mais contribuiu para a expansão da receita municipal. A mais importante transferência constitucional da União em favor dos municípios brasileiros teve um incremento real de 15,6% em relação a 2010, atingindo R$ 66,26 bilhões em todo o país. Em Natal o repasse do FPM em 2011 teve um incermento de 16,7% em relação a 2010. Foram repassados à capital potiguar R$ 222,51 milhões em 2011, contra R$ 190,7 milhões em 2010. Em Natal, o IPTU também contribuiu para o incremento da receita. Em 2011 foram arrecadados R$ 51,27 milhões de IPTU, 15% a mais que no ano anterior. A arrecadação de IPTU em 2011 representou 4% da receita corrente do município. Em 2011, a arrecadação das prefeituras municipais de todo o país com o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) apresentou crescimento de 5,6% em relação ao ano anterior, atingindo o valor de R$ 17,98 bilhões.

Gastos com a Câmara de Natal caíram em 2011 Após uma retração de 3,3% em 2010, a despesa com os legislativos dos municípios brasileiros registrou um aumento de 3,2%, em 2011, totalizando R$ 8,73 bilhões, valor próximo ao verificado em 2009, de R$ 8,75 bilhões, ano em que o legislativo municipal brasileiro havia batido um recorde em suas despesas. As cidades do Nordeste registraram o maior crescimento regional (6,2%) em 2011. As capitais da região registraram um crescimento de 3,1%. Somente Natal e São Luiz apresentaram retração nos gastos com o legislativo. NATAL Em Natal, a despesa com o legislativo em 2011 foi de R$ 41,75 milhões; uma redução de 2,1% em relação a 2010. De acordo com o anuário, o valor representou 3,4% da despesa e 3,3% da receita corrente da capital potiguar. O legislativo municipal se mantém com repasses recebidos das prefeituras. Pela legislação em vigor, os repasses são calculados como um percentual de determinadas receitas arrecadadas no ano anterior. Desta forma, o desempenho das receitas no ano anterior influencia diretamente na despesa com o legislativo. De acordo com a Constituição, os municípios podem repassar o percentual máximo de 4,5% de suas receitas para o legislativo.


Domingo | 30 de dezembro de 2012

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

2013

SOB O SIGNO DO AMOR É tudo novo de novo! Em poucas horas ganharemos um ano novinho em folha e com ele novas oportunidades, novos desafios. Mas como tudo que é novo sempre gera dúvidas e incerteza, o que esperar para 2013? Para matar essa curiosidade a TRIBUNA DO NORTE consultou as cartas, os búzios e os números para revelar o que esperar do novo ano que já bate a nossa porta. FOTOS:ALDAIR DANTAS

TAROT

BÚZIOS O ano de 2013 será regidos pelos orixás Ogum e Iemanjá. Na Igreja Católica Ogum representa São Jorge. Ele é guerreiro, bravo, forte e Iemanjá, Nossa Senhora da Conceição, que é a mãe de todas as mães. “Como Iemanjá está em primeiro lugar, este será um ano de doçura. E por causa de Ogum vai haver muitos conflitos e discórdias, mas no geral será um ano mais doce devido a Iemanjá”, orienta a Yalorixá Cremilda de Oxum Marê. O equilíbrio, a razão e a emoção é o principal segredo para se alcançar a sabedoria no ano que chega, diz ela. Em 2013 as sextas-feiras serão os dias de sorte, já os números serão os 2,7,9,19. A cor é o azul. A pedra é a esmeralda, as flores são as violetas e o metal é o cobre. Veja as previsões que Mãe Cremilda fez para 2013.

Para o Tarot, 2013 é uma data muito promissora, regida pelo Arcano 6, que são os Amantes. A vibração do 6 indica que vai ser um ano de decisões. É um ano para ter bons aprendizados, para refletir sobre nossa vida interior e exterior e, principalmente, a diferença entre agir com a razão e a emoção. Este é um ano que, por causa dos amantes, favorece a tudo que é belo, artístico, emotivo, tudo que comove as pessoas vai fazer este ano mais fácil. 2013 também favorece aquelas pessoas que querem construir família. É um ano para novas relações, atrair amores e um ano para reconciliar amores complicados. Saímos do ano 5, que era muito inquisidor, racional demais, de muito trabalho racionalizado, pouco emotivo, e vamos entrar no ano 6, mais amor. Vai favorecer um pouco de briga, mas prevalece grandes acordos. As pessoas vão estar mais amáveis. Até os mais ranzinzas. Confira o que dizem as cartas :

ECONOMIA Teremos um ano cambaleante no que diz respeito a economia. Vamos pisar em pedregulho. Acredito que só a partir do 10º mês é que começaremos a melhorar. Será um ano de aperto financeiro. Agora a Justiça está brava. O Ministério Público está de olho e vai ficar mais difícil colocar no bolso o que não merece. Será utilizado o que se deve.

CULTURA Como é um ano regido pelos amantes vai ser muito bom para a cultura. Teremos grandes revelações artísticas, investimentos nas artes, novos projetos. ESPORTE Ano bom para o esporte e as atividades de modo geral. Mostra que teremos grandes revelações de atletas. É um ano de ousadias, que provavelmente atrairá fama para algumas pessoas do esporte local. Tem uma estrela que indica também que vai haver descobrimento de novos talentos no nosso Estado. SAÚDE O 6 rege de maneira um pouco dúbia a saúde gerando a possibilidade de pouca melhora. Terão alguns investimentos, mais ordem, bons acordos, mas ainda não vejo a configuração de uma solução total. Vejo uma solução parcial. Haverão ajudas, mas paliativos. Essa ajuda precisa ser muito grande e generosa. ECONOMIA É um ano promissor. Novos acordos vão ser feitos. Vai haver a necessidade de posicionamento por parte dos nossos governantes sobre questões da economia do RN. Vai estar bem favorável, mas existe uma tendência de acordos que podem ser muito importantes para o futuro do nosso Estado, mas também pode gerar situações de dependência. CLIMA Para 2013 eu ainda vejo muita temperatura. Certos investimentos e projetos que tentarão intervir na gravidade do clima. Isso vai dar uma amenizada, mas é paliativa também. A temperatura continua aumentando, será um ano de seca. MICARLA DE SOUSA Este ano de 2013 vai ser resumido para a ex prefeita de Natal em reavaliação e aprendizado. A carta do ano dela é 16 , a Torre. Essa carta indicia que situações construídas em base não sólida, provavelmente, virão à tona e se anularão. Essa anulação poderá trazer dor, pro-

SAÚDE Quando a gente tem um equilíbrio financeiro, tudo melhora. Para 2013 a tendência é melhorar graças a influencia de Iemanjá e sua doçura. O doce de Iemanjá vai trazer paz e tranquilidade para todo mundo. ESPORTE Consigo ver coisas boas para os dois principais times do Estado. Acredito que o ABC vai liderar o campeonato. blemática, mas no aspecto positivo vai limpar os problemas que já estavam sendo administrados. Favorece a reavaliação e deixa pronto para novas experiencias. Ela, com certeza, vai conseguir reconstruir-se, seguir a vida de uma maneira boa e proveitosa para este ano. CARLOS EDUARDO A carta regente é o 8, a Força. Uma carta de equilíbrio, comprometimento com o social. Para o ano de 2013 a carta é 17, a Estrela. É uma combinação favorável que vai existir superação, determinação nas atividades. É um ano de iluminação pessoal, com boa intuição, perspicácia e muito autocontrole, favorecendo ao sucesso de todas as atividades desenvolvidas por ele. ROSALBA CIARLINI Ela também tem como carta regente o 8 e para 2013 o número é 15. Será um ano muito forte, de muitos desafios. Ano em que o nosso Governo terá que ter muito controle das situações. Haverá uma sobrecarga interna gerando desafios e impulsionado para o uso total da carta regente, a Força. Serviço: Rodrigo Ozório Tavares. Contato: (84) 9621-5601 / http://www.rotastudio.net/

NUMEROLOGIA O número que rege o ano de 2013 é o 6. Para a numerologia ele representa uma grande confusão porque ele é um número que tem um cunho muito afetuoso e amoroso, mas também da dúvida. O 6 traz uma carga simbólica relacionada às paixões, aos amores, ao amor próprio, amor ao próximo, dentro da família, de todos os amores. Mas ao mesmo tempo também traz muita dúvida porque onde há o amor, há o ódio. Onde há o amor há o ciúme. Ele é um arcano e um número de dúvidas. Para a terapeuta holística Verô Corbari, a responsabilidade é um ponto importante para 2013. Para 2013, Verô explica que as pessoas precisam ter cautela, sabedoria e pensar bastante antes de tomar atitude. No lado sentimental, 2013 é um ano para a família e para os grandes amores. Um ano que quem ama, ama e quem não ama vai abrir espaços para outras pessoas ou vai romper.

Quem ama mais ou menos não vai se fortalecer em 2013. A pedido da TRIBUNA DO NORTE, Verô Corbari, fez uma análise dos números para 2013. Para fazer o estudo numerológico é preciso somar a data do nascimento (dia + mês + ano). O resultado é o seu número regente. Para saber o número do ano soma-se o seu número regente mais o 6 (que é o número de 2013). Confira o significado de cada um deles: Arcano 0: é como se fosse o Coringa. Ele tenho o cunho de entrar na vida das pessoas e dar o sentimento de impulsividade. Arcano1: a palavra chave é autonomia. Ele é representado pelo Mago, que tem habilidade, discernimento e jogo de cintura com a vida e com as situações. Ele é um ser que se integra facilmente no meio social, na família. Arcano 2: a sabedoria espiritual, intuição, equilíbrio, conhecimento. Representado pela Sacerdotisa. Arcano 3: representado pela Imperatriz, que significa conquista material, produtividade. É o número da

mãe terra. Ele simboliza a gestação, a fecundação tanto física como da natureza. Arcano 4: é o Imperador que fala da materialidade, de status social, conquista material. Arcano 5: representado pelo Papa, que fala de equilíbrio, bondade, elevação espiritual, amizade, de doar-se. Arcano 6: os Enamorados que representam a dúvida, o amor pessoal, amor de diversas formas, mas também insegurança. Arcano 7: fala de movimento. é representado pelo Guerreiro. Ele vai a luta e volta vitorioso de todas as suas ansiedades e dúvidas. Arcano 8: é a Justiça. A vida passa a ser muito severa. Se você não tiver foco, centramento, é muito fácil de cair. É um arcano que traz culpas. Arcano 9: é o Eremita que fala evolução espiritual e solidão. É quando o ser humano passa a se introspectivo e quer evoluir. Serviço:Verô Corbari – Numeróloga. 9949-6018

CLIMA Iemanjá é das águas, mas tem Xangô que é ferro, é quentura. Acredito que vai dar uma equilibrada. O clima vai ser mais ameno este ano de 2013. ROSALBA CIARLINI Eu acredito que se a governadora administrasse, sem ninguém orientá-la, faria um bom governo. Até agora ela só não acertou porque não deixaram ela administrar sozinha. É difícil ela conseguir mais independência, mas não é impossível. 2013 vai ser de muita cobrança para a governadora. MICARLA DE SOUSA Ela está confusa e o estado de saúde a compromete. Até o equilibrio mental a compromete. Ela está muito confusa, sem fé. CARLOS EDUARDO ALVES Se ele deixar a dama – a esposa – administrar a ação social vai fazer um bom trabalho. O primeiro ano de mandato será de muita dificuldade e corre o risco de não terminar os 4 anos por causa das interferências políticas. Serviço: Yalorixá Cremilda de Oxum Marê (Mãe de Santo) Contato: 8826-7795 /3661-2380


natal

4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

[ FERIADO ] Técnicos vão ficar de plantão para

atender demanda de litoral e cidades-polos

Caern terá plantão para atender urgências C om o feriado prolongado do “Final do Ano”, até terça-feira (1º), a Caern vai assegurar o funcionamento dos serviços essenciais no interior e na capital, colocando equipes de plantão durante o período. As áreas de maior concentração turística são as praias e em algumas cidades do interior para onde se deslocam grande número de visitantes para participar dos festejos. De acordo com o gerente da Regional Natal Sul, Lamarcos Vital Teixeira, apesar do aumento no fluxo turístico, há um equilíbrio no consumo de água porque muitos natalenses viajam, principalmente para o interior do Estado. Ele informa que sua unidade irá manter um plantão de 24 horas, para os técnicos e viaturas da área de Operação e Manutenção de redes de água e esgotos, que estarão prontos para atender diversas solicitações, principalmente consertos de vazamentos de água e obstruções em tubulações de esgotos.

LITORAL SUL Para as praias de Pipa e Tibau do Sul, muito frequentadas durante o veraneio e feriados prolongados, a empresa está mantendo o serviço com a oferta de 150 mil litros de água por hora. O gestor da Unidade de Operação e Manutenção da companhia, Dídimo Oliveira Dantas, disse que a quantidade de água oferecida para essas localidades é suficiente para a demanda e que a empresa pretende, para evitar desperdícios, instalar medidores nas casas, o mais breve possível, para coibir o consumo exagerado. Nos demais municípios do Litoral Sul, especialmente aqueles abastecidos pela adutora Monsenhor Expedito, a Caern manterá técnicos percorrendo diariamente o trajeto da adutora para detec-

NÚMEROS

01/01 plantão da Caern segue até o primeiro dia de janeiro de 2013,terça-feira

24h

O atendimento da empresa não será interrompido nesse período

tar possíveis vazamentos na tubulação ou problemas de bombeamento nas estações Elevatórias. Além desses, a empresa manterá equipe de plantão com profissionais e equipamentos para executar serviços como vazamentos nas tubulações, obstruções de esgotos, etc. A Regional da Caern que atende a área tem como telefone de atendimento o número (84) 3232-4360. LITORAL NORTE No Litoral Norte, praias e Zona Norte de Natal, o gerente Regional Ricardo César Marinho disse que terá cinco equipes de plantão formadas por operadores, eletricistas e mecânicos, que trabalharão de forma alternada, para atender as demandas tanto dos bairros da região Norte de Natal, quanto nas cidades e comunidades rurais dos municípios ligados a Regional. A praia da Redinha é uma das mais frequentadas durante o feriadão, quando as casas de veraneio ficam ocupadas e o consumo de água é ampliado no período. Ricardo informa que o telefone para atendimento é o 3232-4350 para qualquer pessoa que tiver algum problema de abastecimento de água acionar a empresa.

autos &

motores

TODAS AS SEXTAS NA TRIBUNA DO NORTE

Domingo | 30 de dezembro de 2012

ARTIGO

O Natal e as Grandes Esperanças (II) MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA Procurador Regional da República

á um poema de Vicente de Carvalho, intitulado “Felicidade”, que define, pelo menos em parte, a temática de “Grandes Esperanças” (“Great Expectations”, 1861), de Charles Dickens (1812-1870). Seus últimos versos dizem: “Essa felicidade que supomos/Árvore milagrosa, que sonhamos/Toda arreada de dourados pomos/Existe, sim: mas nós não a alcançamos/Porque está sempre apenas onde a pomos/E nunca a pomos onde nós estamos”. Espécie de romance de formação, cujos exemplos mais famosos talvez sejam “Os Anos de Aprendizado de Wilhelm Meister” (de Goethe) e “A Montanha Mágica” (de Thomas Mann), “Grandes Esperanças” conta a estória da vida – e do que posso chamar da “formação do caráter” – do pobre órfão Philip Pirrip, conhecido pelo apelido de Pip. Uma vida que gira em torno da sua ambição, no que é ajudado por um benfeitor anônimo, de ser tornar um “gentleman”. Inicialmente serializado em 1860 e 1861, ele é o décimo terceiro romance de Dickens. Escrito no período de maturidade do autor, é por muitos considerado o seu maior êxito. “Grandes Esperanças”, à semelhança de quase todos os romances de Dickens, foi, desde a época do cinema mudo, inúmeras vezes adaptado para a tela grande, para a TV e para o teatro. Certamente, a mais afamada versão é a de David Lean, de 1946, com Alec Guinness, John Mills, Miles Bernard, Finlay Currie e Jean Simmons, entre outros, no elenco. Para se ter uma ideia, “Grandes Esperanças” de David Lean, além de ganhador de duas estatuetas do Oscar, foi considerado, pelo British Film Institute, um dos cinco melhores filmes britânicos de todos os tempos. E como disse aqui semana passada, foi recém-lançada uma nova versão cinematográfica de “Great Expectations”, que tive

H

oportunidade de assistir, no comecinho deste mês, em Londres. “Grandes Esperanças”, versão 2012, em minha opinião, é excelente. Dirigido por Mike Newell, conta no elenco com Jeremy Irvine, Holliday Grainger, Ralph Fiennes, Robbie Coltrane e uma fantástica Helena Bonham Carter no papel de Miss Havisham (opinião, aqui, que não é apenas minha, mas de toda a crítica que li em Londres). Não poderia ser diferente. E não só pelo elenco, mas também porque “Grandes Esperanças” é um livro alegórico, de colorido ímpar, cheio de reviravoltas, o que contribui – e muito – para sua adaptação para a tela grande. Pelo menos eu assim acho. O romance/filme se passa, basicamente, na bela (para os padrões da Ilha Britânica) região de Kent e em Londres, na primeira metade do século XIX. Pip (interpretado por Toby Irvine), órfão criança pequena, enquanto visitava o túmulo dos pais numa véspera de Natal, dá de cara com um estranho fugitivo (Magwitch, interpretado por Ralph Fiennes). Pip, menino de coração bom, ajuda o desconhecido. E essa cena é fundamental para todo o desenvolvimento da trama. No mesmo dia, somos apresentados à malvada irmã de Pip e ao cunhado Joe (interpretado por Jason Flemyng), ferreiro, exemplo de homem simples e bom. Em seguida, conhecemos Miss Havisham (Helena Bonham Carter), uma solteirona, riquíssima, que foi abandonada pelo noivo no dia do casamento. A mais surreal personagem do romance, ela ainda “vive”, tristemente, com o mesmo vestido de noiva, o dia do seu “não casamento”. Miss Havisham tem uma “filha adotiva” (de fato, filha do fugi-

tivo Magwitch), a bela e fria Estella (personagem de Helena Barlow e Holliday Grainger), por quem Pip logo se apaixona. É por causa dessa paixão por Estella que Pip, aprendiz de ferreiro, ambiciona ser um “gentleman”. Um dia, Pip (já adulto e interpretado por Jeremy Irvine) é visitado pelo advogado Mr. Jaggers (Robbie Coltrane), com a notícia de que ele tem um benfeitor secreto (que mais tarde descobrimos ser o fugitivo Magwitch) que vai proporcionar, com dinheiro e posição em Londres, o sonho de Pip de “subir na vida”. E por aí a coisa vai – com a apresentação de outras personagens, muitas decepções, reviravoltas e todo o desenvolvimento do caráter de Pip –, não sendo de bom tom, no momento, contar o final da aventura. Deixo para vocês descobrirem, seja lendo o livro (se tiverem tempo de enfrentar o calhamaço) ou assistindo o filme, que, espero, chegue logo na terrinha. Apenas dois ou três comentários antes de encerrar este riscado. “Grandes Esperanças”, como quase tudo em Dickens, é autobiográfico. Para nós, formados em Direito, uma vantagem. Dickens, que trabalhou em escritório de advocacia, foi escrivão e repórter judiciário, nos presenteia com cenas de julgamento. O tema da prisão, recorrente no escritor (vide o trauma pelo aprisionamento do pai), é mais uma vez revisitado. A caracterização do advogado Mr. Jaggers, do seu escritório e dos seus colegas como um todo é, para mim, genial. Mas o contexto de “Grandes Esperanças” (embora com um final mais ou menos feliz) é sombrio e nos faz pensar para onde a ambição pode levar. E, assim, dando razão a Vicente de Carvalho (e ao próprio Dickens), termino com uma receita de vida do maior poeta de nossa língua, Fernando Pessoa: “Aos que a riqueza toca/O ouro irrita a pele/Aos que a fama bafeja/Embacia-se a vida/Aos que a felicidade é sol/virá a noite/Mas ao que nada espera/Tudo que vem é grato”.


natal

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

[ FIM DE ANO ] A maior parte das lojas do Centro da Cidade e Alecrim estenderão seus expedientes até as 22h, nesta semana que antecede os festejos da chegada do Ano-Novo

Comércio funciona em horários diferenciados comércio natalense funcionará em horários diferenciados neste resto do ano. A maior parte das lojas do Centro da Cidade e Alecrim estenderão seus expedientes até as 22h, nesta semana que antecede os festejos da chegada do Ano Novo. Os shopping também estão funcionando em horários especiais, Seguindo a resolução Nº 2.932, a Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) regulamentou o atendimento bancário em relação aos feriados do fim de ano. Os bancos podem estabelecer horários especiais, desde que garantam ao público um atendimento mínimo de duas horas, conforme abaixo especificado. Nos dias 31/12 e 01/01 não haverá atendimento ao público. A orientação é que a população utilize os canais alternativos de atendimento para realizar operações

O

bancárias, como caixas eletrônicos, Internet Banking, Mobile Banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados). As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e os carnês que vencerem nestas datas poderão ser pagas no próximo dia útil (02/01), sem a incidência de multa. Os tributos, normalmente, já estão com a data ajustada pelo calendário de feriados (federais, estaduais e municipais). Os clientes também podem agendar nos bancos os pagamentos das contas de consumo ou pagálas (as que têm código de barras) nos próprios caixas automáticos, ou em correspondentes. Já os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser

agendados ou pagos por meio do Débito Direto Autorizado. FESTA Quando ninguém mais esperava festa, Natal ganhou queima de fogos na Ponte Newton Navarro, na beira-mar de Ponta Negra e Show da Virada - das 21h30 às 04h45 - na Praia do Meio, com as atrações: UsKaravelho, Deixe de Brincadeira e Forró dos Balas. O Governo tomou a frente do evento, mas tem parceria com a Prefeitura do Natal e demais órgãos envolvidos no Réveillon. Ficou descartado o uso de balsa para queima de fogos em Ponta Negra, sendo estabelecido o show pirotécnico a partir da beira-mar, que terá, no dia 31 de dezembro, grades de isolamento e proteção do público na área onde ocorrerá a queima. O CBMRN fará o acompanhamento desse isolamento

e do projeto de colocação dos fogos. Interdições e SegurançaDurante o dia 31 de dezembro, a Ponte Newton Navarro terá o tráfego interditado no eixo Redinha/Santos Reis a partir das 10h para que o show pirotécnico seja montado. Já o eixo Santos Reis/Redinha terá tráfego em mão dupla, cabendo à Semob sinalizar a via e orientar motoristas e pedestres durante a operação. Às 22h, a Semob interditará o tráfego de veículos pela Ponte Newton Navarro e às 23h também não será permitida a passagem de pedestres, por medida de segurança. Das 0h15 às 1h00, do dia 01/01/2013, haverá vistoria da área e limpeza para que o tráfego de veículos e pedestres retorne à normalidade. Haverá destacamentos da Polícia Militar, SAMU e do Corpo de Bombeiros nas áreas da Ponte, Praia do Meio e Ponta Negra.

COMÉRCIO E HORÁRIOS DE MISSAS Funcionamento do comércio e horários de missas no período de festejo da chegada do Ano-Novo:

Horário das missas de Ano Novo

COMÉRCIO DE RUA Alecrim: 1/12:08h às 20h 06/01: 08 às13h Zona Norte 31/12:08 às 19h 01/01:fechado 06/01:fechado

Centro Riachuelo 31/12:08h às 18h 01/01:fechado Lojas Americanas 31/12:08h às 18h 01/01:fechado

C&A 31/12:08h às 18h 01/01:fechado SUPERMERCADOS 31/12:funciona até as 20h 01/01/2013:lojas totalmente fechadas

SHOPPING Natal Shopping 31/12: 10h às 18h 01/01:fechado 06/01:praça de alimentação e lazer - 11h às 22h lojas e quiosques:14h às 21h

alimentação,a partir das 11h Shopping Cidade Jardim 30/12:14h às 20h 31/12:09h às 18h 01/01/2013:fechado

Natal Norte Shopping 31/1210h às 19h 01/01:fechado

Via Direta 30 de dezembro:09h às 21h 31/12:09h às 18h 01/01:fechado

Praia Shopping 30/12:10h às 22h 31/12:10h às 19h 01/01:funciona somente praça de

Midway Mall 30:horário normal 31:de 10h às 19h 01/01:aberto apenas o cinema

31/12

01/01

Paróquia da Catedral Metropolitana

8h,11h e 16h30 e 21h

19h

Capelania do Campus Universitário

19h

-

Paróquia

Bom Jesus das Dores (Ribeira)

21h

17h

Nsa.Sra Aparecida (Neópolis)

19h30

19h30

Nsa.Sra da Candelária (Candelária)

19h30

17h

Nsa.Sra das Graças e Santa Teresinha (Tirol)

19h30

17h

Nsa.Sra da Esperança (Cidade da Esperança)

19h

-

Santuário dos Mártires (Nazaré)

21h

-

Nsa.Sra do Perpétuo Socorro (Quintas)

00h

19h30

Santa Maria Mãe (Conj.Santa Catarina)

22h

-

Santo Afonso Maria de Ligório (Mirassol)

19h

19h

Santo Antônio de Pádua (Parque dos Coqueiros)

21h

-

Santuário dos Mártires (Nazaré)

21h

-

São João Batista (Lagoa Seca)

20h

-

São João Batista (Vila de Ponta Negra) São João Bosco (Gramoré) Santa Luzia (Boa Esperança) São Sebastião (Alecrim)

22h30

6h30

6h /20h30

6h/19h

22h

19h

21h30

-

[ PRAIAS ] O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema) ampliou o número de pontos monitorados pelo programa de balneabilidade das praias

Idema intensifica monitoramento C

ALEX RÉGIS

om a chegada do verão é comum o aumento de banhistas nas praias do litoral do Estado. É a época do ano em que o potiguar tem como destino as casas de praia, em busca do tão esperado veraneio. Em função do grande deslocamento da população rumo ao litoral, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (IDEMA) ampliou o número de pontos monitorados pelo programa de balneabilidade das praias, estudo responsável por avaliar a qualidade das águas para o banho recreativo. De dezembro deste ano a fevereiro de 2013, período de veraneio, o programa passa a realizar o monitoramento semanal de dezoito pontos adicionais, além dos trinta trechos já monitorados durante todo o ano. Com isso, totalizam-se agora 48 pontos de coleta e análise da qualidade da água das praias, compreendendo basicamente todo o litoral potiguar: de Baía Formosa ao município de Tibau. A qualidade das águas nas praias monitoradas é verificada por meio da análise de amostras de água coletadas semanalmente nos

Durante o verão, o Idema vai monitorar 48 pontos do litoral potiguar, 18 a mais que o normal

pontos selecionados, sempre nas condições consideradas críticas pelos técnicos. Após a análise, os resultados obtidos são encaminhados aos veículos de comunicação, disponibilizados nas páginas do IDEMA e do próprio programa, através do endereço www.idema.rn.gov.br. Os boletins são divulgados sempre às sextas-feiras. Além da divulgação através dos

sites e da imprensa, a qualidade do banho nas praias é indicada, principalmente, por meio das placas de sinalização que o órgão mantém nos pontos monitorados. As placas indicam aos banhistas se o trecho em questão apresenta-se próprio (placa verde) ou impróprio (placa vermelha) ao banho. O estudo de balneabilidade das praias é operacionalizado por meio

de uma parceria entre o Idema o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN), integrando um projeto maior batizado de “Água Azul”. Além da balneabilidade das praias potiguares, esse programa é responsável ainda por realizar o monitoramento sistemático da qualidade das águas dos principais corpos d’água interiores do Estado.


natal 6

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 30 de dezembro de 2012

[ ENTREVISTA / ILZAMAR SILVA PEREIRA / ASSISTÊNCIA SOCIAL E TRABALHO ]

“HAVERÁ CONCURSO PARA A SEMTAS” ALEX RÉGIS

A

política de assistência social deve ser mudada nos próximos anos. Esse é o diagnóstico de Ilzamar Silva Pereira, que irá assumir a pasta de Assistência Social e Trabalho a partir da próxima semana, na gestão do prefeito Carlos Eduardo. Ilzamar disse em entrevista que os convênios com entidades para a prestação de serviços serão revistos. A futura secretária entende que o Município deve realizar diretamente as políticas. “Entendemos que isso não pode acontecer, porque a assistência social não pode sofrer descontinuidade. A assistência social não pode depender de um contrato ou um convênio e com isso sofrer a descontinuidade. É preciso ter uma política de Estado”, aponta. Além disso, Ilzamar falou sobre a situação da Ativa. A entidade, que executa vários convênios com a Semtas e passa por intervenção judicial, deve sofrer um enxugamento. “Discutimos que a médio e longo prazo será necessário dotar a Semthas de funcionários públicos para paulatinamente enxugar a Ativa”, afirma Ilzamar Pereira.

Será uma das prioridades dotar a secretaria de funcionários públicos. Existe um compromisso da Prefeitura nesse sentido. Dotar a secretaria de funcionários públicos, a partir de um concurso público. A Semthas tem delegado o trabalho a entidades? Sim, mas não temos ainda ciência de quantas e quais entidades. Nós precisaremos diagnosticar quais são essas entidades. Essa é uma realidade que encontramos. Tivemos acesso aos convênios, mas não aos planos de trabalho. Precisaremos também visitar o Conselho Municipal de Assistência Social para verificar como essas entidades foram qualificadas. Entendemos que a secretaria precisa prestar diretamente alguns serviços, que são essenciais. Não há como conveniar algumas execuções, porque há o risco de descontinuidade. Iremos reafirmar a primazia do Estado. A rede conveniada tem que ser complementar.

Qual a situação da Secretaria de Assistência Social? É preciso dizer antes de tudo que estamos com dificuldade de conseguir informações. As informações passadas pela transição são insuficientes e só poderemos obter um diagnóstico real ao assumir. Nós vamos encaminhar isso aos setores competentes do controle social, no momento oportuno. A política de assistência social não pode continuar como está. A situação no Município, todos sabem, é complicada, e o caso da Assistência Social não é diferente. A política de assistência não está sendo executada como manda o Sistema Único de Assistência Social. Parte dos serviços que deveriam ser prestados di-

retamente pela secretaria estão sendo delegados a associações e organizações não governamentais. Entendemos que isso não pode acontecer, porque a assistência social não pode sofrer descontinuidade. A assistência social não pode depender de um contrato ou um convênio e com isso sofrer a descontinuidade. É preciso ter uma política de Estado. Iremos fazer também uma análise de como está sendo feito o cadastro único do Bolsa Família. É preciso agilizar esses cadastros, porque eles não têm sido feitos com a velocidade necessária. Há também os Centros de Referência em Assistência Social, os CRAS. Há pessoal suficiente?

A ASSISTÊNCIA SOCIAL NÃO PODE DEPENDER DE UM CONTRATO OU UM CONVÊNIO E COM ISSO SOFRER A DESCONTINUIDADE”

DISCUTIMOS QUE A MÉDIO E LONGO PRAZO SERÁ NECESSÁRIO DOTAR A SEMTHAS DE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS PARA PAULATINAMENTE ENXUGAR A ATIVA”

E como será conduzida a questão da Ativa,que executa alguns projetos públicos? A intervenção irá continuar? Tivemos um entendimento com a interventora e com o Ministério Público. Discutimos que a médio e longo prazo será necessário dotar a Semthas de funcionários públicos para paulatinamente enxugar a Ativa. A Ativa de certa forma ocupava um espaço que a Semthas devia ocupar? É preciso entender a questão histórica. Na década de 90, houve um sucateamento do Estado. Isso não só em Natal com a Ativa, mas em vários outros locais foi repassada a responsabilidade do

Estado para essas entidades. Hoje a política foi redirecionada. Mas a Ativa continuará existindo? Sim. Isso por um entendimento conjunto inclusive com o Ministério Público. Até porque a entidade ainda tem os funcionários ligados a ela. O que não se entende é porque o Município repassa os recursos para outras entidades e a Ativa não diminui de tamanho. Na gestão anterior do prefeito Carlos Eduardo, a Ativa vinha diminuindo o seu tamanho. Mas recentemente a Ativa inchou bastante. Funcionários foram admitidos e iremos identificar a quais atividades eles estavam ligados a partir de janeiro. Veremos programa por programa quem são essas pessoas e o que estão fazendo. O MPE identificou várias irregularidades,como a politização,indicação de ocupante de cargos por políticos, programas que não eram executados, etc. A senhora teve conhecimento disso? A primeira coisa que faremos, por compromisso, é mapear o que vem acontecendo na entidade. É um compromisso fazer esse mapeamento: o que está funcionando e o que não está funcionando. Não tenho um diagnóstico real ainda. Só teremos ao assumir. Como está a situação das Casas de Passagem? É preciso fazer um trabalho efetivo nesse sentido de referenciamento junto aos Cras. A Casa de Passagem não é permanente, mas provisória. O nosso entendimento é de dar autonomia aos adolescentes. Não temos ciência de tudo ainda. Mas sei que nesse caso também há entidades substituindo a Semthas. A prestação precisa ser direta.


natal

ENTREVISTA

A vereadora Júlia Arruda fala sobre seu futuro na Câmara Municipal de Natal. PÁGINA 9

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Máx.: 30ºC Mín.: 25ºC

Preamar 05h36 - 2.1 - 17h45 - 2.3 Baixa-mar 11h15 - 0.4

Cidade da Esperança: hoje 406 bancas/386 feirantes Nova Natal 550 bancas/283 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Pirangi do Sul - Igreja Pirangi - Pium

FASES DA LUA Cheia: hoje Minguante: 05/01 Nascer do sol: 5h09 Pôr do sol: 17h37

Editora: Cledivânia Pereira e-mail: cledivania@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 30 de dezembro de 2012 MAGNUS NASCIMENTO

O famoso Anjo Azul, outrora imponente numa das avenidas mais importantes da capital potiguar, foi esquartejado e colocado na Praça Omar O´Grady, em Ponta Negra

[ MONUMENTOS ] Em meio aos grandes prédios, residências, aparelhos públicos e vias de trânsito, Natal é palco para uma exposição artística permanente. Mas nem sempre as peças são bem cuidadas

Céu aberto para a arte ROBERTO LUCENA repórter

m transeunte com olhar mais crítico e sensível pode observar. Em meio aos grandes prédios, residências, aparelhos públicos e vias de trânsito, Natal é palco para uma exposição artística permanente. São painéis, esculturas e estruturas que levam a assinatura de artistas potiguares renomados expostas gratuitamente em canteiros, praças e avenidas da cidade. Em alguns casos, o abandono e falta

U

de manutenção maculam a genialidade das obras. No entanto, as peças sob cuidados de empresas privadas, recebem os cuidados necessários para continuar despertando a atenção dos observadores. Esta semana, a TRIBUNA DO NORTE visitou alguns destes monumentos e observou que todos carecem de um detalhe: identificação das obras. Seja um painel de Dorian Gray ou os painéis em alto relevo de Jordão, nenhuma das peças visitadas trazia informações sobre quando a obra foi construída e

quem é o autor da mesma. As pichações são recorrentes nos monumentos e estátuas. De acordo com o artigo 65 da Lei nº 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais), pichação é crime e a pena varia entre três meses e um ano de detenção. Pelo menos um artista tenta mudar a realidade de abandona. O artista plástico Dorian Gray, 82 anos, vem trabalhando na recuperação de obras espalhadas pela cidade. Em 2011, restaurou o painel de sua autoria que ornamenta a Praça das Mães, na Cidade Alta. Também foi

responsável pela recuperação de três trabalhos de Newton Navarro (1928-1992): um de 80m² no Campus Central do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN), em Lagoa Nova; outro no auditório do Sesc Centro; e um terceiro na sede do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/RN). Navarro e Gray são da mesma geração e juntos realizaram as primeira exposições de arte contemporânea em Natal na década de 1950. Leia mais na página 8.


8 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 30 de dezembro de 2012

As obras de arte que estão em áreas particulares são mais bem conservadas que as de dependência do poder público. A TRIBUNA DO NORTE visitou sete obras em Natal e mostra como estão

[ ARTE ]

Acervo não recebe conservação visitante que chega à Natal pela BR-101 encontra, logo de início, uma obra de arte imponente. O Pórtico dos 400 anos, que hoje completa 13 anos, dá as boas vindas aos que chegam à cidade. Mas a obra carece de cuidados. E não é a única. Outras es-

O

peram por iniciativas como a do artista plástico Dorian Gray. Há de se contar com a ajuda da população. O painel localizado na Praça das Mães, por exemplo, foi restaurado ano passado, porém, já sofre com as marcas de vandalismo. Salvas estão as obras localiza-

das em prédios públicos ou particulares. É o caso do gigantesco painel em alto relevo existente na parte externa do Centro de Convenções. A obra foi construída em 1983 e retrata a vida do nordestino: jangada, frutas e pescador são algumas das peças que figuram no painel. Desde

a semana passada, a obra passa por uma restauração. E é o próprio artista responsável pela obra que cuida da restauração. Ricardo Gomes, mais conhecido como Ric, diz que construiu o painel no ano de 1983 após pedido do então diretor do Centro de Convenções, Jueci Santos.

“Foram três meses de trabalho, de dia e à noite, para terminar o painel”, explicou. A pela é feita de cimento e tijolo. Atualmente, passa pela segunda manutenção. “Estamos pintando e vernizando o painel. Moro em Brasília, mas, de dois em anos, virei à Natal para cuidar da peça”,

colocou. Ao comentar o abandono de obras na cidade, o artista se diz triste e pede atenção do Poder Público. “Vejo com tristeza essa realidade. Parece que as pessoas estão esquecendo da arte. Com o passar do tempo, abandonam e não dão valor”, frisou.

FOTOS:MAGNUS NASCIMENTO

1. Painel na Praça das Mães Autor: Dorian Gray O painel está localizado próximo à OAB. Foi restaurado, ano passado, pelo autor da obra. No entanto, já apresenta pichações e sinais de abandono. Há lixo no local.

5. Painel no Centro de Convenções Autor: Ric O painel passa por uma restauração e está bem conservado. A instalação mede mais de 25 metros de comprimento e sete de altura. O autor da obra e mais dois homens cuidam da conservação

2. Painel em alto relevo “Romaria conduzida por Luiz Gonzaga à casa de Frei Damião” Autor: Jordão O painel está localizado em um posto de gasolina no bairro Barro Vermelho. A administração do posto cuida da obra no que diz respeito à pintura. Anualmente, a pintura é renovada. Algumas figuras estão quebradas

6. Anjo Azul Autor: Jordão A peça, outrora imponente numa das avenidas mais importantes da capital potiguar, jaz esquartejada na Praça Omar O´Grady, em Ponta Negra. Não há definição sobre o destino da peça

3. Escultura no Complexo Viário Senador Carlos Alberto de Sousa (Viaduto do Quarto Centenário) Não há identificação do autor da peça. A escultura está abandonada. Há pichações por todos os lados e não tem conservação da área onde a obra está instalada

7. Painel em alto relevo no prédio da antiga Sam’s Autor: Aécio Emerenciano Criado em 1970, o painel de 200 metros quadrados passou por uma restauração, recentemente, por estudantes e arquitetos que participaram da primeira edição da Casa Cor RN

4. Pórtico dos 400 anos Autor: Manxa e Moacir Gomes. Formado por uma estrela que cruza as seis faixas da BR e uma estrutura com imagens dos três Reis Magos, o Pórtico dos 400 anos foi mais uma obra em homenagem ao quarto centenário da capital potiguar. A placa de identificação do monumento, na base da estrutura, está coberta pela vegetação e falta conservação da área


natal

Domingo | 30 de dezembro de 2012

3porquatro

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 9

POR ANNA RUTH DANTAS

JÚLIA ARRUDA

A VEREADORA VIVE UM MOMENTO QUE A COLOCOU NA HISTÓRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE NATAL.COM TODAS AS TRANSIÇÕES PELAS QUAIS PASSOU A PREFEITURA DA CAPITAL POTIGUAR,O COMANDO DO LEGISLATIVO DA CIDADE TERMINOU NAS MÃOS DE JÚLIA,QUE ERA SEGUNDA VICE-PRESIDENTE.CONHEÇA OS PLANOS DA VEREADORA REELEITA:

“Queria ter assumido em outro momento” FOTOS:ALEX RÉGIS

Terminar o primeiro mandato como presidente da Câmara MunicipaldeNatal,comoasenhoraavalia esse momento? Fui pega de surpresa diante desses acontecimentos que ocorreram em Natal. A renúncia de Edivan Martins, a saída de Ney Júnior da Câmara. Eu avalio esse momento muito delicado. Até que ponto chegamos em Natal com a troca de prefeitos. Em menos de 45 dias três prefeitos entraram e saíram da Prefeitura. E pela ordem sucessória não iria negar a minha responsabilidade de assumir a presidência, mesmo diante de um recesso parlamentar, mas sabemos que a Câmara, a questão administrativa, funciona. Irei até o dia 31 de dezembro assumir as minhas responsabilidades. Confesso que queria ter assumido a presidência em outro momento e não em um momento apenas para realmente levar a presidência até o final. Mas gostaria de ter assumido em um momento onde eu pudesse também deixar a minha marca, deixar minha contribuição. Agora apenas vou cumprir o que a Câmara, a burocracia, a formalidade irá exigir. O que é possível fazer em três dias úteiscomopresidentedaCâmara? A Câmara está em recesso, mas ontem (quarta-feira) nos reunimos com toda a parte administrativa, cerimonial, com a guarda legislativa, já pensando em providência para posse. A festa, a solenidade, é feita pela Câmara. O cerimonial cabe a Câmara organizar isso. Até com a questão da interdição das ruas, tomamos as providências para o dia primeiro (dia da posse de vereadores e prefeito). Esperamos que tudo entre e nada fuja do nosso controle. Caberá a presidência determinar e entregar o novo plenário que está em reforma e também os novos gabinetes para acomodar os vereadores novos. Tudo isso caberá a mim e estou a disposição dos vereadores que quiserem conversar comigo. Estarei presente aqui até o dia 31. É pouca coisa, eu não tenho como fazer, até porque de dias úteis são apenas três dias. A senhora não acha que faltou atenção do vereador Edivan Martins com a senhora,já que ficou sabendo da renúncia dele apenas pela imprensa? É verdade. Faltou sim. Ele não me adiantou nada. Tudo que eu vinha acompanhando era pela imprensa. Foi a imprensa que me ligou e disse. Logo que fui comunicada oficialmente pela Câmara me apresentei para tomar posse, não seria eu a responsável por deixar a Câmara sem presidente, da mesma forma que a prefeitura ficou alguns dias sem prefeito. Assumi e estou aqui tentando desempenhar a missão da melhor forma possível. Para uma vereadora que está no primeiro mandato e chega,ao final,a presidência da Câmara,tornando-se a primeira mulher a presidir o Legislativo da capital.A senhora chegou longe demais nesse primeiro mandato? Durante o meu mandato foi muito de aprendizado, de avaliação. No primeiro ano eu observei mais do que me posicionei. E depois fui criando até autonomia, confiança, assumindo de fato um papel mais de protagonismo. Em determinadas situações quando muitos pensavam que eu não assumiria, iria fraquejar, mas assu-

mas qualitativa. Me orgulho de ter feito parte de uma oposição que foi de começo ao fim e fez a diferença na Câmara. Mas em nenhum momento eu temi. Ocorreram momentos que nos frustram, nos decepcionam, mas a partir do momento que decidi sair da minha vida tranqüila como publicitária, tinha uma vida estabilizada, realizada profissionalmente, sabia que era realmente uma mudança muito grande na minha vida. Fui até o fim e estou até agora.

o final do primeiro mandato como vereadora de Natal, a publicitária Júlia Arruda vive um momento que a colocou na história da Câmara Municipal de Natal. Com todas as transições pelas quais passou a Prefeitura da capital potiguar, o comando do Legislativo da cidade terminou nas mãos de Júlia, que era segunda vice-presidente. Ela tem ape-

N

nas três dias úteis para gerir a Casa. Admite que, pelo pouco tempo, há pouco a fazer, mas nem por isso se mostra desestimulada a gerir o Legislativo. Reunião com os servidores da Casa, definição da solenidade de posse da nova legislatura, na qual está incluída como vereadora reeleita, Júlia Arruda se mostra arrojada, um estilo adotado desde quando deixou a carreira de publicitária, estável e realizada, como ela mesmo define, para abraçar a política. A vida pública é justificada, por ela mesma, através da veia familiar. Afinal, suas seus avós exerceram mandatos eletivos, além do pai dela, o ex-deputado Leonardo Arruda. Júlia Arruda evita falar em projetos políticos para 2014, destaca que está centrada no novo mandato. Mas a julgar pela disposição e pelo engajamento na política, não é difícil prever que ela buscará novos voos na carreira. Tentou um, há poucos dias: ser candidata a presidente da Câmara Municipal, mas foi preterida, no grupo que integra, que escolheu o vereador Albert Dickson.A convidada de hoje do 3 por 4 é uma vereadora jovem que, logo na primeira legislatura, foi escolhida duas vezes parlamentar do ano e encerra o mandato se tornando a primeira mulher a comandar o Legislativo da capital potiguar. Com vocês, Júlia Arruda.

Logo que fui comunicada pela Câmara me apresentei para tomar posse, não seria eu a responsável por deixar a Câmara sem presidente, da mesma forma que a prefeitura ficou alguns dias sem prefeito”

mi e dei conta do recado, como foi o caso da CEI (Comissão Especial de Inquérito, que investigou os contratos da Prefeitura de Natal). Aquele foi o maior desafio do meu mandato, uma CEI que partiu de um momento delicado que foi a pressão popular, de um movimento que se instalou na Câmara. Eu fui até o fim e tanto é que serviu de pauta, como roteiro, como material para investigação e operações que foram deflagradas pelo Ministério Público. Tudo isso mostra que com nosso trabalho equilibrado, realmente responsável tínhamos razão desde o início. A tentativa de desqualificar o trabalho da CEI ocorreu a todo tempo, mas tudo mostra agora que tínhamos razão. Não foi fácil, desde o primei-

ro ano assumi postura de oposição a essa gestão quando muitos optaram pela facilidade, pelo caminho mais fácil, eu, realmente, marquei posição e fui coerente. Eu não havia apoiado a prefeita (Micarla de Sousa) e por questão de coerência não fui adesista e não procurei a facilidade. Fui eleita Parlamentar do Ano no primeiro ano. Muitas pessoas tinham pré-julgamento por eu ser jovem, eu ser mulher. O título de Parlamentar do Ano veio para mostrar que eu estava comprometida com a causa. E no final do mandato fui agraciada com mais um título de Parlamentar do Ano. Mas nada disso me envaidece ao ponto de achar que fiz demais. Acho que não fiz mais do que minha obrigação, que era traduzir o que a população espera de um vereador. Uma Câmara muitas vezes tão julgada, tão desconfiada, e Graças a Deus posso andar em Natal de cabeça erguida com o sentimento de que estou cumprindo a missão. E agora assumindo mais uma responsabilidade pelo que consta nos anais da Câmara, sou a primeira vereadora a assumir a presidência. É pouco tempo, mas deixo a minha marca, protagonismo, pioneirismo. Agora a nova legislatura terá uma representação mais feminina e vamos poder somar e dar cada vez

Detalhes Você se projeta para 2014 – Não. Acabei de sair de uma eleição,uma eleição difícil,atípica,que realmente muita gente,já vereador,ficou de fora.Houve renovação muito grande,sinto-me uma vitoriosa por ter chegado e chegado bem.Passado esse momento,vou focar no meu segundo mandato.Vou adotar postura diferente porque serei da situação,mas não vai ser postura de comprometimento,mas não serei subserviente. Meta para o segundo mandato – o grande desafio é manter a mesma dedicação,mesmo trabalho,mesmo empenho e ampliando as ações.

Uma Câmara muitas vezes tão julgada, tão desconfiada, e Graças a Deus posso andar em Natal de cabeça erguida com o sentimento de que estou cumprindo a missão”

mais voz e vez as mulheres. Durante o mandato você chegou a sentir medo? Confesso que cheguei aqui com uma imagem muito negativa. Durante a campanha a Câmara viveu momento conturbado, não estava em sintonia com a sociedade natalense. Quando cheguei aqui me surpreendi positivamente e falo isso sobre produção legislativa. Essa renovação de quase 50% nessa legislatura foi muito válida. Acho que os vereadores novos que entraram chegaram para dar uma mexida na Câmara e até impulsionar os outros que já estavam aqui acomodados. A oposição marcou essa legislatura, foi fundamental, foi uma oposição pequena em quantidade,

Perfil A publicitária JÚLIA ARRUDA está no primeiro mandato como vereadora de Natal.Filha do exdeputado estadual Leonardo Arruda,Júlia foi reeleita para o próximo mandato,tendo sido a nona vereadora mais votada da cidade e a primeira da sua legislatura.Ela foi presidente da Comissão Especial de Inquérito que investigou os contratos da Prefeitura de Natal.

Por que uma publicitária realizada procura ser política? Eu tenho um histórico familiar tanto de um lado quanto de outro. Minhas duas avós, uma foi prefeita em Nova Cruz outra foi vereadora e presidente da Câmara em Alexandria, meus dois avós foram prefeitos e deputado, meu pai, desde o início. Eu nasci em um ano político, em 1982, um ano de campanha do meu pai. Não tinha como fugir. Mas digo sempre que não basta ser filho de político, tem que ter vocação, tem que encarar isso como vocação, mas nunca imaginei ser protagonista, ser a candidata. Sempre gostei, participei, mas de bastidores. Não era filiada a nenhum partido até então. Fazia três legislaturas que não tinha representante feminina na Câmara e pensei por que não? Me filiei ao PSB por influência também de ter o exemplo de Wilma em relação a mulher pioneira. Decidi me filiar e fui as ruas, fui determinada. Saí nos quatro cantos de Natal levando a proposta de renovação. Deu certo. Foi mais fácil a eleição de primeiro mandato ou a reeleição? São dois cenários completamente diferentes. No primeiro eu era novidade, mas também não tinha a credibilidade, o respeito que tenho hoje. Pelo contrário, tinha muitos pré-julgamentos na primeira eleição. Isso dificultou. Quanto a isso acho que foi mais difícil a primeira porque não tinha serviço prestado, nunca tinha ocupado cargo público, então as pessoas não me conheciam. O segundo eu tive o voto espontâneo, o voto de quem acompanhou o meu mandato, que construiu o mandato junto comigo. Tive o reconhecimento dessas pessoas. Estamos em avaliação constante, qualquer ato nosso tem que ser muito pensado e em sintonia com a população. Acredito que a primeira eleição foi mais difícil diante do desconhecimento em relação ao meu nome. A senhora buscou ser candidata a presidente da Câmara para nova legislatura, mas foi preterida já que o grupo escolheu Albert Dickson.Esse fato,de alguma forma, lhe desestimula nesse início de legislatura? Não. Em relação a presidência também. Surgiu naturalmente, as pessoas achavam que eu seria presidente. Até então nunca despertou eu ser a presidente, é responsabilidade grande, até pelo momento vivido pela Câmara. Faço parte de um grupo de 17 vereadores, a maioria é novato. Alguns vereadores não se dispuseram para disputar a presidência. Foram três vereadores reeleitos que colocaram o nome a disposição. O meu, o do vereador Adão Eridan e o de Albert Dickson. Fui até o fim por entender que meu nome poderia agregar, mas o grupo decidiu pelo vereador Albert Dickson.


10

natal

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Eliana Lima

Olhe que o homem tem uma rotina puxada”

Do empresário Tennyson Britto, da padaria Gosto de Pão, sobre o sócio Amaro Sales

elianalima@tribunadonorte.com.br

FOTOS:DAVID FREIRE

Fé que alimenta a alma, Amaro Sales ao sair da missa de Cura e Libertação, na igreja de Nossa Senhora de Aparecida

Depois da missa, café em família

Na entrada do seu apartamento,imagem de Nossa Senhora de Fátima

Zangão por um dia com Amaro Sales QUEM CEDO MADRUGA... “Tem que alimentar a fé”, diz Amaro Sales no caminho para a Igreja. Missa encerrada, volta para casa. Hora do café da manhã. Próximo à mesa, o yorkshire Ralf busca a atenção de todos. “Ele é quem manda da cozinha em diante”, brinca. Segue para a jornada, que, diz, é de 14 a 16 horas de trabalho por dia.

adeiro do bairro das Rocas que chegou à Presidência da Federação das Indústrias do RN (Fiern), Amaro Sales, 55 anos, é fervoroso católico. Não perde uma Missa de Cura e Libertação, celebrada pelo Padre Nunes. Na última do ano, dia 12, o repórter David Freire chegou ao apartamento do empresário às 3h30, de onde seguiram para a igreja de Nossa Senhora de Aparecida, em Neópolis. Dia longo, terminou às 20h. Fala sobre os governos Rosa(do) e Dilmais, reformas necessárias; obras na Via Costeira; novo porto; políticos do RN; convite partidário, reeleição; condenação e absolvição no processo do ‘Pão Vitaminado’. Mais fotos no blog tribunadonorte.com.br/abelhinha, nesta segunda

P

RN MAIOR Comenta que o “Governo arrecada bem, mas a qualidade do custo no Governo é comprometedora”, assim não há verba para investimento. Diz que a bancada potiguar deve superar as divergências e se unir pelo RN. Exemplifica o alinhamento das entidades empresariais para ajudar o Estado, e cita: “José Vieira, da Agricultura; Marcelo Queiroz, do Comércio, e Eudo Laranjeiras, dos Transportes. além de Sílvio Bezerra, do Sebrae”.

NOVO PRODUTO No rádio do carro, ouve noticiário local e nacional, e confere emails no smartphone. Começa com reunião na indústria da qual é sócio com Tennyson Brito e onde uma filha trabalha. Testa um novo produto: bolinho de queijo com orégano. O repórter foi, digamos assim, “cobaia”. Aprovado! Depois, vai à sua padaria, afinal, já diz a máxima do sucesso: o olho do dono é que engorda o gado.

O QUE FAZER?

OUTRO Como presidente da Fiern, falou sobre cabotagem em evento da Fecomercio. Após o almoço, nada de descanso. Vai à fábrica em Parnamirim, administrada pelo filho. Lá, prova de um novo pão. Põe em prática o que aprendeu com o pai. Dos cinco sentidos, quatro (olfato, tato, paladar e visão) estão mais que aguçados para saber o bom ou não na panificação. “Sou apaixonado por pão. É a essência do trabalho”, declara. Produto aprovado. A caminho da Fiern, revela: “Jornal só gosto de papel. O virtual (PC ou tablet) só quando estou viajando”.

BENÇÃO E CURRAIS No seu gabinete, recebe a visita do Arcebispo Metropolitano, Dom Jaime Vieira. Após a benção, reunião em que colocou a Fiern à disposição da Arquidiocese. Em seguida, recebeu o prefeito eleito de Currais Novos, Vilton Cunha. Pauta: parceria para desenvolver projetos na região do Seridó. Noite chegando, foi ao lançamento do livro de Bob Motta, na Assembleia Legislativa. Passa em casa, arruma-se e vai com a família a um jantar em homenagem ao padre Charles, da Paróquia Santa Tere-

çando do último andar”, analogia ao investimento no ensino superior sem o mesmo destaque ao fundamental. Cita o Senai com o investimento em escolas profissionalizantes e com ensino diferenciado.

Atento ao noticiário no rádio e no Smartphone

Bela visão que se tem do seu apartamento

zinha, da qual participa de projetos. Hora de se despedir do repórter que desde às 3h30 estava nos seus calcanhares. “Você vai ter um trabalho desafiador”, brinca ao comentar a dificuldade do repórter transcrever nesta página um dia seu. Realmente impossível.

nham padaria nas Rocas. Questionado o que aquele garoto de 10 anos perguntaria ao atual presidente da Fiern, responde: “Mas rapaz, como é que você chegou aqui? Você é danado”.

RELIGIÃO Devoto de Nossa Senhora de Fátima, tem a religião como base em sua vida desde garoto. O pai foi da Congregação Mariana. Imagens de Fátima estão por toda parte, na entrada do apartamento e nos prédios de suas empresas. Missa dominical é atividade certa da família. Até em viagens. Recordou de viagem à Alamenha, quando, num domingo, convenceu os empresários Flávio Azevedo e Leônidas de Paula a ir à Catedral de Colônia, com temperatura quase zero grau.

TRAJETÓRIA Arrependimento na vida? “Nenhum. Não me arrependo de nada”. Bom anfitrião, gosta de reunir os amigos na varanda do apar-

tamento, que tem vista para o mar e para a Ponte Newton Navarro. Cozinheiro? Define-se como “pitaqueiro”. “Gosto de dar sugestões em alguns pratos, mas não sou de cozinha”. Os pratos preferidos são com carne de sol e peixe, além de galinha torrada em sua granja. Vaidoso? “Com mais de 40 anos no comércio, não tive um título sequer protestado. Essa é minha vaidade”.

RELAX Quando está na granja, aprecia uma cachacinha com fruta durante o dia. À noite, uísque ou vinho, na companhia de amigos. Na praia, claro, “cervejinha gelada”.

O COMEÇO Filho de potiguar de João Câmara e pernambucana de São Lourenço da Mata, Amaro Sales tem sua vida ligada ao setor de panificação. “Nasci e me criei em padaria”, conta. Aos 10 anos, o pai começou a ensinar o ofício ao filho. Nesse tempo, fez uma grande amizade: o hoje desembargador João Rebouças – os pais ti-

POLÍTICA SEM INCENTIVO Reclama: “Empreender no Brasil é difícil. O Executivo escuta pouco o empresariado”. Vê como necessárias as desonerações na cadeia produtiva. “O tempo do Governo é diferente do empresário”, analisa. É defensor da construção de hotéis na Via Costeira, mas com responsabilidade. Também de reformas trabalhista, previdenciária e política. Acredita que a presidente Dilma Rousseff “está bem intencionada”, mas “precisa olhar mais para o Nordeste. Não por culpa dela, mas de governos passados”.

ALERTA “Estão se criando dois Nordestes. Um crescendo com taxas de China e Índia, como Bahia, Pernambuco, Ceará e parte do Maranhão; e outro com o segundo time, for-

mado por RN, PB, SE, AL e PI. Isso precisa acabar”, alerta.

URGEM Acredita no RN “com grande potencial de desenvolvimento”, mas que “precisa avançar nos projetos de infraestrutura”, “criar atrativos”. Favorável à construção de outro porto, informou que Fiern e Codern pediram à Marinha uma área no litoral do Estado viável à construção.

Mas e o que fazer para o RN dar certo? “(pausa) Pergunta difícil. As matrizes econômicas do RN são as mais variadas. O que precisamos é a atração de indústrias para fomentar o desenvolvimento. Além disso, incentivar e investir no turismo, pois sabemos que o mercado é competitivo”, argumentou.

FIERN Os próximos investimentos na sua gestão serão na educação profissional e de qualificação. Também quer assistir a Fiern com mais saúde e segurança do trabalho. Firmará seu compromisso com a micro e a pequena empresa.

POLÍTICOS DESUNIDOS

PRETENDE SE REELEGER?

Amaro Sales ressalta que a classe política potiguar precisa se unir. Lamenta o RN ser o último a ter uma política industrial. Um planejamento de parceria com governo estadual para 2013 está pronto, mas só contecerá “se o Estado achar importante”. Descarta qualquer pretensão de ingressar na vida política, mesmo já convidado a ingressar em partido político. “Não fui picado pela mosca azul”, brinca.

“Vou buscar a recondução, caso tenha aprovação dos meus pares e o reconhecimento do trabalho feito nesta gestão”, afirmou.

BASE DE TUDO “Não se constrói um prédio come-

CAUSA NA JUSTIÇA Sobre sua condenação e depois absolvição da acusação de irregularidades no ‘Programa Pão Vitaminado’, no governo Fernando Freire, 2002, quando presidente da Associação dos Industriais de Panificação e Confeitaria do RN: “Quando você é condenado e tem a consciência do que fez, é isso que se espera”.


Domingo |

30 de dezembro de 2012

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

11

FOTOS: MARILENE PAIVA

George Azevedo georgeazevedo@digizap.com.br

DE CARA NOVA!!! prefeita Fafá Rosado, já no finalzinho do seu mandato, entrou aos mossoroenses o Museu Histórico Lauro da Escóssia, todo reformado, todo moderninho, e foi maior festa no dia 22 de janeiro. Na ocasião, Marilene Paiva lançou a revista Presença Nº38. Olha o nosso resumo:

A

Maria Lúcia da Escóssia e a arquiteta Michele Frota

A modelo Jyokonda Rocha exibindo a nova Presença

A colunista Wanderlânia Lima em ação

Marcos Garcia e sua musa Fátima Santos

Marilene Paiva entrevistando Elder Heronildes para o programa Presença

Walterlin Lopes e Ivanaldo Fernandes

Flávio Vasconcelos e Mima Adour, os poderosos da Academia Atividade Fitness

Clézia Barreto e Jaqueline Amaral. Queridas!!!

Fátima Carlos chegou com o filho Thiago Barbosa

A prefeita Fafá Rosado com o vereador Francisco José Jr e Amélia Ciarlini

FOTOS: CLÁUDIO ROBERTO

Fadinha Lorene Rosado com a filha linda

lindinha Lara Luiza ganhou festa dos papais Francisco Lins/Neuza para festejar seus cinco anos na noite de 27 de dezembro. O tema escolhido foi “Bosque das Fadas” e foi maior alegria nos salões do Spazzio di Roma. O fotógrafo Cláudio Roberto registrou tudo.

A

Os irmãos Matheus, Polliana e Eduarda Queiroz Lucineide Queiroz e Zoraide Azevedo

Jota Belmont e Jarda Jacinta. Só love!!!

A “Fadinha”Lara Luiza, linda, linda!!!

Georgiano Azevedo na resenha com Kaio Assumpção e Ygor Azevedo

Hora de apagar a velinha!!!

Êita meninada danada!!!

D.Angelita com as filhas Eliete e Neuza Santos


natal 12

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 30 de dezembro de 2012

DIVULGAÇÃO

NELSON MATTOS FILHO Velejador-avoante1@gmail.com

ais um ano de vida a bordo do nosso Avoante e mais uma vez é chegado o momento das recordações e também de renovar as esperanças diante de um novo ano. O que seria das nossas vidas se não fossem as esperanças que depositamos na poupança dos sonhos? Se não fosse essa poupança, como jogaríamos fora a esperança das coisas que achamos que não temos condições de fazer? Por causa dessa poupança é que jogamos nossos sonhos em rumos tão errantes, mas sempre renovando as esperanças. Assim, a vida vai sendo decidida entre esperanças mortas, sonhos apenas sonhados, realizações que achamos que está de bom tamanho e o sonho que ficou esquecido em algum lugar de nossa mente. Desde que viemos morar e viver a vida a bordo do nosso querido barquinho, encaramos de uma vez por todas os nossos sonhos. Não tínhamos como continuar adiando uma coisa que sabíamos que para realizar teríamos que levantar a cabeça, mirar o horizonte e seguir o rumo traçado. Não podíamos continuar vivendo um sonho tão próximo, mas que fazíamos questão de não alcançar. Ele estava ali a um passo de distância e a gente caminhando sempre pela tangente. Gosto de falar de sonhos e me espanta ouvir pessoas falando de sonhos inalcançáveis sem ao menos tentar fechar os olhos para so-

M

COM 2013 NO HORIZONTE

nhar. Pessoas que vivem eternamente em litígio com a consciência sem nem bem saber o que é sonho e o que é pesadelo. Espanta-me, mas eu também já fui assim. Gosto de falar de sonhos para aqueles que se fecham em suntuosos castelos patrimoniais e se acham fáceis compradores de todos os sonhos do mundo. Gosto de escutar seus discursos de exagero e depois ouvir o silêncio que ecoa ao redor de suas vontades. Gosto de ver a expressão de espanto estampado no

rosto de fúteis sonhadores quando digo que vivo um sonho real e preciso de tão pouco. Mas hoje não era sobre sonhos que eu pretendia falar. Queria falar de vidas que se renovam em anos que se iniciam. Queria falar apenas de esperanças, mas não tem como falar em esperança sem enveredar pelos meandros dos sonhos. Queria relembrar do quanto navegamos nesse ano que passou como uma flecha, apesar do Avoante ter ficado tão parado no porto.

Relembrar que iniciamos 2012 velejando em um veleirinho com nome de anjo e que nos deixou boas marcas e lembranças gostosas. Foi comandando o anjo Malaika que percebi que aquela velejada poderia ser a porta aberta para a renovação de todos os sonhos do proprietário daquele barquinho. Foi com alegria que presenciei a alegria estampada em seu rosto e a sua emoção em ver um mundo possível. Olhar para trás e sentir o rufar dos tambores do Bumba Meu Boi

lá do Maranhão e o colorido exuberante de uma natureza tão próxima da floresta, que conhecemos a bordo do veleiro Tranquilidade. Outro barco maravilhoso que abriu a porta do mundo dos sonhos para seu comandante em chefe, que sem pestanejar, nos convidou para apresentá-lo ao mundo das águas de todos os santos da velha e boa Bahia. Hoje ele vive o sonho que há muito teimava em adiar. Olhar pelo retrovisor e ver que voltamos à paradisíaca ilha de Fer-

nando e Noronha, uma maravilha da natureza que os homens estão fazendo o que podem para denegrir sua bela imagem vulcânica. Abrir o livro dos arquivos para reler tudo o que já sabíamos sobre duras velejadas, mas que nunca podemos afirmar que já sabemos. Cada velejada é um aprendizado e cada milha navegada é um livro recheado de conhecimentos. As noventa e seis horas entre Natal e Recife, no mês de Outubro, foi tão rica em conhecimentos que nem nos deixou com as marcas do cansaço. Relembrar com alegria ter iniciado o ano velejando e ter findado com uma maravilhosa navegada de Natal a Salvador levando um barco de um amigo, numa velejada das mais deliciosas e que ainda irei contar aqui nesse Diário. Mas sem esquecer, e isso nunca esqueceremos, que a vida sempre cobra suas razões. Foi assim que em meio aos muitos bordos da vida, que ficamos sem a presença física de Dona Lindalva, minha sogra. Uma daquelas almas especiais e tão difíceis de encontrar no mundo de hoje. Mas tudo bem, vamos seguindo em frente e traçando novos rumos nesse mar de horizontes infinitos. Traçando rumos pelas cartas náuticas da ética e marcando waypoints nos quadrantes da felicidade. Procurando sempre olhar as estrelas e através delas buscar orientações para a vida. Mirando as cidades sem entender o porquê de tantas mazelas. Mas nunca desistindo do sonho, que é a força que move o destino de nossa vida. Que venha um Feliz 2013!


esportes

HOJE NA TV

15h15 -Inglês:Arsenal x Newcastle;ESPN Brasil 20h30 - UFC: Júnior Cigano xVelasquez ;SporTV

RÁDIO GLOBO NATAL

11h - Globo Esportivo 1ª Edição 16 h - Balanço Final

TIMEMANIA

Clubes do RN investem para ficar entre os 20 melhores da loteria. PÁGINA 2

CURIOSIDADES

DICAS

NÚMEROS

O primeiro jogo de futebol do Brasil foi realizado na Várzea do Carmo,em São Paulo,em 14 de abril de 1895.

A São Silvestre,nesse ano,vai ser disputada no período da manhã.A largada está prevista para acontecer às 8h (no RN).

120 mil reais deve receber,por mês, o time que conseguir ficar no G1 da Timemania em 2013.

Editor: Itamar Ciríaco e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 30 de dezembro de 2012

[ FUTSAL ] Clóvis Gomes, presidente da Federação elogia as equipes do interior, que conseguiram conquistar

dois títulos nacionais em 2012. Para a próxima temporada, ele prevê uma disputa ainda mais acirrada

FNFS comemora a temporada s títulos da Taça Brasil conquistados pelas equipes de Carnaubais (Feminino) e Alecrim/Serra de São Bento transformaram 2012 na melhor temporada da história do futsal potiguar, segundo Clóvis Gomes, presidente da Federação Norterio-grandense de Futsal. “Tenho mais de 35 anos no futsal do Rio Grande do Norte e nunca vi o Estado conquistar duas competições nacionais. E na mesma temporada. Foi um ano espetacular”, comemora o dirigente. Enriqueceu ainda mais a temporada 2012 o investimento da Confederação Brasileira de Futsal, através dos Correios (patrocinador oficial da CBFS), nos campeonatos estaduais das categorias de base (Sub13, Sub15 e Sub17), com o objetivo de descobrir novos talentos para o futebol da bola pesada, além de popularizar ainda mais o esporte no país heptacampeão mundial. “Foi muito importante esse apoio da CBFS, que deve ser mantido ano que vem”, adiantou Clóvis. O presidente da FNFS faz questão de ressaltar que a Federação de Futsal é a única do Estado que promove competições em todas as categorias de base: as patrocinadas pela CBFS, além da Sub9 e

O

A equipe feminina de Carnaubais conquistou o título da Taça Brasil de futsal na atual temporada

Sub11, que tem a promoção da própria FNFS. “Promovemos competições durante todo o ano e em todas as categorias, no feminino e masculino. Somos a única federação esportiva do Estado que consegue essa proeza. É difícil, mas é prazeroso”, declarou. São tantas as competições que o calendário 2012 acabou estourando. Antes de divulgar o calendário de 2013, a FNFS se ver obri-

gada a promover a decisão estadual (Circuito Correios) da categoria Sub17 entre Expansivo (campeão da etapa da capital) e Lagoa D’Anta (vencedor da etapa do interior – Bom Jesus), além dos estaduais Sub20 e Adulto Feminino. “Esperamos realizar essas competições até fevereiro”, informou Charles Eliont, secretário da FNFS. A expectativa da Federação é para que 2013 seja bem melhor do que

2012. O calendário, no entanto, só deve ser divulgado no final de março. “Só podemos planejar o nosso calendário depois da Assembleia da Confederação Brasileira, que acontece no início de março”, revelou Clóvis, que aposta num Campeonato Potiguar Adulto forte ano que vem com o retorno do América, do folclórico técnico Artur Ferreira (Artuzinho). “Com o retorno do América, representando a capital, o in-

terior deve investir ainda mais. Por isso, a expectativa é a melhor possível. Deveremos ter competições fortes e de alto nível em 2013”, projeta Clóvis. Além do Estadual Adulto, masculino e feminino, o calendário de 2013 será preenchido com as competições da base, do Sub11 ao Sub20. O grande evento do primeiro semestre, em princípio, é a segunda edição da Copa Intertv Cabugi, que substituiu a Copa RN. No ano que vem, o RN entra para a elite do futsal nacional em cinco categorias. Na Taça Brasil de Clubes Adulto, masculino e feminino, graças aos títulos da 1ª Divisão (Série B) conquistados por Alecrim/Serra de São Bento e Carnaubais, respectivamente, e na Taça Brasil de Clubes Sub17 Feminino, pelo vice-campeonato conquistado pelo time de Macau este ano, além do Sub15 Masculino. A Taça Brasil de Seleções Sub15 Feminino também contará com o RN na Divisão Especial (Séria A da CBFS). Conforme as regras da CBFS, o título nacional não garante ao clube vencedor a vaga no ano seguinte. A vaga é da FNFS. Por isso, mesmo campeão da Taça Brasil de Clubes Sub15 Masculino da 1ª Divisão em 2011 o América do professor Roberto Pereira não disputará a Divisão Especial em 2013.

BATE-PAPO CLÓVIS GOMES »presidente da FNFs O ano vai entrar para a história? Sem dúvida. Foi o melhor ano da história do futsal potiguar. Estou há 35 anos no futsal do Estado e nunca tinha visto um time do Rio Grande do Norte campeão brasileiro. Alecrim/Serra de São Bento e Carnaubais estão de parabéns. E foram conquistas especiais porque tivemos a sorte de jogarmos em casa, já que as duas competições foram realizadas em Assu. Será que em 2013 poderemos continuar assim? É difícil porque o investimento das equipes no Sul e Sudeste do país é muito alto. Mas, temos gente competente e com garra para ir buscar mais um título inédito para nosso Estado. A FNFS vai procurar dar todo o apoio às equipes que vão representar o Rio Grande do Norte nestas competições da “elite” nacional com o objetivo, pelo menos, de se manter lá, no topo. O que representa a volta do América? Contar com grandes equipes como América e ABC é sempre bom. É uma motivação a mais. Os retornos do América e de Artuzinho estão sendo muito aguardadas por todos nós. Vai dar um brilho especial à próxima temporada. Espero que a diretoria do clube cumpra o que prometeu a Artuzinho este ano: de voltar com o futsal do América a partir do ano que vem.


2

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 30 de dezembro de 2012

A GALINHA DOS OVOS DE OURO

ABC E AMÉRICA INVESTEM PARA FICAR ENTRE OS 20 MELHORES NA LOTERIA E ASSIM, GARANTIR UMA VERBA MAIOR PARA 2013. PRESIDENTES DOS CLUBES AFIRMAM QUE O “PATROCÍNIO”VINDO DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL É DE VITAL IMPORTÂNCIA PARA CONSEGUIR MANTER EM DIA AS FINANÇAS E OS SALÁRIOS DOS ATLETAS

Presidentes dos clubes contam com a torcida

FELIPE GURGEL Repórter

urante toda a temporada, uma batalha silenciosa era travada entre os times da capital do Rio Grande do Norte, ABC e América, contra os outros clubes do país. Todos em busca de um só objetivo: entrar ou permanecer no grupo principal da Timemania, loteria federal que foi criada em 2008, para ajudar, financeiramente, os clubes do Brasil, principalmente em relação a dívidas trabalhistas. O alvinegro, pela campanha de conscientização que a direção abecedista fez nos dois últimos anos, passou 2012 sempre entre os primeiros colocados. Já o alvirrubro, graças aos incessantes pedidos do presidente Alex Padang, conseguiu reagir dentro de “competição” e entrou no G1 nos últimos concursos, deixando para trás o Avaí/SC, seu grande adversário nesse ano. Mas, qual o motivo do times do Rio Grande do Norte lutarem tanto para alcançarem o grupo principal da Timemania? A resposta é simples, de acordo com os presidentes de ABC e América: mais dinheiro na próxima temporada. A conta é simples: os clubes que conseguem ficar na elite da loteria federal, recebem algo em torno de R$ 100 a R$ 200 mil mensal da Caixa Econômica Federal. Quem fica nos grupos inferiores, recebem menos. E essa diferença chega a ser brutal. Se o ABC, em 2012, recebeu, ao todo, algo em torno de R$ 1,5 milhão, por estar no grupo principal. O América, que está no grupo dois, recebeu um pouco mais da metade do seu rival, R$ 800 mil durante toda a temporada. Esses números podem variar, para mais, ou para menos, dependendo da quantidade de apostas nos concursos semanais da Timemania. Para se ter uma ideia do valor que a loteria federal tomou nos clubes do Brasil, dos 20 integrantes do grupo principal, 16 equipes são da série A do brasileiro. Com exceção do Fortaleza/CE, que está na série C do Brasileiro, Ceará, ABC e América, todos da segunda divisão, os outros clubes são os principais do Brasil, que, teoricamente, não precisariam de um valor tão baixo, para as equipes do eixo Rio-São Paulo, considerando que, para esses clubes, R$ 200 mil mensais, não representa muito na folha salarial. “A Timemania é a segunda maior receita do ABC. Só fica atrás apenas do nosso programa de sócio torcedor. Não podemos ficar sem esse dinheiro. Esse ano, tivemos, em média, uma arrecadação girando entre R$ 100 e R$ 110 mil mensais. É um valor considerável para o ABC”, afirmou o presidente do clube, Rubens Guilherme Dantas. Pensamento semelhante tem o presidente do América, Alex Pa-

D

BRUM

dang. Mas, no caso do alvirrubro, a luta é para entrar no grupo principal da Timemania em 2013. O clube conseguiu desbancar o Avaí nos últimos concursos, está entre os 20 melhores nessa reta final de temporada e agora espera o resultado do concurso realizado ontem, o último do ano, para saber em que posição terminou a temporada. “A Timemania é o segundo maior patrocínio da história do América. E olhe que passamos toda temporada fora do grupo principal. Se, na próxima temporada, estivermos entre os 20 melhores, vai ser o maior patrocínio da história do clube, por isso a importância que demos a Timemania durante todo esse ano, pedindo aos torcedores que apostassem no América como time do coração.

As contas são simples. Se nesse ano recebemos R$ 800 mil, no próximo, ficando no G1, essa receita pode pular para R$ 2 milhões”, revelou Alex Padang. A Timemania funciona da seguinte maneira: o apostador deve marcar 10 números e é sorteado com até sete. Além disso, deve marcar, no volante de aposta, o seu time do coração. Aqueles clubes que tiverem um maior número de apostas, vão ficando nas primeiras colocações. No começo, a loteria era composta por quatro divisões, com 20 times cada, totalizando 80 equipes. Mas, a Caixa Econômica Federal fez alguns ajustes e alterou o sistema. Agora, são três grupos. Os dois primeiros são de 20 grupos. O terceiro fica com 40 equipes.

Caixa Econômica explica como tudo funciona A Timemania foi criada para ajudar os clubes que tinham dificuldades de honrar com seus compromissos trabalhistas. Por isso que as equipes, hoje em dia, brigam para estar no grupo principal, já que o repasse, realizado pela Caixa Econômica Federal, é maior para os 20 primeiros colocados. “A loteria foi criada para estimular as pessoas a apostar nos seus times do coração. Essa é a verdadeira concorrência. Colocar o time do coração nas primeiras posições. Aqui no Rio Grande do Norte, como os clubes não tem uma arrecadação muito volumosa, em relação a patrocínios, acaba aju-

Ao contrário do que acontecem com os times do sul e sudeste do país, onde as empresas compram várias apostas da Timemania, aqui no Rio Grande do Norte, as apostas ficam, quase que exclusivamente, a cargo dos torcedores. Por isso, os dirigentes tanto de ABC, quanto de América, investiram pesado em jogadas de marketing para conscientizar a torcida o quanto é importante, para o clube, que eles comprem a ideia de apostar na loteria federal e marcar o time do coração. Durante toda a temporada, promoções, sorteios, e até um disque-Timemania, foram algumas das ações do times de Natal na luta para se manter no G1 da loteria. “O torcedor tem que entender, de uma vez, que a Timemania é muito importante para o clube. Ele ajudando, além de concorrer a um bom prêmio, com mais chances do que a mega-sena, ajuda seu clube do coração. Esse ano, eu não tenho do que reclamar da torcida do América. Eles abraçaram nossa ideia de que era importante apostar na Timemania e conseguimos subir e muito de classificação, entrando no G1 e tirando uma diferença de mais de 100 mil apostas para Avaí”, afirmou o presidente alvirrubro, Alex Padang. Para Rubens Guilherme Dantas, presidente do ABC, o torcedor tem respondido bem aos pedidos alvinegros em apostar no time do coração. “O torcedor é nosso principal aliado nessa batalha que é a Timemania. Sem eles, não conseguiríamos ficar, por dois anos consecutivos, entre os 20 melhores da loteria. Para o próximo ano, não podemos deixar cair. Esse dinheiro da Timemania é muito importante para o clube”, finalizou.

dando na hora de pagar a folha salarial”, revelou o supervisor de loteria no Rio Grande do Norte, da Caixa Econômica Federal, Vágner Furtado Cavalcanti. Mas, algumas regras devem ser seguidas, de acordo com o supervisor da CEF, para que os clubes recebam todo o valor que foi alcançado nas apostas. “Se o clube estiver devendo os impostos, ou encargos trabalhistas, esse dinheiro, vai primeiro para o pagamento dessa dívida, até zerá-la. Vou dar um exemplo: se um clube, do grupo principal, arrecada R$ 200 mil e tem R$ 100 mil de dívida, só vai receber R$ 100 mil, porque o restante

vai ser para quitar o que está devendo”, explica Cavalcanti. ABC e América ainda brigam por uma posição no grupo principal da loteria. O maior adversário das equipes do Rio Grande do Norte é o Avaí/SC. Mas, de acordo com Vágner Furtado, as vagas devem ficar mesmo com as equipes potiguares. “Por isso que os clubes disputam para ficar no G1, por o repasse ser maior. Pelo andar da carruagem, pelos últimos sorteios e pela colocação dos clubes do estado, é bem provável que, tanto ABC, quanto o América, fiquem entre os 20 primeiros para a próxima temporada”, finaliza.

TIMEMANIA O valor arrecado pela Caixa Econômica Federal,com a venda das apostas da loteria,é utilizado não só no futebol.Ações sociais são desenvolvidas A quantia arrecadada nas apostas é distribuída da seguinte forma:

3%

2%

Santa Casa da Misericórdia

Lei Agnelo/Piva

1%

3%

Seguridade social

Fundo Penitenciário Nacional

3%

Projetos esportivos na rede de educação básica e superior e para ações dos clubes sociais

46%

Apostadores vencedores

22%

Clubes que aderiram à loteria

20%

Manutenção do serviço ALDAIR DANTAS

ALDAIR DANTAS

Rubens Guilherme Dantas sabe da importância de ficar no G1

O presidente do América, Alex Padang fez elogios à torcida

Loteria foi criada para ajudar os clubes A Timemania foi criada para ajudar os clubes participantes a pagarem as suas dívidas com o governo brasileiro. Do total arrecadado, os clubes recebem 22% que são destinados ao pagamento de dívidas com o INSS, FGTS, Receita Federal e outros impostos devidos à União. A loteria esportiva funciona como a Quina, porém em vez de escolher 5 números para acertar os 5, escolhe 10 para acertar 7, além de ter um sorteio separado para a escolha de um time. No total, 80 clubes participam da Timemania. Vinte da Série A e vinte da Série B do Campeonato Brasileiro, sendo que as vagas restantes são para agremiações com maior número de títulos do Campeonato Brasileiro (Série A, B ou C), de estaduais, Taça Brasil ou Copa do Brasil. Têm também direito a participação clubes que tenham disputado, no mínimo, sete edições da Série A e de, no mínimo, cinco edições da Série B do Campeonato Brasileiro. O governo impôs ainda algumas regras para as inscrições. Os clubes deverão publicar balanços financeiros e os dirigentes não poderão ter nenhuma condenação por crime doloso. Contudo a participação é voluntária, cabendo a cada clube apto a decisão de participar ou não.


Domingo | 30 de dezembro de 2012

esportes

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

2014 COM A CARA DE 1950 OBRAS ATRASADAS,ESCOLHAS POLÍTICAS DE SEDES,AUMENTO NO CUSTO DOS ESTÁDIOS FORAM AS TÔNICAS DO BRASIL NA PREPARAÇÃO PARA SER SEDE DA COPA DO MUNDO DE FUTEBOL PELA PRIMEIRA VEZ.AGORA,EM SUA SEGUNDA EXPERIÊNCIA,O PAÍS REPETE ALGUNS ERROS DO PASSADO ARQUIVO

ão Paulo (Agência Estado) - Obras atrasadas, sedes escolhidas por motivos políticos e incertezas até o último momento. Essa poderia ser a história da Copa de 2014. Mas, na realidade, são acontecimentos que marcaram a outra Copa do Mundo que ocorreu no Brasil, a de 1950, símbolo do esforço de um país para se projetar pela primeira vez internacionalmente. Um levantamento realizado por quatro pesquisadores e jornalistas Beatriz Ferrugia, Diego Salgado, Gustavo Zucchi e Murilo Ximenes - revela como o Mundial de 1950 foi preparado, suas intrigas políticas e desafios. O futebol era outro. O Brasil certamente também era outro e a própria Fifa não era a megapotência que hoje controla o maior esporte do planeta. Há 60 anos, o Mundial contou com 13 seleções, após muitas delas desistirem ou esnobarem o torneio no Brasil. A Argentina, provavelmente a melhor seleção do mundo na década de 40, optou por não jogar aquela Copa. Segundo o levantamento, a Copa custou ao País menos de R$ 500 milhões, transformando para valores atuais. A conta do Mundial de 2014 ficará por volta de US$ 29 bilhões. Portanto, comparar o evento quase amador de 1950 e o superprofissional de 2014 não seria adequado. Marcada pela dramática derrota do Brasil na final contra o Uruguai, a parte inicial do Mundial de 1950 e sua própria preparação foram sendo esquecidas da memória coletiva. Mas o fato é que, mesmo com seis décadas de diferença, a pesquisa revela como os acontecimentos daquela época guardam inesperadas semelhanças com os desafios atuais. Assim como ocorreu para a Copa de 2014, em 1950 o Brasil praticamente não teve concorrente na disputa por sediar o Mundial. O País foi escolhido para ser o anfitrião da quarta Copa do Mundo em 1946, um ano depois da Segunda Guerra Mundial que havia deixado a Europa inteira de joelhos. A Fifa, assim como várias outras organizações esportivas, voltava a ter suas atividades regulares e buscava formas de retomar seus torneios. A última Copa havia ocorrido em 1938. A opção dos cartolas foi a de levar o Mundial para a América do Sul, longe das áreas destruídas pela guerra. Nenhum país europeu tinha condições financeiras e nem emocionais para sediar o evento. Mesmo em 1950, várias seleções europeias desistiram de participar da Copa, seja por falta de recursos ou por não ter retomado o futebol local ou por terem se aliado ao Nazismo. A própria Copa teria um ano de atraso. Em 1946, quando a Fifa anunciou que a Copa ocorreria no Brasil, a previsão era de que ela fosse em 1949. Mas, em setembro de 47, a entidade decidiu adiar o projeto para 50.

Nordeste teve disputa decidida por uma “trena”

S

Em 1950,o estádio Maracanã recebeu jogos antes mesmo das obras estarem concluídas totalmente,uma semana antes da Copa ter início DIVULGAÇÃO

Em 2014, o Maracanã corre contra o tempo para entregar as obras de reforma em tempo para a disputa da Copa das Confederações

SEDES Mas nem o adiamento serviu de alívio para a organização brasileira. Se poucos eram os países que tinham condições de realizar um Mundial, dentro do Brasil a disputa foi acirrada entre as cidades para que fossem escolhidas como sede. Não havia um número predeterminado de cidades e, para chamar a atenção da Fifa e de autoridades no Rio, políticos por todo o País começaram a promover jogos de futebol. Mesmo tendo quatro anos para se preparar, o Brasil só começaria a definir as sedes um ano antes da Copa e em praticamente todas as cidades os atrasos nas obras marcaram a preparação. Numa vistoria ao Pacaembu, os delegados da Fifa indicaram, apenas 23 dias antes do início do Mundial de 1950, que o estádio paulista não estava totalmente dentro dos padrões internacionais. O então inspetor da entidade, o italiano Ottorino Barassi, pediu uma ampliação do gramado e a criação de um local para a imprensa. Mesmo a escolha das sedes se transformaria em uma novela que

chegaria às vésperas do evento. Ao final de inúmeros debates, a decisão foi a de realizar o Mundial no Rio, Belo Horizonte, São Paulo e Curitiba. Outras duas cidades - Porto Alegre e Recife - acabariam sendo incluídas na programação faltando semanas para o evento. No caso da capital gaúcha, interesses pessoais de alguns políticos garantiram a inclusão de último momento na agenda da Fifa. O presidente da CBD (antecessora da CBF) na época, Rivadávia Meyer, fazia há meses uma forte pressão sobre políticos gaúchos para conseguir dinheiro público para colocar um dos estádios de Porto Alegre em condições para receber o evento. Mas, para sediar jogos do Mundial, o Estádio dos Eucaliptos precisaria ter 35 mil lugares - 15 mil a mais que a capacidade naquele momento. Também precisaria de uma dimensão mínima de 106m x 89m para o campo, além da construção de túneis para vestiários e novos alambrados. Já era janeiro de 1950 e o governo do Estado se recusava a abrir os cofres.

Foi quando o prefeito da cidade, Ildo Meneghetti, um torcedor fanático do Inter e com interesses de garantir a seu time um estádio melhor, liberou 500 mil cruzeiros - o equivalente a R$ 715 mil hoje para a obra. Em um decreto, alegou que ampliar o estádio era “uma das necessidades mais clamorosas” de Porto Alegre. Outro argumento: a Copa iria projetar a cidade internacionalmente. O estádio seria inaugurado oito dias antes da Copa começar. Mas a passagem do Mundial pela cidade não seria nada do que o político havia prometido e os 15 mil lugares extras jamais foram usados, pois os jogos não conseguiram atrair grande público. O acordo com a CBD era de que, com a reforma, Porto Alegre receberia três jogos da Copa. Antes mesmo de começar o evento, um dos jogos seria cancelado. A França se recusou a viajar ao Brasil, alegando que a tabela era inaceitável. Pela programação, a seleção francesa jogaria em Porto Alegre e, quatro dias depois, no Recife. Assim, a capital gaúcha ficou com apenas dois jogos, um com

3,5 mil pagantes - 10% do estádio - e outro com 11 mil. Uma frustração similar seria registrada em Curitiba. A arena havia sido construída aos poucos e pelos próprios funcionários de uma empresa ferroviária. Durante anos, os trabalhadores, loucos pelo esporte, paravam os trens que passavam pela região e pediam sobras do material que carregavam. Essas madeiras, metais e pedras acabariam sendo usados para erguer o estádio. Com a decisão de ter a Copa no Brasil, o governo do Paraná deu 300 mil cruzeiros (R$ 430 mil atuais) para permitir que o estádio do Ferroviário fosse ampliado para 30 mil pessoas, uma exigência da Fifa mesmo numa cidade que na época tinha uma população de 180 mil pessoas. Segundo a pesquisa, os dois jogos do Mundial disputados na capital paranaense foram um fracasso de público. Na partida Espanha x Estados Unidos, apenas nove mil pessoas acompanharam o jogo. Na segunda - Suécia x Paraguai -, não havia sequer oito mil pessoas na arquibancada. ALEX RÉGIS

Arena das Dunas encerra ano com 50% das obras Apesar de ter sofrido com três greves de operários durante o ano, a Arena das Dunas vai fechar 2012 com 50% das obras concluídas, segundo balanço divulgado pelo governo do Rio Grande do Norte. O estádio em Natal é um dos 12 que estão sendo construídos ou reformados no Brasil para receber a Copa do Mundo de 2014. Atualmente, cerca de 1.600 operários estão trabalhando em três turnos nas obras da Arena das Dunas. Com isso, o anel in-

ferior das arquibancadas está praticamente finalizado e o superior começa a ser montado. E a previsão de entrega do estádio continua mantida para dezembro de 2013, dentro do limite imposto pela Fifa. Com investimento de R$ 417 milhões, sendo R$ 396,5 milhões de financiamento federal, a Arena das Dunas terá capacidade para 42 mil pessoas, sendo que 10 mil lugares serão de assentos móveis, exclusivos para a realização

da Copa. Durante o Mundial, o estádio em Natal receberá quatro jogos, todos da primeira fase. Por enquanto, dois dos 12 estádios já foram inaugurados: Castelão, em Fortaleza, e Mineirão, em Belo Horizonte - ambos agora em dezembro. Os demais serão entregues ao longo de 2013, sendo quatro deles ainda no primeiro semestre (Rio, Brasília, Recife e Salvador), por serem sede da Copa das Confederações em junho.

A Arena das Dunas conseguiu um bom avanço nos últimos meses

Uma das disputas mais acirradas ocorreu no Nordeste. Faltando 39 dias para a abertura do Mundial, o Brasil ainda não sabia qual seria a sede dos jogos na região. Fortaleza, Recife e Salvador disputavam a vaga. Num espelho perfeito do que era o processo de seleção dos organizadores da Copa, um dos enviados mediu o campo da Ilha do Retiro com sua própria trena. Dias depois, indicou que Recife seria a vencedora para sediar os jogos. Mas os desafios estavam apenas começando. Para estar pronto para o Mundial, 20 dias depois de ser confirmado, os sócios do time do Sport se mobilizaram para reformar o estádio. Superada essa dificuldade, veio a ducha de água fria. A seleção da Suíça se recusou a jogar no calor nordestino, Portugal abandonou a ideia da Copa e a França se negou a viajar ao Brasil. A capital pernambucana ficaria com apenas um jogo, entre Chile e Estados Unidos. Mas o confronto ainda seria marcado pela queda de energia do estádio, o que impediu que a partida fosse transmitida pelas rádios ao restante do Brasil e do mundo. MARACANÃ A partir de fotos da época, documentos e relatos, a pesquisa ainda revela como uma disputa política particular seria travada nas obras do Maracanã. Carlos Lacerda, líder da oposição, e o prefeito do Rio, Mendes de Morais, travaram uma batalha na determinação do local, cada qual lutando para ser o pai da obra. A história do Maracanã começa em 1941. Um certo Oscar Niemeyer chegou a apresentar dois projetos para o estádio, ambos recusados. Naquele momento, brigas políticas enterraram a ideia de um estádio para a capital. Foi só mesmo em 1946, quando o Brasil foi escolhido para sediar a Copa, que o projeto se transformaria realidade. O prefeito insistia em erguer o estádio ao lado do rio Maracanã, enquanto Lacerda o queria em Jacarepaguá. O prefeito acabou prevalecendo. O Maracanã seria chamado de “Estádio Mendes de Morais”. Mas a briga teve seu preço. O Maracanã não seria entregue nem no prazo e nem no orçamento estimados originalmente. Apesar de a construção ter sido iniciada em 1948, a pesquisa encontrou fotos do jogo de inauguração ocorrido apenas uma semana antes da Copa e que mostravam a presença ainda de andaimes nas arquibancadas no dia 16 de junho de 1950, entre a seleção paulista e a seleção carioca. A concretagem não tinha sido concluída. Oito dias depois, a Copa seria aberta no mesmo estádio, o maior da história até então. Para aquele jogo entre Brasil e México, as estruturas de apoio já haviam sido retiradas e o Exército foi convocado para ajudar a limpar a área. Mas, ao chegarem ao estádio, os torcedores se depararam com barro, lama e material de construção espalhado pelo local. Pilar de um projeto de autoafirmação da capacidade de um país, o Maracanã custou o equivalente hoje a R$ 215 milhões. Após a dramática derrota do Brasil na final, o busto de Mendes de Morais que havia sido colocado na entrada do estádio foi destruído pelos torcedores. E o local deixou de levar o nome do prefeito.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 30 de dezembro de 2012

O topo do pódio, dominado por representantes africanos nos últimos anos. Serão cerca de 25 mil corredores, entre profissionais e amadores, com largada marcada para esta segunda-feira pela manhã [ SÃO SILVESTRE ]

Brasil tenta recuperar a ponta DIVULGAÇÃO

88ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, a principal corrida de rua da América Latina, irá fechar o ano esportivo nacional. O Brasil mais uma vez tentar recuperar o topo do pódio, dominado por representantes africanos nos últimos anos. Serão cerca de 25 mil corredores, entre profissionais e amadores, nos 15 km pelas ruas da capital de São Paulo, com largada às 5h50 (Horário do RN), desta segundafeira - 31/12. O masculino obteve a última vitória brasileira em 2010, com Marilson da Silva. Já o feminino , não termina com uma brasileira em primeiro desde 2006, quando Lucélia Peres saiu vencedora. Para a edição deste ano, os brasileiros vêm preparados para recuperar o topo. A principal aposta entre os homens será Giovani dos Santos, que este ano venceu a Volta Internacional da Pampulha e foi e 14º no Mundial de Meia Maratona. Além dele, estão na briga Damião Ancelmo melhor brasileiro na São Silvestre 2011, com o sétimo lugar; Giomar Pereira da Silva, José Marcio Leão da Silva, Gilmar Lopes, entre outros.

A

A relação de brasileiras para brigar pelo primeiro lugar também é forte. Os destaques são Sueli Pereira da Silva, terceira melhor brasileira na São Silvestre no ano passado, com o nono lugar, além de quarta colocada na Maratona de São Paulo e vice-campeã da Volta da Pampulha, ambas em 2011; Marily dos Santos, primeira colocada no ranking da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), quinta na Pampulha em 2011 e campeã da Maratona de Pádova nesta temporada; Maria Zeferina Baldaia, campeã de 2001; Lucélia Peres, campeã de 2006. RANKING Além de sua própria importância e destaque, a 88ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre também irá definir a campeã do Ranking Caixa /Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). O baiano Giomar Pereira da Silva já assegurou o pentacampeonato, porém, no feminino, a alagoana Marily dos Santos e a paulista Roselaine de Sousa Silva brigam pelo título. Marily é a líder com quatro pontos de vantagem para a segunda

Corrida de São Silvestre é a mais tradicional do País e reúne 25 mil pessoas nas ruas de São Paulo

colocada, que tem 473 pontos. A atleta, no entanto, prefere manter o foco na principal corrida de rua da América Latina. “Na corrida não posso me preocupar em fazer con-

tas. Vou pensar no percurso e em fazer a melhor prova possível”, comentou a corredora, que estabeleceu o objetivo em conjunto com o técnico Gilmário Mendes.

Aos 34 anos, Marily dos Santos planeja um desgaste menor para a próxima temporada de corridas, mas não deixa de lado a perspectiva de melhoras suas marcas. “É

certo que para o próximo ano farei melhores marcas e disputarei menos competições”, garante. Satisfeita com o desempenho na atual temporada, Roselaine de Sousa Silva quer coroar o ano com a conquista do título de melhor do Ranking. “Chegamos à última prova do ano e a luta é entre apenas nós duas. Na Volta da Pampulha, no início de dezembro, em Belo Horizonte, fui melhor que a Marily. Espero que isso se repita novamente na São Silvestre”, projetou. A atleta se dedicou a rotina de treinos até mesmo no período de festas de final de ano, marcado pelo forte calor. “Não podemos vacilar nem nesta época de Natal, junto com os familiares. É fundamental cumprir o programa de treinos”, ressaltou Roselaine. Depois das 28 etapas, 355 corredores somaram pontos na classificação geral, sendo 225 homens e 130 mulheres. Os dez primeiros colocados no masculino e no feminino na classificação final receberão uma ajuda de custo mensal em 2013 por meio do Programa Nacional Caixa de Apoio a Corredores de Elite, administrado pela CBAt.

Africanos são as “pedras no sapato” Pedro Neto DIVULGAÇÃO

pedron@natal.digi.com.br

Rivaldo e o ABC urante essa semana alguns torcedores chegaram a comentar que Rivaldo estava em Natal como o novo contratado do ABC. Posso assegurar que passagem de Rivaldo a Natal não teve nada a ver com o alvinegro. Rivaldo esteve em Natal apenas passando férias. Agora, anteriormente Rivaldo negociou por mais de 90 dias com o alvinegro. Aliás, vou contar um pouco da história da “contratação” de Rivaldo pelo o ABC. Na realidade o ex-meia da seleção brasileira negociou de julho a setembro com a direção alvinegra. Na época o jogador ainda estava em Angola e desejava voltar ao Brasil. Rivaldo e seu procurador - Wilson Nonetti - negociaram por telefone e e-mail com a direção alvinegra. Em momento algum o assunto vazou para imprensa, até porque essa foi a principal exigência do pentacampeão do mundo. O ex-jogador do Palmeiras seria contratado através de uma parceria do clube alvinegro com a iniciativa privada, além dele (Rivaldo) ter uma participação nos lucros das vendas dos produtos do ABC. Rivaldo também seria o responsá-

D

vel – junto com o marketing abecedista – pela procura de novos patrocinadores e parceiros. Infelizmente o assunto morreu no início desse mês. O último contato de Rivaldo e do seu procurador com a direção do ABC foi em 05.12.12 através de um e-mail enviado pelo próprio jogador onde ele agradece a confiança da direção alvinegra, entretanto, informa que está propenso a encerrar a carreira. E, que se continuar jogando será no Santa Cruz, pois tem uma dívida de carinho com a torcida tricolor Portanto, como vocês podem observar, por muito pouco Rivaldo não vestiu a camisa do alvinegro potiguar.

CONFIRMADO E a direção HAMILTON E um dos volantes do América finalmente confirmou a contratação do meia Cascata. O jogador se apresentará no próximo dia 02.01.12 no Centro de Treinamento rubro. Cascata deverá disputar a posição com o meia Netinho que é o atual titular da posição. Ou será que Roberto Fernandes utilizará Cascata ao lado de Netinho? Independentemente de qual seja a situação a ser escolhida pelo técnico o América fez uma boa contratação, pois Cascata é um jogador de qualidade e poderá ajudar o clube rubro na sua caminhada em 2013.

que o ABC negocia é Hamilton que atualmente está no Sport. Jogador de técnica refinada e de grande liderança o jogador pode ser anunciado a qualquer momento. Hamilton tem uma personalidade forte e isso de alguma forma tem pesado na sua carreira, até porque a maioria dos dirigentes não gostam de ser questionados ou enfrentados. Tudo indica que Hamilton será o principal jogador do elenco alvinegro para 2013. Que o volante possa ser confirmado em breve como novo líder do grupo alvinegro, pois quem ganhará com isso será o elenco e a torcida.

HORA DE DESEJAR UM FELIZ 2013 Acabei de escrever a última coluna do ano.E como não poderia ser diferente, quero neste momento desejar um Feliz Ano Novo para todos vocês que me acompanham aqui na TN.Assim como também quero agradecer a Deus e a vocês pelo ano de 2012,pois ele foi repleto de conquistas e realizações.Além da Rádio Globo,Facebook e Twitter,passamos a nos encontrar aqui na TN as terças-feiras, quintas-feiras e aos domingos.Tenho consciente de que a minha responsabilidade dobrou ao assumir a coluna.E,por isso que tenho trabalhado com tanta dedicação e afinco.No ano de 2013 espero continuar contando com a colaboração de todos,até porque vocês fazem parte dessa história.Um grande abraço amigos e o meu muito obrigado a todos!

AGORA É TORCER E ontem foi realizado o último concurso da Timemania.ABC e América aguardam com muita expectativa o resultado final da Caixa Econômica Federal.Até porque boa parte do planejamento financeiro dos dois clubes para o ano de 2013 passa necessariamente pelo grupo 1 da Timemania.O alvinegro de Ponta Negra já está há 3 anos entre os 20 primeiros colocados.Já o América luta para permanecer no grupo 1 aonde chegou nestes últimos 30 dias.Os clubes que estão entre os primeiros colocados recebem algo próximo de R$ 150 mil/mês.Se observarmos friamente nenhum dos nossos clubes tem um patrocinador tão forte como a Timemania. Sendo assim,vamos torcer para que tudo possa sair conforme o planejado pelas duas direções.

Pedras no sapato brasileiro na tradicional Corrida Internacional de São Silvestre, os estrangeiros que participarão da prova, programada para as 5h50 (de Brasília) do dia 31 deste mês, foram conhecidos neste domingo. Mais uma vez, a relação é predominantemente africana. Quênia, Etiópia, Tanzânia e Marrocos terão, juntos, 11 atletas na briga pelo título masculino e sete no feminino. No total, a prova

reunirá cerca de 25 mil corredores, entre profissionais e amadores. Entre os principais adversários brasileiros estão os quenianos Mark Korir, atual vicecampeão da prova e vencedor dos 10k Brasil Montevérgine, neste ano, Stanley Koech, que neste ano garantiu o título dos 25km de Aracaju e da Corrida das Pontes, em Recife, e Joseph Aperumoi, campeão da Meia Mara-

tona de São Paulo e da Maratona Pró Adidas deste ano. Entre as mulheres, as quenianas Rumokol Chepkanan, campeã da Maratona de São Paulo deste ano e quinta colocada na São Silvestre de 2011, Nancy Kipron, tricampeã da Volta da Pampulha e Maurine Kipchumba, campeã da Volta da Pampulha deste ano, despontam como as favoritas a complicar a vida das brasileiras.


Domingo | 30 de dezembro de 2012

esportes

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |5

[ SELEÇÃO BRASILEIRA ]

Apito Final EVERALDO LOPES - elopes@tribunadonorte.com.br

Como tudo começou maior historiador do Rio Grande do Norte – Luiz da Câmara Cascudo, ainda não havia nascido, quando foram disputados os primeiros rachas na pequena cidade do Natal. Foi precisamente em junho de 1872, marinheiros do navio britânico “Criméia” ancorado às margens do rio Potengi, escolheram um descampado entre as ruas Princesa Isabel e Felipe Camarão, e ali bateram bola durante algum tempo, até que a nave britânica – uma vez feitos os reparos no barco, pudesse zarpar e partir de volta à Inglaterra. Foi como que, jogassem sementes e despertassem a curiosidade da garotada natalense, que nunca tinha visto uma bola de couro. Uma bola artesanal feita pelos criadores do puro foot-ball association. Por ser o centro político, industrial e intelectual do Brasil, São Paulo partiu na frente com seu futebol, despontando o jovem paulista, Arthur Friendereich como grande ídolo, nascido em 1892 e falecido em 1969. Pesquisadores afirmam que Friend chegou a assinalar 1.239 gols, o que parece um equívoco pelo fato de, naquela época, os jogos são terem tido, jamais, a constância dos anos setenta, quando Pelé parou com quase 1.300 gols.

O

COMO TUDO (2) Anos depois, em 1894, os paulistas já estavam se organizando, graças ao empenho do pioneiro no Brasil, que foi Charles Miller, apesar do nome estrangeirado, devido parentes seus que residiram na Inglaterra. A primeira regulamentação do futebol surgiu em 1863 e, com o tempo, foram sendo feitas alterações visando a facilitar o incremento desse novo esporte. O sucesso foi tão rápido que, em 1915 foram fundados ABC, América, o Centro Esportivo, Natal, havendo dúvida se o Alecrim FC surgiu em 1915 ou 1917. Até um clube de remo (o Sport) resolveu disputar o campeonato de futebol.

O ano de uma queda anunciada MESMO TENDO VENCIDO A MAIORIA DOS JOGOS, A FALTA DE UMA IDENTIDADE NO TIME E OS RESULTADOS RUINS CONTRA AS GRANDES EQUIPES FORAM FATAIS PARA MANO MENEZES io de Janeiro (RJ) - Gazeta Press - A Seleção Brasileira viveu um ano conturbado em 2012. Apesar de ter vencido a maioria de seus jogos, o time canarinho jamais conseguiu convencer os torcedores, inclusive sendo vaiado em território nacional. A perda da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres auxiliou em um processo de fritura do técnico Mano Menezes, demitido no último dia 23 de novembro por decisão do presidente da CBF, José Maria Marin. Poucos dias depois Andrés Sánchez se desligou do cargo de diretor deSeleção,pedindodemissãopornão concordar com a decisão da diretoria da entidade. O desfecho de uma queda anunciada há vários meses. No início de dezembro a CBF anunciou Luiz Felipe Scolari como técnico e Carlos Alberto Parreira como coordenador. Ambos terão a missão de conduzir a Seleção Brasileira na Copa das Confederações do próximo ano e na

R

Copa do Mundo de 2014. “Não há dúvidas de que fizemos a escolha mais acertada. Trouxemos para a comissão técnica da Seleção Brasileira os dois últimos treinadores campeões mundiais. Valorizamos nossos melhores treinadores e tenho certeza de que chegaremos fortalecidos nas competições de estão por vir”, disse Marin. Apesar de 2012 não deixar muitas saudades, alguns pontos positivos ficaram. A conquista do bicampeonato do Superclássico das Américas, diante da Argentina, em pleno lendário Estádio La Bombonera, em Buenos Aires, foi no mais representativo feito do Brasil dentro do gramado. Além disso, Mano conseguiu, na parte final de seu trabalho, dar uma cara ao time, que recuperou a auto-estima do meia Kaká, abalado com a reserva no Real Madrid. FALSOS RESULTADOS Sem competições oficiais por disputar a Seleção Brasileira pre-

Não podemos golear por oito a zero pois vocês (jornalistas) não gostam. Independente do rival é um resultado expressivo” MANO MENEZES Explicando a vitória sobre a China

cisou arrumar amistosos. A maioria contra rivais sem muita expressão e que, mesmo assim, deram trabalho, como os 2 a 1 sobre a Bósnia, no primeiro jogo do ano, quando o triunfo foi conquistado graças a um gol contra. Diante de adversários de mais nome o Brasil sempre se complicava, como no dia 9 de junho, nos Estados Unidos, quando os brasileiros perderam para a Argentina por 4 a 3, com um RAFAEL RIBEIRO

PROJEÇÕES PARA 2013

COMO TUDO (3) No Brasil, a partir de 1905 já havia muitos times espalhados principalmente na capital paulista, sendo o mais destacado o Paulistano. Em Natal, graças ao fato de jovens da família Pedroza foram estudar na Inglaterra, e todas as vezes em que vinham rever os familiares, traziam regras do futebol, algumas bolas, chuteiras, apitos, etc. O primeiro comentarista natalense foi o jornalista Gil Soares de Araújo, falecido poucos anos passados, com 103 anos, residente no Rio de Janeiro, onde atuava como Juiz Federal.

Os azulejos

Os azulejos (2)

A ideia não é pioneira, já que alguns estádios, no entusiasmo para ver seu clube ter sua própria casa a adotaram. É um mural revestido de azulejos com o nome do torcedor, com isso perpetuando-se na agremiação que tem sua torcida. O América FC vai adotála na campanha para angariar recursos destinados à construção da sua Arena. Um dos clubes que têm perpetuados milhares de azulejos com nomes dos seus torcedores é o Internacional/RS. O presidente do Conselho Deliberativo, José Vasconcelos da Rocha é quem dá a notícia.

Diz o principal iniciador da campanha para construção da Arena, que o clube ainda não concluiu qual o melhor local para receber esses milhares de azulejos, com seus Robertos, Cláudios, os Heribertos, os Eduardos, os Nesi, Carlos Gurgel, Alex Sandro, os Vasconcelos Rocha, os Josés Maria, Marcos, Clóvis, Lucas, Múcio, Jussier, Paulinho Freire, (Paulinho). Segundo Rocha, o clube pretende chegar longe nos milhares de azulejos, para que, os jovens torcedores de hoje sejam – no futuro, senhores respeitáveis que um dia contribuíram para a construção da Arena América. 2

OS MELHORES Pesquisa feita pelo portal UOL ouvindoquase 100 jogadores de futebol, apontou o trio da Rede Globo – Caior Ribeiro, Júnior “Capacete” (Leovegildo Júnior) e Casagrande como os melhores da temporada. O 4º lugar ficou com PVC (Paulo Vinicius Coelho da ESPN). Considerado o mais fraco foi apontado ex-atacante Muller, com apenas 1% dos votos.

Os chatos O coleguinha Rafael Duarte, de “O Novo Jornal”, numa matéria de página inteira relaciona alguns chatos de Natal (de galocha ou não), e no meio deles (10 ao todo) está lá a figura do presidente do América, Alex Padang. Ele é considerado um chato bravateiro. Os outros – com

os motivos mais diversos, são Micarla (chata óbvio ululante), Edivan Martins ( chato bebum de festa, promotor Onofre Neto (promotor às vezes erra, cita RD), Bruno Giovanni (é o chato reprodutor), prof. Geraldo Batista (chato missivista, campeão de cartas).

OS CHATOS (2) Carlos Augusto Rosado (chato invisível), e João Faustino (o chato que perdoa, com base no título do livro que acaba de lançar. Curioso na vez de Padang, é que o Rafael Duarte ressalta que o presidente americano é muito chato, do tipo que esperneia para chamar atenção, que apelou até para o chororô para chamar ser notado, o típico cartola à moda antiga.. E conclui ainda sobre Padang: foi mais vitorioso do que o rival (Rubens) e também o mais chato. A matéria é ilustrada com o troféu “chato do ano”.

Mascote da FNF Batendo todos os recordes de patrocinadores do seu Campeonato, a FNF abriu concurso para a escolha do mascote do Estadual. A competição tem a denominação de Potiguar Chevrolet, e a

mascote deve ter como referência figuras que lembrem Natal/RN, como praias, o Cajaueiro de Pirangi, o camarão, Forte dos Reis Magos, as pirâmides de sal de Macau e Areia Branca.

AGRADECIMENTO A você, caro leitor, que me suportou durante todo o ano, brigadin por tudo, que tenha um feliz ano novo.

show do meia Lionel Messi. Nem mesmo quando os bons resultados aconteciam havia credibilidade. A goleada de 8 a 0 sobre a frágil China, em Recife (PE), foi tratada com ironia pela imprensa brasileira, que preferiu destacar a má qualidade do adversário, o que irritou Mano Menezes. “Não podemos golear por oito a zero pois vocês (jornalistas) não gostam. Independentemente do adversário, esse é um resultado expressivo”, disse Mano Menezes. O amistoso que mais vai guardar boas lembranças em 2012 aconteceu no dia 15 de agosto, pouco tempo depois da merda da medalha de ouro em Londres. No jogo que marcou o fechamento do tradicional Estádio Rasunda, de Estocolmo, o Brasil derrotou a Suécia por 3 a 0, com dois gols de Alexandre Pato e um de Leandro Damião. Naquela palco, em 1958, o time canarinho ganhou sua primeira Copa do Mundo, fazendo 5 a 2 nos suecos na final.

Mano Menezes não conseguiu apontar o caminho certo para a Seleção e acabou sendo demitido

A MEDALHA DE PRATA A queda de Mano Menezes teve como um dos fatores a perda da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres. O treinador conseguiu montar um elenco de qualidade, com peças como os meias Lucas e Oscar e os atacantes Neymar, Leandro Damião e Alexandre Pato. Incrementou com três atletas acima de 23 anos: o zagueiro Thiago Silva, o lateral esquerdo Marcelo e o atacante Hulk, este último em decisão que a imprensa sempre contestou. Apesar da boa matéria-prima, jamais empolgou em campo. A primeira fase foi tranquila, com fáceis triunfos sobre Egito, Bielorrússia e Nova Zelândia. A dificuldade para bater Honduras por 3 a 2 nas quartas de final foi minimizada com o passeio de 3 a 0 diante da Coréia do Sul na semifinal. Porém, na grande decisão o Brasil não resistiu ao mais bem armado time do México e perdeu por 2 a 1. “Não acredito que essa derro-

ta terá impacto no trabalho que vem sendo desenvolvido com a Seleção principal, pensando na Copa do Mundo, a nossa prioridade”, disse Mano logo depois do jogo, sem desconfiar que sua sorte estava sendo definida aos poucos e que tudo caminhava para uma demissão. O único título da Seleção Brasileira em 2012 foi o Superclássico das América, uma reedição da Copa Roca, disputada entre Brasil e Argentina e apenas com atletas que jogam nos dois países. No primeiro jogo os canarinhos ganharam por 2 a 1, em Goiânia (GO). O jogo d volta, marcado para 3 de outubro, na cidade de Resistência, não aconteceu por uma queda de eletricidade, levando o duelo para 21 de novembro, em Buenos Aires. A Seleção Brasileira entrou no gramado de La Bombonera podendo empatar para ser campeã. Mas perdeu por 2 a 1 ao longo dos noventa minutos e conquistou a taça nas cobranças de pênaltis. Assim, Mano ganhava seu título em 2012 com uma derrota. Dois dias depois o treinador era demitido.

NÚMEROS

20 Vitórias

15 Empates

1 Derrota

Saldo:

+ 35

ARTILHEIROS: Neymar Hulk Leandro Damião Oscar Alexandre Pato Lucas Marcelo Rômulo Sandro Paulinho Kaká Fred Ramires Thiago Silva Rafael Danilo

(13) (7) (7) (5) (4) (2) (2) (2) (2) (2) (2) (1) (1) (1) (1) (1)

Se 2012 não vai deixar saudades, 2013 dará aos brasileiros a exata noção do que eles podem esperar da Copa do Mundo. Isso porque a Copa das Confederações, entre 15 e 30 de junho, será o grande teste de Luiz Felipe Scolari e Carlos Alberto Parreira. A dobradinha de campeões deu azar no sorteio que colocou Itália, Japão e México em nosso caminho. “Não vejo como azar. Já que estamos sendo prejudicados por não estarmos disputando as Eliminatórias, que acaba ajudando na formação do time, vamos ter um ritmo de competição forte logo de cara na Copa das Confederações”, disse Parreira. Ainda é cedo para saber com quem Felipão vai contar. A primeira dica virá no amistoso contra a Inglaterra, em fevereiro. Porém ele terá uma boa base para trabalhar, deixada por Mano Menezes. Nomes como os goleiros Jéfferson e Diego Alves; os laterais Daniel Alves e Marcelo; os zagueiros David Luiz e Thiago Silva; os volantes Paulinho e Ramires; os meias Lucas, Oscar e Kaká e os atacantes Neymar, Leandro Damião e Alexandre Pato mostram que material humano não falta. Algo que deixa o próprio Felipão otimista. “Não vou começar do zero, poistemosumabaseforteeestouotimistanosucessodaequipe.Estámais fácilagoradoquequandoassumiem dois mil e um, na conquista do penta”, disse Felipão. Em termos de números, 2012 foi positivo, porém com a maioria das vitórias contra rivais sem expressão. Somando os jogos do time principal e da equipe olímpica, foram vinte duelos, com 15 vitórias, um empate e apenas quatro derrotas, sendo duas para a Argentina e duas para o México, incluindo a final das Olimpíadas de Londres. A Seleção Brasileira foi ofensiva, marcando 56 gols nos vinte jogos, média de 2,8 gols por jogo.


esportes 6 | Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 30 de dezembro de 2012 [ RETROSPECTIVA ]

Ensaio real S

os devidos descontos, o COB diz ter recebido R$ 331,3 milhões pela Lei Agnelo/Piva para destinar ao esporte de alto rendimento. O investimento público total durante o ciclo, no entanto, gira em torno de R$ 2 bilhões. O Brasil terminou a competição em Londres no 22º lugar do quadro de medalhas e foi o 14º levando em conta apenas o número de condecorações, critério adotado pelo COB como principal. Maior destaque, o vôlei (de praia e de quadra) registrou um total de quatro pódios na Inglaterra. Adhemar Ferreira da Silva, Maurício, Giovane, Torben Grael, Marcelo Ferreira e Robert Scheidt ganharam a companhia de novas bicampeãs olímpicas: Fabi, Fabiana, Sheilla, Paula Pequeno, Thaísa e Jaqueline. Já o técnico José Roberto Guimarães é o primeiro tri da história do Brasil. O judô, por sua vez, registrou quatro pódios, incluindo o primeiro ouro feminino, conquistado por Sarah Menezes. Na ginástica, Arthur Zanetti foi o pioneiro nas argolas. O boxe, embalado pelos irmãos Esquiva e Yamaguchi Falcão, terminou com três medalhas. O atletismo, sem pódios pela primeira vez desde Barcelona-1992, apesar de contar

ANTES DE SEDIAR OS JOGOS OLÍMPICOS EM 2016, NO RIO DE JANEIRO, O BRASIL CUMPRIU UMA META MODESTA IMPOSTA PELO COB PARA OS JOGOS DE LONDRES 2012

TUDO O QUE FIZ, FIZ PELO AMOR AO ESPORTE E AO VÔLEI.VALEU A PENA TODO SACRIFÍCIO FEITO” José Roberto Guimarães, técnico do vôlei feminino, que se sagrou o primeiro tricampeão da história.

EUA voltam ao topo

FIVB

ede da próxima edição dos Jogos Olímpicos, o Brasil cumpriu a modesta meta traçada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) em Londres-2012. Ainda que a evolução em relação a Pequim-2008 tenha sido discreta, a entidade presidida por Carlos Arthur Nuzman se disse satisfeita. Na China, o Brasil registrou 15 pódios – três ouros, quatro pratas e oito bronzes. A rigor, a diferença na Inglaterra foi uma prata e um bronze a mais, o que proporcionou o recorde de medalhas do País. Sediar a próxima edição dos Jogos pressupõe o papel de protagonista, mas o COB havia traçado a meta de simplesmente manter os pódios de Pequim. Além de repetir as 15 medalhas conquistadas na China, a entidade estabeleceu o objetivo de superar as 41 finais disputadas há quatro anos, algo que não conseguiu cumprir, já que os atletas nacionais participaram de 35 decisões. Na natação e no atletismo, o desempenho ficou abaixo do esperado. A preparação da delegação brasileira custou R$ 11,610,557,06 (R$ 3.254.159,07 empregados no aluguel de um CT exclusivo). No quadriênio 2009-2012, com

com Maurren Maggi e Fabiana Murer, e a natação, que ficou abaixo do esperado ao medalhar com Thiago Pereira (prata) e César Cielo (bronze), foram as principais decepções do Brasil. O hipismo, há duas edições sem pódios, e o taekwondo, também de mãos abanando, ficaram entre os pontos de preocupação. Assim como o basquete e o futebol feminino, que caíram antes da semifinal, além da vela, tradicional fornecedor de medalhas que teve apenas um bronze, e a ginástica feminina.

Superados pela China em Pequim-2008, os Estados Unidos reassumiram a liderança do quadro de medalhas em Londres com 46 ouros, 29 pratas e 29 bronzes, já que os orientais acumularam 38 títulos, 27 vices e 22 terceiros lugares. O sucesso norte-americano foi alavancado por 16 ouros na natação, quatro conquistados com as braçadas de Michael Phelps. Com o status de maior medalhista olímpico da história – 18 ouros, duas pratas e dois bronzes , ele se aposentou em Londres, aos 27 anos. Já Usain Bolt apenas ampliou sua série de feitos na Inglaterra. Assim como em Pequim-2008, o velocista conquistou o ouro nos 100m, nos 200m e no revezamento 4x100m ao lado da equipe jamaicana.


DEPOIS DE UMA RÁPIDA LICENÇAMATERNIDADE, GRAZI MASSAFERA VOLTA À TV EM 2013 COMO PROTAGONISTA DA NOVA TRAMA DAS 18H E CONTA QUE TER MAIS FILHOS FAZ PARTE DOS SEUS PLANOS

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 30 de dezembro de 2012

revista da tv

A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

JORNADA DUPLA

[ PÁGINAS 3 A 5 ]

viagem

seriais

o que vem...

verão

Thelma Guedes, Duca Rachid e uma viagem por Butão e Nepal

Um balanço do que foi bom e do que não funcionou em 2012

‘Compositores unidos’ é o novo programa do Canal Brasil

Atrações animam a programação de verão na TV com o pé na areia

[ PÁGINAS 6 E 7 ]

[ PÁGINA 10 ]

[ PÁGINA 12 ]

[ PÁGINA 11 ]


Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 30 de dezembro de 2012

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

Marcela se emociona ao ver Gil beijando Ju. Cezar se insinua para Raquel. Bruno ignora as insinuações de Ana. Alice sente-se mal por causa da gravidez. Fatinha vê Ana entrar no prédio de Bruno. Tatá derruba a travessa com a comida para o almoço preparado por Marcela.

Bruno expulsa Fatinha de sua casa. Dinho vai passear de barco com Rômulo. Bruno pensa em Fatinha. Começa a chover muito forte, a luz acaba e Fatinha tenta acalmar os turistas no hostel. Alice avisa a Mário que Dinho viajou de barco e não consegue falar com ele em meio à chuva.

Lia conta para Ju sobre o sumiço do namorado. Marcela decide adiar a festa de despedida de solteira de Isabela. Cercado de destroços do barco, Dinho chega a uma praia carregando Rômulo. Raquel recebe notícias de que o barco de Dinho e Rômulo sofreu um naufrágio.

Todos se abraçam, emocionados, e Rômulo anuncia que Dinho salvou sua vida. Alice passa mal, e Dinho e Mário a levam para o hospital. Lorenzo avisa a Alice que sua gravidez é de risco. Gil convida Lia para tocar com ele e Nando. Valentina aparece no Misturama e Lia sente ciúmes.

Isabel e Laura comemoram a publicação do texto de Paulo Lima. Zé Maria aceita a proposta de Caniço para ser mascate, sem saber que o ambulante vende mercadoria roubada. Guerra procura por Celinha na casa de Carlota. Eulália vai à fábrica falar com Fernando.

Constância aprova o namoro de Celinha, pensando na oportunidade de ter influência no jornal. Isabel pede ajuda a Mario para resolver o problema de Diva. Carlota conta para Constância que Laura trabalha em uma sapataria. Edgar propõe a Laura que ela trabalhe com ele.

Zé Maria trabalha como mascate, vendendo os artigos de Caniço. Laura diz à mãe que não há mais vínculo entre elas. Constância pede a Veronese que demita Laura do emprego. Albertinho convida Gilda para assistir ao jogo de futebol de seu time. Zé Maria diz a Afonso que Isabel merece seu respeito.

Isabel acredita em uma reaproximação com Afonso. Sandra conta para Teodoro que não é mais moça. Veronese demite Laura. Carlota decide acompanhar Alice até a igreja para falar com o padre. Neusinha invade a casa de Isabel, exigindo o seu papel de protagonista de volta.

Mário e Isabel confirmam o sucesso de Diva frente ao espetáculo. Edgar elogia um texto de Paulo Lima e Laura se envaidece. Zé Maria pede ajuda a Guerra. Afonso vê Elias com Constância e fica intrigado. Guerra entrega a mercadoria roubada para Praxedes. Albertinho beija Gilda.

Nando e Roberta têm sua primeira noite de amor. Os assaltantes param o carro em um matagal e mandam Isadora e Ronaldo tirarem suas roupas. Manoela acredita que Carolina é a amante de Fábio. Nieta vê Roberta e Nando se beijando e arma um escândalo. Nenê flagra Veruska com Otávio.

Veruska fica aliviada ao ver que Nenê não conhece Otávio. Felipe faz um escândalo ao ver que Nando é modelo do catálogo da Positano. Lucilene avisa que Isadora foi presa. Charlô acusa Nando de querer enganar Roberta. Felipe e Roberta ficam presos no frigorífico.

Nando explica a Charlô por que se aproximou de Roberta. Vânia diz a Juliana que Carolina armou o flagrante com Felipe. Nando e Vânia surpreendem Roberta e Felipe no frigorífico. Felipe confidencia a Fábio que sente atração por Roberta. Nando fica fascinado ao falar com Juliana.

Carolina comemora o desespero de Manoela. Roberta descobre que o filho fugiu novamente. Felipe afirma a Fábio que não o perdoará caso esteja envolvido com Juliana. Nando vai à casa de Nieta para levar Kiko de volta para Roberta. Otávio vê Nenê na Charlô’s e se apavora.

Manoela chega à loja embriagada e anuncia o caso de Juliana e Fábio ao fim do desfile. Fábio persegue o carro de Manoela, que está com Ciça. Nenê diz a Roberta que o namorado de Veruska trabalha na Charlô’s. O carro de Manoela despenca de um penhasco e Fábio se desespera.

Morena e Jéssica planejam fugir quando chegarem ao Brasil. Theo convida Érica para almoçar em casa. Wanda exige que Berna se encontre com ela. Russo chantageia Morena mostrando uma foto que Wanda tirou com Junior no Brasil.

Wanda pede mais dinheiro para Berna. Creusa conta para Helô que Berna mentiu para Mustafa. Theo convida Lucimar para o almoço que Áurea fará para Junior. Ricardo termina o namoro com Érica. Morena ajuda Jéssica a fugir vestida de camareira.

Irina descobre que Jéssica fugiu. Junior conta para Érica que Morena voltará para o Brasil. Lívia culpa Wanda pelos problemas que Morena arruma para a organização. Raquel não aceita sair com Stênio. Jéssica é localizada e Irina avisa a Russo.

Jéssica cede e volta para a boate. Russo culpa Irina pela fuga. Helô manda Barros seguir os passos de Berna. Bianca e Zyah se desentendem. Wanda fala com Lucimar sobre a volta de Morena. Mustafá avisa a Berna que investigará o sumiço de seu dinheiro.

Berna fala sobre a adoção de Aisha para Lívia. Rosângela ouve Russo e Irina falando sobre Morena. Russo leva as “uvas” para Morena e Jéssica levarem na viagem. Élcio manda prender Érica. Morena e Jéssica se despedem de Waleska e Rosângela.

Marisa picha a parede de uma delegacia acompanhada de Davi. A polícia acha que foi Davi, que sai correndo. As meninas levam Tom para o parque. Os alunos ficam sabendo que Davi foi parar na delegacia e ficam preocupados. Davi revela que quem fez tudo foi Marisa, a filha do delegado.

Marisa leva uma bronca do pai. Bibi vai conversar com Cirilo para saber quem é Marisa. Renê tenta falar com Helena, mas não tem sucesso. Valéria dá ordens para ninguém falar com Davi na escola. Helena pergunta a Davi o que aconteceu. Davi explica que sua vida ficou sem sentido.

Jaime leva Davi para conversar com Jonas, que se recusa a ajudar, mas acaba dando dinheiro ao menino. As crianças ouvem ruídos na casa assombrada. A menina fantasma dá uma risada e comenta que eles não precisam ter medo dela, pois ela é como eles.

Helena vai à sala de música e flagra Suzana dando um selinho em Renê, que tenta se explicar. Graça aconselha Helena a esclarecer todo o mal entendido. Na casa mal assombrada, Laura diz a Davi que tem uma ideia para ele reconquistar Valéria. Ela promete ajudá-lo.

Diva tenta seduzir Norberto. Lígia se emociona ao saber que Taís é sua neta. Isabel e Norberto discutem e ela decide sair para mergulhar. Magno bate de frente com Norberto, que revela ter matado Darley e avisa que o ex-capanga é o próximo.

Taís acalma Eduardo e Arthur o provoca. Norberto decide deixar Magno pensar em sua proposta. Taís conta para Isabel que Eduardo é apaixonado por ela. Vicente e Fabiana reclamam da presença de Magno, que revela estar sendo ameaçado de morte.

Magno conta que Norberto matou Darley. Vitória fica em estado de choque ao ver Magno. Eduardo a acalma e Rafael demonstra indignação. Diva vai à casa de Eduardo conversar com o advogado. Taís conta para Abigail que Eduardo é seu pai biológico.

Eduardo pede que Diva seja sua aliada contra Norberto, e ela aceita. Isabel se irrita com o bate-boca entre Taís e Abigail. Diva se surpreende ao saber que foi Norberto quem matou Darley. Isabel não acredita que Norberto seja um mau-caráter.

SEGUNDA

SÁBADO

Inter TV/Cabugi – Canal 11

MALHAÇÃO Dinho se desculpa com Lia. Fatinha e Ana se enfrentam por causa de Bruno. Marcela remarca o almoço em família com Lorenzo. Dinho pergunta a Fatinha o que Valentina queria quando esteve no hostel. Gil segue o conselho de Lia, dá uma flor para Ju e os dois se beijam.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Inter TV/Cabugi – Canal 11

LADO A LADO Carlota fica horrorizada ao ver Laura trabalhando na sapataria. Mario avisa a Isabel que eles arrecadaram o suficiente para liquidar as dívidas do Alheira. Guerra comunica a Neto que publicará um artigo sobre o espetáculo de Isabel. Catarina procura Laura.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

GUERRA DOS SEXOS Otávio acerta com Ronaldo o plano para conquistar Isadora. Felipe não se conforma de Vânia ter recusado seu pedido de casamento. Ronaldo e Isadora são assaltados no aeroporto. Fábio vai ver Juliana e Manoela o segue. Nando decide ficar com Roberta e Charlô ouve a conversa deles.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

SALVE JORGE Helô fica intrigada ao saber do bebê encontrado no carro de Lívia. Ekram reclama de Bianca para Zyah. Antônia volta para casa. Morena pensa nos seus dias felizes com Theo. A mando de Russo, Morena avisa a Lucimar que voltará para o Brasil.

TV Tropical – Canal 8

CARROSSEL Jorge confessa que não aguenta mais os garotos da Escola Mundial. Davi e Valéria vão à casa de Maria Joaquina para falar sobre a tentativa de Jaime fazer as pazes com o mauricinho. Jaime conta a Helena que a missão de paz não deu certo. Jorge entra na escola e é bem recebido.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

BALACOBACO TV ponta Negra– Canal 13

2

Eduardo decide levar Taís para casa e revelar a novidade para Isabel. Norberto chega mal em casa e inventa que foi esbofeteado a mando de Eduardo. Apavorada, Isabel acredita na mentira, enquanto Taís defende seu pai, deixando o vilão em choque.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO


Domingo | 30 de dezembro de 2012

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 3 ELIÁRIA ANDRADE

CAPA

Hora de voltar Com um bebê de sete meses em casa, Grazi Massafera retorna ao batente em ‘Flor do Caribe’e diz que ser mãe aumentou seu senso de realidade. CONTINUA NÁ PÁGINA 4

EQUILÍBRIO. Grazi diz que conciliar trabalho e cuidados com a filha ainda é um desafio


4

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 30 de dezembro de 2012 PAULA GIOLITO/24-02-2012

NATALIA CASTRO

go”. Mas, por outro lado, a jornada dupla vem lhe dando um “senso ofia tinha apenas dois meses de realidade”. - É muito importanquando compareceu a uma te voltar por isso, por ter visto a miimportante reunião de traba- nha mãe trabalhar desde cedo. É lho. No colo da mãe, a menina - nas- verdade que Sofia está nascendo cida em 23 de maio - não poderia fi- num mundinho mais dourado, mas car sem sua mamada diária. E foi não quero deixar de passar para ela assim, na presença da filha e com as que existe essa realidade, que foi esprioridades bem definidas, que Gra- sencial para a formação do meu cazi Massafera acertou sua volta à TV. ráter e pra minha educação. É bom O retorno, ela conta, não estava pla- ela ver que pai e mãe trabalham nejado. Afinal, após trabalhar até o muito... Mas também não quero deisétimo mês de gestação em “Aquele xar de estar com ela. Eu ainda vou beijo”, o que Grazi queria mais era encontrar esse equilíbrio, estou propoder se dedicar integralmente à curando - reflete a atriz, que embarcriança, sua primeira filha com Cauã ca com a filha para a Guatemala, no Reymond, sem voltar ao batente tão México, nos próximos dias, para cedo. Queria. Mas, a atriz comenta, gravar mais cenas. a proposta do diretor Jayme MonEm sua sexta novela, Grazi gajardim, com quem fez a primeira no- rante sentir que a maternidade a torvela, “Páginas da vida”, em 2006; e nou uma atriz melhor. Com Sofia, do autor Walther Negrão - com quem diz a atriz, veio uma maturidade que fez a segunda, “Desejo ela talvez ainda não tiproibido”, em 2007 vesse: Mexe com o lapara protagonizar do emocional, né? “Flor do Caribe”, a próPorque o ator trabalha xima trama das 18h com emoção. E ser que estreia em março, EU PODERIA mãe me deu profundifez com que repensas- NÃO dade. se suas possibilidades. TRABALHAR. Mas não só isso. Gratidão, talvez? Grazi diz, ainda, que PODERIA ME - Jayme e Maneco ficou mais prática, se(Manoel Carlos, autor DAR ESSE TEMPO gura e observadora. E de “Páginas”) aposta- E FICAR EM CASA que, quando sai de caram em mim quando CUIDANDO sa, não quer demorar nem eu sabia que po- DELA. MAS O para voltar. Por isso, deria levar uma nove- MOMENTO É horas perdidas com la até o final. E, depois, ESPECIAL” bobagens não têm esNegrão e (o diretor) paço em seu dia a dia. Marcos Paulo me esca- GRAZI MASSAFERA - Quando saio de calaram novamente. Ensa, estou deixando de tão eu estou em casa. beijá-la, abraçá-la, aNão havia como não aceitar um con- garrá-la. Claro que ainda tenho vite desses. Eu poderia não trabalhar. quase um ano de trabalho pela frenPoderia me dar esse tempo e ficar em te, e sustentar isso diariamente tamcasa curtindo minha filha. Mas o mo- bém é um desafio - reconhece. mento é especial - justifica. Porém, ela revela, desde a graviE, logo de cara, Grazi já teve dez sua memória ficou ainda mais que encarar uma viagem de 40 falha. Decorar textos tem sido uma dias para o Rio Grande do Nor- dificuldade. Assim como lembrar te. Sofia, claro, foi junto. E os dos compromissos marcados ao lonbrinquedos de Sofia também. As- go do dia. Por isso, não sai de casa sim como a babá que, a princí- sem duas agendas na bolsa. Uma papio, Grazi relutou em ter “por não ra ela e uma para Sofia: Voltei das ser um hábito de família, já que férias em Fernando de Noronha e, no interior é a família que toma antes de ir para o RN, tive dois dias conta da família”. De mala e cuia, úteis para mudar a mala, levar nea atriz praticamente se mudou ném para tomar vacina, ir ao denpara os hotéis da região durante tista... Somos eu e a babá organizaneste período. - Onde Sofia estiver do isso. Eu só funciono assim, não é a minha casa agora - sentencia. sei guardar nada na cabeça porque No entanto, Grazi confessa ain- esqueço. Ainda bem que parei de atda estar se acostumando à nova ro- uar com sete meses de gravidez portina de trabalho. Diz que sai para que já não decorava uma cena.. Pengravar com “borboletas no estôma- sava “Será que volto ao normal?”.

S

TV GLOBO/JOÃO COTTA

Agora que estou voltando... As medidas - 1,73m e 57 kg também já estão todas no lugar. Dos 18 quilos adquiridos na gestação, ela perdeu 15 durante a amamentação. Os últimos três foram embora devido a uma virose horrível que ela “não deseja para ninguém”. Nos primeiros meses após o nascimento de Sofia, Grazi lembra que evitava até caminhar na praia. Tinha medo de alterações no leite. Só voltou a malhar quando a bebê estava com quatro meses e

meio: Antes não saía de perto dela, bem galinha dos ovos de ouro, sabe? Agora, corro na praia quando dá. Exercício me faz bem. Sofia também adora sol, vento, mar... Na novela, ambientada na praia, não faltam cenas de biquíni. Grazi aparece já bem sequinha. Confessa que ainda se sente insegura, mas diz que o corpo não foi prioridade: - Confiei na produção.

LEIA MAIS sobre o assunto na página 5.

GRAVIDEZ. Ainda esperando Sofia, em fevereiro deste ano: atriz diz que quer que a filha saiba que seus pais “trabalham muito” CASAL. Ao lado do marido, Cauã Reymond, na gravação da mensagem de fim de ano da Globo


revista da tv

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

5

FOTOS TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JÚNIOR

>>>Se o preparo físico é na base da malhação, Grazi diz que o processo de criação da personagem vai mais pelo lado “sensorial”. Por isso, aproveitou as férias de 15 dias em Fernando de Noronha para fazer um laboratório para sua personagem. Como na próxima trama das 18h ela vive uma guia turística, moradora da fictícia Vila dos Ventos, a atriz, logo que chegou, contratou uma guia e fez um verdadeiro interrogatório. Também procurou conhecer o cotidiano de pescadores que vivem até sem luz elétrica. Além disso, alugou um buggy para ir se adaptando. Mas, admite, passou vergonha nos primeiros passeios: desde que tirou carteira de motorista, em 2010, só está acostumada a dirigir carros automáticos. - Ia para o Havaí, mas como soube da novela fui para Noronha. E já que estava lá, peguei o buggy e comecei a rodar a ilha, dando carona para turistas. Deixava o carro morrer o tempo todo, porque as dunas lá são duras. Mas consegui - festeja. Na história, Esther, personagem de Grazi, vive um romance com Cassiano (Henri Castelli), de quem é amiga desde a infância. O relacionamento dos dois sofre um baque quando Alberto, o outro amigo do trio, vivido por Igor Rickli, se declara apaixonado pela moça. Sem contar a notícia para Cassiano. - Esse amor da Esther e do Cassiano é tão lindo - suspira Grazi. - Porque eles se conhecem desde sempre, e se gostam mesmo assim, entende? Com os defeitos e qualidades. Isso me inspira. Porque amar é o que move a gente. A inspiração para todo esse romantismo veio de filmes como “Uma carta de amor” (1999), com Kevin Costner e Robin Wright, e “Diário de uma paixão” (2004), estrelado pelos atores Ryan Gosling e Rachel McAdams. - Estava indo viajar e queria levar algo para me distrair. Aí peguei “O diário”. Quando vi, achei o amor dos dois tão puro, tão inocente, que mostrei logo para o Henri para a gente criar uma memória afetiva e trabalhar em cima disso - conta. Tudo mais que vê e acha que tem a ver com o jeito da personagem, Grazi anota logo num caderninho que anda com ela para cima e para baixo: - Eu, por exemplo, acho que Esther adora ficar descalça, gosta de sentir areia no pé. Se o telespectador está com saudade de vê-la na TV, Grazi diz que não sabe. Mas reitera que a oportunidade veio

SOU ABSOLUTAMENTE LOUCA POR CRIANÇAS. É LUZ NA VIDA DA GENTE, SÃO ANJINHOS. QUERO TER UNS TRÊS PELO MENOS” GRAZI MASSAFERA

numa boa hora. - Não sei se vai agradar, ou se eu vou conseguir transmitir essa minha felicidade para quem está me vendo. Mas independente do sucesso é uma novela que eu quero muito estar fazendo - explica a atriz. Depois de “Flor do Caribe”, os planos de Grazi são ficar em casa com Sofia enquanto Cauã

volta a trabalhar. Assim, a menina tem sempre um dos pais por perto. Ter mais filhos também é uma possibilidade bem provável no futuro: - Eu sou absolutamente louca por crianças. É luz na vida da gente, são anjinhos. Quero ter uns três pelo menos. Quem tem criança em casa é abençoado.

TRAMA. Ao lado de Henri Castelli, seu par na novela, dirigida por Jayme Monjardim: amor do casal “é lindo” PRODUÇÃO. Para compor Esther, Grazi faz anotações e aprendeu a dirigir um buggy


6

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

TRIO.As autoras de ‘O pequeno Buda’posam ao lado do guia butanês Karma Dhendup

Domingo | 30 de dezembro de 2012

COLORIDO. Autoras fotografaram até as rodas de oração

BELEZA.A equipe da novela visitou alguns mosteiros:

VIAGEM

Do outro lado do mundo As autoras Duca Rachid e Thelma Guedes falam da viagem ao Nepal e ao Butão, cenários de sua próxima novela,‘O pequeno Buda’ ZEAN BRAVO

epois de levar príncipes e princesas para o sertão, em “Cordel encantado”, as autoras Thelma Guedes e Duca Rachid mudaram radicalmente de cenário. A dupla acaba de voltar de uma viagem de 17 dias pelo Nepal e o Butão, na Ásia, onde buscou “inspiração e elementos para o trabalho de criação” de “O pequeno Buda”. A novela será a sucessora de “Flor do Caribe”, que, por sua vez, ocupará o espaço deixado por “Lado a lado” no horário das 18h da Globo, em março. A viagem, dizem elas, foi fundamental para a nova empreitada (leia mais nos boxes ao lado). Depois de passar uma noite em Doha, no Catar, no Oriente Médio, a equipe de novela visitou Kathmandu e Pokaha,

D

no Nepal. As cidades de Paro e Timpu, no Butão, também fizeram parte do roteiro. Além de um guia local, o grupo teve a ajuda do guia brasileiro Rafael Russi. As autoras viajaram acompanhadas dos diretores Ricardo Waddington e Amora Mautner, do cenógrafo João Irênio, da produtora de arte Ana Maria Magalhães e das produtoras Simone Lamosa e Andreia Carvana. Durante os passeios, as duas postaram inúmeras imagens em suas contas na rede social de fotos Instagram (algumas delas ilustram essas páginas). A equipe aproveitou a estada para realizar pesquisas e fazer levantamento de locações. O início das gravações de “O pequeno Buda” está previsto para abril. - Teremos pelo menos 12 capítulos com cenas gravadas no Nepal - adianta Thelma.

DETALHES.Os elefantes são guardiões de um templo budista

BANDEIRINHAS.Detalhe da torre do grande temp


Domingo | 30 de dezembro de 2012

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

7

FOTOS ARQUIVO PESSOAL

guns mosteiros:tudo registrado pelas lentes de Thelma e Duca

PASSEIO.Com o guia brasileiro,Rafael Russi,a caminho do Ninho do Tigre,Butão

ý

Na agenda TOUR A equipe embarcou para o Nepal no dia 22 de novembro e voltou em 8 de dezembro

TIME Os diretores Ricardo Waddington e Amora Mautner estavam no grupo

THELMA E DUCA posam na fila de comida com monges num mosteiro do Nepal

do grande templo Boudhanath Stupa,no Nepal

CHEGADA.No aeroporto,diante de uma imagem do rei e da rainha do Butão

TRADIÇÃO.Nas andanças,o registro de um morador do Nepal

duca rachid

thelma guedes

Gentileza e emoção

Aventura e meditação

“Gentileza é a palavra que melhor define o caráter do povo nepalês.Eles nos receberam com extrema atenção e delicadeza,e generosamente dividiram com a gente um pouco da riquíssima cultura do país! Foi maravilhoso visitar lugares tão importantes para o budismo tibetano,como a estupa Boudnaht e conversar com o Lama Tsonamgel,que nos deu preciosos esclarecimentos sobre o budismo;e com o Lama Thubten Kunkyen,que nos guiou por uma visita emocionate ao Monastério Kopan! Fiquei extremamente agradecida a eles e aos nossos guias nepaleses Prabin Lakne e Mausham Shakya.Além de Karma Dhendup,que nos acompanhou no Butão,onde o ponto alto da visita foi o impressionante Monastério do Ninho do Tigre,à beira de um abismo escarpado.Tivemos ainda o apoio de Rafael Russi,nosso guia brasileiro. Mais do que um guia,foi um grande amigo e companheiro de viagem”.

“É muito difícil descrever o que senti durante esta viagem que fizemos ao Nepal e ao Butão.Fomos à procura de belas imagens,inspiração e elementos para o trabalho de criação da nossa próxima novela,‘O pequeno Buda’. Mas encontramos bem mais que isso. Foi uma experiência profunda que marcou a minha vida. No Nepal,em meio ao aparente caos material,encontramos um povo e uma cultura muito surpreendentes. Um lugar onde o respeito ao outro é algo natural,e a compaixão é uma lei que inclui tudo e todos. O Butão é um lugar mágico.A subida a pé até o Monastério do Ninho do Tigre (são duas horas de caminhada por uma trilha para se conhecer o monastério do século XVII construído na beira de um precipício de mais de 3 mil metros em Paro,distrito do Butão) é uma aventura,mas,ao mesmo tempo,é uma forma de meditação”.

CANINO.Thelma brinca com dois cachorros em frente ao mosteiro Kopan


COM FLORENÇA MAZZA E ANA LUIZA SANTIAGO, CLARA PASSI E RAFAELA SANTOS KOGUT@GLOBO.COM.BR

PAT R Í C I A KOGUT

8 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

QUERO APRENDER A FAZER DO “ESQUENTA!”UM PROGRAMA QUE NÃO SEJA APENAS DE VERÃO, MAS QUE RESISTA BEM AO FRIO E NOS AQUEÇA NO INVERNO TAMBÉM. MEU SONHO DE CONSUMO É TER MAIS TEMPO PARA FICAR COM BENEDITA (FILHA), ESTEVÃO (CIAVATTA, MARIDO) E COMIGO MESMA! TODO MUNDO ACHA CHIQUE SER OCUPADO, MAS PARA MIM, LUXO É TER TEMPO” REGINA CASÉ APRESENTADORA

PEDIMOS A PERSONAGENS DA COLUNA QUE EXPRESSASSEM SEUS MAIORES DESEJOS PARA O ANO NOVO.

LONGA VIDA, SAÚDE E ALEGRIA ÀS PESSOAS DE SANGUE BOM! E QUE O SUCESSO ESTEJA SEMPRE ASSOCIADO AO TRABALHO E A FAMA SEJA DECORRENTE DE SEU MÉRITO” MARIA ADELAIDE AMARAL AUTORA

BOA SAÚDE E PROJETOS DE TRABALHO FORAM OS TEMAS MAIS CITADOS. O QUE ESSAS PESSOAS ESPECIAIS DA TELEVISÃO DESEJAM É O QUE, NO FUNDO, TODOS NÓS QUEREMOS: UM ANO

TENHO CONSEGUIDO FAZER UMA NOVELA E UMA PEÇA POR ANO, O QUE É MUITO BACANA ROFISSIONALMENTE. PRETENDO MANTER ESTA MÉDIA EM 2013” MARCO PIGOSSI ATOR

QUERO DAR PRIORIDADE PARA ALGO PRECIOSO:AS VERDADEIRAS AMIZADES. QUANTO AO“CQC”,DEPOIS DE CINCO ANOS NO AR É HORA DE SAIR DA ADOLESCÊNCIA E ENTRAR NA VIDA ADULTA,SEM PERDER OUSADIA, CRIATIVIDADE E IRREVERÊNCIA” MARCELO TAS APRESENTADOR

O MEU PRIMEIRO TRABALHO SERÁ NA SÉRIE“A TEIA”.EM 2013, FAÇO 30 ANOS E SINTO QUE SERÁ UM ANO FUNDAMENTAL EM MINHA TRAJETÓRIA.EU PEÇO POR SAÚDE CORAGEM DOÇURA E PAZ! E COMO BOA LEONINA,DESEJO A LUZ” ANDREIA HORTA ATRIZ

2013 SERÁ UM ANO AGITADO: DEVO RODAR TRÊS LONGAS PARA O CINEMA (“CAPITÃO GAY”,“OS CARAS DE PAU”E A SEQUÊNCIA DE “ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE”).ESTAREI EM TURNÊ NACIONAL COM A MINHA PEÇA E TEREMOS NOVA TEMPORADA DE “OS CARAS DE PAU”.NESTE MEIO TEMPO, QUERO CURTIR A FAMÍLIA” LEANDRO HASSUM HUMORISTA

DE PAZ E DE FELICIDADE, OCUPADO COM AS ATIVIDADES QUE CADA UM MAIS GOSTA DE FAZER.

ESSES TAMBÉM SÃO OS NOSSOS VOTOS PARA VOCÊ, LEITOR, QUE NOS

ESPERO QUE MEU NOVO PROJETO (UMA SINOPSE PARA AS 18H,EM PARCERIA COM MÁRIOTEIXEIRA) POSSATER O MESMO SUCESSO QUE “O ASTRO”.GANHAR O EMMY FOI MARAVILHOSO ETODO AUTOR SONHA COM ISSO:QUE O PÚBLICO SE INTERESSE POR NOSSA HISTÓRIA”

DESEJO MAIS AMOR ENTRE AS PESSOAS, QUE MEU NETO MIGUEL VENHA COM MUITA SAÚDE E QUE 2013 SEJA UM ANO DE MUITO TRABALHO, PAZ E TRANQUILIDADE PARA TODOS”

ALCIDES NOGUEIRA AUTOR

CRISTIANA OLIVEIRA ATRIZ

ACOMPANHA SEMPRE.

Domingo | 30 de dezembro de 2012

AS POUCAS VEZES EM QUE TENTEI PLANEJAR ALGO PARA O ANO SEGUINTE,AS COISAS TOMARAM UM RUMO DIFERENTE.MUITAS VEZES, FORAM ATÉ MELHORES DO QUE EU IMAGINAVA...QUE BOM ! POR ISSO,SEMPRE PEÇO SAÚDE.O RESTO VAI AO ESTILO ZECA PAGODINHO:“DEIXA A VIDA ME LEVAR...”.NADA DE ESTRESSE OU ANSIEDADE” PATRÍCIA POETA APRESENTADORA DO ‘JN’

FAREI DOIS FILMES:UM EM SÃO PAULO E OUTRO,UMA PRODUÇÃO FRANCOBRASILEIRA,QUE VAI MOTIVAR MINHA IDA COM A FAMÍLIA PARA PARIS.TAMBÉM TENHO DOIS PROJETOS PARA TEATRO. NUM DELES,SEREI HELENA DE TRÓIA.NÃO SEI SE FICAREI NO “SAIA JUSTA”E NÃO CONSIGO ME COMPROMETER COM UMA NOVELA INTEIRA,JÁ QUE AS CRIANÇAS (TOMÁS E NICOLAS) FICAM EM SÃO PAULO” M. FERNANDA CÂNDIDO ATRIZ

QUERO CONSOLIDAR MINHA CARREIRA FORA DA TELEVISÃO E CURTIR MUITO MEU FILHO. SEREI UM DOS PROTAGONISTAS DE “ERA,O GOVERNO INVISÍVEL”, O PRIMEIRO LONGA DE FICÇÃO CIENTÍFICA DO BRASIL,E VOU MONTAR DUAS PEÇAS. UMA SOBRE JIM MORRISON, DE MINHA AUTORIA,E OUTRA DO MARCELO SERRADO, “OS AMANTES” ERIBERTO LEÃO ATOR

LEIA MAIS Sobre o assunto na página 9.


revista da tv

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

9

Disciplina e alegria DANIELA DACORSO

ashionista e consumidora compulsiva em “Salve Jorge”, Giovanna Antonelli também tem seus dias de Helô na vida real. Vaidosa,procura ficar atenta à moda,mas sem exageros. - Gosto de me sentir bem.Adoro quando minhas filhas me elogiam. Aos 36 anos,mãe das gêmeas Antonia e Sofia,de 2 (do casamento com o diretor Leonardo Nogueira),e de Pietro,de 7 (filho do ator Murilo Benício),ela diz que não sente o tempo.- As pessoas demoram a envelhecer hoje em dia.Estamos conscientes de que é preciso ter uma vida saudável e há recursos para isso. Todos os dias quero criar algo diferente.Estou feliz e cheia de gás. Da prostituta Capitu de “Laços de família”à vilã Bárbara de “Da cor do pecado”, passando pela muçulmana Jade de “O clone”, Giovanna acumula papéis marcantes na TV.Com mais de 20 anos de carreira,ela lembra com carinho da estreia no “Clube da criança”, quando tinha só 13.Na época,os pais não apoiaram a carreira artística. - Pietro já me disse que quer morar em Nova York.Quando ele fizer 18 anos,irá.Os filhos precisam ter vontades próprias.Não me arrependo de ter começado cedo. Ganhei disciplina e seriedade,e não deixei de ser moleca - diz ela,que lamenta não poder proporcionar às crianças a mesma infância que viveu,na cidade sem violência.Sinto falta de liberdade.

O PRÓXIMO ANO SERÁ DE MUITO TRABALHO: PEÇA,A NOVELA “ O PEQUENO BUDA”E O FILME DO CRÔ.E OS MEUS NOVOS FILHOS CHEGANDO! DESEJO A TODOS MUITA LUZ E PAZ”

F

MARCELO SERRADO ATOR

QUERO CONSOLIDAR MEU TRABALHO NA TV EM “SANGUE BOM”E TER MAIS OPORTUNIDADES NO CINEMA.MEU PRIMEIRO LONGA (“MATO SEM CACHORRO”) ESTREIA EM JULHO.E QUE O BOM HUMOR SE ESPALHE COMO UMA EPIDEMIA” LETÍCIA ISNARD ATRIZ

SERÁ UM ANO DE MUITA DEDICAÇÃO,ESTUDO E TRABALHO.ESPERO QUE A MINHA PRODUTORA CONTINUE CRESCENDO,QUE MEUS FILMES (“ISOLADOS”E “MATO SEM CACHORRO”) ALCANCEM SEUS OBJETIVOS E QUE “O PEQUENO BUDA”FAÇA COM QUE AS PESSOAS CONHEÇAM UM MUNDO COMPLETAMENTE DIFERENTE” BRUNO GAGLIASSO ATOR

Sempre interessada em novos desafios,a atriz tem saudades das novelas que fez e daquelas a que assistiu,mas é contra remakes: Sinhozinho Malta (Lima Duarte) e

PROGRAMAÇÃO TV Brasil 06:30-Sustentáculos 07:00-Palavras de vida 08:00-Santa Missa 09:00-Viola, minha viola 10:15-O Brasil tem disso 11:15-Senha verde 11:30-A turma do Pererê 12:00-ABZ do Ziraldo 12:30-Um menino muito maluquinho 13:00-Castelo Rá Tim Bum 13:30-TV Piá 14:00-Anabel 14:15-Carrapatos e catapultas 14:30-Meu amigãozão 14:45-Cocoricó na cidade 15:00-Escola pra cachorro 15:15-Tromba trem 15:30-Senha verde 15:45-Curta criança 16:00-Papo de mãe 17:00-Animais extraordinários II 18:00-Samba na Gamboa 19:00-América Latina tal como somos “O ofício da imaginação/La lupita” 19:30-Sinfonia fina

20:00-Conexão Roberto D'Avila 21:00-Esportvisão 22:00-Revista do Cinema Brasileiro 22:30-Soy louco por ti cinema “Brava gente brasileira” 00:30-Curta TV 01:00-DOC TV Latino América 02:00-Esportvisão 03:00-Doc TV “Mestre Leopoldina — A fina flor da malandragem” 04:00-Telecurso tecendo o saber 04:30-Telecurso ensino médio 04:45-Telecurso ensino fundamental 05:00-Telecurso TEC 05:15-Telecurso profissionalizante 05:30-Salto para o futuro

Globo 05:45-Santa missa 06:45-Sagrado 06:55-Globo comunidade 07:30-Pequenas empresas 08:05-Globo rural 09:00-Auto esporte 09:30-Esporte espetacular 12:30-Aventuras do Didi 13:05-Os caras de pau

Viúva Porcina (Regina Duarte) são inesquecíveis,mas acho complicado reproduzir algo que ficou eternizado. Não sei se negaria um convite,pois há propostas irrecusáveis,como Gabriela.

PARA 2013 QUERO PAZ,SAÚDE E AMOR PARA MINHA FAMILÍA.PRETENDO FINALIZAR COM CHAVE DE OURO “SALVE JORGE”,FAZER UMA PEÇA E UM LONGA.SE SOBRAR UM TEMPINHO, QUERO CONHECER A EUROPA” PALOMA BERNARDI ATRIZ

13:50-Esquenta! 15:05-Temperatura máxima:“Stardust — O mistério da estrela ” 17:20-Domingão do Faustão 20:30-Fantástico 22:50-Domingo maior “60 segundos” 00:45-Sessão de gala “Amor sem escalas ” 02:40-Corujão 1

22:00-WWE Smackdown 23:00-Dr. Hollywood 23:45-É notícia 00:45-Goodnews 01:15-Bola na rede 01:45-Super papo 03:00-Igreja da Graça

RedeTV!

Band

06:00-Programa Ultrafarma 08:00-Igreja mundial 10:00-Deus médico dos médicos 11:00-Galinha morta 11:30-Parceria 12:30-Camisaria Fascynios 13:00-Galinha morta 13:30-Parceria 14:00-Pé na estrada 14:30-Galinha morta 15:15-A hora e a vez da pequena empresa 15:45-Olhar digital 16:15-Transição 16:45-Água, um bem precioso 17:00-Helifly 17:15-Pague menos 17:45-Ritmo Brasil 18:15-O último passageiro 19:30-Super Bull Brasil 20:30-Retrospectiva jornalismo 2012

06:00-Show de desenhos 07:00-Profetizando vida 07:30-Exerça sua fé 08:00-Igreja batista da Barra 09:00-MultiRio 10:00-Comunidade na TV 10:30-Auto + 11:00-Infomercial 12:00-Retrospectiva esporte 13:30-Verão animado 14:35-Sessão livre 1 “Meu mundo encantado” 16:15-Sessão livre 2 “Tornado indomável” 18:25-Festival “Star wars” 21:00-Pânico na Band 00:00-Canal livre 01:00-Projeto nova vida 02:00-Show mix 02:25-Cinema na madrugada:“Butch Cassidy” 04:35-Trabalho sujo 05:15-Popcorn

SBT 06:00-Aventura selvagem 06:30-Pesca alternativa 07:30-Brasil caminhoneiro 08:00-A grande ideia 08:30-Vrum 09:00-Chaves 11:00-Domingo legal 15:00-Eliana 19:00-Vamos brincar de forca 19:45-Sorteio da Tele Sena 20:00-Programa Silvio Santos 00:00-De frente com Gabi 01:00-O mentalista 02:00-Arquivo morto 03:00-Alcatraz 04:00-Jornal do SBT

Record 05:45-Desenhos bíblicos 08:00-Domingo de prêmios 08:30-Record kids 11:45-Tudo é possível 14:45-Programa do Gugu 19:00-Domingo espetacular 22:00-Tela máxima 23:45-Câmera em ação 01:00-IURD


10 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte COLUNA DO

Clube do Assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo

Domingo | 30 de dezembro de 2012

SERIAIS LIV BRANDÃO E TATIANA CONTREIRAS seriaais@oglobo.com.br

O melhor (e o pior, claro!) de 2012

ALEXSANDRA BORGES

Promoções válidas de domingo (30/12/12) a sábado (05/01/13), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

revista da tv

ADEUS. Hugh Laurie saiu das telas com dignidade depois de oito temporadas

DECEPÇÃO?.O fim de “Gossip girl”foi controverso.Fato:algo não fez sentido

PROFISSÃO REPÓRTER.Jeff Daniels se saiu bem na pele de um âncora de TV

MICO.“Alcatraz”tinha um quê de “Lost”... Não deu certo e foi logo cancelada

Malug Roupas e Acessórios A Malug tem preparado lindas roupas para você arrasar neste reveillon. Lá, você encontra vestidos, saias, blusas, calças, shortes, acessórios como cintos, bolsas, bijouterias, tudo com a beleza e suavidade que você procura e merece. Esta semana, a Malug Roupas e Acessórios oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, em toda a loja, exceto as peças do bazar. Av. Romualdo Galvão, 2100, loja 06, Galeria Cheverny, Lagoa Nova Tel.: 3206.4804

50% à vista (dinheiro) em toda a loja, exceto as peças do bazar. DIVULGAÇÃO

SOBE

Rose Esteticista O verão chegou e os cuidados com a pele precisam ser dobrados. Rose realiza vários procedimentos que lhe ajudarão a proteger sua pele. Aproveite este excelente desconto! Esta semana, Rose Esteticista oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, nos serviços de limpeza de pele e banho dourado. Válido somente para agendamentos realizados nesta semana. Av. Prudente de Morais, 3857, Shopping Natal Sul, loja 22, 1º andar, Lagoa Nova Tel.: 3234.1996

O fim de “House”.Sim,nós também sentimos saudades do médico mais ranzinza do mundo.Mas ele ganhou um fim digno. Pacotão HBO.“Girls”e “The newsroom”foram duas das melhores estreias da TV em 2012.Mas “Game of thrones”também foi sensacional. O auge dos zumbis. O terceiro ano de “The walking dead”foi épico. Carrie,a estranha.“Homeland”é merecedora de todos os prêmios que recebeu.Claire Danes e Damian Lewis mandaram muito bem. Vingança.“Revenge”também bombou por aqui Nina,de “Avenida Brasil”, deveria aprender com Emily Thorne. O ano de “Breaking bad”.O series finale só vai ao ar em 2013.Mas não é exagero dizer que 2012 marcou o reconhecimento da atração.

DESCE

O fim de “Gossip girl”.Não vamos estragar para quem ainda não viu,mas hein? Foi isso mesmo? A maldição de “Two and a half men”.Não bastasse todo o trelelê com Charlie Sheen,agora é Angus T. Jones quem andou dando defeito.Não é melhor cancelar logo? Haja problema. Novo “Lost”? Não. “Alcatraz”e “Last resort” naufragaram miseravelmente. “Grey’s anatomy”.Acidentes,mortes,tragédias... Tudo que é desgraça acontece com esse pessoal. Chega,gente,já deu. Que demora! Séries como “Louie”continuam levando uma eternidade para chegarem aqui. Boas de crítica,mas...“30 Rock”está chegando ao fim e “Community”vai mal das pernas.Outra que vive perigando ser cancelada é “Parks and recreation”. Só tristeza.

50% à vista (dinheiro) nos serviços de limpeza de pele e banho dourado. Válido somente para agendamentos realizados nesta semana.

■As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção,o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■Contatos para credenciamento: Depto.de Marketing.Tel.4006-6100,R.6262. ■e- mail.mkttn@tribunadonorte.com.br; clube@tribunadonorte.com.br

ESTREIAS PARA ANIMAR O COMEÇO DO ANO NOVO Na ressaca do Réveillon,algumas estreias estão programadas para esta semana.A partir de terça (e sempre de segunda a sexta,às 21h20m),a Band exibe “Os Simpsons”, a partir da 14ª temporada serão dois episódios por dia.Na quinta,às 19h,o TBS

muitodivertido vem com a já cancelada “Outsourced”(rebatizada de “Alô alô Índia”).Na sexta, à 0h15m,o TNT apresenta o novo ano de “Boss”, com o excelente Kelsey Grammer.Pena que a série não foi renovada...


revista da tv

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 11 MIX TV/ FÁBIO CERATI

VERÃO

Clima quente na tela Para celebrar a chegada das altas temperaturas, canais programam atrações especiais, seja na praia ou no ar-condicionado THAÍS BRITTO

iretor de programação da MTV, Zico Góes conta que ele e a equipe do canal visitaram uma série de casas no Guarujá, litoral de São Paulo, procurando a locação perfeita para uma das bases da programação de verão do canal. O fator decisivo para a escolha da eleita? Esta era uma ex-casa de saliência. - Fiz questão de alugar essa, porque um ex-puteiro tem tudo a ver com nosso verão. A programação vai ter uma pegada meio desconstruída e debochada, um humor ainda mais sujo. Especialmente nessa casa, que será comandada pelo Deco e o Lucas, esses meninos incontroláveis - diverte-se Zico. Com estreia marcada para o dia 14 de janeiro, às 20h30m, “A casa” vai receber convidadossurpresa e promete ser o mais anárquico dos programas do canal. A outra base da MTV será no Rio, na praia da Barra, onde Tatá Werneck e Paulinho Serra comandam o improviso no “Tá quente” (dia 24, às 22h30m), com direito a muita interação com os banhistas. E também tem lugar para o ar-condicionado: o “Faixa a faixa” (dia 15, 23h), no qual o VJ Chuck Hipólitho convida bandas contemporâneas para revisitar grandes sucessos do verão.

D

O repertório vai de Forfun com “De repente Califórnia”, de Lulu Santos, até o Vanguart e sua versão de “Agora ninguém chora mais”, de Jorge Ben. Música e humor também são os pilares do roteiro preparado pela Mix TV, que ainda incluiu um reality que tem tudo a ver com a estação. Em “O melhor verão da minha vida” (dia 11, às 22h30m), Karina Bacchi comanda a competição na qual anônimos se enfrentam, mas se divertem em festas e curtem a rotina da estação numa bela casa em Barra do Sahy, no litoral paulista. - Foram 10 dias de muita descontração para gravar. O grupo participante teve química, e tudo rolou num clima de curtição mesmo. Teve romance, balada, passeio de barco... Enfim, programação intensa! - conta Karina. Outra novidade do canal é o “Rota Mix” (dia 8, às 22h30m), no qual Letícia Wiermann mistura turismo e esportes radicais. Dois programetes, que serão exibidos ao longo dos dias, também merecem sua atenção: em “Dicas de verão”, Marina Santa Helena dá dicas de moda, beleza e comportamento para os dias quentes; e em “Jeitinho carioca”, Paulo Miklos, Eduardo Jericó e Karina Bacchi participam de esquetes bem-humoradas sobre o comportamento dos moradores do Rio de Janeiro.

MTV/ ALINE CUSATO

ANARQUIA. A casa da MTV, com Deco e Lucas, vai receber convidados inusitados diariamente

REALITY. Karina Bacchi comanda a curtição em “O melhor verão da minha vida”

BELEZA. Giovanna Ewbank é uma das convidadas de Luana Piovani no “Superbonita”especial

GNT/ DIVULGAÇÃO

Seguindo a tradição, o GNT terá edições ao ar livre de suas atrações - Luana Piovani gravou seu “Superbonita” (dia 7, 21h30m) numa casa de praia. Entre as convidadas estão Giovanna Ewbank, Juliana Alves e Roberta Sá. Já no “Que marravilha” (dia 17, 21h30m), Claude Troisgros prepara pratos levinhos ao lado de gente como Edson Celulari e Flávio Canto. O “Saia justa” (quarta, 21h30m) será comandado apenas pelos homens, enquanto o “Alternativa saúde” (dia 8, 22h) recebe chefs como Roberta Ciasca e Flávia Quaresma.


Revista da tv Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 30 de dezembro de 2012

IGOR FIDALGO igor.fidalgo@oglobo.com.br

O QUE VEM POR AÍ

12

Papo embalado por música

CENA VIRTUAL DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET VEJA OS VÍDEOS EM oglobo.com.br/revistadatv

untar um grupo de pessoas que tem a mesma profissão sempre rende um papo cheio de boas histórias.Quando o “emprego”dos tais profissionais é a música,a boa conversa ainda é embalada por sons da melhor qualidade.Estreia do Canal Brasil no sábado,às 21h30m,a série “Compositores unidos”reúne vários deles para trocar ideias e,claro,cantar.Idealizada pelos músicos Dudu Falcão e Jorge Vercillo (que cedeu a casa,no Rio de Janeiro,para as gravações),a atração tem entre seus convidados Roberto Menescal,Angela Ro Ro,Jorge Aragão, Flávio Venturini,Leny Andrade e Altay Veloso,entre outros.

J

CANAL BRASIL/ DÉBORA 70

DUPLA AFINADA Convidado de Jimmy Fallon no “Late night”,Billy Crystal foi tão impagável que os dois acabaram imitando Sammy Davies Jr.e David Bowie num dueto de natal.Gênios!

MAIS DO MESMO

VERGONHA ALHEIA Triste o papo do Vesgo,do “Pânico”,com a atriz Ludwika Paleta,ex-Maria Joaquina. Além de não se entenderem,a atriz parecia esperar uma entrevista séria.Ficou feio.

Divulgação/ Marcos Hermes A MTV reprisa hoje,às 21h30m,um dos shows mais comentados do anos - para o bem e para mal.No “Tributo a Legião Urbana”, o cantor e fã Wagner Moura sobe ao palco ao lado de Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos.

ZAPEANDO BAND. O SHOW “CHITÃOZINHO & XORORÓ - SINFÔNICO 40 ANOS” RELEMBRA A TRAJETÓRIA DA DUPLA COM CONVIDADOS COMO SANDY,JÚNIOR,FÁBIO JR. E CAETANO

VELOSO (AMANHÃ,22H10M). GLOBO.O TRADICIONAL ‘SHOW DAVIRADA’ TERÁ, ENTRE OS CONVIDADOS,GABY AMARANTOS, ALCIONE,BANDA CALYPSO,NALDO,RAÇA NEGRA E PÉRICLES (AMANHÃ,22H20M). GNT.O DOCUMENTÁRIO “CARMEM MIRANDA - BANANAS IS MY BUSINESS”, NARRA A VIDA DA PEQUENA NOTÁVEL (AMANHÃ,0H30M). MULTISHOW.O CANAL TRANSMITE AO VIVO O SHOW DE DANIELA MERCURY EM

SALVADOR ( TERÇA,20H). TNT.“10º VIDEO GAME AWARDS”, APRESENTADO POR SAMUEL L.JACKSON (QUINTA,23H45M).

FOI INJUSTO,MAS... A pequena diva Carly Rose Sonenclar não levou o “The XFactor”,mas a final foi um programão com números bacanas e divertidos.

ADEUS,ANO VELHO.FELIZ ANO NOVO Record/ Antonio Chahestian No especial de ano novo do “Hoje em dia”(amanhã,9h55m),Celso Zucatelli,Chris Flores e Edu Guedes recebem os colaboradores que participaram da atração e exibem alguns dos momentos mais engraçados do programa em 2012.

BOOMERANG.NA “MARATONA DE ANO NOVO”, OS MELHORES SHOWS DO ANO, COMO JUSTIN BIEBER,ONE DIRECTION E SHAKIRA ( TERÇA,9H).


tn família

E-mail: tnfamilia@tribunadonorte.com.br Editor: Isaac Ribeiro

ASTROLOGIA

CINEMA

CULTURA

GLAM

ARTIGO

PAULO COELHO

Lua e Urano favorecem libertação de antigos padrões desgastados.

Ingrid Guimarães volta a fazer rir com a comédia “De Pernas pro Ar 2”.

Cinema grego enfrenta dificuldades para superar a crise e salas vazias.

Rosas,moedas e perfumes são as oferendas mais comuns para Iemanjá.

Cosmecêutica clínica armada é o tema abordado pelo médico Jorge Boucinhas.

Colunista conclui hoje série de artigos,tendo como tema o caminho de Kumano.

PÁGINA 6

PÁGINAS 6 e 7

PÁGINA 4

PÁGINA 8

PÁGINA 2

PÁGINA 2

NATAL | RIO GRANDE DO NORTE Domingo | 30 de dezembro de 2012 JOÃO MARIA ALVES

BRONZE SAUDÁVEL

Alimentos ricos em betacaroteno auxiliam na formação da melanina, possuem ação fotoprotetora, além de ajudar a ter um bronzeado mais bonito. Mas o filtro solar não deve ser esquecido

ISAAC RIBEIRO repórter

ão adianta! Em países tropicais como o nosso é difícil não associar a chegada do verão com biquines e pele bronzeada. Por mais que haja campanhas de conscientização sobre os efeitos nocivos da exposição prolongada ao sol, a grande maioria praieira não deixa de deitar na areia para dourar a pele sob os raios do astro-rei. Afinal, sensualidade e beleza fazem parte do imaginário desta estação. Mas existe realmente uma forma saudável de se bronzear? O excesso de sol pode trazer males à saúde, entre eles o câncer de pele. Mas se forem adota-

N

das algumas medidas simples, é possível conquistar a cor desejada sem agredir tanto a pele. A principal delas é usar filtro solar sempre, aplicando-o 30 minutos antes de ir para o sol e reaplicando-o se houver transpiração forte ou mergulhos, no mar ou na piscina. Bronzear-se de forma gradual é fundamental para adquirir a chamada “cor do verão”. Ir com muita sede ao pote e exagerar, prostrando-se na canga o dia inteiro, mesmo com o sol a pino, só traz prejuízos. O bronzeado só começa a aparecer de fato num período de 48h a 72h após a primeira exposição solar — período necessário para as células produzirem e liberarem melanina, o pigmento da pele.

Mas alguns alimentos podem contribuir bastante para um bronze saudável; principalmente os ricos em betacaroteno, substância que ajuda a ativar o bronzeamento da pele. Ele pode ser encontrado em em frutas e vegetais amarelo-alaranjados como tangerina, cenoura, jerimum, damasco, mamão, pêssego, manga, e também em folhas verdes escuras tipo rúcula, agrião, brócolis e espinafre, por possuírem nutrientes com ação fotoprotetora. O processo de digestão retira os nutrientes desses alimentos e os lança na corrente sanguínea. Eles passam a agir sobre a derme e a epiderme, de dentro para fora, formando uma espécie de bloqueio natu-

ral contra os raios ultravioletas. O betacaroteno fornecido por eles ajuda na formação da melaninam, além de também proteger dos raios solares e conferir um bronzeado mais próximo do natural. Proteção também pode ser encontrada nos alimentos ricos em licopeno como tomate, beterraba, pimentão vermelho, melancia, goiaba e morango. A dica é incluir os alimentos citados acima nas refeições diárias pelo menos uma semana antes de investir no bronzeado e se expor ao sol.

LEIA MAIS “Bronzeado é resposta da pele à agressão solar”.Leia mais na página 3.


tn família

2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Paulo Coelho [ escritor ]

No caminho de Kumano – o monge e a mensagem (final) (Termino hoje a narrativa de minha experiência num caminho de peregrinação japonês,e meu primeiro contacto com o Shugêndo,prática ancestral de desenvolvimento espiritual).

stamos no local privado de um templo budista. Escutamos o monge cantar, rezar em voz alta, tocar um instrumento de percussão. Acendemos incenso e eu me lembro dos dias que passei em Kumano – a visita aos três santuários xintoístas, o momento em que Katsura mudou com sua energia a temperatura, a viagem de barco no rio, a briga provocada no lugar onde os homens devem brigar, o entusiasmo das pessoas, o mosteiro na montanha nevada, as noites com peixe cru e sakê quente. Naquela mesma tarde estarei indo para uma cidade grande, um hotel confortável, um avião, e uma cidade maior ainda: Tokyo. Lembro-me das outras vezes que pratiquei Shugêndo durante estes dias: andar sem agasalho numa temperatura abaixo de zero, ficar acordado durante uma noite inteira, manter a

E

testa encostada na casca áspera de uma árvore até que a dor se deixasse anestesiar por si mesma. Durante toda a viagem, as pessoas diziam que o monge que tenho à minha frente recitando as preces é o maior especialista de Shugêndo da região. Procuro me concentrar, mas aguardo ansioso o final da cerimônia. Dali saímos para outro edifício, de onde posso ver uma gigantesca cachoeira descendo montanha abaixo – 134 metros de altura, a maior do Japão. Para minha surpresa (e de todos que estão comigo), o monge traz três livros que escrevi, e pede que os autografe. Eu aproveito para pedir autorização para gravar nossa conversa. O monge, que não para de sorrir, diz que sim. - Temos 48 cachoeiras na região – comenta. – Para chegar até elas é preciso ter muita resistência física à dor e ao cansaço. Uma das práticas do Shugêndo consiste em ficar debaixo da água gelada que cai, até que ela limpe o corpo e a alma. - Foi a dificuldade do caminho de Kumano

que criou o Shugêndo? - Foi a necessidade de entender a natureza que obrigou o homem a dominar a dor e ir além dos seus limites. Há 1.300 anos, um monge que tinha dificuldade de se concentrar, descobriu que o cansaço e superação dos obstáculos físicos podiam ajuda-lo na meditação. O monge ficou fazendo este caminho até morrer; subindo e descendo montanhas, ficando sem agasalho na neve, entrando todos os dias numa cachoeira gelada para meditar. Como se transformou num ser iluminado, as pessoas resolveram seguir o seu exemplo. - O Shugêndo é uma prática budista? - Não. É uma série de exercícios de resistência física, que ajudam a alma a caminhar junto com o corpo. - Se pudesse resumir numa frase o que significa o Shugêndo e o caminho de Kumano, qual seria esta frase? - Quem faz exercício físico, ganha experiência espiritual, se tiver sua mente fixa em Deus enquanto está exigindo o máximo de seu corpo.

“Durante toda a viagem,as pessoas diziam que o monge que tenho à minha frente recitando as preces é o maior especialista de Shugêndo da região.Procuro me concentrar,mas aguardo ansioso o final da cerimônia. Dali saímos para outro edifício,de onde posso ver uma gigantesca cachoeira”

Dr. Jorge Boucinhas [ médico e professor da UFRN ]

Libertas libertas@libertas.com.br

Reflexões Este ano certamente marcou a vida de todos. Foram muitos acontecimentos que nos deixaram aflitos, surpresos, atônitos e cautelosos. Foi um ano que transcorreu com muitas catástrofes decorrentes da natureza. As tragédias humanas também nos chocaram. As revoluções tecnológicas estiveram presentes nos movimentos e agitações sociais, principalmente, no Oriente Médio e norte da África. A competição e a luta pelo poder continuam provocando a desenfreada corrida armamentista, que amplia os lucros das grandes empresas, estimulando o consumo letal. No mundo, todo o movimento consumista se ampliou, desrespeitando a natureza e a essência dos seres humanos. Agrotóxicos, pressão, estresse, trânsito e grandes cidades caóticas estiveram presentes no cotidiano dos habitantes dessa Terra ferida. Vulcões, furacões, vendavais. terremotos, inundações e secas foram alguns fenômenos que a natureza encontrou, para expressar seu desconforto com o maltrato recebido pelos humanos. Medicamentos em demasia, comida rápida e descuidada, sono insuficiente e agitado, exercícios adiados, a violência urbana, os hospitais públicos com atendimento a desejar, as ruas cheias de carros, horas desperdiçadas no trânsito diário. O humor que voou, em muitos momentos, como pássaro assustado. Anunciaram o fim do mundo para estes dias, mas não propagaram que é o inicio de um novo tempo; que nasce da disposição de cada um de fazer melhor, no próximo ano. Mais paciência, tolerância, justiça, igualdade, afeto, cooperação. Cada um poder ser melhor no próximo ano. Este é o desejo cremos, também de todos. Feliz 2013. Jayme Panerai e Grace Wanderley – jayme@libertas.com.br

Religião Um discípulo perguntou: -Mestre qual é a melhor religião? O Mestre olhou nos olhos do discípulo e respondeu: - A melhor religião é a que mais te aproxima de Deus. É aquela que te faz melhor. - E o que me faz ser melhor? Insistiu o discípulo. - Aquilo que te faz mais compassivo, aquilo que te faz mais sensível, mais desapegado, mais amoroso, mais humanitário, mais responsável... A religião que conseguir fazer isso de ti é a melhor.

Congresso O Conselho Regional de Psicologia divulga: o 13º Congresso de Stress da ISMABR, 15º Fórum Internacional de Qualidade de Vida no Trabalho, 5º Encontro Nacional de Qualidade de Vida na Segurança Pública e no Serviço Público e o Encontro Nacional de Responsabilidade Social e Sustentabilidade, de 18 a 20 de junho de 2013/Porto Alegre/RS. www.ismabrasil.com.br/congressos.

Especialização O Curso de Especialização em Psicologia Clínica que tem como objetivo formar psicólogos a atuarem como psicoterapeutas, na abordagem da Análise Bioenergética, está com inscrições abertas para 2013. A duração é de 30 meses com aulas mensais (sexta-feira e sábado o dia todo). Informações e inscrições: (81) 3268.3311/3441.7462 ou pelo site: www.libertas.com.br. Esta coluna é de responsabilidade da Libertas Comunidade www.libertas.com.br libertas@libertas.com.br

- Até que ponto a dor física é importante? - Ela tem um limite. Passando o limite da dor, o espírito se fortalece. Os desejos da vida cotidiana perdem o sentido, e o homem se purifica. O sofrimento vem do desejo, e não da dor. O monge sorri, pergunta se quero ver a cascata de perto – e com isso entendo que nossa conversa está terminada. Antes de sair, ele se vira para mim: - Não esqueça: procure ganhar todas as suas batalhas, inclusive aquelas que você trava com você mesmo. Não tenha medo de cicatrizes. Não tenha medo de vencer. No dia seguinte, quando estou prestes a embarcar, Katsura – a jovem de 29 anos que esteve presente desde o primeiro dia em Kumano - aparece no aeroporto e me entrega um pequeno manuscrito em japonês, com alguns dados históricos sobre Kumano. Eu abaixo a cabeça e peço que me abençoe. Ela não hesita um segundo sequer: diz algumas palavras em japonês, e quando levanto os olhos, vejo em seu rosto o sorriso de uma jovem que escolheu ser guia de um caminho que ninguém conhece, que aprendeu a dominar uma dor que nem todos vão sentir, que entende que o caminho é feito quando se anda, e não quando se pensa sobre ele.

boucinhas_jc@hotmail.com

Cosmecêutica clínica armada abe-se bem que a Cosmetologia é a área da Ciência dedicada à pesquisa, desenvolvimento, elaboração, produção, comercialização e aplicação de produtos cosméticos e cosmecêuticos (os cosméticos com propriedades medicinais). Estuda os recursos de tratamento e embelezamento natural baseado no uso de produtos, substâncias e embalagens, denominados cosméticos de aplicação externa (superficial). Uma área fundamental da mesma é a aplicação terapêutica dos produtos com ação comprovada em tratamentos de cútis, ou seja, o uso diretamente no paciente dos produtos ativos indicados para sua pele e seu modo de vida, o que constitui a chamada Cosmecêutica Clínica. O profissional nela habilitado pode ser denominado Cosmeceutologista Clínico, o que ainda é um neologismo não dicionarizado. Ainda neste mundo de neologismo passou-se a acrescentar um adjetivo, passando-se a usar a expressão Cosmecêutica Clínica Armada para indicar o emprego adicional de aparelhos os mais diversos para facilitar a penetração dos produtos na pele. Por que isto? Seria apenas mais uma complicação ou sofisticação desnecessária? Nem tanto. O fato é que um dos grandes problemas para se conseguir um adequado resultado nos tratamentos da pele é a resistência que epiderme e derme oferecem ao adentrar de substâncias estranhas, a chamada “barreira cutânea”, que existe com o fito de dificultar a penetração de substâncias e agentes nocivos, mas que dificulta, também, a penetração de produtos úteis. Quiçá o maior óbice ao sucesso do em-

S

prego dos produtos cosméticos seja constituído exatamente por isso. Para dirimir tal dificuldade os Cosmeceutologistas Clínicos dispõem de uma série, bem moderna, de recursos, por eles aplicáveis em seu local de trabalho. Um primeiro a ser citado é a Fonoforese. Ela está intimamente ligada ao uso dos Aparelhos de Ultrassom Terapêutico (UST) e pode ser descrita como a facilitação da transferência de substâncias através da pele por meio das ondas sonoras produzidas por eles, que penetram pelas glândulas sebáceas, folículos pilosos e ductos sudoríparos. As mais diversas substâncias podem ser utilizadas nesse tratamento, em forma de cremes ou géis, podendo os princípios ativos serem até mesmo incorporados ao gel de acoplamento do UST. Os resultados são fabulosos, pois a penetração maior possibilita uma ação mais efetiva daquilo de que o organismo necessita. Um segundo e grande auxiliar para o sucesso dos tratamentos do Cosmetologista Clínico é a Micropuntura com Rolete, o já famoso Dermaroller (DR). Tão efetivo é, que muitos chegam a considerar os resultados de seu emprego, quando feito por mãos hábeis e com aplicação de produtos adequados e de superior qualidade, como um substituto ideal para as uso do famoso LASER de CO2 Fracionado quando dos períodos mais quentes e ensolarados do ano, nos quais muitos cuidados precisam ser tomados, e a aplicação de tal LASER fica contra-indicada. Nessas ocasiões o Dermaroller é quase um super-herói da beleza! Pode ser usado em qualquer época do ano, sempre com

“Uma área fundamental da Cosmetologiada é a aplicação terapêutica dos produtos com ação comprovada em tratamentos de cútis,ou seja,o uso diretamente no paciente dos produtos ativos indicados para sua pele e seu modo de vida,o que constitui a chamada Cosmecêutica Clínica. O profissional nela habilitado pode ser denominado Cosmeceutologista Clínico”

João Mariano Sepúlveda [ cardiogeriatra ]

grande sucesso. O rolinho, com centenas demicro-agulhasque promovem arenovação celular, trata de acne, espinhas e flacidez através da realização de microlesões. E suas funções não param por aí. Como ele induz à regeneração, é também indicado para rugas, linhas de expressão, estrias e cicatrizes. A pele, ao entrar em processo de recuperação, aumenta a produção de colágeno, substância que lhe aumenta o tônus, dando-lhe maior sustentação. Aliando-se a isso o aumento da penetração de substâncias benéficas, que beleza! Ademais, embora possa, a priori, parecer um processo agressivo, não é doloroso, pois sempre se faz sob efeito de anestésico local, que basta ser aplicado sob forma de creme ou pomada ou gel. Na clínica diária tanto os procedimentos com UST como os com DR pode ser pode ser associado a tratamentos como aRadiofreqüência e o uso de aparelhos emissores de radiação Infravermelha Longa. O profissional também pode indicar produtos contendo nanosferas, as quais os tornam muito mais eficazes. Vê-se, então, que a moderna “aparatologia” cada vez menos deixa a desejar. O emprego destas técnicas mais modernas faz com que as substâncias hidrantes ou anti-acne ou renovadoras ou outras mais quaisquer penetrem em maior profundidade e com muito mais rapidez, fazendo com que seus resultados sejam vistos, segundo alguns autores, até 10 vezes mais rapidamente que sem seu auxílio (!!!). Realmente os tempos ora vividos são fora de série. Aproveitemo-los! E, aproveitando a ocasião, “Feliz e Próspero Ano Novo”!

www.medicareclinica.com.br @no_formol

Do fim ao recomeço inda bem que o mundo não acabou, não sei se Nostradamos ou Zaratusta foi quem profetizou que de 21/12/12 não passaríamos, incas, maias, ou mesmo algum alves, e lá estavam muitos conformados, esperando, consolados pelo simples fato do fim se anunciar coletivo, já que é para ir e levar todo mundo junto vamos felizes, tirando onda de profeta! Fato é que despertamos, ufa, as contas do dia 25!!! Se tivermos de ir iremos individualmente como sempre e o que esperar de um ano novo terminado em 13!!! Comentários reservados vamos lá já que o mundo não acabou e está se aproximando um novo ano, sempre há possibilidade de um recomeço, vamos as ilações! Se houvesse se acabado, como estariam seus pertences, sua casa, seu dinheiro no banco e o banco por mais rico e forte onde estaria, o que seria de suas jóias, seu carro, como estariam, de que forma ficariam o condomínio na praia a piscina? A família, os amigos e os desafetos, aqueles que queremos bem, os que nem tanto, como ficariam as querelas, desavenças, os amores, as paixões, de que forma estariam no fim do mundo? Todo tempo despendido em maledicências, intrigas farão falta agora com fim do mundo, aquilo que deixamos de dizer as pessoas que amamos, o bem que não deu tempo de querer, onde e como estariam? Enfim não acabou nada perdemos, e ganhamos a chance de uma nova era, na qual talvez ainda haja tempo de mudarmos nossa atitude antes que nosso mundo acabe! O que realmente compromete na idade não é o tempo passar, mas ser esquecido, portanto reinvente-se na sua faixa, tente manter vivas vocações e sua utilidade social, para comuni-

A

dade, família, bairro... o que te faz inútil é sua atitude, nunca sua idade. Inclua-se! Oriente-se pela certeza da finitude, pelo conceito da impermanência, porem levando cada dia as ultimas consequências e retirando dele a seiva vital que possa te proteger de se arrepender do que há deixado de fazer, lembre-se que “o medo depende da imaginação, a covardia do caráter”! Assim quando chegar o momento de seguir, possamos ouvir que tivemos a coragem de vivermos plenamente até aquele dia! Busque acercar-se de seus amigos, e familiares, cultive-os como plantas de espécies diversas, algumas de sol outras de sombras, e de idades diversas, não tenha medo do mais novo, mas nunca tente imita-los, sua balada é outra! Ouça-os, tem mais valor aquele que escuta e age como norteador, nunca como juiz! Conviva! Ciente que tudo poderia ter se acabado, ficar com a vida é um enorme lucro e já que ficamos com nossa vida fazer-lhe valer a pena é fundamental e qual vida vale a pena? Ter saúde para caminhar, conter o estresse, controlar sua alimentação e algum dinheiro para dar garantia, poder ter tempo de ver o mundo a as pessoas a sua volta e poder dizer com frequência, como elas são importantes em sua vida, possuir somente aquilo que faça realmente sentido ter, o que te faça falta se não tiveres, nem mais e as vezes menos. Que vida vale a pena, aquela que acumula riqueza pessoal ou aquela que gera riqueza compartilhada e algum bônus espiritual, os que tem ou os que são, que tipo de existência tens cultivado, onde pretende chegar com tanto peso de teus pertences? Cada dor, e cada problema te acumulam e te pesam como chumbo! Sofra só inevitável! Dispas-se, pois, parcial ou totalmente, sua caminhada decerto será mais leve com alcan-

“Enfim não acabou nada perdemos,e ganhamos a chance de uma nova era,na qual talvez ainda haja tempo de mudarmos nossa atitude antes que nosso mundo acabe! O que realmente compromete na idade não é o tempo passar,mas ser esquecido,portanto reinvente-se na sua faixa,tente manter vivas vocações e sua utilidade social,para comunidade, família,bairro...o que te faz inútil é sua atitude,nunca sua idade.Inclua-se!”

ces mais longos. Tente seguir apenas com o peso de suas idéias e ideais, motivando-se por cada meta alcançada e não desanimando nem desistindo quando não as obtiver. Quando estiveres muito, mas muito só, alegrese e comemore, pois, você é uma ótima companhia! Acima de tudo, quando tudo em volta parecer muito, mas muito difícil mesmo, erga os olhos olhe para cima e pratique uma oração para qualquer que seja teu Deus e reavalie, duvido que suas dificuldades permaneçam as mesmas! Pratique e exerça a fé lenitivo restaurador de espíritos obstinados, inquietos e questionadores! Avalie em sua vida o grau de importância de tudo que te cerca, o destino afasta e aproxima, mas a lembrança mantém vivo aquilo que nos cativa, conecte-se naquilo que te motiva, descarte o que te intimida ou aborrece, pavimente o caminho que te aproxime da felicidade! Viva hoje, se aproveitando do que aprendeu no passado, para o bem, deixe o futuro chegar a seu tempo, sem grandes anseios, pois cada dia tem sua própria dificuldade! Decisões de iniciar atividades físicas, dietas, relaxamento, terapias holísticas... no novo ano são sempre procrastinatórias, veja o que te faz realmente falta e o que pode te fazer realmente bem e vá fundo, deixe de fumar ontem e de beber logo, tire tudo que cause ansiedade de sua rotina! Reforme caminhos, redirecione esforços, meça as ofensas, refaça cobranças, encurte distancias, recomece todo dia, como que a repetir uma oração ou um mantra até que consiga algo próximo da perfeição e nesta hora pouco importará se o mundo acabar, se você fica ou se vai, pois, você terá dado um sentido a sua existência, e é isso que realmente importa em nossa passagem por aqui! A todos um Feliz Ano Novo e um Bom Domingo!


tn família

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

BRONZEADO É RESPOSTA DA PELE À AGRESSÃO SOLAR ALEX RÉGIS

RECEITAS QUE AUXILIAM NA CONQUISTA DO BRONZEADO SALADAS SALADA DE QUINUA COM LINHAÇA Ingredientes: 8 folhas de alface crespa,de preferência orgânicas 6 folhas de acelga,de preferência orgânicas 1 tomate em rodelas,de preferência orgânico 1 cenoura média ralada,de preferência orgânica ½ cebola ralada,de preferência orgânica 3 xícaras (chá) de agrião,de preferência orgânico 2 xícaras (chá) de quinua em grãos cozida 1 colher (sopa) de semente de linhaça triturada ½ xícara (chá) de nozes picadas ½ xícara (chá) de suco de limão Sal marinho a gosto Azeite de oliva extravirgem a gosto

EXISTEM NO MERCADO COMPRIMIDOS COM BETACAROTENO, VITAMINAS“C”E“E”NA SUA FÓRMULA,QUE TAMBÉM AJUDAM A MANTER O BRONZEADO E PROTEGER DA AÇÃO DELETÉRIA DO SOL

ALEX RÉGIS

Modo de preparo: Lave e higienize todas as verduras.Em uma travessa, misture as folhas,a quinua,a cenoura,o tomate e as nozes picadas.Prepare o tempero misturando o s uco de limão com o sal,a cebola e o azeite de oliva e coloque na salada.Finalize salpicando a linhaça e sirva em seguida.

o: Modo de prepar olis, o óc br o r za Higieni la.Cozinhar o tomate e a rúcu r até ficar al bos. Em uma brócolis no vapo r o tomate em cu ta or .C ar rv se Re cubos dente. olis, o tomate em óc br o ar ur ist m ,o azeite travessa m o suco de limão co r ra pe m Te o. rúcula.Servir. e o milh ar com folhas de or ec .D ho in ar m e o sal

Ingredientes: 1 cenoura média ,de preferência orgânica Suco de 2 laranj as,de preferênci a orgânicas 1 colher (sopa) de flocos que quinua Cubos de gelo Modo de prepar o: Higienizar e desc ascar a cenoura. Bater todos os ingredientes no liquidificador.Ser vir em seguida.

SUCOS SUCO ANTIOXIDANTE Ingredientes: ½ cenoura laranja 1 copo pequeno de suco de a 1 folha de couve cru 1 colher (sopa) de hortelã jela 1 colher de farinha de berin aça linh de e 1 colher de sement Modo de preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador.Tome com gelo.

ronzear a pele é um hábito cultural e de valor puramente estético, embora para muita gente seja sinônimo de saúde. Na verdade, o escurecimento da pele após uma sessão de bronzeamento na praia ou na piscina é uma resposta fisiológica à agressão solar a que, deliberadamente, nos expomos. De acordo com a dermatologista Kelly França, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia no Rio Grande do Norte, o surgimento do bronzeado é um sinal de que a pele está sofrendo a ação direta da radiação ultravioleta. “A melanina faz uma proteção solar. Ela funciona como uma barreira à penetração do raio solar na pele. E aí, você minimiza os efeitos de queimaduras. Se mesmo sabendo disso as pessoas insistirem em se bronzear, tem que fazer essa exposição da forma menos agressiva possível”, orienta Kelly França. A dermatologista recomenda iniciar o bronzeamento se expondo de forma gradual, começando começando com poucos minutos e ir aumentando o tempo a cada dia. “Não tem nem como especificar quantos minutos, pois vai depender muito da cor da pele. As pessoas de pele morena toleram mais o sol do que as de pele clara. Então, a pouca exposição para uma é diferente para a outra.” Como é sempre lembrado em campanhas de conscientização, a exposição ao sol deve ser antes das 10h e após as 16h, devendose evitar o horário de pico da radiação ultravioleta. “As pessoas devem evitar a queimadura solar, porque ao queimar você vai ficar vermelho, com aquela sensação de ardor e a pele vai descamar, levando embora todo o bronzea-

B

SALADAS MILHO COM TOMATE E S LI CO Ó BR E D SALADA nicos Ingredientes: preferência orgâ de is, ol óc br de 4 ramos erência orgânico 1 tomate, de pref de milho 4 colheres (sopa) travirgem azeite de oliva ex 1 colher (sopa) de ão lim esa) de suco de 1 colher (sobrem Folhas de rúcula sto Sal marinho a go

SUCOS SUCO DE CENO URA COM LARANJA E QU INUA

O paulista Gilberto Prieto e o filho dizem não exagerar na exposição ao sol

SUCOS SUCO DE MORANGO COM LARANJA E SEMENTE DE LINHA ÇA Ingredientes: 8 morangos,de prefe rência orgânicos Suco de 2 laranjas,d e preferência orgânicas 1 colher (sobremesa) de semente de linhaça Cubos de gelo Modo de preparo: Bater todos os ingredientes no liquidificador e serv ir em seguida.

do que você adquiriu”, diz a presidente da SDB/RN. O filtro solar não deve ser esquecido nunca. Ele deve ser aplicado 30 minutos antes de iniciar o bronzeamento e reaplicado a cada duas horas, quando houver suor excessivo ou quando cair na água para dar aquele mergulho. A dermatologista indica escolher um protetor solar com boa proteção para raios UVA e UVB, e que tenha fator de proteção entre 15 e 30, no mínimo, já que o objetivo é bronzear. Sobre alimentos que ajudam a ter um bronzeado bonito e duradouro, Kelly França indica os mais simples, cenoura, jerimum e mamão, além de sucos com substâncias antioxidantes, ricos em vitamina C, principalmente laranja, acerola, caju e tomate. “O antioxidante protege um pouco a pele da radiação ultravioleta, inibe a formação dos radicais livres. Também existem no mercado cápsulas que possuem na sua composição esse elementos. Então, você também pode ingerir comprimidos que tenham betacaroteno, vitaminas C e E na sua fórmula que já ajuda a manter o bronzeado e protege da ação deletéria do sol”, informa Kelly. EXAGEROS E QUEIMADURAS Durante o verão, as praias estão sempre cheias e não é difícil encontrar aqueles banhistas vermelhões, com queimaduras provocadas pelo excesso de exposição ao sol, muito provavelmente sem proteção — turistas estrangeiros, principalmente. Há quem confunda bronzear a pele com queimá-la. Um dia de agressão

solar tem como resultado incômodo ao vestir uma camisa ou ao deitar na cama. A dermatologista esclarece que se já chegou nessa fase, provavelmente tenha sofrido uma queimadura de primeiro grau. Ela recomenda fazer compressas frias no local e, se necessário, procurar uma assistência médica, um dermatologista, para que seja passado cremes com substâncias antiinflamatórias no local. Mas apesar de muita pele queimada pelas praias, Kelly França acredita haver uma conscientização maior e acredita que Dermatologista a massificação da importância Kelly França do uso do filtro solar seja o prinrecomenda cipal motivo desse comportabronzear-se de mento. “As pessoas já estão tenforma gradual, do mais medo do sol.” sem exageros Em seu primeiro dia de visita a Natal, o empresário paulista Gilberto Prieto, 54 anos, tomava banho de mar na praia do Meio, por volta do meio-dia, acompanhado de seu filho. A pele bastante branca se destacava entre os demais banhistas. Conscientes da pele clara que têm, Gilberto e o VITAMINAS UA filho alternavam TAS COM QUIN TAMINA DE FRU VI momentos no mar e embaixo Ingredientes: leite de arroz 2 xícaras (chá) de do guarda-sol. orgânica ,de preferência 1 banana média “Se ficar nesse sol gânica e preferência or 1 maçã média,d daqui muito temerência ef pr e ,d mamão 1 fatia média de po, amanhã nem dá para sair”, avaorgânico mesa) de quinua 2 colheres (sobre lia o empresário. em flocos Cubos de gelo

SUCOS DOR SUCO BRONZEA Ingredientes: a de suco de laranj 1 copo pequeno ½ beterraba crua 1 cenoura média de óleo de 1 colher de sopa semente de uva o: Modo de prepar noura Centrifugue a ce isture e a beterraba, m aeo ao suco de laranj de uva . óleo de semente

o: Modo de prepar edientes gr in os Bater todos .Servir no liquidificador em seguida.

VITAMINAS VITAMINA DO VERÃ O Ingredientes: 1/2 beterraba 1/2 cenoura 1/2 maçã 50 ml de suco de uv a 100 % integral 1 colher (sopa) de sa lsinha 3 amêndoas 100 ml de água de co co Modo de preparo: Bata todos os ingredi entes no liquidificador.To me com gelo.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

tn família

Domingo | 30 de dezembro de 2012

CELEBRANDO Em clima de vivas para o ano novo e comemorando

Jota Oliveira

mais uma primavera, Hebel reúne os amigos para juntos brindarem seus 5.0, e o ano que se inicia, em sua morada no Condomínio Stella Maris, em Areia Preta. Os comes e bebes da dupla celebração começam às 22h.

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

Feliz Ano Novo O ano se passou rapidinho e lá se vão 32 anos do nosso convívio, desde os tempos do saudoso mestre, velho escriba, Jota Epifânio que amanhã

CARPE DIEM! Estão faltando apenas poucas horas para terminar o ano. Nestas poucas horas que ainda restam de 2012, podemos deixar nossas cabeças menos ocupadas, dando espaço para reflexões sobre o que plantamos e o que colhemos neste ano. É horas de revermos nossas promessas de vida, nos sonhos dourados, nos objetivos profissionais e nossas metas perante aqueles que amamos. Aproveite este tempo para organizar a sua gaveta, limpar sua mesa de trabalho, tirar alguns lixos do seu computador e finalmente arrumar a casa. Conte as vitórias como conquistas eternas e as derrotas como aprendizado constante, pois é para isto que Deus nos colocou aqui. No balanço final de 2012, talvez você não tenha crescido financeiramente, mas em termos evolução pessoal, você deu passos importantes. Lembre-se que o maior legado que nos é deixado a cada ano que termina, é a certeza que construímos juntos um mundo bem melhor. Aproveite estas últimas horas e viaje na imaginação positiva, pois só assim teremos um ano feliz.

THOMAS SENNE Agência Deustche Welle

uitos frequentadores assíduos das salas de cinema não saberiam dizer como anda o cinema grego hoje em dia. Apesar da crise que assola a Grécia, alguns bons diretores continuam, contudo, suas atividades. No 3° Festival de Cinema Grego em Nurembergue, foram recentemente exibidas várias produções do país. Um dos cineastas gregos ativos no momento é, por exemplo, Panos Karkanevatos, diretor e produtor de filmes de ficção e documentários, entre eles Athanasia (2008), a história de um amor proibido numa isolada ilha do Mar Egeu.

M

COOPERAÇÃO COM PARCEIROS EUROPEUS “O número de frequentadores das salas de cinema na Grécia diminuiu dramaticamente”, reclama Karkanevatos. Muita gente, por razões financeiras, opta por ficar em casa em frente à TV, em vez de se deslocar ao cinema ou ao teatro. As condições de produção no país também pioraram sensivelmente, com sérios cortes em patrocínios culturais. “Quando o di-

completa mais um ano que foi para o andar de cima. Saudades! Pois bem, é hora de agradecer, mais uma vez a amizade, a fidelidade dos

amigos e leitores desta coluna, que nos motiva a ser a melhor e mais lida, pois é com vocês, os nossos leitores, o compromisso de informar e comentar Gente, Fatos e Koisa’s da vida. Aproveito para desejar a todos, de coração, um Ano Novo cheio

de desejos realizados, Paz, Saúde e Grana, claro! E a certeza de que continuem fazendo desta coluna o seu café da manhã, pois noticias de sociedade só quando dadas aqui. “Um dois mil e treze de dez para todos”

PARABÉNS!

Apagando velinhas hoje com os cumprimentos da coluna: Camila Cascudo Barreto, Gabriela Alves, Leonardo (Leca) Galvão Pereira, Ricardo Lemos (Careca) e Kivia Cunha. Nesta Segunda, 31, vivas antecipados em clima de réveillon para Hebel Duarte, Alex Alves. Também vivas antecipados para Barreto Neto, Gleire Belchior, Zalix Marinho, Marcos Santos, Roberto de Paula, Adolfo Ledebour Filho, Newton Cascudo Robert Leite e o exprefeito Aldo Tinoco Filho. JOTA OLIVEIRA

Par bonito: Diogo Almeida e Gabi Alves. Ela em idade nova

Vivas para Hebel e Roberto Duarte. Ela celebrando idade nova

Cinema GREGO ENFRENTA DIFICULDADES PARA SUPERAR A CRISE nheiro diminui, a arte é o primeiro setor a sentir as medidas de economia”, diz Karkanevatos. A única chance para a garantia de um futuro do cinema grego é, segundo o diretor, o estabelecimento de coproduções e uma estreita cooperação com parceiros europeus.

SÉRIES TURCAS: MAIS BARATAS Até mesmo as produções para a televisão estão sofrendo com as medidas de austeridade, conta o cineasta Nikos Koutelidakis, que exibiu recentemente em Nurembergue seu longa de ficção Tango de Natal (2011). As emissoras de televisão estão interessadas

JOÃO NETO

JOÃO NETO

acima de tudo nos índices de audiência, dando pouca importância à qualidade da programação e a noticiários baseados em pesquisas mais profundas. Em diversos canais privados de TV, as séries gregas foram sendo substituídas por turcas, que são mais baratas. “As emissoras públicas continuam, como antes, transmitindo produções de qualidade – mas não gregas e sim em inglês”, constata Koutelidakis. Outra crítica do diretor voltase contra os desacertos da política de programação do Centro de Cinema Grego, que serve de apoio aos distribuidores de cinema no país. A organização acabou, nos

últimos anos, voltando-se em excesso para as próprias demandas, ignorando assim as necessidades do público. Hoje, segundo Koutelidakis, os problemas foram reconhecidos e estão sendo tomadas medidas para mudar as estruturas antigas e emperradas. “O leque de ofertas de filmes gregos tornou-se bem mais diversificado que antigamente”, confirma também Irini Pappa, diretora do Festival em Nurembergue.

MIGRAÇÃO E CRISE FINANCEIRA Alguns filmes gregos recentes criticam abertamente a situação atual do país, como é o caso, por

Parabéns duplos, Marcos Santos em nova primavera hoje e Auxiliadora (Dodora) próximo dia 2

Número de frequentadores das salas da Grécia diminuiu drasticamente nos últimos anos exemplo, de Welcome to all saints (2011), do diretor Sotiris Goritsas – um acerto de contas com o sistema grego de saúde. O filme acompanha um ortopedista que acaba de assumir um posto num hospital público. Em breve, o protagonista descobre que médicos, enfermeiros e até os pacientes comportam-se de maneira absurda no dia a dia da institui��ão. Sua conclusão: o sistema de saúde não está a serviço dos enfermos, mas é uma espécie de organização monstruosa, à qual todos se submetem. “Quero mostrar em meus filmes a atualidade e a realidade gregas”, explica Goritsas. O mesmo acontece com outros

diretores no país, que se voltam cada vez mais em suas obras para os efeitos da crise financeira, inclusive para a evasão de mão de obra jovem e qualificada. Até mesmo a televisão grega já tratou deste assunto, embora de maneira “consideravelmente superficial”, avalia Goritsas.

MERKEL: MENTORA DE MEDIDAS DISCIPLINARES PARA A GRÉCIA? Para os gregos, os alemães exercem um papel “tragicômico”, comenta Antonis Angelopoulos. O diretor, que em seu mais recente filme Ilha 2 narra a saga dos moradores de uma ilha em busca de um tesouro perdido, tem uma opinião clara sobre o assunto: “A política alemã para a Grécia é comparável ao comportamento de um professor frente a alunos ruins”. Em vez de incentivar os alunos a desenvolverem suas capacidades, eles só são punidos. A crise financeira e os alemães como mentores europeus de medidas disciplinares são, para Angelopoulos, um fonte interessante de material para futuras produções cinematográficas, possivelmente de teor cômico-satírico.


Domingo | 30 de dezembro de 2012

tn famĂ­lia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

Jota Oliveira jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

BYE,BYE 2012 E WELCOME 2013 CLICS DAS MELHORES FESTAS QUE ROLARAM EM 2012


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

tn família

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Que no novo ano possamos viver intensamente cada momento com saúde, paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma bênção de Deus. Feliz Ano Novo!

Liege Barbalho liegebarbalho@tribunadonorte.com.br

MOMENTOS DE 2012 Virgínia Coelli, Liege Barbalho e Eliana Lima

Paulo de Paula e Zélia Medeiros

Ronaldo, Ana Tereza, Idaísa e Aureliano Motta

Denise e Garibaldi Alves Filho

Lena Rocha e a filha Andréa

Elilde e Anthony Armstrong

José Agripino, Anita e Felipe Maia

Suely, Soraya e Jihane Chalita

Denise e Arnaldo Gaspar

José Eduardo e Ana Catarina Alves

Henrique Eduardo Alves

Marcelo Queiroz e Fátima Bezerra

Romildo e Ana Claúdia

Sami, Marina e Sandra Elali

Dâmocles Trinta e Cristiane

Priscila e Sônia Umbelino

Rita Alexandre

Rosalba Ciarlini

Sylvia Sá

Adalva Rodrigues

José Renato e Denise Lins

Raíssa Carvalho e Graça Trindade

Maurício Marques

Souza e a filha Maria Annízia

Egberto e Maria de Lourdes

Márcia e Alexandre Marinho

Cinema

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ESTREIA

Bárbara Abramo

Horóscopo Lua e Urano favorecem libertação de antigos padrões.Lua minguante em Libra:5/1

Áries 21/03 a 20/04 Alta volatilidade emocional,que embora possa ser bem canalizada em atividades energéticas e esportes gregários,também descamba para agressividade gratuita.Controle bem essa tendência!

Touro 21/04 a 20/05

Avalie as situações afetivas com mais confiança.Você poderá ter reações contraditórias.Setor financeiro pode ter algo a ver com isso,se existir algum envolvimento com seu parceiro.Sua percepção mudará com novidade à vista.

Gêmeos 21/05 a 20/06

Viagem a dois pode ser motivo bom para dissipar desentendimentos com seu parceiro.Vá com calma,escolhendo bem suas palavras.Nada de competir com seus queridos para ter a última palavra! Ilusões prejudicam.

Câncer 21/06 a 21/07

Estará propenso a variações de humor e de rotina.Essa tendência vem se tornando mais e mais forte nos últimos dias.Descanse,relaxe,não force nada. Tire um tempinho para se entender com seus botões antes de tudo.

Leão 22/07 a 22/08

Mostrar seu valor, exibindo autoconfiança.Você vai viver em cada situação corriqueira bem melhor! É dia de inventar e ser feliz. Seja um exemplo também para os mais jovens,confiando neles e sendo generoso.

Virgem 23/08 a 22/09

Reciclagem emocional! Aproveite estes dias para superar competições familiares;antes, tente entender porque estão todos competindo por mais poder.Seu estômago não aguenta viver num ambiente de rivalidade surda.

Libra 23/09 a 22/10

Impaciência pode causar acidentes devido a impulsividade,não arremeta sem pensar contra os obstáculos.Ligue-se no trânsito e não corra para neutralizar tendência astral explosiva! Releve palavras ríspidas de seus queridos.

Escorpião 23/10 21/11

Fique de sobreaviso para acudir alguém em dificuldade. Urgências estão na crista da onda. E você estará propenso a reagir com intensidade maior do que um contratempo eventual merece. Respire fundo!

Sagitário 22/11 a 21/12

Combata tristeza e preocupação.Isolamento não é solução hoje.Nem tudo pode sair como você quer e tem dias em que forçar a barra só dá problema.Assim ocorre hoje.Sempre há saídas mais honrosas para explorar.Vá atrás delas.

Capricórnio 22/12 a 20/01

Hoje você tem pouca margem de manobra e tem de se curvar às decisões alheias se quiser seguir sem problemas. Talvez se sinta isolado assim,e tenha de juntar esforços conjuntos com outras pessoas.Saúde frágil.

Aquário 21/01 a 19/02

Faça o possível para manter sua saúde equilibrada hoje.Fuja de excessos, por exemplo.Caminhe,alimente-se de maneira simples,saudável e leve.Aproxime-se de pessoas abertas,positivas e experientes.Ou fique só.

Peixes 20/02 a 20/03

Cenário astral descoordenado pede mais autocontrole,assim você permanece bem em meio ao descontrole geral.Seja maleável com todos.Mas não precisa contar seus problemas e dúvidas a ninguém.Purificação interior.

Estreia – DETONA RALPH (Livre,dublado) Moviecom 1.Sessão 17h / Moviecom 6. Sessão (3D) 15h20 / Cinemark 3.Sessões 14h50 e 17h10 (exceto seg) A animação conta a história de Ralph, bandido que saiu de um jogo de fliperama determinado a provar que pode ser o mocinho.Ele quer ser tão adorado quanto seu adversário de jogo,o bom-moço perfeito FixIt Felix.O problema é que ninguém gosta de bandidos,mas todo mundo adora heróis… então quando surge um moderno jogo de tiro que mostra a perspectiva do protagonista,Ralph encara o jogo como sua chance para o heroísmo e a felicidade.Ele invade o jogo com um plano simples:ganhar uma medalha.Sem querer acaba libertando um inimigo mortal,que põe em risco todos os jogos do fliperama.Será que ele vai perceber que é bom o bastante para se tornar um herói antes seja “Fim de Jogo”para todos os fliperamas? Direção:Rich Moore ★ ★ ★ AMANHECER – PARTE II (14 anos,dublado e legendado) Moviecom 1.Sessão (leg) 21h20 (exceto seg) Ao ver Reneesme,filha de Bella Swan (Kristen Stewart) e Edward Cullen (Robert Pattinson)

consegue transformá-la em vampira,Jacob tem um imprinting (amor à primeira vista). Bella não aceita esse fato no início,mas depois compreende e eles convivem em harmonia.Após algum tempo,entretanto,a criança (que se desenvolve rapidamente) é vista por Irina,do clã Denali.Com raiva dos transmorfos,ela conta aos Volturi sobre Renesmee,iniciando um batalha sangrenta que dará fim à Saga Crepúsculo.Direção:Bill Condon ★ ★ ★ ★ OS PENETRAS (14 anos,nacional) Moviecom 1.Sessões 14h50 (exceto ter) e 19h15 / Cinemark 4.Sessão 15h A dois dias do réveillon,o apaixonado Beto (Eduardo Sterblitch) vai ao Rio de Janeiro tentar reatar com Laura (Mariana Ximenes) e, desprezado,tenta o suicídio.Quem o salva da morte é o vigarista Marco Pólo (Marcelo Adnet),que promete ajudar o seu novo e excêntrico amigo a reatar com a amada.Junto a seu comparsa Nelson (Stepan Nercessian), eles usam todos os truques possíveis para invadir as festas da alta sociedade carioca, mas nem sempre as coisas saem como o planejado.Direção:Andrucha Waddington


Domingo |

30 de dezembro de 2012

tn família

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

FELIZ 2013! LUZ... Quero desejar a vocês um ano de realizações,de sucesso,aliados a saúde! Quero que vocês tenham um ano promissor,assim como tive em 2012.Mas,que seja para todos nós.Espero que a nossa cidade seja recuperada e tenhamos orgulho dos nossos governantes.E nesta última coluna de 2012 eu quero agradecer a amizade,o apoio, a solidariedade dos amigos.Agradecer a Deus as oportunidades.FELIZ 2013!

Hilneth Correia NOSSO NATAL hilnethcorreia@tribunadonorte.com.br

DEPOIMENTO QUE EMOCIONOU...

Recebi do amigo e leitor assíduo e transcrevo. Emocionada! Agradeço... “Querida Hilneth. Nossa amizade não é de hoje. Como seu amigo e seu leitor, desejo para você toda felicidade em 2013.

MUITOS AMIGOS CADA VEZ MAIS ESTÃO CLICANDO SUA COLUNA E SEU BLOG NA NET NA CIDADE DELES E EM ESPECIAL O RJ.

OS PRIMEIROS CLICS FORAM DO NATAL DE DENISE & ARNALDO GASPAR.NA COLUNA DE HOJE O NOSSO NATAL.OS AMIGOS E A FAMÍLIA QUE REÚNO HÁ ALGUNS ANOS PARA FESTEJAR.O ALMOÇO NO DIA 25 DE DEZEMBRO FOI ANTECIPADO PARA A NOITE DE 22 DE DEZEMBRO.UMA FESTA QUE BOMBOU!!! REUNIMOS A FAMÍLIA,MEUS IRMÃOS,MEUS TIOS,SOBRINHOS E PRIMOS.MAS,TAMBÉM AGREGAMOS OS AMIGOS COMUNS,OS MAIS QUERIDOS QUE PARTICIPAM DA NOSSA VIDA AO LONGO DOS ANOS .TIVEMOS TAMBÉM UM GRANDE GRUPO DE AMIGOS DE RAPHAEL. O BUFFET NEM SE FALA! O PERU DA NICK,A SALADA DE ROGÉRIA,SERVIMOS TAMBÉM UM RISOTA AL MARE,O FILÉ COM MOLHO DE AMORAS DO GAÚCHO’S GRILL,DE PROPRIEDADE DOS PAIS DE MINHA NORINHA ANDRÉIA SCHULTZ E NOSSO TRADICIONAL BACALHAU,RECEITA DE VOVÓ MARIA,PORTUGUESA,QUE VEM SIDO SERVIDO HÁ GERAÇÕES E SEMPRE PREPARADO POR MIM E PELA MANA ANA LÍDIA.DE SOBREMESA ,OS DOCINHOS DE JULIANA MELO...MAIS UM ANO ESTIVEMOS JUNTOS E FESTEJAMOS.

O ponto culminante do sucesso é quando se consegue ser competente sem ferir a ética e você consegue. Você é uma profissional que trabalha em qualquer veiculo do Brasil, isso orgulha o jornalismo do nosso estado e enche de alegria a todos nós norteriograndenses. Muita SAÚDE, pois com ela tudo se luta, tudo se vence, tudo se consegue. Chico Buarque compôs ‘Com Açúcar e com Afeto’, eu com Afeto e com Afeto lhe desejo um Feliz Natal e um Feliz Ano Novo. Muito obrigado que por tantas vezes fui citado, ilustrado na sua coluna, sempre sou cumprimentado desde Garibaldi Filho, Flávio Rocha a Tota la da Banca e os garçons da Bela Napoli Joãozinho e Jurandir. Isso mostra a polivalência da sua coluna. Você tem a credibilidade do povo e o respeito da sociedade. A Agnelo Filho, Ricardo Gobat e Zé Roberto (a quem mando cópia), parabéns pela excelente profissional que detêm. O RN agradece e nós leitores também. Ps. Muito me honra e me envaidece em algumas informações ser informante da coluna, uma grande responsabilidade e motivo de agradecimento”. CID MONTENEGRO.

Quero aproveitar o espaço para saudar alguns dos nossos excelentíssimos dirigentes. Uns darão continuidade a seu trabalho, outros entrarão com garra e disposição para fazer um brilhante mandato. Em especial, gostaria de citar a governadora Rosalba Ciarlini, o prefeito e a vice-prefeita eleitos, Carlos Eduardo Alves e Wilma de Faria, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Paulo Roberto Alves, e o presidente eleito da OAB, Sérgio Freire. Nosso estado e nossa cidade estarão em boas mãos e esperamos que novos e produtivos frutos venham por aí. Nós, cidadãos, merecemos.

MAIS RÉVEILLONS A Boate dos Calangos, em Pipa, vai promover um super réveillon. A festa começa no dia 28 com diversas atrações. Para animar a virada de 2012 para 2013, Max Grillo (MG), Alok (DF), DVTec (SP), Pateta (PE), Claudinho (RN) e muito mais. A Praia da Pipa também contará com o Ânima Pipa. A noite do dia 31 será alegrada pelos DJs Juan Diaz (Espanha), Marcos Carnaval (EUA), Diego Américo (PB), Mucio NT (RN) e Felipe DIniz (RN). Samico e Lu Benfica realizam o segundo Réveillon da Praia Devassa, com a Bateria da Portela, os pernambucanos do Patusco e DJs Henrique Abreu e Guga Holanda. Já para quem vai ficar na cidade, uma das opções é o Réveillon do Pepper’s Hall. com Deixe de Brincadeira, The Frois e Divina Xamma.

MEU ADVOGADO! RAPHAEL CORREIA recebe a carteira da Ordem dos Advogados

★ ★ ★ ★ O HOBBIT: UMA JORNADA INESPERADA (10 anos,dublado e legendado) Moviecom 2.Sessões (dub) 16h40 e 20h (exceto seg) / Moviecom 6.Sessão (3D) (dub) 17h40 (exceto seg) / Moviecom 6.(3D) (leg) 21h (exceto seg) / Cinemark 3.Sessões (dub) 11h20 (exceto ter),19h30 (exceto seg) e 23h10 (sáb) / Cinemark 7.Sessões (3D) (dub) 13h (exceto ter),16h30 (exceto seg), 20h (exceto seg) e 23h50 (sáb) O filme narra a jornada épica do hobbit Bilbo Bolseiro,que embarca em uma missão ao lado de anões guerreiros para retomar o Reino de Erebor (terra dos anões) conquistado pelo dragão Smaug.

PARABÉNS PRA VOCÊS Leonardo Galvão,Ricardo Lemos,Camila Cascudo Barreto,Gabriela Alves,Jani Farias,Gleide Belchior,Odete Belchior, Zalix Marinho,Roberto de Paula,Adolfo Ledebour Filho,Abelardo Neto, Christyane Grandi Fernandes,Idaísa Cavalcanti Fernandes,Lorena Tinoco Constantino,Cristina Marquecho Carvalho,César Ferrete,Patrícia Guimarães Sampaio, Lúcia Helena Gomes,Willame Galvão,Marcelo Abdon, Maria Zélia P. Fernandes,Robson Cavalcanti.

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE lESTREIA

Cinema ★ ★ ★ A ORIGEM DOS GUARDIÕES (Livre,dublado) Moviecom 2.Sessão 14h25 / Cinemark 5. Sessões 11h30 (exceto ter) e 13h50 (exceto ter) O filme,baseado na série de livros “The Guardians of Childhood”, de William Joyce, conta a trajetória do grupo formado pelo Papai Noel,Coelho da Páscoa,Fada dos Dentes,que se unem para salvar o mundo do malvado Bicho-Papão.Ele pretende iniciar uma era da escuridão,que destruirá o sonho de todas as crianças.Direção:Peter Ramsey

Quem está na cidade é o brilhante ANTENOR MADRUGA FILHO com a mulher Thaís e os filhos Henrique e Nathalia. Vão curtir dias de verão em Jacumã ao lado das queridas Zelinha Viana Madruga e Zélia Madruga. De Minas, chega a família de Thaís e todos vão festejar o batizado de Nathalia, na Igrejinha de Jacumã. RÉVEILLON NO RIO- Sem ter o trabalho de hostess do Ocean Palace, Denise Gaspar e Arnaldo estão na morada do Leblon e passarão réveillon com os amigos José Agripino-Anita nos salões da matriarca Tereza Maia.

QUE VENHA 2013...

RÉVEILLON NO RIO Depois do Natal no Chile, na companhia de Franca Giordanetti, de Osmarina e Lupercio Menezes, de Uiara Ferreira de Souza, desembarco no Rio e já estou nos mimos da mana Emília. Mais um ano em que a nossa “virada”será no Rio de Janeiro, ao lado dos amigos NESTOR ROCHA-LILIANA RODRIGUES, no Chopin. Antes, iremos abraçar D. Tereza Maia, José, Oto, Sylvia e familias; de lá um abraço e um champagne com Hildegard Angel e Francis Bogossian. E estarei feliz com a companhia do filho Raphael e Andréia Schultz.

DESEMBARCANDO

à passeio,mas na verdade,no intuito de viabilizar seus interesses profissionais. Direção:Roberto Santucci

Incentivado pelo mago Gandalf,o Cinza, Bilbo cruza terras traiçoeiras repletas de Goblins e Orcs,Wargs mortais e Aranhas Gigantes,Transmorfos e Magos.Antes de alcançar o objetivo,a Montanha Solitária, eles precisam escapar primeiro dos túneis dos goblins,onde Bilbo encontra a criatura que vai mudar sua vida para sempre, Gollum.A sós com Gollum,às margens de um lago subterrâneo,o despretensioso Bilbo Bolseiro não só descobre sua astúcia e coragem,mas também ganha a posse do "precioso" anel,que está ligado ao destino de toda a Terra-Média.Direção:Peter Jackson Estreia – DE PERNAS PRO AR 2 (12 anos,nacional) Moviecom 3. Sessões 14h15 (exceto ter), 16h25, 18h35 (exceto seg) e 20h45 (exceto seg) / Moviecom 4. Sessões 15h15 (exceto ter), 17h25 (exceto seg), 19h35 (exceto seg) e 21h45 (exceto seg) / Cinemark 1. Sessões 11h (exceto ter), 13h10 (exceto ter), 15h30, 18h (exceto seg), 20h20 (exceto seg) e 22h50 (sáb) / Cinemark 2. Sessões 12h (exceto ter), 14h20 (exceto ter), 16h40 (exceto seg), 19h (exceto seg), 21h20 (exceto seg) e 23h40 (sáb) Alice (Ingrid Guimarães) é dona de uma

★ ★ ★ ★ O IMPOSSÍVEL (12 anos,legendado) Moviecom 5.Sessões 14h30 (exceto ter), 16h50,19h15 (exceto seg) e 21h35 (exceto seg) / Cinemark 4.Sessões 12h20 (exceto ter),17h20 (exceto seg),19h50 (exceto seg) e 22h15 (exceto seg) A história de uma família em meio ao tsunami que assolou o litoral da Tailândia, em 2004. Maria (Naomi Watts), Henry (Ewan McGregor) e seus três filhos iniciam suas férias na Tailândiam em busca de alguns dias de sossego. Porém, na manhã de 26 de dezembro, enquanto a família relaxa na piscina depois das festividades de Natal, um terrível barulho surge do centro da terra. Maria, paralisada, vê à sua frente uma enorme parede de água suja que vem ao seu encontro. Direção: Juan Antonio Bayona

Ingrid Guimarães está de volta com a comédia “De Pernas pro Ar 2” rede de sex shops que,ao tentar conciliar a dura rotina de trabalho e vida familiar,sofre colapso nervoso e se vê obrigada pelo marido a se internar em um spa.Justamente

nessa hora,surge uma oportunidade única de expandir seus negócios em Nova Iorque. Usando divertidos artifícios,arrisca sua saúde,sai do spa,parte para lá com a família

★ ★ ★ AS AVENTURAS DE PI (10 anos,dublado e legendado) Moviecom 7.Sessões (leg) 13h45 (exceto ter),16h20,19h (exceto seg) e 21h40 (exceto seg) / Cinemark 5.Sessões (leg) 16h10 (exceto seg),19h05 (exceto seg,qua e qui) e

21h50 (exceto seg) / Cinemark 5.Sessões (3D) (dub) 12h30 (exceto ter),15h20,18h10 (exceto seg),21h10 (exceto seg) e 23h55 (sáb) Uma família indiana dona de um jardim zoológico é obrigada a fechar o negócio e decide se mudar para o Canadá.Durante a viagem,uma forte tempestade afunda o navio cargueiro,e o jovem Pi Patel consegue sobreviver a bordo de um bote salva-vidas, mas fica à deriva no Oceano Pacífico com um tigre.Direção:Ang Lee ★ ★ COSMÓPOLIS (16 anos,legendado) Cinemark 5.Sessão 19h05 (qua e qui) Eric Packer (Robert Pattinson) é um milionário egocêntrico que acordou com uma obsessão:cortar o cabelo no seu barbeiro localizado do outro lado da cidade.Para isso,o gênio de ouro das finanças terá que atravessar,em sua limousine,uma caótica Nova York que irá revelar uma ameaça a seu império a cada quilômetro percorrido.Com o ritmo alucinante do diretor David Cronenberg,e participações de Juliette Binoche,Paul Giamatti,Samantha Morton e Mathieu Amalric,ele está prestes a viver as 24 horas mais decisivas de sua vida.Direção: David Cronenberg


tn família 8 | Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 30 de dezembro de 2012

| georgeazevedo@tribunadonorte.com.br

FICHA TÉCNICA Fotos: Andrey Lourenço Styling: Luiz Henrique Azevedo Beleza: Júnior Oliveiros Modelos: Vitória Lins,Cecília Nobrega,Paula Lima,Stefanny Camargo,Brenda Maciel, Betânia Tavares e Joana Costa (Tráfego Models).ONDE ENCONTRAR OS LOOKS: Yolla na av. Campos Sales,Tereza Tinoco e Guilhermina na Afonso Pena,Bain Douche no Hiper,NATAL Shopping e Midway,Sol Bijoux Class no Midway Mall.

OFERENDAS E Glam se despede de 2012 em altíssimo astral, pedindo proteção à “Mãe dos Orixás”para que o ano vindouro seja repleto de realizações na cena fashion.Para isso, acreditamos nas oferendas a Iemanjá, que trazem sorte para quem deseja começar bem o ano.Três rosas, moedas e perfume são os presentes mais comuns.O ato de molhar os pés na água salgada e pular sete ondas deve ser, segundo a crença, acompanhado por pedidos de abertura dos caminhos para o novo ano.De acordo com o Candomblé e a Umbanda, é muito importante não dar as costas para o mar após essa homenagem a Iemanjá.E olha, nossas “Rainhas”se jogam no mar vestidas de brancos, of Whites, dourados e perolados....quer oferenda melhor?

Vestido Vivaz para Yolla e pérolas Sol Bijoux

Kaftã Adriana Degreas e colar Rosana Bernardes. Tudo Tereza Tinoco, cinto Guilhermina Blusa de tela Bain Douche e biquíni Lenny para Yolla

Top e biquíni Adriana Degreas para Tereza Tinoco, pulseira Sol Bijoux

Vestido Guilhermine e bracelete Sol Bijoux

Biquini Lenny e saia Renata Campos. Tudo Yolla. Colares Tereza Tinoco

Vestido Guilhermina


DIVULGAÇÃO

PARTE INTEGRANTE DO JORNAL TRIBUNA DO NORTE - NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE - LINHA DIRETA DO ASSINANTE NATAL: 4006-6100 - R - 6261

CLIMA DE FÉRIAS

clube do assinante Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 30 de dezembro de 2012 ALDAIR DANTAS

DIVULGAÇÃO

Spa Pratagy e Salão Fina Flor oferecem tratamentos de beleza faciais e corporais

Consumiss Store está oferecendo moda feminina em sintonia com a estação verão

PÁGINA 7

PÁGINA 6

OFERTAS VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE AOS ASSINANTES DA TRIBUNA DO NORTE DE 01 A 31 DE JANEIRO DE 2013


2

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

clube do assinante

Domingo | 30 de dezembro de 2012 DIVULGAÇÃO

Palavra do editor ara muitos, chegou aquele momento de dar um “pause” no estresse cotidiano, deixar a mente leve e os problemas para trás. Chegou o período de férias e, melhor ainda, acompanhado pelo sol e vibrações do verão. É uma combinação de muitas qualidades para se aproveitar os dias – até mesmo entre aqueles que não estão de férias. O CLUBE DO ASSINANTE entrou no clima da estação e reuniu uma série de dicas que ajudarão o leitor a curtir melhor as férias – mesmo que ele nem esteja liberado do trabalho. Indicamos um passeio de barco pelas piscinas naturais de Pirangi, uma bela refeição em Cotovelo, uma passadinha no spa para melhorar o visual, depois cuidar do look para o verão – que está como se deve, leve e muito colorido. Também vale tentar uns strikes na pista de boliche, tipo de programa que a família e grupos de amigos adoram. E, enfim, preparar a mala ou a mochila para pegar a estrada rumo à praia. Só programas de verão.

P

NOTAS EXPLICATIVAS »Este é um serviço gratuito,oferecido aos assinantes da TRIBUNA DO NORTE pelo Depto.de Marketing com o objetivo de orientá-los na hora de escolher sua opção de compras.As informações contidas no CLUBE DO ASSINANTE foram fornecidas pelas empresas conveniadas.Não nos responsabilizamos pelas mudanças de preços e descontos.

»Os descontos oferecidos pelas empresas associadas e anunciadas são válidos durante o mês de janeiro de 2013.A cada mês ocorrem alterações na listagem.

»No caso de assinaturas feitas por empresas,uma pessoa deverá ser nomeada como titular do cartão.Os descontos oferecidos não serão cumulativos.

O Estado conta com várias rotas que os potiguares conhecem pouco, entre velhas fazendas coloniais e paraísos do litoral

Roteiros de um RN desconhecido O Rio Grande do Norte tem caminhos que o próprio potiguar desconhece. Cada local pode ser uma descoberta prazerosa para curtir as férias de verão. Há quatro anos Gilson Bezerra conduz passeios aos melhores pontos do interior e litoral do Estado com a Pé na Estrada Trilhas, atuando em trilhas ecológicas, vivências em ambientes naturais, e esportes radicais e de aventura. “A idéia é proporcionar intensos contatos com a natureza para pessoas interessadas em descobrir novos roteiros e conhecimentos”, afirma. Há trilhas para todos os gostos. Se a idéia é conhecer melhor o passado histórico do RN, Gilson recomenda a fazenda do Engenho Bom Jardim. A casa-grande tem cerca de 200 anos, mobiliário antigo, e se pode saborear um café-da-manhã típico de fazenda. Esse roteiro colonial percorre ainda a capela dos mártires do Engenho Cu-

nhaú, prédios coloniais de Vila Flor, e a foz do Rio Catu. Outra opção são os engenhos de Ceará-Mirim com seus casarões centenários, o mercado municipal, igreja e outros monumentos históricos. O passeio pode terminar na Lagoa Azul de Maxaranguape ou na fonte de Pureza. Os passeios de praia têm sido os mais recomendados neste período, devido a seca que assolou o interior do Estado mais recentemente. Seguindo por essas rotas, Gilson indica a mais importante reserva de Mata Atlântica sobre dunas do Brasil, que é a Mata Estrela, em Baía Formosa; há também as lagoas calcárias de Nísia Floresta, com trilhas que levam para a laguna de Guaraíras, em Tibau de Sul. Elas fazem parte da Área de Preservação Ambiental (APA) Bonfim-Guaraíras. Gilson destaca o fato de que o litoral potiguar em breve estará na moda, devi-

Gerente de Marketing :Andreia Barandas Editor : Carlos Peixoto Repórter:Tadzio França Atendimento aos assinantes: Halicene Dantas,Alexsandra Borges e Cibelle Ribeiro

do as gravações da novela “Flor do Caribe”, que irá ao ar em 2013. Segundo ele, a melhor rota de praia para o verão é o roteiro de jeep Natal-Sagi, que cobre 120 km das praias mais bonitas do Estado: começa por Cotovelo e segue até a divisa com a Paraíba, atravessando três rios de balsa e passando por lugares como as praias de Malembar, Ponta do Madeiro e chapadão de Pipa. “A praia de Sagi, destino final do passeio, é um espetáculo à parte”, ressalta. Segundo Gilson, as maiores belezas escondidas do RN são as praias da Costa Branca, onde o sertão encontra o mar. Entre elas estão as praias de Galinhos, Caiçara do Norte, Diogo Lopes, Porto do Mangue e Ponta do Mel. “Montanhas de sal contrastam com dunas que mudam de cor, uma paisagem sempre impactante”, diz. Não faltam belezas a serem conhecidas.

End.:Av.Duque de Caxias,106,Ribeira CEP:59010-200. Fone:4006-6100 R-6261-6262 E-mail:clube@tribunadonorte.com.br Fax:4006-6121 www.tribunadonorte.com.br/clubeassinante.php


clube do assinante

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Diversão Lazer

» BIG BLUE PARQUE AQUÁTICO Av.Brigadeiro Paulo Salema s/n,Praia de Búzios Tel.(84) 3239-2118 Desc.:20% à vista na entrada do parque,limite de até 05 pessoas por assinante.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

3

Bolsas para a estação ALDAIR DANTAS

» DANNY'S PARK Av.Senador Salgado Filho,2233 Lagoa Nova – Shopping Via Direta Tel.:3206-1000 Promoção:Compre R$20,00 em créditos e ganhe mais R$25,00 em bônus para brincar a vontade de domingo a domingo. Bônus válido para máquinas de vídeo game simuladores,brinquedos coletivos e Kid Raidem (para participar o assinante terá que adquirir o cartão do Park no valor de R$1,00).www.dannyspark.com.br » MA-NOA PARK Av.Ponta dos Anéis,s/n Praia de Maracajaú Município de Maxaranguape/RN Tel.:(84) 3211-2140 Desc.:20% à vista ou a prazo na entrada do parque,na aquisição do passaporte Classic Ma-Noa Park e passeio nos parrachos. Respectivamente no máximo de 5 (cinco) pessoas,(titular + 4 dependentes). » MARINA BADAUÊ Av.Deputado Márcio Marinho,s/n Praia de Pirangi do Norte/RN Tel.:(84) 3238-2066 Desc.:50% à vista na entrada inteira para os passeios de barco (Assinante + 4 pessoas). Crianças até 5 anos não pagam e de 6 a 11 anos pagam meia entrada.Reservas antecipadas. » SILVIA'S BOLICHE (Antigo Dunnas Boliche) Av.Interventor Mário Câmara,2101,Dix Sept Rosado Tel.:3207-6924.Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo nos jogos de boliche (não inclui alimentação e jogos eletrônicos). »TROPICAL ECO RESORT Rua:Da Floresta,078,Taborda/ São José de Mipibu-RN Tel.(84) 3645-6660 Desc.: 20% (dinheiro/ cartão) nas hospedagens.(Identificar que é Assinante TN no ato da reserva e fazer a apresentação do CARTÃO DO CLUBE no check-in).

Educação Berçário, Creches, Educação Infantil e Oficina

»CRECHE E BERÇÁRIO ESPAÇO DA CRIANÇA Rua:Dr° Lauro Pinto,124,Lagoa Nova Tel.:3231-0325.Desc.:20% Na anuidade escolar de 2012.(Pagamento através do boleto bancário da creche).

»OTL - OFICINA DE TEMPOS LIVRES Rua:Monte Sinai,1849,Capim Macio Tel.:3202-7867 Desc.:20% (dinheiro) Na aquisição de qualquer serviço ou 10% na mensalidade,se fidelizar durante o prazo de 6 meses,calculados sobre o atual preço em vigor.

As mochilas para o público infanto-juvenil são as mais procuradas em período de férias,assim como as bolsas pra viagem

loja de bolsas, malas e mochilas Bagagerie é uma prova de que esse tipo de acessório também acompanha as tendências, modismos e necessidades da estação. Em período de férias e também de espera para voltas às aulas, os artigos da loja estão cheios de novidades. Com material de primeira qualidade e design arrojado, as bolsas são práticas e cheias de estilo. A linha para viagens já conta com os lançamentos para 2013. As bolsas e malas da marca Lansay, por exemplo, deverão estar entre as mais procuradas. Os modelos variam, juntamente com os materiais: há desde as modernas em fibra de policarbonato (que são inquebráveis) até as mais tradicionais em borra-

A

Cursos de Idiomas

»CNA INGLÊS DEFINITIVO Unidade I:Av.Hermes da Fonseca,1168 Tirol Tel.:3222.4395 Unidade II:R.Leôncio Etelvino de Medeiros, 2835 Mirassol Tel.:3207-8468 Unidade III:Av.Senador João Câmara,134 CentroParnamirim/RN Tel.:3645-5062 Desc.:20% à vista ou 15% a prazo nas mensalidades dos cursos de espanhol ou inglês. www.cna.com.br/parnamirim

Bagagerie está com novas coleções para suas bolsas, malas,mochilas,antenados com o verão cha semi-rígida. Há sacolas com carrinho para viagem mais curtas, frasqueiras, e malas que permitem ao dono levar seu “escritório” e também as roupas. Para a criançada, o que não falta é opção. Para as faixas etárias de 5 a 7 anos, há muitos personagens clássicos para colecionar. As meninas terão todas as princesas clássicas de volta, como Branca de Neve, Cinderela e A Bela. Já os meninos

»ESCOLAS FISK Unidade I:Rua Mipibu,365 Petrópolis Tel.:3222.7114 Unidade II:Shopping Via Direta,Mirassol Tel.:3206-2711.Desc.:25% à vista ou 20% a prazo nas parcelas dos cursos de inglês e espanhol e promoções para os cursos de informática. Informamos que estamos com novas turmas.

»WORD STATION Av.Deodoro da Fonseca,444 Cidade Alta Tel.: 3222.7923. Desc.: 45% à vista ou 45% a

vão curtir as maletinhas em formato de carro, que variam em modelos de carro de corrida, caminhonete, Fiat Uno, entre outros. Há uma Penélope Charmosa para as meninas. E em 2013 será lançado o novíssimo modelo Batmóvel. As mochilas ganharam algo mais neste ano: mais resistência e durabilidade, e rodízio triplo, ou seja, três rodas em cada lado, permitindo uma melhor circulação. Bagagerie Midway Mall,loja 144 A,1º piso,Tirol.Tel.:3646-3515/Natal Shopping,loja 113,Candelária.Tel.:3206-8109.

20%

à vista em toda a loja (exceto produtos em promoção).

prazo nas mensalidades dos cursos de Inglês e Espanhol. Cursos Profissionalizantes

»IT CURSOS Unidade 01:Rua:Joaquim Holanda,1825 (Acesso Av.Miguel Castro),Lagoa Nova, Tel.:3222-4866 Unidade 02:Av.Ayrton Senna,1501- Fm Empresarial,Nova Parnamirim,Tel.:3208-0111 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo nos cursos das academias da IT Cursos.


4

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 30 de dezembro de 2012

»MICROLINS

DIVULGAÇÃO

Av.Ayrton Senna,1970 Neópolis Tel.:3207-3727 Desc.:35% à vista ou a prazo em todos os cursos, exceto nos cursos Vip.

Gastronomia

GASTRONOMIA

D

Alimentos Dietéticos

»NUTRE SAÚDE CENTER Rua Ataúlfo Alves,1889 Candelária Tel.:3231.5429 Desc.:10% à vista nos produtos e pratos do dia (alimentação light e diet). Bares, Docerias e Restaurantes

»CAFÉ BRIGADEIRO Rua:Olinto Meira,1109 A,Barro Vermelho,(Por trás do Neves) Tel.:3642-1181.Desc.:10% à vista (dinheiro) em todos os serviços ( exceto nos bolos artísticos). O desconto não inclui entrega em domicilio.

»CONFRARIA DAS MASSAS Rua:Valter Fernandes,1846,Loja 1,Capim Macio (Ao lado do estacionamento do Favorito) Tel.: 3642-1538.Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% (cartão) em todos os itens do cardápio.

»FACEBURG Av.Afonso Pena,487,Petrópolis Tel.:3223-2874 Desc.:10% (dinheiro) em todos os produtos, exceto sobremesas e bebidas alcoólicas (Assinante + 3 dependentes).

»MERCEARIA SANDUÍCHES Rua:Lima e Silva,1549,Lagoa Nova Tel.:3615-6200 Desc.:10% (dinheiro e cartão débito ou crédito) em todo o cardápio,exceto promoções.

»MISS BROWNIE Rua:Potengi,716 – B,Petrópolis Tel.:2010.3234 Desc.:10% (dinheiro) em todo o cardápio.

»Ó PAI Ó – CULINÁRIA BAIANA Rua:Fernando Barreto,1443,Lagoa Nova Tel.:3234-4250.Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio,exceto bebidas.

»RESTAURANTE BARRA MARES Av.Cotovelo s/n,Praia de Cotovelo Parnamirim/RN Tel.:3237-2164 Av.Litorânea,S/N,Redinha Nova (Logo depois do Aquário Natal). Desc.:10% à vista em todo o cardápio. (O desconto é válido havendo consumação de no mínimo uma refeição).

»RESTAURANTE MANARY Rua:Francisco Gurgel,9067,Ponta Negra Tel.:3204-2900.Desc.:10% (dinheiro ou cartão de crédito) Em todos os itens do Restaurante do Hotel (Exceto Prato da Boa Lembrança).(Horários: Diariamente das 12h às 16h e das 19h às 23h Somente com Reserva).

»SHOWCOFRUTAS Av .Engenheiro Roberto Freire,8790 Praia Shopping–Ponta Negra Tel.:9481-6183/ 8893.1366 Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio.

S

Quando a maré baixar: os quatro barcos da Marina passam por Pirangi do Norte, Pirangi do Sul, Búzios e Baía de Cotovelo

Passeio pelo cartão postal s piscinas naturais de Pirangi estão entre os cartões postais mais bonitos do Rio Grande Norte. É um cenário pelo qual navega há quase 30 anos a Marina Badauê, tradicional complexo de lazer do litoral potiguar, que atende a turistas e nativos com os mesmos serviços e belezas naturais. O passeio promovido pela empresa ainda é uma das melhores pedidas para o verão do Estado. Os passeios são realizados em dias de maré baixa, diariamente, em horários determinados pela tábua de maré. Quatro barcos realizam o roteiro que passa por Pirangi do Norte, Pirangi do Sul, Búzios e a Baía de Cotovelo – que é o terceiro ponto do país mais próximo da África e de onde também se avista a Bar-

A

Óticas

Tradicional passeio da Marina Badauê segue levando turistas e nativos para conhecer as mais bonitas piscinas naturais do litoral potiguar

feitas após o passeio, já que a Marina também conta com seu restaurante próprio. O domingo ainda é o dia favorito dos visitantes para realizar o passeio da Marina Badauê. Entre potiguares e turistas, o passeio leva uma média de 450 visitantes por dia às piscinas naturais de Pirangi. Os barcos também estão à disposição para serem alugados para eventos particulares à bordo.

reira do Inferno. Cada barco tem espaço para 120 pessoas. As duas horas em que o passeio dura inclui uma parada nas piscinas naturais para um banho em Pirangi, que tem 800 metros de costa. Os passageiros que quiserem descer do barco recebem snorkel, óculos e pés-de-pato. A bordo, as pessoas contam com um serviço de bar para se refrescar. As refeições podem ser

Marina Badauê

Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em todos os produtos.

»ÓTICA MÁSTER

»MOEDA DE OURO

Av.Cel.Joaquim Manoel,615 Loja 02 B-Ed.Harmony Medical Center Petrópolis Tel.:3202-1084 Desc.: 20% à vista (dinheiro) ou 15% a prazo em toda a loja.Parcelamento no cartão em até 10x sem juros.Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

Loja 01:Rua Leonel Leite,1429 Alecrim Tel.:3344.3194 Loja;02 Av.Presidente Bandeira,576,Alecrim Tel.: 3613.2744. Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja,exceto produtos em promoção.

Presentes e decoração »ARTE FINAL Av.Afonso Pena,703 Tirol Tel.:3211-5661

»MOLDURA MINUTO Av.Engenheiro Roberto Freire,2920 Shopping Cidade Jardim – Loja 49 Capim Macio Tel.:3207-2235 Desc.:20% à vista (dinheiro) em quadros da vitrine, 15% à vista (dinheiro) em serviços de

xar ta t Com um opç ta e ra a U ta o Bar ma ma tind gar tica ped tam ótim

Av.Deputado Márcio Marinho,s/n,Praia de Pirangi do Norte.Tel.:3238-2066.

50%

à vista na estrada inteira para os passeios de barco (assinante + 4 pessoas). Crianças até 5 anos não pagam e de 6 a 11 anos pagam meia entrada. Reservas antecipadas.

emolduramento e 10% a prazo em até 6x no cartão, parcela mínima de R$50,00.Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

O ca

4450 café

»GM »SONHO MEU PRESENTES Av.Hermes da Fonseca,620 Tirol Tel.3201.1933 Desc.:20% à vista(dinheiro,cheque ou cartão) na confecção de colchas de cama e cortinas (mão-de-obra).

Rua 1088 todo Dec

Produtos e serviços Cestas, Presentes e Homenagens ao Vivo

»BREAKFAST SABOR DE CARINHO Av.Paulistana,2113 Panatis 1 Tel.:3214-3521/9987-

»ID Av.P 3678 Desc www


clube do assinante

Domingo | 30 de dezembro de 2012

AÇÃO

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

inclui entrega em domicílio).

Sabor com vista para o mar e Cotovelo à Redinha Nova, o restaurante Barramares está estendendo o tradicional cardápio para deixar seus sabores ainda mais marcados nesta temporada de mar, sol, verão e férias. Com 15 anos de estrada, a casa trabalha uma saborosa variedade de frutos do mar, opções ideais para serem degustados nesta estação, com bons serviços e vista para a praia. Uma novidade para a estação, adianta o proprietário Hudson César, é que o Barramares implantou o sistema de comandas eletrônicas, que torna o serviço mais prático para o cliente que está curtindo o restaurante na areia da praia. O garçom digita o pedido, que vai automaticamente para o bar ou a cozinha, e o pedido chega mais rápido ao cliente. “Estamos com esse serviço há três meses, com ótimos resultados. Nossos serviços estão

D

Os restaurantes Barramares, em Cotovelo e na Redinha, incrementaram o atendimento e servem vários pratos de frutos do mar mais rápidos”, afirma. O cardápio do Barramares é a la carte e contam com pratos que podem servir bem de três a quatro pessoas. Pode-se começar pelos petiscos, com porções de pastel, casquinho de caranguejo, carne de sol com macaxeira, e caldos de camarão, caranguejo e peixe. Entre os pratos que mais saem, estão o peixe inteiro (cioba) ao forno, e os vários tipos de camarão: na moranga, moqueca, à grega, na nata, à moda (flambado no conhaque, molho de tomate e arroz de açafrão), e à Barramares

(empanado e recheado com creme de queijo e coberto com flocos de castanha). O caranguejo, um dos mais elogiados da área, sai no coco ou na água e sal, com pirão, vinagrete e farofa. Além das iguarias do mar, também se serve paçoca, escondidinhos (de carne ou camarão), galinha caipira, filé ao comandante (grelhado com molho madeira), e à parmegiana, e uma bem servida porção de carne de sol na brasa. A culinária da casa sempre foi assim: entre o regional e o praieiro.

Barramares Av.Cotovelo s/n,Praia de Cotovelo.Tel.:3237-2164/ Av.Litorânea s/n,Redinha Nova (logo após o Aquário de Natal).Tel.:3224-3350.

10%

à vista em todo o cardápio (para no mínimo uma refeição).

bém

»GIRASSOL FLORES E JARDINS Av Eng Roberto Freire,3039 Capim Macio Tel.:3217-6278.Desc.:20% à vista nas flores naturais.

»FAFÁ NOBRE STUDIO R.Inconfidentes,4778 Conjunto Pirangi II etapa Tel.:3217-3804/9981-5640.Desc.: 20% à vista no pôster (fotos 50x75),e book para grávidas, 20 fotos (foto 20x30).Exceto produção de cabelo,maquiagem e álbum. www.fafanobre.com.br

»LAVANDERIA PRIMAVERA Av.Rui Barbosa,28 Morro Branco Tel.:3222-9697 R.Princesa Isabel,821 Centro Tel.:3222-6513 Av. Jaguarari, 5085 Lagoa Nova Tel.: 36060827. Desc.:20% à vista na lavagem a seco e lavagens especiais (cortinas,estofados, tapetes) e revitalização de artigos em couro. Delivery grátis a partir de R$80,00. Desconto válido em todos os pontos de atendimento.

ra os e+4 m e de as O cardápio a la carte traz iguarias como a cioba inteira ao forno, vários tipos de camarão, caranguejos no coco ou água e sal, entre outros

4450. Desc.:20% à vista (dinheiro) nas cestas de café da manhã.

Locação de Brinquedos Infantil para Eventos

»GM SOM E HOMENAGENS

»ESPAÇO BABY PEQUENINOS

Rua Jandira,809 Bairro Nordeste Tel.:36541088/3082-0029.Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços.

Alameda das Mansões,3693, Candelária Tel.: 94068128/ 9800-7067. Desc.: 20% à vista (dinheiro) Nos pacotes “ Na Medida ”(Com 16 brinquedos),e o “ VIP “ (Com 20 brinquedos).

Decoração de Festas Consertos e Ajustes

Desc.:20% à vista em todos os produtos e serviços (Limpeza e consertos de sapatos,tênis,bolsas, cintos,ajustes em roupas, bainhas,etc.)

Av.Prudente de Moraes,1836 Tirol Tel.:32013678/ 3213-8245/ 3201-8560 Desc.:20% à vista em todos os serviços. www.ideartern.com.br

»SAPATARIA DO FUTURO Loja I:Av.Senador Salgado Filho,2190 Loja 01 Portugal Center Tel.:3234-1995 Loja II:Shopping Cidade Jardim,Loja 20 Tel.:3217-7527

Papelaria e Livrarias

»RELLICARIUM – PAPELARIA E PRESENTES Av.Afonso Pena,628 Loja 5 Petrópolis Tel.: 3211-2300.Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

Floriculturas e Paisagismo

»ART PLANTAS Av.Ayrton Senna,s/n Nova Parnamirim (Próximo ao Colégio Salesiano Dom Bosco) Tel.:3608-4736 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

»IDEARTE FESTAS E EVENTOS

9987-

»FLORICULTURA QUATRO ESTAÇÕES Av.Afonso,691A,Tirol Tel.:3221-0711/ 9126-2203 Desc.:20% à vista (dinheiro ou cartão para o vencimento) em toda loja.(o desconto não inclui entrega em domicílio).

Lavanderias

o

o Vivo

»FLOR & ARTE Av.Eng° Roberto Freire,2824,(Estacionamento do Hiper Bom Preço) Tel.:3217-4809 Desc.:20% à vista (dinheiro ou vencimento do cartão) nas flores de corte.Exceto plantas envasadas como (Orquídeas e bonsais) e taxas de entrega.

»ITALY COLOR R.Cel.Milton Freire,2865,Lj.06,Cidade Jardim, Por trás do Nordestão do Cidade Jardim Tel.:3217-9098.Desc.: 15% à vista nos serviços fotográficos e 10% à vista nos produtos.

visiBao lea às amados

33 a e-obra).

»ESTÂNCIA FLORICULTURA Av.Campos Sales,465 Petrópolis Tel.:32011705/ 9987-8706.Desc.:20% à vista em toda loja (não inclui entrega em domicílio).

Fotografia, Filmagem e Acessórios

DIVULGAÇÃO

cartão,

5

»CEIÇA FLORES Av.Eng.Roberto Freire,2895 Nordestão Cidade Jardim Tel.:3217-2755 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda loja (não

Roupas, bolsas & acessórios Bijuterias e Acessórios

»ITALY PRATA Av.Eng° Roberto Freire,8790,Praia Shopping, Loja C-06,Ponta Negra Tel.:3219-2180 Desc.: 20% à vista (dinheiro) ou 10% à Prazo em toda a loja (exceto promoções).


6

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

»TIÊ BIJUTERIAS E PRESENTES Shopping Via Direta,Loja 892,Mirassol Tel.:3206-3850 Norte Shopping,Loja 220,Potengi Tel.:3674-8450 Shopping Cidade Jardim – Tel:3217.9850 Desc.:20% à vista (dinheiro ou vencimento cartão) em toda a loja.

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Visual leve e colorido ALDAIR DANTAS

Bolsas, Calçados e Acessórios

»BAGAGERIE – BOLSAS,MALAS E ACESSÓRIOS Midway Mall loja 144 A 1º piso,Tirol Tel.:3646-3515 Natal Shopping loja 113,Candelária Tel.:3206-8109 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja. (exceto produtos em promoção).

»LE POSTICHE Midway Mall lojas 272/272 A 1º piso,Tirol Tel.:3646-3240.Desc.: 20% à vista (dinheiro) nas linhas escolares infantis (exceto produtos em promoção). Moda Feminina

»BÁSICA MODA FEMININA R.Anibal Brandão,Galeria Tânia Pereira,Loja 361D, Nova Parnamirim (Na lateral do Salesiano Dom Bosco) Tel.:3208-4091Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda a loja,exceto promoções. »CONSUMISS STORE Av.Prudente de Morais,3857,Shopping Natal Sul, Loja 022,Lagoa Nova Tel.:3234-1996 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. »DUETO MODA FEMININA Av.Jaguarari 1875,Jaguarari Center Loja 13 Lagoa Nova Tel.:3213-2306.Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. »MALUG ROUPAS E ACESSÓRIOS Av Romualdo Galvão,2100 Loja 06 Lagoa Nova Tel.:3206-4804.Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja.

»ZULLYS Av.Amintas Barros,2909 Loja 02 Lagoa Nova Tel.:3606-0343.Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo a toda a loja. Moda Infantil

»VIA BABY Av.Bernardo Vieira,3775,Tirol,Midway Mall,Loja 366-A,3° Piso Tel.:3206-6345.Desc.: 20% à vista (dinheiro) em toda a loja, exceto produtos em promoção. Moda Masculina

»O GORDO - TAMANHOS ESPECIAIS Shopping Via Direta,loja 217 Mirassol Tel.:32343547.Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

»ON-LINE FOR MEN Shopping Via Direta,loja 429 Mirassol Tel.:3234-0564.Desc.:20% à vista (dinheiro ou vencimento do cartão) em toda a loja,exceto promoções. »PIRINEUS Shopping Via Direta,loja 209 Mirassol Tel.:3206-2303

Loja conta com variedade em vestidos, blusas, calças, shorts e acessórios diversos entre pulseiras, colares e brincos

ue o verão exige roupas leves e coloridas, todo mundo já sabe. É o que poderá ser visto nas vitrines de qualquer loja nos próximas semanas. Incorporar o visual das férias e da estação com estilo é onde está a questão. A Consumiss Store, que trabalha diversas marcas de moda feminina, conta com variadas opções para caprichar em qualquer visual. A loja está no mercado há pouco mais de um ano. A proprietária Raiane Pereira define o acervo da loja como “versátil”. Ela afirma que os vestidos e as saias longas estão em alta, assim como as blusas mais soltas, em tecidos leves, curtas na frente e mais soltas atrás, ao estilo chamado de ‘mullet’. Tudo está,

Q

Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

»SCHALK Av.Eng° Roberto Freire,2920,Shopping Cidade Jardim,Loja 31,Capim Macio Tel.:3217-3521 Av.Eng° Roberto Freire,8790, Praia Shopping,Loja 018,Ponta Negra Tel.:3219-2432 Av.Dr° João Medeiros Filho,2395,Norte Shopping,Loja 214,Potengi Tel.:3214-5358

Consumiss Store, especializada em moda feminina,já aposta nas tendências da estação, oferecendo multimarcas cheias de cores e leveza de forma geral, repleto de cores fortes e estampas diversas (geométricas, listras, militar e florais). Os tons mais vivos também estão presentes nas calças e shortinhos, agora abusando de cores como rosa, amarelo, azul “bic”, vermelho e estampados; já as calças jeans convencionais estão com lavagens mais claras, sem apliques, limpas, e ainda Av.Piloto Pereira Tim,2756,Loja 03,Monte Castelo/ Parnamirim Tel.:3272-0087 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja. Moda Unissex

»GARAGEM 303 Av.Deodoro,303 Petrópolis Tel.:8821-1322 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja, exceto produtos em promoção.

com a ‘skinny’ como uma tendência que se recusa a deixar o guarda-roupa. Nesta época do ano a Consumiss também investe na moda praia, trazendo uma boa variedade de biquínis e maiôs cheios de cores para todos os estilos. A loja também conta com vários acessórios para compor o visual, entre cintos, brincos, colares (os grandes maxi-colares estão em alta), pulseiras, anéis, e apetrechos para o cabelo.

Consumiss Store Av.Prudente de Morais,3857,Shopping Natal Sul,loja 022,Lagoa Nova.Tel.:3234-1996.

20%

à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

»TISSAGE – MODA MASCULINA E FEMININA Av.Sen.Salgado Filho,2190 Portugal Center Loja 11,Lagoa Nova.Tel.:3234-5017.Desc.:20% à vista (dinheiro ou débito) em toda a loja. »VESTALE COLECTION Av.Prudente de Morais,2936 Loja 07 Shopping Unicenter Lagoa Seca Tel.:3223-5002. Desc.:20% à vista ou 5% a prazo em toda a loja.


clube do assinante

Domingo | 30 de dezembro de 2012

Saúde Academias e Clubes

»AGEM ACADEMIA R.Conselheiro Lafayete ,2837 Conj.Pirangi 1ª Etapa Neópolis Tel.:3217.5586 Desc.:20% à vista (dinheiro) em uma das modalidades - ginástica aéro-local, Musculação,jump e spinning

»ACADEMIA DE KUNG FU SHAO LIN R.Luzia Bezerra,244 Rosa dos Ventos Parnamirim Tel.:9664-7876/ 8809-5296 Desc.:20% à vista nas três primeiras mensalidades e isenção da taxa de matrícula (kung fu tradicional,boxe chinês e Shuai Shiao). www.kungfurn.com

»AERO FOOTBALL CENTER Av.Hermes da Fonseca,1400 Tirol Tel.:3221.1408 Desc.:25% à vista na escolinha de futebol e 10% à vista na locação de quadras e no futebol para executivos.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Beleza e relaxamento na praia E mbelezamento e conforto com vista para o mar e sem ir muito longe de casa. Ao se mudar de Tibau do Sul para o Hotel Imirá, em 2007, o Spa Pratagy e Salão Fina Flor ganhou essa vantagem a mais junto ao público natalense. Trabalhando com um completo serviço de estética facial e corporal, o spa é o local ideal para preparar o visual para o verão e as férias. O spa está trabalhando no momento a ‘Semana do Bem Estar’. O cliente pode escolher pacotes de quatro e de oito dias que incluem revisão médica e estética, café da manhã, caminhadas nas praias da Via Costeira e Ponta Negra, ginástica, hidratação, hidromassagem, alimen-

Spa Pratagy e Salão Fina Flor unem serviços de salão de beleza e spa para relaxar e emagrecer,instalados no hotel Imirá Plaza desde 2007 tação balanceada e fisioterapeuta. O cliente também pode combinar diárias avulsas. A proprietária Maria das Neves afirma que também está estendendo esses serviços aos hotéis Rifoles e Praia Bonita. Já os serviços do salão atendem às necessidades imediatas de em-

»SPK – OFICINA DO MOVIMENTO E ESTÚDIO

belezamento. Conta com unhas decoradas, permanentes de cílios, megahair, penteados, hidratação capilar (e outros serviços para manter a saúde capilar), banhos relaxantes, banho marroquino, banho de lua, manicure e pedicure, depilação, corte, escova, maquiagem, e hidratação facial e corporal. Para relaxar, massagens aplicadas por profissionais.

Spa Pratagy e Salão Fina Flor Av. Senador Dinarte Mariz, 4077, Via Costeira, Parque das Dunas (dentro do hotel Imirá Plaza). Tel.:4005-0505.

20%

à vista em todos os serviços do salão e spa.

R.Raimundo Chaves,1912,Candelária Tel.:3234.0581.Desc.:20% à vista (dinheiro) na 1ª mensalidade da oficina para crianças de 03 à 13 anos de idade.

DIVULGAÇÃO

»TUAREG – KASA DO ORIENTE (Dança do Ventre) R.Praia de Alagamar,2170 Ponta Negra Tel.: 3219-0029.Desc.:20% à vista nas aulas da dança do ventre.

»TUTUBARÃO Av.Nascimento de Castro,954,Dix-Sept Rosado Tel.:3223-5599.Desc.:20% à vista (dinheiro). Com 1 mensalidade o cliente pode fazer as 4 (quatro) modalidades:natação,hidroginástica, musculação e ginástica.Exceto fisioterapia e hidroterapia. Artigos Terapêuticos

»MAKTUB Shopping Via Direta,Loja 824 Mirassol Tel.32341897.Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. Cabeleireiros

»FRANK CENTRO DE BELEZA Av.Romualdo Galvão 779,Tirol Tel.:3211-1134 Desc.:20% à vista na cauterização,manicure, pedicure,depilação e escova.

Spa e salão oferecem serviços de estética facial e corporal,além dos pacotes da ‘Semana do Bem Estar,para 4 ou 8 dias

»SHOP HAIR Av.Senador Salgado Filho,3684 Candelária (ao lado do Natal Shopping) Tel.:3231-1701 Av.Engº Roberto Freire,2920,Shopping Cidade Jardim,Lj.054,Ponta Negra Tel.3207-1754 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo na hidratação comum,coloração Matrix e mechas.Nos demais serviços 10% à vista (exceto estética). Clínicas de Fisioterapia Respiratória

»FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA PEDIÁTRICA Rua Tomaz Matias II,156 Nova Parnamirim

Parnamirim/ RN Tel.:3608.0596 / 8816.2989 Desc.:20% à vista (dinheiro) nas sessões realizadas.Atendimento 24H de domingo a domingo e por hora marcada.

reabilitação e fitness,RPG, osteopatia,terapia manual,fisioterapia dermato-funcional,reabilitação cardíaca e pulmonar e fisioterapia para gestantes.

»CLÍNICA MÁRCIA ORTIZ Clínicas Terapêuticas

»CIRP – CENTRO INTEGRADO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL Rua Coronel Costa Pinheiro,1522,Tirol Tel.: 3211.6016 Desc.:20% à vista nas sessões de pilates para

(Atividades aquáticas e psicocorporais) Av.Passeio dos Girassóis,2562 Mirassol Tel.:3231.1727 /9481.2979.Desc.: 20% à vista em todos os serviços,incluindo a avaliação.Desconto válido para alunos novatos e em um contrato mínimo de 03 meses. www.marciaortiz.com.br

»ESPAÇO CORPOMENTE Rua Mipibu,338 Petrópolis Tel.:3221-5502 Desc.: 20% à vista nas terapias.Yoga, massoterapia oriental (shiatsu, ayurvedica, etc), psicoterapia corporal em biossíntese, terapias da respiração, hidroterapia, relaxamento e meditação, drenagem linfática manual, fisioterapia, bamboterapia, programa de combate a celulite e aumento do tonos musculares e pilatos (com e sem aparelhos).

7


clube do assinante 8 Domingo | 30 de dezembro de 2012 Natal • Rio Grande do Norte

Na mira da diversão em família MAGNUS NASCIMENTO

O Sílvia’s Boliche mudou de endereço ,mas continua oferecendo os mesmos serviços de pista e gastronomia endereço e o nome mudaram, mas as pistas e os sabores continuam os mesmos. O Silvia’s Boliche – que durante seis anos foi o Dunna’s Boliche – saiu de Neópolis e desde junho está promovendo novos ‘strikes’ em Dix Sept Rosado. A estrutura continua a mesma, assim como a preferência da família pelo boliche como diversão favorita do fim de semana. O novo local ainda conta com dez pistas de boliche que funcionam ao mesmo tempo com sistema digital, cada uma com monitor de computador de bordo, onde se registram os pontos dos jogadores. Uma hora de jogo pode ser dividida em até seis pessoas. Quem estiver cansado de tentar acertar os pinos, podem recorrer a outras alternativas, como as mesas de sinuca, games eletrônicos e fliperamas. O ambiente é climatizado. O amplo espaço do boliche conta também com serviços de bar e restaurante. Servem-se petiscos como isca de frango com fritas, nuggets, tábuas de frios, isca de peixe, queijo à milanesa, ham-

O

»E2 CORPO E MENTE Rua:Raimundo Juvino Oliveira,2400,Lagoa Nova Tel.:3222-2070.Desc.:20% à vista (dinheiro),nos serviços de Pilates,RPG,Acupuntura,Massagens, Estética Corporal e Facial,Salão de Beleza, Depilação e Manicure.

»MOBILIS PILATES STUDIO Rua: Nival Câmara, 1249 – B, Tirol Tel.: 3201.6483/8818.4733. Desc.: 20% à vista (dinheiro) na avaliação de Pilates, Pilates, RPG e drenagem linfática. Aula experimental grátis. O desconto é válido apenas para novos alunos. Depilação, Estética e Beleza

»CLINOPÉ Rua Romualdo Galvão,2189,Lagoa Nova

O novo boliche em Dix-Sept-Rosado conta com dez pistas de boliche , além de games eletrônicos, fliperamas e bar

búrgueres com recheios diversos, sanduíches naturais, saladas, pizzas, crepes doces e salgados, filé com fritas, açaí na tigela, entre outros. Para beber, sucos e destilados. O boliche ainda dispõe de um mezanino que pode ser alugado para evenTel.:3234-1703.Desc.:20% à vista (dinheiro) Nos serviços de Podologia.

»ROSE ESTÉTICISTA Av.Prudente de Morais,3857 Loja 22 Shopping Natal Sul-Lagoa Nova Tel.:3234-1996 Desc.:20% à vista em todos os serviços (Drenagem linfática,redução de medidas, tratamento de celulites,peeling de rejuvenescimento,clareamento de manchas,banho de lua,e depilação). »SPA PRATAGY E SALÃO FINA FLOR Av.Senador Dinarte Mariz,4077,Via Costeira-Parque das Dunas (Dentro do Hotel Imirá Plaza) Tel.:40050505.Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços do salão e SPA (massagem – tratamento corporal e facial,manicure e pedicure,depilação, corte,escova,penteado,maquiagem e química). Estamparia e Bordados

tos diversos, entre festas de aniversário e confraternizações. “Muitos clientes antigos nos seguiram com a mudança de bairro. O boliche continua sendo um esporte que pessoas de diversas idades adoram”, afirma a proprietária Sílvia Firmino.

»STAMP SERVICE Shopping Via Direta,loja 254 Mirassol Tel.:3231-1050 Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços. Perfumaria, Cosméticos e Drogarias

»SOLUI FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO Rua Apodi,559 Tirol Tel.:3222-1900/3222-1901 Desc.:20% à vista (dinheiro ou cheque) na manipulação de fórmulas (ou produtos manipulados)

Veículos Acessórios para Carros

»DOM CAR PEÇAS & SERVIÇOS Av.Alexandrino de Alencar,1112 Lagoa Seca Tel.:

Silvia’s Boliche Av.Interventor Mário Câmara,2101,Dix Sept Rosado.Tel.:3207-6924. à vista ou 10% a prazo nos jogos de boliche (não inclui alimentação e jogos eletrônicos).

20%

3211.7501/3222.8611 Desc.:15% à vista nas peças. Troca de Óleo, Lava Jato e Revitalização de Pintura

»CAR SERVICE J.MARQUES Loja 01:Av.Presidente Bandeira, 975 Lagoa Seca Tel.:3223-6338/9980-3535 Desc.:15% à vista (dinheiro) Na troca de óleo, lava jato e polimentos,(exceto promoções). Loja 02:Estacionamento do Hiper Bompreço Cidade Jardim T el.:3207-1305/8855-1961 Desc.:15% à vista Lavagem Ecológica (Sem água) e Polimentos.(dinheiro) em todos os produtos e serviços (exceto promoções).


Tribuna do Norte - 30/12/2012