Page 1

» CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 38 PÁGINAS E 5.189 ANÚNCIOS FUNDADOR:ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 59 • Número 285 • Domingo,28 de fevereiro de 2010 EXEMPLAR DO ASSINANTE

SEBASTIAN MARTINEZ/AP/AE

QUALIDADE DE VIDA Ao completar 20 anos, a MTV estreia uma nova programação, mais diversificada e de olho em novos públicos. Marina Person terá programa sobre qualidade de vida. [ REVISTA DA TV 6 A 8 ]

[ EDUCAÇÃO ] Reforma da prefeita incluiu manobra para diretores e vices serem nomeados.Governadora suspendeu as próximas eleições

EXEMPLAR DO ASSINANTE

Reforma e portaria ameaçam eleições diretas nas escolas

» TRAGÉDIA Um terremoto de 8,8 graus atinge o Chile e provoca destruição. Alertas de tsunami foram emitidos para uma área que inclui América do Sul e Havaí. [ PÁGINA 9 ]

Uma das maiores conquistas do sistema educacional, construída nos últimos 24 anos, está sob pressão para acabar. A gestão democrática nas escolas foi alvo de um artifício jurídico, introduzido

na última reforma administrativa, que permite à prefeitura de Natal “indicar” - e não apenas “nomear” os eleitos - diretores e vices das escolas. Na rede estadual, a SEC cancelou o pleito em 27 escolas, 10

dias após autorizar o processo e estabelecer o calendário eleitoral. O cancelamento, segundo o secretário interino, Otávio Tavares, “foi ordenado pelo vice Iberê e em nome da governadora”. [ NATAL 9 E 10 ]

HOTELARIA

MENSALÃO

RIO POTENGI

Natal quer atrair Coordenador eventos, o filão do de campanha turismo interno rebate acusações

MPE acusa Idema de fazer acordo com “poluidores”

O turista que vem para congressos e seminários, gasta até US$ 250. De olho neles, o trade local conta faturar bem com 50 eventos marcados para Natal até 2014. [ NATAL 1 E 2 ]

O MPE acusa o diretor do Idema, Marco Aurélio Almeida, de ignorar recomendação legal ao autorizar atuação de empresa acusada de poluição no Potengi. [ NATAL 6 ]

Coordenador da campanha de Dilma Rousseff, Fernando Pimentel nega envolvimento com mensalão, ao responder denúncia da revista IstoÉ. [ PÁGINA 7 ]

JOANA LIMA

ENTREVISTA

LITORAL NORTE AINDA ESPERA PELO DESENVOLVIMENTO » A PONTE DE POUCOS Dois anos e três meses depois

AGNALDO TIMÓTEO CANTOR-VEREADOR Polêmico e sincero, Agnaldo defende José Arruda e lamenta a falta de rumos dos jovens. [ NATAL 11 ]

PARA ASSINANTES CLUBE DA TN Um spa urbano, acessórios e produtos de maquiagem estão na lista de ofertas, este mês. [ CLUBE 1 A 8 ]

da inauguração da Ponte Newton Navarro, “a redenção econômica do litoral ao Norte de Natal” - prometida nas propagandas oficiais e esperada por alguns investidores locais - não se concretizou. [ NATAL 7 E 8 ]

QUATRO LUTAM PARA CHEGAR À FINAL

ECONOMIA

Franquias têm crescimento e se interiorizam

Numa rodada que promete prender a atenção dos torcedores, América, ABC, Coríntians e Baraúnas lutam pela chance de chegar à final do 1º turno.Todos os jogos começam às 17 horas

O setor de franquias manteve crescimento, mesmo durante a crise financeira, com alta de 19,5% no faturamento em 2008 e de 14,5% em 2009. A Associação Brasileira de Franchising vem percebendo tendência de interiorização desse formato de negócio. [ ECONOMIA 7 ]

114

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

COLUNAS

AGNELO ALVES Decisão de Vivaldo não é a única surpresa da disputa pela sucessão. [ PÁGINA 6 ]

JORNAL DE WM

[ ESPORTES 3 ]

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

HOME PAGE:

www.tribunadonorte.com.br

Ubirajara Macedo, aos 90 anos,lança um novo livro de memórias.Vivas e palmas! [ PÁGINA 2 ] PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

opinião

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

JOSE SARNEY [ escritor ]

Jornal de WM WODEN MADRUGA - woden@terra.com.br

A Amazônia do Enem

O

último exame do Enem (2009) foi mote para uma crônica de Ivan Lessa, publicada no Estadão, deitando e rolando sobre a educação no Brasil e como vão essas coisas todas. Aliás, ensino por aqui não é nada dessas coisas. Quer dizer: não está com nada. Basta conferir o que foi apurado nas provas do Enem (“Aquecimento Global” foi o tema do exame), cujos resultados são glosados agora por IL que, como se sabe, vive há muitos anos em Londres. Acho, se a memória não me falha, que Ivan Lessa anda pela Inglaterra derna do tempo do Pasquim. Às folhas tantas, escreveu o cronista: “Queremos mostrar a nós mesmos (ou nos convencer) e ao mundo, que quiçá nos espreite, que não somos apenas esses cartões-postais: estátuas do Redentor, Pão de Açúcar, favelas pitorescas e lindas morenas dançando samba na avenida, araras e Foz de Iguaçu. Absolutamente. O Brasil é também ensino. E Cultura. E não se pode ensinar ou adquirir cultura sem uma boa dose (três dedos, sem gelo, por favor) de senso de humor ou a picardia que é nosso distintivo em outras disciplinas tais como o futebol e a Fórmula 1.” Adiante, assessorado pelo amigo Carvalinho, Ivan Lessa passa a enfileirar as frases que, com bastante carinho, foram pescadas no generoso samburá do Enem e que comprovam, por si, o alto grau do ensino do Brasil. É bom lembrar, minhas senhoras e meus senhores, que o exame do Enem permite o acesso do jovem à universidade. Vejamos as pérolas: “O problema da Amazônia tem uma percussão mundial. Várias ONGs já se estalaram na floresta.” /// “A Amazônia é explorada de forma piedosa.”. /// “A floresta tá ali paradinha no lugar dela e vem o homem e creu.” /// “Tem que destruir os destruidores por que o destruimento exagerado é a causa da devastação.” /// “O grande excesso de desmatamento é a cauda da devastação.” /// “Espero que o desmatamento sexta instinto”. /// “A floresta está cheia

de animais já extintos. Tem que parar de desmatar para que os animais que estão extintos possam se reproduzirem e aumentarem seu número respirando um ar mais limpo.” /// “A emoção de poluentes atmosféricos aquece a floresta”. Bloco seguinte: “Tem empresas que contribui para a realização de árvores renováveis”. /// “Precisamos de oxigênio para nossa vida eterna”. /// “Os desmatadores cortam árvores naturais da natureza”. /// “A Amazônia tem valor ambiental ilastimável”. /// “Explorar sem atingir árvores sedentárias”. /// “Os estrangeiros já desmontraram diversas fezes enteresse pela amazônia”. /// “Paremos e reflitemos”. /// “A floresta amazônica não pode ser destruída por pessoas não autorizadas”. /// “A camada de ozonel”. /// “A Amazônia está sendo devastada por pessoas que não tem senso de humor”. Terceiro e último desmatamento: “A cada hora, muitas árvores são derrubadas por mãos poluídas sem coração”. /// “A natureza está cobrando uma atitude mais energética dos governantes”. /// “O povo amazônico está sendo usado como bote expiatório”. /// “Na floresta amazônica tem muitos animais: passarinhos, leões, ursos, etc.” /// “Convivemos com a merchendagem e a politicagem”. /// “Na cama dos deputados foram votadas muitas leis”. /// “O que vamos deixar para nos antecedentes?”.

O drama de Brasília

F

UI A BRASÍLIA pela primeira vez em 1958, há 52 anos, a convite de Israel Pinheiro, herdeiro de uma tradição que vinha de seu pai, o notável João Pinheiro. Israel, acima de qualquer suspeita, apoiado pela oposição, fora escolhido para presidente da Companhia Construtora da Nova Capital, a célebre Novacap. Era meu colega no Palácio Tiradentes, no Rio de Janeiro, comandando a temida Comissão de Finanças.Pessoalmente, mostrou-me as obras. Vi, fascinado, uma Babel: homens, caminhões e máquinas cruzando só estradas de poeira, um burburinho de máquinas, gentes, cimento, pedras em contraste com o silêncio das árvores sofridas e contorcidas de um cerrado ainda não derrubado. Evoquei a página de Afonso Arinos sobre o “buriti perdido, [...] testemunha sobrevivente do drama da conquista, [...] venerável epônimo dos campos". O pequi galhudo e verde, não desconfiando que em breve a motosserra cortar-lhe-ia o pescoço.

Barracos, jardineiras nordestinas e no ar um cheiro de Três homens a suor e poeira cobrinsonhar.Juscelino, do a aventura da ciobjetivo,olhando dade que se levantaos dividendos va. Israel descrevia políticos; Lúcio,o tudo com olhos de poeta-urbanista, quem já estava venimaginando do o que apenas que a cidade nascia nas fundacriaria um novo ções. Os prédios cidadão; e Oscar cresciam nas superNiemeyer,o quadras. Eu lera a artista-escultor poética memória de das linhas belas e Lúcio Costa que curvas dos acompanhava o monumentos” projeto. A descrição “das luzes baças" que iluminariam as áreas de residência, igualando os homens e humanizando o conviver. Três homens a sonhar. Juscelino, objetivo, olhando os dividendos políticos, Lúcio, o poeta-urbanista, imaginando que a cidade criaria um novo cidadão, e Oscar Nieme-

yer, o artista-escultor das linhas belas e curvas dos monumentos. Os construtores eram sempre os mesmos: a peãozada, mão de obra da miséria, vindos das áreas rurais pobres do Nordeste e de Minas.Não dava tempo para pensar na concepção institucional.Brasília, nesses 50 anos, viu as árvores e os homens chegarem de outras plagas. A espatódea africana de flores vermelhas e belas a expulsar a agaroba, e depois o exotismo dos canteiros de rosas, primaveras, gerânios a competir com as flores do cerrado.Brasília foi se formando com duas faces. Uma, burocrática, alienada da cidade, hóspede apenas. Outra crescendo no clima de aventura, a construir seus valores de fronteira, sem amarras nem limites, que seria a verdadeira, com suas qualidades e defeitos, cultura e modo de viver. Com os dramáticos e inacreditáveis acontecimentos de hoje, vive as contorções de suas fraturas. Não seria o momento de pensar em novos rumos para a cidade, grande metrópole, realidade dolorosa, longe do sonho e da utopia primeira?

Amâncio

Cartas Escolas deterioradas As escolas estão sucateadas porque os bandidos que as frequentam destroem. Infelizmente as escolas precisam fazer o papel dos pais desses delinquentes desde o ensino fundamental, conscientizando eles sobre a origem dos recursos para manter toda a estrutura escolar funcinando, pois quando eles quebram dizem que estão quebrando porque não é deles, “é do governo”. br.eduardo@gmail.com

Médicos

Uma carta de Henfil Remexo nas gavetas e encontro uma carta de Henfil. É de 22 de janeiro de 1980, postada em São Paulo. É manuscrita, letra meio aprumada, uma lauda. Trata, entre outras coisas, de um “Globo Repórter” sobre o “majó” Theodorico Bezerra (“Imperador do Sertão”) produzido pela Rede Globo. Diz Henfil: “Woden, Nêga véia! Tô aqui numa revolta imensa, me sentido ridículo, ódio de tudo. Cortei a barba ontem para ver comé que ficava e... desastre! Recuso-me a me aceitar com esta cara de bunda! É um trauma enorme, inimaginável. Tô parecendo coisa antiga, um tio meu, tio Juarez, meu passado. HORROR! HORROR! HORROR! Agora é ficar vigiando impaciente a volta dos pelos, pedaço de mim. PÔ! Acabo de receber o Jornal da República e o que vejo. É o último número! Tô desempregado! Sem barba, cara de bunda e desempregado! Que dia! Que dia! Ai! Ai! Ai Mas o que queria te dizer não é nada disto aí. É o seguinte: O Theodorico Bezerra ficou me desafiando a conseguir que aquele Globo Repórter sobre o Imperador do Sertão

passasse em Natal. Bão, liguei para o Carlito, Carlito levou meu pedido ao pessoal do Rio e eles deram a seguinte resposta: não dá para passar pela Globo porque não dá. MAS, me ofereceram o tape para passar na TV-Universitária. Assim, basta que alguém (você?) transe aí o interesse e a possibilidade da TV-U passar o programa que a Globo cede. Só tem que me dizer se ela tem vídeo-cassete ou é o rolão grande. Aí, um ou outro, será enviado para a TV Globo Natal que entregará à TV-U que passa o tape e depois devolve. E aí, o Majó disse que vai anunciar no rádio, vai fazer anúncio nos jornais para que todo mundo saiba do que vai se dar. Dava pra você transar isto? Aí, é só ligar pra mim (de tarde sempre) que eu inicio o processo daqui. Dê um abração no Miranda, no Jean e Cia e um puto abraço pra ti! Henfil. PS.: Anexo tem um bilhete p/ Marlúsia”. Notinha de WM: O Carlito, de que fala Henfil, é o publicitário Carlito Maia, que foi diretor de Comunicação da Globo, dos maiores publicitários brasileiros, um dos fundadores do PT e criador do “Lula-lá”.

UBIRAJARA MACEDO O jornalista Ubirajara Macedo faz amanhã, 90 anos de idade. Poderia ser feriado municipal. Haverá festa, claro. E a melhor maneira de comemorar a data, erguer a taça para o brinde merecidíssimo, foi bolada pelo próprio Bira: o lançamento de um livro que conta a sua vida – No Outono da Memória, organizado e escrito por Nelson Patriota, também jornalista e escritor. Nelson passou um ano inteiro conversando, gravando entrevistas com Ubirajara: “Uma obra narrada em primeira pessoa e que repassa os principais acontecimentos da vida desse importante jornalista, desde sua infância em Macaíba, a vinda para Natal, ainda adolescente, tempo de tomar conhecimento da Intentona Comunista de 35 e suas repercussões”, conta Patriota”. A partir daí, a vida diante dele. Tempos dos Correios, tempos dos tantos jornais. Um bom pedaço da memória natalense. No Outono da Memória será lançado a partir das 19 horas de amanhã, primeiro de março, na Livraria Siciliano, do Miduei. Lá estarão todas as tribos e tropas destas terras de Poti.

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av.Tavares de Lira,101,Ribeira - Natal/RN CEP:59010200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm.e Operações: Ricardo Luiz de V.Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação:Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

CARLOS EDUARDO [ advogado e ex-prefeito de Natal ]

Liderança climática

O

Brasil foi o primeiro país do mundo que se comprometeu em reduzir a produção de gases poluentes responsáveis pela emissão de CO2 na faixa entre 36,1% e 38,9%, como anunciou o presidente Lula em Hamburgo, na Alemanha, poucos dias antes da 15ª. Conferência do Clima das Nações Unidas, realizada em Copenhague, a partir do dia 7 de dezembro do ano passado. Em seu discurso aos alemães, Lula disse que “tomamos a atitude de transformar em lei nossa proposta voluntária, que foi aprovada na Câmara e no Senado. Portanto, quem quer que for eleito nos próximos anos terá obrigação por lei de cumprir os compromissos”. Este ano, haverá no Brasil a atualização do Plano de Mudanças Climáticas. Nele estarão incluídas metas de redução de emissão de gases e de desmatamento não só na Amazônia, mas em todos os sistemas ecológicos brasileiros. Por sinal, a previsão de estudiosos das fontes de energia é de que já em 2030 nossa matriz energética será totalmente modificada, com a substituição do modelo hidrelétrico, cuja capacidade de geração estará em fase de esgotamento, pelas energias eólica, solar, nuclear e térmica, esta em razão da grande reserva de gás natural do país. Já é sabido que o aquecimento global não pode ser contido apenas com os avanços tecnológicos ou econômicos. É preciso que haja uma compreensão de toda a sociedade e de todas as nações para que se estabeleçam metas ousadas de redução dos gases do efeito estufa. É preciso legar às novas gerações um planeta mais saudável. A poluição está causando o chamado aquecimento global, que ocasiona uma série de catástrofes em todo o mundo. Entre nós, nos últimos anos enfrentamos no Rio Grande do Sul e na Amazônia

Classificados: Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

anormais períodos de seca, em contraste com enchentes no Nordeste, anJá é sabido que o tes impensáveis. A todo aquecimento momento, nos deparamos global não pode com notícias sobre secas, ser contido apenas furacões, enchentes, aucom os avanços mentos de marés, tsunatecnológicos ou mis, derretimento do gelo econômicos.É e outros cataclismas em preciso que haja várias partes do mundo. uma compreensão Sem o catastrofismo de de toda a alguns climatologistas, sociedade e de mas com uma visão bem todas as nações pragmática, é fundamenpara que se tal o engajamento popuestabeleçam lar nesta questão. As formetas ousadas de ças vivas da sociedade redução dos precisam se irmanar e cogases do efeito brar dos governantes, em estufa” todos os escalões, o que está acontecendo com o planeta. São ações incorretas em bairros, regiões administrativas de uma cidade, de um município, de um Estado que irão determinar os rumos futuros da nossa Terra. Todos temos alguma responsabilidade sobre os destinos desse mundo em que vivemos. Esse é um tema que mexe com todos nós e só vai sair do papel, das chamadas “boas intenções”, se a população mundial pressionar os governantes a trabalhar firmemente para combater a poluição. Afinal, não adianta a economia crescer, gerando bem-estar para todos, se essa economia não estiver atrelada a um compromisso real com uma política ambiental responsável e sustentável. www.carloseduardoalves.com.br

Salário médio na justiça de R$ 20 mil e remuneração média dos médicos de R$ 3 mil. Apesar disso tudo, o que se vê na imprensa é que a justiça só funciona para uns. A justiça é lenta e não atende satisfatoriamente à população. Quem acredita na justiça? Se a justiça funcionasse corretamente não existiria tanta corrupção e bandidagem. Quem acredita que os políticos corruptos pagam pelos seus atos? Quantos vão realmente para a cadeia e devolvem o dinheiro? Quantos bilhões são desviados? Dinheiro esse que seria para pagar bem aos professores, funcionários da saúde, para dar educação pública de qualidade, assistência médica de qualidade no SUS, que seria investido em transporte público de qualidade. Este é o Brasil. E este é o governo de todos. fmcp13@hotmail.com

Arena das Dunas “Custo da Arena das Dunas sobe 30% e obras vão atrasar”. E as obras ainda nem iniciaram. Agora, acreditar que o índice de construção civil e outros fatores tenham aumentado em 30%, do momento do anúncio do projeto até hoje, não condiz com índices divulgados em todo o país. jnetuno@gmail.com

Sujeira pública A maioria dos conjuntos habitacionais da Zona Norte passa por uma fase triste. Lixos, entulhos, praças com bancos quebrados, sem falar na falta de limpeza de arbustos ao redor desses itens indispensáveis para o convívio social dos seus moradores. Onde anda a Urbana que não vê um absurdo desses. Será que só por ser da Zona Norte o poder público não tá nem aí? Lidjane Andrezza/Zona Norte

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro :(O21)2544-3070 – São Paulo:(011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J.do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J.Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


política

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ ELEIÇÕES 2010 ] Com as candidaturas ao Governo lançadas, dirigentes partidários, lideranças e parlamentares negociam as alianças para a disputa pelas vagas na Câmara e Assembleia

Notas & Comentários colunanotas@digizap.com.br

Fiscalização da CGU A Controladoria Geral da União (CGU) vai sortear nesta segunda, as 60 prefeituras que serão auditadas na próxima etapa do Programa de Fiscalização em Pequenos e Médios Municípios. O objetivo do programa é fiscalizar o destino dos recursos liberados pelo Governo Federal. Este será o 31º sorteio do projeto, criado em 2003. Fazem parte do sorteio municípios com até 500 mil habitantes. No ano passado, a CGU fiscalizou 1.581 municípios. Na maioria encontrou irregularidades na aplicação dos recursos federais.

Campanha “obamizada” Na tentativa de “obamizar” a campanha presidencial deste ano, o PSDB vai lançar uma página na internet que pretende mobilizar os simpatizantes do partido e ensiná-los a “anular boatos mentirosos”. Apontado

como legenda de muitos caciques e de pouca militância, o PSDB coloca no ar o “Mobiliza”, site para municiar eleitores com informações sobre a campanha e articular seguidores por meio de redes de relacionamento.

Meios eletrônicos No final do ano passado, o PT também havia anunciado a reformulação de seu site e a criação de emissora on-line de rádio e televisão para impulsionar a candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. A discussão sobre a mobilização na

internet virou lugar comum entre os principais partidos que disputarão a eleição de 2010. Todos se inspiram na plataforma on-line criada pelos estrategistas do presidente norte-americano Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008.

JÚNIOR SANTOS

Definições de Maurício

Partidos negociam alianças para a disputa proporcional PABLO VALADARES/AE

ANNA RUTH DANTAS repórter

om as coligações majoritárias finalizando as articulações, foram deflagradas as negociações para compor as chapas proporcionais. No pleito potiguar, os partidos já estão negociando as alianças para as candidaturas de deputados federal e estadual. Uma aliança que em muito difere das composições para a disputa ao Governo, na qual os apoios são firmados em negociações envolvendo espaços em uma possível administração e também já cedendo “cotas” em cargos atuais. Mas na chapa proporcional além das “afinidades” políticas conta muito as operações matemáticas. Com base no quociente eleitoral (calculado na divisão do número de eleitores com o número de vagas oferecidas), os partidos fazem as contas para saber quantos candidatos poderão eleger. Nesse cenário, surgem algumas peculiaridades. As grandes legendas, como o PSB, por exemplo, enfrentam dificuldades de coligar com outros partidos, já que essa é uma legenda onde os candidatos têm uma grande soma de votos. Outros partidos começam a sinalizar com um “chapão”. O presidente do PMN, deputado Robison Faria, acredita que a composição da chapa proporcional poderá ser feita PMN, DEM e Partido Verde, caso esse último confirme o apoio a candidatura de Rosalba Ciarlini. O momento é de negociações para os líderes partidários. Já os candidatos, seja os que

C

Nós vamos analisar, porque fazer coligação é uma coisa que depende de dois”

O prefeito Maurício Marques está decidido a apoiar as candidaturas de Carlos Eduardo ao governo, Garibaldi Filho para o Senado, Fátima Bezerra para a Câmara dos Deputados, e Agnelo Alves para a Assembleia Legislativa. “Parnamirim vai votar em Carlos Eduardo para governador, Garibaldi Filho para permanecer no Senado, Fátima para deputado federal, e Agnelo para deputado estadual”, afirma Maurício Marques. Com relação ao segundo voto para o Senado, ele afirma que está “observando o quadro político”. E acrescenta:“Na hora certa anunciaremos essa decisão”. O prefeito Maurício Marques diz também que vem mantendo estreitos contatos com o ex-prefeito Agnelo Alves, seu antecessor.“Em política, parece natural a intriga, mas eu e Agnelo mantemos nossa amizade pessoal e política, a mesma desde 1996, quando nos conhecemos e fomos vitoriosos”.

Santa Cruz As comemorações do aniversário do vice-governador Iberê Ferreira de Souza, ontem em Santa Cruz, se transformaram em um ato político, com direito a discursos e manifestações de apoios por parte de correligionários e

aliados. A governadora Wilma de Faria e o deputado Henrique Eduardo Alves, líder da bancada do PMDB na Câmara, estiveram em Santa Cruz para as comemorações e missa em Ação de Graças.

Articulações no PR O deputado João Maia vai reunir os pré-candidatos a deputado estadual do Partido da República, nesta segunda-feira. O deputado Vivaldo Costa, o ex-prefeito José Lins (Currais Novos) e o secretário de Mobilidade Urbana de Natal,

Kelps Lima, devem participar do encontro. João Maia provavelmente vai conversar sobre a decisão de Vivaldo de apoiar Rosalba Ciarlini, enquanto o PR deve formalizar a coligação com o PSB, que tem Iberê Ferreira como candidato.

COMEMORAÇÃO NO JUDICIÁRIO Está confirmada para a próxima quinta-feira a solenidade de comemoração dos cinco anos da Justiça Federal em Caicó. O presidente do TRF, Luiz Alberto Gurgel de Faria, estará na solenidade.

CAMPANHA EDUCATIVA A TRIBUNA DO NORTE encarta nesta edição uma publicação da campanha educativa do Ministério Público Estadual que explica ao cidadão como deve fazer para cobrar o cumprimento da lei que determina às prefeituras a implantação do Plano de Saneamento Básico. “Foi determinante a participação do Sindicato dos Jornais e Revistas do RN nessa divulgação”, diz o procurador-geral de Justiça, Manoel Onofre Neto.

JOÃO MAIA deputado federal

As conversas ainda começarão. Essa será uma decisão de bancada” ROBINSON FARIA deputado estadual

buscarão a reeleição ou os que tentam uma estréia no Legislativo, estão fazendo muitos cálculos. A “ferramenta” mais usada no momento é a planilha. Com base nela, os políticos fazem um mapeamento dos municípios potiguares, as lideranças que devem buscar e quantos votos cada uma poderá garantir para a candidatura. AUMENTO DE VAGAS IMPULSIONA NEGOCIAÇÕES Nos últimos dias as negociações dos partidos e candidatos na composição da chapa proporcional ganhou um novo cenário com a minuta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o pleito de 2010. Caso seja aprovada, o que é muito provável que ocorra, o Rio Grande do Norte passará de 24 para 27 vagas na Assembleia Legislativa. Já a bancada de deputados federais será composta por nove parlamentares. O aumento de vagas para bancada potiguar está amparada nas regras constitucionais que coloca o número de deputados proporcional a quantidade de eleitores. O colégio potiguar possui hoje 2.182.866. Cresce o número de deputados estaduais e federais e, com ele, também aumenta a estatística de interessados. Se confirmada a minuta do TSE as movimentações políticas ganharão novos pretendentes ao Legislativo.

Se a alteração for confirmada pelo plenário do TSE, RN terá nove deputados federais

PSB e PPS discutem a formação de coligações O deputado estadual Gustavo Carvalho negou que o PSB esteja com dificuldade de compor aliança na chapa proporcional. Segundo ele, o PPS, presidido pelo deputado estadual Wober Júnior, já sinalizou com uma possível aliança. O PTB, do deputado estadual Ezequiel Ferreira, também poderá integrar a chapa. “É todo interesse do PSB compor aliança tanto para chapa de deputado estadual como de deputado federal. O ideal é a composição”, afirma Gustavo Carvalho. Na chapa para deputado estadual o PSB têm como confirmados os candidatos a reeleição Larissa Rosado, Márcia Maia e o próprio Gustavo Carvalho. Também estarão na disputa o atual presidente da Empresa Potiguar de Tu-

rismo, Cláudio Porpino, o advogado Lauro Maia, filho da governadora Wilma de Faria, e o exprefeito da cidade de Santa Cruz, Luiz Antônio Lourenço, conhecido como Tomba. A chapa para deputado federal tem dois estreantes confirmados: o secretário chefe do Gabinete Civil, Vagner Araújo, e a vereadora Júlia Arruda. Desde a desfiliação por justa causa do deputado federal Rogério Marinho, que deixou o PSB para assinar a ficha do PSDB, o partido ficou sem representação potiguar no Congresso Nacional. O nome de Vagner Araújo, que se lança com total apoio da governadora Wilma de Faria, desponta como o principal candidato peesssebista para conquistar um mandato de federal.

PDT E PC DO B

Presidente estadual do PDT e candidato ao Governo,Carlos Eduardo confirmou que o partido está muito próximo de compor aliança na majoritária e proporcional com o PC do B.“Estamos conversando em estágio avançado com o PC do B.Esse é o partido que está mais próximo de uma aliança tanto em nível de eleição majoritária como na proporcional”, afirma. Além do PC do B,ele citou também o PRB e o PSDC como legendas que estão sendo negociadas para integrarem a aliança com o PDT.“Faltam quatro meses para as convenções,onde efetivamente se dará a formalização das alianças partidárias.Esperamos que nos próximos quatro meses novos partidos venham a somar conosco”, comenta Carlos Eduardo,ressaltando que o limite do PDT é fazer aliança apenas com os partidos da base do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Entre os candidatos a deputado estadual que serão lançados pelo PDT estão o jornalista Agnelo Alves e a vereadora natalense Sargento Regina. O PC do B,presidido por Antenor Roberto,terá como um dos candidatos o ex-prefeito de Caicó,Roberto Germano.

PR vai reunir pré-candidatos para discutir composição Entre os partidos que já deflagraram as primeiras conversas para a composição da chapa proporcional está o PR, presidido pelo deputado federal João Maia. Nessa segunda-feira acontecerá a reunião da legenda. O deputado federal não adianta as preferências de coligação na proporcional, mas indica que é provável compor com partidos que estejam aliados na majoritária. “Nós vamos analisar, porque fazer coligação é uma coisa que depende de dois. É que nem casamento, não basta você querer, o outro tem que querer também. Nós vamos analisar que melhor coligação seria para o partido e é um negócio que tem que interessar ao outro partido também, e vamos analisar se é melhor sairmos com chapa própria”, diz o

deputado João Maia, em entrevista a Rádio Caicó AM. PV DEFENDE CHAPÃO O deputado estadual Luiz Almir, que será candidato a reeleição pelo PV, disse que a legenda ainda não definiu a coligação para proporcional, mas defende uma “grande chapa”. “Não houve nenhuma reunião para discutir o assunto. Mas o partido vai ter que formar uma coligação grande, boa, temos que oferecer grandes opções para as pessoas”, destaca. O partido da prefeita de Natal Micarla de Sousa lançará como candidatos a estadual, além dos atuais mandatários Luiz Almir e Gilson Moura, o marido da gestora, jornalista Miguel Weber. Para deputado federal estará na disputa o vereador Paulo Wagner.

PRESIDENTE DO PMN DESTACA ALIANÇAS O presidente estadual do PMN, deputado Robinson Faria, afirma que a tendência do partido é firmar coligação na chapa proporcional com o DEM,do senador José Agripino Maia,e o Partido Verde,da prefeita Micarla de Sousa,caso esse confirme o apoio a candidatura de Rosalba Ciarlini.“A coligação com o DEM é a lógica”, diz o líder do PMN. O partido de Robinson Faria terá quatro candidatos a reeleição, os deputados Antônio Jácome, Gesane Marinho, Raimundo Fernandes e Ricardo Motta, e já vive uma crise interna com estreantes. Os ex-prefeitos de Nova Cruz, Cid Arruda, e de Goianinha, Rudson Lisboa, disputam quem conseguirá viabilizar a candidatura para deputado estadual. O nome que for lançado terá a garantia de “repasse”de votos do colégio eleitoral de Robinson Faria, que é a região Agreste. O ex-presidente do DER, engenheiro Jáder Torres, também do grupo do PMN, ainda chegou a ensaiar uma candidatura a estadual, mas desistiu do pleito. Para Câmara dos Deputados, o PMN terá como principal candidato Fábio Faria, que tentará a reeleição. Se o deputado estadual Robinson Faria mostra disposição em fazer coligação com o DEM,os parlamentares Democratas ainda não se mostram tão seguros da definição.O deputado estadual Getúlio Rego,líder do DEM na Assembleia Legislativa, afirmou que o partido ainda não fechou aliança na proporcional. “As conversas ainda começarão.Essa será uma decisão de bancada,onde prevalecerá o interesse do partido.É preciso raciocinar de forma coletiva”, disse Getúlio Rego. Além dele,os deputados Leonardo Nogueira e José Adécio tentarão a reeleição pelo DEM.Outro já confirmado como candidato a estadual pela legenda é o vereador Ney Lopes Júnior. Na bancada federal,o DEM possui como principal candidato o parlamentar Felipe Maia,que tentará a reeleição.Betinho Rosado,que era primeiro suplente da coligação e assumiu com o falecimento do deputado federal Nélio Dias (PP), também tentará conquistar um mandato de titular na Câmara dos Deputados.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

política

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

[ IMÓVEL ] Contrato terá vigência até dezembro de 2012, com renovações anuais. No local, funcionará as secretarias municipais de Educação e Saúde

[ JUDICIÁRIO ] Corregedor de Justiça lamenta

as denúncias contra o TJ do Mato Grosso

Prefeitura aluga prédio de Escândalo no Tribunal hotel para duas secretarias prédio do Novotel Ladeira do Sol, em Areia Preta, passará a ser o endereço das secretarias municipais de Saúde e Educação. Por dispensa de licitação, a Prefeitura alugou o prédio e deverá assinar ainda esta semana o contrato de locação do imóvel. Foram publicados, no Diário Oficial do Município, dois termos de dispensa de licitação para a locação, um da Secretaria de Saúde no valor mensal de R$ 56.196,00 e outro, da Educação, no valor de R$ 70 mil, também por mês. De acordo as especificações publicadas no DOM, o prédio pertencente a empresa Azevedo Hoteis e Turismo Ltda. A escolha, explica Ronaldo Machado Bezerra Cavalcanti, coordenador geral de Administração e Finanças da SMS, se deu por convocação pública, em 28 de janeiro, no qual concorreu o empreendimento e o Edifício Ducal, atual sede, cujo contrato venceu em dezembro passado. O prédio com quatro pavimentos e cerca de 3 mil metros quadrados de área construída atende os critérios de acessibilidade e de particularidade da

MARCELO BARROSO

O

Imóvel na Ladeira do Sol deverá receber as instalações de duas secretarias municipais

localização, zona oeste, especificadas no edital. “Além da economia que teremos com o aluguel do prédio, há uma série de vantagens em relação a condições de trabalho e atendimento à população. Há estacionamento privado, parte do mobiliário, aparelhos

de ar-condicionado, a acessibilidade e o condomínio é por conta também do hotel”, explica a secretária Ana Tânia Lopes Sampaio. A SMS informou que paga R$ 52 mil pelas atuais instalações no Ducal. A vigência do contrato será até dezembro de 2012, sendo renova-

do anualmente. O contrato deverá ser publicado em 30 dias e as mudanças estão previstas para té 45 após a assinatura. O departamento de Vigilância Sanitária da SMS permanecerá ocupando dois andares, até conclusão de processo do setor.

é estarrecedor, afirma ministro S ão Paulo (AE) - O corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, disse que o escândalo do Tribunal de Justiça do Mato Grosso (TJMT), onde dez juízes foram afastados nesta semana por corrupção, “é estarrecedor e muito preocupante” por conta da extensão da rede de irregularidades apuradas. “Não foram atos isolados, mas conectados, concertados”, afirmou, nos bastidores do 3º Encontro Nacional do Judiciário, que ocorre hoje em São Paulo. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu pela aposentadoria compulsória de três desembargadores e sete juízes, incluindo o presidente Mariano Travassos, após a acusação de uso irregular de verbas do TJ-MT para socorrer financeiramente uma loja maçônica. O dinheiro

teria sido desviado para sanear o rombo financeiro de loja maçônica, integrada por alguns dos magistrados. Todos foram condenados por conduta antiética e corrupção ativa e passiva. Questionado sobre se a aposentadoria compulsória, sanção administrativa máxima permitida pela legislação, seria suficiente para punir os magistrados, o presidente do CNJ, ministro Gilmar Mendes, respondeu que o processo ainda não terminou. “O Ministério Público oferecerá denúncia. Se houver condenação definitiva, o juiz pode perder a aposentadoria.” O ministro Dipp, contudo, disse ter identificado uma mudança de comportamento no Judiciário. “Os próprios tribunais começaram a apurar as irregularidades que já existiam, eram conhecidas”. JOANA LIMA

O Ministério Público oferecerá denúncia. Se houver condenação definitiva, o juiz pode perder a aposentadoria”

Os próprios tribunais começaram a apurar as irregularidades que já existiam”. Gilson Dipp corregedor de Justiça

Gilson Dipp vê mudanças de comportamento no Judiciário

Justiça reduz estoque de processos São Paulo (AE) - A Justiça brasileira conseguiu reduzir o estoque de processos antigos, com mais de cinco anos de tramitação, em 60% durante o ano de 2009, de acordo com dados apresentados hoje pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) durante o 3.º Congresso Nacional do Judiciário, realizado em São Paulo. Dos 4,42 milhões de processos pendentes, 2,63 milhões foram julgados (58,8%) até 31 de dezembro de 2009. O dado mais atualizado, até 17 de fevereiro de 2010, mostra que 2,72 milhões de ações (60,7%) saíram da gaveta do Judiciário. Falta 1,7 milhão. Essa redução do estoque de processos antigos (distribuídos até dezembro de 2005) é a chamada meta 2, de um total de 10 metas, instituída pelo CNJ em 2009. De acordo com Rubens Curado, secretáriogeral da instituição, 67% dos 93 tribunais do País cumpriram acima de 70% da meta 2. O desempenho foi melhor nas instâncias superiores, como o Tribunal Superior do Trabalho (TST), da Justiça (STJ), Eleitoral (TSE) e Militar (STM), onde o cumprimento médio da meta chegou a 87% em fevereiro. A Justiça Federal (TRFs) atingiu 64% da meta, a Estadual (TJEs), 58%; a do Trabalho (TRTs), 93%; a Eleitoral (TREs), 90% e a Militar (TJMs), 81%. O presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, considerou o resultado “excelente”. “Agora vamos avançar. Vamos manter como meta aquilo que não foi cumprido”, disse.


política

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5 DIVULGAÇÃO

[ SUCESSÃO ] Fernando Henrique Cardoso

afirma que Justiça Eleitoral precisa ser rigorosa

FHC admite possibilidade de chapa puro-sangue R io de Janeiro (AE) - O expresidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que uma chapa puro-sangue do PSDB à Presidência da República não teria “necessariamente” o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, como candidato a vice do tucano José Serra. Questionado sobre uma chapa presidencial exclusiva do PSDB, o ex-presidente respondeu: “Sempre é possível. Não necessariamente o Aécio. Puro-sangue depende da circunstância.” Fernando Henrique lembrou que o eleitor é mais motivado pela figura dos candidatos do que por ideologia. “A população hoje não está acreditando em partidos, siglas, legendas. Vai olhar quem, qual pessoa. Se for uma pessoa boa, ótimo”, disse. Desde que Aécio desistiu da disputa interna para ser candidato a presidente, em dezembro passado, os tucanos pressionam para que seja vice de Serra, mas o governador mineiro insiste que há “chance zero” de isso acontecer. Líderes do partido, no entanto, ainda apostam na dupla Serra-Aécio para enfrentar a pré-candidata do PT, ministra Dilma Rousseff, e o vice do PMDB, provavelmente o presidente da Câmara, deputado Michel Temer (SP). Fernando Henrique disse que o vice só será definido na convenção partidária de junho e lembrou que Dilma também não tem o vice escolhido.

O ex-presidente também pediu rigor da Justiça Eleitoral. “Uso da máquina pública é crime. A Justiça tem que atuar com mais firmeza nessa matéria, porque simplesmente é contra a lei”, declarou. Desde o ano passado os partidos de oposição encaminham denúncias de

viver Fernando Henrique Cardoso destaca importância do candidato

A população hoje não está acreditando em partidos, siglas, legendas. Vai olhar quem. Se for uma pessoa boa, ótimo” FERNANDO HENRIQUE CARDOSO ex-presidente da República

campanha antecipada contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que tem viajado o País ao lado de Dilma, mas a maioria já foi arquivada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por falta de provas ou inconsistência. Fernando Henrique esteve no Rio para um debate sobre descriminalização das drogas e não quis falar sobre os efeitos nas urnas das denúncias de corrupção que levaram à prisão o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, ex-DEM e atualmente sem partido. O DEM é o principal aliado no PSDB na disputa presidencial.

TERÇA A SÁBADO NA TRIBUNA DO NORTE


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

política

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Agnelo Alves O REPÓRTER NOTAS... ...SATON

FIM DE GOVERNO? ALEX RÉGIS

EMANUEL AMARAL

ALEX RÉGIS

... O QUE SE DIZ... ANA SILVA

NÚMERO TRÊS (1) Com três candidatos disputando o governo do Estado é tido e havido como certo de termos o segundo turno para que se conheça o vencedor,o futuro governador do Rio Grande do Norte.

NÚMERO TRÊS (2) Já em relação ao pleito para o Senado da República,o lançamento dos chamados três ícones da política do Estado complica a escolha dos dois vencedores. Um será derrotado.Quem? Agripino? Garibaldi,Wilma?

NÚMERO TRÊS (3) Lendo-se o horóscopo dos três,não está escrito o nome do derrotado e nem dos dois vencedores.O páreo é duro entre os três candidatos ao Governo e duro entre os três candidatos ao Senado.

Wilma – Fim de governo inquietante

Vivaldo – O “papa” sabe das coisas

Lavoisier – A última gota d’água

Iberê – À deriva

QUATRO Pode pintar um quarto candidato competitivo ao Senado:Sávio Hackradt.

“ESQUERDA” Os chamados principais partidos brasileiros são de“esquerda”.O PT,o PMDB,o PSB,o PSDB,o PDT,seguindo-se o segundo grupo também da esquerda, o PR,o PPS,o PP.

MENOR ELEITORADO O município de menor eleitorado do Rio Grande do Norte até 31 de janeiro, segundo atualização feita pelo TRE,é o município de Ipueira,no Seridó,com 1.744 eleitores.

MENOS DE TRÊS MIL Vinte e quatro municípios do Rio Grande do Norte têm menos de três mil eleitores. São:Jardim de Angicos,Vila Flor,Jundiaí, Passagem,Monte das Gameleiras,Pedra Preta,Fernando Pedrosa,Lagoa de Velhos,Santana do Seridó,Bodó,Água Nova,Francisco Dantas,João Dias,Major Sales,São Fernando,Timbaúba dos Batista,São Bento do Norte,Galinhos, Rafael Godeiro,Lucrécia,Tabuleiro Grande,Viçosa e Ipueira.

TRÊS MAIORES Os três municípios de maior eleitorado são:Natal,com 509.248 eleitores, Mossoró,com 154.248 e Parnamirim com 91.726.Em seguida vem São Gonçalo do Amarante,com 59.320,Ceará-Mirim,com 46.317,Caicó,42.766 e Assu,com 37.500 eleitores.

VINTE MIL No grupo dos municípios com eleitorado acima dos vinte mil votos,mas abaixo dos 35 mil,estão João Câmara com 23.471 eleitores,Canguaretama,com 21.965,Nova Cruz,com 27.520,Santa Cruz,com 24.313,Currais Novos,com 31.992,Apodi,com 26.412 e Touros,com 20.571 eleitores.

NATAL Natal tem cinco zonas eleitorais.A maior é a Zona Norte,com 138.615 eleitores e a menor é a Primeira Zona,com 81.993, seguindo-se a 2ª Zona,com 92.719,a 3ª Zona,com 99.488 e a 4ª Zona com 96.554,totalizando 509.248 eleitores.

ELEITORADO TOTAL Segundo os números disponíveis no TRE, o eleitorado total do Rio Grande do Norte é de 2.182.866 eleitores.É possível que até 5 de março,bem próximo,O TRE publique novos números.

SOFISMA DA LEI Por sofisma da Lei Eleitoral,todos os candidatos às eleições de outubro próximo são considerados PRÉCANDIDATOS e não podem fazer propaganda eleitoral.Fazem o proselitismo com entrevistas,discursos, reuniões internas.Candidatos mesmo só são considerados após homologação das convenções partidárias,até 30 de junho,93 dias antes da eleição.

BOM LIVRO “Uma História em Cinco Vozes”é um produto modesto,mas que faz justiça à história igualmente modesta do escritor conterrâneo Lima Neto.Cinco bons contos para uma leitura agradável.Belas e sugestivas ilustrações.Prefácio inteligente de Valério Mesquita.

guinada de 360 graus do ex-deputado Vivaldo Costa para apoiar a pré-candidata Rosalba Ciarlini, deixando Iberê Ferreira de Souza não é e não será a única surpresa da campanha governamental de 2010. Outras virão. Verdade que, em si tratando de Vivaldo Costa, o fato repercutiu com espanto. Afinal, Vivaldo passou esses três anos e meio, como suplente, convocado permanentemente na Assembléia Legislativa como titular, fazendo com que o Rio Grande do Norte pagasse um deputado a mais. É a Lei. Mas, recorde-se que Vivaldo não foi reeleito deputado estadual pela atuação do deputado Lavoisier Maia, ex-marido da governadora, no uso dos poderes do Governo, chegando em vários municípios do Seridó, considerados até então “fechados” a Vivaldo. Ainda, segundo mágoa expansiva de Vivaldo, agora – a semana passada – quando se procurava uma solução para mantê-lo na Assembléia com a nomeação de Lavoisier para a Secretaria de Articulação com os Municípios, Lavoisier recusou. Vivaldo foi desconvocado. A permanência de Vivaldo na Assembléia como suplente convocado não apagou a mágoa da não reeleição. E a recusa de Lavoisier em assumir a Secretaria de Articulação com os Municípios foi a gota d’água (versão de Vivaldo junto a amigos). Vivaldo perde alguns colégios eleitorais, mas leva muitos outros, considerados fundamentais para Iberê, com uma indagação: E Wilma para o Senado? Ainda vem mais surpresas por aí. É só aguardar.

A

RIO GRANDE DO NORTE PERDE A BATALHA DO PETRÓLEO Bira Rocha é um empresário com vocação política. Com espírito público de um estudioso dos problemas do Rio Grande do Norte, Bira

Rocha não tem dúvida de que o Petróleo é uma riqueza perdida A guinada de 360 pelo nosso Estado: a) Já não somos o graus de Vivaldo maior produtor de pe- Costa, o líder tróleo em terra do Bra- caicoense – Governo sil. Perdemos a prima- reage suspendendo zia para os estados do o pagamento de Amazonas e Sergipe; quem não tem nada b) A maior perda com isso – Rio foi a da refinaria que Grande do Norte está sendo construída esqueça que tem em Pernambuco. petróleo – Sensatez Além das duas proje- no Ministério Público tadas, uma que vai pa- e na polícia evita a ra o Ceará e a outra pa- insegurança maior – Governo Wilma está ra o Maranhão; c) Faltou força po- terminando. lítica para o Rio Grande do Norte. Segundo Bira Rocha, o Estado ficou com as fotografias e as declarações publicadas como matérias graciosas, veiculadas pela mídia local; d) Com a perda da refinaria, perdeu-se o polo petroquímico, perdeu-se o porto, perdeu-se... perdeu-se... perdeu-se... Não se ganhou, sequer, a experiência cantada em versos e prosas, todas as vezes que se contabiliza uma ou mais outras perdas. Ganhou-se experiência? Nem isso. Tudo verdade.

CAOS,INSEGURANÇA,GREVE A governadora Wilma Maria de Faria não poderia imaginar um fim de governo mais difícil. O atraso no pagamento dos policiais civis e militares e do Ministério Público. Afinal, a última impressão é a que fica, diz o dito popular. A governadora perdeu a maioria cúmplice que sustentou nos dois mandatos e na Assembleia com mais um deputado, Vivaldo Costa, para efeito de pagamento. Vivaldo rompeu politicamente. Rompeu e passou a apoiar o can-

didato do DEM, deixando o candidato da governadora à deriva. A saúde está em greve sem sinais de voltar a trabalhar antes da governadora deixar o governo. O que está funcionando bem ou mal? A governadora viajando para cuidar de sua candidatura ao Senado, uma atitude política que seria válida se o governo estivesse funcionando. Não está. Quem era governo durante oito anos não vira oposição. O governo reage da pior maneira possível, atrasando o pagamento de pessoal dos setores mais sensíveis da estrutura governamental, a Segurança Pública. No final, capitulam juntos governo e oposição (que era governo e no final do governo, virou oposição). Telefona-se para o governo. Quem atende não tem condições de responder além do “alô” e muito menos de decidir. O governo não vem a público para denunciar ou, minimamente, nominar os culpados. O coração de quem até 24 horas antes era secretário de Estado começa a dar sinais de batimentos fortes e rápidos. Taquicardia? Não “politicardia”, isto é, o secretário, o que deixara o governo para fazer oposição na Assembléia, anuncia em voz inconfundível de muita saúde que vai tirar licença para tratamento do seu ágil coração. Vai baixar hospital? Não. Vai ser atendido, pelo menos, por um médico? Não. Mas a lei faculta. E lei é lei... O que está acontecendo na enfermaria da Assembleia Legislativa? Nada, exceto nada, porque nada foi solicitado. O deputado a mais na Assembleia vai continuar deputado, só com a transferência da bancada. Deixa a bancada do governo para sentar-se na bancada da oposição? É da lei política. Quem vai assinar a licença para o deputado que pretende tirá-la? O nome do médico? Não foi anunciado. É o fim do governo?

estória da história TANCREDO ACOMPANHOU A VITÓRIA DELE VOTO A VOTO – MALUF FOI CUMPRIMENTÁ-LO Dia da eleição presidencial no Congresso. A última sem o voto popular. Vitória absolutamente tranquila de Tancredo Neves. Desde a chegada do vitorioso, a notícia corrente nos corredores do Congresso e entre os jornalistas era de que Paulo Maluf, o derrotado, logo que fosse proclamado Tancredo vitorioso, ele iria cumprimentar o vencedor. Tancredo acreditava. Certamente preparou-se. Mas outros não acreditaram. Tancredo porque esperava, sinalizava crer. Maluf cumprira bem o papel dele. O desempenho de Maluf fora realmente importante. Lembro episódio que já narrei quando mandou emissário a Aluízio no Hotel San Paul, dando conta da pressão que recusara da “Linha Dura” com a proposta de renúncia da candidatura e denúncia de corrupção pela bancada de Tancredo na compra de votos no Congresso, citando exemplos, dentre os quais o mais frisante o do Juruna cuja adesão a Tancredo tivera grande repercussão na imprensa. Maluf recusou e cientificou Tancredo através de emissário, pessoal da confiança de Aluízio e dele, Maluf. Tancredo não interrompeu a campanha, viajando pela manhã, cedo, deixando com Aluízio manifesto para ser entregue à imprensa. A partir desse episódio, Tancredo e Maluf não mais se hostilizaram, embora mantendo a

DIVULGAÇÃO

mesma pregação da campanha. Esse episódio já reportei. Ao chegar ao Congresso, Tancredo rumou diretamente para o grande salão preparado especialmente para ele e o seu “estado maior” acompanhaLAYCER TOMAS rem a votação. Os jornalistas tinham acesso diretamente a ele sem interferências de ninguém. Jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas. Cada voto anunciado era contabilizado por uma comissão informalmente constituída. A vitória seria, como foi, ampla. Quando chegou no número de votos que marcava indubitavelmente a sua vitória, começaram as comemorações. A partir desse instante, Tancredo e Sarney não conseguiram mais se sentar, entre abraços e apertos de mão. Deputados, senadores e outros votantes do colégio eleitoral começaram a chegar. O salão ficou pequeno. Gente transbordando pelas portas e janelas. Anunciado o final da votação com a proclamação dos eleitos Tancredo e Sarney, alguém anunciou em voz alta que Maluf estava vindo. Imediatamente o clima serenou. Fotó-

grafos, cinegrafistas e jornalistas tomaram posição para o grande instante, quando alguém anunciou que acompanhando Maluf vinham líderes correligionários dele e jornalistas. Tancredo tomou posição junto às portas. Não tão próximo, mas não tão distante. Sarney, precavido, ficou. Os dois caminharam para se sentarem, por rápidos minutos, para fotografia da imprensa. Fizeram as declarações à imprensa. Mas o que conversaram não foi reportado. Ao final, Tancredo acompanhou Maluf até a porta, mas aí ficaram bastante claras suas palavras de agradecimento ao candidato do governo, entendendo-se candidato até o final da disputa, jamais colocando em risco a eleição como desejara a “Linha Dura”. Maluf desejou feliz gestão e confiança no restabelecimento da democracia no país. No final da tarde, todo sistema de segurança do presidente Tancredo Neves estava aparecendo pela primeira vez, com destaque para o general Leônidas Gonçalves, que todos identificaram de imediato como futuro Ministro do Exército, como aconteceu. E a partir daí, duas montagens, a viagem de Tancredo ao exterior e o Governo que foi mantido intacto por Sarney, enquanto Tancredo estava vivo. As modificações foram acontecendo sem o espírito “sarneysista” e muito menos anti-Tancredo.

...Que conversavam numa roda de pessoas bem informadas sobre a identidade de um deputado federal que leu da Tribuna da Câmara o relatório do atentado no Campo de São Cristóvão...Que houve uma recusa quase unânime da bancada da Arena,a partir do líder Nelson Marques,quando, surpreendentemente,um deputado fez sinal que se dispunha a ler e a defender como verdadeiro o resultado do relatório em que as vítimas programadas foram apontadas como algozes e os verdadeiros algozes apareceram como vítimas...Que está nos anais da Câmara Federal,com fotografia publicada do plenário, deputados todos de costa para o orador e o próprio líder Nelson Marques,com a cabeça enterrada entre suas mãos numa atitude de nojo e acanhamento...Que ao término da leitura, não houve uma só palma e nem tão pouco,o tradicional gesto do orador ser cumprimentado por parte dos seus companheiros deputados...Que custou muito caro a leitura,mas ninguém sabe ao certo quanto o deputado que leu o relatório recebeu,pois além de dinheiro, recebeu,também,outros bens que,se ditos, logo identificariam o deputado que desafiou toda a Câmara Federal envergonhada....

... CARO LEITOR... Dir-se-á que não sou bem informado.Se não sei das coisas,por que inventar? Para valorizar o pueril como informação? Lendo as páginas que cobrem a política,vejo que sou mesmo do be-a-bá do seu Quindim. Sim,foi lá que soube,por exemplo,coisa alguma de coisa alguma sobre coisa nenhuma da vida alheia. Quem quer saber o quê de quem? Por exemplo,o tombo meio sem jeito da Marieta,possibilitando o flagrante, mostrando que a dita cuja não estava prevenida e justificava ter saído apressadamente,sem tempo de vestir uma das calcinhas que comprara no último lançamento de lingerie na loja do“seu” Mesquita.Quer saber outra? Chiquito,de cumadre Purifinha,ultimamente,só sai de casa depois da meia-noite,feito lobisomem.Veste uma capa preta e um chapéu de massa,onde enterra a cabeça com as abas,cobrindo as“urêias”...Óculos escuros,encobrindo o avermelhado dos olhos.Para que essa fantasia toda,se Chiquito já assombra,botando menino pra correr com medo dele ao vivo,sob o sol do meio-dia? Vá lá que as estórias amorosas ou,mais precisamente,as travessuras amorosas de Tidinha filha de dona Tidona têm um algo de picardia que desperta a curiosidade geral.Mas já começaram a ser repetidas, sabe? Por exemplo,aquela dentada que deu nos lábios do Liborinho,coitado,ainda hoje exibindo as marcas,meio sem jeito ao sorrir.O coitado esquece quase sempre que pode encobrir a boca com a palma da mão, feito um paredão.Liborinho já é feio, imagina com a boca sem dentes e um buraco nos lábios feito pela dentada da Tidinha...Um pandemônio.A última lá na bodega do“seu”Quindim é que...Digo não. Nem sob tortura abro a boca para dizer.Se bem que estou escrevendo e o papel não tem ouvidos.Mas,de qualquer maneira, não digo não.Deixe a loja do“seu”Zé Leão ir à falência,um acontecimento esperado para qualquer momento.As prateleiras estão praticamente vazias.Todo mundo está vendo e sabendo.Para que eu dizer? Ah,eu estou escrevendo,é? Como diz aquele personagem da televisão,“foi sem querer,querendo”...Não é tudo muito pueril? Ah estive com“Eu”,que não sou eu. Fez que não me via,mas sabendo como ninguém que eu estava acompanhando a distinta andar.Como pisa bem! Quando chegou na esquina,olhou para traz, focando neste pobre cristão de pecados veniais,flertando numa combinação dos olhos e prosseguiu...Só errou numa coisa,a “Eu”,que não sou eu,pensou que eu iria atrás.Fui não,sabe? Dois minutos depois, ela me telefonou dizendo-se espantada e que tinha uma novidade para me contar. Expliquei que os companheiros estavam todos atentos.Ela esperasse que eu chegaria num minutinho.Esperou não. Vingou-se.Nem ela tinha novidade nenhuma para me contar,nem eu estava interessado na novidade que ela supunha que eu gostaria de saber.Começou a mentir e provocar um certo desgaste.Uma série de desencontros,opiniões conflituosas,enfim,incompatibilidades que se vão acumulando,até que um dia...Olhaí, nem“Eu”,sou eu e eu,no caso sou também eu.Estou apenas reportando. Um abraço,amigo velho.A carta já vai longa.Sem mais,NECO.


Domingo | 28 de fevereiro de 2010

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

7

ENTREVISTA / FERNANDO PIMENTEL / EX-PREFEITO DE BH E COORDENADOR DA CAMPANHA DE DILMA ROUSSEFF

‘Há uma tentativa de jogar suspeição’ Como o senhor recebeu a reportagem? Com indignação. É claramente uma tentativa de jogar suspeição sobre mim, em um momento em que estou vinculado diretamente à campanha presidencial da ministra Dilma. É um jeito de desviar a atenção do foco principal hoje, que são os escândalos do DEM em Brasília. Fiquei indignado porque o que está posto é absurdo, não tem qualquer fundamento, como o futuro comprovará. Mas, na vida pública, hoje, estamos sujeitos a esse tipo de calúnia. O senhor fala em calúnia,mas há uma investigação concreta contra o senhor em Minas, que é mencionada. Nunca houve qualquer ação judicial envolvendo a CDL de Belo Horizonte e a prefeitura. Esse inquérito civil público ao qual eles se referem não virou uma ação. Nunca entrou na Justiça, nunca houve procedimento judicial. É uma investigação do Ministério Público Estadual que concluiu que não tinha nada. É simples assim. Trata-se de um convênio para colocar câmaras no centro da cidade, o chamado Projeto Olho-Vivo. Foi feito, as câmaras foram colocadas, quem fez a instalação foi a Câmara dos Diretores Lojistas e a prefeitura entrou financiando essa instalação. Depois, foi repassado o convênio à Polícia Militar de Minas Gerais, que é quem o gerencia atualmente. O projeto é um grande sucesso. A ilação que está sendo feita, uma “forçação de barra” completa, é porque um dos diretores da CDL à época do convênio depois foi arrolado no inquérito do mensalão como doleiro. O senhor fala do Glauco Diniz. Qual seu relacionamento com ele? Nenhum. Nunca estive com ele

Mas,os repasses para a empresa do Glauco Diniz não existiram? Nosso convênio tinha valor de R$ 14 milhões, mas a prefeitura só repassou para a CDL R$ 4,4 milhões, referentes às câmeras. Foram três pagamentos, em fevereiro, março e abril de 2004. A informação que tenho é de que os repasses do Glauco Diniz ao exterior foram feitos, curiosamente, em abril, julho e agosto de 2003. O senhor disse que isso foi colocado,pois o senhor está na campanha de Dilma.É uma operação da oposição? Não vou ser leviano a esse ponto, mas acho que é muita coincidência que justamente no momento em que estou com uma exposição grande, não como prefeito, mas como supostamente um dos coordenadores da campanha de Dilma, vem um vazamento de documento carimbado como sigiloso, o que não é prova de nada. Qual é seu relacionamento com o Duda hoje? Nenhum. Meu relacionamen-

[ CONFLITOS ] Marco Aurélio diz que o governo

brasileiro não tem uma postura discriminatória

Assessor nega problemas com direitos humanos assessor internacional da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, negou que o governo Lula tenha uma postura seletiva em relação aos direitos humanos. Segundo Marco Aurélio, existem problemas de direitos humanos em diversos países e o governo Lula tem postura semelhante para todos os casos, preferindo discutir essas questões com os organismos internacionais. “Isso não significa desconsideração em relação a esse tema, nós buscamos o entendimento. Declarações contra direitos humanos muitas vezes pode piorar a situação”, afirmou Marco Aurélio Garcia. “Uma declaração tonitruante é muito bom para a plateia. Mas para o País pode piorar a situação”, disse o assessor, citando como exemplo o Sudão, onde depois das críticas à violação dos direitos humanos no país, o governo tomou atitude radical, expulsando organizações não governamentais e organismos internacionais. Marco Aurélio disse que a postura do governo Lula é a mesma do governo anterior. Ele admitiu que a morte do dissidente cubano, Orlando Zapata “é uma situação que incomoda”. “Preferia que não houvesse dissidentes”, afirmou. Marco Aurélio não aprovou o anúncio do governo venezuelano de deixar a comissão de Di-

O

DIDA SAMPAIO/AE

na minha vida. Ele simplesmente assinou, entre outros tantos diretores da CDL. O sujeito, naquele afã de querer envolver mais um homem público, prefeito do PT, mais alguém, ele fala: “Ah, olha, esse Glauco Diniz, agora apontado como doleiro, assinou um dia um convênio com um prefeito do PT. E quem fez a campanha desse prefeito foi o Duda Mendonça. Então olha, tá vendo, estão mandando dinheiro ao exterior.” Não tem nada a ver uma coisa com a outra. É uma ilação absurda, falsa, inaceitável e, evidentemente, não virou nada. Nunca fui inquirido, arrolado, intimado, indiciado nem denunciado em qualquer processo desses muitos processos do mensalão.

DIDA SAMPAIO/AE

Marco Aurélio Garcia

reitos Humanos da OEA por causa das críticas que o órgão fez ao governo de Hugo Chávez. “Eu não aconselharia isso”, disse Marco Aurélio, sem dar mais detalhes. Ao mesmo tempo, ele elogiou o governo hondurenho, que exonerou o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, Romeo Vásquez, que executou o golpe contra o expresidente Manuel Zelaya. Para Marco Aurélio esse foi um bom gesto, mas que outros sinais devem ser dados, como o retorno de Zelaya ao país. “Está se buscando uma reconciliação nacional e é preciso que o governo dê outros sinais”, disse.

com outros nomes do mensalão, como Delúbio ou Marcos Valério? Tenho relacionamento normal com os meus colegas de partido. Delúbio quando era tesoureiro teve um relacionamento comigo como dirigente do PT. O companheiro Genoino teve muito contato comigo, isso é normal. Tenho ligações de amizade com companheiros, como o Zé Dirceu, o Genoino. E Marcos Valério? Conheço. O conheci socialmente em Belo Horizonte porque era uma pessoa do meio publicitário muito conhecido.

O

O ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) nega qualquer relação com esquema do mensalão petista. Coordenador da campanha presidencial da ministra Dilma Rousseff (PT), ele descreve como uma “ilação absurda” a afirmação de que teria remetido ao exterior recursos oriundos de um contrato da prefeitura da capital mineira. Fernando Pimentel vê uma tentativa de prejudicar a campanha de Dilma. Seguem os principais trechos da entrevista à Agência Estado.

A ilação que está sendo feita, uma “forçação de barra” completa, é porque um dos diretores da CDL à época do convênio, depois foi arrolado no inquérito do mensalão como doleiro.”

to com ele é vê-lo uma ou duas vezes por ano, em algum evento ou alguma circunstância. Quanto o senhor pagou a ele pela campanha? Não me lembro. Deve ter sido algo do tipo R$ 1,5 milhão. E com o procurador? Nunca o vi. Nunca fui intimado, nunca prestei depoimento. Isso tudo é uma grande ilação. Por que esse inquérito foi anexado ao processo do mensalão? Não sei.

No STF,o senhor entrou na lista. Não me incluíram em lista nenhuma. Este é um de milhares de documentos que estão lá dentro e não tem resultado. O senhor tem recursos no exterior? Não. Não tenho nada. Minha declaração de bens é pública e tem praticamente o mesmo tamanho de quando entrei na prefeitura. De quanto é seu patrimônio hoje? Não chega a R$ 1 milhão. Que relacionamento o sr. teve

O senhor nunca teve nenhum negócio com ele? Nem contato, nem contrato. Nenhuma relação de negócio com ele. Em Minas, ele nunca teve relação com o PT. Era muito mais próximo ao PSDB. Há,então,como o senhor sugere,uma operação para prejudicar Dilma? Ou é muita coincidência, ou de fato há uma tentativa de envolver figuras que estão na campanha ou ligadas à ministra. Ressuscitar essa história de mensalão em um ano eleitoral a quem serve? A gente tem sempre que perguntar a quem isso serve. Deixo essa pergunta. Agora, não vou responder. Isso é comandado por quem? Eu só estou colocando a pergunta. O senhor planeja alguma providência? Vou examinar com calma essa matéria, vou consultar meus advogados e ver se é o caso de tomar alguma providência legal.

[ AVIAÇÃO ] Representante da Boeing oferece parceria para transferir tecnologia e desenvolver a próxima geração do jato com a Embraer e outras empresas brasileiras do setor

Porta-aviões traz o F-18 io de Janeiro (AE) - Depois de 16 dias socorrendo vítimas do terremoto no Haiti, o porta-aviões norte-americano USS Carl Vinson chegou à Baía de Guanabara em outra missão de socorro, desta vez em favor da Boeing, autora de uma das propostas para vender 36 caças ao Brasil no projeto FX-2, de US$ 10 bilhões. Tendo a bordo 60 aviões, entre eles alguns F-18 Super Hornets - que a empresa oferece na disputa contra os Rafale da francesa Dassault e os Grippen da sueca Saab -, a embarcação de 332,85 metros, e com dois reatores nucleares virou paisagem para o comandante do GrupoTarefa de Porta-Aviões Nº 1+ dos EUA, contra-almirante Ted Branch, elogiar o produto americano. Um representante da Boeing, Michael Coggins, também deu entrevista, oferecendo aos brasileiros parceria para transferir tecnologia e desenvolver a próxima geração do jato, com a Em-

WILTON JÚNIOR/AE

R

Porta-aviões norte-americano chega à Baía de Guanabara

braer e outras empresas do setor. “Não sou vendedor, nem representante”, afirmou Branch, sorridente, na conversa de menos de quinze minutos em terra, no Píer Mauá. “Sim, temos F-18 a bordo. Este é um caça muito capaz, completo, talvez o mais completo caça

disponível no mercado hoje em dia. O Brasil tomará a decisão correta, mas posso afirmar que este é um caça de excelente capacidade.” Menos diplomático que o militar, o civil Coggins criticou os concorrentes. “Acho que o histórico dos franceses aqui no Brasil, em termos

de apoio aos aviões Mirage e a helicópteros aqui em solo é horrível. E foi bem documentado por muitas pessoas aqui no Brasil. É uma das razões pela qual a Força Aérea Brasileira prefere não trabalhar com o Rafale”, disse ele, garantindo que o Super Hornet seria entregue no prazo “Não vejo como os suecos podem fazê-lo, têm um único programa de testes. Como vão estar prontos para produzir 36 jatos?” Estamos trabalhando muito duro desde já, para assegurar que podemos manter o cronograma de 2014.” Coggins reconheceu que Brasil e França têm uma longa parceria estratégica e disse que há um elemento político na decisão. Lembrou que outras autoridades americanas visitaram ou vão visitar o Brasil nos próximos dias, como o procuradorgeral. Eric Holder, a secretária de Estado, Hillary Clinton, e o secretário de Comércio, Carlos Gutierrez, indicando que todos devem pressionar em favor da proposta americana.

LUTH LOPES DA COSTA *07.08.1948 +27.02.2010

NOTA DE FALECIMENTO A família de Luth Lopes da Costa, comunica a parentes e amigos o seu falecimento. O velório está acontecendo no Centro de Velório do Alecrim, e o sepultamento será realizado neste domingo,dia 28,às 10 horas,no Cemitério Parque de Nova Descoberta.

viver

DETERÇA-FEIRA A SÁBADO NA TRIBUNA DO NORTE


8 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

[ CRISE NO DISTRITO FEDERAL ] STF aguarda

informações da Câmara Legislativa

Supremo não tem prazo para decidir sobre intervenção ão Paulo (AE) - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, disse ontem que ainda não há data para o julgamento do pedido de intervenção no governo do Distrito Federal. Segundo ele, o processo ainda não está em condições de ser julgado. O STF aguarda informações da Câmara Legislativa do DF e depois ainda vai ouvir a Procuradoria Geral da República. “O processo está sendo tratado com o devido respeito. É primeiro preciso julgar para depois condenar. Primeiro vamos ouvir as pessoas e depois levar a julgamento. Sem nenhum estresse”, disse Mendes ao participar, em São Paulo, do 3º Congresso Nacional do Judiciário. O pedido de intervenção foi apresentado ao STF no dia 11 de fevereiro pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel. No pedido, Gurgel faz um histórico do escândalo de corrupção no Distrito Federal desde o ano de 2009, com investigações relativas a crimes como fraude a procedimentos licitatórios, formação de quadrilha e desvio de verbas públicas. Ele aponta episódios como a deflagração da operação Caixa de Pandora no dia 27 de novembro do ano passado e o pedido de impeachment do governador e de afastamento dos deputados distritais envolvidos pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O ministro não quis comentar a informação de que os advogados do governador licenciado José Roberto Arruda estariam articulando sua renúncia ao cargo para livrá-lo da prisão. Anteontem (24), Arruda autorizou seus defensores a pedir o adiamento do julgamento de habeas corpus em seu favor que estava marcado para ontem, no STF. Questionado se a renúncia pesaria na decisão do Supremo, Mendes disse que prefere aguardar. “Vamos aguardar e ver se isso vai ocorrer para que o tribunal se manifeste. Os pressupostos de prisão preventiva são previstos pela lei. Certamente o relator do caso vai levar em conta novos desenvolvimentos que venham a ocorrer para aceitar a argumentação da defesa”, disse. Falando em tese, o presidente do Supremo lembrou que há determinados casos em que as justificativas para manter a prisão preventiva deixam de existir. “Não estou dizendo que é este o caso. Às vezes, o caso dura muito tempo e a instrução processual já se encerrou, assim o risco de comprometimento não existe mais Eu mesmo já decidi em casos assim”, afirmou.

S

TERREMOTO

BRASIL E EUA DISCUTEM SITUAÇÃO DO HAITI A ajuda ao Haiti, país devastado por um terremoto há pouco mais de um mês, foi assunto na reunião entre o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o subsecretário para Assuntos Políticos dos Estados Unidos, Willian Burns. Segundo o Ministério da Defesa, eles conversaram sobre a preocupação do governo do Haiti com a continuidade das doações de alimentos. Essa preocupação também é compartilhada por Jobim.


geral

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

9

SEBASTIAN MARTINEZ/AP/AE

[ TRAGÉDIA ] Presidente Michele

Bachelet declarou “estado de catástrofe”

Terremoto provoca destruição e mortes no Chile S

ANTIAGO, Chile (AE) - Um potente terremoto de magnitude 8,8 atingiu a região central do Chile na madrugada ontem, sacudindo a capital Santiago por um minuto e meio e desencadeando um alerta de tsunami no Oceano Pacífico. Um forte tremor secundário, ou réplica, do terremoto foi sentido na capital por volta das 7h30, fazendo tremer edifícios, informaram testemunhas. A mídia chilena chegou a afirmar que 85 pessoas teriam morrido em apenas uma região do país, mas o ministro do Interior, Edmundo Perez Yoma, declarou, no final da manhã, que o total oficial, para todo o Chile, era de 82. Pouco depois das 7 horas da manhã, a presidente Michele Bachelet declarou “estado de catástrofe”. Funcionários de linhas aéreas brasileiras e peruanas informaram à agência de notícias Reuters que o aeroporto de Santiago tinha sido fechado em virtude do terremoto. O fechamento foi posteriormente confirmado por autoridades. O aeroporto sofreu danos com o abalo. “Temos um enorme terremoto”, havia dito Bachelet, horas antes, a partir de um centro de reação a emergências, num apelo para que os chilenos fiquem calmos. “Estamos fazendo todo o possível com todas as forças que temos. Toda informação será compartilhada imediatamente”. Para se ter um ideia da dimensão do tremor no Chile, o terremoto que devastou o Haiti foi de magnitude 7. Uma grande onda atingiu uma área povoada da Ilha de Robinson Crusoe, a 660 km da costa chilena, disse Bachelet. “Foi um terremoto devastador”, disse o ministro Yoma, a jornalistas. Dois navios teriam sido enviados à ilha para socorrer os moradores. Bachelet disse que há um gran-

de risco aos moradores da Ilha de Páscoa, na Polinésia. “Há o risco de uma forte onda”, embora “eu não me atreva a chamá-la de tsunami”, disse a chefe de Estado, sobre a localidade que fica a 3.600 quilômetros da costa chilena e tem aproximadamente 3.800 habitantes. Ela pediu que as pessoas evitassem sair de carro, já que os sinais de trânsito estão desligados, para evitar causar mais baixas. Em entrevista concedida horas depois dessa primeira manifestação, a presidente afirmou que não há risco de tsunami na costa chilena. O tremor ocorreu às 3h34 da madrugada, e esteve centrado no mar, a 325 km a sudeste da capital, numa profundidade de mais de 50 km, informa a Geological Survey dos EUA. O epicentro está a 115 km de Concepción, a segunda maior cidade do Chile, onde mais de 200 mil pessoas vivem ao longo do Rio Bio Bio, e a 90 km da estação de esqui de Chillan, uma porta de entrada para os resorts de neve dos Andes, e que foi destruída em 1939, num terremoto. O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico emitiu um alerta para o Peru, e um aviso menos urgente para Equador, Colômbia, Panamá, Costa Rica e Antártida. Um tsunami também poderá atingir o Havaí. O maior terremoto da história atingiu a mesma região do Chile, em 22 de maio de 1960. O tremor de magnitude 9,5 matou 1.655 pessoas e deixou 2 milhões de desabrigados. Diversas réplicas do tremor foram registradas nas últimas horas, de acordo com o US Geological Survey. pelo menos treze tremores secundários de magnitude entre 6,9 e 5,2 foram detectados pelo Escritório nacional de Emergências do Chile.

[ DESPEDIDA ] Luth era referência nas

coberturas esportiva e do radiojornalismo

Vítima de câncer, morre o radialista Luth Lopes aleceu na manhã de ontem, às 6h30, o operador de áudio Luth Lopes da Costa, da rádio Globo/Natal. Vítima de câncer de próstata, Lopes estava internado desde a última terça-feira no Hospital Luíz Antônio, nas Quintas, onde veio a morrer em decorrência de complicações da doença. O funcionário do departamento esportivo da rádio Globo/Natal, há 40 anos, deixa mulher e um filho de 18 anos depois de dois anos de luta contra o câncer. Considerado referência na cobertura esportiva do radiojornalismo, Lopes é lembrado pelos amigos pelo perfeccionismo e bom

humor. “Era um funcionário exemplar. Começamos a trabalhar na mesma época. E nestes 40 anos nunca o vi perder a calma ou a paixão pelo que fazia”, lembra o técnico do departamento esportivo Ailson Bonifácio A dedicação ao trabalho era demonstrada pela busca por inovações, por meio de cursos e reciclagens. Mesmo aposentado, o pioneiro em mixagem nas transmissão dos campeonatos de futebol, continuou a comandar as mesas de áudio. Luth estava afastado do trabalho desde maio do ano passado para tratamento da doença. “É uma perda não apenas para a rádio (Globo Natal), JOÃO MARIA ALVES mas para o radiojornalismo potiguar”, disse consternado o locutor esportivo e amigo Santos Neto, que conviveu diariamente por 30 anos. “O profissionalismo e a facilidade em lidar com as pessoas deixava o ambiente mais agradável”, acrescenta. O corpo de Luth Lopes foi velado no Centro de Velórios São Francisco, no Alecrim. O sepultamento está marcado para este domingo (28), às 10h, no cemitério Parque de Nova Descoberta. Antes, às 9h30, haverá missa de corLuth Lopes: perda para o radialismo po presente.

F

Casas desabam depois que um terremoto de magnitude 8,8 atingiu o centro do Chile. Mulher perde a residência na cidade de Talca


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

[ CONGRESSO ] Projetos regulamentam o artigo 40 da Constituição, que dispõe sobre concessão

de aposentadoria especial ao servidor público quando trabalhando em atividades insalubres

Cláudio Humberto E-mail: ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br

BB produz lucro com monopólio s métodos do Banco do Brasil certamente foram importantes para seu lucro recorde de R$ 10 bilhões em 2009: no Mato Grosso do Sul, por exemplo, o governador André Puccinelli (PMDB) assinou decreto dando exclusividade ao BB em empréstimos consignados aos servidores, com desconto em folha. Não por acaso, o decreto saiu no Diário Oficial de sábado de carnaval. Só agora os servidores ficaram sabendo.

O

Há um cansaço da população em relação à ‘política’ de favores”

Vice-procuradora-geral, DEBORAH DUPRAT, sobre a prisão do governador Arruda, no DF

BRIGA JUDICIAL A Federação dos Trabalhadores em Educação do MS, que reúne 22 mil servidores, ameaça ir à Justiça contra a medida “monopolista” pró-BB.

Tá feia a coisa

Regime fechado

O senador Marco Maciel (PE), interventor do DEM no DF, procura por empréstimo uma “lanterna de Diógenes”. Ele enfrenta dificuldades de pinçar pessoas sérias e honradas para recompor o diretório do partido.

Se amigos de Arruda reclamam do tratamento a ele, seus aliados no presídio da Papuda parecem pior. Além das restrições a visitas, a filha de um deles foi impedida de entregar ao pai roupa íntima limpa.

CAINDO NO COLO Com o Morumbi quase descartado, e cronograma atrasado pela crise em Brasília pode definir a abertura da Copa de 2014 no Mineirão.

De mau gosto

Best-seller

Para o senador Gerson Camata (PMDB-ES), a aposentadoria compulsória como punição a juízes corruptos é uma piada. “A condenação deles é R$ 21 mil pelo resto da vida”, ironizou.

O escritor Fernando Moraes deve lançar em breve seu livro sobre Antonio Carlos Magalhães, após mais de dez anos de pesquisas e entrevistas. Não foi tarefa fácil. Muita gente vai entrar em surto.

‘WHO CARES?’ Abaixo-assinado em Connecticut protesta contra o mau atendimento no consulado em Nova York. O cônsulgeral Omar Chohfi prometeu agir.

Capitanias

Fedem e cheiram

Vai demorar a entrada do Senado na era eletrônica: gastou R$ 42,7 mil em carimbos. Mas o “paft-paft” da burocracia em 2010 será adoçado com açúcar cristalizado, pelo qual pagou R$ 23 mil. “Très chic”.

A Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes constatou o aumento expressivo de laboratórios de drogas no Brasil. Nada falou das “drogas” produzidas pelas campanhas eleitorais que nos viciam.

BOCA DE SIRI Convocado para depor esta semana na PF, o ex-secretário adjunto de Saúde do DF Fernando Antunes não apareceu. Só os seus advogados.

SP: Alckmin terá 5 mil comitês A cúpula tucana reunida em São Paulo, esta semana, descartou outras alternativas para confirmar apoio à candidatura mais bem avaliada para disputar a sucessão de José Serra ao governo paulista: do ex-governador Geraldo Alckmin. Na capital paulistana, os dirigentes tucanos aprovaram a proposta de instalar 5 mil comitês residenciais, que serão identificado pela faixa: “Esta família apoia Geraldo. E você”?

Crime ambiental

Ops, esqueci

No Tocantins, o deputado estadual Sandoval Cardoso (PMDB) estrela vídeo no YouTube onde posa, armado, e ao lado de uma onça pintada, em extinção, que ele caçou. Ele nem está aí para o crime ambiental.

Dia desses, uma garçonete saiu em desabalada carreira do restaurante do aeroporto de Cuiabá atrás de clientes que não pagaram a conta. Pegou-os na escada rolante. Encabulada, reconheceuos: o senador Gilberto Goellner (DEM-MT)e um amigo.

QUASE IGUAIS Pesquisas do PSDB em São Paulo mostram que só Geraldo Alckmin rivaliza com José Serra na admiração do eleitorado. QUASE INIMIGOS O medo de José Serra, abandonando a reeleição fácil, é perder para Dilma e ser obrigado a agüentar Alckmin, que detesta, no governo. AGORA,VICE Após a escolha de Beto Richa para disputar pelo PSDB o governo do Paraná, o senador Álvaro Dias agora sonha em ser vice-presidente. ESTERCO FEDERAL O governo Lula quer criar uma nova estatal para produzir fertilizantes. Não faltará matéria-prima se começar com material orgânico.

Aposentadoria especial entra na pauta de votações MARCELO CASAL / ABR

HELENA PONTUAL Agência Senado

rasília - O Congresso Nacional poderá votar em breve dois Projetos de Lei Complementar (PLPs), de autoria do Executivo, que garantem aos servidores públicos a concessão de aposentadoria especial, quando for constatado o trabalho em condições insalubres ou em situações de risco. As matérias serão examinadas e votadas na Câmara e, posteriormente, no Senado. Ao conceder aposentadoria especial aos servidores públicos, os PLPs 554/10 e 555/10 os igualam, nesses mesmos direitos, aos trabalhadores do setor privado, regidos pelo regime geral da previdência social. Os dois projetos regulamentam o artigo 40 da Constituição, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial ao servidor público titular de cargo efetivo da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, cujas atividades sejam exercidas sob condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física. Os ministros José Pimentel e Paulo Bernardo, respectivamente da Previdência Social e do Planejamento, Orçamento e Gestão, dizem, na exposição de motivos, que os projetos “vêm suprir uma lacuna e corrigem grave distorção da administração pública”. Devido à falta de regulamentação do artigo constitucional, segundo os ministros, os servidores que trabalham em atividades de risco deixam de receber amparo legal para se aposentar mais cedo, como ocorre com os demais trabalhadores. O PLP 554/10 cita, como atividades de risco, as carreiras de policial, agente penitenciário e

B

Pimentel: proposta vai suprir lacuna e corrige grave distorção existente na administração pública

guarda carcerário. Já o PLP 555/10 estabelece que têm direito ao benefício os servidores que trabalham em condições especiais, com prejuízo da saúde ou da integridade física, como efetiva e permanente exposição a agentes físicos, químicos, biológicos ou a associação desses agentes. Esse fato deverá, ainda segundo o projeto, ser comprovado mediante documento que informe o histórico de trabalho do servidor, emitido por órgão competente no qual são desenvolvidas tais atividades. Para a concessão de aposentadoria especial aos policiais, agentes penitenciários e guardas carcerários, o PLP 554/10 exige: 25 anos de efetivo exercício nessas atividades; cinco anos no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria; 30 anos de tempo de contribuição; 55 anos de idade para os homens e 50 anos para as mulheres.

Para a concessão da aposentadoria especial aos demais servidores, o PLP 555/10 determina que tenham dez anos de efetivo exercício no serviço público e cinco anos no cargo em que se dará a aposentadoria. Quanto ao valor das aposentadorias especiais, os dois projetos estabelecem os mesmos critérios da aposentadoria paga aos professores, previstos no artigo 40 da Constituição. Um desses critérios determina que o valor da aposentadoria não pode exceder a remuneração do servidor no momento da concessão do benefício. Para calcular o valor da aposentadoria, serão consideradas as remunerações utilizadas como base para as contribuições do servidor aos regimes de previdência. Os projetos também asseguram aos servidores aposentados pelo regime especial o reajuste do bene-

fício, para preservar, em caráter permanente, o valor real recebido mensalmente. AÇÕES NA JUSTIÇA Os ministros José Pimentel e Paulo Bernardo informam que existem, atualmente, centenas de ações e mandados de injunção impetrados no Supremo Tribunal Federal (STF) por entidades representativas dos servidores públicos. O fundamento dessas ações, observam os ministros, é a inércia da regulamentação infraconstitucional. Outro aspecto que agrava essa situação, segundo os ministros, é o fato de a Lei 9.717/98, que dispõe sobre a organização e o funcionamento dos regimes próprios de previdência no setor público, proibir a concessão da aposentadoria especial até a regulamentação da matéria por lei complementar federal.

[ DIREITOS HUMANOS ] Proposta integra política de Estado e, a partir

dela, será possível saber número real sobre desaparecimentos

Cadastro de Desaparecidos cria rede de investigações DIVULGAÇÃO

rasília (AE) - O Ministério da Justiça e a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República lançaram na sexta-feira o Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas. O objetivo é criar uma rede de investigações e acompanhamento dos casos, a partir do acúmulo de dados sobre crianças, adolescentes, adultos e idosos. De acordo com o Ministério da Justiça, a criação do cadastro é uma política de Estado e a partir dele será possível alcançar um número real sobre casos de desaparecimentos no Brasil. A ideia é que o desaparecimento seja inserido no cadastro e, posteriormente, divulgado para todos os entes de segurança do País. No entanto, mesmo com a implantação do cadastro, permanece a obrigatoriedade do registro de ocorrência, especialmente nos casos de desaparecimento suspeito, segundo informou o Ministério. Dados oficiais indicam que as maiores causas de desaparecimento de crianças e adolescentes são a fuga (40%), a subtração do menor (15%), a fuga com o namorado(a) (10%) e o desaparecimento relacionado ao tráfico de drogas e exploração sexual (5%).

B

CONSUMIDOR Hoje, por sugestão do Brasil, os governos de todos os países das Américas vão propor à Organização das Nações Unidas (ONU)

Grupo vai combater uso do crack no país io (AE) - O secretário nacional de Segurança Pública, Ricardo Balestreri, anunciou no Rio que o governo federal vai criar um grupo de policiais de todo o País para discutir especificamente as formas de combate ao crack. “A polícia brasileira, com toda a boa intenção, não tem know-how para o combate ao crack”, disse, durante reunião da Comissão Brasileira sobre Drogas e Democracia. Em um mês, essa força-tarefa com policiais civis, militares e guardas municipais começará a trabalhar. Segundo ele, a polícia brasileira tem competência para combater o tráfico de cocaína. “O crack é o lixo da cocaína, mas tem de ser tratado de forma diferenciada. Ele tem características de distribuição diferentes de todas as outras drogas. Normalmente, no Brasil se vai a um ponto para comprar drogas. E o crack é diferente, é vendido nas ruas. Ele está presente no conjunto da sociedade. É uma droga de venda pequena e de baixo valor, disseminada entre as classes populares.” Balestreri relatou ainda que nos Estados Unidos há uma queda na venda de crack. “É uma droga que vicia e mata muito rápido. Os traficantes americanos chegaram à conclusão de que é ruim para os negócios. Nós ainda não estamos nessa fase no Brasil. É preciso atuar fortemente na repressão.”

R

Luiz Paulo Barreto: defesa do consumidor em escala continental

a criação de uma convenção internacional para reforçar os direitos do consumidor no continente. O objetivo da medida, que seguirá o modelo de iniciativas semelhantes às relacionadas a direitos humanos e combate ao crime organizado, é evitar as frequentes lesões a consumidores e apoiar vítimas de quadrilhas transnacionais que atuam nos diversos países. A adoção da convenção foi o ponto alto do documento final da 9ª Reunião de Ministros de Justiça das Américas, em Brasília, pelo ministro da Justiça do Brasil, Luiz Paulo Barreto. A convenção será o primeiro documento jurídico-político de defesa do con-

sumidor de âmbito continental, com validade em todos os países da Américas do Norte, Central e Sul, além do Caribe. Segundo Barreto, a confusão jurídica hoje existente favorece a fraude, a pirataria e a impunidade de quadrilhas especializadas em lesar direito de consumidores. Os maiores golpes, segundo levantamento da Secretaria Nacional de Justiça, ocorrem nos setores de turismo e de compras de mercadorias, sobretudo eletrônicas e produtos de beleza. A convenção vai facilitar a devolução de mercadorias e o ressarcimento às vítimas, hoje praticamente impossível em compras internacionais.


geral

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

11

Recrudescimento da doença é atribuído ao alto calor da temporada de verão e às chuvas acima da média no Sudeste e no Centro Oeste brasileiros. Cidades tinham sido alertadas dos riscos de reaparecimento do mosquito

[ EPIDEMIA ]

Casos de dengue aumentam 109% rasília - Nas primeiras seis semanas deste ano, o número de casos de dengue cresceu mais de 100% em relação a 2009. Entre 1° de janeiro e 13 de fevereiro foram registrados 108.640 casos em todo país, contra 51.873 do ano passado. Apesar do aumento, os casos estão concentrados em cinco estados. De acordo com o Ministério da Saúde, as chuvas e as altas temperaturas contribuem para o aumento de casos, já que facilitam a reprodução do mosquito Aedes aegypt. Outro fator que ajudou a elevar o número de casos é a recirculação da dengue do tipo 1, que teve mais intensidade no fim da década de 80, segundo o coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue, Giovanini Coelho. “Quando você tem uma população que nunca foi exposta a determinado tipo de vírus, a chance de epidemia é muito grande. E temos uma parcela da população que não teve contato com esse vírus. São crianças e adultos jovens que nasceram após esse período em que houve maior circulação do tipo 1”, explicou Coelho. Foram registradas no período 21 mortes, contra 32 em 2009. Mas os números podem aumentar porque alguns óbitos ainda não foram confirmados como casos de dengue. Quatro das cinco cidades que concentram um terço dos casos já tinham sido avisadas sobre os riscos do avanço da dengue. O alerta foi dado em novembro de 2009 por meio do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypt (LIRAa), relatório divulgado periodicamente pelo Ministério da Saúde que aponta as áreas em que há altos índices de presença do mosquito. O LIRAa revelou que 102 municípios estavam em estado de alerta por apresentarem larvas do mosquito em mais de 1% dos imóveis e propriedade. Mais dez cidades apresentaram o risco de surto: tinham focos do Aedes aegypt em pelo menos 4% dos imóveis. As cidades de Rio Branco, Porto Velho, Goiânia e Aparecida de Goiânia apresentavam índices entre 1,5% e 3,9%. Junto com Campo Grande (MS), elas somam mais de 36 mil casos da doença

FABIO POZZEBOM/ABR

B

Cinco Estados concentram 70% dos casos

A ação preventiva dos agentes de epidemias conseguiu reduzir as notificações de dengue no Rio Grande do Norte em 91%

em 2010 - 34% do total registrado no país. De acordo com o Ministério de Saúde, os estados e os municípios foram alertados e as ações de combate à dengue foram intensificadas nas áreas de risco. Entre as ações está o apoio técnico das secretarias de saúde, o envio de inseticidas e material para pulverização, além de soro fisiológico e medicamentos para o tratamento da doença. Segundo o coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue, Giovanini Coelho, o investimento da pasta, em 2009, foi de R$ 1 bilhão. Ele fez um apelo aos gestores municipais para que reforcem as ações de combate ao mosquito e pediu a ajuda da população para eliminar os criadouros de Aedes aegypt, evitando o acúmulo de água parada. No Rio Grande do Norte houve uma queda de notificações de 91% nos casos de dengue entre 2008, quando foram registrados 43.882 e 2009, com apenas 3.856. Foram confirmados 28 casos de febre hemorrágica com cinco óbitos. A letalidade por formas graves no RN foi de 13,9%.

A DENGUE NO RN Comparativo de casos notificados e taxa de incidência Notificações

Mês a mês 2009

875

A ideia não é nova. Algo semelhante já é usado contra insetos na agricultura há muito tempo” OSVALDO MARINOTTI cientista

O veneno é barato a curto prazo, mas com o tempo o Aedes ganha resistência e a solução encarece” ROBERTO THOMÉ pesquisador do IFRJ

diação por engenharia genética, técnica mais barata e que não diminui o desempenho reprodutivo dos mosquitos. A estratégia possui também vantagens ecológicas, pois diminui o uso de inseticidas que costumam afetar outras espécies e prejudicam o ambiente. Na semana passada, o Ministério da Saúde informou que em algumas regiões foi detectada resistência do mosquito a larvicidas e inseticidas. “O veneno é barato a curto prazo, mas com o tempo o Aedes ganha resistência e a solução en-

Total

3.856

2008

43.882 2009

295

3.856

415

372

251

220

Redução de

148

135

108 118

105

Ago

Set

Out

Dez

91% Jan Incidência*

Fev

Mar

Abr

Mai

Jun

Jul

Nov

Evolução no Nordeste Nº de casos

MA

PI

CE

RN

PB

6000

2008

5000

1.410,7

4000

2009

3000

122,9

2000

(*) número de casos por

1000 0

Fonte:SES/SVS/MS

Mosquito que não transmite gene São Paulo (AE) - A engenharia genética produziu mosquitos Aedes aegypti capazes de suprimir populações naturais do transmissor da dengue. A invenção mereceu um artigo na revista “Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS)” e é considerada arma promissora contra uma doença que atinge, ao menos, 50 milhões de pessoas por ano. Os insetos transgênicos carregam um gene que impede as fêmeas de voar quando atingem a idade adulta. Elas têm dificuldade para sair da água, não conseguem se reproduzir e se alimentar de sangue. Assim, morrem sem deixar descendentes ou transmitir a doença. Os machos podem voar normalmente. O que não acarreta problema, pois eles se alimentam apenas de néctar e sucos vegetais. São incapazes de transmitir o vírus. Além disso, ao chegar à fase adulta, os machos transgênicos cruzam com as fêmeas presentes no ambiente e conferem à sua descendência o gene que impede as fêmeas de voar, diminuindo a população dos mosquitos. “A ideia não é nova”, explica Osvaldo Marinotti, cientista brasileiro da Universidade da Califórnia em Irvine (UCI), que assina o artigo. “Algo semelhante já é usado contra insetos na agricultura há muito tempo.” Normalmente, as pragas são esterilizadas com o uso de radioatividade e, depois, liberadas na plantação. No artigo da PNAS, os pesquisadores substituíram a irra-

814

carece”, aponta Roberto Thomé, pesquisador do IFRJ e especialista em matemática aplicada à epidemiologia. “O uso de mosquitos transgênicos é a abordagem do futuro.” A empresa britânica Oxitec e a Universidade Oxford detêm patentes sobre a técnica dos mosquitos transgênicos. Anthony James, também da UCI, acredita que, na melhor das hipóteses, será possível disponibilizar um produto nos próximos dois anos. No artigo, os cientistas propõem a produção de ovos de mosquitos transgênicos, pois podem ser facilmente armazenados e transportados. Dois laboratórios da USP, coordenados pelos pesquisadores Margareth Capurro-Guimarães e Mauro Marrelli estabeleceram parceria com a Oxitec e já contam com cepas do mosquito transgênico para testar em populações brasileiras do Aedes. Margareth já efetuou ensaios dentro do laboratório e obteve bons resultados. Agora, os pesquisadores querem iniciar os trâmites na Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) para realizar testes de campo. “É uma técnica que deve ser usada com outras abordagens, mas ajudará muito no combate ao mosquito”, diz Margareth. Por enquanto, os métodos de controle do Aedes aegypti vão continuar sendo feitos pelos agentes de epidemiologia, com a colaboração da população.

Jan

Fev

Mar

Abr

Mai

Jun

Jul

Ago

Set

Out

Nov

Dez

Brasília - Mais de 70% dos casos de dengue registrados no país em 2010 concentraram-se em cinco estados: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Acre, Rondônia e Goiás. Apesar do aumento de mais de 100% dos casos da doença em 2010, o coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue, Giovanini Coelho afirmou que não há uma epidemia, mas uma “situação de vulnerabilidade”. Cinco municípios concentram 34% dos casos registrados no período: Campo Grande (MS), Goiânia (GO), Rio Branco (AC), Porto Velho (RO) e Aparecida de Goiânia (GO). “Esses dados obviamente nos preocupam, mas eles se concentram em cinco estados da federação, demonstrando nesse momento uma concentração da doença nas regiões Centro-Oeste e Norte do país”, disse. De acordo com Coelho, mesmo com a concentração de casos nesses estados, todas as unidades da federação devem estar “em alerta”. “Existe uma situação de vulnerabilidade no país como um todo. É preciso alertar para a necessidade de intensificação das medidas de prevenção, tanto pelos gestores estaduais e municipais quanto pela população”, afirmou. A maior incidência da dengue está em Mato Grosso, que registrou 891,7 casos a cada 100 mil habitantes. No Acre foram 870,4 mil a cada grupo de 100 mil pessoas, em Rondônia a incidência é de 642,3, em Goiás 423,2 e em Mato Grosso 511,8. Os dados são referente às primeiras seis semanas de 2010. O Ministério da Saúde também destacou o aumento das notificações em São Paulo (589%), Minas Gerais (119%) e no Distrito Federal (394%). Apesar do aumento do número de casos, a incidência da doença na população nesses três estados é considerada baixa. Em São Paulo é de 7,1 casos para cada 100 mil habitantes, em Minas Gerais 78,0 e no DF, 44,8.


12 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

[ JUDICIÁRIO ] Revisão de benefícios

da Previdência Social, anterior a junho de 1997, pode ser pedida a qualquer tempo, segundo o entendimento dos ministros que integram duas das turmas do Superior Tribunal de Justiça

Justiça explica prazo decadencial rasília (STJ) - É firme no Superior Tribunal de Justiça o entendimento de que o prazo decadencial [para que se exerça um direito] para pedir revisão de benefícios previdenciários incluído na Lei de Benefícios (Lei n. 8.213/1991) em 1997 não atinge as relações jurídicas anteriores. O entendimento está pacificado nas duas turmas da Terceira Seção há mais de uma década. Já em 2000, o ministro Hamil-

B

ton Carvalhido, quando integrava a Sexta Turma do STJ, definiu: Não possui eficácia retroativa o artigo 103 da Lei n. 9.528/97 quando estabelece prazo decadencial, por intransponíveis o direito adquirido, o ato jurídico perfeito e a coisa julgada (artigo 5º, inciso XXXVI, da Constituição da República e artigo 6º da Lei de Introdução ao Código Civil). Também nesse sentido, o ministro Jorge Scartezzini, da Quinta Turma, afirmou durante o jul-

gamento de um recurso do INSS realizado em 2001 (Resp 1147891): “O prazo decadencial instituído pelo art. 103, da Lei n. 8.213/91, com redação dada pela Medida Provisória n. 1.523/97, não se aplica aos pedidos de revisão de benefícios ajuizados antes de sua vigência, por não ter o novo regramento aplicação retroativa”. A Medida Provisória n. 1.523/97, convertida na Lei n. 9.528/1997, deu nova redação ao caput do artigo 103 da Lei dos Be-

nefícios, instituindo o prazo de decadência de 10 anos para todo e qualquer direito ou ação do segurado ou beneficiário para a revisão do ato de concessão de benefício, a contar do dia primeiro do mês seguinte ao do recebimento da primeira prestação ou, quando for o caso, do dia em que tomar conhecimento da decisão indeferitória definitiva no âmbito administrativo. A nova redação também determina que prescreve em cinco

anos, a contar da data em que deveriam ter sido pagas, toda e qualquer ação para haver prestações vencidas ou quaisquer restituições ou diferenças devidas pela Previdência Social, salvo o direito dos menores, incapazes e ausentes, conforme dispõe o Código Civil. A questão foi esclarecida pelo atual corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, quando integrava a Quinta Turma (Resp 254186). Segundo ele, “antes da nova regra, o segurado podia, a

qualquer tempo, buscar a revisão do cálculo de sua renda mensal inicial, embora tivesse prescritas as diferenças ocorridas no quinquênio anterior ao ajuizamento da ação”. O instituto da decadência foi incluído na nona edição da MP 1.523, publicada em 27 de junho de 1997. Inicialmente, explica Gilson Dipp, o prazo foi fixado em 10 anos, porém com a edição da Lei n. 9.711, ele foi reduzido para cinco anos, igualando-se ao da prescrição.

STJ mantém condenação contra Diogo Mainardi Brasília (STJ) - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido de habeas corpus apresentado por Maurício Ramos Thomaz em favor do jornalista Diogo Mainardi. Apesar de não ser o representante constituído por Mainardi, ele tentava obter o reconhecimento de prescrição de pena imposta pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSD) contra o jornalista. Ele está sendo processado pelo também jornalista Paulo Henrique Amorim, por supostos crimes de injúria e difamação. No habeas corpus analisado pela Sexta Turma, Maurício Ramos Thomaz invocou a chamada “tese da prescrição retroativa”. Alegou que teria transcorrido o prazo de “mais que o dobro da pena aplicada, a saber, seis meses” entre a data do recebimento da queixa (11 de dezembro de 2006) e o julgamento da apelação que

o condenou (18 de agosto de 2008). A condenação do TJSP foi de três meses e 15 dias de detenção. A Sexta Turma acompanhou por unanimidade o voto do relator, desembargador convocado Celso Limongi. Ele esclareceu que é preciso identificar a lei aplicável ao caso, ou seja, se a prescrição deve ser calculada de acordo com as regras do Código Penal ou nos moldes da Lei de Imprensa (Lei n. 5.250/1967), norma em que se baseou a queixa apresentada contra Mainardi. De acordo com o relator, como o TJSP condenou o jornalista baseado no Código Penal (artigos 139 e 140), a prescrição da pena imposta deve ser calculada segundo os critérios estabelecidos nessa lei. Sendo assim, só estaria prescrita a punição com o transcurso de dois anos. MARCELO BARROSO

Processo foi movido pelo jornalista Paulo Henrique Amorim

Presidente de TJ/GO não responderá a processos Brasília (STJ) - Ato normativo de Tribunal de Justiça cumprindo determinações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) configura mera execução administrativa, o que torna o presidente do Tribunal parte ilegítima para figurar no pólo passivo do mandado de segurança. A conclusão é da Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça, ao negar provimento a recurso em mandado de segurança de serventuária titular de cartório extrajudicial de Valparaíso, em Goiás, nomeada sem concurso público, contra ato alegado como ilegal do presidente do Tribunal de Justiça de Goiás. No mandado de segurança, a servidora protestava contra o decreto judiciário 525/08, do presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO). O documento, em observância à decisão proferida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no Pedido de Providências n. 861/08, desconstituiu a nomeação da serventuária em função da ausência de realização de concurso público para a nomeação. A determinação do CNJ incluía, entre outras coisas, a declaração de vacância das serventias ocupadas por interinos – não concursados que assumiram após a Constituição de 1988 – e seus imediatos afastamentos. O presidente do

TJGO enquadrou aí a autora do mandado de segurança. Segundo alegava a defesa, o presidente do Tribunal detém legitimidade para figurar no pólo passivo do mandado de segurança, uma vez que o CNJ teria competência tão somente para recomendar providências, de maneira que o ato coator seria realmente o Decreto Judiciário n. 525/08 da corte goiana. Após o exame do caso, o TJGO concluiu pela carência da ação, em virtude da ilegitimidade da autoridade apontada como coatora. Segundo o tribunal goiano, somente teria legitimidade para figurar no pólo passivo do mandado de segurança a autoridade impetrada que detém competência para rever e corrigir o ato impugnado. “Sendo o ato emanado do Presidente do Tribunal de Justiça (Resolução n. 525/08) mera execução do Pedido de Providências n. 861/08 advindo do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), a competência para analisar o mandado de segurança é do STF (Supremo Tribunal Federal), nos termos do art. 103-B, incido II, parágrafo 4º, da Constituição Federal”, afirmou o relator do caso no TJGO. Insatisfeita, a defesa recorreu ao STJ, sustentando a legitimidade do presidente do TJGO.


Domingo | 28 de fevereiro de 2010

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 13

[ TRIBUNAIS ] Tribunal Regional Federal da 5ª Região decide que a Mendes Júnior não tem direito à indenização

por supostos danos causados em decorrência das obras da Hidrelétrica Itaparica, pertencente à Chesf

Construtora perde causa trilionária rasília - A AdvocaciaGeral da União (AGU) ganhou uma das maiores ações judiciais de todos os tempos no Brasil. O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), em processo relatado pelo Desembargador Federal Francisco Cavalcanti, decidiu que a construtora Mendes Júnior não tem direito à indenização de mais de um trilhão de

B

reais que esperava receber da Companhia Hidelétrica do São Francisco (Chesf) por supostos prejuízos decorrentes das obras da hidrelétrica de Itaparica em Pernambuco, construída na década de1980. Por unanimidade, a Primeira Turma do Tribunal reverteu a sentença da Justiça Federal em Pernambuco que havia condenado a Chesf a indenizar a empreiteira.

[ COMÉRCIO ] Pedra pesa 100 gramas e está

na lista dos melhores em qualidade e pureza

Diamante é vendido por 64 milhões de reais ondres (AE) - Um diamante bruto de 507 quilates, grande como um ovo de galinha, foi vendido por US$ 35,3 milhões (cerca de R$ 64 milhões, quebrando o recorde do maior preço já pago por uma pedra bruta. Estima-se que a pedra, que pesa apenas 100 gramas, esteja entre na lista dos 20 diamantes brutos de maior qualidade de todo o mundo. Ele foi descoberto em setembro na mina Cullinan, na África do Sul. A Petra Diamonds, de Londres, disse que a gema foi comprada pela por uma empresa de Hong Kong. O preço reflete “a incrível raridade do diamante, que combina seu extraordinário tamanho com cor e transparência excepcionais.

L

Seus 507 quilates o tornam o 19º maior diamante já descoberto”, disse o CEO da Petra, Johan Dippenaar, em comunicado. “Ele tem o potencial de produzir uma das mais importantes gemas polidas do mundo”, acrescentou. A mina Cullinan, localizada a leste de Pretória, na África do Sul, foi vendida pela De Beers SA para um consórcio liderado pela Petra em 2007 por 1 bilhão de rands (US$ 148 milhões). A mina é a fonte de uma das maiores gemas do mundo, dentre elas o diamante Cullinan, de 3.106 quilates e que foi cortada para dar origem ao Great Star of Africa, de 530 quilates e o Lesser Star of Africa, de 317 quilates, que faz parte das joias da coroa britânica.

O ponto central da defesa apresentada pela ProcuradoriaRegional da União na 5ª Região (PRU5), integralmente acolhida pelo TRF5, é que não houve a indispensável comprovação dos alegados empréstimos para a construção da obra, bem como a quantia pretendida pela empresa Mendes Júnior, além de exorbitante, não ter sido minimamente comprovada.

No processo, a Mendes Júnior alegava ter direito a ser ressarcida de custos adicionais decorrentes de empréstimos que teria precisado tomar para financiar as obras da hidrelétrica de Itaparica. A empreiteira foi contratada em 1981 e concluiu as obras em 1986. Nesse período, a Chesf pagou com atraso algumas faturas, e a construtora alegou ter precisado buscar recursos no merca-

do financeiro para dar continuidade ao empreendimento. Após intervenção da União, o processo foi deslocado da Justiça Estadual de Pernambuco para a Seção Judiciária de Pernambuco. Na primeira instância da Justiça Federal, a Chesf foi condenada a pagar o valor referente aos juros de mercado e encargos financeiros incidentes sobre o valor gasto pela emprei-

teira para cobrir as despesas com a obra, até o efetivo pagamento das faturas. O valor da suposta dívida ultrapassaria um trilhão de reais, o que corresponde à metade do PIB do Brasil e seria suficiente para construir centenas de hidrelétricas como a de Itaparica. A AGU também tem autuado e conseguido vitórias em outras causas no Nordeste.


quadrantes

14 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

DOM DEMÉTRIO VALENTINI [ Presidente da Cáritas do Brasil ]

Economia e Ideologias ada ano, a Campana da Fraternidade conta com um texto que serve de base para identificar o tema, e suas implicações com a vida das pessoas. Desta vez, sendo ecumênica, o texto foi aprovado pelas igrejas que compõem o Conic. O que ele pretende não é fazer uma análise exaustiva do assunto, em forma de tratado. Mas simplesmente estimular a reflexão para percebermos melhor as diversas vinculações que o tema pode ter com a convivência fraterna que a quaresma nos estimula a praticar. É bom sinal quando o texto provoca a reação dos órgãos de opinião pública, que fazem sua análise crítica da campanha. Mas não faz mal alertar que o texto não se pretende completo, nem assume posições condicionadas por critérios ideológicos. Como desta vez a campanha levanta um assunto que já esteve no centro dos embates políticos dos últimos séculos, nos quais se tomaram posições contrastantes em termos de organização da sociedade, parece que algumas pessoas se precipitaram em julgar o texto desta campanha como se estivesse ideologicamente comprometido. Assim é que alguns o consideram esquerdizante, ou filo comunista. Outros acham que ele é muito ingênuo, e não leva em conta as “leis da economia”, que tem sua dinâmica inexorável, como o capitalismo sempre fez questão de enfati-

C

zar. Na verdade, o texto usa do bom senso, identificando a economia como atividade humana, e como tal, sujeita em primeiro lugar a critérios éticos que a enquadram dentro de parâmetros de verdade e de bondade, e lhe indicam uma finalidade condizente com sua natureza e com a função exercida na sociedade. Mas, sobretudo o texto procura incidir sobre o tema do ano às luzes do Evangelho, que revelam como o texto se vincula com a fé cristã, toda ela voltada para incentivar a descoberta do amor que Deus tem por nós, como Cristo o testemunhou, nos incentivando a viver este amor em forma de convivência fraterna. Neste sentido, o texto deste ano já valeria pelas duas indicações centrais, que o atravessam de início ao fim. A primeira delas é sobre a finalidade da economia. Poderíamos ficar com este estribilho, que reaparece a cada página: a economia deve estar a serviço da vida. Este o grande critério, o supremo princípio, o rumo apontado, a urgência indicada, o desafio a ser assumido. Podem dizer que é uma utopia. Que seja. Mas uma utopia que indica a direção válida que a trama diária da economia precisa tomar. O inverso deste princípio ajuda a mostrar a gravidade das conseqüências de uma economia que esquece, ou despreza, esta finalidade. Quando se sacrifica a vida humana, prova-

CARMEN VASCONCELOS [ Poetisa ]

Poderíamos ficar com este estribilho, que reaparece a cada página: a economia deve estar a serviço da vida. Este o grande critério, o supremo princípio, o rumo apontado, a urgência indicada, o desafio a ser assumido. Podem dizer que é uma utopia. Que seja. Mas uma utopia que indica a direção válida que a trama diária da economia precisa tomar.

Humor Fino [ Amâncio ]

Com o tempo... om o tempo, fica-se mais diversa. Talvez mais dispersa. Aprende-se a deixar livres as dúvidas. Aprende-se a apaziguar-se com elas. Tê-las (as dúvidas), e não querer a todo o custo perdê-las. Com o tempo, fiquei mais espessa e menos urgente. Quer dizer, mais densa e menos tensa. Assim, mais consistente, menos ávida. Mais à vida, porém. Muito mais dada à vida. E menos ao mundo. Menos ao mundo e suas dissipações. Suas desconcentrações. Menos ao mundo e suas superficialidades. Estou mais antiga. Com mais receios, mas também mais alegria. Os receios de perdê-la, a alegria, sempre por uns fios. Mais pensamentos, menos atos. Mais contatos. Menos rua, mais casa. Menos pureza e mais mistura. Mais atenta e muito menos conclusiva (tenho as dúvidas, elas me guiam). Muito menos certa. Dou-me ao luxo de estar inserta na poeira do deus que me atravessa. Múltiplo. Ele não me cabe. Nem eu. Menos crente, muito menos crente, muito mais iluminada. Mais andarilha, mais vereda, mais estrada. Menos correria. Mais andanças. Menos cortes, mais cicatrizes. Mais lembranças. Menos amargura e mais melancolia. Menos prosa, menos cartas, mais poemas. Mais poesia. Mais símbolo e menos revelação. Cada um sabe de si, e é suficiente. Ninguém precisa saber de mim. Mais mãe, mais avó, menos filha. Com o tempo vai-se... Ficando. Fica-se menos criança, mais menina. Mais angina, menos hambúrguer. Com o tempo, Fica-se assim, rofui ficando mais manceada. Vai-se vicrua, menos rando estória. Vai-se faperua. Mais lhando. interna, mais Mais afeto, menos intensa. Menos fingimento. Mais moexposta, mento, menos eterniporém. Criei dade. cascas. Menos amigos, mais Mas fiquei amizade. muito mais Mais coágulo, menos vulnerável a hemorragia. mim mesma. Tem-se menos presCom o tempo, sentimento. Mais sentifui sabendo mais mento. As palavras fide mim. Fui cam mais exigentes. sabendo menos Não surgem, não urde mim (ah, as gem. Arredaram-se, dúvidas...). Mais não sei quando. Um dia música, menos sem palavras. Há uma barulho. Mais profusão de silêncios melodia.“ agora e aqui. Menos juras. Agora é o nome do Mais tempo. Sempre. Com o sinceridade. tempo, vai-se ficando com mais passado, menos futuro. Muito mais presente. Com o tempo, fui ficando mais crua, menos perua. Mais interna, mais intensa. Menos exposta, porém. Criei cascas. Mas fiquei muito mais vulnerável a mim mesma. Com o tempo, fui sabendo mais de mim. Fui sabendo menos de mim (ah, as dúvidas...). Mais música, menos barulho. Mais melodia. Menos juras. Mais sinceridade. Com o tempo, fica-se. Ou vai-se, para onde se queira.

se que a economia não pode se constituir em norma de si mesma, ela precisa ser normatizada por princípios que a submetam à sua verdadeira finalidade, de estar a serviço da vida de todos, a começar por aqueles que empenham sua vida nas atividades econômicas. Outra dimensão clara e incisiva do texto diz respeito à ecologia. Economia e ecologia rimam entre si não só nas palavras, mas muito mais na realidade. A economia precisa respeitar o meio ambiente. Os recursos naturais não são ilimitados, como na prática se pensava até pouco tempo atrás. Nosso planeta está mostrando claros sinais de esgotamento. É responsabilidade de todos pensar e praticar uma economia que seja compatível com os recursos do planeta, que precisam ser preservados também em vista das gerações futuras. Como gesto concreto, a Diocese de Jales se propõe organizar a coleta do óleo usado de cozinha, para evitar que prejudique a natureza, e para ser colocado a serviço dos projetos sociais. Até no nome, a “economia” nasceu na cozinha, pois a palavra foi criada para evocar as “leis da casa”, que possibilitam a vida diária. Pois bem, até o óleo de cozinha nos ajuda a perceber que as “leis da casa” precisam ter em conta a “casa comum”, que é o nosso planeta. (www.diocesedejales.org.br)

Nelson Patriota [ Escritor ]

Histórias de vida, histórias de Bira

C

empre que me pergunto sobre o sentido das histórias que vivemos ou criamos, vem à minha memória a pergunta formulada por certo lingüista alemão do século XX, lida em francês, e que se compunha de duas partes: “O que pode haver fora das histórias?”. Em seguida, a resposta: “Nada”. A sentença de Wilhelm Schapp readquiriu grande atualidade nos últimos anos, sobretudo entre os cientistas sociais, em decorrência da importância que ganharam as histórias em geral, mais especificamente as histórias (ou relatos, ou narrativas) de vida. Os pesquisadores dessa área acreditam que as somas de algumas desssas histórias, recolhidas anonimamente, guardam revelações importantes... Porque é certo que o trabalho da memória humana frequentemente desvela segredos. Creio que o livro que lanço amanhã à noite, na Livraria Siciliano, do Midway, se enquadra nessa categoria, Seu título tem a ver com o assunto já referido: No outono da memória. São as revelações que recolhi em conversas com o jornalista Ubirajara Macedo durante quatro ou cinco meses de 2009. O seu lançamento é, a justo título, comemorativo do seu 90º aniversário de vida. A “memória outonal” de Bira – como gostamos de chamá-lo –, guarda histórias de vida dos mais variados matizes: algumas são exemplares, como quando cidadão confrontado com as tenazes dos tiranos fardados. Outras são ricas em As histórias de exemplos de amor filial, desprendiBira, como as mentos, renúncias, crises e rearran- histórias de jos, conquistas de novos afazeres, Glorinha desde adaptações a lugares diferentes, via- há algum tempo, gens, cultivo de uma paixão dura- pertencem doura: a música. agora ao Há, ainda, aquelas que lidam com patrimônio da as vicissitudes do mundo do traba- nossa memória lho, rico tanto em alegrias quanto comum. em decepções e em superação das Nunca passivas, decepções e em aprendizado. Quem elas nos questionam, as esqueceria, então? Outras, enfim, nos interpelam, mas são histórias do dia a dia, familiares também ao nosso tempo devido ao fato de se- nos sugerem modos rem recorrentes, embora nem sem- de agir e ser, pre sob o mesmo formato. Quando respondem menos, nos reconhecemos no seu es- às nossas indagações, pelho comum. No outono da memória é, assim, discutem um conjunto de lembranças interli- conosco gadas que tentam contar o incontá- coisas que vel: uma vida. Diante dessa tarefa vivenciamos.“ impossível, nos contentamos, por fim, em narrar as histórias (fragmentos) dessa história, como ensina o exemplo das histórias de outras vidas. Anos atrás, experimentei a experiência de conviver com as memórias da cantora Glorinha Oliveira, que resultou no livro A estrela conta, onde se entrelaçam diversas histórias de vida da nossa primeira musa da era do rádio, cuja historia se renova e se amplia em muitas direções, como a demandar uma atualização... Mas é preciso reconhecer que se dá o mesmo com as demais pessoas. É por essa razão que as histórias valem como súmulas de vidas, registros daquilo que nossa memória reluta em esquecer por motivos que às vezes ignoramos. Importa mais que estejam ali, no limiar do que a memória pode capturar sem esforço. Feito isso, pode-se passar à fase seguinte: dar-lhes os contornos que as identificam como as nossas histórias, as narrativas que nos contamos a nós mesmos e aos outros, e que cumprem um duplo papel: nos individualizam, ao mesmo tempo em que revelam nossa identidade humana comum. Ou, como prefere Schapp, nos representam. A importância de escrevê-las é que elas permanecem para além de nossa duração biológica singular, adquirindo, portanto, aquilo que uma estudiosa desse assunto cunhou de condição “singular-plural”. São nossas, mas, contando-as, se tornam sociais. Públicas. Alheias. As histórias de Bira, como as histórias de Glorinha desde há algum tempo, pertencem agora ao patrimônio da nossa memória comum. Nunca passivas, elas nos questionam, nos interpelam, mas também nos sugerem modos de agir e ser, respondem às nossas indagações, discutem conosco coisas que vivenciamos. São apenas histórias, diria alguém. Mas como sabem de nós!, responderíamos.

S

CLÁUDIO EMERENCIANO [ Professor da UFRN ]

Estigmas da crise crise do mundo é espiritual, cultural, ética e moral. Será que a humanidade está perdendo ou esquecendo suas referências? Contemplemos o passado. Arnold Toynbee, um dos notáveis historiadores do século XX, em “Um estudo da História”, relembra que há um espírito em cada tempo. Que se perpetua ao condicionar, influenciar e motivar novos rumos na humanidade. Enquanto as civilizações se formam pelo legado de gerações. Os vínculos entre si emergem de valores, ideais e sentimentos que aprimoram a condição humana. Os versos de Homero na “Ilíada” e na “Odisséia” consagram, fundamentalmente, a imprevisível e incontida capacidade do homem para criar. As lendas de Sheherezade (“As mil e uma noites”) exaltam a magia dos sonhos, embalando e inspirando ações, laços, buscas, percepções e ânimos em cada homem. Há exemplos de vida, atitudes, posturas e concepções intemporais. Nunca morrem. Assumem a condição e o sentido de perenidade. São sempre atuais. Irrenunciáveis como ideais. Moisés orando no monte Sinai. Davi contemplando Deus através das estrelas e proclamando a fé com seus salmos. Paulo de Tarso, infatigável e imbatível, difundindo o Cristianismo com o testemunho de sua vida e a dimensão do seu verbo: “não sou eu quem vive, mas o Cristo que vive em mim”. Giordano Bruno na fogueira da Inquisição, de consciência livre, proclamando sua fé e visão de vida. Chateaubriand, em “O gênio do Cristianismo”, disse que a fé do jovem Davi, pastor das ovelhas de Jessé, seu pai, era a fé de todas as almas puras do mundo. Porque a fé é humilde, simples, cândida, sincera, verdadeira, sublime e arrebatadoramente humana. Por ser humana, Miguel de Unamuno, filósofo e reitor da Universidade de Salamanca (Espanha), em “A agonia do Cristianismo”, diz que a fé se realimenta das dúvidas. Essa é a agonia. A busca eterna de Deus não debilita, mas revigora a fé. Só se conhece Deus através do amor. Se os homens renunciarem ao amor, perderão os caminhos que levam a Deus. Eis o que Jesus, no Evangelho de São Lucas (17, 20), disse: “Não vem o reino de Deus com visível aparência. Nem dirão: Ei-lo aqui. Ou: Lá está. Porque o reino de Deus está dentro de vós”. A paz e o amor precisam habitar nos corações de todos os homens. Para serem expressão viva da humanidade. Eis o sentido da vida: a inserção da criatura no Criador. Ser parte e agente da Luz. A crise não é apenas de descrença, questionamentos, incertezas, perplexidades e hesitações.

A

Predomina no mundo o hedonismo. Busca-se o prazer como única finalidade da vida. Na ordem econômica, o hedonismo é sinônimo de egoísmo, individualismo e indiferença. É a cultura do ter. Perde-se consciência da Chateaubriand,em solidariedade. No âmbito “O gênio do da comunicação social, Cristianismo”,disse a propaganda atualiza, que a fé do jovem em países da América LaDavi,pastor das tina, da África e da Ásia, ovelhas de Jessé,seu as nefastas técnicas de pai,era a fé de todas Hitler. Albert Speer, mias almas puras do nistro de Hitler, ao final mundo.Porque a fé é do seu julgamento, em humilde,simples, Nuremberg (Alemanha, cândida,sincera, 1945), foi profético: “Coverdadeira,sublime mo uma nação tão avane arrebataçada, tão culta, tão sofisdoramente humana. ticada como a alemã, fiPor ser humana, cou sob o domínio diabóMiguel de Unamuno, lico de Hitler? A explicafilósofo e reitor da ção é a comunicação moUniversidade de derna. Através da qual a Salamanca nação foi anestesiada. (Espanha),em“A Com a comunicação moagonia do derna Hitler pôde goverCristianismo”,diz que nar pessoalmente. Quana fé se realimenta to mais e mais o mundo das dúvidas.Essa é a tiver tecnologia, mais a liagonia.A busca berdade individual e a ineterna de Deus não dependência da humanidebilita,mas dade exigirão salvaguarrevigora a fé.Só se das e garantias. Serão esconhece Deus senciais. Pois a propaganatravés do amor.Se da exclusiva, mantida peos homens los governos, sem limitarenunciarem ao ções legais, éticas e moamor,perderão os rais, tampouco sem concaminhos que levam traditório, poderá submea Deus. ter, de novo, outras nações. Quaisquer que sejam seus fins ideológicos”. A Alemanha de Hitler não conheceu a televisão. Nem a internet e a globalização. Mesmo assim, Albert Speer preconizou a possibilidade de novas tragédias universais. Essa crise não é só do Ocidente. Também é Oriental. Universal. A crise moral decorre do declínio da espiritualidade. Tentam restaurar, aqui e ali, mecanismos totalitários. Dominar a consciência individual e coletiva. Até quando?


Domingo | 28 de fevereiro de 2010

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 15

Secretária de Estado norte-americano chega ao Brasil para uma visita protocolar. Agenda inclui assuntos delicados, como a situação do Irã, crise política em Honduras, embargo à Cuba e a reforma do conselho de segurança da ONU [ DIPLOMACIA ]

Hillary terá agenda complicada RON EDMONDS / AE

GABRIEL BUENO DA COSTA Agência Estado

ão Paulo (AE) - A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, visitará o Brasil nos próximos dias. Apesar da proximidade em geral existente entre os dois países, alguns analistas consultados pela Agência Estado preveem uma agenda incluindo vários pontos de divergência, nas reuniões de Hillary com autoridades brasileiras. “Há uma agenda muito complicada para a secretária de Estado discutir com o chanceler (Celso) Amorim quando ela chegar ao Brasil”, afirma o professor Riordan Roett, diretor do Programa de Estudos Latinoamericanos da Universidade Johns Hopkins, em Washington. Roett lembra, em entrevista por telefone, que emergiram várias diferenças entre Brasil e Estados Unidos nos últimos meses, em temas como Irã, as negociações climáticas mundiais e os subsídios norte-americanos a alguns produtos, como o algodão. Outro analista, Peter Hakim, presidente do Diálogo Interamericano, centro de pesquisas apartidário sediado em Washington, nota a importância “simbólica” da visita, mas recomenda cautela. “Se ela for falar sobre uma ‘parceria estratégica’ mais geral, acho que não vai avançar muito.” A visita de Hillary deve incluir um encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na quarta-feira, e outra reunião com Amorim. Hillary faz uma escala no Brasil em meio a um giro por

S

alguns países da região, com paradas no Uruguai e no Chile, além de nações da América Central. O professor de Relações Internacionais Marcelo Coutinho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), lembra que, como é normal em visitas desse tipo, há uma “agenda múltipla”. Um tema central, segundo ele, deve ser o Irã. “Certamente, a Hillary vai querer esclarecer a posição do Brasil e o porquê dela”, afirma. Algumas potências ocidentais afirmam que o Irã tem um programa secreto para produzir armas nucleares. Teerã, porém, garante ter apenas fins pacíficos em seu programa nuclear, como a produção de energia. Os EUA têm pressionado por uma nova rodada de sanções - já foram impostas três delas - ao Irã no Conselho de Segurança da ONU. Washington tem apoio para isso de Grã-Bretanha, França e provavelmente da Rússia, mas a China, que como esses quatro também tem poder de veto no CS, não tem apoiado essa punição. O Brasil, como Pequim, tem defendido que é preciso dialogar mais com os iranianos, buscando uma solução para o impasse. Outras questões provavelmente levantadas nas conversas serão a reforma do Conselho de Segurança da ONU - reivindicação antiga do Brasil, sobre a qual não há consenso -, a emperrada Rodada Doha de liberalização comercial, a crise política em Honduras e o embargo norte-americano à Cuba. Coutinho acredita que o País possa pedir uma mediação norteamericana sobre as Malvinas - foco de divergência entre Argenti-

Em meio a um giro por alguns países da América Latina, Hillary Clinton faz escala no Brasil para conversas com o presidente Lula

na e Grã-Bretanha, que voltou à pauta com o anúncio de que os britânicos podem explorar petróleo nas ilhas. Ao menos, segundo ele, o Brasil pode pedir que Washington não se posicione sobre o tema, ao menos por ora. “Trata-se da principal parceria estratégica do País nos últimos 60 anos”, lembra Amado Luiz Cervo, professor de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (UnB), referindo-se às relações brasileiras com Washington.

Hillary vê situação da Coreia do Norte Washington (AE) - A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, disse sexta-feira que os Estados Unidos estão esperançosos em relação a sinais da Coreia do Norte de que o país pode voltar a negociar sobre seu desarmamento nuclear. O porta-voz de Hillary disse que as conversações podem começar dentro de poucas semanas. Após um encontro com

o ministro de Relações Exteriores sul-coreano, Yu Myung-hwan, a secretária disse a repórteres que dois enviados dos EUA em visita à Ásia ficaram “animados pelo movimento que viram” em esforços para recomeçar negociações para que a Coreia do Norte abandone seu programa nuclear. “Ultimamente, é responsabilidade dos norte-coreanos, mas nós

estamos animados pelos sinais de progresso no retorno das conversas que nós estamos vendo”, disse Hillary ao lado de Yu, após um almoço de trabalho com o ministro no Departamento de Estado. A Coreia do Norte, a qual supostamente tem plutônio suficiente para fazer ao mesmo seis bombas atômicas, abandonou negociações de desarmamento no ano passado. ED FERREIRA / AE

ARTIGO

O acidente em Boa Saúde FERNANDO GABURRI Professor da FARN

. O acidente causado por explosão de fogos de artifício Em 02.02.2010, no Município de Boa Saúde/RN (a cerca de 70km da capital Natal), ocorria o encerramento da festa em homenagem à Padroeira local, Nossa Senhora de Boa Saúde. Cerca de 5.000 pessoas acompanhavam os festejos, quando, por volta de 20h, um dos fogos de artifício lançados ao alto (uma girândola) não teria explodido no ar, como deveria, vindo a detonar no chão, atingindo 32 populares que ali se encontravam. A explosão se deu próximo ao palanque onde se realizavam atos religiosos, contando com a presença de inúmeras autoridades, dentre as quais a governadora do Estado e alguns prefeitos municipais. Essa explosão causou danos de ordem material, moral e estética a pelo menos 3 dezenas de expectadores, levando um deles a óbito. Mas como será apurada a responsabilidade civil da pessoa jurídica empresária contratada para fazer a apresentação pirotécnica? É o que procuraremos responder a seguir. 2. O tratamento das atividades perigosas no Código Civil brasileiro de 2002 O inovador parágrafo único do art. 927 do CC/2002 prevê a responsabilidade objetiva (sem prova de culpa do agente causador do dano) quando a atividade, normalmente desenvolvida pelo autor do dano, por sua natureza, importar em risco para os direitos de outras pessoas. Essa regra cai como uma luva para a solução de eventuais demandas judiciais de reparação de danos, envolvendo situações tais quais a que aqui apresentamos. A regra brasileira inspirou-se

1

no art. 2.050 do CC italiano e no art. 493º, 2, do CC português. O direito português já teve oportunidade de aplicar essa regra em um caso bastante semelhante ao ocorrido em Boa Saúde/RN. Em 13.08.1992, na romaria de São Bento da Porta Aberta, fogos de artifício lançados em homenagem ao Santo atingiram uma mulher que estava com a filha ao colo, sob um abrigo. Ficou decidido pelo Supremo Tribunal de Justiça de Portugal que o lançamento de fogo de artifício é uma atividade perigosa, nos termos do art. 493º, 2, do CC de Portugal, semelhante ao parágrafo único do art. 927 do nosso CC. O dispositivo do CC brasileiro traz uma cláusula geral de responsabilidade objetiva, que permite que atividades de risco sejam exercidas, porque úteis e interessantes à sociedade como um todo. Em compensação, aquele que exerce uma atividade de risco fica obrigado à indenizar os danos causados, ainda que inexista ilicitude no exercício daquela atividade. 3. O que distingue a nova teoria objetiva do CC/02 daquela já existente? Em substância, não há diferença entre a já existente teoria objetiva, e aquela trazida pelo CC/02. O que ocorre é que agora passamos a ter duas bases legais para a responsabilidade objetiva: a) nos casos especificados em lei: como já conhecíamos antes do CC/02, a regra sempre foi a da responsabilidade subjetiva (com culpa), exceto nos casos expressamente tipificados em lei, quando a responsabilidade será então objetiva. Todavia isso se dá em um sistema de numerus clausus, como se passa, por exemplo, com a tipicidade penal e tributária. Para explicarmos melhor este item, poderíamos adotar a seguinte fórmula: não há responsabilidade objeti-

À guisa de arremate, podemos dizer que, ao mesmo tempo em que o direito permite e facilita a prática de atividades perigosas, facilita também a concretização do direito da vítima, que obterá reparação de danos sem ter que provar a culpa do explorador da atividade.

va sem prévia previsão legal. b) quando a atividade normalmente desenvolvida pelo autor do dano implicar, por sua natureza, risco para os direitos de outrem: essa é uma cláusula aberta, que poderíamos comparar à relação entre a moldura e a tela. Essa cláusula geral funcionaria então como se fosse uma moldura dentro da qual podem se enquadrar vários tipos de atividades, tanto as já conhecidas, como as que no futuro se venha a conhecer. Entendida a dinâmica da cláusula geral de responsabilidade objetiva por atividade de risco, resta-nos identificar o que se pode entender por “atividade de risco”. 4. O que se entende por atividade de risco? Para se aplicar a nova teoria objetiva em relação às atividades de risco é necessário perquirir sobre o que vem a ser esse risco, noção bastante controvertida. Na atualidade quase todas as atividades, como dirigir um automóvel ou operar uma máquina de cortar carne, implicam algum risco. Mas para a aplicação da teoria objetiva é preciso que o risco, objetivamente considerado, exceda os riscos normais a que cada um de nós estamos expostos. Duas teses antagônicas se levantam, a do risco inerente e a do risco adquirido. Para a do risco inerente, o perigo é da essên-

cia da própria atividade. E para a tese do risco adquirido o perigo surgiria de algum defeito ou falta de zelo no exercício da atividade. Para quem adota a tese do risco adquirido, a atividade cujo risco é de sua essência não poderia ser regida pela cláusula geral de responsabilidade objetiva, porque a causação de um dano não violaria nenhum dever de segurança. Já para os que adotam a tese do risco inerente, o que justifica a aplicação da cláusula de responsabilidade objetiva é unicamente a causação de um dano, independentemente de haver ou não violação de dever de cuidado. Em outras palavras, para o risco inerente, a atividade perigosa pode ser exercida de modo lícito que, havendo dano, fará com que seu explorador os repare. Portanto, esse dispositivo inovador consegue equilibrar o direito ao desenvolvimento técnico, científico e artístico, com um mínimo de segurança à população, que é a certeza de que se alguém sofrer dano no exercício de uma atividade perigosa, porém lícita, será indenizado, sem que para tanto tenha que provar a culpa do causador do dano. A vítima, portanto, só precisa demonstrar a conduta (lançamento de fogos), o dano (ferimentos, dano estético e dano moral), e o nexo de causalidade entre ambos (que o dano resulta do lançamento dos fogos), para ter direito à uma reparação por dano material, e a uma compensação por dano estético e moral. À guisa de arremate, podemos dizer que, ao mesmo tempo em que o direito permite e facilita a prática de atividades perigosas, facilita também a concretização do direito da vítima, que obterá reparação de danos sem ter que provar a culpa do explorador da atividade.

Burns e Shanon deixam ministro das Relações Exteriores

Americanos buscam adesão do Brasil a protocolo do TNP Brasília (AE) - Antes da Conferência de Revisão do Tratado de Não Proliferação Nuclear (TNP), em maio, os Estados Unidos pretendem firmar um compromisso com a Rússia de redução dos seus estoques de ogivas nucleares e, no âmbito doméstico, ratificar o acordo que proíbe totalmente os testes atômicos. Essas iniciativas foram antecipadas na sexta-feira ao governo brasileiro pelo subsecretário de Assuntos Políticos do Departamento de Estado americano, William Burns. O gesto, entretanto, trouxe implícita a demanda de uma contrapartida sensível ao Brasil, que é o interesse dos EUA em que o Brasil assine o protocolo adicional do TNP. A pressão para que mais países assumam os compromissos do protocolo adicional, que permite inspeções mais intrusivas da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) nas usinas nucleares, é um dos objetivos da Conferência de Revisão do TNP. Com o cuidado de não mencionar esse tópico nem a resistência do Brasil a assiná-lo, Burns conseguiu introduzir de forma velada o tema no Itamaraty ao tocar na efetiva redução de arsenais nucleares das grandes potências, um ponto caro ao governo brasileiro. Em preparação da visita da se-

cretária de Estado, Hillary Clinton, na próxima quarta-feira, Burns encontrou-se com os ministros das Relações Exteriores, Celso Amorim, e da Defesa, Nelson Jobim. Pouco antes, tivera um almoço de trabalho com a embaixadora Vera Machado, subsecretária de Assuntos Políticos do Itamaraty. O ponto central da visita de Hillary Clinton, as posições divergentes do Brasil e dos EUA sobre a questão nuclear iraniana, foi abordado pelo próprio Amorim. Colaboradores do chanceler afirmaram que ele reafirmou a Burns o interesse do Brasil em que o Irã não desenvolva armas nucleares e em uma saída negociada para essa crise. Nas conversas de sexta-feira passada, Burns destacou as ações dos EUA em prol do sucesso da Conferência de Revisão do TNP. Em linha com a posição brasileira, defendeu um maior equilíbrio entre os compromissos e resultados efetivos nos três pilares do TNP - desarmamento, não-proliferação e uso pacífico da energia nuclear Informou ainda que seu país deverá publicar uma nova Revisão da Postura Nuclear (NPR), na qual será diminuída sensivelmente a ênfase das armas atômicas na doutrina de segurança americana.


16

geral

Natal | Rio Grande do Norte| Domingo | 28 de fevereiro de 2010 AHMAD MASSOUD/AE

[ AFEGANISTÃO ] Cruz Vermelha estima que 40 mil pessoas ficaram no

meio do fogo cruzado entre guerrilheiros do Taleban e forças da Otan

Civis feridos revelam o lado obscuro da ofensiva em Marjah KATHY GANNON Associated Press

Afegões feridos em ofensiva militar são retirados dos locais atacados atacados por aviões da Otan

ashkar Gah (AE) - Táxis transformados em ambulâncias levam civis feridos para fora da zona de combate, no sul do Afeganistão. A longa viagem de um homem ao hospital, porém, começou com uma viagem de duas horas em carrinho de mão. As pernas de Mohammad ficaram cheias de estilhaços quando uma bomba explodiu perto dele. Mohammad foi encontrado inconsciente por seu irmão e transportado na primeira coisa que estava por perto. Antes de conseguir um taxi, seu irmão teve de levá-lo em cima de um carrinho de mão. Natural de Nad Ali, nos arredores de Marjah, Mohammad era apenas um entre as dezenas de civis tratados no pronto-socorro de Lashkar Gah desde 13 de fevereiro, quando a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e o exército do Afeganistão iniciaram a maior ofensiva conjunta desde a queda do regime liderado pela milícia fundamentalista islâmica Taleban, no fim de 2001. As duas pernas estavam engessadas e pinos de aço saíam de sua perna direita. A maioria dos civis feridos que se recuperavam no hospital, dirigidos pelos italianos, diz que os ferimentos foram causados pelos “soldados estrangeiros”, uma afirmação que não faz distinção entre forças internacionais e afegãs que tentam fazer com que os residentes renunciem ao Taleban e abracem o governo afegão. Bernard Metraux, chefe do Co-

L

Todos os motoristas de táxi têm acesso a algumas áreas, mas podemos apenas evacuar um pequeno número de pessoas” BERNARD METRAUX chefe da Cruz Vermelha

mitê Internacional da Cruz Vermelha na província de Helmand, disse recentemente à Associated Press que cerca de 40 mil pessoas ficaram presas pelos confrontos dentro e nas proximidades de Marjah e que têm pouco acesso a cuidados médicos. Muitos estão morrendo. Os táxis-ambulância fizeram várias viagens cheias de cuidadosas negociações com os dois lados do conflito, incluindo combatentes do Taleban, que em alguns casos ajudaram a dar as coordenadas para transportar os feridos através dos campos minados para que eles recebessem tratamento médico, disse ele. Os táxis conseguiam transportar 30 feridos para Lashkar Gah, 30 quilômetros a noroeste de Marjah. “Todos os motoristas de táxi têm acesso a algumas áreas, mas podemos apenas evacuar um pequeno número de pessoas”, afirmou Metraux na capital da província. Ele disse que cerca de 400 famílias da região fugiram para Lashkar Gah antes do início dos conflitos, enquanto outras 300 fo-

ram para a província vizinha de Nimroz. Se elas voltarem, enfrentarão explosivos que os militantes esconderam em algumas áreas e nas portas das casas. Metraux disse que uma contagem apurada dos civis mortos ou feridos nos confrontos militares só será possível depois que funcionários da saúde puderem trabalhar livremente na área. Mas detalhar os números será difícil numa área na qual a linha que distingue civis e talebans é tênue. Para muitos dos entrevistados pela AP, o Taleban, que combate as forças da coalizão, são habitantes das vilas, o que revela o dilema que as forças internacionais enfrentam ao tentar tomar as posições armadas do Taleban. “Não há diferença entre o Taleban e os civis. O Taleban é composto pelo povo das áreas rurais. Eles são nosso povo”, disse Musa Jan, que chegou de Marjah uma semana atrás. Ele falou com a AP do lado de fora do armazém de campanha em Lashkar Gah, onde o governo distribui ajuda essencial para as vítimas. Jan e os 24 membros de sua família escaparam dos confrontos ao se empilharem num comboio de três táxis. “A luta continuava quando tentávamos sair de lá”, informou Jan, que disse ter pago o equivalente a US$ 35 por cada pessoa nos três táxis. “Era todo o nosso dinheiro e agora que chegamos temos que implorar por ajuda.” Jan disse que a casa de seus vizinhos foi bombardeada por um avião e que cinco pessoas morreram no interior da residência, dentre elas crianças.

“Talebans são os povos das comunidades rurais” Na pátio do hospital, três civis ve mais tiros e eles atiraram novafalam sobre como seus ferimen- mente contra minha barriga. Pertos foram causados ou por bom- to dali, algumas pessoas caíram bardeios aéreos ou por tiros dis- dentro de um canal. Eles chamaparados por “soldados estrangei- ram um avião e realizaram um ros”. Eles não sabem as naciona- bombardeio”. Hamid disse que delidades dos soldados e não deixa- pois as tropas disseram que uma ram claro como identificaram que pessoa fora da casa era um combaeram estrangeiros. tente Taleban. “Ele não era”, disse Um outro cidadão afegão, Sa- o menino. “Ele era um civil”. yed Lal, disse que estava indo paSultan Mohammed, que fugiu ra sua casa quando foi atingido. na sexta-feira de Marjah, disse que “Eles atiraram contra mim. Vie- teve de caminhar por várias horam à noite. Eram estrangeiros”, ras antes que um motociclista lhe disse ele. “Eu estava fora, no cam- desse uma carona. Ele disse que o po, com um amigo”. As pernas de Taleban fugiu quando os soldados Lal foram cobertas com uma fina chegaram à região. “Mas quem são manta branca. Ele movimenta sua os talebans? Eles são as pessoas barba preta quando conta sobre das regiões rurais”, disse ele. Mooutros três habitantes da vila que hammed disse que os moradores ficaram feridos. não tinham problemas com o TaAssadullah, 22 anos e uma bar- leban, que trouxe segurança para ba bem aparada, diz que estava em a área. “Nós não estávamos infesua motocicleta quando “america- lizes com o Taleban”, disse ele. “O nos atiraram contra mim”. “Eu não governo não fez nada por nós. Ansei por que eles atiraram em mim”, tes, o governo não nos ajudava.” disse Assadullah, cujo braMUSADEQ SAQUED ço estava estilhaçado pela balas. “Eu nem sabia que eles estavam aqui”. Abdul Hamid, de 12 anos, disse que um ataque realizado por um grupo de “soldados estrangeiros” abriu fogo do lado de fora de sua casa. “Eu estava na frente da minha casa. Eles estavam correndo e atirando”, disse o menino. “Eu tentei voltar para dentro de casa, mas eles atiraram contra minha perna e hou- Soldado isola área atacada por suicida


economia [ CONSUMIDOR ]

Inflação em alta e dívidas afetaram confiança io (AE) - O avanço da inflação nos dois primeiros meses do ano aliado ao atual endividamento das famílias brasileiras, que promoveram uma antecipação de compras de bens duráveis no ano passado, conduziram a queda de 2,2% no Índice de Confiança do Consumidor (ICC) em fevereiro deste ano, na comparação com janeiro. A avaliação é do economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Aloisio Campelo. Segundo o economista, os aumentos de preços detectados por índices inflacionários no início deste ano, influenciados principalmente por alimentos e transportes públicos mais caros, deixaram cautelosas as famílias de baixa renda. Tanto que, ao analisar a evolução do ICC por faixas de renda em fevereiro, as famílias com renda até R$ 2.100 tiveram um declínio de 4,5% no ICC - a mais forte queda de confiança para esta faixa de renda desde outubro de 2008, quando caiu 10,4%. O recuo da confiança entre as famílias mais pobres também foi o mais intenso em fevereiro entre as quatro faixas de renda pesquisadas pela FGV para cálculo do ICC. Campelo admitiu que o avanço da inflação foi acima do normal no início de 2010. Ele lembrou que a FGV mostrou, em resultados de seus Índices Gerais de Preços (IGPs), que os preços de alimentos e de transportes subiram bem acima do costumeiro, mesmo para um início do ano - quando os preços dos alimentos são mais caros, devido a uma redução de oferta, causada por problemas climáticos característicos da época. “Mas não há uma explosão inflacionária, no momento”, garantiu.

R

CAUTELA A pesquisa também mostrou que os consumidores estão mais cautelosos em suas projeções em compras de bens duráveis para os próximos meses. Em uma amostra de mais 2.000 domicílios pesquisados, subiu de 29,1% para 31,8% a parcela de consumidores que apostam em volume de compras menores de bens duráveis para os próximos meses. Campelo lembrou que o consumidor se encontra em um período de ajustes em seu orçamento doméstico. Isso porque, no ano passado, o brasileiro aproveitou os estímulos fiscais oferecidos pelo governo para consumo, como a redução do IPI em bens duráveis como automóveis, e produtos da linha branca, que puxaram para baixo os preços destes produtos. “Um dos fatores que está travando a confiança, e mantendo o humor do consumidor em baixa, não é uma perda de confiança e sim o ciclo de endividamento do consumidor”, afirmou. “Mas isso é passageiro. O que ocorre é um período de acomodação nas compras de bens duráveis, que já tiveram um salto nas vendas no ano passado”, disse. Quando questionado sobre a sustentabilidade deste resultado em fevereiro para os próximos meses, o especialista comentou que o atual período de acomodação nas intenções de compras de bens duráveis não representa uma tendência.

POUPANÇA HOJE 0,5000% CDB 8,73% BOVESPA - 0,72%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 510,00 TAXA SELIC

8,75%

TELEFONES ÚTEIS Receita Federal: 3220-2200 Procon Estadual: 3232-6770 Procon Municipal: 3232-9050 DRT RN: 3220-2000

PÁGINA 3 DÓLAR TURISMO Compra R$ 1,777 Venda R$ 1,917 EURO Compra R$ 2,457 Venda R$ 2,459

Editor: Vinicius Alburqueque e-mail: vinicius@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 28 de fevereiro de 2010

DIVULGAÇÃO

DÓLAR COMERCIAL Compra R$ 1,805 Venda R$ 1,806 DÓLAR PARALELO Compra R$ 1,87 Venda R$ 2,00

SETORES

Felipe Cavalcante avalia situação da construção civil e do turismo no Nordeste.


economia

2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

ANTOIR MENDES SANTOS [ Economista ]

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

Acerto de contas partir de amanhã, a Receita Federal do Brasil começa a receber as declarações do Imposto de Renda 2010 (ano-calendário 2009), com as novas regras. O prazo de entrega vai até 30 de abril e a multa mínima para quem atrasar a entrega é de R$ 165,74. A declaração do Imposto de Renda pode ser entregue pela internet (com o programa de transmissão da Receita Federal, o Receitanet), em disquete (nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa) e por formulário em papel, nas agências dos Correios, ao custo de R$ 5. Está obrigado a entregar declaração toda pessoa com rendimentos tributáveis acima de R$ 17.215,08 no ano passado. No IR 2009 (ano-calendário 2008), a renda mínima era de R$ 16.473,72.

A

MUDANÇAS As pessoas com rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil no ano passado também estão obrigadas a fazer a declaração, assim como quem obteve, em qualquer mês de 2009, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas.

Gestão

Legislação

Começa amanhã e vai até quarta-feira, no Centro de Convenções, em Natal, o 4º Congresso de Gestão Pública do Estado do RN, coordenado pela Secretaria de Administração, em parceria com o Conselho Regional de Administração. A expectativa é de 2 mil participantes, entre estudantes, servidores e profissionais da gestão do setor público e especialistas.

O trabalhador também paga dano moral. Pelo menos é o que revela uma decisão recente na Justiça do Trabalho, numa situação que há alguns anos era inimaginável. Entre as motivações das condenações estão a atribuição de fatos inverídicos à empresa, prejuízos à imagem da companhia ou mesmo danos financeiros

CRITICAS Em um documento ainda interno, a ONU criticou duramente o sistema tributário do Brasil, por dificultar avanços sociais. Para o organismo, a erradicação da pobreza só será atingida com amplas reformas estruturais. Segundo a ONU parte importante dos programas sociais no Brasil destinados à classe mais pobre é financiada exatamente por essa parcela da população por meio de um sistema tributário “desigual”.

1

O IX Salão Imobiliário do RN, de 10 a 14 de março próximo, terá 250 empresas participantes e uma expectativa de negócios em torno de R$ 200 milhões. A coordenação é da OS Comunicação, de Ocimar Damásio. A Caixa Econômica Federal estará com um estande para financiamento de imóveis, para negócios na hora.

2

O 3º Salão Imobiliário de Pernambuco, que acontece também de 10 a 14 de março, deve bater todos os recordes de vendas. Como no ano passado, em plena crise global, o setor registrou 31,2% de vendas, as expectativas de 2010 são bem melhores, especialmente em função da oferta de crédito para as linhas de imóveis populares e da entrada das grandes empresas no setor.

3

O cliente do Banco do Brasil pode antecipar a restituição do Imposto de Renda partir de amanhã, através das contratações do CDC Antecipação de IRPF, linha de crédito que antecipa em até 80% do valor da restituição do imposto de renda pessoa física. As taxas de juros variam de 2,65% ao mês, até R$ 5 mil.

Novos produtos A potiguar Raros Agroindústria de Produtos Aromáticos, com nova gestão, e direção técnica da doutora Zelita Maria Santos Rocha e hoje RAROS NATURALS – Supplying BIOTRENDS, além dos tradicionais óleos essenciais, com certificação orgânica, passa também a produzir extratos natu-

rais, fibras alimentares, fito ativos, fito cosméticos, e a comercializar mudas para reflorestamento. O fornecimento de matérias primas é feito através das mais avançadas técnicas agrícolas e práticas orgânicas, respeitando os conceitos de sustentabilidade e preservação ecológica.

PROMOÇÃOA churrascaria Sal e Brasa volta a oferecer preços promocionais na baixa estação. O preço do rodízio para almoço de segunda a quinta-feira e para jantar durante todos os dias está com preço reduzido, apenas R$ 29,90 por pessoa.

FEIJOADA Hoje (28), tem feijoada recheada de solidariedade! É a quarta feijoada do Projeto Sou Solidário onde você almoça e ainda ajuda quem precisa. A renda vai ser revertida para a construção do alojamento para moradores de rua da ONG Amigos da Noite. O local é o Sgt. Pepper’s de Petrópolis e senha custa apenas R$ 10,00. DOAÇÃO A Casa Durval Paiva está recebendo material de limpeza de uso pessoal, como sabonete, creme dental e escova de dente infantil. Outra forma de colaborar no tratamento das crianças e adolescentes com câncer é adquirindo os produtos da Casa Durval Paiva disponíveis nas lojas dos parceiros Pittsburg e Iskisita Baby e lojas Nordestão. Pedidos e Informações: 4006-1603. PARCEIROS De olho na qualidade e na concorrência, a TIM anuncia os parceiros comerciais que farão parte de seu sistema no segmento de call center. O grande diferencial desse modelo é atrelar uma remuneração maior aos parceiros de acordo com a satisfação dos clientes. Agora a Atento também passa a atender à TIM, junto à Alma Viva, AeC e CSU.

O país dos pequenos empreendedores – II m artigo anterior, a partir de estudos elaborados pelo IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, foi possível demonstrar a importância das pequenas empresas brasileiras, consideradas como àquelas com até 10 postos de trabalho, na ocupação da mãode-obra no país em 2008. Vimos que das 92,4 milhões de pessoas ocupadas em todo o país, 70,6 milhões trabalhavam na iniciativa privada, o que correspondia a 76,4% do total da massa de trabalhadores. Dos trabalhadores vinculados à iniciativa privada, cerca de 38,4 milhões estavam ocupados em empresas com até 10 postos de trabalho, dos quais 18,7 milhões trabalhavam por conta própria; 16,5 milhões eram empregados assalariados e 3,2 milhões constituíam a categoria dos empregadores. Apesar da importância das empresas que ofereciam até 10 postos de trabalho, alguns indicadores chamavam a atenção: i) o rendimento médio mensal dos trabalhadores era de R$ 902, sendo de R$ 633 para os empregados assalariados, de R$ 807 para os que trabalhavam por conta própria e de R$ 2.607 para os empregadores; ii) 23% dos 38,4 milhões de ocupados nessas empresas encontravam-se na condição de pobreza absoluta, ou seja, recebiam até ½ salário mínimo de rendimento bruto individual; iii) constatou-se que apenas 10,8% desses trabalhadores tinham curso superior, enquanto que 48,2% possuíam o ensino fundamental e 41% o ensino médio; e iv) somente 29% das vagas nessas empresas estavam submetidas a algum tipo de

E

proteção trabalhista e social. Neste artigo, As vagas a serem procuraremos iden- abertas ainda tificar as caracterís- continuarão à ticas da evolução margem do dessas ocupações necessário. A no contexto dos pe- presença de quenos empreendi- ocupações mentos, a partir dos precárias e de baixa anos 80, bem como, remuneração qual seriam as pers- continua e pectivas dessas continuará a ser um ocupações no futu- dos problemas ro. No primeiro ca- estruturais que so, o estudo do Ipea, atingem os já referido, aponta pequenos” para dois cenários. O primeiro faz referência ao quadro econômico desfavorável nos anos 1980 e 1990, que fez ampliar o papel dos pequenos negócios como absorvedor do excedente da força de trabalho. Como resultado desse cenário, tivemos menor desemprego aberto no país, muito embora às custas do rebaixamento no nível de rendimento dos ocupados e da precarização dos postos de trabalho. O segundo cenário está atrelado ao processo de reestruturação das grandes empresas (reengenharia etc) e a reformulação do papel do Estado (privatização, terceirização etc) que levaram a expansão dos pequenos empreendimentos, nem sempre associada à baixa remuneração e a precarização dos postos de trabalho. Assim, considerando-se apenas as pequenas empresas com até 10 ocupados no

setor privado não agrícola (assalariados + empregadores + trabalhadores por conta própria), constatou-se que em 1989 este segmento oferecia 14,1 milhões de ocupações, tendo evoluído para 31 milhões em 2008, ou seja, gerado 16,9 milhões de novos postos de trabalho no período considerado. Na visão do Ipea, “esse adicional de novos postos levou ao rebaixamento do rendimento médio dos ocupados, que caiu 17,5%, e em consequência aumentou a quantidade de pobres -- pessoas recebendo até ½ salário mínimo mensal – no intervalo de tempo analisado”. Com relação às perspectivas de futuro para essas ocupações, verificou-se que mesmo com o PIB - Produto Interno Bruto crescendo a uma taxa média anual de 2,6%, nos anos de 1989 e 2008, a taxa média de crescimento dos pequenos negócios não agrícola com até 10 empregos situou-se em 4,2%, entre 1989 e 2008. Vale afirmar, a se manter esse ritmo de crescimento “o país deverá gerar até 2010, 19,3 milhões de novos postos de trabalho”. Todavia, se no passado recente a geração de novos postos de trabalho não foi acompanhada da proteção trabalhista e social, na medida em que para cada 10 postos abertos apenas 4 foram protegidos pela legislação em vigor, projeta-se que para 2010, 61% das vagas a serem abertas ainda continuarão à margem do necessário amparo trabalhista. Ou seja, “a presença de ocupações precárias e de baixa remuneração continua e continuará a ser um dos problemas estruturais que atingem os pequenos negócios no país”.

ALCIMAR DE ALMEIDA SILVA [ Advogado ]

O lixo de Taboleiro Grande onstituindo-se num dos problemas mais sérios da atualidade, gerando as conseqüências as mais diversas, o lixo está igualmente a merecer o empenho não apenas do poder público (municipal) como da sociedade, tendo recentemente sido publicado resultado de dissertação de Mestrado em Gestão Ambiental de autoria do Engenheiro Agrônomo Acácio Brito, constatando que das 167 cidades do Rio Grande do Norte, apenas 9 utilizam aterro sanitário para a destinação dos resíduos sólidos (Natal, Parnamirim, Macaiba, São Gonçalo do Amarante, Ceará-Mirim, Extremoz, Ielmo Marinho, Rio do Fogo e Mossoró), enquanto nas demais não há sequer aterro controlado – que é o estágio intermediário –, todas destinando-o ao estágio mais precário que é o lixão, ocorrendo a melhor situação em Jardim do Seridó e Serra do Mel e a pior em Bento Fernandes, Carnaubais, Grossos, Tibau e Touros. Para a solução foi constatado pela pesquisa que os Municípios estão formando consórcios, como forma de reduzir custos e ampliar eficiência dos serviços, três dos quais já estão em implementação, um no Seridó, com 25 Municípios, um no Alto Oeste, com 40 Municípios e um no Vale do Açu, com 15, que são solução para a conseqüência ou o final da cadeia de produção do lixo, enquanto há necessidade para o início ou a causa e os pontos interme-

C

diários da cadeia, compreendendo a redução de produ- Foi constatado ção, que é a causa pela pesquisa principal, assim co- que os Municípios mo as soluções de estão formando coleta seletiva, de consórcios, compostagem e de como foram de reciclagem, para o reduzir custos e que há necessidade ampliar eficiência de motivação da dos serviços, população como, três dos quais dentro deste quadro já em desolador, foi en- implementação: contrado no Muni- um no Seridó, um cípio de Taboleiro no Alto Oeste e um Grande, onde a Pre- no Vale do Açu” feitura Municipal sorteia pequenos prêmios para estimular a coleta seletiva, o que pode habilitar sua Prefeita Municipal ao “Prêmio Sebrae de Prefeito Empreendedor”. Mas outras formas podem ser utilizadas no sentido de reduzir a produção e de ampliar a coleta seletiva, a compostagem e e a reciclagem do lixo, dentre as quais pode ser sugerida a aplicação de política extrafiscal do IPTU – Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana, reduzindo a sua função fiscal ou de arrecadação e aumentando a sua função extrafiscal e de estímulo à população, reduzindo o valor daquele Imposto em percentuais inversamente proporcional ao volume de

lixo produzido ou reaproveitado, de modo a diminuir o volume a ser removido e submeter-se à destinação final, colaborando assim para um menor custo e uma maior eficiência do serviço público conseqüente. De tal forma que se em determinado ano, uma unidade familiar ou industrial ou comercial, reduzir o seu volume de lixo a ser removido e destinado, seu IPTU seria reduzido em determinado percentual. Como a taxa de coleta, remoção e tratamento ou destinação de lixo ou resíduos provenientes de imóveis, cuja Súmula Vinculante 19 do Egrégio Supremo Tribunal Federal vem de reconhecer como plenamente constitucional, sendo ela em geral lançada e cobrada em conjunto com o IPTU – Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana, também o seu valor haveria de merecer o incentivo de redução. Isto poderá inclusive compatibilizar-se com diversos Projetos de Lei sobre a matéria que se encontram em tramitação no Congresso Nacional, instituindo uma política nacional de resíduos sólidos, contendo, entre outros, os seguintes pontos: a) responsabilidade pós-consumo do gerador dos resíduos; b) implantação da coleta seletiva e de unidades de reciclagem a partir de parcerias público-privadas; c) fortalecimento das cooperativas de catadores; d) valorização das experiências regionais; e) suporte técnico do governo federal a Estados e Municípios; f) e legislação tributária específica.

JOÃO LYRA NETO [ Jornalista ]

A decadência do algodão emos dito e repetido que a agricultura, no Brasil, ainda não está realmente, muito bem. Na verdade os maus ventos, vez por outra, sopram em direção do agricultor promovendo uma verdadeira desordem nas safras agrícolas no Nordeste, isso tem sido lugar comum em decorrência, principalmente, na região do semi-árido, da constante falta de inverno. Todo Governo anuncia que pode passar por cima disso, com planos e programas que na maioria das vezes, ficam apenas no papel. Para quem já foi um dos grandes produtores de algodão no Nordeste e produziu o mais conceituado algodão do mundo, é difícil aceitar a crise e aas dificuldades que ainda impedem a retomada da lavoura algodoeira. O Rio Grande do Norte urge que se diga, já chegou a produzir 100 mil tons. de algodão. Os cotonicultores somente enfrentavam a concorrência do algodão do Egito, considerando o melhor algodão do mundo, o mocó fibra longa. Na verdade, o que acabou com a cultura do algodão, nas suas principais áreas de

T

plantio, foi a presença do “bicudo”. A praga surgiu de O que tem feito o forma implacável agricultor decair é a para um ponto final falta de um inverno numa atividade regular. Mesmo que gerava riqueza sendo os problemas ou divisas para o ocasionados pelos Estado. A partir daí, efeitos se começou a im- destruidores da portar algodão pa- seca ou de um ra atender ao con- inverno que chegou sumo das fabricas. a destruir lavouras Com o algodão que e gado, o Governo plantava e colhia, o Federal se ‘fechou Rio G. do Norte em copas’e não chegou a ter varias liberou recursos.” fabricas de tecidos e confecções finais, como é o caso da Sparta, da Ducal e tantas outras, promovendo o levantamento de sua economia com a exportação de fios e tecidos para o exterior. O Rio Grande do Norte é um estado geograficamente pequeno, porem com uma situação econômica boa, em função da produção de sal, petróleo, cas-

tanha, melão, camarão etc. Mesmo com a crise que atingiu o país afetando A economia dos Estados, o setor industrial conseguiu superar as dificuldades. O que tem feito o agricultor decair é a falta de um inverno regular. Mesmo sendo os problemas ocasionados pelos efeitos destruidores da seca ou de um inverno que chegou a destruir lavouras e gado, o Governo Federal se “fechou em copas” e não liberou os recursos reclamados pelo senador José Agripino. Foram 98 milhões prometidos e não liberados pelo Ministro da Integração. Lastimavelmente, o nordeste continua a sofrer com os danosos efeitos da estiagem. E um mal secular, contra o qual até agora só tem conseguido tomar medidas paliativas . Todo esse tempo, o maior trabalho foi, realmente, do DNOCS que construiu açudes, barragens, perfurou poços e implantou um sistema de irrigação. No tempo da seca, pelo que se sabe a politicagem sempre funcionou, como mola para dinheiro chegar às mãos dos agricultores. Essa, portanto, é a real situação do nordeste ou da decadência do algodão.


economia

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

ENTREVISTA/FELIPE CAVALCANTE/PRESIDENTE DA ADIT NORDESTE

“É preciso combater os especuladores” DIVULGAÇÃO

Como o senhor avalia o impacto da crise no setor imobiliário e no turismo regional? Há dois tipos de setor imobiliário: o residencial e o turismo. A crise trouxe impacto, mas também efeitos positivos. No setor residencial, a crise trouxe bom senso novamente ao mercado. Havia euforia muito grande por parte de algumas incorporadoras. Especialmente as grandes incorporadoras do Sudeste, que não estavam se perguntando se havia mercado para aquilo que estavam se propondo a lançar. Com essa crise houve um rebalanceamento entre oferta e demanda. Isso foi muito saudável. Com o lançamento do Minha Casa, Minha Vida houve mudança no setor e passou a haver retomada não só para a baixa renda, mas também para classe média e em alguns lugares para a alta. Estamos entendendo que em 2010 o setor irá de vento em popa. O pior já passou desde abril do ano passado. Em alguns estados há retomada lenta no setor de média alta, mas acreditamos que no decorrer do ano isso vai mudar. No setor imobiliário de turismo, houve também uma filtragem do mercado. Existia euforia muito grande principalmente entre empreendedores internacionais, que estavam anunciando empreendimentos no Nordeste. A crise enxugou nesse mercado. Com isso, alguns projetos vão ser redimensionados, outros vão ser cancelados e outros vão mudar de foco, vão ser direcionados ao público local. E no setor de turismo? No setor turístico, há um ano e meio alguns setores questionaram o futuro do turismo lazer no Nordeste, mas o que estamos vendo é que a força da economia, da classe média que está começando a viajar, tem sido mais do que suficiente para contrabalançar os efeitos do câmbio, que está sendo ruim para o turismo novamente. E esperamos que nos próximos anos isso só venha a melhorar porque tanto o imobiliário quanto o turismo se baseiam em questões demográficas e econômicas. Na medida em que demográfica e economicamente estamos ficando mais fortes há boas perspectivas para os dois setores. A crise acabou com a euforia e significou também realinhamento de preços? Só no setor imobiliário turístico, em que a grande maioria dos empreendimentos não tinha sido lançada ainda. O que houve na verdade foi desaquecimento do setor de áreas, terrenos. Muitas das pessoas que estavam compradoras passaram a ser vendedoras. Compraram para desenvolver projetos e passaram a tentar vender em função da nova realidade do mercado. Esses impactos atingiram todo o Nordeste ou especificamente alguns Estados da região? O Nordeste como um todo. Mas os estados que tinham projetos de porte muito grande ficaram um pouco mais comprometidos do que aqueles mais focados num tamanho menor ou no público nacional. Alguns, como o próprio Rio Grande do Norte, sofreram um pouco mais, porque tinham alguns empreendimentos de grande porte que foram descontinuados, que estão sendo redimensionados. A retomada, na opinião do senhor vai acontecer com a mesma força para todos ou também vai haver diferenças? Pontualmente no turismo, dependendo das ações do governo em cada estado, pode haver retomada maior ou menor. Mas a força da economia que está vindo é muito grande. Tanto na parte imobiliária quanto no turismo não conseguimos visualizar nenhuma grande ameaça nos próximos cinco anos. No Rio Grande do Norte tem havido grande queda no turismo,

de primeira linha. Quais são os gargalos enfrentados hoje pelos dois setores? Grandes gargalos no turismo são o acesso aéreo e o câmbio. É impossível se fazer turismo sem acesso aéreo. Por outro lado, para ter acesso aéreo, é preciso ter hotéis. Mas é impossível hoje construir hotéis não urbanos. Porque a grande demanda é por resorts e os resorts ficam nos lugares mais sensíveis ambientalmente. Não existe condição hoje de se produzir resorts no Nordeste. A lei de licenciamento ambiental é muito subjetiva. E tem um movimento organizado de setores da sociedade, que são contrários ao desenvolvimento, que tenta barrar de todo jeito qualquer tipo de empreendimento. Então enquanto não houver a oferta de novos resorts de padrão internacional dificilmente vamos ver um salto no turismo como gostaríamos. No caso do setor aéreo, tem dois problemas. Em alguns momentos é a oferta. E em segundo lugar é a promoção e divulgação para dar apoio ás companhias aéreas. E os aeroportos,são problema? Existe a perspectiva de que com a Copa sejam um gargalo. Há lugares como Alagoas, que tem aeroportos modernos e outros como Salvador que estão saturando. Não é por causa disso que está deixando de vir investimentos. Mas temos que nos preocupar porque com o passar do tempo isso pode prejudicar.

RENATA MOURA Repórter de economia

Copa do Mundo de 2014, o crescimento da economia e do mercado doméstico deverão provocar uma avalanche de novos investimentos no Nordeste do Brasil e, no meio dessa grande massa, o surgimento de novos “aventureiros”, sem preocupação com a sustentabilidade dos projetos. A previsão é do presidente da Associação de Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Nordeste (ADIT Nordeste), Felipe Cavalcante. Mas, como tendo em mãos um mapa mostrando, mais do que turbulências, “tempo ensolarado” para a região, na entrevista a seguir ele enxerga também boas perspectivas para os próximos anos. “Não conseguimos visualizar nenhuma grande ameaça”, afirma.

A

Em qualquer onda de investimento quem chega primeiro é o aventureiro, que é quem tem menos a perder. Depois, com o passar do tempo e a maturidade do destino, é que chegam realmente os profissionais.”

A crise enxugou o mercado. Com isso, alguns projetos vão ser redimensionados, outros vão ser cancelados e outros vão mudar de foco, vão ser direcionados ao público local”

especialmente no europeu.O senhor acha que essa debandada é irreversível? Não é que seja irreversível. O Rio Grande do Norte por ter apostado muito no setor turístico com muito competência esses anos todos, quando encontra um cenário em que a fonte de emissão de turistas está em crise severa é óbvio que sofre com a diminuição da demanda. Você acrescenta a isso o dólar se valorizando. Aí a questão foge da vontade do gestor público ou do hoteleiro. O que muita gente está fazendo é tentando trazer o público nacional enquanto esse momento lá fora não passa. Obviamente que junto com isso são necessárias políticas para fortalecer a atração. Porque esse mercado vai voltar. Os investimentos estrangeiros recuaram 15,43% no país em 2009,mas no Rio Grande do Norte houve crescimento de 11,96% em relação a 2008.O RN subiu da quarta para a segunda posição entre os estados com o maior volume de capital. Não é um sinal de que os investimentos estão voltando com força? Os investimentos serão retomados, não tenha dúvida. Mas os números podem demonstrar tanto retomada do crescimento em 2009, como valores relativos a fechamento de negócios de 2008. No setor de investimentos diretos existe um tempo de maturação para o dinheiro ser investido. A minha opinião é de que há reaquecimento desde novembro de 2009. Em 2008, em viagens ao exterior, o recado era de que em 2009 não haveria investimento no Brasil nem em canto nenhum. Mas que de 2010 em diante haveria sim uma

avalanche de investimentos especialmente no Brasil. Com a crise, o Brasil mudou de patamar aos olhos dos investidores. O impulso para essa avalanche vem de onde? Do mercado doméstico. Da classe média, que no Nordeste tem mais força. Dos ganhos de renda da população. Da taxa de juros mais baixa, do aumento do crédito e no médio e longo prazo nada será mais importante do que da nossa demografia, a quantidade de jovens que vai entrar no mercado de trabalho é muito grande. O investidor imobiliário é um investidor de longo prazo. Quando ele olha tudo isso percebe que o mercado doméstico vai crescer. Qual é a grande diferença entre o investidor de hoje e o de dois anos atrás: é que o de dois anos atrás vinha querendo fazer investimento para estrangeiro e o de hoje vem para explorar o potencial da classe média e do mercado internos. Se você quer atrair investimento hoje tem que ter um produto que explore o mercado local. Tem uma demanda de investidores muito grande querendo esse tipo de produto. E a Copa de 2014.Como é que vai mexer com esses investimentos? Vai também ser um impulso? Muita gente vai vir para investir por causa do evento. Mas é preciso ter cuidado porque os projetos têm que ser sustentáveis independentemente da Copa. Quem é profissional do ramo sabe disso e está atento. Prevemos a chegada de um grande número de investidores, de empresários, que não são tão profissionais e que vão realmente aquecer o mercado, inclusive o de Natal. A preocupação é com a sus-

tentabilidade desses projetos. Alguns podem não ser profissionais o suficiente para analisar isso, então pode haver algum problema. Mas não é um problema para o Rio Grande do Norte ou para Natal, é um problema dos investidores. Então os estados não precisarão se proteger desses maus investidores.. Do que é necessário se proteger sempre é dos especuladores. É de quem chega, compra uma área, anuncia que vai fazer um empreendimento, depois revende esse projeto. Esse tipo de perfil a gente tem que combater sempre. Como temos que combater também o pessoal que não tem comprometimento com o local onde está investindo, independentemente de ser investidor nacional ou estrangeiro. A nossa grande vantagem hoje é que em qualquer onda de investimento quem chega primeiro é o aventureiro, que é quem tem menos a perder. Depois, com o passar do tempo e a maturidade do destino, é que chegam realmente os profissionais. O que aconteceu há cinco, seis anos em Natal, Fortaleza, Bahia, foi que quem chegou não foram os profissionais do ramo. Foram pessoas que viam potencial de fazer negócio, de especular. Com a crise, esse pessoal saiu do mercado. E ao mesmo tempo as grandes redes internacionais e os grandes fundos que pensam em longo prazo olharam para o mundo e viram que na Europa e nos Estados Unidos não tinham potencial de crescimento e que teriam que vir para o Brasil. Ao mesmo tempo em foi um divisor de águas porque eliminou os aventureiros e especuladores, a crise trouxe a atenção ao Nordeste as empresas

O Rio Grande do Norte tem um aeroporto com problemas estruturais e um outro que está em construção,mas que vem sendo tocado lentamente. O estado pode perder para os vizinhos? Acho que tem havido uma forte movimentação do governo para incentivar esse aeroporto. Mas obviamente não é do dia para a noite que vai se fazer o maior aeroporto do Hemisfério Sul. Mas é claro essa estrutura pronta passa a ser uma vantagem competitiva em relação aos outros. Quais são os principais desafios que os setores precisarão vencer em tempos de Copa, de Minha Casa,Minha Vida..? No setor imobiliário é questão mais macroeconômica. Continuar diminuindo juros, aumentando crédito e crescendo a economia. Com essa fórmula o céu é de brigadeiro. No setor turístico a questão é mais complexa porque tem uma variável chamada câmbio. Tem que ser resolver o licenciamento ambiental, da malha aérea e da promoção turística. Falando especificamente do Minha Casa Minha Vida,os preços dos terrenos estão altos na capital e os imóveis baratos. Tem sido uma equação difícil de resolver. A ADIT tem recebido informações de outras cidades da região que têm enfrentado esse problema? Haverá dificuldade se os preços não forem ajustados. Esse é um problema não só de Natal. A tendência é que os terrenos comecem a se valorizar muito e que seja cada vez mais difícil achar terrenos para fazer os projetos. Isso aconteceu com o PAR e acontece com qualquer projeto habitacional para a baixa renda. E o Nordeste Invest, que será realizado em Natal.O que reservou para este ano? Vai ser de 10 a 12 de maio. Vai ajudar a resolver o problema de alguns empreendimentos parados, levando investidores interessados em entrar nesses negócios. É uma grande oportunidade para o governo divulgar o destino. Para os empresários locais fazerem negócio. No ano passado monitoramos pouco mais de R$ 400 milhões em negócios. Este ano esperamos mais. O evento é dividido em três grandes áreas: conferência, rodada de negócios e o salão, para a exposição de produtos.


economia 4

Natal | Rio Grande do Norte |Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Caso confirmada, projeção do coordenador de Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV) será o melhor resultado do setor desde 1995, ano em que a produção deste segmento da indústria cresceu 7,48% [ EMBALAGENS ]

Produção retoma nível pré-crise

DIVULGAÇÃO

Indústria brasileira de embalagens deve apresentar expansão em 2010, segundo FGV

ão Paulo (AE) - O nível de produção da indústria brasileira de embalagens deve apresentar expansão em 2010, após duas retrações nos anos anteriores. Essa é a previsão do coordenador de Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros, que participou na semana passada de evento organizado pela Associação Brasileira de Embalagens (Abre). Segundo o economista, a produção deve crescer entre 4,7% e 6,1% em 2010, tendência que já começou a ser vista no final de 2009, quando o setor retomou níveis de produção vistos antes do agravamento da crise. A projeção, caso confirmada, será o melhor resultado do setor desde 1995, ano em que a produção cresceu 7,48%. Esse número já foi batido no quarto trimestre de 2009, período no qual o indicador de produção teve alta de 8,28% em relação a igual período do ano passado. “As projeções e os indicadores preliminares deste ano indicam que as taxas de crescimento de produção física no primeiro trimestre de 2010 superem 10% sobre o mesmo período do ano passado, e depois deve haver uma expansão moderada ao longo do ano”, afirmou Quadros, lembrando o fraco desempenho econômico do começo de 2009. Segundo o levantamento da FGV, encomendado pela Abre, a produção da indústria de emba-

S

NÚMERO

4,7%

deve ser a alta da produção da indústria de embalagens no país, segundo projeções

As projeções e os indicadores preliminares deste ano indicam que as taxas de crescimento de produção física no primeiro trimestre de 2010 superem 10%” SALOMÃO QUADROS coordenador

lagens alcançou em dezembro passado patamares superiores aos vistos em agosto de 2008, antes, portanto, do período mais acentuado da crise global iniciada nos Estados Unidos. No entanto, o setor chegou a registrar ao longo do primeiro trimestre de 2009 o pior nível de produção física desde 1994. A taxa de utilização da indústria de embalagens, que no começo de 2009 chegou à casa dos 80%, apresentou recuperação ao longo do ano e alcançou 86,3% em ja-

neiro de 2010 - era de 88% às vésperas da crise. Essa trajetória é acompanhada pelo otimismo dos executivos do setor. A pesquisa da FGV que mede as perspectivas da indústria para o cenário de negócios nos próximos seis meses alcançou 82 pontos no começo deste ano, após ter registrado um nível negativo de 6 pontos em janeiro de 2009. No começo do ano anterior, quando a economia global ainda não dava sinais de recessão, a pesquisa apontava 71 pontos - quanto maior a pontuação, maior é o otimismo do empresariado. A mesma pesquisa, realizada em janeiro, aponta que os empresários desejam contratar e comprar insumos no começo do ano, tendência incomum para o período, que é sazonalmente mais fraco do que o final do ano. “Esses dados demonstram que o setor prevê expansão da demanda em 2010”, destacou Quadros. O setor emprega aproximadamente 200 mil pessoas. Diante desses indicadores, cresce a perspectiva de que o setor consiga atingir receita próxima ao patamar de R$ 40 bilhões. Quadros acredita que as vendas do setor possam se aproximar de R$ 39 bilhões em 2010, o que representaria um crescimento de quase 8% sobre o ano passado. A receita líquida de vendas do setor em 2009 encolheu 0,1% ante o ano anterior, para R$ 36,176 bilhões.

Receita do segmento chega a R$ 36 bilhões em 2009 São Paulo (AE) - A receita da indústria de embalagens totalizou R$ 36,176 bilhões em 2009, leve retração de 0,1% em relação ao ano anterior, segundo estimativas apresentadas na semana passada pela (FGV em evento promovido pela Associação Brasileira de Embalagens. O faturamento do setor em 2008, calculado com base na receita líquida de vendas, foi de R$ 36,214 bilhões, de acordo com dados revisados pela FGV - a projeção anterior apontava vendas de R$ 36,640 bilhões. Diante do agravamento da crise internacional e da consequente redução da demanda por embalagens, a produção física do setor encolheu 3,79% em 2009. A estimativa anterior, divulgada em dezembro, era de que a produção física caísse entre 4% e 5% sobre o ano anterior. Apesar de o resultado ser menos desfavorável do que o previsto, foi o pior ano do setor

desde 2003, quando a queda foi de 6,32%. QUEDA A retração da produção acompanhou o ritmo da economia brasileira, com queda no primeiro semestre e recuperação na segunda metade do ano. O indicador da indústria de embalagens nos seis primeiros meses encolheu mais de 9% em relação a igual período de 2008. O segmento mais afetado em 2009 foi o de embalagens de madeira, cuja produção física encolheu 19,57% ante o ano anterior. Os indicadores de vidro e metal também apresentaram forte queda na comparação anual, de 14,35% e 6,72%, respectivamente. As embalagens de papel (papel, papelão e cartão) tiveram queda menos acentuada, de 0,72%, enquanto as de plástico recuaram 0,84% ante 2008.


economia DÓLAR COMERCIAL Compra R$ 1,805 Venda R$ 1,806 DÓLAR PARALELO Compra R$ 1,87 Venda R$ 2,00

POUPANÇA HOJE 0,5000% AMANHÃ 0,5000% CDB 8,73% BOVESPA -0,72%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 510,00 TAXA SELIC

8,75%

TELEFONES ÚTEIS Receita Federal: 3220-2200 Procon Estadual: 3232-6770 Procon Municipal: 3232-9050 DRT RN: 3220-2000

NEGÓCIOS

Glauber Gentil conta a experiência de ser franqueador e franqueado. PÁGINA 7 DÓLAR TURISMO Compra Venda EURO Compra Venda

R$ 1,777 R$ 1,917 R$ 2,457 R$ 2,459

Editor: Vinícius Albuquerque e-mail:vinicius@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 28 de fevereiro de 2010

Iniciativa privada está otimista com os primeiros resultados do programa habitacional lançado pelo governo Lula e já se preocupa com sua continuidade na próxima gestão a ser escolhida no pleito

[ MINHA CASA ]

Empresários esperam continuidade ALEX RÉGIS

ão Paulo (AE) - Otimistas com os primeiros resultados do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida - ainda que a contratação de 275,528 mil unidades registradas no ano passado tenha ficado abaixo da meta de 400 mil unidades -, entidades e empresas da área já se preocupam com a sua continuidade após as eleições que acontecem neste ano. O setor espera que, independentemente do candidato vencedor da corrida presidencial, o governo indique que existem recursos e faça os ajustes necessários para que o programa federal avance. O presidente do Sindicato da Indústria da Construção de São Paulo (Sinduscon SP), Sérgio Watanabe, diz que os empresários esperam esse sinal de que devem continuar investindo no setor. “O Minha Casa, Minha Vida é importante, mas é pontual. O que a sociedade quer é um programa que torne esse processo perene”. Na sua avaliação, a chance da Caixa Econômica Federal (CEF) atingir a contratação de 1 milhão de casas através do programa até o final de 2010 é “factível” .”Demanda existe, o nosso déficit habitacional está em aproximadamente 5,5 milhões de unidades,

S

sendo que a maior parte desse montante se concentra na faixa de até cinco salários mínimos”, acrescenta Watanabe. “É preciso chegar a uma política de habitação perene, de Estado e não de Governo. Para suprir o atual déficit habitacional seria necessário um programa como esse a cada dois anos”, concorda João Crestana, presidente do Sindicato da Habitação de São Pau-

O Minha Casa, Minha Vida é importante, mas é pontual. O que a sociedade quer é um programa que torne o processo perene” SÉRGIO WATANABE presidente do Sinduscon SP

Apesar das unidades contratadas em 2009 estarem abaixo da meta, ainda há otimismo

lo (Secovi-SP), ao avaliar que esse é apenas o primeiro passo do governo para resolver o problema em até 20 anos. Crestana também avalia que é primordial garantir os recursos para a continuidade do programa que, segundo ele, ainda precisa

de alguns ajustes. Crestana calcula que seriam necessários mais R$ 20 bilhões para sua continuidade. “É preciso fortalecer as empresas para produção em escala, criar massa crítica, treinar a mão

de obra. Assim chegaremos a um produto de qualidade, com custo menor”. Crestana pede ainda o fortalecimento do aspecto jurídico do programa. “Se um projeto é apro-

vado é fundamental termos a garantia que essa autorização será mantida”. Também satisfeito com os resultados iniciais do programa, o diretor-presidente da Rodobens,

Eduardo Gorayeb, destaca que o setor pleiteia, na verdade, um instrumento que oficialize a obrigatoriedade de sua manutenção. “Esse programa habitacional foi tão importante que mudou o foco das construtoras, que hoje, em sua maioria, estão atuando no segmento de baixa renda. Temos certeza que ele continuará mesmo se houver mudanças no cenário político, pois envolve um planejamento de longo prazo. O que foi contratado em 2010, por exemplo, será concluído em 2011, 2012”, diz. Antonio Fernando Guedes, diretor-geral da Living, divisão da Cyrela que atende a baixa renda, defende um debate conjunto com o governo para que o programa seja aprimorado. “Sua continuidade é esperada e necessária não só para as construtoras, mas para o público consumidor. Essa primeira fase foi importante para a adaptação ao sistema, acredito que agora ganharemos mais velocidade no processo”. André Sampaio, diretor da ASA Incorporadora, braço de baixa renda da Agre - empresa criada a partir da combinação da Agra, Abyara e Klabin Segall - avalia que “o melhor ainda está por vir” no que refere ao programa habitacional.


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

[ FEBRE AFTOSA ] Secretário de Agricultura do Paraná pedirá ao Mapa

que Estado seja considerado área livre da doença sem vacinação

Abrindo a porteira

RODRIGO SENA

laf@digizap.com.br

Boi está na mira

O

Se medida for aceita,o Paraná será o segundo Estado a receber o mais alto status sanitário da aftosa

definiu o calendário de eventos agropecuários de 2010. Começa com a Caprifeira do Potengi, em abril. O maior evento do semestre é a VII Expoleilão, de 29 de abril a 2 de maio, no parque de exposições, em Parnamirim.

Palestra

Previsão

A Associação Norte-riograndense de Criadores (Anorc), promove mais uma palestra na próxima terça-feira (02), no auditório do parque de exposições, em Parnamirim. Os técnicos da superintendência federal do Ministério da Agricultura no RN, vão falar sobre a mudança de status do RN de área de risco médio da febre aftosa, para área livre da doença, com vacinação. No Brasil, apenas Santa Catarina é área livre sem vacinação.

Desanimadora a previsão de chuvas para o semi-árido Nordestino em 2010, feita pelo meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot, na última terça-feira, na Anorc. Uma previsão de chuvas abaixo da média. Mesmo assim, ele deixou uma pontinha de esperança com a possibilidade de mudança do tempo, até a segunda semana de março e, na passagem do Equinócio (verão para o outono).

Estratégia x sobrevivência As cooperativas de leite avançam em processo de fusão, segundo matéria publicada no jornal Valor. Em março, a PricewaterhouseCoopers deve entregar a avaliação sobre os ativos das centrais de cooperativas de leite Itambé, Centroleite, Confepar, Cemil e Minas Leite, que articulam uma união desde agosto do ano passado. A fusão que está sendo negociada criará a maior cooperativa de leite da América Latina, com faturamento anual de R$ 4 bilhões e uma captação de pouco mais de 7 milhões de litros por dia. De acordo com o

1

A Rio Bravo, que recentemente comprou parte da MultDia. semeia frutos e investe no Nordeste. O Fundo de Investimentos destinou R$ 140 milhões à compra e expansão de empreendimentos na região, como em fruticultura. O fundo de private equity, que investe em empresas de capital fechado, descobriu o alto potencial de crescimento da produção e exportação de frutas dos distritos irrigados do Nordeste. Tem cerca de R$ 20 milhões para a compra de uma empresa da área de frutas.

2

presidente da Itambé, Jacques Gontijo, a avaliação mostrará o valor dos ativos de cada uma e o peso que terão na nova cooperativa a ser criada. O próximo passo é uma due diligence nas cooperativas. As cinco (três mineiras, uma goiana e uma do Paraná) miram-se nos exemplos bem-sucedidos da neozelandesa Fonterra e da americana DFA - Dairy Farmers of America, ambas resultados de fusões de cooperativas de leite. O objetivo delas é ganhar musculatura e se fortalecer num mercado que vive um período de concentração.

O Aleuro canthus woglumi Ashby, a mosca negra dos citros ameaça o Vale do São Francisco. No início de janeiro foi identificada na Paraíba, em plantações de laranja pera e mimo do céu, indicando que o inseto migrou para o Nordeste, o que preocupou as Secretárias de Agricultura dos Estados e agências de defesa agropecuária. A mosca negra pode comprometer todas as culturas de exportação. São 300 espécies de frutas vulneráveis à mosca, como o mamão, banana, abacate, manga, caju, uva e melão.

3

3 - De 9 a 13 de março próximo, acontece em São Paulo, no Centro de Exposições Imigrantes, a Feinco, maior feira indoor especializada em Ovinos e Caprinos da América Latina. Nesta sétima edição, o evento já tem presença confirmada de criadores de várias regiões do país e a participação de visitantes estrangeiros. Para 2010 foi reservado um espaço de 50 mil metros quadrados, contra 30 mil de 2009, para expor mais de 4 mil animais de 20 raças diferentes. Estima-se um público superior a 30 mil visitantes no evento.

CARNE O gigante brasileiro do setor de frigoríficos, a JBS, adquiriu a processadora de carne ovina australiana Tatiara Meat Company (TMC), inclusive obtendo o aval das autoridades de lá. A JBS que passa a liderar na Austrália a liderança de mercado no setor de ovinos, pagou cerca de US$ 27 milhões pela companhia, que fatura quase US$ 200 milhões

REVENDA O RN perde mais uma revenda autorizada. A concessionária Mapas encerra suas operações na condição autorizada de tratores Valtra. Está passando a bandeira ao grupo cearense A.Moreno, mas continua no ramo de autopeças, para automóveis, caminhões e tratores e postos de serviços. Mantém o varejo de peças para tratores multimarcas, implementos agrícolas e maquinário leve, em suas instalações na Presidente Sarmento, Alecrim, onde atua desde 1984, em prédio próprio.

Estatal terá como modelo a criação da Petro-sal rasília (AE) - A empresa que o governo pretende criar para tornar o Brasil autossuficiente em fertilizantes terá como modelo a Petro-Sal, estatal que vai gerir os contratos para a comercialização de petróleo e gás natural da União. A informação foi dada na semana passada pelo ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, ao deixar a cerimônia de lançamento do Projeto Biomas, da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). “A instituição a ser criada não vai produzir. Ela não será uma executora”, enfatizou. Ontem, Stephanes e o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, confirmaram que estão adiantados os estudos para a criação da estatal de fertilizantes O ministro defendeu a criação de uma empresa “pequena, simples, enxuta”. Stephanes afirmou que a proposta da criação de uma empresa para coordenar essa área era uma das possibilidades estudadas pelo governo à parte do Código Mineral, mas buscou não enfatizar o tema. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, confirmou o estudo da criação da estatal De acordo com Stephanes, há necessidade de haver uma gerenciadora dos fertilizantes, mas não é questão fundamental a criação de uma nova estatal. “Podemos atribuir essa tarefa a uma estrutura já existente”, comentou, sem querer dar um exemplo de qual poderia ser essa empresa ou órgão. A decisão a respeito do assunto se dará até o final de março, quando, segundo ele, um anteprojeto deve ser apresentado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Caso haja todas as aprovações necessárias, a empresa poderia entrar em operação já em 2011”, previu.

B

Brasil não aceitará propostas para restringir a criação de gado como uma das medidas para controlar o nível de emissões de gases no setor agrícola global, avisou ontem o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Edílson Guimarães. Ele representou o Brasil na reunião de ministros de Agricultura de 40 países na Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico, que terminou na última sexta-feira e teve, no centro da agenda, o vínculo entre agricultura e mudanças climáticas, com desdobramentos em futuras políticas nacionais e internacionais do setor. O texto de nove páginas não fala explicitamente em restrição da criação de gado. Basicamente, sugere nova nutrição para animais afim de reduzir as emissões de metano.

CALENDÁRIO A Secretaria da Agricultura, Pecuária e da Pesca

[ FERTILIZANTES ]

PR quer suspender vacinação, mas especialista vê risco ão Paulo (AE) - O Paraná quer suspender as campanhas de vacinação contra a febre aftosa do rebanho bovino do Estado. Amanhã, o secretário da Agricultura e Abastecimento do Paraná, Valter Bianchini, pedirá ao ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, em Curitiba, autorização para suspensão da vacina e o reconhecimento do Estado como área livre de aftosa sem vacinação - o maior status sanitário existente. Se o pedido for aceito, as campanhas de vacinação, que ocorrem duas vezes por ano, já serão suspensas a partir de junho de 2010, segundo a secretaria. A medida tem o apoio da iniciativa privada. O presidente da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), Péricles Salazar, afirma que uma “ampla averiguação” de que o Estado tem condições de garantir a sanidade do gado sem vacinação foi feita por governo e setor privado. “Queremos o status de livre de aftosa sem vacinação para que possamos ter nosso rebanho valorizado e para aumentar a atratividade de nossas exportações”, diz. Mas o representante das indústrias de carnes admite que suspender a vacinação implica riscos. “O Paraná precisa se igualar a Santa Catarina, mas sabemos que existem riscos, especialmente porque o Estado faz fronteira com o Paraguai e precisamos controlá-la”, afirmou. Santa Catarina é o único estado brasileiro livre da aftosa sem vacinação, mas tem um rebanho menor, de apenas 4 milhões de cabe-

S

NÚMERO

9,5

milhões de cabeças de gado é o tamanho do rebanho bovino paranaense

A ocorrência de um incidente como tivemos no passado é um rastilho de pólvora que ninguém segura” JOSÉ VICENTE FERRAZ diretor da AgraFNP

ças de bovinos, aproximadamente. O rebanho do Paraná, segundo Salazar, estaria em torno de 9,5 milhões de cabeças, aproximadamente 5% do rebanho nacional, estimado em cerca de 190 milhões de cabeças. O Paraná registrou focos de febre aftosa em 2005. O vírus da doença teria chegado ao Estado por um animal proveniente do Mato Grosso do Sul, que também faz fronteira com o Paraná. O gado sul mato-grossense, por sua vez, teria sido contaminado por animais contrabandeados do Paraguai. Na época, os dois estados brasileiros aplicavam a vacina e, por essa razão, a doença ficou restrita a casos isolados. Na avaliação do diretor da A-

RETALIAÇÃO

ENTIDADES QUEREM ACORDO COM OS EUA São Paulo (AE) - A Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) e Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) querem evitar que o Brasil retalie os Estados Unidos no caso do algodão. As entidades estão negociando com o governo americano compensações pelos subsídios dados aos agricultores, o que a OMC condenou.

graFNP, José Vicente Ferraz, suspender a vacinação em um estado como o Paraná é arriscado porque, na hipótese de novos episódios em países vizinhos, a possibilidade de a doença se alastrar é maior. “Se baixar o nível de defesa do nosso rebanho em termos de vacinação, a ocorrência de um incidente como tivemos no passado é um rastilho de pólvora que ninguém segura”, diz. Ferraz afirma que seria “fantástico” para o Brasil atingir o status de livre de aftosa sem vacinação, pois possibilitaria acesso a novos mercados internacionais, e que, portanto, este deve ser um caminho perseguido pelo País. Ao mesmo tempo, porém, ele diz que tem reservas em relação à suspensão de vacinação em estados que fazem fronteira com outros países que levantam dúvidas da comunidade internacional quanto à sanidade animal, como Bolívia e Paraguai. Já na avaliação de Salazar, o fato de o Paraná possuir há anos o status de livre da aftosa com vacinação habilita ao Estado a suspender a campanha. De acordo com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, o Paraná mantém há mais de 40 anos campanhas ininterruptas de vacinação. “A regra diz que é possível suspender a vacinação depois de um tempo estando livre da doença aplicando a vacina. Mas eu acho que é uma imprudência. No caso de algum surto, o País inteiro vai sofrer muito com isso”, avalia Ferraz.

DEPENDÊNCIA A razão dessa preocupação com os fertilizantes é a dependência externa do produto e a vulnerabilidade à qual o País está exposto. “A razão disso tudo é sairmos de um cartel, de um monopólio”, explicou. Além disso, com a produção interna, há a possibilidade de reduzir os custos para o produtor e, consequentemente, haver um repasse para o consumidor. Ele ressaltou que os custos com fertilizantes representam de 10% a 30% dos custos totais de produção, dependendo da área do País e levando-se em consideração a logística disponível para o transporte do material.


Domingo | 28 de dezembro de 2009

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

7

Setor manteve crescimento mesmo durante a crise, com um incremento de 19,5% no faturamento em 2008 e de 14,5% em 2009. Associação Brasileira de Franchising percebe tendência de interiorização, nos últimos anos

[ PARCERIA ]

Franquias: bons negócios no RN EMANUEL AMARAL

SÍLVIA RIBEIRO DANTAS Repórter

ara tornar real o sonho de ter o próprio negócio, cada vez mais pessoas vêm optando por fazer parte de uma rede de franquias. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), nem mesmo a crise financeira internacional, que abalou diversos setores da economia entre os anos de 2008 e 2009, foi suficiente para intimidar o crescimento das franquias em todo o mundo. A associação estima que em 2010, haverá um incremento de 15% no faturamento do setor em todo o país, o que significa chegar a um total de R$ 72 bilhões até o final deste ano. Para o Nordeste, o crescimento esperado é de 17%. Nesse tipo de negócio, há uma relação do empreendedor com uma empresa consolidada no mercado, para possibilitar o uso de uma marca que já é forte e dispor de serviços de apoio. Dessa forma, o franqueado passa a administrar uma nova empresa a partir de regras estabelecidas pelo franqueador, o que possibilita manter um padrão para aquela marca e a transferência de knowhow no segmento. Dados da ABF mostram que dentre os segmentos com maior crescimento, tanto no número de franquias no país quanto em faturamento, estão os de acessórios pessoais e calçados, alimentação, beleza e saúde e o de moda. O diretor executivo da entidade, Ricardo Camargo, atribui boa parte desse crescimento ao público feminino. De acordo com ele, os segmentos que mais crescem estão bastante ligados ao universo da mulher e isso tem ocorrido devido ao aumento de sua força no mercado de trabalho, em todo o país. Camargo diz que elas estão passando cada vez mais tempo fora de casa, consequentemente toda a família brasileira tem passado a consumir mais comida industrializada ou em restaurantes e isso é um incentivo ao segmento alimentício. Aliado a esse fator, está também a preocupação feminina com o visual, que tem impulsionado diferentes segmentos. “As mulheres sempre tiveram uma maior preocupação com o próprio corpo do que os homens e agora que não dependem mais do dinheiro do companheiro, elas decidem sozinhas quais produtos de beleza ou roupa vão comprar, o que fortalece os seg-

P

Na franquia, há uma relação do empreendedor com uma empresa consolidada, para possibilitar o uso de uma marca que já é forte

mentos de beleza e saúde, bem como os de moda e acessórios pessoais e calçados. “As mulheres estão fazendo a diferença para as franquias”. O diretor executivo explica que o sistema de franquias possui algumas particularidades e destaca a importância de existir um bom relacionamento entre franqueador e franqueado, para possibilitar um constante intercâmbio de informações e fortalecer cada vez mais a empresa. “É essencial que haja um diálogo constante, em especial na região Nordeste, que possui tantas particularidades comportamentais e gastronômicas, em relação ao restante do país”, afirma o representante da ABF. INTERIORIZAÇÃO Um ponto que vem chamando a atenção no setor é a atual tendência à interiorização das franquias, durante os últimos anos. Esse fenômeno está começando a ser percebido no Rio Grande do Norte, uma vez que há até bem pouco tempo essas empresas estavam concentradas em Natal e agora Mossoró está passando a ser um novo polo. Ricardo Camargo diz que, mesmo com essa nova realidade, as cidades que concentram a maior quantidade de novas franquias ainda são as capitais, com destaque na região Nordeste para Salvador, Recife e Fortaleza.

Bancos têm linhas especiais para abertura das franquias As vantagens de investir em uma franquia, de acordo com o diretor executivo da Associação Brasileira de Franchising (ABF), Ricardo Camargo, são inúmeras. Ele aponta como principais, a baixa taxa de mortalidade das empresas, a possibilidade de ganho de maturação em pouco tempo e o acesso à linhas de financiamento com juros baixos junto aos bancos. De acordo com Camargo, na região Nordeste, a principal instituição a disponibilizar uma linha de crédito exclusiva para investimentos ligados ao setor de franquias é o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), cuja projeção de volume a ser financiado durante este ano pra investidores do setor chega aos R$ 100 milhões. O gerente do ambiente para micro e pequena empresa do BNB, Lauro Ramos, informa que durante o ano passado, somente para a abertura de franquias de uma única empresa, o banco negociou créditos no valor de R$ 15 milhões. Segundo Ramos, a atual dinâmica da economia do país fez com quem o Nordeste passasse a ser o destino de grandes re-

des de franquia que atuam no país, ao mesmo tempo em que permitiu a empresas da região se tornarem franqueadoras. “Vemos o fortalecimento do consumo das classes baixas e isso tem sido muito bom para a economia do país, bem como do Nordeste”, avalia. Ramos diz as linhas do BNB voltadas exclusivamente para as franquias possuem diferenciais, como a possibilidade de financiar até 100% do seu orçamento para as empresas com faturamento de até R$ 2,4 milhões e um bônus de adimplência de 25% nos juros para aquelas localizadas em municípios do semiárido, caso não haja atraso no pagamento das parcelas do financiamento. “Enquanto algumas empresas cobram juros de 11% ao ano, temos linhas em que essa taxa é de 5,06%”. Para dar segurança ao investidor, o banco possui um cadastro com franqueadoras avaliadas e divididas por segmento. “Isso acelera bastante o processo, por não haver a necessidade da apresentação de projetos individuais a cada novo pedido”.

MARCELO BARROSO

Franquias em Natal expandem seus negócios Empresa brasileira com maior número de franquias, a rede de cosméticos e perfumaria O Boticário foi fundada em 1977, no Paraná, e em 2007 somava 2.492 unidades em todo o país. A empresa chegou a Natal em 1982 e até o final de 2010 deverá somar 20 lojas no Rio Grande do Norte, de acordo com o diretor da franquia na Grande Natal, Glauber Gentil. O diretor revela que a expansão tem ocorrido não apenas aqui no estado e o grupo adquiriu a reserva de mercado da Grande São Luis, no estado do Maranhão, em 2006. “O alinhamento com o franqueador fez com que nós pudéssemos ampliar nossas atividades a partir de outra praça, mas com a mesma empresa. Lá, também pretendemos ter 20 lojas até o final do ano e, certamente, este grupo unido está entre os 10 maiores clientes da fábrica no Brasil”, avalia Glauber Gentil. Atuando em outro segmento no qual as franquias estão conseguindo ótimo desempenho no país, a rede americana de sanduíches Subway abriu a sua primeira unidade em Natal no ano de 2005. O franqueado da marca, Tales Rosado, se anima com a boa aceitação do produto na capital e planeja chegar a um total de cin-

R$30 mil é o faturamento médio de uma franquia de farmácia de manipulação modelo

“ Gentil: mais de 20 lojas de O Boticário até o final de 2010

co lojas no estado ainda este ano. “Hoje, temos uma loja no Midway e outra em Petrópolis, estou estudando mais dois pontos em Natal e um em Mossoró”, revela. Rosado diz que a opção por abrir uma franquia se deu, principalmente, pelo fácil acesso ao know-how da empresa e pela marca já ser forte em diversos países. “Conhecia o produto bem antes de decidir abrir o negócio e imaginava que seria bem aceita, pela força que a marca possui”, conta o franqueado. Bem menos conhecida do que as duas empresas anteriores, a recémchegada a Natal Safe Clean oferece serviços de limpeza para tapetes, carpetes e estofados, impermeabilização e higienização de teci-

dos, além de tratamento para couros. O franqueado, Win Van Veen, destaca que esta é a primeira franquia do segmento a se instalar no Brasil. “Investi uma faixa de R$ 70 mil e espero ter um retorno em um período entre 3 e 5 anos”, diz. De acordo com Win, a escolha por investir no mercado de Natal ocorreu pela cidade estar em pleno crescimento, com possibilidades futuras de profissionalização. “Estudei o mercado da cidade por seis meses e optei pela franquia por já ser uma receita pronta para começar a trabalhar, com apoio 24 horas, tecnologia de última geração, conhecimento de mercado, programação de gestão e seguindo um padrão só”.

Evolução das franquias no Brasil, entre os anos de 2001 e 2009

Principais vantagens Começar a atuar no mercado com uma marca já consolidada

Faturamento Número (em bilhões de R$) de redes

2001

25

600

2002

28

650

2003

29

678

2004

31,6

814

2005

35,8

971

2006

39,8

1.013

2007

46

1.197

2008

55

1.379

100

2009*

63

1.460

novas redes adentraram o sistema de franquias no Brasil,em 2009

Facilidade no acesso à informação

O segmento que mais cresceu no país, entre 2008 e 2009,foi o de alimentação. O incremento foi mais de 20%.

Maior segurança,devido à orientação e serviços de apoio fornecidos pelo franqueador,como treinamento para os colaboradores e assessoria jurídica

Passos pra abrir uma franquia ➔ Consultar um especialista em finanças e conversar com alguns franqueados da rede pretendida ➔ Conhecer a lei 8955/94,que regulamenta o setor ➔ Identificar um segmento com o qual já existe familiaridade,pois isso diminui os riscos de arrependimento ➔ Analise bem o ponto comercial ➔ Elabore um plano de negócios detalhado Fonte:Associação Brasileira de Franchising (ABF)

A concorrência no setor de moda em Natal é muito acirrada” GLAUBER GENTIL empresário

Veja a evolução das franquias no Brasil durante esta década e descubra as vantagens e desvantagens de investir no setor.

*resultado ainda não consolidado

Algumas empresas potiguares apostam no modelo de franquias para expandir suas atividades e chegar a diferentes cidades brasileiras, mas os resultados nem sempre são semelhantes. Bons exemplos dessa tendência são a farmácia de manipulação Farmafórmula, a lanchonete Pittsburg, e a confecção Botton. A Farmafórmula deu início ao sistema de franquias no ano de 1996, com uma loja em Fortaleza, capital do Ceará, e atualmente possui um total de 50 farmácias, distribuídas nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste do país. “A franquia dá direito a usar a marca e ter todo o serviço de apoio, desde a implantação à atuação no dia a dia. Na estrutura de uma nova unidade, o franqueado investe entre R$ 90 mil e R$ 180 mil”, revela o diretor de franquia da empresa, Marcel Ribeiro Dantas.

NÚMEROS

FRANQUIAS

Ano

Franqueadores nem sempre têm bons resultados

Possibilidade de ganho de maturação em pouco tempo

5º maior país do mundo em número de redes de franquias é o Brasil

As redes de franquia são responsáveis por aproximadamente 648 mil postos de trabalho diretos e 2,5 milhões de indiretos. Em 2009 foram abertos 45 mil novos postos de trabalho no setor,totalizando cerca de 693 mil.Para 2010,a previsão é abrir mais 50 mil novos postos. A Associação Brasileira de Franchising (ABF) é a segunda entidade do setor em número de associados,ficando atrás apenas da instituição que representa os franqueados dos Estados Unidos.

Acesso a linhas de financiamento com juros baixos Baixa taxa de mortalidade das empresas

Principais desvantagens Falta de liberdade plena para conduzir os negócios, pelos contratos sempre incluírem regras rígidas a serem seguidas Pagamento de royalties à franqueadora

De acordo com Marcel, o faturamento médio de uma franquia modelo da farmácia fica em torno de R$ 30 mil por mês. “Posso dizer que temos lojas cujo faturamento é bem maior e a diferença nesse volume ocorre por variáveis, como o esforço do franqueado e o mercado onde a loja está inserida”, afirma. Atuando há apenas três anos como franqueadora, a lanchonete Pittsburg já conta com 11 lojas, nas cidades de Natal, Mossoró e Campina Grande. “Com as franquias, conseguimos incrementar nosso faturamento em 18%, no ano de 2008, elevando esse número para 25% no ano seguinte e pretendemos ultrapassar os 32% em 2010, para consolidarmos de vez como a marca mais lembrada no segmento”, diz o gerente de marketing do Pittsburg, Gustavo Maia. Mas nem só de boas notícias vive o setor e a Botton tem passado uma experiência diferente das demais. A empresa, que hoje tem 18 anos, promove um processo de extinção de suas franquias, estimulando aquelas que existem atualmente a se transformar em multimarcas. “Agora estamos nos concentrando na expansão via lojas multimarcas. Através da fábrica, que fica em Parnamirim, atendemos a mais de 200 clientes do Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará, principalmente de pequenos municípios. Hoje, ainda temos 20 franquias e pretendemos, com o tempo, manter as lojas Botton apenas em Natal”, explica o diretor da empresa, Glauber Gentil. O empresário conta que a opção por mudar a forma de expansão da empresa se deu pela grande concorrência que há no segmento, o que terminou por inviabilizar algumas novas franquias da marca. “A concorrência na moda é muito acirrada. Quem vai comprar uma camisa no Midway, tem mais de 100 opções de loja para pesquisar”, declara Gentil.


economia 8

Natal | Rio Grande do Norte |Domingo | 28 de fevereiro de 2010 RODRIGO SENA

Aumento foi influenciado pela piora do humor e da volatilidade nos mercados devido aos desdobramentos da crise na União Europeia

[ CONTAS PÚBLICAS ] A participação de

estrangeiros na dívida em títulos atingiu 8,74%

Estrangeiros têm ‘fatia’ recorde na dívida interna B rasília (AE) - A participação de investidores estrangeiros na dívida interna brasileira em títulos atingiu 8,74% em janeiro, um recorde histórico. Isso ocorreu mesmo em meio à piora do humor e da volatilidade nos mercados financeiros devido aos desdobramentos da crise financeira na União Europeia. Em dezembro, a fatia de estrangeiros correspondia a 8,11% da dívida. Segundo o coordenador-geral da dívida pública, Fernando Garrido, os estrangeiros detém R$ 114,45 bilhões, o que representa uma elevação de quase R$ 5 bilhões em relação a dezembro do ano passado. A dívida interna em títulos fechou em janeiro em R$ 1,36 trilhão, com queda de R$ 43 bilhões (3,05%) em comparação com dezembro de 2009, apesar do pagamento de R$ 11,7 bilhões em juros. Garrido explicou que a maior participação de estrangeiros no estoque de títulos públicos reflete dois fatores. O primeiro, meramente estatístico, provocado pela re-

dução no saldo total da dívida. O segundo, reflete as boas condições dos “fundamentos macroeconômicos” e a atratividade de juros elevados no País. Como o Brasil emergiu da crise em condições melhores que a maioria dos países com os quais disputa os investidores externos, a combinação de estabilidade econômica com juros elevados estimula o apetite dos estrangeiros pelos papéis brasileiros. “Os juros são atrativos se comparados com as condições macroeconômicas do país”, afirmou. Garrido afirmou que o Tesouro mantém a expectativa de uma crescente participação dos estrangeiros. Apesar da maior participação do investidor externo, os números divulgados na semana passada pelo Tesouro Nacional mostraram uma significativa piora no perfil da dívida pública. Os títulos com taxa definida no momento da venda para o investidor (pré-fixados) perderam espaço, passando de 31,5% para 27,5% da dívida total (interna e externa).


INVESTIMENTOS

natal

Enrico Fermi fala sobre as limitações enfrentadas no RN

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Máx.: 30ºC Mín.: 26ºC

Preamar 04h19 - 2.5 -16h39 - 2.7 Baixa-mar 10h00 - 00 - 22h28 - 0.1

Panorama: hoje 332 bancas/196 feirantes Planalto 186 bancas/97 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Mãe Luíza Pium Pirangi do Norte Redinha

FASES DA LUA Cheia: hoje Minguante: 15/03 Nascer do sol: 5h21 Pôr do sol: 17h19

JÚNIOR SANTOS

PÁGINA 2

Editora: Yara Okubo e-mail: yokubos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 28 de fevereiro de 2010

No início de 2009, a Secretaria de Turismo de Natal comparou a cidade às demais capitais do país e constatou que em matéria de turismo de eventos no Nordeste, a capital potiguar estava à frente apenas de Teresina (PI)

[ INVESTIMENTO ]

Natal aposta no turismo de eventos RODRIGO SENA

turista brasileiro de sol e praia injeta, em média, 70 dólares por dia na viagem. O estrangeiro deixa 116 dólares e o visitante que vai participar de algum evento gasta nada menos que 250 dólares na economia local. Pela estatística é fácil entender porque os eventos são a galinha dos ovos de ouro para movimentar o turismo na baixa estação. Por isso, a meta para o Centro de Convenções de Natal é ousada: manter a estrutura ocupada nos 250 dias úteis do ano. Parece ser um longo e virtuoso caminho. No início de 2009, a Secretaria de Turismo de Natal comparou a cidade às demais capitais do país e constatou que em matéria de turismo de eventos no Nordeste, a capital potiguar estava à frente apenas de Teresina (PI). Enquanto isso, um novo Centro de Convenções é construído em Fortaleza (CE), com investimento de R$ 400 milhões. A informação é do ex-presidente da Natal Bureau Convention, entidade formada por vários mantenedores do turismo, entre hotéis, restaurantes, etc., Neiwaldo Guedes. Para se ter uma ideia do porte da unidade - que será maior do que o estádio do Anhembi (SP) basta saber que para o Centro de Convenções de Natal teve R$10

O

milhões na atual reforma. Correndo atrás do prejuízo, para mostrar que Natal é mais do que praia e sol, há um ano a secretaria de Turismo de Natal trabalha com parceiros públicos e privados no projeto “Natal Cidade de Eventos”. Os primeiros frutos estão sendo colhidos. “Não temos a pretensão de concorrer no mesmo nível de Fortaleza, e mesmo assim já temos mais de 50 eventos programados até

Nos últimos três anos, avalio como positivos os investimentos” CARLOS AUGUSTO MEDEIROS Centro de Convenções

2014”, destaca o secretário de Turismo de Natal, Francisco Soares. A ideia é divulgar em parceria com as entidades do setor, a estrutura que a capital oferece. Na 10ª Edição do Prêmio Caio, um dos mais importantes do setor, Natal arrebatou três “Jacarés de Ouro”. Um deles foi dado ao projeto, sendo outro de melhor destino de eventos de médio porte do Nordeste e o terceiro para o Centro de Convenções de Natal.

“Nos últimos três anos, avalio como extremamente positivos os investimentos feitos no Centro, ele está cada vez mais moderno”, diz o diretor - superintendente do Centro de Convenções, Carlos Augusto Medeiros . “Em 2009, quando começamos a elaborar nosso plano estratégico, vimos a questão da sazonalidade, que é muito crítica para a economia do turismo”, diz Francisco Soares. Nesse contexto, os médicos são o alvo principal, uma vez que as entidades médicas são responsáveis por 70% dos eventos do país. Soares lembra que o circuito de eventos também implica em uma melhoria na taxa de ocupação da rede hoteleira, que tem estado no vermelho duranta a baixa estação. A média anual de 2009 foi de 65%, graças aos 95% de ocupação registrados da alta estação. “Na baixa há meses com menos de 20% e isso prejudica muito: o hotel demite o empregado e deixa de pagar suas contas”. Soares fala da necessidade de um esforço conjunto para mudar este cenário. “Sabemos quais são os problemas e como resolvê-los. O trade de Natal cresceu bastante e tem ajudado a competir com os principais concorrentes”, diz. [ CONTINUA NA PÁGINA 2 ]

Secretaria de Turismo quer investir e conquistar o turismo de eventos,principalmente de grande porte


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Para os próximos três anos há 46 eventos a serem captados, mas Natal precisa se preocupar com a estrutura para receber os turistas de evento. A capital potiguar ainda não tem como atrair os mega-eventos [ INVESTIMENTO ]

EMANUEL AMARAL

Para conseguir atrair o turismo de evento, Natal precisa de um novo centro de convenções. Caso contrário fica difícil atender as exigências desse público que sabe exatamente o quer

“Precisamos de um novo centro de convenções” cálculo de lucros com o circuito de eventos pode tomar proporções ainda maiores. Em um evento de três mil pessoas durante cinco dias, a Secretaria de Turismo estima que R$20 milhões são injetados na economia da capital. “E o melhor: tudo de maneira democrática. Ganham dono de restaurante, taxista, sem falar que muitos desses turistas trazem parentes”, disse Soares. “Acham bonito e geralmente voltam de férias, o que é mais importante ainda porque cria uma certa fidelidade”, diz o secretário. Mas tanto reconhecimento, para o diretor presidente da Natal Convention Bureau, George Costa, exige planejar novos espaços. “Começam a surgir os primeiros gargalos, que são os dias em que há mais de um evento e só temos espaço para sediar um”.

O

Como exemplo, ele lembra que para os próximos três anos há 46 eventos a serem captados. “Então, lógico que o Centro de Convenções estará com a pauta esgotada”. Ele recorda que o primeiro salto para reinserir a capital no circuito de eventos foi a inauguração em 2007, com a ampliação do Centro de Convenções. “A partir disso captamos novos eventos, que demoram naturalmente dois três anos pra chegar, são a médio prazo, dificilmente conseguimos algo no mesmo ano”. George acredita que é preciso ainda mais investimento por parte do poder público na fomentação do mercado do turismo de eventos. “Fortaleza entendeu que só de lazer não dá pra viver a grande quantidade de hotelaria que já existe lá, e Natal está mais ou menos nesse caminho”, diz.

“Estamos de parabéns porque conseguimos chegar nos eventos de médio porte, mas nos de grande porte, ainda temos dificuldades”. George elogia a atual manutenção do espaço e a reforma na área antiga do Centro, mas explica que o poder de investimento ainda está limitado. “Já se imagina um segundo Centro também em Natal, mas em outra área, talvez mais próximo à ponte de todos”, adianta. A escolha fomentaria a área, que ele acredita estar “esquecida” pelo setor de turismo. “Se lá tiver um equipamento de médio porte, conseguira dar facilidade para essa captação de eventos”, diz. A obra no Centro de Convenções foi concluída ontem (27) e amanhã, os auditórios Reis Magos e Governador Lavoisier Maia já sediam um evento promovido pelo Governo do Estado.

Turismo alternativo inclui idosos Este ano, o projeto Natal Cidade de Eventos quer fomentar o circuito de pequenos eventos. “A ideia é ampliar o turismo corporativo, trabalhando para integração nesse processo dos hoteis de três e quatro estrelas, para trazer eventos pequenos e médios, como áreas de educação e pesquisa”, explica o secretário Francisco Soares. Ao mesmo tempo, busca um local para construir um novo centro de convenções, ideia ainda embrião. “Não temos ainda um projeto, mas o que queremos é um de médio porte, porque um de grande se-

ria oneroso e não valeria a pena porque são poucos no país. O expresidente da Natal Convention Bureau, que esteve na entidade desde sua fundação há quatro anos até dezembro passado, Neiwaldo Guedes,, discorda: Natal precisa de um grande espaço para eventos. “O setor precisa investir em outros tipos de eventos que não os de entidades. Os jovens e idosos estão incluídos,” Neiwaldo aposta. “No congresso da melhor idade em 2009, os participantes consumiram R$790 mil reais. Outro ponto considerado é que a cada

TURISMO DE EVENTOS EM NATAL 2010

BATE-PAPO

Estrutura existente precisa passar por modificações e ampliações

Enrico Fermi »Presidente da ABIH-RN

Estrutura hoteleira:

JÚNIOR SANTOS

26.200 leitos na capital ,divididos em quase 200 meios de hospedagem em Natal,o que equivale ao dobro da hotelaria de Recife (PE).O RN,por sua vez,tem 42 mil leitos,perde apenas para a Bahia.

250 dólares

“Sabemos que temos limitações”

Gasto médio diário do turista de eventos.Representa mais de três vezes o que injeta o turista sol praia 70 dólares por dia- e o estrangeiro 116 dólares.

Centro de Convenções Foi ampliado em 2007,com a construção do Auditório Governador Morton Mariz.Em dezembro passado iniciou uma reforma dos espaços antigos,os auditórios Lavoisier Maia e Reis Magos.Concluída ontem,a revitalização inclui renovação da parte elétrica,telhado,acesso ao auditório e ativação de rede wi-fi.

Está hoje capacitado para receber eventos de médio a grande porte. O Auditório Lavoisier Maia é de 1983, e a preocupação da administração tem sido o de levar o padrão do Morton Mariz para o restante do Complexo,e é o que temos feito.O investimento foi de R$10 milhões.

Alguns eventos de destaque captados para 2010

R$10 mil investidos na divulgação, o retorno médio é de R$10 milhões. Nosso salão de exposições tem 4 mil metros quadrados e o de Recife 22 mil”. Segundo ele, a fatia referente aos eventos médicos representam 50% do total. “Hoje toda entidade se reúne. Mas com os espaços atuais, dentre os auditórios dos hoteis como Praiamar e Pirâmide, e Centro de Convenções, não temos como competir para captar os grandes eventos”, diz. Ele analisa que um novo centro deve ser construído na Grande Natal”. JOANA LIMA

➔ V Congresso de Gestão Pública do RN 01 a 03/03 ➔ V Workshop Internacional Tours 2010 05/03 ➔ VI Congresso Internacional de Direito Público 25 a 27/03 ➔ XIII Congresso Brasileiro de Conselhos de Enfermagem 15 a 18/09 ➔ II Feira Mundo da Criança 01 a 03/10/2010

➔ Natal hair 2010 – 12 a 17/07 ➔ Solenidade de Posse da 62ª Reunião Anual da SBPC - Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência 25/07 ➔ Congresso Brasieliro de Entomologia 26 a 30/10 ➔ Congresso Brasileiro de Fruticultura 17 a 21/10

EMANUEL AMARAL

Não temos ainda um projeto, mas o que queremos é um de médio porte”

Qual a vantagem de Natal em relação aos demais Estados do Nordeste? Natal se posiciona bem pela hotelaria, sol e outros atrativos que favorecem para o crescimento maior do que o que já tivemos. Somos o segundo parque hoteleiro do Nordeste, perdemos apenas para a Bahia, e faz com que o estado tenha o turismo como sua principal atividade. O novo Centro de Convenções de Fortaleza vai atrapalhar o setor? Atrapalha e ajuda ao mesmo tempo, pela dimensão vem para o mercado forte e porque saímos também da inércia. Nosso centro havia sido inaugurado há muitos anos. Em função de nossa oferta, temos que ter grandes centros. A prefeitura estuda um segundo local, motivado pelo resultado do Projeto Natal Cidade de Eventos, mas sabemos que temos limitações.

NEIWALDO GUEDES ex-presidente da Natal Bureau

A ideia é ampliar o turismo corporativo, trabalhando a integração de hotéis” FRANCISCO SOARES secretário

Como o turismo de eventos pode contribuir para evitar o vermelho do setor na época da baixa estação? Vínhamos com uma queda na taxa de ocupação dos leitos desde 2006, que melhorou em 2009 por influência de dois fatores: a agenda de eventos já captada e o grande momento da economia. O turismo interno ganhou 30 milhões de brasileiros e espera-se mais 50 milhões nos próximos dez anos São pessoas que melhoraram de vida e chegaram no nosso perfil de consumidor, podendo viajar, uma vez que há muito tempo atrás já reformaram a casa e compraram móveis novos. Agora querem investir um pouco em lazer. A reforma de 2007 no Centro de Convenções contribuiu porque antes não havia como captar eventos porque não tinha espaço, e esse retorno está vindo em médio e longo prazo. Mas vale lembrar que geralmente em ano de Copa do Mundo e Eleições há uma queda natural no turismo, e temos os dois esse ano, que atrapalham.

Francisco Soares está a procura de um local para o novo centro

Neiwaldo Guedes diz que Natal precisa de um grande espaço


natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ INVESTIGAÇÃO ] A investigação começou um dia depois da morte de Gert Björn, ocorrida durante uma tentativa de assalto ao Porto do Mar Village Hotel, mas pouco foi feito até agora

Morte de sueco em Pipa faz um ano sem solução JOÃO MARIA ALVES

CIRO MARQUES repórter

assassinato do turista sueco Gert Björn Skytte Sandgren na praia de Pipa, em Tibau do Sul, a 72 Km de Natal, completa amanhã um ano, porém, os culpados ainda estão impunes. Esbarrando na burocracia, os três delegados designados para investigar o caso, Sheila Freitas e Atanásio Gomes, da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur) e José Carlos Oliveira, da regional de Nova Cruz, ainda não conseguiram nem mesmo fazer a reprodução simulada do homicídio, requisitada em abril de 2009. A investigação começou um dia depois de morte de Gert Björn, ocorrida durante uma tentativa de assalto ao Porto do Mar Village Hotel, pelo delegado de Pipa, José Antônio Silva Júnior. Foram ouvidos a mulher dele, a também sueca Marie Edstrom, outros turistas que estavam no hotel no dia do assassinato, os vigias e outras testemunhas – não citadas. Alguns suspeitos foram detidos logo no início das investigações, mas liberados depois, por não serem reconhecidos pelas vítimas. “Pouco do que foi apontado pela investigação no início ainda é considerado hoje. Muito foi descartado”, afirmou o delegada Sheila Freitas, que agora preside a investigação. Entre os fatos “descartados”, estão o envolvimento de Roberto Wagner, acusado de vários homicídios, estupros e assaltos, e morto em junho, após uma troca de tiros com policiais militares em Canguaretama, e o retrato-falado, divulgado poucos dias depois da morte. “Para mim ele está desconsiderado, porque não foi feito pela vítima. Prefiro até nem comentar quem fez”, afirmou. “Estamos trabalhando no caso, mas como a investigação é sigilosa, não podemos divulgar se já temos um novo nome sob suspeita”, afirmou a delegada. O latrocínio (roubo seguido de morte) é uma das linhas de investigações trabalhadas, porém, não é a única. “Há várias, mas não podemos falar quais”, resumiu Sheila Freitas. Entre os entraves enfrentados nesse um ano de investigação, está a questão burocrática. “Precisamos fazer sempre uma carta precatória quando necessitamos de informações de outras delegacias aqui no Estado e isso já demanda muito tempo. Para pedir informações em outros países, é ainda mais complicado e demorado”, afirmou a delegada. Para fazer a reconstituição simulada do homicídio, Sheila Freitas também enfrenta dificuldades. “Faltam alguns pontos necessários para que possamos fazer isso”, afirmou, sem citar o que realmente falta. A reconstituição seria importante para elucidar o caso. “Um dos pontos principais para uma investigação é o local de crime”, explicou, lembrando que não estava no caso desde o início.

O

M

Assassinato do turista sueco Gert Björn Skytte Sandgren chocou os moradores de Pipa

INDAS E VINDAS DO CASO

MEMÓRIA

Um ano depois,poucos foram os avanços para se chegar aos assassinos 2 de março

1º de março Sueco morre na pousada Mar Village Hotel.Policiais militares fizeram diligências na área e prenderam três pessoas. Depois,elas foram liberadas por não serem reconhecidas pelas vítimas do assalto.O delegado José Antônio Silva Júnior,auxiliado pelos delegados Ronaldo Gomes e Raimundo Rolim, investiga o caso.

3 de março É divulgado retrato falado do suposto assassino.Ele teria pele morena escura,seria magro, com estatura entre 1,65m e 1,70m,cabelos e olhos pretos e entre 25 e 30 anos. Foi feito através de informações passadas, segundo a Polícia na época, do vigia vítima do hotel.

Inquérito vira especial,com a presidência de Atanasio Gomes. Sheila Freitas e José Carlos Oliveira também estão no caso.

5 de março Detido mais um suspeito.Foi liberado dois dias depois,após exame residuográfico no Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) ele foi liberado.

3 de Abril Sheila Freitas assume a presidência do caso.Atanásio Gomes continua.

8 de Abril Delegada pede reconstituição do caso,até agora,sem sucesso.

28 de maio Roberto Wagner é assassinado em Canguaretama.Não pode ser reconhecido pelas vítimas porque o rosto dele foi atingido durante uma troca de tiros com policiais.Hipótese sobre o envolvimento dele,porém,é negada descartada.

ADRIANO ABREU

Sheila Freitas, delegada, está trabalhando na investigação

*Quem tiver informações sobre o caso,pode ligar para o

0800-84-2999 ou o 3232-4659 (Defur)

TURISTA FOI ASSASSINADO COM UM TIRO O turista sueco Gert Björn Skytte Sandgren,59 anos, estava junto da mulher dele, Ann-Christin Olsson,em um chalé no Porto do Mar Village Hotel,onde foi assassinado com um tiro de revólver calibre 38,às 2h da madrugada de 1º de março de 2009,um domingo.Um homem armado entrou no hotel,onde o sueco estava hospedado,e anunciou o assalto ao vigia e a pessoas que estavam na recepção. Depois,foi até o local onde ficam os chalés procurando o melhor para assaltar. No primeiro,o assaltante viu que havia apenas crianças e mandou que o vigia o levasse a outro,que era o chalé onde o sueco e a mulher dele estavam hospedados.O criminoso ordenou que o vigia acordasse o casal.Quando a mulher percebeu que se tratava de um assalto,começou a gritar,o que assustou o bandido. “Ele então esboçou que iria fugir,mas retornou,colocou a arma na janela e atirou”, contou o delegado José Antônio Silva Júnior,na época do crime.O tiro acertou o peito de Gert Bjorn no lado esquerdo, atingindo o coração.A bala atravessou o corpo do sueco e saiu pelas costas do bombeiro sueco.Depois do disparo,o criminoso fugiu,levando apenas o notebook do hotel. Às 2h30,a polícia foi acionada e,às 2h40 chegou ao local.O sueco já havia sido deslocado até a unidade mista de Saúde de Tibau do Sul,onde chegou sem vida.Gert Björn era bombeiro,tinha um filho, Sebastian Sandgren,e estava no Brasil pela primeira vez, passando férias.Havia chegado à Capital do Estado no dia 26 de fevereiro. “Ele havia acabado de começar a viver sua vida de verdade”, afirmou Sebastian Sandgren, referindo-se ao fato de o pai ter passado 30 anos na cidade de Trelleborg trabalhando e havia se aposentado recentemente.

EMANUEL AMARAL

Raimundo Rolim atuou no início do caso como auxiliar


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Antecipando a entrada em vigor da reforma ortográfica que unificará todos os países que falam a língua portuguesa, vem aí o dicionário do professor Pasquale, já com as novas regras da Reforma Ortográfica

[ LANÇAMENTO ]

TN lança dicionário “reformado” álidas desde o dia 1º de janeiro de 2009, e de acordo com o decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com um período de transição até 2012 antes de entrar em vigor pra valer, a reforma ortográfica que começa a ser ensinada nas escolas públicas e privadas terá agora um reforço de peso para leitores e assinantes da TRIBUNA DO NORTE. . A partir de cinco de março e todas as sexta-feiras até o dia sete de maio, TN estará disponibilizando para seus leitores nas bancas e assinantes o Dicionário da Língua Portuguesa, já com a reforma ortográfica, comentado por Pasquale Cipro Neto – ou simplesmente professor Pasquale, como é mais conhecido. O idioma português é o quinto mais falado do mundo, alcançando 200 milhões de pessoas. A “comunidade lusófona”, constituída por Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe (os cinco últimos na África) e por Macau, Timor Leste e Goa no

V

Oriente, onde também esteve presente a colonização portuguesa, será toda ela atingida pela reforma ortográfica. A existência de duas ortografias oficiais da língua portuguesa, a lusitana e a brasileira, tem sido considerada como prejudicial à integração intercontinental do português e para sua importância no mundo. Pensando nisso, a TRIBUNA decidiu lançar os 10 fascículos semanais, para todas as bancas e pontos de venda de Natal. Comprando a edição normal da TRIBUNA e pagando mais R$ 4,90, o leitor receberá o fascículo 1 e, grátis, a capa dura para encadernar a sua coleção e também um livreto do professor Pasquale com explicações sobre a reforma ortográfica. Presilhas de plástico especiais acompanham a capa dura. Já os assinantes poderão adquirir a coleção encadernada em suas residências, também com o livreto grátis “Pasquale explica a Reforma Ortográfica”, pagando um valor de R$ 44,90, que poderá ser dividido no cartão de cré-

dito. Basta ligar para o 4006-6111. A gerente de Marketing da TRIBUNA DO NORTE, Andréia Barandas, explica que a coleção é, acima de tudo, uma “demonstração de apreço do jornal por seus leitores”. Segundo ela, “realizar promoções culturais e educativas é parte integrante da política editorial da TRIBUNA e uma forma de apoiar seus leitores quando o assunto é difusão de conhecimento”. “O professor Pasquale Cipro Neto, empreendeu um trabalho admirável”, acrescenta Andréia. De acordo com o gerente de Circulação da TRIBUNA do NORTE, Thales Vilar, o lançamento dos fascículos a preços populares sinalizam para um grande sucesso editorial. “A totalidade dos pontos de venda em Natal receberá os fascículos para venderem aos leitores da TRIBUNA, mas nada impede que as cidades do interior potiguar também recebam, mediante a solicitação de distribuidores. Filho de imigrantes italianos, Pasquale Cipro Neto licenciou-se

em Letras na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Professor de português desde 1975, é também colunista de jornais como Folha de S.Paulo e O Globo, entre outros, e da revista literária Cult. Idealizador e apresentador do programa “Nossa Língua Portuguesa”, veiculado pela Rádio Cultura (São Paulo) AM e pela TV Cultura, e do programa Letra e Música, transmitido pela Rádio Cultura AM, Paquale é conhecido pela competência ao explicar como ninguém a língua portuguesa. Festejado por popularizar a interpretação de textos e em especial as dúvidas de gramática na televisão desde 1994 , utilizando exemplos de textos jornalísticos, poemas e músicas, é considerado um precursor no gênero. Suas abordagens são tanto normativas como descritivas, além de levar em consideração as diferenças regionais e diferenças da norma coloquial para a norma culta do português falado e escrito.

ARQUIVO

Pasquale Cipro Neto: autor de um dicionário inovador DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Assinantes da TN compram a coleção já encadernada por R$ 44,90 e ganham o livro de Pasquale

Na compra do 1º fascículo em banca (TN+R$ 4,90) ganhe a capa dura e o livro explicando a Reforma

[ PODA DE ÁRVORE ] Formulário de requisição, dúvidas frequentes e a lei que regulamenta esses trabalhos na capital já estão disponíveis no site www.natal.rn.gov.br

Prefeitura oferece novo serviço om o objetivo de criar mais um canal para solicitação de poda e remoção de árvores, a Prefeitura do Natal passa a disponibilizar no site www.natal.rn.gov.br o formulário de requisição, dúvidas frequentes e a lei que regulamenta os serviços na capital. As Secretarias Municipais de Serviços Urbanos (Semsur) e de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) são os órgãos responsáveis pela po-

C

da de árvores em Natal. Os arquivos estão disponíveis nos banners de serviços da página inicial do site, logo abaixo das notícias em destaque. Com um clique, o internauta pode conferir as principais informações sobre poda e remoção de árvores, as etapas do processo e os canais de comunicação para solicitar o serviço. Para fazer o pedido, por exemplo, basta baixar o arquivo do formulário e preencher os dados cor-

retamente. O cidadão tem duas opções: pode enviar o pedido diretamente para o e-mail semsur.paisagismo@hotmail.com ou imprimir o formulário e protocolar na sede do departamento de Paisagismo da Semsur, que fica na av. Rio Branco, 304 – Ribeira. O telefone para tirar dúvidas e saber mais informações é (84) 3232-9028. Um núcleo de servidores da Semurb foi formado dentro do departamento de Paisagismo da Sem-

sur para dar mais agilidade aos processos de pedido e execução de poda em Natal. Por isso, a Semurb é responsável por licenciar ou negar os pedidos de poda, após a análise dos técnicos especializados, e a Semsur executa os serviços. Essa interação entre as duas secretarias é para garantir que os processos ganhem mais agilidade, reduzindo o prazo desde a solicitação até a execução e cumprindo o que determina a legislação.

[ EVENTO ] Sasha Alves, promotor, ministra palestra

sobre os direitos da criança e do adolescente

Proteção à criança é tema de palestra Comdica, Ministério Público e Prefeitura de Parnamirim, promoveram na último dia 26, no auditório da UnP, a segunda edição do Curso sobre os Direitos da Criança e do Adolescente, com o tema “Desafios contemporâneos para a garantia integral e sistêmica dos direitos da criança e do adolescente” e o sub-tema “Amplitude do Sistema de Garantia da Infância e da Juventude”. O curso foi aberto pela promotora Isabelita Garcia que fez um breve relato da atuação do palestrante Sasha Alves, promotor de justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Infância e Juventude do RN, na luta em favor dos direitos da criança e do adolescente. A palestra foi dirigida para profissionais da educação, saúde, de direito e assistentes sociais. Sasha Alves fez questão de dizer que sempre que vem a Par-

O

namirim participar de um trabalho como esse sente a esperança renovada. “Parnamirim é um município privilegiado porque está se articulando e combatendo todos os males contra as crianças. Está à frente de muitas outras cidades”, disse o promotor. O palestrante explicou qual o papel do conselho de direito e do conselho tutelar dentro da rede de proteção à criança e ao adolescente e apontou as características do ECA, que tem o objetivo de atender todas as crianças. Outra característica é que essa legislação visa garantir todos os direitos desde a saúde, educação, mas principalmente o convívio familiar e comunitária. Por último há o dever de garantir esse direito. Essa política de proteção se desenvolve com base em três eixos: a promoção dos direitos (saúde, educação, assistência social); de defesa. DIVULGAÇÃO

Sasha Alves explicou os papéis dos conselhos de direito e tutelar


Domingo | 28 de fevereiro de 2010

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

O MPE alega que não tomou conhecimento do acordo firmado entre o diretor do Idema, Marco Aurélio Almeida, e representantes da Veríssimos e Filho para ocupação de área no estuário do Potengi

[ MEIO AMBIENTE ]

Ocupação no Potengi gera polêmica ALEX RÉGIS

ISAAC LIRA repórter

e acordo com promotores do Ministério Público Estadual, o atual diretor-geral do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), Marco Aurélio Almeida, firmou um termo de compromisso com representantes da Veríssimos e Filho – principal suspeita pelo desastre da mortandade de peixes no rio Potengi em 2007 – para que a empresa volte a ocupar áreas de preservação permanente do estuário do rio. Ainda segundo o relato dos promotores Morton Luiz Faria de Medeiros e Gilka da Mata, o ato foi realizado sem o conhecimento da Procuradoria do Estado do RN, que em seguida pediu para que a Justiça desconsiderasse o termo de compromisso. O termo de compromisso estava anexado aos autos da ação civil pública que o MP move para obrigar a Veríssimo e Filhos a se adequar à legislação ambiental. A ação foi iniciada em novembro de 2007. A promotora Gilka da Mata disse que a própria Procuradoria do Estado deixou claro que não concordava com o termo de compromisso. “O acordo entre o Diretor Geral do IDEMA e o responsável pela empresa de carcinicultura foi totalmente realizado à revelia da Procuradoria do Estado e até mesmo contrariando o posicionamento da Procuradoria do Estado do RN. Foi, portanto, um ato pessoal do Diretor do IDEMA. Tanto é que a própria Procuradoria do Estado pediu nos autos do processo para ser desconsiderado o compromisso”, afirmam os promotores. A retomada das atividades da empresa está proibida por decisão judicial dentro do processo da ação civil pública. A área de proteção permanente em questão é o mangue, no estuário do rio Potengi, no município de São Gonçalo do Amarante. A fazenda de propriedade da Veríssimo, incluída no licenciamento ambiental do Idema é a fazenda Carnaubinha. Os mangues são protegidos de qualquer tipo de desmatamento ou interferência pela Constituição Federal e pela legislação ambiental. A reportagem da TN procurou o diretor do Idema, através de seu telefone funcional e da Assessoria de Imprensa do órgão, mas após várias ligações não houve retorno. O fato relatado pelo Ministério Público está sendo investigado dentro da própria ação civil pública. “Uma das questões mais impressionantes nisso tudo é que se trata de um órgão público e uma empresa privada que já são réus juntos numa ação na comarca São Gonçalo do Amarante”, diz Gilka da Mata. E complemen-

D

Os mangues são protegidos de qualquer tipo de desmatamento ou interferência pela Constituição Federal e também pela legislação ambiental brasileira EMANUEL AMARAL

ALEX RÉGIS

Idema lista fontes de poluição

Marco Aurélio manifestou que a Veríssimo não seria culpada

ta: “Como se pode admitir que um órgão ambiental firme um acordo para permitir que um empreendimento utilize APP? Será que a Secretaria de Recursos Hídricos concorda com esse posicionamento do IDEMA?”. A denúncia protocolada pelo MP coloca que a empresa Veríssimo e Filhos “apresentou laudos enganosos” para conseguir o licenciamento. Também existe uma ação criminal contra um servidor do Idema – cujo nome não foi divulgado– que supostamente mentiu ao confirmar em vistoria técnica que a carcinicultura realizada na fazenda Carnaubinha estava de acordo com o que previa o licenciamento ambiental. Tanto o processo criminal

quanto a ação civil pública são “reações” ao desastre ocorrido em 2007 no rio Potengi, quando boa parte da fauna do estuário morreu por falta de oxigênio. Até hoje os culpados pelo desastre ambiental não foram punidos. Recentemente, o próprio Marco Aurélio Garcia manifestou através da imprensa que a Veríssimo e Filhos não seria culpada pela mortandade no estuário. Além das ações na esfera estadual, o MPF e a PF apuram a responsabilidade pelo crime ambiental. O Idema, de acordo com informações colhidas no site do TJ, se manifestou no dia 27 de janeiro dizendo que não havia autorizado qualquer retomada das atividades da Veríssimo e Filhos e que não desrespeitou a decisão.

O rio Potengi apresenta hoje vários pontos de esgoto ALEX RÉGIS

Rio tem 150 pontos de poluição Há poucos meses do aniversário de três anos do desastre ambiental no estuário do Potengi, a situação do rio não é animadora. Após muita conversa e promessas, as duas ações mais importantes para a melhoria na condição do rio Potengi são o projeto Água Azul, do Idema, e uma ação civil pública movida pelo Ministério Público. Nenhuma das duas foi completamente colocada em prática e informações contidas na ação do MP, levantadas pelo Idema após decisão judicial, dão o tom do problema: há 150 potenciais pontos de poluição no rio. O trabalho do Idema foi realizado, em julho do ano passado, a partir de uma decisão do juiz da 5a. Vara da Fazenda Pública, Luiz Alberto Dantas, e mostra que o Potengi recebe esgotos, brutos e tratados, efluentes de indústrias, matéria orgânica resultante da carcinicultura, esgotos de ligações clandestinas, entre outros pontos

As amostras têm várias substâncias com níveis inaceitáveis” SÉRGIO MACEDO Idema

de poluição. Um outro relatório, elaborado pelo Ibama adiciona a esse rol de poluentes extração de areia no leito do rio, criação de porcos, com conseqüente desmatamento, e abatedouros. A reportagem da TRIBUNA DO NORTE percorreu uma parte do estuário, entre Macaíba e o bairro de Guarapes, em Natal, junto da bióloga Rosimeire Dantas, e verificou a triste situação em que se encontra o rio. Em alguns pontos, mais próximos de Macaíba, o estado da água dá a impressão de se estar navegando dentro de um esgoto. Nes-

ses locais, o rio cheira mal. Por coincidência, está localizado nessa região o ponto de descarte do esgoto do Distrito Industrial de Macaíba. Do cano de esgoto, sai um líquido de coloração esverdeada e bastante mal cheiroso. De acordo com Rosi Dantas, o maior poluidor do rio Potengi de fato é o poder público. Natal, Macaíba, São Gonçalo do Amarante e demais municípios da região desaguam seus esgotos praticamente in natura no estuário do Potengi. Além disso, pescadores afirmam que não há o menor sinal de fiscalização no Potengi. O projeto Água Azul, financiado pelo Idema e que congrega inúmeras instituições, faz uma análise trimestral da água do Potengi e de outras fontes hídricas. As amostras, segundo Sérgio Macedo, responsável pelo projeto no Idema, têm várias substâncias com níveis inaceitáveis, principalmente resquícios de matéria orgânica.

Rosimeire Dantas, bióloga, diz que esgoto não foi tratado

As informações prestadas pelo Idema acerca dos potenciais pontos de poluição do rio Potengi lista três principais fontes: esgotos jogados pelo poder público; efluentes de indústrias e de fazendas de criação de camarão. Com relação ao poder público, a boa notícia é que a Caern está finalizando o Estação de Tratamento do Baldo, que irá tratar o esgoto de 21 bairros a partir das próximas semanas. Esse esgoto a ser tratado hoje é jogado ao natural no Potengi. Segundo o Idema, bairros da Zona Oeste, como Felipe Camarão e Cidade da Esperança, precisarão de uma outra Estação de Tratamento e até lá continuarão a ter seus esgotos lançados no estuário. Quanto aos efluentes industriais, as licenças ambientais de distritos, como o Centro Industrial Avançado (CIA) e o Distrito Industrial de Natal (DIN) possuem sistemas de tratamento próprios para garantir que não haja contaminação no rio. Contudo, o Idema, de acordo com Sérgio Macedo, não faz um acompanhamento sistemático dessa situação. Segundo pescadores, como o barqueiro Francisco Chagas, que levou a reportagem até o Potengi, o aspecto desses efluentes denuncia a falta de tratamento. “Há dias que a água está tão podre ”, diz Francisco Chagas. A bióloga Rosi Dantas atesta o fato. “Não há como aquele esgoto ter sido tratado”, aponta. No que diz respeito às fazendas de Camarão, professores do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte afirmam que os carcinicultores são os mais interessados em garantir a qualidade da água. “Ora, são os próprios empresários que dependem daquela água para que o negócio tenha produtividade”, diz o professor Pedro Martins. Segundo Pedro Martins, episódios como o desastre ambiental de 2007 serviu para passar uma imagem negativa da atividade. “A qualidade da água está diretamente ligada à produtividade dessas fazendas. É ilógico que eles sejam responsáveis por poluição”, diz. Contudo, o professor Pedro Martins admite que no boom da atividade, a partir de 2002, muitos “aventureiros” se estabeleceram, sem o conhecimento técnico adequado. “Essa realidade mudou”, encerra.


natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010 ➾ www.tribunadonorte.com.br ➾ tnonline@tribunadonorte.com.br ➾ twitter.com/tribunadonorte

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

7

tn online Fred Carvalho - fredcarvalho@tribunadonorte.com.br

Calor om o calor cada vez mais intenso, o computador precisa de uma proteção especial para não superaquecer, que afeta o desempenho e a eficiência do micro, causando diversas falhas no sistema. Para evitar o aquecimento no interior da CPU e a queima de com-

C

Aos “fenômenos” ponentes importantes, como processadores, memórias, HD e chipsets, a Mtek, uma das principais fornecedoras nacionais de suprimentos de informática, oferece o Exaustor para gabinete, que melhora a dissipação do calor e diminui a temperatura dentro do case.

Alguns proeminentes usuários do Twitter na Inglaterra tiveram uma surpresa desagradável ao acessarem o microblog na sexta-feira passada. Um ataque de phishing no microblog, feito durante a madrugada, mirou tuiteiros de atuação profissional destacada , como membros do go-

verno e jornalistas e executivos de mídia. O Twitter fez um post em que pede para os usuários tomarem cuidado com mensagens diretas, conhecidas na rede como DM. “Se receber um DM de uma senhora entusiasmada querendo conversar, ignore. Pode ser um spam”.

Gateway Serviços VoIP, servidor de e-mail, roteador, firewall, network storage, switch. Essas são algumas das funções do UMG-2000, um gateway unificado, que a RED Network, especializada em soluções de networking, acaba de trazer para o Brasil. Ideal para pequenas e médias empresas, o equipamento integra em um único dispositivo a maioria dos recursos usados nos escritórios, fornecendo acesso à internet, telefone, fax, dados e serviços de impressão. O aparelho ainda permite ao administrador gerenciar todos os recursos de TI de até oito escritórios em um único ponto, graças ao sistema de gerenciamento de acesso remoto.

Firewalker No celular A produtora brasileira Tectoy Mobile anunciou na quinta-feira (25) que firmou uma parceria com a desenvolvedora japonesa Konami para a distribuição dos games para celular da empresa no Brasil. O primeiro deles será o título de futebol ‘Pro evolution soccer 2010’, que está disponível para os celulares da operadora Claro.

A Bioware revelou esta semana que lançará um pacote com conteúdo adicional para o game “Mass effect 2”. Chamado de Firewalker, ele será gratuito e estará disponível no final de março para os membros da Cerberus Network, uma rede virtual que existe dentro da história do título de RPG.

Apoio

TV 3D A Samsung Electronics, uma das maiores marcas de televisores do mundo, iniciou a venda de TVs 3D na Coreia do Sul esta semana, com uma meta agressiva, buscando manter suas margens de vendas de tela plana e ganhar uma vantagem no novo mercado. Fabricantes es-

Quando o assunto é ergonomia é comum associar os cuidados com a saúde com acessórios como mousepads e keypads, suportes para monitor, cadeiras confortáveis, teclados e mouses especiais, entre outros. A Air Micro oferece uma solução ideal para uma postura correta diante do computa-

tão fazendo um marketing agressivo das TVs 3D, buscando formas para aumentar a média de seus preços e melhorar suas linhas de produtos após a venda de milhões de TVs de tela fina, compradas para salas de estar, quartos e até cozinha e banheiros de domicílios.

dor, que corrige a posição do antebraço em relação à mesa de trabalho. O apoio é indicado para prevenir lesões, dores nas costas e outros problemas gerados pela má postura, além de estar de acordo com as exigências da Norma Regulamentadora 17 relacionada à ergonomia nos postos de trabalho.

[ FORTE/REDINHA ] Em 2007, ano de inauguração da ponte, a governadora Wilma de Faria declarou que os novos

empreendimentos de lazer e entretenimento deveriam gerar cerca de 90 mil empregos em quatro anos, mas isso não ocorreu

Ponte não traz frutos esperados VALDIR JULIÃO repórter

á se passaram dois anos e três meses da inauguração da Ponte Newton Navarro, que ligou os dois lados do rio Potengi entre as Zonas Norte e Leste da cidade, mas a obra tida como a redenção econômica do litoral ao Norte de Natal não trouxe, ainda, os frutos esperados para o desenvolvimento turístico, por exemplo, para os nove municípios daquela região, inclusos entre os 16 que compõem o Pólo Costa das Dunas, dos quais sete estão ao sul da capital. Às vésperas de inaugurar a ponte Forte-Redinha, o que ocorreu em 20 de novembro de 2007, a governadora Wilma de Faria chegou a dizer que os novos empreendimentos de lazer e entretenimento deveriam gerar “cerca de 90 mil empregos nos próximos quatro anos”. Na época, a governadora enfatizava: “Esta não é a obra mais cara realizada pelo nosso governo, mas certamente é a mais emblemática”. Tanto otimismo também contagiava o secretário estadual de Turismo, Fernando Fernandes, que estimava em 100 o número de novos projetos de empreendimentos imobiliários e turísticos a serem construídos no Litoral Norte. O secretário de Turismo ainda falava na ampliação do número de leitos da rede de hospedagem do Rio Grande do Norte em 120 mil, triplicando a capacidade atual de 45 mil e a geração de 400 a 500 mil empregos com a construção e dos empreendimentos, que, depois de comercializados gerariam negócios em torno de dois bilhões de euros. Agora, o secretário Fernando Fernandes ressalva: “Naquele momento era a estimativa que nós tínhamos, os empresários do se-

J

JOANA LIMA

TURISMO Veja abaixo o que o Prodetur havia programado para o RN O Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) para o Rio Grande do Norte estimava que entre 2001 e 2015 o número de visitantes no Rio Grande do Norte cresceria à taxa geométrica de 4,66% ao ano.

Dessa forma,a estimativa era de que em 2000,o Estado receberia 970.848 turistas e chegaria a 1.921.380 turistas daqui a cinco anos em todo o Pólo Costa das Dunas.

Pólo Costa das Dunas Municípios do Litoral Norte Ceará-Mirim Extremoz Maxaranguape Natal Pedra Grande São Gonçalo do Amarante São Miguel do Gostoso Rio do Fogo Touros Fonte:Setur

tor estavam todos interessados, infelizmente, logo depois veio a crise imobiliária na Espanha e a crise econômica mundial”. Fernandes afirmou que, em decorrência disso, todos os grandes projetos que estavam previstos “nenhum saiu do papel”. Segundo ele, estão na gaveta, por exemplo, projetos de empresários espanhóis, noruegueses e irlandeses nas praias de Caraúbas, Jacumã, Pitangui, Rio do Fogo, São Miguel do Gostoso e Zumbi. “Naquela época a realidade econômica era outra, havia um boom imobiliário”, reafirmou Fernandes, citando o fato de que no Instituto Estadual de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente (IdemaRN), havia até 20 cartas consultas de campos de golfe: “A ponte era uma condicionante, depois veio a crise econômica e ninguém tem o dom de controlar a economia mundial”.

Representantes de vários setores acreditam que a zona Norte precisa mais do que uma ponte

Como Natal foi escolhida uma das cidades sedes para a realização de jogos da Copa do Mundo de 2014, o secretário acredita que isso possa contribuir para a retomada desses projetos: “Pelo menos dois já disseram que começariam as obras até o meio do ano”. Fernandes declarou que “confia nessas informações”, oriundas do Grupo Sanchez, espanhol, que está se associando a parceiros holandeses para a construção do Elegance Natal Golf. Outro grupo espanhol também está fazendo parceria com o Hotel Meliá para iniciar a construção do segundo empreendimento até junho deste ano. Segundo Fernandes, agora se tem uma “expectativa muito boa” da divulgação de Natal como destino turístico, a partir da campanha mundial que o governo brasileiro fará no próximo dia 11 de julho para o Campeonato Mundial de Futebol no Brasil.

Região precisa de estrutura viária O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-RN), Waldemir Bezerra de Figueiredo, disse que a ponte Forte-Redinha “foi um sonho acalentado de muitos anos”, mas, ele disse que não é só a ponte, “obviamente”, que vai cumprir o papel de desenvolver o litoral Norte. Para ele, é importante a construção dos anéis viários de São Gonçalo do Amarante e de Extremoz, que também estão dentro do projeto de construção do novo aeroporto comercial da Grande Natal, que vai substituir o aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim. Assim mesmo, Waldemir Bezerra considera que já houve um ganho com a ponte, porque até sua inauguração “havia uma dificuldade terrível de se sair de um la-

do para outro da cidade”. Segundo Bezerra, superado este aspecto, surgiu a crise econômica mundial “que afetou todos os projetos em andamento”, os quais “vão demandar mais tempo para serem concluídos”. Com relação à Zona Norte de Natal, mais especificamente, Bezerra acredita que só haverá um crescimento mais explícito daquela área urbana, se a revisão do Plano Diretor de Natal (PDN) vier com mudanças no gabarito para construções de empreendimentos na região. Já a respeito da Redinha, Redinha Nova e Santa Rita, como se tratam, praticamente, de praias urbanas, ele acredita que é mais difícil o surgimento de grandes empreendimentos turísticos e imobiliários, por conta do pouco espa-

ço existente e a divisão de suas áreas em pequenos lotes. Afora isso, ele crê que a fragilidade de infraestrutura naquela área também contribui para inibir o crescimento imobiliário, como a falta de drenagem e saneamento da Redinha Nova, onde o terreno é baixo e ocorrem inundações em períodos de inverno. Ainda assim, o presidente do Creci-RN acha que a Zona Norte de Natal “começa a ter vida própria”, em função da instalação de uma rede bancária, restaurantes e shoppings, e outros equipamentos que ali estão chegando, como a construção do complexo River Side pela construtora Metro Quadrado. [ CONTINUA NA PÁGINA 8 ]


natal 8

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 28 de fevereiro de 2010 EMANUEL AMARAL

[ FORTE/REDINHA ] Fernando Bezerril cobra

a regulamentação da APA de Jenipabu

A implantação da ponte não teve o resultado esperado nem do lado da zona Norte, nem mesmo do lado da zona Sul

Secretário lembra a questão do meio ambiente P ara os setores turístico e imobiliário, o governo estadual já cumpriu o seu papel com a construção da Ponte Forte-Redinha, que encurtou em 11 quilômetros, por dentro de Natal, o trajeto de veículos entre os litoral Sul e Norte de Natal. A opinião deles é que outras ações precisam ser implementadas na área de infraestrutura para a indução do desenvolvimento turístico do litoral Norte, inclusive relacionadas a questões ambientais que são objeto de discussão judicial, como a Área de Proteção Ambiental (APA) de Jenipabu, no município de Extremoz. “A ponte foi importante como ferramenta para disparar o negócio do turismo, mas todos os projetos em Extremoz estão travados na Justiça”, disse o secretário municipal de Turismo, Fernando Bezerril, apesar da APA de Jenipabu já ter sido criada por lei estadual: “Agora são necessárias obras menores, que a gente está vendo que serão trabalhadas”. Bezerril lamenta que há 120 dias o município aguarda uma decisão da Justiça para que saia a regulamentação da APA de Jenipabu. “É preciso separar o joio do trigo, porque Extremoz é a bola da vez”, disse ele, dando o exemplo de um projeto que se encontra emperrado por causa disso, do grupo Valero Brasil, representando um investimento de R$ 40 milhões. O secretário estadual de Turismo, Fernando Fernandes, afirmou que todos os investimentos relacionados ao Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur I) foram feitos. Quanto ao Prodetur II, todas as obras e ações foram iniciadas, inclusive em dezembro de 2009 foi fechado um acordo com o Ministério Público Estadual (MPE) a respeito da ação judicial que tinha embargado as obras de saneamento em Cotovelo, Pirangi

e Pium, que também fazem parte do Pólo Costa das Dunas. O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), Enrico Fermi Torquato Fontes, informa que atualmente “não existe nenhum empreendimento em vista para ser inaugurado” no Estado. Enrico Fontes disse que o turismo do Rio Grande do Norte cresceu em cima do turista estrangeiro, mas com a perda de turistas de 2006 para cá, o problema atingiu os mercados dos litorais Norte e Sul de Natal, que terminou se voltando para o mercado interno:. “Natal tinha de ser vendido para os dois destinos”.

Agora são necessárias obras menores” FERNANDO BEZERRIL secretário de Turismo

Na opinião de Fontes, a construção da ponte foi um pleito atendido, mas também é preciso se voltar para a construção das vias de acesso e a solução de questões ambientais nas praias da Redinha Nova e Santa Rita. “A ponte fortaleceu o corredor turístico, tirou parte do tráfego de veículos da ponte de Igapó, esse objetivo foi cumprindo, mas havia uma indefinição sobre política ambiental e faltam também drenagem e saneamento básico em algumas regiões”, disse Fontes. Um exemplo, citou Fontes, foi a Via Costeira, que só ganhou saneamento básico no governo Garibaldi Filho (1995/1998 e 1999/2002) e depois disso recebeu dois hotéis cinco estrelas dos grupos Pestana e Serhs.

Comerciantes lamentam a perda dos consumidores Ao longo do corredor turístico urbano de Natal de 17 quilômetros entre Ponta Negra e a Redinha, que se abriu com a construção da ponte Newton Navarro, uma cena comum: a placa de venda de imóveis, sobretudo terrenos, como na avenida Café Filho, Praia do Meio, ou casas de veranistas e pousadas na avenida Litorânea, Redinha Nova. Na avenida Litorânea o comércio se resume, praticamente, aos pequenos mercadinhos e poucas pousadas, os dois únicos hotéis três estrelas da área estão fechados: o Redinha Hotel e o Atlântico Norte. Quanto a restaurantes, uma grife criada em Natal ainda resiste, uma filial da “Peixada da Comadre”, que é tocado por Gilson José de Morais, filho: “Nós esperamos muito tempo por essa ponte”. A ponte foi inaugurada, mas Gilson Morais disse que o movimento no restaurante já havia caído bastante com o fechamento dos dois hotéis. “Pode ser que na Copa as coisas melhorem”, otimiza ele, que na época das “vagas gordas”, a partir das 17 horas, diariamente, não tinha como atender tanto turista que chegava ao restaurante. Morais afirma que abriu o restaurante - “para ter voo próprio” - há 11 anos, mas muita gente que

conhece a matriz da “Peixada da Comadre”, na Ponta do Morcego, na Praia do Meio, ou a outra que existe em Ponta Negra gerenciada por outro irmão, ainda aparece na sua peixada. Na Praia do Meio, alguns hotéis e restaurantes e o Centro de Artesanato ainda funcionam, mas já depois da rótula da Ladeira do Sol, cinco terrenos têm placas de venda. Num delas, a imobiliária informa que uma das áreas, de 802 metros quadrados já possui um projeto aprovado para a construção de um edifício com 26 flats. Afora isso, continua fechado o antigo Hotel dos Reis Magos, a primeira unidade hoteleira construída no governo Aluízio Alves (1961/1965) em Natal para receber turistas e visitantes de fora. Hoje pertencente a um grupo pernambucano, obteve esta semana a liberação da licença ambiental para a sua reforma. Caseiro do Atlântico Norte há mais de cinco anos, Ambrósio Rodrigues da Silva, disse que na avenida Litorânea ainda existe algum movimento por causa do “Aquárius”. Ele acha que depois da ponte “melhorou alguma coisa por aqui”, mas disse que ouviu os patrões falarem que o hotel vai ser reconstruído para a Copa do Mundo de 2014.


natal

3X4

Agnaldo Timóteo fala sobre seu trabalho na música e política PÁGINA 11

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Máx.: 30ºC Mín.: 26ºC

Preamar 04h19 - 2.5-16h39 - 2.7 Baixa-mar 10h00 - 00 - 22h28 - 0.1

Panorama: hoje 332 bancas/196 feirantes Planalto 186 bancas/97 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Mãe Luíza Pium Pirangi do Norte Redinha

FASES DA LUA Cheia: hoje Minguante: 15/03 Nascer do sol: 5h21 Pôr do sol: 17h19

Editora: Yara Okubo e-mail: yokubos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 28 de fevereiro de 2010

[ EDUCAÇÃO ] O mecanismo que regulamenta a eleição direta para diretor e vice-diretor da rede municipal de ensino,

pela comunidade escolar, foi revogado com a reforma administrativa, sancionada pela prefeita Micarla de Sousa

Polêmica: fim da gestão democrática SARA VASCONCELOS repórter

uma inversão de valores e de termos, a Prefeitura do Natal pôs fim a uma das maiores conquistas do sistema educacional, construído nos últimos 24 anos: a gestão democrática nas escolas. O mecanismo que regulamenta a eleição direta para diretor e vice-diretor da rede municipal de ensino, pela comunidade escolar, foi revogado com a reforma administrativa, sancionada pela prefeita Micarla de Sousa. Com isso, a renovação das direções, a partir de julho deste ano, retomará o caráter político-eleitoreiro de indicação de nomes. A manutenção do modelo anterior é um dos pontos da pauta de reivindicação dos professores da rede municipal, em greve desde o dia 18 de fevereiro. De acordo com o artigo 10, inciso 41, da lei complementar 109, sancionada em 24 de junho de 2009, que versa sobre a função gratificada de diretor e vice-diretor, os cargos passam a ser “atribuídos, por ato do Chefe do Executivo, mediante indicação do Secretário Municipal de Educação”. A mudança se contrapõe à lei de gestão democrática, número 087/2006, que regulamenta as eleições para tais funções e a criação do Conselho Escolar, cabendo ao poder executivo nomear os gestores escolhidos. O dispositivo estipula ainda remuneração para as funções, conforme o por-

N

te da escola, podendo variar de R$ 1.176,00 a R$ 700,00, para diretor; e de R$ 1.008,00 a R$ 600,00 na vice-direção. A nova legislação, avalia a coordenadora geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado (Sinte/RN) Fátima Cardoso, é um retrocesso descomunal e inaceitável à trajetória de luta da categoria para regulamentar e assegurar o processo democrático. “A luta não será abortada agora. Entendemos que a disputa democrática é um exercício participativo de cidadania para toda comunidade, baseada na apresentação e defesa de projetos pedagógicos, por pessoas que conhecem o perfil e necessidades das instituições de ensino onde estão inseridas. E por isso tem o reconhecimento de professores, funcionários estudantes e pais de alunos com direito ao voto. Os cargos comissionados põe em risco”, disse. Desde que a lei entrou em vigor, o Sinte/RN solicita à Secretaria Municipal de Educação a criação de emenda complementar para restabelecer à SME, dentro do sistema eleitoral, a atribuição de apenas nomear, entretanto, apesar das “promessas” de que o dispositivo não será usado, não há respaldo legal. Com isto, as eleições previstas para ocorrer em julho deste ano em 74 escolas e 16 CMEIs poderão ser anuladas e os gestores substituídos por cargos políticos. [ CONTINUA NA PÁGINA 10 ]

GESTÃO DEMOCRÁTICA Abaixo um histórico da gestão democrática e os caminhos que ela percorreu em Natal

Início da discussão entre professores,pais,estudantes sobre o sistema de gestão democrática,eleições diretas e criação de conselho escolar. Historicamente,Natal é conhecida como a primeira capital do Brasil a manter eleição com voto direto e secreto.

Ao final do primeiro mandato (triênio),os professores promovem uma série de atos públicos e paralisações para impedir que a gestão do então prefeito Aldo Tinôco extinguisse o processo.36 escolas elegem seus gestores.

Eleições em 23 escolas, coordenada por comissão eleitoral,criada com a participação de representantes de Associação Nacional de Política e Administração em Educação (Ampae),da Associação de Professores do Estado - que deu origem ao Sindicato e da União Metropolitana de Estudantes Secundaristas (Umes).

O mandato eleitoral passa a ser válido por dois anos.

O Congresso de Gestão Democrática realizado pelos educadores é instalado em caráter permanente por 90 dias, sob o “A luta faz as leis”, como forma de combater a manobra da Prefeitura para derrubar a condução dos diretores por meio do voto. As eleições passam a ser regulamentadas,por meio de normatização do Conselho Municipal de Educação. O Congresso de Gestão Democrática realizado pelos educadores é instalado em caráter permanente por 90 dias, sob o “A luta faz as leis”, como forma de combater a manobra da Prefeitura para derrubar a condução dos diretores por meio do voto.

Sancionada a lei 087/2006 da gestão democrática,que regulamenta a criação do Conselho Escolar e as eleições diretas na educação.


10

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Para os professores o formato proposto retira a autonomia das escolas e permite a manipulação e repressão aos educadores. Eles consideram como um retrocesso e alegam que não vão ficar sem lutar por esse direito

[ EDUCAÇÃO ]

Professores lamentam retrocesso ntre os professores, a mudança na lei é motivo de indignação. Considerado um instrumento de modificação e melhoria na gestão das instituições de ensino, devido a participação e controle social, a categoria requer a anulação da legislação vigente. “A educação retrocedeu e caiu com esta lei. O formato proposto retira a autonomia das escolas e permite a manipulação e repressão aos professores”, frisou o professor Wanildo Nunes de Oliveira Júnior, 62, da Escola Iapsara Aguiar, no Panatis. Para a professora Nailde Dantas Lima, do CMEI Maria Abigail, em Nova Natal, ao escolher o candidato se delega ao eleitores a responsabilidade de fiscalizar os recursos, projetos e problemas internos de cada escola. “O mal da indicação, do cargo comissionado é que nem sempre é uma pessoa qualificada para função. Vem de outra realidade. Isto compromete o trabalho realizado”, acrescentou. A opinião é compartilhada pela educadora infantil Juliana Saldanha que espera bom senso dos gestores. “Não se pode brincar com educação e colocar quem não é do meio para dirigir a instituição”, disse.

ALEX RÉGIS

E

MANOBRA POLÍTICA O presidente da Comissão de Educação da CMN, vereador Luis Carlos, que se posicionou con-

BATE-PAPO Elias Nunes »Secretário

“É uma questão meramente administrativa”

Formato proposto retira a autonomia das escolas e permite a manipulação e repressão aos professores do Rio Grande do Norte

tra a reforma administrativa à época da votação no legislativo, em junho passado, enfatizou que a aprovação da lei que põe fim ao direito de escolha da comunidade escolar ocorreu graças a uma “manobra política” da prefeita Micarla de Sousa. Após haver o consenso de que o ponto referente ao fim do pleito da educação não seria incluído para reforma, a lei foi votada “na base da confiança”.

“Devido ao caráter de urgência após várias revisões, a prefeita numa manobra para absorver as emendas apresentadas por vereadores, incluiu este inciso, que foi votado em bloco. Havia uma definição e confiamos que, por representar um retrocesso impensável, de fato, ficaria de fora”, afirmou. “Quem votou a favor, esperando as verbas, prejudicou a educação”, acrescentou. O parlamentar ressalva que,

apesar de aprovado, há um entendimento junto a SME de não se valer do mecanismo. A Comissão aguarda o processo de regulamentação da lei 109, para proceder modificações. CONCURSO A diretora do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE) Claudia Santa Rosa aponta saída para garantia da gestão democrática. Contrária a retomada do an-

Governadora veta eleições para 27 escolas Dez dias após autorizar o processo das eleições e estabelecer calendário para inscrição e eleições para direção nas escolas da rede estadual de ensino que não participaram do processo em 2009, a Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC) voltou atrás e revogou a determinação. De acordo com a portaria número 355/2010, publicada no Diário Oficial de 24 de fevereiro, o secretário em exercício Otávio Augusto de Araújo Tavares “torna sem efeito os termos da Portaria n.º 341/2010-SEEC/GS, publicada no DOE de 13/02/2010”. Apesar da assinatura na portaria, o secretário em exercício e também presidente da comissão elei-

toral permanente da SME garante que “a revogação cumpre a vontade manifestada, por telefone, pela governadora Wilma de Faria”, e que a publicação não teria saído da SME. Otávio Tavares explica que na terça-feira (23) recebeu ligação do vice-governador Iberê de Sousa de que por orientação da governadora, seria publicado uma portaria causando sem efeito a publicada no dia 13. “O assessor do vice-governador informou ao chefe de gabinete da secretaria que a revogação se daria porque, à época, dois dias após a morte de Rui Pereira, eu não era nomeado”, disse. A suposta autoria causou malestar ao secretário que mantém o

posicionamento a favor da retomada do processo eleitoral. Para esclarecer o ocorrido, Tavares irá divulgar carta aberta à sociedade, que será enviada a governadora, onde descreve todo o processo e sugere ainda a revisão da última decisão da governadora. “Ocorreu um lapso. O nome que deveria ser publicado é o de quem tem o poder de revogar. Lamento a situação. Principalmente por ver o governo que pos fim ao procedimento de indicação, ser o mesmo governo a retomálo. É como se rasgasse a lei que ela escreveu”. As 27 escolas estão desde janeiro sendo geridas pelos antigos diretores, que após exoneração em 30 de dezembro, com o fim

do segundo mandato, foram reconduzidos para “responder internamente” graças a um ato governamental publicado em 9 de fevereiro. O ato nomeia até posterior decisão da governadoria para realização de eleições, os diretores e vicediretores destas unidades. Com prazo para finalizar até dezembro passado as eleições, o processo sequer foi deflagrado devido nestas instituições. Isto porque, aproveitando uma brecha na legislação, no prazo legal não houve inscrição de candidatos às vagas. De acordo com a lei número 290/95, em caso de vacância (quando não ocorre inscrições) cabe ao executivo indicar os gestores.

viver

tigo modelo de indicação, que torna as direções “moedas” políticas, ela também critica os sistema de eleição direta. “A gestão municipal das escolas passará a ser de fato válido se for instituído o sistema de concurso público para as funções, atrelado a avaliação de competência e formação continuada destes gestores, para não incorrer no risco de quebra com a mudança de governo”, avalia a pedagoga.

O assessor do vicegovernador informou ao chefe de gabinete que a revogação se daria porque, à época, eu não era nomeado”

Ocorreu um lapso. O nome que deveria ser publicado é o de quem tem o poder” OTÁVIO TAVARES secretário em exercício

TERÇA A SÁBADO NA TRIBUNA DO NORTE

A reforma administrativa,lei 109 de 24 de junho de 2009,artigo 10, inciso 41, determina que os cargos de diretor e vice-diretor das escolas municipais passem a ser indicados pelo Executivo.A secretaria entende que a indicação política dos cargos é a melhor forma para escolha da direção? Não há revogação e tampouco a cassação dos direitos É preciso que fique claro que a lei complementar 109, da reforma administrativa, trata de um procedimento administrativo, a indicação do secretário para que os eleitos no processo democrático sejam nomeados pelo executivo. É uma questão meramente administrativa. O processo continua regido pelo art. 59, da lei orgânica do município de 1990, que garante o processo de eleição nas escolas. A lei complementar não altera o que está na lei maior. A indicação seria um retrocesso na forma de gerir as instituições? Não há indicação, nem revogação de lei, nem retomada de modelo. Esta polêmica é questão de interpretação da lei para encher página de jornal. A lei complementar não tem poder de invalidar a lei maior. Então,o inciso 41,mantém as eleições diretas para a direção como vem sendo anunciado pela prefeitura? Isso. Para mim está muito claro. Desde a sanção pela prefeita, os professores a criação de emenda complementar para que caiba ao Executivo a função de nomear,como previa a lei número 087/2006. Há possibilidade ? Não, porque a lei orgânica do município é maior.


natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

3porquatro

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

POR ANNA RUTH DANTAS

AGNALDO TIMÓTEO

EMPOLGADO E SEMPRE FUGINDO DE RESPOSTAS PRONTAS,O CANTOR E POLÍTICO LAMENTA QUE AS GRAVADORAS AINDA NÃO TENHAM APOSTADO EM SUAS GRAVAÇÕES EM ESPANHOL.DE MANEIRA FRANCA,DEFENDE O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL,JOSÉ ROBERTO ARRUDA,EXPONDO SUAS RAZÕES.

“Os jovens estão massacrados” FOTOS:DIVULGAÇÃO

teo minha oração”. Essa foi uma música que fez muito sucesso com Agustinho dos Santos, que nós perdemos em Paris, e vou regravar a música e mais 13 músicas que falam de amor, que falam de Jesus Cristo, que falam de Deus. Músicas religiosas sem rótulo. Esse CD precisa ser gravado até junho. Mas verdadeiramente meu grande sonho e minha grande frustração, aliás enorme frustração, é jamais haver feito sucesso cantando espanhol. Continuo sonhando.

O senhor lançou dois CDs “Obrigado São Paulo!”e “Agnaldo Timóteo Sempre”. O que o senhor quer dizer com “sempre”? Está querendo se eternizar? Quero informar que esse título não foi escolhido por mim, foi selecionado pelo departamento de marketing da Som Livre. Gostei muito desse título. Você pode dizer “sempre Agnaldo Timóteo” ou “Agnaldo Timóteo sempre”. Eu estou vivendo um momento maravilhoso. O “Obrigado São Paulo” é uma música inédita do Luís Vieira, que fala de todos nós que estamos aqui em São Paulo, essa fantástica São Paulo que nos recebe sem nada nos exigir e nos permite consagração ou não, que fala do Sílvio Santos, do Roberto Carlos, do Caetano Veloso e principalmente do presidente Lula. Então, acho que é um CD que pode causar um belo impacto e me devolver, talvez, a uma maior execução musical pelo Brasil afora. O senhor sente falta dessa maior execução nas rádios brasileiras? Onde foi a falha para perder espaço? Lamentavelmente hoje nem o Roberto Carlos que é a maior celebridade da música em todos os tempos, até porque pertence a Rede Globo e ela (a Rede Globo) determina o nosso comportamento em todos os segmentos, no esporte, na música, no teatro, nem ele (Roberto Carlos) tem grande execução musical. Lamentavelmente, no transcorrer das décadas os jovens foram massacrados, doutrinados, alienados e passaram a gostar de porcaria ao invés de gostarem de música. Eu até me pergunto como esses meninos fazem quando vão para o motel com suas namoradas. Como eles namoram ouvindo funk, rap, axé? Não é possível! Música romântica determina o comportamento amoroso de duas pessoas. Essecréditoao“massacredajuventude”o senhor dá à Rede Globo? Não. A todas as redes. Não há exceção, nem a Record, que no início passava a imagem de que se preocuparia muito com o aspecto religioso, continua o aspecto religioso, mas para competir teve que embarcar no mesmo tipo de programação, lamentavelmente. Vivo cobrando isso, desde 1987, a necessidade de melhor interação com os jovens, de uma linguagem mais facilmente absorvida pelos jovens. No marketing de shows o senhor é definido como“o cantor romântico do Brasil”.O que é ser um cantor romântico? Verdadeiramente hoje nós temos dois cantores românticos com algum destaque no Brasil: Roberto Carlos, que é essa celebridade, e Agnaldo Timóteo. Todos os meus colegas têm estilos distintos, um é sertanejo, outro é dupla sertaneja, o Reginaldo Rossi é cantor da alegria, porque mistura romântico com suas sacadas muito bem tiradas. Temos alguns outros cantores, mas romântico em grande destaque no Brasil nós temos Roberto Carlos e Agnaldo Timóteo. O que é romântico? Aquele que canta exclusivamente as canções de amor, exclusivamente canções de pessoas que estão apaixonadas, que estiveram apaixonadas ou que estarão apaixonadas. Nós somos cantores da relação entre seres humanos, homens e mulheres, homens e homens, mulheres e mulheres. Existe música brega?

Que explicação o senhor encontra para ainda não ter alcançado esse sucesso desejado cantando em espanhol? As gravadoras as quais pertenci jamais se preocuparam em me oferecer o mínimo da necessária publicidade para me tornar um cantor conhecido na América Latina como aconteceu com Nelson Ned, com Roberto Carlos, que é a vedete nacional no exterior.

mesma empolgação que Agnaldo Timóteo demonstra no palco, ele leva para conversa. A cada pergunta feita, demonstra uma vivacidade. Foge das respostas prontas, da falsa modéstia e dos discursos comuns.Se considera um dos dois cantores românticos de maior sucesso no Brasil (o outro é Roberto Carlos), lamenta que as gravadoras ainda não tenham apostado em gravações dele em espanhol e diz que nunca foi ousado para investir recursos próprios para pagar a execução das músicas, como, segundo ele, fez a Banda Calypso.“Para eles (Joelma e a Banda Calypso) foi ótimo porque abriu um leque de trabalho muito grande, com um cachê muito bom, foram bem pagos e valeu a pena. Mas nunca tive essa ousadia de gastar parte do meu patrimônio para poder pagar para executarem minha música e torná-las sucesso”, afirma. Quando o assunto é política, Agnaldo Timóteo chega a surpreender e defende o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda. Segundo o cantor-vereador não há uma só campanha política que o candidato não precise da ajuda de amigos e empresários. Nessa afirmação, ele evoca até mesmo o testemunho do senador potiguar José Agripino Maia e da prefeita de Natal, Micarla de Sousa. “É uma coisa tão odiosa, desrespeitosa, mentirosa o que acontece em relação a ele (José Arruda) que chega a me deixar indignado. Um candidato aparecer com pacote de dinheiro na mão e fazer dele um chefe de quadrilha... José Agripino Maia, Micarla (Micarla de Sousa, prefeita de Natal), qual de nós faz campanha sem ajuda de amigos e de empresários?”, argumenta, para logo avisar: quem está condenando José Roberto Arruda, é a imprensa. “Quem pensa é o William Bonner, o Carlos Nascimento, Ricardo Boechat. São eles que pensam, o povo parou de pensar”, frisa. O convidado de hoje do 3 por 4 é um senhor de 73 anos, um jovem cantor com muitos planos, um homem romântico que se empolga ao falar de amor. Com vocês, Agnaldo Timóteo:

A

O que existem são cantores ruins. Eu gosto muito de citar o “Negue” que foi sucesso de Carlos Nobre que morreu e ninguém tomou conhecimento. “Negue seu amor e seu carinho” (ele canta trecho da música). Depois Nelson Gonçalves gravou e era uma música brega. Depois Maria Betânia gravou e aí a música se tornou uma música de elite. É preconceito babaca essa história de música cafona. Em 45 anos de carreira,o que foi mais difícil para sobreviver neste mercado? Qual foi seu ponto alto? Continua sendo o mais difícil se manter. Estava conversando há pouco tempo atrás (na última quarta-feira) com a “Mulher Filé”, que é uma menina simpaticíssima, mais que o talento dela é ter um corpo bonito porque ela ainda não sabe can-

tar, está aprendendo. A competição é impiedosa. Competimos com os meninos bonitos que as vezes não cantam nada. Com as meninas bonitas, uma é filha do fulano, outra é filha do beltrano. Eu continuar mantendo o razoável nível de popularidade é um milagre. A competição é impiedosa. Há algum tempo o senhor lançou um CD de música sertaneja.O que o senhor pretendia com isso? A música sertaneja necessariamente é romântica? Claro que sim, com raríssimas exceções todas as músicas sertanejas falam de histórias românticas e são cantadas por duplas. Isso foi uma sugestão do cantor pernambucano chamado Célio Roberto, que está completamente ausente da mídia. As portas estão totalmente fechadas (para Célio Roberto). Ele me

sugeriu, insistiu e me deu repertório para eu fazer “Agnaldo Timóteo em sertanejo”. Gravei com entusiasmo, mas lamentavelmente não tocou, não foi sucesso. Não aconteceu 10% do que eu imaginava. Então o que é necessário para um CD fazer sucesso? Ou você tem muito dinheiro para pagar a promoção, como aconteceu com a Joelma e Banda Calypso, eles gastaram verdadeira fortuna para fazer parte do programa de televisão toda semana. Para eles (Joelma e Banda Calypso) foi ótimo porque abriu um leque de trabalho muito grande, com um cachê muito bom, foram bem pagos e valeu a pena. Um cantor que chega aos 45 anos de carreira tem como meta o quê? Primeiro vou gravar até junho um CD chamado “Agnaldo Timó-

Detalhes Sonho concretizado: ter sido um excelente filho e proporcionado à minha família uma vida com respeitabilidade. Em que acredita: na proteção Divina.Não saio de casa sem pedir a proteção Divina e não durmo sem agradecer a proteção Divina. Plano: ainda fazer sucesso cantando em espanhol.Eu canto muito em espanhol.Tem músicas que marcaram minha vida e foram gravadas por Luís Miguel.

Perfil No início dos anos 1960,Agnaldo Timóteo,mineiro de Caratinga, começou a cantar nas rádios Inconfidência,Itatiaia,Mineira e Guarani,em Belo Horizonte. Começava aí os primeiros passos da carreira de cantor.Em 2010,ele completa 45 anos de atuação no mercado fonográfico.Dezenas são os CDs,os mais recentes são “Agnaldo Timóteo Sempre”e “Obrigado São Paulo / Obrigado Brasil”,ambos pela Som Livre. Agnaldo Timóteo concilia a carreira de cantor com a de político.Já foi deputado federal pelo Rio de Janeiro e atualmente é vereador na cidade de São Paulo.

Que limite tênue há entre o cantor e o político (ele é vereador em São Paulo).Até que ponto o cantor se tornou político graças ao sucesso da música? Eu acabei me envolvendo com política porque sempre tive e continuo tendo verdadeiro pavor a covardia, pavor a discriminação. Eu vi Leonel Brizola sendo odiosamente discriminado pelos seus adversários. Entrei no ar no programa O Povo na TV defendi Leonel Brizola e disse que iria ser candidato a deputado. Morreram de rir, mas fui para as ruas e me elegi deputado com 513 mil votos. Evidente que fui desrespeitado, ignorante, fui um verdadeiro babaca, mas terminei aprendendo com ex-presidentes da República que você tem que conviver com respeitabilidade com seus adversários. O senhor não temeu decepcionar seus fãs com a política? De maneira alguma até porque quando estou no palco cantando eu não falo de política. Até gostaria muito de saber de Micarla (Micarla de Sousa, prefeita de Natal) quando ela vai me levar para cantar para terceira idade de Natal. Mas quando estou na tribuna (da Câmara) eu falo de tudo, até do Arruda (José Roberto Arruda) eu falo. É uma coisa tão odiosa, desrespeitosa, mentirosa o que acontece em relação a ele (José Arruda) que chega a me deixar indignado. Um candidato aparecer com pacote de dinheiro na mão e fazer dele um chefe de quadrilha... José Agripino Maia, Micarla (Micarla de Sousa prefeita de Natal), qual de nós faz campanha sem ajuda de amigos e de empresários? Que se danem os caras que colocaram o dinheiro na meia. Estamos falando do governador que jamais apareceu em uma só imagem de maneira incorreta, de maneira corrupta. O que apareceu foi parlamentar recebendo um pacotinho, que afirmam ser dinheiro, mas poderia ser maconha, cocaína. José Arruda está sendo injustiçado? Completamente. Estão fazendo com ele o que fizeram com Celso Pitta. Pitta foi algemado. Cadê a fortuna do Pitta? Essas suas declarações não são perigosas? Ninguém condena Arruda. Quem condena é a Rede Globo, Bandeirantes, Record.


12

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010 DIVULGAÇÃO

[ NOVA PARNAMIRIM ] Complexo de obras deve ficar pronto em março ou início de abril

Lagoa da Petra Kelly entra na reta final com urbanização C Lagoa Petra Kelly,em Nova Parnamirim,está em fase final de obras,com a urbanização e colocação de cerca,além de iluminação pública

om um investimento de R$ 10 milhões, a expectativa da Prefeitura de Parnamirim é entregar entre o final de março ou começo de abril as obras do complexo da Petra Kelly, que incluem a construção da lagoa de captação, drenagem e pavimentação de 42 duas do bairro de Nova Parnamirim. Uma antiga reivindicação dos moradores de uma área que era castigada na época do inverno, com enchentes. Ao todo serão 23 mil metros quadrados de ruas pavimentadas. Ainda dentro desse pacote de obras estão incluídas as ruas Aníbal Brandão, Petra Kelly e Ielmo Marinho que serão asfaltadas. A lagoa de captação já encontra-se pronta e agora passa por um processo de urbanização com a implantação de cerca, calçadas e portões, além da iluminação que proporcionará mais segurança aos moradores e uma área de lazer para usufruir. Dos 23 mil metros quadrados de pavimentação já foram concluídos 12 mil metros quadrados. Dentre as ruas pavimentadas estão: rua Praia Paraú, Capitão Eraldo Cunha, Rosilda Melo, Maria de Jesus, Praia de Sibaúma, Baia Formoza, Ares e Angicos. O mesmo canteiro de obras montado no bairro de Parnamirim pode ser observado na Praia

de Pirangi do Norte, onde estão em andamento o asfaltamento de cinco ruas: João Barreto de Medeiros, José Sátiro, Maria Cristina Xavier, Maria Joaquina da Conceição e o Largo da Praça São Sebastião. Em Pium estão sendo asfaltadas as ruas Maria das Dores e Santa Luzia. Seja em Pirangi do Norte, Pium ou Nova Parnamirim, a ansiedade dos moradores é grande para a conclusão da obra. É o caso do comerciante Eduardo Miguel, que há três anos tem um mercadinho à rua Capitão Aviador Eraldo Cunha, em Nova Parnamirim. “Antes, estava meio desacreditado. Mas agora acredito que a obra vai ficar pronta. O calçamento da rua onde mora já está pronto e a lagoa também. A obra não vai só impedir as enchentes, mas vai trazer segurança. Antes aqui era tudo mato. Era um perigo”, disse. Maria José Diniz de Magalhães, moradora à rua Rosilda Melo, há 16 anos também se diz satisfeita com a urbanização da lagoa e o calçamento de sua rua. “Tenho certeza que essa obra trará muito benefícios. Só de não alagar mais vai ser uma benção. Sofríamos muito a cada chuva e muitos moradores chegaram a perder móveis com as enchentes que eram comuns”, disse.


Domingo | 28 de fevereiro de 2010

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

13

FRED VERAS

[ SAÚDE ] Com as altas temperaturas é preciso

ingerir muita água e evitar perda de líquidos

Calor favorece doenças como a desidratação e exige atenção A

convivência com as altas temperaturas e o calor já faz parte da rotina dos mossoroenses. No entanto, na semana em que foi divulgado um dos maiores índices de raios UV (Ultravioleta) em várias cidades brasileiras, a elevação da temperatura na cidade também é percebida e se reflete no corpo em forma de mal-estar e desidratação. O médico nefrologista e diretor da Faculdade de Medicina da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Antônio Leite, explica que mesmo estando adaptada ao calor, a maioria da população vive constantemente hipodratada, ou seja, se hidrata e ingere menos água do que deveria. “A nossa região favorece a uma maior transpiração e perda de líquido e sais minerais. Por isso, com o aumento da temperatura e a pouca ingestão de água, aumenta os riscos de uma desidratação, que pode variar de leve à grave”, ressalta Antônio Leite. O médico explica ainda que a água é essencial aos processos bioquímicos do corpo. Para se ter uma ideia, um jovem possui 65% de água no seu corpo, um adulto possui em média 60% e uma pessoa idosa, 55%. Quanto menos água, mais facilmente se desidrata. A desidratação contribui para que os mecanismos do corpo não

funcionem de forma adequada, favorecendo problemas como hipotensão arterial (pressão baixa), sobrecarga dos rins e do coração. “A pessoa desidratada em um primeiro nível sente a sede e boca seca, pois temos um mecanismo fisiológico que detecta a concentração de líquidos corporais e manda sinais para o cérebro. Já a desidratação em um nível de gravidade maior faz com que a pessoa sinta palpitações, queda de pressão arterial, fadiga, percebe que urina pouco e com cor escura. Os rins são um dos primeiros órgãos afetados com a desidratação”, completa o nefrologista. Por isso, é importante ficar atento: os grupos de pessoas que podem ser mais afetados com a desidratação são as crianças, mulheres nutrizes, ou seja, que estão amamentando, e idosos. Em estágios mais avançados, a desidratação só poderá ser tratada de maneira mais eficiente com a ingestão do soro fisiológico (venal) ou do soro caseiro (um copo de água, colher de sopa de açúcar e uma pitada de sal). No entanto, a melhor forma de evitar o problema é ingerindo água, em média 2 litros por dia ou oito copos de água. “A água é o melhor dos líquidos para o nosso corpo porque hidrata”, completa Antônio Leite.

Toda proteção contra o sol é bem vinda.Além disso,as pessoas precisam ingerir muita água para evitar a perda de líquidos do organismo


14 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Eliana Lima elianalima@tribunadonorte.com.br

»ENFIM

JOAONETOFOTOS.COM

Aquele paquiderme está longe de ser um modelo de virtudes, e eu o conheço desde um muito; mas, ainda ousando mais, nada adiantará” De Polycarpo Feitosa, livro ‘Gizinha’

»CIÊNCIA BRASILEIRA

JOAONETOFOTOS.COM

Quarta-feira tem novidade no Tribunal de Justiça do RN. Nada relacionado à auditoria realizada pelo Conselho Nacional de Justiça. Mas, sim, ao juiz Virgílio Macedo Jr., que já deita sua cabeça sobre travesseiro de plumas de ganso sonhando com o que se realizará: assumirá uma cadeira de desembargador no TJ. Na vaga de Cristóvam Praxedes, que se aposentará.

»PASSE Por falar no desembargador Cristóvam Praxedes, continua a especulação sobre o seu futuro como secretário de Segurança Pública. Nos escaninhos da Governadoria, seu nome surgiu também para o lugar do controlador Jorge Galvão. Amigos próximos ao desembargador dizem que se não sair logo sua nomenação, ele não aceitará mais. Quem não estaria gostando nada-nada com a demora seria o deputado-platinado João Maia, que defende o nome de CP.

» CUBANO

» PIRANGI

Em baforadas do bom Cohiba, na sua Lagoa Caiana, em dia de carnaval: Lulu Flor

Lindinhos em noite de festa no Paçoca de Pilão: Michelle Rincon e César Brilhante JOAONETOFOTOS.COM

JOAONETOFOTOS.COM

Este ano, todos sabem, Natal será sede da 62ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência-SBPC, de 25 a 30 de junho. Trata-se de um dos maiores eventos científicos do país. Ao Núcleo de Arte e Cultura (NAC) e à Pró-Reitoria de Extensão da UFRN ficou a responsabilidade do SBPC Cultural. O evento servirá como vitrine da cultura regional neste grande encontro, com o tema central ‘Ciências do Mar: herança para o futuro’. Na programação em planejamento: ações culturais das mais variadas, como por exemplo, o Labirinto Cultural (mostra interativa de elementos da cultura regional expostos de forma diversificada), cenários culturais (espaços para visitas, onde o público poderá apreciar imagens da cidade de Natal). Em dado momento os visitantes poderão se cadastrar para fazer visitas a pontos da cidade, com exibições artísticas previamente planejadas. Mais: Mosaico Cultural, com apresentações artísticas no anfiteatro do campus (artistas nacionais e regionais); mostra de dança, mostra de corais, que ocorreram na última Cientec e foram bem aceitas pelo público.

»AÇÃO-REAÇÃO

»MODA

Enquanto isso, as notícias sobre resultados positivos de ações policiais vão ganhando a mídia. Ventilam que fazem parte de uma, digamos assim, desculpa de que os últimos trabalhos da polícia vêm apresentando resultado satisfatório, daí a importância da continuidade do secretário-destemido Agripino Neto.

Entusiasmada com o sucesso da Elementais – moda feminina – no badalado 3º piso do Midway, a empresária Isabella Chacra fechou contrato de uma loja no Natal Shopping. Terá 107m², com direito à área reservada para os homens ficarem confortáveis enquanto o tempo de compras de suas namoradas, noivas, esposas, amigas...com TV e um uisquezinho para relaxar. A grife baiana veste ‘celebridades’como Ana Maria Braga, Solange, do Aviões do Forró, Preta Gil e as atrizes da novela Viver a Vida.

» BZZZZZ... Um pote de mel para quem acertar quem é a bela por trás do horror. Dica: seu nome começa com Nat...de sobrenome Fer...

»VÍNCULOS Por falar em Segurança Pública, as asas-abelhudas captaram que o ex-secretário-paladino Francisco Glauberto manteve contatos com a nave-governista. O homem que trouxe o Guardião para a Sesed ainda é ouvido sobre quem fica, quem sai, quem entra.

»SEM TRÉGUA Por falar na Sesed, a Corregedoria da Secretaria passa a fiscalizar ‘in loco’ o expediente dos delegados nas delegacias distritais e plantão. Chega de surpresa. Para confirmar, ou não, as reclamações de que tem delegado, só trabalha pela manhã (distritais), usa a viatura da delegacia para seus próprios afazeres, ou seja, durante a tarde a DP fica sem viatura. Quando procurado pela população no horário da tarde, manda dizer que está em diligência. Os flagrantes são empurrados para a Delegacia de Plantão, que só começa às 18h - isto se o delegado de plantão chegar nesse horário, acontece de chegar por volta das 20h ou 21h, e por este motivo as viaturas da PM ficam zanzando de um lado para o outro, ou ficam paradas com o preso dentro, deixando a população desguarnecida, esperando os nobres chegarem quando bem entendem (com salário inicial de R$ 9 mil, diga-se).

» CARNAVAL No burburinho momesco nos mares do norte, os casadinhoslindinhos Marcelo e Mariana Sá

»BRONCA O Centro Acadêmico de Serviço Social da UFRN se mobiliza para realizar nesta segunda-feira (amanhã), às 11h, uma feijoada em frente à Reitoria da UFRN. Motivo: protesto pelo fechamento do Restaurante Universitário (paralisado para reforma). Os alunos estão indignados, pois não têm mais um lugar barato e próximo do Campus para matar aquela que tanto se deseja: a fome.

JOAONETOFOTOS.COM

»ORDEM Depois de confirmada a derrubada das barracas irregulares nas praias do Madeiro e do Amor, em Tibau do Sul-Pipa, o Ministério Público realizará mais uma operação. Dessa vez para certificar se os donos de bares, restaurantes e boate estão cumprindo os horários de funcionamento. Nada agendado. Tudo de surpresa.

»HISTÓRIA Jornalista boa-praça, boa-gente, gente-boa, Ubirajara Macedo completa amanhã bons 90 anos de vida. Para celebrar, lançará seu livro ‘No Outono da Memória’, às 18h, na Siciliano-Midway.

O roteiro boa mesa também tem novidade. Trata-se do Kin, novo restaurante do Shopping Sea Way, que abre amanhã, às 19h. No cardápio, combinação das culinárias regional, internacional e oriental. No comando das caçarolas, os chefs Gabriel Camilo e Cacau Wanderley. Além das delícias, ‘enogastronomia’, harmonização prato e vinho.

COLMEIA

» O jornalista Marcos Alexandre volta amanhã com o programa ‘Pensando Bem’, TV Câmara,às 21h.Entrevistará o presidente da seccional regional da OAB,Paulo Eduardo,sobre Exame da Ordem,os reflexos da vistoria do CNJ...

»INTERESTADUAL De São Paulo chegou um convite para a governadora Wilma de Faria. Da Associação Paulista dos Municípios, para o 54º Congresso Estadual de Municípios, de 22 a 26 de março, no Centro de Convenções Circuito das Águas, em Serra Negra, com direito à presença confirmada do ‘Cara’ na abertura: presidente Lula da Silva, na abertura. No encerramento, a vez será do governador-tucano José Serra. Já o ministro-desvairado Carlos Minc (Meio Ambiente) convidou a governadora para participar da abertura do I Encontro Nacional de Enfrentamento da Desertificação - Ened, dia 3 de março, no Complexo Multieventos da Univasf, em Juazeiro, na Bahia.

»CARDÁPIO

» Como o Internacional chegou aos 104 mil Sócios Torcedores? Pergunta que Jorge Avancini,diretor de Marketing do Colorado,responderá amanhã no Seminário ‘Case S.C. Internacional - Vivenciando uma Paixão’, no auditório da FAL,às 19h.

» PSIU! A quem será que a bela Ludmila Leonez pede segredo???

» Novos cursos superiores em Tecnologia (CSTs) na Facex,voltados para a área de gestão:Logística, Comércio Exterior e Gestão Comercial.

COLABORAÇÃO DE ANNA CLÁUDIA COSTA


Domingo |

natal

28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

15

George Azevedo georgeazevedo@digizap.com.br

ELE MERECE

Foi rodeado de amigos e com missa celebrada pelo padre Sátiro Cavalcante Dantas, na capela do Colégio Diocesano Santa Luzia, que o colunista Paulo Pinto comemorou os seus 55 anos. E logo após as bênçãos, o aniversariante ofereceu um coquetel aos seus queridos. Viva pepeta!!! FOTOS:MARCELO BENTO/TRAFEGANDO.COM

Paulo Pinto recebendo as bênçãos do padre Sátiro Cavalcante Dantas

Valéria Escóssia e a filha Monaliza foram abraçar o aniversariante

Manolita e Daniela Maia, também, foram prestigiar o colunista

Entre bons amigos. Paulo Pinto com o casal Webber Chaves/Vera

Politicando. Paulo com os vereadores Cláudia Regina e Genivan Vale

Paulo com os colunistas Georgiano, Christiane Alves, Marilene Paiva e Rafaela Costa

Paulo Pinto e sua irmã Maira de Fátima que veio de Apodi abraçar o irmão querido

Turma Boa. Melina, Adriano Pinto, Zoraide Azevedo e Íris Menezes

DADA A LARGADA

O concurso só acontece no dia 17 de março no Hotel Vila do Mar, mas, os preparativos já foram iniciados. Na última quinta-feira, 25, reunimos o primeiro grupo de candidatas ao Miss Rio Grande do Norte 2010 para uma sessão de fotografias com o fotógrafo Luís Morais. E elas, claro, arrasaram!!! Todas produzidas pelo cabeleireiro Harlley Sousa. FOTOS:ROSANGELA MORAIS

Lá vem ela!!!!! Ela reina absoluta Brasil afora. Sempre com agenda cheíssima, Larissa Costa confirma presença na noite do Miss Rio Grande do Norte 2010, momento em que será homenageada pelo feitio. Notícias da miss: Larissa embarca na próxima terça-feira, 2, para Buenos Aires/Argentina, onde participará de um quadro do programa do Faustão, o Maratoma. De lá, retorna para o Rio de Janeiro. Sim, porque a nossa miss pretende levar a sério a carreira de atriz. Ela vai longe, viu!! LUÍS MORAIS

Ana Luíza,miss Touros,sob os cuidados do styling Luís Henrique Azevedo

Suzana Scott, assessora de imprensa do evento, entrevista a miss Patu,Vanessa Fernandes

Eduardo Colin, da 96 FM, faz o registro de Giovanna Germck e Chico Oliveira

A candidata de Monte Alegre, Mara Lyns, faz pose para Luís Morais

Mara,Giovanna,Vanessa,Maria Eduarda e Ana Luíza.Páreo duro


natal 16

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 28 de fevereiro de 2010

[ DIÁRIO DE BORDO ]

Entre o mundo, o mar e a serra

NELSON MATTOS FILHO velejador (avoante1@yahoo.com)

oramos a bordo de um veleiro, mas isso não quer dizer que a gente passe a vida inteira no mar, comendo peixe, se bronzeando, tomando banho de praia, velejando e enjoando mais do que tenha direito. A vida a bordo apenas nos da mais liberdade de decisão do que se estivéssemos presos aos encantos e chamados da vida urbana e suas arapucas. Fazemos o possível e o impossível para não voltar a se encantar novamente com os sons e cores das cidades. Não é tarefa das mais fáceis, até porque os reclames são insistentes e as ofertas são infindáveis. Tudo é voltado para a eterna prisão do modismo e das causas relâmpagos. Nada mais é eterno, inclusive os sentimentos, nada mais é concreto e tudo não passa de um dia para deixar de ser novidade e cair na vala comum do esquecimento. O mundo globalizado esta cada vez mais volátil e perigoso. Tudo hoje parece ser insignificante, até as nossas Leis. Diante de tanta informação sobrando, quem diria! Não estou pregando uma vida de eremita, nem um barco é lugar para se estar sozinho, que me desculpem os velejadores solitários, tanto é que não passamos à vida inteira no mar. O melhor de nossas velejadas são as chegadas em algum pequeno porto ou localidades ribeirinhas. Fazer novos amigos, conhecer novas culturas, saborear novas comidas, se encantar com a paisagem e viver a vida. Isso tudo faz parte do enredo de um cruzeiro a vela. Prego sim a vida que sei que existe além do horizonte. Nosso rumo esta traçado em busca da simplicidade que ficou perdida em alguma parte do mundo. Nosso objetivo é a sinceridade ainda presente nas pessoas, mas escondidas pela falsa razão. Nossa bussola indica um norte verdadeiro que apenas aqueles de bom coração sabem onde fica. O mundo seria diferente se tivessem mais velejadores singrando os mares. Quem anda pelo mundo guiado pelos ventos e pelos mares, sabe ouvir, esperar, respeitar, obedecer, reconhecer, amar e o mais importante, sabe que a solidariedade e a ética dignificam o homem. Com o Avoante ancorado na segurança do Iate Clube do Natal e passando por algumas manuten-

M

DIVULGAÇÃO

ções de rotina, essa parte nunca acaba, nossas cabeças viajantes nunca param de maquinar. Os lugares a serem visitados se multiplicam a nossa volta e fazer uma escolha não é tarefa das mais fáceis. Fazer o caminho do litoral de carro, às vezes não é a melhor escolha. Lucia tem mania de dizer que uma praia vista do mar é outra coisa, e acho até que isso esta ficando enraizado em nossa mente, porque é assim mesmo que vemos. Queríamos mesmo era velejar, sair cortando o mar com a quilha do nosso Avoante, soltar e caçar velas, sentir o mar bater no rosto, escutar o assobio do vento nos estais, esquadrinhar o mar até onde a vista alcança, escutar o namoro das ondas com o casco, dormir naquele balanço desconexo e acordar quando sentir que o balanço mudou. Queríamos saborear o gosto de sal escorrendo em nosso rosto e se deliciar quando a noite cobrir o dia e as estrelas formarem aquele belo manto de luzes brilhantes. O Avoante parece sentir que esse dia se aproxima, as coisas a bordo começam a se organizar, apesar de uma presente e a ativa síndrome do jaquismo. Já que estamos aqui, porque não fazer uma pintura interna. Já que estamos aqui, porque não trocar o sanitário, já que estamos aqui... . Mas, ele sabe esperar e sabe que toda essa espera é para o seu bem e para a boa recuperação da tripulação. Afinal, barco tem alma e além de tudo ele sabe ouvir. Sobre a mesa de navegação as Cartas Náuticas deram lugar a mapas e roteiros de viagens. De uma coisa estávamos certos, não queríamos cidade grande e não iríamos ao litoral. Tínhamos cede de paz e tranquilidade coisa que no litoral, nesse período, não existia, ainda mais indo de carro. Precisávamos de história, cultura, calor humano e ver um mundo diferente dos grandes centros. Queríamos o simples, o pé no chão e o olhar sincero das pessoas. Não queríamos ir longe, apenas o bastante para ainda poder sentir a pulsação firme do coração do nosso barquinho. O mapa indicava para o oeste e com isso o litoral ficaria para trás. As grandes cidades ficariam para trás. Uma bonita serra se destacava em meio aos relevos e traçados. É para lá que nós vamos! Serra da Borborema, cidade de Bananeiras.


esportes

HOJE NA TV

RÁDIO GLOBO NATAL

17h – Carioca: Fluminense x Friburguense - Globo 19h30 - Paulistão: Rio Claro x Palmeiras, Sportv

06h - Esporte em debate 16h10 - América x Corintíans e Potyguar/CN x ABC 20h - Balanço Final

CURIOSIDADES Essa é a primeira na década, que quatro equipes chegam em condições de lutar por uma vaga na final do 1º turno.

DICAS A diretoria do Alecrim decidiu realizar uma promoção nos preços dos ingressos para o jogo de hoje no Frasqueirão.

FÓRMULA -1

Michael Shumacher prevê tempos mais difíceis no seu retorno as competições PÁGINA 4 NÚMERO 4 MILHÕES Valor que uma empresa de alimentos vai pagar para expor a marca na camisa do Santos.

Editor: Vicente Estevam (interino) e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 28 fevereiro de 2010

O calendário divulgado pela Federação Francesa de Futebol marca o reencontro dos dois campeões mundiais para o dia 9 de fevereiro. O último confronto ocorreu na Copa de 2006 e acarretou na eliminação dos brasileiros [ AMISTOSO ]

Brasil vai enfrentar a França em 2011 P “ aris (AE) - A Federação Francesa de Futebol (FFF) anunciou nesta sexta-feira o calendário da seleção da França até outubro do próximo ano e incluiu em sua programação um amistoso contra o Brasil, que será realizado no dia 9 de fevereiro de 2011, em Paris. A seleção brasileira não enfrenta os franceses desde a Copa do Mundo de 2006, quando Zidane e Henry foram decisivos para a eliminação da equipe comandada pelo técnico Carlos Alberto Parreira nas quartas de final, na Alemanha, no dia 1.º de julho daquele ano. A partida contra o Brasil é o primeiro duelo previsto pela seleção francesa para 2011. Antes de encarar os brasileiros, o país fechará a sua temporada de 2010 em um amistoso contra a Inglaterra, no dia 17 de novembro, no Estádio de Wembley, em Londres. Na Copa do Mundo de 2010, a França vai integrar o Grupo 1, que conta também com os anfitriões da África do Sul, com o Uruguai e o México. A estreia do país será contra os uruguaios, no dia 11 de junho. Em seguida, no dia 17, os franceses encaram os mexicanos, antes de fechar a participação na primeira fase da competição contra os donos da casa, no dia 22. CACAU O atacante Cacau voltou a ser convocado para defender a seleção alemã pelo técnico Joachim Low. O brasileiro, que se naturalizou alemão, está na lista de 26 jogadores chamados nesta sextafeira para o amistoso contra a Argentina, na próxima quarta, em Munique. “Este é um bom teste. A Argentina é um atrativo, um forte adversário e vai tirar tudo de nós”, disse Low. A partida será a última da seleção alemã antes da convocação para a Copa do Mundo. Cacau ficou um mês afastado dos gramados, por conta de uma lesão muscular, e marcou cinco gols nos dois últimos jogos do Stuttgart. Low incluiu na lista Toni Kroos, do Bayer Leverkusen, e Thomas Mueller, do Bayern de Munique. “Ambos me convenceram com boas atuações no Campeonato Alemão nos últimos meses e merecem essa chance”, afirmou Low. A Federação Alemã de Futebol

Ambos me convenceram com boas atuações no Campeonato Alemão nos últimos meses e merecem essa chance” JOACHIM LOW técnico da Alemanhã

disse que o goleiro Tim Wiese, do Werder Bremen, está fora da partida por conta de uma lesão. “É importante antes da Copa do Mundo ver tudo o que for possível para ser capaz de discutir com cada jogador a sua situação. Teremos uma série de conversas com os jogadores, além dos treinamentos”. MARCOS SENA A volta do volante brasileiro naturalizado espanhol Marcos Senna e a do atacante Fernando Torres foi a principal novidade na lista de convocados anunciada pela sexta-feira pelo técnico Vicente del Bosque para o amistoso que a Espanha disputará contra a França, na próxima quarta-feira, em Paris, visando a preparação para a Copa do Mundo de 2010. Destaque da campanha do título europeu de 2008, Senna figura novamente em uma convocação depois de ficar fora de várias partidas das Eliminatórias Europeias do Mundial da África do Sul por causa de sua queda de rendimento. Porém, o jogador voltou a brilhar com a camisa do Villarreal para reconquistar o seu espaço. Já Fernando Torres retorna à seleção espanhola depois de ter desfalcado o país no último amistoso contra a Argentina por causa de uma lesão. Como acaba de se recuperar de uma cirurgia, o jogador do Liverpool não deverá atuar durante os 90 minutos contra os franceses. Fora as convocações de Senna e Torres, Del Bosque manteve a base da equipe campeã da Europa e voltou a incluir em sua lista o jovem atacante do Sevilla Jesús Navas, que estreou pela seleção em novembro do ano passado, quando os espanhóis superaram os argentinos por 2 a 1. BERNADO RODRIGUES

Vicente Del Bosque aposta na experiência do jogador brasileiro


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

[ RALLY ] Prova vai acontecer entre os dias 31

[ ATLETISMO ] Com apoio da Prefeitura do Natal, atleta de Currais

de março e 4 de abril. Prova começa na praia

Novos marcou seu nome na história do atletismo brasileiro

USINA COMUNICAÇÃO

[ FUTSAL ]

CBFS divulga tabela do Brasileiro sub-20

Após hexa, Cláudio pensa na Copa do A Mundo no México ANDRÉ SCHROEDER/CBAT

Equipes estão nos preparativos finais para a prova realizada no RN

Equipe do RN mapeia trilha do Rally 1500 m uma das provas de maior peso do Campeonato Brasileiro de Rally, segundos fazem muita diferença. É por isso que os competidores buscam absorver o máximo de informações sobre o trajeto. O objetivo é saber com antecedência sobre o tipo de piso e todos os outros diferenciais da prova. Desde o último dia 24 deste mês, a equipe do Rally RN 1500 caiu na estrada para mapear e planilhar o percurso deste ano para motos, carros e quadriciclos. Através do blog oficial (www.rn1500.com.br), o diretor geral e o diretor de prova, Kleber Tinoco e Deco Muniz, divulgam vídeos e fotos de parte do percurso, além de comentários sobre os obstáculos do caminho. Um prato cheio para competidores de Norte a Sul do país. O RN 1500 é considerado o segundo maior cross country do Brasil depois do Rally dos Sertões, e terá sua décima terceira edição realizada entre os dias 31 de março a 4 de abril. Ao todo, dois dos quatro dias de prova já estão completamente finalizados, faltando ainda pouco mais de um mês para a largada. Sem as chuvas intensas enfrentadas no final do mês de abril na prova do ano passado, é pouco provável que algo precise ser alterado até a competição. Como em todas as edições, a dinâmica do RN 1500 será alterada. Nesta edição, a prova começa pela praia, e termina no sertão. No primeiro dia, a prova sai de Natal para pernoitar em Guamaré, cidade já tradicional no rotei-

E

ro. A largada do trecho cronometrado acontece em São Miguel do Gostoso, já com vista para o mar e muito espaço para acelerar. No blog oficial, o diretor de prova Deco Muniz revela: “Passamos pela histórica “ponta do marco”, primeiro ponto onde os descobridores portugueses aportaram no Brasil, então “Terra de Vera Cruz”. No local existia um marco colocado pela coroa portuguesa para provar a titularidade da área. Algumas dunas no trajeto, depois de volta à praia e mais dunas em Galinhos, para ingressarmos em estradinhas de areia e no “gran finale”, 30 km de estradão, intercalando areia e piçarra, hora muito rápido e hora um pouco mais travado. Um dia de pouco mais de 110 km de especial, mas com uma variedade de pisos e situações incríveis, para começarmos mais uma edição do RN 1500 com o pé direito, se Deus quiser e São Pedro nos ajudar”. De Guamaré, cidade distante 165 quilômetros de Natal, a caravana segue em direção ao Seridó, onde passará o segundo e terceiro dias. No blog, mais comentários sobre a especial “os primeiros 48 km da segunda especial tem piso duro, muitas pedras e erosões, bem características da região. O calor também vai ser grande. A Serra do João do Vale, onde estivemos pela última vez em 2007, deve ser a especial mais dura e desgastante do rally e vai exigir muita resistência e muita “cabeça” por parte dos competidores”, revela Deco Muniz.

potiguar Cláudio Richardson, 32 anos, ainda comemora o hexacampeonato da Copa Brasil Caixa de Marcha, na prova de 50 quilômetros, conquistado na cidade de Timbó (SC), no último fim de semana. O atleta de Currais Novos agradeceu o importante patrocínio da Prefeitura do Natal, através de ação da Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel). “Estou contente com toda a repercussão após a minha vitória na Copa Brasil. Esta conquista é importante para divulgar ainda mais a marcha atlética na região Nordeste”, comentou o campeão, reforçando o incentivo da Sejel na aquisição das passagens aéreas. “Se a Prefeitura de Natal não tivesse dado essa força, eu não teria viajado”. “Através de uma reportagem da Band Natal, tomamos conhecimento da possível ausência de Cláudio Richardson na Copa Brasil por falta de patrocínio para a viagem. Ficamos sensibilizados e mobilizamos nossa equipe em busca deste apoio. Conseguimos e hoje comemoramos com ele este feito fantástico para o nosso esporte”, declarou o secretário de Esporte, Tertuliano Pinheiro. Campeão da Copa Brasil em 2000, 2001, 2002, 2003, 2009 e 2010, Cláudio Richardson já tem um novo desafio agendado: a Copa do Mundo de Marcha, que será disputada em Chihuahua, no México, nos dias 16 e 17 de maio. “Eu havia conseguido o índice técnico na Copa Brasil do ano passado”, lembrou. “A Sejel está buscando parceiros para que o nosso campeão possa ter o material esportivo adequado e suplementos alimentares”, afirmou Tertuliano Pinheiro, referindose a parceiros como as empresas Sport Master e Drogaria Santa Fé. Disciplinado, o atleta potiguar mantém uma dura rotina de treinamentos em Currais Novos, com treinos pela manhã e à tarde.

O

Cláudio está treinando para o Mundial que será realizado no México

Confederação Brasileira de Futsal - CBFS divulgou a tabela do Campeonato Brasileiro de Seleções Sub-20 – 2ª divisão, que começa no próximo dia 8 em Maceió/AL. A equipe do Rio Grande do Norte está no Grupo A com Rio Grande do Sul, Rondônia, Maranhão e Pará; no grupo B estão: Alagoas, Roraima, Mato Grosso e Acre. A seleção potiguar estréia no próximo dia 8, às 17h, contra a equipe de Rondônia, no ginásio municipal Tenente Madelena, em Maceió. O time do RN é treinado pelo professor Helder Moura e tem como objetivo chegar a 1ª divisão da competição para tentar, no ano que vem, buscar a tão sonhada vaga para a divisão especial. Apesar do otimismo em fazer uma boa campanha, o técnico Helder Moura lamenta a falta de uma continuidade no trabalho de base do futsal. “Infelizmente, quem já tem 19 ou 20 anos não tem clube para jogar, simplesmente, porque aqui em Natal não tem clube de futsal. As universidades também não têm um trabalho contínuo com o futsal, aí fica difícil. A gente faz o que pode, mas mesmo assim acredito numa boa campanha”, comentou Helder, que só terá uma semana para treinar a seleção. Segundafeira, às 13h10, tem treino no CIC. A Federação Norte-riograndense de Futsal divulgou a tabela do Campeonato Estadual da categoria, ainda edição 2009. A competição começa na próxima segunda-feira, dia 1º, em São José de Campestre. Sem clubes da capital inscritas no torneio, a FNFs resolveu movimentar o interior do estado com uma competição oficial.


esportes

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3 RODRIGO SENA

[ CAMPEONATO ESTADUAL ] América e Corintians entram em campo

BATE-PAPO

hoje com o mesmo pensamento: vencer e avançar até a final do turno

Pedrinho Albuquerque »Treinador do Corintians

Atrás da vantagem, América vai para cima do Corintians mérica e Corintians de Caicó fazem hoje, as 17h, no estádio Machadão, o jogo mais importante da última rodada do primeiro turno do campeonato estadual. Os dois estão empatados com 15 pontos e brigam por uma das duas vaga na decisão do turno. Quem vencer está garantido. O perdedor terá que torcer por um tropeço do ABC, que joga em Currais Novos, contra o time local. Caso o alvinegro não vença seu jogo, América e Corintians se classificam com um empate. Para este jogo o treinador americano, Carlos Moura, não vai poder contar com os volantes Júlio Terceiro e Rafael Paraná, contundidos. Elielton e Róbson Luiz, que formaram a dupla de meio-campo no jogo contra o São José/AP, pela Copa do Brasil, seguem no time titular. A expectativa fica por conta da utilização do recém-contratado Assis, que teve seu nome regularizado junto à Confederação Brasileira de Futebol e está à disposição do treinador americano. Devido ao tempo sem jogar, o atleta deve ficar como opção para o segundo tempo da partida. “Quero fazer bons jogos, agradar a torcida, diretores, treinador

A

FICHA TÉCNICA AMÉRICA CORINTIANS Rodolpho;Thoni, Edson Rocha, Adalberto e Rogerinho;Elielton, Rafael Paraná (Robson Luis),Saulo e Berg; Ronny (Vaguinho) e Adriano Magrão. Técnico:Carlos Moura

Cimar;Gabriel, Júlio,Deyvison e Geovani;Rafael Potiguar,Skillo,Zé Maria e Betinho (Marquinho); Samuel e Samuel Carioca. Técnico: Pedrinho Albuquerque

Estádio:Machadão,Natal/RN Horário: 17h Árbtiro:João Alberto Gomes Duarte Assistentes:Ubiratan Bruno Viana e Flávio Gomes Barroca

e todos aqueles que confiaram no meu trabalho e que pediram minha contratação. Quero retribuir dentro de campo fazendo boas partidas e com isso brigar pelos títulos que o América disputa esse ano que é o estadual, Copa do Brasil e a Série B. Estou me sentindo bem e pronto para jogar assim que o treinador achar necessário”, disse Assis. Para Moura, esse jogo diante do Corintians será o mais importante para o América na temporada, já que vai selar a classifica-

Quando técnico Pedrinho Albuquerque foi convidado para assumir o Corintians de Caicó, o clube atravessava uma situação complicada no campeonato estadual. Praticamente fora da disputa por uma das vagas a final do primeiro turno, o pensamento da direção era armar o time para o segundo turno da competição. Mas, o treinador mudou a cara da equipe e os resultados vieram mais rápido do que a maioria poderia imaginar.

ção do time para a final, mas, sempre respeitando o adversário. “Será um jogo muito difícil para o América. Iremos enfrentar um adversário direto na luta por uma das vagas para a final do turno e não podemos deixar essa oportunidade escapar. A torcida tem que comparecer em massa para ajudar nosso time a vencer mais uma batalha”, disse o treinador americano, Carlos Moura. CORINTIANS O Galo do Seridó vem empolgado depois de três vitórias seguidas no campeonato estadual. Dado como fora da disputa por uma das vagas na decisão do primeiro turno, o Corintians trocou de treinador, saiu Bira Lopes e entrou Pedrinho Albuquerque, o time mudou a postura e chegou a última rodada com chances reais de se sagrar campeão do turno. Precisa apenas de uma vitória no Machadão, para assegurar a vaga. Mas, o treinador do time do Seridó adota a cautela quando perguntado se seu time vai sair para o jogo diante o América. “Temos que respeitar nossa adversário. O América vem bem dentro da competição”, finalizou Pedrinho.

Qual foi a maior mudança do time depois que você assumiu o comando? Tivemos que mudar a postura dos jogadores. O principal era o estado emocional deles, que estava abalado. Passamos confiança, tranquilidade e mostramos que eles tinham qualidade suficiente para reverter aquela situação. E deu certo. Agora, dependemos apenas de nós para decidir o turno. Tem algum destaque individual no seu grupo? Temos o Betinho, que vem jogando muito bem. Mas, a rapaziada toda aqui é boa. Eles entenderam minha filosofia de trabalho e compraram a ideia. Assim as coisas ficam mais fáceis para o treinador, quando ele é bem recebido pelo grupo.

Saulo vem sendo o responsável pela criação das jogadas rubras RODRIGO SENA

Alecrim quer acabar sequência de empates hoje

OS JOGOS QUE VÃO DECIDIR Saiba das chances que América,Corintians,ABC e Baraúnas têm de chegar na decisão do primeiro turno do Campeonato Estadual Baraúnas América Potyguar Alecrim

x x x x

Santa Cruz Coríntians ABC Baraúnas

ABC

América

Coríntians

Empate ou vitória o coloca na final.Se perder fica na dependência de derrota ou empate do ABC e um empate do Baraúnas.ABC e Baraúnas ficando com 15 pontos,o Alvirrubro só perde a vaga para o Baru.Vence o Alvinegro no confronto direto.

Se vencer decide o Turno.Se empatar, torce por empate ou derrota do ABC. Perdendo ainda pode chegar desde que o ABC perca e o Baraúnas empate pelo menos um jogo.

O time de Mossoró só pode entrar na vaga do América ou do ABC.Se o ABC empatar e o Coríntians perder, mesmo o Baraúnas goleando os dois jogos a final será entre ABC e América.

Assim a classificação seria:

Chances matemáticas de cada um

Vencendo se classifica.Se empatar depende somente de uma derrota do Coríntians.Se perder está fora.Empatando e o América perdendo ainda fica fora.

Baraúnas Precisa vencer os dois jogos de preferência de goleada e torcer por uma combinação de resultados.No caso,derrota de ABC e América.

50%

Coríntians

1%

Baraúnas

18 pontos: América 15 pontos: ABC (ficaria com saldo melhor) 15 pontos: Coríntians (ficaria com saldo inferior)

90%

75%

América ABC

15 pontos: Baraúnas (perde nos confrontos diretos)

A situação do Alecrim é no mínimo estranho, nesse campeonato estadual. O alviverde é o único time invicto da competição, mas, não está na disputa por uma das vagas da final do primeiro turno do Potiguar. O grande problema do “Periquito” foi a grande quantidade de empates. Dos oito jogos disputados até agora, a equipe alecrinense venceu apenas duas e empatou seis, tirando todas as possibilidades de chegar ao título. Mas, pensando em terminar de maneira digna a primeira fase do estadual, a equipe promete muito empenho no jogo de hoje, às 17h, no estádio Frasqueirão, contra o Baraúnas. “Se a gente desse mais um pouquinho no começo, estaríamos classificados. Perdemos pontos importantes nos jogos contra o Santa Cruz, o Centenário e o América. Agora temos o segundo turno aí e acho que vai ser melhor pra gente, as vitórias vão vir e temos tudo para conseguir chegar à final”, finalizou o atacante João Paulo.

ABC tem de melhorar o calendário para o próximo ano e, para isso, precisamos participar da C.do Brasil” RUBENS GUILHERME presidente do ABC EMANUEL AMARAL

A torcida tem que comparecer em massa para ajudar nosso time a vencer mais uma batalha” CARLOS MOURA treinador do América JÚNIOR SANTOS

ABC sob pressão para chegar a final A missão não será fácil, mas o objetivo, é nobre. Jogando em Currais Novos, o ABC precisa vencer o Potyguar - fato que só aconteceu uma vez neste Campeonato Estadual - no jogo de hoje, no estádio Bezerrão, às 17h, para conquistar uma vaga na final do primeiro turno e decidir contra América ou Corintians de Caicó quem será o primeiro representante do Estado na Copa do Brasil de 2011. Com 14 pontos, o alvinegro não tem mais condição de ser campeão eliminando a final - pois não conseguiria abrir três pontos de vantagem de América e Corintians, líder e vice, respectivamente. “Esperamos fazer um bom jogo em Currais Novos para continuar tentando alcançar um de nossos objetivos nesta temporada de 2010”, afirmou o presidente do clube, Rubens Guilherme. Um título do primeiro turno,

FICHA TÉCNICA POTYGUAR/CN ABC Jader;Leandro Macaxeira,Júnior Maceió,Leandro Carioca e Tanzinho; Roquete,Paulinho Assuense,Barata e Vaninho;Quirino e Didi Potiguar. Técnico:Neto Matias.

Welligton;Acácio, Thiago Garça, Leonardo e Renatinho; Marquinhos Mossoró,David, Jaime e Leandrinho; João Paulo e Ivan. Técnico:Didi Duarte

Estádio:Bezerrão Horário:17h Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo. Assistentes:Luís Carlos Câmara Bezerra e José da Silva Sobrinho.

que rende automaticamente uma vaga na Copa do Brasil de 2011, foi um dos objetivos traçados pela nova diretoria do clube para o ano. Depois dele, o retorno a Sé-

rie B, o título do Campeonato Estadual e o pagamento das dívidas, respectivamente. “Conversamos com os jogadores e todos sabem da importância que o ABC tem de melhorar o calendário para o próximo ano e, para isso, precisamos participar da Copa do Brasil”, afirmou o presidente. Apesar do Potyguar só ter perdido uma vez jogando em Currais Novos, para o Centenário de Pau dos Ferros, na primeira rodada da competição, o grupo alvinegro acredita em mais três pontos como visitante - em quatro jogos nessa condição, o ABC conquistou duas vitórias. “Sabemos que não será fácil, mas trabalhamos bem durante a semana e sabemos que podemos conquistar uma boa vitória diante do Potyguar”, afirmou o atacante João Paulo, um dos artilheiros do Campeonato Estadual, com seis gols.

Não só pelo grupo como também pela cidade,já que você foi o treinador do time campeão em 2001... É verdade. Na minha chegada, esse ano, foi uma verdadeira festa na sede do clube. Fiquei emocionado quando cheguei e fui recebido aos gritos: “O campeão voltou!” Isso é muito gratificante. Tenho uma carinho muito especial pela cidade e pelo povo de Caicó e sinto isso deles também. Voltando ao estadual. Vai partir para cima do América no jogo de hoje? O América é um time grande, temos que respeitar. Quando estava comentando o jogo do ABC contra eles, o alvinegro vindo bem na competição, falava que tinham que respeitar o América por se tratar de um time de tradição. E, é isso que vou fazer, mas, sem deixar de atacar. O empate não resolve nossa situação, então, temos que saber nos defender e atacar na hora certa. Vamos jogar com a torcida contra, em um outro gramado. Tudo isso influência. Mas, vamos atrás da nossa classificação. O Corintians contratou o atacante Nonato,que ano passado passou pelo ABC sem sucesso. Você conversou com o jogador? Quarta-feira, quando ele se apresentou ao clube, tive uma conversa com o atleta. É verdade que ele não passou por uma boa fase no ABC, mas, antes de chegar a Caicó, ele disputou cinco jogos pelo Treze/PB e marcou cinco gols. Já é alguma coisa, né? Tem alguma preferência entre ABC ou América na final do estadual, caso o Corintians consiga a vaga? Não sou de escolher adversário. Primeiro vou pedir a Deus que ajude meu time a conseguir seu objetivo, que é chegar a final. E, qualquer um dos dois que se classifique, serão jogos complicados. Primeiro quero que meu time consiga a classificação. Depois, vamos pensar no adversário. ROGÉRIO VITAL/2001

Antes reserva, Ivan aproveitou a chance e se firmou como titular


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

[ FÓRMULA 1 ] Dificuldades encontradas nos

treinos já deram uma mostra das dificuldades

Schumacher sabe que terá uma vida dura na temporada B arcelona (AE) - Que a Fórmula 1, hoje, é diferente daquela quando conquistou com a Ferrari cinco títulos seguidos, de 2000 a 2004, Michael Schumacher já sabia. E levou em conta essas mudanças para decidir a sua volta à competição. Mas por mais que considerasse todas as variáveis que cercam seu retorno, com certeza não imaginaria encontrar tantas dificuldades como as enfrentadas na pré-temporada. No circuito da Catalunha, em Barcelona, o piloto alemão, agora na Mercedes, depois de estabelecer o sétimo tempo no treinamento, afirmou: “No momento não estamos fortes como gostaria, provavelmente sem possibilidades de lutar pelas vitórias nas primeiras corridas”. Já está bem claro para Schumacher: conquistar o oitavo título mundial exigirá esforços muito superiores aos exigidos nos tempos de Ferrari. “Nossa principal meta, agora, é não começar o campeonato muito distante dos mais rápidos”, falou. Desta forma, explicou, com trabalho incessante a Mercedes poderá recuperar a diferença que a separa de Ferrari, Red Bull e McLaren, as mais efi-

cientes nos testes. De 2000 a 2006, período de maior sucesso da associação Schumacher-Ferrari, uma hora foi a Williams outra a Renault a desafiá-los, apenas. E, mesmo assim, bem pouco preparadas em relação à estrutura disponibilizada a Schumacher, sem que essas facilidades retirem o mérito de seus mundiais. Este ano, a equipe de Schumacher tem pelo menos três concorrentes, Ferrari, Red Bull e McLaren, todos duríssimos para vencer e, ao mesmo tempo, super bem estruturados, diferentemente das escuderias adversárias anteriores do alemão. E o que não dizer do perfil dos pilotos que Schumacher já está enfrentando, bem distinto dos daquele período, menos rico de verdadeiros talentos. Há hoje na Fórmula 1 uma geração de jovens extremamente capazes, loucos para inserir em seu currículo que superaram Schumacher, a referência para a classe na Fórmula 1. Os melhores exemplos dessa geração são Lewis Hamilton (McLaren), Sebastian Vettel (Red Bull), Felipe Massa (Ferrari), Robert Kubica (Renault) e Nico Rosberg (Mercedes).

Alonso não fará duelo com Massa Companheiro de Felipe Massa na Ferrari nesta temporada, o espanhol Fernando Alonso promete respeitar o piloto brasileiro. Responsável por encerrar o domínio do alemão Michael Schumacher na categoria, ele também prevê dificuldades para o heptacampeão do mundo em seu retorno à Fórmula 1. “O Felipe é um grande piloto, o Brasil ficou sem disputar um título por muito tempo e o Felipe chegou muito perto de conquistálo, com méritos. Os brasileiros podem ficar tranquilos quanto a nossa relação, ela é melhor do que parece para quem está de fora, nos damos muito bem”, disse Alonso ao jornal O Estado de S. Paulo. Felipe Massa perdeu o título

mundial de 2008 por um ponto para o britânico Lewis Hamilton, da McLaren. O brasileiro poderia ganhar o título se o Grande Prêmio de Cingapura não fosse manipulado pela Renault para favorecer Alonso, já que liderava a prova antes do acidente proposital de Nelsinho Piquet. Alonso admite que um duelo dentro da pista com Massa é inevitável durante a temporada, mas promete respeitar o brasileiro. “Por ser meu companheiro, haverá um respeito maior, não vou tentar uma ultrapassagem num momento delicado da corrida”, disse. Então na Ferrari, Michael Schumacher conquistou cinco títulos entre os anos de 2000 e 2004. O reinado do piloto terminou apenas

com a ascensão de Alonso. Pela Renault, o espanhol foi bicampeão nas temporadas de 2005 e 2006, quando o alemão resolveu se aposentar. No retorno do heptacampeão, o espanhol prevê sérias dificuldades. “Vai enfrentar dificuldades muito maiores das que estava acostumado. Não é mais como na época de Schumacher, em que existiam dois times com possibilidade de disputar o título. Será um enorme desafio para ele. E para essa meninada toda bater o Schumacher terá sabor especial, vão assumir riscos”, disse Alonso. Depois de uma passagem malsucedida pela McLaren em 2007, Alonso retornou à Renault e não voltou a competir em alto nível.

No momento não estamos fortes como gostaria e sem possibilidades de lutar pelas vitórias nas primeiras corridas” SCHUMACHER piloto da Mercedes

Os brasileiros podem ficar tranquilos quanto a nossa relação, é melhor do que parece ” FERNANDO ALONSO piloto da Ferrari

[ PROTESTO ] Governo resolveu representar

contra “ataques” sofridos pelos brasileiros

Racismo no futebol vai ser discutido na ONU enebra/Suíça (AE) - Cansados de observar repetidos atos de racismo contra jogadores brasileiros no exterior e sem uma estratégia clara para lidar com o problema, o governo federal decide elevar o tom e levar o caso à Organização das Nações Unidas (ONU). Nesta semana, a diplomacia do País se alia à África do Sul e apresentará às Nações Unidas uma proposta de resolução condenando atos de discriminação no esporte. A decisão do Brasil de tratar do caso politicamente é inédita na ONU e já conta com o apoio de todos os países africanos. O fenômeno do racismo no futebol tem assustado a Fifa e outras entidades ligadas ao esportes. O problema não se refere apenas às ofensas de torcedores contra jogadores, mas também a insultos dentro do próprio campo ou entre atletas da mesma equipe no vestiário. De acordo com analistas da Fifa, o fenômeno é um espelho de uma crise social que vem se agravando na Europa. Governos como o da Itália, Reino Unido e Espanha vem levantando verdadeiros muros contra a imigração. Em campo, quem sofre são os jogadores negros ou de credos diferentes da maioria. Outro problema é a relutância dos governos e federações europeias em lidar de forma concreta com o problema. Há um mês, o governo italiano sugeriu que os árbitros de partidas de futebol penalizassem atos de racismo em campo. Mas a federação rejeitou a proposta, alegando que o árbitro já tinha “muito o que fazer em campo”. No Reino Unido, a Federação de Futebol encomendou um estudo sobre o problema, que acaba de ser publicado. A constatação é de que cresce o número de ataques de torcedores e mesmo de jogadores contra atletas muçulmanos e judeus, outro reflexo da crise social vivida na Europa. Agora, o Brasil e a África do Sul

G

querem a aprovação de uma resolução que condene politicamente o racismo no esporte e peça medidas concretas para lidar com o problema. A aliança não ocorre por acaso. Brasil e África do Sul são os dois países que sediarão as próximas Copas e tem um contingente de jogadores negros importante. Na ONU, o tema será apresentado ao Conselho de Direitos Humanos, que inicia seus trabalhos na próxima segunda-feira. O texto, que está sendo negociado com os demais governos, será colocado à votação e acabará sendo um teste re-

Lamentavelmente, parte dos torcedores ficou gritando, imitando macacos o tempo todo” ZICO técnico de futebol

al do compromisso dos europeus em lidar com o fenômeno. À Agência Estado, o governo francês garantiu que apoiará o projeto. Para tentar dar força ao projeto, o governo sul-africano será representado pelo altos funcionários do governo. Já o ministro de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, será o representante brasileiro. Se o Brasil deve obter amplo apoio para aprovar sua resolução, o País não deixa de ser atacado pelo comportamento de seus jogadores. Federações europeias alertam que a insistência de jogadores como Kaká de trazer mensagens religiosas à campo precisa acabar, inclusive para evitar que o futebol se transforme em local de batalhas religiosas. A Fifa promete punir a veiculação de mensagens religiosas durante a Copa, mas garante que o racismo também será observado.


Domingo | 28 de fevereiro de 2010

esportes

[ MERCADO ] Entidade decidiu ser mais rigorosa

num setor com poucas regras e com ilegalidades

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

[ FINANÇAS ] Falta de público é um efeito colateral de uma série de problemas, entre os quais está o horário das partidas que é considerado impróprio para estudantes e trabalhadores

STEFFEN SCHMIDT/AP/AE

TV salva clubes de prejuízo ão Paulo (AE) - O duelo entre Palmeiras e São Paulo, no último domingo, teve o pior público em seis anos do clássico pelo Campeonato Paulista. Pouco mais de 13 mil foram ao Palestra Itália. Em outros três jogos da rodada, a renda não pagou nem sequer os custos da partida. A arquibancada vazia, porém, não incomoda os dirigentes. No Estadual sustentado pelas cotas de TV, a falta de público é apenas um efeito colateral. “A cota de TV é o forte do Campeonato Paulista. De resto é só aborrecimentos, com horários ru-

S

Presidente da Fifa,Joseph Blatter quer rigor na prestação de contas

Fifa aumenta controle sobre as transferências urique (AE) - Bilhões de dólares e milhares de jogadores profissionais trocam de países anualmente em um mercado de transferências com poucas regras e ilegalidades. Mas a Fifa começará neste ano a aumentar o controle. A entidade responsável pela organização do futebol tornará obrigatório para a maioria das ligas o uso de um registro de transferências na internet, o que modificará a maneira como os jogadores trocam de país. O sistema promete ser simples. As equipes se registram em uma rede onde devem colocar os detalhes de qualquer transferência internacional e apresentar comprovantes de pagamento, identidade dos representantes envolvidos e outros

Z

documentos para verificar quem é o novo empregador do atleta. A Fifa afirma que, após anos de uma supervisão deficiente, alguns representantes terminam por “possuir” seus clientes e controlam seus movimentos. Existem pagamentos ilegais entre as equipes e empresas, e até lavagem de dinheiro através de transferências de jogadores fictícios. A entidade espera que o novo sistema elimine essas práticas. “O mercado de transferências é um dos últimos lugares do planeta onde há bilhões de dólares sem que ninguém supervisione”, disse Mark Goddard, chefe do programa anticorrupção da Fifa. “Tem sido praticamente uma selva sem supervisão e isso vai mudar”, prometeu.

ins, arbitragens infelizes”, disse o diretor de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes. “Na Libertadores é exatamente o contrário, a cota é muito ruim. Se chegarmos até final, ganhamos até US$ 2,5 milhões. Dá para dizer que a cota de TV do Paulista é melhor que a da Libertadores”. O valor pago pela Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão do Estadual, é de R$ 7 milhões para os quatro grandes de São Paulo. “Somando bilheteria e prêmio para o campeão, você chega a 2/3 da cota de televisão”, afirmou o

presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo. “Na Europa, a divisão entre cota de TV, arrecadação e merchandising fica em um terço para cada. Aqui, você tem uma grande dependência da televisão”. A chegada de Roberto Carlos ao Corinthians e de Robinho ao Santos pouco fez pelos quatro grandes. Até a décima rodada, tiveram um pequeno aumento na média (de 11.448 para 11.564) em relação ao mesmo período no Estadual do ano passado. A média de público total do Paulistão é de pouco mais de 5 mil

por partida. Quase um terço dos jogos dá prejuízo e os pequenos seguem com os estádios vazios. O exemplo mais marcante é o Santo André, que faz boa campanha. Vice-líder da competição, o time do ABC dificilmente supera os mil torcedores quando atua no Bruno José Daniel. “Dirijo o Santo André há dois anos e os jogos sempre deram prejuízo quando não jogamos contra os quatro grandes”, reconheceu o presidente do clube, Ronan Maria Pinto. “Somos vice na tabela e lanternas no público”.


esportes

6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

[ CARIOCA ]

[ MINEIRO ]

Fluminense busca a regularidade

Com moral renovada, Galo tenta recuperação

Com o atacante Fred em má fase e a necessidade de voltar a apresentar um bom futebol, time tricolor estreia na Taça Rio com a obrigação de ser campeão para conquistar uma vaga na grande final

MARINO AZEVEDO/PHOTOCAMERA

io de Janeiro (GP) - Ainda sem conseguir convencer seus torcedores de que a temporada de 2010 pode apresentar títulos, o Fluminense estreia na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, disposto a buscar uma regularidade no ano e iniciar uma boa arrancada rumo à decisão do Estadual. O primeiro desafio será hoje, às 17horas, contra o Friburguense, no Maracanã. O Tricolor vem de um empate por 1 a 1 com o Confiança-SE, pela Copa do Brasil, o que aumentou a desconfiança de sua torcida. A principal aposta do time para reagir na Taça Rio está no banco de reservas. Isso porque o técnico Cuca tem um histórico positivo no segundo turno do Estadual, principalmente depois de fracassar na Taça Guanabara, primeiro turno. O treinador é o atual tricampeão do torneio, tendo vencido em 2007 e 2008 pelo Botafogo e em 2009 pelo Flamengo. “No Botafogo cheguei a ficar de fora da final da Taça Guanabara de dois mil e sete por conta de uma derrota para o Boavista. Em dois mil e oito perdi a final para o Flamengo, onde fui campeão no ano seguinte. Tenho a certeza de que o Fluminense vai conseguir vencer esse título e chegar à decisão do Estadual contra o Botafogo”, disse Cuca.

R

FICHA TÉCNICA FLUMINENSE FRIBURGUENSE Rafael,Mariano, Gum,Cássio e Júlio César; Diogo,Everton, Diguinho e Darío Conca;Alan e Fred.Técnico: Cuca

Marcos,Sérgio Gomes,Cadão, Wallace e Flavinho; Bidu,Cassio,Alex e Flavio Santos;Thiago Santos e Vivinho. Técnico:Cleimar Carvalho

Árbitro:Felipe da Silva (RJ) Assistentes:Lilian Bruno (RJ) e Andréa Marcelino de Sá (RJ) Horário: 17h(de Brasília) Estádio:Maracanã (RJ)

A confiança dos jogadores do Fluminense também está em alta apesar dos últimos resultados pouco animadores. Para eles a Taça Rio é uma excelente oportunidade de reação. “Nós sabemos que ainda não conseguimos os resultados que os nossos torcedores tanto desejam, mas não foi por falta de empenho. Em algumas ocasiões, como na semifinal da Taça Guanabara, contra o Vasco, estivemos perto da vitória, mas perdemos nos pênaltis. Porém não podemos mais ficar pensando no que aconteceu. Temos que focar na Taça Rio, reagir e fazer desta competição uma possibilidade de embalarmos na temporada”, analisou o goleiro Rafael.

Se a Taça Rio é vista como prioridade nas Laranjeiras, Cuca alerta seus jogadores sobre a importância de iniciar a caminhada com uma vitória sobre o Friburguense. “A Taça Rio é uma competição de tiro curto, pois teremos apenas oito jogos na fase de classificação e dois são clássicos, onde o grau de dificuldade se torna ainda maior e qualquer resultado pode acontecer. Portanto, se tropeçarmos na estreia vamos ter que correr atrás depois e isso não é nada bom”, disse Cuca. Para este compromisso o Fluminense terá o retorno do lateral-esquerda Júlio César, recuperado de entorse no joelho esquerdo, e do volante Diguinho, que cumpriu suspensão diante do Confiança. Desta maneira, Marquinho e Willians voltam a ficar como opção no banco de reservas. Pelo lado do Friburguense a ordem é conseguir nas primeiras rodadas da Taça Rio a pontuação suficiente para afastar qualquer possibilidade de rebaixamento. Na Taça Guanabara a equipe fez sete pontos. A pontuação no somatório dos dois turnos é fundamental para definir os rebaixados e os classificados para a Série D do Campeonato Brasileiro. Justamente por isso o técnico Cleimar Carvalho sonha em pontuar na estreia.

lopesrn@hotmail.com

Para inglês ver expressão surgiu, segundo alguns historiadores, a fonte mais provável data de 1831, quando o Governo Regencial do Brasil, atendendo as pressões da Inglaterra, promulgou, naquele ano, uma lei proibindo o tráfico negreiro declarando assim livres os escravos que chegassem aqui e punindo severamente os importadores. Mas, como o sentimento geral era de que a lei não seria cumprida, teria começado a circular na Câmara dos Deputados, nas casas e nas ruas, o comentário de que o ministro Feijó fizera uma lei só para inglês ver. E a expressão ainda hoje é utilizada e cabe muito bem para algumas leis que são promulgadas atualmente. Em São Paulo, o vereador Agnaldo Timóteo conseguiu aprovar uma lei que determina 23h15 minutos como horário limite para encerrar uma partida de futebol. Em Porto Alegre, o vereador Haroldo de Sousa está imitando o cantor-vereador. Bobagem, pura bobagem e perda de tempo. Cada vez que, sob o pretexto de fugir da violência nos estádios são apresentadas leis dessa natureza, as autoridades estão demonstrando absoluta incompetência para atacar o problema de frente. Limitar horário para encerramento de uma partida de futebol, cadastrar torcedores nos estádios ou fazer jogos com uma única torcida, são medidas que não solucionam o problema da violência, que somente será combatida com a aplicação rigorosa das leis que já existem. O Estatuto do Torcedor é uma lei federal e prevê punição para o torcedor flagrado promovendo desordens ou violência em um raio de até cinco quilômetros ao redor do estádio, mas não é cumprida, porque na maioria dos jogos de futebol não existe estrutura para o julgamento imediato dos infratores. Diz a lei que é obrigatória a instalação de um Juizado Móvel, mas na prática nada! Então não adianta criar leis estapafúrdias que servem apenas para inglês ver. As leis que existem são boas e servem muito bem para coibir a violência no futebol, mas infelizmente não são aplicadas e não sendo aplicadas, abrem espaço para a criação de besteiras como as que já citei na coluna e que não servem para absolutamente nada. Pura perda de tempo.

A

Estádio Nogueirão Está muito claro que a interdição do estádio Nogueirão não faz parte de complô ou perseguição ao futebol de Mossoró. A fala do oficial do Corpo de Bombeiros – Queiroz – mostrou que o problema é técnico e está ligado ao projeto e que não existe possibilidade da liberação do estádio antes de no mínimo dois meses.

U

Fred prometeu muito para temporada e pouco fez dentro de campo

Vasco busca reação contra o time do Volta Redonda

Marcos Lopes Efetivar o interino ou contratar Não pelo empate com o São José,mas está muito evidenciado que Moura não tem perfil para ser técnico no Brasileiro.É uma figura excepcional,foi um baita de um jogador,mas não consegue afirmação como treinador. Não pelo empate com o São José,mas o América precisa começar a trabalhar de forma mais direta na definição de um técnico para assumir o comando da equipe já a partir do segundo turno do Estadual,independente do resultado contra o Corintians domingo.Todo mundo sabe que Moura é interino e no futebol não existe essa conversa que não pode mexer com o técnico por causa de resultados.Conversa! Paulo Moroni foi demitido invicto.Os reforços de jogadores vem mesmo a partir do segundo turno e tem que qualificar bem esse elenco para a dura realidade do Brasileiro.

NO ABC NÃO É DIFERENTE Um tropeço contra o Potyguar em Currais Novos e a primeira parte do planejamento do ABC,que é disputar o primeiro turno desanda.Que o time ainda não é o ideal e que falta uma maior qualidade técnica em alguns setores é verdade,mas também é verdade que o técnico Didi Duarte tem que qualificar taticamente a equipe.Fazer com que,ressalvada a fragilidade técnica do time,ele apresente um desenvolvimento tático,o que o ABC ainda não apresentou.

Fim de jogo, fim de papo RODRIGO SENA

“Eduardo Rocha é hoje o grande líder do futebol nordestino,pela forma como transita entre clubes e federações da região,com livre circulação e acima de tudo com respeito e credibilidade”. José Vanildo,presidente da FNF e que tem participado das reuniões da Liga do Nordeste.

berlândia (GP) - Com moral elevado após a sonora goleada sobre o Juventus-AC por 7 a 0 pela primeira fase da Copa do Brasil, o Atlético-MG encara o Uberlândia, hoje, às 17 horas, no estádio Parque do Sabiá, no Triângulo Mineiro, em jogo válido pela sétima rodada do Estadual. A vitória é fundamental para que o Galo se reabilite na competição. Vindo de uma derrota por 3 a 1 para o rival Cruzeiro, o Atlético precisa se recuperar com urgência no Campeonato Mineiro. Em cinco jogos pelo Estadual, a equipe alvinegra venceu apenas um, empatou três e perdeu um, ficando, atualmente, na incômoda sexta posição. Para a partida contra o Uberlândia, o treinador volta a escalar a equipe considerada titular, e pode voltar, inclusive, para o esquema com três atacantes, com Diego Tardelli, Obina e Muriqui na frente. Uma mudança é certa. Luxemburgo já anunciou que o goleiro Aranha é o novo titular da equipe, a exemplo da partida contra os acreanos, pela Copa do Brasil. Ele entra no lugar do uruguaio Carini, que vinha falhando diversas vezes no gol alvinegro. “O Aranha vai jogar agora. Está decidido. Achei que agora o Aranha merece uma oportunidade de começar como titular da equipe e vai depender dele como dependeu do Carini. É opção do técnico”, disse o treinador atleticano. Em busca da segunda vitória no Estadual, o Galo tenta dar continuidade no trabalho para ir em busca do seu 40º título do Campeonato Mineiro. Para isso, o goleiro Aranha destaca a importância de conseguir um resultado positivo atuando fora de casa.

Depois de ter uma semana para ser esquecida, o Vasco estreia na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, hoje, às 19h30, quando recebe o Volta Redonda em São Januário. O Cruzmaltino, que vinha sendo o time mais badalado do estado no início da temporada, principalmente após fazer 6 a 0 no Botafogo, viu as coisas mudarem rapidamente após a perda do título da Taça Guanabara com uma derrota de 2 a 0 justamente para os botafoguenses. As cobranças aumentaram mesmo com a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. Isso porque a vaga veio com um empate sem gols contra o modesto Sousa-PB. Vágner Mancini, técnico do Vasco, sabe da importância de um resultado positivo neste domingo. Afinal de contas, um novo tropeço pode jogar o clube em uma crise muito grande, já que dúvidas sobre a qualidade dos profissionais em São Januário se tornarão mais frequentes. O treinador porém tem procurado manter a cabeça no lugar. “Vamos começar uma nova competição e sabemos da importância de um resultado positivo, pois o nosso primeiro objetivo na Taça Rio é garantir a vaga nas semifinais. Infelizmente não conquistamos a Taça Guanabara, que estava no nosso planejamento, e agora precisamos ir em busca deste segundo turno. O grupo de profissionais que está trabalhando hoje no Vasco é capaz e por isso mesmo estou confiante de que ainda vamos dar muitas alegrias aos torcedores”, disse Mancini. A preocupação de alegrar a torcida realmente existe na Colina. Isso porque no jogo contra o Souza os poucos presentes em São Januário vaiaram a equipe desde os pri-

FICHA TÉCNICA VASCO VOLTA REDONDA Fernando Prass,Élder Granja,Fernando, Thiago Martinelli e Márcio Careca;Rafael Carioca,Souza,Carlos Alberto e Philippe Coutinho;Elton e Dodô.Técnico:Vágner Mancini

Everton,China, André Alves,Alcir e Thiago Gasparino; Paulinho,Mário Cesar,Bruno Barra,Wallacer e Adriano Felício;Tássio. Técnico:Tita

Árbitro:Leonardo Cavaleiro (RJ) Assistentes: Eduardo de Souza Couto (RJ) e Rodrigo Joia (RJ) Horário: 19h30 Estádio: São Januário (RJ)

meiros minutos, numa clara demonstração de que a derrota para o Botafogo ainda não foi esquecida. Para o goleiro Fernando Prass, um dos líderes do atual elenco, a reação da arquibancada deve ser assimilada pelo grupo, mas ele ainda tem esperanças de inverter a situação a partir de domingo. “Entendemos a reação dos torcedores, pois o Vasco está há muito tempo sem conquistar um título e existia uma grande expectativa em torno da Taça Guanabara. Mas infelizmente não conseguimos essa conquista e agora vamos em busca da Taça Rio. Mas a nossa torcida precisa entender que este momento é de apoio, pois sem isso as coisas se tornarão ainda mais complicadas. Todos precisam estar juntos pelo Vasco agora, pois temos que começar bem a Taça Rio”, afirmou Fernando Prass. A escalação vascaína para esta estreia é uma incógnita, ainda mais depois de Mancini ter feito várias alterações contra o Sousa. Certo é o retorno do meia Carlos Alberto, que cumpriu suspensão contra o time paraibano. MARECLO RÉGUS/O DIA

Goleiro Fernando Prass acredita que o time está no caminho certo

[ GAUCHÃO ]

Grêmio tenta espantar a zebra contra N. Hamburgo orto Alegre (GP) - Quem sente falta do Inter na final do primeiro turno do Campeonato Gaúcho? O Grêmio não. Muito menos o Novo Hamburgo, responsável pela eliminação dos colorados. Sem o charme de um clássico, o Olímpico receberá às 17 horas a partida que vale um lugar na decisão do Estadual. O domingo sem Gre-Nal desequilibra a disputa. Nada é divido. A responsabilidade de vencer é toda do Grêmio. Sem um grande do outro lado para dividir a carga de uma decisão, o Tricolor passa a ter a obrigação da vitória. Ao Novo Hamburgo cabe o papel de esperar para atacar no momento certo, em um bote certeiro de desnortear o oponente. Fato comum nos últimos anos no Rio Grande do Sul. Neste milênio, somente uma vez o Gauchão foi decidido em Gre-Nal. Nas últimas temporadas, 15 de Novembro, Juventude, Caxias e a extinta Ulbra atrapalharam os planejamentos de um dos grandes. O Anilado pensa que agora é a sua vez. Não é um título de verdade, daqueles que entram para o resumo das conquistas do clube, mas os jogadores do Grêmio tratam o confronto como se fosse. “Eu me cobro muito por conquistar títulos pelo Grêmio. Fico nessa expectativa, mas a melhor forma de conter essa ansiedade é trabalhando”, comentou o goleiro Victor, desde 2008 no clube. Uma vitória hoje garante o Tricolor na decisão do Estadual. É um primeiro passo para quebrar um jejum de teças. “Meu objetivo aqui, claro, é conquistar títulos. Também quero meu nome na galeria do clube”, complementou o goleiro.

P


esportes

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

7

[ CAMPEONATO PAULISTA ] Peixe é o líder do Paulistão, com seis pontos de diferença para os corintianos. Robinho, não joga por estar na seleção e Ronaldo está confirmado no Timão

Apito Final EVERALDO LOPES - elopes@tribunadonorte.com.br

A reação corinthiana Atlético Clube Corinthians – o “Galo” do Seridó, é uma das associações esportivas mais populares das terras seridoenses. Fundado em 1963, em 1977 participou pela primeira vez de um campeonato promovido pela FNF mas, sem muita estrutura, deixou a disputa para retornar e voltar a sair em 1993, para reingressar definitivamente no ano 2000. De modo surpreendente, contando com apoio do deputado estadual Álvaro Dias, chegou ao título no ano seguinte, muito colaborando para eleição de Álvaro para a Câmara Federal na legenda do PMDB. Durou pouco, e se mudou para o partido brizolista – PDT. Álvaro foi decisivo para a campanha do “Galo” em 2001, quebrando a longa hegemonia da capital sobre o futebol interiorano. Com a saída de Álvaro, o “Galo” perdeu muito de sua fúria, caindo no bloco comum dos times entre regulares e fracos.

O

A reação (2)

A reação (3)

Na bonita campanha de 2001 com Pedrinho Albuquerque no comando técnico, o “Galo” ganhou muito mais do que perdeu, não respeitando nenhum outro adversário do interior. Na verdade, perdeu unicamente para os dois papões da capital, mas teve o mérito de derrotar o América, no Marizão, por 1x0, gol de Pedro Costa, árbitro Anselmo Costa/SP

No jogo da volta, dessa vez no Machadão, o Corinthians repetiu o placar, dessa vez gol de Ronaldo Falcão, arbitragem de Jorge Rabelo. O América não passou em branco diante do “Galo” na campanha de 2001, já que aplicou a goleada de 3x0, gols de Helinho, Cristian e Mota. O ABC também derrotou o Alvinegro seridoense, mas que não tiraram o brilho da campanha.

J. Alberto no apito Concorrendo ao sorteio feito pela CEAF, o árbitro João Alberto Gomes Duarte finalmente viu a bolinha com seu nome, cair. E a CEAF acabou achando bom

porque João Alberto é o mais experiente dos árbitros do RN, com atuação em quase todo o país nos Campeonatos Brasileiros e Copa do Brasil.

“Invasão” em Currais Alem dos ônibus disponibilizados pelo ABC, e os promotores de viagens avulsos, automóveis particulares estarão também rumando logo mais a Currais No-

Santos quer manter boa fase contra o Corinthians ROBSON FERNANDES/AE

enhoras e senhores, o clássico entre Santos e Corinthians será a maior atração da 11ª rodada do Campeonato Paulista. O líder aposta principalmente no malabarismo de Paulo Henrique Ganso e Neymar para vencer o seu maior rival na sessão das 17h de hoje, no picadeiro da Vila Belmiro. Como prova do bom momento do Santos, que soma 25 pontos na ponta da tabela de classificação, o presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro aumentou o preço dos ingressos para o espetáculo do final de semana. “É por isso que o Cirque du Soleil têm valores diferentes dos circos de periferia”, justificou. Já Andrés Sanchez, mandatário do Corinthians (que também figura entre os quatro melhores do Estadual), preferiu colocar o seu time como coadjuvante do show. “Se o Santos tem um Cirque du Soleil, parabéns para eles. A gente continua com o nossa equipe humilde, sem querer badalação, como sempre”, disse, em tom debochado. A maior estrela do Santos, no entanto, não deixará o camarim. Sem nenhuma derrota para o Corinthians no currículo, o atacante Robinho já se apresentou à Seleção Brasileira para participar do amistoso contra a Irlanda, na próxima terça-feira, em Londres. O volante Rodrigo Mancha, suspenso, é outro desfalque. Do outro lado, o Corinthians também conta com um astro credenciado a brilhar na Vila Belmiro. Foi no estádio do San-

S

Ronaldo será a principal atração no clássico contra a garotada santista no clássico da Vila Belmiro

tos que Ronaldo marcou dois belos gols em 2009 e encaminhou a conquista do título paulista da sua equipe. O atacante está escalado para o clássico, assim como a base do time que venceu o Racing na estreia na Copa Libertadores da América. Por respeito ao Santos, o técnico Mano Menezes prometeu se inspirar na retranca do time uruguaio e reforçar a atenção defensiva do Corinthians. O meiocampista Elias, no entanto, minimizou o aspecto circense da partida: “Todas as equipes estão iguais. Eles estão apresentando um futebol arte, mas nem sempre isso ganha título”, disse Mano

auí, enfrentando o Palmeiras no Parque Antárctica. A todo instante, o narrador repetia o massacre, sempre comparando o pobre Fla num saco de pancadas.

mengo era um suicida, assumir um time desses... A cada gol, repetia o comentário de que “o Palmeiras, se quiser e quando quiser, pode chegar aos 8x0, 10x0, 14x0!”

O LIVRO DE BIRA Abecedista e botafoguense sem discussão, decano da imprensa no RN, o jornalista Ubirajara Macedo, 90, lança nesta segunda-feira, 18h na livraria Siciliano do Midway, o título “No outono da memória”, 170 páginas, edição do autor.

O LIVRO (2) A narrativa foi feita ao jornalista e escritor Nelson Patriota. “RUM” (Raimundo Ubirajara de Macedo) é como Bira gostava de assinar matérias, quer esportivas, políticas ou culturais, foi militante de esquerda durante o período negro da Revolução de 64.

Erasmo o baixinho De uns anos pra cá, a imprensa esportiva acostumou-se a ficara exigente, inclusive no biotipo dos jogadores. Goleiro com menos de 1m90 é baixinho, está sujeito a sofrer gols dos atacan-

tes mais altos. Por isso, o goleirinho Erasmo, de 1m70, jogando por ASSU, de vez em quando ouve piadinhas. Erasmo tem 31 anos, já defendeu várias equipes nordestinas.

Desafio à Fera Não aceitando fazer a preliminar de América x Corinthians, até porque a FNF passou a exigir coincidência de horário em três partidas, o Verdão enfrenta o Baraúnas no estádio abecedista,

neste domingo, 17h. O resultado desse jogo interessa somente ao Tricolor mossoreoense. É um fato raro o ABC jogar fora da capital e seu estádio estar sendo ocupado por clubes estranhos.

CONTRATAÇÃO Antes da troca de direção no ABC, muitos torcedores reclamavam que Judas Tadeu contratava jogadores por DVD, mas quem pensava ver a coisa melhorar, no mínimo já tem motivo de sobra para ficar ressabiado. Pelo número de apostas erradas que a atual direção de futebol fez, trazendo e dispensando jogadores desconhecidos do público potiguar, fico a pensar com os meus botões que a moda no Alvinegro passou a ser trazer jogadores após escutarem as narrações dos jogos dos mesmo em fita K-7.

CORINTHIANS Felipe;Maranhão, Edu Dracena, Durval e Léo; Roberto Brum, Arouca,Wesley e Paulo Henrique; Neymar e André Técnico: Dorival Júnior

Felipe;Alessandro, Chicão,William e Roberto Carlos; Ralf,Elias,Tcheco e Jorge Henrique; Defederico (Morais) e Ronaldo Técnico:Mano Menezes

Árbitro:José Henrique de Carvalho Assistentes:Celso Barbosa de Oliveira e Giovani Cesar Canzian Horário:17 horas Estádio:Vila Belmiro

São Paulo enfrenta Monte Azul

Massacre (2) A adjetivação era do tipo fraquíssimo esse Flamengo do Piauí, horrível, frágil, inoperante, uma pintura de time. Depois, o analista da Globo/SP disse que o treinador do Fla-

SANTOS

SERGIO NEVES/AE

vos, todos com a missão de empurrar o Alvinegro para uma vitória, que vale o direito de disputar uma das duas vagas na decisão do turno.

Massacre pelo rádio Foi de irritar a persistência do narrador da Globo/SP, Oscar Ulisses em minimizar o futebol apresentado pelo adversário do Palmeiras – o pobre Flamengo do Pi-

FICHA TÉCNICA

Confiante, Robert espera realizar outra boa apresentação hoje

Palmeiras que manter boa fase diante do Rio Claro O Palmeiras quer aproveitar a boa fase sob o comando do técnico Antônio Carlos para alcançar uma sequência ainda desconhecida na temporada: três vitórias consecutivas. Depois de bater São Paulo e Flamengo-PI de forma convincente, a equipe de Palestra Itália desafia hoje, às 19h30, no estádio Augusto Schimidt Filho, o Rio Claro, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. “Acho que a confiança está retornando ao Palmeiras, isso vai acontecer com uma sequência de bons resultados no Campeonato Paulista. Devagar, o torcedor começa a ficar do nosso lado”, explica Antônio Carlos, esbanjando confiança e determinação. A projeção feita pelo treinador palmeirense envolve os três próximos jogos. Antônio Carlos acredita que o Alviverde estará forte na briga pela vaga às semifinais do Estadual se vencer Rio Claro (fora), Santo André e Sertãozinho (ambos em casa). Além do aproveitamento de 100% em dois jogos, Antônio Carlos também está extremamente satisfeito com a postura do elenco em campo. O ex-zagueiro vai continuar cobrando empenho e ousadia no compromisso deste domingo à noite.

“Sem criticar meu antecessor (Muricy Ramalho), mas nós mudamos o esquema tático, passamos a jogar com dois meses. Acho que a postura também mudou. Mas ainda falta bastante, espero mais”, avisa Antônio Carlos. No banco do Rio Claro, o torcedor do Palmeiras poderá acompanhar uma cara que já defendeu as cores do clube, Agnaldo Liz, campeão da Copa Libertadores em 1999. O ex-zagueiro sabe que a partida é uma decisão, já que sua equipe ocupa a zona de rebaixamento do Paulistão. FICHA TÉCNICA RIO CLARO PALMEIRAS Sidney;Neno,Luciano (Robson),Vinícius e Marco Aurélio;Diego Perini,David,Danilo Avelar e Maicon Souza;Jackson (Henrique) e Pedro Henrique (Flávio) Técnico:Agnaldo Liz

Marcos;Wendel, Léo,Danilo e Eduardo;Edinho, Márcio Araújo, Cleiton Xavier e Diego Souza; Lenny e Robert Técnico:Antônio Carlos

Árbitro:Rodrigo G.Ferreira do Amaral Assistentes:Daniel Luis Marques e Hilton Francisco de Melo Horário:19h30 Estádio:Augusto S.Filho

O São Paulo entra em campo neste domingo com a missão de recuperar o prestígio e evitar que sua pior série do ano seja prolongada. Depois de sofrer duas derrotas seguidas (sequência mais negativa de 2010), o Tricolor atuará com um time misto para buscar a reação diante do Monte Azul, pelo Campeonato Paulista. Os tropeços diante de Palmeiras e Once Caldas pressionam o São Paulo na tarde de hoje, às 17h, na Arena Barueri, já que o Morumbi está alugado para o show da banda Coldplay. A ordem no elenco tricolor é corrigir a falhas cometidas nas partidas passadas. “Foram duas derrotas que não esperávamos. Trabalhamos bem a bola contra o Once Caldas, mas não podemos cometer erros. Temos de admitir isso e levantar a cabeça”, afirmou o meio-campista Cleber Santana. Ainda sem contar com o técnico Ricardo Gomes, que segue afastado dos jogos depois de ter sofrido uma alteração vascular cerebral, o Tricolor será dirigido novamente por Milton Cruz, que deve promover a estreia de três atletas diante do Monte Azul. Do outro lado, o Monte Azul tem três novidades para tentar surpreender o São Paulo. O volante Rafael Fefo, o meia Lopes e o atacante Borebi foram liberados pelo departamento médico e reforçarão o time. Já o meio-campista Bilica terá de cumprir suspensão automática pelo 3º cartão amarelo.

PONTE PRETA

SÓ VITÓRIA MANTÉM A “MACACA” NA BRIGA Candidatos à surpresa do Campeonato Paulista, Barueri e Ponte Preta decepcionaram na última rodada da competição – derrotas por 3 a 1, dentro de casa, para Santo André e Oeste. Para espantar a má fase, as duas equipes se enfrentam hoje, às 17h, no Estádio Eduardo José Farah, mais conhecido como Prudentão. O confronto é válido pela 11ª rodada do estadual. Depois de realizar uma boa campanha no Campeonato Brasileiro de 2009, o Barueri perdeu grande parte do seu elenco e não repete as boas atuações neste início de temporada. Somando apenas 12 pontos em dez jogos, a Abelha aposta na força do seu elenco para superar a Ponte Preta neste final de semana. ESPORTES NA TV 11 horas - Campeonato Italiano: Udinese x Inter de Milão; SporTV 11 horas - Campeonato Italiano:Milan x Atalanta;ESPN Internacional e Esporte Interativo 11h30 - Campeonato Alemão: Hannover x Wolfsburg; BandSports 12 horas - Copa da Liga Inglesa:Aston Villa x Manchester United; ESPN Brasil 13 horas - Campeonato Francês:Lille x Auxerre;SporTV 13h30 - Campeonato Italiano:Bayern de Munique x Hamburgo; ESPN Internacional 15 horas - Campeonato Espanhol: Sevilla x Athletic Bilbao; ESPN Brasil 17 horas - Campeonato Paulista: Santos x Corinthians;Globo e Bandeirantes 16h45 - Campeonato Italiano: Juventus x Palermo;ESPN Internacional e Esporte Interativo 17 horas - Campeonato Paulista:São Paulo x Monte Azul;Pay-per-view 18h40 - Campeonato Português: Sporting x Porto;Esporte Interativo 19h30 - Campeonato Paulista:Rio Claro x Palmeiras;SporTV 22h30 - Olimpíada de Inverno


esportes 8 | Natal Rio Grande do Norte |Domingo| 28 de fevereiro de 2010

O Milan conseguiu diminuir a vantagem que o separa da líder Internazionale para quatro pontos e vai torcer para um tropeço do rival diante da Udinese, fora de casa, que está ameaçada pelo rebaixamento e não pode mais perder [ ITÁLIA ]

Briga pela liderança esquenta ilão/Itália (GP) - Com o Milan reduzindo para quatro pontos a diferença para a Inter de Milão na luta pela liderança (55 a 51) a 26ª rodada do Campeonato Italiano, que teve início ontem, promete esquentar ainda mais a disputa. Os dois primei-

M

ros colocados entram em campo somente no domingo. A Inter vai atuar longe de seus domínios, pois visita a Udinese, que tem 27 pontos e começa a flertar perigosamente com a zona de rebaixamento. Os visitantes estão preocupados com a aproximação do prin-

cipal rival. “Nós ainda estamos na liderança e mais perto do título do que qualquer outro concorrente. Porém não deixamos de olhar para trás um único momento e nos preocupamos com quem está por vir. Porém a proximidade do Milan serve para aumentar a nossa

dedicação e a nossa determinação na luta por um triunfo”, analisou o português José Mourinho, técnico da Inter. O Milan, por sua vez, não deverá encontrar maiores problemas para somar mais três pontos. Além de atuar no Estádio Giuseppe Meaz-

za, em Milão, o Rubro-Negro vai medir forças com a Atalanta, que está na penúltima colocação com 21 pontos. Os milaneses encaram este duelo como uma verdadeira decisão. “Para nós é um jogo fundamental na luta pelo título. Sabemos que podemos nos aproximar ain-

da mais da Inter nas próximas rodadas e será muito importante fazermos a nossa parte”, disse o brasileiro Leonardo, técnico do Milan. Na terceira colocação com 50 pontos, a Roma tenta se manter viva na luta pelo título. Para isso vai precisar derrotar o Napoli.

[ INGLATERRA ] Em caso de empate haverá

prorrogação e depois disputa de pênaltis

Manchester decide Copa da Liga com Aston Villa ondres/Inglaterra (GP) - A Copa da Liga Inglesa será decidida neste domingo, quando Manchester United e Aston Villa se enfrentam, às 12h (de Brasília), em Londres. Os Diabos Vermelhos, que conquistaram esse título três vezes, são os atuais campeões. Na edição passada empatou sem gols com o Tottenham na final, vencendo a disputa de pênaltis. Já o Aston Villa tem cinco conquistas em sua galeria de trofeus, mas não grita “é campeão” desde a edição de 1996. O Liverpool, com sete títulos, é o maior papão do torneio. Os dois finalistas deram demonstrações de força para chegarem a esta final. O Manchester United, por exemplo, nas semifi-

L

nais, superou o duelo regional contra o Manchester City. O Aston Villa, por sua vez, fez um jogo marcante na mesma etapa contra o Blackburn, vencendo por 6 a 4. “O fato de os times terem chegado bem credenciados a essa final mostra que teremos um grande jogo neste domingo. Vamos fazer a nossa parte em campo e torcer para que ela seja suficiente para conquistarmos o título”, analisou Alex Ferguson, técnico do Manchester. O humilde discurso do Manchester United é rebatido no Aston Villa, que prefere adotar a tática de jogar o favoritismo nas costas do rival. “O Manchester United não pode negar seu favoritismo, pois tem um elenco forte”.


A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

revista da tv Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 28 de fevereiro de 2010


Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

Bia fala com Tati que, mesmo participando do combinado, Nanda não vai conseguir ficar com Bernardo. Tânia vê Maria Cláudia repreendendo Lucca pelo que ele fez com Valentina. Bimba e Rita acertam que não contarão a ninguém que eles ficaram. Valentina aconselha Cristiana a pedir para Victor contar a verdade para Bernardo sobre o beijo.

Arthur conforta Valentina, que fica muito feliz com o carinho do pai. Rita estranha, mas gosta de ouvir Bimba dizer que não se importa de namorar escondido com ela. Bruno espera por Samira no cinema, mas ela não aprece. Reco vê Bimba e Rita se beijando. Bruno pergunta para Samira por que ela não foi ao seu encontro.

Zuleide diz para Cristiana que Bernardo é o único patinador que pode substituir Léo. Reco questiona o motivo de Bimba ter ficado com Rita. Bruno decide tomar coragem e pedir permissão a Jamal para namorar Samira, mas o pai da jovem nega. Cristiana pede para Bernardo patinar com ela no campeonato.

Bernardo aceita o pedido de Cristiana para ser seu parceiro no campeonato de patinação artística. Valentina diz a Lucca que acredita em sua palavra. Bruno e Samira decidem se afastar um do outro. Cristiana fala para Valentina que só não assume o relacionamento com Bernardo por causa de Nanda.

Gustavo conta para Rose o que Verônica lhe fez. Gustavo sai da delegacia e vai à casa de Mari falar com Alcino. Os dois conversam sobre o que aconteceu e comentam o estranho envolvimento entre Domenico e Kátia. Verônica é destituída da presidência e afastada da Aromas junto com Roberto. O delegado Salviano convida Verônica e Roberto para prestarem depoimento.

Alcino conta sua versão dos fatos e a vilã se finge de inocente. Ela se defende das acusações de Gustavo alegando que Rose maltrata Glória. Dr. Walter avisa que Alcino será inocentado se existirem provas suficientes contra Verônica. Roberto liga para a vilã e ameaça contar tudo se ela não arrumar um advogado para ele. Rose vai até a mansão e briga com Verônica.

Nuno conta para Waldemar sobre a prisão de Roberto e ele decide visitar o neto. Alcino e Mari tentam convencer Pompeu a depor. Heloísa confirma para Nuno que ajudou Verônica a prejudicar muitas pessoas. Débora cai da bicicleta e acorda assustada com dor na barriga. Roberto decide contar a verdade sobre Verônica à justiça.

Glória visita Roberto e ele conta o que ajudou Verônica a fazer. Verônica fecha a venda da Aromas e da mansão com um representante do comprador. Alcino vai até o hospital ver Débora: ela não perdeu o bebê. Verônica transfere dinheiro para um banco internacional. Salviano descobre que chegou tarde à mansão. Verônica entra no avião.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

Pepa e Afrânio batem boca na lavanderia do cortiço. Nara e Serafina disputam um pedaço de renda da loja e brigam para levar o tecido. Serafina Rosa mancha a camisa de Claude quando tenta costurar o botão. Nara flagra Serafina Rosa com a camisa de Claude.Nara fica furiosa com a ideia de Frazão de casar Claude com uma noiva de mentira.

Nara discute com Serafina e exige que Claude demita a secretária. Serafina Rosa acha a carteira de Mr. Smith no chão. Egídio diz a Nara que fará de tudo para tomar o dinheiro de Mr. Smith. Serafina Rosa procura Mr. Smith e devolve a carteira a ele. Egídio demite Serafina Rosa. Mr. Smith convida Serafina Rosa para almoçar. Claude e Frazão ficam estupefados.

Afrânio vê sua amada Serafina entrando no táxi com um homem mais velho. Joana ajuda o filho Sérgio a ensaiar um monólogo de Shakespeare. Claude encontra Nara, Serafina e Mr. Smith no mesmo restaurante. Janete conta a Nara que Serafina será readmitida. Alabá pergunta a Roberta se ela ainda gosta de Claude.

Mr. Smith revela a Claude que Serafina falou bem da construtora e estende o prazo para o francês obter seu visto. Mr. Smith se despede de Serafina e avisa Claude que ele tem uma “joia preciosa” na empresa. Egídio revela para Nara que contratou uma pessoa para atrasar o processo do visto de permanência de Claude.

Frazão sugere que Claude dê R$ 1 milhão à Serafina, em troca do casamento de mentira. Antoninho afirma que existe apenas uma saída a Giovani para ele não ser despejado: comprar o casarão. Frazão aposta com Claude que Serafina aceitará a proposta de casamento para poder comprar o imóvel da família.

Vera analisa Bela, que não entende nada. Verônica fica irritada por não conseguir seduzir Ricardo. Ariosto pergunta se Vanda está escondendo alguma coisa dele em relação à Cíntia, mas ela nega. Verônica diz que pode sair da Mais Brasil e Dinho fica surpreso. Diego enrola Diogo e não responde. Rodrigo, firme, pressiona Cíntia para saber em quem ela vai votar.

Cíntia se faz de sonsa e diz que não vai fazer nada que possa atrapalhar o relacionamento dos dois. Dinho propõe desviar mais dinheiro da agência, mas Verônica diz que seria taxada de incompetente. Vera diz não confiar em Cíntia e Rodrigo revela que fez escolha errada ao optar por Cíntia. Tânia consola Guto. Bela se emociona ao ouvir Rodrigo falar do amor que sente por ela.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

ÚLTIMO CAPÍTULO.

SEGUNDA

SÁBADO

Inter TV/Cabugi – Canal 11

MALHAÇÃO ID Cristiana diz que não pode assumir o namoro e Bernardo vai embora furioso. Alê e Rafael interrompem a briga de Valentina e Lucca, que reage indignado ao ataque da ex-namorada. Glória e outros pais reclamam com Lise e exigem sua demissão. Lise pede demissão e Livramento fica chocado. Bia e Tati combinam de visitarem Nanda.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Inter TV/Cabugi – Canal 11

CAMA DE GATO No casamento, Débora e Pedro se desentendem com Duda, Igor e sua turma. Rose chega no quarto e Glória defende Verônica. Luli pega o buquê de Débora. Kátia e Domenico ajudam Gustavo e Cleusa a escaparem da mansão. Verônica aparece de surpresa no apartamento de Roberto e ele tenta disfarçar a tensão. Gustavo chega na casa de Rose e eles se beijam.

Um policial retira Verônica do avião. Verônica acusa Alcino ao chegar na delegacia. Salviano faz uma acareação entre Roberto e Verônica. Alcino diz para Mari que teme que Gustavo não o perdoe a tempo. Tarcísio mente para Rose sobre seu problema auditivo. Gustavo se surpreende ao ver quem é o novo sócio da Aromas.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

TEMPOS MODERNOS Zeca se propõe a ajudar Nelinha na investigação sobre a morte de Vivi. Bodanski é preso e Dodô não consegue avisar Goretti. Niemann pede para que Deodora conte a todos que Goretti é a nova administradora do Titã. Goretti desmaia ao descobrir o tamanho do patrimônio de Leal. Leal vai à delegacia tentar soltar Bodanski.

Leal leva as Marias para sua casa e conversa com as netas sobre a prisão de Bodanski. Albano consegue entrar no Titã e surpreende Deodora. Hélia tenta descobrir por que Niemann decidiu visitar Fidélio. Niemann se desespera ao ver Albano pressionando Deodora. Albano e Deodora se enfrentam, mas ela acaba levando a pior.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

VIVER A VIDA Garcia diz à polícia que suspeita que Lucas tenha sido o autor do incêndio. Felipe beija Renata. Miguel deixa Ingrid nervosa ao insinuar que Jorge está com Myrna. Soraia liga para Dora e conta sobre o incêndio. Soraia diz a Garcia que vai ajudá-lo a reconstruir o restaurante. Jorge passa a noite com Myrna. Dora resolve voltar para Búzios. Soraia cozinha para Garcia.

Miguel confessa para Ariane que está apaixonado por Luciana. Ingrid não gosta de ver Jorge chegar em casa de manhã. A modelo comunica Marcos que suas hóspedes voltarão a Búzios. Malu devolve o presente de casamento para Betina. Rafaela e Dora se emocionam ao reencontrarem Garcia. Helena fica nervosa quando Luciana entra com Bruno na casa amarela.

TV Tropical – Canal 8

UMA ROSA COM AMOR Mr. Smith se oferece para investir na construtora de Claude e pergunta se ele tem visto de permanência no Brasil. Giovani recebe um aviso do oficial de justiça: ou compra o cortiço ou será despejado. Serafina encomenda remessa de flores para ela mesma. Freitas sugere que Claude se case com uma brasileira para permanecer no país.

Potengi – Canal 3

BELA, A FEIA

TV Tropical – Canal 8

2

Ricardo pergunta se pode contar com Cíntia em relação à escolha do novo presidente da agência. Cíntia diz não poder votar contra seu noivo: ela promete pensar e deixa Ricardo preocupado. Douglas e Márcia solicitam o retrato falado do homem que almoçava com Verônica quando Mariana foi morta. Cíntia e Adriano se beijam. Ela não diz se votará em Adriano para presidente.

PODER PARALELO E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

E EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.


revista da tv

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 3 SBT/CAROL SOARES

ontem Como se fosse

O casal de amigos aproveita a ponte aérea para botar o papo em dia

Claudio Lins e Carla Marins revivem em ‘Uma rosa com amor’, do SBT, par romântico formado há 15 anos OLÍVIA MENDONÇA

arece que foi ontem. Pelo menos é assim que Carla Marins e Claudio Lins se sentem quando lembram de “História de amor”, novela de Manoel Carlos de 1995 em que se conheceram e formaram par romântico pela primeira vez. Agora a parceria se repete em “Uma rosa com amor”, remake que estreia amanhã, às 20h15m, no SBT, com texto de Tiago Santiago, marcando sua estreia na casa. Na trama, ele é Claude, um empresário francês que para continuar trabalhando no Brasil, onde precisa conseguir um visto de permanên-

P

cia. A única maneira de viabilizar isso é se casar com sua secretária, a fechada Serafina Rosa (Carla Marins), que aceita o acordo por precisar de dinheiro para não perder a casa em que mora com sua família. A princípio o casal não tem nada em comum. Claude tem, inclusive, uma noiva (vivida na trama por Mônica Carvalho), mas não pode se casar por ela não ser divorciada de seu ex-marido. Mesmo com todos os empecilhos, o empresário e a secretária, é claro, se apaixonam. — A história é um folhetim clássico, desses onde o casal vai passar por mil e uma dificuldades antes do final feliz. E vou te

dizer que já li o roteiro até o capitulo 65 e nada de eles cederem à paixão — ri o ator — É um prazer viver essa trama ao lado de Carla, que tanto me ajudou há 15 anos, quando eu estreava em minha primeira novela — emenda ele, que além de clarear as madeixas, tem caprichado em no sotaque para viver o rabugento francês. Mas que ninguém vá esperando encontrar o chef Claude Troisgrois na novela. O sotaque do personagem de Lins é mais brando. — Está mais para um Olivier Anquier (chef francês bonitão que mora no Rio). O Claude é como um anti-herói, não faço o tipo galã padrão.

O personagem é meio reclamão, mal-humorado, como os franceses são de verdade — brinca. Carla diz que o papel e o nome vieram bem a calhar, já que Claude é o apelido do ator entre seus os amigos há tempos. — Eu e uma amiga já chamávamos ele assim. Somos amigos fora do trabalho também. A gente pode não contracenar há 15 anos, mas estamos em contato. O fato de fazermos outro par romântico só faz a gente se aproximar mais — conta a atriz, que, assim como Lins, vive no Rio mas tem passado a semana em São Paulo, onde acontecem as gravações na novela e, nas horas vagas,

SBT/ROBERTO NEMANIS

os dois curtem a cidade. A ponte aérea, apesar de cansativa, não é motivo de reclamação dos atores, que acreditam no sucesso da produção. — Acho importante ter trabalho em São Paulo também. A qualidade técnica da novela está incrível e o texto está ótimo, muito leve. Tudo está bem diferente de quando fiz “Esmeralda”, em 2004. Tomara que as pessoas percam o preconceito e assistam — destaca Lins. Carla faz coro: O fato de o núcleo de teledramaturgia ter sido abraçado por Íris Abravanel (mulher de Silvio Santos) deu outra credibilidade ao produto. É profissional.

REPRODUÇÃO DE TV

Dose de realidade

ROBERTO JUSTUS

Realities temáticos e de curta duração, game shows e a mistura dos dois formatos são as apostas do SBT para este ano.A emissora,que já tem em sua grade quatro programas do gênero — “Qual é seu talento?”,“Um contra cem”,“Esquadrão da moda”e “Supernanny”— vai estrear mais três formatos em 2010. As novidades foram anunciadas numa coletiva para a imprensa na semana passada.Embora a emissora tenha divulgado poucos detalhes das atrações,já se sabe o nome e as propostas de cada uma. Roberto Justus,que comanda a gincana de “Um contra cem”,vai ganhar uma nova atração:“O grande desafio”,espécie de“O aprendiz”com esportes radicais.Outra estreia é“Romance no escuro”,onde casais que não se veem serão formados.As aparências só serão reveladas depois dos participantes se envolverem às cegas.A lista inclui ainda “Pegue seu dinheiro e corra”,uma competição na linha de“Jogo duro”,da TV Globo.Além dos programas inéditos,o reality“Solitários”,em

SOLITÁRIOS

que participantes são submetidos a duras provas enquanto ficam confinados em cabines individuais,garantiu nova temporada. Além de reforçar a aposta em realities e games,a emissora também vai continuar a dar destaques nas séries importadas.O SBT

comprou títulos como “The mentalist”, “Diário de um vampiro”e as “Patricinhas de Palm Beach”, todas ainda sem data de estreia.Continuam na programação “Supernatural”,“Gossip girl”e “Smallville”. [Márcia Abos]


4

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

»EUA,REINO UNIDO E COLÔMBIA EM ESTREIAS

“Brothers & sisters”(Universal Channel) continua do mesmo jeito:um tremendo novelão dos bons.Ainda bem.

Uma série colombiana,um clássico da TV,um spin-off britânico e um suspense policial são as estreias da semana:“Los caballeros las prefieren brutas”(Sony,hoje,13h),“Bonanza”(TCM,amanhã,21h), “Law & Order:Reino Unido”(A&E,quarta,23h,foto à direita) e “Bones”(Fox,quinta,21h).

SERIAIS

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

“Smallville”(Warner) era mais suportável quando ainda não tinha personagens vestindo malhas colantes.

TÉLIO NAVEGA - TOM LEÃO - VALQUÍRIA DAHER

Investigação em alto-mar FOTOS DE DIVULGAÇÃO

D

emorou, mas a série “NCIS”, que faz um tremendo sucesso nos EUA, com cerca de 20 milhões de espectadores a cada episódio, ganhou seu primeiro spinoff. “NCIS: Los Angeles”, que estreia quarta, às 21h, no A&E, vai quase pelo mesmo caminho trilhado pelo detetive Jethro Gibbs, feito há sete temporadas pelo ator Mark Harmon em “NCIS”, a primeira série. Os novos detetives, interpretados por Chris O’Donnel e L. L. Cool J., continuam investigando crimes relacionados à marinha americana, mas, agora, em uma unidade especial situada em Los Angeles, eles vão mais a campo, quase como policiais. A dedução e a lógica, herdados de “CSI”, continuam lá, porém com muito mais ação do que de costume em um seriado de investigação forense. O resultado é bem satisfatório graças à boa química existente entre os dois protagonistas. Enquanto o, por vezes cantor, Cool J. faz Sam, um agente especializado em Oriente Médio, seu parceiro O’Donnel é G. Callen, um detetive misterioso, sem passado, que não tem família e cresceu em orfanatos. A cada caso resolvido, descobre-se um pouco mais sobre o personagem. E muita coisa o próprio Callen também não sabe, fazendo deste personagem um dos melhores na carreira de O’Donnel, que fez sucesso em filmes como “Perfume de mulher” e “Batman & Robin”, mas, apesar de papéis esporádicos aqui e ali, andava sumido das telas desde que decidira se dedicar à família. Outra presença muito bem-vinda é a da atriz Linda Hunt, de clássicos como “O ano em que vivemos em perigo”. Em “NCIS: Los Angeles”, a pequena grande atriz faz Hetty, a chefe do departamento. É ela quem manda e

» ECOS DO PASSADO A vida pregressa de Wilson (Robert Sean Leonard) ficará um pouco mais clara para os fãs de “House”em breve.Samantha,a primeira das ex-mulheres do médico,mostrará a cara na série (foto dos dois acima).O rosto em questão é de Cynthia Watros,a Libby de “Lost”.

»

COLADINHOS COM OBAMA O fenômeno “Glee”vai chegar à Casa Branca.O convite veio da primeira-dama americana, Michelle Obama,que compartilha com as filhas o apreço pela série musical.A turma do colégio William McKinley deve se apresentar durante a tradicional festa de Páscoa da residência oficial.

»ELEMENTAR,MEU CARO A moda Sherlock Holmes vai chegar ao mundo das séries. Parceria da rede americana PBS e da inglesa BBC,o seriado inspirado na obra de Arthur Conan Doyle terá como protagonistas Benedict Cumberbatch (Sherlock) e Martin Freeman (Watson).

desmanda em Callen e Sam. Hetty também cuida dos disfarces e, principalmente, da logística de cada missão. Ainda é cedo para saber se o “filho” de Los Angeles fará tanto sucesso quanto

o pai, de Washington, mas, ainda em seus primeiros episódios, o spin-off com O’Donnel e Cool J. tem feito bonito na audiência e na trama, sempre recheada de grande tecnologia e, claro, de ação. Muita ação.

»NOVA APOSTA A criadora de “Weeds”, Jenji Kohan,está produzindo um piloto para o Showtime.A comédia musical tem como roteirista Stephen Falk,parceiro dela na série estrelada por MaryLouise Parker.


revista da tv

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

5

TV GLOBO/ ZÉ PAULO CARDEAL

O senhor está satisfeito com a mudança de horário do programa?

FAUSTÃO: Essa é uma antiga reivindicação minha. Concordei em dividir o programa por um ou dois anos, na época da Marluce (Dias da Silva, antiga diretora-geral da TV Globo), e acabou ficando. Seis horas da tarde é melhor. O programa começou historicamente das 15h30m às 18h30m, depois de “Os Trapalhões”. Agora será o contrário. Começaremos depois do jogo e ficaremos até 20h45m. Pode ser que o “Domingão” vá até 21h. Qual o principal motivo da reivindicação da mudança de horário do“Domingão”?

O público do primeiro e o do segundo bloco é diferente. E, na verdade, eu cobrava o mesmo preço para os dois tempos e os anunciantes reclamavam, já que o tipo de público e o índice de televisores ligados não são os mesmos. E programa de auditório, em dois blocos, desesquenta a plateia. Mas mesmo com apenas um tempo, o programa continua sendo para um público diversificado,não é verdade?

Esse tipo de programa tem que atingir todas as classes e idades. Como todo supermercado, tem que ter produtos para as classes A, B, C, D, E, F, G, H, I, J... Durante toda a semana, a programação é segmentada. Há atrações para crianças, adolescentes, novelas e jornalismo. Domingo tem a maior concorrência, porque é o dia em que a gente tem que falar para todo mundo ao mesmo tempo. Pode ser que um dia o “Domingão do Faustão” seja para um público segmentado?

O programa vai continuar assim por mais tempo. Mas, por isso mesmo, precisamos surpreender o espectador o tempo todo. A TV aberta para todas as classes e idades é um desafio. Por isso as mudanças constantes?

São 22 anos. Quando o Boni me contratou, ele falou: “Você não vai fazer uma corrida de 100 metros. Será uma corrida do tempo”. Na história da TV Globo nenhum programa durou tanto com o mesmo âncora. A gente muda o tempo todo, o ano inteiro. O “Domingão” tem dramaturgia, show, jornalismo e prestação de serviço. O programa de auditório é onde há calor humano na televisão. O senhor faz reuniões com todos os seus anunciantes,não é?

Sou o único artista da Globo que trata diretamente com os anunciantes. Sei sobre todas as promoções e anúncios que estarão no ar. Acredito na participação do apresentador para criar e para atender às

Gerente do m e r c a d o JOANA DALE

austo Corrêa da Silva define o programa que apresenta aos domingos, desde 26 de março de 1989, como um grande supermercado. E, tal como um gerente, ele está inovando na oferta dos produtos para atrair o público. A partir de 4 de abril, o “Domingão do Faustão” aparecerá de cara nova. Para começar, o cenário clean dará lugar a um ambiente multicolorido. Atendendo à antiga reivindicação do apresentador, o horário mudará e o primeiro bloco — antes do futebol — será (temporariamente) cancelado. O dominical, que em 2009 teve 18 pontos de média no Ibope, começará após o jogo, às 18h. Com 50 minutos a menos, os diretores prometem ganhar em agilidade e conteúdo. Uma das estreias é o quadro “Sufoco”, gincana que mesclará conhecimentos gerais, resistência e sorte. Queridinha do público, a “Dança dos famosos” voltará com mais glamour. Em outra atração, Faustão contará histórias de anônimos e famosos com altas doses de humor. Aos 59 anos e com 32 quilos a menos, Fausto se mostra em forma na entrevista à Revista da TV.

F

necessidades dos anunciantes e ter, assim, o melhor retorno. E a maior prova do nosso êxito é o nível dos anunciantes que ele tem. O Carlos Augusto (Montenegro), do Ibope, fala que baixaria sistemática na TV é feito doce de leite. Dá audiência no começo, mas não dura. Como o senhor analisa o papel do “Domingão”na grade da Globo?

Quando você entra no ar na primeira etapa (do programa), herda o público de uma atração segmentada, que é o “Temperatura máxima”. Na segunda parte, também rece-

[Quadro] 1.092 domingos* NO AR VIDEOCASSETADAS PEGADINHAS ATRAÇÕES MUSICAIS RECORDE

ARQUIVO CONFIDENCIAL AUDITÓRIO

250 mil minutos 80 mil 1.200 4.200 Leonar:57 vezes Claudia Raia:44 e Latino:41. 180 vezes 390 mil

* Números atualizados até o programa do dia 21/02/2010

be um público bem específico, que é o dos jogos de futebol. E entrega para o “Fantástico”, programa que agora tem concorrência. Domingo está complicado. Não é fácil. Sobre a concorrência... O que o senhor achou da ida do Gugu para a Record?

Toda a concorrência é boa. É bom para todo mundo. Renovei meu contrato com a Globo por mais sete anos. O contrato prevê as mudanças no programa?

De abril a outubro, será só o segundo tempo. Mas a partir de novembro, por conta do horário de verão, que muda o horário dos jogos, o programa volta a ter duas partes. Em dezembro, voltamos a uma parte só. Em janeiro a fevereiro, mais mudanças à vista por conta dos campeonatos regionais. Em tempos de Copa do Mundo e Olimpíadas, já dividi o programa em duas, três, quatro partes. Essa flexibilidade é histórica. Com tantas mudanças por causa do futebol,o senhor ainda gosta do esporte?

Gosto, não tenho problema com isso. O comentário é geral:o senhor está visivelmente muito mais magro...

A televisão engorda um pouquinho (risos). Pessoalmente eu aparento estar mais magro. Em seis meses, emagreci 32 quilos. Foi por uma questão de saúde. Estou gostando: antes usava “XXXXXL”, agora estou na camisa “L”, “XL”.


6

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Ontem: Zeca Camargo, Maria Paula, Rita, Daniel Benevides, Gastão, Astrid Fontenelle,Thunderbird e Cuca Lazarotto eram VJs no início dos anos 90

Quase

s o t l u ad Conheça as histórias e os bastidores da MTV Brasil no ano em que o canal, referência para o público jovem, completa 20 anos ZEAN BRAVO

rimeira VJ a botar o rosto na MTV brasileira, Astrid Fontenelle sempre teve noção de que aquele momento, quando apresentou o canal, ao vivo, e chamou o clipe de “Garota de Ipanema”, com Marina Lima, entraria para a história da televisão. Acertou. No início da década de 90, tudo se resumia ao videoclipe — e toda uma nova linguagem considerada jovem e moderna para a época. Mas logo a emissora encontrou identidade própria. No entanto, a MTV verde e amarela, vista no começo somente como a versão brasileira da matriz americana, completa 20 anos em 2010 se autoproclamando “a maior rede de televisão jovem do país”. Com o poder de sempre se reinventar, o canal estreia nova programação amanhã. — Eu era um pouco mais espertinha do que aqueles outros VJs que estavam começando ali. Para mim sempre foi importante pra caramba botar uma emissora no ar e

P

1990

ESTREIA: Astrid Fontenelle apresentou o canal em 20 de outubro,com o clipe de “Garota de Ipanema”, de Marina Lima

saber que fui a primeira a mostrar a cara no vídeo. Já tinha experiência na televisão, mas na MTV realmente aprendi a fazer aquilo — destaca Astrid, que acumulou a função de apresentadora com a de gerente de VJs e depois com a de gerente de Jornalismo (após a saída de Zeca Camargo, o primeiro dono do cargo), durante os nove anos em que ficou na MTV e comandou atrações clássicas como “Barraco” e “Pé na cozinha”. Parte do primeiro time de VJs, que trazia ainda nomes como Gastão Moreira, Cuca Lazarotto e Thunderbird, Maria Paula estava com 19 anos quando a emissora foi lançada em UHF no dia 20 de outubro de 1990 — no Rio de Janeiro a programação do canal também era sintonizada através da antiga TV Corcovado, que alugava seus horários vespertinos e noturnos para a MTV. — Nossa, como eu era amadora! Tinha até uma piada dizendo que os VJs balançavam muito os braços, mas a gente era mesmo inexperiente. Todo mundo era muito

jovem — frisa a atual musa do “Casseta & planeta urgente!”. — Não existia videoclipe brasileiro, fora aqueles exibidos pelo “Fantástico”. Foi a MTV que começou a produzir os clipes de gente como Paralamas — recorda. Ex-VJ e atual subprefeita da Lapa paulistana, Soninha Francine trabalhou nos bastidores do canal antes de virar apresentadora. Ela entrou na MTV em 1990, no segundo mês de existência do canal. — Éramos uma tropa de soldados formada por estudantes de jornalismo ou rádio e TV que foram fazendo as coisas do seu jeito, às vezes desafiando os dogmas da MTV americana. Uma das coisas que mudamos foram os textos, com menos oba-oba e mais informação — entrega hoje Soninha. Diretor geral do Grupo TV da Abril, detentor hoje de 100% da MTV Brasil, André Mantovani comenta aquele impacto inicial do canal no cenário nacional. — A estreia da MTV causou convulsão na linguagem na

1991 ACÚSTICO MTV: O Barão Vermelho foi a primeira banda a desplugar os instrumentos para os shows acústicos que viraram marca registrada do canal.A apresentação,porém, não foi lançada em CD. O primeiro show da série a virar álbum foi o de Gilberto Gil (1994).

1992 “TVLEEZÃO”: Rita Lee interpretava vários personagens neste programa,de apenas 15 episódios,que ganhou ares cult.A atração mesclava entrevistas e os tipos excêntricos vividos pela cantora. Partes do programa foram lançadas no DVD “MTV ao Vivo Rita Lee”, de 2004.

“NA REAL”: Primeiro reality show exibido por uma TV brasileira,“Real world”trazia jovens convivendo numa mesma casa.Produzido pela MTV americana,a atração foi rebatizada de “Na real”por aqui.

ENTREVISTA COM AXL ROSE: O líder do Guns N’Roses vê Cuca pela TV e diz que só dará entrevista à MTV no Rock in Rio 2 se for para a VJ.


revista da tv

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

ARQUIVO

7

MTV/KELLY FUZARO

Hoje:Talita Werneck, Paulo Serra, Rodrigo Capella, Guilherme Santana, Marcelo Adnet, Rafael Queiroga, Dani Calabresa e Fábio Rabin formam a turma de 2010

TV no Brasil. Viramos referência ainda para a publicidade, sem falar da nossa contribuição para o surgimento de vários artistas — enumera Mantovani, mais preocupado agora com o futuro. — Surgimos 100% musical, propondo uma nova forma de comunicação através da TV. Mas agora a MTV é um canal de estilo de vida e comportamento jovem. Sempre atualizamos nosso vínculo com a nossa audiência e queremos estar fortes também em outras mídias, como a internet e o celular — completa. Mais do que apontar tendências musicais, a MTV sempre ditou regras também no campo do comportamento. Crítica de TV e professora de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, Esther Hamburguer destaca essa como uma das principais funções do canal. — A MTV também foi importante ao dar espaço para a discussão de temas controvertidos, e importantes para os jovens, como a sexualidade e a intimidade — acredita a professora. Para André Mantovani, a essência do canal ainda é

musical. Mas a novíssima programação, anunciada semana passada, dá sinais de que o humor, especialmente o feito por Marcelo Adnet, maior estrela da emissora na atualidade, ganha cada vez mais espaço (leia na página 8). — A gente sempre tentou se associar a jovens talentos bacanas — afirma a diretora de Produção e Programação do canal, Cris Lobo, ao destacar outra característica marcante. De fato, a MTV é um dos canais que mais lançam nomes. Atualmente no Multishow, Edgard Piccoli enumera as experiências profissionais mais importantes que viveu nos 14 anos em que trabalhou no canal. Ele destaca as primeiras transmissões ao vivo de shows, com a banda Australiana Midnight Oil, e as viagens para a praia durante os verões. — Tive a honra de ser o único brasileiro a falar com o White Stripes e com o Pearl Jam na ocasião das vindas das bandas ao Brasil — conta Piccoli, que foi galã do canal, onde ganhou o apelido de “VJ pão”. — Fui paquerado pela Cindy Lauper que acabou fazendo um convite um

1995 “TELEGUIADO”: Cazé estreia o programa em que liga para a casa dos espectadores,que pedem clipes e interagem com o VJ.

ENTREVISTA COM RENATO RUSSO: Zeca Camargo bate um longo papo com o vocalista do Legião Urbana,geralmente avesso a entrevistas

tanto indiscreto para que eu a apresentasse no show. Até aí tudo bem! Mas tinha um olhar lascivo e pulei fora. No final da entrevista com a Britney Spears a assessora dela veio dizer que ela comentou que enfim havia sido entrevistada por um homem bonito. Ser considerado belo pela Britney? Grande coisa! — esnoba. Prolífera em musas, a MTV já apostou em Sabrina Parlatore, Fernanda Lima e Daniella Cicarelli. Exapresentadora do “Disk”, Sarah Oliveira esteve no canal entre 1999 e 2006 e foi uma das VJs que uniam beleza e informação musical. Hoje, ela ainda se refere ao canal como uma “família”. — A gente tinha apenas um camarim para todos os VJs. Então já viu, né? Era o João Gordo peladão ou de cueca de um lado, eu pedindo para os meninos darem licença para me trocar do outro, e Didi Wagner chegando atrasada e pedindo pra usar o provador rápido porque entraria ao vivo. [COLABOROU DONIZETI COSTA]

1998 VMB: A primeira edição da premiação,ainda chamada de Video Music Awards Brasil,foi apresentada por Marisa Orth em 31 de agosto.

RACIONAIS X CARLINHOS BROWN: O músico baiano era o apresentador do prêmio neste ano e interrompeu o longo discurso de agradecimento dos Racionais MC para falar sobre racismo. Criou um grande constrangimento e acabou vaiado pela plateia.

“ERÓTICA MTV”: Estreia do programa em que médico Jairo Bouer tirava dúvidas do público e Babi Xavier mediava papos com os convidados.


8

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Humor ganha espaço na grade DONIZETI COST

MTV entra no vigésimo ano promovendo uma das maiores reformulações em seu elenco de VJs, apresentadores e humoristas já vista na história da emissora. São nove rostos novos que aparecerão na emissora a partir desta semana, que também estreará sete atrações, além de repaginar outras. Amanhã, a novidade é “Top10” (de segunda a sexta, às 18h), uma parada de sucessos montada a partir de votação no portal da MTV. O programa será comandado por Vanessa Hadi, uma das apostas da casa. — O diferencial do “Top10” é que ele interagirá com o público, que terá seus comentários do Twitter publicados no mesmo momento em que o programa for ao ar — antecipa a diretora de programação e produção do canal, Cris Lobo.

A

O maior número de recém-chegados reforça os humorísticos. Entre eles estão Ronald Rios e Erik, integrantes da dupla “Badalhoca”, que batiza programete a ser exibido às sextas, à 0h15m. O “Quinta categoria”, atração das quintas, às 22h30m, também traz rostos praticamente desconhecidos do público. Os improvisos, agora, estarão a cargo de Paulinho Serra, Rodrigo Cappela e Talita Werneck, do grupo DezNecessários, outra trupe carioca recém-contratada pela MTV. — Nosso público gosta de renovação. Acho que vai se adaptar bem à mudança — prevê Cris Lobo. Marcelo Adnet também terá novo companheiro no “15 minutos”: sai Kiabbo e entra Rafael Queiroga, um de seus parceiros de cena no espetáculo “Z. É. — Zenas Emprovisadas”. Além do programa, Adnet comandará às quartas, às 22h30m, o “Comédia MTV”, ao lado de Dani Calabresa, Fábio Ra-

As carinhas de ex-VJs espalhadas na capa desta edição podem ser vistas atualmente em diferentes canais, abertos ou a cabo. Característica marcante da MTV, a renovação de elenco nem sempre parte da emissora. A mais recente baixa, com a saída de Marcos Mion, fez o canal perder também João Gordo, Felipe Solari e o grupo Hermes e Renato — todos estarão em “Legendários”, programa comandado por Mion que estreia agora em março na Record. O ex-apresentador do “Piores clipes do mundo” já deixou a MTV em 2002 quando foi para a Band. Mas não repetiu o êxito na TV aberta e retornou ao canal, três anos depois. Atual titular do “Notícias MTV”, Cazé — responsável por momentos históricos no canal à frente do “Teleguiado” — também trocou a emissora pela Globo em 2001. Hoje, afirma que seu lugar é mesmo na emissora jovem. — O convite mais recente vindo de outro canal foi para ancorar o “CQC” na Band. Optei pela MTV por ter liberdade e confiança — explica Cazé, de 42 anos. — Consegui reunir muita gente bacana entre os colaboradores do “Notícias MTV”. Quero aproveitar esse celeiro de talentos e também me agrada esse formato de programas de 15 minutos. Cazé e Mion não se encontraram na TV aberta, mas há vários exemplos de ex-VJs que souberam se reinventar em outros canais. Zeca Camargo, Maria Paula, Otaviano Costa, Fernanda Lima e Márcio Garcia hoje fazem sucesso na Globo. Adriane Galisteu e Daniella Cicarelli integram o elen-

bin, Rafael Queiroga e Guilherme Santana e os DezNecessários. Outras novidades incluem “Viva! MTV” (terça, dia 9, às 23h30m), com Marina Person, que tratará de assuntos relativos à qualidade de vida; “MTV na pista” (quarta, às 23h30m), em que a VJ Kika Martinez mostrará baladas nas capitais brasileiras, e “IT MTV” (quarta, às 23h30m), programa de moda e estilo jovem a cargo de Carol Ribeiro. Há ainda “Didiabólico” (dia 10, à 0h15m), em que Didi abordará temas esquisitos. Nos próximos meses, Penélope Nova voltará ao ar com uma atração sobre comportamento.

MT V/KELLY FUZARO

1999 2000

O ninho dos ovos de ouro MARCOS ISSA/AG.ARGOS

MARINA PERSO: PROGRAMA NOVO

ARQUIVO

RENOVAÇÃO: A cara do canal muda,quando são lançados vários programas ao vivo como o “Supernova”,com quatro edições diárias apresentadas por Chris Couto,Chris Nicklas,Edgard Piccoli e Soninha Francine. O grupo Hermes e Renato estreia com um quadro dentro do“Voz MTV”

“20 E POUCOS ANOS”: O reality show nacional mostrava a interação entre jovens.A primeira edição teve um pitboy e um gay assumido.

2003

2001 CHRIS NICKLAS

ACÚSTICO DE ROBERTO CARLOS: O canal grava o acústico do cantor,mas a TV Globo,que tem contrato com o Rei,não libera a exibição.

MARCOS MION

co da Band. Babi Xavier e Chris Couto são da Record. Didi Wagner e Edgard Piccoli estão no Multishow. Astrid Fontenelle é colega de Chris Nicklas no GNT. — Hoje troco figurinha com gente que trabalha comigo no canal e diz que me mandava cartas na época da MTV — diverte-se Chris Nicklas, que ficou oito anos no canal musical e trabalhava como modelo antes de entrar na TV. — Comecei no departamento de jornalismo, mas depois pedi para mudar para o musical, onde me dei melhor. Com planos de lançar um livro com o “proibidão” (palavras dela) da MTV no aniversário de 21 anos do canal no ano que vem, Astrid setencia: Tem essa fama de que VJ da MTV não dá certo fora, mas o que não dá certo é querer fazer o que se faz na MTV em outro canal.

BEIJO GAY: Apresentado por Fernanda Lima,o “Fica comigo”mostrou o primeiro beijo entre dois homens num programa de auditório.

“PIORES CLIPES DO MUNDO”: Um inspirado Marcos Mion assume o comando do programa, antes apresentado por Marina Person.O VJ tira sarro de clipes que geralmente não passavam na programação do canal e elege o cantor Supla como seu alvo preferencial.

“ROCK GOL DE DOMINGO”: O campeonato de futebol do canal, disputado entre músicos desde 1995, ganhou sua mesa redonda,com convidados,em 2003. Apresentada por LUAU COM CÁSSIA Paulo Bonfá e Marco ELLER: Sarah Oliveira Bianchi,a mesa apresenta este último redonda está no ar registro de TV feito dias até hoje e é exibida antes da morte da cantora. atualmente às terças.

2004

2006

CAETANO VELOSO NO VMB: O cantor se irrita no VMB e protagoniza um barraco,ao vivo,após duas panes em seu show com David Byrne.“Toma vergonha na cara,MTV”,grita

JOÃO GORDO X DADO DOLABELLA: Convidado do “Gordo a Go Go”,o ator briga com apresentador logo no começo das gravações e usa uma machadinha para quebrar a mesa do cenário do programa.Gravada em 2003,a cena ó foi liberada exibida pela MTV,em seu site,em 2006.

“15 MINUTOS”: Marcelo Adnet e sua verborragia fazem sucesso no canal e inauguram um novo formato de programas de curta duração.


revista da tv

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Programação de tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Programação de filmes

9

Rodrigo Fonseca

FOTOS:DIVULGAÇÃO

HOJE TÁXI Com Queen Latifah, Jimmy Fallon, Gisele Bündchen. Pane no freio. Esta esfarrapada versão de um blockbuster europeu homônimo é assinado pelo cineasta Tim Story (“Quarteto Fantástico”). O filme traz Gisele Bündchen no elenco, como vilã. Na trama, um policial trapalhão (Jimmy Fallon) une forças a uma taxista barbeira (Queen Latifah) para deter uma quadrilha. O “Táxi” original, de 1998, foi dirigido por Gérard Pirès a partir de um roteiro do cineasta francês Luc Besson. Símbolo de competência na dublagem nacional, Alessandra Araújo empresta a voz a Queen Latifah. Comédia policial. INTER TV/CABUGI, 13h05m.

Programa de Cinema: Sinhá Moça InterTV Cabugi/Globo -11 05:50-Santa Missa 06:50-Sagrado 07:00-Globo Comunidade 07:30-Pequenas Empresas 08:00-Globo Rural 08:55-Auto Esporte 09:30-Esporte Espetacular 12:30-A Turma do Didi 13:05-Temperatura Máxima:Táxi 14:58-Globo Notícia 15:01-Domingão do Faustão 16:50-Futebol 2009 19:00-Domingão do Faustão 20:45-Fantástico 23:15-Big Brother Brasil 10 23:55-Domingo Maior:Segurança nacional 01:34-Flash Big Brother Brasil 10

TV Universitária/Cultura - 5 06:00-Via Legal 06:30-Brasil Eleitor 07:00-Palavras de Vida 08:00-A Santa Missa 09:00-Viola Minha Viola 10:00-A Turma do Pererê 10:30-Poko 11:00-Castelo Rá Tim Bum 11:30-Janela Janelinha 12:00-ABZ do Ziraldo 12:45-Curta Criança 13:00-Os Heróis da Praia 13:30-Papo de Mãe 14:30-Cultura Ponto a Ponto 15:00-Stadium 16:00-Assim que Funciona 16:30-Expedições 17:00-Ver TV 18:00-De Lá Pra Cá 18:30-América Latina Tal Como Somos 19:00-Som na Rural 20:00-Conexão Roberto D’Ávila 21:00-Esportvisão 22:30-Arte com Sérgio Britto 23:15-Curta Brasil 00:15-DOC TV IV — Sou negro não sei sambar 01:15-Programa de Cinema:“Sinhá Moça”

TV Mult tv/Rede TV! - 17 06:00-Ultrafarma 08:00-Igreja Universal do Reino de Deus 08:30-Avanti Mídia 09:30-Pé na Estrada 10:00-Interligado 10:30-Pague Menos 11:45-Programa Carlos Cunha Show 12:00-Médico de Alma e Corpos 13:00-Tempo de Avivamento 13:30-Avanti Mídia 14:00-Auto Mais 14:45-Caçadores de Aventuras 15:15-Transição 15:45-Olhar Digital

16:15-Interligado 17:25-Planeta Turismo 18:15-Ritmo Brasil 18:45-Bola na Rede 21:00-Pânico na TV 23:30-Dr.Hollywood 00:15-É Notícia 01:15-A Hora e a Vez da Pequena Empresa 02:00-Igreja da Graça Nosso Lar 04:00-Super Papo

TV Potengi/Bandeirantes - 3 07:00-Mundo Real 07:30-Vida e Missão 08:00-Posso Crer no Amanhã 08:30-A programar 08:45-TV Jam 09:00-A Glamourosa 09:30-Multirio 10:00-A Programar 10:30-Brasil Caminhoneiro 11:00-Rota Sertaneja 12:00-Caçador de Relíquias 13:00-Uma Escolinha Muito Louca 14:00-O Maior Espetáculo da Terra 14:30-Band Esporte Clube 16:30-Futebol 2010 — Campeonato Carioca 19:00-Terceiro Tempo 21:00-Vídeo News 21:30-Domingo no Cinema:Uma nova vida 23:25-De Olho na Copa 23:30-Canal Livre 00:30-Deles & Delas 01:30-Liliana Rodriguez 02:00-Show Mix 02:30-Espaço Vida Vitoriosa

TV Ponta Negra/SBT -13 06:00-Chaves — Séries 07:00-Pesca Alternativa 08:00-Vrum 08:30-Ganhe Mais Dinheiro Com Jequiti 09:00-Domingo Animado 11:00-Domingo Legal 14:45-Eliana 19:00-Roda Roda Jequiti 19:45-Programa Silvio Santos 00:00-Especial Programação 2010 00:45-Pegadinhas Picantes 01:15-Harper’s Island — O Mistério da Ilha 02:00-Arquivo Morto — Série 03:00-Nip/Tuck (Estética) — Série 04:00-Jornal do SBT

TV Tropical/Record - 8 07:15-Desenhos Bíblicos 08:00-Vancouver 2010 11:15-Domingo Aventura:A programar 12:30-Tudo é Possível 17:00-Domingo Espetacular 20:00-Programa do Gugu 22:30-Encerramento Vancouver 2010

SINHÁ MOÇA Ganhador do Prêmio do Senado Alemão no Festival de Berlim de 1954, esta adaptação do romance homônimo de Maria Dezonne Pacheco Fernandes correu o mundo, revelando o cinema brasileiro de espírito indus-

trial feito pelos estúdios da Vera Cruz. Eliane Lages esbanja charme na pele de Moça, filha de latifundiário envolvida em discussões abolicionistas. Um advogado escravocrata, Rodolfo (o galã Anselmo Duarte), vai abalar seu coração. TV BRASIL, 1h15m. UMA NOVA VIDA Com Whoopi Goldberg, LL Cool J, Jada Pinkett Smith, Vivica A. Fox. Rascunhos. Responsável pelo antológico “New Jack City” (1991), o profícuo produtor Doug McHenry partiu da peça “Dearly departed”, de David Dean Bottrell e Jessie Jones, para construir esta hilária trama sobre lavação de roupa imunda em família. No roteiro, a viúva Raynelle (Whoopi Goldberg) resolve reunir seus parentes para o funeral do maridão. Comédia. POTENGI, 21h30m. SEGURANÇA NACIONAL Com Martin Lawrence, Steve Zahn, Eric Roberts. Atrás das grades. Nem todo comediante negro dos EUA tem o carisma de Eddie

Murphy, mas Martin Lawrence não entendeu isso. Aqui, com sua grosseria habitual, ele vive um segurança azarado obrigado a trabalhar com um rival (Steve Zahn) para deter um esquema de contrabando. Rodado entre março e junho de 2001, o filme teve um faturamento de US$ 35,7 milhões. Seu diretor, Dennis Dugan, está finalizando neste momento a comédia “Grown ups”, com Adam Sandler e Salma Hayek. Comédia policial. INTER TV/CABUGI, 23h55m. UM DE NÓS MORRERÁ Precursor da geração “easy rider”, que engajou o cinema americano em reflexões sociais, o diretor Arthur Penn, hoje inativo, aos 87 anos, transformou Paul Newman (1925-2008) em Billy The Kid nesta produção de 1958. “The left handed gun” foi o primeiro longa-metragem de Penn, egresso de uma carreira na Broadway e na TV. A partir de uma peça de Gore Vidal, ele narra como um adolescente problemático se tornou lenda entre os pistoleiros do Oeste. TCM, 20h.

AMANHÃ

QUINTA-FEIRA

UM PRÍNCIPE EM MINHA VIDA Com Julia Stiles, Luke Mably, Miranda Richardson. Núpcias aristocráticas. Ligada a documentários politizados e movimentos contraculturais, a diretora Martha Coolidge ganhou notoriedade rodando (e protagonizando) “Not a pretty picture”, que virou um estandarte feminista em 1976. Aqui, ela amansa sua contestação narrando a saga de um nobre dinamarquês (Luke Mably) que, de passagem pelos EUA, apaixona-se por uma estudante (Julia Stiles, contida em sua doçura habitual), escondendo dela seu pedigree nobiliárquico. Comédia romântica. INTER TV/CABUGI,15h50m.

BAILEY, UM CÃO QUE VALE MILHÕES Com Dean Cain, Laurie Holden, Tim Curry. Ração a peso de ouro. Nesta insossa atração que ele reservou para a tarde de quinta, o cãozinho Bailey herda uma fortuna em dólares, tornando-se alvo de espertalhões. A única salvação de Bailey é contar com a caridade de Ted, vivido por Dean (George Tanaka) Cain, o purpurinado Homem de Aço de “Lois & Clark — As novas aventuras do Super-Homem”. Aventura. INTER TV/CABUGI,15h50m.

PAPARAZZI Com Cole Hauser, Tom Sizemore, Robin Tunney. Sal de prata sobre carne crua. Finalizando suas cenas em “The beaver”, dirigido por Jodie Foster, Mel Gibson, em cartaz no Rio com “O fim da escuridão”, foi o produtor desta besteira calcada em uma reflexão sobre o sensacionalismo. Na trama, um astro (Cole Hauser) que teve sua vida arrasada após ser alvo de um grupo de paparazzi, decide exterminar esse bando de urubus de sua vida com a mais selvagem violência. Thriller. INTER TV/CABUGI, 22h35m. CINEMA, ASPIRINAS E URUBUS Com João Miguel, Peter Ketnath, Hermylla . Roliúde. Visto por 105.526 pagantes, o primeiro longa-metragem do pernambucano Marcelo Gomes ganhou uma láurea especial do Sistema de Educação Francês no Festival de Cannes de 2005. Há cinco anos, a produção conquistou o prêmio especial do júri e o de melhor ator (João Miguel) no Festival do Rio. Ambientada nos tempos da Segunda Guerra Mundial, esta fábula árida registra o encontro do retirante paraibano Ranulpho (Miguel) com o alemão Johann (Peter Ketnath), vendedor de analgésicos para o corpo — no caso, as famosas pílulas da Bayer presentes no título — e a alma — os filmes projetados pelo mascate para quem nunca viu imagens em movimento. No Nordeste onde eles travam amizade, há uma gri-

A Grande Família tante ausência de água, comida, liberdade de expressão e justiça. Mas sobra inquietação estética. Drama. INTER TV/CABUGI, 1h35m.

TERÇA-FEIRA A GRANDE FAMÍLIA — O FILME Com Marco Nanini, Marieta Severo, Pedro Cardoso. TV Pirata. Inspirada na sitcom americana “All in the family”, “A grande família” surgiu como um programa semanal de humor na Rede Globo, em 1972, e durou até 1975, com fotografia em preto-e-branco. Em 2001, a série foi recauchutada sob a direção de Maurício Farias que assinou, com enorme segurança, esta incursão cinematográfica do clã de Nenê e Lineu . Vista por 2.035.576 pagantes, esta divertida trama familiar acompanha as agruras vividas por Lineu depois que ele acredita ser portador de uma moléstia terminal. Comédia. INTER TV/CABUGI, 23h25m.

QUARTA-FEIRA BRADDOCK — O SUPER COMANDO Com Chuck Norris, James Hong, M. Emmet Walsh. Roga a Deus e manda bala. No dia 10 de março, o carateca Carlos Ray “Chuck” Norris, nascido em Ryan, Oklahoma, vai soprar sua 70 velinha de aniversário. Na ativa como ator desde 1972, quando enfrentou Bruce Lee em “O voo do dragão”, Norris firmou-se como ícone dos filmes de ação nesta produção de US$ 2,5 milhões. Ação. TELECINE ACTION, 11h40m.

SEXTA-FEIRA FIM DOS TEMPOS Com Mark Wahlberg, Zooey Deschanel, John Leguizamo. Dívidas quitadas. Dublado por Alexandre Marconatto, Wahlberg é um professor de Ciências que testemunha o suicídio em massa de populações submetidas a uma estranha manipulação de vontade provocada por plantas. O diretor está ocupado neste momento com a finalização de “O último mestre do ar” (“The last airbender”), baseado no desenho animado “Avatar”, para lançar no dia 23 de julho. Suspense. TELECINE, 16h05m.

SÁBADO SEXO, MENTIRAS E VIDEOTAPE Com James Spader, Andie MacDowell, Peter Gallagher, Laura San Giacomo. Cabeçote sujo. Presidente do júri do Festival de Cannes de 1989, o alemão Wim Wenders acreditou que dar a Palma de Ouro ao estreante Steven Soderbegh, por “sex, lies & videotape”, seria a maneira mais honesta de prestigiar a chegada de um cinema pós-moderno, mediado pela liguagem do vídeo.Aqui, o cineasta narra a gangorra amorosa do casal Ann e John Mullany (Andie MacDowell e Peter Gallagher). John pula a cerca com Cynthia (Laura San Giacomo), irmã de Ann. Mas ela não deixa o marido por menos: afoga suas mágoas nos braços de Graham Dalton (James Spader, cuja atuação impecável foi premiada em Cannes), melhor amigo de John. Impotente, Dalton tem como tara filmar depoimentos de mulheres carentes. Drama. CINEMAX, 23h50m.


10 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 28 de fevereiro de 2010 TV GLOBO/FREDERICO ROZARIO

COLUNA DO

Clube do Assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo DIVULGAÇÃO

Promoções válidas de domingo (28/02/10) a sábado (06/03/10), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

Torcida declarada: Angélica aposta em Cacau como a vencedora

Rosa Chic – Praia Shopping A Rosa Chic está com sua mais nova loja no Praia Shopping, trazendo ótimas novidades como as marcas Coca-Cola, Dzarm, Sommer, Hering, além do lançamento em comemoração aos 30 anos, o perfume Melissa! Esta semana, a Rosa Chic oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante TN, nas roupas masculinas e femininas da “Coca-Cola e Dzarm” e nas bolsas “Melissa”. Av. Engº. Roberto Freire, 8790, loja 4 – Praia shopping Tel.: 3219.0443

50% à vista (dinheiro) nas roupas masculinas e femininas da “Coca-Cola e

DIVULGAÇÃO

Dzarm” e nas bolsas “Melissa”. Desconto válido somente na loja do Praia Shopping.

Ceiça Flores Para você que gosta de presentear os amigos com flores ou mesmo ornamentar a casa ou escritório, Ceiça Flores dispõe de lindos arranjos feitos especialmente para você. Comprove os serviços! Esta semana, Ceiça Flores oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, nos arranjos e buquês de flores naturais. Não inclui entrega em domicílio e não é válido para a venda de flores avulsas. Av. Engº. Roberto Freire, estacionamento do Nordestão Cidade Jardim Tel.: 3217.2755/3081.4666

50% à vista (dinheiro) nos arranjos e buquês de flores naturais. Não inclui entrega em domicílio e não é válido para a venda de flores avulsas.

■ As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■ Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção,o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■ Contatosparacredenciamento:Depto.deMarketing.Tel.4006-6100,R.6262. ■ e- mail.mkttn@terra.com.br; clubetribuna@digizap.com.br

A turma do palpite A pergunta que não quer calar:será que Dourado continua forte candidato ao prêmio de R$ 1,5 milhão? TV GLOBO/FREDERICO ROZARIO

JOANA DALE

paredão da última terça-feira bombou com o recorde de 77 milhões de votos do público. A briga tripla entre Angélica, Dicesar e Marcelo Dourado superou os números da final do “BBB 8” (74 milhões) e levantou questões que nem o Big Boss se arrisca a esclarecer. Além de tirar a jornalista mineira da casa — ela foi eliminada com 55% dos votos —, o confronto botou a popularidade do lutador na berlinda. Afinal de contas, ele recebeu 38%, contra os pífios 7% do maquiador. A pergunta que não quer calar: será que Dourado continua forte candidato ao prêmio de R$ 1,5 milhão? Segundo o termômetro do Big Blog <oglobo.globo.com/cultura/bigblog— Soube que o nosso paredão foi uma loucura, que movimentou a comunidade gay, inclusive a internacional. Li que ofereceram até R$ 50 mil para quem ajudar a tirar o Dourado — comenta a jornalista, lésbica assumida, referindo-se a campanhas que pipocaram na internet. Angélica não esconde que ficou surpresa com a permanência de Dourado, seu arquiinimigo, no BBB. — Cheguei a gostar dele dentro da casa. Mas depois vi que não era verdadeiro. Por já ter participado do jogo, ele já tem umas manhas, sabe o que falar, o que pode ser aproveitado na edição. Não sei quando, mas acho que as máscaras acabam caindo — opina. Angélica afirma ainda que possui a mesma opinião desde o primeiro dia de confinamento: Não há favoritos, de verdade. Já os assíduos leitores do Big Blog não cansam de comentar: no meio do programa já é possível saber quem levará a bolada. Para a maioria, dará Dou-

O

O lutador ainda é o campeão de popularidade no Big Blog

rado na cabeça. Em seu Twitter, Boninho, o diretor do reality, afirma que é cedo para fazer especulações. Já dentro da casa, os brothers adoram brincar de adivinhar. Terça-feira foi a vez de Cacau traçar o perfil do vencedor: para a empresária, Cadu é forte candidato por ser bonito e certinho. Será? — Pela minha torcida, você sabe quem ganha essa bolada. A Cacau merece pela história de vida. Ela nunca falou mal de ninguém — defende.


revista da tv

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

»NA BASE DA BRIGA

O Combate transmite,a partir de sexta-feira,às 19h,todas as dez temporadas do reality show “The Ultimate Fighter”, q ue revelou inúmeros lutadores de sucesso,como Forrest Griffin.

»SÓ NA MARATONA

No aquecimento para a estreia da segunda temporada da série “Skins”(que volta dia 10),o VH1 exibe a primeira temporada em uma maratona,sábado,das 13h às 21h.

A S E M A N A N A T V PA G A

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 11

»CLÁSSICO É CLÁSSICO

e mais...

O ESPN estreia a série “Os clássicos dos mundiais”, terça-feira,às 21h.A atração exibe jogos de futebol inesquecíveis,de várias seleções mundiais,com comentários atuais.

TV GLOBO/ISAC LUZ

OLÍVIA MENDONÇA

FOTOS:DIVULGAÇÃO

»BRINCADEIRA DE CRIANÇA O Cartoon Network abre as portas para o universo de “As aventuras de Eliot”, nova série animada do canal.Eliot tem apenas 7 anos e passa o dia recriando a realidade ao seu redor e inventando histórias mirabolantes.No ar amanhã,às 9h.

»DOS MALES O MENOR Perdeu o show do Coldplay? Não fique triste,o Multishow dá um alento aos fãs e exibe hoje, às 21h,o documentário “Viva la vida”, que mostra alguns dos principais momentos da carreira da banda,como a gravação de seu último álbum e seus planos para o futuro.

D

omingos Oliveira e Priscilla Rozenbaum estão com uma missão nada difícil: desvendar os pequenos prazeres da vida. Esse é o mote de seu novo programa, “Coisas pelas quais vale a pena viver”, que estreia quarta-feira, às 21h30m, no Canal Brasil. “Qualquer coisa pode ser um motivo de viver. A vida é um motivo de viver e queríamos falar sobre esse sentimento”, conta Domingos. Chico Diaz, Leonardo Boff, entre outros, elegeram suas pequenas delícias como a filosofia de bar, o domingo na praia, os blocos de carnaval, as rodas de samba, a vida noturna e o teatro.

»‘EU ME REMEXO MUITO’ “Os pinguins de Madagascar”, os mais loucos do zoológico de Nova York,estréiam nova temporada quarta-feira,às 17h30m,na Nickelodeon.E para deixar o público saciado, antes de um episódio novo,será exibido um da temporada anterior.

»OBRAS INCRÍVEIS

» POR UMA BOA CAUSA

A nova série “Engenharia extrema”, que estreia sexta-feira, às 21h,no Discovery Channel,é para aqueles que apreciam grandes obras da engenharia moderna e seus avanços tecnológicos.

A segunda temporada do impactante “Whale wars – Defensores de baleias”estreia no Animal Planet,quarta-feira,às 22h.O programa acompanha o capitão Paul Watson e sua embarcação por uma viagem ainda mais tensa, dramática e controversa do que a realizada na primeira temporada,com colisões em alto mar e manobras náuticas angustiantes.

»AGORA SÓ EM 2014

»VIDA DIFÍCIL

»AGORA É GUERRA

O milionário Hugh Hefner está de volta com a sexta temporada de “Girls of Playboy Mansion”, quinta,às 21h,no E! Entertainment.Ele apresenta três novas namoradas:Crystal,de 23 anos,e as gêmeas Karissa e Kristina,de 20 anos.

Autor do livro “A arte da guerra”,cujos ensinamentos serviram de base até para política e negócios,Sun Tzu e suas estratégias são examinados pelo History Channel,em especial exclusivo que vai ao ar amanhã,às 21h.

O SporTV 2 exibe hoje o encerramento da 21 edição das Olimpíadas de Inverno de Vancouver, ao vivo,a partir das 22h30m.A cerimônia contará com performance das cantoras canadenses Avril Lavigne (que participou da comemoração em 2006),Celine Dion e Shania Twain.

GOL DE LETRA Luciano Huck promete mais agilidade na quarta edição do “Soletrando”, que estreia dia 6 de março no “Caldeirão”. Se antes o quadro se estendia por 13 sábados, agora serão cinco semanas. Até chegar aos 27 representantesvencedores de cada estado brasileiro, foram cerca de 2 mil inscrições. As histórias das crianças, como sempre, prometem emocionar na mesma medida. Outra novidade é a participação dos internautas, que poderão sugerir palavras a serem soletradas na final do quadro. Ao lado do professor Sérgio Nogueira, a escritora infanto-juvenil Thalita Rebouças integra a bancada do júri. O vencedor da bolsa de estudos no valor de R$ 100 mil levará para a sua escola o Troféu Rachel de Queiroz, em uma homenagem ao centenário da escritora cearense.


Revista da tv 12

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 28 de fevereiro de 2010 DIVULGAÇÃO/ RECORD

ZEAN BRAVO

ara ainda pouco conhecida da TV, coube a Gabriela Durlo o papel-título da minissérie “A história de Ester”, épico bíblico que estreia nesta quarta-feira, às 23h, na Record. Depois de atuar em duas novelas (“Vidas opostas” e “Amor e intrigas”) e em uma série (“A lei e o crime”) da emissora, a paulista interpretará a jovem órfã judia que desperta o interesse do rei Assuero (papel de Marcos Pitombo) e se torna rainha da Pérsia, numa trama ambientada em 400 a.C. A minissérie terá dez capítulos ao custo de R$ 500 mil cada. — Vim numa curva crescente na emissora e sei que a protagonista é mais cobrada — conta Gabriela, de 26 anos, que passou por uma série de workshops de História antes do início das gravações. — Retratamos uma época muito distante e o treinamento foi fundamental até mesmo para entendermos a linguagem do texto. A passagem da Ester é bíblica, mas é, acima de tudo, uma história de amor — conclui a atriz. Dirigida por João Camargo, com tem texto baseado no “Livro de Ester”, do Antigo Testamento, e adaptado por Vivian de Oliveira, a minissérie se passa na antiga Pérsia, onde hoje é o Irã. Tudo começa quando Hadassa é resgatada por Mordecai (Ewerton de Castro), ainda criança, depois da morte de seus pais. Temendo represálias por ser judia, a menina decide adotar o nome de Ester. Mais tar-

Gabriel Durlo e Marcos Pitombo (direita): protagonistas

C

Cenas de batalha: efeitos como em “300”

Amor nos tempos de

guerra de, é levada para o palácio do rei persa Assuero. Lá, se envolve amorosamente com o nobre, mas vive o conflito de revelar sua origem para salvar seu povo. — O grande desafio desse trabalho para mim foi buscar o homem por trás desse rei. A figura do Assuero se mistura politica e religiosamente — explica Marcos Pitombo, ator que aos

27 anos já atuou em “Malhação”, na Globo, e nas novelas “Mutantes — Caminhos do coração” e “Promessas de amor”, na Record. Além do delicado envolvimento amoroso do seu personagem, Pitombo encarou difíceis sequências de lutas. As cenas de batalha, que retratam confrontos entre judeus e persas terão efeitos de computa-

Record estreia ‘A história de Ester’, minissérie que retrata batalha entre judeus e persas em meio a um romance épico

ção gráfica como os usados no filme “300”. Nas gravações dessas imagens, feitas em cinco dias no escaldante verão carioca, foram usados 60 figurantes, que aparecerão multiplicados no vídeo. As lutas foram registradas num estúdio com fundo de chroma key onde serão inseridas imagens do deserto persa. — Passei por um período de treinamento antes de fazer essas cenas. Também tive aula de montaria com o cavalo sem sela. Tinha que passar uma naturalidade durante as gravações — explica o ator. — Contamos ainda no set com uma preparadora de elenco e com uma historiadora, que nos deu uma noção de como se organizava essa sociedade em 400 a.C. Superprodução do canal, a minissérie traz ainda nomes como Daniela Galli, que faz a rainha Vasti, primeira mulher de Assuero. Paulo Gorgulho vive o ambicioso vilão Hamã, que trama a morte do rei, mas se passa por seu conselheiro. A atriz Vanessa Gerbelli interpreta a mulher de Hamã, Zeres. Paulo Nigro e Gabriel Gracindo são os filhos do casal. Paulo Figueiredo, Rocco Pitanga, André di Mauro, Giuseppe Oristanio, Márcio Kieling, Felipe Martins, Victor Hugo e Letícia Colin também integram o elenco do programa.


PARTE INTEGRANTE DO JORNAL TRIBUNA DO NORTE - NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE - LINHA DIRETA DO ASSINANTE NATAL: 4006-6100 - R - 6261

ANA SILVA

Cores femininas

clube do assinante Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 28 de fevereiro de 2010

Lamara Moura Calçados e Acessórios trabalha sapatos e bolsas em couro natural e sintético de vários estilos

As vantagens do spa urbano Fina Flor, instalado no hotel Imirá, Via Costeira, permitem momentos de relaxamento e reeducação alimentar

[ PÁGINA 06 ]

[ PÁGINA 05]

OFERTAS VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE AOS ASSINANTES DA TRIBUNA DO NORTE, DE 01 A 31 DE MARÇO DE 2010


2

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

clube do assinante

Domingo | 28 de fevereiro de 2010 RODRIGO SENA

Palavra do editor

M

arço é o mês em que se celebra - em todo o mundo - a marcante presença feminina entre nós. Mas nem precisava. Afinal, elas já dominam toda a cena, provando seu talento e versatilidade nas mais diversas áreas do mercado de trabalho - e fora dele também. O caderno CLUBE DO ASSINANTE desse mês fica mais florido, leve e perfumado, e dedica sua páginas a uma série de dicas que podem deixar elas mais felizes. As nossas dicas vão na maioria, prevalecer a vaidade feminina, com várias opções em roupas transadas, leves, coloridas e em sintonia com o estilo da mulher potiguar. Ao lado das roupas, não poderiam faltar os acessórios. As bolsas, sapatos e bijuterias são belos para todas as horas. Também indicamos opções para manter o corpinho em forma, mas sem abrir mão de algumas horas de lazer e diversão - já que com as tantas funções que a mulher acumula hoje em dia, descontração é essencial.

NOTAS EXPLICATIVAS »Este é um serviço gratuito,oferecido aos assinantes da TRIBUNA DO NORTE pelo Depto.de Marketing com o objetivo de orientá-los na hora de escolher sua opção de compras.As informações contidas no CLUBE DO ASSINANTE foram fornecidas pelas empresas conveniadas.Não nos responsabilizamos pelas mudanças de preços e descontos.

»Os descontos oferecidos pelas empresas associadas e anunciadas são válidos durante o mês de março de 2010.A cada mês ocorrem alterações na listagem.

»No caso de assinaturas feitas por empresas, uma pessoa deverá ser nomeada como titular do cartão.

»Nunca saia de casa sem seu cartão. Mantenha-o sempre dentro de sua carteira. Ele significa economia para você e sua família. OS DESCONTOS OFERECIDOS NÃO SERÃO ACUMULATIVOS

Mulher para toda obra origem humilde não impediu que Khrystal Saraiva se tornasse uma mulher bem-sucedida nas funções de mãe, esposa e uma das mais celebradas cantoras potiguares da atualidade. Com uma história de vida difícil, ela soube erguer a voz e superar os problemas da melhor forma. Em 10 anos de uma carreira profissional que só faz se elevar, Khrystal dá conta de shows, turnês e ainda cuida dos dois filhos, Linda, de 10 anos, e Jacson, de quatro anos. E adora tudo o que faz. “Eu costumo dizer que fui levada à profissão, não corri atrás dela. Antes de ir para o palco, eu era só uma ouvinte”, conta. E foi logo no começo da carreira que Khrystal se viu grávida do primeiro filho. “Foi uma loucura. Imagine você com uma criança, tendo que viver de algo tão incerto como a carreira musical. Cantor da noite não tem um salário no fim do mês. Um ‘exercício de loucura’, como diz meu marido. Tem que ter

A

muito amor por isso”, conta. O fator econômico pesa bastante nestas horas mais difíceis. “Eu fui à luta. Quando você sente a pressão, vai desenvolvendo os mecanismos para lutar contra ela. Procurei locais para cantar, festas de todo tipo, e cantando o que o dono pedisse. Aumentei minha jornada de trabalho o quanto pude”, diz. Com tudo isso, ela soube dar a volta por cima – contando ainda com a ajuda do marido, o produtor Zé Dias. A carreira de Khystal começou no Beco da Lama, território boêmio da Cidade Alta. “Foi lá que conheci gente que ganhava a vida cantando. Gostei tanto que resolvi tentar também. Comecei cantando Cássia Eller, Rita Lee, Caetano, Gil, os típicos artistas de rádio MPB”, lembra. No palco, ela conta que nunca passou por algum tipo de constrangimento por ser mulher. “Mas já ouvi casos de algumas colegas que sofreram com isso. No geral, acho que a mulher deve ter um alerta de 24 horas ligado. Só peGerente de Marketing :Andreia Barandas Editor : Carlos Peixoto Repórter:Tadzio Yuri Atendimento aos assinantes: Cibelle Ribeiro, Mayara Vieira e Alexsandra Borges

lo fato de ser mulher”, afirma. Entre shows e ensaios, Khrystal guarda um tempo precioso para ficar com as crianças. “Quando tenho uma jornada mais longa, peço ajuda à avó. Felizmente, ela tem o maior prazer em me ajudar”, diz. Com a criançada ela gosta de programas como praia e teatro. Já eles, têm diferentes formas de ver a carreira da mãe. “A menina é mais tímida, fechada. Já o garoto é ‘da galera’. Adora ir ao shows, me ver cantando e dançar. Digo que ele é meu dançarino particular”, brinca. Khrystal já tem no currículo o elogiado CD “Coisa de preto”, onde fez uma releitura contemporânea do coco. Elogiada por gente como o compositor Guinga e o crítico musical Tárik de Souza, já foi comparada a Elba Ramalho, Cátia de França e Marinês. Ano passado ela apresentou uma série de shows em Portugal, e também gravou o programa Som do Brasil, da Globo, em homenagem a Alceu Valença. End.:Av.Duque de Caxias,106,Ribeira CEP:59010-200. Fone:4006-6100 R-6261-6262 E-mail:clube@tribunadonorte.com.br Fax:4006-6121 www.tribunadonorte.com.br/clubeassinante.php


clube do assinante

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Diversão

3

DIVULGAÇÃO

Lazer

»BIG BLUE PARQUE AQUÁTICO Av.Brigadeiro Paulo Salema s/n,Praia de Búzios Tel.(84) 3239-2118 Desc.:20% à vista na entrada do parque,limite de até 05 pessoas por assinante. »DANNY’S PARK Av.Senador Salgado Filho,2233 Lagoa Nova – Shopping Via Direta Tel.:3206 – 1000 Av.Dr.João Medeiros Filho,2300 Loja 07 Potengi – Shopping Estação Tel.:3614-3710 Promoção: Compre R$20,00 em créditos e ganhe mais R$25,00 em bônus para brincar a vontade de domingo a domingo. Bônus válido para máquinas de vídeo game simuladores,brinquedos coletivos e Kid Raidem (para participar o assinante terá que adquirir o cartão do Park no valor de R$1,00). www.dannyspark.com.br »DUNNAS BOLICHE Av.Dos Ipês,2685 Neópolis Tel.:3207-6924 Desc.:20% à vista nos jogos de boliche (não inclui alimentação e jogos eletrônicos). www.dunnasboliche.com.br »KURT KART Av.Prudente de Morais,5163 Lagoa Nova Tel.:3082-3200 Desc.:20% à vista ou a prazo no aluguel de kart. www.kurtkart.com.br »MARINA BADAUÊ Av.Deputado Márcio Marinho,s/n Praia de Pirangi do Norte/RN Tel.:(84) 3238-2066 Desc.:50% à vista na entrada inteira para os passeios de barco (Assinante + 4 pessoas). Crianças até 5 anos não pagam e de 6 a 11 anos pagam meia entrada.Reservas antecipadas.

nova NYX CLUB Av. Presidente Café Filho, 27 Praia do meio Tel.: 3202-1199. Desc.: 50% à vista (dinheiro) na entrada.

»TAVERNA PUB MEDIEVAL BAR Rua Dr.Manoel Augusto Bezerra de Araújo,500 Ponta Negra Tel.:3236-3696 Desc.:20% à vista (dinheiro) na entrada do Pub.

Educação

Cirp trabalha uma série de modalidades terápicas posturais, incluindo atualmente o pilates para crianças

Com a postura correta erapia, saúde e estética andam juntas há 10 anos no Centro Integrado de Reeducação Postural – Cirp. Pioneiro em introduzir o pilates e o RPG na cidade, o centro diversifica cada vez mais suas atividades, ampliando suas qualidades para todas as idades. Cada modalidade oferecida na clínica conta com um profissional especializado em sua área. Uma novidade na Cirp é o pilates para crianças. “Desde os nove anos se apresentam os primeiros sinais de escoliose nos pequenos, devido a quantidade de peso que eles carregam nas mochilas escolares”, alerta a Dra. Eliane Silva, proprietária do centro. O pilates, método de condicionamento físico baseado na meditação, yoga e ginástica grega, é perfeito para a reeducação postural da criançada. “Ela também adquire disciplina interna e percebe seus movimentos”, acrescenta.

T

Creches e Educação Infantil

Desc.: 20% à vista na matrícula e na mensalidade.

»CRECHE ESCOLA AQUARELA R.Cel.Auriz Coelho,470 Lagoa Nova Tel.:3206-0703 Desc.: 20% à vista nas mensalidades da educação infantil (nível II ao V).

Cursos de Idiomas

»LOCOMOTIVA INFANTIL CRECHE ESCOLA BILÍNGUE R.Aveloz,15 Cidade verde,Nova Parnamirim Tel.:3608-5511

»CNA INGLÊS DEFINITIVO Unidade I:Av.Hermes da Fonseca,1168 Tirol Tel.:3222.4395 Unidade II:R.Leôncio Etelvino de Medeiros,2835 Mirassol Tel.:3207-8468 Unidade Parnamirim:Av.Senador João Câmara, 134 Centro - Parnamirim Tel.:3645-5062

O Centro Integrado de Reeducação Postural - Cirp foi pioneiro há 10 anos em Natal em pilates e RPG,e continua diversificando suas atividades terapêuticas Mais força, flexibilidade e consciência corporal estão em várias atividades oferecidas pela Cirp. O RPG, baseado no alongamento dos músculos, melhora a postura e acaba com dores na coluna vertebral. A reabilitação cardíaca e pulmonar é um programa de exercícios no solo e esteira, que visa cuidar de problemas como diabetes, hipertensão, doenças pulmonares e o pós-operatório de cirurgia cardíaca. A fisioterapia dermato-funcional visa Desc.:20% à vista ou 15% a prazo nas mensalidades dos cursos de espanhol ou inglês. www.cna.com.br/parnamirim

»ESCOLAS FISK Unidade I:Rua Açu,394 Tirol Tel.:3222.7114 Unidade II:Shopping Via Direta,Mirassol Tel.:3206-2711 Desc.:20% à vista ou a prazo nas parcelas dos cursos de inglês e espanhol e promoções para os cursos de infomática.

tratar distúrbios estéticos como gordura localizada, celulite e rugas; há tratamento de prevenção a osteoporose e também para quem já tem. Ainda há também fisioterapia para gestantes. No próximo dia 13 de março a Cirp fará um workshop de postura, começando às 8h, que incluirá avaliação postural e estética, e mais uma série de atividades. O acesso é gratuito, mas precisa se inscrever antes.

CIRP – Centro Integrado de Reeducação Postural Rua Coronel Costa Pinheiro,1522,Tirol.Tel.:3211-6016

20%

à vista nas sessões de pilates para reabilitação e fitness, RPG, osteopatia, terapia manual, fisioterapia, reabilitação cardíaca e pulmonar e fisioterapia para gestantes.

»LOCOMOTIVA KIDS SCHOOL R.Aveloz,15 Cidade verde,Nova Parnamirim Tel.:3608-5511.Desc.: 20% à vista na matrícula e na mensalidade. Cursos Profissionalizantes

»IT CURSOS,SUPORTE E SOLUÇÕES Rua Mossoró,576 Sala 19 - Tirol Tel.:3222-4866 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo nos cursos e serviços de informática.


4

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

» MICROLINS Av.Ayrton Senna,1970 Neopólis Tel.:3207-3727 Desc.:35% à vista ou a prazo em todos os cursos,exceto nos cursos Vip.

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

EMANUEL AMARAL

Preparatório para Concursos

Malug oferece moda feminina do esporte fino ao social, entre vestidos, calças, blusas, bolsas, bijuterias e carteiras

» PREMIUM CONCURSOS Av.Senador Salgado Filho, 2981 Potilândia Tel.:3234-9923.Desc.:20% à vista ou a prazo nos cursos regulares preparatórios para concursos.

Gastronomia Alimentos Dietéticos

» NUTRE SAÚDE CENTER Rua Ataulfo Alves,1889 Candelária Tel.:3231.5429.Desc.:10% à vista nos produtos e pratos do dia (alimentação light e diet). Bares e Restaurantes

» BELLANATAL RESTAURANTE Av.Eng.Roberto Freire,2920 Loja 63 - Shopping Cidade Jardim Tel.:3217-4704 / 3217-8760 Desc.:15% à vista ou a prazo no Self-service no peso e no rodízio de pizzas, exceto bebidas em geral e sobremesas. Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção. » MANARY RESTAURANTE Rua Francisco Gurgel,9067 Ponta Negra Tel.:3204-2900 .Desc.:10% à vista ou a prazo em qualquer produto servido no restaurante do hotel.Horário:11h às 16h e 19h às 23 h. » RESTAURANTE COISAS DA ROÇA BR 304,Km 287 Reta Tabajara Macaíba/RN Tel.:3502-7810 / 9985-8307 Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio. » RESTAURANTE SALA THAI Av.Praia de Ponta Negra,9012 Ponta Negra Tel.:3219 – 4401.Desc.:10% à vista (dinheiro ou débito visa) ao dono do cartão e mais um acompanhante.desconto não cumulativo e não pode ser combinado com outras promoções. Chocolates

» SHOWCOFRUTAS Av .Engenheiro Roberto Freire, 8790 Praia Shopping – Ponta Negra. Tel.:9481-6183 Av.Prudente de Morais,3720 Hiper Bompreço Lagoa Nova Quiosque 04 Tel.:9481-6183 Av.Senador Salgado Filho,1756 Supermercado Nordestão – Lagoa Nova Tel.:9481-6183 Rua João da Escócia,1515 Mossoró West Shopping,Loja 115 A - Mossoró/RN Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio. Delicatessen

» MAGAZZINO VINHOS E COZINHA Rua Potengi,576 Petrópolis Tel.:3212.1477/ 3222.4608.Desc.:10% à vista nos vinhos, chocolates e bacalhau.

Arejada, sensual e chique moda feminina de 2010 segue sensual, como exige o clima, mas sem abrir mão do bom gosto. É o que pode ser conferido na Malug Roupas e Acessórios, loja que há um ano e meio mantém as mulheres natalenses em dia com o visual que é a cara da capital potiguar. O estilo vai do esporte fino ao social, com opções entre vestidos, calças, blusas, bolsas, bijuterias e carteiras. As proprietárias (e irmãs) Thelma Lúcia e Joana D’Arc contam que a loja atende mulheres dos 16 aos 50 anos de idade. O que exemplifica bem a variedade de estilos que a Malug oferece. A loja trabalha com marcas como Limelight, Vakuo e Champanhe. Os vestidos estão, de preferência, bem curtos; até um pouco acima dos joelhos. Outro estilo que voltou é o famoso “tomara-que-caia”, deixando

A

» MAR & SABOR PESCADOS Av.Amintas Barros,2372 Loja 1 Empresarial Francisco RêgoLagoa Nova Tel.:3206-6985 Desc.:15% à vista (dinheiro) nos peixes,vinhos, massas e especiarias (exceto produtos em promoção). Sorveteria

» ORIGINALE GELATERIA Av .Engenheiro Roberto Freire,8790 Loja – G03 Praia Shopping – Ponta Negra

Malug Roupas e Acessórios está há um ano e meio no mercado,trabalhando com grande diversidade em moda para mulheres as peças mais sensuais. Tudo isso com bastante cores e estampas – sobretudo as florais. Já os vestidos para festa mudam totalmente de estilo. São, na maioria longos, e usam tecidos mais clássicos e nobres, como tafetá, cetim, e a seda estampada, que está em alta. Thelma diz que há alguns modelos mais curtos, dependendo do estilo da cliente. Entre eles há exemplares com alça, manga ou tomaraque-caia. As blusas também estão seguindo a linha sensual, com ombros únicos e tomaraque-caia, além de listras.

Tel.:9402.5752 .Desc.:10% à vista (dinheiro ou cheque) nos potes para viagem de 1 litro e 500 ml.

» MARIA SORVETE R.Marechal Rondon,3505 Loja 01 Candelária Tel.:3086-0817.Desc.:10% à vista (dinheiro) nos sorvetes (somente no peso) e nos sanduíches (exceto combos). Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

A Malug também trabalha com calças jeans. Elas estão mais escuras, e lisas, sem o uso de apliques e estampas. Segundo Thelma, o estilo ‘skinny’ (bem justa no corpo) continua bastante procurado. Entre os acessórios, a bolsacarteira é atual febre entre as mulheres; a pequena, que pode ser carregada nas mãos, é item de primeira necessidade nas festas. No terreno das bijous, Thelma destaca as pulseiras e colares que misturam elementos prateados e dourados com couro. Estão em alta. A Malug tem algumas opções de roupas para medidas maiores, do 44 ao 48. Malug Roupas e Acessórios Av.Romualdo Galvão,2100,loja 06,Lagoa Nova. Tel.:3206-4804.

20%

à vista ou 10% a prazo em toda a loja

Hotelaria » POUSADA PONTA DOS ANÉIS Av.Enseada s/n (beira-mar) – Praia de Maracajau Tel.:3206-1238 / 9981-8121 Desc.:20% à vista nas diárias.

Óticas


clube do assinante

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Em forma com alto astral elaxar, se exercitar, perder alguns quilinhos e deixar o corpo em forma. Tudo isso no mesmo lugar, e sem sair da cidade. É a reunião de vantagens de um spa urbano como o Fina Flor, que há dois anos está instalado no hotel Imirá, na Via Costeira. O local oferece uma série de serviços que vai do emagrecimento ao relaxamento. “Nós fazemos com que a programação que não seja cansativa e monótona. Spa não é prisão”, diz Maria das Neves, massoterapeuta e uma das proprietárias. O Spa Fina Flor reúne os serviços de hospedagem, alimentação balanceada (com nutricionista), serviços médico e odontológico, atividades físicas, esportivas, recreação e lazer. Há ainda hidroreflexologia (massagem relaxante dentro da piscina) e serviços estéticos com hidratação facial, corporal e capilar,

R

O Spa Fina Flor está instalado há dois anos no hotel Imirá, trabalhando programação com emagrecimento e relaxamento drenagem linfática, e diversos tipos de massagem. Mais estética: salão de beleza com manicure, pedicure, maquiagem, corte, escova, penteado, química e depilação. O spaziano tem as opções de ficar dez ou quatro dias hospedado, ou mesmo de ficar apenas um dia, relaxando com as atividades do local. “Para quem deseja só se aliviar um pouco do estresse cotidiano, é um lazer e tanto”, diz Maria. De fato. O spaziano “relâmpago” pode começar tomando o café da manhã ou o brunch no local, e ainda tem o almoço; faz atividades como hidro, caminha-

da (uma hora até Ponta Negra, com professor de educação física) e recreação à noite (dança, videokê e jogos). A “farra” pode ir até às 22h. Aos que desejam entrar numa atividade séria de emagrecimento e reeducação alimentar, as atividades acrescentam uma programação definida, junto a de lazer. “Há atividades para quem fez redução de estômago, para quem é hipertenso, ou diabético, e por aí vai”, explica a massoterapeuta. Segundo ela, cada caso é analisado para que se possam tomar as medidas adequadas de tratamento. Em qualquer ocasião, o spaziano sai mais leve e mais bonito, de bem com a vida. “Só sabe o quanto é bom, quem participa”, conclui.

Produtos e serviços Autoescola

» AUTOESCOLA PRUDENTE Av.Prudente de Morais,6695 Candelária Tel.:3206-3661.Desc.:30% à vista ou 20% a prazo no curso para primeira habilitação. Cestas, Presentes e Homenagens ao Vivo

» BREAKFAST SABOR DE CARINHO Av.Paulistana,2113 Panatis 1 Tel.:32143521/9987-4450.Desc.:20% à vista (dinheiro) nas cestas de café da manhã. » GM SOM E HOMENAGENS Rua Jandira,809 Bairro Nordeste Tel.:3654-1088.Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços. Consertos e Ajustes

Spa Imirá Av. Senador Dinarte Mariz, 4077, Via Costeira, Parque das Dunas.Tel.:4005-0505.

20%

5

à vista em todos os serviços de salão

» SAPATARIA DO FUTURO Midway Mall,Loja 106, Tirol Tel.:3646-3440 Shopping Cidade Jardim,Loja 20 Tel.:3217-7527 Desc.:20% à vista em todos os produtos e serviços (Limpeza e consertos de sapatos,tênis, bolsas,cintos,ajustes em roupas, bainhas,etc.)

JOANA SILVA

Floriculturas e Paisagismo

» CEIÇA FLORES Av.Eng.Roberto Freire,2895 Nordestão Cidade Jardim Tel.:3217-2755.Desc.:20% à vista em toda loja (não inclui entrega em domicílio). » ESTÂNCIA FLORICULTURA Av.Campos Sales,465 Petrópolis Tel.:3201-1705 Desc.: 20% à vista em toda loja (não inclui entrega em domicílio). » GIRASSOL FLORES E JARDINS Av.Rui Barbosa,13 Morro Branco Tel.:3211-0660 Av Eng Roberto Freire,3039 Capim Macio Tel.:3217-6278.Desc.:20% à vistanas flores naturais. Fotografia, Filmagem e Acessórios

» FAFÁ NOBRE STUDIO R.Inconfidentes,4778 Conjunto Pirangi II etapa Tel.:3217-3804/9981-5640.Desc.:20% à vista no pôster infantil,book infantil e book para grávidas.www.fafanobre.com.br O SPA oferece uma série de serviços além da opção de hospedagem ou apenas curtir a programação de atividades e lazer

» ÓTICA MASTER Av.Cel.Joaquim Manoel,615 Loja 02 B - Ed. Harmony Medical Center Petrópolis Tel.:3202.1084 Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 15% a prazo em toda a loja.Parcelamento no cartão em até 10x sem juros.Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

Presentes e decoração » ALÔ AMÉRICA SHOW CASE Av.Rodrigues Alves,930,loja 11,Espaço América, PetrópolisTel.:3211.2343 Desc.:20% à vista em toda a loja.

» ARTE FINAL Av.Afonso Pena,703 Tirol Tel.:3211.5661 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em todos os produtos.

» ITALY COLOR Shopping Cidade Jardim,loja 7 A Capim Macio Tel.:3217-9098.Desc.:15% à vista nos serviços fotográficos e 10% à vista nos produtos.

» SONHO DE PAPEL

Lavanderias

R.Industrial João Mota,1556 – Capim Macio Tel.:9992-4900/ 8862-2969 Desc.:20% à vista nas embalagens artesanais, cartões e caixas de mensagens.

» LAVANDERIA PRIMAVERA Av.Rui Barbosa,28 Morro Branco Tel.:3222-9697 R.Princesa Isabel,821 Centro Tel.:3222-6513 Av.Jaguarari,5085 Lagoa Nova Tel.:3606-0827 Desc.:20% à vista na lavagem a seco e lavagens especiais (cortinas,estofados, tapetes) e revitalização de artigos em couro. Delivery grátis a partir de R$40,00.Desconto válido em todos os pontos de atendimento.

» SONHO MEU PRESENTES Av.Hermes da Fonseca,620 Tirol,Tel.3201.1933 Desc.:20% à vista (dinheiro,cheque ou cartão) na confecção de colchas de cama e cortinas (mão-de-obra).


6

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Papelaria e Livrarias

EMANUEL AMARAL

RELLICARIUM – PAPELARIA E PRESENTES Av.Afonso Pena,628 Loja 5 Petrópolis Tel.:3211-2300 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. UNIVERSITÁRIA PAPELARIA Av.Rio Branco,590,Cidade Alta Tel.:3211.2727 Desc.:15% à vista em toda a loja. Recarga de Cartuchos e Manutenção de Impressoras RECICLA MAIS CARTUCHOS Av.Antônio Basílio,2293 Loja 3 Lagoa Nova Tel.:3223-7775.Desc.:20% à vista (dinheiro) nas recargas de cartuchos e no serviço de manutenção.

Roupa, Bolsas & Acessorios Bijuterias TIÊ BIJUTERIAS E PRESENTES Shopping Via Direta, loja 892, Mirassol Tel.:3206-3850 Norte Shopping,loja 220, Potengi Tel.:3674-8450 Desc.:20% à vista (dinheiro ou vencimento cartão) em toda a loja. Bolsas, Calçados e Acessórios BAGAGERIE – BOLSAS,MALAS E ACESSÓRIOS Midway Mall loja 144 A 1º piso,Tirol Tel.:3646-3515 Natal Shopping loja 113,Candelária Tel.:3206-8109 Desc.:20% à vista (dinheiro) nas linhas escolares infantis (exceto produtos em promoção). COURO E COMPLEMENTOS Loja I :Shopping Via Direta,Loja 711 Mirassol Tel.:3206-2203 Loja II :Shopping Estação,Av.Dr.João Medeiros Filho,2300 Potengi Tel.:3661 -7288 Desc.:20% à vista e 20% a prazo em toda a loja. Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

nova LAMARA MOURA CALÇADOS E ACESSÓRIOS Av Romualdo Galvão,2100 Loja 12 Lagoa Nova Tel.:3234-5421 / 3231-3125 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja. Trabalhamos também com roupas infantis da PUC. LE POSTICHE Midway Mall lojas 272 / 272 A 1º piso,Tirol Tel.:3646-3240.Desc.:20% à vista (dinheiro) nas linhas escolares infantis (exceto produtos em promoção). Moda Feminina DINA BOUTIQUE Rua Joaquim Fagundes,699 Tirol Tel.:3211.4365 Desc.:20% à vista nas roupas,sapatos e bolsas.

Sapatos são os artigos mais procurados da loja, que ainda conta com bolsas e linha de roupas infanto-juvenis

Acessório de toda hora cessórios são, acima de tudo, um complemento importante de estilo. Nos pés, eles devem ser bem escolhidos para complementar o visual como se deve. Mesmo caso se for uma bolsa. A Lamara Moura Calçados e Acessórios, há um ano no mercado, atende a um exigente público feminino com suas diversas opções em peças de couro e material sintético. Há um modelo para cada ocasião. Os sapatos são os artigos mais procurados da Lamara. A proprietária Eliane Moura indica os modelos básicos: scarpin (sapato de bico fino com salto), Anabela (com salto plataforma) e as sandálias rasteiras (que hoje podem ser usadas com calças e saias, em diversas ocasiões). As cores, além das básicas (preto, branco, marrom), também dia-

A

DUETO MODA FEMININA Av.Jaguarari 1875,Jaguarari Center Loja 13 Lagoa Nova Tel.:3213-2306 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. EMÍLIA REIS Av.Afonso Pena,442 A Petrópolis Tel.:3202-8587 / 3082-8969.Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. FLOR DE AVELÃ Av.Afonso Pena,545 Petrópolis Tel.:3201-2459 / 88742459.Desc.: 25% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

Mesmo com apenas um ano no mercado, a Lamara Moura Calçados e Acessórios já oferece um bom acervo de peças de couro e material sintético de vários estilos logam com as estações quentes, em versões verde e laranja. “As sandálias e sapatos prateados e dourados são mais recomendados para as festas”, ressalta Eliane. As bolsas pretas e douradas são as mais pedidas pelas mulheres no momento. Os tamanhos são variados, conforme o estilo ou a necessidade da cliente. “Quem tem o costume de carregar muita coisa na bolsa, pode levar as grandes. Hoje em dia é mais

nova MALUG ROUPAS E ACESSÓRIOS Av Romualdo Galvão,2100 Loja 06 Lagoa Nova Tel.:3206-4804. Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja.

MULIEBRIS Shopping Via Direta,loja 436 Mirassol Tel.:3234-4323.Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

questão de gosto ou necessidade, não há mais uma moda obrigatória para isso”, esclarece Eliane. Claro, há itens para ocasiões específicas, como a bolsa-carteira; pequeninas e práticas, para serem carregadas na mão, foram feitas para compor o visual numa festa. Fazem sucesso na noite, e continuam em alta. A Lamara Moura ainda conta com uma linha de roupas infanto-juvenis, da marca PUC, para meninos e meninas dos 0 aos 16 anos. Tudo bem transado, sempre. Lamara Moura Calçados e Acessórios Av.Romualdo Galvão,2100,loja 12,Lagoa Nova. Tel.:3234-5421/3231-3125.

20%

à vista em toda a loja.

ROSA MORENA Av.Afonso Pena,628 Vila Colonial loja 10 Petrópolis Tel.:3211-7296.Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo nas roupas. ROSA CHIC Loja I :Av.Amintas Barros,3131 Bl.II Loja 04 Lagoa Nova Tel.:3234-6551 Loja II :Norte Shopping,Loja 219 Potengi Tel.:3674-8480 Loja III :Av.Eng.Roberto Freire,8790 Praia Shopping – Loja G-04 Tel.:3219-0443 Desc.:20% à vista em toda a loja,exceto calçados.


clube do assinante

Domingo | 28 de fevereiro de 2010

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Moda Infanto Juvenil

»MAMBO JAMBO Av.Afonso Pena,394 Loja 11 Petrópolis Tel.:3202-1154 / 3344-4212 Desc.:20% à vista em toda a loja,exceto produtos Kipling. Moda Masculina

»TISSAGE – EXCLUSIVO POLO Av.Sen.Salgado Filho,2190 Portugal Center, Loja 11 Tel.:3234-5017 Desc.: 20% à vista (dinheiro ou cartão de débito) em toda a loja. Moda Unissex

»GARAGEM 303 Av.Deodoro,303 Petrópolis Tel.:8821-1322 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja,exceto produtos em promoção.

»PARADA OBRIGATÓRIA Av.Eng.Roberto Freire,8790 Praia Shopping – Loja I - 03 Tel.:3236-2622 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

»PITANGA DOCE COLECTION Av.Eng.Roberto Freire,8790 Praia Shopping – Loja H - 01 Tel.:3219-0424 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

Outono leve e colorido s estações estão mudando, o verão está seguindo para o outono, mas a moda para mulheres continua leve e colorida. A loja Dueto comprova o fato em sua vitrine, oferecendo roupas para o diaa-dia, que caem bem em diversas ocasiões. Em 10 anos de mercado na moda feminina, a Dueto conserva as antenas ligadas nas tendências do momento. Os vestidos, segundo a proprietária Danielle Macedo, estão ao gosto da freguesa: curtíssimos ou longos. Em comum, só as estampas de bichos, listras e florais – em alguns casos, todas juntas na mesma peça. Para quem quiser, também há vestidos sem estampas. Há desde os vestidos mais colados ao corpo, como o tubinho ou ‘bandage’ (ideal para as mais magras), ou os mais

A

Em 10 anos de mercado na moda feminina,a butique Dueto conserva as antenas ligadas nas tendências do momento,conforme as necessidades da estação soltinhos. “Esses ajudam muito no calorão de hoje’, brinca. As calças estão mais chiques, evidenciando a tendência em alfaiataria, nas cores preto, chocolate, caqui e bege. Quanto às calças jeans, estão de preferência numa cor só, sem detalhes nas lavagens e apliques. Tem mais, de acordo com Danielle: as mulheres querem modelos mais compridos e soltos, para dar mais liberdade de movi-

mento. As blusas podem ser mais decotadas ou fechadas – principalmente, se for para a noite. De acessórios, Danielle destaca os cintos finos e coloridos. Junto a eles, complementam o visual os brincos e broches com muitas pedras naturais. Os brincos maiores, para a noite. Segundo a proprietária, muita coisa do verão vai continuar no outono. “Cores como pink, verde e coral ainda estarão como detalhes nas roupas”, diz.

Dueto Moda Feminina Av.Jaguarari,1875,Jaguarari Center,loja 13,Lagoa Nova.Tel.:3213-2306.

20%

à vista ou 10% a prazo em toda a loja. JOANA LIMA

»VESTALE COLECTION Av.Prudente de Morais,2936 loja 07 Shopping Unicenter.Lagoa Seca Tel.:3223-5002 Desc.: 20% à vista ou 5% a prazo em toda a loja.

Saúde Academias e Clubes

»AABB – NATAL Av.Hermes da Fonseca,1017 Tirol Tel.:3211-4412 Desc.:20% à vista na adesão para sócio e nas mensalidades das seguintes atividades esportivas (para assinantes não sócios): basquete,dança,futebol,futsal,ginástica, handball,hidroginástica,karatê,musculação, natação,tênis,voleibol.

»AGEM ACADEMIA Rua Conselheiro Lafayete ,2837 Conj.Pirangi 1ª Etapa Neópolis Tel.:3217.5586 Desc.:20% à vista (dinheiro) em uma das modalidades - ginástica aéro-local, Musculação,jump e spinning

»ACADEMIA DE KUNG FU SHAO LIN Rua Oscar Ramalho de Farias,166 Rosa dos Ventos,Parnamirim Tel.:9401-1989/ 8809-5296 Desc.:20% à vista nas três primeiras mensalidades e isenção da taxa de matrícula (kung fu tradicional,boxe chinês e Shuai Shiao).

»AERO FOOTBALL CENTER Av.Hermes da Fonseca,1400 Tirol Tel.:3221.1408. Desc.:25% à vista na escolinha de futebol e 10% à vista na locação de quadras e no futebol para executivos.

As estações estão trocando, mas a moda permanece cheia de cores, tecidos leves e também alfaiataria

»TUAREG – Kasa do Oriente (Dança do Ventre)

»FÊNIX AROMAS

R.Praia de Alagamar,2170 Ponta Negra Tel.: 3219-0029 Desc.:20% à vista nas aulas da dança do ventre.

(Aromaterapia,Florais Saint Germain e Artigos Fitoterápicos) Av.Engº Roberto Freire,2925 Capim Macio Tel.3207.3600.Desc.: 20 % à vista ou 10 % a prazo em toda a loja,exceto florais e chás.

»VOLLEY CLUB Av.Nascimento de Castro,1024 Lagoa Nova Tel.: 3231-1054.Desc.:20% à vista ou a prazo nas mensalidades das aulas de voleibol.

Cabeleireiros

»ANNINHA CABELEIREIROS Artigos Terapêuticos

Rua João Lindolfo,836,Tirol Tel.:3216-1980

Rua Potengi,638,Petrópolis Tel.:3216-1981.Desc.:20% à vista ou 10% a prazo na Kérathermie Personalizada Kérastase e nas Mechas Francesas.

»FRANK CENTRO DE BELEZA Av.Romualdo Galvão 779,Tirol Tel.:3211-1134.Desc.:20% à vista na cauterização,manicure,pedicure,depilação e escova.

7


clube do assinante 8

Natal • Rio Grande do Norte Domingo • 28 de fevereiro de 2010

» ROUGE COIFFEUR Rua Seridó,471 Petrópolis Tel.:3222-9946 Desc.: 20% à vista na hidratação Kérastase, manicure,pedicure,corte e escova.

MARCELO BARROSO

» SHOP HAIR Av.Senador Salgado Filho,3684 Candelária (ao lado do Natal Shopping) Tel.:3231-1701 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo na hidratação comum,coloração Matrix e mechas.Nos demais serviços 10% à vista (exceto estética).

O complexo Chaplin completa 25 anos em 2010, ainda com noites agitadas e dispondo de seu espaço para eventos

Clínicas de Fisioterapia Respiratória

» FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA PEDIÁTRICA Rua Tomaz Matias II,156 Nova Parnamirim Parnamirim/ RN Tel.:3608.0596 / 8816.2989 Desc.:20% à vista (dinheiro) nas sessões realizadas.Atendimento 24H de domingo a domingo e por hora marcada. Clínicas Terapêuticas

» CIRP – Centro Integrado de Reeducação Postural Rua Coronel Costa Pinheiro,1522,Tirol Tel.: 3211.6016.Desc.:20% à vista nas sessões de pilates para reabilitação e fitness,RPG, osteopatia,terapia manual,fisioterapia dermatofuncional,reabilitação cardíaca e pulmonar e fisioterapia para gestantes. » CLÍNICA MÁRCIA ORTIZ (Atividades aquáticas e psicocorporais) Av.Passeio dos Girassóis,2562 Mirassol Tel.:3231.1727 /9481.2979.Desc.: 20% à vista em todos os serviços,incluindo a avaliação.Desconto válido para alunos novatos pelo período de até 03 meses.www.marciaortiz.com.br » ESPAÇO CORPOMENTE Rua Mipibu,338 Petrópolis Tel.: 3221-5502 Desc.:20% à vista nas terapias.Yoga, massoterapia oriental (shiatsu,ayurvedica,etc), psicoterapia corporal em biossíntese,terapias da respiração,hidroterapia,relaxamento e meditação. Depilação e Estética e Beleza

» REVITALLE ESTÉTICA SAÚDE E BELEZA Av.Prudente de Morais,6133 - Candelária Tel.:3206.3280.Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços de estética facial,corporal e salão de beleza.

nova SPA IMIRÁ Av.Senador Dinarte Mariz,4077,Via Costeira Parque das Dunas Tel.:4005-0505 Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços de salão (massagem – tratamento corporal e facial,manicure e pedicure,depilação, corte,escova,penteado,maquiagem e química).

Uma balada de tradição erações de natalenses, turistas e visitantes já foram à Praia do Meio para dançar graças ao complexo Chaplin, estabelecimento de lazer que completa 25 anos em 2010. Dividido atualmente entre três ambientes, tem a boate Nyx Club como a pista de dança principal. A casa abre aos sábados, a partir das 23h, com banda e DJs. A boate passa por constantes modificações desde 1985. A última foi em 2007, ano em que surgiu a Nyx Club, uma pista para 500 pessoas com camarotes e cabine de som. O DJ Ronny Vanucci é quem toma conta das picapes, onde eventualmente recebe convidados. O lugar é todo decorado com espelhos. A pro-

G

» ROSE ESTÉTICA Av.Prudente de Morais,3857 loja 22 Shopping Natal Sul - L.Nova.Tel.:3234-1996 Desc.:20% à vista em todos os serviços (massagem,peeling,depilação,banho de lua, eletrólise,tonificação muscular,etc) Perfumaria, Cosméticos e Drogarias

» MANIPULARTE - Farmácia de Manipulação e Homeopatia Rua Apodi,559 Tirol Tel.:3222-1900/ 3222-1901 Desc.:20% à vista(dinheiro ou cheque) na

A boate Nyx, pista de dança do tradicional complexo Chaplin, segue agitando as noitadas de sábado com DJs,bandas e convidados gramação musical inclui ainda bandas de samba, pop/rock, forró ou axé, conforme a ocasião. A animação segue pelos outros dois ambientes da casa. O Chaplin Hall é o espaço climatizado para shows, climatizado, com palco, som, iluminação, cabine

manipulação de fórmulas (ou produtos manipulados)

» YES COSMÉTICS – ALECRIM Av.Coronel Estevam,1139,Ed.Cecom loja 3 Alecrim Tels.:3211.6216/ 8822-7766.Desc.:30% à vista ou 10% a prazo nas deo-colônias,cosméticos e maquiagens (exceto para revendedoras).

de DJ, bares e banheiros. Para quem quiser respirar ar puro, tem o Lounge Beach, o espaço externo, com bar, som e luz ambiente, banheiros, e uma belíssima vista para o mar. Comporta até 200 pessoas. Qualquer espaço do Chaplin pode ser alugado. O complexo também organiza festas (15 anos, formaturas, confraternizações, aniversários, etc), e monta o buffet – ou permite que o cliente traga outro. Nyx Club/Complexo Chaplin Av.Presidente Café Filho,27,Praia do Meio. Tel.:3202-1199.

50%

à vista na estrada

» DOM CAR PEÇAS & SERVIÇOS Av.Alexandrino de Alencar,1112 Lagoa Seca Tel.:3211.7501/ 3222.8611 Desc.: 15% à vista nas peças. Troca de Óleo, Lava Jato e Revitalização de Pintura

» CAR SERVICE J.MARQUES

Veículos Acessórios para Carros

Av.Presidente Bandeira,975 Lagoa Seca Tel.:3223-6338 / 9980-3535 / 4141-0146 Desc.: 15% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços (exceto promoções).

Tribuna do Norte - 28/02/2010  

da inauguração da Ponte Newton Navarro, “a redenção econômica do litoral ao Norte de Natal” - prometida nas propagandas oficiais e esperada...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you