Issuu on Google+

» OS CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 5.497 ANÚNCIOS E 32 PÁGINAS FUNDADOR:ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 61 • Número 122 • Domingo,14 de agosto de 2011

O FIM PROGRAMADO PARA OS INSENSATOS

PARA OS FILHOS, O HERÓI NÃO MUDA

GESTÃO PÚBLICA E O DESAFIO BUROCRATA

Na reta final,“Insensato Coração” promete mistério e romance. Natalie volta a posar nua. [ RTV 3 ]

O novo papel do pai, dentro da família, não muda a imagem de herói para os filhos. [ NATAL 12 ]

Enxuta e eficiente.Essa é a imagem ideal do serviço público,segundo Robson Barga,da CNI. [ ECONOMIA 8 ]

CONSTRUÇÃO DA ARENA DAS DUNAS COMEÇA AMANHÃ A obra terá início com a realização da terraplenagem na área em que o estádio será erguido. Governo considera essa etapa importante, uma vez que a Arena irá ficar 70% fora do eixo do atual complexo composto pelos Machadão e Machadinho.

»

A estimativa de gastos para a demolição e reciclagem do concreto do estádio Machadão e ginásio Machadinho é de R$ 32 milhões. Esse custo equivale a 8% do total da obra e seria suficiente para erguer 850 residências do “Minha Casa Minha Vida”.

»

A vias de trânsito e acesso no entorno da obra sofrerá um impacto reduzido no que diz respeito ao trânsito. O governo garante que apenas uma pequena parcela do entulho será retirado da área e serão evitados os horários de maior movimento. [ ESPORTES 1 E 2 ]

»

A estrutura da Arena das Dunas vai ocupar,principalmente,a área do Machadinho e da antiga entrada do Centro Administrativo. Onde hoje está o Machadão serão as áreas para estacionamento POLÍTICA

100

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

TURISMO

INTERNACIONAL

Carlos Eduardo vê Desoneração da possibilidade de folha não anima aliança PDT/PMDB a indústria têxtil

Forte atrai turistas, mesmo sem conservação

Refugiados da seca lotam campos no ‘Chifre da África’

Entre os pré-candidatos à prefeitura, ano que vem, Carlos Eduardo (PDT) é o mais enfático nas críticas a atual gestão. Como possível aliado, ele prefere o PMDB. [ PÁGINA 3 ]

Às voltas com as quedas das exportações, a indústria têxtil do Estado não vê razões para otimismo no plano de desoneração anunciado pelo governo federal. [ ECONOMIA 3 E 4 ]

Marco da colonização no litoral potiguar, iniciada em 1598, a Fortaleza dos Reis Magos atrai os turistas, mas não a atenção do poder público. [ NATAL 1 E 2 ]

A seca no “Chifre da África”, considerada epidêmica pela ONU, lotam os campos de refugiados. O maior deles - Dadaab - recebe 800 famílias a cada dia. [ PÁGINA 15 ]

ELIANA LIMA

CLÁUDIO HUMBERTO

JORNAL DE WM

GAUDÊNCIO TORQUATO

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

ECONOMIA

Depois de 37 anos, a Alpargatas está deixando o Rio Grande do Norte.

Arrogância da Polícia Federal impede lobista de abrir o jogo.

Paulo Balá e a história com final pungente de um amigo de infância.

Indagação dos antigos romanos se reveste de grande atualidade no Brasil.

[ NATAL 14 ]

[ PÁGINA10 ]

[ PÁGINA 2 ]

[ PÁGINA 7 ]

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

HOME PAGE:

www.tribunadonorte.com.br

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


» OS CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 5.497 ANÚNCIOS E 32 PÁGINAS FUNDADOR:ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 61 • Número 122 • Domingo,14 de agosto de 2011

EXEMPLAR DO ASSINANTE

EXEMPLAR DO ASSINANTE

O FIM PROGRAMADO PARA OS INSENSATOS

PARA OS FILHOS, O HERÓI NÃO MUDA

GESTÃO PÚBLICA E O DESAFIO BUROCRATA

Na reta final,“Insensato Coração” promete mistério e romance. Natalie volta a posar nua. [ RTV 3 ]

O novo papel do pai, dentro da família, não muda a imagem de herói para os filhos. [ NATAL 12 ]

Enxuta e eficiente.Essa é a imagem ideal do serviço público,segundo Robson Barga,da CNI. [ ECONOMIA 8 ]

CONSTRUÇÃO DA ARENA DAS DUNAS COMEÇA AMANHÃ A obra terá início com a realização da terraplenagem na área em que o estádio será erguido. Governo considera essa etapa importante, uma vez que a Arena irá ficar 70% fora do eixo do atual complexo composto pelos Machadão e Machadinho.

»

A estimativa de gastos para a demolição e reciclagem do concreto do estádio Machadão e ginásio Machadinho é de R$ 32 milhões. Esse custo equivale a 8% do total da obra e seria suficiente para erguer 850 residências do “Minha Casa Minha Vida”.

»

A vias de trânsito e acesso no entorno da obra sofrerá um impacto reduzido no que diz respeito ao trânsito. O governo garante que apenas uma pequena parcela do entulho será retirado da área e serão evitados os horários de maior movimento. [ ESPORTES 1 E 2 ]

»

A estrutura da Arena das Dunas vai ocupar,principalmente,a área do Machadinho e da antiga entrada do Centro Administrativo. Onde hoje está o Machadão serão as áreas para estacionamento POLÍTICA

100

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

TURISMO

INTERNACIONAL

Carlos Eduardo vê Desoneração da possibilidade de folha não anima aliança PDT/PMDB a indústria têxtil

Forte atrai turistas, mesmo sem conservação

Refugiados da seca lotam campos no ‘Chifre da África’

Entre os pré-candidatos à prefeitura, ano que vem, Carlos Eduardo (PDT) é o mais enfático nas críticas a atual gestão. Como possível aliado, ele prefere o PMDB. [ PÁGINA 3 ]

Às voltas com as quedas das exportações, a indústria têxtil do Estado não vê razões para otimismo no plano de desoneração anunciado pelo governo federal. [ ECONOMIA 3 E 4 ]

Marco da colonização no litoral potiguar, iniciada em 1598, a Fortaleza dos Reis Magos atrai os turistas, mas não a atenção do poder público. [ NATAL 1 E 2 ]

A seca no “Chifre da África”, considerada epidêmica pela ONU, lotam os campos de refugiados. O maior deles - Dadaab - recebe 800 famílias a cada dia. [ PÁGINA 15 ]

ELIANA LIMA

CLÁUDIO HUMBERTO

JORNAL DE WM

GAUDÊNCIO TORQUATO

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

ECONOMIA

Depois de 37 anos, a Alpargatas está deixando o Rio Grande do Norte.

Arrogância da Polícia Federal impede lobista de abrir o jogo.

Paulo Balá e a história com final pungente de um amigo de infância.

Indagação dos antigos romanos se reveste de grande atualidade no Brasil.

[ NATAL 14 ]

[ PÁGINA10 ]

[ PÁGINA 2 ]

[ PÁGINA 7 ]

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

HOME PAGE:

www.tribunadonorte.com.br

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

opinião

Domingo | 14 de agosto de 2011

AGNELO ALVES [ Jornalista ]

Jornal de WM WODEN MADRUGA - woden@terra.com.br

Carta de Paulo Balá

N

o começo da semana, Acari festejando sua excelsa padroeira, Nossa Senhora da Guia, recebo carta do doutor Paulo Bezerra, datada ainda de julho, onde relata a história de um amigo de infância e companheiro de juventude com um final pungente.

“Amigo velho: A amizade é um sentimento que se firma em qualquer tempo e se arrima sobre pontos de vista em comum. Nasce que nem geração espontânea e se solidifica pela postura das pessoas. Há de se esperar, no entanto, convivas de amigos, estes solidários em todas as vicissitudes. Assim é como tenho alguns no rol das minhas amizades. Meninos ainda, eu e João de Rita – João Evangelista da Silva da safra de 1931 -, filho de engomadeira e de um coletor – Elias Dantas -, fomos alunos de Porfíria Aleijada, nobre professora dos primeiros ensinamentos nos idos da palmatória, do argumento e da orelha de burro, onde, cheios de admiração, olhávamos as gravuras da Guerra dos Farrapos, guardadas numa gaveta. Depois, vieram as festas de rua como a de Agosto quando o divertimento era correr no carrossel tangido a braço, o balanço nas canoas, apreciar o jogo de bozó, a roleta girando, o tiro ao alvo, o arremesso das argolas para cobrir alguma nota ou carteira de cigarros e, quando Basto de Currais Novos apresentava o seu João Redondo, a alegria de ver as tiradas dos seus bonecos. Ali, ainda o doce japonês e a gelada – um ponche de qualquer coisa com raspa de gelo. Também algumas bancas, na presunção do ganho, alumiadas de carbureto de cálcio com água, vendiam broas, soldas, alfenins, arroz doce, tareco, bolo manuê... E assim corria o tempo, até a hora de voltar para casa, às vezes quando Zezé da Usina dava o sinal que a luz ia se apagar. Aluno interno do Ginásio de Caicó (GDS) até 1949, a minha volta para as férias era o reencontro com os que ficavam. Como a farda do estabelecimento era calça e túnica de caqui, talabarte e quepe, na noite em que fomos a um terço na fazenda Pitombeira de João Odorico em cima do caminhão de Manoel Lúcio, João me pediu o quepe e se enfeitou com ele a fim de chegar ali como estudante. Um dia, eu de férias, fui encontra-lo junto com Zemé, Gilberto de Cândido das Dores e outros, costurando sacos de estopa para carreto de algodão. Para matar meu tempo

meti-me na empreitada pondo os que eu costurava na tuia dele. Depois, comentou muitas vezes entre amigos, inclusive Pety e Gilvan, em tom de mangação, achando graça: “Esse camarada quando chegou aqui vindo das Pinturas era brocoió demais: apragatas de correia com solado de pneu, feitas por Sebastião Sapateiro, calça meia-coronha e chapéu de palha atolado na cabeça”. Mudando de rumo foi trabalhar com Demétrio Ferreira fazendo trancelins quando puxei ouro na enfieira, transformando em fios para o seu trabalho. O futebol que se jogava, o Flamengo por quem se torcia, o repertório de Orlando Silva, o jogo de sinuca no bar de Zé Nunes, as serenatas, um grogue de cachaça no reservado de uma bodega, eram coisas em comum além de tudo quanto os bons costumes permitiam que se fizesse. Certa vez chamou-me a um trago antes do almoço para abrir o apetite, mas diante da minha recusa, reparou: “Vote, dessa vez você voltou foi biqueiro”. Decorava a letra e captava a melodia das músicas do seu interesse, das trazidas em disco de Campina Grande por Abraão Pereira de Araújo que as rodava numa vitrola, ou das ouvidas pela Difusora Municipal como “Lábios que beijei”, valsa de J. Cascata e Leonel Azevedo, gravada por Orlando Silva em 1937, a indagar curioso o que danado queria dizer retina, depois de ouvir os versos – “tua imagem permanece imaculada na minha retina cansada de chorar por teu amor...” Com a mudança de Demétrio para Natal (1960) permaneceu em Acari, desocupado e bebendo, até 1968 quando voltou a trabalhar na cidade grande com o mesmo patrão, criando, no entanto, graves problemas, culminando por ser dispensado do trabalho que durara tanto. Àquela altura já estava devastado pela cachaça, pedindo ajuda a um e a outro para se alimentar e, sobretudo, beber, isso por um período de 10 anos que foi de 1974 a 1984, vivendo na rua, ao léu, caído pelas calçadas. Então, em 1977 encontrou a casa do primo Geraldo casado com Rita de Deco Flandileiro, para quem recorria eventualmente para lavarlhe a roupa, dar-lhe comida e pouso.

Um dia ele me procurou com uma queixa: “João está lá em casa há dias, socado numa rede, sem querer se alimentar, com muita febre, e nem forças tem para ficar em pé”. Internei-o aos cuidados do Dr. André Nunes de Aquino no Hospital das Clínicas, portador de derrame pleural de origem tuberculosa, onde ficou por muitos meses, eu a lhe levar notícias e o de precisão como sabonete, pasta de dente, escova, algum dinheiro que carecia e de lá saiu curado e quase esquecido da bebida, até que depois de algum tempo foi ao sertão voltando entregue ao que chamava de boemia. Avistei-o várias vezes em um boteco da aenida Alexandrino de Alencar, próximo à LBA e noutro em frente ao Banco do Brasil, na Cidade Alta, solitário e mudo, sentado a um canto como se a espera de alguém a lhe oferecer um trago. Por esse tempo Bianor Medeiros – um bom acariense – deu por sua falta, procurando-o em delegacias e hospitais e a indagar de mim mesmo: “Tem visto ele?”. Fui àqueles bares caçando-o, mas obtendo sempre a mesma resposta: “Há tempo não anda por aqui”. Membro do Conselho Penitenciário junto com o Dr. José Valério Cavalcanti de Albuquerque, legista do Itep, perguntou-se se por lá não havia passado um cidadão com tal perfil, e descreveu as características do nosso amigo. Havia. Com amplas úlceras nas pernas, sem um documento, sem dinheiro, roupa suja e rota, fora encontrado morto embaixo de uma banca da feira livre das Rocas. Da laje fria do necrotério, vencido o prazo de ser procurado, deramlhe sepultura no Cemitério de Igapó. Algum tempo depois alguém o reconheceu pelo registro fotográfico do Itep: aquele era ele mesmo. Em 1984, aos 53 anos, terminava na pobreza, na solidão e no abandono a que se dispôs, deixando viúva e filhos, ele que teve um futebol vistoso, o seresteiro de voz limpa, o feitor de trancelins, benquisto por todos e amigo de tanta gente, aparecendo nos bailes da nossa terra com seu terno de linho branco engomado por sua mãe, mas que não soube ficar apenas num grogue de aguardente. Agora, quando relembro haver-lhe negado algum dinheiro para que ele não fosse beber, me arrependo, por haver sido aquele o seu último anseio a fim de transpor a porta derradeira do seu Destino, escancarado para o encontro com a grande noite escura, sem luar e sem estrelas. Assim foi o amigo, e assim ele se foi. Acari, 4 de julho de 2011 Paulo Bezerra”.

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av.Tavares de Lira,101 - Ribeira - Natal/RN CEP:59010200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm.e Operações: Ricardo Luiz de V.Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação:Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

No País de Mossoró

V

ilegiei o “País de Mossoró” e arredores, como se costuma chamar carinhosamente e com respeito a capital oestana. Não sei se é porque procedia de Natal, mas a sensação que colhi, logo na estrada, nas proximidades da Cidade, é a de que estava numa sala de visita. O chão limpo. A grama bem cuidada, como se fosse um tapete. A iluminação pública perfeita, sem excessos e sem escassez. O trânsito fluindo normalmente. As pessoas andando tranquilas, sem medo, me acudindo a curiosidade de repórter: “Ué, que cidade é esta?” Logo alguém no carro respondeu: “Não é apenas uma cidade, é o País de Mossoró”. Não conheço nenhuma pesquisa sobre a avaliação da administração da prefeita Fafá Rosado. Já estava concluindo com meus próprios botões, quando cheguei à Feira do Livro na sua sétima edição anual, numa iniciativa dos confrades Osni Damásio e Rilder Medeiros. Supunha uma coisa mais íntima, reunindo apenas e suficientemente a colônia dos intelectuais e leitores mais ávidos. Como se questiona popularmente: “Qual o quê?” Uma multidão com informação corrente de oito mil a dez mil pessoas, visitando a Feira diariamente, desde as

primeiras horas da manhã, até a noite. Começo, então, a entender as coisas, a geografia da capital oestana, o estado de espírito dos mossoroenses, a nítida vocação política, como fatores que impulsionam e dão sustentabilidade à cidade, o seu desenvolvimento retumbante. Todo um estado de espírito, diria ufanista, dos mossoroenses e que se transmite e se incorpora aos visitantes como eu, que praticamente assisti ao seu surgimento mais efervescente, quando o angicano Aluízio Alves empolgou Mossoró, fazendo nascer um movimento entre as mulheres, logo chamadas de “Senadoras”. Não cheguei a estar com Edith Souto e Soutinho. Lamento. Mas lá estavam Ester e Rose, inquebrantáveis. Quantas vezes nos antecederam nas viagens. As grandes passeatas. A praça do Codó. Três dias e noites, rua a rua, o empate técnico, a leitura da última pesquisa que levei no minuto final da campanha com a interpretação correta do empate. O desempate só seria possível com a conquista de setores da área rural. Mas, como? Se a partir daquele instante estava encerrado o prazo legal? Contrariando todos os médicos, além de todos os amigos e familiares, menos a mim que o entendia, Aluízio disse e cumpriu: “Vou lá, de

Uma Cidade com altos índices de desenvolvimento econômico e cultural – Aluízio teve uma premonição e desencadeou o processo político com ajuda das mulheres mossoroenses, as “Senadoras”.

casa em casa”. E foi na área rural que a eleição foi decidida, voto a voto, até a última urna. Chegando ao hotel, já tarde da noite, quase pela madrugada, o sono se mantendo à distância, o pensamento trepidando por um instante com recordações do que vira e até participara. A cidade bem cuidada, na visita à casa de Fafá e Leonardo, o primeiro pensamento novamente me ocorrendo, as ruas como sala de visita, sem sequer uma ponta de cigarro jogada no chão. Os estudantes, durante o dia e a sociedade em geral, no horário da noite, frequentando a “Feira do Livro”. Parabéns à prefeita Fafá Rosado por Mossoró.

Amâncio - www.chargistaamancio.blogspot.com

Cartas Copa (1) Nada de novo. Os fatos são evidentes. Se tivesse um só projeto aprovado pela Caixa daria para ver andando nas ruas. Pelo visto, só os funcionários da Urbana estão nas ruas cortando a grama e varrendo os canteiros nas avenidas e os buracos do calçadão de Ponta Negra. Serão estes os grandes projeto das Copa 2014 em Natal? natalbra@gmail.com

Copa (2)

CRISTOVAM BUARQUE [ Professor da UnB e senador pelo PDT-DF ]

Até quando?

D

urante o regime militar, alguns brasileiros se atreviam a denunciar no exterior a tortura que havia no Brasil. Por esse gesto eram acusados de ofensa ao país, até mesmo por democratas. Dom Helder Câmara foi um desses acusados. Dizia-se que roupa suja se lava aqui dentro e que era falta de patriotismo denunciar as torturas em terras estranhas. Agora, algumas pessoas acusam um jornalista espanhol, radicado no Brasil, com família brasileira, que se sente brasileiro, de querer ofender o Brasil por publicar artigo no jornal El País, de Madrid, divulgando sua surpresa pela falta de indignação nacional diante da corrupção. Até 2002 alguns desses críticos eram arautos da moralidade, agora se indignam quando se fala contra a corrupção, ao invés de indignarem-se com a falta de indignação que tomou conta do país. No lugar de indignação contra a corrupção, dirigem a indignação contra o jornalista. Não se pode dizer que a chegada de um partido de esquerda ao governo aumentou o número de corruptos no poder, mas pode-se afirmar que diminuiu, quase eliminou, o número de pessoas indignadas; e aumentou a tolerância, mesmo entre os que antes eram radicalmente contrários a corrupção. O pai da corrupção é a impunidade, a mãe é a perda dos valores morais, das bandeiras de luta dos que fazem política. Sobretudo, a corrupção é fruto da tolerância com ela e seus atores e também da aceitação da imoralidade do abismo, como ao longo da história no Brasil, se distribui saúde e educação. Não se sabe se os partidos de esquerda perderam as bandeiras porque chegaram ao poder ou se chegaram ao poder porque ficaram sem bandeiras. O fato é que sem bandeiras, os partidos miram o poder como um fim em si mesmo; e a corrupção, mesmo que não seja praticado termina aceita como normal pelos que não são corruptos. Os políticos ficam divididos entre os que aceitam pagar

Classificados Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

pedágio para estar no poder e aqueles que recebem pedágio por ficar no poder. Não se sabe se Os dois grupos aceitam o os partidos de pedágio da corrupção coesquerda mo prática usual. perderam as O artigo de Juan Arias é bandeiras porque um marco na denúncia, mas chegaram ao não se transformará em um poder ou se marco político se não deschegaram ao pertarmos para fazer contra poder porque a corrupção o que fizemos ficaram sem contra a ditadura, graças as bandeiras.O fato denúncias corajosas, como é que sem as de Dom Helder. bandeiras,os Nas ruas as coisas conpartidos miram o tinuarão normais sem mopoder como um bilizações, sem indignados fim em si mesmo.” gritando seu inconformismo, sem gestos corajosos como os da Dilma ao promover sua faxina. Gesto que, é preciso dizer, não tem recebido solidariedade firme dos partidos de sua base. Alguns temem a perda da governabilidade, outros temem a perda da chave do cofre. Um cenário pior do que o do regime militar, quando pelo menos alguns gritavam, lutavam e morriam na guerra contra a tortura, em defesa de uma nova constituição e da democracia. Fica a impressão que Dilma agiu quase sozinha. Agora é hora de o Brasil apoiá-la, aliás como já fez, recentemente, o ex-presidente FHC e o próprio Arias ao diferenciá-la do quadro geral de tolerância, aceitação e falta de indignação com a “corrupção no comportamento de políticos”. Isso para não falar da não percepção da “corrupção nas prioridades da política”, da tolerância com a desigualdade e o atraso social: um país com 41% da população sem água potável e esgoto, com escolas funcionando em pardieiros, obras paradas em 53 universidades e os estádios sendo construídos em ritmo de três turnos.

O tempo passa, o tempo voa e as obras de Natal continuam paradas numa boa. O mais incrível é que tem pessoas acreditando que Natal vai ser sede da Copa do Mundo. Se faltarem aeroportos, hospitais, transportes, etc. pode haver jogos, mas sem estádio não. O estádio de Natal não ficará pronto para a copa. Vejamos: sempre falaram que dois anos e seis meses é o tempo mínimo para fazer a obra, nós já estamos praticamente em setembro e nada de começar a obra. Se a obra começasse agora em setembro/11 só estaria pronta em fevereiro de 2014, poderíamos atrasar apenas três meses a obra. Como estou incluindo a demolição dentro deste tempo, provavelmente a obra não estará pronta. E digo sem nenhum medo de errar, Natal está fora. izidoriomelo@terra.com.br

Lixo Evidentemente a PNRS possibilitará grandes avanços no que concerne a boa gestão dos resíduos sólidos, entretanto, é necessário o desenvolvimento de políticas públicas que possam reduzir os tributos inerentes ao transporte e à reciclagem dos materiais. A matéria-prima advinda diretamente da exploração dos recursos naturais não pode ter menor valor para as indústrias do que a matéria-prima resultante da reciclagem dos materiais recicláveis. Quanto ao projeto local, os gestores, deveriam viabilizar uma forma mais eficiente para escoar todo o produto da coleta seletiva diretamente para a indústria da reciclagem e, com isso, aumentar a renda e valorizar o trabalho dos cooperados. hemarinho@click21.com.br

Concurso O STF deveria proibir a publicação de editais de concursos públicos se não houvessem a garantia da posse dos aprovados no tempo determinado nos editais. fs8591@gmail.com

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro :(O21)2544-3070 – São Paulo:(011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J.do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J.Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


política

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

3

ENTREVISTA / CARLOS EDUARDO / EX-PREFEITO E PRESIDENTE ESTADUAL DO PDT

Notas & Comentários colunanotas@tribunadonorte.com.br

Reeleição na Assembleia os bastidores da Assembleia Legislativa é dado como certo que aprovada em segundo e definitivo turno a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para permitir a recondução da Mesa Diretora, haverá uma antecipação da eleição. O mandato do atual presidente da Assembleia, Ricardo Motta, e demais integrantes da Mesa termina em 2013. Mas a intenção é não esperar até lá para deflagrar o processo eleitoral. Nos próximos meses o presidente seria reeleito. A tendência é que os atuais integrantes da Mesa Diretora também sejam reconduzidos.

N

Novas denúncias A revista Veja que chega às bancas neste fim de semana dedica uma ampla reportagem ao ministro da Agricultura, Wagner Rossi. A reportagem aponta que em 30 anos de política, “o ministro deixou um rastro de histórias esquisitas por onde passou”. E cita o caso em que, duranta uma reunião da Comissão de

Licitação do Ministério da Agricultura, um dos representantes de empresas na disputa fez uma denúncia grave. “Disse, em alto e bom som, que aquilo era um jogo de cartas marcadas e que já estava acertado um pagamento de 2 milhões de reais ao oitavo andar”. No oitavo andar, fica o gabinete do ministro.

ENCONTRO PARTIDÁRIO O presidente nacional do PT, Ruy Falcão, estará em Natal no dia 27 de agosto para participar de um encontro estadual do partido. Na ocasião, os petistas vão discutir os rumos da legenda nas eleições municipais de 2012, a conjuntura nacional, a reforma política e possíveis mudanças no estatuto da legenda. Quem quer dar aula faz isso por gosto e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado. Eles pagam mais? Não. O corporativismo é uma praga”

CID GOMES, governador do Ceará, ao participar de um seminário em Natal sobre Educação e aproveitar para criticar os professores da rede pública de ensino que entram em greve

ENERGIA RENOVÁVEL A Assembleia Legislativa fará, nesta segunda-feira, uma audiência pública sobre o atual modelo energético e a geração de energias renováveis no RN. A iniciativa é do presidente da Casa, deputado Ricardo Motta (PMN), que convidou a bancada federal e representantes de entidades e órgãos ligados ao setor.

DIVULGAÇÃO

Vazamento de fotos

A presidenta Dilma Rousseff considerou “inaceitável”a divulgação de fotos dos presos na Operação Voucher, realizada pela Polícia Federal,que resultou na prisão de 35 pessoas acusadas de envolvimento em irregularidades no Ministério do Turismo.A informação foi prestada pelo porta-voz do Planalto,Rodrigo Baena Soares. As fotos de seis presos na Operação Voucher foram publicadas na capa do jornal a Gazeta,de Macapá.Os suspeitos aparecem sem camisa e segurando um papel com a própria identificação.

Vazamento de fotos (2) Entre os envolvidos no esquema que aparecem nas fotografias divulgadas estão o secretário executivo do Turismo, Frederico Silva Costa, o secretário de Desenvolvimento do

Turismo, Colbert Martins, e exsecretário executivo da pasta Mário Augusto Lopes Moysés (que aparece sem identificação), ligado à senadora Marta Suplicy (PT).

INVESTIGAÇÃO O PSD, partido que é liderado pelo vice-governador Robinson Faria, enfrenta mais um empecilho para o registro na Justiça Eleitoral. O Ministério Público de Goianinha instaurou um procedimento para apurar a autenticidade das assinaturas de apoio à criação da legenda. Ao abrir a investigação, o promotor André Lacerda Azevedo justificou que a juíza da 9ª Zona Eleitoral no Rio Grande do Norte identificou “possível falsidade de assinaturas de pessoas identificadas em lista de apoio para criação do PSD".

‘GOSTARIA MUITO DE TER O APOIO DO PMDB’ ALEX RÉGIS

O que o senhor,como presidente estadual do PDT,fará com os detentores de mandato que não lhe apoiaram no pleito ao Governo (em 2010)? Na campanha (de 2010) nós não contamos com o apoio de seis prefeitos do PDT. Dos sete prefeitos do PDT, só tivemos o apoio do prefeito de Parnamirim (Maurício Marques). Os demais aderiram a Rosalba (Rosalba Ciarlini, do DEM) ou a Iberê (Iberê Ferreira, do PSB). Em muitos municípios, cujo levantamento o partido está fazendo, que não apoiaram o candidato a governador e os candidatos que o partido apoiou na chapa majoritária, nós estamos, realmente, fazendo uma intimação para que essas pessoas se retirem da legenda. O objetivo do PDT é fazer essa reestruturação, não pretende ser um partido de quantidade, mas de qualidade. Um partido, por exemplo, onde tenha pessoas com mais consciência política, com espírito público, gente que esteja interessada em fazer parte de um partido, participar das suas decisões e acompanhar a legenda. Dos sete prefeitos, os seis vão sair. Já dispensamos o de Montanhas, Tibau do Sul, o de Jardim de Piranhas, o de José da Penha e estamos em processo de dispensa do prefeito de Barcelona. O PDT vai requerer esses mandatos? Nós não vamos requerer. Vamos apenas pedir para que eles saiam. O senhor não teme, com isso, enfraquecer o PDT. O partido poderá chegar a 2012 com as bases fragilizadas? Mas de que adianta ter sete prefeitos e contar só com um. Veja que o PDT teve chapa pura e mesmo assim os outros prefeitos não acompanharam o partido. Onde nós chegamos nos municípios deles, eles se retiravam logo cedo para não esperar o candidato a governador e a chapa majoritária. É melhor ter um partido pequeno, mas mais homogêneo, de pessoas que tenham mais consciência política, que façam adesão consciente ao partido. Vamos democratizar o partido. Nossas decisões não serão de cima para baixo. Teremos a prática de reunir, discutir, ajudando a criar uma cultura partidária e fazer com que essas pessoas saibam que na agremiação a maioria decidindo, a minoria tem que seguir. Falando agora sobre o pleito 2012, nesse momento Carlos Eduardo é candidato a prefeito de Natal? Eu sou pré-candidato. Naturalmente, estamos em 2011 e não vamos resolver a eleição de 2012 em 2011. Esse é o momento em que nós estamos reorganizando, reestruturando o partido, fazendo novas filiações, organizando internamente o partido, fazendo crescer e o ano que vem é o ano próprio das eleições, de definição das alianças e nós, certamente, vamos buscar transformar a précandidatura numa candidatura. O que nos anima até o momento é chegar em qualquer parte de Natal e encontrar sempre manifestações de convocação, de apelo para que a gente volte para Prefeitura de Natal. O que pode viabilizar sua candidatura a prefeito? Nesse momento de pré-candidatura analisamos as dificuldades, mas, por outro lado, vemos com bastante otimismo porque enquanto houver apoio popular, não só no que encontramos na cidade, mas em seis ou sete pesquisas já divulgadas que nos colocam em situação de primeiro lugar absoluto. Não contamos com o pessimismo, não contamos com outra alternativa que não seja a gente possa transformar a pré-

ANNA RUTH DANTAS Repórter

residente estadual do PDT, o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo anuncia que é pré-candidato a prefeito da capital potiguar, mas o discurso e as articulações políticas mostram que ele trabalha já como candidato. Como líder do PDT, confirma que o partido expulsará seis prefeitos que não apoiaram a candidatura dele ao Governo; como pré-candidato a prefeito de Natal, destaca que “deseja muito” contar com o apoio do PMDB; como ex-prefeito, enaltece o trabalho realizado; e como postulante a retornar ao Palácio Felipe Camarão, elege a atual prefeita Micarla de Sousa como sua principal adversária. “Ela é desprovida de preparo para o exercício da função. É despreparada e a consequência disso é Natal estar vivendo a pior administração que se tem notícia nos últimos 50 anos”, comenta.Carlos Eduardo é cauteloso ao falar sobre possíveis conversas com o DEM e o PSDB, partidos da base de oposição ao governo federal. Prefere aguardar pela orientação do diretório nacional do PDT. Quando fala de possível apoio do PSB, que tem a ex-governadora Wilma de Faria como pré-candidata a prefeita, e do PT, que tem como candidato o deputado Fernando Mineiro, o pedetista demonstra prudência, mas não esconde o desejo de unir PSB e PT em torno da sua candidatura. Durante toda essa entrevista não houve um só momento em que Carlos Eduardo tenha falado em possibilidade de não ser candidato a prefeito. Pergunto sobre o que pode inviabilizar a sua candidatura, ele é direto na resposta: “Só o processo vai dizer”. Mas já dá o recado: “Não contamos com o pessimismo, não contamos com outra alternativa que não seja a gente transformar a pré-candidatura em candidatura”. Sobre o pleito 2012, alianças, punição aos filiados do PDT infiéis e a disputa ao Palácio Felipe Camarão, Carlos Eduardo concedeu a seguinte entrevista à TRIBUNA DO NORTE.

P

verno e fazer valer suas ideias. Com relação à governadora Wilma ela é da base aliada. Eu posso dizer que tenho diálogo com ela, embora não tenha conversado com ela há algum tempo. Mas tenho diálogo. Acho que, naturalmente, mesmo respeitando a legitimidade de candidaturas próprias e sobretudo o PSB que tem representatividade política para tanto, acho que se pode conversar, dialogar. Isso faz parte do processo eleitoral. Ou seja, as alianças e a escolha do vice-prefeito.

Seria um espaço a abrir para o PSB,o espaço de vice-prefeito? Veja, eu não posso me antecipar a isso. Não posso especular isso. É contraproducente você fazer qualquer proposta no período que estamos vivendo, tão distante ainda até das convenções.

Mesmo respeitando a legitimidade de candidaturas próprias e sobretudo o PSB que tem representativida de para tanto, acho que se pode conversar, dialogar”

Não contamos com o pessimismo, não contamos com outra alternativa que não seja a gente transformar a pré-candidatura em candidatura” candidatura em candidatura. E o que pode inviabilizar a sua candidatura? Só o processo vai dizer. Não adianta eu lhe responder uma situação que vai acontecer ano que vem, quando a gente ainda está praticamente no meio do ano e isso significa dizer a mais de um ano da convenção. Uma recente aliada sua foi a exgovernadora Wilma de Faria, com quem o senhor esteve em 2008. Há possibilidade dos senhores estarem juntos em 2012? Nós temos uma orientação do diretório nacional do PDT que indica que as nossas alianças para as eleições do ano que vem tenham como prioridade partidos que estão na base aliada de sustentação do Governo Federal. Naturalmente, a gente tem que respeitar as decisões de todos os partidos. É legítimo que todo partido queira lançar candidatura própria e dessa forma chegar ao go-

E o PT? O partido é da base,mas tem candidato próprio, que é o deputado estadual Fernando Mineiro. Então o caminho de 2012 é cada um lançar um candidato? Tudo pode acontecer até porque, repito, é legítimo, a lei permite. Então é natural que se não houver uma convergência que cada partido lance suas próprias candidaturas e essas alianças fiquem adiadas para o segundo turno. Mas isso não enfraquece? É uma situação para ser discutida em momento próprio. E esse momento é em 2012. O deputado federal Rogério Marinho (PSDB), pré-candidato a prefeito de Natal, afirmou, em entrevista à TRIBUNA DO NORTE,que o senhor é o responsável pela administração da prefeita Micarla de Sousa. Como o senhor avalia essa afirmação? Essa é o tipo da afirmação que representa uma agressão a inteligência alheia. Eu tenho certeza de que só o próprio suplente de deputado Rogério Marinho acredita na sua própria mentira. É tão ridículo que não vou nem mais comentar.

Com relação à gestão Micarla de Sousa, chega com um desgaste ao terceiro ano. Onde foi que a prefeita errou? Micarla foi minha vice, mas foi escolhida por um conjunto de partidos e lideranças políticas dentro da nossa coligação, a qual ela fazia parte ainda no PP. Dessa forma, não foi uma escolha pessoal do prefeito, foi dos partidos aliados, com a concordância do partido ao qual eu pertencia. Ganhamos a campanha no segundo turno. A minha convivência com Micarla só demorou os primeiros três meses da minha administração (de 2008), quando aí verifiquei que nós éramos incompatíveis, na forma de fazer política, na visão administrativa e foi por isso que houve o afastamento. Eu sabia, em 2008, pelo que conheci, que ela era despreparada para exercer a Prefeitura de Natal. Eu tinha essa forte impressão que se consumou quando ela ganhou a eleição e veio o seu governo. Então, ela é desprovida de preparo para o exercício da função. Ela é despreparada e a consequência disso é Natal estar vivendo a pior administração que se tem notícia nos últimos 50 anos. 2012 será o “tira-teima” entre Carlos Eduardo e Micarla de Sousa? Os senhores irão se enfrentar pela primeira vez. Essa é uma previsão que está dentro do cenário político. Até porque ela é a minha principal adversária. Ela assumiu a prefeitura e patrocinou uma perseguição implacável, e persegue até hoje, nossa administração. Ela e seus auxiliares através da mentira, de falsas informações. Ela não teve pejo de tentar através disso me incompatibilizar com o povo de Natal. Apesar disso, o que encontro nas ruas de Natal são apelos e manifestações de convocação para que eu volte para prefeitura e as pesquisas mostram isso. Acho que a administração dela é desastrosa. Se ela pensa diferente do que estamos dizendo que ela se candidate, participe. [CONTINUA NA PÁGINA 4]


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte O senhor vai para a disputa em 2012 sem o Governo do Estado,já que a governadora Rosalba Ciarlini(DEM)nãoésuaaliada,semaPrefeituradoNatal,jáqueéadversário deMicarladeSousa.Issonãotorna o cenário muito adverso? Veja bem, é muito difícil a gente se projetar no mês de agosto para eleição que terá convenção em junho do ano que vem. Tudo que se colocar é hipótese. É muito difícil falar por hipótese. Porém, quem vai dizer realmente isso, qual a nossa coligação ou se não teremos condição de nos coligar, como vamos para a convenção, se transformamos a pré-candidatura em candidatura, é o processo.

política

[ ENTREVISTA ] CARLOS EDUARDO / CONTINUAÇÃO DA PÁGINA 3

‘DEFENDO PRIORIDADE PARA A BASE ALIADA’ ALEX RÉGIS

Como estão suas conversas com o PMDB? Este ano eu creio que os partidos todos estão voltados para o fortalecimento interno das suas estruturas partidárias, até como estratégia que pode naturalmente vingar. Todos estão com pré-candidatura e faz parte. Tem havido conversa, eu tenho conversado, mas são ainda conversas informais. Conversas de análise do quadro político, possibilidades de aliança, mas não passa disso. Dessa forma já conversei com Garibaldi, com Fátima, com Wilma de Faria (PSB), com Antenor Roberto (PC do B). Enfim, é o que pode acontecer nesse momento, conversas, nada de definitivo. Essas conversas de 2012 poderão já fechar acordo para 2014? Não tem acordo nem para 2012 e muito menos para 2014. Essas conversas têm tratado da possibilidade de aliança, mas só serão confirmadas ou não ano que vem. O senhor tem conversado com o DEM? Não conversei nem com o DEM e nem com o PSDB, desses partidos que têm a maior representatividade política e eleitoral no cenário nacional e aqui. Eles (DEM e PSDB) estariam fora

Domingo | 14 de agosto de 2011

Nosso país vive um estado puro de eleição. Nós precisamos de uma reforma e entre as iniciativas para melhorar o processo político está o distanciamento de uma eleição para outra”

do seu possível arco de aliança? Toda eleição o diretório nacional, reunindo diretórios estaduais e municipais, tiram posição de orientação de alianças. Suponho que será uma orientação semelhante a de 2010, dá prioridade a partidos da base aliada. Mas eu não sei se haverá fechamento de questão para que sejam só partidos da base aliada. Essa é uma decisão que o partido já anunciou que vai tomar ainda nesse ano de 2011. O senhor,como líder do PDT,defende aliança apenas com partidos da base ou alianças com qualquer partido? Defendo a prioridade com os partidos da base aliada, mas não defendo questão fechada.

Houve alguns comentários que o senhor poderia deixar o PDT. O que há de verdade nessa história? Nosso país vive um estado puro de eleição. Nós precisamos de uma reforma política e entre todas iniciativas para que a gente possa melhorar o processo político e a representação política, acredito que esteja também um distanciamento de uma eleição para outra. O que acontece é que acaba uma eleição começa outra. E aí nós vivemos esse lado que não é tão positivo, de que pela proximidade de uma eleição da outra, a gente vê avultar mais nomes de candidaturas do que mesmo os problemas que precisam ser discutidos. Isso é que é relevante e perde espaço por essa proximidade,

onde a gente fica permanentemente na discussão política de quem vai mudar de partido, ser vice, de quem vai se aliar. Acho que a política perde o interesse da sociedade que não aguenta tanta política como se faz no Brasil. A reforma política é prioridade para o Brasil dentro todas as reformas, precisamos distanciar uma eleição para outra. A proximidade familiar que há entre o senhor, o deputado federal Henrique Eduardo Alves e o ministro Garibaldi Filho poderá levar o PMDB a lhe apoiar em 2012? A política ela tem outros valores. A questão familiar ela pode, por uma questão de afinidade, aproximar. Mas a política tem outros valores. Acredito que a minha

candidatura se coloca muito mais na experiência exitosa que tivemos como administrador de Natal, quando administramos sem desvio ético, colocando o interesse da cidade acima de todo e qualquer outro interesse, quando no provimento dos cargos o fizemos com pessoas com o perfil para o exercício da função e dessa forma administramos em sintonia com os princípios de eficiência. A nossa administração teve organização, gestão, teve planejamento e seriedade. Foi por isso que encontramos uma prefeitura que investia R$ 30 milhões ao ano e entregamos uma prefeitura que investia de recursos próprios da receita R$ 138 milhões ao ano. Ou seja, chegamos a 14% da receita. Por isso que foi possível resolver tantos problemas da cidade. O aterro sanitário, a coleta seletiva de forma pioneira em Natal, conservar 130 hectares no coração da cidade com o Parque da Cidade dom Nivaldo Monte, construímos 28 escolas, um centro de capacitação que era sonho de 20 anos do magistério. Levamos a efeito a construção de 3 mil unidades habitacionais, urbanizamos seis favelas, enfrentamos e vencemos o problema de Capim Macio, de Nossa Senhora da Apresentação, o fim da enchente na zona Norte com o canal José Sarney. Temos uma referência para o povo de Natal. Nossa maior referência é a postura na política e a administração aprovada. Mas o senhor acredita que poderá viabilizar o apoio do PMDB para a sua candidatura? Eu gostaria muito de ter o apoio do PMDB se vier a ser candidato. Se vier a confirmar minha candidatura eu desejo muito e vou lutar para ter o apoio do PMDB. Claro que respeito a candidatura do deputado Hermano Morais (PMDB), mas desejo o apoio do PMDB.


Domingo | 14 de agosto de 2011

política

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

José Eduardo Cardozo afirma que tem a confiança da presidenta, independentemente das reclamações dos partidos da base aliada do governo que têm filiados nos ministérios sob investigação da Polícia Federal

[ DIVERGÊNCIAS ]

Ministro garante ter apoio de Dilma rasília (AE) - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que tem todo o apoio da presidenta Dilma Rousseff, independentemente das reclamações dos partidos da base aliada do governo que têm filiados sob investigação da Polícia Federal. “A recomendação que tive da presidenta Dilma foi para cumprir a lei. Ela é muito firme e foi firmeza que ela me recomendou”, afirmou. Cardozo disse ainda que não tem medo da pressão que sofre por parte da base, especialmente do PT e do PMDB, partidos que lotearam o Ministério do Turismo e que tiveram integrantes seus presos na Operação Voucher da Polícia Federal. A ação da PF levou à prisão de 35 pessoas, entre elas filiados ao PT, como o ex-secretário-Executivo do Turismo Mário Moysés, e ao PMDB, como o secretário de Desenvolvimento do Turismo, ex-deputado Colbert Martins. Moysés é ligado à senadora Marta Suplicy (PT-SP); Colbert, ao líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN) Os dois, como outras lideranças da base, reclamam de Cardozo. “Se eu tivesse medo de pressão não teria aceitado ser ministro da Justiça”, afirmou Cardozo. “Esse cargo acumula conflitos de interesse. Por um lado, você tem de cumprir a lei, e há os que põem em dúvida se você vai mesmo cumpri-la; por outro, quando a Polícia Federal age, você pode ser acusado de estar perdendo o con-

B

trole e permitindo abusos ou descontrole. Esse é o peso do cargo”. Cardozo disse que até recentemente alguns meios de comunicação, especialmente por parte de colunistas, o acusavam de controlar a Polícia Federal e evitar que a corporação investigasse atos de corrupção. “Agora, que a Polícia Federal, no estrito cumprimento do dever, concluiu uma investigação, falam que eu perdi o controle, que há abusos”. O ministro afirmou ainda que não sabia da conclusão da Operação Voucher, e que nem deveria saber. “Seria um crime se eu fosse avisado. E seria um crime maior ainda se eu fosse avisado e procurasse frear qualquer ação”, disse ele. Cardozo lembrou que há três meses a Polícia Federal baixou no Ministério da Justiça com um mandado de busca e apreensão de documentos e de prisão de um servidor da Pasta. “A Polícia Federal veio, cumpriu sua missão, apreendeu o que quis e levou o servidor preso. A PF agiu com toda a liberdade e é assim que deve agir”. Ele lembrou que abusos, como o uso exagerado de algemas, não devem ocorrer, o que é reforçado por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). “Além de me recomendar que cumpra a lei, a presidenta Dilma disse que é para punir os abusos”, afirmou Cardozo. Por isso, segundo Cardozo, a PF vai continuar agindo com independência, com a recomendação para não cometer abusos. DIVULGAÇÃO

José Eduardo Cardozo reafirma orientação para conter abusos


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 14 de agosto de 2011

[ GLOBALIZAÇÃO ] Instabilidade dos mercados financeiros nos quatro continentes, crise na Grécia e em Portugal e problemas

políticos tiraram o entusiasmo dos países do antigo bloco comunista que ensaiavam fazer parte da moeda comum europeia

Crise reduz entusiasmo com o euro PANAGIOTIS MASCHANDREOU

PATRÍCIA BRAGA Agência Estado

ão Paulo (AE) - Os problemas que enfrentam, atualmente, as economias da zona do euro golpearam duramente o entusiasmo dos países que ansiavam por fazer parte da moeda comum europeia. A crise de dívida soberana aumentou o ceticismo com o euro, e pôs abaixo as expectativas de países da periferia que esperavam resolver seus problemas pelo simples fato de estarem lado a lado com economias fortes e sustentadas. No correr dos anos, entretanto, esses países não fizeram a lição de casa e os legisladores não fiscalizaram. Resultado: a falta de disciplina em países como Grécia e Portugal somou-se a bolhas de ativos na Espanha e Irlanda, e o efeito considerado benéfico por muitos virou prejuízo à medida que a convergência para a taxa de juros comum destacou a divergência das políticas orçamentárias. Agora, autoridades monetárias do centro e leste europeu (CEE) que aguardam na fila para entrar na zona do euro esfriaram as discussões, enquanto os eleitores mostram pouco apetite para apressar essa participação. A política extremamente flexibilizada, o câmbio muito volátil e a resposta dos líderes da UE à crise de dívida soberana não só balançaram as estruturas do euro como ajudaram a aprofundar o grau de ceticismo em fazer parte dele.

S

VANTAGENS E DESVANTAGENS A união monetária na Europa não chegou acompanhada de movimentações em direção à união política, e as movimentações em direção à união orçamentária acabaram por exigir aumentos significativos nas receitas federais acompanhados de emissões generalizadas de dívidas pelos governos nacionais do bloco. As reformas estruturais necessárias para que as economias mais enfraquecidas conseguissem acompanhar os membros mais fortes da UE foram atrasadas, ao passo que o crescimento dos salários em relação ao crescimento da produtividade divergia entre os países membros. O resultado foi a perda da competitividade na periferia da região. Diante desses desdobramentos, a dúvida sobre a vantagem ou não de fazer parte da zona do euro neste momento pode ter aumentado e os países na fila à espera da entrada na zona do euro podem estar agora repensando essa decisão. Por outro lado, as metas de países como Letônia e Lituânia para entrar na União Europeia em 2014 são ambiciosas, avaliam analistas do RBC Capital Markets, assim como a entrada da Polônia, República Checa, Hungria, Romênia e Bulgária na zona do euro deve ficar fora da agenda ainda por muitos anos. “Parece muito pouco provável que essas últimas economias consigam cumprir com todas as exigências para entrar na zona do euro nos próximos quatro a cinco anos”, avaliam os economistas do RBC. OS BÁLTICOS E O EURO Os governos da Letônia e Lituânia continuam trabalhando com o horizonte de 2014 para sua entrada na União Europeia. Nesse caso, o fato de essas economias pequenas, vulneráveis e abertas com taxa de câmbio fixa serem vizinhas da Estônia - agora membro da zona do euro - contribui positivamente. Isso permitiu a esses países enxergarem os benefícios e pesarem as desvantagens dessa adesão. Certamente, ser membro da zona do euro elimina qualquer prêmio de risco demorado no mercado de câmbio, uma vez que as contas domésticas terão se endividado em euro na suposição de que a entrada definitiva na zona do euro é inevitável. Durante a crise de crédito prevaleceu a opinião de que os Estados bálticos precisavam desatrelar suas moedas do euro de forma a minimizar o dano em suas economias. Sua determinação em defen-

der o câmbio fixo, entretanto, significa que os três Estados bálticos foram forçados a reduzir a rota de “desvalorização interna” da moeda, o que resultou em um ajuste fiscal pesado e grandes cortes nos salários nominais. Essas economias experimentaram declínios severos na produção e níveis recordes de desemprego. “Uma espécie de recuperação está em andamento, mas a produção nesses países continua abaixo dos níveis vistos antes da crise de crédito”, explica a equipe do RBC Capital Markets. Embora Letônia e Lituânia estejam se debatendo com a inflação acima da meta, seus governos continuam pressionando por reformas fiscais com o objetivo de atingir as metas exigidas para desfrutar da moeda comum. Na busca pela redução do déficit fiscal para 3,8% do PIB este ano, o governo da Letônia trabalha pela aprovação de novas medidas de austeridade. A Lituânia, por sua vez, terá eleições parlamentares em outubro de 2012 e os preços das commodities provavelmente devem continuar a afetar negativamente os índices de inflação. “Parece pouco provável que esses dois países sejam capazes de conseguir seu objetivo a tempo”, duvidam os economistas do RBC Capital Markets. NÍVEIS VARIADOS DE DÍVIDA Não é nenhuma surpresa o fato de vários membros da zona do euro estarem se debatendo com níveis elevados e insustentáveis de dívida pública. Entre as economias do centro e leste europeu, com exceção da Polônia e República Checa, a maioria tem registrado aumentos significativos nos níveis de dívida pública desde o começo da crise de crédito, em 2007. A Letônia, por exemplo, registrou um aumento de 35% no nível de sua dívida pública durante esse período, enquanto Hungria e Polônia enfrentam um nível de dívida em relação ao PIB perto de 80% e 60%, respectivamente. “Ainda que esses patamares estejam bem abaixo dos dados de alguns dos países da zona do euro, é importante deixar claro que eles estão muito elevados em se tratando de nível de conforto”, pondera o RBC Capital Markets. Na Hungria, as autoridades introduziram um pacote de redução de dívida no começo deste ano. Um projeto ambicioso que abrange os próximos dois a três anos e que tem obtido a confiança dos mercados até o momento, mas seu sucesso não tem nenhuma garantia Apesar de ter mantido uma perspectiva positiva para a economia desde a crise de crédito, a Polônia arrisca atingir em breve o teto estabelecido pela Constituição do país para os empréstimos públicos, de 60% do PIB. Movimentos para reverter essa situação serão necessários, mas a experiência mostra que nada acontece antes de eleições - a Polônia tem eleições parlamentares marcadas para outubro do próximo ano. YIELDS E RATINGS DE CRÉDITO A volatilidade que caracterizou os mercados de bônus dos países do centro e leste europeu em 2008-09 deu lugar a alguma normalidade após esse período, apesar de os spreads dos yields da Grécia, Irlanda e Portugal terem registrado altas recordes. Letônia e Lituânia viram seus spreads em relação ao Bunds alemães retornarem à média de 200-300 pontos-base em relação ao pico de mil pontos-base registrado no auge da crise. Hungria e Romênia registraram um perfil similar ao dos dois Estados bálticos. Já os yields da Polônia passaram gradualmente de 100 pontos-base em relação aos Bunds no final de 2007 para cerca de 300 pontos-base no momento, enquanto a República Checa tem registrado estabilidade, mesmo durante o auge da crise os spreads mal tocaram o limite de 200 pontosbase exigido pelo Tratado de Maastricht, e agora eles voltaram à marca dos 100 pontos-base.

Protestos na Grécia contra o pacote de ajustes na economia causou desinteresse nos eleitores do Leste Europeu pelo bloco do euro

A República Checa tem a melhor situação Entre as economias do centro e do leste europeu, a República Checa surge como o país com melhor crédito na região. Com níveis baixos de inflação e dívida aliados a um spread modesto para o yield, o país consegue cumprir três dos cinco critérios estipulados no Tratado de Maastricht. Ainda que existam algumas diferenças políticas entre os membros dos três partidos de coalizão, o pacote de corte no Orçamento prevê o corte de 3% no nível da dívida em relação ao PIB nos próximos dois anos. Duas das três agências de classificação de crédito soberano (S&P e Fitch) atribuíram nota A e A+ respectivamente, com perspectiva positiva para uma elevação no rating soberano. Considerando que turbulências políticas continuem afastadas, analistas do RBC Capital Markets apostam que essa elevação deve ocorrer nos próximos seis meses. Com nota geralmente mais baixa que a República Checa, a Polônia cumpre apenas um dos critérios estipulados pelo Tratado de Maastricht - para a dívida pública - e os riscos fiscais estão claros na tendência de ampliação dos spreads soberanos. Apesar do crescimento econômico forte, o governo polonês fez muito pouco para ajustar as contas públicas e mudanças estruturais. Analistas avaliam que serão necessárias muitas mudanças mais, particularmente

relacionadas com o sistema de aposentadoria, saúde e pensões. A notícia positiva é que existe uma possibilidade de essas mudanças ocorrerem após as eleições parlamentares, marcadas para outubro de 2012. “Se o governo falhar nessa missão, acreditamos que provavelmente a nota “A” da Polônia, atribuída pelas três agências de classificação de risco, será colocada em revisão”, alerta a equipe do RBC. HUNGRIA Entre as economias do centro e leste europeu, a Hungria foi uma das que mais sofreu durante a crise de crédito. As agências de classificação de rating fizeram sucessivos rebaixamentos durante o período de 2008-2010, e agora o país está no final da lista de classificação, com perspectiva negativa pela Moody’s e S&P. Além disso, atualmente a Hungria não cumpre nenhum dos critérios do Tratado de Maastricht. Os problemas fiscais são anteriores aos que agora contaminam a zona do euro, mas medidas corretivas já estão sendo colocadas em prática após o governo ter anunciado, no começo deste ano, um pacote orçamentário para dois a três anos. Embora parte da solução seja composta de medidas nada convencionais, como a nacionalização de grande parte do sistema de pensão privada, e a implementa-

Se o governo falhar nessa missão, acreditamos que provavelmente a nota A da Polônia será colocada em revisão” EQUIPE DE ANALISTAS RBC Capital Markets

ção de longo prazo seja um risco, analistas avaliam que o programa de corte do déficit produzirá, no mínimo, algum resultado positivo. “Talvez as agências de classificação de risco tenham sido muito rigorosas no rebaixamento do rating soberano da Hungria durante a crise, assim como têm sido lentas em reconhecer suas melhorias”, avalia o RBC Capital Markets. No médio prazo, o banco espera uma elevação do rating em um ou dois notches pelas três agências, assumindo que o governo vai levar adiante seu plano. LETÔNIA E LITUÂNIA Novas elevações na classificação soberana da Letônia e Lituânia - atualmente em perspectiva positiva - não estão descartadas, avaliam analistas. Embora o mercado de câmbio continue sendo um

problema e a política de “desvalorização interna” tenha avançado, o déficit orçamentário está sendo reduzido. Mesmo que a relação dívida/PIB tenha aumentado bruscamente, essa relação ainda continua abaixo de 60% e os spreads dos bônus não estão mais elevados do que os da Polônia. Considerando que os dois países bálticos vão entrar para a zona do euro como planejado - a decisão depende mais da posição da zona do euro e disposição de aceitar novos membros do que dessas nações - uma elevação na nota soberana desses países não está descartada para 2012. A situação da Bulgária é parecida com a dos países bálticos. O país tem hoje uma relação dívida/PIB baixa, déficit orçamentário dentro do critério do Tratado de Maastricht e câmbio fixo em andamento. A inflação aumentou durante o último ano, mas parece ter chegado ao pico de 5%. Embora o país tenha ligações estreitas com a Grécia - 10% das exportações são enviadas para seus vizinhos do sul e 28% do sistema bancário são controlados por bancos gregos - recentemente a Moody’s elevou a nota soberana da Bulgária de Baa3 para Baa2 sob o argumento de que o país está apto a lidar com qualquer choque financeiro. A Fitch, cuja nota para a Bulgária está em perspectiva positiva, deve seguir a Moody’s nos próximos meses, prevê o RBC.


geral

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

[ SEGURANÇA ] Morte da juíza Patrícia Acioli, no Rio de Janeiro,

[ VOUCHER ]

reacende debate sobre os riscos que correm juízes e promotores

Gaudêncio Torquato

ALDAIR DANTAS

gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br

PT, saudações! Ao passado

C

Há quatro séculos Francis Bacon, o filósofo inglês, já apontava que os políticos são bons ilusionistas. Alguns tentam impedir que as pessoas os tomem como efetivamente se apresentam, outros multiplicam argumentos para provar que não são o que deles se pensa ou fingem ser o que não são. No palco da política, a simulação e a dissimulação tornam-se ferramentas indispensáveis para a grandeza do espetáculo e o aplauso das plateias. Por isso os atores se esmeram em artifícios para melhorar o desempenho no teatro político. Mas os artifícios, como arabescos carnavalescos, mudam de cor e de cenário, ao sabor de momentos e circunstâncias. Veja-se, por exemplo, o artifício das prévias, que o Partido dos Trabalhadores (PT) incluiu em seu estatuto por enxergar nele alta taxa democrática. Prévias propiciam às bases escolher candidatos aos pleitos, ajustando posições, integrando vontades, respeitando maiorias, enfim, fornecendo oxigênio aos pulmões partidários. Se assim é, por que as prévias passaram, agora, a ser malvistas? Porque, respondem alguns, o PT precisa ter “maturidade política”. O que vem a significar isso? Ou, em termos romanos, cui bono? A quem o enterro das prévias petistas beneficia? A resposta é complexa. Embute a história de uma agremiação que não é aquela que diz ser e finge ser o que não é. O fim das prévias, decisão a ser tomada no 4.º Congresso do PT, em setembro, coroará o fechamento da era ideológica do partido. O argumento de que consulta prévia abre rachaduras na base reforça a tese de que a sigla, como todas as outras, adentra o espaço da competitividade política sob o império de uma nova ordem. Hoje a meta petista é aprofundar os pilares do partido no centro e nas margens do poder. Para tanto os fins justificam qualquer mudança na metodologia de conquista. Nesse caso, a verticalização de comando faz-se necessária para afastar dissidentes, grupos insatisfeitos e quadros que insistem em reviver a utopia socialista. É oportuno lembrar que o PT é um partido de facções. Há, porém, um grupo majoritário que dá as cartas, define estratégias, estabelece rotinas e impõe o mando. Pois bem, essa nova disposição arquiva no baú da História a velha sigla formada, há três décadas, pela comunhão de interesses de sindicatos, ala progressista da Igreja Católica, intelectuais e quadros que militaram nas frentes contra a ditadura. Desse PT original só restam resquícios. Hoje os sindicatos são as pernas de centrais absorvidas pelo establishment. Já os parceiros religiosos se dispersaram. Ou perderam a crença. Militantes, por sua vez, esvaziaram os pulmões revolucionários, migraram para outras siglas, enquanto alguns foram indenizados e outros passaram a integrar as “milícias” do Estado como burocratas. O velho PT é um retrato na

parede. A alteração da fisionomia, vale lembrar, começou antes da ascensão da sigla ao pódio central do poder, em 2002, com a primeira eleição de Lula. O pano de fundo descortina o cenário da despolitização e desideologização, com os traços marcantes da queda do Muro de Berlim, cujos efeitos se fazem notar em fenômenos como o arrefecimento da densidade ideológica da competição política, o abandono de intransigências doutrinárias e o refluxo do antagonismo de classes. Por estas plagas, as cores doutrinárias também se tornaram menos contrastantes, mais leves, por causa da expansão econômica, que aproximou identidades e provocou mudança de paradigmas. Os partidos substituíram o escopo ideológico por eficácia eleitoral, significando isso pragmatismo e prioridade à micropolítica (demandas setoriais de comunidades e localidades). Nossa democracia representativa ganhou o reforço da democracia supletiva, sendo esta fruto da pressão de grupos organizados e entidades intermediárias, polos de demandas grupais e comunitárias. A nova topografia política espalhouse pelo território, siglas tradicionais perderam força e outras, menores, começaram a se mexer no palco. Com o ingresso de mais participantes o espectro político tornou-se multifacetado. Sob essa arrumação e acomodação ideológica, faltava apenas o pulo do gato para o PT se conformar ao modus faciendi da política tupiniquim. O pulo do gato era o ingresso no paraíso, meta só alcançável se Luiz Inácio, ex-metalúrgico treinado na arte de conquistar as massas, realizasse a façanha de tomar assento principal naquele palácio cujas colunas seu criador, Oscar Niemeyer, dizia serem “leves como penas pousando no chão”. Depois de três tentativas, lá ele se plantou por oito anos, tempo que aproveitou para fazer uma administração de sucesso, ganhar prestígio nacional e internacional e, sob o prisma partidário, prolongar o ciclo do PT no comando do País. O xis da questão está decodificado. Qualquer disposição norma, instrumento, meio, recurso - necessária para extensão do projeto de poder do PT deve ser aceita e internalizada por seus membros. Prévias, em determinada fase da vida petista, significavam algo bem diferente do que representam nestes tempos de conquista do “poder pelo poder”. Hoje abrem fissuras, provocam disputas, geram dissensões. A meta de perpetuação no poder requer ordem unida. Que carece de concórdia nas bases. Essa é a indeclinável nova maneira de ser do PT. Assentada com a argamassa do pragmatismo. Ancorada no acolhimento de todas as facções no seio da administração. Firmada com parceiros temporários. E com a visão grudada nas colunas do Palácio do Planalto. Cui bono? Agora se sabe.

GAUDÊNCIO TORQUATO jornalista, é professor titular da USP e consultor político e de comunicação.Twitter: @GaudTorquato

Número 2 do Turismo sai da prisão em Macapá acapá (AE) - O secretárioexecutivo do Ministério do Turismo, Frederico Silva da Costa, deixou a prisão em Macapá, capital do Amapá, no início da madrugada deste sábado. Ele estava preso desde terça-feira, na penitenciária em decorrência da Operação Voucher, da Polícia Federal. Frederico saiu da cadeia sem dar entrevista. Para ser solto, teve de pagar uma fiança de R$ 109 mil. Antes dele, também deixou a prisão o secretário nacional de Programas e Desenvolvimento do Turismo, Colbert Martins Filho. Em entrevista ao Grupo Estado minutos após deixar a prisão, Colbert afirmou que vai provar sua inocência em relação às acusações de envolvimento no esquema de corrupção na Pasta. “Tenho absoluta certeza da minha lisura. Preciso provar minha inocência para minha família e ao país”, disse. Colbert lamentou o vazamento da foto de dentro da penitenciária do Amapá, em que ele aprece sem camisa, segurando a placa de identificação de preso. “Lamento esta situação. O importante é que haja preservação de todos os cidadãos”. Ex-deputado federal pelo PMDB da Bahia, Colbert é um dos 36 presos na operação Voucher, que desmantelou um esquema de desvio de recursos do Ministério do Turismo. Entre os presos estavam o secretário-executivo da Pasta, Frederico Silva da Costa e o petista Mário Moysés, ex-presidente da Embratur, ligado à senadora Marta Suplicy (PT-SP). Na noite desta sexta-feira,o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, sediado em Brasília, mandou soltar, além de Frederico e Colbert, o diretor do Ibrasi, Jorge Fukuda, o sócio da empresa Barbalho Reis Comunicação, Dalmo Tavares de Queiroz, e a servidora do Ministério do Turismo, Gláucia de Fátima Matos. A Justiça já havia libertado 18 pessoas que tiveram prisão temporária. Os demais, com prisão preventiva, de duração mais longa para facilitar a instrução do inquérito, foram levados para uma carceragem do Sistema Penitenciário de Macapá, distrito de culpa onde corre o inquérito. Lá os suspeitos foram fotografados e tiveram suas imagens divulgadas na imprensa como bandidos comuns, sem camisa e segurando uma cartolina com identificação. Agora restam 14 presos. Conforme as investigações, o grupo é suspeito de fraudar as licitações, desviar dinheiro de projetos da Pasta e fazer articulações políticas para favorecer senadores e deputados. Em uma das gravações interceptadas com autorização da Justiça, Colbert dá ordens para agilizar o andamento de um projeto que seria do interesse do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

M

ui bono? Em benefício de quem? Essa era a pergunta que os antigos romanos costumavam fazer quando se deparavam com situações enrascadas ou decisões polêmicas dos seus cônsules e membros do Senado. Se a política no mundo contemporâneo se torna um exercício de fuga da verdade, a velha indagação romana reveste-se de grande atualidade. Quem se beneficia com os dribles à realidade?

No palco da política, a simulação e a dissimulação tornam-se ferramentas indispensáveis para a grandeza do espetáculo e o aplauso das plateias”

7

Onofre Neto vai buscar ajuda do Legislativo e Executivo para a melhoria da segurança nos fóruns

Procurador defende reforço na proteção a juiz e promotor morte da juíza Patrícia Acioli, assassinada com 21 tiros, em Niterói, Rio de Janeiro, acendeu a luz amarela no Rio Grande do Norte. No Estado, a segurança de promotores, procuradores, juízes e delegados está aquém do ideal. Segundo cálculos do procurador geral da Justiça do RN, Manoel Onofre Neto, pelo menos 76 promotorias necessitam de segurança no Estado. Na maioria delas, faltam detectores de metais, sensores, vigilantes treinados e rotas de fuga. O procurador se reúne na próxima semana com o Tribunal de Justiça do RN, governo do Estado e Assembleia Legislativa. “Com o Judiciário, vamos debater a necessidade de priorizar este serviço. Com o Executivo e o Legislativo, vamos tentar aumentar o valor investido na segurança institucional, através da ampliação do orçamento do gabinete de segurança institucional, criado dentro do Ministério Público”. Equipar as promotorias, porém, não basta. Segundo Onofre, é preciso equipar os locais frequentados pelos promotores e juízes, como os fóruns, por exemplo. Onofre relembra o caso do promotor de justiça Manoel Alves Pessoa, assassinado em 1997, no RN, quando deixava o fórum após uma audiência. “Não adianta o MP estar bem estruturado, se os outros órgãos não estão. É preciso trabalhar de forma articulada com os órgãos”. Sem investimento na segurança de promotores e juízes, casos como o do promotor Manoel Alves ou o da juíza carioca Patrícia Acioli podem se repetir dentro do estado. Embora não haja números consolidados no RN, “registramos di-

A

versos casos de ameaça a promotores de Justiça”, afirma Onofre. Segundo o procurador, o Estado não “pode esperar que casos com o da juíza, por exemplo, aconteçam para só então encontrar alguma solução para o problema. “É preciso que Judiciário, Executivo e Legislativo trabalhem de forma integrada desde já. O trabalho não pode continuar sendo feito de forma episódica. É preciso colocar o tema entre as pautas do dia e começar a realizar ações preventivas. Anteciparse; para que mais vidas não sejam ceifadas”. Criado há pouco mais de um ano, o gabinete de segurança institucional, do MP, chegou a implantar o sistema de segurança em algumas promotorias. Mas, segundo, Onofre, seria necessário mais investimento. “Antes de implementar as ações, tivemos que analisar a vulnerabilidade e investir de forma programada. Tivemos que fazer escolhas, mas não é o que tem que acontecer”. Antes de traçar o ‘plano de ação’, o gabinete estudou os casos envolvendo promotores e juízes no Brasil. Nos últimos anos, foram registrados 19 casos. A maioria, homicídio ou tentativa de homicídio. Isso, na ótica de Manoel Onofre, “mostra que a pessoa vai para executar e ponto”. “Geralmente, o promotor está investigando crime organizado, grupo de extermínio, corrupção, conflito agrário”, acrescenta. O estudo também revela que a maioria dos crimes praticados contra promotores e juízes ocorre no trânsito. “Dos 19 casos analisados, 15 foram registrados no trânsito, o que mostra que em alguns casos é necessário escolta”,

afirma Onofre. A maioria dos crimes também ocorre no interior. “Os gabinetes de segurança institucional tendem a investir nas capitais e não no interior dos estados”, justifica. Embora o gabinete de segurança institucional do RN conte com o apoio da Polícia Militar, que cede policiais para realizar a segurança de promotores e juízes ameaçados, Onofre defende que é preciso mais. “É necessário, inclusive, pagar uma diária diferenciada para este policial, que muda totalmente sua rotina e precisa acompanhar o promotor ou o magistrado durante 24 horas”. Enquanto o Estado não consegue prover a segurança necessária, cabe aos magistrados e promotores de Justiça que atuam no RN redobrar o cuidado. “É preciso mudar os horários e alternar a rota. No entanto, de nada vai adiantar ter todo esse cuidado, se não há uma estrutura dando suporte. Podem surgir vários casos de ameaça ao mesmo tempo. Hoje posso receber um telefonema dizendo que o juiz recebeu uma ameaça, e aí? ”, questiona o procurador geral de Justiça do RN. A equipe de reportagem tentou entrar em contato com a Associação dos Magistrados do RN (Amarn), que poderia falar sobre a situação enfrentada pelos juizes no RN, mas não obteve êxito. Ninguém atendeu as ligações. Dos pelo menos 100 juízes ameaçados de morte no país, apenas 42 têm escoltas. A informação é do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com base em dados parciais repassados pelos tribunais de Justiça e que foram atualizados no começo da noite.

VIOLÊNCIA

HOMEM É MORTO EM CEARÁ-MIRIM Um homem identificado como Eduardo Souza Carvalho, 27 anos, foi assassinado na noite de sexta-feira, com 12 tiros, no bairro Matas, município de Ceará-Mirim, região da Grande Natal. O crime ocorreu na residência da vítima, na Rua Alegria, próximo ao campo de futebol, por volta das 22h30. Segundo informações repassadas pelo comandante do Policiamento Metropolitano da Grande Natal, coronel Alarico Azevedo, a polícia desconhece a motivação do crime. De acordo com ele, ra por volta das 22h30, quando um homem branco, alto, usando camisa branca e encapuzado, arrombou a porta da cozinha e disparou 17 tiros de pistola contra a vítima, que foi atingida por 12 e morreu no local. O autor do homicidio não foi identificado.


8 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 14 de agosto de 2011


Domingo | 14 de agosto de 2011

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

9

RENATO ARAÚJO/ABR

[ JUSTIÇA ] Após assassinato de juíza em Niterói, corregedoria nacional de Justiça divulga que ameaças de morte são constantes contra magistrados em vários Etados brasileiros

Juízes estão ameaçados RASÍLIA - A corregedora nacional de Justiça, Eliana Calmon, informou na tarde desta sexta-feira, 12, que há pelo menos 87 juízes ameaçados no País. Há cerca de três meses, a corregedora pediu aos tribunais de todo o Brasil que informassem quantos juízes estavam sendo ameaçados e se eles vinham recebendo proteção. O número de juízes ameaçados, no entanto, deve ser maior, porque tribunais como os de São Paulo e de Minas Gerais ainda não encaminharam a informação à corregedora.

B

Associação lamenta morte em nota oficial A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) manifestou solidariedade à família e amigos da juíza Patrícia Lourival Acioli, assassinada nesta madrugada, quando chegava em casa, em Niterói, no Rio. A Ajufe critica a falta de segurança que alguns magistrados encontram durante o exercício de suas funções. Segundo a nota oficial da Ajufe, a juíza, da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, foi “mártir da magistratura no combate ao crime, foi assassinada brutal e covardemente a tiros (...)”. Ela era um dos 12 nomes de uma “lista negra” de pessoas marcadas para morrer, encontrada com um suspeito de tráfico de drogas detido no Espírito Santo. A Ajufe afirma que Patrícia, era juíza criminal, “realizava exemplarmente o seu trabalho no combate ao narcotráfico em defesa da sociedade”. A associação afirma ainda que a juíza já tinha tido o seu carro metralhado anteriormente, já havia recebido uma série de ameaças e mesmo assim não tinha qualquer segurança à sua disposição. No ano passado, de acordo com a Ajufe, dezenas de juízes federais que julgam o narcotráfico internacional e o crime organizado também foram ameaçados em decorrência de suas atividades, estando potencialmente vulneráveis à violência todos os magistrados federais que exercem jurisdição criminal. “Muitos juízes deixam a competência criminal com medo de serem mortos, pois o Estado não lhes dá a segurança necessária. Isso faz com que a sociedade fique à mercê, na mira desses meliantes. As polícias não possuem qualquer efetivo para dar segurança aos magistrados. O Poder Executivo e o Congresso Nacional nada fazem a respeito, além de virar as costas aos pleitos dos juízes que encontram-se com os seus direitos e prerrogativas cada vez mais vulneráveis”, segundo a nota. DIVULGAÇÃO

Juíza executada a tiros no Rio

Eliana Calmon reconheceu que existem falhas na segurança de juízes. “Temos cochilado um pouco”, afirmou. Ela disse, no entanto, que todas as vezes que a Corregedoria Nacional de Justiça é procurada por um juiz ameaçado, são tomadas providências para assegurar proteção. Isso ocorreu, por exemplo, com o juiz do município maranhense de Tuntum. Outro caso citado foi o de uma juíza de Pernambuco, ameaçada de morte por um grupo de extermínio, que agora está com escolta permanente, prestando seguran-

ça 24 horas por dia, e usa um carro blindado. A corregedora afirmou que a execução da juíza Patrícia Lourival Acioli, em Niterói (RJ), pode assustar um pouco a magistratura, mas não irá inibir a atuação dos juízes. Ela manteve contato com autoridades do tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que disseram que atualmente a magistrada assassinada não contava com escolta. Segundo a corregedora, foi oferecida à juíza a possibilidade de transferência da vara criminal onde ela atuava para outra mais ame-

na. No entanto, Patrícia teria dito que não queria mudar e que amava o que fazia. A Divisão de Homicídios do Rio investiga a execução da juíza Patrícia Acioli como um crime encomendado. O corpo da vítima foi atingido por 21 tiros de armas de calibre 45 e ponto 40, na porta da casa dela, na região oceânica de Niterói (região metropolitana do Rio), na madrugada desta sextafeira. O diretor da Divisão de Homicídios (DH), Fellipe Ettore, classificou a investigação como “complexa”.

Eliana Calmon,corregedora,tem lista de magistrados sob ameaça


10

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 14 de agosto de 2011

ERICK WILSON PEREIRA [ advogado ]

Cláudio Humberto E-mail: ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br

Lobista da Agricultura lobista Júlio Fróes, cuja atuação do Ministério da Agricultura foi desmascarada na revista Veja, disse a um amigo, policial aposentado, que estaria disposto a "abrir tudo", mas que não o fez ainda porque tem sido tratado com "arrogância" pela polícia. Alega que já cumpriu a pena pelos erros do passado (tráfico de drogas, conforme esta coluna revelou com primeira mão) e só admite pagar pelos "erros do presente".

O

Vou até o fim e vou ganhar as eleições de 2012"

Marta Suplicy, ignorando que o ex-presidente Lula quer Fernando Haddad candidato

Ele admite falar

Caminho

"O primeiro policial que me procurar com abordagem menos arrogante" - disse o lobista ao amigo - "conto tudo o que acontece no ministério".

Durante essa conversa, Julio Fróes afirmou conhecer "o caminho entre a Agricultura e a vice", insinuando existirem falcatruas nessa rota.

SEU NOME É DEBOCHE Julio Fróes parece saber de muita

A esperança de Aluízio oucos homens podem se ufanar que um dia escaparão do destino que parece ser reservado aos comuns – a sobrevinda da morte de forma que, só então, os outros possam apurar seu real valor. Aluízio é um deles. Viveu intensamente como se a morte fosse uma impossibilidade, o que lhe permitiu projetar, construir, transpor obstáculos incalculáveis, alçar o poder. No expressivo e absorvente convívio com os homens, apreendeu os seus corações nas áridas relações de poder, amou e foi admirado até os píncaros da idolatria. Teve a sabedoria de aprender com os adversários e, qual águia que se agigantava sobre outros pássaros, deixava passálos, certo que conseguiria inibi-los ou, mesmo, alçá-los ao posto de aliados. Em todos os níveis da sociedade, há líderes e liderados, dominadores e dominados, livres e dependentes. Aluízio foi líder nato, dominador carismático. Ainda verde, elegeu valores que lhe tornaram possível a vida de grande líder e lhe outorgaram uma postura inabalável perante ela. No seu projeto maior, encarnou o conceito de poder de Virgílio – pôde, porque acreditou em poder. Sua férrea vontade lhe determinou a imprimir nos outros, como motivo duradouro, seus próprios valores. Soube interpretar as motivações do seu povo como alavancas que manejou magistralmente por meio de uma retórica ímpar e vigorosa, na qual a esperança foi tema recorrente. Mas, não costumava idealizar os homens, e assim

P

se postava como uma rocha perante as desilusões, de forma a Certa vez,na imprimir um caráter companhia do meu realista ao ato de gopai,comentando vernar. sua vida pública, Diversamente de ouvi de Aluízio:“Há tantos que buscam o algo que não perdi. poder como meio paA capacidade de ra obter benesses ecosonhar e de renômicas e pessoais, sonhar,de apanhar Aluízio surpreendia no chão os pedaços com sua prodigalidade sonhos perdidos de material e seu amor e de reconstruí-los pelas mais puras rena alma e na lações de poder, nas esperança.”Como quais o domínio sobre costumava dizer, os homens excede o combateu o bom domínio sobre os bens combate,como materiais. Bens usamanda São Paulo” dos como meros meios para motivar, encantar e envolver no projeto maior – um poder coletivo a presumir acolhimento do espírito da comunidade, da sua querida “gentinha”, multidão esperançosa de dias melhores e da permanência e transcendência do seu líder. Pois quem domina em vastos círculos só consegue fazê-lo reunindo dentro de si uma espécie de poder coletivo que também permite, em face de tantos atos de conquista, perdoar pelo privilégio do poder. Só um grau superior de auto-conheci-

mento permitiria tamanha objetividade e simplicidade nas escolhas. Não sem propósito, nos insucessos e obstáculos, Aluízio se postava avesso às racionalizações de praxe, a surpreender pelo pronto reconhecimento das falhas ou eventuais vitórias dos adversários sua mente, ordenada por um padrão axiológico político, em muito se antecipava a dos demais e lhe norteava a alma para cenários futuros, as cruas arenas dos jogos políticos, em que as relações humanas se digladiam, compõem-se e decompõem-se em redes do mais puro poder. Certa vez, na companhia do meu pai, comentando sua vida pública, ouvi de Aluízio: “Há algo que não perdi. A capacidade de sonhar e de re-sonhar, de apanhar no chão os pedaços de sonhos perdidos e de reconstruílos na alma e na esperança.” Como costumava dizer, combateu o bom combate, como manda São Paulo. E, ao final de um de seus últimos pronunciamentos, a mente inundada de maturidade e decantada do cascalho das ilusões, Aluízio fez um apelo sob o manto da promessa, e que tudo diz: “Eu te prometo Rio Grande do Norte, como se rezasse diante de Deus: Agora, passando a outros o meu bastão, vou ficar na janela do meu tempo, mesmo breve, vendo as mangueiras crescerem nas terras da minha Pátria, e, no coração cansado de lutas, re-iluminar a esperança de que eles – os que nos substituem – façam melhor do que sonhamos e conseguimos fazer”.

coisa. É do tipo debochado, que sorri muito e aparenta não se preocupar com eventual punição na Justiça.

INTOLERÂNCIA O lobista que reclama da suposta "arrogância" alheia agrediu o repórter da revista Veja, durante entrevista sobre tema que agora admite falar.

Liturgia A presidenta Dilma se habituou rapidamente aos encantos do poder. No exercício do cargo, ela introduziu novidades, nos salamaleques e liturgias, como a exigência para que todos os "ministros da casa" e asses-

sores mais próximos estejam perfilados no apertado corredor do elevador privativo, quando ela chega para trabalhar no Palácio do Planalto. A ausência pode render ao faltoso uma bronca inesquecível.

Olheiro

Correria

No Planalto, um funcionário avisa quando a presidenta se aproxima, para que ministros e assessores se coloquem na porta do elevador.

Ministros como a da Casa Civil abandonam qualquer conversa quando a "chefa" chega ao Planalto, e correm para se perfilar junto ao elevador.

OUTROS TEMPOS Antecessores de Dilma apenas exigiam a presença dos "ministros da casa" na primeira reunião do dia, às 9h, no gabinete presidencial.

Negromonte fica O deputado Popó (PP-BA) pode ficar sossegado: o novo líder do PP na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PB), reiterou

o apoio da bancada à permanência do ministro Mario Negromonte (Cidades), que é deputado titular. O pugilista é seu suplente.

CAMINHO LIVRE Mais uma do DNIT: a ponte que liga Oiapoque (AP) a Saint Georges (Guiana Francesa) está pronta, mas tem alfândega e policiamento só do lado de lá. O posto de vistoria do lado brasileiro virou via sem lei.

Haja ferro

Ao contrário do prefeito de Belo Horizonte, o vice Robertinho Carvalho (PT) prefere voos comerciais a jatinhos fretados. Ele viajou a Brasília, semana passada, espremido nas poltronas do Airbus da TAM.

O governo do DF toca a reforma da Torre de TV, a "torre Eiffel de Brasília" e vai implantar quatro escadas rolantes e um elevador do acesso à nova feira de artesanato, ao custo de R$ 8 milhões.

Haja açaí

Marco alemão

Caiu no colo do ministro Dias Toffoli, no STF, a relatoria dos plebiscitos no Pará sobre a divisão do estado em três (com Carajás e Tapajós). A Justiça autorizou a pesquisa. A guerra entre os grupos políticos é saber se o plebiscito será em todo o estado ou só na população interessada.

Uma empresa administradora de aeroportos de Frankfurt, Alemanha, tinha interesse na gestão do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, perto de Natal, mas ao tomar conhecimento do marco regulatório da desestatização, se apavoraram. Pegaram o primeiro avião de volta.

RINGUE NA COMISSÃO Não chamem para debate os deputados Roberto Santiago (PV-SP) e Silvio Costa (PTB-PE). Quase se atracaram. Santiago acusa Costa de defender interesses privados na Comissão de Defesa do Consumidor.

TODOS OS DOMINGOS NA TRIBUNA DO NORTE

Bonde do ar

tn família

CAFÉ PEQUENO Se uma emenda de R$ 4 milhões para Turismo no Amapá resultou em 38 mandados de prisão, a Polícia Federal vai precisar de um estádio para meter em cana os envolvidos em maracutaias na liberação de emendas para destinos turísticos do Nordeste, Sudeste e Sul.


Domingo | 14 de agosto de 2011

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

Grupo de pesquisa anuncia projeto para acabar com o lixo que vaga pelo espaço em órbita da terra: uma nave percorreria o espaço atraindo, como um ímã, os detritos, na maioria restos de foguetes e satélites [ CIÊNCIAS ]

Cientistas querem limpar o espaço DIVULGAÇÃO

m grupo de cientistas propôs o que, segundo alguns, talvez seja uma solução viável para o acúmulo crescente de lixo em órbita em torno da Terra. A ideia envolve o lançamento de um satélite que se acoplaria aos objetos - fragmentos de foguetes usados e outros detritos - e os equiparia com um motor propulsor. O motor levaria o objeto em direção à atmosfera da Terra, onde ele se desintegraria. Os autores dizem que o esquema, descrito em artigo publicado na revista científica Acta Astronautica, poderia remover, de forma relativamente barata, entre cinco e dez objetos do espaço por ano. O problema é sério e pode se agravar. Mais de 17 mil objetos com tamanho acima de dez cm orbitam a Terra hoje. Os maiores entre eles podem, ao se chocar com outros objetos, se desintegrar, gerando milheres de objetos menores. “Na nossa opinião, o problema é um grande desafio e é urgente (que encontremos uma solução)”, disse Marco Castronuovo, pesquisador da Agência Espacial Italiana, um dos autores da proposta. “O momento de agir é agora. Com a passagem do tempo, teremos de remover mais e mais fragmentos”, disse Castronuovo. Em 2007, a China apresentou ao mundo um sistema antisatélite criado para destruir satélites desativados. Para demonstrar o funcionamento da tecnologia, os chineses destruíram um de seus próprios satélites. A operação produziu, no entanto, outros dois mil fragmentos. O que os cientistas temem é uma espécie de reação em cadeia, a chamada Síndrome de Kessler (batizada assim em referência ao

U

Espaço orbital da Terra é repleto de carcaças de satélites e restos de foguetes lançados durante as décadas da corrida espacial

cientista da Nasa que descreveu o fenômeno pela primeira vez, em 1978). Como parte do fenômeno, fragmentos se chocam com outros fragmentos que, por sua vez, se chocam com mais detritos, gerando uma nuvem de objetos que tornaria inúteis grandes porções da órbita da Terra. Os detritos representam um risco não apenas para outros satélites, mas também para a Estação Espacial Internacional e missões espaciais tripuladas. O estudo de Castronuovo identificou mais de 60 objetos em órbita a cerca de 850 km de distância da Terra, dois terços deles pesam mais de três toneladas cada um e muitos se movem a uma velocidade aproximada de 7,5 km por segundo.

Entre os objetos maiores, a grande maioria é composta de pedaços de foguetes usados. Segundo Castronuovo, é por eles que a faxina deveria começar. “É difícil do ponto de vista político. Muitos desses objetos pertencem a nações que não querem cooperar ou não permitem acesso a seus objetos, mesmo que estejam no fim de sua vida operacional”, explicou o cientista. “E não existe um regulamento internacional sobre quem deveria remover os objetos que são deixados no espaço”.”Se começarmos a nos concentrar nos fragmentos de foguetes usados - que não contêm equipamento confidencial à bordo - não seria problema para o proprietário dar permissão para sua remoção”. Castronuovo propõe um esquema no

qual pequenos satélites são lançados em missões de sete anos. Cada um é equipado com dois braços robóticos. Um braço intercepta um pedaço de foguete ou satélite desativado ou quebrado e o segura. Outro fixa no objeto um motor propulsor que levará o fragmento para fora da órbita. Completada a operação, o satélite liberaria o fragmento, seguindo em direção ao próximo. Fazendo uma avaliação sobre a proposta de Castronuovo e sua equipe, Stuart Eves, engenheiro da empresa de tecnologia de satélites inglesa Surrey Satelite Technology, disse: “As operações e manobras de proximidade mencionadas aqui não são fáceis, mas a tecnologia está chegando lá”.

“As pessoas chegam com todo tipo de ideia absurda, que não passam de ficção científica no momento. Uma coisa como essa é bem mais prática”. Entretanto, o grande problema pode ser político. Propostas desse tipo nunca são vistas como puramente motivadas pela necessidade de retirar o lixo do espaço, explicou Castronuovo. “Esse tipo de abordagem poderia ser visto como uma ameaça a sistemas operacionais. Se você tem o poder de ir a um objeto no espaço e derrubá-lo, nada impede você de derrubar um satélite em funcionamento, então essa questão é realmente delicada”. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Nasa encontra restos de nave lançada em 67 WASHINGTON - A Nasa encontrou na superfície da Lua o que poderiam ser os restos de uma nave espacial que se chocou contra o satélite em 1967. As coordenadas dos restos encontrados coincidem com as do local onde calcula-se que a nave Lunar Orbiter 2 caiu, após desaparecer ao passar para o lado escuro da Lua. No entanto, a marca encontrada na superfície lunar parece ser muito grande para ter sido causada pelo impacto de uma cosmonave de poucos metros de altura. A nave foi enviada ao espaço no final dos anos 1960 com a finalidade de explorar possíveis lugares de aterrissagem para as missões Apollo e Surveyor.] “A verdade é que não temos certeza do que causou o impacto, vamos seguir analisando os restos”, explicou James Ashley, cientista da Universidade do Arizona, no blog do Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) da Nasa, a ferramenta que detectou os restos.

A verdade é que não temos certeza do que causou o impacto, vamos seguir analisando os restos” JAMES ASHLEY cientista do Arizona (EUA)


12

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 14 de agosto de 2011

[ INTERNET ] Participação nas redes sociais, como o Facebook e Orkut, abrem as portas para a propagação de vírus. Alguns deles já estão atuando entre internaturas brasileiros

AS PORTAS DOS VÍRUS Principais mensagens usadas como armadilha para o internauta

Vírus atacam nas redes ÃO PAULO - Seu amigo quer compartilhar mais um link com você no Facebook. Junto ao endereço, uma mensagem pergunta se você viu o vídeo do bêbado ou pede para você ajudar uma pessoa que está sozinha na Nigéria e precisa de dinheiro para voltar para casa. Clicar ou não clicar? Apesar de ser evidente a possibilidade de cair numa enrascada ao sair clicando em qualquer link, esse tipo de mensagem ainda convence usuários e infecta computadores. A razão está no

S

ambiente em que os vírus podem se disseminar com mais rapidez: as redes sociais. “As pessoas tendem a acreditar mais no que é enviado por amigos”, diz Fábio Assolini, analista de malware da Kaspersky Lab e integrante do Grupo de Análise e Resposta a Incidentes de Segurança (ARIS). Ele explica que nas redes sociais, onde o ambiente é mais informal que o do e-mail, e onde é comum a abreviação de palavras e erros gramaticais, fica mais complicado avaliar a credi-

bilidade da mensagem. De acordo com dados da Websense Security Labs, as mensagens enviadas por e-mail têm índice de aceitação de cerca de 5%, ao passo que as presentes em redes sociais podem funcionar em 89% dos casos. E sua efetividade no Facebook, rede de 750 milhões de usuários, não é baixa. Pesquisa da Websense de 2010 indica que 40% dos status postados no site contêm links, e 10% deles são ou vírus, ou spam. “Quando falamos de conteúdo

compartilhado em rede social, vale lembrar que o gerenciamento é feito pelos usuários”, afirma Graziani Pengue, engenheiro de sistemas da Websense. Diante do alcance mundial de redes sociais, as ameaças não ficam restritas a um país ou outro. Em julho, 24,4 milhões de brasileiros visitaram o site fundado por Zuckerberg. “E com a onda migratória de usuários do Orkut para o Facebook, ‘worms’ (vírus em rede social) desenvolvidos por brasileiros também começam a aparecer”.

viver

DE SEGUNDA A SÁBADO NA

TRIBUNADO NORTE


geral

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 13

Quantidade de ações judiciais pedindo remédios e tratamentos clínicos aumenta e vai ser debatida em encontro promovido pelo Conselho Federal de Medicina em Salvador, esta semana, com a presença de advogados e juristas

[ SAÚDE ]

Médicos discutem a judicialização stão em andamento no país mais de 240 mil processos na Justiça com pedidos de acesso a medicamentos e a procedimentos médicos e hospitalares pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Além dos recursos contra a rede pública, há inúmeros processos envolvendo a cobertura dos planos de saúde privados. Os dados são de levantamento parcial realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 32 dos 91 tribunais brasileiros. A situação mais grave é a do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul que possui, atualmente, 113.953 processos do tipo, seguido do Tribunal de Justiça de São Paulo (44.690). E o Rio de Janeiro (TJRJ) possui 25.234 ações em tramitação. Outros destaques, em menor escala, são os tribunais de Justiça do Ceará (TJCE, com 8.344 ações), Minas Gerais (TJMG, com 7.915 ações) e o Tribunal de Justiça da Bahia com 781 demandas. (confira tabela nesta página com os dados) Para analisar esta disparidade, médicos e profissionais do Direito debaterão o assunto em encontro promovido pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) durante a 2ª edição do Congresso Brasileiro de Direito Médico, nos dias 16 e 17 de agosto, em Salvador (BA). A proposta é contribuir com os estudos e propor medidas para melhorar a assistência (pública e privada) e prevenir novos conflitos no setor de saúde. “Este congresso permite um produtivo diálogo sobre questões abertas em duas importantes áreas do conhecimento. O Direito e a Medicina não são ciências exatas e cultivam valores humanos de extrema relevância na vida em so-

E

ciedade, de modo que é perfeitamente possível e desejável o entendimento mútuo e a sinergia de ações.”, disse Carlos Vital, 1º vicepresidente do CFM e coordenador da Comissão de Direito Médico da entidade. Para o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb), José Abelardo Meneses, “esta é uma oportunidade impar para os profissionais e os estudantes de ambas as ciências ampliarem os seus conhecimentos nestas duas importantes áreas do conhecimento humano, a medicina e o direito”. Relação de consumo – Outro destaque será o debate da relação médico paciente como uma relação de consumo. Para Carlos Vital não há como se admitir, no campo ético-profissional, uma relação de consumo. O médico aponta o próprio Código de Ética da categoria que estabelece “A natureza personalíssima da atuação profissional do médico não caracteriza relação de consumo”. O presidente do CFM, Roberto d’Avila, defende a tese de que o Código de Defesa do Consumidor (CDC) não é instrumento adequado para regular os conflitos judiciais que envolvem médicos e pacientes. Segundo ele, o Código Civil é o recurso mais apropriado. “O CDC não regula inteiramente a responsabilidade médica e não faz referência expressa ao serviço prestado por profissionais da medicina”, avaliou. SERVIÇO: 2º Congresso Brasileiro de Direito MédicoDias 16 e 17 de agostoBahia Othon Palace - Salvador (BA) Realização:Conselho Federal de Medicina (CFM)

JUDICALIZAÇÃO DA SAÚDE Processos contra o SUS,por remédios ou atendimento,nos tribunais de Justiça dos Estados NOME Tribunal de Justiça de Alagoas

PROCESSOS ENVIADOS

ESFERA

145

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Acre

7

ESTADUAL

Tribunal e Justiça do Amazonas

0

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Amapá

76

ESTADUAL

Tribunal de Justiça da Bahia

781

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Ceará

8.344

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Distrito Federal

1.914

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Espírito Santo

5.181

ESTADUAL

Tribunal de justiça de Goiás

309

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Maranhão

66

ESTADUAL

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

7.915

ESTADUAL

357

ESTADUAL

2.919

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Pará

19

ESTADUAL

Tribunal de Justiça da Paraíba

0

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Paraná

2.609

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul Tribunal de Justiça do Mato Grosso

Tribunal de Justiça de Pernambuco

0

ESTADUAL

153

ESTADUAL

25.234

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte

452

ESTADUAL

Tribunal de Justiça de Rondônia

595

ESTADUAL

Tribunal de Justiça de Roraima

64

ESTADUAL

113.953

ESTADUAL

Tribunal de Justiça do Piauí Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul Tribunal de Justiça de Santa Catarina

5.395

ESTADUAL

Tribunal de Justiça de São Paulo

44.690

ESTADUAL

189

ESTADUAL

Tribunal de Justiça de Tocantins

56

ESTADUAL

Tribunal Regional Federal 1ª Região

203

FEDERAL

Tribunal Regional Federal 2ª Região

6.486

FEDERAL

Tribunal Regional Federal 3ª Região

4.705

FEDERAL

Tribunal Regional Federal 4ª Região

8.152

FEDERAL

Tribunal Regional Federal 5ª Região

11

FEDERAL

Tribunal de Justiça de Sergipe

TOTAL

240.980


quadrantes

14 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 14 de agosto de 2011

JOSÉ ARNO GALVÃO [ Advogado ]

Doenças ada pessoa tem uma forma di-ferente de encarar as adversidades. No caso de doenças, próprias ou de pessoas da família, a reação varia ainda mais, em função da gravidade. Para alguns, contrair câncer ou tuberculose é motivo para se envergonhar, ocultando dos estranhos o episódio ou fazendo de conta tratar-se de coisa de menor importância. Para outros, uma moléstia é motivo de orgulho, de vaidade, na proporção direta de sua maior ou menor gravidade. E, portanto, haja divulgar, para que o maior número de pessoas tome conhecimento. Há mesmo pessoas que se orgulham das intervenções cirúrgicas a que se submeteram e da quantidade de tempo que gastam em consultórios médicos e em clínicas de tratamento. Mas, para outro grupo de pessoas, uma doença é apenas um evento a mais na vida, cuja importância está relacionada apenas à gravidade, à possível ameaça à sobrevivência e ao tempo que exigirá o tratamento. Integro esse time, seguindo o exemplo do meu pai. Nunca escondeu ele de ninguém quando foi acometido de diabetes. Se não divulgava aos quatro ventos, não negava a quem a respeito indagava. Quando contraiu tuberculose pulmonar, escreveu

C

uma crônica em que comentava sobre a doença, o que lhe mereceu um comentário de Mãe, discordando de tal divulgação. Aliás, Pai tinha, desde moço, um medo danado de ficar tuberculoso, chegou mesmo a acreditar já ter sido acometido por ela, muito antes de chegar aos quarenta anos. Depois, lembro que vez por outra procurava o cardiologista, acreditando estar sofrendo um infarto.

A ironia está em que não só teve tuberculose, como terminou sendo vitimado por um infarto fulminante, ante o qual seu coração, minado pela diabetes, não tinha condições de reagir, acarretando a morte em sua mesa de trabalho no escritório. Um ano antes, sofrera ele uma parada cardíaca, de que se safara pelas massagens ministradas por Gracinha, providencialmente presente na casa dele, naquela hora. Na ocasião, Helen Costa, o médico dele, advertira quanto à fragilidade de seu coração, para o que a medicina não tinha remédio. Essa mesa, que ele havia adquirido pouco antes por sugestão minha, serviu-me durante um bocado de tempo como mesa de trabalho no escritório. Hoje, equipa o gabinete do Presidente da Fundação Cultural Hélio Galvão, cercada pelas mesmas poltro-nas por ele utilizadas. Mas nunca consegui identificar a cliente que estava com ele no momento em que sofreu o ataque cardíaco. A respeito da morte de Pai, um depoimento: Fora eu à empresa Natal Veículos, a pedido dele, cuidar de negócio relativo a cliente seu. Na época, morava na casa que ainda tenho, ali na avenida Prudente de Morais, imediações do Machadão. Quando ia de volta, a

“ Há mesmo pessoas que se orgulham das intervenções cirúrgicas a que se submeteram e da quantidade de tempo que gastam em consultórios médicos e em clínicas de tratamento. Mas,para outro grupo de pessoas, uma doença é apenas um evento a mais na vida,cuja importância está relacionada apenas à gravidade,à possível ameaça à sobrevivência e ao tempo que exigirá o tratamento.”

Humor Fino [ Amâncio ]

CARMEN VASCONCELOS [Poetisa ]

NELSON PATRIOTA [ Escritor ]

Ciranda de amores fáceis na terra de Kafka

A noiva do vento "O que sabeis vós,humanos imbecis,de meus momentos de felicidade...com garras de aço construí meu ninho...cada gênio foi o ramo de palha certo...a presa para meu ninho...! (Alma Mahler,Minha Vida)

ssisti há muito tempo ao filme "A noiva do vento" (título em português) e, à época, fui arrebatada pela história de Alma Mahler-Wefel, a protagonista do filme, como se por uma rajada de vento. Aquela mulher sedutora e altiva que atraiu paixões de tantos homens importantes para o mundo das artes e que também ela foi artista, escrevendo música, logo música, uma arte tão enigmática para mim, me fez querer conhecer mais da sua vida, da sua obra. Mas... O tempo foi-se e só alguns "Stefan Zweigs" e uma viagem de uma amiga a Viena depois, voltou-me a vontade de encontrá-la. Sou fascinada com o fato de a arte ter sido tão particularmente bela na Viena do fim do século dezenove e começo do século vinte. Muitos dos maiores artistas da história conviveram entre si ou souberam uns dos outros e, além da arte, a ciência e a filosofia passavam por revoluções com Freud e Nietzsche. A Viena daquele tempo é encantadora. Depois de Assistir a "A noiva do vento", encantei-me com Alma Mahler também. Alma; além de arrebatar corações de gente como o pintor Klimt, o compositor Mahler, o arquiteto Walter Gropius, o pintor Oskar Kokoschka e o poeta Franz Wefel (entre alguns outros, tendo casado com os três últimos); amava e incentivava as artes, e escreveu ela mesma algumas peças musicais. Infelizmente, não consegui ouvir nenhuma delas. Recentemente, uma amiga esteve em Viena e, conversando com ela, descobri uns livros sobre Alma na internet. A vontade de saber mais sobre Alma deu lugar, quando da leitura do primeiro livro (uma biografia escrita por Françoise Giroud) a um tanto de decepção. Agora,lendo Além daquela mulher en"Minha Vida", cantadora, ela parecia escrito pela também egoísta, elitista própria Alma, e até um pouco indiferenvolto a encontrar te a outras pessoas. Alos traços da gumas características surmulher que eu gidas daquela leitura conheci primeiro. mancharam a imagem meio mítica que eu havia construído para admirar. Feito os amores, esses ídolos nossos também são formados com aquilo que queremos que eles tenham. Agora, lendo "Minha Vida", escrito pela própria Alma, volto a encontrar os traços da mulher que eu conheci primeiro. Encontro as duas almas, e talvez outras mulheres, formadas de detalhes que escapam se fundem numa imagem irremediavelmente confusa. Eu me dou conta de que a verdadeira Alma só por retalhos surge nesses livros. Da alma de Alma Mahler eu jamais serei íntima, jamais conhecerei os escaninhos. Soberba pensar em desvendar sua personalidade. Mas quem disse que dos nossos contemporâneos conhecemos mais? Quem disse quer dos nossos íntimos conhecemos demais? Alma Mahler continuará a ser importante para mim, suas histórias e suas nuances me ajudam na tentativa de entender o meu mundo (interno e externo), para a formação do qual ela contribuiu em alguma medida. Mas a história das almas nunca está no singular. Mesmo (e principalmente) quando essas almas se tornam mitos.

caminho da Cidade Alta, o motorista advertiume de que Gracinha, minha mulher, estava na calçada, fazendo gestos como se pedisse parada. Deu-me ela a notícia de que Pai havia sido levado de urgência para a Casa de Saúde São Lucas, para onde seguimos a toda. Lá chegando, encontrei Mãe e alguns de meus irmãos no hall de entrada, informan-do-me estar ele na sala de atendimento de urgência. Não me fiz de rogado, empurrei a porta e entrei. O quadro que vi nunca me saiu da lembrança: Pai deitado na cama, sendo atendido por Ovídio Fernandes, que tentava a ressuscitação naquele mesmo momento, fazendo seu corpo subir bem meio metro em consequência do choque elétrico. Fiquei paralisado. Vendo-me, Ovídio fez sinal a Múcio Galvão, que também estava na sala. Múcio aproximou-se de mim, pegou-me pelo braço e, sem uma palavra, conduziu-me, com a um autômato, para fora da sala. Ainda hoje, sou grato aos dois pelo gesto e pelo silêncio: de que adiantavam palavras naquele momento? Mas, como disse antes, sou do mesmo time que meu pai: se não escondo doença, também não fico por aí a falar de meus males. E, antes que alguém pergunte, vou logo dizendo que minha magreza atual, não se deve a nenhuma doença mais grave. Foi apenas consequência de um acumulado de doenças menores, entre as quais uma dengue, que me afastou do escritório durante mais de uma semana e que me deixou o corpo todo marcado. A cabeça, essa vai bem, obrigado!

á uma crença bastante arraigada na tradição literária de que o exótico, o estranho, o não familiar, constitui uma forte motivação para a criação de ficção. Daí que a viagem ? busca do desconhecido ?, exerça um fascínio quase unânime entre escritores, o que resultou numa modalidade muito específica de escritura, que é a literatura de viagem. É ocioso citar exemplos porque eles estão para aonde quer que voltemos o olhar curioso e indagador. Nesse aspecto, os contos de "O Livro de Praga: narrativas de amor e arte", de Sérgio Sant'Anna (coleção Amores Expressos, Companhia das Letras, 2011), se constituem num excelente exemplo da literatura viageira dos nossos dias, por tratar-se de um escritor experiente que é colado proposital e desafiadoramente num ambiente a que cabe de modo especial a qualificação de exótico, estranho e não familiar, a que nos referimos acima. Esse am-biente é a cidade de Praga, segundo Carlos Heitor Cony, "a cidade mais bonita da Europa Central". Para Sérgio Sant'Anna, porém, as pontes sobre o Moldávia, com suas provocantes estátuas sacro-profanas voltadas para o passeio público, seus cegos de ocasião e seus músicos precocemente virtuosos, como avatares do primeiro Mozart, exercerão uma atração quase hipnótica, embora as ruas e vielas da Cidade Velha também findem por impor seu fascínio. Mas isso terá de esperar pelos desdo-bramentos de uma trama tão inex-tricável que bem poderia merecer ao livro o nome de romance ou novela, enfeixando, assim, as seis narrativas, num só urdimento. O que torna a narrativa de viagem mais fascinante do que outras formas de narrativa, é a irrupção do inesperado que chega com a força de um elemento da natureza, invade o fulcro da narrativa e a embaralha a seu belprazer. Nesse aspecto, os seis contos interligados de "O Livro de Praga..." se esmeram em conceder o mais amplo espaço ao elemento surpresa, beirando as concessões que se dão os contos fantásticos. É o caso, por exemplo, da nar"[...] os contos de rativa inaugural, intitulada "A pia'O Livro de Praga: nista", na qual o narrador, (escrinarrativas de tor visitante Antônio Fernandes) amor e arte', de é subvencionado pelo seu editor Sérgio Sant'Anna brasileiro para se colocar em dis(coleção Amores ponibilidade para a aventura na Expressos, Comcapital tcheca e logo na chegada panhia das Letras, tem uma aventura musical-eróti2011), se constica com uma pianista tcheca. tuem num exceNa manhã seguinte, sentado solente exemplo da bre a amurada da ponte São Carliteratura viageira los (onde quase sempre se encondos nossos dias" tra, quer de dia, quer de noite), Fernandes salva uma pretensa suicida de se lançar às águas do Moldávia. Isso abre caminho para nova aventura erótica. Na história subsequente, em êxtase com a estátua de Santa Francisca (cuja controversa santidade inclui episódios de visitas de Jesus Cristo a sua cela...), ele acaba subjugado por uma força que parece emanar da estátua. E, improvável que pareça, há um final feliz nessa comunhão entre homem e estátua... Mas como se exigiria de Sérgio Sant'Anna que ele evitasse um episódio kafkiano, estando em Praga para escrever seu livro praguense? Esse conto se intitula "O texto tatuado", talvez o mais burilado, o mais "literário" dos episódios, que lembra um artifício usado por Chico Buarque em "Budapeste": a escritura do corpo. Dessa vez, trata-se de um suposto original de Kafka tatuado no corpo de uma jovem que se desnuda privadamente para Fernandes. O sexto e último episódio envolve uma tenente com quem Fernandes já havia se relacionado durante o episódio "profano" no qual conspurcou a castidade de Santa Francisca. Agora, porém, a título de despedida, a tenente lhe mostrará, naturalmente de modo privado, suas qualidades feminis, onde sobressai uma fantasia masoquista. A corrente de acasos cumulados de amores felizes, amores fáceis e gratuitos, confere ao livro de Sérgio Sant'Anna uma espontaneidade que é replicada na escrita ágil e direta, sobre-tudo nas cenas eróticas. Enfim, mesmo debaixo de vestes literárias, "la chaire est faible"...

H

A

CLÁUDIO EMERENCIANO [ Professor da UFRN ]

Infância: reencontros? ma manhã envolvida por um vento frio, persistente, cujas lufadas surpreenderam tantos quantos saíram de casa, cedinho, para a jornada de trabalho ou simplesmente caminhar. Início de agosto com ares primaveris? Exagero? Fantasia e ilusão? Mas os pássaros, que ultimamente gorjeavam, harmoniosamente, desde as primeiras claridades do dia, pareceram sufocar a sinfonia pastoral com a qual anunciavam o fim das chuvas e o início de uma nova estação. Prenunciou-se um dia diferente, estranho, incomum, mesmo para as bandas litorâneas do Nordeste setentrional. Os homens - proclamou Shakespeare em “Romeu e Julieta” - não podem embargar e conter a influência do tempo em seu estado de espírito, no humor com o qual extravasam sentimentos e sua visão do mundo e da vida. Por isso os apaixonados preferem, no clima temperado, a primavera. Amam-na e a consagram em cânticos e versos, como os de Shelley, vinculando os sentimentos à sua floração. Circunstância de explosão da vida em todos os sentidos. Inspirado em conto de Collete, “Gigi”, título e tema do inesquecível filme de Vincent Minelli, o genial Billy Wilder, em “Amor na tarde”, inicia seu filme com uma exaltação à primavera e ao amor em Paris. O amor em todas as idades. Sem distinção nem privilégios. Simplesmente amor e felicidade. Lembro-me dos anos de 1969 e 1970 em Lisboa, quando eu e Dadaça (minha esposa) éramos dominados por êxtase de alegria e esperança ante o espetáculo, súbito e comovedor, dessa transformação; quando as árvores, os pássaros, as flores, o céu vigorosamente mais azul, o vento, o semblante das pessoas e a luminosidade compunham uma ode ao viver e à generosa partilha do que é belo e fascinante. Fernando Pessoa se contagiou e consagrou esse estado de espírito. Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade e Vinicius de Moraes souberam, como poucos, universalmente, mergulhar no âmago do universo da condição humana, em todos os ambientes sociais, desvendando ilimitadas percepções, sonhos, gestos, atitudes, idéias, laços e motivações, que acometem a todos em harmonia com a natureza. Antônio Maria, João do Rio, Rubem Braga e José Lins do Rêgo converteram suas crônicas em santuários da felicidade que o tempo suscita aos homens, sem nada pedir nem exigir. Tudo é dádiva de Deus. É amálgama entre o visível e a transcendentalidade. Tudo mostra a perspecti-

U

va do infinito, que revela ao homem o dom de ascender sem fim. As coisas relacionadas com o sentido da vida não têm limites temporais. Não se submetem a esse ou aquele tempo. Existem na humanidade e para a humanidade. Por isso, nesse “Os homens - procladia incomum em minha cimou Shakespeare dade, transportei-me para em “Romeu e Julieta” a infância. A ela retornei - não podem embarfísica e espiritualmente. gar e conter a inSenti o vento cálido e a néfluência do tempo voa fina, que subjugavam em seu estado de eso amanhecer nos meses de pírito,no humor com maio, junho, julho e agoso qual extravasam to. Pouco importava se sentimentos e sua vichovesse ou não durante são do mundo e da a noite. Os pássaros, nesvida.Por isso os apaisas auroras, timidamente xonados preferem, cantavam. Mas o cuscuzeino clima temperado, ro, o verdureiro e o leiteia primavera.Amamro assomavam às ruas com na e a consagram em seus apitos. Os bondes (que cânticos e versos,cosaudade) começavam a mo os de Shelley,vincircular naquele limiar enculando os sentitre a madrugada e a mamentos à sua floranhã. Os sinos das igrejas ção.Circunstância de começavam a repicar. explosão da vida em Constituíam o anúncio todos os sentidos. sentimental, espiritual e Inspirado em conto místico de uma cidade, que de Collete,“Gigi”,títuacordava invocando a prolo e tema do inesqueteção de Deus. Cidade procível filme de Vincent vinciana, pacata, simples, Minelli,o genial Billy fraterna, risonha, solidáWilder,em “Amor na ria, que não tinha pressa tarde”,inicia seu filme para fazer a vida agitar-se com uma exaltação à com as vibrações, lentas e primavera e ao amor tímidas, de suas ações diáem Paris.O amor em rias e rotineiras. Caminhei todas as idades.Sem por suas ruas como o fadistinção nem privizia menino de seis, sete e légios.Simplesmenoito anos. Respirei seu ar te amor e felicidade.“ puro e me deslumbrei com suas arvores magníficas, enormes, cujas folhas se agitavam sem parar, num ritmo constante e harmonioso. Reencontrei os tempos da infância.


geral

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 15

Região conhecida como o “Chifre da África” enfrenta a pior seca das últimas seis décadas. A fome tem levado cerca de 800 pessoas, todos os dias, para o maior campo de refugiados - o de Dadaab - criado em 1990

[ FOME NA ÁFRICA ]

Refugiados, um drama anunciado SCHALK VAN ZUYDAM/AP/AE

GIOVANA SANCHEZ Repórter do portal G1

á 20 anos, a rotina se repete: eles chegam sem nada além da roupa do corpo, exaustos das caminhadas de semanas, às vezes meses, famintos em busca de abrigo. Os portões de Dadaab, o maior campo de refugiados do mundo, no Quênia, nunca se fecham - e o complexo, projetado para abrigar 90 mil moradores, está lotado. Nos últimos meses, superlotado: a pior seca no Chifre da África em 60 anos está levando diariamente ao menos 800 pessoas a bater nas portas de Dadaab. Passar pela porta de entrada do complexo é uma vitória. Quem conseguiu chegar aqui sobreviveu à saída de sua terra natal, a dias de caminhada sob um calor de 40ºC, passou por estupradores e animais selvagens, enfrentou a fome e a sede. Os recém-chegados são cadastrados, avaliados por um médico e recebem uma cesta básica suficiente para até 21 dias – podendo ser renovada. Depois, a dificuldade é achar um teto: desde 2008, quando o campo foi declarado lotado, não há mais distribuição oficial de barracas. Cada um faz uma casa com o que encontra, de gravetos a sacos plásticos. Dadaab foi construído em 1991, quando estourou a guerra civil na vizinha Somália, após a queda do ditador Mohamed Siad Barre. A Organização das Nações Unidas

H

Refugiados somalis lotam os campos de refugiados administrados pela ONU. Rotina de fome e sede faz vítimas entre as crianças

(ONU), com a aprovação do governo do Quênia, montou na região fronteiriça (onde já viviam quenianos de origem somali) um complexo de três campos: Ifo, Dagahaley e Hagadera – cada um capaz de abrigar até 30 mil pessoas. A previsão era de que o campo servisse de acampamento temporário para aqueles que fugiam, e que eles pudessem voltar para suas casas assim que o conflito terminasse. Mas, 20 anos depois, nada mudou. “A solução é providenciar a paz

na Somália, e o Quênia sozinho não consegue a paz na Somália! Então precisamos ter estratégias deliberadas e comprometidas sobre como levar esse assunto para a ONU, talvez até para o Conselho de Segurança. Porque o número de pessoas é muito grande. Não sei por quanto tempo podemos tomar conta dessas pessoas”, explica o encarregado do Departamento de Assuntos de Refugiados do governo queniano, Badu Katelo. As dificuldades para alimentar

e ajudar os somalis na própria Somália são muitas. Desde 1991, o país está dividido por comandos tribais que lutam pelo poder. O principal deles é o al-Shabaab, que quer impor um regime islâmico no país. Ligado à rede al-Qaeda, o grupo controla a parte sul da Somália, onde, por sua proibição, nenhuma agência humanitária trabalha. As entidades que coordenam o campo recebem ajuda do mundo todo. Para esta crise atual, por exemplo, um apelo internacional foi fei-

Guerra civil aumenta danos causados pela estiagem

A FOME NO CHIFRE DA ÁFRICA A curto prazo,estiagem compromete com insegurança alimentar o futuro das populações em sete países do leste africano: Sudão,Sudão do Sul,Etiópia,Somália, Uganda,Ruanda e Quênia

Cartum Iêmen

Sudão

Djibuti

Golfo de Aden

Adis-Abeba Somália Etiópía

Sudão do Sul Juba

Oceano Índico Uganda

Quênia

Kampala Nairóbi Ruanda

Dadaab

Mogadiscio Grau de insegurança alimentar Nenhuma ou mínima

Kigali

to em julho, e até o dia 3 de agosto, ao menos US$ 24 milhões foram arrecadados de países europeus, dos EUA e do setor privado. Mas ainda falta muita coisa em Dadaab: esgoto, água encanada, pavimentação, luz, dignidade e reconhecimento. O governo queniano não dá cidadania aos refugiados e eles não podem deixar o campo sem permissão – dada, em 2010, para apenas 2% dos moradores. “O primeiro motivo para Dadaab ter se tornado o maior campo do

mundo é que o conflito na Somália dura duas décadas”, explica o professor Dulo Nyaoro, do Departamento de Estudos para Refugiados da Universidade Moi, no Quênia. “Mas há também o fato de que um campo só pode ser temporário se a comunidade internacional procurar soluções duradouras para o problema somali. [...] É uma enorme população cuja vida foi ‘suspensa’. Eles não podem tomar decisões para si mesmos, não podem usar suas habilidades e nem participar na economia de seus países de origem”, diz o professor. O governo queniano teme que Dadaab vire um assentamento permanente e pressiona para que a ajuda seja levada diretamente para a Somália. No ano passado, o Quênia suspendeu a construção de uma extensão de um dos campos (Ifo 2), “por motivos de segurança”. Em julho deste ano, com a atual crise, se viu pressionado e aceitou abrir o novo terreno, para onde estão sendo realocados nos últimos dias 30 mil refugiados. O primeiro-ministro do Quênia, Raila Odinga, disse que a resposta do governo para a seca tem sido a melhor dos últimos cinco anos e pediu que a entrada de refugiados fosse monitorada para evitar infiltrados do al-Shabaab. “Estamos pagando mais do que contribuindo para essa crise. Por isso, estamos pedindo à comunidade internacional para vir e ajudar”, disse ele na penúltima semana em seu discurso no Parlamento.

Relevante

Segundo Samatar, que é somali, os muitos anos de guerra civil, a pirataria, o avanço do grupo extremista Al-Shabaab e a inimizade com os etíopes tornou a situação do país insistentável. “É uma solução política, de um governo nacional somali. Pense se não houvesse um estados unidos durante a catástrofe do Katrina na Louisiana, a maioria das pessoas teria morrido, o governo dos EUA foi ajuda-los. Então o jeito de ajudar os Somália é a comunidade internacional dizer: há questões que o mundo precisa ajudar a resolver: uma delas é a questão da pirataria. Existem vários tipos de pirataria, a maioria deles não é somali. A questão do possível terrorismo é que devemos ter um estado que dê conta de suas pessoas. Sem isso a desordem irá continuar para sempre.” A atual seca, vinda após repetidos episódios de poucas chuvas em 2007, 2008 e 2009, está causando severos impactos na questão alimentar, com emergências decretadas em diversas regiões dos países do Chifre da África. “Uma

parte fundamental dos impactos é que tanto as chuvas de outubro a dezembro de 2010, como as de março a junho de 2011 foram muito ruins. Então o total de chuvas em 12 meses foi muito baixo, um dos piores já registrados”, diz Chris. Em algumas regiões pastoris, foram registradas mortes de 15% a 30% do rebanho entre março e maio deste ano. A época de colheita deve atrasar e ficar aquém do esperado, o que deve aumentar ainda mais o preço dos alimentos, piorando a crise já instalada. Segundo o cientista, ainda é cedo para prever chuvas em outubro, mas “será uma longa espera até que as águas reabasteçam a forragem para o rebanho e até mais até que as colheitas no início de 2012 tragam alívio. Então mesmo que a seca não piore, os impactos podem se intensificar nos próximos meses.” O Brasil anunciou no dia 28 de julho o envio de 38 mil toneladas de gêneros alimentícios à Somália e 15 mil toneladas de alimentos aos campos de refugiados na Etiópia. ZHAO YINGQUAN/XINHUA/AE

Burundi Crise Tanzânia

Emergência Catástrofe

A ONU já declarou fome crônica na região A mais severa seca dos últimos 60 anos afeta 12,5 milhões de pessoas na região conhecida como Chifre da África - que inclui Somália, Djibouti, Quênia, Uganda e Etiópia. A ONU declarou fome crônica em duas regiões do sul da Somália, e anunciou que caso nada seja feito, a situação pode se transformar numa catástrofe humanitária. A seca não é novidade para os moradores do nordeste africano ela acontece a cada dois anos ou mais. No entanto, um estudo publicado no começo deste ano por cientistas do Serviço Geológico

dos EUA (o USGS) e da Universidade da Califórnia mostra que o aquecimento global pode estar por trás da piora da seca neste ano. “É muito difícil atribuir um único evento à mudança climática, mas nossa pesquisa sugere fortemente que o aquecimento do Oceano Índico (que está fortemente ligado ao aquecimento global) está contribuindo para mais frequentes e intensas secas”, explicou ao G1 o pesquisador do USGS Chris Funk. Segundo ele, todas as observações e modelos climáticos indicam que o Oceano Índico está

aquecendo muito depressa. “Enquanto a magnitude absoluta do aquecimento é muito menor do que em lugares como o Atlântico norte, os impactos da mudança climática podem ser dramáticos, já que o aquecimento de um oceano já muito quente pode criar mudanças climáticas significativas.” Além da questão climática, há fatores políticos que pioram as condições dos moradores da região. “Não é o fator natural que está produzindo a fome. A ONU e o mundo ocidental estão dizendo que é uma seca que assolou as pessoas.

Nessa parte do mundo as secas são endêmicas. Elas acontecem a cada poucos anos, mas as pessoas desenvolveram mecanismos para lidar com isso durante os anos. Esses mecanismos foram destruídos pela guerra civil, pela guerra ao terror e pela ocupação etíope. As pessoas ficaram tão vulneráveis que elas perderam tudo o que tinham antes de a seca chegar. Quando a seca chegou, eles já não tinham nada e ficaram famintos”, explicou o professor de geografia e estudos globais da Universidade de Minnesota, nos EUA, Abdi Samatar.

Famílias chegam aos campos com o pouco que conseguem salvar


16

geral

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 14 de agosto de 2011

Minutos depois de ter começado a atirar em jovens na ilha de Utoeya, atirador ligou para a polícia e disse que estava disposto a se entregar. Sem resposta das autoridades, ele deu continuidade ao massacre por vários minutos [ NORUEGA ]

Atirador tentou se render à polícia OPENHAGUE - O ultradireitista norueguês Anders Behring Breivik ligou várias vezes para a polícia para se entregar, e ao não obter resposta continuou o massacre no acampamento juvenil da ilha norueguesa de Utoeya, informa o jornal "Aftenposten". "Bem antes de ser capturado, Breivik ligou para a polícia. Diz que fez dez ligações e que obteve resposta em duas. Ele se apresentou como comandante e deu seu nome completo", declarou ao jornal seu advogado, Geir Lippestad. De acordo com as declarações do próprio Breivik nos interrogatórios da semana passada, o autor do massacre manifestou nas ligações sua disposição em se entregar e pediu uma confirmação de que sua proposta havia sido aceita. "Segundo ele, recebeu respostas que não entendeu e pediu que ligassem outra vez, para que informassem que sua mensagem de rendição havia sido recebida", afirmou Lippestad, que solicitou acesso às gravações do telefone usado por Breivik, supostamente o de uma vítima, já que não encontrava o seu. Após fazer uma pausa para esperar a ligação das autoridades, que nunca chegou, Breivik decidiu continuar com os disparos até ser capturado minutos mais tarde, segundo seu advogado. Sobreviventes do massacre relataram que Breivik fez uma pausa de vários minutos durante o tiroteio, que poderia coincidir com

C

o momento em que chamou a polícia. Lippestad acredita que o ultradi-reitista considerava que tinha cum-prido seu objetivo e queria evitar que o matassem. A polícia norueguesa confirmou que a central do distrito de Busquerude recebeu e gravou uma conversa com Breivik. Outro veículo norueguês, o tabloide "VG", informou que um sobrevivente do massacre em Utoeya, o jovem de 17 anos Anzor Djoukaev, permaneceu preso durante 17 horas depois dos disparos, como suspeito de ser ajudante de Breivik. Após ficar sob custódia policial em Utoeya, foi levado à delegacia de Honefoss, onde foi enviado a uma cela de 3,5 metros quadrados sem banho e com um colchão no chão. O interrogatório foi realizado a-penas na manhã do dia seguinte e sem a presença de um advogado, confirmou a polícia ao jornal, que admitiu que sua família, que temia que tivesse sido uma das vítimas, não foi informada por "erro". "Achava que estavam loucos por acreditar que eu poderia ter feito algo assim", disse Djoukaev ao "VG", relatando que os agentes suspeitavam dele porque não parecia afetado pela tragédia. Segundo a polícia, a causa da detenção foi que outros sobreviventes reagiram contra a atitude reservada do jovem e sua recusa em se comunicar, o que fez com que levantasse suspeitas.

JON-AN BERG JACOBSEN

Breivik, após vários depoimentos, ainda não deu às autoridades norueguesas todas as informações sobre os atentados em Oslo

Massacre foi gravado em vídeo por Breivik A polícia norueguesa procura a câmera com a qual o autor do duplo atentado de Oslo, o ultradireitista Anders Behring Breivik, teria filmado pelo menos parte do massacre no acampamento dos jovens social-democratas da ilha de Utoya. Segundo o jornal alemão Süddeutsche Zeitung, vários sobreviventes do massacre relataram que o assassino filmou o tiroteio na ilha, no qual morreram 69 pes-

soas, a maioria adolescentes. A polícia continua buscando esse material e outras possíveis pistas na ilha, que permanece interditada semanas depois do duplo atentado, perpetrado por Breivik em 22 de julho. Nos ataques morreram 77 pessoas, oito delas por conta da explosão de um carro-bomba no complexo governamental de Oslo e as outras 69 no tiroteio na ilha,

localizada a 40 quilômetros da capital. A polícia norueguesa admitiu na semana passada ter cometido um erro após receber o primeiro pedido de ajuda de Utoya, já que foi escolhido um trajeto mais longo do que o necessário, segundo informações do canal público norueguês NRK. Breivik se entregou após mais de uma hora de intenso tiroteio e

enquanto as centenas de adolescentes que participavam do tradicional camping fugiam apavorados e enviavam mensagens de socorro de seus telefones celulares aos seus parentes e à Polícia. O autor do duplo atentado permanece isolado desde sua detenção, vigiado 24 horas ao dia para evitar que tente se suicidar ou que seja atacado por outros prisioneiros.


economia DÓLAR COMERCIAL Compra: R$ 1,6120 Venda: R$ 1,6130 DÓLAR PARALELO Compra: R$ 1,65 Venda: R$ 1,76

POUPANÇA 0,6937% CDB 12,42% BOVESPA + 0,24%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 545,00 TAXA SELIC

12,50%

TELEFONES ÚTEIS Receita: 3232-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT/RN: 3220-2000

INDÚSTRIA TÊXTIL

Setor de confecções do RN quer mais do que desoneração salarial. PÁGINAS 3 E 4 DÓLAR TURISMO Compra: R$ 1,5630 Venda: R$ 1,6930 EURO TURISMO Compra: R$ 2,2370 Venda: R$ 2,4030

Editor interino: Vicente Neto e-mail: vneto@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 14 de agosto de 2011

Infraero acredita ser possível realizar leilão de Guarulhos, Brasília e Campinas, ainda este ano. Para isso, espera que o Tribunal de Contas da União agilize a análise do processo de concessão [ AEROPORTOS ]

Privatização sairá até dezembro O

presidente da Infraero, Antônio Gustavo Matos do Vale, prevê que a privatização dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília ocorra até o fim deste ano. Ele disse que o Tribunal de Contas da União (TCU) tem 45 dias para analisar a publicação do edital de privatização dos três aeroportos. “Mas pode levar 30 dias e isso pode tornar possível a realização dos leilões em dezembro”, afirmou. Segundo ele, a redução do prazo de análise do TCU pode ocorrer em razão do envio de peças do edital pelo governo de forma antecipada ao órgão federal. De acordo com Vale, os investimentos do setor privado até 2014 nos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília devem representar, respectivamente R$ 1,2 bilhão, R$ 800 milhões e R$ 500 milhões. O governo federal deve desembolsar R$ 3 bilhões para a modernização de aeroportos de outras grandes cidades que serão importantes para o recebimento do público que vai acompanhar os jogos da Copa do Mundo de 2014. Vale destacou que, no caso do aeroporto de Guarulhos, “certamente” o atendimento ao público deve estar em níveis bem mais razoáveis até meados de 2012. Ele

disse que a melhora será conquistada em virtude de duas grandes obras. Uma delas é a entrada em operação, até meados de dezembro, do terminal remoto de passageiros, localizado no antigo terminal de cargas da Vasp - obra que deve agregar o atendimento de cinco milhões de passageiros por ano. A segunda obra é a do “módulo operacio-

Se a análise do TCU for feita em 30 dias, é possível realizar os leilões dos aeroportos de Brasília, Guarulhos e Viracopos em dezembro.” ANTÔNIO GUSTAVO MATOS presidente da Infraero

nal”, que vai facilitar o check-in de passageiros. “Hoje a demanda de passageiros em Guarulhos é de 23 milhões de passageiros por ano. Ela deve saltar para 29 milhões até o fim do ano”, comentou. O presidente da Infraero fez as declarações durante o 6º Seminário sobre Riscos, Estabilidade Financeira e

Economia Bancária, organizado pelo Banco Central em São Paulo. Os problemas de infraestrutura nos aeroportos ficou patente há quatro anos, quando houve o maior apagão aéreo do Brasil. Voos cancelados, aeroportos superlotados, passageiros dormindo no saguão. O governo decidiu adotar o modelo de privatização para não prejudicar os jogos da Copa do Mundo de 2014. Mas a primeira experiência nesse sentido está ameaçada. O leilão do aeroporto internacional de São Gonçalo do Amarante, que será realizado no dia 22 de agosto, foi esvaziado com a decisão da operadora alemã Fraport de não participar do processo. Os alemães, que operam grandes aeroportos na Europa disistiram a disputa, segundo informou um de seus executivos, Felix von Berg, depois de analisarem as regras e chegarem à conclusão de que a concessão é inviável do ponto de vista econômico. Apesar disso, o governo do Rio Grande do Norte vê com otimismo o processo. Ao participar da inauguração de uma agência da Previdência Social em Angicos, na quinta-feira, a governadora Rosalba Ciarlini estava confiantes. O secretário Benito Gama acha que a posição da Fraport é um blefe.

CLAYTON DE SOUZA/AE/2007

Passageiros foram os mais prejudicados com o apagão aéreo que paralisou os aeroportos em 2007


2

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 14 de agosto de 2011

TOMISLAV R.FEMENICK [ Mestre em economia e historiador]

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

Abrir empresa é demorado cada ano, o Banco Mundial faz um estudo Doing Business in Brazil (Fazendo Negócios no Brasil), mostrando a realidade para quem pretende empreender no País. No Brasil, para se abrir uma empresa, a média é de 120 dias e ainda exige 15 procedimentos. Uma permissão para construção dura cerca 411 dias e um simples registro de propriedade 42 dias. “As empresas gastam no Brasil 2.600 horas/ano com o preenchimento de formulários referentes a tributos, no pior índice do mundo”, diz o estudo. Em Portugal, ano 2007, foi reduzido de 54 para 5 dias o tempo para se abrir uma empresa. Os novos negócios expandiram-se 60% após essa alteração. No Egito, o Banco Mundial sugeriu a redução do capital mínimo para abertura da empresa. Sugestão seguida e houve um incremento de 30% em novos negócios.

A

NOVO MODELO A Agência Internacional de Promoção e Defesa da Economia Social (AIPDES), entidade sediada em Lisboa, está propondo uma revisão no modelo de produção de energias renováveis, atualmente adotado no Brasil. Para a entidade o modelo utilizado é concentrador de renda e tende a beneficiar apenas os grandes grupos econômicos e a União. Amanhã (15), às 10h, será realizada uma Audiência Pública na Assembléia Legislativa para discutir o assunto. A exploração de petróleo e gás também é assim, concentrador em todos os aspectos.

Habitação (I)

Habitação (II)

Mais recursos na habitação. O Banco do Brasil lançou o BB Crédito Imobiliário – Aquisição PF - Na Planta. A linha de crédito que financiará imóveis na planta, modalidade já está disponível para empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida e será ampliada para os empreendimentos cuja construção for financiada pelo Banco.

A Caixa Econômica Federal assinou contratos com três construtoras no Feirão Imobiliário. Os investimentos da Caixa nos três projetos somam mais de R$ 47 milhões. A primeira carta garantia foi assinada com a Tecnart Engenharia, a segunda assinatura foi com a GMA Construções e a terceira carta com a Módulo Construtora.

SERVIÇO A partir de terça-feira a Central do Cidadão do Praia Shopping volta a funcionar. São 21 serviços oferecidos e, a partir de dezembro, agrega as Lojas Americanas.

Dinheiro novo A Receita Federal do Brasil libera amanhã, para saque nos bancos, o terceiro lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2011. Há lotes também de 2010, 2009 e 2008. Para o exercício de 2011, serão creditadas restituições para um total de 1.772.511 contribuintes, com

correção de 3,92%. Do lote residual do exercício de 2010, serão restituições para 30.521 contribuintes, com correção de 14,07%, e do de 2009, para 19.122, com correção de 22,53%. Já do lote de 2008, as restituições serão pagas a 5.794 contribuintes e corrigidas em 34,60%.

DEBATE

Na segunda-feira, dia 22, a TRIBUNA DO NORTE vai promover o debate sobre Gestão Pública, dentro do projeto “Motores do Desenvolvimento do RN”. Entre os convidados estará aqui o presidente do grupo Gerdau, Jorge Gerdau.

1

Há detalhes importantes a serem decifrados no lucro líquido da Guararapes, de R$ 100,00, no segundo trimestre do ano, 71,2% superior ao do mesmo período de 2010. Esse valor equivale ao investimento no Midway Mall, há seis anos. O lucro líquido da financeira avançou no segundo trimestre, para R$ 34,04 milhões, contra R$ 16,56 mi do mesmo período de 2010.

2

No passado, o presidente do grupo Guararapes, Nevaldo Rocha, tinha horror a banco, a quem debita parte da culpa pelo pedido de concordata nos anos 80. Agora a financeira dá um retorno excelente. Foi mais além, firmando um financiamento, de R$ 271,5 milhões, junto ao BNDES, sendo R$ 243,8 milhões para a Riachuelo, para novas lojas e o restante para a Guararapes.

3

O Magazine Luiza,que recentemente comprou as Lojas Maia no Nordeste, alcançou R$ 3,44 bilhões de receita bruta no primeiro semestre e R$ 1,74 bilhão no segundo trimestre.A expansão da receita bruta consolidada no semestre foi de 44,5%, enquanto no segundo trimestre foi de 38,2%. As vendas pela Internet cresceram 39,9% no segundo trimestre deste ano, conquistando o 2º lugar no ranking dos sites mais visitados da categoria.

APOSENTADO?RIA

Quem vai se aposentar em setembro, por idade, vai receber uma carta do INSS, avisando sobre essa possibilidade. Segundo a Previdência Social, 1.809 correspondências foram enviadas, sendo que 1.095 foram somente para mulheres. Homens que completam 65 anos e mulheres que completam 60 anos a partir do dia 1º de setembro devem receber o documento. Ambos devem ter feito 180 contribuições ao INSS - se o segurado estiver inscrito no instituto até 24 de julho de 1991.

PONTO A Dimep participa da Conarh 2011, a partir de amanhã, com tecnologias que atendem a portaria 1.510, de registro de ponto. Durante o evento a Dimep apresentará os equipamentos Printpoint II e Miniprint, os mais novos relógios da empresa, que disciplina a jornada de trabalho por meio de ponto eletrônico. A portaria deve entrar em vigor em setembro, se não houver novas pressões. AMOÇO Os restaurantes da cidade esperam uma grande movimentação hoje. Almoço especial do Dia dos Pais também na Apurn, em Pirangi e em hotéis como o Serhs, na Via Costeira. Tem opções para todos os gostos, bolsos e, ainda, com fila de espera.

Estado não produz valor agregado surgimento do governo corno instituição é tão antigo como as primeiras formas de organização social do ser humano, se não um governo formal corno se conhece hoje, pelo menos um sistema de lideranças que governava os agrupamentos das pessoas. Ao exercer o controle da comunidade que dirige (não importa a forma de escolha dos governantes), o aparelho governamental controla, também, com maior ou menor grau de intensidade, as atividades econômicas da sociedade. Diversas teorias procuram estudar, explicar e até mesmo indicar o comportamento do setor público perante os fatos e atos econômicos, criando uma dicotomia, uma divisão, inconciliável para alguns, entre dois polos de pensamento: os liberais e os socialistas. Enquanto os primeiros propõem um governo com pouca atuação no campo econômico, um sistema de livre iniciativa e preços submetidos às leis do mercado, os socialistas se posicionam por uma economia centralizada, isto é, por um sistema em que a propriedade privada é substituída pelo domínio do governo e este é o responsável pelo planejamento, produção e distribuição da riqueza nacional. Há nuanças de níveis tantos entre liberais como entre socialistas, porém isso não invalida essa descrição sucinta das duas escolas de economia política – ramificação das Ciências Econômicas que trata dos fenômenos relativos à produção, distribuição, acumulação e consumo de bens e serviços. No primeiro caso, os exemplos são os Estados Unidos, Inglaterra, França, Suíça, Brasil, Argentina, México, Japão, Coréia do Sul, Singapura e outros mais, onde o mercado tem maior ou menor liberdade de funcionamento em relação à intervenção governamental. No segundo,

O

houve a União Soviética e países do leste europeu e ainNo segundo, da há Cuba e Coréia houve a União do Norte. China e Soviética e países Vietnã são zonas de do leste europeu intercessão dos dois e ainda há Cuba e sistemas. Coréia do Norte. Tem-se então, China e Vietnã que o Estado nada são zonas de mais é senão uma intercessão dos forma de organizadois sistemas.” ção política da sociedade, para administrar os interesses dos vários grupos que a compõem. A forma como se apresenta a maioria dos governos nacionais hoje em dia é uma herança da cultura greco-romana, com aperfeiçoamentos resultantes da revolução democrática inglesa de meados do século XVII, da proclamação da independência e organização dos Estados Unidos em 1787 e da revolução republicana francesa de 1789. Os ideais revolucionários franceses resultaram em uma estrutura moderna e democrática de governo, em que há esferas e níveis independentes que devem atuar de forma harmônica, porém, sem superposições hierárquicas de supremacia administrativa. No Brasil, por exemplo, temos três níveis (o federal, o estadual e o municipal) e três esferas (o executivo, o legislativo e o judicial) de governo, que são independentes entre si. Temos o governo federal, composto pela Presidência da República, seus ministérios e autarquia etc., o Parlamente Nacional (Senado e Câmara dos Deputados) e os diversos órgãos e Cortes de Justiças. Os governos estaduais e municipais seguem a mesma composição, com algumas adaptações.

O Poder Executivo divide-se em níveis (a Presidência da República, os Governadores e os Prefeitos e seus ministérios, secretarias, autarquias etc.) e tem por obrigação planejar e executar a gestão dos bens e das atividades públicos, em proveito dos cidadãos. Por sua vez o Poder Legislativo (Parlamento Nacional, Assembleias Legislativas dos Estados e Câmaras de Vereadores nos Municípios) tem por função criar as leis do país, dos Estados e Municípios e fiscalizar a atuação do Poder Executivo. Por último, o Poder Judiciário aplica à população as leis criadas pelo legislativo e decide sobre as dúvidas legais surgidas entre as diversas esferas e níveis de governo. No mundo globalizado de hoje em dia, a atuação do governo na economia tem uma amplitude muito grande, porém devemos entender que o governo, enquanto somente Estado, não cria nenhuma forma de riqueza; ele somente orienta e induz o processo de criação e distribuição do Produto e da Renda Nacional. Seus recursos vêm da apropriação (através do recolhimento dos tributos) que ele faz de uma parcela considerável do que a sociedade produz. Por outro lado, o Estado é perdulário na forma de gastar os recursos da sociedade, pois sua própria maneira de funcionamento faz com que haja desperdício de recursos. O aparato estatal somente pode criar riqueza se produzir valor agregado, isto é, se passar a ser um agente produtor. Nesse caso ele estaria não exercendo a função de governar a sociedade, mais de ser um dos componentes do Aparelho Produtivo. Nos Estados Unidos o correio é uma agência do governo federal. No Brasil há vários exemplos: a Petrobrás, o BNDES, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica, só para citar alguns.

JOSÉ LUIS OLIVEIRA E RODRIGO DALL’ACQUA [ Advogados]

Reflexos criminais da Guerra Fiscal Supremo Tribunal Federal (STF) declarou ser inconstitucional o incentivo fiscal concedido unilateralmente por Estados da Federação. Comenta-se que alguns inquéritos policiais poderão ser instaurados em relação aos contribuintes que se aproveitaram dos benefícios, visando à apuração de eventual prática de crime tributário. Juridicamente isso não parece ser possível, pois está claro que quem eventualmente age de forma inconstitucional é o Estado concedente do benefício fiscal. A Guerra Fiscal ocorre da seguinte maneira: buscando desenvolvimento e investimentos para seu território, um Estado decide instituir o benefício fiscal e passa a atrair uma série de empresas, gerando empregos e investimentos. Na outra ponta, há o Estado que deixou de ter aquelas empresas em seu território. Para evitar que outras façam o mesmo e desfalquem ainda mais o seu caixa, o governo passa a pressionar as companhias. A ameaça é que, caso se mudem, não terão para quem fornecer seus produtos, já que seus clientes não irão mais se creditar do seu ICMS. O primeiro resultado prático desse embate é percebido no resultado das empresas compradoras, estabelecidas no Estado afetado com a saída das companhias fornecedoras. São lavrados autos de infração, cobrando o ICMS que não foi pago ao outro governo estadual. O contribuinte por vezes é acusado de praticar crime de sonegação fiscal, sob o argumento de ter se creditado de um ICMS sabidamente incentivado e deixou de recolher o imposto devido ao outro Estado. Para diminuir o risco de perder seus clien-

O

tes e se manter ativa no mercado, a empresa fornecedora faz um verdadeiro malabarismo. Ela mesma assume a contingência da Guerra Fiscal, criando uma nova companhia, de sua propriedade, situada agora no Estado que havia deixado, e que passará a intermediar a operação de compra e venda. Quando exercer a retaliação, o Estado a fará contra uma empresa do mesmo grupo econômico do fornecedor, liberando o comprador (cliente) da descabida perseguição resultante da Guerra Fiscal. Esse malabarismo nada mais é do que uma forma de não ver escorrer pelo ralo todo o investimento feito na instalação da nova unidade e preservar os empregos da exploração lícita de sua atividade. Muitas empresas faziam e fazem isso até hoje, não havendo nada de ilegal na adoção desta atitude. Nesse cenário, são os representantes da empresa intermediária que figuram como responsáveis pelo eventual crime de sonegação fiscal, já que sua empresa é apontada como aquela que se creditou indevidamente do ICMS destacado pelo fornecedor efetivo. Até aqui só há um Estado que se sente prejudicado e exige a adoção de medidas fiscais e criminais contra o “infrator”: justamente aquele em que se situa a empresa que adquiriu a mercadoria e que foi beneficiada na etapa anterior. Mas a coisa mudou de figura quando o Supremo Tribunal Federal declarou a inconstitucionalidade da norma incentivadora. O ICMS passou a ser devido e o governo que concedeu o benefício fiscal deverá, com base na Lei de Responsabilidade Fiscal, tomar

as medidas necessárias para reaver o imposto que deixou de ser pago. Assim, mesmo não tendo sido pago ao governo que concedeu o benefício fiscal, passa a ser legítimo o direito ao crédito por parte dos estabelecimentos situados no outro Estado. De acordo com o Supremo, o crime tributário exige a prática de uma conduta fraudulenta por parte do contribuinte, que não pode ser penalmente responsabilizado por conta de cobranças tributárias típicas da Guerra Fiscal. As recentes decisões do STF reforçam a impossibilidade de qualquer acusação de sonegação fiscal que poderia pesar sobre os ombros dos compradores de mercadorias beneficiadas, tendo em vista que, em sendo dever do Estado exigir o imposto, essas empresas possuem o direito ao crédito do ICMS cobrado na etapa anterior. Também não há muito fundamento em atribuir a responsabilidade para o estabelecimento fornecedor, que se valeu do incentivo fiscal posteriormente declarado inconstitucional. Todos os atos jurídicos tributários supostamente questionáveis foram feitos com base em lei ordinária válida, vigente e eficaz, produzida pelo Poder Legislativo e presumidamente constitucional. A Guerra Fiscal colocou o contribuinte no meio de um campo de batalha entre os Estados, que não raro se utilizam da persecução criminal como arma para incrementar a arrecadação. Essas investidas agora podem ser repelidas pela própria trégua imposta pelo STF, que, de forma indireta, passa a aceitar os créditos de ICMS tidos como indevidos.

JOÃO BATISTA MACHADO BARBOSA [ Promotor de Justiça]

Nova política de resíduos sólidos aniversário normalmente é uma data que costumamos comemorar, festejando a o nascimento de uma pessoa querida, o casamento, uma formatura, enfim, momentos que se eternizam em nossas memórias. No dia de hoje, porém, lembramos o primeiro aniversário da Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos - PNRS, Lei 12.305, promulgada em 2 de agosto de 2010, com mais motivos para nos preocupar do que propriamente comemorar. A PNRS tramitou no Congresso Nacional por mais de 21 anos e, ao ser oficialmente instituída pela Lei 12.305/10, implantou no país um novo marco regulatório para a enorme problemática do lixo no Brasil, pois não se trata apenas de matéria ligada à gestão administrativa, mas de preocupação com a defesa do meio ambiente e com a própria sobrevivência do planeta. Em todo o país já haviam sendo introduzidas importantes iniciativas para resolver o problema do lixo que historicamente são despejados em lixões, em vez de terem uma destinação final adequada. Tais medidas, contudo, ainda são muito incipientes, pois perto de 59% dos municípios brasileiros ainda depositam seus rejeitos em lixões a céu aberto e somente uma pequena parte dos municí-

O

pios os depositam em aterros sanitários, podendo destacar o Estado de São Paulo com 65% de seus 645 municípios. No Rio Grande do Norte, apenas 7,2 % dos municípios destinam seus resíduos a aterros, a despeito de representarem 44,8% da população. Com a nova PNRS, para mudar esse cenário foram introduzidos no país alguns importantes conceitos e diretrizes que estão entre os mais modernos e ousados no mundo, como o princípio do protetor-receptor (art. 6º, II), para recompensar quem adotar iniciativas sustentáveis; o objetivo de promover a inclusão social dos catadores de material reciclável, como atores essenciais desse processo (art. 7º, XII), e a definição de práticas sustentáveis na gestão dos resíduos sólidos, que devem iniciar pela não geração, redução, reutilização, reciclagem e tratamento, bem como a disposição final dos rejeitos em aterros sanitários (art. 9º). A matriz principal da novel PNRS, ao nosso ver, porém, é a implantação da responsabilidade compartilhada pela correta gestão dos resíduos sólidos entre fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e consumidores, além dos titulares dos serviços públicos de limpeza urbana (art. 30).

Esse tipo de responsabilidade já vem sendo adotada em relação a pneus e embalagens de agrotóxicos, cuja cadeia de circulação do produto, desde a indústria até o consumidor final, tem procedimentos bem definidos por uma logística reversa, no qual a indústria, direta ou indiretamente, permanece com o encargo de dar a destinação final de seu produto, mesmo após ter sido comercializado. Agora ela deve ser estendida também ao lixo industrial, eletrônico, pilhas e baterias, embalagens de alimentos e bebidas, entre outros. A medida mais ousada da PNRS, entretanto, foi a proibição da existência de lixões no Brasil até agosto de 2014 (art. 54). Para isso, Estados e Municípios devem fazer seus planos de gestão até agosto de 2012, sob pena de perderem recursos federais pra financiamento de projetos e convênios nesse setor (art. 55). Por enquanto, temos notícia apenas que o Município de Guarulhos foi o único do Brasil que tomou essa iniciativa. Por isso a nossa preocupação. Esperamos que os Municípios e o Estado do Rio Grande do Norte cumpram efetivamente o seu papel a fim de que o próximo aniversário da PNRS tenhamos reais motivos para comemoração.


Domingo | 14 de agosto de 2011

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ INDÚSTRIA ] O setor que emprega quase 40 mil pessoas no Rio Grande do Norte enfrenta queda gradativa nas

exportações em consequência da desvalorização do dólar e da concorrência desleal com produtos chineses

Desoneração não anima têxteis

ANA SILVA

ANDRIELLE MENDES repórter

desconfiança é a melhor parte do conhecimento. A frase é creditada à Mahatma Gandhi, líder do movimento de independência indiana. De sua autoria ou não, ela representa a sensação vivida pela indústria têxtil e de confecções no Rio Grande do Norte. O setor olha com desconfiança para a redução de encargos da folha de pagamento de cinco setores da Indústria, recém anunciada pelo governo federal. A medida, dizem empresários, pode não surtir o efeito esperado no RN. A indústria têxtil e de confecções, que seria a mais beneficiada com a medida dentro do Estado, ainda não fez os cálculos. De acordo com João Lima, presidente do Sindicato da Indústria de Fiação e Tecelagem do RN, antes de tomar qualquer partido, é preciso analisar as planilhas e avaliar o real impacto nos custos. O Sindicato ainda não sabe se a redução de encargos trabalhistas reduzirá gastos ou aumentará a produção. “A desoneração passa a vigorar em dezembro. Até lá, cada empresa terá de fazer as contas e ver se a medida aumenta a produção ou reduz os preços”. A medida, que poderia trazer um fôlego extra para o setor, pode não passar de um suspiro, na ótica do presidente da Federação das Indústrias do RN, Flávio Azevedo. O setor, que inclui confecções e emprega quase 40 mil pessoas no estado, enfrenta uma queda gradativa nas exportações, consequência da desvalorização do dólar e da concorrência desleal com produtos chineses. Fatores que atingem pequenos e grandes. Em Jardim de Piranhas, a crise provocou o fechamento de 80 das 200 tecelagens e a demissão de mais de 2 mil pessoas no primeiro semestre de 2011. A situação, segundo Antônio Dutra, presidente da Cooperativa dos Produtores Têxteis de Jardim de Piranhas, continua a mesma. “Nenhuma tecelagem reabriu. Toda semana tem demissão”. Segundo ele, o problema começou com a alta de quase 200% do algodão, no primeiro semestre. Depois disso, o setor “desmantelou-se e não entrou mais no eixo”. Antônio não vê uma solução aparente para o problema. Pelo menos, não a curto prazo. “Não sei se esta medida do governo chega até Jardim de Piranhas”, confessa. Segundo Antônio, o fechamento das tecelagens provocou um verdadeiro efeito dominó na região. “Se o empregado não recebe o salário, como vai pagar o supermercado, o frigorífico, a loja de roupa? A cidade onde todo mundo recebia está uma lástima. Quando a tecelagem morre, todos os outros setores morrem tam-

A

Setor de confecções ainda emprega grande contingente de mão de obra. Em Jardim de Piranhas, oitenta das duzentas tecelagens fecharam nos últimos tempos

bém”. Antes da crise, as tecelagens de Jardim de Piranhas empregavam 4 mil pessoas. “Este número caiu pela metade”, resume Antônio Dutra. Para piorar a situação, a cooperativa perdeu o convênio com o BNDES. O dinheiro seria usado para construir uma unidade de alvejamento e tingimento de tecidos, mas foi recolhido pelo banco porque Estado e Município não entregaram o prédio que sediaria a unidade a tempo. “Doamos o terreno em 2007, mas o prédio só foi concluído agora. O banco mandou um ofício cancelando o convênio. O serviço está sendo terceirizado”. Segundo Antônio Dutra, com a terceirização, o custo de produção aumentou em 50%. Mas não é apenas a terceirização que preocupa. “A forte concorrência dos produtos asiáticos (China, Singapura, Vietnã, e outros países da região) tem imposto dificuldades à indústria nacional, principalmente nos segmentos têxtil, confecções e vestuário, eletroeletrônico e calçados”, esclarece o economista Marcus Guedes. Para o economista, o baixo preço praticado pelos produtos vindos de fora, agravado com a elevada carga tributária existente no País, faz com que não apenas o setor industrial enfrente dificuldades de mercado, como também outros setores. “O comércio, repassador dos produtos manufaturados, também sente o impacto da presença de produtos estrangeiros aqui comercializados, sem que tenham os mesmos padrões de qualidade do produto nacional”, acrescenta Marcus.

Medidas aumentam a competitividade,diz Fiesp

IMPACTO O peso dos tributos e das tarifas na indústria brasileira Encargos sociais no custo da mão de obra industrial 10 países com maiores encargos 1º Brasil

32,41%

2º Suécia

31,83%

3º França

31,21% 30,40%

4º Itália 5º Bélgica

29,80%

6º Eslováquia

28,65%

7º Grécia

27,71%

8º Rep.Tcheca

27,32%

9º México

27,01%

10º Estônia

26,28%

Obs.:O estudo considerou 34 países. O custo da energia para a indústria 10 países com maiores tarifas - Tarifa em R$/MWh 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º

Itália Turquia Rep.Tcheca Brasil Chile Cingapura Portugal Japão Reino Unido Alemanha

458,3 419,0 376,4 329,0 320,6 271,8 260,8 224,0 215,4 213,4

OBS: O estudo considerou 27 países. Indústria e consumidores finais pagam tarifas diferentes.

Peso dos tributos na tarifa de energia elétrica 5 países onde a tarifa tem maior impacto Brasil 1º Itália 2º Turquia 3º Rússia 4º Holanda 5º

31,5% 22,8% 18,5% 16,7% 14,8%

OBS.:No Chile,México,Portugal e Alemanha,o tributo é zero.

306,8

30,6%

é a tarifa de energia no RN.

é o peso dos tributos na tarifa de energia elétrica do RN.

18ª

17ª

posição ocupa o RN entre os Estados brasileiros e Distrito Federal.

posição,ocupa o RN entre os Estados brasileiros e Distrito Federal. Fonte:Fiesp/Firjan

Para a Federação da Indústria de São Paulo (Fiesp), a desoneração em 20% da folha de pagamento de toda a indústria brasileira – e não só de segmentos específicos, como autorizou o governo federal na semana passada – reduziria o preço dos produtos finais em 1,81%, elevaria o nível de investimento em 11% e reduziria os custos de mão de obra em 20%. Isso, entretanto, se o governo não criasse custos adicionais para a atividade. Não foi isso o que ocorreu. Em ‘troca’ da desoneração, o governo vai taxar o faturamento dos segmentos beneficiados em 1,5%. No caso do segmento de Tecnologia da Informações, a taxa sobe para 2,5%. A Fiesp analisou o impacto dos encargos trabalhistas em 34 países, com base nos dados compilados pelo Departamento de Estatísticas do Trabalho dos Estados Unidos (BLS, sigla em inglês de Bureau of Labor Statistics), e concluiu que o Brasil é líder em encargos trabalhistas. Enquanto no Brasil, eles correspondem a 32,4% dos custos, na Europa corresponde a 25%. Segundo a Fiesp, que não indicou nenhum porta-voz para comentar a pesquisa, quando comparado aos países em desenvolvimento, a posição do Brasil é ainda pior. Os encargos são 14,7% dos custos em Taiwan e 17% na Argentina, por exemplo. Aqui, eles respondem por 1/3 dos cus-

Os encargos incidentes na folha de salários traduzem-se em encarecimento da mão de obra e dos custos de produção.” RICARDO RORIZ COELHO diretor da Fiesp

tos com mão de obra. Para o diretor do departamento de Competitividade e Tecnologia da Fiesp, José Ricardo Roriz Coelho, em entrevista ao Estado de São Paulo em 24 de julho, “os encargos incidentes na folha de salários traduzem-se em encarecimento da mão de obra, e dos custos de produção de bens e serviços, afetando a competitividade”. Para Roriz, o problema seria mais grave na indústria de transformação, cujos bens em geral competem em mercados com escalas globais. A saída, segundo a Fiesp, seria a desoneração sem contrapartida. De acordo com o economista Marcus Guedes, que defende a desoneração, “estudos do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário apontam que o brasileiro trabalha, praticamente, 5 meses no ano somente para pagar tributos, os mais diversos”.

ALEX FERNANDES

Energia elétrica pesa nos custos

João Lima: efeitos só podem ser medidos a partir de dezembro

Além dos altos encargos trabalhistas, a indústria brasileira entre elas a têxtil - reclama do peso da energia elétrica no custo da produção. Segundo estudo inédito da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), divulgado recentemente pela Folha de São Paulo, a indústria brasileira paga a quarta conta de energia mais cara do mundo. O levantamento, porém, como alerta o economista William Pereira, do Departamento de Economia da UFRN, só leva em consideração 27 países - o que pode superdimensionar os números. Segundo o levantamento, o Brasil fica atrás apenas da Itália, Turquia e República Tcheca. Com uma tarifa de consumo industrial que gira em torno de R$329 por MWh, o preço brasileiro é 53% superior à média mundial (R$215,50 por MWh). A tarifa do Rio Grande do Nor-

te, por sua vez, é 42% superior a tarifa média dos 27 países pesquisados. Não é o único, porém. Segundo a Firjan, nenhum estado brasileiro possui tarifa de energia em patamares competitivos, seja quando comparada à média mundial, aos principais países da América Latina ou mesmo aos principais parceiros comerciais do Brasil. O trabalho, segundo a Firjan, reforça o alto peso de encargos e impostos sobre o custo total. Eles representam 48,6% da tarifa. De acordo com a Federação, a energia elétrica representa, em média, 10% do custo total da indústria. Quanto mais altos os custos, maior o preço dos produtos finais e menor a competitividade dentro e fora do estado. Uma das causas da falta de competitividade da indústria brasileira são os altos custos de geração, transmissão e distribuição,

que compõe a primeira parte da tarifa e, sozinhos, superam os preços finais da energia nos três principais parceiros comerciais brasileiros – China, Estados Unidos e Argentina, segundo a Firjan. “Outros componentes críticos são os encargos que respondem por 17% da tarifa final de energia elétrica da indústria. Com destinações diversas, e muitas vezes sobrepostas, eles contribuem para eliminar a assimetria das tarifas entre as regiões do Brasil”, diz o estudo. Enquanto a alíquota média dos tributos federais e estaduais cobrada na tarifa de energia elétrica industrial no Brasil é de 31,5%, em países como Chile, México, Portugal e Alemanha o peso dos tributos é zero. “Avaliando os componentes que fazem parte da tarifa industrial brasileira, observamos que já de partida ela não é competitiva.

Comparando o total dos custos operacionais que compõem a tarifa industrial de energia para o Brasil com a tarifa industrial final dos demais 27 países, fica nítida a baixa competitividade brasileira: em média, a tarifa composta apenas pelo custo operacional do Brasil (169,2 R$/MWh) é 20% superior à tarifa final de 140,7 R$/MWh para a energia elétrica industrial praticada nos demais países dos BRICs (Rússia, Índia e China)”, observa Tatiana Lauria, especialista em infraestrutura da Firjan. Segundo Tatiana, a energia elétrica é um insumo importante para as indústrias. “Em algumas indústrias, como as eletrointensivas (que consomem muita energia elétrica), o custo da energia elétrica pode chegar a ter um peso de 40% sobre seus custos totais, isso eleva o preço final dos produtos industriais”, afirma.


economia 4

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 14 de agosto de 2011

Professor do Departamento de Economia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte teme que medidas adotadas para redução de encargos trabalhistas sirvam para ampliar lucros

[ INDÚSTRIA / CONTINUAÇÃO DA PÁGINA 4 ]

Economista pede contrapartidas A

falta de exigências para ampliação da oferta de trabalho ou redução dos preços pode anular os possíveis efeitos da redução dos encargos trabalhistas, incluída no plano Brasil Maior, recém-anunciado pelo governo federal, segundo o professor William Pereira, do Departamento de Economia da UFRN. “O empresariado

pode simplesmente aproveitar a redução dos encargos para ampliar lucros. Já vimos muitos casos desses, não somente no Brasil. Recentemente nos EUA, o governo liberou recursos para bancos se reestruturarem, e parte desses recursos foram para as mãos dos executivos”, relembra. O professor ressalta que “o Bra-

sil, de fato, tem uma elevada carga tributária, e em particular, elevados encargos trabalhistas. No entanto, não é o “campeão”, nem o maior na carga tributária e nos encargos tributários”. Segundo ele, “ao contrário dos discursos da Fiesp e da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Brasil não tem a maior carga tributária do mundo, mas a

18ª (registrando 35% do Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas por uma nação)”. Segundo William, a metodologia utilizada em estudos como esse pode acentuar ou reduzir a posição de qualquer país no ranking da carga tributária. Apesar de discordar da forma como os dados foram coletados, o professor es-

clarece que o Brasil tem sim uma das cargas tributárias mais altas do mundo (mas não é o líder). Antes de dizer se a redução dos encargos alivia o setor, é preciso saber, segundo o economista, qual a contrapartida do empresariado. “Afinal, o governo perde recursos, que devem, ou deveriam, ser aplicados na saúde, na educação, na

infra-estrutura”. Para ele, a medida pode criar novos postos de trabalho, aumentar a produção, baratear os produtos desde que haja há garantias de que isso vai acontecer. “É da lógica do capitalismo a busca por lucros. E se para isso for necessário não reduzir preços das mercadorias, e reduzir postos, isso será feito”.

Governo federal estuda incentivos para “tablets” Rio (AE) - O Ministro da Ciência e Tecnologia Aloizio Mercadante afirmou que o ministério já recebeu sinalização de 25 empresas que estariam interessadas em produzir tablets no Brasil Nove já estariam “praticamente licenciadas”, nas palavras do ministro. Entre as empresas citadas por Mercadante estão nacionais e estrangeiras, como Motorola, Samsung, Positivo, Semp Toshiba, Itautec e Apple. O governo tem estudado incentivos fiscais e políticas para atrair a produção local do produto. Para receber os benefícios, as empresas têm que se comprometer a um conteúdo nacional de 20% no início da produção; 80% em três anos, e apresentar o projeto ao Ministério. “Não vamos abrir mão de conteúdo local”, frisou. Para Mercadante, as vendas de Natal este ano terão os tablets com

preços bem mais em conta. “Com a desoneração de 31% dos impostos federais e, em alguns casos, desonerações regionais como em zona franca, além da concorrência que vamos ter, acho que até o final do ano o benefício chega forte ao consumidor”, disse. Mercadante preferiu não especular sobre de quanto seria a redução nos preços dos tablets. Para ele, isso ficaria exclusivamente a depender da concorrência no mercado. O ministro também não descartou a ideia de que as empresas possam produzir tablets no Brasil para exportar. “A nossa avaliação é que algumas linhas de produção vão disputar Mercosul e América do Sul. Isso vai depender da competitividade que assegurarmos”, avaliou. O governo não exigirá localizações específicas para as fábricas. “A ideia, na verdade, é de descentralização”, afirmou. ANTONIO CRUZ/ABR

Mercadante confirma interesse de vinte e cinco empresas

[ EMPRESAS ] Empresas instaladas em

Manaus faturaram19,7 bi no primeiro semestre

Zona Franca registra recorde de faturamento anaus (AE) - O balanço do primeiro semestre em faturamento das indústrias da Zona Franca de Manaus bateu recordes: de janeiro a junho de 2011 as empresas faturaram US$ 19,7 bilhões, montante 23,81% superior que o registrado em igual período do ano passado, de US$ 15,9 bilhões. Segundo a assessoria da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) também a mão de obra chegou ao final do mês de junho contabilizando um número também recorde de contratação de 118.700 trabalhadores, entre efetivos, terceirizados e temporários, o que representa um crescimento de 16% em comparação com o mesmo período do ano passado - com 102.324 contratações. O único macro indicador com resultados decrescentes em relação a 2010, segundo a Suframa, foram as exportações, que fecharam o semestre com um montante de US$ 400,1 milhões e queda de 22,9% na comparação com o

M

primeiro semestre do ano passado. O resultado pode ser explicado, segundo a assessoria do órgão, tanto pela valorização do real frente ao dólar, que vem impactando na competitividade do produto brasileiro no mercado externo, quanto pela queda nos negócios com países relevantes para as exportações do PIM, como Argentina e Venezuela. Os segmentos Eletroeletrônico (incluindo Bens de Informática) e de Duas Rodas, os dois mais representativos da ZFM, foram responsáveis no semestre por mais da metade do faturamento alcançado. O setor Eletroeletrônico faturou US$ 8,5 bilhões, o que representa um crescimento de 20,07% na comparação com o resultado obtido no mesmo período do ano passado (US$ 7,1 bilhões), enquanto o polo de Duas Rodas registrou faturamento de US$ 4,45 bilhões, o que equivale a um crescimento de 36,53% ante o período de janeiro a junho de 2010.


economia DÓLAR COMERCIAL Compra: R$ 1,6120 Venda: R$ 1,6130 DÓLAR PARALELO Compra: R$ 1,65 Venda: R$ 1,76

POUPANÇA HOJE 0,6937% CDB 12,42% BOVESPA + 0,24%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 545,00 TAXA SELIC

12,50%

TELEFONES ÚTEIS Receita: 3232-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT/RN: 3220-2000

ENTREVISTA

Planos do BB incluem ampliação das agências e novos nichos. PÁGINA 7 DÓLAR TURISMO Compra: R$ 1,5630 Venda: R$ 1,6930 EURO TURISMO Compra: R$ 2,2370 Venda: R$ 2,4030

Editor interino: Vicente Neto e-mail: vneto@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 14 de agosto de 2011

Presidenta determina revisão de todos os regimes tributários especiais concedidos pelo governo e autoriza a equipe econômica criar outros, a exemplo do que foi anunciado na semana passada para o setor automotivo [ TRIBUTOS ]

Setores estratégicos terão benefício FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM

RENATA VERÍSSIMO Agência Estado

rasília - O governo deve conceder benefícios tributários para setores considerados estratégicos desde que aumentem a agregação de valor, a inovação tecnológica e o uso de conteúdo nacional. A presidenta Dilma Rousseff determinou aos ministérios da Fazenda e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior que revisem todos os regimes tributários especiais e, se preciso, criem outros a exemplo do que foi anunciado na semana passada para o setor automotivo. A secretária de Desenvolvimento da Produção do MDIC, Heloísa de Menezes, disse ao Grupo Estado que os setores prioritários são os ligados à cadeia de petróleo e gás, ao Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), e aqueles de apoio à infraestrutura, além do naval. “Claro que não vamos revisar todos os regimes especiais porque alguns consideramos que estão adequados ou estão com o prazo de vigência acabando”, explicou. “Mas podemos reforçar alguns já existentes ou criar novos regimes”, completou. Ela acredita que as propostas estarão concluídas até o próximo

B

mês. Dentro da política industrial, de inovação e de comércio exterior, batizada de Plano Brasil Maior, o governo reduziu o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) até julho de 2016 para as montadoras que aumentarem o conteúdo nacional, elevarem investimentos e produzirem veículos inovadores. A medida será regulamentada este mês, segundo a secretária, com a definição do porcentual mínimo de peças do Mercosul que devem ser usadas na fabricação de veículos no Brasil, as faixas das alíquotas de IPI e os critérios para definição dos projetos de inovação. Uma fonte do setor automotivo disse que as discussões incluem formas de desenvolver motores mais eficientes a álcool e que emitam uma menor quantidade de gases nocivos para o meio ambiente. Em entrevista ao Grupo Estado na semana passada, o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, disse que o governo quer garantir produção no País com inovação tecnológica, aumentando o índice de nacionalização não só na indústria automobilística brasileira, mas em outros setores. Dentro deste esforço de mo-

Dilma considera prioritários setores ligados ao petróleo, à internet banda larga e indústria naval

dernizar a indústria nacional, o governo proibiu esta semana a redução de Imposto de Importação para máquinas e equipamentos usados. A medida também faz parte do Brasil Maior. “Estamos reti-

rando os incentivos porque são bens depreciados no país de origem”, disse a secretária. A redução de tributo era permitida por meio de um mecanismo chamado ex-tarifário, pelo qual a indús-

tria pode solicitar o benefício, temporariamente, para importação de bens de capital, telecomunicações e informática, sem similar nacional, que integrarão um projeto de investimento.

Baixa renda deve sofrer menos com preços altos Rio (AE) - As famílias de baixa renda devem sofrer menos com preços altos nos próximos meses, para o economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV) André Braz. Ele fez a observação ao comentar o desempenho do Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), que passou de -0,31% para -0,25% de junho para julho. Embora a deflação percebida pelos mais pobres tenha enfraquecido; e o mês de agosto mostre sinais de retorno do indicador ao terreno positivo, Braz explicou que o cenário atual é pressionado por fatores sazonais. Para exemplificar sua opinião, ele citou dados do núcleo da inflação apurada pelo IPC-C1, usado para mensurar tendências e que exclui as principais altas e as mais expressivas quedas de preços de junho para julho. O núcleo passou de 0,20% para 0,15% no período. Na prática, reajustes de preços administrados e controlados como energia, telefonia e aluguel têm elevado a taxa mensal do índice, e devem pressionar os indicadores de agosto e de setembro.


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 14 de agosto de 2011

[ NEGÓCIOS ] Empresa vai investir 146 milhões de dólares para produzir cimento mais barato

destinado ao mercado do sul do país. Fábrica fica localizada a 250 quilômetros da fronteira

Abrindo a porteira laf@digizap.com.br

Escassez de leite aumento do consumo de produtos lácteos no Nordeste e os constantes atrasos no pagamento do programa do leite reduziram em mais de 20% a distribuição diária e gratuita do produto. São mais de 35 mil litros de leite a menos, para as famílias de baixa renda em todo o RN. A distribuição diária foi reduzida de 155 mil para 120 mil. Uma boa parte é resultado da desistência de produtores, especialmente os pequenos. Cerca de 1.500 pequenos produtores forneciam leite ao Governo do Estado através do PRONAF. Segundo as indústrias, cerca de 800 desistiram.

O

PAGAMENTO O Governo do Estado, através da Emater, iniciou na última quarta-feira, o pagamento dos valores atrasados do programa do leite. Os produtores de leite de cabra receberam R$ 277.132,70 em parcela única, enquanto que os produtores de leite de vaca receberão R$ 4.574.862,42, divididos em três parcelas iguais de R$ 1.524.728,81, nos meses de agosto, setembro e outubro. As indústrias processadoras ficaram à margem, para receberem em outra data.

Sementes (I)

Sementes (II)

Começa amanhã, no Centro de Convenções de Natal, o XVII Congresso Brasileiro de Sementes, com a participação de palestrantes do Brasil e do exterior. A Emparn começa a divulgar uma nova variedade de milho, o Potiguar, destinado aos agricultores familiares. É resultado de pesquisa da equipe, sob a coordenação do pesquisador Marcelo Abdon Lira. Para a distribuição de amostras de sementes, a EMPARN produziu neste ano em sua Estação Experimental de Ipanguassu, cerca de 65 toneladas de sementes básicas.

A empresa potiguar Santana Sementes participará com um estande de 36m2 e, como um dos patrocinadores oficiais do XVII Congresso Brasileiro de Sementes. A empresa fechou uma parceria com a EMPARN, para destacar os seus produtos,como as sementes de milho Cruzeta, Sorgo Ponta Negra e Feijão Potiguar. Na oportunidade fará um prélançamento do milho Potiguar. Hoje a Santana Sementes é uma das maiores produtoras de sementes do Nordeste. E já tem este reconhecimento por muitos órgãos.

EXPOSIÇÃO Publicado no Diário Oficial o Regulamento da Festa do Boi 2011, a ser realizada de 8 a 15 de outubro próximo, no Parque de Exposições Aristófanes Fernandes, em Parnamirim. É a 49ª Exposição de Animais e Máquinas Agrícolas, encerrando o calendário de exposições do RN em 2011.

Declaração do ITR A declaração do Imposto sobre Propriedade Territorial Rural (ITR) de 2011, deverá ser entregue de 22 próximo a 30 de setembro. A Receita Federal informou que espera receber 5 mi-

lhões de declarações. A entrega ocorrerá por meio da internet, no site, em mídia removível nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica ou ainda por meio de um formulário.

RESULTADO O Leilão Terra da Liberdade, no último final de semana, na Festa do Bode, em Mossoró, rendeu pouco mais de R$ 200 mil. No julgamento do Pardo-Suíço, a Emparn recebeu mais uma vez o título de “Melhor Expositor” e, no leilão, os 16 animais foram comercializados por um valor total de R$ 64,6 mil, perfazendo uma média superior a R$ 4 mil.

1

O IBGE estima a safra de grãos 6,2% maior que a de 2010.A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas (caroço de algodão, amendoim,arroz, feijão,mamona, milho,soja,aveia, centeio,cevada, girassol,sorgo,trigo e triticale) indica produção de 158,8 milhões de toneladas para 2011.Segundo a pesquisa,em 2011 a área a ser colhida será de 48,8 milhões hectares.

2

Estudo piloto desenvolvido pelo pesquisador Carlos Cerri,da ESALQ/USP, que quantificou as emissões de gases em dois sistemas de manejo de produção de carne (terminação a pasto X terminação em confinamento),será apresentado amanhã (15), na abertura do Painel: Manejo Pecuário Sustentável - Avanços e desafios contará,em sua abertura,através da palestra“Balanço das emissões de GEEs da pecuária brasileira e ações para a mitigação”,que integra a programação do 8º Congresso Brasileiro das Raças Zebuínas.

3

A indústria de defensivos da China muda a sua atuação e avança no Brasil.As empresas chinesas começaram a registrar seus próprios produtos para vendê-los diretamente aos agricultores ou às redes de distribuição.Antes, forneciam agroquímicos por meio de distribuidores.A competição deve resultar em preços mais baixos aos agricultores no longo prazo, acreditam participantes do setor.O mercado brasileiro de defensivos movimentará neste ano US$ 8 bilhões,10% mais que em 2010.

CONSUMO O brasileiro gasta, em média, somente 6,2% da renda na compra de frutas, verduras e legumes. A pesquisa é da Confederação da Agricultura e Pecuária no Brasil, revelando ainda hábitos de consumo das famílias e quais fatores são considerados ao comprar alimentos. O estudo foi apresentado na última terça-feira, em Brasília, durante o lançamento da Frente Parlamentar Mista da Fruticultura. A Frente Parlamentar é o lobby para cobrar políticas públicas para o setor de frutas. ZONEAMENTO O Ministério da Agricultura e Pecuária publica o zoneamento agrícola de risco climático para as culturas de pupunha, milheto, milho, palma forrageira, pimenta do reino e mamão. Resistente à seca, a palma forrageira necessita de precipitação média ideal anual entre 360 mm e 800 mm. As melhores condições para o plantio estão no Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas, Sergipe, Bahia, Pernambuco, Paraíba, Piauí e Maranhão.

Votorantim vai produzir cimento no Uruguai ALEX RÉGIS

ão Paulo (AE) - A Votorantim Cimentos vai construir uma fábrica de cimentos de US$ 146 milhões no Uruguai, em parceria com dois sócios. A unidade, que ficará pronta em 2014, é mais um passo da gigante nacional na busca de soluções econômicas para o abastecimento do mercado brasileiro. De acordo com o presidente da empresa, Walter Schalka, fabricar no Uruguai e exportar para o Brasil representará um corte de custos da ordem de 15% em relação às unidades nacionais. Segundo Schalka, a fábrica que ficará na capital da província de Treinta y Tres, a cerca de 250 quilômetros da fronteira com o Brasil - foi pensada para o atender o Rio Grande do Sul, onde não há jazidas de calcário disponíveis. Isso que inviabiliza a construção de novas fábricas em território gaúcho. A unidade terá capacidade de produzir 750 mil toneladas de cimento ao ano e abastecerá basicamente o mercado brasileiro. “Mais de 80% da produção terão o Brasil como destino”. O presidente da Votorantim Cimentos diz que não faria sentido construir uma unidade visando o consumo uruguaio, por conta da baixa demanda local. A nova planta se viabilizou graças à jazida de calcário que a Votorantim detinha no país há cerca de dez anos. A fábrica terá participação de 20% da Agência Nacional de Cimento, Álcool e Petróleo (Ancape) do Uruguai. A Votorantim entrará com outros 20%, enquanto a Cementos Artigas - na qual a brasileira detém fatia de 38% - terá o restante do capital. A unidade vai gerar 120 empregos diretos. A busca por alternativas mais baratas para abastecer a demanda interna, a partir de fábricas instaladas próximas à fronteira com o Brasil, deverá se espalhar por diferentes países da América do Sul. “Os custos da operação no Brasil estão aumentando por conta da elevação dos custos de mão de obra, de energia elétrica e de combustíveis importados, influenciados pela cotação do petróleo. Operar no Brasil hoje é mais caro do que em países periféricos.” Nos últimos anos, a companhia cresceu na América Latina. Ela tem 15% da Bío Bío, no Chile; 51% da boliviana Cementos Camba; 35% da Cementos Iguazu/Paraguai; 38% da Cementos Avellaneda, na Argentina; e 38% da uruguaia Cementos Artigas.

S

Fábrica uruguaia terá capacidade para produção de 750 mil toneladas de cimento por ano

Petrobras constrói fábrica de fertilizante na divisa de SP Araçatuba (AE) - Um consórcio entre as empresas GDK, Sinope e Galvão Engenharia, vai ser responsável pela edificação da maior fábrica de fertilizantes nitrogenados da América Latina, para a Petrobras, em Três Lagoas, na divisa com São Paulo. O negócio, de R$ 3,9 bilhões, que será bancado com recursos da Petrobras, integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O lançamento da pedra fundamental está marcado para setembro. Batizada de Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN3), a fábrica será uma das maiores plantas do mundo e deverá duplicar a produção de ureia no País, ofertando ao mercado 1,2 milhão toneladas/ano de ureia e 81 mil toneladas/ano de amônia. A previsão é de que ela entre em funcionamento em 2014. Durante a construção, vai gerar 5,4 mil empregos diretos e depois de pronta, deve empregar entre 500 e 600 trabalhadores. A fábrica será instalada num terreno ao lado da usina termelétrica que a Petrobras possui em Três Lagoas, que será usada para fornecimento de energia para a produção dos fertilizantes. “O contrato para a unidade está prestes a ser assinado. As obras já foram iniciadas, com terraple-

nagem bastante adianta. Muito em breve será assinado o contrato EPC, já tendo sido feito o licenciamento de tecnologia, projeto básico, contratação de equipamentos necessários e críticos e muitas outras licitações”, disse a diretora em coletiva à imprensa na terça-feira. Segundo ela, a obras é uma das principais da área de Gás e Energia da Petrobras, cujos investimentos para o período de 2011 a 2015 serão de US$ 13,2 bilhões, sendo que deste total, US$ 12,9 bilhões serão investidos no Brasil. Parte dos recursos, segundo a diretora, vai para o Complexo Gasquímico de Linhares (ES), previsto para entrar em funcionamento em 2017, e para a planta de amônia de Uberaba (MG), com operação prevista para 2015. A companhia já possui outras duas fábricas de fertilizantes nitrogenados, em Laranjeiras (CE) e Camaçari (BA), que no passado produziram 223 toneladas de amônia e 758 mil toneladas de ureia. A intenção da companhia é tornar o País autossuficiente em amônia em 2015 e reduzir para 28% a dependência pela ureia importada. Atualmente, o país importa 53% da amônia e 65% da ureia consumidas no mercado interno.

TCU autoriza licitação do terminal no MA São Luís (AE) - O Tribunal de Contas da União autorizou a Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) a lançar a licitação do Terminal de Grãos (Tegran) do Porto do Itaqui em São Luís. O investimento é de R$ 262 milhões e terá capacidade de movimentar cerca de 15 milhões de toneladas. Ainda não há maiores informações sobre quando e como será o lançamento do edital de licitação, mas o presidente da Emap, Luiz Fossati, já havia dito que lançaria o licitação ainda este ano e que o terminal entraria em funcionamento até o final de 2014. Os silos do terminal - a previsão é que terá seis de 100 mil toneladas estáticas - estarão ligados a terminais ferroviários e rodoviários e inicialmente deverá escoar a produção de soja e milho da região produtora composta pelo sul do Maranhão, norte do Tocantins e sudeste do Piauí, região conhecida como Matopi. Mas com o avanço da Ferrovia Norte Sul (FNS), poderá se tornar a ponta de um sistema logístico que interliga rodovia, ferrovia e porto que pode servir de alternativa para o escoamento da produção do Mato Grosso, que atualmente é escoada pelo congestionado porto de Paranaguá.


economia

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte| 7 FOTOS:ADRIANO ABREU

Que balanço o banco faz do primeiro semestre? Registramos um forte crescimento no estado. No crédito voltado as empresas e pessoas físicas, crescemos mais dentro do Rio Grande do Norte do que no país. Os números são aproximados, mas um pouco superiores. Eu diria mais fomos bem melhores do que no ano passado. A que se deve este crescimento um pouco maior que a média nacional? Creditaria à busca por novos mercados. Além disso, treinamos pessoal, expandimos a rede e melhoramos as parcerias. Tudo isso resultou no crescimento do negócio. O plano de expansão, previsto para 2011 e 2012,já começou a ser colocado em prática no Estado? Temos várias inaugurações previstas para este ano. Até 2012, o banco terá 90 agências. Queremos fechar 2013 com 100 agências no estado. A partir de 2012, o banco estará presente em todo o estado com a parceria firmada com os Correios. A carteira de clientes passou de 675,9 mil,em junho de 2010,para 719,3 mil em junho de 2011. Além de expandir a rede,o que o banco tem feito para aumentar o número de clientes? Antigamente, financiávamos em até 84 meses para servidor público estadual e municipal. Hoje, nós financiamos em até 102 meses. Além disso, somos o único banco que dá até 6 meses de carência. Também reduzimos as taxas. A taxa baixou de quanto para quanto? Iniciamos o ano com taxas entre 1,84%, 2,08%. Hoje, operamos com taxas a partir de 1,69%. Diria que é uma queda significativa. Isto também foi resultado da queda da inadimplência. Com a 2ª etapa do Minha Casa Minha Vida,o banco passa a atuar mais fortemente no segmento de 0 a 3 salários mínimos. Por que a mudança de planos? Por demanda de nosso maior acionista (o governo federal), o Banco do Brasil atuará nesta área. Com isso, abre-se um novo mercado. Já se sabe o número de imóveis que serão financiados pelo Banco do Brasil no RN dentro do Minha Casa Minha Vida? Ou pelo menos no Brasil? Os números estão em negociação. Dentro das metas governamentais, o banco deve ficar com uma parte significativa. Não posso precisar a quantidade, mas deve ficar entre 250 mil e 300 mil no País. No Rio Grande do Norte, várias construtoras e prefeituras tem nos procurado. No caso da Caixa Econômica Fe-

ENTREVISTA/ SÉRGIO LUIZ CORDEIRO/SUPERINTENDENTE DO BANCO DO BRASIL NO RN

“VAMOS BUSCAR OS DIREITOS ACORDADOS EM CONTRATO” ANDRIELLE MENDES repórter de Economia

C

onsiderado um novo nicho de mercado pelo Banco do Brasil, que passou a atuar no segmento há pouco menos de cinco anos, o crédito imobiliário já cresceu 235,7% no primeiro semestre de 2011 no Rio Grande do Norte, em comparação com o mesmo período de 2010. O volume financiado pelo banco no Estado saltou de R$12,6 milhões, em junho de 2010, para R$42,3 milhões, em junho de 2011, e deverá fechar o ano em R$100 milhões - meta perseguida, de forma quase obsessiva, pelo banco. O crédito de uma forma geral deve crescer a níveis mais modestos, segundo Sérgio Luiz Cordeiro, superintendente do Banco do Brasil no RN. Ele prevê um crescimento de 20% ao ano, um pouco mais do que o esperado para o país. Para atingir esta meta, o banco aposta na contratação de pessoal, ampliação da rede bancária e atuação em novos nichos de mercado. As estratégias já surtem efeito. No primeiro semestre, o crédito concedido para as empresas subiu 15,7% e o concedido para pessoas físicas subiu 17,7% no Estado. A desvalorização do dólar frente ao real, porém, afetou os negócios de alguns clientes. Os exportadores, por exemplo, frearam o volume de financiamentos e o crédito voltado ao comércio exterior cresceu menos do que deveria: 7,5%. “No entanto, caso o dólar se mantenha, vamos ter muitas surpresas positivas no final de 2011”, torce Sérgio Luiz. O executivo afirma que não vai ceder na luta pelos consignados no município. Confira a seguir os principais trechos da entrevista.

deral,o carro-chefe é a habitação. E no caso do Banco do Brasil, há um carro-chefe e se há,qual é? Diria que não temos um carro chefe. Nossa intenção é atuar no mercado como um todo. Temos aberto frentes em todos os segmentos. Somos o banco a movimentar mais ativos, por exemplo. Também somos líder em investimento na Agricultura, com 65% do mercado. O banco também tem crescido a olhos vistos no crédito voltado a pessoas físicas e jurídicas. No RN, abrimos uma nova frente, trabalhando em parceria com governo e municípios. Também passamos a atuar mais fortemente no Minha Casa, Minha Vida e no financiamento para estudantes. O crédito, de uma forma geral, passou de R$2,6 bilhões,em junho de 2010,para R$3,1 bilhões, em junho de 2011. Qual expectativa para o ano? Vocês já têm um número fechado para 2011? Esperamos crescer até 20% ao ano. Para o segundo semestre, esperamos um crescimento entre 10

e 15% no crédito em geral. Outro dado que chama atenção é o crédito imobiliário,que subiu de mais de 200%.Desde quando o banco atua neste segmento? O banco atua há quase cinco anos neste segmento. Há um tempo, bancos múltiplos, como o Banco do Brasil, precisavam escolher se atuariam na agricultura ou na habitação. Por volta de 2008, surgiu uma nova legislação permitindo que os bancos atuassem tanto numa área quanto em outra a partir de sua caderneta de poupança. Só a partir daí, passamos a atuar no segmento imobiliário. Hoje, já somos o quinto banco que mais financia imóveis. Queremos conquistar a segunda colocação. Em janeiro de 2010, nós havíamos financiado R$4 milhões para habitação. No final de junho de 2011, ultrapassamos R$45 milhões. A gente busca os R$100 milhões este ano. Temos demanda para isso e o banco está preparado. O Banco do Brasil é o quinto nes-

te segmento. Quais seriam os quatro primeiros? Não sei informar, mas são os grandes bancos. A Caixa é líder. Então o objetivo do Banco do Brasil é encostar na Caixa? Não diria encostar na Caixa. A Caixa Econômica é disparado o primeiro lugar em habitação, assim como o Banco do Brasil é disparado o primeiro lugar na agricultura. Nossa intenção é subir mais três posições no segmento habitacional. Isso em três,quatro anos? Acredito que a gente chega numa posição mais confortável antes disso. Sou otimista. Acredito que em dois anos, com a estrutura do banco, chegamos na segunda posição. Agora vamos falar de consignado. A Justiça, na primeira instância, derrubou a exclusividade do Banco do Brasil na concessão dos consignados aos servidores municipais de Natal. Ainda cabe recurso.O banco pretende recorrer?

O CONTRATO COM O GOVERNO DO ESTADO TAMBÉM É ANTERIOR DA CIRCULAR DO BANCO CENTRAL E ESTÁ SOB A MESMA ÉGIDE JURÍDICA.TEM JURISPRUDÊNCIA.“

(Silêncio) O banco é legalista. Cumpre todas as leis. Nós tínhamos uma legislação específica que permitia a exclusividade. O departamento jurídico está analisando a questão. Sempre que for possível e legal, nós vamos recorrer e buscar a exclusividade, porque pagamos por ela. No entanto, é importante dizer que estamos sempre abertos seja qual for a decisão final. Mas sendo um direito nosso... Quanto o BB pagou pela folha da prefeitura e quando o contrato acaba? No momento, não tenho os valores, mas eles foram divulgados no Diário Oficial. O contrato vai até 2014. Foi renegociado em dezembro, 15 ou 20 dias antes da circular do Banco Central. O juiz entendeu que a exclusividade limitava a concorrência dentro da cidade. Como o Banco do Brasil enxerga esta abertura de mercado? Tem medo de ficar para trás? Ter medo de ficar para trás e ter medo da concorrência eu digo que não porque concorremos de igual para igual. A questão é que a exclusividade faz parte de um contrato que previa isso. É isso que vamos buscar. Vamos buscar os direitos que foram acordados em contrato, mas claro, sempre de forma legal. Independente disso, no entanto, estamos prontos para a concorrência. A exclusividade no Estado continua. Se ela for questionada, não será difícil mantê-la depois da circular do Banco Central? O contrato com o governo do estado também é anterior da circular do Banco Central e está sob a mesma égide jurídica. Tem jurisprudência. A economia internacional está vivendo um momento bem turbulento:queda na bolsa de valores, recente risco de calote dos EUA, valorização do dólar frente ao real.Isso tem afetado os negócios do banco e de seus clientes? Vamos dividir a resposta em duas partes. Primeiro, se você observar os nossos números, verá que não houve um crescimento significativo nas operações de comércio exterior. Isso porque com a queda do dólar, os exportadores reduziram as exportações. O crescimento do crédito, porém, não foi afetado. O Brasil se blinda, pelo menos em parte, da crise, porque tem um consumo represado. Este consumo interno diferencia o país de continentes como a Europa, que não tem esta demanda. Diria então que estes fatores afetam pouco os negócios dos clientes que não exportam, porque eles continuam investindo sempre em vista do mercado interno. Caso o dólar se mantenha, vamos ter muitas surpresas positivas no final de 2011. As perspectivas para o segundo semestre são muito boas.


8

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 14 de agosto de 2011

ENTREVISTA / ROBSON BRAGA DE ANDRADE / presidente da CNI ED FERREIRA/AE

Como as falhas na gestão pública afetam a vida do setor empresarial-produtivo do país? De todas as formas, seja atrasando e encarecendo a execução de projetos ou na constituição de empresas. Entre as grandes falhas na gestão pública no Brasil, destaca-se o excesso de burocracia, com reflexos na competitividade das empresas do país. São muitos os males da burocracia excessiva: ela também reduz a eficiência do Estado, a agilidade que se exige da economia, especialmente num mundo globalizado, e estimula a informalidade. O último Doing Business, já deste ano, a pesquisa do Banco Mundial que avalia o ambiente de negócios em 183 países, apontou o Brasil em 127º lugar, três pontos a mais sobre a posição de 2010, quando estávamos na 124º colocação. Pioramos, portanto. Na categoria de pagamento de impostos, o Brasil se situa na 152ª posição e na 128ª quando se trata de abertura de empresas. Estudo da Firjan, a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, registra uma variação de 346%, entre os estados, no custo médio para se abrir uma empresa no Brasil. É uma situação terrível. O melhor caminho é adoção de técnicas da gestão na iniciativa privada dentro do setor público? Quais os princípios mais importantes? O sonho de todo cidadão e de toda empresa brasileira é conviver com uma gestão pública enxuta e eficiente. Alguns governos estaduais registraram algum avanço ao implantar justamente métodos de gestão da iniciativa privada. É o caso, por exemplo, de Minas Gerais, cuja administração conheço bem, como empresário e ex-presidente da Federação das Indústrias, a Fiemg. O governo mineiro enxugou quadros, instituiu a meritocracia para os reajustes salariais, fixou metas para a arrecadação, implantou sistema de controle de compras, entre outras medidas. Deveria ser um procedimento generalizado

A BUROCRACIA QUE ATRAPALHA O DESENVOLVIMENTO A

Confederação Nacional das Indústrias divulgou uma pesquisa em março deste ano sobre a satisfação dos brasileiros com os serviços públicos em face da carga de impostos no país. O resultado, que demonstrou a insatisfação dos brasileiros, é um exemplo claro de como é necessário repensar a forma como o setor público, principalmente o que atende diretamente cidadãos e empresas, precisa ser repensada. Além disso, demonstra a preocupação da CNI com o tema gestão pública no Brasil. Para o presidente da Confederação, Robson Braga, será impossível para o Brasil se colocar de forma competitiva no cenário mundial em termos de economia sem mudanças drásticas na forma como o Estado é administrado. Isso, segundo Robson, está aliado a uma necessidade de melhorar a qualidade dos serviços ofertados à população. As duas questões têm uma ligação íntima. Para a CNI, os dois calos nacionais só serão resolvidos quando se adotarem soluções semelhantes: a diminuição da burocracia, a instituição do mérito, a instituição de metas e resultados, entre outros pontos. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, o presidente da CNI fala sobre as iniciativas mais eficientes em termos de Gestão no Brasil hoje, a expectativa sobre a Câmara de Políticas de Gestão de Desempenho e Competitividade, presidida pelo empresário Jorge Gerdau e os efeitos da má gestão no cotidiano dos empresários. “Entre as grandes falhas na gestão pública no Brasil, destaca-se o excesso de burocracia, com reflexos na competitividade das empresas do país. São muitos os males da burocracia excessiva: ela também reduz a eficiência do Estado, a agilidade que se exige da economia, especialmente num mundo globalizado, e estimula a informalidade”, diz. Robson Braga será um dos convidados do seminário Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte. O projeto é uma realização da TRIBUNA DO NORTE, Fiern, Fecomércio/RN, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, RG Salamanca Capital e Governo do Estado do RN, com patrocínio da Assembleia Legislativa do RN, Faculdade Natalense para o Desenvolvimento do RN (Farn) e Banco do Nordeste, está em seu quarto ano de realização e para esta 10ª edição o tema escolhido foi Gestão Pública. O evento será realizado no próximo dia 22 de agosto, no Auditório Albano Franco, na Fiern, a partir das 8h. nos estados. Pesquisa realizada pela CNI em março deste ano mostra que o brasileiro (81% dos entrevistados) reprova os serviços públicos em geral, tendo em vista a carga tributária do país.Até que ponto isso é consequência da má gestão? A insatisfação popular detectada pela nossa pesquisa se deve sobretudo às deficiências da admi-

nistração publica, nas quais certamente se inclui um sistema tributário excessivo e complexo. O levantamento revela que 81% dos entrevistados atribuem a baixa qualidade dos serviços de saúde à má utilização dos recursos públicos e não à escassez deles, como propagam os defensores da volta da CPMF. Nada menos do que 82% dos entrevistados consideram que a arrecadação já é suficiente para a melhoria dos serviços públicos.

Isto é: há uma percepção clara da população do fosso entre o que paga de imposto e o que recebe de volta em qualidade do serviço público. Para se ter uma ideia das deficiências da gestão pública, entre 12 itens de serviços públicos avaliados, apenas quatro – ou seja, 33%- têm mais de 50% de aprovação, como o fornecimento de energia elétrica. Como a iniciativa privada - e o

O sonho de todo cidadão e de toda empresa brasileira é conviver com uma gestão pública enxuta e eficiente.

Existem avanços, sim. Mas, infelizmente, as mudanças positivas são poucas e lentas e a cada dia se tenta criar mais dificuldades do que facilidades para o contribuinte.”

setor industrial em particular pode contribuir com a melhoria da gestão no Brasil? O diálogo com os governos, nas suas três esferas – prefeituras, estados e governo federal – facilita a adoção de mudanças para melhoria da administração pública. Um outro caminho é o Congresso, no qual a CNI atua de forma ativa em favor de projetos que ampliem a competitividade das empresas. Alguns deles têm caráter

estruturante, como, para citar apenas dois, a regulamentação do trabalho terceirizado e a limitação dos gastos com pessoal. O senhor vê avanços nesse setor nos últimos anos? Existem avanços, sim, como já vimos em Minas Gerais e em outros governos estaduais que centralizam o atendimento ao público, em especial na atividade de registro de empresas. Infelizmente, as mudanças positivas são poucas e lentas e a cada dia se tenta criar mais dificuldades do que facilidades para o contribuinte. Em quais áreas as dificuldades de gestão influenciam mais o desenvolvimento econômico das empresas e das indústrias, especificamente? A área tributária, sem dúvida. Como já mencionei certa vez, trata-se de uma unanimidade: o sistema tributário brasileiro é ruim. É complexo, repito, tem custos elevados de recolhimento dos tributos, apresenta incerteza de regras, que gera contenciosos, aplica a bitributação, entre vários outros defeitos. O Brasil ostenta uma babel tributária. É uma legislação tão diferente dos nossos países competidores, com tantos defeitos, que poderíamos classificá-la como mais uma jabuticaba. Tributa-se investimento e tributa-se exportação, por exemplo, o que é um absurdo. O que se espera da Câmara de Políticas de Gestão de Desempenho e Competitividade, formado principalmente por membros do setor produtivo? Pela competência e pelo descortino do presidente da Câmara, o empresário Jorge Gerdau, um especialista em soluções sensatas em favor da competitividade, que liderou e deu concretude ao MBC, o Movimento Brasil Competitivo, devemos esperar boas medidas da Câmara de Políticas de Gestão de Desempenho e Competitividade. Não tenho dúvidas: Gerdau vai dar forte contribuição para a melhoria da gestão pública federal.


natal

PROMOÇÃO

TN lança Gramática Prática do professor Pasquale Cipro Neto. PÁGINA 3

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Instável com possibilidade de pancadas de chuvas Máx.: 29ºC Mín.: 22ºC

Preamar 04h41 -2.4- 17h04 -2.2 Baixa-mar 10h34 -0.2- 22h45 -0.3

Nova Natal: hoje 550 bancas/283 feirantes Lagoa Seca 206 bancas/122 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias

FASES DA LUA

Pirangi do Norte (Apurn) Redinha (Rio Potengi)

Lua Cheia: hoje Q.MInguante: 21/08 Nascer do sol: 5h28 Pôr do sol: 17h22

Editora: Luciana Campos e-mail: lucianacampos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 14 de agosto de 2011

Além da ação do tempo, a construção de 1598, responsável pelo nascimento da cidade de Natal, enfrenta agora um inimigo ainda mais perigoso que os holandeses do século XVI: o abandono do poder público

[ FORTE DOS REIS MAGOS ]

Fortaleza sucumbe ao abandono SARA VASCONCELOS repórter

cone presente em postais que ilustram a cidade, o Forte dos Reis Magos - que transcendeu as funções militares e desempenhou forte papel político para a formação da cidade e Estado - não recebe atenção equivalente à importância que representa para a memória e identidade potiguar. Por fora, a ação do tempo e intempéries se escondem pela demão de tinta. Mas basta circular entre o bom número de turistas de vários lugares do Brasil e do mundo para constatar: o forte marítimo de forma clássica seiscentista que resistiu às companhias holandesas, no século XVII, sucumbe hoje a outro inimigo: o descaso público com o patrimônio histórico. O adequado uso do espaço esbarra ainda em questões jurídicas: atualmente, a posse do monumento pertence ao Ministério da Educação e Cultura, com cessão a entidade extinta – o Pró-memória. A Superintendência do Patrimônio da União iniciou nessa semana a discussão para definir e regularizar a posse. Corroída pela ferrugem, a catraca de acesso ao Forte está quebrada há mais de seis meses e a corrente é aberta à chegada de grupos de visitantes. O acervo diminuto está sujeito a infiltrações e mofo. Paredes na sala de exposição e em outros pontos ostentam ainda o reboco. É possível desenhar com o dedo na poeria que se acumula nos painéis que contam a história da construção e resistência da fortaleza. Os móveis da época colonial são mantidos sem qualquer tipo de conservação. Alguns, aos pedaços, estão jogados em um canto de sala à espera de reparo. As instalações elétricas correm por ductos de ferro que sofrem com a maresia. Da parte superior, além dos canhões oriundos da corte portuguesa apontados para o mar, é possível ver telhas quebradas e falhas por onde a água das chuvas se infiltra. Os banheiros - antigos armazéns que foram reformados exalam um forte odor que pode

Í

ser sentido à entrada; potes de sorvete fazem as vezes de saboneteira. O banheiro para cadeirantes é mantido sob cadeado e a chave é cedida, quando preciso. O pátio é limpo e há cestos de lixo em diversos pontos. A TRIBUNA DO NORTE esteve no ponto de visitação mais conhecido da cidade, duas vezes na última semana. Da primeira, como turistas, viu um dos funcionários levar choque ao tentar acender a lâmpada da área da roleta. “Esqueci que está dando choque. Aqui a maioria está desse jeito, porque as paredes estão sempre úmidas e a instalação é muito antiga”, se justificou. Da segunda, já identificados, a reportagem ouviu do administrador Aparício Antunes que o problema se restringia aquele interruptor. Antunes reconhece a necessidade urgente de reparos e garante que um levantamento recente foi feito pela Fundação José Augusto, responsável pela gestão, para início de uma grande reforma. “O Forte ficou abandonado pelo últimos cinco anos. Esperamos melhorar com a reforma, mas é preciso ainda a aprovação do Iphan, já que se trata de patrimônio tombado”, disse. Os móveis danificados, segundo ele, foram quebrados por turistas que tentaram subir para fotografar. E aguardam a restauração. O administrador assegura que, apesar da catraca não funcionar, o controle de entrada de pessoal e a prestação de contas da taxa cobrada para visitação (R$ 3,00 inteira e R$ 1,50 para estudantes) é feita de modo rígido e diário. No entanto, o administrador não soube mencionar a renda média mensal gerada. “Todos os valores são repassados à Fundação (José Augusto)”, disse. O administrador conta que há projetos para realização de eventos culturais, como exposição e miniconcertos. O Forte recebe, em média, 1,5 mil pessoas por dia durante a alta estação. Nesse período, de baixa, a visitação diária não ultrapassa os 350 pessoas. LEIA MAIS EM NATAL 2 RODRIGO SENA

Em todas as partes da fortaleza é possível constatar o abandono


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 14 de agosto de 2011 FOTOS:RODRIGO SENA

BATE-PAPO Murilo Cunha »Arquiteto do IPHAN/RN

Há seis anos Forte não passa por melhorias

Turistas e visitantes passam por catracas totalmente deterioradas pela ferrugem

As paredes estão cheias de infiltrações e em algumas salas o reboco está caindo

REFORMA NÃO SERÁ REALIZADA ESTE ANO A FJA ADMITE QUE TANTO O PROJETO PARA A REFORMA DO PRÉDIO HISTÓRICO QUANTO A LICITAÇÃO PARA A CONTRATAÇÃO DA EMPRESA QUE FICARÁ RESPONSÁVEL PELA OBRA SÓ DEVEM SAIR NO ANO QUE VEM

renda gerada pela visitação ao Forte dos Reis Magos oscila de acordo com a estação. No último mês de janeiro, a Fundação José Augusto (FJA) repassou à conta única do Estado, com base em registros do SIAF, R$ 68.469,50. Por ser alta estação e mês de férias a arrecadação foi elevada, se comparada a renda de junho, R$ 8.696,59. “Os recursos são recolhidos à conta única do Estado e empregados de acordo com definições do governo, não é vinculado exclusivamente para a manutenção local”, explica a presidente da FJA Isaura Rosado. A presidente da FJA lembra que um sistema eletrônico incluindo catraca foi adquirido com recursos do governo há cinco anos atrás, quando da sua primeira passagem pela administração. Os equipamentos, recolhidos ao depósito da FJA, sequer chegaram a ser instalados. “Esperamos com a nova reforma colocá-los”, disse. Entretanto, ela assegura que a intervenção ficará para 2012, quando o projeto e a licitação para a reforma serão realizados. A prioridade para esse ano é a reabertura de outros espaços como a Cidade da Criança, Teatros de Caicó e Mossoró, que estão interditados, o memorial Café Filho e a Biblioteca Câmara Cascudo.

A

FALTA DE CONSERVAÇÃO Há 25 anos quando o casal paulista Regina Calado e Sérgio estiveram em Natal visitaram a edificação. O retorno na última semana trouxe o sentimento de frustração à triste uma cidade não cuidar da sua história. Um construção tão extraordinária conservada desse jeito, com mal cheiro de fossa, poeira e um acervo tão pequeno”, disse Regina Calado. “Ao menos não há lixo”, acrescenta o marido. O acesso ao local também foi criticado pela comerciante carioca Marta Medeiros, 46 anos, pela primeira vez m Natal. “A infraestrutura para chegar é péssima ou você vem em excursão ou tem que pegar táxi e quando chega aqui não tem guia”, disse ela que andou desde a Praia dos Artistas, com a filha. O número reduzido de guias (sete) não é suficiente para acompanhar todos, sendo restrito aos grandes grupos. As mudanças na estrutura original causou desapontamento em alguns. “As salas foram transformadas em lojinhas, cantinas, banheiro, isso descaracteriza o local. Não há quase nada do acervo original”, disse Aline Nascimento, 27 anos, de férias na cidade.

A Fortaleza dos Reis Magos,encontra-se com inúmeras deficiências.A que se deve essa situação de abandono? A última grande intervenção de conservação no Forte foi realizada em 2005, com recursos do IPHAN. Como você pessoalmente constatou, há infiltração generalizada, revestimento de reboco soltando, necessidade de repintura, instalações elétricas improvisadas e deterioradas e até o acervo exposto está mal cuidado. Isso se deve à falta de serviços de manutenção a que todo imóvel deve ter e em especial um imóvel histórico e localizado num meio agressivo de alta salinidade. A manutenção periódica evita que os pequenos problemas se agravem e que sejam necessárias obras de conservação num intervalo muito curto. O que equivale a dizer que o patrimônio histórico não tem recebido a atenção devida? O Forte é de propriedade da União, mas está sendo administrado há muitos anos pela Fundação José Augusto, que é a instituição que deveria estar conservando adequadamente o monumento. Inclusive existe uma taxa de visitação de R$3,00 por pessoa, além dos aluguéis da lanchonete e da lojinha de artesanato, que deveria estar sendo revertida para a manutenção física do monumento. Há projetos de reforma sendo analisado pelo Iphan? Não existe no momento projeto de conservação em análise pelo IPHAN. O fato de ele ser tombado não é dificuldade para obras. Apenas o projeto deve ser submetido para aprovação do IPHAN e as obras seriam fiscalizadas para atestar a fidelidade ao projeto.

Assim como as catracas, as lâmpadas também estão enferrujadas. O risco para quem visita o forte é iminente. Choques são frequentes

União definirá posse e cessão do monumento Para interferir e tentar reverter a situação precária em que o monumento histórico se encontra, a Superintendência do Patrimônio da União no Rio Grande do Norte (SPU/RN) realizou na última segunda-feira, dia 18, reunião com representantes do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN/RN). A discussão gira em torno da definição de cessão do Forte dos Três Reis Magos ao órgão competente. O polígono estrelado situado na barra do Rio Potengi com a praia do Forte, pertence a União. Desde 1963 O Patrimônio Público da União entregou ao Ministério da Educação e Cultura a responsabilidade, que ficou à cargo do Pró-Memória, repartição extinta e sucedida pelo IPHAN. Atualmente, um convênio celebrado entre a Marinha do Brasil e o governo do Estado confere à

Fundação José Augusto a cessão de uso do espaço, o que segundo a superintendente do Patrimônio da União no Estado Ieda Cunha, não confere segurança jurídica, tampouco permite maior fiscalização por parte do órgão sobre a forma que o Forte é gerido e ocupado. “Estamos em fase de estudo para regularizar a cessão e definir quem será a instituição, de acordo com a legislação vigente, competente pelo patrimônio histórico tombado. Entregamos ao Iphan o projeto para que analise. Precisamos esclarecer e regularizar se a cessão de uso é do Iphan, do Ibam ou FJA”, afirma. O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) é o órgão responsável pelo tombamento do patrimônio histórico federal da Fortaleza. Como não há representação do Ibram no Estado, a cessão pode-

Estamos em fase de estudo para regularizar a cessão e definir quem será a instituição, de acordo com a legislação vigente, competente pelo patrimônio histórico tombado” IEDA CUNHA Superintendente do PU no RN

rá ficar com o Iphan, caso o estudo jurídico confirme. O órgão poderá administrar diretamente ou celebrar convênio com a Fundação José Augusto. A cessão de uso do espaço poderá ser gratuita ou onerosa a depender das atividades que serão apresentadas

pelo Projeto. “A definição é essencial para otimizar o uso e a fiscalização do espaço”, observa Idea Cunha. O Forte tem uma importância muito grande para a história do país Brasil, tendo sido tombado já no ano de 1949. “Foi relevante para o processo histórico de formação territorial da nação, referência nas expedições de conquista e na proteção da Cidade do Natal, palco da guerra entre portugueses e holandeses”, ressalta o engenheiro e arquiteto do IPHAN Murilo Cunha. Enquanto obra de arquitetura e engenharia, os relatos históricos o colocam entre as fortificações mais bens construídas e projetadas da Colônia. A Fortaleza foi a primeira edificação levantada na Capitania do Rio Grande, foi prisão onde sucumbiu André de Albuquerque, entre outros fatos históricos.

Quais as dificuldades em manter em bom estado de conservação a Fortaleza? Faltam investimentos? De certo que a conservação de um edifício com estas peculiaridades é mais oneroso do que um imóvel comum. Porém, o que está faltando é uma definição clara de competências para a boa gestão do monumento. Trata-se de um dos pontos turísticos mais visitados do Estado e com certeza pode se tornar autossustentável. Já que existe uma taxa de visitação e aluguel da lojinha de artesanato e da lanchonete, esse dinheiro poderia ser revertido para pagar as contas do edifício e entrar numa conta exclusiva para proceder as manutenções periódicas, tipo repintura, revisão do telhamento e da estrutura, proteção das ferragens contra oxidação etc. Não sei ao certo qual é a frequência de visitantes anual no forte, mas a taxa de visitação deve render uma considerável quantia. Além disso ele poderia ser alugado para eventos. É uma ideia possível. Por que o natalense visita tão pouco o espaço? Não sei se essa frase é de todo verdade. A frequência de visitantes de escolas é muito grande e penso que o natalense leva os amigos turistas para conhecer o Forte. Creio que por ser um espaço exclusivamente de uso turístico, a frequência de natalenses é pouca. Poderia se pensar em usos alternativos ao atual, como exposições de arte, lançamentos de livros, cineclube, palestras, uma casa de chá/restaurante (como existe no Forte de Copacabana)... enfim usos que chamassem o natalense a frequentar o monumento.


natal

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ PROMOÇÃO ] Em mais uma ação para beneficiar o leitor, TRIBUNA DO NORTE traz uma coleção de livros para tirar as principais dúvidas quando o assunto é língua portuguesa ADRIANO ABREU

Os doze volumes da Gramática Prática da Língua Portuguesa serão vendidos junto com a edição da TRIBUNA DO NORTE das sextas-feiras

TN lança gramática prática DIVULGAÇÃO

ocê sabe conjugar os verbos irregulares como “haver”, “remediar” e “vir”? E os derivados do verbo “Ter”? O correto é “Faz dois anos” ou “Fazem dois anos”? Para fazer você relembrar regras básicas do nosso idioma e por fim às dúvidas que vez por outra nos surpreende na hora de escrever, a TRIBUNA DO NORTE traz para os seus leitores mais uma promoção especial. É a coleção “Professor Pasquale explica - A gramática prática da língua portuguesa” do professor de português mais conhecido do país, Pasquale Cipro Neto. A partir desta sexta-feira, dia 19, o jornal irá vender nas bancas, junto com a edição da TN, um livro. Serão doze volumes que sairão semanalmente, sempre às sextas-feiras, até o mês de novembro. Cada volume virá com um DVD videoaula em que o professor Pasquale dá explicações mais detalhadas sobre os conteúdos abordados. A combinação de textos e imagens tornam o processo de aprendizado ainda mais fácil. A coleção traz, de forma clara e inovadora, os temas da língua portuguesa que mais levantam incertezas, tudo de acordo com a nova reforma ortográfica. Por satisfazer o anseio de um público bastante diversificado por conhecer mais e melhor a nossa língua, ressalta a gerente de marketing da TN Andreia Barandas, o produto tem larga aceitação. “Os livros atendem desde o estudante que está se preparando para vestibular e concursos públicos até profissionais liberais. O leitor atualiza os conhecimento já com os novos conceitos e formas adotados pela reforma”, afirma.

V

Professor Pasquale Cipro é um especialista na língua portuguesa

A TN será o único jornal do Rio Grande do Norte que trará a coleção. A coleção, explica Andreia Barandas, é mais uma demonstração da preocupação da TRIBUNA DO NORTE em oferecer aos leitores produtos que agreguem valor educativo ou valor cultural. Dessa forma, os livros serão vendidos a preços bem competitivos, abaixo dos valores praticados hoje no mercado. “É um produto de alta qualidade, como os demais que já lançamos. Essa é a nossa terceira parceria com o Professor Pasquale. Já lançamos o Português Passo a Passo” e o “dicionário de Língua Portuguesa”, afirma a gerente. Para adquirir, basta comprar um exemplar da TRIBUNA DO

NORTE da sexta-feira e investir mais R$9,90. Os assinantes do jornal terão um bom desconto. A coleção sai 20% mais barato. Ao invés de R$ 118,80 pelo conjunto de 12 livros mais 12 DVDs, o assinante pagará apenas R$ 95,00. Para isso, é necessário fazer reserva pelo telefone 4006-6111. O gerente de circulação da TN, Thales Vilar, lembra ainda que os fascículos podem ser encontrados em todas as bancas e pontos de venda da capital. “Para as cidades do interior, é necessário que se faça a reserva para que enviemos”, disse. A exemplo do que vem ocorrendo em outros jornais do Sudeste, a expectativa segundo Thales Vilar é que este seja mais um sucesso editorial.

Professor tem larga experiência no assunto Filho de imigrantes italianos, Pasquale Cipro Neto licenciouse em Letras na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP). Professor de português desde 1975, é também colunista de grandes jornais do país como Folha de S.Paulo e O Globo, entre outros, e da revista literária Cult. Idealizador e apresentador do programa “Nossa Língua Portuguesa”, veiculado pela Rádio Cultura (São Paulo) AM e pela TV Cultura, e do programa Letra e Música, transmitido pela Rádio Cultura AM, Pasquale é conhecido pela competência ao explicar como ninguém a língua portuguesa de um jeito simples e de fácil entendimento por pessoas de todas as classes sociais, faixas etárias e níveis de escolaridade. Festejado por popularizar a interpretação de textos e em especial as dúvidas de gramática na televisão desde 1994 , utilizando exemplos de textos jornalísticos, poemas e músicas populares, é considerado um precursor no gênero. Suas abordagens são tanto normativas como descritivas, e levam em consideração as diferenças regionais e diferenças da norma coloquial para a norma culta do português falado e escrito. Os fãs do professor Pasquale se espalham pelo país e o seu trabalho é tido como um bom exemplo de simplificação do ensino do português.

CONFIRA O LANÇAMENTO DE CADA VOLUME: 1.Ortografia

5.Análise Sintática

Sexta-feira,19/08 - Neste primeiro volume da coleção,você deixará de ter dúvidas,como quando escrever com X,CH,S ou Z ou uso do hífen, grande vilão da última reforma ortográfica.

Sexta-feira 16/09 – Esta parte da gramática que estuda as combinações e as relações existentes entre as palavras que formam as orações e destas nos períodos é feita de forma simplificada.

2.Acentuação

6.Empregos de pronomes

Sexta-feira,26/08 – O professor explica os porquês de acentuarmos ou não as inúmeras palavras do nosso idioma.

Sexta-feira 23/09 – Essas palavras podem,entre os muitos aspectos, substituir substantivos ou acompanhá-los.Aprenda como descomplicar o uso no dia a dia.

3.Pontuação Sexta-feira 02/09 – As várias dicas do professor Pasquale facilitarão a compreensão sobre as regras para emprego da vírgula e outros sinais

4.Verbos Sexta-feira 09/09 - Você sabe conjugar os verbos irregulares como “haver”,“remediar”e “vir”? E os derivados do verbo “Ter”? Com esta edição,a resposta é sim.

7.Concordância Verbal e Nominal

de regência verbal e nominal não são muito diferentes de um maestro regendo a orquestra.Veja como.

9.Crase Sexta-feira 14/10 – O acento mais temido pelos estudantes ganha um livro sobre explicação para você não mais errar.

10.Redação Sexta-feira 21/10 – Redigir bem é um diferencial na hora de concorrer a bons empregos.Nesse volume,explicações detalhadas sobre coerência e coesão nos vários discursos.

Sexta-feira 30/09 – O correto é “Faz dois anos”ou “Fazem dois anos”? O professor Pasquale dá as respostas para dúvidas recorrentes,como esta.

11.Interpretação de textos

8.Regência Verbal e Nominal

12.Dificuldades da Língua Portuguesa

Sexta-feira 07/10 – Os mecanismos

Sexta-feira 04/11 – No último volu-

Sexta-feira 28/10 – Conhecimento exigido em vestibulares e outros exames é desmitificado de forma simples.

me da coleção,o professor explica muitas das dificuldades mais comuns da língua pátria.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 14 de agosto de 2011

[ ARTIGO ]

Aluízio Alves, O Realizador ingresso de Aluízio Alves na vida pública de nosso Estado, teve início com sua presença na fundação do Partido Popular , em 11 de fevereiro de 1932, aos onze anos de idade, em companhia de seu pai, comerciante Manoel Alves Filho, Ex-Prefeito de Angicos. Nessa ocasião, o menino de calças curtas já manifestava sua vocação para o exercício da vida pública, ao participar de reuniões, articulações e decisões que levariam o recém fundado partido à vitória na primeira eleição a que concorreu, em 1933, para escolha dos Deputados Federais que integrariam a Assembleia Nacional Constituinte, incumbida de elaborar a nova Constituição do Brasil, promulgada em 16 de julho de 1934. Ainda estu- Aluízio Alves dante, começou a escrever no jornal “A República” e, no Governo do Interventor Rafael Fernandes, em 1942, passou a desempenhar missões que lhe foram confiadas, objetivando a assistência às famílias atingidas pela terrível estiagem que assolou o Nordeste brasileiro naquele ano. Era ele Oficial de Gabinete do Interventor que o designou para preparar o plano de emergência de socorro aos necessitados que contou, de imediato, com a aprovação do Governo do Estado e da Le-

O

gião Brasileira de Assistência, criada pelo Presidente Getúlio Vargas com a finalidade de acudir os milhares de conterrâneos, vítimas da calamidade. As providências sugeridas e executadas pelo jovem coordenador repercutiram em todos os quadrantes do Estado, por sua ação eficaz e objetiva; tanto assim que ele foi logo nomeado o 1º Superintendente da L.B.A. no Rio Grande do Norte. Era o limiar de uma carreira política REPRODUÇÃO e administrativa de sucesso que o tempo se encarregaria de confirmar. Veio a redemocratização do Brasil, em 1945, após o final da II Guerra Mundial, com a convocação de eleições gerais para outra Assembleia Nacional Constituinte, bem como para a Presidência da República, marcadas para 02 de dezembro deste mesmo ano. Após demitir-se do cargo de Superintendente da L.B.A. em nosso Estado, que exercia desde 1942, o jornalista Aluízio Alves se filia à União Democrática Nacional, sob a liderança do Ex-Governador José Augusto Bezerra de Medeiros, e é escolhido Secretário Geral do Partido, organiza-o na Capital e no interior e se elege, no referido pleito, Deputado Federal à Constituinte a ser instalada no Rio de Janeiro, então Capital da

FOTOS:ARQUIVO TN

República em 1946. Empossado em 31 de janeiro seguinte, teve atuação destacada na elaboração do novo Texto Constitucional, principalmente, no Capítulo destinado à organização previdenciária do Brasil. Sempre ao lado do Deputado José Augusto, Ex-Governador Juvenal Lamartine e do empresário Dinarte Mariz, o Deputado Aluízio Alves prosseguiu em sua trajetória brilhante, representando o Rio Grande do Norte com honradez e espírito público, credenciando-se perante o povo potiguar para a conquista de novos mandatos que lhe foram confiados em 1950/ 1954 e 1958.

Cumpre-me registrar as iniciativas que o consagraram na memória do nosso povo, como o apoio aos Agro-pecuaristas do Nordeste, favorecidos pela Lei que lhes concedeu crédito de emergência em 1958 e a vinda da Energia de Paulo Afonso para o Rio Grande do Norte, proposições aprovadas em sua operosa e realizadora gestão. Tive o privilégio de, muito cedo, em 1950, merecer dele a confiança para cuidar de sua agenda parlamentar, na condição de seu secretário particular no Rio de Janeiro, desfrutando do convívio amigo e fraterno de sua família, de quem guardo as melhores recor-

dações, identificando em Aluízio e Dª. Ivone, sua digna esposa e seus familiares, excepcionais qualidades de desprendimento, prestimosidade e generosidade. Vitorioso na memorável campanha da Cruzada da Esperança que o elegeu Governado do Estado, em 1960, de que tive a satisfação de participar, realizou um Governo sem precedentes na história política de Nosso Estado, prova incontestável de seu talento, de sua competência e de sua operosidade, virtudes que o projetaram no Cenário Nacional e o levaram a exercer as altas funções de Ministro da Administração no Governo do Presidente José Sarney e de Mi-

nistro da Integração Nacional, na gestão do Presidente Itamar Franco, contribuindo de forma decisiva para o desenvolvimento do Brasil e de nosso Estado. Quando se comemora, com muita saudade, sua data natalícia em que completaria 90 anos, se ainda estivesse entre nós, sinto-me profundamente honrado em ressaltar a personalidade desse insigne conterrâneo e inesquecível amigo com quem tive uma convivência marcada por laços indestrutíveis de amizade, confiança e respeito, ao longo dos últimos 60 anos. Natal, 14 de abril de 2011. MANOEL DE MEDEIROS BRITO


Domingo | 14 de agosto de 2011

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 14 de agosto de 2011

MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA [ Procurador da República ]

Poder Judiciário ANELLY MEDEIROS

Quantia irrisória ois passageiros ganharam, depois de três anos, uma indenização de 121 euros contra a empresa aérea TAP Portugal. A “enorme” quantia foi por danos morais pelo cancelamento do voo, em cima da hora, por terem perdido o valor pago pela diária do hotel e um passeio programado para o dia seguinte a cidade de Fátima e ainda pelo extravio das malas quando estavam voltando para casa. O juiz da 16ª Vara Cível de Natal acatou apenas o pedido da indenização pela diária paga ao hotel. Em relação ao extravio das malas, como elas foram encontradas e devolvidas dois dias depois, o magistrado não considerou ser necessário indenizar.

D

Pensão do Estado Os pais de uma jovem de 20 anos, que morreu depois de ser atendida no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, receberão pensão do Estado do RN. A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça seguiu a jurisprudência dos tribunais superiores e da própria Corte que define que “em se tratando de família de baixa renda, é devido o pensionamento pela morte de descendente, no equivalente a 2/3 do salário-

mínimo até 25 anos de idade da vítima, reduzindo-se a partir daí para 1/3 até a data em que a vítima completaria 65 anos”. Os pais alegaram que a filha não recebeu o atendimento adequado no hospital. Apesar dos sintomas, nenhum exame foi solicitado. O médico apenas receitou neosaldina para dor de cabeça. A paciente recebeu a informação de que não havia vagas e que seu estado de saúde não era grave.

NÚCLEO DE PERÍCIAS A Presidência do Tribunal de Justiça do RN determinou o início das atividades do Núcleo de Perícias da Justiça Estadual, destinado a atender processos cujas partes são beneficiárias da justiça gratuita, através de profissionais previamente cadastrados a serem remunerados pela própria Justiça. A medida beneficiará diversos processos que estavam parados por falta de perícias e, em um primeiro momento, serão priorizados os feitos mais antigos.

Apostando na conciliação O Tribunal de Justiça deu continuidade à sua política de valorização da Conciliação. Depois de instalar o Núcleo de Conciliação do RN criou, nos últimos dias, o Centro de Conciliação de Natal, que inclusive já realizou um Mutirão em processos da UNP, um Programa de Estágio direcionado especificamente para a Con-

ciliação e Mediação, cuja seleção de estagiários já foi autorizada, e o Centro de Conciliação de Mossoró. A expectativa é que sejam colocadas em funcionamento todas as unidades de forma que até o primeiro semestre do próximo ano esteja implantado todo um amplo sistema de Conciliação na Justiça Estadual.

Um giro por Covent Garden ma moda em Londres – assim como na maioria das capitais européias – é caminhar. E para atender tanto aos londrinos como aos turistas, tem caminhada para todos os gostos: “Royal London”, “ghost London”, Londres à beira do Tâmisa e por aí vai. São inúmeras brochuras e livros surfando nessa onda de quilinhos a menos e vida mais saudável. Agora mesmo, para planejar minha próxima escapada, tenho dois livrinhos em minhas mãos: “London Walks – London Stories” (de David Tucker et al., Virgin Books, 2009), com um viés claramente literário; e “London Pub Walks” (de Bob Steel, Camra Books, 2009) que, embora menos saudável, tem uma proposta deveras interessante para mais tarde. Que tal também embarcar nessa moda, caro leitor? Não se preocupe que não iremos muito longe. Ficaremos apenas por Covent Garden, bairro onde, quando cheguei a Londres, morei, no Flat B do número 22 da Great Queen Street, por mais de um ano. E fique tranquilo que não nos perderemos (não completamente, pelo menos). Além do meu conhecimento do pedaço, estaremos na companhia (com algumas escapulidas, confesso) de Peter Ackroyd (1949-), o autor de “London, The Biography” (2001) e muitos outros livros contextualizados na capital do Reino Unido, que nos presenteia com o seu “walking tour” por esse microcosmo da “central London”. Para quem não sabe, Peter Ackroyd faz parte de um grupo de escritores contemporâneos que, nascidos ou não em Londres, fazem dela tema de muitos dos seus escritos. Nesse grupo estão ainda, por exemplo,

U

os talentosíssimos Michael Moorcock, Ian Sinclair e Martin Amis. Aliás, quanto a Londres na literatura e sobre esses e muitos outros autores, sugiro dar uma olhada em “London Writing” (de Merlin Coverley, Pocket Essentials, 2005), de leitura simples e agradabilíssima. Covent Garden é uma das regiões mais animadas de Londres. Dominada pelo prédio do mercado, ela tem sido um centro de comércio desde quando sua praça, planejada pelo arquiteto Inigo Jones, foi construída pelos idos de 1630 (embora se tenha registro de comércio na área desde o século 6º d.C.). Hoje ela tem de tudo, desde loja especializada em café e chá até uma megastore da Apple, passando, claro, por grifes de roupas, comidinhas diversas, flores e suvenires de todos os tipos. Basta por os pés fora da linda estação de metrô de mesmo nome, construída há mais de um século e este ano tombada pelo patrimônio histórico, que já se percebe o frenesi de turistas e artistas. Vai ver foi por isso que Hitchcock, filho de comerciante de Covent Garden, filmou o seu “Frenzy” (1972) – a estória de um serial killer – nessas paragens. Mas, para além do comercio, como registra Ackroyd, Covent Garden também tem sido um dos mais importantes centros culturais de Londres. Quase vizinhos, pelas bandas da Wellington Street, Bow Street e Drury Lane, estão o famoso Theatre Royal, o Lyceum Theatre (onde atualmente é encenado o Rei Leão, produção da Disney com musica de Elton John, baseado no Hamlet de Shakespeare) e a Royal Opera House, onde, não faz muito tempo, “estreei” com a “Turandot” (1926) de Puccini.

Por isso não é à toa que tantos ícones da literatura em língua inglesa foram moradores ou habitués de suas ruas e ruelas. Jane Austen e Charles Lamb, por exemplo, quando de temporadas em Londres, fizeram de Henrietta Street e Russel Street, respectivamente, suas paragens. Onde hoje é o Charles Dickens Coffee House (em Wellington Street) funcionaram por muitos anos as oficinas da revista semanal do criador de “Bleak House” (18521853), a “All The Year Around”. Onde outrora foi o Will’s Coffee House (em Bow Street) muitas vezes estiveram Samuel Pepys, Alexander Pope, Jonathan Swift, John Dryden e Samuel Johnson. E por falar em Dr. Johnson, foi na já mencionada Russel Street, no número 8, onde outrora havia uma livraria e hoje é o Boswell’s Coffee House, que James Boswell deu de cara, pela primeira vez, com ele (precisamente às 19 horas do dia 16 de maio de 1763, segundo a plaquinha ao

lado). Covent Garden, pode-se assim dizer, deu ensejo à grande amizade e à escrita de “The Life of Samuel Johnson” (1791), que é considerada uma das maiores biografias de todos os tempos. E por falar em livraria, em Covent Garden, precisamente em Long Acre, está um dos mais curiosos comércios de livros de Londres, a Stanfords, especializada em viagens. São guias, memórias de viagens, mapas e mais mapas, acessórios e tudo mais que um viajante necessita ou quer ter a tiracolo. Até para os aficionados em Direito, Covent Garden tem o que apresentar. Em Bow Street, em um prédio hoje desocupado, outrora funcionou um distrito policial onde o disputado Giacomo Casanova certa feita foi posto para “descansar” de suas conquistas, assim como uma “Magistrates’s Court”, que teve Oscar Wilde como “cliente”, julgado e condenado por aventuras de outra espécie. Ah! Por fim, há os restaurantes (como o Rules, que se diz o mais antigo de Londres) e os muitos pubs da região: The White Lion e The Nag’s Head (frente a frente, gole a gole, disputando a clientela), The Porterhouse (situado no mesmo lugar onde nasceu o pintor Turner), o pitoresco e apertadíssimo Lamb & Flag, o vitoriano Salisbury e muito mais. Quanto a eles, não vou precisar as ruas. Até porque já cansei de correr de um lado para o outro para confirmar as informações desta crônica. Agora, que nos percamos temporariamente, claro - e que gastemos mais algumas calorias. Mas - a cada achado e a cada parada, de noitinha e até o sino tocar - compensemos generosamente.

Comemoração adiada A OAB/RN adiou a comemoração pela passagem do Dia do Advogado para setembro, quando acontecerá, em Natal, a Conferência Estadual dos Advogados. O tema escolhido deste ano será Advocacia nos próximos 50 Anos – Uma homenagem ao professor Diógenes da Cunha Lima. Os organizadores confirmaram a participação de palestrantes de renome nacional e internacional

como os ministros Luiz Fux, Supremo Tribunal Federal, e Nelson Jobim, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal e atual ministro de Estado da Defesa, bem como, do presidente do Conselho Federal da OAB, Ophir Cavalcanti, e do ex-presidente Cezar Brito. O evento está marcado para os dias 14, 15 e 16 de setembro de 2011, no Hotel Vila do Mar - Vila Hall.

CONCURSO TJRN: JUIZ SUBSTITUTO O Tribunal de Justiça aprovou a Fundação Carlos Chaga para realizar o concurso para juiz substituto do Rio Grande do Norte. A comissão do concurso já se reuniu e elaborou o edital e o programa. A expectativa agora é para que o edital seja publicado no Diário Oficial. Serão oferecidas 60 vagas. A comissão é formada pelos desembargadores Expedito Ferreira, Amaury de Souza Sobrinho, os juízes Sandra Elali e Ibanez Monteiro e representante da OAB, Armando Holanda. A primeira prova poderá acontecer até o fim do ano. CERTEZA DE POSSE Da expectativa para a certeza de posse. A decisão do Supremo Tribunal Federal de tornar obrigatória a nomeação de candidatos aprovados em público, dentro do número de vagas estabelecido no edital, está sendo considerada por muitos especialistas da área como um grande avanço. Ao Jornal do Brasil, o diretor do Instituto IOB, Leonardo Pereira, diz que agora o candidato aprovado terá a certeza de posse. “É um grande passo para aqueles que estudam anos para alcançar seus objetivos e se viam à mercê da boa vontade dos órgãos, afirma o professor e diretor do IOB. VOLUNTÁRIOS Os advogados que quiserem atuar como voluntários, de forma suplementar à Defensoria Pública, na assistência jurídica de pessoas carentes, precisam fazer o cadastramento criado através de resolução publicada no DJe. Os advogados que efetivamente atuem receberão certificado que poderá valer como título em concursos promovidos pela Justiça.

viver DE SEGUNDA A SÁBADO NA TRIBUNA DO NORTE


natal

Domingo | 14 de agosto de 2011 ➾ www.tribunadonorte.com.br ➾ tnonline@tribunadonorte.com.br ➾ twitter.com/tribunadonorte

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

7

tn online Fred Carvalho - www.twitter.com.br/fredcarvalhorn

Dia dos pais egue aí uma dica para aqueles que ainda não compraram o presente do papai: modernos e tecnológicos, os brasileiros elegeram eletrônicos como os itens preferidos para ganhar de presente. Segundo pesquisa realizada pela OH! Panel, que ouviu mais de 100 homens em todo o Brasil, os tablets são a opção escolhida por 36,8% dos entrevistados, seguido dos smartphones (13,2%) e dos netbooks

S

(7,4%). Somados, estes artigos tecnológicos agrupam a preferência de aproximadamente 6 em cada 10 pais ouvidos pelo levantamento. Quando perguntados sobre qual foi o melhor presente que já receberam, a resposta é outra: opção “beijo dos filhos” ficou em primeiro lugar, com 16,8% dos votos. Completam a lista dos presentes que mais agradaram as roupas, com 11,2%, e os presentes feitos a mão, com 9,3%.

FIFA 12 Fifa 12 quer ser o game

MEDO Uma pesquisa divulgada semana passada revelou que as câmeras fotográficas DSLR, modelos mais caros normalmente usados por profissionais, representaram apenas 0,5% das vendas de câmeras fotográficas no Brasil em 2010. No mundo, esse tipo de equipamento teve participação de 10%. Segundo Alex Ivanov, diretor de negócios da GFK Retail and Technology, a segurança pode ser um dos motivos para a baixa penetração no Brasil.

de futebol mais próximo do esporte real e, para conseguir evoluir, algumas mudanças grandes foram feitas na nova versão do game. Ao lado de uma Inteligência Artificial que faz com que a defesa possa agir melhor em situações críticas e de um sistema de colisão entre os atletas que consegue definir quem perde a bola e quem sai lesionado baseado em peso. A primeira mudança que os “fifeiros” sentirão é para roubar a bola do adversário.

Silêncio Conforme as novas tecnologias aparecem, os gabinetes assumem o dever de suportar desde configurações básicas até as mais tops, tanto para usuários gamers até quem utiliza a máquina para t r a b a l h a r. Pensando em manter as configurações dos PCs funcionando de forma eficiente e silenciosa, a Cooler Master, especializada em soluções térmicas de alta performance e acessórios com design diferenciado, acaba de lançar no país o gabinete Silêncio 550. Preparado para sistemas poderosos e operações silenciosas, o Silêncio 550 possui revestimento acústico na frente e nas laterais, que possibilita o isolamento de ruídos, além de ter leitor de cartão e a tecnologia USB 3.0.

Novidade Depois do Xoom, da Motorola, e do Eee Pad Transformer, da ASUS, mais um tablet com Android 3 (Honeycomb) chegou ao mercado nacional. O Galaxy Tab 10.1, da Samsung, está nas lojas da operadora Vivo em São Paulo e no Rio de Janeiro desde ontem. A operadora, que tem exclusividade na comercialização até o final do mês, adicionou “conteúdo diferenciado” ao aparelho, como dois meses de acesso grátis ao serviço de aluguel de filmes NetMovies, algumas das principais revistas do mercado e uma versão de demonstração do jogo Need for Speed: Shift. Pesando 565 gramas, o Galaxy Tab 10.1 é o tablet Android 3 (na verdade a versão do sistema é a 3.1) mais leve no mercado.

Emergência

Vai pra briga

A FCC (órgão que regula o mercado de comunicação nos Estados Unidos) anunciou um projeto para que o serviço telefônico de emergência norte-americano, o 911 - o equivalente ao telefone 190 no Brasil -, passe a receber solicitações de socorro por SMS (mensagem curta de texto), assim como por fotos e vídeos. O presidente do conselho da FCC, Julius Genachowski, disse ainda que os planos são desenvolver uma plataforma que receba informações automáticas sobre a localização geográfica do usuário que está ligando para o 911.

A Intel anunciou que investirá R$ 300 milhões em empresas que desenvolvem novas tecnologias para Ultrabooks, uma classe de notebooks mais finos e leves, como forma de oferecer uma alternativa aos tablets. O Intel Capital Ultrabook Fund vai investir em companhias que produzem hardware e softwares, assim como sensores e telas touch, baterias de maior duração, designs mais finos e com capacidade de armazenamento otimizada. A empresa vai investir o dinheiro durante entre três ou quatro anos.

Proteção Para dar mais segurança e mobilidade para os usuários de notebooks e netbooks que crescem cada vez mais, a Mtek, uma das principais fornecedoras nacionais de suprimentos de informática, oferece o case DragonEye, uma gaveta externa para HDs de 2,5 polegadas. Com um design compacto e moderno, o case é leve e portátil, com tamanho reduzido que facilita na hora de transportar os arquivos para qualquer lugar. O acessório tem o corpo todo feito em alumínio, melhorando a dissipação do calor do HD. A gaveta é compatível com HDs SATA I e SATA II de até 640 GB de capacidade, atingindo uma taxa de transferência de dados de até 480 Mbps através da porta USB 2.0.

CALIBRAGEM Calibrar os pneus é algo incômodo para muitos proprietários de veículos e nem sempre vira hábito do motorista.No entanto,a calibragem correta é essencial para garantir o melhor desempenho do carro e gastos menores com combustível. Por isso, a Goodyear desenvolve um pneu que não perde a pressão por anos.A empresa não divulgou quando essa tecnologia estará disponível para o consumidor,mas disse que o calendário dependerá dos subsídios governamentais em pesquisa dos Estados Unidos e da União Europeia.

[ SOCIEDADE ] De acordo com pesquisa, público usa a rede mundial de computadores para

[ BRIGA ] Anúncios sobre jogos destacam um

gerar renda (69%), pesquisar informações sobre saúde (67%) e obter progresso pessoal (58%)

segmento que pode virar campo de batalha DIVULGAÇÃO

Classe C tem metade dos internautas do Brasil s brasileiros da nova classe média usam cada vez mais a internet e já representam quase a metade de todos os internautas do país. Um estudo realizado pela WMcCann mostrou que, em primeiro lugar, antes mesmo das redes sociais, esse público está preocupado em gerar renda e ganhar dinheiro. Os resultados mostraram que os integrantes da classe C usam a internet principalmente para gerar renda (69%), pesquisar informações sobre saúde (67%) e obter progresso pessoal (58%). Para a pesquisa, foram ouvidas

O

3.050 pessoas em cinco países. Na América Latina, são mais de 80 milhões de pessoas da classe C com acesso à web. O aumento do poder aquisitivo da classe C também vem permitindo um crescimento nas vendas de smartphones, que já representam 30,3% do total de celulares do país. A pesquisa da WMcCann e .Mobi também descobriu que 50,4% dos proprietários de smartphones adquiriram o aparelho há menos de seis meses; outros 44,4% pretendem trocar seus celulares convencionais por modelos inteligentes nos próximos

NÚMEROS

69%

das pessoas pesquisadas usam a internet para gerar renda.Índice é considerado alto

40,8%

é o percentual de pessoas da classe C que já acessam a internet por meio de celular

seis meses. O estudo avaliou que 40,8% dos usuários já acessa a internet pelo celular, sendo que mais de 80% deles faz isso pelo smartphone. Google (68,1%), Orkut (49,4%) e Facebook (46,9%) lideram a lista de sites acessados por dispositivos móveis. Diferentemente dos acessos a redes sociais por computador, a diferença entre Orkut e Facebook na classe C é pequena, com 56,4% dos usuários que acessam a internet pelo celular entrando regularmente no Orkut contra 50,3% que usam o Facebook. EMANUEL AMARAL

Embora acesso por celular e de casa tenha aumentado, lan houses ainda são os locais onde há maior concentração de usuários da net

Angry Birds é um dos jogos mais procurados na internet mundial

Google e Facebook duelam nos jogos sociais Facebook deixou de ser a única fonte de jogos sociais. Na quinta-feira da semana passada, a maior rede social da Internet mundial agiu para firmar o apoio de produtoras de jogos como a Zynga, que oferecem alguns dos maiores atrativos para o público do Facebook, enquanto o Google apresentava os primeiros jogos em sua rede social lançada recentemente. Com a disputa entre os dois gigantes da Web para atrair usuários aos seus respectivos serviços online, os anúncios rivais sobre jogos destacam um segmento que pode se tornar campo de batalha importante entre eles. “O fato é que as pessoas gostam de jogos, e eles ocupam posição central no uso de redes sociais”, disse Jeremy Liew, sócio do grupo de capital para empreendimentos Lightspeed Venture Partners. Liew, que investiu em companhias de jogos sociais como a Playdom, adquirida pela Walt Disney no ano passado, estava comentando sobre o anúncio do Google quanto aos jogos sociais. Na quinta-feira, o Google anunciou que ofereceria 16 jogos produzidos por terceiros no Google+,

O

entre os quais o Zynga Poker e o popular Angry Birds. O Google, que anteriormente havia realizado um investimento de valor não anunciado na Zynga, informou que lançaria jogos gradualmente no Google+ e que o recurso de jogos estaria disponível para todos os usuários “em breve”. O Facebook, que recebeu 100 produtores de jogos em um evento em sua sede na noite de quinta-feira, anunciou novos recursos que melhorarão a experiência de jogo em seu site, bem como um afrouxamento das restrições aos modos pelos quais os produtores podem comercializar seus jogos na rede social. As mudanças expandirão os tipos de notificação que os usuários do Facebook veem quando seus amigos estão jogando no site, atenuando restrições adotadas no ano passado que provocaram queixas entre os produtores de jogos. Jogos sociais como o Farmville, da Zynga, são uma das atividades mais populares do Facebook. Mais de 200 milhões de usuários utilizam os jogos do Facebook a cada mês, e a empresa recebe 30 por cento do valor das vendas de bens virtuais adquiridos como parte dos jogos.


natal 8

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 14 de agosto de 2011 FOTOS:ADRIANO ABREU

[ TURISMO ] Uma reunião com a empresa Andar pelas dunas em cima de um dromedário é um dos passeios turísticos mais famosos do Estado

Dromedunas será realizada amanhã à tarde

Idema discute permanência de dromedários em Jenipabu O diretor geral do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), Marcelo Toscano, estará reunido na próxima segunda-feira (15), às 9h, na sede do órgão, com a sócia da empresa Dromedunas, Cleide Batista. Na oportunidade será tratada a questão do estábulo dos dromedários de Jenipabu. A reunião também contará com o secretário adjunto da Secretaria Estadual de Turismo, Luiz Eduardo Bulhões. O Idema tentou agendar a reunião para a semana passada, mas a empresária da Dromedunas informou que por compromissos anteriormente marcados, não seria possível comparecer ao órgão. O processo do estábulo dos dromedários é da Superintendência do Patrimônio da União (SPU). A empresa Dromedunas solicitou à Superintendência o uso e ocupação da área do estábulo onde permanecem os animais. O Idema foi convocado pela SPU a se posicionar ambientalmente sobre o espaço ocupado. O informe técnico do órgão foi de que a área é de mangue e que possui características ambientais de alta vulnerabilidade. Ao Idema, neste processo, coube emitir informe técnico onde argumenta que o estábulo está em Área de Proteção Permanente (APP). De acordo com o Zoneamento Ecológico-Econômico da Área de Proteção Ambiental Je-

nipabu (Apaj), nos municípios de Extremoz e Natal, a área em questão é Zona de Conservação I (ZCI) e abrange a Área Especial de Planície Flúvio-Marinha (AEP). O informe técnico concluiu que considerando as informações constantes na documentação encaminhada ao Idema pela SPU, a vistoria realizada no estábulo e a legislação ambiental específica “se deve manter restrição quan-

NÚMERO

20

dromedários é o número de animais mantidos pela empresa Dromedunas.

to à ocupação da referida área”. Parecer semelhante foi dado pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) atendendo também solicitação da SPU. É interesse do Idema que a Área de Proteção Ambiental tenha atividade turística de forma sustentável. Não existe qualquer tipo de obstáculo ao desenvolvimento do turismo no Estado por parte do Idema. O órgão tem trabalhado pautado no compromisso com o meio ambiente e com o desenvolvimento sustentável.

Marcelo Toscano receberá a diretora da empresa, Cleide Batista

[ TRAVESTIS ] Decreto foi publicado

no Diário Oficial do Estado deste sábado

Decreto assegura direito a nome social governadora Rosalba Ciarlini assinou decreto que dispões sobre o direito de uso de nome social por travestis e transexuais no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Rio Grande do Norte. Segundo o decreto, que foi publicado no Diário Oficial de ontem (13), “entende-se por nome aquele pelo qual os travestis e transexuais são conhecidos, identificados e denominados” no meio social em que convivem, sendo permitido seu uso no preenchimento

A

de cadastros, fichas ou qualquer documento. Porém, o nome civil - aquele que consta na certidão de nascimento - também deve ser informado ao órgão ou Ente Público do Poder Estadual quando solicitado. A informação só poderá ser utilizada para fins administrativos, mas é obrigatório o uso do nome civil “para fins de confecção de documento oficial, bem como nos casos em que o interesse público exigir, inclusive para salvaguardar direitos de terceiros”.


natal

3X4

O ex-delegado da Polícia Federal e atual deputado fala sobre política e corrupção PÁGINA 11

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Instável com possibilidade de pancadas de chuvas Máx.: 29ºC Mín.: 22ºC

Preamar 04h41 -2.4- 17h04 -2.2 Baixa-mar 10h34 -0.2- 22h45 -0.3

Nova Natal: hoje 550 bancas/283 feirantes Lagoa Seca 206 bancas/122 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias

FASES DA LUA

Pirangi do Norte (Apurn) Redinha (Rio Potengi)

Lua Cheia: hoje Q.MInguante: 21/08 Nascer do sol: 5h28 Pôr do sol: 17h22

Editora: Luciana Campos e-mail: lucianacampos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 14 de agosto de 2011

A falta de preparo de professores e funcionários de escolas para lidar com as agressões travestidas de brincadeiras pode acabar contribuindo para um agravamento do quadro, trazendo sérias consequências para as vítimas

[ BULLYING ]

Educadores estão despreparados ROBERTO LUCENA Repórter

filho da empresária Karina Paiva, 35 anos, sempre foi uma criança tímida. O comportamento mais reservado, no entanto, nunca preocupou a mãe. A situação mudou quando Arthur* (nome fictício) começou a voltar da escola com marcas de agressões pelo corpo. A preocupação dos pais ficou ainda maior quando descobriram que, com apenas seis anos, o filho deles era mais uma vítima de bullying escolar – uma das formas mais perversas de perseguição contra os que, por algum motivo, são considerados diferentes da maioria. O fenômeno não é recente. Agressões físicas e verbais dentro do ambiente escolar acontecem desde quando as instituições foram criadas mas hoje poucos educadores sabem como lidar – e combater – com o problema. “Agora a sociedade dá mais importância ao assunto e estudos estão sendo feitos para analisar as conseqüências dessa agressão em crianças e adolescentes”, explica a professora de Psicologia com especialização em educação e desenvolvimento de crianças e adolescentes, Débora Sampaio. A psicóloga alega que algumas instituições já trabalham o tema com os professores e alunos por meio de palestras e atividades paradidáticas, porém, o trabalho ainda é insipiente. “Acredito que as escolas estão começando a se preparar para tratar o assunto. Os professores precisam de conhecimento para enfrentar o problema e não cometer erros que acabam por prejudicar o aluno vítima do bullying”, explica. Sem conhecimento, professores podem ser os agentes ativadores do processo de discriminação contra alguns alunos, invertendo o processo de aprendizado. Foi o que aconteceu com o filho da personal trainer Maria Luiza Cerqueira. Ano passado, com 9 anos, Felipe* (nome fictício) cursava a 5ª série em uma escola tradicional localizada no bairro Ribeira. Durante uma aula de matemática, Felipe pediu, por mais de uma vez, que a professora explicasse um assunto o qual não havia entendido. Chateada com as interrupções do aluno, a profes-

O

sora pediu atenção da turma e afirmou que iria começar a aula novamente por culpa de Felipe. “Ela parou a aula e expôs meu filho dizendo que, por causa dele, teria que explicar tudo de novo. Isso foi o suficiente para os outros alunos começarem a chamá-lo de burrinho”, diz Maria Luiza. A reação do filho foi perceptível pela mãe logo no dia seguinte ao episódio. “Ele não quis ir para aula e disse que estava com dor de cabeça. Nos dias seguintes, dizia que estava com dor de barriga, que não queria ir para a escola. Desconfiei na hora”, relata Maria Luiza. De acordo com Débora Sampaio, inventar desculpas para não ir à escola é um dos primeiros sinais que as vítimas do bullying apresentam. “Mas é possível que as crianças sintam dores no corpo, enjôos e vômitos devido às consequências das agressões”. Karina Paiva também percebeu que algo estava diferente no filho quando ele tinha apenas 6 anos. Na época, Arthur estudava em uma escola particular no bairro Potilândia. “No início ele chegava calado, retraído e quando eu perguntava alguma coisa, dizia que estava tudo bem”, diz. Mas as marcas roxas pelos braços revelavam o contrário. “Um dia ele chegou com arranhão enorme no rosto. Não suportei ver aquilo e fui conversar com os professores”. Apesar da direção da escolar prometer resolver o problema, as agressões não acabaram. Cansada de esperar por uma solução, Karina decidiu mudar o filho de escola. A solução encontrada acabou mostrando-se eficiente nos anos seguintes, porém, por questões de trabalho, foi preciso uma nova mudança de escola. Este ano, já com 11 anos, Arthur estuda numa escola particular religiosa de Nova Parnamirim. O menino ainda não venceu a timidez e, mais uma vez, foi vítima do bullying. Dessa vez a agressão aconteceu no transporte escolar e gerou desdobramentos dentro da escola. “Dessa vez fui falar com a criança que agrediu meu filho. A agressão parou, mas falei com ele dentro da escola e agora a escola quer que eu peça desculpas à criança que agrede meu filho”, explica Karina. ALDAIR DANTAS

As crianças dão sinais de que estão sendo vítimas de bullying


10

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 14 de agosto de 2011

Embora as ações ainda sejam insipientes, algumas escolas já começam a tomar medidas no sentido de conscientizar professores e funcionários contra as agressões. Psicólogos garantem que informação é principal aliada

[ CONT. PÁG 9/BULLYING ]

Escolas começam a discutir questão FOTOS:ALDAIR DANTAS

assunto preocupa pais, professores e diretores de escolas. Como reconhecer agressores e vítimas num universo de centenas de alunos? O que fazer para combater o bullying? As dúvidas são muitas, mas pais e psicólogos têm uma certeza: os educadores de Natal não estão preparados para lidar com o problema. “Quando aconteceu o caso com meu filho, procurei a direção da escola e os professores. Nada foi feito. Faltou um posicionamento mais rígido por parte da escola. Sinto que não há uma preparação deles para lidar com esses casos, por isso mesmo, mudei de escola. Infelizmente o problema persistiu”, diz Karina Paiva. “No caso do meu filho, a agressão foi desencadeada pelo comportamento de um membro da própria escola. Não souberam lidar com a situação e não tomaram providências corretas”, afirma Maria Luiza Cerqueira. A mãe afirma ainda que houve uma perseguição da professora contra Felipe. As notas vinham sempre com um pontos a menos e um episódio revoltou a mãe. “Para a Feira de Ciências da escola, a professora avisou ao meu filho que não precisava ir de farda. No dia do evento, ele foi proibido de entrar no colégio justamente porque não estava com o fardamento. O aviso da professora era uma mentira”. O presidente do Sindicato das Escolas Particulares do Rio Grande do Norte (Sinepe/RN), Alexandre Marinho, afirma que, durante assembleias da instituição, o tema bullying tornou-se recorrente há algum tempo, porém, ameniza a questão. “Esse é um problema que na verdade existe há muito tempo, com o passar do tempo, as coisas mudaram e deram esse nome ao fenômeno. Temos que perceber que nem tudo é bullying. É normal as briguinhas e discussões entre os alunos”, diz. Quando a briga deixa de ser considerada “normal”, é hora de procurar orientação com psicólogo. “Quando há uma violência maior, os professores comunicam à direção e procuram orientação psicológica”. O limite que separa um simples briga ou discussão entre crianças e o bullying está na forma

O

COMO RECONHECER Alguns sintomas de possíveis vítimas de bullying escolar 1.Chega da escola calada; 2.Inventa desculpas para faltar aula; 3.Ansiedade; 4.Insônia; 5.Dores e marcas de ferimento; 6.Relatos de medo; 7.Mau rendimento escolar; 8.Dores abdominais,enjoos e cefaleia.

como a ação é feita. “Uma brincadeira onde todos participam e ninguém fica ferido, é somente uma brincadeira. Mas quando um dos envolvidos sente-se acuado e agredido e essa brincadeira passa a ser diária, podemos caracterizar como bullying”, explica a psicóloga Débora Sampaio. Nas escolas da rede pública municipal, as ações de combate ao bullying ainda são muito tímidas, quase inexistentes. “Não há um projeto da Secretaria de Educação específica para esse problema. Alguns diretores, mais sensíveis à questão, desenvolvem algumas ações em algumas escolas. Mas esse tipo de preocupação é rara”, afirma Adriano César, assessor pedagógico do Departamento de Ensino Fundamental (DEF). Segundo Débora, já existe uma preocupação por parte dos diretores das escolas, porém, há muito o que avançar, especialmente com relação ao preparo dos professores. “Algumas escolas fazem palestras e campanhas contra o bullying, mas é preciso mais ações e preparar o professor. É preciso apoiar esse profissional para que ele não cometa o erros para estimular o bullying”, destaca. Na falta de preparação dos educadores, são os pais quem devem prestar atenção no que acontece com seus filhos. “Mais do que nunca, os pais precisam estar atentos aos sinais que os filhos emitem. É preciso acolher a dor do filho e procurar a escola”, alerta.

Karina Paiva sofria ao ver seu filho chegar com manchas roxas

A professora do filho de Maria Luíza contribuiu com o bullying

BATE-PAPO Débora Sampaio » psicóloga

Vítimas são sempre as mais frágeis da turma O que é o bullying? É uma violência física e psicológica que ocorre, de maneira geral, no contexto escolar, sem motivos aparentes e de maneira proposital e repetitiva. Sempre existe uma relação de poder: o mais forte violenta o mais fraco. Quem são as vítimas do bullying? Geralmente são os mais tímidos, mais frágeis, que já têm uma baixa auto-estima. Os agressores não procuram os que se destacam na turma. Os que têm alguma característica física mais evidente – mais gordinho, mais magrinho, orelha grande – também são vítimas em potencial. Além da vítima e agressor, como deve ser feito o trabalho

contra o bullying? Existem três envolvidos: vítima, agressor e espectador. O espectador pode ser dividido em passivos, ativos e neutros. O passivo ver a violência e fica com medo de tomar alguma atitude. O ativo, na hora da violência, participa junto. O neutro não sente nada. É preciso trabalhar esses espectadores, para que eles denunciem a violência e tornem o ambiente escolar mais sadio. E o que os pais devem fazer ao descobrir que seu filho é vítima do bullying? A primeira coisa é acolher esse filho, acolher o medo e a dor mostrando que estão do lado dele. Depois, devem procurar a escola para saber se os professores detectaram essa violência antes e, por último, procurar ajuda médica. A vítima deve passar por uma avaliação psicológica para saber até onde esse trauma o afetou.


natal

Domingo | 14 de agosto de 2011

3porquatro

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

POR ANNA RUTH DANTAS

PROTÓGENES QUEIROZ

O EX-DELEGADO DA POLÍCIA FEDERAL SE VIU QUASE OBRIGADO A SEGUIR A CARREIRA POLÍTICA DEPOIS DO CLAMOR DA POPULAÇÃO.O TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO CONTRA CORRUPÇÃO E DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO O DEU NOTORIEDADE E A OPORTUNIDADE,COMO ELE MESMO DIZ,DE LUTAR POR UM PAÍS MAIS JUSTO E IGUAL.

“O Congresso não é 100% corrupto” FOTOS:RODRIGO SENA

sado tivemos a prisão do Paulo Maluf que foi preso por 40 dias.

O senhor trabalhou muito com o combate à corrupção,agora trabalha em uma Casa (a Câmara dos Deputados) que é alvo de denúncias e suspeitas de corrupção. O senhor foi para “fonte”? Como muitos brasileiros eu nunca acreditei na política. Vim ter a percepção de que política é o principal vetor de transformação social e desenvolvimento do país a partir do momento em que me vi afastado do meu trabalho técnico, aquele trabalho que a princípio achava que dava resultado para o país, que ajudava a construir o país, mas na verdade o que ajuda a transformar o país é a política brasileira. Por conta desse afastamento eu tive um contato com a população, meio acadêmico, trabalhadores, meio sindical, e a percepção foi amadurecida a partir do momento em que tentei voltar para a Polícia Federal para fazer o que fazia antes que é combater a corrupção, combater o desvio de recurso público, e eu me vi praticamente direcionado a enfrentar um mandato parlamentar. Foianegativadoreingressonapolícia que lhe levou para política? Sim, um dos pontos foi esse. Acho até que foi o ponto mais forte. A população queria que eu continuasse a frente de grandes trabalhos dentro da Polícia Federal. Ou seja, combatendo o crime organizado, combatendo o desvio de recurso público, a corrupção. Isso não foi mais possível porque em razão de vários procedimentos administrativos instaurados contra mim. Eu coleciono mais de 30, são 32 processos no total. Sou o policial federal mais processado em toda história da Polícia Federal. E difícil ter um policial com o histórico como o meu ser processado. Fui processado depois que prendi o banqueiro Daniel Dantas. Alguma coisa tem de errado. Mas por conta do sistema. Isso também serviu para revelar ao país esse sistema. O principal vetor desse sistema não é o Oportunity e Daniel Dantas. Ele (Daniel Dantas) é apenas uma das peças do grupo que compõe todo esse vício da política brasileira, na estrutura de poder que, muitas vezes, são determinados grupos que se apropriam das administrações e tentam se locupletar em benefício próprio ou para beneficiar uma só pessoa. Eu tive essa percepção quando me vi dialogando com a população e ela (a população) dando grito e dizendo “ senhor não tem direito de dizer que não é candidato escolha o partido”. Foram várias manifestações que tive, em Sergipe na Universidade Tiradentes, teve na Bahia, em São Paulo. Qual a sua situação na Polícia Federal? Minha situação é afastado da atividade policial para exercer mandato. Permaneço delegado, fui muito processado mas nenhum desses processos teve demissão ou nem mesmo suspensão das atividades. Apenas o afastamento temporário. E uma coisa curiosa: afastou temporariamente um delegado por quase três anos. O senhor se sente injustiçado? Não. Eu sou produto desse sistema que o país produziu. Um sistema dominante, um sistema ainda muito comprometido com muitos atos de corrupção, de má gestão, desvio de recursos públicos. Entendo que o Brasil cresceu, tivemos um salto de qualidade política na democracia brasileira. Sou

Como é a convivência do senhor com quem o senhor prendeu,no caso o deputado federal Paulo Maluf? Normal. Fruto dessa democracia. Só temos um cumprimento cordial, mas a distância porque é até um desconforto para ele muito grande. Para mim não porque cumpri o meu papel. Agora para ele acredito que tenha um desconforto porque está todo dia com seu carcereiro ali é difícil, mas é bom que isso esteja ocorrendo no país para as pessoas refletirem. Isso é reflexo do que a população produz. A eleição se dá com o voto popular. Se essas pessoas voltam ao poder, ainda sem a ampliação de poder do passado, significa que não alcançamos um momento de plenitude emque a ética e moral tem que ser respeitada eu dinheiro público tem que ser respeitado.

O

delegado Protógenes Queiroz ficou conhecido em todo Brasil pelas investigações feitas em casos de grande repercussão, com a prisão do banqueiro Daniel Dantas. A fama ganha pelo trabalho na Polícia Federal conduziu Protógenes a um cenário contraditório. Se, por um lado, há três anos está afastado da PF, como punição, por outro teve a aclamação das urnas, que o levaram a ser deputado federal. O parlamentar confessa que, logo quando chegou a Câmara, alguns colegas o viam com desconfiança, afinal deputados federais também tinham sido investigados por Protógenes Queiroz. Delegado e preso no mesmo local, foi isso que proporcionou a eleição dele, que hoje convive no mesmo plenário com o deputado federal Paulo Maluf, que já investigou e chegou a prendê-lo em uma das operações. “Só temos um cumprimento cordial, mas a distância porque é até um desconforto para ele muito grande. Para mim não porque cumpri o meu papel. Agora para ele acredito que tenha um desconforto porque está todo dia com seu carcereiro ali“, destaca Protógenes. O delegado fala com naturalidade dos processos administrativos que responde na Polícia Federal e admite que ganhou gosto pela atividade parlamentar. A volta para PF só acontecerá se naufragar nas eleições de 2014, mas a disposição demonstrada por Protógenes é de fazer carreira como político. Ganhou gosto pela política e traz um tom de idealismo em mudar a situação do Brasil. “Como muitos brasileiros eu nunca acreditei na política. Vim ter a percepção de que política é o principal vetor de transformação social e desenvolvimento do país a partir do momento em que me vi afastado do meu trabalho técnico, aquele trabalho que a princípio achava que dava resultado para o país”, destaca. O convidado de hoje do 3 por 4 fala com tranqulidade, demonstra uma grande preocupação em mudanças no país e aposta no novo rumo. Com vocês o deputado-delegado, o delegado-deputado federal Protógenes Queiroz.

A população queria que eu continuasse à frente de grandes trabalhos dentro da PF, combatendo o crime organizado, os desvios de recursos

fruto da neo democracia que produziu essa justiça, essa percepção e o povo soube dar o troco, soube responder que isso não toleramos mais para o país ao me conduzir para o Congresso Nacional com mandato de deputado federal. E de continuar ainda me acompanhando e me impulsionando para o mandato ser ampliado. O que há de bom no papel de delegado e de deputado? Os dois segmentos têm suas vantagens e desvantagens. Mas eu entendo que o momento que o país vive hoje o mais importante é nós va-

lorizarmos a política brasileira, os quadros políticos, valorizar o Congresso Nacional. Ele (o Congresso) não é 100% corrupto. Tem pessoas sérias, pessoas que querem transformar o país, fazer acontecer e a população quer isso. O primeiro sinal disso é a renovação do congresso em quase a metade. Quase metade do congresso não voltou para o mandato. Significa que os que estavam anteriormente cumpriram o seu papel, mas não cumpriram na necessidade que a população queria. Ou seja, deixou muito a desejar por isso a população colocou novos quadros políticos e eu faço parte desses novos parlamentares que querem mudar o país, querem atender as demandas que a população deseja. Não é utopia pensar em mudar o Brasil? A cada dia as pessoas se surpreendem com novos escândalos. E vamos nos surpreender mais ainda porque os escândalos não acabaram. Eles vão acontecer mais ainda e talvez até mais graves, é fru-

Detalhes Uma investigação: a operação Satriagaha Em que acredita:em Deus Qual o seu plano: permanecer no parlamento o mais tempo que puder Ganhou gosto pela política? se for desejo da população e o trabalho for importante para o Brasil quero permanecer

Quase metade do congresso não voltou para o mandato. Significa que os que estavam lá antes não corresponderam às necessidade do povo”

to da nova democracia. Quando falo isso é que nós demoramos muito a consolidar o sistema, ainda não consolidamos, mas uma coisa boa está surgindo, a transparência, exigência de punição, a movimentação dos órgãos públicos convergindo para que alguma coisa seja feita. No passado um banqueiro desse, Daniel Dantas, não seria jamais investigado. Quando eu comecei a investigar ele tinha mais de 20 investigações todas arquivadas. Se investiguei por cinco anos e houve a condenação dele, foi preso, ainda que por pouco tempo, isso significa que o país está mudando. No pas-

Perfil O delegado Protógenes Pinheiro Queiroz é baiano.Ele ingressou na Polícia Federal em 1998.Formado em Direito, atuou na advocacia e também foi procurador-geral do município de São Gonçalo,no Rio de Janeiro.Ele ficou conhecido pelas investigações envolvendo o doleiro Naji Nahas,o banqueiro Daniel Dantas e ainda o caso do Corinthians com a MSI. Depois de ter sido suspenso pela Polícia Federal,ingressou na política.Protógenes Queiroz está no primeiro mandato como deputado federal,filiado ao PC do B de São Paulo.

O fato das suas investigações terem se tornado muito conhecidas não pode ter provado mais problemas para o senhor dentro da Polícia Federal,já que sua fama, em algum momento, ficou maior do que a instituição? Pode ser. Mas não é por conta da visibilidade, mas por conta do sucesso das operações. Credito (o sucesso das operações) a um pouco de sorte e benção dos deuses, nunca falhei em nenhuma operação policial, todas com muito sucesso. Advindo desse sucesso, dessa produtividade, da recuperação de milhões de dólares para o país, prisões de gente importante, nem organismos internacionais chegaram a prender alvos que a gente prendeu no Brasil. Demonstra que o trabalho é de qualidade e responsabilidade, de praticar uma polícia de Estado, que proteja interesses nacionais. O que é preciso para durante 12 anos nunca ter falhado em operação? Primeiro acreditar em Deus porque os riscos são imensos, perdi alguns policiais durante esses 12 anos, vários atentados contra equipe, e nós sucumbimos a tudo isso com muita técnica, muito raciocínio lógico e, sobretudo, treinamento praticamente absorvendo o pouco que o departamento de Polícia Federal nos dava, que não era muito. Esse pouco era suficiente para atuar com responsabilidade e trabalhar 24 horas sucessivas sem parar, acreditando que o trabalho era importante para o país e o povo brasileiro. Um trabalho pedagógico de quebrar grande esquema de organização criminosa. Quebrar esse elo é importante para população e ver que alguém fazia diferente do que se produzia. Algum motivo de frustração pelo fato do deputado não ter tanta autonomia quanto o delegado? Até mesmo como delegado o trabalho em si, que realizamos em 12 anos, foi de toda uma equipe que eu coordenava. Mas dentro do parlamento claro que nunca coordenei uma equipe. Na Câmara tem todo um contexto político, você tem dentro do sistema que é operado por grupo muito antigo, com todos seus vícios, todas suas verdades, praticamente com suas malícias, mas sobretudo com muito respeito. Tem outros grupos políticos que se absorvem.


12

natal

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 14 de agosto de 2011

HOMENAGEM DA TRIBUNA DO NORTE AO DIA DOS PAIS

Ao meu vô ,Z pelo exce é Branco,em sua m lente exem e plo dado mória,agradeço anos de co ao longo d nvivência es e Hoje,dep ois de sua ensinamentos con tes 27 partida,D stantes! tunidade eu s de você! Con “tentar”pelo meno me deu a opors,s fe deu a opo sso que será difícil er parecido com .. rt . mas D eu s já me Ana Clara unidade inicial, ser pai. está aí e tu do que a m disposto a im coube fa r, estarei cipalmen zer para educá-la, te amá-la p da forma c rotegê-la e prinque o me omo up ças a Deu ai biológico tivess sempre sonhei s o meu a e o feito, m vô as graParabéns a todos os o substituiu. pais! Saulo Leã o

eu herói. dias Meu pai, m de amor... do meus e n a rn lo o to , b o afeto acord Pai,sim anha que e, com seu Em cada m gres. Em cada tard do mal do munale e to idade mais mais o me protegendo d sponsabil da re ã a ç a d p o s u c e preo s. A c a igo o p indo com heia de obstáculo ntos ddo,e divid c e , a m nos mo ida adult de uma v ate mesmo silêncio , só pra saber se u ora conselho,o a ligação fora de h da, o apoio que a d a ifíceis. A c A cada decisão tom s que minha vi. nto estou bem m foi nesses mome ixando de ser a fi de n foi dado.E irindo mais brilho, a mulher maduu m da foi adq ada,para torna-se u seu amor fraterlo garota mim uito brigada PAI pe m ra.O meu so. cio no e silen erreto ilgueira B F a li á t a Aretta N

O VERDADEIRO HERÓI DA VIDA DOS FILHOS evantar no meio da noite para cuidar do bebê, trocar fraldas e até preparar a mamadeira ou o lanche da tarde. Tarefas domésticas restritas até certo tempo atrás às mulheres são cada vez mais desempenhadas pelos homens. O arranjo estrutural na criação dos filhos acompanhou o estilo de vida, com a inserção da mulher no mercado de trabalho e transformou a figura paterna - antes autoritária e menos presente – em uma versão, digamos, mais “cuidadora” e participativa, mas também confusa com o seu papel. Essa desconstrução, ao longo do tempo, gera benefícios e conflitos na relação pais e filhos. E não se enganem, sobretudo para os primeiros. Segundo a psicóloga da família Cristiana Oliveira, a correria diária afeta diretamente o conceito de autoridade que antes era mais claro e fácil para pais e filhos assimilarem. A rotina mudou e o maior desafio - e também conflito - é saber lidar com a autoridade e o tempo para os filhos. Hoje toda a família precisa aprender a administrar o tempo. É comum os filhos passarem mais tempo com babás, avós ou na escola. Muitos

L

pais, explica a psicóloga, se sentem culpados por não poderem estar com seus filhos e acabam optando por um sistema de compensação. “São pais que concedem mais, oferecem mais coisas materiais. Trabalham e vivem pensando no futuro dos filhos em oferecer o melhor e esquecem do hoje,. Não sabem impor os colocar limites e dar atenção”, observa. Ser pai, analisa Cristiana Oliveira, era mais fácil na época em que as mães assumiam a maior parte da educação e criação dos filhos. No entanto, a responsabilidade compartilhada e a participação dos dois contribuem para uma relação mais amistosa, em que há uma maior abertura e liberdade. Isso corrobora para pais mais receptivos ao diálogo o que permite aos filhos mudar o referencial de confiança antes voltado para pessoas fora do ambiente familiar, como amigos, professores - para buscam em casa orientações sobre temas que antes sequer eram abordadas. “Não é mais só a mãe que assume aquela imagem amorosa”. Mas encontrar o equilíbrio entre a autoridade paterna e o pai

amigo é uma dificuldade enfrentada por muitos pais. E, os que não conseguem, tendem aos extremos em suas ações, ou não exercem autoridade ou são autoritários e recorrem ao grito e a ameaça. A atitude, muitas vezes acentuada por situação de cansaço físico, estresse ou reprodução do modelo de educação recebido em casa, faz com que a criança obedeça por medo e não por respeito a autoridade paterna. “Muitos se perdem aí. Ainda existe um conflito entre assumir a figura de cuidador e abandonar a posição machista”, ressalta Cristiana Oliveira. O resultado na formação da criança é sentimento de revolta, agressividade ou baixoautoestima. Encontrar e estabelecer horários para atividades, com base no reconhecimento de necessidades de atenção dos filhos é ponto chave na melhoria do convívio e entendimento do educar. Durante toda a semana, a TRIBUNA DO NORTE recebeu e selecionou mensagens em homenagem aos pais. Além das publicadas nesta página, todas poderão ser lidas no site www.tribunadonorte.com.br. Confira!

Hoje é o s eu nhã. A mo dia.Como foi onte m.Como s rte erá amacer,compre não mata o amor. A ender ,qu e estamos dor nos faz cressagem.Os aq se sa,mas no us valores,não fora ui apenas de pasm fu mentos,b ndo do nosso coraç aplicados na bolem mais v ão.Os seu alio se de qualqu er aplicaç sos que juros e div nsinaidendos ão. Ser pa mais indif ié ere abriga a v nte.Ser pai é ser ex ser diferente, jaida.Hoje,é em o seu dia.E plo,templo que o nosso dia .Não se es o meu tam q namente lembrado uece,quem merec bém.É e ser eter. Ser pai, é não se ap sab ren vida, se m de.Aprender, o qu er ensinar o que e não se e orre. Na m ns o por 43 an os,5 mese rte, se vive. Obriga ina.Na do Deus, s e 27 dias ao seu lad o. Ítalo Filh o

va i e sempre u e o D r! a credit felizes,e omentos o dá pra a Ainda nã o eu lembrar dos m je já não é mais d ho doer quan ber que seu corpo em cada passo a ça s n e e d s r a re olhaapes sua p to in s a s os PAIS, do d o d in a to , a e ri d maté lhan , o dia , neste dia s olhos bri que dou e do e não verei teu licidade.Porém, la fe rei para o sua face refletindo entirei teu caloe s o e u lh q u e rg oção de o o fort tã rá e s ula de em de a m ç ê n e tr s z o re v p tua eixar ei tua poderei d ço e ouvir roso abra ar. Nessa hora,não r-te que se até ço ize a me aben a mais em ti e de d arte dessa conp d pensar ain i, é porque fizeste muitas saudao e h u aqui cheg ado por tudo! Ten g ri quista. Ob I. PA des,MEU ntas deiros Da e M ia n ê Alu

Talvez seja um inéd passar e longe do ito dia dos pais que eu precise senhor.Infelizm ente,terá que se A vida,o mudar r. de cidade,a dist ância às vezes no deixa longe qu s ando mais prec isamos estar pe Mas estou aí, no rto. ca abraço como nu lor de nosso sertão. Sinta meu nca foi dado.E o meu beijo no se rosto com a barb u a meio rala.Sinta o“Eu te amo”mai sincero que eu s poderia ter te fa lado em toda vi Dos poucos qu da. e eu tenha dito ao vivo e dos ta que escrevi. Um ntos feliz dia dos pa is para, sim, o m lhor pai de todo eo universo. Para o meu pai heró de tantas noite s em claro e quem i m estudar é sempr e o melhor cam e ensinou que inho. Valéria Araújo Ferreira da Silv a

Como será u da cedo sa m pai moderno? será i cedo para aquele qu seus filho e o s antes de trabalho e dá um b acoreijo nos sair? não, não é ape nã na casa dá o s isso, um PAI MOD o é isso, ou seja utro beijo ERNO, che ain toso, pois g a saudade da maior, um abra a em ço gosé grande, da,maior do oa rias que e que o cansaço do d mor maior ainle desem ia das tare pen fa amor, não há barreir hou, não há limite s diáas para se s neste amor abe im nçoado é amor mod por entre eles.o erno de PA I. Rosane M aria Soar es Malve ira

quei, me dá a .” a P :“ s o n a o.” 11 ritante pai, te am ai é tão ir 3 anos:“Pa o.” 16 anos:“Meu p 5 anos:“Pai, vc t2 ed le brinqu quero sair de casa.” ltar pra casa do o u v E :“ ro s e o u n ai.” 18 a :” Eu q s o n a er o meu P i 0 rd 3 e .” p o ã ro z e u ra oq u pa inha nos:“Eu nã e TUDO pra ter me no a 0 ”5 i. a P ão d meu e isso u abriria m ai. Coloqu 70 anos:“E .”...Você só tem 1 p eu pai. TE AMO os igo aqui com ira e ama m d a c v e s l seu mura ! !! PAII Isídio Franklin

Amadeu L op Queremo es,um super pai! s desejar u m feliz dia so super p dos a pre presen i! Somos muito feli pais,para o nosze te ajudando ,apoiando-nos em s por tê-lo semcada decis ao seu mo ão e nos do.É muit tos a Deus o bo ,p amamos m or podermos estar m,e somos grasempre ju uito! ntos! Te Seus filho s: Amand a, Junior e Anders on


natal

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

13

ASSESSORIA DO CORPO DE BOMBEIROS

[ DEFESA CIVIL ] As visitas começam amanhã

e a ideia é criar coordenadorias municipais

Municípios vulneráveis a abalos serão mapeados N esta segunda-feira (15), a Defesa Civil do Rio Grande do Norte irá reiniciar as visitas técnicas aos municípios do interior do Estado. O orgão estará visitando as localidades que se encontram em áreas vulneráveis a abalos sísmicos, a fim de estimular a criação das coordenadorias municipais e iniciar o mapeamento destas áreas. O primeiro município a ser visitado será o de João Câmara, as demais serão: Tabuleiro, Taipu, Pedra Grande, Poço Branco, Lagoa de Velhos, Elói de Souza, Serra Caiada, Santana dos Matos e Florânia. A visita tem como objetivo incentivar a transformação da cultura da defesa civil no Estado do Rio Grande do Norte, através da criação das Coordenadorias Municipais de Defesa Civil, em todos os municípios do RN. ”O estado conta, atualmente, com 32 municípios cadastrados junto a Secretaria Nacional de Defesa Civil, de um total de 167 municípios existentes, o que representa 19% destes”, disse o Tenente Coronel Josenildo Acioli, Coordenador Estadual da Defesa Civil. A ação desenvolvida pela coordenadoria de Defesa Civil no RN visa conscientizar as autoridades municipais e estaduais que os investimentos em prevenção e preparação para as emergências e desastres, podem reduzir significativamente os custos e impactos de um acontecimento diverso. “Através de visitas as prefeituras do interior do Estado estamos oferecendo palestras educativas informando sobre a importância da implantação destas coordenadorias e suas atribuições junto ao órgão estadual e nacional”, destacou o coordenador. Para o Tenente Coronel Acioli, incentivar ações de transformação culturas e percepção de riscos de desastres tem como foco chave a construção de comunidades mais seguras. “Buscamos orientar os municípios, que apre-

sentam áreas de abalos sísmicos, quanto às medidas preventivas contra terremotos”, conclui o oficial. Equipe de técnicos dos Bombeiros e da Defesa Civil participam de visitas em áreas onde há risco de abalos sísmicos no interior do RN

DIRETRIZES A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil alerta aos gestores municipais sobre a importância de estarem atualizados às novas Diretrizes do Sistema Nacional de Defesa Civil. O conhecimento das diretrizes nacional é importante em caso de ocorrências de desastres naturais nas cidades. O orgão ainda destaca para a necessidade dos municípios do RN estarem cadastrados no Sis-

As palestras educativas estão informando sobre a importância da implantação destas coordenadorias” TEN. CEL. JOSENILDO ACIOLI Coord.Estadual de Defesa Civil

tema Nacional de Defesa Civil e assim poderem solicitar recursos de Brasília quando houver necessidade. A sede da Defesa Civil Estadual fica aberta ao atendimento público das 8 às 12 horas e das 14 às 17 horas, de segunda a sexta, no prédio da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc), no Centro Administrativo, no bairro de Lagoa Nova, em Natal. Em caso de urgência a Defesa Civil do RN pode ser acionada através da Central de Gerenciamento de Emergência e Defesa Civil do Corpo de Bombeiros Militar pelo telefone 193. Quem desejar manter contato com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, no horário de expediente do órgão, basta ligar para 32321769 ou 32321762.

[ MEDICINA ] Os 12 novos membros serão

empossados pela governadora Rosalba

Comissão de ética toma posse amanhã Hospital Walfredo Gurgel realizará, nesta segundafeira (15), a cerimônia de posse da nova Comissão de Ética Médica (CEM). Participarão da solenidade a governadora Rosalba Ciarlini, o secretário de Estado da Saúde Pública, Domício Arruda, o diretor geral do hospital, Mozar Dias de Almeida, além de outras autoridades. O processo eleitoral que culminou com a escolha dos 12 membros que farão parte da comissão (seis efetivos e seis suplentes) aconteceu em 18 de maio deste ano. Os integrantes efetivos que serão empossados na segundafeira são: Abires de Arruda Júnior (cirurgião geral e presidente da comissão), Amaro Alves de Souza (ortopedista), Cássio Cavalcante de Castro (clínico geral), Hélida Maria Bezerra (nefrologista), Marleide Alves dos Santos (pediatra) e Ricardo Wagner da Costa Moreira (cirurgião vascular). Já os suplentes são: Alfredo Máximo Grilo Jardim (intensivista), Gustavo Melo de Silva (cirurgião geral), Kátia Correia de Lima (pediatra), Marcos Antônio Gomes Pinhei-

O

ro (clínico geral), Rafael Araújo Rosas (cirurgião geral) e Tiago de Medeiros Almeida (ortopedista). As Comissões de Ética Médica foram criadas pelo Conselho Federal de Medicina através da Resolução no 125/85, de 11 de julho de 1985. Essa resolução determina aos Conselhos Regionais de Medicina a criação de Comissão de Ética em todos os estabelecimentos ou entidades em que se exerça a medicina. Mozar Dias explicou que “embora não possuam competência para realizar julgamento, nem estabelecer penalidades nas questões éticas, as comissões são responsáveis por levar ao conhecimento do Conselho Regional de Medicina qualquer denúncia ou suspeita de ilícito ético” A instalação da CEM também proporcionará um diálogo mais aberto entre gestão e corpo médico. “Poderemos dar a cada situação que necessite da intervenção da comissão um diálogo mais transparente, uma vez que serão os próprios colegas médicos que tratarão de apurar os fatos”, finalizou o diretor.


natal

14 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 14 de agosto de 2011

Eliana Lima

De Michelle Ferret, em ‘Termômetros quebrados nas noites e nos dias’, no substantivoplural.com.br

elianalima@tribunadonorte.com.br

» MAIS...

O estado febril causa delírio. Deliram os verbos, as noites, os jeitos e até objetos.”

JOAONETOFOTOS.COM

JOAONETOFOTOS.COM

» ...É POUCO

Maior empresa de calçados da América Latina, a Alpargatas S.A. está deixando o RN, depois de 37 anos de atividades - inaugurada em 1974. A coluna foi até a fábrica. Encontrou um prédio um tanto quanto abandonado. Alguns poucos funcionários. Local praticamente vazio. Não havia ninguém para dar informação.

A dica da polícia é a seguinte: não esquecer de conferir o extrato. Caso note movimentação desconhecida, ir a uma delegacia e fazer o BO para levar ao banco, que tem a obrigação de devolver o valor compensado indevidamente.

» GRITA CIDADÃ

» ...UMA... Nos tempos áureos, eram mais de dois mil empregos diretos na região, com outras unidades: Santo Antonio, Nova Cruz e São Paulo do Potengi. Eram produzidas as marcas Mizuno, Topper e Rainha.

» DIPLOMA

Nos festejos pela formatura em Direito-UFRN, Gabriela Azevedo recebe as lindinhas Luíza Dantas Varella e Beatriz Morais JOAONETOFOTOS.COM

» BRINDANDO...

Em noite de lulus e lolitas chiques, Luciana e Flávia Santa Rosa, coma mãe-chíquima Celina Bezerra, inauguram a Bob Store repaginada JOAONETOFOTOS.COM

» ...UMA PERDA Enquanto isso, a imprensa mineira fala da construção de uma nova fábrica da Alpargatas. Na cidade de Montes Claros. A empresa investirá cerca de R$ 177 milhões nos próximos quatro anos. Espera gerar 2,2 mil empregos diretos e mais de três mil indiretos. De um bem postado observador da cena política no eixo BrasíliaNatal, ao ver a foto do almoço na casa do senador José Agripino (DEM) com o primeiro-cavalheiro-ravengar Carlos Augusto Rosado, o ministro Garibaldi Filho e o peemedebista-líder Henrique Alves: - “Eles querem cortar as asas de Robinson (Faria) agora, de forma sutil”. Continuou: - “Não querem dar a ele o que Wilma (Faria) deu, alimentando-o politicamente para no final não apoiá-la”.

» ESTADOS... Mudando a estratégia anterior para o Ceará, a subsidiária brasileira do grupo indiano Suzlon de Energia Eólica deverá começar a fabricar pás eólicas já em janeiro do próximo ano. E a Fuhlander Aeris, Suzlon (pás) e Vestas (naceles), já anunciaram produção de equipamentos eólicas em solo cearense.

» ...QUE GANHA Também na terra governada por Cid Gomes (PSB), a alemã WobbenEnercon, já em Pecem desde 2003, com terreno próprio, aguarda apenas a aprovação de projetos de parceiros no próximo leilão de energia eólica, marcado para os dias 17 e 18 de agosto próximos. A partir daí, inicia a construção de uma fábrica de aerogeradores no Estado. É.

»

A PROPÓSITO...Quando o Ministério Público vai tomar atidude contra propagandas de administração pública que ferem o princípio da impessoalidade??

» A PROPÓSITO 2... Quando governo e prefeitura vão trocar suas propagandas de obras por campanha educativas???

» MAIS GRITA Diariamente, na av. Prudente de Morais, entre 18h e 19h, os carros que transitam nas avs. Bernardo Vieira e Antônio Basílio ficam obstruindo o cruzamento, causando um engarrafamento que vai além da Alexandrino de Alencar (sentido centro-zona sul). Sem amarelinho, abuso sem controle. O sinal abre e haja dificuldade para cruzar a Bernardo Vieira e a Antônio Basílio, indo pela Prudente.

» CORTE...

» ...COSTURA

Leitores da coluna e do blog Abelhinha reclamam da demora na tramitação de processos na Secretaria Judiciária no TRT-RN. Para se ter idiea, um agravo de instrumento para ser digitalizado e enviado ao TST “demora mais de 30 dias. E não são tantas folhas assim”.

» SAÚDE Toda jornalista das mais lidas e inteligentes do país, Dora Kramer está à base de água de coco. Motivo: fez cirurgia baríatrica e prioriza o líquido. Ela foi umas das palestrantes no Congresso da CACB, em Salvador, onde falou para empresários e presidentes de Federações Comerciais.

» ...A MODA...

Belas-belas: Larissa Matos e Larissa Costa (Missa Brasil 2009)

» TELA GLOBAL

» INTOLERÂNCIA O outdoor contra a homofobia na av. Rio Branco, Centro, tal-qual aconteceu na Zona Norte, também foi depredado. Esse com menos violência. Apenas as mãos dadas do casal de rapazes bonitóns-saradóns foram riscadas. Na ZN, foram os órgãos genitais.

» ARCO-ÍRIS

» ...CASUAL-CHIQUE

Belas antenadas com a moda:Tinesa Emerenciano,Thaynne Flor e Érika Nesi

E hoje tem Parada Gay em Natal. Percorrerá toda a avenida Roberto Freire. Será mais confronto entre contrários...

ELIANA LIMA

» OURO? Da série lupas nos diários oficiais: a Prefeitura de Lajes Pintadas vai adquirir peças para manutenção da frota municipal pela ‘bagatela’ de R$ 474.511,00. Na compra de novos veículos, investirá mais de R$ 105 mil.

Opinião da leitora Cláudia Feld sobre o significado do nome ‘Fina Estampa’: - “Eliana, existe ambiguidade no tema da novela ‘fina estampa’, no entanto, posso lhe garantir que ficará legal se for ligado a ‘caráter’. Fina estampa é honestidade. E não existe ninguém mais ou menos honesto do que outro; honestidade é regra e não exceção. Isso é fina estampa!”.

COLMEIA

» Hoje tem grito de felicidade para a jornalista Milena Martins!

» WWW

» Nesta segunda-feira,coro de

No município de Apodi, serão gastos R$ 137.537,00 em material permanente de informática. Duas empresas vencedoras - primeiro contrato de R$ 84.392,00; o segundo: R$ 53.145,00.

parabéns na Previ/Fiern,em torno do bacana Marcelo Fernando Santanna.

» $$$$$...

» Gislana Maia recebe dia 18 na

Na riquíssima Caicó, a prefeitura fará ‘possível’ aquisição de veículos e máquinas pesadas. Ninharia: R$ 1.214.000,00.

A Graciosa do Natal Shopping,às 19h,para apresentar a Montblanc John Lennon Edition.

» CURIOSO Também em Caicó, serão investidos R$ 77 mil para locação de Van para transporte de servidores. Período: quatro meses.

» TINTIM

Em noite com recheio de delícias bons amigos, Ana Pereira recebe parabéns do arquiteto-top Renato Teles

» TODO...

» ...CUIDADO...

Mais um golpe na praça contra clientes de bancos: cheque clonado. Falsificação tão sofisticada que a polícia ainda não descobriu como os bandidos fazem para clonar. Amigos da coluna já foram vítimas em Natal.

Até uma delegada, de outro Estado, foi vítima dos vigaristas, com um cheque clonado no valor de R$ 635. Ao conferir o extrato, viu que se tratava de uma folha que ainda nem tinha usado e a assinatura era praticamente igual à sua.

» Chega à governadora Rosalba o convite para o evento que marcará os ‘10 anos do Estatuto da Cidade - Seminário - Desafios à Gestão Urbana e Metropolitana, de 22 a 24,no auditório da reitoria da UFRN. COLABORAÇÃO DE HELDON SIMÕES


Domingo |

natal

14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |15

George Azevedo georgeazevedo@digizap.com.br

FOTOS: CLÁUDIO ROBERTO/MAIS CLICK E TRAFEGANDO.COM

VIVA LUZIA!!! A aniversariante Luzia Eufrásio ao lado do maridão Antônio Alves

Salete Alves puxando o brinde para a mamãe Luzia

Priscylliana Gondim e o namorado Ronaldo. Só love!!!

Dayvid Almeida animando os convidados de Espedito Jr com seu Axé de Barzinho

Raphael Araújo e Lara Góis

A tia Luzia Eufrásio da Silva brindou 90 anos de vida com festão nos salões do Requinte Buffet na noite de 06 de agosto com direito a homenagens e o agito da banda Salsalada. O trafegando.com registrou tudo com “ajuda” do fotógrafo Cláudio Roberto.

Raimunda Almeida em momento de homenagens para a aniversariante

Os netos de Luzia fazendo a festa no bolo. Priscylla,Thiago, Samuel, Pablo e Priscylliana

Os arquitetos Narjara Souza e Gustavo Barreto. Best friends!!!

Cléia Maria e Zaria Azevedo. Animadíssimas!!!

ENTRE AMIGOS Espedito Júnior reuniu “best friends” no último dia 04 para comemorar idade nova com festa das boas no Requinte Buffet. E animação não faltou ao som de Dayvid Almeida e seu Axé de Barzinho. As fotos são de Marcelo Bento para o Trafegando.com

Leopoldo Medeiros e Luana Góis

Katriny Rêgo rendendo “parabéns pra você” para o amado Espedito Jr. sempre

Espedito Jr recebendo Vingt-Un Rosado Neto e Karolzinha Vieira

Eloah e Helena Belmont, simpatias

Sebastião Mota e Zoraide Azevedo entraram no clima

FOTOS: TRAFEGANDO.COM

Mãos de Tesoura O cabeleireiro Jailson Fernandes reformou o seu salão na Venceslau Brás sob os cuidados da arquiteta Melina Carlos e fez a maior festa de “re”inauguração na noite de 10 de agosto com agito de Renata Falcão e DJ Hunter, e quitutes do Kiko’s. Claro que o trafegando.com registrou tudo!!!

Jailson Fernandes recebendo os colunistas Georgiano Azevedo, Sérgio Chaves e Rafaela Costa Luciére Pinheiro e Grace Fernandes

Glenda Negreiros,aniversariante de hoje,com Andrea Rosado,no Espaço Café de Jailson Fernandes

Raíza Leite, barbarizando no look Maison Tráfego, num papo com Alê Fernandes e Jean Rêis

Renata Falcão cantando e encantando os convidados

Vaninha Vale, Raíza Leite e Narjara Souza.Trilegal!!


natal 16

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 14 de agosto de 2011

NELSON MATTOS FILHO Velejador-avoante1@gmail.com

uando comecei a navegar pela Bahia e me inteirar dos guias náuticos que desnudam seus mistérios, a Baía de Todos os Santos me fascinou logo de cara. Era muita água abrigada e morna, muitas ilhas, muitas cidades em sua volta, bons ventos, muita história e um povo com o mar correndo nas veias. Os guias mostravam rotas e waypoints com um bom nível de segurança. Bastava colocar todos aqueles pontos no GPS e seguir de olhos fechados. Aquilo era um convite ao sonho, só precisavamos navegar. Um dos locais que me fazia sonhar era a Ilha das Fontes e todas aquelas informações de águas cristalinas, trilhas entre a mata e boas praias. Alguns amigos diziam que era bom, outros que não valia à pena e outros diziam para deixarmos para depois. Decifrar essas informações tão desencontradas não era fácil, mas na cabeça de Lucia o que valia mesmo era o objetivo e a vontade. Ela dificilmente aceita uma desistência e o sentimento de não gostar raramente passa por sua cabeça. O nome Ilha das Fontes, de cara, já é um convite a visitação e nunca poderíamos deixar de ir, mas, acho que os guias náuticos deveriam passar por atualizações sistemáticas. A ancoragem no local é uma delícia, mas, nisso os guias estão atua-

Q

O QUE SE FEZ DA ILHA DAS FONTES? lizados, a noite é preciso abusar do repelente contra mosquitos. O fundo de lama ajuda para que a âncora segure firme. Os ventos e a correnteza deixam a gente super a vontade para relaxar. E a música, que toca em alguns bares, é um pouco mais alta do que os nossos ouvidos são regulados, mas como isso acontece em todo lugar nesse Brasil velho de guerra, não temos direito de reclamar. Depois de uma tarde e uma noite a bordo, resolvemos desembarcar para explorar a Ilha e suas fontes de águas cristalinas. Observei

que o desembarque deve ser feito com a maré cheia, porque existe muita lama nas margens. Como já estamos escolados com essas condições, não levamos isso muito em conta. Mas, a prefeitura municipal já deveria ter providenciado um píer para embarque e desembarque da população. Sair e entrar na ilha, somente molhando os pés. Uma vez ou outra ainda vai, mas fazer isso todo santo dia é um tormento. Avalie quem precisa sair para trabalhar ou estudar! Na chegada pedimos informações a uns nativos que estavam na

praça, mas eles não deram muita importância a nossa causa. Perguntamos pelas fontes e um deles falou que elas estavam espalhadas por ai. Perguntamos a que horas a igreja estaria aberta e eles, mais uma vez, não sabiam. Perguntamos quantos habitantes haviam na localidade e fomos aconselhados a procurar pela moça do IBGE. Depois de algumas perguntas sem respostas, resolvemos encarar por conta própria as trilhas da Ilha. Devíamos ter ido até a escola pública, mas como estava no horário de aulas, desistimos.

Passamos por uma pequena ponte que cruza um braço de rio e pegamos a primeira trilha que encontramos. No caminho vimos que a limpeza urbana não estava funcionando e a degradação ambiental, apesar de algumas placas informativas, era uma verdade difícil de digerir. Caminhamos uns mil metros e demos de cara com algumas construções inacabadas no meio da mata, fruto do descaso com o dinheiro público e da permissidade das autoridades. Mais um pouco e encontramos a primeira fonte, mas de longe já vimos que aquela não

poderia ser uma das tais fontes de água cristalina. Chegamos perto e comprovamos o descaso com a fonte. Fontes que batizam a Ilha. Fontes de incentivos ao turismo. Fontes de inspirações. Fontes que nos levam a sonhar. Fontes de belezas e fontes das eternas bandalheiras politiqueiras. A primeira fonte que avistamos estava cheia de lixo, insetos mortos, folhas, galhos, garrafas plásticas e todo um aparato de milacrias. Não deve ser aqui! Foi nosso primeiro pensamento. Poderíamos até seguir um pouco mais, mas a desilusão falou mais alto e resolvemos dar meia volta. No caminho encontramos uma senhora e pedimos informações sobre as fontes. Ela disse que muitas já estavam abandonadas e no mesmo estado da que avistamos. A Ilha já tem água encanada e ninguém liga mais para as tais fontes. Ela mesma nunca mais havia estado numa delas. Os tempos mudaram! Voltamos para a pracinha e ficamos ali tentando adivinhar o que se passa na cabeça dos administradores públicos e da população que se vende calada emtroca de umas míseras promessas e uns trocadinhos baratos. Na cabeça das “autoridades” tudo funciona as mil maravilhas. Só pode! Tomamos água, de garrafinha, e voltamos para o barco com a imagem da fonte na cabeça. Não tínhamos mais o que ver na Ilha das Fontes, mas voltaremos lá um dia.


esportes

HOJE NA TV

10h30 -Esporte Espetacular TV Globo 16horas - Série A: Figueirense x Flamengo - Globo e Band

RÁDIO GLOBO NATAL

7h - Esportes em Debate Especial 16 h - Série A - Figueirense x Flamengo

ARENA DAS DUNAS

Demétrio Torres garante início da obra nesta segunda-feira. PÁGINA 2

CURIOSIDADES

DICAS

NÚMEROS

O Alecrim é o último dos grandes a completar 96 anos. O Alviverde faz aniversário nesta segunda-feira (15).

As entradas para o jogo ABC x Grêmio Barueri estarão à venda a partir de hoje no Frasqueirão.

32 milhões de reais é o valor da fase de demolição e terraplanagem da Arena.

Editor: Itamar Ciríaco e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 14 de agosto de 2011

Segunda fase de inscrições para potenciais Centros de Treinamentos está aberta até 16 de setembro. Outras duas janelas, em 2012, completarão as rodadas para definir a lista final. É oportunidade para os clubes do RN

[ COPA 2014 ]

Fifa abre vagas para novos CTs ALEX RÉGIS

stá aberta a segunda fase de inscrições para Centros de Treinamento das Seleções (CTs) da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Até 16 de setembro, cada cidade brasileira que se candidatar poderá enviar especificações sobre locais sugeridos para os CTs. Ao todo, as concentrações abrigarão 32 seleções participantes do evento no país. Em 2012, duas novas janelas serão abertas. A versão final da lista, prevista para o primeiro semestre de 2013, terá pelo menos 64 potenciais CTs, considerandose uma média de pelo menos duas opções para cada seleção. A triagem é feita com base em análises do Fifa Accommodation Office (FAO) para acomodações e do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo da Fifa 2014 (COL) para os campos de treinamento. Entre os critérios avaliados, estão a capacidade e a infraestrutura das acomodações, dados técni-

cesso. Quem não se enquadrar nestes critérios agora, poderá se readequar em uma futura janela. É interesse do Comitê Organizador e do Brasil oferecer o máximo de instalações em boas condições, para que as seleções possam organizar suas estratégias da melhor forma possível”, ressalta Marcelo Cordeiro, gerente geral de competições e serviços às equipes do Comitê Organizador da Copa do Mundo.

E

O Centro de Treinamento do América tem projeto para ampliação e modernização e poderia ser uma oportunidade para o clube

cos dos campos de treinamento e a distância de ambos a aeroportos aptos a receber aeronaves de médio porte. Ao todo, mais de cem detalhes técnicos são levados em consideração. A Fifa envia os detalha-

BATE-PAPO Marcelo Cordeiro » gerente geral de competições e serviços às equipes do Comitê Organizador da Copa do Mundo Quando será divulgada a primeira lista de CTs e quando estas cidades que vão se inscrever agora saberão se estão aprovadas? Nós estamos finalizando agora as visitas de inspeção aos locais que se inscreveram na primeira janela. Nós receberemos da empresa que está fazendo estas inspeções um relatório completo de cada um destes campos. A partir daí, faremos uma análise destes relatórios e divulgaremos em breve a primeira lista. Não há garantia que uma cidade aprovada no processo abri-

gue uma seleção na Copa. O investimento não é arriscado? De maneira alguma. O investimento em construção e melhorias em centros de treinamento será um legado para o esporte do país. Estes campos poderão ser utilizados para abrigar escolinhas, clínicas internacionais, entre outras coisas. Portanto, não é um dinheiro jogado fora ou investido em vão. O Comitê vai dar algum tipo de ajuda financeira? A gente não prevê financiamento de nenhuma obra.

SELEÇÕES BRASILEIRAS CAMPEÃS DEIXARAM AS SUAS MARCAS

1

A primeira Seleção Brasileira a conquistar uma Copa do Mundo da Fifa,em 1958 na Suécia,ficou imortalizada com a revelação de Pelé e Garrincha para o mundo.Os olhos do planeta estavam voltados para o evento e uma pequena cidade chamava atenção:Hindas,onde ficava o CTs dos gênios brasileiros,recebeu Pelé aos 17 anos e até hoje os moradores dizem que descobriram em primeira mão o atleta do século.

2

A edição seguinte da Copa do Mundo da Fifa,que garantiu o bicampeonato ao Brasil,em 1962,foi sediada no Chile.A seleção ficou concentrada em Quilpué que ganhou destaque no roteiro turístico litorâneo,na província de Valparaíso.

3

Tricampeã na Copa do Mundo da Fifa México 1970, a histórica seleção de mitos como Pelé, Rivelino, Gerson, Tostão e do técnico Zagallo chamou a atenção do mundo desta vez para Guadalajara. A cidade mexicana ficou

eternamente marcada pela passagem dos ídolos mundiais do futebol, simbolizada na praça “Brasil”, nos arredores do CTs.

4

Durante o eternizado tetracampeonato brasileiro nos Estados Unidos,em 1994,a pequena cidade de Los Gatos,em Santa Clara,na Califórnia,que hospedou a seleção de Romário e Bebeto, entrou em festa.

5

Em 2002, o pentacampeonato brasileiro trouxe Ronaldo Fenômeno de volta aos holofotes. A Seleção ficou conhecida por “levar a casa nas costas”, pois ficou hospedada em mais de um CTs, dependendo do local das partidas, sediadas no Japão e na Coreia do Sul. A cidade japonesa de Hamamatsu, na província de Shizuoka, foi um dos CTs. Com uma grande concentração de sul-americanos, sobretudo brasileiros, a cidade recebeu os campeões com muita festa e a influência brasileira tornou-se ainda mais forte.

mentos dos potenciais CTs para as federações nacionais, que realizam a seleção final sobre onde querem se instalar com suas equipes. A primeira fase de inscrições, com 205 postulações, resultou em

uma lista de 151 locais avaliados, de 20 diferentes estados brasileiros. A relação dos potenciais CTs, no entanto, não é predeterminada. O processo de análises continua em andamento. Locais inicial-

mente não aplicáveis poderão vir a ser reconsiderados, por exemplo, em fases seguintes, se passarem a cumprir os requisitos necessários. “Uma cidade que não for aprovada agora não está fora do pro-

O QUE É UM CT Um Centro de Treinamento de Seleções é a base de uma equipe durante a Copa do Mundo da Fifa nos dias em que não disputa partidas. Cada federação nacional define onde quer hospedar sua seleção. O local precisa apresentar acomodação e campo de treinamento, não necessariamente no mesmo espaço. A Fifa responsabiliza-se pelas acomodações e o COL, pelos locais de treinamento, para aprovar uma lista final de sugestões enviadas para cada federação participante. Na Copa do Mundo da Fifa 2014, serão 32 seleções participantes e cada uma delas receberá pelo menos duas sugestões.


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 14 de agosto de 2011

[ COPA 2014 ] Responsável pela Secopa, Demétrio Torres recebeu as licenças para instalação do canteiro de obra e para realizar a

terraplanagem do terreno e promete iniciar a obra para construção do novo estádio natalense hoje com um mês de antecedência

Arena das Dunas: de sonho a realidade VICENTE ESTEVAM repórter de Esportes

s obras da Arena das Dunas serão iniciadas amanhã, em Natal. A notícia partiu do secretário Extraordinário para Assuntos Relativos à Copa no RN (Secopa), Demétrio Torres, que na última sexta-feira recebeu a licença para iniciar os serviços de instalação do canteiro de obras e para realizar a terraplanagem do terreno destinado a nova praça esportiva. Dentro de cinco dias o governo vai receber o licenciamento para iniciar os projetos de demolição do estádio Machadão e do ginásio de esportes Machadinho. Demétrio ressaltou que agora não existe mais como interromper este processo. “É importante dizer que tomamos todas as precauções dentro desse processo e realizamos os pedidos de licenciamento em partes: o pedido de instalação do canteiro de obras, pedido para realizar a terraplanagem, o pedido de demolição e o pedido de construção. Com isso, nosso objetivo era diminuir o tempo de análises desses processos na Semurb. Recebi o licenciamento da terraplanagem na sexta-feira e segunda-feira (amanhã) daremos início a mais essa etapa do projeto”, afirmou o secretário. De posse da foto aérea do terreno, com a projeção virtual da localização da Arena das Dunas, Demétrio Torres salientou que a terraplanagem pode ser considerado o serviço mais importante desse inicio de trabalho, pelo fato de 70% do novo estádio estar localizado dentro da área que vai começar a ser aplanada. Do restante, 20% consumirá toda área do Machadinho e apenas 10% da construção atingirá parte da estrutura do Machadão. Com isso, o secretário espera que os natalenses que vinham demonstrando alguma desconfiança em relação ao projeto, devido as notícias infundadas publicadas por parte da imprensa nacional, passe dar mais crédito as declarações das autoridades locais. “Ficam dizendo que o nosso projeto está atrasado, mas eles estão en-

A

Foto aérea com projeto virtual do novo estádio,mostra a real localização da Arena das Dunas.Maior parte da nova praça de esportes será localizada na área da terraplanagem

ganados. Na verdade, nós estamos até adiantados em relação ao cronograma oficial acertado com a Fifa em dezembro de 2010. Tem mais, o estádio Arena das Dunas estará pronto em dezembro de 2013. só uma problema muito grave, como uma guerra por exemplo, pode fazer com que esse prazo não seja cumprido”, ressaltou. O prazo de 30 meses estabelecidos para o término do projeto começou a ser contado no último dia 30 de junho, a demolição do Machadinho, por se concentrar numa parte estratégica, ocorrerá primeiro que a do Machadão, que terá uma sobrevida maior pelo fato de os engenheiros não terem a intensão de acumular montanhas de resíduos na área de trabalho. “Antes mesmo do término do serviço de terraplanagem nós ire-

mos realizar a demolição do Machadinho. O processo vai ganhar celeridade porque praticamente não precisaremos remover as fundações do ginásio nem do antigo estádio, o que encareceriam mais o projeto. Só seremos obrigados a realizar esse trabalho quando essas fundações coincidirem com as projetadas para sustentação da Arena das Dunas”, explicou. O secretário disse também que o governo está sendo criterioso com o projeto Copa. “Nós estamos tendo o cuidado de executar apenas os serviços que a lei nos permite. Não atropelamos etapas justamente pensando em prevenir futuras ações na Justiça solicitando a paralisação das obras. A partir de agora a população vai começar a ver a Arena das Dunas tomar forma”, ressaltou.

DIVULGAÇÃO

Arena será entregue em dezembro de 2013,segundo o cronograma

Demolição vai custar R$ 32 milhões A demolição do complexo esportivo Machadão-Machadinho, incluindo o custo com a reciclagem do material para reaproveitamento no projeto de construção da Arena das Dunas, tem o preço estimado em R$ 32 milhões, o equivalente a 8% da verba global do projeto que irá propiciar à capital potiguar sediar um dos grupos da Copa do Mundo de 2014. Para ser ter uma ideia da grandiosidade do que está para ser construído, basta informar que a quantia equivale ao que foi investido na construção de 850 casas do projeto Minha Casa, Minha Vida na cidade de Parnamirim. Toda equipe de engenheiros da construtora responsável pelo projeto de demolição já se encontra trabalhando em Natal, aguardando apenas o sinal verde para dar início ao processo. “Quando nos for entregue a licença de demolição, iremos levar em torno de mais cinco dias para iniciar o processo. Antes disso, iremos aguardar que a Prefeitura de Natal, que realizou licitação e elegeu uma empresa para retirar a cobertura do Machadinho, realize o trabalho com uma certa urgência. A demolição vai iniciar com a limpeza daquilo que definimos como rejeito: tijolos, reboco e outras espécies de material que contaminam o canteiro de obras”, explicou Demétrio. Embora tenha anunciado que

EMANUEL AMARAL

A demolição do Machadão é emblemática para o marco do processo de construção da Arena das Dunas” DEMÉTRIO TORRES secretário da Secopa

Os projetos para a Copa do Mundo sempre serão prioridade no meu governo” ROSALBA CIARLINI governadora do RN

O secretário da Secopa, Demétrio Torres, não acredita em paralisação do processo de construção

o processo de demolição seria misto, sendo parte das estruturas implodidas e outras partes destruídas através de forma mecânica, o secretário informou que surgiu uma empresa propondo realizar todo o processo de forma mecânica e que segundo Dmétrio Torres deve ter a proposta melhor analisada. “O uso de explosivo numa área tão habitada quanto aquela de Lagoa Nova deve ser cercado de muito cuidado. Se existe uma empresa que promete realizar o processo de demolição todo de forma mecânica e com celeridade, en-

tão é melhor considerar essa hipótese”, disse o responsável pela Secopa, destacando que o Machadinho não levará mais de 30 dias para ir ao chão. “Sabemos que a demolição do Machadão é emblemática para o marco do início do processo de construção da Arena das Dunas, mas não teremos a necessidade de colocar aquela estrutura abaixo logo, portanto, o trabalho irá sendo realizado de acordo com a necessidade”, reforçou. Evitando as pilhas de escombros, irá sobrar área suficiente no

canteiro de obra para instalação da fábrica de pré-moldados, para montagem do almoxarifado e local para abrigar as estruturas metálicas, que chegarão em partes e terão de ser soldadas antes de serem erguidas. O governo que havia ganho prazo de 75 dias ao antecipar a expedição da ordem de serviço, tinha estimativa de que o processo de retirada das licenças iria durar em torno de 90 dias, mas na verdade durou 120 dias, ainda assim trabalha com uma folga de 30 dias em relação ao cronograma inicial.

NÚMEROS

30

meses é o prazo estabelecido para que a construtora responsável pelo projeto entregue a Arena das Dunas.

120

foram os dias que a Semurb levou para liberar as licenças para instalação do canteiro de obras.

Trabalhos não afetarão o trânsito Apesar de ser um projeto grandioso, encravado numa área onde se registra uma das maiores concentração de trânsito na cidade, o secretário da Secopa, Demétrio Torres, garante que o início da preparação do terreno para construção da Arena das Dunas, não irá provocar transtornos aos motoristas natalenses. O trabalho ficará restrito aquela área delimitada pelos tapumes e o carregamento de material, quando necessário, ocorrerá fora dos horários de pico. “Não vamos precisar carregar os escombros resultantes da demolição do Machadão e do Machadinho para nenhuma outra área, teremos dentro do próprio canteiro de obras uma central que irá reciclar todo material necessário. Em si, isso já vai diminuir e muito o risco de impacto em nosso trânsito”, afirmou Demétrio Torres. Os únicos projetos que serão desenvolvidos pelo governo estadual e que vão interferir no trânsito não irão ocorrer em Lagoa Nova. As intervenções vão ocorrer no prologamento da avenida Prudente de Morais, além da construção de novos acessos ao aeroporto Augusto Severo e as construções das passagens de nível na avenida Engenheiro Roberto Freire. Todos os demais projetos de mobilidade, onze no total, serão de responsabilidade da Prefeitura do Natal. Amanhã deverá ser o dia de maior movimento na área de Lagoa Nova, uma vez que os trabalhos serão iniciados com que os engenheiros denominam de raspagem do terreno, que é a retirada da vegetação encontrada no local, seguida da areia orgânica, que dará lugar ao material de aterro que virá de outras áreas da cidade. A única questão pedente a partir de agora, é a remoção dos bares situados na Pedra, que está dentro da área de interesse da construtora, mas que cabe a prefeitura resolver a situação dos comerciantes que atuam no local. “Aquele setor será usado, mas como se trata de uma desapropriação vamos deixar que o município resolva a situação”, salientou.


esportes

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |3

[ VÔLEI ] Norte-riograndense de 2,05m, Alexandre Fernandes, 16, deixa o Marista na próxima quarta e ganha uma chance no Minas Tênis Clube, um dos principais do país

Apito Final VICENTE ESTEVAM (interino) - jrvicente@tribunadonorte.com.br

Negócio de risco pressa é a inimiga da perfeição. A ânsia de recuperar o tempo perdido e construir o seu estádio próprio, vai levar a diretoria do América vender sonhos aos torcedores. A tarefa não é fácil e o poder de convencimento do grupo que está na frente desse do projeto terá de ser muito forte. O dinheiro que o clube diz ter para aplicar é pouco para um projeto de tamanha grandeza, então a principal fonte arrecadadora será mesmo a campanha para venda de cadeiras especiais e camarotes. Com um grupo contrário a dilapidação do patrimônio que ainda resta ao América, podemos prever a ocorrência de uma verdadeira guerra, caso surja uma nova proposta de alienação de área. Existem conselheiros que não querem sequer escutar coisa parecida e que prometem marcar posição contrária, caso seja necessário. Assuntos desse tipo sempre foram debatidos à exaustão dentro do conselho, mas o projeto atual foi desengavetado e ganhou corpo junto aos torcedores, que não admitem mais retorno, aspecto que vai acabar interferindo nas eleições do clube para presidente. O nome indicado para aquela cadeira terá forçosamente de ter crédito junto a galera, pois qualquer vacilo nessa delicada relação será suficiente para estremecer essa confiança e prejudicar o andamento do projeto da Arena do Dragão. Todos sabem do alto risco que o negócio traz e só pode se habilitar ao cargo aquele que estiver disposto a enfrentar o fardo. Hoje o clube não pode usar da prerrogativa de se licenciar do futebol para investir no patrimônio, as duas coisas têm de caminhar juntas, e o fracasso de uma pode inviabilizar a outra.

A

Velocidade Os planos do América são de imprimir uma velocidade impressionante à construção da futura Arena do Dragão. O presidente do Conselho Deliberativo do clube, José Rocha, disse que em 2012 pretende ver o time disputar alguns jogos do Estadual dentro de sua própria casa. Sem conhecimento do projeto ou de engenharia civil, eu acredito que

essa seria uma utopia da atual diretoria, mas devo informar que o estádio do Dragão, com capacidade para 51 mil pessoas e que foi projetado para ser um dos mais modernos da Europa, foi inaugurado um ano e seis meses após o início da sua construção. O detalhe nessa história é que o dinheiro estava todo alocado para obra.

Perdão O goleiro da equipe sub-20 do Sport, Gustavo, que está sendo processado por tentativa de assassinato em Minas Gerais, devido à agressão cometida a um jogador do Vasco, durante a disputa da Taça BH de Futebol Júnior, foi perdoado pelo presidente do clube, Gustavo

Dubeux, e já está reintegrado ao elenco. O dirigente elogiou a postura do atleta que pediu perdão pelo ato falho, mas disse que o jogador receberá acompanhamento psicológico para não reincidir no erro, além disso a multa administrativa está mantida.

AMOR QUE FERE O torcedor que publicou a entrevista com Clóvis Emídio e gerou a pior crise entre as diretorias de América e ABC, hoje devia colocar a mão na cabeça e pensar no tremendo prejuízo que provocou ao seu clube. O América, que vive uma das piores crises financeiras de sua história e agora passa por um bom momento na Série C, depois de alguns anos de decepções, pouco está podendo tirar proveito financeiro dessa boa fase. R$ 29.792,56 foi tudo que o alvirrubro conseguiu arrecadar no jogo de maior público no estádio Nazarenão. Depois o cidadão ainda quer culpar a imprensa pelos pecados que atingem o clube.

Desistência O projeto que o empresário Paulo de Paula ficou de apresentar ao América, de permutar com o clube parte do CT de Parnamirim em troca de um estádio e um centro de treinamento na zona norte de Natal, minguou. A proposta não teve como ser colocada a frente e esse foi o motivo da decisão de o clube buscar construir sua casa com recursos próprios, mesmo com pouco dinhei-

ro em caixa (R$ 1,35 milhão). Vale salientar que no final da década de 90, a construção do CT custou aos cofres americanos R$ 1,45 milhão, logo pode-se ver que o clube irá apostar todas as suas fichas no sucesso do relacionamento com o torcedor. A última parceria do tipo clube-torcedor ocorreu há 40 anos, realizada para construção da antiga sede alvirrubra na rua Maxaranguape.

Transação Com um campo de futebol encravado numa área nobre de Parnamirim, o Potiguar Esporte Clube começa a sofrer o assédio das grandes redes atacadistas de supermercados. A diretoria do clube ainda resiste à ideia de ser obrigado a trocar de endereço, na iminência de realizar uma parceria com a prefeitura local e ver o seu estádio reformado. É

bom lembrar que as partes tiveram muito próximo de um acordo na administração Agnelo Alves, rechaçado pelo conselho do clube, o prefeito atual Maurício Marques não admite mais essa possibilidade, uma vez que tem a intenção de partir para uma produção independente construindo um estádio médio em outra área da cidade.

BOA SACADA Vendo o país enfrentando alguns problemas no andamento dos projetos para o Mundial de 2014 e a seleção de Mano Menezes proporcionar um fiasco atrás do outro, o torcedor descobriu e divulgou no twitter uma maneira inovadora de fazer a contagem regressiva para o maior espetáculo esportivo do planeta, segundo a qual nos faltam três anos, três meses, doze sedes e um time de futebol para a Copa no Brasil.

Uma grande oportunidade para um “gigante” potiguar FOTOS:DIVULGAÇÃO

ais um atleta do Rio Grande do Norte arruma as malas para tentar a vida de atleta em um clube de vôlei do sul do país. Alexandre Fernandes, 16, deixa o Marista de Natal na próxima quarta-feira para ir defender as cores do Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte/MG. Destaque na seleção potiguar de vôlei juvenil, o garoto chamou a atenção dos olheiros de plantão pela estatura: de 2,05 metros de altura. Mas foi a sua desenvoltura dentro de quadra, apesar de estar apenas há um ano no esporte, que despertou o interesse dos mineiros. Determinado, Alexandre não vê à hora de vestir a camisa do Minas Tênis. “Essa é uma oportunidade que eu não vou deixar escapar. O Minas é um grande time do Brasil e espero que dê tudo certo”, comemorou o atleta, que passará por uma avaliação rigorosa nos próximos quatro meses. “Fico lá até o final do ano. Se agradar eu fico, caso contrário...”. Alexandre segue os passos de Michel Barreto, que também deixou o Marista há três anos para defender as cores do Minas Tênis Clube. “O Michel também saiu aqui do Marista e está lá (no Minas Tênis) até hoje. Quero seguir o mesmo caminho dele e me tornar um atleta de ponta no vôlei brasileiro”, sonha alto a mais nova revelação “produzida” no Marista de Natal. Além de Michel e, agora, Alexandre, no vôlei, o colégio já revelou atletas do nível de Virna e Amanda Juliana, no também no vôlei, e mais recentemente Bruno Fratus na natação. Alexandre aproveitou para agradecer ao professor Accioly, técnico na Seleção Potiguar Juvenil, e ao presidente da Federação Norte-riograndense de Vôlei, Igor Ribeiro Dantas, que deram total apoio para que o sonho do atleta se realizasse. “Não fosse por eles, talvez, nem estaria jogando vôlei”, afirmou.

M

Apoio da família Se depender do apoio da família e da torcida da mãe coruja, Ana Lilia, o caminho de Alexandre (ou Xandão) será de muito sucesso no vôlei. “Estamos muito felizes por ele, pois era isso que ele queria. Já chorei o que tinha de chorar (risos). Agora, é só torcer para que ele siga firme

A jovem revelação do voleibol do Rio Grande do Norte já esteve treinando no clube de Minas Gerais

Essa é uma oportunidade que eu não vou deixar escapar. Espero que dê tudo certo” ALEXANDRE FERNANDES atleta de voleibol

Alexandre Fernandes passou pela fase de adaptação e volta a Minas

lá no Minas Tênis e, quem sabe, um dia, chegue a Seleção Brasileira”, comentou Ana Lilia, já sentindo saudades do filho caçula. “A saudade vai ser grande, mas fazer o quê, né!?”. Ainda segundo ela, já tem gen-

te na família sonhando bem alto, além do próprio Alexandre. “A avó dele até já brincou com a situação. Disse que a Seleção (brasileira) já teve a época do Tande, agora, vai chegar a Era do Xande... Ou Xandão mesmo”, brincou a auditora

fiscal do Estado, que jogou basquete pelo Marista de Natal durante toda a adolescência. “A família inteira é desportista. Eu fui campeã de tudo com o professor Jucivaldo (Félix) no basquete do Marista. Meu esposo (Possidônio Santos) jogou handebol e meu filho mais velho (Leonardo Fernandes) também jogou basquete. Todos nós jogamos Jerns, nos bons tempos dos Jerns. Mas, ninguém seguiu a carreira de atleta profissional”, contou Ana Lilia. Na condição de ex-atleta de basquete do Marista, Ana Lilia não perdeu a oportunidade de criticar a falta de apoio ao esporte no Estado e disse esperar que esta convocação de Alexandre para jogar num time de ponta do vôlei nacional sirva de exemplo para outros jovens atletas do RN que sonham com a carreira profissional no esporte. “Esperamos que Alexandre possa alcançar os objetivos dele e que ele sirva de incentivo, de motivação para outros”.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 14 de agosto de 2011

Procurando retomar a liderança da competição, rubro-negro viaja até Florianópolis para enfrentar o Figueirense, de olho na vitória para continuar na briga pelas primeiras posições. Atacante Jael pode ganhar uma chance na equipe titular [ SÉRIE A ]

Fla tenta recuperar a ponta da tabela isposto a terminar a 16ª rodada do Campeonato Brasileiro na liderança, o Flamengo visita o Figueirense hoje, às 16h, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC). O Rubro-Negro chega para este duelo com os mesmos 33 pontos do Corinthians e para ficar na ponta isolada precisa vencer e torcer por um tropeço do Timão, que no mesmo horário recebe o Ceará na capital paulista. Vanderlei Luxemburgo, técnico do Flamengo, sabe que não pode colocar nas costas dos seus jogadores ainda mais pressão na luta pela liderança do Brasileirão. A luta rodada a rodada com os corintianos se tornou uma das principais atrações da competição, mas o tema é tratado com cautela pelo comandante rubro-negro. “Nós sabemos que é importante ir ganhando os nossos jogos e somando pontos. Claro que é sempre positivo jogar a responsabilidade para o outro lado, no caso o Corinthians. Mas estamos cientes de que o importante neste momento é o Flamengo é ir fazendo a nossa parte e isso graças a Deus estamos conseguindo fazer”, disse Vanderlei Luxemburgo. Na visão dos jogadores do Flamengo, a invencibilidade da equipe no Campeonato Brasileiro pode acabar ajudando o time no duelo contra o Figueirense. “Nós sabemos que a invencibilidade é algo que pode acabar a qualquer momento, mas temos que trabalhar para que isso dure por muito tempo. Não por conta da situação, mas porque é muito importante conseguir pontuar. O Figueirense tem um grande time, mas com certeza vai tomar seus cuidados com o Flamengo por conta de nossa

NINA LIMA

MAURÍCIO VAL

D

Ronaldinho Gaúcho é o artilheiro do Brasileiro com nove gols

campanha. Portanto, precisamos tirar proveito disso e tentar impor o nosso ritmo desde os primeiros minutos”, afirmou o lateral direito Leonardo Moura. Como no meio de semana preservou os meias Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR, na estreia das duas equipes na Copa Sul-Americana, o Flamengo pode considerar que entrará em campo reforçado de seus dois principais jogadores. Mas Thiago Neves, com dores musculares na perna esquerda, pode ficar de fora. Caso isso aconteça, o argentino Bottinelli entra na equipe.

FICHA TÉCNICA FIGUEIRENSE FLAMENGO Wilson,Bruno, João Paulo,Edson Silva e Juninho; Túlio,Jackson, Maicon e Elias; Júlio César e Somália (Fernandes) Técnico: Jorginho

Felipe,Leonardo Moura,David Braz, Ronaldo Angelim e Junior Cesar;Aírton, Willians,Renato Abreu e Thiago Neves (Bottinelli);Ronaldinho e Deivid (Jael) Técnico:Vanderlei Luxemburgo

Estádio:Orlando Scarpelli Horário:16h Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR) Assistentes:Roberto Braatz (Fifa-PR) e Bruno Boschilia (PR)

Thiago Neves sentiu dores musculares e é dúvida para o jogo de hoje

Fluminense e Grêmio fazem duelo pela recuperação Em um choque de tricolores, o Fluminense visita o Grêmio hoje, às 18h30, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS), em confronto válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. As duas equipes tentam reagir para poderem sonhar com um futuro melhor na competição. Os cariocas, que somam 21 pontos, foram derrotados pelo América-MG no fim de semana passado, enquanto que os gaúchos, na estreia do técnico Cel-

so Roth, empataram sem gols com o Palemiras. Os gremistas, porém, com 15 pontos, flertam com a zona de rebaixamento. Ao longo da semana o técnico Abel Braga procurou mostrar aos jogadores que não existe muito tempo para se ficar lamentando a derrota para o América e que o foco tem que ser o compromisso diante do Grêmio. Ele pediu aos seus comandados para que não se preocupem com a posição.

Vasco e Palmeiras duelam de olho nos líderes A derrota para o Vasco na estreia da Copa Sul-americana desestabilizou o Palmeiras, que ficou mais distante da vaga na próxima fase do torneio continental. Por isso, hoje, às 16h, o Verdão tenta se reerguer em outra competição, o Campeonato Brasileiro, novamente diante do time de Ricardo Gomes, em São Januário. As duas equipes se reencontram em um confronto direto do Nacional. Apesar de ambos estarem com 27 pontos, o Vasco vive bom momento na temporada, enquanto o Palmeiras sofre pressão para voltar a vencer na competição. No Vasco, a ordem é seguir vencendo para apagar a goleada para o Botafogo no fim de semana. Os cruzmaltinos estão seis pontos atrás de Flamengo e Corinthians, mas têm o confronto direto contra os rubro-negros ainda no turno. Para se recuperar no Brasileirão, o técnico Luiz Felipe Scolari deve promover mudanças na equipe. Uma mudança certa é a saída de Marcos Assunção, suspenso, que deve ceder sua vaga para Chico. Já na armação das jogadas, Valdivia volta da seleção chilena e desbanca Patrik para o banco. “Precisamos trabalhar forte e analisar os motivos que nos levaram à derrota. Não podemos nem pensar em perder novamente”, avisa o atacante Maikon Leite, que também corre o risco de ir para o banco de reservas, pois Dinei agradou quando entrou nos jogos passados.


esportes

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

Depois de desfalcar a equipe por quatro rodadas, Liédson está de volta para tentar ajudar o Timão a retomar o equilíbrio na competição. Júlio César reaparece no gol corinthiano, e Ralf é confirmado, depois de servir à seleção [ BRASILEIRO - SÉRIE A ]

Reforçado, Corinthians quer vencer ão Paulo (SP) - Gazeta Press - De volta à primeira colocação do Campeonato Brasileiro com o empate sem gols com o Santos, no meio de semana, o Corinthians volta a campo às 16 horas, quando recebe o Ceará, no Pacaembu. A partida é válida pela 16ª rodada da competição nacional. A única baixa no time titular será o lateral esquerdo Fábio Santos, que fraturou a clavícula esquerda e ficará fora dos gramados por cerca de dois meses. Em seu lugar, o técnico Tite deverá colocar Ramon, recém-contratado e com apenas uma partida disputada pelo Corinthians. Em contrapartida, o treinador terá de novo à disposição o goleiro Julio Cesar e o atacante Liedson, liberados pelos médicos. Após a saída de ambos, o time, que vinha invicto e com ótimo aproveitamento, teve a liderança ameaçada e conquistou somente uma vitória em cinco jogos. Além deles, voltam de suspensão mais dois jogadores. O volante Ralf, que forçou o terceiro cartão amarelo para aproveitar que já havia sido convocado pela seleção brasileira, e Jorge Henrique. O meio-campista tem lugar cativo, mas o atacante pode seguir fora para Alex continuar. “O Ceará é muito veloz. Esse tipo de time marca forte e espera qualquer tipo de precipitação para tirar vantagem. Nós respeitamos todos, não importa se jogamos contra Flamengo, São Paulo... Esperamos a mesma dificuldade. O Ceará está mais maduro, qualificado, tem dado trabalho. Eles venceram o São Paulo em um jogo eletrizante”, projeta Alessandro. O lateral direito do outro lado adota discurso semelhante. “O Co-

S

JOSÉ PATRÍCIO/AE

rinthians sabe que a nossa equipe tem qualidade, então, o respeito acontece das duas partes. A Série A está muito nivelada e os times tem provar sua vaga na primeira divisão a cada jogo. Vamos motivados e respeitando o adversário, mas nosso objetivo será sempre a vitória”, espera Boiadeiro. A equipe nordestina terá desfalques. Vetados pelo departamento médico do Ceará, o lateral esquerdo Vicente, o zagueiro Diego Sacoman e o volante João Marcos eram baixas esperadas e não viajaram a São Paulo com a delegação. Já o goleiro Fernando Henrique vinha treinando com bola, mas acusou novas dores na mão e voltou a fazer tratamento. CIRURGIA O corintiano Fábio Santos passou por cirurgia na clavícula esquerda e recebeu alta hospitalar ontem. O procedimento foi realizado pelo ortopedista Alexandre Santa Cruz, da equipe médica de Joaquim Grava, no Hospital São Luiz. FICHA TÉCNICA CORINTHIANS CEARÁ Julio Cesar; Alessandro,Chicão, Leandro Castán e Ramon;Ralf, Paulinho e Alex (Jorge Henrique); Willian,Danilo e Liedson Técnico: Tite

Diego;Boiadeiro, Fabrício, Anderson Luís e Egídio;Heleno, Michel,Rudinei e Enrico;Osvaldo e Marcelo Nicácio Técnico:Vagner Mancini

Estádio: Pacaembu Horário: 16 horas Árbitro:Paulo Godoy Bezerra (SC) Assistentes:Nadine Schram Bastos e Marco Antônio Martins (ambos de SC)

Tite conversou com Liédson, no último treino da equipe e confirmou a volta do atacante ao time titular do alvinegro paulista

Bahia e Inter buscam regularidade em Salvador

Coritiba quer aproveitar má fase do Atlético/MG

Salvador (BA) - O Campeonato Brasileiro é um só, mas o disputado pelo Bahia é diferente do que o Inter participa. Os baianos querem seguir na Primeira Divisão, enquanto os gaúchos visam o título ou, na pior das hipóteses, uma vaga na Libertadores. Os dois se enfrentam hoje, no Pituaçu. O jogo das 18h30 (de Brasília) pode ser somente pela 16ª rodada, mas o resultado positivo dará um passo importante na busca do obje-

Curitiba (PR)- Sem vencer em casa nos últimos dois confrontos, o Coritiba tenta quebrar o jejum no Estádio Couto Pereira aproveitando-se da fase instável do Galo, hoje, às 16 horas (de Brasília), pelo Campeonato Brasileiro 2011. As duas equipes estão em posições intermediárias na tabela e uma vitória pode ser o início da recuperação. Em caso de tropeço, a proximidade da zona da degola volta a preocupar. O técnico Mar-

tivo, fazendo crescer a confiança. Desde que Osmar Loss assumiu, o Inter viu uma proliferação de gols em seus jogos. Para o bem e para o mal. O treinador manteve o bom desempenho ofensivo deixado por Falcão. São 11 gols marcados em sete partidas. A defesa, entretanto, piorou seus números, sofrendo a mesma quantidade de gols. “Estamos sofrendo mais gols do que gostaríamos. Estamos fazendo muitos gols”, disse Loss.

celo Oliveira, que reencontra o time que o revelou para o futebol como jogador e treinador, garante estar focado agora no clube do Alto da Glória. Para escalar o time, alguns problemas. O meia Davi se juntou ao zagueiro Pereira e o volante William, todos vetados pelo departamento médico alviverde. Já Marcos Aurélio, em baixa, tem sua posição ameaçada. Éverton Costa, que se recuperado, por ser opção.


6

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 14 de agosto de 2011

[ MUNDIAL SUB-20 ] As duas seleções se enfrentam às 20h (Brasília)

e os brasileiros veem a partida de hoje com muita preocupação

Brasil e Espanha brigam por uma vaga nas semifinais epois de eliminar a Arábia Saudita por 3 a 0 nas oitavas, a Seleção Brasileira volta a campo pelo Mundial Sub-20 hoje, às 20h (de Brasília), quando terá pela frente a Espanha no Estádio Hernán Ramírez Villegas, em Pereira, em confronto válido pelas quartas de final do torneio disputado na Colômbia. Os espanhóis passaram pela Coreia do Sul apenas nos pênaltis, por 7 a 6, após empate sem gols no tempo normal. O confronto é um dos mais tradicionais das categorias de base e bem equilibrado. Em 1985 o Brasil venceu por 2 a 0 na fase de classificação. A Espanha, pela mesma etapa, devolveu o placar em 1999. O jogo mais importante aconteceu em 2003, quando ambos se encontraram na grande final e os canarinhos ganharam por 1 a 0. Já no último duelo, pelas oitavas de final de 2007, a Fúria saiu vitoriosa: 4 a 2. Ciente das dificuldades que terá pela frente, Ney Franco, técnico da Seleção Brasileira, dá a entender que o Mundial, para ele, está começando agora. “Dessa vez teremos pela frente uma seleção que, as-

D

O técnico Ney Franco alertou ao time que não poderá falhar

sim como nós, é uma postulante ao título. Portanto, não podemos facilitar em nada e temos que ter concentração, pois ainda pecamos em alguma coisa”, disse Ney Franco. Apesar de durante a partida contra os árabes o atacante Willian ter entrado no intervalo e melhorado o time, dificilmente Ney Franco vai promover mudanças em um confronto tão equilibrado. Pelo lado da Espanha, que tam-

bém vai manter a base das oitavas de final, o técnico Julen Lopetegui promete uma postura bem ofensiva. “Nós sabemos que enfrentar a Seleção Brasileira, que parte para cima, é complicado. Mas vamos manter o nosso estilo de jogo, buscando o gol e atuando de maneira vertical. Se chegamos até aqui, não vejo motivos para modificações repentinas, nem mesmo que seja diante do Brasil”, disse Julen Lopetegui.

lopesrn@hotmail.com

Estádio privado

O

Clubes do RN entram em campo para a 5ª rodada s representantes do Rio Grande na Série D do Campeonato Brasileiro voltam a campo hoje para mais uma rodada importante. O Alecrim recebe, em Goianinha, às 15h15, o Porto de Pernambuco. Já o Santa Cruz/RN faz o duelo com o homônimo recifense, às 16h, no Arruda. O Alviverde vem de derrota para o Tricolor do Inharé (2 a 1), na rodada anterior, jogando no Iberezão. O time comandado por Berguinho precisa da vitória para continuar sonhando com a vaga na próxima fase do Brasileirão. A partida, que será disputada no estádio Nazarenão, em Goianinha, é apontada como chave pelo treinador e pelo elenco. No Alecrim, todos apostam na vitória como forma de presentear o clube e o torcedor, uma vez que o Alviverde completa 96 anos amanhã. Já o Santa Cruz/RN, que lidera a competição, tem um compromisso bem mais complicado. A torcida do Tricolor pernambucano promete lotar o “Mundão do Arruda” para empurrar o time Coral. A equipe comandada por Paulo Moroni lidera a competição e sabe que um bom resultado fora de casa pode ser um passo importante para a classificação à próxima fase. Além dos jogos envolvendo os dois representantes potiguares, acontecem mais oito jogos, inclusive com as presenças dos dois representantes paulistas: Mirassol e Oeste. Nesta fase, os 40 clubes foram divididos em oito grupos de cinco times cada. Eles se enfrentam entre si em dois turnos e os dois melhores avançam à segunda fase.

O

Marcos Lopes presidente do Conselho Deliberativo do América, José Rocha, foi muito claro sobre o planejamento para a construção do estádio Arena do Dragão, quando conversando comigo disse que independente do estádio que será construído pelo governo, o América não abre mão de ter o próprio estádio. Ora, José Rocha parece ter deixado claro que não está nos planos do clube ceder terreno no CT para que seja erguido lá dentro um está-

[ SÉRIE D ]

CONFIRAM OS JOGOS

dio municipal, de propriedade da prefeitura de Parnamirim. O que o dirigente deixou claro é que o América quer o apoio da prefeitura na infra-estrutura e melhorias nas imediações do futuro estádio. O América não vai perder mais uma vez o trem da história e abrir mão de construir um estádio, ser proprietário de um estádio, ter a chave e o controle sobre ele. Na conversa com José Rocha senti nele o firme propósito de construir o Arena do Dragão com recursos

Posso ser chato

Ei!

Volto a insistir que o futebol de Natal, Caicó e Mossoró é vitima do descaso do Poder Público quando o assunto é estádio de futebol. Em Natal desde que foi definida a demolição do Machadão nenhuma autoridade mexeu uma palha sequer para buscar uma solução para o problema. O governo até agora, só prometeu e não interessa quem é a governadora de plantão. Foram promessas ontem e são promessas agora. De prático mesmo nada, a não ser os obstáculos para revitalizar o Juvenal Lamartine que atenderia perfeitamente as necessidades do futebol da capital. Em Caicó, o estádio Marizão não resiste a um vento um pouco mais forte e coloca torcedores, imprensa e demais profissionais que freqüentam aquela praça de esportes em situação de risco. Mossoró para não ficar atrás de Natal e Caicó permitiu que o estádio Nogueirão se deteriore a cada dia. Lá, a prefeitura assiste passivamente o caos que está instalado.

Já está na hora do Ministério Público que é tão diligente e exigente no que diz respeito ao cumprimento do Estatuto do Torcedor entrar em ação e apurar este crime que as autoridades vem cometendo contra o patrimônio público. Crime em Caicó contra o Marizão, crime em Mossoró contra o Nogueirão e crime em Natal, onde o governo não dá solução para o grave problema criado com a interdição do Machadão. Gostaria muito de vê uma ação enérgica do Ministério Público, gostaria de ver o MP ao lado do futebol potiguar para buscar uma solução para um problema sério que está posto já faz tempo e ninguém faz nada, nem os clubes que são os maiores interessados. A FNF está sozinha desde 2009 cobrando, exigindo e tentando uma solução. Presidente José Vanildo só encontra promessas, conversa fiada e blá-blá-blá. Ei! Ministério Público, ei, ei, ei.... vamos entrar na briga¿

próprios, com parcerias com a iniciativa e com a participação direta e decisiva do torcedor. José Rocha disse que vai lançar uma campanha para que o torcedor participe efetivamente da construção do estádio, e em momento algum levantou qualquer possibilidade sobre construção de um estádio municipal na área do CT: “O meu objetivo a partir de agora é construir o estádio do América” garantiu José Rocha, e quem fala assim não é gago.

Fim de jogo, fim de papo JOÃO MARIA ALVES

Maurício Pantera, ao lado de Cristiano Tiririca, é esperança de gols do Santa Cruz no Arruda

15h15 Alecrim-RN x Porto-PE 16 horas Santa Cruz-PE x Santa Cruz-RN Vitória da Conquista-BA x River Plate-SE Formosa-DF x Volta Redonda-RJ Operário-PR x Oeste-SP Brusque-SC x Cruzeiro-RS 17 horas Cuiabá-MT x Vila Aurora-MT Sampaio Corrêa-MA x IndependentePA São Raimundo-PA x Comercial-PI 19 horas Mirassol-SP x Cerâmica-RS

ARTIGO

Alecrim Futebol Clube JOSÉ NORMANDO BEZERRA conselheiro do Alecrim FC

ez poeta o rouxinol, pôs no campo o Alecrim”. Pois é como no fado português “Foi Deus”,há 96 anos um grupo de jovens colocavam em campo o Alecrim FC, lembrando que entre esses fundadores estava João Café Filho, que seria goleiro da equipe alviverde, e mais tarde entrando na política ocuparia o seu mais alto posto de presidente da República. O Verdão Maravilha ao longo desse tempo ganhou dezenas de títulos no futebol, voleibol, futebol de salão, basquete, pedestrianismo, ciclismo. No futebol que é a sua principal marca, obteve os seguintes títulos: campeão norteriograndense nos anos de 1924, 1925, 1963, 1964, 1968, 1985, 1986; campeão do Nordeste da série D em 2009; campeão da taça Cidade do Natal – 1979, 1982, 1986; tri-campeão do torneio Incentivo – 1976, 1977, 1978; dez vezes campeão do torneio Início; campeão dos torneios da marinha em 1969 e do “Santos Dumont” em 1970; tetra campeão de Aspirantes em 1961, 1962, 1963, 1964, bi campeão de juniores (86 e 87), campeão invicto de juniores 2006, vice campeão estadual em 1928, 1953, 1962, 1965, 1966, 1970, 1972, “ano da inauguração do estádio Machadão” e 1982, vice campeão da taça Cidade do Natal em 1972,1976 e 1985, dos torneios “Rio Grande do Norte” em 1979, “Buriti” em1980 e “Assis de Paula” em 1995. Representou o RN na primeira divisão do campeonato brasileiro de 1986, jogando inclusive com o Botafogo no Maracanã e com o Palmeiras no Parque Antártica. Neste 15 de agosto, dia da Assunção de Nossa Senhora, o Rio Grande do Norte amanhece sentindo um cheirinho de Alecrim como fala a canção” Uma casa portuguesa” de Roberto Leal, “Tanto Mar” de Chico Buarque. O Alecrim, clube homônimo do bairro onde foi fundado, é uma agremia-

“F

ção mítica e mística, que tem uma história de pioneirismo que o diferencia das demais equipes, cito algumas: é o único clube brasileiro que teve um goleiro que foi presidente da República, Café Filho; um torcedor padre que foi governador do Estado Monsenhor Walfredo Gurgel , falar em padre temos um grande torcedor o padre Pio, um ex presidente nascido na Ilha de Fernando de Noronha, o saudoso Reginaldo Bezerra de Lima, o único clube de Natal onde o melhor ponta direita do mundo ,Mané Garrincha, vestiu sua camisa, numa partida em 1968, primeira equipe o RN a ter um técnico de futebol Alexandre Kruze em 1925 sendo nesse ano o primeiro campeão invicto do RN, título anulado pela Federação que não admitia time de suburbio ser campeão. Campeão invicto no ano mítico de 1968, primeiro clube a possuir um CT (entro de treinamento), em Macaíba em 1978 e também o primeiro a possuir uma página na Internet graças ao saudoso presidente Edmar Viana. A primeira agremiação do RN a adquirir um ônibus em 1968, e a equipe que tem a mais antiga, fiel e atuante torcida organizada do Estado a “FERA” – Fieis Esmeraldinos Radicais, criada em 1977. Inaugurou alguns estádios: o “Marizão” em Caicó, o “Maria Lamas Farache” (Frasqueirão) em Natal, o “Pascoal de Lima” na cidade da Esperança, o estádio da cidade de Areia Branca. Recordo nesse artigo que ele é do mês místico de agosto como são também o meu Botafogo do Rio, a minha querida Portuguesa de Desportos de São Paulo, o Verdão Paulista – Palmeiras, o Vasco da Gama do Rio, a Ponte Preta de Campinas, o Madureira do Rio, o Brasiliense, o Piauí Esporte Clube. Nesse dia de festa parabenizo e agradeço a todos que fizeram e fazem parte dessa história de luta, sonhos, esperança e, sobretudo, amor. Por isso nesse momento de alegria faço uma reflexão, canto como o Rei Roberto Carlos: “nem mesmo você pode entender porque tanto amor me prende a você...”


esportes

Domingo | 14 de agosto de 2011

Você está animado com o projeto brasileiro para Olimpíada? Olimpíada é um sonho em nosso país, qual o atleta que nunca sonhou disputar os Jogos Olímpicos no Brasil? Eu fui um que sonhei muito e nunca tive essa possibilidade, infelizmente. Acredita no sucesso dos Jogos no país? É claro que ainda há muita coisa para ser cumprida, muita coisa mesmo, mas tenho certeza que o Brasil vai dar conta. Outros países inferiores economicamente ao nosso país deram e nós também temos essa condição. Estou orgulhoso, na verdade honrado, pelo Brasil não só poder sediar a Olimpíada quanto a Copa do Mundo. Espero apenas que tudo seja realizado com bastante transparência. Pode-se acreditar que o país vai se transformar numa potencia Olímpica após a realização dos Jogos de 2016? Agente vai estar bem para disputar a Olimpíada, pois tem muito tempo para preparação e vejo muita movimentação para criar talentos. Porém, acredito que a única forma mesmo que nós temos para nos tornar uma potência esportiva é através do desporto escolar. Enquanto não organizarmos essa área será difícil, deixar a formação de atletas restrita apenas aos clubes é complicado, os nossos clubes são muito elitistas. Nós perdemos talentos todos os dias, meninos fortes, altos, com potencial de se transformarem em atletas que estão largados no meio de um bairro pobre, sem a mínima condição de fazer esporte. Acredito apenas que a Olimpíada será um empurrão grande, mas não o suficiente para fazer o Brasil se transformar numa potência esportiva. E com relação ao Basquete, ele está evoluindo no país? Estou muito otimista e acredito muito que nossa seleção vai se classificar para os Jogos de Londres, no pré-olímpico que será realizado na Argentina. O Brasil está a caminho de ter novamente uma boa organização no basquete, o poder da Confederação Brasileira mudou de mãos e esse novo presidente — apesar de ter feito parte da administração passada como vice durante onze anos e ter participado também dessa queda de rendimento do nosso basquete, dessa briga constante com clubes e atletas — temos de ressaltar que o Carlos Nunes implantou novas ideias e quer fazer muita coisa. Qual foi o maior benefício que o novo presidente trouxe? Considero que foi a alteração do Estatuto da Confederação Brasileira de Basquete. Se vocês não sabem a nossa federação a partir de agora é a única que permite ao presidente apenas uma eleição, ou seja, não permite mais reeleição. Além disso, ele oficializou a liga profissional, uma coisa pela qual a gente brigou muito. Ele colocou a Hortência e o Vanderlei para tomarem conta das seleções, então considero que está no caminho certo. A CBB também firmou convênio com uma cidade do interior de São Paulo para servir como sede da seleção brasileira, mas ainda não é o ideal, certo mesmo será construir uma instalação própria como ocorre com o vôlei e o futebol. E o que estaria faltando para o país voltar a se destacar? A única coisa que falta, infelizmente, é a vontade todos os atletas jogarem pela seleção brasileira. Alguns são super abnegados como Alex, como Marcelinho, como o Tiago Spliter sobre tudo; mas outros parecem que não querem mais saber da seleção brasileira, ou não conseguem se impor no seu clube para dizer que vai jogar na seleção como o Nenê e como o Leandrinho, como o próprio Anderson antes, porque agora ele jogaria como o fez no ano passado. Essa é a única coisa que na minha visão está faltando, porque todo o resto está caminhando para melhor. O Brasil deve enfrentar muita dificuldade para obter a vaga olímpica?

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

ENTREVISTA/ OSCAR / EX-JOGADOR DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE BASQUETE

FOTOS:ALBERTO LEANDRO

“TENHO CERTEZA QUE O BRASIL VAI DAR CONTA”

VICENTE ESTEVAM Repórter de Esportes

C

om 32 anos dedicados ao basquete e o sangue verde e amarelo correndo nas veias, Oscar Schmidt que imortalizou a camisa 14 no basquete brasileiro, deu uma rápida passagem por Natal nesta semana, mas apesar dos compromissos e do horário apertado, encontrou tempo para falar com a reportagem da TRIBUNA DO NORTE sobre aquilo que mais gosta: o basquete. Sempre cordial e gentil ele aproveitou o trajeto entre o aeroporto e a sede da Ecocil (onde deu uma palestra motivacional aos funcionários) para conceder essa entrevista, onde critica os jogadores que esnobam as convocações para seleção brasileira e defende o corte permanente daqueles que se recusam a defender o país numa competição internacional. Assim como boa parte da população, também está vibrando com a possibilidade do país sediar os dois maiores eventos esportivos do planeta e acredita que o fato de sediar uma Olimpíada vai fazer o Brasil dar um salto de qualidade na área esportiva, porém não acredita que o mesmo será suficiente para nos transformar numa potência olímpica. Acompanhem agora a opinião sincera desse monstro sagrado das quadras e que continua sendo um verdadeiro craque fora delas.

COMO DISSE EU NÃO CHAMARIA, MAS NÃO TEM OUTRO E VÃO ACABAR CHAMANDO.EU NÃO CONCORDO COM ISSO, PREFIRO PESSOAS QUE TOMAM UMA POSIÇÃO E SEGUEM EM FRENTE COM ELA”

Neste pré-olímpico nós teremos muita chance porque vai ser um torneio de um jogo só, praticamente. Apesar de ter a Argentina, que está um patamar acima de todos os demais, não vejo outra equipe superior ao Brasil. Vejo Porto Rico forte tanto quanto o nosso time e o Brasil vai jogar a semifinal que é aquele jogo que classifica ou não. Se jogar contra a Argentina, que friso, é melhor que o Brasil, mas não tão melhor assim, será complicado, mas não uma partida impossível de vencer. Mas provavelmente iremos ter como adversário qualquer outra seleção das Américas, que não estão melhores

que nós. Campeonato de um jogo só nos dá muita chance, mas do que as competições com turno corrido se classificando apenas os dois primeiros. Desse jeito acredito que seria mais complicado. Eu estou otimista. O argentino no comando da seleção,o que pensa disso.Na sua época talvez fosse uma situação impossível de ocorrer? Apesar de ele ser argentino trata-se de uma excelente pessoa e um excelente treinador. Magnano possui um currículo excelente com título de campeão olímpico e outro de vice-campeão mundial com a Argentina. Além disso, está fazendo um excelente trabalho com a nossa seleção, zela pelo treinamento, que é a base para prática de qualquer esporte. Para mim é à base da vida, pois acredito que devemos buscar aperfeiçoar sempre aquilo que sabemos e gostamos de fazer. Sou daqueles que gosto do feijão com arroz, ele bem feito torna-se a maior qualidade dos grandes atletas. Quando todos os nossos atletas se conscientizarem de que a seleção brasileira é a coisa mais importante da vida deles, nós voltaremos a viver bons momentos no basquete. Esse fato de jogadores estarem se recusando a jogar na seleção nunca deve ter passado pela sua cabeça,e na sua geração era difícil ocorrer um problema desse tipo,não é? Não, não pensava mesmo. Em épocas passadas — inclusive de alguns desses mesmos jogadores que estão ai — jogar pela seleção brasileira era um sonho. Por que além de se mostrar para mundo, era uma maneira de nós enfrentarmos os demais países. Quem gostava muito do Brasil, como é o meu caso e o de muitos outros companheiros do passado, tinha um orgulho enorme disso. Muitas vezes as pessoas não dão conta de que na realidade estão representando 190 milhões de pessoas.

E o que representava todo esse contexto para você? Seleção brasileira não é brincadeira, não, ela é a representatividade daquele esporte contra o mundo. A pessoa deve se mostrar orgulhosa por ter sido convocada e se fazer presente, isso é como ser um soldado a serviço do nosso país. Graças a Deus somos um país pacífico e essa é a nossa única forma de guerrear contra ostras nações. Eu como sou filho de militar, aliás, meu pai serviu aqui em Natal e com muito orgulho vivi minha infância toda aqui, até completar 13 anos, eu sempre fui patriota e tive orgulho de defender as cores do meu país. Me machuca muito quando vejo o Brasil precisando muito de alguns jogadores e eles, por motivos não tão significantes assim, declinam da convocação. O Oscar é favorável que a seleção abra mão desse tipo de atleta ou acha que deve insistir com eles? Pelo meu jeito de ser, não consigo ser político. Tanto que tentei me eleger senador por São Paulo e Graças a Deus perdi a eleição. Eu não conseguo ser político, para mim é branco ou preto, o cinza é uma cor muito feia no meu modo de entender. Pessoa que não tem posição, não sabe o que quer é melhor não ser chamado. Não chama mais e pronto! Está cheio de moleque atrás de uma oportunidade como essa. É melhor a gente perder com honra, que perder com uns caras que não têm a menor vontade de jogar pela seleção. Em minha opinião não era para chamar mais, porém, infelizmente, a seleção atual com o Nenê e com o Leandrinho tem outro porte, é uma seleção melhor. Essa é a pena do negócio. Eles não indo para competição mais importante do basquete: o pré-olímpico, estão prejudicando o Brasil, estão prejudicando o basquete brasileiro. Não tem outro para substituir, pois com o Nenê em quadra teríamos uma fotografia mais bonita da seleção,

infelizmente ele pediu dispensa. Mas você acredita que esse “banimento”pode mesmo ocorrer? Como disse eu não chamaria, mas não tem outro e vão acabar chamando. Eu não concordo com isso, prefiro pessoas que tomam uma posição e seguem em frente com ela. O hiato de conquistas com a seleção brasileira pode ser creditado ao quê? Isso é relativo, particularmente acredito que o vôlei acabou retirando muitos talentos do basquete. A modalidade obteve muitos resultados significativos nas últimas décadas e muitos meninos optaram por jogar vôlei ao invés do basquete. O esporte é mais fácil de aprender e atualmente as pessoas podem ter um sucesso muito maior lá, que jogando basquete no Brasil. Embora o basquete seja muito importante que o vôlei no mundo, no Brasil essa relação é o inverso e não podemos nem culpar a nossa molecada pela opção. Frente aos resultados da seleção comandada por Bernardinho, que são os melhores que uma seleção nacional obteve em esporte coletivo é um marketing pesado. Aliado a isso vem o ciclo mesmo de revelação de bons atletas, hoje aparecem vários fenômenos e amanhã fica difícil arranjar um, porém nada de anormal, faz parte do jogo. Tive conversando com Gerson, companheiro seu de seleção, e ele disse que você poderia usar mais sua imagem para ajudar no desenvolvimento do Basquete. O que acha disso? Ô Gersão, você está esquecido, meu grande amigo Gerson! Essa liga que está ai começou comigo. Comigo, com a Hortência, com a Paula e mais alguns abnegados. Nós brigamos na Justiça Comum contra a CBB, nós tiramos o presidente da confederação um dia de lá. Não dá para brigar mais, você quer que eu brigue aonde? Onde

você quer que eu brigue? Eu gostaria de ver muito mais gente engajada e brigando como nós para ter uma liga independente. Criticar o basquete de forma construtiva para que os nossos jogadores não deixem de atuar pela seleção, para que nós tenhamos uma melhor preparação. Agora não dá, não posso fazer mais que isso, participei de uma fase decisiva do esporte e tenho um orgulho danado disso. Inclusive no ano em que enfrentei tudo e organizamos a liga, o nosso campeonato não acabou, não teve campeão. O que se pode achar disso? Imagina você patrocinar um time num capeonato que não acabou. Acho que o Gerson precisa lembrar mais dos fatos. Esta faltando mais engajamento da “velha guarda” nessa luta para melhorar o esporte? Eu entendo muito bem que muitos estão numa situação que não podem nem brigar, pois precisam garantir empregos como técnicos, precisam de alguma coisa do basquete. Não foi o meu caso, graças a Deus eu podia brigar e briguei na Justiça, não de boca apenas como fiz também pela imprensa. O problema é que como tudo no Brasil, de bom ou de ruim, as pessoas se esquecem, mas quem teve lá no meio não esquece e eu tenho um orgulho danado de ter brigado como nenhum outro jogador tenha brigado antes. Agora tudo isso foi sem cargo, hein! Simplesmente com a minha cara, disso eu tenho um orgulho danado. A política nacional de incentivo ao esporte é boa? Ela está acanhada ainda, poderia ser bem maior. Mas só que hoje existe uma bolsa atleta que gostaria de ter tido ela, imagina o governo te dando dinheiro para treinar, já é um passo adiante. Mas falta muito ainda. A chegada dos patrocinadores ajudou ou atrapalhou o Basquete,já que hoje vemos jogadores esnobar a seleção? Ajudou, na minha época de jogador existia na camisa apenas o nome da equipe: Sírio, mais nada, Brasil, mais nada! Era uma coisa muito mais complicada, época amadora mesmo, que agente precisava sair do Brasil para ganhar algum dinheiro como atleta. Hoje não, tudo no esporte é profissional e um clube precisa do patrocínio. Também temos jogadores que vivem muito bem e que fazem o pé-de-meia dentro do próprio Brasil, coisa impensável há pouco tempo atrás. O patrocínio ajudou e vai ajudar sempre, pois estamos numa sociedade onde o dinheiro ainda é responsável pela qualidade.


esportes 8 | Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 14 de agosto de 2011

Real Madrid, campeão da Copa do Rei, e Barcelona, campeão espanhol fazem hoje a primeira partida da final da Supercopa Espanhola. O time de Messi é o atual bicampeão, enquanto os merengues não conquistam o torneio desde 2008

[ ESPANHA ]

Clássico para abrir a temporada PAUL WHITE

eal Madrid e Barcelona começam a decidir hoje, às 17h(de Brasília), no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri, o título da Supercopa da Espanha. O torneio é disputado anulamente entre o campeão da Copa do Rei, no caso os merengues, e o campeão nacional, neste caso o Barça. O confronto de volta acontecerá no dia 17 de agosto, no Estádio Nou Camp, em Barcelona. Os dois times têm a supremacia do torneio. O Barcelona é o maior vitorioso com nove títulos, um a mais que o Real Madrid. O Barça, inclusive é o atual bicampeão, tendo batido o Sevilla na edição passada. Já o Real Madrid não sabe o que é erguer essa taça desde 2008, quando superou os valencianos nos confrontos decisivos. Apesar de mais conquistas, o Barcelona amarga um tabu em finais contra seu tradicional rival. Nas quatro vezes em que se encontraram em decisões, os merengues ganharam todas (1988, 1990, 1993 e 1997) Essa final começa a esquentar a rivalidade que deverá mais uma vez ser a mais forte da temporada. No ano passado o Barcelona levou a melhor no Campeonato Espanhol e na fase mata-mata da Liga dos Campeões, enquanto que o Real Madrid deu o troco na decisão da Copa do Rei. “Trata-se de uma rivalidade que jamais será ignorada, mesmo em um confronto de início de tem-

R

Cristiano Ronaldo é a aposta do Real Madrid para a temporada

porada. Logicamente que temos grande vontade de ganhar”, afirmou Josep Guardiola, técnico do Barcelona. Pelo lado do Real Madrid, o técnico português José Mourinho prevê duelos equilibrados. “Mais uma vez existe a tendência de um duelo muito equilibrado. São dois times preparados para ganhar, mas que ainda não podem apresentar o melhor, uma vez que estão em começo de temporada”, disse Mourinho. O técnico José Mourinho contará com um reforço para o clássico. Trata-se do zagueiro Sergio Ramos, que se recuperou de dores nas costas e voltou aos treinos. O técnico não deu indicações de qual será a escalação do time, mas é certo que não contará com o machucado Nuri Sahin, um dos reforços do clube para a temporada. Já o lateral Fabio Coentrao e o volante Hamit Altintop, outras contratações do time madrilenho, devem ser relacionados para a partida. O brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara, filho de Mazinho, que foi campeão mundial pelo Brasil, na Copa de 1994, defende o Barcelona e contou que está ansioso para encarar o Real Madrid. “Um Barça x Real Madrid não é apenas um clássico espanhol, mas também um clássico mundial. Saber que voltamos de férias com um jogo tão importante, contra um dos rivais mais difíceis do mundo”, disse.

MISHA JAPARIDZE

Messi tem a chance de conquistar mais uma taça pelo Barcelona


Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 14 de agosto de 2011

[ PÁGINA 3 ]

revista da tv

A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

“INSENSATO CORAÇÃO” PROMETE UM FIM EMOCIONANTE,COMO O DE NATALIE (DEBORAH SECCO,NA FOTO),QUE SERÁ RECONHECIDO PELO PAI.

“A CASA DA ANA HICKMANN”É O NOVO REALITY QUE VAI ESCOLHER A NOVA REPÓRTER DO ‘TUDO É POSSÍVEL’, DA RECORD [ PÁGINA 10 ]

EX-ATORES MIRINS, AGORA ELES ASSUMEM PAPÉIS ADULTOS,COMO MARINA RUY BARBOSA (FOTO),A ALICE DE “MORDE & ASSOPRA”. [ PÁGINA 4 ]

FEITO MÁGICA NOVELÃO CLÁSSICO,QUE MISTURA SEXO,MISTÉRIO E DRAMA,‘O ASTRO’ GANHA O PÚBLICO [ PÁGINS 6 E 7 ]


Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Inter TV/Cabugi – Canal 11 Inter TV/Cabugi – Canal 11

revista da tv

Domingo | 14 de agosto de 2011

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

Raquel diz na frente de todo o colégio que Pedro a sequestrou. Maicon explica a Babi o motivo de aceitar a viagem. Tereza demonstra preocupação com a saúde de Raquel. Lúcio avisa a Rique que Raquel marcou um encontro com Catarina. Rique aparece no local.

Catarina e Raquel tentam fugir de Rique e seus comparsas, mas acabam sendo sequestradas. Maicon tenta convencer Dona Zica que sua decisão foi sensata. Cláudia avisa a Dona Zica que Aurora foi internada. Pedro avisa a Cláudia e Guilherme que Catarina desapareceu.

Catarina e Raquel fogem. Duda termina seu namoro com Eric. Catarina fica aliviada ao encontrar Lúcio na estrada, mas se apavora ao notar que ele está com Rique. Raquel conta para a irmã o segredo de Lúcio. Dona Zica se surpreende ao saber que Iara é filha de Aurora.

Pedro organiza os alunos do colégio para saírem em busca de Catarina, e Lúcio resolve ir sozinho. Raquel finge aceitar a sedução de Rique, pega seu celular e liga para Pedro. Rique leva Catarina à força. Lúcio aparece para salvá-la, mas é detido pelos comparsas de Rique.

Baldini conta para Cecília que sua verdadeira mãe é Úrsula. Efigênia e Miguézim explicam a Jesuíno toda a história de sua ascendência. Dora termina o noivado com Jesuíno. Jesuíno se despede de Padre Joaquim antes de ir para Seráfia.

Herculano desiste de entregar Úrsula. Lilica avisa a Timóteo que Jesuíno foi buscar Açucena. Batoré fala para Nidinho que é seu pai. Zóio-Furado diz a Timóteo que quer uma parte do tesouro de Seráfia. Os jagunços do coronel capturam Miguézim.

Timóteo obriga Miguézim a contar onde está o tesouro. Chega o dia do casamento de Açucena. Inácio beija Antônia. Miguézim não conta onde está o tesouro e Timóteo fica irritado. Jesuíno chega a tempo de interromper o casamento.

Açucena desiste de se casar e vai atrás de Jesuíno. Padre Joaquim revela a Setembrino e Quiquiqui que Patácio é o verdadeiro pai de Nidinho. Augusto decide voltar ao Brasil. Herculano chega com seus homens à fazenda de Timóteo para resgatar Miguézim.

Herculano chega com Miguézim ao acampamento. Petrus confirma com Efigênia a ascendência de Jesuíno. Batoré exige que Patácio assuma a paternidade de Nidinho. Timóteo descobre que Açucena está voltando para Brogodó.

Diego fica mexido por Roberta mal ter falado com ele, e Carla consola o amigo. Diego conta a Pedro que tem inveja da amizade dele com Roberta. Débora conta a verdade para Jonas e o diretor decide deixar a falsa psicóloga continuar trabalhando no Elite Way.

Os rebeldes conversam sobre as novas regras de Jonas. Roberta e Diego fazem as pazes. Binho propõe uma trégua a Pedro. Carla diz a Raquel que não irá fazer endoscopia. Vicente pede demissão. Pilar diz aos rebeldes que contou para seu pai sobre o show do grupo.

Os rebeldes brigam com Pilar por achar que ela dedurou o show da banda para o pai. Pilar fica indignada com as regras de Jonas. Vicente tenta se despedir e o diretor Jonas não permite. Os alunos se levantam, falando frases das aulas de Vicente, que fica orgulhoso.

Vicente convence os alunos a continuarem lutando pelos seus ideais e diz que voltará para o colégio. Diego, Tomás e Pilar armam para tirar Jonas do colégio. Pilar diz a Binho que gostou de ser honesta. Pilar diz a Jonas que os alunos farão greve de fome até que Vicente volte.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Ícaro conta para Júlia sobre a confusão na igreja e pergunta se ela ainda quer se casar com Abner. Naomi diz a Abner que Júlia não o ama. Guilherme não tem coragem de dizer para a mãe que vai embora com Tânia. Abner vai a casa de Júlia e Ícaro observa de longe.

Abner se insinua para Júlia e ela fica furiosa. Amanda conversa com Ícaro e tenta influenciá-lo contra Júlia. Wilson decide manter Salomé e Celeste presas. Zariguim conta para Júlia que encontrou diamantes nas terras de Abner, e Naomi ouve escondida.

Amanda reconhece as roupas de Naomi no espantalho e conclui que ela está escondida na fazenda. Ícaro beija Júlia e ela lhe dá esperanças. Salomé e Celeste saem da cadeia. Guilherme diz para Tânia que está tudo certo para eles irem embora, mas pede que ela guarde segredo.

Salomé apoia a decisão de Abner de se separar de Celeste e sugere que a filha se case com Áureo. Isaías resolve deserdar Áureo e Alice. Minerva conta para Alice que está se fingindo de pobre. Amanda diz para Júlia e Ícaro que Naomi está escondida na casa de Abner.

Guilherme demonstra carinho pelo filho e desagrada Tânia. Júlia desabafa com o avô e é aconselhada por ele a se entregar ao amor de Ícaro. Naomi conversa com Abner e se emociona. Amanda procura Wilson na delegacia e conta que Naomi está escondida na casa de Abner.

A EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

A EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

A EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

ÚLTIMO CAPÍTULO.

REPRISE DO ÚLTIMO CAPÍTULO.

Cleber vai para a delegacia. Tatiana diz a Regina que Raimundo e Juliana fizeram busca em seu quarto. Regina pede para falar a sós com Augusta. Ela diz que tudo pode ser dito diante de Zizi. Regina indaga se seu grande segredo pode ser revelado assim.

Augusta fica chocada com as informações de Regina e decide abrir mão de sua outra metade do prêmio. Augusta pede que Raimundo volte a morar em sua casa. Cleber conta que o advogado explodiu o veleiro. Regina fica chocada.

Influenciada por Cleber, Regina retira a queixa que fez contra o ex-policial. Ela diz a Patricia o que descobriu e a filha finge estar surpresa. Ela diz a Maurício que Regina descobriu o responsável pela explosão. Regina expulsa Juliana de sua casa.

Maurício encontra o marinheiro que o ajudou na explosão e lhe dá o dinheiro. Cleber o segue. Maurício percebe que o amigo esqueceu o celular e lhe entrega o aparelho. Cleber se aproxima do marinheiro e o mata. O advogado se aproxima e ele aponta a arma.

Filinto diz a Odete que descobriu que ela comprou as meninas. Feliciana pede a doutor Ruy um veneno, pois quer dar um fim em Ana. Bartolomeu diz a Jandira que não consegue esquecer a noite que passou com ela. Batistelli ouve a conversa e exige explicações.

José diz a Lúcia que vai desistir do casamento com Miriam para ficar com Maria. Coronel Santos vai ao Dops conversar com Jeová. Marília pressiona padre Inácio a respeito do casamento. José está de saída e Miriam chega. Ele diz que tem um compromisso.

Marília e padre Inácio discutem. José e Maria se reencontram e trocam beijos apaixonados. José diz que está disposto a assumir seu amor. Coronel Santos diz a Jeová que não entende como um homem pode ser feliz sem uma mulher e sem uma família.

Maria e José vão para um hotel e têm uma noite de amor. Thiago diz que vai ter que se casar com Marina, pois o bebê não pode crescer sem o pai. Violeta vai ao sítio encontrar os guerrilheiros. Aranha conta a Fritz que Vilminha foi assassinada.

Amanda garante a Herculano que não existe mais compromisso entre eles. Samir paga Neco pelo sequestro de Lili. Eustáquio e Elizabeth desconfiam que Salomão foi morto por mais de uma pessoa. Clô e Samir se casam. Jôse avisa a Amanda que está grávida de Márcio.

Samir liga para Clô e finge estar com saudades, mas se diverte com Valéria. Ferragus avisa a Herculano que Amanda irá procurá-lo. Neco chora ao ver Laura beijando Natal. Herculano e Amanda se encontram. Neco expulsa Laura de casa. Natal procura Neco e o ameaça.

Salomão aparece para Márcio. Os inspetores descobrem que Nádia tem porte de arma. Alberico informa à família Hayalla que Márcio nomeou Herculano para representá-lo. Neco e Ubiraci provocam um vazamento de gás na Kosmos. Natal acende a luz e o lugar explode.

Natal se desespera. Samir oferece abrigo a Neco em troca da ajuda para acabar com Herculano. Eustáquio e Elizabeth colocam um informante no Grupo. Jôse conta a Márcio sobre a gravidez. Herculano diz a Samir que Márcio lhe deu poder para agir como presidente.

SEGUNDA

SÁBADO

MALHAÇÃO ID Pedro é frio com Raquel. Maicon e Babi se desentendem. Raquel diz a Pedro que estava fugindo de Rique. Josiane e Duda discutem por causa de Eric. Zica fala com Aurora sobre a doença das duas. Ao ver Pedro com Catarina, Raquel diz para Duda que foi ele quem a sequestrou.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

CORDEL ENCANTADO Úrsula diz a Herculano que Timóteo também sabe onde está o tesouro de Seráfia. Baldini conta para Cecília que é seu pai. Miguézim e Efigênia mostram o pergaminho que comprova a origem de Jesuíno, e o profeta o avisa para buscar Açucena.

TV ponta Negra– Canal 13

TV Tropical – Canal 8

Inter TV/Cabugi – Canal 11

Inter TV/Cabugi – Canal 11

TV Tropical – Canal 8

REBELDES

Inter TV/Cabugi – Canal 11

2

Alice, Carla, Tomás e Diego ficam chocados ao saber que Roberta foi expulsa do colégio. Artur volta a procurar Cilene. Jonas se declara para Leila. Pedro, Alice, Diego, Tomás e Carla colocam em ação o plano para acabar com Binho. Roberta volta para o colégio.

MORDE & ASSOPRA Wilson leva Celeste e Salomé para a cadeia. Salomé admite que pegou a caixa com as joias de Naomi diante do corpo de Pimentel, e Xavier ouve. Júlia desabafa com Dulce e conta que beijou Ícaro. Abner visita Celeste na cadeia. Júlia recebe Ícaro.

INSENSATO CORAÇÃO A EMISSORA NÃO DIVULGOU O CAPÍTULO.

VIDAS EM JOGO Ernesto leva Cleber até o cativeiro em que Patrícia foi mantida refém. Após fugir do motel, Regina se dirige a uma delegacia e pede que uma viatura seja mandada para seu cativeiro. O miliciano se aproxima do motel. Policiais aguardam para capturá-lo.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

AMOR E REVOLUÇÃO Jandira acerta uma garrafa na cabeça de Henrique, que desmaia. Marina afirma que o filho é de Thiago. José conta a Ana que viu Maria na Serra do Caparaó. Odete reencontra as filhas. Filinto diz para Odete confirmar a Lara e Alice que não é a mãe delas.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

O ASTRO NÃO HÁ EXIBIÇÃO

NÃO HÁ EXIBIÇÃO


revista da tv

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 3

TV GLOBO/ESTEVAM AVELLAR

KLÉBER DAMASCENO (CASSIO GABUS MENDES): A virada do personagem homofóbico acontece quando ele ajuda nas investigações do assassinato de Gilvan (Miguel Roncato),espancado por uma gangue de pitboys.Diante da violência gratuita,Kléber começa a rever seus conceitos.Depois,ao saber que Eduardo (Rodrigo Andrade) é seu filho,tenta aceitá-lo,embora a tarefa não seja fácil.— O Brasil é racista e homofóbico,embora a maioria das pessoas negue isso.Tratamos a homofobia sem o meio-tom do politicamente correto e a tolerância é a mensagem positiva que queremos passar — ressalta Ricardo.

LÉO (GABRIEL BRAGA NUNES) E NORMA (GLÓRIA PIRES): Os dois — que se revezaram nos papéis de vítima e algoz ao longo da trama — terão um final de impacto.O suspense começa com um assassinato no capítulo 182,no ar na terça.Ricardo Linhares não entrega o jogo,só avisa que tanto Léo ou Norma podem morrer.— As duas sequências foram escritas e gravadas — despista. Para resolver o“Quem matou?”,que dura quatro capítulos,foram escritas seis conclusões e sequências sigilosas, entregues apenas ao diretor Dennis Carvalho.Ricardo diz que mais importante do que descobrir o assassino é o reflexo que a situação terá na vida dos outros personagens.E nenhum crime será esquecido:as mortes de Carmen (Nívea Maria),Milton (José de Abreu),Clarice (Ana Beatriz Nogueira),Zeca (André Barros) e o roubo do cofre do navio serão arrematados.Léo,Cortez (Herson Capri), Norma,Eunice (Deborah Evelyn),Vinicius (Thiago Martins),Ismael (Juliano Cazarré) e Paula (Tainá Müller) serão punidos.

TV GLOBO/ALEX CARVALHO

PARA TUDO HÁ SOLUÇÃO NATALIA CASTRO

ngredientes indispensáveis em folhetins, as reviravoltas, os casamentos, as reconciliações, os finais felizes e a resolução de um assassinato — de Léo (Gabriel Braga Nunes) ou de Norma (Gloria Pires) — estarão presentes no último capítulo de “Insensato coração”, na sexta, dia 19. E, depois de tantas maldades, o bem vai finalmente sobressair no final, como conta Gilberto Braga, autor do folhetim ao lado de Ricardo Linhares: Depois de tantos meses, só faltava o bem não ser recompensado! — brinca Gilberto, que afirma ter escrito sua melhor trama

I

FIM DE ‘INSENSATO CORAÇÃO’É MARCADO POR MISTÉRIO E ROMANCE até hoje. — Pela primeira vez, eu termino uma novela sem estar em clima de estafa e acho que o meu estilo está na tela. Ricardo é um show de companheiro — desmancha-se. Para o parceiro, é essencial que a novela não compactue com a falta de ética e tenha um fecho moral e exemplar.

NATALIE LAMOUR (DEBORAH SECCO): Depois que Cortez (Herson •Capri) é preso em viagem à França e extraditado para o Brasil,Natalie é convidada a posar nua novamente.Com o sucesso das fotos,a ex-participante de reality show é procurada por Valdemir Prudente (Xando Graça),do fictício Partido da Moralidade Pública (PMP).Ele,então,a convida para se candidatar a deputada federal.Natalie vira musa da impunidade zero.Com o bordão “Para descascar o abacaxi,vote em Natalie”, ela promete fazer uma “drenagem linfática”na corrupção.A moça tem votação bafônica,com o maior número de eleitores do país.Seria mera coincidência? — Natalie pode aprontar as maiores barbaridades,mas o público a adora.Cometeu erros,mas não é vilã.Isso tem a ver com esses tempos de moral elástica em que vivemos — analisa Ricardo.

TV GLOBO/BLENDA GOMES

TV GLOBO/MARCIO NUNES

PEDRO (ERIBERTO LEÃO) E MARINA (PAOLA OLIVEIRA):Os •mocinhos da trama têm o final clássico e terminam juntos e felizes. Porém,nos últimos capítulos,eles ainda passam por um grande sufoco. Léo (Gabriel Braga Nunes) sequestra Marina e pede como resgate uma grande quantia de dinheiro.Pedro chega ao local para entregar o que foi pedido e o confronto final entre os irmãos acontece.O vilão apanha,vai para a polícia a acaba na prisão novamente.A felicidade deles é a mesma de William (Leonardo Carvalho) e Alice (Paloma Bernardi),Beto (Petrônio Gontijo) e Daisy (Isabela Garcia),Cecília (Giovanna Lancellotti) e Rafa (Jonatas Faro) e Bibi (Maria Clara Gueiros) e Douglas (Ricardo Tozzi).

TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JUNIOR

ANDRÉ GURGEL (LÁZARO RAMOS): Embora seja diagnosticado com câncer no testículo, o personagem não morre,como aconteceu com seu pai,Gregório (Milton Gonçalves). O designer terá um final feliz e fora do convencional.Ele não ficará com Carol (Camila Pitanga) e,sim,com Leila (Bruna Linzmeyer),com quem viverá um relacionamento aberto.Já Carol será feliz ao lado de Raul (Antonio Fagundes) e terá mais um filho com o colega de trabalho.


4

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 14 de agosto de 2011 SIMONE MARINHO

ZEAN BRAVO

os 15 anos, Polliana Aleixo e Vitor Novello — atores que, apesar de muito novos, já têm pelo menos meia dúzia de trabalhos na TV — experimentam um feito inédito em suas precoces carreiras. Em cena como o casalzinho Olívia e Serginho, de “Insensato coração”, na Globo, a dupla deu o primeiro beijo diante das câmeras. Mas eles não são os únicos adolescentes no ar que tiveram seu crescimento acompanhado de perto pelo público. — Comecei com 11 anos e, de lá para cá, dei uma espichada grande. Quem me vê atualmente fica surpreso — confirma Vitor, dizendo encarar seu papel mais difícil até agora: — Beijar com cinco câmeras e dez pessoas em volta não é legal. Cara conhecida desde 2006, quando estreou em “Malhação”, o rapaz ganhou destaque pela primeira vez ao viver Zé Luiz, filho temporão de Isidoro (Othon Bastos) e tio das gêmeas Taís e Paula (Alessandra Negrini), em “Paraíso tropical” (2007). Aluno do 1o- ano do Ensino Médio, o flamenguista também atuou em “Três irmãs” (2008) e hoje já planeja o futuro. — Gosto muito de escrever e costumo observar bastante o trabalho dos diretores. São duas opções que eu não descarto — diz. No ar em sua terceira novela, Polliana nunca ficou mais de seis meses parada desde que estreou, aos 11, no especial “O segredo da princesa Lili”, de Renato Aragão, em 2007. No ano seguinte, voltou ao vídeo como Dominique, a irmã de Regiane Alves em “Beleza pura”. Em “Tempos modernos” (2010), contracenou novamente com a atriz, que viveu sua mãe. — Os atores que trabalharam comigo no começo hoje comentam como eu cresci — conta Polliana. Apesar de a vontade de ser atriz ter se manifestado desde muito cedo, a jovem só teve a certeza de que aquela seria mesmo a sua profissão dois anos depois de sua estreia no vídeo. — Agora, tenho certeza de que é essa a carreira que eu quero seguir. Aliás, comecei mesmo a notar que seria atriz quando fiz o seriado “Tudo novo de novo” (2009) — detalha. Aos 16 anos, Marina Ruy Barbosa também sempre esteve certa de que esta era a profissão ideal para ela. Depois de encarar conflitos ado-

A

COMO GENTE GRANDE HOJE ADOLESCENTES, EX-ATORES MIRINS SURPREENDEM EM NOVOS PAPÉIS Ex-Narizinho, Lara Rodrigues está em “O Astro” DIVULGAÇÃO/MARCELO CORREA

lescentes como a Vanessa de “Escrito nas estrelas” (2010), a atriz, ainda lembrada pela grega Sabina, de “Belíssima” (2005), interpreta a mimadinha Alice, em “Morde & assopra”. A patricinha, cuja trama ganha cada vez mais destaque no horário das 19h da Globo, é considerada pela atriz o seu personagem mais complexo até aqui. — As meninas que fiz antes tinham a minha idade. Como a Alice é mais velha do que eu (tem 18 anos), precisei trabalhar uma outra postura — explica Marina, que já surgiu em cena vestida de noiva nesta sua quinta novela na emissora. Depois de um começo cômico, Alice vivenciou vários momentos dramáticos, com direito a muita cena de choro. Primeiro, ela descobriu que seu ex-noivo, Guilherme (Klébber Toledo), mentia sobre sua condição social. Depois, passou por um baque ao saber que é adotada. — Comecei a ser vista como a atriz mirim que cresceu quando fiz “Escrito nas estrelas”. Hoje, as pessoas cobram mais e olham de forma crítica o meu trabalho. Não adianta só aparecer bonitinha diante da câmera — acrescenta Marina. Lara Rodrigues foi outra que surgiu na TV com pouca idade, aos 10. Narizinho do “Sítio do picapau

amarelo” de 2001 a 2003, ela esteve recentemente na série “Divã”, como namorada de um dos filhos de Lilia Cabral. Agora, mostra outra faceta mais adulta em “O Astro”. Faz Lourdinha, empregada da casa de Clô Hayalla (Regina Duarte). — Entro em cena mais segura pela experiência que já tive até aqui. Mas tenho muito o que aprender — pondera a atriz, de 20 anos. Renan Ribeiro, de 16 anos, é outro que está acostumado ao espanto do público que ainda tem nítida na memória a imagem do menino Carlito, seu personagem em “Alma gêmea” (2005). Depois da estreia na TV, aos 8 anos, o ator já voltou ao vídeo em “O profeta” (2006) e foi elogiado por sua performance no teatro, no musical “Era no tempo do rei” — ele participou ainda da montagem paulistana de “A noviça rebelde”. No ar como o Galego, em “Cordel encantado”, o garoto, que já integrou uma das formações do grupo Balão Mágico, em 2002, planeja o primeiro CD como vocalista da banda Pulse. — O tempo em que fiquei só fazendo teatro me deu mais experiência. “Cordel” é a minha primeira novela com carteira de trabaMarina Ruy Barbosa:a Alice de“Morde & assopra”começou aos 7 anos lho assinada — destaca o rapaz.


revista da tv

Domingo | 14 de agosto de 2011

10

LU GASTÃO

DIVULGAÇÃO

Para Mateus Solano,pelo Ícaro de “Morde & assopra”. Ele demorou um pouco a encontrar o tom do personagem — começou com muitas caretas e exageros —,mas,talentoso, chegou lá.Está muito bem na história de Walcyr Carrasco.

0

Para as dramatizações do “E aí,doutor?”. Na semana passada, mostraram uma moça completamente engasgada durante uma refeição.Depois,ensinaram como agir numa situação dessas.O tema era bom,mas não precisava do teatrinho.

CONTROLE REMOTO »BENÍCIO ENVELHECE...

Murilo Benício chega ao Projac antes de todo o elenco de “Força-tarefa” para ter a cabeça parcialmente raspada com máquina. Seu personagem surgirá com entradas generosas e uma falha no topo. Além da perda de cabelos, o ator está fazendo um trabalho corporal que dá a impressão de que ele é mais velho: em cena, curva os ombros e abaixa a cabeça. A estreia será em novembro.

10

»COXIA

Gregório Duvivier, coautor com Clarice Falcão da peça “Inbox”, posa entre a diretora Bel Garcia e a atriz Maria Eduarda no camarim do teatro. Bel acaba de fazer uma participação em “A grande família”.

ELIZABETE ANTUNES (INTERINA)

WILSON SANTANA DE SOUZA: Para “Morde & assopra”. Quando Naomi foi desmascarada,Flávia Alessandra,Mateus Solano e Carla Marins estiveram maravilhosos. Para a cegueira de Marcos (Sérgio Marone) em relação à mãe (Jandira Martini),na mesma novela.Ela só apronta e ele continua dizendo que ela é uma santa.

0 10

MÁRCIA REGINA NOGUEIRA DANTAS: Para o quadro “O que vi da vida”, que estreou com Zeca Pagodinho,no “Fantástico”. Se continuar assim,dura muito. Para o sumiço de Zariguim em “Morde & assopra”. O robozinho é uma graça,lúdico e está fazendo falta na novela de Walcyr Carrasco.

0 10 0

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

BIANCA RODRIGUES DA SILVA: Para Bruno Gagliasso,o Timóteo de “Cordel encantado”, novela de Duca Rachid e Thelma Guedes. Para os canais Sony e AXN.As legendas são cada vez piores:ou estão atrasadas ou simplesmente não aparecem. CAMILA MAIA

»NÃO RENOVOU

Atriz que fez “Aline”, Bianca Comparato não renovou seu contrato com a Globo.

»PARA SER UM ‘BBB’

As inscrições nacionais do “BBB 12” começam hoje. Mesmo aqueles que se inscreveram ou participaram das entrevistas durante as seletivas regionais podem se habilitar no site www.globo.com/bbb.

»AMBIÇÃO ROMÂNTICA

Os noivinhos em biscuit que aparecem na vinheta de abertura de “Tapas & beijos” foram os objetos de cena mais mencionados por quem ligou para a Central de Atendimento ao Telespectador em julho. Superaram os robôs de “Morde & assopra”.

»CONTINUA

O Multishow vai produzir a segunda temporada da série “Open bar”, com Silvio Guindane e George Sauma.

uando tinha 7 anos,Bel Kutner era levada para o palco pelo pai,Paulo José,sempre que a peça que ele estava dirigindo precisava de uma criança.Pode-se dizer que foi assim que a carreira dela começou e que os laços familiares ficaram ainda mais estreitos.Filha de Dina Sfat,Bel atua em “O Astro”, novela que sua mãe protagonizou na década de 70.Já Paulo pode ser visto em “Morde & assopra”, no horário das 19h.Com a mesma profissão,eles vão comemorar hoje o Dia dos Pais com muito assunto de trabalho em comum,mas também com muita conversa fiada regada a uns “bons drinques”, como ela conta.— Meu pai é muito animado.Vamos beber para comemorar — diz Bel.— Ele é exigente também,mas eu não existo sem ele — derrete-se a atriz que,na TV,só trabalhou junto com seu “grande ídolo”na novela “Vamp”, nos anos 90.

Q

CRÍTICA THIAGO MARTINS: PROMESSA Uma das sequências mais perturbadoras de “Insensato coração” na última semana foi a da prisão de Vinícius (Thiago Martins).Por várias razões.O personagem,um filho descoberto tardiamente por Oscar (Luigi Baricelli),chegou na trama para ressaltar — por contraste — as qualidades do pai milionário e da madrasta,Gilda (Helena Fernandes), centrada e de bom coração. Diferentemente desses personagens tão positivos,Vinícius é um aproveitador mau-caráter.No início,o espectador sentia apenas uma certa dúvida.Ele era bom? Era mau? Saberia encontrar um caminho construtivo diante das oportunidades que se apresentavam para ele? A princípio um dissimulado,o estudante de Direito aplicou pequenos golpes e tiranizou o irmão caçula.Era um mentiroso,um intruso numa família funcional.Para o público pairava uma impressão de que aqueles seriam percalços de um processo de adaptação. De muitos capítulos para cá,entretanto, já não restavam dúvidas:Vinícius era um vilão encorpado.O adjetivo,aliás,cai bem levando em consideração que o personagem foi preso depois de ter matado um rapaz a chutes e socos,pelo simples fato de ele ser homossexual.Na delegacia,explicou-se para o pai:“Fiz por curtição,sei lá,meu sangue fervia,esses caras são gays,boiolas,diferentes da gente”.Uma sequência bem arrepiante. Thiago fez jus à aposta dos autores, Gilberto Braga e Ricardo Linhares,e do diretor,Dennis Carvalho.Mostrou talento desde o primeiro minuto. Não é surpresa.Embora com Vinícius ele tenha provado que amadureceu, este ator já chegou muito bem à televisão no início dos anos 2000. Formado no grupo Nós do Morro,no Vidigal,chamou a atenção como João Victor,um adolescente de classe média, no episódio dirigido por Fernando Meirelles e Regina Casé,“Uólace e João Victor”, da série “Cidade dos homens”. Mas Thiago se destacou pela primeira vez mesmo em 2004,na novela de João Emanuel Carneiro “Da cor do pecado”. Em 2005,fez “Belíssima”, de Silvio de Abreu,e voltou a chamar a atenção.No caso de “Insensato coração”, os acertos são resultado do bom texto com o trabalho dele,enxuto,sem apelações. Vale a pena ficar de olho neste ator.Ele é muito promissor.

5


revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 14 de agosto de 2011

Trama ágil Música e referências

Logo no primeiro capítulo,Márcio Hayalla,personagem de Thiago Fragoso,tira a roupa diante de uma pequena multidão.Foi um cartão de visitas para o que viria a seguir:sexo quente,palavrões e um realismo pouco visto atualmente.O horário de exibição e a classificação indicativa fixada em 16 anos contribuem para esta liberdade cênica. — A nossa versão foi bem mais ousada com relação ao nu.Na original,a censura da ditadura fez com que a cena fosse mais sugerida do que ilustrada. Acredito que hoje em dia o nu é mais inflamável do que outrora,mas certamente foi mais chocante em 1977 — avalia Thiago. Diretor-geral da trama,Mauro Mendonça Filho aproveita a permissividade do horário para ir contra o politicamente correto. Cigarros e drinques são liberados na novela: Hoje,não existe uma ditadura, mas essa panfletagem do politicamente correto.Muda o prisma, mas as armadilhas podem ser as mesmas.Não acho que a dramaturgia esteja aí para dar exemplos. Guilhermina Guinle,que protagoniza momentos picantes como Beatriz, enxerga tudo com naturalidade. — São coisas que fazem parte da vida real.As pessoas beijam,transam, ficam nuas em casa.Vejo como uma coisa natural — diz. Alcides Nogueira acredita que o esmero da produção e a química entre os atores “espanta a possibilidade do mau gosto,da sensualidade sem sentido”: O horário permite maior ousadia.Há, sim,mais liberdade para se escrever.

Quem está acompanhando sabe:perder um capítulo de “O Astro”é ficar por fora da trama... — É muito objetivo e o espectador não fica cansado daquela demora para as coisas acontecerem — opina Guilhermina Guinle. Recursos conhecidos da teledramaturgia,usados para sustentar uma trama,foram dispensados.Rodrigo Lombardi diz que o formato,por si só,não permite a famosa“barriga”.Geraldo Carneiro explica o que acontece na prática:As novelas mudaram muito.Antes, cada capítulo tinha no máximo 20 cenas.Hoje,fazemos em média 45,num tempo de duração de 35 minutos.

Desde a estreia de “O Astro”, é difícil não cantarolar “Minha pedra é ametista...”. A canção, na voz de João Bosco, é uma das músicas da versão original que foram mantidas. Diretorgeral da trama, Mauro Mendonça Filho ainda lança mão de outro recurso: referências cinematográficas. Filmes como “Watchmen”e “Assassinato em Gosford Park”já foram usados na novela. Ele ainda cita diretores como Brian de Palma e Quentin Tarantino: São inúmeras referências, uma verdadeira salada: vai de Pedro Almodóvar, passando por filmes de Hollywood dos anos 50. Mas a maior dela é a própria Janete Clair. A música também é um outro fator forte de atração.

‘Quem matou?’

Química do casal

TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JÚNIOR

Ousadia no horário

6

Em 1978,o mistério em torno do assassino de Salomão Hayalla mobilizou o Brasil — e tornou o “Quem matou?”um artifício tradicional das telenovelas até hoje.Para revisitar o papel do poderoso empresário, um marco na TV,Daniel Filho aceitou voltar a atuar, depois de 20 anos afastado do ofício — e deu à segunda morte de Hayalla novo fôlego. — Voltar a ser ator foi um prazer.Foi um desafio e uma grata surpresa saber que ainda consigo decorar textos! Além disso,aceitei interpretar o Salomão Hayalla por ser um papel de curta duração — conta Daniel.

O entrosamento entre o casal protagonista em uma novela é um dos fatores-chave para o público:se a química não convence,ele não ganha a torcida do telespectador.“O Astro”não padece desse mal.Todas as cenas de amor entre Herculano (Rodrigo Lombardi) e Amanda (Carolina Ferraz) despertam não só simpatia como também suspiros e uma leve invejinha em quem está em casa. — Acredito que Amanda é uma exceção:ela consegue ser forte sem perder a humildade,e ser frágil sem se tornar vítima.Mas o grande diferencial é mesmo o amor correspondido e vivido pelo casal central.Eles se amam e estão juntos, ao contrário de outras histórias onde os protagonistas só se reúnem no último capítulo — avalia Carolina. A atriz ainda aposta na identificação do público: As pessoas precisam se reconhecer na tela de algum modo! TV GLOBO/ESTEVAM AVELLAR

10

U

• TATIANA CONTREIRAS • THAÍS BRITTO

m jovem desce as escadas pe diante dos convidados idade discute, com palavr tra festa, um homem agarra um força. Cenas como essas, aliadas nostalgia do remake, o figurino das como nos folhetins dos velho sucesso entre o público. Escrita originalmente por Jan trama adaptada por Alcides Nog seu primeiro mês no ar, média na go notável para o horário das 23 elenco uma liberdade maior. Trazida para os dias de hoje dos 186 originais, “O Astro” ma para trás pelo amigo Neco (Hu Lombardi) amarga um tempo n neiro, ele se torna o Professor normal que se envolve com a em meio a isso, o mistério em torn yalla (Daniel Filho), que vive e Duarte), e com o filho, Márcio se sabe o que vai dar certo ou agilidade da narrativa — acredi A trama dinâmica é apenas u vela, listados pela Revista da TV retor-geral.

U


TV GLOBO/RAFAEL FRANÇA

A onda nostálgica que vem arrebatando os telespectadores — e coleciona boas audiências como as registradas pelo Canal Viva ou pela última versão de “Ti-ti-ti”, na Globo, por exemplo — também impulsionou a boa fase de “O Astro”. Mas, embora elogiem em uníssono o texto de Janete Clair, autores e atores deixam claro que há adaptações consideráveis na trama de 1977. — Tomamos todas as liberdades que imaginamos necessárias para a transposição de “O Astro” para o século XXI.Tomara que lá do improvável céu dos dramaturgos dona Janete nos abençoe — brinca Carneiro. Intérprete de Márcio,Thiago Fragoso,considera essas mudanças um trunfo.— O grande diferencial da novela é que não é um revival e,sim, uma releitura feita com muito cuidado e carinho — afirma. Apesar de todas as necessárias alterações,o folhetim mantém características clássicas das “novelas de antigamente”, como os diálogos mais elaborados e as cenas densas.Alcides diz que a decisão de usar esses recursos tem a ver com a qualidade do elenco que,segundo ele,“é capaz de segurar isso com muito talento”.

Figurino

A nostalgia dos remakes

Vilãs como Flora (Patrícia Pillar,em “A favorita”) e Clara (Mariana Ximenes, em “Passione”) não teriam vez na trama de “O Astro”.Aqui,os malvados não enganam ninguém na tentativa de parecer bonzinhos.Neco (Humberto Martins) já tentou estuprar Lili (Alinne Moraes) e matar Márcio (Thiago Fragoso) com uma explosão — os dois,aliás,são o casal de mocinhos exemplar:honestos e batalhadores.Já Samir manipula tudo e todos para ganhar mais poder. Seu intérprete,Marco Ricca,conta o segredo para dar vida ao clássico vilão: O texto é o grande material. Está tudo lá.Tento falar,olhar nos olhos dos colegas e não derrubar nenhum cenário (risos).Isso já é 70% do trabalho.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

7

Tendo como seu símbolo máximo o turbante cravado com a tal pedra ametista,o figurino segue a cartilha de todo o resto da novela:uma pegada ao mesmo tempo realista e kitsch. — Tentei pontuar o figurino com peças que contêm uma história. Queria que todos os personagens,não apenas o Herculano,tivessem essa coisa um tanto surrealista, mas com um pé na realidade.O desafio é não ser totalmente realista nem caricato — explica a figurinista Labibe Simão. A caracterização de Amanda (Carolina Ferraz) e Clô (Regina Duarte) merece destaque à parte: — As duas têm algo em comum:são inesperadas.A Clô é aquele exagero.Você nunca sabe como ela vai aparecer — define Labibe. TV GLOBO/ALEX CARVALHO

e condensada em 60 capítulos, em vez antém seu cerne: depois de ser passado umberto Martins), Herculano (Rodrigo na cadeia de sua cidade. Já no Rio de JaAstro, um misto de ilusionista e parampresária Amanda (Carolina Ferraz). Em no da morte do poderoso Salomão Haem conflito com a mulher, Clô (Regina (Thiago Fragoso). — Em novela nunca não. Em “O Astro”, nós apostamos na ita Alcides. um dos dez segredos do sucesso da noV e comentados por elenco, autores e di-

O típico novelão

nete Clair e exibida entre 1977 e 1978, a gueira e Geraldo Carneiro alcançou, em acional de 21 pontos e 46% de share. Alh, que acaba permitindo aos autores e ao

Os brados de Clô,a choradeira incessante das mocinhas Amanda e Jôse (Fernanda Rodrigues) por seus amados e o conto de fadas da moça pobre vivida por Lili (Alinne Moraes) são alguns exemplos das tintas fortes de “O Astro”. — Acho que um bom melodrama é que nem uma boa música de Roberto Carlos:simples,fluente e arrebatador.Nossa novela é meio “Cavalgada”— compara o diretor-geral. Para Thiago Fragoso,é um acerto unir o drama à modernidade. — A trama é fiel ao novelão clássico, sem descartar a evolução de nossa teledramaturgia.É um trabalho que prima pela sutileza,mesmo com as cores fortes de um folhetim tradicional — avalia o ator. No fim das contas,o exagero é garantia de diversão,conta Lombardi: O resultado é uma trama kitsch,com atores,direção e autores se divertindo. Já Geraldo Carneiro acha que a trama tem a seu lado a juventude narrativa. — Não é uma história contaminada pelo cinismo,como tantas hoje,reféns de um pessimismo de final de século XX.

Caráter definido

s de sua casa durante uma festa e se dess. Em outro momento, um casal de meiarões e muita tensão. No banheiro de ouma mulher e arranca uma calcinha com s a fatores como a agilidade da trama, a caprichado e o drama de tintas carregaos tempos, vêm fazendo de “O Astro” um

Um protagonista que erra,acerta, tem momentos bonzinhos e atitudes nem sempre tão heroicas.O Herculano Quintanilha de Rodrigo Lombardi não é o grande mocinho da novela,mas conduz a trama e cria identificação com o espectador. — É um prazer fazer um homem que tem tudo dentro de si,que deixa aflorar todas as facetas do ser humano.É muito mais gostoso fazer esse cara que não é um protagonista clássico.Não é um Romeu ou um herói shakespeariano que não erra.Mas é atual e autêntico.Ele erra,acerta,é ganancioso,vai em busca...E ama.São ingredientes que um herói da dramaturgia moderna tem que ter — opina Lombardi.

TV GLOBO/ALEX CARVALHO

RAZÕES QUE FAZEM DE ‘O ASTRO’ UM SUCESSO

O anti-herói

0

revista da tv

Domingo | 14 de agosto de 2011

TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JÚNIOR


revista da tv

8 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

O QUE VEM POR AÍ

Domingo | 14 de agosto de 2011

TATIANA CORREIA

A&E/ DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

José Júnior e o amazonense Douglas

»O DIA A DIA DO DRAGÃO BRANCO

Fale a verdade,quando você ouve o nome do belga Jean Claude Van Damme,a primeira imagem que vem à cabeça é a de um baixinho de um metro e meio batendo em alguém,certo? Mas o reality “Van Damme a portas fechadas”, que o A&E estreia quarta-feira,às 20h,promete revelar o lado mais humano do ator consagrado em clássicos filmes de ação como “O grande Dragão Branco”e “Soldado universal”. No primeiro episódio,ele já aparece chorando e tentando salvar uma cachorrinha à beira da morte na Romênia. Vejam só,Van Damme é fofo.

»ESPECIAL PARA O PAPAI

oordenador executivo do AfroReggae,José Júnior trabalha há anos recuperando jovens criminosos e, portanto,não é um cara que se choca com qualquer coisa.Por isso,é surpreendente ouvi-lo falar que ver de perto a violência ambiental no Pará foi muito difícil.O assunto é tema dos três primeiros episódios do“Conexões urbanas”,cuja quarta temporada começa hoje,às 22h,no Multishow.Na estreia,o apresentador conversa com os habitantes da localidade ribeirinha de Tupé,entre eles,o menino Douglas (na foto).

C

O ilustrador Gonzalo Cárcamo foi entrevistado pelo filho Carlos,de 9 anos,no “TV Piá”, que vai ao ar hoje,na TV Brasil,às 14h30m.“Ganhei o dia”, vibrou ele ao ouvir o garoto dizer que adora seus desenhos.

MTV/PAULO OTERO

Depois do sucesso estrondoso como Valéria no “Zorra total”, Rodrigo Sant’anna virou figurinha fácil na TV. Hoje,às 20h,ele conversa com Liliana Rodriguez no “Entrada franca”, do CNT.

»OS TRÊS ‘RE’

»NA VIDA É TÃO BOM TER AMIGO

No centésimo episódio de “O som do vinil”, sextafeira,às 21h30m,Charles Gavin recebe Gilberto Gil para falar sobre três importantes álbuns de sua carreira:“Refazenda”(1975),“Refavela”(1977) e “Realce”(1979).

Sábado é dia de “Criança esperança”, na Globo,após “Insensato coração”. A atração,comandada por Renato Aragão,vai falar das cinco regiões do Brasil e fará uma homenagem a Cândido Portinari.

þ

»É CAMPEÃO!

Depois de muitos dribles e chutes na canela,será conhecido hoje o vencedor do “Rockgol Campeonato”. A MTV mostra,às 19h,a finalíssima entre o time do Fresno (com integrantes do Mombojó),que tenta levantar o caneco inédito,e o escrete do Skank (com Emicida e o pessoal do Sabonetes),tentando o tricampeonato.

»TÁ NO CUTUQUE

C E NA V I R T UA L

— Faço mediação de conflito há muito tempo.Mas lá a chapa é muito quente.Fiquei mal,essa experiência mudou minha vida.Não dá pra acreditar que ninguém faz nada ali — conta Júnior,que esteve no Norte na época do assassinato do ambientalista José Cláudio Ribeiro. A diversidade é a principal característica do novo ano da atração dirigida por Rafael Dragaud.Entre os temas explorados nos 18 episódios estão homofobia,Lei Seca, música gospel e o papel social de artistas.

DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET

Aham,senta lá... Criticado por invadir o funeral de Amy Winehouse,o “Pânico na TV!” mudou o foco da coisa:só queria “enganar a imprensa sensacionalista”. Sei.

þ

Fogo! Edu Guedes preparava uma receita tranquilamente com Lucinha Lins no “Hoje em dia” quando o fogão lhe pregou uma peça. Tadinho,o chef ficou bem nervoso.

þ

Alô? O que passa pela cabeça de uma repórter que para o que está falando,ao vivo,na TV,para atender ao celular? Se alguém descobrir, cartas para a redação,por favor.


revista da tv

Domingo | 14 de agosto de 2011

Filmes de hoje

05:45-Santa Missa 06:45-Sagrado 06:55-Globo Comunidade 07:25-Pequenas Empresas 08:00-Globo Rural 08:55-Auto Esporte 09:30-Esporte Espetacular 12:30-Aventuras do Didi 13:05-Os Caras de Pau 13:55-Temperatura Máxima:“Quarteto fantástico” 15:45-Campeonato Brasileiro:Figueirense x Flamengo 18:00-Domingão do Faustão 20:45-Fantástico 23:05-Domingo Maior:“As branquelas”

TV Universitária/Cultura - 5 06:00-Via Legal 06:30-Brasil Eleitor 07:00-Palavras de Vida 08:00-A Santa Missa 09:00-Viola Minha Viola 10:15-Curta Criança 10:30-Escola pra Cachorro 10:45-Meu AmigãoZão 11:00-Castelo Rá Tim Bum 11:30-Janela Janelinha

10:00-Médico de Alma e Corpos 11:00-Super Papo 13:00-Fórmula 3 Sulamericana 14:00-Super Papo 15:00-Companhia de Viagem 15:45-Olhar Digital 16:15-Transição 16:45-Super Papo 17:20-A Hora e a Vez da Pequena Empresa 17:35-Super papo 17:45-Pague Menos 18:15-Ritmo Brasil 18:45-Belas na Rede 19:50-O Último Passageiro 21:00-Pânico na TV 23:30-Dr.Hollywood 00:30-É Notícia 01:30-Bola na Rede 02:00-Super Papo 03:00-Igreja da Graça - Nosso Lar 04:40-Igreja da Graça - Nosso Lar - Palavra Urgente

Band/Natal - 3 05:45-Espaço Vida Vitoriosa 07:00-Clip 07:30-Igreja Batista Central da Barra 08:00-Caminhos da Cultura 08:30-Clip 09:00-Multirio 10:00-Comunidade na TV 10:30-Brasil Caminhoneiro 11:00-Infomercial 12:00-Auto Mais 12:45-Band Clássicos 13:15-Band Esporte Clube 15:00-Gol,o Grande Momento do Futebol 15:30-Futebol 2011 — Figueirense x Flamengo 18:00-Terceiro Tempo 20:00-The Phone 21:00-Domingo no Cinema:“O substituto” 22:50-Acerto de Contas 23:30-Canal Livre 00:30-Deles & Delas 01:00-Show Mix 01:45-Cine Band:“O uivo da bruxa” 03:45-Espaço Vida Vitoriosa

TV SBT/Ponta Negra - 13

Domingo Maior: “As branquelas” 12:00-ABZ do Ziraldo 12:30-AnimaTV - Tromba Trem 12:45-AnimaTV - Carrapatos e Catapultas 13:00-Um Menino Muito Maluquinho 13:30-Catalendas 13:45-Cocoricó 14:00-Dango Balango 14:30-TV Piá 15:00-Stadium 16:00-Jornada da Vida 17:00-Ver TV 18:00-De Lá Pra Cá 18:30-Cara e Coroa 19:00-Papo de Mãe 20:00-Conexão Roberto D'Ávila 21:00-Esportvisão 22:30-Lutas.DOC 23:00-Cine Ibermedia — “El chacotero sentimental” 00:45-A Grande Música 01:45-Doc TV IV

TV Mult tv/Rede TV! - 17 06:00-Ultrafarma 08:00-Tempo de Avivamento 08:30-Igreja Internacional da Graça de Deus 09:00-Ordem dos Cavaleiros de Cristo 09:30-Pé na Estrada

06:00-Cory na Casa Branca 06:30-Aventura Selvagem 07:30-Pesca Alternativa 08:30-Vrum 09:00-Chaves — Série 11:00-Domingo Legal 15:00-Eliana 19:00-Roda a Roda Jequiti 19:40-Sorteio da Tele Sena 19:45-Programa Silvio Santos 00:00-De Frente com Gabi 01:00-O Mentalista — Série 02:00-Divisão Criminal — Série 03:00-V - Visitantes — Série 04:00-Jornal do SBT — Série

TV Tropial/Record - 8 05:25-Bíblia em Foco 05:55-Desenhos Bíblicos 06:45-Nosso Tempo 07:15-Desenhos Bíblicos 07:40-Record Kids 08:00-Domingo de Prêmios 08:30-Record Kids 12:00-Tudo é Possível 16:00-Programa do Gugu 20:00-A Fazenda 4 21:00-Domingo Espetacular 23:15-Repórter Record 00:15-Heroes Série 01:15-Programação IURD

FOTOS:DIVULGAÇÃO

Programação de tv InterTV Cabugi/Globo -11

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

9

ZEAN BRAVO

N

o Dia dos Pais, uma história sobre essa delicada relação com os filhos ganha ares de fábula no longa dirigido por Tim Burton e estrelado por Ewan McGregor. Na pele de Edward Bloom, um vendedor, Ewan viaja a América — e acumula as histórias maravilhosas do título do filme. Afastado do filho, Will (Billy Crudup, de “Watchmen”), um moribundo Bloom (já encarnado por Albert Finney) acaba se reaproximando do filho ao recontar os causos fantásticos de sua juventude. Irritado por não ter confiança no pai, Will começa a enxergar a verdade por trás de suas lendas, e se reconcilia com o progenitor à beira de seu leito de morte. Mas, ainda mais importante, compreende o legado dessas lembranças. No elenco ainda estão Marion Cotillard, muito antes de estourar no papel de Edith Piaf em “Piaf — Um hino ao amor”, além de Helena Bonham-Carter, mulher do diretor. “PEIXE GRANDE E SUAS HISTÓRIAS MARAVILHOSAS” (WARNER, 12h30m)

• PROCURA-SE SUSAN DESESPERADAMENTE Com Madonna, Rosanna e Aidan Quinn. Comédia. Na trama, Roberta (Rosanna Arquette) é uma dona de casa suburbana que fica obcecada por Susan depois de ver os anúncios constantemente publicados no jornal procurando-a desesperadamente. TELECINE CULT, 13h55m. • QUATRO AMIGAS E UM JEANS VIAJANTE Com Alexis Bledel, Amber Tamblyn, America Ferrera e Blake Lively. Comédia romântica. Bem menininha e adolescente — e, vamos admitir, por isso mesmo irresistível — essa história reúne quatro mocinhas que já eram ou vieram a ser protagonistas de séries de TV de sucesso. BOOMERANG, 14h. • O MELHOR AMIGO DA NOIVA Com Patrick Dempsey, Michelle Monaghan e Kevin McKidd. Comédia romântica. A trama é uma espécie de “O casamento do meu melhor amigo” às avessas. Hannah (Michelle) e Tom (Patrick) são melhores amigos desde os tempos da faculdade. Ele é aquele típico mulherengo que não pensa em casar tão cedo e tem a amiga como única mulher constante em sua vida. MAX, 14h30m. • O MUNDO IMAGINÁRIO DO DR. PARNASSUS Com Christopher Plummer, Andrew Garfield, Heath Ledger, Jude Law e Johnny Deep.Drama. A viagem visual do Monty Python Terry Gilliam acabou ficando mais conhecida por ter sido o último trabalho do ator Heath Ledger, morto numa overdose de remédios. Jude Law e Johnny Deep entraram para completar seu papel, já que o filme ainda estava em fase de gravações. Christopher Plummer é o tal Dr. Parnassus, um homem que inspira a imaginação das pessoas com sua companhia de teatro itinerante. HBO PLUS, 19h45m. • O SUBSTITUTO Com Eric Roberts, Bryan Genesse e Ice-T. Ação. Sequestrado enquanto participa de um evento, o presidente dos Estados Unidos é parte de um plano de seu próprio chefe de gabinete para alavancar seus índices de popularidade, que andam meio caídos entre os eleitores. O problema é que um dos sequestradores, vislumbrando a oportunidade de ganhar um pouco mais, resolve tornar o seques-

trou real. BAND NATAL, 21h10M. • SEGUNDAS INTENÇÕES Com Sarah Michelle Gellar, Ryan Phillippe, Reese Witherspoon e Selma Blair. Drama. A versão adolescente de “Ligações perigosas”, romance de Choderlos de Laclos já adaptado antes para o cinema, trouxe para as telas o simpático casal formado por Ryan e Reese, que acabou se casando após o filme. Na história, Kathryn (Sarah) e Sebastian (Ryan) são meio-irmãos que adoram curtir com a cara dos outros e partir corações por aí. HBO2, 22h50m. • O EXPRESSO DA MEIA-NOITE Com Brad Davis, Irene Miracle e Bo Hopkins. Drama. Com roteiro adaptado por Oliver Stone — que levou o Oscar — e direção de Alan Parker, o filme é uma versão da autobiografia de Billy Hayes (Brad Davis). Numa viagem à Turquia com a namorada, ele é preso por tráfico de drogas. O crime, que normalmente seria punido com quatro anos de prisão, acaba virando exemplo no país e a justiça resolve condená-lo a 30 anos. A trama narra o cotidiano do americano em meio a detentos violentos e condições de vida bastante precárias. Depois de não aguentar mais, ele decide se aventurar no tal “expresso da meia-noite”, gíria usada pelos presos para falar da fuga da prisão. TCM, 23h.

O Mundo Imaginário do dr. Parnassus

• AS BRANQUELAS Com Shawn Wayans, Marlon Wayans e Jaime King. Comédia. Mais um besteirol rasgado para a coleção da família Wayans, a trama narra as aventuras de dois policiais negros que precisam tomar atitudes extremas para salvar seus empregos da corda bamba. Eles decidem se disfarçar como duas patricinhas loiras e herdeiras de milhões para buscar informações sobre uma denúncia de sequestro. Às dificuldades de investigar um crime sem os recursos do FBI juntam-se os problemas enfrentados por adolescentes loirinhas e bonitinhas que eles nem imaginam como serão. INTER TV/CABUGI, 23h05m.

O Expresso da meia-noite

Procura-se Susan Desesperadamente


10 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 14 de agosto de 2011 RECORD/ANTONIO CHAHESTIAN

COLUNA DO

Clube do Assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo

DIVULGAÇÃO

Promoções válidas de domingo (14/08/11) a sábado (20/08/11), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

Tutubarão Esta semana, a Escola de Natação Tutubarão oferecerá mais um desconto, exclusivo ao assinante da TN, de 50% à vista (dinheiro) na 1ª mensalidade e 30% à vista (dinheiro) nos 2 meses seguintes. Com uma só mensalidade você pode fazer até 4 modalidades: natação, hidroginástica, musculação e ginástica, exceto hidroterapia e fisioterapia. O desconto é válido somente para alunos novatos e inscrições realizadas nesta semana. Av. Nascimento de Castro, 954, Dix-Sept Rosado Tel.:3223.5594/3223.5599

50% à vista (dinheiro) na 1ª mensalidade e 30% à vista (dinheiro) nos 2 meses DIVULGAÇÃO

seguintes. Conforme descrito acima.

Fafá Nobre Studio Há mais de 10 anos, Fatima Nobre vem realizando um excelente trabalho em fotografias. Lá, você encontra books gestante, infantil, casamento, 15 anos, tudo feito com muita beleza para você eternizar seus momentos felizes. Esta semana, Fafá Nobre Studio oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, no book infantil (especial Dia dos Pais – 20 fotos 20 x 25). Rua Inconfidentes, 4778, Pirangi, 2ª etapa, Neópolis Tel.: 3217.3804

50% à vista (dinheiro) no book infantil (especial Dia dos Pais – 20 fotos 20 x 25).

■ As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■ Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção,o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■ Contatosparacredenciamento:Depto.deMarketing.Tel.4006-6100,R.6262. ■ e- mail.mkttn@terra.com.br; clubetribuna@digizap.com.br

Ana Hickmann com as dez candidatas — que não podem ser reveladas — em frente à sua mansão,em Itu

A CASA É DELAS THAÍS BRITTO

casa onde Ana Hickmann e o marido, Alexandre Corrêa, por vezes, curtem os fins de semana, na cidade de Itu, em S��o Paulo, está passando por uma reforma completa. Tudo culpa dos estragos causados pelas gravações do reality “A casa da Ana Hickmann”, que a Record estreia hoje, dentro do “Tudo é possível”, a partir do meio-dia. A competição vai escolher um novo rosto para realizar matérias para o programa. A ideia de oferecer o lar para abrigar as meninas e toda a trupe técnica partiu do próprio casal, que, a essa altura, deve ter se arrependido, como explica o diretor da atração, Vildomar Batista: — Acho que, depois de uns três ou quatro dias, os dois já estavam fazendo um esforço para sorrir. Mas eles foram ótimos o tempo inteiro. Além da óbvia perda de privacidade, tiveram que conviver com as dez candidatas e mais umas 80 pessoas entrando e saindo da casa deles o tempo inteiro. A grama do quintal ficou destruída e vários objetos foram quebrados. Mas ele garante que o esforço

A

REALITY VAI ESCOLHER NOVA REPÓRTER DO ‘TUDO É POSSÍVEL’, DA RECORD valeu a pena. Segundo Vildomar, a ideia de transformar a contratação de uma nova funcionária num reality surgiu tanto para dar oportunidade a moças desconhecidas como, é claro, para criar um novo formato artístico dentro do programa. A escolhida — que deve ser conhecida no dia 2 de outubro — vai se juntar à repórter (e ex-Panicat e ex-“A fazenda”) Lisi Benitez fazendo matérias para o quadro “Saindo da rotina”. Durante as duas semanas de gravação, as concorrentes executaram tarefas como entrevistas com celebridades, testes de conhecimentos gerais e de improvisação. Confinadas na casa, elas passaram por todos os típicos problemas que acontecem durante um reality show, como briguinhas e intrigas. Vildomar diz, inclusive, que um

incidente já no primeiro episódio obrigou a produção a substituir uma das garotas. — Como é uma competição muito individual, não rolou coisa de panelinhas ou formação de alianças. É cada uma por si mesmo. Por isso, o clima ficou bem tenso algumas vezes, com muitas discussões — explica. Para escolher entre as 300 mil inscritas, a equipe da atração não levou em consideração a formação das candidatas. Vildomar faz questão, inclusive, de não chamar a vencedora de repórter, mas de apresentadora. Entre as selecionadas há desde advogadas até modelos, passando por profissionais liberais e dançarinas. O último episódio vai ao ar no dia 25 de setembro, com as duas finalistas. Elas terão que produzir duas matérias: uma sobre os bastidores de um programa da casa (provavelmente “O melhor do Brasil” ou “Programa do Gugu”) e outra, numa viagem, ao lado de Lisi. É o público que vai votar e escolher a nova funcionária do “Tudo é possível”. Até lá, torcemos para a casa de Ana Hickmann já estar recuperada...


revista da tv

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 11 DIVULGAÇÃO/LUÍS SIMEONE

PELO MUNDO Paulinho, Ênio, Gentili, Marcos e Rogério: grupo gravou piloto

Great weekends e Passport to China, exibidos pela Fox Life amantha Brown tem um emprego que muitos invejam. Apresentadora de TV há dez anos, a americana viaja pelo mundo — e mostra suas impressões de cada canto em programas como o “Great weekends” e o recente “Passport to China”, ambos exibidos no Brasil pela Fox Life às segundas, às 22h, e às sextas, à meia-noite, respectivamente. Em uma teleconferência com jornalistas latinos, Samantha conta que, mais que conhecer lugares, ela gosta é de encontrar pessoas. — Meu trabalho não é só viajar, é também conhecer diferentes pessoas ao redor do mundo. É assim que encaro meu emprego — diz, animada: — Nunca me canso de tirar dúvidas das pessoas. No Twitter, respondo a todos que me fazem perguntas. Em “Great weekends”, como o nome indica, Samantha faz viagens de fim de semana pelos Estados Unidos. Já em “Passport to China”, ela mergulhou em um universo desconhecido ao visitar cidades como Pequim. — Sabia apenas duas palavras em chinês e sobrevivi. O importante é ser educado e se esforçar para se fazer entender.

S

A NOVA CASA DO HUMOR TATIANA CONTREIRAS

os Estados Unidos, o Comedy Central não é apenas um canal de TV: é quase uma instituição do humor americano. No Brasil, diante da crescente força do gênero, nada mais natural que uma versão nacional esteja a caminho. Com estreia marcada para janeiro de 2012, o canal já começa a produzir suas primeiras atrações em solo brasileiro, mostrando que o conteúdo local vai ser uma de suas prioridades. Recémgravado e comandado por Danilo Gentili, o “Comedy Central apresenta o mês da comédia no Vh1” reúne a nata do stand-up verde e amarelo em um show que, inicialmente, encabeça a programação de setembro do Vh1, com estreia no dia 6, às 23h, e exibição garantida todas as terças e quintas do mês. Gravado no Comedians Club, em São Paulo, a série especial, com o formato clássico do stand-up, reúne nomes conhecidos dos palcos, como Paulinho Serra (do “Comédia MTV”), Robson Nunes, Enio Vivona, Marcos Castro, Rogério Mor-

N

“South Park: série de animação está confirmada na grade

COMEDY CENTRAL PRODUZ PROGRAMA NO BRASIL E AQUECE PARA A ESTREIA EM 2012 gado, Fabio Lins e Nigel Goodman. O programa já desponta como provável atração fixa no novo canal, em esquema de temporadas. Danilo Gentili, o host do show, comemora a iniciativa e o novo espaço. — Posso afirmar que, pela primeira vez no Brasil, é produzido um

conteúdo que realmente registra com fidelidade o gênero. Às vezes, em um programa de auditório, chamam um comediante de stand-up por um minuto e, depois, entra um palhaço, uma bailarina... Até hoje, este humorista só participava de shows de calouros. No “Comedy Central apresenta”, ele realmente faz um show — explica Gentili: — E, como mestre de cerimônias, também apresento algumas histórias. Jimmy Leroy, vice-presidente de criação da Viacom, responsável pelo Vh1 e Comedy Central no Brasil, conta que a iniciativa tem como objetivo dar o primeiro pontapé na produção de conteúdo lo-

cal e reforçar a marca do novo canal. — Temos uma expectativa enorme. Na verdade, estamos sentindo que o Comedy Central está sendo superbem recebido antes mesmo de estrear. Vemos que existe uma demanda por esse universo do humor — explica Jimmy. Entre as produções internacionais confirmadas na grade do Comedy Central está a animação “South Park”, atualmente exibida pelo Vh1. Algumas outras atrações do canal original americano, assim como do Vh1, devem migrar para a versão brasileira, que ainda vai investir em séries de ficção e reality shows.— Também estamos concentrando esforços em conteúdo online — acrescenta Jimmy. Se depender do canal — e de Gentili —, o “Comedy Central apresenta...” terá vida longa. — Tenho algumas ideias que acredito que tenham a ver com o que o Comedy Central representa. Mesmo sem falar inglês, sempre assisti aos seus programas e absorvi muita coisa. Então, tenho alguns projetos em que não estou na frente das câmeras; de dez, dois ou três podem ser interessantes. Mas, com certeza, o canal vai encontrar muitos diamantes para lapidar — acredita o integrante do “CQC”.

DIVULGAÇÃO

Samantha Briown na Muralha da China: criança de novo


Revista da tv 12

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 14 de agosto de 2011

A Fox estreou o segundo ano de “Modern family”com atraso,mas se redimiu com a exibição de uma minimaratona.

Poxa,Sony Spin,por que só exibir “Teen wolf”dublada? Os espectadores querem ter opção de legendas!

SERIAIS

» ALÔ,PAPAI

MAIS MAIS

Hoje,a programação é para eles:na Fox,a partir das 14h,uma maratona exibe episódios paternos de “Os Simpsons”. Já o FX exibe o bloco “Pais 100% ácidos”, com “Uma família da pesada”e “The Cleveland show”, entre outros,a partir das 18h.

» MOTIVO PARA DESESPERO

Família que se preze tem que ter confusão: no Dia dos Pais,listamos os progenitores mais disfuncionais da TV.

É definitivo:a oitava temporada de “Desperate housewives”(Sony) será a última.A decisão foi anunciada pelo presidente do canal ABC, Paul Lee,em comum acordo com Marc Cherry,criador das donas de casa desesperadas.Os fãs já choram.

LÍVIA BRANDÃO - TATIANA CONTREIRAS FOTOS DE DIVULGAÇÃO

1.“Seinfeld”.Frank Costanza é o que pode se chamar de sujeito excêntrico:não à toa vive envergonhando o filho George e criou sua própria comemoração natalina,o Festivus. 2.“Californication”.Hank Moody é beberrão,já se envolveu com drogas e é mulherengo.Deve ser complicado para Becca ter um pai assim... 3.“Os Simpsons”.Homer é o símbolo do pai trapalhão e desleixado,mas como não amar?

A portuguesa Daniela Ruah, ao lado de Chris O’Donnell, e o rapper LL Cool J (à esq.) em “NCIS”

O cotidiano da polícia naval

N

ar em “NCIS:Los Angeles”, no A&E, Daniela Ruah é o bendito fruto entre os rostos mundialmente conhecidos de Chris O’Donnell,o Robin de “Batman eternamente”, e o rapper LL Cool J.Nascida nos Estados Unidos e criada em Portugal,ó pá,a intérprete da agente especial Kensi Blye no spin-off da série policial não se intimida pela presença dos astros e faz bonito na série, exibida aos domingos,sempre às 22h.E isso,ela diz,se deve ao fato de ter muitos pontos em comum com a personagem. — Acho isso muito importante,caso contrário você vai passar muitas horas do

seu dia,durante vários anos,interpretando alguém muito diferente de você,o que pode ser dificílimo.Eu me identifico com a Kensi,ela viveu ao redor do mundo como eu, também fala vários idiomas, adora o trabalho dela...— compara a moça,de 27 anos,em conferência com jornalistas da América Latina. No ar na segunda temporada da série — cujos episódios inéditos voltaram a ser exibidos no Brasil na última semana —, Daniela dá algumas pistas sobre a reta final desta leva,mas evita spoilers. — Toda a equipe do Departamento de Projetos Especiais do Serviço de

Investigação Criminal da Marinha se une porque um dos personagem mais queridos desaparece.Não vou contar quem é,só digo que todos nós ficaremos juntos para tentar desvendar o que está acontecendo. Vencedora da edição portuguesa de “Dançando com as estrelas”, Daniela contou ter uma forte relação com o Brasil: seu meio-irmão tem cidadanias brasileira e portuguesa.Por conta dos laços familiares,a atriz já esteve no Rio de Janeiro e em Trancoso,na Bahia,e se derrete em elogios ao país.— Estive aí duas vezes,é um lugar lindo,maravilhoso.

4.“One Tree Hill”. Pai de Nathan e Lucas,Dan Scott é mau-caráter e vive cheio de problemas familiares. 5.“Família Soprano”.Tony pode ser o mafioso mais durão da região de Nova Jersey,mas não consegue controlar os próprios filhos e,por isso, precisa de análise.

E AINDA... • MAIS UMA BAIXA: O clã Van der Woodsen vai ser desfalcado em “Gossip girl”.Connor Paolo,o Eric,está no elenco fixo de “Revenge”e confirmou que a ida do irmão de Serena para a faculdade significa sua despedida do Upper East Side.


tn família ASTROLOGIA Lua proporciona um Dia dos Pais repleto de esperança e otimismo. PÁGINA 6

CINEMA Suspense“Super 8”está entre as estreias deste final de semana nas salas natalenses. PÁGINAS 6 e 7

LETRAS E PRATOS Coluna de gastronomia passa a ser publicada uma vez por mês. PÁGINA 4

GLAM Coluna cai em campo para escolher o look certo e deixar os papais ainda mais elegantes. PÁGINA 8

O PESO DO AVC E DA FIBRILAÇÃO ATRIAL ISAAC RIBEIRO repórter

xiste um perigo oculto entre nós. Um mal causador de um número cada vez maior de vítimas no mundo e no Brasil. A cada cinco minutos um brasileiro morre em decorrência de acidente vascular cerebral, também conhecido popularmente como derrame. São 100 mil pessoas mortas por ano. As causas estão diretamente relacionadas a um descompasso no coração, gerado na maioria das vezes pela fibrilação atrial, uma arritmia cardíaca diagnosticada com frequência crescente, em pessoas de várias idades, que aumenta em cinco vezes as chances de AVC. O AVC ocorre quando as artérias que irrigam sangue para o cérebro são obstruídas (isquêmico) ou se rompem (hemorrágico), provocando a morte do tecido cerebral. Pode causar sequelas, de acordo com a área afetada, como pa-

E

APÓS 50 ANOS SEM NOVIDADES NA ÁREA,É LANÇADO NOVO TRATAMENTO PARA PREVENIR ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL,O POPULAR DERRAME,E CORRIGIR ARRITMIA CARDÍACA ralisia, dor, perda da capacidade de falar e entender, danos à memória, ao raciocínio e a processos emocionais. Após 50 anos sem novidades nessa área, surge um tratamento inovador que promete revolucionar a vida dos pacientes de fibrilação arterial, e outros agravadores de risco, garantindo maior eficácia e mais segurança aos pacientes. O novo medicamento reduz

em 75% os riscos de AVC em pacientes diagnosticados como propensos. A convite da Boehringer Ingelheim, o TN Família esteve na coletiva de imprensa de lançamento do Pradaxa, realizada na última terça-feira, em São Paulo. “A nova geração de anticoagulantes orais chega para suprir as sérias limitações da terapia atual, que inclui interações medicamentosas, alimentares, necessidade de

E-mail: tnfamilia@tribunadonorte.com.br Editor: Isaac Ribeiro ARTIGO Médica Rita de Cássia M.de Medeiros conclui abordagem sobre Psicossomática. PÁGINA 2

PAULO COELHO Antes de iniciar qualquer projeto em sua vida,é importante buscar aliados. PÁGINA 2

NATAL | RIO GRANDE DO NORTE Domingo | 14 de agosto de 2011

exames de sangue mensais ou até semanais e risco de hemorragia”, salienta Dalmo Moreira, eletrofisiologista, chefe da seção médica de Eletrofisiologia e Arritmia do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia de São Paulo. “Estamos lidando com uma doença que tem uma altíssima taxa de mortalidade. Seria essa a maior causa de óbito no Brasil na atualidade”, completa o médico, que participou da coletiva junto com o neurologista vascular Alexandre Pieri, responsável pelo ambulatório de Acidente Vascular Cerebral da Escola Paulista de Medicina (Unifesp), e ainda Luciana Giangrande, cardiologista e gerente médica da Boehringer. [ LEIA MAIS NA PÁG.3 ]


tn família

2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 14 de agosto de 2011

Paulo Coelho [ escritor ]

a qualidade da água: contornar rochas adaptar-se ao curso do rio, às vezes transformarse em lago - até que a depressão esteja cheia e possa continuar seu caminho, porque a água não esquece que seu destino é o mar, e mais cedo ou mais tarde deverá chegar até ele. Junte-se aos que jamais disseram: “acabou, preciso parar por aqui”; porque assim como o inverno é seguido pela primavera, nada pode acabar, e a estrada do guerreiro é um caminho sem fim. Depois de atingir seu objetivo, ele encontrará um novo desafio, e é necessário recomeçar de novo, sempre usando tudo que aprendeu enquanto andava. Junte-se aos que cantam, contam histórias, desfrutam a vida, e têm alegria nos olhos; porque a alegria é contagiosa, e sempre consegue impedir que as pessoas se deixem paralisar pela depressão, pela solidão, e pelas dificuldades. Junte-se com quem anda de cabeça erguida, mesmo que esteja com lágrimas nos olhos. Afaste-se de quem anda de cabeça erguida porque jamais chorou, jamais olhou para os lados. Um verdadeiro guerreiro da luz não confunde arrogância com autoridade, alegria com superficialidade, persistência com impaciência. Ele tem suas dúvidas, às vezes sente-se oprimido pela solidão, mas sabe que existe muita gente pensando como ele, e é apenas uma questão de tempo até encontrar seus verdadeiros aliados.

Da importância dos aliados guerreiro da luz que não compartilha com outros a alegria de suas escolhas, jamais irá conhecer as próprias qualidades e defeitos. Portanto, antes de começar qualquer coisa, busque aliados – gente que se interesse pelo que você está fazendo. Não digo: “busque outros guerreiros da luz”. Digo: encontre pessoas com diferentes habilidades, porque a luta de um guerreiro por seu sonho não é diferente de qualquer caminho seguido com entusiasmo. Seus aliados não serão necessariamente aquelas pessoas que todos olham, se deslumbram, e afirmam: “não existe ninguém melhor”. Muito pelo contrário: são pessoas que não têm medo de errar, e, portanto erram muito. Por causa disso, nem sempre o que fazem é elogiado ou reconhecido. Mas é este tipo de pessoa que transforma o mundo, e depois de muitos erros consegue acertar algo que fará a diferença completa em sua comunidade. Os aliados são pessoas que não podem ficar esperando que as coisas aconteçam, para depois poderem decidir qual a melhor atitu-

O

de a tomar: elas decidem à medida que agem, mesmo sabendo que este tipo de comportamento é muito arriscado. Conviver com os aliados é importante para um guerreiro da luz; juntos todos entendem que antes de escolher o objetivo, são livres para mudar de idéia. Mas, depois do objetivo ter sido determinado, concentram-se apenas nos passos que precisam dar. E pensam, à medida que caminham: “cada passo requer muito esforço, mas vale a pena o risco, vale a pena apostar a própria vida”. Os melhores aliados são aqueles que não pensam como a maioria das pessoas. Por isso, ao buscar companheiros para dividir o entusiasmo do sonho, é importante acreditar na intuição, e não dar importância aos comentários alheios. A maior parte dos seres humanos sempre julga os outros tendo como modelo sua própria limitação – e às vezes a opinião da maioria é cheia de preconceitos e medos. Junte-se a todos que experimentam, arriscam, caem, se machucam, e tornam a arriscar. Afaste-se daqueles que afirmam verdades, criticam os que não pensam como eles, jamais deram um passo sem ter certeza de que seriam

respeitados por isso, e preferem o conforto das certezas que as tensões das dúvidas. Junte-se aos que se expõem e não temem ser vulneráveis: esses olham o que seu próximo está fazendo, não para julgá-lo, mas para admirá-lo por sua dedicação e coragem. Talvez o guerreiro sinta-se tentado a pensar que seu sonho não interessa a todo mundo, como aos padeiros ou os agricultores, por exemplo. Mas eles terão no guerreiro da luz um bom exemplo de perseverança e coragem. E um padeiro pode ensinar muitas coisas, tais como a mistura exata dos ingredientes, que é mais baseada na intuição que na técnica. Um agricultor pode mostrar a importância da paciência, do suor, do respeito às estações, e da inutilidade de blasfemar contra as tempestades – porque isso é uma perda de tempo. Portanto, cada um tem algo diferente a ensinar: e é a soma destas diferenças que chamamos de “sabedoria”. Junte-se aos que são flexíveis, e entendem os sinais do caminho. São pessoas que não hesitam em mudar de curso quando descobrem uma barreira intransponível, ou quando vislumbram uma oportunidade melhor. Possuem

Antes de começar qualquer projeto em sua vida,busque aliados,gente que se interesse pelo que você está fazendo,pois o guerreiro de luz que não compartilha com os outros a alegria de suas escolhas,jamais irá conhecer as próprias qualidades e defeitos

Dr. Jorge Boucinhas [ médico e professor da UFRN ]

Libertas libertas@libertas.com.br

Latinidade em alta Vivemos recentemente uma experiência que tem no seu interior sinais de um movimento vivo na Psicologia Latino Americana. Estivemos durante 15 dias em Lima, no Peru, buscando expandir a Analise Bioenergética naquele pais. A apropriação de uma Psicologia com a cara e o corpo da America Latina delineia-se como uma realidade sem retorno. O impulso na ALFEPSI, Associação Latino Americana para o Ensino da Psicologia, também integrante da ULAPSI, União Latino Americana de Psicologia, dirige-se a um intercâmbio e reconhecimento da Psicologia, para que, cada vez mais se possa distinguir nas citações de teses, monografias e artigos, os autores latinos americanos e os estudos que tenham a ver com a nossa realidade. Também, se visualiza a possibilidade do estudante de Psicologia poder cursar um semestre de seu curso, em outro país com reconhecimento acadêmico oficial, permitindo maior troca de experiências e intercâmbio entre os jovens, em processo de formação. Este movimento destaca nossa cultura, nossa história com suas dificuldades e dores, mas também com a riqueza de um povo criativo e resiliente. Libertar-se de uma colonização europeia e norte americana. Durante séculos ficamos de costas para a latinidade. Neste momento, começamos a enxergar as ilusões e o autoengano de que apenas os Estados Unidos e a Europa têm muito a nos dar e a encantar. O retorno a nossas origens e a valorização de nossa cultura devolvem-nos nossa historia real e a aproximação com nossos vizinhos e parceiros de sofrimento, garra e realizações. Que grande encontro este de olharmo-nos como Unidade Latino Americana, parafraseando Caetano dizer, acrescentar e cantar: “Soy loco por ti America Latina”. Jayme Panerai Alves PAI Quando eu era criança e pegava uma tangerina para descascar, corria para meu pai e pedia: - “Pai, começa o começo!”. O que eu queria era que ele fizesse o primeiro rasgo na casca, o mais difícil e resistente para as minhas pequenas mãos. Depois, eu mesmo tirava o restante da casca a partir daquele primeiro rasgo providencial que ele havia feito. Lembro-me então, que a segurança de ser atendido pelo meu pai quando lhe pedia para “começar o começo”, era o que me dava a certeza que conseguiria concretizar o meu objetivo e então, saborear o fruto. Eu te agradeço meu Pai. (Autor desconhecido) V CONGRESSO DE EDUCAÇÃO A Universidade Potiguar-UnP, através da Escola de Educação, promove o V Congresso de Educação: Diálogos da Contemporaneidade. A programação é aberta a todos os interessados e a inscrição antecipada pode ser feita com o investimento de R$ 20. O evento acontecerá entre os dias 24 e 26 de agosto na unidade Roberto Freire. Informações: (84) 3215-1112 / 1113 CURSO EM RECIFE Inscrições abertas para mais uma turma do Curso de Dinâmica de Grupo e Análise Bioenergética aplicado às Organizações, que tem como objetivo promover o conhecimento da Dinâmica de Grupo que aliada à Bioenergética constituem a base fundamental para gestores de equipes. O curso tem carga horária de 80 horas e acontece uma vez por mês aos sábados. Informações Libertas: (81) 3268 3311/3596. Esta coluna é de responsabilidade da Libertas Comunidade www.libertas.com.br libertas@libertas.com.br

boucinhas_jc@hotmail.com

Novos modelos em medicina (2) ste Artigo continua o anterior e diz respeito ao modelo médico clássico, muito cartesiano e voltado para o aspecto físico das enfermidades. (um outro, posterior, reverá idéias da Física Quântica aplicáveis à Medicina) Tal visão clássica, dita por muitos “alopática”, é oportuna e extraordinária nos casos a que se destina. Para melhor situá-la num contexto, pode-se afirmar que seus métodos de tratamento são basicamente materiais: cirurgia, radiação, prescrição de medicamentos. Ocasionalmente chega-se mesmo a ouvir a queixa de que não tem uma filosofia de cura, uma vez que seu interesse é a doença. Observa o corpo humano como um mecânico examina um carro. Tal como um automóvel poderia ser dito em boa saúde enquanto funcionar bem, por que deveria ser diferente com o corpo humano, uma vez que ele também é uma máquina? Pode-se não concordar com essa idéia, mas a Medicina Clássica é coerente, e tal coerência apresenta-se como seu ponto forte. Muitos criticam-na por ser reducionista mas o reducionismo parece ser um bom modo de ver o universo material funcionar. Para os críticos, ela deveria ser “holística”. Mas o que realmente significa isto? O termo “Holismo” foi originariamente cunhado por Jan Smuts para indicar que o todo é maior do que a soma de suas partes. A intenção de uma Medicina holística seria introduzir conceitos não mecanicistas na equação de cura sem renegar a doutrina materialista básica de que tudo é matéria. Seguidores de tal doutrina dizem haver aspectos não-materiais evidentes nos seres vivos. E, aos poucos, um novo tipo de Holismo está se tornando popular. Nesse contexto, significa integrar a pessoa toda (nos aspectos corpo físico, composição energética, mente e espírito. Nessa visão a Alopatia seria como a Física Clássica. No âmbito em que é aplicável, esta última é utilíssima. A mesma

E

coisa acontece com a Medicina Clássica. Mas, qual é mesmo o domínio dela? Quando é útil? Cita-se que Laotse, um dos pilares do Taoísmo, ilustrava suas proposições sobre as diversas formas de tratar (se por Acupuntura, manipulações, ervas medicinais, Qigong ou preces) dizendo que se alguém tomava um veneno urgia fazê-lo vomitar para eliminar de si o mal. Caso estivesse com “dores da alma”, melhor meditar. Assim, o tratamento sempre seria dependência do que acometesse o indivíduo. O corpo físico representa em si também as formas mais sutis do ser, e esta capacidade de representar é essencial à vida. Assim, muitas vezes há que cuidar do físico antes de se ocupar de outras esferas. E, se isso significar adotar algum procedimento alopático (cirurgia, radiação ou remédios), há que se o fazer. Nas situações de emergência os métodos mais agressivos são muitas vezes necessários, a despeito dos efeitos colaterais. Sempre que o tempo escasseia, a abordagem alopática é um recurso indicável e os seus problemas colaterais podem ser tolerados. Ao ser acometido por pneumonia ou outra infecção aguda severa, pode-se usar um antibiótico, apesar dos danos que ele poderá acarretar na flora intesti-

nal. Nesses casos, a Alopatia exerce o papel de primeiro socorro, mas, em seguida, seria bom prestar atenção aos corpos sutis. Adotar a abordagem clássica até cessar a emergência, e, passada esta, buscar alternativas. Quando o filósofo Thomas Kuhn apresentou a idéia da mudança de modelos foi muito objetivo com relação a um aspecto: como os modelos científicos fundamentam-se na em dados experimentais, algo tem validade enquanto funPor que e quando ciona, enquanto é aplicável com sucesso. Um aplicar formas novo modelo não invalida o antigo, apenas complementares de mostra os seus limites e abre um novo horitratar? Os sistemas zonte para a ciência. Não precisam duelar enalternativos tendem tre si. a voltar-se Por que e quando aplicar formas alternatiprincipalmente para vas (complementares seria melhor dito, segunesferas menos do a OMS) de tratar? Os sistemas alternativos aparentes e tendem a voltar-se principalmente para esfesomente ras menos aparentes e somente secundariamensecundariamente te para o corpo físico. A idéia é curar o desepara o corpo físico.A quilíbrio da energia ou da mente que faz enferidéia é curar o mar. Mas isso demanda tempo. Em geral, quandesequilíbrio da to mais sutilmente se age, mais tempo é demanenergia ou da mente dado para tratar. Para um resfriado, que perque faz enfermar. durará durante alguns dias apenas, escolha-se Mas isso demanda uma Medicina energética, qual a Ayurvédica tempo.Em geral, ou a Chinesa. No caso de uma emergência carquanto mais díaca, use-se a Alopatia, mas, depois dos prosutilmente se age, cedimentos emergenciais, uma mudança de mais tempo é comportamento se impõe e aí pode entrar uma demandado para Medicina Mente-Corpo, uma revisão do modo tratar. Para um de vida através de mudanças nos hábitos de resfriado,que exercício, de alimentação e, mui importante, perdurará durante câmbio no modo de ver o mundo e a vida, obalguns dias apenas, tenível através da meditação. escolha-se uma Este parece ser o momento histórico em que Medicina os praticantes da Medicina convencional, entraenergética,qual a rão em harmonia com a realidade de que o corAyurvédica ou a po físico é apenas um formador de representaChinesa ções para os os corpos mais sutis, a Medicina devendo ser ampliada para lidar com todos os aspectos do ser humano, não apenas com o físico.

Rita de Cássia Mendes de Medeiros [ psicodermatologista ]

O adoecer: uma experiência em saúde (2) utros autores nos relembram as ideias associadas à “Linguagem dos órgãos” de Groddeck. A Escola de Paris, fundada em 1972 por Pierre Marty e que trabalha com a Psicossomática Psicanalítica, defende uma diferença entre doentes neuróticos e psicossomáticos, pelo menos quanto ao comportamento durante a entrevista. Tentamos abordar ainda em uma consulta psicossomática a importância do ESTRESSE que pode estar relacionado a um “esforço súbito”, “sobrecarga”, ou “estímulo violento”, provindos do exterior. “A SÍNDROME DE ADAPTAÇÃO” que provocaria o estresse evoluiria em três fases: 1. Reação de alrme, aguda. 2. Reação de adaptação, durável. 3. Fase de esgotamento (descompensação) no curso da qual cedem os mecanismos de adaptação. Como quer que seja, o sintoma psicossomático aparece como decorrente de uma cadeia multifatorial com múltiplas interrelações que exigem uma atenção apurada do sintoma, por parte do médico. Isso nos remete à relação médico-paciente como essencial à compreensão da linguagem apresentada pelo órgão ou sistema. Um “insight” entre médico e paciente é essencial na Psicossomática, no entanto, o que parece acon-

O

tecer em muitos casos é a chamada “relação Branca”, durante a qual o médico parece ignorar e vice-versa. Às vezes, a mensagem do paciente é transmitida telegraficamente para um médico calado. O diálogo aqui se sobressai por sua importância e a investigação clínica deverá ser consequência desse diálogo (anamnese) travado entre dois indivíduos circunstancialmente identificado como médico e paciente. Aqui a psicossomática adota técnicas da psiquiatria, psicologia e/ou psicanálise para uma melhor compreensão dos motivos psíquicos que podem estar atrás dos sintomas somáticos. É essencial que o médico capte a personalidade patológica do paciente, conseguindo um insight ou conhecimento profundo da sua problemática a ponto de, com a sintomalogia orgânica presente, entrever o fundo psíquico que é a sua causa verdadeira e que deve, esta sim, ser tratada para que se dê a cura. Por outro lado, é tentador, diante de “certos casos difíceis”, considerá-las puramente de fundo psicossomático. A esta tentação cederão os médicos e excessivamente “Psicologizados” ou até aqueles que por não acharem facilmente um substrato somático, caem na tentação de rotulá-los como puramente psíquicos.

É essencial que o médico capte a personalidade patológica do paciente, conseguindo um insightou conhecimento profundo da sua problemática a ponto de,com a sintomalogia orgânica presente, entrever o fundo psíquico que é a sua causa verdadeira e que deve ser tratada

Nossa conduta foi sempre a de realizar exames de rotina e outros adequados a cada situação, por exemplo, perfil imunológico, provas funcionais da tireóide, dosagens de ferro sério, etc. Não seria excessivo lembrar que o fio condutor nos estudos dos casos clínicos dos nossos pacientes, verdadeiro “Leitmotiv”, permeando todos esses casos são três termos se significação às vezes incerta: angústia, depressão e ansiedade. São estes sintomas que estão invariavelmente presentes em intensidades variadas. Lembramos, por último, que o organismo se deprime como um todo, e que pela nossa observação clínica há algo bem além de uma linguagem somática nos casos de psiconeuroses, como neuroses obsessivas, neurose hipocondríaca, neuroses do caráter, neuroses de conversão e neurose de ansiedade e depressiva, que podem ser graves com ou sem assédio moral. Além disso, outros quadros orgânicos como distúrbios gastrointestinais, obesidade, anorexia nervosa, distúrbios cardiovasculares, reumato-esqueléticos, respiratórios, neurológicos e dermatológicos, como psoríase, alopécia areata, vitiligo, tricotilomania, urticária, dermografismo e outras manifestações somáticas que pacientes “sussurram”, “falam” ou até mesmo “gritam” os dos seus silêncios, como nos dizia Clarice Lispector, através do seu corpo.


tn família

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

AVC É A MAIOR CAUSA DE MORTES PREMATURAS NO BRASIL

zação, reinternação, aposentadoria, auxílio-doença e reabilitação”, revela Pieri.

FIBRILAÇÃO ATRIAL FAZ CORAÇÃO BATER DESCOMPASSADO E É UM DOS PRINCIPAIS CAUSADORES DE AVC,AUMENTANDO RISCOS SE FOR ASSOCIADA A DOENÇAS CRÔNICAS COMO HIPERTENSÃO E DIABETES acidente vascular cerebral é a maior causa de mortes prematuras e de incapacitações físicas, hoje, no Brasil. É um problema multifatorial e suas consequências podem ser devastadoras tanto para o indivíduo quanto para sua família. A arritmia cardíaca denominada fibrilação atrial (FA), que faz o coração bater em ritmo irregular e descompassado, é uma das principais causas desse mal e faz aumentar os riscos se associada a doenças crônicas como hipertensão, diabetes e cardiopatias. Tanto o AVC quanto a FA agem de forma silenciosa, com poucos sintomas evidentes até sua manifestação implacável, podendo causar, além de óbito, paralisia, dor, perda da capacidade de falar e entender, danos à memória e ao raciocínio, e ainda comprometimento dos processos emocionais. Segundo o neurologista vascular Alexandre Pieri, quanto antes se reconhece os sintomas da fibrilação atrial e de um possível AVC, melhor o paciente evolui para um tratamento precoce. “Se a área obstruída for responsável pela força da mão, o paciente vai perder a força na mão. Se for uma área maior, responsável pela força da mão, do braço e da perna, ele vai perder a força em metade do corpo. Se tem esse sintomas, pode até ser outras doenças, mas tem que procurar o hospital o quanto antes, porque pode ser um acidente vascular cerebral.” Tontura e desequilíbrio também estão entre os sintomas, embora possam ser provocadas por outros fatores como situações de estresse ou baixa de açúcar no sangue, por exemplo. Perda de coordenação motora e alterações visuais também podem ocorrer. “Mas temos de lembrar que muitas vezes o AVC não cursa tão tipicamente de acordo com os sintomas conhecidos. Ele pode ser silencioso. Nós podemos ter AVCs constantes, pequenininhos, que não dão sintomas e nós não percebemos, mas lá na frente nós vamos começar com alteração de memória, parecida com Alzheimer, demência, como chamamos”, comenta Alexandre Pieri. Os pacientes com acidente vascular cerebral ficam internados por longos períodos, em média de 28 a 60 dias, como informa o neurologista. “Durante a internação,

O

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL E FIBRILAÇÃO ATRIAL

NÚMEROS — AVC por fibrilação atrial (FA):

— Fibrilação atrial:

— Outros números:

à

3 milhões de pessoas no mundo sofrem AVC em consequência de FA todos os anos.

à 1% da população mundial é afetado pela FA.

à 170 mil internações por AVCs foram registradas por ano no Brasil entre 2005 e 2009 (Datasus).

1 pessoa a cada 12 segundos no mundo sofrem AVC em consequência de FA.

à

10% da população mundial com mais de 80 anos são afetadas pela FA.

à

50% dos pacientes que tiveram um AVC relacionado à FA morrem em um ano.

à 5 vezes mais de chances os pacientes de FA têm de sofrer um AVC pacientes.

à

75% das vítimas de AVC por FA ficam severamente dependentes de cuidados de terceiros.

à

à

à

à

1,5 milhão é a estimativa de brasileiros com FA. 15% de todos os AVCs são causados pela FA.

17% é a taxa de mortalidade registrada nessas internações (Datasus). R$ 150 milhões foram gastos pelo SUS com internações por AVC em 2009.

à 26 dias é a média de tempo de internação de pacientes vítimas de AVC fatal.

à

¼ dos pacientes de AVC morrem após o primeiro mês.

à

à

1 em 6 AVCs ocorrem em pacientes com FA.

100 mil/ano é número de pessoas que morrem no Brasil por causa do AVC.

à 48 dias é a média de tempo de internação de pacientes de AVC isquêmico não fatal. à 5 dias é a média de tempo que uma vítima de AVC fatal permanece na UTI.

à

à 10 dias é a média de tempo que o paciente de AVC isquêmico não fatal permanece na UTI. Fonte: Boehringer Ingelheim

os diagnósticos mudam, esse paciente morre ou tem alta, e as pessoas, mesmo os médicos, esquecem que o que o levou à internação foi um AVC, e o diagnóstico de alta acaba sendo outro.” Os transtornos são tão impac-

tantes que os médicos costumam dizer que o AVC não mata a pessoa e sim toda a família. De acordo com a explanação de Alexandre Pieri durante a coletiva promovida pela Boehringer, estudos mostram que famílias de pacientes com

sequelas de acidente vascular grave preferiam que eles tivessem morrido a sofrer durante anos. Os custos também são bastante altos para o Estado. Chega a R$12 mil o gasto do Sistema Único de Saúde por cada vítima de

AVC isquêmico fatal. Em 2009, o SUS gastou R$150 milhões só em internações. “Temos dados de que 40% de todas as aposentadorias precoces em nosso país são decorrentes dessa doença. Isso leva a enormes custos com hospitali-

FIBRILAÇÃO ATRIAL O descompasso e a irregularidade de ritmo característicos da fibrilação atrial acontecem quando os sinais elétricos do coração falham e fazem com que os átrios (câmaras cardíacas superiores) se contraiam irregularmente, levando a um acúmulo de sangue nessas áreas. Essa concentração sanguínea é bastante perigosa e pode facilitar a formação de coágulos nos átrios. A partir daí, é grande o risco de um deles se desprender e chegar até o cérebro, através da corrente sanguínea, estacionando em uma determinanda área e obstruindo uma artéria, ou seja, gerando um AVC. De acordo com o eletrofisiologista Dalmo Moreira, 1,5 milhão de pessoas têm fibrilação atrial no Brasil, o que representa 0,8% da população. “Isso nós sabemos daqueles pacientes que vão ao hospital fazer eletrocardiograma, e das pessoas que vão ao prontosocorro ou que fazem checapes periódicos. Nós não temos a dimensão de indivíduos que têm essa arritmia e não sabem, pois são assintomáticos”, comenta. “Cerca de 25% das pessoas com FA não sentem nada absolutamente nada, o que dificulta obviamente a procura por serviço médico.” Pacientes com fibrilação atrial têm cinco vezes mais chances de ter AVC. Um em cada seis casos ocorrem em quem tem esse mal. No último dia 23 de maio, a Anvisa aprovou a prevenção de acidente vascular cerebral em pacientes, especificamente naqueles com fibrilação atrial. A cardiologista Luciana Giangrande, comenta que o novo medicamento, o Pradaxa, é um inibidor direto da trombina (substância formadora de coágulos), sua administração é via oral, os efeitos máximos são atingidos em duas horas, e o medicamento começa a agir mais rapidamente, em 30 minutos aproximadamente o efeito coagulante já está disponível, e não tem interação com alimentos. Ela acredita ser importante o paciente saber que ele pode e deve ter uma alimentação saudável, pode comer alimentos verdes, sem a preocupação que a medicação sofra interferência e perca o seu efeito. Também há uma baixa interação com outros medicamentos. “Importante salientar que na faixa etária onde a fibrilação atrial é mais incidente — idosos, acima de 60 anos — o número de medicamentos que eles usam é crescente. Não raro, os pacientes com problemas no coração usam em torno de seis ou oito medicações para diversos problemas, hipertensão, diabetes, enfim... e o fato de não interagir ou ter pouco potencial para interação medicamentosa é, sem dúvida nenhuma, um grande diferencial para o tratamento com Pradaxa”, analisa a cardiologista.

BATE-PAPO ALEXANDRE PIERI

» neurologista vascular DIVULGAÇÃO

“Nova droga reduz riscos em até 35%” — Quais as principais vantagens do novo tratamento para AVC com o uso do Pradaxa? Essa nova droga surge como um medicamento mais eficaz do que tínhamos anteriormente, reduz em até 35% o risco de AVC em relação ao medicamento que nós tínhamos. Uma das grandes preocupações quando usamos anticoagulante é o sangramento cerebral, e essa medicação mostrou uma redução de 59% de sangramento com relação à medicação anterior, e outros pontos importantes do manejo desse paciente que usa anticoagulante. Com o remédio antigo, os pacientes tinham que ser controlados e fazer exames de sangue periódicos; eles tinham que se preocupar com

os alimentos que eles comiam porque há uma interação muito grande com alimentos e a maioria dos outros remédios interagiam com esses medicamentos antigos. As novas drogas surgem sem preocupação com alimentos, nem de interação com remédios, e não há mais necessidade de controle de anticoagulação, como havia antes com coleta de sangue periódica, como no tratamento anterior com a Varfarina. — Qual a importância da realização de checapes periódicos? O checape é importante para conhecer fatores de riscos e tratálos. Agora o que estamos falando com relação à Varfarina, que era

o tratamento anterior, não é checape; era a necessidade de controlar o sangue periodicamente para saber se o pacientes estava realmente tratado; ou seja, o simples fato de tomar o remédio não significava que ele estivesse tratado. Agora, com essa nova medicação, não há mais necessidade de fazer um exame específico para controlar o sangue — alguns pacientes referem que fizeram de 3 a 4 vezes por semana para conseguir manter o sangue adequado. Agora não precisa mais. É o que chamamos de tratamento previsível. A gente comenta que com o remédio anterior, cada dia é um dia; com o tratamento novo, todo dia é igual.

Luciana Giangrande,Alexandre Pieri (com microfone) e Dalmo Moreira durante entrevista coletiva em SP


tn família

4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 14 de agosto de 2011

SERVIÇO

Jota Oliveira

Para os clientes Diners Club, mais comodidade na hora de pagar as contas. Todos os principais estabelecimentos com máquinas Cielo e Redecard agora estão aceitando os cartões da rede.

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

PODENDO

FASHION

BOSSAS

Comemorando 10 anos no mercado, o salão Haircult sob o comando de Marcus Mafhuz promove big party no Pepper’s Hall próximo dia 20. Entre drinks e gente antenada, a partir das 22h o agito é garantido pelos DJs Felps, Gunner e Leandro Telles de sampa, além da Banda VNV.

Bebel e Tereza Tinoco pilotam sessão bossas para primavera/verão já nas araras do espaço TT. A sessão preview acontece durante o dia.

Rompendo paradigmas e dando asas ao amor verdadeiro e incondicional, o versátil fashion designer Ricardo San Martini lança nova coleção “Asa Branca”. Suas criações inspiram mudança, liberdade, amor e alegria em cortes, tecidos e texturas modernas. BOBFLASH

LAIRTON ANDRADE

JOÃO NETO

CARPE DIEM!

2

Antes,durante e depois das Cruzadas o comércio com a Ásia tinha que passar pelo Mar Mediterrâneo, sendo a o caminho mais rápido para o Oriente Médio.Como as rotas eram dominadas pelas cidades italianas de Amalfi,Pisa Gênoa e Veneza,as cortes européias começaram financiar a procura por outros caminhos.

3

Jambu (Acmella oleracea), também conhecida como agriãodo-Pará,é comum também em todo o sudoeste asiático e em particular nas ilhas Madagáscar e Mascarenhas.O jambu é muito utilizado na culinária paraense, podendo ser encontrado em iguarias como o tacacá,o pato no tucupi e até mesmo em pizza combinado com mussarela.É usada como especiaria pelos chineses.

Nos salões da cidade, o casal Cínthia e Tarcísio Barros. Ele rasgando folhinha amanhã

Anfitriões da noite, Soraya/José Rosendo recebem Fernando Grilo/Fairuz e Cristina/Carlos Crescencio

Celebrando Gabriela, os amigos David, Luiza, Renata e Thiago

JOÃO NETO

JOÃO NETO

MICHELE MAISTO - madrelingua@supercabo.com.br

1

As Cruzadas (1096 – 1291) foram,de um ponto de vista econômico,a resposta ao espansionismo muçulmano que ocorreu entre o séc.VIII e X no Mar Mediterrâneo, e que viu a conquista, entre outros países,da Península Ibérica e do sul da Itália.Deu origem a um império brilhante do ponto de vista intelectual e artístico.

Apagando velinhas hoje, Sílvio Bezerra recebe os vivas da musa Melissa

Letras & pratos

“Ele não quer que o filho tenha tudo que ele não teve, mas que tenha tudo aquilo que merecer e realmente desejar. Pai de verdade mesmo não está ali só para colocar a mão no bolso para pagar as despesas: ele coloca a mão na consciência e percebe até que ponto está alimentando um espírito de dependência. Ele não é um condutor de destinos, mas sim o farol que aponta para um caminho de honestidade e de Bem. Pai de verdade mesmo não diz “Faça isto” ou “faça aquilo” , mas sim “tente fazer o melhor de acordo com o que você já sabe”. Ele não acusa de erros e nem sempre aplaude os acertos, mas pergunta se houve percepção dos caminhos que levaram o filho a esses fins. Pai de verdade mesmo é o Amigo sempre presente, atento e amoroso - com a alma de joelhos -pedindo a Deus que o oriente na hora de dar conselhos ...”

Em tintins, Cristina, Soraya, Conceição, Inalva e Fátima

JOÃO NETO

Na noite natalense, a descontração do casal Ana Cristina e Valmir Fernandes

Amazônia Uma selva de novos sabores ✃ ROBALO EM GELÉIA DE SAPOTI RENDIMENTO: 2 pessoas

INGREDIENTES: 200g de filé de robalo 1 colher de sopa de azeite extra virgem 1 colher de sopa de vinho branco 1 colher de sopa de vinagre balsâmico 1 colher de sopa de manteiga 1 colher de sopa de açúcar mascavo 1 colher de sobremesa de Maizena 1 copo americano de água 1 sapoti maduro sal a gosto

base de cada gastronomia (nacional, regional ou local) a princípio encontramos a utilização de produtos do próprio território. Mas sabemos também que, ao longo do tempo, muitas comunidades têm incorporados produtos originários de terras distantes. As especiarias de origem asiática são somente um dos vários exemplos nesse sentido: sua utilização nas culinárias européias é milenar; o controle sobre seu comércio provocou guerras (1) e a tentativa de evitar os atravessadores (2) levou a Europa a encontrar o continente americano! No caso do Brasil, ao encantamento dos colonizadores pela nova Índia cheia de produtos a serem explorados seguiu, basicamente, a assimilação da cozinha portuguesa e, somente no século

À

passado, daquelas dos imigrantes. Durante muito tempo, então, o brasileiro acreditou que o que era bom vinha de fora e não deu a devida importância aos próprios recursos. No entanto, na tentativa de preencher essa lacuna, a Amazônia é apontada como o terroir nacional a ser explorado, (apesar de que produtos como o tucupi, que há tempo movimenta a exportação nacional, não possui sequer um certificado de origem!). Seus produtos saborosos e surpreendentes são utilizados cada vez mais por chefs estrangeiros e constantemente pelo brasileiro Alex Atala. O badalado chef catalão Ferran Adrià, quando provou jambu (3) (erva comestível que produz um choque anestésico na boca de quem come) em uma de suas visitas ao Brasil mar-

A Amazônia é apontada como o terroir nacional a ser explorado, apesar de que produtos como o tucupi e o tacacá (foto),que há tempo movimenta a exportação nacional,não possuem sequer um certificado de origem!.Seus produtos saborosos e surpreendentes são utilizados cada vez mais por chefs estrangeiros

avilhou-se: “Eles conseguem produzir eletricidade sem usar química!”. Para ele, a gastronomia do século XXI passa pela China e pela Amazônia. A China porque vem se abrindo comercialmente, e a Amazônia por se tratar de uma terra pouco explorada. Entre seus inúmeros produtos encontramos: Cupuaçu – hoje é um fruto nacional. Seu sabor marcante costuma “roubar a cena” dos alimentos com os quais é combinado; Tucupi – é o caldo de mandioca brava. Seu sabor não tem similaridade com nenhum outro alimento conhecido; Bacuri – tida por muitos como a fruta mais saborosas da região pode ser usada em pratos salgados, pois seu sabor se faz presente sem mascarar os outros ingredientes. Em Natal podemos encontrá-la na loja Massa Mia, em Petrópolis.

MODO DE PREPARO DO PEIXE: Numa frigideira coloque o azeite,e o vinho.Em seguida coloque o peixe e deixe dourar nos dois lados. Modo de preparo da geléia Coloque na água o açúcar,o vinagre,a Maizena e o sapoti. Deixe cozinhar até virar uma geléia.Acrescente o sal. Montagem do prato Coloque o peixe em um prato e regue com a geléia. Sirva com arroz branco e decore com folhas de salsinha. Receita de Mediterrâneo Buffet – Telefones: 32194669 / 9991-0876


Domingo | Domingo 14 de agosto de 2011

tn família

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

SEMINÁRIO Na próxima quinta-feira, acontece na Assembleia

Jota Oliveira

Legislativa o Seminário da Comissão de Combate às Drogas. Proposta do deputado Fábio Faria, o evento trará discussões sobre questões que envolvem uso, tráfico e prevenção do uso das drogas no RN.

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

ATRAVÉS DELES,NOSSA HOMENAGEM PARA TODOS OS PAIS! CEDIDA

DETERMINAÇÃO

CEDIDA

Arturo Arruda Arturo Filho e Maria

Henrique Fonseca Letícia, Adriano e Eduardo

PARABÉNS! Abraços com vivas de parabéns para os aniversariantes Sílvio Bezerra, Wilson Dantas, Nando Queiroz. Nesta segunda, dia 15, Parabéns antecipados para Lorena Galvão, Danila Varela Barca, empresário Fernando Paiva, Tarcísio Duarte Barros.

CANINDÉ SOARES

CUIDADOS Para manter a beleza em dia, a Dermage lançou modernos cuidados estéticos. O Hidracare Antiox chega, prometendo uma pele mais hidratada e quando o assunto são os olhos, o Clarité Olhos – Serum Suavizante combate as indesejáveis bolsas e olheiras. Quer mais? Tem dicas também para corpo, cabelo e make.

O patriarca Nevaldo Rocha - Flávio, Flavinho, Fernando e Fabrício

Herculano Azevedo - Herculano Jr, Isabelle e Mariana

Henrique Eduardo Alves - José Eduardo, Andressa e Pedro Henrique

Ramilson Tito-Isabele, Carol e Hélio Neto

CEDIDA

CHANGE Um turismo diferente e pouco explorado por esses lados é o Home Swapping ou Troca de Casas. Nele, estranhos se conhecem e trocam de casas, onde curtem novas experiências, paisagens e conforto das moradias temporárias. Saiba mais detalhes no blog.

BACO

JOTA OLIVEIRA

CEDIDA

LAURIVAN DE SOUZA

É a palavra que melhor define o oftalmologista Jean Talvani. Com especialidade em Córnea e Cirurgia Refrativa,Jean integra o competente time do Hospital de Olhos do RN desde 2004.A paixão pela Medicina começou cedo,aos dez anos, através da inspiração de sua irmã mais velha,que cursava Medicina na UFRN,e a partir daí decidiu seguir o mesmo caminho.Sempre comprometido,Jean também morou em Sampa,onde fez sua residência da UNIFESP e trabalhou com grandes profissionais de sua área. Apesar da agitada vida de médico e agenda lotada,Jean faz questão de estar sempre em família,sendo sua esposa e os dois filhos os pilares para seguir sempre em frente,o que aliado à dedicação e profissionalismo formam sua fórmula do sucesso.Em seu tempo livre,além de curtir a família,Jean ama viajar e apreciar uma boa gastronomia em big table acompanhado dos que ama.

CEDIDA

Os vinhos nacionais agora podem ter suas infos acessadas na web. Uma vinícola catarinense, a Villaggio Grando, adotou o código QR (‘quick response’). O QR é um código de barras no rótulo da garrafa que, quando fotografado, remete a um site onde o consumidor pode acessar as características dos vinhos e espumantes da vinícola.

NACIONAL O ministro Aloízio Mercadante afirmou na última quarta-feira que os brasileiros podem esperar para setembro a chegada dos tablets nacionais nas prateleiras. Com valores até 40% menores, os produtos possuem 20% de componentes nacionais. A Apple porém, ainda não iniciou produção do iPad no Brasil.

Lauro Herculano - Lauro Filho, Andressa e Rafaella

Beto Santos - Luísa, Guilherme e Eduarda

Ezequiel Filho e João Ezequiel

Erick Pereira – Camila Cristina e Luiz Henrique


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

tn família

Domingo | 14 de agosto de 2011

PORTAL A empresária Vânia Rocha lança mais um canal de comunicação no seu espaço de estética e beleza.Agora,através do www.vaniarochaestetica.com.br/blog o público poderá conhecer as últimas tendências em tratamentos estéticos,além de dicas de beleza e bem estar.

Liege Barbalho liegebarbalho@tribunadonorte.com.br

V I V A S

HOMENAGEM Deus pegou a força da montanha, a majestade da árvore, o calor do sol de verão, a calma de um mar tranquilo, a generosidade da natureza, os confortáveis braços da noite, a sabedoria das eras, a paciência da eternidade e o centro da necessidade de uma família. Depois, juntou tudo e, quando percebeu que nada mais havia para acrescentar, sentiu que sua obra prima estava completa. Olhou e disse: “A tua missão é sagrada. Vai para a vida! Só falta eu te dar um nome: Eu te batizo de Pai” (autor desconhecido)

Desembargador Aderson Silvino e sua Zélia

JUSTIÇA A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado aprovou o projeto de lei complementar 40/2011 que cria cinco Varas do Trabalho na 21ª Região, sendo duas em Natal e as outras em Ceará-Mirim, Goianinha e Macau, além de mais dez cargos de Juiz do Trabalho para atuar no Tribunal Regional do Trabalho do RN. O projeto prevê ainda a criação de mais 60 cargos de servidores de carreira, sendo 42 de Analista Judiciário, quatro de Analista Judiciário (Área Judiciária/Execução de Mandados) e 14 de Técnico Judiciário, além de oito cargos em comissão.

P A R A

O S

P A P A I S

Sami Elali e Sandra Elali

Rilker Bart recebe o carinho da filha

ELAS

Várias »MISSAS

Em intenções aos pais serão realizadas hoje nos cemitérios do Grupo Vila em Natal e Recife. A empresa preparou uma equipe de colaboradores que estará presente que dará assistência para as pessoas na localização dos jazigos. No Morada da Paz, a celebração será conduzida às 8 horas pelo padre Luiz Paulo e às 10 horas pelo cônego José Mário. No cemitério Parque da Passagem na Zona Norte, padre Manoel celebra as missas nos mesmos horários.

Ana Catarina Alves

»PAPAIS

Jô Godeiro

Para comemorar o Dia dos Pais, o Versailles promove seu tradicional almoço em homenagem a data. Entre outras opções, o hotel Pirâmide contará com vasto Buffet, a Churrascaria Sal e Brasa, também comemorara a data, e a querida Adalva Rodrigues, faz cardápio especial no Paçoca de Pilão na praia de Pirangi. No melhor estilo italiano, o Piazzale Itália movimentará almoço e jantar de vivas para os papais.

O CIRCO DE SABOYA Prometendo movimentar o Olimpo Recepções de Candelária com seu estilo de mega produções, o colunista Chrystian de Saboya reunirá amigos mil, no próximo dia 27, para celebrar seu aniversário. A festa tem como título “O Circo de Saboya”. O evento terá como atração musical principal show com cantor baiano Netinho, além do talento do DJ Luís Couto. A ambientação ficará a cargo das arquitetas Carla Cantídio, Kristine Shelman, Kalina Maia, Jimena Vasconcelos, Luciano Almeida, além do toque singular do aniversariante.

»PARAFOLCLÓRICO

O Grupo Parafolclórico da UFRN será o único representante brasileiro a realizar uma turnê pela Espanha. Entre os dias 12 de agosto e 1º de setembro, participa de eventos como o Circuito de Verão Cultural, 28º Festival Internacional de Folclore Ciudad de Almeria e o 36º Gala Folclórica Internacional de Ronda. O grupo é um projeto de extensão que se envolve nos trabalhos de pesquisa das danças populares.

Chrystian de Saboya celebrando a vida

»TURISMO

George Gosson destaque no turismo potiguar

»COMBATE À violência doméstica,aproximação do Promotor de Justiça das comunidades carentes e criação de um portal do cidadão,são alguns projetos premiados no concurso Melhores Ideias Por um Ministério Público mais eficiente.Foram escolhidos seis vencedores nas categorias Integrante do MP e Sociedade em Geral,de um total de 74 projetos apresentados.Os vencedores se destacaram nos critérios de criatividade,viabilidade e alcance social.As ideias selecionadas vão ajudar na melhoria da atuação do MPRN e dos serviços prestados ao cidadão.

EM BRASÍLIA O senador José Agripino recebeu o deputado Henrique Alves, o ministro da Previdência, Garibaldi Alves, e o ex-deputado Carlos Augusto Rosado para almoço político. Os líderes potiguares se reuniram na residência do presidente nacional do Democratas no Lago Sul, em Brasília. No cardápio, interesses do Estado que envolvem esforço da bancada para futuros projetos em benefício do Rio Grande do Norte.

Luciana Fernandes e Guilherme Costa disseram sim

Vânia Rocha atua nas áreas de estética e beleza

Marcos Maia e Betânia Navarro com os atores Mayana Moura e Petrônio Gontijo

Representantes de 14 entidades ligadas ao turismo do RN elegeram o empresário George Gosson como novo coordenador da Câmara Empresarial do Turismo – órgão da Fecomercio/RN. A Câmara atua em diversas vertentes, tendo como algumas das principais atribuições a investigação de necessidades e indicação que beneficiem as empresas, organizações e entidades vinculadas ao setor do turismo no RN e a divulgação das entidades vinculadas ao sistema Fecomercio/RN.

Em sessão parabéns, Liliane Freitas faz pose com Igor e Jorge Barbosa

Em tempo de Feijão Society,a Blonde com os jornalistas Márcio Cezar e Valéria Araújo

Bárbara Abramo

Cinema

Horóscopo

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ESTREIA

Dia dos País ocorre em dia de esperança e otimismo devido a Lua em sextil a Júpiter.Lua cheia minguante em Touro:19/8

Áries 21/03 a 20/04 Os prazeres culinários e musicais serão a sua delicia neste domingo,favorecido por um lindo aspecto entre Lua e Júpiter que ilumina as relações privadas e traz de volta todo um otimismo e espontaneidade esquecidas.Você, vibrante e enternecido. Touro 21/04 a 20/05

Domingo ótimo pra você receber muitos aplausos e provas de afeto,além de ver como é querido e popular! Aproveite para abrir seu coração e saborear cada momento de entrega compartilhada. Vida ao ar livre e muitas flores reforçam bom astral. Gêmeos 21/05 a 20/06

Pensando na família,em como conjugar seres tão dispares e ao mesmo tempo unidos por um sentimento comum? Com sua versatilidade e inspiração,nada será difícil.Exiba sem medo seus talentos,arme um cenário de puro acolhimento e elegância.

Câncer 21/06 a 21/07

Cenário astral dos melhores nos últimos dias para você abrir o coração e ficar bem a vontade entre os que lhe querem bem de verdade.Um momento de prestigio e reconhecimento para você meditar sobre o valor que tem na vida de algumas pessoas. Leão 22/07 a 22/08

Belo triangulo astral entre Lua,Júpiter e Marte reforçam caráter energético e animado de um domingo ótimo pra você sair,se divertir e se empolgar com novas ideias e planos com alguém. Atividades de lazer podem restaurar sua disposição. Virgem 23/08 a 22/09

Sentir o outro,ouvir o que ele tem a dizer é o segredo que vai colocar a roda da vida em funcionamento harmonioso para você neste domingão.Deixe-se entusiasmar,e levar pelo ritmo do outro.Crie em conjunto,e sentirá super bem.

Libra 23/09 a 22/10

Neste domingo o que tem voz e vez é o sentimento,as preferências que não se explicam,as inclinações poderosas que aproximam pessoas.A empatia é a melhor linguagem e através dela você poderá se dar bem com todo mundo. Invista nisso. Escorpião 23/10 21/11

Delicadezas e cuidados com quem é querido de verdade é o tema do dia.Devoção e doação em alta,capacidade de conceber e antecipar futuros.Hoje você tem mais sensibilidade e sutileza de espírito.Os sonhos serão reveladores também. Sagitário 22/11 a 21/12

Clima astral bom pra você armar um programa super confortável,bem caseiro e íntimo! Rodeado de pessoas queridas,você dará o melhor de si.Evite a bagunça em casa e esteja pronto a ajudar em pequenas tarefas.Terá gratidão por isso.

Capricórnio 22/12 a 20/01

Renovação mental e novos ares para sua mente! O parceiro cobra empenho, mas também cutuca.Através de atitudes compassivas,compreensivas, você evitará desgastes.Apenas fale aquilo que for capaz de renovar um sentimento positivo. Aquário 21/01 a 19/02

seja flexível hoje,e acerte em cheio em eventos sociais,reuniões familiares e demais festividades.Generosidade e desprendimento serão notados.Fique atento a um bom convite interessante, pode ser de um parente ou pessoa próxima. Peixes 20/02 a 20/03

Você está super sensível hoje,a Lua em seu signo reflete todas as suas inseguranças, duvidas e questionamentos.As pessoas poderão exigir mais de você,num momento em que não terá muito a dar a elas.Invente uma atividade conjunta.

ASSALTO AO BANCO CENTRAL (14 anos, nacional) Moviecom 1.Sessões 15h05,17h15,19h25, 21h35/Cinemark 3.Sessões 11h20 (sab/dom), 16h25,18h50,21h15,e 23h45 (sab) Em Agosto de 2005 164.7 milhões de reais foram roubados do Banco Central em Fortaleza,Ceará.Sem dar um único tiro,sem disparar um alarme,os bandidos entraram e saíram por um túnel de 84 metros cavado sob o cofre,carregando 3 toneladas de dinheiro. Foram mais de três meses de operação. Milhares de reais foram gastos no planejamento.Foi o segundo maior assalto a banco do mundo.Um dos crimes mais sofisticados e bem planejados de que já se teve notícia no Brasil.Quem eram essas pessoas? E o que aconteceu com elas depois? São as perguntas que todo o Brasil se faz desde então.Direção Marcos Paulo.

NÃO SE PREOCUPE,NADA VAI DAR CERTO (12 anos,nacional) Moviecom 2.Sessões 14h20,19h05. Lalau (Gregório Duvivier) viaja pelo interior do Brasil se apresentando com um show de piadas.Seu pai,Ramon Velasco (Tarcísio Meira),também é um comediante do show e empresário do filho.Certo dia,Lalau recebe uma proposta milionária para usar seus talentos e fingir ser um famoso Guru em uma

palestra motivacional.Em nome da grana,ele aceita a proposta rapidinho mas algo não dá certo e Lalau precisa mais uma vez da ajuda de seu pai.Direção: Hugo Carvana. HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE (10 anos,legendado/dublado) Moviecom 2.Sessões 16h25,21h10/Cinemark 2.Sessões 12h50,18h35,e 0h10 (sab). Harry (Daniel Radcliffe),Rony (Rupert Grint) e Hermione (Emma Watson) seguem tentando destruir as Horcruxes - objetos que contém pedaços da alma,que Voldemort criou, utilizando magia negra.Marcado por lutas para dar um rumo ao mundo dos bruxos,este filme encerra a saga do bruxo mais famoso do cinema.Direção: David Yates. l DYLAN DOG E AS CRIATURAS DA NOITE (12 anos,dublado) Moviecom 3.Sessões 15h15,21h40. O enredo é baseado nas histórias em quadrinhos“Dylan Dog”.No filme,o detetive Dylan Dog convive com criaturas do mundo sobrenatural.Quando o pai de uma moça é assassinado por um lobisomen,ele entra em ação para desvendar o mistério.Ao lado de seu fiel assistente Marcus,Dylan vai enfrentar as mais terríveis criaturas:zumbis,lobisomens e até um assustador guardião do inferno. Direção: Kevin Munroe.


tn família

Domingo | 14 de agosto de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

Hilneth Correia

MIMOS ADOREI desembarcar e encontrar um cartão carinhoso de Emília Asfora com uma linda echarpe... * OS CHOCOLATES maravilhosos de Rafaela Rosas e Robson Medeiros apresentando a DUTTI -Flores e Chocolates, na rua Apodi. Já soube de suas saladas e do happy. Aguarde-me que irei conferir. Brigadinho...

hilnethcorreia@tribunadonorte.com.br

HILNETH É SHOW! AOS PAIS ...

CLICS DA NOITE DE “VIVAS”PARA ANA PEREIRA.ELA REALMENTE MERECE COMEMORAR A VIDA.A PRÓXIMA SERÁ EM NOVEMBRO! ENTRE OS AMIGOS NA VARANDA DE MORRO BRANCO.

Nosso programa deste

1 final de semana vem com

homenagem especial AOS PAIS. Começamos pelo nosso entrevistado no De Bem com a Vida: o pediatra HERIBERTO BEZERRA. Ele começou a “cuidar de meninos” nos anos 50, recém-formado e por ele passou toda uma geração da cidade. Portanto a nossa homenagem aos pais está sendo através dele.

REGISTRAR PESAR ...

COMO entrevistada de Raphael Correia a bela Kessia Cortez, que disputou o Miss Mundo, nesta sexta-feira, no Hotel do Frade. Esperamos que tenha conseguido se sair bem...

EM S. Paulo recebi a notícia que me deixou triste, da morte de ZÉLIA MARIZ. Uma figura linda por dentro e por fora...Não cheguei a tempo da missa e daqui quero abraçar Maria Tereza, Beth, Célia, Cléa, Mizia, os netos, enfim à família... TAMBÉM registrar o pesar aos familiares de IBANEZ PEREIRA, IRIS ALBUQUERQUE e ROMEIKA LUCENA.

2

BORBULHANTES DA HILNETINHA...

NO CELEBRATION estamos

3homenageando os pais,

todos os entrevistados... Um bom momento para recordar esses que fazem parte da nossa história e da história da cidade. LIGUEM-SE às 13h30 na SIM TV.

AOS PAIS... nossa homenagem através destes amigos:

ALÔ PAPAI! Sem o mesmo apelo dos Dia das Mães, esse é um domingo especial. Dedicado a eles: OS PAIS. Há dois anos venho batendo na tecla de “respeito e valorização” da figura paterna. Com muitos escândalos (estrupos, mortes, pedofilia, abandono...) a figura do pai andou meio achincalhada. Neste último ano, até que os escândalos pararam um pouco... Não sei se essa mudança ou desrespeito é provocada pelos vários casamentos que se praticam hoje, brigas, disputas, irmãos de pais diferentes ou se pela liberdade excessiva , falta de limites e vícios de quem só pensa em “ganhar dinheiro”. NÃO SÃO A MAIORIA, por isso acho que a figura paterna tem que ser reverenciada, amada e olhada como exemplo. Do meu, sinto uma grande saudade e como exemplo a sua correção. AOS PAIS nossa homenagem!

Eric Pereira

Antônio Montenegro (em idade nova) e Marcos Leão

*AGORA É VALENDO Pode ligar para Euzébio Maia de Souza. Hoje é seu aniversário. Parabéns...

FLÁVIO NA ALEMANHA

SAMI ELALI em família

Milson Dantas em família

Encontro de empresários e presidentes de Federações de Industrias está sendo realizado em Renânia, na Alemanha. De Natal, o presidente FLÁVIO AZEVEDO participa levando projetos: Aeroporto S. Gonçalo, ZPE de Macaíba e CTGás a serem apresentados a investidores da região da Westfália(Düsseldorf). Esperamos que volte com contratos firmados.

Ney Lopes em família

PARABÉNS PRA VOCÊS

DE BELEZA! IR ao Anninha é sempre uma terapia e também momento de saber das novidades para a nossa beleza. Como sou vaidosa: adoro. Desta vez conferi o maravilhoso Elixir Ultime uma “alquimia de quatro óleos poderosos” para a cabeça, corpo e espírito. Mas, também soube do XTenso para quem precisa de uma escova “lisa” e com movimento. Além do encontro com amigas saudáveis!

Heriberto Bezerra-Maria (nosso entrevistado de hoje)

DOS mais descontraídos e light o sábado de parabéns para a odontóloga ANA PEREIRA. Só presença de bons amigos! Hoje registramos ... * REPAGINADA – O retiro de final de semana de Milson-Rita dos Anjos, em Bonfim, ficou mais charmoso com a assinatura do top preferido Renato Telles. A fazenda do casal é agora um condomínio familiar... *VIVAS -O ex-vereador Urubatan Maia foi festejado neste sábado pelo seu aniversário. Parabéns... * SÃO CARIOCAS – Aproveitando “precinho bom da Gol” curtem fim de semana no Rio: Alcina Holanda, Tereza Barreto, Jussara Cansanção, Uiara Ferreira de Souza, Elianinha Tinoco, Rosa Núbia e eu. Sexta fomos curtir Mart’Nalia e Diogo Nogueira na Fundição Progresso. Show!...*DOMINGO – De “vivas” para o top ABO, prof. Eimar Lopes. Parabéns ... * SÓ LEMBRANDO- Márcia Marinho já está preparando a festa da ex-aluna da ED para 1º de setembro. Apoio total da diretora Ângela Guerra.

Robinson Faria e Ezequiel Ferreira de Souza em famílias

Ricardo Motta

Henrique Fonseca, Jorge Bezerra, Luciano Medeiros com a benção do Monsenhor Lucas

Abraçar os amigos: Marisa Trindade, Danila Varela Barca, Walter Fonseca, Lorena Galvão Pereira, Miguel Ferreira, Kleber Açucena, Juliane Teles, Clair Gurgel, Cristiano Melo, Suzana Gurgel Costa, Simone Amorim, Carlos José Mendes, Marcos Cesar Formiga, Diógenes Alves Dantas, Fátima Jales, Claudia Tavares Machado, José Sudário, Lucy Collier de Lima, Ranieri Nunes, Karly Pondofe, Geraldine Marinho Dias, Berenice Capuxu.

DE FERNANDA & ALONSO...

Haroldo Bezerra e mãe Ivete

Haroldo Azevedo em família

João Patriota, Nevaldo Rocha e Arnaldo Gaspar

Convite discreto em letras douradas, versos de Jobim falam de amor ...Assim os pais FERNANDO TAVARES NETO-LIANE COELHO FAGUNDES TAVARES assinam convite do nupcial da filha FERNANDA com o baiano ALONSO, filho de Antonio Nogueira dos Santos-Nilzelina Souza dos Santos. Cerimônia às 20h, do dia 10 de setembro, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação. A recepção será no Versailles/Tirol.

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE lESTREIA

Cinema QUERO MATAR MEU CHEFE (14 anos, legendado) Moviecom 3. Sessões 17h30, 19h35. Três trabalhadores infelizes (Jason Bateman, Charlie Day e Jason Sudeikis) que acham que a única coisa que faria a monótona rotina mais tolerável seria moer seus intoleráveis chefes até virarem pó. Pedir demissão não é uma opção, então, com a ajuda de alguns drinks a mais e dos conselhos duvidosos de um ex-presidiário trapaceiro, os três amigos elaboram um plano confuso, e aparentemente infalível, para livrarem-se de seus respectivos chefes... permanentemente. Direção: Seth Gordon. l SUPER 8 (10 anos, legendado) Moviecom 4. Sessões 14h30, 16h50, 19h10, 21h30/Cinemark 1. Sessões 13h, 15h50, 18h30, 21h10, e 23h50 (sab) No verão de 1979, um grupo de crianças em uma pequena cidade de Ohio presencia uma catastrófica colisão de trens enquanto realizavam um filme com a câmera Super-8 e logo eles desconfiam que aquele não foi um

acidente. Pouco tempo depois, estranhos desaparecimentos e eventos inexplicáveis começam a acontecer na cidade, e o agente da lei tenta descobrir a verdade – algo mais assustador do que eles poderiam imaginar. Direção: J.J. Abrams. CAPITÃO AMÉRICA – O PRIMEIRO VINGADOR (12 anos, legendado/dublado) Moviecom 5. Sessões 15h50, 18h25, 21h/Moviecom 6 3D. Sessões 19h, 21h35/Cinemark 2 3D. Sessões 15h45, 21h25/Cinemark 4. Sessões 14h40, 17h30, 20h20, e 23h10 (sab). Nascido durante a Grande Depressão, Steve Rogers foi um menino franzino em uma família pobre. Horrorizado com a ascensão Nazista na Europa, o garoto parte para entrar para o exército. Mas, devido a sua saúde frágil, ele é rejeitado. Mas após escutar os apelos honestos do menino, o General Chester Phillips oferece a Rogers a chance de participar da Operação: Renascimento. Depois de semanas

Quando o mago malvado Gargamel expulsa os pequenos seres azuis da sua vila, eles rolam do seu mundo mágico e caem no nosso - mais precisamente, bem no meio do Central Park de Nova York. Os Smurfs precisam encontrar um jeito de voltar para a vila antes que Gargamel os localize. Direção: Raja Gosnell.

Em“Super 8”,jovens testemunham e registram acidente suspeito de testes ele recebe o soro do supersoldado e é bombardeado por raios-vita. Steve Rogers aparece então com o corpo mais perfeito que um ser humano pode ter e é submetido a intensos treinamentos físicos e táticos. Meses depois ele recebe sua primeira missão como o Capitão América e, com seu escudo indestrutível, ele parte para combater o mal sozinho e como o

líder dos Vingadores. Direção: Joe Johnston. OS SMURFS (Livre, dublado) Moviecom 6 3D. Sessões 14h30, 16h45/Moviecom 7. Sessões 15h, 17h10, 19h20, 21h30/Cinemark 6 3D. Sessões 11h30 (sab/dom), 13h35, 16h30, 19h10, 2140h, e 0h (sab)/Cinemark 7. Sessões 12h55, 15h30, 18h, 20h30, e 23h (sab)

LOPE (14 anos, legendado) Cinemark 3. Sessões 14h. O filme mostra a juventude do espanhol Lope de Vega, um dos maiores dramaturgos e poetas de todos os tempos, autor de obras como “Amarílis” e “La Arcádia”. O ator argentino Alberto Ammann faz o papel principal. No elenco estão ainda as atrizes espanholas Pilar López de Ayala e Leonor Watling . O brasileiro Ricardo della Rosa assina a direção de fotografia. Direção: Andrucha Waddington. OS PINGUINS DO PAPAI (Livre, dublado) Cinemark 4. Sessões 12h20 (sab/dom)

Jim Carrey é o Sr. Popper, em uma divertida comédia para a família que conta a história de um homem de negócios totalmente sem noção do que fazer quando o assunto são as coisas importantes da vida - até o dia em que ele recebe 6 pinguins como herança. Apesar dos pinguins de Popper transformarem seu chiquérrimo apartamento em Nova York num parque de diversões de inverno - e virarem a vida de Popper de cabeça para baixo, eles também lhe ensinam importantes lições sobre famílias. Direção: Mark Waters. CILADA.COM (14 anos, nacional) Cinemark 5. Sessões 12h45, 15h, 17h20, 19h40, 22h, e 0h20 (sab) Exposto pela namorada através de um vídeo na internet, Bruno tenta refazer sua reputação, mas tudo o que consegue é se meter em uma série de ciladas. Uma comédia sobre amor e traição que mostra o poder da internet em transformar pequenas intimidades e deslizes em fama e constrangimentos globalizados. Direção José Alvarenga Jr.


tn família | georgeazevedo@tribunadonorte.com.br

8 | Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 14 de agosto de 2011

FICHA TECNICA Foto: Fábio Faria Modelos:Matheus Rangel e Rodrigo Bessa Filho (Tráfego Models) Beleza: Edimilson Alves Styling:Equipe Glam Onde encontrar os looks: Donna Donna Homem na Afonso Pena,e Raphael Steffens nas lojas Carmen Steffens do Midway Mall e Natal Shopping.

NEWSNEWSNEWS O estilista Wagner Kallieno é destaque nas páginas da revista Vogue/Fashion Business, onde seus looks são mostrados em vários editoriais de moda. E olha, Kallieno é só sucesso. Ultimamente tem vestido celebridades como Sabrina Sato, Fernanda Souza e Adriana Birolli. Tá meu bem?! Em São Paulo na última semana para realizar compras das coleções Primavera/Verão, Bebel trouxe muitas novidades para o espaço Tereza Tinôco, na Afonso Pena. Amanhã, os looks barbarizantes já estarão na loja. Passa lá. A Maria Filó em parceria com a Warner Bros, traz para a sua coleção verão, o romântico gambá francês Pepe Le Pew na coleção intitulada de “Perfume”. Os looks trazem camisetas com cenas do personagem, dando um clima descontraído às peças. A proposta é mesclar as t-shirts com peças em alfaiataria, tule e seda, no melhor estilo HiLow. O concurso Tráfego Look celebra em 2011, dezoito anos de sucesso, e programa para os próximos dias, inscrições para o seu badalado concurso, considerado o maior e mais eficiente da região nordeste. Para meninas entre 13 e 22 anos, e rapazes entre 15 e 25 anos. Mais informações no (84) 32063052. Os looks primaveraverão 2012 da Folic já fazem sucesso na loja do Midway Mall e na Maison Petrópolis. Com peças que trazem combinações de cores, as estampas florais e as texturas, também fazem parte desta coleção. As peças chaves desta temporada são os macacões e os vestidos e saias longas. A bordo de tênis esportivos, mocassins, a Carmen Steffens exibe em suas vitrines a coleção masculina Raphael Steffens. Show. Os pisantes são realmente maravilhosos. Onde encontrar? Nas lojas do Natal Shopping e Midway Mall, e em Mossoró no West Shopping. A loja Gaag, muito bem localizada no coração da Afonso Pena, ganhou um “M”, e agora é Gaag & M. Tudo porque Marcela Nogueira associou-se à empresária Renata Gaag para badalar mais e mais aquele espaço. Ainda não presenteou o seu papai? Então uma das nossas dicas são os kits da Natura, que trazem oito maravilhosas opções de presentes. Entre os kits: Kaiak, Horus Azul Marine, Homem Íon, entre outros.

O papai usa look total Ricardo Almeida e a criança, Calvin Klein Kids.Tudo Donna Donna Homem

Cores fortes. Camisa Reserva e jeans Osklen, tudo Donna Donna Homem. Nos pés, Rapahel Steffens

PAPAI,

EU QUERO Porque hoje é o dia dele, Glam cai em campo para escolher o look

✱ ✱

Jeans total. Ele com camisa 1st Level, jeans Ricardo Almeida, cinto Daslu e nos pés Raphael Steffens. A criança Calvin Klein Kids

certo do homem elegante.E o momento não poderia ser melhor, pois o Dia dos Pais sempre coincide com a chegada das coleções para o verão 2012, ou seja, com camis el é usada Calça Dies teffens Raphael S e sapatos

a VR

tudo quentíssimo.Mas o que tem de novo na moda masculina? A tendência

color – olha o color blocking aí! – que na porção “macho man”precisa ser dosada com tons mais neutros e até mesmo com o jeans.Jeans sempre jeans...para ser usado da cabeça aos pés ou num mix de lavagens.É hit.Looks monocromáticos é super chique, principalmente quando os tons são terrosos.O branco é base para camisas de tricoline, linhos e listras no melhor estilo navy.Os ternos são mais ajustados e a gravata mais “slim”.Nos pés, a linha conforto total dos docksides e estruturados.Quer um papai mais elegante do que esse?

Look monocromático com camisa Reserva e calça Osklen, para Donna Donna Homem, nos pés Raphael Steffens. A criança Calvin Klein Kids


Tribuna do Norte - 14/08/2011