Page 1

» OS CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 3.247 ANÚNCIOS E 16 PÁGINAS

FUNDADOR: ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

EDU BARBOZA

ROSBERG SAI NA POLE E MASSA FICA NA SEGUNDA FILA

QUANDO A TIMIDEZ ATRAPALHA A FELICIDADE

DOUTORES DO CLÁSSICO CONTAM SUAS EXPERIÊNCIAS Roberto Vital (ABC) e Maeterlink Rêgo revelam suas experiências em clássicos. ABC e América jogam às 17h. « ESPORTES 1 E 2 »

Nico Rosberg surpreendeu no treino classificatório e lidera a largada do GP do Bahrein.

Ser introspectivo e tímido pode ser normal, mas isso não pode ultrapassar todos os limites. « TN FAMÍLIA 1 »

BRUM

Ano 63 • Número 024 • Domingo, 21 de abril de 2013

« PÁGINA 7 »

Projeção da Petrobras é investir menos no RN « NEGÓCIOS » O plano de negócios da Petrobras para o Ceará e o Rio Grande do Norte para os próximos quatro anos projetam uma diminuição de 70% nos investimentos. Para R$ 1.318 bilhão previstos para este ano, a estatal projeta investir R$ 397 milhões em 2017. A estatal não confirma, mas também não desmente, os números revelados pelo Sindipetro. A TRIBUNA insistiu e a direção da empresa se limitou a comentar que “as projeções podem ser revistas e o valor a ser investido ampliado”. « ECONOMIA 1 E 2 »

Barrados na festa de Macau e Guamaré

MAGNUS NASCIMENTO

« EPIDEMIA » Vírus da dengue se transforma e dificulta criação de uma vacina Pesquisa mapeia a evolução de uma das quatro espécies do vírus da dengue em circulação no Brasil. Os resultados revelam uma maior variação genética do vírus, o que dificulta a criação de uma vacina e aumenta o risco de surtos. « PÁGINA 15 »

« COMPRA EXTERNA » Ministro da Pesca confirma importação de camarão O ministro da Pesca, Marcelo Crivella, confirmou, em Nísia Floresta, que o Governo Federal vai liberar a compra de camarão da Argentina. Ele afirmou que a medida foi uma decisão da presidenta Dilma Rousseff para ajudar o “país vizinho”. « PÁGINA 6 »

« CLIMA » Fim de semana inicia com chuvas e renova as esperanças

Em Macau e Guamaré, cidades que em 2012 faturaram R$ 64,8 milhões em royalties com a exploração de petróleo e tem administradores envolvidos em fraudes de gastos com festas, famílias como a de Francisca Francinilda da Silva vivem em bolsões de miséria. « NATAL 1 A 3 »

MBC quer resultado em 12 meses na Prefeitura Presidente do “Brasil Competitivo”, Erik Camarano explica as metas que pretende atingir na parceira para melhorar a gestão da Prefeitura de Natal. « PÁGINAS 3 E 4 »

82

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

FALE CONOSCO: PABX: Redação:

e mais Terremoto na China: 156 mortos e 5.500 feridos

Woden Madruga

A carta de Carlos Drummmond para Raimundo Nonato. « PÁGINA 2 »

« PÁGINA 7 »

Gaudêncio Torquato O jogo de 2014 começa e os jogadores já estão em c ampo.« PÁGINA 7 »

Assinaturas: 4006-6100 Venda avulsa: 4006-6113 Comercial:

4006-6111 Classificados: 4006-6103 Circulação: 4006-6173 Reclamações:

4006-6161 4006-6103 4006-6111

Voluntários tentam ajudar dependentes químicos « NATAL 12 E 13 »

SITE: www.tribunadonorte.com.br REDAÇÃO (pauta): pauta@tribunadonorte.com.br

revista da tv Descontração nas manhãs de domingo Improviso e calor humano marcam o programa “Esquenta”, com Regina Casé, e que já tem lugar fixo na grade da Globo até o fim do ano . « PÁGINAS 6 E 7 »

NO FACEBOOK

facebook.com/tribunarn

AGÊNCIA O GLOBO

gestão pública colunistas

As chuvas do sábado renovaram a esperança no interior. As precipitações mais intensas foram nas regiões Oeste e Seridó. Houve chuvas que ultrapassaram 200 milímetros. No município de Campo Grande, açudes sangraram. « PÁGINA 6 »

NO TWITTER

@tribunadonorte

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2

opinião

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Jornal de WM WODEN MADRUGA [ woden@terra.com.br ]

Viva o tomate AGNELO ALVES Jornalista

As lavadeiras de Mossoró O poeta Maia Pinto, amaciando a saudade do seu tempo de Mossoró, encontrou esta semana entre papéis que guarda com muito carinho no seu refúgio de Emaús, beiradas do Pitimbu, algumas anotações suas sobre o escritor Raimundo Nonato da Silva. Entre elas cópia de uma carta que Carlos Drummond de Andrade escreveu para o autor de Memórias de um Retirante e o recorte de um conto de Drummond que tem o título de “As lavadeiras de Mossoró”, e que constam no livro Contos Plausíveis que o poeta e escritor publicou em 1981 pela Editora Record, do Rio de Janeiro. A carta de Drummond para Raimundo Nonato e o conto das lavadeiras estão citados no livro organizado e publicado por Vingtum Rosado em 2000 e incluído na Coleção Mossoronse, 70 Escritores Brasileiros Falaram de Mossoró. Aqui e acolá, andando pela internet, encontro registros e comentários sobre o conto de Drummond homenageando a lavadeira Luzia, que tem o mesmo nome da padroeira de sua terra. O poeta e editor David Leite já tocou no assunto em seu blogue lincado ao Substantivo Plural de Tácito Costa. David conhece a história da conterrânea Luzia Helena de Carvalho, que deixou Mossoró e foi ser cozinheira do grande poeta. A carta de Drummond para Raimundo Nonato, redescoberta esta semana por Maia Pinto, é datada de 4 de abril de 1978 e está escrita assim: “Rio de Janeiro, 4 de abril de 1978 Prezado Raimundo Nonato: Pelas mãos do nosso bom amigo ANTÔNIO CARLOS OLIVEIRA, tive o prazer de receber o exemplar do seu livro “Serra do Martins”, com amável dedicatória que lhe agradeço. Leio sempre com interesse as obras que fa-

lam de nossas cidades e de seus elementos humanos, pois permitem um conhecimento mais amplo do país. O volume que me ofertou é dos que engradecem a nossa bibliografia brasileira pela soma de dados e informações nele reunidas sobre a comunidade martinense. Deus haja, pois, a sua proveitosa atividade intelectual. Cordialmente, Carlos Drummond de Andrade”. Se a memória não me falha – e ela já dá topadas – o Antônio Carlos Oliveira, que Drummond chama de “nosso bom amigo” era, por esse tempo, gerente de um banco no Rio de Janeiro onde o poeta tinha a sua conta. Tratava das finanças do poeta com muito carinho. Conheci Antônio Carlos. Não tenho certeza, mas desconfio que ele é mossoroense. Foi graças ao seu adjutório que eu ganhei um livro do poeta, Amar se aprende amando, com o seu valioso autógrafo: “A Woden, lembrança de Antônio Carlos, com um abraço cordial de Carlos Drummond de Andrade. Rio, 249-85”. Exatamente no ano em que saiu a segunda edição, que tem orelhas assinadas por Ivan Junqueira.

T

omate à parte, o Brasil é uma festa. A cenoura, sempre impavidamente exibindo a sua calma, presente. O alface é uma verdura só, orvalhada com água da pia. A batata não se dispensando de marcar presença. E o feijão fervendo na panela, quente no prato com toda a sua corte: arroz, farinha, pé de porco, conservas variadas. Enfim, com ou sem o nome de feijoada, dono do pedaço. É bem verdade que a inflação continua a sua guerra, renitente, como dizem os economistas, teimosa, como dizemos nós consumidores. Como também é verdade verdadeira que existe uma disparidade enorme entre os percentuais da inflação e os preços dos produtos nas prateleiras dos su-

Brum

permercados. Mas nada ainda capaz de acabar a festa verde e amarela do nosso Brasil varonil, “salve, salve o pendão da esperança que a brisa beija e balança”! O Congresso Nacional, quando é acionado por quem de direito, senador ou deputado, funciona que é uma beleza. No caso mais recente, o projeto acabando com os novos partidos políticos. Uma briga entre meras legendas, as antigas, as novas e as projetadas sem militância entre os eleitores, nós, pobres criaturas obrigadas a votar como se fôssemos tomates eleitorais. Acusados de culpa sem direito à defesa. Essa briga de cachorros grandes vai terminar no Poder Judiciário. Não sei se em tempo para as eleições do próximo ano, 2014. Até lá, vamos assistir aos lances dos times mais engraça-

O Brasil é uma festa – O Rio Grande do Norte o grande perdedor – A liberação de verba garante a festa” dos, sem graça, entretanto, para nós eleitores. Também vem aí a Copa das Confederações e a Copa do Mundo para nos distrair a atenção e a emoção. Afinal, tudo passa, como canta e decanta uma canção dos tempos de Carlos Galhardo, Francisco Alves e Orlando Silva. E o Rio Grande do Norte, hein? Perdendo. Não tem culpa registrada em cartório. Se tiver

Cartas

[ www.rabiscosdobrum.zip.net ]

Adesão ao MBC Até que enfim se decide modernizar a administração pública da cidade. Hoje, todos nós pagamos muito caro por um serviço de péssima qualidade. E não é de hoje nem dos últimos 4 anos. Posso falar pelo tempo que moro em Natal. Há pelo menos 12 anos a administração pública tem sido muito ruim. Esperamos que daqui para a frente melhore. A cidade não merece a qualidade de gestão que tem tido. mauricyterra@hotmail.com

Sinalização

As lavadeiras Destacando do imeio de Maia Pinto, que caiu suave na minha bacia das almas, transcrevo o conto de Drummond:

“As lavadeiras de Mossoró – I As lavadeiras de Mossoró, cada uma tem sua pedra no rio: cada pedra é herança de família, passando de mãe para filha, de filha a neta, revela a ação de muitos dias e muitas lavadeiras servem de espelho às suas donas. E suas formas diferentes também correspondem de certo modo à figura física de que as usa. Umas são arredondas e cheias, aquelas magras e angulosas, e todas têm ar próprio, que não se presta a confusão. A lavadeira e a pedra forma

um ente especial, que se divide e se unifica ao sabor do trabalho. Se a mulher entoa uma canção, percebe-se que a pedra a acompanha em surdina. Outra vez, parece que o canto murmurante vem da pedra, e a lavadeira lhe dá volume e desenvolvimento. Na pobreza natural das lavadeiras, as pedras são uma fortuna, joias que elas não precisam levar para casa. Ninguém as rouba, nem elas, de tão fiéis, se deixariam seduzir por estranhos.

As lavadeiras de Mossoró – II Entre as lavadeiras de Mossoró, Luzia se destaca. Sua pele é de ébano, polido, reluzente, e dizemque roupa lavada por suas mãos, não há brancura que a suplante em todo o Norte. A pedra que Luzia recebeu de sua mãe, e esta de sua avó, faria inveja às outras lavadeiras, de tão grande e listrada de veios de cor, se Luzia não fosse tão boa colega. Frequentemente cede a sua pedra à vizinhaquenamoracomosolhosuma coisa tão importante e boa de nela se bater roupa. Enquanto isso, Luzia afasta-se, fica pensando no marinheiro de Santos.

Por que marinheiro, por que Santos? Porque sua sina é casar-se com ele3, segundo anuncia o sinal escrito na pedra. Luzia nunca saiu de Mossoró, e de marinheiro em geral tem escassa notícia. Mas Rufino a espera em Santos, é a pedra que diz, lida e interpretada pela comadre de Luzia, que sabe a lição das coisas e nunca errou nos vaticínios. Lá vai Luzia a caminho de Santos, as colegas choram ao apitar do vapor, Luzia tem lágrimas nos olhos empapuçados e vermelhos. Na pedra ninguém tocará, é a pedra de Luzia, encantada. Salvo se a comadre descobrir nela novo destino.”

Poesia “Não quero saber de IPM, quero saber de IP. / O M que se acrescentar não será militar, / será de Maravilha. / Estou abençoando a terra pela alegria do ipê. / Mesmo rôxo, o ipê me transporta ao círculo da alegria, / onde encontro, dadivoso, o ipê amarelo./ Este me dá as boas vindas e apresenta/ - Aqui é o ipê-rosa./ Mais adiante, seu irmão, o ipê-branco./ Entre os ipês de agosto que deveriam ser de outubro/ mas tiveram pena de nós e se anteciparam/ para que o Rio não sofresse de desamor, tumulto, inflação, mortes./ Sou um homem dissolvido na natureza./ Estou florescendo em todos os ipês./ Estou bêbado de cores de ipê, estou alcançando/ a mais alta copa do mais alto ipê do Corcovado./ Não me façam voltar ao chão, / não me chamem, não me telefonem, não me deem/ dinheiro,/ quero viver em bráctea, racemo, panícula, umbela. / Este é tempo de ipê. Tempo de glória” (Do poema Tempo de Ipê, de Carlos Drummond de Andrade, no seu livro Amar se aprende amando).

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av. Tavares de Lira, 101 - Ribeira - Natal/RN CEP: 59010-200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm. e Operações: Ricardo Luiz de V. Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação: Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

algum registro, é como vítima. Perdeu a refinaria de petróleo que nunca teve. Perdeu a estrada de ferro Transnordestina. A transposição de águas do São Francisco está atrasada. A Petrobrás está reduzindo a sua participação na economia norte-riograndense. E sem a Petrobrás, Mossoró naufraga nos poços de água quente tamponados. As perdas são muitas e grandes, sobrando a “luta” para não perdermos a liberação de verbinhas que faz a festa de quem “ não tem cão e caça com gato”, enquanto não é caçado. Ah, uma boa notícia. O tomate reagiu, finalmente. Caiu de preço. Vamos aguardar quem será acusado como culpado da inflação renitente para os economistas e teimosa, madrastamente, para nós consumidores. Viva o tomate varonil!

Direita ou esquerda FERNANDO BENEVIDES Procurador Municipal e Advogado

T

entei escrever, mas não consigo pensar direito, pois me cobro e não me controlo e, muitas vezes, tento esconder minha vaidade, só redigindo besteira. Afinal, não existe coisa pior do que tentar esconder nossos caprichos. Ei, esse primeiro parágrafo tá muito ruim. Devo retornar e, falando em política, acredito que não existe direita ou esquerda. A coisa pode parecer mal explicada, mas não é. Tenho visto muitos articulistas, sem vergonha, tentarem entender o mundo como se tivessem numa tábua rasa entre capitalismo e socialismo ou, então, como se a questão pudesse ser resumida em um partido A ou B. Mas, não é bem assim: tudo mudou e, ao mesmo tempo, parece como antes. A simples filiação partidária, como credo, perdeu o sentido. Arena ou MDB, verde ou vermelho ou, mais recentemente, aqui na história do Rio Grande do Norte, arara ou bacurau deixou de existir. Particularmente, precisamos retornar ao velho dramaturgo, sem a boçalidade habitual: o ser humano é o centro de tudo e, como ponto de partiClassificados Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

Viva o sossego, seja de direita ou esquerda, permaneça na coerência e obedeça a patroa apesar de fingir que manda em sua casa. Então, não brade no botequim que manda em casa, pois coerência também significa sinceridade.” da, precisa ser examinado e reexaminado, sem esquecermos sua natureza. Nesse contexto, o ético ou, o antigo esquerdista, é aquele homem do Sertão que não admite surpresa, pois sempre saberemos seu comportamento como, por exemplo, dividir o pouco que tem, como o escasso feijão, ou o queijo feito com poucos litros de leite, sem precisar saber se isso seria o mais ético ou justo.

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

Em síntese, não se precisa de uma aula de filosofia para saber o que representa o certo ou errado, pois com sua ingenuidade o homem simples nos ensina no cotidiano. Ao contrário, linha dura, ou o homem de direita, é aquele imprevisível, ou vive nas intempéries dos governantes. Como se não tivessem história, é o famoso habilidoso, aquele que aproveita as oportunidades, que nunca se cansa e, sobretudo, tem um grande senso de oportunidade, ou como diriam alguns colegas de administração, menos instruídos, é o desenrolado. Dito isso, ao que nos parece, é relativamente simples identificar se um homem é de esquerda ou de direita, basta sabermos se é ele coerente, ou seja, se continua obedecendo a sua patroa, ou finge que manda na casa, mesmo sabendo que, com tal postura, não poderá chegar a lugar nenhum, pois nunca será a voz altiva de uma pequena republiqueta chamada família. Viva o sossego, seja de direita ou esquerda, permaneça na coerência e obedeça a patroa apesar de fingir que manda em sua casa. Então, não brade no botequim que manda em casa, pois coerência também significa sinceridade.

Muito se fala em relação as condições das vias de Natal. Geralmente as reclamações são em torno dos engarrafamentos, dos buracos. Mas poucos apontam, ao menos publicamente, uma dificuldade que tanto os moradores daqui, quanto os que vêm em visita, por turismo ou a negócio, sentem. Trata-se da falta de sinalização. Esse é um problema recorrente. Tanto falta sinalização adequada no que diz respeito às orientações sobre regras básicas de trânsito (vias preferências, faixas exclusivas, locais de ultrapassagem, velocidade máxima e mínima), tanto no que diz respeito aos melhores e mais curtos caminhos e retornos mais adequados. Para os moradores, isso muitas vezes implica em descumprir as normas de trânsito por desconhecimento ou mesmo esquecimento. Claro que, em diversos casos, a justificativa não poderia ser aceita para atenuar culpabilidade. Mais sem dúvida que uma sinalização bem feita e visível ajudaria. Para os visitantes, sejam turistas ou pessoas que vêm por motivos profissionais, a ausência de sinalização adequada significa perda de tempo e outras dificuldades para encontrar o destino ou local para o qual se deseja, pretende ou precisa ir. Enfim, este é um aspecto que precisa ser lembrado pelas autoridades. Afrânio Freitas Júnior jramf@hotmai.com

Postes É necessário uma fiscalização rigorosa neste trecho [que tem postes nas ruas], devido aos constantes depósitos de lixo por empresas que de madrugada e em finais de semana, despejam todo tipo de sujeira. A prefeitura esta realizando as coletas, mas não coibindo a propagação da sujeira por parte de empresas e carroceiros. bitinho.nobre@hotmail.com

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro : (O21)2544-3070 – São Paulo: (011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J. do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J. Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

política

Notas & Comentários [colunanotas@tribunadonorte.com.br ]

3

»ENTREVISTA » ERIK CAMARANO PRESIDENTE DO MOVIMENTO BRASIL COMPETITIVO

CEDIDA

cursos contratamos as consultorias que fazem o trabalho para o governo, seja prefeitura ou governo do Estado, e acompanhamos a implantação do projeto seja de 12 a 24 meses, até que o governo ou prefeitura esteja capacitada a continuar por conta própria sem depender do apoio de consultoria. Acho que é um processo importante de levar o método de gestão por resultado, ferramentas sofisticadas de gestão, para permitir que os objetivos do prefeito e do governador possam ser atingidos rapidamente e com eficiência e assim melhore a prestação de serviço para o cidadão.

Comando indefinido A definição de quem ficará com o comando do MD (Mobilização Democrática) no Rio Grande do Norte, certamente, envolverá muitas articulações. O MD é a nova legenda partidária criada a partir da fusão do PMN com o PPS. Inicialmente, o deputado estadual Antônio Jácome afirmou que ficaria com a presidência do Mobilização Democrática no Rio Grande do Norte. Mas houve reação.Publicamente, por parte do ex-deputado Wober Júnior, que tinha o controle do PPS estadual. E, nos bastidores, dos deputados estaduais Ricardo Motta, presidente da Assembleia Legislativa, e Raimundo Fernandes. Esses dois, eram filiados ao PMN, legenda que Jácome presidia antes da fusão.

Recuou

O que fez o MBC escolher Natal para atuar na gestão?

Depois das reações adversas, o próprio Antônio Jácome tratou de amenizar o discurso. Um dia após anunciar que seria o presidente do MD, afirmou, no plenário da Assembleia, que não fez, nem fará, articulações para ficar com o posto, embora considere uma “honra” ocupá-lo.

Situação ou oposição Além da escolha a respeito de quem ficará no comando da nova sigla partidária, outra incerteza no MD envolve o posicionamento em relação ao Governo Rosalba Ciarlini. O PMN integrava a base aliada da administração estadual, enquanto o PPS estava na oposição. Segundo o ex-deputado Wober Júnior, haverá um período de transição, durante o qual essa opção ficará em suspenso. Posteriormente, poderá haver uma decisão oficial. Até lá, certamente, quem estiver filiado ao partido ficará livre para adotar o posicionamento que considerar mais conveniente aos seus interesses políticos e eleitorais.

Votação paralela Os servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte fizeram uma eleição paralela para o cargo de procurador-geral de Justiça. Nessa votação, realizada pela internet, 85,28% manifesta-

ram a opção favorável a Oscar Hugo, enquanto apenas 7,92% votaram em Rinaldo Reis, que venceu a eleição que realmente vale, e na qual apenas procuradores e promotores têm direito a voto.

« MUNICÍPIO » Presidente do Movimento Brasil

Sem alianças O presidente nacional do DEM, senador José Agripino, tem negado que o partido dele tenha se aliado ao PT para aprovar projeto que dificulta a criação de novos partidos e, com isso, prejudicar o PSD com a redução do tempo para propaganda de televisão. “Eles que mudaram de lado, sempre fomos contra portabilidade entre siglas”, comentou o senador.

Metas de gestão Do prefeito Carlos Eduardo, ao assinar o termo de adesão ao Movimento Brasil Competitivo: “Precisamos fazer a reforma administrativa, auditar a folha de pessoal e melhorar a receita. A partir de hoje, Natal começa a recuperar sua capacidade de investimento”.

Rumo dos ajustes As declarações do prefeito Carlos Eduardo indicam que ele e seus auxiliares definiram três frentes da atuação para o ajuste que considera necessário à gestão municipal: a reforma administra-

tiva que enviará à Câmara, um amplo estudo sobre a folha de pagamento de pessoal e um diagnóstico sobre os métodos adotados na arrecadação dos impostos e tributos próprios do Município.

Cortes e receitas A reforma administrativa e a auditoria da folha pretendem definir cortes e fazer ajustes para conter gastos indevidos, sem demitir servidores, o que, além de não ser um objetivo administrativo, não seria permitido pela legislação que regulamenta o vínculo dos funcionários com o Município. Por outro lado, serão definidas também propostas elaboradas pelos consultores para aumentar a receita, com métodos de estímulo ao pagamento em dia do contribuinte, sem criar novas taxas.

Intercâmbio da Previdência Brasil e França assinam em Paris, na segunda-feira (22), o ajuste para aplicação do acordo de Previdência Social firmado anteriormente em Brasília. Com o início da vigência desse acordo – que se dará após a notificação da ratificação do tratado por ambos os países – serão beneficiados os mais de 80 mil brasileiros que vivem na França (incluindo os residentes na Guiana Francesa) e os

MBC quer resultado em um ano na Prefeitura de Natal

30 mil integrantes da comunidade francesa que vivem no Brasil. Foram signatários do Acordo da Previdência SocialBrasil-França o ministro da Previdência brasileira, Garibaldi Filho, e o embaixador da França no Brasil, Yves Saint-Geours. A presidenta Dilma Rousseff foi a anfitriã do encontro, ocorrido no dia 15 de dezembro de 2012, no Palácio do Planalto.

A organização e o controle das atividades criminosas foram exercidos pelo então ministro-chefe da Casa Civil, [José Dirceu], responsável pela articulação política e pelas relações do Governo com os parlamentares” Trecho do resumo do acórdão, divulgado pelo Supremo Tribunal Federal, do processo do mensalão

Contra a PEC O presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, Joaquim Barbosa, criticou, em Natal, a Proposta de Emenda Constitucional 37, que restringe o poder de investigação do Ministério Público. “A sociedade brasileira está unânime contra a PEC 37, que só interessa a maus políticos”, afirmou.

Competitivo afirma que em doze meses haverá mudanças com diminuição dos gastos e aumento das receitas o prazo de um ano, o presidente do Movimento Brasil Competitivo, Erik Camarano, espera apresentar os primeiros resultados do projeto de gestão que será implantado na Prefeitura de Natal. O MBC foi criado há mais de dez anos e já contabiliza projetos em Estados, cidades e Tribunais de Justiça. O resultado é que, nos últimos cinco anos, foi gerada uma receita nessas instituições de R$ 14,5 bilhões, somado o ganho de receita com a redução da despesa. A fórmula da atividade desenvolvida pelo Movimento é centrada no modelo de gestão, a partir do formato já adotado por grandes empresas do país. Erik Camarano explica que o modelo adotado usa a experiência e capacidade dos servidores públicos envolvidos, mas capacitando esses funcionários públicos com ferramentas de gestão de projetos, que são hoje conhecidas e usadas no Brasil e no exterior. Os recursos para a adoção das práticas são captados na iniciativa privada. “Fazemos tudo isso com o apoio das empresas associadas ao Movimento Brasil Competitivo”, ressaltou o presidente do MBC. Mesmo ressaltando que o trabalho do Movimento não é voltado para o combate à corrupção, mas com o modelo de gestão, naturalmente, isso também ocorre. “Nosso trabalho no MBC, embora seja focado em eficiência e produtividade, o que acontece como efeito colateral é que fica mais difícil a corrupção. Na hora que você começa a passar indicadores de gestão as coisas começam a aparecer”, analisa. Confira a entrevista que Erick Camarano concedeu a TRIBUNA DO NORTE.

N

O que se pode esperar do Movimento Brasil Competitivo em Natal?

O Movimento Brasil Competitivo foi criado há 11 anos, uma liderança empresarial de Jorge Gerdau, Edson Mozart, Elson d’Lucca, Antonio Maciel, que trouxeram a experiência dos programas de gestão pela qualidade, que começaram a ser implementados nas grandes empresas brasileiras nos anos 80 e nos anos 90 gerou uma sequência de programas estaduais voltados para qualidade

Também apoiamos o gerenciamento para que o Governo tenha uma carteira de projetos restritos, de preferência até 12 ou 15 prioritários

e competitividade. Foi então criado o MBC com o objetivo de levar estas boas práticas para dois grupos importantes para competitividade no Brasil: primeiro a micro e pequena empresa e segundo grupo o setor público. Iniciamos o trabalho no setor público em 2003, no Governo Aécio Neves, buscando adaptar ferramentas de gestão que são utilizadas em empresas com grandes resultados e adaptá-las para realidade do setor público e buscar, com essa implementação, ajudar o setor público a ter mais eficiência no gasto, aumentar a receita de impostos sem precisar aumentar alíquotas. Além disso, buscar o alinhamento de equipes através de definição estratégica, com indicadores e metas. Buscar o redesenho de processos, como na área de licenciamento ambiental, concessão de alvarás, descentralização, distribuição de medicamento, merenda escolar, transporte público. Todos os serviços prestados pelo Estado podem ser feitos de forma muito mais eficientes. E a gente também apoia o gerenciamento para que o Governo tenha uma carteira de projetos restritos, de preferência até 12 ou 15 prioritários, e esses projetos serem geridos na estrutura de governo, envolvendo as diversas secretarias que tomam parte em cada ação e de forma profissional, ou seja, usando a experiência e capacidade dos servidores públicos envolvidos, mas capacitando esses servidores com ferramentas de gestão de projetos, que são hoje conhecidas e usadas no mercado no Brasil e no exterior. Esses programas têm mostrado resultados?

Há pouco foco em técnicas modernas de gestão com planejamento estratégico, uso de indicadores, metas e mecanismos de combate à sonegação”

Nós temos alcançado resultados muito positivos. Só do ponto de vista de ganho orçamentário, que é o ganho de receita somado com a diminuição de despesa, em dez Estados, dez municípios e dois tribunais de Justiça, nos últimos cinco anos geramos R$ 14,5 bilhões de ganho de receita, somado com a diminuição de despesa. E a novidade do modelo que nós trabalhamos é que fazemos tudo isso com o apoio das empresas associadas ao Movimento Brasil Competitivo. Nós captamos recursos privados nas empresas. Com esses re-

No passado, até 2010, nós procuramos ativamente alguns governos estaduais e algumas capitais para buscar iniciar esse trabalho. Ainda o Brasil estava iniciando o trabalho o processo de gestão eficiente na área pública e, portanto, era um pouco novidade até aquela época esse tipo de iniciativa. Hoje nós estamos sendo demandados. Desde 2010 para cá, tanto governos estaduais e prefeituras, temos uma demanda muito grande e foi o caso de Natal. O prefeito (Carlos Eduardo) nos procurou assim que assumiu o mandato, com um conjunto de desafios que a cidade busca atender. Nós conseguimos através de uma articulação também com o BNDES, que é parceiro nosso, fazer uma conversa inicial com o prefeito, desenhar um projeto de plano de trabalho, que está sendo objeto do acordo de cooperação que foi assinado. Por mais de uma década de atuação do MBC, o que trava a competitividade nos municípios?

Nossa avaliação é que são vários fatores. Em primeiro lugar no Brasil a gente evoluiu, recentemente, nos últimos 15 anos, com a Lei de Responsabilidade Fiscal e a estabilidade da inflação, a gente avançou no país nos mecanismos de controle e fiscalização da execução dos recursos públicos. Então isso quer dizer Lei de Responsabilidade Fiscal, Lei de Transparência, Lei de Acesso a Informação. Todos esses mecanismos são positivos e trazem grande transparência na prestação de recursos, mas colocam uma restrição muito grande para o trabalho do dia-dia, execução de novos projetos por conta da necessidade de prestação de contas e as restrições que devem ser obedecidas legalmente pelos servidores. E não houve um avanço proporcional das ferramentas de gestão a disposição do setor público. Com isso quero dizer que estivemos em vários locais, as vezes, passa muitos anos sem ter concurso para aquela área. E você tem diferenças de geração muito grandes entre pessoas que estão no setor público e pessoas que entram hoje. Você não tem um padrão de oxigenação, de entradas de pessoas novas no setor público, de carreiras de Estado, de forma persistente e com carreiras persistentes. Não há ou não havia de forma generalizada uma capacitação voltada na gestão por resultado. Se você olhar a formação dos servidores hoje, ela é muito consistente na área técnica, muito forte na área de legislação, convênios e as restrições todas impostas, mas há pouco foco em técnicas modernas de gestão com planejamento estratégico, com o uso de indicadores, metas, a gestão de projetos de forma transversal, mecanismos de combate à sonegação através de ganho de eficiência da máquina pública. Todas essas frentes de trabalho acabam sendo objeto do tipo de iniciativa de trabalho que nós patrocinamos. O que fazemos é capacitar o servidor para poder fazer um trabalho mais eficiente, além de cumprir a regulação e legislação toda que já existe e impõe práticas muito específicias no setor público.

+

PAGINA 4 O presidente do MBC explica como é a atuação da entidade


4

política

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

‘Precisamos de R$ 500 bilhões para infraestrutura’ FOTOS: CEDIDAS

A visão que o senhor traz aponta que para o servidor público está chegando o perfil do que atua na iniciativa privada que sempre buscou resultados e eficiência?

Sem dúvida, o que a gente busca é apoiar o servidor a poder canalizar o espírito público que ele já tem e as vezes o que lhe falta no dia-dia é ferramenta de gestão para poder trabalhar de forma mais eficiente. A minha experiência de gestão é muito ampla em diversos Estados brasileiros. A gente encontra em diversas áreas, na saúde, segurança pública, gestão de planejamento, pessoas qualificadas, com vontade de fazer e, as vezes, o que elas não têm é o domínio do método, das ferramentas necessárias para poder executar seu trabalho com amais qualidade, mais eficiência. É aí que a gente entra. Traz experiência das empresas com solução de problemas concretos de gestão, com procedimentos de método de gestão por resultado. Isso é algo que pode apoiar e ajudar o setor público a ser mais eficiente. E assim é um jogo de ganha ganha. Ganha o servidor público que consegue fazer mais com seu tempo, seu recurso, ganha a população que passa a usufruir de um serviço de melhor qualidade e, especialmente, a gente espera gerar um ganho da recuperação da capacidade de investimento do setor público. O Brasil, nos últimos 25 anos, em todas as esferas de governo vem reduzindo o percentual de investimento sobre a receita corrente líquida. Isso em todos os níveis de governo e isso ocorre, praticamente, devido ao crescimento da demanda, das despesas do governo precisa fazer com saúde, educação, e a gente vai deixando de investir. O investimento passa a ser um resíduo e leva o país hoje a essa situação que a gente vive. O país hoje tem um gargalo mui-

to forte na área de infraestrutura urbana, precisamos hoje de investimentos de montante extremamente elevado. Precisamos de mais de R$ 500 bilhões para parte de infraestrutura em cinco anos para conseguir eliminar gargalos que hoje tornam o Brasil um país muito caro pelo custo de logística. É importante a gente pode recuperar a capacidade de investir e correr contra o tempo para recuperar o tempo perdido. O MBC chega a um Estado onde a gestão pública ainda enfrenta resistência com relação à transparência. Qual a relação que o senhor faz entre uma gestão pública eficiente e os mecanismos de transparência?

Quem são os acionistas do setor público? Somos todos nós. Acho que é um caminho sem volta e há associação direta entre transparência e eficiência”

Eu diria que a relação é direta. Hoje é impossível pensar em eficiência na gestão sem transparência. O caminho que se iniciou há alguns anos no Brasil, felizmente, para nós cidadãos brasileiros, é um caminho sem volta. A necessidade absoluta de que o prefeito, além de se tornar melhor gestor, o esforço de melhorar a gestão, ganhar eficiência, dar mais velocidade aos processos, também terá que ser de forma crescente cada vez mais transparente. Da mesma forma que a gente faz com a empresa de capital aberto, onde todas as suas transações são disponibilizadas em balanços publicados, estão na internet e ali eles podem e devem acompanhar. Quem são os acionistas do setor público? Somos todos nós. Acho que é um caminho sem volta e há associação direta entre transparência e eficiência. Nosso trabalho no MBC, embora seja focado em eficiência e produtividade, o que acontece como efeito colateral é que fica mais difícil a corrupção. Na hora que você começa a passar indicadores de gestão as coisas começam a aparecer. Se eu tenho um veículo na Prefeitura que faz 3 quilômetros

? QUEM É A convite de Jorge Gerdau, Erik Camarano assumiu o cargo de diretor presidente do Movimento Brasil Competitivo (MBC), cargo que ocupa atualmente.

por litro de gasolina tem algo errado. Esse carro já deveria ter sido aposentado ou então está havendo desvio de gasolina. Quando vejo o gasto por aluno na escola e há uma escola totalmente diferente da curva então ali tem problema. Então isso ajuda ao gestor que quer ter transparência a focar nesses lugares e tomar as medidas necessárias e acabar com os desvios. Nosso trabalho não é focado no combate a corrupção, mas acaba ajudando pelo fator da transparência.

Economista formado pela USP, cursou o mestrado e o doutorado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com foco em macroeconomia e política fiscal.

O Movimento Brasil Competitivo vai chegar a Natal, cidade que em janeiro, quando a nova gestão assumiu, foi apresentada com quase R$ 500 milhões em débitos. Essas dificuldades podem atrasar a meta de de implantação do modelo do MBC na cidade?

A gente tem constatado ser possível fazer uma reversão rápida, nos fatores de equilíbrio orçamentário”

Eu acredito que não. Na verdade, quando a gente começa com uma situação de que os desafios são maiores, os ganhos também são maiores no curto prazo. Claro que isso depende de uma série de fatores. Mas o que a gente tem constatado é ser possível fazer uma reversão muito rápida, especialmente, nos fatores que são de equilíbrio orçamentário, melhor gestão de contratos, a busca de eficiência em serviços críticos da prefeitura. Há uma série de fatores onde a gente consegue gerar resultados ainda no primeiro ano. Diria que no prazo de 12 meses você já consegue ter resultados muito significativos. Difícil dizer o tamanho do impacto que a gente espera gerar em Natal. Mas a determinação do prefeito é muito grande, ele tem pressa para fazer e esse é um fator muito positivo e um dos fatores críticos quando a gente avalia se vai ou não avançar com o projeto no local. No caso de Natal temos essas características presentes. Acho que temos todas as condições de gerar um case de sucesso.

FORMAÇÃO


política

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

5

MAGNUS NASCIMENTO

Acórdão confirma que mensaleiros vão perder os mandatos « JUDICIÁRIO » Texto divulgado pelo STF destaca que a cassação é uma pena acessória, está prevista na Constituição e não condicionada à votações

B

rasília (AE) - A ementa do acórdão do processo do mensalão explicita o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a perda automática dos mandatos dos deputados federais condenados ao final do processo. O texto deixa claro que a medida é uma pena acessória da condenação, está prevista na Constituição e não está condicionada à aprovação por órgãos do poder político. São quatro os deputados condenados a penas de prisão: João Paulo Cunha (PT-SP), José Genoino (PTSP), Valdemar Costa Neto (PRSP) e Pedro Henry (PP-MT). Destes, somente o primeiro teria de iniciar o cumprimento pelo regime fechado. A discussão sobre a perda automática dos mandatos já provocou ruídos entre o STF e a Câmara dos Deputados. No ano passado, o então presidente da Câmara, Marco Maia (PTRS), defendeu o entendimento de que perda só ocorre após decisão do plenário da Casa em votação secreta. A base do argumento é um trecho da Constituição. Seu sucessor, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), deu até então declarações em sentidos diversos sobre a possibilidade de Casa alterar a decisão do STF. Na última delas, afirmou que caberia à Câmara apenas “formalidades legais”. O documento publicado na sexta-feira pela Corte destaca que o STF tem como atribui-

ì O QUE Ementa do acórdão que aponta os crimes e as punições para os 25 réus condenados no processo do mensalão

QUANDO O resumo prévio foi divulgado na sexta-feira e o acórdão completo será publicado na próxima segunda-feira (22)

ção constitucional processar e julgar criminalmente parlamentares federais em ações penais. Afirma que a perda de mandato nada mais é do que uma pena acessória. É destacado um artigo da Constituição que coloca a perda dos direitos políticos como uma consequência da condenação criminal e, neste caso, não há previsão de que o Congresso se manifeste sobre uma eventual perda de mandato. O posicionamento é igual ao do relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, atual presidente do STF.

Punições “A Constituição não submete a decisão do Poder Judiciário à complementação por ato de qualquer outro órgão ou Poder

da República. Não há sentença jurisdicional cuja legitimidade ou eficácia esteja condicionada à aprovação pelos órgãos do Poder Político”, diz trecho. É destacado ainda o fato de as condenações terem acontecido por crimes contra a administração pública. Valdemar e Henry foram considerados culpados de corrupção passiva e lavagem de dinheiro O primeiro recebeu como pena 7 anos e 10 meses de prisão, enquanto o segundo 7 anos e 2 meses de prisão. Genoino foi condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha a 6 anos e 11 meses. Os três poderão iniciar o cumprimento em regime semiaberto. A maior pena foi atribuído a João Paulo Cunha, que presidia a Câmara na época do esquema. Ele foi condenado por desvio de recursos públicos da Casa para favorecer uma empresa de Marcos Valério em troca de pagamento de propina. Foi considerado culpado de peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Cunha teve a pena fixada em 9 anos e 4 meses de prisão e terá de começar a cumpri-la em regime fechado. No acórdão é registrado que o Supremo entendeu como comprovado o vínculo entre o pagamento de R$ 50 mil ao deputado e os atos de ofício para favorecer a agência de Valério. Destaca-se ainda a atuação do parlamentar para o desvio de dinheiro da Câmara.

Ministro Joaquim Barbosa, atual presidente do STF, foi relator do processo e defende punição severa

A Constituição não submete a decisão do Poder Judiciário à complementação por ato de qualquer outro órgão ou Poder da República" TRECHO DO RESUMO DO ACÓRDÃO

STF aponta 46 operações de lavagem de dinheiro Brasília (AE) - O resumo do julgamento do mensalão divulgado nesta sexta-feira pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sustenta que foram identificadas e comprovadas 46 operações de lavagem de dinheiro realizadas por meio do Banco Rural. O STF condenou oito acusados dessas movimentações ilícitas de recursos - cinco ligados ao chamado “núcleo publicitário” e três do “núcleo financeiro”. A maioria dos repasses serviu para o esquema de compra de apoio político no primeiro governo Luiz Inácio Lula da Silva. O documento diz que integrantes dos dois núcleos cometeram os crimes de forma

conjunta e com divisão de tarefas. “O sucesso da associação criminosa”, destaca a ementa do acórdão, dependia desempenho de cada um dos envolvidos. Pelo “núcleo publicitário”, foram condenados pelas 46 operações ilegais o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, operador do mensalão, os sócios dele Ramon Hollerbach e Cristiano Paz e a ex-diretora financeira das agências do grupo Simone Vasconcelos. Por essas movimentações a Corte condenou pelo “núcleo financeiro” a acionista do Banco Rural Kátia Rabello e os ex-dirigentes da instituição José Roberto Salgado e Vinícius Samarane.


6

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

geral

Ministro da Pesca confirma importação de camarão « LIVRE MERCADO » Marcelo Crivella afirma que neste semestre

deverá começar a compra de crustáceo proveniente da Argentina ADRIANO ABREU

Marcelo Crivella elogia decreto estadual

Ministro da Pesca, Marcelo Crivella visita a colônia de Pescadores no município de Nísia Floresta

O

ministro da Pesca, Marcelo Crivella, confirmou que ainda este semestre deverá começar a importação de camarão da Argentina. Ele justificou a medida como uma forma do Governo brasileiro ajudar o país vizinho. Durante agenda administrativa e política em Natal, o ministro disse acreditar que a importação de 5 mil toneladas de camarão da Argentina não trará reflexo no mercado nacional. “Não impacta porque o nosso mercado é de 100 mil toneladas. O camarão que está vindo de lá é do mar, o camarão do Rio Grande do Norte (principal produtor do país) é de cultivo. Não há preocupação, o mercado absolverá isso”, disse o ministro, ressaltando que foi uma decisão da presidente Dilma Rousseff. Marcelo Crivella observou ainda que a determinação da presidenta Dilma Rousseff era para limitar a importação de camarão da Argentina em 20 mil toneladas, mas o volume foi reduzido depois

do apelo do próprio Ministério. “Todas as importações (da Argentina) serão inspecionadas pelo meu Ministério. Se houver qualquer risco de doença serão interrompidas. Não há preocupação, pelo contrário, com o financiamento e a desoneração do setor vamos produzir muito e importar para Argentina”, disse o ministro.

Mercado EleressaltouqueoBrasiltemum superávit na sua balança de exportação com a Argentina de 2 bilhões de dólares e o que a presidente Dilma fez foi atender ao pleito do Governo argentino. “O mercado é amplo,estamoscom100miltoneladas. Vamos ficar com medo de 5 mil toneladas da Argentina? Foi a presidenta que abriu (o mercado), precisava estender a mão para Argentina no momento em que eles estão emumacrisetremenda”,comentou. Para o ministro, o Brasil, como principal país da América do Sul, “tem o papel de estender as

mãos e ajudar os menores”. Marcelo Crivella que é senador licenciado e integra a bancada evangélica no Congresso Nacional, comentou as recentes polêmicas envolvendo o deputado federal Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos e que teria dado declarações homofóbicas. Para o ministro e senador, as afirmações de Feliciano foram feitas “antes dele (Feliciano) ser político”. Ele disse acreditar que o deputado federal não é homofóbico e nem racista. “Ele (Marco Feliciano) tem procurado mostrar que não é racista e nem homofóbico. Exatamente porque ele reflete o povo evangélico que não é racista e nem homofóbico”, disse o ministro, considerando “exagero” a polêmica. Marcelo Crivella disse que a discussão ocorreu porque a Câmara “amplificou”. “As pessoas fazem as controvérsias se amplificarem. Nós evangélicos temos horror de racismo e homofóbico”, disse o ministro.

Fim de semana começa com chuvas no Oeste e Seridó « CLIMA » NO INTERIOR, A POPULAÇÃO RENOVA AS ESPERANÇAS COM CHUVAS QUE CHEGAM A 200 MILÍMETROS EM ALGUNS MUNICÍPIOS. EM MOSSORÓ, HÁ ÁREAS ALAGADAS

Á

gua escorrendo pela terra ressecada, barreiros cheios, preces aos céus, esperanças renovadas.Assimeraoclimanamanhã deste sábado no interior do Rio Grande do Norte depois das chuvas que atingiram todas as regiões do Estado, com mais intensidade no Oeste e no Seridó. De acordo com informações publicadas em blogs e postas nas redes sociais, há registro de chuvas superior a 200 milímetros. Foi o caso do sítio Os números são extraoficiais porque o Boletim Pluviométrico da Emparn, órgão do governo responsável pela coleta de dados e acompanhamento do clima no Rio Grande do Norte, só serão divulgado no final da manhã da próxima segunda-feira. Mas pelo volume relatado no twitter e no facebook, foi o final de semana mais chuvoso desde o final do inverno de 2011. Em Upanema, município onde está localizada a Barragem Umari, a chuva começou por volta das 18h30, com relâmpagos e

ì O QUE As chuvas do sábado renovaram as esperança do interior, que enfrenta um longo período de estiagem

trovões, e até a manhã de hoje o tempo permanecia chuvoso com intensidade moderada. As chuvas foram generosas no Oeste. “Em Campo Grande, foram mais de 200 milímetros de chuva. Todos os açudes sangrando”, informa o jornalista Cézar Alves. “Percorremos nesta manhã 105 quilômetros da Chapada do Apodi. Chuva em todo o percurso Mossoró-BaraúnaQuixeré-Limoeiro. Previsão 150 mm até o momento”, complementou o professor Josivan Barbosa, ex-reitor da antiga Escola

Superior de Agricultura de Mossoró (Esam), hoje Universidade Federal do SemiÁrido (Ufersa). Em Mossoró, a Prefeitura constarou que 16 árvores foram derrubadas pelos ventos e chuvas e registrou vários pontos de alagamento. “Os atendimentos mais urgentes nas comunidades do Bom Pastor, Quixabeirinha, Pintos e Estrada da Raiz [foram providenciados]”, afirmou a prefeita Cláudia Regina, no twitter. No Seridó há relatos de chuvas de 170 milímetros no Sítio Lagoa da Serra, em Serra Negra do Norte; 160 mm no Sítio Logradouro, em Timbaúba dos Batistas; 120 mm no Sitio Carrapateira, em Caicó, e pelo menos outros 20 registros de chuvas abaixo dos 100 milímetros. O final de semana também começou com chuvas fortes na região Central: “Chuva de aproximadamente 300 milímetros no Sítio Espinheirinho. Todos os açudes e barreiros sangrando”, informou o blogueiro Aclesivan Soares.

O ministro da Pesca Marcelo Crivella visitou a Colônia de Pescadores da cidade de Nísia Floresta. No local, ele assistiu a assinatura do decreto do governo estadual, que desburocratiza a licença para pequenos e médios pescadores. O ministro afirmou que o modelo adotado pela governadora Rosalba Ciarlini será seguido pelo Governo Federal. “Estamos desamarrando todos os nós para que o Brasil possa ocupar o seu lugar de destaque no cenário mundial como produtor de pescado. Hoje nossa aquicultura é meio milhão de toneladas, perdemos até para Honduras, para o Vietnã, para o Chile, Peru”, disse o ministro. Em uma referência a passagem da Bíblia, Marcelo Crivella afirmou que aposta na pesca para o desenvolvimento do Estado potiguar. “A imagem que eu faço é que o Rio Grande do Norte é como um Davi, a seca e a fome é o gigante golias e a simplificação e o potencial da aquicultura é como vamos derrubar esse gigante”, completou. Ao ser questionado sobre quando o Terminal Pesqueiro de Natal, obra no valor de R$ 30 milhões, o ministro preferiu afirmar que essa questão está com a governadora Rosalba Ciarlini. Marcelo Crivella disse que o Governo brasileiro está preocupado em adquirir equipamentos para desenvolver a pesca no país.

« PONTA NEGRA »

Construtora inicia a desmontagem do prédio

A

Construtora Cral, responsável pela obra do prédio que ameaça ruir em Ponta Negra iniciou, na manhã deste sábado, 20, a desmontagem das estruturas de concreto da parte frontal do empreendimento, que rachou, afundou 90 centímetros e ficou inclinado para a pista. O serviço estava sendo realizado por pelo menos cinco operários em duas máquinas tipo guindaste. Os blocos de concreto estavam sendo serrilhados e retirados pedaço a pedaço com o auxílio de cintas. O serviço, porém, não era acompanhado por representantes do Corpo de Bombeiros Militar ou do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea/RN). Quase um mês depois do ocorrido, os moradores das casas interditadas em decorrência da rachadura e possível desabamento da estrutura, assistiam ao serviço. Para eles, um alento. Visto que, estão fora de suas residências desde que estas foram interditadas pelo Corpo de Bombeiros, momentos após o acidente. A advogada dos moradores atingidos pelas interdições, Jucélia Basílio, confirmou que o processo aberto contra a empreiteira corre na Justiça e está na fase de contestação das acusações. Elas cobram a indenização de R$ 1,6 milhão pelos danos morais e materiais causados pela Construtora Cral. O porteiro Itácio Bezerra de Lira e a família tiveram que sair de casa, nos fundos da construção, por causa dos ricos de desabamento da estrutura.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

geral

Gaudêncio Torquato [gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br ]

A equação bo+ba+co+ca e o X da questão O jogo de 2014 começa a ser jogado. Os primeiros movimentos sinalizam a intenção por parte dos eventuais jogadores de sair da toca, correr o país, formar parcerias, consolidar alianças eleitorais, cada qual oferecendo as linhas mestras de discursos que embalarão o pleito. A presidente Dilma Rousseff, do alto de boa avaliação, exibe otimismo e os feitos do governo em muitas frentes, tarefa que já conta com o clarim tonitruante do ex-presidente Lula. O senador tucano Aécio Neves, do PSDB, sugere férias ao PT, apostando na polarização entre os dois partidos. O governador Eduardo Campos, do PSB, abre o portão para sair da casa governista, sugerindo em campanha publicitária que “o país nos pede para fazer muito mais”. Diante da demonstração de uma peroração de matiz eleitoreira, cabe perguntar: “é possível analisar com tanta antecedência a viabilidade política dos possíveis contendores e evitar erros de calculo político”? Sim. Quem garante é Carlus Matus, o papa do Planejamento Estratégico Situacional, que empregou sua bagagem como ministro da economia de Salvador Allende, no Chile (1965-1970). Tudo depende, segundo o cientista social, de saber jogar, pois “um jogador, mesmo tendo boas cartas em um jogo de baralho, pode não saber jogar e perder o jogo para outro que recebeu cartas inferiores, mas tem melhor estratégia de jogo”.

Estarão em jogo articulações partidárias visando ganhos de espaços na mídia eleitoral, criação de novos partidos e reordenação de forças congressuais” Planejar uma estratégia implica administrar um conjunto de variáveis, algumas complexas, outras imponderáveis. Mesmo assim, é possível alinhar fatores centrais que terão forte influência no próximo embate presidencial. Como é sabido, o fator econômico é o primeiro a ser considerado na análise de viabilidade. Foi ele que propiciou os mandatos de Fernando Henrique, de Luiz Inácio e a atual administração sob o bastão da primeira mulher a comandar o país. O Plano Real, que trouxe a estabilidade econômica, permitiu ao governo petista alongar os braços sociais e com eles implantar o mais abrangente programa de distribuição de renda e inserção social do mundo contemporâneo. O cinturão econômico é ciclicamente usado pelos governos para afrouxar ou apertar a barriga do eleitor. O X da questão resumese na equação: BO+BA+CO+CA. Bolso (BO) suprido enche a geladeira, satisfaz a barriga (BA), massageia o coração (CO) e induz a cabeça (CA) dos bem alimentados a recompensar os patrocinadores do pão sobre a mesa. A recompensa? O voto na urna. O primeiro cenário que cobrirá a contenda de 2014 é, portanto, o da economia. Se o cinto econômico apertar o estômago social, pior para a presidente Dilma; a recíproca é verdadeira. Os eventuais riscos que ameaçam a primeira mandatária se apresentam nas frentes do desemprego e da inflação. Bolso esvaziado provocará roncos (de fome) no estômago de contingentes desempregados. Sintoma que pode se agravar ante uma inflação que restrinja o menu do consumidor. Ou que o afaste de rotinas que prezava. É razoável imaginar que a manutenção do assistencialismo, mesmo com baixo crescimento do país, consiga manter a boa avaliação da presidente Rousseff, dando sustentação à hipótese de que “pibinhos” não desestabilizarão o produto nacional bruto da satisfação social. O perigo mesmo é o bolso vazio, o desemprego em massa, a alta inflação. A segunda ordem de fatores com peso no tabuleiro situa-se nas frentes dos serviços públicos, que costumam afetar diretamente a população. Inserem-se aí demandas e deficiências nas áreas da saúde e educação, a insegurança pública, que assume graus de indignação na esteira de eventos de alto impacto social, como estupros, assassinatos de crianças, gangues assaltando a torto e a direito. Os serviços públicos no país exibem for-

tes traços de corrosão, não chegando, porém, a provocar mobilização face ao cobertor protecionista estendido pela administração federal. O “ponto de quebra” do sistema seria um cinturão econômico muito apertado. A terceira vertente a influir no pleito é a da política. Neste caso, estarão em jogo articulações partidárias visando ganhos de espaços na mídia eleitoral, criação de novos partidos e reordenação de forças congressuais. Algumas pedras começam a se movimentar no tabuleiro. Percebe-se a formação de três novas siglas – a Mobilização Democrática – resultante da fusão entre PPS e PMN; a Rede Sustentabilidade, da exsenadora Marina Silva, para abrigar sua eventual candidatura à presidência; e o partido Solidariedade, sob a égide da Força Sindical. O primeiro é uma alternativa para propiciar a saída de parlamentares insatisfeitos nos atuais partidos e brecha que perfis proeminentes, como o de José Serra, podem aproveitar para trocar de moradia. A criação de uma entidade, por meio de fusão, permite o troca-troca partidário sem apenar parlamentares. Quanto mais candidatos de bom potencial, mais viável a hipótese de um segundo turno, cenário que aumenta as chances de sucesso do bloco oposicionista. Por último, descortina-se o fator novidadeiro. Nele se abrigam perfis identificados com inovação, capazes de sepultar o status quo e sinalizar a abertura de um novo tempo, e discursos impactantes. Nem sempre os “novos”, porém, conciliam identidade e imagem. O que se vê é mercador tentando vender gato por lebre, principalmente quem, até ontem, figurava no velho álbum da política. Esse é o desafio dos novos - velhos. As circunstâncias ditarão as cores das vestes de candidatos, fazendo distinções entre eles. Fechando a planilha, depara-se com a imponderabilidade, espaço das coisas imprevisíveis, onde verso e anverso se cruzam conferindo à política o lugar onde tudo é possível. Aos que já começam a ensaiar jogadas arriscadas, aconselha-se distinguir o que pode ser feito do que deve ser feito e, sobretudo, ter a capacidade de formular, decidir e melhorar o que funciona razoavelmente. O conselho final aos protagonistas vem de Carlos Matus: pensar com a cabeça e arremeter com o coração, evitando a síndrome do touro, que faz exatamente o contrário.

Gaudêncio Torquato, jornalista, professor titular da USP, consultor político e de comunicação Twitter@gaudtorquato

7

Terremoto provoca 156 mortes e deixa 5 mil feridos « ABALOS » Tremor com magnitude 7 atinge a província central chinesa de Sichuan. Pelo menos 264 réplicas foram registradas nas proximidades AP/AE

P

equim – O terremoto de magnitude 7 na escala Richter que sacudiu na manhã deste sábado, 20, a província central chinesa de Sichuan, provocou 156 morte e deixou mais de 5,5 mil pessoas estão feridas. Os números ainda não são os definitivos, uma vez que as equipes de resgate ainda trabalham na região atingida. Trata-se de informações parciais do fim da manhã. O terremoto, situado a 13 quilômetros de profundidade, aconteceu às 8h02 (21h02 de Brasília) e abalou a comarca de Lushan, na área municipal de Yaan, situada no centro da província, segundo dados do Centro de Redes Sismológicas da China. O forte tremor pôde ser sentido claramente em Chengdu, situada a 140 quilômetros de Yaan, assim como em outras províncias do oeste do país, em um raio de milhares de quilômetros. Pelo menos 264 réplicas foram registradas na região, a pior delas com intensidade de 5,4 graus. As cidades mais afetadas até agora foram Longmen e Qingren. Na cidade de Gucheng, que possui 3 mil habitantes, 95% dos edifícios desabaram.

Medo A televisão estatal “CFTV” transmitiu as primeiras imagens da zona afetada, na qual a maioria dos habitantes saiu de suas casas e permanece na rua por temer réplicas. Câmeras de segurança nas ruas de Yaan, a capital da comarca (com 1,5 milhão de habitantes), mostraram pessoas correndo assustadas pelas ruas, enquanto os pacientes de um hospital eram retirados.

População lamenta desabamentos provocados pelo tremor em uma província chinesa

Um morador de Chengdu relatou à agência de notícias chinesa “Xinhua” que em seu apartamento, situado no 13º andar, pôde sentir o prédio tremendo durante 20 segundos, enquanto via telhas caindo de edifícios próximos. Mais de seis mil soldados do Exército de Libertação Popular e aeronaves da Força Aérea foram enviados à região afetada para participar dos trabalhos de resgate e auxílio às vítimas, informou a divisão militar de Chengdu, a capital de Sichuan. Também foram destinadas à zona equipes da Polícia para fazerem buscas por vítimas entre os escombros. Pelo menos 47 pessoas já foram resgatadas por bombeiros nas primeiras horas após o terremoto. O presidente da China, Xi Jinping, e o primeiro-ministro, Li Keqiang, pediram às autori-

dades e equipes de salvamento que maximizem os esforços de atendimento às vítimas.

Interdição Na zona afetada não há luz nem água corrente. Muitos edifícios desabaram, entre eles vários nas localidades de Lushan e Longmen. As estradas estão interrompidas após desmoronamentos, o que também dificulta os trabalhos de resgate. O oeste da China é uma área de frequente atividade sismológica, por ficar na zona de atrito das placas indiana e asiática. Nas últimas semanas vários tremores de menor intensidade na também ocidental província de Yunnan causaram dezenas de feridos. Em 12 de maio de 2008, um terremoto de 8 graus com epicentro em Weichuan, no norte de Sichuan,

Rosberg surpreende e fica com a pole. Massa está na 2ª fila « AUTOMOBILISMO » Piloto alemão conquista o melhor tempo e terá a companhia de Vettel na primeira fila. Alonso larga em terceiro

O

alemão Nico Rosberg faturou a pole position do GP do Bahrein, no circuito de Sakhir, que receberá neste domingo a quarta etapa da temporada 2013 da Fórmula 1. Na sua melhor volta, o piloto da Mercedes registrou o tempo de 1min32s330 para garantir a primeira colocação no grid de largada. Já o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, largará do quarto lugar, segunda fila no grid. A pole position é a segunda da carreira de Rosberg, que no ano passado largou da primeira colocação no GP da China. Além disso, é a segunda corrida seguida em que a Mercedes fatura o primeiro lugar no grid - na semana passada, no GP da China, o inglês Lewis Hamilton conquistou a pole. Após desempenho discreto nos treinos livres, Rosberg garantiu a pole e terá a companhia do alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, na primeira fila. O líder do Mundial de Pilotos e atual tricampeão garantiu a segunda posição ao marcar 1min32s584 nos instantes finais da terceira parte do treino de classificação.

Ferrari Os pilotos da Ferrari vão compor a segunda fila do grid de largada do GP do Bahrein. O espanhol Fernando Alonso, que vem embalado pela vitória no GP da China e liderou dois dos três treinos livres no circuito de Sakhir, cometeu um erro na sua última volta e conquistou o terceiro lugar com o tempo de 1min32s667. Já Massa foi apenas o sexto mais rápido da terceira fase do trei-

KAMRAN JEBREILI/AP/AE

no de classificação, quando optou pelo uso de pneus duros, ao marcar 1min33s207. O brasileiro, porém, vai largar da quarta colocação, favorecido pelas punições impostas ao australiano Mark Webber, da Reed Bull, que perdeu três posições por acidente do GP da China, e ao inglês Lewis Hamilton, que perdeu cinco por trocar o câmbio. O escocês Paul di Resta, da Force India, vai largar da quinta colocação, à frente do alemão Adrian Sutil, seu companheiro de equipe. O finlandês Kimi Raikkonen, que foi o mais rápido na sextafeira, no Sakhir, garantiu o oitavo lugar no grid do GP do Bahrein. O piloto da Lotus está entre os penalizados Webber, da Red Bull, que vai largar da sétima posição, e de Hamilton, da Mercedes, que iniciará a prova no circuito de Sakhir do nono lugar. Já o inglês Jenson Button, da McLaren, nem registrou voltas na fase final do treino e vai largar o GP do Bahrein da 10ª colocação. Na primeira parte do treino de classificação, liderada por Alonso, foram eliminados Pastor Maldonado, Esteban Gutierrez, Charles Pic, Jules Bianchi, Giedo van der Garde e Max Chilton. Gutierrez, aliás, vai largar em último após perder cinco posições no grid de largada por causa de uma punição recebida após provocar um acidente no GP da China. Já a segunda fase da sessão, em que Vettel foi o mais rápido, não avançaram o francês Romain Grosjean, o mexicano Sergio Pérez, da McLaren, que largará apenas do 12º lugar.

deixou 90 mil mortos e 375 mil feridos na maior parte do país e em regiões vizinhas, como Tailândia, Vietnã e Paquistão. O terremoto devastou o país meses antes dos Jogos Olímpicos de Pequim, realizados em agosto de 2008. No distrito de Beichuan, em Sichuan, 80% dos edifícios desabaram. A cidade de Yingxiu foi varrida do mapa. Dos 10 mil habitantes, apenas 2,3 mil sobreviveram, sendo que mil ficaram em estado grave após o tremor. Mais de 1,4 milhão de camponeses foram jogados na pobreza absoluta com a destruição de suas casas e da infraestrutura das vilas rurais onde viviam. Na época, o governo chinês chegou a abrir uma exceção na política de filho único para pais que tiveram seus filhos mortos pelo terremoto.

« ATENTADO »

EUA vão investigar se houve ajuda local

O

Nico Rosberg, na liderança

Grid 1º Nico Rosberg 1min32s330 2º Sebastian Vettel 1min32s584 3º Fernando Alonso 1min32s667 4º Felipe Massa 1min33s207 5º Paul Di Resta 1min33s235 6º Adrian Sutil 1min33s246 7º Mark Webber 1min33s078 8º Kimi Raikkonen 1min33s327 9º Lewis Hamilton 1min32s762 10º Jenson Button sem tempo no Q3 11º Romain Grosjean 1min33s762 12. Sergio Perez 1min33s914 13º Daniel Ricciardo 1min33s974 14º Nico Huelkenberg 1min33s976 15º Valtteri Bottas 1min34s105 16º Jean-Eric Vergne 1min34s284 17º Pastor Maldonado 1min34s425 18º Charles Pic 1min35s283 19º Jules Bianchi 1min36s178 20º Giedo van der Garde 1min36s304 21º Max Chilton 1min36s476 22º Esteban Gutierrez 1min34s730

presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu que o país descobrirá se os dois irmãos chechenos suspeitos pelas explosões na maratona de Boston receberam ajuda, e pediu para que os norteamericanos evitem julgamentos. Obama foi até a sala de entrevistas da Casa Branca depois de a polícia ter prendido o único suspeito vivo em Watertown, encerrando uma dramática caçada ao homem. O outro suspeito foi morto em um tiroteio com a polícia na madrugada de sexta-feira, 19. O presidente norte-americano assistiu aos acontecimentos desta sexta pela televisão, na Casa Branca, e então retornou ao Salão Oval, onde recebeu informações do diretor do FBI, Robert Mueller. O alívio tomou conta da Casa Branca quando a notícia da prisão de Dzhokhar Tsarnaev chegou, mas não houve celebração. “Obviamente, nesta noite ainda temos muitas perguntas sem resposta. Entre elas: por que dois jovens que cresceram e estudaram aqui, como parte de nossas comunidades e país, recorrem a tal violência? Como eles planejaram e realizaram esses ataques? E, finalmente, receberam alguma ajuda?”, questionou Obama. Há dúvidas ainda sobre as informações divulgadas na sextafeira de que o FBI interrogou um dos suspeitos em 2011 e não encontrou evidências de que ele era perigoso.


8

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

geral


geral

Comissão busca acordo para votar novo projeto do ICMS

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

9

MOREIRA MARIZ / AGÊNCIA SENADO

« TRIBUTOS » Proposta colocada na pauta altera projeto original do Governo para não prejudicar os chamados Estados emergentes rasília - Em busca de um caminho para o fim da guerra fiscal, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) tenta votar nesta terça-feira o substitutivo do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) ao projeto de reforma do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Primeiro item da pauta, a matéria altera projeto de resolução original do governo que pretendia unificar gradualmente as alíquotas interestaduais em 4% até 2025 (PRS 1/2013). A fim de evitar perdas significativas dos chamados estados emergentes, a proposta prevê alíquota de 7% para produtos industrializados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, além do Espírito Santo, contra 4% para os originados das demais unidades federativas. Como vários senadores manifestaram preocupação com a falta de segurança jurídica para a compensação dos prejuízos dos estados com as mudanças nas alíquotas, estabelecida em medida provisória (MP 5992012), o presidente da CAE, senador Lindbergh Farias (PTRJ), colocou em pauta um projeto de lei complementar com idêntico teor. Trata-se do PLS 106/2013, do senador Paulo Bauer (PSDB-SC), que tem como relator o senador Armando Monteiro (PTB-PE). Para Bauer, a compensação é uma questão com grave antecedente: as transferências da União para reparar os prejuízos dos estados exportadores com a isenção de ICMS sobre produtos destinados ao mercado externo cobrem apenas 10% das perdas. Por isso, o senador considera “altamente recomendável” que se dê ao tema a segurança de uma lei complementar.

B

Incentivos Também retorna à pauta da CAE, como terceiro item, outra parte da solução para a guerra fiscal: o que fazer com com os incentivos tributários concedidos pelos estados e considerados inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Originalmente, o governo mandou para a Câmara dos Deputados um projeto de lei complementar que, na ótica do Executivo, viabiliza a convalidação desses benefícios fiscais (PLP 238/2013). A intenção é evitar que a simples derrubada dos incentivos aumente a insegurança jurídica em torno dos investimentos em execução

com base nesses instrumentos. Como a proposta está parada na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara (CFT), o senador Wellington Dias (PTPI) apresentou no Senado projeto com idêntico teor, o PLS 124/2013. Assim como o projeto original, o de Wellington reduz o quórum para deliberação no Conselho de Administração Fazendária (Confaz), de unanimidade para três quintos das unidades federadas e um terço dos estados integrantes de cada uma das cinco regiões do país. Além disso, a proposta traz uma solução para os contratos de rolagem de dívidas assinados pelos estados na década de 1990. A intenção é reduzir os encargos dessas dívidas, com a troca do Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Além disso, os juros reais são reduzidos para 4% – alguns contratos antigos preveem juros de até 9%. Emenda da senadora Ana Amélia (PP-RS) reduz ainda mais os juros, para 2%.

Alíquotas Como regra geral, o substitutivo de Delcídio do Amaral ao PRS 1/2013 estabelece um cronograma para a redução da alíquota interestadual de 12%, praticada pelos estados emergentes (Norte, Nordeste e CentroOeste), de um ponto percentual por ano, a partir de 2014, até 2021, quando chegaria a 4%. Quando os produtos saírem das Regiões Sul e Sudeste para as Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e ao estado do Espírito Santo, a alíquota atual de 7% seria reduzida, também em um ponto percentual por ano, a partir de 2014, até chegar a 4% em 2016. No caso de mercadorias e bens produzidos em conformidade com o “Processo Produtivo Básico” nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e no Espírito Santo, a alíquota interestadual será reduzida dos atuais 12%, em um ponto percentual por ano, a partir de 2014, até chegar a 7% em 2018. O mesmo arranjo vale para os produtos agropecuários dessas regiões. O substitutivo atribui à União poder de definir o que é “Processo Produtivo Básico”. Sem essa definição, serão considerados produzidos na região os produtos resultantes de industrialização nas modalidades de transformação ou montagem.

Projeto de Delcídio estabelece cronograma de redução da alíquota interestadual durante sete anos, com inicío previsto para 2014


10

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Cláudio Humberto [ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br]

‘Pizza’ reflete em Sidney A lenta preparação da “pizza” no Itamaraty, para livrar o embaixador Américo Fontenelle das acusações de assédio moral e até sexual, já afeta o atendimento no consulado-geral em Sidney, Austrália. Com a paralisia e a acefalia, vistos de turismo e de negócios atrasam até trinta dias, após os pedidos de demissão, transferência ou licença médica das vítimas do cônsul-geral e do seu adjunto, Cézar Cidade.

É um casuísmo lamentável” EDUARDO CAMPOS (PSB-PE), sobre a pressão do governo para asfixiar novos partidos

Ritmo Patriota

No grito

Uma nova investigação das acusações de assédio moral em Sidney parou dias atrás, dois meses depois de esta coluna revelar o caso.

Fontenelle retomou calado o posto após férias em Brasília, mas Cézar Cidade mantém os gritos intimidatórios, dizem assessores.

O poder da amizade Fora alardear amizade com José Dirceu, Fontenelle lembra que o secretário-geral do Itamaraty, Eduardo Santos, é padrinho do seu filho.

Sinais de fumaça Cinco índios pediram socorro no celular após se perderem no mato, diz o site Campo Grande News. Seriam da turma do protesto em Brasília?

Seca: briga política O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e seu indicado ao governo Dilma, ministro Fernando Bezerra (Integração), travam uma guerra, cidade a cidade, para ver quem “faz mais” no combate à

seca. Criam-se situações ridículas, como um deles expedir ordem de serviço para furar um poço e o outro mandar fazer, ao lado, um conjunto de cisternas. Combater a seca seriamente, que é bom, raramente se vê.

Assim é

A vida como ela é

Quando se vêem num mesmo palanque, Eduardo Campos e Fernando Bezerra fazem juras eternas de “parceria” dos governos local e federal.

A seca avança, Bezerra posa de candidato de Dilma a governador e Eduardo Campos tenta dar credibilidade ao seu projeto presidencial.

Dengoso Com dores no corpo típicas de dengue, o ministro Aloísio Mercadante (Educação) passa bem da “inflamação no intestino”. Longe de Dilma.

Calote consolidado

O cara é ele

O Tribunal de Contas da União lavou as mãos na briga pela devolução de R$7 bilhões de cobrança indevida das tarifas de energia, entre 2002 e 2009. Alegou “falta de competência” para dobrar a Agência Nacional de Energia Elétrica, que desqualificou o relatório e bateu pé no calote.

Empolgado com o projeto de governar Goiás, José Batista Jr, o Júnior do Friboi (PMDB), enumerou ao vice-presidente Michel Temer a longa lista de atributos necessários ao futuro governador do seu Estado. Ao final, meio encabulado, concluiu orgulhoso: “Esse cara sou eu...”

geral

Caixa entrega imóveis do Minha Casa em Parnamirim « HABITAÇÃO » Mais de 400 famílias de baixa renda receberam chaves do Condomínio Ilhas do Pacífico, construído com recursos do PAC ANA AMARAL

C

umprindo mais uma etapa do programa Minha Casa Minha Vida, a Caixa Econômica Federal e a Prefeitura de Parnamirim entregaram na sexta-feira, o Condomínio Ilhas do Pacífico, localizado no bairro de Passagem de Areia, beneficiando 432 famílias. Este foi o quinto empreendimento entregue no município desde o início do programa totalizando mais de 2,7 mil unidades distribuídas. Incluídos na segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) do Governo Federal, ainda estão previstos para a cidade mais 1.984 imóveis. As mais de 400 famílias beneficiadas receberam das mãos do prefeito Maurício Marques e do superintendente da Caixa Econômica, Roberto Linhares, as chaves dos imóveis em uma solenidade no próprio condomínio. Na quarta-feira, os moradores assinaram os contratos com a Caixa Econômica Federal e na próxima semana devem começar as primeiras mudanças para os apartamentos. “A entrega destes apartamentos representa o compromisso com as famílias carentes do Município, destacou o prefeito. Entre os atrativos para as empresas investirem na construção de habitações dentro do Minha Casa Minha Vida está a isenção de ISS concedida pelo Município. Em contrapartida, a Prefeitura exigiu da iniciativa privada prioridade para os parnamirinenses no momento de contratar a mão de obra. Com isso, foram gerados cerca de 2,5 mil empregos diretos. Para as famílias, além da nova moradia, o benefício vem em forma da isenção de IPTU por 10 anos, além da escritura pública do imóvel. O pedreiro Hélio Bento de Araújo, 29 anos, e a esposa, a dona de casa Ana Priscila Domingos, 27 anos, moravam em uma casa alugada. Eles estavam ansiosos para receber as chaves do apartamento próprio em que vão viver com os três filhos: Athyrson, 10 anos, Samara, 9 anos, e Danielly, 3 anos. “Só em não ter que pagar mais aluguel, considero que esse é um projeto do homem e um presente de Deus para nós”, afirma Hélio. Escolhida como a representante de um dos blocos a subir no palco e receber a chave de seu

Crianças brincam na área de lazer do condomínio fechado, que fica em Passagem de Areia

ì QUEM Famílias que moravam de aluguel ou de favor em Parnamirim, município da Grande Natal.

O QUE Entrega de 432 apartamentos do Minha Casa Minha Vida.

apartamento, Antônia Freire Amaro da Silva, 60 anos, não conteve a emoção abraçando os presentes. Hoje ela mora em uma casa com os filhos que já são casados, mas, na próxima semana, já vai poder estar em um lugar só seu. “Agora posso bater no peito e dizer que é meu”. Antônia vai se mudar com o marido e uma neta.

Município mantém abertas inscrições para programa O Ilhas do Pacífico é composto de 432 apartamentos, divididos em nove blocos (48 por bloco). Cada unidade tem 37,05 metros quadrados com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O empreendimento conta com duas estações de tratamento de esgoto e os moradores também podem usufruir de uma quadra de esportes, um quiosque com duas churrasqueiras e dois playgrounds. Os moradores foram escolhidos através de sorteio, mas antes a seleção feita pela Caixa Econômica Federal e Conselho Municipal de Habitação levou em conta a situação de risco social e os critérios definidos pelo programa, como a exigência de que o contemplado não pode ter outro imóvel. As famílias estão incluídas na faixa de renda de 0 a

3 salários mínimos e ficarão pagando uma prestação correspondente a 5% do salário. “Para nós é uma satisfação afirmar a cidadania dessas famílias com os apartamentos entregues”, afirma o secretário adjunto de Habitação e Regularização Fundiária, Antônio Otávio Miguel. Famílias de baixa renda que desejam concorrer a uma casa pelo programa Minha Casa Minha Vida em Parnamirim, ainda podem se inscrever. Para isso, elas devem procurar a Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária (Sehab) para entrarem no Cadastro Habitacional de Interesse Social (Chis). Em seguida, elas serão encaminhadas para a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). Já foram construídos 3.728 apartamentos.

« CONSTRUÇÃO »

À distância O senador Fernando Collor (PTB-AL) ficou contente quando soube de um ninho de tucanos se formando nos jardins da Casa da Dinda. Mas ficou na dele: continua com dificuldade de se aproximar de tucanos.

Nova briga A título de desonerar o aço, o governo editou MP que prevê instalação de Centros Logísticos e Industrial Aduaneiro, como serão chamados os portos no interior, para competir com terminais portuários e aeroportos.

Sentença ignorada

Sistema injusto

O governo do DF ignora decisão do Supremo que proíbe a inclusão dos Detrans entre órgãos de segurança. No DF, é vinculado à Secretaria de Segurança, os agentes têm armas e até revistam pessoas e veículos.

O deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) critica a postura do governo de “passar a mão na cabeça de índios como se fossem coitadinhos”, ignorando “produtores rurais que sofrem para garantir sobrevivência”.

Conexões Preso em operação antidrogas, o colombiano Rafael Antonio Garavito promete revelar à policia, nos EUA, conexões dos narcotraficantes das Farc no Brasil. Em São Paulo, negociava drogas em troca de mísseis e armamento, intermediados por autoridades da Guiné-Bissau, na África.

Roda da tortura Funcionários do consulado-geral em Atlanta protocolaram no Itamaraty novo assédio moral, após a “pizza” em Toronto e o deixadisso-disso em Sidney um motorista pediu demissão ao ser proibido de pedir assistência médica após sofrer um acidente.

Vendas de material crescem 15,6% em março São Paulo (AE) - As vendas da indústria de materiais de construção no País cresceram 15,6% em março na comparação com fevereiro, e tiveram leve alta de 0,2% em relação a março do ano passado, segundo balanço divulgado na sexta-feira. No acumulado do primeiro trimestre, as vendas aumentaram 1,7% ante os mesmos meses de 2012, segundo pesquisa publicada há pouco pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). A Abramat observou que o crescimento de 1,7% nas vendas no primeiro trimestre está abaixo da previsão de alta de 4,5% para o ano de 2013. "Se não houver uma reação positiva nos próximos dois meses, iremos reavaliar essa projeção para o ano", afirmou a associação, em nota.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

geral

11

»ENTREVISTA » GABRIELLA BOTTANI

REPRESENTANTE DA REDE GRITO PELA VIDA NA TALITHA KUM, ORGANIZAÇÃO QUE COMBATE O TRÁFICO DE PESSOAS

Um continente flutuante de escravos do Século 21

É urgente pensar nas causas e dimensões dos movimentos migratórios em nosso tempo. As massas de migrantes sem documentos aumentaram tanto que pode se falar de um sexto continente flutuante”

« TRÁFICO DE PESSOAS » Representante da Rede Grito Pela Vida aponta o combate à pobreza e às desigualdades sociais no terceiro mundo como arma para enfrentamento do problema que atinge principalmente mulheres DIVULGAÇÃO

A

dital - “Não se pode falar em combate ao tráfico de pessoas sem falar de combate à pobreza e à desigualdade socioeconômica que existe no mundo. Tampouco sem enfrentar o problema da corrupção, e questionar a cultura que torna tudo mercadoria. Nesse sentido, a sociedade civil tem um papel fundamental”, afirma a representante da Rede Grito pela Vida. “O tráfico de pessoas representa a escravidão de nossa época, a mercantilização da vida. O tráfico de pessoas desvela a ambiguidade e a violência de um modelo econômico de desenvolvimento que, em nome do lucro, considera tudo mercadoria: terra, água, mata, animais e até pessoas”, define Gabriella Bottani, em entrevista por e-mail à IHU On-Line. Italiana de nascimento, irmã Gabriella, como é conhecida no Brasil, é a representante da Rede Grito Pela Vida na Talitha Kum – Rede Internacional da Vida Religiosa contra o Tráfico de Pessoas. A rede Talitha Kum iniciou seus trabalhos em 2004 e integra um projeto de enfrentamento ao tráfico de pessoas juntamente com a União Internacional das Superioras Gerais – UISG em parceria com a Organização Internacional das Migrações – OIM, que busca formar redes de religiosas capacitadas para a prevenção e o atendimento às vítimas do tráfico de pessoas, sobretudo para fins de exploração sexual. O primeiro curso de capacitação para tratar do tema foi há quase nove anos em Roma. Desde então mais de 650 mulheres participaram dos cursos e, atualmente, 21 redes atuam em 75 países em todas as partes do mundo. Confira a entrevista. O que representa o tráfico humano no âmbito mundial? O tráfico de pessoas representa a escravidão de nossa época, a mercantilização da vida. O tráfico de pessoas desvela a ambiguidade e a violência de um modelo econômico de desenvolvimento que, em nome do lucro, considera tudo mercadoria: terra, água, mata, animais e até pessoas. Mundialmente o tráfico de pessoas movimenta grandes quantidades de dinheiro, sendo – junto com tráfico de drogas e armas – um dos três negócios ilícitos mais rentáveis. As principais vítimas pertencem aos grupos mais vulneráveis e discriminados: mulheres, crianças e adolescentes. As estatísticas publicadas no Relatório 2012 da UNODC (Escritório da Organização das Nações Unidas para o combate às drogas e ao crime) confirmam que as mulheres continuam sendo as principais vítimas do tráfico de pessoas representando 76% do total. Outro dado preocupante é o aumento significativo de crianças e adolescentes, principalmente meninas, que caem nas armadilhas dos traficantes de pessoas. A mesma fonte revelou que este grupo aumentou de 20% para 27% do total das vítimas. Acredito que o tráfico de pessoas é uma denúncia e uma inquietação que deveria chegar a todos, e que traz para discussão e reflexão questionamentos antigos e novos: a questão de gênero, o racismo, a escravidão e a liberdade, a desigualdade econômica e social, o modelo de desenvolvimento e seu consequente impac-

Como os Estados têm se organizado na perspectiva de inibir esta prática? Estamos caminhando rumo à liberdade, um caminho ainda muito longe, que precisa de compromisso. No global, o enfrentamento ao tráfico de pessoas tem ainda uma visão redutiva, que leva a uma ação principalmente repressiva do crime organizado. Como já tive a oportunidade de dizer, acredito que esta prática pode ser inibida com um trabalho de prevenção que mire à remoção das causas. Este é o verdadeiro caminho que pode ajudar a humanidade a readquirir sua dignidade e liberdade. Não se pode falar em combate ao tráfico de pessoas sem falar de combate à pobreza e à desigualdade socioeconômica que existe no mundo. Tampouco sem enfrentar o problema da corrupção, e questionar a cultura que torna tudo mercadoria. Nesse sentido, a sociedade civil tem um papel fundamental.

to socioambiental, modelos culturais e religiosos, enfim tudo o que nos leva a desvendar as causas que sustentam esta grave violação dos direitos humanos. Se olharmos para o tráfico de pessoas e escutássemos o grito de dor de tantas vítimas, teríamos a possibilidade de tomar cada vez mais consciência de situações e atitudes que tornam corpos e vida mercadoria, objeto de lucro e de prazer. De que maneira a experiência da migração internacional de pessoas e o tráfico humano estão relacionados? Falar de tráfico transnacional de pessoas e migração é uma questão delicada, pois cada vez mais torna-se difícil traçar linhas claras de demarcação entre tráfico de pessoas e tráfico de migrantes. É urgente pensar nas causas e dimensões dos movimentos migratórios em nosso tempo, sobretudo das grandes massas de migrantes sem documentos, que aumentaram tanto que pode se falar de um sexto continente flutuante. Os grandes movimentos migratórios atuais são causados pela procura de uma vida melhor, devida ao grande desequilíbrio econômico mundial entre nações, instabilidade política e social e problemas ambientais. As motivações que levam muitas pessoas, e cada vez mais mulheres, a sair de seus países são muitas vezes as mesmas que levam a aceitar as propostas dos aliciadores, os quais oferecem a possibilidade de realizar o sonho de vida melhor em uma outra região do mundo ou do próprio país. “Aceitei a proposta, pois achava que tudo era melhor do que na minha terra!”, estas palavras, em meu parecer, resumem muito bem este conceito. Embora tráfico de pessoas e de migrantes seja definido de formas diferentes, na prática, muitas vezes estas realidades vêm se misturando e confundindo, como é o exem-

NÚMERO

76% do tráfico mundial de pessoas envolve mulheres, segundo relatório das Nações Unidas

ì QUEM É? Gabriella Bottani é representante da Rede Grito Pela Vida na Talitha Kum, organização que combate o tráfico de pessoas

O maior desafio é fazer com que as pessoas não fiquem indiferentes diante desta grave violação dos direitos humanos. Temos que enxergar as causas que levam ao tráfico de pessoas para podê-lo erradicar”

plo dos sequestros de migrantes no México ou a exploração sexual das mulheres. Tendo em conta a participação da senhora nos encontros da Rede Internacional Talitha Kum e a experiência neste trabalho, que países estão mais vulneráveis ao tráfico e à exploração sexual? São as regiões do mundo marcadas pela pobreza, instabilidade política e desigualdade econômica. Países que não oferecem possibilidade de trabalho, educação e perspectivas de futuro para os jovens. Os principais países de origem de pessoas traficadas encontram-se no sudeste asiático, que continuam denunciando o maior fluxo de mulheres traficadas transnacionalmente; seguem-se os países da África Subsaariana, do Leste Europeu, da América Latina e Caribe. É interessante observar como aumenta o número de pessoas traficadas de regiões mais pobres para outras de destino mais ricas e próximas, tais como são os casos da exploração sexual de mulheres do Leste Europeu na Europa Ocidental; da América Central e do Caribe nos Estados Unidos; do Norte da África no Oriente Médio; de Moçambique na África do Sul; e do Brasil – especificamente do Paráe Amapá – exploradas sexualmente no Suriname e na Guiana Francesa. Um fator que influi mundialmente no movimento das pessoas traficadas para serem exploradas sexualmente é a demanda, isto é, os gostos e as escolhas de quem adquire serviços sexuais a pagamento. Outro elemento que temos que considerar é que vem aumentando o número de pessoas traficadas internamente. As estatísticas acima da UNODC apontam que, mundialmente, uma de cada quatro vítimas do tráfico de pessoas é explorada em seu país. Qual o perfil dos países para os

quais as pessoas traficadas são levadas? Os países de destino são aqueles onde há demanda, isto é, os países e regiões mais ricos: Estados Unidos, Europa Ocidental, Austrália, Japão, Oriente Médio e emergentes como a África do Sul e, até mesmo, o Brasil. Pessoas são traficadas também em outros países, seguindo as rotas do turismo sexual, da exploração sexual de crianças e adolescentes. Merecem atenção particular as localidades com grande concentração de demanda de sexo a pagamento, tais como presença de militares, canteiros para a construções de grandes obras, organização de megaeventos etc. Para além da questão da prostituição, que outras atividades de exploração estão relacionadas ao tráfico humano? Lembrando que a prostituição é uma das formas de exploração sexual, pessoas são traficadas por serem exploradas no trabalho: nas fábricas, no trabalho doméstico e no âmbito rural. Tal é o caso dos cortadores de cana no Brasil e de crianças traficadas pela colheita do cacau na Costa do Marfim. Outras formas de exploração são para a remoção de órgãos, adoções ilegais, casamentos forçados e tráfico de droga. Que desafios se impõem ao combate ao tráfico de pessoas? Acredito que o maior desafio é fazer com que as pessoas não fiquem indiferentes diante desta grave violação dos direitos humanos. Temos que enxergar as causas que levam ao tráfico de pessoas para podê-lo erradicar. Para isso precisa fazer um trabalho preventivo capilar e transformador, seja na perspectiva da oferta ou da demanda. Isso significa quebrar o silêncio para nos deixar tocar pela dor e pelo sofrimento que o tráfico de pessoas é para a humanidade toda, e não somente para as vítimas.

Há quanto tempo a Rede Talitha Kum tem se articulado no combate ao tráfico de pessoas, quais foram os avanços e quais são os limites do trabalho? Talitha Kum é a rede da vida consagrada no enfrentamento ao tráfico de pessoas; trata-se de uma rede de redes. É o resultado de um projeto da União Internacional das Superioras Gerais – UISG em parceria com a Organização Internacional das Migrações – OIM, que busca formar redes de religiosas capacitadas para a prevenção e o atendimento às vítimas do tráfico de pessoas, sobretudo para fins de exploração sexual. O projeto começou em 2004 com a realização, em Roma, do primeiro curso. Até hoje foram realizados 16 cursos com a participação de mais de 650 mulheres consagradas. AtualmenteTalitha Kum é composta por 21 redes, ativas em 75 países nos cinco continentes. A principal articulação da Vida Consagrada comprometida no enfrentamento ao tráfico de pessoas é local, junto com a sociedade civil, organizações eclesiais, governamentais e não governamentais. Internacionalmente começamos a nos articular em 2010; estamos ainda no começo, procurando caminhos para superar as distâncias e as dificuldades de comunicação. A atuação em Rede da Vida Consagrada foi certamente um avanço que juntou forças no enfrentamento ao tráfico de pessoas, pois, diante da rede de morte das organizações criminosas, muito bem organizadas e articuladas internacionalmente – como são as responsáveis pelo tráfico de pessoas –, uma rede de vida igualmente bem organizada e articulada, que conecta países de origem, transito e destino, disposta em partilhar recursos e forças, pode contribuir de forma eficaz na prevenção ao tráfico de pessoas. O trabalho em rede nos deu a força e a criatividade para adentrar, a partir de pontos de vista diferentes, nas profundidades escuras de nossa época, em suas contradições, modelos de desenvolvimento, desigualdades, tendências e abordar a realidade em sua multidimensionalidade, visto que as causas são simultaneamente econômicas, psicológicas, mitológicas e sociológicas. Isso fez com que nosso trabalho na prevenção e no atendimento às vítimas avançasse em qualidade.


12

geral

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Rio adotará ‘réveillon fora de época’ « VISITA DO PAPA » Empresa municipal responsável pelas ações da prefeitura nas grandes mobilizações populares, como a Copa do Mundo de 2014, divulga esquema que será adotado na Jornada da Juventude ELZA FIÚZA

LUCIANA NUNES LEAL

Espaço de evento católico ainda está em obras

Agência Estado

R

io (AE) - O mesmo esquema do réveillon de Copacabana, com o bairro fechado para carros e as vias da orla reservadas para pedestres, será adotado pela Prefeitura do Rio de Janeiro nos dois dias da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que terão eventos na praia com a presença do papa Francisco, 25 e 26 de julho. A entrada de veículos particulares será interrompida no início da tarde e reaberta na madrugada. No dia 23, quando a Jornada começa oficialmente, com missa rezada pelo arcebispo do Rio, d. Orani Tempesta, as restrições no trânsito acontecerão apenas em um trecho da orla. “Com as devidas proporções, a gente encara o evento do dia 23 como um show de grande porte, um show do Steve Wonder. Os dias 25 e 26 são dois réveillons, com fechamento total de Copacabana. O público é mais ordeiro e o tempo do evento é menor, mas vamos fazer exatamente igual ao réveillon”, diz Leonardo Maciel, presidente da Rio Eventos Especiais, empresa municipal responsável pelas ações da prefeitura na Copa das Confederações, na JMJ e na Copa de 2014. O palco ficará entre a Rua Prado Junior e a Avenida Princesa Isabel, no Leme. Nos dois dias, o papa descerá de helicóptero no Forte de Copacabana, no Posto Seis, e seguirá no papamóvel pela orla. “O (tamanho do) palco de Copacabana não tem precedentes, a capacidade é de pelo menos duas mil pessoas. Ficarão os arcebispos, integrantes da Cúria, a estrutura da igreja. Tem uma espécie de área vip para convidados, espaço para mais ou menos 10 mil pessoas. E depois vem a turma toda. Haverá telões espalhados por Copacabana”, detalhou Maciel, lembrando que a produção dos eventos não cabe a uma empresa privada. No dia 25, o pontífice assistirá à cerimônia de acolhida e fará um pronunciamento aos católicos. No dia seguinte, assistirá em um telão à via sacra, que será montada em pequenos palcos ao longo do calçadão. Os dois eventos estão previstos para as 17 horas. Nesses dois dias, quinta-feira e sexta-feira, haverá feriado na cidade. Comércio e restaurantes funcionarão normalmente. A rede pública de ensino estará de férias. “Não tem na história do País evento com essa magnitude”, diz Maciel. Para a vigília e a missa de encerramento, nos dias 27 e 28, com a presença do papa, em Guaratiba (zona oeste), os peregrinos vão caminhar 13 quilômetros. “A gente está preparando a rota de acesso, tal qual uma maratona, com postos de hidratação, banheiro químico, atendimento médico. Peregrinar é tradição da Jornada. Na Alemanha andaram 25 quilômetros”, afirma O presidente da Rio Eventos garante que o trânsito “não vai dar um nó” nos dias do encontro católico. A prefeitura vai proibir a circulação dos 25 mil ônibus fretados que chegarão com peregrinos. Haverá locais para desembarque dos passageiros e depois os coletivos ficarão estacionados em três pontos da zona oeste. Apesar dos problemas de transporte vividos no dia-a-dia pelos cariocas, Maciel afirma que haverá meios de locomoção para todos. “Talvez tenha um ou outro transtorno isolado, mas a cidade continua funcionando. Temos nove mil ônibus circulando e haverá um regime especial, além de trem e metrô

Papa Francisco vai participar da Jornada Mundial da Juventude, um megaevento que deve reunir mais de 2 milhões de católicos

ì

Escalão precursor visita favelas

O QUE

Rio (AE) - As favelas de Jacarezinho e Manguinhos, na zona norte, onde funcionavam as maiores cracolândias do Rio até a instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), em janeiro deste ano, estão na lista de opções de comunidades que poderão receber a visita do papa Francisco, durante a Jornada Mundial da Juventude. Como um dos pontos de reflexão da jornada é a vulnerabilidade dos jovens diante das drogas, a ideia é que o papa visite uma favela que, embora já tenha UPP, ainda esteja em processo de pacificação. Ainda há, no entanto, na organização da JMJ, um grupo que defende que o pontífice vá ao Vidigal (zona sul), em homenagem à histórica visita do papa João Paulo II, em 1980. A favela do Juramento, na zona norte, não pacificada, é outra opção em análise. Segundo pessoas envolvidas na organização da visita do papa, o Vaticano mostrou preferência por visita a comunidades mais vulneráveis em vez de favelas já pacificadas há bastante

Visita do papa Francisco ao Brasil para participar da Jornada Mundial da Juventude.

QUANDO 25 e 26 de julho, no Rio de Janeiro, com a presença de milhões de pessoas, especialmente da América Latina.

tempo e ponto de atração de muitos turistas estrangeiros, como Dona Marta, Chapéu Mangueira e Cantagalo, todas na zona sul. Algumas comunidades deverão ser visitadas, a partir da próxima terça-feira, pelo responsável pelas viagens internacionais do papa, Alberto Gasparri. O representante do Vaticano ficará no Rio até o dia 27, quando será fechada a agenda do pontífice no Rio, com o Comitê Organizador Local (COL), presidido pelo arcebispo do Rio, d. Orani Tempesta. Ainda no espírito da atenção aos viciados em drogas, está prevista a inauguração de um centro de atendimento e tratamento de dependentes químicos, nova unidade do hospital da Venerável Ordem Terceira de São Francisco, na Tijuca (zona norte). Em visita à comunidade de Mandela, no Complexo de Manguinhos, onde rezou uma missa na igreja de São Miguel Arcanjo, na terça-feira, 16, o secretárioexecutivo da Jornada, monsenhor Joel Portella Amado, evi-

tou falar nos nomes das favelas que poderão ser visitadas pelo papa, mas disse que a segurança será um fator decisivo para a escolha. “Um local violento não coloca só o papa em risco, coloca os peregrinos também”, afirmou. Cerca de cem peregrinos deverão ficar hospedados em Mandela, 15 deles no salão da igreja e os demais em 50 casas oferecidas por moradores. “Eu nem acreditaria se nossa comunidade fosse escolhida para receber o papa”, disse moradora Adriana de Souza Lima, de 43 anos, técnica em enfermagem e voluntária da JMJ, na terça. Depois da instalação das UPPs de Manguinhos e do Jacarezinho, as cracolândias se dissiparam, mas os usuários de crack passaram a vagar por áreas próximas, ao longo da Avenida Brasil. No Complexo de Manguinhos, no mês passado, três policiais da UPP foram afastados do trabalho de rua depois de serem acusados por moradores de participarem de um tiroteio que levou à morte de um jovem da comunidade.

Rio (AE) - Faltando pouco mais de três meses para o início da Jornada Mundial da Juventude, o terreno em Guaratiba, na zona oeste do Rio, que vai receber cerca de 2 milhões de fiéis para a vigília e a missa de encerramento ainda está passando por obras de terraplenagem. Operários disseram que a obra atrasou devido às chuvas que atingiram a cidade do Rio de Janeiro em março e se prolongou no início de abril, No terreno das fazendas Mato Alto e Vila Mar, de aproximadamente 3,5 milhões de metros quadrados, ainda há bastante vegetação e lama por todos os lados. E tem mais: ainda não há sinal de qualquer construção para abrigar as tendas de alimentação e atendimento médico, nem dos banheiros e telões que serão instalados em cada um dos cerca de 40 lotes em que a área será dividida para receber os visitantes. Para compensar o atraso, operários estão trabalhando sete dias por semana, das 8 horas às 20 horas. Cerca de 150 caminhões estão sendo empregados para transportar terra que usada pelos tratores no servilo de terraplenagem. Postes de iluminação começaram a ser instalados nos fundos do terreno para permitir que o trabalho prossiga mesmo à noite. “Outro dia, minha filha perguntou à minha mulher se eu ainda moro com elas. Saio de casa antes que ela acorde e, quando volto, ela já está dormindo. Quando todo o terreno estiver iluminado, a tendência é que a obra seja tocada 24 horas por dia”, disse um operário à reportagem. Em nota, o Comitê Organizador Local da Jornada assegurou que as obras serão entregues no prazo. “O mau tempo e o grande volume de chuvas podem impedir a movimentação de máquinas no terreno, em alguns momentos. Porém, as obras do Campus Fidei (nome dado ao local do evento, que significa Campo da Fé) seguem seu cronograma e a entrega da obra está assegurada”, informa a nota divulgada pelo Comitê Organizador.


geral

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

13

Eleições sob o temor de fraudes « PARAGUAI » Com dez candidatos disputando a presidência da República, paraguaios vão às urnas neste domingo. Observadores internacionais chegam a Assunção para garantir transparência e lisura do pleito AGÊNCIA BRASIL

TALITA FERNANDES Agência Estado

S

ão Paulo (AE) - O Paraguai vai às urnas no domingo para eleger o substituto de seu atual presidente, Federico Franco, em um processo eleitoral com intensa observação de órgãos internacionais para garantir que as votações sejam transparentes e democráticas. Franco, que era vice-presidente, ocupa o poder desde junho do ano passado, quando Fernando Lugo foi retirado do poder em um processo de impeachment controverso e criticado internacionalmente. Com dez candidatos na disputa, as pesquisas indicam que o potencial presidente do Paraguai será o representante de um dos partidos conservadores. Lugo, por sua vez, volta ao cenário político concorrendo a uma vaga no Senado pela coalizão de esquerda Frente Guazú. Diante do temor de fraudes, a União de Nações Sul-Americanas (Unasul), a Organização dos Estados Americanos (OEA), o Mercosul e a União Europeia (UE) enviaram observadores ao Paraguai, para acompanharem de perto as disputas eleitorais. A avaliação da Unasul e do Mercosul é importante para que o Paraguai reconquiste o direito de participar de ambos. Como não há segundo turno no país, a decisão sairá neste domingo, mesmo que não haja grande diferença nos votos conquistados por Horácio Cartes, do tradicional Partido Colorado, que está em primeiro lugar nas pesquisas eleitorais, e Efraín Alegre, do Partido Liberal Radical Autentico (PLRA, na sigla em espanhol), que aparece na segunda posição. Cartes, favorito nas pesquisas de intenção de votos, é empresário da indústria do tabaco, dirigente esportivo e estreante na política. Além do chefe de Estado, cerca de 3,5 milhões de paraguaios devem ir às urnas para eleger o vice-presidente, 45 senadores, 80 deputados, 18 parlamentares do Mercosul e 17 governadores departamentais para um período de governo de cinco anos. O voto no país é obrigatório e não há segundo turno. Esta será a primeira vez que 20 mil paraguaios que moram nos Estados Unidos, na Espanha e na Argentina serão autorizados a votar.

ì O QUE Eleições gerais no Paraguai, país que enfrenta problemas econômicos

Tenho um projeto para modernizar o país. Não podemos continuar com mais de dois milhões de pobres” HORÁCIO CARTES Candidato do Partido Colorado

Além de Cartes, outros nove candidatos se inscreveram à corrida presidencial e seguem na disputa depois da morte do 11º candidato, Lino Cesar Oviedo, que em 2 de fevereiro sofreu um acidente aéreo fatal. O helicóptero que levava o candidato caiu na volta de um evento político à capital Assunção, matando o político, seu guarda-costas e o piloto. Oviedo, de 69 anos, era candidato à presidência pelo partido conservador Unace. Após a morte de Oviedo, o Unace decidiu apoiar o candidato Efraín Alegre, do Partido Liberal Radical Autentico (PLRA, na sigla em espanhol, partido do atual presidente Federico Franco), que aparece em segundo lugar nas pesquisas eleitorais do país. Cartes vem anunciando que seu principal programa será lutar contra a pobreza através de investimentos estrangeiros para criar postos de trabalho. As propostas dele estão muito distantes daquelas feitas por Alegre, que disse em entrevista à agência de notícias Associated Press que “tenho um projeto para modernizar o país com obras de infraestrutura e em especial para dar trabalho às pessoas. Não podemos continuar com mais de dois milhões de pobres”.

Candidato apoiado pelo presidente Federico Franco tem chances de vitória, mas está em segundo lugar, segundo pesquisas

Paraguai registrou recessão em 2012 O Paraguai é um dos países mais pobres da América do Sul e foi o único Estado da região que teve retração econômica em 2012, quando seu Produto Interno Bruto (PIB) encolheu 0,4% na comparação com o ano anterior. A economia paraguaia tem forte dependência da agricultura, o país é o terceiro do continente na produção de soja, milho e girassol. De acordo com Fernando Masi, diretor do Centro de Análise e Difusão da Economia Paraguaia (Cadep, sigla em espanhol), um dos principais fatores que prejudicou o desempenho econômico do país em 2012 foi a seca. “A seca afetou a produção. Se o país produz menos, exporta menos. O clima afetou principalmente a soja”, disse, ressaltando que o cenário econômico para 2013 é bem melhor. “O ciclo econômico do Paraguai está muito próximo ao do Brasil. Se a economia do Brasil se recupera, melhora para nós também.” Na última terça-feira, o Fundo Monetário Internacional divulgou em relatório que prevê que a economia da América La-

NÚMEROS

3,5 milhões de eleitores estão aptos a votar no pleito para escolha de presidente.

17 governadores, 45 senadores e 80 deputados que serão eleitos neste domingo.

tina e do Caribe crescerá ao ritmo de 3,4% neste ano. Nesse grupo, o Paraguai deve ser o país com maior crescimento, de 11%, seguido de Peru (6,3%), Chile (4,9%), Bolívia (4,8%), Equador (4,4%) e Colômbia (4,1%). No mesmo documento, o FMI prevê uma expansão de 3% do PIB brasileiro. Mesmo com a suspensão dos blocos comerciais Unasul e Mercosul, especialistas afirmam que

a economia paraguaia não foi prejudicada porque a suspensão foi apenas política e não econômica. Em junho do ano passado, à época da suspensão, o Itamaraty emitiu comunicado dizendo que não seria imposta nenhuma sanção econômica ao país vizinho “para que seu povo não fosse ainda mais penalizado”. “Apesar da suspensão do Paraguai dos mecanismos de integração regional, as relações comerciais não foram prejudicadas”, diz o Ministério de Relações Exteriores brasileiro. As exportações paraguaias ao Brasil cresceram 38% em 2012. No primeiro bimestre deste ano, as exportações brasileiras ao Paraguai aumentaram 16%, e as importações daquele país cresceram 35%, segundo dados oficiais. Logo após a deposição de Lugo, o então embaixador brasileiro no Paraguai, Eduardo dos Santos, retornou ao Brasil a pedido do Itamaraty. Desde então, nenhum outro embaixador retornou ao Paraguai e Santos assumiu, em dezembro de 2012, o mais alto posto da chancelaria brasileira, a Secretaria-Geral do Itamaraty.

Candidatos favoritos são conservadores Para José Aparecido Rolon, professor de Relações Internacionais da Universidade Anhembi Morumbi e autor do livro “Paraguai: transição democrática e política externa”, a vitória de qualquer um dos dois não trará grandes mudanças à política do Paraguai. Ele lembra que o Partido Colorado tem uma estrutura de longa data e maioria parlamentar. Por outro lado, o analista avalia que a vitória presidencial do Partido Liberal poderia gerar um impasse político no Parlamento. “Se o PRLA ganhar, ele pode ter um problema de governabilidade”, alerta. Os dois partidos são conservadores, então ele não prevê grandes avanços na cidadania. Quanto à política externa, o professor acredita que em nenhum dos dois casos haverá mudanças na polícia externa do Paraguai. “Assim como não vemos grande diferença no governo de Franco”, completou. Rolon acredita que nenhum dos dois apoiaria a saída do Paraguai do Mercosul. “Se o Mercosul é ruim para o Paraguai, é pior para ele sem.” Os “brasiguaios”, como são conhecidos os brasileiros que têm também cidadania paraguaia, não têm grande influência na decisão política do país, avalia o pesquisador do Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais (NUPRI), ligado à Universidade de São Paulo, Fabrício Chagas Bastos. “Eles têm força política, mas não estão presentes diretamente (na política).” Os analistas ouvidos pela Agência Estado avaliam que a maioria dos brasiguaios - grandes produtores agrícolas - tende a se aproximar na posição política do Partido Colorado. Assim como Bastos, Rolon afirma que o grupo com dupla cidadania não tem grande peso no resultado eleitoral. Diferentemente do candidato chavista da Venezuela, Nicolás Maduro, que teve no palanque lideranças políticas da América do Sul, como o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, a eleição do Paraguai parece não atrair nem a direita nem os partidos de equerda latino-americanos. O Paraguai foi isolado por seus vizinhos e parceiros comerciais desde o episódio que culminou com o impechment do presidente Fernando Lugo. O afastamento foi considerado um golpe e o Paraguai suspenso do Mercosul.


14

quadrantes

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

MARCELO NAVARRO RIBEIRO DANTAS [ DESEMBARGADOR FEDERAL ]

A PEC do trabalho doméstico e a educação

C

om a recente aprovação da então proposta de emenda constitucional que ficou conhecida como PEC do trabalho doméstico (agora, após sua entrada em vigor, Emenda Constitucional nº 72, de 2 de abril de 2013), a imprensa e as redes sociais ferveram com opiniões contrárias e favoráveis à ampliação dos direitos à importante e digna categoria laboral por ela abrangida.

Para estes, uma conquista civilizatória, um passo necessário na evolução social do Brasil no rumo da modernidade; para aqueles, um absurdo, criador de mais burocracia e custos, e até possivelmente causador de desemprego para os próprios trabalhadores domésticos, a quem devia beneficiar. Não vou entrar nesse mérito, por pelo menos três ordens de razões: a emenda já se tornou realidade jurídica, portan-

to discuti-la perdeu o sentido; argumentos contra e a favor já foram expostos em efusão; e este espaço não permite a continuidade da discussão, ao menos no nível de profundidade que ela merece, por se tratar de tema que não apenas tem reflexos jurídicos, mas também sociais, econômicos e mesmo culturais. Apenas para que não se diga que me omiti em opinar a respeito, quero registrar que

sou a favor da emenda, fazendo apenas alguns reparos a latere sobre alguns aspectos menores de seus desdobramentos. Mas acredito que até mesmo isso a regulamentação por lei ordinária e a aplicação judicial irão resolver. O que desejo aqui é chamar a atenção da oportunidade que abre essa nova fase da vivência social e cultural das famílias brasileiras: o momento de comçar uma campanha nacio-

nal pela educação em tempo integral em nossas escolas, públicas e privadas. Sim, porque para os pais que trabalham e têm crianças e adolescentes em idade escolar e mesmo pré-escolar, fase em que naturalmente eles ficam em casa na companhia dos trabalhadores domésticos após voltar da escola pela manhã ou à tarde, a emenda traz implicações que não poderão ser superadas sem dificuldade. A oferta de escolas e creches em tempo integral, para todas as classes sociais, permitirá aos pais, ao sair para a labuta, deixar seus filhos pela manhã e

MILTON DANTAS [ PSICOPEDAGOGO ]

buscá-los à noitinha, certos de que eles estarão em locais seguros e onde receberão cuidado, alimentação, educação e desenvolverão atividades de socialização, com destaque para o esporte. Será bom para os pais e melhor ainda para a nova geração. Será proveitoso, sobretudo, para a educação brasileira e para o futuro desta Nação. Um avanço tão necessário quanto o da readequação do trabalho doméstico à nova realidade do País e do mundo. Ou até mais. Com a palavra, os atores sociais e econômicos, e os legisladores.

NELSON PATRIOTA [ ESCRITOR ]

Havemos de encontrar a ternura

Entrevistas apontam paradoxo em Onofre Jr.

N

Q

o grande globo da vida, havemos nós de contemplar a criação e decidir encarar a sua existência com olhos de criadores com o Criador, de transformadores com o Transformador, de fortalecedores com o Espírito Iluminador que tudo pode, tudo faz, tudo monta numa permanência intacta em meio aos tantos e tantos dissabores colocados por homens e mulheres nos caminhos da modernidade. Havemos nós de abastecer o globo, trazendo para o lugar de destaque a pura obra criada sem arranhões para que todos tenham vida e a tenham em abundância, como é a essência da criação. Havemos de ser imagem e semelhança de Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, na mais profunda certeza de que somos artífices da obra primeira: o mundo. ‘Guardar, custodiar, proteger, significa protegermos a nós mesmos’, ‘vigiar os nossos sentimentos, no nosso coração, porque é dali que saem as intenções boas e más, as que constroem e as que destroem’. E ainda: ‘não devemos ter medo da bondade e da ternura’, disse o servo de Deus, o Papa Francisco, em sua entrada triunfal, ao seu momento novo na Igreja de Cristo no mundo que hoje clama pelo semblante terno e bondoso em cada canto, em cada coração. Este é o grande desafio a todos nós, lançado desde a criação: encarar de frente as situações, porém com o diferencial do cristão que é o zelo por sua casa, a casa do recolhimento de todos, da diversidade, dos sabores e dissabores sem perder a fonte do sabor primeiro: a ternura. Em meio aos sorrisos, às lágrimas, todas as bandeiras, todas as línguas se flamejavam no momento em que recebíamos, na praça do Vaticano, o Papa Francisco; e eis que surge um servo, um operário da bênção com o distintivo do pedir, do agradecer, do favorecer o ânimo a tantos que esperam cada dia mais pela bondade e ternura do Cristo Vivo e Ressuscitado. Estes sorrisos, estas lágrimas se suportam nos corações na medida em que dispomos o sentimento suave e afeto brando com nossas próprias maneiras de ser e de viver, com nossas formas de amar, entrando na dor do outro e permanecendo pelo tempo necessário para que tudo suporte, tudo creia, tudo se transforme. É a ternura do próprio Deus que se destaca, agora, com maior profundidade nas palavras, nos atos do Papa Francisco, dizendo sim ao mundo que clama pela bondade, pelo aconchego fraternal, pela perda dos sentimentos de ganância e pela entrada promissora da guarda da beleza da criação. Num momento de busca da harmonia, agora, o mundo inteiro para; é um novo desejo, uma nova força, um novo sentimento de pertença ao mundo terno, capaz de vivenciar um mesmo celeiro, de tranquilidade, de bondade e ternura, numa ação de aconchego que desvela o mal e adentra na felicidade plena, sonhada e encontrada por aqueles que amam e entram na dor dos outros. Papa Francisco, aos fiéis e ao mundo, e o mundo é feito de todos, dos mais frágeis e dos que decidem sobre a vida dos outros, diz: ‘Quero pedir, por favor, a todos os que ocupam lugares de responsabilidade de âmbito econômico, político e social, a todos os homens e mulheres de boa vontade: sejamos custódios da criação, do desenho do Senhor inscrito na natureza, guardiões do outro, do ambiente; não deixemos os sinais de destruição e de morte acompanharem o caminho deste nosso mundo’. Ternos seremos na medida da escuta do grito que ecoa como verdadeira catequese, dizendo em todos os lugares que Deus aí está como homem e divindade: ternura sempre. Assim, havemos de cultivar a ternura de corpo e alma, num gesto ativo de vida em todos os recônditos lugares da existência. Somos ocupantes de lugares vários e em cada lugar ouvem-se gritos de pedido por ternura, através das necessidades de irmãos e irmãs que não cessam de dizer: eu aqui estou, tu aí estás, minha dor te chama, meu ser se dobra para o alcance da felicidade. É o grito do pobre, é o grito da dor, é o grito do espaço vazio, é o grito, é o grito, é o grito...

CLÁUDIO EMERENCIANO [ PROFESSOR DA UFRN ]

Onde todos vivem

N

ão importa a dimensão físico-geográfica. nhada por Sócrates (Atenas), que preferiu morSeu conteúdo não se externa por sua conrer a abandoná-la indefinidamente. Viver longe figuração, seu tamanho e sua população. dela seria abdicar fontes umbilicais do seu modo Pois o que mais alcança e domina o tempo, sode viver, de sua cultura e dos seus sonhos. Nos jarbrepujando-o, são as relações humanas, os sendins de Getsêmani, Jesus contemplou Jerusalém, timentos, os sonhos, o espírito coletivo, os encanchorou e suou sangue. Antes, deplorara-lhe a pertamentos, a cultura, a criatividade em todos os asda de humanidade: “Jerusalém, Jerusalém, que pectos e a maneira de viver: define-lhes sua permatas os profetas e apedrejas os que te foram ensonalidade e identidade. Nesse sentido, a feliciviados!”. Mas Santo Agostinho amalgamou a Jedade de cada homem não pode ser individual, rusalém terrestre com a celestial. Uma, a exemexclusiva. Não se sedimenta nem se amplia indiplo da “escada de Jacó”, é a via de acesso à outra: ferentemente e alheia às circunstâncias dos oua “Cidade dos Homens” e a “Cidade de Deus”. tros. Queiram ou não, há interdependência entre Por todos os tempos, em todas as culturas, eis vínos que fazem e compartilham uma coletividaculos, enigmas e desafios sem fim para o gênede. Os laços definem a solidariedade, a paz ro humano: redescobrir em sua cidade, e a fraternidade. Eis uma perspectiva em seu lugar de permanência, o senem que não há distinção entre uma altido amplo da vida. Buscar e concredeia, um minúsculo ajuntamento, tizar qualidade de vida para tantos um povoado, pequeno, humilde, quantos a integram. Identificar a rústico e esquecido, uma caravana inserção individual no ser coletide nômades no deserto, uma cidavo, onde cada um é responsável por de e uma grande metrópole, uma cotodos. A cultura e a civilização, desmunidade campestre, cercada de pose modo, têm como fonte cada pesmares verdejantes, cortada por rios e soa. Sem exceção. A violência dos nosenvolvida por múltiplas e idílicas masos dias, globalizada, cruel e insana, nifestações da natureza, ou uma poNão importa a nasce no âmbito do lugar de permabre vila em plena caatinga, resistindo, dimensão físiconência dos homens. Ali se germinam heróica e estoicamente, na terra esgeográfica. Seu contradições, que se transformam em turricada, desafiando a estiagem e o conteúdo não se ódio, inveja, cobiça, desumanidade, calor, ou ainda ilhas paradisíacas nos externa por sua ou seja, a irreprimível subversão de mares do sul e das Antilhas, consagraconfiguração, seu valores, em que o homem – disse Thodas em livros como “A ilha” de Aldous tamanho e sua mas Hobbes – se transforma em “loHuxley, “Contos dos mares do sul” população. Pois o bo do próprio homem”. (destacando-se “A chuva”) de Somerque mais alcança e Ernest Hemingway contemplava set Maugham, “As viagens de Gullidomina o tempo, a Paris de todos os tempos ao amaver” de Jonathan Swift e “A ilha do Tesobrepujando-o, nhecer, sentado na escadaria da Basouro” de Robert Louis Stevenson. são as relações sílica de “Sacré-Coeur” em MontmarSaint-Exupéry, em livro de profunda humanas, os tre. O grande Prosper Mérimée (esdensidade filosófica, revelador das lasentimentos, os critor e estilista genial, criador de titudes da condição humana, inacasonhos, o espírito Carmem), em “A Vênus de Ille”, viu bado (“A cidadela”), ressalta o peso da coletivo, os numa aldeia dos Pirineus Orientais solidariedade, da partilha, da paz inencantamentos, a sua “cidade sentimental”, eterna e dividual e coletiva, da convergência cultura, a imutável. Erich Maria Remarque, de espiritual e material de uns com os oucriatividade em nacionalidade alemã, revelou seu entros: “É por isso que convém manter todos os aspectos e cantamento e identidade com Paris permanentemente acordado no ho- a maneira de viver: em “Arco do Triunfo”. Fenômeno semem aquilo que é grande, objetivandefine-lhes sua melhante acometeu Romain Rolland, do convertê-lo à sua própria grandepersonalidade e Nobel da literatura em 1915, inza”. A “cidadela” é a denominação uniidentidade. Nesse serindo-se na alma de um vilarejo suíversal, atemporal, espiritual, mística sentido, a ço, Villeneuve, à beira do lago de Gee mítica da coletividade que habita felicidade de cada nebra. Ali produziu a maior parte de na alma de todos os homens. Nela a homem não pode sua obra. Quantos e quantos poetas humanidade se sublima. Nela se exerser individual, e cronistas decantaram e exaltam a citam sentimentos e valores que perexclusiva. alma do Rio de Janeiro? Ignoram-lhe mitem ao homem ascender, evoluir, a insegurança e antagonismos, visuacrescer e aprimorar-se. Dignificar a lizando apenas o que é belo, humacondição humana. no e superior ao tempo. Gilberto Freyre, do seu Haverá sempre duas comunidades. Não se casarão em Apipucos, comovia-se incontidamencontrastam entre utopia e realidade, sonhos e te ao descortinar Recife e Olinda perenes, mispesadelos, alegrias e tristezas, passado e presenturando história, sentimentos e cultura. Câmate. Uma é caminhada, percurso, ascensão do hora Cascudo viu em Natal tudo, a província, o mem a Deus. Nela se conjugam meios e fins da mundo, o homem de todos os tempos, que ama existência humana. Assim se renova o sentido da e se mistura com a natureza: ode à vida, amálvida. A outra é antítese da “cidade” amada e sogama da utopia com a realidade.

ue personagem das letras potiguares é capaz de sair incolumemente coerente em suas respostas em dez extensas entrevistas realizadas por diferentes entrevistadores ao longo de mais de dez anos? Um deles, com certeza, é o escritor Manoel Onofre Jr., como prova o livro “Literatura etc.: conversas com Manoel Onofre Jr.”, organizado por Thiago Gonzaga e lançado este ano. Thiago Gonzaga, que vem se revelando um criterioso e apaixonado pesquisador da literatura norte-rio-grandense, já demonstrou dispor das ferramentas para abrir novas veredas nesse campo, a começar pelo livro “Nei Leandro de Castro: 50 anos de vida literária” (2012), bem recebido pela crítica e pelo público. Nessa nova obra, se preocupou em reunir dez entrevistas dadas por Onofre Jr. a diversos veículos de comunicação do estado, o que de resto acrescenta um título bastante original à vasta bibliografia do autor de “Chão dos simples”. Do ponto de vista estritamente literário, esse livro ilumina vários aspectos de uma obra que se expande na pesquisa e no ensaio literário, no conto, na história, na memorialística, na crônica, na crítica e na epistolografia, o que, por si só, já bastaria para colocá-lo entre os mais ecléticos autores potiguares. Acrescente-se, de resto, que em nenhum desses gêneros tão diversos entre si, ele vacila ou titubeia; pelo contrário, ingressa como um autor experiente e seguro, que evita emitir juízos apressados ou absolutos, ciente que é do relativismo que caracteriza o fazer literário. Não obstante, sempre procura se posicionar com critérios claros e lógicos, e sabe mostrar convicção sobre eles. De fato, convivem em Manoel Onofre Jr. várias facetas literárias, que vão do criador de “Chão dos simples” ao ensaísta de “Ficcionistas potiguares”, passando pelo cronista de “Simplesmente humanos”, pelo viajante de “Portão de embarque” etc., e todas essas facetas dialogam harmoniosamente entre si, como revelam as entrevistas coligidas por Thiago. Cada leitor de Onofre Jr. detectará aí um aspecto, uma frase, uma informação nova que sublinhará nesse livro, não obstante certa repetição – inevitável, em obras dessa natureza – nas perguntas, o que resulta em respostas repetitivas, haja vista a extrema regularidade e coerência de posições que o entrevistado exibe, independentemente da época ou da circunstância. Essa regularidade (monotonia), porém, é amiúde compensada pelas informações que pouco a pouco se agregam em torno de certos temas importantes na bibliografia do escritor martinense, como, por exemplo, o do chamado das letras e da nostalgia da ficção. A primeira questão aparece na entrevista dada a Alexandre Gurgel, para o jornal “Voz de Natal”, bem como na conversa que teve com este colunista para a revista “Trapiá”. Ressalta daí o caráter eminentemente estratégico que Onofre Jr. adotou na valorização de gêneros literários norterio-grandenses pouco reconhecidos, como o conto e o romance, obnubilados por uma hipervalorização da tradição poética. E os resultados foram os mais surpreendentes: hoje, esses gêneros estão perfeitamente assimilados às nossas letras. Curiosamente, a segunda questão volta insistentemente, inclusive na entrevista que fizemos com Onofre Jr. para o jornal “O Galo”, há uma década. A questão é a seguinte: por que o escritor interrompeu ainda muito jovem sua trajetória de ficcionista em benefício do ensaio, da crônica e outros gêneros? Em cada questionamento, o entrevistado ensaiou uma variante para o tema que, ao fim e ao cabo, se agregam no sentido de mostrar que o ímpeto juvenil que o levou a escrever contos que, desde logo, foram reconhecidos, arrefeceu na maturidade, em função de outros interesses. Não obstante, ele reconhece ser a ficção a parte mais duradoura de sua obra. Coerentemente, ele nos fez uma importante revelação: “Desde que me aposentei, tenho vontade de retornar à ficção, mas sinto escrúpulos, penso que ainda não estou preparado para novas aventuras ficcionais”. Dado o sucesso que sua ficção alcançou, a recusa de Onofre Jr. tende a ganhar ares de paradoxo...


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

geral

15

Pesquisa traça história do Dengue 2 « EPIDEMIAS » Resultados indicam grande variabilidade genética e circulação simultânea de diferentes linhagens, o que eleva risco de surtos epidêmicos e dificulta a criação de vacinas ALDAIR DANTAS

KARINA TOLEDO Agência Fapesp

S

ão Paulo - Uma pesquisa publicada na revista PLoS One mapeou, no Brasil, a história evolutiva do sorotipo 2 do vírus da dengue (DENV-2) – uma das quatro espécies transmitidas ao homem pelo mosquito Aedes aegypti . Os resultados revelam a circulação simultânea de diferentes linhagens de DENV-2 no país, o que pode estar associado a um maior número de surtos epidêmicos e de manifestações graves da doença quando comparado aos outros três sorotipos da dengue. A existência de uma maior variabilidade genética entre o DENV-2 também tem sido apontada como causa do insucesso em testes com vacinas. Para mapear a diversidade filogenética e filogeográfica do vírus, ou seja, o caminho evolutivo trilhado em diferentes regiões do país, pesquisadores da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, realizaram o sequenciamento completo de 12 amostras de DENV-2 de pacientes atendidos em São José do Rio Preto durante a epidemia de 2008. Os dados foram comparados com amostras de bancos de dados genéticos de dengue do Brasil e do mundo. O trabalho foi coordenado por Mauricio Lacerda Nogueira, do Laboratório de Pesquisas em Virologia da Famerp, e contou com financiamento da FAPESP e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e apoio da Secretaria de Saúde de São José do Rio Preto e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) em Dengue. “Dentro de cada uma das quatro espécies de vírus causadoras da dengue existem diferentes genótipos. Dentro de cada genótipo ainda há variações

ì O QUE Sequenciamento completo e caminho evolutivo de um dos tipos de vírus transmitidos pelo Aedes aegypti.

genéticas que chamamos de clados ou linhagens. Nossos dados mostram que três diferentes linhagens de DENV-2 entraram no Brasil nos últimos 30 anos e todas elas pertencem ao genótipo Americano/Asiático”, disse Nogueira. Segundo o pesquisador, há ao todo seis diferentes genótipos do DENV-2. Vindo do Vietnã via Cuba, o genótipo Americano/Asiático predomina hoje em todo o continente americano. “O genótipo Americano existente na região originalmente foi expulso por uma versão do vírus oriunda da Ásia, mais agressiva e mais adaptada às condições epidemiológicas das Américas”, explicou. As três diferentes linhagens de DENV-2 analisadas no estudo foram chamadas pelos pesquisadores de BR1, BR2 e BR3. Diferem geneticamente entre si por 37 alterações de aminoácidos. Essas variações, segundo Nogueira, encontram-se na região do genoma do vírus que mais interage com o sistema imunológico humano. Os resultados divulgados na PLos One indicam que a primeira introdução do genótipo Americano/Asiático teria ocorrido entre 1988 e 1989, possivelmente no Rio de Janeiro. Essa linhagem, batizada de BR1, teria circulado continuamente em diferentes regiões do país por pelo menos 14 anos. Entre 1998 e 2000 teria ocorrido a introdução da linhagem BR2, mais restrita à região Nordeste do país. Paralelamente, em 1999, o BR3 teria aparecido no Sudeste e, em 2001, na região Norte.

No Brasil, pesquisadores comprovaram três diferentes linhagens de DENV-2 que diferem entre si por 37 alterações de aminoácidos

Vacina tem eficácia apenas parcial Em artigo publicado na The Lancet em 2012, pesquisadores do laboratório Sanofi Pasteur reportaram o sucesso apenas parcial da vacina tetravalente contra a dengue testada em 4 mil crianças com idades entre 4 e 11 anos na Tailândia. Entre os sorotipos DENV-1, DENV-3 e DENV-4, a taxa de eficiência ficou entre 60% e 90%. Mas o sorotipo DEN-2 resistiu quase que totalmente aos efeitos da vacina. Uma das razões apontadas no estudo seria a diferença entre os clados circulantes na população da Tailândia e os usados para fazer o imunizante. Outros testes com a vacina da Sanofi estão em andamento em dez países da Ásia e da América Latina, entre eles o Brasil, com 31 mil crianças e adolescentes. “Não sabemos se os resultados brasileiros serão parecidos com os da Tailândia. Pode ser, por

exemplo, que aqui a vacina funcione contra o DENV-2 e não funcione contra o DENV-4. Precisamos de mais estudos para entender a evolução dos quatro sorotipos, as variações de linhagem e o quanto isso importa em termos de resposta imune, do número de casos e da gravidade da doença”, afirmou Nogueira. Para o pesquisador, no entanto, o mais provável é que os resultados apontem para a necessidade de desenvolver vacinas específicas para cada país e para cada região. “Temos de conhecer exatamente qual tipo de vírus está circulando em um local para saber o tipo de vacina que precisamos. Assim como não é possível fazer uma vacina genérica contra a gripe, talvez tenhamos que fazer vacinas diferentes contra a dengue. Mas precisamos de mais dados dos ensaios em andamento para saber

ao certo”, ponderou. Nogueira também coordena, com apoio da FAPESP e da prefeitura de São José do Rio Preto, um projeto de vigilância em dengue para acompanhar em tempo real o que acontece no município, que atualmente enfrenta uma forte epidemia. “Já foram registrados mais de 8 mil casos somente em 2013 e nossos dados indicam que mais de 90% correspondem ao DENV-4, que aparentemente é menos agressivo. O número de casos graves não está sendo grande”, contou. Entre 2009 e 2010, a região enfrentou epidemia de DENV-1 com mais de 20 mil casos. Com epidemias tão próximas causadas por diferentes vírus e a presença constante do DENV-2, o risco de a população sofrer infecções repetidas aumenta, o que eleva também o risco de manifestações graves, alertou o pesquisador.

PRESENÇA O pesquisador Maurício Nogueira disse que em 2012 a revista Archives of Virology publicou um estudo semelhante coordenado por ele, mostrando que, quando uma nova linhagem do vírus emergia, a anterior desaparecia completamente. “Mas, no caso do DENV-2, existem períodos em que há dois clados diferentes circulando ao mesmo tempo no país, o que torna esse vírus mais perigoso. A maior variabilidade genética favorece epidemias”, disse Nogueira. Não é por coincidência, afirmou o pesquisador, que o DENV-2 é há pelo menos dez anos uma presença constante no interior de São Paulo, enquanto os demais sorotipos causam epidemias em anos específicos e depois desaparecem por longos períodos.


16

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

geral

Atentado redobra atenção na Copa « SEGURANÇA » Bombas colocadas em Boston realimentam preocupações com a organização de megaeventos esportivos, como a Copa do Mundo da Fifa, que será realizada no Brasil em 2014, e a Olimpíada do Rio STEPHEN WILSON Associated Press

Londres - De Londres a Sochi e ao Rio de Janeiro, o atentado contra a maratona de Boston realimentou preocupações com a segurança de grandes eventos esportivos mundo afora, entre eles

os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo. As explosões ocorridas perto da linha de chegada da maratona de Boston, que deixaram três mortos e quase 180 feridos na última segunda-feira, trouxeram à tona os desafios existentes para os responsáveis pela segurança dos Jogos Olímpicos de In-

verno em Sochi, na Rússia, da Copa do Mundo de futebol no Brasil e da Olimpíada de 2016 no Rio. “Estamos muito, muito preocupados”, admitiu o norueguês Gerhard Heiber, integrante do Comitê Olímpico Internacional (COI) à Associated Press. “A segurança é nossa prioridade. Não

há dúvida em relação a isso.” Mais imediato, porém, mostrou-se o planejamento da segurança da maratona de Londres, no domingo (21), que atrai mais de 30 mil corredores e meio milhão de espectadores às ruas da capital inglesa. Os organizadores afirmaram que estavam

revisando os preparativos para a segurança da competição uma das mais importantes maratonas do mundo -, mas sem perspectiva de alteração da programação do evento, em uma demonstração de união pelo ocorrido em Boston. “A melhor maneira de reagir-

mos é seguir adiante com a maratona, levar as pessoas às ruas e celebrar como sempre fazemos em Londres”, declarou Hugh Robertson, ministro britânico dos Esportes. “Estamos absolutamente confiantes em que podemos realizar o evento de maneira segura”, prosseguiu ele. CHARLES KRUPA

Atentado em Boston deixou três mortos e 180 pessoas feridas

Segurança aumentou desde ataques em Munique-1972 Em relação aos Jogos Olímpicos, a questão da segurança é crucial desde a Olimpíada de 1972, em Munique, quando militantes palestinos mataram 11 integrantes da delegação israelense. O foco agora está em Sochi, um estância turística no Mar Negro que sediará em fevereiro próximo a primeira Olimpíada de Inverno realizada na Rússia. A segurança na região já vem sendo reforçada nos últimos anos por causa da proximidade com a área de uma insurgência islâmica que se espalhou pelo sul da Rússia depois de duas guerras separatistas na Chechênia. “Naturalmente estamos reforçando a segurança”, declarou o ministro russo dos Esportes, Vitaly Mutko, citado pela agência de notícias R-Sport. A caminho de Sochi na última terça-feira, o vice-presidente do COI, Thomas Bach, disse que os ataques a Boston reforçam a política da entidade de que a segurança é assunto de máxima importância para qualquer Olimpíada. “Tenho certeza de que esse ataque cruel levará as autoridades a revisarem uma vez mais suas medidas de segurança”, disse Bach à AP. “Ainda que seja cedo demais para se chegar a conclusões, temos plena confiança nas autoridades russas. A situação já está sendo analisada e tenho certeza de que o evento contará com as medidas necessárias de segurança.” Heiberg, que organizou os Jogos Olímpicos de Inverno de 1994, na cidade norueguesa de Lillehammer, e hoje preside a

ì QUEM Comitê Olímpico Internacional e Fifa.

O QUE Esquema de segurança para os eventos esportivos mundiais.

comissão de marketing do COI, disse que a preocupação com a segurança vem se acentuando desde os atentados de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos. Desde então, no então, as Olimpíadas transcorreram pacificamente em Salt Lake City, Atenas, Turim, Pequim, Vancouver e Londres. “Até agora temos dado sorte com os Jogos Olímpicos, mas o que aconteceu em Boston nos lembra que não podemos relaxar. Precisamos continuar assim e não nos prepararmos apenas para o possível, mas também para o impossível”, declarou Heiberg Said. Um dia depois do atentado contra a maratona de Boston, o Ministério de Interior da Rússia informou que o contingente policial que trabalhará em Sochi já foi totalmente deslocado para a cidade e que inspeções são rotineiramente realizadas nos locais das competições para garantir que tudo está bem.


NA TN ONLINE

PopBrasil: nova companhia aérea estreia no RN em maio.

DÓLAR COMERCIAL

EURO TURISMO

Compra: R$ 2,0080 Venda: R$ 2,0100

Compra: R$ 2,6270 Venda: R$ 2,7370

DÓLAR TURISMO

LIBRA ESTERLINA

Compra: R$ 1,9900 Venda: R$ 2,1100

blog.tribunadonorte.com.br/eturismo/

Compra: R$ 3,0609 Venda: R$ 3,0628

O PRESIDENTE DO INSS, LINDOLFO SALES, FALA SOBRE DESAPOSENTADORIA E PEC DAS DOMÉSTICAS • PÁGINA 7

NA TN ONLINE

Sebrae abre inscrições para programa de trainees no RN. Veja como participar. blog.tribunadonorte.com.br/mercado/

economia Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 21 de abril de 2013

Editora: Renata Moura [ renatamoura@tribunadonorte.com.br ]

Investimentos levarão tombo no RN « PETROBRAS » Dados publicados pelo Sindipetro mostram que os investimentos da Petrobras na Bacia

Potiguar poderão cair 69,87% entre 2013 e 2017. A estatal diz, porém, que os planos podem ser revistos ALEX RÉGIS

Novas áreas são apostas para retomada

ANDRIELLE MENDES repórter

A

A produção de petróleo no Rio Grande do Norte despencou nos últimos anos, o que vem demandando novos projetos da Petrobras

Petrobras Números e projeções

100 mil barris/dia

70 mil barris/dia

73 mil barris/dia

foi quanto a Petrobras produziu de petróleo durante o auge no Rio Grande do Norte;

tem sido a média mantida nos últimos anos;

foi quanto a Petrobras conseguiu produzir no ano passado, em função dos projetos de revitalização.

Investimentos no RN e CE

2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017

R$ 397milhões

R$ 805 milhões

R$ 981 milhões

R$ 1,330 bilhão

R$ 1,318 bilhão

R$ 1,683 bilhão

R$ 1,571 bilhão

R$ 1,643 bilhão

ex-secretário de energia do RN

2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017

*Números são do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras (PNG), que traz os investimentos a serem realizados pela Companhia pelos próximos anos e é revisado anualmente. Fontes: SindiPetro/ Petrobras

dicato dos Bares, Restaurantes e Hotéis de Mossoró. A tendência, segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas local, era de que o quadro se agravasse, se nenhuma medida fosse tomada. Para reverter a situação, a companhia assegurou que os ter-

A Petrobras, a meu ver, não voltará a investir de forma maciça no RN, a não ser que tenha uma mega surpresa”. JEAN-PAUL PRATES

R$ 1,870 bilhão

R$ 2,309 bilhões

R$ 2,319 bilhões

R$ 2,306 bilhões

R$ 2,343 bilhões

R$ 2,364 bilhões

R$ 2,382 bilhões

R$ 2,137 bilhões

R$ 1,8 bilhão

Custeio* no RN e CE

R$ 1,8 bilhão

Petrobras planeja reduzir o nível de investimento no Rio Grande do Norte. É o que revela o Plano de Negócios e Gestão da estatal para o RN e o Ceará em vigor. O PNG, que traz os investimentos a serem aplicados entre 2013 e 2017, mostra uma redução de 69,87% no valor a ser investido na Bacia Potiguar nos próximos quatro anos. A companhia, que pretende investir R$ 1,31 bilhão no RN e CE este ano, sinaliza que investirá R$ 397 milhões nos dois estados em 2017 - quase R$ 1 bilhão a menos. Os números foram apresentados pela Petrobras em audiência pública em Mossoró na semana passada e disponibilizados esta semana pelo Sindicato dos Petroleiros do RN em audiência pública em Natal. A companhia nem confirmou nem desmentiu a informação. O gerente geral da Unidade de Operações de Exploração e Produção do Rio Grande do Norte e Ceará, Luiz Ferradans Mato, que participou das duas audiências, limitou-se a dizer que o plano é revisto anualmente e que o valor a ser investido entre 2015 e 2017 pode ser alterado. Os dados foram divulgados dias após a presidente da Petrobras, Graça Foster, receber uma comitiva potiguar comandada pelo presidente da Câmara de Deputados, Henrique Alves, e garantir a manutenção dos investimentos no Rio Grande do Norte. O encontro na sede da estatal no Rio de Janeiro ocorreu após uma série de protestos em Mossoró. A companhia tem sido acusada por entidades sindicais de reduzir o nível de investimento no Rio Grande do Norte e provocar uma onda de demissões no Município, principal polo produtor. Só em 2013, foram registradas mais de mil demissões. O número de prestadoras de serviço caiu e o de sondas em operação no estado despencou, segundo Pedro Idalino, diretor do Sindipetro em Mossoró. Os hotéis do município registram queda de até 55% na taxa de ocupação, segundo o Sin-

ceirizados demitidos serão recontratados e explicou que tem se esforçado para evitar que a produção de gás e petróleo caia ainda mais no estado. Nos últimos anos, o volume de barris de petróleo produzido pelo RN caiu de 100 mil para 70

mil barris. A produção apresentou uma leve recuperação no último ano, mas segundo o coordenador do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia e ex-secretário de Energia do RN, Jean Paul Prates, o quadro geral ainda é de ‘de-

saquecimento’. Aldemir Freire, economista e chefe do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no estado, reconhece o impacto da desaceleração da produção na economia do estado, e afirma que é hora do estado procurar outra alternativa. Os poços do RN, apesar dos projetos de revitalização, têm perdido a capacidade de produção. Luiz Ferradans, um dos gerentes gerais da Petrobras, diz que “se a Petrobras não atuasse de forma firme, a possibilidade de extração já teria se esgotado”.

+

PAGINA 3 Gerente geral fala sobre planos da Petrobras para o RN. Veja a entrevista.

A produção de petróleo e gás no Estado só aumentará com a aquisição de novas áreas de exploração, afirma Luiz Ferradans Mato, gerente geral da Petrobras no RN e Ceará. As entidades sindicais, que representam os trabalhadores demitidos, concordam e depositam esperanças no leilão de novos blocos de exploração que será realizado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) em maio. O Rio Grande do Norte está entre os quatro estados com maior oferta de blocos no leilão. A Petrobras admite que está analisando o ‘potencial petrolífero dos blocos’, mas evita entrar em detalhes. “É uma questão de estratégia”, justifica Ferradans. Caso algum bloco seja arrematado na Bacia Potiguar, o valor a ser investido pela estatal na região subirá, adianta o gerente geral da estatal. “É preciso avançar em novas áreas e na exploração em águas profundas”, defende Aldemir Freire, economista e chefe do IBGE no estado. O economista, no entanto, reconhece que “o problema do petróleo vai além da situação da Petrobras e da crise momentânea vivida pelo setor”. Jean-Paul Prates, diretorgeral do Cerne e ex-secretário de Energia do RN, concorda: “o mundo do petróleo não se resume à Petrobras. Quem está por trás dessa política é o governo federal. É preciso interrogar o governo federal a respeito das políticas voltadas para os campos maduros (as reservas antigas) de petróleo”. O grande temor é que, com a exploração do pré-sal, a companhia deixe de investir na revitalização dos poços maduros, que exigem um maior nível de investimento para continuar em operação – como é o caso do RN. “A Petrobras, a meu ver, não voltará a investir maciçamente no Rio Grande do Norte, a não ser que tenha uma mega surpresa com a exploração de novos poços”, diz Prates.


2

economia

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Negócios &Finanças

Seca e dizimação cultural

VICENTE NETO E REDAÇÃO [ vneto@tribunadonorte.com.br]

FRANCISCO DE SALES MATOS procurador do Estado e membro da Academia de Letras Jurídicas do RN

Puxando o freio de mão Depois das prefeituras, o sinal vermelho agora começou a piscar na sala do cofre-forte do governo do Estado. A Secretaria de Planejamento fez as contas e chegou à conclusão de que a diferença entre a arrecadação prevista e os recursos efetivamente repassados em abril chega a R$ 68 milhões. Com um porém: queda no ICMS, interrompendo um ciclo de crescimento. Em números redondos, a planilha de abril está assim: A previsão era receber R$ 188 milhões de Fundo de Participação; foram repassados R$ 126 milhões. Nos primeiros 17 dias de abril, governo esperava R$ 244 milhões, mas arrecadou R$ 237 milhões. A queda na arrecadação de recursos acedeu o sinal vermelho porque o governo já vinha tendo dificuldades para cumprir seus compromissos, inclusive a folha de pagamento dos servidores estaduais. “A situação financeira é crítica”, reconheceu o secretário adjunto de planejamento, José Lacerda Felipe. Perguntado se isso poderia levar o governo a puxar o freio de mão dos investimentos, Lacerda lembrou que o ABS há muito foi acionado.

Supersimples caseiro A Comissão Mista de Consolidação das Leis e Regulamentação da Constituição inclui na pauta de votação da próxima quinta-feira as normas para a redução da multa do FGTS, de 40% para 10%, a possibilidade da criação de um Supersimples Doméstico, para facilitar o pagamento dos encargos pelos empregadores, além compensação de horas da jornada de trabalho, do seguro-desemprego e do seguro contra acidentes de trabalho.

Calote por faixa etária O índice mensal de inadimplência verificado em março pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revela que pessoas com idade acima dos 40 anos são maioria entre os consumidores inadimplentes e representam pouco mais de 55% do total de CPFs negativados.

A inadimplência no comércio fechou março de 2013 com alta de 10,58% na comparação com igual mês do ano passado, segundo dados da base de registros do SPC Brasil. Em março, as dívidas mais caras e com valores acima de R$ 500 representaram quase 48% dos calotes, seguidas dos débitos entre R$ 100 e R$ 250 (17,75%).

N

este mesmo espaço já tive oportunidade de me manifestar sobre as tragédias que as secas provocam; ou, melhor dizendo, as tragédias que a omissão e a irresponsabilidade histórica dos governantes provocam em decorrência das secas. Em recente viagem à cidade de Mossoró pude constatar as agruras do homem do campo ao ver as carcaças de animais ao longo da rodovia e também ao dialogar com um colega, discreto produtor rural, mas nem por isso discreto na desenvoltura do pensamento crítico acerca da contextualização política, em face das relações sociais agrárias, neste momento crítico. O eminente colega teceu importantes considerações sobre a nada efetiva atuação dos governantes que somente agora, a essas alturas, começam a envidar medidas mais consistentes, quando metade do rebanho já foi dizimada. Uma catástrofe anunciada. Que o diga o atual Secretário de Estado da Agricultura do RN. Também, não poupou crítica aos Bancos, sobretudo os estatais, pelo indiferente e desprezível tratamento que têm dispensado aos produtores agrários, posto que privilegiam mais as garantias reais e a burocracia do

Programa Trainee. São oferecidas 15 vagas para atuação em diversas áreas tanto na sede, em Natal, quanto nos escritórios regionais. As inscrições vão até 5 de maio e podem ser feitas pela internet no endereço www.funcern.br/concursos. A taxa de inscrição é de R$ 60. A remuneração mensal é de R$ 3 mil.

Empregos e juros Do empresário e ex-ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, sobre a polêmica a respeito do aumento da taxa Selic: “ O Brasil criou 112 mil empregos no mês passado. Esse fato foi muito mais importante que o aumen-

to de 0,25 ponto na taxa de juros. Mas parece que há uma vontade de querer sofrer com isso. Temos de tocar para a frente, e continuar criando empregos. Esse é o crescimento real da economia que nós precisamos.”

Desenvolvimento humano O Fundo das Nações Unidas para a Infância promete divulgar, ainda neste primeiro semestre, os novos indicadores municipais de desenvolvimento humano (IDH). Os números que existem hoje foram coletados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2000. Indicadores usados para medir programas governamentais em áreas como Educação, Saúde e Assistência Social mostram

avanços nestes treze anos, especialmente na área econômica. A indústria do Petróleo levou o município de Guamaré ao pódio no ranking nordestino do Produto Interno Bruto (PIB) per capita. Ocupa o terceiro lugar, atrás apenas de dois municípios baianos: São Francisco do Conde e Ipojuca. Com taxa de analfabetismo as pessoas de 10 anos ou mais acima de 20%, Guamaré ocupa a 39º posição no RN.

Ranking nordestino e valor per capita - em R$

São Francisco do Conde/BA

te realidade. Por isto, reverencio, como o fiz em artigo anterior, as obras de Graciliano Ramos, “Vidas Secas”, de Raquel de Queiroz, “O Quinze” e as poesias não menos grandiosas e sábias de Patativa do Assaré, “Triste Partida”, de Zé Dantas, “Vozes da Seca” e de Humberto Teixeira “Asa Branca”, todos, como afirmado, de grande apelo histórico, sociológico, antropológico repercutidos fortemente na alma e nos corações dos brasileiros, máxime na voz do “Rei do Baião” Luiz Gonzaga.

consultor fiscal e tributário

A

fixação pelo Tribunal de Contas da União dos coeficientes do FPM – Fundo de Participação dos Municípios é feita ao final do ano para prevalecer no ano seguinte, vinculada exclusivamente às estimativas populacionais apuradas e publicadas pelo IBGE com data-base em 1º de julho de cada ano, o que está próximo de ocorrer com vista à fixação dos coeficientes do próximo ano. Por esta razão aqueles Municípios que tiveram diminuição de população nas estimativas apuradas no ano passado e, por via de conseqüência, tiveram o seu coeficiente fixado a menor para este ano de 2013 ou que deixaram de tê-lo fixado a maior por falta de poucos habitantes, devem desde logo adotar medidas para subsidiar a apuração por parte do IBGE ou corrigi-la se esta não for satisfatória. Em conseqüência das estimativas populacionais apuradas no ano passado, houve aumento de habitantes em número suficiente para elevação do coeficiente do FPM deste ano de 2013 apenas no Município de Macaíba. Isto porque sua população

aumentou de 70 mil, 587 para 71 mil, 670 habitantes, fazendo com que o seu coeficiente evoluisse de 2,4 para 2,6, com resultado financeiro da ordem de pouco mais de 8 por cento. Enquanto isso ocorreu diminuição de coeficiente apenas em relação ao Município de Santana do Matos, de 1,0 para 0,8, como conseqüência da redução de sua população de 13 mil, 642 para 13 mil, 481 habitantes, observando-se ainda que com mais 104 habitantes seria mantido o coeficiente 1,0 que lhe foi atribuído para o ano de 2012. Há ainda caso de Municípios cujos números populacionais se aproximaram na fronteira de elevação, destacando-se o de Rio do Fogo, cuja estimativa foi de 10 mil, 187 habitantes, permanecendo no coeficiente 0,6 para o ano de 2013, e que com mais apenas 2 habitantes passaria para o coeficiente de 0,8, representando um incremento financeiro de mais de 30 por cento. Outros há que com o incremento de pouco mais de 100 habitantes terão elevação de seus coeficientes, como é o caso de Alexandria, que teve o ano passado estimativa de 13 mil, 467 habitantes, e com mais 118, elevaria o seu coeficiente de 0,8 para 1,0, o que ocorrerá com

Em consequência das estimativas populacionais apuradas no ano passado, houve aumento de habitantes em número suficiente para elevação do coeficiente do FPM deste ano de 2013 apenas no município de Macaíba.” a solução da disputa de população com o Município paraibano de Brejo dos Santos. O Município de Tenente Ananias, com estimativa de 10 mil e 36 habitantes, elevaria o seu coeficiente de 0,6 para 0,8, com mais 153 habitantes; o de Carnaubais, com estimativa de 10 mil habitantes, com mais 189, também elevaria o seu coeficiente de 0,6 para 0,8; e Upanema, com estimativa de 13 mil, 295 habitantes, com mais 290, ele-

varia o seu coeficiente de 0,8 para 1,0. Outros há que necessitam adotar providências de melhor planejamento e controle territorial e de sua ocupação, inclusive na execução de obras e prestação de serviços a núcleos populacionais da zona rural que por estarem mais próximos à sede de outros Municípios passam a se servir destes, dessa forma tendo os seus habitantes computados para estes outros. Verifica-se ainda o desconhecimento das linhas divisórias fixadas por ocasião da criação ou emancipação dos Municípios ou da alteração de seus territórios, por cederem partes à emancipação de outros, ao que se associam outros fatores. Como a falta de mapas ou de fixação de marcos que possam ser inspecionados periodicamente, pelo menos a cada ano, em confronto com os limites estabelecidos em lei, resultando em falta de administração territorial, com repercussão nas estimativas populacionais para fins de FPM e ICMS; na responsabilidade pela prestação de serviços públicos, bem assim no estabelecimento do domicílio eleitoral dos residentes. Daí porque é recomendável mais cuidado com o aspecto físico-territorial dos Municípios.

Henrique e o Aeroporto de São Gonçalo

Produto Interno Bruto Município

Parece-me que somente os poetas e os literatos foram capazes de assimilar e repercutir a dimensão do devastador efeito de uma seca sobre a cultura agrária, desarticulando-a e alterando mesmo o perfil demográfico da Região”.

Mas, voltando ao colega, que também é técnico agrícola, pude colher dele a reflexão de que inúmeros produtores rurais que apostaram no aperfeiçoamento genético de seus plantéis ou na implantação de determinadas culturas agrícolas, estão sendo obrigados a ver tudo ou praticamente tudo dizimado. O mais grave é que o processo produtivo agrário tem muito de cognição e evolui na medida em que o homem atua sobre a natureza, extraindo dela os seres vivos animais e vegetais necessários a sua sobrevivência. Logo, desarticulado esse processo produtivo aniquila-se a tradição, elemento chave da cultura, consequentemente cai por terra toda uma cadeia produtiva. O prejuízo que daí decorre é extremamente nefasto porque afeta o espírito do camponês que invariavelmente abandona a atividade ou retomando-a não mais a exerce com a mesma desenvoltura. Por fim, qual é a repercussão econômica de um processo produtivo interrompido e quanto custa retomá-lo? E, o pior, quanto custa para a sociedade o êxodo rural provocado por uma seca, levando-se em conta a força de trabalho que deixar de atuar produtivamente no campo, para instalar-se na periferia das cidades, inflando-as com desemprego, violência e outras mazelas típicas desse fenômeno?

Com vista ao FPM de 2014 ALCIMAR DE ALMEIDA SILVA

Treinamento O Sebrae/RN abriu o processo seletivo para o

que o produtor e a produção. Por fim, chamou-me a atenção para a mais drástica das consequências de uma seca: a dizimação cultural. Na verdade, mesmo tendo voltado minha formação acadêmica para o Direito Agrário e procurado incursionar-me pelos estudos do planejamento agrícola e da estrutura fundiária brasileira, não tive o discernimento de atentar para tal verdade. Pensava apenas na dizimação do rebanho, das plantações perdidas, do sentimento de impotência do produtor rural, sobretudo daquele que ainda habita o campo. Pensando bem, talvez tal fenômeno me tenha escapado à percepção por ser mais afeito aos historiadores, sociólogos e antropólogos, e de certa forma aos economistas, e estes, pelo que me consta, em tempo algum voltaram suas reflexões para investigar o estrago que uma seca provoca ao dizimar toda uma cultura articulada às vezes por gerações. Parece-me que somente os poetas e os literatos foram capazes de assimilar e repercutir a dimensão do devastador efeito de uma seca sobre a cultura agrária, desarticulando-a e alterando mesmo o perfil demográfico da Região. Não vejo outras manifestações do espírito humano que tenham retratado com tanta maestria e perfeição essa tris-

Per capita 296.884,69

Ipojuca/BA

112.924,25

Guamaré/RN

96.358,67

Camaçari/BA

55.063,52

Canindé S. Fco/SE

53.730,73

Candeias/BA

50.613,49

Cairu/BA

44.917,44

Rosário do Catete/SE

44.242,49

Cabedelo/PE

42.483,68

Quixeré/CE

39.997,39

Laranjeiras/SE

35.710,09

Luís Eduardo Magalhães/BA

34.920,33

Fonte: IBGE/Censo 2010

Microempresas O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) promove na próxima quinta-feira, em Natal, a palestra “O BNDES Mais Perto de Você”, que divulga as formas de atuação do Banco aos micro, pequenos e médios empresários. Cooperativas Presidentes de cooperativas de construção civil se reúnem em Natal, em meado de maio, para discutir estratégias de compras.

JOÃO LYRA NETO jornalista

A

construção do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante é, sem dúvida, uma obra do maior interesse do deputado Henrique Alves. Lutando, há 40 anos, como parlamentos, pelos interesses do Rio Grande do Norte, o citado deputado deseja, a todo custo, ver o seu Estado fazendo crescer sua política social e econômica. A presidente Dilma Rouseff, sempre interessada em apoiar ações dessa natureza, vê que as obras do Aeroporto de São Gonçalo vão crescendo e chegando aquilo que o deputado Henrique Alves tanto esperava. O trabalho do Aeroporto de São Gonçalo vai aliviar o Aeroporto de Natal de problemas que, evidentemente, ultrapassam a sua condição de trabalho. Isso, realmente, é muito importante. Natal é uma cidade

que cresce, avançandamente, e precisa evoluir nesse setor. O novo aeroporto vai servir de suporte na área de transporte de mercadorias . Isso é, incontestável. Com abertura de pistas de pouso e decolagem, o aeroporto de São Gonçalo do Amarante se apresenta dentro de um modelo enquadrado nos dispositivos da Lei que rege o sistema. A sua área de atuação atingiu terrenos que foram devidamente desapropriados. Foi, realmente, um trabalho árduo e que atendeu às áreas em litígio. Com os recursos que devem estar liberados pelo Governo, o Aeroporto de São Gonçalo vai, aos poucos, sendo concluído. É, realmente, como já foi falado, um avanço para o Rio Grande do Norte. A presidente Dilma Roussef trabalha para que obras dessa natureza sejam aprovadas. O Nordeste, realmente, em todos os seus Estados, vai sendo aten-

O trabalho do Aeroporto de São Gonçalo vai aliviar o Aeroporto de Natal de problemas que, evidentemente, ultrapassam a sua condição de trabalho. Isso, realmente, é muito importante.” dido pelo Governo. No seu trabalho, a presidente vai muito além do que foi realizado no Governo do presidente Lula, essa é a realidade incontestável. Eleito numa posição bem

maior na vida parlamentar, o deputado Henrique Alves vê ser lançada a sua ação em favor do Rio Grande do Norte. Aí, evidentemente, funciona a sua experiência na solução dos problemas. O seu trabalho político tem atingido vários municípios na ajuda financeira que o Governo Federal pode dar em beneficio de obras consideradas prioritárias. O Rio Grande do Norte é um Estado que, mesmo atingido por tão violenta calamidade, como a seca, tem sustentado bem a sua economia. A governadora Rosalba Ciarlini mesmo sentindo oposição ao seu Governo, não tem deixado de investir em obras, que o Estado tanto necessita. Isso é visto todos os dias na televisão com recursos aplicados em obras de abastecimento, como é o caso de adutoras do Oeste, trabalhos de irrigação, de poços, etc. É a reconstrução das áreas perdidas com a seca.


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

economia

3

»ENTREVISTA » LUIZ FERRADANS MATO

GERENTE GERAL DA UNIDADE DE OPERAÇÕES DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DA PETROBRAS NO RN E CEARÁ FOTOS: ALEX RÉGIS

uiz Ferradans Mato, gerente geral da Unidade de Operações de Exploração e Produção do Rio Grande do Norte e Ceará, nega que a estatal tenha deixado de investir no RN, e afirma que se a estatal tivesse reduzido o nível de investimento, como chegou a ser dito, a produção de petróleo no estado teria caído de 100 mil para 30 mil barris por dia. Hoje, a produção está em 73 mil. Segundo o geólogo que ocupa cargos gerenciais na Companhia desde 1987 e está na estatal há mais de 30 anos, “se a Petrobras não atuasse de forma firme, as possibilidades de extração de petróleo e gás no estado já teriam se esgotado”. A atividade petrolífera só está sendo mantida, porque a estatal tem investido continuamente em projetos de revitalização dos campos, considerados maduros e com baixa capacidade de produção, explica o executivo. A posição tem sido defendida insistentemente por Ferradans. Nos últimos meses, a companhia foi parar no centro do noticiário, acusada de reduzir os investimentos no estado e provocar uma onda de demissões.

L

Neste ano, temos os dados do PNG 20132017. Nós já estamos elaborando o 2014-2018. Com isso, os valores podem ser alterados. Outros projetos são identificados e evidentemente colocados na carteira de projetos”.

“O RN ainda justifica grandes investimentos” « PETROBRAS » O gerente geral da Petrobras no RN e CE, Luís Ferradans Mato, diz que novos projetos para o Estado podem ser incluídos no radar da empresa

Não, não considero isso. Considero que você, em determinados cenários, contrata empresas que podem trazer uma competitividade e estabilizar o sistema no sentido de ter mais oportunidades em termos de negócios. Por isso se coloca grandes contratos. Mas também fazemos contratações menores.

Sim. Mas a apresentação feita pela Petrobras em audiência pública em Mossoró, diferentemente da realizada em Natal, incluía um slide que mostrava a previsão de queda no investimento da estatal na Bacia Potiguar (RN e CE) entre 2013 e 2017. Por que a redução, se a Petrobras fala em manutenção dos investimentos?

Mas, considerando o plano 20132017, que é o que está em vigor, a tendência é de forte queda...

Não, porque estamos em 2013. O volume de recursos que nós temos está na faixa de R$1,3 bilhão. Em 2014, temos recursos nessa faixa. O 2015, 2016 e 2017, é que vai passar por um

São as terceirizadas da Petrobras que fazem essa mobilização dos trabalhadores. Então nós temos no nosso planejamento que os contratos sejam assinados agora no final de abril e aí as empresas vão começar a se mobilizar. Nós consideramos que em maio vai ter a reposição dos postos de trabalho. As demissões foram intensificadas com a quebra de contrato por parte de duas grandes empresas que prestavam serviço à Petrobras no Estado. A estratégia de assinar grandes contratos com poucas empresas, ao invés de assinar contratos menores com muitas empresas, foi equivocada?

Os poços do RN, com uma capacidade menor de produzir petróleo e gás, ainda justificam grandes investimentos?

Sim, mas por isso fiz a ressalva durante minha apresentação de que o ciclo de negócios é de quatro anos. No ano passado até março deste ano, era o Plano de Negócios e Gestão 2012-2016 que estava vigente. Normalmente nos últimos anos nós temos uma ‘miopia’ com relação aos novos projetos. Neste ano, temos os dados do PNG 2013-2017. Nós já estamos elaborando o 20142018. Com isso, os valores podem ser alterados. Outros projetos são identificados e evidentemente colocados na carteira de projetos.

sadas no último ano. A presidente da Petrobras, Graça Foster, assegurou, no entanto, que os postos de trabalho fechados pelas terceirizadas da Petrobras seriam reabertos até maio. Os sindicatos que representam os trabalhadores dizem que o prazo é muito curto. Pouco mais de um mês é suficiente para recontratar os mais de mil petroleiros demitidos?

processo de revisão. Eu não posso sinalizar um projeto lá na frente ou sinalizar coisas que não tem maturidade. Ficou muito claro na sua fala que a Petrobras precisa de novas áreas para elevar a produção no estado. A estatal tem interesse em arrematar novos blocos exploratórios no RN no próximo leilão da ANP, agendado para maio?

Esse assunto eu não posso falar, até porque estamos a um mês do leilão. É realmente algo de estratégia das companhias, prefiro não externar minha opinião.

Não sei se a exploração em águas profundas no RN vai começar este ano. Mas o projeto está no nosso planejamento.”

O senhor criticou, de certa maneira, o ‘alto’ custo do licenciamento ambiental no Rio Grande do Norte. A estatal, segundo o senhor, gastou R$ 40 milhões com licenciamento ambiental no RN, enquanto gastou R$ 3 milhões na Bahia, onde as condições de extração são semelhantes. Esse alto custo pode diminuir o ‘apetite’ da companhia por novos blocos no Estado e levar a estatal a prospectar oportunidades em outras regiões?

Não é isso. Os poços quando tem esse declínio da produção pela análise de valores como

? QUEM É Luiz Ferradans Mato é gerente geral da Unidade de Operações de Exploração e Produção do Rio Grande do Norte e Ceará desde novembro de 2011.

FORMAÇÃO Ferradans é geólogo e está na Companhia há 32 anos, onde atua na área de exploração e produção. Desde 1987, ocupa cargos gerenciais na Companhia.

POR ONDE PASSOU Ferradans assumiu o cargo de gerente de exploração na Unidade de Operações da Bahia em 2004. Antes de assumir a gerência do RN e CE, esteve à frente da Unidade de Operações de Exploração e Produção do Amazonas, como gerente geral.

energia elétrica, o próprio licenciamento do poço de capacida-

de menor, começa a ficar numa análise econômica, neste sentido. Mas eu não vejo o licenciamento ambiental como entrave. Acredito, porém, que os gestores têm de olhar esse assunto, comparado com outros estados. O custo com extração de petróleo tem aumentado no RN?

O custo tem aumentado, em função do próprio aumento de inflação. Mas com relação à ‘maturidade’ dos poços, é mais caro extrair em poços maduros ou em poços recém-descobertos? A estatal gasta mais para extrair petróleo de campos maduros (reservas antigas)?

O que eu diria é que num poço recém-descoberto, numa área nova, o poço produz por quase insurgência natural. Quando você passa para área madura, tem que fazer outros investimentos, projetos de injeção de água, de vapor. São investimentos necessários para aumentar o fator de recuperação. Apesar da manutenção dos investimentos, o setor desaqueceu e muitas pessoas foram dispen-

Muito se discute sobre a viabilidade da atividade no Estado. Nossas reservas atuais de petróleo e gás durarão quanto tempo? Dez, 15 anos?

Eu considero que os ciclos surgem a partir de uma necessidade. Isso tem sido observado ao longo dos tempos. Isso ocorre com a Petrobras, que já explorava em terra, foi para água rasa, depois águas profundas e agora águas ultra-profundas. E porque ela está fazendo isso? Porque a matriz energética é atrativa. Um projeto bastante esperado no RN e que poderá ajudar a reverter o cenário é a exploração em águas profundas. Quando a Petrobras começa a perfurar os poços no RN?

Já começamos a perfurar poços no Ceará, na Bacia Potiguar. E no RN?

Na sequência vai ser o RN. Neste ano?

Não sei vai ser este ano. Não tenho essa informação. Mas a exploração em águas profundas no estado está no nosso planejamento.


4

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

economia

Selic maior terá impacto mínimo para o consumidor « CRÉDITO » De acordo com a Anefac, o aumento da taxa básica de juros, a Selic, deve elevar em poucos centavos a prestação paga em financiamentos ALDAIR DANTAS

A taxa Selic foi elevada na semana passada como estratégia para aliviar a inflação no Brasil

B

rasília (ABr) – O efeito do aumento da taxa básica de juros, a Selic, no custo do crédito pode não ser repassado para os consumidores. A avaliação é do diretor executivo e coordenador de estudos econômicos da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Miguel José Ribeiro de Oliveira. Na quarta-feira (17), o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou o aumento da Selic em 0,25 ponto percentual para 7,5% ao ano. A Selic serve de referência para as demais taxas de juros do mercado. De acordo com os cálculos da Anefac, a alta da Selic pode provocar aumento de 0,02 ponto percentual em taxas de juros de operações de crédito. No caso dos empréstimos oferecidos no comércio, a taxa de 4% passaria para 4,02%, ao mês. “Seriam centavos a mais em uma prestação”, disse Oliveira.

Entretanto, o diretor da Anefac não acredita que esse aumento será repassado pelas instituições financeiras aos clientes porque as taxas de juros, apesar de terem passado por processo de redução recentemente, ainda são altas. Além disso, ele citou que a inadimplência, responsável por quase 30% das taxas de juros, tende a cair com a melhora no desempenho da economia este ano em relação a 2012, quando cresceu 0,9%. Para este ano, a previsão do mercado financeiro para o crescimento da economia está em 3%, o que deve levar a geração de mais emprego e renda. Com isso, a inadimplência cede. Outro fator citado pelo diretor da Anefac é que a maior competição entre as instituições financeiras também contribui para que não haja aumento de juros para os consumidores. Entretanto, de acordo com Oliveira, sucessivas altas da Se-

lic poderão fazer com que haja repasse para os consumidores, apesar de não haver expectativa por crescimento significativo do custo do crédito. A Anefac espera por mais três elevações de 0,25 ponto percentual na Selic este ano. A taxa Selic começou um processo de redução em 2011. Os juros básicos começaram a cair na reunião do final de agosto de 2011 - quando reduziram de 12,5% para 12% ao ano - e mantiveram a trajetória de queda até outubro do ano passado, quando passaram de 7,5% para 7,25% ao ano. Nas três reuniões seguintes - em novembro de 2012, janeiro e março deste ano - o Copom optou por manter a taxa básica de juros em 7,25% ao ano. Na quarta-feira o Copom aumentou a Selic para 7,5%.

+

PAGINA 8 Durante cerimônia de premiação, CNDL defende redução dos juros.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

economia

Sem eólicas, país gasta mais

5

EMANUEL AMARAL

« ENERGIA » Paradas por falta de linhas de transmissão para escoar a

energia, usinas eólicas permitiriam ao país economizar R$ 500 milhões

S

ão Paulo (AE) - O Brasil poderia ter economizado cerca de R$ 500 milhões em 2012 se os parques eólicos construídos no Nordeste estivessem em operação. Desde meados do ano passado, novas usinas com capacidade para gerar 622 megawatts (MW) - potência suficiente para abastecer 1,1 milhão de residências durante um mês - estão paradas por falta de linha de transmissão Se estivessem funcionando, o País poderia poupar mais água nos

reservatórios e usar menos termoelétricas a óleo combustível e diesel, caras e poluentes. Segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), só em dezembro, as eólicas em operação foram responsáveis por evitar outros R$ 500 milhões em Encargos por Razão de Segurança Energética para cobrir o custo das térmicas. Responsável pela construção das linhas de transmissão, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) argumenCANINDÉ SOARES

Evento terá palestra sobre a escolha do ponto comercial

« OPORTUNIDADES »

Encontro vai estimular negócios de franquias Evento em Natal quer encurtar a distância entre franqueadoras e possíveis franqueados

O

setor de franquias será alvo do Encontro de Negócios de Franquias do RN, o primeiro evento do estado orientado especificamente para quem deseja investir nesse ramo. O encontro é promovido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, com patrocínio do Banco do Nordeste do Brasil, e será realizado nos dias 15 e 16 de maio, no Teatro Riachuelo, no shopping Midway Mall. As inscrições serão abertas amanhã (22) e podem ser feitas através do site http://encontrodefranquias.com.br/. A taxa de inscrição custa R$ 50 até o dia 6 de maio. Após essa data, o valor sobe para R$ 60. As inscrições também podem ser feitas pelo 0800 570 0800. A programação do Encontro é composta de palestras e uma rodada de negócios. O objetivo, segundo o Sebrae, é fornecer informações técnicas sobre diversos aspectos de tipo de sistema, além de aproximar franqueadores de futuros franqueados. Serão realizadas quatro palestras, sendo duas por dia, que vão abordar o cenário no Rio Grande do Norte para esse tipo de negócio, o sistema de franchising, os aspectos jurídicos de uma franquia e a escolha do ponto comercial, grande parte delas ministrada

por consultores da Associação Brasileira de Franchising (ABF), que é parceria do evento. Durante os dois dias, está prevista a rodada de negócios. Vinte marcas de franquias estarão presentes na rodada para apresentar o modelo de negócio e também conhecer futuros parceiros. Os interessados em participar da rodada devem escolher no momento da inscrição as marcas com quem pretendem conversar para agendar o horário. As rodadas ocorrem no horário das 16h30 às 21h. “Para as âncoras, estamos buscando marcas que ainda não atuam no Rio Grande do Norte, dando prioridade para as microfranquias dos setores de alimentação e de serviço. Esse último obteve o segundo melhor desempenho em termos de crescimento no Brasil no ano passado”, garante a gerente da Unidade de Acesso a Mercados do Sebrae-RN, Mayza Pessoa. Segundo ela, 20 empresas tem planos de expansão para o RN e buscam franqueados.

NÚMERO

20 empresas têm planos de expansão para o RN e buscam franqueados, segundo o Sebrae.

ta que não conseguiu as licenças ambientais a tempo para tirar os projetos do papel. Resultado disso é que vários parques eólicos ficaram prontos em julho do ano passado e até agora não têm linha de transmissão para escoar a energia produzida. Mesmo sem produzir, o contrato garante receita às geradoras. São R$ 370 milhões pagos pelo consumidor sem que um único MW seja gerado - ou seja, o consumidor paga a receita da

usina parada e ainda ajuda a pagar o encargo maior pela geração térmica. A presidente da Abeeólica, Elbia Melo, alerta que neste ano outras usinas eólicas vão enfrentar o mesmo problema. Segundo ela, que lançou na segunda-feira, 15, o Boletim Anual de Geração Eólica, a expectativa é que até o fim do ano cerca de 1.300 MW de energia estejam instalados sem linha de transmissão para permitir o início de operação das usinas.

Eólicas reduziriam a dependência do país da energia mais cara


6

economia

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Abrindo a porteira

Mão de obra cara no campo impede redução no preço

LUIZ ANTÔNIO FELIPE [ laf@tribunadonorte.com.br]

Preços em queda Além das remoções do milho pelo modal rodoviário de carga, a Casa Civil da Presidência da República também determinou que a entrega direta de 103 mil toneladas de milho aos estados ocorra já a partir do dia 2 de maio. Esta aquisição realizada no dia 17 último, via Bolsa de Mercadorias, prevê que o deslocamento seja efetuado preferencialmente por cabotagem, para a disponibilização do produto nos portos dos respectivos estados beneficiários. O diretor de Operações e Abastecimento (Dirab) da Conab, Marcelo de Araújo Melo, ressalta que os quantitativos disponibilizados tendem a reduzir o problema da escassez do milho. Os preços do milho também começam a cair nos principais mercados internos, por contá da grande safra brasileira e das perspectivas da safra norte-americana. A Conab vai comprar milho por um preço mais barato.

Logística Para trazer milho a granel para o Nordeste, o governo poderia arrendar em vários portos, o sistema de desembarque de trigo, como existe no Porto de Natal. Será fácil estocar o produto, sob controle da Conab.

Previsão

Cavalo

Não são boas as previsões para o inverno Nordeste, especialmente o semi-árido. Ainda há um resto de esperança até meados de maio. Para o litoral, as previsões indicam chuvas no período que vai até julho. No momento até o litoral está sofrendo com a falta de chuvas.

Coitado do cavalo. Sofre uma grande discriminação e por conta disso, o Brasil pode ganhar mercado após episódio da carne de cavalo, diz a Associação Brasileira da Indústria de Carnes. A Europa está ajustando a produção e vai precisar importar carne bovina.

Prorrogação confirmada O Conselho Monetário Nacional (CMN) oficializou, em resoluções divulgadas na última quinta-feira (18), a prorrogação por dez anos das dívidas de agricultores afetados pela seca. A decisão vale para as parcelas vencendo em 2012, 2013 e 2014. O pagamento do valor refinanciado começa em 2015 para produtores em geral e em 2016 para agricultores familiares. O custo para o Tesouro será R$ 2,1 bi-

lhões. Além do direito de renegociarem as parcelas referentes aos três anos, os agricultores familiares terão um desconto de 80% caso quitem em dia as prestações do refinanciamento. A taxa de juros do refinanciamento será 4,12% ao ano, mas pode cair para 3,5% graças a um bônus de adimplência de 15%. Além disso, foi retirada a obrigatoriedade de entrada para os financiamentos.

Agrishow A feira de máquinas e tecnologias agrícolas Agrishow começa no próximo dia 30 de abril e vai até 3 de maio em Ribeirão Preto, São Paulo. São 20 anos comemorados em 2012. Também no dia 3 de maio começa a Expozebu, em Uberaba/MG. Uma pesquisa revela que vem aumentando o reconhecimento do agronegócio em grandes cidades. Cerca de 81,3% da população das grandes capitais brasileiras considera o agronegócio uma atividade “muito importante” para a economia nacional. Esta foi a principal conclusão de uma pesquisa contratada pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag). O levantamento foi feito no início do ano nas 12 maiores capitais do país, com entrevistadas de 600 pessoas de todas as classes sociais e níveis de escolaridade.

1

2

O sistema de plantio direto melhora em até 20% produtividade de culturas. O assunto foi um dos temas tratados em seminário promovido pelo Mapa e pela CNA no dia 16, terçafeira última. Quando se trata de práticas sustentáveis no campo, o Sistema Plantio Direto (SPD) destaca-se por conciliar a produção e a conservação da terra, propiciando ganhos ao produtor e ao meio ambiente. O SPD deve ser considerado um processo de gestão do solo, água e biodiversidade para máxima produção agropecuária econômica.

3

O leite longa vida chega a custar R$3,09 por litro em São Paulo. No varejo, considerando todos os produtos pesquisados pela Scot Consultoria, houve alta de 1,9% nos preços dos lácteos na primeira quinzena de abril em relação à segunda quinzena de março. Dentre os produtos que puxaram a alta, destacamos o leite em pó e o leite longa vida, com reajustes positivos nos preços de 2,5% e 3,0%, respectivamente. Os queijos também ficaram mais caros, com alta de 2,1% em relação à segunda quinzena de março.

Floresta A Universidade Federal Rural do Semi-Árido, através do Centro Acadêmico de Engenharia Florestal, promoverá de 15 a 18 de maio a I Semana de Engenharia Florestal (SEF) – Manejo e Uso Sustentável da Caatinga. A programação do evento é voltada para acadêmicos e professores dos cursos de Engenharia Florestal e demais cursos das Ciências Agrárias, produtores e comunidade em geral e abrange minicursos, oficinais, palestras, prática de campo e concurso fotográfico. Leilão O empresário mineiro e selecionador de gado Virgílio Villefort vai para mais um grande leilão da raça Gir Leiteiro PO da melhor qualidade. Este será o Leilão Virtual Top Leite Gir Villefort, que ocorre no dia 28 de abril, às 9h30 (horário de Brasília), pelo Canal Rural. Em oferta, 67 novilhas e bezerras e mais 03 reprodutores Gir Leiteiro PO para repasse. O pagamento será facilitado e o frete pode ser gratuito, dependendo do volume ou ponto de entrega dos animais. Informações: (31) 3627-1145 ou girvillefort@villefort.com.br

« TOMATE » Mesmo com a nova safra, o tomate deve continuar salgado para o consumidor. A razão é o custo do emprego na lavoura

JÚNIOR SANTOS

R

io (AE) - O tomate continuará mais caro, mesmo com a proximidade do período de safra e aumento da oferta, nos próximos meses. Produto símbolo do descontrole da inflação em 2013, o seu custo de produção vem crescendo ano a ano porque o empregado na lavoura de tomate, intensiva em mão de obra, está cobrando mais e exigindo melhores condições de trabalho para permanecer no campo, em vez de aceitar um emprego no setor de serviços ou de construção civil na cidade. A despesa com mão de obra no plantio de tomate cresceu de R$ 9,7 mil por hectare, em 2008, para R$ 11,9 mil/ha, em 2010, considerando a plantação no município paulista de Mogi Guaçu - alta de 23%. As estatísticas são do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da USP. Em seus últimos dados, divulgados em 2011, o Cepea chegou a registrar o custo de R$ 17 mil/ha no município de Caçador (SC). O ganho de participação do setor de serviços, principalmente nas grandes cidades, e a consequente geração de emprego nessa área é apontado por economistas como a principal explicação para o aumento de custo da mão de obra na agropecuária. Com a oportunidade de conseguir um emprego melhor, o empregado, quando permanece no campo, consegue negociar

A despesa com mão de obra no plantio de tomate cresceu 23%: o consumidor sentiu no bolso

“Os salários para manter o pessoal no campo terão que ser cada vez mais competitivos. O produtor vai ter que dar melhores condições de trabalho”. RODOLFO TAVAES presidente da Faerj

melhores condições de trabalho, o que acaba gerando mais gastos ao produtor. “O setor de serviços é o que está crescendo mais e utiliza mão de obra de baixa qualificação, ao contrário do que acontecia, no passado, quando a indústria liderava o crescimento. Essa mão de obra é a que está com os salários se elevando mais rapidamente”, analisou Ignez Guatimosim Vidigal Lopes, consultora do Centro de Estudos Agrícolas do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).

Trabalhador “meeiro” custa mais Há, na verdade, dois tipos de trabalhadores na produção do tomate - o pequeno agricultor, de organização familiar; e o grande produtor, que conta com a figura do meeiro (trabalhador em terras de terceiros), além de tratoristas e funcionários permanentes da fazenda. O maior desembolso é com os meeiros, contratados durante o ciclo de produção do tomate. Eles recebem um salário fixo por mês e uma participação na colheita. “A gente sabe que os salários para manter o pessoal no campo terão que ser cada vez mais competitivos. A tecnologia e a qualificação têm que melhorar para

que o custo seja compatível com a produtividade. O produtor vai ter que se esmerar, dar mais conforto e melhores condições de trabalho”, afirmou o presidente da Federação da Agricultura, Pesca e Pecuária do Estado do Rio de Janeiro (Faerj), Rodolfo Tavares. Ele salienta que, no Rio, onde proliferam empregos em projetos de construção civil que irão atender à demanda da Copa do Mundo e da Olimpíada, bem como a do setor de petróleo, a mão de obra chega a representar 30% dos custos totais de produção do tomate. Para conseguir oferecer preços compatíveis com a concorrência internacional, disse

ele, o produtor será obrigado a avançar em técnicas e métodos de trabalho para garantir ganho de produtividade. Processo semelhante já foi experimentado por aqueles que produzem tomate processado industrialmente, cuja cultura é diferenciada. O plantio é rasteiro, e, por isso, são capazes de utilizar máquinas de colheita. Produtor de 30 mil toneladas de tomate por ano, João Vidigal, presidente da Colonial Conservas, conta que passou pelo processo de mecanização da produção nos últimos cinco anos, justamente para reduzir os custos trabalhistas e ampliar a produtividade.

IMPOSTO DE RENDA

Pergunte

ao

leão Sou bancário e tenho uma dúvida sobre o lançamento dos valores recebidos de PLR. O valor recebido estará somado no campo rendimentos tributáveis? No caso, o valor de PLR é pago em duas parcelas (adiantamento em outubro do ano anterior e o restante em março do ano vigente). Para considerar o valor pago em março do ano vigente devo subtrair o valor do adiantamento recebido no ano anterior ou lançar o valor total bruto? Lembrando que em outubro do ano vigente receberei novamente um adiantamento de PLR. Resposta: Sim. Pela regra vigente em 2012, da Lei 10.101/2000, as participações nos lucros ou resultados são tributadas na fonte, em separado dos demais rendimentos do mês, como antecipação do imposto devido na declaração de rendimentos. Assim, os valores recebidos em 2012, em março e outubro, tributados pelo regime de caixa (no mês do recebimento) devem ser informados na Ficha ‘Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica’. Observe-se que a regra da nova lei, que determina a tributação exclusiva na fonte e sob tabela especial de IR, vale somente para fatos geradores ocorridos a partir de 01/01/2013. As perguntas desta coluna são respondidas por técnicos da Delegacia da Receita Federal em Natal.Envie suas dúvidas com nome,e-mail e telefone para irpf@tribunadonorte.com.br Questões anteriores estão disponíveis no site da Tribuna do Norte,no seguinte endereço: http://tribunadonorte.com.br/coluna/2031


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

economia

7

»ENTREVISTA » LINDOLFO SALES PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DE SEGURO SOCIAL (INSS)

FOTOS: ALEX RÉGIS

ANDRIELLE MENDES

?

repórter

Comissão de Assuntos Sociais do Senado aprovou no dia 11 de abril o projeto que prevê a chamada ‘desaposentação’. O projeto tem como objetivo garantir ao aposentado que continua trabalhando o direito de ter o valor do benefício revisado e ampliado. A questão é que a medida não é vista com bons olhos pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e pelo Ministério da Previdência, que nem cogitam a hipótese do projeto virar lei. “A orientação do governo é de que esse não é um projeto que a gente apoie. Então a gente não discute nem as nunces dele”, afirma Lindolfo Sales, presidente do INSS. O governo, relembra Lindolfo, ainda não reconhece o direito de recalcular a aposentadoria. Quem quer revisar o valor tem que entrar na Justiça. Segundo reportagem veiculada pelo Jornal Hoje, da Globo, há cerca de 24 mil ações desse tipo nos tribunais. Em entrevista concedida à TRIBUNA DO NORTE, durante seminário sobre o INSS em Natal, na semana passada, Lindolfo comenta este e outros assuntos polêmicos, como o fator previdenciário. Confira os principais trechos.

QUEM É

A

Como a Previdência Social enxerga a desaposentação? A Comissão de Assuntos Sociais do Senado aprovou o projeto no último dia 11...

O projeto ainda está no Senado e possivelmente irá a plenário – será submetido ao voto dos senadores.

Lindolfo Sales é presidente do INSS.

FORMAÇÃO Engenheiro civil formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).Mestre em Engenharia Civil pela Universidade de Missouri (EUA),é professor adjunto do Departamento de Engenharia Civil da UFRN desde 1978.

QUE FUNÇÕES EXERCEU Chefe de Gabinete do ministro da Previdência,Garibaldi Alves Filho;assessor de Planejamento e Orçamento do Tribunal Regional do Trabalho; secretário de Planejamento e Finanças, Diretor-Geral do Detran; coordenador do Meio Ambiente e secretário-geral do Conselho Estadual de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia,entre outras.

“Como você se aposenta e depois quer desaposentar?” « PREVIDÊNCIA » O presidente do INSS, Lindolfo Sales, fala sobre a desaposentação, um projeto que está em discussão e permitiria a quem se aposentou voltar ao mercado de trabalho e ter o benefício revisado

Tem prazo para ele ser votado?

Não há prazo para ser votado. O processo legislativo tem todo um ritual próprio. Mas a posição do INSS em relação a essa questão é a mesma do Ministério da Previdência. Nós entendemos que a desaposentação foge à filosofia do sistema de partição – neste sistema, quem está na ativa contribui para a aposentadoria de quem já se aposentou. O governo não lhe obriga a se aposentar. É uma decisão sua. Então como você se aposenta e depois quer desaposentar? Vamos supor que eu tenha me aposentado aos 55 anos, o fator previdenciário – que reduz o valor da aposentadoria de quem se aposenta precocemente - vai me pegar fortemente. Então se eu volto ao mercado de trabalho e decido me aposentar novamente aos 66, aos 66 não serei mais atingido pelo fator. Mas de 55 a 66 eu recebi uma aposentadoria. Eu vou devolver esse dinheiro corrigido aos cofres públicos?

taram ao mercado de trabalho gostariam de recalcular a aposentadoria. Existe uma série de variáveis que envolvem cálculos complexos.

Hoje nós concedemos 30 milhões de benefícios por mês no Brasil. Então qualquer número traz impactos muito grandes para a Previdência. Não é uma coisa simples.”

Então a Previdência não é a favor da desaposentação...

Não, não. A orientação do governo é de que esse não é um projeto que a gente apoie. Então a gente não discute nunces dele. Eu estou só falando em termos de hipótese.

Mas pode ser que o projeto seja votado e aprovado pelo Senado. Neste caso, como seria a implementação?

Por falar em déficit da Previdência - diferença entre o que é recolhido e o que é gasto - a quantas anda o descompasso entre receita e despesas da Previdência?

A par desta questão filosófica do sistema, existe o impacto financeiro que seria muito grande e que nós não temos os números exatos ainda. Hoje nós concedemos 30 milhões de benefícios por mês no Brasil. Então qualquer número traz impactos muito grandes para a Previdência. Não é uma coisa simples.

Pode, com certeza. Em quanto?

Não sabemos dizer, porque esse cálculo não é tão simples de ser feito. Eu não sei quantas pessoas que se aposentaram estão de volta ao mercado de trabalho; quantas pessoas que vol-

Se o último salário tiver sido mais elevado. Se tiver sido. Principalmente, quem se aposentou antes, por conta do fator previdenciário. Não sei, no entanto, se seria justo para todos os segurados. Hoje nós temos cerca de 16 milhões de aposentados no Brasil. Então desses 16 milhões, não sei quantos estão no mercado e quantos teriam interesse em desaposentar. Mas nesse caso ele teria que devolver o que recebeu, e corrigido. Não é simples não. Não é só dizer: vou me desaposentar para ganhar mais. Tem muitas coisas que não estão claras. E a devolução da aposentadoria? É algo que já está sendo discutido pelo Senado ou é uma ideia da Previdência Social?

A Previdência não vê isso como possível, dentro do sistema desenhado hoje no Brasil. Teriase que modificar toda a filosofia. A gente não pode ser casuístico.

A desaposentação pode aumentar o déficit da Previdência, que fica sempre na casa dos bilhões?

Mas para o segurado é vantajoso. Com a aprovação do projeto, ele poderia trocar uma aposentadoria por outra maior...

Não é só dizer: vou me desaposentar para ganhar mais. Tem muitas coisas que não estão claras”.

A Previdência Social registrou, em 2012, um déficit de R$ 42,3 bilhões. A arrecadação acumulada no ano foi de R$ 283,7 bilhões. Já a despesa fechou 2012 em R$ 326 bilhões, considerando as duas clientelas da Previdência: a urbana e a rural. É do campo que advém boa parte do déficit da Previdência. Se considerássemos apenas o regime urbano não haveria déficit, ainda. O que esse descompasso entre receita e despesas acarreta?

O que ocorre é o seguinte: o INSS administra o RGPS, que é o Regime Geral da Previdência

Social. Esse regime tem um fundo, que ainda não está completamente regulamentado e que tem suas próprias receitas – contribuições previdenciárias, alguns impostos, imóveis da Previdência e a dívida ativa previdenciária. Ocorre que em função de termos incorporado não só os segurados que contribuíram, mas os que não contribuíram, a receita do fundo fica bem inferior as despesas. Desta forma o dinheiro que entra mensalmente é menor do que sai. Para cobrir essa diferença, o Orçamento Geral da União destina recursos para o fundo. É o governo federal que complementa o fundo para fazermos os pagamentos, com o dinheiro que arrecada dos impostos. Se não houvesse essa diferença, o Governo poderia usar esse dinheiro para investir em áreas como Educação e Saúde?

É isso. O dinheiro que o governo federal destina para cobrir o déficit da Previdência chega a ser o equivalente ao orçamento de Ministérios como o da Educação ou da Saúde, por exemplo. É por isso que o Brasil investe pouco. Porque tem esse déficit. E por isso a Previdência está tão preocupada em fazer ajustes...

Exatamente. E o fator previdenciário, ele não deveria inibir aposentadorias precoce e amenizar esse descompasso?

O fator previdenciário não é de fácil solução. Tanto que está aí há anos e não se encontra uma saída para ele. Não temos hoje uma alternativa que seja consensual no governo e no Congresso. O assunto permanece em debate. Para resolver os problemas da Previdência, precisa-se de soluções grandes ou mudanças pequenas, mas graduais?

Olha, eu acho que mudanças pequenas, mas graduais. A legislação previdenciária brasileira é muito complexa. Eu acho que do ponto de vista de reforma, vamos atacando por etapas, como foi a criação da Fundação de Previ-

dência Complementar do Servidor Público Federal que equaciona a longo prazo o déficit da Previdência. O senhor disse que se considerássemos apenas o regime urbano, não haveria déficit, ainda. Mas por que ‘ainda’?

Porque a pirâmide etária no Brasil está mudando. Há 20 anos, o Brasil era um país de jovens. Havia muita gente jovem trabalhando para pouco aposentado. E agora tem muita gente aposentada e vivendo mais. As regras da Previdência precisam se ajustar a isso. Como nós tínhamos folga, as regras eram muito concessivas. Existem algumas iniquidades que precisam ser corrigidas, principalmente no que se refere à pensão. E elas já começaram a ser corrigidas?

Isso está mapeado e está sendo discutido dentro do Ministério da Previdência. Faz parte de discussões da políticas da Previdência. Esses ajustes já começaram a ser feitos?

Não, porque isso depende de modificação de legislação. Outro assunto que ocupou o centro dos debates é a PEC das domésticas, que estende aos trabalhadores domésticos os mesmos direitos já garantidos aos outros trabalhadores. Como o INSS e a Previdência enxergam a promulgação da PEC das Domésticas e como esse projeto mexe com o INSS?

Eu considero um avanço. Agora logicamente que alguns ajustes terão que ser feitos, porque o empregador não é uma empresa, é uma pessoa física, que não dispõe dos recursos que uma empresa dispõe para administrar essa questão. Mas soluções serão encontradas. Mas e as propostas que mexem com os encargos a serem pagos e reduzem os custos para empregadores domésticos? Elas não mexem com os cofres do INSS?

Eu não quero crer nisso, porque haverá a inclusão de mais empregadas no mercado de trabalho formal. As propostas que reduzem os encargos não teriam nenhum impacto nas contas do INSS?

Não acredito não. O senhor acredita em aumento da formalidade da categoria?

Num primeiro momento os empregadores e empregados podem até sentir receio. Mas depois isso vai ser absorvido. É assim em qualquer parte do mundo.


8

economia

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

CNDL defende redução dos juros « CERIMÔNIA » Defesa foi feita pelo presidente da entidade, Roque Pellizzaro Júnior, durante abertura do prêmio Mérito Lojista, que homenageou a TRIBUNA DO NORTE e outros parceiros do setor varejista do país FOTOS: DIVULGAÇÃO

A

redução dos gastos públicos poderia ser um remédio para o Brasil evitar a elevação dos juros, em meio a um “momento delicado” em que a inflação pesa no bolso do consumidor e preocupa. A opinião foi dada pelo presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Júnior, na mesma semana em que o Comitê de Política Monetária do Banco Central, Copom, decidiu elevar em 0,25 ponto percentual a taxa básica de juros da economia, a Selic, para 7,5% ao ano. O aumento da taxa foi motivado pela alta generalizada de preços no mercado. Foi um remédio que, segundo Pellizzaro, teve um “gosto amargo” para a iniciativa privada. “O Brasil vive um momento sério, que é a retomada da força da inflação e precisa tomar remédios para evitar que esse problema cresça. Do lado da iniciativa privada, a alta de juros é um remédio amargo. Do lado do governo, o remédio é a redução dos gastos públicos”, disse ele. “Não estamos vendo vontade de reduzir esses gastos. Acreditamos que o aumento da taxa de juros poderia ser evitado se o governo se manifestasse pela manutenção da redução dos seus gastos”, acrescentou o presidente da Confederação.

Lojistas escolhem parceiros que mais estimulam o setor

Cerimônia do Mérito Lojista: Prêmio realizado há 34 anos homenageia os parceiros da atividade

ì QUEM A CNDL premiou a TRIBUNA DO NORTE com o Mérito Lojista e defendeu a redução dos juros.

Prêmio A necessidade de redução das taxas de juros foi defendida durante a cerimônia de entrega do prêmio Mérito Lojista Brasil 2012, realizada na última quinta-feira (18), em Brasília. O Mérito homenageia forne-

cedores, prestadores de serviços e os meios de comunicação que mais contribuem para o desenvolvimento do setor. Do Rio Grande do Norte, a TRIBUNA DO NORTE foi eleita na categoria Comunicação, para receber a estatueta Deusa da Fortuna, considerada o Oscar do varejo. Esta é a oitava vez que a TN recebe o prêmio, que já está na 34ª edição. A cerimônia de premiação foi realizada no Royal Tulip Brasília Alvorada. O jornal foi representado na ocasião pelo gerente comercial da Pereira de Souza, representante comercial do Jornal Tribuna do Norte em todo o Brasil, Carlos Vilázio.

Vilázio (centro) recebe pela TN

Os vencedores do prêmio Mérito Lojista Brasil 2012 foram escolhidos por voto direto dos lojistas de todo o Brasil durante a 53ª Convenção Nacional do Comércio Lojista, realizada em Natal. “Esse é um reconhecimento que vem para consolidar nosso trabalho, dedicação e comprometimento com nossos leitores”, afirma Andreia Barandas, gerente de marketing da TRIBUNA DO NORTE. Marcelo Rosado, presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas no estado (FCDL/RN) faz coro e ressalta que a abrangência e conteúdo de qualidade foram fundamentais para que a TRIBUNA DO NORTE conquistasse mais uma vez a ‘Deusa da Fortuna’. Para os historiadores, a Deusa da Fortuna possuía todos os bens que os homens desejavam – honra, riqueza, glória e poder. Para atraí-la era necessário ter qualidades. “A TRIBUNA DO NORTE é líder no RN tanto no impresso como no online, sendo o site mais acessado do RN. Isso por que produzimos conteúdo de forma séria e responsável, sempre atentos à prestação de ser-

“Esse é um reconhecimento que consolida nosso trabalho, dedicação e comprometimento com nossos leitores” ANDREIA BARANDAS Gerente de marketing da TN

viços e às necessidades dos nossos leitores”, acrescenta Andreia Barandas. Critérios como qualidade dos produtos, preços, serviços, atendimento, promoções, propaganda e merchandising, de acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), também pesaram na escolha dos vencedores. Em 2012, 68 categorias foram premiadas. Para Roque Pelizzaro Júnior, presidente da CNDL, o prêmio Mérito Lojista Brasil representa o reconhecimento do varejo a parceiros essenciais para o bom desempenho do varejo. A premiação tem abrangência nacional.


NO FACEBOOK

Hoje é dia do “Viva Costeira” a partir das 16h. Curta galeria de fotos do projeto.

facebook.com/tribunarn

FEIRAS LIVRES

PRAIA IMPRÓPRIA

Cidade da Esperança Quintas Nova Natal Lagoa Seca

Redinha Rio Pium - Balneário Praia do Meio - Iemanjá

CARLA EDILZA VIVE EM UMA DAS COMUNIDADES POBRES DE GUAMARÉ • PÁGINA 2

NA TN ONLINE

Galeria de fotos em preto e branco mostram detalhes dos que trabalham nas ruas de Natal.

tribunadonorte.com.br

natal Editora: Cledivânia Pereira [cledivania@tribunadonorte.com.br ]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 21 de abril de 2013 MAGNUS NASCIMENTO

a i r é s i m A a z e u q i r a d e u a c a M de é r a m a u G JO RICARDO ARAÚ repórter

NORTE foi A TRIBUNA DO das es do cotidiano conhecer detalh é e Macau que mar cidades de Gua os, timos quatro an úl s no , gastaram as e milhões em fest cerca de R$ 13 tre os icípios estão en shows. Os mun s stado, mas essa mais ricos do E melhoria em as id rt o reve riquezas não sã pulação. vida de toda po da qualidade de tuação de miséria, sem si Muitos vivem em tura ou acessos a ru st ae fr in nenhuma ão e saúde. aç uc ed serviços de

+

2E3 PÁGINASestão entre as

Cidades s do RN, mas a mas. mais ric m proble acumula


2

natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

MAGNUS NASCIMENTO

Escola Municipal Francisca Freire, em Guamaré, é o reflexo da falta de investimento em educação. Embora seja um dos municípios mais ricos do Estado, tem índice de analfabetismo maior que o RN

A Macau e a Guamaré onde nem o “pão e circo” chega « ADMINISTRAÇÃO » Macau e Guamaré estão entre os municípios mais ricos do RN e são investigados por gastarem grandes valores em festas. Os dois não apresentam bons índices de desenvolvimento social

N

ua e descalça, a pequena Beatriz saciava a fome com um pedaço de “chapéu de couro”, iguaria conhecida nas regiões mais pobres do Nordeste, feita a partir de uma mistura de farinha de trigo, açúcar, ovo e água, frita em fogo brando. No casebre de papelão, o qual divide com a mãe, o pai e mais três irmãos, o fogão era uma lata de tinta velha, alimentado por cinzas de carvão. Distante quarenta quilômetros dali, Carla tratava tainha, numa pia na qual moscas, escamas e água suja se misturavam. Mas a felicidade em ter o que oferecer aos filhos, ao marido e a si própria, após um dia de sorte na pescaria, ofuscava qualquer detalhe. Moradoras de Macau e Guamaré, respectivamente, cidades que somente em 2012 faturaram R$ 64,8 milhões em royalties oriundos da exploração de petróleo, elas parecem habitar um mundo paralelo, no qual a única riqueza é a miséria. Não fosse o contexto no qual estão inseridas Beatriz e Carla,

suas histórias seriam mais duas dentre milhares de brasileiros que vivem na miséria. Elas moram, porém, em municípios potiguares que gastaram, juntos, R$ 13 milhões em festas, conforme detalhado pelo Ministério Público Estadual através da Operação Máscara Negra, que investiga um complexo esquema de utilização de dinheiro público para a contratação de bandas e artistas locais e nacionais, a preços superfaturados. Em cidades nas quais o dinheiro não é problema, situações como estas acima descritas são inimagináveis. Macau aparece em quinto lugar na listagem dos municípios potiguares com a maior participação industrial e Guamaré como o quarto maior contribuinte no somatório das riquezas produzidas no estado potiguar. “O caso de Guamaré é clássico. É a maldição da abundância de recursos nos dois municípios. Parece uma sina. Os gestores não se preocupam com uma qualificada destinação dos royalties para as áreas da Edu-

Personagens

cação, Saúde e Infraestrutura”, analisa o chefe do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística no Rio Grande do Norte (IBGE/RN), Aldemir Freire. Das 94 cidades potiguares que receberam royalties da Petrobras em março passado, Guamaré e Macau despontam na lista das cinco maiores recebedoras. Entretanto, os investimentos na infraestrutura urbana e no desenvolvimento social destes municípios, aparentam ser inversamente proporcionais ao volume arrecadado. Analfabeta, Carla Edilza Simão não consegue um emprego formal. “Eu quero trabalhar, mas não tem emprego. O jeito é ir pescar, tirar búzios, fazer faxina na casa de família. É uma luta, meu filho, que só a gente sabe”, relata. Moradora do Morro das Salinas, no subúrbio de Guamaré, ela talvez não saiba o que significa Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma das riquezas de um município ou país. Caso toda a riqueza produzida em Guamaré no ano de 2010 fosse igualitaria-

ì ROYALTIES EM 2012 Guamaré R$ 31.336.015,94 Macau R$ 33.527.253,05 Rio Grande do Norte R$ 231.576.427,49 Fonte: Agência Nacional do Petróleo / ANP

mente dividida pelos 12.404 habitantes da cidade, Carla Edilza seria uma das que receberia R$ 96.358,67 como sua parcela do PIB per capita. Entretanto, a ela restam R$ 400 do Bolsa Família e cinco filhos para alimentar e vestir.

Falta infraestrutura A família de Beatriz divide uma casa de taipa na Comunidade do Maruim, em Macau. Não há rua, mas um beco enlameado, sujo e com acúmulo de

lixo. O banheiro dela e de todos os outros moradores, é o braço de maré que passa ao lado dos barracos, de onde eles também tiram o sustento através da pescaria de sururu, peixes e búzios. E é esta mesma maré, que em dias de chuva ou lua cheia, alaga as casas. Ratos e baratas passeiam pelo que resta dos móveis sem nenhuma cerimônia. Água potável e energia elétrica chegam às estruturas de barro, plástico, papelão e cipós através de “bicos”, alguns deles clandestinos. O risco de acidentes é iminente. Situação similar ocorre em Guamaré, cidade que desponta no cenário econômico brasileiro como uma das que mais atrai investimentos em parques eólicos e na mini-refinaria da Petrobras. Entretanto, muitas pessoas dependem exclusivamente do serviço e dos recursos públicos para sobreviver. Há, em Macau e Guamaré, lugares nos quais a política do ‘pão e circo’, nos moldes do imperador romano Otávio Augusto, não alimenta e não alegra.

MAGNUS NASCIMENTO

Guamaré a Macau Valores gastos com festas GUAMARÉ Somente com o Carnaval e a Festa de 50 Anos de Emancipação Política, realizadas em 2012, gastou R$ 6.591.848,00. Veja abaixo o detalhamento: Carnaval – 2012 Emancipação

R$ 4.356.740,00 R$ 2.235.108,00

MACAU De 2008 a 2012, o volume de recursos dispensados nos eventos foi ainda maior, somando R$ 7.067.620,00. Veja o detalhamento: Carnaval 2008 Festa do Sal 2010 Carnaval 2011 Festa do Sal 2011

R$ 1.003.620,00 R$ 305.000,00 R$ 2.136.000,00 R$ 530.500,00

Carnaval 2012 Festa de São João

R$ 2.774.000,00 R$ 318.500,00

Fonte: Ministério Público Estadual

MAGNUS NASCIMENTO

FRANCISCA FRANCINILDA DA SILVA, 24 anos, marisqueira

CARLA EDILZA SIMÃO, 33 anos, desempregada

“Eu cheguei em Macau quando tinha cinco anos de idade. Eu moro numa casa com um quarto, uma sala, uma cozinha e um lugar para tomar banho. As necessidades, a gente faz num saco e joga na maré. Sou mãe de três filhos e estou grávida do quarto. Eu cato marisco. Cada quilo é vendido por R$ 7. O máximo que consegui tirar foi 25 quilos num dia. Meu marido é pescador, mas também faz bicos como pedreiro. Tem que se virar, né? Estou grávida de seis meses e ainda não comecei o prénatal. Não tem médico no PSF aqui perto. Depois do Carnaval, o posto deixou de funcionar por meses. Ainda não tem doutor”.

“Vontade eu tenho de trabalhar, mas não tem emprego aqui em Guamaré. Sou mãe de cinco filho, só um mora comigo. Meus outros quatro filhos moram com o pai, porque aqui não cabe. Eu não sei ler, mas decorei como assina meu nome. A gente que é pobre, não tem nada resolvido. Meu sonho era ter uma casa para ter meus filhos todos juntos de mim. Eu peço que eles tenham um pouco de paciência. Do bom e do melhor não, mas a comida, eu arranjo. Com fé em Deus, eu vou ter meu filho de volta, quando construir uma casinha maior. Quando chega de manhã, na hora do almoço, eu sinto muita falta deles. Falar nos meus filhos me dá um aperto no coração”.


natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

3

MAGNUS NASCIMENTO

Banheiros da Escola Municipal Edinor Avelino, no município de Macau, estão com vários problemas estruturais, assim como em outros cômodos do prédio público

Serviço de saúde é precário e não chega a toda a população

Dados Veja abaixo o perfil socioeconômico dos municípios de Guamaré e Macau:

Produto Interno Bruto (PIB) per capita

Analfabetismo

O PIB per capita de Guamaré é 850% vezes maior que a média do RN e o 25º maior entre todos os 5.507 municípios do país. O PIB per capita de Macau é 50% maior que a média do RN.

Os índices de analfabetismo de Guamaré e Macau são maiores que a média do RN.

23,11%

Índice de Desenvolvimento Humano – IDH

Desemprego

O Rio Grande do Norte tem o sétimo pior Índice de Desenvolvimento Humano entre os Estados do país.

0,73

Os índices de desempregados em Guamaré e Macau são maiores que a média do RN.

9,94%

DADOS PIB da população de Guamaré é analfabeta.

R$ 10.195,62 é o PIB per capita no Rio Grande do Norte.

19,11%

Os municípios de Macau e Guamaré estão com índices piores que o do RN:

Macau Guamaré

da população potiguar é desocupada.

0,69 0,65

11,21% Os sete piores IDHs do Brasil: Rio Grande do Norte 0,73

da população de Macau é analfabeta.

R$ 96.358,67 é o PIB per capita em Guamaré.

Ceará 0,72 Pernambuco 0,71

da população guamareense é desocupada.

Paraíba 0,71

18,83%

Piauí 0,70

12,71%

Maranhão 0,68 Alagoas

R$ 15.677,77

é o índice médio no RN

é o PIB per capita em Macau.

0,67 0,69

da população macauense é desocupada.

0,65

Fontes: Censo 2010 – IBGE / Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) - 2003

Analfabetismo é maior que a média do RN Apesar de dispor de escolas e creches bem estruturadas, o município de Macau ainda amarga índices de analfabetismo superiores à média estadual, que é de 18,83%. Dos 26.263 macauenses, uma população correspondente a 19,11% não sabe é alfabetizada. Macau só perde para o Rio Grande do Norte em termos de analfabetismo quando são comparadas as médias relacionadas à faixa etária entre 10 a 14 anos, com o estado com a marca de 7,91% de analfabetos e o município macauense com 7,64%. De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) divulgado em 2003, Macau ocupa a posição de número 3.153, dentre os 5.507 municípios brasileiros, com o Índice de Desenvolvimento da Educação de 0,77 pontos, quando o ideal seria o mais próximo de 1. De acordo com o diretor da Escola Municipal Ednor Avelino, Gilson Câmara Peixoto, as au-

las em Macau começaram atrasadas. “O primeiro dia marcada foi 4 de março. Depois mudamos para o dia 11 e as aulas só começaram no dia 18”, disse. Na escola, apesar da infraestrutura ser superior a de escolas da capital, inclusive, com 12 salas de aula distribuídas num vasto terreno, com piso superior e quadra de esportes, o banheiro feminino estava sem pia, somente um dos ventiladores das salas de aula funcionavam e alguns vidros estavam quebrados, o que representa um risco ao alunado. Quando a cidade analisada é Guamaré, a situação é ainda mais complexa. A cidade tem índices de analfabetismo na casa dos 23,11%, numa população de aproximadamente 12 mil habitantes. Em todas as faixas etárias analisadas, os percentuais são superiores à média estadual, com destaque para 12,19% de pessoas entre 25 e 29 anos que não sabem ler e escrever. Além do elevado percentual de anal-

fabetos, a infraestrutura educacional de Guamaré requer melhorias. A Escola Municipal Francisca Freire de Miranda apresenta problemas estruturais em todas as salas de aula, banheiros, a quadra de esportes está interditada há dois anos e nenhuma das escolas municipais dispõe de telefones ativos. “Já recorri à Secretaria Municipal de Educação, à Secretaria Municipal de Obras para reformar a escola. A secretária de Educação nos disse que o processo licitatório será aberto em breve”, comentou a diretora da unidade, Marileide Rosendo. Os prefeitos dos dois municípios – Kerginaldo Pinto do Nascimento (Macau) e Hélio Willamy Miranda da Fonseca (Guamaré) - foram procurados pela reportagem da TRIBUNA DO NORTE para comentar o conteúdo da reportagem. Nenhum deles, porém, foi localizado nas respectivas prefeituras.

O primeiro dia marcado foi 4 de março. Depois mudamos para o dia 11 e as aulas só começaram no dia 18” GILSON CÂMARA PEIXOTO dir. da Escola Municipal Edinor Avelino, em Macau

Já recorri à Secretaria Municipal de Educação, à Secretaria Municipal de Obras para reformar a escola” MARILEIDE ROSENDO dir. da Escola Municipal Francisca Freire, em Guamaré

Num dos bairros mais carentes de Macau, o Navegantes, há mais de um mês o Programa Saúde da Família (PSF) não oferece clínico geral a quem recorre à unidade. A farmácia estava abastecida e a dispensação de medicamentos não é um problema. Entretanto, todos os atendimentos e até mesmo a prescrição de remédios a quem estava sendo atendido na manhã da quarta-feira passada, era feita por uma enfermeira, diante da ausência do clínico geral. A gerente da unidade, que se identificou apenas como Claudiana, disse que todos os pacientes que não queriam ser atendidos pela enfermeira, eram orientados a procurar a Secretaria de Saúde. Clarisse Pereira da Silva, mãe de Miqueias Fernandes, de 11 meses, foi uma das que procurou atendimento e não conseguiu. “Não tem clínico e o pediatra não veio”, relatou. Já no PSF do Porto 1 e 2, na região central de Macau, a escala de médicos, segundo o diretor Jezreel Paula de Aquino, estava completa com médicos, enfermeiros e, ainda, com a farmácia abastecida. No Hospital Antônio Ferraz, também em Macau, a diretora Ana Paula de Souza Leite não se encontrava e a entrada da equipe de reportagem não foi permitida. Entretanto, os funcionários relataram que tudo estava funcionando bem, sem nenhum problema mais significativo. Em Guamaré, o Hospital Municipal Manoel Lucas de Miranda dispõe de uma estru-

Procurei atendimento e não consegui. Não tem clínico e o pediatra não veio” CLARISSE PEREIRA moradora de Macau

tura invejável, quando comparado com outras cidades com o mesmo número de habitantes. Com 38 leitos, a unidade realiza atendimentos clínicos e realiza partos normais. Entretanto, os casos mais graves ainda são encaminhados para hospitais como o Santa Catarina e Clóvis Sarinho, em Natal. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Adriano Diógenes, uma equipe de funcionários receberá treinamento para operacionalizar o Centro Cirúrgico, que deverá entrar em operação em breve. “Hoje nós temos um serviço de referência regional. Temos 80% de resolubilidade em nossos serviços via SUS, quando a média brasileira é de 56%. Toda nossa população é coberta pelo atendimento básico de Saúde”, enfatizou Adriano Diógenes.

Municípios gastaram mais de R$ 13 milhões com festas Os vultosos investimentos das Prefeituras Municipais de Guamaré e Macau em contratações de shows locais e nacionais, estruturas de palco, som e iluminação consumiram, de 2008 a 2012, aproximadamente R$ 13 milhões. O inconsequente dispêndio do dinheiro público em festividades gratuitas, numa espécia de “política de pão e circo elétrico”, resultaram numa investigação sigilosa, instaurada pelo Ministério Público Estadual, que consumiu dois anos em juntada de provas, depoimentos, quebras de sigilo fiscal, bancário e telemático que culminou com a deflagração da Operação Máscara Negra, no dia 9 deste mês. Os desvios de recursos dos cofres públicos com as fraudes aplicadas, principalmente, na contratação de artistas locais e nacionais pelos dois municípios, somam aproximadamente R$ 2,9 milhões. De acordo com as investiga-

ções do órgão ministerial, através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), ocorriam contratações superfaturadas sem o cumprimento da Lei de Licitações e comprometendo até 90% das receitas recebidas através do repasses dos royalties em decorrência da exploração de petróleo nas águas e no solo dos mencionados municípios. Além desta fonte de recursos, as Prefeituras investigadas empregavam até 70% das verbas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), repassados pela União, no pagamento dos cachês de bandas e demais serviços contratados. Foram presos o exprefeito de Guamaré, Edilson de Borba Cunha, servidores municipais de Guamaré e Macau, além de empresários do setor de eventos e decoração. Todos, porém, foram postos em liberdade nesta sexta-feira, 19. As investigações seguem no âmbito do MPE.


4

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

natal


natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

5


6

natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Centenário do “Frei Miguelinho” « ARTIGO » O Grupo Escolar Frei Miguelinho foi criado pelo Decreto Nº 277-B, de 28 de novembro de 1912. Abaixo, uma fotografia da escola no dia do encerramento do ano letivo, em 30 de novembro de 1913

REPRODUÇÃO

JOSÉ GOMES DE MELO FILHO professor aposentado da rede estadual

O

Grupo Escolar Frei Miguelinho, foi criado pelo Decreto Nº 277-B de 28 de novembro de 1912, pelo governador Alberto Maranhão, sendo inaugurado no dia 21 de abril de 1913. O Grupo Escolar Frei Miguelinho, na Rua Fonseca e Silva, no bairro do Alecrim, é uma homenagem ao grande potiguar Frei Miguelinho, um dos mártires da Revolução Pernambucana de 1817. De 21 de abril de 1913 funcionou até o ano de 1962. Como Grupo Escolar Frei Miguelinho, em 31 de janeiro de 1963, foi reinaugurado com novo prédio existente até hoje pelo então Governador Aluísio Alves. Funcionando também o Grupo de Escoteiros do Alecrim, hoje 12º G.E Professor Luís Soares, por Lei de Nº 2880 de 04/04/1963. Com a Lei 2.280 de 21 de abril de 1963, passou a denominar-se Instituto Padre Miguelinho. De acordo com a Lei 5692/72, Lei de Diretrizes e Bases da Educação/LDB, o Instituto passou a ser Centro Escolar, atendia as escolas do Polo Leste da capital, através da Lei 21.509. Possuía na época, Jardim

da Infância, Curso Primário, Ginasial, Colegial, além de curso artesanal e industrial. Também em 1920 foi criado o curso Complementar, no turno noturno, com aulas destinadas aos adultos, sendo a primeira Escola Profissionalizante do Alecrim. Nas suas instalações funcionavam cinco oficinas: de marcenaria, sapataria, serralharia, arte gráficas e alfaiataria. Em 14 de julho de 1919, foi construído o antigo prédio da Associação dos Escoteiros do Alecrim, por determinação do Governador Ferreira Chaves, sendo reconhecida de Utilidade Pública pela Lei de Nº 491 de 01/12/1920. A Associação de Escoteiros do Alecrim possuía uma Banda de Música, fundada em 1918, funcionando até 1972, quando foi desativada por falta de recursos para aquisição de novos instrumentos e que permanece desativada até hoje, o que é uma lástima. Pela Banda dos Escoteiros do Alecrim passaram vários jovens, que seguiram a carreira de músicos chegando alguns deles a serem maestros de Bandas Militares, principalmente da Marinha do Brasil, como também gerações de conterrâneos ilustres que passaram pelos bancos da-

quela escola. Daqui faço um apelo ás bandas militares de Natal, para que, alguns de seus instrumentos que não sejam mais utilizados nas respectivas bandas sejam doados a nova Banda dos Escoteiros do Alecrim, onde o maestro Geraldo Luiz de França espera formar novos músicos. Hoje a banda faz falta nesta data dos 100 anos do nosso querido Padre Miguelinho. A história do Grupo Escolar Frei Miguelinho também está ligada à bonita história do professor Luiz Soares de Araújo, que foi o seu primeiro diretor e que durante 54 anos, dirigiu o Padre Miguelinho até a sua morte em 13 de agosto de 1967. Em março de 1944, é fundado no bairro do Alecrim, um Centro de Saúde Policlínica do Alecrim, em terreno doado pela Associação dos Escoteiros do Alecrim, sendo o Professor Luís Soares eleito o seu primeiro presidente para o Conselho Administrativo. Em 1967, após a sua morte, como uma justa homenagem a Policlínica do Alecrim, foi transformada em Hospital Professor Luís Soares. Além do Grupo Escolar Frei Miguelinho, Associação dos Escoteiros do Alecrim, fundou em 1927 a Liga de Desportos Ter-

A história do Grupo Escolar Frei Miguelinho também está ligada à bonita história do professor Luiz Soares de Araújo, que foi o seu primeiro diretor”

E honra maior para mim, por ter sido ex-vice-diretor e diretor e ser agraciado com o Diploma de Amigo dos Escoteiros”

restres do Rio Grande Norte, hoje FNF, tendo sido seu primeiro presidente. Em 1950, ingressa na politica e é eleito vereador com uma grande votação é também eleito Presidente da Câmara Municipal de Natal. Um fato interessante, é que o Professor Luís Soares, pedia aos professores do Frei Miguelinho, que não votassem nele. Pela sua austeridade, a experiência como politico não lhe agradou, cumpriu apenas o seu mandato. Já no ano de 1945, o professor Luís Soares, teve participação ativa na organização e instalação da Faculdade de Farmácia e Odontologia de Natal e Faculdade de Direito, que mais tarde passaram a integrar a Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico de Natal, Conselho Estadual de Educação e Cultura e Academia Potiguar de Letras. Também foi um dos fundadores da Associação dos Professores do Rio Grande do Norte. Foi agraciado com a Comenda Tapir de Prata, do general Baden Powell, criador do Escotismo, a mais alta honraria que um escoteiro pode receber. O professor Luís Correia Soares de Araújo nasceu em Açu no dia 18 de janeiro de 1888, vin-

do a falecer em Natal no dia 13 de agosto de 1967. Fez o curso Primário em Natal e o curso de Humanidades no Atheneu Norte Rio-Grandense. No dia 4 de dezembro de 1910, foi diplomado pela Escola Normal de Natal, fazendo parte da primeira turma de formandos, sendo também o seu orador. Hoje a Associação de Escoteiros do Alecrim, tem como presidente, o Professor José Lourenço dos Santos e o Instituto Padre Miguelinho, tem como gestor o Professor Josué Araújo de Melo, ambos dando continuidade a obra deixada pelo o ilustre educador Professor Luís Soares, que tanto fez para enriquecer a educação e cultura, não só em Natal, como também pelas cidades do interior nos diversos Grupos Escolares onde foi fundador e Diretor. Ao glorioso Instituto Padre Miguelinho a minha homenagem nestes 100 anos de História da Educação do Bairro do Alecrim. E honra maior para mim, por ter sido ex-vice diretor e diretor e ser agraciado com o Diploma de Amigo dos Escoteiros. * Saiba mais sobre o Instituto Padre Miguelinho no site www.gomesdemelo.com.br


natal

Poder Judiciário

Vigilância MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA Procurador Regional da República

Ministro com cara de celebridade A passagem do presidente do Supremo Tribunal Federal à Natal foi digna de um presidente da República. Bastante simpático, Joaquim Barbosa não se esquivou dos fãs que se aglomeraram para apertar a mão dele ou simplesmente tirar uma foto com a mais nova celebridade do país. Acessível, falou com a imprensa duas vezes a mais do que o previsto. Sobre a situação carcerária do RN, alegou ser "desesperadora".Conhecido pelas decla-rações fortes, Joaquim Barbosa disse que o Estado tem uma das piores situações do Brasil. "É desumano e precisa de providências urgentes", disse o ministro em visita ao presidente do TJRN, desembargador Aderson Silvino.

Vítima ou réu mo também R$ 12 mil por danos morais, já que foi assaltada dentro do stand de vendas da construtora. "Me sinto desprotegido. Pago imposto para ter segurança. Se não tenho essa garantia do governo, sou responsabilizado por isso", afirmou o cidadão que foi condenado pela falta de segurança no Estado. Na decisão o juiz deixou claro que o construtor sabia dos riscos que corria quando instalou o empreendimento num dos municípios mais violentos do Estado. Aguente essa!

Rivaldo Reis é escolhido para assumir MP Na disputa pela vaga de Procurador Geral de Justiça venceu o promotor Rivaldo Reis de Lima com 50 votos a mais que o segundo colocado, o promotor Oscar Hugo. A lista será homologada pelo Colégio de Procuradores de Justiça e encaminhada à Governadora do Estado, Rosalba Ciar-

7

« ARTIGO »

ANELLY MEDEIROS [ anellymedeiros@hotmail.com ]

Não é nenhuma novidade que a onda de violência está aterrorizando à população do Rio Grande do Norte, principalmente, da Grande Natal. O que nos choca é ver empresários sendo condenados a pagar indenizações, por danos morais, por ter os seus empreendimentos assaltados. De vítima, um empresário se transformou em réu. Uma corretora que estava no stand da empresa, durante o assalto, entrou com uma ação contra o empresário. Ela ganhou não só R$ 11 mil pela perda material, co-

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

lini, para escolha e a nomeação. O atual Procurador Geral de Justiça, Manoel Onofre Neto, acredita que "a Chefe do Executivo Estadual nomeie o vencedor do pleito como tem, tradicionalmente, respeitando a vontade e democrática deliberação dos membros do Ministério Público".

D

urante a semana, entre meus afazeres em Recife, um acontecimento me impressionou bastante: as bombas que explodiram na Maratona de Boston, nos Estados Unidos. Para além do choque e da indignação com o ato tresloucado, numa cidade que acolhe tantos brasileiros, talvez tenha sido porque tomei conhecimento da coisa à semelhança de como soube dos atentados às Torres Gêmeas de New York, pela televisão, quando trabalhava em outra cidade que não a minha querida Natal (no caso do atentado em NY trabalhava, prazerosamente, em João Pessoa). No cafezinho da tarde, um colega olhou para a TV e disse: "parece que explodiu uma bomba nos EUA". Fiz uma imediata associação entre os dois acontecimentos, como se fosse um "Tempo redescoberto" (1927), por obra de Marcel Proust (1871-1922). Nossas lembranças, nossas vidas, estou certo, são feitas de associações. Talvez as explosões da maratona tenham me impressionado tanto também porque, das cidades americanas, Boston é, sob certo sentido, a minha preferida: por sua história, pelo seu ambiente tradicional e jovial ao mesmo tempo e, especialmente, por ela ser hoje, acima de tudo, uma cidade universitária. Já disse aqui (vide a crônica "A primeira biblioteca") que na grande Boston estão sediadas mais de 50 instituições de ensino superior, como a gigantesca Boston Uni-

versity e dos famosíssimos Massachusetts Institute of Technology - MIT e Harvard University, que dispensam qualquer apresentação. Instituições que são a "Alma mater" de Presidentes da República, Primeiros-Ministros e bem mais do que uma centena de prêmios Nobel e Pulitzer (o mais significativo prêmio literário americano). Já na primeira vez que ali estive, hospedado no agradável bairro bostoniano de Back Bay, prometi a mim mesmo um dia voltar, por um período mais longo, para "viver e estudar". Fui até visitar a Universidade de Harvard, da mesma forma que fiz com várias universidades inglesas, quando decidi que, um dia, estudaria no Reino Unido. E adorei o que vi. Arquitetura belíssima transpirando conhecimento, tudo circundado pelo movimentado ambiente da cidade de Cambridge-MA (onde de fato fica Harvard), cheia de pequenos comércios, restaurantes e livrarias. Confesso que acompanhei o quanto pude, consternado, o sofrimento das vítimas e dos familiares, assim como o trabalho de investigação das autoridades. Sempre que possível na CNN, para exercitar meu inglês (que, carente de prática, começa, confesso, a desmilinguir). E foi com satisfação que, de quinta para sexta-feira, vi o progresso das investigações com a divulgação das imagens dos suspeitos, dois irmãos de origem chechena, do ato terrorista tão bárbaro. Já na sexta, instantes antes de começar a escrever este riscado, soube da captura/morte de um dos envolvidos, assim

Confesso que acompanhei o quanto pude, consternado, o sofrimento das vítimas e dos familiares, assim como o trabalho de investigação das autoridades” como da perseguição ao outro, considerado pelas autoridades norte-americanas um homem perigosíssimo e disposto a matar. Foi aí que, por associação (será que estou com uma "mania" de associação?), lembrei que no Reino Unido, na "Central London" em especial, praticamente todas as ruas são guardadas por câmeras de vigilância, as chamadas CCTV em inglês, a fim de, pelo menos oficialmente, monitorar comportamentos de motoristas, protestos, furtos e roubos, homicídios e outras atitudes muitos mais que apenas antissociais. Isso sem falar nas câmeras instaladas em veículos aéreos não tripulados que, originalmente uma tecnologia militar utilizada no Afeganistão, sobrevoam, de vez em quando, "civilmente", a Terra da Rainha. Lembrei-me, inclusive, de já ter escrito sobre isso (vide a crônica "1984 é aqui"), fazendo uma ligação com o clássico romance "1984", de George Orwell (1903-1950),

em que a propaganda do "Partido" sempre lembrava o "Big Brother is watching you". Nessa crônica, preocupado com as nossas liberdades civis, que lutamos tanto para conquistar e que nos devem ser tão caras, alertei para a potencial violação à privacidade, à intimidade, ao direito de reunião, entre outros direitos, que esse tipo de vigilância pode ensejar. Mas um fato é certo (segundo estatísticas confiáveis): a instalação dessas câmeras de vigilância (as CCTV) diminuiu - e muito - a criminalidade e os comportamentos antissociais na ruas londrinas. Afinal, já se disse que consciência é aquilo que fazemos quando os outros estão nos vendo. Isso sem falar na ajuda que elas (as câmeras) podem dar na investigação de crimes, acidentes e incidentes, como no caso da barbaridade de Boston. Ao escrever este artigo, veiome à mente, mais uma vez por associação, a questão da segurança em nossa cidade, em nosso estado, em nosso país, que se propagam às vésperas da Copa do Mundo. Preciso dizer algo sobre a completa ausência de uma política séria de segurança e sobre o triste resultado disso? E se tivéssemos um amplo monitoramento das ruas por câmeras de vigilância (pelo menos no centro das grandes cidades, em razão do custo e da logística), seguindo os modelos inglês e americano, como parte de nossa política de segurança? Certamente ajudaria no combate à criminalidade. Que tal (re)discutirmos a questão? Eu, hoje, estou disposto a defender essa ideia.

DIVULGAÇÃO

Hospital da Mulher A Justiça suspendeu a intervenção no contrato do Instituto Nacional de Assistência a Saúde e Educação - INASA que dirigia o Hospital da Mulher, em Mossoró. A decisão de suspender a intervenção foi do juiz da 5ª vara da Fazenda Pública, Luiz Alberto Dantas. Os advogados Eduardo Nobre e Fabiano Falcão comunicaram à Jus-

tiça, a Secretaria Estadual de Saúde e ao Tribunal de Contas do Estado que a rescisão do contrato teria sido motivada por uma inadimplência superior a 90 dias, por isso, a empresa deixou de administrar a unidade hospitalar. O juiz estabeleceu um prazo de cinco dias para que o governo assuma a administração do hospital.

Solenidade para poucos O novo desembargador Ibanez Monteiro deixou de lado a pomba e preferiu uma solenidade de posse discreta no gabinete do presidente do Tribunal de Justiça do RN. Os desembargadores presentes foram convidados de última hora para para participar do ato. "Escolhi uma posse simples porque representa o meu estilo de ser. Não foi pela pressa de ocupar o

cargo. A pressa vem a partir de agora, para começar a trabalhar. Estou chegando ao TJRN para continuar me dedicando e me empenhando para melhorar cada vez mais o Poder Judiciário do TJRN", disse o desembargador explicando a rapidez em tomar posse. Ibanez já começou a trabalhar iniciando pelas mudanças no quadro de funcionários.

Esmarn fecha parceria com Universidade da Bahia A Escola da Magistratura vem estreitando parcerias com a Universidade da Bahia para implan-tação de Mestrado para magistrados do RN e ainda com a Escola Nacional a Enfam e o Ministério da Justiça com objetivo de desenvolver novos projetos, promover ações conjuntas e fortalecer nacionalmente o nome da Esmarn. Em dezembro, a escola comemora 25 anos de fundação. Um mês antes, a Esmarn organiza o I Congresso de Direito e o Encontro dos Diretores de Escolas da Magistratura do País.

t n f a m í l i a TODOS OS DOMINGOS NA TRIBUNA DO NORTE


8

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

natal

Semob altera itinerário da linha 54A « TRANSPORTE » Alteração tem como objetivo atender solicitação de moradores de Ponta Negra que precisam chegar ao Campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Mudança já está em vigor

A

tendendo solicitação da comunidade e dos estudantes do Campus da UFRN, a Semob , informou que a linha 54 A fará o roteiro Vila de Ponta Negra via Campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. A modificação já está ocorrendo desde ontem (sábado). O itinerário na ida

está sendo realizado pelas ruas: da Lagosta (Terminal), Francisco Simplício, Alto da Boa Vista, Floresta, Nossa Senhora de Fátima, 31 de março, Vereador Manoel Lemos, Av. Roberto Freire, Rotatória Rota do Sol, Av. Deputado Antônio Florêncio, Avenida Praia de Búzios, Praia de Jacumã, Av. Praia de Ti-

bau, Av. Praia de Muriú, Rua Historiador Francisco Fausto, Rua Vicente Egberto Cavalcante, Rua Walter Pereira, Rua Valter Fernandes, Av. Engenheiro Roberto Freire, Av. Odilon Gomes de Lima e Anel Viário do Campus. A volta é pela Av. Cel. João Medeiros, Túnel da UFRN, Av. Salga-

do Filho, Av. Engenheiro Roberto Freire, Rua Valter Fernandes, Walter Pereira, Vicente Egberto Cavalcante, Historiador Francisco Fausto de Souza, Av. Praia de Muriú, Praia de Tibau, Praia de Itamaracá, Praia de Cotovelo, Praia de Búzios, Av. Deputado Antônio Florêncio, Av. EngenheiroRobertoFreire,RuaVe-

reador Manoel Lemos, Rua 31 de Março, Nossa Senhora de Fátima, Floreta, Alto da Boa Vista, Francisco Simplício e Rua da Lagosta (Praça – Terminal). O serviço funcionará de segunda a sábado com sete veículos e disponibilizará outros destinos para os usuários como Conjunto Village dos Mares e Conjun-

to dos Professores. Ponta Negra II A Secretaria de Mobilidade Urbana informa ainda que determinou que as linhas 26 e 73 terão reforço no número de viagens para atender os torcedores que irão assistir o clássico rei ABC x América, no domingo, dia 21, no Frasqueirão, em Ponta Negra.

« EDUCAÇÃO »

Senai-RN é referência em educação à distância

C

om mais de oito mil matriculas realizadas entre janeiro e fevereiro, o SENAI-RN é o segundo no Nordeste em Educação a Distância, ficando atrás apenas da Bahia. Os dados foram divulgados esta semana pelo Diretório Nacional do Serviço de Aprendizagem Industrial (SENAI-DN). Em todo o Brasil, no primeiro bimestre de 2013 o SENAI realizou 112.788 matriculas, sendo 30.808 em aperfeiçoamento profissional, 299 em cursos técnicos, 79.242 em iniciação profissional, 544 em pós-graduação e 1.895 em qualificação. A coordenadora da Educação da Distância do SENAI-RN, Socorro Almeida, destaca a importância do método para ampliar a área de atendimento. “Através da EAD podemos abranger um número maior de alunos de todo o Estado. Nossos cursos tem uma demanda presencial de apenas 20% da carga horária, que é uma exigência do MEC, que pode ser realizada em uma de nossas escolas, nas sextas-feiras à noite e durante todo o sábado. Isso é definido no momento da matrícula”, explicou. As aulas presenciais estão sendo realizadas em três polos: Natal, Mossoró e Caicó. Entre janeiro e fevereiro, o diretório regional do SENAI no RN realizou 8.100 matriculas nas seis áreas de competência: aperfeiçoamento, curso técnico, extensão, iniciação, pós-graduação e qualificação.

Estrutura Neste momento estão abertas as inscrições para os seguintes cursos EAD. Na área de qualificação profissional: Básica em Operador de Computador, Montador e Reparador de Microcomputadores e Instalador e Reparador de Redes de Computadores. Os cursos técnicos de Automação Industrial e Segurança no Trabalho e o de competências transversais, que abrange os seguintes temas: Educação Ambiental, Empreendedorismo, Legislação Trabalhista, Segurança do Trabalho, Tecnologia da Informação e Comunicação e Propriedade Intelectual. O assessor técnico do Núcleo de Educação a Distância, Robson Werkhauser, esclareceu que todas as informações sobre a carga horária do curso, cronograma de aulas e especificações técnicas sobre computador e velocidade de internet estão disponíveis no portal da EAD. “No site há tudo de forma detalhada, mas é importante o aluno ter consciência da necessidade de tempo para se dedicar as aulas virtuais e também as presenciais, sem elas o certificado não é entregue”, enfatizou. O portal da Educação a Distância do SENAI-RN é ead.rn.senai.br. Alguns cursos começam no próximo dia 30.


TÁBUA DE MARÉS

NO FACEBOOK

Preamar 01h00-1.9 - 13h23-2.0 Baixa-mar 06h58-0.7 - 19h26-0.5

Confira a charge animada de Brum. Curta e compartilhe em nossa página no facebook.

facebook.com/tribunarn

FASES DA LUA

Crescente: hoje Cheia: 25/04 Nascer do sol: 5h31 Por do sol: 17h25

O PUBLICITÁRIO ANTÔNIO LINO FALA DO LIVRO “ABRI MINHA AGÊNCIA, E AGORA”. PÁGINA 11

NA TN ONLINE

Curta o vídeo que mostra a evolução da construção do Arena das Dunas.

tribunadonorte.com.br

natal Editora: Cledivânia Pereira [cledivania@tribunadonorte.com.br ]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 21 de abril de 2013

Nova lei muda hábitos domésticos « DOMÉSTICAS » Após a validação da nova lei das Empregadas Domésticas, o Sistema Nacional de Empregos no RN (Sine-RN) recebe, por dia, entre cinco e 10 empregadas demitidas, buscando uma recolocação no mercado GABRIELA FREIRE repórter

A

s rotinas da gerente de recursos humanos Ruth de Lira Rocha Torres e da empregada doméstica Maria José Barbosa da Silva serão modificadas a partir dapróximasexta-feira,26.Enquanto Ruth terá que se dedicar mais às tarefas do lar, Maria José Barbosa daSilva,queprefereserchamadade Zefinha, terá que procurar um novo emprego. O motivo para o rompimento desta relação de mais de três anos foi a validação da EmendaConstitucional77,ouPECdasdomésticas, que iguala os direitos trabalhistasdosempregadosdomésticos com os dos outros trabalhadores. Impossibilitada dearcar com as despesas geradas para manter um funcionáriodentrodecasa,Ruthdemitiu Zefinha e vai contratar uma diarista para trabalhar apenas dois dias da semana. “Gostaria que fosse ela (Zefinha), mas a lei não permite. Não tenho mais condições de pagar o salário ”, lamenta. O caso de Ruth e Zefinha ilustra bem uma situação nacional que é repetida aqui em Natal. De acordo com a gerente da Central de Trabalhadores Autônomos (CTA) do Sistema Nacional de Empregos no RN (Sine RN), Joana D’arc Ferreira, o número de empregadas domésticas procurando vagas ofertadas pelo sistema aumentou consideravelmente. O motivo é o mesmo, elas perderam o emprego em razão das novas regras. Entre cinco e 10 empregadas demitidas chegam ao prédio do Sine RN, por dia, buscando uma recolocação no mercado. Antes, esse número era de, no máximo, duas, contabiliza Joana D’arc. “A situação é preocupante. As demissões estão acontecendo e

não está tendo demanda para absorver essas pessoas” , avalia. Para manter a ordem dentro de casa nos dias em que a diarista não estiver presente, Ruth Torres vai ter que botar a mão na massa. A filha mais velha, com 15 anos, vai continuar com a rotina de atividades escolares e o filho mais novo, de nove anos, vai passar as tardes na casa do avô. “Eu saio de casa às 7h da manhã e só volto às 19h. Quando chegar vou ter que fazer comida, cuidar do uniforme dos meus filhos para o dia seguinte e outras coisas”, planeja. Zefinha, que é de Alegria, uma comunidade localizada na cidade de Ielmo Marinho, diz que foi surpreendida com a demissão. “Eu fiquei sem chão. Vou passar uns dias no interior e depois vou ver se arrumo emprego em alguma outra casa”, conta. O problema, segundo a gerente da CTA, é que a demanda por esse tipo de profissional não está crescendo. “A única demanda que aumentou foi a de ligações que recebemos de patrões buscando informações sobre a forma e valor para contratação de diaristas”, lista. O valor para oito horas de trabalho de uma diarista é de R$ 60, mais despesas de transporte e alimentação, determina tabela do Sine RN. Para Zefinha, que há três anos trabalha na casa de Ruth, as novas regras para o trabalho doméstico não ajudaram. “Eu estava acompanhando as coisas pela televisão, mas mesmo assim tive uma surpresa quando recebi a notícia. Acho que essa nova lei só veio para atrapalhar”, avalia.

+

PAGINA 10 Escolas estão com lista de espera para turno integral. EMANUEL AMARAL

No Sine-RN, a procura por diaristas aumentou após nova lei


10

natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Aumenta procura por tempo integral « ESCOLAS » Muitas famílias que dispensaram as empregadas domésticas, após a nova legislação trabalhista,

buscam escolas de tempo integral para os filhos. Algumas instituições já estão com lista de espera FOTOS: ALEX RÉGIS

A

s escolas particulares que oferecem o serviço de tempo integral em Natal, também perceberam uma mudança de comportamento entre os pais de alunos. Segundo a orientadora pedagógica do CEI Mirassol, Fabiana Valério Reis, a procura por uma vaga na modalidade de tempo integral na escola aumentou 50% desde a aprovação da PEC das Domésticas, e hoje a escola já tem até lista de espera por vagas. “Muitos pais já optavam por essa modalidade mesmo antes da nova legislação. Mas é fato que a procura aumentou depois da lei. Os pais chegam aqui e dizem que esse é o motivo principal”, afirma. Ela diz que os pais chegaram dizendo que preferiam investir na educação dos filhos ao invés de pagar mais para manter um empregado doméstico. É o caso da administradora de empresas Silvana Marques. A filha, Nicole Marques Gratulino, 5, é aluna do tempo complementar há dois anos. “Sou de Salvador e tinha dificuldade para encontrar uma pessoa de confiança para ficar com a minha filha enquanto trabalho. Optei por investir na escola, pois seria mais produtivo para ela estar com outras crianças, aprendendo e se desenvolvendo, do que ficar em casa, só passando o tempo”, avalia. Segundo Fabiana Reis, os alunos fazem a tarefa de casa, participam de estudos e uma série de atividades programadas ao longo da semana. “Oferecemos a aula no período da manhã e a tarde os alunos realizam uma série de atividades que contemplam uma rotina de estudos”, explica. A escola chama o período extra de “tempo complementar”, que é dividido entre os aspectos assistencial (descanso e alimentação) e pedagógico, além do esporte. A orientadora afirma que a escola pretende ampliar o número de vagas, mas não muito. “Vamos respeitar a estrutura que a escola oferece sem comprometer a qualidade do que é oferecido”, pondera.

Aumenta a procura por livros de ponto O responsável pelo setor de compras e vendas da Poty Livros, Avanaldo Cortêz, disse que a procura por livros de ponto aumentou cerca de 70% desde a aprovação da PEC das Domésticas. “Antes a gente vendia só para empresas, agora são os patrões. Eles chegam aqui procurando o livro para controlar os horários dentro de casa”, fala. A procura foi tanta que o livro acabou na unidade da livraria que fica no centro da cidade. “Foi feito pedido para repor o estoque e ainda não chegou. Todo dia tem gente por aqui procurando”, garante. Os livros de ponto custam entre R$ 7 e R$ 10.

Quando chegar, vou ter que fazer comida, cuidar do uniforme dos meus filhos para o dia seguinte e outras coisas” RUTH LIRA gerente de recursos humanos

A gerente de recursos humanos, Ruth Lira, vai dispensar a empregada doméstica e contratar o serviço de uma diarista

SILVANA MARQUES administradora

ì O QUE Nova legislação que estende direitos trabalhistas às empregadas domésticas.

QUANDO Já está em vigor desde o início do mês. Muitas famílias estão dispensando os serviços das empregadas domésticas para equilibrar orçamento. A administradora Silvana Marques já optou por tempo integral há alguns meses e não se arrepende da escolha

Novas regras para os trabalhadores domésticos Entenda as mudanças Direitos Básicos A partir de agora, todos os trabalhadores domésticos (empregadas, babás, motoristas, caseiros) têm direitos como controle da jornada de trabalho, com limite de oito horas diárias e 44 horas semanais, pagamento pelas horas extras, FGTS obrigatório e segurodesemprego. A principal mudança nesse primeiro momento é o direito à hora extra.

Horas Extras Os domésticos só poderão fazer até duas horas extras por dia, recebendo 50% de adicional sobre a hora normal de segunda a sábado e 100% nos domingos e feriados.

Vendas A Livraria Câmara Cascudo, também localizada no centro da cidade, identificou aumento de cerca de 10% nas vendas e procura pelo material. A procura não chegou a esgotar o estoque, mas o aumento das vendas no balcão para clientes que estão fora do perfil padrão – empresas – é significante, explica a assessoria de imprensa da livraria. A aquisição do livro de ponto é uma das opções mais indicadas e fáceis para registrar o horário de trabalho de um funcionário doméstico.

Optei por investir na escola, pois seria mais produtivo para ela estar com outras crianças, aprendendo e se desenvolvendo”

Sem regulamentação Em três meses, outros sete direitos devem ser regulamentados para entrar em vigor. Indenização em caso de demissão sem justa-causa, segurodesemprego, FGTS, adicional noturno, salário família, assistência a dependentes do doméstico e seguro contra acidentes de trabalho.

Fonte: Adriano Dias, advogado especialista em direito trabalhista

FGTS O que deverá onerar mais o empregador é o FGTS. O valor da contribuição ao Fundo é de 8% sobre a remuneração do trabalhador, o que inclui salário, férias, 13º, horas extras, aviso prévio e adicional noturno - com base na CLT, este acréscimo pelo trabalho realizado entre 22h e 5h é de 20% sobre a hora normal.

Cálculo horas extras O adicional pelo serviço que ultrapassa a jornada contratual deve ser calculado com base na hora normal da doméstica. Com base na Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) – que a partir de amanhã também beneficiará os domésticos –, o adicional, de segunda a sábado, é de 50% da hora normal. O doméstico só poderá trabalhar até dez horas por dia. O horário de descanso não conta como hora extra.

Plantões Casos de cuidadoras de idosos ou babás que trabalham em regime de 12 horas de trabalho por 36 de descanso, por exemplo, devem constar em acordos feitos com a assistência dos sindicatos dos domésticos.

Diaristas terão qualificação profissional A partir do próximo semestre a Secretaria Estadual de Habitação e Assistência Social (Sethas) deverá oferecer um curso de qualificação profissional primeiramente direcionado aos profissionais cadastrados no sistema. “O público principal é o quadro de diaristas do Sine”, explica Joana D’arc Ferreira. A CTA do Sine RN funciona como uma agência de empregos com cadastro formado por 100 profissionais. Elas trabalham como diaristas, lavadeiras e passadeiras. Todos os profissionais possuem referências e têm indicação de outros empregadores.

Detalhes O projeto ainda não está concluído, mas a carga horária deve ser de aproximadamente 20 horas e o conteúdo repassado vai abordará ética profissional, direitos e deveres do empregado doméstico, além de técnicas de faxina. “Muitos profissionais que estão no mercado não foram qualificados para isso. Nossa intenção é qualificar pois a exigência também vai aumentar”, pondera. A expectativa é que o curso seja aberto para esses empregados domésticos que estão sendo demitidos.


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

natal

3porquatro

11

POR ANNA RUTH DANTAS

« ANTÔNIO LINO » FOTOS: JÚNIOR SANTOS

? OPINIÕES

Temos uma carência grande de talentos”

Como se constrói uma boa agência: só com pessoas. Bons profissionais, necessariamente. Publicitário nasce criativo ou se torna: a grande dúvida. Acho que uma parte nasce com a capacidade criativa, a outra parte é o aprendizado. A maioria tem característica de empreendedorismo e criatividade. Melhor cliente: o que confia em você. Na Talent, temos casos de 20 ou 25 anos com clientes.

O

impulso por abrir o próprio negócio confundido com empreendedorismo. A iniciativa de buscar ser dono para evitar a instabilidade de ser empregado. É por essas nuances do negócio que o publicitário Antonio Lino traz sua análise aguçada. O título do seu livro mais recente “Abri minha agência, e agora”, já demonstra a temática dos estudos do empresário, que é diretor da agência Talent. “É necessário um pouco de cuidado porque a maioria que abre uma empresa inicialmente corre o risco de não conhecer bem o mercado, fazer uma escolha errada de sócios”, destaca. Para ele o momento também é de transição para as empresas que estão focando em retomar o perfil dos funcionários que encampam a bandeira do negócio. “Hoje eles (os jovens) com 19 anos já querem ser diretor. Eles querem trabalhar em empresa diferente, ter noção do papel deles dentro do negócio, com metas claras muito bem definidas. Então, há dez ou 15 quesitos que as empresas estão tentando enquadrar (para retomar o perfil do empregado que veste a camisa), mas não é tão fácil assim”, destacou. Com a autoridade de quem dirige uma grande agência de propaganda e é autor de livros analisando os negócios das pequenas empresas, Antonio Lino traz suas análises e ponderações como nosso convidado de hoje do 3 por 4.

Muitos publicitários, recémformados, têm logo o impulso de abrirem uma agência de propaganda. Onde está o limite entre o impulso e o empreendedorismo? Isso foi o que tentei colocar no livro (lançado por ele “Abri minha agência, e agora”). Nem sempre a ideia de ter um negócio é uma coisa muito interessante. Hoje estamos passando, de uns anos para cá, esse tal de empreendedorismo. Todo mundo está abrindo empresa. Hoje, para você ter ideia, de cada quatro brasileiro, um é empreendedor, segundo dados do próprio mercado, do Sebrae. De 100 milhões de trabalhadores, tem 27 milhões são empreendedores, aí estão incluídas todos os tipos de atividade. O que coloquei no livro é que é necessário um pouco de cuidado porque a maioria que abre uma empresa inicialmente corre o risco de não conhecer bem o mercado, fazer uma escolha errada de sócios. Então, especificamente no nosso mercado estamos passando por transformações muito grandes e exigiria que essas pessoas tivessem um pouco mais de experiência, convivessem na agência, entendessem do mercado e aí no futuro poderia pensar se valeria a pena ter um negócio próprio. Até porque temos uma carência muito grande de talentos. As vezes você pode ganhar um dinheiro muito bom como um executivo em uma grande agência e evitar os transtornos de um pequeno negócio que não é fácil, tem a questão do capital de giro, por exemplo. Mas está sim tendo uma tendência muito grande de abrir negócio. A que o senhor credita essa tendência de abrir negócio, essa vontade das pessoas se denominarem empreendedoras? A dificuldade hoje de você trabalhar. As empresas hoje não tem mais um dono. Aqui no Brasil não existe mais. São poucas as empresas que no passado eram familiares. Hoje nem o presidente da empresa fica, ele permanece quatro ou cinco anos e vai embora. Então os funcionários estão perdendo um pouco a coisa do vestir a camisa, curtir o negócio,

você não tem muita perspectiva de futuro. As empresas estão sempre em movimento, se comprando, se vendendo. Foi divulgada recentemente uma pesquisa mostrando que chega a 61% o grau de insatisfação dos empregados na empresa. Está difícil para as empresas entenderem o que exatamente quer esse jovem (empregado). Marcar cartão de ponto? Eles não querem mais isso. Então tem uma demanda que as empresas que vão se dar bem no futuro são aquelas que terão condição de entenderem que o negócio mudou. Tem empresa, por exemplo, proibindo Facebook dentro do escritório. Esquece isso. Não tem a mínima chance de você agradar um funcionário com esse tipo de proibição. Primeiro, inclusive, porque não funciona, o cara pega o celular, coloca na gaveta e fica vendo o Facebook do mesmo jeito escondido. O retorno do funcionário para “vestir a camisa da empresa” passa pelo quê? Basicamente eles (os empregados) querem uma empresa ética, crescimento rápido e isso é muito próprio do jovem. Antes para você ser um gerente tinha que ter mais de 30 anos. Hoje eles (os jovens) com 19 anos já querem ser diretor. Então é um desejo deles, paciência. Eles querem trabalhar em empresa diferente, ter noção do papel deles dentro do negócio, com metas claras muito bem definidas. Então, dez ou 15 quesitos que as empresas estão tentando enquadrar, mas não é tão fácil assim. E tem também a questão salarial, mas esse é o quarto ou quinto item. Os jovens querem muita transparência. Ele (o jovem) tem uma cabeça um pouco diferente do que tive no passado. Falando agora do seu negócio, a agência de propaganda, em que ela se distingue dos demais negócios? Onde está a peculiaridade dela para se fazer de uma pequena agência um grande negócio? O segredo do negócio da propaganda, no caso das agências, é a criatividade. A

O que se recomenda é que você tenha, primeiro, definido quantos sócios, cada um precisa de uma especialização.” agência tem um know how de vender, colocar para o anunciante, para o produto, o que a empresa (anunciante) não tem a capacidade de desenvolver. Então ela (a agência) tem um papel importantíssimo no mercado, tanto é que o mercado cresce tranquilamente a cada ano. É o único parceiro que consegue entender a necessidade e ajudar o anunciante no produto. A gente tem perdido um pouco o foco, tem tido um pouco varejo e tudo, mas ainda é uma importância muito grande. Por que a turma compra Nike e não outra marca? Por que cerveja tal vende mais? Tudo isso é propaganda. Isso é o que a propaganda consegue fazer. O anunciante sozinho conseguiria ter a capacidade. As empresas sabem que precisam de uma equipe de fora, muita gente de talento, para fazer esse trabalho. E como escolher um sócio para o negócio? Essa é uma das dificuldades. Os jovens estão saindo da universidade, pegam os melhores amigos e ali decidem abrir um negócio. Aí depois descobre que o amigo que era o conquistador das meninas, eleito para ser o cara de vendas, ele (o amigo) não tem qualquer ideia como vende. O problema da sociedade é que é como casamento, só não tem sexo. Mas tem o desgaste natural. O que se recomenda é que você tenha, primeiro, definido quantos sócios, cada um precisa de uma especialização. No caso de agência, o ideal seria alguém na área de criação e atendimento, alguém com bons conhecimentos de administração e as regras precisam ser muito claras. Outra coisa que se faz em sociedade é dividir em partes iguais. Quando, na verdade, não há necessidade. Quem tem um potencial ou que vai agregar muito mais ele pode ter 70% da participação. Você não precisa ter três sócios e cada um com um terço. E o principal que ninguém faz são as regras da convivência. Você precisa estabelecer se o sócio sair quanto vai valer o negócio dele, como estabelecer o valor, deve definir também retenções de lucro pa-

ì QUEM É Antônio Lino Pinto, além de sócio da Talent, é administrador, com especialização em finanças e contabilidade, diretor do Sinapro-SP, diretor da Fenapro e seu representante no Conselho Consultivo do CENP, e vice-presidente da ABAP. E autor também do livro “Pequenas Agências, Grandes Resultados”, lançado em 2011. O livro mais recente é “Abri minha agência, e agora”.

ra capital de giro. No caso de investimentos, estabelecer limites onde precisa ter consenso dos sócios. É necessário ter regras sobre qual o limite do endividamento. Se vai se associar com terceiros, novos sócios e quais seriam essas regras. Os cuidados com riscos tributários precisam ser definidos. E, principalmente, a ideia de que a empresa não pode ser considerada um bem dos sócios. Ela (a empresa) é um bem, uma personalidade jurídica. E as regras para conviver é que ninguém deve ter cartão de crédito da empresa e não pode tirar qualquer valor sem que as regras sejam definidas. A distribuição do lucro precisa ser feita em regime de caixa, mas precisa estar no acordo de cotista. O ideal é definir acordo sobre em que situação será distribuído o lucro. A partir disso você vai eliminando os conflitos. Quando está indo tudo bem, a empresa está dando lucro, tudo vai muito bem. Mas basta começar a crise que os conflitos também iniciam. Os jovens quando decidem abrir os negócios, na falta de capital, fazem uma sociedade onde os sócios são funcionários. É saudável esse modelo? Isso é até muito produtivo porque, na empresa de serviços ou agência, o sócio ele tem papel fundamental junto ao anunciante. Não e´algo criar equipe e só ficar no escritório. O envolvimento de sócio no negócio é fundamental, temos o exemplo de Nizan Guanaes, Washington Olivetto. É positivo ter sócio com envolvimento no dia-dia. Mas só sócio não dá conta. É preciso uma equipe bem alinhada.

A distribuição do lucro precisa ser feita em regime de caixa, mas precisa estar no acordo de cotista. O ideal é definir acordo sobre em que situação será distribuído o lucro

Qual o tipo de postura da agência que garante a rentabilidade do cliente? Hoje tem dia se tenta buscar tecnicamente isso. Mas não há uma ferramente muito bem definida. O fato é o seguinte, você percebe o retorno do seu cliente pelo volume de vendas. Colocou no ar e na semana seguinte começa a tirar pedido, significa que a campanha funcionou. Esse é o melhor termômetro de avaliação.


12

natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Entidades dão a ‘mão’ que o poder público não oferece « DEPENDENTES » Instituições filantrópicas oferecem atendimento a dependestes químicos, que não encontram na saúde pública o tratamento devido VALDIR JULIÃO Repórter

O

cenário é simples, como um sítio qualquer do interior: um alojamento principal, galpões, uma piscina aparece como uma “mordomia” para relaxamento das atividades do dia-a-dia, um púlpito improvisado para orações, que ocorrem geralmente à noite, moldam o ambiente onde vivem 29 internos que tentam se recuperar da dependência química nos Guarapes, zona Oeste de Natal. A organização não-governamental Casa de Recuperação Novo Amanhecer (Carena) é uma das duas instituições com esse nome que faz esse tipo de trabalho filantrópico, a outra está situada em Extremoz, com pelo menos 40 internos, que ficam no máximo nove meses na instituição. Ambas se mantém sem nenhuma ajuda financeira do poder público, através de convênios, ou mesmo da iniciativa privada. As despesas básicas por usos de energia elétrica, água e também alimentação dos internos, são custeadas pelos próprios familiares dos internos. Marco Antonio de Brito, 47 anos, é ex-dependente químico e há dez anos atua como voluntário na Carena, já passou por tantas si-

ì QUEM Organização nãogovernamental Casa de Recuperação Novo Amanhecer (Carena), no Guarapes

tuações, que não acredita mais na ajuda financeira do poder público e nem conta quantos “chá de cadeira levamos” em gabinete de político: “Sempre vêm com promessas, nas nem sempre cumprem”. Maranhense de São Luiz, Brito conta que trabalhava no restaurante da família naquela cidade, depois que a mãe morreu, aos 76 anos, chegou a fundo do poço por causa do alcoolismo, do qual conseguiu se livrar depois de ter recebido ajuda da Carena, em Natal, “que devido a politicagem e falta de interesse de ajudar das pessoas”, sobrevive de doações financeiras ou materiais: “Às vezes o nosso trabalho toca no coração das empresas, mas é muito pouco”. Um dos 29 internos da Carena, Joanderson Cavalcante, 25 anos, disse que entrou no mundo da droga aos 17, na comunidade onde mora com a mãe, no Passo da Pátria. “Eu era clínico geral”, dizia ele, que

começou fumando cigarro, depois passou para a bebida e terminou como usuário do “crack”, considerada a borra da cocaína. “Sou o mais novo aqui, tenho dez meses”, disse ele, que conta com a ajuda da família - “sem essa força a gente não sai das drogas”. Cavalcante disse que sua mãe entra com uma ajuda financeira mensal de R$ 250,00 e mais uma cesta básica para ele poder ficar na Casa Novo Amanhecer, de onde muitos saem quase recuperados, mas depois voltam a cair no mundo das drogas: “é preciso força de vontade e muita oração”. Francisco Paulino da Silva, 27 anos, também veio do Passo da Pátria para tentar se recuperar na instituição e acha que o primeiro passo para o dependente químico abandonar as drogas “é esquecer algumas amizades que tem lá fora”. Segundo Silva, o pior momento quando se chega na Casa de Recuperação são os primeiros dias de internação: “É o mais difícil, porque a droga ainda está no sangue, sente-se falta dela e tem a saudade da família”. Silva conta que ao chegar na Carena, o interno passa um mês sem ver a família. Depois, passa a receber visitas a cada duas semanas e quando sente falta de alguém, conversa-se por telefone.

A organização não-governamental Casa de Recuperação Novo Amanhecer (Carena) precisa doações e v

Hoje, 29 internos são atendidos na Casa de Recuperação Novo Amanhecer, no Guarapes; e outros 40 na se


natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013 FOTOS:EMANUEL AMARAL

Sesap admite carência de serviço na rede pública

voluntários para continuar trabalho de atendimento a dependentes químicos. Há duas sedes: uma em Extremoz e outra no Guarapes

ede de Extremoz

13

Casa precisa de doações e voluntários Na Casa Renascer, os internos fazem atividades físicas, pois existe uma pequena academia e praticam futebol. Também realizam trabalhos domésticos, limpeza do local e outras atividades laborais, como consertos das coisas que se quebram ou estão sem funcionar. Marcos Brito explicou que em casos graves, quando algum interno necessita de atendimento médico, psicológico ou psiquiátrico, muitas vezes a própria família se encarrega de levá-lo a uma clínica ou consultório médico, inclusive pagando uma consulta particular. Como a saúde pública dispões de programas próprios, Brito afirmou que podia vir pelo menos a cada 15 dias uma equipe multidisciplinar para atender os internos

- “é uma coisa que não temos”. Segundo Brito, o governo tem o programa dos Caps-AD, que atende pacientes de alcoolismo e dependentes químicos, mas é um trabalho direcionado “mais à diminuição dos danos à saúde deles”, que são medicados e passam por terapia ocupacional. Depois de lancharem ou almoçarem nos Caps-AD, alertou Brito, os pacientes são liberados para voltarem às suas casas, mas muitas vezes, exemplificou ele, o alcoólatra fica pelo meio do caminho, “não volta pra casa, vai pro bar onde deixou os amigos”. Por isso há a necessidade, ressaltou Brito, do confinamento para os casos mais graves, como ocorre na Carena, para que os internos abandonem os hábitos e costumes

que tinham antes com as amizades eoambientepróximodesuascasas. No caso da Carena, Brito afirmou que a maioria dos internos “tinham dependência cruzada”, ou seja, usavam quase todo tipo de droga, do cigarro ao álcool e à maconha, e dai para entorpecentes mais pesados, como cocaína e seu derivado, o crack. Brito disse que apesar do custeio feito pelas famílias dos próprios internos, os recursos financeiros não são suficiente para atender toda demanda. “A gente não faz questão de doação em dinheiro, podem ser doações de beliches, lençóis de cama, roupas e alimentos”, disse ele, que colocou à disposição os números de dois telefones para recebimento de doações: 8886.5586 e 8721.2876.

O surgimento de instituições filantrópicas para tratamento de pessoas com dependência química é um reflexo da ausência do poder público nesta área. “O Estado é muito carente desses serviços”, admite o próprio coordenador estadual de Saúde Mental, da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), médico Adriano Araújo de Souza. Assim mesmo, Adriano Araújo ressalva que no começo do ano passado, o Ministério da Saúde emitiu uma portaria, na qual prevê o financiamento dos serviços prestados por essas instituições filantrópicas, que não têm fins lucrativos, “desde que essas comunidades com internações terapêuticas se adequem às exigências do Ministério”. Araújo também admite que, no caso do Rio Grande do Norte, também há deficiência de leitos para essa modalidade de internação para dependentes químicos em hospitais gerais - “existem leitos em hospitais psiquiátricos”. Porém, Araújo conta que existe projetos para implantação de leitos pra dependentes químicos em hospitais gerais, bem como para a ampliação dos chamados Centros de Atenção Psicossocial para tratamento de alcoolismo e dependência química (Caps-AD). Hoje, segundo ele, existe apenas um Caps-AD 24 horas, que funciona como uma espécie de pronto-socorro, na rua Mipibu, em Natal, onde podem ficar internados por alguns dias e passam a receber atendimento médico, psiquiátrico, psicológico e contam com assistência social. Com relação ao Caps-AD que funciona só em dias úteis, e onde os pacientes passaram por atividades de terapia ocupacional, são consultados e recebem me-

dicamentos e voltam somente no final da tarde para as suas casas, Araújo disse que existe um na Zona Norte e no interior estão localizados em Macaíba, Macau, Nova Cruz e Parnamirim. “A nossa meta é ampliar os Caps para cada uma regional de saúde”, disse Adriano Araújo, que fala na implantação até o fim de 2014 de mais um Caps-AD em Natal e ainda em Assu, Caicó, Ceará Mirim, Currais Novos, Pau dos Ferros e São Gonçalo do Amarante. Para o voluntário da Casa de Recuperação Novo Amanhecer (Carena) da comunidade dos Gua-

O poder público já perdeu o controle da situação do combate às drogas” MARCOS ANTONIO BRITO Voluntário da Casa Novo Amanhecer

rapes, Marcos Antonio Brito, o poder público “já perdeu o controle da situação do combate às drogas”. Por essa razão, avalia Brito, é que o Estado brasileiro chegou à situação que está ocorrendo hoje em São Paulo, por exemplo, “de apelar para a internação compulsória e pegar na marra” dos dependentes químicos, ao contrário do que ocorrem com os voluntários da Cara de Recuperação, que realiza um trabalho junto às famílias das pessoas com dependência química. Os parentes é que realizam o trabalho de convencimento e de levar os seus familiares para internação e tratamento químico.


14

natal

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abil de 2013

« ELIANA LIMA » elianalima@tribunadonorte.com.br

“Enquanto os sentimentos de ódio e de vingança são venenos mortais para a alma humana, o perdão se constitui na força capaz de fazer brotar a paz interior e de alimentar o espírito com inúmeras virtudes, inclusive aquela na infinita bondade” De João Faustino, no livro ‘Eu perdoo’ FOTOS JOAONETOFOTOS.COM

S.O.S... Como a coluna já informou, a Caern cortou a água do chafariz da comunidade rural de Aracati, no distrito de Serra Verde, em Touros. Sem prego batido em acordo com a prefeitura, assim a situação continua. Lugar de onde o Exército abastecia os carros-pipa para levar às comunidades sem água. A prefeitura conseguiu com o Exército retirar água da comunidade de Boa Fica, mais distante, enquanto soluciona.

...Presteza Desde que a adutora Boqueirão foi construída, em 2005, nunca chegou água em algumas comunidades de Touros, mas não falta a conta mensal de consumo(?), enviada pela Caern. A água deveria chegar pelo ramal feito com recursos da Funasa, R$ 1,2 milhão. Mas, nada. Desde então. Sem água, as caixas d’água construídas, ressecadas, racharam.

não vai ficar “empachado”. Os argentinos e os uruguaios fazem isso há tempos e estão muito satisfeitos com a combinação!”.

...À vontade

1

2 1 – MAIS...

3

Todos de preto, num longínquo evento de paletó e gravata: Bento Herculano, Ivanoide Maia, Marco Procópio, Ricardo Abreu, Marcolero Emerenciano

Incrível

2 - ...CLIQUES...

Segundo moradores das comunidades de Cajá e Santo Antônio, há meses não sai água das torneiras da escola municipal, mas as contas de água de janeiro e fevereiro chegaram, somando R$ 900,00; mesmo tempo sem água no posto municipal de saúde, mas as contas já cobradas. Cerca de R$ 2,5 mil.

Em festa com bênçãos, padre José Mário e o saudoso Dom Nivaldo Monte com o casal-chíquimo Anna Cláudia e Flávio Rocha

3 - ...DO... Em tempo do saudoso Churrascão do Caju, os imobiliários Roberto Peres e Renato Gomes

Curioso É que todas esses fatos incríveis começaram após a posse do novo prefeito, Ney Leite, do PSD do vice-governador Robinson Faria.

Lembrar Que na AL itinerante, em Touros, a governadora Rosalba discorreu que cerca de 60% do município vive da atividade agrícola e anunciou a ampliação da adutora do Boqueirão, para abastecer mais de 12 comunidades rurais do Mato Grande.

A propósito...Por que candidatos em campanha afirmam que, vencendo, cancelarão o contrato de concessão à Caern em Natal, por não cumprir o acordo de sanear a cidade, mas é ganhar a eleição e não se fala mais nisso??? Canos Muitos já defendem a privatização da Caern. Mesmo que fosse aprovada, não seria possível. A Caern não consegue, sequer, sanear suas contas financeiras.

Curioso Ao ministro-supremo Joaquim Barbosa, a governadora Rosalba informou que já estão liberados R$ 5,5 milhões federais para a construção de presídios no RN. Já para a reforma da Fortaleza dos Reis Magos, a ministra Marta Suplicy (Cultura) liberou R$ 8 milhões. Muito curiosa essa diferença entre os valores para uma re-

4 - ...FUNDO... forma e construções. Bastante.

Vale... Foi sair a aprovação da PEC dos Empregados Domésticos, os profissionais só falavam e vibravam com um item: hora extra. Felicidade que comentavam a cada encontro em condomínios, nos transportes, etc.

...Quanto... Promulgada, surgiu um efeito negativo logo na primeira semana em vigor: demissões aumentaram em até 60%, segundo a presidente do Sindicado dos Empregados Domésticos de Pernambuco, Luiza Batista Faria, em entrevista à IstoÉ. Conclusão idem de todos os sindicatos consultados pela revista. Cenário negativo tal, o “Congresso já discute como desonerar os empregadores para manter que o custo de manter funcionários não pese tanto”.

...Pesa Muitos profissionais domésticos ainda desconhecem outros direitos. E muito mais os deveres. Quando ouvem sobre, decepcionam-se. Depois da euforia, a preocupação. Tensão. Afinal, para a elaboração da PEC, ao que parece, não se levou em conta que lares brasileiros não são empresas, que contabilizam renda.

As viaturas

Como se sabe, atendendo determinação do TCE, a Secretaria de Segurança anulou o contrato de locação de viaturas celebrado com a Locável. No início deste ano, entrou em vigência um novo contrato, com a empresa City Car, através de Pregão Presencial.

Desgaste Quem passa em frente ao prédio da Datanorte, na Ribeira, tem a impressão de que lá não funciona mais nada, de tão desgastado. Fisicamente. E sua prolongada extinção está parada desde 2012. E no próximo dia 30, tem Assembléia Geral Ordinária, 15h, para apreciação do Relatório da Diretoria, Balanço Patrimonial e Demonstrações Financeiras referentes ao exercício de 2012.

Como... Depois das dicas de Verônica Motta (Nick Buffet) sobre bem receber, a coluna foi ao empresário Roger Chaves, da Vinhedos, para saber dicas em torno de vinhos e espumantes. Primeiro, saberemos como harmonizar churrasco com vinho, e não ficar com àquela sensação de, digamos assim, empachamento.

...Saborear... Diz Roger: - “Certamente, se você harmonizar um churrasco com um bom vinho tinto

Sempre lindinha: Daniele Lira

5 - ...DO BAÚ Nas outroras festas do badalado blococarnatalesco Jerimum, as belas Roberta Serquiz e Fernanda Fagundes Tavares

5

4

Quais as dicas de vinho para churrasco de carne de boi?: “Para mim, churrasco de carne de boi é com Malbec, especialmente os Malbecs dos produtores Luigi Bosca e Finca las Moras, mantendo a tradição dos argentinos”. E churrasco de carne de porco?: - “Pede um Pinot Noir. Gosto do Pinot da Terranoble do Chile ou da Wild Rock da Nova Zelândia”. De peixe e lagosta?: - “O peixe e a lagosta grelhados na brasa pedem um branco leve e ácido, como um Sauvignon Blanc Reserva da Terranoble; do Vale Casablanca, um Riesling Alemão da Keller também vai muito bem!”.

Depois No próximo domingo, Roger Chaves falará sobre a tendência do espumante em lata, efervenscência na Europa.

No Oeste A Revista Bzzz, que a Abelhinha e o jornalista-letrado Carlos de Souza vão lançar em junho, chegará a Mossoró encartada no jornal-cententário O Mossoroense.

Bzzz... E num elevador bacana na capital dos magos-luxuriosos, as lupas de Bareta chegaram a cenas de fazer inveja a Calígula... Viiixeee...

Tremendão Show daqueles imperdíveis no palco do Teatro Riachuelo, dia 30, véspera de feriado, a partir das 21h: Erasmo Carlos. O tremendão amigo de Roberto Carlos fará um passeio por todas as fases da carreira. Já são 50 anos de estrada musical.

« COLMEIA » à Hoje tem grito de felicidade para

Soledade Fernandes, Suzana Schott, Guilherme Tinoco, Tércio Flor, o partidón-advogadón Augusto Valle, Dinorah Collares, o partidón-guararapes Felipe Rocha. * Nesta segunda-feira, coro de parabéns em torno do partidónchb Lula Tinoco Barreto. * As empresárias Débora e Elma pilotam chá do Dia das Mães, em tarde solidária com arrecadação de leite em pó para o Lar da Vovozinha, dia 9 de maio, no belo Très Chic Cafeteria & Nail Bar, Ceará Mirim com Rodrigues Alves. * A Constel completa 21 anos com mais de 1500 unidades entregues. Para celebrar, dia 25, a partir das 19h, lança seu mais novo empreendimento: o residencial Green Life Mor Gouveia, numa grande área, próximo à Rodoviária.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

natal

15

« GEORGE AZEVEDO » georgeazevedo@digizap.com.br

NOVIDADES NA V.HALL

Aconteceu na última quinta-feira, 18, sobe a batuta da blogueira Karen Praxedes a reinauguração da V.Hall do Shopping Liberdade em Mossoró. Na ocasião a toda fashion Kênia Marques apresentou as novas coleções de outono-inverno das marcas: Ricardo Almeida, Oh, Boy!, Afghan, Lança Perfume, Richards e Trettiore. Confira os cliques de Luiz Rodrigues.

O colunista Georgiano Azevedo brinda o sucesso de Kênia Marques

A arquiteta Narjara Souza também foi prestigiar Kênina Marques

A empresária Lucioneide Dias foi conferir de perto as novidades da V.Hall

Kênia Marques ladeada a sua equipe

Com a assinatura da arquiteta Narjara Souza a nova fachada da V.Hall ficou incrível

Kênia Marques recebendo Gislaine Vale e Izabelly Oliveira

Letícia Duarte e a blogueira Karen Praxedes

Movimentação fashion na nova V.Hall

Ligadinhas em tudo as lindjinhas Helena e Eloha Belmont também passaram por lá!

Delicias by Jordana Fernandes

FESTEJANDO!

Com assinatura do queridíssimo Chrystian de Saboya e sua equipe da Casa de Ideias, a empresária Késsia Porcino festejou o segundo aniversário da Porcino Design, sua belíssima loja que fica no primeiro piso da Casa Porcino. A festança aconteceu na última quarta-feira, 17, e as comidinhas levaram a assinatura da turma do Requinte Bufett. Confira o registro!

A sempre elegante D. Noilde Porcino

Ângela Santos e Késsia Porcino

Julia Bandeira, Musa do Verão 2013, fez presença no evento

Micheline Fonte passou lá!

As queridas Claudia Pinto e Lúcia Porcino

Elzenir Rosado prestigiando o evento

A bela Raíza Leite

Fafá Rosado acompanhada de Glena e Mariana

Renata Falcão soltou a voz no evento

Marluce Bezerra só sorrisos com a filha Marina


16

NELSON MATTOS FILHO avoante1@gmail.com

S

natal

Natal • Rio Grande do Norte Domingo. 21 de abril de 2013

anto André no sul da Bahia é um daqueles lugares que qualquer turista que ame a natureza gostaria de conhecer. Típica vila de beira de praia, descolada, tranquila, poucas casas, praia belíssima entre o rio e mar, e com toda pinta de lugarejo ainda em estado bruto, apesar de já contar com boa infraestrutura de pousadas e restaurantes. O belo destino turístico, que é distrito de Santa Cruz de Cabrália, conserva um suave ar de inocência e rusticidade em meio a uma mata verde e com diploma de Área de Proteção Ambiental. A proximidade com Porto Seguro, marco oficial do descobrimento do Brasil, lhe dá um charme especial e faz com que grupos de turistas perambulem pela praia todos os dias, levados por escunas e chalanas em passeios pelo Rio João de Tiba, para aproveitar o gostoso banho de mar, lavar os olhos com a bela paisagem e se deliciar na brisa gostosa que sopra sobre o lugar. Santo André sempre fez parte dos nossos planos de navegação, aceitando a indicação de inúmeros amigos, porém faltava a oportunidade e força de vontade para ir até lá. Chegar de barco é quase uma aventura, devido aos arrecifes e bancos de areia que se estendem mar adentro. A grande maioria é totalmente invisível aos navegantes e por isso a navegação deve ser precisa. Fico imaginado como os coman-

DIVULGAÇÃO

VILA DE SANTO ANDRÉ

dantes das Naus e Caravelas enfrentaram aquelas barreiras naturais. A coisa deve ter sido feia! O pequeno lugarejo tem apostado alto no turismo náutico e principalmente na pesca de oceano, aproveitando a proximidade com as grandes profundidades oceânicas, propícias a cardumes de Marlins e outras espécies que fazem a alegria dos pescadores esportivos. Já faz um bom tempo que velejadores de cruzeiro mais afoitos adentram a barra de Santo André.

Em tempos mais recentes, os guias náuticos da costa baiana incluíram o local em suas páginas, indicando rotas seguras e convidativas. Como hoje em dia as Cartas Náuticas digitais oferecidas ao navegante amador estão mais precisas, eficientes e se popularizam seguindo o rastro da informática, essas pequenas e difíceis barras estão cada vez mais acessíveis, incentivando novos velejadores a se fazerem ao mar e incrementando o turismo náutico. O restaurante e pousada Gai-

votas, que foi uma das antigas Bases de Apoio Náutico, continua prestando apoio aos navegantes que por lá aportam. Lá o velejador tem liberdade de utilizar os banheiros para um delicioso banho, pegar água potável e também a alegria de encontrar no cardápio um prato, com preço todo especial, denominado Veleiro. A toda essa facilidade ainda se soma a atenção e carinho dispensado pelos proprietários e funcionários. Foi para esse palco da natureza que rumamos quando levan-

tamos âncora de Ilhéus, a bordo do veleiro Naumi que levamos para o Rio de Janeiro. Foi uma velejada perfeita em mar de almirante e vento leste levando o Naumi a fazer a média de 5,5 nós de velocidade. Precisávamos chegar à entrada da barra com a maré cheia ou enchendo, mas a velejada foi tão boa que chegamos com folga de quase uma hora. A aproximação é meio apreensiva para quem faz isso a primeira vez, como era o nosso caso, mas como eu estava super seguro e con-

fiante na minha navegação, não tive nenhum sobressalto. A não ser, ter que redobrar a atenção na localização de uma pedra isolada e submersa bem na ponta do arrecife, já próximo à praia. A navegação a partir dessa pedra é colada ao arrecife e em profundidades que variam de 6 a 2,5 metros. A impressão que se tem é que de uma hora para outra as pedras vão lamber o casco. De um lado é pedra e do outro um imenso e raso banco de areia. Essas são as condições para chegar ao paraíso. Mas não pense que a conta acabou, pois a ancoragem requer ainda mais atenção. O canal é estreito e o local indicado para ancoragem é limitado e raso. O Rio João de Tiba tem forte correnteza e o vento briga insistentemente contra ela. Tivemos de ancorar duas vezes, pois na primeira o barco garrou e na segunda não baixei mais a guarda. Santo André é realmente um lugar muito bonito e vale ser conhecido, apesar do desassossego da ancoragem. Passamos dois dias ancorados por lá e deu vontade de ficar mais uns dois, mas precisávamos prosseguir viagem. No dia que formos no Avoante talvez a vontade de ficar prevaleça, pois é sempre assim. Uma deliciosa Moqueca de Dourado marcou a nossa presença em Santo André, mas não pense que foi em algum restaurante local. Foi preparada por Lucia e servida também à tripulação do veleiro Timshel que estava junto com a gente. Estava boa e apimentada como deve ser a boa moqueca baiana!


NO FACEBOOK

Veja como foi o resultado do GP do Baren de Fórmula 1 e qual piloto se destacou na prova. facebook.com/tribunarn

NO RÁDIO

7h - Programa Esportes em Debate 17h - ABC x América www.radioglobonatal.com.br

HOJE NA TV

15h45: Italiano: Juventus X Milan – Fox Sports 16h - Futebol: Fluminense x Bangu - Intertv Cabugi

CASCATA COMANDA O AMÉRICA CONTRA O ABC. PÁGINA 2

BLOG DO CIRÍACO

Veja o comentário do clássico ABC x América e como terminou a rodada do Estadual. www.tribunadonorte.com.br/blogdociriaco

esportes Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 21 de abril de 2013

Editor: Itamar Ciríaco itamar@tribunadonorte.com.br

Novo Potiba decisivo no Nogueirão « CAMPEONATO POTIGUAR » Os rivais vão ficar frente a frente para um confronto que vale muito. O

Potiguar quer vencer e se aproximar da vaga na final; o Baraúnas quer evitar a derrota e a saída precoce

V

ice-líder do segundo turno do Estadual, o Potiguar faz o clássico de Mossoró hoje, às 17h, contra o Baraúnas, no estádio Nogueirão. Vindo de uma goleada sofrida para o América na última derrota, quando perdeu por 4x1, o time comandado por Celso Teixeira tem a oportunidade de se recuperar dentro da competição justamente diante do seu maior rival, que aparece na quinta posição, com cinco pontos e precisa de uma vitória na partida de logo mais, para seguir com chances de chegar na final do turno. Para o clássico, o Potiguar vai contar com o retorno de três importantes jogadores do setor defensivo da equipe, que ficaram de fora do jogo contra o América, por motivo de suspensão: os zagueiros Ivson e Anselmo e o volante Lima. “São jogadores importantes para o nosso sistema defensivo e fizeram falta na derrota para o América. Mas estamos felizes em poder contar com eles para o jogo de domingo, que será o mais importante do Potiguar neste segundo turno”, revelou o técnico Celso Teixeira. O volante Daniel, um dos destaques do Potiguar na grande campanha que o time vem fazendo no segundo turno, fez questão de elogiar o técnico Celso Teixeira e afirmou que os jogadores precisam entrar atentos no clássico, para não serem surpreendidos. “Ele (Celso) está realizado um trabalho importante. O professor está puxando bastante e corrigindo os nossos erros para podermos, no domingo, conseguir um bom resultado. Uma vitória nos deixa muito perto da classificação para

FICHA TÉCNICA BARAÚNAS POTIGUAR Érico; Levy, Pedroza, Léo Gama e Jackinha; Robson, Fidélis, Wilcker e Marcelinho; Ricardinho e Léo Guerreiro. Técnico: Samuel Cândido

Santos; Chiquinho, Anselmo, Ivson e Cleiton Recife; Lima, Daniel, Giovanni e Vaninho; Kattê e Ítalo. Técnico: Celso Teixeira

Estádio: Nogueirão, Mossoró/RN Horário: 17h Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo Assistentes: Lorival Cândido Flores e Alex Batista da Silva

a final do segundo turno. Outro resultado pode nos complicar. Vamos entrar focados para não sermos surpreendidos pelo rival”, disse o volante. Nos outros jogos da rodada, o Alecrim, sexto colocado com apenas três pontos, recebe o ASSU, na terceira posição, com sete pontos e querendo uma vaga na final do segundo turno, no Ninho do Periquito, precisando da vitória para seguir na luta pela vaga na série D do Brasileiro. Em Caicó, o Coríntians, lanterna da competição, depois de ameaçar deixar o campeonato pelos constantes erros de arbitragem contra o time, segundo o presidente Lobão, vai receber o Santa Cruz. O tricolor do Inharé demitiu o técnico Gilberto Gaúcho e anunciou Roni Araújo como novo treinador. O profissional deve estrear na partida de hoje, com o objetivo de recuperar o time que venceu apenas uma partida nesse segundo turno. EMANUEL AMARAL

Técnico Celso Teixeira promete um Potiguar bem ofensivo hoje


2

esportes

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

EDU BARBOZA

Maeterlink Rêgo, médico do América, participa dos duelos desde 1971 e coleciona histórias. Roberto Vital, hoje no ABC, começou no rival alvirrubro no final da década de 70 e está no alvinegro desde 88 JUNIOR SANTOS

Os doutores do clássico ABC x América

CLASSIFICACÃO » SEGUNDO TURNO Time 1º América 2º Potiguar 3º ASSU 4º ABC 5º Baraúnas 6º Alecrim 7º Santa Cruz 8º Coríntians

ABC

os que estarão em campo, os mais experientes participantes da disputa mais tradicional do futebol do Rio Grande do Norte

AMÉRICA Rafael; Vinícius, Leandro Cardoso e Lino; Renato, Bileu, Leandro Santos, Júnior Xuxa e Marcílio; Júnior e Rodrigo Silva (Jean Carioca). Técnico: Paulo Porto.

Dida; Norberto, Índio, Edson Rocha e Renatinho ; Ricardo Baiano, Daniel, Fabinho e Netinho; Cascata e Itamar. Técnico: Roberto Fernandes

Estádio: Frasqueirão, Natal/RN Horário: 17h Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa/SC) Assistentes: Flávio Gomes Barroca e Adeílma Luzia da Silva (ambos do RN)

saí mais”, disse Vital. Com tanta vivência em clássicos, os médicos acumulam várias histórias envolvendo ABC e América. Mesmo com mais de 40 anos de rivalidade, Maeterlink ainda se lembra da primeira vez que trabalho em um jogo envolvendo os maiores clubes do Rio Grande do Norte. “Foi no meu primeiro ano de América, em 1971 e acabamos perdendo por 1x0, com uma falha gritante do nosso goleiro, Pompéia”, se recorda o médico americano. Já Roberto Vital não se recorda do seu primeiro clássico contra o América e nem de quantos presenciou como médico do ABC. Mas, de acordo com ele, deve ter mais vitórias do que derrotas para o seu maior rival. O mesmo discurso é usado por Maeterlink Rêgo, que afirma ter comemorado mais vitórias do que ter ficado

Potiguar Alecim Coríntians

X América X Potiguar X ASSU X Santa Cruz

CURIOSIDADES Em toda a história do Frasqueirão, 1vezes. o ABC já enfrentou o América 15 O alvinegro leva vantagem. Venceu seis partidas contra quatro do rival, com cinco empates.

De acordo com a Polícia Militar, 2Frasqueirão torcedores que forem ao com camisas de torcidas organizadas de outros times, não vão poder assistir ao clássico.

O maior público do Clássico Rei foi no Estadual de 76, no Machadão, 3numa partida que terminou com uma vitória do América por 2 a 1. O público foi de 50.486 pagantes.

ÚLTIMO CONFRONTO No último duelo entre ABC e América, válido pelo primeiro turno, deu vitória americana por 1x0, gol de Netinho, no estádio Nazarenão.

FIQUE DE OLHO

» NO ABC

Mesmo sendo criticado pela torcida, o atacante Rodrigo Silva é o artilheiro do time na temporada, com 12 gols marcados. EMANUEL AMARAL

ABC

V 3 3 2 2 1 1 1 0

ADRIANO ABREU

O

FICHA TÉCNICA

triste com derrotas. Apesar das diferenças entre quem venceu mais os clássicos, os dois médicos são unânimes em revelar com jogo foi o mais emocionante nesses longos anos defendendo tanto ABC, quanto América: a decisão do segundo turno do Estadual de 1993. Naquele 18 de junho, o alvinegro precisa vencer a partida no tempo normal, para levar o jogo para a prorrogação e também vencer, para obrigar a disputa de um terceiro turno e impedir o América, que naquela ocasião, fosse campeão. “Fui campeão muitas vezes com o ABC, mas aquela decisão foi diferente, já que tudo estava contra o nosso time e graças a um gol de Sérgio China no final da prorrogação, conseguimos impedir o título do América e acabamos campeões. Foi um jogo muito nervoso, tenso”, afirma Vital. Para o médico americano, o clássico que marcou, de forma positiva, foi em 1975. O América venceu o ABC por 3x1 e foi campeão estadual. “Foi uma decisão que me marcou por ter sido meu primeiro título depois que cheguei ao América. Foi inesquecível”, revela. Como não poderia deixar de ser, para o clássico de hoje, os médicos dão seus palpites para o placar. “Pelos problemas que o ABC vem atravessando, uma vitória de meio a zero já basta”, prevê Vital. “O importante é vencer, mesmo jogando na casa do adversário. Estamos na briga pelo bicampeonato e temos que derrotar qualquer adversário”, finaliza o médico americano.

J 4 4 4 4 4 4 4 4

OS JOGOS » 5ª RODADA DO POTIGUAR

« CAMPEONATO POTIGUAR » Médicos dos clubes são, entre

grau acadêmico de doutor é o grau mais elevado dos sistemas de ensino superior. No Brasil, convencionouse que todo médico é doutor. No popular, doutor é aquele que sabe tudo sobre determinado assunto. No clássico de hoje entre ABC e América, às 17h, no Frasqueirão, tudo isso estará reunido nas pessoas de Roberto Vital e Maeterlink Rêgo, médicos de ABC e América, respectivamente, e que, de longe, em campo, são os que mais vivenciaram o maior embate do futebol potiguar. Maeterlink Rêgo começou no América em 1971, ainda como estudante de medicina e de lá para cá, ficou afastado do clube apenas 10 meses, no ano 2000, depois de um desentendimento com o presidente alvirrubro na época, Jerônimo Melo. “Foi um momento triste na minha vida, já que fiquei sem ir até aos jogos, de desgosto com o que aconteceu comigo. Tomei a decisão mais extrema da minha vida no América, já que tive que colocar o clube na Justiça,por tudo que aconteceu. Foi complicado”, relembra Maeterlink. Mais novo, mas não menos experiente no que diz respeito ao clássico-Rei, Roberto Vital, hoje médico do ABC, começou no futebol justamente no maior rival do alvinegro, levado por Maeterlink Rêgo. Isso no final da década de 70 e início dos anos 80. “Foi ele que me levou para o América e de lá fui para o Alecrim, onde fiquei sete anos e conquistei dois títulos estaduais com o time alecrinense. Só depois, em 1988 que cheguei ao ABC e não

PG 10 9 7 7 5 3 3 1

» NO AMÉRICA

Ausente no jogo anterior, Júnior Xuxa está escalado para hoje

Depois de deixar o clube ainda no início da temporada, o atacante Itamar retornou e se firmou como titular, fazendo gols importantes.

Para o ABC, apenas a vitória interessa América tenta manter invencibilidade A estreia de Paulo Porto no comando do ABC foi justamente em um clássico contra o América, no primeiro turno do estadual desse ano, quando acabou sendo derrotado por 1x0 e viu as chances alvinegras de chegar a decisão do turno diminuírem. A situação atual é parecida com aquela quando assumiu a equipe abecedista e uma vitória hoje é considerada fundamental para as pretensões do ABC nessa reta final de segundo turno. Se vencer, empate com o alvirrubro em número de pontos e continua na

briga por uma das vagas na decisão. Se for derrotado, praticamente dá adeus a disputa pelo título de campeão potiguar 2013. Por toda pressão que o clube vive atualmente, já que pode ficar de fora da Copa do Nordeste e Copa do Brasil de 2014, caso não seja campeão do segundo turno, faz com que o técnico alvinegro, Paulo Porto, saiba da responsabilidade de sair vencedor do clássico. “Estamos acostumado a isso e sabíamos que ia acontecer. Vamos procurar trabalhar para o clássico, que é um

jogo importante e vai definir muitas coisas para o ABC”, afirmou Porto. Sem poder contar com os volantes Hamilton e Edson (o primeiro suspenso e o segundo se recuperando de lesão), o treinador alvinegro ainda não decidiu o time titular. Leandro Santos e Thiaguinho brigam por uma vaga no meio campo, ao lado de Bileu. O camisa 10 Júnior Xuxa, volta ao time depois de cumprir suspensão. No ataque, Jean Carioca pode jogar improvisado, ao lado de Júnior.

O América entra em campo hoje, contra o ABC, para defender duas invencibilidades. A primeira é contra o próprio alvinegro. Já são sete jogos sem saber o que é perder para o seu maior rival, com seis vitórias e apena um empate. A outra é que o time, não sabe o que é perder há 12 rodadas, incluindo aí jogos pelo Campeonato Estadual e Copa do Brasil. Líder da competição, com 10 pontos e já garantido na final, o alvirrubro quer vencer o clássico, para ficar mais perto da decisão do segundo turno e prati-

camente eliminar seu maior adversário da disputa do título. A novidade no time deve ser o retorno do lateral esquerdo Renatinho Potiguar ao time. O jogador ficou de fora na vitória sobre o Potiguar, por estar suspenso e vai entrar na vaga de Netinho, que jogou improvisado na esquerda, deve voltar ao meio campo e Cascata ser deslocado para o ataque, formando dupla com Itamar. Essa vai ser a primeira vez que, tanto Renatinho, quanto Cascata, vão voltar ao Frasqueirão, depois de deixar o ABC no

final da temporada passada. Sabendo da força alvinegra no seu estádio, o camisa 10 do América respeita o adversário, mas, quer uma vitória para seguir na liderança do segundo turno do campeonato estadual. “Temos que continuar com os pés no chão e trabalhando com a mesma seriedade. Não é fácil enfrentar o ABC no Frasqueirão, mas nós temos condições de vencê-los. Espero fazer uma grande partida no domingo, e ajudar o América a vencer mais uma”, previu Cascata.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

esportes

Tricolor busca a liderança « CAMPEONATO CARIOCA » Além de ter que vencer o Bangu, Fluminense tem que torcer contra o Resende para escapar do Botafogo na semifinal

ROSSANA FRAGA/PHOTOCAMERA

R

io de Janeiro (RJ) - Gazeta Press - Após classificação para as oitavas de final da Libertadores, o Fluminense volta sua atenção para o Campeonato Carioca, onde precisa de um empate contra o Bangu, hoje, em São Januário, para se garantir nas semifinais da Taça Rio. Por conta da importância da partida, o técnico Abel Braga não deve poupar os titulares. Com 13 pontos, na vice-liderança do grupo B, os tricolores querem a vitória para ter chance de terminar na ponta e não encarar o Botafogo por uma vaga na decisão do segundo turno do Estadual. Para isso, além dos três pontos contrqa o Bangu, o Fluminense precisa torcer por um tropeço do Resende, que vai encarar o Boavista, no mesmo horário, na Região dos Lagos. O técnico Abel Braga destacou que o momento é de esquecer a Libertadores e pensar somente nas semifinais da Taça Rio. O Fluminense briga pelo título do segundo turno para ter a chance de disputar o bi contr ao Botafogo, campeão da Taça Guanabara. “Vamos pensar agora no jogo do fim de semana, pois queremos a vantagem nas semifinais da Taça Rio. Podemos conseguir isso e vamos brigar, mesmo sem depender das nossas próprias forças”, disse Abel Braga. Mesmo com pouco tempo entre o duelo da Libertadores e a partida pelo Carioca, o treinador deve optar pela manutenção dos titulares neste domingo. A tendência é a repetição da escalação que iniciou o jogo contra o Caracas, mas caso algum jogador não se recupere, os reservas estão pronto para entrar em campo. Pelo lado do Bangu, o clima

« CAMPEONATO PAULISTA »

Clubes encerram a primeira fase da competição estadual Disputa, agora, é pelas primeiras posições, que dão vantagem no jogo de volta das oitavas

O

Convocado para a seleção, Diego Cavalieri está confirmado no time que vai enfrentar o Bangu

é de fim de festa. Já sem chance no Campeonato Carioca e sem a preocupação de fugir do rebaixamento, a equipe ainda foi eliminada no meio de semana na Copa do Brasil, após perder para o Betim (MG). Após a partida, o goleiro Getúlio Vargas criticou a postura de alguns companheiros, mas teve a declaração minimizada pelo técnico Alfredo Sampaio.

Botafogo O Botafogo, com um time inteiro de reservas, visita o Volta Redonda às 18h30, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela última rodada do Grupo A da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, em uma partida onde as duas equipes apenas cumprem tabela, pois estão matematicamente garantidas nas semifinais. Nem mesmo a ordem final poderá ser alterada. Com 18 pontos e cem por cento de aprovei-

FICHA TÉCNICA FLUMINENSE BANGU Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Jean e Wagner; Rhayner, Wellington Nem e Rafael Sobis. Técnico: Abel Braga

Getúlio Vargas; Celsinho, Raphael Azevedo, Thiago Eleutério e Bruno Santos; Ives, Mayaro, Gilmar e Nil; Willen e Sérgio Junior. Técnico: Alfredo Sampaio

Estádio: São Januário Hora: 16h Árbitro: Péricles Bassols (RJ) Assistentes: Rodrigo Figueiredo Corrêa e Andréa Maffra de Sá (ambos do RJ)

tamento, o Glorioso já garantiu o primeiro lugar, deixando para trás o Voltaço, que aparece na segunda posição com cinco pontos a menos. Dessa maneira, os botafoguenses levarão a vantagem de jogar pelo empate na

próxima etapa. Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo, conversou com os jogadores sobre a importância da partida. Ele lembrou que o Alvinegro poderá voltar a cruzar com o Voltaço em uma eventual final de Taça Rio e, por isso, quer conhecer bem o adversário. “Temos que encarar o adversário com seriedade e procurar a vitória, pois ainda poderemos encontrar o Volta Redonda na final da Taça Rio e queremos chegar a este jogo com moral em alta. Estamos fazendo uma grande campanha na Taça Rio e quremos fechar essa fase de classificação com o resultado positivo”, afirmou Oswaldo de Oliveira. Em termos de escalação, nem o goleiro Jéfferson vai jogar. O camisa 1 ganhará o mesmo descanso dos demais companheiros, com Renan assumindo o posto. Porém, a formação mostra a força do elenco botafoguense, pois conta com jogadores de peso.

3

Corinthianstempoucaspretensõesnestaúltimarodada daprimeirafasedoCampeonato Paulista. Já classificado, mas sem chance de terminar entre os quatro primeiros, o técnico Tite coloca o que tem de melhor em campo para encarar o Atlético Sorocaba, às 16 horas, no Pacaembu. Com exceção dos jogadores lesionados, como o goleiro Cássio e o meia Renato Augusto, o treinador não dará descanso ao restante do elenco, já que a equipe acaba de ter uma semana livre para se recuperar do desgaste e também para treinar. A ordem do treinador é apagar a má impressão deixada pelo time com a derrota para o Linense na rodada passada do Estadual. “Perder nunca é bom. Ele cobrou, mas os próprios jogadores sabem quando não fizeram um bom jogo e conversam sobre isso. Perdemos em um momento em que podíamos perder. Agora, não podemos mais errar”, afirmou o lateral esquerdo Fábio Santos.

São Paulo Garantido no topo do Campeonato Paulista com bastante antecedência, o São Paulo só vai desfrutar desse conforto na última rodada da primeira fase, diante do Mogi Mirim, às 16 horas (de Brasília), no Estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira. Depois de muita pressão pelo risco de queda na Libertadores, a calma reapareceu no meio de semana com a até então improvável conquista da vaga nas oitavas de final.

Desde que derrotou o Atlético-MG e passou de fase no torneio continental, o clima no CT da Barra Funda mudou. Mais descontraído, já não lembra em nada o das semanas anteriores. Antes da classificação, torcedores uniformizados chegaram a cobrar, dentre outras coisas, a saída de Luis Fabiano, que, a propósito, voltará a atuar em Mogi depois de duas semanas em recuperação de trauma na panturrilha esquerda.

Palmeiras Às 16 horas, o Palmeiras terá sua derradeira chance de ficar entre os quatro primeiros colocados da primeira fase do Campeonato Paulista. E para busca a vantagem de ser mandante nas quartas de final, o atalho pode ser o desespero do Ituano, que joga em casa precisando da vitória para evitar o rebaixamento sem depender de outros resultados. Já classificado antecipadamente, não bastará ao Verdão somar três pontos para entrar no G4. Além de ganhar seu compromisso, a equipe de Gilson Kleina necessita que Ponte Preta, Mogi Mirim ou Santos tropecem na rodada. Desta forma, o time passaria da quinta colocação para um dos quatro primeiros postos.

Santos Classificado para as quartas de final do Campeonato Paulista, o Santos recebe a Penapolense, às 16 horas, na Vila Belmiro. O confronto é válido pela última rodada da primeira fase do Paulistão. O Peixe quer a vitória para terminar bem a etapa de qualificação e, se possível, ter um adversário teoricamente mais fraco no mata-mata. Já a Pantera da Noroeste precisa da vitória.


4

esportes

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Rodada pode confirmar o título

« SUL-AMERICANO »

« INGLATERRA » O Manchester United precisa vencer sua partida e torcer por um tropeço

do rival Manchester City para, dessa forma, conquistar o campeonato por antecipação

M

anchester (Inglaterra) Gazeta Press - A 34ª rodada do Campeonato Inglês, que será disputada neste fim de semana, pode definir a conquista, por antecipação, do título pelo Manchester United. Os Diaboes Vermelhos lideram a competição com 81 pontos, 13 a mais que o Manchester City, seu perseguidor mais direto e único que pode impedir a conquista do rival. Para que a conquista aconteça o Manchester United tem que ganhar seu jogo e o torcer por uma derrota do City. O primeiro a entrar em campo é o Manchester City, que hoje, às 9h30 (horário de Brasília) visita o Tottenham em uma partida muito complicada. Isso porque os anfitriões fazem campanha muito boa e, com 58 pontos, estão rigorosamente no pá-

reo por uma vaga na próxima Liga dos Campeões da Europa. Os visitantes, porém, se mostram leva para o confronto. “Não nos sentimos pressionados pela necessidade de vitória pela disputa do título, pois essa conquista não depende apenas das nossas próprias forças. Quero um bom resultado porque precisamos garantir o mais rapidamente possível uma vaga na próxima Liga dos Campeões”, afirmou Roberto Mancini, técnico do City. O Manchester United entrará em ação somente amanhã, no duelo que fecha a rodada. Os Diabos Vermelhos recebem o Aston Villa, que soma apenas 34 pontos e luta contra o rebaixamento, no Estádio Old Trafford, em Manchester. Os anfitriões não vivem a conquista do título. “Não podemos ficar pensan-

do em título por antecipação. Temos apenas que procurar desempenhar da melhor maneira possível a nossa função dentro de campo, na luta para construirmos a vitória”, disse Alex Ferguson, técnico do Manchester United. Outra atração da rodada é o clássico entre Liverpool e Chelsea, que se enfrentam na casa do primeiro. O Liverpool, com cinquenta pontos conquistados, faz campanha abaixo da expectativa, inclusive longe da luta por vaga nas próximas competições européias. Já os londrinos, na terceira posição com 61 pontos, lutam para se manter na zona de classificação para a fase de grupos da Champions League. Se depender do zagueiro John Terry, David Luiz será o futuro capitão do Chelsea, mas não nessa rodada.

DIVULGAÇÃO

L

Alex Ferguson alertou a equipe para não pensar no título

« ITÁLIA »

Pedro Neto

Juve e Milan disputam o tradicional derbi de Turim

[ pedron@natal.digi.com.br ]

Hoje é dia de clássico

Júnior Xuxa

Na tarde de hoje teremos mais um clássico do futebol potiguar. ABC x América voltam a se enfrentar no estádio Frasqueirão. A vantagem rubra nos últimos jogos e grande. O América está a sete jogos sem perder para o clube alvinegro. Aliás, Roberto Fernandes ainda não perdeu para o ABC desde que aqui chegou no ano passado. Já no Campeonato Estadual de 2013 o clube rubro venceu o 1º e é o atual líder do 2º turno com 10 pontos na tabela de classificação. Como se tudo isso não bastasse uma vitória dos rubros na tarde de hoje e uma vitória do Potiguar sobre o Baraúnas no clássico em Mossoró tirará qualquer possibilidade de conquista do 2º turno e consequentemente do campeonato por parte do ABC. Sendo assim, vamos torcer para que dentro de campo vença o melhor. Até porque estamos falando de um clássico e nessa hora não existe favorito. Já fora das quatro linhas vamos torcer para que tudo possa se realizar na mais absoluta tranquilidade. Que os torcedores de ABC e América possam vibrar, gritar e incentivar as suas equipes do coração sem qualquer tipo de problema. Futebol é para se fazer amigos. Que alguns entendam isso de uma vez por todas.

Quem está de volta ao ABC no jogo de hoje é o meia Junior Xuxa. O jogador ficou de fora da última partida por ter recebido o 3º cartão amarelo. Na realidade ainda não se sabe qual a equipe que o técnico colocará em campo, agora tudo indica que o meia será o titular. Ninguém pode negar que Junior Xuxa é um bom jogador, porém, poucas vezes mostrou futebol no ABC. Quem sabe se não será no jogo de hoje.

Pouco mais de R$ 300 mil O departamento jurídico do ABC conquistou uma grande vitória na última semana. Segundo informações do advogado trabalhista, Alexandre Pereira Pinto, que está participando ativamente do departamento jurídico do clube, a quantia inicial pedida por Washington, algo próximo de R$ 2,2 milhões, caiu para aproximadamente R$ 300 mil. Só não podemos esquecer que a decisão é de primeira instância, mesmo assim deve ser comemorada pelo clube. Agora, também não esqueçam que o advogado do atleta deve – e vai – recorrer, até porque tem esse direito. Entretanto, o ABC também já anunciou que vai recorrer por achar que ainda dá para baixar esses valores.

ALEX FERNANDES

No jogo de hoje o América terá de volta Renatinho. Jogador experiente o lateral vem sofrendo seguidas contusões desde que voltou ao clube rubro. O que não se pode negar é que Renatinho pode ser muito útil ao América e aos seus companheiros. Roberto Fernandes ainda confirmou se começa a partida com Renatinho ou não, agora tudo indica que o jogador será titular, além bastante habilidoso, o lateral conhece os caminhos do estádio Frasqueirão como poucos. É bom ver o experiente lateral voltando a mostrar o seu bom futebol.

Grande festa

Apenas quatro clubes ainda brigam Apenas quatro clubes ainda brigam para conquistar o 2º turno do estadual. América, Potiguar, ABC e Assu. Os demais – Santa Cruz, Alecrim, Baraúnas e Corintians – já não

Renatinho

tem chances de chegar. No jogo de hoje, possivelmente, um ou dois clubes, também poderão dar adeus ao campeonato. Após as 19h, teremos uma definição.

Tudo nos leva a acreditar que teremos hoje uma grande festa no Frasqueirão. A direção do ABC acredita que mais de 10 mil torcedores se farão presentes. O que todos nós queremos é presenciar uma grande festa. Aliás, nos jogos no Frasqueirão geralmente estamos vendo muitas crianças, mulheres, adolescentes. Que o torcedor possa incentivar a sua equipe do começo a fim do jogo. Vamos fazer uma festa bonita. Uma festa que possa ser comentada de forma positiva por todos os que gostam de futebol.

Brasil e Argentina fazem duelo no Sub-17

A Velha Senhora lidera a competição com 74 pontos, 11 a mais que o segundo colocado

T

urim (Itália) - Gazeta Press - O clássico entre Juventus e Milan, que acontecerá hoje, na Arena Juventus, em Turim, é a principal atração da 33ª rodada do Campeonato Italiano, que será disputada neste fim de semana. A Velha Senhora lidera a competição com 74 pontos, 11 a mais que o Napoli, seu perse-

guidor mais direto, e, em caso de triunfo, vai dar mais um passo gigantesco rumo ao título. Porém, a tarefa não se desenha tão fácil, já que, além da tradicional rivalidade, os milaneses, na terceira posição com 59 pontos, pretende superar os napolitanos nesta reta final e entrarem na zona de classificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa. Hoje o Milna teria que disputar a etapa eliminatória da Champions. “Trata-se de um jogo com cara de decisão”, afirmou Antonio Conte, técnico.

a Punta (Argentina) - A Seleção Brasileira tem um importante compromisso neste domingo, quando enfrentará a Argentina às 19h10(de Brasília), no Estádio Juan Gilberto Funes, em La Punta, na Argentina, pela terceira rodada do hexagonal final do Campeonato Sul-Americano Sub-17. As duas equipes dividem com a Venezuela a liderança, todos com quatro pontos. O Brasil empatou com a Venezuela por 1 a 1 na rodada passada, em resultado que não estava dentro dos planos. Por isso, é fundamental um triunfo diante dos argentinos para que o Brasil não comece a se complicar. - Nós não pensávamos em empatar com a Venezuela, mas o resultado já aconteceu e precisamos pensar no confronto com a Argentina, que é um clássico e deverá ser marcado pelo equilíbrio que já conhecemos. É fundamental somarmos pontos neste jogo - explicou Alexandre Gallo, técnico do Brasil. Pelo que se viu nos treinos antes do jogo, Gallo deverá escalar no clássico a seguinte formação: Marcos, Auro, Lucas, Eduardo e Abner; Thiago Maia, Indio e Boschilia e Caio; Kenedy e Ewandro.A Argentina vem de um empate por 3 a 3 com o Uruguai e deverá ser um adversário bem complicado, pois em nada lembra aquela equipe que encontrou sérias dificuldades para se classificar na primeira fase. Outros dois jogos movimentam a rodada de domingo. A Venezuela encara o Peru às 15h(de Brasília) e às 17h(de Brasília), os paraguaios, que somam três pontos, pegam o Uruguai.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

esportes

Apito Final EVERALDO LOPES [ elopes@tribunadonorte.com.br ]

O 16º ABC x América Após ser considerado pronto para promover os jogos em que o ABC tivesse o mando de campo, a empolgante história do estádio Maria Lamas Farache começou no dia 2 de janeiro de 2006, quando ABC e Alecrim, amistosamente, se enfrentaram e o placar foi igual em 1x1. O alvinegro perdia por 1x0 e fez tudo para evitar uma estreia com derrota. Mas, valendo ponto, jogo oficial, o primeiro ABC x América no “Frasqueirão” teve vitória dos rubros por 3x1 valendo a Copa RN. O último ABC x América foi o badalado clássico que fechou a série “B” para os dois clubes com empate de 2x2, muito tumulto, expulsões, agressões, cartões pra todo lado e punições do STJD. Oficialmente, é o 16º clássico.

Os times caseiros

Os times (2)

Se nos anos cinquenta e sessenta, ainda na época do estádio “Juvenal Lamartine” não eram incomuns as formações do ABC, América e Alecrim somente utilizando a chamada prata de casa ou, na pior das hipóteses, jogadores nascidos aqui mesmo no RN, hoje é fácil ver equipes inteiras inclusive nos clubes do interior, utilizando apenas atletas vindos de outros estados. Curiosamente, durante o período da 2ª Guerra Mundial, o Clube Atlético Potiguar tinha um time somente de cariocas, paulistas, baianos e pernambucanos. É que, o rubronegro tinha uma formação constituída de soldados, cabos e sargentos que aqui estavam servindo às Forças Armadas. Foi um período curioso do futebol potiguar, que durou enquanto também durou a 2ª guerra, isto é, de 1942 a 1945.

Voltando aos times caseiros, após liquidados os países do chamado “Eixo” (Alemanha, Japão e Itália), ABC, América, Alecrim, e os demais ficaram mais ou menos nivelados, e aí os campeões tinham 95% de norte-riograndenses. Dificilmente aparecia um bom jogador vindo de fora. Senão, vejamos: ABC campeão de 1950, considerado pela Igreja como Ano Santo, o time campeão com Washington, Dico, Toré, Gonzaga e Piloto, Lula, Jorginho e Albano, Caveirinha, Tidão e Tico. O mesmo ABC foi tri em 62 com um time todo caseiro: Sansão, Mauro, Gaspar, Cadinha e Danilo Damázio, Cileno e Wallace, Mano, Cocó, Jorginho e Jorge II. O campo para treinamentos do time era no estadinho Maria Lamas (o primitivo) ainda na rua Potengi.

Os times (3) Em 1956, o campeão foi o América, e o time era todo norterio-grandense. Eis: Cristóvão, Mauricio, Herwin, Edvaldo e Dico, Papagaio e Wallace, Gilvandro, Abel, Saquinho e Pevê. Todo de potiguares. O Alecrim foi pela primeira vez campeão, em 1962 com uma equipe toda “papa gerimun”. Confira: Sansão, Miltinho e Miro, Hilo, Berilo e Mário, Zezé, Galdino, Paulo “Geladeira”, Osiel e Ferreira. Porém, numa transformação incrível, anos depois o ABC sagrou-se campeão de 2000 com 11 jogadores de outros estados.

Os times (3) A formação-base do ABC foi esta: Sadi ou Schumacher no gol, Moisés, Michel, Mário César e Marcelo, Kal, Marcinho, Humberto e Márcio Cardoso, Leonardo, Milton e Bartô. No time do ABC campeão de 2005, só havia um norte-rio-grandense: o camisa sete, Ivan. “o terrível”. Nunca mais houve um time caseiro na dupla ABC/América. Confira, leitor abecedista, o time campeão de 2005: Adriano, Nego, Aciolly, Bruno Lourenço e Marciano, Marquinhos, Dário e Fabiano, Silva, Ivan, Sérgio Alves e Barata. Técnico, Flávio Lopes.

Beach soccer O professor e treinador de beach soccer, Andrey Valério, está com inscrições abertas para a etapa Natal do Circuito Potiguar de Beach Soccer. Na próxima

terça-feira, às 19h no Centro Esportivo de Potilândia, reunião para discutir a largada da competição. Contatos com Andrey pelos números 9108 2556 e 8608 0627.

Recorde mundial Não deve haver na história dos campeonatos de futebol do mundo inteiro, um treinador que tenha trabalhado em três clubes numa mesma competição. O autor dessa proeza é Gilberto Gaúcho. Ele iniciou suas atividades no Estadual deste ano, treinando o Potiguar/M, e agora acaba de ser dispensado do ASSU, com uma paradinha dirigindo o Corinthians de Caicó.

Recorde (2) Acredita-se que não há mais tempo para Gilberto assumir um quarto time, no Estadual. No Estadual, porque pode pintar uma série “C” ou “D” de um clube do RN ainda este ano. Antigamente, quando um rapaz trocava muito de namorada, dizia-se que era volúvel . Mas, no futebol, deve haver algum título por aí....

Jogão quente Baraúnas x Potiguar é um clássico bem mais recente do que ABC x América. Uma diferença gritante, de anos seguidos, já que o Potiguar surgiu em 1943, estando com 70 anos, enquanto o rival Baraúnas chegou bem depois, em 1960, mantendo-se em atividade há 53 anos. A dupla da capital está com 98 anos, bem próxima de festejar o Centenário, o que acontecerá daqui a dois anos.

Jogão (2) O clássico Poti-Ba desta tarde tem o mesmo peso emocional de um ABC x América, um Ba-Vi, Fla x Flu, Atlético x Cruzeiro ou Remo x Paysandu. Por isso, pelo histórico da grande rivalidade, a imprensa espera ver o Nogueirão lotado, logo mais às 17h, com arbitragem de Ítalo Medeiros, assistência de Lourival Cândido e Alex Batista. Os outros dois jogos são Corinthians x Sta. Cruz com apito de Emmanuel Eduardo e Alecrim x ASSU arbitragem de Flávio Roberto. O clássico da capital terá Heber R. Lopes no apito.

5

Dirigente chama os filiados para definir o calendário « BEACH SOCCER » Temporada vai contar com dez torneios municipais. A

grande novidade será a realização da Copa Nordeste, da Liga Nordestina

ALEX RÉGIS

A

Federação Norte-riograndense de Beach Soccer (FNBS) vai definir o calendário para temporada de 2013 e está convocando os representantes das equipes que pretendem participar das disputas para assembleia. O encontro será realizado na terça-feira, às 19 horas, no Centro Esportivo do bairro de Potilândia, que fica situado na avenida capitão Mor Gouveia. Para atual temporada, a abertura oficial do calendário será realizada com a Taça Cidade do Natal, nas categorias masculina e feminina, competição que está sendo organizada para apontar o representante da capital no Circuito Potiguar de Beach Soccer, cuja fase final está idealizado para o mês de julho. “O Circuito Potiguar já conta com nove cidades interessadas em participar. Cada município será responsável, com o apoio da nossa federação, em realizar seu torneio qualificatório. O campeão dessas competições locais estarão automaticamente classificados para participar da fase final, em Natal”, explicou o diretor técnico da FNBS, Andrey Valério. O número de cidades inscritas para o Circuito Potiguar ainda não está fechado, as prefeituras interessadas ainda podem entrar em contato com Andrey Valério (9108-2556 ou 86080627) para obter mais algumas informações. “Como nossa meta e montar um produto para depois oferecer aos patrocinadores, estamos cobrando uma taxa de R$ 2 mil a cada município para cobrir alguns custos, além de hospedagem e pagamento aos árbitros

O diretor técnico da federação, Andrey Valério está empolgado com o calendário para este ano

que irão apitar as partidas”, informou Andrey. A exceção de Natal, onde a competição qualificatória para o Circuito Estadual está marcada para maio (Taça Cidade do Natal), as demais competições qualificatórias estão programadas para ocorrer em todo mês junho até a primeira quinzena de julho. Mas as novidades na área do Beach Soccer não vão se restringir apenas as competições locais. O Campeão do Circuito Potiguar

irá disputar a primeira edição da Copa Nordeste da modalidade, que marcará o início da atividade oficial da Liga Nordestina de Clubes. Prevista para acontecer entre os dias 10 e 14 de julho, o torneio regional contará com a participação de Vitória, Confiança, CSA, Sport, Botafogo/PB, Fortaleza, Sampaio Corrêa, América ou Alecrim, como representantes do Rio Grande do Norte. O professor Andrey Valério afirmou que a federação local

pretende criar novas áreas para sediar as competições oficiais da categoria. A praça da 1ª etapa do conjunto Pirangi, será preparada para receber os jogos da Taça Cidade do Natal e também poderá receber a Copa Nordeste. “Estivemos no local e vamos preparar o campo para receber as partidas de beach soccer. A praça possui tudo o que necessitamos para oferecer aos atletas e conta com uma boa infraestrutura ao seu redor”, disse.


6

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

esportes

Ferrari tenta mostrar favoritismo « FÓRMULA 1 » A equipe italiana venceu a primeira corrida na semana passada, com Alonso e tem tido

uma boa participação de Massa. Hoje, no Bahrein, uma nova vitória pode consolidar a boa fase ferrarista KAMRAN JEBREILI/ESTADÃO

FREDERIC LE FLOCH/ESTADÃO

Felipe Massa começou melhor, mas aos poucos Alonso vai recuperando o posto de nº 1 na equipe

S

akhir (Bahrein) - Gazeta Press- Apenas uma semana após a etapa chinesa do Mundial 2013, equipes e pilotos da Fórmula 1 estão novamente reunidos para a realização do Grande Prêmio do Bahrein, quarta etapa da temporada, hoje. O Grande Prêmio do Bahrein tem largada marcada para às 9 horas, pelo horário de Brasília. O grande destaque da prova em Xangai foi o desempenho da Ferrari e de Fernando Alonso. Com uma performance impecável, o espanhol, que largou na segunda fila, assumiu a ponta na quinta vol-

ta e dominou a prova até o final. A vitória foi uma resposta às primeiras críticas à escuderia italiana, que parecia em melhor posição para a disputa do título do que em 2012, mas ainda carecia de uma performance convincente e que a colocasse como séria candidata. Mas com três etapas e três vencedores diferentes, a temporada repete o ano passado em termos de quantidade de conjuntos em condição de cruzar a linha de chegada em primeiro. Ao que tudo indica, a Red Bull permanece com o melhor equipamento, mas com exceção da

McLaren, que deu um passo atrás em 2013, Ferrari, Lotus e Mercedes nitidamente estão mais próximas da equipe austríaca, atual tricampeã mundial. Os três vencedores de 2013 são os líderes do Campeonato: Sebastian Vettel ocupa a primeira colocação com 52 pontos, seguido de Kimi Raikkonen com 49 e Alonso com 43. Lewis Hamilton começou bem o ano com a Mercedes e, depois de dois pódios e um quinto lugar, aparece na quarta posição da tabela com 40 pontos. Já a quinta colocação é do brasileiro Felipe Mas-

As paradas nos boxes do Bahrein não deverão ser tão decisivas como aconteceu no GP da China

sa, que tem mostrado ótimo desempenho nos treinos, mas com falhas nas estratégias de corrida, ainda não conseguiu um pódio.

Cautela Apesar do desempenho em Xangai, Alonso mantém cautela ao falar do F138 e de suas chances na temporada. “Eu não creio que somos o padrão de performance. Nós não temos a vantagem no carro que as pessoas estão tentando apontar agora com esta vitória. Na Austrália nós claramente não éramos os mais rápidos, e na Malásia estávamos enfrentando alguns

problemas, especialmente no classificatório”, disse Alonso ao site oficial da F1. “Já na China, a Red Bull escolheu uma estratégia estranha no sábado, quando Vettel se classificou com pneus duros e largou em nono, e ficou com a corrida um pouco prejudicada. Nós estamos introduzindo novos componentes para esta prova e teremos novidades em barcelona e Mônaco, e com isso esperamos equilibrar mais o jogo”, completou o bicampeão espanhol. O GP barenita tem suas peculiaridades, como o tempo seco, as temperaturas elevadas e a

areia na pista, o que implica no maior desgaste dos pneus. Pelo retrospecto, Red Bull, Ferrari e Lotus devem ir bem nesta pista. Vettel venceu a prova no ano passado seguido de Raikkonen, cuja Lotus costuma ter bom desempenho em provas em locais mais quentes. Na Ferrari, Alonso tem três vitórias neste circuito, sendo uma com a escuderia italiana, em 2010; e Felipe Massa venceu duas vezes, em 2007 e 2008. A julgar pelas dificuldades que a Red Bul vem enfrentando com os pneus, a balança pode estar pendendo para Lotus e Ferrari.


revista da

A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 21 de abril de 2013

Calor humano Improviso, descontração e batucada. Acompanhamos as gravações de ‘Esquenta!’, que ganha lugar fixo na grade da Globo até o fim do ano « PÁGINAS 6 E 7 »

+

Glória Pires fala dos momentos decisivos de “Guerra dos sexos”

Livian Aragão diz que é difícil lembrar a primeira vez que pisou num estúdio

« PÁGINA 8 »

« PÁGINA 3 »


2

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

«

ENTREVISTA

FOTOS DE DIVULGAÇÃO

»

Adorável assassino James Purefoy, o Joe Carroll de ‘The following’, é tão charmoso quanto seu personagem, mas diz que não leva o lado sombrio para casa THAÍS BRITTO

le é atraente, charmoso, culto e tem o dom de fazer as pessoas se sentirem protegidas. Mas isso tudo vem acompanhado de um defeito: o homem é um serial killer. Trata-se de Joe Carroll, vilão da série “The following”, que a Warner exibe às quintas, às 23h. Seu intérprete, o ator James Purefoy, compartilha algumas destas características com o personagem. Durante a entrevista de lançamento da série, em Nova York, sua fala calma, segura, sedutora e sem alterações lembra o tom usado por Carroll em suas conversas na prisão, seja com seus seguidores ou com o protagonista Ryan Hardy (Kevin Bacon). Ainda assim, Purefoy não tem nada de assustador. - Tenho dois filhos e não sou um desses atores que coloca o trabalho à frente de tudo. A vida real vem antes, meus filhos vêm antes. Eles são as coisas mais importantes da minha vida e precisam que eu seja apenas o pai deles. Então, no fim do dia, me desligo completamente do personagem - diz. Sem se levar exageradamente a sério, Purefoy defende que atuar não é uma ciência complicadíssima, “embora muitos atores tentarão convencê-los de que é”, diz. Mas apesar do discurso modesto, deixa escapar uma pontinha de vaidade ao falar sobre a virada da trama de Carroll. - Você acha mesmo que um ator como James Purefoy assinaria um contrato para aparecer na TV apenas de macacão laranja? - desafia, meio de piada, meio a sério, revelando que o vilão não usaria um uniforme de presidiário por muito tempo. Quem perdeu a grande

E

fuga do serial killer, aliás, pode aproveitar a maratona dos três episódios mais recentes, que a Warner programou para hoje, às 22h. A química entre Purefoy e Bacon é visível. O entrosamento é mais do que necessário, já que a relação complicada entre mocinho e vilão é o grande motor de “The following”. Dez anos atrás, Carroll, um professor de literatura obcecado por Edgar Allan Poe, escreveu um livro que entrou para a história como um fracasso e ainda foi preso por matar 14 estudantes. Hardy, então agente do FBI, não apenas o capturou, mas escreveu um livro sobre a história - que virou best-seller - e ainda teve um caso com Claire (Natalie Zea), mulher do serial killer. Não é de se espantar que Carroll deseje vingança: - Eles são uma espécie de espelho um do outro. Ryan escreveu o livro, então só é famoso por causa de Joe. Mas agora, Joe precisa de Ryan para um novo livro. Um precisa do outro, e isso é o mais fundamental da série. A palavra mais usada por Purefoy para descrever o personagem é “complexo”. Segundo ele, isso foi decisivo para que aceitasse assinar o longo contrato - de seis anos - com a série. Outras qualidades primordiais do vilão que angaria seguidores são “narcisista” e “sombrio”. Exatamente como descreve também seu outro papel famoso na TV, o Marco Antônio, de “Roma”, da HBO. Não importa, no entanto, que Carroll seja um assassino cruel. Segundo Purefoy, é possível sentir empatia por ele: - Qualquer personagem que sofra algum distúrbio mental é trágico, e aí consigo sentir empatia. Não acredito em conceitos de

Serial killer. Depois de fugir da prisão, Joe Carroll segue buscando vingança contra Ryan Hardy

Narcisista. O ator interpretou Marco Antônio nas duas temporadas da série “Roma”

bom e mau. Acredito em saúde mental, educação e criação. Claramente aconteceram coisas na vida de Joe que o transformaram na pessoa que é. Não se sabe o quanto deste passado o público vai conhecer, mas o ator fez o dever de casa e criou uma biografia para o personagem, que é “tão longa e pesada que nem vocês têm idade para ouvi-la”, brincou o ator com os jornalistas durante a entrevista. Outra tarefa oca-

sional de Purefoy é dar pitacos para o criador da série, Kevin Williamson, quando o personagem que é britânico, assim como ele começa a ficar americanizado demais. - Americanos gostam de encurtar as palavras e as frases e nós gostamos de falar, usar as palavras. Somos tagarelas - explica. A REPÓRTER VIAJOU A CONVITE DO WARNER CHANNEL


revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

3

DIVULGAÇÃO/CARLO LOCATELLI

EM FOCO

Sem rebeldia NATALIA CASTRO

A

os 14 anos, é difícil para Livian Aragão lembrar a primeira vez que pisou num estúdio de gravação. Também pudera. Ainda bebê, começou a aparecer nos filmes do pai, o humorista Renato Aragão. Juntos, atuaram em longas como “Didi, o caçador de tesouros” (2005) e “O guerreiro Didi e a ninja Lili” (2008). Porém, apesar da experiência na tela grande, Livian se sente uma novata em “Flor do Caribe”, trama das seis na qual interpreta Marizé. - O ritmo da TV é muito mais rápido. A gente recebe o texto para decorar e gravar dois dias depois. Além disso, é uma obra aberta, o personagem vai sendo moldado aos poucos - compara ela, que visitou uma vila de pescadores em Fortaleza para entender melhor o contexto da trama. Embora a vontade de ser atriz venha de muito tempo, Livian adiou a estreia em novelas até “Flor do Caribe” a pedido do pai, que a achava muito nova para o ofício. E, ao menos para essa adolescente, a opinião do pai é muito valiosa. - Tenho amigos que acham os pais chatos, mas eu considero os meus como melhores amigos. Eles sabem tudo da minha vida. E nada melhor do que ouvir conselhos de gente que gosta de você - ensina ela, afirmando que é uma menina tranquila. - Acho que pulei a fase rebelde. Mesmo dividida entre os afazeres da Escola Britânica onde estuda e a novela, Livian garante que dá conta de tudo. Nas horas vagas, gosta de ir ao cinema com amigos ou com os pais. - Tenho que dar atenção para todos, senão rola ciúme - brinca ela, que, como (quase) todo adolescente é vidrada na cantora Demi Lovato. - Gosto do estilo dela, da voz. De tudo! Posso dizer que sou uma lovatic (mistura de Lovato com fanático em inglês).

“É uma obra aberta, o personagem vai sendo moldado aos poucos”


Em tratamento médico, mas liberada para fazer o “Sai de baixo”, Márcia Cabrita também fará participações frequentes em “Vai que cola”, novo humorístico do Multishow, gravado com auditório. A atriz tinha recebido um convite para ser do elenco fixo da atração.

No rastro de Nina e Emily Thorne Sucesso em “Avenida Brasil” e “Revenge”, a vingança também será um dos temas centrais da novela que Cristianne Fridman escreve para a Record. O protagonista de “Vitória” será um paraplégico que tem um plano para se vingar de velhos inimigos.

‘Sangue’ na terra dos ‘hermanos’ A nova temporada de “Sangue latino”, do Canal Brasil, será na Argentina. O apresentador Eric Nepomuceno; Walter Carvalho, diretor de fotografia; e Felipe Nepomuceno, diretor, vão gravar 15 dias no país.

Uma mulher, vários dilemas

com Florença Mazza e Ana Luiza Santiago, Clara Passi e rafaela Santos kogut@globo.com.br

Presença ilustre no ‘Vai que cola’

patrícia kogut

4

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

MATHEUS CABRAL/TV GLOBO

Débora Lamm começa a gravar esta semana os esquetes de “Minha vida, meu ritmo”, programa de saúde do GNT. Ela será Laura e vai encenar vários problemas apresentados por mulheres da vida real entrevistadas por Cynthia Howlett.

ESTEVAM AVELLAR/TV GLOBO

Trilha inca e pé no altar Crianças gordinhas de bochechas rosadas tão lindas que “dá vontade de roubar todos os bebês” e grãos de milho “grandes como dentes de cavalo” são impressões bem-humoradas da viagem que Susana Vieira fez este mês ao Peru para gravar, em Machu Picchu, “Amor à vida”. Na próxima novela das 21h, de Walcyr Carrasco, ela interpretará Pilar.

- Já morei seis meses no Peru, fazendo teatro, nos anos 80. Fico fascinada com as antigas civilizações. Quero saber por que apodrecemos tanto, já que tivemos os gregos ‘top de linha’ e hoje vivemos na pedra lascada - diz Susana, tão imersa no Peru que até seu megahair louro foi comprado lá. Junto com a atriz foram Antônio DIVULGAÇÃO

Manifestação em ritmo de ‘Stomp’ “Sangue bom” terá cenas externas com ares de superprodução. Essa semana, na Barra, uma delas teve a participação de 300 figurantes. Lembrou “Stomp”, musical em que os atores dançam e tiram sons de latas.

10 Para “Tempero de família”, com Rodrigo Hilbert (muito bem) no GNT. A série é uma das melhores estreias do canal este ano, além de despretensiosa e desprovida de um certo tom esnobe que ronda algumas das atrações do gênero. Vai fundo no que interessa: boas receitas e, por trás, uma família que representa tantas outras reunida em torno da mesa.

0 Reestreia com gingado Ator e músico, Serjão Loroza gravou uma participação no “Som Brasil”, cuja nova temporada estreia no dia 26. Ele aparecerá na atração cantando os sambas “Na subida do morro” e “Rei do gatilho”.

Fagundes, Mateus Solano, Paolla Oliveira e Bárbara Paz, marido, filhos e nora dela na trama. - Foi ótimo começarmos fora da zona de conforto do cotidiano. Ganhamos intimidade. Dou 10 para quem inventou isso. Mauro (Mendonça Filho, diretor-geral) pediu para reforçar bem a agressividade de Pilar com a filha. Eu o questionei e ele disse que a razão disso era um segredo. Há um mistério do passado, a filha talvez não seja dela. É bem novelão. Eu quase mato Paolla com o olhar. Aos 70 anos, 52 de carreira e 40 de TV Globo, na vida real, Susana se vê num papel que não fazia há tempos: o de noiva. Depois de “quatro carnavais juntos”, ela vai sacramentar a relação com o ator Sandro Pedroso, de 29. - Vamos casar este ano perante a Igreja Católica. Gostaria que fosse numa igrejinha. Pedi para ele começar a preparar a papelada, que é o que demora mais, e ele mandou minha secretária - ri ela. - Tem que passar um fim de semana inteiro participando de um curso com o padre. Imagina eu ouvindo, a esta altura do campeonato, o que é casamento. Quando o padre disse que só é válido para procriar, brinquei: ‘ih, então não vai dar!’. A Igreja é muito atrasada. Se o próprio Papa (Francisco) que entrou agora já acha cafona, imagina eu. Mas Sandro é muito católico. Estou adorando.

Para “O Dentista Mascarado”, que, até agora, vem decepcionando. O programa reúne talentos incontestáveis (todo o elenco, além dos autores, Fernanda Young e Alexandre Machado, e do diretor, José Alvarenga), mas, no ar, não decolou. São muitas as piadas sem graça, algumas, infames (a do dente e da cárie, por exemplo).

Vozes para todos os timbres

Juntos pela primeira vez no cinema

O “The voice” americano, que está na quarta temporada, vai ganhar uma versão infantil na NBC, segundo o “New York Post”. Os concorrentes terão de 8 a 14 anos e o programa será gravado no mesmo horário e palco do original.

Antes de gravar “Dona Xepa”, Giusepe Oristânio filma com a filha, Julia, que fez “Malhação”. Eles contracenam em “Braços de ferro”, longa sobre Ele Cercena, responsável pelo crescimento da indústria metalúrgica na cidade de Erechim (RS).

De periguete a neurótica

Auxílio-Dramin para equipe de ‘Flor do Caribe’ Sete pessoas passaram mal, dia desses, durante a gravação de uma cena de “Flor do Caribe” num barco, em alto-mar. Todos se refugiaram o convés, com exceção de Daniela Escobar que, apesar do enjoo, gravou toda a sequência de sua personagem, Natália.

Tatá Werneck, que já faz suas primeiras cenas como a periguete Valdirene de “Amor à vida”, também gravou o piloto de “Sem análise”, título provisório do programa de humor que fará no Multishow. Tema: neuroses.


revista da

«MALHAÇÃO» Globo 17:30

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

« NOVELAS »

5

«FLOR DO CARIBE»

«GUERRA DOS SEXOS»

Cassiano não aprova o namoro de Taís e Hélio. Juliano diz a Doralice que está apaixonado por Natália. Quirino celebra com Doralice seu emprego como professor na escola. Hélio diz a Alberto que Cassiano denunciará Dom Rafael. Ester diz a Alberto que nunca o amou.

Veruska chega ao prédio onde está o heliporto de Otávio e todos vão atrás dela. Charlô surpreende Veruska. Roberta entrega os diamantes a Otávio. Roberta fica tensa com a possibilidade de Nando fazer a campanha da Positano. Charlô e Olívia descobrem o mistério do bigode preto.

Berna exige que Wanda se afaste de Aisha. Helô explica o que Morena deve fazer quando chegar à Turquia. Lívia procura Rosângela no hotel. Érica conta para Théo que Morena deixou Jéssica com ela. Lívia manda vigiarem a casa de Lucimar. Morena chega à casa da mãe.

Mário e Cirilo salvam um gato preso numa árvore. A polícia chega depois e flagra os dois na porta do estúdio. Daniel diz que é presidente da Patrulha Salvadora. Jorge diz a Helena que Jaime bateu nele. Mário e Jaime contam que Jorge delatou a Patrulha Salvadora para o dono do estúdio.

Norberto duvida de Isabel, que ameaça matá-lo e obriga que o vilão a deixe sair do quarto. Arnaud atira ao ver Isabel ameaçando Norberto e assusta a arquiteta, que é desarmada. Norberto dopa Isabel. Arnaud ajuda Fabiana a fugir e deixa Norberto furioso.

Ester concorda em esperar que Alberto volte de viagem para falar sobre o divórcio. Duque contrata Nicole para o Flor do Caribe. Taís flagra Hélio com outra. Cassiano se preocupa após saber que Alberto viajou. Alberto encontra Dom Rafael e pede que ele o livre de Cassiano.

Manoela entra escondida no estúdio de Fábio, prende o ex-marido e Geni dentro e ateia fogo ao local, mas eles conseguem sair. Ulisses compra um vestido de noiva para Vânia. Carolina tenta fugir de carro, mas acaba presa. Fábio procura Juliana. Nando flagra Juliana e Fábio juntos.

Théo conhece Jéssica sem saber que ela é sua filha. Helô fica satisfeita ao saber que Stenio mordeu sua isca e falou sobre Morena para Lívia. Carlos sai de casa. Amanda manipula Celso contra Antônia. Drica e Pepeu vão morar na casa de Helô e Creusa se desespera.

Carmen diz aos pais que o vestido foi presente de Maria Joaquina. Clara, mãe da garota, diz para Inês que não sabe de nada. Após saber da verdade, o pai da menina diz que quer falar com os meninos para esclarecer toda a história. Davi e Daniel vão até a casa de Carmen falar com o pai dela.

Fabiana negocia com Eduardo e promete entregar o endereço de Norberto em troca da sua liberdade. Lucas pede Catarina em casamento. Cercado pela polícia, Norberto deixa o esconderijo a pé. Eduardo procura Isabel no esconderijo.

Hélio tenta fazer as pazes com Taís. Dom Rafael conta a Alberto que Duque é um falsário. Amparo pede a Alberto para levar uma carta a Cristal, sem que Dom Rafael perceba. Dom Rafael consegue com o delegado um mandato de busca e prisão imediata para Cassiano.

Charlô chama Otávio de Dominguinhos e ele se irrita. Manoela pega Ciça e Fábio se desespera. Nando abandona Juliana. Roberta viaja para esquecer Nando. Felipe abre uma empresa de consultoria. Dino desconfia da gravidez de Nieta. Charlô se declara para Otávio e eles se beijam.

Morena se despede da mãe e vê Théo de longe, antes de ir para o aeroporto. Morena vê Rosângela embarcando novas vítimas e se esconde. Mustafá manda Wanda devolver a joia que ganhou de Aisha. Rosângela vê Morena no aeroporto.

Frederico pede a Carmen que pegue o vestido para ele devolver. No estúdio, Frederico ouve que a fantasia foi um presente. Indeciso entre ir ou não na festa de Larissa, Cirilo entra no salão e fantasia que dança como Elvis. Assim que o garoto chega, todos elogiam sua fantasia.

Eduardo pede Isabel em casamento. Alguns dias se passam. À espreita no casamento, Arnaud se posiciona para atirar em Eduardo. Ele perde a mira e Norberto puxa o gatilho. Arthur se coloca na frente de Eduardo e é atingido fatalmente.

Alberto combina com Gonzalo a viagem ao Brasil para prender Cassiano. Ester permite que Taís pegue Samuca para passar a tarde com Cassiano. Mila demonstra não gostar da aproximação de Juliano e Natália. Alberto telefona para Ester, e Cassiano atende em seu lugar.

A emissora não divulgou o capítulo.

Rosângela conta para Wanda que viu Morena no aeroporto, e ela se apressa para avisar a Russo. Lívia manda um DVD com imagens dela e de Théo juntos para Érica. Théo e Lívia se encaram na frente do juiz. Ayla vê Zyah e Bianca se beijando.

Larissa dança com Cirilo, deixando Maria Joaquina decepcionada. Jaime informa Valéria que a avó de Davi está mal. Davi fala que tem que contar um segredo à avó. Ricardo comenta achar bonita a amizade de Valéria e Davi. Ela repreende o pai, afirmando que Davi é seu namorado.

Catarina chora a morte de Arthur e é consolada por Lucas. Dóris briga com a irmã por causa da cadelinha e Diva decide dar fim ao rapto. Isabel conta para Mirela que pode estar grávida. Norberto e Arnaud se preparam para fugir, mas são cercados pela polícia.

Guiomar pergunta a Dionísio o que ele fez com Maria Adília. Cristal manda por Alberto um CD e uma carta para Cassiano. Juliano se esconde para que Mila não o veja no quarto de Natália. Alberto mostra a Ester o dossiê contra Cassiano, diz que vai entregá-lo à polícia e pedir a guarda dos filhos.

Último capítulo.

Áurea pede para Érica voltar com Théo. Wanda repreende Lívia pelo erro que cometeu na audiência. Jô consegue ficar no caixa da boate. Caique conhece Aisha. Érica vê o DVD enviado por Lívia e decide mostrá-lo ao coronel. Morena vê Russo no aeroporto.

Davi vai a uma sinagoga orar pela saúde da avó. Renê e Helena se encontram no hospital. Ele dá à professora uma foto dos dois. Valéria e Davi vão à casa de Mário pedir ajuda e mostram ao garoto a carta que escreveram para Deus. Mário diz que o pombo Flash Veloz levará a carta.

Norberto foge do cerco da polícia. Cremilda fica furiosa ao descobrir que Dolores fugiu e exige que as filhas procurem pela cadelinha. Arnaud e Norberto se preparam para entrar no avião, mas o vilão é atingido por um tiro da polícia e seu capanga foge.

Ester pede que Doralice avise Cassiano para se esconder. Doralice pede a Juliano que esconda Cassiano no barco. Ester avisa a Cassiano que Alberto trouxe um delegado para prendê-lo. Alberto mostra a Ester o CD e a carta de Cristal para Cassiano.

Reprise do último capítulo.

Um policial disfarçado protege Morena e Russo não consegue se aproximar. Morena conta para Jô como foi sua chegada à boate. Érica avisa a Élcio que ele será o culpado caso algo aconteça com ela ou seu bebê. Helô orienta Sheila a se aproximar de Rosângela.

Não há exibição.

Não há exibição.

Globo 18:00

Globo 19:00

«SALVE JORGE» Globo 21:00

«CARROSSEL» RECORD 20:30

«BALACOBACO» SBT 22:10

SEGUNGA-FEIRA Alemão e Caixote discutem com Lia e ela percebe que Vitor só terminou o namoro com ela por causa do irmão. Lia marca encontro com Vitor e ele não aparece. Rômulo se oferece para pagar as dívidas de Nando e se tornar seu sócio no Misturama. Kika encontra Sal e ele conta que está escondido no Rio de Janeiro. TERÇA-FEIRA Sal pede que Kika não conte a ninguém onde ele está. Fatinha tenta se aproximar de Bruno. Ela e Vitor se solidarizam com o término de seus relacionamentos. Nando, Rômulo e Tizinha regularizam a situação do Misturama e se preparam para reabrir o local. Vitor percebe que Kika está ao telefone com Sal. QUARTA-FEIRA Sal despista Vitor e inventa que está no Sul do país. Orelha convida Leandro para a estreia de seu filme com Morgana no Misturama. Gil aconselha Lia a se afastar de Vitor. Fatinha pede para dançar com Bruno, que resiste e deixa a festa, mas acaba voltando. Vitor beija Fatinha na frente de Lia e Bruno. QUINTA-FEIRA Após o beijo de Vitor em Fatinha, Lia vai embora e Ju vai atrás da amiga. Fatinha tenta convencer Bruno a ficar. Nando e Gil tocam para reanimar a festa. Vitor tenta explicar sua atitude para Bruno., pede desculpas a Fatinha e consola a amiga. Lia e Bruno veem Vitor e Fatinha saírem juntos do hostel. SEXTA-FEIRA Bruno discute com Fatinha; Lia e Ju repreendem Vitor, que decide contar a Fatinha toda a história de Sal. Lia questiona Fatinha sobre a noite que passou com Vitor e ela inventa que os dois ficaram juntos. Kika ouve a conversa de Fatinha e Lia. Bruno se surpreende com a imagem de Fatinha em um outdoor. SÁBADO Não há exibição.


6

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

revista da

ARTE DE CLAUDIO DUARTE SOBRE FOTO DE GUSTAVO STEPHAN

NATÁLIA BOERE

« CAPA »

Além do verão Regina Casé e sua trupe do ‘Esquenta!’ agora têm espaço fixo na grade de domingo da Globo até o fim do ano

m dia de gravação d quenta!”, Regina Ca ga ao Projac por vo meio-dia. Pega o carrinh circula pelo complexo d dios - “Vou sempre com cão, motorista que eu amo veito para ir me atualizan bre como foi a semana dele ta - e interage com o ele atração, com mais de 70 grantes entre músicos, da nos e assistentes de palco beijinho nas crianças e b papo com Arlindo Cruz, P Leandro Sapucahy e Xa Pilares antes de partir pa camarim. É lá que experi roupa, faz cabelo, maquia exercícios com sua fonoau ga antes de entrar em ce 16h, para gravar, por pelo cinco horas, mais um prog Essa rotina, pela primeira ultrapassar os meses de v “Esquenta!” estará na gra rante o ano inteiro e, a pa próximo domingo, muda rário - troca com a “Temp ra máxima”, passando a s bido por volta das 14h30m - A Globo sempre ped para a gente. Mas, no início medo de não me adaptar. acostumada a fazer progra rua e não sabia se daria cer tro de um estúdio. Mas a ge aprendendo - explica Regin tacando que a atração se r um sucesso e a terceira t rada, no ar desde janeiro, te dia de 14 pontos de audiê A Revista da TV este gravações da semana pas acompanhou a movime dos bastidores e da plate costuma garantir momen vertidos. - Às vezes, a plat ma o poder e não se pod nada. E isso é bom - cont retora-geral do program nica Almeida, lembrando sos, da vez em que Regin gou a ficar uma hora e me microfone. Quem vai assistir à gr começa a chegar ao Pro 13h30. “Vocês são convida quem?”, pergunta uma re nista da portaria a um gr moradores da Penha. Dita nha”, eles são encaminha devido portão e direcion

E


do “Esasé cheolta de ho que e estúo Maro! Aprondo soe “, conenco da 0 inteançari: dá um ate um éricles, nde de ara seu imenta agem e udióloena, às menos grama. vez, vai verão: o ade duartir do a de hoperatuser exim. diu isso o, tinha Estava amas na rto denente foi na, desrevelou tempoeve méncia. eve nas ssada e ntação eia, que ntos diteia tode fazer ta a dima, Mo, aos rina cheeia sem

ravação ojac às ados de cepciorupo de a a “seados ao nados a

revista da

uma área de espera, onde guardam seus pertences (não é permitido entrar no estúdio com bolsas e afins) e recebem lanches, como cachorro-quente e chocolate. Às 15h, todos o público vai para o estúdio F, onde há arquibancadas para 330 pessoas. Meia hora depois, o assistente de direção Ivo Gonçalves pede algumas reações do público, para gravar cenas de corte que facilitam a edição do programa. Atendendo ao pedido de “fazer cara de que está concordando com o que está sendo dito”, o servente Rogério Lopes, de 22 anos, brinca: Estou parecendo intelectual, hein, nem! Lopes mora em Austin, em Nova Iguaçu, e encara a jornada do “Esquenta!” pela segunda vez. Mas, e o emprego como servente? - Ah, eu faltei ao trabalho. Se quiserem, cortam a minha diária. É muito melhor estar aqui. Esse tipo de devoção dos fãs é uma das características da atração, que conquistou seguidores de todos os gêneros, idades e classes sociais. Hermano Vianna,

redator-final do programa, diz que a resposta positiva do público foi uma das razões para a equipe topar tornar a atração fixa. - Uma das meninas que está na plateia hoje veio me dizer: “Minha comida sempre queima por causa do ‘Esquenta!’ É sempre na hora que estou cozinhando, mas eu quero ver e acabo esquecendo a panela no fogo” lembra ele, rindo. A própria Regina diz que em nenhum dos programas que apresentou antes sentia tanto carinho do público: O “Esquenta!” tem uma coisa de amor. Saio na rua, e as pessoas me dão cada abraço, cada beijo, cada sorriso. Elas se sentem muito representadas. Com 20 minutos de atraso, a gravação começa, e os participantes fixos são anunciados. Arlindo Cruz, o primeiro, é bastante aplaudido e seguido por Péricles, recebido com gritos de “Periclão”. Mas ovação mesmo ganha Naldo, o convidado principal do programa que vai ao ar no dia 5 de maio e, certamente,

o mais aguardado pela plateia feminina. - Delícia! - grita Marina Maciel, de 55 anos, da plateia, ao vê-lo dançando: - Naldo é maravilhoso, e as músicas dele contagiam qualquer um, não importa a idade. Da salinha de controle, Monica dá as coordenadas para a diretora Dani Gleiser, que comanda tudo no estúdio. Ao lado de Monica, o diretor de imagem Fellipe Ayala orienta os oito câmeras responsáveis por registrar a bagunça que acontece no palco. A própria diretora-geral muitas vezes é surpreendida pelo desdobramento da gravação. - Olha aí, está vendo? Isso não estava no roteiro. Agora a gente espera - brinca ela, quando Leandro e Péricles decidem cantar “Patricinha do olho azul”, do grupo Bom Gosto, para a atriz Letícia Spiller, que sambou e até declamou poema no palco. Outro momento imprevisível acontece quando Naldo decide ir para o meio da plateia na hora de cantar “Se joga”: Ai, vai ser uma FOTOS DE GUSTAVO STEPHAN

1. À VONTADE. Letícia Spiller sambou e até declamou um poema de sua autoria no palco do “Esquenta!”

4. PRESENÇA. Luane Dias com Mumuzinho, Victor Sarro e Douglas Silva

O Rei do bairro

De repente, Michel Wallace (na foto, à direita), de 23 anos, virou figura popular em Austin, bairro de Nova Iguaçu onde mora. Descobriram que ele trabalhava como assistente de pedreiro na casa de Regina Casé, e os pedidos de vizinhos e amigos para participar da plateia do “Esquenta” passaram a jorrar. - Consegui uma van para trazer 14 pessoas toda semana para o estúdio - conta, orgulhoso. - Agora sou super assediado. Todo mundo quer vir para cá e aparecer no “Esquenta”, né?

Família aquecida

A manicure Keila Ferreira, de 30 anos, que mora na Rocinha, foi à gravação do “Esquenta” pela quinta vez, a primeira com todos os quatro filhos, e uma sobrinha de lambuja. - O Gabriel (de 6 anos, na foto) via a gente na TV e pedia para aparecer também, por isso, resolvi trazer ele - conta Keila.

O Maestro

O assistente de direção Ivo Gonçalves rege a plateia do “Esquenta” como se fosse uma orquestra. - Eu preciso dos aplausos de vocês pede, antes de a gravação começar de fato, para garantir as imagens de transição que facilitam a edição do programa. Ele pede ainda “aplausinhos”, gritos, que todos olhem para frente e façam cara de “prestando atenção” e que balancem cabeça como se concordassem com o que será dito. Agora quero o sorriso de vocês. Isso, quero ver os dentes - abusa.

2. MESTRES. Do elenco fixo, Arlindo Cruz e Péricles são os mais aplaudidos pela plateia ao entrar no estúdio

3. ALVOROÇO. Naldo canta o hit “Se joga”, se atira na plateia, e a ala feminina perde a compostura

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

1 2

Fã de primeira

3

4

Alef Medeiros tem 18 anos, mora na Zona Norte do Rio, é estudante e fã do “Esquenta”. Um caso antigo, que dura desde o primeiro programa, exibido em janeiro de 2011. - Me convidaram para participar da gravação de um programa da Regina. Pensei “Ih, vai ser chato, mas eu vou”. Acabei gostando, só achei um pouco cansativo confessa. FOTOS DE NATÁLIA BOERE

7

loucura. Seja o que Deus quiser - diz Monica, antes de a gravação ser interrompida porque dezenas de câmeras fotográficas pipocaram com a proximidade do cantor: - Gente, por favor, não tirem fotos senão vai estragar a cena - diz a diretora-geral, usando o microfone. O rapper Emicida e o sambista Jorge Aragão protagonizaram um dos encontros inusitados costumeiramente promovidos pelo programa: cantaram juntos a música “Moleque atrevido”. - Quando me disseram que ia rolar isso eu nem acreditei! - festejou Emicida, revelando-se fã de Aragão e arrancando suspiros da salinha de controle, que emitiu em uníssono um “Ahn, que fofo!” diante da frase. Além de Naldo, Emicida, Jorge Aragão e Letícia, os outros convidados foram o empresário Alê Youssef, o educador José Pacheco, a estudante Luane Dias (que ficou famosa na internet com o vídeo “As vergonhas do Facebook”), o time de basquete do Flamengo e representantes da escola Campos Salles, em Heliópolis, São Paulo. Dá para imaginar a importância da edição quando é preciso transformar quase 6 horas disso tudo em um programa de menos de uma hora e meia. - Apenas recentemente entendemos como chegamos nesse formato: o que fazemos é uma grande festa. E a documentamos. Depois editamos e embaralhamos tudo. Essa edição que não é linear e não coloca as cenas na ordem em que aconteceram foi uma escolha nossa - esclarece Monica, defendo que a experiência da equipe do “Esquenta” deixou o programa ainda mais anárquico. A gravação termina, mas o dia da apresentadora, não. Do Projac, Regina vai direto para um aniversário, em Vargem Grande. O clima de festa do “Esquenta!” demora a passar. - Sempre planejo que vou marcar uma massagem para relaxar, mas tem dias que eu saio daqui e vou para o show do Revelação, para o Bar Lagoa. Às vezes ficamos aqui mesmo, só a diretoria, na Praça de Alimentação do Projac. Fico muito ligada. Se for direto para casa, vou ficar correndo em volta do quarteirão - conta.


8

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

FOTOS DE TV GLOBO/RAPHAEL DIAS

« NOVELA »

Trinta anos depois... Em ‘Guerra dos sexos’, que chega ao fim na sexta-feira, Silvio de Abreu vai reconciliar os primos Charlô e Otávio NATALIA CASTRO

Q

uando “Guerra dos sexos” estreou, em outubro do ano passado, Silvio de Abreu deixou claro que se daria ao direito de alterar não apenas o fim da novela - exibida pela primeira vez em 1983 -, mas também os desfechos dos relacionamentos amorosos. Após quase 180 capítulos, o remake chega ao fim na sexta-feira, e o autor revela que ficou tentado a mexer até mesmo na essência da história.

- A todo momento ficava querendo levá-la por algum outro caminho, mas tinha que respeitar alguns aspectos e foi um grande trabalho conciliar as duas coisas - explica ele, que reescreveu diálogos para atualizar as situações O autor adianta que no último capítulo fará uma homenagem à sua equipe, como há trinta anos. Em cena, não haverá casamentos. Gravidez, só a de Nieta (Drica Moraes). Os casais formados seguirão, felizes, para seus destinos românticos.

DESTINO. Edson Celulari e Gloria Pires: Felipe vai pedir Roberta em casamento

EM Paz. Os primos Otávio (Tony Ramos) e Charlô (Irene Ravache) se casam e vão para o Egito em lua de mel

Reconciliados, Charlô (Irene Ravache) e Otávio (Tony Ramos) se casam e rumam ao Egito para a lua de mel. Já Dominguinhos, também vivido por Tony, reaparece ao lado da mulher, Altamira (interpretada por Irene) assim como na versão original. A solução do mistério do bigode preto é a mesma da versão original: dono de uma fundação que atende a crianças, Otávio se veste de palhaço em apresentações no circo. E, enquanto tudo são flores para o casal Frô (Marianna Armellini) e Kiko (Johnny Massaro), que selam a união em Nova York, as vilãs Carolina (Bianca Bin), Veruska (Mayana Moura) e Manoela (Guilhermina Guinle) terão finais menos glamourosos: Após ser presa, Carolina sai do cadeia por ser ré primária (“Coisas do Brasil”, diz Silvio.), recebe muitos “nãos” ao tentar trabalhar em lojas e vai vender canudinhos de coco na feira com a mãe. Veruska também para atrás das grades. Mas, segundo o autor, “é bem capaz que ela consiga dar um outro golpe antes”. Já Manoela termina numa clínica psiquiátrica. - Aí fica claro que a imagem de

curada e equilibrada era uma farsa -analisa Silvio. A grande surpresa envolve o triângulo formado por Roberta (Gloria Pires), Felipe (Edson Celulari) e Nando (Reynaldo Gianecchini). Ao retornar ao país após dois meses fora, a executiva é surpreendida por um pedido de casamento do pai de Juliana (Mariana Ximenes), mas fica balançada. Nando, por sua vez, se desilude ao flagrar Juliana com Fábio (Paulo Rocha). Gloria jura não ter preferência: Não sei! (risos). Só sei que Silvio é um maestro. Ele tem compromisso com o elenco, quer ver todos felizes. E eu me senti totalmente renovada após 40 anos de carreira - diz Glória. Não apenas por fazer comédia, ela conta. Mas, pela primeira vez, o espectador viu a atriz num figurino sexy. E, pelo visto, aprovou. Nos sete meses de trama, os itens do figurino da personagem constaram entre os mais pedidos na Globo. Fiquei muito orgulhosa. Hoje tenho maturidade para curtir em cima disso - reflete Gloria, já com viagem marcada para depois da trama.


revista da

1

FOTOS: GUILLERMO GIANSANTI/DIVULGAÇÃO/GNT

2

3

« ESTREIA» Suspense, sexo e humor ácido

pontuam ‘Copa Hotel’, nova série brasileira do GNT com direção-geral do cineasta Mauro Lima

Uma fauna variada ZEAN BRAVO

er morado um ano em Londres ajudou Miguel Thiré a entender o temperamento do seu primeiro protagonista na TV. Fred é um fotojornalista que volta ao Rio para a missa de sétimo dia do pai depois de viver por mais de uma década na capital britânica. Durante a estada, acaba decidindo se fixar novamente no Brasil para tocar o negócio que dá nome à nova série de ficção do GNT, “Copa Hotel”. Com estreia marcada para amanhã, às 22h30m, a atração tem direção-geral do cineasta Mauro Lima, de “Meu nome não é Johnny” (2008) e “Reis e ratos” (2012). Miguel, de 30 anos, fez teste para levar o papel principal na produção, e explica como a experiência fo-

T

ra do país o ajudou: Em Londres, as pessoas não costumam trocar olhares nas ruas. E Fred, embora seja carioca, traz o olhar do europeu quando volta para uma cidade que não conhece mais. As circunstâncias em que ele está envolvido são dramáticas, mas o personagem tem um humor britânico, seco, irônico. Na trama, com roteiro assinado por João Paulo Cuenca e Felipe Bragança, Fred desiste de vender o decadente hotel da família e vai contra a vontade de sua madrasta e dos filhos dela, Bia (Verônica Debom) e Tavinho (Luca Bianchi). O fotógrafo resolve tocar o negócio, que já viveu o seu auge na década de 1970 e está afundado em dívidas. - Fred tem uma espécie de regressão ao voltar ao Rio, e herda esse elefante branco. Ele mes-

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

4

mo acha absurda a ideia de tocar o hotel, mas não consegue se desfazer daquilo. É um personagem que está fora do eixo - explica Miguel. No primeiro dos 13 episódios da temporada - o segundo ano da série também já está acertado com o canal -, o protagonista resume seu sentimento em relação ao Rio: “Essa cidade é toda nostalgia para mim”. - Ao chegar , Fred se depara com essa loucura do Rio pré-Copa do Mundo e Olimpíadas. Ele não entende mais do jeitinho carioca de ser e carrega essa coisa mais dura, britânica - descreve o ator, num dos intervalos das gravações da série. Enquanto se readapta ao novo cotidiano, o fotógrafo também precisa lidar com duas mulheres que entram em sua vida. Ele se envolve ao mesmo tempo com a médica Maria (Maria Ribeiro), que conhece na missa de sétimo dia do pai, e com a atriz paulistana Antônia (Fernanda Nobre), hóspede do hotel. - Mulher não falta para ele. Mas o Fred não é um Don Juan. Ele acaba sendo devorado por esse comportamento feminino - diverte-se Miguel.

1.HERDEIRO. Miguel Thiré interpreta Fred, fotógrafo que decide tocar o hotel que era do pai 2.CENA. Natasha Stransky e Felipe Rocha estão ao lado de Miguel em diversas cenas 3.TRIÂNGULO. Maria Ribeiro faz uma médica que se envolve com o protagonista 4.SEXY. Fernanda Nobre vive Antônia, uma atriz que também terá um tórrido envolvimento com Fred

O ator protagoniza sequências de sexo com diferentes atrizes, mas garante não ter se preocupado com essa questão: A série está elegante. Essas não foram cenas que me deixaram apreensivo. No ar o resultado será excitante. No primeiro episódio, Fred flerta com uma frequentadora do bar do hotel, mas brocha na hora H. No segundo, ele arrasta a médica Maria para um dos quartos, mas também falha. - Já fiz muita cena de sexo, mas não estou querendo mais. Tenho um filho com 10 anos (João, do relacionamento com Paulo Betti) e outro de 3 (Bento, do casamento com Caio Blat). A história pode ser sensual sem ser explícita. Desta vez não fico pelada e nem beijo mulher. Não é tão animado quanto “Oscar Freire 279” - conta Maria Ribeiro, referindo-se à série sobre o mundo da prostituição de luxo exibido pelo Multishow em 2011 e na qual atuou. O fato de as duas atrações serem da mesma produtora, a Prodigo Films, foi determinante para que Maria - já no ar no “Saia justa”, no GNT - topasse integrar o elenco de “Copa hotel”. - “Oscar Freire 279” foi uma experiência muito feliz. O modelo de fazer TV deles me interessa muito. Eu quero escrever seriados, e aqui (na produtora) posso participar mais, mexer no texto. Falar de Copacabana também me animou. E ainda, rolou a oportunidade de trabalhar com o Mauro Lima - enumera ela.

PROGRAMAÇÃO TV Brasil 06:30-Sustentáculos 07:00-Palavras de vida 08:00-Santa missa 09:00-Viola, minha miola 10:15-O Brasil tem disso 11:15-Batatinhas 11:20-Senha verde 11:30-Dinosapien 12:00-ABZ do Ziraldo 12:30-Vila Sésamo 13:00-Dango balango 13:30-Batatinhas 13:35-TV Piá 14:00-Anabel 14:15-Carrapatos e catapultas 14:30-Batatinhas 14:35-Meu amigãozão 14:45-Cocoricó na cidade 15:00-Escola pra cachorro 15:10-Batatinhas 15:15-Tromba trem 15:30-Catalendas 15:40-Batatinhas 15:45-Senha verde 16:00-Papo de mãe 17:00-Amazônia com Bruce Parry 18:00-Samba na Gamboa

19:00-América Latina tal como somos 20:00-Conexão Roberto D'Avila 21:00-Esportvisão 22:00-Nova África 22:30-Soy loco por ti cinema - Perro come perro 00:15-Curta TV 00:45-Doc TV Latino América 01:45-Esportvisão 02:45-Doc TV (viagem) 03:45-Curta os curtas 04:00-Telecursos tecendo o saber 04:30-Telecurso ensino médio 04:45-Telecurso ensino fundamental 05:00-Telecurso Tec 05:15-Telecurso profissionalizante 05:30-América Latina tal como somos 06:00-Universos privados 12

Globo 05:20-Sagrado 05:30-Santa missa 06:30-Globo comunidade 07:00-Pequenas empresas 07:35-Globo rural 08:35-Fórmula 1 - CP de Bahrein 10:50-Auto esporte 11:10-Esporte espetacular 12:30-Esquenta!

13:50-Temperatura máxima: "Quarteto fantástico e o surfista prateado" 15:40-Campeonato Carioca: Fluminense x Bangu 18:00-Domingão do Faustão 20:45-Fantástico 23:05-Revenge 23:55-TUF 00:55-Domingo maior: "Ninja" 02:25-Sessão de Gala: "Um louco apaixonado"

Rede TV 05:55-Ultrafarma 07:55-Igreja Universal 10:00-Campeonato Paulista Série A2 12:00-Deus, médico dos médicos 13:00-Parceria 13:30-XGames 18:00-Video mania 18:30-Ritmo Brasil 19:00-O último passageiro 20:30-Te peguei 21:30-Teste de fidelidade 23:30-Dr. Hollywood 00:15-É notícia 01:15-Bola na rede 02:15-Superpapo 03:00-Igreja da Graça - Nosso lar

Band 06:00-Igreja Mundial 06:50-Popeye 07:00-Profetizando vida 07:30-Exerça sua fé 08:00-Igreja Batista da Barra 09:00-A informar 10:00-Baixada cap 10:30-Mackenzie em movimento 10:45-Infomercial - Polishop 11:45-Verdade e vida 12:00-Pé na estrada 12:30-Copa Petrobrás de marcas 13:30-Terceiro tempo 15:30-Campeonato Carioca 17:50-Fórmula Indy 19:40-Polícia 24h 21:00-Pânico na Band 00:00-Canal livre 01:00-Madrugada de vida nova 02:00-Show mix 02:25-Família Soprano 03:25-O encantador de cães 03:50-Popcorn TV 04:00-Igreja mundial

SBT 05:15-Semana SBT -Telejornal

9

06:30-Pesca alternativa 07:30-Brasil caminhoneiro 08:00-Aventura selvagem 08:30-Vrum 09:00-Chaves 10:00-Menino de ouro 11:00-Domingo legal 15:00-Eliana 19:00-Roda a roda Jequiti 19:45-Sorteio da Tele Sena 20:00-Programa Silvio Santos 00:00-De frente com Gabi 01:00-True blood 02:00-O mentalista 03:00-Rizzoli & Isles 04:00-Jornal do SBT

Record 07:00-Desenhos bíblicos 08:00-Domingo de prêmios 08:30-Desenhos bíblicos 09:45-Record kids 13:00-Tudo a ver 14:30-Ídolos kids 15:00-Programa do Gugu 19:30-Domingo espetacular 23:15-Tela máxima 01:15-IURD


10

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

COLUNA D O

Clube do assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo.

revista da

A TV DE... Rubens Barrichello TV GLOBO/REINALDO MARQUES

Lembra-se de algum mico que pagou ao vivo?

Promoções válidas de domingo (21/04/13) a sábado (27/04/13), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA. DIVULGAÇÃO

Não me lembro de um mico... Mas uma vez, no “Linha de chegada”, eu e o (piloto) Luciano Burti começamos a rir de uma situação, e o Reginaldo Leme teve que chamar o intervalo. Foi hilário! Qual sua novela preferida?

Curto todas, começando por “Malhação” (risos)! “Avenida Brasil”, com a Carminha, foi demais. Os pilotos vivem muito sozinhos, e a Globo Internacional se torna a parceira ideal... Depois da minha mulher, claro (risos)!

Tutubarão O Tutubarão desenvolve atividades aquáticas, através de um trabalho eficiente e excelente equipe de professores. Com mais de 30 anos, o Tutubarão é referência em escolinha de natação, agregando atividades como hidroginástica, hidroterapia, fisioterapia e etc. Esta sema na, o Tutubarão oferecerá um desconto na 1ª mensalidade, com a qual poderá fazer até 4 modalidades: natação, hidroginástica, musculação e ginástica, exceto hidroterapia e fisioterapia. O desconto só é válido para alunos novatos e com inscrições realizadas nesta semana. Av. Nascimento de Castro, 954, Dix-Sept Rosado Tel.:3223.5591/3223.5599

50%

à vista (dinheiro) na 1ª mensalidade e 30% à vista (dinheiro) nos 2 meses seguintes. Conforme descrição acima.

Com qual personagem da ficção mais se identifica?

Speed Racer, nas corridas do Mach 5. Acompanha reality shows?

A que programas de esporte gosta de assistir? Por quê?

ALEXSANDRA BORGES

O “Globo esporte”, diariamente, e o “Esporte espetacular”, aos domingos. Adoro esporte de maneira geral, e os dois programas cobrem tudo. Quais comentaristas de TV marcaram sua vida como espectador?

Fernando Vannucci, que marcou a minha infância, bem como todos os que narram a Fórmula 1.

Maktub A Maktub é uma loja completa. Lá você encontra mimos para presentes, artigos esotéricos, bijouterias, uma grande variedade de roupas indianas, artigos para decoração de seu escritório e muito mais. Aproveite mais esta excelente promoção! Esta semana, a Maktub oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, nas roupas indianas. Av. Senador Salgado Filho, 2233, Shopping Via Direta, loja 824, Lagoa Nova Tel.:3234.1897

50% à vista (dinheiro) nas roupas indianas. ■As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção, o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■Contatos para credenciamento: Depto. de Marketing. Tel. 4006-6100, R. 6262. ■e- mail.mkttn@tribunadonorte.com.br; clube@tribunadonorte.com.br

“BBB”, como todo o Brasil.

TATIANA CONTREIRAS

A que programa você assiste e ninguém imagina?

Adoro programas de curiosidade e sobre história, como os que falam sobre a Teoria do Big Bang. O que na televisão marcou sua infância?

Ouvir o “Bem, amigos da Rede Globo” (bordão de Galvão Bueno) no começo da transmissão de Fórmula 1. Não perdia uma!

Adoro programas de curiosidade, como os que falam sobre a Teoria do Big Bang.”

Como espectador, acompanhava as corridas na madrugada ou se rendia ao sono?

Nunca perdi uma. Assisto mesmo de madrugada. Minha mulher me achava louco (risos).


revista da

SOBE

“Hannibal” (AXN) é ótima. A série capricha ao dar novos contornos ao bom (e conhecido) personagem.

DESCE

EM TERAPIA. Charlie Sheen é Charlie na série em que vive um psicólogo que lida com controle de raiva

Leitores avisam: a estreia de “Downton Abbey” no GNT teve problemas na legenda.

11

« HBO. SEGUNDA, ÀS 21:00. »

seriais

Charlie Sheen bem que tenta. Ou melhor: nem tenta muito, não. Polêmica, pelo visto, está no DNA do sujeito, que causou rebuliço ao sair de “Two and a half men” por conta de seu comportamento, como dizer, complicado, ligado ao abuso de álcool e determinadas substâncias. Com “Tratamento de choque”, ele estaria deixando tudo isso para trás. Quer dizer, mais ou menos. A série, cuja segunda temporada estreia na quinta, às 21h30m, no TBS Muito Divertido, traz Sheen na pele de um especialista em controle de raiva que, por vezes, acaba sendo tomado por sua própria fúria. Algo a ver com a realidade? A atração também explora outro lado de Sheen e traz, claro, beldades para contracenar com o ator. Nesta temporada, Selma Blair segue em cena na pele de Kate, terapeuta de Charlie (personagem de Sheen). Martin Sheen, pai do ator, também ganhou papel fixo depois de fazer parte do primeiro ano da atração e permanece no ar como pai do protagonista. Os músicos Cee-Lo Green e Slash também surgem em alguns episódios. Mas é Lindsay Lohan quem deve atrair (ainda) mais polêmica: a moça faz uma participação na série e, segundo Sheen - foi o próprio quem disse ao apresentador Jay Leno em seu talk show -, fez a equipe inteira de refém nas gravações: “Ela teve uma suposta dor de ouvido e nos fez esperar por quatro horas”.

Liv Brandão e Tatiana Contreiras seriaais@oglobo.com.br

Sheen e suas polêmicas

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

FOX/DIVULGAÇÃO

Novos caminhos em ‘Mad men’ Pouco antes de a sexta temporada de “Mad men” estrear nos Estados Unidos, há duas semanas, o criador e showrunner da série fez seu habitual apelo aos jornalistas e pediu, por favor, para que não revelassem detalhes da trama. O empenho de Weiner em sua saga anti-spoiler é conhecido e tão grande que ele, inclusive, pediu à imprensa que não contasse ao público até mesmo em que ano a história começa nestes novos episódios (mas nós contamos: 1967 para 1968). Bobagem, Weiner. Não é um detalhe como esse que vai tirar o interesse do público no retorno de Don Draper (Jon Hamm), que, aqui, no Brasil, está marcado para amanhã, às 21h, na HBO. O sexto ano da série começa mostrando que Draper, mesmo depois de tantas idas e vindas, pouco mudou. E seu casamento com Megan (Jessica Paré)

começará a sofrer as consequências de seu temperamento, conta Hamm à revista americana “TV guide”. “A esta altura, ele é um homem mais velho jogando o jogo de um rapaz mais novo. Mesmo com sua mulher, que é uma atriz jovem, vibrante, sexy e vital, Don está rapidamente perdendo esse lado”, conta o ator. Ao site oficial da série, exibida nos EUA pelo canal AMC, Hamm diz que, nesta temporada, seu personagem estará em busca de respostas que justifiquem suas atitudes nem sempre as mais prudentes, a despeito de seus status de publicitário de talento. “Parte de Don é construída sobre fundações instáveis e com defeitos”, compara ele. “E acho que isso é algo sobre o que o público tende a responder: a esperança de que uma pessoa possa se redimir”. No fim da quinta temporada, Peggy

(Elisabeth Moss) segue um novo caminho (e, ao que parece, os passos de Draper) fora da Sterling Cooper Draper Pryce - que, agora, tem Joan (Christina Hendricks) como sócia e segue sem Lane Pryce (Jared Harris), que se suicidou. Também em entrevista à “TV guide”, Matthew Weiner diz que os novos episódios tem uma pegada cíclica. “Não quero que a série se repita, mas a vida se repete. Todos os personagens, nesta temporada, estão se perguntando: ‘Será que sou eu o problema? Por que sou assim?’. Mas haverá muitas respostas”, garante o criador de “Mad men”. O retorno na HBO vem junto com a estreia do primeiro ano da série na TV Cultura. Para quem perdeu as temporadas anteriores (também disponíveis na Netflix, para assinantes), é uma boa chance. O canal exibe a atração partir desta semana, sempre às quartas, às 22h.

Novo e antigo

Sem amizade

Na semana em que a Netflix disponibiliza os 13 episódios da primeira temporada de “Hemlock Grove” (foto), criada por Eli Roth (de “O albergue”), o serviço anuncia outra novidade. As duas primeiras temporadas da versão americana de “The killing” agora fazem parte do catálogo do serviço, que exibe o terceiro ano da série com a partir de setembro, logo depois dos EUA.

Depois de um site ter publicado que a NBC teria confirmado, enfim, a reunião de “Friends”, garantindo inclusive uma temporada inteira, os fãs da série levaram um banho de água fria. O próprio canal já correu para desmentir. Uma das criadoras da série, Marta Kauffman foi categórica: “Isso não vai acontecer”.

Eles voltaram

Reta final

A improvável dupla formada por um sujeito e um cachorro está de volta. A segunda temporada de “Wilfred” - que traz Elijah Wood na pele de Ryan, que enxerga o cachorro de sua vizinha como um homem normal, a despeito de uma roupa de pelúcia - estreia nesta quarta, no ainda mais improvável horário das 9h. Sim, da manhã.

Acabou a ansiedade! A segunda parte da quinta e última temporada de “Breaking bad” já tem data para estrear nos EUA. Walter White, Jesse Pinkman e companhia encerram sua jornada a partir do dia 11 de agosto. Faltam só oito episódios.


12

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Igor Fidalgo igor.fidalgo@oglobo.com.br

o que vem por aí

FOTOS DE DIVULGAÇÃO

CENA VIRTUAL DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET VEJA OS VÍDEOS EM oglobo.com.br/revistadatv

Oi? Aubrey Plaza fez o Kanye West e tentou roubar o prêmio de Will Ferrell no MTV Movie Awards. Parecia piada ensaiada, mas parece que ela acabou expulsa da cerimônia...

Olhar sobre um continente Parceria entre Discovery e BBC, a série “África” (hoje, Discovery, 21h30m) exibe, em sete episódios, um olhar demorado e profundo sobre o continente - e promete revelar espécies, comportamentos e maravilhas naturais que nunca antes haviam sido registrados por um programa de TV. Entre essas imagens inéditas estão a de um grupo de lagartos que caçam moscas nas costas de leões adormecidos no Serengeti e uma luta violenta entre duas girafas na Namíbia. Os números são impressionantes: no total, foram 1598 dias em locações, numa viagem por 27 países diferentes. Foram utilizadas 553 câmeras de 21 tipos diferentes, o que resultou em mais de 2 mil horas de gravação. Entre esses equipamentos, havia até um sistema de câmeras operado com a luz das estrelas.

ZAPEANDO A&E. O canal exibe o final da primeira temporada do reality dos especialistas em escambo “Barter kings” (terça, 22h). Arte1. O “Bio Arte1” leva ao ar documentário sobre vida e obra de Marilyn Monroe (hoje, 22h).

Tom exagerado Tom Cruise é conhecido pelas ações extremas em entrevistas na TV (o sofá de Oprah que o diga), mas desta vez quebrou ovos na própria cabeça num jogo com Jimmy Fallon.

Quem não gosta de samba... Dois dos maiores bambas cariocas são homenageados em atrações programadas para hoje. O “Faixa musical” (Canal Brasil, 17h) exibe o “Sambabook” sobre Martinho da Vila. O músico canta alguns de seus maiores sucessos, como “Disritmia” e “Menina moça”, ao lado de um grande time de convidados, que inclui Paulinho da Viola e João Bosco. Já o “Multishow ao vivo” (Multishow, 21h30m) exibe o show “Zeca Pagodinho 30 anos - Vida que segue”, no qual o sambista de Xerém também recebe convidados para interpretar seus clássicos.

De verdade Pode, Arnaldo? Nem os repórteres da Revista da TV mandariam tão mal na cobrança de pênalti. O jogador do América-SP fez algo inédito: jogou a bola para o lado!

Na nova faixa “É tudo verdade internacional” (hoje, 23h), a TV Cultura exibe a fina flor dos documentários pelo mundo. Na estreia, o vencedor do Oscar na categoria, em 2012: “Se uma árvore cai - A história da Frente da Libertação da Terra”.

Globo News. Nos 30 anos da morte de Clara Nunes, o “Arquivo N” homenageia a cantora (quarta, 23h). Sesc Tv. O primeiro episódio da série “Arquiteturas” (sábado, 21h) tem o Instituto Inhotim como tema.

Humor de volta Joselito Sem Noção, Boça e outros personagens da trupe estão de volta à MTV: o novo programa “Hermes e Renato” estreia na quinta, às 22h30m.

Lá do arouche O “Reviva” (amanhã, Viva, 23h) começa a exibir uma série de especiais em homenagem ao “Sai de baixo”, com entrevistas e bastidores.


NO FACEBOOK

Confira ensaio de moda com destaque para as estampas zebradas. facebook.com/tribunarn

ASTROLOGIA

CINEMA

PÁGINA 6

PÁGINAS 6 E 7

Vênus e Saturno fortalecem decisões e destacam mulheres no comando.

Em “Homem de Ferro 3” é hora de Tony Stark dar a volta por cima e reconstruir tudo.

ESTAMPAS DE ZEBRA ESTÃO NAS COLEÇÕES DA TEMPORADA OUTONO/INVERNO • PÁGINA 8

PAULO COELHO

“O Conto”, “Reconstruindo o mundo”, “O Fato” e “A Reflexão”: últimas histórias. PÁGINA 2

tnfamília Editor: Isaac Ribeiro [tnfamilia@tribunadonorte.com.br]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 21 de abril de 2013

Enfrentando a

timidez

Problema passa a preocupar quando torna-se excessivo a ponto de atrapalhar vários aspectos da vida, como relações de amizade e amorosas. O Curso de Psicologia da UFRN oferece programa de enfrentamento, com terapia em grupo, para quem deseja enfrentar situações angustiantes do dia a dia ISAAC RIBEIRO Repórter

BRUM

A

lternar momentos de pura extroversão com outros mais contidos faz parte do comportamento da maioria das pessoas. Mas para alguns, ser introspectivo, tímido, é o mais normal. O problema é quando isso ultrapassa todos os limites, torna-se excessivo e começa a atrapalhar outros aspectos da vida, principalmente no aspecto social. Para auxiliar quem deseja se ver livre desse mal, o Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte realiza um programa de enfrentamento da timidez, um projeto de terapia em grupo destinado a jovens e adultos, universitários ou não. De acordo com a coordenadora do programa, professora e psicóloga Neuciane Gomes, a timidez excessiva dos participantes é tratada através do método de terapia cognitivo-comportamental, onde são propostas várias ações e exercícios específicos. “Significa que propomos enfrentar as situações que elas temem muito. Mas nós preparamos elas psicologicamente para isso. Propomos ações mas

também discutimos porque ela tem medo ou o que isso significa na vida dela, porque isso está trazendo problema”, comenta a professora. O resultado, de acordo com ela, é um entendimento maior sobre o transtorno e novas formas de pensar e agir contra as situações temíveis. A timidez excessiva é, na verdade, uma forma de fobia social. Curar-se completamente pode ser improvável, mas pelo menos com o programa de enfrentamento é possível melhorar bastante e enfrentar melhor as situações embaraçosas. “Eu costumo dizer que uma pessoa fóbica social, muito, muito tímida, vai melhorar bastante com o tratamento. Não todas as pessoas, mas a maioria melhora bastante. Enfim, ela vai ter uma melhor qualidade de vida. Isso não significa que ela vai se tornar a pessoa mais extrovertida do mundo”, diz Neuciane Gomes. As inscrições para o programa seguem até o próximo dia 28, mas restam poucas vagas, como informa a coordenadora. Informações pelos telefones 3215 3603 e 3215 3604.

+

PÁGINA 3

Qualidades ficam ocultas no tímido.


2

tn família

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

« PAULO COELHO » O conto

O

iogue Raman era um verdadeiro mestre na arte do arco e flecha. Certa manhã, ele convidou seu discípulo mais querido para assistir a uma demonstração do seu talento. O discípulo já vira aquilo mais de cem vezes, mas mesmo assim, obedeceu ao mestre. Foram para o bosque ao lado do mosteiro. Ao chegarem diante de um belo carvalho, Raman pegou uma das flores que trazia no colar, e colocou-a num dos ramos da árvore. Em seguida, abriu o alforje e retirou três objetos: um magnífico arco de madeira preciosa, uma flecha e um lenço branco, todo bordado em lilás. O iogue então se posicionou a uma distância de cem passos da árvore, de frente para o alvo, e pediu ao discípulo que o vendasse com o lenço.

O discípulo fez o que o mestre ordenara. “Quantas vezes você já me viu praticar o nobre e antigo esporte do arco e flecha?” – perguntou. “Todos os dias”, respondeu o discípulo. “E sempre o vi acertar na rosa, a uma distância de trezentos passos”. Com os olhos cobertos pelo lenço, o iogue Raman firmou os pés na terra, distendeu o arco com toda a sua energia – apontando na direção da rosa colocada num dos ramos do carvalho – e disparou. A flecha cortou o ar, provocando um silvo agudo, mas sem atingir a árvore, errando o alvo por uma distância constrangedora. “Acertei?“ disse Raman, retirando o lenço que cobria os olhos. “O senhor errou, e por uma grande margem”, respondeu o discípulo. “Achei

que ia me mostrar o poder do pensamento, e sua capacidade de fazer mágicas”. “Eu lhe dei a lição mais importante sobre o poder do pensamento”, respondeu Raman. “Quando desejar uma coisa concentre-se apenas nela: ninguém jamais será capaz de atingir um alvo que não consegue ver”. Chega ao final, hoje, série de artigos tendo como temas “O Conto”, “O fato” e “A reflexão”. Leia e reflita sobre um mestre de arco e flecha, um jornalista francês e um sociólogo ateu, e sobre uma palavra que resume muita coisa na vida

O fato O jornalista francês Frédéric Lenoir pergunta ao sociólogo ateu Jacques Ellul, se é possível viver numa sociedade onde se consiga ignorar por completo a ideia de religião. - Nós podemos dizer: “Se Deus não existe, então não há porque se preocupar com religião”. Entretanto, resta o problema do se. Ninguém garante que Deus existe, mas também não afirma a sua inexistência. A escolha espiritual passa a ser uma aposta. Eu não creio, o abade Pierre crê. Qual seria o propósito desta discussão, já que ambos procuramos ajudar na criação de um mundo melhor?

A reflexão De Robin Sharma (em “O monge que vendeu sua Ferrari”): Existe uma simples palavra que sintetiza todo o sentido da vida. Ela é a Paixão. Devemos carregá-la escrita na testa, a cada minuto do dia, porque é o fogo sagrado da Paixão o combustível mais potente dos nossos sonhos. A sociedade se empenha em minimizar o sentido dessa palavra, mas nós devemos lutar para mantêla viva. Se quisermos ter uma vida miserável, devemos renunciar às coisas pelas quais somos apaixonados, e passar a trabalhar por obrigação. Eu não estou me referindo à paixão romântica – embora isso também seja importante para uma existência inspirada – e sim em permitir que o entusiasmo penetre em tudo o que fizermos. Quando isto acontece, não pensamos em passado ou futuro: pensamos no que se passa conosco naquele momento.

MÉDICO E PROFESSOR DA UFRN - BOUCINHAS_JC@HOTMAIL.COM

(PSICODERMATOLOGISTA) RITAURSULA@IG.COM.BR

« JORGE BOUCINHAS »

« RITA DE C.M. MEDEIROS HOMET MIR »

O laser de CO² já foi superado

O

bviamente todas e quaisquer obras humanas, com o tempo, tendem a ser superadas, pois tal é uma lei básica da existência e chega-se a ter efeitos superiores com procedimentos cada vez mais modernos. Os resultados do emprego do Laser de CO2 Fracionado em Estética, por melhores que sejam quanto ao rejuvenescimento facial e ao corporal, não poderiam ser exceção. Ora, uma das áreas que mais tem progredido nesse campo da Estética tem sido o do emprego de agentes químicos que promovam o combate às rugas, à flacidez, às asperezas da cútis, tudo com o fito de dar aspecto rejuvenescido à mesma. Uma área fundamental é a aplicação clínica dos produtos com ação experimental e clinicamente confirmada, o que constitui a chamada Cosmecêutica Clínica. A cada dia novos ativos (substâncias químicas de ação efetiva e bem comprovada) são oferecidos ao grande público, estando o campo a ter um progresso meteórico só superado pela explosão da Informática. A acne já foi posta de joelhos com o uso da isotretinoína, as rugas acovardaram-se antes os Peelings profundos mais modernos, um novo mundo abre-se aos interessando em ficar mais belos e aparentar mais novos. Um grande problema, porém, é enfrentado pelos modernos Cosmecêuticos. A pele humana foi projetada, por razões de proteção, para funcionar como uma barreira interposta entre o meio interno do organismo e o ambiente, pelo que resiste naturalmente a ser penetrada com facilidade. Para dirimir tal dificuldade dispõe-se, já, de vasta gama, de recursos, alguns usados pelas indústrias e outros aplicáveis no local de trabalho. Dentre os primeiros há uma série ampla de aditivos químicos que incrementam a penetração dos fármacos e outra de preparações de partículas especiais que servem de veículos a medicamentos, driblando-se assim a barreira cutânea. Dos segundos, inicialmente pode ser citada a Fonoforese. Ela está intimamente ligada ao uso dos Aparelhos de Ultrassom Terapêutico (UST) e pode ser descrita como a facilitação da transferência de substâncias através da pele por meio das ondas sonoras produzidas por eles, que penetram pelas glândulas sebáceas, folículos pilosos e ductos sudoríparos. As mais diversas substâncias podem ser utilizadas nesse trata-

Chiquinha Gonzaga e pulsão de vida

mento, em forma de cremes ou géis, podendo os princípios ativos serem até mesmo incorporados ao gel de acoplamento do UST. Os resultados são fabulosos, pois a penetração maior possibilita uma ação mais efetiva daquilo de que o organismo necessita. Um segundo e grande auxiliar para o sucesso dos tratamentos é a Micropuntura com Rolete, existindo um já bem conhecido, o Dermaroller. Tão efetivo é, que muitos chegam a considerar os resultados de seu emprego, quando feito por mãos hábeis e com aplicação de fármacos adequados e de superior qualidade, como um substituto ideal para o uso dos famosos Lasers quando nos períodos mais quentes e ensolarados do ano, nos quais muitos cuidados precisam ser tomados, e a irradiação Laser fica prejudicada. Nessas ocasiões a Rodopuntura torna-se quase uma super-heroína da beleza! Os rolinhos, com centenas de estimuladores que promovem a renovação celular, trata de acne, rugas e flacidez através da realização de micro-estimulações. E suas funções não param por aí. Como induz a regeneração, é também indicado para rugas fixas e linhas de expressão, estrias e cicatrizes. A pele, ao entrar em processo de regeneração, aumenta a produção de colágeno e de elastina, substâncias que lhe dão sustentação e aumentam a tonicidade e a turgidez. Aliandose a tudo isso o aumento da penetração de substâncias benéficas, que beleza! Ademais, embora possa, a priori, parecer um processo agressivo, não é doloroso, pois sempre se faz sob efeito de anestésico tópico. Na clínica diária pode (e deve!) ser associado a tratamentos como a Radiofreqüência e o uso de aparelhos de Infravermelho Longo. Apesar de ainda não dicionarizada a forma de chamar a nova técnica, tem-se-lhe aplicado o ápodo de Fonorodopeeling, nome feio, algo complicado e que pouco diz. Pode-se, agora, responder à pergunta-título dizendo que a aplicação do Laser de CO2 Fracionado de forma alguma está superada, e até acrescente-se que provavelmente tão cedo não o será apenas pelo emprego de procedimentos isolados. Não obstante, a associação de recursos novos abre as portas a que se tenha um recurso econômico para obter resultados bem similares (e veja-se que o Laser é muitíssimo bom) com a combinação de técnicas de ação sinérgica. Felizes estes tempos que correm, prenhes de recursos maravilhosos!

H

oje faço a minha homenagem à grande mulher, figura humana, compositora que esteve adiante da sua época por sua inteligência, sensibilidade e humanidade. Recorro ao Larousse Cultural para sintetizar a sua vida: Chiquinha Gonzaga, nome artístico de Francisca Edwiges Neves, compositora e pianista popular brasileira (Rio de Janeiro, 1847- id.1935).Aos o 11 anos de idade já escrevia sua primeira composição, Canção dos Pastores. Após dois casamentos malogrados, tornou-se professora de piano e conseguiu participar de conjuntos orquestrais que animavam as festas da época. Em 1877, lançou sua primeira composição de sucesso, a polca Atraente. Musicou um libreto de Artur Azevedo, Viagem ao Parnaso, recusado pelos diretores teatrais pelo fato de ter sido composto por uma mulher. Lutando contra os preconceitos, conseguiu finalmente em 1885 musicar uma opereta de costumes, A Corte na Roça, da qual ficaria famoso o cateretê Menina Faceira. A relação de suas obras é vasta, incluindo 87 partituras de peças teatrais e cerca de 2mil composições. Participou da campanha abolicionista, dedicando a renda da venda de suas músicas a associações em prol da abolição da escravatura; também lutou pela implantação da República. Em 1899, procurada por uma comissão do cordão Rosa de Ouro, escreveu Ô Abre Alas. Em 1911 compôs a modinha Lua Branca, conquistando novos triunfos em 1915, com Sertaneja, peça de Viriato Correia por ela musicada. Seu último trabalho teatral (música para Maria, peça de Viriato Correia ) data de 1933. Como médica, o que me impressiona foi a sua Pulsão de Vida. Tentarei explicar brevemente este termo tão usado na Psicanálise.Utilizarei o conceito de Rubens Marcelo Volich: “Ao formular o conceito de Pulsão, Freud destaca seu caráter energético, vinculado às excitações do organismo. Verdadeira força-motriz do comportamento humano, a pulsão distingue-se do instinto por sua natureza e por sua plasticidade quanto aos seus modos de expressão e objetos de satisfação. Os instintos manifestam-se e buscam satisfação essencialmente por intermédio de mecanismos automáticos da fisiologia e do comportamento, determinados principalmente por fatores biológicos e hereditários. A inanição, por exemplo, provoca um rebaixamento dos níveis de glicemia no sangue e o desconforto desse estado só cessará diante da ingestão de alimentos. Por sua vez, a pulsão é passível de manifestação por meio de seus representantes psíquicos, suportando uma maior gama de objetos e mo-

dalidades de satisfação. Tomando o mesmo exemplo,sabemos que, por um certo tempo, tanto o bebê como o adulto são capazes de suportar o desconforto da fome mediante a lembrança, de caráter alucinatório, de uma experiência anterior de satisfação.” Volto a recorrer ao Larousse Cultural para definir Eros e Tânatos. Eros , entre os gregos, era a divindade do Amor. Deus criador, nascido do caos primitivo, torna-se, a partir do séc.VI a.C., o Deus da paixão amorosa, cujo aspecto é o de uma criança que fere os corações com suas flechas.Na teoria freudiana, Eros é o conjunto de pulsões de vida, conjunto das tendências sexuais e dos desejos delas resultantes. O Eros individual fornece muitas vezes a explicação dos sonhos. Tânatos, na mitologia grega, era a personificação da morte e o filho de Nix (Noite). Vivia no Hades, com seu filho Hipnos (sono). É geralmente representado como um vulto vestido de negro ou como um espírito alado. Na psicanálise, é sinonimo de pulsão de morte. Utilizei estas definições para explicar o porquê da minha admiração por essa força vital de Chiquinha Gonzaga. Na vida é como se estivéssemos entre uma extremidade ou outra de um elástico. Hora há notícias, momentos maravilhosos, como se só Eros nos dominasse. Queremos desfrutar de todos os acontecimentos prazerosos. Hora parece que o mundo está girando ao contrário, parece até que Tânatos nos acena. A história de nosso personagem tinha quase tudo para que se sentisse como quem partiu ou morreu. Seu pai, um tirano obcecado pelas aparências de uma corte prestes a ruir. Sua mãe, filha de escravos, submeteu-se aos maltratos psicológicos de seu marido-dono. A filha era querida por esse psicopata desde que não se desviasse um milímetro do destino desenhado por ele. Bem que a pobre da Chiquinha tentou obedecê-lo, casando-se com outro dominador violento. Uma vida terrorífica. Ela não obedeceu à uma frase doentia de seu pai: “Chiquinha está morta”. Ele a matou somente em suas palavras e comportamento enfermo. Chiquinha tinha uma pulsão de vida fortíssima. Alguns usariam o termo sublimação. Pois se ela “sublimou” seu sofrimento com sua música, sua luta pelos direitos da mulher, seu trabalho pelos grandes anseios da nossa pátria na época: a luta contra a escravidão e a instauração da República, ela sublimou divinamente e com uma dignidade própria das grandes almas. Até o próximo artigo se o Bom Deus assim O permitir. Feliz domingo a todos.

« LIBERTAS » Longevidade A longevidade com saúde constitui um desejo da maioria das pessoas. O acúmulo de experiências gera uma sabedoria existencial que só os idosos possuem. Olhar para trás e reconhecer com humor as ilusões da juventude. Olhar para frente e decidir aproveitar o momento presente em toda a sua plenitude. Perceber os enganos e ressignificar as relações. Compreender as mudanças e aceitar a diversidade das gerações. Chorar suas perdas e lembrar com saudade o que foi bom. Aprender com as dores e enxergar os verdadeiros valores. Dar significado à vida e contemplar a beleza dela. Não ter pressa e se deliciar com não fazer nada. Aproveitar a companhia das pessoas queridas e valorizar cada encontro. Dissolver as mágoas e as culpas, dando lugar à compaixão. Trocar a competição pela generosidade, sentindo a alegria da doação. Entender a pequenez do orgulho

e se sentir mais humano no reconhecimento das falhas. Olhar para dentro de si e ter coragem de encarar sua sombra. Reparar o que for possível e se pacificar com os fantasmas. Maravilhar-se com os netos, percebendo a continuidade da vida. Aceitar os limites e desenvolver a humildade. Compartilhar as aflições e não ter vergonha de sentir medo. Fazer contato com a vida pela respiração consciente. Estar inteiro no aqui e agora. Quem sabe, poder sorrir para a morte e aceitá-la com a paz de quem viveu, intensamente, com amor à própria vida. Grace Wanderley de Barros Correia – grace@libertas.com.br

Avaliação Um jovem questionava o valor dos ensinamentos do mestre. O mestre, sem se perturbar, retirou do dedo um anel dizendo: “Por favor, leve este anel até o mercado e veja se

“Chorar suas perdas e lembrar com saudade o que foi bom. Aprender com as dores e enxergar os verdadeiros valores. Dar significado à vida e contemplar a beleza dela. Não ter pressa e se deliciar com não fazer nada. Aproveitar a companhia das pessoas queridas e valorizar cada encontro”

consegue uma peça de ouro por ele”. O jovem foi de barraca em barraca e o máximo que conseguiu foi uma peça de prata pelo anel. Voltou ao mestre e relatou o acontecido. O mestre então lhe disse: “Agora vá até um joalheiro e pergunte quanto ele pagaria”. O jovem assim o fez. O joalheiro olhou o anel cuidadosamente e ofereceu mil moedas de ouro. Surpreso, voltou até o mestre e relatou o acontecido. O mestre então lhe disse: “A sua noção de valor em relação aos conhecimentos que transmito é tão grande quanto a noção de valor dos mascates a respeito de joias. Quem se propõe a avaliar joias, deve primeiro tornar-se um joalheiro”. História Sufi.

Quero saber Sou casada, não trabalho, mas tenho um cartão de crédito em conjunto com meu marido. Nos últimos quatro meses tenho estourado o cartão e isto tem causado confusão no

Esta coluna é de responsabilidade da Libertas Comunidade www.libertas.com.br - libertas@libertas.com.br

meu casamento. Percebo que quando estou chateada ou com raiva dele, me dá muita vontade de comprar. Como explicar isto? Joana

Resposta Prezada Joana, Você mesma fez uma relação entre seus sentimentos e a vontade de comprar. Não torne o consumo um meio de descarregar sua raiva ou o preenchimento de faltas. O uso do cartão sem controle pode gerar problemas financeiros e ao relacionamento. Crie um ambiente em que você possa dialogar com seu marido, para resolver as dificuldades, sem vingança indireta. Avalie antes de comprar, se precisa e se pode. Busque um consumo consciente. Atenciosamente, Grace Wanderley de Barros Correia - Psicóloga - CRP 02/0279


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

tnfamília

3

Qualidades ficam ocultas no

tímido

www.tribunadonorte.com.br

VÍDEO

Profª Eunice Gomes fala do programa da UFRN de enfrentamento à timidez

Para psicóloga, isolamento social, longe de festas e baladas, faz os mais introvertidos se dedicarem a experiências solitárias. Quem conseguir entendê-los, encontrará pessoas sensíveis e inteligentes

M

uitas vezes os tímidos são pessoas mal compreendidas ou passam despercebidas dos olhos da multidão desenvolta e falante. Mas podem esconder qualidades insuspeitas e talentos ofuscados. O fato de não se entregar tão facilmente aos apelos de amizades e amores fortuitos, leva os mais recatados a se fecharem num mundo próprio, mas nem por isso desinteressante.

Para a psicóloga Jemima Morais Veras, quando alguém consegue entender o tímido pode encontrar a oportunidade de conviver com pessoas com muito conhecimento, sensíveis, criativas, capazes de reflexões coerentes e sensatas sobre a vida e outros assuntos. “São características desenvolvidas devido o isolamento social. Não frequentando as baladas, festas e encontros, o tímido

acaba buscando algo para fazer sozinho. Devemos considerar que essas características passam a não valer a pena quando tudo isso é uma fuga para o sofrimento”, analisa a psicóloga. Para ela, a timidez pode ter origem numa relação com pais muito rígidos, que exigiram comportamentos e resultados perfeitos, que não se preocupavam em aparar as dificuldades e falhas dos filhos; ou ainda demonstra-

ram sentir vergonha de suas exposições e tentativas de aprender ou experimentar. Constrangimentos também podem originar comportamentos introvertidos. “Os pais precisam prestar atenção se seus filhos estão preferindo ficar em casa, estão evitando as festas de aniversário, estão fazendo uso de bebidas alcoólicas para se tornar mais corajosos, apresentam problema

de fala, tem amigos somente virtuais, tem dificuldade de aceitar as mudanças e as novidades”, recomenda Jemima. Segundo ela, em alguns casos a pessoa pode superar a timidez, principalmente se tem uma família compreensiva, amigos acolhedores ou professores atentos. “Mas caso o ambiente não seja favorável ou a pessoa tenha dificuldades mais acentuadas, é preciso procurar ajuda profissional.”

BATE PAPO JUNIOR SANTOS

ALEX REGIS

Neuciane Gomes psicóloga e professora da UFRN

“Redes sociais facilitam a interação” — Quando a timidez passa a ser algo patológico?

Algumas profissões não admitem embaraço Se tiver que falar com alguém que não conheça ou entrar em um ambiente onde só estejam desconhecidos, a jornalista Kedma Araújo, 32 anos, sente o peso da timidez que lhe acompanha. “Fico ensaiando o que vou dizer.” Apesar do comportamento introvertido, ela diz nunca ter tido maiores problemas com sua profissão. Embora tenha escolhido ser jornalista, ela optou pela área de rádio justamente para evitar o contato pessoal direto com as pessoas, como conta. “Mesmo assim, quando era para ligar para alguém, sempre era algo muito sofrido”, comenta Kedma. Mas mesmo com toda introversão, ela diz nunca ter deixado de cumprir uma pauta. Quer dizer, quase nunca... “Lembro quando a presidente Dilma participou de um evento na UFRN e fui pautada para cobrir. Tinha perguntas, mas não consegui fazer. Não consigo me impor no meio dos outros repórteres. Nesse aspecto, atrapalha...” No quesito bem querer e amizade, a timidez chega a atrapalhar um pouco as coisas para Kedma. Há uma certa dificuldade de fazer a conversa desenrolar, segundo ela. Mas quando o papo flui de tímida(o) para tímido(a), a história é diferente. Kedma diz ter uma colega mais tímida do que ela. “Ela chega a ficar com as mãos trêmulas; coisa que não tenho. Entre nós, a timidez não atrapalha, vamos longe quando conversamos. No Facebook então, parece até que somos amigas de infância.” E por falar em Facebook, as

Como enfrentar a timidez Algumas formas para tentar superar a introversão excessiva e enfrentar situações angustiantes com mais desenvoltura

» Compreender a sua timidez Compreenda com qual frequência sua timidez se manifesta; tente compreender os acontecimentos e estímulos que provocam essa sensação e em que grau prejudica o seu dia a dia.

# Aceite a rejeição # Aprenda com a experiência # Siga em frente

» Transforme a autoconsciência em autoconhecimento

# Renuncie ao perfeccionismo excessivo

Perceba que as outras pessoas não estão necessariamente olhando para você. Além disso, a maioria está muito ocupada com seus próprios problemas, objetivos e desafios.

» Conheça seus pontos fortes

traasve #ovu ras-ch

pala

Todos nós temos qualidades únicas e diferentes maneiras de nos expressarmos na vida. É importante conhecer e aceitar plenamente as coisas que fazemos bem.

# Pratique mais suas habilidades sociais.

» Identifique algo em que você seja bom Identificar suas forças e virtudes irá aumentar sua auto-estima e melhorar e reforçar a sua auto-imagem e o seu autoconhecimento.

# Memorize e relembre-se do seu sucesso

» Perceba em que essa virtude

lhe dá vantagem

Se você é bom ouvinte e observador, use isso

redes sociais facilitam muito as coisas para os tímidos, já que evitam o contato direto com as outras pessoas. “Você tem aquela barreira de proteção e seu corpo não está presente — apesar de ser você mesmo na conversa”,

# Foque-se no momento presente

para identificar o que é funcional para os outros e se serve a você também. Escolha alguém positivo, alegre confiante, observe-o e copie o que lhe serve.

» Aprenda a gostar e a cuidar de você Observe-se mais e tire proveito de sua forma de ser e de se relacionar consigo, com os outros e com o mundo. Cuide de si, faça coisas que você gosta, agradeça suas capacidades e habilidades.

Atrapalha no lado sentimental até mais do que nas amizades. Dependendo da situação, chego logo falando que sou tímida” MARIA APARECIDA telefonista (foto acima)

» Não se conforme com tudo Tentar agradar e encaixar-se no perfil de todas as pessoas é desgastante e chato. Entenda que não há problema em ser diferente. Na verdade, as pessoas populares, alegres e exuberantes, também sentem inseguranças e dúvidas.

» Interaja com as outras pessoas Ao invés de focar-se no seu embaraço quando se encontra em situações sociais, foque-se naquilo que está acontecendo, no que as pessoas dizem, como se comportam.

comenta Kedma. Para a telefonista Maria Aparecida do Nascimento, 21 anos, a timidez não chega a atrapalhar o lado profissional, mas em situações cotidianas, sim; principalmente no tocante a novas

amizades e paqueras, pois as pessoas acabam tendo a impressão que ela é antipática. “Isso atrapalha ainda no lado sentimental até mais do que nas amizades. Dependendo da situação, chego logo falando que sou tímida.”

— A sociedade valoriza mais os extrovertidos?

Eu não conheço pesquisas a respeito para afirmar que a sociedade valoriza mais os extrovertidos, mas certamente essas pessoas que têm mais facilidade de conversar, de interagir, a vida delas parece ser menos complicadas, digamos assim. Mesmo porque a pessoa que é excessivamente tímida tem dificuldades sérias; tem dificuldade, por exemplo, de conseguir emprego, de fazer uma entrevista de emprego, de interagir com pessoas estranhas, interagir com pessoas do sexo oposto, de apresentar um trabalho e assim por diante. Tendo em vista essas dificuldades, poderíamos dizer, que seria mais fácil para as pessoas extrovertidas interagir com as outras pessoas. Então, elas têm mais visibilidade na sociedade. — Redes sociais são positivas para os tímidos?

» Afirmações As palavras podem ter muita força. O que dizemos a nós mesmos é gravado no nosso subconsciente. Então, afirme sempre: “Sim, eu posso!”

Exatamente quando está está trazendo problemas à vida da pessoa. Por exemplo, a pessoa que não consegue ir para uma entrevista de emprego, porque para ela é extremamente difícil se expor. E hoje, nas empresas, é comum juntar várias pessoas para fazer dinâmica de grupo. Você imagina aí; para ele já é difícil passar por uma entrevista, imagina passar por uma situação dessa no qual ele vai se expor para outras pessoas no emprego. Tem gente que recusa uma acensão para progredir no emprego porque a partir dali ele vai ter que comandar ou participar reuniões. Ele tem capacidade para isso, mas a situação para ele é aterrorizante. Então, ele recusa até ganhar salário melhor.

Fico ensaiando o que vou dizer. Mas na hora de ligar é sempre algo muito sofrido” KEDMA ARAÚJO jornalista

Mais uma vez, vou dizer que não tenho dados de pesquisas. Mas pela prática clínica e as conversas que a gente tem no meio, realmente a rede social facilita a interação, porque existe uma barreira entre eu e o pessoal que está do outro lado. Não estou vendo cara a cara e não tem essa coisa de estar sendo julgado, ao vivo e a cores. Há um intermediário que o computador, a internet.


4

tnfamília

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013 JOÃO NETO

JOÃO NETO

JOTA OLIVEIRA

Talento Com o lema “Pensar como o cliente”, a Art&C mostra porque é responsável pelas principais propagandas da cidade com sua desenvoltura e talento. Confira algumas delas no artc.com.br.

Carpe Diem! Nascestes no lar que precisavas, vestiste o corpo físico que merecias, moras onde melhor Deus te proporcionou, de acordo com teu adiamento. Possuis os recursos financeiros coerentes com as tuas necessidades, nem mais, nem menos, mas o justo para as tuas lutas terrenas. Teu ambiente de trabalho é o que elegestes espontaneamente para a tua realização. Teus parentes, amigos são as almas que atraíste, com tua própria afinidade. Portanto, teu destino está constantemente sob teu controle. Tu escolhes, recolhes, eleges, atrais, buscas, expulsas, modificas tudo aquilo que te rodeia a existência. Teus pensamentos e vontade são a chave de teus atos e atitudes... São as fontes de atração e repulsão na tua jornada vivência. Não reclames nem te faças de vítima. Antes de tudo, analisa e observa. A mudança está em tuas mãos. Reprograma tua meta, busca o bem e viverás melhor. Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo Fim. (Mensagem Chico Xavier)

Vivas para Maria Soledade Fernandes em idade nova hoje

Festeiros de dez: Paulo de Tarso Teixeira e Inalva

Promessas

Censura

Seguro

Temporada de desfiles e há sempre peças que caem no gosto das fashionistas. Da vez é a calça photoshop, com efeito emagrecedor. Conheça no Fashion do blog.

O clipe da nova música do cantor Psy teve a exibição proibida na TV pública da Coréia do Sul por ter conteúdo que pode “prejudicar a ordem pública”.

Um empresário de Hong Kong encomendou um iPhone 5 diferente. Ele vai “guardar” a herança da família, um diamante negro de 26k, no botão home do aparelho. JOÃO NETO

CEDIDA

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

Luiz Eduardo Tinoco Barreto rasgando folhinha amanhã

Jota Oliveira

Parabéns! Esta coluna abraça e canta parabéns para os aniversariantes: Tércio Flor, Michele Cabral, Cláudia Farache, Vera Azevedo, Marcio Pedroza, Felipe Pereira Rocha, advogada Maria Soledade de Araújo Fernandes, Sadock Albuquerque e Suzana Schott. Nesta segunda, dia 22, vivas antecipados para Luiz Eduardo Tinôco Barreto, médico reumatologista Francisco Pignataro (Pig) e José Aranha Lins Filho.

Off-Road Aventureiros em busca de boa programação já podem se preparar. A Pé na Estrada Trilhas Ecológicas está com programação especial para o mês de abril. Inscrições pelo www.penaestredatrilhas.com.

Publicidade Casal do momento, Bruna Marquezine e Neymar são os preferidos para campanhas do dia 12 de Junho, dia dos Namorados no Brasil. Os contatos já estão adiantados. Nada melhor que unir o útil ao agradável, será que o amor dura?!

Celebrando

O empresário Nevaldo Rocha em pose com o neto aniversariante Felipe Pereira Rocha

Em tempo de festa, a descontração de Daniele e Doca Abreu

Como já é tradição, dona Anita Maia terá sua idade nova celebrada amanhã, pelas amigas, com um chá de adesão, que acontecerá no Versailles – Tirol, a partir das 17h.

História da tipografia reconstruída « CULTURA » Museu Gutenberg, na Alemanha, expõe diversas obras de todos os centros tipográficos,

mostrando a importância das letras de metal para a evolução da cultura escrita e da mídia do século 21 FOTOS: DIVULGAÇÃO

GUDRUN STEGEN Agência Deutsche Welle

O

Museu Gutenberg fica no centro antigo de Mainz, bem em frente à catedral da capital do estado da RenâniaPalatinado (sudoeste), num prédio renascentista cujo nome é “Ao Imperador Romano”. Mas, afinal, quem era esse Johannes Gensfleisch, conhecido como Gutenberg, ao qual a cidade de Mainz dedica todo um museu e que é considerado até hoje o inventor da imprensa? Homem de negócios astuto, ele descobriu, a seu tempo, um nicho de mercado, ao criar letras de metal móveis, que podiam ser reunidas aleatoriamente. E como era um artesão experiente e ao mesmo tempo um homem de negócios disposto a arriscar, Gutenberg acabou por construir a prensa necessária para a impressão das letras. Sua invenção tomou o lugar dos métodos até então usados para a produção de livros e iniciou na Europa uma verdadeira revolução midiática, sem a qual o mundo moderno seria inconcebível. Gutenberg nasceu em Mainz no ano de 1400. Por ocasião dos 500 anos de seu nascimento, os cidadãos resolveram dedicar um museu ao mais famoso filho do lugar. No ano de 1901, era festivamente inaugurado o Museu Gutenberg, um dos mais antigos do gênero do mundo, que recebe anualmente mais de 100 mil visitantes. Em aproximadamente três mil metros quadrados, são exibidas as artimanhas técnicas e artísticas de Gutenberg, celebrado hoje como “o

Prensa de Gutenberg tomou o lugar dos métodos de produção de livros da época e iniciou na Europa uma verdadeira revolução

homem do milênio”.

Tesouros da tipografia

Johannes Gutenberg: inventor da imprensa

Na parte histórica do museu, uma das principais atrações é a “Oficina de Gutenberg”, reconstruída nos andares de baixo do prédio. Ali pode ser observado como funcionava uma prensa, incluindo a fundição dos caracteres de metal, a colocação e a impressão com as letras de chumbo – uma demonstração muito apreciada por excursões de escolares, por exemplo. Alunos bem jovens ficam normalmente impressionados

quando podem assistir “ao vivo” como funcionavam as prensas de ferro dos tempos de Gutenberg. Ao percorrer as seções históricas do museu, o curador de coleções tipográficas da Ásia, Claus Maywald, explica que a casa não apresenta informações somente acerca de Gutenberg. “Somos muitos museus num só”, diz ele. O mais interessante entre as peças históricas, segundo Maywald, é a Bíblia, na qual couberam, pela primeira vez, 42 linhas em uma só página. Essa Bíblia é considerada a

obra prima de Gutenberg, criada por ele com a ajuda de seus vinte funcionários de então, com diversas figuras, caracteres coloridos e sinais diversos. A obra de 1282 páginas é, segundo o curador, tão perfeita a ponto de causar inveja às impressões modernas no que diz respeito à composição e layout.

Escritos artísticos da Ásia Mas o Museu Gutenberg oferece ainda mais coisas: ao galgar novamente alguns lances de escada, o visitante depara-se de repente com a escultura de um vi-

gia em tamanho natural, que olha sorrateiramente de cima para o observador. Ele indica o caminho para o baú de tesouros da China, do Japão e da Coreia. Os espaços atrás da escultura permanecem na penumbra: um sutra darani japonês e um pergaminho budista impresso com um pedaço de madeira do século VIII, ali expostos, fazem parte dos primórdios da história tipográfica da Ásia. Do mundo árabe há ainda um bloco de prensa do século XV – um dos poucos deste tipo ainda preservados. Além disso, o museu expõe uma prensa chinesa dos anos 1920. Maywald salienta que, embora haja divergências entre Europa e Ásia no que diz respeito à suposta origem da tipografia, há uma cooperação estreita entre instituições de ambas as regiões. Enquanto na Alemanha podem ser observadas peças que remetem à história da tipografia na Ásia, coreanos e chineses apresentam em seus países trabalhos de Gutenberg. De acordo com Maywald, já aconteceram inclusive exposições conjuntas sobre o tema. O curador explica que a tipografia já era anteriormente conhecida nos países asiáticos, tendo surgido em diversos lugares. Mas foi a partir de Mainz que ela ganhou o mundo. Hoje, o Museu Gutenberg expõe diversas obras de todos os centros tipográficos. Em mostras regulares, é possível também entender melhor a importância das letras de metal criadas por Gutenberg para a evolução da cultura escrita e da mídia do século XXI.


tnfamília

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

LUCIANO TOSCANO

Exclusiva

5

LUCIANO TOSCANO

Os fãs da Prada acabam de ganhar outra opção no Brasil. A badalada grife inaugurou loja no shopping Village Mall – RJ, 2ª no país. O melhor de tudo?! Linha exclusiva de bolsas só para o pedaço.

Agito Próximo dia 4 de maio, a festa da padroeira de Parnamirim promete agitar os festeiros com shows de Raça Negra, Banda Grafith e Forró da Pegação. Sob a batuta da Viva Promoções, o sucesso é garantido.

Recursos Em ocasião de lulus, Lúcia Oliveira, Valeria Cavalcanti, Veruska Borges e Cristina Pinto

Lenize Cardoso, Magda Barbalho e Priscila Fonseca em lançamento TT JOÃO NETO

CANINDÉ SOARES

Estudos De olho no Enem, o Contemporâneo vai realizar um simulado para alunos de escola púbica e privada. Inscrições até o dia 2 de maio pelo www.simuladoaberto.com.br e as provas acontecem no dia 5.

Farpas Picuinhas entre os estilistas sempre existiram, mas uma recente promete pegar fogo. Roberto Cavalli resolveu opinar sobre o estilo de Karl Lagerfeld chamando-o de ridículo. Agora é esperar a resposta.

Cultura A partir de amanhã, a Funcarte estará recebendo projetos para a Lei Djalma Maranhão, que, este ano, disponibilizará mais de R$5 milhões para projetos culturais. As inscrições vão até 22 de outubro.

Inauguração

Em noite de corta-fitas, Jan e Naty Faria em pose com a mami Nina Salustino

Em recente temporada natalense, os afilhados Eduardo do Ó e Andreia Flor

Única

Defesa

Telinha

Fãs do Pet Shop Boys já tem data certa para matar as saudades: dia 22 de maio. A dupla fará apresentação única por terras tupiniquins com sua turnê “Electric”. Os ingressos entre R$100 e R$500.

A descriminalização da maconha está ganhando mais defensores. Sete ex-ministros da justiça, dos governos FHC e Lula, encaminharam oficio ao STF favorável ao porte para consumo próprio.

Já é possível assistir filmes 3D no celular sem aqueles óculos feiosos. A película EyeFly 3D, desenvolvida para iPhone, permite a visualização normal e ainda protege o aparelho contra arranhões. Demais!

Novo endereço para os amantes da boa decoração. A Mac inaugura próximo dia 25, sua nova loja em Natal, na Hermes da Fonseca, 901 – Tirol. Os convidados serão recebidos com coquetel às 19h30.

LUCIANO TOSCANO

BOBFLASH

BOBFLASH

Bagunçado

Modernos Valentino acaba de lançar uma coleção capsula inusitada de tênis masculinos. Toda em estampas camufladas, a Rockrunner vem para agradar os homens modernos.

Em noite de passarela, Ângela Almeida, Josimey Costa e Elzinha Dutra

« PSICOLOGIA »

Esquizofrenia e saúde mental são temas de evento gratuito Encontro é voltado para estudantes e profissionais da área e será realizado dia 27

A

psicologia é um campo do saber que aprecia o ser humano em seus diversos contextos e em todas as suas dimensões. Sob esse olhar, o curso de Psicologia do Centro Universitário Facex (Unifacex) promove, há dois anos, o Café com Psicologia, encontro voltado para estudantes e profissionais da área . A primeira edição de 2013 acontece no próximo dia 27 de abril, a

Os ginastas brasileiros estão desembolsando dinheiro próprio para financiar os treinos. Como exemplo, os irmão Diego e Danielle Hypólito, demitidos do Flamengo, estão usando rendimentos das campanhas que estrelam.

partir das 16h. O evento acontecerá no Auditório II da Unidade III do Unifacex, localizado na Rua Orlando Silva, Capim Macio, com o tema “saúde mental”. Será exibido o filme “Solista” e, depois, haverá um bate-papo com a psicóloga Karin Bulik, sobre Esquizofrenia e Saúde Mental. O Café com Psicologia é aberto ao público e gratuito, mas as vagas são limitadas. As inscrições devem ser feitas na secretaria do Curso de Psicologia do Unifacex. Informações: e-mail cafecompsicologia@facex.com.br ou pelos telefones: 3235.1415 / 8815.1916.

Nos agitos do samba Devassa, Henrique Celestino e Teresa Moura

Augusto Benfica e Nati Bandeira em tempo de festa no Devassa

A tendência da estação apontada pelos hair stilysts é o cabelo bagunçado. Não aquele desgrenhado, mas com mais volume e ondulado, dando um ar mais natural.


6

tn família

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

LIEGEBARLHO.COM

Filantropia

Os parabéns da coluna para o repórter fotográfico Canindé Soares, que venceu o Prêmio Abril de Jornalismo com uma fotografia publicada na revista Nova Escola, em janeiro de 2012. O fotógrafo concorreu com 23 pessoas, ao prêmio na categoria “Matéria Completa”, com a reportagem “Inove e Faça Como Eles”, que mostra dez ideias desenvolvidas por professores para trabalhar em sala de aula da pré-escola ao 9º ano.

Oscar Liderado pelo empresário Anthony Armstrong, o Grupo Ecohouse Brasil Construções ganhou os prêmios de “Melhor Construtora fora do Reino Unido” e “Campanha de Marketing Mais Transparente”, renomada associação de profissionais em imóveis, a Association of International Property Professional. Conhecido como o Oscar da indústria imobiliária internacional, a premiação foca no serviço ao cliente e reconhece a excelência e o profissionalismo, estabelecendo novos parâmetros no mercado imobiliário internacional.

Simulado O Complexo Educacional Contemporâneo está com inscrições abertas até o dia 2 de maio, para o primeiro simulado aberto nacional do Rio Grande do Norte, através do Sistema Anglo de Ensino. A prova é gratuita e destinada aos alunos do ensino médio e pré-vestibular de qualquer escola pública ou particular, para que testem como seria o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio. O teste será realizado no dia 5, nas Unidades Salgado Filho e Cidade Verde. As inscrições podem ser feitas no site www.simuladoaberto.com.br.

Nilde Cantalice ladeada por Natércia Protásio e Rosângela. Cantalice brindando aniversário

Literatura Anthony Armstrong recebeu premiação em Londres

Willy Saldanha, atuação na presidência do Detran/RN

Presidenta Dilma Roussef, o vice Michel Temer, presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves com a irmã Ana Catarina Alves, durante encontro do PMDB em Brasília

» ANIVERSÁRIOS » eee Os parabéns da coluna para Ticiano Duarte, Luiz Almir, Soledade Fernandes, Erivaldo Mesquita, Nena Botelho Medeiros, André Lucorpe, Nilde Cantalice, Toinho Silveira, Airton Ferraz, Lorena Câmara, Osair Vasconcelos, Odileia Costa, André Elali, Janaína Amaral e Roberto Pacheco.

» VIVAS PARA ELES »

Touro 21/04 a 20/05 Você pode se divertir muito hoje com um amigo inteligente e bem informado. Um passeio ou viagem rápida se tornará um presente dos deuses para quem, como você, deu um duro danado a semana toda. Reconhecimento, encanto e prazer neste domingo.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Se você se comprometer com um familiar, faça de tudo para cumprir o que foi acertado. Hoje se dá bem quem cumpre a palavra e prioriza as relações antigas, fiéis e testadas pelo tempo. Você conseguirá se organizar a tempo de fazer tudo. Nada de voos altos.

Leão 22/07 a 22/08 Um triângulo perfeito de planetas em signos de terra conferem a você neste domingo a sensibilidade, a visão penetrante e o senso de valor real que as coisas e as pessoas merecem. Boa aplicação de seu dinheiro, decisões pautadas na razão e consistência afetiva.

Virgem 23/08 a 22/09 Lua em seu signo hoje, muito positiva para dietas de desintoxicação, embelezamento e cuidados com o corpo e as emoções. Desintoxique-se! Medite! Procure a natureza. Expedientes simples que surtirão um resultado além do esperado. Força e foco.

★A coluna recebeu um criativo convite do escritor e pesquisador João Felipe da Trindade, que estará autografando mais um livro. Intitulada de “Mais notícias genealógicas do Rio Grande do Norte”, a obra será lançada amanhã, às 19h, no salão de festas do Residencial Sintra, na rua Tereza Campos 1575 – Lagoa Nova. ★O Sistema Fecomércio, através do Sesc, realiza esta semana, de quinta-feira ao sábado, o projeto “Seleção Brasil em Cena”, através da oficina de dramaturgia com o roteirista e diretor carioca, Walter Daguerre. A oficina é destinada para estudantes, classe teatral, dramaturgos, encenadores e pesquisadores, e será realizada na Sala de Seminários do Sesc Centro, em Natal. Para participar da atividade é necessário antes se inscrever em uma das 20 vagas oferecidas através dos e-mails nmsilva@rn.sesc.com.br e n.nilton@gmail.com.

LIEGEBARLHO.COM

Roberto Pacheco

Libra 23/09 a 22/10 Aproveite o domingo para descansar das atividades da semana, especialmente as sociais. Tudo bem simples, pés no chão, frutas e silêncio, luz do Sol, o que seja básico. Este voltar ao chão se revelará benéfico a suas emoções. Preserve sua intimidade também.

Escorpião 23/10 21/11 Finalmente um astral belo e poderoso a seu favor, um oásis de acolhimento, afeto e alegria. As emoções que curam, a chuva que lava como as lágrimas, os pequenos detalhes que garantem que o mundo, afinal, continua o mesmo. Mas diferente, melhor.

Sagitário 22/11 a 21/12 O astral de hoje privilegia a lealdade diária, a rotina que estrutura os grandes passos, os mergulhos íntimos que liberam emoções ruins. Tente pousar nessa energia com coração aberto, sem voar alto, para não voar sozinho, incompreendido e silente.

Lino Lima, 1º lugar regional da Olimpíada Nacional da Oceanografia

André Elali

« CINEMA » ★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ✩ ESTREIA

Lua, Vênus e Saturno fortalecem decisões sólidas e destacam mulheres no comando mundial

O contato com uma irmã, prima ou amiga do peito será excelente para ajudar você a entender melhor o que se passa em sua vida. Assim poderá fazer a ligação entre um propósito financeiro maior e seus sonhos de criatividade. Filhos são o assunto do domingo.

Canindé Soares recebeu o prêmio Abril de Jornalismo

Dramaturgia

Ticiano Duarte

Câncer 21/06 a 21/07

Espetáculo ★A Opus, do amigo gaúcho Carlos Konrath, traz Disney Live! de volta ao Brasil com o novo espetáculo Festival Musical do Mickey. Na nova produção, o personagem e seus amigos vão agitar o mundo com as estrelas de Aladdin, A Pequena Sereia e Toy Story. A turnê no Brasil estreia em Ribeirão Preto, em julho, no Theatro Pedro II e desembarca em Natal com exibição de 11 a 14 de setembro no Teatro Riachuelo.

Os cumprimentos da coluna para a pediatra Sônia Mesquita, da Ami Personali. Antenada a tudo que diz respeito ao universo da pediatria, a médica participou, em Recife, do 12º Simpósio Brasileiro de Vacinas. O evento fez uma atualização para os médicos sobre as novas modificações do caderno vacinal do país.

BÁRBARA ABRAMO

Um clima mais sóbrio e comprometido nas relações amorosas. Batalhe por isso e será atendido, já que há um concerto astral favorável a compromissos e seriedade nos afetos. Mas tem de haver calma e cuidado com detalhes. Nada de alvoroçamentos...

HELIS VERÔNICA

Pediatria

«HORÓSCOPO » Áries 21/03 a 20/04

Célia faz coro de vivas para seu muso Fernando Nunes, que brinda mudança de idade

JOVINHO

liegebarbalho@tribunadonorte.com.br

Prêmio

Titina Medeiros, Caio Fernandes e Francisco Ramos. Ela será a garota propaganda da Constel

Liege Barbalho

Um grupo de amigas de Anita Catalão Maia promove amanhã no Versailles Tirol, jantar beneficente para comemorar o seu aniversário. O encontro organizado por Ione Salem, Fátima Lapenda, Isabela Barbalho, Nevinha Dantas, Avani Policarpo e Fátima Lima, além de celebrar a vida, tem a oportunidade de reunir os amigos e promover assistência social para instituições filantrópicas. As senhas serão vendidas no local. As organizadoras do evento pedem, preferencialmente, doações de fraldas geriátricas e lençóis, que serão destinadas às instituições de idosos do RN.

LIEGEBARLHO.COM

Capricórnio 22/12 a 20/01 Um luxo o astral de hoje para você! O prazer se alia a uma receptividade atenta aos amigos e às minúcias que pontuam laços que sobreviveram a décadas e terremotos emocionais. Filhos, amores, amigos, tudo orna e deixa seu coração secretamente contente.

Aquário 21/01 a 19/02 É domingo de profundidade, de aceitar as pessoas que escolhem pela preferência e não pela lógica, nem pela razão, nem pela ciência. O seu corpo pode dar o sinal de que é preciso respeitar algo; ir devagar, trazer a razão até onde o pé consegue pisar.

Peixes 20/02 a 20/03 Um papo ótimo com algumas pessoas, arejar a cabeça dando uma volta por aí, contar com a receptiva acolhida do cônjuge ou namorado, boas opções para hoje. Você saberá notícias de um amigo, que tem alguma história ou segredo. Enredo de filme!

✩ – UM PORTO SEGURO (12 anos, legendado) Moviecom 2. Sessões 14h50, 17h10 e 19h30 / Cinemark 3. Sessões 12h50, 15h20, 17h50, 20h30 e 23h (sáb) Uma jovem com passado misterioso chega à cidade de Southport. No local, ela se envolve com um viúvo e acaba sendo obrigada a enfrentar o segredo que a persegue. Diretor: Lasse Hallström ★ ★ ★ MAMA (14 anos, legendado) Moviecom 2. Sessão 21h50 / Cinemark 5. Sessões 12h (sáb e dom), 14h10 e 19h10 Há cinco anos, as irmãs Victoria (Megan Charpentier) e Lilly (Isabelle Nélisse) desapareceram da sua vizinhança sem deixar vestígios. Desde então, seu tio Lucas (Nikolaj Coster-Waldau) e sua namorada Annabel (Jessica Chastain) têm procurado por elas. Mas quando, incrivelmente, as crianças são encontradas vivas em uma decrépita cabana, o casal se pergunta se as meninas são os únicos hóspedes que eles receberam em sua casa. À medida que Annabel tenta apresentar às crianças uma vida normal, ela começa a se convencer que existe uma presença maligna em sua casa. Direção: Andrés Muschietti

✩ – O ACORDO (14 anos, legendado)

Moviecom 4. Sessões 14h10, 16h30, 18h50 e 21h10 / Cinemark 4. Sessões 12h40, 17h20 e 22h10 O astro de filmes de ação The Rock está de volta na história de um pai cujo filho é sentenciado a 10 anos de cadeia por envolvimento com drogas. Para reduzir a sentença do garoto, o pai concorda em atuar infiltrado para derrubar um poderoso narcotraficante. Direção: Ric Roman Waugh ★ ★ ★ VAI QUE DÁ CERTO (12 anos, nacional) Moviecom 5. Sessões 14h50 e 19h20 / Cinemark 2. Sessões 13h, 15h, 17h10, 19h20, 21h40 e 23h40 (sáb) O filme narra o reencontro de cinco amigos de adolescência que compartilham a frustração de não terem alcançado o sucesso que projetaram para suas vidas. A possibilidade de recuperar o tempo perdido surge através de uma tentadora e arriscada proposta: o assalto a uma transportadora de valores. O crime (quase) perfeito que prometia transformar suas trajetórias cumpre o seu propósito, mas não exatamente como planejaram. Direção: Maurício Farias


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

tnfamília Leilão de lands em sampa O buxixo é de que no leilão das Land Rover ocorrido em S.Paulo na última semana , dos mais de sessenta carros só trinta e oito tinha placas de Natal. HUMMMMMMM!

Jornalistas homenageados

» VOLTANDO À TOCA »

O presidente da AL, deputado Ricardo Motta vai presidir homenagem a alguns jornalista da cidade no próximo dia 24, em sessão solene às 9:30h.

Quando pensávamos que ela já estava avionando para Paris, eis que ela deixou o Leblon e aportou na TOCA DO MIGA. Claro, era a própria MÁRCIA CARRILHO que atendia o apelo dos amigos e veio comemorar seu aniversário em Natal, aproveitando um bilhete TAM que ganhou de presente. Ela desembarcou e convocou alguns amigos freqüentadores do seu paraíso e festejou. Foi um domingo memorável com comidinhas deliciosas, começando pelo seu sofisticado “blini”: grude de Extremoz com caviar e salmon, endívias recheadas, pastinhas de bacalhau... E o almoço estava perfeito: carne de sol, penne com lagosta, peito de frango com ervas e batatas ao gratin. Dançamos, curtimos a boa música de Nôga, o piano magistral de Luiza Maria e a “canja” de Marília Sá. Na hora do parabéns Márcia distribuiu plumas que deram um colorido à tarde trepidante de Márcia Carrilho que feliz recebeu a visita do irmão Marcílio (Aci como carinhosamente o chama) com o filho lindo Milton Gabriel...Aqui vamos com os clic’s de JM, os meus sumiram no meu Iphone. E Lá Carrilho já embarcou para o Rio e em seguida para um casamento em Paris. Confiram mais clics no Xereta.

Eu quero meu carro

Prêmio Esso

Nesta segunda-feira vou apagar velinha pelos 120 dias ou sejam quatro meses que estou sem carro. A CAOA comprou a SUBARO e nos deixou na mão. Do que adiante propagar que o carro é perfeito, não quebra e não ter assistência. Para esse tipo de empresário não tem penalidade??? E o Seguro Bradesco que pagamos não tomo providências???

O jornalista/escritor Humberto Borges está de volta à terrinha. Brilhante em toda sua trajetória, trocou Santa Tereza pela nossa “Dois de Novembro”. Tivemos prazer de sua convivência na Toca do Miga, na companhia dos primos Gracio CâmaraBranquinha. Aqui escolheu para escrever!

Chaplin Recepções... Pelo “Save the Date” assinado por Anna & Apolinário teremos a primeira avant premiere do CHAPLIN RECEPÇÕES no próximo dia 25. Show! É a duplinha Paulo & Cláudia Galindo agora vão fazer um belo gooooool

Sem Iphone... Sem instrumento de trabalho e me sentindo “abandonada no deserto”, desde a última segunda-feira estou sem comunicação. Meu celular foi levado “por engano” de uma caixinha eletrônica do BB. É isso mesmo, porem depois do BO, solicitei denunciei e solicitei as imagens gravadas na agência. Agora é esperar.

hilnethcorreia@tribunadonorte.com.br

Conheço Clodoaldo Bahia desde a sua chegada em Natal, ainda muito jovem, fazendo festas infantis, criando personagens... Foi lá na Nick, ele acolhido pela mamy Ignez Motta. Clodoaldo foi crescendo, investindo na sua profissão e tomando conta do mercado com profissionalismo. É um incansável! Cresceu, procurou uma formação, concluiu recentemente a Faculdade de Arquitetura na UNP. Divulgamos, aplaudimos... Clodoaldo não faz só festas de casamento, formaturas, de eventos sociais. Ele também faz decorações temáticas e assim tem sido com carnavais, festas juninas e natalinas. Nada disse sai barato, demanda tempo, equipe e pesquisa. Nossa solidariedade é ao amigo, ao artista que desenvolveu um trabalho para gestores irresponsáveis e se vê com seu direito enjaulado.

Hilneth Correia

Nossa solidariedade ao talento

{ PODEROSOS - Sérgio-Degese e Jean-Marc-Lacave

DIA DO BEIJO Os apaixonadinhos Julia Arruda e Renato Quaresma

ESCOLINHA DA ABELHINHA Os alunos Gê Soares e Carlos Sérgio. Sem vagas...

★ ★ ★ OS CROODS (Livre, dublado) Moviecom 6. Sessões (3D) 14h40 e 19h25 / Moviecom 7. Sessão 14h20 / Cinemark 7. Sessões (3D) 11h10 (sáb e dom), 13h30, 16h10 e 18h50 Família pré-histórica precisa achar um novo lar quando sua caverna é destruída. Liderados por Grug (Nicolas Cage), só não imaginavam que sair das cavernas ia render a maior aventura de suas vidas. Direção: Kirk De Micco e Chris Sanders ★ ★ ★ G.I. JOE 2 – RETALIAÇÃO (12 anos,

dublado e legendado) Moviecom 6. Sessão (dub) (3D) 17h / Moviecom 6. Sessão (leg) (3D) 21h40 / Cinemark 7. Sessões (leg) (3D) 21h10 e 23h30 (sáb) A equipe dos G. I. Joe luta contra Zartan, seus comparsas e os líderes mundiais influenciados por ele. Do primeiro filme

★ ★ ★ OBLIVION (12 anos, legendado) Moviecom 7. Sessões 16h30, 19h e 21h30 / Cinemark 6. Sessões 13h20, 16h, 18h40, 21h20 e 23h55 (sáb) Um soldado aposentado é o único sobrevivente do planeta Terra depois de uma guerra com alienígenas. Ele encontra uma nave especial com um sobrevivente, os dois então saem em uma aventura épica. Com Tom Cruise. Direção: Joseph Kosinski ✩ – MEU PÉ DE LARANJA LIMA (12 anos,

nacional) Cinemark 1. Sessões 11h30 (sáb e dom), 14h, 16h20, 18h30, 20h50 e 23h10 (sáb) Zezé tem quase oito anos e vive com sua família pobre no interior. Ele é sensível, precoce, um contador de histórias. Seu esporte favorito é transformar sua casa e a vizinhança em cenário para suas traquinagens. E elas não são poucas. Seu refúgio preferido é um pé de laranja lima. É com ele que desabafa as coisas ruins que lhe acontecem, que comemora uma boa novidade ou com quem divide suas travessuras secretas. Uma história de amor e amizade tão

1-Meu amigo fotógrafo Marco Rodrigues fez aniversário e ganhou jantar de sua amada Alicinha Silveira no apê em que ela mora com sua mãe de 101 anos, Maria Alice Silveira. Marco e Alicinha têm uma relação perfeita : cada qual no seu espaço, sempre de bem com a vida e delicadíssimos...Os duros tempos modernos pedem assim.

3- COM inauguração discreta, rechegada de “bacanas” e sem imprensa poder clicar a abertura no Rio bateu todos os recordes mundiais de vendas em aberturas de lojas da Prada. Arrasou!!!

Homem de Ferro 3: reconstruindo DIVULGAÇÃO

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ✩ ESTREIA

legendado) Moviecom 5. Sessões 16h50 e 21h20 / Cinemark 5. Sessões 16h30 (sáb e dom), 21h30 e 0h (sáb) Mike Banning (Gerard Butler) é um exoficial do serviço secreto com um passado sujo, que tem a chance de se redimir ao se tornar a única esperança dos EUA contra terroristas que tomam o controle da residência oficial do presidente americano, a Casa Branca. Direção: Antoine Fuqua

Viuvinha no Brasil!!!

2- O primeiro lançamento foi na pérgula do Copa e o próximo será dia 24 de abril, à partir das 18h , na Livraria Cultura, no Shopping Fashion Mall. É a minha amiga querida Liliana Rodriguez-Senac Rio e Rosa Real Editoras lançando seu novo livro. Infelizmente estarei em Brasília... VIVAS PARA ELA – SOLEDADE FERNANDES

retornam Duke (Channing Tatum), o ninja Snake Eyes (Ray Park) e Storm Shadow (Lee Byung-hum). O veterano Bruce Willis interpreta o General Joe Colton, homem que deu origem ao codinome G.I. Joe. Diretor: Jon M. Chu

}

Um toque carioca... NÓS NA COMUNIDADE O anfitrião Mindelo, Cláudio Porpino e Hilneth Correia

« CINEMA » ★ ★ INVASÃO A CASA BRANCA (16 anos,

eee Abraçar e festejar Tércio Flor,Maria Soledade Fernandes, Felipe Pereira Rocha,Michele Cabral,Vera Azevedo,Márcio Pedroza, Carlos Alberto,Cláudia Farache,Luiz Eduardo Tinoco Barreto,o médico querido Francisco Pignataro (Pig),José Vanildo,Carolina Felinto,Amaro França,Eduardo Patriota,Eider Furtado Menezes, André Lucarpe,Wellington Santos,Adriana Keline,Gerson Antônio Salustino Antunes,Dj Lobinha,Toinho Silveira,Alexandre Machado Loureno,Ana Lúcia Barreto,Tatiana Souza,Magda Carrilho Torres, Virgínia Dias e Dulce Motta de Carvalho

Não é a toa que a tilintam nos salões como a preferida. Na última semana o presidente mundial da Maison Veuve Clicquot, JeanMarc Lacave, veio ao Brasil e foi homenageado no Mr. Lam, recebido pelo presidente da Veuve para o Brasil, Sérgio Degese. Um jantar regado aos champagnes Clicquot, naturalmente! Veio conhecer de perto o mercado brasileiro que está entre os oito maiores consumidores do champagne Veuve Clicquot no mundo. Primeira visita ao Brasil e passagens por S.Paulo e Rio onde se reuniu com a imprensa no Cipriani. É porque não veio conferir as borbulhas nas taças tupiniquins...

Dama especial Em tarde de adesão ANITA MAIA ganha "parabéns solidário" nesta segunda-feira, final de tarde, no Versailles/Tirol. Presentes? lençóis brancos e fraldas geriátricas para doação.

» PARABÉNS PARA VOCÊS »

7

tocante quanto o mais improvável dos encontros. Direção: Marcos Bernstein ✩ – HOMEM DE FERRO 3 - 3D (12 anos,

dublado e legendado) Cinemark 2. Sessão (dub) 0h (qui) / Cinemark 6. Sessão (leg) 0h (qui) / Cinemark 7. Sessão (leg) 0h (qui) Em Homem de Ferro 3, o industrial, arrogante, porém brilhante, Tony Stark luta contra um inimigo cujo alcance não tem limites. Quando Stark vê seu mundo pessoal destruído pelas mãos de seu inimigo, ele embarca em uma angustiante jornada para encontrar os responsáveis. Uma jornada que a cada reviravolta seus brios serão testados. Stark terá que sobreviver lançando mão de seus próprios dispositivos, contando com seu instinto para proteger os mais próximos. Em sua luta, Stark descobre a resposta para a pergunta que o atormenta em segredo: o homem faz o traje ou é o traje que faz o homem? Direção: Shane Black

★ ★ ★ ALVO DUPLO (16 anos, legendado) Cinemark 4. Sessões 15h10 e 19h50 (exceto ter e qui) Depois de verem seus parceiros morrerem, o matador de aluguel Jimmy Bobo (Sylvester Stallone) e o detetive de polícia Taylor Kwon (Sun Kang), de Nova York, formam aliança para se vingar do responsável pelas mortes, nas ruas de Nova Orleans e nos bastidores de

Washington. Direção: Walter Hill ✩ – NO (14 anos, legendado)

Cinemark 4. Sessão 19h40 (ter e qui) Em 1988, o ditador chileno Augusto Pinochet, diante da pressão internacional, convoca um referendo sobre o seu mandato. Os líderes da oposição convencem o jovem publicitário René Saavedra (Gael García Bernal) a liderar sua campanha. Com pouquíssimos recursos e permanente vigilância dos guardas de Pinochet, Saavedra e sua equipe criam um audacioso plano para vencer a eleição e libertar seu país da opressão. Diretor: Pablo Larraín ★ ★ ★ JACK, O CAÇADOR DE GIGANTES – 3D (10 anos, dublado) Cinemark 6. Sessão 11h (sáb e dom) Uma guerra antiga se reinicia quando um jovem trabalhador do campo abre inconscientemente um portal entre o nosso mundo e uma raça de gigantes. Soltos na Terra depois de séculos, os gigantes tentam reconquistar seu território que foi perdido, forçando o jovem Jack (Nicholas Hoult) a entrar na batalha para impedi-los. Lutando por um reino e seu povo, e pelo amor de uma corajosa princesa, ele fica frente a frente com os guerreiros que ele pensava serem apenas uma lenda... e ganha a chance de se tornar uma lenda também. Direção: Bryan Singer

O primeiro filme foi totalmente seguido pelas histórias em quadrinhos e continua da mesma forma, após derrotar vários inimigos ele agora tem sua vida inteiramente destruída, e tenta reconstruir tudo indo atrás primeiramente do responsável por toda essa angustia que a trama trata. Ele vem enfrentando dificuldades para dormir e quando enfim consegue dormir,ele tem vários pesadelos, terríveis, deixando-o aterrorizado e preocupado. O Mandarim, quem decide atacá-lo com força total, destruindo por inteiro a sua casa e capturando o que ele tem de mais precioso, totalmente fracassado e destruído pela explosão na mansão ele tenta ressurgir do mar, aonde foi levado junto com os destroços para superar o mal que agora o tormenta. Para que ele possa enfrentá-lo, seu inimigo pega o que mais ele tem de valor na sua vida, sua namorada Pepper Potts, a única que ele temia nunca conseguir proteger apesar de ser a coisa de mais significado para ele. Tomado pela dor e pela vingança ele vai atrás de Mandarim, para recuperar o seu amor e superar o seu grande medo do fracasso. Com isso uma guerra em sua vida começa tornando tudo turbulento em busca se salvar Pepper e recuperar dignidade, o que todos passam a pensar que ele possa ser um terrorista. O Homem de Ferro 3, promete ser o melhor filme de 2013 e vai trazer mais fãs a essa apaixonante serie de filmes. (via Info Hoje)


8

tnfamília

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 21 de abril de 2013

Look total FOLIC e brinco SOL BIJOUX

Cropped ESTRELA VIVA, short BAIN DOUCHE, brinco SOL BIJOUX, bota STUDIO TMLS e bolsa MYOSOTIS Look total ESTRELA VIVA, acessórios SOL BIJOUX

INSTINTO ANIMAL

Vestido FOLIC, brincos SOL BIJOUX e cinto BAIN DOUCHE

Vestido FOLIC, bota STUDIO TMLS e brincos SOL BIJOUX

news :::::::::::::

Entra e sai moda e as estampas do “mundo animal” continuam aí... Nas ruas! E não adianta dizer: “Ah, eu não aguento mais ver tantos bichos!”. O animal print virou clássico e estampa com muito requinte roupas e acessórios. Onças, leopardos, girafas, cobras... Na verdade é até difícil viver sem eles. Nessa temporada de outono/inverno, deu zebra! Ou seja, os motivos zebrados ganham força pela combinação do preto e branco e aparecem em tops estilo cropped usados com saia na altura do joelho, shorts e pantalonas. Vale também combinações com peças de alfaiataria e transparências. Só tenham cuidado para não “carregar” demais nas misturas de estampas.

Equipe Glam desembarcou hoje da cidade maravilhosa trazendo na bagagem muitas novidades sobre tudo que rolou na 23ª edição do Fashion Rio verão 2013/2014. A cobertura total sobre o evento sairá na próxima edição da revista Glam e aqui na Tribuna do Norte. Aguardem!

Quer ser a próxima Miss Rio Grande do Norte? Para participar basta fazer a inscrição no site www.missbrasiloficial.com.br ou na Tráfego Models com Sandra Máximo. As inscrições estão abertas para garotas entre 18 e 25 anos de altura mínima de 1.68m. Mais informações no (84) 8899.0413.

georgeazevedo@tribunadonorte.com.br

Depois do sucesso da Feira 40º em Natal, o Grupo Merkator prepara o seu tradicional Salão Internacional do Couro e do Calçado (SICC), chegado a sua vigésima segunda edição, como a maior mostra de calçados do país este ano. A feira acontece em maio, entre os dias 27 e 29 no Centro de Eventos Serra Park, em Gramado/RS onde serão lançadas as coleções de primavera-verão 2013/14. Vamos sim! Cropped ESTRELA VIVA, colar, short e cinto BAIN DOUCHE, brinco e clotch SOL BIJOUX

O cast Tráfego Models está presente em mais uma temporada de desfiles do Maraponga Mart Moda em Fortaleza – CE. O evento tem inicio hoje e segue até o dia 24 de abril.

Os modelos potiguares Clarice Mousinho e Yan Karsten são as novas estrelas da Santana Têxtil, e fotografaram a campanha internacional da marca na capital alencarinha sobe a batuta da fotógrafa Delfina Rocha. FICHA TÉCNICA Direção de Moda: George Azevedo Fotos: Giovanna Hackradt Beleza: Anilson Knight Stylist: Weuquens Queiroz

Já viram a nova coleção Rio Center? Na seção masculina o charme da moda casual com ótimas opções com camisas de tricoline, jeans e paletós. Também com ótimas opções em looks esportivos e na sapataria. A moda feminina, nem se fala, é um show a parte. E o corenr com a coleção Day By Day de Nathália Farias continua em alta. Passa lá!

Tribuna do Norte - 21/04/2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you