Issuu on Google+

» OS CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 5665 ANÚNCIOS E 30 PÁGINAS FUNDADOR:ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 61 • Número 194 • Domingo,06 de novembro de 2011

MÔNICA IMBUZEIRO

ADRIANO ABREU

OS PUPILOS GENIAIS DE NICOLELIS

GASTOS PÚBLICOS

Presos custam 15 vezes mais que um aluno na escola

[ NATAL 1 E 2 ]

O custo mensal de um detento para o Estado chega a R$ 3,5 mil, 15 vezes mais do que o custo de um aluno na sala de aula (R$ 233,88). A diferença, sem desmerecer o preso, revolta os educadores. [ NATAL 3 ]

MEIO AMBIENTE

Rosalba escolhe técnico para dirigir o Idema O geógrafo Gustavo Szilagyi, professor da UnP, vai substituir Marcelo Toscano na presidência do Idema. A escolha de Szilagyi foi feita pela governadora Rosalba Ciarlini. [ PÁGINA 7 ]

MERCADO

SOBERANO DAS NOVE De volta à Globo depois de encarnar vilões na Record, Marcelo Serrado faz do afetado mordomo Crô um sucesso em ‘Fina Estampa’. [ REVISTA DA TEVÊ 6 E 7 ]

Empresas de eventos também se destacam no Top A festa do Top Natal, que será realizada na próxima quinta-feira, é uma oportunidade também para mostrar o talento das empresas do RN que trabalham na promoção de eventos. [ ECO NOMIA 8 ]

SAÚDE

Urologistas pedem descredenciamento de plano privado Cerca de 30 urologistas discordaram dos valores pagos por consultas e saíram da Unimed Natal. O plano não aceitou a proposta de contratar a cooperativa da categoria. [ NATAL 5 ]

GAUDÊNCIO TORQUATO Queda de nove pontos percentuais na aprovação à democracia merece atenção. [ PÁGINA 7 ]

JORNAL DE WM Mário Moacyr Porto já traçou a gênese da corrupção: ela começa nas administrações municipais. [ PÁGINA 2 ]

CLÁUDIO HUMBERTO A presidenta Dilma vem costurando apoios para Garibaldi Filho presidir o Senado. [ PÁGINA 10 ]

96

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

ALEX REGIS

MARIDO DE ALUGUEL Cresce em Natal a oferta de “marido de aluguel”, profissionais autônomos e especialistas em pequenos reparos domésticos. [ TN FAMÍLIA 1 E 3 ]

ALEXANDRE BORGES E A PAIXÃO PELO TRABALHO [ NATAL 11 ]

RENATO GARCIA E OS DESAFIOS DO CRESCIMENTO [ ECONOMIA 7 ]

[ ELEIÇÕES ] Dos 25 municípios potiguares com direito a aumentar o Legislativo,só Pau dos Ferros e São Miguel não abrirão novas vagas

Câmaras do RN abrem 90 novas vagas para vereadores em 2012 Nas eleições municipais de outubro do próximo ano vão estar valendo as regras da Emenda Constitucional 48, em vigor desde o ano passado, que permite aos municípios ajustarem o número de vereadores ao de habitantes. No Rio Grande do

Norte, 25 Câmaras Municipais aumentaram o número de vagas e o total de vereadores potiguares para 1.707. As novas vagas não implicam em repasses (4% dos orçamentos municipais) maiores para o Legislativo e, ainda assim,

aumentar o número de vereadores não faz sentido para analistas políticos e lideranças civis. Em Natal, a Câmara terá 29 vereadores. No Estado, só Pau dos Ferros e São Miguel decidiram ficar com as vagas que já têm. [ PÁGINA 3 ]

SALVANDO EMPRESAS NO NINHO Instalada há 14 anos no RN, a experiência de “incubadoras de empresas” tenta retirar o estado do grupo das quatro menores taxas de sobrevivência (62%) de micro e pequenas empresas no país. De cada 100 novos negócios, 38 fecham em 24 meses. [ ECONOMIA 6 ] JUNIOR SANTOS

DOIS ATORES E UM PALCO ABANDONADO [ ESPORTES 2 ]

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

HOME PAGE:

www.tribunadonorte.com.br

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

opinião

Domingo | 06 de novembro de 2011

ESPAÇO LIVRE [ Agnelo Alves ]

Jornal de WM WODEN MADRUGA - woden@terra.com.br

Corrupção começa no município

“A

corrupção na administração pública é um fato ostensivo e notório, e um dos maiores focos de corrupção se encontra nas administrações municipais”. Esta afirmação é de um jurista, constitucionalista, professor de Direito, magistrado e humanista. Culto e brilhante. Seu nome: Mário Moacyr Porto. Advogado, Promotor Público, Juiz de Direito, Desembargador. Presidiu o Tribunal de Justiça da Paraíba e foi diretor da Faculdade de Direto e reitor da Universidade Federal da Paraíba. Vindo morar em Natal, transferiu sua cátedra para a Faculdade de Direito da UFRN. Ensinava Direito Civil, advogou e foi presidente da OAB-RN. Presidiu também a Mineração Tomaz Salustino. Participou da elaboração da Constituição de 1988. Pertenceu à Academia Paraibana de Letras e à Academia Norte-RioGrandense de Letras. Grande “causeur”, sempre bem humorado, fazia parte das rodas de conversas na Livraria de Walter Pereira. Esta sua afirmação de que a corrupção na administração pública tem como um dos maiores focos as prefeituras está numa carta (na qual é bastante generoso com este cronista) que me escreveu em março de 1989. O pensamento do doutor Mário Moacyr Porto está atualíssimo. A carta poderia ter sido escrita hoje. Transcrevo-a na íntegra: “Natal (RN), 06 de março de 1989. Caro Woden Na altura a que cheguei na vida, deveria estar cuidando, unicamente, da salvação da alma e outros problemas metafísicos. A casa dos setenta, como diz Manuel Bandeira, não é uma casa mas uma tapera. E como não temos mais vigor físico para dar maus exemplos nos consolamos em dar bons conselhos. Creio que a reflexão é do Marquês de Maricá, autoridade dos maiores sobre o mundo, o diabo e a carne. Esta carta não visa, propriamente, dar “bons conselhos” ao brilhante jornalista e homem de letras que você é, mas oferecer sugestões sobre o que a imprensa poderá fazer a prol do povo, sem maiores despesas ou comprometimento da “linha” do jornal. Por exemplo: Informar aos brasileiros e brasileiras sobre os direitos e prerrogativas que lhe assistem ou que lhes foram outorgadas pela vigente Constituição Federal. Não me refiro aos estereótipos costumeiros ou encontradiços em qualquer Constituição, que valem mais pela sonoridade de suas palavras do que pela eficácia real dos seus mandamentos. Refiro-me, ao contrário, às providências práticas, objetivas, operantes, que o cidadão poderá tomar em favor dos seus direitos e aos diretos da comunidade. A Constituição vigente – que é, sem dúvida, uma boa Constituição – está cheia de prerrogativas em favor do cidadão que efetivamente queira participar do processo políticoadministrativo do país. A nova Carta “abriu as asas sobre nós”, inclusive na proteção dos interesses difusos. Esclareço que “interesse difuso” é uma expressão que está na moda e que dá um prestígio danado aos juristas que a usam. Depois, se “pintar” uma oportunidade, conversaremos sobre o assunto. Voltando ao que importa, figuremos um caso concreto, para melhor esclarecer o meu pensamento e o meu propósito: A corrupção na administração pública é um fato ostensivo e notório, e um dos maiores focos de corrupção se encontra nas administrações municipais. A Constituição Federal, sensível à chaga vergonhosa, estabeleceu no art. 31, parágrafo 3, o seguinte dispositivo, que visa, justamente, armar o

contribuinte inconformado com o escandaloso manuseio do dinheiro público, de meios para fiscalizar as sujeiras da administração: “As contas dos munícipios ficarão, durante sessenta dias à disposição de qualquer contribuinte, para exame e apreciação, o qual poderá questionar-lhe a legitimidade, nos termos da lei”. Com toda certeza, o dispositivo transcrito não é do conhecimento da maioria dos cidadãos-contribuintes. Poucos, pouquíssimos sabem que podem, ‘pessoalmente’, fiscalizar as contas dos municípios, ou melhor, as contas dos Prefeitos e das Câmaras de Vereadores. Aí é que entra a relevantíssima participação dos chamados meios de comunicação de massa, instruindo o povo sobre os seus direitos, informando-o de que o cidadão vale mais do que pensa, estimulando-o, como quer a Constituição, a participar ativa e efetivamente na administração, inclusive opondo-se ao mar de lama que ameaça submergir o país. Um pessimista profissional retrucará: Não adianta. Peculatório de “colarinho branco” está acima das leis. Atitude de conivente, repostamos. Postura de comodista. Filosofia dos vencidos da esperança de melhores dias. O que não adianta mesmo é o blá, blá, blá das recriminações inconsequentes. O Brasil é viável, mas é preciso pugnar, vencer a inércia e ceticismo resignados, lutar, com a ajuda dos instrumentos legais da repressão à trapaça inconstitucionalizada, pois vale mais acender uma vela que maldizer a escuridão, como ensina a sabedoria oriental. E se a Câmara de Vereadores não permitir que o contribuinte “curioso” venha inteirar-se das suas contas e das contas do prefeito? Pior para a autoridade recalcitrante. O contribuinte, impedido, arbitrariamente, de exercer o seu direito constitucional, denunciará o abuso ao Tribunal de Contas e a Ordem dos Advogados, com pedido de providências. E se as providências tardarem? Insistirá o espírito de porco. Nesse caso, bastante improvável, o contribuinte constituirá um advogado para requerer em juízo o remédio jurídico adequado para que se cumpra efetivamente a prerrogativa que a Constituição lhe assegura. Que tal? Um abraço do seu admirador Mário Moacyr Porto”

O LIVRO DE EIDER FURTADO Está saindo o quarto livro de memórias de Eider Furtado: “Meio Século de Memória”, com o lançamento previsto para o final deste mês na Academia Norte-RioGrandense de Letras, da qual é imortal. A obra memorialística de Eider Furtado, jornalista, radialista, músico, ator teatral, advogado, professor de Direito e escritor, começou com “Audiência de um tempo perdido”, publicado em 2004. Em 2009 saiu “No fórum da memória” e, ano passado, “Nas veredas do tempo”. O memorialista não para. Aos 87 anos, em plena atividade – como advogado e escritor - acaba de concluir o quinto volume que será publicado ano que vem. O autor ainda tem tempo para torcer pelo ABC. Continua com o mesmo humor da mocidade e uma memória privilegiada. Ler Eider Furtado é dar uma volta encantadora por uma Natal de setenta anos pra cá. Ou mais. O exercício da advocacia não anulou o repórter, o homem de teatro, o violinista, o escritor. Bom de papo, sabe contar histórias como os mestres sabem. Suas memórias têm toda esta harmonia.

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av.Tavares de Lira,101 - Ribeira - Natal/RN CEP:59010200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm.e Operações: Ricardo Luiz de V.Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação:Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

Falando baixo, mas falando

U

ma instituição que precedeu à rede social é que tem o nome de “boca pequena”, falando baixo, mas começando a falar. A rede social apareceu com a força de um tufão, incontrolável como na natureza, representada por enchentes, avalanches, terremotos e agora com uma novidade medonha chamada “tsunami”. Felizmente, o Brasil parece livre dessas desgraças. Pelo menos até agora. Mas a rede social começou nesses tempos pré-campanha e até independente de campanha, como vimos quando a Prefeitura e a Câmara Municipal de Natal foram literalmente encostadas contra a parede. E os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário ainda não estão livres do recrudescimento do primeiro movimento que não contou com o apoio de nenhum político, mesmo os da oposição. E, como se diz popularmente, arrasou. Palpites, denúncias, notícias, boatos, enfim, todo um repertório está começando a ser composto, embora sem representar, ainda, um movimento organizado. Mas já começando a apontar seu objetivo: impedir a corrupção, as denúncias de candidatos “ficha suja” ou mes-

Ainda sem avaliação, o rompimento político entre a governadora e o vice-governador – À “boca pequena”, começando a ser ouvida pela rede social – As eleições de 2012 e 2014”

mo incompetentes, despreparados, principalmente, para os cargos majoritários, os executivos por excelência. Mas são válidas as tratativas, agora, entre as eleições municipais em 2012 e as estaduais de 2014, embora os eleitores ainda não tenham entendido, o inusitado rompimento entre a governadora e o vice-governador. Um rompimento com todas as características de um cisma, cujas consequências a imaginação mais fértil politicamente não tem a mínima condição de prever já para agora, em 2012 e de todo impossível para 2014, a influência que poderá ter. Não se há de subestimar nem a governadora e também não o vice-governador. Também ambos não podem ser superestimados. Não há previsões nem mesmo sobre a formação dos novos quadros de secretários da governadora, do cenário mossoroense. E nem quanto ao comportamento do vicegovernador, desacostumado com as formações de oposição, hoje com apenas um trun-

fo nas mãos: o poderio de seu partido, o PSD, que nasceu forte na Câmara Federal. Em contrapartida, a governadora uniu, em seu apoio, o PMDB que também é forte no plano federal e, por curiosa coincidência, tem o vice-presidente da República em seus quadros. Como diria a reverenda madre superiora: “prudência nas adivinhações”. Como diria o cientista político, Vulgo da Silva, formado na Universidade das Ruas, onde o mundo todo ensina e aprende, fazendo parte dos corpos docente e discente e que teve Tancredo Neves como porta-voz: “política é uma nuvem que em fração de segundos muda de lugar e de formato”, tudo, aliás, como aconteceu no rompimento político entre a governadora e o vicegovernador. A boca pequena está falando em baixos decibéis. Mas há quem ouça.

Amâncio - www.chargistaamancio.blogspot.com

Cartas Viaduto (1) Isto é uma grande falta de respeito com os moradores da zona Norte de Natal. Inaugurar uma obra inacabada para se promover e depois que for completada (se for) a obra, fazer uma outra inauguração, provavelmente em ano de eleições é lastimável. Aposto que ainda vai sair na propaganda da prefeitura. A zona Norte tem que acordar para essas coisas. Como ficam os moradores do Sarney, Nova Natal, cidade praia e adjacentes? Mais respeito e dignidade para os moradores da zona Norte. chateau.briand@oi.com.br -

Viaduto (2) ATILIO BORÓN [ Doutor em Ciência Política pela Harvard University ]

O que Obama quer?

P

or que Barack Obama gostaria de reunir-se com a presidente Cristina Fernández, da Argentina? Sobram as conjecturas; porém as escassas – e também críticas - declarações procedentes de Washington remetem a uma agenda contendo temas tais como a suposta presença de grupos terroristas iranianos operando na América Latina e, particularmente, na Argentina, e a excessiva flexibilidade da legislação nacional com relação à lavagem de dinheiro, o que teria originado o bloqueio estadunidense a créditos outorgados pelo BID e pelo Banco Mundial. Na realidade, esses assuntos carecem de substância: o dos iranianos é, em parte, a clássica paranóia de Washington e, em parte, uma tática para pressionar nossos países e para isolar, satanizando-o, ao Irã. Sobre a lavagem de dinheiro, é outra acusação que carece de fundamento, sobretudo, quando quem a esgrime tem a uns cem quilômetros da Casa Branca um dos paraísos fiscais mais importantes do mundo: o Estado de Delaware, que divulga por todos os meios que qualquer companhia que ali instale sua matriz, mesmo um diminuto escritório, estará eximida do pagamento de impostos por todos os ingressos produzidos por suas subsidiárias que desenvolvam suas atividades fora dos pequenos limites desse Estado, seja dentro dos Estados Unidos ou no exterior. Por isso, 60% das 500 maiores transnacionais listadas na revista Fortune têm seus escritórios centrais nesse Estado, que além de vangloriar-se de ter uma legislação que “não põe limites à usura”. Dados esses antecedentes e sempre levando em consideração que jamais se pode confiar na mentirosa benevolência do imperialismo e de seus porta-vozes (quem tiver dúvidas, melhor medita sobre o que aconteceu com Kadafi, a hipótese que se perfila com mais força para compreender o sentido do convite de Obama diria que está motivado pelo desejo de sabotar, por agora diplomaticamente, o projeto integracionista representado pela Unasul e isolar aos governos de esquerda da região, principalmente a Venezuela de Chávez. O Acordo do Pacífico, recentemente promovido pelos Estados Unidos e secundado pelo México e

Classificados: Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

pela Colômbia, Chile e Peru equivale a introduzir o Cavalo de Troia dentro da A obsessão de Unasul. Não é casual que a Washington é inesperada solicitação para acabar com o reunir-se durante a Cúpula experimento do G-20, em Cannes, tenha bolivariano e chegado pouco depois de apoderar-se do que a presidenta pronunpetróleo da ciara dois discursos enfatiVenezuela, camente ‘unasurianos’, no como já fez com domingo pela noite, após o Iraque e sua rotunda vitória eleitocom a Líbia “ ral. A enfermiça obsessão de Washington é acabar com o experimento bolivariano e apoderar-se do petróleo da Venezuela, como já fez com o Iraque e com a Líbia. Para os falcões estadunidenses –dos quais Obama é seu solícito mordomo- a estreita relação consolidada ao longo desses anos entre a Argentina e a Venezuela é um modesto obstáculo que deve ser removido quanto antes. A estratégia para 2012, ano em que se celebrará a crucial eleição presidencial na Venezuela, é chegar a esse momento com Chávez debilitado por uma intensa campanha desestabilizadora –que já começou!-, que inclui desabastecimentos seletivos de artigos de primeira necessidade, assassinatos feitos por militares colombianos infiltrados ilegalmente no país ou por lumpens recrutados para gerar uma sensação de absoluta insegurança cidadã e a permanente gritaria da “imprensa independente” (na realidade, a única instância organizativa que a direita tem, contando-se a debilidade de suas expressões partidárias), denunciando supostas restrições à liberdade de imprensa em um país onde desde um jornal, de uma rádio ou de um canal de televisão se pode fazer a apologia do magnicídio ou incitar à violência com total impunidade. Dentro dessa estratégia global, separar a Argentina desse projeto integracionista sul-americano é um passo tático da maior importância. Avançar rumo a esse objetivo parecera ser o único sentido possível o convite feito pelo mandatário estadunidense. (tradução: www.adital.org.br)

Não entendo como uma obra é inaugurada e liberada sem estar totalmente concluída! Se as duplicações das avenidas Moema Tinoco, Rio Doce e Fronteiras não ficarem prontas até o fim de 2012 ninguém vai aguentar os congestionamentos na zona Norte. Também é preciso melhorar a estrada da Redinha porque está horrível nos horários de pico. smith.tudo@gmail.com

viaduto (3) Já viajei por muitos lugares desse mundo de meu Deus e nunca vi tanto desrespeito. Como obras já praticamente acabadas são deixadas ao poder do tempo para serem inauguradas nestas condições? Estamos pagando todos pelo mau uso dos nossos direitos, pela falta de responsabilidade de nossos eleitores, e pela nossa impressionante tolerância à corrupção dos governantes. edsonvicente@oi.com.br

Trânsito Parabéns aos incompetentes pelo trânsito de Nova Parnamirim, não resolveram nada, apenas transferiram o problema para outro local, só quero ver na estação das chuvas se alguém conseguirá passar na rua Arnaldo Simonette. paulabernardino@sapo.pt

» Cartas para esta coluna deverão ter no

máximo 40 linhas para cada leitor e endereçadas para a seção Coluna do Leitor - Fone:4006-6100 FAX:4006-61224 - Redação/Tribuna do Norte. Email - tribuna@digizap.com.br

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro :(O21)2544-3070 – São Paulo:(011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J.do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J.Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


Domingo | 06 de novembro de 2011

política

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

3

[ LEGISLATIVO ] Municípios aprovam as mudanças que foram autorizadas por uma Emenda Constitucional e abrem 90 vagas para a disputa eleitoral do próximo ano

Notas & Comentários colunanotas@tribunadonorte.com.br

Ficha limpa (1)

Câmaras do RN vão ficar com 1.707 vereadores ALDAIR DANTAS

Supremo Tribunal Federal (STF) deverá julgar na próxima quarta-feira ações que definirão se a Lei da Ficha Limpa terá ou não validade na eleição municipal de 2012. No início deste ano, o STF concluiu que a regra aprovada com o intuito de moralizar a política brasileira não poderia ter impedido a candidatura de políticos punidos, por exemplo, com cassação e condenação. De acordo com os ministros, uma norma desse tipo teria de ser aprovada com pelo menos um ano de antecedência à eleição.

O

FICHA LIMPA (2) O Supremo Tribunal Federal analisará aspectos específicos da lei, como o que barra a candidatura de políticos condenados por órgãos colegiados, mas que ainda têm chances de recorrer. Em tese, o julgamento poderá terminar empatado porque o tribunal funciona atualmente com 10 ministros. O 11º integrante, que sucederá a ministra aposentada Ellen Gracie Northfleet, ainda não foi indicado pela presidenta Dilma Rousseff. A expectativa é a de que a presidenta escolha uma mulher para ocupar a cadeira que está vaga desde agosto.

Vereadores de Natal aprovaram o aumento para 28 vagas

ERIVAN FERNANDES

Câmara de Parnamirim votou a ampliação para 21 vereadores ALDAIR DANTAS

Projeto do leilão (1) O projeto de lei que autoriza o governo do Estado a leiloar as dívidas herdadas da administração passada continua em tramitação na Assembleia Legislativa há quase seis meses. A proposta foi modificada na Comissão de Consti-

tuição e Justiça, onde todos os integrantes são da oposição. O substitutivo muda os critérios para o pagamento dos débitos, ao definir um cronograma que prioriza os credores que têm valores menores a receber.

LEILÃO (2) O projeto para definir os critérios de pagamento das dívidas está agora na Comissão de Fiscalização e Finanças da Assembleia, que pode retomar a proposta original, confirmar o substitutivo da CCJ ou mesmo aprovar uma nova opção para cronograma de pagamento. A decisão final caberá ao plenário da Assembleia. Posteriormente, a governadora sanciona ou veta a lei.

ALDAIR DANTAS

Negociação do Governo e TJ

Técnicos do Tribunal de Justiça e do Governo estadual vão se reunir nesta segunda-feira para encontrar uma solução ao impasse provocado pela proposta de orçamento enviada pelo Executivo à Assembleia Legislativa. A proposta estabelece um orçamento para o Judiciário, em 2012, de R$ 689 milhões, mas o TJ quer R$ 804 milhões. Na quinta-feira (3), a governadora Rosalba Ciarlini e a presidenta do TJ, Judite Nunes, tiveram uma conversa prévia sobre o assunto (foto acima). Participaram da audiência outros três desembargadores e o secretário de Planejamento, Obery Rodrigues.

Trabalhei oito anos na delegacia de combate a ilícitos financeiros. Quantas condenações definitivas aconteceram?. “Zero, nenhuma”

RICARDO ANDRADE SAADI, delegado da PF e diretor do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI), ao lamentar a impunidade dos corruptos.

RUMO A 2014 A primeira sessão do recém-instalado Conselho da Cidade do Natal (Concide) está marcada para o dia 29 de novembro, no Salão Nobre do Palácio Felipe Camarão. A reunião terá como tema “Os Legados e Impactos da Copa 2014 em Natal/RN”.

Cartas para Garibaldi A entrevista concedida na semana passada pelo ministro Garibaldi Filho continua repercutindo bem. A revista VEJA desta semana trouxe seis cartas de diferentes estados brasileiros elogiando as declarações do poti-

guar. E mostrou ainda que a entrevista foi o terceiro assunto mais relevante publicado pela revista. Nesta segunda-feira, Garibaldi Filho vai a Oiapoque, no Amapá, inaugurar mais uma agência da Previdência Social.

RESÍDUOSA Assembleia Legislativa vai promover nesta segunda às 14h30, uma audiência pública sobre a lei nº 12.305, que estabelece o novo marco regulatório da política nacional de resíduos sólidos. A audiência é uma iniciativa do deputado estadual Agnelo Alves (PDT).

om a chegada da eleição municipal, que ocorrerá em outubro do próximo ano, as Câmaras de Vereadores do Rio Grande do Norte já se adequaram à Emenda Constitucional (EC) n.º 48, em vigor desde o ano passado, que permite ajustar o número de parlamentares ao de habitantes. A EC criada em 23 de setembro de 2009 vinculou o número de cadeiras no legislativo ao número de habitantes, estabelecendo 24 faixas de população, que vão de um mínimo de 9 vereadores para cidades de até 15 mil, a 55 para metrópoles com mais de 8 milhões de habitantes. No RN, 24 municípios já se enquadraram ao novo formato, incluindo a Câmara Municipal de Natal (CMN), a maior e mais cara do Estado. Dos 26 legislativos alcançados pela proposta, apenas os de Pau dos Ferros e São Miguel (esta última de acordo com a Confederação Nacional dos Municípios) optaram por não aderir às modificações. Os potiguares, que até então dispunham de 1.617 representantes nos legislativos municipais passam a contar a partir da próxima legislatura com 1.707. A PEC prevê também a redução do repasse de recursos das prefeituras para os legislativos municipais, apesar de aumentar o número de vereadores. Com a inclusão deste dispositivo, os percentuais de repasse das prefeituras às Câmaras, que hoje variam de 5% a 8%, devem passar a ser de 3,5% a 7%, dependendo da arrecadação do município. No Rio Grande do Norte, foi o Legislativo da capital o que somou a maior perda. Embora tenha uma perspectiva de orçamento abundantemente otimista, na margem dos R$ 45,7 milhões (informação do Diário Oficial do Município), a Câmara de Natal tem uma estimativa concreta, de acordo com os repasses diretos da Prefeitura, de receber mensalmente R$ 3,8 milhões, quase R$ 500 mil a menos do que os milhões previstos com o cálculo anterior. A emenda constitucional promulgada diminui os percentuais dos parâmetros que se utiliza como referência. Em vez dos 5%, 6%, 7% e 8% da receita, os mu-

C

MAIS VEREADORES Câmaras terão mais vagas em 2012 Relação dos municípios do RN que alteraram o número de vereadores em conformidade com a Emenda Constitucional n.º 48/2009 Município Areia Branca Assu Baraúna Caicó Canguaretama Caraúbas Ceará-Mirim Currais Novos Extremoz Jucurutu Macaíba Macau Monte Alegre Mossoró Natal Nísia Floresta Nova Cruz Parelhas Parnamirim Pau dos Ferros Santa Cruz São Gonçalo do Amarante São José de Mipibu São Miguel São Paulo do Potengi Touros

Quantos são atualmente

Passa a ser

Já alterou

9 10 9 10 9 9 10 9 9 9 10 9 9 13 21 9 9 9 12 9 9 10 9 9 9 9

11 15 11 15 13 11 15 11 11 11 13 11 11 21 29 11 13 11 21 9 11 17 13 9* 11 13

Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não Sim Sim Sim Não* Sim Sim

Não há necessidade desse acréscimo. O que tem é suficiente para atender as necessidades do parlamento” PAULO TEIXEIRA Presidente da OAB-RN JOÃO MARIA ALVES

*Informação do site da Confederação Nacional dos Municípios (CMN) não confirmada

nicípios são divididos em seis novos percentuais. Em quatro casos, a redução é de um ponto percentual em relação ao que existe atualmente; mas, para municípios entre 500 mil e 3 milhões de habitantes, a perda é de meio ponto percentual. Esse é o caso de Natal. Municípios com mais de oito milhões de pessoas (atualmente apenas São Paulo) tiveram redução de 1,5% da receita para gastos com o Legislativo municipal. O presidente da Federação das Câmaras do RN (Fecam/RN) e da Câmara de Natal, Edivan Martins, afirmou que as mudanças preocupam e devem causar um embaraço administrativo. No caso da CMN, as medidas já estão sendo tomadas. Em julho deste ano, ele

encaminhou um pedido ao secretário de Planejamento, Fazenda e Tecnologia da Informação (Sempla), Antônio Luna, para que fosse inserido no cálculo do duodécimo os valores referentes à cota patronal da previdência. Se acatado, o novo cômputo elevará o orçamento da CMN em R$ 720 mil/ano. O pleito do parlamentar é avalizado através de jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF), que respondeu positivamente a questionamento do legislativo municipal de São Paulo. A própria assessoria de imprensa da CMN confirma o requerimento enviado por Edivan Martins em julho deste ano à Sempla, mas nega que este tenha sido um dos motivos que ocasionou a obstrução da votação do projeto do empréstimo.

Nas democracias é imprescindível a existência de eleições livres, limpas e competitivas” JOÃO EVANGELISTA Cientista político ALBERTO LEANDRO

Cargos tiveram reajuste de salários Em junho deste ano, um redimensionamento na estrutura da Câmara Municipal de Natal (CMN) extinguiu 265 cargos comissionados, mas aumentou salários. Com as mudanças, as remunerações para os cargos de confiança na Câmara chegam a R$ 9 mil, no caso do diretor geral e do procuradorgeral. Segundo o presidente da CMN, vereador Edivan Martins (PV), mesmo com os reajustes a economia anual será de R$ 1,5 milhão. Os projetos que visam contenção de gastos, em face das alterações da EC, teriam sido concebidos com a salvaguarda do Ministério Público, ainda segundo o pevista. Na ocasião da aprovação dos

projetos que reestruturaram a CMN, Edivan Martins observara que o novo cenário faz parte de um trabalho realizado por técnicos da Fundação Norte-rio-grandense de Pesquisa e Cultura (Funpec) e foram motivados também necessidade de modernização do parlamento municipal e pela melhoria do trabho realizado pela CMN. Antes os vereadores dispunham de 14 assessores parlamentares (APMs) e passam a contar agora com 10. Para a presidência, estão disponíveis outros 158 APMs, além dos cargos criados para estruturar a Fundação Djalma Maranhão, que é responsável, entre outras coisas, pela execução do

serviço de radiodifusão, telecomunicação e pelo planejamento e implementação de plano de capacitação de recursos humanos, em áreas de interesse público. Os quatro projetos de lei, aprovados pelos vereadores e sancionados pela prefeita Micarla de Sousa em junho, tratam da instituição e do detalhamento do quadro de pessoal da Fundação Djalma Maranhão e da nova estrutura organizacional da Câmara. A Fundação Djalma Maranhão, por exemplo, passou a ter 34 cargos comissionados a um custo total/mês de R$ 55,6 mil. [ Leia mais na página 4 ]

Senti por parte da maioria dos vereadores um desejo de permanecer com o aumento de vagas” EDIVAN MARTINS Presidente da Câmara de Natal


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

política

Domingo | 06 de novembro de 2011

Presidente da Federação das Câmaras considera preocupante a ampliação da quantidade de vereadores e o presidente da seccional da Ordem dos Advogados afirma que mudança é desnecessária [ LEGISLATIVO / CONTINUAÇÃO DA PÁGINA 3 ]

OAB e Fecam criticam aumento de vagas presidente da Fecam/RN(Federação das Câmaras Municipais) e da CMN(Câmara Municipal de Natal), Edivan Martins, é uma das vozes contrárias à Emenda Constitucional que amplia o número de vereadores. Ele enfatiza que vai ser difícil se adequar a um número maior de funcionários que necessariamente serão remunerados (no caso

O

os novos parlamentares) sem que se tenha recurso extra para tanto. Edivan afirmou que o caso da CMN é ainda mais grave porque, além das limitações financeiras, há um problema físico a se resolver. É que a sede do Palácio Frei Miguelinho, onde laboram os vereadores, não dispõe mais de espaço para novas estruturas. O impasse ainda promete debates e o presidente da CMN

aposta na retomada das discussões. “Eu apresentei essas considerações [de uma reanálise da proposta], mas senti por parte da maioria dos vereadores um desejo de permanecer com o aumento de vagas”, ponderou. Edivan tem procurado saídas. Ele ressaltou o corte no número de cargos visando um enxugamento nas despesas, e disse que tem procurado viabilizar uma nova

sede. Para tanto, tem buscando informações sobre financiamento e a possibilidade da aquisição de terrenos públicos para a construção do prédio onde abrigará o Poder Legislativo Municipal. Os vereadores de Natal se adequaram à EC desde 2008 porque na época havia a expectativa de que a iniciativa tivesse aplicabilidade desde o início da atual legislatura. “Esse en-

tendimento é incongruente e isso certamente gerará uma dificuldade administrativa para todos os legislativos”, destacou Edivan Martins. As ponderações de Edivan Martins são exclamadas, com ainda mais vigor, por representantes da sociedade civil, que criticam a proposta de ampliar o número de parlamentares em alguns legislativos. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil

no RN (OAB/RN), Paulo Eduardo Teixeira, rechaça a iniciativa. “Não há necessidade desse acréscimo. O que tem é suficiente para atender as necessidades do parlamento”, opinou o presidente da OAB/RN. A Ordem acompanhou de perto a votação da proposta no Congresso Nacional. Na época a participação foi crítica ao projeto. “Não existe uma justificativa plausível”, disse Paulo Teixeira.

Cientista político defende a ampliação O cientista político e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), João Emanuel Evangelista, disse que vê com bons olhos a Emenda Constitucional nº 58, aprovada em 2009, porque acredita que através dela se oportunizará a “ampliação da pluralidade, representatividade e da legitimidade na representação popular”. O professor destacou ainda que a medida corrige algumas distorções que haviam na proporcionalidade entre a representação parlamentar e a população de cada município. O entendimento de João Evangelista se consolida ainda mais porque o aumento do número de vereadores não implicará um correspondente acréscimo no orçamento das Câmaras Municipais e, portanto, no aumento de despesas com o dinheiro público. “Nas democracias é imprescindível a existência de eleições livres, limpas e competitivas como forma dos cidadãos escolherem com regularidade seus legítimos mandatários - prefeitos, go-

ELPÍDIO JÚNIOR

Câmara Municipal de Natal terá oito novas vagas para vereador

vernadores e presidente - e representantes parlamentares - vereadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores”, afirmou. Para ele, um dos maiores desafios das sociedades contemporâneas é promover permanentemente o aperfeiçoamento e a ampliação da experiência da democracia. Para João Evangelista, ao contrário do que possa parecer, o aumento do número de vereadores

nas Câmaras Municipais pode configurar um passo importante para a consolidação do processo democrático, pois permitirá que outras vozes e outros interesses dos diversos segmentos da sociedade possam se fazer representar no sistema político. “Poucos, assim, poderão ser contrários à ampliação da pluralidade e da legitimidade do poder legislativo, cruciais para a consolidação da democracia”, destacou ele.


Domingo | 06 de novembro de 2011

especial

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 06 de novembro de 2011

[ RISCO ] Acomodação de terra na área das obras da Cidade da Criança teriam causado série de abalos na

[ CARREIRA ]

estrutura do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública. Engenheiros investigam o problema

Policiais e bombeiros aceitam proposta

Tremores no Ciosp assustam PMs EMANUEL AMARAL

ma série de tremores no prédio onde fica o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), no QG da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, está assustando os praças que lá atuam e, ontem de manhã, interrompeu por mais de quatro horas a prestação do atendimento a pelo menos 1,368 milhão de habitantes dos dez municípios da Região Metropolitana de Natal (RMN). Por questão de hierarquia, os praças e oficiais da PM e de outros órgãos como Guarda Municipal e do Corpo de Bombeiros, lotados no Ciosp não queriam aparecer, mas confirmaram que em uma semana ocorreram três tremores, o primeiro no dia 28 de outubro, outro em 1º de novembro e às 6h10 de ontem. O comandante da PM, coronel Francisco Canindé de Araújo, não quis se pronunciar sobre o assunto, porque embora o Ciosp esteja sediado no QG da avenida Rodrigues Alves por questão operacional, é uma unidade subordinada à Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed). Araújo Silva afirmou, porém, que o que está ocorrendo “devese a acomodação do terreno” por causa das obras que são realizadas e já se arrastam há algum tempo na Cidade da Criança. As obras na antiga Lagoa de Manoel Felipe e por onde são escoadas águas para o Canal do Baldo, tinham comprometido, anteriormente, a estrutura do prédio onde funcionava a Banda de Música da Polícia Militar, a ponto de ruir uma parte das paredes. O secretário estadual adjunto de Defesa Social, delegado Cli-

U

oliciais e bombeiros militares aceitaram, na última sexta-feira, a proposta apresentada pelo Governo do Estado para o subsídio da categoria com a condição de que o Plano de Carreira dos praças seja encaminhado para a Assembleia Legislativa junto com o subsídio, a ser implantado a partir de fevereiro de 2012, com salários de R$ 11 mil para coronel e R$ 2.200 para soldado. “Essa resolução ainda não é a ideal, pois gostaríamos que também tivessem sido encaminhadas as íntegras do Código de Ética, Estatuto e Subsídio. Mas a aplicação do Plano de Carreira é um passo dado, pois esse é um pleito antigo dos praças, pois os oficiais já possuem um plano de carreira em que o militar inicia como tenente e pode chegar até a coronel”, afirma o Cabo Jeoás, presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM/RN. O Plano de Carreira para os praças propõe que o militar inicie como soldado com a possibilidade de atingir o posto de subtenente. “A proposta é inovadora já que o posto posterior só será alcançado exclusivamente por antiguidade e avaliando critérios como comportamento e tempo de graduação”, completa o Cabo Jeoás. Foi dado um prazo de 15 dias para a tramitação das propostas e encaminhamento para a Assembleia Legislativa. O comandante da PM, Cel. Francisco Araújo, se comprometeu em encaminhar a proposta ao executivo na próxima segunda-feira e publicar a portaria oficializando-a mesma.

P

Policiais militares deixaram o prédio do Ciosp,na manhã de ontem,assustados após estrutura tremer pela terceira vez em apenas uma semana

denor da Silva Júnior informou, por telefone, que à tarde engenheiros do Conselho Regional de Arquitetura, Engenharia e Agronomia (Crea-RN) estariam se deslocando para o Ciosp, a fim de averiguar se os tremores estariam relacionados às obras da Cidade da Criança. “O terreno lá é muito arenoso e se acomoda rapidamente”, disse ele, que dependendo do relatório do Crea cogita de pedir a interrupção das obras ao lado do QG da PM. Alguns servidores do Ciosp diziam que existem rachaduras no prédio, mas o coordenador do Ciosp, major Carlos Cléber Mace-

NÚMEROS Atendimento populacional do Ciosp na Grande Natal Central do Ciosp Natal Grupo de Despacho Norte Ceará Mirim 68.580 hab Extremoz 24.953 hab Macaíba 70.586 hab São G.do Amarante 89.044 hab Vera Cruz 10.888 hab

1.368.377 hab. 810.780 hab

Grupo de Despacho Sul Monte Alegre 20.824 hab Nísia Floresta 24.148 hab Parnamirim 208.425 hab São José do Mipibu 40.149 hab Fonte – IBGE

do, disse que algumas rachaduras já existiam antes e que elas são do revestimento da parede, justamente na fissuras tecnicamente previs-

tas para a dilatação da estrutura ocasionada pela temperatura. A TRIBUNA DO NORTE não teve acesso à área interna do pré-

dio, mas alguns funcionários do Ciosp afirmavam que em alguns pontos os ferros estão à mostra. “A gente não pode prestar um serviço de segurança, correndo também risco de segurança”, chegou a dizer um praça, a respeito dos tremores que ocorrem nos horários noturnos e vespertino. O tenente do Corpo de Bombeiros Carlos Henrique da Silva Oliveira este no Ciosp e a informação preliminar, que ele tinha pela manhã, era de que o tremor das 6:10 foi provocado por uma máquina compactadora que estava trabalhando nas obras da Cidade da Criança.

[ SELO ] Anthony Lake esteve em comunidade

HWG

quilombola na cidade cearense de Horizonte

MULHER SEM IDENTIFICAÇÃO

Diretor Executivo do Unicef visita Ceará e Rio de Janeiro ortaleza – O Diretor Executivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Anthony Lake está no Brasil. Na agenda, encontros com as autoridades brasileiras e visita a duas iniciativas desenvolvidas pelo Unicef nos Estados do Rio de Janeiro e do Ceará. O Ceará foi escolhido por ter sido o nascedouro, em 1999, da iniciativa Selo Unicef Município Aprovado, que já está em sua sexta edição, com mais de 1,2 mil municípios envolvidos em todos os Estados do semiárido (os nove Estados do Nordeste, o Espírito Santo e Minas Gerais). A mesma iniciativa foi lançada em 2009 para a Região Amazônica, envolvendo seus nove Estados. A agenda inclui reunião com o governador cearense Cid Gomes e visita à cidade de Horizonte – escolhido entre os sete municípios que foram certificados em todas as edições do Selo Unicef. Em Horizonte, Lake conheceu uma escola, a comunidade quilombola do Alto Alegre e visitará uma família da comunidade. O Selo Unicef Município Aprovado é um reconhecimento internacional que o município pode con-

F

quistar pelo resultado dos seus esforços na melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes. A metodologia prevê a análise e o acompanhamento de indicadores de Gestão e de Impacto de Políticas Públicas, e a participação social. A partir de um diagnóstico e de dados levantados pelo Unicef, os municípios que se inscrevem passam a conhecer melhor sua realidade e as políticas voltadas para infância e adolescência. Com dados concretos e participação popular, o município tem condições de rever suas políticas e repensar estratégias de forma a alcançar os objetivos buscados, que estão relacionados aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Ao final de cada edição são certificados os municípios que mais evoluíram em seus indicadores sociais, comparados com outros municípios que têm realidade socioeconômica similar à sua. A certificação não envolve premiação em dinheiro por parte do Unicef. O município certificado passa a poder utilizar a logomarca do projeto em sua papelaria, muros de prédios públicos e afins.

O setor de Serviço Social do Hospital Walfredo Gurgel procura por parentes ou amigos de uma paciente internada sem identificação. A mulher aparenta ter cerca de 60 anos de idade e 90 kg e possui cabelos pretos cacheados e cor parda. Contatos podem ser feitos através dos números de telefone 3232 7533 ou 3232 7617. O setor de Serviço Social funciona 24h. PROGRAMAÇÃO

5ª CAMINHADA HISTÓRICA A 5º edição da Caminhada Histórica do Natal contará com shows dos artistas portiguares Romildo Soares e Sâmya Rafaela. O evento será realizado no dia 19 de novembro às 15h. Partindo da praça André de Albuquerque o público segue em caminhada pelo centro histórico da cidade, conhecendo a história e cultura do Estado impressa em mais de 20 prédios e monumentos. Ao final, os participantes poderão desfrutar da boa música. O evento conta com o incentivo da Lei Câmara Cascudo.


Domingo | 06 ide novembro de 2011

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

[ MEIO AMBIENTE ] Professor da Universidade Potiguar, que estudou a desertificação na região mais árida do RN vai substituir Marcelo Toscano, nome indicado por Robinson

Gaudêncio Torquato gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br

Felizes, desiguais e pouco democratas m ano atrás, os brasileiros eram mais simpáticos à democracia. A sentença, dita assim sem lastro estatístico, não causa tanta surpresa. Vez ou outra, somos tomados por surtos autoritários. Quando, porém, se mostra uma queda de nove pontos percentuais na taxa – 54% para 45% - a afirmação soa estranha. E ao se completar o pensamento dizendo que a queda do apoio à democracia no Brasil foi mais acentuada que a média extraída de 18 países latinoamericanos (cerca de 400 milhões de habitantes), entre os quais Bolívia, Peru, Colômbia, Venezuela, poucos hão de acreditar. Essa é a conclusão da 16ª pesquisa feita pelo Latinobarometro, renomado instituto chileno, que, periodicamente, toma pulso da democracia no continente. Por que nosso torrão estaria menos afeito à modelagem democrática se exibe alto índice de satisfação social, garantido pela trombeteada conquista de 30 milhões de brasileiros que ascenderam ao patamar da classe média? Afinal, a democracia não é o sistema mais compatível com o ideal da felicidade humana? E, para quem ainda não sabe, os brasileiros foram elevados ao ranking dos povos mais felizes do planeta. É o que mostra o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), ao mostrar a nota 6,8 que a população atribui à sua vida, maior que a dos alemães (6,7) e apenas um pouco mais baixa que a dos belgas e irlandeses (6,9), que estão entre os mais ricos do planeta. A dissonância ganha reforço ante a divulgação de outro índice: no capítulo da desigualdade de renda, o Brasil perde 13 posições, ficando atrás de países como Gabão e Mongólia. Triste constatação.

U

Democracia brasileira acaba sendo percebida pela população como veículo que conduz a vícios.”

Tentemos, então, enxergar a radiografia em preto e branco: a comunidade nacional, apesar de ter menor número de pobres, continua muito desigual. Mas está satisfeita com sua situação. Resta esclarecer pequeno mistério: por que somos o país latinoamericano com menor percentual de aprovação à democracia? É oportuno lembrar que índices de pesquisa não se anulam, devendo ser analisados em seus respectivos compartimentos. A leitura linear é a de que o nosso PNBF, produto nacional bruto da felicidade, se expandiu na esteira do fator econômico. Como uma locomotiva, ele puxa os vagões das pessoas, determinando sua maior ou menor satisfação, mais alta ou mais baixa avaliação dos governantes. Por exemplo, a presidente Dilma (67%) só perde para o colombiano Juan Manuel Santos (75%) na apreciação sobre o desempenho dos mandatários da América Latina. Pesa, na radiografia sobre a democracia no continente, o impacto da crise econômica mundial sobre o cotidiano dos habitantes. Se o Brasil, entre as Nações pesquisadas, foi menos atingido pela crise, é natural que seu governante receba o aplauso social. Quanto ao maior desapreço à nossa democracia, a explicação passa por outros corredores. Comecemos por distinguir o Brasil da gestão Dilma do Brasil do estilo Lula. Ao sair do centro do palco, o ex-presidente fechou um ciclo, no qual ocupava todos os espaços, dirigia os atos, manobrava os bastidores, enfim, dava o tom da orquestra. Tão forte era sua presença no palco que os atores em seu entorno, por mais esforços que fizessem para aparecer – alguns em situações constrangedoras – eram ofuscados, permanecendo em posição secundária. Lula simbolizava o governo e suas circunstâncias. Ao entrar em cena, a presidente Dilma mudou o cenário e a forma de atuação dos atores, a partir de sua personagem. O fator técnico ganhou proeminência, sob a régua de controles rígidos e intensa cobrança por resultados. Sob essa arquitetura, a administração expõe com nitidez as vidraças ministeriais, deixando escancarados desvios de gestores no comando de Ministérios, cobrando apurações rigorosas, deixando implicados queimando em banho-maria e a vapor torturan-

te, tudo sob o bombardeio incessante das mídias e redes sociais. Se Lula usava o carisma como escudo para defender fronteiras devastadas do governo, Dilma usa a autoridade técnica para promover ajustes e mudanças nas frentes administrativas, dando a entender que não transige com desvios e proclamando o lema: “quem pariu Mateus, que o embale”. Portanto, o corpo político, sob o figurino dilmista, torna-se alvo de intenso tiroteio e, assim, canaliza contra si a expressão da contrariedade social. A imagem da instituição é borrada. Basta ver a péssima avaliação que os brasileiros conferem aos políticos. Donde se pinça a inferência: a presidente ganha os louros da vitória econômica e os políticos recebem os apupos por conta da bateria de eventos negativos que marca a vida institucional. A democracia brasileira acaba sendo percebida pela população como veículo que conduz a vícios, corrupção, manutenção de costumes execráveis. Trata-se de um viés perceptivo que, infelizmente, vem ocorrendo. Sobra para ela menor apoio. O fato é que a inflexão social sobre nossa democracia deve ser analisada com atenção pela representação política, eis que sinaliza certo gosto para o conservadorismo. Que pode resultar, mais adiante, em visão até mais radical. Aliás, a guinada conservadora já se manifesta há algum tempo. Pesquisa Datafolha (meados deste ano) mostra que 55% de 5.700 pessoas ouvidas em 25 Estados se dizem favoráveis à pena de morte e 40% contra, sendo esse o maior índice desde 1991. O sentimento de impunidade se estende pelos bolsões sociais, que enxergam nisso não apenas lerdeza do Judiciário, mas leniência do Legislativo. Dito isto, voltemos ao aparente paradoxo. O ciclo Lula anunciou as maiores conquistas que o Brasil alcançou ao longo de décadas, a partir do alargamento do meio da pirâmide com a elevação da classe média ao primeiro lugar entre as classes. É verdade. Retrocedeu, porém, no campo do desenvolvimento humano. É o que mostra a recente radiografia do PNUD. Nos últimos 10 anos, o país baixou seu IDH de 0,86 para 0,69. A melodia da orquestra, diz a voz do maestro, deve harmonizar os sons de todos os instrumentos.

GAUDÊNCIO TORQUATO jornalista, é professor titular da USP e consultor político e de comunicação.Twitter: @GaudTorquato

Rosalba nomeia técnico para presidência do Idema DIVULGAÇÃO

governadora Rosalba Ciarlini (DEM) optou por um nome técnico e nomeou, como sendo de sua cota pessoal, o geógrafo Gustavo Szilagyi para o cargo de diretor geral do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente do RN (Idema-RN), em substituição ao engenheiro civil Marcelo Toscano, que era ligado politicamente ao vice-governador Robinson Faria. Gustavo Szilagyi não foi indicado por nenhum grupo político ligado à governadora, mas em comentários publicados em blogs de Natal, ele fez ilações sobre momentos da política estadual e nacional. Em 17 de outubro de 2008, por exemplo, comentou o artigo do deputado Fernando Mineiro (PT), intitulado “Duas razões para a derrota” de Fátima Bezerra na eleição de Natal. No comentário, Szilagyi dizia que, na sua opinião, “o PT errou na escolha do candidato. Subestimou outros nomes. Cometeu um suicídio político”. Num dos trechos do comentário, ele afirmava: “Espero de todo coração, que o PT reaja com força, e mostre a mesma garra e determinação que fizeram do PT o que o PT é hoje”. Já em 5 de fevereiro de 2011, Szilagyi fazia considerações a respeito de um vídeo que foi publicado no blog do jornalista Ailton Medeiros: “Excelente resgate caro Ailton. Parabéns. Era isso mesmo. O ‘analfabeto’ do Lula colocou o Dr. Honoris Causa FHC no bolso. Depois disso, coitado do PSDB…” A nomeação de Szilagyi para diretor geral do Idema saiu na edição de ontem do “Diário Oficial

A

Nome da cota da governadora Rosalba Ciarlini, Gustavo Szilagyi tem simpatia pelo presidente Lula

do Estado”. A governadora Rosalba Ciarlini disse que agradecia o empenho e os serviços prestados por Marcelo Toscano enquanto esteve dirigindo o órgão por dez meses: “Ele, inclusive, fará a transmissão do cargo para Gustavo Szilagyi que passa a conduzir o órgão daqui para frente”. O novo diretor do Idema é graduado em geografia pela UFRN (2004), tem mestrado pela mesma universidade (2007). Gustavo Szilagyi é natalense, casado e professor efetivo da Universidade Potiguar (UnP) desde 2009, onde ministra aulas nos cursos de Ciência Biológicas, Gestão Ambiental e Engenharia Civil. Defendendo a dissertação:

“Diagnóstico ambiental do processo de desertificação em Lajes/RN”, Gustavo Szilagyi teve a oportunidade de estudar o Semiárido do Rio Grande do Norte e tornou-se um especialista em Climatologia Geográfica. Como experiência administrativa exerceu o cargo de diretor do departamento de conservação e recuperação ambiental e do departamento de ação sócio-ambiental da Secretaria do Meio Ambiente e Urbanismo de Natal (2009 e 2010). Na Semurb também foi chefe do departamento de controle e impacto ambiental. Gustavo Szilagyi além da área do Semiárido dedica-se aos estudos da dinâmica costeira. Atu-

ou na legislação urbanística e ambiental para municípios do RN, tais como Planos Diretores, Códigos de Obras, Códigos de Meio Ambiente, Planos de Saneamento. Prestou consultoria técnica para empreendimentos no interior do estado, Estudos de Impacto Ambiental (EIA-RIMA), Relatórios Ambientais Simplificados (RAS), Relatórios de Controle Ambiental (RCA), Plano de Recuperação de Obras Degradadas (PRAD), dentre outros, para licenciamento junto aos órgãos ambientais e urbanísticos do RN. E, também, promoveu cursos de capacitação para funcionários de diversas prefeituras municiais do estado do RN.

[ COLÔMBIA ] Localizado através de interceptações telefônicas, Alfonso

[ GOVERNO ]

Cano foi morto em operação coordenada por grupo de elite do governo

Veja denuncia corrupção no Ministéio do Trabalho

SCOTT DALTON/AP/AE

revista Veja desta semana traz mais uma denúncia de corrupção envolvendo agentes públicos federais. Desta fez o alvo da revista é o Ministério da Trabalho. A reportagem revela que caciques do PDT comandados pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi, transformaram os órgãos de controle da pasta em instrumento de extorsão. “Conforme relatos de diretores de ONGs, parlamentares e servidores públicos, o esquema funciona assim: primeiro o ministério contrata entidades para dar cursos de capacitação profissional, e depois assessores exigem propina de 5% a 15% para resolver ‘pendências’ que eles mesmos criam”, informa a revista, que tem como uma de suas fontes uma ONG sediada no RN. De acordo com a revista, o Instituto Êpa foi um dos alvos da ação. “Após receber em dezembro de 2010 a segunda parcela de um convênio para a qualificação de trabalhadores no Vale do Açu, a entidade entrou na mira dos dirigentes do PDT. O ministério determinou três fiscalizações e ordenou que não fosse feito mais nenhum repasse. Ao tentar resolver o problema, os diretores do instituto receberam o recado: poderiam regularizar rapidamente a situação da entidade pagando propina. Para tanto, deveriam entrar em contato com Weverton Rocha, então assessor especial de Lupi, ou Anderson Alexandre dos Santos, coordenador-geral de qualificação. Ambos respondiam a Marcelo Panella, então chefe de gabinete, homem de confiança do ministro e tesoureiro do PDT”, diz a revista

A

Cano coordenava treinamento de guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia

Líder das Farc é morto rasília (BBC/ABr) - O presidente da Colômbia informou neste sábado que o líder das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), Alfonso Cano, foi morto em uma operação militar. Em discurso transmitido pela televisão, o presidente Juan Manuel Santos afirmou que este foi “o golpe mais devastador” que o grupo já sofreu e pediu que as Farc encerrem as atividades. “Quero enviar uma mensagem para cada um dos membros daquela organização: desmobilizem... ou então vocês vão acabar em uma prisão ou em um túmulo. Vamos estabelecer a paz”, propôs Santos. O ministro da Defesa colombiano, Juan Carlos Pinzon, informou que Cano foi morto em uma operação nas montanhas do sudoeste do país. De acordo com Pinzon, as forças do governo bombardearam um acampamento das Farc no Es-

B

tado de Cauca. Depois do bombardeio os soldados chegaram de helicóptero na área e mataram Cano e vários outros integrantes do grupo em um tiroteio. Fotos do líder das Farc morto, já sem a tradicional barba que costumava exibir, foram mostradas por canais de televisão colombianos. O acampamento onde Cano estava teria sido localizado com a ajuda de interceptação de telefonemas. O governo da Colômbia já tinha oferecido uma recompensa de quase US$ 4 milhões por informações que levassem a captura do líder das Farc. De acordo com analistas, a morte de Cano é mais um duro golpe para o grupo rebelde e sua capacidade de coordenar ataques contra as forças de segurança e outros alvos no país. As Farc foram fundadas em 1964 e desde então vêm lutando contra as forças do governo colombiano com o objetivo de estabelecer um regime marxista no

país. No entanto, o grupo rebelde foi enfraquecido pela ofensiva militar que começou há dez anos. Cano, um ex-professor universitário de 63 anos cujo nome verdadeiro é Guillermo León Saenz, assumiu a liderança das Farc após a morte de Manuel Marulanda. Ao assumir o comando das Farc, em março de 2008, Alfonso Cano modificou as estratégias da guerrilha, com ataques mais agressivos, especialmente contra a população civil. Em julho ele tinha escapado por pouco de um outro ataque contra um acampamento das Farc. O Exército da Colômbia informou que, no começo de 2011, o chefe de segurança de Cano, Alirio Rojas Bocanegra, foi morto. Em setembro de 2010 o grupo sofreu outro grande golpe, o principal comandante militar do grupo, Jorge Briceño, conhecido como Mono Jojoy, foi morto em um ataque aéreo.


Natal | Rio Grande do Norte|Domingo | 06 de novembro de 2011

[ EDUCAÇÃO ] Número de estudantes cresceu

6% em 2010, mas tendência é aumentar

Censo aponta crescimento de matrículas no ensino superior AMANDA CIEGLINSKI Agência Brasil

rasília – O número de estudantes brasileiros matriculados no ensino superior chegou a 6,38 milhões em 2010 – patamar 6,7% superior ao registrado em 2009. É o que mostram dados preliminares do Censo da Educação Superior, do Ministério da Educação (MEC). A meta do governo, incluída no Plano Nacional de Educação (PNE), é atingir 10 milhões de matrículas até 2020. Para o secretário de Ensino Superior do MEC, Luiz Cláudio Costa, o crescimento das matrículas deverá ser maior nos próximos anos. Isso porque, segundo ele, a expansão das vagas nas universidades federais, iniciada em 2007, ainda não se consolidou. “Esses programas já garantiram um aumento, mas ele será ainda maior nos últimos anos. O alicerce está perfeito e as coisas estão caminhando dentro de um projeto estruturado”, avaliou. As instituições públicas de ensino superior foram responsáveis por 310 mil novas matrículas e o setor privado por 120 mil, totalizando 430 mil novos estudantes. Entre 2008 e 2009, o crescimento tinha sido de 2%. Apesar do esforço do MEC para aumentar o número de alunos nas instituições públicas, a proporção de matrículas entre os estabelecimentos privados e públicos continua desigual. Segundo os dados preliminares do censo, quase 75% das matrículas estão nas instituições privadas. Para Costa, os efeitos de programas como o de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades (Reuni) ainda não foram “completamente sentidos”. “As vagas nas federais duplicaram, mas as matrículas ainda estão respondendo. Quando você abre

B

um determinado número de vagas, as matrículas só se consolidam em cinco anos [à medida que as turmas avançam]. Na educação não há respostas imediatas, mas a médio prazo”, acrescentou. Ainda que haja um aumento nas vagas das universidades públicas, o secretário considerou que não será possível atingir a marca de 10 milhões de estudantes no ensino superior sem o setor privado. Como as mensalidades ainda são inacessíveis para boa parte do público que está fora do ensino superior, a aposta do ministério é na expansão das bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). “No mundo inteiro você tem a

Na educação não há respostas imediatas. Quando você abre um determinado número de vagas, as matrículas só se consolidam em cinco anos” LUIZ CLÁUDIO COSTA Sec.Ensino Superior

presença do setor privado, seja em maior ou menor quantidade. Se você observar, a instituição mais bem avaliada nos Estados Unidos é Harvard, que é privada. No Japão e na Coreia também há forte presença do setor privado, mas a qualidade da educação é extremamente regulada. O importante é que todas sejam compromissadas com a qualidade. Esse controle continuará sendo feito para que a expansão continue dentro desse princípio”, disse. MEIO AMBIENTE

TREMOR DE 5,7 GRAUS ATINGE O CHILE

IBAMA AUTORIZA CONSTRUÇÃO DE USINA

Santiago(AE) - Um tremor de magnitude 5,7 atingiu a cidade portuária de Antofagasta, no norte do Chile. O Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês) informou que o terremoto aconteceu às 4h13 deste sábado e o epicentro foi situado 22 km a norte-nordeste de Antofagasta, com profundidade de 27,3 km. Até o 13 horas (horário de Brasília), não havia informações sobre danos ou feridos. Um terremoto de 8,8 graus, seguido por tsunami, no centro do Chile em fevereiro de 2010 deixou mais de 500 mortos.

Brasília - O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concedeu a licença prévia para a Usina Hidrelétrica Castelhano, que será construída no Rio Parnaíba, entre o Maranhão e o Piauí. A construção da linha de transmissão da usina, com 13,8 quilômetros, também recebeu o aval do Ibama. A hidrelétrica terá potência de 64 megawatts (MW) e deverá ser licitada no leilão A-5, que será realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no dia 20 de dezembro.

TODOS OS DOMINGOS NA TRIBUNA DO NORTE

TERREMOTO

tn família

8

geral


geral

Domingo | 06 de novembro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 9

Alunos da rede pública sentem reflexo da greve que comprometeu um quarto do ano letivo e agora correm contra o tempo. MP acompanha reposição, enquanto professores se desdobram e Estado tenta atender acordo salarial

[ EDUCAÇÃO ]

Os desafios do calendário escolar HIGO LIMA Jornal de Fato

ossoró - Quatro meses depois que os professores da rede estadual de ensino retornaram às salas de aula, após uma greve histórica de 80 dias, os problemas mudaram de foco, e agora o que permanece em discussão é a qualidade do ensino no período de reposição das aulas. O professor precisa cor-

M

rer contra o tempo para ministrar todo o conteúdo previsto para os 200 dias letivos de aula; já os estudantes, por sua vez, se desdobram para adiantar os estudos atrasados, visto que o final de ano coincide com a abertura de boa parte dos processos seletivos das universidades. Para diminuir o prejuízo e cumprir as decisões da Justiça, as escolas elaboraram calendários com aulas aos sábados, quinta aula e ativi-

Motivação é desafio para professores e estudantes Para a diretora da 12ª Dired, professora Magali Rufino, “o maior desafio é atrair a atenção dos estudantes para as aulas do sábado. “Essa também é a questão levantada pela estudante Carla Mioneri, do segundo ano do ensino médio. Ela argumenta que as dificuldades do sábado são muito maiores e passam por questões que exigem mais compromisso do educador. “Às vezes, ficamos sem aula em algum horário na semana e mesmo assim temos de vir no sábado para aulas que, na grande maioria das vezes, são desmotivadas. Parece que o professor vem dar aula porque tem uma obrigação”, diz. Aulas atrativas são a aposta para driblar o tempo. “O professor precisa assumir o compromisso de quitar com responsabilidade todas as suas aulas”, cobra o promotor Hercy Ponte. Se a sala de aula é uma batalha, a chegada até lá também é um drama enfrentado por alguns alunos que relatam atraso e até mesmo falta de transporte escolar aos sábados. A titular da SEEC,

professora Bethânia Ramalho, assegura que o Estado está em dias com todas as empresas que prestam serviços para o transporte escolar e informa que “é uma responsabilidade do gestor da escola cobrar da empresa o compromisso do contrato e informar os dias de aula”. Os pais também reclamam. Jerônimo Cândido das Neves tem dois filhos matriculados na rede pública, um dos quais no terceiro ano do ensino médio. “Se meu filho quiser condições para competir a uma vaga na universidade, tem de se esforçar, independente da escola”, diz ele, lamentando que “isso é uma vergonha, pois o papel da escola não está sendo cumprido e no final quem se prejudica são os estudantes”. E essa lacuna não é apenas no desestímulo dos alunos e professores. Parte do problema passa também pelo déficit de professores. O Sinte-RN estima que a carência seja superior a quatro mil docentes. Inclusive, esse foi um dos pontos cobrados pelo Ministério Público depois da greve.

BATE-PAPO Betânia Ramalho » secretária estadual da Educação Qual a estratégia da Secretaria para atrair esses alunos à sala de aula? Esse é um compromisso que os professores devem assumir com aulas atrativas e criativas. O aluno não pode ser prejudicado e é um dever receber todo o conteúdo. Há relatos de outras dificuldades nesse período de reposição... Precisamos, todos nós, ser sensíveis a esse momento: o professor no seu exercício, a família com a participação e também cobrando ações e contribuindo com o aprendizado do estudante; as empresas que prestam serviços devem entender a importância desse momento. Não seremos coniventes nem vamos passar a mão na cabeça de ninguém.

As aulas em períodos destoantes não prejudicam o aprendizado? Estamos elaborando ações para avançarmos na qualidade do ensino. O professor deve elaborar propostas criativas para envolver os alunos; os alunos devem procurar se motivar e, nesse ponto, pedimos também a participação dos pais. A SEEC está fazendo a sua parte, em parceria do MP, para assegurar os dias letivos. Que garantias a sociedade tem de que o próximo ano não será comprometido por uma nova greve? Estamos atendendo parte dos pontos solicitados pela categoria, como a realização do concurso e a atualização do PCCS. Agora, estamos empenhados numa nova proposta de mais qualidade para o ensino.

dades extracurriculares. O que era para ser a solução, em algumas unidades acabou se transformando em mais um problema. De acordo com levantamento da 12a. Diretoria Regional da Secretaria de Educação (DIRED), há escolas com evasão de até 80% dos alunos nas aulas aos sábados, situação que se repete em todas as atividades extra-horárias da aula. As Escolas Estaduais Dr. Lavoisier Maia e Abel Coelho, ambas em

Mossoró, são um exemplo dessa realidade. Na primeira, a vice-diretora Gilvaneide Rodrigues explica que o alto percentual de faltosos deve-se a um outro problema: o déficit de professores na disciplina de Língua Portuguesa. “É uma matéria com carga horária grande. Se o aluno vem na semana e tem aula de uma disciplina e fica o restante do dia sem, que deveria ser de Português, há um desestímulo. ‘Se não tem aula na se-

mana, por que devo vir ao sábado?’, é o que muitos deles pensam”, ilustra a gestora. Rômulo Arnoud, membro da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (SINTE-RN), explica que a greve foi parcial, ou seja, nem todos os professores aderiram ao movimento (iniciado no dia 2 de maio e encerrado no dia 20 de julho). Mesmo assim, a parada comprometeu 54 dias letivos

em algumas unidades. O número é alarmante porque é equivalente a pouco mais de um quarto dos dias letivos exigidos por lei. Para assegurar a reposição das aulas ociosas, o Ministério Público do Rio Grande do Norte editou uma recomendação à Secretaria de Estado para que as aulas fossem repostas. Todas as escolas encaminharam à Promotoria um calendário que está sendo acompanhado pela instituição.


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 06 de novembro de 2011

[ SISTEMA PRISIONAL ] Legislação prevê triagem dos apenados feita por uma Comissão Técnica de Classificação, antes do deferimento do benefício de progressão de penas

Cláudio Humberto E-mail: ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br

Dilma prefere Garibaldi ministro Garibaldi Alves (Previdência), que a presidenta Dilma avalia como um dos seus melhores acertos na composição do governo, poderá ser premiado, contraditoriamente, com sua saída do cargo para disputar a presidência do Senado a partir de 2012, em substituição ao senador José Sarney. É praxe no Senado o partido de maior bancada indicar o futuro presidente, e mais uma vez o PMDB fará a escolha.

O

A Justiça está abrindo as portas para os fichas sujas”

Senador Wilson Santiago (PMDB) destronado por Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Corte & costura

Outro projeto

Dilma já obteve o apoio para Garibaldi das figuras centrais na escolha: o atual presidente, José Sarney, e o líder do PMDB, Renan Calheiros.

O “nome natural” para presidir o Senado seria Renan Calheiros, mas sua prioridade agora é viabilizar a candidatura ao governo de Alagoas.

MINORIA Senadores do PMDB não alinhados com o Planalto também desejam indicar o futuro presidente, mas são minoritários na bancada. SEM VOZ,SEM SALDO A conta é de pessoas próximas. Por causa da doença, Lula deixará de arrecadar mais de US$ 1 milhão com cinco palestras adiadas.

Haddad sai com déficit Focado na candidatura à prefeitura de São Paulo, por escolha de Lula, e com apoio da presidenta Dilma e da máquina do governo, o ministro Fernando Haddad (Educação) deixará uma herança maldita no ensino pú-

blico: faltam 400 mil professores no ensino básico (fundamental e médio) no País. A maior carência é para as disciplinas de matemática, química, física e biologia. Há escolas que nem as têm na grade.

DESPRESTÍGIO A conta de 400 mil é do próprio Haddad, revelada a empresários em reunião fechada. A justificativa: nenhuma criança sonha ser professor. INTENSIVÃO O MEC pretende treinar 332 mil educadores até dezembro, no Plano Nacional de Formação de Professores. Mas nada garante que dê certo.

ATALHO EDUCACIONAL Para camuflar o cenário, o MEC usa a estrutura dos institutos federais de educação, da Ciência e Tecnologia, a fim de treinar professores.

ASSIM É FÁCILO governador Sérgio Cabral pode entregar de bandeja o Maracanã quando acabarem as obras. Tem bolão de apostas do vencedor da licitação de concessão para usufruir, sem ônus, o estádio.

Samba comunista Autorizada a captar até R$ 736 mil pela Lei Rouanet para cantar a colonização italiana em 2012, a escola de samba gaúcha Imperatriz Dona Leo-

poldina louvará a UNE, que deve ter dado uma força para um convênio com o Ministério do Esporte no programa Segundo Tempo.

Amizade nuclear

Gastão Cunha

O presidente cocaleiro da Bolívia, Evo Morales, tem parceiro novo, além do Brasil e suas empreiteiras “amigas”: o porralouca do Irã, Mahmud Ahmadinejad, que doará US$ 274 milhões a “projetos sociais”.

Réu no processo do mensalão, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) gastou R$ 41,9 mil da cota parlamentar no recesso de fevereiro. No recesso de julho mais R$ 25 mil, com direito a hotel em Ilhabela (SP).

ESPERANDO NOELA canseira na Câmara dos Deputados será amenizada, em dezembro, por quatro sessões solenes, homenageando centenário do criador do Krav Magá, o curso de Direito da Unip-Tatuapé (SP), José Graziano, da FAO, e os 51 anos do Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas (RS). O MELHOR EXEMPLO Com seu indiscutível carisma e apelo popular, o ex-presidente Lula poderia usar sua atração fatal pelo pela TV para advertir contra maus hábitos que provocam o câncer. Cigarro e bebida, por exemplo. CAMPO MINADO “Lula se tornou o líder que é justamente por fazer política com o coração e não com o fígado”, exultou no Twitter o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP). Fígado de ferro, diga-se. LIMPEZAPor recomendação do Tribunal de Contas (TCU) e Controladoria Geral (CGU) da União, o Ministério da Saúde divulgou na sexta lista de 16 exonerados no Instituto Nacional de Câncer, que recebiam em dobro.

PRESENTE DE GREGO Se a Grécia falir, Eike Batista dará um jeito de comprar a Acrópole para construir um shopping, com a luxuosa ajuda do BNDES, claro.

MP exige cumprimento da lei sobre execuções penais ADRIANO ABREU

Ministério Público por meio da Promotoria Criminal baixou a Portaria nº 002/2011, a qual leva em consideração a Lei de Execuções Penais (LEP) que determina a existência de uma Comissão Técnica de Classificação. O titular da 17ª Promotoria Criminal, José Braz Paulo Neto, solicitou que a 12ª Vara de Execuções Penais emita uma relação com os processos de execução penal nos quais foram determinadas a realização desse exame criminal para que fossem executadas as progressões de pena. O tempo em que os processos se encontram à espera de julgamento na respectiva Comarca deve estar expresso. Os gestores da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc) e Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape) também foram comunicados acerca da instauração do inquérito civil público, tendo um prazo de 10 dias úteis para informar sobre a existência e composição dessa CTC nas unidades prisionais na Comarca de Natal. A Lei de Execução Penal (LEP), prevê para cada unidade prisional uma Comissão Técnica de Classificação, responsável pela triagem dos apenados segundo os seus antecedentes e personalidade. A Comissão deveria realizar exames nos presos antes destes terem o benefício de progressão da pena deferido. Porém, no estado, segundo dados da Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape), nenhuma das 37 unidades carcerárias possui uma comissão formada.

O

José Olímpio, coordenador da Administração Penitenciária do Estado, reconhece dificuldades

Pela legislação, em seu artigo sétimo, cada comissão deve ser presidida pelo diretor da unidade prisional e composta, no mínimo, por dois chefes de serviço, um psiquiatra, um psicólogo e um assistente social AÇÃO CIVIL O representante do MP esclareceu que pretende, através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), acionar o Executivo para que haja uma reestruturação das Comissões, senão em todas as unidades prisionais, ao menos no setor de presos julgados do Complexo João Chaves, na zona Norte de Natal. No entanto, caso não haja uma tomada de decisão

GAEP auxilia na análise de processos de progressão O juiz Corregedor Bruno Lacerda, membro do Grupo de Apoio à Execução Penal (Gaec), ratifica a importância de existir ,de maneira atuante, um órgão responsável pela análise e triagem dos presos para que aconteçam as progressões ou extinções de pena. “O apenado não pode ser prejudicado e isso é assegurado pelo Supremo Tribunal Federal, mas é importante considerar o nível de ressocialização dele”, destacou. O magistrado lembra que há algum tempo o preso sofria com

uma demora de quase um ano para ter descoberta a progressão de pena e acabava sendo prejudicado. Ele concorda que o dano pode ser transferido para a sociedade se os devidos cuidados não forem tomados antes de decidir pelo destino do apenado. O Gaep tem sido um dispositivo adotado pelo Judiciário estadual na análise e definição de sentenças dos processos do setor. O grupo é formado por 13 juízes e 12 servidores que visitam periodicamente as 65 comarcas

e implementação da estrutura, o Governo será alvo de uma Ação Civil Pública. Após reconhecer que as CTC’s não estão em atividade, o coordenador da Administração Penitenciaria do Estado, José Olímpio, informou que o Programa de Saúde Carcerária contempla a estruturação dessas comissões e que está sendo avaliado o modo como a equipe técnica será selecionada. “Existe uma possibilidade de convênio com a Funpec”, órgão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Olímpio acrescenta que diante da necessidade, se solicita a cooperação do Instituto Técnico e científico (Itep) para a feitura dos exames.

do Estado avaliando os processo em tramitação no Estado. Desde 2009, já foram analisados 442 processos de execução penal, o que originou a “abertura” de 900 vagas no sistema penitenciário estadual, das quais 200 somente neste ano. Além da avaliação processual, também é feita uma averiguação das condições prediais do locais que albergam presos. Nos dois anos anteriores, 18 unidade prisionais foram inspecionadas. Houve análise de 9.811 processos, 425 progressões, 143 livramentos, 200 extinções de penas, expedição de 820 guias e 768 vagas abertas por causa dos benefícios.

BENEFÍCIOS De janeiro a outubro deste ano, 122 presos foram beneficiados 66 deles com progressão de regime e 56 com liberdade após avaliação de processos feita pelo Grupo de Apoio à Execuções Penais (Gaep),nas 65 comarcas do Estado.Apesar de tais procedimentos adotados pelo Judiciário estadual serem direito do preso,o que tem preocupado o Ministério Público é o fato de não haver uma Comissão Técnica de Classificação (CTC) nas unidades prisionais e se perceber que a concessão de tais benefícios têm base somente na análise do tempo de pena e um atestado de bom comportamento que é emitido pelas diretorias dos estabelecimentos carcerários. A estrutura de exame criminológico não existe no RN há quase dois anos,aponta o juiz da 12ª Vara de Execuções Penais,Henrique Baltazar. A ausência de um parecer de especialistas pode favorecer que criminosos não recuperados retornem às ruas e permaneçam na prática de crimes.O magistrado explica que em casos de urgência, especialmente,quando o preso possui perfil claro de aguda periculosidade,a Justiça solicita que o exame seja feito no Itep ou pelo Núcleo de Perícia do Tribunal de Justiça.


Domingo | 06 de novembro de 2011

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

11

ENTREVISTA / GILBERTO JALES SECRETÁRIO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS

Precisamos retomar o saneamento FOTOS:EMANUEL AMARAL

recursos suficientes, estava todo mundo bem aquinhoado. E governar e administrar é exatamente entender essas dificuldades, governar na bonança é muito fácil, mas é fundamental que o Estado busque recuperar o seu poder de investimento, eu sempre digo que o Estado não vive para si mesmo, ele vive para a sociedade, existe para a sociedade, o que chega na sociedade é o que o Estado consegue investir, é estrada boa, adutora que leva água, isso é o que o cidadão usa como benefício. A Secretaria de Planejamento tem mais domínio, porque é a própria vivência dela, quando tira todo o custo operacional do Estado, o que sobra é muito pouco e o que a população reclama é que esse muito pouco não é suficiente para atender a toda as suas demandas.É ai que está o dinamismo da administração, tentar fazer a multiplicação dos pães. Mas o que existe é a priorização daquilo que é mais importante, mas tem determinadas coisas que além de importantes são urgentes e o que tem de se priorizar é aquilo que é urgente.

VALDIR JULIÃO Repórter

atural de Messias Targino, no Médio Oeste, o geólogo Gilberto Jales avalia o atual quadro Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Serhid), que assumiu na semana passada. Especialista em Educação Ambiental pela UERN e Gestão de Recursos Hídricos, pela UFSC, e mestre em Irrigação e Drenagem pela UFERSA ele fala sobre a retomada de obras de adutoras e sobre a gestão do uso da água no Rio Grande do Norte e o atraso de obras para adequação ao recebimento, no futuro, da transposição das águas do Rio São Francisco. Gilberto Jales admitiu, por exemplo, que o Rio Grande do Norte está atrasado e precisa retomar e executar diretrizes relacionadas ao saneamento básico nas cidades do Alto Oeste, portão de entrada da transposição das águas do São Francisco, além da criação do comitê de bacia do rio Apodi-Mossoró, a exemplo do que já ocorreu em relação à bacia do rio Piranhas-Açu. Além disso, o secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos confirma que o Estado precisa viabilizar recursos para retomar o projeto da adutora que levará água da Barragem Santa Cruz, em Apodi, para os municípios da chamada “Tromba do Elefante”. Outro projeto que Jales considera importante é a revisão do Plano Estadual de Recursos Hídricos (PERH), cuja lei foi promulgada em 1º de julho de 1996 pela Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte, antecedendo, inclusive, a lei que instituiu a Política Nacional de Recursos Hídricos, em janeiro de 1997. O Plano é constituído por três fases: atualização do diagnóstico, atualização dos estudos de planejamento e atualização da programação das ações. O PERH tem previsão para ser finalizado em janeiro de 2012, com trabalho desenvolvido pela equipe da Semarh e o Programa Semiarido Potiguar (PSP), através do financiamento do Banco Mundial. Após finalização, o plano servirá como instrumento de planejamento para orientar a execução da política de recursos hídricos do Rio Grande do Norte.

N

Como o senhor avalia a polêmica recente sobre o empréstimo do Banco Mundial que não destinou recursos para os recursos hídricos? A Assembléia Legislativa já aprovou esse empréstimo do governo, mas na realidade a Secretaria Estadual de Recursos Hídricos não ficou de fora, pois já é contemplada com recursos financeiros do Banco Mundial e executa um programa guarda-chuva chamado semiárido potiguar, que envolve desde essa obra importante da revitalização e readequação da adutora Monsenhor Expedido Medeiros até obras como revitalização do rio Cobra e voltadas para abastecimento de pequenas comunidades rurais, notadamente na região do Seridó, e obras de consultorias e estudos com relação ao estudo hidrogeológico do aqüífero Barreiras que abastece Natal e sua Região Metropolitana e ainda a revisão do Plano Estadual de Recursos Hídricos que já está sendo executado. Claro que qualquer projeto de desenvolvimento sustentável tem viés de meio ambiente e recursos hídricos, mas é perfeitamente possível adequar a aplicação de recursos para projetos futuros, que esperamos que sejam liberados o mais rápido possível. Se fala muito, no futuro, na cobrança de taxas para o uso da água como um bem de consumo, como a Secretaria trata isso?

Na realidade a lei 9.433/97 que instituiu o Sistema Nacional de Recursos Hídricos prevê alguns instrumentos, pois nós estamos falando de recursos que é essencial para a vida humana, mas ao mesmo tempo é um insumo também., assim como uma determinada indústria, como a de refrigerantes que usa açúcar e corantes, mas usa água ,que para ela nesse caso água é um insumo, que vira um produto que ela vende. A lei prevê o uso múltiplo da água e para abastecimento humano, mas prevê que um dia haja cobrança pelo uso da água, não é aquilo que a Caern e os SAAE cobram, o que eles cobram é o serviço de distribuição da água, não cobram pelo bem, de pegar água onde ela está e levar até a sua casa. Agora, é claro, que dentre os instrumentos de gestão de recursos hídricos, além de ser o instrumento mais polêmico, só poderá ser executado quando um dia o sistema de recursos hídricos estiver completamente estabelecido, porque quando a lei diz que pode ser cobrado, a lei diz também que esses recursos não podem ser misturados com outros recursos, tem de ser necessariamente em novos mananciais de água, na conservação da água e na garantia do fornecimento da água.

Mas esses desvios são nos chafarizes ou na canalização? As adutoras têm dois instrumentos técnicos, um é a ventosa que fica nos altos, quando a adutora tem uma curvatura para cima, a finalidade é expulsar o ar que por ventura tenha na rede e facilitar o fluxo da água. Ou uma descarga, quando tem uma inflexão para baixo e é usada quando se faz qualquer serviço em determinado trecho não precisa esvaziar a adutora. Nesse ponto, às vezes as pessoas aproveitam a fragilidade para fazer o “gato”, que muitas vezes não é só para abastecimento humano e não resistem a tentação e fazem uma pequena irrigação e, aí, a população que está lá ponta da adutora fica sem água.

Vez ou outra a gente depara-se na imprensa com os famosos “gatos” nas adutoras, qual é a avaliação que a Serhid faz disso? Nós estamos no semiárido e o abastecimento de água na região é mais ou menos assim: de janeiro a junho em qualquer cidade do interior, todo mundo diz assim, a água está normal, é natural que o consumo diminua, mas a partir do segundo semestre não tem mais as chuvas, chega o verão e aumenta a evaporação e aumenta o consumo. Embora a oferta seja a mesma, a impressão que a população tem é que diminuiu a água na rede, o que não é verdade, o volume é o mesmo, o consumo é que aumentou. Agora, não justifica que uma água que é captada às vezes a 100 ou 50 quilômetros de distância, é tratada a um nível que qualquer pessoa possa beber com garantia de saúde, essa água seja desviada para outras finalidades, isso é uma preocupação. Isso ocorre, primeiro pela escassez da água e as pessoas buscam isso. Não é a melhor solução para escassez de água que seja usada a água de boa qualidade que não seja para outras finalidades que não seja abastecimento humano. Por isso que ao longo das adutoras foi pensado, muitas vezes por exigência do próprio Banco Mundial, que sejam colocados chafarizes para que a população ao longo da adutora não veja a água passar e ela não tenha acesso e não possa matar a sua sede.

Que relação o governo estadual tem quanto ao projeto da Transposição das Águas do Rio São Francisco, no ramal que vai sair no Alto Oeste, mesmo sendo uma obra federal? O governo federal tem assegurado que as obras não vão paralisar. A nossa preocupação é que o Estado do Rio Grande do Norte esteja preparado para receber essas águas. E aí existe uma série de exigência por parte da Agência Nacional de Águas (ANA), que em seus relatórios diz que dos quatro estados da região Nordeste que receberão as águas do rio São Francisco, o Rio Grande do Norte “não está bem na foto”, não fez ainda o dever de casa, mesmo considerado o tempo que ainda vai ter para chegar as águas, estamos atrasados com relação a isso. Um desses pontos é exatamente a formalização dos comitês de bacia, principalmente da bacia do rio Apodi-Mossoró, por onde um ramal vai chegar, a bacia do rio Piranhas-Açu já existe comitê porque a própria ANA cuidou disso com o apoio do Estado, mas tem outros passos como a própria revitalização da bacia, não adianta se chegar com água boa do São Francisco e quando chegar no Apodi-Mossoró ser contaminada pela água que está aí. Para isso, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) já demonstrou interesse de buscar recursos financeiros junto ao governo federal para fazer o saneamento de todos os municípios que estão ao longo das duas

Mas esse pessoal está sendo penalizado ou processado? Na realidade é uma preocupação da Secretaria e da Caern, que faz o gerenciamento dessas adutoras. Há fiscalização permanente, mas o melhor fiscal que existe é a própria população, que se sentir prejudicada por isso pode, tranquilamente, avisar, dizer onde é o trecho, a gente fecha e normalmente se faz uma advertência, para que não volte a fazer isso...

bacias, para que a água possa fluir em quantidade e qualidade. O governo estadual tem alguma participação nesse projeto do governo federal de investir R$ 280 milhões no perímetro irrigado da barragem de Santa Cruz,em Apodi? O governo estadual na realidade conhece o programa, tem apoiado algumas coisas, do ponto de vista que o projeto contemple a realidade local, mas esse é um projeto que será executado diretamente pelo Departamento Nacional de Obras Contra Secas (Dnocs). Comenta-se nos bastidores políticos que poderia haver um desmembramento de atribuições da Serhid, que passariam, por exemplo, para a Secretaria Estadual da Agricultura e da Pesca (Sape),ou não procede isso? É natural que essa tendência replique nos estados a própria estruturação federal, não só no Rio Grande do Norte. Em nível federal o Ministério do Meio Ambiente e Recursos Hídricos é importante para toda a política dessa área, os órgãos executores como no caso de licenciamento ambiental é do Idema, por exemplo, assim como para o governo federal é o Ibama. Assim como existe a Agência reguladora, a ANA, o Instituto Estadual de Gestão de Águas (Igarn) também tem esse viés. Cada órgão tem a sua importância e as suas atribuições. A água utilizada para produção agrícola e para irrigação, a partir do momento que está aplicada no campo, é agricultura. Agora, aquestão dessa água e os diversos usos da água é uma questão de gestão. Essa é uma equação complicada, não se pode colocar essa equação de um lado de um consumidor de água, se vai para um pescador, ele diz que não pode se tirar nenhuma gota de água da barragem, porque precisa dela para pescar o peixe. Se perguntar a um irrigante, ele vai dizer que pode esvaziar a barragem, quer toda a água para irrigar. Quem vai garantir isso é o instrumento que a lei prevê que é a outorga do uso da água e ai a gestão tem de encontrar o meio de equilibrar e garantir que todos os usos sejam beneficiados sem prejuízo do uso primordial que é o abastecimento humano. Fala-se muito que na hora da elaboração do orçamento que privilegia-se essa ou aquela Secretaria, a Serhid realmente achase prejudicada com relação a isso ou está todo mundo no mesmo barco? A questão é de dificuldade financeira do Estado, existe um ditado que diz o seguinte: “na casa que falta pão, todo mundo briga e ninguém tem razão”. Se houvesse

não justifica que uma água captada às vezes a 100 ou 50 quilômetros de distância e tratada seja desviada para outras finalidades.”

Governar na bonança é muito fácil, mas é fundamental que o Estado busque recuperar o seu poder de investimento."

Para as adutoras Monsenhor Expedito e do Seridó, já estão garantidos recursos do Banco Mundial e do Ministério da Integração Nacional.”

A população mundial chegou a 7 bilhões de pessoas, fala-se muito na escassez de água, o Rio Grande do Norte pode correr o risco de ficar sem água? O maior desafio da humanidade é exatamente o uso racional dos recursos naturais de uma forma geral. O Rio Grande do Norte tem 95% do seu território na área do semiárido, onde temos precipitações de chuvas baixas, e ainda outro problema que é a irregularidade das chuvas. Mas eu diria que hoje, o Estado fazendo o monitoramento e a gestão equilibrada, tem condições de ser atendido. Mas é preciso que o Estado veja, num horizonte muito breve, que faça a estruturação do sistema de gestão para evitar o mau uso da água. A lei estabelece que a prioridade é para abastecimento humano, depois para uso animal e depois a produção de alimentos, indústria e outros usos. O que a Secretaria tem de planejamento na área de recursos hídricos mas imediato? No contexto da gestão precisam fazer a complementação dos planos de bacias hidrográficas, estabelecimentos dos comitês de bacias e a partir daí se aponte a prioridade sobre o uso da água daquela bacia. Do ponto de vista da infraestrutura, o grande desafio é retomar algumas obras e concluir outras que estão em curso e retomar as que estão paralisadas. Por exemplo, a adutora Monsenhor Expedito que está passando por um processo de reforço da oferta de água com a abertura de uma parceria de poços a partir da área de captação na Lagoa do Bonfim; bem como a adutora do Seridó, que levará água do Açude Cargalheiras em Acari para Currais Novos, que o governo já retomou e ainda a adutora do Alto Oeste a partir da barragem de Santa Cruz, dependem de recursos financeiros para ser retomada. A adutora para Mossoró já houve uma licitação, mas o Tribunal de Contas da União (TCU) apontou irregularidades e ela foi anulada recentemente. Mas o projeto executivo está feito e vai ser feita nova licitação de acordo com a planilha comparativa de preços do governo federal. Como o governo vai buscar recursos para essas obras? Para as adutoras Monsenhor Expedito e do Seridó, já estão garantidos recursos do Banco Mundial e do Ministério da Integração Nacional. No caso da adutora do Alto Oeste, a obra foi executada uma parte, mas falta mais repasse de recursos federais e o aporte de contrapartida do Estado, que é relativamente alta e as atuais condições não permitem, que é um investimento de cerca de R$ 26 milhões.


12

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 06 de novembro de 2011

[ DEMOCRACIA ] Economista

graduado na Universidad Externado, da Colômbia, e que integrou o movimento guerrilheiro M-19 entra em uma nova luta política: governar Bogotá, uma grande cidade cheia de problemas

De guerrilheiro a prefeito de Bogotá LIBARDO CARDONA Associated Press

ogotá (AE) - O novo prefeito eleito de Bogotá, Gustavo Petro, tem tido um papel-chave na recente vida política do país, com suas reiteradas denúncias sobre os nexos entre a classe política colombiana e os grupos paramilitares. Sua chegada à prefeitura é a consequência de uma paixão pela política iniciada quando ele tinha 10 anos. Em sua carreira de pelo menos 15 anos, teve êxitos e derrotas, como a sofrida nos anos 1990 quando tentou pela primeira vez chegar ao comando da capital da Colômbia. A formação política de Petro, um economista de 51 anos, se deve, segundo disse ele mesmo a amigos, à mãe e a sua reação às eleições presidenciais de 1970, consideradas por muitos no país uma vergonha nacional. Ainda que nunca se tenha provado, afirma-se que naquela disputa houve fraude a favor do conservador Misael Pastrana e contra o candidato da Alianza Nacional Popular (Anapo) Gustavo Rojas Pinilla, um general populista reformado do Exército que havia governado o país entre 1953 e 1957. O governo do então presidente Carlos Lleras suspendeu a entrega de resultados quando Rojas Pinilla estava à frente por 50 mil votos. Ao amanhecer do dia seguinte, Pastrana apareceu como ganhador por pouco mais de 60 mil votos. Como consequência da suposta fraude, nasceu o Movimento 19 de abril (M-19), uma típica guerrilha latino-americana formada em sua maioria por intelectuais de classe média. Petro ingressaria no movimento 15 anos depois. A derrota de Rojas Pinilla golpeou duramente a mãe de Petro, Cla-

B

ra Nubia Urrego, grande ativista de seu partido em Zipaquirá, município a 45 quilômetros de Bogotá. Ela explicou a Petro, que nesse dia fazia 10 anos, “como haviam roubado as eleições da Anapo”, recordou Augusto Rodríguez, ex-guerrilheiro que foi assessor de Petro quando ele atuou como congressista. “Gustavo sempre nos disse com orgulho que sua mamãe foi seu farol, quem levou-o para a política”, disse Rodríguez em entrevista por telefone à Associated Press. Petro nasceu em 19 de abril de 1960, em um remoto povoado chamado Ciénaga de Oro, no departamento (Estado) de Córdoba, 500 quilômetros ao norte de Bogotá. Pelo trabalho de seu pai, também chamado Gustavo, a família se mudou para Zipaquirá com seus três filhos pequenos: Gustavo, Adriana e Juan. Nos últimos anos do ensino médio, Petro tomou armas, mas “nunca se destacou como um grande militante no M-19. Ele era mais um organizador, um ideólogo”, disse Rodríguez. “Eu creio que Petro nunca em sua vida fez mal a ninguém nem com um cortador de unhas”, diz o ex-assessor. O comentário foi referendado por outro exmilitante do M-19, Francisco Cardona, conhecido como “Pacho Paz”, que conheceu Petro em Bogotá em 1983. “Era um homem muito estudioso, muito sólido em política, muito reflexivo.” Por telefone, Cardona disse que “sempre quiseram ver Petro como o supercomandante do M-19. Isso não é correto. Ele era um líder médio e estou seguro de que nunca provocou dano físico em ninguém”. No início dos anos 1980, Petro - um homem de baixa estatura, magro, com óculos e fala pausada - graduou-se como economista na Universidad Externado de Colômbia, em Bogotá.

Codinome em homenagem ao escritor Gárcia Márquez No M-19, Petro escolheu como nome de guerra “Aureliano”, lembrando personagem de “Cem anos de solidão”, porque ele e o Nobel de Literatura Gabriel García Márquez haviam sido alunos no Liceo Nacional de Zipaquirá. No grupo guerrilheiro, Petro “era basicamente um organizador de massas. Ele se encarregava do trabalho com sindicalistas e estudantes”, explicou Rodríguez. Em novembro de 1985, o M19 assaltou o Palácio da Justiça, na mais sangrenta e bem planejada de suas ações. Na retomada do edifício pelas Forças Armadas, mais de 100 pessoas foram mortas, entre juízes, membros da força pública e guerrilheiros. “Nesse momento, Petro e eu estávamos na prisão Modelo de Bogotá”, recordou Cardona. Após sair da prisão, comentou Rodríguez, Petro retornou ao M-19 e, em 1988, no departamento (Estado) de Tolima, ele e seu companheiro de armas Edgar Molano disseram ao então chefe do M-19, Carlos Pizarro - assassinado em 1990 -, que “o tempo da guerra havia passado, que já era tempo de paz”. Em março de 1990, o presidente Virgilio Barco (1986-1990) firmou a paz com o M-19. Então Petro se dedicou por inteiro à política e em outubro de 1991 foi elei-

to representante na Câmara pela Alianza Democrática M-19. Em 1994, tentou ser senador, porém fracassou. Em seguida foi nomeado diplomata da embaixada da Colômbia na Bélgica, de onde denunciou os supostos nexos com paramilitares do ex-ministro do Desenvolvimento Carlos Arturo Marulanda, que era embaixador e, logo, seu chefe. Retornou à Colômbia e em 1997 foi derrotado nas eleições para a prefeitura de Bogotá, por quem precisamente foi seu maior rival na disputa do domingo passado, Enrique Peñalosa. Entre 1998 e 2010, sempre teve uma cadeira no Congresso. A partir dali, ininterruptamente, denunciou os vínculos da classe política com grupos paramilitares. Suas denúncias levaram a que, no fim de 2006, a Corte Suprema de Justiça abrisse uma vasta investigação que até agora levou à prisão mais de 60 congressistas e ex-parlamentares. Em março de 2010, se apresentou como candidato do esquerdista partido Polo Democrático Alternativo para as eleições presidenciais, quando o vencedor foi o atual presidente, Juan Manuel Santos, com 9 milhões de votos. Petro obteve pouco mais de 1,3 milhão de votos.


Domingo | 06 de novembro de 2011

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 13


quadrantes

14 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 06 de novembro de 2011

JOSÉ ARNO GALVÃO [ Advogado ]

Trapalhadas m vizinho de um dos colegas - vou chamálo de Toinho, que não é necessariamente seu nome - resolveu participar de nossas andanças, apesar de sua imaturidade. Naquele tempo, os fiscais do Juizado, chamados Comissários e cujo trabalho era gratuito, limitavam-se a atuar junto às entradas dos cinemas, deixando livre o ingresso de menores em bares e outros lugares menos recomendáveis, salvo recusa do proprietário, o que dificilmente ocorria. Como a fiscalização do trânsito somente pedia fosse apresentada a habilitação de maneira fortuita, deixando campo aberto para quem quisesse dirigir veículos sem tal documento. Certa vez Toinho pegou um Gordini, ao que parece entregue a ele para oferecer a um possível comprador, e chamou-nos, Pedro Bandeira e eu, para ir com ele testá-lo. Indo pela avenida Afonso Pena, na altura do cruzamento com a rua Mipibu, resolveu fazer o retorno e não contou his-

U

tória: na velocidade em que ia, estorceu a direção. Tenho a impressão de que, na realidade, pretendia ele, imitando o que me vira fazer, realizar a manobra chamada “cavalo de pau”, em que o motorista, a um só tempo, aciona o freio de estacionamento, esterça a direção e acelera, fazendo com o que o veículo faça uma mudança de cento e oitenta graus, praticamente voltando-se para o caminho antes percorrido. Mas, motorista inexperiente, Toinho apenas conseguiu que o carro virasse. Para sorte nossa, o movimento foi completo e ele terminou em pé. Do episódio, ficoume apenas um ligeira marca no osso de uma das pernas. Sem ferimento em nenhum dos passageiros. Não sei como ele explicou depois os danos no carro. Mas Toinho não ficou nessa. Fomos certa vez ao Veleiro, restaurante instalado no final da praia de Areia Preta. Após o jantar, Toinho pôs-se a arrecadar os talheres da nossa mesa e de algumas

vizinhas, enrolou no blusão que carregava e, provavelmente para afastar suspeitas de que ali estavam escondidos os talheres surrupiados, pôs-se a girá-lo. Não deu outra. Em dado momento, o blusão abriu e foi garfo, faca e colher se derramando por tudo quanto era canto da sala do restaurante. E lá foi Toinho ajudar o garçom a apanhar o fruto de sua tentativa frustrada de furto. Não fui muito chegado a frequentar os cabarés, as chamadas casa de má fama, à época conhecidos simplesmente como a Zona (Já pensei em escrever algo sobre a geografia da Zona de Natal. Ainda não o fiz por falta de conhecimento completo, pois para isso, não basta indicar o local. Fazse necessário, em alguns casos, descrever o diferencial, como a escadaria íngreme daquela que ficava por cima da Tipografia de Nestor Galhardo e que datava da época da Segunda Guerra Mundial e cujo nome agora não me ocorre, o estilo colonial da Ideal, que se dizia ser mera filial de Ma-

Humor Fino [ Amâncio ]

CARMEM VASCONCELOS [Poetisa ]

NELSON PATRIOTA [ Escritor ]

Rolling Stone se perde na constelação Chico Buarque

Do movimento e da quietude dos milagres m amigo me escreve dando conta de uma viagem que fez recentemente para dentro si mesmo. Quis (ou precisou, não sei) viajar para bem longe de onde hoje vive para fazer isso. Buscou raízes, voltou para as raízes. Mexeu-se um bocado para poder ficar quieto. E ficou quieto para poder mexer-se. Como ele disse, caminhou pelos próprios infernos, contemplou os próprios milagres. Achei poéticas, belas as suas palavras. E o melhor de tudo, são palavras transbordando verdades. Por isso, sem pedir consentimento, eu as pus aqui. E também as pus aqui porque elas me fizeram pensar em como às vezes a gente sai à intempérie para poder se recolher, para poder achar conforto. Isso não é um paradoxo. Assisti a uma entrevista do ator Paulo José por. O enfoque dessa entrevista foi a sua sempiterna inquietude, que não cedeu nem diante do mal de Parkinson, doença que o acomete há anos. Paulo se mexe constantemente para poder aquietar sua alma, para poder sentila destinada. Ah, o destino e suas destinações... No email do meu amigo havia um poema de Elisa Lucinda, falando de ressurreições. Das ressurreições acontecidas nesta vida mesmo. Dos renascimentos que vamos aprendendo com tantas mortes dentro de nós. É verdade, pensei em mortos também, lembrei dos meus avós, cujos ossos eu transportei dentro de pequenas urnas faz um tempo. Penso ter contemplado milagres às Um amigo disse avessas. Aqueles seres uma vez que tão longamente amasomos feitos dos, enquanto eu viver de pedacinhos amados, ali, sem posdas pessoas sibilidade de mexer-se, com quem nem de aprender mais convivemos . nada. No entanto, Sei que sou feita quanto ainda ensinam também desses meus deuses lares... Seu pedacinhos de cheiro seco de ausência, palavras, nos poeira no vento. Não quais acredito e doeu em mim o milagre professo. às avessas do tempo. Só me deu a certeza do tanto que sou feita de quem já não posso tocar. Mas pensei muito mais nessas mortes e renascimentos acontecidos nesta vida. Morri algumas vezes e também sou feita dos vivos. Um outro amigo me disse uma vez que somos feitos de pedacinhos das pessoas com quem convivemos e aprendemos. Guardei isso comigo, acreditando, e sei que sou feita também desses pedacinhos de palavras, nos quais acredito e professo. E digo mais: somos feitos dos outros para o bem e para o mal. Há pessoas que nos melhoram e pessoas que nos pioram e esses movimentos dentro da gente nem sempre são muito perceptíveis. Nós nos construímos a nós mesmos sem nos dar conta de todo o fazer. Vamos adquirindo certezas, hábitos, permanências, dos quais de vez em quando é preciso se afastar para contemplá-los. É preciso, às vezes e para alguns de nós, viajar para bem longe para poder chegar dentro. Contemplarnos. Largar-se para encontrar-se, estreitarse para alargar-se. Ai, eu estou tão yinyang... Ressurreição para valer só acontece com os vivos, meu amigo, e acontece entre infernos e milagres. E às vezes é inferno a ressurreição, mas seguramente (espero que concorde comigo), ressurreição para valer é muito mais vezes milagres.

ria Boa e que cedeu espaço ao estacionamento da SEMOB, o padrão diferenciado do serviço no casarão da rua Padre Pinto. E identificar a figura do dono(a) da pensão, como Francisquinha, Zefa Paula e outros. Fica a sugestão para quem conheceu melhor do que eu.). Mas, sem puritanismo, às vezes a necessidade obrigava. Ou as andanças do grupo para lá conduziam-nos. Na pensão de Virginia, ali na rua Antônio Basílio, proximidades de onde está hoje o Hiper Bompreço, fazia ponto uma mulher, Odete, por quem caiu ele de amores. Quando lá chegávamos, Toinho, que dava sempre um jeito de viajar no taxi junto a uma das portas, fazia carreira para chegar lá dentro e convidar Odete para ficar com ele. E lá iam os dois subindo a escada, não sem antes chegar ela junto de mim e puxar algo que eu tivesse no bolso da camisa. Quando voltava, desconfiado, vinha junto de mim transmitir o recado: Odete disse para ir buscar seu documento. Perdi o contato com Toinho. Soube depois que havia morrido, sem mais informações sobre a causa e as circunstâncias de sua morte. Quanto a Odete, tendo passado algum tempo sem ir à pensão de Virgínia, ao voltar lá recebi a notícia triste: havia morrido de tuberculose, a moléstia que levou tantas daquelas mulheres cuja “vida fácil” era feita de tantas amarguras e tão poucas alegrias.

U

difícil, às vezes, dar entrevista e ter de ficar se explicando. Por isso, não tenho queixas, gosto de fazer o que faço. Não que seja fácil escrever livros e canções, mas é preciso sempre desconfiar das coisas fáceis”. A frase poderia vir no final da entrevista de Chico Buarque à revista Rolling Stone com data de outubro, e que chegou às bancas na semana passada, marcando os cinco anos de circulação no Brasil. Mas saiu assim mesmo, à revelia do assunto em pauta: “é ou já foi fácil ser o Chico?”, pergunta feita pelo repórter Paulo Terron. A capa da revista é uma provocação ao politicamente correto: Chico aparece de terno vinho desabotoado, camisa branca contrastando com a gravata marrom escuro e, entre dois dedos da mão esquerda, meio levantada, exibe um cigarro aceso. A “rendição” ao cigarro é uma confissão que o artista faz às claras: “Acho chata essa fiscalização moralista da vida dos outros. Vou deixar de ir à praia, mas outras coisas não vou deixar. O meu vinho eu vou tomar, o meu cigarro vou fumar”. Longe do espírito clássico que viu no artista um exemplo de virtude, Chico parece cada vez mais próximo do ideal romântico: o artista como um ser independente e singular, dado a idiossincrasias e a quem são facultados direitos sonegados ao homem comum. Na verdade, a alusão ao vinho na frase acima parece meio deslocada, pois sua relação com o politicamente correto se dá quando seu consumo se torne excessivo; o cigarro, não, é em si mesmo uma confissão de transgressão numa época que o abomina como um flagelo medieval. Os momentos mais interessantes da conversa com Chico se limitam ao tema do processo de criação do artista. Mas curiosamente falta ao repórter interesse ou conhecimento da obra literária de Chico, inclusive em seus aspectos polêmicos, como quando seu romance “Leite Derramado” rece“Nas quatro beu o Prêmio Jabuti e desencapáginas e meia de deou uma onda de críticas ao prêtexto da mio e ao livro, simultaneamenentrevista, a te. A entrevista também passa ao Rolling Stone se largo da sua obra teatral, vasta e ateve ao importante. Restou, portanto, o circunstancial, o compositor. Mas em doses hoque, certamente, meopáticas. Como quando Chitem a ver com o co fala sobre o caráter datado de distanciamento suas canções “políticas”: “Apeque essa revista sar de você”, “Deus lhe pague”, tem da cultura “Cálice”, entre as principais. Sepopular brasileira gundo o artista, “elas corresponpor motivos dem ao momento político [da editoriais óbvios”. época] e não fazem grande sentido hoje”. A discussão sobre a suposta “mulher sem orifício”, verso da música “Querido diário”, do disco recém-lançado “Chico”, também não escapa ao repórter, mais sensível a detalhes chamativos do que propriamente à obra do artista. O entrevistador insiste que a crítica usou essa imagem contra o compositor, mas sem especificar de que modo, nem que crítica, forçando Chico a se delongar numa questão que resulta confusa, mal editada e com a impressão de que não disse a que veio. Nas quatro páginas e meia de texto da entrevista, a Rolling Stone se ateve ao circunstancial, o que, certamente, tem a ver com o distanciamento que essa revista tem da cultura popular brasileira por motivos editoriais óbvios. Nesse aspecto, Chico não é uma exceção, ou no máximo a exceção que confirma a regra. Da mesma forma que as reportagens políticas da revista nunca parecem convincentes, porque, em meio a bisbilhotices e futilidades do mundo pop anglo-saxão, uma denúncia sobre a corrupção brasileira é algo tão esdrúxulo como uma entrevista com um sambista. Ainda que esse sambista responda pelo nome de Chico Buarque de Hollanda. Com tantas omissões, o que se pode dizer mais dessa entrevista de Chico Buarque à Rolling Stone? Que a revista perdeu a oportunidade de fazer uma grande entrevista com um artista brasileiro importante. É simples entender: a Rolling Stone não é uma revista de literatura, nem de teatro, muito menos de música. É uma revista de um gênero musical: o pop.

“É

CLÁUDIO EMERENCIANO [ Professor da UFRN ]

Janela para a vida á percepções, circunstâncias e eventos que marcam o ser humano por toda a vida. Enraízam-se na alma de cada um. Sedimentam referências ou juízo de valor para o futuro. Geram vinculações por todo o tempo. Tem-se a impressão de que se repetem, como se o tempo fosse imutável. Sem passado nem futuro. A memória afetiva do homem transcende ao tempo. Projeta-o no infinito. Alça-o a dimensões espirituais, permitindo-lhe descortinar a beleza e a essência da vida. Poetas, pintores e escultores, singularmente, possuem o atributo para captar o esplendor da vida e a complexidade da alma humana. As circunstâncias atormentadas de Van Gogh não o inibiram ao explicitar em cores seu encantamento com a vida e suas inesgotáveis explosões de beleza. Esse êxtase o inseria na harmonia universal. O turbilhão psicológico, que o sufocava, rendia-se ao ímpeto dessa sensibilidade. Misturava-se com a natureza, partilhando a originalidade dos pássaros, das cotovias, dos bem-te-vis e dos canários, anunciando, com seus cantos, as primeiras claridades, com as quais a aurora dissipa o manto escuro da noite. Súplica a Deus para desfrutar, sem fim, desses momentos gloriosos e arrebatadores. Sentir as vibrações da eternidade e percorrer as vias do infinito. Também foram os êxtases de Miguel Ângelo, do Aleijadinho e de Auguste Renoir. Shelley (inglês), Robert Frost (americano) e os brasileiros Gonçalves Dias, Manuel Bandeira, Vinicius de Morais, Carlos Drummond de Andrade, entre tantos e tantos poetas, imantaram seu ser no sentido e na essência desse instante, concomitantemente mágico e enternecedor, ainda hoje indecifrável e indevassável na plenitude de sua mensagem. Muito antes deles, na longitude dos tempos, Penélope, nos versos da “Odisséia” de Homero, em Ítaca, assistia, no cume de um monte, o nascer do dia, exortando à divindade para trazer de volta seu marido e herói, Ulisses, perdido na vastidão de mares e terras distantes. Séculos depois, Virgílio, na “Eneida”, deslumbra-se com a luminosidade, que se irradiava, todas as manhãs, das sete colinas de Roma. Shakespeare, gênio, em sua vasta obra, de “Júlio César” a “Otelo”, de “Hamlet” a “Timon de Atenas”, de “Romeu e Julieta” a “Sonhos de uma noite de verão”, dimensionou sentidos múltiplos no espetáculo sempre renovado do raiar do dia. Na ficção há obras magistrais, inumeráveis, convergindo a condição humana com a magnificência do nascer do dia. Somerset Maugham, em “O fio da Navalha”, descreve o arrebatamento de Larry Darnell

H

no Tibet, tendo diante de si as neves eternas, a luminosidade da aurora e, interiormente, seu reencontro com a fé. O Tibet, cenário que Thomas Merton chamou de “o topo do mundo”. Mas Ernest Hemingway, em “Adeus às armas” e em “As neves do KiÉ através da violência limanjaro”, contrapõe os Alpes às montanhas da África, que o homem se torpara dizer que, em qualquer na lobo do próprio lugar da face da Terra, em homem.Ergue denqualquer paralelo, é impostro si obstáculos insível o homem não se pertransponíveis ao mitir contagiar e inebriar-se aprimoramento dos com a mensagem de espeseus próprios sentirança e paz do amanhecer. mentos.O homem que violenta,que ma- Leon Tolstói, em “Guerra e ta,que odeia e inveja, Paz”, diz que os homens, em guerra, abjuram o sentido jamais poderá amar desse momento. Como se plenamente.Desconão o vissem, não o sentisnhecer o amor é resem, pois a violência, que irinunciar a Deus e à viam logo mais cometer, qualda.É impossível ao quer que fosse a causa, afronhomem ter consciêntaria a dignidade humana. É cia da liberdade sem através da violência que o se libertar dentro de homem se torna lobo do prósi mesmo.Há,assim, prio homem. Ergue dentro momentos,circunssi obstáculos intransponíveis tâncias e ações na viao aprimoramento dos seus da humana que pospróprios sentimentos. O hosuem o sentido de mem que violenta, que maeternidade.As coisas ta, que odeia e inveja, jamais efêmeras,ocasionais poderá amar plenamente. e fugazes não acresDesconhecer o amor é renuncentam fundamento ciar a Deus e à vida. É imnem substância à possível ao homem ter consexistência.Esse é o ciência da liberdade sem se dilema dos dias libertar dentro de si mesmo. atuais.O homem saHá, assim, momentos, cirber identificar o real cunstâncias e ações na vida sentido da vida e, humana que possuem o senatravés dele,elevartido de eternidade. As coisas se às dimensões que lhes foram atribuídas efêmeras, ocasionais e fugazes não acrescentam fundapor Deus. mento nem substância à existência. Esse é o dilema dos dias atuais. O homem saber identificar o real sentido da vida e, através dele, elevar-se às dimensões que lhes foram atribuídas por Deus.


Domingo | 06 de novembro de 2011

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 15

Críticas cada vez mais frequentes sobre política de governo podem levar o presidente Mahmoud Ahmadinejad a ter de se explicar no Parlamento. A cinco meses das eleições, facções se enfrentam em busca de votos nas ruas [ MUNDO ]

Recomeça disputa política no Irã VAHID SALEMI

NASSER KARIMI E BRIAN MURPHY Associated Press

eerã (AE) - A batalha política interna do Irã já havia chegado a esse ponto máximo antes: parlamentares pedem que o presidente Mahmoud Ahmadinejad se torne o primeiro mandatário do país a ter que se explicar no Parlamento sobre as políticas do governo. Cada vez que isso quase aconteceu, Ahmadinejad sofreu reprimendas do líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, que aparentemente queria evitar um espetáculo constrangedor. No dia 31 do mês passado, parecia que não haveria saída fácil para o presidente. Seus laços com Khamenei foram sendo cortados e o aiatolá tentou durante meses colocar seu protegido no lugar do presidente. E o clima está cada vez mais pesado para a presidência iraniana, com as facções se enfrentando a menos de cinco meses para as eleições parlamentares. “O Irã sempre foi um país com um teatro político interno muito rico”, disse Shadi Hamid, diretor de pesquisas no Brookings Doha Center, no Catar. “É o tom da disputa que ficou mais amargo, porque o prêmio da disputa está mais alto”. Um escândalo envolvendo uma fraude bancária de US$ 2,6 bilhões, o maior abuso financeiro na história iraniana, deu aos oponentes de Ahmadinejad a oportunidade de tentarem humilhar o presidente e seus partidários antes das eleições parlamentares. O Parlamento deu os primeiros passos para derrubar o ministro da Economia, e no dia 30 de outubro 73 dos 290 parlamentares - um pouco mais dos 25% necessários - assinaram uma petição para questionar Ahmadinejad sobre a investigação de fraude financeira No dia 1º de novembro, o ministro da Economia, Shamsedin Hosseini, foi ao Parlamento e pediu desculpas aos políticos e à população em geral. Um pouco antes, Ahmadinejad teve que fazer um apelo aos parlamentares para que mantivessem o ministro no cargo, alegando que se ele fosse demitido seu governo se enfra-

T

Fogo cruzado no Parlamento por causa de uma fraude bancária bilionária vai minando o apoio que o presidente Mahmoud Ahmadinejad tem do líder supremo Ali Khamenei

queceria numa hora em que enfrenta grandes pressões do Ocidente por causa do programa nuclear iraniano.No total, 141 parlamentares votaram contra a demissão de Hosseini, enquanto 93 votaram a favor da queda do ministro. Dez parlamentares se abstiveram e 46 estavam ausentes. Ahmadinejad não está diretamente envolvido na investigação de corrupção e não existe o risco aparente que seja derrubado. Uma possível investigação no estilo Watergate no Parlamento - o que ele sabia e o quanto ele sabia - seria vista como um coroamento dos seus rivais políticos após meses de amplos ataques.Ahmadinejad é acusado pelos oponentes de cruzar a linha vermelha no Irã - tentar expandir os poderes da presidência para desafiar a autoridade quase absoluta e teocrática de Khamenei, que comanda a teocracia dirigente. Dezenas de aliados de Ahmadinejad foram presos ou tiveram que sumir do mapa político. O pro-

tegido e mais próximo aliado do mandatário, Esfandiar Rahim Mashaei, foi vilipendiado pela mídia estatal como líder de uma “corrente desviada” que buscaria comprometer o sistema teocrático da república islâmica. Nenhuma das pressões poderiam ser lançadas sem a aprovação tácita de Khamenei, que possui a palavra final em todos os assuntos no Irã. Nos últimos meses, Khamenei interveio para barrar várias tentativas dos parlamentares em questionar Ahmadinejad. A razão aparente para isso é que o aiatolá pode ter tentado proteger a imagem do Irã e evitar cenas desconfortáveis de Ahmadinejad enfrentando parlamentares críticos e raivosos. No começo de outubro, Khamenei deu um poderoso tiro de advertência em Ahmadinejad - ou também contra qualquer possível sucessor - que busque retirar poderes da elite teocrática, ao dizer que o Irã poderá algum dia eliminar o cargo de presidente .

Eleição para o Parlamento é teste para elite teocrática A elite teocrática pode estar pensando mais longe, no teste das urnas para o Parlamento. Um pedido para que Ahmadinejad comparecesse humilde ao Parlamento poderia atiçar seus rivais políticos antes das eleições em março de 2012. A eleição é vista pelos partidários de Khamenei - incluída a ultra poderosa Guarda Revolucionária - como um aperitivo apimentado para as eleições presidenciais de junho de 2013. A elite teocrática vetou todos os candidatos para as duas disputas, sugerindo que o desfecho poderá fortalecer ainda mais o poder da linha-dura e da Guarda Revolucionária, cujo alcance se estende dos

militares aos mais importantes setores da economia iraniana. Ahmad Bakhshayesh, professor de assuntos políticos na Universidade Azad de Teerã, disse que existe uma crescente percepção de que Khamenei agora deixará os rivais de Ahmadinejad no Parlamento alvejarem totalmente o mandatário. “O escândalo financeiro intensificou a animosidade”, ele disse. “Os parlamentares concluíram que chegou a hora de usarem seus poderes”. A investigação parlamentar concluiu que Hosseini, seus viceministros e diretores no Banco Central do Irã e em outros bancos estatais sabiam a respeito da enor-

me fraude e fracassaram em tomar medidas. O escândalo, supostamente maquinado por um empresário, envolveu o uso de documentos falsificados para obter crédito de pelo menos dois bancos estatais para comprar empresas estatais. Pelo menos 35 suspeitos foram detidos. Ahmadinejad ainda retém um poder significativo entre segmentos de parlamentares. Um dos parlamentares inimigos do mandatário, Mohammed Dehghan, disse que no dia 31 houve um lobby forte de partidários do presidente no plenário para que a petição fosse derrubada. “Nada no Irã é feito por nada”, disse Mehrzad Boroujerdi, um especialista em assuntos iranianos na Universidade Syracuse, nos Estados Unidos, se referindo ao alerta feito por Khamenei sobre o cargo de presidente.

[ CIÊNCIA ] Simulação de viagem ao “Planeta Vermelho” com monitoramento 24 horas ganhou ares de reality show.

Os voluntários deixaram o confinamento, mas entraram em quarentena para se adaptar ao retorno à vida normal

Uma ‘viagem’ de 500 dias a Marte DIVULGAÇÃO

oscou (DW) - Pálidos, com os olhos irritados pela claridade, mas sorridentes. Foi com esta aparência que os voluntários do projeto Mars500 deixaram o confinamento de 520 dias em um centro de pesquisas, na sexta-feira passada, em Moscou. No local, os seis homens provenientes da Rússia, China, França e Itália simularam uma viagem a Marte, hermeticamente fechados em uma cápsula. Esta foi a mais longa experiência de isolamento da história das pesquisas espaciais. O principal objetivo era observar como seriam as reações humanas em uma viagem ao planeta vermelho. Os participantes viviam em um ambiente com salas estreitas, seguindo ordens dos coordenadores do projeto e lidando com mantimentos racionados. A simulação foi realizada pela agência espacial russa Roskosmos em parceria com a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) e foi orçada em 15 milhões de dólares. “O tempo passou muito depressa desde quando fechamos a cápsula no ano passado. Porém o tempo real sentido pelo grupo será conhecido em breve. Provavelmen-

M

te haverá grande diferença entre as opiniões”, suspeita Igor Ushakov, coordenador do Instituto Russo de Problemas Biomédicos, que participou da experiência. “Eu realmente senti uma distância física entre a tripulação e as pessoas no controle da missão. Eu sei que eles estavam apenas a 20 metros da gente mas a minha mente não consegue aceitar isto”, escreveu o engenheiro francês Romain Charles, que foi voluntário para o confinamento. Além de Charles, o grupo foi formado por dois médicos e um engenheiro russo, um astronauta chinês e um engenheiro italiano. O estudo teve características de um reality show. O grupo foi vigiado e monitorado durante todo o dia, exceto nos banheiros da cápsula. Os voluntários se alimentaram com rações usadas por astronautas, raramente tomaram banho e coletaram diariamente amostras de urina e sangue. As agências parceiras na pesquisa consideraram o projeto Mars500 importante porque provou que as pessoas podem resistir à solidão e às frustrações provocadas por uma longa viagem pelo espaço. “Sim, a tripulação po-

de sobreviver (...) a um isolamento inevitável em uma missão a Marte, com ida e volta”, declarou Patrik Sundblad, especialista da Agência Espacial Europeia no site da instituição. PÓS-CONFINAMENTO O projeto chegou a ser alvo de certo escárnio, porque os participantes não estariam sujeitos à variação gravitacional. Os organizadores, entretanto, tentaram seguir estritamente as regras de uma viagem espacial, inclusive o atraso de 20 minutos na comunicação. Nós últimos dias, segundo o site do projeto, os voluntários simularam “a trajetória em espiral de ingresso no campo de gravidade terrestre”. Ao saírem do confinamento, os participantes mal tiveram tempo de abraçar seus familiares e amigos. Eles vão ficar em quarentena até 8 de novembro. Psicólogos temem que, apesar de apresentarem boas condições de saúde, os integrantes do grupo estranhem o barulho e as atividades de uma vida normal fora da cápsula. As agências espaciais russa Roskosmos e a Agência Espacial Europeia esperam realizar a verdadeira viagem para Marte até 2040.

Projeto chegou a ser alvo de críticas porque os participantes não estavam totalmente sob efeito da gravidade


16

geral

Natal | Rio Grande do Norte| Domingo | 06 de novembro de 2011

[ MEDICINA ] Sismos têm mais impacto na

saúde de que outros desastres naturais

Pesquisadores mostram poder destrutivo dos terremotos U

m estudo feito por pesquisadores americanos concluiu que os terremotos têm mais impacto na saúde humana que outros desastres naturais, como enchentes e furacões. Mais de um milhão de tremores de intensidades diversas são registrados por ano no mundo, afirma a pesquisa, publicada sexta-feira na revista científica britânica Lancet. Além das mortes imediatas, as vítimas dos tremores incluem indivíduos seriamente feridos - especialmente crianças - que não podem receber tratamento por causa da destruição da infraestrutura. No terremoto do Haiti, por exemplo, 53% dos pacientes tratados após o tremor nas proximidades de Porto Príncipe tinham menos de 20 anos de idade. Cerca de 25% tinham menos de cinco anos. Na última década, os terremotos

causaram mais de 780 mil mortes no mundo - o equivalente a 60% do total causado por desastres naturais, concluiu o estudo coordenado pela Iniciativa Humanitária da Universidade de Harvard. Outros desastres, como enchentes e furacões, tipicamente causam mortes por afogamento, mas poucos feridos, afirmaram os pesquisadores. No caso dos terremotos, a estimativa é de que, para cada pessoa morta no desastre, três escapam com ferimentos. Além disso, muitas das grandes metrópoles do mundo estão localizadas sobre falhas geológicas propensas a sofrer com este tipo de fenômenos, como Tóquio, Los Angeles, Nova York, Nova Déli e Xangai. “Como os terremotos normalmente afetam áreas urbanas populosas com pouca infraestrutura, resultam em altas taxas de mortalidade com muitos ferimentos .

Prejuízo no Japão ultrapassa US$ 200 bilhões Com estimativas de danos que ultrapassam US$ 200 bilhões, segundo algumas avaliações, o terremoto e o tsunami que atingiram o Japão este ano devem se tornar o desastre natural mais custoso da história. Segundo um levantamento feito pelo Centro de Pesquisas de Epidemiologia dos Desastres (Cred), o desastre natural mais custoso até hoje havia sido o terremoto de Kobe, no Japão, em 1995, com um custo estimado em US$ 143 bilhões, em valores atualizados. Logo depois aparece o furacão Katrina, que causou estragos em vários Estados americanos e arrasou a cidade de Nova Orleans, em 2004. Os custos dessa tragédia foram estimados em US$ 140 bilhões. Entre os 20 desastres naturais mais custosos da história, segundo o levantamento do Cred, aparecem apenas dois eventos anteriores à década de 1980: o terremoto de Tangshan, na China, em 1976, que aparece em 14º na lista, com um custo atual estimado em US$ 21 bilhões, e as enchentes de 1931 na China, com danos de US$ 20 bilhões. Para David Hargitt, gerente de dados do Cred, a concentração de eventos mais recentes no topo da lista pode ser explicada pelo desenvolvimento econômico. “Há mais obras de infraestrutura, mais edifícios, mais pessoas morando num mesmo espaço. Há mais coisas para serem destruídas”, observa. “Num lugar onde antes havia dez casas, hoje pode haver cem edifícios”, explica.


economia DÓLAR COMERCIAL Compra:R$ 1,7370 Venda:R$ 1,7390 DÓLAR PARALELO Compra:1,77 Venda: 1,90

POUPANÇA HOJE 0,5919% CDB 11,30% BOVESPA + 0,81%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 545,00 TAXA SELIC

11,5%

TELEFONES ÚTEIS Receita: 3232-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT/RN: 3220-2000

ENTREVISTA

Gerente jurídico e de relações institucionais da Mineradora Susa fala sobre investimentos e logística. PÁGINA 3 DÓLAR TURISMO Compra: R$ 1,7230 Venda:R$ 1,8430 EURO Compra:R$ 2,3940 Venda:R$ 2,3970

Editora: Renata Moura E-mail: renatamoura@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 06 de novembro de 2011

Para o Ipea, o cenário político conturbado e as turbulências na economia desenham para o Velho Mundo um cenário de baixo crescimento nos próximos anos.Para outras economias, como a dos EUA, projeção também não é das melhores [ EUROPA ]

Crescimento “medíocre” a caminho DIVULGAÇÃO

STÊNIO RIBEIRO repórter da Agência Brasil

rasília – A Europa vive uma situação delicada em meio à crise econômica mundial, e a expectativa é de “crescimento medíocre” nos próximos anos, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea). O órgão analisa o cenário econômico global com enfoque do papel dos Estados Unidos, da Europa e da China no contexto da crise, em documento recentemente divulgado. Segundo a análise técnica feita pelo órgão, a situação é mais complicada para a Europa porque a região passará por longo período de reestruturação patrimonial das empresas e das famílias. Além disso, o cenário político entre os países-membros da União Europeia é conturbado e a ameaça de crises localizadas será constante. O Ipea cita, no documento, o economista norte-americano Barry Eichengreen, autor do livro A Globalização do Capital, que vislumbra para a Europa um futuro de “bancos fracos e baixo crescimento econômico”. De acordo com o órgão, o cenário é de baixo crescimento também nos Estados Unidos e em eco-

B

Para os emergentes,liderados pela China,perspectiva é de que o crescimento elevado se mantenha

nomias tradicionalmente consideradas mais desenvolvidas, podendo ocorrer crescimento em ritmo menor também em países em desenvolvimento. Mas os emergentes, liderados pela China, man-

terão níveis elevados de crescimento. Dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) citados pelo Ipea mostram que, em decorrência da crise financeira de 2008, de-

teriorada com a quebra do banco americano de investimentos Lehman Brothers, as economias dos Estados Unidos e da União Europeia recuaram 3,5% e 4,2%, respectivamente, em 2009. A crise foi

sentida na sequência pelos países desenvolvidos em geral, com destaque para a retração de 6,3% do Japão, enquanto os países em desenvolvimento, puxados por aumento de 9,2% da China, apresentaram crescimento médio de 2,8%. A retração de 2009 foi revertida em grande parte no ano seguinte, com os Estados Unidos crescendo 3% e a Europa, 1,8%. A China teve crescimento ainda maior, 10,3%. No entanto, a trajetória de recuperação não manteve o ritmo para europeus e americanos, que trabalham com expectativas de evolução de apenas 1,7% e 1,5%, respectivamente, este ano, enquanto o crescimento estimado da China também cede um pouco, para 9,5%. Existe, conforme o Ipea, uma tendência de piora da atividade econômica em escala global, com índices mais baixos, inclusive, em 2012. Esse movimento é resultado do momento de semi-estagnação da atividade econômica dos Estados Unidos e da Europa, principalmente, com impacto negativo nos fluxos de comércio internacional. O Ipea prevê ainda que a expectativa de crescimento desses países não será suficiente para debelar os altos índices de desemprego.

NÚMEROS

3,5%

foi o recuo registrado na economia dos Estados Unidos, no ano de 2009.

4,2%

foi o recuo da União Europeia também em 2009, em decorrência da crise.

6,3%

foi a retração verificada no Japão como consequência das turbulências iniciadas em 2008.

9,2%

marchando contra o cenário de desaceleração, esse foi o crescimento chinês em 2009.

3%

foi o crescimento norteamericano no ano seguinte, revertendo em parte as perdas.


2

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 06 de novembro de 2011

ANTOIR MENDES SANTOS [ Economista ]

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

Destino que cativa Brasil é visto pelos outros países como sendo um lugar apaixonante, com um povo sempre cordial, festeiro e hospitaleiro, mas também o que gasta menos da América Latina. O perfil foi traçado a partir dos resultados do estudo sobre a Demanda Internacional no Brasil, com dados de 2010, realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) para o Ministério do Turismo, envolvendo países da América Latina – mercado prioritário para a Embratur para os próximos 10 anos. A meta é receber 7 milhões de turistas provenientes dos países vizinhos para ajudar a bater os 10 milhões de visitantes internacionais previstos até a Olimpíada.

O

PASSAGEIROS A classe C já é cliente efetivo do mercado de turismo. O crescimento econômico, elevação salarial e a redução do desemprego contribuíram diretamente para a emergência dessa fatia da população. Hoje o País tem 65 milhões de pessoas no mercado doméstico de voos, ao ano.

Varejo

Gestão

Uma boa notícia para o consumidor brasileiro. Com o avanço das marcas da P&G, a Unilever reage e lança 86 produtos nos segmentos de higiene e limpeza. A meta é elevar a participação de mercado da companhia com todas as suas marcas para cabelos, de 28,7% neste ano, para 32% em 2012 e 35% em 2015.

Começa amanhã o 5º Congresso de Gestão Pública do RN, com o tema “O Estado Orientado para Resultados”. Cerca de 30 palestrantes estarão nos dois dias do congresso promovido pelo Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Norte (CRA-RN), no Praiamar Natal Hotel, em Ponta Negra, com cerca de mil participantes.

FOME O alerta do empresário Bill Gates (Microsoft). ao exortar os líderes do G20 a não virarem as costas à pobreza do mundo, mostra que os países ricos não estão lá preocupados com a miséria na África. O relatório que ele apresentou destaca o papel da inovação na expansão dos recursos de desenvolvimento para o futuro.

Venda de imóvel O INSS vai leiloar um terreno em área nobre de Natal, dia 10 próximo, às 10h, no auditório da Gerência Executiva do INSS/Natal, à rua Apodi, 2150 – 12ª andar. O leilão público para alienação de um terreno, com uma área de 553 m², localizado a rua Maxaranguape, s/nº, no bairro de Tirol, próximo ao supermercado

Nordestão (Prudente de Morais). O lance mínimo será de R$ 530 mil e o interessado deve adquirir, com antecedência, autorização para efetuar o depósito da caução, no valor de R$ 26.500,00 na Seção de Orçamento, Finanças e Contabilidade (9º andar), até terça-feira, dia 8. Mais informações no telefone 3216-5093.

CONSTRUÇÃO As construtoras Ramalho Moreira e EC Engenharia darão início até o final de novembro, às obras do condomínio Villas Pirangi, em sua primeira etapa. Também vai concluir a Escola de Governo, no Centro Administrativo, uma das maiores e mais modernas do País. O auditório principal é para duas mil pessoas.

1

Seguindo a tendência das grandes liquidações do varejo que antecedem o Natal, a operadora CVC anuncia que a promoção “Contagem Regressiva”, com descontos em viagens nacionais e internacionais, está sendo prorrogada até 30 de novembro. Além desta novidade, a CVC também está oferecendo, por tempo limitado, o parcelamento de pacotes em até 12 vezes sem juros.

2

A rede potiguar Ótica Diniz inaugura amanhã (7), no CCAB Norte, em Petrópolis, a segunda Diniz Prime. A maior rede de óticas do Brasil mantém o seu crescimento, agora com o conceito diferenciado direcionado ao público mais exigente. Essa segunda loja prime na cidade foi aberta para uma administração terceirizada.

3

Presente em poucas cidades, a Nokia inaugura o primeiro quiosque em Natal. O ponto de venda, localizado no Natal Shopping, é o sétimo da marca no País. O espaço dispõe dos principais produtos do portfólio da Nokia, onde o cliente que pode testar os aparelhos e tirar dúvidas com os consultores da loja.

PROJETO Na próxima terça-feira, a Abrasel/RN vai lançar o Projeto Papa Óleo, em execução em várias cidades brasileiras. O presidente da Abrasel, Max Fonseca, apresentará um vídeo e dará mais explicações sobre o projeto de sustentabilidade que somente agora chega a Natal. Vários restaurantes já estão credenciados para a coleta do óleo utilizado em suas cozinhas. PRAZO A principal premiação da Publicidade potiguar, o Prêmio Bárbaro 2011, encerra amanhã as suas inscrições para as peças que concorrerão na edição deste ano. As inscrições podem ser feitas através do site do Sindicato das Agências de Propaganda do Estado (SINAPRO/RN). www.sinaprorn.com.br. No site do SINAPRO, além das fichas de inscrições, pode-se fazer o download do regulamento do Prêmio Bárbaro.

ESTÁGIO As inscrições para o Programa de Estágio em Logística, da Riachuelo terminam no dia 9, próxima quarta-feira. As vagas para estagiar no maior centro de distribuição de varejo têxtil da América Latina são para jovens que estão cursando o último ano de administração, economia, engenharia, tecnologia da informação, logística, matemática e áreas correlatas. Os interessados devem acessar www.riachuelo.com.br para se inscrever até o dia 09/11/2011. O Programa de Estágio em Logística da Riachuelo terá duração até dezembro/2012.

A evolução do IDH PNUD - Programa Nacional das Nações Unidas para o Desenvolvimento acaba de lançar o novo ranking do IDH – Índice de Desenvolvimento Humano para 2011 englobando 187 países em todo o mundo, entre eles o Brasil. Todavia, é importante lembrar que a própria ONU – Organização das Nações Unidas recomenda cautela nas avaliações comparativas dos valores e classificações dos países entre os anos de 2010 e 2011, tendo em vista a existência de duas novas variáveis: i) a inclusão de 18 novos países na pesquisa, visto que em 2010 eram 169 e este ano foram 187; e ii) as mudanças e ajustes ocorridos nos dados e métodos de pesquisa. Neste contexto, os dados oficiais indicam que, em nível mundial, a Noruega é o país com melhor IDH, cerca de 0,943, posição respaldada pela expectativa de vida de 81,1 anos, por uma média de anos de escolaridade de 12,6 e por um rendimento bruto nacional per capita de U$ 47.557. Em seguida, aparecerem a Austrália com IDH de 0,929, os Países Baixos com 0,910, os EUA com 0,910 e a Nova Zelândia com 0,908, completando a série dos cinco primeiros países que apresentam índice de desenvolvimento humano muito elevado, ou seja, IDH > 0,79. Além desses, outras 42 nações integram essa seleta categoria de países, onde se enquadram dois de nossos vizinhos, o Chile com IDH de 0,805, o que o coloca na 44a posição no âmbito mundial, e a Argentina com 0,797, que lhe assegura o 45o lugar no ranking dos que apresentam índices muito elevado . Com relação ao Brasil, os dados indicam que estamos conseguindo avançar em termos de desenvolvimento humano. Em 2010, o IDH apurado pelo PNUD abrangia 169 países e, naquela altura, o Brasil figura na 73a

O

posição no contexto mundial. Este ano, com a entrada Para um país de 18 novos países de quase 200 e os ajustamentos milhões de realizados nos méhabitantes e todos de pesquisas, que tem a nosso país que pretensão de se atualmente já se intornar a 6a sere no contexto das potencial nações com elevaeconômica do índice de desenmundial,ainda volvimento humaestamos muito no, ou seja, 0,69 > distante daqueles IDH < 0.79, saltou de países que já 0,715 no ano passainvestiram numa do para um IDH de vida longa e 0,718 em 2011, assesaudável,no gurando ao Brasil a conhecimento e 84a posição no cenum padrão de nário mundial. vida digno para Deve-se salientar toda a população” que em 2011 dos 187 países pesquisados, apenas 36 deles, entre eles o Brasil, tiveram evolução em seus índices de desenvolvimento humano, enquanto que os demais se mantiveram nas mesmas posições. No caso brasileiro, o aumento na expectativa de vida foi responsável por 40% dessa evolução, na medida em que passamos de 62,5 anos em 1980 para 73,5 anos em 2011, certamente em função de melhorias na saúde pública. No mesmo período, a média de anos de escolaridade saltou de 2,0 anos para 7,2 anos, ao passo que a renda nacional bruta per capita evoluiu de U$ 7.306 para U$ 10.126. É bom lembrar que os indicadores de saúde, educação e renda entram na determinação do IDH, e que esses dois últimos componentes

contribuíram com, respectivamente, 30% para a evolução de nosso índice em 2011. Por outro lado, uma comparação do IDH brasileiro com os países que integram o chamado BRICS (Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul) demonstra que ainda estamos bem atrás do IDH russo, 0,755 contra 0,718, índice puxado, sobretudo, pela média de anos de escolaridade, 9,8 anos contra 7,2 anos, e pelo rendimento nacional bruto per capita, U$ 14.561 ante U$ 10.162. No embate com os russos, apenas a nossa expectativa de vida ao nascer, 73,5 anos, suplanta a dos soviéticos, cerca de 68,8 anos. Para os demais países desse bloco, o IDH do Brasil situa-se numa posição confortável, sobremaneira, em relação à China que ainda não conseguiu transformar o seu acelerado ritmo de crescimento em desenvolvimento humano para toda sua população. Contudo, para um país de quase 200 milhões de habitantes e que tem a pretensão de se tornar a 6a potencial econômica mundial, ainda estamos muito distante daqueles países que já investiram numa vida longa e saudável, no conhecimento e num padrão de vida digno para toda a população. É o que demonstra o cálculo do IDHAD – Índice de Desenvolvimento Humano Ajustado à Desigualdade, que ajusta o IDH do Brasil de 2011 de 0,718, considerado valor potencial, para 0,519 considerado como valor real. Vale dizer, como afirmam os especialistas da ONU “essa queda de quase 30% mostra o risco que o cidadão brasileiro médio teria de não conseguir alcançar o desenvolvimento humano potencial que o país tem para lhe oferecer, em função dos obstáculos que as desigualdades podem lhe impor”

TOMISLAV R.FEMENICK [ Autor do livro “Conexões e Reflexões sobre Economia” ]

O racional e o lúdico uando desenvolveu o ferramental teórico para construir sua filosofia econômica, social e política, Karl Marx a sustentou, entre outros, no conceito de que “não é a consciência dos homens que determina o seu ser; é o seu ser social que, inversamente, determina a sua consciência”. Isso é, independente da vontade do ser humano, sua forma de pensar seria resultado da estrutura econômica da sociedade em que vive. Nos anos sessenta do século passado, o filosofo canadense Marchall McLuhan propagou suas ideias tendo como suporte duas premissas básicas: os meios de comunicação são extensões do ser humano e a expansão dos meios de comunicação teria transformado o mundo em uma aldeia global. Esses conceitos tiveram pouca repercussão no mundo econômico até o advento da Internet e sua abertura para uso comercial, em 1988, dando o impulso que faltava para a globalização dos negócios, da política, da cultura e de tudo o mais. Aqui temos duas proposições filosóficas que se chocam ou se complementam? É a economia que determina nossa forma de raciocínio ou é a expressão do pensamento que determina a economia? A resposta para essas indagações comporta um tipo de estudo que foge ao propósito em um artigo de jornal. Porém enseja que se faça algumas especulações sobre o assunto, comparando fatos históricos e deles tirando algumas conclusões. Vejamos algumas delas. Até o século XV todo o saber da humanidade era armazenado em cópias manuscritas, reproduzidas uma a uma, e restritas a um público muito limitado. Na Idade Média foram os mosteiros católicos que trouxeram a si a responsabilidade de copistas e de guardiães do conhecimento, num mundo em que predominavam reis e cortesãos guerreiros, rudes e analfabetos. Poucos, inclusive alguns mercadores, fugiam à regra. Isso tudo começou a

Q

mudar com o advento da imprensa, dos tipos móveis e da A Internet,além de prensa gráfica, a inter se venção do alemão transformado em Johannes Gutenberg, um meio de em 1439. Primeiro foi negócios é, a Bíblia, depois livros também,essencial de todos os tipos fopara qualquer ram editados e espatransação lhados pela Europa e econômica. de lá seguiram os caPraticamente não minhos “nunca danhá aplicação tes navegados” pelos financeira, homens e pelos liinvestimento, vros. compra ou venda Os livros sedide mercadorias e mentaram padrões serviços sem o uso linguísticos (o diada informática e da leto londrino rede internacional tornou-se a língua que interliga os da Inglaterra e o computadores” dialeto da Toscana tornou-se a língua oficial da Itália), foram responsáveis pela solidificação do conceito nacional dos povos e, principalmente, uma das causas da reforma protestante e da contrarreforma católica. No campo da economia, haviam os Almanaques que divulgavam informações sobre agricultura, “aritmética comercial”, preços de mercadorias, leis mercantis e de navegação, rotas marítimas, tabelas uniformes de cálculos, padrões de medidas, construção de navios etc. Um dos livros que teve maior repercussão foi o “Summa de arithmetica, geometria proportioni et propornalità” (Súmula de aritmética, geometria, proporção e proporcionalidade), do frei Luca Pacioli, o criador da contabilidade moderna. Livros didáticos sobre medicina, arquitetura, astronomia, navegação, geologia, química, me-

talurgia, tecelagem já eram comuns no século XVI. Paralelamente o número de escolas e de universidades cresceu exponencialmente. O resultado da ampliação de conhecimento foi a alteração do modo de pensar dos homens, pois a leitura força a concentração do pensamento, induz ao raciocínio e o raciocínio leva à análise, à critica e à busca de provas. Foi daí que nasceram as ideias de Copérnico, Kepler, Galileu Galilei e de vários outros pensadores. Foi o livro o fato gerador do Iluminismo, este um movimento europeu do século XVIII que firmou a predominância da razão sobre o poder do Estado e das religiões. A leitura e a escrita são, pois, atos racionais, capazes de revolucionar a economia, a política, a sociedade e até mesmo a fé. Em nosso tempo vivenciamos uma revolução similar. A Internet, além de ter se transformado em um meio de negócios é, também, essencial para qualquer transação econômica. Praticamente não há aplicação financeira, investimento, compra ou venda de mercadorias e serviços sem o uso da informática e da rede internacional que interliga os computadores. Além do mais, vários sites fazem a junção de outros meios de comunicação: a escrita, o rádio, o cinema e a televisão, democratizando as notícias, as análises dos fatos e o saber acumulado pela humanidade. O problema é que a captação sensorial das informações computadorizadas, especialmente da Internet, se dá pelos sentidos da visão e da audição, em um ambiente em que a tela do computador é a atração dominante, fato que nos leva mais a um ambiente de sensação lúdica que racional. Somos muito menos críticos com o computador que com os livros. Marx e McLuhan tinham razão, cada um com a sua concepção do homem e do mundo.

JOSÉ EDUARDO TOLEDO DE ABREU FILHO [ Consultor ]

Quando a renda é o que importa urante a infância e parte da adolescência, somos todos dependentes. Na fase adulta, passamos a ter os nossos próprios dependentes e depois, com a idade avançando, pouco a pouco vamos, de alguma forma, novamente nos tornando dependentes, mas desta vez, dos que um dia dependeram de nós. Ao ler o artigo “Por dignidade na velhice”, assinado por Everson Oppermann, diretor da FENAPREVI, e publicado em alguns veículos de comunicação, me chamou a atenção a lucidez do texto. Principalmente quando expõe com realismo o que vem acontecendo com uma grande parcela da nossa sociedade que passou a vida — pelo menos quem teve condições de acumular algum patrimônio — achando que estaria segura quanto mais imóveis tivesse no decorrer da sua existência. Esqueceu que não são os bens que fazem a diferença. O que irá proporcionar a verda-

D

deira liberdade e permitir que cada um seja dono do seu destiPara os que estão no é a renda a ser na vida criada para ser inprofissional ativa condicionalmente nunca é tarde e, usufruída. Só a posmuito menos,cedo se do imóvel não gademais para se rante a renda. começar a Segundo Opperplanejar o tempo mann, “é triste, é fordo merecido te, e talvez até ofenrepouso.Este vai sivo, mas deve-se adser infinitamente mitir, sem hipocrisias, melhor se a que velhinhos com questão muito patrimônio tefinanceira estiver rão sua morte esperagarantida” da por herdeiros. Velhinhos com renda, por sua vez, serão sempre bem cuidados porque, se morrerem, vai-se a sua renda, da qual muitos podem depender”.

Muitos já ouviram algum comentário sobre um idoso que tem “uma saúde irritante”. Quem nunca soube de histórias sobre velhinhos abandonados pelos familiares em casas de repouso ou asilos? Essa é uma realidade que se aproxima de todos nós. A velhice não é a melhor idade. A única garantia que podemos ter de que ela será digna é a de dependermos financeiramente de ninguém. Infelizmente, para um número considerável de pessoas receber aposentadoria só através do INSS não lhes permite a mencionada dignidade. Para os que estão na vida profissional ativa nunca é tarde e, muito menos, cedo demais para se começar a planejar o tempo do merecido repouso. Este vai ser infinitamente melhor se a questão financeira estiver garantida. Hoje faço parte de um pequeno grupo que trabalha para o futuro de muitos. Por si, isso já é muito gratificante.


economia

Domingo | 06 de novembro de 2011

A empresa assinou um protocolo de intenções com o Governo,prevendo investir R$ 700 milhões no Estado. O que, exatamente,deve ser feito com esses recursos? No protocolo que foi assinado com a governadora, colocamos o que devemos investir no projeto, mas definitivamente o que vai ser adquirido, em que será investido esse dinheiro, só vamos saber depois que tivermos todos os estudos geológicos da nossa reserva e todos os estudos de viabilidade, no que tange ao porto. Um dos pontos desse protocolo foi o porto. Existe a possibilidade de ele ser implantado em Porto do Mangue, mas a decisão da localização e todas as definições vão vir a partir do plano de viabilidade técnico-ambiental que vai ser feito. Em que fase estão esses estudos? Já foram iniciados? Os estudos geológicos da nossa reserva já estão sendo feitos. A sondagem está sendo feita na nossa área, que fica em Cruzeta, e nas redondezas. A empresa já está investindo nisso. Essa sondagem vai determinar qual é a reserva que nós temos. No primeiro semestre de 2012 já vão ser desenvolvidos todos os estudos para criar o plano de viabilidade técnica e ambiental para saber o melhor local do porto e tudo o que envolve o desenvolvimento desse porto. Quando a sondagem começou? O nosso projeto foi iniciado com os atuais sócios em agosto de 2010. Desde esse período estão sendo feitas sondagens a diamante, que tem o ritmo devagar. Mas iniciamos este ano um tipo de sondagem chamada RC, que é muito mais rápida. Estamos adiantando a análise da nossa área para ter resultados mais rápido. Fazer sondagem num projeto mineral é essencial, para saber exatamente a reserva que a gente tem, para poder programar a vida útil da mina. Vocês esperam estar, até o final do primeiro semestre de 2012,com todos esses estudos concluídos? Esperamos até o final do primeiro semestre de 2012 ter os estudos concluídos para poder ter uma decisão do que vai ser melhor. Porque falamos em um porto em Porto do Mangue, mas o primeiro embarque que fizemos de minério fizemos via Porto de Natal. Já discutimos a possibilidade de ampliação do Porto de Natal para a margem esquerda do rio. O que também requer uma série de estudos. Os estudos serão feitos no primeiro semestre. Mas quando efetivamente ficarão prontos vai depender de todas as esferas envolvidas.

ENTREVISTA / EDUARDO DE ABREU SODRÉ / GERENTE JURÍDICO E DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS DA SUSA

“PRECISAMOS DE UM PORTO QUE POSSA RECEBER NAVIOS MAIORES” FOTOS:JÚNIOR SANTOS

RENATA MOURA editora de Economia

A

Susa mineração, companhia instalada em Cruzeta, na região Seridó do Rio Grande do Norte, anunciou na semana passada a intenção de investir R$ 700 milhões no estado e de construir um porto para ampliar a capacidade de embarque da produção extraída no interior, nos próximos anos. Os planos foram formalizados, em protocolo assinado com o governo, pouco mais de um mês depois de ter realizado a primeira exportação, um carregamento de 31 mil toneladas de minério de ferro que seguiram para o mercado chinês via Porto de Natal. A operação é um dos pontos que o gerente jurídico e de relações institucionais da mineradora, Eduardo de Abreu Sodré, aborda nesta entrevista, em que também fala sobre o apetite da empresa e de como ele exigirá a expansão da infraestrutura disponível hoje. O executivo comenta ainda as possibilidades de investimento em municípios como Porto do Mangue – que poderia reduzir tempo e custos da operação - ou mesmo em Natal, na margem esquerda do Rio Potengi. A Companhia Docas do RN (Codern), que administra o Porto de Natal, tem um projeto nesse sentido e já sinalizou que está de olho na mineradora como potencial parceira. Mas não há qualquer definição sobre isso, diz Sodré. “Só teremos qualquer definição a respeito do projeto, de onde será executado, após a realização de estudos”, pontua. Confira os principais trechos da entrevista:

EXISTE A POSSIBILIDADE DE IMPLANTARMOS UM PORTO EM PORTO DO MANGUE, MAS A CONTINUIDADE DA OPERAÇÃO EM NATAL NÃO ESTÁ DESCARTADA”.

Mas a empresa faz estimativa de quando gostaria de estar com esse porto em operação? Não. A estimativa que temos realmente é de conclusão dos estudos no primeiro semestre de 2012. Com os estudos é que a equipe técnica vai determinar como vai ser feito. A partir dos estudos teríamos realmente estimativas. O Governo do Estado, numa gestão anterior, já cogitava a possibilidade de implantação de um porto em Porto do Mangue, para escoar minérios. Por que vocês também aventaram essa possibilidade? Tiveram acesso a algum estudo? Os sócios da nossa empresa e os nossos consultores já sabiam da existência dessa possibilidade (de o governo estar vislumbrando a abertura de um porto no município). A informação já era pública. Mas a decisão de ser em Porto do Mangue ou não vai ser tomada só com os estudos. O investimento foi anunciado após a empresa iniciar os embarques pelo Porto de Natal.Vocês viram que a estrutura do Porto não atenderia a demanda e por isso decidiram apostar num projeto próprio? Na verdade ainda existe a possibilidade de a empresa continuar usando o Porto de Natal. Estamos usando o porto de Natal. Conse-

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

guimos fazer o embarque. Um problema são os custos que estamos tendo no Porto. Mas estamos negociando para reduzi-los. E também para a etapa futura do nosso projeto, em que queremos atingir de 3 milhões a 5 milhões de toneladas/ano. Atualmente estamos fazendo carregamentos pequenos. Temos uma programação de fazer mais três carregamentos de 30 mil a 35 mil toneladas até o final do ano. Numa primeira fase, como discutimos no protocolo com o governo, queremos atingir 1 milhão de toneladas/ano e numa segunda fase de 3 milhões a 5 milhões de toneladas/ano. Então até para atingir essa primeira fase de 1 milhão de toneladas/ano o porto precisa aumentar o calado. Com o calado atual só podemos embarcar navios de 30 mil a 35 mil toneladas. Com o calado maior - o ideal seria 12,5 metros - a gente já conseguiria trazer navios de 50 mil a 70 mil toneladas. O que para a gente seria ótimo porque faríamos embarques maiores. Dependemos muito do Porto de Natal. Então existe essa possibilidade – de aumento do porto - e existe a possibilidade de um outro porto. Queremos manter as operações no estado e existem essas duas possibilidades. Qual é a logística de exportação hoje? Qual é o percurso que o minério faz da mina até ser exportado? São 257Km. Feitos por caminhões até o porto. E do porto fazemos o carregamento do minério para o navio, para exportar.

SÓ FIZEMOS UM EMBARQUE ATÉ AGORA, ENTÃO ESTAMOS AINDA APRIMORANDO O CARREGAMENTO E A LOGÍSTICA A CADA DIA PARA REDUZIR CUSTOS”.

É uma logística considerada complicada? É complicada por envolver um transporte rodoviário. O que mais a gente quer desenvolver agora é essa questão interna do porto. Os custos e a ampliação. Para atingir 1 milhão de toneladas/ano a gente realmente precisa de um porto que possa receber navios do tamanho que a gente precisa. Qual é o custo para exportar com

a infraestrutura e a logística que existem hoje? Não podemos divulgar essas informações porque são definidas por contrato. Não podemos divulgar pela confidencialidade que temos com os nossos parceiros. Mas, na verdade, também não existe um número ainda bem definido. Como fizemos um embarque só, estamos numa fase muito inicial da exportação, ainda não criamos um número exato. Foi feito um primeiro embarque e esse embarque, o carregamento, a logística, estão sendo aprimorados a cada dia para reduzir custos e atingir um nível de excelência no transporte e no carregamento do minério. Para que o Porto de Natal atinja a capacidade de que vocês necessitam, não seria preciso adiar o plano de aumentar o volume exportado? Por enquanto, nossa previsão para os três carregamentos que prevemos para este ano e para o do ano que vem, vamos continuar fazendo embarques com esse tipo de navio que está autorizado a entrar no Porto de Natal, com 30 mil a 35 mil toneladas. Queremos chegar até o final do ano com três carregamentos. No primeiro trimestre de 2012 queremos ter um navio por mês, depois no segundo trimestre dois navios por mês, no terceiro e no quarto trimestres queremos manter três navios por mês. Durante esse período, se o Porto de Natal conseguir que possamos usar navios maiores, vamos manter essa programação, só que aumenta a quantidade de minério. Nosso objetivo é atingir na primeira fase do projeto 1 milhão de toneladas/ano. Vocês pretendem atingir esse volume em quanto tempo? Nossa programação é de atingir até o final do ano de 2012, sendo que para que isso seja possível contamos com que o Porto de Natal providencie a ampliação do seu calado para receber navios de capacidade de 50 mil a 70 mil toneladas e redução de taxas. Duran-

RAIO-X DA EMPRESA A Susa foi constituída em 1985, tendo a mina de Cruzeta,desde o início,produção voltada para o mercado interno.Em abril de 2010 a empresa foi adquirida pela Andros Empreendimentos e Participações Ltda.,IDEPP Desenvolvimento de Projetos Ltda.e BP – Projetos e Consultoria Mineral e Ambiental Ltda.,passando a produzir em larga escala e redirecionando o foco para as exportações.Atualmente a mineradora conta com as três sócias,todas brasileiras,sendo que uma delas,a Andros,faz parte do grupo indiano Zamin Ferrous.A Susa só opera no Rio Grande do Norte.No primeiro embarque para o exterior,a empresa enviou 31 mil toneladas de minério para a China.Menos de 5% da produção,de minério de baixo teor,é vendida para cimenteiras nacionais.Com o crescimento da construção civil,entretanto, a possibilidade de a participação do Brasil no consumo aumentar não é descartada.A empresa tem atualmente 82 funcionários, mas o número deve aumentar, com a ampliação do número de turnos de trabalho de um para três,até o primeiro semestre de 2012.Os planos de expansão são alimentados pelo crescimento da demanda.

te o ano de 2012 serão feitos os estudos de viabilidade e poderemos ter a programação para a segunda fase do projeto. O tamanho dos navios é decisivo para que possamos ter economia de custo e de tempo. A empresa já cogitou fazer essa

operação através de outro Estado,como a Mhag fazia? Foram feitos estudos no início do projeto. Mas os sócios, desde o início, acreditaram no Porto de Natal e preferiram usá-lo a usar portos em outros estados. A ideia é valorizar o estado e o que tem a oferecer. Mas o custo pesou também? Seria mais caro exportar por Estados como Pernambuco e Ceará? A questão dos custos é uma discussão interna com cada porto. Mas a gente discutiu, fez análise prévia dos outros portos, mas desde o início a vontade dos sócios era manter tudo em Natal. Foi uma decisão que envolveu logística e o desejo de manter tudo no estado, pelo fato de estarmos instalados no Rio Grande do Norte. O presidente da Codern declarou que o investimento,em Porto do Mangue, seria inviável. Que o custo de implantação iria além de R$ 700 milhões. Como a Susa enxerga essas declarações? A conclusão sobre a possibilidade do uso de Porto do Mangue ou não vamos ter por estudos de viabilidade. Mas, com o investimento na margem esquerda, se aumentarem o calado do porto, se atingirem as nossas expectativas, no que a gente precisa, a gente manteria as operações em Natal. Mas é uma questão de análise do que se encaixa melhor nas necessidades da empresa. Há possibilidade de a empresa fazer o porto por meio de uma Parceria Público-Privada? Vai considerar isso na hora de fazer os estudos? Uma coisa é o protocolo que assinamos com a governadora. Outro ponto é o desenvolvimento do porto de Natal, da Codern. A Codern está interessada na ampliação do próprio porto, para que continuemos usando o porto. Se a produção aumentar como esperamos, vamos ter que escoar de alguma forma. Então também estamos interessados na ampliação. Agora, detalhes de como vai funcionar a ampliação de como vai ser formalizado não temos agora. É uma outra fase de conversa. Uma fase lá na frente. A única certeza que temos é o protocolo que assinamos. Ainda é cedo para falar em PPP então... Não foi nada discutido ainda. Não existe nada formalizado. Só o protocolo com a governadora.

É um complicador o fato de o Porto de Natal estar no meio da cidade? Isso traz alguma dificuldade para a empresa? Se a empresa fosse criar um cenário ideal seria não passar por dentro da cidade. Agora, isso não impede que a gente continue fazendo o carregamento.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Abrindo a porteira laf@digizap.com.br

Avicultura nordestina

N

o Nordeste, a Bahia está cada vez mais incorporando a atividade da avicultura com sua produção, assumindo a liderança com o abate 14,7 milhões/aves por mês. Pernambuco abate 12,4 milhões de aves/mês e a Paraíba, com 3,11 milhões, vem a seguir. Pernambuco lidera a produção de ovos na região, sendo o quarto maior produtor do País, com a atividade gerando 135 mil postos de trabalho. Nas projeções da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o valor bruto da produção animal brasileira em 2011 deve chegar aos R$ 111 bilhões, aumentando quase 14% em relação a 2010. Pouco mais de um quarto desse valor (R$ 29,031 bilhões) deve ser gerado pela avicultura (carne de frango e ovos) que, assim, deve apresentar o maior índice de aumento entre os quatro segmentos analisados - pecuária de corte, pecuária leiteira, suínos e aves.

Domingo | 06 de novembro de 2011

[ INOVAÇÃO ] Investimento neste novo nicho de mercado é provocado,

[ REFORMA AGRÁRIA ]

principalmente, pela capacidade produtiva e demanda crescente

Quase R$ 1 bilhão irá para a compra de terras

Apicultores do RN iniciam produção de própolis vermelha B

LOURENÇO MELO repórter da Agência Brasil

MORAES NETO

OVOS O IBGE destaca os 20 municípios brasileiros com maior produção de ovos, em sua Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) de 2010. Salvo pequenas diferenças decorrentes da idade das aves alojadas (em cria, recria ou produção) supõe-se que deve haver relativa concordância entre plantel existente e produção de ovos. Mas nem sempre é assim, mostra o levantamento. Nas três primeiras posições a coincidência foi absoluta: Bastos (SP), Santa Maria de Jetibá (ES) e Itanhandu (MG), detentores, respectivamente, do primeiro, segundo e terceiro maiores plantéis de galinhas são, também, na mesma ordem, os três maiores produtores de ovos do País.

Produção

Exposição

O valor da produção agrícola cresceu 8,9% em 2010. O resultado alcançado é de R$ 154 bilhões. A pesquisa do IBGE utiliza dados municipais e avalia o desempenho no mercado das principais culturas brasileiras. Cana-de-açúcar, café, laranja e algodão herbáceo foram os produtos que mais impulsionaram o crescimento do valor da produção agrícola do País. A área plantada mantevese em 65 milhões de hectares.

A 11ª Exposição Nacional de Caprinos da Raça Boer, será realizada em Recife/PE, durante a 70ª Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados. A exposição pernambucana começa hoje a vai até o próximo domingo (13), com a participação de expositores potiguares. A última exposição do circuito nordestino será a de Salvador, em dezembro.

CÓDIGO O texto apresentado pelo senador Luiz Henrique (PMDB-SC), relator do Projeto de Lei da Câmara 30/2011, que altera o Código Florestal, não contém soluções para os diversos questionamentos. A votação do Código deverá acontecer no final de novembro, mas terá que passar ainda por mais duas comissões.

Premiação para o RN Com o trabalho intitulado “Aplicação da Regressão Linear Múltipla Através dos Dados Climáticos da Precipitação e Temperatura dos Oceanos (Pacífico e Atlântico)”, os meteorologistas da Emparn, Alexandre Silva dos Santos, Fabiana Carnaúba Me-

1

No Sudeste, o preço do leite deverá seguir caindo em novembro, segundo o Cepea. Os preços do leite ao produtor caíram 0,3% em outubro em relação ao mês anterior, chegando a R$ 0,8888 por litro, informou o Cepea. O valor se refere ao produto entregue em setembro. A queda deve se acentuar em novembro, com o início da safra nas regiões Sudeste e Centro-Oeste.

2

deiros, Gilmar Bristot e José Ueliton Pinheiro, foram premiados no IV Simpósio Internacional de Climatologia – SIC - Impacts of Climate Change on Urban Areas, realizado recentemente em João Pessoa/PB. A premiação foi conferida pelo Comitê Científico.

No ano passado, os municípios com os maiores percentuais de vacas ordenhadas foram Jaru (RO), Morrinhos e Piracanjuba, ambos em Goiás. Já a maior produtividade, ocorreu na Região Sul do país, com 2.388 litros de leite no ano. Em todo o país, a produtividade de leite cresceu 12% entre 2005 e 2010, segundo o IBGE, com “ganhos expressivos de produtividade em todas as regiões, com destaques para os crescimentos observados no Sul (19,1%) e no Norte (12,5%)”.

3

A Friboi colocou no ar a maior campanha publicitária da história da cadeia da carne bovina. A JBS, dona da marca, pretende revolucionar a cadeia da carne bovina brasileira in natura, após colocar em prática um processo de reestruturação de suas marcas que terá duração de cinco anos. Ao longo dos próximos 18 meses a companhia concentrará seu portfólio de produtos sob as duas principais bandeiras do grupo: Friboi e Swift.

LEILÃO Marcado para terça-feira (8), a partir das 20h30 (horário de Brasília), pelo Canal do Boi, o Leilão Reprodutores Guzerá Villefort Genética Especial com a oferta de 40 touros PO para repasse ou coleta de sêmen. Todos seguem com Registro Genealógico Definitivo na ABCZ, andrológico positivo e exame de DNA e FIV. Mais informações: (31) 3627-1145.

ACORDO A Ufersa assinou um Termo de Cooperação Técnica com Uberbrahman, de Uberlândia/MG. A empresa mantém em Mossoró a Frutab Agrícola S.A. A ideia, afirma o chefe do Departamento de Ciências Animais, professor Raimundo Alves Barreto Júnior, é viabilizar na Ufersa pesquisas voltadas para a bovinocultura de corte. A Uberbrahman atua na criação de bovinos da raça Brahman, no sudeste do país, e tem o desafio de expandir a bovinocultura para região do semiárido. Pelo convênio serão realizadas de pesquisas voltadas para a adaptação desses animais.

Iniciativa é desenvolvida por apicultores do município de Touros e região do Mato Grande

SANDRA MONTEIRO da Agência Sebrae RN

O setor apícola do Rio Grande do Norte, sétimo maior exportador de mel do País, passa por um processo de inovação com investimento em novos nichos de mercado. Apoiados pelo Sebrae-RN, os apicultores potiguares começam a produzir própolis vermelha no Estado, estimulados especialmente pela capacidade produtiva e demanda crescente de consumidores. A iniciativa é dos apicultores de Touros, município a 100 quilômetros de Natal. Ainda neste ano, serão construídos os primeiros apiários para a colheita do produto. “Estamos otimistas com a possibilidade de desenvolver esse novo trabalho junto aos apicultores de Touros. A cadeia produtiva do setor apícola propicia este processo de inovação dentro da produção. São alternativas que agregam valor e garantem a sustentabilidade do setor”, garante gestor do Projeto de Apicultura do Sebrae-RN, Lecy Gadelha. A própolis vermelha é uma substância resinosa, coletada por abelhas africanizadas de diversas par-

Faltam algumas definições, mas está sendo interessante reunir os apicultores no projeto, que possui um mercado vasto”. UBIRAMAR COSTA produtor

tes das plantas, como brotos e botões florais. O material é extraído, principalmente, de vegetação presente em áreas de mangue, abundante na região de Touros. Além das propriedades medicinais reconhecidas, e utilizadas, principalmente pela indústria farmacêutica, a própolis vermelha possui uma agregação de valor diferenciada em relação à própolis verde, o tipo mais comum. O quilo do produto pode ser comercializado a R$ 450. “Estamos com essa expectativa. Faltam algumas definições, mas está sendo interessante reunir os apicultores em torno deste projeto, que possui um mercado vasto”, considera o produtor Ubi-

ramar Costa. Experiências exitosas de outros estados do Nordeste servem de estímulo para os apicultores do Rio Grande do Norte, que conheceram apiários e a forma de manejo da própolis vermelha, durante o Seminário Brasileiro de Própolis e Pólen e VI Seminário de Própolis do Nordeste, realizados em Ilhéus (BA). A intenção do Sebrae-RN é implantar, a partir do próximo ano, o Polo de Pólen na região do Mato Grande, através das ações do Projeto de Apicultura desenvolvidas junto aos produtores da Comunidade Santa Luzia, em Touros. A medida beneficiará outros apicultores da região, que unificarão a produção de diversos apiários em torno da associação já existente. O Sebrae-RN realizará treinamento para os produtores da região entre os dias 9 a 13 deste mês. O foco da capacitação serão o processamento e a produção do pólen, desde a instalação de apiários até o beneficiamento, que requer um manejo específico para o produto. A criação do Polo é mais uma forma de promover o fortalecimento dos apicultores potiguares.

rasília - O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) pretende atingir R$ 930 milhões, este ano, em investimentos para aquisição de terras a assentados da reforma agrária, segundo informou o ministro da pasta, Afonso Florence. Ele disse que, do orçamento deste ano do ministério, foram gastos R$ 530 milhões na compra de terras de interesse de 10 mil famílias. Está no Congresso Nacional uma proposta do governo para liberação de crédito suplementar de R$ 400 milhões, que vai completar o montante dos investimentos que a pasta quer fazer este ano. Isso mostra, segundo ele, “a prioridade do governo para a regularização agrária e a acomodação das famílias de assentados. Apesar do recrudescimento da inflação este ano e da crise internacional, o governo demonstrou sua prioridade para a terra e não fez contingenciamentos na área do MDA”. O Orçamento da União de 2011, no entanto, lembra Afonso Florence, foi contingenciado em 26% para todas as outras áreas. O MDA pretende assentar no próximo ano mais 10 mil famílias, que deverão ser alvo de políticas de crédito e de assistência técnica para as lavouras. Os assentados e acampados que demandam terras para a agricultura familiar poderão aderir ao Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf) por meio dos órgãos estaduais de assistência técnica ou dos sindicatos de trabalhadores rurais. O ministro lembrou que Brasília sediará, no próximo ano, a Primeira Conferência Nacional sobre Assistência Técnica, que será importante, segundo ele, para o aperfeiçoamento e aprovação de novas diretrizes da Política Nacional de Assistência Técnica para a Agricultura Familiar. Enre as ações atualmente desenvolvidas que garantem a sustentabilidade dos pequenos produtores, o ministro Afonso Florence deu ênfase à importância do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).


Domingo | 06 de novembro de 2011

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

5


6

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

88

é o número de micro e pequenas empresas que já foram acolhidas em incubadoras no Rio Grande do Norte.

economia

56 é o número de negócios atualmente em fase de incubação no Rio Grande do Norte.

Domingo | 06 de novembro de 2011

COMO FUNCIONA UMA INCUBADORA:

[ EMPRESAS ] Como ninhos que alojam temporariamente os negócios,

as incubadoras também impulsionam a sobrevivência deles no RN EMANUEL AMARAL

ONDE ESTÃO E QUAL A LINHA DE ATUAÇÃO DAS INCUBADORAS NO RN: à Núcleo de Incubadora em

Os projetos são selecionados anualmente por edital,do tipo Chamada Pública.

Tecnologia (NIT/IFRN Natal) Multisetorial:12 empresas incubadas e 15 empresas graduadas; à Incubadora do Agronegócio

de Mossoró (IAGRAM/ UFERSA – Mossoró) - Agronegócio:19 empresas incubadas e 3 graduadas; à Incubadora do Agronegócio

do Cabugi (INEAGROCabugi/UFERSA - Campus Angicos) - Agronegócio:6 empresas graduadas.Está em processo de acolhimento pela UFERSA.Encontra-se com edital aberto para 10 novos empreendimentos.

A maioria das empresas surge em instituições de ensino superior ligadas à incubadora.

à Incubadora de Cooperativas e

Juliano de Moura: incubação ampliou o acesso a informações e aumentou a divulgação dos produtos

Pequenos negócios avançam na esteira das incubadoras SARA VASCONCELOS repórter

m uma maternidade, incubadoras são estruturas que oferecem condições favoráveis ao crescimento e ao desenvolvimento de recém-nascidos debilitados. No mercado, não estranhe se ao invés de bebês, estiverem projetos, negócios e empresas. Similar ao visto no âmbito hospitalar, as Incubadoras de Empresas - cada vez mais comuns no país - dão suporte para microempresas e pessoas empreendedoras que precisam de assistência antes de caminhar por conta própria. O modelo é desenvolvido no Rio Grande do Norte há 14 anos. Há no estado sete incubadoras de empresas vinculadas ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Ao todo, 88 micro e pequenas empresas foram acolhidas em incubadoras, das quais 56 estão em incubação - como a empresa de Juliano de Moura Caetano, que comercializa via internet camisetas e canecas com arte digital - e outras 28 já caminham com as próprias pernas. A maioria está ligada a universidades, tem como ponto chave a inovação e funciona como uma aula prática, no sentido mais amplo da expressão. Os empresários recebem durante o período de incubação - de dois a cinco anos capacitação e assessoria para gerir com vistas a produtividade, qualidade, inovação e sustentabilidade da empresa. A transferência de conhecimento vai desde o planejamento inicial para abertura da empresa, às assesso-

E

rias e consultorias durante a incubação, com acompanhamento e avaliação contínuos ao longo do processo. Cada Incubadora tem um gestor, em geral professores das instituições de ensino que hospedam a incubadora. A incubadora é composta de empreendimentos (projetos ou micro empresas), que podem ser empresas individuais, societárias ou Associações/Cooperativas. E pode ter empresas residentes, quando ocupam as dependências da incubadora, ou à distancia, com sede própria. “É um ambiente planejado e protegido, propício ao desenvolvimento de micro e pequenas empresas, de novas idéias ou novos projetos. Visando torná-las competitivas para o mercado”, define João Bosco Cabral Freire, gerente da Unidade de Inovação e Tecnologia do Sebrae/RN. O diretor do Núcleo de Incubadoras Tecnológicas (NIT) do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) Jerônimo Santos avalia que há, em termos de ‘nascimento’ formal, a mesma exigência de registros nos órgãos de tributação federal, estaduais e municipais para empresas incubadas e para aquelas que “nasceram sozinhas”. A diferença se dá nas condições ambientais, ou seja, no mercado. A maioria das microempresas não se adapta ao ambiente, passa muitas dificuldades, chegando a morrer ou falir. “Aí entram as Incubadoras, para prevenir problemas de adaptação ao novo ambiente em que as empresas nascentes vão viver”, afirma.

Embora não existam estatísticas, as taxa de mortalidade e sobrevivência de empresas incubadas, assegura o gerente do NIT Jerônimo Santos, são mais positivas que as convencionais. No Rio Grande do Norte, de acordo com pesquisa divulgada pelo Sebrae, 62% das micro e pequenas empresas se mantém em operação após dois anos de funcionamento. A taxa de mortalidade de 38% é a quarta maior no país e a segunda mais alta do Nordeste. “As empresas incubadas aprendem a se defender da concorrência no mundo empresarial, compreendem a dinâmica do mercado de negócios e não tem medo de se arriscar, pois sabem que o risco é calculado antecipadamente”, observa o gerente do NIT. Embora a legislação favoreça a formalização de milhares de empreendedores individuais, ressalta Jerônimo Santos, a falta de acompanhamento da evolução das empresas corrobora para a mortalidade. Para resistir no mercado, conclui Bosco Freire, é preciso unir uma boa idéia, um plano de negócio bem elaborado, capacitação voltada às características empreendedoras, além de consultorias empresarias e tecnológicas específicas.

Atividades Populares (INCOPE/NEB – Natal) Cooperativas e Atividades Populares:6 empresas incubadas e 4 graduadas. à Centro de Incubadoras

Tecnológicas (CITECS/UERN – Mossoró) - Multisetorial:5 empresas incubadas.Encontra-se com edital em aberto para prospecção de mais 5 empreendimentos para fase de pré-incubação.

O custo para montar uma incubadora varia de R$ 30 mil a R$ 150 mil, de acordo com o objeto do edital e o período de incubação.

à Incubadora de Bordados

(INBORDADOS/Caicó) Artesanato:10 empresa incubadas. Está com suas atividades paralisada devido sua migração para a nova Incubadora de Confecção que encontra-se em processo de criação junto ao IFRN de Caicó. à Incubadora de PETRÓLEO &

GÁS (IFRN – Mossoró) - Energia: Esta é a mais nova das incubadoras criadas e implantadas,no momento encontra-se com edital aberto para prospecção de 10 empreendimentos para fase de pré-incubação.

A cobrança é feita via acúmulo de créditos,pagos quando a empresa começa a faturar.Na prática,não ocorre devolução financeira.

PRESTES A NASCER: à Incubadora de GENÉTICA -

Com foco no Melhoramento Genético da Cadeia da Bovinocultura Leiteira,foi criada recentemente através de chamada pública.Ficara sediada no IFRN Campus Currais Novos e será inaugurada no próximo dia 5 de dezembro,quando abrirá edital para prospecção para incubação de empreendimentos rurais. à Incubadora CULTURAL - Com

foco na atividade de Cultura e Artes,será sediada no IFRN /Campus Cidade Alta.A inauguração e abertura de edital será dia 6 de dezembro.Terá capacidade de incubação para 10 novos empreendimentos.

As incubadoras oferecem laboratórios e cursos de gestão empresarial.Algumas abrigam as empresas incubadas.

GESTAÇÕES FUTURAS: à O Sebrae/RN lançou em

setembro a chamada pública 02/2011,com objeto de criação de quatro novas incubadoras,que serão implantadas nos campi do IFRN das cidades de Pau dos Ferros, Caicó,João Câmara e Ipanguassu , nos respectivos campus do IFRN, no início de 2012.

O tempo médio de incubação é de 2 a 5 anos, dependendo da instituição.

Fonte: Sebrae/RN

As equipes são enxutas,um gestor por incubadora,para gerir as consultorias e acompanhamento às empresas incubadas.

Fonte: Sebrae/Rn e NIT/IFRN

38% é a taxa de mortalidade das micro e pequenas empresas no RN. Estima-se que para as empresas incubadas o índice seja menor.

Chamadas públicas são canais de entrada A criação e implantação, como também, a ampliação e manutenção de Incubadoras de Empresas se dá por meio de edital, através da modalidade chamada pública. Essas Chamadas podem ter valores variados dependendo do objeto da chamada e duração. Podem participar das seleções idéias nascedouras de um futuro negócio ou micro empresas de qualquer segmento ou atividade. “Empreendimentos de Tecnologia da Informação (TI) são sempre bem vindos”, observa João Bosco. Interessados em concorrer têm de demonstrar aspectos como viabilidade técnica do negócio e capacidade gerencial do grupo. As Incubadores oferecem orientação para criação do plano de negócios, na chamada préincubação. “A capacidade gerencial é o diferencial”, frisa o gestor da Incubadora do Agronegócio de Mossoró (Iagram/Ufersa), Giorgio Mendes . Em geral, acrescenta ele, o empreendedor sabe como produzir, mas se perde na hora de gerenciar. “Assistimos em dar este conhecimento, o que faz das incubadoras um canal para que as empresas prosperem no mercado”, destaca o gestor da Iagram.

Negócios em diversas áreas são beneficiados As incubadoras agregam empresas de atividades diversificadas, que vão desde a produção de mel a vendas eletrônicas. O designer gráfico e proprietário da Red Bug, Juliano de Moura Caetano, conta que o empreendimento existia há um ano quando foi selecionado pelo NIT e há dois funciona nas dependências do IFRN. Os custos que teria com locação de prédio e manutenção, são revertidos em divulgação. A empresa comercializa via internet camisetas e canecas, cuja arte digital “sarcástica e reflexiva” é também criada pela empresa. “O sucesso não é garantido, temos que ralar como qualquer outra empresa, mas fica menos difícil se colocar no mercado”, observa. As facilidades, frisa Juliano Caetano, são no acesso à informação, à divulgação dos produtos e à proximidade com o Sebrae e outras empresas. “Antes não tinha e nem seguia um plano de negócios”, afirma. Com quatro funcionários e 23 mil clientes cadastrados, sobretudo do Sul e Sudeste, a sede fora do NIT tem previsão para o próximo ano. A Associação dos Apicultores de Serra do Mel (Aspimel) funcionava há seis anos, quando foi incubada pela Iagram, em 2008. “Só então aprendemos a organizar a cadeia produtiva, técnicas de vendas e ter cuidado com a segurança alimentar. Antes casa associada vendia o seu da forma que quisesse, hoje temos um planejamento”, lembra o presidente José Hélio de Moraes Costa, o cabo Hélio. Já graduada – ou seja, após a fase de incubação e já caminhando sozinha - a associação continua a usar o laboratório de análise do mel e receber consultoria veterinária da Ufersa, sem custos adicionais.


economia

Domingo | 06 de novembro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |7

Há quanto tempo o senhor atua na área de consultoria de investimentos e como surgiu a oportunidade de se associar ao Grupo Salamanca? Desde 1998, na empresa RGarcia Consultoria e Investimentos. Era uma empresa local com clientes aqui no estado, mas também em Pernambuco e no Ceará. Em 2008, a Salamanca Capital comprou 75% da RGarcia Consultoria e Investimentos e foi criada a RG Salamanca Capital. Nessa altura, a RG Salamanca só tinha o Nordeste como área de atuação. Em outubro de 2011, a gente fez uma renegociação e passou a ser Salamanca Capital que é o nome mundial da empresa e a atuação passou a ser em nível Brasil.

FOTOS:ALDAIR DANTAS

Onde está sediada e de que forma atua a Salamanca Capital? A sede da Salamanca é em Londres. O Grupo atua na gestão de fundos de investimentos. Ela é gestora de fundos de investimentos de terceiros desde o início de 2000. O objeto de negócios da RGarcia era consultoria para o mercado imobiliário,correto? Na realidade, era consultoria em geral. Quando nós fizemos a associação e que passou a se chamar a RG Salamanca, nós fizemos o primeiro negócio do grupo aqui no Brasil que foi comprar 50% da Ecocil Incorporadora. Em 2010, nós saímos do Rio Grande do Norte e fizemos um negócio imobiliário na Bahia, em Camaçari. Qual o valor médio destes negócios? Isto fez com que a gente fizesse gerir em torno de R$ 165 milhões em carteira. Esta é a nossa carteira de investimentos no Brasil. Dos quais 95% correspondem aos investimentos estrangeiros e 5% aos investimentos brasileiros. Nós queremos aumentar esta captação. Como funciona a Salamanca Capital? Basicamente, pessoas, empresas e investidores repassam os recursos para a gente e nós fazemos os investimentos e administramos o que é investido. Fazemos isto através da montagem de fundos de investimentos. Nós escolhemos algumas empresas para colocar dinheiro, compramos participações nestas empresas e depois quando vendemos a participação na empresa, repassamos o lucro aos investidores. É uma espécie de bolsa de valores? Não. Porque a gente não compra ações direto na bolsa. Por exemplo: a gente fez a operação com a Ecocil e compramos 50% das ações. Foi um negócio privado. Este tipo de empresa é chamada no mercado de “Gestora de Fundos de Private Equity (capital privado, em tradução livre)”. É uma transação fora da bolsa de valores. Há possibilidades de aumento desta carteira de investimentos? Nós queremos, até o final de 2013, aumentar o capital investido no Brasil em algo próximo de R$ 500 milhões. Iremos ampliar a participação brasileira, mas manteremos a maioria das participações com clientes estrangeiros.

ENTREVISTA/ RENATO GARCIA / DIRETOR-PRESIDENTE DA SALAMANCA CAPITAL BRASIL

camente estável.

“QUEREMOS AUMENTAR O CAPITAL INVESTIDO NO BRASIL”

O Brasil conseguiu superar o momento mais difícil da crise mundial. Os investimentos em Natal,por exemplo,são resultado desta superação? Também. Natal está inserida dentro do Brasil e é influenciada pelo crescimento do país como um todo. Mas eu acredito que Natal tem perspectivas de crescimento muito boas em geral. A começar pelo Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, junto com a Zona de Processamento de Exportação (ZPE), que é de suma importância. A Copa do Mundo, vai fazer com que o nome de Natal circule no mundo vai trazer um impacto muito bom no turismo, além das obras estruturantes e a parte de energia eólica, que vem muito forte. São três vetores de crescimento que vão fazer com que Natal continue num caminho muito bom.

RICARDO ARAÚJO Repórter

C

om R$ 165 milhões ativos em carteira, a empresa inglesa de administração de fundos de investimentos privados, Salamanca Capital, vislumbra a ampliação da atuação no mercado brasileiro com a abertura de mais uma linha de negócios. O Grupo, cuja representação brasileira é sediada em Natal, pretende investir, até o final de 2013, cerca de R$ 330 milhões em negócios relacionados a imóveis e minérios no país. As operações do grupo no Brasil seguem uma tendência adotada nos outros 13 países nos quais atua. Em Natal, a Salamanca Capital começou a operar em 2008, quando comprou 75% das ações da empresa RG Consultoria e Investimentos, do economista Renato Garcia. Nascia a RG Salamanca Capital. Dois anos depois, a empresa adquiriu 50% da Ecocil Incorporadora, que atua na área da construção civil em Natal. O valor da operação, porém, é mantido em sigilo. Confiantes no atual cenário econômico brasileiro, a Salamanca Capital anuncia que irá ampliar os negócios, antes restritos à região Nordeste na área imobiliária, para todo o país em duas vertentes: imóveis e minérios. Esta última, porém, ainda não possui nenhum contrato ou acordo de participação assinado até o momento. Hoje diretor-presidente da Salamanca Capital Brasil, Renato Garcia analisa a atuação do grupo e o cenário econômico mundial.

A RENDA ESTÁ CRESCENDO E O MERCADO DOMÉSTICO COMPRANDO.PARA O INVESTIDOR ESTRANGEIRO O CENÁRIO É BOM”

E de atuação em nível nacional? Sim. Agora estamos partindo para o Brasil. Nestes dois próximos anos, para conseguirmos chegar aos R$ 500 milhões em ativos, investiremos cerca de R$ 330 milhões. Deste total, R$ 100 milhões serão investidos no setor imobiliário. E, entre R$ 200 milhões e R$ 230 milhões em investimentos em mineração. Isto inclui todo o país. No momento, a gente tem um negócio na área de mineração sendo analisado no Piauí. Está em andamento e poderemos fazer negócios ou não. Tem outros dois em discussão, um em Mato Grosso e outro em e Goiás. Há um evidente interesse no setor imobiliário local. Por qual motivo? O interesse no setor imobiliário é consolidado, porque a Salamanca lá fora (do país) tem uma história neste setor. Nós optamos

O BRASIL ESTÁ MAIS BEM ESTRUTURADO ECONÔMICA E POLITICAMENTE”

por fazer um investimento no Brasil em cima da Ecocil, que atua em Natal. Mas a Salamanca também tem um histórico de investimentos em mineração. Nós já investimos em quatro minas na China, por exemplo. Hoje nós somos sócios de uma mina de prata, de uma mina de ferro na Indonésia e estamos para entrar numa sociedade numa mina de potássio em Laos. O que a Salamanca Capital pretende encontrar no mercado brasileiro de mineração? Estamos procurando oportunidades atrativas para os nossos investimentos. Não temos uma preferência por determinado minério e sim uma preferência por projetos. Entretanto, a gente não faz investimento muito cedo. Na mineração, tudo começa com a licença para pesquisar o solo e a possível presença do minério. É um risco alto. Para nós entrarmos num projeto, ele deve estar num nível intermediário. O dono do projeto, o empreendedor, já deve ter investido alguns milhões em pesquisa mineral. Que é justamente a pesquisa que mapeia a existência de minério numa quantidade boa, economicamente viável. Que desperte interesse e que o próximo passo seja o investimento na mina para começar a produção. Aqui no Rio Grande do Norte existem minérios como o ferro e scheelita,por exemplo.Há a possibilidade de serem explorados? Nós ainda não nos estudamos muito no Rio Grande do Norte neste sentido. É um projeto que estamos nos aprofundando agora. É um

trabalho que iremos fazer em 2012 no estado e poderá ser nos vários minérios que encontramos aqui. Começar pelo setor de imóveis e ampliar para a mineração é uma tendência mundial do mercado explorado pela Salamanca? O movimento no Brasil está seguindo os passos da Salamanca em nível internacional, que começou com os investimentos no setor imobiliário - e os mantem até hoje - e depois iniciou os investimentos em mineração, na China, os quais também foram mantidos. No Brasil, estamos fazendo a mesma coisa. Iniciamos com o imobiliário e agora partiremos para a mineração. O que despertou o interesse dos investidores ingleses para instalarem a sede brasileira da Salamanca em Natal? Tudo começou a partir de um encontro que eu tive com representantes do grupo em Londres. Eu queria encontrar um sócio internacional na área de gestão de dinheiro, na gestão de recursos de investidores privados. Um amigo me apresentou à Salamanca Capital que já havia despertado interesse em vir para o Brasil, mas sem ser pelas grandes cidades, como Rio de Janeiro ou São Paulo. Por quê? Eles entendiam que lá a concorrência é muito grande e é mais complicado de se inserir no mercado. Eles queriam entrar por um caminho fora do comum, com novas perspectivas e mercados de atuação. Eles sabiam que o Nordeste estava crescendo mais e a oportuni-

dade da Ecocil também atraiu muito. Foi uma combinação de coisas. Além disso, quando nós nos conhecemos, eu queria um sócio em gestão de fundos que se disponibilizasse a entrar pelo Nordeste. Eu sempre acreditei mais no Nordeste. Nós procuramos incorporadoras e encontramos a Ecocil, que tem a marca mais forte em Natal e estava aberta à parcerias. Conversamos e fizemos um bom negócio. Quanto custou a negociação com a Ecocil? Eu não posso falar por questões de confidencialidade. Mas foram recursos significativos. Como o senhor analisa o mercado brasileiro para os investidores estrangeiros? É um ambiente bem interessante, principalmente se comparado com o europeu. Estamos num cenário aonde a classe média se tornou a maior parte da população brasileira. No passado, tínhamos uma pirâmide e agora temos algo parecido com um balão. Temos a renda crescendo e o mercado doméstico comprando. Com um setor imobiliário específico, temos o financiamento de imóveis em até 30 anos. Há quatro ou cinco anos não existia isso. São financiamentos com juros relativamente baixos para o mercado imobiliário, variando entre 8% e 9% ao ano. Por muitos anos, os brasileiros queriam comprar casas e não podiam pois os bancos não financiavam por um longo período de tempo. Para o investidor estrangeiro este cenário é muito bom. O Brasil está economicamente bem e politi-

A crise iniciada no setor imobiliário dos Estados Unidos em 2008 é sentida até hoje. Há a possibilidade dela interferir nos investimentos da Salamanca Capital em nível mundial? Eu acho que os Estados Unidos irá sair da crise mais rápido do que a Europa. É um país dinâmico, sem tantas regras, com menos engessamento. Enquanto tiver incertezas, do ponto de vista dos investidores, a gente fica preocupado. Mesmo assim, estamos conseguindo fazer investimentos em oportunidades boas, únicas. E a crise na zona do euro? A Europa vai ficar meio devagar por vários anos. Não sairá desta crise muito cedo. Ao contrário do Brasil, a pobreza está aumentando na Europa, assim como desemprego que também está muito alto por lá. A dívida dos países europeus está em patamares jamais vistos. O senhor acha que isto pode respingar no Brasil? Sempre respinga um pouco. Mas nós acreditamos que a força do Brasil está no mercado doméstico. Pela força do mercado interno e pela reserva que dispomos, o Brasil está protegido. Estou otimista em relação à atual situação do país e buscando novos negócios para investir. Qual sua análise a respeito do BRICs (grupo de países emergentes que inclui Brasil,Rússia, Índia e China)? Acredito que irão existir mais investimentos deles aqui do que o nosso em algum destes países. Nós (o Brasil) estamos mais bem estruturados econômica e politicamente. O ambiente de investimento na China é arriscado; a Rússia apresenta riscos políticos e a Índia é um país muito pobre. A tendência é de que o Brasil receba mais investimentos do que os demais.


8

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 06 de novembro de 2011

[ MARKETING ] Delicados, sofisticados, modernos, tradicionais, ousados, os convites de Denise Lins mostram

que o Top Natal tem arte também na forma de convite para a festa que será realizada no dia 10 de novembro

Convite, uma obra de arte em papel rganizar uma festa não é só contratar um buffet, conseguir bebidas e uma banda. Investir na decoração e no espaço, baseado no perfil do convidado, também é fundamental. E na organização para o Top Natal, todas essas preocupações estão presentes e ainda não estão sós. Como se trata de um evento voltado para a elite do empresariado potiguar, para pessoas formadoras de opinião e líderes de diferentes segmentos, a preocupação está também no desenvolvimento do convite. Afinal, para a premiação das marcas mais lembradas, que será na quinta-feira (10), às 20h, no Olimpo Recepções, é preciso ter um convite no nível do evento. É preciso ter um produto Denise Lins. Com tantos parceiros - e por reunir as marcas mais lembradas- o Top Natal pensou em todos os detalhes. Por isso, a opção por Denise Lins, uma das referências nacionais nesse quesito. É a artista-publicitária quem desenvolve, há alguns anos, os convites para o evento, por conseguir traduzir para eles toda a tradição e sofisticação do Top Natal. É um trabalho em equipe. Assim como nas edições anteriores, é preciso desenvolver um que case com a festa, combine na cor, na proposta, nos detalhes. “Sempre o convite se baseia no evento e no que propõe a organização da festa. Neste ano, tentamos melhorar nosso trabalho, assim como o Top Natal melhora a cada ano”, afirma Denise Lins.

FOTOS:ALEX RÉGIS

O

Convites feitos com pedras preciosas

Denise Lins, da Gráfica Diplomata: trabalho criterioso em equipe para atender ao nível de qualidade conquistado pelo Top Natal

Dizer que o evento melhora a cada ano não é o único elogio feito por Denise Lins ao Top Natal. Para ela, participar da festa é uma satisfação, que reflete confiança no trabalho. “Não são só as empresas que ganham na pesquisa podem ser consideradas ‘Top’. Participar do evento também é ser visto como líder, até porque tudo nele remete à liderança, ao primeiro lugar, sobretudo, pelo fato de ser produzido pelo jornal referência no Estado, a TRIBUNA DO NOR-

TE”, avalia ela, que comanda a Gráfica Diplomata, localizada no Centro de Natal. Denise Lins é mesmo uma referência no mercado. A Gráfica Diplomata tem 27 anos e os convites da publicitária, mais de 15 anos de tradição. “É um trabalho muito customizado e investimos bem para desenvolver um produto de qualidade. Se antes para a demanda que se tinha em Natal de convites, precisava-se recorrer a outros estados, agora, prestamos as-

sessoria para vários locais do país”, revela Denise Lins. Mossoró, Salvador, Vitória (Espírito Santo) e agora João Pessoa, na Paraíba, são as cidades onde, além de Natal, é possível encontrar convites com a marca Denise Lins. “Poderíamos estar em outras cidades também, mas preferimos planejar bem antes de fazer qualquer expansão. Afinal, é uma marca baseada na qualidade de seus produtos, e é necessário garantir isso antes de tudo”.

Diferentes tipos para variados eventos Com o prestígio que tem, Denise Lins poderia restringir a demanda. Passar a produzir apenas convites para eventos da classe “A” e “A mais”. Porém, não há interesse em fazer isso. Até pelo fato de que a publicitária gosta de produzir convites, sejam eles para o público mais humilde, ou para o mais sofisticado. “Gosto mesmo de fazer isso e faço com prazer. Para mim, os convites são como uma obra de arte”, afirma. Sendo assim, fica difícil apontar o convite mais importante que já produziu. “Costumo dizer que o principal é sempre o próximo. Não seria justo falar que foi para a pessoa mais rica, mais influente, até porque tenho a mesma dedicação com também aqueles mais simples, mais fáceis de fazer”, garante. Por outro lado, mais fácil seria apontar o tipo de convite que gosta mais de fazer, que acha mais bonito. “Prefiro aqueles mais tradicionais mesmo. Claro, não podemos utilizá-los em

qualquer tipo de evento. Até porque, um convite bem feito é aquele que combina com a festa para o qual foi produzido”, explica, enquanto segura na mão dois tipos de convites bem diferentes: um em formato de “baú do tesouro”, desenvolvido para uma festa infantil, e outro, mais tradicional, feito em papel especial e colocado dentro de um envelope branco pérola. Qual seria o mais trabalhoso para produzir? Na visão de Denise Lins, outra pergunta difícil de responder, pelo grau de perfeccionismo que ela emprega a cada produção. “Sou muito detalhista. Se não ficar perfeito, refaço, ajeito. Os convites têm de sair daqui com a máxima qualidade possível”, conta ela, revelando que por diversas vezes coloca a “mão na massa”, para ver a produção finalizada. “Certa vez, por exemplo, passamos quase um dia pregando pedra por pedra em um convite de renda que produzimos. Eram dezenas de pedri-

Convites do Top Natal são um destaque à parte na premiação

nhas em cada um e eram centenas de convites. Imagine o trabalho que deu”, relembra. Por isso, não é para menos que o maior adversário de uma produção detalhista como essa é o tempo. Segundo Denise Lins, não são poucos os casos de pessoas

que chegam à gráfica querendo um convite “para ontem”. “Explicamos que é preciso tempo para a confecção dos modelos e tudo mais. Mesmo assim, é difícil. De qualquer forma, sempre tentamos dar um jeito e atender toda a demanda que nos chega.”

Sempre o convite se baseia no evento e no que propõe a organização da festa. Neste ano, tentamos melhorar nosso trabalho, assim como o Top Natal melhora a cada ano” DENISE LINS Artista-publicitária

Hoje, é até engraçado, mas tenho casos de pessoas de quem fiz o convite do casamento e, agora, estou fazendo o convite da festa de 15 anos da filha”

Um cartão de lembrança, uma obra de arte, uma jóia. Denise Lins não se destaca apenas como uma das referências em confecção de convites no Brasil, mas como uma verdadeira artista desta arte. Seja pelos detalhes e precisão de suas obras, seja pela ousadia de suas novidades. Isso, porque neste ano, além de produzir convites em papel especial com cortes singulares, a publicitária lança modelos decorados com pedras preciosas e, até, a ouro. A intenção desses convites é, justamente, que seus feches em ouro ou ouro branco, possam ser depois transformados em pingentes e utilizados como jóias. “São trabalhados para atender uma demanda que já existe de pessoas que querem mandar para alguns convidados um convite diferenciado, com maior grau de requinte”, afirma Denise Lins, mostrando um dos seus vários modelos com o feche de ouro. Com os novos modelos, aumentou ainda mais os tipos de convite e os valores cobrados por cada um. De R$ 3, eles podem variar até R$ 300, que são esses com jóias no lugar dos fechos. “Tento sempre atender a todos. A qualidade de nossos produtos não o torna inacessível”, afirma Denise Lins, com a experiência de quase 20 anos no segmento. “Hoje, é até engraçado, mas tenho casos de pessoas de quem fiz o convite do casamento e, agora, estou fazendo o convite da festa de 15 anos da filha”, conta e acrescenta: “claro que também tem aqueles de quem fiz o convite do primeiro casamento e agora estou fazendo o do segundo”, revela. Com tanta variedade e qualidade nos produtos, nada mais comum que Denise Lins virasse mesmo o que é hoje: uma referência em todo o Brasil nesse segmento. É comum, em eventos nacionais e internacionais, os produtos da publicitária se tornarem o centro das atenções. “Antes, era comum buscar convites em outros estados, agora, somos nós quem estamos vendendo para fora. É um orgulho muito grande poder dizer isso”, afirma. Isso, porque o início de Denise Lins não foi nada fácil. Inicialmente franqueada de uma marca de outro estado, a publicitária enfrentou o preconceito das concorrentes e, em alguns casos, até mesmo dos consumidores natalenses. “Tinha muito aquele negócio de, para ser bom, tem que ser de outro canto. Aqui, em Natal, não se tem tecnologia para fazer convites tão bons quanto os de fora”, relembra. Pelo que passou e, claro, como estratégia de marketing, inclusive, Denise Lins faz questão de colocar em todos os seus convites a sua marca. “É uma garantia de qualidade. É como comprar uma camisa de uma marca conhecida. A marca impressa ali é o que expressa qualidade, é a certeza de que o produto é bom”.


natal

RECURSOS PÚBLICOS

José Olímpio comenta o custo de um preso para o sistema carcerário do RN. PÁGINA 3

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Variação de nebulosidade durante todo o dia Máx.: 30ºC Mín.: 24ºC

Preamar 01h17 - 2.0- 14h51 - 2.0 Baixa-mar 07h23 - 0.6- 19h47 - 0.6

Cidade da Esperança: hoje 386 bancas/406 feirantes Nova Natal 550 bancas/283 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Rio Pium (Balneário)

FASES DA LUA Q.Crescente: hoje Lua Cheia: 10/11 Nascer do sol: 4h54 Pôr do sol: 17h14

Editora: Luciana Campos e-mail: lucianacampos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 06 de novembro de 2011

As ações sociais desenvolvidas pelo Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra propõem a formação de um novo cidadão, focada na visão de mundo plural e na consciência crítica

[ EDUCAÇÃO ]

O agente transformador é a ciência RICARDO ARAÚJO Repórter

roporcionar o acesso de gestantes, crianças e adolescentes à saúde, educação, deixou de ser o sonho impossível de centenas de famílias carentes de Natal e Macaíba. Desde a implantação, entre 2007 e 2008, das ações sociais do Instituto Internacional de Neurociências de Natal - Edmond e Lily Safra (IINN-ELS), coordenadas pelo cientista Miguel Nicolelis, iniciou-se um processo de transformação social através da ciência. Em entrevista concedida à revista Carta Capital, em 2007, Nicolelis disse: “A ciência tem valores que, aplicados a qualquer atividade social, levam à transformação”. Há quatro anos, iniciou-se este processo no Rio Grande do Norte. A contribuição da Associação Alberto Santos Dumont de Apoio à Pesquisa (AASDAP), para o Estado vai além da implantação do IINN-ELS em Natal e Macaíba. A Associação trouxe para o RN Centros de Educação Científica, com a implantação da Escola Alfredo J. Monteverde, na Cidade da Esperança, atualmente com 600 alunos, e em Macaíba, com 400 estudantes de 11 a 17 anos. Além da construção do Centro de Saúde Anita Garibaldi, em Macaíba. Baseada em estilo americano, com salas amplas e dotadas de equipamentos e laboratórios específicos para cada área de educação científica, a Escola Alfredo J. Monteverde tem uma metodologia de ensino diferenciada. A começar pela seleção dos alunos. Eles ingressam, a cada ano, através de um sorteio. Precisam estar, porém, matriculados na rede pública de educação em Natal ou Macaíba e cursarem entre o 6º e o 8º ano do ensino fundamental. Durante três anos, estudam robótica, tecnologia, ambiente, história, arte, física, química e biologia sob o viés da ciência. “Nosso objetivo é formar cida-

P

dãos mais críticos. Conscientes do papel que desempenham na sociedade. Autoconfiantes e capazes de contribuir para a mudança de comportamento do meio no qual vivem”, destaca a diretora dos Centros de Educação Científica, Dora Montenegro. A diferença a qual a professora Dora, com 51 anos de experiência na área educacional faz referência, é percebida no comportamento dos alunos. Disciplina e comprometimento, são palavras-chave para os “escolhidos pela sorte”. “Desde que eu entrei aqui, mudei minha forma de expressar o que penso. Minha mente está mais aberta, eu consigo entender mais os assuntos. É um projeto ótimo”, relata Ana Paula Venício, de 13 anos. Na semana na qual os alunos mostraram ao público externo e aos próprios colegas de turma das escolas públicas nas quais estudam, experimentos científicos criados ao longo do ano, a satisfação em fazer parte de um projeto daqueles era unânime. Para os jovens professores que lecionam na unidade, a realização de um sonho. “Hoje eu vejo que a educação d�� certo. Tudo depende, porém, de uma boa administração e de uma estrutura que possibilite o desempenho de um trabalho de qualidade. Afinal de contas, a educação transforma vidas”, defende o professor da oficina de ciência e biologia, André Ricardo Carvalho. Cada sala de aula dispõe de dois professores para 25 alunos. Aos 72 anos, a professora Dora afirma que somente agora vive a realização de um sonho profissionais construído ao longo dos últimos 51 anos da sua trajetória profissional. “Os nossos alunos são agentes de um processo de formação. Não são pacientes. É este nosso diferencial. Formamos novos cidadãos através de uma educação plural e democrática”. [ LEIA MAIS NA PÁGINA 2 ]

ADRIANO ABREU

As salas são dotadas de pequenos laboratórios para experiências


natal

2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 06 de novembro de 2011

Ações do IINN-ELS não se restringem à área da educação. Um centro de saúde atende a gestantes, mães e crianças. A ideia é monitorá-las desde o ventre e acompanhá-las durante toda a vida escolar

[ CONT. PÁG 1 – EDUCAÇÃO ]

FOTOS:ADRIANO ABREU

A neuropediatra Celina Reis atende ao pequeno Gabriel. A mãe, Maria Edineide Souza, aprova

Willamy Soares foi selecionado para participar de um programa de estímulo à educação científica

Atenção começa durante a gravidez ma das líderes da Revolução Farroupilha, Anita Garibaldi, que morreu durante o parto do quinto filho, dá nome ao Centro de Saúde construído pelo Instituto Internacional de Neurociências no distrito de Jundiaí, em Macaíba. Referência no atendimento obstétrico e pediátrico, o Centro dispõe de uma estrutura que nem todos os postos de saúde ou hospitais de atendimento à mulher mantidos pelo estado ou município oferecem ao público carente. A unidade foi propositalmente construída numa área na qual o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é um dos mais baixos do Rio Grande do Norte. O objetivo da equipe médica coordenada pelo diretor do Centro, Reginaldo Freitas Júnior, é reduzir ao máximo o índice de mortes e deformações fetais por problemas que podem ser solucionados com o correto acompanhamento da gestação. No Centro de Saúde Anita Garibaldi, são realizadas cerca de 12 consultas diariamente. O diferencial, porém, está na metodologia adotada pela direção do Centro. “As gestantes e crianças são atendidos de forma integral. Eles não vem aqui somente para uma consulta. Num único dia eles podem passar pelo obstetra, psicólogo, neurologista. É um atendimento integrado e complexo”, explica Reginaldo. A maioria das mulheres atendidas são referenciadas pelos postos de saúde nos quais receberam atendimento inicial nas suas cidades de origem. Muitas enfrentam gestações de risco. “Se eu tivesse continuado a ir no posto de saúde, acredito que teria perdido o bebê”, comenta Jéssica Cibele, 20 anos. Há menos de um mês do parto, ela é assistida pela obstetra Larissa Rodrigues a cada 15 dias. Além do atendimento obstétrico, o Centro de Saúde atende crianças com problemas neurológicos. De acordo com a neurologista infantil Celina Reis, a maioria das enfermidades está relacionada aos distúrbios de aprendizado escolar e comportamento, encefalopatia crônica (paralisia cerebral), autismo, epilepsia e imaturidade neurológica relacionada à problemas sociais. O que comprova o baixo índice de desenvolvimento da região. Enquanto Gabriel de Souza, 2 anos, se divertia com os brinquedos, a médica realizava procedimentos para testar os reflexos da criança que é portadora de hidrocefalia e tem deficiência em se expressar verbalmente. “Eu vim para a médica verificar quais são os problemas do meu filho e porque ele ainda não fala direito”, dizia Maria Edineide de Souza, mãe da criança. “A neurologia é uma especialidade rara na medicina pública. Dispomos de uma infraestrutura adequada para atendimento e podemos considerá-lo de excelência”, atesta Celina Reis.

U

A TRAJETÓRIA DE UM GÊNIO

BATE-PAPO

Veja o percurso de formação dos estudantes proposto pelo IINN-ELS

Reginaldo Freitas Jr. »diretor do Centro de Saúde

PONTO 1 Atenção à saúde no parto

PONTO 2 Educação Infantil

A proposta de formar novos cidadãos,começa na gestação.As mulheres grávidas são acompanhadas por uma equipe multidisciplinar formada por obstetras,psicólogos e pediatras. As gestações de risco recebem atenção especial com marcação de consultas semanais.Ainda não são realizados partos na unidade. O Centro de Saúde Anita Garibaldi está em funcionamento desde 2008,no distrito de Jundiaí,em Macaíba.O Centro realiza atendimentos em diversas áreas da medicina: Pediatria geral,Neurologia infantil,Psicologia,Pré-natal de alto risco, Medicina fetal,Ultrassonografia (masculina e feminina).

A Educação das crianças atendidas no Centro de Saúde Anita Garibaldi, ainda é prestada pelas Secretarias Municipais de Natal e Macaíba.O objetivo, porém,é que as crianças frequentem uma escola dentro do Complexo do Cérebro,que está sendo erguido no distrito de Jundiaí.A perspectiva é de que a estrutura esteja pronta em julho de 2012.

PONTO 3 Educação Fundamental e introdução à educação científica Nos Centros de Educação Científica Escola Alfredo J. Monteverde,em Macaíba e Natal,os alunos matriculados na rede pública que estejam cursando regularmente entre o 6º e o 9º ano,participam de oficinas.

PONTO 6 Concluída a graduação na UFRN poderão surgir

Localizada na Cidade da Esperança,a Escola Alfredo J. Monteverde tem 600 alunos matriculados.A unidade de Macaíba tem 400 alunos.

oportunidades para cursos de pós-graduação (mestrado e doutorado) em outras universidades do Brasil e do exterior. Caso o estudante opte por se tornar um cientista,o objetivo é de que ele permaneça em seu país de origem, contribuindo para o desenvolvimento social e científico de sua comunidade.

As escolas contam com espaços de convivência, biblioteca,assembleias,centros de formação continuada e realizam mostras anuais dos trabalhos desenvolvidos ao longo do ano Nas escolas são desenvolvidas oficinas de: Ciência e Tecnologia Ciência e Robótica Ciência e Ambiente Ciência e História Ciência e Arte Ciência e Física Ciência e Biologia Ciência e Comunicação (para os alunos que participam do Programa Cientistas do Futuro).

PONTO 4 Ensino Médio

Cada oficina tem duração de 6 meses Duração total:3 anos (para alunos do ensino fundamental).

PONTO 5 Ensino Superior A Escola Lygia Laporta,que irá funcionar dentro do Complexo do Cérebro,poderá atender entre 1000 e 1200 alunos dos Ensinos Fundamental e Médio.A expectativa é que esta unidade seja inaugurada em julho do próximo ano.

Concluído o Ensino Médio,o objetivo é de que o estudante ingresse na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O prédio onde vai funcionar o Campus do Cérebro está em uma área de aproximadamente 100 hectares.Veja como se divide: Centro de Pesquisas

Escola Lygia Laporta

Obra orçada em R$ 17.153.784,24 Área: 14.844 m2 Prazo de conclusão: julho/2012 O prédio terá três pavimentos e um subsolo,onde serão montados laboratórios,salas para pesquisadores e professores,salas de estudo e biotérios. Ele deve abrigar o Instituto do Cérebro da UFRN e IINN-ILS.O Centro tem auditório e área de convivência comum.

Obra orçada em R$ 14.853.763,24 Área: 11.484 m2 Prazo de conclusão: julho/2012 A escola de ensino fundamental e médio,foca também a educação científica.Deve beneficiar entre 1.000 a 1.200 adolescentes.

PROJETOS FUTUROS Numa segunda fase,quando os dois prédios iniciais já estiverem funcionando,o projeto será ampliado com a construção de: ➔ Centro de Saúde Mental ➔ Alojamento para pesquisadores ➔ Museu ➔ Complexo Poliesportivo

RECURSOS Somente junto ao Ministério da Educação a parceria público-privada entre a UFRN e o IINN mobilizou recursos da ordem de R$ 42,7 milhões (previsão orçamentária,mas ainda não totalmente liberado).

Veja a destinação desses recursos:

R$ 32.005.547,48

R$ 6 milhões

R$ 4,7 milhões

R$ 3 milhões

foi o valor licitado para as obras do Campus do Cérebro.

em equipamentos de pesquisa

é a reserva técnica prevista no projeto para a obra de infraestrutura do prédio.

é o valor que ainda deve ser pleiteado para aquisição de equipamentos de instalação (mobília).

Aluno integra programa “Cientistas do Futuro” A mudança na vida de um jovem, pode começar com uma oportunidade. Há quatro anos participando das ações desenvolvidas no Centro de Educação Cientifica Escola Alfredo J. Monteverde, na Cidade da Esperança, o aluno Willamy Soares não se contentou em ser sorteado para estudar na escola e participar de oficinas. Hoje,

ele é aluno do ensino médio na rede pública e integra o programa Cientistas do Futuro. O IINN-ELS tornou-se sede do Instituto Nacional de Interfaces Cérebro Maquina (INCeMaq), que tem como objetivo implantar um vasto programa de pesquisa e tecnologia, que subsidiará a criação de uma indústria neurotecnoló-

gica brasileira. Através do INCeMaq, o Cientistas do Futuro foi viabilizado. Além de Willamy, mais 17 adolescentes participam do programa. Eles recebem uma bolsa de Iniciação Tecnológica Industrial que subsidia o desenvolvimento de trabalhos em comunicação (áudio e vídeo) voltadas à pesquisa científica. “Tudo começou por aca-

so. Hoje eu tenho um olhar mais crítico em relação à ciência e à comunicação”, destaca o adolescente observando um blog – incemaq.blogspot.com - feito por ele e seus colegas. O principal objetivo é despertar nos alunos a compreensão crítica do poder da mídia. Além disso, desenvolver intervenções nas comunidades.

Quais são os diferenciais do Centro de Saúde em relação às demais unidades de saúde pública? Podemos elencar nossos diferenciais com o que o Sistema Único de Saúde (SUS) preconiza, que o paciente como foco principal, o atendimento humanizado e otimizado com uma equipe multidisciplinar. É uma estratégia eficaz do ponto de vista prático. Este tipo de atendimento/logística não é fácil. Mas é possível. Estamos numa instituição mantida por uma Oscip* e o senhor menciona o SUS.Por quê? Porque também recebemos recursos através do SUS, com a pactuação dos municípios com a Secretaria de Saúde de Macaíba que tem convênio conosco. Além disso, as diretrizes do SUS são transformadoras e especiais. As pessoas só enxergam o lado do SUS que não funciona. Talvez o maior problema seja a falta de profissionalização do atendimento do SUS. Ciência e Saúde unidas no mesmo Centro.O que esperar disto? Transformação de uma realidade social. Nosso público-alvo são as pessoas mais carentes, as que precisam desta transformação. A saúde pode mudar vidas e a ideia é deixar claro que o papel da ciência é cuidar das pessoas. Existem planos de expansão para o Centro de Saúde? Sim. Temos um plano de expandirmos o atendimento em 2012 com a inclusão de mais um horário de funcionamento. Além disso, iremos implantar serviços de eletroencefalograma e polissonografia e um laboratório de análises clínicas. Vocês se sentem heróis, por alguma circunstância? Não somos heróis. Só estamos cumprindo nossa obrigação, nosso papel para com a sociedade. Não estamos fazendo favor a ninguém. É nosso dever agir assim. [*OSCIP – ORGANIZAÇÃO SOCIAL COM INTERESSE PÚBLICO]

Não somos heróis. Só estamos cumprindo a nossa obrigação, nosso papel. Não estamos fazendo favor a ninguém. É nosso dever agir assim.”


natal

Domingo | 06 de novembro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ RECURSOS PÚBLICOS ] O custo mensal de um detento no Rio Grande do Norte

chega a R$ 3,5 mil. Para manter o aluno na sala de aula o Estado investe R$ 233,88

Preso custa 15 vezes mais que aluno ao cofres do RN ROBERTO LUCENA repórter

contribuinte potiguar paga, por mês, R$ 3,5 mil para manter atrás das grades cada preso do sistema carcerário do Rio Grande do Norte. O valor é alto quando comparado com o que é gasto para manter, por igual período, um aluno dentro da sala de aula. Mensalmente, a Secretaria Estadual de Educação e da Cultura (Seec) gasta quinze vezes menos do que custa um detento. São apenas R$ 233,88 por aluno. A disparidade entre os valores gera revolta especialmente entre os educadores, que questionam a importância dada à pasta. A Seec não faz um acompanhamento mais aprofundado sobre quais os custos gerados por cada um dos 310 mil alunos. As informações estão disponíveis no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope) e não descrevem, por exemplo, o custo per capita da merenda escolar. “Colocamos no sistema apenas o total das nossas receitas e despesas. O cálculo é gerado automaticamente, mas não sei como é feito”, disse uma funcionária da secretaria que preferiu não revelar a identidade. Por outro lado, a Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape), subordinada à Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc), conhece quais as despesas que fazem o custo com cada um dos 5.765 detentos ser tão elevado. O coordenador da Coape, José Olímpio da Silva, cita quais são os principais gastos. “A alimentação é o que custa mais caro. Fornecemos a alimentação completa

O

PRESOS X ALUNOS Veja detalhes sobre o sistema carcerário e a educação pública no RN Sistema carcerário do Rio Grande do Norte

5.765*

39

Quantidade de presos

Unidades prisionais, sendo 28 Centos de Detenção Provisória (CDP’s)

2.587 Vagas nas cadeias

3.178 Déficit de vagas

902

27 Automóveis disponíveis na Coape

R$ 3.500,00 Custo mensal de um apenado

Agentes penitenciários Números da educação pública estadual do Rio Grande do Norte

310 mil

R$ 1.246,35

Quantidade de alunos

Salário inicial de um professor

16.810 Quantidade de professores

710

R$ 233,88 Valor mensal de um aluno

Números de escolas * número atualizado até o dia 31 de outubro Fonte:Coordenadoria de Administração Penitenciária (Coape),secretaria estadual da Educação e da Cultura (SEEC) e Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope).

todos os dias. Além disso, somos responsáveis por tudo que se possa imaginar com relação aos presos. Desde um remédio para dor de cabeça até os cuidados antes e após uma cirurgia”, diz. Alimentação, salário dos funcionários, água, energia, manutenção dos prédios, viaturas e locação de veículos. Tudo isso entra na conta da Coape. O coordenador ironiza quando questionado sobre a desigualdade entre os valores gastos com presos e alunos. “A penitenciária é uma escola em tempo integral. Damos café, almoço e jantar”.

Os presídios deveriam funcionar como instrumentos de ressocialização dos apenados. Após cumprir a pena imposta pela Justiça, os presos estariam aptos a voltar à sociedade. Mas, do valor usado para custear a detenção de um preso, pouco sobra para investir em atividades que ocupem o tempo e a mente daqueles que estão privados da liberdade. Há alguns poucos bons exemplos. Na penitenciária estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, existe uma fábrica de cartuchos de impressora onde alguns apenados trabalham. Há também uma fábrica de bo-

las e quatro vezes por semana uma pequena sala é ocupada por poucos alunos que assistem aulas de português e matemática. É lá que, até setembro passado, o apenado Genilson Vicente da Silva participava das aulas. “As aulas encerraram em setembro e agora voltam próximo ano. Nunca tinha estudado antes. Aprendi a ler e escrever aqui dentro”, diz. Apesar de terem o mesmo sobrenome, o estudante do ensino médio da escola estadual Desembargador Felipe Guerra, Arisson Augusto Silva, não conhece o apenado Genilson. Além do sobrenome, os dois têm em comum o fato de desconhecerem quanto o Governo do Estado gasta, mensalmente, com eles. “Não sei quanto é, mas acho que não deve ser muito barato porque aqui a gente tem a alimentação todo dia, né?”, afirma Genilson. Professores, gestores públicos e profissionais ligados ao Poder Judiciário concordam que para manter a estrutura de 11 unidades prisionais, além dos 28 Centros de Detenção Provisária (CDPs) espalhados por todo o Rio Grande do Norte não é fácil, nem barato. Outro ponto onde há concordância de ideias é com relação à qualidade do serviço oferecido. Se de um lado a escola pública não forma alunos preparados para a vida, do outro, o sistema carcerário falha na tarefa de ressocialização e acaba contribuindo no processo de marginalização do criminoso. “As cadeias não cumprem com seu papel. O preso acaba fazendo uma pós-graduação no crime. É um contrassenso termos um investimento tão baixo na educação e gastarmos tanto com os presos”, afirma o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Estado, Aldo Medeiros Filho. EMANUEL AMARAL

Genilson Vicente da Silva está preso em Alcaçuz, mas não tem ideia de quanto custa ao Estado.“Mas não deve ser muito barato”, diz

BATE-PAPO Aldo Medeiros Filho » vice-presidente da OAB/RN

“O gasto com educação deveria ser prioritário” O sistema carcerário do Rio Grande do Norte sempre despertou preocupação. São inúmeras fugas e o deficit de vagas é muito alto. Como a OAB/RN analisa e vigia essa questão? A Comissão de Direitos Humanos da OAB/RN está atenta a esse problema. Sempre estamos conversando com o Poder Judiciário para que visitas sejam feitas e observe-se como estão as condições dos presos e acompanhamos as medidas que estão sendo tomadas para melhorar a situação. E como estão essas condições atualmente? Infelizmente o que vemos hoje é que os presídios do Estado viraram verdadeiros depósitos de indigentes.

É impossível conseguir ressocializar um preso em um ambiente assim.... O que vemos hoje é que as cadeias se transformaram na pósgraduação do crime. É muito difícil que um detento, ao sair do presídio, não recaia no mundo da criminalidade. As pessoas estão isoladas e aqueles que tem não um acompanhamento adequado acabam recaindo nos erros e voltando à prisão. A privatização do sistema carcerário do país é uma solução viável? As experiências com cadeias privatizadas ainda são escassas. E exatamente por isso, não se pode simplesmente trocar um sistema pelo outro. É preciso antes estudar muito detalhadamente to-

EMANUEL AMARAL

das as implicações que a mudança geraria e os custos disso para o Estado também. Eu pessoalmente acho que a privatização é válida, mas não pode ser aplicada em 100% do sistema. A Comissão da OAB já conseguiu algum avanço junto ao novo Governo? Temos um bom relacionamento com o atual secretário de Justiça e Cidadania, Thiago Cortez, e conseguimos alguns avanços. Entre eles, a desativação do Centro de Detenção Provisória das Quintas e a liberação do novo pavilhão de Alcaçuz. Como o senhor analisa essa diferença entre os custos de presos e apenados? Acho que é um contrassenso. O gasto com a educação deveria ser prioritário em qualquer governo. Só ele poderia dominuir os custos do sistema prisional.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 06 de novembro de 2011

[ EDUCAÇÃO ] Até o próximo dia 30 as Direds

[ CONT. PÁG 3./RECURSOS PÚBLICOS ] Professores e OAB consideram que o investimento

estarão realizando as votações nas escolas

deveria ser o inverso: o maior volume de recursos deveria ser destinado à educação EMANUEL AMARAL

Eleições diretas para diretores serão este mês Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (Seec) fortalece a democracia na rede de ensino e promove eleições diretas para diretores e vice-diretores durante todo este mês de novembro. As eleições acontecerão em 326 Escolas Estaduais abrangendo os municípios circunscritos às 16 Direds (Diretorias Regionais de Educação) e a todas as regiões do Estado. “O processo democrático é muito importante para a nova gestão escolar. A representação dos alunos é algo positivo para o crescimento educacional da Escola, que tem que focar o ensino e a aprendizagem como sua meta principal”, destacou a secretária de Estado da Educação, Betânia Ramalho. Com este processo de escolha de gestores pelo voto direto de professores, funcionários, alunos e

A

pais de alunos, o Governo do Estado garante a continuidade e expansão da ação democrática na rede estadual de ensino, além de promover a abertura da Escola Pública para a participação efetiva da comunidade. Têm direito a votar todos os alunos, a partir de 12 anos de idade, matriculados nas Escolas Estaduais que terão eleições diretas, além dos funcionários e professores do quadro do Estado que trabalham na Escola e o pai ou responsável por aluno (vota o pai ou a mãe, ou o responsável que assinou a matrícula). O peso do voto é igual para todos. Para que sejam feitas eleições diretas, as escolas precisam ter acima de 100 alunos matriculados. Os diretores eleitos cumprirão um mandato de dois anos e terão direito a uma reeleição.

Sírlia Fernandes acredita que se o volume de recursos destinado às escolas fosse maior, o número de detentos poderia diminuir

Investimento em educação ainda é considerado baixo rofessores desvalorizados, escolas sucateadas e baixo investimento em estrutura e em pessoal. Os problemas da educação pública não são poucos, nem novos. Para a professora e associada do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), Sírlia Fernandes de Lira, esses são alguns fatores que precisam ser revistos com urgência pelos gestores públicos. Para a professora, a disparidade entre os valores gastos com alunos e detentos pode explicar, inclusive, porque há tantos presos nas cadeias do Estado. “A falta de educação gera uma

P

série de problemas e, entre eles, a violência. Quando se tem mais educação, onde os jovens têm a oportunidade de frequentar uma boa escola, os índices de criminalidade diminuem. Essa matemática do preso custar mais caro que o aluno está equivocada. Era para ser ao contrário”, alega. Ela acredita que se o investimento em educação fosse maior, a tendência era que o número de presos diminuísse. O vice-presidente da OAB/RN, Aldo Medeiros Filho concorda com a professora. “É preciso maior investimento na base da formação do cidadão, lá na educação bási-

ca, para que não se tenha esse contrassenso de investimentos que estamos vendo agora”, afirma. A professora acredita que sem maiores investimentos, bem como a boa gestão dos recursos, o cenário de desigualdade permanecerá por muito tempo. Sírlia, assim como outros professores, defende a aplicação de pelo menos 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do país na educação. “Há uma expectativa de que, até 2014, esse investimento seja de 7,5%. Não queremos somente isso. Nossa luta pelos 10% está mais do que concretizada e é fato de faz-se necessária”. Além da aplicação de uma

maior quantidade de recursos, a educadora acredita que a sociedade precisa ser mais atuante, cobrando resultados da própria escola. Essa cobrança, segundo Sírlia, não existe, e cita como exemplo as aulas de reposição após a greve deste ano. “Tivemos uma greve de muitos dias. Quando as aulas estavam paralisadas, viamse pais reclamando, cobrando a presença do professor dentro da sala de aula. Agora, depois que as aulas retornaram, os pais sumiram. Não procuram a escola para saber se têm aulas de reposição nem querem saber como está o rendimento de seus filhos”, pondera.


Domingo | 06 de novembro de 2011

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5 ADRIANO ABREU

[ SAÚDE ]

Urologistas decidem se descredenciar da Unimed erca de 30 médicos urologistas credenciados à Unimed em Natal, pediram desligamento da empresa. O número corresponde a 90% dos especialistas cadastrados na operadora em nível estadual. De acordo com o presidente da Cooperativa dos Urologistas (Urocoop/RN), Edson Jovino, a decisão se deu após o pedido de aumento de honorários feito pela categoria ter sido negado pelo colegiado que administra a operadora de plano de saúde. “Os problemas financeiros pelos quais a empresa passa atualmente, refletem diretamente no repasse feito aos cooperados através do pró-rata”, explicou o médico. Pró-rata corresponde à divisão das dívidas da empresa com os cooperados. De acordo com Jovino, metade da produção de cada médico fica nos cofres da cooperativa médica. “O número de usuários tem se mantido estável nos últimos anos. O problema é de gestão”, ressaltou Edson Jovino. Os urologistas, em reuniões realizadas com a direção administrativa da cooperativa, chegaram a propor a contratação da Urocoop. A expectativa era de que o plano de saúde recuasse e aceitasse a contratação da Urocoop sem nenhum custo adicional. Entretanto, a proposição foi negada pelos diretores da Unimed. O presidente da Urocoop, Edson Jovino, afirmou que esta não é a primeira vez que uma categoria se descredencia de forma coletiva da empresa. “Há alguns anos, pelo mesmo motivo que o nosso (baixa remuneração), os anestesistas se descredenciaram da Unimed e fundaram a Coopanest (Cooperativa dos Anestesiologistas)”, explicou. Com uma diferença, entretanto. A Unimed contratou a Coopanest como prestadora de serviços, o que não fez, pelo menos até agora, com a Urocoop. Edson Jovino ressaltou, ainda, que outras especialidades poderão pedir descredenciamento. “Caso a empresa não assuma os prejuízos operacionais ao invés de repassá-los aos médicos cooperados, mais pedidos de desligamento poderão ocorrer”. Ele disse que especialidades como cardiologia, otorrinolaringologia e cirurgia pediátrica, poderão perder médicos credenciados ao plano nos próximos meses. A direção da Unimed foi procurada pela TRIBUNA DO NORTE através da assessoria de imprensa da instituição médica, mas não respondeu aos questionamentos enviados pela reportagem.

C

TRÂNSITO

TJ/RN FAZ MUTIRÃO DPVAT No período de 07 a 11 de novembro o Tribunal de Justiça do RN, através do Centro Judiciário de Soluções de Conflitos de Natal, vai realizar o grande Mutirão de Conciliação DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre). O evento acontecerá nas cidades de Mossoró, Caicó e Natal em parceria com a Seguradora Líder. Ao todo foram pautados 1.904 processos relacionados ao seguro DPVAT e a expectativa é que sejam realizados mais de 50% de acordos. Em Mossoró, o Mutirão DPVAT será dia 07 de novembro no Sesi, no horário das 08 às 18h. No dia 08 é a vez de Caicó e de 09 a 11 de novembro o Mutirão DPVAT será em Natal, no Sesi (próximo ao Ceasa). Informações no telefone: 0800 284 64 74.

Edson Jovino faz críticas à gestão da Unimed que não acatou as reivindicações dos urologistas


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 06 de novembro de 2011

MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA [ procurador da República ]

Poder Judiciário ANELLY MEDEIROS

Beira mar Os magistrados que estão voltando para casa hoje desfrutaram de ótimos dias no VI Congresso Estadual de Magistrados. Como o tema central já indicava “Magistratura e Qualidade de Vida”, os magistrados potiguares passaram 3 dias curtindo o lindo mar de Tibau do Sul, no Girassóis Lagoa Resort. Os participantes ainda foram presenteados com brindes exclusivos do In Mari Bali, o primeiro resort do RN de serviços exclusivos a ser erguido em Cotovelo. A Cyrela Plano & Plano montou tenda de massoterapia para oferecer conforto e relaxamento aos congressistas e disponibilizou monitores para recreação das crianças, além de ter oferecido um jantar dançante. Os assuntos discutidos??? Sei não.

EM TEMPO... A nova controladora do município de Natal, Edmara Cláudia de Araújo Fernandes, é esposa do Procurador da República Ronaldo Sérgio Fernandes.

Experiência Apesar da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina ter informado previamente que os concursados, durante período de experiência, iriam receber salário inferior ao da carreira inicial, a agência terá que pagar a diferença. A decisão é da Oitava Turma do TST que não reconheceu recurso da instituição e garantiu aos em-

pregados que no período de treinamento ganharam menos do que deveriam. A ministra Dora Maria da Costa afirmou na decisão que a diferenciação salarial ofende o princípio da isonomia, na medida em que os empregados em adestramento executavam as mesmas tarefas que os já adestrados que estavam no nível inicial.

PAGAMENTO DE ALUGUEL A Prefeitura do Natal terá que desocupar dois imóveis localizados no bairro de Pitimbu por falta de pagamento. A empresa que alugou os imóveis alega que a dívida já chega a R$ R$ 196.221,00. Os dois prédios haviam sido alugados pela secretaria de Educação. A decisão foi proferida numa ação de despejo movida pela empresa proprietária e dá 30 dias de prazo para a desocupação.

Responsabilidade O Ministério Público Federal quer que a União, o Estado do Rio Grande do Norte e o Município de Natal sejam multados, caso deixem de fornecer leite especial a pacientes com doença rara, atendidos pelo SUS. A garantia do fornecimento já tinha sido dada através de decisão judicial, mas o descumprimento da sentença está prejudicando os que necessitam desse produto. O MPF lembra que a sentença mostra

como foi difícil fazer os réus cumprirem decisão liminar proferida no início do processo. Uma criança acabou não resistindo à espera e faleceu antes de o leite lhe ser fornecido via judicial. O MPF/RN sustenta que há justa causa para fixar a multa por descumprimento logo na sentença, como forma de pressionar os réus a tomar as medidas necessárias para um tratamento rápido aos pacientes dentro do estado.

Aguardando concurso A Defensoria Pública do RN aguarda para o início do próximo ano o prometido concurso para novos defensores. A instituição conta com 40 profissionais, um número insuficiente para atender toda demanda do estado. Hoje tem 39 cargos vagos disponíveis na categoria de substituto. A Defensoria teria condições do dobrar a capacidade de atendimento à população com o preenchimento dos cargos vagos e com a criação de núcleos especializados – da família, infância e juventude, execução penal, defesa do consumidor, demandas coletivas, defesa da mulher, violência e direito à moradia.

Promoção As inscrições para promoção de juízes de segunda e terceira entrância, nos termos da Resolução nº 21/2010 – TJ ficam abertas até o dia 14. Para a terceira entrância está disponível a vaga por merecimento para o Juizado Especial Cível e Criminal de Pau dos Ferros e por antiguidade para a Vara Cível de Macau. As vagas de segunda entrância são as seguintes: Antiguidade: Apodi - Vara Cível Merecimento: Luis Gomes Antiguidade: São Miguel Merecimento: Caraúbas Antiguidade: Areia Branca - Vara Criminal Merecimento: Apodi - Juizado Especial Cível e Criminal Antiguidade: Apodi - Vara Criminal Merecimento: Alexandria Antiguidade: Patu Merecimento: Parelhas Antiguidade: Parnamirim - Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher

O jornal estudantil O “London Student” intitula-se o jornal da “University of London”, a grande confederação de instituições de ensino fundada na capital do Reino Unido em 1836 e hoje composta por 19 universidades autogovernadas e mais alguns institutos, incluindo as gigantes University College London – UCL, King’s College London – KCL, London School of Economics – LSE e Queen Mary, entre outras. Também intitulando-se o maior jornal estudantil independente da Europa, seja isso verdade ou não, o fato é que o “London Student” é, com suas mais de 30 páginas em cada uma das 12 edições do ano, um excelente jornal. Com uma tiragem de alguns milhares distribuída gratuitamente, a temática do “London Student” é a mais variada possível: vai de política a futebol, passando por outros esportes menos votados; aborda de economia à ciência e tecnologia; passa por literatura, teatro, cinema e música; e, claro, trata das coisas sérias e das trivialidades da vida universitária. A edição que tenho em mãos (“volume 32 – issue 02”), por exemplo, entre dezenas de outros assuntos, trata: do apoio dos grandes sindicatos à campanha dos estudantes contra o polêmico aumento do valor das mensalidades pagas por eles às universidades britânicas; da música, da arte e da cultura negra em geral; da educação e do papel dos tradicionais livros/manuais em tempos de internet, “tablets” e outras ferramentas digitais; do sexismo nas universidades; do ascendente futebol feminino; e do novo e divertidíssimo filme de Rowan Atkinson (certamente mais conhecido como Mr. Bean), “Johnny English Reborn”, agorinha mesmo lançado e que pretendo assistir e comentar qualquer dia desses. Mas, dessa edição, uma matéria em especial me chamou a atenção: um debate, que o jornal tenta fomentar, sobre se a universidade contemporânea deve, deixando de lado a ideia do “conhecimento pelo conhecimento”, focar cada vez mais em preparar os estudantes, meio que à moda das universidades estadunidenses, para o mercado de trabalho. Esse debate sobre a filosofia de ensino mais adequada, tomando por base minha experiência como professor universitário na ter-

rinha, sempre me interessou. A matéria, assim como a temática em si, é longa para ser totalmente explorada neste artigo. Mas é possível resumir os principais argumentos de cada lado. Em defesa da tese do “coUma matéria em nhecimento pelo especial me chamou conhecimento”, a atenção.Um diz-se que a univerdebate,que o jornal sidade ainda deve tenta fomentar, ser a “fábrica” onsobre se a de crianças são universidade transformadas em contemporânea verdadeiros adultos deve,deixando de e não, simplesmenlado a ideia do te, onde “crianças “conhecimento pelo adultas” são prepaconhecimento”, radas para o mercafocar cada vez mais do de trabalho. A em preparar os universidade não estudantes,para o deve “vender” seus mercado de estudantes como trabalho. simples produtos, mas, sim, fomentar neles a curiosidade, o senso crítico, a audácia, a noção do certo e do errado, que faz do homem um cidadão que agirá em favor da sociedade. Em prol da visão mais pragmática, diz-se que o diploma universitário deixou, faz tempo, de significar fazer parte de uma elite intelectual. São idos os tempos em que era possível passar quatro anos alternando entre bebedeiras e debates sobre a literatura russa do século XIII. Com uma classe média cada vez maior (uma realidade, embora por fatores diversos, tanto no Reino Unido como no Brasil), o título universitário é hoje um pré-requisito para um mínimo sucesso na vida profissional. Em meio a uma crise econômica, a universidade do futuro não pode ser construída sobre os escombros de um passado elitista, mas, sim, a partir de reformas épicas, visando atender os anseios da sociedade atual. No Direito, área em que fundamentalmente milito, esse debate tem toda pertinência.

Seria o caso de se fomentar o conhecimento pelo conhecimento, deixando que o mercado de trabalho, a tempo e modo, “ensine e absorva” o futuro profissional? Ou seria melhor, já na universidade, direcionar o ensino e os estudantes para exercício das profissões chamadas “jurídicas”, a advocacia pública ou privada, a magistratura, o ministério público e as carreiras policiais, por exemplo? O fato é que, salvo raríssimas exceções, o bacharel em Direito sai da universidade sabendo nada ou muitíssimo pouco do “métier” que irá exercer. Afora, claro, que deve, de vez em quando, vestir um paletó ou um “tailleur”, este, de preferência, nem muito longo nem muito curto. Em tempos de tanta polêmica sobre o exame da OAB (ao qual sou extremamente favorável), talvez pudéssemos chacoalhar e melhorar as coisas, sobretudo a qualidade dos nossos hoje “adevogados”. Uma via de compromisso, que possa abarcar as duas aspirações, talvez seja a solução mais palatável para aqueles que, como eu, desconfiam de radicalismos e revoluções, que se sabe como começam, mas não se sabe como terminam. Quem sabe uma grade curricular comum no começo do curso, mas, do meio para o final, grades separadas que possam permitir o desenvolvimento de aptidões mais acadêmicas e, sobretudo, de aptidões mais voltadas para o dia a dia das profissões jurídicas. Só espero que as nossas universidades, em meio a um debate como esse, não restem como o Asno de Buridan (1300-1358), o da fábula filosófica, que, na dúvida sobre se comia ou bebia, acabou por morrer de fome e sede. Mas voltando ao jornal estudantil, numa terra conhecida por jornais respeitadíssimos, como “The Guardian”, “The Independent”, “The Daily Telegraph” e “The Times”, mas também por seus tabloides, como “The Sun” e “The Mirror”, o “London Student” cumpre o seu objetivo, de jornal estudantil/universitário, tirando nota 10. Muito embora, agorinha mesmo, eu vá dar uma olhadinha no “The Sun”. Além da estória de um E.T. que mora na torre do Big Ben, vi umas fotos de Sienna Miller que são do balacobaco. Bom, ninguém é de ferro.


natal

Domingo | 06 de novembro de 2011 ➾ www.tribunadonorte.com.br ➾ tnonline@tribunadonorte.com.br ➾ twitter.com/tribunadonorte

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

7

tn online Fred Carvalho - www.twitter.com.br/fredcarvalhorn

Acessos 1

Slate 2

O portal TRIBUNA DO NORTE registrou em outubro passado exatas 2.438.548 visitas, num total de 13.514.766 pageviews. Um número que chama a atenção é o crescimento no número de acessos dos Classificados. No mês passado, foram quase 3 milhões de pageviews somente nessa página.

Acessos 2 O blog do narrador esportivo Marcos Lopes continua sendo o mais acessado do portal TN Online. A página do gaúcho registrou um total de 271.735 pageviews em outubro. Ele foi seguido pela “Abelhinha” Eliana Lima (161.732 pageviews); Anna Ruth Dantas (153.274); Pedro Neto (103.230) e Ricardo Silva (101.556).

Apresentador Laser Pointer da Vista tecnologia é sem fio, tem formato slim e vem com pen drive de 2GB, além do receptor no próprio corpo do aparelho, facilitando assim o transporte e evitando aborrecimentos. Com sensor de radiofrequência, pode ser utilizado em até 15 metros de distância da base. O equipamento possui o tradicional feixe de luz para apontar tópicos importantes durante a apresentação. O acessório está disponível em duas opções, uma delas com um pen drive de 2GB inserido no próprio corpo do apresentador.

O

Fininho A Motorola anunciou semana passada o lançamento no Brasil do Razr, o smartphone mais fino do mundo. O aparelho tem apenas 7,1 mm de espessura (mais fino que o Samsung Galaxy SII) e pesa 127 gramas. O produto traz um processador dual-core de 1.2 GHz, com 1 GB de RAM, tela Super AMOLED de 4.3 polegadas com resolução qHD (540 x 960 pixels) e câmera de 8 MP capaz de gravar vídeos em Full HD. Tudo isso alimentado por uma bateria de 1800 mAh que, segundo a empresa, é suficiente para durar entre 8 e 9 horas. O sistema operacional é o Android 2.3.5. O aparelho possui um revestimento chamado de Splash-guard, que protege contra água, batidas e riscos.

On-demand A Sony inaugurou o seu serviço gratuito de video on-demand em terceira dimensão.A novidade,no entanto,é que o Experience 3D começa agora a ser oferecido no Brasil,para usuários de TVs,players de Blu-ray e sistemas integrados de home theater com plataforma Bravia Internet Video.Estão disponíveis mais de 50 vídeos gratuitos,que contemplam videoclipes,documentários,trailers de jogos e filmes (como Harry Potter e as Relíquias da Morte 1 e 2 e O Espetacular Homem Aranha) e esportes,incluindo os melhores momentos da Copa de 2010 e de Wimbledon deste ano.

Uma semana após anunciar a decisão de manter sua divisão de computadores pessoais a HP anuncia o lançamento de uma nova versão de seu tablet com Windows 7, o Slate 500. Batizado de Slate 2 e voltado ao mercado corporativo (dominado pelo iPad, da Apple) , o aparelho tem uma tela capacitiva multitoque de 8.9 polegadas e um processador Intel Atom Z670 rodando a 1.5 GHz. A HP conseguiu reduzir o preço para US$ 699 ao criar uma configuração com apenas 32 GB de memória interna. O sistema operacional é o Windows 7 Home Premium. O aparelho estará disponível mundialmente ainda em novembro.

MUDANÇA NO ALGORÍTMO O Google modificou seu algorítmo de buscas para oferecer como resultados informações mais recentes, uma mudança que afetará cerca de 35% das buscas. O Google garante que esta melhora do algoritmo foi criada para que o buscador “entenda” melhor quando é preciso oferecer resultados com conteúdos mais recentes. “Dado o ritmo incrivelmente rápido com o qual se movimenta a informação hoje em dia (...), o algoritmo precisa ser capaz de entender se o resultado de busca sobre um programa de televisão de uma semana atrás é recente ou se o resultado sobre uma notícia publicada há uma semana é muito velho”, informou a companhia.

Uncharted “Uncharted 3: Drake’s Deception” é o grande lançamento exclusivo do PlayStation 3 em 2011. O jogo traz de volta o herói Nathan Drake em uma nova missão para tentar encontrar a “Antlântis do Deserto” e, para isso, roda o mundo em busca de pistas. A desenvolvedora Naghty Dog conseguiu acertar em cheio ao criar um roteiro que apresenta uma aventura repleta de reviravoltas e momentos de muita ação. Como nos games anteriores, o nível de detalhamento visual do jogo é alto, permitindo que os personagens digitais atuem nas cenas – que aparecem em grande quantidade – em que a trama é contada. Os cenários também convencem, com destaque para o incêndio de um chateau na qual o jogador deve escapar.

[ TELEFONIA ] Conforme a agência, a medida fará com que os usuários tenham ganhos de

[ MELHORIA ] Empresa italiana calcula que vai

cerca de 45% até 2014, ano em que a tarifa deverá passar a custar menos de 43 centavos

economizar R$ 1 bilhão em investimentos

TIM oferecerá banda larga por fibra em 2012

Anatel reduz valor da tarifa de fixo para celular A DIVULGAÇÃO

Agência Nacional de Telecomunicações vai publicar ato com as novas tarifas, que devem entrar em vigor até fevereiro do próximo ano

Diário Oficial da União publicou na sexta-feira passada a resolução da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que reduz a tarifa das chamadas feitas de telefone fixo para celular. Conforme a agência, a medida fará com que os usuários tenham ganhos de cerca de 45% até 2014. A Anatel pretende promover a redução em três etapas. A primeira levará uma redução líquida de aproximadamente 10% sobre os valores pagos pelos usuários. O próximo reajuste deve chegar a 12%, e o último ficará em 7%. No total, a redução deve dimi-

O

nuir o valor da tarifa de R$ 0,54, atualmente, para R$ 0,425 em 2014. Em 80 dias, a agência publicará um ato com as novas tarifas, que deverão entrar em vigor em 30 dias após a publicação. INVESTIGAÇÃO Reguladores estão investigando se a Samsung e a Apple violaram leis antitrustes da União Europeia no que diz respeito a patentes utilizadas como padrões na indústria de telefonia móvel, disse a Comissão Europeia na sexta-feira. “A Comissão enviou, de fato, pedidos de informação para a Apple e Samsung relacionados ao uso

de padrões essenciais de patentes no setor de telefonia móvel”, disse um executivo da União Europeia em comunicado. “Esses pedidos são um procedimento padrão em investigações antitruste para permitir que a comissão apure os fatos relevantes em um caso. Não temos mais comentários nesta fase”, completou. Em ações judiciais em vários países, a Apple alegou que a linha de smartphones e tablets da Samsung copia “escancaradamente” seus iPhones e iPads. A Samsung, por sua vez, levou reclamações de violação de patentes contra a Apple em tribunais da União Europeia.

Em declaração, a Samsung disse que a empresa se manteve, em todos os tempos, empenhada em condições justas, razoáveis e nãodiscriminatórias em termos de licenciamento para as patentes relacionadas aos padrões de wireless. “Recebemos o pedido de informação da Comissão Europeia e estamos cooperando plenamente”, disse. Tais táticas devem preocupar os reguladores, disse Florian Mueller, especialista em propriedade intelectual. “A Samsung foi longe demais ao tentar barrar os produtos da Apple com suas patentes 3G em nove países”, disse.

TIM quer entrar 2012 pronta para lançar ofertas de banda larga residencial utilizando a rede de fibra óptica da AES Atimus, comprada em julho. O anúncio foi feito ontem pelo presidente da companhia, Luca Luciani, durante uma teleconferência com analistas. Com a aquisição, a TIM calcula economizar R$ 1 bilhão em investimentos ao longo dos próximos três anos. Com a infraestrutura da Atimus, a companhia poderá oferecer conexões de banda larga ao mercado residencial e também dedicadas ao setor corporativo. Outro objetivo é reforçar a estrutura de transmissão de sua rede de telefonia móvel. A ideia da TIM é detalhar os planos de banda larga em uma nova apresentação no final do mês. Atualmente, observou Luciani, as concessionárias de telecomunicações não conseguem oferecer a velocidade nominal de banda larga vendida. No evento, o diretor de marketing da TIM, Rogério Takayanagi, lembrou que as redes de cobre das operadoras fixas são longas e velhas, o que pode reduzir a velocidade nominal em 70% a 80%, dependendo da distância entre a central e a casa do usuário. Luciani observou ainda que o preço da banda larga no Brasil ainda é alto. “Eu diria que oferecer uma qualidade de velocidade 10 vezes maior do que a de uma concessionária, com o mesmo preço ou próximo é uma proposição de valor real que o consumidor vai agradecer”, afirmou. O executivo deixou no ar a dúvida se a companhia vai participar do leilão para implantação da tecnologia de quarta geração, na frequência de 2,5 GHz, esperado para o primeiro semestre de 2012. “Primeiro vamos ver se o leilão vai acontecer mesmo, depois vamos definir a nossa presença”, disse. Durante a teleconferência, o exe-

cutivo também alfinetou a concorrência ao dizer que o Brasil oferece oportunidades de crescimento originais e não há necessidade de se copiar concorrentes. A afirmação foi uma clara referência à estratégia da Vivo de baixar o preço do minuto para pré-pago em chamadas entre clientes da operadora, modelo semelhante ao usado pela TIM em seus planos Infinity. O executivo lembrou que a companhia levou cerca de três anos para equilibrar ganhos de receita e preços mais baixos. Caso a concorrência insista em “canibalizar” preços, ela teria dificuldade para sustentar esse modelo. Já a TIM, por ter abandonado o modelo de subsídios e já ter uma base estável, poderia baixar preços com facilidade. O executivo destacou o crescimento de 19,6% da base de clientes pós-pagos, que atingiu 8,7 milhões de usuários no terceiro trimestre. OI A Oi lançou hoje em 100 municípios o serviço chamado Oi Velox nos moldes do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), com assinatura mensal de 1 megabits por segundo (Mbps) por R$ 35. Nos Estados onde há isenção de ICMS, o plano sai por R$ 29,90. Com isso, a companhia passa a atender a 200 cidades do País com a chamada internet rápida popular, em 19 Estados. O plano da Oi é estender o serviço para mais 100 cidades até o fim do ano e outras 900 no primeiro semestre de 2012. A meta é oferecer planos do PNBL nas 4.800 cidades de sua área de atuação até 2014 Os planos oferecidos pela Oi dispensam o pagamento pelo uso do modem e, como todos do programa de universalização da banda larga, permitem ao usuário optar por um provedor de acesso gratuito.


natal 8

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 06 de novembro de 2011

ÁGUA

SAÚDE

ABASTECIMENTO SERÁ NORMALIZADO HOJE

NOVO CURSO PARA CUIDADORES

O abastecimento de 15 bairros da zona Norte de Natal deve ser retomado até a noite deste domingo (6), quando Caern deverá ter concluído o reparo de uma tubulação atingida em um acidente com veículo pesado. Na manhã da última sexta-feira (04), um trator que trabalhava em uma obra atingiu a tubulação da rede de água da Caern. Aproximadamente, 50% da Zona Norte está com o abastecimento prejudicado. Os bairros atingidos são: Soledade I e II, Santarém I e II, Potengi, Igapó, Redinha, Alto da Torre, Santa Inês, Jardim Panorama, Santa Cecília, Cidade Praia, Nova Natal, Jardim Progresso e N. Senhora da Apresentação.

O Programa de Internação Domiciliar (PID) realizará nos próximos dias 07, 09, 14, 16, 23 e 28, a partir das 14h, novo Curso de Noções Básicas Para Cuidadores, no auditório do Hospital Walfredo Gurgel. O objetivo é capacitar pessoas de ambos os sexos, maiores de 18 anos, interessadas em atuar na área do cuidado ao paciente idoso e/ou portador de necessidades especiais. O curso será ministrado por profissionais de diversas áreas da saúde e abordará temas variados ligados ao envelhecimento, higiene, orientações fisioterápicas e segurança alimentar e nutricional, entre outros.

[ JUSTIÇA FEDERAL ] Servidores vão paralisar as atividades, mas garantem que 30% do pessoal continuará trabalhando para resolver urgências. A greve já se espalha por 16 Estados

Servidores entram em greve na próxima quarta-feira ALDAIR DANTAS

s servidores do Judiciário Federal do Rio Grande do Norte decidiram em assembleia entrar em greve a partir da próxima quarta-feira (09). A categoria, que engloba os servidores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e Justiça Federal (JF), reivindica reposição salarial estagnada há cinco anos. O Plano de cargos e Salários (PCS) da classe faz parte do Projeto de Lei 6613/09 que se encontra na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara Federal para votação. O PL já esteve na pauta de votação várias vezes, mas foi adiada devido a manobra da bancada governista. A próxima votação deve acontecer justamente na quarta-feira (09) quando a categoria, no Rio Grande do Norte, entra em greve aumentando para 17 o número de estados paralisados. Atualmente estão em greve os servidores da Bahia, Mato Grosso, São Paulo, Amazonas, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Justiça do Trabalho da 15ª Região, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Piauí, Alagoas, Justiça Federal do Ceará, Justiça do Trabalho de Rondônia e do Acre e Minas Gerais. Os servidores do TRT e JF do

O

Servidores reivindicam perdas acumuladas durante cinco anos

Estado, que já estão em estado de greve desde o dia 26 de outubro passado, a partir da próxima semana cruzam os braços, junto com os servidores do TRE, garantindo 30% dos setores essenciais para receber as urgências como garante a lei de greve. A categoria definiu pela aprovação da greve após uma mobilização ocorrida durante toda manhã desta sexta-feira (04), em frente à sede do TRT 21ª região, onde os servidores receberam a presença de um dos diretores da Fenajufe (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União) Marcos Santos. Ele abriu os debates fa-

lando sobre a importância destes momentos de mobilizações. “Nenhuma categoria sobrevive sem aumento e já que há cinco anos não temos reajuste a saída é a paralisação. Fazer greve não é bom pra gente, nem para a sociedade, mas é o instrumento de força que temos e não há outra saída”, disse Marcos. O presidente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), Moacir Soares, que também é Presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, se mostrou favorável a causa do judiciário federal e elogiou a categoria. “A CTB parabeniza a participação dos servidores aqui pre-

sentes reivindicando seus direitos. Se unirmos força, os trabalhadores de todo o país, independente da categoria, é o caminho, pois só assim teremos dignidade como profissional”, disse ele. A mobilização desta manhã na luta pelo PCS teve participação efetiva dos servidores do judiciário federal que mostraram sua indignação em torno da resistência do governo Dilma. “O Rio Grande do Norte vai mostrar que também pode fazer greve. A crise que existe no momento é do Executivo com o Judiciário”, disse o sindicalizado Dennis Eliezer, um dos defensores de uma paralisação como forma de pressão. Ainda durante a Explanações, o Presidente da Assojaf, Levi Medeiros, mostrou a insatisfação com a situação ao relatar: “Vestimos a camisa de nossa instituição todos os dias, mas devido a incoerência do governo federal eu vou tirar a camisa do meu trabalho e vestir a do movimento de luta em prol da reposição salarial”, enfatizou. O servidor Deodoro Silva de Araújo, lotado na 6ª vara do TRT, resumiu o sentimento da classe “Eu vou parar e convencer meus outros colegas também. Quem sente no bolso os anos sem reposição somos nós no final de cada mês.”


natal

3X4

O ator Alexandre Borges fala de sua paixão pela atuação. PÁGINA 11

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Variação de nebulosidade durante todo o dia Máx.: 30ºC Mín.: 24ºC

Preamar 01h17 - 2.0- 14h51 - 2.0 Baixa-mar 07h23 - 0.6- 19h47 - 0.6

Cidade da Esperança: hoje 386 bancas/406 feirantes Nova Natal 550 bancas/283 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Rio Pium (Balneário)

FASES DA LUA Q.Crescente: hoje Lua Cheia: 10/11 Nascer do sol: 4h54 Pôr do sol: 17h14

Editora: Luciana Campos e-mail: lucianacampos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 06 de novembro de 2011

Cerca de dez mil profissionais estão aptos a votar no Rio Grande do Norte, mas o principal desafio dos candidatos deve ser conseguir levá-los até os locais de votação, especialmente no interior do Estado [ ELEIÇÃO ]

Crea/RN escolhe novo presidente JOUSE AZEVEDO repórter

a próxima terça-feira (08) O Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea) e os Conselhos Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Creas) realizam eleições para a presidência dos Conselhos em todo o Brasil. Os mandatos serão para o triênio 20122014. No Rio Grande do Norte quatro candidatos concorrem a presidência do Confea e Crea-RN – Pedro Damásio, Wilson Cardoso, Antônio Silva e Modesto dos Santos –, e dois concorrem à direção Geral e Administrativa da Caixa de Assistência dos Profissionais dos Creas (Mútua) – os engenheiros Elequicina Santos e Josué Teixeira, sendo este o candidato da oposição. O Rio Grande do Norte possui atualmente 14 mil profissionais cadastrados no Crea e destes 10 mil estão aptos a votar. Todos os candidatos do Estado buscam, em suas campanhas, conquistar mais profissionais, atingindo assim uma soma maior de votos. A estatística mostra que atualmente somente 20% dos profissionais aptos a votar participam das eleições do Conselho. Acesso ao local de votação é um dos problemas para os eleitores, apenas seis municípios possuem Inspetorias Regionais do Crea: Natal, Mossoró, Caicó, Assu, Currais Novos e Pau dos Ferros. No Brasil são 950 mil profissionais divididos entre os Conselhos Estaduais. Perguntado sobre como encontrou o Crea-RN, o que estava deixando e esperando da nova gestão,

N

Fizemos um trabalho de convencimento com as pequenas empresas” ADALBERTO PESSOA presidente do Crea/RN

o atual presidente do Crea-RN Adalberto de Carvalho, informou que quando assumiu, em 2006 o Brasil passava por uma transformação econômica significativa e que sua gestão entendeu que seria necessário muita união. “Esse foi o primeiro grande movimento que eu fiz no Crea, unir os 43 conselheiros com os interesses da diretoria. Além de começarmos uma política de interiorização tecnológica do Crea, uma interiorização tecnológica e uma fiscalização efetiva nos 167 municípios. Junto a isso fizemos um trabalho de convencimento nas pequenas empresas e os pequenos profissionais de que ele deveria procurar o Crea para registar as Anotações de Responsabilidade Técnica (ART) e manter em dia o seu cadastro”, informou Segundo ele isso foi possível com mecanismos que aplicou para facilitar o trabalho de fiscalização como a troca de motocicletas por carros e a introdução de notebooks e equipamentos de georeferenciamento, por exemplo. Segundo a atual gestão, o CreaRN foi o desenvolvedor e é referência nacional na área de informática. Outros sete Creas adotaram o sistema do RN. “Toda a movimentação da tecnologia de informática de mais sete Creas. Sendo estes o Maranhão, Piauí, Alagoas, Paraíba, Sergipe, Roraima e Amapá”, concluiu Adalberto de Carvalho, que disse ainda que a nova gestão conheça o Crea e saiba como presidir.


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 06 de novembro de 2011

Melhoras no atendimento, descentralização e investimento em treinamentos e capacitações são algumas propostas comuns. O acompanhamento das obras de mobilidade e da Arena das Dunas também é enfocado

[ CONT. PÁG 9/ELEIÇÃO DO CREA ]

Candidatos defendem propostas ANA SILVA

uatro candidatos estão concorrendo a presidência do Crea-RN para o mandato de 2012-2014. Procurando situar e esclarecer possíveis dúvidas dos eleitores, a TRIBUNA DO NORTE ouviu os quatro candidatos. Na última quinta-feira (3) o quinto candidato Gutemberg Dias, retirou sua candidatura em apoio ao candidato Wilson Cardoso. Conheça os nomes:

Profissionais vão escolher diretor da Mútua

Q

PEDRO DAMÁSIO Pedro Damásio foi vice-presidente do Crea-RN em 2005, foi Diretor Administrativo em 1993 e atualmente é Conselheiro Regional do Crea-RN. Tem compromisso de não exercer cargo público enquanto estiver no exercício no mandato de presidente do Crea. “Até hoje nenhum presidente de Crea-RN deu dedicação exclusiva para o Conselho”, justificou o candidato., indicando que fará renúncia de todos os cargos públicos que exerce caso seja eleito. Sobre participação do Crea em obras de grande relevância para o Estado, como a construção do estádio Arena das Dunas para a Copa de 2014, Pedro Damásio diz que o Crea tem que buscar espaço junto aos governantes para que os profissionais jurisdicionados no Conselho participem das formulações das políticas públicas porque, segundo ele, atualmente é pequena. “Na Bahia, a construção do estádio para a copa do mundo beneficiará a captação de energia solar, hoje é discutido porque aqui no RN, o teto do estádio não se adapta à captação de energia solar? É esse tipo de discussão que devemos trazer para os profissionais” , explicou. Questionado sobre a visão sobre a gestão atual, Pedro Damásio informou que em visitas aos municípios viu que não há muita insatisfação com o atual Conselho. “A minha campanha buscará regularizar e acabar com os desmandos, trazer as práticas administrativas do Crea-RN para o século 21, buscar que se cumpra o piso salarial”, concluiu. ANTÔNIO SILVA Sobre a experiência no Con-

O Crea do Rio Grande do Norte tem 14 mil profissionais inscritos e é uma das maiores associações de classe do Estado em atuação

fea/Crea ele enfatiza que conhece a legislação, inclusive os estatutos do Crea/Confea, e com a experiência de 35 anos de formado e atuante no mercado com mais de 200 ART´s no currículo. “Conheço profundamente as leis que regem as instituições, bem como o dia a dias dos profissionais, com seus problemas e dificuldades”, diz. Para foco da gestão pretende fazer uma mudança de gestão na instituição no sentido de melhorar o atendimento e o funcionamento do mecanismo de trabalho e a relação entre o Crea e os profissionais jurisdicionados, descentralizando suas ações, dando independência às inspetorias e às regionais no interior do Estado - seguindo uma orientação do que foi implantado no Crea do Paraná. Ele propõe que sejam criadas comissões especiais para acompanhar todos os processos construtivos das obras, tanto de mobilidade quanto da Arena das Dunas, fazendo com que o Crea/RN se mantenha informado dos andamentos destas obras, dando pareceres em laudos periciais quando forem necessários. Ele afirma que o Crea/RN se encontra num estado “muito atrasado, sem condições de acompanhar o desenvolvimento do país e do Estado”. E alguns dos principais

projetos preveem a modernização do órgão, facilitando o acesso aos setores da instituição, com pessoal treinado apara atendimento além da elaboração de um plano plurianual de investimentos, criação de novas inspetorias e lutar junto ao Confea por eleição informatizada. WILSON CARDOSO A experiência vem desde a época de estudante universitário. Atualmente é presidente do Clube de Engenharia do RN. O foco da gestão será aproximar o Crea dos profissionais e das empresas do RN. “No meu ponto de vista geral é que o Crea está funcionando como um mero cartório, é um órgão apenas arrecadador e as empresas ligadas à engenharia e agronomia por exemplo, se ressentem com essa situação”, critica. O slogan da campanha é “O Crea mais perto de você” e para conseguir o que planeja a ideia é focar em quatro pontos: interação, melhores tecnologias, valorização e apoio às entidades de classe. Sobre as obras para copa de 2014, lembrou que vai criar um grupo de trabalho que vai fiscalizar todos os projetos de construções para a Copa do Mundo, assim como a do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. “Sobre a discutida questão dos espaços urbanos

no Plano Diretor, assim como as questões das regulamentações das Zonas de Proteção Ambiental (ZPAs) eu já estou trabalhando hoje”, completou o candidato. Segundo o candidato os profissionais não estão satisfeitos com a atual gestão do Crea. “Há insatisfação com a forma de tratamento com as entidades de classes, com a falta de interação entre gestão e profissionais, com a falta de um planejamento e de valorização do profissional aliado a ausência de cursos de aperfeiçoamento”, justificou o candidato. Se for eleito Wilson pretende mudar essa situação, além de melhorar a tecnologia melhorando o programa de acompanhamento de processo. “No final da nossa gestão queremos que profissionais se orgulhem de pertencer ao Conselho”, finalizou o candidato. MODESTO DOS SANTOS Modesto dos Santos foi Conselheiro do Crea quatro vezes, atuou como Conselheiro Federal, como Diretor Administrativo e Diretor Financeiro. Hoje é Presidente do Senge/RN licenciado. A candidatura tem objetivo de atentar para figurar como agente estratégico e influente. Sobre obras de mobilidade afirmou que é imprescindível, a construção de comissão multi-dis-

ciplinar para avaliar o andamento e acompanhamento das necessidades, fiscalizando e acompanhando estudos, planejamentos, projetos e implementações para que contemplem equipe adequada a suas concepções e implantações. Sobre a atual gestão acredita que incrementa diversos avanços, contribuindo de forma considerável principalmente nos aspectos de ampliação, padronização e aperfeiçoamento da informatização dos procedimentos, no atendimento ao público, na fiscalização, infra-estrutura física e de equipamentos, na interiorização das ações, bem como no atendimento a anseios dos colaboradores, e na quebra do paradigma único de atendimento as questões burocráticas. “Pretendemos que o Crea figure como agente estratégico e influente na sociedade, mobilizando forças e produzindo realizações, através da implementação e consolidação de uma nova cultura, que consiste na sensibilização e disseminação de uma gestão motivadora, mobilizadora, participativa, pró-ativa, propositiva e ética, que resulte num Conselho forte, prestigiado, integrado com os profissionais, entidades de classe, empresas, instituições de ensino, sociedade visando a valorização profissional e responsabilidade social”, diz.

Assim como serão importantes as eleições para a presidência do Confea e do Crea-RN, a eleição para a direção Geral e Administrativa da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-RN (Mútua) deve receber atenção especial dos profissionais. Josué Teixeira e Elequicina Santos disputam a vaga para Diretor Geral da instituição. A Mútua-RN possui hoje R$ 4 milhões em circulação, que é arrecadado com as execuções das Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs). Entre os benefícios aos associados estão os planos de previdência e os empréstimos, que são realizados a juros baixos, que variam de 0,5 a 1,5%. Os dois candidatos apóiam a descentralização do atendimento da Mútua, o que facilitaria o contato dos profissionais da área para a utilização dos serviços da Caixa de Assistência, que é uma entidade civil sem fins lucrativos. De acordo com Josué Teixeira, sua candidatura surgiu do convite por parte dos três candidatos a presidência do Crea-RN que fazem parte da oposição. Para ele é fundamental levar o profissional da área para conhecer a Mútua. “Atualmente apenas 1.700 profissionais fazem parte da Mútua aqui no Estado do Rio Grande do Norte. O grande desafio é inserir os mais de 10 mil profissionais na Mútua. Entre outras ações vamos utilizar as redes sociais para divulgar os benefícios, planos e convênios da Mútua/RN, massificando a informação por um custo muito baixo”, explica. Elequicina dos Santos pretende ampliar os benefícios para os profissionais da Mútua. Os planos de saúde receberão atenção especial da candidata, assim como os planos de assistência ao profissional. Ela explicou que ficou muito feliz com o convite para participar da próxima eleição da Mútua. “Depois de seis anos na presidência do Crea-RN (2000/2005) eu voltei a voltar a olhar para o lado do profissional”, diz.


natal

Domingo | 06 de novembro de 2011

3porquatro

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |11

POR ANNA RUTH DANTAS

ALEXANDRE BORGES

A PAIXÃO PELA FAMÍLIA E PELA PROFISSÃO SÃO OS PRINCIPAIS NORTEADORES NA VIDA DO ATOR.AVESSO A ESTRELISMOS E PREOCUPADO EM NÃO ESQUECER SUAS ORIGENS,ALEXANDRE BORGES SE MOSTRA UM HOMEM SIMPLES,CARISMÁTICO, QUE TRANSPARECE EMOÇÃO E PREOCUPADO EM SER UMA PESSOA MELHOR.

“É preciso lembrar das suas raízes” DIVULGAÇÃO

Chama atenção o fato de que apenas Natal e Rio de Janeiro receberam o seu mais novo espetáculo,o Poema Bar.O que faz a capital potiguar diferente para você trazer esse projeto? As coisas quando elas acontecem meio que por um acaso, um destino, é importante você deixar fluir. Fluindo, as coisas vão acontecendo. O Poema Bar nasceu muito por um convite de João Vasco de fazer um intercâmbio Brasil-Portugal de poesia, de música. 2012 é o ano do Brasil em Portugal, várias comemorações serão feitas. Ele (João Vasco) tinha idéia de fazer essa reunião de artistas brasileiros e portugueses um pouco para o 2012. Por coincidência e um acaso estou fazendo uma peça de teatro chamada “Eu te amo”, de Arnaldo Jabor, e fui para Portugal também com a peça. Falei com João Vasco e propus a gente se encontrar, ler. A intenção era fazer algo com piano, em que improvisasse música em cima de poesia. A ideia era algo muito informal. Ganhou uma dimensão maior. Eu já tinha muita vontade de ler Vinícius de Moraes, que é um poeta que eu gosto muito. Aí juntamos Vinícius com Fernando Pessoa, daí surgiu o bar, o Poema Bar. Bar é a atmosfera boêmia que esses poetas têm. Fizemos um roteiro em Portugal, Alemanha. Acabei convidando Mariana de Moraes que é a neta de Vinícius e ela foi par Portugal. Nessa época, veja que coincidência, terminei vindo para Natal fazer a peça Eu te amo. E depois da peça o Jorge Elali, que é nosso produtor local, me levou para jantar e ao lado de onde estava vi o bar Jobim. Quando entrei estava cheia de foto de Vinícius. Falei do meu projeto para o pessoal do bar. E aí ficamos em contato, Jorge ficou em contato e nasceu o Poema Bar para vir a Natal. Como você descreveria hoje sua experiência com o “Poema Bar”, inclusive com um formato bem diferente das peças que você já apresentou? Esse é um projeto que eu me sinto mais a vontade, mais relaxado. A poesia é muito especial. Então é algo, os poetas, Vinícius, Fernando Pessoa, a música, isso tudo é muito importante. A gente tenta fazer de um jeito onde as pessoas tenham acesos a isso. Que elas não vejam uma interpretação do Alexandre Borges, uma performance minha, quero que as pessoas me esqueçam nesse espetáculo, mas que elas curtam, apreciem a poesia, esses poetas. É um momento de comunhão muito grande com o público. Do Alexandre Borges que estreou no“Boi Voador”(primeira peça dele) para o Alexandre de hoje,o que foi determinante para sua carreira nacional? Acho que a paixão pelo que faço, a entrega, a total entrega no sentido de que tudo que acontece de retorno para mim é meio inesperado. É uma coisa que eu não esperava. Acho também que não tenho uma obrigação de manter um sucesso fictício ou imaginário. Minha intenção é ter uma doação minha, Alexandre, como ator, como pessoa, em que eu tente o meu trabalho, com meu jeito, com minha dedicação, minhas entrevistas, mostrar o quanto a profissão do artista é maravilhosa. Uma profissão que não é melhor do que nenhuma outra profissão, mas é maravilhosa e eu amo fazer isso. Eu queria que as pessoas entendessem o que é ser um ator, na es-

detectar. Mas o que eu estou dando é emoção. Algumas pessoas vão receber e, naturalmente, vão mandar de volta. Outras pessoas não sentem a emoção que, por ventura, eu tentei passar. As vezes porque não se identifica, ou eu mesmo não consegui passar o que estava querendo. Então, essa emoção que eu estou lhe dando ela volta sem até mesmo eu perceber, mas ela volta, porque me emociona mais e faz com que eu emocione mais e isso vira um jogo contínuo.

assos firmes, sorriso aberto, cumprimentos de pessoa simples, muito longe de qualquer estrelismo. Ele fala com atenção, olho no olho, a palavra emoção é por demais pronunciada, mas também percebida. Logo no início da conversa Alexandre Borges já dá mostras de ser um ator diferenciado. Não pelo talento mostrado no palco e que já o consagrou, mas pelo homem Alexandre, com preocupação de não esquecer as origens, com a paixão pelo ser ator e pela crítica com as “afetações e estrelismo”, que reconhece existir com alguns colegas de profissão. Alexandre Borges declara amor ao trabalho e, exatamente, por isso leva tanta emoção aos palcos e a televisão. “O ser humano enfrenta uma luta diária, você tem que se abrir, ter um coração aberto. As vezes o cotiano embrutece as pessoas. As vezes você esquece suas raízes, esquece o que passou, esquece o quanto você foi ajudado, o quanto lhe deram a mão, o quanto foi importante sua criação, sua família, seus amigos. É preciso estar sempre tendo um exercício de humanidade, de aprofundamento do ser humano”, diz o ator, que esteve em Natal estrelando o Poema Bar, com produção local de Jorge Elali. Aliás, Natal e Rio de Janeiro foram as únicas cidades brasileiras a receber o espetáculo Poema Bar, onde Alexandre Borges traz poesias de Vinícius de Moraes e Fernando Pessoa. Com a sua simplicidade característica, Alexandre Borges afirma que nesse espetáculo o importante não é sua performance, mas os textos dos grandes poetas que leva para o palco. O convidado de hoje do 3 por 4 é um homem carismático, uma pessoa que transparece emoção, gente simples, um ator apaixonado pela sua profissão, um ser humano que cativa. Com vocês, Alexandre Borges:

P

sência ser ator, descobrir personagem, levar a fantasia, a alegria, o humor, o drama, essa coisa da dramaticidade sem afetação, sem estrelismo. É uma profissão como outra qualquer, mas é uma profissão importante, é uma coisa que as pessoas saem do cotidiano, elas viajam, se emocionem. Ao mesmo tempo é um instrumento para tentar o mais perto possível das pessoas que justamente não têm muita oportunidade de ver isso, do povo mesmo. A televisão é maravilhosa por isso. Ela (a televisão) me dá oportunidade de fazer um trabalho em que me dedico, em que uso toda minha imaginação, fantasia, meu corpo, minha mente, minha alma, meu melhor de mim para pessoas que, as vezes, não têm outra opção de lazer a não ser ver uma novela. Acho maravilhoso atingir o público geral mesmo. Me chama atenção quando vo-

cê disse que busca fazer um trabalho “sem afetação,sem estrelismo”. Alguns atores deturpam a profissão exatamente por isso (pela afetação)? Acho que afetação, estrelismo, arrogância sempre deturpa. Acho que o artista é a pessoa mais intima. Sem você conhecer, é uma das profissões em que se torna mais íntimo das pessoas. Você faz, eu faço isso para as pessoas. Tento chegar cada vez mais perto das pessoas. Tocar em lugares onde as pessoas não estão nem acostumadas, falo isso de sentimentos. Acho que o artista tem isso. Essa é uma via de mão dupla, eu entro, tento ser íntimo, tento tocar, quase falar no ouvido das pessoas, então sei o quanto isso tem de volta, o quanto as pessoas se sentem íntimas minhas e que eu faço parte de alguma maneira, ou porque vi uma peça, novela. Quando as pessoas se sentem íntimas e gostam disso, vêm com um sorriso, isso é lindo, isso é

maravilhoso. É uma das coisas mais maravilhosas que existe na vida de um artista, músico, ator, poeta. A afetação, o estrelismo, o mau humor existe em qualquer profissão. Isso é algo de berço, de temperamento. As pessoas podem ser simpáticas ou não. As vezes você pode pegar um táxi e ir conversando com o taxista e aquilo ficar numa memória bacana. Como você também pode pegar uma pessoa que é grossa, xinga e não recebe bem dentro do próprio táxi. Isso ocorre em todas as profissões, pessoas mais individualistas. As vezes é timidez, as vezes é o temperamento. Há pessoas que tem o sorriso mais fácil, o modo de viver mais desencanado. Eu procuro fazer parte dessa segunda opção. Você já chegou a afirmar,no seu site pessoal, que o importante é “buscar a emoção do público”.Como se busca a emoção do público? Ela é um pouco difícil de você

Detalhes Sonho concretizado: é estar fazendo o Poema Bar.É sonhar muito,sonhar não custa nada,mas tentar realizar esse sonho.E os sonhos vão mudando. Qual seu melhor papel: é ser um artista do povo,é gostar das pessoas. Em que acredita: acredito em quase tudo.Acredito que cada ser humano é um poeta em si,é um acontecimento por si só, independente de classe social,cor, religião.Procuro sempre estar atento ao meu próximo.

Perfil Alexandre Borges Correa,45 anos,é ator da Rede Globo.Atua no teatro,na televisão e no cinema.Casado com a atriz Júlia Lemmertz é pai de Miguel e padrasto de Luiza.Na Rede Globo,onde está até hoje, entrou em 1994 com uma participação especial em Incidente em Antares.Uma das mais recentes peças foi “Eu te amo”, de Arnaldo Jabor.Ano passado esteve no ar com a novela Tititi.

Esse “alimento” da emoção no palco não seria apenas viável no teatro,já que na televisão você não tem aquela platéia no local? A princípio sim. A princípio o teatro é muito mais direto, na hora a emoção. A televisão apesar de ser um aparelho, mas ela é alimentada também, não ao vivo, não direto, mas ela reverbera também, é só uma questão de “time”, saber esperar mais um pouco para receber. Assim também como você recebe críticas. É lógico, não é algo só de elogios. Por isso que eu me esforço, tento buscar cada vez mais, tento buscar em mim cada vez mais um requinte como ator, um aprofundamento maior, um aprofundamento em que consiga cada vez mais ser um pólo aberto mesmo. O ser humano enfrenta uma luta diária, você tem que se abrir, ter um coração aberto. As vezes o cotiano embrutece as pessoas. As vezes você esquece suas raízes, esquece o que passou, esquece o quanto você foi ajudado, o quanto lhe deram a mão, o quanto foi importante sua criação, sua família, seus amigos. É preciso estar sempre tendo um exercício de humanidade, de aprofundamento do ser humano. Esse exercício de aprofundamento do ser humano,torna-se mais complicada no mundo de um ator onde você é cercado por tantas pessoas e com uma dinâmica tão acelerada? Eu acho que sim. As vezes a gente pela própria batalha da vida, pelo próprio ganha pão, a gente vai tendo ambição, que é saudável também, mas só não pode esquecer a criança que tem dentro de você, não perder a pureza, a sensação da vida fluindo, acontecendo, mas, ao mesmo tempo, é uma vida só. É você. Hoje eu com 45 anos. Daqui a pouco com 47 anos. Ontem foi eu com 15. É tudo parte de uma vida só. Então é aquela coisa, você batalha, batalha, luta e quando tem não dá o devido valor, quer mais, não fica satisfeito. É importante você guardar suas raízes, se valorizar, se cuidar. Tem um ditado quando você está sozinho tem que se tratar como se fosse um convidado de honra de você mesmo. Na solidão é quando a gente vê o quanto a gente olha para nós mesmos. Você chegou a dizer que se não fosse ator seria desempregado. Sempre fui um cara que batalhei muito, sempre tive vontade de ter independência. Já vendi sanduíche natural na praia, salada de fruta, já fui corretor de imóveis, de ficar de plantão em um apartamento esperando que alguém fosse lá. Acho que na vida você tem que ter sua independência, buscar de alguma maneira o trabalho, porque ele (o trabalho) lhe engrandece. Agora tem o trabalho e o emprego. O trabalho é ir atrás do seu sonho, é algo muito importante. Meu sonho sempre foi ser ator. Não me vejo fazendo outra coisa.


natal

12 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 06 de novembro de 2011

Eliana Lima

Poetrix de José de Castro para a Abelhinha, ao Twitter postado com foto da lua e sua magia

elianalima@tribunadonorte.com.br

»ARTICULANDO...

A lua fina//Mulher sempre curiosa, se infiltra pela janela//um requinte de ousadia com brilho travesso de menina...//vem olhar nossos segredos”

FOTOS JOAONETOFOTOS.COM

» DOMINGO...

Declaradamente, o deputado Ricardo Motta, presidente da Assembléia Legislativa, disse que não pretende indicar nenhum cargo que foi ocupador por pessoas do vice-governador Robinson Faria. Maaasss...nos escaninhos do poder, a história que corre é diferente.

» ...DE...

Lindinhos para o portaretrato: Caroline Abreu e Pedro Fraiman

No álbum: Clarissa Azevedo e Jair Alecrim

»JUNTANDO...

Pois bem, como a cidadã excluída de nome Lígia nominou Lula e Dilma no seu desabafo, a coluna recebeu este e-mail de Carlos Advíncula, funcionário da Petrobras: - “É lamentável que uma pessoa da imprensa ainda escreva uma desinformação como essa. Que uma viciada em crack, como VSa descreve, tenha um ponto de vista deste, só é admissível, por entender que o crack já deve ter destruído boa parte dos seus neurônios. Mas o quê esperar de uma colunista social, senão o ódio de classe e para agradar os patrocinadores”. De quem será mesmo o ódio? Quem será que tem mesmo patrocinador para tamanho fascínio? É.

» ...FOTOS...

Posteridade: Júlia Leonardos e Felipe Cunha

»

...Para... Mesa de retratos: Matheus Gurgel e Juliana Câmara

Nos bastidores dos poderes em Brasília corre que o primeirocavalheiro-ravengar não avaliou o cenário nacional e tomou decisões precipitadas localmente. Dos pontos que analisam, o líder-peemedebista Henrique Alves é o único do partido da base dilmista que está com o Governo Rosa(do).

»TERROR Embora com menos frequência, estudantes continuam sendo vítimas de assaltos nos arredores do Campus da UFRN. As ruas de acesso, pelos bairros de Potilândia e Mirassol, que passam o dia praticamente vazias, têm ineficaz iluminação, que facilita a ação dos bandidos. Alunos do colégio Floriano Cavalcanti também relataram à coluna casos de assaltos. – “Até material escolar eles levam”, comentou um.

»...O FUTURO Ou seja: complicará para Henrique se explicar. Principalmente nas próximas urnas. E uma andorinha só não faz verão. E vem aí uma eleição para a presidência da Câmara e HA precisa de votos dos partidos, como o PSD de Robinson e Fábio.

»PISADAS Nos bastidores do poder, solta panela de pressão em torno de reclamação. De processos administrativos parados desde fevereiro.

»SOB NOVA... Deve ser apresentado nessa semana que entra o novo projeto do Proimport, o programa de incentivo às importações do Governo Rosa(do). A Assembleia Legislativa teve papel preponderante na busca por propostas que atendam o governo e contemplem os empresários potiguares, por intermédio da Fiern. Não se sabe ainda se o projeto, desas vez, será inciativa do governo ou da AL.

»...NOVA ADMINISTRAÇÃO

Se houver decisão da apresentação pela AL, já conta com pelo menos 18 parlamentares favoráveis. Trata-se de um regime especial de tributação para o porto e o aeroporto. O primeiro projeto apresentado pelo governo na AL foi considerado por membros da CCJ como inconstitucional. Motivo que atravancou.

Esta semana, a coluna publicou brados de uma desempregada e usuária de crack que perambula pelos bairros do Plano Palumbo. Clama por tratamento e por dignidade, mas não consegue a mão dos que confiou nas urnas. Período em que é considerada cidadã.

»...EXTREMO

»...SILENCIOSAMENTE Por aliados rosados, chegou aos ouvidos de Robinson e Fábio Faria que apesar de Marcelo Toscano ser unanimidade no Governo e o próprio Motta ter dito que gostaria que ele permanecesse no comando do Idema, o presidente da AL agiu diferente. Nas manobras, teria indicado o geógrafo e professor Gustavo Szilagyi, que assina o blog Grito Verde, para o cargo. Um nome que não tivesse referência a ele. Tipo assim, para dar a entender que não indicou, mas sim a governadora Rosalba.

»...AO...

»LIBERDADE DE EXPRESSÃO Sobre o post ‘O SUS que Lula exaltou’, no blog Abelhinha, choveram comentários recheados de impropérios. Este, da leitora Vivian, rebateu: - “Preconceito é de quem fica horrorizado ao ver esse desabafo da sociedade. Por que não se pode sugerir um tratamento pelo SUS? Por que isso é tratado como “crueldade”? Isso sim é preconceito: achar que o SUS, esse meio tão terrível e precário de tratar doenças, é algo destinado somente aos pobres. Quem é cruel e preconceituoso aqui? Aqueles que, bem ou mal, bradam o seu descontentamento e tentam abrir os olhos dos políticos para que cuidem melhor da saúde dos menos favorecidos, ou aqueles que ficam indignados por achar que desejar ao Lula um tratamento pelo SUS é o mesmo que desejar o seu mal? O que mais me incomoda é o atentado constante à liberdade de expressão. Instituiu-se uma cultura nos últimos anos que vem sendo repetida e propagada por “inocentes úteis”, vaquinhas de presépio. Ex: a imprensa séria, que investiga e divulga fatos graves relativos à corrupção, é “golpista”; quem não vota em Lula e no PT é a “elite preconceituosa, que não tolera ver um nordestino pobre no poder”; e agora mais essa: desejar a um político que trilhe o caminho que o povo pobre precisa trilhar quando adoece é “crueldade”, “horror”, “algo desumano”, “escárnio com a desgraça alheia”. Mas tenho fé, acredito de coração que um dia seremos, de fato, um país DEMOCRÁTICO. Pois Democracia não é apenas comparecer a cada 2 anos às urnas, não. Democracia é também poder exercer o direito de livre manifestação do pensamento, sem ser acachapado com toneladas de acusações infundadas, como se houvesse uma guerra entre o bem e o mal – e o mal, claro, encontra-se naqueles que ousam dizer que o rei é feio e que o reino cheira mal. Um abraço, Eliana! Prossiga firme na busca da verdade SEMPRE, doa a quem doer. Nunca se deixe intimidar pela falange (quase) esmagadora das vaquinhas-de-presépio. Um dia elas irão perceber que foram usadas e manipuladas, e com certeza conseguirão tirar o véu que lhes cobre o rosto para, finalmente, conserguir enxergar as coisas como elas são. Certamente alguém virá me acusar de algo, talvez diga que eu apenas reproduzo o pensamento da “direita golpista”, sem imaginar que não torço para lado algum. A desilusão faz isso com as pessoas”.

»INTOLERANTE... O que está acontecendo com a democracia brasileira? Estão querendo amordaçar a liberdade de expressão? Repórteres da Globo foram agredidos com palavras e empurrões quando faziam passagem ao vivo para telejornais. Jornalistas que emitem opinião contrária a ações do governo federal são incisivamente achincalhados. Veículos que revelam malversações e malfeitorias são reverberadamente escarnecidos...

COLMEIA

» Dia 13,a Associação dos

» ...PORTARETRATOS Mural: Paulo Barbosa e Beatriz Furtado

Ciclistas do RN – ACIRN realiza o II Cicloturismo rumo à Reserva de Desenvolvimento Sustentável da Ponta do Tubarão,em Diogo Lopes.

» Jorge Elali traz dia 27 para o palco do Teatro Riachuelo a peça Córcegas,com as hilárias Ingrid Guimarães e Heloísa Perissé. Vendas na bilheteria do teatro.

» O vereador Ney Jr.(DEM) propôs e os colegas aprovaram por unanimidade:Título de Cidadão Natalense para o jornalista Joaquim Pinheiro, natural de Santa Cruz.

» No Rio,as psiquiatras Paula Borba e Euglena Lessa participaram de mesa redonda no XXIX Congresso Brasileiro de Psiquiatria,sobre transtorno de pânico refratário,e o uso adequado e situações de risco na utilização dos anticolinesterasicos em pacientes com demência.

COLABORAÇÃO DE HELDON SIMÕES


Domingo |

natal

06 de novembro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

George Azevedo georgeazevedo@digizap.com.br

Lílian Moura A colunista Lílian Moura reuniu cerca de 300 queridos na noite de 28 de outubro para celebrar idade nova e oito anos de colunismo social com festa bacanérrima no Requinte Buffet, com assinatura da Master Produções e agito do Forró Salgado e DJ Balinha. O fotógrafo Eduardo Kennedy registrou tudo, assim como o Trafegando.com

Jean Rêis e Walterlin Lopes

Helena Machado e Wanderlânia Lima

Lílian recebendo Elviro Rebouças

Flávio Vasconcelos, Mima Adour, Flavinho e Naiana. Dá-lhe Academia Atividade Fitness

Ana Clécia Gadelha e Lidyanni Silveira

A aniversariante Lílian Moura, linda de viver

Gabriel Mota e Lyanne Araújo

Gustavo Rosado com Carol e Karenine Fernandes

Momento homenagem in Family

Neuzinho Leite e Sandra Rolim

Sonho de Bianca O casal Carlos Augusto Araújo e Viviana acionou os serviços da Master Produções para a festa de 02 aninhos da filha Bianca. E foi maior festão no Requinte Buffet na noite de 30 de outubro com direito até a Radiola Club cantando na versão Kids. Tudo registrado pelo Trafegando.com em fotos de Eduardo Kennedy Luciana Calegare com as filhas Heloísa e Gabriela

Carlos Augusto Araújo paparicando a filha Bianca

Ivone Lopes e a prefeita Fafá Rosado

Aldo Coutinho e a esposa Betinha

Erasmo Filho e Monique Escóssia

Alan Jones e Nida Lira lançando da Radiola Kids

Elder Heronildes e Zélia Macedo

Reginaldo e Marluce Bezerra com as filhas Mariana e Nayana

A aniversariante Bianca recebendo o carinho da mamãe Vivi Araújo

13


natal 14

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 06 de novembro de 2011

ourou e todo o seu pretendido glamour de um pedaço do solo francês no continente americano ficaram para trás. A cigarra que anuncia a abertura das cortinas do teatro soava o primeiro toque para o belo espetáculo do pôrdo-sol e o céu, vestia seu manto prateado de estrelas e lua brilhante. Já fora do canal um grupo de golfinhos nos servia de batedores abrindo caminho diante do mar. Pode até ser que eu esteja floreando demais, mas o mar e toda essa natureza deslumbrante não deixam margens para menos do que isso. Mas nem tudo são flores quando se está no mar, no nosso caso até que era, porque com aquele mar encomendado para almirante navegar e aquele ventinho que nem conseguia balançar a cabeleira, não tínhamos muito que reclamar, mas mesmo assim reclamávamos. A data para entregar o barco na marina em Trinidad estava chegando e sem vento a nossa navegada dependia única e exclusivamente da força dos motores, até ai tudo bem, mas os 75 litros de diesel comprados em Kourou não davam nem para pensar em atingir o nosso objetivo. O furacão Irene estava passando muito longe da gente, mas sua força estava interferindo em todo clima em nossa volta. Os ventos alísios que tradicionalmente fazem a alegria de velejadores no rumo do Caribe estavam sendo sugados pela força centrifuga do

K

VIDA A BORDO 255

PARAMARIBO: CAPITAL DO SURINAME

poderoso monstro e o mar, sob as ordens de Netuno e seu séquito de guardiões, observava tudo na maior tranquilidade e como quem não quer nada. Ainda bem! Diante de todo esse quadro o nosso comandante resolveu arribar para o Suriname e tentar a sorte na cidade de Paramaribo. Não tínhamos muitas referencias sobre o local, mas como era um país que aceitava Dólar como moeda, talvez, a gente tivesse mais facilidade de conseguir combustível. Além

de ser mais um país a se conhecer. Vamos ao Suriname e sua sombria história de lutas e guerras! O canal de acesso a Paramaribo é extenso e dependendo da maré ele oferece limitações, porque a correnteza é muito forte. Chegamos à entrada da barra à uma hora da madrugada e com a maré vazante, por isso resolvemos ancorar ao largo e esperar a virada da maré e o dia clarear. Pela manhã adentramos o canal e ancoramos em frente a uma Paramaribo bonita e com uma ar-

quitetura muito rica. O forte, que outrora protegia a cidade de invasões, tem estilo muito parecido com o potiguar Forte dos Reis Magos, com seu formato de estrela. Centenas de barcos de pesca completam a paisagem do rio que margeia a cidade e dezenas de píeres, de empresas pesqueiras, guardam toda essa flotilha. O quadro não é muito animador, porque em meio à flotilha, muitos barcos abandonados e em estado de total decadência ancoram lado a lado.

Sem perder tempo desembarcamos e fomos à luta: Primeiro ao banco trocar dólares americanos por dólares do Suriname; Segundo, dar um giro pelo centro para conhecer um pouco dos costumes local; Terceiro, saber onde poderíamos atracar para reabastecer e por último sentar um pouco e tomar uma cerveja gelada já que ninguém é de ferro. Conseguimos realizar quase todas as nossas aspirações, só que o diesel teve que ser comprado em

bombonas e com a ajuda de uma caminhonete fretada. Na hora de embarcar o diesel recebemos a visita da força policial, pedindo para sairmos daquele local, porque ali não poderia ancorar. Não entendemos muito bem os motivos, mas como estávamos na casa alheia e com polícia não se discute, suspendemos âncora e fomos para o local indicado pelo policial, em frente a um píer de um hotel de luxo e que descobrimos depois funcionava também como marina. Tivemos uma noite tranqüila e bem agradável nas águas daquele país com histórico de revoltas, rebeliões e golpes de estado. Nem de longe sentimos o menor receio de estar ali e ainda tivemos a forte vontade de ficar mais um dia, mas a viagem tinha que continuar. Paramaribo nos impressionou bastante com sua bela arquitetura em estilo holandês e como um excelente porto. O povo tem um comportamento meio arredio e não gosta muito de dar informações, mas com boa vontade se consegue tudo. Encontramos alguns brasileiros residentes na cidade e muitos comerciantes chineses. A bauxita é base de sua economia e também fonte de muitas lutas e desgraças. Na madrugada do dia seguinte deixamos o Suriname e a bela Paramaribo para trás. Mais um porto para um dia ser visitado pelo Avoante. Nelson Mattos Filho Velejador - avoante1@gmail.com


esportes

HOJE NA TV

16horas -Série A: Flamengo x Cruzeiro ;SporTV 18horas - Série A: Inter x Fluminense ;SporTV

RÁDIO GLOBO NATAL

06h - Esportes em Debate 16 h - Flamengo x Cruzeiro 19 h - Inter x Fluminense 21 h - Resumo Final

PARAPAN

Clodoaldo Silva fala dos planos para o México e de aposentadoria PÁGINA 3

CURIOSIDADES

DICAS

NÚMEROS

Há três anos o brasileiro Felipe Massa não ganha uma corrida de Fórmula 1.A última vitória ocorreu em 2008.

Os ingressos para América x Luverdense estão à venda na sede social do clube,na avenida Rodrigues Alves.

6MIL Atletas e corredores de rua participaram ontem da Meia Maratona de Natal.

Editor: Itamar Ciríaco e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 06 de novembro de 2011

Os gaúchos, apaixonados por corridas e pela emoção da velocidade, vão acompanhar a batalha final pelo título da temporada de 2011, esse é um fato inédito na história da categoria e público no autódromo deve ser recorde

[ STOCK CAR ]

Prova para consagrar Cacá Bueno A

decisão da Copa Caixa Stock Car será realizada hoje às 10h30 (horário do RN) no Autódromo Internacional Velopark, em Nova Santa Rita e será também histórica para os gaúchos, público apaixonado por corridas e pela emoção da velocidade. Além de colocar frente a frente na briga pelo título os campeões Cacá Bueno (Red Bull Racing) e Max Wilson (Eurofarma RC), será a primeira vez que o Rio Grande do Sul presenciará a finalíssima e decisiva disputa da principal categoria do automobilismo brasileiro. Nunca, nas suas 32 temporadas, a Stock Car conheceu o campeão em terras gaúchas. A tradição, paixão e história estarão juntas nos dias 4, 5 e 6 de novembro no Velopark. “Historicamente, a última etapa da Stock Car era sempre em São Paulo. Desde o ano passado, por causa da data da Fórmula 1, precisamos mudar isso e optamos por um rodízio”, explica Maurício Slaviero, diretor geral da Vicar. “Este ano, quisemos premiar o povo gaúcho que é apaixonado pela Stock Car e merecia essa final.” O Autódromo Internacional do Velopark é um dos mais modernos do Brasil. Inaugurado em maio de 2010, e a primeira corrida disputada nos 2.278 metros do circuito gaúcho foi justamente com os carros da Stock Car. Quem faturou a prova na ocasião foi o também campeão da categoria, o paulista da Eurofarma RC Ricardo Maurício. “A escolha pelo Velopark foi natural, porque conta hoje com uma estrutura diferenciada para o público, pilotos e equipes”, completa Slaviero. “Temos certeza que os gaúchos irão retribuir o presente lotando o autódromo.” E a história do Velopark com a categoria já começou esse ano. Foi na quarta etapa da temporada,

quando ainda não era nem possível imaginar quem seria o campeão do ano, de tão alto nível dos pilotos e equilíbrio entre as máquinas equipadas com o motor que tem mais de 500 cavalos. Na ocasião, faltando duas voltas para o final, Átila Abreu (AMG Motorsport) deu o bote certeiro sobre Thiago Camilo (Ipiranga RCM) quando a chuva caiu forte e a emoção foi grande na pista. Na decisão da temporada 2011, Cacá Bueno é favorito à conquista do tetracampeonato da Copa Caixa Stock Car. Com a experiência de quem já faturou o título em 2006, 2007 e 2009, ele acumulou 271 na classificação após 11 corridas e será campeão caso Max Wilson (248 pontos) não vença a corrida. Já o adversário da Eurofarma RC, Wilson, é o atual campeão da Stock Car e precisa vencer e torcer para que Cacá Bueno seja no máximo terceiro. Só assim sairá do Velopark com o troféu e o bicampeonato. “Vou ter de acelerar, não pensar nos outros, apenas no meu, porque se eu for segundo serei o campeão”, explicou Cacá Bueno. “Temos de trabalhar para estar no pódio, em primeiro ou segundo lugar. Não tem muito o que especular. É fazer o nosso, o que a gente sabe fazer e tratar de terminar o melhor possível”, completou. “O Max é um grande piloto, e não é à toa que ele é o atual campeão.” Max Wilson tem tarefa difícil na busca do bicampeonato, mas sabe que não existe resultado garantido. “Tenho de vencer para ter chance do título, e é com esse foco que toda nossa equipe trabalhará desde os primeiros treinos. A categoria é grande, e não é fácil vencer”, completou Max, que também falou do adversário. “Eu o respeito muito como piloto, pelo seu talento e capacidade indiscutível.” DIVULGAÇÃO

Cacá Bueno tem uma boa vantagem sobre seu grande oponente


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 06 de novembro de 2011 FOTOS:JUNIOR SANTOS

Sidcley Souza

Sílvio Grossano

Edno Lopes dos Santos

Rogério Gurgel

Luís Jurandir (Carneirinho)

UM PALCO ABANDONADO O ESPETÁCULO AGUARDADO PELO SERIDÓ NA VOLTA DO DUELO CORÍNTIANS X CAICÓ PELO ESTADUAL É AMEAÇADO PELO DESCASO COM O ESTÁDIO DINARTE MARIZ Caicó promete surpresas na volta à elite

FUTEBOL DE CAICÓ pede socorro

ma terra de ninguém. É assim que o estádio Marizão é apontado pelo presidente da Liga Desportiva de Caicó, Luís Jurandir de Medeiros (o Carneirinho). Irritado com o abandono do estádio, que apesar de ser a única praça esportiva pertencente ao Governo do RN em atividade, tem o controle desprezado pelo poder público, ele disse que faz esse julgamento porque a praça esportiva só não se encontra em completo estado de abandono, pelo fato de estar sendo zelada por uma pessoa cuja Justiça impediu até de entrar para assistir jogos dentro do estádio. “Realmente é uma terra de ninguém, é um patrimônio público completamente abandonado pelo governo, qualquer um que chega toma conta mesmo e esse fato ilustra bem a importância que as nossas autoridades dão ao Marizão”, ressaltou o dirigente esportivo. A condição só não é mais precária porque algumas pequenas reformas ainda são feitas no Marizão em consequência da força de vontade de Severino Sobrinho da Silva (Cocobil), que legalmente não poderia estar trabalhando no local, mas que desobedecendo uma ordem judicial e com o seu trabalho de “formiguinha” vai impedindo que o patrimônio público fique entregue as traças e passe a ser alvo de depredação de alguns vândalos. Com o pouco dinheiro que consegue arrecadar das peladas realizadas no estádio (R$ 1.200/mês), Cocobil retira o seu salário e separa alguma verba para realização de melhoras pontuais no gramado, vestiários, alambrado e no serviço de pintura. Além disso o caixa conta com R$ 5.800/ano com a venda das placas de publicidade. Atualmente quem responde pela administração do Marizão é Edno Lopes dos Santos, subprefeito de São João do Sabugi, e que

U

Severino Sobrinho (Cocobil) coloca a própria liberdade em risco para não deixar o estádio Marizão se acabar ante o descaso governamental

ocupa o cargo desde 2007 depois da realização de um acordo informal com a juíza Rossana de Paiva, que após mandar fechar o estádio depois do problema com Cocobil, foi alertada para o problema da degradação do bem público e mandou que a Prefeitura nomeasse uma espécie de interventor para cuidar do Marizão, enquanto o governo do estado não nomeasse alguém para desempenhar a função. Lá se vão quatro anos e, entra governo, sai governo, a situação da praça esportiva mais importante do Seridó continua a mesma. Apesar de estar ciente da decisão judicial, Edno diz que não está afrontando a decisão da juíza Rossana Paiva, mas apenas procurando corrigir aquilo que considera como uma injustiça, uma vez que toda confusão gerada em torno do assunto, foi resultado de um grande mal entendido, uma vez que Cocobil jamais pensou em tirar proveito da condição de abandono do Marizão.

“A questão se deu em 2007 quando o Marizão estava abandonado mesmo e um grupo de vândalos vinha invadindo o estádio a noite para depredar as instalações. Como sempre mostrou zelo pelo Marizão, Cocobil resolveu fazer um quartinho em baixo de uma arquibancada para tomar conta do estádio. Mas as pessoas não entenderam assim, denunciaram a Justiça que deu ordem despejo para ele. No entanto nós não temos outra pessoa que aceite zelar pelo local sem qualquer vínculo empregatício e não vejo mal nenhum dele continuar desempenhando essa função”, ressaltou Edno. ILUMINAÇÃO O fato é que assim como boa parte das grandes obras esportivas do Rio Grande do Norte, o Marizão que teve o projeto iniciado em 1986, na administração de Geraldo Melo, não foi concluído e acabou inaugurado de forma parcial em 1992, pelo então governador Vivaldo Costa. De lá para cá não

ocorreram mais investimentos governamentais e o resultado desse abandono é que caso não seja realizado nenhum tipo de recuperação nas torres de iluminação, no Estadual de 2012 o Marizão não terá mais condições de abrigar jogos noturnos. “Temos hoje apenas 30% da iluminação do estádio funcionando. Dos 60 refletores existentes nas torres, apenas 18 estão funcionando ainda. Vale lembrar que essas lâmpadas estão ai desde a inauguração do estádio”, ressalta Carneirinho. A esperança dos esportistas caicoenses é que a governadora Rosalba Ciarlini, que prometeu construir um novo Juvenal Lamartine em Natal e recentemente anunciou investimentos na melhoria do estádio Nogueirão, em Mossoró, que ao contrário do Marizão não se trata de um bem público e pertence a Liga Desportiva Mossoroense, olhe com mais carinho para praça esportiva caicoense. “No governo Wilma foram prometidos investimentos e nada saiu do papel, ago-

ra Rosalba prometeu aplicar uma boa quantia na reforma do Nogueirão e o Marizão que é um bem do governo não pode continuar esquecido. Falo isso por que será muito difícil se jogar em Caicó, no verão, com a partida iniciando às 15 horas. Esperamos que a secretária de Infraestrutura, Kátia Pinto, que é filha da nossa cidade, olhe com bons olhos as nossas reivindicações”, afirmou Carneirinho. O presidente da Liga Esportiva de Caicó revelou que chegou a participar de reuniões com a secretária Kátia Pinto para discutir a situação administrativa do Marizão, porém as partes não chegaram a um termo comum. “Disse a ela que a liga só poderia assumir a responsabilidade pelo estádio se fosse realizada a reforma que o Marizão está necessitando e que nos fosse dada uma garantia de verba mensal para cuidar dos problemas que fossem surgindo. Fora isso, não teremos condições de assumir tamanha responsabilidade”, argumentou o dirigente.

Corintians volta a falar em título Se enfrentam problemas com relação ao estádio, sobram esperanças quanto ao futuro dos clubes caicoenses no Estadual de 2012. No Corintians a diretoria está pensando grande e promete montar um grupo com capacidade para brigar em pé de igualdade com os representantes da capital pelo título da temporada. A meta é fazer o Galo caicoense voltar a ter projeção nacional disputando a Copa do Brasil de 2013, bem como a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Planejamento e marketing serão as armas do clubes para superar as dificuldades financeiras que tanto atrapalharam o desempenho alvinegro no último estadual. O atual presidente corintiano, Raimundo Inácio (Lobão), trata pessoalmente da aprovação da lei de incentivo ao esporte, que vai abrir

as portas para legalização dos incentivos da Prefeitura de Caicó aos clubes de futebol da cidade. Aliado a isso, existe um arrojado planejamento de captação de patrocínios através do qual já foram fechados cinco acordos de um total de dez projetos apresentados. “Nós vamos mudar o nosso patamar. Estamos com uma série de estratégias de arrecadação e inicialmente pretendemos formar um grupo com uma folha de R$ 40 mil/mês. Já fechamos com o treinador Gaúcho, ex-zagueiro do Sport Recife, temos tudo certo com oito jogadores e vamos buscar mais atletas da região”, disse Rogério Gurgel, presidente do conselho fiscal do Galo. Com o apoio de Luciano Júnior, da Rede Bandeirantes, a diretoria articulou uma série de contatos com empresários paulistas ligados

aos clubes de lá e que devem resultar no envio de atletas para disputar o Estadual. “As diretorias do Corinthians Paulista, São Caetano e Bragantino acenaram com a realização de acordos. Eles enviariam para cá jogadores a custo zero e nós ficaríamos responsáveis apenas pela logística dos atletas. Os atletas revelados em nossos quadros serão remetidos para eles através dessa parceria”, explicou Gurgel. A ideia é realizar a apresentação do grupo e iniciar a pré-temporada no início de dezembro, antes disso os dirigentes trabalham no lançamento oficial do novo uniforme do clube, com um show de Reginaldo Rossi na sede social do clube, que foi ampliada, ganhou um setor de piscinas e hoje tem capacidade para comportar em torno de 8 mil pessoas.

Antes mesmo de irem a campo, uma vez que a intenção do Caicó é realizar a sua reestreia na divisão de elite justamente num clássico contra o Corintians, de quem não perdem há cerca de sete anos, a Raposa já começa a esquentar o clima na cidade e promete que voltou para ficar no rol dos melhores clubes do RN. Em termos de projeções, o rubro-negro é apenas um pouquinho mais modesto que os rivais, uma vez que planejam investir em jovens revelações e explorar a capacidade dos atletas da região do Seridó. Mas isso não quer dizer que eles não irão zelar pela qualidade. “Nós temos vários atletas com potencial para disputar a competição de profissionais aqui mesmo na região. Valores que por falta de oportunidade não conseguem aparecer e é isso que pretendemos fazer aqui no Caicó. O título da segunda divisão mostrou que estamos no caminho correto, mas não vamos ficar apenas nisso”, afirmou o treinador do Caicó Sidcley Souza. O clube já tem dez atletas contatados e pode receber o reforço de mais alguns pertencentes a um grupo de empresários e também de um clube que disputa a primeira divisão em São Paulo e a série B do Brasileirão. “Nós estamos estudando parcerias não apenas com esse clube paulista, mas também com equipes do Recife e do Espírito Santo. Estamos trabalhando para estruturar nossas categorias de base e nesse mês dois empresários paulistas vão nos visitar para tratarmos da questão”, informou Sílvio César Grossano, diretor de futebol da equipe, que está ultimando os serviços para inauguração do centro de treinamento do Caicó, o qual, segundo o dirigente, fará o clube dar um salto de qualidade.

Estamos estudando parcerias com esse clube paulista e com equipes do Recife e do Espírito Santo” SÍLVIO CÉSAR GROSSANO Diretor de futebol do Caicó

Realmente é uma terra de ninguém, é um patrimônio público completamente abandonado” LUÍS JURANDIR (CARNEIRINHO) Presidente da Liga de Caicó

A cobertura e ampliação da arquibancada é uma promessa antiga


Domingo | 06 de novembro de 2011

esportes

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

ENTREVISTA/CLODOALDO SILVA/NADADOR

“É SEMPRE MUITO BOM PODER REPRESENTAR O NOSSO ESTADO” O atleta para-olímpico Clodoaldo Silva conseguiu novo patrocínio e anunciou ontem que vai “pendurar a sunga” no segundo semestre do ano que vem. O nadador vai representar o Brasil e o Rio Grande do Norte nos jogos Parapan-Americanos, em Guadalajara, entre os dias 12 e 20 de novembro, e vive a emoção de ser pai. A pequena Anita, nome que Clodoaldo escolheu para a filha, pode nascer enquanto o “Tubarão Para-olímpico” estiver no México. Clodoaldo Silva falou deste e de outros assuntos relacionados à sua carreira no esporte em entrevista à TRIBUNA DO NORTE. Confira entrevista: Você vai representar mais uma vez o Rio Grande do Norte em uma competição internacional. Como é o sentimento de viver esta experiência de novo? É sempre muito bom poder representar o nosso Estado. Apesar de por várias vezes ter feito isso, a emoção e o frio na barriga são os mesmos. Fico muito feliz quando chego nos lugares e sou reconhecido pelas pessoas. Mas a minha maior felicidade não é apenas de ser o nadador recordista Clodoaldo Silva, mas de ser o nadador potiguar Clodoaldo Silva. Estes jogos podem ter um sabor diferente para você.Além de buscar medalha,sua mulher está grávida e o bebê pode nascer durante os jogos.A pressão aumenta? Isso mesmo. Eu e Patrícia, minha mulher, aguardamos com ansiedade a chegada da pequena Anita. Apesar de ela poder nascer durante competição, eu não gostaria que isso acontecesse, porque eu prefiro estar perto de Patrícia quando nossa filha for nascer. Você afirmou que vai abandonar as piscinas.Não acha que poderia esperar até as olimpíadas do Rio de Janeiro,em 2016? Pretendo “pendurar a sunga” no segundo semestre de 2012, por-

NÃO VOU PROMETER MEDALHAS, PORQUE QUEM FAZ PROMESSA É POLÍTICO “ que acredito que já realizei muitos feitos dentro das piscinas. Depois de parar, pretendo alcançar conquistas fora das águas. Quero divulgar o esporte para-olímpico e tocar meus projetos sociais. Eu já tenho hoje a ideia do “Instituto Clodoaldo”, que ainda não coloquei em prática e é uma das coisas que pretendo dar prosseguimento após a aposentadoria. Você vai representar uma escola de samba no Carnaval carioca do ano que vem. Como é que aconteceu o convite? A Grande Rio decidiu ter como tema de samba-enredo a superação, devido aos incidente ocorrido este ano, quando várias alegorias das escolas de samba ficaram danificadas após um incêndio. Durante o carnaval de 2011 eu esti-

ve em Recife, no Galo da Madrugada e fui assunto em rede nacional. O carnavalesco Cahi Rodrigues viu a reportagem e teve a ideia de me convidar para representar o tema escolhido, a superação. Há um mês ele oficializou o convite e eu fui até o Rio de Janeiro conhecer a escola de samba. Gostei da ideia e topei. Natal só foi tema de samba-enredo na ocasião em que completou 400 anos, e agora de novo, com você.Qual é a sensação de representar sua cidade desta forma? Fico muito feliz. Às vezes eu me pergunto qual é a minha importância para o Brasil, mas eu nunca consigo ter a real dimensão. A cada homenagem, cada convite como este me mostra a grandeza desta minha representatividade. Eu nunca imaginei, por exemplo, que uma criança sem deficiência fosse ter como ídolo um deficiente físico. Isso para mim é bastante gratificante. Quais são suas expectativas para o desempenho nas provas? Não vou prometer medalhas, porque quem faz promessa é político. O que posso dizer é que me dedicarei bastante e darei o máximo de mim para voltar com bons resultados.

ALDAIR DANTAS


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 06 de novembro de 2011

[ FUTSAL ] Maior evento do futsal potiguar prepara novidades para a edição deste ano

Organizadores se reúnem para definir o Assu Open O “ Assu Open de Futsal já é o maior evento de futebol de salão do Rio Grande do Norte. Em 2010, a competição trouxe os principais atletas do futsal nordestino para a cidade de Assu. Agora, em 2011, a competição vai aumentar a premiação e deseja também otimizar o nível organizacional. Para isso, será realizada uma reunião a fim de definir os últimos detalhes do evento nesta terça-feira, na Pizzaria Papo de Calçada, em Assú. O evento deve ser realizado no período entre os dias 05 e 16 de dezembro O promotor da competição, Lucílio Filho, sabe o quanto será difícil fazer uma competição ainda melhor do que a de 2011, já que o AssuOpen conseguiu chegar a um nível de organização que é raro nos eventos de futsal já realizados no Nordeste. O evento de 2011 contou com transmissão de emissoras de rádio e tv, distribuição de tabela para o público, premiação com festa bastante programada, assessoria de imprensa, placar eletrônico, tela de proteção, etc. Por conta da grandiosidade do Assu Open de Futsal, a cidade de Assu conseguiu ganhar credibilidade para sediar o Campeonato Brasileiro de Vôlei e provavelmente receberá também um amistoso da Seleção Brasileira de Futsal contra a Seleção da Líbia. No entanto, o empresário e radialista Lucílio Filho garante que procurou estudar bastante para aprimorar os detalhes e fazer um evento ainda melhor. “Sempre é possível melhorar. Desde que encerramos o evento de 2010, começamos a planejar o As-

Desde que encerramos o evento de 2010, começamos a planejar o de 2011, para analisar em que erramos” LUCÍLIO FILHO organizador do Torneio

sú Open de 2011, para analisar em que erramos e onde poderemos fazer melhor”, declarou Lucílio Filho. Para isso, o principal atrativo é o aumento da premiação, para o campeão do Assú Open de Futsal. O evento irá premiar o vencer com uma moto Shineray 150cc no valor de cinco mil reais e também cinco mil reais em espécie. Além disso, o evento conta com premiações para o vicecampeão, terceiro colocado, artilheiro, craque e goleiro menos vazado. As equipes que já fizeram préinscrição no Assú Open 2011 foram: Seleção da Várzea (atual campeã), Macau, Cruzeiro, Prisiaca, Real Juventude, Ipanguaçu, Potiguar, Baraúnas, Pendências, AREC do Alto do Rodrigues, Messias Targino e Limoeiro do Norte. Porém, só assegura a vaga quem realizar a taxa de 600 reais. O evento é uma realização da Tatutom Sport, contando com o apoio da Rádio Princesa do Vale, Vieira Motos, Prefeitura do Assu, Governo do RN, FNFS, C. Promoções, Comércio e Indústria do Assú.

Assu Open de 2010 foi um sucesso técnico e também de público


esportes

Domingo | 06 de novembro de 2011

[ BASES ] Cerca de 500 jovens craques são

esperados pelos organizadores do evento

Santos faz “Peneirão” na Ufersa em Mossoró O s jovens craques da região de Mossoró estarão reunidos nesta segunda e terçafeira em torno do sonho de se tornar jogador profissional. Nestes dias o campo da Ufersa, na capital do Oeste receberão o Peneirão do Santos F.C. As inscrições estão sendo realizadas nas escolinhas dos bairros mossoroenses e custam apenas 1kg de alimento não perecível. Bernardo de Souza, um dos organizadores do Peneirão acredita que cerca de 500 jovens valores deverão tentar a sorte. No entanto, o desejo de ser um novo Neymar não é fácil de ser realizado. “Ano passado organizamos o Peneirão do Vitória/BA. Foram 550 participantes e cinco garotos foram selecionados”, relembrou Bernardo, que contará com a cola-

boração de vários professores de escolinhas locais. Nesta segunda-feira a partir das 8h entram em campo os garotos nascidos entre 2001 e 2002. Às 14h será a vez dos jovens nascidos entre 1995 e 1996. Na terça-feira o campo da UFERSA recebe mais uma vez os atletas. No turno matutino, às 8h garotos nascidos em 1999 e 2000 e à tarde, às 14h, de 1997 a 1998. “Temos todos os contatos feitos com Luiz Fernando Morais, gerente de Futebol do Santos nas categorias de base e disponibilizaremos, para os selecionados, o transporte e alguma ajuda para custos de última hora. Em São Paulo, o Santos entrará com toda sua estrutura para receber os jovens jogadores”, concluiu Bernardo de Souza.

[ AMADOR ] O campo do Cajueiro recebeu torneio vencido pelo time do técnico Quirino

Aliança vence e soma mais um campeonato futebol amador em Parnamirim continua muito movimentado nos fins de semana e feriados. Na quarta-feira, por conta do dia de finados, foi realizado mais um torneio no campo do Cajueiro, com a participação do Nike, São Caetano, Figueirense, Japão EC, Santos, Simão, Real, Ponta Preta, Aliança e Itália SC. O grande vencedor foi o Aliança, time capitaneado pelo goleiro Alcides. Os resultados obtidos são estes: São Caetano 1x0 Nike, Figueirense 2xo Japão, Santos 2x0 Simão, Real 1x0 Ponta Preta e Aliança 0x0 Itália. Pela segunda rodada, Santos 0x0 Real, placar que deu a chance do Santos decidir nos tiros li-

O

vres da marca do pênalti. No sorteio, ficaram São Caetano, Figueirense e Aliança, sendo que o Aliança ficou aguardando o resultado de São Caetano x Figueirense. Outra vitória do time do goleiro Alcides, novamente a maior figura da equipe, ao defender duas cobranças de penalidades máximas, sendo esta a escalação da campeã: Alcides, Marcelo, Careca, Manel, Eduardo, Jefferson, Erasmo, Nem, Edson e Lucildo. O detalhe é que o time do Aliança sagrou-se campeão, sem assinalar nenhum gol, embora também não tenha deixado passar nenhuma bola. O treinador da equipe é Edson Quirino, auxiliar técnico, Alcides.

SÃO SILVESTRE

SURF

PERCURSO SOFRE MODIFICAÇÕES

KELLY SLATER TERÁ QUE DEVOLVER TROFÉU

Foi definido o percurso completo da 87ª edição da Corrida de São Silvestre. O trajeto passará por mudanças, como resultado de um pedido feito pela Fundação Cásper Líbero, idealizadora da prova, junto à Prefeitura de São Paulo. Julio Deodoro, diretor geral da Corrida de São Silvestre, afirma que vários trajetos foram testados até chegar-se ao percurso final, que recebeu várias visitas técnicas.

O norte-americano Kelly Slater ainda não é campeão mundial pela 11ª vez. AASP (Associação Profissional de Surf) admitiu um erro na pontuação. Slater ainda precisará ganhar mais uma bateria para garantir sua 11ª conquista e tornar-se o campeão mais velho da história, aos 39 anos. A organização informou que Owen Right ainda pode conquistar o título, isto se vencer a etapa de San Francisco.

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

5


6

esportes

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 06 de novembro de 2011

Equipe paulista, líder do campeonato, precisa vencer o lanterna América/MG, para se manter na ponta da tabela. A ausência, mais uma vez, fica por conta do “Imperador” Adriano, que foi barrado pelo técnico Tite, por estar fora de forma [ SÉRIE A ]

Corinthians joga para continuar líder ALE VIANA/NEWS FREE/AE

om 75% da carga de ingressos destinada à sua torcida em Uberlândia, o Corinthians vai jogar como se estivesse em casa hoje, às 16h (no RN) diante do lanterna América-MG. Ainda que o mando de campo seja seu, o time mineiro, praticamente rebaixado para a segunda divisão, resolveu mudar da Arena do Jacaré para o Parque do Sabiá e lucrar com a renda. Camisa 12 da equipe paulista, que lidera a competição, Alex nega que isso seja uma vantagem. “Pode ter mais torcedor nosso e ser benéfico se a gente fizer um bom jogo. Mas se a gente não for melhor do que o América, vai acabar não vencendo. Temos que nos impor dentro de campo e construir nossa vantagem”, disse o meia, que volta a ficar à disposição depois de ter sido vetado na rodada passada em virtude de dores musculares na coxa esquerda. Apesar de ter novamente com Alex – e também o lateral direito Alessandro, que cumpriu suspensão –, o técnico Tite terá quatro baixas. Os zagueiros Paulo André (terceiro cartão amarelo) e Leandro Castán (expulso) cumprirão suspensão, enquanto o volante Moradei e o atacante Jorge estão entregues ao departamento médico com lesões musculares. Com o desfalque da dupla de de-

C

fesa, a parceria titular na zaga será composta por Chicão e Wallace, que jamais atuaram juntos. O primeiro não atua desde 18 de setembro, na derrota para o Santos. Depois disso, envolveu-se em polêmica ao pedir dispensa do clássico contra o São Paulo por saber quer iria para a reserva e perdeu espaço no elenco. Precisando de um milagre para evitar o rebaixamento para série B, o América-MG terá alguns reforços importantes para o duelo contra o Timão. O lateral-direito Marcos Rocha, que cumpriu suspensão contra o Coritiba volta ao time.

Palmeiras recebe o Coritiba para respirar na tabela

FICHA TÉCNICA AMÉRICA CORINTHIANS Neneca;Anderson (William Rocha), Micão e Everton; Marcos Rocha, Leandro Ferreira, Amaral,Fabrício e Carleto;Kempes e Fábio Júnior Técnico: Givanildo Oliveira

Julio Cesar; Alessandro, Chicão,Wallace e Fábio Santos;Paulinho, Ralf e Alex; Willian,Danilo e Liedson Técnico: Tite

Estádio: Parque do Sabiá, em Uberlândia Horário: 16h (no RN) Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS) Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Julio Cesar Rodrigues Santos (RS)

O técnico corintiano,Tite, conversa com o atacante Liedson, responsável pelos gols do alvinegro

Atlético/PR encara o “xará” goiano precisando vencer

Marcos Lopes

Jogo em casa, clima de decisão para o Atlético Paranaense. O quadro se repete por mais uma rodada do Campeonato Brasileiro 2011. O desafio desta vez é parar o bom time do Atlético Goianiense, neste domingo, às 18h (no RN), na Arena da Baixada. Um tropeço diante do torcedor pode ser o primeiro grande passo do Furacão rumo à Série B. Uma vitória, no entanto, dará forças na luta contra a degola. O técnico Antônio Lopes tem uma dúvida para escalar o Furacão. Sem contar com o meia Paulo Baier e o volante Cléber Santana, suspensos, o Delegado decidiu testar dois esquemas táticos durante a semana. A tendência é utilizar três volantes: Deivid, Wendel e Marcelo Oliveira. Porém, não está descarta a entra de Adaílton, fortalecendo o ataque. Na defesa, o zagueiro Manoel, com dores musculares na coxa, foi

lopesrn@hotmail.com

ntendi como positiva a reunião da ultima quinta-feira na CBF, com os presidentes de algumas federações nordestinas e representantes da TV Interativa. A CBF admitiu a volta da competição a partir de 2013 e pelo período de oito anos. Uma noticia que sem nenhuma dúvida é importante para o futebol regional, que precisa e muita desta competição. Entendo que o primeiro passo foi dado nesta reunião da quinta-feira e agora é trabalhar os detalhes comerciais, técnicos e principalmente os aspectos políticos desta nova realidade. A Liga do Nordeste não vai – e nem deve – abrir mão do gerenciamento comercial da competição, na medida em que a entidade congrega os 16 clubes participantes da Primeira Divisão do Nordeste. Penso também que é alarmista a tese que alguns levantam sobre o interesse da CBF em se “adonar” da competição e tirar a Liga do cenário. Mesmo que queira, a confederação não tem como agir assim já que o processo que a Liga moveu contra a CBF ainda está aberto, e o que menos a confederação precisa neste momento é de mais uma briga judicial.

E

PARALELO AOS ESTADUAIS É a melhor saída para fortalecer o Campeonato do Nordeste e principalmente os Estaduais,que são na grande maioria deficitários técnica e financeiramente,tanto que diferente do que aconteceu em anos anteriores.Os próprios presidentes das federações querem a competição regional paralela aos estaduais,na medida em que uma competição ajuda a fortalecer a outra e,ao mesmo tempo proporciona aos clubes que estão disputando o Brasileiro,fazer um planejamento bem mais robusto.Eu vejo o Campeonato do Nordeste como a única salvação para o futebol nordestino que vem perdendo ano após ano espaço no cenário nacional.Não canso de afirmar que a médio e longo prazo a tendência é o futebol do nordeste se igualar ao decadente futebol do norte,que “morreu”depois da extinção do campeonato regional em um golpe mortal que a CBF desferiu com a extinção das Ligas Regionais.

Fim de jogo, fim de papo ADRIANO ABREU

Campeonato do Nordeste

SURPRESA PARA 2012 Que ninguém fique surpreso se a partir do Estadual do ano que vem, o estádio Tenente Luis Gonzaga não volte a ser uma alternativa para jogos da competição. Já existe um movimento para que o estádio passe por um processo de revitalização e que conta com o apoio da Prefeitura. Se realmente acontecer, será mais uma opção importante.

MAIS UM PREJUÍZO A perda do mando de campo que o ABC vai cumprir na ultima rodada da Série B contra o Americana é um prejuízo incalculável para o time alvinegro. Prejuízo técnico e prejuízo financeiro, e que chegou no pior momento da temporada. Duas são as opções do ABC, uma em Campina Grande e outra, em Recife. O prejuízo do ABC só não foi maior porque o clube não houve tempo de cumprir a pena contra o Paraná, que é o jogo mais importante da temporada. Se o ABC ganhou do Icasa – fechei a coluna na sextafeira – o jogo com o Paraná é para confirmar a manutenção, se perdeu ou empatou, é jogo para recuperar o terreno perdido e continuar lutando. Portanto, terça-feira é noite de decisão no Frasqueirão.

Eduardo Rocha, presidente da Liga do Nordeste, um batalhador pelo fortalecimento do futebol regional.

AMÉRICA TEM QUE ESPERAR Depois de renovar com o volante Nata,o América acertadamente recuou nas renovações para 2012,no que está certo. Subindo para a Série B,o planejamento é um.Permanecendo na C,a realidade é outra.O foco tem que ser a soma mínima de 9 pontos para garantir uma das vagas para a B do ano que vem,e para tanto precisa vencer o Luverdense na quartafeira em Goianinha.Luverdense,que aliás surpreendeu positivamente no confronto em Maceió contra o CRB.Mesmo perdendo o jogo,o time do Mato Grosso mostrou qualidade.

poupado mais uma vez dos trabalhos e, se for vetado, abre lugar para a volta de Fabrício. As funções de capitão e principal articulador da equipe, que estavam nas costas de Baier, desta vez ficará com Marcinho, outro atleta experiente. “O Marcinho também é líder, orienta muito bem. Os jogadores gostam dele e ele terá essa incumbência também”, afirmou o comandante rubro-negro. Pelo Dragão, o desafio será manter a regularidade na reta final da competição, garantindo a vaga na Copa Sul-americana e a melhor posição possível na classificação. O técnico Helio dos Anjos poupou o grupo de trabalhos mais intensos durante a semana, tentando preservar seus atletas. Uma novidade poderá ser o lateral Thiago Feltri, que esta novamente à disposição. Já o meia Vítor Júnior será reavaliado antes da partida.

A temporada de 2011 não tem bons motivos para o palmeirense guardar na memória até agora. Afinal, o clube acumula eliminação para o rival Corinthians no Paulistão, queda precoce na Sul-americana e está longe dos líderes no Brasileirão. Mas o resultado mais vexatório do ano foi a desclassificação na Copa do Brasil, quando perdeu por 6 a 0 para o Coritiba. Na noite de hoje, às 18h (no RN), o time do técnico Luiz Felipe Scolari enfrenta justamente o time paranaense, pelo Nacional. Sem vencer há sete jogos na competição, o Palmeiras recebe o Coritiba, na Arena Barueri, com a esperança de se reerguer no Brasileirão. Além disso, o Verdão quer se distanciar definitivamente de qualquer ameaça de rebaixamento. “Nós vamos eliminar esse risco de rebaixamento. Não é para temer isso aqui. Precisamos focar a classificação para a Sulamericana e jogar com raça em todos os jogos”, afirmou o lateral direito Cicinho. A goleada sofrida para o Coxa na Copa do Brasil já faz parte do passado no Palestra Itália, apesar de o clima só ter piorado no clube de lá para cá. Porém, o time precisa de uma recuperação imediata, pois estacionou com 41 pontos na tabela. A novidade na equipe é o retorno do volante Marcos Assunção, que se recuperou de luxação no ombro direito depois de três semanas de tratamento. Por outro lado, Valdivia cumpre suspensão automática, assim como Maurício Ramos. Mesmo jogando fora de casa, onde estatisticamente não vem bem na competição, o Coxa encara o duelo diante do Palmeiras como mais uma partida em que a vitória não pode escapar. O grupo ainda sonha com uma vaga na Libertadores da América e, para isso, além de vencer todos os compromissos até o final do Brasileirão ainda tem de torcer contra os adversários diretos. O técnico Marcelo Oliveira não vai contar com o meia Rafinha, principal jogador do time na temporada, que vive boa fase, e o atacante Bill, esse passando por um momento ruim. .


Domingo | 06 de novembro de 2011

esportes

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |7

[ BRASILEIRO SÉRIE A ] O Flamengo, que ainda sonha com o título e luta pela vaga para a Libertadores da América recebe o Cruzeiro que precisa vencer para evitar o risco da queda

Apito Final EVERALDO LOPES - elopes@tribunadonorte.com.br

Domingos sem futebol

Confronto de opostos agita o estádio Engenhão MAURÍCIO VAL/VIPCOMM

elo menos, enquanto o futebol potiguar não conseguir colocar um clube na série “A”, e o Campeonato Estadual tiver terminado (geralmente no final de abril), o natalense tem que se acostumar a ver os domingos passarem sem futebol aqui na província. Os domingos sempre serão reservados para os espetáculos da Série “A” ou, na outra extremidade, as séries “C” ou “D”. Nestas, geralmente jogos sem maiores atrativos técnicos, um Ferroviário x Nacional de Patos, Auto Esporte x Cratense, Atlético de São João do Bofete x Centro Esportivo de Caiçara do Rio dos Ventos, com todo respeito a essa turma heróica. Ainda bem que a televisão joga imagens da “A”, apesar da pirraça da Rede Globo em deixar os clássicos para as 18h quando o cidadão é obrigado a ter assinatura com SportTV ou pay -per-view, o tal canal fechado.

P

Cadeira maldita

Machadão em prosa

O leitor Gutemberg Loyola me manda este lembrete: “Sr. colunista, sei não, mas a cadeira que normalmente é utilizada pelo presidente da República nas reuniões da cúpula do governo, tem alguma coisa de maldita. Lá, Lula sentou-se por oito anos, às vezes sentava-se o vice José Alencar, hoje senta-se Dilma Rousseff. Zé Alencar já nos deixou, Dilma teve problemas, agora é Lula...Sempre o maldito CA.

Aproveitando a verve e criatividade dos poetas, cordelistas, trovadores e repentistas locais, a coluna está abrindo espaço para essa turma. Mandar, no máximo três versos de quatro estrofes sobre a demolição do estádio João Machado. Publicarei, sem marcar o dia do final da promoção, que perdurará enquanto o assunto não cair no esquecimento. O e-mail é <elopes@tribunadonorte.com.br> Pode ser também pelo correio, mas evitar por telefone.

Humor e ironia Confesso que li e gostei da entrevista que o deputado Romário Faria (PSB/RJ) concedeu à revista ESPN, focalizando seus primeiros meses de Câmara Federal, envolvendo futebol e política, com respostas incisivas, sem meias palavras, e algumas revelações curiosas. Romário foi eleito com quase 150 mil votos, ocupa o gabinete 411 (o 11 é o número de sorte dele), anexo IV da Câmara dos Deputados. Seis pessoas trabalham no gabinete do ex-campeão do mundo, um dos maiores goleadores do futebol brasileiro e mundial. Citarei as principais respostas do ídolo, como sempre sem medir muito suas palavras.

Humor (2) “Seja no futebol, seja na política, eu só entro em jogo pra vencer. Sei que muito foi falado sobre a minha candidatura, me colocando como mais uma “celebridadezinha”, mas eu entrei nessa com meus ideais e meus objetivos, e são eles que vim defender aqui na Câmara.” Outra tirada de Ro-

mário: “Não tenho medo do que pensem da minha imagem, embora saiba que só tenho a perder. Não preciso de nome, não preciso de imagem, já vim pra cá com tudo isso. Sei que uma bobagem que eu faça, e posso botar tudo a perder, os 45 anos de Romário, que construí em toda minha vida.”

Humor (3)

Humor (4)

ESPN indaga se os acordos feitos por jogadores quando querem derrubar um técnico, são semelhantes aos conchavos políticos...“Eu acredito que existam acordos desse tipo, jogadores querendo derrubar um treinador, mas eu nunca participei disso. Quando tinha problemas, conversava com ele em particular e íamos até à diretoria resolver a situação.” Sobre a corrupção generalizada no país, Romário tem uma opinião: “Acho que o povo brasileiro é passivo diante do quadro atual. É muita m... que alguns políticos fazem, a cada dia tem um novo escândalo, histórias absurdas, mas o povo e a própria imprensa acabam esquecendo, meses depois...”

Recentemente, você disse que o futebol brasileiro atualmente tem lhe dado sono. No plenário, às vezes não bate também um sono, às vezes? - “Ô, e muito. No plenário quem tem voz são os líderes, vice-líderes, os mais antigos, daí ser o lugar da Casa onde me sinto mais à vontade, porque não tenho nenhum poder de voz, a não ser na parte da manhã, dando alguma explicação.” “Ficar ali, sentado, só ouvindo... - Não é muito monótono? “Meu Deus, dá sono. E tem papo ali … Deixa pra lá... Entre os políticos, têm uns quatro ou cinco que admiro, mas tem também cada cag... “ Romário não confirma se tentará a reeleição, embora não negue que está gostando do apoio do povo.

Ano do Dragão O prof. Normando Bezerra, expert em astrologia e horóscopos - chinês ou não, lembra que o América/RN e o Atlético Goianiense têm tudo para pensar

grande em 2012. É que será pelo horóscopo chinês, o Ano do Dragão. Os dois clubes contam com os fluidos desse monstro com cauda de serpente.

BRIGA DE FOICE Com o Bahia na “A”, mas numa situação não tão confortável porque é o 15º colocado, o Vitória/BA bem colocado na “B” com 50 pontos e a 5ª colocação, o que pode ocasionar um “desastre” na Boa Terra é se o Bahia não conseguir se sustentar no grupo de elite, e o Vitória chegar lá.

LUIZ MENDES Num e-mail, Cid Montenegro comunica que representou o futebol do RN na missa de 7º dia como solidariedade dos amigos pelo seu falecimento, oficiada na igreja sempre frequentada por ele, Mendes, no Rio

OPS,ERREI Coloquei na coluna, que o salário de Neymar, de R$.1.800.000,00 por mês, dá R$ 6 mil por dia. Que nada! Errei feio: são R$ 60 mil por dia... Brigadin pelos e-mails me alertando.

lamengo e Cruzeiro se enfrentam hoje, às 16h(no RN), no Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ), pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro em um confronto em que as duas equipes precisam de um triunfo, mas por objetivos opostos. O Rubro-Negro, com 52 pontos, necessita da vitória para permanecer na zona de classificação para a Copa Libertadores, além de continuar alimentando o sonho do título. Já a Raposa, com 34 pontos, pretende se distanciar da zona de rebaixamento. Em comum as duas equipes têm a necessidade de reação após serem derrotadas na rodada passada. O Flamengo sofreu uma virada histórica do Grêmio, fora de casa: 4 a 2. Já o Cruzeiro, neste mesmo Engenhão, caiu por 1 a 0 diante do Botafogo. “Realmente o nosso resultado contra o Grêmio não era aquele que a gente esperava e infelizmente precisamos recuperar aqueles pontos o mais rapidamente possível. Além disso, trata-se de um confronto em nossa casa e não podemos pensar em outro final para este jogo que não seja uma vitória para a nossa equipe”, disse o meia Thiago Neves. Para que essa missão seja concretizada os jogadores do Flamengo esperam contar com o apoio dos torcedores. “Esse é o momento de focarmos apenas no Cruzeiro e nos empenharmos dentro de campo como se fosse uma verdadeira final de campeonato. para isso é fundamental o apoio dos nossos torcedores, que costumam fazer a diferença

F

O meia Thiago Neves, destaque da equipe rubro-negra é um dos mais cobrados pelos torcedores

quando jogamos no Rio de Janeiro. Sabemos que o último resultado não agradou, mas precisamos muito do apoio da torcida neste momento”, convocou o lateral esquerdo Junior Cesar. Os jogadores do Cruzeiro, porém, garantem estar preparados para a pressão dos flamenguistas. “Sabemos que a torcida do Flamengo comparece mesmo e que vai apoiar. Cabe a nossa equipe tentar tirar proveito dessa situação. Caso o gol demore a sair o Flamengo vai se sentir mais pressionado e temos que ser inteligentes para aproveitarmos dessa ocasião” afirmou o meia Marquinhos Paraná.

FICHA TÉCNICA FLAMENGO CRUZEIRO Felipe,Leonardo Moura,Welinton, Alex Silva e Junior Cesar;Aírton, Maldonado,Thomás e Thiago Neves; Ronaldinho Gaúcho e Deivid Técnico:Vanderlei Luxemburgo

Fábio,Marquinhos Paraná,Leo, Victorino e Diego Renan; Fabrício,Charles, Roger e Montillo; Anselmo Ramon e Farías Técnico: Vágner Mancini

Estádio: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ) Horário: 16h(no RN) Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS) Assistentes: José Franco Filho (RS) e Marcelo Barison (RS)

Duelo pela vaga na Libertadores O Fluminense visita o Internacional hoje, às 18h(no RN), no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), em confronto válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo pode ser tratado como um choque de líderes, embora as duas equipes ainda estejam um pouco distante da ponta da tabela de classificação. Mas são os dois times que mais pontuaram neste segundo turno. O Tricolor fez 28 pontos, quatro a mais que o Colorado. Mas como o que vale é a classificação geral, que leva em consideração os dois turnos, o Fluminense, com 53 pontos, tenta se manter na zona de classificação para a próxima Copa Libertadores e, quem sabe, encurtar a distância para os líderes. Já o Colorado, com 51 pontos, quer entrar na faixa que leva ao

torneio continental de 2012. O que as duas equipes têm feito neste returno dá a certeza de um grande jogo. Ambas deram uma demonstração de força na rodada passada, ganhando como visitantes. O Tricolor fez 2 a 1 no Ceará, de virada, enquanto que o Internacional, pela contagem mínima, superou o Atlético-GO. “Sem dúvida nenhuma são as duas equipes que estão fazendo o melhor desempenho no segundo turno e, por isso, devem fazer o jogo da rodada. Com certeza todos vão querer acompanhar este duelo”, disse o lateral direito Mariano, do Fluminense. O respeito entre as duas equipes pode ser sentido pela troca de elogios entre os dois treinadores. “Sempre que me perguntaram os

favoritos ao título eu colocava o Internacional, pois conheço o clube e a qualidade de seus jogadores e da sua comissão técnica. Teremos uma verdadeira pedreira pela frente. Talvez o nosso jogo mais complicado nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Tomara que a nossa preparação tenha sido suficiente para uma grande vitória”, disse Abel Braga, técnico do Fluminense. Dorival Júnior, comandante do Internacional, também é só elogios aos cariocas. “O Fluminense é o atual campeão brasileiro, tem um time de grande nível e é a melhor campanha deste segundo turno. Isso tudo é suficiente para que eu possa esperar um jogo muito complicado no Beira-Rio”, disse Dorival.

Avaí e Ceará na luta contra o rebaixamento Nos vestiários do Pacaembu, logo após a derrota de virada para o Corinthians, o técnico Toninho Cecílio sentenciou: os duelos com Ceará e Cruzeiro serão fundamentais para a permanência do Avaí na elite do futebol nacional. Pois bem, o primeiro deles chegou. Neste domingo, às 17h (no RN) catarinenses e cearenses se enfrentam na Ressacada para começarem a definir seus futuros na competição. Em meio aos problemas de salários atrasados e desavenças entre o presidente João Nilson Zunino e Luiz Alberto (dirigente da parceira LA Sports), os jogadores do Avaí tentam se concentram para a partida decisiva. O lateral Fernandinho foca não só uma vitória sobre o Ceará, mas também o duelo do Cruzeiro, que está a cinco pontos do Leão. “Contra o Ceará é um jogo de seis pontos. Uma vitória e igualamos a pontuação deles, então temos que ter total responsabilidade. Além disso, a gente tem que torcer por um tropeço do Cruzeiro, que encara o Flamengo, um jogo difícil. Na minha opinião, eles vão perder e aí ficaremos a dois pontos deles, sendo que ainda nos enfrentaremos na Ressacada”, analisou o jogador.


esportes 8 | Natal Rio Grande do Norte |Domingo| 06 de novembro de 2011 SELEÇÃO

COPA 2014

LÚCIO VOLTA A FALAR EM CONVOCAÇÃO

ROMÁRIO CRITICA A INFRAESTRUTURA

Capitão e homem de confiança de Dunga até a temporada passada, Lúcio perdeu espaço na Seleção Brasileira desde a chegada de Mano Menezes. Fora das últimas duas convocações, o zagueiro mantém a esperança de retornar à equipe e, para isso, ele entende que deve seguir com o bom trabalho na Inter de Milão. “Estou focado no meu clube neste momento. Quero jogar o máximo de partidas em alto nível. Sinto que meu ciclo na Seleção ainda não se encerrou e só jogando bem contra os melhores é que vou poder voltar”, disse o jogador, após a vitória da Inter sobre o Lille, na Liga dos Campeões.

O ex-jogador Romário mais uma vez se mostrou preocupado com a situação da infraestrutura brasileira para a Copa de 2014. Segundo o atual deputado federal, as questões públicas relacionadas ao transporte e à saúde, estão igualmente debilitadas para receber um evento do porte do Mundial. “Oito ou nove (estádios) não vão ficar 100% prontos. Vai ter uma maquiagem para receber o pessoal”, lamentou Romário. Questionado sobre o transporte brasileiro e à parte relacionada à saúde, Romário lembrou um caso familiar para ressaltar a precariedade dos setores no país. “Um mês atrás meu tio morreu no chão de um hospital público do Rio de Janeiro”, disse.

[ BRASILEIRO - SÉRIE A ] Equipe paulista esquece a rivalidade e promete partir para cima do time carioca, independente do resultado beneficiar ou não o Corinthians na competição

Vasco enfrenta Santos tentando retomar a ponta RICARDO SAIBUN/AGIF/AE

epois de perder a liderança na rodada passada para o Corinthians, o Vasco terá compromisso difícil para tentar recuperar a ponta do Campeonato Brasileiro. Os cruzmaltinos vão a Vila Belmiro encarar o Santos, que vai com o time completo, às 16h (no RN), em busca de uma vitória. A polêmica questão mobilizou as mais diversas opiniões de torcedores santistas e fez parte do dia-a-dia da preparação do time para o duelo com o Gigante da Colina, válido pela 33° rodada do Brasileirão. “Não temos que nos preocupar com isso. A gente não tem nada a ver com o Corinthians. Temos apenas que fazer o nosso trabalho. Somos atletas profissionais e temos a obrigação de jogar pela vitória em todas as partidas”, afirmou Borges, artilheiro do Brasileiro. O técnico Muricy Ramalho, recuperado de uma crise de hérnia de disco, que o afastou durante duas semanas do comando do Alvinegro Praiano, avisou que a sua equipe não irá facilitar o jogo, para ajudar o Vasco na disputa pela taça com os corintianos. Campeão brasileiro no ano passado pelo Fluminense, Muricy relembrou os confrontos do Tricolor das Laranjeiras com São Paulo e Palmeiras, cercados de muita polêmica, por acusações de que os dois

D

FICHA TÉCNICA SANTOS

Recuperado, Muricy Ramalho volta ao comando santista hoje

clubes paulistas teriam “tirado o pé” para prejudicar o Timão. “Lembro que falaram isso na época, só que quando nós fomos enfrentar o São Paulo, acho que alguns jogadores não foram avisados disso (que o time deveria facilitar a tarefa do Flu). O Lucas e o Fernandão jogaram muito aquele dia, pelo amor de Deus. O problema nesses jogos é que um quer mais que o outro. Uma coisa é você jogar sem responsabilidade, a

outra é entrar em campo para jogar a “sua vida”. E naquelas partidas, nós buscamos o resultado com mais intensidade, o que era normal, por causa da briga pelo título”, comentou. Já no Vasco, o pensamento é de não se intimidar com a escalação do Santos. Para o experiente Juninho Pernambucano, os cruzmaltinos devem ter atenção aos rivais, sem mudar o estilo de jogo apresentado em toda a temporada.

VASCO Rafael;Danilo,Edu Dracena,Bruno Rodrigo e Durval; Adriano,Henrique, Arouca e Paulo Henrique Ganso;Neymar e Borges Técnico:Muricy Ramalho

Fernando Prass, Fágner,Dedé,Renato Silva e Felipe;Nílton, Felippe Bastos, Juninho Pernambucano e Diego Souza;Éder Luís e Élton Técnico:Cristóvão Borges (interino)

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP) Horário: 16h (no RN) Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (Asp.Fifa-GO) Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Asp.Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)


Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 06 de novembro de 2011

revista da tv

A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

ANGÉLICA COMEMORA UMA DÉCADA À FRENTE DO “VÍDEO GAME”E DECLARA SE SENTIR EM CASA DURANTE AS GRAVAÇÕES DO QUADRO. [ PÁGINA11 ]

ANNA TORV,UMA DAS ESTRELAS DO ELENCO DE “FRINGE”,FALA SOBRE A NOVA TEMPORADA DA BEM-SUCEDIDA SÉRIE DE J.J.ABRAMS. [ PÁGINA 3 ]

O NOVO QUADRO “BRASIL SEM CIGARRO”ESTREIA HOJE,ÀS 20H45M NO FANTASTICO,SOB O COMANDO DO DOUTOR DRÁUZIO VARELLA [ PÁGINA 8 ]

É ELE QUEM MANDA

COM UM PERSONAGEM GAY, FASHION E SUBMISSO, MARCELO SERRADO PROVA SUA VERSATILIDADE [ PÁGINAS 6 E 7 ]


Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Inter TV/Cabugi – Canal 11

revista da tv

Domingo | 30 de outubro de 2011

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

Fôjo atende ao telefonema da produtora de um programa de televisão procurando por Aparecida. Filipe ouve Gabriel dizer ao Mestre de kung fu que encontrou o cemitério. Igor fala para Verinha que quer morar com o pai. Natália se enfurece quando Ziggy conta que Ademir pediu para ele não dormir mais em sua casa.

Natália fica desapontada ao descobrir que o pedido de casamento foi um mal-entendido. O vídeo de Aparecida atinge mais de um milhão de visualizações na internet. Jefferson sente fortes dores nas costas. Betão lembra do dia em que Douglas deixou com ele o notebook que passou para os filhos de Aparecida. Betão pede para falar com Babi a sós.

Betão explica o caso de Jefferson para Babi e ela diz que tentará ajudar. Babi recebe um e-mail de Sofia sobre Alexia. Michele conquista uma cliente e Laura a contrata. Betão pede que Ziggy conserte o notebook. Gabriel diz a Cristal que não acredita que sua avó conheça Juarez. Natália vê a mensagem de Betão para Ziggy falando de Débora.

Ziggy tenta se explicar, mas Natália manda ele embora. Babi fala para Cristal que fará um projeto de fisioterapia da faculdade com Jefferson. Gabriel fica eufórico com a possibilidade de achar o arquivo 1046 no notebook que foi de Douglas. Ziggy consegue copiar os arquivos. Natália elogia Moisés e eles se beijam. Ziggy encontra o arquivo 1046.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Lourenço tenta convencer Celina a reatar o casamento. Iná obriga Manuela a acordar Rodrigo para tomar conta da filha que está doente. Iná recebe um convite de Laudelino para um encontro e Manuela tenta convencer a avó a aceitar. Marcos procura Dora. Laudelino mostra a Iná o bufê que ele construiu para Manuela.

Iná agradece a Laudelino pela surpresa que preparou para ela. Vitória não deixa Marcos falar sobre separação. Laudelino fica entusiasmado com as ideias de Rodrigo para o bufê. Dora confessa a Celina que está com medo de se separar de seu marido. Marcos descobre que sua esposa teve uma filha antes de casar. Marcos pede a separação.

Vitória manda Marcos sair de casa. Manuela conversa com Felipe e ele a chama para sair. Lorena conhece Matias e os dois começam a conversar. Lúcio se preocupa por não conseguir convencer Eva a deixar que Manuela fique mais próxima da irmã. Dora fala para Marcos que não poderá se separar do marido.

Manuela e Rodrigo conversam e compartilham suas experiências. Sofia liga para Marcos contar uma história para ela dormir. Laudelino e Iná viajam. Eva recebe uma intimação e Lúcio fala que pode indicar um advogado para ela. Manuela tenta relaxar enquanto conversa com Felipe. Alice vai se encontrar com seu suposto pai.

Manuela cuida de Rodrigo. Jonas e Cris voltam de viagem. Maria avisa a Manuela que elas conseguiram sua primeira cliente para o bufê. Nanda fica furiosa ao descobrir que Cris está grávida. Vitória humilha Marcos diante de uma babá. Marcos fica desolado quando Dora avisa que vai embora de Porto Alegre com o marido.

Franco diz aos adolescentes que irá contar a Jonas que eles estavam fora do colégio e Eva o proíbe. Leonardo está tão eufórico com sua campanha que não consegue prestar atenção na gravidez de Silvia. Pilar encontra com os rebeldes, seguida de Binho, que fala para a vilã que ela é corajosa de enfrentar Alice depois de beijar seu ex-namorado.

Pilar desmente a acusação de Binho e deixa os rebeldes assustados com sua atitude. Pedro e Pilar conversam e a vilã explica que o beijo que deram foi um erro para os dois. Márcia vê Téo e Duda juntos e decide provocar ciúmes no ex-namorado com Júlio. Tomás beija Carla. Roberta e Diego se beijam.

Alice tenta ter relações com Pedro, que diz à namorada que aquele não é o local certo. Pedro conta a Tomás e Diego que Alice quis ter relações, mas ele, não. Os amigos zombam dele. Roberta vê Pilar chorando e a aconselha. Roberta convence Alice e Carla a serem amigas de Pilar. Marcelo vê Débora e Vicente e acha que eles irão se beijar.

Pilar diz que gosta de Binho. Roberta, Alice e Carla decidem ajudá-la. Pedro e Alice fingem brigar por verem Binho se aproximar. Ofélia vai à casa de Leila e pede para que ela a perdoe. Téo se declara para Márcia e diz que vai fazer de tudo para reconquistá-la. A adolescente diz que está gostando de Julio e deixa o nerd assustado. Binho beija Pilar.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Vera reúne sua equipe e anuncia que eles investigarão a Comprare. Deusa recebe Eveva no hotel e pergunta pela filha. Rubinho conversa com Ricardo e pergunta sobre Vicente. Maruschka cria um plano para seduzir o marido. Raíssa diz à mãe que Damiana não parece ser irmã de seu pai. Vicente se encontra com Lucena.

Vicente hesita em deixar Lucena se hospedar na casa de sua mãe. Raíssa sugere que a mãe mande investigar Damiana. Damiana conta que viu Agenor entrando na casa de Iara e Locanda se desespera. Felizardo conta que Joselito o viu morto com um terno marrom e proíbe o uso da cor em sua casa. Deusa manda presentes para Grace Kelly.

Marisol se oferece para ensinar Cabo Rusty a ler. Mirta aconselha Maruschka a manter seu jogo de sedução com Alberto. Brigitte fotografa Agenor dormindo e negocia as fotos com uma amiga. Belezinha insinua que Íntima tem um caso com Felizardo. Maruschka sugere que Rubinho se case com Claudia e a leve para morar com eles.

Maruschka planeja com o mestre de obras de atrasar a reforma no apartamento de Claudia e Rubinho. Lucena é convidada para ser modelo do catálogo da Comprare. Alberto diz a Rubinho que quer se separar de Maruschka. Belezinha pressiona a mãe para namorar Agenor. Claudia visita o noivo na Comprare e se depara com Lucena.

Temendo a proximidade de Claudia e Vicente, Rubinho propõe adiantar a data do casamento. Raíssa avisa ao pai que o juiz não liberou o dinheiro do prêmio. Camila volta para casa e conta à mãe e ao marido que vai trabalhar na Comprare. Vicente descobre que Lucena esteve na Comprare. Claudia procura Vicente e pede que ele a ignore.

Pereirinha é resgatado pelos bombeiros e Celeste tenta acalmar Griselda. Vilma liga para Quinzé e Antenor e avisa que o pai deles está de volta. Tereza Cristina diz que vai dar uma festa no dia em que Griselda for morar no condomínio, mas não vai convidá-la. Griselda fala para Pereirinha que Guaracy é seu noivo.

Quinzé e Antenor mandam o pai ir embora, mas Amália contraria os irmãos. Pereirinha desmaia e eles o levam para o hospital. Celeste brinda com Baltazar e Solange a decisão do marido de virar empresário da filha. Tereza Cristina expulsa Marcela de sua casa. Griselda vai ao hospital falar com Pereirinha.

Pereirinha não conta para Griselda por que voltou para casa. Zuleika coage Leandro a entregar Rafael. Tereza Cristina chama Paulo para morar em sua casa. Wallace diz que levará Teodora para se despedir de Quinzinho. Griselda avisa a Pereirinha que ele não se mudará com ela para sua nova casa.

Pereirinha convence Griselda a deixálo em sua casa velha. Patrícia fala para Antenor que está grávida e se decepciona com a reação do namorado. Baltazar pede para Solange cantar no evento do jogo de vôlei. Renê chega em casa com Patrícia e se surpreende quando Crô diz que dopou Tereza Cristina.

Antenor diz para Daniel que Patrícia precisa interromper sua gravidez. Tereza Cristina afirma a Patrícia que ela não terá seu filho com Antenor. Renê ameaça sair de casa com Patrícia se Tereza Cristina fizer algo contra a filha. Pedro Jorge pede para ficar com Beatriz. Wallace implica com Teodora por causa de Quinzinho.

Ivan admite que é responsável pela explosão do restaurante. A turma do bolão é ameaçada pelos capangas de Ivan. Carlos, Severino, Jorge e Francisco se defendem dos bandidos que se aproximam. A tropa de choque invade a penitenciária e todos são obrigados a fugir. A turma do bolão se afasta do local.

Adalberto afirma que Ivan só foi morto porque ele é o responsável pelo envenenamento do bolo de Margarida. A turma do bolão vai até a penitenciária onde Ivan foi assassinado. Regina decide retirar a queixa contra Zizi. Raimundo pede que Suzana conte qual é o segredo de Augusta. Welligton transa com Cacau.

Maurício pede a ajuda de Francisco para recomeçar sua vida. O milionário concorda em ajudar, mas afirma que precisa de uma confissão que incrimine Ivan. Andrea revela a todos da turma do bolão que contraiu HIV ao ser estuprada. Patrícia, que ouve a conversa, surge e exige que Andrea diga se Cleber é soropositivo.

Patrícia chega à conclusão de que sua mãe se contaminou. Patrícia passa mal e Francisco vai até o hospital com ela. Cleber falha na cama com Regina. Raimundo pressiona Augusta para saber qual é seu segredo. Francisco liga para Regina e a chama no hospital. Patrícia diz a Regina que Cleber é soropositivo.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Thiago Paixão chega ao “aparelho”. Thiago diz a Batistelli e Jandira que quer voltar para a luta armada. Marília revela a padre Inácio que está grávida e mostra o teste para ele. Marcela chama Marina de preconceituosa, pois ela está com receio de assumir o romance por conta do que os outros vão pensar.

Bartolomeu agarra Jandira e diz que nunca vai esquecer a noite que os dois passaram juntos. Heloísa entra no quarto e quase flagra os dois. José afirma a Maria que o caminho dele é ao lado dela na luta armada, mas quer fazer as coisas com calma. Marília promete transformar a vida de padre Inácio em um inferno.

Lúcia conta aos atores que Bete foi levada para o Dops. Todos ficam apreensivos, pois Bete sabe onde fica o “aparelho”. Miriam fala a José que decidiu não abortar. José conta que ele e Maria se acertaram e vão se casar. Jandira fala aos guerrilheiros que o “aparelho” pode ser descoberto a qualquer momento.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

SEGUNDA

SÁBADO

MALHAÇÃO ID Betão recebe uma ligação sobre a morte de Douglas e Débora acha que é um trote de Babi. Gabriel fica feliz por conseguir marcar uma entrevista com Juarez. Natália reclama de Ziggy para Moisés e fica furiosa quando Jefferson, Dieguinho e Fôjo implicam com ela. Babi desconfia de que Beatriz esteja envolvida com Juarez.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

A VIDA DA GENTE Iná conversa com Manuela sobre o fim de seu relacionamento com Laudelino. Eva fica comovida com o desabafo de Lúcio sobre a morte da esposa. Nanda leva Celina para fazer compras. Iná não gosta quando Rodrigo chega em casa com Júlia chorando de fome. Iná manda Manuela falar com Rodrigo.

TV Tropical – Canal 8

REBELDES Pedro e Pilar ficam desconfortáveis com o beijo, mas mostram estar falsamente animados. Tomás e Carla conversam e fazem as pazes. Pilar conta a Binho que beijou Pedro e deixa o vilão com ciúmes. Pedro conta a Alice sobre o beijo que deu em Pilar. Franco e Eva flagram Roberta, Diego, Alice e Pedro saindo de casa e exigem explicações.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

Joselito conversa com Gisele e faz previsões para Maruschka. Gisele comenta que Joselito previu a volta do filho desaparecido de Maruschka. Íntima reclama do assédio de Agenor a Belezinha e ameaça Felizardo. Lucena chega ao restaurante da mãe de Vicente e diz a Brites que quer se instalar lá. Sarita é convidada para a comissão de inquérito.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

Patrícia se assusta ao ver Tereza Cristina em seu quarto. Antenor invade o quarto de Patrícia e enfrenta Tereza Cristina. Um barco se aproxima da costa com um homem misterioso a bordo. Ferdinand comenta que o barco se aproximando da costa pertence a Pereirinha e Griselda fica à espera do ex-marido.

TV Tropical – Canal 8

AQUELE BEIJO

Margarida começa a se sentir indisposta e decide tomar um remédio. Valdisnei encontra Margarida desacordada. Francisco liga para uma ambulância. Valdisnei conta que Margarida comeu o bolo antes de todos. Depois de todos os envenenados serem atendidos, a médica diz que o grupo está fora de perigo.

FINA ESTAMPA

VIDAS EM JOGO

TV ponta Negra– Canal 13

2

AMOR E REVOLUÇÃO Miriam chega desesperada à mansão de Lobo Guerra. Ela conta que o teatro foi invadido e todos foram espancados. Ana e Lobo Guerra chegam ao hospital para visitar Filinto, que conta que Olivia o sequestrou. Filinto revela a Ana que Violeta é Olivia. José e Maria se reencontram secretamente.

João e Stela chegam à casa de Lúcia. Maria conta a José que Violeta é Olivia e que ela quase matou Filinto. José pede Maria em casamento. Maria aceita o pedido. Filinto revela a Dr. Ruy que Olivia está viva. Olivia telefona para Julia no hospital e revela que Filinto sabe de toda a verdade. Julia corre perigo.


revista da tv

Domingo | 06 de outubro de 2011

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 3

ENTREVISTA / ANNA TORV / ATRIZ DIVULGAÇÃO

DESDE O INÍCIO DA SÉRIE, A HISTÓRIA CENTRAL TEM SIDO OS CONFLITOS ENTRE PAI E FILHO.”

A MAIOR PARTE DA CIÊNCIA APRESENTADA NA SÉRIE É BASEADA EM COISAS QUE SÃO REALMENTE POSSÍVEIS.”

Quais são as novidades da nova temporada?

vias em cada um deles, o que distanciaria mais e mais da verdadeira personagem. Queria interpretar uma Olivia a 20 universos de distância (risos).

É como um recomeço, mas eu não posso falar muito. Ainda estamos gravando. As coisas começarão a se encaixar, especialmente para a pergunta “Quando Peter Bishop (Joshua Jackson) vai aparecer?”. Os produtores, aliás, dizem que está sera a temporada do Peter. E será também mais uma oportunidade de John Noble (que interpreta Walter Bishop na história) e eu trabalharmos juntos.

Como você descreve a sua personagem?

A Olivia é gentil e bastante séria. Eu acho que nunca interpretei alguém como ela. Quer proteger as pessoas e fazer seu trabalho da melhor maneira possível. Mas também não podemos esquecer que tem a Bolivia, que vive num universo paralelo. As duas fazem o mesmo trabalho, a mesma coisa, mas Bolivia quer sempre vencer a qualquer custo. Ela é competitiva, enquanto Olivia quer ser a melhor no que faz.

Este não tem sido um dos melhores anos para a ficção científica na TV americana. Por que “Fringe”conseguiu sobreviver?

Eu acho que, em ficção científica, quanto mais distante você vai, mais tem que basear os personagens e seus relacionamentos no mundo real. Desde o início da série, a história central tem sido os conflitos entre pai e filho. Tendo algo assim, é possível levar o seriado a qualquer lugar. Mulheres que não gostam de assistir a monstros e fantasmas ficam felizes em ver um seriado sobre relacionamentos.

Você se acha parecida com Olivia?

Hum... Eu acho que posso ser bem séria às vezes, talvez um pouco mais do que o necessário. Mas eu gosto mais de pessoas em geral do que a Olivia (risos). Até agora,qual foi a cena mais difícil?

Foi no final da segunda temporada quando minha personagem foi para o universo paralelo. Havia uma cena em que Olivia e Bolivia se encontravam e lutavam. Foram cenas técnicas, apesar de divertidas, e levaram dias para serem concluídas.

E você se interessa pela ciência por trás dos acontecimentos mostrados na trama?

A série mudou a minha visão sobre a ciência, a parte ética e moral dela. E neste último ano exploramos isso em assuntos como a fé... É o tipo da coisa que eu penso mais quando falo em sobrenatural. Porém, “Fringe” está mais conectada com a ciência do que com o sobrenatural. A maior parte da ciência apresentada na série é baseada em coisas que são realmente possíveis. Mas não é meu trabalho entender por que essas coisas acontecem. Eu não pesquiso nada do que é falado. John compreende melhor que eu a razão dos acontecimentos. Já passou por uma experiência sobrenatural?

Não. As pessoas sempre me perguntam isso. Mas sabe quando você vai dormir e ouve vozes, como de pessoas que já faleceram ou de quem você não fala há muito tempo? Acredito que isso seja a nossa memória somente. O que você gostaria que acontecesse com Olivia na trama?

Eu acho que seria incrível se houvesse mais universos paralelos e outras Oli-

“A SÉRIE MUDOU A MINHA VISÃO SOBRE A CIÊNCIA” PEDRO CAIADO* De Londres

australiana Anna Torv, de 33 anos, não tem muito em comum com a personagem que interpreta em “Fringe”. Ao contrário da agente do FBI Olivia Dunham, que na trama é responsável pela investigação de fenômenos inexplicáveis, a atriz é uma mulher simples e bem-humorada. A série, sucesso na TV, entra em sua quarta temporada no Brasil, exibida pelo Warner Channel às terças, às 22h. Em entrevista à Revista da TV, em Londres, Anna explica como ganhou o seu atual papel, conta como conheceu J.J. Abrams (o criador de “Lost”) e adianta alguns detalhes do novo ano do seriado.

A

Como foi parar em “Fringe”?

Eu estava na Austrália realizando alguns testes quando recebi uma ligação da Warner me chamando para um processo seletivo para “Fringe”. Foi tudo muito rápido. Na manhã do dia seguinte, recebi uma ligação para negociar o contrato. Nos Estados Unidos, eles fazem isso antes de oferecer o trabalho, um procedimento que não é comum na Austrália. Eu ainda não sabia nem o que faria na série exatamente! Lembra como foi o primeiro encontro com o responsável por“Lost”,J.J Abrams?

Assim que me ofereceram o papel, peguei um avião para encontrar J.J.. Na época, ele filmava “Star Trek”. Eu nunca tinha estado em um desses grandes estúdios, estava muito nervosa. Em meio aos cenários do filme, eu o encontrei. Foi surreal! Naquela noite, voei para o Canadá para começar a gravar a série. Tive a ajuda de um professor para me ensinar o sotaque americano e, dois dias depois, já estava trabalhando. [* ESPECIAL PARA O GLOBO]


revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

TA P E T E V E R M E L H O

Domingo | 06 de novembro de 2011

COM REPORTAGEM DE NATALIA CASTRO,TATIANA CONTREIRAS E AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

JOGO RÁPIDO

Família moderna

RODRIGO SCARPA REDE TV!/RENATA DE PAULA

4

oderia ser até uma cena do set de “Modern family”, mas é real: a família mais fofa no último Halloween com certeza é a do ator Neil Patrick Harris, da série “How I met your mother” e do filme “Os Smurfs”. Vestido como Capitão Gancho, ele segura Gideon, fantasiado de João. Já David Burtka, marido do ator, vai de Peter Pan e leva Harper — uma ótima fada Sininho, não?

P

Abalou AP

AP

»‘DADDY’BIEBER As fãs ficaram em polvorosa: na última semana,a jovem Mariah Yeater,de 20 anos,apareceu na capa da revista “Star”afirmando que Justin Bieber é o pai de seu filhinho,de apenas três meses.A garota também teria sido a primeira vez do cantor adolescente,que,claro,já negou a paternidade no Twitter. REUTERS

»O PASSADO

A ESPERA Primeiro foi o irmão,Anthony, reclamando da parente famosa e da vida de sem-teto em Michigan,nos Estados Unidos. Agora,uma carta de 1979,em que Madonna pedia um papel num thriller erótico,caiu na internet.

»DUAS DEMIS Uma deu a volta por cima; a outra, passa por maus bocados. Enquanto Demi Lovato (no alto) já anda viçosa e reatada com o namorado,o ator Wilmer Valderrama,Demi Moore (exsenhora Ashton Kutcher?) anda cada vez mais magra.Ui.

Como alguém pode levar um teco de uma pessoa chamada Consolação?”

Será que foi a mesma mistura que a Vanusa usou antes de cantar o Hino?”

Neco (Humberto Martins), após levar um tiro da sogra em “O Astro”

Jô Soares,em seu programa, brincando com o fato de o cantor Luciano ter tomado diurético,bebida alcoólica e Rivotril depois de brigar com o irmão Zezé Di Camargo

»TEMOS UM RECORDE Depois de 72 dias,a socialite Kim Kardashian anunciou o fim de seu casamento com o jogador de basquete Kris Humphries.Abalada,a moça cancelou trabalhos.Os presentes? Serão doados.

»TSC,TSC

REUTERS

Rihanna levou um senhor puxão de orelha na semana passada.A cantora,que vem sendo presença constante nos ambulatórios da vida por conta de gripes,dores de ouvido e afins,teve de cancelar um show na Suécia e foi proibida pelos médicos de continuar farreando e bebendo como se não houvesse amanhã.Sossega,garota!

Rodrigo “Repórter Vesgo”Scarpa entrou no segundo mês da dieta de engorda a que se submeteu para o quadro “Em busca da cinturinha do Zeca”,do “Pânico na TV!”.Ele tem como missão chegar ao peso do apresentador do “Fantástico”: 104 quilos.Mas faz mistério sobre sua atual medida e admite sentir vergonha de sair de casa por causa das gordurinhas a mais — ele estava com 84 quilos no início do desafio. Com planos de emagrecer depois, Scarpa,que mede 1,77m,assume ter tendência a engordar. Como lida com a dieta? Eu não teria topado se não tivesse acompanhamento médico.Apareço na TV com um macacão largo para não estragar a surpresa.Mas dá para ver, pelo rosto,que já engordei.Tenho vergonha de sair de casa com este corpo que não é meu.Pelo menos tenho que ficar com a cinturinha do Zeca Camargo e não a do Pagodinho.Já viu? Vai emagrecer depois? Sim.Vai ser até bom porque não vou nem querer olhar para pizza ou sorvete. Antes,costumava se alimentar bem? SCARPA:Tenho tendência para engordar e só comia salada com filé de frango no almoço.Tive medo ao saber que teria que fazer essa dieta maluca.


revista da tv

Domingo | 06 de novembro de 2011

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte DIVULGAÇÃO

Para Alexandre Nero,pelo Baltazar de “Fina estampa”. O ator é incrível e vem roubando a cena na novela de Aguinaldo Silva,dirigida por Wolf Maya.Seu motorista violento,ao que parece, ainda tem um parafuso a menos.

10

EXPOSIÇÃO

O repórter da TV Globo Edney Silvestre,na Sérvia, posa mostrando uma edição local de seu romance, “Se eu fechar os olhos agora”, na vitrine de uma livraria em Belgrado.

Para o “Tudo é possível”, da Record,e o “Domingo legal”, do SBT,que imitam o “Pânico na TV!”, da RedeTV!.Ambos produzem quadros em que as assistentes de palco sofrem praticando aventuras radicais,chegam a chorar e são ridicularizadas no ar.

0

CONTROLE REMOTO »A VOLTA DE ISABELLE

Isabelle Drummond acertou sua volta às novelas. Ela será, ao lado de Mariana Ximenes e Taís Araújo, a terceira “Maria” da novela das 19h de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira.

»GRAFITE

Bruno Gradim fará uma participação em “Malhação” como um grafiteiro que balançará o coração das meninas da história.

»‘AQUELE BEIJO’

Faz sucesso a canção “Não”, interpretada por Patrícia Mellodi nas cenas de Grazi (Lucena) e Ricardo Pereira (Vicente), em “Aquele beijo”.

»PROLONGAMENTO

“Rebelde” poderá ser esticada por muitos meses. É um projeto em estudo na Record. A informação que o elenco tem recebido oficialmente é que a novela vai até março, mas, nos bastidores, comenta-se que ela poderá ser bem mais longa, graças à boa audiência.

»PARA LEMBRAR

Uma das razões que levaram Maria Adelaide Amaral a escrever “Dercy” é simples: “Eu não queria que ela fosse esquecida”, diz ela, também autora do livro “Dercy — De cabo a rabo”.

»‘BRADO’DE MIELE

Miele estará no elenco de “O brado retumbante”, série de Euclydes Marinho que estreia em janeiro.

»EM

ELIZABETE ANTUNES (INTERINA)

10

CRISTINA QUEIROZ JUNQUEIRA: Para “Tapas & beijos”, que tem um elenco para lá de afinado e um texto que realmente é divertidíssimo.

0

Para a falta de gosto na escolha dos modelitos que vestem Tereza Cristina,Patrícia,Amália e quase todo o elenco feminino de “Fina estampa”.

10

LYGIA VIANNA LACERDA DE ALMEIDA: Para “A vida da gente”, bem escrita,leve e agradável.O elenco também é bom no geral e Marjorie Estiano está ótima.

0

Para as cenas de “A vida da gente”em que mãe e filha (Eva e Manuela e Eva e Iná) discutem alto no hospital.Não tem uma enfermeira que peça silêncio?

10

MATHEUS SANTOS: Para o conjunto de “A história do amor”, quadro do “Fantástico”com Leandra Leal e Daniel de Oliveira.

0

Para as diversas reclamações de Faustão a respeito de sua produção.É constrangedor tanto para quem trabalha quanto para quem assiste. GUITO MORETO

runa Marquezine estreou em novelas no ano de 2003, quando explodiu como a Salete de “Mulheres apaixonadas”. Agora,aos 16 anos,aparece crescidinha em “Aquele beijo”, novela de Miguel Falabella,dirigida por Cininha de Paula.Em cena,já trocou beijos ardentes com Fiuk e surgiu de biquíni logo no primeiro capítulo. Belezinha,sua personagem, participa de concursos que, a atriz revela,têm lhe exigido uma dedicação extra por trás das câmeras: — Pela primeira vez estou levando a musculação a sério — diz Bruna,que malha três vezes por semana,especialmente as pernas e os glúteos:— Quero aparecer bem no vídeo. Saiba mais e veja outras fotos em oglobo.com.br/kogut.

B

CRÍTICA ‘CQC’MUITO VIVO E DISPOSTO Passado um mês da saída de Rafinha Bastos do “CQC”, o programa vive uma de suas melhores fases.Não por causa do ocorrido,embora,claro,o imbróglio tenha atraído curiosos.Tampouco graças à mudança no elenco.O episódio fez barulho,mas deixou evidente que o semanal anda — e bem — mesmo privado de um ou outro de seus integrantes. Salvo Marcelo Tas,que é “a cara”da bancada,o jornalístico-humorístico não depende de seus atores.Depende mais de cada personagem desempenhado por eles.Monica Iozzi, por exemplo,vem crescendo a cada edição como a repórter que circula no Congresso Nacional importunando os políticos com perguntas difíceis.Ela se sai bem no mesmo posto ocupado por Danilo Gentili.Se a missão não é para qualquer um,ela também não é prerrogativa de um só repórter.Vale lembrar que o “CQC”não nasceu do trabalho de um grupo de amigos, como foi o caso do “Casseta & Planeta, urgente!”, só para citar um exemplo.A Band comprou um formato da produtora argentina Cuatro Cabezas e foi contratando o elenco de forma avulsa.Com isso,escapou dos compromissos com uma corporação. Em outras palavras,a ideia do programa está acima da importância de cada um de seus participantes. Na primeira segunda-feira sem Rafinha Bastos,Monica Iozzi surgiu constrangida na bancada.Na última semana,entretanto,Rafael Cortez já estava à vontade ao lado de Marcelo Tas e de Marco Luque,e o “CQC” correu divertido,inteligente,afiado,sem problemas.Todos pareciam ter superado qualquer mal-estar.A fórmula que mistura denúncia,reportagem e humor vai cada vez melhor.Quadros consagrados desde a estreia,como o “Top five”,se mantêm divertidíssimos e são aguardados ansiosamente pela plateia.Muito mais que renovar seu elenco — o que aliás eles estão fazendo com a admissão de novos repórteres — ,os realizadores do “CQC”deveriam se preocupar em tornar o programa menos paulista.Ele faz sucesso no Brasil todo e seu crescimento depende do avanço em personagens e em temas de todas as praças.No mais,a atração é um acerto em cheio da TV Bandeirantes e provou sua força ao atravessar bem o episódio Rafinha.

5


6

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 06 de novembro de 2011 MÔNICA IMBUZEIRO

TATIANA CONTREIRAS

um dia desses, Marcelo Serrado chegou mais cedo ao Projac. Passou pela maquiagem, vestiu seu figurino e, com o horário um tanto folgado, decidiu almoçar antes de gravar. Na praça de alimentação, aconteceu o inevitável: todos os olhares se voltaram para aquele que trajava uma bermudinha e exibia um topete provavelmente nunca visto na área. Ele não hesitou, engrossou o timbre — soltou um “E aí, meu irmão?” quase invocado, para contrastar com a imagem que ostentava — e fez seu pedido em uma lanchonete. O mordomo gay Crodoaldo Valério, seu personagem na atual trama das 21h, assinada por Aguinaldo Silva, diria que a voz certamente veio do útero. De volta à Globo depois de três novelas na Record, Marcelo conseguiu protagonizar o que poderia ser chamado de um case de sucesso. Na pele de Crô, o fiel servo de Tereza Cristina (Christiane Torloni), o ator se tornou a figura masculina mais querida pelo público em “Fina estampa” e ainda afirmou sua versatilidade em cena. — Venho de dois vilões completamente diferentes. Tem gente que acha que para viver um deles basta fazer cara de mau, mas ninguém é uma coisa só: um bom ator, e são tantos que admiro, é capaz de fazer coisas diferentes e ir a lugares que a gente nem imagina — digressiona Marcelo, pouco antes de mais um dia de gravações. Os vilões a que ele se refere fizeram com que não só os telespectadores passassem a vê-lo com outros olhos. No meio televisivo, é consenso que o ator teve mais papéis de destaque depois de partir para outro canal. Em “Vidas opostas”, de 2006, o perverso delegado Dênis Nogueira tinha um pé na psicopatia. Em 2010, o ator encarnou o poderoso e maquiavélico Bruno Villar em “Poder paralelo”, antagonista de Tony Castellamare (Gabriel Braga Nunes). Com Crô, Marcelo vira a página e encarna um tipo solar, que ele mesmo classifica como “divertido, sem ser espalhafatoso”. — Estou meio surpreso. Sabia que ele poderia ser popular, mas estava no fio da navalha. Uma amiga que trabalha com literatura já me disse que Crodoaldo é um gay melancólico — comenta, ciente do reposicionamento profissional que vem vivendo, mas sem imprimir um clima de volta por cima: — Lá (na Record) interpretei vilões com uma trajetória muito rica. Também já fiz novelas em que a coisa simplesmente não aconteceu. Acho, humildemente, que sou um trabalhador, um operário. Mas sou grato ao Aguinaldo por ter apostado em mim e à Globo por ter aceitado a aposta dele. A aposta em Marcelo veio de um desejo, tanto de Aguinaldo quanto de Wolf Maya, diretor da trama, de que um ator

N

SOBERANO DAS NOVE DE VOLTA À GLOBO DEPOIS DE ENCARNAR VILÕES NA RECORD, MARCELO SERRADO FAZ DO AFETADO MORDOMO CRÔ UM SUCESSO EM ‘FINA ESTAMPA’

heterossexual interpretasse Crô. Fascina do pela patroa, a quem tem como um Cleópatra moderna — em seu vocabulá rio, expressões vindas do Egito, com “rainha do Nilo” e “divina Ísis”, são pra ticamente vírgulas —, o mordomo guar da, por trás de seus trejeitos, mistérios co mo um amante secreto. Para o autor d novela, o personagem caiu nas graça do público por ser “verdadeiro, íntegro digno, carinhoso e caloroso”. — Ao contrário dos bonecos de plástic que nos últimos tempos representavam facção homossexual nas novelas, ele é re conhecidamente humano: é uma pesso antes de ser gay — acredita Aguinaldo, res saltando que Marcelo deu ao personagem a dimensão que o texto pedia. — Se est véssemos em Hollywood, ele já seria apos ta certa para o Oscar de ator coadjuvant Sempre o achei muito talentoso, mas ele te ve a oportunidade de provar isso, sejamo justos, durante sua passagem pela Record Pensei que o altíssimo risco de fazer um papel totalmente fora de suas característ cas seria benéfico para a sua carreira, po isso fechei a questão: o Crô seria ele ou ma nada. E deu certo — comemora. Para compor o mordomo, o ator se en tregou às observações (leia na página 14 Foi a boates gays, claro; assistiu a filme e, mais que tudo, tentou trazer a ficçã para a vida real. — Existem vários gay por aí; queríamos um dentro da realida de. Além do humor, tentei dar a ele um tristeza, uma dose de sentimento. Crô am aquela mulher que só pisa nele e qu para ele, é uma deusa. Poderia ir por um caminho mais fácil, mas seria uma co sa corriqueira, de dar pinta e pronto. Ca da um tem sua graça, mas o nosso ga tem uma sofisticação — defende o ator Amigo de Marcelo desde a minisséri “Desejo”, de 1990, na qual trabalharam juntos, Wolf Maya conta que estudo intensamente o personagem com o ato antes da estreia do folhetim. A ausênci de teatralidade e a presença constant do humor, aponta ele, é o caminho d identificação com o telespectador: — Pes quisamos, buscamos referências, fizemo reuniões de leitura de capítulo. E o Mar celo é um ator muito observador, muit estudioso, ele trabalha com inteligênci Em cena e como diretor, acertamos un detalhes, mas ele já vem para o estúdi com o personagem pronto. Aqui na Glo bo e fora também, ele demonstrou ser um ator completo e de muita segurança. Para Marcílio Moraes, autor de “Vida opostas”, Marcelo deve estar se divertin do exercitando seu lado mais cômico. novelista diz que espera trabalhar com ele novamente. — O delegado Nogueir era ao mesmo tempo refinado e bruta corrupto e representante da lei, genero


ama ámo aroda as o,

co a ea, sm tiste. eos d. m tior ais

n4). es ão ys ama ma e, m iaay r. ie m ou or ia te da sos rto a. ns io om

as nO m ra al, o-

revista da tv

Domingo | 06 de novembro de 2011

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

TUDO É TENDÊNCIA à ESTILO: O topete perfeito e

com muito laquê vem do cantor David Alvarez (foto),amigo de Marcelo.David também inspirou os óculos coloridos de Crô e alguns trejeitos.

Marcelo Serrado diz que seu Crô é uma colcha de retalhos.A comparação faz sentido:durante o trabalho de composição do personagem,o ator se inspirou não só em filmes como também em pessoas de verdade,todos destacados nesta página.O processo inclui até rituais quase diários de beleza antes de cada gravação de“Fina estampa”. — Faço a unha toda semana.Chego ao Projac às 12h,faço escova, maquiagem e a barba.O Marcelo está lá,mas depois disso é difícil aparecer.Os atores brincam comigo,mas esse ritual é bacana — explica o ator. Já a figurinista da novela,Beth

Filipecki,conta que a principal fonte de pesquisa em seu trabalho é o site de tendências e comportamento de moda WGSN.É de lá que ela pinça o estilo dos gays antenados e modernos das metrópoles,refletido no mordomo. — Crô gosta de moda e quer estar no olimpo da Tereza Cristina (Christiane Torloni):ele usa os robes dela,se inspira nesse mundo.No quarto dele tem Elvis Presley,tem Madonna.Há uma troca de referências e o figurino tem o comprometimento de criar uma unidade com o universo em que ele vive e estar inserido neste contexto — explica Beth.

à FIGURINO: O look retrô e ao mesmo tempo antenado vem do street style de cidades europeias como Londres,Milão e Paris.As cores das camisas — sempre do lilás ao azul claro — transitam entre o masculino e o feminino,diz Beth Filipecki.

à FILMES: O gestual

“reprimidinho”, como diz Serrado,veio do documentário “Santiago”, do longa “Milk — A voz da igualdade”, com Sean Penn (foto),de Rodrigo Santoro,em “Carandiru”,e “Cleópatra”.

à DESENHO ANIMADO:

“Minha filha (Catarina,de 6 anos) só vê ‘Isa TKM’e ‘Drake & Josh’. Disse a ela que o papai estava com cabelo de Bart Simpson (foto) e ela me corrigiu: ‘Não,papai,é de Johnny Bravo!’”, conta o ator.

so por um lado e perverso pelo outro. Se o ator não atingisse a densidade proposta, faria uma caricatura. Felizmente, Marcelo entendeu e deu vida ao personagem na sua essência. Um desempenho magnífico, reconhecido pelos prêmios que ele recebeu. Revelou-se ali o grande ator que ele é — acredita. Em “Fina estampa”, apesar das cenas carregadas de humor, Crô também protagonizou momentos fortes e um tanto densos. Na praia, foi humilhado por um grupo de fortões, liderados por Ferdinand (Carlos Machado). Recentemente, defendeu Celeste (Dira Paes) do violento marido Baltazar (Alexandre Nero). No entanto, o seu mordomo não levanta bandeiras: diante da ameaça, revidou na mesma moeda e montou um time gay de vôlei para enfrentar os machões em seu território. E é com Tereza Cristina que o personagem acaba tendo seus mais inspirados momentos. Porém, a admiração do servo por sua rainha do Nilo, adianta Aguinaldo, enfrentará um sério baque. Decepcionado com o passado da patroa, ele se aproximará da agora milionária Griselda (Lilia Cabral). — Os dois se complementam afetivamente: Tereza Cristina precisa

à FRASES: “Macho que é

macho não alardeia,exerce”é uma das mais recentes. Aguinaldo Silva (foto) começou com a brincadeira “O livro rosa dos pensamentos do Crô”no Twitter,mas já acha que a publicação é mais do que válida.

dele por perto, servindo-a. Apesar de tratálo muito mal algumas vezes, ela demonstra afeto mantendo a sobrinha dele, Vanessa (Milena Toscano), no restaurante do marido. É a estratégia da rainha, né? Mesmo que seja para esfolar, a pessoa precisa estar perto — diverte-se Christiane Torloni. A atriz enxerga o colega como “outro obsessivo”: — Marcelo gosta dos detalhes, das pequenas coisas que realmente

à JEITO: O maquiador da Globo Marcelo

Gomes já está acostumado a repetir palavras como “songamonga”e “reluzente” para o ator.Foi dele que o intérprete pegou emprestada a voz de Crô.“Com algumas palavras bem específicas,ele sempre me pergunta ‘Como você diria isso?’”, conta o maquiador.“Mas sou bem natural,não dou pinta”, completa ele,que se reconhece no ar.

nanda de Freitas. O diretor Flávio Tambellini acredita que a transição para a comédia na TV fez bem ao ator. — A partir do momento em que o Marcelo começou a interpretar personagens diferentes e a mostrar não somente a sua força para o drama, mas também para a comédia, ele deu um pulo na sua carreira, pois provou que não era um ator de um personagem só, mas, sim, um artista de característica

NEM SEMPRE A GENTE ACERTA. MAS SE NÃO PUXARMOS PARA A REALIDADE, É DIFÍCIL CHEGAR A UM LUGAR INTERESSANTE.” constroem um personagem e das relações entre eles. Trocamos muito em cena e é maravilhoso poder contracenar com um ator que se entrega também. A entrega que Christiane cita vai além da televisão. No cinema, o ator ganhou o prêmio de melhor ator no Festival de Paulínia pelo papel do conquistador Luiz Mário em “Malu de bicicleta”. Adaptado do livro homônimo de Marcelo Rubens Paiva, o filme trazia o ator em um romance com a carioquíssima Malu, vivida por Fer-

e talentos múltiplos. Isso se aplica tanto no cinema, quanto na TV. Sempre vi nele um ator versátil, com uma veia cômica pouco explorada — elogia. Enquanto o público e a equipe da novela celebram o acerto do personagem, Marcelo prefere não bobear. Manter o rigor até a reta final da trama, ele diz, é fundamental. — Nem sempre a gente acerta. Mas se não puxarmos para a realidade, é difícil chegar a um lugar interessante. Crô é diferente: em vez de aplaudir, chora — avalia.

7


revista da tv

8 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

TATIANA CORREIA

CANAL BRASIL

O QUE VEM POR AÍ

Domingo | 06 de novembro de 2011

TV GLOBO/ZÉ PAULO CARDEAL

»TEATRO NA TELA

Dar um olhar cinematográfico ao teatro experimental contemporâneo é o mote de“Teatro sem fronteiras”,que o Canal Brasil lança hoje,às 20h30m.Dirigida por Evaldo Mocarzel e Ava Rocha,a série acompanhou a montagem de oito espetáculos,buscando uma linguagem audiovisual inovadora.O resultado é uma mistura de teatro,documentário e videoarte.Na estreia,o espectador verá a peça“Hysteria”,que fala sobre mulheres que eram consideradas histéricas no século XIX.

F

Depois de fazer Zeca Camargo e Renata Ceribelli perderem peso,o “Fantástico”promete ajudar três pessoas a pararem de fumar.O novo quadro “Brasil sem cigarro”estreia hoje,às 20h45m,sob o comando do doutor Dráuzio Varella e vai mostrar o cotidiano de três participantes escolhidos através do site da atração.Carlos César,Cristiane Góes e Camila Cidade terão seu dia a dia acompanhado pelo

»DIA...

São três atrações bacanas hoje.Em “iGenius”, o Discovery Channel mostra,às 22h,depoimentos de gente que teve a vida impactada por Steve Jobs:de funcionários da Apple a artistas.

»...DE...

Já no GNT,os temas são moda e romance.“O louco amor de Yves Saint Laurent”, no ar às 19h,reúne imagens de arquivo e depoimentos do parceiro de negócios e amante do estilista,Pierre Bergé.

»...DOCUMENTÁRIOS!

Por fim,a faixa “Superdomingo”, às 22h,no NatGeo, mostra como seria a sociedade transformada após a legalização da maconha,revelando o cotidiano de locais onde a droga é comercializada dentro da lei.

C E NA V I R T UA L þ

médico,que vai ressaltar as maiores dificuldades e como superá-las.Ele avisa,para quem pensa que é fácil:não é. — Ainda tenho a lembrança da vontade de fumar.Você vira ex-fumante,mas nunca ex-dependente.A dependência é uma coisa que se instala no cérebro,modifica os circuitos e neurônios.Você vai ser dependente para sempre — explica o médico,que largou o cigarro há 20 anos. ANIMAL PLANET/DIVULGAÇÃO

»MIAU!

Se você também é daqueles que cai de amores por gatinhos fofos,taí seu programa:o Animal Planet exibe “Amor de gato”, sábado,às 20h.A produção roda o mundo atrás de felinos que são verdadeiros personagens:há desde bichanos que formaram uma banda (!) aos rebeldes que escapam todas as noites.

»DICAS VALIOSAS

Homens,esta é a chance de aprender de uma vez por todas: o Discovery Home & Health leva ao ar nesta terça,às 22h,“Os indesejáveis”. A atração lista de forma bem-humorada todos aqueles comportamentos do sexo masculino que irritam as mulheres.

DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET

Que deselegante! Foi horrível a agressão a Monalisa Perrone durante o “Jornal Hoje”. Mas o que ficou para a história mesmo foi o bordão cunhado por Sandra Annenberg.

þ

Dupla. Depois de todas as polêmicas dos últimos dias, Zezé Di Camargo e Luciano foram ao “Programa do Jô” explicar o que aconteceu.Mas não explicaram muito,né?

þ

Ganhou? Ao fim da prova dos 100 metros rasos do Pan,o narrador Álvaro José,da Record,demorou demais para perceber que a vencedora tinha sido uma brasileira.


revista da tv

Domingo | 06 de novembro de 2011

Filmes de hoje

06:10-Santa Missa 06:40-Sagrado 06:50-Globo Comunidade 07:20-Pequenas Empresas 07:55-Globo Rural 08:55-Auto Esporte 09:30-Esporte Espetacular 12:25-Aventuras do Didi 13:00-Os Caras de Pau 13:50-Temperatura Máxima:“Monstros S.A.” 15:35-Domingão do Faustão 16:45-Campeonato Brasileiro — Santos X Vasco 19:00-Domingão do Faustão 20:45-Fantástico 23:10-Domingo maior:“Jogo entre ladrões”

TV Universitária/Cultura - 5 06:00-Via Legal 06:30-Brasil Eleitor 07:00-Palavras de Vidas 08:00-Santa Missa 09:00-Viola Minha Viola 10:15-Curta Criança 10:30-Janela Janelinha 10:45-Escola pra Cachorro 11:00-Meu Amigãozão 11:30-A Turma do Pererê 12:00-ABZ do Ziraldo 12:30-AnimaTV — Tromba Trem 12:45-AnimaTV — Carrapatos e Catapultas 13:00-A Turma do Pererê 13:30-Catalendas 13:45-Cocoricó 14:00-Dango Balango 14:30-TV Piá 15:00-Stadium 16:00-Amazônia com Bruce Parry 17:00-Ver TV 18:00-De Lá pra Cá 18:30-Cara e Coroa 19:00-Papo de Mãe 20:00-Conexão Roberto D’Ávila 21:00-Esportvisão 22:30-Curta TV:“As coisas que moram nas coisas” 23:00-Cine Ibermedia:“Dioses” 00:30-Doc TV:“Ligeiramente grávidas” 01:30-Esportvisão 03:00-De Lá pra Cá 03:30-A Grande Música 04:30-Caminhos da Reportagem 05:30-Musicograma

17:45-Pague Menos 18:15-Ritmo Brasil 18:45-Belas na Rede 19:50-O Último Passageiro 21:00-Pânico na TV! 23:30-Dr.Hollywood 00:30-É Notícia 01:30-Bola na Rede 02:00-Super Papo 03:00-Igreja da Graça — Nosso Lar

O

irracional medo infantil de uma entidade chamada bicho-papão é o mote desta ótima animação de 2001 — produção com as assinaturas da Disney e da Pixar — programada para a tarde deste domingo. Conhecido como Sulley na intimidade, James P. Sullivan (monstrão azul e com chifres) trabalha em parceria com seu assistente, Mike Wzowski (gelatinosa criaturinha verde de um olho só), na fábrica de sustos Monstros S.A.. A dupla vive numa dimensão paralela, Monstrópolis, e utiliza portais para se transportar até os quartos das crianças — é o grito de horror dos pequenos assustados que gera a energia necessária para manter aquele lugar habitado por monstros. Apesar de suas aparências assustadoras, eles também morrem de medo das criancinhas, consideradas fontes de doenças. “MONSTROS

Band/Natal - 3 05:45-Religioso 07:00-Gerando Vencedores 07:30-Clip 08:00-Igreja Batista Central da Barra 09:00-Multirio 10:00-Comunidade na TV 10:30-Brasil Caminhoneiro 11:00-Infomercial 12:00-Auto Mais 12:30-Band Clássicos 13:00-Fórmula Truck — Etapa de Curitiba 14:30-Band Esporte Clube 16:00-Gol,o Grande Momento do Futebol 16:30-Futebol 2011 — Santos X Vasco 18:50-Terceiro Tempo 21:10-Domingo no Cinema — Filme:“Justiça a qualquer preço” 22:45-Acerto de contas— Série 23:30-Canal Livre 00:30-Deles & Delas 01:30-Show Mix 01:45-Cine Band:“Vampiros:A conversão” 03:45-Religioso

TV SBT/Ponta Negra - 13 06:00-Arnold 06:30-Aventura Selvagem 07:30-Pesca Alternativa 08:30-Vrum 09:00-Chaves — Série 11:00-Domingo Legal 15:00-Eliana 19:00-Roda a Roda Jequiti 19:40-Sorteio da Tele Sena 19:45-Programa Silvio Santos 00:00-De Frente com Gabi 01:00-O Mentalista — Série 02:00-Divisão Criminal — Série 03:00-V — Visitantes — Série 04:00-Jornal do SBT

TV Tropial/Record - 8 TV Mult tv/Rede TV! - 17 07:25-Igreja Mundial 09:25-Pé na Estrada 09:55-Médico de Almas e Corpos 10:55-Campeonato Italiano — Genoa X Internazionale 13:00-Copa Montana 14:00-Super Papo 15:00-Companhia de Viagem 15:45-Olhar Digital 16:15-Transição 16:45-Parceria 17:15-A Hora e a Vez da Pequena Empresa 17:35-Super Papo

ZEAN BRAVO

FOTOS:DIVULGAÇÃO

Programação de tv InterTV Cabugi/Globo -11

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

05:25-Bíblia em Foco 05:55-Desenhos Bíblicos 06:45-Nosso Tempo — Ao vivo 07:15-Desenhos Bíblicos 07:40-Todo Mundo Odeia o Cris — Série 08:00-Domingo de Prêmios — Ao vivo 08:30- Todo Mundo Odeia o Cris — Série 10:00-Record Kids 12:30-Tudo é Possível 16:30-Programa do Gugu 20:30-Domingo Espetacular 23:00-Repórter Record 00:00-Heroes 01:00-ProgramaçãoIURD

S.A.” (INTER TV/CABUGI, 13h50m) • OS 12 MACACOS Com Bruce Willis, Brad Pitt, Madeleine Stowe, Joey Perillo. Ficção científica. James Cole (Willis) surge no ano de 2035 num mundo completamente dizimado por um vírus. Para encontrar a cura e salvar o que restou da humanidade, o personagem é enviado por cientistas ao passado com a missão de descobrir o responsável por aquele cenário desolador que vê no futuro. Mas a tarefa não é nada fácil: Cole é prontamente apontado como louco e vai parar num hospício, no qual se depara com o sádico e esquizofrênico Jeffrey Goines (Pitt, em uma de suas melhores interpretações).LLIV, 13h. • JOGO DE AMOR EM LAS VEGAS Com Cameron Diaz, Ashton Kutcher, Rob Corddry, Lake Bell. Comédia. Joy McNally (Cameron) acaba de levar um fora do noivo e rapidamente resolve dar a volta por cima. Para esquecer a dor de cotovelo, nada melhor do que se jogar nos embalos de Las Vegas. Demitido pelo próprio pai, Jack Fuller (Kutcher) é outro que também se entrega de corpo e alma à cidade que nunca dorme. Os dois se conhecem e emburacam juntos numa noite de bebedeira que tem um resultado inesperado: eles acordam casados no dia seguinte. FX, 17h. • MAMMA MIA!: O FILME De Phyllida Lloyd. Com Amanda Seyfried, Dominic Cooper, Meryl Streep, Colin Firth, Stellan Skarsgard, Pierce Brosnan. Comédia romântica. Sucesso na Broadway, o musical com canções dos suecos do ABBA ganhou esta simpática adaptação para o cinema. Ambientada em 1999, a trama tem como cenário uma paradisíaca ilha grega. Prestes a se casar com Sky (Cooper), a jovem Sophie (Amanda) resolve dar um outro passo importante em sua vida. Ela quer descobrir a identidade do seu verda-

deiro pai. Para concretizar seu plano, ela envia convites aos suspeitos: Sam Carmichael (Brosnan), Harry Bright (Firth) e Bill Anderson (Skarsgard). Todos os três comparecem prontamente com a esperança de reencontrar a mãe de Shopie, Donna (Meryl), que é surpreendida com os inesperados visitantes. TNT, 22h. • IDAS E VINDAS DO AMOR Com Ashton Kutcher, Jennifer Garner, Anne Hathaway, Topher Grace, Emma Roberts, Queen Latifah, Carter Jenkins. Comédia romântica. Ninguém consegue ficar indiferente ao Dia dos Namorados. Pelo menos é o que tenta provar esta história ambientada em Los Angeles. Com várias tramas paralelas que se cruzam, a fita mostra gente como Reed Bennett (Kutcher), sujeito que trabalha em uma floricultura e passa por um momento delicado: acabou de pedir a namorada Morley Clarkson (Jessica Alba) em casamento, mas a moça não está muito certa se esse é mesmo o melhor passo a ser d a d o . Reed é ainda o melhor amigo de Julia Fitzpatrick (Jennifer), mocinha apaixonada pelo médico Harrison Copeland (Dempsey). O filme mostra também os encontros vividos por personagens como Grace (Emma Roberts) — jovem que decide perder a virgindade naquele dia com seu namorado Alex (Jenkins) —, a secretária Liz (Anne), a empresária Paula Thomas (Latifah), e a assessora de im-

prensa Kara Monahan (Jessica Biel). HBO PLUS, 22h. • AS COISAS QUE MORAM NAS COISAS Com Gabriel Fantini, Jesser de Souza, Lucas Arruda, Luciana Arruda, Raquel Scotti Hirson, Robson Emílio. Ficção. O “Curta TV” deste domingo traz uma seleção de filmes engajados como “As coisas que moram nas coisas”, com duração de 13 minutos. Manifesto contra o trabalho infantil, o filme mostra um casal, pai de três filhos pequenos, que sobrevive como catadores de lixo. O trio acompanha os adultos em sua lida diária, mas, em sua imaginação, os objetos coletados pela família ganham novos significados. Preocupados em catar coisas que possam render algum dinheiro, os pais, aos poucos, entram no jogo lúdico das crianças, que, apesar dos pesares, transformam o trabalho em brincadeira. TV BRASIL, 22h30m. • CHEGA DE SAUDADE Com Cássia Kis Magro, Betty Faria, Stepan Nercessian, Paulo Vilhena, Maria Flor, Leonardo Villar. Drama. Segundo longa da talentosa Laís Bodanzky, este singelo trabalho tem como cenário um clube de dança de São Paulo. A ação acontece em uma única noite e começa com a abertura das portas do salão, no qual é realizado um baile para um grupo de pessoas, digamos, mais maduras. Namorada do DJ Marquinhos (Vilhena), a jovenzinha Bel (Maria Flor) acha que terá horas de tédio pela frente, mas acaba se divertindo e até se aventura na pista de dança acompanhada por um dos frequentadores locais interpretado por Stepan Nercessian. MAX, 0h. • O CASAMENTO DE RACHEL Com Anne Hathaway, Rosemarie DeWitt, Mather Zickel, Bill Irwin. Drama. A Rachel (Rosemarie) do título está de casamento marcado — numa festa animadíssima que dura vários dias — e sua boda serve como pretexto para que rancores e conflitos familiares sejam expostos na mesa do jantar. Saída de uma clínica de reabilitação para viciados em drogas especialmente para a ocasião, a irmã e madrinha da noiva, Kym (Anne, propositalmente enfeada), enfrenta um momento delicado. Egocêntrica, a moça parece uma bomba prestes a explodir. HBO2, 1h20m.

9


10 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 06 de novembro de 2011 DIVULGAÇÃO/CANAL BRASIL

COLUNA DO

Clube do Assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo O apresentador fala sobre produções que não entraram no circuito

DIVULGAÇÃO

Promoções válidas de domingo (06/11/11) a sábado (12/11/11), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

CINEMA COM SOTAQUE TATIANA CONTREIRAS

Word Station Na Word Station você dispõe de aulas de inglês e espanhol com o compromisso que você merece. Seus alunos são preparados para as quatro habilidades: ouvir, ler, falar e escrever. Lá,você dispõe de uma excelente equipe de professores, plantão tira dúvidas, etc. Esta semana, o Word Station oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, nas mensalidades dos cursos de inglês e espanhol. O desconto não inclui o material didático.Aproveite! Av. Deodoro da Fonseca, 444, Cidade Alta Tel.: 3222.7923

50% à vista (dinheiro) nas mensalidades dos cursos de inglês e espanhol. O DIVULGAÇÃO

desconto não inclui o material didático.

Estância Floricultura Para você que procura serviços de floricultura, como os arranjos de flores naturais e plantas tropicais para decorar a casa, o escritório, eventos, cerimônias, ou ainda presentear um amigo, a Estância Floricultura realiza este excelente serviço. Não perca tempo! Esta semana, Estância Floricultura oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, nos arranjos de plantas tropicais e somente para compras realizadas na loja. O desconto não inclui entrega em domicílio. Av. Campos Sales, 465, Petrópolis Tel.: 3201.1705

50% à vista (dinheiro) nos arranjos de plantas tropicais e somente para compras realizadas na loja. O desconto não inclui entrega em domicílio.

■ As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■ Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção,o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■ Contatosparacredenciamento:Depto.deMarketing.Tel.4006-6100,R.6262. ■ e- mail.mkttn@terra.com.br; clubetribuna@digizap.com.br

onhecido do telespectador brasileiro por seu personagem em “A favorita”, novela de João Emanuel Carneiro, o ator franco-argentino Jean Pierre Noher tem uma longa trajetória no cinema latino. Esse foi apenas um dos motivos que o levaram a ser convidado para assumir — e aceitar — um outro papel em sua carreira: o de apresentador. A partir de hoje e sempre aos domingos, às 22h30m, Jean Pierre comanda a “Cone Sul”, faixa dedicada ao melhor da produção cinematográfica da América do Sul, como o nome já indica. Na estreia à frente da atração, o ator comenta sobre o inédito “La casa por la ventana”, uma coprodução chilena e argentina sobre jovens losers sul-americanos. Vivendo em Buenos Aires, Jean Pierre comemora o fato de poder levar à TV brasileira filmes que, muitas vezes, passaram batidos pelo circuito nacional. Na programação do “Cone Sul”, ele ainda destaca longas como “Últimas imágenes del naufragio” e “El regreso de Peter Cascada”, além dos documentários “Retrato de mulheres pioneiras” e “Mundialito”. — A maioria dos filmes que apresento teve muito sucesso e nunca entrou no circuito comercial no Brasil. Por esse aspecto é muito bom: são premières de produções chilenas, equatorianas, argentinas, uruguaias e até da Costa Rica — diz o ator, que classifica o convite do canal, que conhecia

C

literalmente de outros festivais, como uma “gratíssima surpresa”: — O slogan do Canal Brasil é “Muitos sotaques, uma só língua”. Tomara que gostem do meu sotaque! Jean Pierre vem substituir Maria Luísa Mendonça, que, por sua vez, recentemente assumiu o posto deixado por Júlia Lemmertz na “Revista do cinema brasileiro”, da TV Brasil. Antes de Maria Luísa, Chico Diaz também já esteve no comando da faixa “Cone Sul”. Para o ator, é uma honra suceder aos antigos apresentadores, mesmo não se tratando de uma tarefa fácil. — Conheço muito do cinema latino, principalmente do argentino e do uruguaio. Os filmes que apresento me foram enviados e assisti a todos. A equipe me deu muito apoio porque nós, atores, não estamos acostumados a ler no teleprompter, ferramenta mais usada por jornalistas de TV — conta ele. Com textos assinados por Rodrigo Fonseca, crítico de cinema do GLOBO, “Cone Sul” tenta aproximar os filmes do espectador co-

O ATOR FRANCOARGENTINO JEAN PIERRE NOHER ASSUME O COMANDO DE UMA FAIXA DEDICADA A FILMES DA AMÉRICA DO SUL, NO CANAL BRASIL

mum, acredita Jean Pierre. — Já conduzi alguns programas na Argentina, mas nunca em português. Tive que ficar bem concentrado. O objetivo é sair desta ilha de cinéfilos e gente especializada e tentar fazer com que um público maior possa assistir a estes filmes como se fosse uma ida ao cinema. Tive que me preparar. Acho que ficou bom, mas seguramente, irei melhorar com o tempo — afirma. Paulo Mendonça, diretor do Canal Brasil, explica que a escolha do novo apresentador partiu de uma necessidade de identificação com a cultura não só do país, como de toda a América Latina: — Pensamos no Jean Pierre pois vimos a necessidade de ter alguém que dialogasse muito com o cinema e com a TV, mas, principalmente, com a cultura latino-americana. Mesmo vivendo na Argentina, o ator vem sendo bastante visto no Brasil — pelo menos nos cinemas. Neste ano, já bateu ponto em “O homem do futuro” e “Qualquer gato vira-lata”, e aguarda a estreia de “Heleno”, de José Henrique Fonseca. No ano que vem, rodará o longa “Grand tour”, da Casa de Cinema de Porto Alegre, ao lado de Alice Braga. E as novelas? — Fiz “A favorita” e também “Viver a vida”. Tive a honra de ter participado de duas novelas das oito. Sei que é um privilégio, porque muitos atores brasileiros não têm essa possibilidade. Fico feliz com a oportunidade de um público massivo me conhecer e, em breve, devo ter boas notícias — faz mistério.


revista da tv

Domingo | 30 de outubro de 2011

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 11 FABIO ROSSI

THAÍS BRITTO

uando foi ao ar pela primeira vez, em 10 de dezembro de 2001, o “Vídeo game” era apenas mais um quadro de meros cinco minutos dentro do “Vídeo show”. Este ano, em seu décimo aniversário, tem uma equipe especialmente dedicada a ele, cerca de 20 minutos diários e o status de atração “quase” independente, já que ainda é vinculado ao tradicional programa de variedades, exibido de segunda a sexta-feira, às 13h50m, na Globo. Em uma década, foram dezenas de quadros e provas, homenagens e cenas inusitadíssimas, além de alguns ajustes no formato da competição. Uma coisa não mudou: desde o início é Angélica quem comanda a brincadeira entre os artistas da emissora. — O que a gente descobriu nesse período é que o “Vídeo game” pode tudo. O programa já teve muitas fases e, a cada semana que passa, ele é um pouquinho diferente. Acho que por isso é que tem esse fôlego. Ele se renova — explica a apresentadora. Com 25 anos de experiência no ramo — começou aos 12 no “Nave da fantasia”, na extinta Rede Manchete —, ela confessa que nem precisa se preparar muito antes de entrar no estúdio ou mesmo pensar no que vai dizer. “Faço auditório há muito tempo, é como se eu estivesse em casa”, explica. É exatamente essa sensação de conforto que Angélica usa para definir sua vida profissional atual. Casada com o também apresentador Luciano Huck e mãe de Joaquim, de 6 anos, e Benício, 4, ela tira de letra aquele drama conhecido entre as mulheres modernas: ter tempo para a família sem deixar o emprego de lado. — Estou num momento muito tranquilo e feliz. Não planejei che-

Q

Angélica no cenário da atração:“Eu brinco no jogo”

ENFIM, A SERENIDADE gar aqui com um programa de dez anos e outro de cinco (o “Estrelas”, no ar aos sábados, às 13h50m). Mas aconteceu e é bom para a fase que estou vivendo. Hoje, eu tenho uma vida pessoal que se adequa muito bem a essas duas atrações. Consigo conciliar meus filhos e o casamento com o meu trabalho. Tenho tempo para tudo e prazer em todas as coisas — comemora. Angélica estourou na TV quando tinha apenas 13 anos, à frente do “Clube da criança”, também na Manchete. Numa época em que as apresentadoras infantis proliferavam, foi um dos ícones entre os pequenos ao lado de nomes como Xuxa e Mara Maravilha. Passou pelo SBT e chegou à Globo em 1996, onde comandou, entre outros, o “Angel mix” e atuou em atrações

como as novelinhas “Caça talentos” e “Bambuluá”. Apesar de exercitar uma faceta um tanto mais “séria” como entrevistadora no “Es-

trelas”, não tem jeito: seu trabalho ainda é muito relacionado com o público infanto-juvenil. Aos 37 anos, será que ela pensa em experimentar um estilo mais adulto? — Neste momento, não. Apresento dois programas consolidados, de sucesso, pelos quais não tenho cobranças. Nem minhas, nem da emissora. A audiência está boa, está tudo ótimo. É muito bom poder ter essa paz e estabilidade depois de tantos anos de trabalho. A TV me ensinou a seguir a correnteza, sem pressão. Tem uma hora em que você precisa parar e curtir. Trabalho desde os 5 anos, aos 12 já estava na televisão. Se 25 anos depois eu ainda estivesse ansiosa, me descabelando, não ia aguentar. É humanamente impossível. Estou querendo mais é me divertir agora — afirma.

MÔNICA IMBUZEIRO

OS IDEALIZADORES “Rixa,tô precisando de um chute no saco do Marcos Pasquim”. “Dando ou recebendo?” O diálogo um tanto surreal acima é comum nas conversas entre Bia Braune e Rixa Xavier.A dupla de criadores do “Vídeo game”trabalhava na produção do “Vídeo show”,quando a emissora resolveu investir na competição e encomendou ideias. — Ficamos seis meses fazendo inúmeros testes.Muita gente gravou o piloto:Miguel Falabella,André Marques,Ivete Sangalo...O que eu mais

HÁ 25 ANOS NA TV, ANGÉLICA CELEBRA A PRIMEIRA DÉCADA DO ‘VÍDEO GAME’E AFIRMA QUE, AO CONTRÁRIO DA PROFISSIONAL ANSIOSA QUE FOI NO PASSADO, AGORA NÃO QUER MAIS SE ESTRESSAR NO TRABALHO

gosto é que o programa é totalmente brasileiro.É um formato nosso,com jogos originais — valoriza ele. Para celebrar o aniversário,a dupla já se debruça nos roteiros da semana especial, que vai ao ar de 5 a 9 de dezembro.As provas terão como matéria-prima momentos engraçados da própria atração e convidados marcantes serão lembrados, como o recordista de micos Bruno Garcia. — O melhor é que o game não se leva a sério.As pessoas usam a mesma roupa de segunda a sexta,né? A gente brinca com isso o tempo inteiro (cinco

E ela garante se divertir horrores no comando do “Vídeo game”. A cada semana, o programa coloca duplas de famosos frente a frente testando seus conhecimentos sobre televisão. As provas incluem a “pagação” de alguns micos, normalmente protagonizados pelos anônimos da plateia. Os artistas também não estão livres, mas passam menos vergonha. Chegar a uma conclusão sobre o limite para isso, conta a apresentadora, foi um dos motivos de algumas mudanças feitas ao longo da década, já que o elenco da emissora estava começando a ficar com medo de participar da atração. Com os ajustes feitos, todo mundo que entra para competir costuma se soltar e mostrar um lado bem descontraído no estúdio. Assim como Angélica. — Eu fico muito à vontade. Às vezes, até demais. Tem horas que penso “Caramba, tenho que levar mais a sério” — diz, rindo: — Nos dias em que estou mais bagunceira, eu brinco também no jogo. Tenho as respostas de todas as perguntas no cartão, mas não leio e fico tentando adivinhar junto com o participante. Mas a tranquilidade de Angélica não deve ser confundida com acomodação. Na hora de responder sobre outros possíveis projetos, ela mostra que tem ideias para o futuro. — Tenho certeza que, daqui a dez anos, quando você conversar comigo de novo, estarei fazendo algo diferente. Gostaria de ter, de repente, um programa à noite. Pode ser mais sério, mas eu gosto que tenha algo divertido, leve — define: — Tenho percebido que as pessoas querem saber o que eu penso, qual é a minha forma de encarar determinados assuntos. Acho que eu faria um programa no qual eu pudesse realmente me expressar.

dias de programa são gravados numa única tarde) — diz Bia. Responsáveis por todas as perguntas e respostas do jogo,Bia e Rixa são especialistas na História da televisão.Tanto que lançaram,há quatro anos,o livro“Almanaque da TV”,que conta curiosidades de bastidores.Integrante da equipe do “Vídeo show”de 1984 a 2001,ele conta que sua boa“memória de nerd”ajuda no trabalho:— Juntou isso com um método que desenvolvi.No início,assistia à televisão com bloco e caneta na mão.Hoje,fico no computador.Por exemplo,se uma atriz se espeta com uma agulha na novela,eu anoto.Tenho lista de tudo.


Revista da tv 12

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 06 de novembro de 2011

Das novidades no ar,“2 broke girls”é das melhores.O texto politicamente incorreto e Kat Dennings são demais.

Já “Person of interest” não disse bem a que veio.Pelo visto,os órfãos de “Lost”continuam sem pai nem mãe,viu,J.J.Abrams?

ȃ DIA!

MAIS MAIS

Terça-feira,três estreias:no Liv,as comédias “Last man standing”(com Tim Allen como um machão à moda antiga) e “How to be a gentleman” debutam às 22h e 22h30m,respectivamente.

Ashton Kutcher,Jon Cryer e Angus T.Jones, de “Two and a half men”,não são os únicos a soltarem a voz na canção de abertura de uma série.Espia só:

»TEM MAIS

1.“Um maluco no pedaço (abaixo)”.Temos certeza que a carreira de rapper de Will Smith deslanchou mais ainda depois que ele resumiu a trama da série em versos. Inesquecível.

E a terceira? A aguardada “American horror story” (foto) vai ao ar no mesmo dia,às 22h,na Fox. Assinada por Ryan Murphy (de “Glee”),a série mostra uma família numa casa muito da obscura.

SERIAIS

LÍVIA BRANDÃO - TATIANA CONTREIRAS FOTOS DE DIVULGAÇÃO

2.“Bored to death”.O protagonista Jason Schwartzman cantou,gravou e produziu o tema.Novidade alguma:músico,ele fez parte do Phantom Planet,da canção de abertura de “The O.C”. 3.“Family guy”.Fã de musicais,o criador da atração,Seth MacFarlane,produziu (e também cantou,já que é um dos dubladores) a música-tema.

Tem homem novo na casa oram meses de fofoca,polêmica, boataria e suspense.Agora é a hora de tirar a prova dos nove.Com Ashton Kutcher no lugar de Charlie Sheen,o novo ano de “Two and a half men”estreia por aqui nesta quarta-feira,às 20h,no Warner Channel.Quem acompanha a vida de Sheen como uma novela já deve saber que o ator já está até envolvido em outro projeto de série. No entanto,neste primeiro episódio de seu antigo trabalho,seu personagem,Charlie Harper,será ainda bastante lembrado. A pergunta que não queria calar será

F

respondida logo de cara:o que diabos aconteceu a Charlie? Alan (Jon Cryer) a responde,diretamente do velório do irmão. Sim,ele morreu.Mas a julgar pela quantidade de piadas envolvendo seu intérprete,o legado de Sheen ainda deve permanecer por mais algum tempo.O que nos leva à segunda questão:como Ashton Kutcher é inserido na trama? A resposta é simples.Como já se comentou muito por aí,Kutcher encarna Walden Schmidt,um jovem milionário que fez sua fortuna na internet.No entanto,desiludido

com a ex-mulher,Bridget (Judy Greer),ele tenta se matar e acaba aparecendo na casa de praia que pertencia a Charlie.Os próximos acontecimentos são o que se espera.Walden acaba comprando a residência e Alan dá um jeito de se aboletar por lá junto com o filho, Jake (Angus T.Jones). Nos Estados Unidos,a estreia da nona temporada foi sucesso de audiência.Depois de alguns episódios,os índices caíram.Pelo visto,ainda é cedo para saber se o novo homem da casa vai dar conta do recado. Vamos acompanhar.

4.“South Park”( acima).Os homens por trás da comédia,Trey Parker e Matt Stone dublam alguns personagem e cantam como eles. 5.“A vida secreta de uma adolescente americana”.Sabe Molly Ringwald,a eterna garota de rosa shocking? É ela mesma quem solta a voz,além de atuar na atração.


ASTROLOGIA Marte oposto a Netuno sinaliza erros e confusões até 8/11.Lua em Touro. PÁGINA 6

CINEMA Boas opções de filmes neste final de semana nas salas de exibição natalenses.Confira! PÁGINAS 6 e 7

LETRAS & PRATOS Dia Mundial do Macarrão é comemorado no dia 25 de outubro.Saiba mais! PÁGINA 4

GLAM Coluna mostra como foi a 9ª edição do Minas Trend Preview,em Belo Horizonte. PÁGINA 8

ARTIGO Jorge Boucinhas continua explorando propriedades curativas dos nutracêuticos. PÁGINA 2

PAULO COELHO Pequenas histórias nos inspiram a responder perguntas sobre onipresença do Todo-Poderoso. PÁGINA 2

MARIDO PRA QUÊ? ISAAC RIBEIRO Repórter

eu marido é daqueles que não sabem “bater um prego numa barra de sabão”? Quando queima uma luz ou uma torneira emperra, não há quem conserte e tudo fica na base da gambiarra? Pensando nas mulheres cujos maridos não têm habilidade nenhuma para reparar pequenos problemas do lar ou ainda em quem mora sozinho e não tem tempo para nada, foi criado o serviço de “marido de aluguel”. Apesar do que o nome possa sugerir, são profissionais multitarefas, prendados em serviços elétricos, hidráulicos, eletrônicos, marcenaria, e muitos outros, que, apesar de pequenos, atrapalham muito o nosso dia a dia. Muitos desses maridos de aluguel largaram carreiras incertas e decidiram investir na carência doméstica de algumas donas de casa ou na falta de habilidade e de tempo de outros. O TN Família entrevistou dois maridos

S

CRESCE OFERTA DO SERVIÇO DE “MARIDO DE ALUGUEL”,COM PROFISSIONAIS AUTÔNOMOS, ESPECIALISTAS EM PEQUENOS REPAROS DOMÉSTICOS DE HIDRÁULICA, ELETRICIDADE E MARCENARIA ENTRE OUTROS

de aluguel. O argentino Juan Carlos Pascual, 59 anos, deixou a cidade Rosário e veio tentar a vida em Natal. Com passagens pelos cursos de Ciências Econômicas e Análise de Sistemas, encontrou trabalho mesmo na função multitarefa. Já Walmyr Crispim, 47 anos, é professor de Matemática, e abandonou o estresse e as preocupações do cargo de diretor de escola para dar uma guinada. Cliente é o que não falta, segundo ele. A Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) considera estar o mercado de trabalho passando por uma fase bastante favorável para quem está na faixa dos 45 anos — mudança motivada pelo aumento da expectativa de vida, principalmente, fazendo com que as pessoas trabalhem até bem próximo dos 65 anos. A ABRH considera que a experiência e a maturidade estão estão sendo mais valorizadas, desde que não se exija vigor físico. O mercado está contratando tam-

NATAL | RIO GRANDE DO NORTE Domingo | 06 de novembro de 2011

bém pela experiência e capacitação. O marido de aluguel Walmyr Crispim concorda com a avalição da ABRH e diz haver espaço para todos, atualmente, no mercado de trabalho. Porém, ele diz ser melhor trabalhar por conta própria nessa área do que abrir alguma das franquias já surgidas na rabeira do sucesso da atividade. “Pra Que Marido”, “Faz Tudo”, “Marido de Aluguel” estão entre as mais difundidas atualmente. Só para se ter uma ideia, uma delas oferece o seguinte plano para se abrir uma filial em seu estado: investimento total entre R$ 47 mil a R$ 51 mil; lucro líquido mensal na faixa de 25% a 40%; retorno do investimento em 24 meses. O Sistema Nacional de Emprego no Rio Grande do Norte (Sine/RN) não tem a categoria “marido de aluguel” em seu banco de dados. De acordo com Marjara Lopes, subcoodenadora de Intermediação de Mão de Obra e Análise de Mercado, a procura por profissionais na área de hidráulica, marcenaria e elétrica é muito baixa. Procura-se mais faxineira, passadeira e diaristas. “Só temos cadastrados um bombeiro hidráulico e um marceneiro. Essa é uma área escassa entre trabalhadores autônomos”, analisa Marjara Lopes, que aprova os profissionais multitarefas. “É uma boa mesmo! Eu contrataria com certeza. Até mesmo porque lá em casa somos eu, meu filho e minha mãe.” [ LEIA MAIS NA PÁGINA 3. ]

ALEX RÉGIS

tn família

E-mail: tnfamilia@tribunadonorte.com.br Editor: Isaac Ribeiro


tn família

2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 06 de novembro de 2011

Paulo Coelho [ escritor ]

O Todo em tudo uando Ketu completou doze anos de idade, foi mandado para um mestre, com o qual estudou até completar vinte e quatro. Ao terminar seu aprendizado, voltou para casa cheio de orgulho. Disse-lhe o pai: - Como podemos conhecer aquilo que não vemos? Como podemos saber que Deus, o Todo Poderoso, está em toda parte? O rapaz começou a recitar as escrituras sagradas, mas o pai o interrompeu: - Isso é muito complicado; não existe uma maneira mais simples de aprendermos sobre a existência de Deus? - Não que eu saiba, meu pai. Hoje em dia sou um homem culto, e preciso desta cultura para explicar os mistérios da sabedoria divina. - Perdi meu tempo e meu dinheiro envian-

Q

Libertas libertas@libertas.com.br

Sutilezas do amor m recente Congresso de Análise Bioenergética, em San Diego, percebi vários casais que, ao longo dos anos, se fazem presentes, participando ativamente do desenvolvimento da comunidade internacional de Bioenergética. Desta vez, um destes casais tocou-me especial e profundamente. Ambos na singularidade de suas individualidades e na comunhão de suas vidas. Os dois são irlandeses e há muitos anos participam de encontros e seminários ao redor do mundo. Neste ano, os dois estavam lá novamente. Ele com bem mais de 70 anos, ela mais jovem e os dois, como sempre, juntos, unidos e afetivos. Ele em cadeira de rodas, ela apoiando-o o tempo todo. Ele com os olhos vivos, apertando a mão com firmeza e atravessando a fragilidade que o tempo nos impõe. Firmeza, que somente um verdadeiro homem tem, de no mais alto e delicado momento de sua vida, se fazer presente na sua comunidade de amigos, colegas, aprendizes e discípulos. Dando exemplo e sendo modelo de como continuarmos altivos e íntegros por toda a vida. Ela mostrando o tamanho do Amor na prática e como se faz o cuidado com o ser amado. O sacrifício, a ultrapassagem das dificuldades de locomoção, o estar inteira, honrada e honrando a vida, o amor, seus amigos, sua comunidade. A Beleza, com B maiúsculo se fez e faz presente na harmonia e na união deste casal bioenergético. Vê-los dançar ao som dos Beatles e Roling Stones, quase sem se moverem num abraço amoroso foi uma emoção rara e linda, que nos faz acreditar no Amor, porque vemos as evidências sutis dele. Muito obrigado amigos. Jayme Panerai Alves – Jayme@gmail.com

E

LIÇÃO Quando eu cursava a escola de enfermagem, nosso professor nos deu um questionário. Eu era bom aluno e respondi rápido todas as questões até chegar a última que era: “Qual o primeiro nome da mulher que faz a limpeza da escola?” “Sinceramente, isso parecia uma piada”. Eu já tinha visto a tal mulher várias vezes, mas como eu não sabia o nome dela. Entreguei meu teste deixando essa questão em branco e perguntei ao professor se a última pergunta ia contar na nota. - “É claro!” – respondeu o professor – “A valorização humana é um item importante na sua carreira”. Eu nunca mais esqueci essa lição, nome dela era Dorothy. FAMÍLIAS - RECIFE O Encontro sobre famílias: amar, cuidar, fortalecer e transformar, acontecerá nos dias 09 e 10 de dezembro no auditório do Libertas – Casa Amarela. O seminário que é uma parceria Libertas/Horizonte, contará com a participação de psicoterapeutas e outros profissionais especializados em família. Informações: (81) 3268.6588 / 3441.7462. QUERO SABER Quero saber por que será que não chorei a morte de meu pai, se eu era tão ligada e gostava tanto dele? Lourdes Barros Resposta: Prezada Lourdes, Cada pessoa tem um modo próprio de sentir e expressar seus sentimentos. O nosso organismo tem uma sabedoria que procura nos proteger e, por vezes diante de situações e/ou dores muito fortes, inconscientemente, usamos mecanismos de defesa que nos ajudem a suportar o sofrimento. A elaboração do luto é necessária, mas não se exija, não se compare, não se culpe, mas também não se reprima. Se, em algum momento sentir vontade de chorar, chore sem cobranças. Paz e serenidade. Grace Wanderley de Barros Correia - Psicóloga CRP 02/0279. Esta coluna é de responsabilidade da Libertas Comunidade www.libertas.com.br libertas@libertas.com.br

do meu filho ao mosteiro – reclamou o pai. E pegando Ketu pelas mãos, levou-o a cozinha. Ali, encheu uma bacia com água, e misturou um pouco de sal. Depois, saíram para passear na cidade. Quando voltaram para casa, o pai pediu a Ketu: - Traz o sal que coloquei na bacia. Ketu procurou o sal, mas não o encontrou, pois já se havia dissolvido na água. - Então não vê mais o sal? – perguntou o pai. - Não. O sal está invisível. - Prova, então, um pouco da água da superfície da bacia. Como está ela? - Salgada. - Prova um pouco da água do meio: como está? - Tão salgada como a da superfície.

- Agora prova a água do fundo da bacia, e me diz qual o seu gosto. Ketu provou, e o gosto era o mesmo que experimentara antes. - Você estudou muitos anos, e não consegue explicar com simplicidade como o Deus Invisível está em toda parte – disse o pai. – Usando uma bacia de água, e chamando de “sal” a Deus, eu poderia fazer qualquer camponês entender isso. Por favor, meu filho, esqueça a sabedoria que nos afasta dos homens, e torne a procurar a Inspiração que nos aproxima. O ALUNO LADRÃO Um discípulo do mestre zen Bankei, foi pego roubando durante a aula. Todos os outros pediram a expulsão dele, mas Bankei resolveu não fazer nada.

“Como podemos conhecer aquilo que não vemos? Como podemos saber que Deus, o Todo Poderoso, está em toda parte?”As três histórias de hoje trazem exemplos que podem responder essas dúvidas”

Dr. Jorge Boucinhas [ médico e professor da UFRN ]

Dias depois o aluno voltou a roubar, e o mestre continuou calado. Inconformados, os outros discípulos exigiram que o ladrão fosse punido, já que o mau exemplo não podia continuar. - Como vocês são sábios! Disse Bankei. - Aprenderam a distinguir o certo do errado, e podem estudar em qualquer outro lugar. Mas este pobre irmão não sabe o que é certo ou errado, e só tem a mim para ensiná-lo. Os discípulos nunca mais duvidaram da sabedoria e generosidade de Bankei, e o ladrão nunca mais tornou a roubar. QUE VALHA A PENA O jovem contemplava o oceano no convés de um navio cargueiro, quando uma onda inesperada o atirou no mar. Depois de muito esforço, um marinheiro conseguiu resgatá-lo. - Obrigado por salvar minha vida – disse o rapaz. - Tudo bem – respondeu o marinheiro. – Mas procure vivê-la como algo que valeu a pena salvar.

boucinhas_jc@hotmail.com

Revisitando os nutracêuticos (2) ontinuando o Artigo anterior, segue este apresentando alguns dos principais princípios bioativos dos fabulosos nutracêuticos, ora tão em voga. Ácidos graxos poliinsaturados. Há evidências de que a ingestão de tais ácidos graxos pode ter profundos efeitos sobre doenças autoimunes. Dietas baixas em gorduras totais mas ricas nos chamados ácidos graxos ômega-3 (tanto originários de peixe como de linhaça) aumentam a sobrevivência e reduzem a severidade das doenças mediadas por auto-anticorpos (doenças auto-imuines ou de auto-agressão). Fitosteróis. Substâncias chamadas campesterol, stigmasterol e beta-sitosterol, componentes lipídicos com estrutura molecular semelhante ao colesterol, encontradas em abundância em frutas, hortaliças, castanhas e soja. Perdem-se facilmente durante o processamento dos alimentos. Tem-se demonstrado que diversas combinações de esteróis e esterolinas (seus derivados) melhoram os sintomas de hipertrofia benigna da próstata e alguns problemas auto-imunes, diminuem o colesterol e a chance de cânceres de mama, próstata e cólon, bem como ajudam o controle do diabetes. Fitoestrógenos. São moléculas não esteroidais, encontradas nos vegetais, cujas estruturas diferem dos hormônios endógenos, porém que são capazes de interagir com os receptores de estrógenos. Podem oferecer proteção contra diversificada gama de problemas

humanos de saúde, incluindo cânceres de mama e próstata, doenças cardiovasculares, disfunções cerebrais, osteoporose e sintomas da menopausa. Os principais são gliciteína, daidzeína e genisteína (encontrados na soja). Os fabulosos nutracêuticos têm algumas atividades biológicas fundamentais, as quais são sumarizáveis como segue: Antioxidativa. Os antioxidantes exercem a função de remover os radicais livres antes que eles tenham a chance de causar algum dano ao corpo. Vitaminas (A, B2, C, E), albumina, uratos, bilirrubinas, ceruloplasmina, selênio (castanha do Pará), zinco, cobre, manganês, aminoácidos contendo enxofre (soja, feijões), sulfetos orgânicos (alho e cebola), catequinas (chá branco, chá verde, chá preto, morangos), ácido fítico (grãos), limonóides (limão, tanjerina, laranjas, toranja), fibras (frutas, hortaliças, cereais integrais), isotiocianatos (mostarda e rabanete). Anticancerígena. Tomate (licopeno), crucíferas (couve e similares, ricos em compostos sulfurados), linhaça e fibras são alguns exemplos de nutracêuticos comprovadamente atuantes na prevenção e tratamento de vários tipos de tumores. Antiaterosclerótica. Fitosteróis e fitoesterolinas (diminuem o colesterol sanguíneo), isoflavonas da soja (inibem a adesão celular, alteram a atividade do fator de crescimento e inibem a proliferação de células envolvidas na formação da lesão aterosclerótica), alho (re-

duz a hiperlipemia, a hipertensão e previne a formação de trombos). Antiosteoporótica. Vitaminas C e D (remodelagem óssea), isoflavonas da soja e lignanos da linhaça parecem bem efetivos na prevenção, verificando-se que daidizina oral (derivado da daidzeína) e genistina (derivado da genisteína) são quase tão efetivas quanto o hormônio natural estrona, e resultados similares têm sido obtidos com os fitoestrogênios do trevo vermelho. O uso combinado de sulfato de glicoNa sequência do samina e sulfato de condroitina no tratamento que foi abordado das doenças degenerativas articulares tornouno artigo da se um protocolo de suplementação clássico. semana passada,a Imunomoduladora. Regulação do sistema coluna deste imune, para que tenha a capacidade de reagir domingo a agressões externas e regular-se o bastante paapresenta alguns ra evitar auto-agressões (casos de doenças audos principais toimunes, como a artrite reumatóide e o lúpus princípios eritematoso disseminado). Fitosteróis e estebioativos dos rolinas e várias proteínas do soro do leite exernutracêuticos. cem este papel. Entre eles estão: Ergogênica. Aumento da performance laboÁcidos graxos rativa por meio da intensificação da potência fípoliinsaturados, sica e da força mental. Suplementação de áciFitosteróis, dos graxos ômega-3, triglicerídeos de cadeia méFitoestrógenos, dia (TCM), aminoácidos de cadeia ramificada (Balém de algumas CAA: arginina, lisina, ornitina), triptofano, viatividades taminas antioxidantes, ácido pantotênico, ácibiológicas do fólico, vitaminas B1, B2, B12, B6, C e E, cálfundamentais, cio, fosfatos, cromo, selênio, ferro, zinco, magcomo Antioxidativa nésio, água, fitosteróis anabólicos, ginseng, Eleue a Anticancerígena therococcus senticosus (pouco usado no Brasil).

Hilton Marcos Villas Boas [ psiquiatra]

hiltonmarcos.villasboas@gmail.com

C

Amor verdadeiro amor é indispensável para o bom funcionamento de um casal e para a integridade do próprio eu. Um amor verdadeiro, não é aquele onde apenas se racha as despesas, se divide lembranças e crises, compartilha-se a dor a tristeza e o choro, e vivenciam-se experiências de forma conjunta. O verdadeiro amor, na sua essência, possibilita as partes envolvidas uma cumplicidade ampla e irrestrita em tudo que for pertinente aos amantes. Um amor não empresta apenas um livro, empresta na verdade o verbo, o tempo, o ombro, o acolhimento, o colo e o calor intenso do sentimento. Um amor não vai apenas recomendar um CD, um livro, um filme ou um espetáculo, recomenda cautela, paciência, calma, perseverança, paz e o perdão. Um amor não anda simplesmente junto, ou vai junto, ou acompanha, o amor na sua mais pura expressão vai te levar para o mundo dele, e faz enorme questão de conhecer o seu mundo. Um amor não fica apenas ao seu lado, o tempo todo, ou até mesmo por toda a vida, ele vai estar ao seu lado incondicionalmente, vivenciando com cumplicidade, uma, duas, três ou quantas tempestades forem necessárias, por isso é que no verdadeiro amor as partes tem um objetivo maior que o individual, mais sim um objetivo do projeto de cada um dos partícipes e ao mesmo tempo de ambos, não se medindo esforços para tanto. Um amor não caminha a frente do outro, nem atrás e nem tão pouco ao lado do outro, ele caminha de acordo com o ritmo da caminhada que a situação exige, porém sem nunca perder de vista o outro, estando atendo para a qualquer hora ter que estar à frente, atrás ou ao lado do outro, silencioso ou falante. Um amor suporta dor ou comemora a alegria, entra em campo para jogar, mesmo que o adversário tenha plenas condições de ganhar, e sabe se for o caso de derrota tirar o ganho, e do fracasso ressurgir das cinzas (como fênix), segurando na mão, e ajudando o outro o quanto for necessário, a levantar-se cada vez mais forte, vivendo a vida juntos independentes da demanda que a mesma venha a exigir. O engraçado do amor verdadeiro, é que de

O

uma forma geral a maioria das pessoas, acha praticamente impossível ter este amor, que ele é praticamente incessível, um verdadeiro conto de fadas, quando muitas vezes ele esta bem ao nosso lado, e na verdade nos enxergamos, mas não o vemos, não o identificamos. Existem casos em que por anos a fio, esse verdadeiro amor esteve ao seu lado, e simplesmente você não conseguiu ver apesar de enxergar. Ou seja, talvez muitos de nós, já vivenciamos e tivemos bem ao nosso lado, um amor assim, e não aproveitamos. Então, pode ser este o momento de alguém de nós, refletir se ao invés de estarmos em busca de um amor verdadeiro, primeiro não seria recomendável olhar a nossa volta, e enxergar realmente o que eu tenho, e o que esta acontecendo realmente, despojado de qualquer mecanismo de defesa, e aberto para qualquer possibilidade, seja ela qual for, implicando no que implicar, mesmo que ao final a possibilidade real traga dor. Se a dor vier a existir, como consequência dessa ação, ela lhe proporcionará novos aprendizados e conhecimentos. E em contra partida, você terá a tranquilidade de que jamais, em tempo algum, poderá se lastimar ou cobrar de si mesmo, não ter tentado, ou ter se fechado diante da possibilidade de viver um verdadeiro amor. Bem, mas qual o segredo, ou qual a formula para que possamos enxergar um verdadeiro amor? O que mais observamos no dia a dia, são duas coisas, a falta de diálogo, e o término do namoro assim que ocorre “casamento”. A falta de diálogo, muitas vezes já é um hábito adquirido desde o primeiro contato entre dois amantes, na verdade até existe na maioria dos casos, mas geralmente de uma maneira muito superficial, atendendo mais aos interesses da conquista, do que verdadeiramente o conhecimento na essência entre as parte. O diálogo é fundamental, de uma forma consistente, abordando o que cada um tem como projeto para si mesmo, e para o convívio com o outro, ou seja, para a relação. Só com esse diálogo, podemos prevenir situações desconfortáveis, porque apesar de em um primeiro momento ocorrer à atração entre as partes, os interesses de cada um podem ser extremamente opos-

Um amor não fica apenas ao seu lado, o tempo todo,ou até mesmo por toda a vida,ele vai estar ao seu lado incondicionalmente, vivenciando com cumplicidade,uma, duas,três ou quantas tempestades forem necessárias,por isso é que no verdadeiro amor as partes têm um objetivo maior que o individual,mais sim um objetivo do projeto de cada um dos partícipes e ao mesmo tempo de ambos,não se medindo esforços para tanto.Um amor não anda simplesmente junto,ou vai junto, ou acompanha,o amor na sua mais pura expressão vai te levar para o mundo dele,e faz enorme questão de conhecer o seu mundo”

tos, e assim pode-se chegar a bons termos sem mágoas. Outro aspecto fundamental do diálogo, e a prevenção do acúmulo de situações mal resolvidas, na maioria das vezes pequenos problemas, incipientes, mas os quais podem com o passar do tempo, tornarem-se de tal monta, que podem nem mais serem administradas, ou corrigidas a tempo. É neste momento, que devemos entender a importância da atitude de parar para conversar, e se for o caso admitir o erro, e ter a disponibilidade para retomar a relação sem ressentimentos, bem como a outra parte entender o fato, e não ficar retomando o mesmo como exemplo, diante de qualquer outra situação vigente. O resultado na prática, da situação exposta acima, efetivamente vai poder mostrar claramente as possibilidades futuras da relação, pois situação de divergências, no dia a dia é o que não faltaram em uma relação. O ideal é que as partes possam exercitar o diálogo constante e permanente, buscando sempre uma situação de equilíbrio, como na gangorra, alguém tem que ceder, para a mesma manter-se equilibrada. A outra situação, relevante é que as pessoas quando estão na fase do namoro, fazem o possível e o impossível para: agradar a outra parte, o carinho e imenso, os cuidados são extremos, as gentilezas estão presentes a toda hora, elogios são rotineiros, a lembrança se faz presente nas mínimas coisas, os telefonemas (e todos os outros meios de comunicação hoje disponíveis) são frequentes, muitas vezes ao dia, e apenas para falar de amor, prazeres e amenidades. Com o passar do tempo, a impressão é, que a possibilidade de já ter conquistado o outro, ou já estar casado, as situações acima já não se fazem mais necessárias de serem exercidas, e aí começa o grande perigo, ou seja, a zona de conforto. Momento em que a mesmice, pode passar a fazer parte da vida das pessoas, e ao invés de se “adubar” e aguar a relação cada vez com mais intensidade, ocorre o contrário, então é como aquela orquídea linda que ganhamos, e simplesmente cuidamos no início e depois descuidamos, não tem como ela vai perecer. Portanto, nunca deixe de namorar; a cada dia, viva mais intensamente esse namoro. Até a próxima, um bom final de semana a todos.


Domingo | 06 de novembro de 2011

tn família

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

PROFISSIONAIS MULTITAREFAS MERCADO DE TRABALHO TEM CRIADO OPORTUNIDADES PARA PROFISSIONAIS NA FAIXA DOS 40 ANOS,DE ACORDO COM A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS.ALGUNS TÊM TROCADO DE PROFISSÃO E APOSTADO EM SER AUTÔNOMO FOTOS:ALEX RÉGIS

hegou um momento em que o professor de Matemática Walmyr Crispim de Oliveira, 47 anos, teve que tomar uma decisão séria em sua vida: mudar de ramo profissional ou continuar na rotina estressante de diretor de escola. Ele pensou bastante e, ao conversar com sua esposa sobre a dúvida conflitante, ouviu dela a seguinte sugestão: “Por que não trabalhar como marido de aluguel?” Como antes de ser professor Walmyr trabalhava no ramo da construção civil, considerou a ideia e decidiu dar uma guinada profissional. “Como diretor, foram os cinco piores anos da minha vida. Era muito estresse, preocupação e e ansiedade”, conta ele, que para se aprimorar e seguir na nova atividade fez cursos de capacitação em hidráulica e eletricidade. Há dois anos e meio, Walmyr vem trabalhando como marido de aluguel, e diz estar bastante satisfeito com a decisão. “Desde o primeiro anúncio, em setembro de 2009, que as pessoas começaram a ligar. Até hoje, nunca passei um único dia sem trabalhar”, orgulha-se. Ele conta que, geralmente, as solicitações são para consertos rápidos como torneiras e chuveiros quebrados — “São o carrochefe!” —, problemas em instalações elétricas e, neste período do ano, com o aumento do calor em nossa cidade, instalação e manutenção em aparelhos de arcondicionado. Nenhum sinal de arrependimento transparece enquanto Walmyr fala de sua atividade. Considera ter ganho muito em qualidade de vida e, com relação às finanças, não houve perdas com relação ao que ganhava como professor. Hoje, ele mesmo faz o seu horário de expediente, os clientes pagam o serviço quando concluído, ficam satisfeito e ele vai para casa.

C

DESDE O PRIMEIRO ANÚNCIO, EM SETEMBRO DE 2009, QUE AS PESSOAS COMEÇARAM A LIGAR.ATÉ HOJE, NUNCA PASSEI UM ÚNICO DIA SEM TRABALHAR” WALMYR CRISPIM DE OLIVEIRA Marido de aluguel

EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO É DIFÍCIL ACHAR EMPREGO PARA UM HOMEM DE 60 ANOS. COMO TINHA CONHECIMENTO E FERRAMENTAS, ENTÃO...MÃOS À OBRA” JUAN CARLOS PASCUAL Marido de aluguel

Walmyr Crispim, 47 anos, trocou a profissão de professor de Matemática e o cargo de diretor de uma escola para trabalhar como ‘marido de aluguel’e se diz satisfeito

DISPONIBILIDADE E EFICIÊNCIA SÃO DIFERENCIAIS Um dos pontos ressaltados por clientes dos chamados maridos de aluguel é a disponibilidade e a presteza dos profissionais. Os entrevistados também se mostraram bem satisfeitos com o resultado do trabalho. A pediatra Luiza Meira Pires contratou o argentino Juan Carlos e diz ter aprovado o seu desempenho.“Acho interessante esse tipo de serviço porque são reparos pequenos que não encontramos quem faça. Fiquei muito satisfeita e até já disse a ele que vou chamá-lo novamente”, comenta a médica. A descarga do banheiro social do apartamento do jornalista Dionísio Outeda quebrou em pleno sábado à tarde.Sem querer passar o final de semana inteiro com o problema,ele pesquisou na internet algum profissional disponível para realizar o reparo.Foi parar na página que Juan Carlos mantém na rede social Facebook. O desperdício de água estava grande, preocupando bastante o jornalista,que já estava perdendo a esperança de ver o problema solucionado. “Entrei na internet,fiz o contato e com menos de quarenta minutos ele estava no meu apartamento.Fiquei surpreso,pois achei que ele iria demorar muito para chegar.E o serviço ficou ótimo”, lembra Outeda,já adiantando que pretende contratar Juan para outros reparos.

“Tirei um peso das costas e aprendi uma lição muito grande. Às vezes as pessoas têm medo das incertezas e acabam se tornando refém das dúvidas. Exercem uma atividade sem gostar do que faz, mesmo quando percebe que está atrapalhando, e continuam se traindo”, reflete Walmyr. “O conselho que dou é que se estiver insatisfeito e quiser mudar, mude. Não adie. Tome coragem e mude! Tem oportunidade no mercado de trabalho para todos.”

MACHISMO E MARIDOS A primeira entrevista marcada com Walmyr Crispim, marcada pelo TN Família, teve que ser cancelada, pois o marido da dona de casa onde Walmyr prestaria seus serviços não concordou quando soube da reportagem. “Não é a primeira vez que esse tipo de reação acontece. Tem muito marido machista. No início, as pessoas custavam a se acostumar, apesar de não ser uma ideia nova”, revela. Mas, o irônico nisso tudo é que

45% da clientela dele são homens. “Uns até têm habilidade, mas não têm tempo. Por isso, pagam.” Respeito ao cliente e ética profissional são levados muito a sério por Walmyr Crispim, que só trabalha vestido com trajes “sociais”. Para ele, isso também é uma forma de mostrar seriedade. “Não é por que vou consertar uma torneira que vou de bermuda e camiseta.” Outra forma de demostrar respeito, na concepção do nosso ma-

rido de aluguel, é cobrar um preço justo pelo serviço. Para ele, esse é o segredo do sucesso. “Senão, espanta o cliente.” Os contatos de Walmyr são feitos por telefone (8847 2294) ou por e-mail, e ele atende prioritariamente durante a semana. A exceção, porém, só para clientes antigos e casos de urgência, como cano estourado, chuveiro vazando. Se der para esperar, só vou na semana. Já começo a segunda-feira com a agenda cheia.”

Juan Pascual se considera capacitado para várias atividades;estudou Ciências Econômicas e Análise de Sistemas,além de falar quatro idiomas

Conversa em ônibus serviu como inspiração O argentino Juan Carlos Hector Pascual, 59 anos, chegou a Natal em 2009 e logo tratou de buscar uma fonte de renda, algo em que pudesse trabalhar e se sustentar. A inspiração veio enquanto estava em um ônibus urbano e ouviu a conversa entre duas mulheres. “Já liguei para o meu marido de aluguel”, disse uma para a outra, deixando o portenho bastante intrigado. “Como assim?”, pensou ele, bastante curioso com o termo. Ao chegar em casa, iniciou uma pesquisa na internet para saber o significado daquela expressão. Não só aprendeu o que significava como viu ali uma atividade a ser seguida. Desde então, Juan Carlos vem

oferecendo mão de obra para os mais diversos tipos de serviço; reparos elétricos, eletrônicos, hidráulicos, de marcenaria e pequenos consertos. “Em qualquer lugar do mundo, no Brasil ou na China, é difícil achar emprego para um homem de sessenta anos. Como tinha conhecimento e tinha as ferramentas, então... mãos à obra.” Ele se considera bem preparado, capacitado em várias áreas; fala espanhol (sua língua pátria), português, italiano e francês. “Cursei três anos de Ciências Econômicas e também estudei Análise de Sistemas, mas não conclui a faculdade.” Juan também produz as próprias páginas na internet e administra perfis nas redes sociais.

O marido de aluguel argentino diz estar sempre de prontidão para atender suas clientes — sim, elas são maioria, segundo ele. Fins de semana, feriado e à noite, ele diz atender os pedidos. O preço mínimo é R$50. “Mas dependendo da quantidade, uso a tabela de preços. O ideal é que os clientes me chamem quando tiver problemas acumulados para que eu não vá apenas trocar uma lâmpada”, comenta Juan, que também cobra a passagem de ida e volta. De acordo com ele, o mercado de trabalho em sua área de atuação não está muito bom, mas a expectativa é de melhore a partir de agora até o final do ano. Mas ao longo desses anos de

atividadec, Juan diz ter ouvido várias piadas. “As pessoas levam para um lado sexual que não existe.” Casos pitorescos também não faltam à sua atividade. Ele lembra ter sido chamado pelo jornalista Dionísio Outeda — que é uruguaio de nascimento — para realizar um reparo hidráulico em seu apartamento. Como não não foi encontrado o registro para interromper o fluxo de água, Juan lembra ter ficado completamente ensopado. “Só depois que eu estava completamente molhado é que ele lembrou onde era o registro. Só que já era tarde. Ele teve que me emprestar uma bermuda e uma camisa para eu poder voltar para casa”, recorda.


tn família

4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 06 de novembro de 2011

SAÚDE Um novo teste cervical que agora poderá ser realizado pela própria mulher, sem ajuda médica, pode ajudar a melhorar o diagnóstico precoce da doença. O exame tem se mostrado mais eficaz do que testes de citologia tradicionais.

Jota Oliveira jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

CARPE DIEM! Penso que a vida deve ser degustada com um bom vinho. Apreciada em todas as cores e matizes como um quadro de Matisse. Sorvida em goles como se provássemos do mel dos deuses.Vestida para festa, seria a nossa companhia no baile. Desnuda, a amante perfeita. Pintada com as cores da nossa esperança, a

felicidade. Se fosse casa, seria a mais confortável. Se fosse joia, o diamante sem preço, lapidada pelo amor do ourives mais famoso. A vida é tudo isso e muito mais. E ainda assim, insistimos em jogá-la em qualquer canto, viver de qualquer jeito reclamando de tudo, de modo imperfeito. Nos arriscamos em coisas inúteis, nos embebedamos, abusamos dos vícios. Nos excedemos em qualquer coisa,

mesmo sabendo que os excessos são venenos, ora rápidos, ora lentos. E tem gente que quer abandonar a sua própria vida! Olhe para o dia que começa e descubra o prazer de estar aqui. Não pelos outros e nem por ninguém, mas por você. Alma querida, que habita esta vida, se soubesse o quanto a vida é desejada! Se soubesse quanto poderia fazer se não estivesse amargurado! Quanto poderia

realizar se não se escondesse dela. Se resolvesse lutar e conquistar a montanha de problemas, como se fosse um pequeno monte de areia na praia. Pois assim são os problemas diante dos vencedores: pequenos montes de areia que o próprio tempo, através da ação do vento (sua persistência) vai derrubando e dando nova forma. Transforme seus problemas em alavancas para crescer.Valorize a sua

vida, não se deixe abater. Ame-se! Seja maior do que você pensa que é, pois você se agiganta, quando se olha no espelho da vida e reflete no que ainda não fez, e descobre que se não há portas, você pode arrebentar as paredes. E a vida? Ah! a vida é bonita, é bonita e é bonita! Aproveite cada minuto para ser o que você deseja ser. Não morra sonhando, viva lutando! (Paulo Roberto Gaefke)

BOBFLASH

JOÃO NETO

JOÃO NETO

Abraços de parabéns para o Dj Múcio NT, trocando de idade hoje

2

Em termos de consumo,o Brasil perde apenas para a Itália e para os Estado Unidos.Porém, quando a estatística considerada é a per capita,o Brasil cai para 12º lugar.

3

Para celebrar o Dia Mundial do Macarrão e aumentar o consumo de massa no Brasil,a Abima (Associação Brasileira de Massas Alimentícias) realizou de 14 à 30 de outubro,Rota 25 Caminho do Macarrão. O evento foi realizado em São Paulo e reuniu dez dos mais renomados restaurantes da cidade por meio de uma legítima Rota Gastronômica.A cada prato consumido,os fabricantes de massa apoiadores do evento doaram um pacote de macarrão ao Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA).

MICHELE MAISTO - madrelingua@supercabo.com.br

1

A palavra macarrão vem do italiano maccheroni,palavra derivada do verbo ammaccare,isto é, amassar.Cem anos antes de Cristo,tanto o escritor romano Cícero como poeta Horácio declararam ser apreciadores de làgana, palavra derivada do grego laganos,isto é, tiras de massa formada por farinha de trigo e água.

Letras & pratos

Terezita Câmara recebendo os vivas do muso Carlos Alexandre

DESTINO

BACO

Atraindo cada vez mais turistas estrangeiros, os números comprovam o que vemos em nossos pontos turísticos. De janeiro a setembro deste ano, o Brasil recebeu 4,2 milhões de estrangeiros, um aumento de 23,5% comparado a 2010, tendo os hermanos argentinos como líderes do ranking.

Para os que não dispensam um bom vinho, a ciência pela primeira vez provou os benefícios da bebida à saúde, principalmente de obesos. Segundo dados da pesquisa divulgada na revista Cell Metabolism, o reveratrol, ingrediente do vinho, reduz o gasto colórico e a resistência à insulina.

Em tarde de lulus, Denise Gaspar, Maninha Dias e Marizinha Gurgel

Macarrão: uma comida internacional ✃ Dia Mundial do Macarrão (1) foi criado no dia 25 de outubro de 1998, durante o Iº World Pasta Congress (Congresso Mundial de Macarrão), realizado em Nápoles, que reuniu os principais fabricantes do mundo. Desde então, a data é comemorada mundialmente com o objetivo de difundir os benefícios do macarrão e aumentar o consumo per capita. De lá para cá os países produtores passaram de 27 para 45 e são hoje 50 (eram apenas 27 em 1998) os países onde se consuma pelo menos 1kg de macarrão per capita em um ano. No Brasil (2), há gerações o macarrão deixou de ser consumido só pelos imigrantes italianos e seus descendentes para entrar na dieta alimentar de milhões de brasileiros. Mas quantos, entre nós, saberiam responder à per-

O

gunta: quem, quando, onde e quem “inventou” o macarrão? Até não muito tempo atrás a lenda falava que o mercador veneziano Marco Polo (1254-1324), voltando da China, teria introduzido esse alimento na culinária italiana. Entretanto, existem provas que mostram que tudo começou antes e em outro lugar... A mistura de água e farinha de trigo duro (triticum durum) era já conhecida na Mesopotâmia e na área do Mar Mediterrâneo desde 1.000 a.C. Mas é na Sicília (no Sul da Itália) do século XII que a realidade prevalece sobre a lenda. Em 1154 o geógrafo árabe alIdrisi presenteia o rei normando Rogério II de Sicília com um livro, no qual ele descreve que “...no vilarejo de Trabia fabrica-se uma massa filiforme, a itriya (ainda hoje, em algumas áreas do sul da Itália, usa-se a palavra tria ao in-

Acreditava-se ser o mercador veneziano Marco Polo o introdutor do macarrão na culinária italiana. Entretanto, existem provas que mostram que tudo começou antes e em outro lugar.A mistura de água e farinha de trigo duro era já conhecida na Mesopotâmia e na área do Mar Mediterrâneo desde 1.000 a.C. Mas é na Sicília que a realidade prevalece sobre a lenda

vés de pasta), e expedem-se grandes cargas em navios para o resto da península e outros paises do mundo islâmico...”. Deduz-se, então, que se essa massa podia viajar durante semanas sem se deteriorar, só podia ser na forma de massa seca, isto é, mistura de água e farinha de trigo duro colocada ao sol escaldante daquela região. Assim nasceu o macarrão que conhecemos hoje! A partir desse momento, outros documentos provam a difusão do macarrão ao longo do tempo pela península italiana e que mais tarde se espalhará no mundo inteiro (3). Pelo décimo primeiro ano Natal comemorou o Dia Internacional do Macarrão com o evento “È Ora di Pasta!” –Festa do Macarrão, promovido pelo Centro di Cultura Italiana MadrelinguA.

DIVULGAÇÃO

PASTA À CARBONARA INGREDIENTES PARA 2 PESSOAS 160g de spaghetti cozinhados al dente 1 colher de azeite extravirgem 30g de pancetta (ou bacon) 2 ovos 50g de Parmesão ralado Pimenta do reino moída na hora

PREPARO Bata os ovos com o queijo e a pimenta do reino.Corte a pancetta (ou o bacon) em cubinhos com espessura de 1 cm.Numa frigideira antiaderente coloque o azeite e o bacon e cozinhe em fogo brando até ficar crocante.Adicione os spaghetti com um pouco de sua água e misture bem até a água evaporar.Tire a frigideira do fogo. Adicione a mistura de ovo, queijo e pimenta e mexa rapidamente tendo cuidado com que o ovo fique cremoso. Coloque nos pratos, adicionando mais pimenta moída na hora e sirva imediatamente!

Receita de Mediterrâneo Buffet Telefones: 3219-4669 / 9991-0876


tn família

Domingo | 06 de novembro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

LUXO

Jota Oliveira

Ícones da moda são a inspiração da vez na edição de novembro da Casa Vogue. Recheando a edição, nomes como Alexandre McQueen, Chanel e Yves Saint Laurent traduzem o melhor do design e luxo.

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br BOBFLASH

JOÃO NETO

COMPETENTE

PARABÉNS!

Aniversariando hoje, Dudu Gadelha na Praia Devassa Club, com Davi Álvares e Keysson Lima

Circulando em recente evento social, Diúda Alves e Lenise Pinto JOÃO NETO

JOÃO NETO

JOÃO NETO

E vivas de parabéns para os aniversariantes de hoje: Verônica Coelho, Luiz Eduardo Barbalho Gadelha Simas, jornalista Woden Madruga, Terezita Chianca Câmara, DJ e promoter de eventos Múcio NT, Camila Lima. Nesta segunda, dia 07, cumprimentos antecipados Djailson Macedo Júnior, Rui Pereira, Janine Gouveia Galvão, Aníbal Rebelo, médico Ortopedista Élson Miranda, Alexandre Pitt, Vera Santos.

Zélia Madruga, que esteve em idade nova no último dia 3, em pose com Olga, Flávia, Getúlio, Flávio, Sovania e Danielle Monte

PRIME Abrindo sua primeira franquia em Natal, a ótica Diniz Prime inau-gura nova loja amanhã, que terá como franqueada a engenheira Mi-chelle Araújo, no CCAB Petrópolis trazendo peças das grandes marcas de design da área como Gucci, Dior, Carrera, Ray Ban e mais. Sem convite impresso para a sessão corta-fitas, os amigos avisados terão bom welcome a partir das 17h.

Elegância em dose dupla de mãe e filha, Maria do Carmo e Belle Azevedo

BOBFLASH

Em tempo de verão devassa Onofre Neto, Jenner Tinoco, Nelson Pereira, Marquinhos Freire, Rodrigo Dantas

DESTAQUE A revista Fecomercio RN que circula trazendo no recheio homenagens aos destaques business do RN traz como Jovem Empreendedor, o empresário Augusto Vaz em matéria que explica o início da carreira ainda aos 16 anos e o sucesso a frente das casas Rusto Music Bar e Abracadabra. E ainda dá a dica do sucesso: perseverança e determinação.

CHRISTMAS Já em clima de fim de ano, o Natal do Bem da Casa do Bem já tem data marcada e acontece no dia 18 de dezembro no Villa Hall, em festa a partir das 12hs. Desde já, a Casa conta com a colaboração de todos para uma celebração cada vez mais bela.

SEXUALIDADE Discutindo qualidade de vida e saúde sexual da mulher e do casal, acontece logo mais no Praiamar Hotel o encontro “Falando sobre sexo!” com a conceituada ginecologista e sexóloga Yasha Emerenciano que divide espaço com a psicóloga e sexóloga Carla Cecarello de Sampa. A partir das 15h30 a discussão promete ser quente e sem tabus.

Jarbas Bezerra e Tânia Patrício conferindo a Oktoberfest

BOBFLASH

Conferindo as instalações de Praia Devassa com Cássio Paiva, Fabiane Meirelles, Lu Toscano e Gonê Catão

PREMIAÇÃO No próximo dia 10, no Olimpo Recepções acontece a 10ª edição do TOP Natal revelando as marcas mais lembradas em 2011 nos diversos segmentos business da cidade. O prêmio que é uma inciativa Tribuna do Norte e Consult Pesquisa apresenta também a marca Top dos Tops, com início a partir das 20h.

DRINKS Melhor as lulus amenizarem na bebida. Segundo estudo norteamericano, mulheres que bebem, mesmo que moderadamente, aumentam em até 15% o risco de desenvolver câncer de mama, ao contrário das que não bebem. A razão do aumento ainda é desconhecida.

Já em clima de verão, casal Larissa e André de Paula

Esse é um dos muitos adjetivos que traduzem o advogado potiguar Roberto Alexandre Neves.Formado em Direito pela UNP e com curso em Madrid em direito Imobiliário,Roberto diz que o interesse pelas leis vem desde cedo,quando sabia de sua vocação e admirava a profissão,uma certeza que só veio a crescer com o passar do tempo.Decidiu seguir para a vertente dos imóveis,inspirado também pelo pai,que sempre atuou na área e hoje é leiloeiro.Atuando na Advocacia Rocha,sempre se atualizando e se mantendo informado sobre tudo que acontece no seu meio, Roberto diz que hoje trabalha fazendo o que realmente gosta e não se imagina em outra área e a paixão pela profissão,saber se relacionar e gostar de lidar com pessoas são os ingredientes fundamentais para o sucesso,coisa que ele tira de letra.Na vida pessoal,Roberto faz o estilo mais família.Gosta de estar sempre que pode com os pais e curtindo os mimos da esposa Fernanda Rocha.Entre seus hobbies,o jogo de tênis semanal com os amigos é de praxe,sair para jantar com a amada,curtir um final de semana na praia e viajar estão entre as opções de lazer.Objetivo,sincero e sempre prezando pelo bom relacionamento com as pessoas ao redor,Roberto é,além de um competente e bem-sucedido profissional,uma pessoa admirável.


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

tn família

Domingo | 06 de novembro de 2011

Liege Barbalho

EDUCAÇÃO O Sindicato da Indústria da Construção Civil assinou termo de cooperação com o Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE).A solenidade ocorreu com a presença do presidente do Sinduscon,Arnaldo Gaspar Júnior,e da vice-presidente Larissa Dantas Gentile

liegebarbalho@tribunadonorte.com.br [ANNA RUTH DANTAS INTERINA]

THE BEST A Blond Liege Barbalho, celebrando o sucesso da sua noite “The Best”, realizada na última sexta-feira no Hotel Pirâmide. A colunista faz as honras a seus convidados de outros Estados, que vieram prestigiar a tradicional festa que reuniu expressivos nomes da sociedade potiguar. No próximo domingo com a assinatura da titular, a coluna traz flashes do badalado evento. Todos os clicks podem ser conferidos no www.liegebarbalho.com, no link Quem Acontece.

PRÊMIO Mais um Top Natal será promovido. Realizado realizado pela TRIBUNA DO NORTE e Consult Pesquisa, o evento premiará as marcas mais lembradas pelos consumidores natalenses em 36 segmentos de negócios, além da premiação Top dos Tops para a marca que obteve o mais alto índice de lembrança, independentemente da categoria. A solenidade de premiação será na próxima quinta-feira, às 20h, no Olimpo Recepções, Candelária.

A diretoria do Sinduscon assina termo de cooperação com o Instituto de Desenvolvimento da Educação

A médica dermatologista Regina Jales está concluindo o mestrado em psoríase

MESTRADO Professora responsável pelo Ambulatório de Cosmiatria (ramo da Dermatologia que estuda as desordens estéticas que afetam a pele, como linhas, sulcos, rugas de expressão, manchas na pele, envelhecimento precoce, dentre outras) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a dermatologista Regina Jales está em ritmo intenso de trabalho e estudos. Isso porque em fevereiro ela encerrará o mestrado que realiza na Universidade de Federal de São Paulo, cujo tema é psoríase.

JUÍZES FEDERAIS

HUMOR A competente Juliana Corbaria confirma. Dia 15 de dezembro, o Teatro Riachuelo receberá o show de Zé Lezin. Nesta apresentação, intitulada “O ‘Piru’ de Zé Lezin”, o humorista joga suas piadas sobre o espírito natalino, entremeando os “causos” do Zé Lezin com o trajeto de Papai Noel.

Os Elali, Sami, Sandra e André em noite do lançamento do Centro Jurídico Plenarium

Rafaela com os pais, Solange Bezerra e Edmilson Pereira

EXPANSÃO O Centro Nordestino do Método Padovan, criado em Natal, está expandindo suas atividades. Já está funcionando a segunda unidade do Centro em João Pessoa, na Paraíba. Em solo paraibano o Cenomp, fundado e dirigido pela competente Yara Caldas, funciona na Clínica Esperança, no bairro Manaíra. A instalação de uma unidade na Paraíba faz parte da ampliação das atividades do Centro, que já desenvolve cursos de capacitação em diversos Estados nordestinos.

A cidade de Natal será sede de um grande evento da magistratura federal. Confirmado para ocorrer nos dias 17, 18 e 19 de novembro o IX Encontro de Juízes Federais da 5ª Região. Estão sendo aguardados para o evento magistrados dos seis Estados que integram o Tribunal Regional Federal, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Alagoas. Um dos focos do encontro será a discussão sobre o novo Código de Processo Civil. O evento acontecerá no Hotel Ocean Palace, em Natal. O Encontro de Juízes Federais também terá setoriais com a Corregedoria Regional, a Coordenação dos Juizados Especiais Federais, com a Gestora das Metas do CNJ, com os Diretores de Foro da Região e com os diretores de Núcleos Seccionais da Esmafe.

DESTAQUE NA MEDICINA

Ministro Garibaldi Filho, Lauro Bezerra e Kleber Bezerra

Luzi Bezerra com as filhas Solange, Suzana e a neta Sofia

Mais um procedimento inédito no avanço do tratamento de glaucoma foi realizado no Rio Grande do Norte. O médico Cyro Bezerra, do Hospital da Visão, implantou a válvula mini Express, que tem como função controlar a pressão ocular nas pessoas que sofrem de glaucoma. A válvula é menor do que um grão de arroz e tem o objetivo de drenar o líquido responsável pelo aumento da pressão ocular. O implante dessa prótese é feito em uma cirurgia simples, onde ele é colocado entre a córnea e a esclera.

DOUTORA

DEBUT

A engenheira Ana Adalgisa Dias, diretora executiva do Sinduscon, apresentou na última sexta-feira, a defesa de doutorado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O trabalho teve como objetivo de reduzir e reutilizar o resíduo de borra oleosa de petróleo, gerado em grandes volumes pela indústria petrolífera.

Com o tom de rosa predominando em toda ambientação, Rafaela Bezerra Pereira teve seu debut em elegante noite no Versailles Tirol. Ao lado dos pais Solange e Edmilson Pereira, a aniversariante recebeu coro de vivas em sessão cheia de bem-querer. O belíssimo bolo de aniversário foi confeccionado por Ayda Cortez, os docinhos ficaram a cargo de Ana & Cláudia. A noite foi embalada pelas bandas, Arroxé, Pedro Lucas e na sequência o som eletrônico do DJ Dilvan. A coluna mostra alguns flashes da comemoração.

Presenças do deputado José Dias e Diúda Alves Dias

Simpatia do casal Renata Bezerra e João Bianor

Bárbara Abramo

Cinema

Horóscopo

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ESTREIA

Marte oposto a Netuno sinaliza erros e confusões até 8/11 Lua cheia em Touro:10/11

Áries 21/03 a 20/04 Foco nas transformações pessoais,ariano! Um dos melhores períodos do ano pra ir fundo dentro de si e limpar o que precisa ser renovado é agora.E domingo favorece mais ainda profundos mergulhos internos. Encontrará a paz.

Touro 21/04 a 20/05

Através das relações com as pessoas certas é que você vai mudando.Imprima um valor mais alto a estes contatos sociais pois através deles aprenderá muito.Nada de isolamento ou de reclusão emocional hoje. Compartilhe afetos.

Gêmeos 21/05 a 20/06

Fale na língua da compaixão,mas nem por isso deixe alguém pisar nos seus calos ou magoar seus sentimentos! Neste domingo, o astral requer que seja moderado até ao compartilhar sua generosidade.Senão,vai se sentir exausto e explorado.

Câncer 21/06 a 21/07

Sensível e inspirado por instinto poderoso no amor,você deve seguir seus palpites sem duvidar! O setor confuso ainda continua sendo o financeiro tente manter em ordem papeis e documentos.E adie alguma compra nada de impulsos nessa área.

Leão 22/07 a 22/08

Clima astral oscila entre o bom e o complicado hoje.De noite é o melhor período,concentre ai o namoro,a vida social etc.Até La você pode ficar suscetível e se desentender com os outros.De qualquer forma,as pessoas o sentem irritado demais.

Virgem 23/08 a 22/09

Dia de se abrir para os outros,namorar e se deixar levar pelas emoções compartilhadas,os planos conjuntos.Isso fará um bem enorme a você.Arte e musica são assuntos que aproximam,encantam,aquecem corações hoje.Aposte nisso.

Libra 23/09 a 22/10

Um domingo de bondade e devoção,mas que requer de você cuidado com a rotina;discrimine e fuja de alimentos de origem duvidosa.No amor vale também dosar bem as aventuras,os climas românticos etc.Pra não se arrepender depois.

Escorpião 23/10 21/11

Tudo bem hoje, conexão forte com tudo que possa te dar alegria,prazer e completude.Um dia em que você vai dar jeito de fazer o que gosta e os deuses e a vida estarão facilitando isso de muitas formas.Clareza com os mais vividos,ajude-os.

Sagitário 22/11 a 21/12

Acerto de contas com o passado,mas tudo em ritmo tranqüilo e sem grandes mudanças aparentes.Aproveite este período em que Vênus está em seu signo para fazer de tudo que possa melhorar a qualidade de seus relacionamentos.

Capricórnio 22/12 a 20/01

Corte de expectativas, quebre o programado, invente novidades com seu amor.Boa leitura e novidades podem colorir seu domingo.Um amigo confuso pode pedir dinheiro,ou ajuda material.Saiba que você pode ser envolvido em enredo.

★ ★ EU QUERIA TER A SUA VIDA (14 anos,legendado) Moviecom 1.Sessões 16h50 e 21h25 Mitch (Ryan Reynolds) e Dave (Jason Bateman) sempre foram amigos inseparáveis,mas com o passar dos anos a relação entre eles foi ficando mais distante. Os dois se reencontram e decidem sair para comemorar.Após uma noitada de bebedeira,acordam e percebem que cada um assumiu o corpo do outro.Numa corrida contra o tempo,os amigos precisam arrumar uma forma de colocar as coisas de volta ao normal.Direção:David Dobkin

Aquário 21/01 a 19/02

Continua ainda hoje o aspecto difícil entre Netuno e Marte,que muito compromete o seu astral neste domingo.É como se você não tivesse escapatória,sendo pressionado a fazer o que não quer.Quanto mais firme e direto for,melhor.

★ ★ ★ O RETORNO DE JOHNNY ENGLISH (10 anos,dublado) Moviecom 1.Sessões 14h35 e 19h10 / Cinemark 5.Sessões 14h40,19h25 e 21h50 Johnny (Rowan Atkinson) é um agente secreto acidental que não conhece o medo ou o perigo.Sua missão é estragar os planos de um grupo de assassinos internacionais antes que eles eliminem um líder mundial e provoquem o caos global.Direção:Oliver Parker

Peixes 20/02 a 20/03

Lua em seu signo ainda hoje comanda um domingo apressado e um tanto estafante.Seria bom aproveitar cada minuto para descansar e recarregar as baterias.Assim você preserva saúde e o bom humor.Em família estão os maiores desafios.

★ ★ ★ GIGANTES DE AÇO (10 anos,dublado e legendado) Moviecom 2.Sessões (dub) 16h20 e 19h / Cinemark 3.Sessões (leg) 18h30 e 21h15 / Cinemark 3.Sessões (dub) 13h e 15h45 Em um futuro próximo,Charlie Kenton (Hugh Jackman) é um lutador de boxe frustrado após o esporte se tornar uma

modalidade comandada por robôs de alta tecnologia.Ao abandonar a profissão,passa a viver da venda de sucata para o ferro velho.Quando sua vida parece ter encerrado,ele se reúne com seu filho para construir e treinar uma nova geração de robôs.Direção:Shawn Levy Estreia – ROCK BRASÍLIA – ERA DE OURO (12 anos,documentário,nacional) Moviecom 2.Sessões 14h e 21h35 Com imagens de arquivo,gravadas desde o final dos anos 1980,o documentário aborda a construção cultural e ideológica da capital federal.Retrata as bandas Legião Urbana, Capital Inicial,Plebe Rude,que fizeram a trajetória clássica do herói:vencer empecilhos e ir atrás de um grande desafio que era a conquista de um lugar na cultura nacional.Direção:Vladimir Carvalho ★ ★ ★ ★ PALHAÇO (10 anos,nacional) Moviecom 3.Sessões 15h45,17h45,19h45 e 21h45 / Cinemark 4.Sessões 13h20,15h30, 17h40,19h50 e 22h Benjamim (Selton Mello) e Valdemar (Paulo José) formam a dupla de palhaços Pangaré e Puro Sangue.Benjamim é um palhaço sem identidade,CPF e comprovante de residência.Ele vive pelas estradas na companhia da trupe do Circo Esperança. Mas Benjamim acha que perdeu a graça e parte em uma aventura atrás de um sonho. Direção:Selton Mello


Domingo | 06 de novembro de 2011

tn família

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

Hilneth Correia

MENINAS ED É amanhã o chá das ex-alunas ED, comandado por Márcia Marinho. O evento terá como convidada Aninha Melo ministrando palestra sobre beleza, e o lançamento da Campanha do Brinquedo, com a presença da coordenadora do Comitê de Ação Social, Leide Pimenta.

hilnethcorreia@tribunadonorte.com.br

TERRAS DE OBAMA! LAS VEGAS - Cidade do luxo, do encantamento, de viver intensamente... Disney para adultos? É pouco. Tem gente que não gosta de Disney e aí pensará que fica “de fora”. Uma cidade que não dorme. Durante o dia a beleza dos hotéis. Os mais bonitos e luxuosos. Cada hotel tem uma arquitetura inspirada num país e traz para ela todos os detalhes. Uma reprodução perfeita. Somos hóspedes do empresário potiguar MARCONE BARRETO, que hoje se divide entre os projetos na “sua” CearáMirim e Las Vegas/Miami. Mesmo ele estando no Brasil, nos colocou à disposição seu gerente GUTEMBERG, um pernambucano super atencioso. Estamos eu, Glorinha Távora e Toninho Magalhães no chiquérrimo CAESARS PALACE. Creio que seja um dos maiores e dos mais luxuosos. Seus prédios lembram ROMA e todos os seus deuses estão espalhados pelos enormes salões. Suas salas de jogos, bares, restaurantes, danceterias e casas de show são maravilhosos. São convidativos a não deixar o local. Desde a nossa chegada, estamos explorando os vizinhos, como BELLAGIO, com suas lojas de grife, como Prada, Vuitton, Fhendi, Marc Jacobs... são inúmeras.

ANDANÇAS POR LAS VEGAS COM GLORINHA TÁVORA E TONINHO MAGALHÃES

Esta colunista, ao longo de mais de 40 anos, sempre procurou ser correta e divulgar com seriedade. Assim também tem sido na minha vida pessoal, lutando com garra e honestidade. Passei por todas as fases da vida e algumas difíceis que valeram a pena por terem produzido CRESCIMENTO. Minha vida sempre foi pautada na honestidade e no respeito pelo próximo. Exerci atividades como gestora com “ficha limpa”. Minha vida pessoal, minhas férias e viagens só interessam a mim mesma. Satisfações? Ao meu filho e companheiro. Aos meus amigos, respeito e solidariedade.

AGENDA A CUMPRIR Conforme falei/escrevi para vocês, minha viagem também é de trabalho. Em São Francisco fizemos uma entrevista show com o artista curraisnovense MOCO (Rasmussem Ximenez) e o Padre Elvis (sósia de Elvis Presley), que faz os casamentos das celebridades aqui em Vegas. Filmamos também alguns pontos da cidade...

PARABÉNS PRA VOCÊS

DANÇA DAS ÁGUAS Diariamente na frente do hotel, entre 17 e 23 horas, um belo espetáculo é produzido: um balet das águas concentra turistas para aplaudir.

FOMOS AO VENEZIAN Reprodução perfeita. No Grand Canal, passeio de gôndolas com os gondoleiros cantando em italiano. Na praça de San Marco, os melhores restaurantes e sorveterias. Eles reproduziram um céu com nuvens com todos os detalhes. Você tem a impressão de que chega o entardecer. Ontem fomos assistir ao espetáculo “O”, do Circ de Soleil, e hoje já temos assento no show de ROD STEWART. E dizer para vocês que “aqui e acolá” tenho feito uma “fezinha”. Todas as vezes lembro das amigas Joanita Potiguar, Graça Mota e Osmarina Menezes, que adoram um cassino. Próximo ano viremos juntas.. Bem, a nossa sorte é o fotografo maravilho Toninho Magalhães. As fotos de hoje são dele.

TRILHANDO O CAMINHO

ELIZA SEREJO E HUMBERTO COSTA em Lua de Mel em LISBOA

Prefeita de Macaíba MARÍLIA DIAS, com o dep. federal HENRIQUE EDUARDO ALVES e o ministro GARIBALDI ALVES na festa de aniversário dos 134 anos do município de MACAÍBA

Tereza Maria Pimentel Câmara / Adenilson Araújo da Costa / Verônica Coelho / Terezita Chianca Câmara / Wilson Regalado / Ricardo Maia / Woden Madruga / Camila Lima / Lúcia Dantas / Janine Galvão / Marcelo Rocha / Jackeline de Paula / Adriano Gurgel / Marcus Vinícius Meira Pires / Justina Alcoforado / Maria Célia L. De Andrade / Paulo Macedo / Gerusa Tinoco Bulhões / Kerine Cabral Fernandes / Margareth Lisboa / Cynthia Gurgel Gadelha / Carlos Augusto Rosado / Suzana Bezerra / Delma Lopes

NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS *ALEGRIA,ALEGRIA... Foi saber que Regina Emerenciano foi “salva pelo gongo”.Depois do mal estar,o diagnóstico e o procedimento imediato dos seus médicos.Passando pelas mãos de Itamar de Oliveira :dois stentes e recuperada. * AS EMERENCIANO - Carol e Claudinha,que estavam em Miami, nada souberam,só foram informadas ao desembarcarem em Natal. * No sábado,festa em Capim Macio com Claudinha-Renato Melo festejando a 1ª

Comunhão de Júlia e a recuperação da mamy/avó Regina.SHOW! SHOW! * QUEM irá desembarcar na cidade é o amigo-irmão ANÍSIO BARRETO.Chega cheio de mimos para a festa das netas. Vamos festejar... * PASSE AMERICANO - Em São Francisco,Karla Magalhães festeja a chegada do “green card”definitivo.Mas, ela festeja muito mais,já que está de data marcada para janeiro de 2012 o Aplication de Cidadania.Depois de jurar à bandeira,será uma cidadã americana.

* VICTOR BELFORT,nosso brasileiro,é estrela aqui em Las Vegas,onde reside com a mulher JOANA PRADO.Eles acabam de comprar uma bela casa. Victor foi nosso entrevistado para o Hilneth é Sow! * POTIGUAR DE CLICS - O top das lentes,ROBERTO DUARTE,e Cristina estão de mudança para residir em Los Angeles em 2012.Vida nova e um novo campo de trabalho.Neste domingo estou sendo clicada pelas suas lentes em Miami.

* NAS minhas andanças,recebo e-mail da brasileira mais parisiense MARCI GAYMU.Ela está encerrando temporada de sucesso da exposição da escultura Mazeredo e em seguida afivelando malas para temporada em Natal. * TONINHO MAGALHÃES,que está em Las Vegas em nossa companhia,segue para visitar amigos do pai,Graco Magalhães,no Texas.Mas antes de embarcar para o Brasil,fica mais uns dias em São Francisco.Ele é excelente

companheiro de viagem. * PASSARAM POR LAS VEGAS: A vida e o sucesso de brasileiros no templo dos cassinos tem trazido um grande número de apresentadores de programas da TV brasileira a procurálos.Depois de ANA MARIA BRAGA,os últimos foram LUCIANO HUCK,e agora,ANNA HICKMANN.Todos fazendo o mesmo caminho: os casamentos,os cassinos e Victor Belfort.E o HILNETH É SHOW! não pôde deixar por menos.

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE lESTREIA

Cinema DIVULGAÇÃO

Estreia – A CASA DOS SONHOS (14 anos,legendado) Moviecom 4.Sessões 15h05,17h10,19h15 e 21h20 / Cinemark 6.Sessões 16h50,19h e 21h10 Will (Daniel Craig) é um editor de livros que deixa Nova York e se muda com esposa e filhas para uma cidadezinha exótica.Mas a nova casa dos sonhos dessa família já foi cenário para um assassinato cruel.Will começa a investigar o crime e percebe que este não é o único caso aterrorizante daquela casa.Direção:Jim Sheridan ★ ★ ★ ATIVIDADE PARANORMAL 3 (14 anos,legendado) Moviecom 5.Sessões 14h40,16h10,18h05,20h e 21h55 / Cinemark 1.Sessões 12h30,17h15, 19h20 e 21h30 Terror supostamente baseado em imagens reais que capturaram atividades de espíritos que atormentam uma casa.Direção:Henry Joost e Ariel Schulman Estreia – TERROR NA ÁGUA 3D (14 anos,dublado e legendado) Moviecom 6.Sessões (dub) 14h40 e 17h / Moviecom 6.Sessões (leg) 19h20 e 21h40 / Cinemark 7.Sessão (dub) 17h / Cinemark 7. Sessões (leg) 14h30 e 22h10 ★ ★ CONTÁGIO (12 anos,legendado) Moviecom 7.Sessões 15h05,17h20,19h35 e 21h50

Nos EUA,espalha-se rapidamente um vírus letal transmitido pelo ar.À medida que a epidemia avança,toda a comunidade médica mundial luta contra o relógio para encontrar uma cura.O problema é que o pânico cresce proporcional à velocidade da transmissão do vírus.Direção:Steven Soderbergh

Show Brincadeiras Musicais é o primeiro show infantil filmado em 3D no Brasil.Sandra Peres, Paulo Tatit e os músicos da Palavra Cantada apresentam show interativo com brincadeiras e músicas.Direção:Marcelo Siqueira e Carlos Garcia ★ ★ ★ O ZELADOR ANIMAL (Livre,dublado) Cinemark 5.Sessão 17h05 Um solitário guarda de um zoológico decide deixar o emprego porque não consegue se envolver com nenhuma garota.Então,ele recebe a ajuda dos animais para entender os segredos da natureza.Direção:Frank Coraci

★ ★ ★ DIÁRIO DE UM BANANA 2 – RODRICK É O CARA (Livre,dublado) Cinemark 1.Sessão 15h Greg e seu irmão mais velho Rodrick vivem em conflito.Um dia os pais e o irmão caçula deixam os dois sozinhos em casa no fim de semana.Rodrick organiza uma festa e deixa a casa numa tremenda bagunça.No dia seguinte os irmãos conseguem arrumar tudo, e isto faz com eles se se aproximem. Direção: David Bowers

★ ★ ★ GAINSBOURG,O HOMEM QUE AMAVA AS MULHERES (16 anos,legendado) Cinemark 6.Sessão 14h Cinebiografia do músico francês Serge Gainsbourg (Eric Elmosnino),que cresce em Paris na década de 1940,quando era ocupada pelos nazistas.O filme passa,ainda,pela época de sucesso (1960) até sua morte,em 1991. Diretor:Joann Sfar

Estreia – A PELE QUE HABITO (16 anos,legendado) Cinemark 2.Sessões 18h e 21h Com roteiro baseado no romance“Tarântula”, do francês Thierry Jonquet,o filme conta a história do cirurgião plástico Robert (Antonio Banderas),que usa uma mulher como cobaia na tentativa de criar a pele sintética perfeita. Sua obsessão começa depois que sua mulher morre queimada em um acidente de carro. Direção:Pedro Almodóvar PALAVRA CANTADA 3D (Livre,nacional) Cinemark 2.Sessões 13h15,14h50 e 16h25

“Rock Brasília”retrata cena cultural e ideológica da capital federal através de imagens gravadas nos anos 80

★ ★ ★ OS TRÊS MOSQUETEIROS 3D (12 anos,legendado) Cinemark 7.Sessão 19h40 O jovem D´Artagnan se une a três destemidos mosqueteiros nessa nova versão da clássica história.Entre lutas de espadas e perseguições alucinantes,eles precisam deter os avanços do vilão Richileu e proteger a bela Milady.Direção: Paul W.S.Anderson


tn família

MODA MINEIRA

Plumas e paetês. A coleção de Victor Zerbinato foi “invadida”por um verdadeiro mix. Cores, formas geométricas, referências africanas e indianas, paetês de couro... um show!

A capital mineira viveu seus dias de moda durante os dias 26 e 29 de outubro, com a realização da 9ª edição do Minas Trend Preview – Outono Inverno 2012.O evento, que teve como tema a “Inspiração”, antecipou algumas tendências para a moda das estações mais “frias”.Tudo aconteceu no Expominas, em Belo Horizonte, com a participação de mais de 30 marcas.Na programação, rodadas de negócios, projeto “Moda para Comer”, e claro, muitos desfiles.Destaque para a primeira noite, com um fashion show de marcas convidadas por Ronaldo Fraga, estilista e curador do evento.Confira o que aconteceu nas passarelas.

NEWSNEWSNEWS O Lions Clube Natal Reis Magos, realiza no próximo dia 09 de novembro,o IX Fashion Show.O evento acontecerá no Olimpo Recepções de Candelária,e irá contar com desfiles das marcas Bobstore,Ótica Diniz Prime,Maria Maria Maison e Romance Brazil.Érika Nesi e Victor Hugo Damasceno, comandam a festa.Na ocasião,serão homenageadas 14 patronesses. A empresária Iris Polloni,inaugura no próximo dia 08 de novembro,a sua loja Duda Polloni,no segundo piso do Natal Shopping.Haverá pocket show com o cast Tráfego Models,com looks das marcas Morena Rosa,Maria Valentina e Zinco,exclusividades da loja.A produção do evento é da competentíssima Simone Silva.O estilista potiguar radicado nos Estados Unidos,Geova Rodrigues, lança hoje no Club The Darbys,em Nova York,o curta metragem”Geova Nigth and Day”.Na telona,imagens do mundinho fashion e da vida do estilista.Confirmado para o final deste ano,a terceira coleção assinada pela übermodel brasileira,Gisele Bündchen,em parceria com a C&A.Looks urbanos,sofisticados e super clean,fazem parte da coleção.

No melhor clima dos anos 70, a Última Hora explorou a década que divertiu o mundo. Estampas, alfaiataria, bordados, animal print... a coleção é fantástica.

O Egito é aqui. A Chicletes com Guaraná se inspirou no Antigo Egito e na Rainha Cleópatra, nos seus looks para o outono inverno 2012.

Roupas fluidas remetendo às vestes romanas. A Alessa apostou nos caftãs, peças amplas e românticas. Adoramos!

Inspirada nas mulheres poderosas que marcaram época, a Vivaz levou para a passarela do Minas Trend peças que dão a impressão de força e poder.

FOTOS:AGÊNCIA FOTOSITE

8 | Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 06 de novembro de 2011 | georgeazevedo@tribunadonorte.com.br


Tribuna do Norte - 06/11/2011