Issuu on Google+

» CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 32 PÁGINAS E 5.514 ANÚNCIOS FUNDADOR: ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 60 • Número 294 • Domingo,27 de fevereiro de 2011

[ COMBUSTÍVEIS ] Enquanto os postos de Natal compram aos distribuidores a segunda gasolina mais barata do Nordeste,consumidor paga por litro o terceiro maior preço da região

Gasolina chega barata e sai cara nos postos de Natal Com a produção da planta de gasolina automotiva da Refinaria Potiguar Clara Camarão (RPCC), implantada no polo de Guamaré, os postos revendedores de combustíveis em Natal recebem dos distribuidores a segunda gasolina mais barata

EXEMPLAR DO ASSINANTE

TODO MUNDO DE OLHO NAS ESTATUETAS A cerimônia do Oscar 2011 será exibida em rede mundial, hoje, a partir das 21h30. [ PÁGINA 15 ]

REVOLTA ÁRABE

Poder do Ocidente sai diminuído com fim dos ditadores

do Nordeste (R$ 2,25). A Agência Nacional do Petróleo (ANP) assegura que nas duas últimas semanas, “não houve variação significativa no preço da gasolina”. Mesmo assim, o consumidor viu os preços subirem R$ 0,10 nas bombas, com a maioria dos postos cobrando R$ 2,73 (em

média) e reforçando a suspeita de “cartelização”. Os donos de postos negam, e o Ministério Público Estadual, diante das dificuldades em juntar provas, espera pelos resultados de estudo encomendado à Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça. [ NATAL 1 E 2 ] ALEX RÉGIS

A VOLTA DA SUPERVILÃ

Deputado custa R$ 1,15 milhão por ano ao Estado

AOS 84 ANOS, SEM PERDER O TALENTO, BEATRIZ SEGALL VOLTA À TV E REVIVE A MILIONÁRIA MÁ E MANIPULADORA.

Cada um dos 24 deputados no Legislativo potiguar custa ao Estado cerca de R$ 1.157 milhão ao ano um pouco mais, um pouco menos se somados apenas salários, cargos comissionados nos gabinetes e a verba indenizatória. [ PÁGINAS 3 E 4 ]

[ REVISTA DA TV 6 E 7 ]

DESENVOLVIMENTO

A provável queda de Kadafi, na Líbia, será o lance maior da revolta árabe que varre as ditaduras do mundo árabe. Analistas estão otimistas com o fim da hegemonia ocidental na região. [ GERAL 9 E 10 ]

Setur desenvolve Plano de Governo do Turismo do RN Documento feito pela Setur aponta motivos para um atraso no desenvolvimento do setor e propõe medidas para fomentar a atividade. No Plano o turismo é descrito como uma atividade subaproveitada, mas com potencial. [ NATAL 3 E 4 ]

CONTRAVENÇÃO

Sem repressão, o jogo do bicho corre solto Do alto da credibilidade que muitas instituições não gozam (afinal, “vale o que está escrito”), o centenário Jogo do Bicho corre solto, viciando e drenando as economias de alguns, alimentando outros. [ NATAL 9 E 10 ]

CARIOCA

CLUBE DO ASSINANTE Flores,aulas de danças do ventre e tratamento estético em oferta. [ CLUBE DO ASSINANTE 1 A 8 ]

Sem conhecer a história local, colegas da Imprensa reinventam Natal. [ PÁGINA 2 ]

ELIANA LIMA

[ NATAL 14 ]

CLÁUDIO HUMBERTO

Flamengo tenta evitar zebra para ficar com o título O Flamengo enfrenta o Boa Vista na final da Taça Guanabara, às 16h. O rubro-negro chega como favorito e quer evitar uma zebra. O zagueiro artilheiro Ronaldo Angelim é um dos amuletos do time da Gávea, na decisão. [ ESPORTES 6 ]

JORNAL DE WM

Viciados em drogas não dispõem de tratamento na rede pública de Saúde.

ASSEMBLEIA

JÚNIOR SANTOS

RAIOS E TROVOADAS NO FUTEBOL DE MOSSORÓ

Poder conferido por Dilma ao ministro Antônio Palocci provoca ciúmes nos petistas. [ PÁGINA 10 ]

»CRISE Potiguar e Baraúnas fazem campanhas ruins e o Estádio Leonardo Nogueira vive futuro incerto. O local, que tem parte da arquibancada interditada, pode ser negociado em troca da construção de um outro campo na cidade. [ ESPORTES 1 E 2 ]

106

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

HOME PAGE:

www.tribunadonorte.com.br

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

opinião

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

ESPAÇO LIVRE [ Agnelo Alves ]

Jornal de WM WODEN MADRUGA - woden@terra.com.br

Inventando a cidade

A

qui e acolá puxo conversa com Carlos Peixoto, nosso diretor de redação, sobre livros – ele é um ledor voraz e de bom gosto – e intercalo nesses papos de começo da noite, enquanto a redação permanece agitada no outro lado do aquário, umas pitadas sobre o jornalismo da província. Ando metido em redação de jornal há 68 anos. Esta coluna, por exemplo, já completou 47. Sou do tempo em que repórter andava a pé pela cidade catando notícias. Lápis e papel na mão. Fico chateando Peixoto por conta da maneira como os nossos jornais (incluo rádio e televisão) vão inventando uma nova Cidade de Natal, invertendo nomes dos lugares públicos, bairros, ruas, praças, passando o trator do desprezo pela sua história, seu passado e suas tradições, seus filhos ilustres. Vão criando uma cidade falsificada. De repente os bairros de Petrópolis e do Tirol passam a ser chamados pelos jornais locais, via colunismo social ou coisa parecida, de “Plano Palumbo”, uma referência ao urbanista italiano Giacomo Palumbo que andou por aqui em 1929. Virou moda besta na mídia. Palumbo não botou um meio-fio sequer nem no Tirol e nem em Petrópolis. Tem nada a ver com os dois bairros que já existiam há mais de 20 anos, traçados por Polidrelli ( outro italiano), em 1904, seguindo o projeto original do intendente Joaquim Manoel Teixeira de Moura, bolado em 1901. Surgia a Cidade Nova. Era o governo de Alberto Maranhão. A Praça Pedro Velho, construída nos anos trinta, é chamada de Praça Cívica, apelido imposto pela Ditadura de 1964, quando passou a realizar ali os desfiles militares. Parte da imprensa, infelizmente, aceitou a imposição. Esqueceram da velha e graciosa “Pracinha” que marcou a vida social e esportiva de Natal por mais de quatro décadas e que teve o seu tempo áureo entre os anos 40 e 50. Esquecem o nome de Pedro Velho, o principal líder do movimento republicano no Rio Grande do Norte, o primeiro governador do Estado no novo regime. Foi ainda deputado e senador. Médico, professor, jornalista (o fundador do jornal A República). Seus coleguinhas de hoje, infelizmente, desconhecem sua rica biografia. Aproveito para sugerir aos coleguinhas a leitura de “Vida de Pedro Velho”, biografia escrita por Luís da Câmara Cascudo, reedita-

do recentemente pela UFRN. Digo mais: é preciso ler Cascudo. Sua História da Cidade do Natal, sua História do Rio Grande do Norte, suas “Actas Diurnas” reunidas em 10 volumes com o título de O Livro das Grandes Figuras, publicados pelo Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, seus livros de memórias. Ler o que puder ler de Cascudo. Ler Cascudo, além de um rico aprendizado, é um deleite. Seja História, seja Etnografia, seja Antropologia, seja Sociologia, seja Crônica, seja Criítica Literária, seja Música, seja Folclore, seja Jornalismo. Sim, porque o Mestre foi repórter, começou a escrever em jornal. Cascudo, cara, foi nosso colega. Estufe o peito! Vamos lê-lo para se aprender as coisas, ficar sabendo das coisas, ficar sabendo da História da nossa cidade e da sua gente, que somos nós. O bairro da Ribeira tem sofrido muito nas mãos de vários prefeitos e dos repórteres. A Praça Augusto Severo, coitada, tem levado porradas. Ultimamente os jornais tratam-na como “Largo da Ribeira”, “Largo do Teatro”, “Largo Dom Bosco”. Uma ignorância e um desrespeito àquilo que foi o mais “o mais belo da Cidade”, no dizer de Lauro Pinto, magistrado e escritor. Está no seu livro Natal que eu vi, de 1971 (Imprensa Universitária) e que o Sebo Vermelho reeditou em 2003 (edição fac-similar). Um desrespeito à memória do seu criador, o grande arquiteto Herculano Ramos, o mesmo que projetou o Teatro Alberto Maranhão e que difundiu a art noveau por estes alagados.

Liberdade de Imprensa e o Parlamento

A

provado o novo salário mínimo, a expectativa nacional está voltada para as reformas política e tributária. Qualquer um dos ditadores que estão saindo no auge do poder discricionário, absolutista – “Eu sou a Lei”– imporiam as duas reformas de cima para baixo e ponto final. Na democracia, não é assim. São duas reformas que estão na pauta de todas as eleições, lá se vão pelo menos vinte anos. Para não fugir à regra, a pauta de sua frequência está nas campanhas eleitorais. Passadas as eleições, assunto encerrado, ou melhor dito, adiado até a próxima eleição. O presidente Lula foi o governante antireformista por excelência. Não promoveu nenhuma. Para que reformar, se o Governo Federal dispõe de um instrumento constitucional chamado “medida provisória”, através da qual as alíquotas e porcentagens são alteradas para cima e para baixo, sem precisar reformar coisa alguma? E no cenário político, todos convivem bem como o que está aí... O cachorro atrás do gato e o gato atrás do rato, nas campanhas políticas. Mas todos felizes depois da diplomação. Mais oportuno não mexer, tentando o melhor e sair o pior – terá raciocinado o ex-presidente, que concluiu o seu mandato como o

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av.Tavares de Lira,101,Ribeira - Natal/RN CEP:59010200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm.e Operações: Ricardo Luiz de V.Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação:Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

Amâncio

Cartas Renúncia Meu Deus o que será da população? O que esta governadora, senhora Rosalba Ciarlini está fazendo com o povo que votou nela? Falta tudo. Segurança, Educação e Saúde que é prioritária. É inadmissível que a população fique passiva diante dessa omissão. Este governo começou mal. Até agora são só viagens, reuniões e muito blá-blá-blá. Senhora governadora faça jus à confiança que o povo natalense depositou na senhora, porque quatro anos passam rápido e lembraremos disso. Faremos igual aos candidatos que nada fizeram por nosso Estado e agora não votamos nem para ele ser síndico de prédio. Lembre-se disso. anadunas@oi.com.br

Saúde

DAS FLORES QUE NÃO EXISTEM Os jornais, notadamente as colunas sociais (ah, as colunas sociais!) se referem à Praça Aristófanes Fernandes, em Petrópolis, como a Praça das Flores. Ali não cresce um pé de cravo pra defunto. A praça hoje é um mostrengo. A quadra é salva por conta de três ou quatro restaurantes que estão na moda. Teve um deles, o pioneiro, que fechou as portas por conta do peso dos cheques sem fundo de seus frequentadores, a maioria de bacanas, colunáveis, tutti buona gente... Não fosse isso a praça seria apenas mais uma parada de ônibus. Ali, naquele chão que já o chão sagrado, funcionou, por bom tempo, a sede do ABC Futebol Clube. Era os fundos da casa do doutor Vicente Farache. Menino buchudo, comi muita canjica preparada por dona Maria Lamas Farache, noite de São Pedro, para comemorar o aniversário da fundação do clube. Do outro lado, começava o Alto do Juruá, um arremedo de duna. De três ou quatro anos pra cá, a mídia embalou no noticiário sobre um tal “prolongamento da avenida Prudente de Morais”. Esqueceram de informar que a Prudente, vinda do bairro de Petrópolis (Praça Pedro Velho) segue no rumo do poente e se esbarra na avenida Governador Tarcísio Maia, altos da Candelária. A partir daí o que existe, há anos, é a avenida Omar O’Grady. Que foi prefeito de Natal (governos José Augusto Bezerra de Medeiros e Juvenal Lamartine de Faria) e responsável pela contratação do urbanista Giacomo Palumbo. Mas coleguinhas, certamente desinformados ou influenciados pela moda, não respeitam a memória do engenheiro-prefeito nem o fato da existência de uma rua com o seu nome. A avenida Omar O’Grady, tem quase 3 quilômetros de extensão,é uma avenida bonita, cheia de curvas, descidas e subidas suaves, por conta das dunas que ela atravessa. É nela que está localizado o Parque Dom Nivaldo Monte (O Parque da Cidade) com o belo monumento projetado por Oscar Niemeyer, fechado há dois anos pela atual “administração” municipal. A avenida Omar O’Grady acaba na avenida dos Xavantes, no bairro de Pitimbu. A partir daí é que começou a se construir o que seria o prolongamento da Omar O’Grady e não da Prudente de Morais, que ficou lá atrás. O mais lamentável nisso tudo é que o próprio poder público, o governo, incorpora o erro da imprensa mal informada. Um dia desses li nota oficial do DNIT, referindo-se à obra como prolongamento da Prudente. Quando me iniciei no jornalismo (1953 do século passado) me ensinaram que Jornalismo era a transmissão da informação com exatidão e rapidez, de forma objetiva e que sirva à verdade. Faz tempo.

mais popular, no Brasil, de todos os e a admiração no plano intertempos. Não mais populares que ele, nacional. Obama disse que LuA democracia mas tão quanto, são dois outros prela era “o cara”. A presidente brasileira ainda sidentes. Getúlio Vargas que voltou Dilma, sua pupila, está enestá muito tênue. nos braços do povo, mas terminou saiando um modelo novo, diEm qualquer crise tragicamente, suicidando-se. E JK, ferente, defendendo o Poder política logo preso humilhado, chutado, deporLegislativo e a liberdade de aparece quem tado e quando voltou ao Brasil, morimprensa, dois pilares do readverte para o reu tragicamente em desastre autogime democrático. Venceu a que tomou o mobilístico. primeira batalha na Câmara nome da qual os A democracia brasileira ainda e no Senado, na questão do saradicais baixam está muito tênue. Em qualquer crilário mínimo, conquistando as armas, trocam se política logo aparece quem adpoderes excepcionais de decompensações e verte para o quê tomou o nome de cretar, ano a ano, a política sase acertam” “governabilidade” em nome da larial, durante o seu mandato. qual os radicais baixam as armas, Perde o Legislativo e perde a trocam compensações e se acerimprensa. Dilma vai, agora, tam. Tudo bem, “eu não estou faenfrentar a reforma que Lula zendo nada e você também”... Lurefugou. Reforma é uma coila governou oito anos. Nos primeisa. Remendo é outra coisa. ros quatro consolidou a “Bolsa FaMas é bom que todos estemília”, reunindo todas as benesses jam atentos: as ditaduras estão do tipo: vale gás, vale “não sei o ardendo e caindo. Os ditadores quê”, vale nada... Somou tudo e faziam “reformas” com a imdeu certo. prensa ameaçada e o parlaNo segundo mandato, Lula pinmento de “faz de conta”. A litou e bordou na área internacional. Ainda berdade de imprensa e o parlamento devem não descobriu o que vai fazer para manter a trabalhar unidos. Um não desgastando o ouexpectativa de sua volta no plano nacional tro. Os dois sabem por quê.

JOSÉ SARNEY [ escritor ]

A roda do mundo

E

m duas áreas do mundo, assistimos à história mover-se, sacudindo séculos de tradição, de costumes, de vida e de inércia. No Oriente Médio, a convulsão, diferentemente de todas as passadas, que não mais mobiliza diretamente o povo, como nos tempos de Napoleão, e sim pelas ondas invisíveis da internet - essa coisa diabólica que fundou uma nova era de comunicação, um caminho sem volta- num chamamento que começa nas casas e transborda para as praças motivadas por ideias, e não pessoas. No extremo Oriente, China -que supera o Japãoe Índia convidam para entrar na disputa Coreia, Cingapura, Tailândia e até os emergentes Vietnã e Mianmar. Lembro duas personalidades que conheci, homens extraordinários, para mim profetas do que estou vendo. Deng Xiaoping, já velho, um pouco surdo, mas de uma expressão de personagem mitológica, a dizer-me que nós no Ocidente não conhecíamos o tempo. Falou-me do futuro do mundo, tempos de paz, tempos de outra concepção, o fim dos sectarismos e a possibilidade da convivência de dois sistemas, o capitalista e o socialista. Não era para ele uma decisão voluntarista, mas a corrente do tempo, riachos cristalinos que carregavam os séculos. Eu o fitava, com seu dólmã dos velhos revolucionários, e não perdia uma palavra. Pegou na minha mão, com carinho, assim como se nossas mãos se entrelaçassem pelo lado, e me disse que o Brasil e a China tinham o destino de encontrar-se. Eu pedia relações estratégicas, ele respondia: "Só o tempo consolida a confiança". Ago-

Classificados: Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

ra, vejo os olhos do mundo fixados na China, e a competição tecnológica em pleHoje, vejo o fogo do na efervescência. Oriente Médio, Israel Ele já não vive, mas suas vivendo um palavras não foram esquemomento de cidas. apreensões com a Lembro Shimon Peres, mudança da política quando não estava no gona área. Olho a verno, vinha de muitas derChina, brilhando, rotas e trazia marcas, na orgulhoso de ter voz suave, de frustrações conhecido Deng, que não me contou. Mas esse transformador ouvi dele uma exposição e Confúcio redivivo” extraordinária sobre aquela área, sua visão do quanto o peso dos séculos, a marca religiosa, a saga do povo judeu pesavam nas decisões políticas. Ele tinha a consciência do sofrimento do povo palestino e da impotência de encontrar soluções, de achar o caminho das pedras. Era um humanista que me encantava com seus conhecimentos de literatura e, sobretudo, com o contraste, que nele vislumbrei, com a ideia que eu fazia de Ariel Sharon e Benjamin Netanyahu. Hoje, vejo o fogo do Oriente Médio, Israel vivendo um momento de apreensões com a mudança da política na área. Olho a China, brilhando, orgulhoso de ter conhecido Deng, esse transformador e Confúcio redivivo. Lembro Drummond: “Mundo mundo vasto mundo / se eu me chamasse Raimundo". E quem se chama Gaddafi?

Esse é o retrato da Saúde, tanto estadual como municipal. Vejam só: se a atual governadora disse que encontrou o Estado falido, por que não implantou ações de impacto (emergenciais) nas áreas mais carentes, como Saúde, Segurança???? Sim, mas não existiu antes uma transição??? Sei que governar, administrar e ser representante público não é fácil, mas.... tem que chegar mostrando para o que veio, com determinação, agilidades nas decisões e planos de impacto. Se os senhores prefeitos, governantes, presidentes dirigissem suas cidades, seus Estados, o país como entidades privadas,a coisa seria diferente. Mas... steniofernandes01@hotmail.com

Descompromisso Já perdi a conta dos números de anos que as informações relacionadas ao Hospital Clóvis Sarinho, que deveria ser referência para o bem da população natalense e do RN, passa por dificuldades. Resumo da ópera: incompetência dos gestores. Consequência imediata: nem os atuais dirigentes querem continuar no comando. Palavra chave: descompromisso com a saúde pública. Solução: povo nas ruas exigindo ações ou será que as redes sociais derrubam essa incompetência governamental? paulotrigueiro@hotmail.com.

Cartas para esta coluna deverão ter no » máximo 40 linhas para cada leitor e endereçadas para a seção Coluna do Leitor - Fone:4006-6100 FAX:4006-61224 - Redação/Tribuna do Norte. Email - tribuna@digizap.com.br

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro :(O21)2544-3070 – São Paulo:(011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J.do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J.Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


política

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

3

[ ASSEMBLEIA ] Deputados estaduais recebem, mensalmente, R$ 20 mil de salário, R$ 24 mil de verba de gabinete e têm assessores que somam remunerações de R$ 43,7 mil

Notas & Comentários colunanotas@tribunadonorte.com.br

Carnaval de Dilma

O

s preparativos prosseguem no Centro de Lançamento da Barreira do Inferno para receber a presidenta Dilma Rousseff no carnaval. As informações ainda não são oficiais, mas integrantes da Força Área Brasileira e do Palácio do Planalto fariam uma vistoria no local neste fim de semana. A assessoria da Presidência da República, por enquanto, ainda não confirma que a presidenta estará na Barreira do Inferno. Afirma apenas que, se ela vier mesmo, a programação não terá caráter administrativo nem político. Por isso, não divulgará a viagem com antecedência.

O Ministério Público tem que fiscalizar os excessos da administração pública, mas precisa fazer o dever de casa”,

Almino Afonso integrante do Conselho Nacional do Ministério Público

Adesão ao governo Alguns deputados estaduais que não apoiaram a governadora Rosalba Ciarlini na eleição do ano passado ficariam naturalmente na oposição. Mas entre eles há os que preferem assumir uma postura que não cria maiores problemas para o governo. Mesmo assim, evitam fazer um discurso abertamente adesista. É

o caso do deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PTB). Ele tem declarado que não irá oficialmente para a base aliada, mas votará favorável aos projetos, encaminhados pelo governo, “que beneficiem o RN”. O PTB formou, na Assembleia, um bloco com o PSDB e o PV. Cada um desses partidos têm apenas um deputado.

Novo partido A criação de um novo partido no país — numa iniciativa do presidente de São Paulo, Gilberto Kassab — pode abrir oportunidade para políticos do Estado que estão insatisfeitos com suas atuais legendas fazerem uma

nova opção de filiação. Pela resolução do Tribunal Superior Eleitoral, no caso de novo partido, os detentores de mandatos eletivos podem trocar de legenda, sem risco de punição por infidelidade partidária.

DIOGENIS SANTOS

Reivindicação de aumento

Cada deputado estadual custa R$ 1,1 milhão por ano MARIA DA GUIA DANTAS repórter

C

ada um dos 24 deputados estaduais na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte custa aos cofres públicos do Estado cerca de R$ 1.157 milhão ao ano. Um pouco mais ou um pouco menos. A imprecisão deve-se as dificuldades enfrentadas pela reportagem – o Ministério Público também procura saber os números – em levantar os valores com salários pessoais, verbas indenizatórias, ajudas de custos e gratificações de gabinetes que, de forma direta e/ou indireta, podem compor os custos de manutenção de um deputado. O valor citado é a soma anual dos salários mensais de R$ 20.043,68 (veja abaixo), do limite das 12 parcelas de R$ 24.057,90 correspondentes à verba indenizatória e aos R$ 43.708,20 (salários e 13º) destinados ao pagamento dos nove cargos comissionados à disposição de cada gabinete. Assim como na maioria dos Legislativos do país, os parlamentares potiguares têm direito a quinze salários ao ano, incluindo o décimo terceiro. As duas remunerações a mais correspondem às ajudas de custo anual, recebidas no início e no fim de cada legislatura com valores correspondente ao valor do subsídio mensal. Contabilizando-se valores das fontes de despesas citadas (salários, verbas e cargos) chega-se as seguintes cifras anuais: R$ 300.655,60 do total de salários dos próprios deputados; R$ 288.694,80 de verba indenizatória; e R$ 568.206,60 dos cargos comissionados. O total por ano é de R$ 1.157.556,60. Ao ingressar no Legislativo cada deputado dispõe, para livre nomeação nos gabinetes, de

DESPESA PÚBLICA Quanto custa um deputado? Valor/ mês R$ 20.043,68 (12 meses,mais 13º e duas “ajudas de custo”)

Valor/ ano R$ 300.655,60

Verba indenizatória

R$ 24.057,90 (12 meses)

R$ 288.694,80

Cargos comissionados

R$ 43.708,20 (doze meses,mais 13º)

R$ 568.206,60

Salário dos próprios deputados

Total/ano R$ 1.157.556,60 Os deputados têm direito a nove cargos comissionados que podem ser subdivididos,cada um,em até três,assim distribuídos: Motorista (R$ 1.194,21)

Secretário de gabinete (R$ 5.927,50)

Agente administrativo (R$ 1.393,20)

Oficial de gabinete (R$ 5.927,46)

Técnico em processamento de dados (R$ 3.959,23)

Assessor parlamentar (R$ 6.774,21)

Assistente político (R$ 5.879,02) – são dois

Chefe de gabinete (R$ 6.774,35)

nove cargos comissionados. Em regra, eles têm direito a um motorista (R$ 1.194,21), um agente administrativo (R$ 1.393,20), um técnico em processamento de dados (R$ 3.959,23), um secretário de gabinete (R$ 5.927,50), um oficial de gabinete (R$ 5.927,46), dois assistentes políticos (R$ 5.879,02), um assessor parlamentar (R$ 6.774,21) e um chefe de Gabinete (R$ 6.774,35). Contudo, há cerca de oito anos uma resolução interna deu aos parlamentares o direito de “dividir por três cada um dos cargos”. A partir daí, os gabinetes são ocupados por até 27 servidores em comissão. O valor de R$ 43.708,20/mês, no entanto, não foi alterado. Os salários passaram a ser divididos, somados, rateados ou empregados segun-

do a fórmula que possa ser acertada entre o deputado e os nomeados, desde que não ultrapassem o valor nominal para cada função e o total por gabinete. A remuneração dos deputados está definida no artigo 47º do Regimento Interno da Assembleia Legislativa (AL), assim como a existência da verba indenizatória. Os cargos em comissão são disciplinados através de resolução interna da Mesa Diretora. Não é segredo, entre os funcionários dos gabinetes e o pessoal efetivo da Assembléia Legislativa, a existência de “gratificações” - algumas nos contracheques, outras oficiosas – que variam entre R$ 500,00 e R$ 1.500,00 distribuídas segundo o critério de cada deputado. Comprová-las? Só com a ajuda da direção da Assembléia.

A TRIBUNA DO NORTE enviou por três ocasiões uma serie de questionamentos à assessoria da AL sobre as regras salariais para os parlamentares, mas não obteve respostas. Entre outras questões, a reportagem perguntou se além dos itens de custos já citados aqui, os deputados têm outras formas de suplementação orçamentária para os gabinetes. Quando questionados sobre os custos de cada parlamentar, deputados costumam encontrar explicações. Para o deputado José Dias (PMDB), o custo dos parlamentares do Rio Grande do Norte “é compreensível”. José Dias considera que os benefícios diretos são da população de todo o Estado e não dos deputados isoladamente. “Não somos nós. É o Rio Grande do Norte”. Ele argumenta que o condenável está na “distorção, malversação ou jogo extremamente vergonhoso”. O deputado Fernando Mineiro (PT), ressaltou que um dos benefícios disponíveis, a chamada verba indenizatória, não pode ser contabilizada como sendo uma remuneração dos parlamentares, entretanto é aceito que despesas pessoais como hospedagem, alimentação componham os gastos pelos quais os deputados podem pedir ressarcimento. Despesas indiretas e mais subjetivas, como gastos com pesquisas e consultorias, também são aceitas. Somar e dividir as despesas com salários parlamentares, com ajudas de custos e com cargos comissionados pelas 24 vagas de deputados existentes no Legislativo potiguar também é considerado “injusto”. “Nós estamos aqui representando o povo, somos advogados do povo, então essa divisão deveria ser feita comparando-se a população do Estado e não o número de deputados”, acrescenta o líder do PMDB, José Dias.

[ CONTAS PÚBLICAS ] Governo conta com mais 22,5% do total de verbas para gastar e o Tribunal de Justiça mais 27,6%. Maior aumento percentual foi do Ministério Público: 66,7% ADRIANO ABREU

JÚNIOR SANTOS

A toga se declarou “perplexa e chocada”com a decisão da presidenta Dilma Rousseff (PT) de não negociar com a categoria,que reivindica reajuste de 14,79% a título de reposição de perdas inflacionárias.“O governo não pode tratar sua relação com outro Poder,que é independente, como se estivesse negociando com sindicato de motorista de ônibus”,declarou o presidente da Associação dos Juízes Federais,Gabriel Wedy,para a Agência Estado.“O governo precisa evidentemente fazer essa distinção,não pode desconhecer o poder político dos juízes”,disse Wedy,.

Repasse de FPM As prefeituras recebem nesta segunda-feira a terceira parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de fevereiro. Em comparação ao mesmo período do ano passado, o crescimento é de 25,5% em termos reais. Os municípios do Rio Grande do Norte, coeficientes 0.6, que são aqueles com menos de 10.800 habitantes, vão fechar

Tribunal de Justiça tem orçamento anual de R$ 527,2 milhões

fevereiro com uma transferência de FPM R$ 438,1 mil, já descontados os 20% do Fundeb. No comparativo dos primeiros bimestres, houve um crescimento do FPM de 40% este ano em relação a igual período de 2010. Na soma dos dois meses, os municípios 0.6 receberam R$ 844,8 mil em 2011, ante R$ 603,2 no ano passado.

REAÇÃO A declaração do presidente da Ajufe foi recebida com indignação pela categoria dos motoristas. O coordenador do Departamento de Comunicação do Sindicato dos Motoristas de Ônibus de São Paulo, Nailton Francisco de Souza, classificou a afirmação de Wedy de “desrespeitosa e infeliz” e disse que pretende mover ação contra o magistrado. “Vamos unir todos os trabalhadores de transporte do Brasil para mover uma ação contra este cidadão”, afirmou.

REAJUSTE SANCIONADO O projeto de lei que reajusta o salário mínimo para R$ 545 foi sancionado na sexta-feira à noite pela presidenta da República, Dilma Rousseff, segundo informações da Secretaria de Imprensa do Palácio do Planalto. O projeto, que também trata da política de valorização do salário mínimo até 2015, foi sancionado sem veto pela presidenta. A lei será publicada na próxima segunda-feira (28) no Diário Oficial da União. O reajuste do mínimo entra em vigor na terça-feira, dia 1º de março.

TCE tem R$ 254,8 milhões para o orçamento deste ano

Orçamento aumenta para Tribunal de Justiça, TCE e MP O

s Poderes Executivo, Judiciário e Legislativo do Rio Grande do Norte obtiveram um reajuste orçamentário, para gastos, em 2011, que variou de 11,9% (Assembleia Legislativa) a 66,7% (Ministério Público). O Governo do Estado terá mais 22,5% do total de verbas para gastar e o Tribunal de Justiça mais 27,6%. Em números absolutos, a previsão de gastos do MP é de R$ 197,4 milhões; Assembleia Legislativa e Tribunal de Contas do Estado (TCE), de R$ 254,8 milhões; Tribunal de Justiça, de R$ 527,2

milhões; e Governo do Estado, de R$ 8,6 bilhões. Os números estão no Orçamento Geral do Estado (OGE). A maior parte destes custos orçamentários será destinada ao pagamento de pessoal. Somente o Poder Executivo ultrapassou os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A elevação mais substancial do orçamento do Ministério Público se deve à reforma administrativa, aprovada pela Assembleia Legislativa no final do ano passado, criando e extinguindo cargos efetivos, comissionados e gratificações. O novo formato do MP

trouxe junto a necessidade de um orçamento total para a instituição de pelo menos R$ 104,7 milhões, em 2011; e de R$ 111,5 milhões, em 2012. Embora o orçamento estadual para 2011 fixe uma previsão financeira para investimentos gerais quase 50% maior no comparativo com o de 2010, pastas como a Saúde e Educação, foram contempladas com uma margem substancialmente abaixo da média geral. A Secretaria de Saúde Pública terá um crescimento financeiro de 13%, embora o orçamento nominal bata à casa dos

R$ 1,248 bilhão. Já para a Educação, o percentual será de 23% positivos ou R$ 1,242 bilhão. Ambas foram agraciadas com menos da metade da média geral do OGE. Pastas que historicamente figuram na lanterna orçamentária, como a Fundação José Augusto (FJA), obtiveram crescimento. A FJA terá 167,2% de crescimento orçamentário; a Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos terá 153,9% de aumento percentual; e a Emater aparece como terceira prioridade, com aumento de 115,3%.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

política

Domingo | 27 de fevereiro de 2011 FOTOS:ALDAIR DANTAS

ENTREVISTA / PROMOTORA IZABEL PINHEIRO / COORDENADORA DO CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DE DEFESA DO PATRIMÔNIO PÚBLICO

“Gastos devem estar disponíveis para consulta nos sites” Coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Patrimônio Público, a promotora Izabel Pinheiro lamenta, nesta entrevista, que os portais de Transparência do Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas e Tribunal de Justiça tenham sido instalados, mas ainda não divulguem as informações completas e atualizadas sobre os gastos destes poderes e instituições. A promotora alerta que esse problema também ocorre nos portais das prefeituras de Natal, Mossoró e Parnamirim. “Como são gastos públicos, essas informações deveriam ser públicas”, destacou. Ela alertou também que houve atos secretos na Assembleia Legislativa. Seguem os principais trechos da entrevista concedia pela promotora. Qual a análise que a senhora faz sobre a transparência dos Poderes no RN? Essa é uma dificuldade que precisa ser superada porque a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) já determina que os gastos públicos sejam disponibilizados para a consulta da sociedade, isso através dos portais da transparência e de cronograma de implantação. Desde o final do ano passado todos os órgãos do Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas (TCE), Tribunal de Justiça, além dos municípios de Natal, Mossoró e Parnamirim já deveriam estar não só com os portais de transparência implantados como devidamente alimentados. O que tem se constatado é que os que o instalaram não os alimentaram corretamente. Além disso, tem sido um movimento de luta do Marcco [Movimento Articulado de Combate à Corrupção] que o TCE disponibilize ao cidadão, através do seu portal, a consulta aos dados das despesas públicas dos municípios porque

todo município deve alimentar o sistema de prestação de contas com acompanhamento do Tribunal. Como são gastos públicos, essas informações deveriam ser públicas. Então há uma luta do Marcco para que esses gastos sejam disponibilizados através do portal do TCE. Eles criaram essa ferramenta, mas nós já tentamos acessar inclusive em reunião do próprio Marcco e efetivamente não tem funcionado. A consulta é muito difícil e não se consegue chegar a um resultado positivo. Isso seria muito importante porque permite que o cidadão, o servidor, o funcionário, consulte e saiba como está se gastando o seu dinheiro. Como o MP pretende atuar de maneira preventiva? Na verdade o MP já não tem mais que atuar de forma preventiva porque isso foi feito antes da lei entrar em vigor quando recomendamos que eles tinham que disponibilizar. Já existem Inquéritos Civis instaurados tanto nas promotorias de Justiça de Natal, Parnamirim e Mossoró, como nas de Defesa do Patrimônio Público para apurar porque esses portais não estão disponibilizando os dados. Se for por dolo do gestor pode caracterizar a improbidade administrativa. Aliás, a não disponibilização desses dados é razão para a suspensão de repasses federais. As medidas mais extremadas o MP ainda não tomou, mas realmente se a omissão continuar nós teremos que caminhar para isso. É através desses inquéritos que o MP pretende fazer a lei que prevê a transparência? Desses Inquéritos Civis que foram instaurados para fiscalizar os portais de transparência. Porque é através dessa ferramenta que o cidadão que tiver acesso a internet vai poder acompa-

nhar as despesas públicas, vai saber quanto se gastou, com o quê se gastou, quem foi contratado, quanto se pagou... então realmente seria a efetivação da transparência da despesa pública. Isso está previsto em lei, tem o cronograma e é preciso ser obedecido. Em relação aos três Poderes,há como precisar onde está a maior deficiência nesse sentido de transparência com os gastos públicos? Nós não estamos com um levantamento neste momento, mas podemos dizer que a situação certamente não é a ideal. O que necessariamente precisa ser publicado em relação a atos e gastos públicos e o que pode ser feito internamente? As ações e despesas públicas devem ter transparência total. Mas existem algumas decisões internas em instituições que muitas vezes não são levadas ao domínio público... Esses são os chamados atos secretos. Nós tivemos muitos desses atos feitos na Assembleia Legislativa. Muitos mesmo. O Ministério Público ingressou com ações e esses processos estão na Justiça. O Ministério Público tem tido dificuldade de receber informações de instituições quando as solicita? Muito. A dificuldade nesse sentido é muito grande, mas nós buscamos meios de efetivar as ações necessárias. Por que esse tipo de irregularidade continua apesar da vigilância e do combate feito pelo Ministério Público? Essa pergunta tanto nós como a própria população devem fazer sempre.

A Lei de Responsabilidade Fiscal já determina que os gastos públicos sejam disponibilizados para a consulta da sociedade”

As medidas mais extremadas o MP não tomou, mas se a omissão continuar, nós teremos que caminhar para isso”


Domingo | 27 de fevereiro de 2011

especial

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Depois de dois anos de implantada, a Universidade Federal Rural do Semiárido, a Ufersa Angicos, ganha sua sede própria, uma obra grandiosa, que representou um investimento na ordem de R$ 22 milhões

[ EDUCAÇÃO ]

Angicos: nova cidade universitária FOTOS:EDUARDO MENDONÇA

partir dessa segundafeira, 28, no município de Angicos, na região do Sertão Central do Rio Grande do Norte, entra em funcionamento o campus da Universidade Federal Rural do Semi-Árido – a Ufersa Angicos. Apesar de a universidade ter entrado em funcionamento em 2009, só agora, após 2 anos, ocupará definitivamente a sua sede própria. Nesse período, funcionou no Educandário Padre Félix, cedido pela Arquidiocese. Quem tem a oportunidade de conhecer a estrutura do novo campus da Universidade do Semi-Árido pode comprovar a grandiosidade da obra que representa um investimento na ordem de R$ 22 milhões. Trata-se de um conjunto de prédios que mudou a passagem da caatinga no coração do Sertão Central. “É o maior investimento na área da educação já realizado de uma só vez na região do semiárido do Rio Grande do Norte”, afirma o reitor da Ufersa, professor Josivan Barbosa. O complexo do campus da Ufersa Angicos é audacioso e conta com um bloco com 10 salas de aulas; um bloco com 10 laboratórios, sendo 4 de informática, 4 de física e 2 de química; um bloco com 35 salas de professores; prédio administrativo; biblioteca com acervo inicial de 3.500 livros; setor de transporte, patrimônio e almoxarifado; centro de convivência e auditório. É essa estrutura que os estudantes e professores vão encontrar a partir dessa segunda-feira, 28, quando começa as aulas do primeiro semestre letivo. O campus possui plano diretor sendo totalmente urbanizado com estacionamento e rede elétrica, hidráulica e lógica (informática), além da estação de tratamento de água servida.

A

O complexo do campus da Ufersa Angicos conta com um bloco com 10 salas de aula, 10 laboratórios e 35 salas de professores

NÚMERO

22

milhões é o investimento na unidade da Ufersa em Angicos.

É o maior investimento na Educação já realizado no semiárido” JOSIVAN BARBOSA reitor

Com os novos 200 estudantes que conquistaram vaga na Ufersa Angicos nesse primeiro semestre de 2011, por meio do Sistema de Seleção Unificado – SiSU, utilizando as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio-ENEM, o município contará com mais de 800 estudantes e 53 professores morando no município. Um diferencial importante é que os docentes, mestres e doutores, têm regime de trabalho de dedicação exclusiva, permanecendo na cidade durante toda a semana. O campus da Ufersa do Sertão Central oferece atualmente cinco cursos de graduação: Ciência

e Tecnologia Diurno, Ciência e Tecnologia Noturno, Computação e Informática Noturno e Matemática Diurno. E a partir de abril, terá início a primeira pósgraduação da Ufersa Angicos que é o Curso Especialização em Sustentabilidade para o SemiÁrido – CESSA. “No final do ano, a Ufersa Angicos estará formando a sua primeira turma do Bacharelado em Ciência e Tecnologia com cerca de 70 estudantes”, afirma o diretor do campus, professor Edcarlos Alves Leite. Esses estudante, num total de 150, entraram na Ufersa no exame vestibular de 2009.1. Segundo o professor Edcar-

los Leite 60% dos estudantes que entram na Ufersa são provenientes dos municípios que compõem a Região do Sertão Central – Lajes, Pedro Avelino, Açú, Afonso Bezerra, Fernando Pedrosa, Santana do Matos, Itajá, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, entre outros. Os demais 40% são das outras regiões do Rio Grande do Norte e de estados vizinhos como Ceará, Pernambuco e Paraíba, mais também de estados como Sergipe, Minas Gerais e São Paulo. “Com o sistema de seleção pelo SiSU observamos um crescimento no número de alunos provenientes de municípios mais distantes”, pontua o diretor. Com relação aos

estudantes nativos de Angicos, o diretor adiante que o número ultrapassa 40. Ao concluir o curso de Ciência e Tecnologia os bacharéis poderão ingressar no mercado de trabalho ou optar pela continuidade dos estudos ingressando em uma das sete engenharias oferecidas pela Ufersa Mossoró: Mecânica, Civil, Agrícola e Ambiental, Química, Produção, Petróleo ou de Energia. O professor Edcarlos Leite explica que o acesso a uma das engenharias será pelo ranking das notas do aluno, e que terá peso variável de acordo com o curso que o candidato escolher.

Agência recebe contas de universitários

Unidade movimenta o município

É na agência do Banco do Brasil da cidade que melhor podemos sentir as mudanças que vêm ocorrendo na economia do município com a implantação da Ufersa. A cada semestre, afirma o gerente Emanoel Nazareno Vidal Araújo, são abertas cerca de 50 novas contas universitárias. Também é frequente a abertura e solicitações de transferências de contas por parte dos professores o que incrementa os serviços oferecidos pelo banco, como os financiamentos e empréstimos, por exemplo. “É notável a diferença quando comparamos o período de aula com as férias. Angicos só tem movimento, e até festa, no período de aula da Universidade”, constata o gerente do Banco do Brasil. Emanoel Vidal diz ainda que a economia se movimenta em cadeia e que um setor reflete positivamente nos demais. Só estudantes, serão 800 instalados na cidade a partir dessa segunda-feira, 28, com a grande maioria consumindo e pagando moradia na cidade. O gerente garante que os benefícios econômicos com a Ufersa são consideráveis para um município que dispõe de uma população com pouco mais de 11 mil habitantes. “Atualmente, o capital de giro do BB em Angicos é de R$ 4 milhões e de investimentos R$ 2 milhões”. Outro indicativo é o número de servidores da instituição que aumentou de 7 para 11 e existe a expectativa de novos bancários na agência com o concurso para março. “O BB tem R$ 11 milhões aplicados em financiamentos à pessoa física”.

Com o funcionamento do campus da Ufersa são mais estudantes, professores e servidores morando em Angicos. Pegando como base só os estudantes que gastam uma média de R$ 400,00 por mês, com moradia e alimentação, o valor mensal movimentado no município é de R$ 320 mil. Uma quantia considerada para um município que, segundo dados do IBGE, a cada Censo registrava queda no número de sua população. No campus de Angicos 157 estudantes já são bolsistas de pesquisa, extensão ou de atividades mantidas pela universidade. Além do aquecimento econômico, a instalação da Universidade Federal do Semi-Árido em Angicos representa mais oportunidade para os jovens da Região do Sertão Central que durante anos ficou impossibilitado de entrar na Universidade. “Os nossos jovens precisam despertar para o potencial transformador da educação e a Ufersa se expande oferecendo essa oportunidade”, argumenta o reitor, professor Josivan Barbosa. Um exemplo de um angicano que aproveita essa oportunidade para mudar de vida é o vigilante Djalma Júnior, 39, que cursa Sistema de Informação, na Ufersa. “Há muito tempo tinha esse objetivo, em 2006, entrei numa faculdade particular em Açú, no curso de contábeis, mas tive que deixar, pois custava caro e ficou complicado trabalhar aqui e estudar fora”, admite Djalma que há 5 anos, trabalha na ADS Segurança. “Faço a minha parte para que, ao concluir o curso, eu possa ter mais oportunidade de crescimento profissional”, acredita.

O campus também possui plano diretor, sendo totalmente urbanizado com estacionamento, além da estação de tratamento de água

Instalação da Ufersa aquece economia de Angicos Entre os moradores de Angicos é notório que a instalação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido trouxe grandes benefícios para a cidade. Essa realidade é sentida pelo comércio, serviços, mercado imobiliário e bancos o que reflete na oferta de empregos. Para se ter uma ideia desse aquecimento na economia, de janeiro de 2009 até agora, as construtoras do novo campus empregaram mais de 80 operários, a maioria da própria cidade e de Mossoró. Outro indicativo é o preço dos alugueis que sofreram um super aquecimento. Um exemplo é o preço cobrado pelo kit net – quarto e banheiro – que tem preço de R$ 250,00. Quando se trata do aluguel de uma casa simples, o

preço mínimo é de R$ 600,00. “Angicos antes era uma, hoje é outra”, afirma a proprietária da loja Efegê Variedades, Geralda Macedo Gonçalves, localizada no centro, vizinho ao mercado. Para a comerciante, no seu estabelecimento houve um aumento vertiginoso nas vendas, principalmente, de material escolar. “Acho bonito dizer Angicos agora é uma cidade universitária. Creio que a tendência é crescer ainda mais”, afirma Geralda Gonçalves. A panificadora São Francisco, na Avenida Georgino Avelino, virou ponto de encontro para os estudantes da Ufersa. O funcionário Jeová Augusto diz que o aumento nas vendas foi superior a 30% com a instalação da Universidade.

Josivan Barbosa, reitor, fala sobre os investimentos na Ufersa


geral

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

7

[ CEMITÉRIO ] Para preservar a memória, Fundação Rampa defende a criação [ EVENTO ]

de um museu da aviação em Natal, para resgatar o que não ser perdeu

Gaudêncio Torquato

FOTOS:RODRIGO SENA

gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br

O chifre do diabo e as asas de anjo

O

A perda de valores, o desmanche de virtudes clássicas – como o respeito, a honra, a ética, a solidariedade, o compromisso da palavra dada –, que se somam à corrupção e à impunidade, desestruturam o sistema normativo, conferindo ao desenho institucional um quadro de fragilidade e anomia. E quando o Estado invisível, presente no mando da criminalidade, se volta explicitamente contra o estado visível, que é o poder do Estado, a sensação é de que o Governo, mesmo sob novo comando, não consegue segurar as ondas de criminalidade. Afora razões pontuais para explicar os problemas nacionais, há uma causa maior que está por trás da onda de banalização que o País vive: a cultura de irresponsabilidade. Em sua esteira, vicejam a falta de autoridade, a ausência de compromisso, o descaso, a falta de zelo para com a res publica. O exemplo vem de cima. Quando não há um sentido de autoridade, disciplina e obediência à lei, que possam servir de norte para a sociedade, o povo tende a assumir comportamentos miméticos e a pautar sua conduta ao sabor dos climas e ambientes anarquizados. Diante desses climas, a psicologia coletiva nacional, ao contrário da rigidez do caráter anglo-saxão, por exemplo, dá vazão às atitudes relaxadas e negligentes. O embaixador J. O. de Meira Penna, em seu formidável livro Em berço esplêndido, fornece alguns traços pelos quais pode-se entender muita coisa do que está se passando. Reconhece ele que o brasileiro é, mais que Homo sapiens ou Homo faber, Homo ludens, com sua propensão para os jogos, a diversão, os brinquedos, a festa, a farra. Basta ver que os ambientes pesados dos velórios são, entre nós, bastante aliviados por festivais de piadas. Fazemos brincadeira com coisa séria e seriedade com coisas banais, típica atitude dos espíritos lúdicos. O que é sério para o brasileiro? A administração pública? A educação? A política? A instituição militar? O respeito às tradições, o civismo? Apenas umas, mais que outras, são respeitadas. O brasileiro aprecia mesmo e leva mais a sério os folguedos, o futebol, a loteria. O jogo do bicho, por exemplo, ampara-se na regra apalavrada pelos cambistas. Pessoas de palavra. O carnaval é uma das coisas mais sérias do País, porque suas leis são imutáveis e seus eventos, previsíveis. Os mandatários já deixam de sêlo, em função da torrente de escândalos e denúncias que enlameiam os atores políticos e

respingam sobre as instituições que representam. Se o futebol está deixando de ser coisa séria, é porque a política se infiltra nos times e estádios. Eis a confusão que cerca o Grupo dos 13. O ensino, por sua vez, transforma-se em grande negócio. O nivelamento da qualidade se dá por baixo. A instituição policial está debilitada. Policiais se envolvem nos descaminhos da criminalidade. Vejam o caso do Rio de Janeiro. A cúpula da Polícia Civil acaba de ser flagrada em operações de corrupção. Os efetivos, desmotivados, deixam de cumprir a contento suas funções constitucionais. O civismo? Ora, não resiste a uma batucada de samba. Se a via institucional está congestionada de deficiências, não é o povão que vai arrumar o conserto. A responsabilidade é dos governantes e das elites. Onde estão os frutos da política nacional de Segurança? Onde estão os carros baratos, as boas estradas, o trânsito que flui? Os projetos do PAC caminham a passos de tartaruga. As promessas acabam indo para a cesta da verborragia. Por estas plagas, o verbo no Brasil é usado a torto e a direito para explicar o inexplicável ou para designar coisas que não correspondem exatamente à designação. Vejam essa interessante moldura colecionada pelo embaixador Penna: o Rio de Janeiro é uma baía; não existem amazonas no Amazonas; Petrolândia e Petrolina não têm uma gota de petróleo; não há um grande rio nem no Rio Grande do Norte nem no Rio Grande do Sul, que é, aliás, uma grande lagoa. Em qualquer lugar do nosso imenso território, poderemos distinguir expressões inadequadas. Até aí, tudo bem. Só não podemos admitir que os níveis de inadequação e impropriedade atinjam as esferas de atuação do poder público. A crise na área penitenciária está escancarada. O poder do Estado está na lona. O que fazer? Adiar as soluções, empurrar a crise com a barriga? Esperar que o carnaval ajude a empurrar a sujeira e as carências para baixo do tapete? Vale lembrar que o hábito de adiar e fazer rodeios é bem brasileiro. Senhores governantes, depois do carnaval, mãos à obra. Não esperem que o maná caia dos Céus. Usem a criatividade. Exijam de suas equipes (renovadas) ação, energia, disposição, ânimo, engajamento, integração de propósitos. Controlem e cobrem resultados. O Brasil espera que Vossas Excelências cumpram o seu dever.

GAUDÊNCIO TORQUATO jornalista, é professor titular da USP e consultor político e de comunicação.Twitter: @GaudTorquato

erca de 400 geneticistas do Brasil, Argentina, México e Canadá, estão reunidos até hoje em Natal para discutir um tema pouco conhecido, tanto entre a população, quanto em alguns setores da saúde: as doenças lisossômicas raras. O debate faz parte do VI Congresso Latinoamericano de Doenças Lisossômicas (Colatel), realizado no Hotel Sehrs Natal, desde a última quinta-feira. Embora o termo cause estranheza, as patologias são bem mais próximas da realidade dos consultórios e merecem atenção pela dificuldade de se obter diagnóstico e tratamento ainda no Brasil. Consideradas raras em termos de frequencia na população, algumas doenças como a Mucopolissacaridose tipos I, II e IV e a doença de Fabry, tem uma incidência significativa no Brasil, afetando em média 5% da população. Em boa parte se manifestam por má formações. Mas ao contrário do que se pensa, os portadores dessas doenças podem ter qualidade de vida e até evitar a evolução. Em todo mundo, foram identificadas pela ciência Mais de 3 mil doenças genéticas raras. Deste total, cerca de 10% demandam terapias de custo elevado. A imensa maioria, explica o geneticista do Hospital das Clínicas de Porto Alegre Roberto Giugliano, pode ser tratada ou ao menos acompanhada com recursos relativamente simples e disponíveis no SUS. O maior desafio, ressalta Giugliani, é a falta de conhecimento e sobretudo de investimentos no setor. Em geral, o diagnóstico requer métodos específicos e testes caros. No Brasil poucos laboratórios ainda estão aparelhados para realizar exames, a maioria concentrada nas regiões Sul e Sudeste “São necessários uma política nacional de doenças genéticas raras, que priorizem os centros de referência para o tratamento, ainda tão escassos no país”. Outra dificuldade são os medicamentos de alto custo, que não são encontrados em farmácias tampouco disponibilizados nos serviços públicos de saúde, devido o alto custo. Para doença de Guache, uma doença genética relacionada com o metabolismo dos lípidos, que pode apresentar o aumento do fígado e do baço, anemia, diminuição do número de plaquetas e doenças ósseas. Já existe o diagnóstico e tratamento na rede de saúde. Considerado um avanço, pelo pesquisador. “

C

carnaval está chegando, trazendo com ele suas alegorias e simbolismos. E ainda campanhas de orientação e esclarecimento. O chifre do diabo e as asas de anjo que procuram, nesta pré semana carnavalesca, posicionar o preservativo nas categorias do mal e do bem, revelam mais que a intenção do poder público de fazer uma campanha nacional de prevenção contra a AIDS, que se expande entre os jovens. Expressam o reconhecimento de que o mal encontra, no país, condições propícias para se alastrar, em função do estado geral de desorganização, irresponsabilidade e desleixo, conseqüência da inação do poder do Estado em muitas áreas e também do conhecido espírito folgazão e displicente do brasileiro.

O brasileiro aprecia mesmo e leva mais a sério os folguedos, o futebol, a loteria. O jogo do bicho, por exemplo, ampara-se na regra apalavrada pelos cambistas. Pessoas de palavra.”

Congresso discute doenças genéticas

Augusto Maranhão esteve na manhã desse sábado visitando os túmulos no cemitério do Alecrim

Atos de vandalismo ameaçam a história e arquitetura do RN istória, arquitetura e religiosidade fazem parte do relicário de saudade no cemitério público do Alecrim, onde a ação dos vândalos põe em risco a preservação dessa memória, o que também preocupa a Fundação Rampa, a qual defende a criação de um museu da aviação em Natal. “A sociedade precisa se preocupar com isso, porque muitas famílias natalenses têm entes queridos enterrados aqui”, diz o presidente em exercício da instituição, Augusto Maranhão. Segundo Maranhão, o resgate histórico da aviação em Natal já sofreu uma perda por conta do vandalismo no cemitério do Alecrim, a profanação dos túmulos de três tripulantes de um avião alemão, que fazia o transporte de malas postais no Brasil e caiu à margem esquerda do rio Potengi, em 11 de setembro de 1931. Ao lado de outros membros da Fundação Rampa e do escritor e ex-piloto Peri Lamartine, 84 anos, Maranhão vistoriou os túmulos dos três aviadores alemães, que morreram naquele que é considerado pelos historiadores no segundo acidente aéreo com mortes em Natal. O primeiro vitimou Edgar Dantas, em 1929, na queda de uma aerona-

H

Vândalos destroem os túmulos e placas no cemitério do Alecrim

ve durante uma instrução no Aeroclube. Os vândalos arrancaram, para vender, as lápides de bronze dos três túmulos, que ficam próximo a uma quadra do lado direito do cemitério. Maranhão diz que, em breve, um representante da Fundação Rampa vai até o Consulado da Alemanha em Recife (PE), pedir apoio para a restauração e colocação de novas lápides nos túmulos, “se não o conseguir, vamos tentar uma alternativa com a colocação de réplicas”.

EVENTO

SESAP PARTICIPA DA EXPO SAÚDE RN A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) participa, até este domingo (27), da Expo Saúde RN, no Centro de Convenções de Natal. O evento, cujo tema central é “Informação é Prevenção”, tem o objetivo de divulgar palestras, novos produtos, tecnologias e serviços ligados a área de saúde. No evento, a Sesap comparece com estandes da Central de Transplantes do Rio Grande do Norte, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Centros de Reabilitação Infantil e Adulto (CRI e CRA) e Hemonorte, que está aproveitando a oportunidade para prestar esclarecimentos sobre a doação de sangue e de medula óssea. O Centro de Informação Toxicológica (CIT), ligado ao Hospital Giselda Trigueiro, está presente na Expo Saúde através de uma apresentação de sua coordenadora, a farmacêutica Maria Margareth Teixeira Gomes, na qual além de falar sobre o uso racional de medicamentos e Toxicologia, faz um relato sobre a experiência do próprio CIT.

CRESO AUGUSTO BARBALHO NOTA DE FALECIMENTO A família de CRESO AUGUSTO BARBALHO comunica a parentes e amigos o seu falecimento ocorrido ontem dia 26.02.2011 (sábado), nesta capital. O velório aconteceu no Centro de Velório Morada da Paz na Rua São José e o sepultamento foi realizado às 18 horas no Cemitério Morada da Paz em Emaús.

O acidente com o avião Olinda é um dos temas do livro “História da Aviação no Rio Grande do Norte”, de autoria de Paulo Viveiros e publicado pela Editora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. A aeronave Olinda era de propriedade da Condor, que originou depois a Lufthansa. Apenas o mecânico da aeronave Paul Heins sobreviveu ao acidente. Morreram Fraz Noether, rádio-telegrafista, Max Sauer, que era o principal piloto e o segundo piloto Rodolf Harwatt.


8

geral

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 27 de fevereiro de 2011

[ VIOLÊNCIA ] Os homicídios praticados por vingança, assalto e motivações passionais ocorreram em Nova

Parnamirim, Felipe Camarão, Igapó, Jardim Progresso e Guarita. As vítimas tinham idade entre 18 e 26 anos de idade

Itep registra cinco homicídios EMANUEL AMARAL

fim de semana começa com violência na região de Natal. O Instituto Técnicocientífico de Polícia (Itep) registrou cinco mortes em decorrência do uso de arma de fogo, somente da noite da sexta-feira e madrugada do sábado. Os crimes praticados por vingança, assalto e motivações passionais ocorreram em Nova Parnamirim, Felipe Camarão, Igapó, Jardim Progresso e Guarita. As vítimas tinham idades entre 18 e 26 anos. Os dados reforçam o perfil da cidade diagnosticado pelo Mapa da Violência, divulgado dia 24, pelo Ministério da Justiça. O levantamento, divulgado esta semana pela TRIBUNA DO NORTE, coloca Natal entre as 10 capitais do país onde mais cresceu o número de homicídios e na 19ª colocação no ranking entre as capitais mais violentas do País, e o Rio Grande do Norte figura no sexto Estado do Brasil em aumento da Taxa de Homicídios entre os anos de 1998 e 2008. A morte de Elaine Santos de Medeiros, de 19 anos, chocou a comunidade do bairro de Igapó. A estudante foi morta com cinco tiros disparos pelo ex-namorado,

O

Elaine Santos de Medeiros foi morta com cinco tiros no peito disparados pelo ex-namorado

identificado somente como “Biba”, segundo relato da família da vítima. O crime ocorreu por volta das 20h30 da sexta-feira, a cerca de 150 metros da residência, na rua Isabel de Brito Lima. De acordo com informações repassadas pela família da moça, o ex-companheiro da vítima, havia telefonado para Elaine exigin-

do um encontro e fazendo ameaças caso ela não aparecesse. Amedrontada, ela foi ao local combinado e acabou sendo atingida por cinco disparos, morrendo ali mesmo. O namoro dos dois havia chegado ao fim há um mês. “Não conhecíamos o rapaz, foi um namoro rápido. Mas ele não aceitava o fim e tirou a vida da mi-

nha filha”, disse emocionada a mãe Vilma Santana de Lima. Elaine deixou um filho de nove meses, fruto de um relacionamento anterior. A polícia ainda não tem pistas do paradeiro do assassino. O caso passará a ser investigado pela Polícia Civil. Um latrocínio - assalto seguido de morte - foi registrado por

[ TRÂNSITO ] Capotamento com van aconteceu na BR-406, na manhã desse sábado e mobilizou sete ambulâncias, deixando o trânsito bastante congestionado

volta das 23h30, da sexta-feira (25), na Rua das Patativas, em Nova Parnamirim, Parnamirim. A vítima, o vendendor David Alan de Oliveira Braga, 26 anos, foi executado na calçada de uma residência enquanto voltava para casa. Um dos disparos atingiu a face e outro as costas da vítima. Informação preliminar relatada por moradores é de que os criminosos estariam em ao menos um veículo sedan, de cor cinza, que saiu em arrancada. Os bandidos teriam levado o veículo da vítima, um Fiat Pálio HBS-0143, que foi recuperado pela polícia após perseguição, no bairro de Felipe Camarão, zona oeste de Natal, onde o carro foi abandonado. Os criminosos conseguiram fugir. As primeiras informações colhidas por policiais militares que atenderam à ocorrência apontam para a participação de outras pessoas que estariam em apoio à dupla de assaltantes em um carro de cor escura. A polícia ainda não tinha o paradeiro da vítima. Os estampidos de uma sequência de tiros apavorou os moradores do conjunto residencial Natal Sul, naquele bairro. Marco Danilo Pires que trabalha com a víti-

ma no Consórcio Redenção, contou que Allan havia começado na loja há cerca de dois meses e era uma pessoa tranquila e não se envolvia em confusão. O desempregado Jefferson Coelho da Silva, 18 anos, foi executado com cinco tiros, na Travessa Santa Helena, em Felipe Camarão. A Polícia Militar prendeu na manhã de ontem, em Mãe Luiza, Isaac Heleno da Cruz, 22, por porte ilegal de arma. O detendo é suspeito de estar envolvido no homicídio de Marcelo Macena Gomes, crime ocorrido na noite da sexta-feira (25), por volta das 18h30, no bairro de Jardim Progresso, Zona Norte de Natal. A polícia investiga a hipótese de vingança, já que o servente de pedreiro Marcelo, teria se envolvido em briga com os suspeitos dois dias antes. Segundo informações da polícia, Isaac estava na companhia de homem conhecido por “Pompeu”, quando invadiu a casa da vítima. O autor dos disparos, segundo relato do irmão da vítima, que teve a identidade preservada, seria Pompeu, que continua foragido. Isaac foi encaminha para o ITEP para exame de perícia. RODRIGO SENA

Acidente deixa nove feridos enhum passageiro morreu, mas nove pessoas se feriram na capotagem do microônibus de placas MXT2282 de Ceará-Mirim, que faz o trajeto entre esta cidade e Natal, ocorrida por volta das 11 horas desse sábado, à margem direita da BR-406.

N

Além de outras viaturas, o acidente mobilizou sete ambulâncias, seis das quais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e outra da própria Polícia Rodoviária Federal (PRF), que se mobilizou para monitorar o trânsito em meia pista, na área próxima ao acidente, logo depois do con-

MEDICINA

PREFEITURA E UNP ABREM VAGAS PARA RESIDÊNCIA Até o dia 04 de março, na Central de Atendimento da unidade Salgado Filho, da UnP, serão realizadas as inscrições para a seleção do Programa de Residência Médica do Hospital Maternidade Divino Amor, que fica localizado em Parnamirim. A taxa de inscrição é de R$ 100. O diretor adjunto do curso de Medicina da UnP, prof. Ion Mascarenhas, explica que “essa seleção é resultado de uma parceria entre a Universidade e a prefeitura de Parnamirim com o objetivo de qualificar a assistência à saúde e dar oportunidade de crescimento profissional ao alunado afirmando a responsabilidade e o compromisso da instituição com a sociedade”. O programa, com duração de dois anos, vai oferecer cinco vagas em Medicina de Família e Comunidade. A seleção constará de duas fases: na primeira, será aplicada uma prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório; na segunda, em caráter classificatório.

junto Parque dos Coqueiros, na Zona Norte de Natal. Com capacidade para transportar 21 passageiros sentados, o micro-ônibus, vinha lotado, porque também carregava três pessoas em pé, segundo o cobrador José Carvalho. “O motorista virou porque tentou desviar de uma pessoa que

atravessou a pista”, justificou ele, que não quis revelar o nome do seu colega de trabalho. Como a pista se encontrava molhada por causa da chuva, isso também pode ter contribuído para o motorista ter perdido o controle do veículo, que trafegava no sentido de quem vinha para Natal.

Capotamento aconteceu na BR-406 e feriu nove passageiros


Domingo | 27 de fevereiro de 2011

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

9

Durante anos, Estados Unidos e Grã-Bretanha apoiaram o governo de Muamar Kadafi de olho no lucrativo comércio do petróleo. Agora, quando o regime está prestes a ruir, os aliados dão as costas e o consideram um déspota [ PROTESTOS ]

Ocidente quer se livrar de Kadafi PAISLEY DODDS Associated Press

ondres - Quando Muamar Kadafi disse ao mundo que era um homem mudado, alguns líderes mundiais reagiram com ceticismo. Outros, como o britânico Tony Blair, foram mais rápidos em ver os benefícios da reaproximação com o país, rico em petróleo. Agora, em um momento no qual o regime de Kadafi parece ruir, são levantadas perguntas sobre se a Grã-Bretanha, os Es-

L

Jogo empresarial leva EUA a calar sobre relatórios Em 2008, o ex-presidente George W. Bush enviou sua principal diplomata, Condoleezza Rice, para a Líbia para conversar com Kadafi. Ela disse que a viagem era “histórica” e afirmou que teve de “superar muita dificuldade, o sofrimento de muitas pessoas que nunca serão esquecidas ou acalmadas”. No mesmo ano, a texana Exxon Mobil assinou um acordo de exploração com a Corporação Nacional de Petróleo da Líbia para explorar hidrocarbonetos na costa do país norte-africano. A alta comissária da Organização das Nações Unidas para os direitos humanos, Navi Pillay, lembra que líderes norte-americanos a desencorajaram a pressionar a Líbia por causa dos relatórios ruins sobre direitos humanos. “Nos últimos dias (do governo Bush) eu me encontrei com alguns representantes da administração norte-americana”, contou Pillay em entrevista à Associated Press. “Eles disseram que os relatórios da Líbia estavam bem e que não precisaríamos entrar neste assunto.” Muitos na comunidade de inteligência disseram, na época, que viam a suposta transformação de Kadafi com otimismo cauteloso. “Ele dizia que queria combater o extremismo, o que encaramos mais positivamente do que os norte-americanos”, disse Ilan Mizrahi, que já foi o número dois no comando da agência de inteligência israelense, o Mossad. “Mas também dissemos para serem cautelosos com esses momentos de sanidade.” Poucos líderes europeus escaparam da ira de editoriais de jornal ou de embaraçosas montagens com fotografias com o excêntrico líder. Os ex-primeiros-ministros britânicos Blair e Gordon Brown, o presidente francês Nicolas Sarkozy, o então chanceler alemão Gerhard Schroeder e o primeiroministro italiano Silvio Berlusconi estão entre eles. O encontro do Ocidente com Kadafi e outros já irritou alguns manifestantes, que sentiram que as grandes potências mantiveram os opressores no poder e os enriqueceram, enquanto enganavam as pessoas comuns sobre as riquezas que as petrolíferas estrangeiras receberam. Para a Alemanha, a visita de 2004 de Schroeder ocorreu depois de um acordo da Líbia para pagar indenização para as vítimas de um ataque a bomba em 1986 contra uma discoteca, em Berlim Ocidental. A França também cortejou Kadafi em 2007. Mas para a Grã-Bretanha a revolta na Líbia tem sido ainda mais embaraçosa. Kadafi foi fornecedor do Exército Republicano Irlandês e seguidamente ligado ao ataque em Lockerbie, embora nunca tenham surgido provas para as acusações. Ainda assim, quando o homem responsabilizado pelo ataque foi libertado em 2009 por razões humanitárias, por padecer de um câncer em estado terminal, Kadafi e seu filho fizeram uma extravagante festa de boas-vindas em sua casa. [Leia mais na páginas 10 e 11]

tados Unidos e outros países não foram muito rápidos em acolher um déspota volúvel ligado a grupos extremistas e a atos opressivos ao buscarem lucrativos acordos comerciais. Esses acordos, no valor de bilhões de dólares, estão agora em risco na medida em que a Líbia se dirige para uma guerra civil. A decisão estratégica de construir ligações com líderes como Kadafi, o egípcio Hosni Mubarak e o tunisiano Ben Ali também ameaçam inflamar o sentimento contra o

Ocidente no mundo árabe. O papel de Blair foi particularmente vital na reabilitação internacional de Kadafi. O ex-primeiroministro britânico viajou para a Líbia em 2004 e conversou com Kadafi no interior de uma tenda beduína. Ele elogiou o encerramento dos programas de armas nucleares e químicas da Líbia e destacou a necessidade de novas alianças após os ataques de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos. Os acordos comerciais com a GrãBretanha começaram logo depois.

A Grã-Bretanha vendeu cerca de 40 milhões de libras (US$ 55 milhões) em equipamentos militares no ano encerrado em 30 de setembro de 2010, segundo estatísticas do Ministério de Relações Exteriores britânico. Dentre os itens vendidos estão fuzis de precisão, veículos a prova de balas, munição para contenção de multidões e gás lacrimogêneo. “O que o Ministério de Relações Exteriores pensou que o coronel Kadafi faria com fuzis de precisão e granadas de gás lacrimogêneo? Caças toupeiras?”, questionou

o jornal britânico The Guardian. Embora o atual governo britânico, liderado por David Cameron, tenha revogado dezenas de licenças de exportação para a Líbia após os episódios de violência no país, muitos dizem que os mesmos equipamentos e armas que a Grã-Bretanha vendeu para a Líbia estão sendo usados contra o povo do país. O Serviço Especial Aéreo (SAS, pela sigla em inglês) da Grã-Bretanha também participou de recentes treinamentos para soldados líbios nos setores de contraterro-

rismo e vigilância. Robin Horsfall, ex-soldado da SAS, disse na época que o treinamento foi um erro. “Pessoas vão morrer como resultado desta decisão”, advertiu ele. Desde que a Escócia libertou Abdel Baset al-Megrahi - o único condenado pelo ataque a bomba contra o avião que fazia o voo 130 da Pan Am, que explodiu sobre a cidade de Lockerbie, Escócia -, legisladores norte-americanos têm acusado a Grã-Bretanha de apoiar a libertação do líbio em troca de acordo com petróleo.


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

[ PROTESTOS / CONTINUAÇÃO DA PÁGINA 9 ] Vendaval árabe abala coronel que foi aliado do

Cláudio Humberto E-mail: ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br

Poder de Palocci provoca ciúmes poder conferido por Dilma ao ministro Antonio Palocci (Casa Civil), antes motivo de admiração, agora provoca reações de enciumadas nos petistas. Os deputados Candido Vaccarezza e Arlindo Chinaglia se detestam, mas se unem no ataque dissimulado à influência do ministro. Eles estavam em uma mesa petista, no restaurante Piantella, quando se ouviu que Palocci “dá coice no vento para mostrar que manda”.

O

Ela tem tudo na ponta da língua. É muito preparada”

GERALDO ALCKMIN (PSDB), governador de São Paulo, elogiando a presidenta Dilma

OLHO NO PODER Sem paciência para a articulação política, a presidenta Dilma delegou a tarefa a Palocci, agastando petistas ligados ao ex-ministro José Dirceu.

Contas obesas

Bunker

Antes do novo mandato, o expresidente Itamar Franco (PPSMG) embolsava R$ 13.027,53 como “senador aposentado”, equivalente a 48,7% dos R$ 26.750,57 que passa a receber como senador.

Palpiteiro contumaz em crises internacionais, o aspone Marco Aurélio top-top Garcia, está em providencial viagem à Argentina, para homenagem póstuma ao ex-presidente Néstor Kirchner. Que Kadafi?

O DESCOBRIDOR Dilma é grata a Palocci porque foi dele a idéia de convocá-la em Porto Alegre, em 2003, para atuar na equipe de transição de FHC para Lula.

Levantamento?

Castelo

Pelas contas do governador pernambucano Eduardo Campos e do prefeito Gilberto Kassab, sairá do DEM a maior parte dos deputados para o PDB e depois para o PSB, alem de tucanos e, claro, do PMDB.??

A embaixada do Brasil em Paris é tão grande, mas tão grande, que ninguém deu conta do sumiço de dois grandes tapetes e pelo menos treze quadros, em dois anos. Não vale culpar o mordomo...

HISTÓRICO Antonio Palocci se firmou junto a Dilma, como ministro influente, desde quando assumiu o comando da sua campanha, e não a decepcionou.

socialismo real, estimulou atentados e terminou nos braços de Bush, Blair e Berlusconi

A Líbia está isolada e o ditador sob fogo cerrado ABDEL MEGUID AL- FERGANY

ANTONIO MARTINS Le Monde Diplomatique–Brasil

país está quase isolado do mundo: a ditadura controla rádio, TV e jornais; cortou internet, celulares e telefones fixos. Raras notícias e imagens furam o muro de silêncio. São dramáticas. A aviação disparou contra a população rebelde. Há pelo menos 300 mortos, num país cuja população equivale à da cidade do Rio de Janeiro. Mercenários substituem os soldados que desertam. Percorrem as ruas da capital (Tripoli) armados, para reprimir manifestações. O aeroporto de Benghazi, onde começaram os protestos, foi bombardeado. O filho do ditador anunciou domingo que o regime resistirá “até o último homem” e ameaçou iniciar uma guerra civil. Ainda assim, a revolução não recua. A população teria assumido o controle de diversas cidades. Em sequência ao banho de sangue, diversos ministros e muitos diplomatas desertaram. O embaixador adjunto do país na ONU pediu ao Conselho de Segurança (que está reunido nesta tarde de terça-feira, 22/2). As últimas notícias falam de barricadas em Tripoli — e de chamas em edifícios que simbolizam o regime. Mais uma vez, quem conduz a luta são os jovens. Novo epicentro (depois da Tunísia e Egito) do terremoto desencadeado pelas multidões árabes, a Líbia é crucial por dois motivos. É o primeiro grande produtor de petróleo atingido pelos protestos. Além disso, há um componente simbólico destacado. O regime agora pendurado por um fio flertou, ao longo de seus 41 anos, com os dois grandes projetos políticos que marcaram o século 20:

O

Protestos nas ruas de cidades petrolíferas contra Muamar Kadafi: população quer o fim do regime

“socialismo real” e sociedades de mercado. Em ambos os casos, as multidões foram mantidas à margem, reprimidas, privadas de direitos políticos e de qualquer participação importante sobre seu futuro coletivo. Agora, tateiam em busca de uma alternativa. Subjugada sucessivamente por romanos, islâmicos, otomanos e italianos, a Líbia tornou-se independente em 1949, por resolução das Nações Unidas. Foi governada a partir de 1951 pelo rei Idris, cujos laços com Inglaterra e França eram notórios. Em 1959, descobriram-se seus vastos campos de petróleo. Dez anos mais tarde, na esteira do nacionalismo árabe que tinha no egípcio Abdel Nasser sua principal referência, um grupo de

DMITRY ASTAKHOV

AE

Evitando barganhas

jovens coronéis tomou o poder. Seu líder mais poderoso era Muamar Kadafi, então com 27 anos. À frente de um país rico e pouco habitado, Kadafi alcançou avanços importantes, no terreno das condições de vida. O IDH da Líbia (0,755) é o maior da África e bem superior ao do Brasil (0,699). Montado nestas conquistas, o governante sentiu-se capaz de conduzir o Estado líbio, no cenário internacional, pelos caminhos que sua vaidade julgasse convenientes. Entre a década de 1960 e o final do século passado, alinhouse com o “socialismo real” e os nacionalismos de esquerda — inclusive suas correntes mais radicais. Considerou-se um parceiro de Fidel Castro e Yasser Arafat. Apoiou

movimentos separatistas como o IRA irlandês e os radicais islâmicos das Filipinas. Advogou, em palavras, a unidade árabe. Na vida real, perseguiu os dissidentes na Líbia e os que se refugiavam no exterior, em muitos casos com assassinatos. Em 1977, considerando-se inspirado por Nasser (que escrevera A Filosofia da Revolução) e Mao (autor do Livro Vermelho), redigiu, traduziu em múltiplos idiomas e publicou em grandes tiragens O Livro Verde (ler em inglês), uma obra tosca de política e filosofia. Julgou-se líder de uma revolução cultural. Mudou o nome de seu país para Grande Jamahyria [Estado de massas, em árabe] Socialista Árabe da Líbia.

RICHARD DREW

PIER PAOLO CITO

O deputado Chico Leite (PT), presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Legislativa do DF, adotou o sorteio como forma de designar os relatores para os projetos. Com essa iniciativa pioneira no Brasil, quem sabe se não se evitam as barganhas no Legislativo.

OBAMA FOR EXPORT O ex-prefeito do Rio Cesar Maia disse que o roteiro de Barack Obama, no Rio, em março será “igual a de qualquer turista circulando de jipão”. SORRIA,CONTRIBUINTE O Senado pagou R$18,2 mil por um recente tratamento dentário do ex-senador Odacir Soares (PSL-RO). Em 2008, foram R$ 18,9 mil.

Chiquérrimo

Jerico postal

O chanceler Antonio Patriota chamou uma diplomata baseada em Washington, arquiteta, para supervisionar as obras de manutenção da casa oficial na Península dos Ministros, em Brasília.

Além da fraude por e-mail, contribuintes recebem correspondência fajuta da Receita Federal, com link ladrão de dados impresso na carta. É o novo golpe na praça. Haja esperteza.

FOME DE INFORMAÇÃO Um “contrato emergencial” de R$675,9 mil permitirá que os senadores leiam jornais e tenham senha de acesso a notícias pela internet. UMA ÁFRICA Lula envia cartas a africanos, aos quais doou nosso dinheiro, tentando emplacar José Graziano na FAO, órgão da ONU para Alimentação.

Prática de distribuir emissoras O ministro Paulo Bernardo (Comunicações) tem tudo para cumprir a “promessa” de distribuir 5.600 rádios comunitárias em todo o País. Só em fevereiro já foram liberadas cerca de quarenta concessões, quase todas com forte vinculação a ONGs comandadas por políticos do PT ou prepostos. A distribuição faz lembrar os tempos em que os governos “conservadores” faziam o mesmo para garantir apoio no Congresso.

ELE QUER É ROSETARA idéia – de jerico – de fazer do ex-presidente Lula “embaixador especial” no continente africano é inspirada nos Estados Unidos, onde os presidentes homenageiam os “ex” confiando-lhes missões especiais de paz. Com o direito de requisitar... aviões da Força Aérea.

Tony Blair, da Inglaterra

Condoleezza Rice, dos EUA

Nicolas Sarkozy, da França

Silvio Berlusconi, da Itália

Fim do sonho levou Kadafi a posição extremada O declínio do “socialismo real” levou Kadafi a posições mais extremadas. No início dos anos 1980, rompeu com Arafat, fechou os escritórios da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) em Trípoli e expulsou milhares de refugiados palestinos de “seu” país. Em abril de 1986, surgiram indícios de que a embaixada líbia em Berlim Oriental ajudara a articular um atentado a bomba numa boate em Berlim Ocidental, que provocou três mortes e 230 feridos — entre eles, dezenas de soldados norteamericanos. Em resposta, o então presidente dos EUA, Ronald Reagan, mostrou que era capaz de selvageria muito maior. Dias depois, aviões norte-americanos bombardearam Tripoli e outras cidades, provocando a morte de centenas de civis — entre eles, Hanna, filha adotiva de Kadafi A ação não ficaria sem troco — mais uma vez, tendo como alvo civis inocentes. Em 1988, um avião de passageiros da empresa norte-americana Pan Am (falida

em 1991) foi abatido por uma bomba, quando sobrevoava a cidade de Lockerbie, na Escócia. Morreram 270 pessoas, dentre as quais 189 estadunidenses. Acusado pelo crime, Kadafi negou responsabilidade. Iria assumi-la anos mais tarde, em 2003, como parte de uma guinada radical — agora ao encontro dos governos mais identificados com a política imperial do então presidente dos EUA, George Bush. Em agosto, o ditador líbio enviou carta às Nações Unidas admitindo a responsabilidade de seu país pelo crime e se propondo a pagar indenização de 2,7 bilhões de dólares às famílias das vítimas. Num gesto ainda mais eloquente, abriu a exploração das reservas de óleo líbias a empresas como a British Petroleum e a ENI, italiana. Foi o suficiente para que também os governantes ocidentais o cobrissem de mesuras. Puxou a fila o então primeiro-ministro inglês Tony Blair. Famoso por seu alinhamento total às politicas de

Bush, ele manteve com Kadafi um “encontro histórico”, consumado numa tenda beduína, montada nos arredores de Tripoli. Seguiram-no o francês Nicolas Sarkozy (julho de 2007), o italiano Silvio Berlusconi (agosto de 2008) e, finalmente, a secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice (setembro de 2008). Num artigo publicado, Gideon Rachman, principal analista internacional do diário londrino (e prócapitalista) Financial Times, reconhece: “nos últimos anos, o líder líbio foi recaracterizado como sendo um pecador reformado, aliado na ‘guerra ao terror’ e valioso parceiro de negócios (…) As mudanças de atitude em relação a Kadafi evidenciam a forma como as preocupações ocidentais em relação aos direitos humanos são quase sempre tingidas pela conveniência”. Mas, seja qual for seu desfecho, a revolução líbia convida a própria esquerda a uma reflexão autocrítica. O caráter de um go-

NÚMEROS

2,7

bilhões de dólares foi quanto Kadafi pagou de indenzação às famílias de vítimas de atentado terrorista

270

foi o número de pessoas que morreram no acidente aéreo na Escócia, em 1988

verno não está no que ele diz de si próprio, nem apenas nas políticas que conduz, mas também — e cada vez mais — no grau de participação e horizontalidade que é capaz de manter com as multidões. Ao escancarar este fato, o vendaval árabe oferece mais um presente inestimável à nova cultura política que está em construção.


geral

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |11

[ PROTESTOS / CONTINUAÇÃO DA PAGINA 10 ] Professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e da Uern

analisam revolta popular que já derrubou dois presidentes e ameaça uma das mais antigas ditaduras do mundo

A revolução árabe vista do RN DÉBORA RAMOS repórter

onda de protestos populares que vêm se espalhando rapidamente pelo mundo árabe desde o início do ano torna evidente o fracasso dos regimes ditatoriais instalados nos países do Norte da África e Oriente Médio. Os conflitos vivenciados em países como Tunísia, Egito e, atualmente, Líbia, são reflexos nítidos da insatisfação por parte da população - que sofre com o abandono de seus governantes e representam o início do redesenho do mapa geopolítico mundial. Iniciada com a queda Zine el Abidine Ben Ali, que presidiu a Tunísia por mais de 20 anos, a derrocada dos líderes de países árabes atingiu também o líder do Egito, Hosni Mubarak, que controlava o país há quase 30 anos, e agora se encaminha para a Líbia, onde o coronel Muamar Kadafi governa com mãos de ferro há quatro décadas. Embora distintos, estes governos carregam consigo pelo menos um ponto em comum: a preocupação com a economia e a omissão no que diz respeito a elaboração de políticas sociais. Outra semelhança entre os três ditadores é a forma com a qual chegaram ao poder. Todos eles se tornaram líderes por meio de golpes militares ocorridos entre as décadas de 60 e 80, encabeçando o que na época também se chamou de revolução. Ao longo de seus governos, enriqueceram ilicitamente e, com o fim da Guerra Fria, resolveram adotar modelos econômicos liberais, segundo explica o professor do Departamento de História da UFRN, Haroldo Loguercio Carvalho. “Essas ditaduras têm na exploração do petróleo uma das principais atividades econômicas. Foi com a exportação desse produto que os seus líderes e aliados enriqueceram. O povo, por outro lado, foi esquecido. Não havia investimento em políticas sociais nem perspectiva para a população. A exploração do combustível não trouxe desenvolvimento e a solução encontrada pelo povo para mudar este quadro foi renegar os ditadores”, disse. Segundo ele, foram a falta de oportunidades e a forte repressão praticada pelos ditadores que levaram a população às ruas em busca de reformas políticas e econômicas, afrouxamento das relações entre governo e sociedade e maior liberdade em geral. “Pelo que podemos acompanhar pelos noticiários a situação por lá é claramente desesperadora, basta lembrar do caso do rapaz tunisiano que ateou fogo ao próprio corpo”, disse Haroldo, se referindo a Mohamed Bouazizi, que tentou se matar após sofrer repressão de policiais quando tentava trabalhar como vendedor. Mais tarde, o jovem se tornaria símbolo dos protestos naquele país. De acordo com o professor, toda essa insatisfação popular é resultado da crise do vivida não só pelo mundo árabe, mas também pelos países do ocidente. Crises econômicas são algo que se manifestam mundialmente, entretanto, são sentidas com mais intensidade por países que adotaram o modelo de desregulamentação da economia, as chamadas reformas liberais. “Não é só o mundo árabe que está comprometido, mas também os Estados Unidos, Europa, e todos aqueles seguiram a vertente pró-mercado e o resultado da queda deste modelo é o mesmo em todos os locais: desemprego, pobreza e etc”. Diante da atual conjuntura, ele afirma que a América Latina é um dos pontos mais estáveis no mundo e atribui grande parte deste mérito ao Brasil. “Por incrível que pareça os países da América Latina estão entre os que apresen-

EMANUEL AMARAL

A

Loguércio lembra que não é só o mundo árabe que está comprometido, mas também os Estados Unidos, Europa, e todos aqueles da vertente pró-mercado JÚNIOR SANTOS

BATE-PAPO

A exploração do petróleo não trouxe desenvolvimento e a solução encontrada para mudar este quadro foi renegar os ditadores”

Salah Mohamed » Professor da UERN

Revolta na Líbia tem muita coisa da Tunísia

HAROLDO LOGUÉRCIO Professor

tam maior equilíbrio econômico atualmente e o Brasil é um ícone dessa realidade. Esse bom momento está diretamente ligado ao fato de por aqui haver um Estado de direitos, seguro, que atrai investimentos e no qual a população em geral respeitas as leis”, conta. As manifestações acabaram por ganhar a simpatia do resto do mundo. A internet foi um ferramenta importante neste processo, mas não fundamental, confirma o professor. “A rede de computadores facilitou muito a mobilização da população. Tanto foi assim que Mubarak tentou tirar a rede do ar no Egito, sem sucesso. Esse fato isolado serviu para nos mostrar que, mesmo com toda a opressão e todo o poder dos governos autoritários, eles não tiveram ferramentas de repressão suficientes para calar o povo”. Segundo o professor, o desenrolar dos protestos no mundo árabe deve ser acompanhado de perto pelo mundo ocidental, já que pode influenciar aspectos que vão desde o posicionamento adotado pelos Estados Unidos no tratamento aos países da região, até uma possível debandada de árabes para a Europa após o término dos conflitos. Os desdobramentos também devem acarretar conseqüências sérias a Israel, que desde a queda de Mubarak perdeu um grande aliado no conflito histórico contra os palestinos. “A situação da Palestina e de Israel também será afetada pela revolução no mundo árabe. Isso porque a estabilidade de Israel não está em situação confortável neste momento. O estado perdeu o apoio do Egito, país pelo qual era largamente amparado. Essa perda certamente enfraquece o estado judaico”, disse ele.

Hanna Safieh: Estados Unidos devem assumir papel de mediador

Mudança no mundo árabe debilita poder dos israelenses A tese de que os israelitas serão debilitados com a queda de governantes nos países árabes também é compartilhada pelo exsecretário da Confederação da Palestina na América Latina e Caribe, Hanna Safieh. Segundo ele, o simples fato de o mundo árabe se mostrar mais autêntico e buscar a liberdade já pode acarretar a diminuição da influência que Israel exerce na região, contudo, o resultado desta perda de prestígio não pode ser especificado no momento. “Quando os governos árabes ficarem menos favoráveis a Israel, o estado judaico terá que recomeçar a fazer seus cálculos. Sem dúvidas as relações vão sofrer mudanças, mas a questão é que ainda desconhecemos o volume e a intensidade destas alterações”, disse, cético quanto a um desfecho imediato que pusesse fim aos confrontos entre palestinos e judeus. Na avaliação de Safieh o problema só será senado quando os Estados Unidos passarem a adotar uma postura “menos parcial e mais justa”.”Os EUA perderam muito terreno no mundo árabe. O fato de eles apoiarem irrevogavelmente as atitudes de Israel fez com que eles perdesse completamente a razão frente a opinião pública árabe. Para o país recuperar a credibilidade deve mudar de postura, ser mais justo e desempenhar verdadeiramente o papel de mediador. Assim,

quem sabe, um dia a paz possa ser consolidada;” De acordo com o professor do da UFRN Haroldo Carvalho, situação as revoltas no mundo árabe devem servir de alerta para o mundo como um todo, já que expõem a fragilidade dos governos autoritaristas e da ausência de políticas sociais. Segundo ele, ainda é cedo para conclusões, mas é correto afirmar que as mudanças afetarão diretamente a questão da estrutura de poder no mundo. “O processo ainda deve se estender por uns cinco ou dez anos até que possamos analisar o desenho preciso desse novo mapa geopolítico”. Para Haroldo, contudo, o que deve preocupar o mundo agora são as frentes que vão surgir para tomar o lugar dos ditadores depostos, uma vez que, em razão da característica repressão de seus governos, poucos movimentos oposicionistas conseguiram se organizar. Precaução é a palavra de ordem, principalmente para não seguir os mesmos caminhos que culminaram no descontentamento do povo. “Esse é o momento de ter cautela, pois, uma vez afastados os ditadores, aquele que assumir tem de estar preparado para estabilizar a situação, não pode apenas ficar a mercê do ocidente, tem de ter um projeto econômico mas também cuidar do social, para que revoluções desse tipo não voltem a estourar.

A revolta contra o coronel Muamar Kadafi, na Líbia, não é apenas dos jovens que, no final da tarde, saem às ruas das principais cidades do país gritando palavras de ordem contra o ditador. Dois ou três dias após o início dos protestos, parte do Exército e mesmo alguns dos chefes das forças de segurança líbias, líderes tribais e antigos aliados do coronel juntaram-se aos jovens. São esses grupos que permitiram a “libertação” de cidades no Leste do país, ameaçam a capital Tripoli e infundem medo no coronel Kadafi. Essa é a análise do professor da UERN, Salah Mohamed, líbio residente no Brasil há 28 anos, mas que ainda tem toda a família (mãe, irmãos, tios, primos e sobrinhos) na Líbia. Desde o início dos protestos, ele vem monitorando os sites de jornais e das TVs árabes, principalmente a emissora Al Jazeera, e trocando mensagens com primos e outros membros da família via internet. Em setembro passado, ele passou as férias com a família e, na ocasião, nada poderia indicar a revolta árabe que engolfou o Norte da África e, muito menos, que algo parecido pudesse ocorrer no país dele. Como estão seus familiares? Eles têm sido afetados pelos conflitos da revolta líbia? “Estão todos bem. A maior parte da família mora em Sabha, uma cidade no sul do país. Lá ainda não se registrou confrontos. É a região das tribos mais próximas ao coronel Kadafi, onde o governo tem maior controle. Um primo, que mora em Trípoli, é quem tem relatado os confrontos. Na semana passada, inclusive, enquanto conversava com ele pude ouvir o barulho de aviões e bombas...” Então,o governo mandou mesmo bombardear os manifestantes? “Kadafi nunca teve dúvidas em usar a força contra civis e opositores ao governo. Nos primeiros

anos, na década de 70 e 80, ele arrasou aldeias inteiras por vingança. Era comum familiares de opositores e críticos do governo serem mortos. Tudo isso de público, mostrado na tv. As noticias de Tripoli é que grupos de jovens que protestavam foram metralhados por helicópteros militares. Há também vítimas nas estradas que saem da capital, gente que tentava fugir do conflito nas ruas.” A revolta tem chances de vitória na Líbia,como ocorreu na Tunisia e no Egito? “Deus queira que sim. A revolta lá tem muita coisa do que ocorreu na Tunísia e no Egito, mas também tem algumas coisas diferentes. Por exemplo: não há grandes concentrações de manifestantes em um determinado lugar, tipo a praça Tahir. Os protestos começam sempre a tarde, com vários grupos menores percorrendo as ruas. Isso para dificultar a repressão. Uma grande concentração seria um grande alvo para os aviões e as metralhadoras de Kadafi. Outro sinal, para quem conhece o estilo do coronel Kadafi percebe, pelas aparições na TV, que ele está bem mais assustado que Mubarak estava e já nos primeiros dias dos protestos. Há indícios de que antigos aliados do governo desertaram e levaram com eles parte das forças de segurança. Kadafi tinha opositores velados entre os próprios filhos. Certamente conta, agora, com um grupo pequeno para o proteger. É bem significativo o fato dele não se sentir mais seguro na capital”. Alguns analistas dizem que a Líbia pode virar uma outra Somália, dilacerada por uma guerra civil entre clãs e tribos. “Pouco provável, quase impossível. depois das ameaças do Kadafi aumentou mais o sentimento nacional. O problema maior é que a Líbia não tinha uma vida política real, sequer uma versão de fachada com partidos legais pró e contra o governo. O líbio comum ou estava com Kadafi ou vivia calado. Kadafi vai cair, se Deus quiser, mas o grande desafio já não é mais derrubá-lo. É manter a pressão popular para evitar que o modelo de governo que vai substituilo não repita o sistema que tínhamos com Kadafi.”


12 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

[ JUSTIÇA ] No Nordeste somente o Tribunal

de Sergipe conseguiu superar o RN

TJ atinge bom desempenho no cumprimento de metas JÚNIOR SANTOS

Em 2010 foram julgados 6.766 processos no Rio Grande do Norte

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte ficou em 9º lugar no cumprimento da Meta 2 do Conselho Nacional de Justiça para 2010. A meta 2 é a que previa o julgamento até o final do ano passado dos processos distribuídos até dezembro de 2006. Segundo os dados do TJRN, em 31 de dezembro de 2009 havia 11.747 processos anteriores a dezembro de 2006 aguardando julgamento. No dia 31 de dezembro de 2010 esse estoque de processos da Meta 2 era de 4.981, considerando todas as comarcas do Estado, o que significa que foram julgados 6.766 processos da meta 2 ou 57,60%. O Tribunal de Justiça de Roraima foi o que obteve o melhor desempenho com 99,04%, seguido do Amapá (95,9%) e Acre (85,94%). Na região Nordeste somente o Tribunal de Sergipe conseguiu melhor desempenho com 63,37%. Os dados do Tribunal de Justiça foram extraídos do Sistema de Automação do Judiciário e estão sendo encaminhados ao CNJ já que houve incompatibilidade entre os sistemas de informática adotados pelo Conselho e o que é utilizado no Rio Grande do Norte. Devido a essa inconsistência, o TJRN aparece no relatório do CNJ como só tendo julgado 1.026 processos da Meta 2. Essa incompatibilidade também gerou divergência nos números da Meta 1 de julgar em 2010 quantidade igual à de processos de conhecimento distribuídos no ano e ainda parcela do estoque existente. Pelos dados do CNJ foram distribuídos em 2010 na Justiça do Rio Grande do Norte 112.528 e julgados 77.464, o que daria 68,84% do cumprimento da Meta. Os números levantados nos sistemas de informática do TJRN apontam que foram distribuídos 208.332 processos no ano passado e julgados 160.744 o que corresponde a 77,16% da meta. Os números do Poder Judiciário do Rio Grande do Norte tam-

O

bém demonstram uma redução na quantidade de processos em andamento na Justiça potiguar, mesmo tendo havido um aumento na demanda. No final de 2009 havia 339.108 processos em andamento, já no final de 2010 esse número caiu para 314.526. Essa redução de 7,25% na quantidade de processos se deve ao maior número de sentenças proferidas e de processos arquivados definitivamente. A demanda no Judiciário, entretanto, continua crescendo. Enquanto em 2009 foram registrados 134.368 casos novos, em 2010 esse número chegou a 139.714, ou um aumento de 3,98% no número de novos casos que deram entrada no judiciário potiguar na comparação de um ano para o outro. A redução no número de processos em andamento foi possível porque houve um aumento no número de processos sentenciados. Em 2009 foram 78.844, enquanto em 2010 foram proferidas 92.434 sentenças pelos magistrados potiguares, o que dá um aumento de 17,24%. Também houve um crescimento no número de processos arquivados, aqueles que já foram transitado em julgado (quando não há mais possibilidade de recurso) ou que perderam o objeto. Em 2009 foram arquivados definitivamente 103.934 processos e em 2010 o arquivamento definitivo foi de 139.798, um aumento de 34,51%. Por pouco o Poder Judiciário do Rio Grande do Norte não cumpriu a meta 3 de reduzir em 20% o número de processos em execução em comparação com o acervo de 2009. De acordo com os dados extraídos pelos sistemas do TJRN havia no final de 2009 61.288 processos pendentes de execução no judiciário potiguar e no final de 2010 esse número caiu para 49.352, o que significa que foram julgados 11.936 processos de execução ou 19,47%. A meta estabelecida pelo CNJ era de 20% na redução do estoque de processos de execução.


Domingo | 27 de fevereiro de 2011

geral

[ MEDICINA ] Modificado geneticamente, fungo

produz substâncias que matam o parasita

Cientistas testam fungo para combater malária ão Paulo (AE) - Um fungo transgênico é a mais nova arma contra a malária. Pesquisadores inseriram dois genes no fungo Metarhizium anisopliae, que infecta insetos. Um deles produz um anticorpo e o outro, uma toxina obtida de escorpiões. As duas substâncias matam o microrganismo causador da malária. A ideia é infectar mosquitos com o fungo, eliminando o parasita dentro do inseto. A equipe de cientistas de universidades britânicas e americanas inclui o brasileiro Marcelo Jacob-Lorena, da Escola de Saúde Pública John Hopkins, nos EUA. Um estudo publicado no último número da revista Science analisa a eficácia da técnica. Os cientistas estudaram três grupos de mosquitos Anopheles portadores do Plasmodium falciparum, um dos protozoários que causam malária. O primeiro grupo foi exposto ao fungo transgênico. O segundo foi infectado pelo mesmo fungo, mas em sua condição natural, sem os dois genes antimalária. O terceiro serviu como controle, sendo poupado do contato com o fungo. Apenas 25% dos mosquitos infectados pelo fungo transgênico apresentaram protozoários nas suas glândulas salivares. O mesmo porcentual, em insetos expostos ao fungo comum, foi de 87% e no grupo controle, 94%. Mesmo nos 25% de mosquitos que ainda portavam o protozoário, houve redução de 95% no número de parasitos encontrados nas glândulas salivares em comparação com a mesma contagem nos insetos expostos ao fungo comum.

S

“Nosso principal objetivo é iniciar os testes em campo na África o mais rápido possível”, diz o coordenador da pesquisa, Raymond St. Leger, da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. O fungo Metarhizium anisopliae já é usado para o controle de pragas, pois há cepas extremamente letais para os insetos. No estudo contra a malária, porém, os pesquisadores escolheram cepas de fungos toleradas pelos mosquitos, pois o objetivo era matar os microrganismos causadores da doença e não os insetos. Elói Garcia, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC-Fiocruz), elogia a estratégia. “Os insetos adquirem rapidamente resistência aos inseticidas e aos métodos de controle biológico”, explica. “É praticamente impossível eliminá-los em seu hábitat natural. Muito mais inteligente é fazer com que eles não carreguem o protozoário da malária.” Garcia relata que a Fiocruz também tem pesquisado uma abordagem semelhante para eliminar o Trypanosoma cruzi, microrganismo causador da doença de Chagas, dentro de barbeiros, inseto que atua como vetor da doença. Mas, em vez de fungos transgênicos, os brasileiros utilizam bactérias. “Há várias bactérias capazes de matar o T. cruzi”, explica o pesquisador da Fiocruz. “Não utilizamos organismos transgênicos, pois exigem um esforço muito maior para obter as autorizações sanitárias.” Os cientistas percebiam que alguns insetos não portavam o T. cruzi, mesmo após se alimentarem com sangue infectado pelo parasita.

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |13


14

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

quadrantes

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

FABRÍCIO DE PAULA LEITÃO [ Arquiteto e professor da UFRN ]

Ciência e Fé Tribuna do Norte do dia 03 de fevereiro publicou um artigo do professor universitário e economista Alcir Veras com o titulo “Einstein fora do CNPq”. O titulo deste artigo foi inspirado num momento de humor-irônico durante recente entrevista que o cientista brasileiro, de elevado prestígio internacional, Miguel Nicolélis, concedeu ao Jornal O Estado de São Paulo, sobre a situação em que se encontra atualmente a pesquisa científica no Brasil. É uma crítica a atividade cientifica brasileira, que ele considera extremamente elitizada, com instituições de pesquisa dominadas por normas burocratas com exigências e critérios curriculares tão absurdos que o maior gênio da física, Albert Einstein provavelmente hoje não seria admitido como pesquisador no CNPq. Trata-se de uma crítica severa a atual política educacional do país, com enfoque na área da pesquisa feito por um dos maiores neurocientista do mundo e com repercussão no meio científico. Por outro lado, extraio deste artigo a informação da recente nomeação do cientista Miguel Nicolélis para membro da Pontifícia Academia de Ciências Sociais do Vaticano. Lamentavelmente, nenhum meio de co-

A

municação deu ênfase a esse acontecimento de grande importância para a ciência brasileira e internacional, e que enche de orgulho de ver um brasileiro pertencer à primeira academia científica do mundo do qual Galileu Galilei foi um dos seus membros. Anteriormente, apenas dois cientistas brasileiros participaram desta Academia, o geneticista Crodowaldo Pavan e o médico Carlos Chagas que durante quatros mandatos consecutivos, entre os anos de 1972 e 1988 esteve na presidência da Academia Pontifícia de Ciências do Vaticano. A Pontifícia Academia das Ciências foi fundada em Roma, em 1603,com o nome de Academia dos Linces, por Frederico Cesi, e tem como objetivo promover a pesquisa e examinar questões cientifica de interesse da Igreja. Atualmente, conta com aproximadamente 80 membros nomeado pelo Papa Bento XVI, sob indicação do corpo acadêmico, sem nenhum tipo de descriminação, muitos dos cientistas-membros não são católicos. A própria nomeação do cientista Miguel Nicolelis é a prova dessa imparcialidade, pois o mesmo é ateu convicto e defende posições contrárias as defendidas pela a igreja católica no plano doutrinário e social. Por sua vez o atual presidente da Academia o biólogo suíço Wer-

ner Arber, um dos ganhadores do Prêmio Nobel de Medicina em 1978, é hoje o primeiro presidente não Católico a presidir esta instituição desde a sua fundaç ão. O que demonstra a imparcialidade das decisões da Academia, sem a mínima interferência religiosa numa total harmonia entre a razão e a fé. Acredito que não existe nenhuma instituição cientifica no mundo, que tenha acumulado durante esses anos mais cientistas com o titulo de Prêmio Nobel do que a Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano. É uma lista extensa, inclusive vários deles foram indicados membros acadêmicos, antes de receberem este prêmio de prestígio internacional. Devido à extensão da lista, citarei alguns, entre eles incluem: Ernest Rutherford (Química 1908); Guglielmo Marconi (Física, 1909); Alexis Carrel (Fisiologia, 1912); Max Von Laue (Física, 1914); Max Planck (Física, 1918); Niels Bohr (Física, 1922); Werner Heisenberg (Física, 1932); Paul Dirac (Física, 1 933); Erwin Schrödinger (Física, 1933); Peter J.W. Debye (Química 1936); Otto Hahn (Química 1944)........ ...... Ryoji Noyori (Química 2001), totalizando o período de1908 a 2001, mais de quarenta cientistas possuidores do Prêmio Nobel em di-

CARMEN VASCONCELOS [Poetisa ]

Parabéns Miguel Nicolelis, esta terra Natal que lembra o nascimento de Cristo que você escolheu para jogar a semente do seu instituto de neurociência assemelhe a parábola do semeador na esperança de que... “Outras, enfim, caíram em terra boa: deram frutos, cem por um, sessenta por um, trinta por um. Aquele que tem ouvidos, ouça”.

Humor Fino [ Amâncio ]

Credo profano seguido de criação do amor reio em ti, belo, belo, que me aproximaste da ternura. E sentas e andas e deitas ao meu lado, creio em ti tangível, visível, crível. Creio no teu canto que sem ser canto de sereia me afoga em águas de afago para que eu possa respirar nos teus olhos de água. Teus olhos abertos à vida. Creio nas tuas forças que criam as minhas forças e nelas crêem para pedir trégua às agruras. Creio nos teus caminhos e vou por eles e neles me desvio e volto. Nos teus caminhos revoltos. Creio nos teus ditos, bendito sejas tu em minha alma e em meu corpo sempre que chegues. Creio na tua paz, na qual se apazigua minha angústia íntima. Creio na tua crença que me crê e por ela existo, pois tudo o que é crido é existido por dom da crença de quem o crê. Creio no teu mistério aumentando quanto mais te expões. Em ti, pois antes não conheci mistério. Nem gozoso, nem glorioso. Doloroso, talvez e na dor não creio, senão na que transporta o saber. Creio no quanto me ensinas humano ensinamento. Creio no céu que criaste para o meu deleite, e creio no inferno que às vezes nos ronda e nos “Nem tinha invade à nossa revelia. silêncio, era o Que céu e inferno presábado, dia da cisam-se. perfeição. O sol Creio na lua no céu arriava mais cedo só porque me apontas e eu deveria ir a ardência branca no aos festejos. O imenso azul noturno. coreto da Creio nas orquídeas, pracinha pois tu cuidas delas, estrelava de mesmo que não floresluazul. Perdoaçam. Eu não floresço me a alegoria, o sempre, mas quando passo em falso. floresço é do teu cuidaDe rotina, creio do. no imenso, não E eu, que não sabia nos rótulos” esperar, creio na espera, pois da espera surgiste “no meio do caminho desta vida”.* E creio na extensa esperança, nuançada esperança raiz de toda a crença. Creio em ti, iluminando-me, quando a minha escuridão te permite. Se eu fosse Ungaretti, diria “Iluminas-me, de imenso”. De intenso, iluminas-me. Creio na criatura. Tu. Porque era o sábado. Nem tinha silêncio, era o sábado, dia da perfeição. O sol arriava mais cedo e eu deveria ir aos festejos. O coreto da pracinha estrelava de luazul. Perdoa-me a alegoria, o passo em falso. De rotina, creio no imenso, não nos rótulos. Mas alguma coisa não saíra a contento. Também quem mandou desafiar a voz do povo, que diz: perfeição é inalcançável? Aquele dia era o sábado, dia da cria. De rotina, não fujo a perguntas, nem ao escuro. Sei que amor se inventa, de uma forma ou de outra. E só existe inventado. Creio, porém (apreensiva), que errei a mão. Pois criar-te deixou-me extenuada.

versas áreas da ciência. O Papa Bento XVI ultimamente acabou também de nomear como membros da Academia dois Prêmios Nobel: o físico Klaus Von Klitzing e o químico taiwanês Yuan TsehLee Aqueles que defendem o antagonismo entre a fé e a razão, continuam a difamar a igreja por não conhecer a grande contribuição cultural e científica que a igreja deixou para a civilização ocidental. Com o fim do império romano e a invasão dos povos bárbaros durante seis séculos, a única instituição que contribui para a permanência cultural e social da Europa foi à igreja. Quem fundou as primeiras Universidades foi a igreja, exatamente na Idade Média, entre elas podemos citar a de Salerno e Bolonha na Itália, Oxford e Cambridge na Inglaterra e Sorbonne na França. A ciência foi sempre parceira da caminhada da igreja na historia da humanidade, uma no campo material outra no campo espiritual mas ambas obras do mes mo Deus. As importantes obras literárias de São Tomás de Aquino que por volta do século XIII já demonstrava que “entre a fé cristã e a razão subsiste harmonia natural”. Jamais há oposição entre fé e a ciência, pois onde termina o limite estreito de alcance da ciência, começa o horizonte infinito da fé e ambas se completam. Que bela frase dita pelo cientista Frances Louis Pasteur “a pouca ciência afasta de Deus, mas a muita aproxima de Deus”. Assim também expressava o prêmio Nobel de Física de 1921, Albert Einstein “quanto mais acredito na ciência, mai s acredito em Deus, o universo é inexplicável sem Deus”. Parabéns Miguel Nicolelis, esta terra Natal que lembra o nascimento de Cristo que você escolheu para jogar a semente do seu instituto de neurociência assemelhe a parábola do semeador na esperança de que... “Outras, enfim, caíram em terra boa: deram frutos, cem por um, sessenta por um, trinta por um. Aquele que tem ouvidos, ouça”. (Mc 13,7-9)

NELSON PATRIOTA [ Escritor ]

Morte e ressurreição do Sebo Cata Livros inha geração cresceu frequentando o sebo de Cazuza, já um homem passado de anos, quando o conheci. Padecendo de grave miopia, Cazuza precisava aproximar do limite dos olhos um livro ou revista em negociação, a fim de avaliar seu estado de conservação e definir seu preço. Desconfio que Cazuza entrou no mercado de sebos meio por acaso. Ainda assim, e apesar de ser um homem de poucas letras, conseguia atrair em volta do seu humilde negócio, graças à sua simplicidade e simpatia, uma clientela bastante fiel que sempre encontrava, no meio da desorganização geral do seu sebo, alguma coisa valiosa, rara ou interessante. O fim da era Cazuza, nos anos 1960, coincidiu com a chegada de novos sebistas ao mercado, dentre os quais logo se destacaram os nomes de Jácio Torres e Vera Gomes, união orgânica fundamental para o progresso do comércio de antiguidades de Natal (o Sebo Vermelho, de Abimael Silva, só surgiria duas décadas depois). Jácio, idealista, Vera, pragmática, formam há décadas um par perfeito. Ao primeiro deve-se atribuir o sonho da criação do Sebo Cata Livros, emblema cultuado há mais de quarenta anos em vários logradouros natalenses; à segunda, tributem-se a iniciativa e a energia para realizar aquilo que Jácio Torres sonhou, erguendo com um esforço digno de um atleta um sebo após outro e sempre fazendo planos para novos projetos culturais. Juntos, parecem dispor de estoques ilimitados de energia, e podem ser vistos, às vezes juntos ou separa“Há, de fato, um damente, em feiras de sebos ou mesmutirão a mo em eventos maiores, como feiras caminho a favor de livros e de antiguidades. da reconstrução No dia 16 deste mês o otimismo do do Sebo Cata casal enfrentou sua mais dura prova, Livros, ali após o sinistro que destruiu em sua tomesmo onde o talidade o sebo-matriz da Avenida de fogo lambeu Xavier da Silveira, pois era ali que Jávorazmente cio armazenava raridades não só bimilhões de bliográficas, mas documentais, artíspáginas, quilos ticas. E ante o escombro assustador que de acetato de parecia sugerir qualquer que não um centenas de pensamento positivo, Jácio decidiu ali discos de vinil, mesmo que não seria dessa vez, não sealém de obras ria agora que a má sorte, o infortúnio de arte, de ou o que quer que fosse aparentado a decoração, cassandras não haveria de impor-lhe documentos impunemente aquele desastre. Seu otiraros, revistas e mismo encontrou eco imediato em sua jornais”. companheira Vera, e agora começa a contagiar natalenses e potiguares de outras paragens, inclusive de Estados vizinhos. Há, de fato, um mutirão a caminho a favor da reconstrução do Sebo Cata Livros, ali mesmo onde o fogo lambeu vorazmente milhões de páginas, quilos de acetato de centenas de discos de vinil, além de obras de arte, de decoração, documentos raros, revistas e jornais. Tudo em fração de minutos. A iniciativa responde ao otimismo do casal que, ao invés de sucumbir ao desânimo, vislumbra nesse cenário de solidariedade coletiva uma oportunidade de recomeçar o projeto Cata Livros a partir do zero. Mais maduros, mais centrados e objetivos, Jácio e Vera somam forças agora com uma legião de amigos e admiradores que aprenderam a ver no Sebo Cata Livros não apenas uma chance de pechinchar uma raridade, fazer um escambo vantajoso, passar para diante livros e discos ou outros objetos descartáveis. O que os frequentadores do Cata Livros não aceitam perder, no fundo, é a hospitalidade que Jácio de um lado, Vera de outro, lhes proporciona diariamente com tal naturalidade que parece a cada cliente como se estivera reservada especialmente para ele. Na reportagem escrita pelo jornalista Yuno Silva para o caderno Viver desta brava TN do dia 22 último, Jácio parece inteiramente refeito do sinistro que destruiu o seu sebo principal. Deve saber, de antemão, que nada é mais estimulante do que aceitar o desafio de reconstruir aquilo que provou ser acertado. Não seria exagero pensar que uma vitória antecipada se constitui num triunfo em dobro.

M

C

CLÁUDIO EMERENCIANO [ Professor da UFRN ]

A magia de sonhar e mudar s estrelas da manhã. Adornam e brilham no firmamento, enquanto as primeiras claridades salpicam o dia e a vida. Os sinos a tocar e a repicar. Os pássaros a cantar e a inebriar madrugadores. As flores e as folhas que o vento matinal dispersa. A despedida, naquele último instante, em que as faces da noite se diluem numa réstia longínqua do horizonte. O adeus de amantes eternos, cujos laços transpõem seu tempo e ascendem ao infinito. O cantar do galo, que não é o último, mas sucede aqueles tantos que vigiam, compassadamente, o fluir da noite e a aproximação da aurora. Cantar que testemunhou a negação de Pedro e o seu arrependimento. E que freqüenta toda a vertente dos tempos, todas as culturas e todos os povos. Conhece as grandezas e as fragilidades humanas. Sente-as pelo olhar, o espelho da alma. A madrugada, sombria e tenebrosa, na qual os galos cantavam e pontuavam os conspiradores, que se reuniam para tramar a morte de Júlio César. Tragédia monumental em que Shakespeare imergiu na complexidade e variedade dos sentimentos, malefícios e contradições dos homens. Os primeiros instantes do dia, adornados pela suavidade dos sopros da natureza, assumindo prerrogativa e forma de uma metáfora. Que podem projetar sonhos, sentimentos e alegrias; ou apenas tênue ilusão, desfazendo perspectivas de felicidade. Foi assim, nesse mesmo contexto, que Gandhi contemplou o Oceano Índico. Nele imergiu seu pensamento, perscrutou seu espírito, buscou a Deus e iniciou a fase mais épica da "não violência". Infundiu em milhões e milhões a convicção de que o sofrimento, como oferta do homem a Deus e aos semelhantes, é a mais contundente forma de celebrar a identidade de uns com os outros. Rumo à libertação. Seu testemunho e seu exemplo se espalharam pelo mundo. Tornaram-no, como disse George Marshall, "voz da consciência da humanidade no século XX". Como S. Francisco, cuja fé lhe deu o conhecimento e a prática do amor, destruindo em si o medo, a vacilação e a insegurança. O destemor que nasce da fé não é fanatismo nem loucura. Essa coragem é mansa, pacífica, sublime, resoluta, tranqüila. Expressa a identidade do homem com Deus. Revela também a face da humildade. O homem de fé não se vangloria. Conhece a verdadeira dimensão das coisas humanas: efêmeras e finitas. Detecta o sentido de tudo. Há quem considere a vida uma aventura sem nexo. Movida pela fatalidade. Cada um pensa como quer. Mas os laços humanos dão sentido e força às formas de aprimoramento individual e cole-

A

tivo. Quanto mais se eliminam os grilhões e a degradação do homem, mais largo é o caminho de realização dos sonhos, que se amontoam e se renovam desde o nascer dos tempos. Viver é mudar lentamente. Crescer em todas as dimensões. O caráter “Foi assim,nesse e o sentido das mudanças remesmo contexto,que pousam na partilha do que Gandhi contemplou é bom para todos. Pelo meo Oceano Índico.Nele nos no essencial, como diimergiu seu zia o gênio inimitável de Anpensamento, dré Malraux. Assegurando perscrutou seu sua ascensão moral, cultuespírito,buscou a ral e espiritual. Jamais retroDeus e iniciou a fase cedendo. mais épica da "não Provérbio português proviolência". Infundiu clama que "quando um poem milhões e milhões vo sonha, o mundo pula e a convicção de que o avança". Certamente o sensofrimento,como tido e a substância dessa senoferta do homem a tença alcançam os saltos, as Deus e aos transformações e avanços semelhantes,é a mais realizados coletivamente. contundente forma Foi isso o que Axel Munthe de celebrar a também descortinou no seu identidade de uns "mundo". Aplicando a qualcom os outros.Rumo quer povo, cultura e lugar. à libertação.Seu Em todos os tipos de ajuntestemunho e seu tamento humano. Diante da exemplo se beleza inesgotável, fascinanespalharam pelo te e arrebatadora da baía de mundo.TornaramNápoles, no confronto entre no,como disse o azul das águas do MediterGeorge Marshall, râneo e a branquidade das "voz da consciência nuvens que as cobrem, ou, da humanidade no no verão, quando codornas século XX".Como S. e cegonhas migram de AleFrancisco,cuja fé lhe xandria, no Egito, para poudeu o conhecimento sar no litoral da Itália, o ree a prática do amor, cluso de "Ana Capri" e Curdestruindo em si o zio Malaparte, outro exilado medo,a vacilação e a nesse paraíso, reconheciam insegurança” que os sonhos movem a vontade de ascender, criar, mudar e transformar. Antônio Maria, Rubem Braga, Fernando Sabino, Nelson Rodrigues, Paulo Mendes Campos, José Lins do Rêgo, Rachel de Queiroz, Carlos Drummond de Andrade e Stanislaw Ponte Preta projetaram a grandeza do brasileiro através do seu cotidiano. O sonhar como caminho e destinação.


geral

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

15

NO TAPETE VERMELHO DO CINEMA DEZ FILMES CONCORREM AO MAIOR PRÊMIO DO CINEMA,EM CERIMÔNIA QUE SERÁ TRANSMITIDA HOJE,ÀS 21H30.O BRASIL SERÁ REPRESENTADO PELA PRODUÇÃO“LIXO EXTRAORDINÁRIO” YUNO SILVA repórter

tapete vermelho já está estendido e os holofotes testados para receber os concorrentes do mais importante prêmio da indústria cinematográfica. Chegando em sua edição de número 83, o Oscar 2011 terá sua cerimônia exibida em rede mundial para mais de 200 países hoje (27), diretamente do Kodak Theatre, em Holly-

O

wood. Pelo segundo ano trará dez filmes no páreo pelo prêmio principal – destes, cinco estão em cartaz em Natal: “Minhas Mães e Meu Pai”, “O Discruso do Rei”, “Cisne Negro”, “O Vencedor” e “Bravura Indômita”. Algumas produções já despontam como favoritas, como a produção britânica “O Discurso do Rei”, que lidera a corrida do Oscar com 12 indicações, incluindo as categorias de melhor filme, diretor e ator. O faroeste “Bravura Indômita” aparece em segundo com dez indicações, enquanto que “A Rede Social” e “A origem” seguem empatados em terceiro com oito indicações. Ainda estão nessa lista, constam os

longas “O Vencedor” (sete categorias), “127 horas” (seis categorias) e, fechando a lista dos principais concorrentes, aparecem “Cisne Negro” e a animação “Toy Story 3”, com cinco indicações cada. Já “O Inverno da Alma” está na rabeira, com 4 categorias. O único representante brasileiro na cerimônia desta noite é a coprodução Brasil-Inglaterra “Lixo Extraordinário”, que concorre na categoria de melhor documentário. Gravado ao longo de três anos, o documentário acompanha o trabalho do artistas plástico brasileiro Vik Muniz com catadores do lixão de Gramacho, em Duque de Caxias (RJ) - considerado o maior da América Latina.

OS DEZ MELHORES

O Discurso do Rei lidera em indicações,12, sendo o ator Colin Firth o franco favorito

CRÍTICOS E CINÉFILOS FAZEM SUAS APOSTAS A bolsa de apostas aqui no RN também está aberta, e algumas indicações podem antecipar o resultado: O produtor e cinéfilo cultural Josenilton Tavares aposta no conservadorismo da Academia e acredita que o filme “O Discurso do Rei” deve levar o prêmio principal. “Apesar de criativo, o filme é o mais arrumadinho e tem todos os ingredientes que agradam os padrões da academia: grande elenco, bom roteiro. Mas, diante de tantas novidades na indústria – que é regida pelo mercado – talvez possamos ter alguma surpresa com ‘Cisne Negro’, um grande filme”, disse. Na opinião do produtor, o longa “Minhas Mães e Meu Pai” é “um filme charmoso, mas não deve levar”. Já Pedro Fiuza, jornalista e presidente do Cineclube Natal, acredita que “O Discurso do Rei” deve levar vantagem por ter sido triplamente premiado pelos sindicatos dos Atores, dos Produtores e dos Diretores. “Tem o perfil da academia, mas, na minha opinião, é o mais fraco dos dez filmes concorrentes. O ator principal (Colin Firth) está muito bem e deve vencer como melhor ator”, aposta. Para Fiuza, “Cisne Negro” deve ficar com o Oscar de melhor atriz para Natalie Portman; e David Fincher como melhor diretor por “A Rede Social”: “É o filme mais contemporâneo deste ano, e já ganhou importantes prêmios”. A atriz e escritora Clotilde Tavares, que apesar de fazer questão de não tentar adivinhar os vencedores, apontou suas preferências: “A Origem”, com Leonardo DiCaprio, como melhor filme e melhor direção de arte; Colin Firth (“O Discurso do Rei”) como melhor ator; Christian Bale (“O Vencedor”) como melhor ator

coadjuvante; melhor atriz para Anette Bening, por sua atuação em “Minhas Mães e Meu Pai”, filme que também deve levar o prêmio de melhor roteiro na opinião da escritora. “São meus preferidos, mesmo que não ganhem. Nunca entendi esse negócio de melhor diretor ser separado de melhor filme, talvez por ser uma pessoa de teatro, onde o diretor está intimamente ligado à peça. Já no cinema americano, o filme é do produtor e não do diretor”, finaliza Clotilde. Outro que também faz suas apostas foi o publicitário e escritor Patrício Júnior, que está torcendo para “Cisne Negro” como melhor filme: “Pelo perfil do Oscar, creio que quem leva mesmo é ‘O Dicurso do Rei’. Acho que Colin Firth também deva levar, merecidamente, a estatueta de melhor ator pelo mesmo filme. A atuação dele está devastadora”. Para Patrício, Natalie Portman (de “Cisne Negro”) deve ser premiada como melhor atriz pelo “trabalho memorável e como consolação por não levar o prêmio principal.” Ele ainda destaca “A Rede Social” e “A Origem”: “São dois grandes filmes, com belas atuações e excelente direção. Merecem levar algo que vá além dos prêmios técnicos, mas sei que a Academia é conservadora”, arrisca o publicitário. “Apostar no Oscar é apostar na obviedade – sem preconceito”, dispara o jornalista Mário Ivo. “Não à toa se diz ‘indústria do cinema’, e o Oscar é essencialmente industrial”. Para Ivo, “A Rede Social” deve faturar tudo ou quase tudo, “muito mais pela contemporaneidade do tema do que pelo modo como foi filmado – raso ao extremo”. O prêmio de melhor atriz, segundo o jornalista, deverá ficar Natalie Portman, por “encarnar muito bem seu papel”.

A Rede Social,que conta a história do Facebook,tem oito indicações

O criativo“Minhas mães e meu pai” , coloca a atriz Annette Bening (e) no páreo

O filme “127 Horas”está entre os dez melhores,e James Franco concorre também

“A Origem”,com Leonardo Di Caprio,foi indicada em oito categorias

Transmissão pela Globo e TNT A Rede Globo, na Tv aberta, e o canal TNT, para assinantes, sãos os canais que estarão transmitindo o 83º Oscar neste domingo, 27 de fevereiro. Nos últimos anos, por causa do Big Brother Brasil, a transmissão da Rede Globo para o Oscar tem começado com atraso, mantendo apenas alguns flashes para informar os vencedores. O atraso “engole” pelo menos 7 ou 8 categorias. A programação da Globo (aberta) e seus canais (pagos) para o Oscar 2011 tem apresentação de Maria Beltrão, com comentários do ator e cinéfilo José Wilker. Pela primeira vez a tradução está a cargo de dois intérpretes: Anna Luiza Vianna dá voz às mulheres e Malcolm Forest faz a tradução dos homens. Durante o ‘Fantástico’ e na transmissão do evento, a correspondente Giuliana Morrone entra em flashes ao vivo, direto de Hollywood, mostrando a preparação da

cerimônia e a chegada dos famosos ao teatro. Já para os assinantes do canal a cabo TNT, a programação começa mais cedo. O pré-show do Oscar dá início às 21h, com imagens da passagem de celebridades pelo tapete vermelho e entrevistas. A apresentação e comentários será do crítico de cinema Rubens Ewald Filho, com tradução simultânea também pelos apresentadores. Para quem quer ver os vestidos deslumbrantes e as entrevistas no chamado “Red Carpet”, o canal “E! tem vários programas começando às 20h. Este ano, os atores James Franco e Anne Hathaway serão os co-apresentadores da 83ª edição do Academy Awards, o Oscar 2011. Ambos já apareceram na transmissão televisiva, mas jamais como anfitriões. James Franco e Anne Hathaway. Ele, de 127 Horas, que também atuou em Comer, Amar, Rezar. Já Hathaway ficou famosa pelo filme “O Diabo Veste Prada”, como a jornalista e assistente número 1 de Miranda Priestly.

Christian Bale está na disputa de Melhor Ator Coadjuvante por ‘O Vencedor”

O western “Bravura Indômita” também deu indicação forte ao ator Jeff Bridges

OUTRAS CATEGORIAS MELHOR DIRETOR Darren Aronovsky – Cisne Negro David Fincher – A Rede Social Tom Hooper – O Discurso do Rei David O.Russell – O Vencedor Joel e Ethan Coen – Bravura Indômita

MELHOR ATOR COADJUVANTE Christian Bale – O Vencedor Jeremy Renner – Atração Perigosa Geoffrey Rush – O Discurso do Rei John Hawkes – Inverno da Alma Mark Ruffalo – Minhas Mães e meu Pai

MELHOR ATOR Jesse Eisenberg – A Rede Social Colin Firth – O Discurso do Rei James Franco – 127 Horas Jeff Bridges – Bravura Indômita Javier Bardem – Biutiful

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE Amy Adams – O Vencedor Helena Bonham Carter – O Discurso do Rei Jacki Weaver – Animal Kingdom Melissa Leo – O Vencedor Hailee Steinfeld – Bravura Indômita 3

MELHOR ATRIZ Nicole Kidman – Reencontrando a Felicidade Jennifer Lawrence – Inverno da Alma Natalie Portman – Cisne Negro Michelle Williams – Blue Valentine Annette Bening – Minhas Mães e meu Pai

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA Biutiful (México) Dogtooth (Grécia) Em um Mundo Melhor (Dinamarca) Incendies (Canadá) Outside the Law (Hors-la-loi) (Argélia)

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE Alice no País das Maravilhas Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte I A Origem O Discurso do Rei Bravura Indômita MELHOR FOTOGRAFIA Cisne Negro A Origem O Discurso do Rei A Rede Social Bravura Indômita MELHOR FIGURINO Alice no País das Maravilhas I am Love O Discurso do Rei The Tempest Bravura Indômita

MELHOR MONTAGEM Cisne Negro O Vencedor O Discurso do Rei A Rede Social 127 Horas MELHOR DOCUMENTÁRIO Lixo Extraordinário Exit Through the Gift Shop Trabalho Interno Gasland Restrepo MELHOR TRILHA SONORA Alexandre Desplat – O Discurso do Rei John Powell – Como Treinar o seu Dragão A.R.Rahman – 127 Horas Trent Reznor e Atticus Ross – A Rede Social Hans Zimmer – A Origem

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL “Coming Home”– Country Strong “I See the Light”– Enrolados “If I Rise”– 127 Horas We Belong Together – Toy Story 3 Melhor Roteiro adaptado

“Inverno da Alma”concorre apenas em 4 categorias,incluindo melhor atriz

A REDE SOCIAL 127 Horas Toy Story 3 Bravura Indômita Inverno da Alma MELHOR ROTEIRO ORIGINAL Minhas Mães e meu Pai A Origem O Discurso do Rei O Vencedor Another Year

A única animação entre os dez melhores, Toy Story 3 vem com 5 indicações


16

geral

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 27 de fevereiro de 2011

[ EPIDEMIAS ] Ministro Alexandre Padilha anuncia repasse extra de verbas para Secretaria de Saúde e envia técnico

para identificar qual dos quatro sorotipos da doença apresenta maior circulação na capital do Amazonas

Saúde investiga dengue em Manaus rasília (AE) - O Ministério da Saúde enviou um técnico para auxiliar na identificação dos sorotipos de dengue circulantes em Manaus. Amostras de sangue de pacientes com a doença deverão ser coletadas em vários pontos da cidade. Dentro de dez dias, o material será enviado para análise no Instituto Evandro Chagas. O ob-

B

jetivo é identificar qual dos quatro sorotipos da doença apresenta maior circulação na cidade. De acordo com ministério, o receio maior é de que o sorotipo 1 - que por muito tempo deixou de circular na capital do Amazonas - tenha retornado em nível mais intenso. Como a circulação do vírus foi menor durante os últimos anos,

houve um aumento de pessoas suscetíveis, o que pode aumentar o risco de epidemia. O sorotipo 4, embora também tenha sido identificado no Estado há pouco tempo, também preocupa, mas em menor proporção. Isso porque, de acordo com dados da literatura, até hoje não há descrições de grandes epidemias provocadas por es-

se subtipo do vírus. O Ministério da Saúde orientou ainda o remanejamento de 140 profissionais do Programa Saúde da Família para centros de saúde e hospitais. A ideia é aumentar de 8 para 47 o número de centros de saúde com atendimento até 22 horas. Além do auxílio para identificação do vírus circulante, o minis-

tério anunciou outras medidas para tentar conter o avanço da doença na cidade. Dez carros para reforçar a aplicação de inseticidas contra o mosquito transmissor da dengue no Amazonas e 35 bombas costais, que são utilizadas pelos agentes para pulverização de inseticidas, foram enviadas. Essas unidades devem chegar a Ma-

naus na próxima semana Na semana passada, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou o repasse extra de recursos para as secretarias de Saúde do Amazonas e de Manaus. Ao todo, são R$ 49 milhões mensais para reforçar a assistência aos pacientes e R$ 11,6 milhões para as ações de vigilância em saúde.

[ MUNICÍPIOS ] Municípios receberam 40% a

mais de FPM no primeiro bimestre deste ano

Fundo de Participação se recupera em fevereiro s Municípios brasileiros recebem nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, a terceira parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de fevereiro. Em valores com a retenção do Fundeb descontada, são R$ 859,2 milhões. Em valores brutos, sem a retenção do Fundeb, o montante é de quase R$ 1,1 bilhão. O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, informa que este repasse é 7% menor que a estimativa divulgada pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) no início do mês. Com este último repasse, o total do FPM de fevereiro soma R$ 6,1 bilhões. O montante é 1,1% menor que previsto pela Receita Federal e 7,7% maior que o repasse de janeiro deste ano. Em comparação ao mesmo período do ano passado, o crescimento é de 25,5% em termos reais. “O desempenho do FPM de fevereiro é reflexo da boa arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em janeiro, que teve um crescimento de 27,3% em relação ao mesmo período do ano passado”, calcula Ziulkoski. Esse crescimento foi decorrente principalmente do resultado do IRRF – Rendimento de Capitais, que foi alto porque os agentes com aplicações financeiras aproveitaram o mês para realizarem lucros,

O

resgatando principalmente aplicações de renda fixa. Em 2011, o repasse do FPM acumula R$ 11,8 bilhões. O total representa um crescimento de 33,1% em relação ao mesmo período do ano passado. “Parte desse crescimento expressivo acontece em razão do baixo nível que o Fundo apresentava neste período no ano passado, quando registrou uma diminuição de 5,6% em relação a 2009 destaca o dirigente da CNM. Os municípios do Rio Grande do Norte, coeficientes 0.6, que são aquele com menos de 10.800 habitantes, vão fechar fevereiro com R$ 438,1 mil, já descontados os 20% do Fundeb. No comparativo dos primeiros bimestres, houve um crescimento do FPM de 40% este ano em relação a igual período de 2010. Na soma dos dois meses, os municípios 0.6 receberam R$ 844,8 mil em 2011, ante R$ 603,2 no ano passado. Para março, a Receita Federal estima um repasse de aproximadamente R$ 4,6 bilhões em valores brutos, ou seja, sem a retenção do Fundeb incluída. “Este decréscimo em março era previsto porque o mês de fevereiro registrou um montante muito alto. Mesmo assim, o repasse de março será maior que o do mesmo período de 2010 e 2009”, conclui Ziulkoski.

[ VIOLÊNCIA ] Temendo agressões, prefeito

pediu proteção policial e seguiu para Salvador

População se revolta e prefeito foge da cidade alvador (AE) - Uma onda de protestos contra a violência em Valença, cidade litorânea a 255 quilômetros ao sul de Salvador, levou o prefeito da cidade, Ramiro Campelo de Queiroz (PR), a fugir e procurar abrigo na capital baiana. As manifestações começaram na tarde de quintafeira (24), na frente da Câmara Municipal. O estopim foi a demora para a liberação para sepultamento do corpo de um jovem de 25 anos que havia sido assassinado dentro de casa, durante um assalto, na noite anterior. Revoltada, a população passou a cobrar das autoridades mais segurança e a contratação de médicos-legistas. Em seguida, manifestantes atearam fogo em pneus nas ruas centrais, quebraram vidros e portas de lojas, da câmara e da prefeitura, além de fazer saques em pelo menos dez estabelecimentos comerciais - alguns deles de propriedade da família do prefeito, que tem uma concessionária de veículos e uma rede de lojas de móveis e eletrodomésticos. Temendo sofrer ataques em ca-

S

sa - um imóvel térreo de muros baixos -, Queiroz pediu escolta policial e deixou a cidade junto com a família, rumo a Salvador, pelo ferryboat. Segundo a delegada Glória Isabel Santos Ramos, da 5ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil (Coorpin), responsável por Valença, as manifestações foram contidas ainda na noite de quinta-feira (24). Três pessoas foram detidas em flagrante, por furto. Os objetos, segundo a polícia, foram recuperados. Valença registra índice de homicídios semelhante ao de Salvador, em torno de 60 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, e as notificações têm mantido ritmo crescente. Em janeiro, foram 11 assassinatos, ante sete no mesmo período do ano passado. Segundo o Mapa da Violência 2011, a Bahia foi o segundo Estado onde o número de homicídios mais avançou no País entre 1998 e 2008, com aumento de 237,5%, atrás apenas do Maranhão (297%). No período, o Estado saltou da 22ª posição entre os mais violentos, para a oitava posição.


economia DÓLAR COMERCIAL Compra:R$ 1,661 Venda:R$ 1,663 DÓLAR PARALELO Compra:1,73 Venda: 1,83

POUPANÇA HOJE 0,6218% CDB 11,65% BOVESPA - 2,24%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 540,00 TAXA SELIC

11,25%

TELEFONES ÚTEIS Receita: 3232-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT/RN: 3220-2000

EDUCAÇÃO

Eduardo Holder comenta venda da FAL ao grupo Estácio de Sá PÁGINA 3

DÓLAR TURISMO Compra: R$ 1,633 Venda:R$ 1,763 EURO Compra:R$ 2,282 Venda:R$ 2,285

Editor:Vinícius Albuquerque E-mail: vinicius@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 27 de fevereiro de 2011

Voltado à desenvolver a atividade turística no estado, programa propõe soluções para dificuldades que afligem o setor. Representantes do trade dizem ser necessário fortalecer divulgação e apresentar diferentes produtos [ DESENVOLVIMENTO ]

Plano de turismo: do papel à ação

Gargalos do turismo devem ser resolvidos o mais rápido possível

SÍLVIA RIBEIRO DANTAS Repórter de Economia

om o objetivo de promover o crescimento da atividade turística no Rio Grande do Norte, a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) desenvolveu o Plano de Governo do Turismo do RN. O documento, que aponta motivos para um atraso no desenvolvimento do setor ao mesmo tempo em que propõe medidas para fomentar a atividade, foi bem aceito pelo trade. Entretanto, dirigentes de entidades que representam o turismo potiguar alertam para a necessidade de cumprimento dos pontos propostos, no menor intervalo de tempo possível. No plano, o turismo é descrito como uma atividade subaproveitada, mas com potencial para a geração de empregos e bastante promissora em um futuro próximo. Para fortalecer o setor, a Setur aponta a necessidade de desenvolver ações como diversificar os produtos turísticos do estado, capacitar mão de obra, estimular a cultura local, além de elaborar e por em prática um plano estratégico para os próximos 25 anos. Para o Natal Convention & Visitors Bureau (NCVB) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH RN), será preciso vontade política, para permitir que o plano saia do discurso para a prática. “A nossa expectativa é essa, pois tudo o que foi contemplado pelo documento é absolutamente necessário”, ressalta o presidente do NCVB, George Costa. De acordo com Costa, o RN deve manter uma forte divulgação, baseada no sol e mar - que já é bastante conhecido –, mas com a apresentação de novos produtos. Dessa forma, é possível unir um

C

Não podemos oferecer novas dunas, mas podemos passar a mostrar mais a nossa cultura” GEORGE COSTA presidente do NCVB

período na capital a um roteiro pelo sertão ou o turismo de eventos ao de lazer. Na visão do presidente do NCVB, é preciso criar novidades constantemente, para manter o interesse dos turistas e ampliar o alcance da atividade. Além disso, a promoção tem que ser feita de forma continuada, com um planejamento de médio prazo, mesmo este sendo, provavelmente, o principal desafio do plano de marketing. “As pessoas visitam a Disney diversas vezes, porque a cada ano é incluído um brinquedo novo e é isso que precisamos ter em mente. Não podemos oferecer novas dunas, mas podemos passar a mostrar mais a nossa cultura”, exemplifica. DIFICULDADES Entre os desafios enfrentados pelo setor, Costa destaca a carência de ações agressivas na promoção do destino e a deficiência na estrutura de aeroportos e portos. “O Augusto Severo não permite o crescimento da atividade e apostamos na construção do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. Em relação ao porto, esperamos um terminal marítimo de passageiros, para atender bem aos turistas nas temporadas de cruzeiros”, detalha. Leia mais na página 6.


2

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

TOMISLAV R.FEMENICK [ Perito Judicial ]

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

À espera do Copom a próxima terça-feira, o Conselho de Política Monetária (Copom), do Banco Central, inicia a reunião de definição da taxa básica de juros (selic), para os próximos 45 dias. O anúncio se dá na quarta-feira, após o fechamento dos negócios no mercado financeiro. A aposta no mercado é de mais um aumento nos juros de 0,50% ponto percentual, como política de combate à inflação, via desaleceração do crescimento. As taxas de juros nos cartões de crédito, de loja e no cheque especial, que já ultrapassaram os 600% ao ano, no crédito rotativo poderão beirar os 700%. O consumidor deve acompanhar com cuidado a rolagem das dívidas.

N

BIMESTRE Lá se foram os dois primeiros meses do ano com a economia brasileira mostrando que segue em frente com a perspectiva de crescer os 4,5% do PIB, como projetava o mercado no final de 2010. Puxada pelo consumo interno, o crescimento deve ser garantido se os juros não subirem muito, a tal ponto de prejudicar a tomada de financiamentos.

Pagamento

Números

O Governo do Estado conclui amanhã o pagamento dos salários de fevereiro, totalizando cerca de R$ 220 milhões. Também estão pagando desde quintafeira, a Prefeitura do Natal, o Governo Federal e a Previdência Social. Mais dinheiro no bolso para o folião brincar o carnaval de 2011 que começa no próximo sábado.

Analisando em detalhes do balanço de 2010 da Cosern é possível identificar os avanços da Companhia. O aumento nas ligações, no consumo e na produtividade. Mas, o controlador, o grupo Neoenergia está diante de uma proposta de uma grande empreiteira nacional, a Camargo Correia, para comprar de parte do controle acionário.

CONVENÇÃO Consultores CENTAVOS potiguares da imobiliária estrangeira RE/MAX vão participar, em Las Vegas (EUA), da Convenção Mundial da RE/MAX, de 7 a 10 de março. São mais de cem mil corretores ligados à marca. Em Natal, já existem quatro lojas RE/MAX em operação.

Na briga entre as grandes redes supermercadista para saber quem oferece o menor preço, a diferença constatada até agora em mais de 90% dos produtos oferecidos, não é grande, apenas de centavos. Quase imperceptível aos olhos e ao bolso do consumidor.

Caixa reforçado O Tesouro Nacional repassa amanhã aos estados e municípios, a ultima parcela do Fundo de Participação de fevereiro. As duas primeiras vieram com um grande reforço. Na terça-feira, com o balanço de

fevereiro, o Governo do Estado terá contabilizado mais de R$ 1,6 bilhão em receitas nos dois primeiros meses do ano. São receitas próprias e repasses (verba carimbada), de diversos convênios.

LEILÃO O Tribunal Regional do Trabalho do RN vai realizar terçafeira (1º), mais um leilão de bens móveis e imoveis, através do leiloeiro Roberto Alexandre, no auditório do Sebrae, às 9 horas. São terrenos prédios comerciais, casas em vários municípios, carros de diversas marcas e diversos como pós-larva de camarão, vestuario e acessórios máquinas e equipamentos.

1

Na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC,marcada para os dias 1º e 2 de março,os analistas esperam que a taxa básica de juros suba para 11,75% ao ano.Para o final de 2012,a expectativa para a Selic é de retorno ao atual patamar (11,25% ao ano).

2

A partir de 1º de março, próxima terçafeira,o contribuinte brasileiro começa a ser chamado à prestar contas com o leão do Imposto de Renda.A declaração vem com algumas modificações nos abatimentos e nos limites das deduções, do ano base de 2010.

3

As empresas têm até amanhã (28),para entregar a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS),depois da redução por 30 dias,do prazo de entrega.Na terça-feira,1º de março,começa a contar o prazo de quase 60 dias para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2011.

FRANQUIA (I) A Linkwell, empresa pioneira no setor de franquias de internet, design gráfico e multimidia, que atua com franchising em várias cidades desde 2006, está oferecendo oportunidade para investidores que queiram entrar nesse segmento de negócios. Coloca à disposição do mercado uma promoção por tempo limitado, Franquia Taxa Zero. Mais informações no site www.linkwell.com.br

FRANQUIA (II) A franquia Restaura Jeans conta com linha de crédito do Banco do Nordeste para a abertura de mais unidades. As 200 lojas e pontos licenciados cuidam de roupa e de artigos de couro, como tingimento, costura, customização e limpeza, renovação e cuidados com peças. É preciso ter disponíveis pelo menos 50% do capital a ser investido – entre R$ 75 mil e R$ 200 mil. Contato com Ramon Guedes pelo telefone (48) 3644-8500, ou pelo e-mail franquias@restaurajeans.com.br. FRANQUIA (III) Opções na área de prestação de serviços, como a microfranquia Dr Resolve, requerem baixo investimento e pouca estrutura. A Dr Resolve, rede de franquias com foco na prestação de serviços de reparos e reformas elétrica, hidráulica, etc, com apenas 7 meses de existência, já soma cerca de 60 unidades. Com um investimento inicial de R$ 25 mil, valor considerado baixo para o setor de franquias o franqueado já pode iniciar os trabalhos.

FRANQUIA (IV)

A SuperSAN tem planos de expansão para a região Nordeste. A empresa é especializada em sanitização de ambientes e pretende abrir cinco unidades no Nordeste no ano de 2011, inclusive no RN. Com investimento inicial a partir de R$ 90 mil, garante a empresa que o franqueado terá um faturamento estimado de R$ 45 mil ao mês, com lucro líquido de 15% a 20%. Para mais informações www.supersan.com.br.

O laudo pericial contábil onceitualmente, o perito judicial é o substituto do magistrado em matéria técnica ou naquilo que o magistrado não pode verificar pessoalmente; legalmente é um auxiliar da justiça, nomeado pelo juiz. Quando a causa envolve valores e patrimônio, o juiz recorre a um perito contador, que deve manter adequado nível de competência profissional, atualizado permanentemente seus conhecimentos sobre as normas e legislação vigentes inerentes à profissão, incorporando saber sobre as novas técnicas aplicáveis à perícia, através de programas de capacitação, treinamento e educação continuada. Destaque-se que é dever do profissional de contabilidade recusar o trabalho, se não estiver tecnicamente capacitado a desenvolvê-lo. Os procedimentos de perícia contábil visam fundamentar o laudo do perito e abranger – segundo a natureza e complexidade da matéria – o exame, a vistoria, a indagação, a investigação, o arbitramento, a avaliação ou a certificação. Não há e nem deve haver um padrão unanime para que o contabilista realize o seu trabalho de perito, judicial ou não. Os conceitos a seguir emitidos sobre o exercício profissional na perícia foram resultado de pesquisas e da experiência da prática exercitada pelos peritos contadores. Trata-se, na verdade, da uma apresentação sucinta das técnicas do trabalho pericial, aplicadas em circunstancias com características próprias. O laudo pericial é a peça escrita, na qual o perito contábil expõem, de forma circunstanciada, as observações e estudos que realizou e registra conclusões fundamentadas sobre a matéria em litígio. A preparação e a redação do laudo são de exclusiva responsabilidade

C

do perito que realizou o trabalho. Este documento deve expor – de forma clara, precisa e objetiva – a síntese do objeto da perícia, os critérios adotados e as conclusões do profissional. É o texto do laudo que deve evidenciar e confirmar as bases para as conclusões do perito, pois este não produz certificação nem atestado; expõe o que foi encontrado por suas diligências, exames e análises. Em síntese, o laudo deve “definir o parecer do perito” e não “expressar a opinião pessoal do perito”. Concluída as diligências e de posse de toda a documentação juntada aos autos pelas partes ou evidenciada pelo seu trabalho de campo, o perito deve proceder a uma revisão dos trabalhos realizados, visando identificar possíveis falhas e lacunas e constatar se os objetivos determinantes da perícia foram devidamente atendidos. Antes de dar forma textual, é recomendável que o perito projete a esquematização do laudo. Conforme for o tipo de trabalho a ser realizado, o perito contábil deve utilizar os meios que lhe são facultados pelo Código de Processo Civil para o exercício de sua função, de modo a instruir o laudo com as peças que forem evidenciadas e necessárias nas circunstâncias. No início das diligências, o perito deve relacionar os livros, documentos e outros elementos de que necessite, solicitando por escrito sua exibição, através de termo de diligência, retendo cópia assinada pelo representante legal da parte que o recebeu. Em se tratando de perícia judicial, eventuais recusas ou qualquer dificuldade à execução do trabalho pericial deve ser comunicada ao juízo do processo, mediante petição fundamentada. No ca-

so de perícia extrajudicial, à parte contratante. Para o bom nível e a boa qualidade do laudo, é importante que nessa fase o perito já tenha procedido às respostas aos quesitos, respostas estas que, ao mesmo tempo, deve ser fundamentadas nas evidencias e nortear a conclusão do laudo ou parecer pericial. A redação do laudo deve ser discutida pelo perito contábil nomeado em juízo e pelos peritos assistentes das partes (quando houver) e, havendo unanimidade, o perito contábil o redigirá, para será subscrito por todos. Se houver divergências e se essas não forem substanciais, mesmo assim ainda poderá ser lavrado laudo único, também redigido pelo perito contábil, que nele fará constar as ressalvas dos peritos assistentes, assinados por todos. Havendo divergências substanciais, o perito e os assistentes redigirão laudo em separado, dando suas razões. Não existe um padrão rígido de como o laudo pericial contábil deve ser formulado, mas existem formalidades que compõem a estrutura dos mesmos. Segundo a boa técnica e as recomendações da NBC TP 01-Perícia Contábil, de 10.12.2009, os laudos periciais contábeis devem ser estruturados de forma a conter, no mínimo, os seguintes itens: a identificação do processo, uma síntese do litígio, algumas considerações preliminares servindo de introdução, o detalhamento da metodologia adotada pelo perito, uma descrição das diligências realizadas, as respostas aos quesitos formulados pelo juiz e pelas partes e a conclusão do perito, sempre embasada nas evidenciada encontradas pelo seu trabalho.

ANTOIR MENDES SANTOS [ Economista ]

Empregos para todos e há um número festejado no país nos últimos quatro anos, esse número corresponde ao quantitativo de empregos formais criados no governo do senhor Luiz Inácio, ou seja, cerca de 15 milhões de postos de trabalho com carteira assinada. Todavia, os empregos formais oferecidos à categoria dos deficientes físicos, mesmo amparados pela Lei de Cotas criada há vinte anos (prevê que empresas com pelo menos cem empregados preencham de 2% a 5% dos postos de trabalho com portadores de deficiência), não avançaram na mesma proporção. Dados apropriados pela Folha a partir de informações da RAIS – Relação Anual de Informações Sociais, mostram que enquanto os empregos formais no país cresceram 9,7%, no período 2007/2009, os empregos destinados aos deficientes físicos reduziram-se em 17%, no mesmo período. Vale dizer, se em 2007 tínhamos 37,6 milhões de trabalhadores formais, entre os portadores de deficiência esse número era de 349 mil; se em 2008 os empregados com carteira somavam 39,4 milhões, os postos ocupados pelos deficientes físicos representavam 32,3 mil; e, finalmente, se em 2009 o país já detinha 41,2 milhões de empregos formais, os oferecidos aos deficientes encolheram para 289 mil. Atualmente, estima-se que o país tenha 27 milhões

S

de portadores de deficiência, dos quais 17 milhões em idade ativa para o trabalho. Vale afirmar, se no país os empregos com carteira assinada para pessoas deficientes encolheram, as estatísticas para o RN também não são animadoras. Dados do SINE – Serviço de Informação Nacional de Emprego indicam que, no período 2008/2010, dos 695 portadores de deficiência encaminhados para vagas de emprego, em todo o Estado, apenas 59 conseguiram uma colocação no mercado formal, ou 8,5% do total. Em Natal, no mesmo período, dos 98 encaminhados apenas 9 obtiveram emprego. Apesar da existência da Lei de Cotas, há que se perguntar: que razões explicariam essa baixa participação dos portadores de deficiência no mercado formal ? Alguns dizem que falta fiscalização por parte dos órgãos competentes (por omissão ou ausência de estrutura) para o cumprimento da lei, enquanto que empresários alegam que os portadores não estão devidamente qualificados para o mercado. O fato é que mesmo com os concursos públicos destinando pelo menos 5% das vagas para os deficientes, a média de cumprimento da Lei de Cotas no Brasil gira em torno de 21%, o que significa dizer que de 100 pessoas empregadas no mercado formal, apenas 21 delas são portadoras de alguma deficiência física.

Todavia, essa assertiva de que os deficientes não estão capacitados para o mercado de trabalho começa a ter uma conotação diferente, na medida em que algumas empresas passaram a compreender a necessidade de que a oferta de vagas seja acompanhada de estrutura adequada. Ou seja, “caso não haja condições reais para que o deficiente desempenhe suas atividades, como softwares específicos, facilidades arquitetônicas, respeito ás necessidade individuais etc, provavelmente teremos mais um caso de desistência em procurar emprego” Neste sentido, pode-se dizer que o segmento bancário tenha saído na frente, com a execução de um programa de treinamento e qualificação de pessoas com deficiência para atender as suas necessidades. No maior centro financeiro do país, os cursos bancados pela Febraban – Federação Brasileira dos Bancos têm possibilitado a que alunos sejam contratados com carteira assinada pelas instituições financeiras, pelo Estado e pela Prefeitura paulista. Oxalá outras grandes empresas também comecem a trilhar esse caminho, tendo em vista que, de acordo com pesquisa do Instituto Ethos, apenas 1,5% dos empregos formais oferecidos pelas 500 maiores empresas brasileiras são absorvidos por pessoas deficientes.

RAFAEL BUZZO MATOS [ Advogado especialista em direito empresarial ]

Exclusividade no consignado é atentado m banco está proibido de celebrar quaisquer convênios ou acordos “que impeçam ou restrinjam o acesso de clientes a operações de crédito ofertadas por outras instituições, inclusive aquelas com consignação em folha de pagamento”. Essa é a determinação da Circular 3.522, publicada pelo Banco Central no dia 14 de janeiro. Com a decisão, o BC põe uma “pá de cal” em qualquer discussão sobre a possibilidade de se atribuir exclusividade a um banco na oferta de empréstimos consignados. Porém, quando se deu a edição da norma, convênios com esse tipo de vício já estavam em vigor em vários estados e municípios do país. A situação, firmada por contratos entre o Banco do Brasil (em quase todos os casos) e órgãos públicos, obriga os servidores a contratarem empréstimos consignados somente por meio do banco federal. A Circular 3.522 estende, sim, os seus efeitos aos convênios celebrados anteriormente à sua edição, mesmo sem explicitar tal abrangência. Apesar da existência do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), cujo papel é controlar e, sobretudo, reprimir condutas que atentem contra a ordem econômica, compete ao Banco Central regular e fiscalizar as questões relativas ao Sistema Financeiro Nacional (SFN) devido às especificidades desse ambiente. Os bancos múltiplos, por exemplo, constituem um pequeno oligopólio, que, sob esse aspecto, comportase como forma de blindagem a um possível risco sistêmico. Já que a atuação inadequada

U

de um player pode implicar em prejuízos imensuráveis à ordem econômica. Apesar dessas peculiaridades, a regulação do BC sobre as atividades bancárias no país deve, antes, prestigiar os princípios constitucionais da livre concorrência e da liberdade de escolha. O artigo 192 da Constituição Federal é categórico ao determinar que o Sistema Financeiro Nacional deverá ser estruturado sobretudo para servir aos interesses da coletividade. Além disso, o princípio da livre concorrência, previsto no artigo 170 da Carta Magna, traduz-se na busca do bem-estar social, na medida em que a competitividade proporciona um ambiente de disputa favorável aos interesses do consumidor. Os convênios entre os entes públicos e o Banco do Brasil que restringem o acesso ao crédito consignado, além de cercearem os servidores públicos do direito de optarem pela melhor taxa de juros, ferem o caráter social que o sistema financeiro deve preservar. A lei 8.137/90 é ainda mais incisiva, pois tipifica como crime contra a ordem econômica esse tipo de abuso de poder, com o domínio de mercado ou eliminação total ou parcial da concorrência. Na medida em que princípios constitucionais constituem a premissa angular da Circular 3.522, seu texto não se presta a constituir uma nova situação jurídica, mas, antes, a sedimentar a ordem jurídica já estabelecida. Logo, o parecer da autoridade monetária tem efeito retroativo. Ao se pronunciar sobre o assunto, a autarquia responsável por regu-

lar e fiscalizar as atividades bancárias do país declara que quaisquer condutas que firam os contornos traçados no seu documento vão contra a ordem vigente, e devem, portanto, ser rechaçadas. Por meio do parecer, o Banco Central manifesta de forma regulatória seu entendimento e nada mais faz do que declarar qual conduta está dentro ou fora da legalidade. Assim, todos os contratos devem obedecer à sua deliberação. Em se tratando do empréstimo com desconto em folha, quanto maior a concorrência, maior será o leque de opções ao consumidor, o que redunda em uma disputa pela menor taxa de juros, uma garantia do bemestar social, assegurado por nossa Constituição. Basta uma incursão ao portal do Banco Central na internet para concluirmos que os servidores públicos, submetidos a uma situação que os impede de escolher as melhores condições de crédito, estão sendo prejudicados. O site publica regularmente a pesquisa com os juros médios das modalidades de crédito pessoal. O Banco do Brasil ocupa apenas a 45º posição do ranking, com uma taxa de 3,20% ao mês. Para tentar reverter essa situação lesiva, sindicatos de servidores e outros bancos são autores de medidas judiciais em diversos Estados. Os Tribunais de Justiça vêm reconhecendo a inconstitucionalidade e a ilegalidade da reserva de mercado instituída em favor do Banco do Brasil.


economia

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ TRABALHADOR ] Os que estão no limite da extrema pobreza são os

mais afetados com a interrupção do aumento real no salário oficial

Novo mínimo de R$ 545 afeta os salários informais DIVULGAÇÃO

R

io (AE) - A interrupção do aumento real do salário mínimo em 2011, com a recente aprovação pelo governo do novo valor de R$ 545 no Senado, pode afetar também os salários mais baixos pagos na economia informal brasileira, para trabalhadores no limite da extrema pobreza. Recente pesquisa do economista Fernando de Holanda Barbosa Filho, do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostra que, desde 2004, a alta do salário mínimo tem puxado, com a mesma intensidade, o verdadeiro piso do mercado de trabalho, que são as menores remunerações do setor informal. O salário mínimo saltou de R$ 260 em 2004 para R$ 465 em 2009. Em termos reais, já descontada a inflação, o aumento foi de 42%. Os dados de Barbosa Filho mostram que o “salário base”, o ganho médio sem carteira assinada de um jovem trabalhador negro com primário incompleto e sem experiência profissional, subiu de R$ 79 para R$ 161 no mesmo período. Em termos reais, o ganho foi de 61%. Mas, se a comparação for feita com 2003 (em 2004 houve queda real do salário base), a alta é de 47%, próxima da registrada pelo mínimo. O economista usou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), cujos últimos resultados são de 2009. “Os pobres pedem aumento quando o mínimo sobe, e acaba funcionando como uma espécie de indexador”, diz Barbosa Filho. Ele acrescenta, porém, que só esse fator não explica a sincronia entre o salário mínimo e o saláriobase desde 2004, já que essa relação nem sempre existiu. O seu levantamento mostra, por exemplo, que, entre 1994 e 2004, o mínimo teve um crescimento real de 70%, enquanto que o piso do setor informal caía 29%. INVERSÃO Dessa forma, o salário base, que representava 58% do salário mínimo em 1994, caiu para

Remunerações informais eram puxadas pelo valor do mínimo

NÚMEROS

260

reais era o valor do salário mínimo em 2004.Em 2009,o pagamento passou a ser de R$ 465

70%

foi o crescimento real do salário mínimo entre os anos de 2004 e 2009

30,5% em 2004. A razão foi a discrepância entre o aumento real do mínimo, e a queda do piso do setor informal. Mas essa tendência inverteu-se subitamente a partir de 2004, e tanto um como outro começaram a crescer em ritmo semelhante. Assim, a proporção entre eles manteve-se parecida, com uma leve alta: em 2009, o saláriobase representava 35% do salário mínimo. O salário mínimo teve crescimento real de 142% de 1994 a 2009, e de 150% até 2010. O salário base, por sua vez, aumentou apenas 15% de 1994 a 2009, por causa da queda até 2004. O economista Samuel Pessôa, da consultoria Tendências, mas também ligado ao Ibre, acha que o atrelamento entre o piso do se-

tor informal e o salário mínimo desde 2004 está ligado ao que chama de “constituição da nossa rede de bem-estar social”. Ele nota que o salário mínimo está associado a diversos benefícios previdenciários e sociais, como a Previdência Rural e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), para idosos pobres. Mais recentemente, apesar de não ligado ao mínimo, a expansão do Bolsa-Família ajudou a completar a rede de segurança para a população mais pobre. “A minha interpretação é que essa rede ampara o trabalhador mais desfavorecido, e, portanto, eleva o que chamamos de ‘salário de reserva’, isto é, o mínimo que se aceita para trabalhar”. A visão de Barbosa Filho é a mesma. Ele acrescenta que o movimento do salário base desde o início da década de 90 sugere que a parte inferior do mercado de trabalho no Brasil sofreu forte impacto da “revolução tecnológica em prol das pessoas mais qualificadas”. Assim, num primeiro momento, à medida que os postos ofertados pelas empresas passavam a exigir crescentes níveis de qualificação, a grande massa de trabalhadores de pouquíssima educação no Brasil sofreu um forte impacto negativo. Menos demandados como mão de obra, os seus rendimentos não tiveram condições de acompanhar a alta real do salário mínimo.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

[ FAIRTRADE] Apicultores de Serra do Mel conquistaram o selo de certificação e já há pedido de uma empresa italiana interessada em comprar o produto

Abrindo a porteira laf@tribunadonorte.com.br

Consumo de leite cresce

Mel que é produzido no RN entra para o comércio justo EMANUEL AMARAL

m 30 anos, o consumo de lácteos no Brasil cresceu 60%, de acordo com estudo da Associação Leite Brasil. O consumo per capita de produtos lácteos aumentou de 100 litros em 1980 para 161 litros no ano passado. Entre 2009 e 2010, o crescimento foi de 4,4%. Apesar do crescimento expressivo, o presidente da Associação Leite Brasil, Jorge Rubez, observa que o consumo per capita de lácteos (leite fluido e derivados, como queijo e iogurte) ainda está bem abaixo do recomendado pelo Ministério da Saúde, de 200 litros per capita ao ano. Os cálculos da Leite Brasil (reúne laticínios do país) para chegar ao consumo de 161 litros levam em conta uma produção nacional de leite de 30,5 bilhões de litros (formal e informal), a importação de 789 milhões equivalente litros de leite em produtos lácteos e a exportação de 213 milhões equivalente litros de leite em 2010. Para este ano, a estimativa da Leite Brasil é que o consumo volte a crescer, para 164 litros per capita.

E

DEFICIT Ainda que tenha crescido nos últimos anos, o consumo per capita de lácteos no Brasil está bem abaixo de outros países. o que significa que há espaço para crescimento. Com seus 161 litros per capita, o Brasil está em 65º no ranking da FAO, agência para Agricultura e Alimentação das Nações Unidas (ONU). A Finlândia é a primeira do ranking, com 361 litros per capita.

Calendário (I)

Calendário (II)

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e da Pesca definiu o calendário das Exposições Agropecuárias para 2011. O circuito começa em São Paulo do Potengi, no dia 8 de abril próximo e termina na Festa do Boi, de 8 a 15 de outubro, em Parnamirim.

Serão relizadas várias exposições. A Expoleilão, de 28 de abril a 1º de maio, em Parnamirim; em Caicó, de 20 a 22 de maio; Currais Novos, de 1º a 03 de julho, a Festa do Bode de Mossoró, entre 4 e 07 de agosto e a Caprifeira de Lajes, de 26 a 28 de agosto.

DÍVIDAS O Governo autorizou uma nova renegociação de dívidas rurais, através de duas medidas aprovadas na última quintafeira, em reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN). Beneficiam produtores de arroz do Sul do país e agricultores com dívidas do Programa Especial de Saneamento de Ativos Agropecuários (Pesa). Aqueles que já contam com parcelas vencidas ou com vencimento até 30 de junho de 2011 podem liquidá-las até essa data, com encargos financeiros especiais e bônus diferenciado para liquidação das dívidas.

1

A Petrobras vai instalar uma fábrica de Fertilizantes em Três Lagoas (MS). A UFN III terá capacidade para produzir 1,2 milhão de toneladas de ureia e 761 mil toneladas de amônia por ano. A unidade entrará em operação comercial no segundo semestre de 2014 e será a maior unidade de fertilizantes nitrogenados da América Latina. Atualmente, o Brasil importa 67% da ureia que consome.

2

Em 2010, o índice de cobertura vacinal de bovinos e búfalos contra a febre aftosa alcançou 97,3%. Os destaques foram os estados de Mato Grosso, com 99,74%, Tocantins, com 99,52% e Mato Grosso do Sul, com 99,41% dos animais imunizados. O resultado das duas etapas de vacinação foi semelhante ao registrado em 2009, com 97,07%.

3

O programa Soja Livre, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, objetiva atender à reivindicação dos agricultores que solicitam maior oferta de sementes de cultivares convencionais para o estado. A Embrapa instalou 24 Unidades Demonstrativas (UDs) e 18 Áreas Demonstrativas (ADs) com cultivares convencionais em Mato Grosso.

Chuvas se prolongam Com base nos dados da reunião dos meteorologistas em Natal, o Inmet publica a previsão trimestral do clima, afirmando que um acúmulo de chuva acima da média é esperado na região Norte e litoral da região Sul. A Previsão Climática Trimestral em parceria com o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos

(CPTEC/INPE), mostra o acumulado de chuvas e a temperatura esperada para os próximos três meses em cada ponto do país. Nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, a precipitação será próxima da que normalmente ocorre nessa época do ano. No norte do Nordeste, as chuvas oscilam entre normal e acima da média esperadas.

Feijão Pode parecer incrível, mas a China está exportando até feijão para o mundo. Os produtores de feijão da região Sul do Brasil pediram socorro ao governo federal nesta semana. Uma inédita avalanche de produto importado da China e a tímida ajuda do governo aprofundaram a depressão nas cotações do feijão brasileiro. Em resposta aos produtores, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, avalia colocar travas à importação de feijão comprado abaixo do preço mínimo de garantia, hoje em R$ 80 por saca. Em três meses, o Brasil trouxe 28 mil toneladas de feijão preto do exterior - o equivalente a 8% da produção total do país.

Universidade A UFERSA tem quase 100% das vagas preenchidas. Sobram apenas 25 vagas, sendo 13 para a UFERSA Mossoró, 7 para UFERSA Caraúbas e 5 para a UFERSA Angicos. Os cursos que sobraram vagas nessa segunda reunião foram o de Administração (4), Agronomia (3), Ciências Contábeis (3), Zootecnia (2) e Ecologia (1) em Mossoró; Ciência e Tecnologia (7), em Caraúbas; e, por fim, Computação e Informática (4) e Ciência e Tecnologia (1), em Angicos.

s mais de 200 toneladas de mel produzidas a cada ano no município de Serra do Mel, localizado na região Oeste e a 320 quilômetros de Natal, terão mais chances de chegar a mercados consumidores da Europa a preços mais competitivos. A Cooperativa de Apicultores da Serra do Mel (Coapismel) conquistaram na sexta-feira passada o certificado em Comércio Justo para o mel. A Certification for Development (Certificação para o Desenvolvimento) foi concedida pela Fairtrade Labelling Organizacions (FloCert) e o grupo já tem pedido de uma empresa italiana interessada em comprar o mel potiguar. A certificação é fruto de um trabalho desenvolvido pelo SebraeRN desde 2002, disponibilizando para os apicultores da região consultorias, estimulando a adoção de boas práticas e repassando técnicas de manejo das colméias e dos pastos, além da estruturação do grupo em cooperativa. As ações resultaram na preparação dos produtores para a conquista do certificado, que posiciona o Rio Grande do Norte como o segundo estado brasileiro a ter mel com o selo Fair Trade. Antes, apenas a Casa Apis, no Piauí, detinha essa certificação no País. Sediada na Vila Brasília, a Coapismel reúne atualmente cerca de 80 famílias que encontraram na criação de abelhas e no cooperativismo uma forma de obter renda. O grupo de agricultores familiares produz grande parte do mel que desce das 23 vilas comunitárias em direção aos entrepostos, que escoam o mel. Como o próprio

A

Certificação alcançada pelo setor é fruto de trabalho do Sebrae-RN desenvolvido desde 2002

Nosso esforço agora será trazer os apicultores independentes para a Cooperativa” VALDEMAR BELCHIOR gestor de Apicultura do Sebrae-RN

O produtor tem rentabilidade maior vendendo para o exterior” NAJI HARB consultor

nome já sugere, Serra do Mel está entre os principais polos de produção de mel em solo potiguar, ficando atrás apenas do município de Apodi, considerado o maior produtor do Rio Grande do Norte com 600 toneladas anualmente. A cooperativa chega a obter por ano cerca de 120 toneladas do produto, no entanto, somado ao que é vendido por apicultores independentes, a capacidade poderá subir até 70%, ultrapassando as 200 toneladas. “Depois dessa conquista, nosso esforço será trazer para a Coapismel esses apicultores independentes e aumentar a capacidade produtiva da cooperativa. Percebemos o potencial do lugar e começamos o trabalho. Hoje, vemos que o Sebrae cumpriu um papel importantíssimo ao colaborar com esses pro-

RN possui mais produtos certificados A certificação do mel posiciona o Rio Grande do Norte como o estado brasileiro com maior diversidade de produtos com o selo do comércio justo e solidário. Além do mel, o estado dispõe de melão, abacaxi, coco, limão e castanha com certificado Fair Trade. De acordo com o consultor Naji Harb, a maioria dos estados que atuam com esse tipo de comércio tem apenas um gênero certificado. É o caso do Piauí, com o mel. Já Minas Gerais e Espírito Santo certificaram o café, enquanto os estados da Bahia e Pernambuco tem o referido selo para a manga. A diversidade de produtos certificados amplia as chances de exportação com valores mais altos, além de reverter em melhorias para as comunidades produtoras. A fruta pioneira em Fair Trade foi o melão, que posicionou o estado como o primeiro do mundo a ter es-

se atestado. Depois, vieram a certificação para as demais frutas e para a castanha de caju. A qualidade do mel produzido pelos apicultores da região Oeste atende ao padrão estabelecido pelos europeus, garantindo as exportações para países daquele continente. Apesar de ainda não ter essa qualificação, o mel da Coapismel possui características orgânicas, já que é uma das exigências do comércio justo e solidário a preocupação com uso de defensivos agrícolas os pastos polinizados pelas abelhas. Praticamente, todos os pastos do estados são orgânicos, o que garante um mel sem agrotóxicos. A espécie criada pelos apicultores de Serra do Mel é a africanizada, que é resistente mais resistente às doenças e que tem como característica uma alta produção de mel. Cada colméia instalada na região produz cerca

de 50 quilos, gerando até quatro colheitas por ano. Atualmente, o mel obtido nos apiários da Coapismel vai para o mercado consumidor, através de empresas compradoras e exportadoras do RN, Ceará e Santa Catarina. De acordo com o gestor do projeto de Apicultura do Sebrae RN, Valdermar Belchior, um dos entraves para a exportação de mel é a adequação dos entrepostos, norma exigida pelo Ministério da Agricultura. Dos quatro entrepostos potiguares, apenas o de Macaiba é voltado para exportação, mas, o de Apodi começa a ser adequado para o envio ao exterior. “As normas do Ministério exigem a capacitação dos apicultores e padronização das casas de mel e dos entrepostos. No entanto, estamos trabalahando no sentido de adequar todos os entrepostos existentes no Rio Grande do Norte”, afirma.

dutores cooperados, oferecendo capacitação técnicas e abrindo novos mercados”, ressaltou o gestor do projeto de Apicultura do SebraeRN, Valdemar Belchior, sobre a obtenção do Selo em Comércio Justo e Solidário. Segundo ele, tratase de uma grande conquista, levando-se em consideração que a apicultura é uma atividade muito recente no Estado, comparando com o Piauí onde a apicultura atigiu um nível de maturidade bem mais elevado. Com a certificação, o mel norte-rio-grandense poderá ser comercializado a preços 10% maiores em relação ao que é vendido no comércio tradicional. Outra vantagem é a bonificação para cada quilo exportado, recursos que deverão ser revertido em benefício da comunidade.

Mudança traz benefícios para a comunidade O consultor Naji Harb, que acompanhou o processo de certificação da Coapismel, afirma que a comercialização através do comércio justo muda a política de compra, no momento em que o comprador tem uma preocupação social com a comunidade. “O produtor tem rentabilidade maior, vendendo para empresas internacionais, e há ainda a vantagem de ter em sua comunidade obras que melhoram as condições de vida e de produção. Sem falar no lado ambiental. Nesse ponto, o grupo de Serra do Mel tem bastante experiência”, afirma. O consultor explica também que a certificação é um processo demorado e o grupo precisou amadurecer alguns pontos, como gestão e rastreabilidade. Para o presidente da Federação dos Apicultores do Rio Grande do Norte, José Hélio Morais da Costa, mais conhecido como Cabo Hélio, a certificação traz novas perspectivas para a comunidade. “O selo Fair Trade vai proporcionar a melhoria na renda das famílias produtoras e também a vida na comunidade. Com o prêmio dado, vamos investir na capacitação dos jovens para inseri-los na atividade”. Cabo Hélio, que está à frente da cooperativa, também informou que uma empresa italiana, a Conapi, já tem pedido para comprar toda a produção da Coapismel. Isso representa cerca de 200 toneladas que serão exportadas para a Itália.

NÚMERO

200

toneladas de mel são produzidas pela Cooperativa de Apicultores de Serra do Mel.


economia

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5 FOTOS:ALDAIR DANTAS

Como e quando começaram as conversas entre a FAL e a Estácio? A negociação só iniciou há quatro meses, quando um representante do Grupo Estácio nos procurou com o intuito de conhecer melhor nossa instituição para uma possível parceria. Essa foi a primeira oferta feita pela FAL ou a Faculdade já havia sido sondada por outros grupos? Nós chegamos a ser sondados e recebemos várias propostas de venda de várias instituições de diversas partes do país, porém queríamos fechar um negócio que tivesse relação com a nossa identidade e que nos desse a possibilidade de prosseguir com a política de qualidade e respeito para com o aluno, implantada por nosso fundador, o professor Carlos de Paula. Que grupos demonstraram interesse pela faculdade e por que, com eles, o negócio não vingou? Fomos sondados por vários grupos, com os quais assinamos acordos de confidencialidade, por essa razão não posso citar os nomes. Começamos a receber propostas há mais ou menos três anos, mas não queríamos simplesmente vender a instituição, até porque ela não estava à venda. E sim, dar continuidade ao nosso projeto de ensino com mais capacidade de investimento, ao lado de um grupo forte que conhecesse o ensino no Brasil e não estivesse interessado em simplesmente ganhar dinheiro, mas tivesse o verdadeiro propósito de trabalhar a educação como forma de desenvolver o potencial do nosso Estado. Com o fechamento do negócio, a família De Paula vende a última universidade que administrava (a UnP, também fundada por eles, foi adquirida pela norte-americana Laureate).Por que Carlos de Paula resolveu se desfazer do negócio? Na verdade, ele vislumbrou a possibilidade de ver seu sonho de ter uma faculdade referência no ensino em nossa região se transformar em realidade, já que o estado vive um momento de grande oferta no ensino superior e o MEC cada dia cobra mais das instituições de ensino no Brasil, e isso leva as instituições a uma competição muito forte. Mas só os grandes do mercado podem encarar isso em igual patamar, com condições de investir em instalações confortáveis, melhores laboratórios e melhor material didático para nossos alunos. Havia problemas financeiros na empresa ou, de repente, a necessidade de aumentar o grau de profissionalização? Como falei anteriormente, é difícil concorrer em um mercado que tem sede por transformação e investimento com poucos recursos. Isso não quer dizer que tínhamos problemas financeiros, mas precisávamos de um maior poderio para estar entre as grandes, o que sempre foi nosso objetivo.

ENTREVISTA/EDUARDO HOLDER/DIRETOR-GERAL DA FAL

“PRECISÁVAMOS DE MAIS PODERIO PARA CRESCER” RENATA MOURA Repórter de economia

O

perações de fusão e aquisição no ensino superior privado começaram a ganhar força no Brasil a partir de 2005, mas só em 2007 movimentaram a primeira vez o Rio Grande do Norte. Naquele ano, a Universidade Potiguar (UnP) anunciou que estava se associando com a rede internacional de universidades Laureate. Mais ou menos no mesmo período, a Faculdade de Natal (FAL), fundada pela mesma família, também entrou no radar de investidores. “Fomos sondados por vários grupos, mas não queríamos simplesmente vender a instituição, até porque ela não estava à venda”, diz o diretor geral da faculdade, Eduardo Holder, um dos que anunciaram esta semana que a instituição, que fatura R$ 11 milhões por ano, foi vendida por cerca de R$ 12,5 milhões. Nesta entrevista, ele fala sobre o negócio, fechado com a carioca Estácio Participações, e também detalha as mudanças e planos previstos, com a chegada dos novos controladores.

O Estado vive um momento de grande oferta no ensino superior e o MEC cada dia cobra mais. Isso leva as instituições a uma competição muito forte”

Qual é o cenário atual no setor de ensino superior privado no Rio Grande do Norte? A concorrência anda aquecida? A concorrência está super forte. As instituições estão oferecendo ao aluno um alto número de vagas e isso leva o mercado a ter uma grande necessidade de melhoria contínua na qualidade do ensino e na diferenciação dos seus serviços, para que os alunos possam escolher qual faculdade tem sua cara e ofereça o ensino que case com suas necessidades. Fusões e aquisições devem se tornar, como está acontecendo nacionalmente, tendência no Estado? Acredito que sim, pois cada vez mais veremos a necessidade de altos investimentos neste ramo, ficando difícil para as pequenas instituições sobreviverem. Tenho certeza que este é só o começo e que muitas notícias de aquisições e fusões aparecerão nos próximos meses. Qual é o faturamento da FAL por ano e para quanto se espe-

É necessário um investimento privado na nossa educação para que todos possam ter acesso a uma formação de bom nível, o que leva o país a se desenvolver”

ra que ele suba (em quanto tempo também) com a chegada dos novos controladores? O nosso faturamento anual está na casa dos R$ 11 milhões ao ano e temos uma expectativa que este número possa crescer bastante com os novos investimentos que serão realizados e com a melhora na qualidade do nosso ensino. Mas seria precipitado fazer uma projeção agora, já que o planejamento ainda está sendo elaborado. Qual é a estrutura hoje da faculdade e o que muda com a venda? Hoje temos três unidades, sendo uma em Candelária, outra na Romualdo Galvão e a terceira na Zona Norte. Somos, portanto, a única instituição de ensino superior privada presente nesta região da cidade. Ainda estamos planejando como será feito este investimento, só posso antecipar que nossos alunos não serão afetados de forma negativa, muito pelo contrário terão ainda mais orgulho de estudar na FAL. Há planos de expansão? Sim, temos planos de expansão para os próximos cinco anos os quais devem começar a se concretizar em curto prazo. O gasto que teremos ainda não foi orçado, porém investiremos em qualidade do ensino como pedra fundamental do nosso projeto. Haverá mudanças em relação ao ensino, ao foco, à grade de cursos? Vemos nosso ensino como uma força da nossa instituição. Nossos cursos são copiados pelas outras instituições e isso nos deixa muito orgulhosos do bom trabalho que fazemos. Claro que novos cursos devem ser criados, mas os atuais continuarão a existir sem que sofram nenhum tipo de mo-

dificação para nossos alunos. É possível que venhamos a implantar mudanças nas grades curriculares para novos ingressantes, mas os alunos que estão hoje na FAL não sofrerão qualquer tipo de mudança no ensino, pelo contrário só serão beneficiados com uma melhoria na estrutura já existente. Operações de fusão e aquisição normalmente geram insegurança no time da empresa alvo da operação.Levantam,por exemplo, o temor sobre demissões. Haverá demissões na FAL? Essa é uma decisão que ainda não foi tomada. Naturalmente as pessoas estão em um processo contínuo de avaliação, mas temos um grande time na FAL e estou certo de que, continuando com o bom trabalho, as posições serão mantidas. Quais são as vantagens desse negócio para os alunos e o quadro de colaboradores da empresa? As vantagens são muitas. Com mais potencial de investimento, será possível melhorar as nossas instalações físicas para dar mais conforto a todos, investir em material didático de alto nível sem custo adicional para os alunos, entre outras coisas. Além disso, os nossos profissionais terão a possibilidade de crescimento profissional com um plano de cargos muito mais completo e bônus sobre metas, o que pode aumentar os salários indiretos. Com toda a certeza esta prática inovadora será implantada na FAL. Não só para os professores, mas para todos os gestores da instituição. O ensino à distância,que é visto como uma boa tacada para reduzir custos do negócio,já é realidade na faculdade? O ensino à distância já é uma

realidade no Brasil e no mundo e nós não podemos ficar de fora desse mercado. Levar a educação para as áreas menos acessíveis e dar a possibilidade de desenvolvimento profissional às pessoas que não têm horário fixo é nosso objetivo e a educação à distância nos dá essa possibilidade. O grupo Estácio já trabalha muito forte nesse mercado e estaremos agregando mais esse serviço ao nosso portfólio, com alta qualidade e acessibilidade total. Muito se fala sobre escassez de profissionais qualificados e também de profissionais que chegam mal qualificados ao mercado.Há uma parcela de culpa das faculdades e universidades em relação a isso? Infelizmente não temos um ensino básico totalmente capaz de preparar os alunos para ingressar no ensino superior em nosso país. Recebemos alunos que, apesar de passar pelo processo seletivo do vestibular, precisam de um complemento de formação que é feito por meio de cursos de nivelamento, para que os mesmos tenham a possibilidade de agregar conhecimento e usar o mesmo em seu dia-a-dia. Nem todas as instituições de ensino superior trabalham desta forma e isso é notado ao final do curso, quando o aluno vai para o mercado de trabalho. Temos muito cuidado para que o aluno FAL seja bem visto profissionalmente e buscamos não só prepará-lo tecnicamente, mas dar uma formação humana de competências e habilidades que completam sua educação. O setor privado carrega o“estigma” de ser um berço de profissionais mal preparados. Criticam as“más línguas”que o setor prioriza o aspecto financeiro, o lucro, em detrimento da quali-

dade do ensino.Qual é sua opinião sobre isso? Não posso concordar com esta afirmação, já que a melhor instituição de ensino superior no Brasil é privada, que é a Fundação Getúlio Vargas. O que acontece é que algumas empresas se aproveitam para tirar vantagem de situações em todos os ramos do mercado e, na educação, isso não é diferente. Porém, estas logo desaparecem, já que a sociedade facilmente separa o joio do trigo e ensino não é brincadeira e deve ser feito de forma profissional e bem intencionada. Há quem critique o setor privado por considerar que há uma mercantilização da educação no Brasil. Como o senhor enxerga essa questão? No nosso país o ensino superior chega a uma parcela muito pequena da população. No último levantamento feito pelo MEC, apenas 13% dos brasileiros entre 18 e 24 anos se encontram cursando ou já cursaram uma faculdade, número este que é ridículo quando comparado com outros países, como por exemplo os EUA que tem 75% e até nossos vizinhos, Chile e Argentina que detém mais de 50% de alunos nesta faixa etária no ensino superior. Por tudo isso, é necessário um investimento privado na nossa educação para fazer com que todos possam ter acesso a uma formação de bom nível, o que leva o país a se desenvolver. Principalmente as faculdades particulares exploram nas campanhas de marketing que estar sentado num de seus bancos aumenta a perspectiva de empregabilidade. Quantos por cento dos alunos egressos da instituição conseguem uma vaga? Nosso percentual de empregabilidade é de 83%, já que temos um programa de estágios e empregos que funciona bastante bem. Além disso, temos conhecimento de alunos nossos que galgaram postos em suas empresas e passaram a posições de destaque nacional. De um modo geral, os ex-alunos da FAL se encontram em posições de liderança nas empresas do estado e isso nos orgulha bastante. Há preconceito no mercado contra os profissionais egressos de faculdade particular? De forma alguma. O mercado está mais preocupado com o comportamento ético, as atitudes e a capacidade técnica - prática dos profissionais, coisa que é bastante trabalhada nas nossas salas de aula. Nunca ouvi um relato de algum aluno ou de alguma empresa que deixou de contratar o profissional por ele ser egresso de instituição privada.


economia 6

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 27 de fevereiro de 2011

[ CONTINUAÇÃO DA PÁG. 1 ] Pesquisa encomendada pelo NCVB mostra que 95,2% dos turistas de negócios que vêm a Natal pretendem voltar novamente à cidade para se divertir

Eventos são bom negócio o segundo semestre de 2010 foi realizada uma pesquisa, encomendada pelo Natal Convention & Visitors Bureau (Natal CVB), que traçou um perfil do turista de negócios que chega a Natal. Através da pesquisa, a entidade constatou que 95,2% dos entrevistados pretendem voltar ao Rio Grande do Norte e 99,2% indicariam a cidade como destino turístico. Os dados apontam também que o gasto médio diário de um congressista em Natal é de aproximadamente R$ 1.1 mil. Além disso, 53,6% dos entrevistados chegaram em território potiguar mais cedo ou permaneceram no estado por um intervalo de tempo mais prolongado do que era previsto inicialmente e 15,41% das pessoas trouxeram acompanhantes. Outros dados apresentados pela pesquisa foram que 65% dos entrevistados estiveram na cidade pela primeira vez e se surpreenderam positivamente com o destino e 68,35% dos visitantes consideraram a hospitalidade do povo natalense como excelente. A amostra revelou ainda que Entre os locais mais frequentados, os congressistas informaram ter ido principalmente a supermercados, restaurantes, praias, shoppings e lojas de artesanato, respectivamente Para o diretor-presidente executivo do Natal CVB, George Costa, essa pesquisa é de fundamental importância para o destino, não

N

BATE-PAPO Habib Chalita » Presidente da ABIH RN RODRIGO SENA

TURISMO Veja pontos destacados pela Secretaria Estadual de Turismo do Rio Grande do Norte,no plano desenvolvido para nortear as ações em prol da atividade ao longo dos próximos anos. QUADRO ATUAL DO TURISMO NO RN

ALGUMAS DAS PROPOSTAS PRESENTES NO DOCUMENTO,PARA FORTALECER O SETOR TURÍSTICO POTIGUAR

➔ O turismo é considerado uma atividade econômica de ponta da contemporaneidade: ➔ Com potencial para geração de emprego ➔ Sendo uma atividade econômica promissora em um futuro próximo ➔ Por ser uma indústria limpa ➔ Com capacidade para beneficiar a população,através do crescimento

➔ Elaborar e por em execução um plano estratégico para os próximos 25 anos ➔ Promover a diversificação dos produtos turísticos do RN,juntamente com a interiorização da atividade ➔ Incentivar o desenvolvimento do turismo de eventos ➔ Promover a capacitação de mão de obra de toda a cadeia produtiva do turismo ➔ Estimular o uso da cultura como meio para agregar valor aos produtos turísticos ➔ Incrementar o turismo náutico no RN,viabilizando a construção da Marina de Natal,nos próximos dois anos

CAUSAS QUE EXPLICAM A ATUAL CONJUNTURA DA ATIVIDADE ➔ Subaproveitamento do amplo potencial turístico ➔ Concentração de destinos e produtos turísticos ➔ Falta de priorização e de profissionalização do setor ➔ Saturação do produto “sol e mar” ➔ Negligência do capital cultural como elemento agregador de valor ao produto turístico

PERFIL DOS TURISTAS QUE VISITAM O ESTADO A NEGÓCIOS

R$ 1,1 mil

53,6%

Gasto médio

dos visitantes que estiveram no estado no segundo semestre de 2010 ficaram mais tempo do que o previsto

99,2% pretendem voltar ao Rio Grande do Norte

15,41% Fontes:Setur / Natal CVB

apenas para conhecer o perfil do turista de negócios, como também para nortear as estratégias específicas do segmento. “Quando constatamos que o turista de eventos permanece no destino muito além

➔ Implementar um Plano de Marketing Turístico,em consonância com o Plano Estratégico ➔ Realizar uma avaliação ambiental das áreas de interesse turístico,para avaliar o potencial de investimentos, os impactos econômicos,sociais e ambientais ➔ Melhorar a rede de acessos e a sinalização turística nos principais atrativos do estado ➔ Desenvolver campanhas permanentes de conscientização da população sobre a importância da atividade turística,e a necessidade de se receber bem o turista,manter as cidades limpas e preservar o patrimônio natural,ambiental e cultural.

trouxeram acompanhante

do período do evento, temos a certeza que esse segmento minimiza consideravelmente a nossa baixa estação. Outro fator importante foi a revelação do uso freqüente dos serviços de supermercado pelo tu-

Os estabelecimentos mais visitados por eles foram supermercados, restaurantes,praias,shoppings e lojas de artesanato

rista de eventos”, aponta. A pesquisa ouviu 1.454 pessoas em quatro eventos realizados no Centro de Convenções de Natal, ao longo do segundo semestre do ano passado.

Como podemos definir a atual realidade do turismo do RN? Estamos perdendo espaços importantíssimos para outros estados do Nordeste. No turismo internacional chegamos ao fundo do poço e no nacional, corremos o sério risco de perder posições conquistadas ao longo dos anos devido à falta completa de ações do poder público no setor. Quais os principais gargalos enfrentados hoje pelo setor? A infraestrutura aeroportuária já é um gargalo hoje, com o Aeroporto Augusto Severo. É necessário acelerar a concessão e construção do Aeroporto de São Gonçalo. Falta absoluta de cumprir com planejamento e metas, tanto por parte do Governo Estadual quanto da Prefeitura. A promoção e divulgação do Rio Grande do Norte sofre há quase 10 anos com a falta de uma política planejada e contínua. Como viabilizar os pontos contemplados no plano de estado de turismo? Com vontade política de realizar, dando a devida importân-

cia que o setor tem na economia do estado. O que fazer para explorar aspectos diferentes do turismo de sol e mar? Como já disse anteriormente: planejamento. Com ações para fortalecer os demais segmentos do turismo, como o cultural, esportivo, aventura e não esquecendo o aquecimento que já tivemos com as ações do Natal Convention & Visitors Bureau, com o turismo de eventos. Como fortalecer o turismo de eventos no estado? Falando especificamente de Natal,será preciso promover alguma modificação no Centro de Convenções ou construir um equipamento novo? Apoiando, incentivando e participando das ações do Natal Convention, que vem fazendo um bom trabalho pelo turismo de eventos. Precisamos iniciar a discussão sobre novos espaços de eventos para Natal e para outras cidades do RN. O Centro de Convenções de Natal possui uma boa estrutura, entretanto, ele já se encontra com uma alta ocupação e pouca disponibilidade para os próximos anos. Isto demonstra como o mercado de eventos é importante e promissor para destinos turísticos como Natal e que existe demanda para novos espaços para eventos, inclusive de maior porte. O nosso centro de convenções está bem estruturado para o que nossa cadeia de hotéis disponibiliza em número de quartos.


natal

ZONA NORTE

Olegário Passos fala sobre tendência de verticalização da região. PÁGINA 3

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Nublado com possibilidade de pancadas de chuvas Max.: 30º CO Min.: 25ºCO

Preamar 00h45 - 1.7 - 13h02 -1.9 Baixa-mar 06h43 -0.8- 19h24 -0.6

Mãe Luíza: hoje 99 bancas/67 feirantes Lagoa Seca 206 bancas/122 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Muriu Pium Pirangi do Sul (Igreja) Redinha e Touros

FASES DA LUA Q.Minguante: Hoje Lua Nova: 04/03 Nascer do sol: 5h26 Pôr do sol: 17h40

Editora: Luciana Campos e-mail: lucianacampos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo | 27 de fevereiro de 2011 SUERDA MORAIS

[ GASOLINA ] Dados divulgados pela ANP mostram que os postos compram o combustível com o segundo menor preço do Nordeste, mas vendem a um dos valores caros da região

Postos compram gasolina barata, mas vendem caro ROBERTO LUCENA Repórter

om a operação da planta de gasolina automotiva da Refinaria Potiguar Clara Camarão (RPCC), implantada no polo de Guamaré, desde setembro o Rio Grande do Norte passou a ser autossuficiente em todos os combustíveis derivados do petróleo. As distribuidoras repassam o combustível aos postos de gasolina com o segundo menor preço do Nordeste. Apesar dessas facilidades, Natal possui a terceira gasolina mais cara da região. Atualmente, quase todos os postos vendem o litro do produto a R$ 2,79. Porque isso acontece? Donos de postos se negam a falar e o assunto foi parar no Ministério da Justiça. A Secretaria de Direito Econômico já investiga uma possível formação de cartel na cidade. Dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostram que não houve variação significativa no preço da gasolina repassado pelas distribuidoras aos empresários nas últimas duas semanas. Apenas o etanol sofreu leve acréscimo no preço.

C

A desculpa para o aumento nas bombas está aí. A gasolina consumida pelos carros é a do tipo “C” (com adição de 25% de etanol). Mas de acordo com o economista Aldemir Freire, a justificativa usada pelos donos de postos não é aceitável. “Quando o posto compra a gasolina, já compra com a adição do etanol. Então o valor já está embutido. O aumento no preço da gasolina não pode ser justificado pelo o aumento do preço do etanol”, explica. Geralmente, o aumento nos preços de combustíveis pega os consumidores de surpresa. Não é comum que haja um aviso prévio e motoristas só ficam sabendo do acréscimo quando já estão no posto. É o caso do industriário Heraldo Medeiros. Na última quinta-feira, ele foi encher o tanque do carro em um posto localizado no Centro da cidade. Quando foi pagar a conta, se surpreendeu. “Nem sabia que tinha aumentado. É a primeira vez que abasteço, nessa semana, e não prestei atenção no valor da gasolina”, afirma. Para Aldemir Freire, é, no míni-

mo, estranho que todos os postos passem a cobrar o mesmo valor ao mesmo tempo. Para ele, seria mais aceitável que os preços fossem aumentando gradativamente. “As variações ocorrem da noite para o dia. É estranho você ir dormir com um preço de gasolina e acordar com outro valor em todos os postos. A ‘mão invisível’ do mercado age com muita rapidez em Natal”. Além disso, o economista explica que a diferença mínima e máxima entre os preços cobrados, em Natal, é a menor entre todas as capitais. “A diferença é em torno de somente R$ 0,04. Na vizinha João Pessoa, essa diferença sobe para R$ 0,35. Ou seja, há uma dispersão de preço maior, é sinal que lá, a concorrência é mais elevada”, diz. O economista Aldemir Freire compara os custos com a capital da Paraíba. “Os donos de postos da capital potiguar compram a segunda gasolina mais barata, só perde para João Pessoa/PB. No entanto, o consumidor natalense paga a terceira gasolina mais cara entre as capitais da região. E isso não é uma situação pontual, pelo menos nas últimas

É estranho você ir dormir com um preço da gasolina e acordar com outro valor em todos os postos” ALDEMIR FREIRE Economista

quatro semanas vem acontecendo isso. A gasolina de Natal é cara, mas não é cara porque os postos compram caro”, sentencia. Segundo dados da ANP, a gasolina distribuída para os postos de Natal é a segunda mais barata entre as capitais do Nordeste. Além de pagar por um produto mais barato, os empresários do setor contam ainda com a produção interna de todos os derivados do petróleo, o que joga ainda mais lenha na discussão sobre o valor do combustível praticado pelos postos da cidade. [ LEIA MAIS NA PÁG.2 ]

Na maioria dos postos da cidade o litro da gasolina custa R$ 2,79


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

A Secretaria de Direito Econômico, órgão do Ministério da Justiça, vai enviar uma comissão a Natal para avaliar situação. Enquanto alguns postos aumentaram em R$ 0,10 o preço do litro, ainda há quem mantenha preços antigos

[ CONT. PÁG. 1/GASOLINA ]

Ministério vai investigar mercado igualdade dos preços cobrados praticamente entre todos os postos de combustível em Natal, além dos constantes reajustes sem uma justificativa plausível, fazem com que consumidores desconfiem da ação dos empresários do setor. Na última semana, quando o preço da gasolina bateu os R$ 2,79, muitos motoristas demonstraram revolta e usaram as redes sociais para protestar. Nas ruas, o descontentamento era visível na hora de pagar a conta. A ideia de que existe um cartel na cidade, logo surge quando os aumentos são anunciados. A Promotoria de Defesa do Consumidor acompanha o caso desde o final de 2008. Nos próximos dias, quem deve entrar no circuito é o Ministério da Justiça. De acordo com o promotor de Defesa do Consumidor, José Augusto Peres, existe um inquérito instaurado na Promotoria que colhe informações sobre a formação do preço de combustível em Natal. Na próxima quinta-feira, Peres irá à Brasília para pedir celeridade à Secretaria de Direito Econômico (SDE), órgão vinculado ao Ministério da Justiça responsável por apurar denúncias de formação de cartel em todo o país. O promotor deixa claro que, por enquanto, a investigação será com relação a formação dos preços. Não há denúncia formal com relação à prática do crime. “O leigo tem a percepção de que cartel é apenas a unificação de preço. A lei exige uma série de outros requisitos para a configuração do cartel. É claro que a igualdade, semelhança dos preços é aquilo que salta mais aos olhos dos consumidores, mas existem outros requisitos mais difíceis de se reconhecer”, explica. Entre os outros fatores que podem configurar formação de cartel, informa Augusto Peres, há o lucro decorrente daquele preço. “Se temos uma semelhança de preço mas todo mundo está no prejuízo ou ganhando muito pouco, não se pode falar de cartel. Além disso, há a questão da repercussão geográfica dos que estão praticando o mesmo preço têm no mercado, ou seja, num universo de pouco mais de cem postos, se você tem dois ou cinco, na mesma avenida, que combinaram o preço, essa combinação não tem repercussão pro todo. É só eu abastecer em outra rua”. Para o economista Aldemir Freire, o mercado de Natal não pode ser estudado como um caso único. “Natal não pode ser tratado como um mercado só. Há um mercado relevante formado pelos postos localizados nas avenidas centrais (Prudente de Morais, Jaguarari, Salgado Filho, Roberto Feire, BR-101 e um pouco de Parnamirim – Maria Lacerda, Abel Cabral e Ayrton Senna). Nesses lo-

ADRIANO ABREU

A

Pelas ruas da cidade ainda é possível encontrar postos vendendo gasolina a R$ 2,66 - uma diferença de R$ 0,26 com relação ao preço cobrado na maioria dos postos SUERDA MORAIS

José Augusto Peres afirma que investigação deve ser cautelosa

NÚMEROS

2,253

é o preço médio do litro de gasolina comprado pelos postos de Natal, segundo a ANP,na última semana

2,737 é o valor médio que os postos de Natal revendem o combustível ao consumidor

cais, a gasolina geralmente tende a ser mais cara. Outro mercado é o da zona Norte, Rocas e Felipe Camarão”, diz. Segundo Freire, os técnicos da SDE, quando chegarem à Natal, podem ter dificulda-

de de detectar essa realidade. O promotor José Augusto Peres não sabe informar quando o estudo será iniciado. “São muitos casos. Ontem falei com eles, mandei e-mail, e eles confirmaram que darão início aos estudos sobre essa nova formação de preço mas não disseram exatamente quando”, relatou. Em caso de confirmação de cartel, os empresários podem sofrer algumas penalidades. “Podem sofrer punição administrativa com pagamento de multa imposta pela SDE, podem responder uma Ação Cívica Pública, por parte do Ministério Público, para cobrar os prejuízos que causaram à sociedade em razão dessa composição de preços mais elevados do que seria justo e aceitável e poderão, inclusive, responder um Ação Pe-

nal”, explica Peres. Foi o aconteceu em Recife/PE e em João Pessoa/PB. Nesta, um empresário denunciou ao Ministério Público a formação de cartel na cidade. Os promotores apuraram o caso e confirmaram a denúncia. Os empresários foram penalizados e quem ganhou foram os consumidores. “Depois da denúncia, a concorrência aumentou e atualmente a diferença de preço entre um posto e outro pode chegar a R$ 0,34”, diz Aldemir Freire. Um dono de posto que não quis se identificar, disse a nossa reportagem que já sofreu ameaças porque não acompanhou o aumento dos demais postos. Em redes sociais da internet, usuários reforçam a tese de que isso acontece na cidade. Porém, para o promotor Augusto Peres, o assunto não passa de “lenda urbana”. “Nunca nenhum empresário chegou aqui na promotoria relatando um caso desse. Se existe essa pessoa, peço que entre em contato comigo que farei todo o possível para lhe assegurar proteção para ouvir a denúncia”, diz. Alguns postos continuam cobrando preços antigos. Na Ribeira e Praia do Meio, a TRIBUNA DO NORTE encontrou três postos cobrando R$ 2,66 pelo litro de gasolina. Um dos arrendatários nos informou que irá manter o preço até receber uma nova remessa do combustível [leia ping-pong]. Para o consumidor, a regra básica de pesquisar antes de encher o tanque, continua valendo.

DISTRIBUIÇÃO Atualmente,o RN consome cerca de 33 mil metros cúbicos de gasolina por mês. Antes da implantação da refinaria da RPCC,antes de cair nos tanques dos carros da capital,a gasolina vinha de uma refinaria de outro estado e era descarregada na base da Petrobras em Santos Reis. O combustível seguia para Guamaré – localizada a 165 quilômetros de Natal – e lá era repassado às distribuidoras.Só então a gasolina voltava para Natal.Hoje,a situação é diferente.“Agora a gasolina é produzida em Guamaré e distribuída para todo o estado.Então houve redução de custos.Essa redução pode ficar com a Petrobras,distribuidoras, postos ou consumidores.Não sei com quem ficou.Só não foi com o consumidor final. Não me pergunte o porquê”, diz Aldemir Freire. De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Rio Grande do Norte (Sindipostos/RN),“a definição de preço é livre e atribuição de cada revendedor,que define sua tabela de custos”. Entre os custos,está o preço pago às distribuidoras.

BATE-PAPO Daniel Medeiros »dono de posto de gasolina Há quanto tempo você está vendendo gasolina a R$ 2,66? Faz um bom tempo. Consigo vender nesse preço porque ainda tenho estoque antigo. Não comprei gasolina com o preço novo das distribuidoras, mas acho que vou ter que aumentar. O aumento será para R$ 2,79? Não. Só posso definir o preço quando receber a nota da distribuidora, mas acho que não chega a esse valor. Porém o etanol deve sofrer um reajuste maior. Não dá para dizer qual preço vou cobrar, depende muito do quanto vou pagar à distribuidora. Mas é certo que não vou colocar o mesmo preço que a maioria está cobrando. O seu posto é um dos que está vendendo gasolina mais barato nesses dias. Notou um aumento no fluxo de clientes? Sim. Aumentou um pouco, coisa de 10%. É possível ter lucro com o preço abaixo da concorrência? Isso depende muito do quanto vamos pagar às distribuidoras. Tento sempre ter um preço abaixo da média para me manter no mercado.

ENQUETE » NA SUA OPINIÃO,PORQUE A GASOLINA EM NATAL É TÃO CARA? ADRIANO ABREU

LUIZ RICARDO Autônomo “Essa é uma boa pergunta. Viajo muito ao interior do estado e em cidades como Currais Novos e Jardim do Seridó a gasolina é mais barata. Como pode, Natal, que é a capital, ser mais caro? Acho muito estranho. Aqui era para ser mais barato. Não sei explicar isso”

ADRIANO ABREU

FRANCISCO FERREIRA Autônomo “Esses aumentos são abusivos.Acho que os donos de postos estão assistindo televisão demais e estão assustados com esses problemas que acontecem nesses países que têm petróleo..Não pode ser assim.Acho que tem cartel em Natal.Tem gente que,mesmo sem querer aumentar os valores,se ver obrigada a fazer isso.”

ADRIANO ABREU

NILSON NASCIMENTO Militar “A gasolina em Natal é cara sim e não sei como está o preço em outras capitais para comparar.Na verdade nem sabia desse novo aumento. Gasto em média R$ 400,00 por mês com combustível para meu carro.Não sei dizer como eles chegam a esses novos valores.”

SUERDA MORAIS

JOÃO BATISTA DE LIMA Médico “Essa pergunta é difícil de explicar.Eu acho que o preço da gasolina aumenta por causa dos impostos embutidos no produto.Mas acho um absurdo nosso estado ser um dos maiores produtores de petróleo e os consumidores pagarem tão caro.Acho que o Ministério Público deveria investigar se existe ou não um cartel”

SUERDA MORAIS

JULIANO SAMMY Administrador de empresas “A gasolina é cara porque tudo que pagamos é caro mesmo. Quando acontecem esses aumentos não podemos fazer nada. O máximo é procurar um posto que venda mais barato, mas aí que complica, porque existe esse cartel dos postos.Toda semana gasto entre R$ 70,00 e R$ 80,00. É muito caro”


natal

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ EXPANSÃO ] A área que mais cresce em Natal deve ser o principal alvo das mudanças no Plano Diretor. Há expectativa para a liberação de construções de prédios mais altos na região JÚNIOR SANTOS

Investimentos privados fortaleceram o comércio da região que ainda espera por importantes melhorias na infraestrutura viária

Zona Norte cresce, mesmo resistindo à verticalização MARCELO HOLLANDA Repórter

zona Norte de Natal, que na última década registrou o dobro do crescimento populacional de todas as quatro regiões administrativas da cidade juntas, voltou a ser o centro das atenções. Com a anunciada revisão do Plano Diretor de Natal (PDN) prevista para o segundo semestre deste ano, a notória falta de estoque de terrenos, que jogou o preço do metro quadrado da terra às alturas no município, elegeu o outro lado do Rio Potengi como a bola da vez do debate sobre o crescimento da cidade. Desde a edição do último PDN, em 2007, os construtores foram proibidos de levantar ali prédios acima de 65 metros de altura, o que corresponde a 1,2 de coeficiente máximo de aproveitamento. Como a maior parte da região já estava com seus espaços preenchidos dentro de uma forma de ocupação bem diferente da atual, a zona Norte se transformou em uma área preponderantemente horizontal. Prédios altos, só do outro lado do rio graças às outorgas onerosas que possibilitam a construção acima dos coeficientes máximos de aproveitamento permitidos (Ver infográfico). Mas, a pressão por uma tendência de “verticalização”, que segue o modelo atual de desenvolvimento imobiliário brasileiro, quer mudar essa realidade rapidinho na zona Norte. Para

A

MUDANÇAS Região que mais cresce em Natal deverá ser um dos principais pontos debatidos na anunciada reforma do Plano Diretor

5.511

o número de hectares da Zona Norte

77.205

o número de domicílios particulares na região em 2007

285.968

número de habitantes segundo pesquisa IBGE em 2007

307.968

estimativa da população residente na área em 2009

55,87%

densidade demográfica da região relação ao município como um todo

isso será preciso agregar novas faixas de terra. Com quase 364 mil habitantes e uma expansão comercial e econômica que faz cada dia mais seus habitantes consumirem tudo o que precisam na própria região, as atenções do mercado imobiliário se voltam para uma velha conhecida – a Zona de Proteção Ambiental (ZPA), onde é proibido construir, mas cujas invasões são intensas e extremamente danosas ao ecossistema. Esta semana, falando à TRI-

BUNA, o secretário municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, Olegário Passos, cuja exoneração se confirmará na próxima semana, confirmou que já existe um trabalho concluído na pasta sobre a regulamentação das ZPAs 8 e 9, localizadas em grande parte na zona Norte. Essas ZPAs fazem parte das últimas cinco, de um total de 10 áreas, ainda não regulamentadas pelo município, uma novela que se arrasta por mais de duas décadas. Sem regulamentação e, por-

tanto, sem poder abrigar qualquer tipo de construção, as áreas de ZPA deveriam estar totalmente preservadas, mas hoje são como um território livre da ilegalidade ou – para usar a expressão de Olegário Passos – do “espontaneismo” e da “informalidade”. Quer dizer, enquanto se discutem teorias acerca da degradação ambiental do ecossistema do manguezal, sem fiscalização devida centenas de invasões vão se estabelecendo nas ZPAs, provocando danos ao meio ambiente. “A regulamentação das ZPAs não significa abrir as porteiras para a especulação, mas fornecerá os instrumentos para a defesa dessas áreas vulneráveis”, explica Passos, que passou os últimos meses debruçado sobre temas como o novo código do meio ambiente, o novo código urbanístico, a nova lei de publicidade, a nova lei do potencial construtivo e a nova lei da operação urbana consorciada. No que pode ser considerado sua última entrevista no cargo, concedido esta semana, o secretário disse: “Só leis bastante eficazes podem evitar que comprometamos de maneira irreversível a qualidade de vida da população de Natal”. E avisou: “Se prevalecer o jeitinho brasileiro que infelizmente nós observamos muito, com o favorecimento de amigos e interesses, correremos risco de acabar com a qualidade de vida desta bela cidade de Natal de forma irreversível”.

Nova ponte não atraiu investimentos esperados Antes da inauguração da Ponte Newton Navarro, os acessos à zona Norte eram feitos pela saturada Ponte do Igapó ou pela lenta balsa do Potengi. Agora, a ponte Forte-Redinha dá vazão aos veículos que vêm de Ponta Negra e da área central de Natal (onde existem diversos órgãos de governo, escritórios e de boa parte da classe média da cidade). Entretanto, até agora não houve o crescimento antecipado para as áreas próximas à extremidade norte da ponte. As indefinições do projeto Pró-Transporte, que se arrasta há quatro anos, desestimulam investimentos e cansam a população local. Agora, pressionado pela escassez de espaço, em contraste com a explosão demográfica e econômi-

ca do lugar, a zona Norte volta a ser considerada para os investimentos do mercado imobiliário. O litoral ao Norte de Natal, pode-se dizer, já entrou na alça de mira dos investimentos. Eles foram brecados pelo Plano Diretor de 2007, mas ressuscitaram este ano pela necessidade de se estabelecer novas áreas de expansão imobiliária. A Promotoria do Meio Ambiente, que já trabalha intensamente em processos envolvendo a ZPA 7 (Forte dos Reis Magos e seu entorno), ainda não recebeu nenhum provocação até o momento sobre a ZPE 8 (estuário do rio Potengi/Jundiaí). A promotora Gilka da Mata, em meio a várias audiências e uma viagem à Brasília, na última sexta-feira, não foi localizada pa-

A Semurb já retirou várias cercas por aqui, mas não dá vencimento” ANTÔNIO SÉRGIO Corretor de Imóveis

ra comentar o interesse reavivado na Zona Norte com a chegada da revisão do PDN de 2007. Mas sua assessoria confirmou que a promotora não recebeu, pelo menos até agora, nenhuma provocação ligada à ZPA 8, onde estão áreas potencialmente interessantes para a construção civil. Isso ocorre no momento em que o Litoral Sul (que inclusive é geograficamente

mais curto do que o norte) começa a dar sinais de saturação. Muitos empreendimentos, inclusive, estão sendo lançados em praias como Muriú e Jacumã, incluindo hotéis. resort’s e unidades para segunda residência. O corretor Antônio Sérgio Pereira, que conhece bem a região, estima que aproximadamente 50 hectares compõem a área onde os empreendimentos imobiliários estão de olho na ZPE 8. Ela fica em média a mais mil metros do mar e são constantemente invadidas por particulares que, sem qualquer cerimônia, erguem cercas e vão tomando posse. “A Semurb já retirou várias cercas por aqui, mas não dá vencimento”, diz Antônio Sérgio. Leia mais na página 4.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

[ EXPANSÃO - CONTINUAÇÃO DA PÁGINA 3 ]

Iniciativa privada chega antes do Poder Público

População ainda espera investimentos públicos s Avenidas João Medeiros Filho e Tomaz Landim são as duas artérias mais importantes da Zona Norte. Independentemente da morosidade do projeto Pró-Transporte, a região que mais cresce na cidade parece pequena para a importância que vem acumulando nas últimas décadas. A construção do aeroporto de São Gonçalo - uma das maiores promessas dos últimas 20 anos do poder público para o Estado - vem pressionando os gestores para soluções estratégias que passem necessariamente pela zona Norte. Correndo na frente das melhorias de infraestrutura está a expansão comercial da zona Norte. Um estudo de mercado realizado nos últimos meses de 2010, o Norte Shopping atualizou os números de crescimento econômico da região Norte. Pelo levantamento, 70% das pessoas entrevistas residiam em domicílios próprios e R$ 173 milhões da circulação mensal de dinheiro na região era fruto de uma massa salarial paga a trabalhadores com carteira assinada. Segundo Antônio Barandas, administrador do shopping aberto ao público em 2007, só a movimentação que interessava aos lojistas esbarrava nos R$ 80 mi-

A

lhões/mês. “À medida em que a zona Norte receber todo o investimento público que merece – e isso trouxer a reboque os investimentos privados – essas cifras vão explodir”, prevê. Não é à toa que o tráfego nas lojas do, segundo Barandas, registrou um aumento de 22,17% entre 2009 e 2010 e o faturamento das lojas cresceu mais de 40% no mesmo período. Hoje, a classe “C” comanda o movimento comercial na zona Norte, sustentando o próspero comércio da região. Segundo a pesquisa encomendada pelo shopping, 53,2% do consumo é patrocinado pela classe “C”; 15,4% é oriundo da classe “B” e 0,7 vem da classe “A”. Outra informação relevante apurada na pesquisa é a predominância do público jovem – 44% (de zero a 19 anos). “É o consumidor do futuro”, diz Barandas. Faculdades, cursinhos e escolas de ensino básico são cada vez mais visíveis na Zona Norte, juntamente com investimentos de empresas nacionais e locais, que antes investiam apenas nas regiões consideradas mais nobres. Tudo isso funciona como uma panela de pressão, criando demandas crescentes para a economia e buscando espaços para se estabelecer.

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

BATE-PAPO Olegário Passos» secretário municipal de Urbanismo e Meio Ambiente de Natal ALEX FERNANDES

De maneira geral, como o senhor vê a expansão de Natal às vésperas da revisão do Plano Diretor? De uma maneira geral já temos um bom plano diretor, que precisa sofrer adequações em função de mudanças normais no panorama ambiental da cidade. Esses instrumentos vão facilitar muito a revisão do Plano Diretor. Porque nós temos hoje situações não definidas. A regulamentação das ZPAs estão entre essas questões. Onde exatamente estão as pendências? Precisamos saber, por exemplo, o que pode e o que não pode dentro dessas áreas no que diz respeito a questões urbanísticas. Hoje temos uma situação de indefinições com relação a algumas questões urbanísticas e esses instrumentos que estaremos aprovando espero que sejam introduzidos da maneira mais horizontal possível junto à sociedade. Como o senhor analisa essa questão em relação à Zona Norte? Com relação à zona Norte, regulamentando as ZPAs 8 e 9 , o novo plano urbanístico e o novo plano de meio ambiente e com a revisão do Plano Diretor estaremos dando um novo ordenamento urbanístico e ambiental à essa área que vai resultar numa melhor qualidade de vida. Hoje, existe um certo espontaneísmo, uma informalidade na ocupação do solo, na exploração publicitária, uma informalidade em relação às questões ambientais e isso resulta em várias degradações ao meio ambiente.

A tendência é a verticalização. Não tem outra saída para Natal”

Precisamos entender que para construir qualquer coisa teremos que desconstruir alguma coisa antes”

Aliás, um dos grandes problemas que existem hoje nas médias e grandes cidades é a informalidade na ocupação do solo e nas edificações e eu penso que com a revisão do Plano Diretor vamos dar um avanço importante. Natal tem para onde crescer que não seja fora do município? Se depender só da minha vontade e considerarmos que Natal é a segunda menor capital do Brasil e não tem estoque de terrenos – precisamos entender que para construir qualquer coisa teremos que desconstruir alguma coisa antes. Isso, arcando com as conseqüências de gerar resíduos sólidos em quantidade. A tendência é a verticalização. Não tem outra saída para Natal. Em consequência precisaremos ter

leis muito fortes e bem observadas pelo gestor público. Temos que evitar a todo custo o jeitinho brasileiro, sob pena de comprometermos todo o futuro dessa bela cidade. O senhor deixará algo concluído antes de sair? Os novos instrumentos de ordenamento já estão prontos para serem levados ao Complan. Se não forem modificados e se transformarem em leis consistentes prestaram um grande serviço à cidade. Elas foram feitas para atender os interesses da cidade. Em nenhum momento cedeu espaço ao romantismo dos ambientalistas e nem ao interesse dos empresários. Quem as ler vai perceber que são voltadas exclusivamente à preservar a qualidade de vida das pessoas.


Domingo | 27 de fevereiro de 2011

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5


natal

6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

MARCELO ALVES [ PROCURADOR DO ESTADO]

Poder Judiciário

Melhor não dizer nada

ANELLY MEDEIROS ALDAIR DANTAS

MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA Procurador da República Mestre em Direito pela PUC/SP Doutorando em Direito pelo King’s College London – KCL

le entrou em meu gabinete transtornado. Sem sequer bater, misturava as palavras grunhindo expressões de baixo calão como “ou dá ou desce” e outras ainda mais cabeludas que não ouso aqui reproduzir. Esse meu colega de trabalho e amigo, normalmente muito brincalhão, estava, como poucas vezes havia visto, num daqueles seus dias de fúria. Assustado, eu logo pensei: “será que fiz algo errado? Alguma coisa no trabalho ou mesmo uma piada futebolística mal recebida?” Enquanto medrosamente me ajeitava na cadeira, puxava pela memória, mas sem encontrar algo digno de nota. Foi quando ele jogou vários jornais em minha mesa e ainda gritando disse: “veja essas reportagens. Assim não dá para trabalhar direito”. “Jornais, será que fiz algo que saiu nos jornais? A coisa é muito pior”, ainda especulei naquela segunda-feira, temendo as estripulias do fim de semana. Mas era alarme falso. A coisa nada tinha a ver comigo. Meu colega/amigo reclamava de dois assuntos que estavam na mídia: a questão da obrigatoriedade do exame para OAB e a peleja dos suplentes de partidos políticos contra os das coligações para saber quem assume os mandatos dos eleitos em caso de vacância. Passado em parte o susto, veio-me logo o arrependimento de ter vindo trabalhar estando de férias. “Deveria ter ido à praia, estar tomando cerveja e falando da vida do povo”, foi o que pensei. Mais calmo (e eu também, mas por motivo claramente diverso), ele foi capaz de explicar o que estava reclamando: “o Poder Judiciário, sobretudo o Supremo Tribunal Federal, não decide essas questões definitivamente. E é liminar dada e cassada para cá e para lá. Uma hora o exame de ordem é inconstitucional, outra hora a liminar nesse sentido é cassada. Nossa tradição de há séculos [e aqui me soou como que declamando Fernando Pessoa] é no sentido de se empossar

E

Vergonha ente!!!! O que é isso!!!! Dos 1.630 inscritos na 1ª fase do Exame da OAB/RN, passaram 400 candidatos. O índice de aprovação foi de 24,5%. Onde será que está o problema??? Nas Faculdades ou nos alunos que não se interessam, verdadeiramente, pela profissão??? Os aprovados tem até amanhã, às 23h59 para entrar com recurso. A relação pode ser conferida no endereço: www.oab-rn.org.br. No dia 27 de março acontecerá a prova subjetiva, prático-profissional.

G

EXAME UNIFICADO O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil formou a Comissão Provisória para Gerenciamento do Exame de Ordem Unificado para apresentar proposta de revisão do Provimento nº136/2009 em trinta dias, bem como ofertar outras medidas visando o aprimoramento do Exame de Ordem. A comissão tem como presidente o secretário geral da OAB e como vice o presidente da OAB/RN, Paulo Eduardo Teixeira.

Mais segurança O Tribunal de Justiça do RN terá a segurança reforçada. Tudo seguindo a decisão tomada pelo Conselho Nacional de Justiça que determinou que os tribunais devem possuir nas portarias detector de metais, raio X e até revista de bolsa. A determinação vale, inclusive, pa-

ra os magistrados e advogados. Segundo o professor e conselheiro do CNMP, Adilson Gurgel, a medida é correta porque atinge todos. “Esse reforço na segurança beneficia o próprio magistrado que contará com mais segurança no prédio”, disse o conselheiro.

MAIS SEGURANÇA II A chefe de Gabinete Militar do TJRN, coronel Angélica Fernandes, informou que um termo de referência para a contratação de equipamentos eletrônicos deverá ser licitado para garantir mais segurança nos prédios judicais. “Estamos providenciando câmeras de gravação, seguranças e monitoramento. Além disso, pedimos cerca elétrica e sensor de presença” afirma coronel Angélica. Além disso, outro contrato de licitação deverá garantir a manutenção permanente das portas de detector de metais nas estruturas judiciais. A presidência do TJRN também pretende implantar catracas eletrônicas com identificação de cartões magnéticos voltados para os servidores. Neste caso, não para os magistrados...lógico! O JUIZ JOANILSON DE PAULA REGO JUNIOR é o novo titular da Vara do Trabalho de Pau dos Ferros, pelo critério de merecimento. A escolha foi feita na sessão aberta do Pleno do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) realizada na última quinta-feira. Bacharel em Direito pela UFRN, Joanilson de Paula Rêgo Junior iniciou sua carreira na Justiça do Trabalho como servidor, em 1986. A Vara do Trabalho de Pau dos Ferros tem jurisdição sobre os municípios de 36 municípios da região oeste do estado.

TIM perde novamente na Justiça A TIM sofreu mais uma derrota na Justiça. O vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, Desembargador Federal Marcelo Navarro, negou o novo pedido da empresa TIM para suspender a decisão da Justiça Federal do Rio Grande do Norte. A proibição da operadora comercializar e habilitar novas linhas continua. O argumento da empresa, que não foi aceito, é que a TIM está cumprindo as determinações impostas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e,

por isso, não poderia aguardar o tempo necessário para o Ministério Público Federal (MPF), do Ministério Público Estadual do Rio Grande do Norte (MP-RN) e a própria Anatel apresentarem os pareceres sobre o plano de expansão. O desembargador frisou na decisão que o risco de dano de difícil reparação que a TIM afirma sofrer deve ser submetido ao juiz da 1ª Vara Federal do Rio Grande do Norte, Magnus Delgado, autor da primeira decisão, mediante “o remédio processual cabível”. DIVULGAÇÃO

os suplentes das coligações e agora vem o STF, em decisões individuais, mandando dar posse aos suplentes dos partidos, sem decidir a questão colegiada e definitivamente. Isso ainda vai bater por aqui e sobrar para nós [ou para ele, foi como interpretei]”. Cautelosamente, fiz sinal com a cabeça dando-lhe toda razão. E eu ia lá contestar nada. Incentivado pela minha concordância (sincera ou não), ele desenvolveu um interessante raciocínio. “Não vou entrar no mérito dessas questões (exame de ordem e posse dos suplentes). Minha reclamação repousa na questão da segurança jurídica. E olhe que não sou contra mudanças, inclusive mudanças radicais. Mas essas mudanças, sobretudo em assuntos tão importantes e que têm um entendimento já consolidado em nosso direito há séculos [e ai vinha Pessoa de novo], devem ser bem meditadas e realizadas sem titubeios”, foi o que começou dizendo. E argumentou: “o Direito deve ser passível de transformação, claro. Mas deve tender à estabilidade e devemos procurar conciliar razoavelmente essas duas realidades. Por exemplo, a sorte do cidadão/candidato, que participou do pleito baseado no entendimento aplicado em seguidas eleições, não pode ficar ao sabor de simples mudanças de

entendimento posteriores ou da simples distribuição de uma ação a esse ou aquele juiz. Aqui, estabilidade e previsibilidade devem andar juntas, pois foi o conhecimento da tradicional regra - de que quem assume o mandato na vaga do eleito (em qualquer hipótese de vacância, salvo infidelidade partidária) é o suplente da coligação - que levou os partidos e os candidatos a se organizarem de determinada forma e, mesmo que indiretamente, o eleitor a fazer as suas escolhas”. “A coisa não para por aí”, disse ele. “Há outros valores que estão interligados com a estabilidade e a previsibilidade. A igualdade, por exemplo. No caso do exame de ordem, por que alguns têm de fazê-lo (e muitos estudam, fazem e passam) e outros não, premiados por liminares dadas às pressas? Nada mais justo que as situações semelhantes, dos bacharéis que pretendem ser advogados, sejam tratadas de modo semelhante; ao revés, nada mais injusto que esses casos sejam tratados de modos diversos, aniquilando, no seu conteúdo, o princípio constitucional da igualdade de todos perante a lei”. E assim arrematou: “claro que esse esses valores – estabilidade, previsibilidade e igualdade - não podem ser tidos por absolutos. Mas não se pode, simplesmente, lamentar um entendimento anterior e mudar de orientação, como se está fazendo agora. As mudanças são possíveis, mas são necessários fortíssimos argumentos, que enfrentem o entendimento consolidado há séculos [mais uma vez o poeta; que insistência] e mostrem que um posicionamento diferente é necessário e é o mais justo. A multiplicidade desses processos com decisões diversas, relativas a essas questões de repercussão geral, requer uma solução rápida, sob pena de chegarmos ao total descrédito da Justiça por parte da população. Não quero desmerecer o papel dos juízes de primeiro grau. O que quero, em busca de soluções expeditas para esses casos, é uma posição definitiva do STF, seja ela qual for”. Ao final do seu desabafo, pensei em dizer algo em contradita, ainda que em tom de galhofa. “Melhor não dizer nada”, conclui para mim mesmo, temendo atiçar a irada rabugice do meu amigo.


Domingo | 27 de fevereiro de 2011 ➾ www.tribunadonorte.com.br ➾ tnonline@tribunadonorte.com.br ➾ twitter.com/tribunadonorte

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

7

tn online Fred Carvalho - www.twitter.com.br/fredcarvalhorn

3D

Pela primeira vez, a ESPN 3D vai GPS exibir as partidas finais da NBA em Uma das novidades que chegam ao 3D para o público americano. Na mercado é o Siga-me Smart TV, modelo fase final, programada para junho, é fabricado pela Vista Tecnologia, que provável que o San Antonio Spurs promete aliar inovação, praticidade e enfrente o New York Knicks. Vale entretenimento. O GPS, segundo o lembrar que a primeira transmissão fabricante, vem com processador Atlas da NBA em 3D aconteceu em V de 533 Mhz, que possibilita recálculo dezembro e teve como protagonistas de rotas mais rápido e aumento na os Knicks e os Lakers. A própria sensibilidade de recepção de satélites. ESPN admitiu que a transmissão das Além disso, é o único modelo disponível partidas de basquete em 3D é mais no Brasil que já vem com o navegador simples do que, por exemplo, a dos IGO Primo, um software com mapas jogos de futebol. Explica-se: como originais, o que traz garantida das as quadras são menores do que os atualizações gratuitas de rotas e radares estádios, o investimento através do site www.naviextras.com. (principalmente em equipe e equipamentos) para a geração desse tipo de conteúdo é ERGONÔMICO E AGORA? relativamente menor. A Mtek acaba de lançar o Mouse Grip, que tem design Uma notícia está abalando o setor GOOGLE ergonômico e se encaixa confortavelmente na mão, evitando mal de telecomunicações esta semana. O Google anunciou na quinta-feira estar durante muito tempo de uso, além de garantir que ele não E o fato já chegou ao espaço, mas passada) uma mudança importante escorregue durante o manuseio. Com precisão superior com os problemas terão que ser no seu algoritmo de pesquisa em sensor óptico de 1.000 dpi, o mouse possui a resolução ideal para resolvidos aqui na Terra mesmo. um esforço para melhorar o ranking os novos monitores LCD Full HD, lançados recentemente no De acordo com informações do dos sites de alta qualidade nos mercado, mantendo também a qualidade nos notebooks site Geek, conexões de alta resultados de busca. O objetivo é convencionais. Bom também é o preço: R$ 16,90. velocidade (4G) e GPS não podem reduzir a visibilidade das páginas de ocupar o mesmo espaço, sem que baixa qualidade. Embora a empresa um interfira no outro, afirmam não tenha dito explicitamente, a cientistas. Em meio às mudança parece ser dirigida, em contestações, as empresas de parte, às chamadas “fazendas de aparelhos de navegação irão conteúdo” (content farms), que apresentar um estudo para tentar geram artigos baseados em resolver o problema. pesquisas populares para subir ao topo do ranking e atrair cliques. SONHO DE CONSUMO 2 Os dois novos modelos também PARA CRIANÇAS acessam conteúdos da internet, A Disney adquiriu recentemente a disponibilizados pelos sites rede social Togetherville, voltada parceiros do fabricante. Na lista, para crianças com menos de 10 estão YouTube, Picasa, anos. O site fará parte de duas Facebook, Twitter, UOL, Terra, outras redes sociais da companhia, IG entre outros. E utilizando os o Club Penguin e o Funschool.com, serviços da Saraiva Digital ou adquiridos em 2007 por US$ 700 NetMovies, é possível alugar, milhões. A Disney não informou o comprar ou se tornar assinante valor da aquisição do Togetherville. de um pacote de filmes online.

DICAS - DICAS - DICAS - DICAS - DICAS - DICAS BAIXOU Enquanto muitos estão debatendo sobre o preço do Next Generation Portable, o próximo portátil da Sony, a empresa decidiu trazer a atenção dos consumidores para o que é palpável ao anunciar a redução no preço do PSP, que passa de US$ 169,99 para US$ 129,99. Em adição ao anuncio do novo preço do portátil, a empresa também revelou a diminuição no valor de alguns títulos, como “Crisis Core: Final Fantasy VII” e “Monster Unite Freedom Unite”, que se juntarão ao grupo dos games da linha Favorites e sairão por US$ 9,99. Já a relação Greatest Hits, que oferece jogos por US$ 19,99, contará com o reforço de nomes como “Dissidia Final Fantasy” e “Metal Gear Solid: Peace Walker”.

SONHO DDE CONSUMO A LG está lançando dois plasmas (60PK950, com 60”, e 50PK950 –50”) Full-HD do tipo slim (apenas 5,2cm de espessura) que já trazem a certificação THX. Tradicional na área de áudio, essa certificação começa a aparecer também em equipamentos de vídeo. A presença do modo THX comprova que o aparelho é capaz de exibir belas imagens (sem a necessidade de se fazer uma calibragem de vídeo), respeitando os rigorosos parâmetros estabelecidos pela empresa do cineasta George Lucas.


natal 8

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 27 de fevereiro de 2011

A Vídeo Histeroscopia Cirúrgica trata mulheres com miomas e alterações no endométrio sem a necessidade de cortes. A expectativa é que a Maternidade Escola Januário Cicco realize duas cirurgias por mês utilizando a nova técnica

[ MEDICINA ]

Nova técnica é apresentada na MEJC magine se submeter a uma cirurgia ginecológica, que dura, no máximo 20 minutos e da qual a paciente sai sem nenhuma cicatriz. A técnica minimamente invasiva é chamada de Vídeo Histeroscopia Cirúrgica e pode tratar patologias como miomas e alterações no endométrio. A Maternidade escola Januário Cicco (MEJC) é o único hospital público do Estado a realizar esse tipo de procedimentos e esta semana os médicos e residentes em ginecologia e obstetrícia participaram de um curso para conhecer de perto a técnica e as aplicações. “Simplificando o procedimento, é uma espécie de endoscopia do útero, semelhante a endoscopia digestiva que é mais conhecida da população. Entre as vantagens desse método podemos citar a recuperação a paciente, que é liberado do hospital no mesmo dia, o que diminui os riscos de infecção. Para se ter uma ideia, a paciente pode voltar às atividades normais em, no máximo cinco dias”, diz o ginecologista e presidente da Federação Brasileira de Endo Ginecologia, Walter Pace, que ministrou o curso na Januário Cicco. O curso faz parte do programa de educação continuada da Maternidade. Apesar de estarem no mesmo prédio, a aula é através de videoconferência. Isso porque o médico está no centro ci-

I

RODRIGO SENA

rúrgico, enquanto os alunos, em outra sala, acompanham através de dois monitores, a movimentação do cirurgião e as imagens da paciente. “É um método muito interessante porque não conseguiríamos colocar todos os alunos no centro cirúrgico e dessa forma, os alunos podem acompanhar o procedimento em tempo real. Além disso, eles podem se comunicar com o cirurgião para tirar dúvidas e fa-

SAIBA MAIS... O QUE É VÍDEO HISTEROSCOPIA?

O procedimento é uma espécie de endoscopia do útero. Semelhante a uma endoscopia digestiva” WALTER PACE Ginecologista

zer questionamentos. A grande vantagem é o aprendizado de um grande grupo de residentes”, explicou o diretor da MEJC, Kleber Morais. Durante o curso – que terminou ontem - foram realizadas 14 cirurgias em pacientes da Maternidade. Segundo Kleber Morais, a expectativa é que sejam realizadas cerca de duas cirurgias por dia na MEJC, que dispõe de dois

Professores e residentes da maternidade assistiram a aula ministrada por viodeoconferência

equipamentos para Vídeo Histeroscopia Cirúrgica compostos de microcâmeras, histeroscópio, fonte de luz, entre outros. O custo de cada equipamento está orçado em cerca de R$200 mil. “Pode parecer um custo alto, mas quando avaliamos os benefícios percebemos que vale muito a pena porque além de ser mais confortável para o paciente, diminui os gastos do hospital com internações e medicamentos”, disse

Walter Pace. A equipe da TRIBUNA DO NORTE acompanhou um dos procedimentos, para retirada de miomas, que não durou nem 10 minutos. Os residentes da Maternidade aprovaram o curso. “Ano passado nós já tínhamos feito um curso de cirurgia ginecológica, que também foi muito bom. Essa é uma oportunidade de conhecer a parte prática dos procedimentos e não apenas a teoria”,

disse o Haroldo Adrian, que está no 3º anos de residencia ginecológica. Mônica Nóbrega, que também está no 3º ano de residência avaliou como positiva a experiência. “Esse tipo de procedimento é muito bom para paciente, que não é muito agredida como nas cirurgias convencionais e para o médico, que não passa horas em uma cirurgia”, disse a residente de ginecologia.

Histeroscopia é o exame endoscópico do útero que permite a visualização do canal endocervical e da cavidade uterina.É realizado com equipamento denominado histeroscópio,na paciente em posição de exame ginecológico. Após colocação de um espéculo na vagina,o histeroscópio é introduzido através do colo uterino. Com uma microcâmera conectada ao equipamento,a imagem é projetada em um monitor, permitindo à paciente acompanhar o exame durante sua realização. O procedimento pode ser realizado não somente com finalidade diagnóstica mas também terapêutica (cirúrgica).A histeroscopia cirúrgica permite o tratamento de algumas patologias benignas que se desenvolvem no interior do útero. As principais indicações da Vídeo Histeroscopia Cirúrgica são: retirada de miomas,de pólipos,de Septos (metaplasias),nos casos de sangramento uterino anormal, entre outras.É realizada em centro cirúrgico com todo aparato de segurança para um procedimento cirúrgico,porém a paciente é liberada no mesmo dia.


natal

ENERGIA

Empresária Ruth Pessoa fala sobre potencial de energia solar do Nordeste. PÁGINA 11

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS-LIVRES

Nublado com possibilidade de pancadas de chuvas Max.: 30ºC Min.: 25ºC

Preamar 00h45 - 1.7 - 13h02 -1.9 Baixa-mar 06h43 -0.8- 19h24 -0.6

Mãe Luíza: hoje 99 bancas/67 feirantes Lagoa Seca 206 bancas/122 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Muriú Pium Pirangi do Sul (Igreja) Redinha e Touros

FASES DA LUA Q.Minguante: hoje Lua Nova: 04/03 Nascer do sol: 5h26 Pôr do sol: 17h40

Editora: Luciana Campos e-mail: lucianacampos@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Mesmo sem qualquer regulamentação, o Jogo do Bicho cresce de maneira organizada à mercê das autoridades públicas do RN. Ministério Público, Polícia Civil ou PM não possuem qualquer trabalho para combater o jogo

[ CONTRAVENÇÃO ]

Deu zebra na repressão ao “Bicho” “

ISAAC LIRA repórter

ntre todas as atividades ilícitas, poucas conseguem prosperar de forma tão tranqüila quanto o Jogo do Bicho. Jogadores compulsivos e eventuais se misturam tranqüilamente com trabalhadores e comerciantes pelas ruas de Natal e outras cidades sem ser importunados por nenhum representante do poder público. Não custa lembrar que o mesmo Estado que tipifica a atividade como ilegal, não cuida em fiscalizar o lucrativo comércio advindo do “jogo do bicho”. O Ministério Público Estadual e a Polícia Civil não tem, nesse momento, nenhum trabalho consolidado a respeito do assunto. Segundo o promotor criminal Fernando Vasconcelos, o Jogo do Bicho só passa a ser investigado quando há ligações com outros delitos, como tráfico de drogas, contrabando ou sonegação fiscal. O titular da delegacia de costumes, Silvio Andrade, também não tem informações consolidadas sobre o assunto. “Estou aqui há 15 dias e a delegacia não tem nenhum trabalho prévio. Vamos fazer um levantamento de quantos pontos existem na cidade, mas não há previsão para finalizar esse trabalho”, diz Silvio. Um dos motivos para o MP não investigar o Jogo do Bicho é o status dado a esse tipo de delito. Não se trata de um crime, mas de uma contravenção. A diferença consiste no fato de a contravenção ser um ato ilegal que não provoca tantos danos à sociedade. Por conta disso, as penas aplicadas aos contraventores são pequenas, facilmente substituídas por medidas alternativas. Os processos são direcionados para o Juizado Especial, com exceção daqueles que envolvem outras atividades relacionadas. Em 2008, houve a última operação acerca do jogo do bicho no Rio Grande do Norte, que prendeu 27 pessoas por envolvimento em várias atividades ilegais. No vácuo aberto pela indecisão do poder público, a exploração do Jogo do Bicho não encontra barreira alguma, sendo realizada como se atividade fosse legal. As bancas de aposta estão espalhadas pela cidade. Na Ribeira, nos arredores da TRIBUNA DO NORTE, por exemplo, existem três pontos de jogo, num espaço de três quarteirões. Nas bancas, funcionários fardados e nomes para as “empresas” responsáveis pelos sorteios.

E

Estou aqui há 15 dias e a delegacia não tem nenhum trabalho prévio. Vamos fazer um levantamento de quantos pontos existem na cidade, mas não há previsão para finalizar esse trabalho” SÍLVIO ANDRADE delegado

Em Natal, são quatro, todas facilmente reconhecíveis nas ruas da cidade. As empresas de maior porte fazem o próprio sorteio e as demais aproveitam esse resultado. A reportagem da TRIBUNA DO NORTE foi até uma banca de apostas e fez um jogo para demonstrar a facilidade do processo. Duas funcionárias fardadas foram responsáveis pelo atendimento e explicaram com desenvoltura como funciona a “loteria popular”. Nas paredes, cartazes com os resultados mais recentes e telefones, tando da “central”, quanto uma linha somente para a divulgação de resultados. Os apostadores podem ficar cientes se foram ou não premiados na própria banca, no local do sorteio, pelo telefone ou até na internet. O recibo da aposta é impresso no computador. Segundo o delegado Silvio Andrade, o levantamento de quantos pontos existem na cidade será realizado por policiais à paisana e baseado em denúncias. Não há previsão para concluir o trabalho. Além disso, alegadamente pelo pouco tempo na delegacia, Silvio não sabe informar como funciona a rede, bastante organizada, e nem se há ligações com grupos do Rio de Janeiro, como ventilaram outras fontes. “Ainda não sei nada a respeito. Além disso, é muito trabalho para pouca gente, então não sei quando o levantamento será concluído”, encerra. A PM do Rio Grande do Norte, segundo o Coronel Alarico – comandante do policiamento da capital -, não atua na repressão a esse tipo de delito. “Caso sejamos provocados, estaremos apostos para qualquer ocorrência”, explicou, acrescentando que a responsabilidade sobre esse tipo de ocorrência cabe à Delegacia de Costumes. [Leia mais na página 10]


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Mesmo sem qualquer regulamentação, bancas da “loteria popular” estão por todas as partes de Natal e interior do Estado. As empresas fazem até divulgação da atividade [ CONTRAVENÇÃO - CONTINUAÇÃO DA PÁGINA 9 ]

Jogo é organizado e informatizado C “ ADRIIANO ABREU

omo toda atividade ilícita, é conveniente ao “Jogo do Bicho” passar despercebido. As bancas de aposta são simples, normalmente em pontos comerciais apertados e mais presentes nas periferias. Contudo, isso não passa de fachada. O jogo é bastante presente no cotidiano da população e em qualquer esquina é possível encontrar alguém com o costume de jogar, muitas vezes diariamente e em quantias significativas, na loteria popular. A atividade é tão obscura que os próprios apostadores não falam abertamente sobre o jogo. Quando avisados que se trata de uma reportagem, preferem falar sem identificação. Francisco (nome fictício) afirma jogar no bicho há cinco anos. Camelô, ele se esforça para conseguir o dinheiro necessário para as três apostas diárias. “Quando tenho dinheiro, faço as três. Quando não, faço só uma mesmo”, diz, enquanto organiza a mercadoria no seu ponto comercial. A banca de apostas está ali na frente e naquela hora, perto do meio dia, estava prestes a divulgar o resultado do primeiro sorteio, que sai às 13h. “Isso aqui é coisa para otário, sinceramente. Eu jogo porque é o jeito, sou viciado. Se não jogar, fico cheio de comichão. Isso aqui é pior do que pedra”, afirma, comparando o vício do jogo, com vício em crack. Esse discurso é uma constante entre os jogadores compulsivos. Todos ressaltam a inutilidade do ato de jogar, afirmam que perdem mais do que ganham, mas não deixam de fazer as apostas diariamente. Dos três apostadores entrevistados pela reportagem, todos afirmaram perder mais do que ganhar. “Ganho uma vez a cada seis meses. Jogo R$ 15 ou R$ 20 por dia, dependendo do quanto eu tenho”, diz Francisco. Os outros jogadores entrevistados fazem apostas menores, de R$ 5 até R$ 10. Histórias sobre pessoas com apostas mais altas são comuns. “Tem um rapaz ali numa loja de carnes que joga mais de R$ 200 por dia. É viciado, não sei como ele faz pra se sustentar”, diz Francisco. Dentre os apostadores, formase uma certa cumplicidade, advinda da participação em um u-

Tem um rapaz ali numa loja de carnes que joga mais de R$ 200 por dia”

Eu jogo porque é o jeito, sou viciado. Se não jogar, fico cheio de comichão. Isso aqui é pior do que pedra” FRANCISCO Nome fictício de um jogador

Bancas de apostas são facilmente encontradas e,mesmo sabendo que jogo é ilegal,algumas pessoas até ficam viciadas na loteria popular

niverso “marginal”. Os segredos de como jogar, os significados dos sonhos e detalhes sobre a rede que sustenta o jogo são compartilhadas. Exemplo: os três sabiam o nome e o endereço de um dos supostos donos do esquema de jogo na cidade. Segundo eles, dois irmãos controlam a maior parte das ações em duas empresas. Francisco citou inclusive o local de trabalho de um deles. O nome do suposto chefe do jogo citado por ele consta do processo deflagrado em 2008 pelo delegado Odilon Tavares, então titular da delegacia de costumes. À época, o suposto envolvido foi indiciado por contravenção penal e crimes contra a ordem fiscal, segundo informações divulgadas pela imprensa na época. A reportagem da TRIBUNA DO NORTE procurou junto ao Tribunal de Justiça informações sobre o processo, mas não encontrou nenhum. No Ministério Público, a informação é que o processo foi para outro Estado por haver ligações com esquemas em outras unidades federativas.

Loteria popular surgiu no Brasil no século 19 O jogo do bicho se trata de uma “loteria” tipicamente brasileira. Nasceu ainda no século 19, na época do Império, através do Barão de Drummond, João Batista Viana Drummond . O objetivo era levantar fundos para a manutenção de um zoológico de sua propriedade, localizado no Rio de Janeiro. Para conseguir arrecadar o dinheiro, o barão criou uma espécie de loteria com sorteio semelhante aos bingos: bolinhas brancas em um globo. Foram listados 25 animais diferentes e a cada um atribuído quatro dezenas. O sorteio foi motivo de cobertura do Jornal do Brasil à época, no dia quatro de julho de 1892.

O primeiro prêmio saiu para o avestruz, coincidentemente o primeiro animal da lista do jogo. Já no início, houve repressão por parte da polícia, por se tratar de um “jogo de azar”, ou seja somente o acaso é responsável pelo sucesso ou insucesso do apostador. Até hoje vários projetos para legalizar o jogo do bicho foram iniciados, assim como para criminalizá-lo definitivamente. Os especialistas não chegam a um acordo sobre qual o melhor caminho. Alguns apontam a necessidade de legalizar para cobrar impostos e desvincular de outras atividades criminosas. Outros prefeririam criminalizálo de vez para facilitar a repressão. Uma coisa é certa: trata-se de um jogo centenário e muito popular. Convencer apostadores a desistir da “diversão”, será difícil.

Regras são complicadas, mas não afastam jogadores Apesar de ser bastante popular, não é fácil entender o funcionamento do “jogo do bicho” para um iniciante. Funcionários das bancas de jogo afirmam que somente com o passar do tempo, e a experiência do jogador, todas as nuances da “loteria” são aprendidas. “O matemático que criou o jogo do bicho era um gênio”, diverte-se uma funcionária durante a aposta. Ela mesma se encarregou de ensinar à reportagem o funcionamento do jogo de azar. São 25 bichos na tabela do jogo. Cada um deles tem quatro dezenas associadas, desde o Aveztruz, que vai de 01 a 04, até a Vaca, de 97 a 00. Dentro desse universo, o jogador tem várias formas de combinar os jogos. Pode-se jogar desde R$ 0,10 até valores altos. Não há limite. É possível apostas na dezena (acertar dois números), na centena

NÚMERO

25

quantidade de bichos que podem ser escolhidos pelos apostadores do jogo

(acertar três números) ou na milhar (acertar todos os números). Outra aposta possível é a “do grupo”, ou seja você tentar acertar simplesmente qual o bicho será sorteado ao invés de jogar nos números. Quanto mais difícil a aposta, mais rentável o prêmio, que pode pagar até 20 vezes o valor apostado. Durante a reportagem, o bicho escolhido foi a Vaca, com a milhar 1598. No dia do jogo, em nenhum dos cinco sorteios, o número foi contemplado.

Grupo 1

Grupo 2

Grupo 3

Grupo 4

Grupo 5

Grupo 6

Grupo 7

Grupo 8

Grupo 9

Grupo 10

Grupo 11

Avestruz Dezenas 01 - 02 - 03 - 04

Águia Dezenas 05 - 06 - 07 - 08

Burro Dezenas 09 - 10 - 11 - 12

Borboleta Dezenas 13 - 14 - 15 - 16

Cachorro Dezenas 17 - 18 - 19 - 20

Cabra Dezenas 21 - 22 - 23 - 24

Carneiro Dezenas 25 - 26 - 27 - 28

Camelo Dezenas 29 - 30 - 31 - 32

Cobra Dezenas 33 - 34 - 35 - 36

Coelho Dezenas 37 - 38 - 39 - 40

Cavalo Dezenas 41 - 42 - 43 - 44

Grupo 17

Grupo 18

Grupo 19

Grupo 20

Macaco Dezenas 65 - 66 - 67 - 68

Porco Dezenas 69 - 70 - 71 - 72

Pavão Dezenas 73 - 74 - 75 - 76

Peru Dezenas 77 - 78 - 79 - 80

Grupo 12

JOGO DO BICHO Apostadores podem escolher entre grupos números relacionados a 25 animais que inspiraram o Barão de Drummond,que inventou as regras.

Grupo 13

Grupo 14

Grupo 15

Grupo 16

Elefante Dezenas 45 - 46 - 47 - 48

Galo Dezenas 49 - 50 - 51 - 52

Grupo 21

Gato Dezenas 53 - 54 - 55 - 56

Grupo 22

Jacaré Dezenas 57 - 58 - 59 - 60

Grupo 23

Leão Dezenas 61 - 62 - 63 - 64

Grupo 25

Grupo 24

Vaca Dezenas 97 - 98 - 99 - 00

Ca Bob

laza

ns

Touro Dezenas 81 - 82 - 83 - 84

Tigre Dezenas 85 - 86 - 87 - 88

Urso Dezenas 89 - 90 - 91 - 92

Veado Dezenas 93 - 94 - 95 - 96


natal

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

3porquatro

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

POR ANNA RUTH DANTAS

RUTH PESSOA GONDIM

ADVOGADA E EMPRESÁRIA ESCOLHEU NATAL PARA INSTALAR EMPRESA QUE ESTÁ EXPORTANDO TECNOLOGIAS NA ÁREA DE GERAÇÃO DE ENERGIA PARA TODA A AMÉRICA LATINA.EM ENTREVISTA À TRIBUNA DO NORTE,EMPRESÁRIA FALA DO DESAFIO DE POPULARIZAR TECNOLOGIAS DA ENERGIA LIMPA

Natal recebe novas tecnologias FOTOS:

Como uma advogada especialista em Direito Ambiental deixa a formação inicial para enveredar pelas energias renováveis? A mudança ocorreu quando participei da Conferência das Nações Unidas, em Copenhague, no ano de 2009. Assistindo as palestras, o que me deixou chocada é que na América do Sul não se explora a energia fotovoltaica. Quando vi isso pensei logo no Nordeste porque aqui é sol quase o ano todo. Assistindo as palestras e em contato com pessoas do Governo vi que não existe esse incentivo para energia solar fotovoltaica. De advogada para empresária como foi essa mudança? Sou uma pessoa muito prática. Estou sempre interessada em transformar, em melhorar a vida do meu próximo. Primeiro me envolvi com pesquisa ambiental, foram 12 anos de Direito ambiental. Como vi que para ser advogada de algumas empresas nessa área era um processo lento, pensei que tinha que pôr em prática o que estava pesquisando. Minha vontade de ser empresária é que a sociedade conheça essa tecnologia e possa proteger o meio ambiente. Essa tecnologia não produz gás carbônico, é limpa e quem produz é o sol. Fiquei também muito chocada com aquela tragédia do golfo do México. Aquelas praias nunca mais serão despoluídas. A senhora se refere a energia fotovoltaica. Mas aqui conhecemos como energia solar. Qual a diferença? Infelizmente, as informações que existem na internet são ultrapassadas, datam de 2002, e elas dizem que energia solar não substitui a energia solar fotovoltaica. O que é um erro. Substitui sim, inclusive em países que não tem sol, como é o caso da Alemanha. Como isso acontece? Essa placa de silício ela é feita sob medida. Para cada projeto tem determinadas células e determinadas quantidades. Cada célula dessa tem o comprimento, a largura, tudo sob medida. Eles fazem um projeto que seja capaz de gerar energia durante todo ano com as intempéries do tempo. Tem um programa que se chama PVSol, ele calcula quantos dias de sol e a temperatura média do ano todo. O programa vai dizer quanto o sistema produz e depende do local. Não é contraditório que no Nordeste a energia solar seja tão pouco desenvolvida? É verdade. Na minha opinião isso é uma questão da escassez, da defasagem da educação ambiental. Primeiro a educação ambiental ainda é incipiente. E segundo isso gera falta de informação, a desinformação. Em todos os continentes do mundo se utiliza essa tecnologia, inclusive em países do BRIC (Brasil, Índia, Rússia e China). México, Índia, China, usam essa tecnologia. Ou seja, são países que estão no nível econômico no mesmo patamar do Brasil. O que noto é a falta de informação. São caros os equipamentos de energia solar? Para você ter ideia a energia eólica é mais cara, não é tão acessível para produzir grandes volumes e não é tão confiável quan-

com esse projeto de energia fotovoltaica,justamente em Natal? Quando a gente estava lá (na Alemanha) fomos para uma feira internacional de painéis solares. E em Munique 1.800 fabricantes do mundo todo estiveram lá e fiz contato com os 20 maiores. Eles (os 20 maiores) eram empresas japonesas, americanas e alemãs. A gente queria fazer uma parceria para trazer a tecnologia para América do Sul. A gente fez um estudo de mercado, um plano de negócios e a gente constatou que em Natal há muitos dias de sol e há muita receptividade para novas tecnologia. E também porque não tem concorrência no Rio Grande do Norte nesse ramo. Foi a partir daí que criamos a Brasil Ecológico Energia Solar. Nós somos revendedores exclusivos da Antaris Solar, essa é a maior empresa. Foi submetido a um teste instituto Tecnológico de Inovações da União Européia e o painel da Antaris foi o que obteve a melhor nota. Esse é o melhor painel solar do mundo. Somos representantes para América do Sul.

oi com a participação na Conferência da ONU, em 2009, em Copenhague, na Dinamarca, que a advogada Ruth Gondim mudou completamente os projetos. Com doutorado em Energias Renováveis feito na Europa, ela planejava enveredar pela área de Direito Internacional, com o evento despertou para as energias renováveis enquanto empreendimento de negócio. O que ela não imaginava é que dois anos depois do evento já estaria em Natal, apostando no negócio promovido pela energia fotovoltáica (como é chamada a produção da energia solar). “O que me deixou chocada é que na América do Sul não se explora a energia fotovoltáica. Quando vi isso pensei logo no Nordeste porque aqui é sol quase o ano todo. Assistindo as palestras e em contato com pessoas do Governo vi que não existe esse incentivo para energia solar fotovoltáica””, comenta. O projeto da advogada/empresária é ousado. Ela chegou na capital potiguar como representante exclusiva de uma das grandes fábricas alemãs de energia solar e a partir da capital potiguar pretende levar o negócio para a América Latina. Começou pelos Estados vizinhos, e hoje já mantém contatos comerciais na Paraíba, Alagoas, Pernambuco e no Estado potiguar. De advogada para empresária como foi essa mudança? “Sou uma pessoa muito prática. Estou sempre interessada em transformar, em melhorar a vida do meu próximo. Primeiro me envolvi com pesquisa ambiental, foram 12 anos de Direito ambiental. Como vi que para ser advogada de algumas empresas nessa área era um processo lento, pensei que tinha que por em prática o que estava pesquisando”, responde de pronto. O fato de no Nordeste ter muito sol e a energia fotovoltaica não ser desenvolvida é apontada como um desafio no trabalho de Ruth Gondim. A convidada de hoje do 3 por 4 é uma advogada com perfil de empresária, uma empreendedora que traz lição de arrojo e ousadia. Com vocês, Ruth Gondim.

F

Mas nenhum país do mundo usa mais as baterias. Usa a energia durante o dia e ponto”

to essa (a solar). Depois que participei da Conferência das Nações Unidas comecei a me debruçar mais sobre o assunto. Principalmente porque a Alemanha é o exportador número um de tecnologias limpas. Não só solar, como também fotovoltaica, biocombustíveis. A Alemanha exporta para o mundo todo. Em comparação, só para você ter ideia, em 2002 um físico alemão se aposentou e o príncipe da Jordânia o cha-

mou para fazer pesquisa na área da energia fotovoltaica na África. Ele com apoio financeiro e como na África tem muita insolação, assim como no Brasil, ele verificou que em determinado local da África, perto da Jordânia, é necessário apenas 6 horas, três mil quilômetros quadrados de placas, durante 6 horas produzem energia para toda humanidade. A Alemanha, como está sempre na vanguarda, juntou um grupo de grandes empresas e esse grupo de investidores alemães está desenvolvendo no deserto do Saara uma usina solar. Essa usina vai abastecer toda Europa através do sol. Estão construindo não só os parques, mas todo cabeamento que são fibras óticas que irão passar debaixo do mar da África para Europa. Em torno de 400 milhões de Euros. Esse cientista comprovou que a melhor alternativa, principalmente para mitigar

A energia eólica é mais cara, não é tão acessível para produzir grandes volumes e não é tão confiável quanto essa (a solar)”

as mudanças climáticas, é a energia fotovoltaica. É bom fazer distinção que o que existe no Brasil são painéis termo solares para aquecer a água e não para gerar energia. O sol pode gerar tanto a energia solar quanto a fotovoltaica? Essa última (a fotovoltáica) gera energia elétrica mesmo. Por que a senhora se instalou,

Perfil

A paraibana Ruth Pessoa Gondim de Albuquerque, nasceu em João Pessoa, mas foi na Europa que começou a trilhar o que seria sua definitiva carreira profissional. Quando terminou o curso de Direito na Paraíba foi fazer pós graduação em Direito Ambiental na Alemanha. Em Portugal, na cidade de Coimbra, fez mestrado. De volta a Alemanha seguiu para o doutorado na área de “Direito Europeu Ambiental”. A primeira ideia era ficar na Europa e enveredar pelo ramo de pesquisa, além de ensinar e advogar na área de contratos internacionais. No entanto, o espírito empreendedor falou mais alto e ela voltou para o Brasil, onde instalou a empresa especializada em energias renováveis. A vinda de Ruth Gondim a Natal envolveu também uma mudança da família. O marido, que atuava como técnico de futebol na Alemanha, deixou a tarefa e apostou no negócio da esposa.

Então a partir de Natal a senhora pretende levar o seu negócio para toda América do Sul? Exatamente. Temos contatos com o Governo de Santa Catarina, com empresas investidores em São Paulo e a gente se instalou aqui justamente por causa disso. Além das condições climáticas, a sociedade contribui para esse alavancar da consciência ambiental. A energia fotovoltaica seria voltada apenas para empresas ou pessoas físicas? Inicialmente, temos dado preferência para grandes empresas da área industrial, comercial. Mas é possível também que particulares adquiram. O preço do quilowatt é equiparado a convencional, com a vantagem que não há blackout. Quem será o seu fornecedor é o sol por 30 anos. Por esse período, a economia é 90% da conta de energia. Você continua pagando a mensalidade básica porque os painéis solares produzem mais de 100% do esperado e o excedente é lançado na rede pública. A gente recomenda que se mantenha a mensalidade básica. Você paga para não desligar da rede pública porque é gerado energia demasiadamente. Há possibilidade de usar bateria (para segurar a energia a noite), principalmente nos lugares que não tem a rede pública. Mas as baterias para recarregar são muito caras. A gente não recomenda. E veja que a noite você vai ter que ter a fiação. A energia fotovoltaica acumula em bateria e por isso não compensa. E exatamente por isso é que tem o estereótipo de que a energia fotovoltaica é cara. Mas nenhum país do mundo não usa mais as baterias. Usa a energia durante o dia e ponto. Qual sua meta a partir de Natal? Esse primeiro ano acredito que vai ser mais de investimento e divulgação. Estamos trabalhando paralelamente em quatro Estados: Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas e estamos fazendo também trabalhos no Sul e Sudeste do país. Pretendemos importar da Alemanha esses projetos.


12 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 27 de fevereiro de 2011


Domingo | 27 de fevereiro de 2011

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |13


Domingo | 27 de fevereiro de 2011

natal

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |13


14 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

“ Eliana Lima

Câmara Cascudo sem sair da Província e com os recursos pessoais incompreendido e mesmo negado, iniciou sua campanha pelo Folclore num ângulo que não tinha sido visado”

elianalima@tribunadonorte.com.br

De Djalma Maranhão, em ‘Cascudo, Meste do Folclore Brasileiro’

» AO...

JOAONETOFOTOS.COM

Tanto se fala em combate ao maldito crack, pouco se faz. Ou quase nada. Ou nada. Quem tem poder aquisitivo, paga um tratamento para o ente viciado. Quem não, interna na Casa de Saúde de Natal, onde no máximo em 40 dias é dada a ‘alta’. Ou fica mendigando nas portas dos poderes públicos, sem sucesso, a atenção devida. Quando a prefeitura oferece, cobra taxa extra. Ou seja: não existem providências para o tratamento.

» ...FICA?

» ...DE...

Cyndra e Joacyr Potiguar JOAONETOFOTOS.COM

» DIA...

A Abelhinha brinda este domingo com beijos apaixonados, de casais lindinhos-apaixonadinhos: Breno Perruci e Juliana França JOAONETOFOTOS.COM

» ...DARÁ

Na impossibilidade de novos tratamentos, e para trabalhar, a mãe se vê obrigada a acorrentar o filho em casa. Esta semana ela ficou sem ter como acender as bocas do fogão. Porque não havia bujão de gás. Motivo: o filho viciado vendeu o botijão de R$ 120 por R$ 10, para comprar crack. E assim é a vida de tantas outras e outras mães em pleno desespero, enquanto os nobres políticos arrotam preocupação sem providências. Até quando?

» DICA

Defensor-mor da Gestão Borboleta, o vereador Enildo Alves pediu aos pares mais cuidado ao elaborar projetos de lei. Motivos: incorreções e inconstitucionalidades que ferem a Lei Orgânica do Município. Esqueceu apenas que muito ocorre com projetos encaminhados pelo Executivo, também. Foi à defesa da prefeita: – “Concordo com 99,9% dos vetos da prefeita, pois existe uma série de incorreções na maioria dos projetos elaborados, e muitos ainda geram despesas ao município”.

Pois bem, de lá para cá o canteiro de obra permanece abandonado, cheio de entulhos e, pasmem, muito lixo. De um lado, a Urbana não deu prosseguimento ao projeto. Do outro, muitos moradores despejam lixo e permitem aos carroceiros fazerem o mesmo. Ou seja: o local terminou virando um minilixão. A assessoria da Urbana informou à coluna que o diretor de Operações, Aroldo Martins, e equipe analisam o que pode ser feito para recuperar o espaço. A ideia é a construção de uma pista de bicicross.

» LUXO

Em novembro, um casal de Natal vai casar a filha em cerimônia para lá de chíquima no Copacabana Palace, Rio de Janeiro. Como será uma ocasião para seletos convidados, prefere manter o silêncio, até próximo à data.

» SININHOS

» ROLO

Vereador oposicionista, Raniere Barbosa (PRB) esbravejou esta semana na Câmara Municipal que a prefeita Micarla vetou alguns de seus projetos por perseguição política. Lembrou que no início do seu mandato elaborou um projeto que isentaria da taxa de estacionamento nos shoppings de Natal os clientes que consumissem, no mínimo, dez vezes o valor cobrado pelo estacionamento. Comparou à decisão na AL: - “O curioso é que um projeto parecido foi apresentado pelo então deputado Robinson Faria e aprovado sem nenhum problema. Micarla tem utilizado questões políticas para vetar”.

» COMO...

De tanto os moradores do bairro de Candelária reclamar, o Ecoponto que seria instalado no local teve suas obras paralisadas no primeiro semestre de 2010. Na época, populares temiam que o local se tornasse um minilixão. Daí, acionaram o Ministério Público, que recomendou à Urbana suspender a obra para efetuar correções necessárias nos estudos ambientais e demais documentação.

» ...DEUS...

Há alguns anos, a coluna acompanha o drama de uma mãe que vive o sofrimento de um filho adolescente viciado desde os 11 anos. Da ajuda proporcionada, não foi suficiente, pois no retorno para casa, em bairro tomado por traficantes, logo vêm as ofertas para ele retornar à vida maldita, ameaças em caso de recusa e em caso de intromissão da família.

JOAONETOFOTOS.COM

» ...REVERENCIAR...

Luciana Santa Rosa e Renato Gomes Netto

» EM TEMPO

» ...BEIJOS...

Ana Augusta Cansanção de Paula e Habib Chalita JOAONETOFOTOS.COM

Vetos que serão, diga-se, muito provavelmente, apreciados apenas depois do carnaval. Difícil é colocar os nobres edis para trabalhar. Pois.

» ABUSO

COLMEIA

O intrépido Bareta, que tudo vê e tudo sabe, está perplexo. Logo ele, acostumado a realidades das mais duvidosas. Suas lupas captaram várias histórias horrendas de responsáveis por proteger a integridade de jovens terem casos com os menores. Na maioria das vezes, o jovem é o mesmo que procurou pela assistência do profissional por se encontrar em situação de risco.

» Hoje tem coro de parabéns para o deputado estadual Walter Alves.Completa 31 anos pronto – quem sabe – para administrar Natal. Festejará em família

» GRITA...

» E hoje tem grito de

Moradores da Avenida Abel Cabral, em Nova Parnamirim, não sabem mais a quem recorrer. Da prefeitura, só promessas. Motivo: devido à licença imprópria para a construção de edifício residencial, a cada chuva a avenida se transforma em lagoa de lama, invadindo as casas. A prefeitura prometeu colocar uma bomba permanente até a solução definitiva do problema, mas a bomba só chega quando chove, e tarde, após inundações. Recorrer ao bispo? E o Ministério Público, vai investigar a licença ambiental?

felicidade para os irmãos José Henriques Bittencourt Filho (jornalista) e Jerusa (arquiteta).Brindam em almoço com a família.

» As jornalistas bacanas

» ...CIDADÃ

Também em Parnamirim, moradores do Condomínio Garden II, na Av. Paulo Afonso, gritam os transtornos gerados por a construção de um residencial ao lado. A água utilizada no canteiro de obras fica acumulada em frente ao condomínio, impossibilitando a passagem dos carros e pedestres. Dizem que só este mês ficaram ilhados três vezes.

Apaixonadinhos que só eles, a miss Larissa Costa e o partidónrover Abílio Oliveira atravessam o Atlântico dia 28. Com o casal amigo também apaixonadón Andréa Schultz e Raphael Correia, vão passar o carnaval em giro por Monte Carlo (Mônaco), Nice e Paris (França), Arvidsjaur e Estocolmo (Suécia).

» ...APAIXONADOS

Andréa Schultz e Raphael Correia

Ângela Bezerra e Ana Cristina França colocaram no ar o site da Letra A Comunicação,com informações sobre os serviços e ações realizadas pela agência e seus clientes, desenvolvido pela Maisdata: www.letraa.com.br COLABORAÇÃO DE HELDON SIMÕES


Domingo |

natal

27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

15

George Azevedo georgeazevedo@digizap.com.br

SUELI TIYOMI

SUELI TIYOMI

SUELI TIYOMI

Larissa Souza, a nova Miss Natal

No trono. Maria Eduarda, 5º lugar, Klendja, 2º lugar, Larissa Souza, Márcia Lourenço, 4º lugar, e Thandara Castro, 3º lugar

Candidatas em momento beach wear para Romance Brazil

SUELI TIYOMI

TEMPO DE MISS

Juninho,Tuyane e Marcelo. A turma do Batendo Perna em ação

Giovana Germek, Miss Natal 2010

Júnior Cabral e Fafá Medeiros, na comissão julgadora

Soraya Simonetti. A força da Estrela Viva

SUNSET PARTY JOÃO NETO

Encontro de misses. Suzana Schott e Joyce Oliveira

SUELI TIYOMI

KARENINE LAGO

Ana Cláudia Fídias,a Miss Pau dos Ferros,também foi conferir o show de beleza do Miss Natal

Luíza Ribeiro, do Programa Portfólio, e Jota Araújo, do Correio do Seridó SUELI TIYOMI

Paulo Sérgio, da equipe de Lirêda, e os últimos retoques em Márcia Lourenço

Luciane Benfica,na nossa comissão julgadora

Foi uma noite maravilhosa. O aniversário de 50 anos de Paulo Gallindo foi tão bom que nem a chuva forte que caiu, tirou o brilho da noite. Tudo aconteceu nas instalações do condomínio Punta Del Mar, na praia de Jenipabu, num super lounge ambientado por Clodualdo Bahia, e iluminadíssimo pela equipe de Castelo Casado. O glam de Natal foi em peso e todos se jogaram ao som dos DJ Gabriel Sodré, Banja e Lobo Mau. A anfitriã Cláudia Gallindo estava maravilhosa, vestida de Lanvin. Mais sobre a festa? Vocês irão conferir na próxima revista Glam. Aguarde.

JOÃO NETO

JOÃO NETO

Érika Nesi em momento glam na noite do Miss Natal

KARENINE LAGO

KARENINE LAGO

KARENINE LAGO

KARENINE LAGO

KARENINE LAGO

Aproximando-se do Miss Rio Grande do Norte, o quadro de candidatas já tem mais definições. Na última terça- feira, 22, elegemos a candidata de Natal para o concurso, numa festa linda no La Mouette Recepções. Vinte candidatas, cada uma representando o seu bairro, subiram na passarela. E pasmem, todas lindas e pra lá de glamurosas. Também pudera, a equipe de Lirêda arrasou na concepção de beleza. Na primeira entrada, as meninas desfilaram com vestidos da Fina Flôr, e logo após, com maiôs Romance Brazil, e sempre com acessórios Sol Bijoux, e pisantes Via Uno. Suzana Schott, Miss RN 2004, consolidou-se como apresentadora oficial dos nossos concursos, e conduziu muito bem a noite. O resultado? Ganhou Larissa Souza, 21 anos, 1.75m, estudante de Publicidade da Fatern, e representante da praia de Ponta Negra. Linda. A segunda colocação ficou com a representante do bairro Pirangi, Klendja Lucena, e a terceira, com a Musa do ABC, Thandara Castro, que representou Cidade Satélite. Márcia Lourenço, de Lagoa Nova, ficou em 4º lugar, e Maria Eduarda Ferraz, de Candelária, em 5º. A noite contou também com desfile de moda masculina da Stomp, e performance do DJ Paulino Chacon. A próxima parada? Dia 26 de março, no Teatro Dix-Huit Rosado em Mossoró, com as mulheres mais bonitas do estado. Aguarde.

SUELI TIYOMI

SUELI TIYOMI

SUELI TIYOMI

Paulo Gallindo recebendo Paulo de Paula e Zelinha JOÃO NETO

Todo o glam de Ana Jubilita Patriota

Luciana Santa Rosa, na maior empolgação

Paulo Gallindo e Cláudia. Os donos da festa

Cyndra Potiguar. Super glam

Erickson Medeiros e a sua belíssima Polixena


natal 16

Natal | Rio Grande do Norte |Domingo | 27 de fevereiro de 2011

DIVULGAÇÃO

[ VIDA A BORDO ] NELSON MATTOS FILHO Velejador avoante1@gmail.com

stamos novamente velejando na Bahia e, com sempre, aqui a vida náutica toma rumos. Na Baía de Todos os Santos a história das coisas do mar tem causos e segredos que já despertaram o sonho de muita gente pelo mundo. Jorge Amado foi o expoente maior da literatura baiana que desnudou suas entranhas entre amores efervescentes, baianas encantadoras e capitães dos sete mares. Tudo descrito da forma mais simples e tradicional dos grandes mestres da literatura. Tudo criado nas mesas que até hoje enfeitam e dão cores aos mercados e feiras de uma Salvador mais bela. Nessa Bahia cheia de molejos e apimentada pelo ritmo que salta aos olhos nos requebros inebriantes, envolto nos perfumes exalado pelas baianas e seus balangandãs e nos aromas dos acarajés crocantes espalhados nas calçadas, a vida toma sempre o rumo do mar, embarcada nos saveiros e escunas que são a cara dessas terras de Orixás e seus mistérios. Para dar início a mais uma temporada baiana do Avoante, marcamos uma velejada até a Baía de Camamú, lugar onde a vida é mais vivida e onde a natureza reservou suas formas mais extravagantes e belas. Nessa faixa de litoral conhecida como Costa do Dendê, nada fica indi-

E

UMA VELEJADA INESQUECÍVEL – I

ferente aos olhos e para qualquer ângulo que viramos a vista sempre desnuda uma paisagem de sonhos. Nessa Camamú de sonhos e magia já tivemos bons momentos em outras velejadas, dessa vez teríamos a companhia de um casal de amigos de Natal, Fernando e Marta, que viriam fazer um Charter de uma semana a bordo do Avoante. Seria nosso primeiro Charter e por isso não poderíamos ter escolhido um lugar melhor.

Largamos de Salvador numa madrugada de Sábado, 05 de Fevereiro, com a cidade adormecida e envolvida por um manto de paz. Sempre vejo as cidades mais bonitas, harmoniosas e felizes quando estou no mar. Nada comparável a agitação sem sentido que vemos em suas ruas e praças. A maré de enchente parecia querer segurar o Avoante mais um pouquinho em suas águas, mas eu tinha dito a Fernando que na Bahia se navega com

a maré: Quando ela enchesse a gente viria e quando ela secasse a gente iria. Naquele momento estávamos fazendo justamente o inverso. Fernando ainda olhou para mim, mas eu fiz que não entendia. E assim fomos ganhando o mar. Naquele dia o Sol resolveu acordar um pouquinho mais tarde, absorvido em seu berço por nuvens de chuva que ameaçavam com cara feia a nossa navegada. A chuva compareceu a festa, mas o mar,

que também andava meio preguiçoso, nem se alterou com o vento que vinha seguindo aquela chuva matutina. O resultado foi um pouco de banho de chuva e a confirmação que aquela navegada iria ser dos deuses, pois Avoante quase não balançava desfilando naquele mar de almirante. Quando a chuva sentiu que não tava com nada, abandonou mais uma tentativa e deu lugar ao Sol, que saiu manso e manhoso. Para

animar a tripulação, Lucia preparou um lauto café da manhã e fomos degustar as delícias daquela mesa apreciando a paisagem da Ilha de Itaparica, que se descortinava ao longe. Eu tinha programado uma velejada de no máximo 10 horas de Salvador até Camamú, mas o vento, que foi embora junto com a chuva, não permitiu que minha programação fosse confirmada. No melhor estilo Vela/Motor fomos seguindo em frente e alterando nossa programação para chegar a tarde em Camamú. Mas com aquele mar de fazer inveja, ninguém tinha mesmo tanta pressa de chegar. Fernando, como um bom pescador, ainda tentou enganar um peixe com nossa isca artificial. Apenas um Dourado se encantou com ela, mas quando já estava próximo ao barco deu um salto ornamental, olhou em volta, e deixou nosso pescador com a cara de quem comeu e não gostou. A vida é assim mesmo, e a de peixe então! Como o nosso almoço havia escapado da isca, Lucia botou fogo nas panelas, colocou suas idéias culinárias para funcionar e serviu um delicioso Risoto de rúcula com tomate seco, que até aquele peixe fujão, se soubesse, havia ficado para degustar. O Risoto estava simplesmente divino! Até o vento que estava adormecido, depois que sentiu aquele aroma se espalhar no ar, acendeu as turbinas e soltou lufadas na metida perfeita. Naquele momento Camamú já estava no visual. Agora era outra história!


esportes

HOJE NA TV

RÁDIO GLOBO NATAL

16h– Taça GB: Flamengo x Boavista - Globo 18h30 - Centenário x ABC, TV União (Canal 22 da Cabo)

06h - Esporte em debate 16h10 - Flamengo x Boavista 18h30 - Centenário x ABC 21h - Resumo Final

CURIOSIDADES O ex-presidente da FIFA,João Havellange,não dá entrevista aos repórteres que não estejam de terno e gravata.

DICAS Os ingressos para a partida ABC x Barras/PI começam a ser vendidos amanhã nas bilheterias do Frasqueirão.

ESTADUAL

Benjamin Machado fala sobre a má fase atravessada pelo Potiguar na competição. PÁGINA 2 NÚMERO 500 milhões de reais é a cota mínima exigida pelos direitos de transmissão do Brasileirão.

Editor: Itamar Ciríaco e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 27 de fevereiro de 2011

[ CAMPEONATO ESTADUAL ] Centro de uma série de polêmicas entre os ex-dirigentes da Liga Desportiva Mossoroense e desportistas, o

estádio necessita de uma ampla reforma e está no meio de uma negociação para ser passado às mãos da Prefeitura de Mossoró

Destino do Nogueirão em discussão VICENTE ESTEVAM Repórter de Esportes

pontado como um dos grandes gargalos do futebol de Mossoró, o destino do estádio Manoel Leonardo Nogueira está sendo bem encaminhado e tudo indicado que o espaço possa mesmo ser municipalizado. O presidente da Liga Desportiva Mossoroense (LDM), Francisco Manoel Filho, vem tocando o processo junto a Prefeitura e se mostra otimista num acordo após a disputa do Campeonato Estadual de 2011. O dirigente traça a realização do acordo com o município como a principal meta de sua administração. A questão que em anos anteriores tinha uma conotação bem diferente da atual, devido ao fato dos antigos presidentes da Liga considerarem o estádio intangível, passou a ser vista como a melhor saída para que Mossoró não perca sua principal praça de esporte. Francisco Manoel Filho reconhece que com o dinheiro que arrecada (fruto de 10% das arrecadações nos jogos de futebol realizados no local) é impossível se realizar as reformas que o Nogueirão necessita e evitar a deterioração da estrutura. Para se ter uma ideia da incapacidade financeira da LDM e a necessidade da ajuda externa, só para realizar um reparo nas torres de iluminação do estádio, a Liga investiu em torno de R$ 10 mil, verba superior a quantidade de dinheiro que entrou no caixa da entidade após a realização de seis rodadas do Estadual, incluindo o arrecadado no clássico “Potiba” (a receita total foi de R$ 7.464,30). Só com pagamento de energia elétrica, mensalmente são gastos em torno de R$ 3,5 mil/mês. Isso basicamente explica o fato de o estádio que originalmente tinha capacidade para receber 12 mil espectadores, após algumas interdições por medida de segurança, ter visto sua capacidade ser reduzida para 3.500 torcedores, praticamente um terço da carga de público original. As duas grandes reformas foram realizadas entre 2004 e 2005, quando a Prefeitura investiu cer-

A

ca de R$ 2 milhões no reforço da estrutura das arquibancadas e reforma do gramado, das cabines de rádio e TV e também no setor de cadeiras. “O estádio não é um bem público, mas a Prefeitura de Mossoró entende que a cidade não pode abrir mão do Nogueirão. O estádio gera diversão para o povo, gera renda, emprego e trata-se da principal praça esportiva da região oeste”, salienta Francisco Carlos, secretário da Cidadania mossoroense. Com a pasta sendo responsável pela gerência de esportes, Francisco Carlos considera a questão da municipalização do estádio um tema complexo e que deve ser muito bem debatido, mas ressalta que o assunto foi debatido numa audiência pública. “A vontade da Prefeitura era de que não fosse preciso realizar essa municipalização, que vai acarretar novos tipos de gastos ao município. Mas isso seria o ideal e só ocorreria se as coisas não estivessem funcionando mal. Estamos abertos a discutir o assunto sim e iniciamos as discussões com a comunidade desportiva. Mas o tema esfriou depois que a LDM apresentou uma lista de condições para formalização da proposta”, salientou o secretário. A liga está disposta a rever alguns pontos, menos aquele que pede verba para quitação de uma dívida trabalhista da entidade, em torno de R$ 30 mil, herdada das administrações passadas e a doação de uma casa a dona Caxica, uma senhora que mora em parte do terreno do estádio há 41 anos e é torcedora símbolo do potiguar. Caso o processo de municipalização não engrene, o presidente da LDM Francisco Manoel Filho afirmou que pretende reiniciar negociações para que a Prefeitura, doadora do terreno onde se encontra o estádio, libere a negociação da área com uma empresa paulista que prometeu pagar R$ 12 milhões pela área. “Esse dinheiro serviria para construir um estádio novo em outro local da cidade e aplicar algumas verbas em benefício do futebol mossoroense, principalmente em suas categorias de base”, concluiu Francisco Filho. JÚNIOR SANTOS

Franscisco Manoel Filho, da LDM, é favorável a municipalização


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 27 de fevereiro de 2011 JÚNIOR SANTOS

TEMPO FECHOU PARA O FUTEBOL DE MOSSORÓ Com a campanha mais fraca dos últimos 10 anos no Estadual, Potiguar e Baraúnas perderam o rumo do crescimento no futebol

A equipe do Potiguar,primeiro clube da cidade a se tornar campeão estadual ,hoje sequer lembra os tempos áureos.Enfrenta um jejum de 16 jogos sem vitórias e tem de melhorar para fugir do rebaixamento

VICENTE ESTEVAM Repórter de Esportes

e nos meados da década passada o futebol mossoroense dava sinais de pujança e de que se mantivesse a estrutura e a organização poderia rivalizar com os grandes da capital na busca pelo prestígio e das vagas nas melhores competições nacionais, seis anos após ao passado de glórias Potiguar e Baraúnas convivem com a triste realidade da falta de investimento e foram obrigados a dar vários passos atrás no projeto de crescimento para se manterem ativos dentro do futebol. Isso não é resultado de falta de vontade diretiva, nem de cuidado com as contas, mas sim de uma série de fatores que travam o sonho dos torcedores de verem seus clubes com calendário cheio. Não se

S

pode pensar em profissionalismo dentro do futebol se um clube participa apenas do Campeonato Estadual que ocupa no máximo um terço do calendário nacional regido pela Confederação Brasileira de Futebol. Os sinais de queda dos clubes que dividem a paixão da torcida da segunda maior economia do RN e um dos pólos mais importante de extração petrolífera no país são evidentes e a temporada de 2011 só fez aumentar ainda a preocupação para aqueles que lidam diretamente com o esporte local. No Estadual o Baraúnas só conquistou uma vitória, registrada justamente na rodada do dia 19 de fevereiro último, no clássico diante do Potiguar, que acabou a temporada passada apontado como o pior time do Brasileirão, depois de perder todos os jogos do seu grupo e cujo

jejum de vitórias somam 16 partidas. Sem levar em consideração o jogo de ontem, contra o Palmeiras, a última vitória do Time Príncipe ocorreu no dia 31 de março de 2010. Único remanescente do grupo que conquistou o primeiro título estadual para o futebol mossoroense, o atacante Canindezinho, não tem explicação para tamanho insucesso. O jogador garante que não está faltando empenho nem dentro de campo, nem por parte da diretoria, alegando que simplesmente as coisas não estão dando certo. “Nós jogadores estamos nos esforçando e por incrível que pareça realizamos bons jogos sobre o comando de Lino. No clássico mesmo criamos várias chances de gol, não fomos felizes e acabamos derrotados. Mas há perspectiva de melhora para o segundo turno”, opi-

nou Canindezinho, ressaltando que ninguém está imune as fases negras dentro do futebol. FORA DE TEMPO O presidente do Potiguar, Benjamim Machado, não tem dúvidas em afirmar que as conquistas dos títulos estaduais e da Copa do RN pelos clubes mossoroenses não ocorreram num bom momento e que o preço do sucesso ainda está custando caro para ambos. Na visão do dirigente, é possível que as equipes tenham dado um passo maior que estavam preparadas para dar. “Quando os clubes de Mossoró foram campeões estaduais, eu acho que na época eles nem estavam preparados para tanto, em anos anteriores tivemos equipes bem mais competitivas e nunca conseguimos ganhar o campeonato. Acho que a

época entre 2004 e 2008 foi atípica para o nosso futebol”, afirmou Benjamim. No período, o Potiguar foi campeão estadual em 2004, no mesmo ano o Baraúnas conquistou a Copa RN com o maior rival ficando em segundo, em 2005 o Potiguar foi novamente vice-campeão da Copa RN perdendo a final para o ABC, neste mesmo ano o Tricolor chegava às quartas-de-final da Copa do Brasil (eliminando o Vasco dentro de São Januário com uma vitória épica 3 x 0), em 2006 o Barú conquistou também o seu primeiro título estadual e no ano seguinte conquistaria o bicampeonato da Copa RN. A fase áurea acabaria com o vicecampeonato estadual conquistado pelo Potiguar em 2008. O secretário da Cidadania da Prefeitura de Mossoró, Francisco Car-

los, que responde também pela parte de esporte, afirmou não saber explicar os motivos de tamanha queda de qualidade nos clubes da cidade, mas ressalta que o problema não ocorre por falta de apoio municipal. “A Prefeitura continua olhando o futebol mossoroense com muito carinho, mesmo sob pesadas críticas por parte da sociedade (por entender que o futebol profissional tem meios de arrecadação e não necessita de verbas públicas) continuamos dando nosso apoio aos clubes. Em janeiro acertamos o repasse de R$ 200 mil a serem divididos em partes iguais por Potiguar e Baraúnas e ainda assumimos a responsabilidade pelos serviços sugeridos pelo Corpo de Bombeiros para poder liberar o estádio Nogueirão, que estava interditado, onde foram empregados outros R$ 140 mil”, informou.

JÚNIOR SANTOS

BATE-BOLA Benjamim Machado » Presidente do Potiguar de Mossoró JÚNIOR SANTOS

O que houve para o Potiguar ficar tanto tempo sem vencer uma partida? Essa explicação nós estamos atrás dela faz algum tempo. Tudo que é possível ser feito, nós fizemos. Trocamos treinadores, realizamos inúmeras modificações no elenco, mas infelizmente as vitórias não ocorreram. Alguma vez na vida você viu o Potiguar ficar tanto tempo sem vencer? Devo confessar que não, infelizmente isso ocorreu durante a minha administração. Dona Caxica reclama da qualidade da equipe e não acredita numa recuperação do Potiguar em 2011

Torcedora símbolo está pessimista Quem for a Mossoró e quiser identificar à torcedora símbolo do Potiguar, deve seguir apenas duas pistas. A primeira é não procurar identificá-la pelo nome de registro na certidão de nascimento, a outra é tomar o rumo do centro futebolístico na cidade: o estádio Leonardo Nogueira. A casa de dona Caxica, 86 anos, ocupa uma parte do terreno do estádio e há 41 anos serve como ponto de encontro de dirigentes, jogadores e torcedores do clube. Ao sabor de muito cafezinho e chá, itens indispensáveis nas rodas de conversas formada no quintal da anciã, lá se trata de tudo referente ao clube. Além de muito respeito à “matriarca do Time Príncipe” existe também uma

espécie de devoção a dona Caxica. Nenhuma festa referente ao clube tem início em endereço diferente que não seja a Rua João da Escóssia, sem número. “Todos os dias tem esse encontro aqui em casa, os jogadores sempre passam aqui, os dirigentes, o pessoal do rádio e do jornal. Eles passam o dia discutindo as coisas sobre o Potiguar”, disse a anciã, que se lembra de um dos momentos mais felizes de sua história como torcedora. “Quando eles ganharam o título estadual de 2004, a festa aconteceu aqui em frente e fui para rua comemorar junto com os jogadores”, revela. Desde que perdeu o marido, Euclides Nogueira de Souza, em 2005 — primo legítimo de Leonardo No-

gueira, presidente da Liga Desportiva Mossoroense e que dá nome ao estádio — que dona Caxica não comparece mais ao campo. Mesmo sendo vizinha, ela prefere acompanhar tudo através do rádio. “Essa minha paixão pelo Potiguar vem de tempo, mas se acentuou por causa do meu marido. Sem ele não tenho mais vontade de ir ao campo, mas continuo sendo torcedora do Potiguar”, destacou. Falando sobre a má fase da equipe, dona Caxica não esconde a decepção, sincera não mede palavras para dizer o que pensa. “Não acredito na recuperação do Potiguar ainda este ano. Eu costumo dizer para o Canindezinho que esse time é muito ruim e não vai chegar a canto nenhum”, afirma.

O torcedor tem cobrado muito da diretoria? O que a gente sente é que uma boa parte da nossa torcida não tem creditado aos dirigentes essa falta de vitórias. Eles têm visto todo o esforço que vem sendo realizado para fazer um Potiguar forte e competitivo. Lamentavelmente não estamos conseguindo, as vitórias tem de sair dentro de campo, pois tudo que é possível se fazer fora dele para mudar esse quadro já foi feito. Como eu disse antes, já mudamos quatro treinadores neste período de 12 meses e já contratamos mais de 50 jogadores. Mas também é possível que alguma parte da torcida credite esse insucesso a nossa diretoria, sei que não somos unanimidade.

equilibradas, pois estamos contratando em cima daquilo que podemos pagar. Logicamente que no mercado existem jogadores mais experientes, tecnicamente superiores ao que temos aqui, não dizendo que os nossos atletas não são bons, mas os jogadores de nível elevado estão fora da realidade financeira do Potiguar. Não vamos entrar em nenhuma aventura financeira para deixar o clube endividado e com um problema a mais para o meu sucessor.

tem sido o responsável, nós temos nele uma capacidade de 3.500 torcedores e em nenhum momento ocorreu à superação desse limite de público. Acredito que isso ocorra, em parte, pelas dificuldades que os clubes mossoroenses vêm enfrentando. Mas vai chegar uma hora em que as vitórias irão voltar e naturalmente esse torcedor irá migrar novamente para as arquibancadas, isso ocorrendo poderemos rediscutir o problema da capacidade do Nogueirão.

Qual a folha salarial do Potiguar hoje? Ela gira em torno de R$ 45 mil. Nós estamos com o pagamento em dia, mas somos obrigados a realizar uma espécie de malabarismo para poder fechar o pagamento do final de mês.

Isso pode ser creditado à falta de sorte ou a capacidade financeira do clube? Nós estamos com as contas

A limitação de público do Nogueirão está prejudicando na formação de times mais fortes? Nesse momento o estádio não

O que está travando o desenvolvimento do futebol de Mossoró? Ai temos de voltar à questão dos investimentos financeiros. É natural que quando um clube é campeão, os atletas se valorizem e para você continuar com um grupo forte o clube tem de conquistar mais apoios, patrocínios mais altos, os preços dos ingressos têm de subir também. E nada disso ocorreu após as conquistas de títulos por parte de Potiguar e Baraúnas.


esportes

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

Em quase um século de atividade intensa, começando em 1915 o futebol do RN só conseguiu produzir até hoje um goleiro de projeção nacional, trata-se de Miguel, que atuou no Vasco da Gama na época de ouro

[ PAREDÕES ]

O único a brilhar num grande clube ARQUIVO

EVERALDO LOPES Repórter e Pesquisador

xiste uma antiga máxima no futebol brasileiro que diz ser o local aonde o goleiro atua tão amaldiçoado que nem a grama consegue prosperar. Crendices à parte, o quadrilátero da pequena área é sempre um problema para que um estádio possa ter um gramado perfeito. Há sempre lugares que ficam “carecas” devido o goleiro estar sempre pisando neles. Uma verdade parece indiscutível: o goleador de uma equipe pode até passar em branco nos 90 minutos, o meio de campo não dar o necessário apoio ao ataque, os alas falharem, mas o goleiro precisa ser perfeito nos 90 minutos. Uma falha, pode ser fatal. Por isso, são raros os grandes goleiros, já que a primeira exigência de um treinador é ter um goleiro de boa estatura, nunca inferior a 1,90m. Talvez a média do homem brasileiro esteja um pouco acima de 1,70m, daí apareça como entrave para que sejam raros goleiros famosos, como foram Gilmar (bicampeão mundial em 58 e 62), Manga (que fracassou na Copa de 66, mas brilhou intensamente no Sport, Botafogo e Inter), Taffarel em 94, Dida, Rogério Ceni, Marcos (campeão em 2002) e agora Júlio César é o titular absoluto.

DESTAQUES

1958

E

e 1962 foram os anos em que brilharam o goleiro Gilmar, bicampeão com a Seleção

1966

ficou marcado pelo fracasso da Seleção Brasileira na Copa da Inglaterra com o goleiro Manga

1994

brilhou a estrela do goleiro Taffarel, um dos grandes responsáveis pela conquista do título

2002 Vasco,de 58 – No sentido horário,Miguel,Paulinho,Belinni,Écio,Orlando,Coronel,e agachados Sabará,Almir, Roberto Pinto,Valdemar e Pinga

E o RN? - O futebol do RN pode até orgulhar-se de craques como Dequinha nos anos 50, Marinho Chagas no Mundial de 74 e como ala do Botafogo, Fluminense e N.Y. Cosmos/EUA, Souza, Nonato e agora Wallyson, mas os goleiros potigua-

res não conseguiram grandes feitos. Ou quase nenhum. Num passado já de “perder de vista” o futebol do RN teve um goleiro que chegou a ir ao Fluminense/RJ, para um período de experiência. Era conhecido como “o homem voador” no começo dos

anos 30, virou fenômeno na seleção de 1934 que disputou o Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais. Até seu apelido era curioso: Nené. Convidado pelo Tricolor carioca, pegou um navio do Lloyd Brasileiro e foi bater no Fluminense. Pas-

sou três meses por lá, deu saudade de casa, pegou o navio de volta e veio para os pagos. Tempos depois, no começo dos anos 60, Ribamar assinou com o Ferroviário do Ceará, esteve também no Ypiranga da Bahia (clube já extinto).

foi o ano do goleiro Marcos, que conquistou o pentacampeonato com a Seleção

1958 o ano do goleiro potiguar Miguel,que brilhou no gol da equipe carioca do Vasco

Tamanho era um dos problemas Marcos Lopes lopesrn@hotmail.com

O dinheiro vem da base ão vou escrever nenhuma novidade, apenas repetir o que já venho dizendo e que quase todo mundo sabe: para um clube de futebol – pequeno, médio e até grande – sobreviver e ter lucro em alguma atividade, é imperativo que haja investimento significativos nas categorias de base, na formação de atletas e na negociação de pelo menos um jogador a cada temporada. Como a coluna é voltada para o futebol potiguar, tenho que destacar o trabalho que vem sendo realizado pelo ABC, que recentemente negociou Edson com o Grêmio, João Paulo com a Coréia e tem mais dois ou três jogadores já sendo observados e que estão sendo incluídos aos poucos no elenco profissional. Não existe caminho melhor para fazer dinheiro do que investir com seriedade e profissionalismo nas divisões de base, não apenas para ganhar campeonatos ou participar da Copa São Paulo, mas sim para de fato valorizar e ter retorno com o investimento. O ABC está conseguindo colocar jogadores no mercado, e ampliando horizontes.

N

COPA DO BRASIL DÁ LUCRO É a competição mais democrática do país,e altamente positiva para os clubes,principalmente os pequenos e médios que entram através de competições seletivas nos estados.100 mil reais nas duas primeiras fases e 250 mil na terceira,sem contar com as rendas e a mídia espontânea que é gerada pela competição.O Corintians foi um fiasco em contra o Santa Cruz,mas garantiu uma importância financeira que vai dar sustentação financeira ao clube no restante do Estadual.Quarta-feira o ABC enfrenta o Barras no Frasqueirão,e tem a vantagem de jogar pelo empate sem gols ou pela vitória simples para garantir passagem para mais uma fase a abocanhar mais uma cotinha de 100 mil.Pega o Vasco na próxima etapa.

Fim de jogo, fim de papo

O primeiro goleiro do RN a jogar no Maracanã foi Miguel de Lima. Era goleiro da seleção da Marinha, foi descoberto por Gentil Cardoso, e por recomendação sua assinou com o Vasco. Num clássico Vasco x Flamengo decidindo o título carioca de 1958, lá estava Miguel fechando o arco. Campeão carioca pelo clube cruzmaltino, andou pelo Cosmos do EUA, foi treinador de goleiros e gerente do Cosmos, clube de Marinho Chagas e Pelé. Miguel gostou tanto dos States que até hoje mora lá, trabalhando com garotos entre 15 e 20 anos, a maioria “filhinhos de papai que patrocinam a vinda desses jovens para estagiar no Cruzeiro, Atlético Paranaense, entre outros. Com Miguel, parou a aventura dos goleiros saídos do RN. Contrariando a lógica e a tradição, o futebol potiguar já teve goleiros de 1,65m, como Erivan, campeonís-

simo no ABC, Cristóvão, baixinho, campeão no América, tinha 1,70m), Caçula, goleiro do Alecrim nos anos 50, tinha 1,60m, Ribamar media 1,70m. CARÊNCIA O futebol potiguar sempre teve carência de bons goleiros. O melhor de todos na nova safra foi Eugênio, muitas vezes campeão pelo América, tinha boa estatura, era ágil. O ABC teve Floriano, um dos goleiros a tomar parte na excursão do ABC à Europa e África em 1973. Depois de Erivan, nunca mais o ABC produziu um goleiro capaz de conquistar a torcida. Todos os títulos foram com “oriundos”. César (ex-América), Lulinha, Renato, Tião, Schumaquer, Hélio Show, Washington, Carioca, André Dias, Oscar, Jorge Pinheiro, Capelane, Milton, Sadi, Adriano,, França, e hoje o pró-

prio Wellington, campeão de 2010, é pernambucano. Nenhum potiguar. O torcedor abecedista nem lembra mais do nome de um goleiro feito no ABC. O América, só produziu mesmo Eugênio, ”importando” quantidade igual à do rival ABC, inclusive utilizando os mesmos que defenderam o rival, como Hélio Show, César Etcheverry, Rafael Jorge Pinheiro, campeões nos dois clubes. Parece até que, fazer goleiro não interessa tanto como fazer um homem-gol, ou um meiocampista, posição sempre rara nos clubes. Nos dias atuais, participar de um Campeonato Brasileiro com um goleiro de 1,65 – que era a altura de Erivan, podia até servir de gozação, mesmo que o baixinho Erivan saltasse como se tivesse 1,90m. Para ele, chato era sair na foto. Aí, ficava sempre de ponta de pé... O que servia de gozação.

RODRIGO SENA

ESTRELAS NO RIO GRANDE DO NORTE ROGÉRIO VITAL

FRANKIE MARCONE

INVESTIDORES SÃO IMPORTANTES É cada vez mais necessária a criação de parcerias com investidores nacionais e estrangeiros para quem quer trabalhar de forma profissional com as bases.O sucesso que o ABC vem obtendo nas negociações de jogadores é justamente fruto destas parcerias,mesmo que os jogadores pertençam em 100% ao clube.São os investidores que adquirem os direitos dos atletas para depois definir qual o destino de cada um deles,caso específico de Edson,que foi parar no Grêmio.O América está mudando o comando das bases – entrou Neto Xavier – mas precisa mudar também a filosofia e partir para o trabalho conjunto com grupos e profissionais capazes de abrir portas nos grandes clubes do país e no mercado internacional.O xis do problema não são as pessoas que estão no comando das bases,mas sim a filosofia traçada pelo clube.É preciso modernizar, profissionalizar e investir para chamar dinheiro.

DINHEIRO É POUCO A expectativa dos clubes da Série B é que o racha do Clube dos 13 possa trazer algum tipo de benefício para o Brasileiro da Série B.800 mil reais é o montante que o ABC deve receber pelos direitos da televisão para os 38 jogos da competição,o que é pouco na visão do vice de futebol,Flávio Anselmo.

Jurídico do América tenta reverter o restante da pena do zagueiro Luisão no STJD.Ele deve ganhar condições de atuar já no segundo turno e é um reforço de qualidade

POR FALAR EM COPA DO BRASIL Ninguém pode esquecer que por duas vezes,o futebol potiguar foi eliminado depois de ter obtido vantagem no primeiro jogo fora de Natal.O próprio ABC que foi eliminado pelo Madureira,e mais recentemente o América nocauteado pelo São José do Amapá.O empate obtido em Teresina foi bom ,mas não tem todo este gostinho de vitoria que querem passar.O Barras é um time limitadíssimo nos aspectos técnico e tático,assim como era o São José e o Madureira,então é preciso atenção.A Copa do Brasil é pródiga em arrumar surpresas contra os favoritos.

O goleiro Jorge Pinheiro conseguiu brilhar nas duas principais equipes do Estado. Hélio Show brilhou no Alvinegro.Wellington pode seguir caminho de Miguel EMANUEL AMARAL


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Após percorrer 2.500 km, com o trecho até a cidade de Pau dos Ferros sendo apontado como o pior pelo preparador físico do clube, o ABC volta a campo hoje para tentar mais uma vitória e se aproximar da decisão do turno

[ CAMPEONATO ESTADUAL ]

Luta contra cansaço e o Centenário RODRIGO SENA

cansaço vai ser um dos principais adversários do ABC no confronto de hoje, às 18h30, contra o Centenário válido pela sétima rodada do Campeonato Estadual. A equipe que teve de se deslocar 2.500 Km nos últimos dias sequer teve tempo de se recuperar das horas de voo e de estrada e vai a campo com a necessidade de conquistar uma vitória no estádio 9 de Janeiro, em Pau dos Ferros. A única vantagem alvinegra será o fato de entrar em campo sabendo exatamente o que terá de fazer para continuar bem na luta pela conquista do primeiro turno. Se a campanha do Centenário não assusta, por se tratar da lanterna da competição até o momento, ainda não ter vencido na competição e já ter sofrido quatro derrotas, o treinador Leandro Campos mostra muita preocupação com a falta de descanso e tempo para recuperar o elenco como deveria. O volante Pio, que vinha atuando como ala-direita está fora da partida por motivo de contusão, a baixa torna a manutenção do esquema 3-5-2 inviável por falta de mais atletas no grupo para cumprir essa função. Com isso, a equipe deve voltar a atuar no 4-4-2, com Totonho, que ainda sente dificuldade de adaptação, jogando pela lateral direita. O zagueiro Alessandro Lopes também deixa a equipe para possível volta de Cascata. Com uma derrota apenas no certame e invicto atuando como visitante,o time natalense vem mostrando força até no quintal adversário. Em cinco jogos na casa dos adversários, o time de

RODRIGO SENA

O

Flávio Paiva admite que neste cenário, o rodízio seria apropriado

Leandro Campos obteve quatro vitórias, o que demonstra um aproveitamento de 80% na temporada de 2011. Por sua vez nas três vezes que atuou em Pau dos Ferros, os donos da casa perderam para o Palmeira e o Alecrim, conquistando o empate apenas diante do Baraúnas. Isso que dizer que dos nove pontos disputados em seus domínios, o Centenário conquistou apenas um, um aproveitamento de 11,1%. O preparador físico Flávio Paiva disse que o ideal seria o ABC folgar na rodada do final de semana, voltando a campo apenas na próxima quarta-feira. “O ideal seria ter um espaço de seis dias para trabalhar o grupo. Deixando o elenco de folga no sábado, realizando um trabalho de recuperação no domingo e na segunda retomar os exercícios normais. Porém o nosso calendário não nos permite isso”, disse Paiva. Caso o clube possuísse um elenco maior, seria sugerido a Leandro Campos realizar

um rodízio entre quatro ou cinco jogadores. “Esse rodízio seria ótimo, mas não temos material humano para tanto e os jogadores que vão atuar em Pau dos Ferros serão os mesmos que atuaram em Teresina, a exceção de Cascata que será integrado ao grupo”, afirmou. FICHA TÉCNICA CENTENÁRIO ABC Centenário:Dida; Cléberson,Abraão (Baiá),Eduardo e Elton;Josué (Gavião), Bruno Potiguar, Pipoca e Zé Carlos (Dedé);Binha e Nino Potiguar.Técnico: Lourival Silva.

Welligton;Totonho, Tiago Garça,Irineu e Renatinho; Basílio,Ricardo Oliveira,Gabriel e Cascata;Leandrão e Éderson. Técnico:Leandro Campos.

Árbitro:Andrielly Elkeitt de Oliveira. Assistentes:Ubiratan Bruno Viana e Josimar Lira. Horário: 18h30 Estádio:9 de Janeiro

Depois de trabalhar isolado do elenco e não reclamar de dor, Cascata deve reaparecer no alvinegro


Domingo | 27 de fevereiro de 2011

esportes

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5 DONI CASTILHO

Campeão confirma presença

AREIA DO TEMPO Percurso inédito totaliza 60% do roteiro.Prova do campeonato brasileiro promete nova disputa em alto nível para carros,motos e quadriciclos.Largada será na praia e cronometragem é uma das atrações movimentação em torno do início do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country anuncia oficialmente o fim das férias para pilotos e navegadores de carros, motos e quadriciclos. Uma das provas mais esperadas do calendário é a décima quarta edição do Rally RN 1500. A competição acontecerá entre os dias 13 a 17 de Abril, com 486 quilômetros somente de trechos cronometrados - as chamadas “especiais de velocidade”. Através blog oficial (rn1500.com.br), twitter (@rallyrn1500) e Facebook (RN 1500) a equipe técnica já revela algumas características que estarão nas planilhas de navegação. Além de quase 60% de trechos inéditos, ou-

A

tra novidade este ano será o forte trabalho de comunicação nas redes sociais. As inscrições estão abertas também através do blog. A prova de velocidade é a segunda maior do país, com quatro dias de duração e um roteiro que propõe levar ao limite da resistência máquinas e competidores. A quilômetragem total do percurso da prova ainda não foi revelada, assim como os pontos chaves - mantidos a sete chaves até o dia da largada. Tradicionalmente, o Rally RN 1500 atravessa o Rio Grande do Norte do litoral ao sertão, chegando próximo aos 1.500 quilômetros. Como destaque, a prova oferece uma rara especial de velocidade pela praia, além de muita areia solta, serras

e o famoso Sertão de Pedras - como é conhecida a região do Seridó potiguar. “A edição 2011 tem de tudo, como todo bom RN 1500. E pra completar mais de 60% da prova é inédita sem perder a essência”, completou o diretor geral, Kleber Tinoco. PARTIDA SERÁ DA PRAIA A primeira especial de velocidade é a Costa Branca, com 125 Km a serem percorridos entre a cidade de João Câmara e a praia de São Miguel do Gostoso. Piçarras, estradinhas, areia e o tradicional trecho de praia. No segundo dia, de São Miguel do Gostoso (Litoral Norte do RN – Costa Branca) para Currais Novos. Os guerreiros

de todo o Brasil irão disputar a Especial das Minas com 147 Km de muitas surpresas, desafios e dificuldades. O terceiro dia é totalmente dedicado ao “Sertão de Pedras” potiguar. A Especial Seridó terá 106 Km com largada em São Vicente e chegada marcada para Florânia. “Todos os dias os competidores enfrentarão de tudo. Vai ter hora pra acelerar, poupar equipamento, tirar o pé e acelerar de novo”, comentou o diretor de prova Deco Muniz. No último e decisivo dia não tem folga, e as disputas serão intensas para definição dos campeões. A Especial das Serras terá 108 Km entre várias serras, partindo da Serra Verde, em Campo Redondo, e se-

guindo por estradas estreitas e sinuosas, com vários riachos, subidas e descidas. Para Deco Muniz, responsável pela Copa Troller, Rally SP e diretor de prova do RN 1500, os principais destaques da “odisseia nordestina” são: “poder largar mais tarde, chegar mais cedo e oferecer a possibilidade aos competidores de confraternizar entre si e se divertir. “É uma prova única e apaixonante”, conclui. O Rally RN 1500 é a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country motos e quadriciclos e a segunda para carros 4x4, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo – CBA e da Confederação Brasileira de Motociclismo – CBM.

Algumas estrelas do rally nacional já começam a confirmar presença na décima quarta edição do Rally RN 1500 - GP Ale (www.rn1500.com.br), que acontece este ano entre os dias 13 e 17 de Abril. Estreando na prova estará o mineiro Dário Júlio, 33 anos - piloto de moto da equipe oficial Honda na categoria Production Aberta, para motos de até 650Cc. Apesar de não ter participado da prova no ano passado, ele foi campeão brasileiro de rally cross-country. Iniciando 2010 nas provas de velocidade, Dário Júlio obteve excelentes resultados - inclusive um quinto lugar geral no Rally Internacional dos Sertões. Já agora em 2011, começou com o pé direito como campeão do Rally Piocerá, e pretende conciliar os dois campeonatos. “Pelas datas, apenas uma prova de velocidade vai bater com o calendário de regularidade. Daí vou ter que escolher de acordo com os resultados que tiver”, comentou. Sobre o Rally RN 1500, Dário disse estar ansioso: “Só ouvi falar bem sobre o RN 1500 e por isso confirmei presença. Tenho acompanhado o diário de bordo da equipe de levantamento pelo blog e me animei ao ver que não é só areia solta. Minha especialidade são as áreas com pedra, cascalho, e acho que vou poder ter um bom resultado”, disse o piloto. A prova oferece uma rara especial de velocidade pela praia, além de muita areia solta, serras e o famoso Sertão de Pedras - como é conhecida a região do Seridó potiguar. “A edição 2011 tem de tudo, como todo bom RN 1500. E pra completar mais de 60% da prova é inédita sem perder a essência”, completou o diretor geral, Kleber Tinoco.


6

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

TAÇA GUANABARA Competição vale pelo primeiro turno do Campeonato Carioca NÚMERO DE TÍTULOS POR EQUIPE

Flamengo

18

Vasco

Ano 2010 2009 2008 2007 2006 2005 2004 2003 2002 2001

Campeão Botafogo Botafogo Flamengo Flamengo Botafogo Volta Redonda Flamengo Vasco Americano Flamengo

Botafogo

11

TODOS OS CAMPEÕES Ano 2000 1999 1998 1997 1996 1995 1994 1993 1992

Botafogo

8

Campeão Vasco Flamengo Vasco Botafogo Flamengo Flamengo Vasco Fluminense Vasco

Ano 1991 1990 1989 1988 1987 1986 1985 1984 1983

6

Campeão Fluminense Vasco Flamengo Flamengo Vasco Vasco Fluminense Flamengo Fluminense

Ano 1982 1981 1980 1979 1978 1977 1976 1975 1974

América

Americano

1

Volta Redonda

1

1

Campeão Flamengo Flamengo Flamengo Flamengo Flamengo Vasco Vasco Fluminense América

Ano 1973 1972 1971 1970 1969 1968 1967 1966 1965

Campeão Flamengo Flamengo Fluminense Flamengo Fluminense Botafogo Botafogo Fluminense Vasco

Ano 1973 1972 1971 1970 1969 1968 1967 1966 1965

Campeão Flamengo Flamengo Fluminense Flamengo Fluminense Botafogo Botafogo Fluminense Vasco

AMULETO CONTRA ZEBRA

FICHA TÉCNICA FLAMENGO BOA VISTA Felipe,Leonardo Moura,Welinton, David Braz e Ronaldo Angelim;Willians, Maldonado,Renato Abreu,Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho;Deivid Técnico:Vanderlei Luxemburgo

Thiago,Bruno Costa,Gustavo, Santiago e Paulo Rodrigues;Julio Cesar,Edu Pina, Leandro Chaves e Tony;Frontini e André Luis Técnico: Alfredo Sampaio

Estádio: Engenhão Horário: 16h Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ) Assistentes: Dibert Pedrosa (RJ) e Luiz Antônio de Oliveira (RJ)

O Flamengo do zagueiro da sorte, Ronaldo Angelim é favorito contra o Boa Vista hoje às 16h na final do 1º turno io de Janeiro (RJ) - A decisão da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, será disputada às 16h. Um dos grandes amuletos do Flamengo nos últimos ano tem sido o zagueiro Ronaldo Angelim, que vira artilheiro nos momentos decisivos. Tanto ele quanto o público, que esperavam por uma final no Maracanã vão ter que se contentar com o Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, uma vez que o “Maior do Mundo” passa por reformas visando à final da Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, atrações que movimentarão o Rio de Janeiro nos próximos anos. Assim, o Engenhão receberá a sua primeira decisão estadual. E será um clássico? Não. Dos grandes clubes do estado apenas o Flamengo se fez representar e terá pela frente o Boavista, que chega na condição de grande azarão. Para disputar essa decisão, que dá ao vencedor vaga na final do Estadual, o Flamengo teve que superar seu arquirrival Botafogo, nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal da semifinal. O Boavista, por sua vez, surpreendeu ao despachar o campeão brasileiro Fluminense, também nos pênaltis, após empate por 2 a 2. Essa será a segunda partida entre as duas equipes neste Campeo-

R

nato Carioca. Na fase de classificação os dois se enfrentaram pelo Grupo A e o flamengo ganhou por 3 a 2. Os flamenguistas terminaram a chave na primeira posição com cem por cento de aproveitamento e 21 pontos, oito a mais que o Boavista, segundo colocado. Apesar de uma superioridade técnica e tática e de ter maior tradição, o Flamengo não se sente muito confortável com o rótulo de favorito absoluto e admite que a preocupação com o Boavista é grande. “Ninguém aqui no Flamengo acha que a Taça Guanabara acabou. Não acreditamos que o título estava conquistado após o jogo contra o Botafogo e trabalhamos a semana toda com muita seriedade. Sabemos que ainda faltam noventa minutos”, disse o técnico Vanderlei Luxemburgo, que ganhou a Taça Guanabara em 1995, quando dirigia o Flamengo. Os jogadores do Flamengo concordam com o comandante e entendem que o jogo será complicado porque o Boavista, na condição de azarão, vai jogar recuado, esperando um erro do RubroNegro. “O Boavista mostrou contra o Fluminense que sabe se comportar muito bem em partidas decisivas. Contra o Flamengo, eles chegarão com ainda mais moral e experiência. Portanto, como em toda a final, a minha expectativa

é a de um jogo muito equilibrado, com o campeão sendo conhecido apenas nos detalhes. Acredito que vamos tomar a iniciativa da partida e que nosso adversário vai ficar mais plantado, esperando o momento certo de surpreender. Portanto, tudo se desenha para uma partida com poucas oportunidades de gol”, analisou o zagueiro Ronaldo Angelim.

Acredito que vamos tomar a iniciativa da partida e que nosso adversário vai ficar mais plantado” RONALDO ANGELIM Zagueiro do Flamengo MÁRCIA FEITOSA

Ronaldo Angelim sempre aparece nas horas decisivas e tem feito gols importantes para o Flamengo

Boa Vista promete um jogo tenso

Treinadores fazem mistério nos times

Se os jogadores do Flamengo esperam um jogo nervoso, com o rival explorando o erro do Rubro-Negro, estão no caminho certo. No discurso antes da partida os atletas do Boavista lembram que o elenco do clube da Região dos Lagos é acostumado a decidir títulos e que vai dar trabalho. “Muitos podem se surpreender com a campanha do Boavista, mas o nosso material humano é muito bom e isso aca-

Sobre as escalações que serão usadas nesta final, os treinadores evitaram confirmá-las com antecedência. Vanderlei Luxemburgo deverá contar com o goleiro Felipe, que sofreu uma entorse em um dos dedos da mão esquerda, mas que avisou que estará em campo normalmente. Caso o destaque da semifinal contra o Botafogo, quando pegou dois pênaltis, fosse vetado, Paulo Victor assumiria o posto. Fora isso, a única altera-

ba fazendo a diferença. Nós temos jogadores experientes e acostumados a fazer grandes jogos. Acredito que vamos conseguir equilibrar as ações contra o Flamengo e podemos ser campeões sim”, afirmou o goleiro Thiago. Sobre um adotar um esquema muito decisivo, a fim de eliminar os astros rivais, o técnico do Boavista, Alfredo Sampaio, garante que sua equipe também vai se

preocupar em atacar. - Nós não vamos entrar em campo pensando apenas em evitar que o Flamengo marque gols. Temos que fazer com que eles se preocupem com a nossa equipe. Em relação à marcação que vamos adotar, não podemos pensar em marcar apenas o Ronaldinho Gaúcho ou o Thiago Neves, por exemplo. Se fizermos isso vamos dar espaços para os demais atletas do Flamengo decidirem explicou Alfredo.

ção em relação ao time que duelou com os botafoguenses será o retorno do volante chileno Maldonado, recuperado de entorse no tornozelo esquerdo, na vaga de Fernando. No Boavista, a equipe deverá ser a mesma que eliminou o Fluminense nas semifinais. Isso porque o lateral direito Joílson, ex-Botafogo e São Paulo, continua com uma lesão na coxa direita e dificilmente vai retornar.

Com isso, o zagueiro Bruno Costa deverá permanecer improvisado no setor. O volante Roberto Lopes, que cumpriu suspensão contra o Tricolor, retorna, mas fica à disposição no banco de reservas. O meia Erick Flores, que estava cogitado para atuar, não poderá ser relacionado, pois seus direitos federativos estão ligados ao Flamengo e um acordo entre os dois clubes impede a sua escalação hoje.


esportes

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

[ CAMPEONATO PAULISTA ] Alviverde faz clássico contra o São Paulo para ficar com a primeira posição e também recuperar a autoestima, após decepções em clássicos de 2010

Apito Final EVERALDO LOPES - elopes@tribunadonorte.com.br

Um ano com Leandro Campos uito perto de completar o 60º jogo dirigindo o ABC, o gaúcho Leandro Campos cumpriu, ontem, contra o Centenário, sua 59ª partida e, na quarta-feira, contra o Barras chegará a de número 60. Um ano em Natal, um ano trabalhando num mesmo clube. No passado, era a coisa mais comum, porém nos dias atuais o treinador que passa de um ano para o outro já chama atenção, vira raridade. O torcedor confia no trabalho de Campos, embora chegue a ensaiar alguns descontentamentos quando o ABC é favorito mas acaba derrotado por uma equipe inferior. Quarta-feira, quando o ABC recebe o Barras para o jogo da volta, a vitória é importante não só para permitir a vinda do Vasco, como também o clube faturar a passagem para a segunda etapa da Copa do Brasil. Além da renda excepcional, a generosa cota para pela CBF.

M

Havelange em livro Filho de belgas, presidente de honra da mais internacional das entidades esportivas - a Fifa, João Havelange é antes de tudo um brasileiro. E foi o desejo de mostrar seu país ao mundo que o guiou na longa trajetória contada em biografia lançada na última quinta-feira no Rio de Janeiro. Ao falar sobre a publicação - “João Havelange, o dirigente esportivo do século” narrativa a José Mário Pereira e Silvia Maria Vieira, ele afirmou como maior orgulho o fato de ter mostrado ao mundo o Brasil e

to-

das as suas particularidades, além de ampliado o número de nações africanas filiadas à Confederação.

HAVELANGE (2)JH está perto de completar 95 anos. Na juventude foi atleta olímpico de natação e polo aquático. Tinha um excelente biotipo para tornar-se um grande atleta: estatura excelente, físico perfeito, muita saúde e garra. Sua primeira grande investida no esporte, como cartola, foi tornar-se presidente da CBD, posteriormente transformando-se em CBF, na medida em que ficou cuidando apenas do futebol, com o surgimento de confederações de várias modalidades. Vôlei, basquete, natação, atletismo, remo, e demais confederações. No lançamento, JH disse pedir a Deus para estar vivo na Copa 2014 e Olimpíadas de 2016.

Havelange (3)

Havelange (4)

Com a experiência de haver organizado seis Copas do Mundo, JH alerta que o principal num país promotor são os aeroportos e infraestrutura, principalmente num país de grandes dimensões, como o nosso. “Na Alemanha, por exemplo, a pessoa cruza o país inteiro, de trem ou carro.

No Brasil, se uma pessoa quiser viajar de Porto Alegre a Manaus, dificilmente chegará”, frisa Havelange. Na noite de autógrafos, estavam presentes, Arthur Nuzman, Carlos Alberto Parreira, Patrícia Amorim, o treinador Bernardo, as atletas Jaqueline e Isabel, o governador Sérgio Cabral, muitos jornalistas.

SUSTO O médico potiguar Antônio Montenegro (pai de Cid Montenegro) tomou um bruto susto quando do recente terremoto em Nova Zelândia. É que sua filha, Gipse, estava naquele país, o que mais preocupou a família. A sorte é que Gipse já havia deixado Nova Zelândia. Somente 30 minutos depois é que foi possível um contato com a filha, tranqulizando todos os familiares. BLOCO Dois anos sem Edmar Viana, o bloco “Cheiro de Alecrim” programou saída para o carnaval 2011. Será dia 4 de março, estando as camisetas expostas à venda no Branco’s Bar, na sua Alexandrino de Alencar e na sede do Verdão, rua dos Caicó 722.

O que não se fala mais Na Copa do Nordeste 2) na Arena do Dragão 3) No nome de Francisco Diá para treinar uma equipe do RN – 4) Na alienação de parte do terreno da sede americana da av. Rodrigues Alves 5)

No nome do zagueirão Ben Hur, ele que foi um dos heróis na conquista do título de 2007 – 6) No aproveitamento do antigo estadinho do São Gonçalo FC, pelo América.

SUCESSO O que parecia ser uma gozação aliada à brincadeira, transformou-se em realidade, e promete virar bloco oficial nos futuros carnavais de Natal. Trata-se do bloco “As viúvas de Tadeu”. Uma ideia de “Palocha”, ganhou corpo, muita gente interessada. A primeira saída estava programada para ontem, saindo de Candelária. SUCESSO (2) As últimas informações davam como sendo vendidas até a parte da manhã de ontem 300 camisetas. Futuramente, os organizadores do bloco pretendem tentar colocar no Carnatal deste ano. Os dirigentes do bloco adiantam que o sucesso nada tem a ver com o fato de Judas ser ex-presidente e ter protagonizado ligeiros desentendimentos e críticas. SUCESSO (3) Quanto a Judas Tadeu, ele se diz ansioso para ver se cola mesmo, pois é uma prova de que sua passagem pelo Alvinegro tão cedo será esquecida. “Se o bloco for mesmo um sucesso, é uma prova de que deixei uma marca também junto à torcida, independente do muito que implantei juntamente com minhas diretorias. ESPORTES EM DEBATE Neste domingo, nos horários de 7 às 8h e de 14 às 15h o programa tradicional da Rádio Globo “Esportes em Debate” será com o dirigente americano Tibúrcio Batista. Depois, decisão Flamengo x Boa Vista

Palmeiras tenta manter a ponta e encerrar tabu VIPCOM

segundo clássico de 2011 para São Paulo e Palmeiras ainda não vale nenhum título e, ainda assim, carrega uma grande importância para a sequência da temporada. Hoje, às 16h, o jogo terá inicialmente o peso na definição da liderança do Campeonato Paulista e em um tabu de praticamente nove anos. Mas ao torcedor, o principal é inflar o respeito próprio das duas agremiações, questionadas desde o ano passado em confrontos contra os outros grandes do estado. No primeiro desafio de peso em 2011, os dois times fracassaram. Diante do Corinthians, o Palmeiras dominou amplamente as ações, criou uma série de chances e não soube balançar as redes. O resultado: deixou o Pacaembu envergonhado na derrota diante de um adversário que vinha abalado da eliminação na Libertadores. “Em clássico, o que aconteceu lá atrás não conta. Em cada jogo, há uma história diferente, a motivação é diferente, não tem cansaço. Estamos preparados para demonstrar um grande futebol”, despistou o meia Valdívia, minimizando o recente revés contra o Corinthians. No São Paulo, o primeiro clássico reservou uma derrota para o Santos, em Barueri. O tropeço fez o Tricolor ser assombrado pelo fantasma do péssimo retrospecto que teve contra rivais no Paulistão do ano passado, quando não venceu um grande oponente sequer. “Fomos muito mal no ano passado, perdemos muito. E isso

O

O meio de campo do Tricolor paulista vai contar com a experiência do pentacampeão Rivaldo

não pode acontecer com o São Paulo. Temos certeza de que vai ser um grande teste e esperamos conquistar uma grande vitória”, avaliou o atacante Dagoberto, comandante do ataque são-paulino. Nos outros ingredientes que envolvem o jogo, o Palmeiras pode levar o maior prejuízo na questão da classificação, já que começou a rodada na liderança, com 20 pontos. O São Paulo tem 18 e procura manter a ascensão no torneio depois dos triunfos diante de Portuguesa e Bragantino. Antes do clássico, a ordem no Palmeiras é minimizar a chance de ser ultrapassado por rivais.

FICHA TÉCNICA SÃO PAULO PALMEIRAS SÃO PAULO:Rogério Ceni;Rhodolfo, Alex Silva,Miranda e Juan;Jean,Carlinhos Paraíba,Lucas e Rivaldo;Fernandinho e Dagoberto Técnico:Paulo César Carpegiani

PALMEIRAS: Deola;Cicinho, Thiago Heleno, Danilo e Gabriel Silva;Marcos Assunção,Márcio Araújo,Tinga e Valdívia;Kleber e Luan .Técnico:Luiz Felipe Scolari

Estádio:Morumbi,em São Paulo (SP) Horário:16h Árbitro:Marcelo Aparecido Assistentes: Marcio Luiz Augusto e Marco Antonio Gonzaga da Silva

ADRAIANO ABREU

Azulão joga fora de casa para voltar a vencer Com três vitórias nos quatro jogos que realizou até agora com Ademir Fonseca no comando, o São Caetano ascendeu no Paulistão a ponto de afastar o perigo de rebaixamento e iniciar a décima rodada a três pontos da zona de classificação para as quartas de final. Hoje, às 18h30, ao time busca em Bauru o seu primeiro triunfo como visitante diante de um combalido Noroeste. Os anfitriões vivem situação oposta. Há duas rodadas, o time tinha apenas uma derrota, mas levou de 2 a 0 tanto de Santos quanto de São Bernardo e entrou na zona de descenso por ter só uma vitória. O técnico Lori Sandri, ao menos, terá todos os seus atletas à disposição, já que os laterais Márcio Gabriel e Gleidson e os atacantes Vandinho e Otacílio Neto foram liberados pelos médicos. O Azulão, por sua vez, terá pela primeira vez na temporada alguém suspenso: o lateral direito Artur, que levou o terceiro amarelo. Além da ausência do jogador, que deve ser substituído pelo veterano Paulo César, ex-Santos, ou Diogo, a preocupação do time é, finalmente, desencantar longe do Anacleto Campanella.

O meia potiguar, Rodriguinho está confirmado no Bragantino

Portuguesa quer iniciar reação contra o Bragantino Eliminada logo na primeira fase da Copa do Brasil pelo Bangu e constantemente pressionada por sua torcida, a Portuguesa tenta evitar uma queda precoce também no Campeonato Paulista. A quatro pontos da zona de classificação para as quartas de final no início da rodada, o clube busca sua primeira vitória na competição desde 2 de fevereiro às 18h30 de hoje, no Canindé, contra o Bragantino. “Temos que esquecer a Copa do Brasil e nos focar no resgate da Lusa no Paulista

para podermos subir na tabela, entrar no G-8 e alcançar a classificação”, definiu o atacante Jael, que alegou ter dificuldades até para dormir depois da vitória por 1 a 0 sobre o Bangu, inútil para continuar na competição nacional. Em seu primeiro compromisso pelo Estadual, Jorginho está ciente de que só a conquista dos três pontos pode acalmar os ânimos no Canindé, mesma que seja pelo placar magro deu sua estreia, na quarta-feira.

Mirassol encara o Paulista para ficar no topo Único clube do interior que ainda aparece entre os considerados ‘grandes’, o Mirassol, segundo colocado e ‘sensação’ do Paulistão, tem mais uma dura missão na busca pela classificação às oitavas hoje, às 18h30, quando visita o Paulista, em Jundiaí, pela décima rodada da competição. O Leão, que vem de três vitórias jogando fora de casa, quer aproveitar a oportunidade e assumir a liderança do torneio. Para isso, o técnico Ivan Baitello deve promover apenas uma mudança no time que venceu o Linense na rodada passada. O meia Esley, que cumpriu suspensão, volta no lugar de Otacílio. Do outro lado, o Paulista tenta fazer valer o descanso dado aos seus titulares, que não viajaram para Porto Alegre no meio de semana, onde o Galo perdeu para o São José por 1 a 0, em jogo válido pela primeira fase da Copa do Brasil. Segundo o técnico Wagner Lopes, a finalidade foi preparar melhor os atletas para o duelo. Com 12 pontos conquistados, a equipe quer a vitória para se manter próxima da zona de classificação às quartas de final. ITUANO

TIME LUTA CONTRA QUEDA Ameaçado pelo rebaixamento, o Ituano entra em campo às 18h30 de hoje com novo treinador. Ruy Scarpino, contratado para o lugar de Sério Ramirez, inicia o trabalho diante do Botafogo, em Mogi Mirim, tentando tirar o time da parte de baixo da tabela. Com oito pontos ganhos em nove jogos, a equipe entrou na rodada na 16ª colocação. Apesar disso, o novo comandante sonha em uma vaga entre os oito primeiros.


esportes 8 | Natal Rio Grande do Norte |Domingo| 27 de fevereiro de 2011

[ WSK MASTER SERIES DE KART ] Jovem piloto potiguar já brilhou na temporada anterior e agora tenta dar prosseguimento à carreira internacional disputando prova contra 85 concorrentes DIVULGAÇÃO

[ CLUBE DOS 13 ]

[ CONTRATO ]

“Guerra” pode gerar saia justa no Corinthians

Santos e Ganso mais perto de um acordo

guerra de bastidores na qual se transformou a rusga entre Corinthians e o Clube dos 13 pode provocar uma, digamos, saia-justa para o presidente corintiano, Andrés Sanchez. Pelo menos é essa a expectativa na entidade. Os dirigentes do C13 argumentam que para concretizar a desfiliação, comunicada na última quarta-feira, a diretoria alvinegra precisa da aprovação do Conselho de Orientação (Cori) do clube. Ocorre que o órgão é presidido por Antonio Roque Citadini, um dos principais desafetos de Sanchez. O ponto central da argumentação do C13 é o próprio estatuto corintiano. De acordo com advogados da entidade, o letra “p” do artigo 120, que trata das atribuições do Cori, determina que o conselho se posicione quanto ao tema. Diz o trecho: “Cabe ao Cori... Decidir, por proposta do Presidente da Diretoria, sobre a filiação ou não do CORINTHIANS às entidades desportivas de hierarquia superior, e alteração substancial nos vínculos de relações sociais ou desportiva com associações congêneres”. Nesse caso, Sanchez seria obrigado a acionar sua base política. “O Andrés acha que por ser um regime presidencialista ele pode tomar certas decisões sozinho. Mas não é bem assim”, observou Citadini.

diretoria do Santos e o meia Paulo Henrique tiveram uma nova reunião para discutir o plano de carreira do jogador, em São Paulo. E, apesar de não terem chegado a um acordo definitivo, as duas partes deixaram o encontro otimistas por um desfecho positivo da negociação e a renovação contratual de Ganso. Com o seu vínculo atual válido até 2015, o camisa 10 deve ter o seu contrato ampliado e receber um reajuste, que não tenha ligação com a utilização de sua imagem, como acontece no plano de carreira vigente do atacante Neymar. Isto porque, Paulo Henrique segue com 100% de seus direitos de imagem, diferentemente de Neymar, que cedeu 30% desses direitos ao clube. Sem a cessão de seus direitos de imagem, Ganso irá continuar negociando individualmente os seus contratos de marketing - atualmente o atleta tem acordo com cinco empresas. Com a apresentação da nova proposta da cúpula alvinegra, após algumas ofertas rejeitadas pelo meia, as duas partes devem voltar a se reunir na semana que vem. A tendência é que os dois lados discutam os detalhes do contrato - o staff de Paulo Henrique tenta abaixar a sua multa rescisória para o exterior, avaliada em 50 milhões de euros (cerca de R$ 115 milhões) .

A

Victor Uchôa terá que se adaptar rapidamente à nova pista e também ao clima frio da Itália, algo em torno de 4º nesta época do ano

Victor Uchôa corre na Itália oje, o jovem piloto brasileiro Victor Uchôa brigará com grandes nomes do kart europeu no Mundial de Kart WSK Master Series. Victor, que já está em La Conca, na Itália, onde ocorrerá a primeira prova do circuito, disputará as melhores colocações com 85 pilotos de todo o mundo, entre 10 e 13 anos. Em condições de baixíssimas temperaturas, variando de 4 a 6°C, o potiguar treina sob chuva intensa e ventos fortes. Apesar das dificuldades de clima, o kartódrmo de La Conca é o melhor do mundo. Sua segurança foi verificada e aprovada pelo alemão

H

Michael Schumacher, que já fez vários testes no local. “Me surpreendo com as novidades desde que cheguei à La Conca. Foram anunciados 60 pilotos, mas nos deparamos com uma lista de 85 nomes, o que deixa a prova ainda mais competitiva”, diz Gláucio Uchôa, pai do kartista, demonstrando a esperança de bons resultados. “Além disso, Victor correrá com o Hugo Hakkinen, filho do bicampeão da F1 Mika Hakkinen. No automobilismo, nós sabemos o quanto o sobrenome pesa. Ainda mais o de um campeão”, completa. No primeiro treino, na última

quinta-feira, Victor Uchôa terminou na 27ª colocação. Para chegar à última etapa do mundial, a ser realizada no mês de setembro, o piloto deverá conseguir se manter entre os 34 primeiros. “Essa será a minha estreia da temporada 2011. Estou conseguindo um bom desempenho nas pistas, o que me deixa muito feliz. A minha equipe, AB Motorsport, está satisfeita com o meu trabalho”, disse o kartista, que correrá com um chassi CRG. Sabendo que 2011 é um ano de mudança de categoria, Victor espera poder realizar uma boa prova e tirar muitos aprendizados. “A mi-

nha realidade agora é outra. Mesmo se eu não tiver um resultado satisfatório, me dedicarei ao máximo para a próxima prova do circuito. Agradeço a todos que confiam no meu trabalho e, em especial, ao banco BNB, que é meu novo parceiro e acredita nos bons resultados do esporte”, disse o kartista. A prova terá transmissão ao vivo através do site da RaiSport (www.raisport.rai.it/). Mais informações sobre a prova, em tempo real, podem ser adquiridas através do twitter @victoruchoa ou do site www.victoruchoa.com.br, onde também está incluso todo o calendário de provas do piloto.

A


A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

revista da tv

Fox lança novo canal, o BemSimples, cuja grade vai investir em programas sobre culinária, artesanato e moda. [ PÁGINA 3 ]

• Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 27 de fevereiro de 2011

Personagens nerds, como Obama (Pedro maya) ganham espaço em novelas e seriados e mostram que os inteligentes já não são excluídos como antes. [ PÁGINA 10 ]

ELA VOLTOU AOS 84 ANOS,BEATRIZ SEGALL RETORNA À TV EM SERIADO DA GLOBO, SEM PERDER O PAPEL DA MULHER ESNOBE E MANIPULADORA [ PÁGINAS 6 E 7 ]

Acompanhamos a estreia de Zico, um dos maiores ídolos do futebol brasileiro, como comentarista do canal Esporte Interativo. [ PÁGINA 11 ]


Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

Pedro se irrita com Catarina e supõe que ela queira afastá-lo de Raquel. Cláudia e Lorelai acalmam Babi que fica muito nervosa com o resultado do exame. Josiane ouve a conversa de Babi e Lorelai. Dodói tira fotos de Josiane para o panfleto. Antônio conversa com Tereza sobre suas preocupações a respeito da influência de Marcos sobre Artur. Babi não consegue contar para Dona Zica que está grávida e aceita seu pedido para se afastar de Maicon.

Raquel é agressiva com Catarina que revela saber sobre o laudo médico que Rique possui sobre ela. Babi diz a Maicon que o filho que ela está esperando não é dele. Babi aconselha Catarina a delatar Raquel para Rique. Josiane afirma a Maicon que ele é o pai do filho de Babi. Maicon conta para Milton que Babi está grávida. Raquel se irrita por Duda e Fred a ignorarem e por Ângela tê-la destratado. Milton pergunta a Babi se Maicon é o pai de seu filho.

Catarina se irrita com o assédio de Rique e cogita a ideia de Raquel estar falando a verdade. Josiane e Duda trocam ofensas em meio a campanha pro concurso do colégio. Babi diz a Milton que Maicon não é o pai de seu filho. Dona Zica diz a Cláudia que está cansada do tratamento e a doutora tenta consolá-la. Agenor chama Artur para jogar, mas Fred reage com hostilidade. Josiane e Duda apresentam seus vídeos para o concurso.

Pedro se aproxima de Catarina e Raquel e enfrenta Rique. Maicon fala para Babi que é pai de seu filho na frente de Dona Zica. Tereza fica preocupada com o que Rique lhe conta sobre Raquel. Duda tenta convencer Cláudia a deixá-la usar o dinheiro que ganhou como modelo na campanha. Raquel inventa para Pedro que Rique fez mais do que se aproximar de Catarina. Rique informa Raquel que ela foi interditada pela justiça e que ele passa a ser seu tutor.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Max aprisiona Amélia em seu quarto. Beatriz estranha a presença de Estela na estância. Manuela encontra um relatório sobre a explosão da mina no escritório do pai e o entrega para Padre Emílio. Aspásia encontra uma caixa com cartas antigas de Antoninha. Nancy e Lenita pedem para frequentar a escola de circo. Mariquita flagra Beatriz na cozinha com Aspásia. Solano abraça Manuela enquanto Estela sofre. Gabriel entra na igreja e esbarra em Padre Emílio.

Gabriel não entende quando Padre Emílio o abraça comovido. Yvete encontra Gabriel e Padre Emílio procura um carro. Dora comenta o resultado positivo de seus exames com Glorinha e ela suspeita de que Geraldo seja estéril. Safira termina seu romance com o delegado. Max liberta Amélia, mas ameaça a vida de Vitor novamente. Geraldo confirma sua esterilidade para Dora. Amélia fala com Vitor pelo celular de Manuela. Padre Emílio leva Gabriel até a estância.

Gabriel entra no quarto de Antoninha. Manuela lamenta com Amélia por ter se afastado de Solano. Solano se emociona ao abraçar Gabriel. Beatriz torce para que Solano se apaixone por Estela e se livre da maldição. Solano pede para Genão levar Gabriel para ver a colheita de girassol. Janaína teme envergonhar Fred no casamento. Manuela mostra a Padre Emílio a carta que Max escreveu a Antoninha. Estela pergunta a Manuela por que ela se separou de Solano.

Solano fala com Ricardo e pede sigilo sobre a estada de seu avô em Girassol. Max vê Gabriel no carro com Genão. Padre Emílio e Solano estranham ao ver Estela rezando na igreja. Max encomenda com seu capanga um serviço no silo onde o girassol está Geraldo conta para Safira que se separou de sua esposa. Terezinha conta para Padre Emílio sobre a visão de Madalena durante a aula de circo. Gabriel pede para Solano e Estela deixarem o Araguaia ao saber que eles terão um filho.

Solano e Estela estranham que Gabriel saiba falar a língua karuê. Janaína se surpreende com a sinceridade de Nancy ao falar sobre ela e Fred. Safira conta para as irmãs que vai se casar com Geraldo. Dora conversa com Safira sobre Geraldo. Manuela e Amélia mostram a Pérola a carta de Max que comprova sua ligação com a explosão da mina. Gabriel se dá conta de que envelheceu e Solano fica comovido. Max aparece na casa de Pérola e simula preocupação com seu estado.

Marcela revela a Edgar que dormiu com Renato. Stela comenta que Renato está trabalhando em uma agência de publicidade e Giancarlo usa de sua influência para pedir a demissão do filho. Gino termina o namoro com Rebeca e resolve sair da empresa. Julinho fica decepcionado com o sumiço de Thales. Luti e Suzana recebem a autorização de Queiroz para tirar Cecília da clínica. Luísa apresenta sinais de desequilíbrio. Pedro volta para casa. Ariclenes vê Cecília na vila.

Luti avisa o pai que Cecília e Valdete vão morar com eles. Clotilde dopa Thales e arma uma cena para Jaqueline acreditar que eles dormiram juntos. Edgar pressiona Marcela a se decidir entre ele e Renato. Jaqueline flagra Jacques com Clotilde. Marcela conta para Edgar que foi Luísa quem armou para Renato voltar ao Brasil. Dona Mocinha encontra Cecília na vila. Thales procura Julinho e lhe pede mais uma chance. Jaqueline propõe a Ariclenes que eles se unam.

Jaqueline propõe a Ariclenes sociedade no ateliê de Leclair. Dona Mocinha chama Cecília pelo nome. Armandinho oferece um acordo a Stéfany. Jacques afirma que gostava de Jaqueline e Clotilde se espanta. Valquíria encontra Cecília, que lhe oferece uma de suas bonecas. Jorgito pede a ajuda de Nicole para reconquistar Desirée. Ariclenes repreende Cecília por ter dado uma boneca para Valquíria. Clotilde vê Valquíria com a boneca e nota a semelhança do vestidinho com modelos de Valentim.

Ariclenes se apavora com a possibilidade de Jacques e Clotilde encontrarem Cecília. Ariclenes conta para Luti que se associará a Jaqueline no ateliê de Jacques. Armandinho desmascara Stéfany. Daguilene e Stéfany são escorraçadas da vila.Cecília lembra que seu sobrenome é Spina. Jaqueline procura Jacques e revela que as marcas Leclair e Valentim irão se fundir. Clotilde aparece na casa de Ariclenes, comenta que é casada com André Spina e Cecília diz que ele é seu filho.

Cecília começa a recuperar a memória e desmaia. Júlia reconhece o vestido da boneca de Valquíria e fica intrigada. Clotilde esconde Cecília no apartamento de Jacques. Ariclenes conta para Suzana que Clotilde sequestrou Cecília e pede sua ajuda para resgatá-la. Cecília volta a si e pede para ir embora. Clotilde marca um encontro com Ariclenes para negociar a devolução de Cecília. Eduardo incentiva Thales a lutar por Julinho. Clotilde impõe que Ariclenes desista da sociedade com Jaqueline e se una a Jacques.

Eunice discute com Natalie. Natalie despreza as flores que Cortez lhe enviou e fala com Haidê que vai investir em Wagner. Carol resolve comemorar sua promoção. Daisy estranha a falta de dinheiro de Kléber. Ismael faz um telefonema misterioso quando fica sozinho na cozinha da casa de Teodoro. Carol afirma a Alice que não quer que André saiba de sua gravidez. Raul fica abalado ao constatar que perdeu quase todos os seus bens. Cortez se irrita ao ler a reportagem de Kléber.

Oscar acerta os detalhes para o jantar que Gilda está providenciando para Beto e sua noiva. Natalie sugere que Douglas tente ser o novo marido de Bibi. Kléber discute com Álvaro. Daisy pede ajuda a Wagner para receber as pensões atrasadas de Olívia. Natalie fica radiante ao saber que voltou para a mídia. Léo diz a Wanda que vai conseguir muito dinheiro com o seu negócio. Eunice pede para Júlio apresentá-la a Vitória. Cortez vê Natalie na rua e vai ao seu encontro.

Natalie aceita a carona de Cortez. Ismael faz um novo telefonema suspeito. Cortez busca Clarice no mesmo salão onde encontrou Natalie. André considera a ideia de que o filho que Carol está esperando não seja dele. Raul vai à casa de Wanda e fica intrigado ao saber da comissão que Leo ganhou com o seu suposto trabalho. Raul questiona Léo sobre o dinheiro que ele recebeu. Raul pede para Borges ajudá-lo a investigar o negócio de Leo. A casa de Teodoro é assaltada.

Léo afirma a Wanda que vai ajudar Raul a se reerguer. A polícia anuncia sua presença e deixa os bandidos nervosos. Oscar sugere que Tião e Lino libertem Gilda e o mantenham como refém. Kléber sente ciúmes ao ver Daisy conversando com Milton. Os policiais libertam Oscar e prender os bandidos. Fonseca e Saldanha prendem Ismael. Raul diz a Léo que foi até o terreno onde ele supostamente estaria trabalhando e afirma que não existe nenhuma incorporação no lugar.

Nicolau diz a Lincon que o jornal apoiará a decisão de Querêncio. Iara tira satisfações com Virgílio que finge não ter nada a ver com o acidente. Flores diz a Nicolau e Karina que o presidente não deixará de ir a festa de 250 anos de Ribeirão do Tempo. Joca vai a delegacia falar com Ajuricaba. Ele mostra as fotos para o delegado e para Marta e diz que as pessoas da foto estão envolvidas com a queda do avião da pousada.

Beatriz quer saber se Nicolau abusou de Dália. Ajuricaba mostra as fotos para Nicolau. Ajuricaba explica a acusação e é intimidado por Nicolau. Joca e Arminda mostram as fotos para Lincon e Patrícia, que ficam chocados ao saber que o senador tem a ver com a queda do avião e a morte do piloto. Lincon explica que não tem autonomia para fazer uma denúncia dessas no jornal, pois o acusado é seu sócio.

Joca convence Arminda a ir para seu quarto. Joca sonha com Arminda indo embora e chora enquanto dorme. Elza se assusta ao ver Joca saindo do Solar. Em seguida, Arminda aparece e diz a Elza que ela não viu ninguém. Ari e Ajuricaba conversam a respeito das trapalhadas de Querêncio. O prefeito se reúne com seu secretariado para falar sobre o novo monumento da praça. Querêncio diz que a forca é para quem pisar na bola na cidade.

SEGUNDA

SÁBADO

Inter TV/Cabugi – Canal 11

MALHAÇÃO ID Catarina, Fred e Duda estranham o jeito como Raquel fala com Rique. Maicon se surpreende ao saber que Babi mentiu para Milton a seu favor. Rique pede para Catarina observar Raquel. Tereza e João avisam sobre o concurso para escolher a Garota Primeira Opção e Josiane fica confiante em sua vitória. Duda decide se inscrever no concurso do colégio. Dodói sugere que Josiane distribua fotos na escola como parte de sua campanha.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

ARAGUAIA Manuela disfarça o sofrimento e pede para Solano se afastar e cuidar de seu filho. Bruno conta para Janaína sobre o trato que fez com Fred. Glorinha, Neca, Terê, Nancy e Pimpinela comemoram a prisão de Salatiel. Nancy sonha com Pimpinela e acorda nervosa. Estela diz a Ruriá que não está feliz, mesmo ao lado de Solano. Ruriá conta para Solano sobre o ritual que Estela fez para Iarú. Pérola acoberta Amélia para que ela fuja da fazenda.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

TI-TI-TI Suzana exige que Ariclenes lhe conte sobre a relação de Valentim com Cecília. Desirée volta para casa e conhece Daguilene. Armandinho conta para Desirée que Stéfany armou o sequestro para se aproximar de Jorgito. Graça anuncia que está grávida de Alex. Gino diz a Rebeca que não sabe se voltará a trabalhar na fábrica. Clotilde diz a Thales que Jaqueline o está traindo com Jacques. Ariclenes conta para Marta que Cecília é mãe de Jacques.

Inter TV/Cabugi – Canal 11

INSENSATO CORAÇÃO Carol tenta disfarçar o enjoo da gravidez diante de André. Raul revela para Pedro que ele perdeu a licença para voar. Marina sai abalada do encontro com Pedro e Raul a apoia. Vitória convida Carol para ser a gerente de marketing de sua empresa. André conhece Júlia. Carol procura André, mas o encontra com outra mulher. Nelson fala de Wagner para Natalie e ela se anima com um possível romance. Carol afirma a Cláudia que decidiu interromper a sua gravidez.

Pedro conversa com Nando sobre Marina. Alice convence a irmã a seguir com a gravidez. Natalie chega ao lançamento de sua revista. Wagner tenta se aproximar de Natalie. Carol se surpreende por Vitória manter a proposta para o cargo de gerente de marketing, mesmo sabendo de sua gravidez. Eunice se irrita ao chegar para o lançamento da revista de Natalie e inicia uma confusão. Álvaro não dá destaque no jornal para a reportagem feita por Kléber sobre Cortez.

RIBEIRÃO DO TEMPO TV Tropical – Canal 8

2

Virgílio troca as linhas do paraquedas de Iara. Iara arruma o paraquedas sem saber que ele foi sabotado. Iara, Tito e o aluno saltam do avião. Tito e o aluno abrem seus paraquedas. Iara abre o seu, que começa a girar alucinadamente. Tito fala pelo rádio com Mateus que acha que Iara desmaiou e não tem como ajudar. Filomena salta para tentar salvá-la. Ela a alcança, solta o paraquedas defeituoso e aciona o reserva de Iara.

Léia pede que Arminda deixe seu filho em paz. Elza diz a Diana que Arminda e Joca estão brigando por causa dela. Querêncio pede ajuda a Marisa para escolher uma roupa para um pronunciamento na TV. Tito diz que não entendeu como o paraquedas deu problema. Querêncio se prepara para fazer seu pronunciamento. Joca e Alfredo ficam chocados com a notícia. Joca encontra Iara e ficar chocado ao saber que ela é a mulher misteriosa.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO


Domingo | 27 de fevereiro de 2011

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 3

DONIZETI COSTA

VIDA PRÓPRIA COM ATRAÇÕES NO ESTILO ‘FAÇA VOCÊ MESMO’, BEMSIMPLES DEIXA DE SER UMA FAIXA NO FOX LIFE PARA VIRAR UM NOVO CANAL NA TV PAGA

Em pé (da esq. para a dir.): Dani Marcondes, Ana Paula Vieira, Carlos Bertoluzzi, Carla Pernambuco, Andrea Schwarz e Rogério Shimura. Sentadas: Joana Limaverde e Carole Crema

MARCOS ALVES

ma boa ideia não precisa ser complicada. Foi a partir desse princípio que surgiu o BemSimples, canal pago lançado pela Fox Latin American Channels, na quarta-feira passada, em São Paulo. Sua receita vem sendo testada com sucesso desde maio de 2010 como faixa de programação homônima no Fox Life, das 6 às 18h. — É um canal totalmente diferente de qualquer um que existe por assinatura no Brasil. Ensina as pessoas a fazerem as coisas de uma maneira fácil, seja culinária, cuidar do bebê, confeitaria, artesanato ou moda. Enfim, tudo que se pode fazer em casa está no BemSimples, explicado passo a passo por especialistas que sabem o que estão falando — define Gustavo Leme, vice-presidente da Fox no Brasil. Segundo Leme, o canal estará disponível por satélite para todas as operadoras em 1º de março. Mas, para os assinantes, a expectativa de estreia é para o início de abril. A nova temporada do BemSimples junta títulos que já eram veiculados no Fox Life a outros novinhos em folha, todos com meia hora de duração. Entre os primeiros estão “Homens gourmet”, apresentado pelos chefs Carlos Bertolazzi, Dalton Nery, Guga Rocha e Ricardo Bonomi; “Ser mulher”, a cargo de Ana Carolina Scaff e Marília Moreno; e “Cozinha caseira”, com a chef Carole Crema. Entre as novidades estão “Show do bebê”, comandado pela atriz Joana Limaverde; “A confeitaria”, com Ana Zita Fernandes e Rogério Shimura e mais cinco jovens confeiteiros; e “Brasil no prato”, em que a renomada chef Carla Pernambuco passeia por receitas, temperos e culturas das diversas regiões do país. A concepção do BemSimples, tanto na sua temporada dentro do Fox Life quanto em carreira solo, foi inspirada no canal argentino “Utilisima”, adquirido pela Fox em 2007. Nada a estranhar, então, que, embora plenos de elementos brasileiros, todos os programas exibidos tenham sido gravados no país vizinho. — Aproveitamos a infraestrutura e a expertise que já havia por lá — argumenta Leme, lembrando que nesta temporada haverá pouco conteúdo dublado. Claro que as gravações em solo argentino exigiram esforços extras das produtoras de cada programa. Entre as tarefas, encher as malas com especiarias e frutas só encontráveis aqui. É o caso do caju, por exemplo. E os bebês levados à atração de Joana Limaverde, vale lembrar, eram todos argentinos. Mas ela assegura que não dá para perceber isso. — Eles eram bem novinhos,

U

de poucos meses, não falavam — observa ela, que gravou seus 26 programas antes de ser exigida no set de “Amor e revolução”, nova novela de Tiago Santiago, no SBT, na qual será um misto de guerrilheira e hippie. Mãe de Sophia, de 5 anos, Joana revela que não precisou sair de casa para aprender muito do que passará no “Show do bebê”. Mas conta que a nova responsabilidade lhe passou alguns ensinamentos extras. — Fiquei fora da minha profissão por quatro anos, apenas para cuidar da minha filha. Mas, quando acabei de gravar os programas, me senti uma mãe profissional — orgulha-se. Quanto a Carla Pernambuco, que há 25 anos tem os dois pés na cozinha e já apresenta programas pela Band FM e Mit FM, essa é a sua estreia na TV. Mas, pela formação e atuação que teve em artes cênicas quando ainda morava no Rio Grande do Sul, a chef não se mostra nem um pouco intimidada por isso. — Considero que voltei para a cena. Tenho muita facilidade, porque sou comunicativa. Só que o programa, claro, é muito específico. Tenho que usar todos os truques que aprendi durante a carreira — admite ela. Tanto Carla quanto os demais apresentadores esbanjam naturalidade nos respectivos metiês, garante a diretora de programação da Fox, Kátia Murgel. — Nada é roteirizado, tudo é descontraído. São eles dividindo conhecimento de forma muito espontânea — afirma a diretora. As outras atrações do BemSimples são “Lar express”, em que Juliana Camargo ensina como deixar mais bonito o ambiente doméstico; “Faça em casa”, com Ana Paula Vieira, e “Tudo simples”, com Dani Marcondes no comando. Já em “Saúde emocional”, Camila Hernandes e Jason Gilbert atuam também como anfitriões perfeitos de psicólogos e outros especialistas que ensinam como lidar melhor com as emoções e as influências delas sobre o organismo. Segundo Kátia, os programas do BemSimples foram desenhados de forma a ser bem assimilados pela classe C — que com o aumento do poder aquisitivo também ampliou sua participação na assinatura de canais pagos —, mas também embalados para agradar outras camadas sociais. Do mesmo modo, ela não acredita que a audiência será composta apenas pelo público feminino: É um canal que não se restringe às mulheres. Tem muito homem que gosta de cozinhar. Como os programas são rápidos, diretos e práticos, interessam a eles também, que não gostam muito de enrolação. Mostrou como é, como faz e pronto. Vão direto ao assunto.


4

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

DOCE REFÚGIO “SARAU”, DA GLOBO NEWS, ABRE PROGRAMAÇÃO MOMESCA COM ESPECIAIS EM HOMENAGEM AO ANIVERSÁRIO DO CACIQUE DE RAMOS FABIO ROSSI

THAÍS BRITTO

P

Beth Carvalho,Zeca Pagodinho, Bira Presidente e Chico Pinheiro: encontro animado

RECORD/DIVULGAÇÃO

REDE TV/WAYNE CAMARGO

De cima para baixo: integrantes do “Programa RecBola”,da Record; Celso Portiolli e Eliana,do SBT; acima Flávia Noronha e Nelson Rubens,da Rede TV!. Abaixo: Luize Altenhofen,Felipe Andreolli e Daniela Freitas,da Band

SBT/ROBERTO NEMANIS

BAND/FÁBIO NUNES

ontualidade não é o forte do pessoal do samba. Na última segunda-feira, o “Sarau”, da Globo News, reuniu um time de bambas de primeira categoria para duas edições especiais do programa em homenagem aos 50 anos do Cacique de Ramos. Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Jorge Aragão e o grupo Fundo de Quintal, entre outros sambistas, estiveram na quadra do tradicionalíssimo bloco da Zona Norte para conversar com o apresentador Chico Pinheiro e abrir a programação de carnaval do canal. Marcada para as 17h, a gravação só começou mesmo quase às 20h. Zeca foi o primeiro a chegar, às 16h, e logo constatou que a cerveja levada pela produção estava quente. Não pensou duas vezes e rumou para um boteco na redondeza. Ao ouvir que os trabalhos começariam às 17h, soltou uma gargalhada: A Beth com certeza não chega a tempo — disse o músico à produtora Beatriz Buarque. Segundo ela, apesar de ser uma reunião especialíssima, foi surpreendentemente fácil reuni-los. — Todos têm um carinho muito grande pelo Cacique. Eles topam na hora tudo que é relacionado a este lugar — lembra Beatriz. Beth, que ainda se recupera de uma cirurgia na coluna, chegou de cadeira de rodas por volta das 19h, conforme previsto pelo afilhado Zeca. Embora a saúde não esteja 100%, a voz não deixou a desejar. Durante a gravação, ela foi o destaque, puxando as canções e lembrando de diversas histórias da quadra que começou a frequentar nos anos 70 e onde descobriu talentosos compositores, alguns deles ali sentados a seu lado. A primeira parte do animado encontro foi ao ar na última sexta-feira e o segundo programa, com excepcional uma hora de duração, será exibido na próxima, dia 4 de março, às 23h. Presidente do Cacique e integrante do Fundo de Quintal, Bira Presidente contou a Chico Pinheiro sobre a lenda espiritual da famosa tamarineira sob a qual aconteciam — e ainda acontecem — as tradicionais rodas de samba do espaço. Segundo ele, todos que passaram por ali estavam destinados ao sucesso. A árvore é tão cultuada que aparece nos versos de “Doce refúgio”, uma espécie de hino do Cacique de Ramos composto por Luiz Carlos da Vila, com a qual os músicos abriram o programa. A mãe do compositor,

dona Esmerilda, foi responsável por alguns dos momentos emocionantes da gravação. Luiz Carlos morreu em 2008. Durante as quase duas horas de gravação, eles interpretaram alguns clássicos do samba que surgiram naquele lugar, como “Camarão que dorme a onda leva”, “Vou festejar” e “Não quero saber mais dela”. Esta última ser-

viu de base para um divertido duelo de rimas de partido alto entre Arlindo, Zeca, Renatinho Partideiro e Gabrielzinho do Irajá, também sentados à mesa. O tradicional passo miudinho de Bira e Ubirani, do Fundo de Quintal, também rendeu bons momentos ao programa, que terminou, como não podia deixar de ser, com “Do fundo do nosso quintal”.

DIAS DE FOLIA NAS EMISSORAS BAND: De sábado,4,a quarta,9,a emissora transmite o carnaval de Salvador do camarote Planeta Band.À tarde,aparece a festa em Campo Grande e,à noite,o canal exibe o circuito Barra-Ondina.No camarote,Felipe Andreolli,Daniela Freitas e Luize Altenhofen conversam com as celebridades.Durantes esses dias,o carnaval de Pernambuco também tem espaço com Olinda,à tarde,e com transmissões do Marco Zero,em Recife,à noite.No dia 5,a partir das 13h,o canal mostra o Galo da Madrugada.A emissora exibe no mesmo dia,às 20h30m,o desfile das escolas de samba do grupo de acesso do Rio. GLOBO: Serão cerca de 800 profissionais na cobertura.Luiz Roberto e Glenda Kozlowski narram os desfiles do Rio,com comentários de Arlindo Cruz,Helio de La Peña,Teresa Cristina e Haroldo Costa.A novidade é o estúdio montado na dispersão onde Ana Paula Araújo mostrará,no intervalo,um compacto do desfile,além dos flashes do carnaval de rua pelo Brasil.Serão 20 câmeras, uma delas apenas para a bateria.Dia 6,às 21h e,dia 7,às 21h10m.Em São Paulo,a transmissão é de Cleber Machado e Mariana Godoy,com comentários de Negra Li,Ailton Graça,Leandro Lehart e Celso Viáfora.Chico Pinheiro comanda o estúdio da dispersão. Dia 4,às 23h30m e,dia 5,às 22h45m. RECORD: A emissora terá 20 equipes cobrindo o carnaval carioca,da Marquês de Sapucaí aos blocos de rua.O conteúdo será exibido na própria grade,em telejornais locais e de rede.O “Programa RecBola”, novidade do canal,será especial sobre carnaval no dia 5,às 13h. REDE TV!: Nelson Rubens e Flávia Noronha comandam os bastidores do carnaval de São Paulo Rio e Salvador.Íris Stefanelli,Mirella Santos,Charles Henriquepédia,Adriana Bombom,Alexandre Frota,Jaqueline Khury e Tânia Oliveira estarão na concentração e na dispersão dos sambódromos.De Salvador, Carla Perez e Gilmelândia mostram a festa. Nos dias 4 e 5,São Paulo e Salvador; 6 e 7,Rio e Salvador.Sempre às 23h.No dia 8,os humoristas do “Pânico na TV”conferem o baile Gala Gay. SBT:Conta com 583 profissionais e 32 câmeras para transmitir o carnaval de Salvador.Eliana e Celso Portiolli apresentam o circuito BarraOndina nos dias 4 e 5,das 21h15m às 22h30m e das 23h30m à 1h15m.No dia 6,André Vasco mostra Campo Grande das 15h às 19h e das 1h10m às 2h10m.Nos dias 7 e 8,Lola Melnick se junta a ele à frente dos circuitos Campo Grande,das 14h15m às 16h15m,e BarraOndina,das 21h15m às 22h15m.


revista da tv

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Para a edição do “Big Brother 11”. A novelinha “Strani amori”, semana passada,estava muito engraçada,com destaque para as dublagens misturando falso italiano e portunhol.Esse sempre foi,e continua sendo,um dos pontos altos do programa.

10

CONTROLE REMOTO »CABELEIRA DE DEBORAH

O cabelo de Deborah Secco em “Insensato coração”lidera a lista dos mais pedidos no Cat (Central de Atendimento ao Telespectador) da Globo.A atriz incorporou fios longos.

»PARECER UM ROBÔ

Flávia Alessandra está tendo aulas de expressão corporal com Márcia Rubin para “Morde & assopra”. A atriz treina para dar vida a um robô na novela de Walcyr Carrasco.

»...E TOCAR PIANO

Naomi,personagem de Flávia,aparecerá tocando piano.A atriz,que estudou o instrumento por cinco anos quando criança, voltou a praticar com um professor.“Tinha esquecido tudo,é superdifícil”.

»SOLETRAÇÃO RÁPIDA

Pela primeira vez,as eliminatórias regionais do “Soletrando”serão todas feitas fora do Rio. Não estão previstas semifinais e,com isso,o processo todo acontecerá mais rapidamente.

»CARNAVAL

A Endemol,criadora de inúmeros formatos famosos como o “Big Brother”e o “Hipertensão”, vai promover um megaencontro de criação na Índia,durante o carnaval.

»DE NOVO

Rita Elmor,que trabalhou com José Alvarenga em “Separação!?”, repetirá a parceria com o diretor:ela também estará no elenco de“Algo errado”.

Acima,um quadro (tinta acrílica) pintado por Guilherme Winter.

10

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Para o Animax,que está fazendo escola com outros canais da TV paga que não têm cuidado com sua programação.Semana passada,eles exibiram “O homem bicentenário”duas vezes, praticamente seguidas.Tipo exercício de fixação.

0

ELIZABETE ANTUNES (INTERINA)

LUIZ F.: Para Val e Luti de “Ti-ti-ti”. Esse sim é um casal com charme,história e química.Eles já sofreram e lutaram muito para ficar juntos na novela das 19h.

0

Para Camila e Luti.Casal muito água com açúcar,sem graça,conto de fadas demais até para uma novela.Ela e o Luti não combinam.

10

ANTONIO SÉRGIO ANDRADE: Para Herson Capri que está maravilhoso em “Insensato coração”. Finalmente um autor deu um personagem à sua altura.

»NA INTERNET...

Atriz de“Ti-ti-ti”,Fernanda Souza posou e deu uma entrevista para o site EGO em que falou sobre sua rotina de exercícios.Ela pratica musculação,muay thai e corre na areia.A morena revelou ainda o que faz para evitar a celulite:massagens e tratamentos estéticos com aparelhos.Mais fotos e detalhes no www.ego.com.br.

CRÍTICA 0

Para Alexandre Borges como Jacques Leclair em “Ti-ti-ti”.Vai acabar a novela e ele continua sem achar o tom do personagem.

10

JOSEFA ADRIANA DO NASCIMENTO: Para o programa “Bem estar”, na Globo, ótima novidade muito bem-vinda para nossas manhãs.

0

Para a cena do acidente de Pedro e Camila em “Ti-ti-ti”. É o velho clichê:a moto vem de uns 40 metros de distância e o sujeito fica parado no meio da rua. GUSTAVO STEPHAN

A

ntes de se tornar ator, Guilherme Winter,o Renato de “Ti-ti-ti”, chegou a ganhar algum dinheiro como desenhista. Quando garoto,ele já mostrava interesse pelo assunto e,aos 16 anos, matriculou-se na Escola PanAmericana de Arte em São Paulo,onde aprendeu aquarela,entre outras técnicas. Estudou lá durante três anos.Mais tarde,entrou para uma faculdade de desenho industrial,mas acabou trancando e foi trabalhar como cenógrafo num resort da Bahia.E foi aí que ele descobriu que não queria ficar na coxia e,sim,em cima do palco.— Fiquei seis meses lá e aprendi a fazer cenários de shows — diz ele,que veio para o Rio para estudar teatro.— Entrei para TV depois de passar no teste para “Cobras & lagartos”. Como Renato,faço meu primeiro papel de destaque.Mais no oglobo.com.br/kogut

PROGRAMAS POLICIAIS: RETRATOS DA MORAL DE UM LUGAR Poucos temas entregam tanto a nacionalidade de uma produção quanto o policial.É que qualquer cultura,com seus padrões morais,se traduz plenamente nos seus 10 mandamentos,suas leis e noções de certo e errado. Por isso,entre outros motivos,é curioso acompanhar “Perfil criminoso”, série francesa que o GNT está exibindo. Atrações consagradas,como“CSI”,“Law & order”e todos os seus derivados,impuseram um modelo americano bem-sucedido e difícil superar em qualidade e eficiência.A fórmula acaba dominando seriados no mundo inteiro e“Perfil criminoso”não escapa disso.Mesmo assim,nos detalhes,acaba se revelando um programa bem francês.São vários os sinais:nossa heroína,Chloé Saint-Laurent (Odile Vuillemin,na foto acima em cena),por exemplo,dá aulas de teoria lacaniana.Além disso,da maneira como os crimes são descritos às relações interpessoais na delegacia,tudo tem a cara da França. Chloé usa seus conhecimentos de psicologia para ajudar uma equipe de investigadores da polícia a desvendar crimes. A ideia lembra“Criminal minds”, elogiada produção que já tem até um spin off . No programa do AXN,um grupo de“psicopoliciais” desvenda crimes correndo contra o tempo e seguindo principalmente as pistas que indiquem como é o funcionamento mental dos bandidos. Assim como outras atrações do gênero,“Perfil criminoso”tem um chefe de polícia exigente,o comissário Lamarck (Jean-Michel Martial),e pontos de tensão no ambiente de trabalho da protagonista: os conhecimentos de psicologia de Chloé irritam o comandante Matthew Pérac (William Cramoisan), um sujeito mais prático.Irritação à francesa,com direito a ironia fina.Aqui no Brasil,“Força-tarefa”é um bom exemplo de policial de grande qualidade que reflete a realidade local.O programa de Fernando Bonassi e Marçal Aquino tem como tema central a corrupção.Sem ela,os personagens centrais, policiais de comportamento ilibado,sequer existiriam.O modelão existe.Mas a realidade naturalmente se impõe.

5


6

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

revista da tv

FABIO ROSSI

Em seu

LUGAR DEPOIS DE CINCO ANOS LONGE DA TV, BEATRIZ SEGALL SERÁ OUTRA VEZ VILÃ EM ‘LARA COM Z’ E DIZ QUE HOJE O VEÍCULO PERTENCE AOS JOVENS CLARISSA FRAJDENRAJCH

eatriz Segall está de volta àTV.E,antes que alguém se apresse em pensar que se trata mais uma vez da reprise de“Vale tudo”, o assunto é outro.Depois de um jejum de cinco anos — sua última novela foi “Bicho do mato”, na Record —,a atriz pisa em um estúdio para gravar o novo seriado da Globo,“Lara com Z”,que estreia em abril,sob a direção de Wolf Maya. Maria Beatriz,sua atual personagem,não difere muito do tipo de papel que se acostumou a receber dos autores ao longo da carreira:o da mulher esnobe e controladora,a exemplo da inesquecível Odete Roitman.Só que,dessa vez,ela tem como pano de fundo uma comédia,idealizada por Aguinaldo Silva e Maria Elisa Berredo,com a colaboração deTatiana Contreiras,Daniel Berlinsky,Fátima Diniz,Simone Mousse e Ricardo Hautequestt,ex-alunos da Master Class comandadapeloautor.— Maria Beatriz se prende a princípios que não se usam mais.E,ao mesmo tempo,é liberal com as patifarias que faz.É uma idiota.Pode botar tudo isso! — conta a atriz,bem-humorada. Ao 84 anos,Beatriz divide sua semana entre a TV e o teatro.De segunda a quinta,grava.De sexta a domingo,segue em cartaz até dia 13 na Sala Fernanda Montenegro,no Rio,com a peça“Conversando com mamãe”.Só lamenta não ter tido o tempo que gostaria para paparicar os netos — dez,ao todo — que vivem em São Paulo.Encarar esse corre-corre foi inevitável, diante do convite tentador de Maya para fazer o seriado.— Com a minha idade,fazer tudo ao mesmo tempo não é brincadeira.Mas,com a ajuda dele,estou conseguindo.Estou inteira. Não estou caindo aos pedaços — afirma. O diretor não nega que agiu para cobrir Beatriz com todos os cuidados que ela merece:Ela é uma apaixonada pelo que faz,uma querida amiga e grande atriz.O telespectador vai ficar muito feliz em revê-la e perceber que continua vigorosa,exuberante.Beatriz é uma lição de vida, de convivência e disciplina — diz ele,dando um

B

exemplo da elegância da atriz:— Outro dia,almoçou um sushi correndo e passou mal quietinha.Quando eu percebi,me pediu cinco minutos e voltou.Numa delicadeza,numa gracinha... E,com a mesma disposição que se entrega ao trabalho,Beatriz,incansável depois de uma tarde de gravações,recebeu a Revista daTV para uma conversa sobre suas grandes paixões: a carreira e a vida em família. Quanto mais trabalho,maior a sensação de se sentir viva?

Olha, eu acho que as pessoas que se aposentam,vestem o pijama e calçam os chinelos estão perdendo uma boa parte da vida.A gente não pode parar,nem que seja para fazer alguma coisa pelos outros ou estudar algo novo.Senão,a gente definha.

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

pessoas perguntam:“Você não fica com saudade?”. Eu ficaria se eu visse papéis e pensasse:“Esse eu gostaria de ter feito”.E isso não tem acontecido muito não.

guntou por que eu estava forrando com lã em pleno Rio.Eu disse:“Porqu Foi assim que lhe contei sobre a viag do dois meses.E ela não teve como m

Entende por que é normalmente escalada para papéis tão parecidos?

Sempre fez o que quis?

Porque é mais fácil pra quem escala.Eles sabem que um determinado tipo de papel eu faço. Agora,issomerestringemuito.Paranãoestarsempre fazendo a mesma coisa,eu tenho que driblar as personagens para não ficarem tão antipáticas quanto os autores gostariam que ficassem. E o público a confunde com esse tipo de mulher?

Claro! As pessoas se assustam.Há dez anos, estava sendo assaltada e,quando tirei o chapéu, o assaltante fugiu.Ele foi preso e, ao depor na delegacia,disse:“Vi que era a Odete Roitman e saí correndo!”.Outro dia,na praia,alguém gritou:“Ó,dona Odete Roitman!”.Outro falou: “Mas essa mulher ainda não morreu?”. E o que pensa disso?

Eu lamento.Os atores dizem que se o público acha que você é de fato o que está interpretando,é porque você está fazendo o papel perfeitamente.Mas,não é verdade.Ele se deixa levar porque não raciocina.O mínimo que o público tem que saber é que ator é ator,personagem é personagem.Isso não é algo simpático de dizer,mas,como fui professora por muitos anos,fica a vontade de explicar as coisas e eu falo de propósito para as pessoas caírem em si. Professora de francês foi a sua primeira profissão.Como se tornou atriz?

Esse tempo fora da TV foi proposital?

Não...Esqueceram de mim. Eu não sei porquê.Talvez não seja tão fácil encontrar um papel para alguém da minha idade.Hoje,a TV é dos jovens,das mocinhas bonitas. De repente,quando surge um papel assim como este e nos oferecem,a gente aceita. E o que acha da nova geração?

Para ser muito honesta,conheço muito pouca gente.Vejo novela de vez em quando.Tem gente interessante,mas sinto que falta um certo arcabouço técnico e, sobretudo, arcabouço...A palavra é um pouco pesada...Intelectual. Não se pode esperar que um jovenzinho de 18 anos seja intelectual.Os há,mas são exceções.E se as maiores responsabilidades de contar uma história ficam na mão do jovenzinho,o rendimento da novela diminui.

Fui professora porque meus pais me obrigaram.Mas,como sempre fui capaz de levar para o lado que eu queria,aqui estou de atriz.Passei cinco anos dando aula até ser convidada para fazer o filme (“A beleza do diabo”,do diretor RomainLesage).Fiqueiencantada.Depois,entreina Escola de Arte Dramática.Meu pai ficou triste;minha mãe até me levava aos ensaios,o que,por um lado,era ruimporqueelasemetia.Até que,já atuando profissionalmente,ganhei uma bolsa de estudo na França. Naquela época, eu cozia paramimemamãe me per-

Por que não acompanha as novelas?

Um pouco por falta de interesse no texto.As

Sem planos de parar, atriz concilia as gravações com peça de teatro

Não.A mulher poderosa que ach sou é apenas uma personagem.Eu so tadinha (risos)! Mas,falando sério,eu corajosa assim para enfrentar as co do papai disse que ia ficar desgostos se ao meu primeiro ensaio,eu não fui medo.Ele tinha tido um enfarte,eu insistir.Mas,logo aprendi que não tin dir licença,eu tinha que fazer.Assim frente.Ao longo da carreira,tive mu ços,ouvi várias vezes:“O que está faz Está tirando o lugar de outras pesso zia:“Estou exercendo o meu direito de fazer o que eu quero.Se eu fizer b tinuo.Se não fizer,vou embora”.Não

Por conta do sucesso que foi Odete não a incomoda algumas pessoa que é atriz de um único papel?

Já me incomodou mais,mas fo que ficou muito marcado.Foi uma g vela,que teve um elenco sensacion

Na sua opinião,depois de Odete t do passou a querer interpretar o nas tramas?

A primeira vilã que eu fiz foi a Lourdes Mesquita, em “Água viva”. A atriz que ia fazê-la contou uma história para mudar de papel e acabou


o um casaco ue lá faz frio”. gem,faltanme impedir.

ham que eu ou uma coiu não era tão oisas. Quanso se eu fosi,fiquei com u não podia nha que peagi dali pra uitos percalzendo aqui? oas”.E eu dio de cidadã em,eu confoi fácil.

e Roitman, as acharem

oi um papel grande nonal.

todo muno vilão

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

revista da tv conseguindo a personagem que era minha.E eu fiquei com a Lourdes,que tomou conta da novela.Um vilão é quem cria os conflitos,quem dá partida na história.Isso é muito bom.Acho que em“Água viva”começaram a perceber que era bom ser vilão. No trabalho,é fácil lidar com a senhora?

Não é todo mundo que acha isso não.Eu sou muito exigente.Uma pessoa que não se entrega totalmente ao trabalho é uma coisa que me irrita um pouco.A falta de integridade em relação ao que se está fazendo é inadmissível. Sendo uma profissional tão dedicada, como conseguiu abdicar da carreira por 14 anos,após o nascimento de seus três filhos?

Achei que não dava para fazer teatro e ser mãe de família.Se fosse hoje,eu não faria mais isso porque existem mais facilidades.Sou do tempo em que a gente fazia 100 fraldas de pano para uma criança! A partir de 1950,as mulheres começaram a voltar para a escola e fazer curso superior.Eu já tinha feito tudo isso e estava às voltas com as complicações de vida caseira e trabalho.Preferi ficar em casa.Até que fui ver “My fair lady”,com Bibi Ferreira,e fiquei tão encantada que pensei:“Eu podia estar naquele palco”.Foi um alerta.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

7

bia,isso é muita pretensão,mas passa a não dar importância a banalidades.A grande sabedoria dos velhos é continuar a procurar pela felicidade. Antes, a senhora não dizia a idade. O que mudou?

Eu escondia,mas nunca disse que tinha menos.Depois,quando cheguei aos 80,pensei:“É muito bom! Dá uma liberdade poder dizer quantos anos tem”.Mas as atrizes não deveriam dizer a idade até um certo ponto da carreira porque o público discrimina. E ele não tem nada a ver com a idade da gente.Pode colocar essa frase! E onde está a sua vaidade?

Em trabalhar aos 84 anos com prazer. ARQUIVO

Depois de viver casada por quase 30 anos,que razões levaram ao fim do relacionamento?

A gente nunca sabe como um casamento acaba. Meu marido (Maurício Segall) foi preso político por um ano e meio.De uma hora pra outra,ganhei muitas responsabilidades: minha casa, meus filhos,meu marido,o advogado dele,oTeatro São Pedro,que nós arrendamos,e o Museu Lasar Segall (pai de Maurício).Isso contribuiu para me modificar.Grande parte do fim da relação foi o fato de ele ter voltado e encontrado uma outra pessoa, uma mulher mais dona do seu nariz. Não quis se casar de novo?

Já fiquei muito tempo procurando um velhinho rico.Mas nunca apareceu. Se você conhecer algum,pode me mandar! (risos)

Carlos Alberto Riccelli, em “Vale tudo” FABIO ROSSI

Com Roberto Maya, sendo dirigida por Wolf em “Lara com Z” ARQUIVO

Qual é o segredo da sua vitalidade?

O trabalho ajuda,mas acho que é uma questão de personalidade.Não quero envelhecer.Pensem o que quiser,mas eu não sou velha.Sou antiga.É outra coisa! Na verdade,sou muito moderninha!Tenho amigos muito mais moços do que eu. A vantagem de envelhecer está na sabedoria?

Acho que sim...Não que você se torne sá-

Em “Água Viva”, ela viveu Lourdes, que tentava atrapalhar o romance do filho, Marcos (Fábio Jr.)


revista da tv

8 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

»GUITARRAS...

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

»...E CAVAQUINHO

O A&E leva ao ar hoje,às 23h,o show “Santana — Multidimensional warrior”,no qual o guitarrista mexicano toca seus sucessos e recebe convidados como Eric Clapton,Dave Matthews e Rob Thomas.

»NO CLIMA DO OSCAR

O “De lá pra cá”, da TV Brasil, presta hoje uma homenagem ao centenário de Nelson Cavaquinho, às 18h. Beth Carvalho e os carnavalescos da Mangueira falam sobre o compositor.

O QUE VEM POR AÍ

O GNT apresenta hoje dois documentários: “Cinema e moda”, à meia-noite,sobre a relação das duas indústrias, e “Cinema e comportamento”, à 1h,que conta a história do cross-dressing na sétima arte.

TATIANA CORREIA FOTOS DE DIVULGAÇÃO

N

GLOBO: A emissora mostra a cerimônia às 23h59m! A festa será apresentada por Maria Beltrão, com comentários de José Wilker. A novidade é que a tradução ficará a cargo de dois intérpretes, um para os homens e outra para as mulheres. TNT: O canal exibe o pré-show e a cerimônia a partir das 21h, com a chegada dos atores no badalado tapete vermelho. A apresentação fica a cargo de Chris Nicklas, com comentários do crítico de cinema Rubens Ewald Filho.

C E NA V I R T UA L þ

»ELES JÁ LEVARAM

Para celebrar este dia tão cinematográfico,a coluna fez uma seleção especial de filmes ganhadores do Oscar que estão em cartaz na TV esta semana:

ão se pode dizer que ele é o mais importante mas, sem dúvida, o Oscar é o mais comentado prêmio da indústria cinematográfica. Veja quem vai exibir a festa hoje: E!: A transmissão começa às 16h, com o “Countdown”: previsões e informações sobre os indicados. Já às 20h, o canal exibe o “Live from the red carpet”, aquele papo inútil no tapete vermelho que serve apenas para apreciar as roupas das estrelas. Em seguida, rola o “After party”, às 2h, com a comemoração dos vencedores.

“O PIANISTA”: Melhor ator (Adrien Brody), melhor diretor (Roman Polanski) e melhor roteiro adaptado em 2003.Amanhã,às 17h25m,no MGM. “COCOON”: Melhor ator coadjuvante (Don Ameche) e melhores efeitos visuais em 1986. Terça,às 13h35m,no Telecine Touch. “SANGUE NEGRO”: Melhor ator (Daniel Day-Lewis) e melhor fotografia em 2008. Terça,às 22h30m,no Max Prime. “NASCIDO EM 4 DE JULHO”: Melhor diretor (Oliver Stone) e melhor edição em 1990. Quinta,às 23h55m,no Telecine Action. “MEU PRIMO VINNY”: Melhor atriz coadjuvante (Marisa Tomei) em 1993.Sexta, às 7h40m,no Megapix.

»MULHERES PERIGOSAS

No mês do Dia Internacional da Mulher,o TCM vai mostrar que elas não têm nada de frágeis.O especial “Mulheres assassinas”vai exibir heroínas letais do cinema toda quinta-feira,às 22h.A série começa,no dia 3,com “A noiva estava de preto”(foto),de François Truffaut.A diva francesa Jeanne Moreau é a viúva Julie Kohler,que resolve perseguir os homens responsáveis pela morte de seu marido. Estão ainda na programação “Coffy”,com Pam Grier,e “A honra do poderoso Prizzi”, com Kathleen Turner.

DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET

Cachorro? Durante uma matéria num museu,um menininho não entende a pergunta do repórter Márcio Canuto e tem uma reação hilária.

þ

‘Strano amore’. A novelinha italiana/ mexicana/baiana do “BBB”estreou semana passada com destaque para o sempre sensacional Daniel na pele de “Painho”.

þ

Travou.A repórter da CBS começou a pronunciar palavras incompreensíveis na transmissão do Grammy. Depois,descobriuse que ela teve um AVC ao vivo!


revista da tv

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Filmes de hoje

ZEAN BRAVO

ome mais presente nos créditos das comédias românticas,Reese Witherspoon desbancou a favorita Felicity Huffman (com seu personagem transexual em“Transamerica”) na corrida pelo Oscar de melhor atriz em 2006. Merecimentos à parte,a“legalmente loura”, aqui com os cabelos castanhos,realmente brilha em sua dramática performance como a cantora country June Carter neste filme dirigido por James Mangold.O longa-metragem conta a história da moça com o cantor e guitarrista Johnny Cash (Joaquin Phoenix,excelente). Mas o foco principal da trama é a conturbada vida do rebelde cantor que revolucionou música country e folk com seu estilo único.Cash tem a sua trajetória mostrada desde a infância pobre, numa fazenda de algodão.Grande amor de sua vida,June tem um papel fundamental nesta história,principalmente quando o músico passa a trilhar um caminho de autodestruição com direito a consumo exagerado de drogas. “JOHNNY E JUNE”(MEGAPIX,14h50m)

N

FOTOS:DIVULGAÇÃO

Programação de tv

Domingo Maior:“Onde os fracos não têm vez” InterTV Cabugi/Globo -11 05:45-Santa Missa 06:45-Sagrado 06:55-Globo Comunidade 07:25-Pequenas Empresas 08:00-Globo Rural 08:55-Auto Esporte 09:30-Esporte Espetacular 12:30-Esquenta! 13:45-Temperatura Máxima:“Os caçadores da arca perdida” 15:45-Campeonato Carioca — Flamengo X Boavista 18:00-Domingão do Faustão 20:45-Fantástico 23:10-Big Brother Brasil 11 23:59-Oscar 2011 01:55-Domingo Maior:“Onde os fracos não têm vez” 04:00-Flash Big Brother Brasil 11

TV Universitária/Cultura - 5 06:00-Via Legal 06:30-Brasil Eleitor 07:00-Palavras de Vida 08:00-A Santa Missa 09:00-Viola Minha Viola 10:15-Curta Criança 10:30-Esquadrão sobre Rodas 11:00-Castelo Rá Tim Bum 11:30-Janela Janelinha 12:00-ABZ do Ziraldo 12:45-Curta Criança 13:00-Um Menino Muito Maluquinho 13:30-Catalendas 14:00-Dango Balango 14:30-TV Piá 15:00-Stadium 16:00-A'Uwe 17:00-Ver TV 18:00-De Lá pra Cá 18:30-Cara e Coroa 19:00-Papo de Mãe 20:00-Conexão Roberto D’Ávila 21:00-Esportvisão 22:30-Nova África 23:00-Cine Ibermedia — Filme:“Solas” 00:45-A Grande Música 01:45-Doc TV IV 02:45-Curta Brasil

TV Mult tv/Rede TV! - 17 06:00-Ultrafarma 08:00-Tempo de Avivamento 08:30-Igreja Internacional da Graça de Deus 09:00-Polishop 09:30-Pé na Estrada 10:00-Médico de Alma e Corpos 11:00-Futebol Europeu 11:50-Campeonato Inglês — Manchester City X Fulham 14:00-Parceria Publicidade 14:15-Super Papo 15:00-Companhia de Viagem 15:45-Super Papo 16:15-Transição 16:45-Olhar Digital 17:15-Super Papo 17:45-Pague Menos 18:15-Ritmo Brasil

18:45-Belas na Rede 20:00-O Último Passageiro 21:00-Pânico na TV 23:30-Dr.Hollywood 00:30-É Notícia 01:30-Bola na Rede 02:00-A Hora e a Vez da Pequena Empresa 02:15-Super Papo 03:00-Igreja da Graça Nosso Lar

TV Potengi/Bandeirantes - 3 05:45-Espaço Vida Vitoriosa 07:00-A programar 07:30-A programar 08:00-Posso Crer no Amanhã 08:30-Liliana Rodriguez 09:00-Multirio 10:00-Full Motor 10:30-Brasil Caminhoneiro 11:00-Infomercial 12:00-Auto + 12:45-Band Esporte Clube 13:00-Fórmula Truck — Etapa Santa Cruz do Sul 14:30-Magazine da Liga UEFA 15:00-Band Esporte Clube 15:30-Campeonato Carioca — Taça Guanabara: Final 18:00-Terceiro Tempo 20:00-V.I.P — Segurança Especial 21:00-Domingo no Cinema:“Caçada sem tréguas” 22:00-Band Folia 23:30-Canal Livre 00:30-Deles e Delas 01:00-Show Business 01:45-Cine Band:“Por uns dólares a mais” 04:15-Espaço Vida Vitoriosa

TV SBT/Ponta Negra - 13 06:00-Aventura Selvagem 07:00-Pesca Alternativa 08:00-Vrum 08:30-Ganhe Mais Dinheiro com Jequiti 09:00-As Visões de Raven — Série 09:45-Arnold — Série 10:15-Eu,A Patroa e As Crianças — Série 11:00-Domingo Legal 15:00-Eliana 19:00-Roda a Roda Jequiti 19:45-Programa Silvio Santos 00:00-De Frente com Gabi 01:00-Arquivo Morto — Série 02:00-Desaparecidos — Série 03:00-Estética — Série 04:00-Jornal do SBT

TV Tropical/Record - 8 05:25-Bíblia em Foco 05:55-Desenhos Bíblicos 06:45-Nosso Tempo 07:15-Desenhos Bíblicos 08:00-Record Kids 09:30-Domingo de Prêmios 10:00-Record Kids 12:00-Tudo é Possível 16:00-Programa do Gugu 20:00-Domingo Espetacular 23:00-Tela Máxima

• O MELHOR AMIGO DA NOIVA Com Busy Philipps, Michelle Monaghan, Patrick Dempsey, Kevin McKidd, Kelly Carlson, Sydney Pollack. Comédia romântica. Com a carreira turbinada pelo sucesso do doutor Derek Shepherd, o “McDreamy” do seriado “Grey’s anatomy”, Dempsey voltou a dar as caras no cinema — quase sempre como o bom moço das comédias românticas. Espécie de “O casamento do meu melhor amigo” com os papéis trocados, este filme traz o galã como Tom. Sujeito que sempre se deu bem com as mulheres, ele começa a perceber que nutre sentimentos mais profundos pela melhor amiga, Hannah (Michelle), quando ela anuncia um noivado depois de voltar da Escócia. MAX, 11h45m.

droga sintética e passa a ser perseguida POTENGI, 21h. por um traficante. Perigo!P

• OS CAÇADORES DA ARCA PERDIDA Com Harrison Ford, Karen Allen, Paul Freeman, Ronald Lacey. Aventura. Clássico de Spielberg, o filme traz Ford como o arqueólogo Indiana Jones, um dos mais marcantes personagens do ator no cinema ao lado do Han Solo de “Guerra nas estrelas”. Nesta aventura, ele é contratado para encontrar a Arca da Aliança, na qual Moisés teria guardado “Os Dez Mandamentos” trazidos do Monte Horeb e que daria enormes poderes ao seu dono. Mas a tarefa não é nada simples uma vez que o exército nazista de Hitler também busca a relíquia. INTER TV/CABUGI, 13h45m.

• HORROR EM AMITYVILLE Com Ryan Reynolds, Melissa George, Jesse James, Jimmy Bennett. Terror. Ex-marido da musa Scarlett Johansson, Reynolds inflou os músculos para interpretar George, homem que se muda com a mulher (papel de Melissa) e os filhos para uma casa nos arredores de Amityville, em Long Island. Os novos moradores não sabem, mas o lugar foi cenário de uma verdadeira carnificina: uma família inteira foi assassinada ali enquanto dormia. Não demora muito para que George comece e ser perturbado por estranhos e fantasmagóricos eventos. Apesar de todo o clima de medo, a fita não decola e resulta em um desfecho decepcionante. SPACE, 23h45m.

• HARLEY DAVIDSON E MARLBORO MAN: CAÇADA SEM TRÉGUAS Com Mickey Rourke, Don Johnson, Chelsea Field, Daniel Baldwin, Giancarlo Esposito. Aventura. Amigos de longa data, Harley Davidson (Rourke) e Marlboro (Johnson) descobrem que um outro grande camarada deles está prestes a perder seu bar. E que a única saída para o estabelecimento é a renovação do aluguel pelos próximos cinco anos pelo preço de US$ 2,5 milhões (!). Harley tem a única ideia que ele julga cabível diante de uma situação como essa: assaltar o carro blindado do banco. Mas o plano vai pelos ares depois que a dupla rouba por engano um carregamento de uma

• SOLAS Com Maria Galiana, Ana Fernandez, Carlos Alvarez-Novoa, Antonio Dechent. Drama. Sevilha é o cenário deste drama sobre uma delicada relação entre mãe e filha. Primieiro longa dirigido por Zambrano, o filme mostra o curto período em que Rosa (Maria) passa na casa de sua filha Maria (Ana), enquanto seu marido está no hospital. O conflito já se estabelece de cara. Maria é uma faxineira de 40 anos que está grávida de um homem que não ama e mora num apartamento caindo aos pedaços. Para complicar a situação, ela afoga as mágoas na bebida. TV BRASIL, 23h.

• ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ Com Tommy Lee Jones, Javier Bardem, Josh Brolin, Woody Harrelson. Drama. Grande ven-

cedor do Oscar de melhor filme 2008, este impecável longa dos irmãos Coen levou ainda estatuetas nas categorias melhor diretor, ator coadjuvante (Bardem) e roteiro adaptado (também assinado pela dupla). Um dos protagonistas da história, Llewelyn Moss (Brolin), é um veterano do Vietnã que vive no oeste do Texas e aproveita uma venda de drogas fracassada para fugir com US$ 2 milhões. Mas passa a ser perseguido pelo matador Anton (Bardem, excelente), que tem em sua cola o xerife Ed Tom Bell (Jones). Tenso. INTER TV/CABUGI, 1h55m.

Horror em Amityville

O Melhor Amigo da Noiva

9


Clube do Assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo

ALEXSANDRA BORGES

Promoções válidas de domingo (27/02/11) a sábado (05/03/11), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

Pirineus Os homens estão cada vez mais exigentes e atualizados com as tendências da moda. E tratando-se de moda masculina, a Pirineus tem a qualidade e o bom gosto que você procura. Lá, você encontra camisas esportivas, sociais, calças, bermudas, cintos, meias, etc. Esta semana, a Pirineus oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, nas camisas da “Texarkana” (com manga curta e gola polo). Shopping Via Direta, loja 209, Mirassol Tel.: 3206.2303

50% à vista (dinheiro) nas camisas da “Texarkana” (com manga curta e gola DIVULGAÇÃO

polo).

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

ZEAN BRAVO

s hilários protagonistas de “The Big Bang theory” — um dos seriados de maior sucesso da atualidade, exibido no Brasil pela Warner — são o melhor exemplo do orgulho nerd que invadiu a ficção. Mas eles não estão sós. Por aqui, esses crânios, quase todos seres aficionados por “Guerra nas estrelas” e jogos de RPG, propagam seu conhecimento em séries e novelas. E provam que também são populares. Interpretado por Fernando Caruso em “Aline”, Wallace, o nerd eternamente apaixonado pela vizinha vivida por Maria Flor, ficará com uma modelo interpretada pela top model Isabeli Fontana. Michelle, personagem da bonitona, esnoba o rapaz até descobrir uma paixão em comum: “Star wars”. Em um episódio que promete divertir, eles se vestem de Han Solo e princesa Leia. — Realizei um sonho de infância com esse episódio. Eu ficava tirando fotos fantasiado nos bastidores e colocava no Twitter — entrega Caruso, um nerd assumido. — Está mesmo rolando essa onda de orgulho agora. Ser nerd hoje é indie. Pena que aconteceu tarde. Eu fui escrachado na escola pelos meus colegas por ser assim — recorda o ator. Caruso é apontado pelo amigo e também ator Gregório Duvivier como “o maior nerd do Brasil”. Mas ele também costuma interpretar o tipo na TV. Protagonista da série “Vendemos cadeiras” — que tem sua primeira temporada reprisada agora pelo Multishow —, Duvivier faz o geek Fábio Jr.. Ele é um sujeito tímido, viciado em videogame e boliche e melhor amigo de Eliezer (Wagner Santisteban). — O nerd hoje realmente virou o cara popular —

A FORÇA ESTÁ COM ELES

O

PERSONAGENS NERDS GANHAM ESPAÇO EM NOVELAS E SERIADOS E MOSTRAM QUE OS INTELIGENTES JÁ NÃO SÃO EXCLUÍDOS COMO ANTES TV GLOBO/RENATO ROCHA MIRANDA

COLUNA DO

revista da tv

TV GLOBO/BLENDA GOMES

10 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

O ator David Lucas diz que Lipe, seu personagem em “Titi-ti”, é “cabeçudo”:“Ele é um nerd antigo, barroco e romântico”

Fernando Caruso como Wallace em “Aline”: o nerd, apaixonado pela personagem de Maria Flor vai conquistar a modelo Isabeli Fontana

aponta Duvivier, sempre convidado para papéis do gênero: — Eu adoro personagens esquisitos, outsiders. Apesar da recente aceitação, o ator acredita que “ser nerd é uma condição meio triste”. — Você não ter vida não é motivo para orgulho. É contrassenso o nerd virar padrão justamente por ser uma pessoa considerada fora de padrão — teoriza. Segundo Duvivier, que adora literatura russa, mas nunca jogou RPG na vida, existem vários tipos de nerds. David Lucas, o Lipe de “Ti-ti-ti”, classifica o seu como romântico: Lipe é barroco e romântico. Ele é “cabeçudo”, tem respos-

ta na ponta da língua para tudo. Tenho cuidado ao falar o texto para não parecer tudo muito decoradinho, mas muitas das coisas que ele fala em cena eu não conheço bem. Eu mesmo fui pesquisar sobre Chopin para entender melhor sobre o que o personagem fala. Viciado em computador, Carlinhos “Obama”, de “Malhação”, é o nerd da nova geração. O ator Pedro Maya usa óculos em cena para compor o papel: Tenho um estilo clássico para a minha idade e acho que sou parecido com o personagem. Gosto de ler, de estudar, passo horas no computador.

TV GLOBO/MÁRCIO NUNES

Sonho de Papel Para você que gosta de presentear e sempre pensa em todos os detalhes, a artesã Delza Medeiros realiza lindos trabalhos como: lembranças, embalagens para presentes, convites, cubos para 15 anos, casamentos, etc. Conheça o trabalho e apaixonese! Esta semana, a Sonho de Papel oferecerá um desconto exclusivo ao assinante da TN, nas embalagens, cartões, caixinhas personalizadas, convites e lembrancinhas. Rua Industrial João Motta, 1556, Capim Macio Tel.: 3642.1929

50% à vista (dinheiro) nas embalagens, cartões, caixinhas personalizadas, convites e lembrancinhas.

■ As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■ Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção,o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■ Contatosparacredenciamento:Depto.deMarketing.Tel.4006-6100,R.6262. ■ e- mail.mkttn@terra.com.br; clubetribuna@digizap.com.br

Obama (Pedro Maya, à esquerda), de “Malhação”, e a dupla Fábio Jr. (Gregório Duvivier) e Eliéser (Wagner Santisteban), da série “Vendemos cadeiras”

DIVULGAÇÃO


revista da tv

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

PRIMEIRO PLANO

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 11

VALÉRIO ANDRADE

O que e quem não funcionam em Ti-Ti-Ti

N

as comédias o ponto fraco é o núcleo dramático e nas novelas dramáticas acontece o oposto: o humor é o lado fraco. No início de Ti-Ti-Ti, Bruna, personagem vivida por Giulia Gam, estava com câncer. Situação dramática que não combinava com o espírito despretensioso e humorístico da história, nem, consequentemente, era minimamente convincente. Percebendo o equivoco, a Globo eliminou a doença, e, aparentemente, o telespectador nem se deu conta dessa “cura” milagrosa.

NOVA MUDANÇA A atriz Giulia Gam parece,pelo menos nessa fase de sua carreira,se sentir mais à vontade vivendo personagens problemáticos do que saudáveis e bem-humorados. Subitamente livre do câncer, Bruna passou a viver com novo drama,inaceitável para sua condição de mãe,ao saber que o adorado filho,morto no primeiro capítulo,era gay.Outro choque:de que o filho que Marcela (Isis Valverde) trazia no ventre não era seu neto.A Globo também viu que essa conduta de Bruna estava fora de sintonia com a história e,de uns tempos para cá,em vez de hostilizar Julinho (André Arteche),o

parceiro sexual do filho,tornouse sua amiga íntima.Com essas duas alterações,Giulia Gam,ser poder dar vazão a sua vocação dramática (além de ter virado personagem passiva) caiu como atriz.Quem sentiria a sua falta se ela saísse de cena?

O VAI-E-VEM DE MARCELA Já ultrapassou – e há muito capítulos – o ponto da saturação do triângulo amoroso protagonizado por Marcela (Isis Valverde),Renato (Guilherme Winter) e Edgar (Caio Castro). Seja por causa da personagem, seja porque Isis Valverde está fraquíssima,ou por causa das duas coisas,o fato é que ninguém suporta mais o vai-e-

Apesar da artificialidade dessa situação (exaustivamente repetitiva) o lado má de Luisa tem dado margem a Guilhermina Guinle para se sobressair como atriz dotada de recursos dramáticos. A escravidão amorosa de Luisa não convence, mas, ao contrário de Giulia Gam e de Isis Valverde, Guilhermina Guinle se salva – e, nas cenas da gravidez psicológica, alcançou o nível das interpretações dos bons melodramas americanos.

vem amoroso de Marcela.Pouco importa – quem está preocupado com isso? – se,no final,ela escolherá Renato ou Edgar.Sem aqueles irritantes gritinhos de ninfeta infantilizada, Isis Valverde,a despeito de super prestigiada na novela,não convence como personagem de melodrama,talvez por não saber representar sem o escudo do sorriso.Mas nesse tripé amoroso, Isis Valverde não é a única perna quebrada.Seus parceiros,quer como personagens,quer como atores,são igualmente fraquinhos.Com sua cabeleireira, sua barba,suas sobrancelhas,o visual de Caio Castro mostra que ele está fisicamente apto a fazer o papel de Lobisomem.

A TV AOS PÉS DO GALINHO FABIO ROSSI

ZICO RETOMA A FUNÇÃO DE COMENTARISTA E AINDA VAI COMANDAR UM PROGRAMA SEMANAL NO CANAL UHF ESPORTE INTERATIVO dolo de verdade não tem descanso nem na hora do trabalho. Ao chegar no prédio do canal Esporte Interativo para sua estreia como comentarista, na última terçafeira, Zico encontrou uma festa preparada para recebê-lo. O que seria apenas uma pequena comemoração com espumante e petiscos acabou virando uma sessão de autógrafos particular para os funcionários do canal, cheios de camisas do Flamengo e sorrisos para receber o maior dos ídolos da torcida rubronegra. Simpático, o galinho posou para fotos, assinou camisas e ainda improvisou um discurso dizendo que chegou para ser mais um na equipe. Depois da rápida passagem como diretor de futebol no Flamengo, no ano passado, ele volta à função de comentarista que já havia exercido 21 anos atrás, na Copa do Mundo da Itália, na TV Bandeirantes. Desta vez, o ex-jogador comentará os lances dos jogos da Liga dos Campeões da Europa. Além disso,

Í

Zico vai comandar um programa semanal na emissora, com previsão de estreia no fim de março. — O que mais me empolgou foi a chance de participar desta competição que é a mais importante do futebol mundial. Tive a oportunidade de trabalhar na Liga dos Campeões e, por ter vivenciado o campeonato e visto de perto o que ele representa, fico feliz de poder comentá-lo e transmitir essa importância para o torcedor brasileiro — defende Zico. Segundo ele, outros fatores que pesaram na decisão de aceitar o convite do canal foram a possibilidade de passar mais tempo com sua família — já que os jogos acontecem durante a semana — e a oportunidade de atuar numa TV nova, com um tipo de linguagem menos viciada. O Esporte Interativo existe desde 2007 e tem programação de esporte 24 horas via UHF e parabólica. Na hora de definir qual seria seu estilo de comentário, o ídolo rubro-

Zico posa no estúdio do Esporte interativo: ídolo do Flamengo terá programa semanal

negro saiu pela tangente. Segundo ele, a função não tem mistério: bastar comentar o que está vendo. — Não dá para querer adivinhar muito, né? Futebol não é um bolo que você coloca os ingredientes e sai um resultado bonitinho. Cada jogo é uma história diferente. Acho que o importante é transformar sua experiência de dentro do campo em informação para o telespectador. Existem situações que, às vezes, pas-

sam despercebidas, mas o cara que viveu ali no campo enxerga. No último domingo, por exemplo, no Flamengo x Botafogo, o lance do gol do Ronaldo Angelim dividiu algumas opiniões. Houve quem achasse que a bola teria entrado direto após escanteio cobrado pelo Thiago Neves. Mas o Júnior (também exjogador do Flamengo e comentarista da TV Globo) logo disse que não. Quem já foi jogador tem a percep-

ELA SE SALVA É difícil acreditar que uma mulher bonita e charmosa como Guilhermina Guinle (Luisa) passe toda a novela implorando e se humilhando pelo amor de Edgar, cara pernóstico e chato.Apesar da artificialidade dessa situação (exaustivamente repetitiva) o lado má de Luisa tem dado margem a Guilhermina Guinle para se sobressair como atriz dotada de recursos dramáticos. A escravidão amorosa de Luisa não convence,mas,ao contrário de Giulia Gam e de Isis Valverde, Guilhermina Guinle se salva – e, nas cenas da gravidez psicológica,alcançou o nível das interpretações dos bons melodramas americanos.

ção, pela direção da bola, se ela desviou em alguém — defende. Mas segundo Fabio Medeiros, diretor de conteúdo do canal, Zico imprimiu um estilo todo próprio em sua estreia. Ele comentou a partida entre Lyon e Real Madrid na última terça-feira. — Foi ótimo, ele ficou muito à vontade e fez um monte de piadas. O Esporte Interativo tem uma linguagem mais informal na transmissão e ele entrou totalmente no clima. Tirou sarro do narrador e interagiu com os espectadores, que ficaram mandando mensagens pelo Twitter. Inclusive, a hashtag #ziconoesporteinterativo ficou entre as expressões mais faladas do Brasil no site — comemora. Ainda de acordo com o diretor, Zico também saiu empolgado da cabine de transmissão, cheio de novas ideias para o programa. Ainda sem nome ou data para estrear, a atração será semanal e terá sempre um convidado especial que vai conversar com o Galinho sobre o desempenho dos jogadores brasileiros pelo mundo. — Ainda estamos conversando e o próprio Zico tem várias ideias de quadros para o programa. Além de analisar a performance dos brasileiros, a ideia é também que, nesse bate papo com o convidado, eles relembrem histórias bacanas do futebol e de suas carreiras. — diz Medeiros.


Revista da tv 12

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 27 de fevereiro de 2011

Toni Collette esbanja talento e foge do caricato em cenas difíceis na nova temporada da boa “United States of Tara”(Fox).

SERIAIS

Para “The cape”(Universal).A premissa é tosca,os personagens são toscos...Em resumo,a série é uma tosqueira só.

MAIS-MAIS Se “The cape”não está dando conta do recado,o jeito é recordar outros super-heróis da TV.

LÍVIA BRANDÃO - TATIANA CONTREIRAS FOTOS DE DIVULGAÇÃO

N

unca na história deste país um serial killer foi tão querido pelo público. Beirando a sexta temporada nos Estados Unidos,“Dexter”é atualmente exibido no Brasil por, acredite,três diferentes canais e em três diferentes momentos.No FX,o quarto ano da rotina do assassino vivido por Michael C. Hall vai ao ar às quintas,às 22h.No Liv,que adquiriu os direitos da série,os primeiros dilemas do moço ganharam os domingos,às 23h.E,na Rede TV!,estreia amanhã,às 23h,a segunda leva de episódios da atração.Afinal,por que todos amam Dexter Morgan? Para André Rossi,diretor de programação da Discovery Networks no Brasil (e que abrange o Liv),o crescimento do número de assinantes de TV a cabo justifica o investimento.Quem já viu a série pode rever,e quem não assistiu pode acompanhar desde o início — atualmente o canal exibe a primeira temporada. — Por ser relativamente novo, é importante contarmos com uma variedade de títulos que reforcem o posicionamento do Liv como um canal de entretenimento, desde

Michael C.Hall vive o assassino em série que também trabalha na polícia como especialista forense

1.“Heroes”.Não era só um,nem dois,mas dezenas de seres especiais,da cheerleader Claire ao japinha fofo Hiro.

Todos amam Dexter Morgan lançamentos (como “Hawaii Five0”e “Blue bloods”) até os já consagrados, como “Dexter”, uma série que contribui para posicionar o Liv nesta categoria tão disputada — diz Rossi. Para quem ainda não deparou com o rapaz na programação,vale saber que Dexter Morgan é um

»DE PRESIDENTE A GERENTE

No ar como a líder alienígena Anna de “V”, Morena Baccarin vai fazer uma visitinha a “The mentalist”. A atriz brasileira viverá Erica Flynn,a misteriosa gerente de uma agência de encontros que cruza o caminho de Patrick Jane (Simon Baker).

»VOLTE,BAUER,VOLTE

Foi Kiefer Sutherland quem deu a notícia:o aguardado filme de “24 horas”tem previsão de estreia para janeiro de 2012.O eterno Jack Bauer (foto) também deve voltar à TV como protagonista de “Touch”, novo projeto do criador de “Heroes”,Tim Kring.

especialista em análise de sangue da polícia de Miami e,nas horas vagas,se livra de maus elementos da cidade.Maurício Tavares, diretor de Novas Aquisições da Rede TV!,está satisfeito — e tem novidades.A emissora também já comprou “Hawai Five-0”: — “Dexter”está alcançando um

bom retorno,com índices satisfatórios de audiência e que estão crescendo a cada semana. Queremos fidelizar a audiência da RedeTV! nas noites de segundafeira,fazendo do horário um destino para o público que gosta de séries americanas de ótima qualidade.

E AINDA... • SALVEM A PROFESSORINHA! Ou melhor, salvem “Fringe”! Esse é o apelo feito pelo ator Joshua Jackson, o Peter Bishop em pessoa, aos fãs. A audiência vem caindo vertiginosamente desde que a série passou a ser exibida nas noites de sexta-feira, horário ingrato para o público americano. Jackson pede para que os espectadores sintonizem as TVs no horário original de exibição da série.

2.“Misfits”.A série inglesa retrata a rotina de jovens delinquentes que ganham poderes sobrenaturais depois de serem atingidos por um raio. 3.“Smallville”.O clássico Super-Homem em versão adolescente e emo. 4.“Birds of prey”. Mais uma versão “júnior”:os herdeiros de Batman e Mulher Gato vivem em uma nova Gotham City. 5.“No ordinary family”.Família ganha superpoderes após um acidente de avião em plena floresta amazônica.Pois é.


PARTE INTEGRANTE DO JORNAL TRIBUNA DO NORTE - NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE - LINHA DIRETA DO ASSINANTE NATAL: 4006-6100 - R - 6261

GUTEMBERG JUNIOR

Uma flor

para elas

clube do assinante Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 27 de fevereiro de 2011

Rouger Coiffeur oferece tratamento completo para cabelos e diz quais são os cortes e cores da moda

Tuareg Kasa do Oriente faz da dança do ventre um exercício para o corpo e para a feminilidade

[ PÁGINA 07]

[ PÁGINA 03]

OFERTAS VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE AOS ASSINANTES DA TRIBUNA DO NORTE DE 01 A 31 DE MARÇO DE 2011


2

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

clube do assinante

Domingo | 27 de fevereiro de 2011 ALDAIR DANTAS

Palavra do editor s mulheres já conquistaram boa parte dos direitos que por muito tempo lhes foram negados. Agora, elas reivindicam novamente o direito de se preocupar com sua beleza, seu visual e sua saúde. Ser feminina está novamente em alta. E é uma qualidade que se evidencia de forma especial no momento em que março, o mês oficial das mulheres, se aproxima. O CLUBE DO ASSINANTE deste mês recebe um toque feminino e lista uma série de dicas que podem deixar a leitora mais à vontade com o espelho. O vestuário é parte importante do cotidiano feminino, e as lojas oferecem a elas as mais variadas opções, sempre antenadas com todas as tendências e estilos – até mesmo os menos convencionais. Aliado a isso, cabelo, pele e maquiagem se somam com harmonia. O corpo se exercita para manter a forma, e os movimentos podem ser feitos através de danças que modelam o corpo, o espírito e a feminilidade. Elas merecem.

A

NOTAS EXPLICATIVAS »Este é um serviço gratuito,oferecido aos assinantes da TRIBUNA DO NORTE pelo Depto.de Marketing com o objetivo de orientá-los na hora de escolher sua opção de compras.As informações contidas no CLUBE DO ASSINANTE foram fornecidas pelas empresas conveniadas.Não nos responsabilizamos pelas mudanças de preços e descontos.

»Os descontos oferecidos pelas empresas associadas e anunciadas são válidos durante o mês de março de 2011.A cada mês ocorrem alterações na listagem.

»No caso de assinaturas feitas por empresas, uma pessoa deverá ser nomeada como titular do cartão.

»Nunca saia de casa sem seu cartão. Mantenha-o sempre dentro de sua carteira. Ele significa economia para você e sua família. OS DESCONTOS OFERECIDOS NÃO SERÃO CUMULATIVOS

Cirurgicamente perfeito cirurgia plástica evolui junto com a tecnologia e vai se tornando cada vez mais acessível e repleta de possibilidades – principalmente aquelas ligadas à estética. A chance de poder remodelar o corpo conforme o desejo é algo que sempre fascinou as mulheres. Uma atitude física, mas que não deve excluir o psicológico. A cirurgiã Valéria Rocha Lima, há 19 anos na área, conhece todos os procedimentos modernos – mas sempre procura saber o que há por trás da mente antes de mexer na pele. “A boa aparência hoje não é algo associado apenas à beleza, mas também ao sucesso. É quase sinônimo de felicidade”, diz Valéria. O segmento de cirurgia plástica, inegavelmente, acompanha tendências e modismos. No momento, os implantes mamários dividem as preferências com a lipoaspiração. Todas em busca da silhueta perfeita – seja ela mais esguia ou mais voluptuosa. A faixa etária também influi na procura. Mulheres a par-

A

tir dos 40 procuram o rejuvenescimento facial; mais jovens, a partir dos 20, elas querem cirurgias corporais, como lipoaspiração, mama (aumento ou redução), e implantes de glúteo. O segmento cirúrgico se aperfeiçoa conforme as técnicas evoluem. Valéria cita avanços nos materiais, como os revestimentos de prótese, melhoramento da qualidade do silicone, e das técnicas de fabricação dos materiais (implantes e equipamentos). Para o desejado rejuvenescimento, também evoluíram os procedimentos a laser, que cuidam de rugas, manchas e flacidez com uma eficiência cada vez maior. Para complementar, chegaram ao mercado os cremes desenvolvidos em nanotecnologias, cuja penetração na pele é maior devido às moléculas maiores. A tecnologia não dá limites para a cirurgia plástica. O limite real está na mente e corpo humanos. “Algumas pessoas não querem apenas mudar o aspecto, querem mudar a vida. Mas se o probleGerente de Marketing :Andreia Barandas Editor : Carlos Peixoto Repórter:Tadzio Yuri Atendimento aos assinantes: Halicene Dantas,Alexsandra Borges e Cibelle Ribeiro

ma está dentro de si, não é a cirurgia que vai resolver”, afirma Valéria. Ela ressalta que o médico deve conversar com o paciente, saber quais são suas motivações. Pode ser modismo, insatisfação, saúde, etc. Tudo pode influir no que se fará antes de ir à sala de cirurgia. “Se, por exemplo, uma garota adolescente quer se operar porque não arranja namorado, ela está tento uma expectativa irreal. Sublimar um fracasso pessoal na cirurgia não é uma boa”, explica. Para evitar problemas, insatisfações e até algo mais sério, Valéria pede que a pessoa procure se informar sobre a formação de seu cirurgião. Ele deve estar capacitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica: através disso, sabe-se que o profissional passou por seis anos de medicina, três anos de cirurgia geral, e três anos de cirurgia plástica. O médico faz uma prova; se passar, torna-se membro da sociedade. “É como um selo de qualidade para o cirurgião”, conclui. End.:Av.Duque de Caxias,106,Ribeira CEP:59010-200. Fone:4006-6100 R-6261-6262 E-mail:clube@tribunadonorte.com.br Fax:4006-6121 www.tribunadonorte.com.br/clubeassinante.php


clube do assinante

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Diversão Lazer

» BIG BLUE PARQUE AQUÁTICO Av.Brigadeiro Paulo Salema s/n,Praia de Búzios Tel.(84) 3239-2118.Desc.:20% à vista na entrada do parque,limite de até 05 pessoas por assinante.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

3

Exercícios graciosos GUTEMBERG JUNIOR

» DANNY'S PARK Av.Senador Salgado Filho,2233 Lagoa Nova–Shopping Via DiretaTel.:3206-1000 Av.Dr.João Medeiros Filho,2300 Loja 07 Potengi–Shopping Estação Tel.:3614-3710 Promoção:Compre R$20,00 em créditos e ganhe mais R$25,00 em bônus para brincar a vontade de domingo a domingo. Bônus válido para máquinas de vídeo game simuladores,brinquedos coletivos e Kid Raidem (para participar o assinante terá que adquirir o cartão do Park no valor de R$1,00).www.dannyspark.com.br » DUNNAS BOLICHE Av.Dos Ipês,2685 Neópolis Tel.:3207-6924 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo nos jogos de boliche (não inclui alimentação e jogos eletrônicos). www.dunnasboliche.com.br » MA-NOA PARK Av.Ponta dos Anéis,s/n Praia de Maracajaú Município de Maxaranguape/RN Tel.:(84) 3211-2140.Desc.:20% à vista ou a prazo na entrada do parque e na aquisição do passaporte .Classic Ma-Noa Park. Respectivamente no máximo de 4 (quatro) pessoas,(titular + 3 dependentes). » MARINA BADAUÊ Av.Deputado Márcio Marinho,s/n Praia de Pirangi do Norte/RN Tel.:(84) 3238-2066 Desc.:50% à vista na entrada inteira para os passeios de barco (Assinante + 4 pessoas). Crianças até 5 anos não pagam e de 6 a 11 anos pagam meia entrada.Reservas antecipadas.

» TAVERNA PUB MEDIEVAL BAR Rua Dr.Manoel Augusto Bezerra de Araújo,500 Ponta Negra Tel.:3236-3696 Desc.:60% à vista (dinheiro) na entrada do Pub em festas normais e 20% à vista na entrada de festas especiais e nacionais.

Educação Berçário, Creches e Educação Infantil

» CRECHE ESCOLA AQUARELA R.Cel.Auriz Coelho,470 Lagoa Nova Tel.:3206-0703.Desc.: 20% à vista nas mensalidades da educação infantil (nível II ao V). Cursos de Idiomas

» CNA INGLÊS DEFINITIVO Unidade I:Av.Hermes da Fonseca,1168 Tirol Tel.:3222.4395 Unidade II:R.Leôncio Etelvino de Medeiros, 2835 Mirassol Tel.:3207-8468 Unidade Parnamirim:Av.Senador João Câmara,

A dança do ventre trabalha a mente e o corpo, beneficiando a postura, o físico, a feminilidade e a auto-estima

raça, flexibilidade e boa postura a favor da dança. Foi através dessa reunião de qualidades que a dança do ventre se estabeleceu como uma opção diferenciada de atividade, terapia e também profissão entre o público feminino da cidade. E como pioneira há 12 anos, a Tuareg Kasa do Oriente, divulga os benefícios da dança sempre com muito conhecimento de causa. As aulas são só para mulheres. “A dança do ventre já se solidificou no mercado. E quem pratica, sempre recomenda seus benefícios aos outros”, afirma Michelle Santiago, criadora do grupo e da escola, e que atua sob o nome artístico de Nuriel El Nur. Os benefícios físicos são muitos: afina a cintura, trabalha os glúteos, pernas, abdô-

G

Tuareg - Casa do Oriente trouxe a dança do ventre para Natal,e se estabeleceu como opção de exercícios físicos, terapia,e contato com uma nova cultura men e braços, melhorando a postura e combatendo problemas com a coluna. O corpo fica mais flexível e torneado. Os benefícios emocionais também estão incluídos na dança do ventre. Trabalha a auto-estima, já que põe a mulher para encarar o espelho, melhorando a cada dia sua imagem interior e exteriormente; combate também a timidez e reforça a segurança e a feminilidade. Várias mulheres pro-

curam a dança por recomendação de médicos e psicólogos, já que é uma atividade física eficiente e prazerosa, sem atmosfera de academia. “A procura é por motivos diversos, pois a dança do ventre tem propriedades variadas. Cada mulher tem seu objetivo, que pode ser relaxamento, ficar mais feminina, trabalhar o corpo, ou dançar para alguém especial”, diz Michelle. A casa conta atualmente com cinco professoras.

Tuareg – Kasa do Oriente Rua Praia de Alagamar,2170,Ponta Negra. Tel.:3219-0029.

20%

à vista nas aulas de dança do ventre

134 Centro-Parnamirim/RN Tel.:3645-5062 Desc.:20% à vista ou 15% a prazo nas mensalidades dos cursos de espanhol ou inglês. www.cna.com.br/parnamirim

» WORD STATION Av.Deodoro da Fonseca,740 Cidade Alta Tel.:3222.7923.Desc.:45% à vista ou 45% a prazo nas mensalidades dos cursos de Inglês e Espanhol.

» MICROLINS Av.Ayrton Senna,1970 Neopólis Tel.:3207-3727. Desc.: 35% à vista ou a prazo em todos os cursos, exceto nos cursos Vip.

» ESCOLAS FISK Unidade I:Rua Mipibu,365 Petrópolis Tel.:3222.7114. Unidade II:Shopping Via Direta,Mirassol Tel.:3206-2711.Desc.:25% à vista ou 20% a prazo nas parcelas dos cursos de inglês e espanhol e promoções para os cursos de infomática. Informamos que estamos com novas turmas.

Cursos Profissionalizantes

Preparatório para Concursos

» IT CURSOS

» PREMIUM CONCURSOS Av.Senador Salgado Filho,2981 Potilândia Tel.:3234-9923. Desc.:20% à vista ou a prazo nos cursos regulares preparatórios para concursos.

Rua Mossoró,576 Sala 19 Tirol Tel.:3222-4866 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo nos cursos das academias da ITCursos.


4

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Gastronomia

ADRIANO ABREU

Alimentos Dietéticos NUTRE SAÚDE CENTER Rua Ataulfo Alves,1889 Candelária Tel.:3231.5429 Desc.:10% à vista nos produtos e pratos do dia (alimentação light e diet). Bares e Restaurantes CONFRARIA DAS MASSAS Rua:Valter Fernandes,1846,Loja 1,Capim Macio (Ao lado do estacionamento do Favorito) Tel.:3642-1538.Desc.: 20% à vista (dinheiro) em todos os itens do cardápio. MARIPOSA – CREPES E SALADAS Rua:Assú,707,Tiro l Tel.:3611-9227 Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio, exceto bebidas. Ó PAI Ó – CULINÁRIA BAIANA Rua:Fernando Barreto,1443,Lagoa Nova Tel.:3234-4250 .Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio,exceto bebidas.

Apesar de ser tempo da coleção outono/inverno, o clima geral entre vestidos, blusas e calças é de alegria e descontração RESTAURANTE BARRA MARES Av.Cotovelo s/n,Praia de Cotovelo Parnamirim/RN Tel.:3237-2164 .Desc.:10% à vista em todo o cardápio.(O desconto é válido havendo consumação de no mínimo uma refeição). RESTAURANTE COISAS DA ROÇA BR 304,Km 287 Reta Tabajara Macaíba/RN Tel.:3502-7810/9985-8307 Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio. MERCEARIA SANDUÍCHES Rua:Lima e Silva,1549,Lagoa Nova Tel.:3615-6200 Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio, exceto bebidas. Chocolates MARIA BOMBOM Rua Praia de Búzios,45 Nova Parnamirim Tel.:32086392 / 9186-5327.Desc.:10% à vista (dinheiro) nas cestas de páscoa,nos ovos de páscoa a partir de 250g e na encomenda de trufas a partir de 50 unidades. SHOWCOFRUTAS Av .Engenheiro Roberto Freire,8790 Praia Shopping–Ponta Negra.Tel.:9481-6183/ 8893.1366 Desc.:10% à vista (dinheiro) em todo o cardápio. Delicatessen MAGAZZINO VINHOS E COZINHA Rua Potengi,576 Petrópolis Tel.:3212.1477 Desc.:10% à vista nos vinhos,chocolates e bacalhau.

Moda alegre e romântica oupas joviais para qualquer ocasião: trabalho, dia-a-dia, eventos formais ou baladas. Esse é o tom que a loja de moda feminina Lola já vem adotando há oito meses. A butique multimarcas acompanha as tendências das passarelas e as leva de formas coloridas, românticas e sensuais para o público feminino. “Nossa clientela, que tem um perfil médio de 20 a 40 anos, tem os mesmos gostos por moda. É questão de estilo”, diz a proprietária Kênia Borges. A clientela, em geral, é ávida por novidades. Na Lola, elas se encontram em grifes como Morena Brasil, Lúcia Figueiredo, Pimenta Café e Dimy. Apesar de as coleções atuais estarem voltadas para o inverno, o clima geral no vestuário é de alegria e descontração. Os vestidos curtinhos, por exemplo, estão mais justos;

R

para viagem de 1 litro e 500 ml

Óticas

Sorveteria ORIGINALE GELATERIA Loja 01:Natal Shopping - Av.Senador Salgado Filho,2234,Candélaria Tel.:8721-9989 Loja 02:Praia Shopping - Av.Engenheiro Roberto Freire,8790,Ponta Negra Tel.:8721-8008 Desc.: 10% à vista ( dinheiro ou cheque) nos potes

ÓTICA MASTER Av.Cel.Joaquim Manoel,615 Loja 02 B-Ed.Harmony Medical Center Petrópolis Tel.:3202-1084 Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 15% a prazo em toda a loja.Parcelamento no cartão em até 10x sem juros.Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

A loja de moda feminina Lola trabalha marcas que atingem um público eclético e descolado dos 20 aos 40 anos, ávido por novidades já os vestidos longos estão voltando com força, mais soltos, em cores vivas (vermelho, verde, neon), lisas, ou estampadas (flores, bichos e desenhos). As blusas também estão esbanjando sensualidade: sem manga, estilo tomara-que-caia, e regata com bolsinho na frente. As calças continuam numa variedade de estilos, com algumas tendências ainda firmes e fortes: é o caso da apertada calça skinny, e a larga calça saruel – que ainda levanta polêmicas entre seus usuários. “Os homens costumam não gostar da calça saruel, e algumas mulheres

deixam de comprar por causa disso. Já a mulher que usa gosta muito, pois acha confortável e chique”, explica. Também continua em alta a calça ‘boyfriend’, com seu visual masculino, largado, com o fundo baixo. Outra peça que está com tudo são os shortinhos – principalmente agora, com o carnaval chegando perto. Os mais curtinhos fazem sucesso (também ao estilo boyfriend), ao lado das versões em bermuda. Para ressaltar o look folião, pode-se usar também os macaquinhos, que estão voltando. A Lola também conta com um pequeno leque de opções em acessórios básicos. Lola Av.Afonso pena,442 A,Petrópolis.Tel.:3201-2459.

25%

à vista ou 10% a prazo em toda a loja,exceto produtos em promoção

ALÔ AMÉRICA SHOW CASE Av.Rodrigues Alves,930,Loja 11 Espaço América Petrópolis Tel.:3211-2343. Desc.:20% à vista em toda a loja.

MOEDA DE OURO Loja 01:Rua Leonel Leite,1429 Alecrim Tel.:3344.3194 Loja;02 Av.Presidente Bandeira,576,Alecrim Tel.:3613.2744 Loja:03 Rua:Presidente José Bento,496,Alecrim Tel.:3213.0503.Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja,exceto produtos em promoção.

ARTE FINAL Av.Afonso Pena,703 Tirol Tel.:3211-5661 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em todos os produtos.

MOLDURA MINUTO Av.Engenheiro Roberto Freire,2920 Shopping Cidade Jardim – Loja 49 Capim Macio Tel.:3207-2235

Presentes e decoração


Domingo | 27 de fevereiro de 2011

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

No tamanho do bom gosto ão há medida exata para se ter estilo no vestir. Foi com essa idéia que a butique de moda feminina Muliebris abriu as portas há 14 anos. O diferencial da loja é dirigir a uma clientela de medidas grandes. Mas a única diferença está nos números maiores que os habituais; na hora de seguir as tendências das passarelas, o direcionamento é o mesmo. Há peças transadas para todos os tamanhos. Só há roupas para mulheres. “É um público muito bem resolvido, que já vem sabendo o que quer. Hoje já há muitas lojas do gênero, e as possibilidades não são mais limitadas para elas”, afirma a proprietária Terezinha Góis. Segundo ela, as moças não deixam de usar nada por causa de suas medidas, sejam vestidos tomaraque-caia, calças, blusas, roupas para festas ou para o dia-a-dia. “Temos sempre as coleções da estação e os lançamentos. Te-

N

Muliebris é uma das lojas pioneiras em roupas para mulheres de medidas maiores,em variedade antenada com a moda mos roupas bem transadas, não é uma coisa tão básica como se pensa”, ressalta. Os vestidos, por exemplo, estão mais estilosos que nunca. O tipo ‘tubinho’ está em alta entre elas, e agora com manga, para o inverno. As estampas de bicho (cobra e oncinha) vieram com tudo. Um destaque são para os vestidos de festa, em tafetá, cetim e malha, abusando de rosas e laços. As blusas estão românticas, em malha ou tecido com apliques/detalhes em renda ou gripi (um tipo de renda mais trabalhada, próximo do algodão). Os números vão de 44 a 60. Elas também não

5

Loja II:Shopping Cidade Jardim,Loja 20 Tel.:3217-7527.Desc.:20% à vista em todos os produtos e serviços (Limpeza e consertos de sapatos,tênis,bolsas,cintos,ajustes em roupas, bainhas,etc.) Floriculturas e Paisagismo

escapam da moda dos shortinhos; e ainda se podem escolher as medidas, abaixo do joelho ou no meio da coxa. As calças podem ser encontradas em malha, jeans e microfibra. Entre todos os estilos, segue com destaque a versão ‘cigarrete’, ou seja, indo até o tornozelo. Na hora de escolher os jeans, a preferência da maioria é pelo estilo básico, sem apliques ou customizações, em lavagens mais escuras. Já os acessórios primam pela discrição e leveza, entre brincos, colares e pulseiras. Para os cintos, elas preferem com elástico. O perfil da loja, na maioria, é de mulheres de 30 anos. Apesar de adolescentes também virem, destaca Terezinha. Prova que a moda é bem diversa. Muliebris Shopping Via Direta,loja 436,Mirassol.Tel.:3234-4323.

20%

à vista em toda a loja GUTEMBERG JUNIOR

ART PLANTAS Av.Ayrton Senna,s/n Nova Parnamirim (Próximo ao Colégio Salesiano Dom Bosco) Tel.:3608-4736.Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. ESTÂNCIA FLORICULTURA Loja I:Av.Campos Sales,465 Petrópolis Tel.:3201-1705 Loja II:Av.Romualdo Galvão,968,Tirol Tel.:9987.8706.Desc.:20% à vista em toda loja (não inclui entrega em domicílio). GIRASSOL FLORES E JARDINS Av.Rui Barbosa,13 Morro Branco Tel.:3211-0660 Av Eng Roberto Freire,3039 Capim Macio Tel.:3217-6278.Desc.:20% à vistanas flores naturais. Fotografia, Filmagem e Acessórios FAFÁ NOBRE STUDIO R.Inconfidentes,4778 Conjunto Pirangi II etapa Tel.:3217-3804/9981-5640.Desc.:20% à vista no pôster infantil,book infantil e book para grávidas.www.fafanobre.com.br ITALY COLOR Shopping Cidade Jardim,loja 7 A Capim Macio Tel.:3217-9098.Desc.:15% à vista nos serviços fotográficos e 10% à vista nos produtos. Lavanderias LAVANDERIA PRIMAVERA Av.Rui Barbosa,28 Morro Branco Tel.:3222-9697. R.Princesa Isabel,821 Centro Tel.:3222-6513 Av.Jaguarari,5085 Lagoa Nova Tel.:3606-0827 Desc.:20% à vista na lavagem a seco e lavagens especiais (cortinas,estofados, tapetes) e revitalização de artigos em couro. Delivery grátis a partir de R$40,00.Desconto válido em todos os pontos de atendimento. Papelaria e Livrarias RELLICARIUM – PAPELARIA E PRESENTES Av.Afonso Pena,628 Loja 5 Petrópolis Tel.: 3211-2300.Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

Loja trabalha vestidos para festas ou cotidiano, blusas românticas, calças em malha ou jeans, e também shortinhos, hits da estação

Desc.:20% à vista (dinheiro) em quadros da vitrine, 15% à vista (dinheiro) em serviços de emolduramento e 10% a prazo em até 6x no cartão, parcela mínima de R$50,00. Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

SONHO MEU PRESENTES Av.Hermes da Fonseca,620 Tirol Tel.3201.1933 Desc.:20% à vista (dinheiro,cheque ou cartão) na confecção de colchas de cama e cortinas (mão-de-obra).

SONHO DE PAPEL R.Industrial João Mota,1556 Capim Macio Tel.:9992-4900/ 8862-2969. Desc.: 20% à vista nas embalagens artesanais, cartões e caixas de mensagens.

Cestas, Presentes e Homenagens ao Vivo

Consertos e Ajustes

BREAKFAST SABOR DE CARINHO Av.Paulistana,2113 Panatis 1 Tel.:3214-3521/9987-4450 Desc.: 20% à vista (dinheiro) nas cestas de

SAPATARIA DO FUTURO Loja I:Av.Senador Salgado Filho,2190 Loja 01 Portugal Center Tel.:3234-1995

Produtos e serviços

café da manhã. GM SOM E HOMENAGENS Rua Jandira,809 Bairro Nordeste Tel.:36541088/3082-0029.Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços.

UNIVERSITÁRIA PAPELARIA Av.Rio Branco,590,Cidade Alta Tel.:3211.2727 Desc.:15% à vista em toda a loja.

Roupas, bolsas & acessórios Bijuterias TIÊ BIJUTERIAS E PRESENTES Shopping Via Direta,Loja 892,Mirassol Tel.:3206-3850. Norte Shopping,Loja 220,Potengi Tel.:3674-8450 Shopping Cidade Jardim – Tel:3217.9850 Desc.:20% à vista (dinheiro ou vencimento cartão) em toda a loja.


6

clube do assinante

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Bolsas, Calçados e Acessórios

»BAGAGERIE – BOLSAS,MALAS E ACESSÓRIOS Midway Mall loja 144 A 1º piso,Tirol Tel.:3646-3515 Natal Shopping loja 113,Candelária Tel.:3206-8109 Desc.:20% à vista (dinheiro) nas linhas escolares infantis (exceto produtos em promoção).

Corpos em harmonia GUTEMBERG JUNIOR

»COURO E COMPLEMENTOS Shopping Via Direta,Loja 711 Mirassol Tel.:3206-2203.Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

»LE POSTICHE Midway Mall lojas 272/272 A 1º piso,Tirol Tel.:3646-3240.Desc.:20% à vista (dinheiro) nas linhas escolares infantis (exceto produtos em promoção). Moda Feminina

»DUETO MODA FEMININA Av.Jaguarari 1875,Jaguarari Center Loja 13 Lagoa Nova Tel.:3213-2306 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

»EMÍLIA REIS Av.Afonso Pena,442 A Petrópolis Tel.:32028587/3082-8969.Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja.

A clínica auxilia no tratamento de vários problemas de saúde através de procedimentos como a hidroginástica

»LOLA Av.Afonso Pena,545 Petrópolis Tel.:32012459/8874-2459 . Desc.: 25% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja,exceto produtos em promoção.

»MALUG ROUPAS E ACESSÓRIOS Av Romualdo Galvão,2100 Loja 06 Lagoa Nova Tel.:3206-4804.Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo em toda a loja.

»MULIEBRIS Shopping Via Direta,Loja 436 Mirassol Tel.:3234-4323.Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

»ROSA MORENA Av.Afonso Pena,628 Vila Colonial loja 10 Petrópolis Tel.:3211-7296.Desc.:20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo nas roupas.

»ROSA CHIC Loja I :Norte Shopping,Loja 219 Potengi Tel.:3674-8480 Loja II :Av.Eng.Roberto Freire,8790 Praia Shopping–Loja G 04 Tel.:3219-0443 Desc.:20% à vista em toda a loja,exceto nos calçados da coleção Amazonista.Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção.

nova ZULLYS Av. Amintas Barros, 2909 Loja 02 Lagoa Nova Tel.: 3606-0343. Desc.: 20% à vista (dinheiro) ou 10% a prazo a toda a loja. Moda Masculina

»O GORDO - TAMANHOS ESPECIAIS Shopping Via Direta,loja 217 Mirassol

armonia corporal é um conceito que vai além da estética. Há seis anos e meio em funcionamento, a Clínica Márcia Ortiz propõe uma série de atividades físicas e terapêuticas que reabilitam a saúde do corpo sob várias formas. Através de atividades aquáticas (sobretudo a hidroginástica) e terapias psicocorporais, a clínica auxilia no tratamento a vários problemas comuns entre mulheres, homens, crianças e idosos. A clínica de Márcia Ortiz atua de forma preventiva, terapêutica e reabilitadora dentro de sua programação. As atividades com hidroginástica são as favoritas entre o público feminino, segundo a educadora física. Na piscina – que é aquecida, coberta, com rampa de acesso e 10 pontos de hidromassagem – pode-se fazer natação terapêutica, hi-

H

Tel.:3234-3547 Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

»PIRINEUS Shopping Via Direta,loja 209 Mirassol Tel.:3206-2303.Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

Atividades físicas e terapêuticas são trabalhadas pela Clínica Márcia Ortiz, que reabilitam a saúde do corpo sob várias formas droginástica (incluindo fitness), hidroterapia, watsu (o shiatsu na água), e natação para bebês, adolescentes, adultos e 3ª idade. Os tratamentos vão de deficiências a gestantes, relaxamento e patologias diversas. Já as terapias psicocorporais atuam junto a necessidades como psicomotrocidade (ideal para crianças pouco ativas); psicologia (brincadeiras e jogos); psicopedagogia (crianças com dificuldades esco-

lares); terapia ocupacional (para combater o estresse); massagens ayurvédica e relaxantes; alongamento; homeopatia; musicoterapia e fonoaudiologia. A estrutura da clínica é adaptada para receber todas as suas atividades, com: vestiários adaptados, seis salas climatizadas, ampla área com jardins, estacionamento e vagas reservadas aos deficientes.

Clínica Márcia Ortiz Av. Passeio dos Girassóis, 2562, Mirassol.Tel.: 32311727. Av. Passeio dos Girassóis, 2562, Mirassol.Tel.: 3231-1727.

20%

à vista em todos os serviços, incluindo a avaliação.Válido para alunos novatos e em contrato mínimo de 03 meses.

»GARAGEM 303

Desc.:20% à vista ou 5% a prazo em toda a loja.

Av.Deodoro,303 Petrópolis Tel.:8821-1322 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja, exceto produtos em promoção.

Moda Praia Unissex

»TISSAGE – MODA MASCULINA E FEMININA Av.Sen.Salgado Filho,2190 Portugal Center Loja 11 Tel.:3234-5017. Desc.: 20% à vista (dinheiro ou cartão de débito) em toda a loja.

»SCHALK Av.Amintas Barros,2372,Loja 02 Lagoa Nova Tel.:3206-9439.Desc.:20% à vista (dinheiro) em toda a loja.

»VESTALE COLECTION

Moda Unissex

Av.Prudente de Morais,2936 Loja 07 Shopping Unicenter.Lagoa Seca Tel.:3223-5002

» FIO A FIO Loja 1:Av.Engenheiro Roberto Freire,2920 Shopping Cidade Jardim,Loja 27 Capim Macio Tel.:3217-7966 Loja 2:Av.Engenheiro Roberto Freire,8790 Praia Shopping,Loja G8,Ponta Negra Tel.:3236-3123 Loja 3:Av.Bernardo Vieira,3775,Tirol MidWay Mall,Loja 323,2° Piso Tel.:3646-3050 Desc.:20% à vista em toda a loja,(Exceto promoção.)


clube do assinante

Domingo | 27 de fevereiro de 2011

Saúde Academias e Clubes

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

7

Um tempo para a beleza

»AABB – NATAL Av.Hermes da Fonseca,1017 Tirol Tel.:3211-4412 Desc.:20% à vista na adesão para sócio e nas mensalidades das seguintes atividades esportivas (para assinantes não sócios): basquete,dança,futebol,futsal,ginástica, handball,hidroginástica,karatê,musculação, natação,tênis,voleibol.

GUTEMBERG JUNIOR

»AGEM ACADEMIA R.Conselheiro Lafayete ,2837 Conj.Pirangi 1ª Etapa Neópolis Tel.:3217.5586 Desc.:20% à vista (dinheiro) em uma das modalidades - ginástica aéro-local, Musculação,jump e spinning »ACADEMIA DE KUNG FU SHAO LIN R.Luzia Bezerra,244 Rosa dos Ventos Parnamirim Tel.:9153-5515/ 8809-5296 Desc.:20% à vista nas três primeiras mensalidades e isenção da taxa de matrícula (kung fu tradicional,boxe chinês e Shuai Shiao). »AERO FOOTBALL CENTER Av.Hermes da Fonseca,1400 Tirol Tel.:3221.1408. Desc.: 25% à vista na escolinha de futebol e 10% à vista na locação de quadras e no futebol para executivos. »TUAREG – KASA DO ORIENTE (DANÇA DO VENTRE) R.Praia de Alagamar,2170 Ponta Negra Tel.: 3219-0029 Desc.:20% à vista nas aulas da dança do ventre. »VOLLEY CLUB Av.Nascimento de Castro,1024 Lagoa Nova Tel.: 3231-1054.Desc.: 20% à vista ou a prazo nas mensalidades das aulas de voleibol. Artigos Terapêuticos

»ARTMAG Shopping Via Direta,Loja 824 Mirassol Tel.3234-1897.Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja. »FÊNIX AROMAS (Aromaterapia,Florais Saint Germain e Artigos Fitoterápicos) Av.Engº Roberto Freire,2925 Capim Macio Tel. 3207-3600.Desc.: 20% à vista ou 10% a prazo em toda a loja,exceto florais e chás. Cabeleireiros

»FRANK CENTRO DE BELEZA Av.Romualdo Galvão 779,Tirol Tel.:3211-1134 Desc.:20% à vista na cauterização,manicure, pedicure,depilação e escova. »ROUGE COIFFEUR Rua Seridó,471 Petrópolis Tel.:3222-9946 Desc.:20% à vista no tratamento da loreal, escova e pedicure.

Os cortes,cores e tratamentos para os cabelos são os serviços mais pedidos no salão, que tem ainda um spa para mãos e pés

abeça, mãos, pés e pele feitos como manda o figurino. O Rouger Coiffeur vai direto ao assunto favorito das mulheres quando estão num salão de beleza – mas sem deixar de oferecer diversas opções para ficar com o visual ideal. Segundo a cabeleireira e proprietária Karla Rosane Silva, mulheres de 20 a 60 anos vêm procurar os serviços da casa. Os cabelos são os que recebem maior destaque no salão. Lá se trabalha com cortes, coloração, mechas, escovas (clássica, progressiva e definitiva), e mega hair com queratina. Juntam-se a isso, os tratamentos que cuidam da saúde do cabelo, como os da Loreal, que conservam e não agridem a fibra capilar. Segundo Karla, em termos de corte elas têm pedido estilos desconectados e

C

»SHOP HAIR

O salão Rouger Coiffeur é um espaço eclético para a beleza,cuidando desde o visual até a saúde dos pés, mãos e pele ondulados, com um resultado chique e despojado. Nas cores, tons de bege e platinados, ideais para o verão. “É impressionante como as novelas ainda exercem influência sobre os penteados. É só algum se destacar em cena, que as mulheres chegam pedindo para a gente fazer igual”, ressalta. O Rouger conta com um ‘spa’ voltado para pés e mãos, que inclui tratamentos diferenciados com limpeza, hidrataTel.:3608.0596 / 8816.2989 Desc.:20% à vista (dinheiro) nas sessões realizadas.Atendimento 24H de domingo a domingo e por hora marcada.

Av.Senador Salgado Filho,3684 Candelária (ao lado do Natal Shopping) Tel.:3231-1701 Desc.:20% à vista ou 10% a prazo na hidratação comum,coloração Matrix e mechas.Nos demais serviços 10% à vista (exceto estética).

Clínicas Terapêuticas

Clínicas de Fisioterapia Respiratória

»CIRP – CENTRO INTEGRADO DE

»FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA PEDIÁTRICA Rua Tomaz Matias II,156 Nova Parnamirim Parnamirim/ RN

ção, esfoliação e massagem. Já a massagem para o corpo tem funções modeladora, anti-stress e de drenagem. Um dos serviços mais pedido na casa é o do ‘Dia da Noiva’, onde a moça pode desfrutar de penteado, maquiagem, massagem e relaxamento, para chegar bem tranqüila diante do altar. Vale salientar que eles também não foram deixados de fora. O salão conta com um espaço masculino, onde o homem pode utilizar os mesmos serviços das mulheres – incluindo a depilação. Rouger Coiffeur Rua Seridó,Petrópolis.Tel.:3222-9946.

20%

à vista (dinheiro) no tratamento da Loreal, escova e pedicure

osteopatia,terapia manual,fisioterapia dermatofuncional,reabilitação cardíaca e pulmonar e fisioterapia para gestantes.

»CLÍNICA MÁRCIA ORTIZ

REEDUCAÇÃO POSTURAL Rua Coronel Costa Pinheiro,1522,Tirol Tel.: 3211.6016.Desc.:20% à vista nas sessões de pilates para reabilitação e fitness,RPG,

(Atividades aquáticas e psicocorporais) Av.Passeio dos Girassóis,2562 Mirassol Tel.: 3231.1727 /9481.2979 Desc.:20% à vista em todos os serviços, incluindo a avaliação.Desconto válido para alunos novatos e em um contrato mínimo de 03 meses. www.marciaortiz.com.br


clube do assinante 8

Natal • Rio Grande do Norte Domingo • 27 de fevereiro de 2011

»ESPAÇO CORPOMENTE Rua Mipibu,338 Petrópolis Tel.:3221-5502 Desc.:20% à vista nas terapias.Yoga, massoterapia oriental (shiatsu,ayurvedica,etc), psicoterapia corporal em biossíntese,terapias da respiração,hidroterapia,relaxamento e meditação.

Elegância em couro GUTEMBERG JUNIOR

Depilação, Estética e Beleza

nova CLINOPÉ Rua Dom Expedito,2189,Lagoa Nova Tel.:3234-1703 Desc.:20% à vista (dinheiro) Nos serviços de Podologia.E nas inscrições da 1ª Jornada de Podologia do RN,que se realizará nos dias 27 e 28 de março de 2011,no Hotel Monza.

»REVITALLE ESTÉTICA SAÚDE E BELEZA Rua Dom Expedito,1776 Candelária Tel.:3206.3280.Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços de estética facial,corporal e salão de beleza. »ROSE ESTÉTICA Av.Prudente de Morais,3857 Loja 22 Shopping Natal Sul-Lagoa Nova.Tel.:3234-1996 Desc.:20% à vista em todos os serviços (massagem,peeling,depilação,banho de lua, coloração,corte e escovas,etc) »SPA FINA FLOR Av.Senador Dinarte Mariz,4077,Via CosteiraParque das Dunas Tel.:4005-0505 Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços de salão (massagem – tratamento corporal e facial,manicure e pedicure, depilação,corte,escova,penteado,maquiagem e química). Estamparia e Bordados

»STAMP SERVICE Shopping Via Direta,loja 254 Mirassol Tel.:32311050.Desc.:20% à vista (dinheiro) em todos os serviços. Perfumaria, Cosméticos e Drogarias

»SOLUI FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO Rua Apodi,559 Tirol Tel.:3222-1900/3222-1901 Desc.: 20% à vista (dinheiro ou cheque) na manipulação de fórmulas (ou produtos manipulados) »YES COSMÉTICS – ALECRIM Av.Coronel Estevam,1141,Alecrim Tel.:3211-6216 Desc.:30% à vista ou 10% a prazo nas deocolônias,cosméticos e maquiagens.(exceto para revendedoras).

Os calçados são os produtos mais procurados da loja, oferecendo sapatos que vão do salto alto até as rasteirinhas

toque feminino é parte integrante de tudo aquilo que a Couro e Complementos expõe em sua vitrine. Calçados, bolsas e malas voltadas na maioria para as mulheres dão o tom na loja que está há seis anos em Natal, cuja origem é pernambucana. As peças, entre o couro natural e o material sintético, exibem estilo e tendências para todas as ocasiões. A loja está sob nova administração há meses. Os calçados são os produtos mais procurados pelas mulheres. Toda a coleção é estritamente feminina. Segundo a gerente comercial Kaliane Souza, há opções entre salto alto, scarpins, plataformas (incluindo a con-

O

Veículos Acessórios para Carros

»DOM CAR PEÇAS & SERVIÇOS Av.Alexandrino de Alencar,1112 Lagoa Seca Tel.: 3211.7501/3222.8611

Couro e Complementos trabalha calçados, bolsas e malas em couro natural ou sintético, voltados para o público feminino fortável Anabela), sapatilhas delicadas, e as ‘rasteirinhas’, que vieram pra ficar. As cores variam entre tons pastéis até os super coloridos, como verde, laranja, coral e pink. As sandálias podem ter detalhes como apliques em lantejoulas, strass e metal. Calçados que podem ir da festa ao dia-a-dia. Outro item favorito delas, são as bolsas que podem ser encontradas em todos

os tamanhos. Não há modelo obrigatório a seguir. Há pequenas, médias e grandes; há desde a tipo carteira, favorita nas festas, até a frasqueira, em que as mulheres carregam objetos de uso pessoal. As malas são encontradas nos tipos grande, meialua e quadrada – para viagens de todas as extensões. Na linha de acessórios, há opções para ambos os sexos, como óculos, cintos, porta-celulares, e pastas para notebook.

Couro e Complementos ShoppingVia Direta,loja 711,Mirassol.Tel.:3206-2203.

20%

à vista em toda a loja. Desconto não cumulativo com nenhuma outra promoção

Desc.:15% à vista nas peças.

todos os produtos e serviços (exceto promoções).

Troca de Óleo, Lava Jato e Revitalização de Pintura

»DRY CLEAN J.MARQUES –

»CAR SERVICE J.MARQUES Av.Presidente Bandeira,975 Lagoa Seca Tel.:32236338/9980-3535.Desc.:15% à vista (dinheiro) em

LAVAGEM ECOLÓGICA (SEM ÁGUA ) Estacionamento do Hiper Bompreço Cidade Jardim Tel.:3207-1305/8855-1961 Desc.:15% à vista (dinheiro) em todos os produtos e serviços (exceto promoções).


Tribuna do Norte - 27/02/2011