Issuu on Google+

» OS CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 5.958 ANÚNCIOS E 30 PÁGINAS FUNDADOR:ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 61 • Número 182 • Domingo,23 de outubro de 2011

[ SAÚDE E SEGURANÇA ] Além dos custos com a obra da Arena das Dunas,o Estado vai precisar de um investimento extra para a construção de hospitais e aumento do efetivo de policiais

RN terá que investir mais R$ 350 milhões para a Copa A construção de dois hospitais, investimentos em segurança nas áreas de operações, inteligência, logística e projetos especiais, além da ampliação do efetivo da PM devem custar, pelo menos, R$ 355 milhões aos cofres do Estado nos próximos três anos. O levantamento preliminar de custos foi baseado nos esboços dos projetos dos órgãos

de Segurança Pública e Saúde. Para garantir a participação de uma cidade sede no mundial a Fifa faz uma série de exigências e impõe padrões de excelência que as cidades precisam cumprir à risca. O custo mínimo dessas exigências já se sabe, agora, o Governo do Estado e a Prefeitura do Natal buscam alternativas para captar os

recursos necessários para tirar essas obras do papel. Só para a área da segurança a estimativa de gastos chega a R$ 237 milhões. Na Saúde, a construção de um hospital especializado em traumato-ortopedia prevê investimento de R$ 75 milhões e um outro voltado para a cardiologia ao custo de R$ 40 milhões. [ NATAL 1 E 2 ]

AGÊNCIA O GLOBO

Sem garantia de exclusividade Danilo Gentili em mais de um canal [ REVISTA DA TV 6 E 7 ]

ALDAIR DANTAS ALDAIR DANTAS

Bom momento para a indústria O desafio de Amaro Sales na Fiern [ ECONOMIA 3 ]

RODRIGO SENA

PAISAGEM ENQUADRADA O aumento no número de prédios em alguns bairros tem feito com que as casas se tornem exceção e as paisagens nas janelas mudem. Joanita Potiguar via o mar, agora vê um edifício. [ NATAL 12 E 13 ] ALDAIR DANTAS

GAUDÊNCIO TORQUATO As entidades sem fins lucrativos e as suspeitas de desvio de recursos públicos.

JORNAL DE WM O engenho e a arte que o sertanejo usa para “prender as águas caídas do céu.” [ PÁGINA 2 ]

ELIANA LIMA Prefeitura faz levantamento dos maiores devedores da Taxa de Limpeza.

POLÍTICA

O número de clínicas e centros de estética instalados em todos os bairros da cidade vem crescendo, mas a maior parte delas não tem autorização da Vigilância Sanitária para funcionar. Os clientes precisam ficar atentos. [ NATAL 9 E 10 ]

Com dificuldade para encontrar o substituto para o advogado Paulo de Tarso Fernandes na chefia do Gabinete Civil, a governadora Robalba Ciarlini transferiu para a próxima semana o anúncio dos novos secretários. [ PÁGINA 3 ]

SENADO

MARKETING

Garibaldi é favorável Top Natal vai à regulamentação homenagear da Emenda 29 marcas de 2011

[ NATAL 14 ]

» EDUCAÇÃO Estudantes revisam apostilas antes da abertura dos portões para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio. No RN, 116 mil participam do Enem. [ PÁGINA 7 ]

100

[ NATAL 11 ]

Apenas oito clínicas Anúncio dos têm alvará da Covisa novos secretários para funcionar fica para segunda

[ PÁGINA 7 ]

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

ESTÉTICA

Versos para chegar a Deus Pe. Zezinho fala de música e sacerdócio

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

O senador Garibaldi Alves acredita que a proposta iria beneficiar a maior parte dos municípios brasileiros, especialmente os mais pobres, que mais necessitam de recursos para a área da Saúde. [ PÁGINA 6 ]

A edição de 10º aniversário da Revista Top Natal será lançada no dia 10 de novembro, numa festa em que serão anunciados os nomes das marcas mais lembradas do mercado natalense. [ ECONOMIA 8 ]

HOME PAGE:

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

www.tribunadonorte.com.br

R$ 2,50


» OS CLASSIFICADOS DA TN CIRCULAM HOJE COM 5.958 ANÚNCIOS E 30 PÁGINAS FUNDADOR:ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006

Ano 61 • Número 182 • Domingo,23 de outubro de 2011 EXEMPLAR DO ASSINANTE

[ SAÚDE E SEGURANÇA ] Além dos custos com a obra da Arena das Dunas,o Estado vai precisar de um investimento extra para a construção de hospitais e aumento do efetivo de policiais

RN terá que investir mais R$ 350 milhões para a Copa A construção de dois hospitais, investimentos em segurança nas áreas de operações, inteligência, logística e projetos especiais, além da ampliação do efetivo da PM devem custar, pelo menos, R$ 355 milhões aos cofres do Estado nos próximos três anos. O levantamento preliminar de custos foi baseado nos esboços dos projetos dos órgãos

de Segurança Pública e Saúde. Para garantir a participação de uma cidade sede no mundial a Fifa faz uma série de exigências e impõe padrões de excelência que as cidades precisam cumprir à risca. O custo mínimo dessas exigências já se sabe, agora, o Governo do Estado e a Prefeitura do Natal buscam alternativas para captar os

recursos necessários para tirar essas obras do papel. Só para a área da segurança a estimativa de gastos chega a R$ 237 milhões. Na Saúde, a construção de um hospital especializado em traumato-ortopedia prevê investimento de R$ 75 milhões e um outro voltado para a cardiologia ao custo de R$ 40 milhões. [ NATAL 1 E 2 ]

AGÊNCIA O GLOBO

Sem garantia de exclusividade Danilo Gentili em mais de um canal [ REVISTA DA TV 6 E 7 ]

ALDAIR DANTAS

EXEMPLAR DO ASSINANTE

ALDAIR DANTAS

Bom momento para a indústria O desafio de Amaro Sales na Fiern [ ECONOMIA 3 ]

RODRIGO SENA

PAISAGEM ENQUADRADA O aumento no número de prédios em alguns bairros tem feito com que as casas se tornem exceção e as paisagens nas janelas mudem. Joanita Potiguar via o mar, agora vê um edifício. [ NATAL 12 E 13 ] ALDAIR DANTAS

GAUDÊNCIO TORQUATO As entidades sem fins lucrativos e as suspeitas de desvio de recursos públicos.

JORNAL DE WM O engenho e a arte que o sertanejo usa para “prender as águas caídas do céu.” [ PÁGINA 2 ]

ELIANA LIMA Prefeitura faz levantamento dos maiores devedores da Taxa de Limpeza.

POLÍTICA

O número de clínicas e centros de estética instalados em todos os bairros da cidade vem crescendo, mas a maior parte delas não tem autorização da Vigilância Sanitária para funcionar. Os clientes precisam ficar atentos. [ NATAL 9 E 10 ]

Com dificuldade para encontrar o substituto para o advogado Paulo de Tarso Fernandes na chefia do Gabinete Civil, a governadora Robalba Ciarlini transferiu para a próxima semana o anúncio dos novos secretários. [ PÁGINA 3 ]

SENADO

MARKETING

Garibaldi é favorável Top Natal vai à regulamentação homenagear da Emenda 29 marcas de 2011

[ NATAL 14 ]

» EDUCAÇÃO Estudantes revisam apostilas antes da abertura dos portões para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio. No RN, 116 mil participam do Enem. [ PÁGINA 7 ]

100

[ NATAL 11 ]

Apenas oito clínicas Anúncio dos têm alvará da Covisa novos secretários para funcionar fica para segunda

[ PÁGINA 7 ]

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

ESTÉTICA

Versos para chegar a Deus Pe. Zezinho fala de música e sacerdócio

REDAÇÃO: PAUTA

pauta@tribunadonorte.com.br

FALE CONOSCO: PABX: 4006-6100 Redação: 4006-6113

Assinaturas: 4006-6111 Venda avulsa: 4006-6103 Comercial: 4006-6173

Classificados: 4006-6161 Circulação: 4006-6103 Reclamações:4006-6111

O senador Garibaldi Alves acredita que a proposta iria beneficiar a maior parte dos municípios brasileiros, especialmente os mais pobres, que mais necessitam de recursos para a área da Saúde. [ PÁGINA 6 ]

A edição de 10º aniversário da Revista Top Natal será lançada no dia 10 de novembro, numa festa em que serão anunciados os nomes das marcas mais lembradas do mercado natalense. [ ECONOMIA 8 ]

HOME PAGE:

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

www.tribunadonorte.com.br

R$ 2,50


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

opinião

Domingo | 23 de outubro de 2011

ESPAÇO LIVRE [ Agnelo Alves ]

Jornal de WM WODEN MADRUGA - woden@terra.com.br

Da arte de guardar água

E

mendando com as alvissareiras notícias de que chove no Ceará - e chove bem, graças a Deus - me chega carta do doutor Paulo Balá, como sempre cheia de sabedoria, dando conta da luta, engenho e arte que o sertanejo usa para “prender as águas caídas do céu". O ilustre missivista escreve de sua Fazenda Pinturas e postou a carta em Natal. O conteúdo é uma aula sobre o sertão de causar inveja a muito etnógrafo metido nesses enfeites acadêmicos. Vejamos:

“Woden, amigo velho, aqui vai esta carta para lhe dar notícias da luta dos sertanejos do Seridó no sentido de prender as águas caídas do céu, guardando-as em potes, tanques, cisternas, cacimbas e açudes, elas que são o maior e mais festejado bem, e passam barrentas de rabo erguido em busca do mar. Nas terras da minha “pertenção" conheço três esbarros d'água levados pelos invernos em passado que já vai distante, deixando como lembranças as ombreiras, como foi com o de Tomé, um dos primeiros donos das terras de Pinturas, reconstruído depois de anos; como foi com o do riacho das Quixabeiras e como foi com o chamado Açudinho, feito por Zé Sancho nas cabeceiras do rio do Saco, e que arrombou na 6ª feira da Paixão de 1907 deixando como lembrança uma estrela (de quantas pontas?) feita com pequenas pedras fixadas na argamassa do sangradouro. Meu pai, no esforço de fazer água permanente para o gado e outros fins, com seu olhar de engenheiro que nunca foi, mas muito inteligente que era, idealizou uma cacimba protegida por alvenaria de pedra-seca em três lances, deixando um vão livre com acesso - a chamada praça da cacimba. Assim foi como se fez a primeira, aproveitando uma nascente no lugar denominado Olho d'Água dos Santos; a segunda na serra da Formiga Preta, onde havia um “chorador"; a terceira na junção do riacho das Quixabeiras sendo esta a única a secar, depois do dito açude haver secado, em tempo de seca grande. Mas como fazer isso? Ao mesmo tempo em que homens trabalhavam no bojo da cacimba e da fundação da alvenaria até encontrar o firmamento, usando alavanca, picareta, pá e enxada, tropas de jumentos carregavam a terra para fora e já outra frente de trabalho se abria com os cortados de pedra, para não faltar material de assentamento. No desempenho de cortar a pedra, vários utensílios eram necessários como seja um terno de aço de barra-mina, ponteiro, pixote, marreta, marrão, pólvora estopim e barro de casa de cupim, sendo um aço de seis palmos, outro de quatro e um de dois, usados segundo a profundidade do fogo. Com o ponteiro era feita uma cavidade na face do granito para dali embocar o furo cavoucando com o aço tangido a marreta por um trabalhador ou por dois, batendo caçula. O operário cuidando do aço girava-o para que a sua extremidade em bisel transformasse a dureza da pedra em pó o qual, a intervalos, era tirado com ajuda de um “inzope" - segmento de vara de marmeleiro arrepiado na ponta. Depois o furo era lavado e coberto com uma pedra mode enxugar. No preparo do tiro entrava primeiro o estopim, com um nó na ponta e escalado que nem peixe; depois descia a pólvora na proporção da força do tiro, comprimida com soquete de madeira e, por fim, o barro de cupim socado do mesmo modo. Vez por outra, botavam um “macaco" na boca do fogo, uma lata velha que fosse, para ver, na força do pipoco, o quanto que subia. Queimado o estopim, acudia o grito: “Olhe o fogo!", para que todos se resguardassem de

um estilhaço, e o estampido e o inventário do que foi a explosão. De marrão eram tiradas as rebarbas das pedras e outras eram recortadas segundo a veia de cada uma, abrindose a ponteiro, e em linha reta furos na face do granito, a menos de chave um do outro onde eram fixados os pixotes que tangidos a marreta, um após o outro, abriam a pedra em duas. A insuficiência de pólvora e a falta de compressão reduzem o poder de fogo que não chega a abrir a pedra; assim os carregados sem medida correta dão apenas um tiro fogo a retumbar em ecos sucessivos nas quebradas das serras, usados assim para comemorar a noite de São João - o chamado tiro de roqueira. Levá-las ao pé da obra fosse a carro de boi, ou zorra, ou padiola, tombando ou chiando ou dando capitão, era o traquejo com as pedras para colocá-las no canto certo. Usavamse alavancas de tombo, pedra como calço e como saprema, além de alavancas menores, de manejo. Terminado o pano da parede caricia de fazer o enrrachamento, i.é, pôr rachas nas brechas deixadas entre as pedras. E quando muitos diziam ser aquilo um exagero, pedras com duzentos, trezentos e mais quilos, meu pai resmungava: “Faço para deixar aos filhos e netos". A ventoinha, queimado o carvão, incandescia o ferro da ferragem miúda; a tenaz sustinha as peças e, na safra, o ferreiro improvisado apontava as pequenas coisas cegas, pois as maiores, como apontar alavanca e calçar picareta, iam para Zé Vicente, ferreiro de fama do Acari, morto por tuberculose, cujo tinido do ferro contra a safra da sua oficina se escutava longe, martelando como o canto das arapongas. Dos mestres das empreitadas, ficou o nome do espanhol Francisco Estevam Villa Verde que eu tenho na memória visual, como um homem branco, baixo, entroncado, a cabeça, a barba e o bigode tudo branco; mas também vi e ouvi o mestre Domingos, fechado na cor, com o seu cigarro de fumo do Brejo apago por trás da orelha, chapéu de palha de aba larga com barbicacho de cordão para o vento não carregar, cantando no traquejo da pedra para torná-la mais maneira; Francisco Pereira - o mestre Lilico - que tanto cortou pedra quanto sentou e apontou ferro, levantando barragens, espias, sangradouros e muros de arrimo, e os Trajanos, estes de uma família de cortadores de pedra. De dentro dela, Dimas migrou do meio-fio e do paralelepípedo para as obras de arte e, sob encomenda me fez, no granito, um vaqueiro de 1m e 60, com chapéu de aba curta, as esporas nos pés, corda de laçar e ligeira nas mãos, em memória do primeiro vaqueiro das Pinturas, dos tempos do finado Zé Sancho - Manoel Lourenço da Silva (1875-1954), seu Neco da Viúva. E lá está ele à sombra refrescante de velho juazeiro, no terreiro da casa-grande que viu nascer. E assim foi nos sertões-de-nunca-mais... Faz. Pinturas, Sertão do Seridó, 3 de outubro de 2011. Paulo Balá"

PREÁO último número da revista Préa, da Fundação José Augusto, lançada esta semana, traz um bate-papo de Paulo Balá com Dorian Gray Caldas. Como se fosse conversa de copiar sertanejo, casa olhando para o poente de onde vem o sopro distante do mar. Entre os dois, o escritor e o pintor-poeta, aparece Mário Ivo, editor da revista. O sertão e o mar como mote. Excelente matéria temperada com muitas fotos, entre elas, Dorian menino, e Paulo Balá fazendo pose de caçador, espingarda pendurada pela mão direita.

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av.Tavares de Lira,101 - Ribeira - Natal/RN CEP:59010200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm.e Operações: Ricardo Luiz de V.Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação:Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Andréia Barandas Gerente de Circulação: Thales Vilar

Valeu o esforço dos nossos governantes, embora não correspondidos pela FIFA e pela CBF – A Seleção Brasileira jogará duas vezes em Fortaleza e nenhuma vez em Natal – Durante 20 anos,pagaremos 300 mil reais por dia – Viva a televisão”

A “Copa” em Natal

P

elos quatro jogos que sediará na Copa do Mundo, os contribuintes do Rio Grande pagarão 300 mil reais por dia, durante 20 anos. E mais, naturalmente, o preço dos ingressos pelos quatro jogos, sem o abatimento para estudantes, nem para idosos. Nenhum jogo da Seleção Brasileira. Como prêmio de consolação, jogará em Natal, dentre os quatro jogos, uma seleção que poderá ser adversária da Seleção Brasileira. Nem contra, nem a favor. Apenas uma verdade para reflexão dos que vão pagar, isto é, para todos nós, os pagadores. Ainda para reflexão, Fortaleza sediará dois jogos da Seleção Brasileira. Como ajuda para a reflexão, ainda puramente no campo da Copa, das seleções que jogarão em Natal, na fase inicial, dentre as 32, nenhuma jogará as oitavas de final, muito menos as quartas de final, nem pensar as semifinais e nem tão pouco, como disparate dos disparates, a final. Dir-se-á que vale a pena, entretanto. Há quem ache. Mas acrescentemos, a título de pergunta tão somente, se houver coincidência de horário, nos dias de jogos da Seleção Brasileira, os torcedores natalenses irão as-

sistir ao jogo Equador X Bolívia, no Arena das Dunas, ou ficarão em casa para assistir ao jogo da Seleção pela televisão? Ah, não haverá “coincidência” de horário. Mas a diferença de horário não irá compensar a ida ao jogo, no Arena das Dunas, com a transmissão pela televisão das reportagens pré-jogos da Seleção Nacional? Ainda para se refletir, Natal ganhará um novo hospital de pronto socorro, além da nomeação de mais médicos e pessoal de apoio e ganhará, também, equipamentos novos para hospitais já existentes, como o Walfredo Gurgel e o Santa Catarina, acabando, de uma vez por todas, com as macas nos seus corredores e nas ambulâncias que hoje não podem tirar seus socorridos sequer para despejá-los no Walfredo, por falta de espaço até mesmo nos jardins. Realmente, aí sim, tudo muito bem. Viva a Copa! Mas não ganhará. Também, até lá – 2014 – os CAIC’s estarão reconstruídos, os professores estarão ganhando o que merecem ou, se não

tanto, pelo menos quase tanto. As escolas estaduais de menor porte, idem. E os salário dos professores, ó... Como dizia o grande humorista brasileiro Chico Anísio. Vamos lá que, com 300 mil reais por dia, os problemas da Educação e da Saúde seriam resolvidos. E os problemas da Segurança? Façamos um acordo. Deixemos de lado os problemas da Educação, da Saúde e da Segurança para resolvermos tão apenas os quatro jogos da Copa do Mundo de 2014. Seleção Brasileira à parte. Aliás, a Seleção jogando em Fortaleza. Valeu, entretanto, o esforço dos nossos governantes que trabalharam na crença de que a FIFA e a CBF reconheceriam além do valor de nossas torcidas, mais uma vez, as duas maiores, do ABC e do América, unidas pela nossa seleção, diante da televisão. E o galo cucurucú, a galinha có e o pintinho piu... E o pintinho piu... E o pintinho piu...

Amâncio - www.chargistaamancio.blogspot.com

Cartas Robinson Para quem conhece os bastidores da política norte-riograndense, não foi nenhuma novidade o rompimento do vice-governador Robinson Faria com o grupo de Rosalba, comandado pelo todo-poderoso Carlos Augusto Rosado. É o inicio de governo mais tumultuado que já vi. Nem nos tempos de Carlos Eduardo, que rompeu com a borboleta Micarla. Rogério C.Almeida – por e-mail

Baleia O encalhe de baleias é comum nas praias do mundo inteiro, mas a frequência com que episódios deste tipo ocorrem é que nos deixam preocupados. Terá sido um simples caso de desorientação ou os problemas advindos do aquecimento global estão contribuindo para esse tipo de coisa? Aproveito para parabenizar a Tribuna e o Jornal de Fato pela cobertura que vêm fazendo do caso.

HELDER CAVALCANTI [ Diretor Regional do Senac/RN ]

Educação profissional e inclusão

O

Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) teve sua criação aprovada no Senado, na última terça-feira (18). Por meio dessa iniciativa, o Governo Federal, em parceria com os governos estaduais, municipais, Sistema “S” e institutos federais, oferecerá bolsas de estudo e financiamento para cursos de qualificação profissional. A meta é de que, com Pronatec, oito milhões de pessoas possam ter acesso a oportunidades de capacitação até 2014. O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) é um dos parceiros dessa iniciativa em todo o País. No Rio Grande do Norte, somente o Senac oferecerá cerca de 15 mil novas vagas gratuitas até o final de 2012, beneficiando as populações dos municípios de Assú, Caicó, Macaíba, Mossoró, Natal e Parnamirim. A prioridade do programa é atender estudantes do Ensino Médio e de Educação de Jovens e Adultos de baixa renda, bem como beneficiários de programas de transferência de renda, a exemplo do Bolsa-Família. Esse tipo de ação transformará o ensino norte-rio-grandense: significa educação profissional de qualidade para que milhares de pessoas possam planejar seus estudos e ter mais oportunidades de trabalho e emprego. Ao longo desses 64 anos de atuação no estado, o Senac cumpre a missão de educar para o trabalho em atividades de comércio de bens, serviços e turismo - função que tornou a instituição uma das principais referências na área de educação no RN. Uma das bases dessa atuação é exatamente a democratização da oferta de capacitação para trabalhadores e pessoas com baixa renda. Sabe-se que a deficiência e falta de mão de obra qualificada é um dos grandes problemas da economia brasileira, no cenário potiguar não é diferente. Desse

Classificados: Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

Marlos Silva – por e-mail

modo, investir em capacitação, especialmente para o público que será atendiA prioridade do do pelo o Pronatec, signiprograma é fica promover a transforatender mação de vidas de pessoas estudantes do muitas vezes excluídas e Ensino Médio e de marginalizadas socialmenEducação de te. É também oferecer a miJovens e Adultos lhares de jovens novas de baixa renda, perspectivas de futuro e bem como oportunidades de crescibeneficiários de mento em uma carreira programas de profissional.Esse tipo de sitransferência de tuação vem sendo observarenda,a exemplo da pelo Senac ao longo de do Bolsa-Família” sua trajetória no estado, especialmente desde 2009, quando a entidade formatou o Programa Senac de Gratuidade (PSG). O objetivo dessa iniciativa foi exatamente promover a inclusão social, por meio da oferta de vagas gratuitas para a população de baixa renda em diversos cursos de Formação Inicial e Nível Técnico. Somente no período de 2009 a 2011, cerca de sete mil alunos foram beneficiados pelo PSG no Rio Grande do Norte. Desde 2010, o PSG também voltou seu foco para as atividades ou ocupações voltadas para a Copa 2014. Entre 2010 e 2014, serão investidos no estado cerca de R$ 39 milhões pelo Senac na oferta de vagas gratuitas para esses cursos. Certamente a execução do Pronatec, aliada a diversas ações já desenvolvidas pelo Sistema Fecomercio, propiciará uma mudança no cenário da educação profissional potiguar, o que se refletirá na nossa economia e na qualidade de vida da população norte-rio-grandense. Mais educação para mais potiguares.

Alecrim (1) É uma pena que o bairro mais querido de Natal esteja nesse processo de decadência. Moro aqui desde o final de 1978 e nunca vi um benefício para o nosso bairro. Nenhuma praça com fonte luminosa, nenhuma iniciativa de revitalização, nenhuma medida concreta para melhorar o trânsito, sempre caótico, não importa quem esteja de plantão no Prefeitura de Natal. O Alecrim precisa mais do que um relógio novo vindo da Alemanha. João Moura – por e-mail

Alecrim (2) Bons tempos aqueles em que íamos ao Alecrim fazer compra na feira da avenida 1. Hoje os camelôs “tomaram conta” das calçadas enquanto os carros do asfalto das ruas. Como 2011 não é ano de eleição, não vemos nenhum político visitando as lojas, prometendo melhorias. Mas o próximo ano todos estarão por aqui querendo nos enganar. Viva o Alecrim, o bairro dos imigrantes do sertão potiguar. Sarajane Silveira – por e-mail Cartas para esta coluna deverão ter no » máximo 40 linhas para cada leitor e endereçadas para a seção Coluna do Leitor - Fone:4006-6100 FAX:4006-61224 - Redação/Tribuna do Norte. Email - tribuna@digizap.com.br

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro :(O21)2544-3070 – São Paulo:(011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J.do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J.Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


política

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

3

[ CRISE ] Após rompimento de Robinson, Rosalba deixa anúncio dos novos secretários para a próxima semana. Governo vai passar por uma mudança de configuração

Notas & Comentários colunanotas@tribunadonorte.com.br

Insatisfação da governadora

A

governadora Rosalba Ciarlini pensava, até meados da manhã deste sábado, convencer o advogado Paulo de Tarso Fernandes de desistir do pedido de exoneração do cargo de secretáriochefe do Gabinete Civil. Mas, após tomar conhecimento de declarações dele contra o governo, Rosalba Ciarlini passou a considerar que não havia mais retorno. Ela ficou incomodada com o tom das críticas do ex-auxiliar, a quem considerava ter dado amplos poderes no governo. Entendia a solidariedade a Robinson Faria, mas não aceitou que Paulo de Tarso falasse mal dela.

Insistência do governo Antes da governadora tomar conhecimento das declarações de Paulo de Tarso pediu a “emissários” que fossem à casa dele. Foram falar com o ex-chefe do

Gabinete Civil o procurador-geral do Estado, Miguel Josino, e o presidente da Assembleia, Ricardo Motta. Mas a tentativa se mostraria frustrada.

DIFICULDADE NA SUBSTITUIÇÃO A maior dificuldade da governadora Rosalba Ciarlini, após os acontecimentos da última sexta-feira, é a substituição de Paulo de Tarso na chefia do Gabinete Civil. O fim de semana tem sido de muitas conversas no núcleo central do governo, mas encontrar alguém com o perfil adequado ao cargo não está fácil.

Esse negócio de atrito por causa do PSD e de posse interina é uma fachada e um engodo. Fui usado e descartado. Hoje é esse meu sentimento”

Vice-governador Robinson Faria, ao anunciar o rompimento com o governo.

Imagem do passado O site do governo do Estado ainda destacava, até ontem no início da tarde, uma foto que registrava o momento em que o vice-governador Robinson Faria recepcionou a governadora Ro-

salba Ciarlini, no retorno dela da recente viagem aos Estados Unidos. Na foto, Robinson entrega flores a Rosalba Ciarlini. Quatro dias depois, foi anunciado o rompimento.

Não vou permitir que mágoas advindas de querelas partidárias tumultuem a rotina da administração ou sirvam de massa de manobra para projetos individuais”

Governadora Rosalba Ciarlini,ao reagir depois das declarações de Robinson.

ALDAIR DANTAS

Aceno a Motta

Governadora tem dificuldade para substituir Paulo de Tarso ADRIANO ABREU

ALDEMAR FREIRE E MARIA DA GUIA DANTAS

governadora Rosalba Ciarlini (DEM) passa o fim de semana em busca de nomes para substituir o secretário-chefe do Gabinete Civil, Paulo de Tarso Fernandes, e os novos titulares para a Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Instituto de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente (Idema), e Instituto de Gestão das Águas (Igarn), os quatro últimos da cota do vice-governador Robinson Faria (PSD). Antes de despachar ontem com parte da equipe de primeiro escalão – os secretários Kátia Pinto (Infraestrutura), Anselmo Carvalho (Administração), Alexandre Mulatinho (Comunicação), Esdras Alves (Relações Institucionais) e com o líder do governo na Assembleia Legislativa, Getúlio Rêgo (DEM) – a chefe do Executivo enviou emissários (o presidente da AL, Ricardo Motta, o procurador-geral, Miguel Josino, e Esdras Alves) à casa do ex-chefe do Gabinete Civil, numa última tentativa de demovê-lo da ideia de deixar o governo. Foi em vão. Rosalba Ciarlini teme inclusive não conseguir encontrar o substituto de Paulo de Tarso até esta segunda-feira (24), data definida para o anúncio da nova equipe. A dificuldade é explicada pelas relevantes e amplas atribuições que o ex-secretário desempenhava com fluência e, até o pedido de exoneração, com absoluta confiança da governadora. Rosalba Ciarlini tem confidenciado que não conseguiu pensar em alguém com o mesmo perfil. O ex-chefe do Gabinete Civil tinha tantos poderes que até entre colegas do primeiro escalão era considerado como um verdadeiro “governante”, porque partia dele os principais despachos com os demais secretários, era ele o interlocutor do governo no diálogo junto às federações de classe e aos servidores, além de fazer a articulação política com

A

Governadora Rosalba Ciarlini quer conversar com aliados e auxiliares ao longo do fim de semana ALBERTO LEANDRO

ADRIANO ABREU

Robinson Faria deixa o governo e perde cargos

aliados. Enfim, tinha poderes para falar em nome da governadora em assuntos políticos, administrativos e de gestão. Nas ações de governo, resolvia questões administrativas e tinha influência tamanha que chegou a indicar boa parte dos secretários adjuntos. Rosalba Ciarlini chegou a comentar ontem, ao conversar com aliados, que a lacuna requer uma articulação concreta, que passa inclusive por mudanças na configuração do governo. Ela pretende limitar consideravelmente as prerrogativas do novo secretário do Gabinete Civil. “A governadora disse que chamará para si a partir de ago-

Paulo de Tarso Fernandes alegou solidariedade

ra muitas das atribuições antes confiadas a dr. Paulo”, disse uma fonte bem postada no governo. Ela não esperava a renúncia de Paulo de Tarso porque entende que o ex-secretário conhecia as razões pelas quais o vice-governador não foi renomeado na Semarh. Para o núcleo central do governo, Robinson Faria não teria respeitado a liturgia típica do cargo de governador interino. Um exemplo disso seria a assinatura de atos de sanção de leis. O que mais incomodou foi a sanção do empréstimo junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), aprovado recentemente na

Assembleia Legislativa. “A preocupação neste momento envolve o Gabinete Civil. De resto, já esperávamos o rompimento de Robinson e sabíamos que não motivaria qualquer crise interna”, disse outra fonte. Ela se refere às substituições na Semarh, Caern, Idema e Igarn, órgãos até então sob a batuta do vice-governador Robinson Faria. Ontem, o secretário de Comunicação do Governo, Alexandre Mulatinho, informou que o anúncio dos novos auxiliares deve ser na segunda-feira. Ainda não está definido se o anúncio será em bloco.

JÚNIOR SANTOS

Um detalhe na entrevista do vice-governador Robinson Faria não passou desapercebido aos observadores mais atentos.Ele fez questão de elogiar o presidente da Assembleia Legislativa,Ricardo Motta.É,certamente,uma tentativa de reaproximação agora que rompe com a governadora.Robinson e Ricardo Motta estão politicamente distantes desde que o presidente da Assembleia desistiu de ingressar no PSD,partido para o qual foi o vice-governador. Agora Robinson afirma que entende a “separação”e que Ricardo Motta é “um amigo”.

Avaliação de Fátima A deputada federal Fátima Bezerra (PT) divulgou uma nota ontem na qual comentou a crise provocada pelo rompimento politico do vice-governador Robinson Faria com a governadora Rosalba Ciarlini. “Um líder político aliado não pode ser tratado da forma como Robinson Faria foi pelo go-

verno do DEM. Houve um verdadeiro processo de perseguição. Trataram de maneira deselegante, humilhante, truculenta um aliado político que ontem teve um papel decisivo para a eleição de Rosalba Ciarlini como a do próprio senador José Agripino”, destacou Fátima Bezerra na nota.

IMPLICAÇÕES DA ENTREVISTA A deputada Fátima Bezerra disse que estava em Londres, mas acompanhava os acontecimentos políticos do Estado. Leu na internet a entrevista que o senador José Agripino concedeu àTRIBUNA DO NORTE com enfáticas críticas a Robinson Faria e ao PSD. “A entrevista foi um verdadeiro convite ao rompimento. Ali, o senador assumia que todo o combate ao vice-governador era uma política combinada com o governo e não apenas do presidente nacional do DEM”, avaliou. PREVIDÊNCIA O ministro Garibaldi Filho vai, nesta segunda-feira (24), a Pernambuco, onde inaugura mais duas agências da Previdência Social: em Flores e em Floresta. As duas novas unidades vão beneficiar uma população de 78 mil habitantes.

Wilma afirma que oposição fica fortalecida

Com rompimento, dois deputados deixam a base

A ex-governadora Wilma de Faria (PSB) afirmou que, após o rompimento do vice-governadora Rosinbon Faria (PSD) com o governo, a oposição vai ficar fortalecida. Para ela, Robinson Faria poderá contribuir para que os partidos oposicionistas tenham uma atitude mais vigilante em relação à atual administração. Wilma de Faria considera que Robinson foi vítima de “um jogo político ardiloso”. A ex-governadora avalia que ele teve um papel decisivo para a eleição de Rosalba Ciarlini e logo depois não teve o tratamento adequado à importância política do vice-governador. Robinson Faria rompeu com o grupo politico de Wilma para formar uma aliança com Rosalba Ciarlini. Na ocasião, Robinson ficou insatisfeito porque não teve o apoio de Wilma para disputar o governo. Ele foi preterido para que o então governador Iberê Ferreira de Sousa disputasse a reeleição. “Depois de tudo se que viu, ficou patente que a posição que ele adotou não foi a melhor”, comentou Wilma de Faria. Ela disse que as divergências que teve com Robinson Faria em 2010 não impedem uma reaproximação agora que ele rompeu com a governadora. “Estamos abertos para um diálogo entre o PSB e o PSD no Estado”, destacou.

Na Assembleia Legislativa, a bancada de oposição à governadora Rosalba Ciarlini ganha dois novos deputados. Gesane Marinho e José Dias, ambos do PSD e integrantes do grupo do vicegovernador Robinson Faria, evitam anunciar uma postura política acirrada contra o governo, mas confirmam que terão uma possição de independência. “Nosso posicionamento é de desligamento da base do Governo. Nosso comportamento será ditado pela postura do Governo. É fundamental, saber como vai ser o desenrolar dos fatos. As coisas corretas apoiaremos”, destaca o deputado estadual José Dias, recém-saído do PMDB e ingresso no PSD. Mas José Dias ressalta que há fatos “errados” no Governo. “Como antes não concordávamos com o que estava errado, muito menos agora”, frisa. Ele lembra o episódio do empréstimo de US$ 540 milhões solicitados pelo Governo ao Banco Mundial. “Quando o Governo Rosalba mandou o projeto de empréstimo do Banco Mundial três deputados, Fernando Mineiro, Agnelo Alves e eu, discordamos do plano de aplicação e discordamos com argumentos”, comenta. José Dias, ainda analisando o empréstimo, definiu como “fábula” o projeto de financiamento junto ao Banco Mundial.

Miguel Josino afirma que continua na Procuradoria-geral do Estado

Miguel Josino diz não ter perfil para o Gabinete Civil Cotado para assumir o Gabinete Civil, o procurador-geral do Estado, Miguel Josino Neto, afirmou neste sábado que não se vê com o perfil ideal para assumir a pasta deixada por Paulo de Tarso Fernandes. “Eu não recebi convite. Eu tenho feito um papel institucional, tenho trabalhado e posso servir mais e melhor ficando na procuradoria”, opinou Miguel Josino. “Hoje (sábado) nós conversamos demoradamente com dr. Paulo [o ex-secretário Paulo de Tarso]. Seria muito bom que ele continuasse no governo porque vai ser uma perda muito grande. Ele ex-

plicou as razões e a solidariedade pesou muito mais, uma amizade pessoal. Nós compreendemos”, complementou o procurador. Miguel Josino assinalou ainda que Paulo de Tarso continua no Rio Grande do Norte e vai ajudar o Estado como cidadão e sempre que procurado para contribuir com “os infindáveis conhecimentos”. “Amanhã (hoje, domingo), muito provavelmente a gente vai fazer uma reunião para definir algumas questões. A governadora ia para o Rio de Janeiro para um aniversário de uma sobrinha, mas cancelou a viagem e nós devemos nos reunir”.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

especial

Domingo | 23 de outubro de 2011


Domingo | 23 de outubro de 2011

especial

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

5


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte O projeto de regulamentação da Emenda 29,após votação na Câmara, voltou para apreciação no Senado. Na Câmara, o texto aprovado não fixou um percentual obrigatório de gasto da União para a saúde.No Senado, existe a discussão para definir esse percentual em 10%.O senhor é favorável a essa proposta? Sou favorável. Porque primeiro é a orientação do Governo e segundo porque o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, me pediu para reexaminar os dados da emenda e se pudesse dar apoio a esta medida. Além disso, há a reivindicação dos prefeitos de todo o Brasil, que sempre pedem ajuda para elevar os percentuais de recursos para a saúde, segmento muito complexo e muito necessitado de recursos. Também envolve o debate sobre a Emenda 29 a definição de um novo imposto para financiar a saúde. Esse imposto seria semelhante à extinta CPMF. Como o senhor tem acompanhado essa discussão? É favorável à criação de um novo imposto para financiar a saúde pública? Eu sou favorável a qualquer providência que venha favorecer a saúde dos brasileiros. Sobretudo agora que a saúde passa por essa crise que atinge o Brasil como um todo. Então qualquer medida que chegue ao Senado com a intenção de melhorar o quadro da saúde brasileira, contará com o meu apoio. Existe uma comissão especial no Senado para elaborar propostas que possam constar no projeto de reforma política.Alguns pontos desta reforma estão prontos para votação em plenário. Entre as principais mudanças em debate estão o financiamento público de campanha e a adoção de listas fechadas para a eleição proporcional... Qual a posição do senhor sobre esses pontos? Eu sou contra as duas propostas. Eu receio que haverá o financiamento das campanhas pelo Governo, mas acho que haverá ainda o financiamento que atualmente está sendo utilizado indevidamente. Alguns partidos, como o PT e PSD, cogitam a instalação de uma constituinte para facilitar a aprovação de reformas. O argumento é facilitar a aprovação de mudanças constitucionais nas áreas política, tributária e trabalhista. Essa seria uma solução adequada e viável? Eu vou aguardar a orientação do Governo a respeito desse assunto. Mas, sinceramente, acho que isso não dará certo por enquanto. Sobretudo porque estamos muito próximos de uma eleição. Ano que vem haverá as eleições municipais, como todos sabem, e essa proximidade com o processo eleitoral não vai permitir que essa discussão avance. O senhor tentou levantar,no Senado, o debate sobre a cultura do algodão no Rio Grande do Norte.Que tipo de contribuição o Congresso Nacional pode dar com relação a essa questão que envolve a economia do Estado? Como integrante do Congresso Nacional, o que eu posso dizer é que recentemente promovi um entendimento com a Embrapa para saber da viabilidade da retomada do plantio de algodão no Rio Grande do Norte. E estou trazendo este debate para o estado por mio de uma audiência pública em Angicos que contará com a presença do chefe-geral da Embrapa-Algodão. E ele vai expor nesta audiência pública as propostas que a empresa possui para que o algodão seja retomado no Rio Grande do Norte. Após conversar com os técnicos da Embrapa fiquei certo de que a cultura algodoeira pode realmente ser revitalizada aqui no Estado. O PMDB,depois de 20 anos,poderá ter candidato próprio a prefeito de Natal. As declarações recentes do presidente estadual do partido vão nesta direção.O senhor considera elei-

geral

Domingo | 23 de outubro de 2011

ENTREVISTA / GARIBALDI ALVES / SENADOR FOTOS:EVERTON DANTAS

“OS PREFEITOS QUEREM A EMENDA 29” O

senador Garibaldi Alves — há nove meses no cargo, que assumiu definitivamente com a posse de Rosalba Ciarlini no Governo — destaca nesta entrevista que vai votar favorável ao projeto de regulamentação da emenda 29. A regulamentação assegura investimentos na saúde e conta com apoio da Confederação Nacional de Municípios (CNM). “Há a reivindicação dos prefeitos de todo o Brasil, que sempre pedem ajuda para elevar os percentuais de recursos para a saúde”, destacou o senador. Garibaldi Alves afirma também que é contra o financiamento público de campanha eleitoral e diz não acreditar na convocação de uma assessembleia constituinte para fazer, com mais facilidade, a reforma política. Segue a entrevista de Garibaldi Alves sobre esses assuntos e outros relacionados com a atuação dele no Senado, política local e nacional.

O RELACIONAMENTO DO PMDB COM A GOVERNADORA É DE ABSOLUTA CONFIANÇA, COM RELAÇÃO A TODOS OS PROBLEMAS DO ESTADO”

APÓS CONVERSAR COM OS TÉCNICOS DA EMBRAPA FIQUEI CERTO DE QUE A CULTURA ALGODOEIRA PODE REALMENTE SER REVITALIZADA AQUI NO ESTADO.“ toralmente viável a candidatura do PMDB? O nome para a disputa seria mesmo o do deputado Hermano Morais como se tem colocado ou haveria outras alternativas? Eu sou favorável que o PMDB apresente ao povo natalense um candidato porque há muito tempo que o partido só tem apoiado candidatos de outros partidos. Sendo que hoje o PMDB é o maior partido do Brasil, do Nordeste e do Rio Grande do Norte. Basta comparar o número de prefeitos, vereadores e deputados. Quanto ao nome de Hermano Morais, nada contra ele, mas na oportunidade da escolha poderemos analisar melhor quem é que reúne as melhores condições de vitória. E seguir com essa candidatura. Ainda existe alguma possibilidade de apoio do PMDB a uma possível candidatura da prefeita Micarla de Sousa à ree-

vável, pelo menos num primeiro turno, que o PMDB abra mão de indicar um candidato próprio e desta maneira parta para apoiar qualquer um desses nomes.

leição? Olhe, política é algo que sempre surpreende. Mas eu acredito que não haverá mais essa possibilidade. Embora eu não tenha restrição alguma à prefeita Micarla de Sousa. Algum dos demais nomes colocados para a disputa (Rogério

Marinho, Felipe Maia, Fábio Faria, Fernando Mineiro, Carlos Eduardo,para citar alguns exemplos) têm chances de conquistar o apoio do PMDB? Há outros nomes com essa possibilidade? No PMDB há uma decisão de ter candidato próprio. E nos quadros do PMDB temos nomes excelentes. Sendo assim, acho impro-

O novo partido do vice-governador Robinson Faria, o PSD, ficou,no Estado,muito aquém do que se projetava inicialmente em termos de representatividade na Assembleia Legislativa. Esperava-se seis deputados estaduais filiados ao PSD e ficaram apenas 2.Como o senhor vê essa mudança de cenário? O vice-governador Robinson faria tem tido uma atuação marcante na política do Rio Grande do Norte, mas creio – ele deve ter percebido – que adiantou muito o sinal. Digo isto porque nunca ocorreu neste estado, na história política do Rio Grande do Norte, uma adesão de cinco, seis deputados. Sempre ou é a adesão do partido a um projeto ou então de dois ou

três deputados. O senador José Agripino disse que os movimentos do vicegovernador,se não tivesse uma reação para evitar o fortalecimento do PSD,implicaria no governo ficar “tutelado”. Como o senhor viu esse risco? Acha que o governo agiu de forma correta ao impedir o fortalecimento do partido aliado, no caso o PSD? Não acredito em ninguém no Rio Grande do Norte que tenha a ousadia de tutelar a governadora Rosalba Ciarlini. É uma mulher extraordinária; fez uma excelente administração em Mossoró; teve uma atuação marcante no Senado e, tenho certeza, que ela corresponderá ás expectativas favoráveis do povo do Rio Grande do Norte. Quais são as prioridades de alianças para o PMDB nas eleições de 2012? Poderá se aliar ao PSD ou terá alguma restrição, como o DEM pretende estabelecer em relação ao partido do vice-governador? O PMDB não tem ainda não tem isso definido completamente. Mas é claro que dará preferência àqueles partidos que sempre tiveram relações cordiais com o PMDB. O senhor vê nos movimentos políticos recentes,com o PMDB passando a compor de forma oficial e integral a base aliada do governo Rosalba,as bases para uma aliança em 2014? Qual espaço que caberia ao PMDB numa chapa majoritária nesta aliança que deverá ter,naturalmente, a candidatura de Rosalba à reeleição? O relacionamento do PMDB com a governadora é de absoluta confiança, com relação a todos os problemas do Estado. Não foi analisado ainda, ao meu ver, os problemas políticos. Mas creio que há uma facilidade que isso (o entendimento em 2014) ocorra entre o PMDB e o partido da governadora. Que avaliação o senhor faz do Senado? O Senado tem prestado relevantes serviços ao Brasil. Há sempre a preocupação de ajudar a presidente Dilma, que está correspondendo às expectativas do povo brasileiro. Que avaliação o senhor faz da “faxina”que a presidenta fez? Excelente. Aqueles que avançaram sobre o erário público foram demitidos. Há um problema no Brasil que precisa ser resolvido: os desonestos. Estes precisam ser demitidos e punidos. Esse assunto inclusive foi tema de um discurso meu no qual defendi o combate à corrupção.


geral

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

7

[ EDUCAÇÃO ] Exame ultrapassou a finalidade inicial de avaliar aprendizado dos estudantes

do ensino médio e hoje é encarado como o caminho mais curto para o ensino superior

Gaudêncio Torquato gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br

O PNBC do Terceiro Setor

Mais de 100 mil estudantes fazem provas do Enem ALDAIR DANTAS

e tanto o joio florescer no campo do trigo, fica cada vez mais difícil distinguir onde começa a cultura de um e termina o roçado do outro. Faz-se a observação a propósito de entidades sem fins lucrativos que compõem o chamado Terceiro Setor. Nos últimos tempos, elas passaram a ser vistas também como canais para desviar recursos do Estado e jogá-los nas teias de corrupção que se formam nas malhas administrativas das três instâncias federativas. E assim, sombreado por casos escabrosos, este conglomerado que reúne algumas das organizações mais prestigiadas do país, enfrenta intenso processo de desgaste, cujas consequências poderão afetar o desenvolvimento de programas voltados para o bem estar de comunidades carentes. Como é sabido, o espaço deste setor é ocupado por associações, movimentos, fundações, entre outras modalidades, que atuam nas áreas da educação, saúde, esporte, lazer, cultura, meio ambiente, ciência e tecnologia, suplementando tarefas e funções que o Estado( Primeiro Setor) não consegue realizar a contento e sem ter como objetivo auferir ganhos financeiros, como é a praxe do mercado(Segundo Setor).

D

A inferência sobre a ladroagem é plausível. Basta contar os escândalos da atual quadra política e que estão sob a lupa do Tribunal de Contas da União e do Ministério Público.”

O tamanho da encrenca que põe sob suspeição as Organizações Não Governamentais (ONGs), termo igualmente usado para definir aquele universo, pode ser aferido por esta ordem de grandeza: o país abriga cerca de 350 mil entidades de assistência social, que empregam 2,5 milhões de pessoas e 15 milhões de voluntários; entre 2004 e 2010, esse conglomerado recebeu dos cofres públicos R$ 23,3 bilhões, uma evolução de 180% em 6 anos. Parcela ponderável dessa montanha de recursos entra, de maneira escancarada ou sorrateira, na composição do Produto Nacional Bruto da Corrupção (PNBC), aqui entendido como o somatório das contas da rapinagem e dos conluios que, por aqui, assumem a forma de licitações “batizadas”, comissões pagas a intermediários, superfaturamento de obras e produtos, emendas em projetos de parlamentares para regiões, e, coroando a engenharia desse poder invisível, convênios com ONGs que semeiam joio. A inferência sobre a ladroagem é plausível. Basta contar os escândalos da atual quadra política e que estão sob a lupa do Tribunal de Contas da União e do Ministério Público. Qual a explicação para o fato de que entidades, criadas para trilhar o caminho do Bem, são levadas a percorrer as veredas do Mal? Primeiro, a cultura da pilantragem, que encontra terreno fértil em nossos trópicos. “Espertocratas” se juntam a burocratas para agir nas entranhas do Estado e tecer a teia da corrupção. Segundo, o parentesco entre instituições privadas com fins públicos e estruturas estatais. As duas bandas fazem convergir seus interesses sob o escopo da Cidadania: são associações desfraldando bandeiras de combate à pobreza, violência, discriminação, poluição, analfabetismo, racismo. Ganham a confiança da sociedade, apoio político e, como não poderia deixar de ser, volumosos recursos. O Terceiro Setor, vale lembrar, constrói sua credibilidade na esteira da crise que, há quatro décadas, corrói os contornos do Welfare State, o Estado de bem estar. Incapaz de prover plenamente as demandas das áreas da educação, saúde, cultura, lazer, entre outras, o Estado passou a ter a colaboração de movimentos da sociedade civil, que acorreram em sua ajuda. A degradação da assistência social se expandiu ao fluxo de outros eventos que impactaram a força do Estado, como a crise do petróleo, nos anos 70, a recessão dos anos 80, a crise global do meio ambiente e a débâcle do socialismo na Europa.

Registre-se, ainda, a entrada em cena de governos conservadores como os de Ronald Reagan, nos EUA, e Margaret Thatcher, na Inglaterra, sob os quais ocorreu acentuado refluxo do Estado na operação do sistema de proteção social. A partir das décadas de 80/90, o Estado passou a repartir com parceiros a execução de serviços sociais básicos. No Brasil, a moldura crítica juntou “a fome com a vontade de comer”. A criação das Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, no final dos anos 90, deu força ao Terceiro Setor, agrupando no mesmo espaço as áreas filantrópicas, de caridade, de voluntários, independentes, de cultura e lazer, desenvolvimento educacional de jovens e sua integração ao mercado de trabalho. Certas instituições continuaram a desempenhar sua missão distante dos recursos do Estado, como o Centro de Integração Empresa-Escola, a maior ONG do país, criada há quase meio século, mas a grande maioria estendeu as mãos aos cofres estatais, pedindo ajuda a atores políticos (representantes e partidos), os quais, por sua vez, usam as entidades como aríete para ampliar domínios. Portanto, muitos núcleos do território da intermediação assistencialista de cunho privado, respaldando a competitividade política, passaram a abrigar feudos partidários. Hoje, sua força é capilar, saindo da União, atravessando os Estados e chegando aos municípios. O que precisa ser feito para limpar o roçado do Terceiro Setor, eliminando o joio do trigo? Expurgar entidades com interesses espúrios ou ligações suspeitas com parceiros alheios a compromissos sociais. Significa investigação acurada em associações privadas que recebem recursos do Estado. Parcerias e convênios com organismos estatais precisam obedecer a regras inflexíveis. Só mesmo por estas plagas é possível alguém criar uma entidade de caráter assistencialista, compor um conjunto de ideias filantrópicas, pleitear um convênio com um Ministério e conseguir aprovar o pacote com as bênçãos de um político e, posteriormente, aplicar (?) de maneira atabalhoada os recursos embolsados. O Tribunal de Contas detecta falta de maior clareza e objetividade nos critérios de seleção das entidades beneficiadas. Ora, esse diagnóstico é suficiente para sustar os processos. Mas nada disso gera temor ao Produto Nacional Bruto da Corrupção. Que, a essa altura, já deve ter encontrado boas alternativas para eventuais perdas.

GAUDÊNCIO TORQUATO jornalista, é professor titular da USP e consultor político e de comunicação.Twitter: @GaudTorquato

s portões do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) e de outros 245 estabelecimentos públicos e privados do Estado se abriram, pontualmente às 11 horas, para os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na manhã de ontem. O Rio Grande do Norte tem 116.753 inscritos, para os dois dias de provas (ontem e hoje). As filas em frente aos pontos de aplicação de provas, entretanto, começaram a se formar logo cedo. Carolina Vincler, 18 anos, foi a primeira a chegar no IFRN. “Às 8h, nem o pessoal de panfletagem havia chegado”, brincou. O receio de perder as provas justifica tamanha antecedência. A estudante Carla Alves, 17 anos, candidata ao curso de administração considera alto o nível das provas para o tempo de execução. “Hoje (sábado) são apenas 4h30min para resolver textos imensos, que levam tempo para leitura e compreensão antes de resolver. A costureira Maria do Carmo, 52 anos, aproveitou o tempo de espera para rever assuntos. Na quarta tentativa para ingressar no curso de geografia, ela diz ter uma motivação a mais. “Ano passado minha filha conseguiu bolsa integral para psicologia”, disse. Em frente a UnP da Salgado Filho, a concluinte do ensino médio Maria Danila Cardoso Oliveira, 15 anos, se mostrava confiante. “Estudei, resolvi exercícios, considero o nível dentro do dado em sala da aula e acho que consigo a vaga para fisioterapia”, afirmou. Alguns cursinhos montaram estandes próximos aos locais de prova para tirar dúvidas e oferecer massagens de relaxamento aos alunos. O exame que ultrapassou a finalidade inicial de avaliar o apren-

O

Estudantes do ensino médio de Natal caminham para as salas de aula no primeiro dia do Enem

dizado dos estudantes do ensino e, desde 2009, é encarado pelos participantes como porta de acesso às vagas em universidade públicas e privadas de todo país. Este ano, teve um aumento de 24.299 concorrentes em relação ao ano passado, quando 92.454 estudantes fizeram a prova no Estado. Até às 9h, 90% das provas foram entregues nos pontos de aplicação do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) em todo Estado. “A expectativa é de um certame tranquilo, dentro do planejado traçado”, afirmou o coordenador do Enem no Estado José Gomes de Oliveira. Cerca de 6 mil pessoas entre aplicadores de prova e chefes de seção estão envolvidas. A logística conta ainda com um efetivo de 516 policiais militares, por meio de convênio entre o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e

o governo do Estado. Sendo 170 em Natal e 346 no restante das cidades do interior. “Os policiais garantirão a segurança desde às 6h, com escolta das prova a serem entregues até o recolhimento, nos dois dias”, disse o coordenador de segurança coronel Alarico Azevedo. Até o fechamento desta edição não havia informações sobre número de faltosos. PROVAS Hoje a avaliação continua com provas prova de Linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira (inglês ou espanhol), artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação) e mais uma redação; além da prova de Matemática e suas tecnologias. Os candidatos terão no hoje 5h30 para responder 90 questões de múltipla escolha e a redação. O primei-

ro dia foi reservado as provas de ciências humanas e suas tecnologias (que engloba história, geografia, filosofia e sociologia) e ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia). Ao contrário do publicado em edital, que informava que as respostas da prova sairiam “até três dias após o final do Enem”, o Inep, órgão vinculado ao MEC responsável pela organização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2011), divulgou no site que o gabarito do exame será divulgado na próxima terça-feira (25) até as 20h. No Estado, a Universidade Federal Rural do semiárido (Ufersa) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) já aderiram ao Enem. Para o primeiro semestres de 2012, a Ufersa preencherá todas as suas 1.015 vagas via Sisu, já a UFRN, vai disponibilizar 380 vagas para o exame.

Exame é porta de acesso à universidade Brasília – Quase todas as universidades federais vão utilizar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar os alunos que ocuparão as vagas oferecidas para o primeiro semestre de 2012. A adesão à prova cresce a cada ano, mas a forma como cada instituição aproveita o resultado do Enem varia. Enquanto algumas instituições optaram por extinguir o vestibular e utilizar o exame como única forma de seleção, como a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), outras reservam apenas parte das vagas para o Enem e

mantêm seus processos seletivos próprios. A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por exemplo, destina 5% das vagas para o exame, enquanto a de Viçosa (UFV) reserva 80% para o Enem e 20% para o seu processo de avaliação seriada. Outro formato adotado é a substituição da primeira fase do vestibular pela prova do Enem, como faz a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) desde o ano passado. “Um dos nossos objetivos [ao aderir ao Enem] era capilarizar o vestibular e isso de fato aconteceu. Tivemos candidatos de todas

Tivemos candidatos de todas as partes do país e isso é muito bom em termos de mobilidade” VITÓRIA ARANHA Pró-reitora da UFMG

as partes do país e isso é muito bom em termos de mobilidade”, avalia a pró-reitora de Graduação da instituição, Antônia Vitória Aranha.

Segundo ela, a universidade não descarta a possibilidade de, no futuro, substituir totalmente o processo seletivo pelo Enem. “Por enquanto, mantemos a segunda fase, mas entendemos que a tendência é que haja um processo unificado no país inteiro. Não diria que essa decisão será daqui a um ou dois anos, a UFMG é uma universidade mais tradicional que zela muito pelo seu processo seletivo. Mas o Enem, sem dúvida, é um avanço”. Outras instituições aderiram ao exame de forma mais tímida. A UnB utiliza o Enem apenas para preencher vagas remanescentes.

[ COMUNIDADE ] Ação de Cidadania promovida pela Prefeitura marca festividades em homenagem aos 100 anos do bairro. Hoje haverá missa no entorno do relógio

Alecrim comemora centenário A

ADRIANO ABREU

s comemorações pelos 100 anos do Alecrim seguem hoje com a realização de uma missa campal e uma caminhada, que sairá da Paróquia de São Sebastião e irá para o relógio do Alecrim. A celebração terá início às 6h00. Ontem, a Prefeitura de Natal realizou o “Natal em ação”, projeto que leva vários serviços públicos aos bairros da capital, na rua Amaro Barreto. Além disso, o poder público ofereceu um bolo de 100 metros para a comunidade. O centro do Alecrim estava lotado, como tradicionalmente fica aos sábados. A diferença é que nas proximidades do camelódromo o fluxo de veículos estava interrompido para as tendas do Natal em Ação. Houve distribuição de panfletos, corte de cabelo gratuito, regularização de documentos, ações de saúde, entre outros. Durante toda a tarde, bandas como Roda de Bamba e Rastafeeling se apresentaram em um palco montado também na rua Amaro Barreto.

Os eventos promovidos pela Prefeitura chamaram a atenção do público, que levou cerca de 10 minutos para dizimar o bolo de 100 metros. Foi uma festa. Havia pessoas munidas até de baldes e bacias para não perder um único pedaço da guloseima. Logo após, um cortejo dos grupos Pau e Lata e Folia de Rua fechou os festejos na parte da manhã. Na próxima semana, haverá o tombamento de dois marcos do bairro: a igreja de São Pedro e o cemitério, que também está passando por reformas. Fundado em 1911, o Alecrim é um dos bairros mais antigos de Natal, sendo o maior da zona Leste com 29 mil habitantes. Com suas ruas movimentadas e barulhentas, é famoso por abrigar um dos maiores comércios de rua da capital. Atualmente, o bairro concentra o comércio popular de Natal, que emprega 50 mil trabalhadores, de acordo com dados da Associação dos Empresários do Bairro do Alecrim (Aeba).

Bolo de cem metros,uma das atrações da programação do sábado


8

geral

Natal | Rio Grande do Norte| Domingo | 23 de outubro de 2011

[ PETRÓLEO ] Parlamentar

baiano diz estar convencido de que o projeto substitutivo elaborado pelo relator Vital do Rêgo Filho resultou “na lei possível neste momento” e defende abertura de um novo debate sobre desenvolvimento

Senador defende mudança em royalties rasília - Embora não o considere ideal, o senador Walter Pinheiro (PT-BA) acredita que o projeto de distribuição dos royalties do petróleo entre União, estados e municípios, aprovado na quarta-feira, pode abrir caminho para o País instituir po-

B

líticas públicas fundadas num planejamento prévio. O parlamentou colocou nesta mesma linha o Plano Plurianual 2012-2015, que prevê recursos da ordem de R$ 5,4 trilhões e cujo relatório preliminar, sob sua responsabilidade, tramita na Comissão Mista de Planos, Or-

çamentos Públicos e Fiscalização. “Espero que, a partir dos royalties, não se olhe só quanto vai para aqui e quanto vai para acolá, mas como vai se organizar projetos e vincular níveis de investimento, permitindo que se faça um caminho de desenvolvimento ba-

lizado em questões de caráter social, ambiental e econômico, tendo como centro do projeto o ser humano”, declarou Pinheiro. O senador disse estar convencido de que o projeto substitutivo elaborado pelo relator matéria, senador Vital do Rêgo Filho (PMDB-

PB), resultou “na lei possível nesse momento”. De qualquer modo, Walter Pinheiro vê na proposta aprovada lacunas quanto a ações de longo prazo capazes de equilibrar o nível de investimentos entre os diversos entes federativos e, assim, promover o desenvolvi-

mento local. A ausência dessa perspectiva de futuro também foi criticada, em aparte, pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF). Na sua avaliação, o futuro do país foi “traído ao se comprometerem os recursos do pré-sal apenas para a geração atual”.

[ AVIAÇÃO ] Proposta está na lista de prioridade

para votação na Câmara até o final deste ano

Código pode acabar com limite de capital externo rasília (AE) - Os empresários do setor aéreo que exploram o mercado doméstico e querem ampliar os investimentos poderão abrir as companhias nacionais sem limites à participação do capital estrangeiro. É o que propõe o relator do novo Código Brasileiro de Aeronáutica, o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE). O Código está na lista de propostas que o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), adotou para votar até o fim do ano. O relator Bruno Araújo quer pôr abaixo não só a limitação de 20% de capital estrangeiro estabelecida na lei atual, como os 49% sugeridos pelo relator anterior, o exdeputado Rocha Loures (DEM-PR). Escalado para levar adiante o trabalho de reforma do Código, que data de 25 anos atrás, o tucano Araújo quer reproduzir no setor aéreo o modelo adotado na Embraer e na Vale, onde o controle administrativo foi mantido nas mãos do capital nacional. O relatório de Rocha Loures chegou a ser votado na Comissão Especial da Reforma do Código da Aviação em 2010, mas foi aprovado em sessão esvaziada durante a campanha eleitoral. Como ele concorreu a vice-governador do Paraná na chapa de Osmar Dias (PDT), foi derrotado e não está mais no Congresso, a troca na relatoria neste ano reabriu o debate da participação do capital estrangeiro no setor. O novo relator vem negociando com todos os setores envolvidos - governo, órgãos reguladores, empresas aéreas, entidades que representam os aeronautas e a defesa do consumidor Tudo no embalo da movimentação do mercado em torno da venda da Webjet, que acabou sendo comprada por outra companhia brasileira, a Gol. “Resolvi fazer algo mais audacioso do que vinha sendo proposto, mas fui buscar um modelo que dê segurança, como na Embraer e na Vale, onde também não há limites para o capital estrangeiro”, diz Bruno Araújo. Ao menos até agora, o tucano não enfrentou resistências ao fim

B

das travas à abertura de capital. As lideranças do governo e os assessores da Casa Civil não vetaram a proposta do relator nas reuniões feitas até agora. A inspiração do relator foi o modelo de ação “golden share”, popularizado nas privatizações feitas na Grã Bretanha. No caso da Embraer, 62,5% do capital é estrangeiro, mas a União detém a ação “golden share”, o que confere poderes especiais, incluindo o de veto. Outro ponto polêmico é o que trata da relação entre as companhias e os usuários do sistema aéreo. O relator definiu que o instrumento que deve regulamentar esta relação é o Código de Defesa do Consumidor. “Estabelecer novas condutas agora seria jogar fora toda a jurisprudência e a regulamentação firmada em decisões da Justiça nos últimos anos. Não vale a pena zerar o jogo, descon-

Resolvi fazer algo mais audacioso do que vinha sendo proposto, mas fui buscar um modelo que dê segurança aos investidores” BRUNO ARAÚJO Deputado federal

siderando todos os ganhos de causa obtidos pelo consumidor até agora”, justifica o deputado. As empresas aéreas não gostam dessa ideia. E não sem motivo. As regras atuais permitem às companhias fixar um limite para indenizar o passageiro no caso de uma mala perdida, por exemplo. Ocorre, porém, que o Código do Consumidor prevê ressarcimento integral pelo dano causado ao usuário. Uma das preocupações de Bruno Araújo é não imobilizar a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que tem flexibilidade para arbitrar alguns conflitos entre usuário e empresa aérea.


Domingo | 23 de outubro de 2011

[ COMÉRCIO ]

Proposta aumenta proteção a consumidor VALÉRIA CASTANHO E AUGUSTO CASTRO Agência Senado

rasília - A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) podec votar na próxima quarta-feira dois projetos de lei do Senado (PLS) que têm por objetivo aumentar a proteção e a segurança das transações no comércio eletrônico para os consumidores. O PLS 439/2011 altera o Código de Defesa do Consumidor (CDC) para garantir mais proteção às pessoas que compram e recebem ofertas de produtos ou serviços por telefone ou pela internet. De autoria do senador Humberto Costa (PT-PE), a matéria tem voto favorável da relatora, senadora Angela Portela (PT-RR). Caso aprovado, o projeto seguirá para análise, em decisão terminativa, na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA). De acordo com o projeto, fica proibido ao fornecedor de produtos ou serviços enviar qualquer tipo de oferta por meio eletrônico ou por telefone ao consumidor, sem prévia autorização. O projeto estabelece que o produto ou serviço oferecido por telefone, meio eletrônico ou qualquer outra modalidade à distância, deve ter informações precisas na página eletrônica da empresa, bem como em qualquer publicidade em meio impresso ou eletrônico ou ainda na embalagem do produto. Essas informações vão desde os nomes do fabricante e do fornecedor do produto ou serviço, bem como os respectivos números de CPF ou CNPJ e os telefones para contato. Também deve constar o preço total do produto ou serviço, bem como despesas de entrega ou quaisquer outras que onerem o consumidor, o prazo de entrega do produto e a forma de ressarcimento no caso de descumprimento de qualquer das regras da oferta. O Projeto de Lei Suplementar 450/2011, de autoria da senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO), também altera o CDC para garantir a facilitação de atendimento do consumidor por órgãos públicos de proteção e fiscalização por meio da internet. A proposta tem voto favorável do relator, Walter Pinheiro (PTBA), e também seguirá para apreciação em decisão terminativa na CMA caso aprovada. A matéria obriga os órgãos governamentais de fiscalização e proteção do consumidor, como os Procons, a colocarem à disposição dos brasileiros canais de acesso, pela internet ou telefonia, voltados para o recebimento de reclamações e queixas de consumidores que se sintam prejudicados em transações comerciais.

B

WALDEMIR BARRETO/AG.SENADO

Relatório de Angela Portela é favorável a mudanças no CDC

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 9


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 23 de outubro de 2011

[ SERVIÇO PÚBLICO ] Antes da assinatura do termo de cooperação, Garibaldi Filho esteve na cidade de São José da Laje para inaugurar mais uma agência da Previdência Social

Cláudio Humberto E-mail: ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br

PCdoB na Justiça Eleitoral

Parceria com Alagoas irá combater acúmulo de cargo DIVULGAÇÃO

erdida (de novo) no tiroteio, a oposição não reparou no possível tropeção ético do programa partidário do PCdoB, exibido em rede nacional na quinta (20), em que o ministro Orlando Silva aparece se defendendo das acusações de fraude no Esporte. A fala de Orlando poderá ser contestada pela Lei 9096/95, que impede o uso da propaganda eleitoral gratuita para “defesa de interesses pessoais”.

P

A gente não achava que ia acontecer. Mas não atrapalha, não”

Ministro Fernando Pimentel sobre a decisão do STF de adiar o aumento do IPI

REEDIÇÃO Comprovada a ilegalidade, o PCdoB poderá ter aparições “enxugadas” pela Justiça Eleitoral. Orlando foi inserido às pressas na edição.

BIRUTA DE AEROPORTO A cuca de Orlando Silva deu nó na sexta (21): o país pedindo para ele sair e Dilma mandando que ficasse em Brasília, como se fosse fugir. É A MARDITA?

PASSARELA

Lula não deu uma só palavra sobre a morte do amigo Kadafi, nem sobre o câncer de Hugo Chávez. Logo esquecerá Fidel. É a vida.

O novo governo da Líbia terá fonte extra de arrecadação se criar o Museu Itinerante do Vestuário Fashion do falecido ditador Kadafi.

Contribuinte fica com ‘mico’ Pressionado pelos indígenas bolivianos, o presidente cocaleiro Evo Morales cancelou as obras de rodovia construída pela OAS com US$ 332 milhões do BNDES em área ambiental. O péfrio foi à Bolívia num jatinho pri-

vado para tentar contornar o “rolo”, que agora cai no colo do contribuinte brasileiro. A oposição boliviana quer investigar suposto acordo para obras da OAS em troca do gás que Morales fornece.

NÃO É COM ELE O cocaleiro ainda não detalhou como será desfeito o negócio, que envolve acusações de superfaturamento com nosso dinheiro.

PASSARINHOS NA MÃO O PSDB de Belo Horizonte desistiu de lançar candidato à prefeitura. Fechou com o PSB para manter secretarias com Saúde e a BHTrans. CAÇA AO TESOURO O maior medo de Lula agora é que os rebeldes confisquem in loco a condecoração que ele recebeu de Kadafi, a maior da antiga Líbia. ELE, DE NOVO Lula se meteu na disputa para líder do PT na Câmara. Não se decidiu ainda entre Jilmar Tatto (SP) e José Guimarães (CE), irmão de José Genoino cujo assessor foi preso com a cueca recheada de dólares.

Atentado contra o voto Wadih Damous, da OAB-RJ, considera “atentado contra cidadãos do Rio” a divisão dos royalties do petróleo instituída pe-

lo Senado. E se ofereceu ajudar para tentar reverter no tapetão uma derrota no voto.

VIAGENS

CONTA DE CHEGAR

O senador Sérgio Petecão (PSD) denuncia que tem sido seguido por espiões dos irmãos Tião e Jorge Viana (PT), ex-padrinhos na política, hoje adversários. O senador Jorge Viana diz que Petecão... viaja.

Com dez deputados e um senador, o PCdoB é bem menor que o PSD, por exemplo, que pleiteia o Ministério do Esporte na hipótese da saída do ministro Orlando Silva. O PSD tem 52 deputados e dois senadores.

BOA ESCOLHA Após inauguração da nova sede da TV Globo em Lisboa, a atriz Gloria Pires manifestou o desejo de passar uma temporada em Portugal. Vai escolher Cascais como o seu canto de retiro junto com o marido.

RIO TURBULENTO O ministério da Integração Nacional garante que 70% das obras do Lote 1 da transposição do São Francisco estão prontas e atribui à “rotatividade de mão de obra” o desértico canteiro em Cabrobó (PE).

MÁGOA AFOGADA Ex-prefeito de S. Bernardo (SP), o deputado William Dib deu o troco no governador paulista Geraldo Alckmin por não ganhar uma secretaria: coordenador-geral do PSDB no Grande ABC, filiou ao PPS a mulher Marilda, e o filho Murilo, para disputarem as eleições de 2012.

CHAMA A FIFA O “soçiólogo” Emir Sader demitiu pelo Twitter na sexta (21) a ministra Ana de Hollanda, a quem já chamara de “autista”, anunciando como “cotada” a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) na Cultura.

PENSANDO BEM... ... “Ocupe Wall Street” é para americanos. “Desocupe o Congresso” é coisa nossa.

Ministério da Previdência Social e o Governo do Estado de Alagoas firmaram acordo de cooperação técnica visando impedir a acumulação de cargos públicos e de aposentadorias nos serviços públicos federal e estadual. O documento foi assinado na tarde de sexta-feira no Palácio Floriano Peixoto - sede do governo alagoano - pelo ministro Garibaldi Alves Filho e pelo governador Teotônio Vilela Filho. De acordo com o documento, o Ministério - através do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) - e o Governo de Alagoas se comprometeram a trocar informações visando identificar o acúmulo de cargos públicos indevidos e também a respeito da compatibilidade de horário dos servidores que ocupam simultaneamente cargos públicos no governo alagoano e no INSS. Todas as informações que forem recolhidas a partir da assinatura do acordo deverão permanecer em caráter sigiloso. A publicação ou divulgação dos resultados institucionais obtidos somente poderá ser feita com a concordância expressa dos participantes. Junto com o acordo, também foi assinado um plano de trabalho que permitirá que os termos negociados entre as duas instituições públicas possa ser colocado em prática. “Esse acordo permitirá que a Previdência e o Governo do Estado troquem informações para que possamos ter notícia s sobre acumulação de cargos indevida. É salutar que possamos detectar a existência de fraudes o mais rapidamente possível, para evitar que os cofres públicos sejam lesados. A assinatura desse termo de cooperação mostra a preocupação do Ministério em combater essas distorções”, afirmou o ministro Garibaldi Filho. Antes de assinar o termo de cooperação, Garibaldi Alves Filho esteve em São José da Laje, interior do estado de Alagoas, para inaugurar mais uma agência da Previdência Social. Agora os moradores do município não terão mais que se deslocar até a APS de União dos Palmares (AL) - distante 22 quilômetros – para ter acesso aos serviços previdenciários. Além de atender à população de São José da Laje, a APS também receberá os previdenciários de Ibateguara. Ao todo, a unidade estará à disposição de cerca de 37 mil pessoas. A Previdência Social investiu R$ 767,8 mil na construção da agência, que prestará todos os serviços previdenciários.

O

Garibaldi Alves e Teotônio Vilela Filho assinam convênio de cooperação para impedir fraudes

BATE-PAPO Garibaldi Filho » ministro da Previdência

Previdência para dona de casa é uma conquista importante Por que a Previdência reduziu a contribuição previdenciária de 11% para 5% para as donas de casa de famílias de baixa renda? A maioria das donas de casa de famílias de baixa renda, aquelas que possuem renda familiar de até dois salários mínimos, não tinham condições de contribuir com 11% sobre o salário mínimo, ficando assim sem proteção da Previdência Social. Não poderiam receber auxílio-doença, caso se machucassem com os afazeres domésticos, ou ainda não teriam o saláriomaternidade que as ajudaria a dar total atenção ao recém-nascido. Essa lei nº 12.470, que reduziu a alíquota do INSS para 5% sobre o salário mínimo, veio com a intenção de melhorar o acesso das donas de casa a direitos fundamentais básicos, como auxílio-doença, saláriomaternidade, aposentadoria por idade e até de dar aos dependentes o direito a receber pensão por morte. Cabe lembrar que essa conquista é fruto do trabalho do governo dos últimos anos. Mais de 25 milhões de brasileiros saíram da linha da pobreza, o que ajudou a diminuir a distância entre ricos e pobres e temos orgulho de dizer que as políticas da Previdência Social colaboraram muito para essa inclusão.

Como a dona de casa comprova que é de baixa renda? A família da dona de casa tem que estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o mesmo do Bolsa Família, por exemplo. A renda mensal de sua família deve ser de até dois salários mínimos, o que hoje representa 1.090 reais. Quem não está cadastrado ainda deve procurar o gestor do Bolsa Família no município e a própria prefeitura para se inscrever. Os prefeitos, inclusive, estão oferecendo para ajudar nesse cadastramento. Eu tive a oportunidade de visitar o município de Trindade e lá ouvi do prefeito esse compromisso de facilitar a inscrição das donas de casa no cadastro social”. Existe carência para ter direito a benefícios como salário-maternidade e auxílio-doença? Sim. A carência é a mesma do segurado facultativo e do contribuinte individual. A partir de 10 meses de contribuição, a dona de casa tem direito a receber o salário-maternidade e, com 12 meses de contribuição, a dona de casa pode receber aposentadoria por invalidez e o auxílio-doença. Os outros benefícios previdenciários

não exigem carência, basta ser segurado. Quando essas donas de casa terão direito à aposentadoria? Para ter direito à aposentadoria por idade, as donas de casa de baixa renda têm de contribuir por, pelo menos, 15 anos e ter idade de 60 anos. Ao final desse tempo, elas recebem aposentadoria no valor de um salário-mínimo. É importante destacar que, com esse programa, a dona de casa pode ter um futuro mais tranquilo; que quando chegar à velhice, ela terá a assistência previdenciária e contribuindo apenas com 27 reais e 25 centavos por mês”. Ministro,essa política vai beneficiar quantas donas de casa? De acordo com a Pesquisa Nacional de Amostra por Domícilio, a PNAD de 2009, seis milhões de mulheres se enquadram no perfil de dona de casa de família de baixa renda. São seis milhões de brasileiras agora que têm condições de receber uma aposentadoria, sem comprometer o orçamento familiar. Essa redução da contribuição para as donas de casa demonstra que a Previdência Social prestou atenção à importância do trabalho doméstico. Até então essas donas de casa não se viam plenamente amparadas, mas agora podem sonhar com um futuro mais tranquilo”.


Domingo | 23 de outubro de 2011

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

[ SERVIÇO PÚBLICO ] Aposentadorias provocam um deficit de quase 2 mil funcionários e falta de pessoal já começa a afetar

o funcionamento do Banco Central. Diretoria aguarda autorização para convocar aprovados no concurso de 2009

BC enfrenta risco de ‘apagão’ FÁBIO POZZEBOM/ABR

LETÍCIA NOBRE Congresso em Foco

rasília - O Banco Central, a principal entidade do sistema financeiro nacional, está na iminência de um apagão de servidores. Atualmente, há um déficit de 29,52% do quadro funcional, o equivalente a 1.991 profissionais. E a previsão é de que esse número suba rápido, até atingir a metade do efetivo normal do Banco Central. A situação é decorrente das aposentadorias dos servidores mais velhos. Nos últimos dois anos, 601 efetivos deixaram seus postos. De janeiro a setembro deste ano, 327 fizeram o mesmo e, se as previsões de aposentadoria da autarquia especial se confirmarem, podem ser geradas 936 vacâncias até 2014. “Por ter passado 13 anos sem concurso, teremos agora uma saída massiva de servidores. Além dos mais de 700 que já aposentaram, até 2013 ainda teremos quase 1,3 mil pessoas em condições de se aposentar. A situação é gravíssima”, resume Sérgio Belsito, presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal). Assim como o sindicato, o Departamento de Pessoal está preocupado com a situação. Em entrevista ao jornal Folha Dirigida, em agosto, a chefe do departamento, Nilvanete Ferreira da Costa, afirmou que a reposição é necessária para manter os bons resultados do Banco Central. “É claro que, supondo-se que não haja reposição nos próximos anos, vai chegar um momento em que teremos que priorizar o que vamos fazer. Isso pode, de fato, refletir negativamente no resultado do Banco [Central]”. A Lei N° 9.650, de 1998, que trata da carreira do Banco Central

B

prevê que, com a ocupação total do quadro, a autarquia teria 861 técnicos, 5.309 analistas e 300 procuradores, totalizando 6.470 servidores. De acordo com os dados mais atuais, do final de setembro, só estavam preenchidas 4.560 vagas. Se continuar assim e não houver novos concursos, o Banco Central chegará em 2014 com uma deficiência de 3.155 efetivos. Para este ano, o Banco Central aguarda a chegada de 83 analistas no início de novembro, resultado da permissão dada pelo Ministério do Planejamento de aproveitar 25% dos aprovados no último concurso, realizado em 2009. O concurso tem validade até junho de 2012 e a expectativa do Banco Central é ter uma nova autorização para convocar os 25% restantes que são permitidos segundo o Decreto N° 6.944/2009. Esse reforço pode será insuficiente para manter as demandas do Banco Central. Somando todos os cargos, 28,14% dos servidores têm 50 anos ou mais e até 936 poderão solicitar aposentadoria neste ano e nos próximos. Novos concursos devem surgir para sanar essas lacunas. Quando lançou a seleção mais recente, em 2009, o Banco Central afirmou que seriam realizados dois ou três processos seletivos nos quatro anos seguintes para não correr riscos de prejudicar o funcionamento de suas tarefas. Com o concurso vigente, oficialmente a autarquia nega que existam negociações para novas seleções e diz que os esforços estão voltados para a liberação do aproveitamento dos aprovados. Entretanto, o presidente do Sinal, Sérgio Belsito, confirma a dificuldade em negociar com o Ministério do Planejamento por no-

Ministra Mirian Belchior alega restrições orçamentárias e política de redução de gastos para barrar concursos públicos vos servidores. “As negociações fluíram bem no governo anterior, ocasião em que se negociou um plano plurianual de concursos com 1.500 vagas. Atualmente, o Ministério do Planejamento, em função das restrições orçamentárias, tem limitado as autorizações. Esperamos que para o próximo ano sigam o que foi negociado no governo anterior de mais 500 vagas, entretanto, até agora não temos confirmação.” A pasta comandada por Mirian Belchior tem, por orientação estratégica, não informar o andamento de negociações que envolvam autorizações de novos concursos.

[ LÍBIA ] Pressionado pela co munidade internacional, conselho de

transição adia enterro para que legistas façam necrópsia no ex-ditador REUTERS

Corpo de Muamar Kadafi foi colocado num contêiner refrigerado no pátio de shopping center

Moradores de Misrata fazem fila para ver corpo de Kadafi nquanto o Conselho Nacional de Transição não decide o que fazer com os restos mortais do ex-ditador Muamar Kadafi, longas filas se formavam ontem no pátio de um shopping, em Misrata, onde um contêiner era usado como abrigo para a urna funerária do homem que comandou a Líbia por quase 42 anos. Kadafi foi morto na quinta-feira. O corpo só não foi enterrado ainda porque a ONU e a Comunidade Internacional exigiram uma investigação sobre as circunstâncias que apontam para execução. Um legista era esperado neste sábado para realizar a autópsia. Imagens feita por insurgentes mostram Kadafi ferido no momento da captura e, depois, aparece morto, enrolado num lençol com um ferimento a bala visível na cabeça. O filho dele Mutassim, também foi morto no mesmo dia. A família do coronel pediu que os corpos sejam liberados o mais rapidamente possível e, assim co-

E

mo a ONU, quer uma investigação completa sobre as circunstâncias da morte do ex-líder líbio. O governo americano pediu que o Conselho Nacional de Transição (CNT) explique os acontecimentos de quinta-feira de “forma aberta e transparente”, enquanto a Rússia disse que a forma como o ex-líder morreu “levanta uma série de questões”. O CNT anunciou que realizará uma cerimônia para declarar a libertação formal da Líbia neste domingo. Ao mesmo tempo, a Otan – que age na Líbia com anuência de um mandado da ONU – se prepara para concluir suas operações militares no país norte-africano. O secretáriogeral da aliança, Anders Fogh Rasmussen, disse que, em princípio, a ofensiva será mantida até 31 de outubro, e que a Otan vai garantir que “não haja ataques contra civis durante o período de transição”. Autoridades do governo interino haviam dito que pretendiam realizar uma cerimônia fúnebre secre-

ta, mas o funeral que, segundo a tradição islâmica, tem de ocorrer o mais rápido possível, foi adiado em meio a incertezas sobre o que fazer com o corpo e sobre onde enterrá-lo. Um importante integrante do CNT, Mohammed Sayeh, disse à BBC duvidar que Khadafi tenha sido assassinado deliberadamente, mas disse: “Mesmo que ele tenha sido morto intencionalmente, eu acho que ele merecia isso”. Questões similares envolvem a morte de Mutassim, filmado vivo pouco após sua captura. Ele também foi morto a tiros. Repórteres da BBC de Londres conversaram com combatentes ligados ao CNT em Misrata. Eles disseram que sabiam há dias que Khadafi se escondia em Sirte – cidade natal do coronel e onde ele foi detido. O combatente Anwar Souwan disse que eram poucos os que tinham a informação do paradeiro do líder líbio e que o dado foi passado por um mercenário da Mauritânia.

Oportunidades no BC são restritas Enquanto os impasses não são resolvidos, resta aos concurseiros interessados em trabalhar no Banco Central aproveitarem o tempo para estudarem. O analista do Banco Central e professor de economia e finanças Cesar Frade, dá as dicas sobre a carreira e como se preparar. Ele explica como funciona a carreira. “O Banco Central é dividido em três cargos: procurador, analista e técnico. Para procurador, só podem se candidatar bacharéis em direito; para analista, graduados em qualquer área

de formação, e técnicos devem ter terminado o nível médio”. Os salários iniciais variam de R$ 4.896 a R$ 14 mil. Ingresso do concurso de 1997, Frade comenta o último concurso para analistas e técnicos, realizado pela Fundação Cesgranrio há dois anos e que ofereceu 500 oportunidades. “A dica para quem está estudando é começar com as matérias que caíram para todas as áreas: português, direito constitucional, direito administrativo, sistema finan-

ceiro nacional, economia, raciocínio lógico e inglês”. Ele complementa dizendo que para o preenchimento das vagas de procurador, o conteúdo cobrado foi: direito constitucional, administrativo, econômico, financeiro e tributário, civil, processual civil, empresarial, internacional público e privado, penal, processual penal, direito do trabalho e processual do trabalho e direito previdenciário. Esse concurso foi responsabilidade do Cespe com 20 vagas.


12 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

geral

Domingo | 23 de outubro de 2011


Domingo | 23 de outubro de 2011

[ MEIO AMBIENTE ]

Seminário vai discutir lençol freático s alternativas de remediação do lençol freático de Natal serão discutidas durante o 1º Workshop Ambiental de Postos de Combustíveis (WAPC) que será realizado em Natal, na próxima quinta-feira dia 27 de outubro. A palestra faz parte da programação do 21º Congresso Internacional de Engenharia Mecânica que será aberto nesta segunda-feira. A contaminação do aqüífero de Natal e as possibilidades de remediação do solo, já contaminado, serão apresentadas por um dos convidados do evento, o professor Tomaz Albergaria, engenheiro do Ambiente, ramo de Gestão e Tratamento de Resíduos Industriais pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. O workshop contará com a participação de promotores do meio ambiente, funcionários do Idema, Ibama e Semurb além de engenheiros inscritos no evento. “A nossa expectativa é que as novas tecnologias apresentadas no workshop possam ser utilizadas em Natal, tanto pelo Poder Público quanto pelos principais agentes poluidores que são alguns postos de combustíveis instalados na cidade”, disse o presidente do evento, o engenheiro Angelo Roncalli. Um estudo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, apresentado em março deste ano, constatou vazamentos em 109 postos de combustíveis instalados na cidade. Testes comprovaram a contaminação do lençol freático, provocada tanto por estragos nos tanques de armazenamento quanto nas tubulações. Um Termo de Ajustamento de Conduta, proposto pelo Ministério Público, determinou, na época, a adoção de medidas de proteção ambiental. De cada 100 litros de água que chegam à casa do natalense 75 vêm do lençol freático e os outros 25 das lagoas do Jiqui e de Extremoz. A poluição provocada pelos postos faz com que a água receba o benzeno, componente químico considerado cancerígeno.

A

ENGENHARIA VERDE O 21º Congresso Internacional de Engenharia Mecânica trará a Natal os maiores nomes da engenharia mundial para discutir as novidades da área voltadas para o meio ambiente. Será a primeira vez que os organizadores do evento decidem aprofundar os estudos para buscar uma engenharia mecânica sustentável. São esperados cerca de 1400 engenheiros, estudantes de pós-graduação e professores universitários. Trinta e dois palestrantes internacionais e nacionais confirmaram presença, entre eles Milles Redfern (Londres), Omar Zeid (Boston, Massachusetts, United States) e Tomaz Albergaria (Portugal). A Engenharia Mecânica Sustentável vai estar presente em todas as palestras, debates e workshops. Vários assuntos serão abordados como a implantação do carro elétrico no Brasil, biodiesel, as providências adotadas pelo Brasil para evitar acidentes nucelares e as novidades na área de projetos mecânicos assistidos por computadores. O congresso será o primeiro realizado no RN a recuperar o CO2 consumido durante os cinco dias do evento. Um estudo realizado pelos alunos do curso de Ecologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, solicitado pela organização, calculou que será necessário o plantio de 600 mudas de árvores para compensar os danos causados pelo congresso com a confecção de bolsas, sacolas, crachás, papéis, copos descartáveis, além de do lixo produzido pelos participantes. Os organizadores já conseguiram as mudas que serão plantadas ao fim do evento.

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 13


quadrantes

14 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 23 de outubro de 2011

GUTENBERG COSTA [ escritor ]

Roteiro gastronômico e etílico do Alecrim (2) o artigo anterior rememoramos alguns dos saudosos bares, mercearias, bodegas, restaurantes, lanchonetes e quitandas do Alecrim. Falamos da mercearia/bar de 'Zé Coroa', do bar/casa da 'Nenzinha' e de muitos outros. Hoje, damos prosseguimento a esse passeio pela história. Citamos a mercearia/bar de seu 'Joca', frequetado por biriteiros ilustres, mas de pouco dinheiro, como os apelidados - 'doutor Rosse' e 'Marrom', que ficavam de tocaia a espera de um pagante. Naquele tempo acusava-se maldosamente a pinga do bodegueiro Joca como a causadora da morte quase toda semana de um dos papudinhos de seu bar. O fuxico preferido era espalhar que era a cachaça do paciente bodegueiro e não a cirrose que atacava os pobres papudins. Ali bem pertinho, na Avenida 11, existiam inúmeros bares, lanchonetes e mercearias, mais o bar mais famoso foi mesmo o de 'Toinho Seboso', que vendia a melhor carne assada da região. O dito ambiente sujo e repleto de casas de aranhas, deixava-nos com água na boca devido a carne assada tão gostosa,

N

feita na brasa e servida com farinha, cerveja ou cachaça. Toinho despachava e passava o troco e o freguês metido a limpo que cuidasse do balcão sujo ou das mesas da calçada. Lá estive muitas vezes com os saudosos amigos, o dentista humano e afobado do Bairro Washington Luiz e o Padre das gargalhadas Zé Luiz, sempre gozador de tudo, dando gaitadas de toda Natal, só escapando evidentemente, Toinho do bar, Dom Eugênio e Frei Damião! Já na Avenida 12, o ponto alto era uma ida a casa/bar de dona 'Anália', para saborearmos debaixo das mangueiras de seu quintal, buchada ou panelada feitas na hora num panelão a fogo de lenha. Ali era lugar abençoado, onde bebiam unidos os mais aguerridos abecedistas e americanos. E até os aluizistas e os dinartistas esqueciam suas cores do pastoril - verde e vermelho. Nos mercados da Avenida 6 como os da 4 e o da 11 com a 3, encontrava-se vários pontos/barracos, onde se podia degustar carne de bode e carneiro cozido com cuscuz, de excelente qualidade. Fui muitas vezes nestes pontos acompanhando em peregrina-ção o jornalista e amigo Mi-

randa Sá em sua campanha para o Senado. O difícil era convencer as ditas barraquei-ras que ali estava em carne e osso um candidato ao senado com seu assessor etílico gastronômico. Ainda na citada Avenida 1 com a 9, existia o tradicional o bar/restaurante 'Caipirão', cujo dono era o amigo Diassis, que herdara a antiga mercearia de seu pai. Descendo um pouco em busca da feira, tivemos os bares do 'Chicão' e do 'Luiz'. Mais em baixo, tivemos o bar de 'Javan Corrêa'. Sem falar das mercea-rias dos finados 'Chiquito' e 'Eduardo Tavares'. Hoje ainda temos o bar de seu 'Zé Naval' e o Flávio, que herdou do seu pai Chiquito a dita mercearia. Mais adiante tivemos o bar de 'Segundo', que deu lugar ao hoje bar restaurante de 'Arnaldo', que fica vizinho ao Changay. Na Avenida 2 com a 7, apesar do aperto, fez fama o bar de 'seu' Severino. E em frente a Saci, funcionou por muitas décadas o bar/mercearia de 'Eloi'. Hoje Eloí mudou de lado e seu irmão Almir abriu outro mais na frente. Ainda na Av. 2, abrigou por um tempo curto um bar muito chique, de nome 'Thifani', propriedade do jornalista

Paulo Câmara e a famosa churrascaria, 'Dom Pedrito'. Já na Av. 4, teve o bar do finado Juarez, que para nossa sede atendia-nos durante a noite toda. Vinte e quatro horas de cachaça, caldo de mocotó e de vez em quando as brigas famosas dos valentões da região. Comer um gostoso cachorro-quente dentro de um pão francês, com refresco de mangaba à noite, só na calçada, bem próximo ao Cine São Luiz. A mercearia de ‘Zé Medeiros', ficava na esquina da Av. 3 com a 7, e a de dona ‘Mariêta', com a sua na mesma 7 com a 2. Seu 'Lourival', após o trágico incêndio do mercado da cidade alta, como muitos outros também passou a negociar em sua pequena mercearia na Av. 1, bem próximo da Av. 6. E seu 'Sebastião' e dona 'Rosa', co-mercializavam em sua mercearia da esquina da Av. 1 com a 6. Ainda nesta Avenida existiu a lanchonete de seu ‘Campos', com vitamina de banana e abacate de manhã cedo para o freguês se fartar. E para rebater a desgraçada da ressaca, íamos também em Lagoa Seca, em busca do milagroso pirão da rabada do ‘Pedoca', da macaxeira com carne de sol do ‘Macaxeirão' ou do feijão verde com carne assada do 'Zé Nunes'. Não poderia omitir os picados servidos na feira em suas barracas da feira na esquina da 7 e ou da 8. Picado as sextas-feiras até o amanhecer do sábado, com violão, serestas e as broncas no retorno de casa de seu Geraldo e dona Estela. Hoje na Rua Presidente Gonçalves ainda resiste o velho ponto comercial de seu 'Praxedes'. Na Jaguarari existiu o bar do finado Armando, o maior prezepeiro do Bairro, filho de dona Chiquinha. Existiam ainda os bares/casas, 'proibidas aos menores' da antiga 'Vila Moura' da Rua Amaro Barreto. Vila tão freqüentada pelos valentões e marinheiros dos anos 60/80. Os conservadores a chamavam de 'Vila dos Cabarés', onde se ouvia o dia todo Waldick Soriano nas radiolas repetir que não era 'cachorro não'... e isto em plena ditadura da cachorrada dos quartéis!

Humor Fino [ Amâncio ]

CARMEN VASCONCELOS [ Poetisa ]

Nobel literário volta às fontes da poesia

O erro de Descartes "Vamos celebrar a estupidez do povo/Nossa polícia e televisão/Vamos celebrar nosso governo..." Renato Russo

ão me tomem por pretensiosa. O título deste texto é só uma brincadeira com o título de um livro do português Antonio Damásio. Precisamos rir de vez em quando, precisamos rir de nós, precisamos rir da nossa falta de bom senso. Esses dias, a grande imprensa andou a soltar foguetório pela libertação de um soldado judeu, preso por palestinos há uns cinco anos. Em troca desse moço, os judeus concordaram em soltar mais de mil palestinos, muitos civis. Essas mil vidas libertas passaram quase em branco para a imprensa do mundo e daqui no quesito comemoração. O motivo de comemorar uma liberdade e desdenhar mais de mil não se explica pela razão, sabemos. São outras conjecturas. Explica-se pelos valores que nos transmitem, fortalecidos em ocasiões como essas, já que as comemorações reafirmam a importância das vidas judias e a pouca importância das palestinas (a aposta está em um por mil). Pela lógica, deveríamos ficar muito mais felizes com a libertação de mil pessoas do que de uma. E deveríamos ficar mais tristes com as muitas milhares de mortes acontecidas nas guerras travadas pelos americanos para vingar o onze de setembro do que com as três mil mortes sob as torres gêmeas. Pela lógica. Mas a lógica não é tudo. Já a linguagem é quase tudo e desafia a lógica e muitas vezes a vence. O soldado judeu, disseram os jornais, estava no cativeiro. Os palestinos presos, estavam em que lugar? Acaso não estavam também cativos, tão cativos quanto os judeus no Egito, aqueles que depois foram guiados por Moisés? Usamos palavras fortes e marcantes ou sutis, tudo dependendo do que e a quem queremos convencer. Sempre fui apaixonada pelas palavras. Amo muito a minha língua, concordo com Caetano, é a minha pátria, mas às vezes pasmo com o que ela é capaz de fazer. Fico perplexa com a sua capacidade de subverter a lógica. A copa do mundo é nossa. Dos natalenses, inclusive. E o que usaram as palavras para convencer o país e esta cidade do quanto isso seria maravilhoso não está escrito. Ou melhor, está. Escrito e dito. Agora, aclarando-se o vulto que os gastos públicos vão tomar, já tem quem se pergunte se vai haver retorno que tape o buraco. Eu não questiono, eu duvido que haja. É investimento demais, infra-estrutura de menos e, ao contrário do que se disse no início, os gastos estão muito mais para o público do que para a iniciativa privada. É assustador o rombo que pode ficar para as gerações futuras taparem. Quando eu ouvi falar desse projeto de estádio que incluía a destruição do Machadão, levando de lambuja o Machadinho, pensei ser brincadeira. Ninguém ia fazer um negócio desses, era um nítido desperdício, era contra a lógica. A lógica? Que é a lógica diante do desejo de angariar votos? Aí é a lógica dança mesmo. Os nossos mecanismos de raciocínio vão muito além da lógica. Ou talvez estejam aquém. Somos convencidos por paixões. A racionalidade é talvez a nossa mais perfeita ilusão. Pensamos pensar e, logo, existir. Mas não pensamos tanto assim e nem pensamos sempre. E, às vezes, quando não pensamos, aí é que existimos mesmo.

NELSON PATRIOTA [ escritor ]

inda não dispomos de qualquer título poético de Tomas Tranströmer, o sueco que ganhou este ano o Nobel de Literatura. Mas é possível ler alguns dos seus poemas em sites especializados em outras línguas e, eventualmente, em português, haja vista a velocidade com que trabalha a internet em suas várias possibilidades. Tomar, porém, a obra de um poeta recém-laureado através de poemas esparsos, recolhidos aqui e ali, não é um procedimento seguro de apreciação de um autor, especialmente quando dele nada sabíamos há duas semanas ou um pouco mais. Não faltarão críticos que vejam na escolha desse Tomas de sobrenome tão pouco poético (mas talvez não o seja em sueco...) uma solução "doméstica", o que não deixa de azedar as discussões em torno dele, embora isso seja literariamente incorreto pelas razões óbvias. Esse é um problema, porém, que se tornará irrelevante à medida que sua obra começar a ser traduzida em português do Brasil. O que não deverá demorar, se lembrarmos que a literatura sueca já há algum tempo deixou de ser estranha em nosso país, haja vista a popularidade da série "Millenium", de Stieg Larsson e os best-sellers policiais de Hennig Mankel, entre outros. O fato mais marcante em torno do galardão concedido ao autor sueco é, porém, um fato pouco usual na concessão desse importante prêmio literário que anima o mundo literário desde o ano de 2001. Trata-se da eleição de um poeta, fato que aconteceu, nas últimas três décadas, apenas três vezes: em 1990 ao mexicano Octavio Paz, em 1996 à polonesa Wislewa Szymborska e agora, em 2011, a Tomas Tranströmer. Para os críticos pessimistas, a escolha desse sueco octogenário apenas confirma a regra: a poesia é uma paixão inútil, em bom jargão existencialista. Aos críticos menos impetuosos, outras linhas de análise podem levar a um resultado oposto: o fato de a Academia de Estocolmo premiar um poeta a cada década, reafirma a importância da poesia enquanto um modo próprio e, portan-to, indispensável, de ler os signos do mundo, tarefa para a qual os poetas são especialmente vocacionados, se dermos crédito à justificativa dada pela Academia sueca: "Através de suas imagens condensadas e translúcidas, ele [Tranströmer] nos dá um acesso renovado á realidade". Mais próximo de nós, Adauto Novaes organizou um livro, intitulado "Poetas que pensaram o mundo", onde reúne textos de diversos escritores brasileiros sobre diversos poetas, sempre privilegiando suas visões de mundo. A biografia de Tranströmer indica, entre outras coisas, que ele é o poeta mais traduzido de seu país, o que apenas constata mais uma vez como a arte tradutória ainda engatinha entre nós, a ponto de ter despertado nas altas esferas do poder a convicção de que é preciso pôr em curso, nesses próximos anos que nos separam da condição de convidado da Buchmesse de Frankfurt, um grande projeto tradutório que alavanque de vez a nossa literatura para o mundo... Mas um outro aspecto biográfico não deve passar em branco. O poeta hoje laureado se formou em psicologia. A escolha dessa profissão não foi obra do acaso; ele a fez com o objetivo de proporcionar à sua poesia uma base concreta de vida, haja vista que poesia não é profissão, como é bem sabido. E para descartar de uma vez por todas os estereótipos negativos que se associam (por desconhecimento do assunto) ao trabalho do poeta, Tranströmer trabalhou com jovens infratores. Por desconhecimento, também perguntaríamos: e existem infratores na Suécia? Em vista da lição que a Academia sueca nos deixa da inserção da poesia como prêmio - e nisso vão muitos sentidos - resta agora a expectativa de que os diligentes livreiros brasileiros que por estes dias frequentam os estandes da Feira do Livro de Frankfurt não esqueçam de incluir em suas cestas de compras literárias alguma obra desse vate escandinavo.

A

N

CLÁUDIO EMERENCIANO [ professor da UFRN ]

Aurora boreal percepção da beleza é um dom. Atributo que lança o homem no infinito. Sensibilidade individual e manifestação da espiritualidade, dos sentimentos, dos sonhos e de tudo susceptível de elevar, sem fim, a condição humana. Eis quando o transcendental se confunde com a busca interminável do bem, em todos os sentidos e dimensões. Há circunstâncias em que o homem se entrega ao êxtase, sobretudo no usufruto do amor e na partilha do bem. A beleza universal, que nos cerca e nos instiga, exerce sobre os homens receptivos à sua percepção, em âmbito universal, um inesgotável encantamento, conjugando fé, dúvida, anseio, arrebatamento, harmonia e simplicidade. Jesus, no Evangelho de São Lucas, foi categórico, contundente e preciso: “o Reino dos Céus está dentro de vós”. Até os que não crêem sabem identificar, no âmago de cada um, a fonte de suas mais puras opções, dos seus ideais de vida e de sua vocação. Na verdade, há os que perseguem seus caminhos integrando a fé e a razão; os que somente sabem descortinar o mundo e a vida submetendo-os, com exclusividade, ao seu arbítrio ou aos seus desígnios; os que só acreditam no que é tangível ou fruto do acaso; há, agora, em pleno século XXI, um renascimento, como nunca se viu, de uma mistura apocalíptica, integrada por fanatismo, ódio, violência, desamor à vida e estupidez. A perplexidade, a insegurança e as incertezas se acumulam. A condição humana se avilta. Estiola-se, com milhões e milhões escravos da fome e da miséria. Os governos se mostram fragilizados, incapazes, inertes ou impotentes para responder, com eficiência e agilidade, aos problemas e desafios da atual conjuntura. O mundo está órfão de estadistas. Há uma generalizada mediocridade, que atinge muitas atividades ou ações essenciais à paz e ao bem-estar das pessoas: da política à economia; da literatura às artes; da ética à moral; da espiritualidade à comunicação social. A ganância de banqueiros e especuladores em bolsas de valores desestabiliza a economia mundial. Será essa a nova “Babel”? Será esse o “paraíso” do neoliberalismo? Onde estão os instrumentos legais, as vedações éticas e morais, a voz da consciência universal, para coibir essa dominação do Ter sobre o Ser? O que fazer? Acostumei-me, desde menino, a contemplar àquele primeiro desabrochar de luminosidade, que rompe e devassa o manto escuro da noite. Toda aurora é um renovar-se de esperanças. Em todos os tempos. Aos seis anos, na praia da Redinha, postavame num montículo de areia, em frente à casa de veraneio, para contemplar e desfrutar esse renascer de

A

vida. Eis a minha “aurora boreal”. Em minhas andanças pelo mundo, sobrevoando o litoral africano, vi as cores estonteantes e magníficas do nascer do dia. Em Lisboa, atravessando o Tejo ao amanhecer, vi a primeira face do dia refletida nos Jerônimos, na Torre de “A percepção da Belém, no Palácio da Ajubeleza é um dom. da, no Bairro Alto, em AlfaAtributo que lança o ma e Mouraria. A percepção homem no infinito. emergiu de dentro da alma Sensibilidade e do coração. Vi o nascer individual e do dia em Roma, uma das manifestação da minhas “paixões eternas”. espiritualidade, dos Com minha esposa e amisentimentos, dos gos, bem cedo, num sábasonhos e de tudo do da Aleluia, adentrei na susceptível de Basílica de Santa Cruz em elevar, sem fim, a Jerusalém, imaginando a condição humana. audiência do Papa InocênEis quando o cio III a São Francisco de Astranscendental se sis. Memorável reencontro confunde com a da Igreja consigo mesma, busca interminável suas origens e missão. Cedo bem, em todos os na magistralmente descrisentidos e ta por Julien Green no livro dimensões. Há “São Francisco de Assis” e circunstâncias em genialmente reconstituída que o homem se por Franco Zeffirelli no filentrega ao êxtase, me “Irmão sol, irmã lua”. O sobretudo no santo imitador do Cristo inusufruto do amor e vocou Mateus 6, 25-34 na partilha do bem. (“...Observai as aves do céu, A beleza universal, não semeiam, não colhem, que nos cerca e nos nem ajuntam em celeiros; instiga, exerce sobre contudo vosso Pai celeste as os homens sustenta. Por ventura, não receptivos à sua valeis muito mais do que as percepção, em aves? ...Considerai como âmbito universal, crescem os lírios dos camum inesgotável pos: eles não trabalham, encantamento, nem fiam. Eu, contudo, vos conjugando fé, afirmo, que nem Salomão, dúvida, anseio, em toda a sua glória, se vesarrebatamento, tiu como qualquer deles...”). harmonia e Minha esposa (Dadaça) e eu simplicidade.” descortinamos a aurora boreal no interior da Noruega entre fiordes. Mas a nossa verdadeira “aurora boreal” é sentimental. É ato de harmonia com a Criação. Esperança e fé na vida e na paz de todos os homens.


Domingo | 23 de outubro de 2011

geral

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 15

[ ARGENTINA ] Contando com apoio dos jovens que nasceram depois da ditadura militar e beneficiada pela divisão

dos partidos oposicionistas, presidenta que sucedeu ao marido pode ser reeleita no primeiro turno, neste domingo

Cristina conquista novas gerações FERNANDO STURLA

DÉBORA REY Associated Press

uenos Aires (AE) - Uma multidão de jovens avança decidida pela avenida debaixo de uma garoa constante agitando bandeiras, batendo tambores, soltando fogos de artifício e distribuindo panfletos. Não estão “indignados” como muitos de sua geração na Espanha, Itália, Estados Unidos ou outros lugares onde grupos protestam contra o mercado financeiro e os governos. Esses jovens argentinos gostam do atual governo e querem que ele se torne ainda mais poderoso. A presidenta Cristina Fernández de Kirchner deve vencer com facilidade as eleições de domingo. Pesquisas de opinião indicam que ela pode ser reeleita já no primeiro turno, consolidando o apoio que tem no Congresso contra a dividida oposição. A chave para a sua vitória na disputa é uma geração que não tinha sequer nascido durante a sangrenta ditadura (1976-1983), cujo legado delineou quase todos os aspectos da visão política de Cristina. Ela conquistou essa nova geração ao encorajá-la a tentar mudar o mundo, como os ativistas de sua geração pensaram que poderiam fazer antes do último golpe militar na Argentina silenciálos e darem início a um banho de sangue que matou, segundo dados oficiais, 13 mil pessoas e provocou um retrocesso na democracia do país. “O mundo todo está assombrado na Argentina com a incorporação dos jovens à política”, disse a presidente. “Não devem se surpreender de forma alguma, porque quando renasce a utopia é lá que os jovens estão. Pesquisas eleitorais mostram que o apoio mais forte a Cristina, de 58 anos, está em dois grupos. Um deles é formado pessoas como Cristina, que tinham 20 e poucos anos em 1976 e viu como um conflito armado abriu caminho para um Estado patrocinado pelo terror. Do outro fazem parte pessoas que tinham essa mesma idade durante o golpe seguinte à sociedade argentina, a crise financeira de 2001, que quase destruiu a economia do país. Manter esses eventos frescos na memória tem sido essencial para o modelo de governo que ela e seu marido, Néstor Kirchner,

La Cámpora dá respaldo à presidenta

B

Crise econômica de 2001 projetou a família Kirchner Muitos foram diretamente afetados pelos problemas econômicos de 2001, quando milhares de pessoas foram para as ruas protestar coma a desvalorização cambial e a inadimplência, que provocaram um desemprego crescente. “Jogue todos fora”, era seu grito de guerra e os políticos pareciam incapazes de responder. Uma jovem que usa o apelido de “La Pipi” em seu popular blog pró-governo, disse que apoia Cristina porque os Kirchner resgataram o país do colapso econômico. Ela se recusou a fornecer sua identidade porque trabalha numa grande companhia e teme se demitida por usar o Twitter e seu blog para desafiar a oposição. “Eu vivo num bairro de casas pobres e muitas pequenas fábricas”, diz a jovem de 36 anos explicando como recrutou outros blogueiros numa feira de ciências. “E eu vi pessoas baixarem suas janelas e as ruas ficarem cheias de jovens se drogando por causa da crise de 2001. Mais tarde, eu vi as pessoas abrindo suas janelas de novo e seus filhos já não estão mais lá, mas agora trabalham nas fábricas”.

Cristina explora,nos palanques eleitorais,conquistas como redução do desemprego.Pobreza,segundo o governo,caiu de 54% para 8%

iniciaram quando ele foi eleito pela primeira vez em 2003. Ela invoca esses negros capítulos da história do país em quase todos os seus discursos de campanha, convocando velhos inimigos, apresentando-os como novas ameaças enquanto apaixonadamente promete que seu governo vai proteger o país contra eles. Kirchner também fez isso, antes de morrer repentinamente de ataque cardíaco em outubro. “Com o colapso de 2001, a mensagem de nossa geração é que temos de nos sacrificar”, disse Sebastian Zabalia, 30 anos, formado em marketing, cujo grupo Militancia Kreativa reúne artistas que apoiam a presidente. “Quando nós começamos a entrar no mercado de trabalho nos dizem: ‘todos os sonhos que vocês têm vão acabar Não sonhem mais.’ dois anos mais tarde, um cara aparece e nos diz: ‘Eu vim propor um

sonho a vocês.’ E ele não para por aí. É inevitável que você se envolva neste projeto.” A Argentina tem registrado seu período mais longo de governos democráticos desde que uma série de golpes de Estado teve início em 1930, além de um dos períodos de maior crescimento econômico. Com grandes gastos para encorajar o consumo e manter o crescimento econômico em cerca de 8% ao ano, o governo de Cristina diz que reduziu o desemprego de 20% em 2003 para 7% nos dias atuais, e a pobreza de 54% para 8% neste ano. Economistas questionam esses números, mas está claro que a Argentina ficou mais forte sob o governo dos Kirchner, graças à combinação dos altos preços das commodities e clássicos gastos keynesianos. Eles encorajaram os sindicatos e empresas a negociarem salários mais altos, implementa-

ram a ajuda financeira para crianças de baixa renda, elevaram as aposentadorias e destinaram milhões em subsídios para manter os transportes e serviços públicos acessíveis. O governo dos Kirchner contrasta muito com os de seus antecessores, que não tiveram a capacidade de atender aos desafios sociais e econômicos, disse Leandro Lopina, ativista de 29 anos. Mas os Kirchner também conseguiram recrutar e promover seus seguidores, o que ajudou a restaurar sua fé na política. “Este é o primeiro projeto político que abriu as portas aos jovens e não apenas deu a eles um canto para fazer coisas inúteis, mas realmente os incluiu no centro da ação política”, disse Lopina. “Eu acredito que os jovens são a garantia de que isso pode continuar e melhorar, porque, obviamente, há questões pendentes.”

título de “pai da democracia”na América Latina porque foi o primeiro governador eleito após a ditadura militar na região.Ricardo,que chegou às primárias com 12% dos votos, aparece nas pesquisas com cerca de quatro pontos porcentuais menos.Ele perdeu votos para Cristina e para Binner e obteve fraco desempenho na campanha eleitoral.

turbulentos que antecederam a desvalorização do peso e acabaram com a conversibilidade, regime pelo qual um peso valia o mesmo que um dólar.Duhalde foi o grande padrinho político de Néstor Kirchner,que rompeu com ele pouco tempo depois de ser eleito. Ambos se tornaram ferrenhos opositores.Embora conserve uma importante parcela de poder entre os peronistas,tem perdido espaço político e caído nas pesquisas de intenção de voto.

O mundo todo está assombrado na Argentina com a incorporação dos jovens à política.” CRISTINA KIRCHNER candidata à reeleição

Este é o primeiro projeto político que abriu as portas aos jovens.” LEANDRO LOPINA ativista político

DISPUTA DO VOTO Perfil dos candidatos que concorrem à presidência da Argentina, no primeiro turno das eleições que serão realizadas neste domingo

CRISTINA KIRCHNER

HERMES BINNER

(agrupação política peronista Frente pela Vitória/FPV, uma das alas do Partido Justicialista/PJ) Advogada,58 anos, ex-deputada e exsenadora,a presidenta foi escolhida pelo marido,Néstor Kirchner,que morreu em 27 de outubro do ano passado,para sucedê-lo em 2007,com o claro objetivo de executar uma estratégia de alternância no poder.A escolha foi feita sem deliberações prévias do partido e provocou resistência entre os caciques peronistas.Com posições de centroesquerda-nacionalista,Cristina foi eleita e assumiu o poder em dezembro do mesmo ano com a promessa de “aprofundar o modelo”iniciado pelo marido,em maio de 2003.A administração de Cristina tem alguns indicadores positivos,como economia crescendo num ritmo chinês de 9,1% no segundo rimestre,desemprego em 7% e superávit comercial em torno de US$ 9 bilhões Porém,acumula também outros índices negativos,como pobreza elevada,em torno dos 20% e inflação anual de 25%,segundo estimativas de consultorias privadas. No fim da campanha,Cristina prometeu “corrigir o que precisa ser corrigido”.

(socialista,Partido Socialista) Médico,68 anos, governador de uma das principais províncias agrícolas do país,Santa Fé,onde está localizada um dos mais importantes polos agroexportadores do mundo. Considerado aliado dos produtores rurais,Binner aponta a elevada inflação e a falta de regras claras por parte do atual governo como os principais problemas do país,porque geram desconfiança nos investidores.Com fama de equilibrado e imagem positiva de mais de 60%,em sua região,Binner foi o único fator surpresa das atuais eleições.Ele saiu,antes das primárias,do quarto lugar das pesquisas de opinião para o segundo posto.Apresenta-se como um moderado de esquerda,sério,eficiente e sem nenhuma denúncia de corrupção contra ele.Para os analistas, contudo,o maior problema de Binner é o fato de ser desconhecido por mais de 30% da população.

ALBERTO RODRÍGUEZ SAA (peronista da agrupação Compromisso Federal) Advogado,62 anos,governador da província de San Luis desde 2003,e artista plástico.Saa é irmão de Adolfo, presidente que governou interinamente a argentina por sete dias,em dezembro de 2001 e decretou o default da dívida argentina.Os dois irmãos dominam a política em San Luis por décadas a fio,com elevado índice de aprovação e reconhecimento por manter as contas oficiais em ordem.

(Social-democrata da União para o Desenvolvimento Social/Udeso, coalizão da União Cívica Radical/UCR com outras agrupações) Advogado,59 anos,deputado da UCR, ele é filho do ex-presidente Raúl Alfonsín (1983-1989),que ostenta o

(centro-esquerda da Coalizão Cívica) Advogado,54 anos,e deputada. Conhecida pela bandeira anticorrupção que levanta há anos, Carrió também perdeu espaço político desde as eleições de 2009, especialmente após as eleições primárias.

JORGE ALTAMIRA EDUARDO DUHALDE

RICARDO ALFONSÍN

ELISA CARRIÓ

(peronista da União Popular) Advogado,69 anos,ex-presidente de janeiro de 2002 a maio de 2003,em plena crise do default da dívida e das manifestações populares.Antes de Duhalde,o país teve cinco presidentes em apenas 10 dias.Se apresenta como “o pacificador”daqueles dias

(Frente de Esquerda e de Trabalhadores Militante político, 69 anos, trotskista fundador do Partido dos Trabalhadores da Argentina.Ele é irmão do assessor de imagem Luis Favre,ex-marido da senadora paulista Marta Suplicy.Altamira obteve 1,5% dos votos nas primárias.

Os partidários mais leais a Cristina pertencem a um movimento chamado “La Cámpora”, em homenagem ao presidente Hector José Cámpora (19091980), que foi eleito em março de 1973 como delegado pessoal do ex-presidente Juan Domingo Perón (1895-1974) com o objetivo de encerrar os 18 anos de proibição das atividades peronistas, impostos pela junta militar, e abrir caminho para um breve retorno de Perón ao poder. O filho de Cristina, Máximo Kirchner, fundou a La Cámpora e ela tem dependido do grupo mais do que nunca, desde a morte de seu marido, para conseguir apoio em aparições de campanha e iniciar a disputa contra a velha guarda do peronismo. “Cristina se cerca da La Cámpora porque não confia em ninguém - nem nos políticos, nem em seus próprios ministros. É por isso que seu filho deu a ela sua ‘guarda pretoriana’ que ela acredita seja sua proteção”, disse o analista político Jorge Giacobbe, cuja empresa de pesquisas, assim como outras, prevê que ela vá ganhar no primeiro turno. Um integrante da Cámpora dirige a estatal Aerolineas Argentinas. Outro foi recentemente selecionado para representar os acionistas do governo no conselho da Techint, um poderoso conglomerado. A pedido de Cristina, outros 20 foram incluídos nas listas de candidatos do partido governista. “Nossa luta começa verdadeiramente um dia depois da eleição”, disse Andres Larroque, 34 anos, secretário-geral da La Cámpora e candidato ao Congresso, enquanto centenas de ativistas se preparavam para marchar pela capital. “Foi isso que recuperamos, o que Juan Perón fundou, ao que Evita deu seu espírito, o que Néstor recuperou e que agora vivemos graças a Cristina, obviamente voltará a ser atacado por interesses contrários à pátria. Precisamos nos tornar guardiães do legado de Néstor e soldados de Cristina.” Analistas acreditam que os jovens partidários de Cristina podem ter um papel importante nos próximos 20 anos. “Após as eleições, a luta pela sucessão começa dentro do peronismo”, disse Mariel Fornoni, que trabalha para a empresa de consultoria Management & Fit. “Novas disputas internas vão surgir. O desafio da política é como manter-se no poder. É por isso que ela valoriza tanto a lealdade.” Os próprios Kirchner eram jovens ativistas políticos quando estavam na universidade de La Plata. Sua causa era a juventude peronista e alguns de seus companheiros estiveram diretamente envolvidos na resistência armada contra a junta de 1960. A La Cámpora é completamente diferente. Foi criada pelo governo, com dinheiro do contribuinte e sem o apoio de movimentos de base, disse Marcelo Larraquy, que escreveu vários livros sobre os últimos 40 anos de movimentos juvenis na Argentina. Esses jovens desafiam a autoridade enquanto lucrarem com isso, afirmou ele, acrescentando que “é de cima para baixo e inquestionavelmente repete o script.” Mas outros jovens argentinos que não tem qualquer conexão pessoal também defendem o governo de Cristina, muitos dos quais usam as redes sociais para expressar suas opiniões.


16

geral

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 23 de outubro de 2011

Programa inovador de comunicação, desenvolvido na cidade de Currais Novos, foi premiado como uma das 20 melhores experiências que transformam a realidade de crianças e adolescentes no Nordeste

[ CIDADANIA ]

Projeto é premiado pelo Unicef Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural – RPTV, projeto inovador de comunicação, desenvolvido na cidade de Currais Novos/RN, foi premiado como uma das vinte melhores experiências que transformam a realidade de crianças

A

e adolescentes no Nordeste pelo Itaú/Unicef. A solenidade de entrega dos certificados dos melhores da região Nordeste foi na cidade de Fortaleza/CE, quartafeira passada (19), e contou com a presença de um grupo de estudantes/repórteres da RPTV, re-

presentantes da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura da 9ª Dired, e da ONG Centro de Documentação e Comunicação Popular do RN. A RPTV é uma iniciativa inédita que integra educação, cultura e comunicação dentro de uma estra-

tégia de desenvolvimento do protagonismo de crianças, adolescentes e jovens estudantes de escolas públicas. Na RPTV, o estudante, devidamente capacitado, tem papel de protagonismo na produção, edição e transmissão da notícia. O projeto RPTV é fruto, de for-

ma pioneira, da parceria entre a SEEC e a ONG Cecop. O prêmio Itaú/Unicef 2011 é voltado para instituições do terceiro setor e a RPTV participa dele através do Cecop. “É um importante reconhecimento para um projeto que considero bem sucedido. A RPTV é uma fon-

te formadora e eu tenho uma grande expectativa de que esse projeto vá além dos canais a cabo. Espero também que sejam estabelecidas outras parcerias com instituições que trabalham no campo da educação e do audiovisual”, afirma a secretária Betânia Ramalho.

[ EDUCAÇÃO ] Livro levanta discussão de como

ocorre aula em duas turmas do nível médio

Professora lançará livro sobre aula de português o próximo dia 4 de novembro, às 19 horas, na Livraria Siciliano do Shopping Mydway Mall, haverá o lançamento do livro “A Aula de Português no Ensino Médio: o ensino que se deseja, o ensino que se faz”. Situado no âmbito de uma problemática voltada para o ensino e a aprendizagem da língua materna, o livro tem como objetivo apresentar uma discussão de como ocorre, efetivamente, a aula de Português em duas turmas da 2ª série do nível médio de uma escola pública da cidade de Natal. Ao longo de três capítulos, a autora, ao discorrer sobre tema, focaliza os vários discursos relativos ao letramento escolar, consideradas as instâncias político-educacionais e didático-pedagógicas — que instituem o ensino da língua materna – onde ela localiza “o ensino que se deseja”. E no que dizem professor e alunos em suas atividades e a respeito delas – a di-

N

mensão do “ensino que se faz”. “A obra destina-se a todos que se interessam por entender melhor como, efetivamente, ocorre a aula de português nessa última etapa da educação básica e pretendam, a partir do conhecimento dessa realidade, realizar possíveis intervenções didático-pedagógicas na disciplina Língua Portuguesa”, diz Célia Maria Barbosa. Doutora e mestra em Letras pela UFRN, Célia Maria é especialista em Língua Portuguesa pela PUC-MG. É graduada em Letras, desde 1986, com habilitação em Português/Inglês e respectivas literaturas pela UFRN e atua como professora adjunta do Curso de Letras da Universidade Potiguar, onde, atualmente, exerce também a função de diretora do curso. Célia tem experiência na área de Língua Portuguesa, Linguística, Linguística Aplicada, Ensino e Aprendizagem de Língua Materna e Estrangeira, Políticas Públicas para o Ensino de Línguas e Livro Didático. DIVULGAÇÃO

Célia Maria Barbosa é doutora e mestra em Letras pela UFRN

[ JUSTIÇA ] Decisão do júri popular de Taubaté

não afeta, por enquanto, atividade profissional

Médicos condenados podem exercer profissão aubaté (AE) - O presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Renato Azevedo Junior, explicou ontem que os médicos Pedro Henrique Torrecillas, Rui Noronha Sacramento e Mariano Fiore Júnior, condenados pela Justiça de Taubaté no caso Kalume, poderão continuar exercendo a medicina sem nenhum prejuízo ou punição profissional. “São critérios e instâncias diferentes: uma é penal e a outra ético-profissional. Em 1993, eles foram inocentados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e, portanto, estão aptos ao exercício da medicina”, afirmou Azevedo. Ele negou haver qualquer tipo de corporativismo e citou o fato de, somen-

T

te em 2010, um total de 23 diplomas terem sido cassados por infrações graves. “Que outra categoria pune seus pares nessa proporção?”, indagou. O advogado João Romeu Corrêa Goffi, um dos responsáveis pela defesa dos réus, disse que na próxima segunda-feira deverá dar entrada no fórum criminal de Taubaté da apelação para a anulação do júri. Entre os motivos alegados estão o não atendido ao pedido da defesa para a acareação entre a enfermeira Rita Pereira e o médico Fernando Ferreira. Segundo a enfermeira, o médico teria presenciado a morte do paciente José Faria Carneiro, em 22 de dezembro de 1987, com um golpe de bisturi desferido pelo médico Pedro Henrique Torrecillas.


ENTREVISTA

economia DÓLAR COMERCIAL Compra:R$ 1,7780 Venda:R$ 1,7800 DÓLAR PARALELO Compra:1,82 Venda: 1,92

POUPANÇA HOJE 0,5719% CDB 11,34% BOVESPA + 2,31%

SALÁRIO MÍNIMO

R$ 545,00 TAXA SELIC

11,5%

TELEFONES ÚTEIS Receita: 3232-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT/RN: 3220-2000

O novo presidente da Fiern,Amaro Sales,fala sobre os desafios da indústria potiguar e da Federação. PÁGINA 3

DÓLAR TURISMO Compra: R$ 1,7170 Venda:R$ 1,8530 EURO Compra:R$ 2,4610 Venda:R$ 2,4640

Editora: Renata Moura E-mail: renatamoura@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 23 de outubro de 2011

Levantamento mostra que os incentivos fiscais concedidos pelo governo brasileiro, que somavam R$ 23,2 bilhões em 2002, chegarão a R$ 116 bilhões este ano, e a R$ 146 bilhões em 2012. Para consultor, benefícios têm eficácia questionável

[ TRIBUTOS ]

Incentivos sobem 529% em 10 anos LU AIKO OTTA

rasília (AE) - O governo federal vai injetar R$ 146 bilhões em vários setores da economia no ano que vem, por meio de programas que só o Executivo pode criar e cujos resultados não são avaliados. São os chamados incentivos fiscais, ou desonerações tributárias, medidas pelas quais o governo abre mão de tributar um ou outro setor. Os gastos por meio de renúncias de receitas deram um salto a partir do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, segundo aponta estudo elaborado pelo consultor da Câmara dos Deputados Marcelo Sobreiro Maciel. Segundo levantamento feito com base em dados da Receita Federal, os incentivos fiscais equivaliam a 11,6% da arrecadação federal em 2002. Em 2009, ela já estava em 18,9%. Em 2012, a conta se aproximará dos 20%, conforme os números da Receita consultados pelo Estado. A conta de incentivos, que era de R$ 23,2 bilhões em 2002, chegará a R$ 116 bilhões este ano e a R$ 146 bilhões no ano que vem. É um salto de 529%. “Os incentivos são cada vez mais usados, mas são medidas pontuais, sem planejamento de

B

SAIBA MAIS Brasília (AE) - A Receita Federal deixará de arrecadar R$ 43,508 bilhões este ano, na forma de renúncias fiscais (dispensa de recolhimento de impostos e contribuições) referentes a programas na área social, como os abatimentos do Imposto de Renda para gastos com saúde, dedução de doações aos fundos da criança e do adolescente, entre outros. Do ponto de vista técnico, essas renúncias fiscais correspondem a gastos do governo federal. Porém, eles não são tão acompanhados e monitorados quanto as despesas diretas do governo, constantes do Orçamento da União. As informações constam em estudo divulgado esta semana pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

longo prazo e cuja eficácia é questionável, pois não há avaliação”, comentou o consultor. “São benefícios que fogem do Orçamento, estão cada vez mais sob controle do Executivo e sobre os quais há pouca exigência de transparência.” Em seu trabalho, ele afirma que o crescimento dos incentivos indica “um renascimento do Estado capitalista brasileiro, no que se refere aos instrumentos tributários utilizados”. Ele embasa a crítica na comparação entre a forma como são gastos os recursos arrecadados e devolvidos à sociedade como despesas do Orçamento e os incentivos - dinheiro que deixa de ser entregue aos cofres

públicos. Do ponto de vista das contas públicas, também é um gasto. Procurado pela reportagem, o Ministério da Fazenda não se pronunciou. O dinheiro que passa pelo Orçamento tem sua destinação discutida pelo Congresso. Os deputados e senadores têm a prerrogativa de mudar a destinação de parte desses recursos, por meio de emendas à lei orçamentária. Depois de gasto, tudo é auditado pelo Tribunal de Contas da União (TCU). SETOR Com as renúncias fiscais, não há esse rigor. Primeiro, porque não são claros os critérios de favorecimento de um setor e não de ou-

tro. E, na prática, só o Executivo pode criar desonerações A Lei de Responsabilidade Fiscal diz que propostas de medidas desse tipo devem vir acompanhadas da estimativa de renúncia fiscal. Mas só quem tem meios de fazer a estimativa é a Receita. Por isso, os parlamentares não conseguem propor desonerações. No máximo, pressionam para incluir mais setores nas medidas do Executivo. Além disso, as informações são precárias. A melhor fonte de dados são os relatórios publicados pela Receita, que não refletem exatamente o que o governo deixou de recolher. “Eles informam apenas uma estimativa”, disse Maciel. “E é uma estimativa incompleta, porque não contém as renúncias do Imposto sobre Produtos Industrializados.” As desonerações têm crescido ano a ano, sobretudo os cortes da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e da contribuição ao PIS/Pasep. O relatório da Receita que acompanha a proposta do Orçamento de 2012 aponta 35 programas que contam com a desoneração de tributos, que vão do Simples à fabricação de medicamentos, dos investimentos da Copa à fabricação de biodiesel.

BONDADE BILIONÁRIA Incentivos fiscais deram um salto a partir do governo Lula


2

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 23 de outubro de 2011

ANTOIR MENDES SANTOS [ Economista]

Negócios &Finanças LUIZ ANTÔNIO FELIPE laf@tribunadonorte.com.br

Um novo Brasil m estudo recente, divulgado pelo Ministério do Turismo, mostrou que, um em cada três turistas estrangeiros se surpreendem com o Brasil. Dos 39 mil entrevistados em 26 estados e no Distrito federal, 96% manifestaram o desejo de voltar ao Brasil. Serviços turísticos como hospitalidade (97,8%), segurança pública (82,5%) e transporte urbano (81,5%) são os mais bem avaliados pelos turistas, enquanto as piores avaliações foram para preços (60%), telefonia e internet (73,8%) e sinalização turística (76,6%). Diante dessa pesquisa pode-se argumentar que dentro de uma década o Brasil poderá ser um polo turístico importante no mundo.

U

PERCENTUAL A maioria dos visitantes estrangeiros, cerca de 46%, são sul-americanos, 31% são europeus e 15% vêm da América do Norte. Segundo o estudo, só a Argentina e os Estados Unidos são responsáveis por quase metade dos visitantes estrangeiros, sendo a Argentina o país que mais tem enviado turistas no Brasil. Os principais motivos que trazem os turistas estrangeiros ao país são o lazer (46,1%), seguido de visitas a amigos e parentes (27%) e negócios e eventos (23,3%).

Cadastro

Estratégias

A população do Nordeste aprova Cadastro Positivo, segundo uma pesquisa da Boa Vista, ao mostrar que 80% aprovam o banco de dados com informações positivas de crédito na região. A grande maioria aprova o banco de dados em que são registrados os compromissos financeiros dos consumidores que estão em dia com seus pagamentos.

O Fórum Internacional de Gestão, Estratégia e Inovação, dias 26 e 27 (quarta e quintafeira), no Teatro Riachuelo, vai discutir ideias, conceitos, e práticas que poderão ser utilizados para o crescimento de empresas. Estarão em Natal, Robert Wong (Brasil), Tom Peters (EUA), Isabel Aguilera (Espanha) e Ingrid Betancourt (Colômbia).

PIONEIRO O Projeto de Assentamento Frutos da Paz, entre CearáMirim e Pureza, será o primeiro do Rio Grande do Norte e, provavelmente do Nordeste, a ter casas construídas dentro do programa Minha Casa Minha Vida. A Caixa Econômica confirmou o financiamento de 70 unidades. O Frutos da Paz é um projeto considerado hoje de viabilidade econômica.

Arrecadação x repasse A Receita Federal registra uma arrecadação de R$ 75,1 bilhões em setembro, resultado pouco superior aos R$ 74,6 bilhões registrados em agosto e R$ 5,2 bilhões superior ao arrecadado em setembro de 2010. No ano a arrecadação federal totalizou R$

705,6 bilhões - resultado 12,9% superior a igual período do ano passado, em termos reais. A grande dúvida é justificar o repasse do Fundo de Participação com tantas perdas, para estados e municípios, se a arrecadação nunca caiu?

CONSUMO A gigante americana Procter & Gamble (P&G) vai investir mais de R$ 1 bilhão no Brasil nos próximos dois anos. A multinacional de bens de consumo pretende dobrar de tamanho até 2015, no embalo do crescimento do consumo doméstico.

1

O Conselho Regional de Administração do RN fará amanhã,um almoço com a Imprensa,para lançamento do 5º Congresso de Gestão Pública do RN,a ser realizado em novembro.Estará presente um dos palestrantes do congresso,o superintendente estadual do Banco do Nordeste,José Maria Vilar.

2

Na próxima quarta-feira (26) será realizada a primeira eleição para o novo Conselho de Arquitetura e Urbanismo - CAU, via internet. Serão eleitos, nove conselheiros estaduais e seus suplentes e um conselheiro federal e seu suplente. Os arquitetos terão entidade própria.

3

O Terceiro Setor concorre ao Conselho do Polo Costa das Dunas Ao todo,serão nove vagas para esse segmento.O conselho,coordenado pela Secretaria Estadual de Turismo e secretariado pelo Banco do Nordeste, está plena eleição dos seus 36 conselheiros. O processo seletivo será realizado dia 27 próximo,às 9h.

FRANQUIA Com um investimento entre R$ 60.000 e R$100.000, empreendedores interessados no segmento de cervejas e chopes já podem aderir à rede Kiosque do Chopp. É possível optar por dois formatos diferentes: Kiosque Rua ou Kiosque Móvel. O modelo Rua foi projetado para atender locais de grande movimento. Telefone: 0800-110-420 Site: www.choppgermania.com.br MUDANÇA O Bigi, restaurante italiano, na Praça das Flores em Petrópolis, fechou suas portas para reabrir em novembro, com uma nova proposta. A casa que terá mudanças no layout interno e na fachada, passará a funcionar apenas para jantares fechados, em especial, aniversários, bodas, confraternizações e eventos corporativos, atendendo uma demanda crescente em Natal por espaços para realização de eventos de pequeno porte (entre 20 e 50 pessoas).

PANETONES Com o fim do ano que se aproxima, as padarias das lojas Extra Shopping e Ponta Negra aumentam a produção dos panetones de fabricação própria, oferecidos praticamente todos os dias do ano. O período é responsável por 90% das vendas do bolo natalino, com expectativa de crescimento de 25% na comercialização dos produtos de fabricação própria e industriais em relação ao mesmo período de 2010. ANTECIPAÇÃO O Bompreço se antecipou à sazonalidade de Natal e começou a comercializar os primeiros panetones. Essa antecipação, desde setembro, gerou um crescimento de 80% na venda do produto, ante o mesmo período de 2010. O preço da versão de frutas, a mais vendida até agora, está a partir de R$ 4,96.

A ênfase no trabalho decente sociedade potiguar teve uma oportunidade impar de debater e contribuir para a formulação de políticas públicas para a consolidação, no RN e no país, de uma Agenda de Trabalho Decente, com a realização da I Conferência Estadual do Emprego e Trabalho Decente. Com o assessoramento da Organização Internacional do Trabalho – OIT, nosso estado foi a quarta unidade da federação a reunir entidades patronais, centrais sindicais, órgãos estaduais e municipais, ONG’s e entidades da sociedade civil organizada, todos voltados para a discussão de temas que compõem o ideário nacional do trabalho e emprego decente, os quais se identificam com a defesa dos princípios e direitos do trabalhador, com a proteção social desse trabalhador e sua família, com a geração de mais e melhores empregos e ainda com o fortalecimento do modelo tripartite, que reúne governo, trabalhador e empregador, através do diálogo social. Dentre as proposições formuladas no âmbito da temática princípios e direitos, podemos ressaltar a necessidade do reconhecimento das doenças ocupacionais adquiridas no trabalho como doença profissional; que ao trabalho doméstico seja assegurado os mesmos direitos dos demais trabalhadores; que se amplie as discussões entre governo e empregadores para a abertura do mercado de trabalho para pessoas com mais de 40 anos, além da necessidade da implantação de um processo de qualificação profissional do trabalhador, até porque advoga-se que a qualificação estaria muito restrita aos grandes centros urba-

A

nos, não chegando ao interior do estado. Se é verdade que sem Contudo, a proposição mais enfaticaa existência de mente defendida, soempresas bretudo, pela classe sustentáveis não há trabalhadora foi a recomo se falar em dução da jornada de oferta de empregos trabalho de 44 para formais,também é 40 horas semanais, verdade que sem sem a redução de satrabalhador lários. adequadamente As discussões remunerado e com a com relação a proteproteção social do ção social do trabaEstado,não há como lhador produziram se falar em emprego e propostas que vão trabalho decente” da reconstrução da rede de proteção para a erradicação do trabalho infantil, através de instrumentos formais; a necessidade da centralização das denúncias do trabalho escravo e infantil no Ministério do Trabalho e Emprego, com a criação de ouvidoria; a potencialização dos programas sociais, com destaque para o Programa de Erradicação Trabalho Infantil – PETI; a realização de pesquisas para mapeamento e formação de banco de dados sobre o trabalho forçado, em nível municipal, além do fortalecimento da intersetorialidade entre as diversas políticas públicas (saúde, segurança, educação etc). No que se refere às proposições relativas ao tema trabalho e emprego, destacam-se a redução da carga tributária e encargos sociais sobre a folha de pagamentos para mi-

cros, pequenas e médias empresas; a oferta de crédito específico para a infraestrutura produtiva rural; o apoio a criação de conselhos municipais de trabalho e renda; a geração de benefícios fiscais para empresas que empreguem pessoas com alta vulnerabilidade social; o maior controle e transparência no gasto público, com a participação da sociedade na aplicação dos recursos e também mais investimentos em pesquisa, inovação e tecnologia. O debate para o fortalecimento do diálogo social indicou a necessidade da realização de estudos para repensar que programas de governo podem tornarem-se programas de Estado, para que se evitem a descontinuidade das ações e dos contratos de trabalho; e que seja assegurado que a legislação garanta os direitos básicos e princípios fundamentais do trabalhador, deixando que o diálogo social, através das negociações coletivas, contemplem as especificidades de cada setor, e ainda que o estado fortaleça a criação de comissões tripartites nos municípios. Certamente, a exemplo de outros estados, I Conferência do Trabalho e Emprego Decente do RN foi uma experiência inusitada, sobretudo, por reunir segmentos da sociedade que nem sempre estão alinhados em torno de objetivos comuns. Se é verdade que sem a existência de empresas sustentáveis não há como se falar em oferta de empregos formais, também é verdade que sem trabalhador adequadamente remunerado e com a proteção social do Estado, não há como se falar em emprego e trabalho decente.

TOMISLAV R.FEMENICK [ Autor do livro “Para Aprender Economia]

As Ciências m dos conceitos da história como ciência está sendo revisto: a civilização do ser humano não se iniciou isoladamente na Mesopotâmia, como se presumia até há poucos anos. Parece ter acontecido concomitantemente, ao mesmo tempo, na Mesopotâmia, na China e, provavelmente no Vale do Rio Indo, hoje território da Índia e do Paquistão. Entretanto esse desenvolvimento que estamos falando – embora comporte alguns elementos cognitivos, como conhecimentos técnicos, percepção, memória e raciocínio – não incorporava um saber capaz de analisar percepções, concatenar ideias, deduzir conceitos. As civilizações mesopotâmicas, chinesa e harappeana (do Vale do Indo) desenvolveram técnicas de fazer coisas e normatizaram alguns procedimentos administrativos, jurídicos, religiosos etc. As incursões que fizeram na arte do raciocínio lógico foram esporádicas e não tiveram grandes repercussões ao longo da historia. Foi na Grécia antiga que o processo civilizatório tomou forma com base na percepção, na dedução, na indução e, principalmente, na lógica. Os gregos foram os precursores em quase todos os campos do saber, tomando consciência dos elementos do meio ambiente através das sensações físicas, porém primordialmente por produzir representação intelectual da realidade; fazendo indagações e focando a razão. Foram tão profundas e amplas as incursos dos filósofos gregos que moldaram a forma de pensar do homem ocidental e, por decorrência, a forma de pensar da humanidade. Uma característica da filosofia grega é a multiplicidade de temas, de tal forma que incluía aquilo hoje não chamamos de filosofia: a religião e as ciências – pois o filosofo era o

U

sábio “que refletia sobre todos os setores da indagação humana”. A religião era tratada como ética, história etc.; as ciências eram investigadas por conclusões lógicas. Ai estava o problema. Algumas ciências exigem testes empíricos, demonstrações práticas que comprovem seus postulados, impossíveis de serem realizadas com simples elementos de discussão, por mais racionais que sejam. Nas ciências exatas, as chamadas ciências duras – tais como a física, química, matemática – essas provas são obtidas em laboratórios, onde as experiências repetidas apresentam sempre o mesmo resultado. Tantas vezes se junte duas porções de hidrogênio a uma porção de oxigênio, tantas vezes sem obitem água. Todo esse preâmbulo é simplesmente para delimitar o comportamento dos pensadores das ciências humanas, ciências cujas teorias e leis não podem ser comprovadas em laboratórios. As ciências econômicas, contábeis e da administração encontram-se nesse caso. Como, então, procedem os pensadores dessas ciências? O trabalho desses cientistas é realizado com o uso do método construtivo, que utiliza uma cadeia de processos que se alimentam e se entrelaçam, com avanços e recuos constantes, até se encontrar a verdade do fato pesquisado. Esse sistema tem quatro etapas distintas. A primeira delas é a “Observação”, que consiste na coleta de dados a respeito de determinados fatos, sobre os quais se propõe fazer um estudo científico. Esses dados devem ser representativos da vida real. Em seguida vem a fase de elaboração da “Hipótese”. Isto é, de posse desses elementos formula-se um modelo, que nada mais é do que uma explicação provisória para o conjunto de fatos a ele relacionados. É um pressuposto teórico simples que ainda deverá ser comprovado.

As etapas seguintes são as decisórias. A terceira delas, a “Experimentação”, é a fase em que se testa a consistência da hipótese e se procura encontrar falhas em sua proposta, estrutura e conceito, bem como verificar se suas afirmações são aplicáveis, sempre que o fenômeno acontecer nas mesmas circunstâncias. A experimentação é o confronto da hipótese com o mundo real, quando há oportunidade de se fazerem alterações e correções. Quando suas afirmações não são comprovadas, a hipótese deve ser abandonada. A última é a aquela em que se constrói a “Teoria”. As teorias científicas são modelos que procuram representar a realidade de forma organizada. Uma teoria em particular é, então, uma abstração racional que explica um determinado fenômeno ou uma série de fenômenos. Para isso ela deve passar por todas as etapas anteriores e se basear em todos os conhecimentos necessários e disponíveis. As teorias são as bases lógicas e racionais de todas as ciências e fazem com que elas deem ao ser humano a possibilidade de conhecer a si mesmo e a natureza, bem como de fazer as coisas. Aqui está o bizarro da coisa toda. Para se confirma a integridade das teorias das ciências humanas, há que se voltar à filosofia, que se recorrer à epistemologia, um ramo da filosofia que analisa “cientificamente” as formulações teóricas dessas ciências. Também identificada como a teoria do conhecimento, ela tem como ferramentais, entre outras, a metafísica e a lógica, com o que valida ou não a consistência das premissas, dos métodos, das teorias e das leis dessas ciências. Os pressupostos das ciências econômicas, contábeis e da administração somente têm consistência, quando comprovados pela epistemologia.

FABIO EDUARDO MACEDO DE OLIVEIRA [ Executivo e engenheiro civil com experiência no mercado financeiro ]

Crédito para pequenas e médias empresas uitos são os motivos da dificuldade de crédito, como, por exemplo, ter pouco tempo de CNPJ, nome restrito ou não se enquadrar na política do banco, etc. A economia brasileira esta entre as dez maiores economias do mundo, entretanto, quando se fala em crédito nossa economia ainda tem muito a evoluir para se situar entre as maiores. O volume de crédito no país vem crescendo ano após ano chegando a aproximadamente 50% do PIB, só para se ter uma ideia, em países como Estados unidos e Japão o volume de crédito supera os 180% do PIB. Países europeus como Grã Bretanha e Suíça chegam a 160% do PIB e Itália e França 90% do PIB. Apesar da melhora na concessão de crédito no Brasil, a maioria dos pequenos e médios empresários encontra muitas dificuldades em localizar linhas de crédito com taxas e prazos competitivos. Muitos são os motivos desta dificuldade de crédito por parte dos pequenos, ou porque tem pouco tempo de CNPJ, ou porque tem

M

algum tipo de restritivo em nome, ou não se enquadra na política do banco, etc. As dificuldades enfrentadas pelo pequeno empresário em administrar sua empresa hoje em dia é muito grande, a fome fiscal, em alguns casos, toma quase 40% da receita das empresas. A maioria das leis voltadas para conter a grande empresa, acaba contendo a média e pequena companhia. Com isso, os Bancos criam dificuldades na hora de conceder um capital de giro, um empréstimo, etc, pois ele sabe que o pequeno empreendedor precisa suar muito a camisa para conseguir gerar lucro para pagar toda sua estrutura, e os juros. Assim, este pequeno empreendedor precisa descobrir maneiras menos burocráticas para conseguir financiamentos, mesmo que seja indireto. Hoje em dia algumas instituições trabalham com linhas de financiamento do produto ou serviço final, ou seja, ele concede à pessoa física que deseja adquirir um bem ou serviço financiamento em até 36x e paga a

empresa à vista. Desta forma, este empreendedor passa a ter maior competitividade no mercado, conseguindo atingir um público maior, uma vez que consegue proporcionar um parcelamento em várias vezes. Passa a ficar mais capitalizado, pois recebe à vista pela venda de seu produto e, dependendo da linha de crédito, não assume mais risco de inadimplência. Alguns produtos disponíveis no mercado podem facilitar muito a vida do pequeno e médio empresário. Uma solução viável pode ser o correspondente bancário, que vem desempenhando muito bem este papel de ligação entre o empreendedor e o banco, pois consegue estar presente em todo o território nacional e dar um atendimento personalizado. O mercado para este correspondente atuar é muito grande, mais de 55% dos postos de trabalho do país e mais de 57% da massa de rendimento depende das pequenas empresas, que estão muito carentes no que se refere a soluções financeiras e atendimento personalizado.


economia

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3 FOTOS:ALADIR DANTAS

Como o senhor avalia o atual momento para o setor industrial? A indústria no Rio Grande do Norte vive um bom momento, se considerarmos a realidade de cinco anos, quando o que tínhamos era um repeteco dos setores que já estavam estabelecidos. A instalação de parques eólicos é sem dúvida uma notícia boa, que também muda essa perspectiva. Eu lembro que, há dez anos, os bancos se reuniram nessa Federação e foi lançado o Desafio 100 para que pudéssemos ter R$ 100 milhões em investimentos, por parte dos bancos oficias Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste. Hoje temos, facilmente, investimentos na ordem de R$ 30 bilhões até 2014, em obras do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, obras da Copa do Mundo, ZPEs e energias renováveis. Isso muda a economia de um Estado. E o Estado dispõe de infraestrutura e mão de obra para atender essa demanda? O Sistema (Fiern) está se preparando para o crescimento da demanda a mão de obra que vai requerer até 2014. O Senai está cumprindo todos as metas, diante deste desafio. Há uma reclamação do empresariado por falta de mão de obra especializada. É preciso atentar que esse apagão de mão de obra ocorre porque há uma procura maior que a oferta de cinco anos atrás. Nesses próximos quatro anos, o sistema indústria acredita que vai suprir essa falta. Estamos trabalhando com abertura de cursos de capacitação em diversas áreas. Paralelo a isso, o Estado precisa melhorar a questão de infraestrutura em aeroporto, estradas e acessos, além do porto. Temos um governo novo e devemos dar este crédito para que o Estado possa estar bem posicionado no Nordeste. Esta semana,dados do Ministério do Trabalho mostraram o Rio Grande do Norte com a menor taxa de crescimento de criação de empregos no ano. A Indústria foi o setor que sofreu o maior impacto.Quais as razões? Acredito que a questão de negócios de exportações tem contribuído para isso. O Setor têxtil é um setor que sofre diretamente com a variação do dólar, a influência da China. São setores que quando acontece qualquer variação contrária tem uma resposta grande nas contratações. Contudo, acreditamos que isso possa ser temporário. Até porque acreditamos que essa crise desenhada na Europa possa passar. E com nossa economia emergente e frente a esses projetos de grande porte, essa oferta de emprego possa melhorar.

ENTREVISTA/ AMARO SALES DE ARAÚJO/PRESIDENTE DA FIERN

“É PRECISO TORNAR O RN MAIS ATRATIVO” SARA VASCONCELOS repórter

C

om um tom otimista e ressaltando a importância de fortalecer as micro e pequenas empresas no Estado, o novo presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern), Amaro Sales de Araújo, tomou posse na última quinta-feira, dia 20, junto com a nova diretoria e conselheiros. O representante do segmento de panificação assume a entidade - antes presidida pelo empresário Flávio Azevedo - em um momento decisivo para a economia do Estado, quando várias obras estão programadas com vistas à Copa do Mundo de 2014 e ao mesmo tempo o setor sofre com a desaceleração motivada pela oscilação cambial e a crise financeira na Europa e Estados Unidos. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, Sales falou dos desafios em formar mão de obra para atender a demanda criada pelos grandes projetos, da necessidade de preservar a indústria local e da importância do Motores do Desenvolvimento, projeto em que a Fiern é parceira da TRIBUNA DO NORTE. No Rio Grande do Norte, há 5.174 empresas nos diversos ramos da indústria, sendo 96,6% de micros e pequenas, que empregam 44,9% do total de 128.252 trabalhadores. Confira a entrevista e também um vídeo em www.tribunadonorte.com.br. sua gestão? É uma das bandeiras da federação: estar onde a indústria estiver. A pequena precisa ser apoiada. Na nossa gestão iremos trazer a oportunidade de reforçar isso. Somos um estado de característica industrial, onde se contam nos dedos as grandes empresas. São 96,6% de micros e pequenas. E as oportunidades tem surgido. Há cinco anos tínhamos uma indústria de cimento, hoje tem mais duas em construção e outros dois projetos para serem iniciados. Empresas na área de cerâmica, grandes empresas que estão se instalando no RN, como suporte para exportações. E com a implantação das ZPE, acreditamos que esta economia real vai continuar.

E seria uma melhora a curto prazo? Isso é uma tendência. Acredito nessa retomada das contratação para o início do ano. Falando no setor têxtil,o Governo Federal lançou mão de uma medida que prioriza nas compras do governo,empresas nacionais em detrimento das estrangeiras,com variação de até 8% nas propostas. Que avaliação o senhor faz dessas medidas protecionistas? A competição entre empresas deve acontecer e é salutar. Mas quando acontece de forma desigual, como ocorre com a China, onde a legislação é totalmente diferente da nossa, em relação à câmbio, às obrigações trabalhistas, obrigações sociais, isso nos preocupa. Nesse caso, para que possa haver a importação, ocorre não a competição da empresa, mas de um produto diferente em relação a cargas tributárias diferentes e incentivos fiscais diferentes. Acreditamos que quando o governo lança pacotes não de proteção, mas de sobrevivência a essas empresas (estrangeiras) está mais que certo. Demonstra a preocupação com setores importantes da nossa economia, como o têxtil e de confecção que geram bastante emprego e devem continuar. Este mês, a presidenta Dilma Roussef sancionou a lei que au-

MANTEREMOS O COMPROMISSO DE TRAZER ASSUNTOS RELEVANTES PARA A ECONOMIA POTIGUAR, POR MEIO DO MOTORES DO DESENVOLVIMENTO, EM PARCERIA COM A TRIBUNA DO NORTE. INCLUSIVE COM A PRÓXIMA EDIÇÃO, EM NOVEMBRO, QUE IRÁ ABORDAR O NOVO AEROPORTO”.

menta de 30 para 90 dias o aviso prévio,o que tem causado polêmica em alguns segmentos. Essa medida pode influenciar as contratações? A lei do aviso prévio não irá influenciar nas contratações ou demissões, ela vai onerar, trazer um custo maior para as empresas. A reforma trabalhista tem que ocorrer. Temos uma CLT de 1950. Ela precisa se modernizar, ser competitiva. E de forma que as empresas possam estar inseridas incentivando as pessoas a darem mais emprego. Imagine uma empresa que só tem um funcionário, num estado em que 96.6% da sua economia é gerada na micro e pequena empresa. Na hora que ela pode ter dois ou três funcionários cria-se um peso que ela não pode suportar. Em encargos trabalhistas, em carga tributária. O Brasil precisa tratar o problema da micro e pequena empresa com outros olhos. Esta valorização e discussão das causas das micro e pequenas está entre os projetos da

E qual a previsão de investimentos e projetos em energia eólica no Estado? Temos contratado, hoje, mais de R$ 10 bilhões em investimentos. E na prateleira temos mais de 200 projetos em eólica, que devem acontecer nos próximos leilões, em dezembro e outro em março. A expectativa é, com o nosso potencial em éolica, dobrar essa margem de investimentos nos próximos dez anos. Apesar do potencial,a captação de empresas de fabricação de equipamentos ainda é menor se compararmos a Estados vizinhos. O que falta para o Rio Grande do Norte atrair mais esses fabricantes? Nenhuma indústria se instala no Estado se não houver benefícios. Beneficio da mão de obra especializada, beneficio de matéria prima, benefício da comercialização junto aos consumidores. Essas grandes empresas que tem se instalado aqui e em outros estados tem os próprios parque eóli-

cos para quem produzem, como clientes. Na hora que o RN perdeu a fábrica de pás para Pernambuco, ocorreu por ser um estado maior, com estrutura e arrecadação maiores. Temos que nos pautar enquanto Rio Grande do Norte, tem que reconhecer o tamanho do Estado e crescer a partir daí para que possamos ser importantes dentro da economia do Nordeste. Já vemos mudanças nas desigualdades regionais que aconteciam num passado próximo. Investidores internacionais buscam o estado e é preciso torná-lo mais atrativo. Tornar mais atrativo passa pela política de incentivo fiscal? A guerra fiscal não deixará de ocorrer nunca, mesmo com as barreiras que estão sendo criadas. Mas a questão de infraestrutura oferecida é mais forte. Se o RN é grande produtor de energia eólica uma empresa não vai deixar de se instalar aqui. O que precisa é maior divulgação desse potencial. Precisamos de um portfólio com oferta de um grande aeroporto, de bons acessos e estradas, porto, mão de obra qualificada e também incentivo fiscal. Ainda falando nessa guerra de incentivo fiscal.O governo do Estado ensaia a retomada do projeto do Pro-Import... O presidente Flávio (Azevedo) já se manifestou contrário ao Pro-Import porque esse projeto não foi discutido com a Federação da Indústria. E eu me coloco a disposição para a discussão com o governo junto as federações da agropecuária e do comercio. Eu acho que não pode ser impossível. Acho que podemos encontrar um denominador que atenda ao Estado do Rio Grande do Norte.

Que prejuízos o programa poderia trazer à indústria local? Há um posicionamento da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), em relação à liberação das importações no sentido de não termos prejuízo da indústria nacional. Na hora que eu tenho uma indústria forte no Brasil e eu estimulo para que uma empresa estrangeira, seja chinesa, americana, japonesa, venha exportar do Rio Grande do Norte, sem pagar nada da conta... Ficar só no discurso de que estará transportando empregos do japão, dos Estados Unidos para o RN... Precisamos discutir melhor essa questão. Quais setores que vamos abrir? A indústria potiguar precisa ser preservada. Será que se fosse dado o mesmo incentivo à industria nacional ou potiguar, ela não poderia compensar com a geração de empregos e de renda também? Estamos abertos a discussão. A redução da taxa de juros Selic (11,5%), aprovada esta semana pelo Copom, traz quais benefícios para o mercado? Juros pode ser do tamanho que for é caro. O empresário que tem dinheiro a disposição, seja para investimento ou pagamento das contas, todo ele é caro. O que precisamos atentar é que, nos bancos há grande oferta de dinheiro, mas o acesso ao crédito continua a ser penoso. É uma procissão até chegar a esse crédito. Essa questão deve ser melhor vista. Em meio a esse cenário,quais os principais desafios para os próximos quatro anos à frente da Fiern? Temos um planejamento estratégico até o ano de 2020, independente de quem seja o dirigente, feito junto com os nossos empresários e que contempla os grandes projetos do Rio Grande do norte (Copa, Aeroporto de São Gonçalo, ZPEs e energias renováveis). Nesse sentido, nossos desafios e meta está a qualificação de mão de obra para atender a demanda, qualificação ainda dos nossos empresários e servidores para melhorar a gestão. Esse planejamento dará tranquilidade a gestão da casa. O projeto Motores do Desenvolvimento, uma parceria da TRIBUNA DO NORTE e Fiern,iniciado junto à gestão anterior,terá continuidade? Esse belíssimo trabalho que as instituições Fiern, governo do Estado, Fecomercio e TRIBUNA DO NORTE fazem pelo e para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte não tem preço. São sempre tratados assuntos relevantes para o crescimento da economia. Manteremos o compromisso, inclusive com a próxima edição marcada para novembro, que irá abordar o novo aeroporto e as novas oportunidades.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 23 de outubro de 2011

[ COMÉRCIO ] Com o orçamento comprometido com financiamentos,

famílias sinalizam que poderá sobrar menos dinheiro para compras

Acúmulo de dívidas deve esfriar consumo no Natal ALESSANDRA SARAIVA

io (AE) - Com orçamento apertado, o consumidor será mais cauteloso em suas compras. Levantamento da Fecomércio-RJ, divulgado com exclusividade para a ‘Agência Estado’, mostrou que em um universo de mil entrevistados em nove regiões metropolitanas 43,8% informaram deter algum tipo de financiamento em setembro, o maior porcentual para o mês em três anos. O cenário reflete “o consumo acumulado” das famílias que parcelaram suas compras. Este cenário pode inibir novas compras e esfriar as intenções de consumo para o Natal. Isso pode ser percebido também em outro tópico do levantamento. Quando questionados se haveria sobra de dinheiro após pagamento das despesas, 52,4% dos entrevistados responderam negativamente. “Foi o maior porcentual para essa resposta, para um mês de setembro, desde 2007”, disse o economista da Fecomércio-RJ, Paulo Padilha. Na prática, o orçamento das famílias se encontra comprometido com dívidas antigas. Questionados em setembro sobre a finalidade dos parcelamentos, 63% dos endividados justificaram compras de roupas, carros e eletrodomésticos. “Esses dois últimos itens contam com prazos longos de finan-

R

classificados O seu mercado de serviços todos os dias na TRIBUNA DO NORTE

Os juros para financiamento estão mais elevados, o que deixa o consumidor que já tem dívidas com pouco fôlego no orçamento” CARLOS THADEU DE FREITAS economista

ciamento”, lembrou Padilha. O interesse maior em utilizar o cartão de crédito também é nítido. Embora o carnê ainda seja o favorito (50,4% dos endividados) entre os devedores em setembro, 34,7% citaram o cartão como modalidade de financiamento - e o porcentual para esse segmento era de 28,9% em setembro do ano passado e de 23,9% em setembro de 2009. O endividamento das famílias este ano teve profundo reflexo na inadimplência. Segundo o gerente de indicadores de mercado da consultoria Serasa Experian, Luiz Rabi, a maior frequência de tomada de crédito este ano influenciou aumentos mensais sucessivos nos níveis de inadimplência. Até setembro, o indicador de inadimplência acumulada no ano calculado pela consultoria cresceu 23,3%, bem diferente de 2010, quando encerrou o ano com ele-

vação de 6,3%. Com a redução da oferta de crédito, a inflação menos pressionada nestes últimos meses do ano em relação ao ano anterior; e o pagamento de 13º salário a partir de novembro, o ritmo de crescimento na inadimplência pode diminuir, e encerrar 2011 em torno de 20%, segundo Rabi. “É uma taxa de crescimento elevada para inadimplência, que normalmente oscila entre 6% a 7% ao ano”, afirmou. Para o economista-chefe da CNC e ex-diretor do Banco Central Carlos Thadeu de Freitas, o consumidor sofre os efeitos dos aumentos sucessivos da taxa básica de juros (Selic) pelo Banco Central no início do ano. Há uma defasagem entre as decisões do Comitê de Política Monetária (Copom) e seus efeitos na economia real de, pelo menos, oito meses. “Os juros para financiamento hoje estão mais elevados, o que deixa o consumidor que já tem dívidas com pouco fôlego no orçamento”, afirmou. Este cenário terá impacto no desempenho do comércio varejista deste ano. “No início de 2011, estimávamos aumento entre 7% e 8% nas vendas do varejo. Hoje, projetamos 6%. É bom, mas não tanto quanto 2010”, disse Freitas. No ano passado, as vendas do comércio varejista calculadas pelo IBGE tiveram alta recorde de 10,9%.


Domingo | 23 de outubro de 2011

economia

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 23 de outubro de 2011

[ CARNE ] No embalo de restrição às exportações em vigor no país e de problemas climáticos, o preço do produto subiu e o consumo per capita caiu de 73,1 quilos para 53,3 quilos por habitante

Abrindo a porteira laf@digizap.com.br

Sequestro de carbono Secretaria da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape) lançou na Festa do Boi, em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC). O projeto, criado pelo Governo Federal em 2010, concede benefícios e créditos aos agricultores que querem adotar técnicas agrícolas sustentáveis. O objetivo do programa é mitigar e reduzir a emissão dos gases de efeito estufa - gás carbônico (CO2), gás metano (CH4) e óxido nitroso. A ideia é que a produção agrícola e pecuária garanta mais renda ao produtor, mais alimentos para a população e aumente a proteção ao meio ambiente.

A

RECURSOS No total, os projetos de investimento voltados as atividades agropecuárias que permitem a mitigação da emissão de gases de efeito estufa já tem disponibilizado R$ 3,15 bilhões para 2011. A taxa de juros do Programa é a menor fixada para o crédito rural destinado à agricultura empresarial, de 5,5% ao ano. O prazo de pagamento pode chegar a 15 anos.

Palma (I)

Palma (II)

O 2º Congresso Brasileiro de Palma e outras Cactáceas começa amanhã em Garanhuns/PE, com a participação de pesquisadores brasileiros e estrangeiros. Serão discutidos temas sobre a utilização das cactáceas, na alimentação animal e humana, no conhecimento anatômico, convivência com pragas e doenças, melhoramento genético, exigências nutricionais e adubação, métodos de colheita, entre outros.

Entre os palestrantes convidados estarão pesquisadores do Brasil e convidados internacionais como o doutor em palma, o mexicano Candelaro Mondragon, falando sobre “Produção e utilização do fruto da palma como cultura comercial”. Do RN estarão o presidente da Emparn, José Geraldo Medeiros, que vai falar sobre a “Potencialidade das Cactáceas Nativas” e Guilherme da Costa Lima, também da Emparn, sobre “Recursos Hídricos e a Palma Forrageira”.

Nova reforma agrária Quais devem ser os critérios para selecionar as famílias que se beneficiarão do programa de Reforma Agrária? O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) lançou a consulta pública para recolher sugestões de cidadãos quanto aos critérios de seleção de candidatos ao programa nacional de reforma agrária. As contribuições ser-

1

A moscaminadora, Liriomyza sativae, é hoje uma das principais pragas da cultura do melão na região de Mossoró. A Emparn vem desenvolvendo pesquisas direcionadas ao controle biológico desse importante inseto desde 2009 em parceria com a ESALQ/USP e com financiamento do CNPq. No início deste mês, o pesquisador Tiago Costa Lima defendeu sua tese de doutorado, sob o título: “Bioecologia e competição de duas espécies de parasitóides neotropicais”.

2

virão como subsídio à elaboração da nova norma interna que trata dos procedimentos administrativos para selecionar famílias que querem receber um lote de terra. A consulta se dará exclusivamente pela internet, em formulário disponível no Portal Incra (www.incra.gov.br). O recolhimento de sugestões vai até o dia 21 de novembro.

Começou na última sexta-feira (21), a 61ª Expoagro, em Maceió (AL) que vai até até 30 de outubro. Em Recife (PE), a 70ª Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados EXPO/2011, será realizada de 06 a 13 de novembro. Encerrando o calendário das exposições do Nordeste, a Fenagro 2011, a 24ª Feira Internacional da Agropecuária de Salvador/BA, a ser realizada de 26 de novembro a 4 de dezembro. Nas três exposições, pecuaristas do Rio Grande do Norte estarão presentes, com seus animais.

3

As exportações brasileiras do agronegócios ultrapassam US$ 90,3 bilhões. O complexo soja, setor sucroalcooleiro, carnes, produtos florestais e café foram os segmentos que mais contribuíram para o resultado positivo nos últimos 12 meses. O valor representa uma expansão de 24,8% em relação aos US$ 72,3 bilhões registrados no mesmo período do ano passado. As importações cresceram 33,6% e alcançaram o montante de US$ 16,6 bilhões no intervalo. A diferença resultou num superávit da balança comercial do setor de US$ 73,6 bilhões.

CULTIVARES A falta de chuvas em algumas regiões do país, quebrou 70% na safra de feijão do nordeste da Bahia e reduziu a área plantada no Rio Grande do Sul. Conforme os estoques vão diminuindo, os preços tendem a subir. Por isso, a Embrapa disponibilizará as cultivares de feijão BRS Cometa e BRS Pontal com alto potencial produtivo e resistência a várias doenças. A BRS Cometa é uma cultivar com tipo de grão comercial carioca com excelente qualidade culinária, ciclo semiprecoce (75-85 dias), com alto potencial produtivo (3.733kg/ha). A BRS Pontal é outra opção de feijão com tipo de grão comercial carioca, de ciclo normal (85-95 dias), alto potencial produtivo (4.271kg/ha) e plantas de porte semiprostado. CATÁLOGO A Embrapa apresenta o catálogo de tecnologias, uma publicação com 34 páginas e 219 experimentos, apresentada durante o encontro em Palmas/TO. Analisa da fossa séptica biodigestora ao óleo de inajá, passando pelo curso de Inventário Florestal Digital. A ampla lista de tecnologias que a Embrapa apresenta preenche 34 páginas de um catálogo que já está disponível na internet (Embrapa Amazontech 2011) e traz um resumo das 219 tecnologias desenvolvidas por 18 unidades da Embrapa.

Consumo argentino cai para o menor nível em 50 anos DANIEL GARCIA/AFP

MARINA GUIMARÃES CORRESPONDENTE

uenos Aires (AE) - O consumo de carne bovina na Argentina já é o menor dos últimos 50 anos. De um consumo per capita de 73,1 quilos em 2009, o maior do mundo, o país registra neste ano 53,3 quilos por habitante, uma queda de 27%. Nem durante a crise econômica de 2001 os argentinos comeram tão pouca carne. Naquele ano, quando o desemprego chegou a 17% e a pobreza atingiu mais da metade da população, o consumo da proteína bovina chegou a 64 quilos por pessoa. A queda do consumo já havia sido alertada pela indústria, mas agora é o Ministério de Agricultura da Argentina que divulgou estatísticas apontando o recuo. Os argentinos não deixaram de adorar o “asado” (churrasco), o “lomo” (filé) ou os bifes à milanesa. O problema é o preço, que começou a subir em 2009, como consequência direta da política de restrições às exportações com controle de preços ao produtor, iniciada em 2006, e a pior estiagem das últimas décadas, em 2008 e 2009. O rebanho encolheu brutalmente: de 58 milhões de cabeças, em 2007, para cerca de 48 milhões atuais. Essa diferença de 10 milhões de cabeças a menos foi efeito, em parte, do abate de fêmeas em idade reprodutiva. Sem estímulos para continuar na atividade pecuária, os produtores optaram pela venda e abate sistemáticos das fêmeas, e decidiram migrar para cultivos rentáveis como a soja. O resultado começou a ser sentido no bolso: o consumidor pagava uma média de 21 pe-

B

Os preços chegaram a quase dobrar desde 2009 e, com o impacto no bolso, o consumidor recuou

sos pelo quilo da costela, em 2009, e agora desembolsa 31 pesos, um aumento de 47%. O filé saltou de 26 pesos para quase 50 pesos (+92%), enquanto o bife para milanesa, por exemplo, aumentou de 29 pesos para 39 pesos (+35%), conforme dados do Instituto de Promoção de Carne Bovina Argentina (IPCVA, pela sigla em espanhol), sobre os preços de setembro. ABATE De acordo com o Consórcio de Exportadores de Carne Argentina, o abate recuou dos 16 milhões de animais em 2009 para estimados 10,5 milhões de cabeças em 2011. As exportações de carne bovina devem ser de apenas 260 mil toneladas neste ano. O volume é 66% menor que as 770 mil t embarcadas em 2005, último ano antes das restri-

ções ao comércio exterior, e 48% menor que as 500 mil t vendidas em 2006, primeiro ano das barreiras. As exportações de 2011 serão bem inferiores também ao volume exportado em 2009, de 650 mil t. Em 2011, com condições climáticas favoráveis e preços melhores, os produtores começaram a formar um novo estoque, um trabalho lento, que exige constância para engordar os animais. “O país precisa de seis anos para recuperar o rebanho perdido e esse trabalho só será realizado se as condições atuais forem mantidas”, afirmou à Agência Estado, Fernando Canosa, analista do setor. Miguel Jairala, analista econômico do IPCVA, tem a mesma opinião e explica que o animal precisa de três anos para atingir o peso ideal de abate.

Segundo ele, os animais que começaram a nascer após a seca e o descarte generalizado de fêmeas só estarão prontos para o abate em 2013. “Os frigoríficos vão continuar enfrentando o problema da falta de animais por dois anos mais”, disse Jairala. Em 2009, nasceram 11,5 milhões de novilhos e em 2010, 11,4 milhões. Para este ano, o IPCVA evita não projetar um número, mas o analista do órgão lembrou que as condições climáticas da primavera de 2011 serão muito melhores. Isso “vai favorecer um maior número de nascimentos que nos dos dois anos anteriores, o que vai permitir a normalização da produção de carnes a partir de 2013. Mas até lá a indústria está trabalhando com três milhões a menos de bezerros para o abate”, concluiu.

[ AGRICULTURA ] Evento foi aberto com a realização de um seminário e tem como objetivo a

Construção da Rede Potiguar de Transferência de Tecnologias para a Agricultura Familiar

Aberto Circuito de Tecnologias entro da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), promoveu de 17 a 20 deste mês, no Centro de Treinamento da Emater/RN, a “Oficina de Metodologias Participativas de Transferência de Tecnologias para a Agricultura Familiar”, com a presença de especialistas nacionais e estaduais, além de líderes de projetos de assentamentos, cooperativas e de entidades ligadas ao campo. Foram quatro dias de intensas reuniões que encerraram no dia 20, com a apresentação de relatórios das atividades. A oficina é o primeiro passo para o VIII Circuito de Tecnologias Adaptadas para a Agricultura Familiar, que a Emparn realiza em

D

diferentes regiões do Estado. Para este ano, o grande objetivo do Circuito é a “Construção da Rede Potiguar de Transferência de Tecnologias para a Agricultura Familiar”, a ser realizada até meados de maio de 2012. Na oficina, entre os palestrantes convidados esteve Marcelo Leite Gastal, Coordenador do Macroprograma 6, de Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Familiar e a Sustentabilidade do Meio Rural da Embrapa. Para ele, o grande problema de toda a agricultura brasileira é a baixa adoção de tecnologia. Por isso, a preocupação do Governo é de ter as tecnologias adequadas para ser transferida ao agricultor familiar. O Macroprograma 6 já tem exemplos espalhados pe-

lo Brasil, cerca de 60 projetos, sendo 23 no Nordeste. PESQUISA Uma das mais importantes carectísticas do programa é apoiar a pesquisa que é gerada no campo e inserir o produtor rural como sujeito e não como objeto. É o produtor quem dá opinião para balizar a pesquisa. Todos os projetos estão se mostrando viáveis, com a transferência de tecnologias baseada em três fatores: simplicidade, baixo custo e fácil manejo. Gastal espera que a oficina coordenada pela Emparn possa estimular projetos com as características do Programa, contribuindo para melhorar a realidade do RN. A Oficina contou ainda com

depoimentos de lideranças comunitárias de projetos de assentamento, cooperativas e entidades rurais sobre as dificuldades iniciais e o sucessos dos resultados. José Manuel do Nascimento, da Cooperativa dos Agricultores dos Frutos da Paz (COOPAZ), em Ceará-Mirim, relatou desde o início o que foi realizado na sua cooperativa, a partir da busca de especialistas para a viabilidade do projeto. Procurou entidades e órgãos públicos, para capacitar as pessoas em várias áreas, como administração rural, boas práticas, gestão de pessoas, técnicas em negociação, capacitação em produção de doces, em beneficiamento de frutas e até em habilitar a cooperativa ao comércio justo (fair trade).

viver TERÇA A SÁBADO NA TRIBUNA DO NORTE


economia

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

EVOLUÇÃO DO EMPREGO No Rio Grande do Norte (%)

No Brasil

No Nordeste 7,74

8,63 7,31

7,43

9,65 6,55

5,78*

5,46 5,08

4,36

5,85

5,01

2,75*

5,09

5,00*

4,72

4,74

3,11

3,11

4,82

4,92

4,28

5,39

5,38

2,89 2,54

1,40

2011

2010 2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2011

2010 2009

2008

2007

2006

2005

2004

2011

2003

2010 2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

*Os valores em 2011 compreendem o período de janeiro a setembro de 2011.

TAXA DE CRESCIMENTO DA GERAÇÃO DE EMPREGOS - RANKING (NE)

Fonte: CAGED/ Ministério do Trabalho e Emprego

MA

PI

CE

RN

PB

PE

AL

SE

BA

5,52%

4,23%

4,77%

2,75%

4,69%

6,23%

3,24%

5,99%

5,06%

Setor têxtil e de confecções protagoniza a pior baixa Demitida há uma semana, a costureira J. M.F., 41 anos, julga desolador o mercado para quem pretende continuar no ramo de vestuário. A empresa em que trabalhava demitiu cerca de 3 mil pessoas somente este ano e contrata em ritmo lento. “Vou mudar de profissão”, diz. Para quem fica, observa a ex-funcionária, as metas sãos sacrificantes.“Chegava a fazer 600 peças em uma hora (costura de ombro)”, afirma. A encarregada de produção J. S. L., 45 anos, não faz ideia de como se recolocar no mercado após nove anos de empresa. Também na fila de espra para homologar a demissão, Janaína Santos, 27 anos, disse ter desistido de ser costureira. “O salário não compensa, é estressante e há toda essa insegurança”, disse. Segundo a presidente do sindicato das Costureiras e Trabalhadores em Confecção Maria dos Nave-

3.080 foi o total de postos de trabalho cortados na indústria têxtil e de confecções do Rio Grande do Norte no período de janeiro a setembro de 2011.Foi o maior do Estado.

4.567 foi o saldo potiguar de empregos em setembro. 24,87% abaixo do registrado no ano passado.

gantes, são homologadas por dia 70 demissões no Sindicato. PEQUENAS EMPRESAS Embora o Caged mostre a desaceleração no saldo total, as micro e pequenas empresas – as maiores geradoras de empregos do estado - apresentaram crescimento. De acordo com o diretor executivo do Sebrae RN, João Helio Cavalcanti, de janeiro a agosto deste ano, empresas com até quatro funcionários contrataram 24.187 trabalhadores com carteira assinada. E registraram um saldo de 17.334 empregos. O número significa um acréscimo de 54,77% na comparação com o mesmo período do ano passado. “Não sentimos os efeito desta crise. Hoje a economia potiguar se sustenta nas pequenas empresas”, afirma. Do total de 801.076 empresas instalados no Rio Grande do Norte, 76.698 são micro (95.78%).

COMO CAVAR UMA VAGA EM MEIO ÀS ADVERSIDADES

[ EMPREGO ] Especialistas dizem que a marcha lenta nas contratações

com carteira assinada será revertida com a melhoria do cenário econômico

Mercado de trabalho desacelera, mas há mudança a caminho SARA VASCONCELOS repórter

conomia desacelerada, devido à crise financeira mundial. Menor produção. Perda de competitividade do produto local, frente à variação cambial e, consequentes, demissões em diversos setores, sobretudo na indústria têxtil e na construção civil. Um ciclo vicioso que legou ao Rio Grande do Norte o último lugar na taxa de crescimento de geração de empregos com carteira assinada em todo país. Contudo, especialistas apontam que é possível conquistar uma vaga, em meio ao cenário desfavorável. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, o Estado criou 10.736 postos formais de trabalho. O número representa um aumento de apenas2,75% sobre o total de assalariados existente no estado até dezembro (quando havia aproximadamente 575 mil trabalhadores formais no mercado, segundo a Relação Anual de Informações Sociais - Rais). Os dados divulgados esta semana consideram o período de janeiro a setembro. Entre os fatores que levaram o RN a obter um crescimento mais

E

modesto em relação aos demais estados, o Ministério destaca o desempenho desfavorável da Indústria de Transformação que vem demitindo mais do que contratando, principalmente, por causa do comportamento da Indústria Têxtil, cujas fábricas dispensaram 3.080 empregos este ano. Sandra Lúcia Barbosa Cavalcanti, gerente da unidade de economia e estatística da Federação das Indústrias do RN (Fiern), aponta como causa o câmbio sobrevalorizado e a perda da competitividade do produto local diante dos importados. Para os próximos meses, ela vislumbra uma melhora no cenário. A mudança a médio prazo deve responder à redução na taxa de juros Selic, de 12% para 11,5%. Em relação aos demais estados, que também enfrentam o cenário adverso, mas obtiveram melhor taxa de crescimento na contratações, ela atribui a economia mais diversificada e menos dependente da industria têxtil e da construção civil, principais setores que puxaram o quadro no RN. O período de inflação mais alta entre setembro do ano passado e março deste ano, medidas do governo para restringir o crédito e o crescimento menor do salário, analisa o economista e chefe do Instituto Brasileiro de Geografia e

Estatística no RN, José Aldemir Freire, serviram de estímulo ao desaquecimento. A falta de grandes projetos em desenvolvimento no momento acentuam as demissões. “Créditos caros e restritos impactam diretamente no consumo, reduzindo-o e levando a um excesso de oferta que sinaliza para o empresariado um momento de cautela no investimento e nas contratações”, diz o professor do Departamento de Economia da UFRN William Eufrásio. No entanto, ele se mostra otimista. “Não creio que o cenário deva perdurar. As demissões se devem fundamentalmente a crise cambial e externa. A recente elevação do dólar minimizará o ritmo das demissões”, diz. Para o diretor do curso de recursos humanos da UnP, Joab Marciel, os postos de trabalho temporário gerados no último trimestre do ano interferem positivamente nos números. Entretanto, sem a retomada de crescimento econômico, não serão efetivados, criando uma “bolsa” flutuante de empregos que não melhoram os números no médio e longo prazo. As conseqüências, diz ele, serão percebidas a partir do primeiro trimestre de 2012.

à O primeiro caminho é definir a área em que quer atuar,alerta a consultora em gestão e diretora executiva da Talentos e Oportunidades Vanessa Braga Rodrigues.“Avalie suas competências e afinidades com o segmento que quer atuar e não somente o salário que irá ganhar”.

Os 3 maiores saldos/2011 (RN) Serviços Construção Civil Comércio

4.802 2.983 2.551

à Procure uma agência de emprego, consultoria ou cadastre-se em sites de currículos on-line.“Elabore um currículo objetivo e sucinto com suas experiências,voltadas ao cargo que busca”, lembra Vanessa Braga.

Os 3 menores saldos/2011 (por setor) Indústria de transformação Serv.Ind.de utilidade pública Administração Pública

1.692 10 100

Municípios com maiores saldos emprego Mossoró Natal Parnamirim

à Ao contrário do que se pensa, qualificação não é o único critério,as competências comportamentais são também importantes.“As pessoas,em geral,são admitidas por capacidade técnica e demitidas por questões

saldo crescimento 998 1,89 856 0,41 164 0,59

comportamentais”, observa Vanessa Braga. à Daniella Correa,consultora de RH da Catho Online,recomenda tentar responder perguntas como:“Fale um pouco sobre você”,“Quais são seus objetivos a curto e longo prazo?”,“Por que devemos contratá-lo?”, entre outras,para se preparar para a entrevista.Além de procurar pesquisar e conhecer um pouco sobre a empresa antes da entrevista. à Daniella Correa orienta cuidado com o vocabulário.Ser pontual e saber quem deve procurar.Usar roupas sociais e discretas e desligar o telefone celular.“É importante que o candidato exponha pontos positivos sobre seu perfil e carreira no decorrer da entrevista”.

10.736 foi o saldo nos nove primeiros meses do ano.O número significa queda de 55,50% na comparação com o mesmo período de 2010.

13.027 foi o saldo de empregos em doze meses no RN, uma variação de 3,35% em relação ao ano anterior.

1,6% foi o crescimento do número de empregos no Estado,em setembro de 2011,em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior.Foi a menor taxa do Nordeste.


8 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

economia

Domingo | 23 de outubro de 2011

[ MARKETING ] Vencedores na pesquisa realizada pela Consult serão apresentados em novembro, no Olimpo

Recepções. Marcas mais lembradas se consolidam pela qualidade, eficiência e atendimento ao cliente

Top vai homenagear marcas de 2011 Top Natal chega em 2011 à décima edição com o sentimento de ter dado uma grande contribuição para a melhoria dos serviços e produtos oferecidos aos consumidores do Rio Grande do Norte e, além disso, renovando o desejo de continuar com esse objetivo nos anos seguintes, homenageando as marcas mais lembradas pelos natalenses. A festa de premiação será no Olimpo Recepções, no dia 10 de novembro. A revista será encartada na TRIBUNA DO NORTE no dia seguinte. Promovido pela TN em parceria com a Consult Pesquisa e patrocinado pelo Governo do Estado, Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern), Serviço

O

Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RN) e Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio/RN), o Top Natal é responsável por dar ao empresário natalense o feedback do que foi feito durante o ano. Se o atendimento foi eficiente, se o produto foi bem aceito, se a publicidade e propaganda valeram o investimento. “O Top Natal ajuda a medir o espaço que uma marca ocupa no mercado”, justifica a gerente comercial da TRIBUNA DO NORTE, Eliane Rocha, responsável pela parte comercial do evento. Além do resultado oferecido a cada ano com a pesquisa do Top Natal, o prêmio ajuda também a formar uma curva que pode apon-

tar o crescimento ou o declínio da marca. “A pesquisa não avalia apenas a situação do mercado atual, mas como ele se desenvolveu ao longo desta década”, acrescenta a gerente de marketing da TN, Andréia Barandas, responsável pela produção geral do evento. Na linha de observação da última década, 12 marcas conquistaram o prêmio dez vezes, como as mais lembradas pelos natalenses, mostrando que elas estão no caminho certo para o sucesso. “Ser a mais lembrada significa também ter grande participação no mercado, confiança e apoio dos consumidores potiguares. Não por acaso, as marcas vencedoras são também líderes no segmento em que atuam”, aponta Eliane Rocha.

Sobre a continuidade da premiação nos próximos anos, Andréia Barandas garante que a intenção é fazer outras várias edições do Top Natal. “Essa premiação já é uma marca de identificação com o consumidor e com o empresariado potiguar. Por isso, esperamos seguir por vários anos mais, com esse importante trabalho de pesquisa do mercado da capital do Estado”, promete Andréia Barandas. PESQUISA Para refletir com precisão o mercado, o Top Natal precisa de uma pesquisa imparcial, que busque o máximo de espontaneidade possível do entrevistado. Por isso, a Consult só considera as res-

postas fornecidas em, no máximo, cinco segundos após a pergunta. Esse é o método Top of Mind, o primeiro que vem à mente. Nessas circunstâncias quem fala é o inconsciente. Os psicólogos enfatizam que a lembrança imediata geralmente está associada à qualidade, eficiência e atendimento. Por isso, as empresas mais citadas, merecem o prêmio. Foram feitas 600 entrevistas com consumidores das classes “A”, “B” e “C”. A margem de erro máximo varia de 3,3 a 3,8 percentuais, dependendo do segmento pesquisado. A confiabilidade é de 95%. “O que estamos fazendo com a publicação do Top Natal é uma prestação de serviço que pode ser usada pelos empresários para for-

talecer suas marcas. Através das pesquisas, ele pode cobrar mais de seus funcionários, exigir melhor qualidade de seus serviços, e das agências de publicidade. Todos lucram com isso”, observa o diretor da Consult, Paulo de Tarso Teixeira. A confiança no método Top of Mind é tanta que nesses dez anos de premiação, nenhuma outra forma de avaliação de mercado foi utilizada para eleger o Top Natal. “A pesquisa não mudou, mas o número de segmentos sim. Hoje, já são 36 pesquisados e premiados, e esperamos aumentar cada vez mais esse número, até porque o mercado cresce, está cada vez mais amplo e diversificado”, afirma Andréia Barandas. FOTOS:ALEX RÉGIS

Andreia Barandas: prêmio ganha mais prestígio a cada ano

Eliane Rocha: empresas vencedoras do Top lideram o mercado

Festa de premiação será em novembro O Top Natal está marcado para 10 de novembro, às 20h, no Olimpo Recepções. Porém, engana-se quem pensa que elaborar uma premiação desse nível é só organizar a festa e produzir alguns trofeus para entregar aos vencedores ou um simples momento de confraternização entre os vencedores – não que isso também não seja importante. A premiação da TRIBUNA DO NORTE vai além, tanto, que precisa de meses de elaboração para repetir o grau de excelência visto todos os anos. Primeiro, começa o trabalho de pesquisa, realizado pela Consult.

Ainda em julho, são iniciadas as entrevistas com os natalenses. Depois disso, o Top Natal não para mais. Os vencedores são encontrados, as parcerias firmadas, os patrocínios confirmados e a revista, produzida. “O Top Natal une o trabalho de pesquisa, importante para registrar o momento, a uma revista de qualidade, que servirá até mesmo como arquivo para análises nos anos seguintes. É dessa forma que o prêmio ganha a cada ano mais destaque e prestígio no mercado potiguar”, explica Andréia Barandas. A Revista Top Natal 2011, com o resultado da pesquisa e entre-

vistas com os vencedores, será encartada gratuitamente na edição da TRIBUNA DO NORTE de sexta-feira, dia 11 de novembro. “Nada no Top Natal é feito por acaso. Tudo é consequência de um trabalho de pesquisa, de estudo. Assim como o empresário estuda para elaborar um produto de grande atração no mercado e um publicitário pesquisa para desenvolver uma campanha que dê o retorno pretendido, nós trabalhamos para fazer uma revista de qualidade e um prêmio que marque as empresas e o consumidor”, explica Andréia Barandas.

Top cria expectativa no mercado O Top Natal não é somente um prêmio que reflete a influência das empresas no mercado. Ele também causa, pelo prestígio que tem sua pesquisa, conseqüências consideráveis nos diferentes segmentos comerciais trabalhados em Natal. Tanto, que as empresas já esperam, anualmente, a divulgação da pesquisa realizada pela Consult para saber se cresceram, diminuíram ou se mantiveram estáveis. “Realmente, todas às vezes que chega esse período de divulgação

do resultado do Top Natal, alguns empresários costumam nos ligar para saber em que lugar suas marcas ficaram, se houve crescimento de popularidade”, revela a gerente comercial Eliane Rocha. Segundo ela, é com o resultado do Top Natal que muitos empresários baseiam suas estratégias seguintes. “Eles analisam se o investimento em publicidade deu resultado, se os novos produtos lançados tiveram impacto na cidade e, a partir desse balanço feito, estudam se continuam nesse caminho

ou se alteram o rumo que suas empresas estão seguindo.” Além disso, segundo Eliane, o prestígio do Top Natal é tanto que mesmo aquelas empresas que não estão em primeiro lugar comemoram o simples fato de ter crescido nas pesquisas. “Para certos empresários, o importante não é vencer o Top Natal, mas sim se sair bem na pesquisa da Consult. Crescer, ver sua marca evoluir. Só isso, para eles, já vale um prêmio e os motiva para continuar em frente”, afirma.

Paulo de Tarso: prestação de serviço ao empresariado natalense

SEGMENTOS 2011 Setores do mercado natalense pesquisados pela Consult Agência de Viagem Água Mineral à Aguardente/Cachaça à Banco à Clínica Médica Especializada à Colégio Particular à Concessionária de Automóveis Importados à Concessionária de Automóveis Nacionais à Construção Civil à Curso Pré-vestibular à Educação Infantil à Farmácia de Manipulação à Farmácia/Drogaria à Hospital à Imobiliária à Instituição de Ensino Superior à Laticínios à Livraria à Loja de Artigos de Informática à Loja de Artigos Esportivos à Loja de Calçados à Loja de Departamento à Loja de Eletrodomésticos à Loja de Material de Construção à Loja de Revelação e Artigos Fotográficos à Loja de Roupa Exclusivamente Feminina à Loja de Roupa Exclusivamente à à

Masculina Loja de Veículos Seminovos à Operadora de Telefonia Celular à Ótica e Relojoaria à Perfumaria à Pizzaria à Plano de Saúde à Restaurante à Shopping Center à Supermercado à

O Top Natal não avalia apenas a situação do mercado atual, mas como ele se desenvolveu ao longo desta década.” ANDRÉIA BARANDAS gerente de marketing da TN

Ser a mais lembrada significa também ter grande participação no mercado, confiança e apoio dos consumidores potiguares. ELIANE ROCHA gerente comercial da TN


natal

TECNOLOGIA

Pesquisa descarta: uso de celular não causa câncer. PÁGINA 7

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Máx.: 30ºC Mín.: 23ºC

Preamar 01h06-2.1- 13h41-2.2 Baixa-mar 07h1- 0.4 - 19h32-0.4

Alecrim: hoje 836 bancas/437 feirantes Santa Catarina 490 bancas/223 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Rio Pium

FASES DA LUA Minguante: hoje Nova: 26/10 Nascer do sol: 4h57 Pôr do sol: 17h13

Editora: Cledivânia Pereira e-mail: cledivania@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 23 de outubro de 2011

Natal tem enormes desafios até meados de 2014, não apenas para a construção do estádio ou das obras de mobilidade urbana. A cidade deve investir nessas áreas pelo menos R$ 350 milhões para alcançar os padrões exigidos pela Fifa

[ PLANEJAMENTO ]

Copa: investimentos além da Arena ALEX RÉGIS

ADRIANO ABREU

MARGARETH GRILO repórter especial

partir deste domingo, 23, o placar da Copa 2014, instalado na entrada de Natal, marcará 963 dias para o início do mundial. E Natal, como uma das 12 cidades-sedes tem enormes desafios, não apenas para a construção do estádio Arena das Dunas e das obras de mobilidade urbana. A Fifa destaca como estratégicas as áreas de Segurança e Saúde, para as quais impõe padrões de excelência. Mas chegar a este patamar, no caso do Rio Grande do Norte, exige, por baixo, investimentos da ordem de R$ 355,1 milhões. Essa cifra tem por base os planos projetados, ainda de forma preliminar, pelos diversos órgãos que integram as pastas de Segurança Pública e Saúde no Estado. No caso da segurança, os órgãos estimam a necessidade de os governos federal, estadual e municipal disponibilizarem perto de R$ 237,1 milhões. Na saúde, seriam mais de R$ 118 milhões, sem considerar a reestruturação da atenção básica, de responsabilidade do município de Natal.

A

Só em Segurança,devem ser investidos,no mínimo,R$ 237 milhões

Na Saúde,dois hospitais e integração do Samu Natal e Metropolitano

Noção do custo mínimo das exigências da Fifa já se tem. Agora, o Governo do Estado e a Prefeitura de Natal buscam alternativas, nas duas áreas – Segurança e Saúde - para captar os recursos necessários para tirar os projetos do papel e construir um legado pós-Copa. No caso da Segurança, os órgãos que integram a área já apresentaram na semana passada à recém-criada Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), do Ministério da Justiça, os planos ini-

poder público estadual e municipal, durante a visita técnica do coordenador geral de Operações da Sesge, Álvaro Rogério Duboc Fajardo. Ele esteve em Natal, por dois dias, na semana passada, para conhecer o planejamento das ações para o período do mundial e apresentar as diretrizes da matriz de responsabilidades de cada área. Um dia depois de participar da reunião, o titular da Sesed afirmou que, em 20 dias, entrega relatório minucioso à governadora Rosal-

ciais para as ações de ordem preventiva e ostensiva. Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Aldair Rocha, confirmou que a área da segurança tem caráter eliminatório. A cidade-sede que não avançar na implantação de políticas integradas de segurança, dentro dos padrões exigidos pela Fifa, corre o risco de ser descartada. Essa posição ficou bem clara para todos os integrantes da cúpula da Segurança Pública e Defesa Civil, do

ba Ciarlini e ao secretário da Secopa Demétrio Torres. Esse documento vai conter não apenas os itens obrigatórios da Fifa, mas as prioridades que foram elencadas para a área, como a reestruturação do Instituto TécnicoCientífico de Polícia [Itep]. Entre os itens estão a construção de um Centro de Comando de Controle e de uma Base Integrada de Segurança próximo à Arena das Dunas. Segundo Aldair Rocha, para esse dois itens – e para a reestruturação do Itep [Instituto Técnico e

Científico de Polícia] - já existem projetos esboçados, que serão apresentados à governadora, junto ao relatório da visita técnica da Sesge. “Nossa ideia não é pensar estruturas provisórias, mas definitivas que possam render um legado à cidade. No Itep, por exemplo, o que estamos fazendo hoje são reformas paliativas, o que é muito pouco diante do que precisa ser feito”. A partir de 2012, a expectativa é de que as capacitações em todas as policiais e no Corpo de Bombeiros se intensifiquem. A PF anunciou a abertura de um curso ficado na Segurança de Dignatários, com vagas para a Polícia Militar, Civil e Guarda Municipal. No âmbito da PM, a previsão para 2012 é de iniciar 30 cursos, bancados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública para, pelo menos, 3 mil homens. Atualmente, dois oficiais já estão fazendo cursos de capacitação em ações antibomba e cerca de 40 policiais militares do BP Choque farão curso de Controle de Distúrbio Civil. A PM também já acertou um curso de Policiamento de Grandes Eventos. LEIA MAIS NA PÁGINA 2


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 23 de outubro de 2011

As Polícias Civil e Militar precisam de maior efetivo, viaturas, equipamentos e unidades com atendimento padrão. Estudos estão sendo elaborados e integração com PF será primordial para eficácia do trabalho

[ PLANEJAMENTO - CONT. DA PÁG. 1 ]

Segurança precisa de R$ 237 milhões A

tuar com excelência, sem falhas no esquema, exige investimentos à altura do evento. O alerta partiu dos representantes das polícias Civil e Militar no Comitê Estadual de Segurança. Para o delegado Stênio Pimentel, sem a contratação de efetivo e ampliação de infraestrutura a Polícia Civil não tem condições de executar com eficiência as ações que estão sendo definidas. “A estrutura e o efetivo que se tem hoje não atende nem a demanda atual, então ou o governo abre recursos ou a cidade fica em situação complicada”. Segundo ele, até a Copa, pelo menos 400 policiais civis devem se aposentar. Hoje, a Civil tem 500 homens aprovados em concurso público, e já formados, aguardando convocação. “Teria que convocar esses homens e mais 300 homens. Não podemos sacrificar outras regiões da cidade em detrimento da Copa”, alerta. Além disso, a Polícia Civil precisa de armas não letais e detectores de metais, instrumentos que não dispõe. Um ponto crucial, segundo o delegado, é a situação da 5a. DP, que funciona em casa alugada nas imediações do Caic. “O que vamos sugerir no plano é que esta DP seja uma delegacia modelo. Isso é algo urgente e que precisa ser consolidado até a Copa”. A estimativa é de investimentos de R$ 50 milhões. O plano inclui a construção de duas delegacias modelos e aquisição de quatro unidades móveis, que funcionariam como delegacias. Já na PM, a estimativa de investimentos é da ordem de R$ 100 milhões para

as áreas de operações, inteligência, logística e projetos especiais, como monitoramento eletrônico, além da ampliação do efetivo. O representante da PM no Comitê, tenente coronel Zacarias Mendonça disse que a expectativa é saber quanto será investido. “Knowhow nós temos. Com as condições de hoje, faríamos um bom trabalho, dentro das nossas limitações, como fazemos o Carnatal, que é a micareta mais segura do país. Talvez, não se tenha a excelência que se quer para 2014. Isso depende de se concretizar os investimentos previstos”, afirmou. Ele disse que os investimentos devem ser gradativos até a Copa. “Não sabemos se nesse patamar que estimamos, mas eles não podem deixar de acontecer”. Pelos planos preliminares, a PM deve empregar maior volume de investimento na aquisição de viaturas, armamento, formação e capacitação. Segundo Coronel Mendonça, por dia, a PM deve manter 50 viaturas, 80 motocicletas e, no mínimo, 3 mil homens nos perímetros de segurança. Para isso, a PM estima contratar mil policiais, por ano, até 2014. Em termos de segurança, o Estado sai na frente, quanto se trata de comunicações. Hoje, todo o sistema de rádio na região metropolitana de Natal é digital, integrando as polícias Militar e Civil; a Guarda Municipal, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil. Ao Ciosp estão conectados, atualmente, 1.200 rádios. Já o sistema de monitoramento é alimentado por 41 câmeras.

SEGURANÇA Planos de segurança já estão sendo discutidos com equipe da Fifa

R$ 237,1 milhões Previsão preliminar

Quanto cada área pleiteia em investimentos

* Inclui a PRE

R$ 100 milhões*

POLÍCIA MILITAR GUARDA MUNICIPAL

** inclui construção do Centro de Comando e Controle e da Base Integrada de Segurança.

R$ 7,180 milhões R$ 40 milhões**

SESED

***com a construção de uma nova sede para o órgão,ampliação e modernização da estrutura.

R$ 50 milhões

POLÍCIA CIVIL ITEP

R$ 40 milhões***

POLÍCIA MILITAR

BOMBEIROS

GUARDA MUNICIPAL

POLÍCIA CIVIL

POLÍCIA FEDERAL

Onde precisa investir: +3 mil novos policiais militares; + 07 veículos de transporte de tropa; + 50 viaturas; + 80 motocicletas; 40 segway (patinete motorizado).

Onde precisa investir: +1 mil novos bombeiros; + 05 Auto Bomba Tanque (ABT); 03 veículos especializados para controle de Acidentes de Produtos Perigosos (APP); 01 Autotanque com capacidade de 20 mil litros de água.

Onde precisa investir: Contratação de pessoal; +525 novos homens; 04 Unidades Móveis de Videomonitoramento.

Onde precisa investir: +300 homens; + 70 viaturas; 04 unidades móveis (tipo micro-ônibus).

Onde precisa investir: + 20% em cada categoria (delegados,agentes,peritos, escrivães e papiloscopista).

Construção da nova sede da companhia;de um centro de treinamento;criação de um Núcleo de mediação de conflitos de bairros e implantação de Núcleos de atendimento ao turista - Ampliação de viaturas, equipamentos,armamento, coletes balísticos e motocicletas

Aquisição de armamento não letal.de coletes balísticos para cada homem,de detectores de metal fixos e móveis e de equipamentos de raio-x; reforma de delegacias; implantação de postos de atendimento no Aeroporto Internacional Augusto Severo, Porto e Rodoviária; implantação da Delegacia do Turista no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante

Capacitação e formação de policiais;aquisição de novos armamentos e equipamentos, como armas não letais, orientadores,coletes, capacetes e escudos balísticos e ampliação das comunicações

Deve aumentar entre 20 e 30% o número de viaturas. Deve receber 01 veículo do Grupo Antibombas,trajes de antifragmentação, equipamentos de raio-x e varredura.

Na Copa 2014,algumas novidades tecnológicas poderão estar em ação nas ruas de Natal para facilitar a execução das ações de segurança.Entre elas,estão a aeronave Vant [Veículo Aéreo Não Tripulado] e o robô antibomba,que serão utilizados pela Polícia Federal;e os segway Segurança X2,uma espécie de patinete que a Polícia Militar pleiteia.Conheça um pouco de cada um deles:

Integração de forças é o lema do esquema de segurança Além da Arena das Dunas, foco do Mundial, a Fifa define sete perímetros de segurança: aeroportos, portos, estradas, centros de treinamento, pontos turísticos, rede hoteleira e Fan festa. Nesses pontos prioritários, a atuação de cada uma das forças de segurança está definida em um Caderno de Atribuições, construído pelo Ministério da Justiça de acordo com as diretrizes da Fifa. As ações devem ser articuladas e integradas. “Nenhum de nós vai conseguir fazer um bom trabalho, sem que ação esteja integrada. Isso é fundamental”, afirmou o delegado da Polícia Federal, Elton de Souza Zanatta, que integra o Comitê Estadual de Segurança para a Copa. No caso da Polícia Federal, além da proteção dos bens de interesse da União, a corporação vai atuar nos portos, aeroportos e nas operações especializadas. O trabalho junto a Interpol, no contato com outros países para identificação de possíveis situações de risco e na segurança de dignatários (diplomatas e convidados) também serão da esfera da PF. No aeroporto, por exemplo, deve ser montada uma estrutura com dele-

gado, escrivão e, no mínimo, seis agentes. A PF tem 224 policiais e a expectativa é ampliar o número em 20%. No caso da Polícia Militar são atribuições a garantia do policiamento preventivo e ostensivo no local do evento – num raio de 5 km do centro do estádio e em todos os outros perímetros listados pela Fifa, inclusive nos três centros de treinamentos previstos – estádio do ABC, Sesi e Campus da UFRN. No entorno do Arena das Dunas serão três anéis de segurança. No caso do Corpo do Bombeiro, o planejamento é trabalhar com Força Tarefas, com junção de várias unidades. A previsão é montar, pelo menos, seis grupos de forças tarefas, com viaturas autobomba tanque, combate de incêndio, salvamento, controle de incidentes com produtos perigosos e regaste. “Dentro das diretrizes da Fifa, estamos montando força tarefa de apoio para trabalhar de forma descentralizada. Essas bases vão estar nas áreas de maior vulnerabilidade”, explicou Major Flávio Henrique Santos Lima.

Robô antibomba (PF) Unidades equipadas para neutralizar bombas bombas a distancia com jato d´água.Está incluso no kit do Grupo Antibombas da Polícia Federal.Um caminhão que vem com kit de equipamentos:raio-x,traje

antifragmentação e tenda de contenção.Cada caminhão custou US$ 860 mil.O governo federal pretende comprar uma para cada cidade-sede da Copa.

Segway Uma espécie de patinete motorizado em duas rodas que multiplica a capacidade de patrulhamento,e cuja principal vantagem é a capacidade de não poluir o meio ambiente.O

dispositivo é elétrico e conta com duas baterias de lítio,que lhe garante uma autonomia de quase 35 quilômetros e uma velocidade máxima de 20km/h. Vant

Unidades Móveis de Videomonitoramento [UMV] São veículo,tipo 'Topic” equipadas com 10 câmeras,algumas fixas e outras com rotação de 360 graus.O sistema será operado da área de controle e operação de câmeras,no interior do veículo.A UMV conta com

monitores de LCD e uma CPD (Central de Processamento de Dados) para armazenamento das imagens.Está sendo pleiteado pela Guarda Municipal.

O Veículo Aéreo Não Tripulado [Vant] é um avião espião,d e fabricação israelense,para evitar atentados terroristas.O equipamento operado por controle remoto e fará a vigilância dos estádios e entorno de estádios durante as partidas do Mundial.Com autonomia de 37 horas,a aeronave filma com precisão movimentos a 40

km de distância.A aeronave voa a 5 mil metros de altitude e é equipado com câmeras superpotentes.Até 2015,ao menos 14 unidades devem estar em operação,segundo o governo federal. Cada unidade custa em torno de R$ 325 milhões.

Fonte:Os dados desse gráfico foram montados a partir de informações das Secretarias e dos representantes de cada área no Comitê Estadual de Segurança para a Copa.

LEIA MAIS NA PÁGIN 3 ADRIANO ABREU

Em relação a comunicação na área de Segurança, Natal já tem uma boa estrutura: ao Ciosp estão conectados, atualmente, 1.200 rádios. Já o sistema de monitoramento é alimentado por 41 câmeras


natal

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

[ PLANEJAMENTO - CONT. DAS PÁGS. 1 E 2 ] Governo do Estado já anunciou a construção de uma nova unidade hospitalar. Prefeitura quer construir unidades especializadas em cardiologia

Dois novos hospitais estão sendo projetados para 2014 região metropolitana de Natal, que agrega mais de 1,3 milhão de habitantes, vivencia um déficit de 50 leitos de UTI e de 300 leitos para internações clínicas e cirúrgicas, segundo o Ministério da Saúde. Para por fim a esse gargalo, os gestores públicos da Saúde só estão enxergando uma possibilidade: aproveitar o momento da Copa 2014, para garantir recursos. E, alguns projetos já estão nascendo, de olho nos recursos que podem advir por causa do Mundial. A projeção de investimentos feita pelo Câmara Temática de Saúde [Local], se somada, chega a R$ 118 milhões. Nesse cálculo, leva-se em conta a construção de um hospital especializado em trauma-ortopedia, da rede estadual, que vai exigir um investimento de R$ 75 milhões [obras físicas e equipamentos] e um hospital, da rede municipal, com foco na cardiologia ao custo de R$ 40 milhões [parte física]. Para essa unidade, o orçamento geral do município para 2012 prevê um crédito de R$ 8 milhões. O OGM ainda está em discussão na Câmara Municipal de Natal e deve ser votado até dezembro. “A expectativa é de que o município abrindo o crédito inicial possa conseguir recursos federais”, disse a diretora do Departamento de Atenção Especializada, da Secretaria Municipal de Saúde, Cristiana Leite. Segundo ele, o projeto técnico ainda não chegou a ser elaborado. Existe apenas o esboço. No caso do Estado, parte dos recursos para a construção do hospital será garantida com o leilão do estádio Juvenal Lamartine, cujo lance inicial de ficar perto de R$ 28 milhões. Segundo Arruda, o Estado está tentando agilizar a licitação para garantir a construção e conclusão da unidade até 2014. O anteprojeto prevê para a obra física um custo de R$ 40 milhões e para equipamentos, de R$ 35 milhões. “A Copa é um argumento forte para conseguir efetivar a construção do hospital de trauma, e só isso já resolve o gargalo do hospital Walfredo Gurgel, que ficaria sendo um hospital de retaguarda”, afirmou. Já na rede privada, somente o Hospital do Coração deve investir até 2014 cerca de R$ 10 milhões na ampliação da área de diagnóstico de imagem; na criação de mais 60 leitos para emergência clínica e cirúrgica e na aquisição de 80 salas. O projeto, segundo um dos diretores do HC, Nelson Solano, é transferir para essas salas todos os consultórios que hoje funcionam dentro do hospital. O espaço aberto dará lugar aos leitos de internação. A previsão é de que a 1ª fase – de transferência dos consultórios – fique pronta até 2013, e as alas de internação em 2014, antes da Copa. Cerca de 30% do investimento é próprio e o restante financiado.

ADRIANO ABREU

A

Rede privada também se prepara: Hospital do Coração será ampliado até o mundial de futebol

Rede privada também terá investimentos

SAÚDE Até agora,projetos somam investimentos em duas novas unidades hospitares Previsão preliminar de investimentos até 2014.

R$ 118 milhões

Quanto cada área pleiteia em investimentos Samu*

SMS

Sesap

R$ 8 milhões

R$ 40 milhões

R$ 70 milhões

*Inclui integração do Samu Natal e Samu Metropolitano.

para construção de Hospital Municipal com 60 leitos.

para construção de Hospital Estadual de Trauma e Ortopedia em Natal com 140 leitos,40 leitos de UTI e seis salas de cirurgias.

REALIDADE 2011 Quantidade de leitos na Região Metropolitana de Natal

Leitos 2.240

1.326

1.201

449

UTI*

Clínicos

Cirúrgicos

Pediátricos

* 211 habilitados SUS e 238 privados

Fonte:As informações foram fornecidas pelas Secretarias Estadual e Municipal de Saúde e pelos coordenadores do Samu Natal e Samu Metropolitano.O número de leitos é o registrado no CNES/MS.

Os planos de ações para a Copa, na área da Saúde, devem ser entregues ao Comitê Nacional de Saúde até 30 de outubro. No caso das urgências e emergências, o eixo fundamental é a integração das bases do Samu Natal e Samu Metropolitano, e implantação da regulação única da rede na região metropolitana de Natal. “Integrados, estaremos mais fortes e seremos mais efetivos”, afirma o coordenador do Samu Metropolitano, Luiz Roberto Fonseca. Além de otimizar recursos financeiros, a unificação vai permitir ampliar a atuação. Com o plano de integração, o Samu 192 deve passar a fazer a cobertura de 14 municípios, de Macau a Baia Formosa. Além da modernização das comunicações para o sistema digital [hoje, o sistema de rádio é analógico, com clarões de comunicação em várias áreas], o serviço pleiteia a ampliação da frota em 30% e aquisição de, pelo menos, uma aeronave. O coordenador do Samu Natal, Ariano Oliveira, salientou que a unificação “vai reduzir angústias e reduzir o tempo de resposta”. Ele disse que outra meta é a integração do Samu e Bombeiros. Na retaguarda da reestruturação, garantiu a diretora do Departamento de Atenção Especializada, da SMS, Cristiana Leite, o município quer concluir até 2014 as três Unidades de Pronto-Atendimento previstas para Natal. Quanto à atenção básica, a proposta é potencializar a rede, com instalação de salas de estabilização nos prontoatendimentos e nas unidades básicas, nas regiões não beneficiadas pelas UPAs.

BATE-PAPO Álvaro Rogério Duboc Fajardo » coordenador-geral de Op.da Sec.de Segurança para Grandes Eventos,do MJ.

“O desafio será promover a integração dos órgãos” Qual sua missão nesses dois dias em Natal? Essa visita técnica tem o objetivo de conhecer os projetos existentes não só de Segurança Pública, mas de Defesa Civil. Enfim, todos os projetos relacionados ás ações de urgência e emergência. E também estamos aqui para constituir no Estado o Comitê Estadual de Segurança para a Copa 2014. Que função tem esse Comitê? Ele ficará encarregado da articulação com todos os atores envolvidos com alguma ação rela-

cionada à segurança do evento em 2014. Os integrantes de cada órgão serão responsáveis, localmente, por criar as câmaras temáticas ou grupos de trabalho que vão definir os locais de interesse para as operações e as áreas impactantes, dentro do escopo de segurança pública e defesa civil. Os projetos serão construídos por várias mãos, dentro dos três níveis de governo – federal, estadual e municipal. O senhor também vai discutir a questão de financiamento? Minha função é técnica, para

RODRIGO SENA

discutir questões específicas dos planos operacionais. De acordo com as diretrizes de cada matriz de responsabilidade, os órgãos farão os seus planos operacionais, buscando o máximo de articulação entre eles. Qual o desafio na Segurança? O desafio será promover a integração dos órgãos, para otimizar esforços e fazer com o esquema funcione. Um comando integrado de ações vai apresentar respostas mais rápidas e eficientes. Além disso, quando se trabalha integrado, com uma visão coordenada e ações compartilhadas, é possível otimizar recursos financeiros, materiais e humanos. A integração é fundamental.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 23 de outubro de 2011 ALDAIR DANTAS

[ IMÓVEIS ] Proprietários de casas resistem à

verticalização da cidade e perdem a privacidade

Nas duas últimas décadas,a verticalização de Natal ocorre de forma acelerada.Mas alguns moradores de casas resistem a essa tendência

“Casas-ilhas” são cada vez mais comuns em Natal N o horizonte, os edifícios mais altos atraem olhares e, em alguns casos, escondem a beleza das paisagens. Na corrida imobiliária, se tornaram símbolos do crescimento econômico. A imponência e o poderio das construtoras podem estar, mesmo que indiretamente, ligados à altura de tais construções. Eles despertam desejo em muitos, mas poucos podem adquirilos. O custo é alto. Mesmo assim, são cada vez mais comuns em Natal. Entre eles, porém, as casas de muitas famílias resistem às investidas dos donos de construtoras que, na expectativa de adquirir mais espaço e ampliar a construção, oferecem apartamentos como moeda de troca. Espremidas entre as edificações, as casas se tornaram ilhas, escondidas entre muralhas de concreto. Ilhada entre sete edifícios, está a residência de Joanita Potiguar, em Petrópolis. Da sala onde durante o dia ela contemplava o encontro do rio Potengi com o mar através da parede de vidros, hoje ela visualiza o progresso de construções de edifícios que ganham, a cada dia, novos andares. Na área da piscina, os moradores de um arranha-céu erguido do lado direito da casa, visualizam qualquer movimentação de banhistas. Do lado esquerdo, as fundações de um prédio de 35 andares, dão o tom de quão pequena ficará a casa entre duas torres. Na facha-

da, um paredão de aproximadamente 20 andares parece monitorar o jardim e a garagem do imóvel. Mesmo assim, a proprietária da casa admite que não cederá às investidas das construtoras para negociação do imóvel. Não penso em sair dela. Somente quando morrer”, afirma Joanita. A visita de executivos de construtoras e empresários do ramo imobiliário ao imóvel são recorrentes. Para o diretor de marketing do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon RN), Carlos Luiz, as casas situadas entre edifícios ou grandes construções como shoppings centers, acabam perdendo valor de mercado. “Os proprietários de casas nessas circunstâncias não deveriam perder a oportunidade de negociar a troca ou venda do imóvel nas áreas que são alvos de construtoras”, analisa. Ele acredita que a venda ou permuta por outra área construída (apartamento) é mais vantajosa. Ele diz que o interesse das construtoras é pela incorporação do terreno à construção de edifícios e prédios comerciais. Para Carlos Luiz, um terreno considerado pequeno pelos empresários e entre duas grandes estruturas, não desperta interesses devido à inviabilidade econômica da obra.

[ LEIA MAIS NA PÁGINA 5 ]


natal

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5 ADRIANO ABREU

[ IMÓVEIS - CONT. DA PÁG. 4 ] Casas podem perder

até 35% do valor, dependendo da localização

Ilhados, imóveis perdem valor no mercado imobiliário O empresário Caio Fernandes, proprietário de uma imobiliária, comunga da mesma opinião de Carlos Luiz, do Sinduscon. “A negociação é a melhor saída para que o imóvel não se desvalorize”, defende Caio Fernandes. Com experiência na área de locação e venda de imóveis no Rio Grande do Norte, ele afirma que apesar de não ser uma situação recorrente, ainda é possível encontrar casas-ilha em Natal. “Se as casas ficam ilhadas em locais que não são avenidas, com circulação constante de pedestres e veículos, elas perdem até 35% do valor de mercado”, analisa o empresário. Ele aponta a maioria das casas-ilha em Natal estão situadas entre os bairros centrais, principalmente Petrópolis e Tirol. E ressalta, ainda, que os custos para negociação de tais imóveis não são baixos. De acordo com especialistas no ramo imobiliário, as construtoras buscam, cada vez mais, terrenos em bairros antigos. O objetivo é

demolir os antigos casarões para dar lugar a edifícios mais altos. Em Natal, os prédios com cerca de trinta andares podem ser vistos ao longo da praia de Areia Preta. Nos tradicionais bairros de Petrópolis e Tirol, que no início da colonização natalense abrigavam espaçosas residências de verão das famílias mais abastadas, há inúmeras construções em andamento. Na Ribeira, que viveu seu apogeu econômico e social até o final do anos 70, existem cerca de dez empreendimentos imobiliários sendo erguidos atualmente. A maioria deles, em localizações privilegiadas – com visão para o Rio Potengi e as praias do litoral Norte. De acordo com o diretor de marketing do Sinduscon, Carlos Luiz, o bairro está sendo redescoberto pelas construtoras. Comum aos três bairros, o custo elevado dos imóveis em construção. Um apartamento com três quartos na Avenida General Gustavo de Farias, custa, em média, R$ 250 mil.

Antes de fechar negócio, avaliar prós e contras De acordo com análise do Sinduscon, existem casos em que o valor oferecido por construtoras para a compra de determinado imóvel ou terreno é superior em até duas vezes o valor de mercado do objeto de compra. Esta seria uma das vantagens em ceder e negociar o empreendimento. “Na maioria dos casos, as pessoas não abrem mão de tais casas devido ao apego emocional”, atesta Carlos Luiz. Ele afirma que a melhor solução é avaliar os prós e contras das propostas feitas pelos empresários. ESTRUTURA Além disso, Carlos Luiz comenta que a construção de empreendimentos de grande porte, que precisam de estruturas de sustentação profundas, ao lado de residências pode causar danos à estrutura do imóvel existente. Foi o caso da casa de Joanita Potiguar que, durante a construção de um condomínio correu o risco de cair. A proprietária da residência relatou que um dos muros cedeu e a casa acabou sendo interditada pelo Corpo de Bombeiros pois cor-

Na maioria dos casos, as pessoas não abrem mão de tais casas devido ao apego emocional” CARLOS LUIZ diretor do Sinduscon

ria o risco de cair. Ela não detalhou os custos da reforma, mas disse que foi gasto um valor significativo na recuperação do piso, paredes e estruturas de concreto rachadas. “Eu paguei tudo. A construtora não arcou com nenhum centavo do prejuízo que me causou”, relembra. Contudo, Joanita diz que prefere não lembrar do passado e das “dores de cabeça” que já teve por causa deste assunto. Mesmo “ilhada”, se diz muito feliz no imóvel no qual mora há 25 anos. “Foi aqui que meus filhos cresceram, que eu escrevi a minha história. Não vou me desfazer nunca”, ressalta.

[ BALNEABILIDADE ] Levantamento do IFRN

aponta apenas o Rio Pium como área imprópria

Praias urbanas de Natal estão próprias para banho novo levantamento de balneabilidade realizado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) revela uma boa notícia para o natalense: nenhuma das nove praias da capital potiguar está imprópria para banho. Mas, a situação da região metropolitana de Natal ainda apresenta um ponto inadequado: o balneário do Rio Pium, em Parnamirim. É o único analisado que contém índices de coliformes fecais considerados arriscados para a saúde. O monitoramento é feito em 30 estações distribuídas no litoral oriental potiguar, compreendendo os municípios de Nísia Floresta, Parnamirim, Natal e Extremoz, num total de 28 praias oceânicas, uma praia flu-

O

vial e uma Estação de Controle. Este boletim de balneabilidade, nº 42/2011, foi emitido na tarde desta sexta-feira (21) pela equipe responsável pela coleta e análise da água das praias no IFRN, integrantes do programa Água Azul, que é uma rede compartilhada de monitoramento. O objetivo é realizar, também, análise sistemática das condições de balneabilidade de praias do RN. Este programa está sendo operado pelo Idema, em parceria com o Igarn e Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio Grande do Norte (Emparn), com o apoio técnicocientífico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern) e da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa).

Em praticamente todos os bairros de Natal, prédios cada vez mais altos estão tomando lugar de imóveis mais antigos


natal

6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 23 de outubro de 2011

MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA [ procurador da República ]

Poder Judiciário Alerta aos infiéis nfidelidades partidárias ocorridas dentro do estado estão sob análise da Procuradoria Regional Eleitoral no Rio Grande do Norte (PRE/RN), que prepara para a próxima semana uma nova leva de ações pedindo a decretação de perda de mandato eletivo por desfiliação sem justa causa.

I

Greve dos magistrados gante é o Estado e os órgãos a ele vinculados, e, ainda mais, na qualidade de réus, a simples paralisação tem como resultado concreto beneficiar quem é o responsável pela situação e, de outro, prejudicar, ainda mais, a sociedade, que já é carente, por diversos fatores, quanto a um serviço mais eficiente e célere. A lei de greve no Brasil é extremamente leonina, pois confere ao gestor do serviço o direito de descontar os dias não trabalhados, salvo negociação em contrário, o que se aplica ao setor público”.

Sessão termina em confusão Um julgamento na cidade de Paulista, em Pernambuco, terminou em tapas e ameaça de morte entre o juiz Teodomiro Noronha Cardozo, da 1ª Vara Criminal, e o advogado Marcos Araújo. A discussão aconteceu durante sessão na última quinta-feira. Segundo a assessoria de imprensa do TJPE, o advogado ofendeu o juiz e desencadeou a briga que terminou na delegacia

nome da rosa” (de 1980 e, no original, “Il nome della rosa”) é o romance de estréia Umberto Eco (1932-), renomado filósofo, filólogo, semiólogo e bibliófilo italiano, cuja obra ensaística abarca várias temáticas, como literatura, cinema, televisão, artes plásticas, arquitetura e por aí vai. A ele se seguiram os romances “O Pêndulo de Foucault” (1988), “A ilha do dia anterior” (1994) e, mais recentemente, “O cemitério de Praga” (2011), entre outros. Isso sem nunca haver Eco abandonado sua obra ensaística que, por sinal, é vastíssima. Poucos livros me encantaram tanto quanto “O nome da rosa”. A temática do romance e a sua qualidade, certamente, tiveram um papel fundamental nisso. Mas no meu “caso” o romance de Eco tem um componente bem especial: por um acaso, após a leitura das primeiras páginas do livro, assisti algumas cenas do filme homônimo, “O nome da rosa” (de 1986 e, no original em alemão, “Der Name Der Rose”), dirigido por Jean-Jacques Annaud e estrelado, entre outros, por Sean Connery, Christian Slater e F. Murray Abraham. Essa experiência visual, que recomendo a todos, me fez enxergar de uma maneira toda especial, ao percorrer cada página do livro, o cenário onde se passam os sete dias de “crimes e castigos” tão bem imaginados na pena do famoso simbolista, sobretudo a antiquíssima abadia da Itália Medieval e sua la-

“O

ANELLY MEDEIROS

O JUDICIÁRIO EM PAUTA ouviu o ex-presidente da Ajufe, Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, sobre a greve anunciada pelos juízes federais. “A greve é instrumento que deve ser utilizado no limite do limite, quando rompida a negociação. Concretamente, só se sabe “como” se entra em greve, mas não como se ‘sai’ dela. No setor privado, quando o trabalhador decide cruzar os braços, ele atinge o empregador e, de alguma forma a população. No setor público, em especial no serviço jurisdicional, como o maior liti-

Sobre “O nome da rosa” (I)

da cidade. Marcos Araújo ameaçou o juiz de morte. Em entrevista ao jornal Folha de Pernambuco, o advogado não explicou o motivo e disse que não tem medo de desembargador ou promotor. Marcos Araújo afirma que vai prestar queixa contra o juiz Teodomiro Cardozo que passou a ser escoltado por uma equipe de segurança. O juiz não quis comentar o assunto.

biríntica biblioteca. E é dessa mistura de livro e filme que eu gostaria de falar aqui. Em “O nome da rosa”, alegadamente, Eco reproduz um manuscrito de um frade chamado Adso de Melk que, quando jovem, teria presenciado os terríveis acontecimentos narrados no livro. Esse manuscrito teria ficado escondido por séculos no belíssimo mosteiro de Melk, localizado na Áustria (que, nas pegadas de “O nome da rosa”, já faz alguns anos, fui visitar na companhia dos meus pais). O manuscrito/enredo de “O nome da rosa”, todo ambientado na citada abadia medieval, está dividido em sete dias. Cada dia, por sua vez, está subdivido em períodos correspondentes às horas litúrgicas: matinas, laudes, primeira, terceira, sexta, nona, vésperas, completas. Seguindo a veia dos romances policiais, o enredo gira em torno das mortes de sete monges nos sete dias seguidos, em circunstâncias as mais extraordinárias. Mortes que, a pedido do Abade (interpretado no filme por Michael Lonsdale), o protagonista Guilherme de Baskerville (interpretado por Sean Connery), ajudado pelo seu pupilo Adso de Melk (personagem de Christian Slate), nos moldes de uma relação Sherlock Holmes/Dr. Watson, tenta desvendar. E isso tudo coincide com um encontro para discussão de intricadas questões teológicas, previa e cuidadosamente acertado para se dar na antiquíssima abadia, entre frades franciscanos e uma legação pa-

pal, da qual faz parte um dos maiores inquisidores da história (real) da Igreja, Bernardo Gui (personagem de F. Murray Abraham). Entretanto, de uma erudição ímpar e cheio de citações em latim, “O nome da rosa”, apesar dos acontecimentos narrados, não é simplesmente uma história de crimes. Se de certa forma pode parecer um romance policial, ele é também, no conteúdo, um maravilhoso estudo do período medieval, sobretudo da vida religiosa no século XIV e das ideologias – heréticas ou não – no seio da Igreja de então. Nas aventuras de Guilherme de Baskerville e Adso de Melk, com doses aproximadas de crueldade, malícia e humor, misturamse sexualidade, poder, demagogia, mistificação e os conflitos envolvendo os movimentos religiosos do século XIV (como, por exemplo, entre os seguidores do

santo Francisco e do controverso, para dizer o mínimo, Dulcino). Através de personagens fictícias, ouvimos as vozes de vultos que fizeram a história da cristandade, como São Tomás de Aquino (1225-1274, padre dominicano, filósofo, teólogo, expoente da Escolástica e o Doutor Angélico da Igreja Católica) e São Boaventura de Bagnoregio (1214-1274, Geral dos Franciscanos, filósofo, teólogo, o Doutor Seráfico da Igreja Católica). E dessas figuras históricas, algumas são feitas, com a permitida dose de ficção, personagens do romance, como são os casos de Michele de Cesena (1270-1342, frade franciscano e Geral da Ordem, deposto, excomungado e reabilitado post mortem pelo Papado), de Ubertino de Casale (1259-1329, também frade franciscano, místico, que se opôs a materialidade no seio da Igreja) e do temido inquisidor Bernardo Gui (1261-1331, frade dominicano, bispo e escritor prolífico da Idade Média). A própria Inquisição do período medieval – que é tida por inaugurada em 1184 na França para combater a heresia dos chamados cátaros e é a mãe de todas as demais formas de Inquisição – também é um tema central na obra. Por fim, para mim, no sentimento, “O nome da rosa” é – diretamente e a partir de inúmeros simbolismos – uma estória sobre livros e uma história do Direito. Mas sobre isso nós conversaremos, bem devagarzinho, na semana que vem.

STJ: casamento homoafetivo O julgamento de duas mulheres do Rio Grande do Sul que tiveram o pedido de habilitação para o casamento negado na primeira e na segunda instância foi suspenso no Superior Tribunal de Justiça. Já estavam em quatro votos à favor do casal quando o julgamento foi interrompido pelo pedido de vista do ministro Marco Buzzi. Para o relator do processo, ministro Luis Felipe Salomão, “se é verdade que o casamento civil é

a forma pela qual o Estado melhor protege a família, e sendo múltiplos os arranjos familiares reconhecidos pela Carta Magna, tal opção não poderá ser negada a nenhuma família, independentemente da orientação sexual dos participantes, pois as famílias constituídas por pares homoafetivos detêm os mesmos princípios daquelas constituídas por casais heteroafetivos, que são a dignidade das pessoas e o afeto”.

Comemoração JÚNIOR SANTOS

O subprocurador da República aposentado Eduardo Nobre vive momentos de alegria. Completou 60 anos recebendo homengens da mulher,a advogada Fátima Delgado,das filhas Ivanka e Ticiani e dos netos.Por sinal partiu da filha-juíza Ticiani Delgado a homenagem feita ao pai durante a comemoração do aniversário.Desde que se aposentou, Eduardo Nobre voltou a atuar como advogado comandando o escritório Nobre,Falcão Advogados.Parabéns!

HOMOAFETIVAS A defensora pública geral Cláudia Carvalho Queiroz e a defensora Jeane Bezerra estiveram reunidas com a presidente do TJRN, Judite Nunes, e com o corregedor geral de Justiça, desembargador Cláudio Santos para buscar uma parceria com o Tribunal de Justiça. No encontro Cláudia Queiroz e Jeane Bezerra falaram da importância da redução ou isenção do valor cobrado nos cartórios pela certidão imobiliária. As defensoras também defenderam que durante o Programa Justiça na Praça, juntamente com os casamentos comunitários, sejam regularizadas uniões homoafetivas. As sugestões foram bem recebidas pelos desembargadores, que prometeram discuti-las nas próximas reuniões.

tn família

TODOS OS DOMINGOS NA TRIBUNA DO NORTE


natal

Domingo | 23 de outubro de 2011 ➾ www.tribunadonorte.com.br ➾ tnonline@tribunadonorte.com.br ➾ twitter.com/tribunadonorte

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

7

tn online Fred Carvalho - www.twitter.com.br/fredcarvalhorn

Mudanças

Educação

Um video que vazou no YouTube mostra como será a nova interface do Gmail. O serviço de emails da Google, que desde junho ganhou um visual mais parecido com o Google+, deve receber novas mudanças em breve, de acordo com informações do site Cnet. O porta-voz do Google, Andrea Freund, confirmou que a companhia vai compartilhar mais informações sobre o novo visual do Gmail nas próximas semanas. Ele ainda comentou que o serviço ficará mais limpo, simples e intuitivo.

A Semp Toshiba desenvolveu um tablet especialmente para comportar todo o conteúdo multimídia do modelo de ensino da Faculdade Estácio. O exemplar possui tela de 10 polegadas, acesso à rede WiFi, modem 3G, plataforma Android, câmera, entrada USB, saída HDMI e processador Tegra2 com dois núcleos. A partir de 2012.2, a nova ferramenta pedagógica será distribuída gratuitamente para os alunos dos cursos de Engenharia de Produção e Direito da Faculdade Estácio Câmara Cascudo e da Faculdade Estácio Fal.

Baixou

Quase real s aficionados por games de corrida, seja no estilo arcade ou simulação, mesmo diante de tantas sensações que algumas tecnologias proporcionam, não se dão por satisfeitos e buscam experiências cada vez mais próximas da realidade. Para que o jogador entre no clima do game é necessário ter equipamentos com precisão de movimentos. Isso vale para o volante e pedais que compõem o jogo. Pensando nesses gamers é que a JP Tech, um dos principais distribuidores de tecnologia no mercado brasileiro, lança com exclusividade no país, o volante F458 Italia da Thrustmaster, licenciado pela Ferrari e Microsoft para o Xbox 360.

O

A Sony Brasil anunciou que o portátil PSP terá redução de preço, passando a custar R$ 700 no país. O preço anterior do modelo 3010 do aparelho era de R$ 970 – uma redução de R$ 270. O novo valor começou a valer na sexta-feira passada. O portátil foi lançado oficialmente no Brasil em fevereiro por R$ 1,3 mil. No início de outubro, a Sony reduziu o preço dos acessórios do Move, controle sensível a movimentos do PS3, durante o mês.

Até a Copa

Atraso Jogadores brasileiros ansiosos para colocarem as mãos em grandes lançamentos do mundo dos videogames terão que esperar um pouco mais do que o previsto. Três dos principais títulos que chegam em 2011, que já tiveram a pré-venda paga pelos consumidores, sofreram atrasos no país. O problema ocorre com os jogos “Batman: Arkham City”, “Battlefield 3” e a versão de Xbox 360 de “Fifa 12”, todos distribuídos no país pela Warner Bros.

Até o início da Copa do Mundo de 2014, a Polícia Federal quer colocar em operação um projeto, batizado como Oráculo, com o objetivo de rastrear e inibir crimes cibernéticos. A iniciativa foi apresentada esta semana durante o CNASI (Congresso Latino-americano de Auditoria de TI, Segurança da Informação e Governança), realizado em São Paulo. Ivo de Carvalho Peixinho, perito criminal da unidade de repressão ao crime cibernético da Polícia Federal, relatou que o projeto Oráculo vai aplicar aos crimes cibernéticos os mesmos princípios adotados pelo projeto Tentáculos contra fraudes bancárias eletrônicas.

Assassin’s A proutora japonesa Namco Bandai anunciou na sexta-feira passada que o herói da franquia “Assassin’s Creed”, o assassino renascentista Ezio Auditore, será um dos personagens do game de luta “SoulCalibur V”. O jogo, que tem como foco confrontos com espadas e outros armamentos, será lançado em 31 de janeiro de 2012 para PlayStation 3 e Xbox 360. A empresa lançou um vídeo apresentando Ezio, que usará no título de luta as mesmas armas que possui no game.

[ FIM DO MITO ] Mais de 10 mil casos de tumor no cérebro foram encontrados entre 1990 e 2007,

[ NOVIDADE ] Novo aparelho busca solidificar o

mas a diferença entre a incidência da doença entre usuários foi estatisticamente insignificante

Android como software mais usado no mundo

Google e Samsung se unem com Galaxy Nexus

Megaestudo sobre celular descarta risco de câncer S FOTOS:DIVULGAÇÃO

maior estudo já feito até hoje sobre o uso de celulares e o risco de câncer no cérebro, publicado na quintafeira, descartou a relação entre o aparelho e a doença. Mas a controvérsia a respeito da possível ameaça que o celular representa para a saúde está longe de terminar. Os pesquisadores usaram um grupo de dinamarqueses que já é acompanhado desde os anos 1980. Os cientistas tinham em mãos os registros de assinatura de telefone móvel e os de tumores de 360 mil dinamarqueses. Mais de 10 mil casos de tumor no cérebro foram encontrados entre 1990 e 2007, mas a diferença entre a incidência da doença entre usuários e não usuários de celular foi estatisticamente insignificante, segundo os autores da pesquisa, liderada por Patrizia Frei, do Instituto de Epidemiologia de Câncer da Dinamarca, e publicada no “British Medical Journal”. No entanto, em alguns casos, foi observado sim um risco maior. Homens que usaram o celular com mais frequência ficaram mais sujeitos a gliomas (um tipo de câncer) no lobo temporal do cérebro. O problema, dizem os pesquisadores, é que há um número pequeno demais dessas ocorrências para que elas se tornem significativas. Além disso, em relação a outros tipos de tumor cerebral, o risco era menor para usuários de celular. Em maio, a Organização Mundial da Saúde anunciou que as ondas do celular estavam entre os elementos possivelmente cancerígenos, ao lado do café e de pesticidas.

O

amsung e Google lançaram o Galaxy Nexus, primeiro smartphone do mundo a receber a nova versão do sistema operacional Android, chamada de Ice Cream Sandwich, que também roda em tablets. O lançamento acirra a concorrência com a Apple. O novo aparelho foi anunciado poucos dias após a companhia americana lançar o iPhone 4S. As empresas planejavam anunciar o Galaxy Nexus em San Diego, nos Estados Unidos, no último dia 11, mas o evento foi reprogramado por causa da morte de Steve Jobs, cofundador da Apple, no dia 5. Para o Google, o novo aparelho busca solidificar o Android como o software mais usado no mundo para dispositivos móveis. A partir do segundo trimestre deste ano, a penetração do Android em smartphones era de 43,4%, enquanto o iOS da Apple detinha

18,2% e o Symbian, da Nokia, 22,1%, de acordo com a consultoria Gartner. A Samsung se recusou a revelar o preço do novo aparelho, mas uma fonte do mercado ligada ao setor disse que seria próximo ao do Galaxy S, que também usa o Android e já está à venda. Na Coreia do Sul, o Galaxy II, a segunda versão do smartphone, é vendido por cerca de US$ 700. “Estamos visando o segmento premium com o Galaxy Nexus”, disse JK Shin, presidente da divisão de comunicações móveis da Samsung. O novo aparelho possui uma tela de 4,65 polegadas, câmera de 5 megapixels e processador dual core. Ele deve estar disponível nos Estados Unidos, na Europa e Ásia no começo do próximo mês e gradualmente vai se espalhar por todo o mundo, de acordo com um comunicado da Samsung.

Estudo de cientistas dinamarqueses praticamente põe fim a mito de que celulares provocam câncer

NÚMEROS

10 mil

Foram os casos de tumor no cérebro encontrados entre 1990 e 2007 durante o estudo

20

São os anos que cientistas do estudo precisam para apresentar dados plausíveis

“Esse estudo foi feito para tirar a conclusão de que não há risco. Ele tem falhas graves de método”, disse a epidemiologista americana Devra Davis, presiden-

te da fundação Environmental Health Trust, que lida com riscos ambientais de doenças. Davis, autora do livro “Disconnect” (sem edição no Brasil), sobre as relações entre uso de celular e problemas de saúde, preparou, em conjunto com outros especialistas, um documento em que refuta as conclusões da pesquisa dinamarquesa. Um dos maiores furos do estudo, diz a pesquisadora, é a exclusão dos assinantes corporativos, os executivos, que foram os maiores usuários de celular nos anos 1990. Outro problema grave, segundo ela, é a forma como a população foi separada em usuária ou não de celular. Foi considerado como usuário quem iniciou sua assinatura até 1995.

Ainda que os celulares tenham sido introduzidos na Dinamarca cedo, a partir de 1982, não dá para descartar que muitos tenham feito sua primeira assinatura depois dos anos 1990. Quem tem celular pré-pago também não entrou na conta. Assim, o que o estudo está comparando são dois grupos de cidadãos que poderiam estar igualmente expostos às ondas do celular, em vez de um conjunto de usuários versus outro de não usuários. Para Davis, só trabalhos com amostras compostas por milhões de pessoas e de longo prazo (mais de 20 anos) vão encontrar resultados plausíveis. “Se você fizer um estudo com gente que fuma há dez anos, também não vai achar risco maior de câncer.”

Galaxy Nexus foi apresentado à imprensa na semana passada


natal 8

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 23 de outubro de 2011

[ PNAD ] Serão visitados 1.806 domicílios com

o objetivo de fornecer o perfil socieconômico

IBGE inicia pesquisa em 19 municípios do Estado IBGE vai iniciar a coleta dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios a partir de amanhã, nos seguintes Municípios do RN: Caicó, Cerro Corá, Jardim de Piranhas, Apodi, Grossos, Itaú, Mossoró, Patu, São Francisco do Oeste, Santa Cruz, Natal, Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Passagem, Touros, Baía Formosa, Ielmo Marinho, Montanhas. A pesquisa deve visitar aproximadamente 1.806 domicílios nas áreas urbanas e rurais, com o objetivo de fornecer o perfil socieconômico do Estado, investigando temas, tais como: Características da Unidade Domiciliar; Características Gerais dos Moradores; Migração; Educação; Trabalho e Rendimento;Trabalho das Crianças de 5 a 9 anos de idade; Fecundidade. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) foi criada pelo IBGE para substituir a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) e a Pesquisa Mensal de Emprego (PME). Essa pesquisa continuará a produzir informações básicas para o estudo do desenvolvimento socioeconômico do país, bem como, permitir a investigação contínua dos indicadores de trabalho e rendimento. Neste trimestre de outubro a dezembro de 2011, a referida pesquisa foi implantada na região Metropolitana de Natal, e será aplicada em 135 setores onde vistaremos aproximadamente 1.890 domicílios. Em janeiro

O

de 2012 a nova pesquisa será implantada por amostra no Estado do RN, em um total de 98 municípios. Os dados coletados são confindenciais e serão usadas exclusivamente para fins estatísticos. Além da garantia do sigilo do IBGE, é importante esclarecer a existência da Lei nº 5.534, de 14/11/1968, que impede a utilização das informações prestadas ao instituto para efeitos fiscais ou ação legal. Do mesmo modo, lembramos o caráter obrigatório na prestação dessas informações ao IBGE, também previsto na legislação. IDENTIFICAÇÃO Os técnicos do Instituto estarão devidamente identificados com crachá, colete, bolsa, equipamentos eletrônico PDA. Se houver dúvidas sobre o técnico que está visitando seu domicílio, favor ligar o telefone institucional 08007218181 ou os telefones relacionados abaixo. PNAD É pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE em uma amostra de domicílios brasileiros e que, por ter propósitos múltiplos, investiga diversas características socioeconômicas. Exemplos de características investigadas: população, educação, trabalho, rendimento, habitação, previdência, migração, fecundidade, nupcialidade, saúde, nutrição etc., e outros temas que são incluídos na pesquisa de acordo com as necessidades de informação para o País. KAMILO MARINHO/ARQUIVO TN

Pesquisadores do IBGE iniciam amanhã levantamento para PNAD


natal

ENTREVISTA

Padre Zezinho fala sobre sacerdócio,família,música e fama em conversa exclusiva. PÁGINA 11

TEMPO HOJE

TÁBUA DE MARÉS

FEIRAS LIVRES

Nublado com pancadas de chuvas Máx.: 30ºC Mín.: 23ºC

Preamar 01h06-2.1- 13h41-2.2 Baixa-mar 07h1- 0.4 - 19h32-0.4

Alecrim: hoje 836 bancas/437 feirantes Santa Catarina 490 bancas/223 feirantes

BALNEABILIDADE Impróprias Rio Pium

FASES DA LUA Minguante: hoje Nova: 26/10 Nascer do sol: 4h57 Pôr do sol: 17h13

Editora: Cledivânia Pereira e-mail: cledivania@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 23 de outubro de 2011 FOTOS:ADRIANO ABREU

[ ILEGALIDADE ] Apenas oito centros de estética de Natal possuem

documentação exigida pela Coordenadoria de Vigilância Sanitária

Clínicas de estética funcionam sem alvará da Covisa DÉBORA RAMOS Repórter

eja motivada pela vaidade ou pela necessidade de se fortalecer a auto-estima, a preocupação das pessoas com a beleza tem crescido de modo acentuado nos últimos anos. Esse crescimento, além de contribuir para a elevação do padrão estético da população, serviu também para impulsionar todo um setor da economia voltado à beleza. Os centros de estética são um exemplo. Com uma vasta gama de serviços a oferecer, esses estabelecimentos brotam aos montes, em todos os cantos da cidade, prometendo resultados magníficos com o mínimo de esforço. O que preocupa, entretanto, é o fato de a maioria destes locais funcionarem hoje sem a permissão da Vigilância Sanitária. De acordo com dados da Covisa, apenas oito centros de estética pos-

S

suem o alvará sanitário em Natal. Outros 28 solicitaram a regularização, mas ainda aguardam a liberação do documento. Para a enfermeira e integrante da equipe de fiscalização de serviços de saúde do órgão, Conceição de Maria Alves de Sousa, o número não chega nem perto de se equiparar ao verdadeiro montante de clinicas especializadas em beleza existente na capital. “O que nós notamos hoje é a proliferação da oferta destes serviços. Existe um centro de estética em praticamente cada esquina”, disse. Segundo ela, a pequena quantidade de clínicas que funcionam atualmente com a devida permissão da Covisa pode ser explicada por pelo menos dois fatores. O primeiro deles é a breve existência da norma técnica que regulamenta o funcionamento dos estabelecimentos especializados em estética e embelezamento sem responsabilidades médicas. Instituí-

da pelo decreto nº 9.229, a regra foi aprovada em outubro do ano passado. “Apesar de nós termos divulgado a instituição da norma na época de sua aprovação, ainda existe gente do ramo que sequer sabe de sua existência”. Além disso, ela também cita o fato do setor de fiscalização da Covisa ter uma equipe reduzida como outro aspecto que contribui para o baixo número de centros regularizados. “Contamos atualmente com dez pessoas para fiscalizar todos os locais que se enquadram no que chamamos de serviços de saúde. Isso inclui hospitais, clinicas de fisioterapia, odontologia, e etc. Enfim, é muita demanda para o nosso reduzido contingente, portanto, não temos condições de percorrer tantas clinicas como gostaríamos”, explica. [LEIA MAIS NA PÁGINA10]

Em Natal, apenas oito centros de estética são regulares. Outras 28 estão em fase de regularização

Conceição de Maria Alves, enfermeira e integrante da equipe de fiscalização de serviços de saúde


10 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 23 de outubro de 2011

A última vistoria feita pela Covisa, em centros de estéticas, ocorreu em agosto deste ano. Na ocasião, foram inspecionados aproximadamente cinco estabelecimentos. As fiscalizações são baseadas na norma técnica de 2010

[ BELEZA - CONT. DA PÁG. 9 ]

Fiscalização da Covisa é falha egundo Conceição de Maria, a última vistoria feita pela Covisa em centros de estéticas ocorreu em agosto deste ano. Na ocasião, foram inspecionados aproximadamente cinco estabelecimentos. Durante as vistoriais, que normalmente são solicitadas pelos locais que desejam regularizar sua situação, os fiscais do órgão costumam analisar os aspectos físicos, estruturais, operacionais e ocupacionais da loja. As fiscalizações são baseadas nas premissas que estão descritas na norma técnica. São averiguados desde a estrutura física até o registro dos produtos utilizados nos tratamentos, que devem ser reconhecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além disso, também são examinados o bem-estar dos funcionários que ali atuam e a destinação final dos resíduos sólidos que, segundo observa a profissional, é o ponto onde normalmente encontram-se as maiores irregularidades. “O descarte do lixo destas lojas deve ser semelhante ao realizado por um hospital, pois o que é produzido ali também se trata de resíduo contaminado. No entanto, o que vemos é o oposto disso. Agulhas e cera de depilação usadas nos procedimentos são jogadas no mesmo depósito, que também recebe o lixo comum daquele lugar”, disse, acrescentando que erros no processo de esterilização de equipamentos também são problemas bastante recorrentes. Uma vez finalizada a fiscalização, os profissionais da Covisa dão ao proprietário do local uma lista das adequações necessárias e um prazo para a aplicação das mudanças, que pode variar entre 30 e 90 dias. Só após uma segunda visita e, ainda sim, se tudo estiver de acordo com a norma, é que o centro receberá o alvará sanitário. O documento, que tem doze meses de validade, deve ser renovado anualmente. Caso os problemas não tenham sido resolvidos à época do retorno dos fiscais, um auto de infração será entregue aos responsáveis, que poderão pagar multas cujos valores variam de acordo com a falha.

S

Clínicas garantem tratamentos

CENTROS DE ESTÉTICA Conheça os principais tratamentos oferecidos e as exigências para funcionamento dessas unidades: Detalhes Norma Técnica:

Principais tratamentos Limpeza de pele: técnica que limpa as impurezas produzidas pelas glândulas sebáceas e que a pele não conseguiu expelir. Carboxiterapia: tratamento contra a celulite que consiste na aplicação de gás carbônico (CO2),em pressão moderada,no tecido subcutâneo por meio da utilização de aparelho com agulhas.

Drenagem linfática: técnica de massagem que trabalha o sistema linfático,estimulando-o a trabalhar de forma rápida, movimentando a linfa até os gânglios linfáticos. Massagem relaxante: conjunto de movimentos suaves e firmes que proporcional o relaxamento da musculatura e aliviam as tensões do corpo.

Bambooterapia: massagem aplicada com o auxílio de troncos de bambus.

Corrente Russa: é uma forma de eletroterapia (terapia com impulsos elétricos),associada a movimentos musculares.Utilizada no combate à flacidez muscular, recuperação de força muscular,reabilitação de atletas,melhoria do fluxo sanguíneo e do sistema circulatório.

O descarte do lixo destas lojas deve ser semelhante ao realizado por um hospital, pois se trata de resíduo contaminado” CONCEIÇÃO DE MARIA enfermeira da Covisa

Na avaliação de Conceição, o alvará expedido pela Covisa representa tanto uma conquista para os responsáveis pelos centros especializados em embelezamento, quanto uma garantia de segurança para o cliente, que poderá ter a certeza de que escolheu um lugar adequado para realizar seu tratamento.

DECRETO Nº.9.229 DE 13 DE OUTUBRO DE 2010 Objetivo: Estabelecer requisitos referentes às condições técnicas e legais,no que se refere aos aspectos físicos e estruturais,operacionais e ocupacionais dos serviços de estética e embelezamento sem responsabilidade médica.

Abrangência: é aplicável a todo estabelecimento que realiza atividades de cabeleireiro,barbearia, depilação (exceto depilação a laser), manicure e pedicure,podologia, estética facial,estética corporal, massagem relaxante,banho de ofurô, drenagem linfática,massagem estética e outros atividades similares.

Exigências para se obter o alvará: ➔ Estrutura físico funcional:Os estabelecimentos de que trata esta Norma estarão sujeitos às normas específicas de engenharia e arquitetura,bem como o disposto no Plano Diretor da Cidade do Natal, Código de Obras Municipal e outros dispositivos legais federais,estaduais e municipais. ➔ Os serviços de estética e embelezamento não poderão utilizar suas dependências para outros fins, nem servir de passagem para outro local. ➔ As instalações prediais de água, esgoto,energia elétrica,proteção e combate a incêndio,telefonia e outras existentes,deverão atender às exigências dos códigos de obras e posturas locais,assim como às normas técnicas pertinentes a cada uma das instalações.

➔ O ambiente destinado à recepção/sala de espera,deverá ser de fácil acesso,com ventilação e iluminação que garantam conforto ao usuário.Neste ambiente,deverá ser disponibilizado ao usuário água potável e copos descartáveis,além de coletor para lixo com saco plástico. ➔ As instalações destinadas ao público deverão ser acessíveis aos portadores de necessidades especiais. Estas instalações deverão ser providas de pia lavatório com suporte para toalha de papel e dispensador de sabão liquido,vaso sanitário com tampa,lixo de inox. ➔ Para a realização de procedimentos de estética e embelezamento,os estabelecimentos deverão possuir área mínima de 10 m²,com largura mínima de 2,50 m.

Clientes desconhecem normas Apesar de serem os maiores beneficiados pela adequação sanitária dos centros de estética, a maioria dos clientes não costuma se certificar de que optaram por um estabelecimento em dia com as normas da Vigilância Sanitária. São normalmente as indicações de amigos ou os preços que influenciam a escolha da clinica. Questões como asseio e organização acabam relegadas a segundo plano, o que pode levar o cliente a ter um prejuízo maior do que uma eventual economia no valor cobrado pelo tratamento. “O cliente deve saber que, se existe uma norma, ela foi pensada para priorizar a sua saúde. O consumidor é o maior interessado, ele precisa cobrar isso, precisa pedir pra ver a documentação e se certificar de que aquele é o melhor local”, explica Conceição, informando que é obrigação

legal dos estabelecimentos expor a documentação em um ponto visível a todo público que frequenta o local. Mas a profissional admite que não é isso que ocorre na prática. A advogada Elizandra Rader, por exemplo, escolheu o centro de estética na qual realiza tratamento pós-operatório baseada em opinião de antigos clientes. Ela, que foi submetida a uma abdominoplastia, conta que também procurou informações na internet. “Pesquisei, perguntei, pesei os prós e contras e achei um estabelecimento que me transmitiu confiança”, disse ela. Quando perguntada acerca da questão das licenças sanitárias, ela admitiu que este aspecto específico não mereceu espaço em sua pesquisa. “Não costumo frequentar clinicas de estética, pois tenho uma rotina bastante atribulada. Essa é a primei-

ra vez que venho”, disse ela, afirmando que ficou satisfeita com os resultados e que deverá continuar indo a estabelecimentos de embelezamento após o final de seu tratamento. A promoção em um site de compras coletivas foi determinante para que a musicista Sheila de Noronha optasse pelos serviços de um centro localizado na zona sul da cidade. O desconto permitiu que ela iniciasse uma série de tratamentos cujo objetivo principal é reduzir medidas e combater a flacidez. “Tive uma boa impressão do local e resolvi comprar o pacote na internet”, comenta ela, afirmando que já vem notando os resultados positivos dos procedimentos. Assim como a maioria de consumidores que frequentam esse tipo de estabelecimento, ela não buscou informações sobre os alvarás sanitários.

Em visita a algumas clínicas nos bairros de Tirol, Petrópolis e Ponta Negra (locais que concentram cerca de 70% das clinicas desse tipo na cidade, segundo a Covisa), a equipe da TRIBUNA DO NORTE conversou com gerentes de estabelecimentos especializados em beleza que garantiram a eficiência e segurança de todos os serviços. Os responsáveis pelos locais também afirmaram que possuíam os alvarás necessários para o funcionamento, embora os dados da Secretaria Municipal de Saúde confirmassem que nenhum deles tinha o registro sanitário do órgão. “Os procedimentos estéticos têm uma ótima resposta na maioria dos pacientes. Além de ajudar a sanar problemas que dificilmente desapareceriam somente com malhação ou regime, eles são mais cômodos, já que são indolores e não privam as pessoas de muitas coisas”, comentou a gerente de uma clínica localizada no Tirol. Para a proprietária de um centro de médio porte no bairro de Ponta Negra, os tratamentos podem levar a resultados extremamente satisfatórios, mas somente quando executados por profissional devidamente qualificado. “Não é qualquer pessoa que pode trabalhar com estética. Como qualquer outra ocupação, esse atividade também exige capacitação ”. Segundo ela, não é comum ver pessoas despreparadas aplicando tratamentos estéticos, principalmente nos estabelecimentos mais modestos. Para a representante da Covisa, contudo, não é o poder aquisitivo do centro de estética que determina a qualidade do tratamento. “Uma fachada imponente nem sempre significa que o local trabalha de acordo com os padrões de higiene exigidos pela lei. Digo isso porque conheço grandes centros que não possuem o alvará sanitário e clínicas mais simples que possuem o alvará e trabalham totalmente de acordo com as normas da vigilância sanitária”, afirmou.


natal

Domingo | 23 de outubro de 2011

3porquatro

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 11

POR ANNA RUTH DANTAS

PADRE ZEZINHO

COM 46 ANOS DE CARREIRA, PADRE ZEZINHO CONCEDEU ENTREVISTA EXCLUSIVA À TRIBUNA DO NORTE. ELE FALA COM TRANQUILIDADE SOBRE TODOS OS ASSUNTOS. NAS PERGUNTAS MAIS PROVOCATIVAS NÃO SE FURTA DE RESPONDER, MAS PREFERE NÃO CITAR NOMES E OPTA PELA METÁFORA. EIS A CONVERSA:

“Somos feitos de relações e de reações” FOTOS:RODRIGO SENA

a palavra falada. Nunca devemos correr o risco de colocar a música acima da palavra falada, acima de um olhar, acima de uma presença. Digamos que a vida é o bolo, que é gostoso, que alimenta, a música é só o chantilly do bolo. Se comer muito chantilly vai ter dor de barriga. Música é secundária. Por mais bonita que seja não tem a profundidade de um discurso bem feito.

Como interage a religião com a educação e vice-versa? A minha primeira vocação foi religiosa. Eu fui ser padre para falar de Jesus, dar esperança e propor a igreja Católica. Mas no decurso descobri que não poderia fazer isso sem me colocar a serviço de pais e filhos. Aí entrei na linha da psicologia e pedagogia e me tornei um psicopedagogo exatamente porque sou padre. E também porque sou padre comecei a escrever, a cantar, mas tudo dentro do projeto de aproximar-me das pessoas. Torneime um aproximador.

O chantilly do bolo (como a música que ele definiu) encanta muitos sacerdotes. Aí cada um responda a partir dos conceitos que formou. Em 45 anos cantando nunca pus a música em primeiro lugar, entretanto ela me levou a muitos lugares. Todo mundo que me conhece sabe que em primeiro lugar pus a palavra, a pedagogia na escola, a catequese. Na série de 10 valores a música é o décimo. Minha resposta é semelhante a Bill Gates quando perguntaram a ele o que era mais importante internet ou saúde e educação. Ele disse: pergunte para mãe cujo bebê está doente se ela quer acesso a internet ou acesso a saúde.

O senhor fez tudo dentro do projeto de se aproximar das pessoas ou aproximar as pessoas? Três coisas: eu me aproximar das pessoas, eu aproximar as pessoas entre si e aproximá-las de Deus. Qual a aproximação mais difícil? Aproximar as pessoas entre si. Porque tenho pedagogia suficiente para procurar as pessoas, mas as pessoas em geral tem conflitos familiares, ambientais, grupais. E esses conflitos são a causa de quase todo sofrimento em sociedade. Administrar temperamentos, culturas e pessoas marcadas pela vida é mais difícil. Aproximar de Deus já é uma consequência. Se a pessoa está em paz consigo e com os outros é mais fácil aproximá-las de Deus. Se não está é muito difícil propor a religião. A tarefa mais urgente é levar o diálogo, religioso, familiar, político, social. Essa que exige mais conhecimento e profundidade. Por conta disso mergulhei de cheio nos estudos de história, sociologia, pedagogia, psicologia, filosofia, teologia porque uma coisa chama a outra. O senhor demonstra no seu trabalho uma preocupação muito grande com a família.O que restou da família? Restou o sentimento. Em cima de um sentimento você pode construir muita coisa. Se o sentimento ainda é bom você pode refazer um homem, uma mulher, os pais, os filhos. Dificilmente alguém joga fora tantos anos de convivência. Alguma coisa ainda resta. Em cima do que restou dos sentimentos dá para voltar a construir. O ser humano é feito de relações e de reações. Se as relações são boas as reações costumam ser. Se elas não são boas as reações também não costumam ser boas. Mas há um detalhe, é possível ter uma reação boa diante de uma relação má porque as pessoas mudam, as pessoas se convertem, as pessoas perdoam. Então o filho que teve um pai que bebia pode acabar perdoando o pai. Um filho pode perdoar a mãe que entende o drama da mãe. É sempre possível ter uma reação boa em cima de uma relação má. Mas aí você tem que contar com a generosidade da pessoa e com a experiência de vida da pessoa. Conheci inúmeros rapazes e moças que perdoaram o pai e a mãe. E inúmeros pais que perdoaram os filhos sobre tudo que os filhos fizeram. Sobre relações e reações você tem uma coisa chamada sentimento. Ele é muito fundamental em qualquer encontro de pessoas. Qual a fase da família agora? Ela está naufragada ou se reconstruindo? Está se reconstruindo. Há os recursos da pedagogia, há auxílio da escola, do próprio governo, das religiões. Há uma inquietação porque todos sabem que a única solução

P

adre Zezinho canta e escreve para o mundo. Seus versos já romperam as fronteiras do Brasil, seus livros não chegam apenas ao público católico e vão muito além. O sacerdote com 46 anos de carreira fala com tranquilidade, nas perguntas mais provocativas não se furta de responder, mas prefere não citar nomes e opta pela metáfora. Conversar com padre Zezinho é uma aula sobre educação, o momento da família e, claro, sem deixar de lado a religiosidade. O sacerdote confessa que depois da longa carreira já reduziu a velocidade, que antes adotava o vôo com “velocidade de cruzeiro”. Hoje ele já se permite cantar menos e escrever muito mais. Padre Zezinho demonstra preocupação, mas também otimismo com a família. Preocupação ao observar os momentos conturbados, mas otimismo ao destacar que hoje a família vive uma fase de reconstrução. Família se pode fazer com duas pessoas do mesmo sexo? O sacerdote é contundente ao negar essa possibilidade. “Que me desculpem os que vivem a realidade, assim como dou a eles o direito de discordar da minha igreja, peço a eles o direito de discordar deles. Consigo respeitá-los muito, mas respeitar não é concordar. E discordar não é necessariamente deixar de amar ou desrespeitar“, destaca padre Zezinho, que esteve em Natal fazendo um show no ginásio Nélio Dias na zona Norte, durante o encerramento da Campanha da Fraternidade. O convidado de hoje do 3 por 4 é um sacerdote muito conhecido, um educador convicto, um homem simples e franco no falar. Essa entrevista soa como uma aula: sobre família, educação e mídia. Com vocês, padre Zezinho:

Dá para celebrar uma missa sem música, dar uma aula sem música, a palavra bem falada encanta tanto quanto música”

nar para ela as escolhas e saída e entrada. A partir disso a Pedagogia se desenvolveu muito. A Psicologia positiva fez enormes progressos. Há um batalhão de psicólogos e psicólogas com vontade de ajudar os jovens, as famílias. Hoje já se encontraram remédios para casos gravíssimos de desvio de comportamento. Hoje há toda medicina curativa que não havia no passado.

para um país é um homem sólido, mulher sólida e filhos sólidos. Está havendo solidariedade maior, está havendo mais perdão. Os pais que se separam continuam cuidando dos filhos. Não é que os pais hoje são mais pais, mas estão mais conscientes de que não podem deixar os filhos. O próprio Estado tem uma lei que pune com prisão o pai que não faz a parte dele. O Estado está mais atento a isso também. As igrejas estão mais atentas. Hoje tem muito mais curso de família do que havia alguns anos. Está todo mundo preocupado com a família, por isso que vejo com certo otimismo. Escrevi o livro “Da família sitiada a família situada”. Hoje a família está perplexa e sitiada. Mas ela pode se tornar uma família situada. Você tem que ensi-

O senhor acredita na família constituída a partir de duas pessoas do mesmo sexo? Não. Eu como pessoa em primeiro lugar, como alguém que conhece a história, raciocina, não vejo a possibilidade de chamar de família a união de pessoas do mesmo sexo. E também como padre católico. Que me desculpem os que vivem a realidade, assim como dou a eles o direito de discordar da minha igreja, peço a eles o direito de discordar deles. Consigo respeitá-los muito, mas respeitar não é concordar. E discordar não é necessariamente deixar de amar ou desrespeitar. Eu respeitosamente discordo da visão deles e espero que eles respeitosamente discordem de mim. Como padre católico e como pessoa não consigo ver uma família que não seja cons-

Detalhes Onde o senhor encontra Deus: no silêncio Quem mais precisa de Deus: todos machucados da vida Sonho concretizado: queria me aproximar do povo e consegui

Eu, como alguém que conhece a história, raciocina, não vejo a possibilidade de chamar de família a união de pessoas do mesmo sexo”

tituída de homem, mulher e seus filhos. O outro eu chamo de união, que respeito, mas não vejo nisso um sacramento. Falando no seu trabalho como cantor e escritor, é mais fácil catequizar com a música com a palavra escrita? Com a palavra escrita e com a palavra falada e com a liturgia e só depois com a música. Surpreende sua resposta? Para mim a música é o último recurso (para catequizar) porque não é importante. Dá para celebrar uma missa sem música, dar uma aula sem música, a palavra bem falada encanta tanto quanto música. Muito mais forte que a palavra cantada é

Perfil José Fernandes de Oliveira,ou simplesmente padre Zezinho, 70 anos,é sacerdote há 46 anos. Padre,escritor,pregador,cantor, ele faz de tudo um pouco e com o trabalhou ganhou os palcos nacionais e internacionais.Já escreveu mais de 300 obras,em muitas o foco é a família e a educação. Já compôs mais de 1.500 canções e gravou 120 Cds.Os números falam por si e mostram a influência e espaço com a assinatura de padre Zezinho.

Qual o seu olhar sobre o fato da música estar transformando padres em artistas? Vou fazer uma comparação que todo mundo vai entender. Desde cedo eu aprendi que não se vai a praia o dia inteiro, que só se vai quando o sol não queima e mesmo assim deve levar proteção. Aquele que não se protege e se expõe o dia inteiro sai de lá com bolhas no corpo. A mídia é um sol, um imenso holofote. Quem se expõe demais ao sol e as luzes da mídia é como a moça que não soube se bronzear, foi se bronzear e saiu chamuscada porque se expôs demais. O problema não é se expôr, a mídia lhe dá a chance de se expor, mas quando você se expõe demais o problema é seu e não da mídia. Tem que saber quando entrar e quando sair. O bom peão na arena fica o tempo suficiente em cima do cavalo. A mídia é um cavalo ela vai te derrubar, ela (a pessoa) tem mais poder que o midiático. Ela (a mídia) é um corpo de inventos e acontecimentos que é maior do que o sujeito que está nela, assim como a mensagem é maior do que o mensageiro. Toda vez que o mensageiro acha que pode dominar a mensagem e se acha lindo demais que pode ficar oito horas exposto ele corre risco demais de se queimar. Todos que se expuseram demais na mídia duraram pouco. Todos que foram pouco estão durando muito: Roberto Carlos, Chico Buarque, Caetano Veloso, padre Zezinho. Nós descobrimos a arte de ir suficiente, não nos expormos demais, porque a mídia é poderosa e nós respeitamos o poder da mídia. Qual o desafio do senhor agora, depois de 46 anos de carreira? Diria que foi difícil levantar vôo, foi difícil manter o vôo na velocidade de cruzeiro porque precisei usar todo os computadores para corrigir pequenos desvios e agora estou na fase de descida para o aeroporto que planejei, estou diminuindo o ritmo de canções e aumentando o ritmo de livro de mensagens escrita e falada. Já n��o sou necessário no mundo da canção religiosa, mas considero que sou necessário no mundo da reflexão, da literatura e do aprofundamento religioso. Sou muito mais catequista.


12 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

natal

Domingo | 23 de outubro de 2011

[ COSTUME ] Moradores de bairros mais afastados do centro comercial

passam suas tardes conversando com os vizinhos nas calçadas ALDAIR DANTAS

As vizinhas Francisca, Margarida e Maria se reúnem regularmente para colocar a conversa em dia

A antiga “conversa de calçada” ainda resiste ao tempo VALDIR JULIÃO repórter

cenário é quase o mesmo, a rua pode ser qualquer uma, mas a chamada “conversa de calçada”, com pessoas sentadas no meio-fio ou numa cadeira, inclusive de balanço, é um hábito persistente em Natal, principalmente nos bairros mais afastados dos centro e onde, ainda, prevalecem as residências do tipo horizontal e arquitetura de um só pavimento. Uma das características dos bairros em que os moradores continuam a cultuar esse costume é o fato de que o casario é conjugado, dividido “parede e meia” entre uma casa e outra, como se diz no interior. Caso típico das Quintas, bairro da Zona Oeste de Natal: na residência de número 956 da rua Baraúnas todas as tardes é assim, as três amigas Francisca Morais, 60 anos; Margarida Fernandes de Assis, 58 e Maria das Neves de Lima, 62, reúnem-se para bater papo “e jogar conversa fora”, como insinuou uma delas. Dona Maria das Neves diz que é divorciada e hoje morava sozinha, “perto da caixa d’água da avenida 6”. De lá, contou ela, saiu por

O

cauda da violência e da criminalidade “e o pessoal vive com medo de assalto”. Agora, ela passou a morar na rua Baraúnas, depois que a amiga Francisca Morais conseguiu uma casa que pudesse alugar: “Estou aqui há 15 dias, na outra rua ninguém podia colocar uma cadeira na calçada”. Dona Francisca Morais disse que “mora há 48 anos no pedaço”, oriunda de Santa Cruz do Inharé, “de onde saiu com 13 anos para não levar uma surra da mãe”, com uma trupe de ciganos. “Voltei com 17 e ainda levei a surra”. Para Francisca Morais, a Baraúnas é uma rua “calma e tranquila”, apesar da proximidade da feira do “Carrasco” que ocorre toda quarta-feira. “Moro aqui há 11 anos e nunca vi nada”. Outra amiga, Margarida de Assis, diz que seu marido é muito bom, não importuna com ela. “Casei aos 14 anos”, comentou ela, mas já avisando para os filhos que no dia que alcançar a aposentadoria, vai viver andando. Ela conta que mora em outra rua nas Quintas, mas admite que “quase todo dia” vai à casa de dona Francisca Morais. “Só falta ter

tempo”, brinca ela, para explicar que ao anoitecer chegam outros parentes, genro e amigos. “Tem dia que a gente põe as cadeiras para dentro de uma hora da manhã”. A chance de o trio ficar desfalcado, não é tão remota, porque Maria das Neves cogita de abrir “um churrasquinho” no outro lado da calçada da rua Baraúnas, para complementar a renda. Enquanto isso não ocorre, dona Francisca Morais diz que o bate papo vai prosseguir. “A gente conversa de tudo, política, pagode, seresta, o papo é legal, saí até macumba, não dá depressão na gente, fica tudo ‘magiclic’”, disse ela, abrindo uma gargalhada. Em Felipe Camarão, o aposentado José Silvério Sobrinho diz que veio de Jardim de Piranhas, na região do Seridó, onde “também tinha o costume de conversar na calçada”. Residente da rua Nossa Senhora do Rosário, 48, José Silvério disse que a rua é tranquila e “nunca houve confusão por aqui”. A esposa Raimunda Fernandes da Silva disse que “Tem dia que a gente entra em casa de 22 horas”. [LEIA MAIS NA PÁGINA 13]


natal

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

13

ALDAIR DANTAS

[ COSTUME - CONT. DA PÁG 12 ] Professores da

UFRN analisam que hábito vai durar muito ainda

Hábito surgiu na zona rural e ganhou as áreas urbanas M esmo com o aumento de problemas inerentes a uma cidade em crescimento, o professor do Departamento de Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Márcio Moraes Valença, diz “algumas coisas mudam, mas nem tudo”. Daí, Márcio Valença avalia que o costume das pessoas conversarem em calçadas, a partir do entardecer e entrando pela noite, deverá perdurar por muito tempo em Natal. Valença disse que essa característica é bastante comum dos bairros onde não existe muita verticalização, como também é uma questão da cultura das pessoas, de também não levar pra dentro de sua casa, pessoas com quem ainda não conhece bem: “Só entram na sala os parentes, as pessoas mais próximas e que já ganharam uma certa intimidade”. Para as pessoas, continuou o professor, “se houver algum conflito é melhor se resolver na calçada do que dentro de sua casa”. O professor também disse que “vem do interior o hábito” das pessoas se socializarem na porta de casa, coisa que em outros bairros mais centrais da cidade, está deixando de ocorrer, por exemplo, em Petrópolis e Tirol, porque as residências estão dando ou já deram lugar a restaurantes, boutiques, consultórios médicos e outros tipos de negócios. Segundo Valença, esse é tema muito amplo e complexo, que também tem influências de outros fatores, inclusive de políticas públicas na área habitacional. No caso de Natal, pelo menos ¹/³ dos conjuntos residenciais são horizontais, a maioria construído na época do Banco Nacional de Habitação (BNH), que foi extinto em meados dos anos 80. Para o professor, essa coisa de conversa de calçada e na rua, é mais comum entre as pessoas de classe média pra baixo, embora atualmente a política habitacional do governo favoreça mais os conjuntos verticais de blocos de apartamento e dentro de uma faixa de renda específica. “Não não existem mais em Natal grandes glebas e de baixo valor”, explicou ele, ao contrário de municípios vizinhos, onde ainda se constrói unidades habitacionais isoladas e do tipo horizontal. Outro fator interessante, segundo Valença, é o adensamento de alguns bairros, como as Rocas, que favorecem que as pessoas saiam às calçadas para conversar. Em bairros como esse, afirmou ele, as pessoas constroem onde podem e o espaço para conversar “é la fora”, na rua, onde o trânsito

dos carros, em ruas estreitas, nem incomodam tanto. Para ele, “a percepção do perigo” por causa da violência e da criminalidade também acaba afastando as pessoas dessa forma de se socializar, conversando na rua ou nas calçadas. Ainda assim, ele avalia que o costume vai continuar por muito tempo. A antropóloga e professora da UFRN Julie Antoniette Cavignac afirmou que “o costume de se conversar na calçada é um hábito rural e que ganhou as cidades”. Segundo ela, o costume não veio só pela necessidade da socialização, mas porque era no final da tarde que, na propriedade rural, “era o momento que se acertava-se as coisas” entre os moradores e os donos de terras, dos

Se houver algum conflito é melhor se resolver na calçada do que dentro de sua casa” MÁRCIO MORAES VALENÇA Professor de Políticas Públicas da UFRN

O costume de se conversar na calçada é um hábito rural e que ganhou as cidades” JULIE ANTONIETTE CAVIGNAC Antropóloga e Professora da UFRN

sítios e fazendas. Por isso, acrescentou ela, essa reunião ocorria mais na casa principal, na sede da fazenda. Julie Cavignac diz que, no caso de Natal, como se trata ainda de uma cidade pequena, o costume vai persistir por algum tempo, mesmo que em algumas áreas as pessoas estejam se afastando dos espaços urbanos, como as praças, em virtude “do temor da violência”. Ela também disse que esse hábito de “conversar na calçada” ainda é bem característico de Natal e que surpreende as pessoas de fora, que passam a residir aqui. Tanto é, continuou a professora, que é comum nos bares da cidade, a clientela preferir mesas e cadeiras que ficam nas calçadas.

Filho do município de Jardim de Piranhas, o aposentado José Silvério não deixou o hábito de reunir a vizinhança na calçada


natal

14 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 23 de outubro de 2011

Eliana Lima elianalima@tribunadonorte.com.br

A discriminação racial não tem hino poético a desvendar, como de resto se vê na opressão senhoril da escravatura, a alma coletiva da raça africana” De Francisco Fausto de Medeiros, no livro ‘O vinho negro da paixão’

» MONTANTE

» FUTURO

FOTO JOAONETOFOTOS.COM

A Gestão Borboleta fez um levantamento dos maiores devedores da Taxa de Limpeza Pública, a TLP. Tem gente devendo milhões há anos e anos. E quem é o maior devedor? Fácil: o Governo do Estado. Coisa para mais de R$ 20 milhões. A prefeita Micarla está disposta a cobrar. É ver para crer.

‘A caminho do céu’. É assim que a turma do Senado interpreta a indicação do líder-peemedebista Henrique Eduardo Alves para o filho do senador Renan Calheiros assumir a presidência da Lei Geral da Copa. Já é tida como certa a próxima cadêira em disputa no Senado para HEA.

» EM TEMPO

» EM TEMPO Micarla está voando em céu de brigadeiro com o primeiro-cavalheiroravengar Carlos Augusto Rosado. Tanto que ele foi das pouquíssimas pessoas que souberam do destino dela nas rápidas férias – o mar do Caribe no México e em Miami Beach. Muita conversa em volume silencioso...

» PORTARETRARO

» ÁLBUM

Muito lindinhos: Bianca Poline e Baman Salgado

Chamados para o flash: Jader Torres Jr.e Camila Bassani

A nova fase do Governo Rosa(do) tem levado político a refinanciar carro, devolver apartamento e pedir $$$ emprestados a perder de vista. É o Outubro Rosado!

» UNHA E CUTÍCULA Que o primeiro-cavalheiro-ravengar Carlos Augusto e a governadora Rosalba têm um bom relacionamento com o publicitário Arturo Arruda todo mundo sabe. Maaasss...o que vem chamando atenção são suas idas quase que diárias à Casa Rosado. Que será quer será? Pesquisas? Propaganda do Governo? Ou estratégias para o Governo?

» ...SUFOCO Enquanto isso, o presidente da AL, deputado Ricardo Motta, vem se virando nos 30, diante da quantidade dos pleitos dos seus colegas... Mas até quando RM irá resistir???

» ESTETOSCÓPIOS... De um bem postado jaleco, sobre a grita da cardiologia contra a Unimed: - “É fácil de entender: um quer mais dinheiro para os exames (eco, etc.) e o outro quer valorizar o ato médico primário, ou seja, a consulta médica”. Não é difícil acertar de que lado está a maioria dos médicos. Senão, vejamos: um ecocardiograma particular em clínica chique de São Paulo, sem pechincha, custa R$ 250,00. Há quem consiga desconto para chegar a R$ 127,00, como aconteceu sexta-feira. Nessas clínicas, os convênios chegam a pagar pelo mesmo exame R$ 120,00. Em Natal, a Unimed paga mais: R$ 150,00.

» ...COM A FORÇA DE SANTO

» ...EM DIVERGÊNCIAS

» HOLOFOTES

Logo, outro completou: - “Está na hora da Unimed abrir uma clínica de cardiologia. Acabaria o entrevero e a população iria agradecer”.

A tensão que culminou com a morte do ditador Muammar Kadafi levou a Líbia às atenções mundiais. Pois bem, em dezembro, líbios vêm para disputa em Natal. Motivo: a Seleção das Estrelas, da Líbia, enfrentará Seleção Brasileira de Futsal, no dia 27. Com direito aos craques dos dois times: o brasileiro Leão e o líbio Mohamed Rahoma.

»

» CHUTES... Dos quatro jogos da Copa 2014 que vão acontecer no Arena das Dunas, dois terão forças santas. O primeiro, que será o segundo jogo do mundial, acontece no dia de Santo Antônio, 13 de junho. No dia anterior (12), terá acontecido o jogo de estreia do Brasil, único com vaga assegurada para a Copa por ser país sede. Portanto, jogo de grade visibilidade para o mundo. Por ser o segundo jogo, acontece em horário isolado e completa a primeira rodada do grupo do Brasil.

» PODEROSA Será no próximo dia 26 a posse da nova ministra do Tribunal de Contas da União, ex-deputada Ana Arraes, mãe do governador-pernambucano-bonitón Eduardo Campos. Ocasião que promete mobilizar filiados de todo Brasil. O PSB potiguar vai de vermelho.

» NO...

A PROPÓSITO...Por não se abre a discussão dos preços dos stentes de coração, que em Natal são quase 50% mais caros em comparação ao valor praticado em São Paulo???

Caminho do céu é referência à frase do ex-senador Agenor Maria que se tornou célebre: “O Senado é melhor do que o céu”

» BZZZZZZ... » BZZZZZZ... O que tanto impressiona Bianca Homrich?

O segundo jogo que merece destaque - pelo menos por enquanto não ocorre o sorteio das seleções que virão jogar aqui porque elas ainda estão diputando uma das 31 vagas para a Copa – é no dia 24. Ou seja: dia de São João. Partida que contará com o cabeça de chave do Grupo D. Portanto, terá que ser com uma seleção de ponta. É aí onde Natal pode se dar bem com a vinda de uma das grandes seleções da Europa, ou mesmo a Argentina. Quem sabe? Este grupo D terá jogos em Natal, Recife, Fortaleza, São Paulo, Manaus e Belo Horizonte. Solta a bola!!!

» HOLOFOTE Cheia de estilo: Bárbara Costa

Para não chamar atenção nas terras de Poty-Atento, alguns comprometidóns têm feito moçoilas curtir ponte aérea com destino a Brasília. No roteiro certo, a feira do Paraguai e o Park Shopping... Viiixeee...

» BZBZBZBZBZ... E na Corte, um partidón tem circulado discretamente com uma bela brasiliense que não é a sua bela... Vixe-vixe...

» SABOR Dos melhores chefs destas terras potiguares, Eugênio Cantídio, que está à frente da cozinha do Abade Petrópolis, assina o novo cardapio do restaurante. De dar água na boca: ‘Arroz de frutos do mar (camarão, lagosta, polvo, lula e mexilhão)’, ‘Fettuccine de lagosta com molho de creme de leite fresco e parmesão’. Huuummm...confira fotos no blog Abelhinha e no twitter.com/elianalima.

» OLHO... Garis passaram por recadastramento na Urbana. Funcionários da administração fazem dia 5. Sem esse efeito decantado assim. A contar que os funcionários foram obrigados a retornar em janeiro, e o RH (Recursos Humanos) sabe quem não voltou.

COLMEIA

» ...VIVO

» De 28 a 30,o Sebrae realiza no

Sabe-se, por exemplo, que existem garis à disposição, funcionários disponibilizados ao próprio sindicato, garis fora das suas atribuições...até outros profissionais que nunca pissaram lá e todo mês recebem, e com enquadramento para nível superior ilegal. E quanto vai custar esse recadastramento?

Norte Shopping a 1ª Feira de Flores e Plantas Ornamentais da Zona Norte.

» Semana do Halloween no

» BONS NOMES A Abelhinha de Plantão já sabe o que o ex-reitor Ivonildo Rego e Oto Santana foram fazer na Fiern, semana passada. Ivonildo foi convidado para assumir o comando do Senai. Oto, do Sesi. Os dois agradeceram, mas não aceitaram. Estão satisfeitos com as atuais atividades que desenvolvem.

» FLASH De olho no horizonte: Bruna Fernandes

NEC/Pinguinho de Gente,de 24 a 28,com brincadeiras,guloseimas e pesquisas sobre a origem do Halloween e a cultura norteamericana. COLABORAÇÃO DE HELDON SIMÕES


Domingo |

natal

23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte |

15

FOTOS:CLÁUDIO ROBERTO

George Azevedo georgeazevedo@digizap.com.br

Iluminado O publicitário Ákio Frota reuniu best friends no último dia 13 para brindar 36 anos de vida com festa das boas nos salões do Kiko’s Eventos, da mamãe Maria José. Tudo com ambientação assinada por Lenilson Marques e Fábia Soares. E foi Nida Lira quem animou os convidados. As fotos são de Cláudio Roberto para o Mais Click e Trafegando.com

Júnior Amorim e a mui amada Adriana Freire

O aniversariante Ákio Frota. Felicíssimo!!!

Joseane Oliveira, Ângela Bert e Aracelle Cardoso. Nos closes!!!

Ana Paiva paparicando o filho Nicolas

Vanessa Couto coladinha no mui querido Júnior

Eveline Soares,Helena Machado e Ednê Soares fazendo a festa no Kiko’s

Zélito Jr.só love com Ana Luíza Borges

Isoline Melo e sua queridíssima Lissa

Boanerges Perdigão e Marcelo Melo curtindo o som de Nida Lira

Cid Escóssia e Sandra Raíssa.Quanto tempo!!!

FOTOS:MARCELO BENTO/TRAFEGANDO.COM

Fátima Santos, Ione Câmara e Íris Menezes não perdem nada

Jyokonda Rocha puxando a fila da Couro Fino

Renata Falcão, André da Mata e os meninos do Samba Nobre cantando e encantando na passarela do MWS

O arquiteto Diogo Almeida fazendo a festa com o cast Tráfego Models na passarela da ZZ, ao som do Samba Nobre

West Fashion Zoraide Azevedo e Tereza Glícia Queiroz

Roberta Rosado levou a filha Gigi

A primeira noite da Semana da Moda do Mossoró West Shopping, quarta-feira, 19, foi o maior burburinho com desfile da ZZ, de Zuíla Ramalho, que levou convidados para a passarela e a Couro Fino com suas bolsas e sapatos. Sem falar na apresentação dos semifinalistas do Tráfego Look 2011. Um Bapho!!! Tudo registrado por Marcelo Bento para o Trafegando.com

Tatiana Cantídio e Lígia Lécia.Antenadíssimas!!!

Zélia Macedo com Célia Torquato e Gabriela

A internacional Sheila Kima, de olho no sobrinho Gabriel Formiga, new face da Tráfego Models

O apresentador Dayvid Almeida, convidado de Zuíla Ramalho. Danadinho!!!


natal 16

Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 23 de outubro de 2011

NELSON MATTOS FILHO Velejador

onversando com um indiano que mora há muitos anos na Guiana Francesa, casado com uma brasileira, e que encontramos por acaso em frente a um orelhão na cidade de Kourou, ele nos falou que se Iles du Salut fosse no Brasil aquilo seria um lugar alegre com muitas pessoas se divertindo, organizado e sem nenhum problema. Fiquei olhando para ele e tentando descobrir até onde vai à imaginação do ser humano. Fiquei imaginando a cara de felicidade dos milhares de náufragos, traficantes, degredados e espertalhões que cruzaram esse atlântico velho de guerra, em busca de um mundo verde e fascinante, e que alguém, em alguma taberna enfumaçada, já havia comentado que existia além mar. No mínimo o comentário era esse: "Vamos lá que o negocio é bom. Tem uns indiozinhos metidos a bestas, umas indiazinhas arrumadas e os caciques se vendem por qualquer promessa ou presentinho barato!" Será? Mas vamos deixar isso para lá, pois os ventos e as correntes já espantaram esses perigos de nossas praias. Restaram a nossa fama festeira, futebolista e alegre. Quando desembarcamos na Ile Royale, a maior e onde se localiza a administração do arquipélago da Iles du Salut, não pude deixar de perceber a quantidade de pessoas estendidas na grama descansando, dormindo, conversando ou apenas deixando o tempo passar. Não apa-

C

AS ILES DU SALUT

receu ninguém para ditar normas e nem exigir, sob ameaças, o cumprimento das Leis de preservação ambiental. Tudo já estava ali muito claro sem fiscais, sem fiscais dos fiscais, sem ONGs para fiscalizar os fiscais, sem fiscais para fiscalizar ONGs e sem a balbúrdia de fazer que se fiscaliza para não fiscalizar nada. Não pude deixar de comparar com uma ilha distante em que não se pode nada, que nas entrelinhas se pode tudo e que está longe de receber o selo de preservada.

Iles du Salut tem um passado sombrio e tenebroso como tem muitos lugares que já serviu de prisão ao longo dos tempos. Dos horrores dos tempos de grades e ferros restaram celas abandonadas e ruínas preservadas dos prédios que abrigavam condenados. Ao longo do passeio entre trilhas e celas ainda é possível ouvir sussurros abafados da história encravada em suas pedras, misturada entre uma espessa vegetação de mata amazônica, capivaras, araras coloridas e uma

vasta fauna oriunda da floresta. Na Ilha Royale um albergue restaurante recebe o visitante usando toda a frieza originada e ensinada nas melhores escolas francesas. Deve ser por isso que o nosso amigo indiano se recente. Um museu, seguindo o ritual dos melhores museus europeus, conta em detalhes tudo o que o tempo tenta esquecer e a história não da permissão. Livros, quadros e documentos são guardados por uma brasileira nascida sob a sombra da floresta ama-

zônica do Amapá. "- De onde você é?" " - Sou do Brasil" " - Eu também!" Que mundinho pequeno! Levantamos âncora da Royale e fomos ancorar na Ilha Saint Joseph. Longe? Não! Tão próximo que poderíamos ir a nado, mas queríamos um bom abrigo para nosso churrasco de comemoração da chegada. Royale era bom, mas Saint Joseph parecia melhor. Brasileiro é festeiro! Churrasco, caipirinha, cerveja gelada, música e alegria, afinal es-

távamos comemorando uma travessia de 7 dias apenas de céu e mar e nossa primeira velejada internacional. O dia seguinte foi para explorar a Ilha de Saint Joseph, suas praias perfeitas para piquenique e belas paisagens cercadas de coqueirais. Um antigo e bem preservado cemitério, de frente para a Ilha do Diabo, espalha no ar ainda mais beleza e tranquilidade, não é a toa que ao lado do seu muro de pedra se encontra o mais gostoso ponto dos adeptos do piquenique. Redes armadas entre as arvores compõe a cena ideal para a frase "Sombra e água fresca". Um dia eu ainda vou armar a minha em meio aquela paz. O mundo turístico de hoje conhece pouco das Iles du Salut, mas se lembra do filme Papillon e suas cenas macabras, cercadas de tubarões ferozes e traições, onde uma história verídica é contada e expos ao mundo a inexpugnável Ilha do Diabo, um lugar onde nunca ninguém tinha conseguindo escapar. Se no passado era impossível sair da Ilha do Diabo hoje em dia é proibido desembarcar em suas terras. Ela está fechada a visitação pública, mas avistá-la de longe já é um bom troféu para os visitantes. Ficamos encantados e fascinados por estar ali e se fosse possível, ficaríamos um bom período curtindo toda aquela história, mas tínhamos que seguir viagem e ainda teríamos que dar um pulinho no continente na cidade de Kourou, Guiana Francesa. Velas em cima e seguimos viagem!


esportes

HOJE NA TV

9h30 -Esporte Espetacular;TV Globo 15horas - Série A: Bahia x Vasco - TV Globo

RÁDIO GLOBO NATAL

12h - Globo Esportivo 1ª Edição 15horas - Série A: Bahia x Vasco

VOLEIBOL

Ana Moser fala que o esporte ainda precisa avançar. PÁGINA 2

CURIOSIDADES

DICAS

NÚMEROS

Os Tigres - basquete paraolímpico- RN,conquistou o recorde mundial de cestas 156 x 0 no AABANE,da Bahia.

As inscrições para o Clube da Lama podem ser feitas até o dia 27/10,na Kia Dunas, na av. Prudente de Morais,4666.

60 Carros devem participar do rali da Gestus que acontece no dia 29 nas trilhas do litoral Norte.

Editor: Itamar Ciríaco e-mail: esporte@tribunadonorte.com.br

NATAL • RIO GRANDE DO NORTE Domingo • 23 de outubro de 2011

A jovem Edênia Garcia já foi escolhida como a melhor atleta da natação pelos comitês paraolímpicos e olímpicos do Brasil e é apontada como um dos grandes fenômenos da modalidade. Dia 12/11 estreia no Parapan

[ NATAÇÃO ]

Potiguar sonha com ouro no México DIVULGAÇÃO

A nadadora potiguar Edênia Garcia ficou conhecida pela sua garra

o último dia 15 de setembro foi divulgada a lista de atletas convocados para os Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara (México). A nadadora Edênia Garcia Nogueira, de 24 anos, é uma das representantes do Brasil e o Rio Grande do Norte na competição. Dentre os convocados, o nome dela aparece entre os que mais têm chances de trazes medalhas para o nosso país. Edênia começou no esporte por orientações médicas, mas foi por incentivo de um dos seus grandes ídolos, o colega de equipe da natação brasileira, Francisco Avelino, que ela fez da natação a razão do seu sucesso. A atleta possui uma distrofia muscular progressiva, chamada de polineuropatia sensitiva motora, que resulta em dificuldades de movimentação das pernas e das mãos. Duas horas por dia de treinamentos na piscina e musculação três vezes na semana. Esta é a rotina de Edênia Garcia, que viaja na próxima quarta-feira para San Luis de Potosi, também no México, para se adaptar fisiologicamente à altitude. Os jogos começam no próximo dia 12 de novembro e se estendem até o dia 20, e a atleta se foca nos treinos nesta reta final para chegar bem na competição.

N

DEDICAÇÃO Dedicada ao esporte desde os 12 anos de idade, Edênia Garcia afirma estar acostumada com a vida de treinos. Em 2011, a equipe brasileira de natação leva ao Parapan 39 atletas, que almejam retornar com os títulos de primeiros colocados no quadro geral, e no esporte aquático, este último conquistado pelo Canadá nos jogos Parapan-Americanos do Rio de Janeiro. Edênia competirá nas provas de 50, 100 e 200 metros livres, além dos 50 metros costa. A atleta conta que sua maior adversária é a mexicana Nelly Miranda. “Mas eu venho treinando forte e quero trazer as medalhas para o Brasil”, disse a nadadora. “O meu corpo já não é mais o mesmo, a cabeça também não, e jamais vivenciamos da mesma maneira qualquer coisa na vida. De uma coisa estou certa: será uma experiência extraordinária novamente”. Edênia Garcia está ansiosa para os jogos e acredita que voltará bons resultados. O mais difícil para a paraatleta será a saudade de casa. “Até o momento, vou sozinha

NÚMEROS

12

anos de idade tinha Edênia Garcia quando começou a treinar a natação

39

Atletas brasileiros irão competir na natação dos Jogos Parapanamericanos

O meu corpo já não é mais o mesmo, a cabeça também não, e jamais vivenciamos da mesma maneira qualquer coisa na vida” EDÊNIA GARCIA Nadadora

para Guadalajara. Estamos tentando conseguir patrocínio para eu poder levar algum familiar comigo, mas ainda não obtivemos êxito”, contou. A pessoa de quem mais sentirá falta é a mãe, que lhe acompanha diariamente nos treinos. “A gente sempre sente saudade, mas com a rotina de competições, acabamos nos acostumando, apesar de ser difícil ficar longe de casa e da minha mãe”, completou. LONDRES 2012 Tricampeã mundial dos 50m costas da classe S4 - venceu em Mar Del Plata (Argentina), em 2002, em Durban (África do Sul), em 2006, e em Eindhoven (Holanda), em 2010 -, Edênia foca suas atenções para o ciclo que culmina com os Jogos Paraolímpicos de Londres, em 2012. Nas duas últimas edições da competição, ela foi prata nos 50m costas em Atenas, em 2004, e bronze nos 50m livre, em Pequim, em 2008. Em 2010, se tornou a primeira mulher a ser tricampeã mundial paraolímpica, e, no mesmo ano, foi eleita a melhor atleta paraolímpica pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro e pelo Comitê Olímpico Brasileiro. No Rio Grande do Norte, Edênia Garcia já é apontada como um verdadeiro fenômeno das piscinas e estrela da natação estadual.


2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte Qual o objetivo dessa sua presença em Natal? Eu estou divulgando a seleção pública de projetos de esportes educacionais promovida pela Petrobras, cujas inscrições vão até março do próximo ano, ou seja bastante tempo para que as instituições, clubes, associações e prefeituras formatarem projetos, apresentar para regulamentação na Lei do Incentivo ao Esporte no Ministério do Esporte e inscrever na seleção pública da Petrobras, que vai distribuir R$ 30 milhões em recursos para serem aplicados na modalidade de esporte educacional, sendo que o teto para cada projeto será de R$ 1,2 milhão. Qual o objetivo da passagem dessa caravana esportiva da Petrobras por Natal? É uma oficina que vai dar oportunidade para que as pessoas interessadas em apresentar algum projeto, saiba como é o sistema de funcionamento dessa seleção pública, cujas inscrições são realizadas pela internet. Os técnicos vão explicar as documentações necessárias, os passos que deverão ser dados, como deve ocorrer a inscrição do projeto junto ao Ministério do Esporte, como se formata, quais questões técnicas são mais importantes e que deverão ser levadas em considerações no momento da escolha de cada um desses projetos. Será um momento de trocar ideias e informações. Esse processo visa desenvolver esse setor, pois existem pouquíssimas instituições e projetos de esporte para todos, esporte educacional e a gente precisa ampliar isso no Brasil para poder garantir, no mínimo, o direito de todas as pessoas praticarem o esporte, que está escrito na nossa Constituição. Por isso essa Caravana da Cidadania se torna tão importante. A população brasileira ainda participa pouco desse tipo de empreendimento? Olha, a gente tem uma realidade com grandes oscilações, temos cidades mais avançadas, estados mais avançados, regiões e capitais com mais dificuldade de se organizar. Porém, posso informar que já existem muitas coisas do gênero ocorrendo no Brasil, só o instituto que eu participo já faz trabalho em 16 estados e centenas de municípios, onde podemos ver muita gente praticando esporte. Prefeituras, grupos, grêmios, associações de bairros, de quilombolas, estão se organizando para oferecer esse serviço, que podemos encontrar inclusive em assentamentos. Existem muitos trabalhos desenvolvidos com apoio da Unicef, inclusive no Rio Grande do Norte já existem alguns projetos nessa área, o que demostra que a informação sobre a importância de projetos desse gênero tem circulado no Brasil. As pessoas já sabem o que é direito ao esporte, começam a conhecer o que é a metodologia do esporte para todos, qual a função social do professor, e essa iniciativa da Petrobras é mais uma oportunidade de fazer isso avançar. É muito complicado ter um projeto desse porte aprovado? Eu posso dizer que ter um projeto aprovado numa seleção pública da Petrobras não é fácil, apenas alguns serão aprovados, mas as pessoas devem encarar essa seletividade como uma maneira de se desenvolver. Essa talvez seja a grande questão, eu estou há dez anos trabalhando nessa área, me construí nesse meio social, formal, como instituição, correndo atrás de financiamento e políticas públicas, enfim, existem várias oportunidades no Brasil para se desenvolver projetos nessa área específica e posso confirmar que as pessoas só irão conseguir se inserir neste cenário se correrem atrás. Elas não podem ficar esperando, têm que correr atrás mesmo do seu objetivo. Não dá para ganhar tudo, no esporte geralmente nós perdemos os primeiros jogos, mas quando aprendemos a ganhar não paramos mais. Para quem deseja dar o primeiro passo,essa Caravana da Cidadania então será muito importante, poisláéqueserãodirimidasasdúvidas sobre a burocracia?

esportes

Domingo | 23 de outubro de 2011

ENTREVISTA/ ANA MOSER /EX-JOGADORA DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE VÔLEI FOTOS:JÚNIOR SANTOS

“NÓS AINDA TEMOS MUITO A AVANÇAR, MAS ANTES ERA PIOR” VICENTE ESTEVAM Repórter de Esportes

D

epois de se destacar como uma das principais jogadoras de vôlei do Brasil, a ex-atleta Ana Moser já se encontra há dez anos dentro de uma nova frente de batalha: a de massificar a prática do esporte educação pelo país. Ela que esteve em Natal essa semana para divulgar a passagem da Caravana da Cidadania, onde técnicos vão esclarecer e dar algumas dicas para formatação de projetos nessa área, acredita que as portas estão se abrindo com mais facilidade para os projetos dessa área e ressalta que se a situação atual ainda não é aquela desejada, os investimentos na área esportiva aumentaram consideravelmente após a instalação do governo social. Ana preside o Instituto Esporte Educação que terá um núcleo em Parnamirim. A Entidade atende 12 mil pessoas entre crianças, jovens e adultos e o RN será o 17º Estado alcançado pelo programa. Além de falar sobra a Caravana da Cidadania que será instalada em Natal no próximo dia 26, no hotel Pestana, nessa entrevista à TRIBUNA do NORTE, a ex-atleta fala da importância e de promover o desenvolvimento do esporte educação em todas as regiões do Brasil.

O BRASIL SEMPRE VIVEU DISSO, DE ALGUMAS ILHAS, PORÉM COMO SOMOS MUITOS E TAMBÉM SOMOS TALENTOSOS A GENTE VOLTA E MEIA ACHA UM GRANDE ATLETA “

Uma das questões mais importantes é a regularização da instituição, documentação tem que está certa, é necessário possuir as certidões negativas de tributos municipais, estaduais e federais, tem que ter esporte de maneira literal no objeto do estatuto, se não o projeto não será aprovado na Lei de Incetivo do Ministério do Esporte. Tem também a questão de formação do projeto, definindo bem o tipo de esporte que será trabalhado, quais os objetivos. Temos de levar em consideração que as vezes o esporte para criança é educacional e outras vezes ele não é educacional, ele se transforma em esporte de rendimento para crianças. Isso podemos ver quando as pessoas pretendem formar equipes para disputar algum tipo de competição, onde só os melhores são aproveitados. Esse tipo de esporte não entra nos conceitos de patrocínio do projeto da Petrobras e nessa oficina que será realizada em Natal os técnicos irão explicar questões desse tipo. A seleção pública é para projetos educacionais, que trabalha com todo tipo de criança, não importando se ela é boa ou ruim de bola. A ação do esporte precisa conter princípios educacionais e pedagógicos, entender isso é muito importante. É preciso ter limite de idade na realização de um trabalho desse tipo? O foco principal é a faixa etária escolar, que varia de 4 a 18 anos, mas esporte educacional também se dá em outras faixas etárias e justificando isso de for-

ma coerente no projeto que se pretende apresentar não haverá problema algum. As instituições que trabalham com grupos de idosos também podem participar dessa seleção pública, desde que possua os princípios exigidos. Pode ocorrer uma participação conjunta da instituição com algum ente público na divisão de tarefas nesta questão do esporte educação? Não existe regra, nem limitação na formação de grupos ou parcerias, as limitações são apenas de princípios. Tem que incluir a todos, trabalhar com os diferentes, buscar desenvolver os alunos para além do esporte. Esses princípios são fundamentais e seria até importante para o projeto em si que ele consiga agregar novos parceiros, para não depender apenas dos recursos destinados pelo programa da Petrobras. Qualquer ação que tenha um parceiro com o porte de uma prefeitura, certamente terá alguma vantagem sobre os demais, pois está trazendo um ativo importante para parceria. Os projetos tanto podem ser planejados para trabalhar com voluntariados como com professores e outros tipos de profissionais contratados. Não existem restrição neste sentido. Poderíamos encarar ações desse tipo como o primeiro passo para que o Brasil se torne uma potência olímpica, ou programas desse gênero visam mais formar o cidadão que o atleta? O programa na verdade come-

ça a respeitar um direito básico: o de todas as pessoas a praticarem esporte. Com muito mais gente incluída, se desenvolve as pessoas e muito mais o esporte, se há investimento em esporte para todos, terá uma representatividade esportiva olímpica, paraolímpica, mundial bem melhor. Mas o contrário não acontece, quem investe apenas em esportes de ponta nunca terá como consequência o esporte para todos, invertendo a ordem desse investimento, apostando no esporte para todos, nós teremos como consequência a elevação do nível de atletas de alto rendimento. O esporte no Brasil hoje está sendo bem tratado? Há dez anos o esporte no Brasil não era nem tratado, existiam apenas algumas ilhas de excelência, alguns projetos vitoriosos. As esperanças estavam concentradas em algumas regiões que sempre tiveram cultura na pratica de determinados tipos de modalidades como o basquete no interior de São Paulo, o vôlei no Sul onde a cultura é europeia e trouxe a prática do voleibol fortemente ligada as suas tradições. Vários atletas que se destacam nas seleções masculina e feminina de vôlei são originários da região Sul. O Brasil sempre viveu disso, de algumas ilhas, porém como somos muitos e também somos talentosos a gente volta e meia acha um grande atleta. Qual a diferença dos dias atuais? Nos últimos dez anos se ampliou o investimento em esporte, o debate nacional foi ampliado

com três conferências nacionais a respeito do esporte, os programas públicos como o Segundo Tempo, que está malfalado agora, mas que já funciona há algum tempo e atende sozinho cerca de 1 milhão de pessoas nos mais variados tipos de esportes, juntando ao incentivo dado para o esporte educação chegamos a 3 milhões de atendimentos, existem programas voltados, especificamente, para construção de praças esportivas voltado para esporte lazer. Além disso debatemos muito a implantação do Sistema Nacional do Esporte , que ainda estamos longe de conseguir formatar, mas quando conseguirmos iremos acabar com os desnivelamento existentes entre os estados. Nele serão estabelecidas as funções e responsabilidades de cada um, bem como os recursos que serão destinados a cada ente federativo e o papel que cada entidade terá de desenvolver, promete melhorar muito a condição esportiva do nosso país. Ou seja, nós ainda temos muito a avançar, mas no passado era bem pior. O empresário brasileiro continua sem ver o esporte como uma forma de investimento? Tem um pouco de culpa do próprio setor de esporte nisso também, muitas vezes os projetos visam apenas beneficiar os atletas que vão disputar medalhas e essa condição é para um grupo muito seleto em nosso país. Isso acarreta que muitas vezes quando chegamos para falar com alguma autoridade ou secretária de educação, essa pessoa justamente foi aquela escanteada por não possuir habilidade, nem força suficiente para praticar esporte de competição. Ela era a última a ser escolhida ou não era nem escolhida, passa por essa humilhação, então o que pessoas que passaram por isso vão fazer pelo esporte: nada! Nós temos de imprimir uma mudança de paradigma no Brasil, nós estamos trabalhando firmes nisso, com vários projetos espalhados pelo país na busca de modificar essa visão equivocada. Fora você,existem outros atletas de ponta brigando pela causa do esporte no Brasil? Tem bastante, muitos atletas encabeçando projetos. Nós temos um grupo de cinquenta atletas organizados numa instituição chamada Atletas pela Cidadania, que atuamos como pessoas físicas fazendo lobby pelas causas sociais, a gente tá brigando com o governo para ter até 2022, passando pela Olimpíada — que deve ser vista como um processo não um ponto final nem largada, já que ela deve ser dada antes — implantar o esporte educacional em todas as regiões do Brasil e ter o dobro da população que temos atualmente praticando algum tipo de atividade física constante, além de aumentar o número de praticantes de esporte pela saúde.


esportes

Domingo | 23 de outubro de 2011

ovo trajeto, mais comodidade para corredores e motoristas. Desse modo será a terceira edição da Meia Maratona de Natal, que ocorre no dia 5 de novembro, às 16, na Rota do Sol. A organização da prova teve constantes reuniões com membros da Polícia Militar para definir como será o trânsito nas proximidades da prova e como será a chegada dos competidores às proximidades do Condomínio Alphaville, que será o ponto de partida para as provas dos 5km, 10km e 21km. A expectativa é que o impacto no trânsito seja bem menor do que nas edições anteriores da competição. Realizada anteriormente na Praia do Meio e Via Costeira, a Meia Maratona de Natal teve rápido crescimento no número de participantes, principalmente neste ano, com a inclusão da prova no Ranking Caixa de corridas de rua. A limitação passou dos 5 mil para 6 mil competidores e, com isso, a organização preferiu alterar o local da realização das provas, oferecendo mais comodidade e segurança aos participantes e pessoas que vão trafegar pela cidade. Um contratempo nas últimas edições esteve relacionado ao estacionamento dos veículos. Apesar de garantir um espaço específico para os carros, alguns competidores optaram por estacionar nas ruas próximas ao ponto de partida da prova, onde também é grande o fluxo de pessoas que vão à praia no período da manhã, que foi o turno em que ocorreram as duas primeiras edições da Meia Maratona de Natal. Agora, na Rota do Sol, os participantes terão amplo local de vagas para os carros, onde será restrito aos competidores e familiares. “Fizemos de tudo para que haja o conforto para os competidores e também para as pessoas que estão no trânsito no dia da prova, que será um sábado à tarde. Acredito que o percurso e a forma como o trânsito estará fluindo será bastante tranquilo”, acredita o diretor comercial da Unika Eventos, Karlley Pondofe. Para chegar ao local da prova, os competidores deverão seguir pela Rota do Sol, não havendo a possibilidade de chegar à via através da via pelo Cidade Verde. “Logo às 14h, a rua Alfredo Dias de Figueiredo, que é o acesso à Rota do Sol para que vem do Cidade Verde, estará interrompida próximo à Rota do Sol. Por isso, as pessoas que seguirão de Parnamirim, por exemplo, deverão fazer o contorno para chegar ao local através da Rota do Sol”, explicou Karlley Pondofe. Para o tráfego de veículos, o organizador do evento explicou que a Rota do Sol continuará sendo utilizada pelos carros durante a prova. A via no sentido Pium-Natal será dividida por cones em duas mãos, com os carros utilizando exclusivamente a faixa. Já a via de sentido NatalPium será usada para a corrida, também havendo a divisão no centro da pista com cones para os corredores que fizerem as “viradas” dos 2,5km e 5km. Já o restante do percurso para os competidores que disputarão a prova dos 21km seguirá por um trecho da avenida Engenheiro Roberto Freire e da Via Costeira, também pela via no sentido Pium-Centro de Natal. “Apenas em

N

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

MEIA MARATONA Organização define detalhes do percurso PERCURSO DAS TRÊS PROVAS FOI ELABORADO EM MOLDES QUE DIMINUEM TRANSTORNOS NO TRÁFEGO DE VEÍCULOS E GARANTE A SEGURANÇA NECESSÁRIA AOS COMPETIDORES DA PROVA ELISA ELSIE/2009

Faixa da Rota do Sol no sentido Natal-Pium será de uso exclusivo dos corredores durante a prova, mas outra via vai possibilitar aos motoristas se deslocarem pela área

INSCRIÇÕES Quem deixou para última hora a inscrição para a Meia Maratona de Natal,vai ter que esperar até o ano que vem.Como era previsto,as inscrições para as provas dos 5km, 10km e 21km foram encerradas antes do tempo devido à grande procura.Hoje,os competidores chegaram ao limite de 6 mil inscritos. Por razões de organização e segurança,a Meia Maratona de Natal limita a participação.Assim como ocorreu em 2010,os organizadores precisaram finalizar as inscrições antes da data prevista.“Pela quantidade de inscrições que tínhamos até o fim da semana passada,sabíamos que chegaríamos ao limite antes do dia 25 de outubro,que era a previsão inicial.Isso é um sinal de que a prova está agradando e é sucesso”,disse Karlley Pondofe.

um trecho de 1km os carros que seguirem pela Via Costeira estarão na mesma faixa dos corredores, havendo quatro batedores da Polícia de Trânsito para fazer a escolta, além da divisão por grades de metal em todo o trecho”, explicou Pondofe. Apesar das interdições, não haverá impedimento para que os carros cheguem a estabelecimentos comerciais em Ponta Negra, principalmente no trecho interditado da Engenheiro Roberto Freire. O tráfego será interrompido pouco antes do Praia Shopping, no sentido Natal-Pium. Contudo, os motoristas poderão seguir pela marginal, que estará liberada. “Há acesso para todos e estamos informando com antecedência para diminuir ainda mais os transtornos”, finalizou Karlley Pondofe.

NOVO PERCURSO AGRADA CORREDORES Trajeto das provas de 5km e 10km serão totalmente na Rota do Sol, enquanto competidores dos 21km também passarão pela Via Costeira

Virada do 5 km

Virada do 10 km

Virada do 21 km

Federação elogia escolha do local da prova O novo percurso da Meia Maratona de Natal agradou aos que fazem a Federação Norte-Riograndense de Atletismo. Para o presidente da entidade, José Figueiredo, o trajeto vai contribuir para o melhor rendimento dos atletas, principalmente amadores, e também deverá causar menor impacto no trânsito durante a realização da prova. Para Figueiredo, Meia Maratona de Natal está se consolidando como uma das principais provas do Brasil. Acostumado com provas por todo o país e no exterior, José Figueiredo garante que sempre há dificuldades para para achar o espaço certo para realizar uma Meia Maratona, que atenda ás necessi-

dades de quem vai correr e do restante da população. “É sempre muito difícil (encontrar o espaço). Quando já é um evento famoso, como São Silvestre, Meia Maratona de Nova Iorque, os eventos já estão em um prestígio tão grande que ninguém questiona parar o trânsito. Mas eles já pagaram um preço anteriormente”, disse Figueredo. “Em Natal ainda não temos essa mentalidade, mas poderemos chegar”, acredita. Sobre o novo local onde vai ocorrer a prova, Figueiredo comemorou a estrutura, que na opinião dele conta com área de concentração ampla e que proporciona a organização. Além disso, o presidente da federação também comemo-

rou o visual da prova. “Outra coisa boa de lá (Rota do Sol) é que há muto verde dos dois lados e está muito em sintonia de uma vida saudável, que é o principal sentido das provas de rua. Sem falar no mar, na Via Costeira, que dará um fôlego a mais aos competidores da Meia Maratona”, disse. José Figueredo também enalteceu a importância dos amadores nas provas de rua. Na opinião do desportista, é essencial que os corredores sejam encorajados a participar das provas de rua, e o atual percurso proporciona mais chances para que os amadores concluam a prova. “É um percurso relativamente reto. Melhor para os amadores e até para os que

procuram fazer melhores tempos”, acredita Figueiredo. Dentro do calendário da Federação Norte-Riograndense de Atletismo, a Meia Maratona de Natal, na opinião de Figueiredo, “será uma corrida revestida de muito cuidado”, contando com a participação de vários setores da sociedade e, principalmente, da boa vontade da Polícia de Trânsito, que vem sendo fundamental na organização do esquema para garantir a tranquilidade e segurança dos participantes. “Estamos entusiasmados com a possibilidade que esse evento se torne tradicional e Natal possa se beneficiar com uma Meia Maratona ainda mais famosa no futuro”, finalizou.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

esportes

Domingo | 23 de outubro de 2011

A Federação Paulista de Futebol colocou o Alvinegro no Grupo A da competição, em São José do Rio Preto, para enfrentar o América/SP, Cruzeiro/MG e Mirassol/SP. Os jogadores voltam aos treinamentos no próximo dia 14, no CT do clube [ JUNIORES ]

ABC conhece os adversários da Taça SP

JÚNIOR SANTOS

A equipe abecedista festejou muito a conquista do Campeonato Estadual na cetegoria Sub-18

ABC já descobriu seus adversários na Taça São Paulo de Futebol Juniores, versão 2012. A Federação Paulista, organizadora do campeonato, divulgou a tabela e o time potiguar ficou no grupo A, na cidade paulista de São José do Rio Preto. Na primeira fase, o alvinegro vai medir forças com o América/SP, Cruzeiro/MG e Mirassol/SP. Os jogadores, de férias, depois da conquista do estadual sub-18, vão começar a preparação no dia 14 de novembro, com viagem prevista para o dia 1º de janeiro. A estreia abecedista está marcada para o dia 3 do mesmo mês. Ou seja, a preparação vai acontecer, em quase toda sua totalidade, em Natal. O técnico do time, Gilmar de Oliveira, analisou os adversários do ABC na primeira fase e apontou o Cruzeiro como grande favorito por uma das vagas para a sequência da competição. “É um grupo forte, muito difícil, onde todas as equipes podem se classificar. O Cruzeiro, por todo o investimento que faz nas categorias de base, tem uma vantagem, já que

O

conta com jogadores de seleção brasileira. Tivemos a oportunidade de jogar contra o América e o Mirassol na Taça 2 de Julho, que foi disputada esse ano em São Paulo e pude perceber que os times são bons, competitivos. Mas, tenho certeza de que nosso elenco é forte e tem chances de passar de fa-

É um grupo forte (Grupo A), muito difícil, onde todas as equipes podem se classificar” GILMAR DE OLIVEIRA técnico do ABC

se”, disse Oliveira. O planejamento já está sendo traçado e alguns jogadores que estão treinando com o elenco profissional, deve reforçar o time que vai participar da disputa em São Paulo. “Alguns jogadores estão de férias e outros foram incorpora-

dos ao elenco profissional, como o Lucas e o Rodrigo. Mas, conto com eles para a montagem do time que vai tentar fazer um grande campeonato lá em São Paulo”, revelou Gilmar. Alguns amistosos devem acontecer no mês de dezembro e os adversários já estão escolhidos. “Devemos jogar contra Náutico/PE, Remo/PA, Santos/PB e o ASSU, que é o outro representante do Rio Grande do Norte na competição. Amistosos fortes, que vão deixar o nosso time ainda mais forte para a disputa da competição”, adiantou. Sobre o ajuda que os jovens jogadores estão recebendo da direção do ABC, o treinador do sub18 só foi elogios aos diretores. “Não tenho do que reclamar. Temos campo para treinar, alojamento, alimentação, tudo que um time precisa para desenvolver um bom trabalho e é isso que eu acho que estamos fazendo aqui. Agora, é trabalhar forte nos próximos meses para pode representar bem o Rio Grande do Norte em São Paulo”, finalizou Oliveira.

[ FUTSAL ]

RN poderá sediar jogos da Seleção Brasileira Rio Grande do Norte poderá sediar duas partidas da Seleção Brasileira de Futsal. A Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) confirmou o interesse de realizar duas partidas da Seleção no estado. O adversário será a equipe da Líbia. Os jogos já têm inclusive as datas marcadas. Uma partida deverá acontecer no dia 20 de novembro e a outra partida deve ser agendada para o dia 22 do mesmo mês. As negociações dessas partidas estão acontecendo diretamente entre a (CBFS) e a Secretaria Estadual de Esportes e Lazer do Rio Grande do Norte (Seel-RN). O secretário estadual de esportes do Rio Grande do Norte, Joacy Bastos, revela que o interesse é de realizar essas partidas nas cidades de Mossoró e Natal. O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, o Banco do Brasil e as prefeituras das respectivas cidades se mostraram dispostas a realizar essas partidas no RN. Por isso, a última fase que resta, para que os jogos sejam confirmados, é o cumprimento do caderno de encargos da Confederação Brasileira de Futsal. “A Confederação se mostrou disposta a realizar essas duas partidas no Rio Grande do Norte, até porque quando as seleções de futsal e vôlei já vieram ao estado e foi sucesso total”, declarou o secretário.

O


esportes

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

[ JERNS ] Um dos esportes mais tradicionais esteve fora da competição, mas este ano contará com um torneio à parte que será disputada nos dias 25 e 27, no Aero Clube

KART

RALI

UCHÔA ESPERA LEI DE INCENTIVO

GESTUS ABRE AS INSCRIÇÕES

O projeto Linea Brasil Kart Team, que beneficia o piloto potiguar Victor Uchôa conseguiu aprovação no Ministério dos Esportes. A equipe do kartista estava batalhando por essa possibilidade de benefício fiscal há cerca de um ano e finalmente conseguiu a aprovação do projeto, o que não significa ainda a captação. Apesar de já ter sido aprovado, o projeto ainda não foi protocolado, o que deve acontecer na próxima semana, a partir da assinatura da presidente Dilma Rousseff. O clima é de otimismo por parte da equipe do piloto, que ver uma possibilidade real de melhorias na carreira do kartista e o fim de grandes dificuldades, que, por pouco, não o fez desistir da carreira.

O “Gestus Adventure” chega à sua terceira edição consecutiva e abre as inscrições amanhã na concessionária Ippon Suzuki, na avenida Salgado filho. A prova acontece no dia 29 pelas trilhas do litoral Norte. Na edição 2010 o Gestus Adventure arrecadou seis toneladas de alimentos, destinados ao projeto Caravana Natal Feliz (caravana.org.br). Para este ano, a organização tem uma meta de sete toneladas, ampliando o atendimento às famílias cadastradas. “Para nós é de fundamental importância essa parceria, pois conseguimos aumentar significativamente a quantidade de pessoas que receberam a doação”, explica o coordenador da Caravana, Leonardo Palitot. “Acreditamos em um número superior a 2010”, disse João Henrique, um dos diretores da Gestus.

[FUTEVÔLEI] ESTADUAL REALIZA ETAPA EM P. NEGRA DIVULGAÇÃO

O Torneio Estadual de Futevôlei realiza etapa às 9h, na quadra próximo ao Hotel Rifoles - Praia de Ponta Negra, promovida pela Federação Norte-Riograndense da modalidade com o apoio do Governo do Estado, através do Programa Cidadão Nota 10. O torneio contará com a presença de 16 duplas de vários municípios do Estado, dentre eles: Parnamirim, Macaíba, Canguaretama, Natal, Bom Jesus, etc.

Tênis retorna aos Jogos com realização de Festival epois da interferência da Federação Potiguar de Tênis, o tênis voltou a figurar nos Jogos Escolares do RN. Em 2009, a Codesp, órgão do governo do Estado responsável pela organização dos Jerns, resolveu “enxugar” o número de modalidades e tirou às que, no entender do órgão, não eram treinadas ou não tinham tradição nas escolas. O tênis acabou sendo penalizado, mesmo sob o argumento de ter contado com 92 atletas em 2008. “Através da Federação, conseguimos promover um torneio paralelo aos Jerns em 2009. Mas, no ano passado, realmente, não houve competição”, infirmou Arestides Barcellos, que recebeu da Codesp a promessa de que o tênis poderá voltar aos jogos oficialmente no ano que vem. Para este ano, a modalidade vai figurar nos Jerns na condição de Festival. As datas, inclusive, já foram definidas e a competição de tênis será realizada entre os dias 25 e 27, no Aeroclube Natal. “Não tem cabimento deixar uma modalidade olímpica fora dos Jerns, justamente, no momento em que o Brasil vai sediar uma Olimpíada (2016)”, alertou o presidente da FPT. Arestides quer aproveitar os Jerns para começar a definir a Seleção Potiguar de Tênis, uma equipe permanente que representará o RN em competições regionais, nacionais e até internacionais, a partir do próximo ano. “É pensamento da FPT formar uma equipe permanente, com pelo menos dez tenistas, entre 12 e 18 anos, que possam, sempre com apoio da Federação, estarem disputando torneios

JÚNIOR SANTOS

D

Presidente da Federação Potiguar de Tênis,Arestides Barcellos,comemorou a volta da modalidade

pelo país. Só assim, um tenista pode alcançar um nível de alto rendimento”, destacou, em primeira mão, Arestides. Hoje, o RN conta com seis novas promessas: André Cunha, Luis Henrique Marinho, Daniel Kuba, Everton Ruamar e Geverton Silva, todos com 16 anos de idade, além de Vitor Gussão, com 18. “Esses garotos formam um time de bom nível e sempre estão representando bem o nosso Estado. E como eles ainda têm idade escolar, tudo indica que vamos ter belos jogos durante os Jerns, principalmente, na categoria juvenil”, lembrou o presidente da FPT. EDUCAÇÃO São 550 atletas em 20 modali-

dades, 27 professores e três dirigentes. Os números por si só mostram a força do Colégio Marista de Natal em mais uma edição dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte (Jerns), que começam nesta sextafeira, às 8h, no ginásio da UFRN, com a tradicional solenidade de abertura. A filosofia da escola continua a mesma: transformar o evento esportivo em ferramenta de educação, disciplina e socialização. Medalhas e troféus estão em segundo plano; são frutos do desempenho natural na competição. “Aqui no Marista trabalhamos com a Mentalização, que prepara o aluno desportista para a competição, sempre pautado pela disciplina, espírito esportivo

e de colaboração, respeito ao próximo e às regras, consciência do ganhar e perder, inerente ao esporte. É assim que nossos alunos entram nas quadras, campos e piscinas. A vitória ou derrota faz parte e é consequência da competição”, destacou o Irmão Nilton Dourado, diretor do Colégio Marista de Natal. Lúcia Leiros, coordenadora de esporte da escola, fez questão de lembrar que do Marista já saíram vários atletas para o desporto potiguar e até brasileiro, casos de Amanda Juliana e Virna, no vôlei indoor, Bruno Fratus, atual destaque da natação nacional, Ivan, ex-atacante e atual assistente técnico do ABC, só para citar alguns.


6

esportes

| Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 23 de outubro de 2011

Time carioca não poderá contar com Botinelli, Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho contra o time paulista comandado em campo pelo fenômeno Neymar. A partida começa às 17h, no estádio do Engenhão [ BRASILEIRO SÉRIE A ]

Desfalcado, Fla recebe o Santos MAURÍCIO VAL

Flamengo começou a semana empolgado pela retomada da briga pelo título do Campeonato Brasileiro, mas a goleada sofrida na quarta-feira para a Universidad de Chile abalou os rubro-negros para a partida de hoje, às 17h (no RN) contra o Santos, no Engenhão. Sem poder contar com Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho, os cariocas terão pela frente os santistas embalados após a boa vitória sobre o Botafogo. O discurso no Flamengo é de manter o foco no Campeonato Brasileiro e não deixar a atuação desastrosa do meio de semana se repetir. O técnico Vanderlei Luxemburgo não poupou críticas a equipe e terá vários problemas para a partida contra o Santos. Suspensos, Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho estão fora. Provável substituto no meio, o argentino Bottinelli fraturou um osso do pé contra os chilenos e não joga mais neste ano. A tendência é a de que Luxemburgo escale Diego Maurício na vaga de Ronaldinho Gaúcho. No entanto, para o lugar de Thiago Neves, o treinador pode optar por Maldonado para reforçar o setor defensivo e liberar Renato Abreu, que conseguiu um efeito suspensivo nesta semana, para atuar mais ofensivo.

O

FICHA TÉCNICA FLAMENGO SANTOS Felipe,Leonardo Moura,Wellinton, Alex Silva e Júnior César;Airton, Willians,Maldonado e Renato Abreu; Diego Maurício e Deivid Técnico: Luxemburgo

Rafael;Danilo,Edu Dracena,Bruno Rodrigo e Durval; Adriano,Henrique, Arouca e Ibson (Renteria);Neymar e Alan Kardec Técnico: Tatá (interino)

Estádio: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ) Hora: 17h (no RN) Árbitro: Paulo H. Godoy Bezerra (SC) Assistentes: Carlos Berkenbrock (FIFA-SC) e Kleber Lúcio Gil (SC)

Para o lateral esquerdo Júnior César, a torcida rubro-negra terá papel fundamental na partida deste domingo. O jogador pediu para que o estádio fique lotado para apoiar o time em busca da vitória. “Nossa torcida é fundamental, independentemente de jogar sem Ronaldinho, Thiago, Bottinelli. São jogadores talentosos, que decidem e vão fazer falta, mas a torcida é fundamental. Temos chance de conquistar o Brasileiro. Tenho certeza que a nossa torcida estará lá para nos apoiar” disse.

Motivada depois de bater o Botafogo, com uma grande atuação dentro de casa, a equipe santista espera embalar uma boa sequência de resultados, para afastar definitivamente qualquer chance matemática de rebaixamento, por mais remota que seja, visando dar inicio ao período de preparação para o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. “Temos que manter a cabeça boa e somar pontos para podermos começar a pensar no Mundial. Porém, foi como eu falei antes do jogo contra o Botafogo: o nosso objetivo é retomar o bom futebol para chegar bem no Japão. E agora vamos ter mais um time dificílimo pela frente. O Flamengo também está brigando pela liderança e, por isso, temos que manter a concentração. Afinal, quando a nossa equipe está concentrada, é difícil ganhar da gente”, afirmou o goleiro Rafael. No entanto, o Alvinegro Praiano tem algumas ausências importantes para o confronto com o Rubro-Negro. Os meias Elano e Paulo Henrique Ganso seguem em tratamento de suas lesões e ainda não reúnem condições de jogo. O lateral Pará, que também se recupera de contusão, é outro vetado pelo departamento médico do clube.

lopesrn@hotmail.com

utebol é caro? Futebol tem que ser encarado como um negócio? É preciso que os clubes tenham planejamento e administrações profissionais? Sem dúvida que sim. A resposta para todos os questionamentos é sim, sim,sim. Mas um levantamento feito pela revista Placar trouxe os valores que alguns dos principais clubes do Brasil receberam na atual temporada e vão receber em 2012, as famosas cotas da televisão. Como o que nos interessa é a Série B, observem a desigualdade na briga que o ABC está travando com alguns times. A Portuguesa que já confirmou o acesso recebeu 15 milhões e 800 mil, o mesmo que Vitória, Sport, Guarani e Goiás. Para o ano que vem estes clubes devem receber algo em torno de 29 milhões, ao passo que ABC e Vila Nova, no outro extremo, receberam 1 milhão e 600 mil reais. Outro detalhe interessante é que mesmo com o montante recebido por Guarani e Goiás, os dois vivem situações terríveis na competição. É ou não é uma luta desigual? Quem é que tem mais poder de fogo para contratar dentro de uma mesma competição? É quem recebe 1 milhão e 600 ou quem recebe 15 milhões? Os números expostos pela Placar explicam as dificuldades encontradas pelo ABC para contratar os chamados jogadores “de nome” tão cobrados pela torcida e mesmo por parte da imprensa. O ABC teve condições de disputar com os clubes acima citados? E observem que ainda assim, o ABC está em situação bem mais tranqüila que Guarani e Goiás. Futebol não é apenas com dinheiro, é feito também com competência, mas que dinheiro ajuda, ajuda e muito, e apesar de alguns sustos até aqui o ABC tem sido competente.

F

ENGENHARIA POLÍTICA Mais um exemplo do que digo,foi a distribuição dos jogos da Copa no Brasil,quando a CBF agradou quem interessava agradar,casos cristalinos do Distrito Federal com Agnelo Queiroz,Belo Horizonte,com Aécio Nenes e de Fortaleza,leia Ciro Gomes“chegado”de Ricardão. Para agradar os amigos do“rei’a seleção vai rodar algo em torno de 10 mil quilômetros durante a Copa.

Fim de jogo, fim de papo RODRIGO SENA

Com contrato até 2012 com o ABC, Bileu interessa a equipes do Brasileirão. Vai ser dificil segurar o jogador.

ESTRUTURA APODRECIDA Já faz muito tempo que a estrutura do futebol brasileiro está podre e contaminada pelo vírus da incompetência e do descaso,com raras e honrosas exceções.O futebol brasileiro só ordenado com o advento do Estatuto do Torcedor,uma lei federal que obriga as entidades – CBF e federações – a dar transparência aos eventos,mas não houve nenhuma reforma estrutural no futebol.O caso mais emblemático é o que mergulhou o grupo E da Série C em um túnel escuro e que independente do que venha acontecer,já manchou a competição,já deixou marcas que serão lembradas para sempre.A CBF sai deste episódio,seja qual for o desfecho desmoralizada de A a Z,porque não tratou o caso com a seriedade que ele merecia. Fragilizada por uma série de denúncias que crescem cada dia mais, a confederação é dependente do apoio de líderes políticos em nível de Congresso Nacional,não para garantir mais uma reeleição na entidade,mas para evitar que Ricardo Teixeira e por extensão a CBF, sejam atingidos na fase de preparação da Copa de 2014.

Vanderley Luxemburgo fez críticas ao seu time após sofrer goleada

São Paulo tenta vencer e voltar ao topo da classificação

Marcos Lopes Disparidade no futebol

Cruzeiro espera acabar com o jejum de vitórias

FALTA SERIEDADE Não adianta querer culpar as federações estaduais pela podridão na CBF.As federações,na maioria absoluta dependem da confederação,já que não tem vida própria e vivem de arrecadações sazonais em campeonatos que via de regra são deficitários.Querer culpar os presidentes das federações e minimizar o problema.Onde é que anda o sempre tão diligente Ministério Público que não investiga com rigor as várias denúncias contra Ricardão e a CBF? E a republicana Policia Federal não poderia agir,já que existem indícios de lavagem de dinheiro e evasão de divisas? E a Receita Federal? Falta seriedade,falta vontade,falta tudo para moralizar o futebol no país do futebol e no país sede da Copa de 2014.

O gol de Luis Fabiano na vitória por 1 a 0 sobre o Libertad mudou completamente o clima até então de frustração no São Paulo. Já sem o peso de um jejum de seis jogos sem ganhar, o time já faz contas para se reabilitar no Brasileiro. E o Coritiba, adversário das 15h (no RN) hoje, no Morumbi, é o primeiro de uma sequência de três partidas que pode recolocar o time na briga. O Tricolor iniciou a rodada a seis pontos dos líderes e em sexto lugar, fora até da faixa que dá vaga na Libertadores. A confiança, contudo, é que é possível sonhar em ocupar o topo da tabela vencendo Coritiba, Vasco e Bahia, chegando às cinco rodadas finais com boas possibilidades de garantir a taça. “Com três vitórias seguidas, voltamos ao bolo, porque os que estão lá em cima vão perder pon-

tos ainda”, previu Lucas, em uma mistura de otimismo e confiança. “Já erramos tudo que tínhamos para errar no Brasileiro, mas estamos na briga ainda. Temos potencial e qualidade, nem tudo está perdido”, completou. Para colocar em prática o discurso do meia-atacante e triunfar pela primeira vez na liga nacional desde os 4 a 0 sobre o Ceará, em 16 de setembro, o time terá que transformar em fase a arrancada mais eficiente já sem Adilson Batista no banco. O técnico foi demitido no domingo e a vitória veio logo na quartafeira, sob o comando interino de Milton Cruz. “A fase não está boa, mas o jogo de quarta-feira melhorou para o clima ser só de vitória. Vamos mudar essa maré”, assegurou Lucas, que compõe o único setor que deixa Milton Cruz em dúvida.

Sem vencer no returno do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro vai tentar contra o AtléticoGO, hoje, às 17h (no RN), na Arena do Jacaré, fazer valer o mando de campo, algo que não acontece há mais de dois meses na Raposa. Um revés pode culminar com a equipe celeste figurando na temida zona de rebaixamento. O último triunfo celeste como mandante aconteceu em 20 de agosto, contra o Ceará, em Uberlândia (MG). Para acabar com a fase ruim, o técnico Vágner Mancini prega respeito ao Dragão goiano, mas frisa a necessidade de uma vitória, deixando claro que para os jogadores do Cruzeiro, essa será a partida mais importante da temporada. “É o jogo mais importante do ano. Neste momento, a gente tem que entender dessa forma e mobilizar todos. O torcedor tem que fazer a parte dele e a gente tem que fazer a nossa. Não dá para esperar mais. Embora tenha uma equipe do outro lado, que vive um excelente momento no campeonato, que deve ser respeitada acima de tudo, mas é hora de a nossa equipe voltar a vencer”, declarou. O comandante celeste aproveitou a semana de treinamentos para tentar acertar algumas falhas que foram apresentadas pela equipe em jornadas anteriores. Mancini quer o time cruzeirense marcando melhor os adversários. Segundo ele, a Raposa tem dado muitos espaços, e isso tem contribuído para a série de resultados ruins. “A gente rouba muito pouco a bola. A gente combate muito pouco ainda. A gente deveria ter mais equilíbrio nisso. Se você tem uma equipe técnica, como nós temos, ela tem de ser um pouco mais agressiva em outros sentidos para que você possa comandar o jogo”, afirmou. Há 11 jogos sem vencer, o Cruzeiro terá de lidar com desfalques contra o Atlético-GO. Uma mudança certa acontecerá no ataque. Wellington Paulista será obrigado a cumprir suspensão automática e não poderá atuar. Além dele, os volantes Everton e Charles ficam fora por ordem médica


esportes

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

[ SÉRIE A ] Equipe vascaína vai até Salvador precisando vencer para continuar na briga pelo título. Já os baianos de Joel Santana querem os três pontos para se distanciar do Z-4

Apito Final EVERALDO LOPES - elopes@tribunadonorte.com.br

O Rio pode sobrar

ALEXANDRE LOUREIRO

or esta os cariocas não esperavam: eles só verão a Seleção Brasileira na Copa de 2014, se o time de Mano Menezes chegar à final. Com a abertura do Mundial no Itaquerão/SP, a seleção “canarinho” ficará jogando por outros estádios as fases intermediárias, isto é, oitavas e quartas de final, e semifinais. O grande problema é que numa Copa, fácil é programar o jogo de abertura, porém jamais quais as seleções que decidirão. É o chamado óbvio ululante, como Nelson Rodrigues gostava de citar.

P

ALECRIM CENTENÁRIO Dia 23 de outubro de 1911. Nessa data, a cidade dos Reis Magos festejava a oficialização do Alecrim como o quarto bairro de Natal. Antes, surgiram a pioneira Ribeira, a Cidade alta e Petrópolis, seguindo-se, lentamente, Lagoa Seca, Tirol das famílias mais abastadas, Quintas profundas, o Baldo... No Alecrim, entre 1915 e 1917 surgiu o clube com esse nome.

Árbitros e sopradores Com a demolição do estádio João Machado – quase concluída, muitos leitores têm enviado e-mails a esta coluna dando sugestões para matérias focalizando os principais lances que tiveram o “colosso de Lagoa Nova” como palco. Um dos leitores – Amílcar Amaral (confessa ser testemunha ocular desde 72) sugere que sejam lembrados os nomes dos grandes árbitros brasileiros (e internacionais, se for o

Fora de casa, Vasco mede forças contra o Bahia

caso) que um dia atuaram no Machadão. Sobre arbitragem internacional no Machadão, lembro ao leitor, que só aconteceu durante a Mini-Copa, em 1972, quando o ainda Castelão recebeu as seleções nacionais de Portugal, Chile, Equador e Eire. Os dois árbitros mais conhecidos que atuaram na ocasião foram o argentino Angel Coerezza e o francês Michel Kitavijian, ambos do quadro Fifa.

ÁRBITROS (2) Atendo ao leitor Amilcar, priorizando os melhores árbitros brasileiros que aqui vieram para apitar decisões dos Estaduais – a maioria para o clássico ABC x América, até porque os dois clubes davam prioridade aos árbitros Fifa. Eis alguns nomes, uns se saindo bem, outros chegando a irritar a torcida. O primeiro a vir foi o polêmico Armando Marques em 1973, em 1974 Arnaldo César Coelho (hoje analista da Globo), em 1975 José Favile Neto, em 1976 Dulcídio W. Bosquilia (falecido), em 1979 o gaúcho Luiz Zetermann, em 1985 o mineiro Edson Amorim, em 1988 Aluísio Viug, em 1989 Ulisses Tavares, em 1990 o gay Valter Senra (apelidado de Margarida do apito), Romualdo Arp Filho e Emídio Marques de Mesquita.

isposto a se isolar na liderança do Campeonato Brasileiro, o Vasco, que chega para esta 31ª com os mesmos 54 pontos do Corinthians, visita o Bahia hoje, às 15h(no RN), no Estádio Pituaçu, em Salvador (BA). Para ficar sozinho em primeiro lugar, além de ganhar o Cruzmaltino, que vem de triunfo de 2 a 0 sobre o Atlético-MG, vai precisar ganhar e torcer para que o Timão tropece no Internacional em duelo programado para o mesmo horário. Se analisar a tabela de classificação a tarefa do Vasco não parece das mais complicadas, pois o Bahia, que empatou sem gols com o Coritiba no último fim de semana, tem 36 pontos e flerta com a zona de rebaixamento. O problema é que o Tricolor baiano virou uma espécie de terror dos cariocas neste Campeonato Brasileiro. Na competição nenhum time do Rio de Janeiro conseguiu superar o Bahia. No primeiro turno, O Vasco sofreu quando recebeu o Tricolor baiano em São Januário e empatou por 1 a 1. Naquela ocasião, os baianos abriram o placar e os vascaínos arrancaram a igualdade apenas nos acréscimos do segundo tempo. Contra o Flamengo, o time da Boa Terra empatou por 3 a 3 em casa, mas deu um banho no Rubro-Negro no Rio de Janeiro, com um 3 a 1 que acabou saindo barato para Ronaldinho Gaúcho e companhia. O Fluminense, por sua vez, foi uma presa fácil para o Bahia. No primeiro turno, os baia-

D

O meio-campo Diego Souza vem sendo o grande nome do Vasco na disputa pelo título brasileiro

nos ganharam por 1 a 0 no Rio de Janeiro. No returno, em casa, os nordestinos venceram por 3 a 0. O Botafogo não foi derrotado pelo Bahia, mas também não ganhou. Primeiro empatou fora de casa por 1 a 1 e, na capital carioca, ficou no 2 a 2. O histórico ligou o sinal de alerta dos vascaínos. “Será um dos jogos mais complicados que vamos enfrentar nesta reta final de Campeonato Brasileiro. O Bahia é muito forte jogando em casa e sabe que precisa fazer o resultado para diminuir o sofrimento nas rodadas finais”, afirmou o zagueiro Dedé.

Os nossos

Destaques

Destaques (2)

A arbitragem paulista teve um nome destacado, representado pelo mossoroense Olten Aires de Abreu, do quadro nacional. Olten nasceu em Mossoró, mas aos cinco anos sua família foi morar em São Paulo, e lá ele ficou famoso. Apitou grandes clássicos paulistanos. Hoje, é advogado, com banca instalada.

A arbitragem do RN projetou dois assistentes internacionais: Teodoro de Castro Lino e Milton Otaviano, ambos norte-riograndenses. Recentemente, o apito potiguar teve como destaque, João Alberto Gomes Duarte, do quadro nacional, apitando inclusive, série “A” no Maracanã. Aposentou-se ano passado, compulsoriamente.

HUMOR Se a mulher de 20 anos fosse uma bola de futebol, seriam 22 homens correndo atrás dela, se tivesse 30 anos seria uma bola de basquete com 10 homens correndo atrás dela, se tivesse 40 anos seria uma bola de golfe, com um homem correndo atrás dela...

HUMOR (2) Se tivesse 50 anos, seria uma bola de ping pong, pra lá e pra cá. Se tivesse 60 anos, seria a bola sete do jogo de sinuca, (bola de cor preta), os dois jogadores queriam encaçapar primeiro as outras bolas coloridas (a verde, vermelha, amarela, azul...) …

ESPORTES EM DEBATE O programa deste domingo na rádio Globo foge um pouco da rotina, sendo dada vez ao abecedista Leandrão, falando sobre sua vida de profissional da bola, inclusive jogando no exterior. Os horários são o de verão, isto é, 6h e 13h

MÁ VONTADE No portal www.uol.com.br uma visível má vontade, quando relaciona cidades que não têm clube na série “A” (Natal e outras) como sem tradição no futebol. É o fim da picada. Enviado pelo leitor Onildo Leiros.

VASCO Marcelo Lomba, Gabriel,Paulo Miranda,Titi e Dodô (Ávine);Fahel, Fabinho,Hélder e Maranhão; Jones e Souza. Técnico:Joel Santana

Fernando Prass, Fagner,Dedé, Nilton e Felipe; Jumar,Eduardo Costa,Allan e Diego Souza;Eder Luis e Elton Técnico: Cristóvão Borges

Estádio: Pituaçu, em Salvador (BA) Horário: 15h (no RN) Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF) Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Marrubson Freitas (DF)

Grêmio confirma interesse no atacante Kléber

Em 1991 veio Léo Feldmann, em 1993 Renato Marsíglia (hoje também na Rede Globo), em 1996 Márcio Resende de Freitas, em 97 o cearense Dacildo Mourão, em 1999 Reinaldo Ribas/RJ, em 2000 Marco Antônio Colares, em 2003 Carlos Eugênio Simon (apitou na Copa 2010), em 2005 o mineiro Alício Pena Júnior, em 2006 Wilson de Souza Mendonça. Depois, com o América na série “A” em 1997, 1998 e 2007 outros árbitros do chamado primeiro time da Conaf apitaram em Natal. As decisões que não tiveram arbitragem do eixo Rio/S.Paulo/Minas é porque os clubes locais resolveram dar vez aos nossos, até como economia.

Duarte, Afrânio Messias, Guaracy Picado, Ailton Messias, Jáder Correia e outros que, apesar de seguros, nunca apitaram uma decisão. São os casos de Wellington Ramos, Nelson Luzia, Múcio Trindade, Antônio Lira, Ubirajara de Freitas, Antônio Cipriano, Brasil Gadelha e Barros Neto.

BAHIA

MIGUEL SCHINCARIOL

ÁRBITROS (3)

É justo citar alguns bons árbitros norte-riograndenses que fizeram parte da história do Machadão, ressaltando que muitos deles apitaram decisões de Estaduais e se saíram bem. Cito Luiz Meireles, Níldeme Antunes, César Virgílio, Charles Eliont, Wilson da Conceição, Francisco Canindé, João Alberto Gomes

FICHA TÉCNICA

Liédson tem a responsabilidade de marcar os gols corinthianos

Corinthians e Internacional fazem confronto direto O Corinthians vai a Porto Alegre às 15h (no RN) hoje, para enfrentar o Internacional, em duelo direto válido pela da 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O adversário está sete pontos atrás da equipe paulista (que lidera a competição, com 54 pontos conquistados), contudo pode voltar à briga pelo título em caso de vitória. “É concorrente direto, e tem mais seis equipes brigando pelo título. Se a gente ganhar, tira deles essa possibilidade. É um jogo muito importante, que vale muito para nós”, disse o goleiro Júlio César. Para esta partida, o técnico Tite ainda tem dúvidas a respeito da equipe titular. O lateral esquerdo Fábio San-

tos se recuperou de lesão no joelho esquerdo, mas ainda tem feito treinamentos físicos. Se não puder voltar, a opção mais provável para o setor é improvisar o lateral direito Welder. No ataque, Jorge Henrique volta de suspensão, mas deve começar no banco de reservas. Já Emerson e Adriano ainda são dúvidas para viajar. Para o Inter o sonho está em jogo. Vencer o líder o permite seguir sonhando em ser campeão brasileiro. O apoio é considerado indispensável para encarar um adversário que virou rival ferrenho. Para que nada dê errado, a torcida foi catequizada durante a semana.

O Grêmio trabalha nos bastidores para fechar com a sua primeira grande contratação para 2012. O objetivo é Kleber, do Palmeiras. O atacante não possui mais ambiente no clube paulista e os dirigentes gremistas se mexem para acertar a sua vinda. Há duas possibilidades de negócio. A primeira é o Tricolor pagar cerca de R$ 4 milhões por 50% dos direitos econômicos do jogador que pertencem ao Palmeiras. O Cruzeiro é dono da outra metade. Outra hipótese é ocorrer um troca-troca. O Verdão sonha em ter o meia Douglas, mas ele é considerado vital ao time gaúcho.

Atlético/PR e Cearáduelam em clima de decisão Em clima de final de Copa do Mundo, Atlético Paranaense e Ceará duelam hoje, às 16 horas (no RN), na Arena da Baixada, pela competição paralela que se formou na parte de baixo da classificação do Campeonato Brasileiro. Se vencer, o Furacão fica a um ponto do adversário, mas segue na zona de rebaixamento. Um tropeço ajuda o Vovô e afunda a equipe da casa nos braços do fantasma da degola. O técnico Antônio Lopes pode escalar o time como três novidades. A primeira delas é a efetivação do volante Cléber Santana como titular depois de duas rodadas entrando no segundo tempo. Recuperados, o zagueiro Fabrício e o atacante Nieto treinaram e também deve ir par ao jogo. A dúvida é a presença de Paulo Baier, que sentiu dores musculares durante a semana. A princípio o meia não preocupa,mas a definição deve ficar para o dia da partida. Para o Delegado, no entanto, o principal reforço deve vir das arquibancadas. “A torcida sempre fez a diferença aqui, empurra o time, ganha jogo. É importante a presença deles, por isso a gente vem pedindo esse apoio. Sempre falo para os nossos jogadores que os outros times sempre têm medo de jogar na Arena”, afirmou o treinador Antônio Lopes.


esportes 8 | Natal Rio Grande do Norte | Domingo| 23 de outubro de 2011

ALECRIM

quer uma nova casa ALVIVERDE PODE RELEMBRAR ÉPOCA DE OURO QUANDO TINHA SEDE CAMPESTRE, CASO ACEITE PROPOSTA DE UM EMPRESÁRIO PARA TROCAR A SEDE ATUAL POR UMA ÁREA NA ZONA NORTE FELIPE GURGEL Repórter de Esportes

bairro do Alecrim é considerado um dos principais centros comerciais de Natal. Lá, pode se encontrar lojas de roupa, eletrodomésticos, utensílios em geral, lojas de peças de carros, lanchonetes entre outros comércios. Foi lá também, que em 15 de agosto de 1915 foi fundado o Alecrim Futebol Clube. A ideia inicial que motivou a fundação do clube esmeraldino tinha como objetivo principal ajudar de forma filantrópica as crianças pobres do bairro que lhe deu origem. Mas, com o crescimento de ABC e América no futebol, o clube decidiu entrar nas disputas locais. A primeira sede do alviverde foi fundada na antiga Avenida 2, atualmente Presidente Bandeira. Depois, o Monsenhor Walfredo Gurgel cedeu um terreno na Avenida Alexandrino de Alencar, para o clube montar sua nova sede. Os dirigentes, na época, decidi-

O

ram negociar parte da nova sede com um proprietário de um posto de combustível e com o dinheiro fundaram a sede campestre, do Alecrim, em uma área de 17 hectares, entre os municípios de Parnamirim e Macaíba. Lá, foi construído, além das áreas de lazer, como piscinas, restaurantes, praças para as crianças, um centro de treinamento para o time de futebol profissional. Dois campos oficiais, alojamentos, toda a infra-estrutura necessária que um clube necessita. “Hoje, o ABC se orgulha em dizer que tem 10 mil sócios. Isso o Alecrim tinha nos seus tempos áureos, na década de 80, quando foi fundada a sede campestre. Ali sim, era um local para toda família alecrinense, onde se podia passar o dia aproveitando as piscinas, campos, quadras”, relembra o vereador Aquino Neto, que atualmente é uma espécie de colaborar da atual direção alecrinense. Mas, desde a última conquista do Alecrim, na década de 80, o clube vem atravessando sérios pro-

blemas financeiros. A sede campestre alviverde, foi quase toda vendida para pagar dívidas trabalhistas. Com isso, o clube foi vendo seu patrimônio diminuir e acabou comprando uma acanhada sede na rua dos Caicós, retornando ao bairro de origem. Desde o início da década de 90, que o Alecrim vem treinando em campos cedidos por terceiros. Já passou pelo estádio Juvenal Lamartine, no Quartel da Polícia, no campo da Marinha e no estádio Tenente Luiz Gonzaga, em Parnamirim. Mas, parece que os dias de vacas magras para o alviverde estão no fim. Um empresário de Natal procurou a direção do clube com uma proposta tentadora: em troca do espaço da sede social, ele constrói um centro de treinamento completo na zona norte da cidade. Uma opção que vem sendo analisada, ainda que de foram extra oficial, com bastante carinho da direção alecrinense. “ Não posso revelar o nome do

empresário que nos fez essa proposta. Mas, só o fato dele ter vindo nos procurar, mostra que o negócio é sério. Ele disse quem tem alguns terrenos na zona norte, e que poderíamos escolher em qual construir o CT. Com campos, alojamentos, restaurante, tudo. Na verdade, o projeto é ter o centro de treinamento e também uma sede social. Tudo simples, do jeito do Alecrim”, adiantou Orlando Caldas, presidente do alviverde. O mandatário verde revelou que as conversas começaram há 15 dias e tiveram que ser interrompidas por causa de uma viagem de negócios do empresário interessado. A possibilidade dos moradores do bairro acharem ruim a mudança de endereço do clube, para o outro lado de Natal, parece não incomodar o dirigente alecrinense. Orlando Caldas acredita que tudo é para a sobrevivência do Alecrim como clube de futebol. “Ainda não aconteceu nenhum conversa oficial com os conselheiros, mas já mantive contato

RODRIGO SENA

A atual sede social do clube, serve apenas para despachos administrativos

com 10 integrantes do Alecrim e as conversas foram boas. Não tem como alguém ser contra a essa proposta. Só quem for contra ao Alecrim”, afirmou Caldas. O quadro de conselheiros do Alecrim, conta atualmente, com 20 integrantes e mais sete suplentes. São eles que vão decidir por aprovar ou não o projeto do empresário potiguar. A maquete deve ser apresentada ainda este ano. Caso o projeto seja aprovado, as obras devem começar no primeiro bimestre de 2012 e a conclusão do novo centro de treinamento iria servir para o clube, apenas na disputa da série C do próximo ano, caso o Alecrim se classifique. Isso acontecendo, o centro de treinamento pode se transformar em um pequeno estádio. “O projeto contempla uma área que podemos construir arquibancadas. Nada muito grande, até porque, mil torcedores do Alecrim já seriam mais do que suficiente para lotar um estádio nosso”, brincou o presidente do clube. RODRIGO SENA

O presidente do Alecrim, Orlando Caldas, está confiante no nono projeto verde

Problemas financeiros podem terceirizar futebol do clube Nesses quase 100 anos de história, o Alecrim conquistou o campeonato potiguar de futebol em sete oportunidades: 1963, 1964, 1968 ( de forma invicta), 1985 e 1986. Os alecrinenses contam também o título de 1925, mas a Federação Norte-riograndense de Desportos, que comandava o esporte no Estado, não reconheceu o título do alviverde, alegando que o clube era amador. Desde a conquista da última taça, na metade da década de 80, que o Alecrim vem passando por problemas financeiros, que vem se refletindo

dentro de campo. O último suspiro de melhora, aconteceu em 2009. O alviverde se classificou para a série D do Brasileiro e conseguiu conquistar uma das vagas para a série C de 2010. Mas, o que parecia ser um novo capítulo na vitoriosa história do clube, terminou antes de começar, de forma melancólica. Na sua primeira temporada na série C, o time foi rebaixado e voltou para a quarta divisão esse ano. Chegou a brigar por uma das vagas na segunda fase da disputa, mas, sem um bom planejamento, ficou pe-

lo meio do caminho. Mas, assim como o projeto do CT pode trazer novos dias ao clube, outra saída seria a terceirização do setor de futebol. “Existe interesse de empresários daqui do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Alagoas interessados em assumir o futebol do Alecrim. Mas, não tem nada definido, nem conversado com ninguém. Apenas especulações. Temos que ter alguns cuidados com essas parcerias. Se acertarmos e por algum motivo não dê certo, o ônus fica apenas para o clube. Já

perdemos uma sede por causa de dívidas trabalhistas e não vamos cometer novamente esse erro. Então, vamos nos cercas com algumas garantias, para, caso aconteça essa parceria no futebol, o Alecrim não seja penalizado”, disse Orlando Caldas. O receio vem de duas negociações para terceirizar o futebol do Alecrim, que foram mal sucedidas. A primeira, com um time de Portugal e a segunda com a equipe do Santos. O presidente alviverde, explica o que aconteceu. “A negociação com o clube português

não andaram, pelo fato de que o técnico de lá, que é brasileiro, não aprovou os jogadores que nós mandamos. Logo em seguida, o presidente do clube teve que se tratar de um câncer e tudo parou. Com o Santos, foi diferente. Estava tudo certo, mas surgiu um clube querendo atravessar a negociação o que acabou atrapalhando. Mas, mantive contato, recentemente, com um dirigente santista e ele me informou que está disposto a negociar novamente”, revelou esperançoso, o mandatário do Alecrim.

Planejamento para 2012 já começou Mesmo envolto a várias indefinições, como a construção de um novo centro de treinamento e também a terceirização do futebol alviverde, o planejamento para a temporada 2012 já está em pauta. O principal é chegar a um consenso sobre o nome do treinador para a disputa do campeonato potiguar. O treinador Carlos Gutemberg, que treinou o time na série D desse ano, aparentemente desenvolveu um bom trabalho no clube e o nome dele surge com mais força para montar o novo elenco alecrinense. “O Berg é um dos nomes que estamos analisando para o próximo ano, mas não temos nada definido, ainda. Vamos conversar na próxima semana com o restante dos dirigentes, para traçar o planejamento para 2012”, adiantou Orlando. Um dos problemas enfrentado pelo verde é a demolição do estádio Machadão. Como nesse temporada, a tendência é que as partidas da próxima temporada, continuem sendo disputadas na cidade de Goianinha, no estádio Nazarenão. Mas, o presidente do Alecrim revelou que existe o interesse de outros municípios em receber jogos do time no campeonato estadual. “A prefeitura de Nísia Floresta e a de São Miguel do Gostoso já vieram nos procurar, mostrando interesse em receber jogos do Alecrim. Mas, a princípio, deveremos continuar em Goianinha”, afirmou. O time deve ser composto, principalmente, por jogadores jovens. “O bom de fazer parte do Alecrim é que não sofremos pressão como é no ABC e no América, que tem que ser campeão todo ano. Vamos tentar montar um elenco com jogadores jovens, para preparar esse time para daqui há três anos”, revelou Aquino Neto. Sobre a saída de Ferdinando Teixeira do comando técnico do Alecrim, que deixou o clube no meio da preparação para a série D do Brasileiro, para assumir a equipe do Fortaleza, na série C, o dirigente máximo do clube afirma que não guarda nenhuma mágoa do ex-treinador. “Muito pelo contrário. Ferdinando, quando soube do interesse do Fortaleza, ligou para mim, para saber se podia negociar. Não foi feito nada pelas nossas costas. E, vou além. Ferdinando ajudou o Alecrim, não só dentro de campo, como também financeiramente. E, tenho certeza de que vamos contar com ele na preparação do elenco para a próxima temporada”, finalizou.


EM ‘A VIDA DA GENTE’, FERNANDA VASCONCELLOS FICA OITO HORAS SEM SE MEXER PARA GRAVAR AS CENAS DE COMA

revista da tv Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 23 de outubro de 2011

A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

[ PÁGINA10 ]

SUCESSO NOS ANOS 1970,“DANCIN’DAYS”, COM SÔNIA BRAGA E ANTONIO FAGUNDES (FOTO),É LANÇADA EM DVD E GANHA NOVA VERSÃO EM PORTUGAL. [ PÁGINA 11 ]

“O ASTRO”CHEGA AO FIM NESTA SEXTAFEIRA COM FUGA SURPREENDENTE DE HERCULANO E REVELAÇÃO DO ASSASSINO DE SALOMÃO HAYALLA.

DUPLA FACE COMO É A VIDA DOS ARTISTAS QUE DISPENSAM OS CONTRATOS DE EXCLUSIVIDADE E DÃO EXPEDIENTE EM MAIS DE UM CANAL [ PÁGINAS 6 E 7 ]

[ PÁGINA 3 ]

Danilo Gentil: no ar na Band e também no Comedy Central


Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

Inter TV/Cabugi – Canal 11 Inter TV/Cabugi – Canal 11

revista da tv

Domingo | 23 de outubro de 2011

TERÇA

QUARTA

QUINTA

SEXTA

Em um telefonema misterioso, Beatriz diz que Gabriel fará outro exame e Cristal e Babi não atrapalharão mais. Ziggy se assusta ao perceber que o notebook com o qual Natália trabalhava apresentou o erro 1046. Gabriel descobre que tem mesmo um tumor e liga para Beatriz.

Laura faz uma surpresa para Guido e o convida para sair. Ziggy tenta explicar para Natália que Ademir reclamou de sua presença, mas ela entende como um pedido de casamento. Cristal e Babi ficam penalizadas ao confirmar que Gabriel tem um tumor.

Juarez garante para Beatriz que acompanhará o caso de Gabriel pessoalmente. Jefferson reclama com Dieguinho de uma forte dor nas costas. Igor conta para Betão que criou um perfil falso para conversar com Débora na internet. Laura se assusta ao ver Juarez na TV.

Fôjo promete consertar o notebook dos meninos, mas Natália tem outra ideia. Betão convida Babi para sair. Cristal conta para Ziggy sobre a doença de Gabriel. Gabriel tem a visão de um cemitério e acha que Douglas esteja querendo lhe mostrar onde está enterrado.

Maria obriga Matias a prometer que continuará trabalhando na casa de Jonas até se formar.Lúcio convence Eva a aceitar que Ana receba a visita de parentes e amigos. Manuela encontra Júlia e Rodrigo fica feliz. Maria propõe que Manuela abra um negócio com ela e Iná a incentiva.

Eva proíbe a enfermeira de usar o CD que a filha deixou para Ana. Jonas decide mudar seu visual. Eva pede a segunda opinião de um médico sobre o estado de Ana. Iná garante a Manuela que Laudelino emprestará o dinheiro para ela começar seu negócio com Maria.

Manuela comenta com Maria que pretende chamar Rodrigo para administrar o negócio. Laudelino revela a Iná que não poderá emprestar dinheiro para Maria e Manuela. Manuela leva Júlia para a casa da avó. Iná termina o namoro com Laudelino.

Laudelino tenta se reaproximar de Iná. Cris tenta falar com Jonas na academia, mas ele não dá lhe atenção. Rodrigo e Manuela vão conversar com uma psicóloga sobre Júlia. Jonas faz as pazes com Cris e pensa em propor que seu irmão, Lourenço, seja o doador da inseminação.

Jonas manda Cléber levantar informações sobre Lourenço na faculdade em que ele trabalha. Dora se recusa a falar com Marcos sobre o envolvimento deles. Iná sugere que Manuela convide Rodrigo para morar com elas. Jonas encontra Lourenço na saída da universidade.

Binho interrompe o beijo de Pilar e Pedro e deixa a vilã irritada. Alice é simpática com Pilar e Binho fica cismado com esse excesso de atenção. Roberta tenta se aproximar de Binho, que observa Pedro e Pilar. Pedro tenta seduzir Pilar novamente e a deixa tensa.

Tomás beija Maria para fazer ciúmes em Carla. Pedro invade o quarto de Alice e a beija. Roberta tenta convencer Márcia a contar a verdade para Téo. Artur e Cilene contam a Genaro que estão juntos e deixam o italiano assustado. Márcia conta a Téo que beijou outra pessoa.

Pedro fica feliz em ver que seu plano está dando certo. Pedro e Alice se declaram um para o outro e se beijam. Tomás e Carla brigam. Roberta e Artur se beijam no quarto dos meninos. Artur e Cilene se beijam. Jonas briga com os dois. Bruna separa os casais do grupo de dança.

Jonas briga com Vicente por autorizar um grupo de dança em seu colégio. Téo conta a João e Binho sobre o término de seu namoro e pede um conselho aos amigos. Franco tenta convencer Dadá e Beth a deixarem Beatriz e Raul a serem modelos de sua nova coleção teen.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

Belezinha perde o concurso e Íntima culpa Agenor. Felizardo leva Damiana para fazer compras em João Pessoa. Deusa acompanha o enterro do marido, o Conde de Villiers, em Paris. Vicente encontra Claudia no aeroporto. Rubinho vai buscar Claudia e a encontra com Vicente.

Rubinho sente ciúme de Claudia e Vicente. Raíssa admite a Sebastião que está com o bilhete. Rubinho pede a mão de Claudia, mas propõe que casem em segredo. Brigitte conta para Maruschka que Claudia ganhou um anel de noivado. Claudia e Vicente se encontram.

Vicente e Claudia relembram o beijo que trocaram em Cartagena. Maruschka liga para Alberto e avisa que Rubinho ficou noivo de Claudia. Felizardo leva Damiana à confecção. Camila briga com Ricardo e desabafa com Claudia. Regina pede abrigo no apartamento de Claudia.

Temendo que Regina descubra alguns segredos, Alberto impõe a Maruschka a reconciliação com a governanta. Claudia se encontra com Vicente. Brigitte convence Agenor a lhe dizer quem é a costureira da Shunel. Claudia e liga para Vicente.

Sarita repreende Grace Kelly por não ter ouvido Deusa. Damiana tira uma mecha de cabelo de dentro da bolsa e Locanda vê. Sarita devolve o cheque que Alberto doou para o orfanato. O bilhete de Sebastião é sorteado e Brites diz que ele não dividirá o prêmio com Raíssa.

Solange chega com os policiais em casa e Baltazar é preso em flagrante. Teodora pressiona Griselda a lhe dar dinheiro. Teodora vai à escola de Quinzinho, mas encontra Quinzé, que tenta impedi-la de ver o filho. Celeste vai à delegacia falar com Baltazar.

Patrícia diz a Antenor que pode pensar em reatar o namoro se ele provar que mudou. Celeste presta queixa contra Baltazar. Íris e Alice chegam ao “Le Velmont” e Vanessa fica aflita com a invasão das duas. Esther afirma a Paulo que vai ter um filho.

Patrícia diz a Tereza Cristina que vai sair de casa. Esther pede que Márcia mantenha sigilo sobre a crise entre ela e Paulo. Severino cobra a conta do restaurante de Íris e ela liga para Tereza Cristina, que a manda se entender com Renê. Antenor procura Patrícia.

Tereza Cristina diz que pagará um advogado para tirar Baltazar da cadeia. Dr. Barbosa vai à delegacia e Renê recrimina Tereza Cristina por querer libertar Baltazar. Griselda chama Celeste para ser sua sócia e abrir um restaurante com ela.

Celeste convence Griselda a chamar Antenor para ir a sua casa. Baltazar é libertado. Solange se apavora ao ver Baltazar chegar em casa. Griselda decide ir ao Marapendi Dreams em caravana para exigir seu direito de morar onde quiser.

Regina e Patrícia discutem. Carlos aceita as desculpas de Francisco. Francisco entra na penitenciária com um celular. Ele pede que Ernesto grave a confissão de Ivan que inocente Rita. Francisco acha que Patrícia planeja prejudicar Rita novamente.

Convencida por Augusta, Rita decide ligar para Francisco. A dançarina pede que o namorado lhe faça uma visita. Cleber diz a Regina que o garçom que roubou o brinco de Rita desapareceu. Francisco e Patrícia chegam à casa dos irmãos do milionário.

Francisco é rejeitado por seus irmãos. Ivan dá uma declaração falsa para que Ernesto grave, e diz que Rita é culpada pelo sequestro. Welligton aplica anabolizante novamente. Adalberto sela um pacto com Regina. Rita termina o namoro com Francisco.

Adalberto visita Ivan na cadeia. Em troca da liberdade de Rita, o exmecânico se oferece para acabar com os outros integrantes da turma do bolão. Cleber conta para Regina que Francisco encontrou seus irmãos com a ajuda de Patrícia.

Jeová procura Duarte e diz que Fritz é uma assassino em série de garotos de programa. Bete e Luís reatam. Violeta tenta convencer os guerrilheiros a planejarem uma ação para sequestrar Filinto. José diz ao coronel Santos que Dr. Ruy lhe aplicou uma injeção.

Jandira diz a Batistelli que não aguenta mais a forma como ele olha Violeta. José revela a coronel Santos que pensa em desertar do Exército e se juntar a Maria. Batistelli fala a Maria que não tem mais paciência com a obsessão dela por José.

Telmo revela a Maria que José está preso no quartel. Maria fica radiante com a notícia. Batistelli conta a Maria e Jandira que tem planos para uma nova “expropriação”. Lobo Guerra manda Filinto soltar José. Filinto contesta o pai. José é libertado.

Telmo diz a Maria que José vai ser liberado. Lobo Guerra diz para Filinto colocar na cabeça de uma vez por todas que Violeta é a própria Olivia. Na frente do pai, José conta a Ana que foi espancado e torturado por Filinto. Lobo Guerra expulsa José.

Lili avisa a Márcio que viu Magda ao telefone com Samir. Nina pede desculpas a Herculano. Beatriz se alia a Herculano para provar que Samir matou Valéria. Nina revela a Márcio que foi chantageada por Samir. Felipe é morto dentro da prisão.

Amanda perdoa Herculano. Márcio demite Samir. Clô avisa a Márcio que Samir planeja interná-lo. Henri e Artur ajudam Neco e Ubiraci a sequestrar Alan. Amin pede ajuda a Beatriz, que cai em uma armadilha e é surpreendida por Samir.

Elizabeth e Eustáquio chegam no momento em que Samir tenta matar Beatriz. Neco atira em Herculano, mas Alan entra na frente. Herculano tem visões e quase descobre o assassino de Salomão, mas só diz ser mais de uma pessoa. Herculano se despede e desaparece.

A EMISSORA NÃO DIVULGOU O ÚLTIMO CAPÍTULO.

SEGUNDA

SÁBADO

MALHAÇÃO ID Natália descobre que os pais de Alexia a levarão para o Canadá. Gabriel impede Cristal de acompanhá-lo no novo exame. Débora comenta com Michele que não gostou de ter ficado com Betão. Betão aumenta a aposta que fez com Filipe para ficar com Babi.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

A VIDA DA GENTE Vitória diz para Eva que exige receber parte dos recursos que Ana ganhará de seu patrocinador. Manuela escreve no blog que fez para Ana. Dora e Marcos conversam sobre questões conjugais e acabam se beijando. Eva se enfurece ao ver Iná com Ana e as duas discutem.

TV ponta Negra– Canal 13

TV Tropical – Canal 8

Inter TV/Cabugi – Canal 11

Inter TV/Cabugi – Canal 11

TV Tropical – Canal 8

REBELDES

Inter TV/Cabugi – Canal 11

2

Alice fica feliz ao saber que Pedro ainda se importa com ela. Diego diz a Roberta que quer voltar a namorar com ela e a rebelde pede para ir com calma. Alice e Pedro decidem voltar a namorar após colocarem em prática o plano contra Pilar e Binho. Pedro seduz Pilar. Binho vê.

AQUELE BEIJO Lucena se casa com Juan. Felizardo propõe que Damiana vá morar com ele no Rio de Janeiro. Maruschka descobre que foi enganada e expulsa Odessa da loja. Belezinha flagra Agenor com Brigitte. Vicente e Claudia passeiam por Cartagena e se beijam.

FINA ESTAMPA O Mafioso ameaça Tereza Cristina. Íris e Alice vasculham a despensa da mansão Velmont. Tereza Cristina empurra o Mafioso pela escada. Patrícia pede abrigo na casa de Paulo. Baltazar agride Celeste e Solange pede ajuda a policiais. Crô enfrenta Baltazar.

VIDAS EM JOGO Patrícia confessa para o delegado que não tem certeza de ter ouvido a voz de Rita em seu cativeiro. Zizi vai até a construtora de Regina e troca tapas com a empresária. Regina presta queixa contra Zizi e o delegado afirma que Patrícia mudou seu depoimento.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

AMOR E REVOLUÇÃO Heloisa conta a Batistelli que recebeu tratamento de eletrochoque. Padre Inácio diz ao Monsenhor que não quer deixar a paróquia. Monsenhor flagra Marília falando que Jorginho é filho de Inácio. Filinto afirma que José vai apodrecer na cadeia.

NÃO HÁ EXIBIÇÃO

O ASTRO NÃO HÁ EXIBIÇÃO

NÃO HÁ EXIBIÇÃO


Domingo | 23 de outubro de 2011

revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 3 TV GLOBO/RENATO ROCHA MIRANDA

TV GLOBO/ESTEVAM AVELLAR

Na cadeia, Neco será um dos suspeitos da morte de Felipe

No penúltimo capítulo, Herculano conta com a ajuda de Clô, Márcio e Lili para não ser preso

O ÚLTIMO TRUQUE NA RETA FINAL DE ‘O ASTRO’, HERCULANO VIRA PÁSSARO PARA ESCAPAR DA POLÍCIA E ASSASSINO DE SALOMÃO HAYALLA É REVELADO ZEAN BRAVO

mistério que mobilizou o país em 1977 — “Quem matou Salomão Hayalla?” — pode ter perdido parte de sua força em meio ao ritmo frenético da atual versão de “O Astro”. Responsável por criar um novo formato com 64 capítulos e inaugurar um horário de exibição de novelas na Globo, o bemsucedido folhetim das 23h, baseado no clássico de Janete Clair e escrito agora por Geraldo Carneiro e Alcides Nogueira, chega ao fim nesta sexta-feira com o mérito de ter emplacado outras tramas de apelo, além da policial. Desta vez, o interesse do público se voltou para as histórias centrais, como a guerra pelo poder travada pelo protagonista, o ambíguo Herculano Quintanilha (Rodrigo Lombardi). O romance de idas e vindas do bruxo com a bem-nascida Amanda (Carolina Ferraz) foi outro destaque da novela, que ainda comoveu com o drama de Jôse (Fernanda Rodrigues) — ela sacrificou a vida para dar à luz o seu filho com Márcio (Thiago Fragoso). Grandes vi-

O

lões, Samir (Marco Ricca) e Neco (Humberto Martins) também movimentaram a trama com suas múltiplas maldades. Quem assistiu à versão original e pensa que já sabe tudo está enganado. Geraldo e Alcides resolveram envolver o público no que eles chamam de “jogo de adivinhação”. — Mudamos quase tudo. Não vamos revelar para não tirar a graça — justifica Geraldo. Nesta última semana, Samir entregará à polícia um dossiê com provas contra Herculano, que ainda terá que livrar seu filho, Alan (Bernardo Marinho), do cativeiro. Neste momento, Neco atira contra o paranormal, mas Alan entra na frente e é alvejado. O jovem vai para o hospital e Herculano precisa fugir. Ele busca abrigo na mansão dos Hayalla e, cercado por policiais, surpreende a todos: se transforma em um pássaro (isso mesmo!) e sai voando no penúltimo capítulo. No ar há pouco mais de três meses, “O Astro” cravou uma média de 19 pontos de audiência, desde a sua estreia até agora. Nesta reta final, o gancho policial volta a ganhar peso. Mas a identi-

dade do assassino do empresário interpretado por Daniel Filho só será mesmo conhecida no último capítulo. — Talvez fosse tedioso passar a novela inteira falando apenas sobre especulações policiais. Procuramos alternálas com outros temas — explica Geraldo, tentando manter a fervura do mistério em torno de Salomão: — Até os personagens mortos são suspeitos. Isso indica que o assassino da primeira versão, Felipe (Henri Castelli), o amante de Clô (Regina Duarte), também está entre os possíveis matadores. O playboy, preso na mesma cela que Neco, será morto nesta terça. — Vai ficar no ar se foi o Neco ou não que deu o cano na vida do Felipe — explica Humberto, cujo personagem também pode ter matado Salomão. Samir, o mais ambicioso dos irmãos do empresário é outro que engrossa a lista de apostas. Para Marco Ricca, seria óbvio demais se o assassino fosse ele. — Mas o óbvio não pode ser descartado. Por isso Samir e Neco são suspeitos. Acho que pode ter sido qualquer um, do Herculano a tia Magda (Rosa-

maria Murtinho)— especula Ricca. Ex-mulher de Salomão, Clô entra para o grupo dos possíveis assassinos, do qual também fazem parte Henri (João Baldasserini), Amin (Tatu Gabus Mendes), Jamile (Carolina Kasting), Nádia (Vera Zimmerman), Youssef (José Rubens Chachá), Assunção (Reginaldo Faria), Miriam (Mila Moreira) e, claro, Magda. — Ela é dissimulada e poderia ter matado num momento de privação de sentidos. Acho que foi um complô e há mais de uma pessoa envolvida. Salomão era odiado por muita gente — aponta Rosamaria. João Baldasserini torce para que seu personagem seja o algoz. — Seria legal dizer que sou o assassino do Salomão Hayalla já em meu segundo trabalho na TV. Teria até motivo para estourar uma champanhe — brinca o ator. Para Geraldo, razões não faltam para comemorar: — Optamos por uma trama mais ágil, cinematográfica. Às vezes, por razões de programação, houve cortes que dificultaram a compreensão. Mas, no cômputo geral, ficamos muitos satisfeitos com o resultado.


revista da tv

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

TA P E T E V E R M E L H O

Domingo | 23 de outubro de 2011

COM REPORTAGEM DE NATALIA CASTRO,TATIANA CONTREIRAS E AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

»VALENTÃO

Shia LeBeouf,querido,para bancar o machão é preciso se garantir,ok? Segundo informações de uma fonte do “TMZ”, o ator,depois de beber um bocado,começou a provocar o mundo num bar em Vancouver,no Canadá.Até que alguém se estressou,decidiu chamar o rapaz para a briga e Shia acabou espancado na calçada.A fonte diz que ele chegou a ameaçar puxar uma faca,mas, no fim,não fez nada.Vergonha,hein...

JOGO RÁPIDO MALU RODRIGUES TV GLOBO/ALEX CARVALHO

4

»MAIS UM!

Benza Deus esta vida amorosa de Scarlett Johansson! Desde a separação do bonitão Ryan Reynolds,a moça fez a fila andar bonito.O alvo da vez,segundo a “US Weekly”,é Joseph Gordon-Levitt (aquela coisinha fofa de“500 dias com ela”). O melhor é que ela não tem preconceitos e seu padrão de comportamento é inexistente! Acompanhe:desde o fim do casamento,ela teve breves romances com Sean Penn e Kieran Culkin antes de chegar a Joseph.Ela pode,né?

»HÁ 13 ANOS

Kim Kardashian abriu o baú da família e provou que até os ricos guardam aquelas poses cafonas dos anos 80 na gaveta.Na semana passada,ela postou no Twitter esta imagem de 1988,na qual ela (no centro),Kourtney (de franja),Khloe (à dir.) e Rob (no colo) aparecem com os pais,Kris e Robert.A moça comentou que na foto dá para perceber traços da personalidade da trupe.Sério?

Em 2010,Malu Rodrigues se viu em meio a uma polêmica nos palcos.Com apenas 16 anos,a atriz foi alvo de uma confusão judicial por mostrar os seios em cena no musical“O despertar da primavera”.Já com 18 anos completos,Malu agora entra para o elenco fixo da série“Tapas & beijos”na pele de Bia,filha de Jorge, personagem de Fabio Assunção.

AP

»SÓ A NUCA

Seis meses depois do nascimento dos gêmeos Moroccan e Monroe, Mariah Carey decidiu mostrá-los à sociedade no programa de Barbara Walters,na ABC.Mas quem quiser vê-los terá mesmo que assistir à TV:na imagem liberada pela emissora,os bebezinhos só aparecem de costas...

Como é sua personagem? Ela chega como quem não quer nada, descobre que Jurandir (Érico Brás) conhece o Jorge e fala que quer um emprego na boate para chegar até ele. Quando conta que é sua filha,começa a confusão.Bia vai atrapalhar a vida do pai com Sueli (Andrea Beltrão). Como é entrar para o elenco fixo da série no papel da filha do galã da atração? Foi maravilhoso,a melhor coisa possível! O Fabio é um amor de pessoa.Qualquer nervosismo acaba quando se conhece não só ele como também o resto do elenco.

»FOFA

Puro romance o look de Taylor Swift durante o lançamento de seu primeiro perfume,o Wonderstruck.A saia drapeada,o brilho e o lacinho do vestido Byrdie Bow,da Contrarian, ainda foram bem com o make e o batom rosa poderoso da moça.

»DE NOVO

Lindsay Lohan presa já pode ser quase considerado fato corriqueiro,mas,desta vez,ela apareceu no tribunal com uma maquiagem digna de registro.Que blush escuro é esse,gata? Parece que levou um tapa no rosto.

O que mudou em sua vida ao completar 18 anos? Na verdade,os 18 anos não significam muita coisa pra mim.Quer dizer,não tem mais estresse se eu tiver que mostrar os seios de novo em uma peça,posso fazer a cena que eu quiser.Tudo pela arte,claro. Mas,fora isso,não mudou muita coisa, continuo tendo que pedir permissão em casa para sair (risos).


revista da tv

Domingo | 23 de outubro de 2011

CRISTINA GRANATO

Para “Tapas & beijos”. O programa é um congresso de bons fatores:texto excelente de Cláudio Paiva,direção idem de Mauricio Faria,e aquele elenco da melhor qualidade.Como se não bastasse, agora ainda tem Fabio Assunção.

10

BENDITA

0

»BRUXA BOA

Contratada da Globo, Ellen Roche investe em eventos corporativos enquanto não surge nova oportunidade na TV. A atriz — que viveu uma sensual assistente de mágico em “O Astro” — vai se apresentar vestida de bruxa numa festa infantil para os filhos dos funcionários de uma empresa.

»CARIOCA

Investindo no Rio, a ESPN Brasil inaugurou uma sede em Botafogo. A ideia é que os novos estúdios sirvam para atender ao trabalho que vem por aí com eventos esportivos que o Rio vai receber, como a Copa e a Olimpíada.

»PARTICIPAÇÃO

Longe das novelas desde “Cordel encantado”, Emanuelle Araújo está gravando o primeiro episódio da série “Louco por elas”, de João Falcão, ao lado de Eduardo Moscovis e Glória Menezes.

»CINEMA

“O crime da Gávea”, livro de Marcílio Moraes, vai virar filme. O longa está em préprodução e terá direção de André Warwar.

»PATRICINHOLÂNDIA

Marjorie Estiano, no ar em “A vida da gente”, vai contracenar com Thaila Ayala e Marissol Ribeiro no cinema. Elas vão filmar no início de 2012 o longa “Apneia”, de Maurício Essa, sobre o universo das patricinhas.

»HERANÇA Soraya Ravenle coruja a filha,Júlia Bernat,numa sessão do filme “Ponto final”, de Marcelo Taranto.Como sua mãe,Júlia canta muito bem,além de estar se lançando como atriz.

Para a CNT,que abusa do loteamento de horários, se é que o loteamento em si já não é um abuso.São programas religiosos,aquele festival de produtos para quem quer emagrecer e endurecer os músculos,sem falar na “família superquizz”, que mora no canal.

CONTROLE REMOTO

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

ELIZABETE ANTUNES (INTERINA)

10

MONIQUE SILVEIRA SERAFIM: Para “Aquele beijo”, que começou muito bem.E é delicioso ouvir Miguel Falabella comentando a própria história.

0

Para “Malhação”. O tema tinha tudo para engrenar,mas,com uma protagonista como Bia Arantes (Alexia),que mais parece uma figurante,não dá.Não convence.

10 0

DANIELA DIAS DE OLIVEIRA: Para o quadro “O que vi da vida”, do “Fantástico”, com Daniel Filho,que é um dos maiores diretores de todos os tempos. Para as reprises e os atrasos nas transmissões dos Jogos Pan-Americanos na Record.Além disso,o narrador Maurício Torres é fraco e torce demais.

10

RAFAEL CANTO: Para “Tapas & beijos”, com Fernanda Torres e Andrea Beltrão.O humorístico consegue ser engraçado sem ser repetitivo ou apelativo.As atrizes dão show!

0

Para Marcelo Serrado,pelo Crô de “Fina estampa”. O personagem não é convincente e já está cansativo.O ator é ótimo,mas essa não é sua melhor atuação. GUSTAVO PELLIZZON

o ar como Patrícia em “Fina estampa”,Adriana Birolli relaxa do peso da responsabilidade de viver sua primeira protagonista em uma novela das 21h pedalando.A atriz — que cresceu andando de bicicleta com os amigos no bairro Jardim das Américas, em Curitiba (sua cidade natal) — retomou o hábito depois que se mudou para Ipanema,há três anos e meio.— Eu uso a bicicleta para o lazer e também como meio de transporte.É meu momento de reflexão e relax — diz ela,que gosta de passear sozinha,ouvindo música.Apesar do ritmo intenso das gravações,Adriana encontra sempre uma brecha para visitar a orla da Lagoa.Veja mais fotos em oglobo.com.br/kogut.

N

CRÍTICA ‘AQUELE BEIJO’ Claudia Jimenez,Stella Miranda,Marília Pêra,Bia Nunes,humor,romance, frasismo inspirado.Eis alguns sinais da assinatura de Miguel Falabella e ela está presente em tudo em “Aquele beijo”, novela das 19h que estreou semana passada.Se o horário é considerado “complicado”por muitos,ele parece mais afinado com o espírito-Falabella que o das 18h,para o qual ele escreveu “Negócio da China”.Sua nova história é divertida até o ponto do autodeboche. Prova disso é a personagem de Jacqueline Lawrence,que surgiu em cena com um tapa-olho bem típico das novelas mexicanas.Além disso,Cininha de Paula dirigiu lindas sequências em Cartagena e na Paraíba. A narração de Falabella é outro acerto em cheio.Esperto,ele desviou do perigo da literalidade.O autor fez do recurso algo que adiciona charme à história e, eventualmente,complementa uma cena com informação.É uma aposta na inteligência do público e serviu ainda,nos capítulos iniciais,para apresentar os personagens e sugerir futuras situações. Por exemplo,Claudia (Giovanna Antonelli, bem no papel) quer“o que todos nós queremos:alguém que nos ame,nos assuma e nos perdoe”,narrou ele. Falando em Giovanna,ela enche a tela com seu carisma.Não só ela:Claudia Jimenez está divertidíssima como a picareta Iara.Na primeira semana, destacaram-se ainda Diogo Vilela, Stella Miranda,Marília Pêra,Bruna Marquezine,Elizangela, Bruno Garcia e Juliana Didone.A participação de Marcélia Cartaxo nos primeiros capítulos foi especialíssima. Herson Capri,talentoso ator,seria outro trunfo da novela não fosse precoce sua volta ao ar como um personagem de caráter duvidoso,logo depois do Cortez de “Insensato coração”, um dos mais bemsucedidos da sua carreira.Ricardo Pereira e Grazi Massafera ainda podem crescer.Victor Pecoraro,ao contrário, parece a anos luz da responsabilidade que lhe foi confiada.Fiuk também não entusiasma.Além disso,a trama dos ricos querendo despejar os pobres é surrada e as cenas de demolição nos primeiros capítulos se resumiram a um festival de planos fechados para disfarçar a produção econômica. Noves fora,“Aquele beijo”, que conta com uma abertura muito simpática, tem tudo para ganhar o coração do público.

5


revista da tv

Danilo Gentili: Band e Comedy Central

TV GLOBO/ DIVULGAÇÃO

CARTOON NETWORK/ DIVULGAÇÃO

A

FERNANDO DONASCI

o ligar a televisão num domingo à noite, o telespectador tem o dobro de chance de dar de cara com Marília Gabriela. A jornalista, à frente do “De frente com Gabi”, no SBT, à meianoite, e do “Marília Gabriela entrevista”, no GNT, às 22h, é exemplo de uma turma cuja palavra de ordem é variedade. E, é claro, trabalho. Eles estão em mais de um canal ao mesmo tempo e, além de precisar conciliar horários e gravações, enfrentam rodadas de negociação para conseguir a liberação de suas emissoras de origem. Nem sempre o resultado final dá certo, como no caso da própria jornalista. Durante um ano, até o mês passado, Marília acumulava uma terceira função: a de apresentadora do “Roda viva”, da TV Cultura. Mas o SBT fez valer seu contrato e solicitou sua saída do comando da atração (desde a semana passada comandada por Mario Sergio Conti). A emissora alega que normalmente autoriza funcionários a assumir novos programas na TV fechada ou TV educativa, mas, no caso da entrevistadora, o “De frente com Gabi” ganhou mais um dia na grade (passou a ir ao ar também às quartas, à 0h15m), sendo necessária sua saída do “Roda viva”. As diretrizes em relação à cessão dos artistas muda de acordo com a emissora. À frente do “Agora é tarde” (ter. a qui., às 23h45m) e integrante do “CQC” (seg., às 22h20m), Danilo Gentili contou com a liberação da Band para comandar em outubro o “Comedy Central apresenta” (ter. e qui., às 23h) no Vh1. A atração é uma préestreia do lançamento do canal americano de humor no Brasil, previsto para 2012. Para o apresentador, mais flexibilidade ajudaria a melhorar a grade da TV como um todo. — Na TV americana, você vê as pessoas pulando de um canal para o outro. Aqui é tudo monopolizado, parece uma coisa provinciana. No dia em que isso acabar, o cenário artístico vai ser mais rico. O artista tem que ser dele e não de uma emissora. Na Band, por padrão, eu tenho exclusividade, mas ela é aberta a negociar, é uma empresa maleável. Isso é importante — opina. Danilo diz que apesar de fazer

rir nas três atrações, não teme a repetição exagerada. — Tomo cuidado com a superexposição. Meu programa mesmo é na Band. Mas acho que o risco é fazer coisas que não têm a ver com você, aparecer por aparecer, o que não é o meu caso. Trabalho no contexto onde devo estar e fico muito confortável — explica. Sem sair da sua zona de conforto, Natalia Klein também se desdobra em três: na Globo, interpreta Nikita em “Macho man” (que volta em segunda temporada em novembro) e escreve para o “Zorra total” (sáb., às 22h20m), enquanto no Multishow responde como roteirista e protagonista de “Adorável psicose” (a nova fase da série está prevista para o início de 2012). Sua primeira função foi como redatora do humorístico da Globo, onde é contratada desde 2009. No ano seguinte, o Multishow pediu à emissora a sua liberação como autora, já que, além de atuar, ela também escreveria os roteiros do seriado. Este ano, foi a vez de a Globo solicitar o trabalho de Natalia como atriz. Conciliar tudo não é fácil, mas compensador: — Eu tenho mais liberdade criativa como roteirista no “Adorável psicose”. Já no “Zorra”, tive que aprender a escrever para um programa que já existia, o que também foi incrível. Criar para essa massa enorme de gente me enriqueceu. Gerente de produção artística do Multishow, Christian Machado acredita que a TV fechada vem se consolidando como lançadora de novos talentos e cita a própria Natalia e o ator Bruno Mazzeo como exemplos. Ele vê vantagens tanto para a emissora quanto para o artista neste intercâmbio: — É bom para o canal ter um rosto mais conhecido, fazendo com que novos espectadores se interessem pela atração. E é bom para o artista, já que por aqui as pessoas têm a oportunidade de conhecer um lado mais autoral do seu trabalho. Às vezes, a atuação numa segunda emissora representa uma retorno às origens. Há mais de 20 anos, desde a época do “Castelo Rá-Tim-Bum”, Marcelo Tas tem uma carreira voltada para o público infantil, que voltou a explorar desde 2010 no “Plantão do Tas” (a nova temporada volta em 2012), no Cartoon Network. Âncora do “CQC”, na Band, ele afirma que sua

Marcelo Tas e as crianças do “Plantão do Tas”, no Cartoon

Leo jaime canta e dá palp no “Amor & sexo”, da Glob FA

GNT/ DIVULGAÇÃO

THAÍS BRITTO

Domingo | 23 de outubro de 2011

Marília Gabriela entrevista, no GNT, é uma das funções da jornalista AMAURY JR./ DIVULGAÇÃO

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

EU SOU DE NINGUÉM

6

Amaury JR. no “E! Vip Brasil”

SEM MEDO DA SUPEREXPOSIÇÃO E APOSTANDO NA VERSATILIDADE, ATORES E APRESENTADORES SE MULTIPLICAM NA GRADE

Natalia Klen: atriz e roteirista em três atrações diferentes

prioridade é o canal aberto. — A exclusividade nunca atrapalha quando se tem projetos consistentes. Pode ser ruim quando o profissional é colocado na geladeira, apenas para impedir que atue em outro lugar. Felizmente, nunca aconteceu comigo — afirma Tas, sobre as possíveis desvantagens da exclusividade. Diretor de teledramaturgia da Record, Hiran Silveira diz que a concorrência norteia as decisões da emissora na hora de liberar seus artistas e não vê pontos positivos em ter seus funcionários atuando em outros canais:

— Observamos se o pr em questão é ou será conc direto. Não é razoável nu delo competitivo ceder algu temos com exclusividad abrilhantar a atração de o Já a Globo não revela e de “critérios internos” as re segue para liberar seus pr nais. Do seu banco de artis bém batem o ponto em ou túdios a atriz Luana Piova volta com a segunda tempo “Mulher invisível” em no e comanda o “Superbonit às 22h) no GNT —, o ator D bach — Paulo em “Fina es


pites bo

BIO ROSSI

rograma corrente um mouém que de para outro. e chama egras que rofissiostas tamutros esani — ela orada de ovembro ta” (seg., Dan Stulstampa”

revista da tv

Domingo | 23 de outubro de 2011

e um dos comentaristas do “Saia justa”, do GNT (quar., às 22h) — e o cantor Leo Jaime, que consolidou de vez sua carreira na TV. Além de cantar e palpitar no “Amor & sexo” (que volta ao ar em novembro), ele é um dos homens recrutados para debater com as moças do “Saia justa” e comanda o reality “Detox do amor” (sex., às 22h30m), ambos no GNT. Leo diz que o processo de liberação entre as emissoras parece complicado na teoria, mas na prática não é. Segundo ele, a oportunidade de ter tantos trabalhos na TV acabou igualando sua “nova” carreira em importância à de cantor. Dentro do GNT, Marília Gabriela, Luana, Leo e Dan fazem parte de um grupo grande que detém o poder da multiplicação na tela. A lista segue com Monica Waldvogel, do “Saia justa” e âncora do “Entre aspas” (qui., 23h), na Globo News; Patricya Travassos, à frente do “Alternativa saúde” (ter., 22h30m) e contratada da Record, assim como Betty Lago, no ar na novela “Vidas em jogo” e que faz o “Pirei” (sex., 23h). Diretora do GNT, Daniela Mignani afirma que o canal tem parceria com a Globo e não convida artistas de outras emissoras. Patricya, Betty e Marília, por exemplo, já faziam parte do seu casting. — A exposição do artista em rede aberta não indica que o programa dele no GNT terá mais audiência, mas a TV aberta fala com um público maior, então, dá mais visibilidade — acredita. Quem conseguiu um esquema diferente foi o apresentador Amaury Jr.. Depois de receber um convite do E!, conversou com a Rede TV! e, em vez de fazer outra atração na TV fechada, propôs uma parceria. Hoje, aproveita viagens e entrevistas como matéria prima para suas três atrações: o “Programa Amaury Jr.” (de ter. a sex., à 0h25m, 0h20m, 0h30m e 0h45m respectivamente), e o “Amaury Jr. Show” (sáb., às 19h30m), ambos na Rede TV!, e o “E! Vip Brasil” (seg., às 22h30m), no E!. — Na Rede TV!, fico de olho na audiência. Já no E!, quando faço uma matéria de repercussão, ela roda o mundo! Nas entrevistas, converso com mais calma para a TV aberta. Depois, troco a canopla do microfone e já vou direto ao ponto porque o programa do E! é mais curto — entrega Amaury.

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

HBO/ DIVULGAÇÃO

MICHAEL KENNETH WILLIAMS: O ator, que despontou em “The wire”, agora dá expediente como Chalky White em “Boardwalk empire”(foto),da HBO,além de ter um papel recorrente como o prof. Marshall Kane em “Community”, da NBC.

REPRODUÇÃO

JOHN NOBLE: O cientista Walter Bishop de “Fringe”(foto),no ar na Fox,combina com a outra ocupação do ator.Ele apresenta a série documental “Dark matters:twisted but true”, no Science Channel,sobre pesquisas científicas tão loucas que parecem ficção.

HBO/ DIVULGAÇÃO

TED DANSON: O veteraníssimo no cinema chegou para dar um gás na nova temporada de “CSI”como o chefe D.B.Russell,na CBS.Ao mesmo tempo,ele é o editor de revista George Christopher na comédia “Bored to death”(foto),da HBO.

SONY/ DIVULGAÇÃO

LÁ FORA ELES TAMBÉM SE MULTIPLICAM Imagine se, por aqui, o galã da novela das 8 de uma emissora fosse também um coadjuvante na trama do canal concorrente? O impensável no cotidiano da TV brasileira é realidade no vasto mundo das séries de TV americanas, que compartilham sem pudores suas estrelas. Enquanto alguns dividem seu tempo entre um personagem e a apresentação de um programa de variedades — caso do protagonista de “Community”, Joel McHale, que se desdobra entre os canais E! e NBC —, outros encaram dois papeis dramáticos diferentes ao mesmo tempo. O exemplo vem da mesma “Community” (elenco versátil, não?): Alison Brie é a doidinha Annie na série passada dentro de uma faculdade comunitária e, ao mesmo tempo, a dona de casa dos anos 60 Trudy Campbell em “Mad men”, exibida no canal AMC. Aliás, outro ator da produção da AMC — o alcoolatra Herman “Duck” Phillips — já é conhecido dos fãs de séries dramáticas: Mark Moses também interpreta o Paul de “Desperate houswives”, da ABC. SONY/ DIVULGAÇÃO

3

1

TRACY MORGAN: Além de interpretar uma hilária versão de si mesmo em“30 rock”(foto), na NBC,ele é produtor e apresentador do “Scare tactics”,atração do Syfy que prega peças com câmera escondida.Outros integrantes do elenco de“30 rock”também se multiplicam na TV americana:Will Arnett aparece seguidamente como Devon Banks na sitcom e ainda está no ar em“The increasingly poor decisions of Todd Margaret”,no IFC e na série “Up all night”,também da NBC.Já Sherri Shepherd,mulher de Tracy em“30 rock” também apresenta o“The view”na ABC.

2 “COMMUNITY”:O elenco da sitcom tem vários exemplos:Joel McHale,o Jeff (1),também atua como apresentador do “The soup”,no canal E!.Já Alison Brie,a Annie (2),ainda dá vida à dona de casa Trudy Campbell de “Mad men”.Por fim,John Oliver,o destrambelhado professor Ian Duncan (3),tem seu próprio programa de humor,o “John Oliver’s New York stand-Up show” no Comedy Central.

BEN SCHWARTZ: Queridinho dos fãs de “Parks and recreation”, da NBC,como Jean-Ralphio Sapertein (foto,à esq.),vai estar também na nova e esperada série “House of lies”, do Showtime.

7


revista da tv

8 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

O QUE VEM POR AÍ

Domingo | 23 de outubro de 2011

TATIANA CORREIA

GNT/ DIVULGAÇÃO

MULTISHOW/ DIVULGAÇÃO

»FAMOSOS À MESA

Na nova temporada do “Que marravilha!”, a partir de quinta,às 22h,no GNT,Claude Troisgros ganha a companhia de celebridades para julgar o prato do aspirante a cozinheiro da vez.Na estreia,quem aparece é Paulo Ricardo.Os episódios seguintes terão ainda Ricardo Pereira e Thalita Rebouças,entre outros.

»AMOR DE CELEBRIDADE

No último episódio do quadro “O cupido”, hoje,no “Fantástico”, Patrícia Poeta conta a história de amor de um casal famoso:Tande e Lizandra Souto,casados há 17 anos.Às 20h45m.

I

nspirado no site de mesmo nome criado pelo jornalista Nelito Fernandes,o programa “Sensacionalista”volta à grade do Multishow para sua segunda temporada amanhã,às 22h30m.A estrutura permanece a mesma:um telejornal tradicional no qual as notícias são tão alucinadamente mentirosas que,às vezes, até parecem verdadeiras...Neste novo ciclo,a dupla de âncora interpretada por Marcio Machado e Betina Kopp vai

»COMIDA PARA VIAGEM

Uma road trip gastronômica.Assim é o “Cooked in Africa”, no ar no Globosat HD amanhã,às 20h. Em 13 episódios,o cozinheiro Justin Bonello parte com amigos numa viagem de van pela África do Sul.

»SINAL ABERTO

Uma das mais famosas preparadoras de elenco do cinema brasileiro,Fátima Toledo é personagem do “Retratos brasileiros”, do Canal Brasil,hoje,às 18h. Dirigido por Evaldo Mocarzel,o programa fala sobre seus métodos,inspirados na meditação,improvisação e bioenergética.

C E NA V I R T UA L þ

DISCOVERY CHANNEL/ DIVULGAÇÃO

»EIS A QUESTÃO

Os canais da Globosat e a TV Globo passam a fazer parte do quadro de emissoras da Oi TV a partir deste mês.Eles estão abertos para todos os assinantes da operadora até 31 de outubro.

»DESPERTADORA DOS ATORES

receber a visita de especialistas em assuntos dos mais variados na bancada,além de conduzir entrevistas em estilo talk show.Entre as “manchetes”anunciadas pelos apresentadores estão “Pesquisa comprova que sua música favorita toca no rádio do carro quando você está entrando no túnel”,“Colocar fotos horrorosas de amigos na rede social dará cadeia”e “Novo smartphone vai esquentar até cafezinho”.

De onde viemos? Existe vida depois da morte? Sobreviveríamos a um ataque alienígena caso ele ocorresse? Perguntas cruciais da existência humana como essas são o motor de “Curiosidade”, a enorme série em 60 episódios sobre ciência e tecnologia que o Discovery Channel estreia hoje,às 21h.Exibidos sempre aos domingos,os episódios serão apresentados por gente conhecida:a estreia,intitulada “Deus criou o universo?”, une reconstituições computadorizadas à visão de mundo bemhumorada e incisiva do apresentador,o astrofísico Stephen Hawking.Maggie Gyllenhaal,Morgan Freeman e Terry O’ Quinn estão entre os próximos apresentadores.

DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET

Íntima.Os repórteres da Record vêm dando uma exagerada na intimidade com os atletas dos Jogos Pan-Americanos. Até beijinho no Thiago Pereira rolou!

þ

O alho. A cena não é batucada. Ana Maria Braga promoveu semana passada um fuzuê meio sem sentido para testar uma forma de descascar alhos.

þ

Psiu! Ao vivo tem desses perigos:a senhorinha não deixou o repórter do SBT em paz durante uma reportagem em Aparecida.Queria falar a qualquer custo!


revista da tv

Domingo | 23 de outubro de 2011

Filmes de hoje

17:20-A Hora e a Vez da Pequena Empresa 17:35-Super Papo

05:40-Santa Missa

17:45-Pague Menos

06:40-Sagrado

18:15-Ritmo Brasil

06:55-Globo Comunidade

18:45-Belas na Rede

07:25-Pequenas Empresas

19:50-O Último Passageiro

08:00-Globo Rural

21:00-Pânico na TV!

08:55-Auto Esporte

23:30-Dr.Hollywood

09:30-Esporte Espetacular

00:30-É Notícia

12:40-Aventuras do Didi

01:30-Bola na Rede

13:15-Os Caras de Pau

02:00-Super Papo

14:05-Temperatura Máxima :“Madagascar 2”

03:00-Igreja da Graça — Nosso Lar

ZEAN BRAVO ão é preciso ter visto a primeira (e ótima) aventura desta turma no cinema para se divertir com a continuação, lançada em 2008 e programada para a tarde deste domingo na TV. O enredo é simples. E divertido. Depois de ir por engano para a ilha de Madagascar, o quarteto formado pelo leão Alex, a zebra Marty, a girafa Melman, e a hipopótama Gloria, precisa bolar uma maneira de retornar do litoral para a cidade grande. Egressos de um zoológico de Nova York, eles se deparam com mil perrengues ao encarar a vida selvagem e decidem que aquilo não é vida. Enquanto isso, os pinguins, personagens que roubaram a cena no longa original, consertam um avião detonado para o grupo voltar para casa. Mas o voo não é nada tranquilo. O combustível acaba e eles são obrigado a posar em um novo (e perigoso) cenário africano. Lá, toda a turma acaba entrando em contato com seu verdadeiro instinto animal. “MADAGASCAR 2” (INTER TV/CABUGIGLOBO, 14h05m)

N

FOTOS:DIVULGAÇÃO

Programação de tv InterTV Cabugi/Globo -11

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte

15:45-Campeonato Brasileiro — Bahia X Vasco 18:00-Domingão do Faustão

Band/Natal - 3

20:45-Fantástico 23:05-Hipertensão

05:45-Religioso

23:55-Domingo maior:“O reino proibido”

07:00-Clip

01:45-Sessão de Gala:“O traidor”

07:30-Igreja Batista Central da Barra 08:00-Clip

TV Universitária/Cultura - 5

09:00-Multirio 10:00-Comunidade na TV

06:00-Via Legal

10:30-Brasil Caminhoneiro

06:30-Brasil Eleitor

11:00-Infomercial

07:00-Palavras de Vidas

12:00-Auto Mais

08:00-Santa Missa

12:30-Itaipava GT Brasil — Etapa de Campo Gran-

09:00-Viola Minha Viola

de/MS

10:15-Curta Criança

13:40-Band Clássicos

10:30-Janela Janelinha

14:10-Band Esporte Clube

10:45-Escola pra Cachorro

15:30-Futebol 2011 — Bahia X Vasco

11:00-Meu Amigãozão

17:50-Terceiro Tempo

11:30-A Turma do Pererê

20:10-Bones — Série

12:00-ABZ do Ziraldo

21:10-Domingo no Cinema:“Sobreviventes do

12:30-AnimaTV — Tromba Trem

inferno”

12:45-AnimaTV — Carrapatos e Catapultas

22:50-Acerto de contas— Série

13:00-Turma do Pererê

23:30-Canal Livre

13:30-Catalendas

00:30-Deles & Delas

13:45-Cocoricó

01:00-Show Mix

14:00-Dango Balango

01:45-Cine Band:“O retorno de Sweetback”

14:30-TV Piá 15:00-Stadium

TV SBT/Ponta Negra - 13

• A FEITICEIRA Com Nicole Kidman, Will Ferrell, Shirley MacLaine, Michael Caine. Comédia. Atriz com uma filmografia bastante irregular, Nicole foi o nome escolhido para protagonizar essa versão para o cinema da clássica série de TV. Aqui, ela divide a cena com Ferrell, talento histriônico das comédias. Ele interpreta Jack Wyatt, um ator em decadência. Para salvar sua carreira e voltar ao topo, o cara resolve estrelar (tcharam!) uma nova versão de “A feiticeira”. Mas esbarra numa questão: quem fará o papel de Samantha? Dona de um narizinho perfeito para a personagem, a desconhecida Isabel Bigelow (Nicole) é escolhida para o papel. LIV, 11h.

16:00-Semana de Shanghai no Brasil:“Do outro lado do rio Yangtze”

06:00-Arnold

17:00-Ver TV

06:30-Aventura Selvagem

18:00-De Lá pra Cá

07:30-Pesca Alternativa

18:30-Cara e Coroa

08:30-Vrum

19:00-Papo de Mãe

09:00-Chaves — Série

20:00-Conexão Roberto D’Ávila

11:00-Domingo Legal

21:00-Esportvisão

15:00-Eliana

22:30-Curta TV

19:00-Roda a Roda Jequiti

23:00-Cine Ibermedia:“Dios los cria”

19:40-Sorteio da Tele Sena

01:10-Média Nacional:“BMW vermelho”

19:45-Programa Silvio Santos

01:30-Esportvisão

00:00-De Frente com Gabi

03:00-De Lá pra Cá

01:00-O Mentalista — Série

03:30-A Grande Música

02:00-Divisão Criminal — Série

04:30-Caminhos da Reportagem

03:00-V — Visitantes — Série

05:30-Musicograma

04:00-Jornal do SBT — Série

TV Mult tv/Rede TV! - 17

TV Tropial/Record - 8

09:55-Médico de Almas e Corpos

07:40-Todo Mundo Odeia o Cris — Série

10:55-Campeonato Italiano — Inter de Milão X

08:00-Domingo de Prêmios — Ao vivo

Chievo

08:30-Todo Mundo Odeia o Cris — Série

13:00-Copa Mercedes Benz

10:00-Pan Guadalajara 2011 — Ao vivo

14:00-Parceria

14:00-Tudo é Possível — Com Ana Hickmann

14:15-Super Papo

16:30-Programa do Gugu

15:00-Companhia de Viagem

20:30-Domingo Espetacular

15:45-Olhar Digital

23:00-Pan Guadalajara 2011 — Ao vivo — Final

16:15-Transição 16:45-Parceria

do handebol feminino 01:00-Programação IURD

• TOY STORY 3 Animação. Para onde vão os brinquedos depois que as crianças crescem? Essa é a assustadora premissa da terceira (e primorosa) aventura de Woody e Buzz Lightyear na tela grande. Prestes a ir para a faculdade, Andy precisa limpar seu quarto e passar adiante o que não tem mais utilidade. Depois de separar Woody para acompanhá-lo nesta mudança, o jovem ensaca seus outros brinquedos, que iriam para o sótão. Mas, por um engano, acabam sendo doados para uma creche. Chateados por terem sido doados, os bonecos acreditam estar diante de uma vida muito divertida em seu novo endereço. Woody, que sabe das verdadeiras intenções de Andy, tenta convencer os amigos de que o melhor a ser feito é voltar para casa. HBO, 15h57m. • DO OUTRO LADO DO RIO YANGTZE Documentário. A TV Brasil programou a exibição de três documentários chineses para comemorar a Semana de Xangai no Brasil, que será promovida entre os dias 25 a 30 deste mês. O fil-

me de hoje faz um registro da construção de um túnel e de uma ponte de 25,5 quilômetros em um trecho do maior rio da China. Audacioso, o projeto — que consumiu 16 anos de trabalho — enfrentou todo tipo de dificuldade em sua realização. A mostra programada pelo canal prevê ainda os documentários “A Segunda primavera” (na quarta-feira, à meia-noite), e “Xangai 2010”, no próximo domingo, dia 30, às 16h. TV BRASIL, 16h. • MIAMI VICE Com Jamie Foxx, Colin Farrell, Gong Li, Naomie Harris, Luis Tosar. Policial. Este parece ser o domingo das refilmagens programadas para a televisão. Depois de “A feiticeira”, outro longa que atualiza uma série de sucesso terá vez. Popular na década de 1980, “Miami Vice” ganhou uma versão recente protagonizada por Foxx e Farrell. À vontade em seus papéis, os competentes atores interpretam, respectivamente, os detetives Ricardo Rico Tubbs e James Sonny Crockett. Agora, a dupla terá que lidar com o assassinato de amigos e com uma negociação envolvendo tráfico de drogas e um grupo de neonazistas. Sim, tudo aquilo que se espera de um filme como esse — explosão, perseguições, tiros e pancadaria — está na tela. MEGAPIX, 19h15m. • QUEM VAI FICAR COM MARY? Com Cameron Diaz, Ben Stiller, Matt Dillon, Lee Evans.

Comédia. Cameron provou não se levar muito a sério quando topou encarar a já clássica cena em que sua personagem usa esperma para fazer um topete no cabelo pensando tratar-se de gel. A piada é apenas uma das muitas passagens escatológicas desta divertida comédia dirigida pelos fanfarrões irmãos Farrelly. A fita mostra o dobrado que o desejeitado Ted (Stiller) corta para conquistar a cobiçada Mary (Cameron). Apaixonado pela moça desde os tempos de colégio — quando ela era a garota mais popular da parada — ele acredita que poderá ter uma nova chance com a loura 13 anos depois de ter deixado os bancos escolares. Para descobrir o paradeiro de Mary — eles perderam o contato —, Ted contrata um detetive (papel de Dillon). Só que o piicareta também fica a fim da jovem e passa informações falsas para Ted, que ganha mais um rival nesta sua verdadeira gincana amorosa. FX, 2h. • REINO PROIBIDO Com Jet Li, Jackie Chan, Michael Angarano, Liu Yifei. Aventura. Jason Tripitikas (Angarano) é um jovem completamente fascinado pelo universo das artes marciais atormentado por sonhos recorrentes com um mestre do Kung Fu, o o rei Macaco. Frequentador de uma loja de penhores em Chinatown, ele descobre um cajado, com um macaco gravado, em uma de suas visitas ao estabelecimento — o aparato é igual ao empunhado pelo rei dos sonhos, deixando o rapaz intrigado. Dono do lugar, Old Hop (Chan), explica ao jovem que o objeto está ali há temos e deveria ter sido entregue ao seu dono, que nunca apareceu para buscá-lo. Quando uma gangue tenta assaltar a loja, Jason acaba sendo designado por Hop para levar o cajado ao seu verdadeiro dono. INTER TV/CABUGIGLOBO,

23h55m.

9


10 Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte COLUNA DO

Clube do Assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo

ALEXSANDRA BORGES

Promoções válidas de domingo (23/10/11) a sábado (29/10/11), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

Dueto Moda Feminina e Acessórios A Dueto é uma loja delicadamente feminina, suas peças revelam leveza e estilo, agregando qualidade e bom gosto as suas roupas. Lá, você encontra vestidos, blusas, saias, calças, além de cintos, bolsas, carteiras, etc. Esta semana, a Dueto Moda Feminina e Acessórios oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, em toda a loja, exceto no bazar. Av. Jaguarari, 1875, loja 13, Shopping Jaguarari, Lagoa Nova Tel.: 3213.2306

revista da tv

Domingo | 23 de outubro de 2011

A BELA A D O R M E C I D A EM ‘A VIDA DA GENTE’, FERNANDA VASCONCELLOS FICA OITO HORAS SEM SE MEXER PARA GRAVAR AS CENAS DE COMA TATIANA CONTREIRAS

uem se comove ao ver a tenista Ana inerte, em cima de uma cama, em “A vida da gente”, não imagina o esforço que é para a atriz Fernanda Vasconcellos e a equipe da trama das 18h gravar estas cenas. Na novela de Lícia Manzo, a personagem ficará quatro anos em coma, enquanto que para os telespectadores, o drama se estenderá por cerca de 30 capítulos. — A maior dificuldade é ficar deitada por oito horas. É muito tempo em cima de uma cama! Você não cansa fisicamente, mas sai de lá meio carregado, sabe? — conta a atriz. Na história, a promissora carreira de Ana foi interrompida por um grave acidente que lhe cus-

Q

tou, ao menos por algum tempo, a felicidade ao lado da filha e de seu amor, Rodrigo (Rafael Cardoso). Ao redor de seu leito no hospital, personagens como Eva (Ana Beatriz Nogueira), a mãe da tenista, e o médico Lúcio (Thiago Lacerda) vêm se reunindo. Para Fernanda, se distanciar do que os outros atores dizem em cena também requer empenho: — Acontece de tudo. Tento entrar em estado de meditação. Tem horas em que me desligo completamente e nem escuto o que estão falando. Em outras, tento me concentrar ao máximo para não reagir ao texto deles e não ter qualquer reação. Vivo preocupada em não mexer um músculo que seja. Nos intervalos, Fernanda tenta se distrair: — Levo sempre um livro para ler entre uma cena e outra. En-

tro no estúdio de dia e saio só à noite. Não vejo o tempo passar, nem sei o que aconteceu do lado de fora! Quando estou liberada, vou correr ou encontrar os amigos. Depois de quase três semanas de gravações e mais duas ou três previstas na mesma situação — “É o tempo necessário para construir a relação de Rodrigo e Manu (Marjorie Estiano)”, diz Fernanda —, o diretor de núcleo Jayme Monjardim conta que a maior dificuldade é manter um ritmo dinâmico neste tipo de sequência. Mas ele acredita que a equipe está conseguindo. — É importante que ela fique relaxada para que os músculos não apareçam contraídos no ar. São cenas difíceis. Fernanda não pode expressar qualquer tipo de sentimento — explica ele. TV GLOBO/RAFAEL FRANÇA

DIVULGAÇÃO

50% à vista (dinheiro) em toda a loja, exceto no bazar.

A atriz no set com Ana Beatriz Nogueira: concentração para não reagir ao texto

Stamp Service Há mais de 5 anos, a Stamp Service vem realizando um excelente trabalho com bordados, estamparia em camisetas e objetos como canecas, travesseiros, caixas, porta-retrato, porta-lápis, etc. Aproveite para presentear os amigos de forma personalizada.Esta semana, a Stamp Service oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, nos travesseiros 20 x 40 cm e nos porta-lápis. Shopping Via Direta, loja 254, Mirassol Tel.: 3231.1050

50% à vista (dinheiro) nos travesseiros 20 x 40 cm e nos porta-lápis. ■ As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■ Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção,o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■ Contatosparacredenciamento:Depto.deMarketing.Tel.4006-6100,R.6262. ■ e- mail.mkttn@terra.com.br; clubetribuna@digizap.com.br

INFANTIL

REALITY

SÓ PARA BAIXINHOS

DILEMAS NA SELVA

Novatos na função,Emílio Eric Surita e Letícia Navas,da“TV Globinho”,cresceram ligados nas aventuras de“Dragon Ball Z” e“Pokémon”.Os mesmos desenhos que,coincidentemente, fizeram parte da infância de Yudi Tamashiro e Priscilla Alcântara,apresentadores do“Bom dia & cia”.Apesar de terem crescido diante das câmeras e de já terem deixado para trás o ar infantil,Priscilla,15,e Yudi não perderam espaço com a chegada dos palhaços Patati e Patatá e da menina Maísa ao SBT.A dupla apresenta desenhos e gincanas,ao vivo,e mantém uma audiência média de 6 pontos,com pico de 9.

No reality de que são protagonistas,Mykel e Ruth Hawke vivem diariamente os dilemas comuns à vida de marido e mulher.Como se não bastasse,a dupla ainda precisa enfrentar os desafios de estar em locais remotos sem qualquer colher de chá:eles constroem abrigos,buscam alimentos e traçam rotas de fuga em situações perigosas.Nesta segunda temporada de “Casal selvagem”, que o Discovery Channel estreia quarta-feira, às 22h,os dois vão da América Latina ao Triângulo das Bermudas,passando por Croácia e Alasca.


revista da tv

Domingo | 23 de outubro de 2011

TATIANA CONTREIRAS

bra suas asas, solte suas feras”... A canção entoada pelas Frenéticas era a senha para acompanhar mais um episódio do drama de Júlia Matos, ex-presidiária vivida por Sônia Braga que lutava para conquistar o carinho da filha, Marisa, interpretada por uma jovenzinha Gloria Pires. Criada pela irmã de Júlia, Yolanda Pratini, encarnada por Joana Fomm, a menina mimada desprezava a mãe. Enquanto isso, a moda exibida na televisão ganhava as ruas, numa espécie de fenômeno pouco visto antes. Escrita por Gilberto Braga, “Dancin’ days” foi ao ar na faixa das 20h, de julho de 1978 a janeiro de 1979, em cima da onda da discoteca. Agora, chega às lojas em formato de DVD (R$ 165, da Globo Marcas). Editados, os 174 capítulos vêm em 12 discos, somando cerca de 38 horas de cenas. E não é só. Mais de três décadas após o sucesso no Brasil e no mundo, a novela está prestes a ganhar um remake em Portugal, numa coprodução entre a SIC e a TV Globo. — O lançamento de antigos produtos do audiovisual, seja cinema ou televisão, é um ganho para a nova geração, que pode ficar informada sobre tudo que foi feito — comemora Daniel Filho, que assinou a direção-geral da novela. A trama, relativamente simples, apresentava muito mais do que parecia oferecer. Por trás das questões de Júlia, que ainda penou com o alcoolismo antes de sua grande virada, outros aspectos sociais eram mostrados. Para Claudino Meyer, pesquisador da Universidade de São Paulo (USP) e autor do livro “Quem matou — O romance policial na telenovela”, o folhetim marca um período de transição na teledramaturgia brasileira. — “Dancin’ days” é pós-moderna, tira a novela do nível das lágrimas, do melodrama, e a leva para a base da realidade, traçando um retrato do que estava acontecen-

‘A

Tribuna do Norte • Natal • Rio Grande do Norte 11

DANCE SEM PARAR SUCESSO NOS ANOS 70,‘DANCIN’DAYS’SAI EM DVD E GANHA ‘REMAKE’EM PORTUGAL FOTOS DE DIVULGAÇÃO

Sônia Braga, em cena com o ator Paulette: rainha na pista

do no país. A história mostrava situações urbanas de uma classe média que o Brasil desconhecia na época, além de trazer para a TV problemas sociais. Era como se Gilberto Braga estivesse dizendo: “O mercado mudou. Estou trazendo o real e essa classe que você desconhece, assim como a sua importância para o contexto do país”— acredita Claudino. O clima de discoteca — presente do título à abertura, passando pela trilha sonora e por um de seus cenários, a boate Frenetic Dancin’ Days, inspirada na casa noturna inaugurada pelo produtor Nelson Motta naqueles tempos — permeava completamente a trama. Como se tornou corriqueiro dizer hoje em dia, a novela lançou uma tendência, em um Brasil que respirava a ditadura. Com figurino e danças ousadas, Júlia era estrela na pista da Frenetic, que pertencia a Hélio (Reginaldo Faria). — Nem lembro mais o que aconteceu (risos). Foi há tantos anos! Meu personagem era um célibataire (celibatário, em francês),

um cara solteirão, dono de uma discoteca e que vivia aqueles momentos típicos da época — relembra Reginaldo. O par romântico de Júlia era Cacá, um diplomata vivido por Antonio Fagundes. No entanto, após dar um escândalo no casamento de Marisa e Beto (Lauro Corona), a ex-detenta volta para a cadeia. Seu momento de virada acontece quando ela casa com o rico Ubirajara (Ary Fontoura), vai à Europa e retorna ao Brasil, repaginada e pronta para arrasar na boate. — Meu papel era de um sujeito dono de uma sauna, que passeava com seus cachorrinhos por Copacabana, conhecia Júlia e se apaixonava. Era uma relação isolada: ela o tratava bem, mas gostava de outra pessoa. Em um momento em que Júlia se vê sem amparo, ele surge e promete mundos e fundos, tudo que ela merece — conta Ary. O ator, hoje com 78 anos, ainda lembra a questão da censura no país: — A novela apareceu quando a revolução estava impe-

rando, as pessoas estavam amordaçadas pela ausência de liberdade e, ali, absolutamente destravaram tudo. Foram anos loucos, dançantes, e a trama tinha todos os componentes da geração que se rebelava. No entanto, tudo que tentávamos passar era subjetivo, para dar saltos na censura. Nosso trabalho era duro não só ali: passávamos mensagens subreptícias na nossa interpretação no intuito de dar um basta a tudo aquilo. Mas era impossível. Em depoimento gravado especialmente para o DVD, Gilberto Braga relembra seu momento profissional à época. Se hoje o autor escreve acompanhado por uma equipe de colaboradores, nos tempos de “Dancin’ days” a situação era diferente. “Eu tinha 33 anos. Queria me afirmar, ser famoso, que gostassem de mim. Alguma força que fez com que eu conseguisse escrever sozinho”, revela Gilberto. A novela, ele acredita, passava longe do maniqueísmo; já a escolha do tema — a maternidade — foi por intuição.

UM GRITO FASHION Brilho,brilho,muito brilho.O figurino de “Dancin’days”também marcou época,não só na TV brasileira como na moda do final dos anos 1970. Tanto que,até hoje,a sandália com meia de lurex é uma referência clara da trama,que levou para as ruas o visual de Júlia Matos (Sônia Braga). A figurinista Marília Carneiro,que assinou os looks do folhetim,diz que, sem dúvida,a novela de Gilberto Braga foi a que mais divulgou seu trabalho. — Foi um grande momento.Senti que finalmente a TV conseguiria moldar e divulgar o mundo da moda — lembra ela,ressaltando a vanguarda do visual da personagem vivida por Sônia:— A Fiorucci era uma grife completamente nova e fez uma parceria comigo.A meinha de lurex com a sandália virou uma marca.Daniel (Filho,diretor-geral), como sempre,deu força para as minhas loucuras. Outro item lançado por Marília em“Dancin’days”foi a calça saruel,que a própria figurinista revisitou no remake de“Ti-ti-ti”.A moda que sai da televisão e ganha o público, acredita ela,é cíclica: — Vamos vivendo e notando que as coisas vão e voltam como inspiração. De qualquer maneira,ainda acho que quem dita a moda no Brasil é a novela da Globo.

Acima,a família composta por Antonio Fagundes,Beatriz Segall, Cláudio Correa e Castro e Lauro Corona.Abaixo,o casal vivido por José Lewgoy e Joana Fomm, ao lado de Reginaldo Faria


Revista da tv 12

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 23 de outubro de 2011

A segunda temporada de “Boardwalk empire” veio com tudo — os episódios mais recentes estão aí como prova.

»HORA DE DAR TCHAU...

MAIS MAIS

Final de temporada,quem quer? No Globosat HD,“Robin Hood”termina na terça-feira,às 21h.Já no Warner,o terceiro ano de “The mentalist”chega ao fim amanhã,às 22h.

Sheldon Cooper irrita você? Ele não é o único a levar o telespectador às raias da loucura no sofá.

...E HORA DE DAR OI A saída de Charlie Sheen afetou “Two and a half men”. Lá fora,a série com Ashton Kutcher começa a perder audiência...

1.Rachel,em “Glee”.A personagem de Lea Michele pode ser ótima cantora,mas sua mania de perfeição não é um saco?

No Warner,“2 broke girls”(foto) estreia na terça,às 20h — mesmo dia e canal do retorno de “Fringe”, às 22h.“Hawaii Five-0”volta na quarta,às 22h,no Liv.E o Sony retoma “CSI NY”na quinta,às 21h.

SERIAIS

LÍVIA BRANDÃO - TATIANA CONTREIRAS FOTOS DE DIVULGAÇÃO

“The Big Bang Theory”estreia sua quinta temporada nesta terça-feira,no Warner Channel 2.Christine,em “The new adventures of old Christine”.Julia Louis-Dreyfus vivia uma mãe divorciada que conseguia a proeza de enlouquecer o irmão,o ex-marido e o pobre filho. 3.Phoebe,em “Friends”. Sabe aquela pessoa engraçada que acaba cansando pela maluquice? Desculpe,Lisa Kudrow,não é pessoal.

O império nerd contra-ataca uando a primeira temporada de“The Big Bang Theory”foi ao ar,em 2007, quem poderia imaginar que uma série sobre um bando de nerds sem o menor traquejo social faria tanto sucesso? Respaldado por uma audiência impecável nos Estados Unidos — e pelos prêmios que vem recebendo —,o seriado chega ao seu quinto ano já sem a pecha de azarão e com o rótulo de franco favorito.Por aqui,a atração estreia nesta terça,às 20h,no Warner Channel. Criada por Chuck Lorre (o mesmo sujeito por trás de “Two and a half men”) e Bill Prady,“The Big Bang Theory”— para quem

Q

nunca viu — gira em torno de uma turma de amigos encabeçada pelo físico Leonard (Johnny Galecki) e pelo cientista Sheldon (Jim Parsons,já premiado com o Emmy e o Globo de Ouro).A garçonete-musa Penny (Kaley Cuoco),mais escolada na vida do que nos livros,é o ponto de oposição do grupo,que se completa com Howard (Simon Helberg) e Raj (Kunal Nayyar). Para quem acompanha a série, provavelmente está sendo difícil segurar a ansiedade com o retorno.Recapitulemos: no último episódio do quarto ano,Penny acabava se rendendo aos encantos de Raj

depois de uma noite de bebedeira.Nesta nova temporada,a mocinha terá de lidar com as consequências do ato e com o climão criado entre os amigos,já que ela é ex de Leonard.Em visita recente ao Brasil, Johnny,Kunal e Simon contaram que,nesta nova fase,o casamento de Howard e Bernadette (Melissa Rauch) fica em evidência.Além disso,as personagens femininas — incluindo a Sheldon de saias Amy Farrah Fowler,vivida por Mayim Bialik — ganham mais espaço ainda na trama E Sheldon? O cientista continuará irritando os amigos com seus comentários,óbvio.Bazinga!

4.Annie,em “Community”.A jovem vivida por Alison Brie é a perfeita definição da expressão “Ô,garotinha irritante!”. 5.Ed ,em “$#*! my dad says”. William Shatner é demais,mas um pai como esse faria qualquer um se jogar da ponte...

E AINDA... • DO ROCK. Depois do rapper Snoop Dogg avisar que vai estrelar uma série da NBC,parece que Fred Durst,da banda Limp Bizkit,vai no mesmo rumo:ele pode protagonizar uma atração na CBS.Oi? • VERSÃO. Responsável pelo sucesso de “Gossip girl”, o produtor Josh Schwartz já planeja um remake americano do hit britânico “Misfits”, sobre jovens delinquentes que ganham superpoderes.


tn família ASTROLOGIA Foco total no desempenho e reputação do Governo Dilma por quatro semanas. PÁGINA 6

CINEMA A fim de pegar um cineminha? Confira as novidades na programação e as estreias. PÁGINAS 6 e 7

MÚSICA Karina Buhr lança 2º CD “Longe de Onde”com peso de show ao vivo. PÁGINA 4

GLAM Estampas de folhagens,flores e pássaros dão o tom para a temporada quente de 2012. PÁGINA 8

E-mail: tnfamilia@tribunadonorte.com.br Editor: Isaac Ribeiro ARTIGO João Mariano Sepúlveda revela os números dos óbitos que nos atingem ao envelhecermos. PÁGINA 2

PAULO COELHO Conheça as principais ideias do Aikido,arte marcial ancestral preferida pelo colunista. PÁGINA 2

NATAL | RIO GRANDE DO NORTE Domingo | 23 de outubro de 2011 RODRIGO SENA

Vacina contra dengue,transmitida pelo mosquito aedes aegypti,é de altíssima prioridade para o Ministério da Saúde,que amarga altos custos com o tratamento dos infectados. Produção deve ser iniciada em 2014

DENGUE: A VACINA VEM AÍ! PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE UM CANDIDATO VACINAL CONTRA A DENGUE CHEGA EM SUA FASE DE TESTES DE EFICÁCIA E SEGURANÇA ISAAC RIBEIRO* Repórter

Brasil ocupa posição de destaque na América Latina no desenvolvimento de uma vacina contra a dengue, que acomete 220 milhões de pessoas anualmente no mundo. Há uma espécie de concorrência mundial de empresas para o desenvolvimento de uma vacina segura e realmente eficaz contra a doença. Só a Sanofi Pasteur trabalha num candidato vacinal há vinte anos. Atualmente, ele está em fase de estudos clínicos com voluntários na Tailândia, Vietnã, Cingapura, Malásia, Austrália, Filipinas, Estados Unidos, México, Honduras, Colômbia, Peru, Porto Rico e por aqui também. Atualmente, vem sendo realizado um estudo epidemiológico, entra crianças e adolescentes de 9 a 16 anos de idade, num total de 750 participantes, nas cidades de Vitória (ES), Campo Grande (MGS), Fortaleza (CE), Goiânia (GO) e Natal (RN). Na última terça-feira, em São Paulo, o TN Família esteve na coletiva de imprensa da Sanofi Pauster, onde foram apresentadas as principais características da vacina, que tem previsão de lançamento para 2014 ou 2015, dependendo do andamento dos testes. A vacina é tetravalente e imunizará as pessoas contra os quatro tipos de vírus da dengue. Quando estiver pronta, ela deverá ser aplicada em três doses, com intervalo de seis meses entre cada aplicação. Segundo os produtores, a vacina terá eficácia de 70%, de acordo com a premissa acordada com autoridades regulatórias mundiais de saúde, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “A Sanofi está muito confiante no êxito da vacina, tanto que já começamos a investir numa fábrica para sua produção. A dengue é um grande desafio em saúde, mas temos que tam-

O

bém começar a pensar como poderemos ajudar os órgãos oficiais de saúde”, comentou Lúcia Bricks, diretora de Saúde Pública da Sanofi Pasteur Brasil. Já Pedro Garbes, diretor regional de Pesquisa e Desenvolvimento para a América Latina da Sanofi, ainda não há como afirmar prazo de validade e durabilidade da vacina em desenvolvimento. “Mas os estudos realizados nas Filipinas apontam que a vacina tem se mostrado eficiente por quatro anos. Porém, resultados mais definitivos só a partir de 2012, quando começarem a surgir os resultados definitivos.” Mas há uma grande possibilidade de o patamar de eficácia ultrapassar os 70%, baseado no que já foi constatado nos resultados obtidos nos 13 mil voluntários do programa global. A vacina é de altíssima prioridade para o Ministério da Saúde, que amarga altos custos com o tratamento dos infectados. Levando em conta apenas os gastos com hospitalização pelo Sistema Único de Saúde (SUS), decorrentes da dengue clássica e da febre hemorrágica da doença, já se foram R$ 120 milhões na última década (2000-2009), em mais de 140 mil hospitalizações. Quando estiver pronta, a distribuição da vacina ficará a cargo das autoridades de saúde. “Acredito que em um primeiro momento não haverá para todo mundo; por isso a preocupação de definir idade, áreas de abrangência, critérios técnicos. Tanto que no próximo dia 26 haverá uma reunião com potenciais produtores da vacina para formular melhor esse plano. O objetivo é que ela seja incluída no plano nacional de erradicação da dengue e que seja gratuita para a população”, informa Giovanini Coelho, coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde. [ LEIA MAIS NA PÁGINA 3.]

*O repórter viajou a convite da Sanofi Pasteur.


tn família

2 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

Domingo | 23 de outubro de 2011

Paulo Coelho [ escritor ]

Ueshiba e o adversário riado pelo japonês Morihei Ueshiba (1883-1969), o Aikido é a única arte marcial que pratiquei, e na minha opinião é uma das mais interessantes. Quero publicar algumas de suas idéias a respeito dos confrontos pelos quais temos que passar: A] quem tem um objetivo na vida, irá se defrontar com uma força oposta; para eliminar esta força, é preciso aprender como fazê-la trabalhar a seu favor. B] um verdadeiro guerreiro jamais sacrifica seus amigos para derrotar o adversário; portanto, ele tem que aprender a detectar e resolver os problemas antes que eles se manifestem. C] a melhor maneira de enfrentar-se com o adversário é convencê-lo da inutilidade de seus gestos. O guerreiro mostra que seu obje-

C

tivo não é destruir nada, mas construir sua própria vida. Quem caminha em direção ao seu sonho busca a harmonia e o entendimento antes de qualquer coisa, e não se importa de explicar mil vezes o que deseja, até ser escutado e entendido. D] não fique olhando o tempo todo os problemas que estão no seu caminho: eles terminarão por hipnotizá-lo, impedindo qualquer ação. Tampouco fique concentrado demais nas suas próprias qualidades, porque elas foram feitas para serem usadas, e não para serem exibidas. E] a força de um homem não está na coragem de atacar, mas na capacidade de resistir aos ataques. Desta maneira, prepare-se – através de meditação, exercícios, e uma profunda consciência de seus propósitos – para

agüentar firme e continuar no caminho, mesmo que tudo e todos a sua volta procurem afastá-lo de sua meta. F] a derrota acontece antes da vitória. A chave para ganhar é saber perder – mas não desistir. G] em situações extremas, principalmente quando você já está quase perto do seu objetivo, o Universo irá testar os seus propósitos, exigindo o máximo de sua energia. Esteja preparado para grandes provas, à medida que o sonho se torna realidade. H] não olhe sua vida com ressentimento, e esteja preparado para aceitar tudo aquilo que os deuses lhe ofereceram; cada dia traz em si a alegria e a fúria, dor e prazer, escuridão e luz, crescimento e decadência. Tudo isso faz parte do ciclo da natureza – portanto não tente reclamar ou lutar contra a ordem cósmica.

Conheça as principais ideias do Aikido a respeito dos confrontos diários pelos quais temos que passar. Arte marcial, criada por Morihei Ueshiba, foi a única praticada pelo titular da coluna

Aceite-a, e ela lhe aceitará. I] se o seu coração for suficientemente grande, ele será capaz de acolher todos aqueles que se opõem ao seu destino; e uma vez que você os tenha acolhido com amor, será capaz de anular a força negativa que seus adversários traziam. J] quando perceber que um adversário se aproxima, avance e lhe diga palavras delicadas. Se ele insistir na sua agressividade, não aceite a luta a não ser que ela vá lhe acrescentar algo; neste caso, utilize a força do oponente, e não gaste a sua energia. L] saiba o momento correto de usar cada uma das quatro qualidades que a natureza nos ensina. Dependendo das circunstâncias, seja duro como um diamante, flexível como uma pena, generoso como a água, ou vazio como ar. Se a origem do seu problema é o fogo, não adianta contra-atacar com mais fogo, porque isso só irá aumentar o incêndio: neste caso, apenas a água será capaz de combater o mal. Nunca o problema pode lhe ensinar como reagir a ele – só você tem poder para isso.

Dr. Jorge Boucinhas [ médico e professor da UFRN ]

Libertas libertas@libertas.com.br

Viajar é preciso! iajar, conhecer diferentes lugares, culturas, costumes, idiomas é, na minha visão, extremamente terapêutico. Geralmente esta experiência amplia a visão sobre o mundo por conta da diversidade que o caracteriza. Cada país ou cidade com a sua marca que os distingue. Alguns lugares predominam a interiorização e a espiritualidade, a exemplo da Índia. Noutros, a natureza se impõe como no Rio de Janeiro. Há, ainda, a beleza da cultura e da arte como Paris. Outras se impõem pela ostentação e grandiosidade material. Entre estas citamos Las Vegas, cidade que impressiona pelo seu glamour, inebriada pelas luzes, sons e vícios. Os hotéis, assim como os shoppings, se misturam com os cassinos, num mesmo clima de estimulação, em que se convive com naturalidade ao apelo do prazer. Em toda cidade, circula a sedução dos grandes shows, o encanto do sucesso, a tentação dos jogos, os descontos das compras, as negociações. Pairam no ar: a gula, o desejo, o som alto, as luzes e o ritmo acelerado em que não há tempo para parar. Até parece que a noite não termina e que nem se dorme. Os cassinos não fecham e desde cedo a rotina se repete. Cigarro, bebida e a ansiedade das pessoas diante das máquinas pela perspectiva de ganhar. Aliás, esta é a grande busca. Em todas as interações, há uma promessa de prazer e vantagem. Muito triste conviver com a ilusão humana nas pessoas de diferentes idades. Os motoristas de taxi, os vendedores, demonstram uma performance de alegria, distantes da realidade do mundo atual. Em que momento cairá a máscara social de uma sociedade perversa que se distancia da verdadeira felicidade, cultuando um hedonismo sem limite, provavelmente, do tamanho da própria solidão? Que desperdício de dinheiro, tempo e energia! Tomara que, pouco a pouco, as pessoas despertem para “viver a vida não vivida”, antes que não dê mais tempo. Grace Wanderley de Barros Correia – grace@libertas.com.br

V

Lixo O homem pegou uma folha de papel e a amassou em suas mãos, enquanto disse para sua mulher: - Imagina que este papel é lixo, quer para você? Claro que não, o lugar de lixo é na lixeira, jogue-o lá. - Estás a ver? Com os insultos deves fazer o mesmo. Não precisas aceitá-los... Estágio A Loja Riachuelo abriu seu Programa de Estágio em Logística. As vagas são para jovens que estão cursando o último ano de administração, economia, engenharia, tecnologia da informação, logística, matemática e áreas correlatas. O programa tem o objetivo de atrair profissionais de alto potencial para participar do processo de desenvolvimento de Supervisores do Centro de Distribuição da rede, localizado em Natal/RN. Os interessados devem acessar o site: www.riachuelo.com.br/ para se inscrever até o dia 9 de novembro. Mesa redonda Com o tema “ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS: olhares e práticas multidisciplinares”, o Conselho Regional de Psicologia no RN, em parceria com o Conselho Estadual de Entorpecentes, realiza no dia 26 uma mesaredonda com presença de diversos especialistas. Dr. Gustavo Marinho, Dra. Louise, Psicólogo Paulo Roberto Costa Pessoa e Prof. Carlos Henrique Souza da Cruz. Mais informações e inscrições no site www.crprn.org.br. Esta coluna é de responsabilidade da Libertas Comunidade www.libertas.com.br libertas@libertas.com.br

boucinhas_jc@hotmail.com

Depressão e envelhecimento cada ano uma alta proporção dos habitantes deste planeta Terra enfrenta uma grande tragédia pessoal. Morre alguém altamente significativo (parente próximo ou amigo íntimo), enfrenta-se um processo judicial, termina um casamento duradouro, perde-se o emprego, surgem sérios problemas financeiros. Outro caso de evento elicitador de stress emocional é o de crianças que sofreram violência física ou sexual, as quais podem vir a apresentar as repercussões desse episódio durante a vida adulta, e tais repercussões podem ser tanto psicológicas quanto fisiológicas. Assim, pode-se inferir que a totalidade das pessoas pode ter experiências de vida que afetem seu bem-estar emocional, e estas experiências podem levar ao desencadeamento de depressão clinicamente perceptível. Adiante-se que a saúde mental é um tópico bastante complexo. Alguns estados mentais e emocionais possuem um componente biológico bem firmado, afora o componente psicológico. Por exemplo, as variações de uma depressão clínica são definidas pelas mudanças químicas que ocorrem nos hormônios cerebrais. O emprego de medicação especializada pode ser útil nestes casos, e dentre os medicamentos mais usados no tratamento estão os inibidores seletivos da recaptação de serotonina (como fluoxetina, paroxetina, citalopram e sertralina), além de outras classes de antidepressivos, entre os quais está a bupropiona. A diversidade de tipos de fármacos muito ajuda, pois enquan-

A

to uma medicação pode causar efeitos colaterais em um indivíduo, outra, de um tipo semelhante ou igual, não o faz e o beneficia com sucesso sem causar incômodos. Muitas vezes os eventos emocionais desencadeiam uma reação orgânica e, embora possam alterar transitoriamente a bioquímica do cérebro, nestes casos uma pílula pouco alcança fazer para modificar os estresses emocionais que podem ter dado início à depressão. Aí é quando a psicoterapia serve de ajuda maior, não se devendo hesitar em buscar ajuda de um profissional (psicólogo, psiquiatra, mesmo padre/pastor, conselheiro ou terapeuta outro) para orientar adequadamente. Duas das formas de psicoterapia atualmente mais valorizadas são: a terapia interpessoal e a terapia cognitivo-comportamental. A primeira tenta ajudar a entender qual a causa da depressão, visando reduzi-la às devidas proporções aos olhos da vítima, que, geralmente, tende a supervalorizar o problema. A segunda identifica comportamentos que perpetuam-na e sugere substituí-los por outros comportamentos que a minimizem no futuro. A associação das duas funciona ainda melhor. Existirá relação entre a depressão e o envelhecimento? De fato, os depressivos ficam menos afeitos à prática de exercícios, a seguir uma alimentação saudável e a esforços direcionados a uma vida mais saudável. Sabe-se bem, hoje em dia, que ela está associada a um ritmo acelerado de envelhe-

Muitas vezes os eventos emocionais desencadeiam uma reação orgânica e, embora possam alterar transitoriamente a bioquímica do cérebro,nestes casos uma pílula pouco alcança fazer para modificar os estresses emocionais que podem ter dado início à depressão. Aí é quando a psicoterapia serve de ajuda maior

João Mariano Sepúlveda [ cardiogeriatra ]

cimento arterial e cardiovascular. Em pesquisa realizada na Duke University (EUA), a incidência de morte por doenças do coração entre homens e mulheres que tinham problemas cardíacos mais depressão foi 69% maior, ao longo dos 19 anos de acompanhamento, do que entre as pessoas que simplesmente tinham doenças cardíacas, sem apresentar depressão. Ademais, em outra pesquisa, esta do Alameda County (também EUA), indivíduos deprimidos apresentaram um aumento de 54% na incidência de acidentes vasculares cerebrais (AVCs), tanto de tipo isquêmico quanto de hemorrágico, ao longo dos 29 anos de acompanhamento. Outros estudos de menor porte demonstraram que a depressão acentuava os eventos relacionados a envelhecimento arterial, quais perda de memória, enfartes do miocárico, acidentes vasculares cerebrais, impotência sexual. Além disso, mulheres que sofriam de depressão apresentavam densidade óssea reduzida, provavelmente pelos níveis aumentados do hormônio cortisol, encontrado em alto teor no sangue de indivíduos depressivos. Além dela causar envelhecimento diretamente, a “moleza” motivada pela sensação de que nada no mundo importa leva a comportamentos que podem acelerar o envelhecimento, pois os depressivos ficam menos propensos à prática de exercícios físicos e a seguir uma alimentação saudável. A depressão, portanto, já pode ser considerada um fator de redução não só da qualidade de vida quanto da duração da mesma.

medicare@supercabo.com.br.

Números da morte! uando se envelhece, diz-se que morreu de velho, porem não é bem assim, existem varias causas para partida, sobre esses números falaremos hoje! Participando recentemente de um evento de lançamento de um novo medicamento para Diabetes, ouvimos o presidente da Sociedade de Brasileira de Endocrinologia, angustiado, com crescente aumento da ocorrência de Diabetes no Brasil, e citou números que utilizo neste artigo. Discutiu-se então, como possuímos tantos novos medicamentos e sempre vemos aumentar a mortalidade da doença? Um aparte me impressionou, quando se sugeriu que a solução seria angustiar mais o doente, levando, a uma maior participação/responsabilidade, dele com sua doença! Angustiado está o paciente quando aguarda atendimento medico na fila dos SUS, do medico do convenio, ou quando espera vaga na UTI!! Angustiado fica o paciente quando tem de negociar o custo de sua receita na farmácia, priorizando o que vai usar, ou vai ter de deixar para o final do mês! Penso que a grande dificuldade de se melhorar nossos números é levá-los a sério e formularmos e cumprirmos uma real política de Saúde Pública! Vamos ver números! Este artigo, estará desatualizado logo após sua publicação, talvez enquanto estiver sendo impresso, pois, os números são tão avassaladoramente dinâmicos e as estatísticas citadas mudam numa velocidade tão rápida, que é bastante inviável, que esses dados resistam por muito tempo! O Ministério da Saúde adverte o Acidente Vascular Cerebral, é a doença que mais mata no Brasil, especialmente a pessoas acima de 65 anos! A cada 5 minutos uma pessoa morre desta patologia, totalizando, mais de 100.000 óbitos ao ano! A grande campeã mundial, ainda é o Infarto do Miocárdio, que segundo o MS, acomete 900.000 pessoas, e somente 2/3 se restabelecem, gerando mais de 300.000 mortes por ano, no Brasil!

Q

Segundo dados da OMS, a cada dois minutos, morre um brasileiro por hipertensão arterial, e suas complicações, aproximadamente, 17 milhões de portadores com 300.000 mortes/ano! Se o caso é a Insuficiência Cardíaca, relaxe, ocorrem “apenas” a cada 11 minutos, são “meras” 54.000 mortes por ano, em um universo de 6.5 milhões de doentes! Nas doenças renais os números são também bastante desanimadores, houve um aumento de 38%, dos casos de Renais Crônicos, nos últimos 10 anos segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia, hoje com aproximadamente 92.000 doentes, e 16.500 mortes anuais! A cada 8 segundos uma pessoa morre por complicações da Diabetes Mellitus, e mais da metade dos diabéticos não sabem que são doentes, e dos que sabem apenas 25% tem acesso ou admite o tratamento! O câncer é responsável por quase 14% das mortes no Brasil, é segunda doença que mais mata em nosso meio, sendo responsável por mais de 120.000 óbitos no ultimo ano! Como um grande país, temos números astronômicos de morbi-mortalidade, sem citarmos os acidente de transito, e as perdas relacionadas a drogas licitas ou ilícitas! Números servem para demonstrar o quanto há para fazer e investir em saúde, gerando uma real universalização e democratização de acesso não só aos serviços, como também aos tratamentos mais novos e modernos equilibrando as chances de recuperação de pacientes, independentemente de seu poder aquisitivo e de sua classe social, pois dinheiro há é só destinar as necessidades e prioridades, desviando do desvio! A justificativa de que é caro é questão de óptica, uma política de prevenção, nunca é cara! Investir sem angustiar e/ou culpar o doente pela doença, ou sem parecer fazer favor, quando fornece um tratamento mais caro a quem necessite! Cumprir a Constituição já bastava! Mas pra quem acha saúde cara, vai meu

critério de caro! Um parlamentar federal brasileiro, custa aos cofres públicos, segundo matéria do Bom Dia Brasil, a bagatela de R$ 11.545,00 (onze mil, e quinhentos e quarenta e cinco reais), por cada MINUTO trabalhado, isso mesmo, para cada sessenta segundos do trabalho!! A ONG Transparência Brasil, fez o cálculo; e as Assembleias Estaduais e Câmaras de Vereadores não ficam muito atrás!! Percebe O Ministério da agora porque nossa saúde publica anda tão Saúde adverte o mal? Temos o Parlamento mais caro do plaAcidente Vascular neta, mais que o dobro do segundo colocaCerebral,é a doença do!! Caso extrapolemos ao Poder Executique mais mata no vo, e ao Judiciário, certamente acharíamos Brasil, parte da verba tão escassa na Educação, Saúespecialmente a de, Segurança Pública....! Priorizar o sentipessoas acima de 65 do da verba arrecadada! anos! A cada 5 Contando que hajam apenas gastos líciminutos uma pessoa tos, “pois vivemos num mundo ideal, sem nemorre desta nhum indício de desvios”, não seria muito patologia, difícil conseguir reduzir os números do initotalizando,mais de cio deste artigo! 100.000 óbitos ao ano! A grande campeã mundial, ainda é o Infarto do Miocárdio,que segundo o MS, acomete 900.000 pessoas,e somente 2/3 se restabelecem, gerando mais de 300.000 mortes por ano,no Brasil!

Notícia comentada: Estivemos em dois eventos em seqüência, relativos a Diabetes, no final de semana passado, em Salvador, 17/10/11, o lançamento da linagliptina, de nome Trayenta, dos laboratórios Eli Lilly e Boehringer Ingelheim, que vem somar mais munição no combate a doença! Neste final de semana, de 19 a 22/10/11, realizou-se o XVIII Congresso Brasileiro de Diabetes em Brasília, com o que houve de melhor em medicamentos e métodos de tratamento no universo da patologia! O que acha da criação de um novo imposto direcionado para a saúde? Resolve? Resposta: Quando se criou a CPMF, que se dizia direcionado à saúde, resolveu? Em um país com nossa carga tributária, é desonesto ampliar a base, reduzir os gastos com a maquina pública e redirecionar gastos, me parece mais sensato!

Bom Domingo!


tn família

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 3

DIFICULDADES DO ESTUDO DESENVOLVIMENTO DA VACINA DA DENGUE: UM COMPROMISSO A LONGO PRAZO

“Fala-se de trabalhos na área de criação de uma vacina que superam meio século. Esses trabalhos estão diretamente relacionados com caracterização de vírus e sorotipos distintos. Talvez aí resida uma das maiores dificuldades de se desenvolver uma vacina contra a dengue. Na verdade, não estamos falando de um agente infeccioso somente; não é apenas um vírus; estamos falando de quatro sorotipos diferentes. Temos, portanto, realidades distintas globais da dengue no tocante à América Latina e à Ásia. Portanto, desenvolver uma vacina contra a dengue, na realidade, trata-se de um desenvolvimento de uma vacina contra quatro agentes, que possa prevenir a doença em ambientes epidemiológicos distintos da América Latina e da Ásia, em populações bem distintas. E, certamente, nós conseguimos, após um trabalho de mais de três anos, chegar com este candidato vacinal mais promissor e mais avançado. Do ponto de vista global, dengue é uma doença que coloca sob risco mais da metade da população mundial. Falamos entre 2,5 a

Linha do tempo:

Parceria com o Centro de Desenvolvimento de Vacinas, Universidade de Mahidol,Bancoc, Tailândia.

1994

Primeiro contato com a Acambis, Cambridge,EUA,criadora de uma tecnologia em biologia molecular.

1998

Vacina contra a dengue de segunda geração.

2000

Prova de conceito de uma vacina tetravalente,viva atenuada contra a dengue em duas doses e um reforço. Início do desenvolvimento de uma vacina de segunda geração obtida a partir de tecnologia recombinante.

2001

2006

2007

2009 Parceria com a Pediatric Dengue Vaccine Initiative,visando agilizar o lançamento de uma vacina contra dengue para crianças em países endêmicos.

2010

Out/2010 Resultados positivos dos estudos clínicos de Fase 2; prova de conceito.

2010

A vacina da Sanofi Pasteur contra a dengue é avaliada em teste clínico de eficácia em pediatria na Tailândia.

A vacina da Sanofi Pasteur contra a dengue entra na última etapa de desenvolvimento clínico.

O programa de pesquisa da vacina da Sanofi Pasteur contra dengue inclui estudos clínicos no México,Honduras, Colômbia,Porto Rico,Brasil,Peru, Cingapura,Vietnã,Tailândia,Filipinas e Austrália em adultos e crianças.

4,8%

6,2%

Sul

Centro-Oeste

15,7% Norte

NÚMEROS Entre 2000 e 2010 foram registrados:

+ 4.563.864 casos prováveis.

47,6%

25,6%

Sudeste

Nordeste

3 milhões

de casos de dengue foram registrados,entre 2000 e 2005,no Brasil.

GIOVANINI COELHO, coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde

um agravo que provoca uma carga maior no sistema de saúde, com um maior número de hospitalizações — deixando claro que isso só no serviço público. Mas a dengue é uma doença que causa uma carga tanto no sistema de saúde quanto na sociedade de uma maneira geral, pois influencia os processos produtivos, aumenta o afastamento das pessoas do trabalho e da escola, afeta principalmente os locais turísticos. Outro dado é a mudança da faixa etária. Antes de 2007, a média era de 30 anos de idade. A partir desse ano, pelo 25% dos casos notificados de internações por dengue no País ocorreram em crianças de até 15 anos, demonstrando uma mudança de padrão epidemiológico. Esse padrão de mudança de faixa etária observado nos casos graves, também é observado nos óbitos por dengue, onde a partir de 2007 pelo menos 25% dos casos aconteceram em menores de 15 anos. Mas a média ainda perma-

“Dois mil e dez é o ano com maior registro de casos no País, com a ocorrência de óbitos, principalmente em pacientes com comorbidades; ou seja, pacientes com hipertensão, diabetes etc. Esse cenário mostra claramente que, se no começo da metade da década de 80 era, a dengue era uma doença que consistia uma gravidade muito acentuada, a partir dessa ampla circulação do vírus começa a haver um processo de agravamento, com internações pressionando cada vez mais o sistema de saúde. A partir de 2007 e 2008, tivemos um crescente aumento nas taxas de internações. Enquanto em 2001 nós tínhamos uma taxa de 16 casos prováveis da doença e um era hospitalizado, agora para oito casos prováveis, nós temos um número bem maior de hospitalizados. Isso acompanhado também dos custos. A cada ano a dengue é

nece nas idades até 30 anos. Em 2011, nós tivemos, em relação a 2010, uma redução de 24% dos casos notificados. Mas é bom destacar que mesmo com essa redução com relação ao ano passado, nós estamos falando de um número de mais de 500 mil casos — ou seja, é um patamar muito elevado. Tivemos uma redução nas formas graves e no número de óbitos”

SEGURANÇA E EFICÁCIA

A Food and Drug Administration (FDA) concede a avaliação prioritária (Fast Track) à vacina candidata da Sanofi Pasteur contra a dengue.

POR REGIÃO

3,5 bilhões de pessoas, no mundo todo, vivendo em áreas endêmicas, com cerca de 220 milhões de indivíduos infectados anualmente, sendo eles, na sua maioria, crianças que estão mais propensas ao desenvolvimento da forma mais grave do ponto de vista global. Ao longo de décadas, a tecnologia para atenuar o vírus selvagem da dengue foi aprimorado até chegar às modernas técnicas de biologia molecular. E um outro ponto fundamental: a quantidade de anticorpos necessária a ser induzida após a vacinação é informação ainda desconheci-

da, Qual é a quantidade necessária para proteger o contato do homem com a doença? Daí a necessidade de desenvolvermos estudos de eficácia. O programa global de nosso candidato vacinal contempla, ao final de seu plano de desenvolvimento, cerca de 45 mil voluntários no mundo todo. O Brasil deve contribuir com cerca de quatro mil voluntários. Portanto, o Brasil ocupa uma posição de destaque na América Latina. Até o dia de hoje, nós temos algumas dezenas de estudos clínicos em andamento ou completados no mundo. Um ponto fundamental: essa vacina: ela induz a formação de anticorpos contra os quatro sorotipos de uma maneira equilibrada e sustentada. No Brasil, atualmente, temos esses dois estudos em andamento: um de segurança, numa proporção de faixa etária de 1 a 16 anos, sendo realizado na Universidade Federal do Espírito Santo, com 150 voluntários atualmente. E um estudo de eficácia e segurança em Goiás, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Ceará e Espírito Santo. Essa não é a única vacina em desenvolvimento no mundo, mas o nosso candidato vacinal está mais avançado em termos de pesquisa.”

PANORAMA DA DOENÇA

A abordagem clássica de vacina é abandonada devido a reações adversas e à atenuação deficiente do sorotipo 3.A opção é se concentrar no desenvolvimento da vacina viva atenuada de segunda geração.

2004

FOTOS:DIVULGAÇÃO

PEDRO GARBES, diretor regional de pesquisa e desenvolvimento para a América Latina da Sanofi Pasteur

REYNALDO DIETZE, diretor do Núcleo de Doenças Infecciosas da Universidade Federal do Espírito Santo

“Nós temos dois estudos em andamento no Brasil, atualmente; um de segurança e imunogenicidade, onde você tenta averiguar se o que nós estamos observando aqui é a mesma coisa que se observou fora. Do ponto de vista de segurança, o que nós temos observado na vacinação no grupo de voluntários de 150 pessoas não é diferente dos resultados nas outras partes do mundo. E, recentemente, em 2011, começamos o estudo de eficácia, com uma amostragem maior, que visa provar se a vacina funciona ou não, e qual o percentual de proteção que ela poderia dar. A semelhança entre os dois estudos é que a faixa etária é a mesma, de 9 a 16 anos, que nos últimos anos contribui com um maior percentual de complicações nas notificações do Ministério da Saúde. Nos dois estudos, são três doses da vacina, com seis meses de intervalo. Por trás desses estudos, existe um grupo

+ 508.874

internações no SUS,por dengue,complicações ou por febre hemorrágica.

2,5 bilhões de pessoas sob risco em mais de 100 países.

de monitoramento, um comitê internacional, que tem acesso aos dados colhidos e poder de interferir no estudo. Estamos finalizando a terceira dose da vacina. O que eu posso adiantar é que os efeitos colaterais são muito pequenos e não diferem do que já está escrito em literatura. É uma vacina muito segura. Também não temos notado nenhuma diferença de reação entre a primeira, segunda e terceira dose. No estudo, você escolhe moradores de bairros onde se tem um grande risco de transmissão da doença. Ao final, você precisa que essas pessoas tenham se exposto ao risco de adquirir a infecção, pois não há outra forma de você conseguir comparar os dois grupos e decidir se a vacina foi ou não eficaz. Hoje já temos 13 mil vacinados; daqui a dois, três anos nós vamos para 20 mil; em sete, oito anos teremos 30 mil e é assim que a literatura médica vai compondo os dados sobre segurança e eficácia da vacina. O número de voluntários no Brasil seria em torno de quatro mil, na proporção de dois para um,

+ 54.140

casos de dengue com complicações.

+ 2.195

quer dizer, um toma a vacina e outro o placebo. O intervalo entre uma dose e outra é de seis meses. Depois de encerrada a terceira dose da vacina, essas pessoas são seguidas. Cada centro de estudo tem uma equipe médica em contato com os voluntários vacinados para que não se perca nenhum episódio febril que eles possam ter. Eu quero saber a causa de cada febre; se foi dengue ou não. É a única forma de se avaliar se ela funcionou ou não. No final, vamos ter um percentual de proteção.”

óbitos,sendo 1.024 por complicações da dengue e 1.171 por febre hemorrágica.

220 milhões

é a estimativa de pessoas infectadas anualmente pelo vírus da dengue.

+ 17.537 casos de febre hemorrágica.

22 milhões

de pessoas,a maioria crianças, desenvolvem dengue hemorrágica, a forma mais grave da doença.


4 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

tn família

Domingo | 23 de outubro de 2011

COLEÇÃO

Jota Oliveira

A badalada grife de relógios Baume & Mercier usa novas mídias e cria vídeo e site exclusivos para o lançamento da nova coleção Hampton, resultando em um evento conceitual da marca.

jotaoliveira@tribunadonorte.com.br

CARPE DIEM! Não procure todas as respostas no invisível, nem deixe para ser feliz lá no futuro. Não se contente com apenas uma pergunta, nem se vanglorie de saber muito sobre alguma coisa. Não acredite em tudo o que ouve ou lê, não se fie nessa ou naquela experiência. Ouça

FÓRUM

conselhos, mas analise-os, use com coerência. Saiba perdoar, sempre, mas não seja a vítima dos espertinhos. Não se faça de superior, mas não deixe pisarem na sua vida. Caminhe com retidão, seja honesto, tenha metas. Não se envergonhe de ficar rico, nem de viver na pobreza. Ambas são situações que podem ser modificadas. Saiba que você é

o Senhor da sua Vida. Existem milagres que habitam em você, e o que hoje é muito triste, poderá servir de alavanca para o seu crescimento. E com todos os problemas, com toda desilusão deste dia, ainda assim, a vida, indubitavelmente te serve uma lição. Cabe a você, prestar atenção, enxugar as lágrimas da revolta, se fortalecer e vencer. Pois tudo

JOÃO MARIA ALVES

deve ser feito com dedicação, amor e persistência. A ponte mais alta começa num simples rabisco em folha de papel. O maior arranha-céu, com vigas no chão. A maior fortuna, com poucas moedas na mão. Tudo pode ser transformado! Comece pelas suas ideias, objetivos e sonhos. E nada, absolutamente nada vai poder te segurar! BLOGJOTOLIVEIRA/BOBFLASH

BLOGJOTAOLIVEIRA/BOBFLASH

Após James Hunter, o Fórum Internacional de Gestão Estratégica e Inovação traz para Natal a colombiana Ingrid Betancourt, que fará uma reflexão sobre sua liberdade e falará do livro “Não há silêncio que não termine”, nos dias 26 e 27 no Teatro Riachuelo.

MAKE UP O colorido dos anos 70 foi o que o maquiador Fernando Torquato criou para as lulus fecharem em dois looks para o dia e noite, com os produtos da linha Make B. Infinit Collection d’O Boticário. Veja os clicks no nosso blog.

MODA Agitando a cena fashion potiguar, no próximo dia 9 de novembro o Olimpo Recepções recebe o IX Fashion Show, levando à passarela os últimos lançamentos para o Verão 2012 da Bobstore, Maria Maria Maison e Romance Brazil. Uma iniciativa do Lions Clube de Natal, o desfile é beneficente e reverterá a renda dos ingressos para obras de assistência social e eventos solidários.

Em recente evento, fotojornalista Antonius Manso e escritor Paulo Dumaresq

Na noite Boulevard, o tricô de Maryeva Oliveira, Laíse Batista e Lu Toscano

Em clima de descontração Gil Pereira,Soledad Fernandes, Jarbas Bezerra,Wellignton/Suzana Holder JOÃO NETO

LITERATURA

HELP

LANÇAMENTO

Com muita poesia, biografia, romance e demais produções, acontece do dia 17 a 19 de novembro a terceira edição do Festival Literário de Pipa. Este ano, o evento interliga a Tenda Literária aos espaços alternativos, como livrarias, Casa das Palavras e o Pipinha Literária.

Agora advogados contam com uma ajudinha tecnológica para monitorarem seus clientes. O app para celulares Android, o “I’m Getting Arrested”, envia sms para pessoas précadastradas, advogados ou familiares, quando o usuário é preso.

O Conselho Regional de Administração do RN realiza amAnhã o lançamento de seu 5º Congresso de Gestã Pública. A ocasião que conta com a presença do superintendente do BnB e também palestrante, José Maria Vilar, acontece no Camarões do Midway Mall, às 12h30.

PARABÉNS! Marcelo Gentil (Bolinha) e Ernesto Salem recebem os cumprimentos da coluna pela mudança de idade hoje. Nesta segunda, dia 24, vivas antecipados para Eudes Varela, no RJ e Fernada Bila Queiroz amada do fotógrafo João Neto.

Nos salões da cidade, casal de Dez Marilda e Hermeneluce Fernandes

Karina Buhr reflete a garra que tem no palco em seu segundo CD solo “Longe de Onde” (Coqueiro Verde), com ares cosmopolitas e mais voltado para o rock. Cantora e compositora, ela assina dez das onze canções do disco

[ MÚSICA ]

Existindo no mapa musical do Brasil DIVULGAÇÃO

LAURO LISBOA GARCIA Agência Estado

nde é um lugar que não existe no mapa É para lá que Karina Buhr vai no segundo álbum solo, sem se impor limites territoriais. Tentar esclarecer o título do CD, “Longe de Onde” (Coqueiro Verde), uma afirmação não uma interrogação, teorizar sobre a questão da procedência e do destino, é estragar a brincadeira. “Primeiro: gosto do som dessas palavras. Depois tem essa coisa de lembrar uma pergunta, mas não ser. Toda vez que tento explicar eu o deixo pobrezinho, eu o estrago”, brinca Karina. “Esse título é o que você pensa quando você o ouve. Não é só geográfico.” A ideia remete a um verso da ciranda “Cravo Vermelho”, do pernambucano Carlos Fernando, que Geraldo Azevedo gravou no primeiro álbum solo, de 1977: “Eu sou daqui, mas vim de longe”. Nascida em Salvador, criada em Recife, Karina criou identidade pernambucana, mantém o sotaque, mas é representante das mais expressivas da música contemporânea produzida em São Paulo. Aqui, entre outras coisas, fez teatro com Zé Celso Martinez Corrêa no Oficina e recentemente tornou-se parceira de Marina Lima - dois totens de modernidade. “Ligar meu nome a Pernambuco, dizer que sou de lá, acho precioso. O que acho ruim é a ideia clichê do que seria a música de lá. Porque daí cai naquele conceito de o que se faz no Rio e em São Paulo é o normal e o que se faz nos outros lugares é exótico”, diz. “Faço um som assim porque sou assim, não porque vim de lá. Fico agoniada quando se coloca tudo no mesmo balaio.” Com capa e videoclipe da canção de abertura, “Cara Palavra”,

O

Considerada uma das boas surpresas da recente safra de cantoras,Karina Buhr lança CD através do programa de patrocínio Natura Musical

realizados no Marrocos, sutilmente a compositora e cantora faz a ligação do mundo árabe com a cultura nordestina de onde ela vem para São Paulo, onde reside há anos. “Mas não que eu tenha ido a Marrocos fazer uma ‘pesquisa’ ou

algo do tipo. Aconteceu por acaso. Mas já que estava lá, saindo na rua várias vezes de véu, por que não gravar um vídeo com aquele visual. Nem queria muito que fosse a capa, não queria situar o disco no Marrocos, só que rolou naturalmente. Se fizesse na Aveni-

da Paulista também estaria situando, então fiz aquela maquiagem e quando reparei era a mesma pincelada de uma escrita no muro. Hoje olho pra capa e acho totalmente a cara do disco: pode ser lá como aqui.” A música que ela coloca nesse

Queria que tivesse mais peso, porque isso já vinha do show” KARINA BUHR cantora e compositora

CD é de movimento cosmopolita, universalista, sem qualquer resquício migratório. A produção é dela e de dois músicos de sua banda, Bruno Buarque e Mau, os mesmos de Eu Menti pra Você, que ganhou edição em vinil há pouco O som de Longe de Onde está mais para rock do que para qualquer outro estilo. Das 11 canções, Karina assina 10 sozinha e uma, A Pessoa Morre, com Bruno, Mau e Fernando Catatau. Com mais peso, o novo trabalho reflete melhor a força que Karina tem no palco (leia mais abaixo), o que para ela veio naturalmente, sem ansiedade pela expectativa de repetir o êxito anterior. “Queria que o disco tivesse mais peso, porque isso já vinha do show. Tive o cuidado de sempre, pensando em cada pedacinho, mas nunca fico desesperada com o final, nem com o que vão pensar desse final”, diz. “Fui mostrando as canções aos poucos para os músicos, não para todos ao mesmo tempo.” Uma tinha mais a cara de Catatau, outra de Edgar Scandurra, que traz uma guitarra setentista para a “velharia romântica” de Não Precisa Me Procurar”. Da experiência anterior, Karina Bruno e Mau repetiram alguns procedimentos que deram certo, como gravar baixo e bateria junto ao vivo, às vezes com teclado ou com guitarra. A ênfase maior na palavra, ela diz que também foi sem querer. “Sempre tive esse interesse por escrever e a maioria das músicas vêm em cima das letras.” Karina gravou o CD dentro do programa de patrocínio Natura Musical, que também prevê uma série de cinco shows. O primeiro vai ser no dia 18 de novembro no Circo Voador (Rio). No dia 26 de novembro ela se apresenta em São Paulo, no Sesc Pompeia, na capital paulista.


tn família

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 5

ESPAÇO O Grupo Arituba pilota coquetel próximo dia 26,às 18h30,na sua sede para marcar o início das ações “TAP Partner”do Nordeste.Nesse modelo de negócio,agências de viagens com excelência reconhecida,recebem formação da companhia portuguesa sobre seus produtos referência no mundo.

Jota Oliveira jotaoliveira@tribunadonorte.com.br BLOGJOTAOLIVEIRA/BOBFLASH

BLOGJOTAOLIVEIRA/BOBFLASH

BLOGJOTAOLIVEIRA/JOÃO NETO

TELONA A prefeita Micarla de Sousa juntamente com o cineasta Valério de Andrade recebem amanhã no restaurante La Fiorentina no Rio de Janeiro, nomes importantes do cinema brasileiro para apresentar a programação do Festival de Cinema de Natal 2011. A ocasião é ainda de premiação dos ganhadores da edição 2010 do Festival que não estiveram presentes no encerramento. Valério, incansável na luta por divulgar e movimentar a cena cinematográfica do Estado, está na direção do FestNatal desde 1987, Festival de cinema mais antigo do Nordeste.

Nos Embalos de Latino, as amigas Cristiane Bittencourt e Thazia Martins

BLOGJOTAOLIVEIRA/BOBFLASH

Celebrando a vida, Veruska/ Kaká Borges

Paulo Gallindo e a cria Wanessa no batente na Fogo & Chama

BLOGJOTAOLIVEIRA/JOÃO NETO

Fernando Rezende/Dani Fonseca fazem sanduíche em Jarbas Bezerra

BLOGJOTAOLIVEIRA/JOÃO NETO

Circulando na noite Forever Young, Maria Cristina/Camilo Collier

BLOGJOTAOLIVEIRA/JOÃO NETO

DETERMINADO Exemplo de profissional e pessoa,a determinação e competência são duas fortes características que definem o jovem empresário Marcelo Guerra.Apesar da formação em Turismo pela UNP,Marcelo conta que a inspiração para a área gastronômica veio da sua infância,onde a matriarca da família,dona Igara não abria mão de reunir a família e os amigos em big table para comer,beber e bater um bom papo,costume que segue em sua vida até os dias de hoje.Com cerca de 9 anos no mercado gastronômico da cidade,Marcelo comanda o seu Restaurante e Pizzaria Mazzano,junto com o irmão e sócio Renato.Sobre os novos projetos, Marcelo conta em primeira mão que o restaurante deve ganhar em breve mais um ambiente,com espaço ao ar livre ornado por belo jardim,além dos planos de expandir os negócios para os estados vizinhos.Apesar da rotina

corrida à frente do Mazzano e das constantes viagens a trabalho, Marcelo traz em seus hobbies o prazer de receber e cozinhar para os amigos em casa.Amante também do mar e do sol,ele não dispensa uma praia,viajar,um barzinhos com os mais chegados e curtir a amada Natália Bezerra.O segredo do sucesso? Para Marcelo,a resposta é rápida:está no amor e dedicação àquilo que faz! >Restaurante e Pizzaria Mazzano.Contato:3219.5151.

CATÁLOGO Circulando entre os clientes o novo catálogo da badalada marca francesa Louis Vuitton. Ambientado em universo multicolorido com referências indianas, os looks surgem através das lentes de Carter Smith em composições que esbanjam elegância e passeiam entre a leveza e estampas fortes. Um luxo!

NEWS

SEM TV

Chegando para a classe A natalense um novo impresso que promete causar burburinho. Abordando cultura, tecnologia, aventura, estilo, esporte e mais, a revista It’s Prime irá circular a cada três meses entre os clientes PG Prime trazendo uma seleção de news para o perfil de quem consome o que há de melhor.

Os pais desavisados devem ficar atentos aos comportamentos dos filhos pequenos de até 2 anos. Médicos da Academia Americana de Pediatria alertam para os danos no desenvolvimento das crianças provocados pelos hábitos de assistir a televisão ou vídeos. Em troca sugerem: mais tempo de interação direta com os baixinhos.

viver DE SEGUNDA A SÁBADO NA TRIBUNA DO NORTE

Em noite de vivas, casal querido da coluna Michelle/ Ésio Costa

Em tempo de festa no Boulevard,Vanessa Dantas Figueiredo e Tatyana Bulhões


6 | Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte

tn família

Domingo | 23 de outubro de 2011

DEBUT O casal Edmilson Pereira e Solange Bezerra Pereira reunirá familiares e amigos para brindar os 15 anos da filha Rafaela. A sessão de vivas acontecerá no próximo dia 29, no Versailles Recepções do Tirol.

Liege Barbalho liegebarbalho@tribunadonorte.com.br

FOTOS LIEGEBARBALHO.COM

THE BEST Circulando na sociedade os convites da nossa festa “The Best Of The Year”, que terá realização no dia próximo dia 04 de novembro. Com assinatura desta colunista, o tradicional evento terá como palco o Hotel Pirâmide. Na sua 24ª edição, a noite “The Best”, contará com presenças de expressivos nomes da sociedade potiguar, além de convidados, jornalistas e colunistas sociais de outros Estados do país, que farão coberturas para jornais impressos, televisão, sites e blogs.

»» O troféu “The Best” é

uma peça confeccionada em cristal, na cidade de Blumenau-Santa Catarina, e tem assinatura da designer Ana Paola. Serão homenageadas personalidades que se destacaram em 2011, nos diversos segmentos da sociedade. A sofisticada ambientação ficará a cargo da dupla Amorosa Decor, Alessandra Cabral e Geysa Freitas, com o toque especial da iluminação de Castelo Casado, além dos saborosos chocolates da Caffech de Raissa Carvalho, buffet e serviços do Hotel Pirâmide.

Governadora Rosalba Ciarlini aniversariando quarta-feira

A querida Melina Galvão com aniversário neste sábado

Discrição de Wilma Faria em recente evento social

Simpatia do casal Moacir Potiguar e Sílvia, em noite de celebração

Várias

»PROGRAMA A diretoria do CEI Mirassol

dando segmento ao Programa de Orientação para Resolução de Questões.O projeto abrange as disciplinas de Biologia,Física,Geografia, História,Matemática,Química e Língua Portuguesa com produção textual e é destinado a todos os alunos do Ensino Médio.O“Porque” surgiu em 2010,com o objetivo de aperfeiçoar a produção de textos em todas as matérias.De acordo com a diretora Maria Célia Andrade, depois da implantação do referido programa está sendo registrada uma significativa melhoria no desempenho dos alunos.

Sami e Sandra Elali foram abraçar Rodrigo Loureiro na sua Noite Branca

A Blonde posa com o prefeito de Bom Jesus, Aires Júnior e sua Débora, na Noite Branca

Juventude de Natal está participando de um projeto piloto desenvolvido pelo Departamento de Prevenção e Acompanhamento ao Dependente Químico,da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social.O objetivo é tratar as crianças e os adolescentes usuários de drogas para que eles possam cumprir as medidas socioeducativas determinadas pela Justiça.Inicialmente,serão 30 adolescentes que estão em liberdade assistida ou prestam serviços à comunidade. Uma equipe técnica e multidisciplinar fará a orientação durante quatro meses.

»» No quesito musical, nossa festa terá a participação especial da musicista paraibana, a bela e talentosa Belle Soares, sucesso no Nordeste, que já se apresentou nos programas de Ana Maria Braga e do Faustão, da TV Globo. Para as danças, a orquestra Lumina preparou um variado repertório para atender aos mais exigentes gostos. A noite “The Best” terá serviços de manobristas e será regada a scotch 12 anos e espumante. Os convites foram criação do designer Gilson Nascimento, impressão da RN Econômico e os elegantes envelopes de Denise Lins Convites.

Descontração de Caio Fernandes e Luciana em evento da Constel

João Felipe faz coro de vivas para Graça Trindade, que muda de idade

HOMENAGEM A governadora Rosalba Ciarlini será homenageada com a “Ordem do Mérito Aeronáutico” nesta quartafeira, as 10h. O convite foi formalizado durante a visita do brigadeiro-do-ar e comandante da guarnição aeronáutica de Natal, José Hugo Wolkmer. A honraria será entregue na ocasião da solenidade militar alusiva ao Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira, realizada no pátio de Solenidades da Base Aérea de Natal.

»PROJETO A 1ª Vara da Infância e da

»

PARABÉNS Para a empresária Graça Trindade, Milton Fernandes,o ex-vereador Américo Godeiro,a elegante Neide Maciel,a governadora Rosalba Ciarlini,o advogado Geneson Fonseca,vereador Ranieri Barbosa,a querida Melina Galvão e o colunista de moda da TN,George Azevedo.

Olimpo Maciel e sua Neide. Ela celebrando idade nova

CELEBRANDO Para brindar sua mudança de idade,a empresária Elza Varela reuniu na última quarta-feira,familiares e amigos mais chegados em sessão de vivas.Noite regada a espumante e bem querer,no La Mouette Recepções.O belíssimo bolo de aniversário teve assinatura do cake designer Robinson Câmara.

»HUMOR Está de volta a Natal a peça“Eri

Pinta Johnson Borda”. Encenado pelo ator Eri Johnson,o espetáculo será apresentado hoje,a partir das 20h,no Teatro Riachuelo,que se encherá de risos na sessão de piadas .Numa fase solo,Eri conta e interpreta de forma engraçada a sua trajetória artística,além de relembrar alguns dos seus famosos personagens como o Gay Lulu da novela Barriga de Aluguel.

»ALCOÓLICOS Natal sediará nos dias 5

Talento de Claudomiro Dalpian no comando da Sal e Brasa

Leo Américo e Jane Paz,no lançamento do Guia de Noivas RN 2011

O abraço da Blonde para o querido amigo Witami Gomes

e 6 de novembro o “23º Seminário Nordeste de Alcoólicos Anônimos”. O evento acontecerá no Centro de Convenções e terá como tema “AA:um caminho sem fronteira - uma mensagem universal”. As inscrições podem ser feitas gratuitamente no www.aarn.org.br/crbst_23.html.

Bárbara Abramo

Cinema

Horóscopo

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE ESTREIA

Sol ingressa em Escorpião:foco total no desempenho e reputação do governo Dilma por quatro semanas.Lua nova em Escorpião:26/10

Áries 21/03 a 20/04 Os próximos 30 dias em que o Sol transitar o transformador Escorpião serão ótimos pra você se conectar com suas verdades e necessidades.E assim, transformar sua vida pra melhor.Cada vez mais fiel a si mesmo,alcançará nova visão.

Touro 21/04 a 20/05

A partir de agora o foco principal será o relacionamento.O Sol em Escorpião pede compromisso intenso e envolvimento pra valer.É tudo o que você espera e deseja.Alguém pode caber direitinho no seu sonho.Olhe em volta.

Gêmeos 21/05 a 20/06

A vida domestica e a saúde recebem força total com a tremenda energia curativa do Sol em Escorpião agindo em prol da desintoxicação e da renovação profundas. Você pode melhorar seu estilo de vida nestes próximos 30 dias também.

Câncer 21/06 a 21/07

Libra 23/09 a 22/10

Amores e paixões que acendem emoções fortes e ciúmes poderosos estão na berlinda com o Sol entrando em Escorpião a partir de hoje.Apesar de uma forte criatividade,e um encanto especial,terá de lutar contra o apego exagerado.

Valem quatro semanas e são especialmente boas para seu campo financeiro e material as vibrações do Sol em Escorpião.Assim você saberá o justo valor de seu trabalho e como aplicar seus recursos, talentos e dons com mais eficiência e poder.

Leão 22/07 a 22/08

Escorpião 23/10 21/11

É no fundo de sua alma,tocando suas raízes e seu passado que as vibrações renovadoras de Escorpião começam a operar neste domingo.Agora o Sol leva sua luz a tantas duvidas, perguntas e mal estares.As respostas chegam do fundo de si.

Virgem 23/08 a 22/09

Boa noticia pra você é entrada do Sol em Escorpião, um signo amigo do seu que traz luz e nitidez a suas pesquisas e questionamentos, estudos e comunicações.Com Mercúrio e Vênus já neste signo,seu poder mental fica mais agudo e preciso.

Finalmente o Sol entra em seu signo, colocando você num nível de proteção e irradiação positivas e poderosas.Seu instinto estará apuradíssimo,seu poder de ver além das aparências também.É a renovação,você brilhará com charme.

Sagitário 22/11 a 21/12

Com o Sol em Escorpião você inicia seu período de revisões e balanços internos do ano.É uma preparação para um novo ciclo! Vale descansar,limpar gavetas,terminar pendências,se livrar de tudo que fez mal e trouxe tristeza a você.Sentimentos curam.

Capricórnio 22/12 a 20/01

É com o calor dos amigos sinceros e das relações com aqueles que são caros a seu coração que você caminhará adiante a partir de agora.Associe-se, junte-se a seus pares,procure quem entende sua língua e seus cuidados. Aproveite estes 30 dias.

★★★ AMIZADE COLORIDA (14 anos, legendado) Moviecom 1. Sessões 15h, 17h15, 19h30 e 21h45 / Cinemark 6. Sessões 17h10, 19h40 e 22h30 Jamie é uma caçadora de talentos que usa de todas as suas habilidades para contratar Dylan. Não demora muito, percebem que são praticamente almas gêmeas. Para evitar decepções, acreditam que a melhor coisa é manter o romance com muita diversão e nenhum envolvimento. Mas quando o sexo entra na jogada, a amizade pode caminhar para sérias complicações. Direção:Will Gluck

Aquário 21/01 a 19/02

Em foco sua reputação e seus objetivos o Sol junta sua energia criadora a Mercúrio e a Vênus que já vibram em Escorpião. Você terá de mostrar todo seu poder de administrar situações delicadas e dar prova de ser revolucionário de verdade.

Peixes 20/02 a 20/03

Espírito e luz interior,busca de espaços,horizontes vastos,que se acessam por meio das emoções que renovam é o Sol em Escorpião que descortina algo além do que você via antes.Serão quatro semanas de descobertas e mergulhos intensos.

★★★ O ZELADOR ANIMAL (Livre, dublado) Moviecom 2. Sessões 14h50 e 19h15 / Cinemark 4. 15h, 17h20 e 20h05 Um solitário guarda de um zoológico decide deixar o emprego porque não consegue se envolver com nenhuma garota. Então, ele recebe a ajuda dos animais para entender os segredos da natureza. Direção: Frank Coraci ★★ CAPITÃES DA AREIA (14 anos, nacional) Moviecom 2. Sessões 17h05 e 21h30 Filme baseado na obra de Jorge Amada, “Capitães da Areia”conta a história de Pedro Bala, Professor, Gato, Sem-Pernas, Boa Vida e Dora que, abandonados por suas famílias, são obrigados a lutar para sobreviver pelas ruas de Salvador. Direção:

Cecília Amado e Guy Gonçalves ★★ O FILME DOS ESPÍRITOS (12 anos, nacional) Moviecom 3. Sessões 15h15, 17h25, 19h35 e 21h45 / Cinemark 4. Sessões 12h40 e 22h20 Baseado na obra de Allan Kardec, o filme conta a história de Bruno Alves que, aos 40 anos, perde a esposa e fica arrasado. Em seguida, perde o emprego e entra em profunda tristeza, vendo no suicídio sua única saída. No entanto, ao deparar-se com “O Livro dos Espíritos”, percebe uma nova realidade e começa a busca pela felicidade através da compreensão dos mistérios da vida. Direção: André Marouço e Michel Dubret ★★★ GIGANTES DE AÇO (10 anos, dublado e legendado) Moviecom 4. Sessão 13h50, 16h25, 19h e 21h35 / Cinemark 1. Sessões 12h20, 15h05, 18h, 20h50 e 0h (sáb) / Cinemark 3. Sessões (dub) 11h10 (sáb e dom), 16h35, 19h30 e 22h25 Em um futuro próximo, Charlie Kenton (Hugh Jackman) é um lutador de boxe frustrado após o esporte se tornar uma modalidade comandada por robôs de alta tecnologia. Ao abandonar a profissão passa a viver da venda de restos de robôs para o ferro velho. Quando sua vida parece ter encerrado, ele se reúne com seu filho para construir e treinar uma nova geração de robôs. Direção: Shawn Levy


tn família

Domingo | 23 de outubro de 2011

Tribuna do Norte | Natal | Rio Grande do Norte | 7

Hilneth Correia hilnethcorreia@tribunadonorte.com.br

POSSE DA FIERN

EMBARCANDO ... A convite de alguns amigos estou seguindo na manhã desta segunda-feira para duas semanas em USA. Vou me dividir com os queridos Anísio Barreto, Glorinha Távora em S. Francisco, Marconi Barreto em Las Vegas e na volta ficarei dois dias com os amigos Ana Lúcia e Haroldo Azevedo em Miami.

Uma noite ímpar, elegante e de “poder”. Não podia ser diferente a festa de transmissão e posse da presidência da FEDERAÇÃO DAS INDUSTRIAS DO RIO GRANDE DO NORTE. Saida brilhante de FLÁVIO AZEVEDO e a entrada vitoriosa de

AMARO SALES. Todos, o presidente da CNI, governadora Rosalba, Flávio Azevedo e Amaro Sales agradeceram ao Deputado Federal Henrique Alves o seu trabalho em prol do desenvolvimento do estado.A palavra leve da noite coube ao Ministro da

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA Previdência, o senador Garibaldi Filho. Aplaudido.PRESTIGIO - Presidente de quase todas as 27 federações nacionais presentes, diretoria da CNI e presidentes de quase todas os sindicatos de panificação do Brasil. Confiram os clics no “Xereta”.

GRAVAR EM VEGAS Vocês vão adorar o Hilneth é Show! que gravaremos em Las Vegas. Nosso Marconi já com todo esquema montado. Por sinal recentemente a empresa dele coordenou a logística dos programas de Ana Maria Braga e Luciano Huck. Esta semana está gravando o táxi com Victor Belfort e Joana Prado.

RICARDO AMARAL NA NIGHT Convidado da I Feira de Livros e Quadrinhos de Natal aconteceu na Praça Cívica da UFRN, o escritor e por muito tempo conhecido domo o “Rei da noite carioca”, RICARDO AMARAL esteve em Natal. Após o seu Tête-à-Tête com o jornalista e escritor VICENTE SEREJO formou mesa no Buongustaio. Adorei encontra-los e curtimos um bom papo. Ricardo prometeu voltar para um final de semana, desta vez com Gisella e trazendo o casal Francis e Hildegard Angel. No restô divia big table com VicenteRejane, Osni Damásio, Odile e Adrey.

MINHA EQUIPE Na minha ausência tudo continuará na mesma com a equipe: Camille Correia e Márcia Ribeiro. Já no escritório novo: av. Afonso Pena, 524 s/05. Mas, os manterei informados com “notícias de lá”.

ESSA VEIO DE SAMPA Querida Amiga, Espero você amanhã no lançamento da Coleção Primavera/Verão de Adelina Silveira Bijoux, Lina Assumpção Bijoux e a Estilista Petrô Stival. Show! Na Boutique Petrô Stival Sucesso as amigas queridas Adelina e Lina, pena que não pude ir.

NOITE DE BURBURIM... NO BUONGUSTAIO * CHIQUE em mesa à treis : Cristina Pereira com os filhos Luiz Felipe e Camile. O papai Erick Pereira estava em Brasília ... * NA VARANDA – Outra mesa de treis reunia : empresário Aécio Diniz com o casal Ezio Costa ... * PARA a posse da nova diretoria da FIERN chegando de Mossoró, Soutinho e Edith... *NOSSA mesa começou com Edna Silveira e Ana Pereira. Depois cresceu com Hamilton (marido de Edna), Renato Telles e Luiz Eduardo Carneiro Costa...*

1-JUBILEU EM FESTA Agendem-se para próximo dia 27 a festa de Jubileu Filho; um show no Teatro Alberto Maranhão comemorando os seus 25 anos de carreira. Um músico maravilhoso e com certeza dividirá o palco com as maiores estrelas da constelação tupiniquim. Uma noite imperdível.

2- HOMENAGEAR QUEM MERECE! Trabalho sério de MAURIZÉLIA DE BRITO, irmã da colega Maryland Brito. Ela está sendo homenageada através do Prêmio Trip Transformadores 2011, junto a personalidades como Miguel Nicholelis e outras pessoas que se destacam no trabalho que fazem (dois homenageados infelizmente foram assassinados). É o nosso RN mostrando os seus valores. Ela trabalha há vinte anos na Reserva Biológica do Atol das Rocas/ICMBio-MMA, área protegida marinha localizada a 270 km de Natal e 144 de Fernando de Noronha.

Seguidores de Jesus realizará no dia 19 de novembro, às 20h, um “ Jantar com Monet, Psicopictografia. Uma noite de pintura Mediúnica com Élson Monte, no Centro Espírita Irmãos do Caminho - Ponta Negra. Na oportunidade serão pintados dez quadros para venda e sorteios de outros. Um evento para arrecadar fundos para ajudar na construção de nossa sede própria. Quem quiser maiores informações http://seguidoresdejesusnatalr n.wordpress.com/

CHÁ ROSA... NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS NOTAS PARABÉNS PRA VOCES Abraçar os amigos José Rocha,Iranilton Marcolino,Bira Nascimento,Alex Medeiros,Ernesto Salem,Marcelo (Bolinha ,meu afilhado) Gentil,Ernani Silveira,Oswaldo D’Amore,Neide Maciel, Iris Pacheco,Izaltino Guedes,Fernando (Coró) Antonio de Macêdo e Mariza Calafange Mota. OS CASÓRIOS Novos convites estes ...1-EM OURO VELHO ...convite de GRACE & RICARDO com cerimônia às 19:30h ,no dia 05 de novembro,na Capela do Campus Universitário.Recepção no Praiamar Natal Hotel & Convention.Os noivos são filhos de FRANCISCO CANINDÉ

ABDON GOSSON-JANEIDE e de FRANCISCO DAS CHAGAS FORMIGASÔNIA.2-EM BRANCO ...Celebração e recepção nos salões do Copacabana Palace,no Rio de Janeiro,o casamento de PAULA & RODRIGO,no dia 12 de novembro,às 20h30.A noiva reside no Rio,mas é potiguar,filha de PAULO DE TARSO TEIXEIRA FERREIRA-INALVA RANGEL DE MORAIS FERREIRA.O noivo é carioca,filho de Marcelo Guimarães Arantes-Sônia Regina Setúbal.O convite pede confirmação até 27.10 . 3-MARIANA & RICARDO –Filhos de José Renato Ribeiro Alves-Fernanda Carvalho Ribeiro Alves e de Roosvelt José Meira

Garcia-Kátia Fagundes Garcia.Cerimônia religiosa na Capela do Campus da UFRN, dia 4 de novembro,às 19h.A recepção será no Olimpo/Tirol.4- CHIQUE ELEGANTE ...o de TICIANA & PEDRO no dia 10 de novembro,na Capela do Santíssimo da Igreja Nossa Senhora do Brasil.A noiva é filha do casal JOSÉ EUBER PEREIRA SOARES-KÁTIA NOBREGA SOARES e o noivo de família espanhola, radicada em S.Paulo :Pedro Jesus Martinez Garcia-Flor Jimenez Ceballos de Martinez.Após a cerimônia um jantar no Hotel FFazano.O traje é black tie.São pouquíssimos convidados...Já confirmamos presença.

1-FICAREMOS ÓRFÃOS DO BIGI ??? Nosso tão querido Bigi , restaurante italiano,localizado na Praça das Flores em Petrópolis,fechou suas portas no último domingo.Não é definitivo,Brunaldo e seu pai voltam em novembro com uma nova proposta.O Conselho Regional de Administração do RN convidando para almoço de lançamento do 5º Congresso de Gestão Pública do RN nesta segunda-feira,24,às 12h30,no Restaurante Camarões,do Shopping Midway Mall.O evento terá a presença de um dos palestrantes do congresso,o superintendente do Banco do Nordeste,José Maria Vilar.

Por uma boa causa, esperamos uma grande adesão ao Chá do Outubro Rosa, que Rita Alexandre está promovendo no HOTEL PARQUE DA COSTEIRA, no próximo dia 26. Trata-se de uma doação anual que ela faz com renda para as ações da Rede Feminina de Combate ao Câncer.

CONFIRAM OUTUBRO ROSA No Hilneth é Show em reprise hoje. Nosso entrevistados: médico Maciel Matias e o Dj Luiz Couto. No CELEBRATION o casamento chique de ELIZA & HUMBERTO.

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★ ★ ★ BOM ★ ★ ★ ★ ÓTIMO ★ ★ ★ ★ ★ EXCELENTE lESTREIA

Cinema DIVULGAÇÃO

★★ EU QUERIA TER A SUA VIDA (14 anos, legendado) Moviecom 5. Sessões 14h40, 17h, 19h25 e 21h50 Mitch (Ryan Reynolds) e Dave (Jason Bateman) sempre foram amigos inseparáveis, mas com o passar dos anos a relação entre eles foi ficando mais distante. Os dois se reencontram e decidem sair para comemorar. Após uma noitada de bebedeira, acordam e percebem que cada um assumiu o corpo do outro. Numa corrida contra o tempo, os amigos precisam arrumar uma forma de colocar as coisas de volta ao normal. Direção: David Dobkin ★★★ OS TRÊS MOSQUETEIROS 3D (12 anos, dublado e legendado) Moviecom 6. Sessões (dub) 14h30, 16h50 e 19h10 / Moviecom 6. Sessão (leg) 21h30 / Cinemark 2. Sessões (dub) 12h50 e 18h25 / Cinemark 2. Sessões (leg) 15h30, 21h15 e 23h50 (sáb) O jovem D´Artagnan se une a três destemidos mosqueteiros nessa nova versão da clássica história. Entre lutas de espadas e perseguições alucinantes, eles precisam deter os avanços do vilão Richileu e proteger a bela Milady. Direção:

semana. Rodrick organiza uma festa e deixa a casa numa tremenda bagunça. No dia seguinte os irmãos conseguem arrumar tudo, e isto faz com eles se se aproximem. Direção: David Bowers

Paul W. S. Anderson Estreia – ATIVIDADE PARANORMAL 3 (14 anos, legendado) Moviecom 7. Sessões 14h40, 16h30, 18h20, 20h10 e 22h / Cinemark 5. Sessões 14h30, 16h50, 19h, 21h20, 23h30 (sáb) Terror supostamente baseado em imagens reais que capturaram atividades de espíritos que atormentam uma casa. Direção: Henry Joost e Ariel Schulman

★★★ FAMÍLIA VENDE TUDO (12 anos, nacional) Cinemark 6. Sessões 12h05 e 14h55 Família com dificuldades financeiras tem uma brilhante ideia: fazer com que a filha Lindinha (Marisol Ribeiro) engravide do famoso cantor Ivan Cláudio (Caco Ciocler), o rei do Xique. Eles só não contavam com a ciumenta Jennifer (Luana Piovani), mulher de Ivan. Dire, que não vai deixar esta história barata. Direção: Alain Fresnot

★★★ GAINSBOURG, O HOMEM QUE AMAVA AS MULHERES (16 anos, legendado) Cinemark 3. Sessão 14h Cinebiografia do músico francês Serge Gainsbourg (Eric Elmosnino), que cresce em Paris na década de 1940, quando era ocupada pelos nazistas. O filme passa, ainda, pela época de sucesso (1960) até sua morte, em 1991. Diretor: Joann Sfar ★★★ DIÁRIO DE UM BANANA 2 – RODRICK É O CARA (Livre, dublado) Cinemark 5. Sessões 12h15 Greg (Zachary Gordon) e seu irmão mais velho Rodrick (Devon Bostick) vivem em conflito. Um dia os pais e o irmão caçula deixam os dois sozinhos em casa no fim de

Imagens supostamente reais dão o clima a“Atividade Paranormal 3”

★★★★ CONTRA O TEMPO 12 anos, (legendado) Cinemark 7. Sessões 21h50 e 0h10 (sáb) O capitão Colter Stevens (Jake Gyllenhaal) acorda no corpo de um outro homem e descobre que faz parte de uma missão para salvar Chicago de um trem desgovernado. A tarefa faz parte de um experimento do governo, um programa que lhe permite passar pela identidade de outro homem nos últimos 8 minutos de sua vida. Ele tem poucos minutos para descobrir o que irá acontecer com o trem.

Direção: Duncan Jones ★★★★ WINTER, O GOLFINHO 3D (Livre, dublado) Cinemark 7. Sessões 12h10, 14h40 e 17h25 Um jovem golfinho perde sua cauda em uma armadilha e conta com um garoto para salva-lo e tentar persuadir um médico a criar uma prótese para que volte a nadar. Inspirado em uma história real. Direção: Charles Martin Smith PALAVRA CANTADA 3D (Livre, nacional) Cinemark 7. Sessão 10h50 (sáb e dom) Show Brincadeiras Musicais é o primeiro show infantil filmado em 3D no Brasil. Sandra Peres, Paulo Tatit e os músicos da Palavra Cantada apresentam show interativo com brincadeiras e músicas. Direção: Marcelo Siqueira e Carlos Garcia l THE ULTIMATE WAVE TAHITI 3D (Livre) Cinemark 7. Sessão 20h O decacampeão mundial de surfe Kelly Slater, o surfista taitiano Raimana Van Bastolaer e um grupo de amigos procuram as melhores ondas que quebram nos recifes do famoso local para surfe do Taiti, o Teahupoo.


tn família 8 | Natal | Rio Grande do Norte | Domingo | 23 de outubro

| georgeazevedo@tribunadonorte.com.br

FICHA TECNICA Humberto Lopes Tratamento de imagem: Oziel Almeida Modelos: Thays Vieira e Pedro Villarin (Tráfego Models) Styling: Yago Oliveira Beleza: Edimilson Alves (Camarim das Estrelas – Portugal Center) Onde encontrar os looks: Yolla e Yolla Village na Campos Sales, Bagatelle na Afonso Pena,Bain Douche no Hiper,Midway Mall e Natal Shopping,Sol Bijoux Class no Midway Mall,Carmen Steffens e Água de Coco no Midway Mall e Natal Shopping.

NEWSNEWSNEWS

Depois de muitos dias revirando todo o estado a procura de beldades para o mundo das passarelas, enfim chegamos na reta final do concurso Tráfego Look. Na próxima quinta-feira, 27 de outubro, a partir de 20h, vamos fazer “aquele” festão no Versailles Cidade Jardim. Tudo em clima tropical: Looks dos candidatos, ambientação, coquetel... é tropicália na cabeça. Na passarela, desfile Estrela Viva, Romance Brazil e Sol Bijoux. Os candidatos serão avaliados por Jocler Turmina da Elo Managemet de São Paulo, e Sérgio Matos da 40º do Rio de Janeiro. Agende-se. Soraya Simonetti, a toda poderosa da Estrela Viva, foi quem criou os looks dos candidatos ao Tráfego Look 2011. Tudo em clima tropical. Lembrando que hoje é a pré-seleção do concurso em Natal. A partir de 17h no auditório do Midway Mall, no G6. Os classificados começarão uma preparação com a equipe Tráfego Models para subirem na passarela da grande final do concurso. Já viram o nosso portal Mais Glam? Lá, notícias quentíssimas do mundo da moda. Acessem www.maisglam.com.br Com tops Tráfego Models na passarela, a Yolla Village faz movimento fashion na próxima quartafeira, 26, na sua loja localizada na Rua Campos Sales. Entre os convidados, presença dos proprietários da marca paulista Rockstter, além de representantes de diversas marcas que são vendidas na loja. No line up do desfiles, as marcas Triton, Rockstter, Forum, Mandi&Co, Ellus Second Floor, Litt by Agillita, Oh Boy!, Eclectic, Forum e Mandi&Co. Dj Toscano é quem comanda as trilhas, e Renata Motta assina o buffet. Caicó agenda para os dias 26, 27 e 28 de outubro, mais uma edição da Feira Expoboné, que será realizada no Completo Turístico Ilha de Sant’Ana. A Vicunha Têxtil, maior produtora de índigos e brins da América Latina, já confirmou presença no evento, onde irá mostrar as novidades em tecidos que fazem a cabeça dos estilistas pelo Brasil. Além da sua linha de beach wear, que é maravilhosa, a Salinas lançou a sua coleção “Sweet”, com lingeries belíssimas. São sutiãs, calcinhas e conjuntinhos para todas as mulheres. As novidades já se encontram na loja do Midway Mall. Tem início no próximo dia 26 e se estende até o sábado, 26, mais uma edição do Minas Trend Preview, que está em sua 9ª edição. Tudo vai rolar no Expominas na capital mineira, e contará com mais de 17 desfiles. Nesta, nossa equipe Glam e Portal Mais Glam, estará muitíssimo bem representado pela estudante de jornalismo, Florence Melo, que estará enviando news sobre o evento. Aguardem!

TROPICAL SEXY

Camisa e short Bain Douche usada com cinto Yolla e calçados Carmen Steffens

Overãoviveumaondasetentistaecomonãopoderiadeixardeser,tropical. A bem da verdade,o tema em questão não é nenhuma novidade na cena fashion, pois, desde o início dos anos 1980 que o estilo tropicália é falado e copiado, e já foi muitas vezes reeditado. Para a temporada quente de 2012,o novo vem em estampas de folhagens,pássaros e flores.A silhueta é fluída e o comprimento é longo na maioria das vezes.Aqui,a nossa Tropical Girl veste túnicas,vestidos flúidos, camisas, shorts e pantalonas com tops, no melhor estilo balneário chique.

✱ ✱

✱ ✱

Ela com camisa e calça Botswana e top Lenny.Tudo para Yolla. Calçados Carmen Steffens e acessórios Sol Bijoux. Ele com calça Forum para Yolla Village

Caftã Lenny para Yolla, com colar Bagatelle e sandálias Carmen Steffens

Beach wear. O maiô Água de Coco é usado com colar Yolla e pulseiras Bagatelle. Ele com jeans cru da Forum para Yolla Village

Vestido Tempo 4 para Yolla, calçados Carmen Steffens e acessórios Sol Bijoux

viver DE SEGUNDA A SÁBADO NA TRIBUNA DO NORTE

Vestido Espaço Fashion e pulseiras. Tudo Bagatelle


Tribuna do Norte - 23/10/2011