Page 1

» OS CLASSIFICADOS DA TRIBUNA CIRCULAM HOJE COM 2.522 ANÚNCIOS E 16 PÁGINAS

Ano 63 • Número 226 • Domingo, 15 de dezembro de 2013

FUNDADOR: ALUÍZIO ALVES - 1921 - 2006 EXEMPLAR DO ASSINANTE DIVULGAÇÃO

“NÃO SOU SÍMBOLO, SOU ATRIZ”

ANDREW MEDICHINI

família Planos para quem vai sair de férias levando o bichinho de estimação «TNF 1 E 3 »

tv

Com dois papéis na trama de “Em família”, a próxima novela das 21h na Globo, a atriz Bruna Marquezine volta a trabalhar com Manoel Carlos, conta que vem se acostumando a ser vista como uma mulher adulta, fala da relação com o craque Neymar e protesta: “não sou símbolo sexual”. « RTV 6 E 7 »

revista da

esportes

cone sul

A força da mulher potiguar sobe o octógno do MMA com Bethe Correia

Michelle Bachelet lidera em meio à apatia eleitoral entre os chilenos

« ESPORTES 1 »

VLADEMIR ALEXANDRE

« TRE/RN » TCU investiga licitação para multimídia na Justiça Eleitoral EXEMPLAR DO ASSINANTE

ALEX RÉGIS

« PÁGINA 15 »

TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JÚNIOR

O TCU acatou representação de uma das empresas concorrentes e investiga se houve irregularidade no pregão eletrônico para a implantação de uma rede de comunicação multimídia no TRE/RN. « PÁGINAS 3 E 4 »

Roubos de carros e motos crescem 40% em três anos « INSEGURANÇA » O índice de roubos e furtos a veículos no Rio Grande do Norte, entre 2011 e novembro deste ano, cresceu 40%. A área da Grande Natal concentra a maioria dos registros policiais. Parnamirim é o município e, na capital, os bairros de Lagoa Nova, Alecrim, Candelária e Nossa Senhora da Apresentação lideram com o maior número de queixas. A taxa de recuperação dos veículos pela polícia, no mesmo período, também aumentou e é de 49%. « NATAL 1 E 2 »

« ECONOMIA » Municípios reduzem ICMS para atrair call center

MAGNO ROMERO/ASCOM/MDIC

Os municípios potiguares estão oferecendo incentivos fiscais e atraindo empresas de call center. Mossoró e São Gonçalo do Amarante receberam, este ano, investimentos de grupos nacionais. « ECONOMIA 1 E 3 »

« NORDESTE » Períodos com chuvas no semiárido estão menores Os períodos chuvosos no Nordeste estão ficando menores e no próximo ano pode não passar de 90 dias. O prognóstico é do meteorologista Luiz Carlos Molion, da Universidade Federal de Alagoas. « NATAL 7 E 8 »

« MDRN » Ministro Fernando Pimentel vem

a Natal, amanhã, para evento da TRIBUNA

Seminário debaterá os rumos para a indústria O homem do espaço Marcos Pontes, o único brasileiro a tomar parte em uma viagem espacial - há sete anos - passa por Natal com uma série de conferências para estudantes e fala sobre o sonho de voltar ao espaço. « NATAL 3 »

natal

geral

Petista expõe modelo de TRE vai ampliar prazo orçamento para Natal de recadastramento Deputado e ex-prefeito do Recife, João Paulo fala sobre formato de Orçamento Participativo que deverá ser implantado pela Prefeitura do Natal. « PÁGINA 6 »

78

TOTAL DE PÁGINAS DESTA EDIÇÃO: páginas

FALE CONOSCO: PABX: Redação:

Assinaturas: 4006-6100 Venda avulsa: 4006-6113 Comercial:

4006-6111 Classificados: 4006-6103 Circulação: 4006-6173 Reclamações:

4006-6161 4006-6103 4006-6111

Quem perdeu o alistamento biométrico encerrado no sábado, terá nova chance de fazer. O TRE deverá reabrir o processo a partir de 7 de janeiro de 2014. « PÁGINA 6 »

SITE: www.tribunadonorte.com.br REDAÇÃO (pauta): pauta@tribunadonorte.com.br

O ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), o presidente da CNI, Robson Braga, e o empresário Flávio Rocha (Grupo Guararapes) são alguns dos palestrantes do seminário sobre as perspectivas para a indústria em 2014. O evento começa às 8h desta segunda-feira, no auditório da Fiern. « ECONOMIA 7 »

colunistas Woden Madruga Andanças e leituras de Moacy Cirne, dos gibis ao poema processo. « PÁGINA 2 »

Gaudêncio Torquato Estratégia para desviar atenção popular é de 79 d.c e ainda funciona. « PÁGINA 7 »

NO FACEBOOK

facebook.com/tribunarn

NO TWITTER

@tribunadonorte

PREÇO DESTA EDIÇÃO:

R$ 2,50


2

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Jornal de WM WODEN MADRUGA [ woden@terra.com.br ]

O menino do gibi

N

avegando pelas águas da internet fui bater no blogue de Roberto Homem, Superpauta, que traz uma baita entrevista com o poeta e escritor Moacy Cirne. Roberto Homem, nasceu por estas bandas potiguares e vive em Brasilia. É jornalista. Está sempre em sintonia com a província e seu blogue repleto de entrevistas com a gente daqui: escritores, poetas, artistas, músicos. Políticos, às vezes. Dia desses, acho que foi em novembro, saiu uma com o ministro Garibaldi Filho. Esta agora com Moacy Cirne saiu no dia primeiro deste mês. Longa. Foi papo de muitas horas. O poeta conta tudo. Ou quase. Derna de sua infância em Caicó até às navegações em maralto pelo Rio de Janeiro. Transcrever algumas começando por Caicó. Roberto Homem pergunta “Como foi a sua vida em Caicó?”. Moacy responde: - Eu era conhecido como “o menino do gibi”. Toda quintafeira, “seu” Benedito vendia na calçada de sua casa as revistas em quadrinhos que comprava em Recife. Ele tinha um caminhão e trazia as coisas para vender em Caicó, inclusive os gibis. Às vezes ele só chegava na sexta de manhã. Eu ficava lá, de plantão, esperando por “seu” Benedito. Comecei a comprar essas revistas aos sete ou oito anos. Indagado se foi um bom aluno, Moacy respondeu: - Médio. Monsenhor Walfredo Gurgel foi meu professor. Ele tinha um detalhe curiosíssimo: gostava muito de futebol e era vascaíno doente! Suas aulas eram de francês e português. Toda segunda-feira, monsenhor Walfredo Gurgel fazia uma chamada oral de uma das duas disciplinas. Quando o Vasco ganhava no domingo – felizmente o Vasco tinha um bom time naquela época – era dez pra todo mundo. Era dez a granel! Em compensação, quando o Vasco perdia, para tirar um cinco ou um seis era duro. Foi uma grande figura. A entrevista chega ao cinema, outra das paixões de Moacy Cir-

ce. A Superpauta pergunta: “Com qual idade você começou a frequentar o Cine Pax, em Caicó?” - Com seis ou sete anos. Lembro do primeiro filme que vi em Caicó. Dia desses tive uma grande alegria quando encontrei no Youtube esse filme, completo. Vi todinho. Ele é péssimo, mas me diverti muito. “Aloma, a virgem prometida”. Devo ter visto esse filme por volta de 1948, ou, no máximo, 1949. Eu tinha cinco anos. Superpauta quer saber se naquela época tinha filmes pornográficos: - Quem projetava os filmes no Pax era Valdemir, que depois se tornou um dos responsáveis pelo Corintians, o clube. Teve um filme que aparecia uma mulher com o peito de fora. Eu estava lá, na primeira sessão do primeiro dia, e vi. Quem viu ficou ouriçadíssimo, com a cena. Claro que permaneci no cinema, para ver de novo. Só que, na segunda sessão, na hora que ia surgir a cena do peito, Valdemir colocou a mão na frente. Ele repetiu esse gesto todas as vezes que o filme passou a partir daí. A gente só via o vulto. A plateia revidava com uma sonora vaia.

opinião

Natal em Natal AGNELO ALVES Jornalista

A

inda não foram divulgados os reis, rainhas, príncipes e suas respectivas cortes que acompanharão sua excelência, o presidente da FIFA, mister Joseph Blatter, nos jogos da Copa do Mundo de 2014 a ser realizada nas Arenas especialmente construídas no Brasil, inclusive aqui em Natal para receber majestades e excelências. Uma lacuna, certamente, a ser reparada com ampla divulgação na época própria por razões de segurança, suponho. Realmente a divulgação deverá ocorrer quando da realização dos jogos, em junho de 2014. Amanhã, portanto, logo cedo, cumprirei a minha medíocre rotina de ligar a televisão para acompanhar a quilometragem dos engarrafamentos no Rio de Janeiro e em São Paulo, com cobertura dos bravos confrades, diretamente dos helicópteros especialmente equipados com câmeras e microfones

Brum

para transmissão, ao vivo, a todo o Brasil, do formidável espetáculo destinado a nós, telespectadores inveterados, com direito a repetição durante toda a semana. Não sei se desistiram de procurar o corpo do ajudante de pedreiro, Amarildo, de que policiais do Rio de Janeiro são acusados pelo desaparecimento. Mas mantenho a expectativa quanto ao desfecho e que o corpo seja encontrado serenando a população brasileira com o caso de grande repercussão nacional. Outra notícia elevada às culminâncias nacionais verde-amarelas é a morte do menino Joaquim. A mãe já foi libertada, mas o padrasto continua preso. O pai biológico da criança só apareceu na telinha umas cem vezes, com espaço, portanto, para, no mínimo, mais cem vezes. A reportagem ainda não teve a sua curiosidade despertada para quem o padrasto comprou as drogas. O “Mensalão” e os “mensaleiros” continuam firmes na telinha iluminada. Os dois ca-

Cidade unida em luzes e cores para festejar seu perfeito e feliz nome, Natal. – Sua benção, Dom Jaime” sos anteriores ocorreram no Rio de Janeiro, salve, salve. Deixando esses casos para lá, cuidemos de aproveitar o que de bom está acontecendo cá entre nós, natalenses. Vivemos em cores e ao vivo o Natal em Natal, festejando o nascimento de Cristo. Somos uma cidade privilegiada até no nome, Natal. Assisti ao pé da maior árvore de Natal do Brasil a nossa conterrânea Roberta Sá, bela voz, elegância sem afetação. Classuda. Vi e aplaudi, também, Fag-

ner na Zona Norte, no ginásio Nélio Dias. Valeu. E estou me programando para ver e aplaudir Zeca Baleiro, na Árvore de Natal e Elba Ramalho na Zona Norte, festejando Cristo com o Natal em Natal, cheio de luzes e cores. Política? Só em 2014 de olho no partido que não é registrado na Justiça Eleitoral, o PM, Partido dos Manifestantes que não deve e nem pode ser confundido com vândalos mascarados ou não. A decisão monocrática, mantendo a governadora no cargo não encerrou o caso. Falta a decisão colegiada do TSE. Mas foi um ganho para Rosalba. Teratológica, uma palavra que vai ser popularizada daqui em diante. Vem de Teratologia, estudo dos monstros, segundo consta nos livros dos doutos. No mais, o que mais? Nada. Se houver, saberei logo mais. Onde, não digo. Pelo menos hoje. Assim como ouvirei sem dizer da boca de quem. Viva o Natal em Natal!

Cartas

[ www.rabiscosdobrum.zip.net ]

Linha 85 Sou usuário da Linha 85, e tenho sofrido bastante com a demora do mesmo. Trajeto que faz do conjuntoSantaCatarina-Centro-nohorário entre 18h e 20h. Nós, usuários, chegamos a ficar entre 40minutos e até1hnaparadaesperandoaboavontade ou nao sei o quê!!? Exemplo do descaso com o usuário é que estandonaparadadia13/12/passaram04 ônibus para o terminal e não retornou nenhum no sentido oposto. Venho junto a essa instituição/Empresa pedir que tomem as medidas cabivéis.Dessaforma,acabaporprejudicar muita gente e principalmente pessoas que têm horários a cumprir. Espero que tomem providências. Flávio Bezerra

Da poesia concreta ao poema processo

Recadastramento I

Depois de passar pelo Fluminense, mais uma paixão de Moacy Cirne (“Passeiatorcer pelotimeinfluenciadopelosmeustios epelaadmiraçãoque eu sentia por Castilho e também pelo Telê. Mais pelo Castilho. Vi o Fluminense pela primeira vez em janeiro de 1959, em Campina Grande. O Fluminense venceu o Treze por 4 a 0. Foi uma vitória tranquila. Durante o jogo todo, Castilho só defendeu uma bola. Para mim foi o suficiente.”), o poeta envereda pela poesia concreta e, adiante, trocou-a pelo poema processo: - Conheci “en passant” esse movimento (poesia concreta) em Natal, em 1966. A gente lia muitos jornais do Rio e de São Paulo, como o Estadão e o Jornal do Brasil. Naquele mesmo ano – na viagem patrocinada por Walfredo Gurgel, para o encontro de Cineclubistas – encontrei na Livraria São José, no Centro do Rio, vasto material sobre a poesia concreta. Trouxe muitos livros e mostrei ao pessoal. Éramos um grupo novo: Falves Silva e Anchieta Fernandes faziam parte. Estudamos aqueles textos e vimos que era um caminho interessante a seguir. - Detalhe é que naquela época, para aparecer no meio intelectual da cidade, era comum ser apadrinhado por Câmara Cascudo. Talvez até independente dele, acho que Cascudo nem procurava isso. Nós não tínhamos nada contra Cascudo, mas pertencíamos a outra geração. Não íamos seguir as pegadas deles, mas o nosso movimento não era contra Cascudo. Apenas nos propusemos a fazer outra coisa. Esse material veio na hora certa. Quando voltei de vez para o Rio, em março de 1967 – um dia antes do meu aniversário – comecei a ter contato com muita gente. Alguns eu conhecia através de livros. Na história específica do poema/processo, fiz a ponte entre o Rio e Nateal do material de Wlademir Dias-Pino. Superpauta pergunta: “Por que a opção de deixar a poesia concreta e investir no poema/processo?” - A gente achou que – da mesma forma que Cascudo – a poesia concreta era uma referência cronológica já superada. Foi basicamente isso. Pode até ter sido um pouco de pretensão e atrevimento, mas a gente achou que o poema/processo foi um passo adiante. A gente não combateu, propriamente, a poesia concreta. Só entendeu que estava um passo além. “Cascudo se pronunciou a respeito do poema/processo?”, perguntou Superpauta e Moacy responde: - Não, ele foi muito elegante, digamos. Nem a favor, nem contra. Todos os amigos dele foram contra, mas Cascudo ficou na dele. Depois, o pessoal aqui de Natal até tentou brigar com Cascudo. Houve uma série de problemas. Eu, lá no Rio, não me meti. Vi que era história de natalense e preferi não me envolver. Cada um tem vida própria, faz o que bem entender com ela. Resolvi continuar com a minha vida por lá, até porque já estava envolvido com a crítica de quadrinhos, já estava publicando o primeiro livro no Brasil sobre histórias em quadrinhos”. O livro de Moacy Cirne, “A explosão criativa dos quadrinhos”, foi publicado em 1970, Editora Vozes, Petrópolis, Rio de Janeiro. Ele agora anda lendo a Bíblia. Lendo e anotando. Teremos novo livro? O poeta já publicou uns vinte. Ontem foi lançado mais um, “Seridó, Seridós”, pelo Sebo Vermelho.

As pessoas reclamam de desorganização, não concordo. Os natalenses tiverem mais de 6 meses para fazer o recadastramento, aí querem deixar para os últimos dias, então não falem em desorganização, pois a culpa é toda de quem deixou para última hora, filas e mais filas.

Poesia “Afeição de ventos/ em corredores/ surdos.// Raízes assinalam o céu do humano/ ressentimento.// Dá-me a mão, Vida, a minha/ apodrece./ Pois me perco de paixão em Ti.” (Do poeta Sanderson Negreiros, no livro “50 poemas escolhidos pelo autor”, Edições Galo Branco, Rio de Janeiro).

Empresa Jornalística Tribuna do Norte Av. Tavares de Lira, 101 - Ribeira - Natal/RN CEP: 59010-200 Fone: (PABX) 4006-6100 Fax: (0xx84) 4006-6124 Endereço eletrônico: www.tribunadonorte.com.br

Diretor Presidente: Henrique Eduardo Alves Superintendente: José Roberto Cavalcanti Diretor Adm. e Operações: Ricardo Luiz de V. Alves Diretor Financeiro: Agnelo Alves Filho Diretor de Redação: Carlos Peixoto cpeditor@tribunadonorte.com.br Gerente Comercial: Eliane Rocha Gerente de Marketing: Ricélia Santiago Gerente de Circulação: Thales Vilar

Os caminhos da Transposição JOÃO LYRA NETO JORNALISTA

A luta do ex- ministro da Integração Aluízio Alves, no Governo do Presidente Itamar Franco, foi bastante dura para que o projeto da “ Transposição das Águas do São Francisco” encontrasse um meio seguro para o seu andamento e, concretização. Não descansava o ministro enquanto não estivesse confirmado o começo do projeto, diante das necessidades do Nordeste, levando água para assegurar o trabalho do agricultor e, livrá-lo dos nocivos efeitos das secas periódicas. O agricultor, realmente, precisava da água, para tocar pra frente a sua lavoura de milho, feijão e tantas outras culturas. Desse modo, estava o Governo Federal, realmente, comprometido com a sua realização e o presidente Itamar Franco foi um forte aliado na conquista de um projeto que irá beneficiar Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. A segunda fase dessa luta estava a cargo do presidente Lula. E, de início, lutou para que as obras continuassem, enfrentando opositores de todos os lados. Um Bispo da Bahia entrou na luta contra essa iniciativa do Governo, fazendo greve de fome e o presidente Lula não cedeu às ameaças, inclusive, de técnicos de órgãos governamentais. Era preciso, realmente, vencer os obstáculos no trabalho já iniciado, na construção de canais que levariam água para o Nordeste. Para complicar, a construtora Classificados Redação Fax Venda Avulsa Assinatura Natal Reclamações Natal ASSINATURA Mensal (à vista) Semestral (à vista) Anual (à vista)

4006-6161 4006-6113 4006-6124 4006-6100 4006-6111 4006-6111 R$ 43,00 R$ 258,00 R$ 516,00

responsável pela obra demitiu perto de mil operários, criando obstáculos para o trabalho já realizado. Superando os problemas, mais recursos foram liberados pelo Governo, desfazendo sua paralização. A região do semiárido é uma área das mais atingidas pela falta d´água. Isso fico no Rio Grande do Norte, deixando o agricultor com eternos problemas na sua prática agrícola e pessoal, familiar, etc. No Governo da presidente Dilma Roussef e diante das constantes reclamações em torno do projeto, o Governo Federal resolveu elevar os recursos para dar continuidade aos trabalhos na abertura de canais. É um trabalho, exclusivamente a cargo do Ministério da Integração que levaria água para o sertão de Pernambuco, beneficiando mis de uma dezena de cidades. É um esforço do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, aproveitando o sistema que será implantado para beneficiar uma maior área do Estado. A respeito dos trabalhos, o que se pode lamentar, é que há outros interesses do Governo na realização de planos envolvendo o Nordeste e a presidente tem demonstrado interesse na solução desses planos. Todavia, os trabalhos ligados à Transposição precisam ter continuidade. É um projeto que vem desde o Governo do presidente Itamar Franco, do presidente Lula e, já agora, no governo de Dilma Roussef. Lamentavelmente, as obras andam a “passos de tartaruga”. Pelo menos, é o que se vê.

PREÇO DO EXEMPLAR Rio Grande do Norte 3ª a Sábado Domingo Outro Estado 3ª a Sábado Domingo

ycelouise@gmail.com

A segunda fase dessa luta estava a cargo do presidente Lula. E, de início, lutou para que as obras continuassem, enfrentando opositores de todos os lados”

Recadastramento II Nada que é obrigatório é democrático,quandoseobrigatodomundo fazer esse recadastramento biométrico porque as sanções que eles impõe ao eleitor como se não fizer o título é cancelado, o eleitor não pode fazer empréstimo em banco oficiais, concurso público, viajar para o exterior e outras sanções; isso é ditadura e não funciona porque o ter nãofazapropaganda.Defendoovoto facultativo, isso sim é democracia tudo que e obrigatório não serve paraopovo,ditaduradisfaçadanãofunciona. Cadê o projeto de lei para a aprovaçãodovotofacultativoporque esses parlamentares não aprovam? porque não e do interesse deles. joaofernandesunp@yahoo.com.br

ERRAMOS

Diante das constantes reclamações em torno do projeto, o Governo Federal resolveu elevar os recursos para dar continuidade aos trabalhos na abertura de canais.”

Por um equívoco de transcrição, a TRIBUNA DO NORTE publicou uma declaração incorreta do diretor de Mercado do Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, César Guimarães, na matéria ‘RN teve a maior alta do óleo diesel’, na edição do dia 13 de dezembro. O diretor do sindicato disse em entrevista que não sabia se o aumento de 7% no preço do etanol em novembro estava sendo repassado para o consumidor final, e não que o aumento não estava sendo repassado, como foi publicado. Na sexta-feira (13), a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis) reiterou que as distribuidoras estão repassando aos postos aumentos relativos ao custo do etanol anidro.

FILIADO AO

R$ 1,50 R$ 2,50

FILIADO AO INSTITUTO VERIFICADOR DE CIRCULAÇÃO

R$ 2,00 R$ 3,20

REPRESENTANTE NACIONAL – Pereira de Souza & Cia Ltda: Rio de Janeiro : (O21)2544-3070 – São Paulo: (011) 3259-6111

FILIADO À ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS

REDE CABUGI DE COMUNICAÇÃO TRIBUNA DO NORTE 4006-6100 Rádio Globo/Cabugi (AM) Natal 4006-6180 104 (FM) Parnamirim 3272-3737 Rádio Difusora de Mossoró (AM) 3316-3181/2181/3317-6167 Rádio Cabugi do Seridó (AM) J. do Seridó 3472-2759 Rádio Baixa Verde (AM)J. Câmara 3262-2498 Pereira de Souza(SP) 11/3259-6111 Pereira de Souza(RJ) 21/2544-3070


política

Notas & Comentários [ colunanotas@tribunadonorte.com.br ]

Orçamento A Assembleia encerrou o ano legislativo com a votação do orçamento para 2014. Uma das modificações em relação ao projeto original enviado pelo Governo do Estado envolve os valores destinados aos poderes e demais instituições que têm autonomia orçamentária. Para o Ministério Público Estadual (MPE) foram destinados R$ 32.8 milhões; para o Tribunal de Justiça, R$ 29 ; e para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), R$ 11.3 milhões. O deputado José Dias, que foi o relator do OGE para 2014, afirmou que um dos critérios para a distribuição de despesas foi atender reivindicações “necessárias e imprescindíveis tanto dos poderes que tiveram seus orçamentos reduzidos, quanto da população, que está prejudicada nos serviços básicos.

Balanço Ao fazer uma avaliação do resultado da votação, José Dias afirmou que houve uma tentativa de se chegar a um projeto que fosse intermediário entre as possibilidades do Estado e as necessidades das instituições. “Fizemos uma distribuição contemplando despesas que são na

visão do Legislativo essenciais ao nosso Estado e atendendo também os poderes, que tiveram seus orçamentos reduzidos de forma arbitrária e inconstitucional pelo Executivo”, disse, referindo-se ao Ministério Público, Tribunal de Justiça e Tribunal de Contas do RN.

Motores do Desenvolvimento Com o tema “Desafios e Oportunidades da Indústria: 60 anos da Fiern”, o projeto Motores do Desenvolvimento do RN terá mais uma edição nesta segunda-feira, a partir das 8 horas, no auditório Albano Franco, da Casa da Indústria. A primeira palestra será do ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel (foto). O seminário também terá como palestrantes e entrevistados o presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Robson Braga, e o presidente da Riachuelo, empresário Flávio Rocha. O projeto Motores do Desenvolvimento é realizado pela TRIBUNA DO NORTE, Salamanca Capital Investments, Sistema Fiern, Sistema Fecomércio/RN, com apoio do BNDES e patrocínio do Sebrae e Prefeitura do Natal. Nesta edição, terá entrevistas no formato talk show, que vão abordar o assunto “Histórias de Sucesso: Como sair de uma micro à uma Grande Indústria”.

Pré-campanha Numa tentativa de se antecipar aos adversários da disputa presidencial de 2014 e garantir o discurso de temas centrais da vida dos eleitores, o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), lança na próxima terça-feira uma cartilha com 12 pontos que deverão ser a “raiz” das suas propostas de governo

para a disputa eleitoral. Segundo tucanos próximos ao projeto, ainda não foi definido até o momento um nome para o documento, mas o conceito passará pelo tema da “mudança” o mesmo adotado no programa partidário de rádio e TV que adotou o mote “quem muda o Brasil é você”.

Opinião pública A pesquisa CNI/Ibope divulgada na sexta-feira, 13, apontou que as manifestações de rua no Brasil e as ordens de prisão dadas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal

(STF), Joaquim Barbosa, aos condenados no processo do mensalão foram as notícias mais lembradas pela população, com 13% de menções cada uma.

Memória As lembranças das notícias de espionagem da presidenta Dilma Rousseff pelos norte-americanos e aquelas referentes ao leilão do Campo de Libra foram mencionadas, cada uma, por 5% dos entrevistados pelo Ibope. Com 4% das menções, foi citada a sanção da lei que cria o programa Mais Médicos.

Prevenção Documento do PT produzido com o objetivo de nortear os debates do 5º Congresso Nacional do partido apontou que é preciso recompor os laços petistas com suas bases sociais para inibir “aventureiros” nas disputas políticas do ano que vem, informou o jornal O Estado de S. Paulo. “O passado ensina (...) que a mobilização de nossas bases sociais e políticas ajuda a recompor a sustentação institucional do

governo, inibe aventureiros, inclusive aqueles que se ocultam em uma fraseologia anticapitalista e frustra as tentações golpistas que uma crise possa despertar”, diz um trecho do documento, numa referência indireta às manifestações de junho passado - que derrubaram a popularidade da presidenta Dilma Rousseff - e o risco de elas se repetirem no ano eleitoral por causa da realização da Copa.

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

3

Tribunal de Contas da União suspende licitação do TRE « CONCORRÊNCIA » Ministro José Jorge, do Tribunal de Contas da União, registrou a necessidade de melhor análise por vislumbrar suposta infração MARIA DA GUIA DANTAS Repórter

Decisão

U

Ministro do TCU manda suspender a licitação

m processo licitatório em curso no Tribunal Regional Eleitoral do RN (TRE/RN) para criação e manutenção de uma rede de comunicação multimídia foi suspenso, devido a uma suposta irregularidade, por determinação do Tribunal de Contas da União (TCU). Orçado até o limite de R$ 25 milhões (valor superestimado para o caso da ampliação dos serviços em três anos e elevação em até três vezes da velocidade da internet), o certame virou caso de Justiça. Isso ocorreu após a suspeita, por uma das empresas participantes da concorrência, de alteração no resultado final do processo, tudo devido à contagem dos números, calculada com base no valor global de cada lote, e não no unitário, como previa o edital. A empresa Cinte Comércio e Serviços Ltda apontou as supostas irregularidades em dois dos quatro lotes programados. E registrou que, se computados os valores das propostas como balizava o edital – considerando o preço unitário – sairia vencedora em pelo menos um deles. Ao alegar estar prejudicada, ingressou com representações contra servidores do Tribunal Regional Eleitoral do RN junto à Justiça Federal (JF), TCU e Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A ação originária da JF foi indeferida liminarmente pelo juiz Ivan Maciel. O CNJ, por não atuar em demandas já judicializadas, arquivou inicialmente o procedimento, embora tenha retomado posteriormente face a desistência da demanda na Justiça Federal.

ANTONIO CRUZ/ABR

TCU Entre as denúncias impetradas, a que chegou mais longe foi a do Tribunal de Contas da União, cujo ministro relator é José Jorge. A Cinte Comércio denunciou a diretora geral do TRE/RN, Andréa Campos; o assessor jurídico, Ênio Tavares; o coordenador do Controle Interno e Auditoria, Jorge Henrique de Almeida; o pregoeiro da licitação, Nazareno Fernandes Filho; e a empresa Interjato Serviços de Telecomunicações Ltda, vencedora de um dos certames. Na denúncia, a Cinte relata que mesmo após constatar o erro e, ainda, diante da confissão do pregoeiro da existência do equívoco, o processo licitatório foi levado adiante, sem explicações plausíveis. De acordo com o fato narrado pelo próprio ministro José Jorge, a diretorageral do TRE/RN ouviu a assessoria jurídica sobre a adoção de medidas acerca do erro constado no edital de licitação. E ao ser informada de que não haveria implicação no julgamento final do processo, resolveu mantê-lo. A Cinte Comércio e Serviços Ltda ressalta ainda suposta fraude em documentações. Ela acusou a empresa concorrente de não apresentar comprovante de aptidão para desempenho da atividade e pôs em dúvida a veracidade dos 24 atestados e declarações apresentados para o certame. “Ainda assim, [os documentos] não comprovam a atividade desempenhada em rede de conectividade WAN, requisito para participação do certame”, frisou. Duas das declarações apresentadas pela Interjato, destacou a Cinte, atestam que “há indícios de documentos falsos ou que possuem conteúdo falso”. O ministro do TCU considerou,

José Jorge acatou os argumentos da empresa que pediu a suspensão da concorrência

Licitação questionada Os argumentos e a defesa Assunto Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de implantação, operação, manutenção e gerência da rede multimídia do TRE/RN

Justificativa Interligar os sistemas entre os Cartórios Eleitorais e demais unidades do TRE/RN ao prédio sede

Valor

R$ 25 milhões O que questiona a empresa Cinte Comércio Houve irregularidade na concorrência, uma vez que o edital previa preço unitário por lote e o TRE considerou o preço global do lote; a empresa vencedora não estava habilitada para realizar o serviço oferecido

O que justificou o TRE/RN A especificação do edital quanto ao preço unitário por lote estava errada

O que requereu a a Cinte Comércio Que o processo de licitação fosse anulado e o edital retificado

O que respondeu o TRE/RN Como não havia implicação na ordem de classificação dos ganhadores, o processo licitatório deveria transcorrer normalmente sem alterações

à

à O Compranest, portal de compras do Governo Federal, só aceita preço global por lote; a alteração de unitário para global não implicaria em mudança na ordem de classificação

Denúncia Diante da negativa do Tribunal em lançar um novo processo licitatório, a Cinte Comércio representou a instituição junto ao Conselho Nacional de Justiça, Tribunal de Contas da União e Justiça Federal

ao acatar a denúncia, que “os indícios apontados pela representante (Cinte) – alteração do critério de julgamento das propostas no momento dos lances e habili-

Decisão do TCU Suspensão do processo licitatório até que as supostas irregularidades sejam esclarecidas ou sanadas

tação indevida da empresa vencedora e de apresentação de atestados falsos – indicam a ocorrência de irregularidades que podem macular o certame analisado”.

Interjato entra com recurso para retomar serviços A Interjato Serviços de Telecomunicações Ltda ingressou com um recurso junto ao Tribunal de Contas da União na tentativa de fazer cessar a suspensão do processo licitatório do qual saiu vencedora, e também para justificar a participação no certame, segundo ela restrita à legalidade. O diretor da empresa, Erich Rodrigues, creditou a uma “briga comercial” a atitude da Cinte Comércio de tentar anular a licitação no âmbito do TRE/RN. “É uma agressão. Eu soube que algumas empresas vão inclusive processar a Cinte. Dizer que uma certidão assinada pelo diretor superintendente de uma entidade reconhecida é mentirosa é demais”, comentou. Erich observou que a Interjato atua há 18 anos no mercado e lembrou que se orgulha dos anos de trabalho reconhecido, dos prêmios de qualidade recebidos pela Interjato, de atuar na condição de vice-presidente da Associação Brasileira dos Provedores de Internet e de presidente da Jr. Achievement RN, fundação educativa internacional que trabalha junto a estudantes de ensino médio e universitário para que se tornem empreendedores. Ele esclareceu também que ao contrário do que denunciou a Cinte Comércio, a Interjato está presente em 24 municípios, atende a 30 pontos no estado e, portanto, contempla uma rede vasta, critério para se constituir em uma rede WAN.


4

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

política

TRE afirma que não houve prejuízo « CONCORRÊNCIA» Diretora-geral do Tribunal Regional Eleitoral destaca que determinação do TCU para

suspender certame foi cumprida imediatamente. Ela observa que empresas terão prazo para alegações JOÃO MARIA ALVES

Andréa Campos defende que processo licitatório realizado no Tribunal não teve irregularidades

A

diretora-geral do Tribunal Regional Eleitoral do RN, Andréa Campos, afirmou que o TCU já foi informado sobre a possibilidade de anulação do processo licitatório, diante da notícia de suposta irregularidade no certame. “Já notificamos as empresas que venceram a concorrência, da intenção da administração de anular. Todas já receberam para analisar e decidir”, disse ela. Andréa Campos defendeu a regularidade do processo licitatório para contratação de empresa de comunicação em mídia, pelo TRE/RN. Ela alegou que o equívoco constante no edital não alterou em absoluto a substância das propostas e dos lances apresen-

tados. E frisou que não houve prejuízo algum à competitividade. “O edital erroneamente falava em preço unitário. Mas a Comprasnet (Portal de compras do Governo Federal) só aceita o preço se for global”, argumentou. De acordo com Andréa Campos, o que o pregoeiro do certame fez foi tão somente esclarecer sobre as informações constantes no edital, sem fazer juízo de valor ou interpretação sobre o assunto. A diretora-geral do TRE/RN assinalou que ao analisar o caso, a assessoria jurídica verificou que era impossível cadastrar no Comprasnet o valor unitário. “Foi quando constatamos o equívoco” disse ela.

Além disso, destacou Andréa Campos, os preços dos concorrentes no certame licitatório eram compatíveis. “Como ficou algo equiparado viu-se que os licitantes tiveram entendimento correto que era o preço global, então não houve prejuízo. Baseado nisso, e nas informações do controle interno da casa, vimos que o mais correto era proceder a finalização do pregão”. A empresa Cinte Comércio, segundo Andréa Campos, obteve a quarta colocação na concorrência e provavelmente não teria chances de êxito. “De qualquer maneira, suspendemos imediatamente o pregão, diante da medida cautelar do ministro do TCU de determinar isso”, assinalou.

Cinte afirma que alteração beneficiou empresa A Cinte Comércio acusou o TRE/RN de “modificar as regras do jogo” no momento da entrega dos lances pelas empresas, quando as propostas já estavam confeccionadas. “Isso é um absurdo, uma arbitrariedade, uma falta de respeito com os mais simples princípios que norteiam o direito”, comentou, por meio da assessoria de imprensa. A empresa sustenta que a decisão de Andréa Campos, diretora-geral do Tribunal; e da Comissão de Licitação, ao analisarem as propostas das empresas licitantes sob um outro critério, foram uma ilegalidade. A Cinte citou também a lei de licitações, em seu art. 41, ao esclarecer que a administração não

pode descumprir as normas e condições do edital ao qual se acha estritamente vinculada. “Por isso, a atitude da diretora foi arbitrária e ilegal”. De acordo com a empresa, o presidente do TRE, desembargador Amílcar Maia, foi informado da suposta ilegalidade praticada pela diretora. Mas, diante do silêncio, resolveu recorrer ao TCU. “A alteração do critério (preço unitário substituído por preço global) beneficiou uma empresa (Interjato), ganhadora da licitação, pois, todas as outras confeccionaram as suas propostas utilizando o critério do edital e, não o determinado na sessão de lances pela diretora-geral”.

ALBERTO LEANDRO

Processo licitatório foi realizado no prédio da sede do TRE/RN


especial

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

5


6

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

geral

Recadastramento deverá ser reaberto em janeiro « BIOMETRIA » Estima-se que 80 mil eleitores natalenses tenham ficado

sem renovar seu título. Retomada do alistamento está prevista para dia 7

O

Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) finalizou ontem o recadastramento biométrico para os eleitores de Natal e cidades próximas. Mas, de acordo com informações da coordenação, o processo deve ser aberto novamente no ano que vem. A data prevista é para que isso ocorra no dia 7 de janeiro, sendo finalizado de vez quatro meses depois, no dia 7 de maio, prazo final para o alistamento eleitoral das Eleições de 2014. Segundo o TRE, com a reabertura do recadastramento, o eleitor natalense terá uma nova chance para que seu título não fique cancelado até o próximo certame, que acontece em 2014 para a escolha de presidente, governador, senador e deputados federais e estaduais. Mas é preciso destacar que o eleitor que não realizou a revisão biométrica até ontem está com o título eleitoral cancelado até regularizar sua situação. Em janeiro, o TRE vai disponibilizar 25 guichês de atendimento, com trabalho em regime de plantão e com cronograma a ser divulgado pelas Zonas Eleitorais de Natal. A estrutura montada é bem diferente da existente até ontem, que contava com 120 guichês. Agora, toda a para-

fernalha segue para Mossoró, para que a partir de 28 de janeiro o atendimento ao eleitorado comece na Capital do Oeste. Quem deixou para fazer a revisão biométrica no último dia determinado pelo TRE para a atualização dos dados, precisou de paciência. Apesar da estrutura montada pelo TRE para atender a população, os retardatários tinham que enfrentar mais um quilômetro de fila, que parecia interminável. Por volta das 10h, ela começava na sede do TRE, na avenida Rui Barbosa, virava a esquina da Unicat, percorrendo a rua Dr. Nilo Bezerra Ramalho, passava pela rua Dr. Carlos Passos e terminava na rua Dr. João Dutra, já próximo do cruzamento das avenidas Xavier da Silveira com a Bernardo Vieira. Às 8h, a fila era um pouco maior, chegando à rua Pio Cavalcante, em Morro Branco. Com a estrutura montada para atender a população na sua sede, a fila começou a se formar ainda durante a noite anterior. Há relatos de pessoas que chegaram para ficar na fila às 19h de sextafeira. A movimentação mais intensa começou de madrugada. Segundo relatos de moradores, havia pessoas chegando em peso já às 3h de ontem.

Uma cidade chegar aos índices que chegamos é fantástico” ROGÉRIO TORRES Coordenador da biometria do TRE

Um dos retardatários era o estoquista Dechamps Burnier, de 24 anos. Ele chegou por volta das 10h10 e era um dos últimos da fila. Ele justificou que não teve tempo de ir ao TRE com antecedência. O jovem parecia conformado em ter de esperar algumas horas até ser atendido. “Não tive tempo antes, por isso tô vindo hoje. Tem pressa não, é o jeito. Imagino que eu seja atendido lá pras 16h, pelo que tô vendo”, disse Dechamps.

Meta O TRE atendeu mais de 440 mil pessoas e atingiu um percentual de quase 85% já no final da manhã de ontem, o que ultrapassa a meta estipulada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de 80%. Na sexta-feira foram 6.281 recadastramentos, até às 19h30, quando o último eleitor foi aten-

dido. A expectativa era que essa média permanecesse ao final do prazo do recadastramento. A estimativa é que cerca de 80 mil eleitores natalenses tenham ficado sem renovar seu título. Esses eleitores terão limitações para emissão de passaporte, participação em concursos públicos, contratação de empréstimos em bancos oficiais, matricular-se em instituição de ensino superior e restrição de pagamentos federais. Mesmo assim, o TRE comemora os números alcançados. “Uma cidade chegar aos índices que chegamos é fantástico”, disse o coordenador da biometria, Rogério Torres. Ao final da manhã de ontem, pouco mais de mil pessoas já haviam passado pelos guichês. Destas, 467 – até às 10h – eram pessoas do atendimento preferencial, que estavam em média esperando uma hora na fila. Já na fila maior, a espera estava entre quatro e cinco horas. Uma espera desnecessária, se for levado em conta que durante os meses de atendimento cada eleitor ficava em média 30 minutos na fila, segundo o TRE. Ontem o atendimento começou mais cedo. O horário oficial era às 8h, mas devido à demanda, a equipe de atendentes começou a receber a população às 7h15. JÚNIOR SANTOS

Fila quilométrica na manhã de sábado, último dia do recadastramento biométrico. Muita gente passou a noite para guardar a vaga

Obras recomeçam na 2ª feira « PRÓ-TRANSPORTE » Acordo define retorno, mas um novo estudo

deverá ser entregue pelo Governo à Promotoria do Meio Ambiente JÚNIOR SANTOS

A

s obras do Pró-Transporte serão retomadas nesta segunda-feira. Após reunião entre Ministério Público e Secretaria Estadual de Infraestrutura, ficou acordado que as intervenções, suspensas desde a semana passada, voltarão a ocorrer, mas de forma limitada. Um novo estudo deverá ser entregue pelo Governo do Estado à Promotoria do Meio Ambiente. No dia 10 deste mês, o Ministério Público foi até o local onde as obras transcorriam para analisar as ações próximas a uma região de lagoa e dunas, na zona Norte de Natal, em trecho que será mais um acesso entre a região e BR-101 norte. Contudo, a promotora Gilka da Mata recomendou ao Governo que suspendesse as intervenções devido à ausência de um estudo sobre o impacto ambiental na área. A sugestão foi acatada e, após reunião na sexta-feira passada, ocorreu o entendimento. Durante o encontro, a secretária Kátia Pinto explicou que as ações no local sofreram mudanças justamente para diminuir o

Obras que dará novo acesso à BR-101 Norte havia sido suspensa para novo estudo

dano ambiental. Dúvidas sobre drenagem na via em construção também foram dirimidas, assim como as alterações necessárias que foram observadas somente durante o curso das intervenções. No entanto, o Ministério Público ainda quer informações sobre a região.

Na reunião, ficou acordado que o Idema vai elaborar o plano para a recuperação da área que será degradada após as obras, enquanto a Secretaria de Infraestrutura deverá encaminhar o detalhamento do novo projeto para as obras. Os dados deverão ser encaminhados ao

Ministério Público até o dia 7 de janeiro e, até lá, as obras seguirão transcorrendo, mas de forma limitada. As intervenções nas áreas de dunas só serão retomadas depois de nova reunião entre os órgãos ambientais, SIN e MP, quando os estudos serão discutidos.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

geral

Gaudêncio Torquato [ gaudenciotorquato@tribunadonorte.com.br ]

Pão, circo e violência

A

historinha é conhecida. Vespasiano, o imperador, em 22 de junho de 79 d. C., pouco antes de morrer, em carta ao filho Tito, aconselhava-o a concluir a construção do Colosseum(Coliseu), que daria a ele “muitas alegrias e infinita memória”. Pois, entre um banheiro, um banco de escola ou um estádio, o povo preferia sentar nas arquibancadas deste último. O conselho se fundamentava na ideia de que seduzir a plebe com pão e circo era a melhor receita para diminuir a insatisfação popular contra os governantes. Tito acabou inaugurando o famoso monumento, no centro de Roma, com 100 dias de festa. Descortinava-se, ali, a era do “panis et circensis”, que consistia em proporcionar, naquela arena, espetáculos sangrentos entre gladiadores e distribuição gratuita de pão. Implicava alto custo aos cofres do Império, com elevação de impostos e economia destroçada, mas a prática populista emprestava enorme prestígio aos imperadores romanos. É sabido que os jogos, ao longo da história da Humanidade, funcionaram como verniz para ilustrar a imagem de governantes. Hoje, a estratégia para cooptar a simpatia das populações por meio das artes/artimanhas e do entretenimento continua recebendo atenção de administradores públicos de todos os quadrantes.

O conselho se fundamentava na ideia de que seduzir a plebe com pão e circo era a melhor receita para diminuir a insatisfação popular contra os governantes.” Não por acaso, nossas arenas esportivas, que se preparam para abrigar os jogos da Copa de 2014, deverão colorir o portfólio de feitos do governo. O que tem mudado na paisagem dos espaços lúdicos não é a ambição dos condutores dos Estados de alçar os píncaros da fama, mas o comportamento das plateias. Espectadores que, outrora, fruíam a catarse dos embates esportivos, exaltando ou deplorando a performance de contendores, tornam-se eles próprios competidores, lutadores, gladiadores, disparando uns contra outros não apenas a arma das imprecações, mas armas de fogo e partindo para a violência física. A alteração comportamental das pessoas que vão aos estádios é preocupante, principalmente em nosso território, que elege o futebol como esporte nacional, e se depara, a cada campeonato, com os novos sujeitos, as chamadas torcidas organizadas. O fenômeno toma vulto ante o risco de o Brasil vir a ser, por excelência, o palco da violência futebolística, pela constatação de que o aparato da segurança pública tem sido ineficaz para debelar a desordem e a pancadaria nas arquibancadas, a par de medidas paliativas, como cerceamento de torcedores a estádios, majoração de ingressos, jogos com portões fechados, perda de mando de campo e multas aos clubes. Pouco adiantará administrar as tensões e conflitos sob o escudo policial-repressivo. Como se diz no vulgo, o buraco é mais profundo e está em baixo. A mobilização de pessoas para formação de grupos e a organização de torcidas obedecem a nova ordem que impregna a dinâmica social no mundo contemporâneo. A competição assume posicionamento singular em todos os setores, espaços, núcleos, categorias profissionais e classes sociais. As massas fragmentamse em núcleos, cada qual envergando bandeiras, discursos, uniformes, armas e instrumentos. Os avanços civilizatórios nos campos da macroeconomia, da política e da cultura abrem comportamentos diferentes, multiplicando as pequenas organizações sociais e gerando novos pólos de poder. Os espaços urbanos ganham novos contornos, a esfera do trabalho traz novos desafios e a busca de uma identidade passa a ser central para os indivíduos, principalmente os jovens, motivados a expressar valores como masculinidade, coragem, companheirismo, coesão, solidariedade, sentimento de pertinência a um grupo. Fazer

parte de torcidas, como a Mancha Verde, os Gaviões da Fiel, a Independente, passou a ser referência para habitantes de cidades congestionadas, carentes de serviços e de lazer. Ao escopo semântico – onde se agrupam as agruras sociais – adiciona-se uma estética de diferenciação, caracterizada pelas cores – o verde, o vermelho e preto, o preto e branco, o azul, o amarelo canarinho – os símbolos (gavião, porco, urubu, galo, raposa, coelho, timbu, baleia, leão), a vestimenta com os dizeres da moda, o estilo de andar, de pensar, de perambular em bandos, e, fechando o circuito, a espetacularização midiática, por meio da qual os torcedores poderão ver nas telas de TV seus gestos, feições alegres ou crispadas de ódio e ouvir gritos de guerra. Condenar as turbas com designativos de vândalos, bandidos, selvagens, adensar forças policiais em estádios, continuar a usar meios tradicionais, como punição a clubes, não conseguirão eliminar a violência das torcidas organizadas. Mais cedo ou mais tarde, os atos voltarão. O disciplinamento e a ordem hão de levar em conta a elevação de padrões comportamentais, ancorada no esforço de educação (reeducação) de torcedores fanáticos. Não se trata de implantar meras ações de marketing cultural – eventos festivos e associativos para alinhamento dos torcedores ao espírito do clube – mas de um amplo programa com o objetivo de compor um ideário voltado para engrandecer o espírito da democracia, com respeito aos princípios da ordem e disciplina, que não devem ser incompatíveis com o entusiasmo das torcidas. É evidente que ante a moldura de extrema competitividade e crescente agressividade entre grupamentos sociais, um esforço nessa direção não será tarefa fácil. O que aqui se propõe é uma ação cívica dos clubes de futebol na tentativa de ajudar o Estado brasileiro a melhorar a argamassa do edifício da cidadania. É inimaginável que torcidas se vejam como inimigas tomadas de ódio e virulência; e que o sarro tirado por um bandeirinha na direção de um grupo nas arquibancadas, o apito errado de um juiz, um ato menos educado de um policial ou um xingamento de um torcedor sejam motivo para a pancadaria. Nem Vespasiano nem Tito imaginariam que, um dia, o dístico “panis et circensis” seria acrescido de “violentia”. Fosse assim, o velho Coliseu não estaria em pé.

Gaudêncio Torquato, jornalista, professor titular da USP, consultor político e de comunicação Twitter@gaudtorquato

7

Petista fala de experiência com orçamento participativo « ENCONTRO » Prefeito e lideranças políticas participaram de seminário

para debater orçamento que será implementado no próximo ano

O

orçamento participativo, que pretende ser implantado pela Prefeitura de Natal próximo ano, foi discutido neste sábado com a participação do prefeito Carlos Eduardo (PDT), secretários municipais, vereadores, lideranças – e petistas. O deputado federal João Paulo (PTPE) foi o convidado do encontro. Ele relatou a experiência com o orçamento participativo durante os dois mandatos em que foi prefeito do Recife. “Conseguimos investir em educação, saúde, cultura, mulher, turismo, tudo com a participação da sociedade, que vai escolher onde aplicar os recursos”, disse ele. João Paulo estava a vontade com a equipe do prefeito Carlos Eduardo, cuja gestão o PT não participa: “se eu fosse do PT daqui estaria na sua equipe para trabalhar e ajudar”. Ao lado dele, a deputada Fátima Bezerra (PT). Ela destacou a importância da implantação do orçamento participativo e parabenizou a Prefeitura pela iniciativa. “Nada mais natural que o povo que paga impostos decidir o que deve

FOTOS: JÚNIOR SANTOS

ser feito com esses recursos”. O orçamento participativo de Natal terá início com 1% da receita líquida. O orçamento total previsto para 2014 é de R$ 2,3 bilhões. “Vocês estão nesta manhã ouvindo sobre cidadania, participação na gestão pública. Não se arrependerão”, enfatizou o prefeito Carlos Eduardo. A Prefeitura pretende retomar próximo ano as atividades do orçamento participativo, mas com perspetiva de ampliá-lo nos anos seguintes e de consolidá-lo, para que não haja interrupções. Carlos Eduardo lembrou que a iniciativa em Natal nasceu quando foi prefeito pela segunda vez. A gestão anterior optou por extingui-la. “Vamos fazer de uma forma que não haja mais condições de interromper esse que é um exemplo de cidadania”, reforçou. A secretária de Planejamento, Virgínia Ferreira, observou que a Prefeitura só dispõe atualmente de 3% da receita líquida disponível para novos gastos. 2% serão dedicados às contrapartidas das obras de grande porte e 1% para o

Conseguimos investir em educação, saúde, cultura, mulher, turismo, tudo com a participação da sociedade” JOÃO PAULO, Deputado federal

orçamento participativo. “A ideia é aumentar depois”, disse ela. O congresso contou ainda com a participação dos vereadores Eleika Bezerra, Júlio Protásio, Hugo Manso e George Câmara; dos secretários de Planejamento, Virgínia Ferreira, e do Gabinete Civil, Sávio Hackradt, de Saúde, Cipriano Maia; além de lideranças comunitárias. Ao falar sobre a experiência de quando era prefeito no Recife, o deputado João Paulo observou que para o orçamento participativo se consolidar é necessário a participação consciente, efetiva e dedicada da população. “São prioridades que serão discutidas”, lembrou ele.

VLT A deputada Fátima Bezerra quebrou o protocolo do encontro para anunciar o resgate do projeto de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). “Na quinta-feira o assunto será debatido na CBTU. As ideias básicas para Natal e Grande Natal serão explicadas”, disse ela.

Seminário contou com participação do prefeito Carlos Eduardo, secretários municipais, vereadores, lideranças e petistas

« ACIDENTE »

« BEATIFICAÇÃO »

Operário morre ao cair na Arena da Amazônia

Vaticano acelera processo de padre José de Anchieta

Construtora Andrade Gutierrez abre processo para apurar segundo acidente na obra

Papa deu sinal verde para a Companhia de Jesus apressar documentação

U

m operário morreu na madrugada de sábado ao sofrer queda de uma altura de cerca de 35 metros na Arena da Amazônia, em Manaus, um dos estádios que vai receber os jogos da Copa 2014, conforme nota da construtora Andrade Gutierrez, responsável pela obra. Marcleudo de Melo Ferreira, de 22 anos, natural do Ceará, foi socorrido e levado ao pronto socorro ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu nesta manhã. Uma investigação interna será feita, conforme a Andrade Gutierrez, para apurar as cau-

sas deste que foi o segundo acidente com morte na Arena da Amazônia. Em março deste ano, o operário Raimundo Nonato Lima da Costa, 49 anos, também veio a falecer após cair de uma altura de cerca de cinco metros. Em nota à imprensa, a Andrade Gutierrez lamenta a morte do operário, que era funcionário de empresa subcontratada para prestar serviços na montagem da cobertura do estádio que vai receber jogos da Copa. “Reiteramos o compromisso assumido com a segurança de todos os funcionários. Lamentamos profundamente o acidente ocorrido e estamos prestando total assistência à família do operário”, destaca a construtora. Os trabalhos na Arena Amazônia foram interrompidos nesse sábado, segundo a Andrade Gutierrez, em “respeito à memória” do operário.

O

processo de canonização do beato José de Anchieta, que parecia parado à espera de um milagre, está sendo acelerado, após a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) ter mandado uma carta a Francisco pedindo que o Apóstolo do Brasil seja declarado santo. O papa não respondeu à carta assinada pelo cardeal-arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, d. Raymundo Damasceno Assis, mas deu sinal verde para a Companhia de Jesus apressar a documentação necessária. O prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, cardeal Angelo Amato, pe-

diu que seja encaminhada, no mais breve tempo possível, a Positio, texto com a biografia de Anchieta, uma relação de prováveis milagres e provas de fama de santidade. “O cardeal Amato pediu as mesmas informações ao postulador geral, padre Anton Witwer, sobre dois missionários do Canadá, que foram beatificados com José de Anchieta, em 1980”, disse um dos vice-postuladores, padre Augusto César dos Santos. Jesuíta e responsável pelo Serviço Brasileiro da Rádio Vaticano, ele trabalha na preparação da Positio em Roma, enquanto outro vice-postulador, padre Nilson Maróstica, atua no Brasil, recolhendo relatos sobre graças alcançadas. “Recebemos dezenas de cartas, de todas as regiões do País, pois a devoção ao beato José de Anchieta é muito grande”, revela padre Nilson.

viver

O SEU CADERNO DE CULTURA NA TRIBUNA DO NORTE


8

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

geral


geral

Reajuste de piso do magistério deixa prefeitos preocupados « SERVIÇO PÚBLICO » Gestores de pequenas cidades dizem que não há como pagar correção de 19% sem infringir a Lei Fiscal

B

rasília - Aproxima-se o final do ano e, até o momento, não houve mudança na Lei 11.738/2008 quanto ao critério de reajuste do piso nacional do magistério. Com isso, aumenta a expectativa dos gestores municipais sobre o percentual pelo qual deverá ser reajustado o piso a partir do próximo mês, ou seja, janeiro de 2014. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) tinha a expectativa de que a Câmara dos Deputados aprovasse o Projeto de Lei (PL) 3776/2008, encaminhado pelo ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva logo após a sanção do piso dos professores, em 2008. A medida propõe a adoção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado do ano anterior como fator de atualização monetária do valor do piso. Outra solução seria a edição, pela Presidência da República, de Medida Provisória com o critério intermediário sugerido pelos governadores, que prevê o INPC acrescido de 50% do aumento real da receita do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O critério previsto na Lei de 2008 é a variação do valor mínimo anual por aluno dos anos iniciais do ensino fundamental urbano do Fundeb nos dois anos anteriores à concessão do reajuste. No entanto, como a Lei prevê reajuste anual em janeiro e a receita realizada do Fundeb a cada ano é divulgada somente em abril do ano seguinte, o governo federal criou uma fórmula para cálculo do índice de reajuste do piso, que considera a última estimativa do valor aluno/ano do Fundeb nos dois anos anteriores à atualização do valor do piso. Ao final de cada ano, a receita do Fundeb é estimada por portaria interministerial para o ano seguinte, com base nas previsões de receitas constantes nos orçamentos dos entes federados. Ao longo do exercício financeiro, por meio de novas portarias, a estimativa da receita do Fundo vai sendo ajustada conforme a arrecadação realizada. Até que, em abril do ano subsequente, nova portaria divulga a receita e o valor aluno/ano consolidados do Fundeb. Nos anos de 2011 e 2012, por exemplo, foram emitidas três portarias com estimativas do Fundeb, antes da portarias de abril de 2012 e abril de 2013, com os respectivos valores consolida-

dos. Considerando que, em 2011 e 2012, foram publicadas respectivamente em novembro e dezembro as últimas portarias com estimativas do Fundeb e que tem se verificado queda na arrecadação das receitas que compõem o Fundo, a CNM defende que deve ser publicada ainda neste mês de dezembro outra portaria interministerial com novas estimativas da receita e do valor mínimo nacional por aluno/ano do Fundeb em 2013. Tomando-se para base de cálculo o último valor anual por aluno estimado para 2012 (R$ 1.867,15) e a estimativa ainda em vigência desse valor para 2013 (R$ 2.221,73), o reajuste do piso do magistério seria de aproximadamente 19%. O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, destaca, entretan-

Nova estimativa vai gerar reajuste do piso bem inferior ao esperado” PAULO ZIULKOSKI Presidente da CNM

to, que, devido à queda na arrecadação, deverá haver uma reavaliação. “Uma nova estimativa do valor por aluno/ano do Fundeb, que poderá ser divulgada a qualquer momento pelo governo federal, vai gerar um índice para o reajuste do piso nacional dos professores que deverá ficar em percentual bem inferior ao esperado”, afirma. Prefeitos de cidades pequenas, cuja arrecadação principal vem do Fundo de Participação disseram que não terão condições de pagar o novo piso salarial sem infringir a Lei de Responsabilidade fiscal que fixa limites para gastos com pessoal. No Rio Grande do Norte, o presidente da Federação dos Municípios (Femurn), Benes Leocádio, disse que os prefeitos já não tem mais “gordura” para queimar. O pagamento da folha do magistério, em alguns casos, ultrapassa o total arrecadado pelo Fundeb. Pela lei que criou o fundo municipal da Educação, os recursos deveriam ser usados para pagamento de salários até o limite de 60%, enquanto o restante seria usado na manutenção das escolas.

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

9


10

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Cláudio Humberto [ ch@claudiohumberto.com.br - www.claudiohumberto.com.br]

Asilo a Battisti O delegado Romeu Tuma Jr. era secretário Nacional de Justiça, e por isso testemunhou os bastidores da decisão do então presidente Lula de proteger o terrorista italiano Cesare Battisti. Em seu livro “Assassinato de Reputações” (ed. Topbooks, Rio), ele revela que Lula não foi motivado pela ideologia, ao conceder “asilo político” ao criminoso, mas por “dívida de gratidão” com o advogado Luiz Eduardo Greenhalgh.

Dedicação premiada O ex-presidente queria retribuir a Greenhalgh as várias defesas que fez dele na Justiça, sem cobrar, e por sua dedicação aos interesses do PT.

Essa é uma tarefa que tem ser feita pelo próprio legislador” MINISTRO GILMAR MENDES (STF), sobre o financiamento privado de campanhas políticas

Sentimento de culpa Lula se sentia culpado por vários reveses do amigo, como a humilhante derrota para Severino Cavalcante na briga pela presidência da Câmara.

Lição de casa

Atenção especial

Juiz federal contra o tráfico mais famoso do país, Odilon OliveirasugereaoConselhoNacional de Justiça o exemplo para outros juízes: fez 77 palestras gratuitas de prevenção do uso de drogas para 40milpessoasemescolaspúblicas em todo Mato Grosso do Sul.

O governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB) conversou um tempão com o ex-ministro da Integração Fernando Bezerra Coelho, durante almoço de Natal com secretários e ex-secretários do governo.

geral

Minha Casa entregará mais dois condomínios no RN « HABITAÇÃO » Construídos com recursos do Programa de Aceleração

do Crescimento, apartamentos serão entregues no final deste ano

A

ansiedade já não cabe mais nas preocupações diárias de marias, franciscas, adelinas, carlas, aparecidas, gilvanetes. Mas o sufoco de pagar caro para morar com a família num imóvel alugado está chegando ao fim. A Caixa Econômica Federal conclui esta semana a análise das propostas de contrato e já acenou com a possibilidade de liberar os 992 apartamentos dos residenciais Terras de Engenho 1 e Terras de Engenho 2, em Parnamirim, no dia 27 de dezembro. Os dois condomínios, construídos na Estrada de Japecanga, a 10 quilômetros do Centro de Parnamirim, passam pelos testes finais de qualidade. Na semana passada, funcionários da construtora faziam a revisão do piso, das instalações elétricas e hidráulicas e pintavam as duas caixas de

água que vão abastecer os mais de 3 mil moradores que irão se mudar para lá no início de 2014. Os empreendimentos foram construídos com recursos da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2). É o primeiro de Parnamirim que será entregue com piso cerâmico em todas as dependências, inclusive nas áreas comuns, como hall de entrada e escadas. Os imóveis construídos na primeira etapa do PAC vinham apenas com cerâmica na cozinha e no banheiro, mas a Caixa Econômica informa que os apartamentos já entregues também receberão os pisos em todos os cômodos. O programa Minha Casa Minha Vida financiou, até agora, 4.720 apartamentos em Parnamirim para famílias de baixa renda, que pagavam aluguel ou

moravam de favor na casa de parentes. O prefeito Maurício Marques está pleiteando um novo estoque para combater o déficit habitacional do município, que é o terceiro mais populoso do Rio Grande do Norte e nos últimos 13 anos vem registrando ritmo de crescimento populacional acima da média nacional. “Em apenas três anos – entre 2010 e 2013 - Parnamirim recebeu 27 mil novos habitantes”, lembra o prefeito. Além dos imóveis, os moradores ganham isenção do IPTU por 10 anos, que é o prazo de financiamento, e recebem geladeiras novas e lâmpadas econômicas doadas pelo Programa de Eficiência Energética (PEE). Também participam de cursos de qualificação profissional e de programas de geração de emprego e renda para aproveitar as oportunidades criadas pelas ne-

cessidades dos próprios condôminos, como é o caso de jardineiro, bombeiro hidráulico, eletricista etc. O cadastro do Minha Casa tem mais de 16 mil inscritos, mas uma parte significativa não atende aos critérios fixados pelo Ministério das Cidades, quais sejam, renda familiar até 3 salários mínimos; não ser proprietários ou ter financiado outro imóvel; morar na sede do município ou viver em áreas de risco. No levantamento feito em 2009 para subsidiar os projetos habitacionais, Parnamirim tinha um déficit de 9 mil moradias. Dois outros empreendimentos do Minha Casa, construídos ainda com verbas do PAC-1 aguardam liberação da Caixa Econômica. Eles ficam no bairro Liberdade e devem ser entregues em março de 2014. ANA AMARAL/ DIVULGAÇÃO ASCOM

Padrinho real Segundo Tuma Jr, Battisti ganhou asilo porque Greenhagh pediu e não por influência de Tarso Genro, ex-ministro da Justiça. Simples assim.

Consórcio enrolado Sob suspeita no Ministério Público e Tribunal de Contas da União, o consórcio Cetenco-Acciona assinou contrato de R$ 2,49 bilhões com o governo do Ceará para construir a linha leste do metrô de Fortaleza. Além de não observar pré-requisitos do edital, como experiência, a Acciona teve dois executivos presos acusados de desviar R$ 150 milhões em suposto esquema no metrô de Aragón, na Espanha.

Assassino cruel Cesare Battisti foi condenado duas vezes à prisão perpétua, na Itália, pelo assassinato de quatro inocentes, a serviço de um grupo terrorista.

Apartamentos do condomínio Terras de Engenho, na estrada de Japecanga, estão prontos e serão ocupados por 992 famílias

Questão de tempo

Meio a meio

Aspirante a disputar a Presidência em 2014, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) se utiliza dos baixos índices da presidente Dilma em 2009 para minimizar, em seus discursos, o mau desempenho nas pesquisas.

Após meses de briga, o deputado Júnior Coimbra aceitou dividir o diretório do PMDB-TO com a senadora Kátia Abreu e o ex-governador Marcelo Miranda, que indicarão o vicepresidente estadual do partido.

Natal tenta a liberação de mais 6 mil imóveis

Fiança A Acciona pagou fiança de R$ 32 milhões para soltar os executivos José Jordán e Miguel Ángel Bretón, presos pela Operação Molinos.

Acordo Após pagar fiança, em setembro, Jordán teve passaporte liberado para voltar ao Brasil, onde teria negociado as obras do metrô do Ceará.

Novidade Apesar de pareceres contrários ao consórcio, a ProcuradoriaGeral do Ceará diz nunca ter sido questionada sobre a legalidade do assunto.

Bancada presidiária

Desolé

Com José Dirceu comandando os trabalhos, Delúbio Soares “tesourando” e Genoino assinando sem ler, em breve teremos novo movimento clandestino: o VIP (Vanguarda Insurgente da Papuda).

É pegadinha do presidente francês François Hollande o acordo de trabalho de brasileiros até 30 anos na França. Disputarão no tapa com os franceses de 15 a 24 anos, que somam 24,6% dos desempregados.

Prata de fora O governo garante preocupação com seca no Nordeste, mas designou dois estrangeiros para representar o Brasil na convenção da ONU de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca: Aldrin Martin Pérez Marin (Nicarágua) e Ignacio Hernan Salcedo (Argentina).

DIVULGAÇÃO

Natal pode ter sua meta ampliada para o programa Minha Casa, Minha Vida. Proposta neste sentido foi apresentada na semana passada pelo perfeito Carlos Eduardo em Brasília, durante audiência com o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. Como a cota de quase 4 mil unidades habitacionais reservada este ano para a capital potiguar já está cumprida, o prefeito pleiteou o acréscimo de mais 6 mil residências para a cidade em 2014. O ministro da Previdência Social, Garibaldi Filho, também participou da reunião. “As 6 mil unidades habitacionais que requisitamos ao ministro Aguinaldo Ribeiro estão distribuídas em 10 projetos que contemplam todas as regiões de Natal”, explicou o prefeito, que esteve acompanhado na audiência pelo secretário-chefe do Gabinete Civil, Sávio Hackradt, pelo secretário municipal de Habitação, Homero Grec, e pelo secretário-adjunto de Comunicação Social, Marcos Alexandre. “É importante que tenhamos essa proposta acatada para não termos nenhum tipo de limitação nos nossos projetos do Minha Casa Minha Vida”, completou o prefeito. O ministro das Cidades explicou que a proposta para Natal está bem embasada e é viável para ser executada. No entanto, precisa ser submetida à equipe técnica do Ministério antes de ser aprovada. “Vamos

Carlos Eduardo, em companhia de Garibaldi Filho, apresenta projetos a ministro das Cidades

tentar atender ao pleito apresentado pelo prefeito Carlos Eduardo”, destacou o ministro Aguinaldo Ribeiro. Este ano a Prefeitura já realizou o sorteio de 246 apartamentos do condomínio Vivendas do Planalto. Os sorteados estão com a documentação sendo analisada pela Caixa Econômica Federal e a previsão é que os imóveis sejam entregues no início de 2014. Localizado no conjunto Pajuçara, o condomínio Morar

Bem, em fase de construção, terá 176 apartamentos. O sorteio parcial de 106 famílias ocorreu no dia 26 de outubro deste ano e a documentação passando por uma análise e a previsão de entrega dos imóveis é 2014. As famílias que ocuparão os 70 apartamentos restantes serão indicadas pelo Conselho Municipal de Habitação de Interesse Social (Conhabins). Em novembro o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, assinou

a ordem de serviço para a construção do Residencial Maruim, empreendimento que faz parte do programa Minha Casa, Minha Vida e vai abrigar 165 famílias que vivem atualmente na comunidade do Maruim, localizada no bairro das Rocas. A população será reassentada em virtude das obras de ampliação do Porto de Natal. A previsão é que a obra seja iniciada na primeira quinzena de janeiro de 2014 e tem prazo de conclusão de 15 meses.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

geral

11

»ENTREVISTA » LUIZ GONZAGA DE MELLO BELLUZZO ECONOMISTA

DHAVID NORMANDO

A crítica do papa ao capitalismo sem freios « RELIGIÃO » Ex-secretário de Política Econômica

do Ministério da Fazenda no governo José Sarney analisa Exortação Apostólica do papa Francisco DIVULGAÇÃO

A

dital - Na Primeira Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, o papa Francisco “faz uma análise contemporânea” da situação econômica e ressalta que o “capitalismo deixado à sua própria sorte, sem freios, é um sistema que se move só em função dos seus próprios propósitos”, avalia o economista Luiz Gonzaga Belluzzo na entrevista a seguir, concedida à IHU OnLine por telefone. Para ele, o papa não tem a pretensão de discutir as teorias econômicas, mas, ao analisar a situação da economia global, “toma um ponto de vista em que a questão central é a realização de um projeto que vá em direção da comunidade cristã: o amor ao próximo, a igualdade. (...) Está muito claro no texto do papa que a questão central a ser considerada é a dignidade da pessoa humana que foi feita à imagem e semelhança de Deus. São esses princípios que o papa está repetindo ao longo de todo o documento da Evangelii Gaudium”, frisa. E acrescenta: “O que o papa fala é que, a despeito da capacidade de produção e da oferta de bens, aumentou a desigualdade e se impôs ao comportamento das pessoas uma tremenda atração, ou o que ele chama de fetichismo do dinheiro, com uma perda de importância dos valores de solidariedade, de amor ao outro”. Na interpretação do economista, dentre os pensadores econômicos que mais se assemelham à antropologia cristã, destaca-se Karl Polanyi, que “toma o ponto de vista católico e cristão para fazer sua análise econômica, por exemplo, quando fala do mundo satânico, ou dos mandos e danos provocados pela tentativa de fazer com que a sociedade se mova de acordo com os princípios do mercado autorregulado. Então, ele fala da terra, do trabalho e do dinheiro, porque diz que estes devem servir de meio para o enriquecimento humano, de submissão ao mecanismo diabólico que estraçalha a vida do ser humano concreto”. Confira a entrevista. Para o senhor, qual é o entendimento do papa Francisco acerca da economia, segundo as declarações da Primeira Exortação Apostólica Evangelii Gaudium?

O papa Francisco aponta algumas questões importantes sobre a economia contemporânea, as quais estão correlacionadas e já fazem parte, em geral, do repertório que muitos economistas críticos manejam para fazer uma avaliação do comportamento do capitalismo nos últimos anos. O que o papa fala é que, a despeito da capacidade de produção e da oferta de bens, aumentou a desigualdade e se impôs ao comportamento das pessoas uma tremenda atração, ou o que ele chama de fetichismo do dinheiro, com uma perda de importância dos valores de solidariedade, de amor ao outro. Esses valores foram sendo dissolvidos nesse espírito competitivo de valorização excessiva do dinheiro, do consumismo do “Sagrado”. Então, ele faz uma crítica muito contemporânea e ajustada à

maneira contemporânea nesse documento que o papa produziu. Na sua interpretação, o papa faz uma crítica ao capitalismo em si ou à exacerbação do dinheiro e da idolatria do dinheiro? É possível analisar essas posições de modo distinto?

ì QUEM Luiz Gonzaga Belluzzo é graduado em Direito e Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo e doutor em Economia pela Universidade Estadual de Campinas(Unicamp), onde leciona atualmente

Doutrina Social da Igreja. Li na Veja que essa postura vem desde a Rerum Novarum, mas, ao contrário, esses valores básicos estão no espírito do cristianismo primitivo. É claro que estavam ajustados ao momento histórico em que o cristianismo primitivo surgiu, mas é preciso entender que eles têm a ver com as origens do cristianismo, que é uma sublevação contra algumas das realidades da vida das sociedades antigas: a crueldade, a sujeição da mulher, o desamor pelo outro, uma sociedade envolvida com a violência apesar da filosofia grega.Por isso citei o Satyricon, do Fellini, em meu artigo. Quando você assiste ao filme ou lê o livro, vê que aquele realmente é um momento de angústia, apesar da riqueza acumulada pelo Império a partir do saque e da captação dos recursos dos outros através do poder que o Império tinha: a sociedade estava numa situação de desesperança quando surgiu o cristianismo. A encarnação exprime isso: por que Deus se fez homem? Ele se fez homem inclusive para partilhar das angústias dos humanos, para mostrar que, na verdade, ele se juntava àquele vale de lágrimas. Mas ele trazia a esperança da ressurreição e da conquista da salvação, mas a salvação não é uma dádiva; a salvação é uma conquista do homem. É por isso que digo que o homem passou a ter uma dimensão histórica, encarnada na vida humana concreta. Isso tem muito a ver com o cristianismo. Ao contrário do judaísmo, o cristianismo desfaz essa abstração da eternidade, transforma-a em um contínuo da vida, ou seja, a eternidade é um prolongamento da vida. Isso tudo está na obra A Cidade de Deus, de Santo Agostinho, que, ao falar do povo de Deus, diz o seguinte: “Os monges estão obrigados a ceder aquilo que eles têm àqueles que não têm”. Então, essa visão da solidariedade, da doação, do amor ao próximo, está exposta de uma

Uma coisa está interligada à outra. O papa faz uma análise contemporânea. Então, está dizendo que o capitalismo deixado à sua própria sorte, sem os freios — ele usa a expressão “autorreferencial” — é um sistema que se move só em função dos seus próprios propósitos. Então, quando ele fala do amor pelo dinheiro, está falando que essa é a forma, por excelência, de existência do capitalismo. Ou seja, o capitalismo expurga todas as outras dimensões da vida humana, como outros já perceberam. Quer dizer, você não pode pensar na Fenomenologia do Espírito, de Hegel, quando ele fala da realização do espírito absoluto, sem pensar nessa transformação, nessa história do espírito. O papa reconstitui isso, sem que tenha feito nenhuma referência a Hegel, a Marx ou a Polanyi. Todos eles olharam o capitalismo desse ponto de vista: da sua capacidade, ou da sua tendência a absorver todas as dimensões da vida. Mas isso não é possível nesse quadro de capitalismo; o homem não vai realizar o seu projeto de liberdade, de igualdade, de fraternidade, sobretudo, dentro desse quadro. Como interpreta as posições de que a teoria econômica do papa deve ser orientada mais por Polanyi e menos por Marx?

Não creio que o papa queira discutir as teorias econômicas, mas ele toma um ponto de vista em que a questão central é a realização de um projeto que vá em direção da comunidade cristã: o amor ao próximo, a igualdade, porque o cristianismo é a religião que introduziu essa questão de igualdade entre os homens, ou seja, de que todos são dignos do amor de Cristo. Está muito claro no texto do papa que a questão central a ser considerada é a dignidade da pessoa humana, que foi feita à imagem e semelhança de Deus. São esses princípios que o papa está repetindo ao longo de todo o documento da Evangelii Gaudium. É claro que o cristianismo deixou um rastro que foi sendo seguido ao longo do tempo. Se você pensar em Hegel, na Fenomenologia do Espírito e na Filosofia da História, verá que as duas obras têm, de fundo, essa ideia do aperfeiçoamento, da realização, a ideia do espírito absoluto. Em Marx isso também aparece. Não é que o papa tenha um ponto de vista marxista; é que Marx tomou pontos de vista que nascem dessa construção histórica que surge com o cristianismo. Vi uma discussão na revista Veja e no The Economist de que o papa faz uma crítica ao capitalismo. Ele disse que não irá fazer isso, mas reafirmar os princípios que devem reger a vida cristã, dadas as condições em que os homens vivem e se desenvolvem no mundo contemporâneo. As pessoas ficam esperando uma inspiração do papa quando na verdade é o cristia-

O papa diz claramente que não irá fazer um debate teórico sobre economia. Ele vai dizer o que pensa de certas características da vida contemporânea, as quais não parecem compatíveis com a vida cristã”

Não é que o papa tenha um ponto de vista marxista; é que Marx tomou pontos de vista que nascem dessa construção histórica que surge com o cristianismo”

nismo, sobretudo na sua origem, que formou esses pontos de vista, essa visão de homem. O papa diz claramente que não irá fazer um debate teórico sobre economia. Ele vai dizer o que pensa de certas características da vida contemporânea, as quais não parecem compatíveis com a vida cristã. Alguma das teorias econômicas se aproxima da visão antropológica cristã? Com quais teorias econômicas o discurso do papa se aproxima?

Esta antropologia econômica está presente em vários autores, em Marx inclusive, mas em Polanyi também. Neste último mais ainda, porque era um pensador católico, cuja inspiração era católica. Ele toma o ponto de vista católico e cristão para fazer sua análise econômica, por exemplo, quando fala do ‘moinho satânico’, ou dos mandos e danos provocados pela tentativa de fazer com que a sociedade se mova de acordo com os princípios do mercado autorregulado. Então, ele fala da terra, do trabalho e do dinheiro, porque diz que estes devem servir de meio para o enriquecimento humano, de submissão ao mecanismo diabólico que estraçalha a vida do ser humano concreto. Na matéria da Veja, por exemplo, citam Max Weber, mas acredito que Polanyi está muito mais próximo do que o papa diz. Max, a despeito do ambiente cultural em que foi criado, diante do susto do surgimento da modernidade, viu aquele momento como uma oportunidade e ao mesmo tempo como a construção de uma das cadeias que prendem o homem a esses vícios terríveis do mercado autorregulado. Se analisarmos os pensadores quem têm mais afinidade com o pensamento da Igreja, sem dúvida alguma é Polanyi. Vê mudança no posicionamento de Francisco em relação à Doutrina Social da Igreja? A visão econômica defendida pelo papa se aproxima e se distancia de documentos anteriores da Igreja?

Não. Esse pensamento vem desde a Rerum Novarum, passando depois por outras encíclicas como Mater et Magistra, Pacem in Terris, que foram formuladas por João XXIII, depois tiveram as propostas do Concílio Vaticano II, mas que foram sendo esvaziadas progressivamente pelos papas que sucederam João XXIII. O papa Francisco voltou às questões tratadas

por João XXIII, porque notou um afastamento, dos próprios cristãos, dos princípios que devem reger a vida cristã. Ele fala inclusive do risco das religiões que são utilitaristas, que na verdade se pautam por uma espécie de “consumismo do Sagrado”, e isso repercute no modo de vida que as pessoas têm hoje, completamente absorvidas pelo afã de acumular bens materiais. Por isso ele fala da alegria do Evangelho, que você pode ser muito mais realizado se tiver uma vida mais próxima daquilo que Cristo propôs. Vislumbra no discurso do papa um desejo de superação do capitalismo, ou um controle maior na economia, ou, ainda, seu discurso transita em outro nível?

O discurso está posto no nível do Evangelho. Ele está dizendo que o cristão não poderá realizar o seu projeto nesta Terra. Diz isso porque a Igreja se preocupa com a salvação interna, mas se preocupa também com o bem-estar e a felicidade dos homens na Terra. Acho que nenhuma vez ele usou a palavra capitalismo, e nem precisa usar. Fui seminarista dos jesuítas, e um amigo me perguntou como o Evangelho era lido. Respondi que no meu tempo era lido em latim. Por incrível que pareça, o primeiro texto que li sobre Marx foi La pensée de Karl Marx, do jesuíta Jean-Yves Calvez, escrito em 1956, se não me engano. Como você vê essa crítica da Igreja ao marxismo, especialmente de Bento XVI, mais recentemente?

Bento XVI é um intelectual, e quando ele fala do marxismo, imagino que esteja falando do socialismo real, do materialismo, etc. Agora, o problema é que o materialismo de Marx diz o seguinte: “É preciso que se tomem os objetos tais como eles existem”. Ele está falando de uma ontologia do econômico, uma ontologia do ser social, como escrevi no meu último livro. Ele estava mostrando que essa ontologia era alienante, como o papa usa hoje a palavra alienante num dos trechos do seu texto, porque ela desviava o homem da realização da sua subjetividade livre. Acho interessante o debate entre Jürgen Habermas e Ratzinger, masBento XVI, ao contrário de Bergoglio, não conseguiu se livrar dessa visão parcial, que está maculada historicamente pela experiência do socialismo, que foi trágica, porque o socialismo real tentou realizar exatamente aquilo que o capitalismo vem realizando.


12

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

geral

O antídoto contra as enchentes « MEIO AMBIENTE » Localização geográfica do Rio e da Baixada Fluminense é propícia a alagamentos, mas botar a culpa na natureza não é solução. Para especialistas, faltam investimentos em infraestrutura AGENCIA BRASIL

CLARISSA NEHER Deutsche Welle

R

io de Janeiro - O cenário de enchentes e deslizamentos que tomou conta do estado do Rio de Janeiro é uma cena que se repete praticamente todos os anos. A previsibilidade desse tipo de desastre natural se deve à localização geográfica da Baixada Fluminense e da cidade do Rio de Janeiro, uma planície entre montanhas e morros. Mas, ainda assim, essas catástrofes naturais poderiam ser evitadas com obras de planejamento urbano adequadas. Para especialistas, os governos dos municípios afetados não têm feito os investimentos necessários. As fortes chuvas dos últimos dias no Rio de Janeiro deixaram mais de duas mil pessoas desalojadas. As cidades de Nova Iguaçu e Japeri decretaram estado de calamidade pública. Vias importantes da capital foram atingidas, como a Avenida Brasil e a Radial Oeste. A região ao redor do estádio do Maracanã também ficou embaixo d’água. Segundo a Prefeitura do Rio de Janeiro, em apenas dez horas choveu a quantidade esperada para o mês inteiro. “Quando chove forte numa cidade grande, como o Rio, ocorre esse tipo de transtorno”, afirmou o prefeito Eduardo Paes. Mas, para especialistas, esse “transtorno” poderia ser evitado se fossem realizadas obras para melhorar a drenagem desses locais. “O problema das enchen-

Chuvas que castigaram a Baixada Fluminense nos últimos dias provocaram inundações e deixaram um rastro de destruição

tes tem solução. Ele não pode ser um problema crônico e essa constante possibilidade de nos submetermos aos riscos e a parar a vida urbana não deve ser atribuída à natureza. As enchentes deveriam ser enfrentadas como uma questão prioritária da política urbana. Não é possível que isso se repita de forma tão frequente”, afirma a especialista em planejamento urbano Fernanda

Ester Sánchez García, da Universidade Federal Fluminense. Para ela, os governos não têm dado prioridade necessária para programas de drenagem urbana e ações preventivas em áreas de risco. “Os grandes investimentos têm sido aplicados em obras e ações urbanísticas em alguns setores da cidade. Essa questão mais estrutural tem ficado em segundo plano, frente a opções de

investimentos em áreas de valorização imobiliária e de grandes projetos urbanos”, argumenta. Assim como García, o especialista em geografia Jorge Xavier da Silva, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, também considera que o problema das enchentes tem solução. Os governos deveriam investir fortemente em projetos de urbanização que levassem em conta a rea-

lidade geográfica da região. “Do ponto de vista científico, esse problema está equacionado, resta agora haver a decisão política de executar essa geoinclusão. Mas, como já são áreas ocupadas, a coisa fica muito mais cara e difícil de executar”, afirma Silva. A localização geográfica da cidade do Rio de Janeiro e da Baixada Fluminense, formada por

planícies entremeadas por montanhas, torna-a propícia a enchentes e deslizamentos. A urbanização descoordenada dessa região, sem os devidos cuidados para manter as condições de escoamento da água das chuvas, gerou um problema que continuará se repetindo se obras de adequação não forem feitas. “Quando essa região foi urbanizada, deveria ter sido criado um escoamento correto das águas da chuva, que normalmente inundariam uma planície e que deixariam de inundar se houvesse diques e locais para extravasamento dos excessos de água”, exemplifica o especialista. Nos últimos anos, fortes chuvas causaram milhares de mortes no estado do Rio. Em 2010, foram mais de 450 vítimas fatais. Em 2011, mais de 900 morreram somente na tragédia da região serrana do estado. Exposta a tragédia, os governos sempre se comprometem a investir em soluções para amenizar os problemas causados pelo fenômeno natural. Mas a repetição anual da tragédia deixa claro que muito pouco é feito. Segundo Silva, desde 2010 tem sido feitos esforços, mas eles são pequenos perto do tamanho do problema. “Esse esforço é fragmentado e não considera o problema numa visão abrangente, que leve em conta as limitações, as potencialidades, as ameaças, os riscos e, principalmente, as aptidões para a ocupação urbana da região”, afirma.


geral

Diagnóstico preciso evita problemas na visão de idosos « MEDICINA » Depois dos 70 anos, um terço das pessoas apresenta diferença expressiva de grau entre os olhos, diz estudo publicado em jornal científico

S

ão Paulo - A diferença de grau entre os olhos, ou anisometropia, pode se manifestar em qualquer idade. Mas, depois dos 70 anos, é comum que as pessoas necessitem de uma prescrição para um enxergar bem de um olho totalmente diferente da do outro. Estudo divulgado no jornal Optometry and Vision Science aponta, inclusive, que o problema costuma acometer um terço dos idosos nessa faixa etária, sendo responsável por quedas que acabam comprometendo a qualidade de vida e a saúde geral da pessoa. De acordo com Renato Neves, médico oftalmologista e diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo, nem sempre os sintomas são claros. “Em crianças, não se trata de um problema fácil de diagnosticar, já que é muito comum o olho bom acabar compensando o ‘ruim’. Por isso, é importante que pais e professores fiquem bastante atentos ao comportamento da criança. Há casos de pais que se queixavam do desempenho escolar do filho sem saber que em um único olho havia 10 graus de miopia que não estava sendo tratada. Já entre idosos, as queixas mais comuns são dor de cabeça, visão embaçada, e até

Em crianças, não se trata de um problema fácil de diagnosticar, já que é muito comum o olho bom acabar compensando o ruim” RENATO NEVES Oftalmologista

mesmo quedas sem motivo aparente, em superfícies planas e dentro de casa”. O especialista diz que os casos mais comuns de anisometropia se referem a uma diferença expressiva de grau de hipermetropia nos dois olhos, de miopia, ou, ainda, pode acontecer de um olho ser míope e o outro hipermétrope. “Também é relativamente comum que a diferença de acuidade visual entre os olhos esteja relacionada à formação de catarata em apenas um olho. De todo modo, o diagnóstico somente é confirmado após minucioso exame clínico oftalmológico – principalmente nos casos

em que um olho tem problema de refração e o outro não”. Estudos mostram que apenas entre 2% e 4% das crianças têm anisometropia. Ainda são desconhecidas as causas que levam esse distúrbio de visão a se tornar dez vezes mais significativo em pessoas com idade média de 75 anos, mas é senso comum que, quanto mais cedo o problema for tratado, o idoso poderá viver mais e melhor. Problemas de visão são uma das principais causas de quedas e fraturas do fêmur entre pessoas com mais de 65 anos. Pesquisadores do Reino Unido acompanharam mais de 500 idosos vítimas de quedas e revelaram que 46% dos pacientes apresentavam comprometimento da visão. Catarata (49%), degeneração macular (21%), problemas refrativos (17%) e glaucoma (3%) foram as doenças mais diagnosticadas. “Os idosos devem redobrar os cuidados com a visão e passar por exames oftalmológicos com regularidade. Principalmente aqueles que já sofrem de osteoporose, por serem mais propensos a fraturas. Pessoas que moram em sobrados ou casas de repouso formam outro grupo de alto risco que deve ser monitorado”, alerta o especialista.

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

13


14

quadrantes

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

SANDERSON NEGREIROS [ ESCRITOR]

Memória feliz

U

m dos fatos melhores na longa vida de José Augusto BezerradeMedeirosrelacionase com sua infância, e que ele enfatiza em suas conversas de todos os dias. Quando veio estudar em Natal, menino ainda, não se apartava dele, nunca, a lembrança da fazenda Ingá, onde crescera como criança, livre e selvagem. Ele fugia para ir até o Passo da Pátria (por trás da atual Casa do Estudante), e fixava o olhar saudoso no horizonte, contemplando as torres de nuvem que fatalmente estariam seguindo para o Sertão, para o Seridó. A mesma coisa que acontecia com o per-

sonagem de “Judas, o obscuro”, que antevia sua cidadezinha natal através das luzes que se refletiam no céu noturno. De José augusto Bezerra de Medeiros – o nome é um verdadeiro decassílabo – guardo várias lembranças,apartirdasconversas,longas por sinal, que mantivemos, na minha missão de repórter. E mais: morava eu no Rio e, diariamente, ele telefonava para o Centro NorteRiograndense, perguntando quem chegara do Rio Grande do Norte; interessavam-no perguntas, sempre marcadas pelo seu humor, invariável. E terminava: - E as mu-

lheres? Continuam belas? Tudonelecabiacomolembrança de seu chão, das pessoas que conheceu no seu Estado, ao longo de 60 anos de vida pública. E não se esquecia de ninguém. Sabia a árvore genealógica de todas as famílias potiguares; tinha um interesse incomum pela sua humanidade – a humanidade seridoense, natalense, que ele liderou e amou. Como lhe compungia a saudade de sua terra, seu espaço seridoense, o ar sertanejo de seus sonhos! Sempre lhe perguntava: - Dr. José Augusto, como é o que o sr., morando entre esses edifícios de

Copacabana, continua tão fiel à latitude e longitude do sertão, que lhe toma toda alma quase nonagenária? Ele ria, com um riso cordial de um sertanejo inesquecível, e ajuntava: - De longe, o Seridó fica maior do que realmente é. Para mim, nessas horas, o sertão é o céu na terra. E que memória! Por dever do ofício de jornal, trabalhava eu na Confederação Nacional do Comércio. E dr. José Augusto, ali comparecia, toda quinta-feira, para a reunião do Conselho da CNC, com outro potiguar, dr. Seabra Fagundes. Ouvimos-lhe, então, uma confe-

rência sua sobre a Faculdade de Direito do Recife. Ele ali se formara em 1905. e citou, de memória, sem ler (estava já quase cego), o nome completo de todos seus colegas de Faculdade, concluintes. Ao terminar, Gustavo Gorção, outro conselheiro, parabenizou-o e disse: - O sr. Tem uma memória de anjo. José Augusto riu aquele riso franco e sem cerimônia – o mesmo riso que eu recordo agora, abafado pela sua voz curta e baritonada, de um homem que conheceu a bondade, e foi seu mensageiro pressuroso na terra dos homens. Conto um caso singular de seu temperamento irônico. Na abertura da Constituinte de 1946, José Augusto, deputado, está na bancada, sentado ao lado do célebre Otávio Mangabeira. Um jovem parlamentar, po-

MARCELO NAVARRO R. DANTAS [ DES. FEDERAL ]

NELSON PATRIOTA [ ESCRITOR ]

Newton Navarro entre extremos

Invictus

O

mundo perdeu Mandela. O desejo de homenageá-lo, contando pela milésima vez a história de sua vida e seus feitos, fez a imprensa e a rede mundial de informações, na semana que passou, entrarem numa crise de repetições quase sem paralelo. Mas ele merece. E isso não diminuiu meu desejo de também prestar-lhe uma pequena homenagem neste espaço. Porém, vou tentar não chover tanto no molhado. No final do século XIX, um poeta inglês, William Ernest Henley, escreveu um pequeno poema — Invictus — sobre um homem que, mesmo sob o açoite das piores penas, e durante muito tempo, não se curva e mantém o controle sobre si mesmo. Tendo passado 27anosnacadeiadoapartheidemRobbenIsland,Nelson Rolihlahla Mandela não se dobrou. Durante todo esse tempo, guardava consigo uma cópia do poema, que lia nos momentos em que o desespero rondava. O título do poema foi adotado por Clint Eastwood para seu magnífico filme de 2009, com Morgan Freeman como Mandela, e Matt Damon como François Pienaar, o capitão dos Springboks, time sul-africano de rúgbi para o qual os negros daquele país não torciam, porque aquele esporte representava a opressão branca. Só que Mandela viu ali a oportunidade de congregar a nação. No filme, há duas cenas que remetem ao poema: na primeira, um encontro no gabinete de Mandela, onde ele conta a Pienaar que aqueles versos o ajudaram a encontrar alento no cárcere, e que era necessário, como ali, muita superação, dessa vez para reconstruir uma pátria comum para brancos e negros. Na segunda, extremamente pungente, o capitão do time de rúgbi visita a prisão em que Mandela ficou por quase 30 anos, enquanto a voz de Morgan Freeman, ao fundo, declama Invictus. O final do filme todos conhecem: os Springboks conquistam, em casa, a copa do mundo de rúgbi, e a África do Sul negra se une em torno desse esporte branco, que antes repelia. Mandela se mostra, uma vez mais, invencível. As várias versões em português que encontrei desse poema são quase sempre traduções literais, onde o ritmo, a estrutura poética e muito de sua beleza se perdem. Há uma, a meu ver, muito boa, de André Masini, mas eu queria algo que mantivesse a métrica e a cadência dos octassílabos originais. É o que apresento, ao lado do texto em inglês, como modesta homenagem pessoal a esse grande herói do nosso tempo. Nem de longe tem a força das palavras de William Henley, mas ao menos possui o mérito de divulgá-las e repetir sua lição: Out of the night that covers me, Black as the Pit from pole to pole, I thank whatever gods may be For my unconquerable soul. In the fell clutch of circumstance I have not winced nor cried aloud. Under the bludgeonings of chance My head is bloody, but unbowed. Beyond this place of wrath and tears Looms but the Horror of the shade, And yet the menace of the years Finds, and shall find, me unafraid. It matters not how strait the gate, How charged with punishments the scroll, I am the master of my fate; I am the captain of my soul. Deste negror de manto espesso, De noite escura e impenetrável, A Deus — se existe — eu agradeço Por meu espírito indomável. Sem nem um ai, sem choro, mudo Tenho enfrentado a sorte turva. Minha cabeça, em meio a tudo, Trago-a sangrando — mas não curva. Cá onde há ira e dor sem fim Só mais horror surge da sombra, E o tempo passa, e ainda assim, Sem medo em mim, nada me assombra. Pouco me importa o vão tão fino, E o mau decreto que me empalma: Sou o senhor do meu destino; Sou capitão da minha alma.

tiguar, eleito pela primeira vez, tem a audácia de subir logo à tribuna, e discursar, perorando entre invocações e lugares comuns. Otávio Mangabeira, baiano ilustríssimo e orador mais ainda, não aguentou e pergunta: - Zé Augusto, quem é este que tanto fala e grita? Reposta: - Otávio, este é de minha terra, mas não passa de um cavalo batizado. Nesse exato momento, o jovem parlamentar norte-riograndense enfatiza: - Sou, sobretudo, um discípulo de dr. José Augusto Bezerra de Medeiros, meu conterrâneo. Conterrâneo de um político genial, extraordinário, honra e glória, não só do RN, mas do Brasil inteiro. Nisso, num relance, Zé Augusto cochicha, célere: - É, Otávio, um cavalo batizado. Mas tem momentos geniais...

E

CLÁUDIO EMERENCIANO [ PROFESSOR DA UFRN]

Um olhar na humanidade

O

meu olhar e a minha alma se estendem no ra o bem em sua totalidade, em sua plenitude: o horizonte, mas muito além dos morros que amor infinito”. Mandela conseguiu que seu povo cercam a cidade, debruçados sobre as praperdoasse, como ele, atrocidades, injustiças, óias que a contornam, vigiam e permanentemente dio, violência de toda espécie por séculos e séculos. a inspiram. Essa é uma aliança com a qual a natuTudo infligido inicialmente por colonizadores inreza celebrou desde os tempos dos descobrimengleses e, posterior e definitivamente, por muito tos, infundindo em seus habitantes de totempo, por holandeses e seus descendendos os tempos alegrias fugazes e perceptes. Algo somente comparável ao nações nostálgicas. A enseada do rio tamzismo. Mandela foi estoico, paciente bém é uma espécie de refúgio, a pare obcecado na reconciliação do seu tir do qual pescadores, marinheiros e povo. Gandhi, João Paulo II e Manviageiros de muitas partes do mundo dela foram, entre outros, os maioa identificaram como um porto segures heróis do século XX. ro, singelo e acolhedor, onde a simpliSábios antigos legaram reflexões cidade predominava no seio de sua genque varreram o tempo. Desafiaram te. Infelizmente deformado e enfeado filosofias e adotaram a máxima soem alguns cantos pela estupidez dos hocrática do “quanto mais eu sei, meA humanidade um mens. Por isso se diz que nem sempre nos eu sei”. Confúcio na China e Buo que se convencionou chamar de pro- dia fará prevalecer a da na Índia exaltaram a humildade consciência do bem. gresso urbanístico, aqui e alhures, e a simplicidade como qualidades esO bem tarda, mas imanta a beleza natural com inovações senciais à elevação espiritual do ser chega “modernas”. Seria algo tão estúpido, humano. Desde então, duvida-se que inadmissível, irrealizável e impraticá- inevitavelmente. Há alguém se identifique com o próxivel, como destruir o Forte dos Reis Ma- uma cultura do bem. mo, seus sofrimentos, suas angústias Vencendo gos para reconstruí-lo submetido a e suas tristezas, sem possuir esses adversidades uma concepção atual. Fora de cogitaatributos. A solidariedade germina a aparentemente ções. A visão das águas verdes do Atlânunião entre os homens. Caminho de intransponíveis. tico envolve, encanta e inebria. Seduz convergência entre os homens e Crenças, atitudes, apontando para terras, nações, povos, Deus. A partilha não é, apenas, uma relações, normas, culturas e pessoas distantes, de algum opção de vida. É um estado de espívalores e ideais. tempo para cá aproximados pelo fenôrito. Revela o sentido real da existênConfúcio, antes do meno da globalização, através de inscia humana. A dimensão infinita da trumentos como internet e televisão. Cristo, já dizia que o capacidade de amar dos homens. JeMas a “aldeia global” jamais consegui- tirano causava males sus se utilizou das parábolas. Narrará excluir e destruir laços humanos ge- incomparavelmente tivas simples, belíssimas, que permisuperiores às feras nuínos, sedimentados onde se nasce ou tiam aos que O ouviam compreender enfurecidas. O bem se vive. Apesar de todos os conflitos e com nitidez o sentido de sua mensasempre triunfaria, diferenciações de natureza sobretudo gem. Há duas parábolas que me senantropológica, cultural e sentimental, independentemente sibilizam particularmente. Por revedo tempo no qual a em nossos dias se constata que todos os larem a essência do amor. De sua disociedade estivesse homens são cidadãos do mundo. De mensão transcendental. Uma é a pasubmetida ao mal e uma forma ou de outra, há acontecirábola do Bom Samaritano, em que ao arbítrio. mentos, pessoas e sentimentos que toum homem socorre um desconhecidos partilham universalmente. Seja ondo assaltado na estrada. Trata-lhe de for. Foi o caso da vida notável, heas feridas, coloca-o em sua montaroica, exemplar e contagiante de Nelson Mandela. ria e o leva para uma hospedaria, onde lhe paga a Vida que em si mesma revelou a grandeza da conhospedagem. Autoriza despesas adicionais e nedição humana. Sua sublimação pelo perdão aos cessárias ao restabelecimento do enfermo, as quais seus algozes por 25 anos. pagará em seu retorno. Outra é a do Filho PródiA humanidade um dia fará prevalecer a consgo. Reveladora do amor infinito do Pai Celestial ciência do bem. O bem tarda, mas chega inevitapelos homens. Sua ilimitada tolerância com as fravelmente. Há uma cultura do bem. Vencendo adgilidades e contradições humanas. Amor e perdão versidades aparentemente intransponíveis. Crenalicerçam a fé cristã. Eis o que deveria fundamenças, atitudes, relações, normas, valores e ideais. tar, nos dias atuais, todos os homens. Pois o ódio Confúcio, antes do Cristo, já dizia que o tirano e a violência são sementeira do mal. Em nada se causava males incomparavelmente superiores às justificam. O ser homem é essencialmente amar. feras enfurecidas. O bem sempre triunfaria, indeA felicidade se busca no universo e calor das relapendentemente do tempo no qual a sociedade esções humanas. Sempre... tivesse submetida ao mal e ao arbítrio. Erasmo de Vivemos dias incertos e preocupantes em virRoterdam, em seu “Elogio da Loucura”, disse que tude da histeria e do ódio irrompidos em várias par“nada é mais simples e verdadeiro do que o Cristo, tes do mundo. Mandela foi profético: os homens através de quem a humanidade se encaminha paou aprendem a viver em paz ou se autodestruirão...

m algum lugar a meio caminho do gênio cultuado por Paulo de Tarso Correia de Melo e do pândego apontado por Maria Emília Wanderley situa-se o artista-escritor Newton Navarro, conforme se pode depreender da leitura do livro “Saudade” (Edufrn, 2013), organizado por Angela Almeida, Gustavo Sobral e Helton Rubiano. No entremeio, doze outros depoentes ajudam a esclarecer (ma non troppo), o retrato perdido do artista. Os extremos, sempre didáticos, sugerem que se trata de um personagem complexo, controverso, evasivo, cujas ações eram imediatamente assimiladas e interpretadas por seus admiradores como naturais e previsíveis, enquanto para outros, não tão próximos dele, nem tão afeitos às suas idiossincrasias, destoavam como notas indesejáveis num concerto. Quem se der ao trabalho de cruzar os quatorze depoimentos que enfeixam “Saudade”, vai se surpreender não só com a diversidade de opiniões relativas aos aspectos comportamentais, atitudes, valores, atribuídos a Newton, mas também com os múltiplos talentos de que ele deu mostras, através de uma atividade frenética, sempre insatisfatória aos seus olhos, e que por isso mesmo parecia mantê-lo numa constante frenesi, alternando artes e ofícios diversos. É certo assim que, conforme o período, deparase com um Newton escritor, um Newton dramaturgo, um Newton poeta, e assim por diante. Lançado na atual temporada de reedições e de novas obras de e sobre Newton Navarro, “Saudade” é um livro extremamente sugestivo do ponto de vista da figura do poeta e contista, artista plástico e cronista, dramaturgo e boêmio, enfim um homem de mil disfarces por trás de um rosto inescrutável, se levar-se em conta os múltiplos retratos oferecidos pelos depoentes, todos, aliás, pessoas que conviveram com Navarro. Testemunhas, portanto, de primeira hora. Pautando-se por fixar-se em seu tema mais familiar – a passagem de Newton pelo grupo “Os Farsantes”, nos anos 1960, Marcelo Fernandes fala com grande empatia sobre o teatrólogo com quem trabalhou e aprendeu a admirar, haja vista que foi com Newton e outros companheiros de ribalta, como Ticiano Duarte, Moacyr de Goes, Lenine Pinto, que a companhia conquistou o aplauso e a consagração como teatro de vanguarda que arrebatou o fôlego de uma plateia pouco afeita a ousadias cênicas. À frente de “Os Farsantes” esteve sempre Newton, como salienta Marcelo, cuidando de todos os detalhes das peças, do texto à decoração, numa entrega total à arte. Pouco sabiam seus companheiros de teatro que, em outras horas, Newton se desdobrava em cronista, contista, poeta, desenhista, muralista etc. O depoimento de Tarcísio Gurgel, por sua vez, prende-se à obra literária de Newton, suas influências, seu ciclo de amigos etc., sem perder de vista seu modus vivendi: “movimentando-se com intensidade e jogando partidas decisivas com a vida”. Sobre a multiplicidade de afazeres artísticos de Newton, Tarcísio é enfático: “Sua arte nada tinha de bissexta. Produziu e produziu muito e sempre em várias vertentes, sempre revelando seu grande talento”. Sobre o artista plástico, o depoimento de Taciano Arruda, assumidamente discípulo de Newton nessa área, com quem fez parcerias em muitas obras, é dos mais instigantes. Invadindo sua biografia, Taciano deplora o curso que a vida de Newton tomou nos últimos anos. Sua fala se encerra como a de um discípulo grato pelo que aprendeu com seu mestre: “Newton era um mestre, muito humano e muito autentico. ‘Newton Navarro, em todos os lares, em todos os bares’. Disseram assim dele e é a mais pura verdade”. Os depoimentos de Dorian Gray, de Vicente Vitoriano, de Woden Madruga e dos demais consultados pelos organizadores do livro mostram que, se falta consenso em torno da personalidade e da disputa de talentos em que ele se desdobrou, reina, no entanto, pleno acordo sobre o importante legado que deixou tanto no campo das artes plásticas como no literário.


geral

Indiferença marca eleição presidencial de hoje no Chile « DEMOCRACIA » Segundo turno tem candidatas de visões opostas, que podem mudar o rumo do país a longo prazo MARC KOCH Deutsche Welle

S

antiago - Atualmente não vem faltando assunto de conversa para os chilenos – o Natal está à porta, as férias estão começando e os preparativos para o período de veraneio têm de ser feitos. E, naturalmente, a Copa de 2014, na qual o Chile vai jogar no “grupo da morte” contra Espanha e Holanda. Um tema, porém, parece pouco falado: o segundo turno da eleição presidencial. Talvez tenha havido campanha eleitoral demais, burburinho demais. Talvez seja a nova liberdade dos chilenos de não terem que votar: a obrigatoriedade foi revogada há pouco tempo. No primeiro turno da eleição presidencial, em novembro, a participação eleitoral foi de 49%. No entanto, a eleição é crucial para o futuro do país. “O que está em jogo é o tipo de sociedade que queremos”, diz o sociólogo Eugenio Tironi. Isso está representado pelas duas candidatas que chegaram ao segundo turno: a conservadora Evelyn Matthei quer algumas mudanças, mas não pretende alterar o curso fundamental de governança. Em contrapartida, sua adversária e ex-colega de escola, a socialista Michelle Bachelet, quer intervir profundamente nas estruturas do Estado. Para ela, o futuro só pode ser garantido através de reformas maciças. “Ela começará certamente com uma reforma tributária com vista ao financiamento posterior de medidas profundas e à redução do déficit. Então vem a reforma da educação, para que todos tenham as mesmas chances e possam obter uma formação de qualidade. A reforma da Constituição será a mais difícil, porque o partido de Bachelet não possui assentos suficientes no Congresso. Ou seja, ela terá de negociar com a futura oposição”, prevê o economista Cristóbal Huneeus. É quase certo que Bachelet ganhará as eleições. Ela deverá contar com os muitos votos dos apoiadores daqueles que foram eliminados no primeiro turno. Com respeitáveis 25% da preferência eleitoral, Evelyn Matthei, por outro lado, esgotou completamente o seu potencial.

Pouca chance Mesmo assim, os conservadores lutaram até o fim. No último debate televisionado das duas candidatas, na terça-feira, Matthei pôde, vez ou outra, colocar a grande favorita na berlinda, ganhando pontos com uma preparação brilhante e fatos ar-

rasadores. “Agradou-me o fato de ela ter dado respostas concretas às perguntas, sem manobras evasivas, sem resultados de estudos e comissões, mas com medidas claras e reais”, elogiou uma eleitora de Evelyn Matthei. Observadores neutros também registraram que a candidata de esquerda mal foi capaz de explicar como ela pretende financiar as reformas. Enquanto as associações comerciais estão preocupadas com o clima de investimento, temendo uma forte guinada à esquerda, os defensores de reformas ameaçam fazer pressão nas ruas, caso suas reivindicações não sejam atendidas rapidamente. O objetivo é a educação gratuita e de qualidade para todos, a redistribuição das riquezas e mais benefícios sociais do Estado. Bachelet possui claramente mais experiência em lidar com tais reivindicações, explica Hu-

A reforma da Constituição será a mais difícil, porque o partido de Bachelet não possui assentos suficientes no Congresso” CRISTÓBAL HUNEEUS Economista

neeus: “Ela já foi presidente, e na ocasião também houve protestos sociais, que ela enfrentou claramente. Não importa se saiu bem ou mal – ela aprendeu a lição. Por esse motivo, desta vez, ela será capaz de lidar melhor com isso.” Mesmo muitos dos chilenos que se beneficiaram do boom econômico dos últimos anos e alcançaram sob o atual governo conservador uma prosperidade modesta, mas considerável para a América Latina, têm grande simpatia pela carismática Michelle Bachelet. Para eles, o atual presidente Sebastián Piñera é visto como um homem de negócios frio e implacável. Mas não se sabe se isso levará a um número considerável de votos. A vitória de Bachelet parece tão certa que é difícil motivar seus apoiadores. Mas isso é o que Bachelet menos precisa para seus projetos: ganhar com uma maioria que, embora seja matematicamente correta, simbolicamente não convence ninguém. MARIO DAVILA/AG. UNO

Objetividade de Evelyn Matthei ganha votos de indecisos

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

15

ANDREW MEDICHINI

Candidata de oposição ao governo do presidente Sebastián Piñera, a socialista Michele Bachelet é favorita nas eleições que serão realizadas neste domingo


16

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

geral « SAÚDE »

Governo repassa recursos para hospitais da UFRN Dinheiro é oriundo do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários

O

s hospitais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte vão receber um reforço financeiro de R$ 10,7 milhões do Ministério da Saúde. Do total, R$ 4,9 milhões são destinados ao Onofre Lopes e R$ 3,2 milhões à Maternidade Escola Januário Cicco. O reforço faz parte de um total de R$ 560 milhões aprovado em 2013 para a reestruturação dos hospitais em todo o Brasil. Ao todo, 47 unidades de saúde ligadas ao Rehuf serão beneficiadas. O dinheiro poderá ser investido em obras, modernização e custeio de procedimentos hospitalares. No período de 2010 a 2013, o Ministério da Saúde investiu o valor de R$ 1,9 bilhão em todos os hospitais universitários do Brasil, por meio do Rehuf. Este ano, o custeio das unidades recebeu a maior parte dos recursos (65%). O restante do repasse deve ser aplicado no financiamento de compra de novos equipamentos, reforma ou ampliação. Somente em 2012, o programa recebeu R$ 541 milhões do Ministério da Saúde. O Rehuf foi instituído em parceria com o Ministério da Educação para melhorar a gestão administrativa, financeira e

DISTRIBUIÇÃO Recursos para o RN Onofre Lopes 4.974.489,71 Januário Cicco 3.285.395,04 Hospital Ana Bezerra 1.872.405,85 Hospital Heriberto Bezerra (Pediatria) 614.097,25

hospitalar no campo da assistência e do ensino. O programa beneficia diretamente a 45 hospitais e a outras duas unidades de saúde ligadas às universidades. Essas instituições estão localizadas em 32 cidades do país, sendo 22 capitais. Os benefícios abrangem tanto o acesso e a qualidade dos serviços prestados à população, quanto às condições de trabalho e de ensino para os alunos de graduação e pós-graduação na área da saúde. Os hospitais universitários são vinculados às instituições de ensino superior do Ministério da Educação, responsável pelo pagamento dos profissionais concursados. Já o Ministério da Saúde repassa, além do financiamento do REHUF, recursos referentes aos serviços prestados à população nas unidades, entre outros incentivos.


TELEFONES ÚTEIS

DÓLAR COMERCIAL

EURO TURISMO

Receita: 3220-2200 Procon Estadual: 3232-6869 Procon Municipal: 3232-9050 DRT RN: 3220-2000

Compra: R$ 2,3340 Venda: R$ 2,3350

Compra: R$ 3,1270 Venda: R$ 3,3410

DÓLAR TURISMO

LIBRA ESTERLINA

Compra: R$ 2,2900 Venda: R$ 2,4480

Compra: R$ 3,8031 Venda: R$ 3,8053

O MINISTRO FERNANDO PIMENTEL É UM DOS PALESTRANTES DO SEMINÁRIO MOTORES DO DESENVOLVIMENTO. VEJA ENTREVISTA. Página 7

NA TN ONLINE Hotsite da Tribuna mostra a interiorização da indústria, as oportunidades de negócios e empregos. tribunadonorte.com.br/costurandoodesenvolvimento

economia Editora: Renata Moura [ renatamoura@tribunadonorte.com.br ]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo, 15 de dezembro de 2013

Imposto menor atrai call centers

ALDAIR DANTAS

« NEGÓCIOS » Prefeituras potiguares têm reduzido o ISS para atrair empresas do setor e os chamados contact centers, que geram milhares de empregos nas cidades de Mossoró e São Gonçalo do Amarante ANDRIELLE MENDES repórter

M

unicípios potiguares têm concedido incentivos para atrair empresas de telemarketing e gerar novas oportunidades de emprego e renda. Pelo menos duas Prefeituras decidiram reduzir os impostos cobrados às empresas do ramo este ano: Mossoró e São Gonçalo do Amarante. Nos dois casos, o Imposto sobre Serviços (ISS), que incide sobre a prestação de serviços nos municípios, foi reduzido de 5% para 2%, alíquota mínima. A estratégia tem surtido efeito. A mineira AeC inaugurou o primeiro contact center do RN em Mossoró em outubro deste ano e abriu de uma só vez 1,3 mil vagas para operadores de telemarketing. A companhia investiu R$ 20 milhões e pretende ampliar o número de empregos, chegando a 3 mil, até o final do primeiro semestre de 2014. Contact center é um termo criado para diferenciar as centrais de relacionamento que possuem formas de contato multimídia - isto é, através do telefone mas também por e-mail, chat, SMS e redes sociais - dos tradicionais call centers, centrais que fazem contato apenas telefônico. A chegada da empresa, observa Francisco Segundo de Paula, subsecretário do Trabalho, Turismo, Indústria e Comércio de Mossoró, ajudou a reaquecer a economia local, que havia desacelerado depois que terceirizados da Petrobras começaram a ser demitidos em função da retração da produção petrolífera. “A gente teve que buscar uma alternativa. Descobrimos que a AeC queria abrir uma filial no Nordeste e fomos até o presidente. Nos comprometemos a reduzir o ISS e a doar o terreno. Eles queriam se instalar onde houvesse aeroporto, mas nós oferecemos outros incentivos. Eles se instalaram em 60 dias. Isso foi uma revolução dentro de Mossoró, em termos de empregos”, afirma Segundo.

Lei São Gonçalo do Amarante concedeu incentivo semelhante à Teleperformance, multinacional que presta serviços de telemarketing. O Município sancionou em junho deste ano uma lei que prevê a redução da alíquota de ISS de 5% para 2%, com validade de 10 anos, para empresas do ramo de call center, telecobrança e teleatendimento. “Queremos transformar São Gonçalo num polo de call centers”, disse o prefeito, Jaime Calado. A Prefeitura planeja procurar outras empresas que atuam nesse segmento a partir do próximo ano. O Sindicato Paulista das Empresas de Telemarketing, Marketing Direto e Conexos (Sintelmark), que monitora o setor no país, atesta esse movimento de desconcentração. “Muitos contact centers estão procurando cidades, em que as condições sejam mais favoráveis para se instalar”, observa Lucas Mancini, presidente do Sintelmark.

+

PÁGINA 3 Estado receberá novos investimentos até 2015


2

economia

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Negócios &Finanças

Mandato iô-iô

LUIZ ANTÔNIO FELIPE [ laf@tribunadonorte.com.br]

LUCIANO RAMOS

Indústria em debate Amanhã, (16), o seminário Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte, como parte das comemorações dos 60 anos na Federação da Indústria do Rio Grande do Norte (Fiern), vai discutir o tema “Desafios e Oportunidades da Indústria: 60 anos da Fiern”, a partir das 8 horas, no auditório da entidade. Reunirá reunir autoridades, como o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e o presidente da CNI, Robson Braga. Em para os gargalos da infraestrutura, os incentivos e as vantagens competitivas do RN. O “Motores do Desenvolvimento” é um projeto realizado pela TRIBUNA DO NORTE em parceria com Salamanca Capital Investiments, Sistema Fiern, Sistema Fecomércio e UFRN.

DEVOLUÇÃO É tanto trabalho, acompanhando os recordes de arrecadação, as ações dos sonegadores e fraudadores que o supercomputador da Receita Federal acabou atrasando o processamento da restituição do Imposto de Renda do último lote de 2013. A consulta e o saque no banco para uma parte das pessoas estarão liberados ao mesmo tempo amanhã (16). A outra parte - mais de 1,7 milhão de pessoas - vai ter que esperar até sexta-feira (20), para receber o dinheiro. A consulta inclui também lotes residuais dos anos de 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008. A Receita deve depositar a restituição para 467.825 contribuintes, num total de R$ 500 milhões. Já na sexta-feira (20), outros 1.714.083 contribuintes devem receber um total de R$ 2.167.696.962,95.

Consumo

Recursos

A classe C e a região CentroNorte (engloba o Nordeste) elevam o consumo no Brasil. O aumento de 6% em volume de bens de consumo rápido é o maior entre as classes, mesmo com a alta da inflação nos primeiros meses do ano de 2013. O estudo é da Consumer Insights da Kantar Worldpanel, que monitora o consumo de bens não duráveis, como alimentos, bebidas, limpeza do lar e higiene pessoal.

A reunião do Conetur, amanhã à tarde no Centro de Convenções, discutirá oferta de crédito diferenciada para setor turístico. Haverá uma palestra sobre o Fundo Constitucional de Financiamento (FNE 2014), que destina R$ 108 milhões exclusivamente voltados ao turismo. O FNE é um crédito voltado à iniciativa privada com juros diferenciados e longo período de amortização.

ENERGIA A Pacific Hydro vai instalar o maior parque em potência eólica do Estado, até agora. Com apenas oito aerogeradores modelo ECO 122, a Central Eólica Paraíso III, na zona rural de Touros (área de 256,4 hectares), terá potência de 24MW ou seja, 3MW por aerogerador. O parque da Neoenergia, perto dos seus dez anos de operação em Rio do Fogo, opera com aerogeradores abaixo de 1MW.

Nordeste ainda distante O Nordeste precisa ser visto como estratégico, é o que defende o movimento Integra Brasil nos debates realizados em 2013, com foco nos “Aspectos Estratégicos do Desenvolvimento do Nordeste”. O Nordeste concentra 28% da população brasileira, mas só responde por 13,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. Cerca

de 50% do PIB nacional estão concentrados em apenas 54 dos 5.567 municípios. Para tornarse competitivo frente às outras regiões do País, o Nordeste precisaria receber cerca de R$ 75 bilhões de investimentos em infraestrutura, segundo dados do Relatório da Competitividade Global 2012-2013, apresentados durante o workshop.

FRANQUIA A Farmafórmula, representada pelo seu diretor-presidente, Júlio Maia, participa em São Paulo, de mais uma reunião com o Grupo Estratégico Magistral – GEM. Em discussão a Importação Direta de Matéria-prima e a Criação de uma Central de Compras. O GEM é formado por seis empresas que juntas representam 223 lojas espalhadas no Brasil. Os recursos liberados para financiamento de veículos em outubro totalizaram R$ 10,03 bilhões, resultado 11,4% superior a setembro. Segundo dados do boletim da ANEF (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), apesar da elevação, o acumulado dos últimos 12 meses somou R$ 91,1 bi, 3,5% abaixo do registrado em igual período de 2012. Os valores liberados para Leasing no mês somaram R$ 321 milhões e, no acumulado (outout), totalizaram R$ 2,9 bilhões.

1

Para comemorar o Dia do Arquiteto e Urbanista (15/12), o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RN (CAU/RN), promove o I Arquitetando, data de aniversário do maior de todos, Oscar Niemeyer. O encontro, para debater a arquitetura, acontecerá terça-feira, 17, às 18h, no Versailles Cidade Jardim, e que além de ser um momento de confraternização entre os profissionais e estudantes, reunirá representantes de instituições ligadas a arquitetura e urbanismo no estado e no Brasil para debater assuntos da área.

2

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) lançou uma consulta pública eletrônica para que qualquer cidadão possa sugerir melhorias na atuação da instituição. O formulário da consulta está disponível através do link http://www.prrn.mpf. mp.br/transparencia/co nsulta-publica e permanecerá acessível até o dia 30 próximo. Em fevereiro, o MPF divulgará quais os encaminhamentos irá adotar em decorrência das iniciativas sugeridas pelos participantes.

3

LANÇAMENTO Priorizando o item segurança, a construtora Coengen lançará, terça-feira próxima, no Iate Clube, o “Summer Breeze”. O empreendimento de alto padrão, fica na Praia de Muriú, uma das áreas mais valorizadas do litoral, com 123 lotes, a partir de 300 metros quadrados e com acesso exclusivo à praia. O imóvel pode ser financiado pela própria Coengen em até 120 meses. ENTREGA O empreendimento Casagrande Sweet Homes, na Avenida Olavo Montenegro, em nova Parnamirim, realizará a assembleia de instalação de condomínio, amanhã às 19h, reunindo seus futuros moradores. O Casagrande valorizou a região nas proximidades da Avenida Maria Lacerda, com sua vista do rio Pium. É inspirado nas grandes mansões americanas com prédios em forma de casarões e apartamentos entre 56 e 69 metros quadrados.

procurador-geral do Ministério Público de Contas do RN; presidente do Conselho Nacional de ProcuradoresGerais de Contas (CNPGC).

“Estou cansado desta agonia de ficar rico, ficar pobre, ficar rico, ficar pobre...” (Auto da Compadecida, Ariano Suassuna).

C

om sua ilustrada leitura da alma humana, o grande escritor Ariano Suassuna, imortalizado em livros e filmes, registrou a angústia das alternâncias bruscas, cristalizada na célebre frase de João Grilo no Auto da Compadecida. É natural que afastemos a insegurança e tendamos à estabilidade, pois esta nos alimenta não apenas quanto à esperança no futuro, mas também na certeza de quais instrumentos teremos para enfrentar os desafios da vida. E assim o é no plano individual, bem como no âmbito das Instituições, sobretudo se voltarmos os olhos para a Chefia do Poder Executivo, a quem são imputadas decisões políticas e administrativas cruciais para toda a coletividade. Inclusive no campo econômico, em face de o seu

desenvolvimento ser adubado pela segurança institucional. Infelizmente, nestes dois últimos anos, a instabilidade política tem ocorrido frequentemente no nosso estado, com alternâncias de prefeitos decorrentes de ordens judiciais, em detrimento do ciclo natural democrático, destacadamente nas duas maiores cidades do Rio Grande do Norte, Natal (2012) e Mossoró (2013), em ambas chegando até o ponto de não se ter certeza de quem seria o gestor de plantão. Em tempo, ressalte-se ser imprescindível o ordenamento jurídico ter mecanismos para afastar os gestores ímprobos. Igualmente, não se está a questionar o acerto jurídico destas medidas concretas; no entanto, não se pode esquecer os efeitos negativos destas constantes mudanças de rumo. E eis que, em dezembro de 2013, a fragilidade do terreno em que se assenta chegou ao governo do Estado, cuja atual titular é acusada de abuso de poder político nas eleições de 2012 – em face do apoio a uma das pleiteantes -, culminando com a declaração de inelegibilidade da Governadora, julgada pelo TRE/RN.

Mas a digna Corte Eleitoral não se restringiu ao reconhecimento da inelegibilidade, em face das graves acusações de utilização de recursos públicos para manipular as eleições em prol de uma das candidatas, e estendeu a sanção para cassar o mandato ora ocupado pela Governadora, enquadrando-a na Lei da Ficha Limpa – vencido o relator, Juiz Federal Marco Bruno, que considerou a justiça eleitoral incompetente para cassar mandato de quem não foi candidato no pleito ensejador do julgamento específico, fundamentos jurídicos com os quais concordo. Sem que houvesse tempo sequer para o cumprimento desta decisão, outra a ela se sobrepôs, desta feita oriunda do TSE, cuja liminar concedida pela Ministra Laurita Vaz suspendeu os efeitos da cassação anteriormente deferida. Novamente, corremos o risco de ver um jogo de senta e levanta no Executivo, agora na cadeira de Governador, com as piruetas que sempre acompanham estes mandatos iô-iô. Com um agravante, este cenário se pinta justamente no momento em que importantes medidas

econômicas hão de ser tomadas para superar a crise vivida por nosso estado, conquanto o atual governo – ao menos enquanto durar a liminar do TSE – seja responsável direto por sua ocorrência. Com estas incertezas, o instinto natural dos empresários é retrair-se, tal qual o coiote observando da colina, até que as coisas se definam com mais clareza na planície esquadrinhada pelo seu olhar atento. Eólicas, companhias aéreas e outras empresas não costumam ver poder atrativo em governos fragilizados por cassações e equilibrados na corda bamba de liminares judiciais. Portanto, ainda que as cassações sejam excelente detergente para limpar os ímprobos do sistema, elas hão de ser apreciadas com moderação – “entre o remédio e o veneno, a diferença é a dose” -, notadamente evitando discussões sobre se a sua determinação partiu de autoridade competente. Oxalá, o Ministério Público Estadual possa contornar estas barreiras, superar esta discussão e manejar a pertinente ação de improbidade administrativa. Assim, saberemos, enfim, se estamos ricos ou pobres.

Novo aeroporto, roda de bicicleta e forro TOMISLAV R. FEMENICK mestre em Economia e contador

P

or entender que o Rio Grande do Norte deve aproveitar ao máximo todas as ocasiões que aparecem para o seu crescimento econômico, desde 2007 venho escrevendo sobre o aeroporto de São Gonçalo do Amarante, principalmente quando vejo algumas dessas oportunidades escoarem pelo ralo. Já vivenciamos muitas ocasiões parecidas: a refinaria da Petrobras “já era”; o ramal potiguar da Ferrovia Transnordestina nem chegou a ser considerado no projeto; a nossa siderúrgica escafedeu-se; as águas do Rio São Francisco talvez um dia molharão o chão potiguar. Até quando ganhamos saímos perdedores; que o digam nossos parques eólicos, que produzem energia e não têm como escoa-la. A história esta se repetindo com o Aeroporto de São Gonçalo. Não vamos tirar a sua importância, mais há que se dizer que o projeto de um elefante está parindo uma formiga. Isso tudo por falta de visão, de empenho e de luta de nossas autoridades competente – incluídos ai os po-

líticos, os técnicos e (por que não?) uma parcela considerável do empresariado. Todo indicava que o Aeroporto de São Gonçalo fosse mais do que uma superfície terrestre dotada de pista, prédios e equipamentos necessários ao embarque e desembarque de passageiros e cargas; fosse mais que um simples aeródromo. Uma série de fatores apontava esse “algo mais”. Primeiro temos uma localização privilegiada. – basta lembrar a Segunda Guerra. Somos o ponto mais perto das rotas que ligam a America do Sul à Europa e aos Estados Unidos, importantes mercados para nossas exportações (inclusive das frutas da região Oeste do Estado) e importações, bem como das rotas do maior fluxo de passageiros internacionais. Em segundo lugar há a tendência mundial das empresas aérea de adotarem para suas rotas a logística conhecida como “hub-and-spoke”, usando um aeroporto como ponto de conexões de suas rotas. Podemos visualizar esse sistema como uma roda de bicicleta, cujos raios convergem para um ponto central. Se considerarmos uma empresa aérea que

Há alguns gargalos difíceis de serem vencidos. Não temos ferrovia e porto que liguem o novo aeroposto ao resto do Nordeste e do Brasil, e isso é uma baita de uma limitação”. possua dez locais de destinos, o logística comum de interligação desses pontos exigiria cerca de 45 alternativas. Usando a logística “hub-and-spoke” com um ponto central e nove pontos convergentes, a interseção exigiria apenas nove rotas. Isso resulta em menos transtornos para os passageiros, menos quilometragem de viagem para as cargas e menos custos. Entretanto os aeropostos desse tipo exigem uma concepção multimodal. O projeto deve incluir oficinas de reparos de ae-

ronaves, ampla aérea de estacionamento para os aviões, aéreas de lazer e hotel para os passageiros em transito, um complexo de alimentação (inclusive empresas de catering) e muito mais. Nada disse é impossível de se conseguir para o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. No entanto há alguns gargalos difíceis de serem vencidos. Não temos ferrovia e porto que liguem o novo aeroposto ao resto do nordeste e do Brasil, e isso é uma baita de uma limitação. Por outro lado, até quando se sabe do projeto atual, teremos um aeroporto de pista única, quando para um “hub-and-spoke” seriam necessárias pelo menos três. Se era apenas para receber os turistas que virão assistir os jogos da Copa, não precisava que se construísse um aeroporto novo. Se era apenas para melhorar o atendimento aos passageiros habituais, bastava ampliar e reformar o Augusto Severo. Nosso problema é que nos contentamos com pouco. Bastam algumas migalhas e pronto, estamos alegres. Melhorar a infraestrutura do Estado? Ora vamos dançar um tango, ou melhor dizendo, um forro.

Confirmado o FPM de 2014 ALCIMAR DE ALMEIDA SILVA consultor fiscal e tributário

C

ompletando o ciclo de fixação dos coeficientes do FPM – Fundo de Participação dos Municípios para o próximo ano, iniciado com a apuração pelo IBGE das estimativas populacionais com data-base em 1º de julho último e analisadas as reclamações dos interessados, o Tribunal de Contas da União vem de confirmar o que já vislumbrava aquelas estimativas. Assim é que através da Decisão Normativa-TCU nº 133, de 27 último, foram aprovados os coeficientes para o exercício de 2014, com elevação para os 14 seguintes, em ordem alfabética: Alexandria, Arês, Carnaubais, Ceará-Mirim, Currais Novos, Goianinha, Guamaré, Macau, Rio do Fogo, Santa Cruz, Santana do Matos, São Gonçalo do Amarante, Tenente Ananias e Upanema. Pela ordem crescente, os Municípios de Carnaubais, Rio do Fogo e Tenente Ananias, passaram do coeficiente 0,6 para 0,8; os de Alexandria, Arês, Guamaré, Santana do Matos e Upanema, do coeficiente 0,8 para o

1,0; o de Goianinha, de 1,2 para 1,4; o de Macau, de 1,4 para 1,6; o de Santa Cruz, de 1,6 para 1,8; o de Currais Novos, de 1,8 para 2,0; o de Ceará-Mirim, de 2,4 para 2,6; e, finalmente, o de São Gonçalo do Amarante, de 2,8 para 3,0. Em termos percentuais em relação aos valores a serem transferidos pela União, o grupo que evoluiu do coeficiente 0,6 para o 0,8 terá acréscimo de 33,33 por cento; e o que evoluiu do coeficiente 0,8 para o 1,0 terá acréscimo de 25 por cento. O Município de Goianinha, que evoluiu do coeficiente 1,2 para 1,4 terá acréscimo de 16,66 por cento; o de Macau, que evoluiu de 1,4 para 1,6 terá acréscimo de 14,28 por cento; o de Santa Cruz, que evoluiu de 1,6 para 1,8 terá acréscimo de 12,5 por cento; o de Ceará-Mirim, que evoluiu de 2,4 para 2,6 terá acréscimo de 8,33 por cento, enquanto o de São Gonçalo do Amarante, que evoluiu do coeficiente 2,8 para 3,0 terá um acréscimo de 7,14 por cento. Em sendo assim, nas estimativas de receita para a proposta orçamentária do exercício de 2014 e tomando como base os últimos exercícios, devem ser con-

O planejamento e controle da ocupação do solo devem ocupar a agenda de prioridades, da mesma forma que a prestação de serviços públicos de competência municipal”. siderados estes acréscimos de transferências via FPM – Fundo de Participação dos Municípios. Comparando-se com os coeficientes fixados para o atual exercício de 2013, observa-se uma acentuada melhoria para o próximo exercício de 2014, haja vista que neste houve elevação de coeficiente apenas no Município de Macaíba, de 2,4 para 2,6. Enquanto isso ocorreu diminuição de coeficiente apenas em relação ao Município de San-

tana do Matos, de 1,0 para 0,8, havendo ainda caso de Municípios cujos números populacionais se aproximaram na fronteira de elevação em relação ao exercício atual e que o superaram em relação ao exercício de 2014, dentre eles Alexandria, Carnaubais, Rio do Fogo, Tenente Ananias e Upanema, que agora conseguiram evoluir. Como a fixação dos coeficientes do FPM para os Municípios do interior considera apenas o número de habitantes, no que está sendo acompanhado por outras transferências, é importante o acompanhamento das estatísticas de nascimentos e óbitos, bem como de imigrações e emigrações, assim como das estruturas territoriais, lamentavelmente pouco cuidadas pelas administrações municipais. Por isso o planejamento e controle da ocupação do solo devem ocupar a agenda de prioridades, da mesma forma que a prestação de serviços públicos de competência municipal, pois não são poucos os núcleos de populações rurais que se servem de Municípios vizinhos a cujas estatísticas tendem a integrar.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

economia

3

Setor tem planos de crescer no RN « TELEMARKETING » Estado receberá um novo contact center até 2015. Outras empresas pretendem ampliar o quadro de funcionários no Estado. Há também quem afirme que vai crescer, mas não revele os planos Rio Grande do Norte deve ganhar um novo contact center em 2015. A cearense Vector, que tem entre os principais clientes instituições como a Assembleia Legislativa do Ceará, a Federação das Indústrias do Ceará e o Banco do Nordeste, planejava estrear no estado no ano passado, mas adiou a estreia para 2015, segundo um dos sócios, o empresário Sílvio Torquato. O valor a ser investido no RN não foi divulgado. Além disso, a AeC e a Teleperformance planejam abrir mais 3.450 vagas em 2014. Oportunidade para estudantes como Yrlan Bernardo de Oliveira Miranda, 16 anos, entrarem no segmento. O estudante, que se matriculou num curso de Aprendizagem em Ven-

O

das e Telemarketing este ano, espera trabalhar como operador de telemarketing um dia. Hoje, ele divide o tempo entre o trabalho, como aprendiz, a escola, o curso de vendas e telemarketing e os cursos de Administração, Recursos Humanos e Informática Básica. “Senti um frio na barriga, quando comecei as aulas práticas e simulações como operador de telemarketing, mas aprendi rápido e agora já tiro de letra”. Só a AeC, instalada em Mossoró, planeja abrir mais 1,7 mil vagas até o final do próximo semestre, passando de 1,3 mil para 3 mil. Já a Teleperformance prometeu, durante visita do prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado, à unidade, mul-

tiplicar por oito o número de postos de trabalho até fevereiro de 2014, chegando a 2 mil. As informações da Teleperformance foram repassadas pela Prefeitura de São Gonçalo. A empresa não disponibilizou porta voz. O prédio onde o contact center da empresa foi instalado já está sendo preparado para receber os novos funcionários. Para abocanhar uma das vagas, basta ter 18 anos, ensino médio completo e boa comunicação, dizem as empresas.

Riachuelo A Riachuelo, que inaugurou seu novo contact center em setembro de 2012, quando desativou o antigo que funcionava dentro do Midway Mall, também traz

um novo plano de expansão na manga. Os planos, explica a gerente de Contact Center da Riachuelo, Katia Rezende, estão diretamente relacionados à quantidade de lojas que serão inauguradas em 2014, e por isso ainda não podem ser divulgados. Diferente da AeC, que deseja abrir mais três filiais no Brasil em 2014, a Riachuelo, não tem planos de abrir outros contact centers no país. A rede, que contabiliza mais de 200 lojas por todo o Brasil, conta com apenas uma central, a de Natal, de onde os operadores de telemarketing entram em contato com clientes de todo o Brasil. Kátia ressalta que a Riachuelo optou, a princípio, por fazer apenas o atendimento de seus clien-

tes e ainda não avalia a possibilidade de prestar serviços terceirizados para outras empresas, como fazem a AeC e a Teleperformance, em Mossoró e em São Gonçalo do Amarante.Nenhuma das Prefeituras que concederam incentivos às empresas do ramo revelou o impacto da renúncia fiscal nos cofres públicos. O prefeito de São Gonçalo, Jaime Calado, afirmou, no entanto, que a geração de empregos compensa qualquer renúncia nesse ramo. Segundo Lucas Mancini, do Sintelmark, “muitas cidades perceberam as vantagens de receber um contact center”, símbolo de um setor que emprega 1,3 milhão de pessoas no país e que movimentou só no ano passado R$ 12,6 bilhões. JB SANTOS

BATE-PAPO Alexandre Moreira CEO da AeC Contact Center

A AeC inaugurou um contact center recentemente no Estado. Por que a empresa escolheu Mossoró para abrir uma filial?

A AeC escolheu a cidade de Mossoró por entender que o local oferece condições ideais para instalação: cidade de médio porte com muitos jovens com um bom nível educacional em busca de oportunidade de emprego e de crescimento profissional. Além disso, a cidade conta com boa localização, aeroporto e boas rodovias no entorno, várias empresas atuando na região e um comércio representativo. É a primeira unidade no Rio Grande do Norte, mas a AeC conta, na região Nordeste, com unidades em Campina Grande (PB) e João Pessoa (PB). A unidade de Mossoró emprega quantas pessoas atualmente? Há planos de ampliar esse número?

Atualmente ela opera com 1,3 mil pessoas. Até o final do 1º semestre de 2014 chegaremos a 3 mil colaboradores. Ainda é possível candidatar-se a uma vaga? Se sim, onde e até quando entregar ou enviar o currículo?

Contact center montado pela Teleperformance em São Gonçalo do Amarante: unidade funciona na antiga Uvifrios e quer gerar 2 mil empregos no município

Qualificação profissional deve avançar em 2014

Quais as funções mais demandadas e os pré-requisitos para preencher uma das vagas?

Telemarketing no RN Setor cresce com a chegada de empresas nacionais e estrangeiras Empresas que estrearam no Rio Grande do Norte

A oferta de cursos na área também deverá aumentar no próximo ano. O município de São Gonçalo do Amarante passará a oferecer qualificação para operadores de telemarketing a partir de janeiro. Os cursos, segundo o prefeito Jaime Calado, serão oferecidos pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN na cidade. A ideia, segundo ele, é preparar o município para a instalação de novas empresas do ramo. A equipe de reportagem tentou contato com a assessoria de comunicação do Instituto para obter mais detalhes sobre o curso para operadores de telemarketing, mas o telefone só chamou. Em Natal, pelo menos 400 pessoas se formam nessa área por ano. O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial no estado (Senac/RN) já formou, sozinho, entre 2011 e 2013, 1,2 mil pessoas para atuar no segmento. O número de vagas tem se mantido, apesar do aumento da oferta de emprego. Lígia Silva, gerente de Diretrizes Educacionais do Senac no RN, avalia o impacto da chegada de novas empresas no mercado de trabalho e reforça a necessidade de qualificação. “A chegada de novas empresas acaba dinamizando o mercado e aumentando a concorrência. Nesse sentido, o profissional que possui qualificação consegue melhor se colocar no mercado de trabalho”, afirma. Segundo ela, além de conhecer as técnicas e tecnologias do trabalho do operador de telemarketing, os interessados em ‘abocanhar’ uma vaga nesse ramo precisa desenvolver competências ligadas à comunicação. “As empresas buscam pessoas que possuam

clareza da forma de se expressar, bom conhecimento gramatical, e desenvoltura para lidar com as situações de conflito”, observa. A gerente do Contact Center da Riachuelo, Katia Rezende, reforça: “as principais habilidades requeridas para a função são boa comunicação, raciocínio lógico e proatividade”. Habilidades que a estudante Andrielly de Brito Lima, 17, desenvolveu no contato com os clientes. A estudante se matriculou num dos cursos do Senac este ano e passou a trabalhar como operadora de telemarketing num contact center de Natal há três meses. Na condição de aprendiz, há um mês liga para clientes de todo o Brasil para oferecer produtos e fazer cobranças. “No começo, achei difícil. Mas agora já sei lidar com qualquer situação”, diz.

CONSUMIDORES A equipe de reportagem tentou contato com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),que reúne todos os Procons do país,para saber se o número de queixas têm aumentado com a expansão do setor de telemarketing,mas a assessoria de comunicação do Senacon afirmou que não tem dados específicos,pelo menos em amostragem relevante em âmbito do banco nacional,de consumidores que reclamam de telemarketing.“Na verdade,via de regra os consumidores reclamam de empresas,que por sua vez utilizam do serviço de telemarketing para oferecer seus produtos e serviços,e o fazem de maneira invasiva ou de algum modo compreendida como inapropriada”.

AeC CONTACT CENTER Origem: Minas Gerais Localização: Mossoró Data de inauguração: outubro de 2013 Empregos gerados: 1,3 mil, com previsão de chegar a até 3 mil em 2014 Investimento: R$ 20 milhões Clientes da unidade do RN: empresa de TV por assinatura (nome não pode ser divulgado, por uma questão contratual)

Empresas que já operavam no Rio Grande do Norte RIACHUELO Origem: Rio Grande do Norte Localização: Natal (zona Sul) Investimento: R$ 40 milhões Previsão de inauguração: setembro de 2012 Empregos gerados: 1,5 mil Clientes da unidade do RN: Riachuelo

Sim, a AeC sempre abre oportunidades de trabalho. Basta o candidato entregar o currículo no Sine Estadual de Mossoró. Pela Internet é possível enviar o currículo no portal oficial da empresa (aec.com.br) e também através de um aplicativo desenvolvido especialmente para cadastros no perfil oficial AeC no Facebook (www.facebook.com/aecbpo).

O setor no país

TELEPERFORMANCE Origem: França Localização: Natal (zona Norte) Investimento: não divulgado Data de inauguração: não divulgada Empregos gerados: 250, com previsão de chegar a 2 mil. Clientes da unidade do RN: Sky

Empresas que vão estrear VECTOR Origem: Ceará Localização: não divulgada Investimento: não divulgado Previsão de inauguração: 2015 Empregos gerados: 100, com previsão de chegar a 800. Clientes da unidade do RN: não divulgado

R$ 12,6 bilhões

é quanto o setor movimentou em 2012;

11%

é em quanto o valor movimentado pelo setor tem subido por ano;

1,3 milhão

é o número de pessoas contratadas;

1,5 bilhão

foi o número de chamadas realizadas por mês pelos contact centers do Brasil (uma média de sete ligações para cada brasileiro no ano).

A função mais demandada é a de atendente, pelo fato do maior número de vagas disponível. Para esse cargo, a proatividade, conhecimentos básicos de informática e boa fluência verbal são diferenciais. Que tipo de habilidades a empresa busca nos candidatos? O sotaque potiguar é uma barreira na hora de contatar os clientes?

A AeC busca pessoas que querem prestar um bom atendimento e enxergam a área de contact center como uma boa oportunidade no mercado de trabalho, com chances de crescimento. O sotaque potiguar não é, de nenhuma maneira, uma barreira na hora de fechar contratos com clientes. Temos exemplo, inclusive, de clientes que transferiram todo o atendimento para o interior do país, por acreditar que o serviço prestado por pessoas fora dos grandes centros possui maior qualidade. A AeC, pelo que li, é uma empresa especializada em terceirização. A unidade de Mossoró já conta com quantos clientes?

Em Mossoró, a equipe da AeC faz atendimento a uma empresa nacional, de TV por assinatura, mas não podemos divulgar o nome, por questão contratual. Perfil do operador de telemarketing no país

73,4% são mulheres

46,7% têm mais de 25 anos

*Parte dos funcionários da Teleperformance já está trabalhando. Fontes: Empresas / Sintelmark

6,9% têm ensino superior

Setores que mais contratam serviços de telemarketing no Brasil

Habilidades exigidas pelas empresas contratantes

à

Finanças

à

Boa comunicação

à

Serviços

à

Raciocínio lógico

à

Comércio

à

Proatividade

**Data de inauguração da nova unidade do contact center da Riachuelo. A unidade antiga foi desativada e os funcionários transferidos.

A empresa está presente em quantos Estados no país e no Nordeste?

A empresa está presente em Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP). No interior da região sudeste, conta com unidades em Montes Claros (MG) e Governador Valadares (MG). No nordeste a AeC está em Mossoró (RN), Campina Grande (PB) e João Pessoa (PB). Em todo país a empresa gera 25 mil empregos.


4

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

economia

Receita paga restituições amanhã « IMPOSTO DE RENDA » Lote de restituições é o último liberado este ano e será pago a apenas parte dos contribuintes amanhã. Outro grupo só deverá receber no dia 20 de dezembro, de acordo com a Receita ANA SILVA

O contribuinte pode consultar no site, amanhã, se vai receber

B

rasília (ABr) – A Receita Federal abre amanhã a consulta ao sétimo e último lote regular de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física do exercício de 2013. O contribuinte que ainda não recebeu a restituição e não está neste lote caiu na malha fina. Segundo o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, pela primeira vez, a consulta e o parte do pagamento ocorrerão no mesmo dia. As demais restituições serão depositadas no dia 20 deste mês. Para fazer a consulta, o contribuinte pode acessar o endereço www.receita.fazenda.gov.br, ligar para o Receitafone, no número 146, ou verificar se o dinheiro entrou na sua conta. Barreto atribuiu o atraso na liberação deste lote ao fato de a Receita ter procurado consolidar o maior número possível de restituições na última relação de contribuintes. Amanhã, serão também libe-

rados da malha fina lotes residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2012. De acordo com a Receita, 711.309 declarações com expectativa de imposto a restituir ficaram na malha fina deste ano. O último lote do ano beneficiará 2.181.908 contribuintes, que receberão R$ 2,668 bilhões. Desse total, R$ 2,457 bilhões referem-se às declarações de 2013 (ano-base 2012); e os R$ 210,6 milhões restantes, aos lotes da malha fina de 2012 a 2008. Em valores, o lote de restituições será o segundo maior da história, perdendo somente para o primeiro lote de 2013, que pagou R$ 2,8 bilhões em junho. Em número de beneficiários, o lote a ser liberado na próxima semana também está em segundo lugar, menor apenas que o de julho de 2012, quando o Fisco ressarciu 2,46 milhões de contribuintes. As restituições das declarações deste ano terão correção de 5,88%, equivalentes à variação da taxa Selic.


economia

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

5


6

economia

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Abrindo a porteira LUIZ ANTÔNIO FELIPE [ laf@tribunadonorte.com.br]

Valorização no campo O Valor da Produção Agropecuária do país deve somar R$ 449,9 bilhões em 2014, de acordo com levantamento do Ministério da Agricultura e Pecuária, ao mostrar as estimativas para o Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária brasileira em 2013 e 2014. Conforme levantamento recém-concluído, o montante alcançará o recorde de R$ 421,504 bilhões neste ano, 9,8% mais que em 2012, e subirá para R$ 449,875 bilhões no ano que vem. A maior parte dos produtos analisados neste ano apresenta valor da produção superior ao do ano passado. Por outro lado, após recuar 1,57% em 2012, para R$ 988 bilhões, o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro voltará a crescer em 2013 - 3,56% - e alcançará R$ 1,02 trilhão, segundo projeções divulgadas pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). O PIB do agronegócio recuou no terceiro trimestre por conta do fim da colheita de grãos e da queda dos preços.

ATIVIDADE A pujança do agronegócio vai fazer o setor primário responder por um terço do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2013. O campo tem tudo para se firmar, em ano de supersafra, como o principal responsável pelo avanço da economia em meio a inflação e juros altos. A atividade do país deve avançar 2,3%, sendo que 0,7 ponto percentual será creditado na conta das colheitas recordes.

Exportações

Pilar

Registrada uma queda na média diária de milho exportado pelo Brasil em dezembro. Na primeira semana do mês, o Brasil exportou 785,6 mil toneladas de milho grão, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A média diária foi de 157,1 mil toneladas, 19,7% menos em relação ao embarcado diariamente em novembro. De qualquer maneira, o volume embarcado diariamente foi 12,5% maior em relação a dezembro do ano passado.

Para os Estados Unidos, o agronegócios tem uma importância fundamental na economia. Garante os alimentos e gera emprego, renda e tributos. Depois da grande seca de 2012 e início de 2013, a renda da produção rural subiu 15% nos EUA, devido a safras recordes. De acordo com informações da Bloomberg, a receita líquida do setor irá alcançar US$ 131 bilhões, o que representa em aumento de 8,6% em relação a agosto, que registrou US$ 120,6.

DECLARAÇÃO O prazo para declarar a vacinação contra a febre aftosa do rebanho termina neste domingo (15). Quem não declarar poderá ser advertido ou multado em até R$ 300,00. Segundo o Idiarn, 430 mil doses de vacinas contra aftosa foram vendidas no Estado. Segundo o último levantamento do IBGE, realizado depois da seca de 2012, o rebanho potiguar é hoje de 800 mil cabeças.

Expozebu dinâmica A ABCZ lançou oficialmente, na última segunda-feira, a Expozebu Dinâmica 2014, a ser realizada pela primeira vez na Estância Orestes Prata Tibery Júnior, a 80 quilômetros de Uberaba (MG). A ABCZ e a Caixa assinaram um termo de coo-

Porto de Santos vai exigir agendamentos em 2014 « INFRAESTRUTURA » Apenas caminhões com agendamento poderão ter acesso ao porto. Medida vale a partir de janeiro para evitar filas ROBSON FERNANDES

B

rasília (ABr) - A partir do ano que vem, os caminhões com cargas para o Porto de Santos terão que fazer o agendamento prévio a fim de sincronizar a chegada ao porto com a atracação da embarcação no terminal. O objetivo é evitar a formação de grandes filas, como ocorreu em março deste ano, por causa da supersafra de grãos. Além disso, serão disponibilizados pátios para que os caminhões fiquem estacionados aguardando a vez de entrar no porto. As medidas foram anunciadas na semana passada pelos ministros dos Transportes, César Borges; da Agricultura, Antônio Andrade; e da Secretaria Especial de Portos, Antônio Henrique da Silveira. Os veículos que não estiverem agendados não terão acesso ao porto, ficarão aguardando em um pátio de triagem próximo à região metropolitana de São Paulo. Ele só poderá ir para a Baixada Santista quando comprovar o agendamento. No caso de contêineres e de alguns terminais de tradings já existe o agendamento, mas agora será adotado de forma generalizada. Segundo o ministro dos Portos, o objetivo do agendamento é fazer uma sincronização entre a chegada dos navios e das cargas. “Para ter acesso à área portuária urbana de Santos, os embarcadores terão que, em contato com os terminais, estabelecer as datas de embarque e procurar sincronizar essa chegada para evitar que as filas se formem dentro da cidade e nas estradas e que a retenção seja feita em pátios de triagem, onde terá infraestrutura com facilidades para os motoristas de caminhão”, explicou.

Fila de caminhões para o Porto: agendamento deve sincronizar a chegada de navios e das cargas

As novas regras de agendamento começam a valer em janeiro, para que, quando começar o período de maior movimentação de cargas, a partir de março, o sistema esteja operando plenamente. O governo está estudando a utilização de duas áreas públicas para fazer os pátios de triagem, e já fez uma chamada para proprietários de áreas privadas que quiserem disponibilizar terrenos para esse fim. Nesses casos, os caminhoneiros terão que pagar para ter acesso aos pátios. Para Antônio Henrique da Silveira, o agendamento e a adoção dos pátios solucionará os gargalos no Porto de Santos. “O que houve de gargalo foi uma atuação não planejada na chegada da carga. Estamos entrando com uma ação agendada para mitigar qualquer confusão na entrada da cidade e nas estradas

que dão acessos”, disse.

Problemas Em março deste ano, o escoamento da supersafra de grãos do país causou problemas de congestionamento no Porto de Santos, onde filas de caminhões ocuparam grande parte das vias no entorno do terminal e nas rodovias que levam ao porto por vários dias. Para o ministro da Agricultura, Antonio Andrade, o congestionamento no porto é um “bom problema” que o Brasil tem que enfrentar. “Espero poder assistir o Brasil enfrentando esse problema ao longo dos próximos dez anos”, disse. A produção agrícola na safra 2013/2014 deve alcançar 195,91 milhões de toneladas, de acordo com a Conab. A estimativa do governo, segundo o ministro, é ultrapassar 200 milhões de toneladas.

peração técnica para disponibilização de crédito rural aos pecuaristas. As linhas de crédito oferecidas são destinadas às operações de custeio, comercialização e investimento agropecuário disponíveis nas agências da CEF.

ADRIANO ABREU

1

O presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX), Luís Roberto Barcellos, confirma para o período de 24 a 26 de setembro de 2014, em Mossoró, a realização da maior feira de frutas irrigadas do Brasil, a Expofruit. A feira não aconteceu neste ano por conta de desentendimentos entre os organizadores. Terá o apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de Mossoró.

2

A Codern prevê que a movimentação de contêineres contendo frutas poderá crescer cerca de 30% em comparação ao período da safra do ano passado movimentada pelo Porto de Natal. Semanalmente está saindo pelo Porto de Natal aproximadamente 300 contêineres de frutas para a Europa. O aumento das exportações mostra que o RN pode aumentar muito a sua área plantada de frutas.

vai realizar amanhã (16), o seminário “Senar 20 Anos – Plantando Conhecimento e Colhendo Futuro para o Campo”. O ex-ministro da Previdência, Roberto Brant, fará uma exposição sobre o tema “Conjuntura Econômica e Política – Análise dos Cenários Prováveis para o Futuro Próximo”. O seminário acontecerá no Espaço Guinza, a partir das 19h30, seguido da entrega de medalhas do “Mérito Rural Senador Moacyr Duarte” a personalidades que têm prestado serviços à agricultura e à pecuária potiguar.

EXPORTAÇÕES O agronegócio brasileiro exportou US$ 93,58 bilhões de janeiro a novembro, incremento de 5,6% em relação ao mesmo período de 2012. As importações somaram US$ 15,7 bilhões, com o superávit da balança comercial do setor atingindo US$ 77,88 bi. No período, os setores que mais contribuíram para o crescimento das vendas externas do agronegócio foram o complexo soja (+US$ 4,85 bilhões), carnes (+1,05 bilhão), cereais, farinhas e preparações (+790,54 milhões).

« AGROTÓXICOS »

F

3

SEMINÁRIO A Federação da Agricultura e Pecuária do RN (Faern)

O ministro dos Transportes, Cesar Borges, também anunciou melhorias em rodovias e ferrovias, para descentralizar a exportação de grãos no país, que hoje ocorre prioritariamente nos portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR). Entre as medidas está a duplicação da BR-163, em Mato Grosso, que já foi licitada e deve estar duplicada em cinco anos. Em relação às ferrovias, ele citou o trecho de 901 quilômetros entre Lucas do Rio Verde (MT) até Campinorte (GO), que deverá ser o primeiro a ser licitado pelo governo. “Queremos fazer a licitação no início do ano”, disse Borges. Os estudos devem ser analisados pelo Tribunal de Contas da União em sessão extraordinária amanhã.

Produtores denunciam morte de abelhas em SP

EXPOZEBU A exposição acontecerá de 7 a 9 de maio próximo, dentro da programação da Expozebu 80 Anos, com demonstração de diversas tecnologias voltadas para o setor pecuário, além da apresentação das mais modernas máquinas e implementos agrícolas disponíveis no mercado. A proposta que cria o Plano Nacional de Abastecimento de Hortifrutiflorigranjeiros (Planhort), vai modernizar as ceasas de todo o País. A ideia é buscar promover o desenvolvimento integrado da produção e da comercialização de hortaliças, frutas, flores, plantas ornamentais e medicinais, produtos alimentícios, pescados e animais de pequeno porte, vivos, abatidos ou processados.

DESCENTRALIZAÇÃO

O abate de bovinos subiu 4,4% sobre os três meses anteriores e 10,7% ante igual período de 2012

Abate de animais no país bate recorde, diz pesquisa do IBGE « AGRONEGÓCIO » Em todo o país, o abate de bovinos chegou a 8,91 milhões de cabeças, o segundo maior na comparação trimestral

R

io de Janeiro (ABr) – O abate de bovinos, frangos e suínos bateu recorde no terceiro trimestre de 2013. A informação consta da Pesquisa Trimestral de Abate de Animais e Aquisição de Leite, Couro e Produção de Ovos e foi divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mato Grosso é a região que lidera o ranking. Em todo o país, o abate de bovinos chegou a 8,91 milhões de cabeças, o segundo maior na comparação trimestral. O aumento é 4,4% em relação aos três meses anteriores e 10,7% em relação ao mesmo período de 2012.

A produção de carcaças também bateu recorde e chegou a 2,137 milhões de toneladas, aumento de 6,4% em relação ao três meses anteriores e 11,4% em relação ao mesmo período 2012. Entre os estados, Mato Grosso liderou o abate de bovinos, segundo o ranking calculado pelo IBGE, com aumento de 21,9%, em relação ao mesmo trimestre em 2012. Dentre as regiões do país, o número de cabeças abatidas subiu 14,4% no Norte, 13,3% no Centro-Oeste, 11,1% no Sudeste e 9,9% no Nordeste. Na Região Sul, o IBGE registrou redução de 3,8% na atividade. A pesquisa de abate de ani-

mais mostra também aumento de 5,3% de suínos abatidos, que chegou a 9,35 milhões e representa aumento de 0,6% na comparação com o terceiro trimestre de 2012. Já o abate de frangos chegou a 1,44 bilhão de aves, representando aumento de 1,1% na comparação com os três meses anteriores ao levantamento e 8,4% em relação ao mesmo período do ano passado. A aquisição de leite cru chegou a 5,9 bilhões de litros e a de peças de couro chegou a 10,01 milhões. Já a produção de ovos de galinha foi 692,01 milhões de dúzias.

ranca (AE) - Em Gavião Peixoto, no interior paulista, produtores de mel calculam que pelo menos 2 milhões de abelhas morreram nos últimos meses. Com um prejuízo enorme com a queda na produção, em alguns casos de 100%, eles já denunciaram o caso na Polícia Civil e no Ministério da Agricultura e Meio Ambiente Os apicultores suspeitam que os insetos tenham morrido em razão do uso indiscriminado de agrotóxicos nas lavouras de laranja e cana-de-açúcar. São muitas as propriedades com essas culturas e o maior perigo é a pulverização aérea. Mesmo havendo regras que estipulam as substâncias que podem ser usadas, a reclamação é que nem todos os agricultores cumprem a lei. Na polícia são muitas as ocorrências registradas e o Ministério da Agricultura já conta com amostras de abelhas, mas ainda está na fase de análise. Esta não é a primeira vez que elas morrem em grande quantidade na região. Estudos já denunciaram os agrotóxicos como causa desse desequilíbrio ambiental. De acordo com o pesquisador da Unesp de Rio Claro, Osmar Malapina, para controlar as pragas os produtores rurais estão aumentando cada vez mais as pulverizações. E em análise anterior já teria sido provada a ligação entre essas aplicações de veneno e as mortes.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

economia

7

»ENTREVISTA » FERNANDO PIMENTEL MINISTRO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR

MAGNO ROMERO/ASCOM/MDIC

“Problemas existem, mas estão sendo enfrentados” « MOTORES » O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, fará palestra em seminário que ocorre amanhã na Fiern SARA VASCONCELOS

lo Banco Central. É claro que problemas existem, mas eles estão sendo enfrentados.

repórter

uxados pelos investimentos que deverão ser feitos por meio dos processos de concessão de rodovias, aeroportos, portos e áreas de exploração de petróleo, as projeções para 2014 é de crescimento. “Brasil: as perspectivas para 2014” é o tema da palestra do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, na 19ª edição do Seminário Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte que aborda Oportunidades e Desafios da Indústria do Rio Grande do Norte: 60 anos da Fiern. O Seminário será realizado amanhã, dia 16, no Auditório Albano Franco, Casa da Indústria, a partir das 8 h. O projeto é realizado pela TRIBUNA DO NORTE, RG Salamanca Capital Investments, Sistema Fiern, Sistema Fecomércio, Sebrae e UFRN com apoio do BNDES e patrocínio do Sebrae e Prefeitura do Natal. E terá a participação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, entre outros. Confira a entrevista.

P

Como o senhor avalia o atual cenário da indústria brasileira?

Os dados mais recentes divulgados pelo IBGE mostram o crescimento da indústria. Não há retração. No acumulado do ano, de janeiro a outubro, o setor industrial cresceu 1,6% em relação ao mesmo período de 2012. Na região Nordeste, o crescimento acumulado no período foi de 1,2%. Há avanços inclusive acima da média nacional, como os observados no Rio Grande do Sul (6,4%), no Paraná (5%), na Bahia (4,9%) e no Ceará (3,8%), para ficar em alguns exemplos. Quanto ao PIB, apesar do recente resultado aquém do que gostaríamos, se considerarmos o acumulado nos primeiros três trimestres de 2013 e compararmos com o mesmo período do ano passado, o crescimento está em 2,2%. Observamos também um crescimento expressivo nos investimentos neste ano, em torno de 7,5%. Quais as projeções para 2014?

Devemos começar 2014 me-

Devemos começar 2014 melhor do que iniciamos 2013, tendo investimentos que começarão a ser feitos em decorrência dos processos de concessão de rodovias, aeroportos, portos e áreas de exploração de petróleo”

É inegável que o Brasil tem um déficit em infraestrutura, mas também é evidente o esforço do Governo para corrigi-lo”

lhor do que iniciamos 2013, tendo ainda pela frente os investimentos que começarão a ser feitos em decorrência dos processos de concessão de rodovias, aeroportos, portos e áreas de exploração de petróleo. É importante ressaltar que esse resultado está sendo obtido em meio à mais grave crise econômico-financeira dos últimos 80 anos. Países fortemente atingidos pela crise, como os europeus, estão enfrentando desemprego em massa. Na Espanha, a taxa é de mais de 25%. Em outubro, o Brasil registrou a menor taxa de desemprego desde 2002: 5,2%. A inflação está sob controle, abaixo do teto da meta estipulada pe-

Entre eles, infraestrutura um dos gargalos para a expansão da indústria no país? Quais os projetos previstos para melhorar as condições de escoamento? E no RN?

É inegável que o Brasil tem um déficit em infraestrutura, mas também é evidente o esforço do governo para corrigi-lo, seja com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), seja com o Programa de Investimentos em Logística. Está em curso hoje no Brasil o maior programa de concessões da nossa história. Realizamos com sucesso os leilões dos aeroportos de Brasília, Guarulhos, Campinas, Rio de Janeiro, Confins e de São Gonçalo do Amarante, aqui no Rio Grande do Norte. Também já licitamos rodovias, como a BR-050 e os trechos das BRs-060/153/26. Vamos licitar a BR-040 no fim do ano. A BR 101, que já foi duplicada, dentro do PAC, no trecho de Natal até a divisa com a Paraíba, deve ser licitada no trecho que compreende a Bahia no ano que vem. Estamos diante do desafio da competitividade. E não seremos competitivos como deseja a sociedade brasileira se não atacarmos a questão da infraestrutura. Esse desafio que está colocado para o país está colocado também para os estados em suas esferas de atuação. O Governo Federal faz aquilo que está ao alcance dele. Como disse, aqui fizemos a duplicação da 101 e licitamos o aeroporto de São Gonçalo do Amarante, cujas obras estão já na segunda etapa. Fizemos também a dragagem do Porto de Natal, que agora já pode receber navios de maior porte. Estamos ampliando o terminal de passageiros, já com 70% das obras concluídas, e já finalizamos o terminal do Porto de Areia Branca. Também estamos fazendo as obras da BR304. Quero, inclusive, registrar aqui a participação sempre muito presente, seja buscando recursos, seja discutindo os investimentos, do meu amigo Henrique Alves, que honra o Rio Grande do Norte com a sua atuação política. Essa articulação é muito importante para fazer andarem as obras e as ações do Go-

verno Federal nos estados. Inclusive na figura de presidente da Câmara dos Deputados, que tem a responsabilidade de aprovar o Orçamento. O governo tem dado incentivos, como a redução do IPI para algumas mercadorias e a desoneração da folha. Quais os resultados dessa política? O senhor concorda com industriais de que as reações a tais medidas são lentas?

Falávamos da situação nos países europeus e do quadro no Brasil. Crescemos o que gostaríamos de crescer? Evidentemente que não. Mas teremos uma expansão razoável do PIB neste ano diante de um quadro de, repito, grave crise internacional. Há sinais de recuperação, mas o mundo ainda não saiu dela. Atravessamos esse período sem um impacto brutal na economia brasileira, que era o que costumava ocorrer no passado porque estamos mais bem preparados para enfrentá-la. Evidentemente, as ações tomadas em defesa da indústria, com diminuição de custos de produção, têm um papel nesse quadro. Desoneramos a folha de pagamentos de 42 setores. Antes, pagavam 20% de contribuição para o INSS. Houve impacto positivo significativo, por exemplo, nos setores de máquinas e equipamentos e de produtos farmacêuticos, entre outros. Considerando somente 2014, a estimativa é de que a redução de tributos sobre a folha chegue a R$ 24,7 bilhões. Desoneramos também totalmente os investimentos. Lançamos o PSI, que é uma linha de crédito barato para sustentar os

investimentos produtivos. Criamos um pacote de R$ 39,5 bilhões para inovação na indústria. Adotamos margem de preferência para o produto nacional nas compras públicas. Reduzimos o custo da energia, uma demanda antiga da indústria. O setor está reagindo, como vimos, e vamos entrar em 2014 com um cenário melhor do que neste ano. O Governo planeja novos incentivos para alavancar a indústria? Quais e para quando?

Lançamos o Plano Brasil Maior em 2011 e colocamos em prática uma série de medidas para fortalecer a indústria nacional. Muitas dessas ações e políticas continuam valendo e têm sido atualizadas e complementadas periodicamente. São medidas como o Inovar-Auto, o regime automotivo brasileiro, em vigor desde janeiro deste ano. Já são R$ 8,3 bilhões em novos projetos anunciados e já habilitados ao programa de incentivos para fabricação de carros mais econômicos, mais modernos e mais seguros. Entre os anúncios, estão aqueles de marcas premium, como Audi, BMW e Mercedes, levando o Brasil a entrar em um nicho de grande interesse para a indústria local como um todo, que é o de alta tecnologia. Esse programa é o que chamamos de regime especial de tributação. Grosso modo, é a diminuição dos impostos para atração de projetos de tecnologia de ponta. Fizemos programas nessa linha para a indústria de Defesa e semicondutores, entre outros. E tudo isso em discussão constante com a indús-

tria e com os trabalhadores por meio dos Conselhos de Competitividade do Plano Brasil Maior. Eles continuarão discutindo medidas e ações que poderão ser adotadas em 2014. A alta de juros, o aumento da taxa Selic recebe críticas dos industriais de que ao passo que controla a inflação do país, a medida prejudica o setor comprometendo a produção. Como o senhor recebe essa análise? Há possibilidade de redução este ano?

Ao longo dos anos, a sociedade brasileira estabeleceu uma série de consensos que fizeram o país avançar. O primeiro foi o da democracia, depois o da estabilidade econômica e, em seguida, o da justiça social e diminuição da desigualdade. Agora, está claro para o governo, que há outro consenso já estabelecido, que é o da competitividade internacional. Queremos ser uma economia competitiva, ter uma indústria moderna e dinâmica. Todas as medidas de que falei caminham nesse sentido. É também nessa direção que avançam os projetos de concessão, que buscam atacar o déficit histórico de infraestrutura logística do país, chamando a inciativa privada a investir em rodovias, ferrovias, portos e aeroportos e diminuindo os nossos custos de produção. Não há contradição entre esses consensos. A competitividade se desenha como valor da sociedade brasileira tanto quanto a estabilidade e controle da inflação. A presidenta Dilma já disse que o combate ao aumento de preços é um valor em si. Agora, se a taxa vai subir ou descer e quando isso acontecerá, é uma questão do Banco Central.


8

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

economia


TÁBUA DE MARÉS

NO FACEBOOK

Preamar 03h06-2.1 - 15h26-2.2 Baixa-mar 08h54-0.5 - 21h25-0.3

Curta e compartilhe charge de Emanoel Amaral.

facebook.com/tribunarn

FASES DA LUA HOJE: CRESCENTE 17/12: CHEIA

FRANCISCO JÚNIOR, DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE, ANALISA ATUAL MOMENTO DO SUS NO RN • PÁGINA 5

NA TN ONLINE

Confira galeria de imagens com fotos da semana.

tribunadonorte.com.br

natal Editora: Cledivânia Pereira [cledivania@tribunadonorte.com.br ]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 15 de dezembro de 2013

Roubo de carros cresce em Natal « POLÍCIA » Em 2010, foram 2.068 veículos roubados em Natal e, até novembro deste ano, esse número saltou para 2.888. No mesmo período, o índice de recuperação de veículos aumentou 49% ROBERTO LUCENA repórter

N

os últimos três anos, a quantidade de veículos roubados ou furtados no Rio Grande do Norte aumentou 40%. Em 2010, foram 2.068 veículos subtraídos e, até novembro deste ano, esse número saltou para 2.888. Em compensação, o índice de recuperação de veículos aumentou 49% e a média de furtos ou roubos diários, em 2013, manteve-se no mesmo patamar do ano passado: 8. Para evitar maiores prejuízos, a população investe em segurança. Seguros de automóveis e instalação de rastreadores veiculares são as soluções mais comuns contra a ação dos bandidos. As histórias se multiplicam e dão conta de como os bandidos agem livremente independente da hora do dia. Os números da Delegacia Especializada na Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov) relatam casos registrados em todo o Estado, mas é na Grande Natal onde ocorrem a maior parte dos roubos. Na última terça-feira, uma estudante de 22 anos – ela prefere não revelar a identidade porque ainda está em estado de choque e teme retaliação por parte dos bandidos – tornou-se mais uma vítima dos bandidos. Por volta das 16h, quando estacionava o carro na frente da casa de uma amiga, no bairro de Cidade Satélite, três homens se aproximaram. Dois deles estavam armados e anunciaram o assalto. “Foi tudo muito rápido. Estava com duas amigas e ninguém viu quando eles chegaram. A ação durou pouco tempo. Os homens levaram o carro (modelo Gol branco), bolsa e outros objetos das vítimas. Os veículos preferidos pelos bandidos são os do tipo Uno, Gol e Palio. E os bairros em Natal que mais registram ocorrências são Lagoa Nova, Alecrim, Candelária e Nossa Senhora da Apresentação. Parnamirim é o município líder na Grande Natal. Para os especialistas, tais veículos são mais visados porque são carros populares e possuem baixo valor de revenda. Há dois caminhos mais comuns para os veículos subtraídos: desmonte para venda de peça ou revenda dos carros e mo-

Sabemos que algumas quadrilhas agem no RN. Eles roubam e revendem as peças” ATANÁSIO GOMES delegado

tos com preço abaixo do praticado pelo mercado, em outros Estados. Na sua opção, o comprador adquire o produto com documentação falsa ou mesmo com a promessa de entrega dos papéis futuramente. O que não ocorre. “Sabemos que algumas quadrilhas agem no RN. Eles roubam e revendem as peças. Há também casos onde os bandidos levam os carros para outros locais onde são revendidos”, afirma o titular da Deprov, delegado Atanásio Gomes. Os dados de 2013 revelam que, até novembro passado, foram 2.888 roubos ou furtos registrados na Deprov. São apenas 63 ocorrências a menos se comparado com os dados de 2012. Mas o delegado acredita que os números serão diferentes até o fim do ano. “Acredito que teremos, infelizmente, mais registros que o ano passado”, coloca. A previsão do policial é embasada, entre outros termos, pelas condições de trabalho da delegacia especializada. Atanásio prefere não comentar o assunto, mas sabe-se que a Deprov, assim como praticamente todas as demais delegacias, enfrente dificuldades estruturais e falta de pessoal. O ex-titular da especializada, delegado Frank Albuquerque, afirmou à TRIBUNA DO NORTE, em abril passado, que o efetivo estava aquém do necessário. “A Deprov age em todo o Estado e não temos nem 20 policiais. Prendemos muita gente, mas a pena é muito pequena e as pessoas são soltas muito rápido. O que dá insegurança ao policial em serviço”, disse Frank, à época, explicando o porquê dos números de roubos serem sempre ascendentes.

+

PÁGINA 2 Índice de recuperação de veículos também cresce EMANUEL AMARAL

Titular da Deprov, delegado Atanásio Gomes


2

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

natal

Polícia recuperou 1.454 veículos « INVESTIGAÇÃO » Em 2010, a polícia conseguiu recuperar 975 veículos. Até novembro passado, esse

número saltou para 1.454. Mercado de seguros e equipamentos contra roubos crescem em todo o país

C

oncomitantemente ao aumento do número de veículos roubados ou furtados no Rio Grande do Norte, nos últimos três anos, o índice de recuperação dos veículos em poder dos bandidos também aumentou. Em 2010, a polícia conseguiu recuperar 975 veículos. Até novembro passado, esse número saltou para 1.454. Mesmo assim, a população não sente-se segura e os seguros veiculares consomem boa parte do orçamento familiar. Além disso, a contratação de rastreadores apresenta-se como opção para se livrar de possíveis prejuízos. O presidente do Sindicato dos Corretores de Seguro do Rio Grande do Norte (Sincor/RN), Alderi Alves, informa que o mercado de seguros no Brasil – englobando todo tipo de seguro – cresceu, no último ano, 20%. A expectativa para 2014 é um crescimento de 17%. “O nosso Estado está inserido nesse contexto de crescimento que é justificado pela venda de automóveis e a procura por outro tipo de seguro. No entanto, a proteção de veículos continua sendo o nosso filão”, explica. O Sincor/RN tem, atualmente, 317 associados. O número corresponde à metade de corretores que, segundo Alves, atuam de fato no mercado potiguar. “Somos mais de 600 em todo Estado”, diz. Para ele, o mercado ainda tem condições de absorver mais demanda. Mas quanto custa o seguro de um carro? A resposta não é fácil. As variáveis analisadas antes de chegar ao valor são muitas. As seguradoras analisam dados como: local onde o carro fica guardado durante a noite, bairro, idade, sexo e estado civil do motorista e, não menos importante, modelo do carro. O modelo, aliás, é fato que mais pesa. As seguradoras sabem quais os modelos são mais roubados e isso influencia no pre-

JÚNIOR SANTOS

Pátio da Delegacia Especializada na Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas está cheia de carros e motocicletas recuperadas pela Polícia Civil

Mas, recentemente, percebe-se que há uma procura do proprietário comum. Até mesmo usuários de moto já procuram pelo serviço de rastreamento” AGILDO BEZERRA diretor comercial da Inove

ço do seguro. Em média, o proprietário de um veículo novo, modelo popular, paga R$ 1.400,00 para ter a tranquilidade de, em casos de roubo ou outros sinistros, não ter outros custos. Com relação a motos, o número de seguros de motos é insignificante. Nos últimos anos, além dos seguros comuns, os proprietários de veículos adotaram outros mecanismos para evitar o furto ou diminuir o prejuízo com a ação dos bandidos. Travas elétricas, películas, alarmes e até mesmo blindagem são algumas das alternativas apresentadas pelo comércio especializado.

Uma outra opção está ganhando espaço em Natal. Trata-se dos rastreadores veiculares. Discreto e eficiente, o dispositivo é capaz de informar com precisão onde o veículo está localizado. Em Natal, a recém-chegada Inove Tecnologia é a primeira filial da empresa pioneira nessa ramo no Nordeste, a Segsat. De acordo com o diretor comercial da Inove, Agildo Bezerra, com um investimento de pouco mais de R$ 1 mil, o proprietário pode adquirir um aparelho e ter a assistência da empresa por um ano. “O sistema é simples. O proprietário pode visualizar a localização do carro até mesmo atra-

vés do celular”, ressalta. Bezerra explica que as empresas que atuam no setor iniciaram as atividades com foco em transportadoras e outras empresas com frotas de veículos. “Mas, recentemente, percebe-se que há uma procura do proprietário comum. Até mesmo usuários de moto já procuram pelo serviço de rastreamento”, diz. O sistema de funcionamento, de fato, é simples. O usuário contrata o serviço – que pode ser parcelado em várias prestações – e em poucos dias recebe o veículo com o rastreador. Em caso de assalto, basta o condutor ligar para a central de atendimen-

to. A equipe então entra em contato com a polícia para que a busca seja efetuada. Em alguns casos, é possível contratar o serviço de bloqueio do veículo que é efetuado via satélite. O assunto não é novo. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran), após cinco anos de discussão, determinou que, a partir do próximo mês, 20% de todos os automóveis e caminhões novos terão de ter instalados sistemas de bloqueio e rastreamento. Em agosto, serão 100% dos veículos novos. Para as motos, o prazo de adequação para o total da frota vence em janeiro de 2014.

VLADEMIR ALEXANDRE

MP recomenda mais agilidade nas investigações

Furtos e roubos de veículos Conheça os dados do Rio Grande do Norte

40% é o aumento no índice de roubos e furtos a veículos no Rio Grande do Norte, nos últimos três anos.

49% é o que subiu a taxa de recuperação dos carros e motos subtraídos no mesmo período Os dados são da Delegacia Especializada na Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov).

Confira a evolução dos números abaixo: Recuperados

2010

2011

* Até o dia 30 de novembro.

nheiro pago com o imposto é burocrático. Apesar dos trâmites registrados na SET, o pagamento é feito em outra secretaria, Planejamento e Finanças (Seplan). O IPVA é um tributo de competência estadual, por força do

2012

1.454

1.200

2.537

pode ser solicitado de imediato. Nessa situação, é necessário que o contribuinte procure o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para providenciar a baixa do registro. Em ambos os casos, o proprietário que quitou o imposto é restituído em relação aos meses em que não estiver com o veículo. Se o carro for roubado em março, por exemplo, a restituição será em relação aos meses subsequentes – abril a dezembro. Para saber o valor a ser reembolsado, é só dividir o valor total pago, dividir por 12 e multiplicar pela quantidade de meses que o contribuinte ficou sem o veículo. O prazo para requerer a restituição é de cinco anos. O processo para reaver o di-

975

to da população, é mais comum que seja feita a compensação do pagamento de outros débitos existentes. Segundo a SET, o contribuinte do IPVA que for vítima de furto ou roubo, que provoque a perda de seu veículo, deve procurar a Deprov para registrar essa ocorrência através de boletim. Feito isso, o imposto vinculado ao veículo será dispensado de forma automática, não havendo a necessidade da formalização de um pedido junto à secretaria. Mas para quem paga a cota única do IPVA, a melhor solução é recorrer ao direito. Para isso, é preciso seguir uma série de etapas. Em casos de sinistros onde foi constatado perda total do veículo, o ressarcimento

2.068

O direito existe desde dezembro de 2005, mas poucos potiguares têm conhecimento dele. Trata-se do seguinte: quem teve o carro ou moto roubado, furtado ou foi vítima de um sinistro que gerou perda total do veículo, pode solicitar a restituição do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A solicitação deve ser feita à Secretaria de Estado da Tributação (SET) e é preciso paciência. Nos casos de furto ou roubo, o dinheiro é devolvido somente no ano seguinte ao crime. O direito é garantido pelo Decreto Estadual 18.773 de 15 de dezembro de 2005. Apesar de existir há exatos oito anos, a procura pelas solicitações é muito baixa. A SET explica que, além do desconhecimen-

2.951

Lei de devolução do IPVA tem 10 anos

2.888

Quantidade

1.632

Presidente do Sindicato dos Corretores de Seguro do Rio Grande do Norte (Sincor/RN), Alderi Alves

2013* Fonte: Deprov

art. 155, inciso III, da Constituição Federal. O imposto é lançado anualmente, no primeiro dia de cada exercício fiscal, devendo ser recolhido nas datas estabelecidas em calendário publicado pela SET.

Devido ao crescente número de crimes envolvendo a subtração de veículos no RN, em junho passado, o Ministério Público Estadual (MPE) recomendou agilidade nos trabalhos da Deprov. A recomendação assinada pelo promotor Wendell Beetoven pedia que o titular da Deprov instaurasse “inquérito de todos os crimes de furto e roubo de veículos automotores cometidos no território do município do Natal, independentemente da recuperação dos bens subtraídos ou da identificação do autor da infração penal, concluindo-os no prazo e forma legais”. Na recomendação publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), o MPE pedia ainda que a Deprov adote mecanismo de controle de documentos que vincule o número do registro da ocorrência ou comunicação ao do respectivo inquérito policial, permitindo à vítima ou qualquer legítimo interessado acompanhar a sua tramitação, bem como, aos órgãos de controle da atividade policial, internos e externos, verificar o cumprimento das normas legais e regulamentares correlatas. Passados seis meses após a publicação da recomendação, pouca coisa – ou nada – mudou na Deprov. As dificuldades para implantar as recomendações são as mesmas. De mudança efetiva, registra-se apenas a do titular da delegacia. Saiu Frank Albuquerque, chegou Atanásio Gomes. Sobre os problemas na delegacia, o atual delegado prefere o silêncio.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

natal

3

»ENTREVISTA » MARCOS PONTES

TENENTE-CORONEL DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA (FAB), ATUALMENTE NA RESERVA

FOTOS:VLADEMIR ALEXANDRE

“Eu também sonho em voltar para o espaço” « EXPERIÊNCIA » O primeiro e único astronauta brasileiro, Marcos Pontes fala no sonho de ainda participar de uma missão ao espaço

VINÍCIUS MENNA repórter

O

primeiro e único astronauta brasileiro, Marcos Pontes, esteve em Natal na última sexta-feira (13) para participar da Jornada Espacial. Na ocasião, ele também ministrou uma palestra para alunos da Escola Antônio Dantas, de Apodi, onde é mantido um grupo de estudo de astronomia e astronáutica. Sete anos após viajar para o espaço ao lado dos russo, com a missão Centenário, Pontes revela que hoje, aos 50 anos, sua intenção é fomentar a formação de novos astronautas brasileiros, através de uma espécie de “agenda oculta” que ele desenvolve à revelia da Agência Espacial Brasileira (AEB). Com o turismo espacial sendo uma realidade cada vez mais próxima, talvez até em 2014, e também com a expectativa de ser chamado para uma nova missão, o astronauta brasileiro admite que a hipótese de retornar ao espaço ainda mexe com ele. “Eu também sonho em voltar para o espaço”, disse.

Hoje em dia, tenho casa em Houston e em São Paulo, esperando que a agência me escale novamente. Como existe essa indefinição, você fica sempre nessa expectativa”

Qual o motivo da sua visita a Natal?

Essa palestra era um compromisso meu com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e tive também um encontro com os alunos da Jornada Espacial. A Agência Espacial tem um programa chamado AEB Escola, que leva Ciência & Tecnologia, através de astronáutica e astronomia, para dentro das escolas. Então tem formação de professores e isso é acoplado na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. Os alunos que são os melhores classificados nas escolas são reunidos depois em dois eventos, um em São José dos Campos e outro aqui. Faço questão de ir nesses eventos porque os estudantes são o futuro do programa. Qual foi o objetivo da sua ida ao espaço em 2006?

Foi a missão Centenário. Eu entrei no programa em 1998. O Brasil entrou em 1997, com a participação na Estação Espacial Internacional, através da Nasa, junto com 15 países. E a Nasa obrigou que o Brasil tivesse um astronauta no grupo da Nasa. Eu faço parte dos astronautas de manutenção da estação espacial da Nasa, mas carrego a bandeira do

Eu consegui uma centrífuga da Força Aérea que estava parada para colocar lá em São Carlos e assim treinar os alunos, aviões para fazer voos parabólicos”

Brasil. Entrei através de um concurso público, acabei sendo selecionado aqui no Brasil, era capitão da Força Aérea, piloto de testes, e tive que deixar essas atividades. A carreira é civil, deixei as atividades militares e em 2005 fui escalado pela Agência Espacial para a missão Centenário, como eles chamaram, com a Rússia porque os ônibus espaciais estavam parados desde 2003, com o acidente da Columbia, então fui pra Rússia, onde tive mais três meses de treinamento. Foram sete anos e meio de treinamento. Fiz a missão, retornei após dez dias de voo. Quais os requisitos para ser astronauta?

Tem que ser graduado ou em exatas ou em biológicas, pode se engenheiro, físico, químico, biólogo, veterinário, médico. Esse é o primeiro requisito. O segundo é que o seu trabalho de pósgraduação, de mestrado, doutorado ou pós-doc tem que ser voltado para a área aeroespacial. Aí começa a fase do “conta mais ponto”. Ajuda se você tiver pesquisas na área, se você for piloto também porque acaba tendo ritmo operacional, se você for mergulhador porque os treinamentos são feitos dentro d’água. Se você não for piloto, acaba fazendo curso privado lá, da mesma forma para mergulhador. Anos de trabalho na área aeroespacial também conta. Outra coisa que é primordial é saber lidar com pessoas porque o astronauta enfrenta situações de risco, com estresse, sem poder errar e trabalhando num ritmo acelerado, com o corpo alterado. Se você pegar uma pessoa que não trabalhe bem em grupo, que não saiba lidar com críticas, que não tenha liderança, complica muito. Essa parte psicológica conta muito, assim como a parte fisiológica. Não é que precise ser atleta, mas tem que ter um condicional normal, mas com uma fisiologia boa. Não pode ter problema na coluna, tem que enxergar bem, não pode ter problema cardiorrespiratório. Tem que ser saudável porque existe um estresse fisiológico, então a saúde tem que estar muito boa. Há chances para novas seleções? Quais oportunidades existem hoje para se tornar um astronauta?

Nos Estados Unidos, as seleções ficaram suspensas por um

bom tempo com a parada dos ônibus aeroespaciais, aí reabriu e ano que vem vai ter uma turma nova, em Houston [Texas]. Já foi realizada a seleção. Lá, abrem turmas com mais frequência. No Brasil, só teve uma seleção, a que eu entrei. E não teve mais porque o Brasil o programa espacial não teve mais interesse em ter outros astronautas, infelizmente. Mas existem outras formas de trabalhar na área?

Eu tenho uma certa agenda oculta com relação a isso. Em 2001, eu elaborei um processo de seleção para a Agência Espacial, mas ele ficou engavetado. Aí eu vi que através da agência ia ser difícil de ter isso. Passado um tempo, com a mudança do programa espacial americano, surgiu o desenvolvimento do setor privado nos Estados Unidos, que vai começar agora a levar turistas para o espaço. Para isso, é preciso de astronautas profissionais para pilotar, testar e montar os sistemas no espaço, o que tem gerado uma procura por esses profissionais. Por enquanto, a Nasa tem suprido essa demanda. Eu mesmo já recebi convites para isso e estou com um pé cá, um pé lá. Acontece que aqui no Brasil a gente precisa motivar a garotada, por isso converso com os estudantes com frequência. Outro ponto extremamente necessário é formar professores. O terceiro ponto é que faltavam cursos de formação para a área aeroespacial. Por isso, minha primeira ação ao voltar do espaço foi ir até o ITA [Instituto Tecnológico de Aeronáutica] e começar a picotar um curso de Tecnologia Aeroespacial. No início,

ì QUEM Marcos César Pontes nasceu em Bauru (SP), em 11 de março de 1963. É tenente-coronel da Força Aérea Brasileira (FAB), atualmente na reserva. Em 30 de março de 2006, partiu em direção à Estação Espacial Internacional (ISS) a bordo da nave russa Soyuz TMA-8, com oito experimentos científicos brasileiros para execução em ambiente de microgravidade. Retornou no dia 8 de abril a bordo da nave Soyuz TMA-7. É embaixador das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial, mantém a Fundação Astronauta Marcos Pontes, é diretor técnico do Instituto Nacional para o Desenvolvimento Espacial e Aeronáutico e atua como professor, pesquisador, palestrante e consultor.

pensaram que não tinha demanda, mas acabaram montando e hoje já está na terceira ou quarta turma lá. A federal do ABC também já tem, assim como na federal de Minas Gerais já está começando. Na estadual de São

Carlos, em São Paulo, eu criei o currículo de Engenharia Espacial, que estava para entrar no vestibular agora, mas ainda não entrou. Eu consegui uma centrífuga da Força Aérea que estava parada para colocar lá em São Carlos e assim treinar os alunos, aviões para fazer voos parabólicos. Então já quero dar um treino operacional para começar a selecionar alguns alunos para encaixar ou em alguma agência de algum programa ou nessa parte privada. Você pretende trabalhar com o turismo aeroespacial?

Todo professor quer que o aluno vá mais acima e eu, para falar a verdade, prefiro que um aluno meu vá do que eu. Mas eu também sonho em voltar para o espaço. Eu penso em duas possibilidades, uma é que, hoje em dia, tenho casa em Houston e em São Paulo, esperando que a agência me escale novamente. Como existe essa indefinição, você fica sempre nessa expectativa. Por outro lado, tem amigos meus que saíram da Nasa, que estão nas empresas privadas e muitas vezes me convidam. Eles precisam de pilotos de teste, de manutenção. Quando os voos aeroespaciais começam?

A estimativa mais otimista é final de 2014, mas isso pode se estender até 2016 porque no momento, a Virgin Galactic ainda estão fazendo os voos de teste, mas sempre se acha algumas coisas para corrigir. Outra situação é que ainda não tem lei específica, por isso esse prazo. Mas os testes já começaram.


4

natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Poder Judiciário

« ARTIGO »

Duas decisões

ANELLY MEDEIROS [ anellymedeiros@hotmail.com ]

MARCELO ALVES DIAS DE SOUZA procurador regional da República

Semana turbulenta

E

nfim, uma nova semana chegou, deixando para trás uma semana tumultuada tanto para a governadora Rosalba Ciarline, quanto para a população que acompanhou, com surpresa, a cassação e o rápido retorno da chefe do Executivo ao cargo. A ministra Laurita Vaz, do Tribunal Superior Eleitoral, afirmou, em sua decisão, que o TRE/RN não poderia impor sanção de inelegibilidade a Rosalba, agravando uma condenação que previa apenas o pagamento de uma multa de R$ 30 mil. A cassação também foi questionada pela ministra, lembrando que jurisprudência do TSE aponta que “as sucessivas alternâncias na Chefia do Poder Executivo devem ser evitadas por gerarem insegurança jurídica e descontinuidade administrativa”. DIVULGAÇÃO

Semana turbulenta II A decisão da magistrada Laurita Vaz, que marcou a divergência entre os Tribunais, passou a ser um dos assuntos mais discutidos no meio jurídico. Para o advogado Eduardo Nobre, Sub-procurador da República aposentado, essa decisão não causou nenhum constrangimento ao Tribunal Regional Eleitoral, que decidiu, com absoluta independência, a questão submetida ao crivo dos seus juízes. Mas, acrescentou: “A decisão que assegurou o exercício do mandato, guarda compatibilidade com as normas de regência da matéria, que reservam a cassação do registro ou

do diploma ao candidato beneficiado pela prática abusiva. Esse contexto normativo revela, também, que as pessoas que concorreram para o ato, ainda que titulares de mandatos eletivos, podem ser sancionadas, quando muito, com uma inelegibilidade para as eleições que se realizarem nos oito anos subseqüentes ao pleito considerado na decisão. E mais: no meu particular modo de ver, a inelegibilidade só poderia ser aplicada se desse tema tivessem cogitado a decisão de Primeiro Grau de Jurisdição e o recurso interposto em desfavor da sua subsistência.

Q

ual o profissional do Direito que já não se deparou com dois precedentes de um mesmo tribunal afirmando coisas completamente diferentes? Na babel jurídica que vivemos, isso é, infelizmente, muitíssimo comum. A regra geral para resolver o problema do conflito de decisões de mesma hierarquia, no Brasil ou onde quer que seja, é ter como prevalente a última decisão, sobretudo se nela foi levada em consideração a decisão anterior conflitante (a decisão mais recente, portanto, não foi tomada “per incuriam”, expressão cujo conceito eu vou explicar bem direitinho mais adiante). Na Inglaterra, onde se busca evitar ao máximo esse problema, eis o que disse Lord Denning em Minister of Oensions v Higham ([1948] 1 ALL ER 863 at 865, [1949] 2 KB 153 at 155): “A esse respeito, eu sigo a regra geral de que, quando houver decisões conflitantes de cortes de jurisdição equivalente, a decisão posterior deve ser preferida se a ela se chegou depois de completa consideração das decisões anteriores”. Todavia, a coisa não é tão simples assim. Em regra, no nosso sistema ou em qualquer outro, não se “apaga” o precedente quando uma corte decide em sentido inverso à sua anterior decisão. Aliás, em diversos casos pode-se dizer que, na decisão posterior, nem sequer se tomou conhecimento da decisão anterior conflitante (pode ter sido tomada “per incuriam”, já que dada na ignorância de um precedente). Na verdade, a regra - considera-se prevalente a última decisão - não é absoluta, sendo apenas um

norte a ser seguido. Em tais casos, dentro do sistema, as duas decisões são aprioristicamente consideradas válidas. Eis o que foi dito, na Inglaterra, em Colchester Estates (Cardiff) v Carlton Industries plc [1984] 2 ALL ER 601: “A corte poderia seguir a decisão posterior, de 1984, baseando-se na regra geral de que, quando há duas decisões da High Court em conflito, a decisão mais recente deve ser seguida, e a anterior não, demonstrado que a decisão anterior foi considerada no julgamento da mais recente. Mas ainda está aberto a um juiz, diante de decisões inconsistentes, aplicar a decisão anterior e não a mais recente se ele está convencido de que a recente está errada”. E minha experiência tem mostrado: uma corte (ou um juiz), chamada a julgar posteriormente um caso semelhante, tende simplesmente a optar - o mais conscientemente possível, levando em consideração os aspectos de correção, justiça e oportunidade, por exemplo - por uma das decisões, não aplicando a outra. No que toca à expressão “per incuriam”, que prometi explicar, diz-se que uma decisão é assim considerada quando foi dada na ignorância de um precedente obrigatório ou de uma lei relativos ao caso. É importante lembrar, entretanto, que somente o fato de um precedente obrigatório ou uma lei não terem sido referidos no julgamento, ou mesmo não terem sido discutidos totalmente, não basta para caracterizar uma decisão como “per incuriam” (o que a definição acima dada poderia dar a entender). Em Duke v. Reliance System Ltd [1987] 2 ALL ER 858, Sir John Donaldson explicou bem a ques-

tão: “Eu sempre entendi que a doutrina do per incuriam somente se aplica na hipótese em que (um tribunal) chegou a uma determinada decisão em um caso em razão do não conhecimento de um precedente obrigatório em relação a ele ou de uma lei, e que, em qualquer um dos dois casos, tem que ser demonstrado que, se tivesse o tribunal conhecimento desse material, ele teria chegado a uma decisão totalmente diferente (...)”. Em síntese, é necessário ficar caracterizado que, se a corte tivesse tido ciência do precedente ou da lei, teria, certamente, chegado a uma conclusão diversa no caso. Falei tudo isso para comentar um interessantíssimo julgamento do qual participei, esta semana, na 3ª Turma do Tribunal Regional da 5ª Região, envolvendo, de uma maneira muito particular, o conflito entre duas decisões do Superior Tribunal de Justiça. O caso, em princípio, era bastante simples. No processo em julgamento, a referida 3ª Turma tinha, em julgamento anterior, que datava de um bom tempo, reco-

nhecido o instituto da decadência no caso; em consequência, havia deixado de apreciar o mérito propriamente dito da demanda (os detalhes do caso aqui não interessam). A parte vencida recorreu ao STJ que, afastando a decadência, determinou ao TRF que julgasse a questão de fundo. Acontece que, entre essa determinação do STJ e o retorno dos autos para julgamento no TRF, o próprio STJ, em recurso especial repetitivo - cuja decisão paradigma deve vincular/orientar os casos semelhantes - acabou por definir, consolidando sua jurisprudência, que naquele tipo de situação opera-se, sim, a decadência. A 3º Turma do TRF ficou com o dilema: (ii) obedecer à ordem específica, para aquele processo, dada pelo STJ, para rejulgamento; ou (ii) obedecer à jurisprudência consolidada do STJ, em recurso especial repetitivo, afirmando que, em casos como aquele, se opera decadência. A Turma, seguindo o voto do relator, o nosso conterrâneo Marcelo Navarro, acabou optando pela segunda opção (a do recurso especial repetitivo), dizendo que o STJ, na decisão do caso específico, não tinha como prever a futura consolidação da sua jurisprudência em sentido contrário. Se tivesse... Até por motivos pragmáticos (pois, se adotada a primeira opção, certamente haveria recurso do novo vencido para o STJ, com sucesso quase garantido), concordei com a Turma e, para fazer uso das besteiras que aprendi, em tom de galhofa, ainda disse: “o STJ, na decisão específica que mandou julgar a matéria de fundo deste caso, agiu per incuriam em perspectiva”. Ei! Será que dei nome a uma nova categoria jurídica?

Cartilha será distribuída em todo o país passa os conceitos de cidadania, aborda assuntos como o bulling, racismo, respeito e democracia. Tudo com linguagem simples e didática. “O intuito é o de levar cidadania aos pequenos cidadãos que serão o futuro desse país”, enfatiza o Jarbas Bezerra.

O Congresso Internacional de Direito Ambiental, promovido pelo Superior Tribunal de Justiça e pelo Conselho da Justiça Federal, em Brasília, teve como um dos expositores o Juiz Federal Ivan Lira de Carvalho, da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte, que abordou a temática da “sucessão criminal em sede de responsabilidade penal de pessoa jurídica”, dividindo mesa com o Professor Gilberto Passos de Freitas. Ivan Lira chamou atenção para o conflito que está se formando

entre a jurisprudência atual dos Tribunais Regionais Federais e uma recente decisão do Supremo Tribunal Federal, relatoria da Ministra Rosa Weber, ao julgar pela responsabilidade isolada da Petrobrás, independentemente da identificação das pessoas físicas responsáveis pelo derramamento de óleo no entorno da Refinaria de Araucária, Paraná, contaminando vários cursos d’água. O tema principal do congresso foi “O Meio Ambiente no Judiciário: Desafios e Tendências”.

Sem elevador, mas com dinheiro no bolso Uma moradora de um condomínio localizado no Espírito Santo ganhou indenização por danos morais, no valor de R$ 10 mil por ter sido impedida de usar o elevador. A autora da ação estava em atraso com as taxas do condomínio e, por esse motivo, os elevadores foram pro-

gramados a não atender mais o oitavo andar, onde mora com a família. A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça entendeu que a medida “fere a dignidade da pessoa humana, porque evidencia perante os outros moradores a condição de devedor”.

Livro sobre o Código Civil Brasileiro O advogado Gleydson Oliveira lançou, na última quinta-feira, a sua mais nova obra. “Comentários ao Código Civil Brasileiro – Volume 8 – Responsabilidade Civil”, publicada pela Editora Forense é o quinto livro de autoria de Gleydson Oliveira, que é professor adjunto da UFRN, doutor e mestre em Direto Processual Civil pela PUC/SP, sócio do escritório Alves, Andrade e Oliveira Advogados, em Natal.

viver

De terça a sábado

TODAS AS SEXTAS NA TRIBUNA DO NORTE

Conflito entre STF e TRF preocupa juristas

autos & motores

A cartilha Cidadania de A-Z de autoria do juiz Jarbas Bezerra e de Lígia Limeira deverá ser distribuída nas escolas e entidades de todo o país que trabalham com crianças e adolescentes. A cartilha, lançada ontem, na livraria Saraiva do Midway, re-


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

natal

5

ponto contraponto //////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Presente e futuro do sistema de saúde A TRIBUNA DO NORTE começa um balanço do ano nas principais áreas do serviço público do Rio Grande do Norte: Saúde, Educação e Segurança. Hoje, e nos próximos dois domingos, vamos publicar artigos de gestores e especialistas das áreas. A saúde pública do RN é o primeiro tema abordado. A TRIBUNA DO NORTE convidou, no início da semana, o secretário estadual de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, e o ex-presidente do Conselho Nacional de Saúde, Francisco Júnior, para exporem os problemas e possíveis soluções que possam levar à melhoria do atendimento do SUS no RN. Francisco Júnior analisa a forma 'equivocada' como o SUS tem sido implantado no Brasil, tornando, segundo ele, a gerência da saúde pública um dos maiores desafios dos gestores em todas as esferas de Governo.

Saúde do RN em 2013 forma equivocada como o Sistema Único de Saúde-SUS tem sido implantado no Brasil, torna a saúde, para o gestor de qualquer esfera de governo, um dos maiores desafios da administração pública. Isso não significa afirmar e admitir que o aprofundamento da crise é um destino inexorável. De concreto temos hoje um SUS que é produto de equivocadas opções políticas definidas na década de 90, cujo modelo quanto mais se aprofunda desde então, mais se inviabiliza, por mais esforços que sejam feitos e recursos que sejam dispendidos. Optou-se, e esse é o modelo adotado no estado pelo atual governo, pelo SUS altamente especializado, o que por si só não seria ruim, se não custasse como tem custado, a inviabilização da atenção básica e das ações de prevenção da doença e promoção da saúde; optou-se pela perdulária, irresponsável e ilegal transferência para o setor privado, das atribuições do Estado referentes às ações, da gerência dos serviços e gestão da rede, a um custo impossível de ser financiado; optou-se por fim, pela precarização da contratação e da remuneração bem como da criação de nichos de privilegiados com remunerações acintosas, na força de trabalho do Sistema. As formas de enfrentamento ao quadro de verdadeiro caos existente passam por pactuar com os municípios a estruturação da rede de atenção básica, por formatar a rede pública própria de forma hierarquizada, diminuindo a dependência e os insustentáveis custos da rede privada contratada, por profissionalizar a gestão, ampliar o financiamento e por em prática uma política de valorização da força de trabalho.

A

Não percebemos nenhum desses movimentos na saúde do RN e antes pelo contrário, aconteceu de fato além de uma redução considerável do financiamento, o aprofundamento dos eixos que dão sustentação ao falido modelo vigente. Dessa forma, somos, por exemplo, totalmente reféns da rede privada e das corporações profissionais organizados nas cooperativas, que ditam o que, como e quanto querem. Retrato da falência da saúde no estado são os recentes mutirões de cirurgias especializadas, que transferem para hospitais privados os milhões de reais que faltam nos hospitais públicos. Se há algo de bom a ser realçado no ano que se encerra, foi o fim da gestão privatizada no Hospital da Mulher em Mossoró, um sorvedouro de recursos públicos, e que se deu não pela ação do governo, mas sim do movimento social e conjuntamente, do Ministério Público e Judiciário no estado. Não satisfeito, o governo insiste na proposta de “parceria privada” para o futuro Hospital de Trauma. Números e estatísticas serão sempre apresentados pelos gestores buscando convencer os diversos atores de que está sendo feito o que é preciso. São importantes, é verdade, mas apenas reveladores do potencial que o Sistema tem, mesmo com as insuficientes condições que lhes são permitidas. A dura verdade é que as arcaicas estruturas permanecem e as dificuldades da população, são cada vez mais agudas. Nunca na sua ainda relativamente curta existência, o SUS no nosso estado havia, sob todos os aspectos, enfrentado tantas dificuldades. Na falta de acesso a serviços, profissionais, leitos, procedimentos e medicamentos, há um absoluto sentimento de

“Optou-se pelo SUS altamente especializado, o que por si só não seria ruim, se não custasse como tem custado, a inviabilização da atenção básica”. Júnior argumenta que o sistema do RN nunca passou por tantos problemas como atualmente, com falta de acesso a serviços, profissionais, leitos, procedimentos e medicamentos. “...há um absoluto sentimento de falência generalizada, mesmo com todo esforço e empenho da maioria dos profissionais”. O secretário de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, não enviou o artigo até o fechamento desta edição. Segundo a sua assessoria, o texto que havia sido preparado por auxiliares ainda precisava passar pela aprovação do secretário, que não teria tempo hábil até o prazo acertado (fechamento desta edição – sexta-feira, às 18h). Eis, então, o artigo de Francisco Júnior:

falência generalizada, mesmo com todo esforço e empenho da maioria dos profissionais. O governo atual optou por fazer mais do mesmo, aprofundar no estado o modelo que foi implantado no país em meados da década de 90 e que tem infelicitado e desconstruído o SUS. O povo norte-riograndense está pagando caro por isso.

FRANCISCO JÚNIOR Farmacêutico sanitarista do SUS no RN, presidente do Conselho Nacional de Saúde, de novembro de 2006 a fevereiro de 2011, atual representante do Conselho Federal de Farmácia na Comissão Intersetorial de Recursos Humanos do Conselho Nacional de Saúde.

O Governo atual optou por fazer mais do mesmo, aprofundar no Estado o modelo que foi implantado no país em meados da década de 90 e que tem infelicitado e desconstruído o SUS”


6

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

natal


NO FACEBOOK

Curta e compartilhe charge de Emanoel Amaral.

facebook.com/tribunarn

TÁBUA DE MARÉS

Preamar 03h06-2.1 - 15h26-2.2 Baixa-mar 08h54-0.5 - 21h25-0.3

FASES DA LUA HOJE: CRESCENTE 17/12: CHEIA

ANTÔNIO PEREIRA JÚNIOR FALA DE EDUCAÇÃO E NEUROCIÊNCIA • PÁGINA 9

NA TN ONLINE

Confira galeria de imagens com fotos da semana.

tribunadonorte.com.br

natal Editora: Cledivânia Pereira [cledivania@tribunadonorte.com.br ]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 15 de dezembro de 2013

Verão, calor e mais consumo d’água « ABASTECIMENTO » O consumo de água em novembro, comparado há dois anos, foi 10,49% maior do que o mês de agosto. O percentual equivale a mais de 300 milhões de litros d’água no mês EMANUEL AMARAL

DAÍSA ALVES repórter

O

verão se aproxima trazendo altas temperaturas, o que demanda maior necessidade de água. No Rio Grande do Norte o mês de novembro já se constata aumento de consumo da água, que se eleva a cada ano. O consumo de água em novembro, comparado há dois anos, foi 10,49% maior do que o mês de agosto. O percentual equivale a mais de 300 milhões de litros d’água no mês. Com a demanda maior no trimestre de janeiro a março,pode ocorrer falta de água em regiões críticas; Felipe Camarão, Bom Pastor e regiões da zona Norte. Na Companhia de Abastecimento de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte (Caern), pode ocorrer falta de água em regiões críticas de Natal; Bairro Nordeste e Felipe Camarão. Além das altas temperaturas, o consumo também aumenta por causa da concentração de turistas na cidade. Segundo Isaías Costa, gerente operacional da Caern, o volume de água das bacias que abas-

tecem a capital do RN é suficiente para suprir a demanda. Mas, há regiões na cidade que não tem o regime contínuo de abastecimento. Estas poderão sofrer com falta de água nos próximos meses. De acordo com o gerente, o aumento de consumo é devido ao clima da época e o incremento de ligações. “Têm locais na cidade que não atendemos em regime contínuo. São ruas do bairro Nordeste, das Quintas, Bom Pastor, Felipe Camarão e algumas partes da Zona Norte”, relata. No verão, as áreas críticas seriam o Bairro Nordeste e Felipe Camarão. Na Caern não há planejamento especial do abastecimento específico para este trimestre, período de maior consumo. A confiança está no volume de água das duas bacias que suprem a cidade, as lagoas de Extremoz e a do Jiqui. Somente a lagoa de Extremos está com 91% da sua capacidade. Ela abastece cerca de 70% da zona Norte. Algumas das medidas para evitar a falta de água, segundo Costa, é a ampliação da fiscalização e medição do uso da água, pa-

Têm locais na cidade que não atendemos em regime contínuo” ISAÍAS COSTA gerente operacional da Caern

ra o combate ao desperdício. “Quando se sabe o quanto está consumindo e se sente o valor disso, o consumidor tem maior atenção no desperdício”. A Caern investiu mais de R$ 10 milhões na compra de cerca de 200 mil medidores novos. As instalações no RN começaram em outubro e devem seguir em 2014. Para a região metropolitana de Natal são serão 36.205 mil hidrômetros na zona sul e 30 mil na região Norte, contemplando João Câmara e Macaíba. O uso demasiado da água pode ser constatado nos índices da Caern, nas ruas e casas da cidade.

Por vezes, a dimensão do valor da água escorre entre os dedos, nas calçadas e ruas . É comum presenciar a limpeza de calçadas com mangueiras esborrotando água a vontade, ou a limpeza de carros, da mesma maneira. Conforme dados da Caern, a taxa de desperdício em Natal é de 50% do consumo total. “Temos que manter os dados em dia, faz com que evite desperdício”, afirma Isaías Costa. Com o calor e maior frequência de idas as praias, pelos natalenses e visitantes, o consumo aumenta demasiadamente. Isaías Costa cita o ano de 2006, forte para o turismo. Segundo ele a vinda de quase 1 milhão de turistas comprometeu 20% do abastecimento de Natal. A exemplo disso está Daniella Lopes Loyolla, comerciante de Minas Gerais. Ela visita Natal pela primeira vez e se surpreendeu com o calor da região. Na praia de Ponta Negra, constantemente usava o chuveiro da barraca para se refrescar.

+

PÁGINA 8

Reservatórios estão com baixo volume

Cerca de 50% da água distribuída pela Caern é desperdiçada


8

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

natal

Dias chuvosos têm diminuído « INVERNO » Luiz Carlos Molion, professor da Universidade Federal de Alagoas e PhD em Meteorologia, diz que nos

próximos 15 anos o Nordeste terá temperatura elevada, menos nuvens e chuvas concentradas em menos dias

SIDNEY COSTA

T

emperatura elevada, menos nuvens e chuvas concentradas em menos dias. Essa é a estimativa para a região do Nordeste até meados de 2030, segundo Luiz Carlos Molion, professor e pesquisador da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e PhD em Meteorologia. Apesar de não prever uma seca extrema, ele conta com uma redução de chuvas de 10% a 20% de longo prazo nos próximos dez anos. As previsões tem como base o estudo de 60 anos de chuvas e conta como indicadores climáticos a variação da temperatura de superfície do oceano atlântico e pacífico. Comparado ao período de 1976 a 2010, o dia de chuvas de 2010 até os dias atuais diminuíram em 20%. a média anterior era de 110 dias de chuvas. Atualmente, já se constata apenas 90. Apesar de menos dias de chuvas, o total pluviométrico terá pouca variação. “No período da nossa estação chuvosa, que vai de abril a julho, vamos ter alguns dias com chuva muito intensa de tal forma que o total pluviométrico do ano não reduz tanto. Essas chuvas mais intensas vão compensar chuvas menores em vários outros dias”, explica. Como vantagem, a estimativa garante a não presença de seca severas, mas uma regularidade de chuvas. “A seca do ano passado foi uma seca excepcional, não acontece frequentemente, uma seca dessa só daqui a 30 anos”, prevê. No entanto, para regiões como o Semi-árido do Rio Grande do Norte, a redução, mesmo que aparentemente pequena, se torna crítica pelo histórico de falta desses últimos dois anos de seca. A taxa de evaporação é crescente no Nordeste. O que compromete os reservatários de água. O mês de março deverá registrar máximas de 37° a 38°, no litoral, e no sertão pode chegar a mais de 40º. Com este clima as chuvas não serão suficientes para suprir a perda natural de água. “Vai reduzir as chuvas, reduzir a cobertura de nuvens, que servem como um guarda-sol, e as temperaturas nos meses de fevereiro e março serão

elevadas”, afirma Molion. “Pode ser que chova quase 5 vezes menos do que o necessário para a evaporação”. A expectativa se concentra numa incerteza. Na primeira quinzena de janeiro há possibilidade do fenômeno vórtice ciclônico, que ocasionou fortes chuvas no mês passado, chegando a provocar queda de granizo no Seridó do RN. A previsão seria uma para esta primeira quinzena de 2014 e outra ocorrência do fenômeno até março, provocando chuvas de 40 a 50 mm num período de duas horas. Porém, a precipitação de granizo não deverá se repetir. Para não depender da vontade da natureza, Molion defende que o homem deve intervir em fa-

Reservatórios - como o Itans em Caicó, um dos mais importantes do Estado - já estão com distribuição de água racionada

A seca do ano passado foi uma seca excepcional. Outra dessas só daqui a 30 anos” LUIZ CARLOS MOLION meteorologista

vor da amenização dos períodos recorrentes de seca. Uma das principais soluções seria a transposição do rio São Francisco. “Seria a solução definitiva para a produção rural e agropecuária. Se os outros fizeram, porque nós não poderíamos fazer?”, questiona. As previsões do estado do RN ainda não são discutidas pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). Segundo Wellington Pereira, meteorologista da instituição, as previsões serão anunciadas após a reunião de meteorologistas neste próximo 19 em Campina Grande/Paraíba, com a presença dos institutos: Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Dezesseis cidades estão sem água nas torneiras A situação é crítica. Os reservatórios de água secam cada vez mais, e mais três cidades sofrem com falta de abastecimento. Antônio Martins, Venha Ver e Paraná, municípios da região do Alto Oeste, somaram-se neste ultimo mês a lista de mais seis cidades na região. No total, no Rio Grande do Norte, são 14 cidades que seus reservatários estão em colapso de abastecimento de água. Uma adutora de engate rápido está sendo agilizada para atender Pau dos Ferros, a beira do colapso. Três reservatórios estão com as comportas fechadas para amenizar a perda de água. Outras cidades estão em alerta, como Mossoró, Triunfo, Campo Grande, Janduís, Messias Targino e Patu. Nesses locais, as gerencias regionais da Caern tomam medidas de racionamento na cidade para poder sobreviver ao período mais crítico, que consiste nos meses de novembro a março. Carros-pipas são disponibilizados para as cidades em colapso como medi-

da paliativa emergencial. Pelo exército, 111 carros distribuem água, enquanto a defesa civil complementa com mais 28 carros-pipa. Pau dos Ferros, cidade pólo da região Oeste, apesar de não estar em colapso sofre com a baixa do reservatório. Atualmente, a cidade com 28.197 habitantes (dados do IBGE 2012) sobrevive com reservatório om apenas 7% da capacidade. O racionamento constante nestes últimos quatro meses pode não ser suficiente para suprir a demanda, que já sofre com a baixa qualidade da água. A Caern construirá uma adutora, em caráter de emergência, que interligará a barragem de Santa Cruz até a referida cidade. Segundo Isaías Costa, o projeto já foi apresentado a uma empresa e em janeiro deverá ser iniciadas as obras com previsão de 60 a 90 dias de conclusão. Os benefícios da adutora ainda não serão sentidos nesse primeiro trimestre, período mais crítico pa-

Distribuição Cidades com reservatórios em colapso Oeste João Dias Riacho de Santana São Francisco do Água Nova Pilões Luís Gomes Antônio Martins Venha Ver Paraná

Seridó Equador Ipueira Carnaúba dos Dantas São José do Seridó Jardim do Seridó Currais Novos* São Fernando*

*os reservatórios da cidade estão com baixo índice, porém, adutoras vizinhas suprem abastecimento.

ra o abastecimento na região. O reservatório de Itans, principal abastecedor de Caicó, é outra preocupação. No início de novembro, a Agência Nacional de Águas (Ana) definiu novas regras para os usuários do açudes de Itans,

com objetivo de manter o volume que resta nesse reservatório para atravessar o período de seca. A água do reservatório está destinada apenas para o consumo humano. Em dezembro, as regras negociadas continuam valendo até que sejam realizadas novas avaliações. No momento, o reservatório de Itans está com 12% der sua capacidade. De acordo com Joana D’arc Freire, coordenadora de gestão de recursos hídricos, da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), os açudes de Passagem dos Traíras, Santo Antônio do Sabugi e Boqueirão de Parelhas (que abastecem quatro municípios do Seridó), estão com as comportas fechadas para irrigação, disponibilizando a água somente para o consumo humano. Para os próximos meses, o trabalho da Semarh será no sentido de “acompanhar administrando o uso prioritário e continuando com as ações emergenciais”.


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

natal

3porquatro

9

POR ANNA RUTH DANTAS

« ANTONIO PEREIRA JÚNIOR » FOTOS: EMANUEL AMARAL

ì O neurocientista Antonio Pereira Júnior é paraense e chegou há cinco anos em Natal. A vinda para o Rio Grande do Norte ocorreu a partir de uma transferência da Universidade Federal do Pará para a do Rio Grande do Norte. Desde então ele trabalha no Instituto do Cérebro (ICe). O professor se formou em Engenharia Mecânica, mas nunca exerceu a profissão. Quando terminou o curso de graduação ingressou diretamente na pós-graduação em neurociência. A pós em Neurociência foi feita na Universidade Federal do Rio de Janeiro no Instituto de Biofísica, apontada como uma das melhores escolas de neurociência do país.

Muitas crianças não aprendem por não ouvir” O

neurocientista Antonio Pereira Júnior traz na sua pesquisa um desafio: unir a educação com a neurociência, focando em pesquisas que possam promover o desenvolvimento da educação a partir dos conhecimentos da neurociência. O cientista, integrante da equipe do Instituto do Cérebro (ICe), desenvolve um projeto de pesquisa na Escola Juvenal Lamartine. Neste momento, desenvolve projeto voltado para alfabetização. E nesta abordagem já trouxe uma constatação pouco conhecida: as dificuldades auditivas das crianças. O projeto de Antonio Pereira Júnior é ousado e propõe a implantação do método de alfabetização. Ele explicou que a proposta é voltada para um aprendizado que envolve a parte sensorial, como a da visão. Ouvindo o neurocientista falar com empolgação das atividades desenvolvidas e voltada para neuroeducação é pouco provável que o espectador imagine estar diante de um engenheiro mecânico. Mas é isso mesmo, Antonio Pereira Júnior teve a sua graduação no curso de Engenharia Mecânica e logo depois enveredou pela neurociência. Neste momento o trabalho do cientista é totalmente voltado para neurociência e ele parte do princípio que os professores conhecendo um pouco mais do que ocorre no cérebro é possível trazer uma eficácia maior para o ensino. O 3 por 4 de hoje traz um assunto palpitante, um cientista que se põe desafios, uma abordagem de dois grandes temas: a educação e a neurociência

Qual a relação da Engenharia Mecânica, onde o senhor se formou na graduação, com a Neurociência? O que lhe inquietou?

Eu acho que sempre tive uma paixão adormecida pela biologia, que eu não reconheci cedo. Quando estava no final do curso entrei em contato com a Neurociência e fiquei maravilhado com as possibilidades. Rapidamente decidi que queria ir mais fundo e na época mais fundo significaria fazer uma pós-graduação. Foi isso que me motivou. Foi a paixão instantânea. Nos seus estudos o senhor enveredou pela Neuroeducação. Explique melhor?

Ela é uma tentativa de unir duas disciplinas veneráveis do conhecimento humano. Educação é mais antiga na trajetória humana do que as Neurociências. Mas a Neuroeducação é uma tentativa de unir essas duas disciplinas e seus conhecimentos em prol do ser humano. Ambas lidam com o cérebro, só que até agora elas não tinham interagido muito. A partir de um tempo recente as pessoas conceberam essa falha e essa conversa começou. É uma conversa inicial porque, como toda nova disciplina, precisa passar por uma

fase até meio conturbada, de acomodação inicial. Eu tenho vários projetos nessa área. Eu tenho alguns projetos de pesquisa. Um deles é focado nos atores principais desse processo educativo, que são os professores. Então é informar os professores sobre o cérebro. Então, nesse ponto, tenho atuado em duas frentes. Uma é na formação de graduação. Estou oferecendo duas disciplinas optativas no curso de Pedagogia. Uma é Neurociência básica no processo de aprendizagem. E a outra disciplina é Neurociência da Leitura. Então são essas duas disciplinas que ofereço na graduação sempre em par com alguém da área de pedagogia e as duas (disciplinas) tem sido um sucesso muito grande. Eu tenho tido retorno muito positivo dos alunos que fazem a disciplina. O outro projeto é em termos de formação continuada para os professores que estão atuando já no ensino. Eu ofereci há uns dois anos um curso de aperfeiçoamento em Neurociência para esses professores e vai ter uma edição brevemente desse curso.

Existem muitas crianças que não aprendem porque não conseguem ouvir. Há um índice muito grande de crianças com problemas auditivos”

de permitir com que o aluno desenvolva melhor o seu potencial. O potencial do cérebro é muito grande e já foi demonstrado que o ambiente onde o desenvolvimento ocorre é fundamental para que esse desenvolvimento floresça e gere frutos da melhor maneira possível.

O senhor parte do princípio que o professor precisa conhecer a Neurociência e entender o que ocorre com o cérebro do aluno?

Exatamente. A gente precisa ter noções básicas do cérebro para entender o sistema com que ele está atuando. Uma coisa básica, por exemplo, é com relação ao desenvolvimento do cérebro. Ele passa por várias etapas de desenvolvimento essas etapas são muito peculiares em termos das características comportamentais associadas por elas. É muito importante que o professor conheça essas etapas para poder lidar com o aluno, de maneira mais informada e guiar melhor o processo de aprendizagem. Claro que isso não é novidade para Pedagogia, eles sabem disso das etapas de desenvolvimento da criança. Eles (os professores) sabem disso. Mas o que a gente está trazendo é uma abordagem das Neurociências, da ciência do cérebro. Mostrar para eles como isso ocorre no cérebro mesmo. Esse seria um instrumento também para os professores entenderem as limitações dos alunos?

Exatamente. O professor entende que os cérebros são individualizados, os ritmos de desenvolvimento são individualizados. E ele (o professor) aprende uma coisa mais importante ainda: ele aprende o potencial do cérebro. Um aluno que, por exemplo, parece limitado, na verdade a limitação decorre de um erro na maneira como você está lidando com o aprendizado daquele aluno. Outra abordagem poderia fazer com que ele florescesse de uma maneira mais adequada. A Neuroeducação pode levar a uma exploração maior do próprio aluno?

Sim. Esse entendimento po-

ção no Brasil para tentar entender o que está ocorrendo, buscar fazer um diagnóstico e propor soluções baseada em evidências científicas. A outra parte da minha atuação nas escolas é baseada nisso. A gente tenta entender e propor soluções para os problemas da escola brasileira baseada em evidência científica. A gente vai para escola, eu montei laboratório em um núcleo de cognição de uma escola aqui de Natal e aquele é nosso laboratório, onde a gente tenta entender os problemas e propor alguma solução.

Trazendo o seu estudo para realidade Brasil. Como o senhor concebe a aplicação nas escolas públicas do país, inclusive por esse momento delicado em que vive a educação brasileira?

A gente precisa ter noções básicas do cérebro para entender o sistema com que ele está atuando. Uma coisa básica, por exemplo, é com relação ao desenvolvimento do cérebro”

Recentemente a gente teve uma notícia ruim que foi o resultado do este PISA, que é um teste internacional que avalia a educação de crianças em vários países do mundo. O Brasil está em uma posição pouco confortável. O teste PISA avalia basicamente leitura, matermática e ciência. Em todos estamos ruins. Desses, claro que todos são importantes, mas o que me deixa mais preocupado é a leitura porque ela (a leitura) é um catalizador para o aprendizado de todas as outras disciplinas. E esse estudo demonstra uma coisa que a gente já suspeita, que esse é o calcanhar de Aquiles da educação brasileira. Quando você compara os índices de leitura com os outros países que participam do teste de PISA, observa que há uma correlação muito alta entre a competência leitora e o índice de desenvolvimento humano desses países. Acho que é uma das chaves, um dos nós que temos que desatar na educação brasileira, que é a aquisição da competência leitora. E não apenas a leitura básica. A gente precisa formar leitores funcionais e que interajam com o texto de maneira rica e estamos longe disso ainda. Isso é um exemplo de como as Neurociências podem conversar com os outros atores que participam do processo de educa-

E ì BATE VOLTA Neurociência e Neuroeducação: a neuroedução se insere na neurociência. O objetivo último da neurociência é entender o cérebro humano. Quando a gente entender o cérebro humano vamos ter resposta para várias perguntas básicas que nos acompanham há milênios. A neuroeducação é uma subdisciplina da neurociência e está envolvida nessa busca última de entender o que nós somos e contribuir para processo importantíssimo que é entender o que nós somos.

O professor entende que os cérebros são individualizados, os ritmos de desenvolvimento são individuais. E ele (o professor) aprende uma coisa mais importante ainda: ele aprende o potencial do cérebro”

Nesse laboratório que o senhor instalou na Escola Juvenal Lamartine, em Natal, o que o senhor já identificou de realidade posta e que tipo de solução propõe?

O problema da leitura a gente já identificou. Naquele universo, que é representativo do que ocorre em milhares de escolas no Brasil, é um problema crítico. E com relação a solução: estamos testando uma proposta nova para melhorar a alfabetização das crianças brasileiras. Temos uma parceria com o Ministério da Educação e estamos realizando na Escola Juvenal Lamartine. A partir desse estudo a gente pretende propor um método que poderá ser usado em qualquer escola do Brasil. É um método para alfabetização e também para o texto literário. É uma mudança na forma de apresentação para alfabetização?

A alfabetização é focada em uma abordagem enativa no aprendizado das letras, ou seja, é um aprendizado que envolve a parte sensorial, como a da visão, por exemplo, quando você aprende as letras está olhando para elas. Mas também envolve o sistema motor. Isso é uma abordagem enativa. E também tem uma abordagem baseada em metáforas. A gente quer engajar a compreensão de texto a partir de uma abordagem metafórica. Os resultados têm sido muito bons. Usamos um critério científico para avaliar. A gente está há três anos com o laboratório na escola. Outro projeto que temos nesse laboratório é com relação a audição. Fizemos um diagnóstico da audição das crianças e observamos que o quadro de percepção auditiva dessa amostra na escola, que é representativa de outros, é muito crítico. Ou seja, existem muitas crianças que não aprendem porque não conseguem ouvir. Há um índice muito grande de crianças com problemas auditivos.


10

natal

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

“Se virmos alguém que pede ajuda, paramos? Há muito sofrimento e pobreza, e tanta necessidade de bons samaritanos”

« ELIANA LIMA » elianalima@tribunadonorte.com.br

Do Papa Francisco, no Twitter FOTOS JOAONETOFOTOS.COM

Como... A coluna vai relatar hoje o diálogo entre um contribuinte que não consegue há meses comprir com o seu dever porque a Receitar Federal não oferece condições. Parece mentira, mas é apenas um exemplo de tantos que prezam o correto, quer cumprir as determinações federais e se vê diante da ineficiência.

...Pode? Eis o exemplo de um dos muitos casos. Um contriubuinte tenta há dois meses, pela internet, obter a Declaração e Informação Sobre Obra (DISO). Sem sucesso. Sempre aparece a frase desesperadora: “vagas esgotadas”. O contribuinte, então, foi diretamente à Receita. O atendente disse que nada podia fazer. Tentou falar com a chefe do setor. Também sem sucesso.

Pois bem O contribuinte disse que quer fazer valer a obrigação dele e a Receita a dela. Ou seja: o DISO. O atendente disse que no setor ele não conseguiria, apenas pela internet. Contribuinte: “Mas, se eu não consigo pela internet?”. Atendente: “Tente de manhã, de tarde e de noite, toda horas” – como se o cidadão não trabalhasse. Contribuinte: “Mas eu já faço isso, com a ajuda de parentes e não tem vaga nunca”. Atendente: “Ah, é assim mesmo, tem que ter sorte”. Contribuinte: “Sorte? E como eu faço sem o DISO?”. Atendente: “Eu não posso fazer nada”.

1

2

3 cluiu seu desapego. Leiloou mais de cem peças do seu rico acervo particular. Justificou que o motivo era a mudança para um apartamento menor. O antigo tem mil metros quadrados. A peça mais disputada foi um retrato da diva de Bebeto Torres pintado por Portinari em 1959, com valor inicial de R$ 250 mil. Mais telas de Di Cavalcanti e Cícero Dias. Também, peças do famoso prateiro português Luis Ferreira, com destaque para uma tartaruga de 1,10cm, mais peças de porcelana Companhia das Índias.

1 – DOMINGO... Hoje o dia é das belinhas: Jayane Bezerra

2 - ...DE... Acredite Novamente sem sucesso na consulta pela net, o contribuinte voltou ao prédio da Receita. Foi quando deram a dica de um despachante. Pois não é que o despachante consegue fácil agendar no nome dele e repassar para o interessado (necessitado do DISO)? E sabe quanto cobra para isso? R$ 300,00. Como pode? Com a palavra a Receita Federal.

Alerta Essa prática é ilegal. Pelo código de defesa do consumidor, a oferta não pode ficar restrita à internet, pois limita o número e impossibilita ampliar o leque. O setor responsável na Receita deve agendar também. Enquanto o absurdo continua, o jeito é recorrer àquela que determina a obrigação a quem compete: Justiça.

Faro... Observadores da oposição já identificaram a estratégia da governadora Rosalba para recuperar sua imagem. A partir de Natal. Noves fora os entraves jurídico-políticos que hoje dificultam sua reeleição, a palavra de ordem é uma só: Copa. A ideia é se agarrar às ações que envolvem o mundial de futebol para reverter a sua impopularidade.

...Fino Ainda que as ações não se-

Marina Jácome

3 - ... PORTARRETRATO...

Pirotécnico

Lorena Nelson

4 - ...CHEIO... Clara Miranda

4

5 - ...DE BELAS

5

Aline Alves

jam necessariamente de responsabilidade do Estado, como vem acontecendo — e sendo anotado. Afinal, além da construção do pomposo estádio Arena das Dunas, não se conhece outra obra do Governo Rosa(do) relacionada à Copa.

políticos que respaldam as ações. Na lista, os dois primeiros que aparecem são dos vereadores George Câmara (PCdoB) e Hugo Manso (PT).

Ouvido no chão Movimentos de reeleição em curso.

Taças PSB e PV podem costurar e dar o nó nas eleições do ano que vem. Em âmbito nacional, seus dirigentes iniciaram nesta semana negociações para uma aliança. Por aqui, faz mais tempo: há cerca de um mês os entendimentos foram deflagrados pela vice-prefeita pessebista Wilma de Faria e o senador pevista Paulo Davim.

Passos Enquanto a população não aprova a mobilização do Sitoparn para paralisar a cidade em tom de reivindicação de medidas que ainda não se entendem bem, os olhos se voltaram para

os quadros da Polícia Militar, com efeito retroativo a 4 de novembro.

Jaleco A Prefeitura de São José de Mipibu contratou quatro empresas de fornecimento de produtos da área de saúde. O investimento total é de R$ 1.433.780,50.

Bem-vindos cifrões Depois de antecipar o pagamento da segunda parcela do 13º salário dos servidores municipais para a última sexta-feira, o prefeito Carlos Eduardo cogita antecipar também o pagamento do mês de dezembro. A medida ainda não está confirmada. Depende do comportamento financeiro da Prefeitura neste fim de ano. Mas, a orientação já foi passada à sua equipe econômica.

Abastecimento Por falar ena Prefeitura de São José de Mipibu, pelo método “carona”, aproveitou o pregão presencial feito pela Prefeitura de Arez para contratar a Funerária Sagrada Coração de Jesus, para prestação de serviços e fornecimento de materiais funerários que atendam as necessidades do Município.

Casamento Retorno Com o fim da cessão para o Ministério da Agricultura e Pecuária, o major Orlando Gadelha Simas Procópio voltou para

Em Taipu, a Prefeitura Municipal receberá e abrirá envelopes de “Proposta e Habilitação”, dia 24, para a aquisição de material de cama, mesa e banho.

Ligação Agora parece que sai. A Queiroz Galvão Alimentos solicitou ao Idema “Licença Simplificada” para a construção de uma ponte mista sobre o Rio Assu na cidade de Pendências.

Olho vivo Paradas de ônibus, praias e shoppings são os lugares preferenciais para a ação de agenciadores. De mulheres. Para o trabalho do prazer carnal. Convidam inicialmente para trabalhar em “casa de massagem”. Depois diz que após a massagem entra outra “menina” em cena para “finalizar”. Quando a pessoa abordada diz que é casada, a agente “explica” que a maioria das mulheres que trabalham na casa é casada. São “inteligentes e descoladas” para despistar os maridos.

Outros tempos Ícone da sociedade carioca, Carmem Mayrink Veiga con-

Começou a badalação dos réveillons. Entre eles, oNovo Réveillon, na Arena Ecomax, praia de Pirangi, que anuncia uma delícia: o bufê terá assinatura de Neuma Leão. Quinta-última, um grupo foi convidado para conhecer e provar parte do cardápio. Aprovado. Mais: o café da manhã será preparado pela turma do Tanticos. Para se jogar, som de Dorgival Dantas; Leo Verão & Daniel Freitas; Chamou Porque Quis; Brenno Senna; e Thiago Teixeira. Ingressos do segundo lote na Ocullare-Midway e com comissários.

« COLMEIA » Domingo de felicidade para Luruca Soares, Georgia Freire.

à

Segunda-feira de parabéns para Márcia Dantas, Roberto Galvão, jornalistas Alan Oliveira e Tarcyla Costa, chef Alexandre Gurgel, Alexandre de Paula.

à

Até o dia 2 tem Projeto Transforme-se/Cosern na feira de arte da Praça de Árvore de Mirassol, com objetos confeccionados pelas reeducandas do complexo Penal Dr. João Chaves.

à


natal

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

11


12

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

natal DIVULGAÇÃO

NELSON MATTOS FILHO avoante1@hotmail.com

T

em alguns assuntos no meio náutico difíceis de serem digeridos por todos os envolvidos. Um deles é a eterna pendenga entre velejadores, lancheiros e agora, mais do que nunca, os motonautas, termo que designa aqueles que utilizam Jet Ski. Na verdade eu nunca entendi bem o porquê da categoria de Motonauta e acho que pouca gente entende. Depois que ela foi inventada na legislação naval a coisa tem ficado cada vez pior. Nunca vi tanto desrespeito às regras de navegação como ultimamente vem acontecendo por parte dos motonautas. Como acontece com as nossas ruas, o poder público é totalmente ineficiente quando o assunto é fiscalizar e fazer valer a Lei, ainda mais num país continental como é o Brasil e que prevalece a máxima: manda quem pode e obedece quem tem juízo. Pelo que tenho visto por ai nos locais em que navego, o verão 2013/2014 promete. Os Jets definitivamente invadiram as nossas águas e hoje são tão populares como qualquer moto. A ideia de ter um barco que praticamente voa sobre as águas e faz manobras radicais, enche de desejo a cabeça do ser humano. Nada atiça mais os desejos do que a certeza de receber um veloz banho de adrenalina e o Jet tem esse poder de sedução. Os fabricantes se esmeram para cada vez mais oferecer potên-

O VERÃO PROMETE

cia, arrojo e aerodinâmica tudo embrulhado em cores vivas e atuais. Exibir um Jet último tipo funciona como um gozo para um Motonauta. Tem muitos deles que quase não pisam nas areias da praia de tão pabulosos que ficam. Lógico que toda regra tem sua exceção e nem todo Motonauta têm as mesmas atitudes, mas o que vemos é que na média geral a coisa navega pelo lado do avesso e no final todos aca-

bam pagando a conta. Mas não é somente Motonauta que abusa da falta de educação marítima. Muitos proprietários e comandantes de lanchas são mestres no assunto e muitos ainda ficam se vangloriando pelo mal feito. Existe um artigo na Lei que regula o trafego de embarcações, que fala da velocidade máxima a ser obedecida em locais de fundeio. Essa velocidade nunca é superior a seis nós e em alguns casos ela é

abaixo disso. Outro artigo diz que qualquer dano causado em embarcação de terceiro, quando a embarcação causadora compreender velocidade superior, é sujeito de multa e reparação do dano causado por parte do infrator. Leis, artigos, regras, tudo isso parece ser descartável e sem função nesse país litorâneo chamado Brasil. O que mais se vê por ai são barcos sendo sacudidos e machucados em marinas e clubes pe-

la má educação de condutores. Quando se tenta fazer uma denuncia, o individuo esbarra num maremoto de burocracia sem tamanho e o assunto naufraga na vala comum da incredulidade. Certa vez um conhecido foi reclamar de um proprietário de lancha que havia cruzado muito rápido na ancoragem e recebeu como resposta uma ameaça de agressão. Desmoralizado e quase agredido, preferiu se calar, levan-

tar âncora e sair para outro local. O Avoante já teve a popa avariada pelas marolas provocadas por uma lancha que cruzou em velocidade, acima de 30 nós, o Rio Potengi, em Natal, e até hoje o estrago continua lá. Denunciei o fato, fui prontamente atendido na Capitania dos Portos, mas esbarrei dentro do próprio Iate Clube, onde sou associado e um apaixonado incentivador dos esportes náuticos, com um improvável e perturbador silêncio. Coisas da vida! Recentemente estava na Ilha de Itaparica/BA quando surgiu uma lancha a toda velocidade. Fiquei sem ação, tamanha era a velocidade com que ela se aproximava, e só tive tempo de falar para Lucia tomar cuidado, pois ia balançar muito. Tudo que estava em cima da mesa veio abaixo. Duas panelas voaram do fogão jogando o almoço no assoalho. Entrei em contato com a marina e fui informado que a tal lancha não era de lá, mas foi lá que ela atracou. Lucia tentou contato com Capitania dos Portos da Bahia, via radio, e somente assim o encarregado da marina falou que havia chamado atenção do comandante da lancha. Mas tudo continua do mesmo jeito que sempre esteve. Ainda nas águas da Bahia, as marinas do bairro da Ribeira, todos os dias sofrem com o problema e nem de longe existe algum tipo de ação para coibir a barbeiragem. O verão vem ai e tomara que eu esteja enganado, mas tudo indica que o mar vai ferver.


NO FACEBOOK

Veja a charge de Brum no Cartão Amarelo. facebook.com/tribunarn

NO RÁDIO

7h - Esportes em Debate 11h - Enquanto a bola não Rola (Debate) www.radioglobonatal.com.br

HOJE NA TV

8h15 - Basquete: Real Madrid x Rio Monbus; BandSports 13h30 - Bayer Leverkusen x Eintracht Frankfurt; ESPN Brasil

FELIPÃO REALIZA BALANÇO BEM POSITIVO DA SELEÇÃO NA TEMPORADA 2013 • PÁGINA 4

TN ONLINE

Acompanhe as transações realizadas no mercado da bola e saiba is reforços do seu time. www.tribunadonorte.com.br

esportes Editor: Itamar Ciríaco itamar@tribunadonorte.com.br

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 15 de dezembro de 2013

Revelada uma nova estrela do UFC « MMA » Paraibana radicada em Natal, Bethe Correia estreia na categoria com vitória sobre americana e passa a ser uma das apostas para trazer um novo cinturão de campeão para o RN e realizar um sonho

S

e não bastasse os competidores de primeira linha no MMA, como Renan Barão, Patrício Pitbull, Patrcky Pitbull e Rony Marques, demonstrando que o RN é uma máquina de produzir campeões, a academia Pitbull Brothers revelou agora a lutadora Bethe Correia, que no último final de semana fez a sua luta de estreia no UFC e conquistou sua sétima vitória consecutiva, sendo a primeira como uma profissional do octógono. A primeira vitória foi inesquecível para Bethe, que enfrentou a americana Julye Kedzey, no Card da Austrália, marcando o início de sua carreira profissional. A vitória foi por maioria de votos: 2 a 1, mas teve um efeito motivador muito grande para representante potiguar. “Essa americana treina desde os 3 anos. Ela, que decidiu anunciar a aposentadoria logo após sofrer a derrota, é uma das pioneiras do MMA feminino, tem uma experiência acumulada de 10 anos e sempre foi muito respeitada. Estou feliz porque

ANA SILVA

consegui enfrentar a fera e vencer. Agora quero continuar me preparando para buscar o cinturão da minha categoria, que é a peso galo, até 61 Kg”, afirmou Bethe Correia. Responsável pelo treinamento da atleta, o também lutador Patrício Pitbull ressaltou que a carreira de Bethe é bem meteórica. “Ela luta há dois anos e já conseguiu entrar no UFC. Até agora fez sete lutas e tem seis vitórias por pontos e uma por finalização. Tem uma força impressionante, bate muito forte e pode realmente sonhar com a conquista do cinturão. Acredito que mantendo esse ritmo, com mais três ou quatro lutas os organizadores a devem relacionar para disputar o titulo da categoria”, disse Pitbull. Bethe Correia é natural da Paraíba e chegou a Natal junto com o marido em 2011. Como começou a ganhar peso e não gostava de fazer exercícios em academias, optou pelo Kung-Fu para ajudar na tarefa de emagrecimento. “Comecei a treinar e com

a desenvoltura que apresentava recebi incentivo para disputar torneios. As vitórias foram aparecendo e resolvi abraçar o esporte”, contou. Patrício Pitbull foi o responsável direito pela iniciação de Bethe. Ele disse que viu a aluna treinando na academia de um amigo, gostou do estilo dela e a convidou para fazer parte do seu grupo. “Nós só fizemos aprimorar a parte técnica dela, que aliando força e técnica poderia se tornar umacampeã”, frisou. Perto de subir no octógono para disputar o título da categoria peso-pena no MMA, Patrício Pitbull, está para inaugurar um centro de treinamento de alto rendimento em Natal. “A Academia Pitbull Brothers foi feita por amigos que treinam há 13 anos juntos, é a única com representantes em todas as categorias do MMA e todos com chance de conquistar títulos mundiais. Com esse novo centro, ninguém vai precisar mais sair de Natal para se preparar na véspera de um combate”, destacou.

O boxe é uma das principais armas usadas por Bethe Correia na luta contra as suas adversárias


2

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

esportes

“O melhor ano da minha vida” « BRASILEIRO SÉRIE A » Depois de ser preterido pelo Ceará e não ter renovado o contrato com o ABC, Éderson superou a desconfiança dos torcedores do Atlético/PR e acabou a competição como artilheiro, com 21 gols FOTOS: VLADEMIR ALEXANDRE

Jogador reclama da falta de reconhecimento

FELIPE GURGEL Repórter

Q

uem conhece Éderson, sabe do seu jeito calado, tranquilo e até tímido. De poucas palavras, o atacante do Atlético/PR se transforma dentro de campo. Corre, ajuda os companheiros e marca. Gols, muitos, seja de cabeça, de perna esquerda, direita, falta ou pênaltis. Foram tantos nessa temporada, que ele terminou como artilheiro da série A do Brasileiro, com 21, depois de 38 rodadas e em várias dela começando no banco de reservas ou sendo substituído ao longo do jogo. Seus gols ajudaram a equipe paranaense a conquistar o terceiro lugar na competição e, os outros quatro marcados na Copa do Brasil, foram fundamentais para o time ser vice-campeão no torneio, sendo derrotado pelo Flamengo na grande final. O resultado de tantas boas campanhas nas competições nacionais renderam ao Atlético/PR, uma vaga na Taça Libertadores da América na próxima temporada, desbancando times de maior poder financeiro, como o Fluminense/RJ, Corinthians/SP, São Paulo e Internacional/RS. Ao jogador, rendeu todos os prêmios possíveis para um jogador: foi eleito bola de prata pela revista Placar, ganhou a chuteira de ouro e o troféu de melhor atacante da série A, pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), além de outras premiações. “Esse foi o melhor ano da minha carreira. Não só por ter conquistado a artilharia da série A, mas, porque foi a primeira vez que disputei a primeira divisão. Então, fiquei muito feliz com o que aconteceu essa temporada e agora é me preparar bem para a próxima, já que a cobrança vai ser muito maior, não só em mim, como no time todo, por causa da Libertadores”, prevê. De origem humilde, o atacante, nascido em Pentecostes, interior do Ceará, vem provando a cada temporada, que tem espaço nos grandes clubes do futebol brasileiro e no exterior. A boa campanha em 2013 fez com que diversos times da Ásia, principalmente os chineses, cobiçassem seu futebol, que pode ser seu destino em 2014. Mas, para quem conhece Éderson de perto, sabe que nem tudo foi ou está sendo sucesso na sua carreira. Antes de chamar atenção no Atlético/PR, teve duas passagens frustadas pelo Ceará e se destacou no ABC, sem nunca conseguir se firmar como titular ou ser o preferido pelos treinadores, mesmo marcando muitos gols. Em 2012, por exemplo, começou o ano na equipe cearense, depois de duas temporadas no ABC. Sem espaço, retornou ao alvinegro potiguar durante a disputa da série B a ainda conseguiu terminar a competição como artilheiro da equipe, com 12 gols. Como pertencia ao Atléti-

Depois de uma temporada surpreendente, Éderson foi escolhido o melhor atacante da série A, pela Confederação Brasileira de Futebol

ì QUEM Éderson, atacante do Atlético/PR

O QUE Mesmo jogando pela primeira vez na série A do Brasileiro, terminou a competição como artilheiro, com 21 gols marcados

co/PR, retornou a Curitiba no início da temporada atrás de uma chance na equipe principal. “Fiquei só treinando, mas, me preparei para tudo isso que está acontecendo. Na primeira chance que tive no time, fiz gol e fui conquistando meu espaço. Graças a Deus fui mostrando serviço, marcando gols e garantindo uma vaga entre os titulares”, relembra o camisa 77 do Furacão. Coincidentemente, a primeira partida de Éderson como titular do Atlético/PR, aconteceu no Rio Grande do Norte. A equipe veio enfrentar o América, pela

segunda rodada da Copa do Brasil, na inauguração do estádio Barrettão, me Ceará-Mirim. O placar final foi 6x2 para os paranaenses, com dois gols do atacante. “Esse ano pude realizar muitas coisas dentro do futebol e conhecer várias pessoas. Vi o Oscar do basquete, conheci o Galvão Bueno, Júnior, então, não tenho do que reclamar do ano que tive”, afirma. Mas, caso continue no Atlético/PR para a próxima temporada, a concorrência vai aumentar pela vaga de titular no ataque. Isto porque, o atacante Adriano,

ex-Flamengo, vem treinando no clube para tentar voltar a jogar depois de dois anos parado e pode ser reforço para a disputa da Libertadores. Nem assim, Éderson desanima. “Já passei por tantas dificuldades na minha vida, por tantas provações, que não me preocupo com isso. Vou fazer meu trabalho, tentar marcar meus gols e, caso o Adriano acerte com o nosso clube, vai ser um reforço importante, ele vai vir para nos ajudar. Além do que, ele é gente boa, tranquilo e não está gordo do jeito que o pessoal fala”, revela.

Mesmo alcançando algumas metas nesse ano, como o reconhecimento dos grandes centros do futebol nacional, Éderson ainda espera por um reconhecimento do seu próprio clube. A direção do Atlético/PR ainda não decidiu pela renovação do seu contrato, que vai até 2016 e um reajuste salarial não foi cogitado, mesmo com todo o destaque que o atacante teve e a cobiça por clubes do exterior. “Sinto falta desse reconhecimento por parte do clube. Sempre me dediquei, trabalhei firme para alcançar esse reconhecimento e estou esperando a direção do Atlético/PR tomar alguma decisão”, espera. A sua mulher, Deyse, também se mostra chateada com a falta de reconhecimento com o marido. Segundo ela, jogadores mais conhecidos, que não conseguiram se destacar tanto como Éderson, tem um reconhecimento melhor, em relação a parte financeira. “ Nem tudo é dinheiro na vida, mas, acho que Éderson merece um reconhecimento, por tudo que fez nessa temporada. Foi artilheiro, destaque e chegou a hora. Temos que pensar no futuro. Ele quer fazer a independência financeira dele e depois jogar por amor”, revela a esposa do jogador. Seo futuro de Éderson for longe de Curitiba, a tendência é de que seja no exterior, já que o Atlético/PR avisou ao atleta que não negocia ele com outro clube do Brasil. Mas, sua esposa adiantou que não importa para onde o marido for, ela vai seguir Éderson para qualquer país. “Já estou até me acostumando com essa possibilidade de morar na China. O que não podemos perder é a oportunidade de garantir um bom futuro para a nossa filha. Até porque, nesse ano os gols apareceram e ele conseguiu se destacar. Mas, ninguém sabe o dia de amanhã. Vai que os gols não aconteçam como esse ano? A cobrança da torcida vai ser maior”, disse Deyse. Mas, esse momento ainda deve demorar a chegar. Antes disso, Éderson tem um meta a alcançar: ser lembrado para defender a seleção brasileira. Como a Copa de 2014 está muito próxima, ele sabe que as chances são remotas, mas, depois do Mundial, tudo pode acontecer. “O grupo hoje está quase fechado e é difícil conseguir uma vaga. Sei que tenho condições e vou lutar para que esse sonho se torne realidade”, prevê. Sobre que time ele defenderia por amor, o atacante não esconde sua preferência. “Sou torcedor do ABC, tenho um enorme carinho pela torcida e, quando tiver com minha vida feita, quero encerrar minha carreira no ABC”, finalizou.

Briga em Joinville marcou a vida do artilheiro No domingo passado, o artilheiro fez três gols na vitória diante do Vasco por 5x1, pela última rodada da competição, que acabou rebaixando a equipe carioca para a segunda divisão do Brasileiro. Mas, mesmo com toda a alegria de, no seu primeiro campeonato da série A terminar como artilheiro, não teve motivos para comemorar. A briga generalizada que aconteceu entre as torcidas organizadas de Vasco e Atlético/PR, ofuscaram o desempenho de Éderson, que relata os momentos de tensão vivi-

dos durante o jogo. “Me lembro como se fosse agora. Nosso time estava atacando e teve uma falta a nosso favor. Quando paramos para cobrar, vimos aquela correria, uma torcida indo para cima da outra, e briga de todo mundo. Foi horrível, o pior momento que passei no futebol. A gente pedia para que eles parassem, mas ninguém nos escutava. Foi difícil dormir naquela noite”, revela. O maior alívio para Éderson foi que, sua mulher, Deyse e sua filha Éster, não estavam na Are-

na Joinville e sim em Natal. Mas, para a esposa, que assistia a partida pela televisão, o nervosismo foi inevitável. “Fiquei muito angustiada, passei mal, quase desmaiei, vendo aquelas cenas no campo. Rezo para que aquilo não se repita mais”, pede. O jogador do Atlético/PR faz até críticas as torcidas organizadas que cobram, de forma exagerada, no opinião de Éderson, os jogadores dentro de campo. Em 2011, quando defendia o ABC, os integrantes de uma torcida organiza do time, entrou no campo do

Frasqueirão, durante um treinamento e pediu para Guto Ferreira, então treinador abecedista, para conversarem com os jogadores, para cobrar um melhor desempenho dentro da série B daquele ano. No dia seguinte, o ABC enfrentou o Bragantino dentro de casa e foi goleado por 5x1. “Esse negócio de cobrar jogador não existe. Muita vezes a torcida não sabe que os salários estão atrasados, que muitas pessoas dependem da gente e temos que esquecer tudo isso quando entramos em campo”, afirma.

O atacante Éderson aproveita férias para curtir a pequena Éster


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

esportes

STOCK CAR

R$ 1 milhão + o título

DIVULGAÇÃO

Quatro pilotos estão na briga e entram na última prova sonhando com a conquista da vitória em Interlagos para se sagrar campeão e também para engordar a conta bancária, pois a prova tem prêmio em dinheiro

P

alco da corrida de abertura da temporada 2013 do Circuito Nova Schin Stock Car, o Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, volta a receber a principal categoria do automobilismo nacional para a etapa de encerramento do calendário, hoje às 10h. Quatro pilotos seguem na briga pelo título. Thiago Camilo, Daniel Serra, Ricardo Maurício e Cacá Bueno. Camilo busca seu primeiro campeonato, assim como Daniel Serra, que espera ser também o primeiro filho de campeão a conquistar o título na Stock. Campeão em 2008, Ricardo Maurício persegue o bi. Já Cacá Bueno mira o hexa, após as conquistas de 2006, 2007, 2009, 2011 e 2012.

Na primeira etapa de 2013, em Interlagos, Cacá foi quem se deu bem. O piloto da Red Bull Racing venceu após travar uma bela batalha com Valdeno Brito e Átila Abreu. Valdeno terminou na segunda colocação e Átila enfrentou problemas na bomba de combustível nas últimas voltas, terminando em 12o. Ricardinho fechou a corrida em terceiro e Serra foi o quarto. Thiago Camilo enfrentou problemas e terminou em 19o. Dos quatro concorrentes, Daniel Serra é o único que ainda não venceu em São Paulo. Cacá Bueno possui seis vitórias no templo brasileiro do automobilismo. Thiago Camilo possui cinco, sendo que duas delas foram nas duas últimas edições da corrida milionária. Ri-

cardo Maurício venceu em Interlagos por duas vezes e também tem uma Corrida do Milhão em seu currículo. Uma demonstração de que esses quatro são mesmo os melhores desta temporada está nos números deles. Dos 11 pódios realizados até agora, em três oportunidades Thiago Camilo, Daniel Serra, Ricardo Maurício e Cacá Bueno estiveram presentes entre os três primeiros. Mais do que isso, somente um pódio no ano não teve a presença de pelo menos um dos quatro. Foi justamente o da primeira corrida em Cascavel, quando Marcos Gomes venceu, seguido por Julio Campos e Ricardo Sperafico. A regularidade entre os três

primeiros, uma das principais características do campeão de 2008 Ricardo Maurício, neste ano foi seguida por outros dois que estão na briga. Ricardinho chegou seis vezes no pódio nesta temporada, mesmo número de vezes de Daniel, mas os dois foram superados por Thiago Camilo, com sete subidas nos degraus daqueles que fazem a maior festa. O pentacampeão Cacá Bueno fez dois pódios em 2013, justamente em suas duas vitórias: na primeira corrida em Interlagos e na primeira em Brasília. Daniel ganhou três, Thiago duas e Ricardinho a outra. Átila Abreu (uma) e Marcos Gomes, com duas, completam a lista. Na classificação geral, o lí-

der Thiago tem 185 pontos contra 181 de Daniel, 178 de Ricardinho e 160 de Cacá. Todos estão na briga matemática pelo título. Entre os três primeiros, quem vencer leva independentemente do resultado dos adversários, pois nesta Corrida do Milhão a pontuação é dobrada e estarão em jogo 48 pontos em vez dos 24 normais. O único que, mesmo vencendo, depende dos resultados dos rivais é Cacá. Com Bruno Senna como convidado para a Corrida do Milhão serão 35 pilotos brigando pelo prêmio. Até agora foram quatro edições da prova com vitórias de Valdeno Brito (2008), Ricardo Maurício (2010) e Thiago Camilo, o único bicampeão, vencedor em 2011 e 2012.

3

Regulamento prevê troca de pneus obrigatória O regulamento particular da Corrida do Milhão, prova que encerra a temporada do Circuito Nova Schin Stock Car, prevê alterações em relação as outras etapas do campeonato. Entre as novidades estão a duração da corrida, com 50 minutos – 10 a mais que o habitual. Também haverá a obrigatoriedade de troca de um pneu durante o pit stop para reabastecimento. Além disso, a pontuação da corrida terá valor dobrado, com a vitória valendo 48 pontos, a segunda posição 40, a terceira 32, a quarta 30, a quinta 28 e assim subsequentemente, até o 20o. Vencedor da primeira edição da Corrida do Milhão, em 2008, Valdeno Brito aposta em uma boa estratégia de boxes para faturar seu segundo milhão. “A estratégia nesta corrida será crucial, pois, como a prova terá uma duração maior, haverá um consumo maior de combustível e também o maior desgaste de pneus”, afirmou. Popó Bueno concorda com o companheiro de equipe. “Quem está disputando o título, claro, deve ter uma cautela a mais na hora de pensar numa tática, mas para aqueles pilotos que não tem mais chance de título é possível se arriscar mais”, comentou o dono do carro #74. Chefe da equipe Shell Racing, Rodolpho Mattheis já faz as contas para identificar o melhor momento para os pit stops. “Nossa previsão é que a corrida dure de 30 a 31 voltas. Como os carros largarão com 100 litros de Shell V-Power Etanol e o consumo médio é perto de 4 litros por volta, todos os pilotos precisarão de 20 a 25 litros a mais para completar a corrida, caso não haja Safety Car”, explica.


4

esportes

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Felipão faz balanço positivo do ano « SELEÇÃO BRASILEIRA » O treinador acredita que o planejamento para 2013 foi bem executado e aposta em uma chegada da sua equipe em boas condições para a disputa do hexa no Mundial de 2014

R

io (AE) - O técnico Luiz Felipe Scolari afirmou que ficou extremamente satisfeito com o fato de ter conseguido realizar uma temporada vitoriosa sob o comando da seleção brasileira. Neste ano, além de conquistar o título da Copa das Confederações, o treinador conseguiu devolver a confiança ao time nacional e aos torcedores do País, assim como formou um time com uma base definida e um bom padrão tático. Tudo isso fez Felipão exaltar o ano da seleção, lembrando que o principal, independentemente dos bons resultados alcançados, foi ter montado uma equipe realmente competitiva e temida no cenário mundial. “O balanço principal é que nós conseguimos ter um sistema tático altamente definido, nós conseguimos formar um bom grupo, formar uma equipe, ter uma equipe independentemente de A ou B quando jogam, ter os resultados que eram interessantes a partir de um determinado momento, quando nós conseguimos organizar na nossa equipe tudo aquilo que a gente plane-

WANDER ROBERTO

jou ano passado”, disse o comandante, se referindo ao final de 2012, quando substituiu Mano Menezes, demitido pela CBF. Felipão também voltou a exibir confiança ao projetar o próximo ano, quando o Brasil buscará o hexacampeonato mundial jogando em casa. “Acho que o balanço foi bom e agora é continuar trabalhando neste mesmo projeto para o ano de 2014, chegando na Copa do Mundo. Nossas condições são excelentes”, reconheceu. Scolari falou sobre a seleção durante entrevista coletiva concedida na Footecon, um fórum sobre futebol realizado no Rio de Janeiro, onde também não escapou de responder a perguntas sobre o Campeonato Brasileiro. Ao ser questionado sobre o fato de Vasco e Fluminense terem sido rebaixados dentro de campo, o técnico admitiu que não se surpreendeu com isso. “Atribuo (a queda dos dois times) ao Campeonato Brasileiro estar equilibrado. Não tem mais uma equipe que é tão superior à outra e que possa desde o início dizer: ‘Esta equipe

Nós conseguimos formar um bom grupo, formar uma equipe, ter uma equipe” FELIPE SCOLARI Técnico da Seleção

não cai’. Todos os 20 clubes que disputam o Campeonato Brasileiro, por um uma outra razão, têm condições de não estar naquela oportunidade nas melhores condições e ofereceram as chances aos seus torcedores de descerem (para Série B)”, analisou. “Não existe hoje uma diferença dos hoje chamados grandes clubes daqueles que sobem, ou daqueles clubes que têm um ranking razoável, mas não são tão grandes”. Já ao ser perguntado sobre os riscos de punições que poderão ser aplicadas pelo Superior Tribunal de Justiça Despor-

tiva (STJD) após o término da competição, tendo em vista as polêmicas que envolvem a briga de torcedores de Vasco e Atlético Paranaense, além da suposta escalação irregular de um jogador da Portuguesa que poderia salvar o Fluminense do rebaixamento, o treinador preferiu não entrar neste mérito. “Confusão na justiça não é algo que eu possa falar alguma coisa. Isso aí é uma situação que é clube, resultado de jogo, quem tem de resolver são os juízes, o STJD, o Tribunal de Justiça, as pessoas indicadas”, frisou Felipão, ao mesmo tempo em que voltou a lamentar os episódios lamentáveis ocorridos na Arena Joinville, palco de Atlético Paranaense x Vasco, pela rodada final do Brasileirão. “Todos nós ao observamos uma situação como aquela ficamos deprimidos, mas é aquilo que eu venho falando há um, dois, três, vinte anos: leis devem ser cumpridas, então, cumpra-se as leis. Existem leis no Brasil bem definidas pra tudo. Cumpra-se as leis. Só isso que eu venho dizendo”, concluiu.

Felipão acha que as condições são boas para chegar a Copa

Caso da Portuguesa e do Fla será julgado amanhã no STJD

Pedro Neto [ pedron@natal.digi.com.br ]

« JUSTIÇA » Caso perca os pontos por escalar um jogador irregular, a Lusa será rebaixada para a Segunda Divisão e salvará o Fluminense

Férias

Muitos elogios

De hoje até o dia 15.01.14 estarei de férias na Rádio Globo. Agora, a nossa coluna aqui na TN continuará normalmente as terças, quintas e domingos. Já no blog o trabalho permanecerá diariamente, afinal estou de férias, porém as notícias não deixam de chegar. Como não poderia ser diferente quero mais uma vez agradecer a todos vocês por mais este ano de parceria. De cumplicidade. De troca de informações. Tenho certeza que em 2014 com a quantidade de competições ligadas ao futebol que teremos em nossa cidade, ficaremos ainda mais próximos. Até porque a Copa do Mundo chegará para marcar definitivamente Natal no calendário do mundo do futebol.

A presença do Diretorexecutivo do Comitê Organizado Local (COL) da Copa do Mundo, Ricardo Trade, na última quinta-feira num evento em Natal foi um gol de placa do presidente da Federeação NorteRiograndense de Futebol/ FNF José Vanildo. Ricardo Trade é hoje um dos principais responsáveis pela organização da Copa do Mundo no Brasil. O diretor-executivo fez rasgados elogios ao presidente da FNF. A imprensa se fez presente em grande número. Ricardo Trade disse que ficou muito satisfeito com o que viu em Natal no tocante a Copa do Mundo e que a Arena das Dunas não será um elefante branco. Para o diretor-executivo a cidade de Natal foi agraciada com o sorteio dos jogos que acontecerão aqui na Copa do Mundo, pois Japão, EUA e México trarão uma grande quantidade de torcedores. Ricardo Trade disse ainda que a Arena das Dunas é de longe o estádio mais bonito entre todos os que foram e que ainda estão sendo construídos para a Copa do Mundo. Sendo assim, só nos resta torcer para que num futuro bem próximo ele possa voltar e com mais novidades para a nossa cidade antes do início da Copa.

JÚNIOR SANTOS

Rodrigo Silva A direção do ABC deu outra boa notícia para o torcedor alvinegro. O atacante Rodrigo Silva deverá permanecer no ABC para o ano de 2014. Artilheiro da equipe e um dos principais jogadores na recuperação dentro da série B de 2013 o jogador também quer ficar no clube. Nos próximos dias a direção abecedista deverá confirmar a permanência do jogador e possivelmente a contratação de novos jogadores.

Inauguração sem clássico A OAS confirmou que a Arena das Dunas não mais será inaugurada no dia 12 de janeiro. Inclusive o diretor-executivo do COL, Ricardo Trade, confirmou essa informação na sua palestra para a imprensa. Tudo indica que a Arena das Dunas será inaugurada ainda no mês de janeiro, contudo sem data nem jogo inaugural definido.

2ª Copa Norte/Nordeste de Sinuca A 2ª Copa Norte/Nordeste de Sinuca será disputa neste final de semana em Natal. O evento acontece na sede social do América na Av. Rodrigues Alves. O eterno campeão brasileiro de sinuca, Rui Chapéu, é o principal convidado do evento.

Treinamento E os árbitros do futebol do Rio Grande do Norte estão realizando treinamento visando o ano de 2014. Dois instrutores estão em Natal ministrando o treinamento. Márcio Cerri do RJ e José Alexandre SP são os instrutores. A Escola de arbitragem local, CEAF e FNF são as patrocinadoras do evento. O presidente da CEAF Ricardo Albuquerque está muito confiante em um grande ano da arbitragem do RN.

A

possível perda de pontos da Portuguesa e do Flamengo será julgada amanhã no Superior Tribunal de Justiça Desportiva – STJD. A Lusa é o Rubro-negro são acusados de escalar irregularmente jogadores pela Série A do Campeonato Brasileiro. Se confirmada a punição, o clube paulista será rebaixado para a Série B e o Fluminense salvo da queda. O presidente tricolor Peter Siemsen convocou entrevista coletiva para esclarecer a posição do Tricolor das Laranjeiras no caso e negou ter agido nos bastidores para denunciar a Lusa pela escalação irregular de Héverton. “Já estávamos no começo do planejamento para disputar a Série B quando nos deparamos com a no-

tícia da possível irregularidade de um atleta da Portuguesa. Fui surpreendido e passamos a acompanhar a situação. Apesar de não ter nenhuma relação com o Fluminense, parte da mídia e das pessoas associou o Fluminense a uma situação de irregularidade, mas o clube não tem nenhuma participação”, declarou o mandatário. Siemsen também lamentou o sentimento de revanche devido às viradas de mesa protagonizadas pelo clube na década de 1990: “Associar isso ao clube não tem nada a ver. Querer justificar a não aplicação de uma pena porque o Fluminense no passado esteve relacionado a situações que nem eram provocadas por ele, também. Em 1996 houve escândalo da arbitragem do Ivens Mendes e o Flumi-

nense não tinha nada a ver”. O presidente negou que o clube esteja usando sua força nos bastidores para se beneficiar na luta contra a Portuguesa nos tribunais e reclamou do tratamento do caso como se fosse um duelo entre time grande e pequeno. Peter ainda lembrou que, caso a permanência na Série A seja confirmada, o Fluminense passará toda a temporada perseguido pela imprensa e pelos rivais. Já o Vasco, insatisfeito com a negativa do presidente do STJD, Flávio Zveiter, que rejeitou recurso do clube para a impugnação da partida contra o Atlético Paranaense, insiste em levar o caso a julgamento. A advogada do clube carioca, Luciana Lopes, prometeu entregar a Zveiter um pedido de reconsideração.

Jeepshow inicia a preparação « JEEP CLUBE-RN » Competição mais tradicional do 4x4 do Estado será disputada a partir da próxima sexta-feira na cidade de Bom Jesus

U

ma equipe técnica do Jeep Clube-RN, formada por Luzardo Flor, Jorinaldo Lyra e Flávio Bulhões, se desloca até a cidade de Bom Jesus, distante 54 quilômetros da capital para acompanhar o início dos trabalhos de preparação da pista onde será disputada a prova indoor do XXVI Jeepshow. A pista será montada na área do loteamento Paraíso, que apoia o evento, na saída daquela cidade para Tangará, em propriedade do empresário Almir Freire. A prova será disputada no dia 22 nas categorias Jeep, Gaiola, Força Livre e Diesel. O Jeepshow é o maior evento fora de Estrada do Estado e será desenvolvido em três dias. A abertura será na sexta feira, dia 20, em Natal, em local a ser ainda definida pela diretoria do clube e os patrocinadores e apoiadores, com entrega de kits aos competidores inscritos. No sábado dia 21, haverá um passeio turístico no litoral da região metropolitana, ao Sul de Natal, com pontuação e premiação com troféu para os primeiros colocados. A prova indoor

DIVULGAÇÃO

Além das trilhas, os passeios em combio chamam a atenção

em Bom Jesus vai reunir os melhores pilotos de competições off road do Rio Grande do Norte e da Paraíba. Entre eles já estão confirmadas a presença de Paulo Cuscuz, campeão do Nordeste na categoria Jeep; Cláudio Galvão, um conquistador de troféus na Paraíba e em pistas do RN, nas categorias Força Livre e Diesel. Também vão participar da prova em Bom Jesus, Paulo Júnior, Carlos Janela, Jansen Teo-

doro, Celso Suricato e João Galvão, os irmãos Alan e Alysson, de Natal; Jaciroaldo, de Mossoró, Neno de Jardim de Piranhas e Tony Cabaré, de Campina Grande. O Jeepshow, que é patrocinado pelo Loteamento Paraíso de Bom Jesus, conta com o apoio da Pirelli-Natal Pneus, Pitu, Lipomax. As inscrições para os competidores permanecem abertas até o próximo dia 19. O número de carros participantes está limitado a 80.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

esportes

Mudanças causam polêmica para a temporada de 2014

Apito Final EVERALDO LOPES e_lopes@tribunadonorte.com.br

Arena ou estádio? A mania, agora, é arena. Com a chegada dos grandes e belos estádios, só se fala em arenas. Vejamos o que escreveram os mestres da língua portuguesa sobre arena - esse grandioso e fantástico espaço. O mestre Aurélio assim descreve o que é (ou o que foi) uma arena: é uma área central, onde nos antigos circos romanos os gladiadores combatiam as feras, é o espaço central do circo, onde se exibem os artistas no picadeiro, terreno circular para corrida de touros... Já para o professor Pasquale, arena é um círculo onde se realizam lutas, corridas e jogos, lugar de contenda, terreno circular, fechado, onde se realizavam touradas e outros espetáculos”. Como se vê, nenhum dos dois dicionários em espaço algum cita que é palco de futebol. No já destruído Machadão, antes de surgirem as tais arenas, só se falava em estádio, geralmente no aumentativo (Mundão do Arruda), Maracanã, Morumbi, Vila Belmiro, Parque Antárctica, Ilha do Retiro, Aflitos, Fonte Nova, e nada de arena. No princípio, eram três Castelões. De repente, o futebol brasileiro ganhou várias arenas, mesmo sem nenhum touro por perto pra ser vir de cobaia.

« FÓRMULA 1 » Punições que podem gerar perda de pontos e corridas com pontuação dobrada são algumas novidades propostas pela FIA MARTIN MEISSNER

Pilotos podem ser suspensos por erros

balho duro de uma temporada longa. Eu respeito às tradições da Fórmula 1 e não entendo essa nova regra”. “Imagine se no último Campeonato Alemão de futebol tivéssemos pontos dobrados para os vencedores da última rodada”, comparou Vettel. A FIA emitiu um comunicado explicando a alteração. O órgão quer aproveitar ao máximo o campeonato, pretendendo uma disputa acirrada até a última prova. A medida será válida para o campeonato de construtores e pilotos, significando que o vencedor da última etapa ganhará 50 pontos na classificação. Em reunião em Paris, diversas mudanças foram aprovadas para passarem a vigorar nos próximos anos.

Foi aprovado pela FIA o sistema de penalização por pontos na superlicença. A regra será válida a partir da temporada 2014 da Fórmula 1 e consiste na suspensão automática de uma corrida para o piloto que totalizar 12 unidades na “carteira” em um intervalo de 12 meses. Os pontos da superlicença serão retirados após o cumprimento da suspensão. Caso não chegue aos 12 e não tenha punição, serão eliminados após 1 ano da imposição. O novo regulamento deve punir com a perda de pontos situações como a liberação de um piloto dos boxes de forma arriscada ou considerada insegura pelos comissários da prova. No entanto, o novo regulamento é interpretativo. Um incidente durante a corrida pode ser punido com a perda de dez posições no grid da etapa seguinte, sem precisar haver punição na superlicença. Outra regra envolve os novos motores turbos V6. Eles serão “separados” em seis módulos, com um máximo de cinco itens de cada podendo ser utilizado. As opções são: gerador de energia cinética (voltado ao Kers), unidade geradora de energia, unidade geradora de calor, motor de combustão interna, turbo compressor e controle eletrônico.

« OLIMPÍADAS »

« NBA »

Ministério entrega a Bolsa Pódio

LeBron James é o mais lembrado

O Ministério do Esporte entregou, em São Paulo, o certificado do Bolsa Pódio para nove atletas da natação e para quatro das maratonas aquáticas. Foram contemplados, entre outros, os medalhistas mundiais Cesar Cielo, Thiago Pereira, Felipe Lima, Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha. Para Poliana Okimoto, campeã mundial da maratona aquática de 10km, o auxílio será fundamental na manutenção de sua equipe interdisciplinar.

Quatro vezes eleito o MVP (jogador mais valioso) de uma temporada da NBA, LeBron James foi o atleta mais prestigiado na primeira parcial de votação do público para o AllStar Game 2013/2014, o jogo da estrelas da liga de basquete dos EUA. A organização da competição divulgou em seu site oficial que astro do Miami Heat já acumulava um total de 609.336 votos. Líder geral da votação, LeBron é seguido de perto por Kevin Durant, do Oklahoma City Thunder.

Remo & futebol Poucos, raros são os clubes brasileiros que tiveram ligação estreita com o remo. No Rio Grande do Norte, existiu durante os tempos áureos do chamado esporte da palamenta nos tempos áureos das regatas no rio Potengi. Basta citar o detalhe de que, tanto o Centro Náutico Potengi quanto o Sport Club de Natal foram fundados em 1915, ali, lado a lado com o futebol. O ABC, primeiro, em junho daquele ano e, poucos depois, o América. O Centro Náutico era alvi-negro, o Sport tinha estreita ligação com

o América FC, logo notada no vermelho da camiseta. Se alguém ainda tem dúvida, basta observar as primeiras diretorias do Sport e do Náutico. Muitos diretores do ABC ligaram-se ao Centro, chegando até à presidência do ABC. Foram os casos dos irmãos Aranha, ambos passando pela presidência do Alvinegro. Nos áureos tempos do remo, em dia de regatas o cais do porto ficava lotado de moças de diversos colégios da capital, principalmente da Escola Doméstica e Escola Normal (das normalistas).

Remo (2) Do lado americano, o Sport Club de Natal tinha os irmãos Carlos e Oscar Siqueira, tempos depois chegando outro irmão – Edgar Siqueira, Mais tarde, os remadores famosos foram Oscar, Carlos e Edgar, substituindo as emoções da bola pela agitação do remo. O Sport ganhava uma regata, a outra era do Centro Náutico. Dia de regata, a cidade corria para ver a disputa no Potengi. O curioso é que os remadores do Náutico se dedicaram mais ao

remo do que os Siqueira, mais voltados para o futebol. Uma pena que, hoje, se o futebol de ABC e América está em plena efervescência, o remo está falido, quase nos estertores, ninguém nem lembra mais quando aconteceu a última regata no Potengi. Primeiro, com a chegada das empresas de pesca jogando para o ostracismo as garagens do Sport e Náutico, depois que a rua Chile transformou-se em centro de pescado. E o remo morreu.

O piloto da Red Bull Racing, Sebastian Vettel demonstrou contrariedade ao comentar mudanças

A

partir de 2014, a Fórmula 1 vai dobrar a pontuação da última corrida da temporada, o GP de Abu Dhabi. A medida foi aprovada pelo Grupo de Estratégia e pela Comissão da categoria. A FIA emitiu um comunicado explicando a alteração. O órgão quer aproveitar ao máximo o campeonato, pretendendo uma disputa acirrada até a última prova. A medida será válida para o campeonato de construtores e pilotos, significando que o vencedor da última etapa ganhará 50 pontos na classificação. O sistema de pontuação de 2014 mudaria o campeão das temporadas 2008 e 2012. Respectivamente, Felipe Massa seria o vencedor do campeonato

em cima de Hamilton, enquanto que Alonso ultrapassaria Vettel nos pontos. Além desta regra, foram aprovadas outras quatro mudanças no regulamento: teto orçamentário, testes da Pirelli entre os dias 17 e 19 de dezembro no Bahrein, números fixos para os pilotos e novas punições. O tetracampeão da Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel, classificou como um absurdo a decisão da FIA em aprovar a regra que dobra os pontos dos pilotos na última prova da temporada. A nova lei será introduzida em 2014. Vettel criticou fortemente a medida em declarações ao jornal alemão Bild, acreditando desvalorizar o esforço de um ano inteiro: “Isso é um absurdo e pune o traDIVULGAÇÃO

O PAU CANTOU Além de pesadas multas, Vasco da Gama e Atlético/PR vão ter que disputar oito e 12 partidas fora de seus estádios, respectivamente. Metade das punições será de portões fechados. Como o Vasco teve confirmada a queda para a série “B”, terão essas partidas fora de casa ou portões fechados. O PAU (2) Dependendo da formatação da tabela da série “B”, ABC e América poderão ser beneficiados nos dois jogos que terão que cumprir contra o time cruzmaltino, fugindo do estádio de São Januário. Serão de portões fechados ou distante de São Januário. A decisão do STJD saiu no final da tarde de sexta-feira. Vasco e Ponte parecem sem chance de escapar. LAGOA NOVA Na sua coluna de sexta-feira, a companheira Eliana Lima citou o risco da Arena das Dunas ter problemas de enchentes, na época invernosa, pelo fato de o Centro Administrativo (próximo ao novo estádio) ter uma lagoa vizinha. Vale lembrar que, o próprio terreno onde está erguido o estádio Arena da Dunas, pertencia à empresa Saturnino de Brito, responsável pela captação visando o abastecimento dágua à população de Natal. DE MÃOS DADAS Acredite se quiser, caro leitor/torcedor, mas está confirmada a informação de que os presidentes do ABC e do América – Rubens Guilherme e Gustavo de Carvalho, com os dois vice e assessores da presidência, mantiveram encontro na quinta-feira. O assunto foi a união dos dois clubes na busca de subsídios/recursos, visando a temporada 2014, e outras futuras, se a união permanecer firme, eliminando as velhas rixas, tão prejudiciais.

OS GOLS O ranking de gols entre ABC e América na “B” tem estes números: América assinalou 48 gols e sofreu 56, enquanto o ABC assinalou 45 e sofreu 58.

«

CARTÃO AMARELO

5

»

O técnico do San Lorenzo, Juan Pizzi comemora a vantagem

« CAMPEONATO ARGENTINO »

Jogos de hoje podem definir campeão nacional O San Lorenzo precisa apenas da vitória sobre o Vélez Sarsfield para erguer a taça

D

ois confrontos hoje, às 18h (no RN), complementam a última rodada do Torneio Apertura da Argentina e muito provavelmente indicarão seu campeão. O Vélez Sarsfield recebe o San Lorenzo no Estádio José Amalfitani, em Buenos Aires, enquanto que Newell’s Old Boys e Lanús duelam no Estádio Marcelo Bielsa, em Rosario. Líder com 32 pontos, o San Lorenzo depende de uma simples vitória para conquistar o título. O time é perseguido por Lanús, Vélez Sarsfield e Newell´s Old Boys, todos com trinta pontos e nesta ordem na tabela de classificação por conta dos critérios de desempate.

“Chegar nesta última rodada dependendo de nossas próprias forças é algo que pode fazer a nossa diferença e é isso que estou procurando passar para o meu grupo”, disse Juan Antonio Pizzi, técnico do San Lorenzo, que também poderá ficar com o título em caso de empate, desde que não se tenha um ganhador no outro jogo do dia. Para os demais candidatos ao título a caminhada rumo ao caneco é mais complicada. O Vélez, para ser campeão, tem que ganhar e torcer por um empate no outro jogo. Já Lanús ou Newell´s não podem ser campeão hoje. Isso porque o ganhador, obrigatoriamente vai terminar a competição empatado com um dos times do outro confronto, forçando uma partida desempate, provavelmente na quartafeira em campo neutro e com presença de torcedores dos dois times.


6

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

esportes

Natal realiza a 1ª Volta Ciclística « CICLISMO » Evento pretende conscientizar a população da capital potiguar da importância do uso da bicleta para o deslocamento, diminuindo os índices de poluição e ajudando no combate à obesidade ALEX REGIS

C

om a Copa do Mundo de Futebol 2014 se aproximando, discutir sobre mobilidade urbana nas CidadesSede nunca se fez tão necessário. Pensando nisso, a Prefeitura de Natal por meio da Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e Copa do Mundo (Secopa) organizou a primeira Volta Ciclística de Natal, que marcará o fim do calendário esportivo da cidade hoje e terá o objetivo de despertar a consciência da população quanto ao uso da bicicleta como um meio de transporte alternativo. O evento, que faz parte da programação do “Natal em Natal”, será dividido em duas partes. Pela manhã ocorrerá o Pas-

seio Ciclístico que promete reunir cerca de 2 mil pessoas. O trajeto será simples: saída do Shopping Cidade Jardim, em Ponta Negra, seguindo pela Roberto Freire em direção a rotatória da Rota do Sol. A Praça da Árvore de Natal, em Mirassol, será o ponto de encontro dos participantes e local onde acontecerá o sorteio de 10 bicicletas após o evento. Na parte da tarde, será a vez da Prova Nacional de Ciclismo, que tem a expectativa de reunir entre 150 a 200 atletas de todo o Brasil. Ela acontecerá na Avenida Itapetinga, na Zona Norte de Natal. Assim como no passeio, em todo o percurso da competição será distribuída água mineral para todos os competido-

res. Quem é presença garantida no evento é um dos destaques do esporte no Brasil, o ciclista Roberto Pinheiro que junto de outros atletas estará disputando pontos no ranking nacional. Para Sônia Cardoso, Presidente da Federação Norteriograndense de Ciclismo, “as expectativas para o evento são as melhores. Atletas de Pernambuco, Paraíba, São Paulo – que disputam o ranking nacional – já confirmaram presença”. De acordo com o secretário da Sejel/Secopa, Luiz Eduardo Machado, a Volta Ciclística terá dois objetivos principais: o primeiro será a utilização da bicicleta como forma de lazer, pois será um momento de integração

familiar e esportiva. Já o segundo terá o foco de despertar a população, os motoristas e o Poder Público para o uso consciente da bicicleta como meio de transporte. “A Prefeitura de Natal tem essa consciência, tanto é que criamos esse ano o Conselho Municipal de Políticas Cicloviárias, que é justamente para discutir e debater as melhorias para os ciclistas – tanto os que utilizam para o lazer quanto os que usam a bicicleta como transporte alternativo”. As inscrições do Passeio Ciclístico serão realizadas hoje mesmo, pouco antes da largada que será às 8h. Por isso, é importante chegar cedo ao local e garantir sua vaga.

Praça da árvore de Natal será o ponto de encontro para partida

« FUTEBOL PARA ADVOGADOS »

OAB/RN se garante no Mundial em Budapeste Entidade enfatizou a importância do esporte e lançou os dois uniformes oficiais

A

participação da Seleção de Futebol da OAB/RN no XVII Campeonato Mundial de Futebol para Advogados, que será realizado em Budapeste (Hungria) no próximo ano, está confirmada. A solenidade de apresentação do projeto e assinatura dos contratos de patrocínio aconteceu durante a semana, no Hotel Majestic, em Ponta Negra. No evento foi apresentando um vídeo, contando toda a trajetória das duas equipes que compõem a seleção. Atualmente a equipe Master é tricampeã pelo Campeonato Brasileiro de Futebol para Advogados. O título foi conquistado no último mês de novembro, em Aracaju. Os dois uniformes confeccionados exclusivamente para o campeonato mundial também foram apresentados ao público presente, formado por atletas, imprensa e patrocinadores. Antes do encerramento, aconteceram as assinaturas dos contratos dos patrocinadores. A Seleção de Futebol potiguar

da OAB, que estará participando do campeonato de 23 de maio a 1º de junho de 2014, conta com o patrocínio da Arituba Turismo, Cachaça Pátria Amada, Caio Fernandes Negócios Imobiliários, Construtora Constel, Construtora Ramalho Moreira, Sol Corretora de Câmbio, CAARN e FNF. A mesa foi composta pelo presidente da OAB/RN, Sérgio Freire; Conselheiro Federal, Lúcio Teixeira; Presidente da CAARN, Paulo Coutinho; Presidente da Comissão de Esportes da OAB/RN, Edson Gutemberg e os membros diretores da organização do mundial, Klevelando Santos e Tales Barbalho. O presidente da Câmara Municipal de Natal, Albert Dickson, prestigiou o evento e fez parte da mesa. A Câmara é uma das instituições que está apoiando a seleção. O presidente da OAB/RN, Sérgio Freire, destacou a importância do esporte durante sua fala: “É importante dizer que não está se patrocinando um grupo, mas a advocacia potiguar. Sinto e vejo a mudança em todos os atletas que participam dos campeonatos. A Advocacia é uma das áreas mais estressantes atualmente e o esporte contribui para aliviar essa carga de trabalho”, declarou.

hoje na tv Esporte Interativo 13h30 – Mundial Feminino de Handebol: Oitavas-de-final – Ao Vivo 18h00 – NFL: New Orleans Saints @ St. Louis Rams – Ao Vivo 21h00 – Fim de Papo – Ao Vivo 22h30 – NFL: Cincinnati Bengals @ Pitsburgh Steelers – Ao Vivo TV Globo 10h00 – Stock Car – Corrida do Milhão 11h 00– Esporte Espetacular Sportv 11h50 - ao vivo - Futsal – Final 15h45 - ao vivo - Amistoso de Futebol Amigos do Washington x Amigos do Cafu 18h15 - ao vivo - Amistoso de Futebol Corinthians X Santos


revista da

‘The vampire diaries’ está na lista da Coluna Seriais

A REVISTA DA TV É UM SUPLEMENTO DA TRIBUNA DO NORTE. NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE.

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 15 de dezembro de 2013

« PÁGINA 11 »

Mudança de fase O humorista Paulo Gustavo ganha nova atração « PÁGINA 4 »

Aos 18 anos, Bruna Marquezine diz que passou a ser vista como adulta, estrela próxima trama das 21h, e jura não ligar para as fofocas sobre o namoro com Neymar. « PÁGINAS 6 E 7 »


Depois de uma temporada em Nova York, Stênio Garcia vai protagonizar a peça “O Vampiro de Düsseldorf”, de Ulysses Cruz. Sua mulher, Marilene Saade, também estará no elenco da montagem, que é baseada no filme clássico de Fritz Lang.

No quiosque e na carrocinha, com saúde Depois de “Amor à vida”, Juliano Cazarré será vaqueiro no longa “Valeu boi”, de Gabriel Mascaro. Seu personagem, Iremar, trabalhará nos bastidores do evento Vaquejada e terá o sonho de se tornar estilista de moda no Polo de Confecções do Agreste. Filmagens em março.

Em todos os lugares e temperaturas Fábio Porchat está em todas? Você não viu nada. Ele foi escolhido pela Disney Brasil para dublar o personagem Olaf, um boneco de neve, no longa de animação “Frozen - Uma aventura congelante”.

‘Medida certa’ que também transforma Preta Gil está feliz com os 12 quilos perdidos no “Medida certa”. A cantora, que teria que operar o joelho, se livrou do mau diagnóstico e segue firme na dieta. Ela diz que o programa de fato mudou a sua vida. ARQUIVO PESSOAL

com Florença Mazza e Ana Luíza Santiago, Clara Passi e Rafaela Santos kogut@globo.com.br

Voltou de Nova York direto para os ensaios

patrícia kogut

2

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

10

Para as repetições de elenco atuais que não incomodam: Marcelo Médici e Fabíula Nascimento estão em “Junto & misturado” e em “Joia rara”. Fernanda de Freitas e Kiko Mascarenhas, no humorístico de domingo e em “Tapas & beijos”. São casos muito únicos de atores que ocupam tão bem seus lugares que a onipresença não irrita e nem é lembrada de cara.

O bonde do Médici MIICHEL FILHO

A

primeira peça da coleção de Marcelo Médici chegou às suas mãos quando ele era tão pequeno que não se lembra ao certo quantos anos tinha. É a locomotiva de ferro da foto. De lá para cá, a frota do ator de “Joia rara” e “Junto & misturado” só fez crescer. - Adoro Mustang e Fusca. Devo ter uns cem carrinhos. Quando era criança, meu pai sempre chegava em casa de madrugada com uma caixinha para mim, a paixão vem dessa época lembra o ator de 41 anos, que tem uma estante especial só para os brinquedos. É em alta velocidade que segue a vida dele. No ar em duas produções, Médici já prepara a agenda do próximo ano. Ele se dividirá entre a TV paga, o teatro e o cinema. Estará na segunda temporada de “Vai que cola”, do Multishow, como Sanderson. O personagem, uma de suas mais famosas criações, também poderá ganhar uma versão para a tela grande. No meio de tudo isso, Médici já escreve a continuação de “Cada um com seus pobrema” para os palcos. Mas, por ora, se concentra no divertido Joel de “Joia rara” e nas gravações finais do humorístico.

- Nunca tinha feito novela de época. Me considero sortudo por contracenar com um elenco de tão alto nível. A repercussão é enorme - observa. Apesar de ser conhecido pelo seu trabalho em comédia, Médici frisa que gosta de diversificar. Cita como DIVULGAÇÃO/SITE PÉ NA COVA

Vai ser pai e é discreto Avesso a falar sobre a vida pessoal, Gabriel Braga Nunes não tem espalhado aos quatro ventos sobre a gravidez da namorada, Isabel Mello, que foi a Cordata de “Cordel encantado”. Ela está grávida de poucas semanas.

0

Gostam de velocidade Marcos Breda, Allam Khodair, Bia Figueiredo, Paulo Nigro e Rafael Cardoso foram vice-campeões da categoria B das 500 Milhas da Granja Viana essa semana. Olha a foto registrando a alegria na linha de chegada.

Para as repetições que cansam (quase todas). Luis Melo é um bígamo tanto em “O cravo e a rosa” quanto em “Amor à vida”, ambas histórias de Walcyr Carrasco. Há atores na novela no ar em outros horários. E a trama de Silvia (Nathalia Dill) em “Joia rara”, infiltrada para vingar o passado, é quase a mesma de Nina (Débora Falabella) em “Avenida Brasil”.

exemplo a oportunidade que teve em “O canto da Sereia”, com o ácido marqueteiro Tuta: É bom poder transitar entre gêneros. Me sinto honrado por ser humorista, mas fazer graça é um desafio tão grande quanto qualquer outro.

Meninas vermelhas

A afinação vem do hospício de Zoltan No último episódio de “Pé na cova” da temporada, previsto para depois de amanhã, uma festa de Natal acontecerá nas ruas do Irajá. Entre as atrações está um coral formado por pacientes da clínica do Doutor Zoltan, na foto ao lado.

As ruivas são um sucesso absoluto na Central de Atendimento ao Telespectador da Globo. Marina Ruy Barbosa, Sophia Abrahão, Nathalia Dill e Bruna Griphao lideraram a lista dos cabelos mais comentados em novembro.

Na grande ‘família’ das 21h

Vaquejadas e acordar com a passarada Depois de “Minha vida, meu ritmo”, Cynthia Howlett já tem novo projeto no GNT. O canal aprovou o piloto de uma atração sobre dicas de alim entação em locais como praias e bares, por causa do verão. A ideia é que o programa vá ao ar já no início do ano.

Karen Junqueira, que ficou mais de cinco anos fazendo novelas na Record, voltará à Globo. A atriz fará uma participação na trama de Manoel Carlos “Em família”. Ela gravará suas cenas esta semana.


revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

3

« JOVENS »

Apresentador de ‘Catfish’, que tem a segunda temporada exibida pela MTV, dá dicas sobre relações e fala sobre as ciladas amorosas da web NATÁLIA BOERE natalia.boere@oglobo.com.br

V

ocê pode até nunca ter tido um relacionamento online, mas provavelmente conhece alguém que já passou pela experiência. E as ciladas para os que se aventuram na internet são mais numerosas do que se imagina. Tanto que “Catfish”, programa que ajuda a promover encontros para verificar a veracidade de namorados virtuais, já está na segunda temporada. No ar na MTV, a atração é comandada pela dupla Nev Schulman e Max Joseph. - Temos um grupo de produtores que olha os e-mails que recebemos e acha pessoas que estão muito comprometidas numa relação online e precisam tomar algumas decisões estratégicas sobre o que fazer com suas vidas, saber se o relacionamento vai dar certo ou não. Queremos colaborar com aquelas que precisam de respostas sérias. Nunca sabemos qual será o desfecho das histórias. Mas, nesta segunda temporada, o público está vendo que temos surpresas boas e alguns finais felizes - conta Nev, por telefone. O programa é derivado de um documentário homônimo, que retratou o final nada feliz de um relacionamento virtual que Nev mantinha. Ao encontrar a “namorada” pessoalmente, ele descobriu que a jovem Megan, por quem se apaixonara,

era, na verdade, Angela, uma mulher de 40 anos que usava fotos falsas na internet. - Eu estava machucado e queria que outros internautas evitassem passar por experiências como a minha. Não sabia que tanta gente se interessaria pe-

DETETIVES. Nev Schulman (de azul) c omanda “Catfish” ao lado de Max Joseph

mente é um sinal de que alguma coisa pode estar errada. A melhor maneira de evitar ser enganado é ser direto e pedir provas, marcar uma videoconferência. E se ele der muitas desculpas, disser que está ocupado para um encontro pessoalmente, é provável que esteja mentindo. Outra coisa válida é checar o Facebook da pessoa. Se ela não tiver muitos amigos, é bem capaz que algo esteja estranho. Apesar do faro já treinado, o rapaz, de 29 anos, diz que dificilmente embarcaria numa nova relação virtual. - Não diria “não” a nada, porque você não sabe o que pode acontecer amanhã. Mas agora estou muito cauteloso com envolvimentos pela internet. A não ser que você esteja usando um site de relacionamentos, onde a intenção é conhecer alguém e levar a relação para o mundo real logo em seguida. Mas acho que eu não me envolveria mais seriamente num relacionamento de longa distância - garante.

DIVULGAÇÃO

Faro virtual

la minha história, nem que existia um fenômeno online de gente que fingia ser quem não era. Quando o filme estreou, em 2010, as pessoas o viram e me procuraram. E aí eu percebi que eu tinha esbarrado com algo importante - relata Nev. Tão importante que “Catfish” já tem uma terceira temporada confirmada pela MTV: - Como artista e filmmaker, eu sempre procuro fazer coisas diferentes, mas temos algo que funciona muito bem, nos comunicamos de forma emotiva com as pessoas através do show e acho que elas gostam do que fazemos. Então, eu e o Max não queremos mudar muito. Pensamos sim em contar histórias diferentes em cenários que ainda não foram explorados - explica o apresentador. Pós-graduado no assunto, Nev reconhece que, no mundo virtual, “é muito difícil provar que alguém está mentindo”. Mas dá algumas dicas para evitar pegadinhas. - Se o seu parceiro online não puder garantir que está falando a verdade, geral-


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

revista da

FOTOS DE REPRODUÇÃO

« AMOR À VIDA »

1

Literatura em cena Walcyr Carrasco tenta estimular o hábito da leitura com a inclusão de livros no cotidiano dos personagens da trama das 21h THAÍS BRITTO thais.britto@oglobo.com.br

M

uito da aproximação entre Thales (Ricardo Tozzi) e Natasha (Sophia Abrahão) em “Amor à vida” se deu por conta do interesse da dupla pela literatura. Os dois trocam dicas e aparecem lendo livros constantemente em cena. Bernarda (Nathália Timberg) é outra leitora voraz da trama das 21h, e até o malandro Guto (Márcio Garcia) já apareceu com livros nas mãos mais de uma vez, ainda que estivesse disfarçando mais do que lendo. O expediente, que vem chamando a atenção dos espectadores, foi a forma usada por Walcyr Carrasco, ele mesmo escritor e apaixonado por leitura, para estimular o hábito em quem assiste à trama das 21h. - A ideia é mostrar a leitura como algo que faz parte da vida. Para escolher os títulos que coloco no texto, primeiro preciso conhecer o livro e suas qualidades; segundo, passar por todos os gêneros, da poesia a livros teóricos, ficção e até autoajuda. Meu critério é sempre que livro aquele personagem leria. A Natasha lê principalmente a nova literatura fantástica brasileira. Bernarda já gosta de livros mais densos - explica Walcyr. O livros servem ainda como instrumento de interação: Félix (Mateus Solano) ofereceu o título “Sabedoria judaica”, de Arnaldo Niskier, a Pérsio (Mouhamed Harfouch), enquanto Bernarda deu de presente para Pilar um exemplar de “O que realmente importa”, de Anderson Cavalcante. Silvia (Ca-

rol Castro) presenteou Michel (Caio Castro) com “Solidão no fundo da agulha”, de Ignácio Loyola Brandão. E, na trama, o hábito da leitura vem desde a infância: Jayminho (Kayky Gonzaga) é sempre retratado com um título nas mãos, assim como Paulinha (Klara Castanho), que já leu “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes. A repercussão, segundo Carrasco, é das melhores. - Tive alguns retornos importantes. Ana Maria Machado mandou e-mail elogiando minha postura, e o Arnaldo Niskier me expressou pessoalmente a importância que vê nesse tipo de iniciativa. Outro dia, quando mostrei a literatura infantil, um amigo me procurou dizendo que o filho dele de 10 anos queria conselhos sobre o que ler a partir de agora. Achei linda essa reação.

1. Guto. O personagem de Márcio Garcia apareceu lendo “1889”, de Laurentino Gomes

2. Félix. O vilão de Mateus Solano presenteou Pérsio (Mouhamed Harfouch) com “Sabedoria judaica”, de Arnaldo Niskier

3. Jayme. O filho de Niko (Thiago Fragoso) se divertiu com a trama de “Trudi e Kiki”, de Eva Furnari

2

3


revista da

«MALHAÇÃO» Globo 17:30

«JOIA RARA» Globo 18:00

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

5

« NOVELAS » «ALÉM DO HORIZONTE» Globo 20:00

«AMOR À VIDA» Globo 21:00

«CHIQUITITAS» SBT 20:30

«PECADO MORTAL» RECORD 22:10

SEGUNGA-FEIRA Giovana lidera a apresentação do

Amélia expulsa Manfred do cortiço.

Marlon passa a noite com Angelique.

Maciel e Pilar passam a noite

Duda convida os órfãos para

Carlão provoca Picasso

musical, até que Meg finalmente

Franz revela a Amélia que Viktor é o

LC se desentende com Tereza. Zélia

juntos. Silvia acredita que Niko

comer e tomar banho na mansão.

de propósito. Ele se

consegue chegar ao Grajaú. O show

pai do filho de Sílvia. Silveira diz a

e Vitória pensam em fugir da

possa conseguir a guarda de

Mili leva Tati e Vivi ao quarto

descontrola e agride Carlão.

é um sucesso, e todos se

Hilda e Toni que, perante a lei, ele

Comunidade. Nilson diz a Celina e

Fabrício e comunica a

de Gabi. A mando de Armando,

Em um movimento rápido,

emocionam. Domingas registra a

continua casado com Gaia. Manfred

Fátima que Klaus o achou em um

Eron o pedido de DNA.

Paçoca coloca uma carteira na

Carlão vira o jogo e domina a

comoção de Monique. Antônio

decide dar um sumiço em Franz e

barco. Hermes e Assis falam de

Concorrentes de Márcia e Félix

mochila de Cícero. Na delegacia,

situação. Otávio chega e leva

sente ciúmes do sucesso de Ben.

pede ajuda a Benito. Gaia diz a Toni

Kléber para Líder Jorge. Angelique

ficam irritados com o sucesso

Cícero promete desmascarar

o pai de Cinira. Carlão sai na

Luciana e Ronaldo se entendem.

que lhe dará o desquite. Franz

e Tereza visitam Joana. Júlia

das vendas. Bruno acusa Glauce

Cintia. Mili diz a Vivi que

sequência. Ele liga para Patrícia

Sofia pensa em conquistar Edgard.

decide ir ao baile com Amélia.

repreende Lili por beijar William.

de ter assassinado Luana.

Tati quer encontrar Cícero.

para contar a confusão.

Sofia diz que está disposta a esquecer

Joel planeja dopar Odilon, mas Lola

Keila ataca Fátima e Vó Tita defende a

Amarilys afirma a Eron que

Mili, Vivi e Tati estranham a

Patrícia grava uma conversa

Ben e pede para Flaviana apresentá-

percebe e troca as xícaras. Ernest flagra

neta. William se reconcilia com Sandra.

não deixará Fabrício fazer o exame

ausência de Cícero e Cintia avisa que

entre ela e Picasso. Ele

la a Edgard. Vera decide afastar Ben e

Sílvia e Viktor se beijando. Pérola sente

Lili incentiva Heloísa a ficar com Thomaz.

de DNA. Glauce confessa que

ele foi preso. Maria Cecilia e Tobias

aproveita oportunidade e

Anita. Raíssa pede que Clara e Vitor

que algo ruim está acontecendo com

Rafa se despede de Flávio. William

deixou Luana morrer. César sente

se beijam. Mili conta a Junior a

agarra Patrícia à força. Carlão

sejam mais discretos. Antônio

Franz. Zefinha vê homens

promete para Sandra que voltará para

a presença de Ninho. Glauce

história de Cícero. Cícero revela a

chega a tempo e ataca Picasso,

termina seu namoro com Bruna.

encapuzados à espreita na porta do

casa com Marlon. Lili se despede de

entrega a Félix uma carta

Junior que Cintia está envolvida em

defendendo a esposa da violência.

Vera diz a Anita que ela passará

cabaré. Viktor admite para Ernest que

Heloísa. Tereza vai ao alojamento de

confessando os seus crimes. A

sua prisão. Junior diz a Cintia o que

Carlão diz para o pai que Picasso

uma temporada na casa do pai.

ama Sílvia e que é o pai do filho dela.

Zélia e Vitória se esconde.

médica sofre um acidente e morre.

descobriu. Cintia nega as acusações.

tentou violentar Patrícia.

Vera insiste para que Anita arrume suas

Ernest fica furioso ao saber do

Os eleitos entregam os celulares para

Félix é avisado da morte de

Ao chegar ao orfanato, Leticia se

Carlão descobre possível plano

malas. Sofia se insinua para Edgard,

envolvimento entre Viktor e Sílvia e

Assis. Marcelo tem uma crise ao saber

Glauce e entrega à polícia a carta.

depara com Rui, que lhe entrega

de ataque de Valdo. Ele

mas ele a ignora. Ben descobre que

exige que o filho a abandone. O

do sumiço de Lili. Nilson diz a Celina

Valdirene entra no Projac, mas é

buquê. Cintia vai falar com Cícero

tenta avisar Otávio sobre risco de

Anita se mudou para a Barra. Martin

delegado vê os homens encapuzados

que Kléber já sabe que alguém

expulsa pelos seguranças. Leila

na delegacia. Em troca, pede para

emboscada, mas não consegue. Ele

fica sabendo do namoro entre Ben e

em frente ao carro de Franz e inicia uma

esteve fora dos limites da cidade.

deixa a casa de Nicole, e Thales

que ele desminta a história que

pede para Dorotéia ir até casa dos

Anita. A transformação de beleza de

perseguição. Sílvia e Viktor conseguem

Guto observa o GPS que colocou na

tenta se aproximar de Natasha.

contou a Junior e para que

Vêneto para impedi-los de atacar.

Marinalva é um sucesso, e Edgard se

fugir do hospital. Ela confessa a Viktor

mochila de William. Hermes manda

Niko, Amarilys, Eron e Fabrício

desapareça e desista da ideia

Carlão usa carro de Dorotéia e

surpreende com o trabalho de Sofia.

que é filha de Heitor Zampari.

Assis revistar as mochilas dos eleitos.

fazem o exame de DNA.

de se aproximar de Tati e Vivi.

vai ao encontro de Valdo só.

Marinalva anuncia que patrocinará o

Gertrude descobre que Silvia. é filha de

André percebe o interesse de Thomaz

César ouve Ninho sorrir perto

Junior conversa novamente com

Perfume e Sabonete mostram

projeto de beleza de Sofia. Raíssa

Heitor. Sonan fica incomodado ao ver

na investigação. Celina questiona

dele. Félix faz performance para

Cícero. Ao sair da cadeia, Cícero é

foto para Carlão em que

tenta convencer Vera a compreender

Matilde com o doutor Rubens. Viktor

Klaus sobre Nilson. Paulinha conta

vender cachorro-quente. Paloma

colocado em um carro. No bar,

ele parece claramente. Eles

Anita. Marinalva apresenta Sofia para

vasculha a gaveta de Ernest e encontra

para Tereza que viu Zélia com atitudes

examina o filho de Aline e se

Fernando e Carol conversam sobre

chantageiam Carlão, ameaçando

a imprensa, mas ela não menciona o

cartas antigas de Catarina e Heitor.

suspeitas. Hermes e Assis suspeitam

preocupa com a criança. César

um novo projeto. Carol aceita a

publicar a foto caso ele não assuma

apoio de Flaviana e Serguei a seu

Davi se irrita ao ver Aurora ensaiando

que Berenice seja a espiã. Berenice

conversa com Lutero. Aline exige

carona de Fernando. Junior

o lugar do pai. Carlão tem medo

projeto nas entrevistas. Sidney ajuda

com Odilon. Salvador procura Franz e

prepara uma bomba caseira. A cabine

que Patrícia e Rafael lhe deem

recebe em seu celular uma foto

que Patrícia descubra e fica

Ben a se encontrar com Anita.

pede que ele o leve até Silvia.

do barco dos eleitos explode.

uma cópia da procuração.

de Carol e Fernando se beijando.

desesperado com o impasse.

Soraia ajuda Anita a se encontrar com

Gertrude avisa Ernest que Viktor saiu

William encontra Lili e se tranquiliza. Os

Rafael e Patrícia hesitam, mas

Carol diz a Fernando que ele não

Otávio encontra Marcinha e descobre

Ben. Serguei deixa o projeto de beleza,

de casa. Toni e Gaia visitam vários

moradores de Tapiré se impressionam

acabam entregando a cópia

deveria tê-la beijado, mas ele

que ela está grávida. Ele diz que

e Flaviana alerta Sofia sobre seu

orfanatos atrás do filho, mas não

com a explosão. William, Lili e Rafa

da procuração para Aline.

confessa estar apaixonado. Junior

Michele cobra um neto e propõe

comportamento. Ben e Anita combinam

encontram nenhuma pista. Franz

entram no barco de Nilson. Kléber

Paloma avisa a Aline que

mostra a Carol a foto que recebeu e ela

cuidar do filho dela, fingindo ser

de viajar juntos após o encerramento das

leva Salvador para ver Silvia e

manda prender Berenice, depois de

colocará uma enfermeira para

conta sua versão. Maria Cecília chega à

seu. Picasso fica furioso e diz que

aulas. Edgard se insinua para Sofia

desconfia estar sendo seguido.

trocar olhares com Hermes. Os membros

cuidar do seu irmão. O

delegacia e comunica a mãe e à

queria ter vivido como Carlão.

e a beija na frente de um paparazzo,

Salvador conta para Silvia que Ernest

do Grupo e os eleitos são obrigados a

oftalmologista descobre uma

empregada que elas precisarão passar

Carlão entende a inveja de Picasso e

que registra o momento.

é o culpado pela morte de Catarina.

ficar em Tapiré. LC procura Kléber.

lesão no nervo do olho de César.

a noite no local, pois a fiança é cara.

descobre de quem ele é filho.

Enquanto Ernest ameaça Marta no

Tereza percebe a aflição de Paulinha

Márcia elogia Félix por ter

hospital, Salvador escreve uma

ao ver Joana. Celina faz perguntas

cuidado de Marijeyne. César

carta-confissão e entrega a Silvia.

sobre o grupo para Lili. Matias avisa a

assina a nova procuração para

Silvia deixa com Pilar uma cópia da

Hermes sobre a presença de LC. Selma

Aline. Rafael e Patrícia contam

carta e se despede da amiga.Marta e

encontra a mala de Lili. William tenta

para Eron que deram para

Salvador são perseguidos. O carro de

falar com Berenice, e Kléber o

Aline uma cópia da

Silvia cai em um precipício e explode.

repreende. LC se emociona ao ver Lili.

procuração que César fez.

TERÇA-FEIRA

QUARTA-FEIRA

QUINTA-FEIRA

SEXTA-FEIRA

SÁBADO Não há exibição.

Não há exibição.

Não há exibição.


6

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

revista da

‘Sou atriz e ponto’

Não sou símbolo sexual, gostosona, periguete. E as pessoas vão me ver fazendo de tudo na televisão”

Com dois papéis na próxima trama das 21h, ‘Em família’, Bruna Marquezine volta a trabalhar com Manoel Carlos, conta que vem se acostumando a ser vista como adulta, e comenta a relação com Neymar natalia.castro@oglobo.com.br

A

guardada por uma multidão do lado de fora da pousada onde estava hospedada, na Cidade de Goiás, Bruna Marquezine afirma que, aos poucos, vem aprendendo a lidar com um assédio mais invasivo. Depois de viver a periguete Lurdinha, em “Salve Jorge”, com direito a barriga de fora e dose extra de sensualidade, e se tornar namorada do craque Neymar, atualmente no Barcelona, ela já perdeu as contas de quantas vezes foi questionada sobre quando vai posar nua. E, principalmente, como vai o namoro. - É engraçado, né? Esperam que eu responda o quê? Que está muito ruim (risos)? No início, eu ficava desesperada, mas as pessoas viram que a gente estava junto e pronto. E não, não vou posar nua. Vejo ensaios lindíssimos, mas não é para mim (risos). Não sou símbolo sexual, gostosona, periguete. Sou atriz e ponto. E as pessoas vão me ver fazendo de tudo na TV - avisa, entre goles de suco de caju com “pouquinho açúcar”. Foi em Goiás que Bruna gravou as primeiras cenas de “Em família”, novo folhetim de Manoel Carlos, que tem estreia prevista para o início de fevereiro. A novela trará a atriz em dose dupla: ela será Helena, na primeira fase; e na segunda, fará Luisa, filha da personagem principal, vivida por Julia Lemmertz. Para Bruna, o convite feito por telefone pelo próprio Maneco é a chance de retomar a parceria que começou em “Mulheres apaixo-

nadas” (2003), primeira novela da atriz, aos 7 anos. - Com aquela idade eu não tinha noção do que o Maneco fez pela minha carreira. Sempre tive vontade de agradecer - explica a atriz. Por isso, relembra, ficou em êxtase quando soube pela mãe que Maneco havia ligado pedindo seu número de celular, na época de “Salve Jorge”. - Ele ligou e me elogiou por “Salve Jorge”. Aí, disse que queria me presentear com dois papéis. Nesse momento, eu dava pulos dessa altura (levanta bem alto o braço). É louco o Manoel Carlos ligar para você e dizer que tem dois papéis sob medida. Deus é bom demais! - empolga-se uma falante Bruna, contando que ainda está apenas no começo: - Eu nunca fiz uma vilã, uma pessoa maluca. Quero fazer personagens que me levem ao meu limite. Menina de “muita fé”, ela tem por hábito ler a Bíblia e anotar suas passagens preferidas. Criada na igreja Católica, define-se como cristã e afirma seguir os mandamentos de Deus. - A gente passa por momentos complicados e temos que ter fé. Ter algo em que acreditar, algo que vai te guiar. Além da religiosidade, Bruna afirma ser muito apegada à família. Com 18 anos completados no dia 4 de agosto, a atriz jura que não tem vontade de sair da casa dos pais. Apesar de se considerar independente, são eles quem administram seu dinheiro. E também são os responsáveis por mantê-la com os pés no chão este tempo todo, frisa. - Além da minha vontade, esforço e dedicação, sempre estive

A gente passa por momentos complicados e temos que ter fé, algo em que acreditar”

AOS 18 ANOS. Atriz adiou a faculdade de Cinema e as aulas para tirar carteira de motorista para focar na novela

TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JÚNIOR

NATALIA CASTRO

Essa é uma profissão que mexe com o ego, envolve dinheiro. Você precisa estar certa dos seus princípios, porque se der uma brecha, algo vai dar errado”


revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

7

TV GLOBO/JOÃO MIGUEL JR

u o , ona, ete. E soas e ver o de a ão”

e por ntos icados s que algo e tar”

uma ão exe ego, e ro. recisa erta us pios, e se ma , algo ”

rodeada da família e de pessoas bem instruídas. Não adianta colocar qualquer um para trabalhar com você - reflete a atriz: - É um mundo instável, as coisas vão e vêm rapidamente e as pessoas não são muito verdadeiras. Essa é uma profissão que mexe com o ego, envolve dinheiro. Você precisa estar certa dos seus princípios, porque se der um brecha, algo vai dar errado. Bruna cresceu diante das câmeras. Mas a passagem do tempo ficou mais evidente depois de aparecer com roupas curtas e justas em “Salve Jorge”. - Fui vista de forma diferente porque o papel era mais apelativo. Antes eu só havia feito a boa moça ou a menina que sofria. E a mídia passou a me encarar como adulta. As perguntas mudaram pois não há interesse na vida pessoal de uma criança. Foi um papel que acabou me expondo de uma maneira boa. Logo depois, comecei a namorar uma pessoa que também está exposta. Tudo isso é novo para mim. Mas fui aprendendo a lidar - afirma. Por isso, Bruna faz questão de estar com pessoas em quem confia. Curtir a noite em uma boate, só se for entre amigos. - Não acontece de ir só com uma amiga. Até porque a gente sabe que night tem outro propósito: beber, dançar, ‘pegar’... Se todo mundo for, eu vou felizona porque adoro ouvir música e dançar. Nos 20 dias em que esteve em Goiás, ela saía com colegas do elenco para comer. Foi a primeira vez que viajou a trabalho sem a companhia da mãe, Neide - ela esteve poucos dias por lá para acompanhar Luana, a filha caçula, que estreia em novelas e aparece no início da trama. - Estou acostumada a estar com a minha mãe, então estranhei. Mas eu tinha que crescer em algum momento, né? - comenta, acrescentando que Neide é a pessoa em quem mais confia no mundo: - Eu e ela somos muito parecidas. A gente bate de frente, mas escuto muito o que ela diz. E Neide nunca foi de pressionar a filha, Bruna garante. A jovem afirma que os pais preservam seu tempo e espaço. - Ela diz que se algum dia me der a louca, eu tenho que fazer o

1 ARQUIVO/22.09.2003

2 REPRODUÇÃO DA INTERNET

1. Próxima trama. Bruna grava “Em família” ao lado de Guilherme Leicam, na Cidade de Goiás

2. “Mulheres Apaixonadas”. Aos 7 anos, em seu primeiro papel em novelas, com Christiane Torloni e Tony Ramos

3. Relação. Foto postada por Neymar em sua conta do Instagram

3

que me faz feliz. Por enquanto, a atriz está satisfeita com a carreira. E, apesar de ter emendado três trabalhos - “Salve Jorge”, o quadro “Dança dos famosos”, do “Domingão do Faustão”, e a novela “Em família” -, ela explica que não é a sua intenção se sobrecarregar. - A escola sempre foi prioridade e minha mãe ficava no pé. Agora, como estou maior, imponho meu limite. Não adianta querer fazer tudo. Gosto de ter meu tempo de descanso. Bruna optou por focar na novela. Adiou o vestibular para Cinema - ela terminou o colégio no meio do ano - e a decisão de tirar a carteira de motorista. E, entre um trabalho e outro, ela também namora. Os momentos ao lado de Neymar são frequentemente compartilhados nas redes sociais. A atriz revela que não consegue se segurar, mas diz ter aprendido sobre o que pode publicar. - Não tenho como controlar o que vão falar de mim, mas posso controlar o que expor. No início, postava tudo, e as pessoas falavam: “Você não pode fazer isso. Já querem falar sobre você e isso só alimenta”. Quando fico mais na minha, logo perguntam se eu terminei com o Neymar. Mas não exponho o que não vou querer falar. Bruna assume ser curiosa e lê o que sai sobre ela. Na última semana, boatos davam conta de o atacante a havia traído. - Sai muita fofoca dele, muita fofoca minha, dos dois. Eu falo para ele: “É muito louco, a gente termina, volta, eu engravido de outro homem, perco o bebê...”. Não tem como dar bola. Ninguém é obrigado a gostar de mim, agora respeito é obrigação. Ler coisa chata é ruim, muito ruim. Mas dei uma desligada comentou a atriz, durante a entrevista, concedida antes de a fofoca vazar nas redes sociais. Apesar de dizer que esta não é a hora, Bruna alimenta o sonho de se casar e ter filhos. - É uma vontade, óbvio. Adoraria ter uma família, até porque sou apegada à minha. Mas não dá para ser agora, não tenho nem estrutura. A repórter viajou a convite da TV Globo


8

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

revista da

DANIELA DACORSO

DIVULGAÇÃO/PRISCILA PRADE

1 THAYNÁ RODRIGUES thayna.rodrigues@infoglobo.com.br

F

oi depois de assistir aos documentários de estrelas da música como Beyoncé e Madonna, de quem é fã, que Paulo Gustavo teve a ideia de um novo programa para o Multishow. Com estreia prevista para o ano que vem, o “Paulo Gustavo na estrada” pretende fazer uma sátira ao mundo dos famosos, mostrando o humorista em situações divertidas durante suas viagens a trabalho. A atração foi gravada nas turnês dos espetáculos “Hiperativo” e “Minha mãe é uma peça”, que percorreram 12 cidades brasileiras somente no segundo semestre deste ano - com um público médio de oito mil pessoas em cada lugar. Mas o programa não vai apenas mostrar o cotidiano de Paulo Gustavo nas cidades visitadas por ele. A interação com o público e as piadas aparecem a todo o momento. E a intenção não é apenas fazer rir. - A gente quis mostrar até que ponto a fama pode subir à cabeça de alguém. Com sátiras e reprodução de situações enfrentadas por quem coloca o sucesso em primeiro lugar. A mensagem, na verdade, é de que a fama não pode influenciar a pessoa a deixar de ser quem é na essência - explica Paulo Gustavo. A nova atração chega após um ano de sucesso. Além de ser uma das estrelas do humorístico “Vai que cola” - que tem a segunda temporada garantida ano que vem no Multishow - Paulo Gustavo também virou sinônimo de bilheteria gorda nos cinemas. O ator é o protagonista de “Minha mãe é uma peça - O filme”. A relação com o cinema, conta ele, não é de hoje. O flerte começou a dar liga quando interpretou o cabeleireiro René, em “Divã”, dirigido por José Alvarenga Jr., em 2009. O personagem, que brilhou no longa-metragem, foi parar na série de TV homônima. - Eu sou agitado, hiperativo. Sabia que passaria por tudo e que, em algum momento, faria cinema. E me apaixonei. Ele já está envolvido com três novos longas, com estreias previstas para 2014 e 2015. Ele vai aparecer em “Os homens são de Marte... e é pra lá que eu vou”, ao lado de Mônica Martelli, em que faz Aníbal, o melhor ami-

DIVULGAÇÃO/DANIEL CHIACOS

2

1. Cinema. O ator filma nova comédia “Os homens são de Marte... e é pra lá que eu vou”, ao lado de Mônica Martelli

« HUMOR »

‘Quero aproveitar esse momento’

2. Palco. Paulo Gustavo gravou novo programa do Multishow durante as turnês de “Minha mãe é uma peça” e “Hiperativo”

Paulo Gustavo finaliza novo programa para o Multishow, prepara peça e fala sobre a volta aos cinemas em três novos longas go de Fernanda, a protagonista. Também está em “220 volts - O filme”, derivado do programa homônimo do Multishow, apresentado por ele. Por último, fará a continuação do sucesso “Minha mãe é uma peça”. - Em “Minha mãe é uma peça 2”, vou mostrar como muitas mulhe-

res deixam de viver para si e passam a cuidar só dos filhos, como é o caso de dona Hermínia (personagem inspirada na mãe do humorista). Além dos longas e do novo programa, o niteroiense prepara ainda a peça “220 volts - Só mulheres”, em que promete arrancar gargalhadas

Aceitar convites de outros canais. A minha vida é o Multishow até o final de 2014”

somente com as personagens femininas Ivonete, Mulher Feia, Vendedora de TopShop, Vagaba e Senhora dos Absurdos. - Vai ser um especial. Quis fazer uma peça diferente, mas ao mesmo tempo com personagens que o público adora. Quem vê a agenda lotada do humorista se assusta. De janeiro a dezembro do ano que vem são poucos os períodos em que não está gravando ou escrevendo roteiros. - Trabalho tanto assim porque quero aproveitar este momento. A carreira da gente é muito instável, uma hora está bombando, outra hora não. Mas aceito só o que eu consigo fazer - argumenta. E diz já ter rejeitado propostas que recebeu das principais emissoras abertas. - Hoje não posso aceitar os convites. A minha vida é o Multishow. Até o final de 2014 estou fechado com o canal. Como se não bastasse, ele ainda mantém um público na internet, com fã-clubes e postagens assíduas em suas redes sociais. Às vezes, o ator sofre com o comportamento invasivo de alguns internautas - como os que questionaram sua sexualidade na última semana. - Acho estranho, quase em 2014, ainda se preocuparem com este tipo de coisa. Mas a internet é boa e cruel. Ao mesmo tempo que a gente tem acesso a mil coisas, e a oportunidade de acompanhar os artistas, as pessoas têm a liberdade de falar o que querem e, muitas vezes, de forma mal-educada.


revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

9

Resumos Proximidade

Zean Bravo revistadatv@oglobo.com.br

Filmes de hoje

FOTOS DE DIVULGAÇÃO

FIQUE DE OLHO Dois primeiros filmes da trilogia do HomemMorcego dirigida por Christopher Nolan, “Batman begins” e “Batman - O cavaleiro das trevas” vão ao ar hoje no TNT em ritmo de maratona, às 19h05 e às 22h.

Em “Amor à vida”, os laços entre Félix e Niko estão se estreitando ainda mais. Depois de ajudar o “carneirinho” a conseguir uma avaliação honesta do seu apartamento, o vilão o ajuda a recuperar a guarda de seus filhos. Ao receber a gratidão de Niko, Félix, do seu jeito debochado, diz que não é uma boa pessoa e que fez essa bondade sem querer. As cenas vão ao ar amanhã.

Bem amadas. Catherine Deneuve e Chiara Mastroianni, mãe e filha na vida real, também vivem mãe e filha no longa do cineasta Christophe Honoré

Bem amadas Telecine Cult, 2h25 (França, 2011). De Christophe Honoré

Drama As reflexões sobre o amor e as inserções musicais conhecidas do cinema de Christophe Honoré em títulos anteriores como “Em

Paris” e Canções de amor” voltam à tona neste longa, centrado nas desilusões amorosas de mãe e filha. A história começa nos anos 1960, quando Madeleine (Ludivine Sagnier) se apaixona por um médico tcheco, com quem casa e tem uma filha. Mas a

turbulenta vida em Praga e a infidelidade do marido a levam de volta para a França. Já nos anos 2000, Madeleine é vivida por Catherine Deneuve e é sua filha, Vera (Chiara Mastroianni, filha de Deneuve na vida real) que sofre com seus amores.

Fim da linha

Durval Discos. Ary França vive o protagonista, dono de uma loja de vinil

Tudo para ficar com ele. Christina Applegate e Cameron Diaz

Um amor para recordar Telecine touch, 13:50 (EUA, 2002). De Adam Shankman. Drama. Inspirado no romance do badalado Nicholas Sparks, o longa traz Mandy Moore como uma mocinha certinha que ajuda o adolescente irresponsável vivido por Shane West a se tornar um rapaz melhor.

Durval discos

Anna Muylaert, Ary França é Durval, um cara antiquado, que ainda mora com a mãe e comanda uma loja de vinis, recusando-se a aderir aos CDs. Sua vida muda quando ele contrata a empregada Célia (Letícia Sabatella), que some depois de alguns dias deixando a garotinha Kiki (Isabela Guasco).

Lara Croft: Tomb Raider - A origem da vida Globo, 23:50

Canal brasil, 22:00 (Brasil, 2002). De Anna Muylaert. Comédia. No divertido filme de

(EUA, 2003). De jan de bont. Ação. Neste segundo longa da franquia inspirada no

videogame, Lara Croft (Angelia Jolie) precisa encontrar a mítica Caixa de Pandora enquanto enfrenta o cientista Jonathan Reiss (Ciarán Hinds)

Tudo para ficar com ele Fox, 0:40 (EUA, 2002). de Roger Kumble. Comédia. Christina (Cameron Diaz) passou uma noite maravilhosa com um cara, mas ele sumiu. Então ela convence as amigas Courtney (Christina Applegate) e Jane (Selma Blair) a partir numa viagem atrás dele.

No fim da semana, Silvia se despede da trama de “Joia rara”. A morte, trágica, acontece logo depois que ela descobre que Ernest é o verdadeiro culpado pelo assassinato de Catarina. Determinada a revelar a história e entregar Ernest, Silvia vai ao encontro de um jornalista. Mas é perseguida por um carro. Seu veículo, então, cai num precipício e explode.

Caso sério Em “Além do horizonte”, Matias e Celina estão cada vez mais envolvidos. Mas a professora não se conforma que ele continue trabalhando com Kléber. De volta da mata com o empresário, o rapaz vai visitar Celina e a moça tenta extrair do namorado algum segredo do vilão, mas Matias mantém fidelidade ao patrão. As cenas vão ao ar no capítulo de amanhã.


10

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

EM FOCO

COLUNA DO

Clube do assinante Promoções e descontos renovados a cada domingo DIVULGAÇÃO

Promoções válidas de domingo (15/12/13) a sábado (21/12/13), limitadas às quantidades em estoque, somente para assinantes da TRIBUNA.

‘Tenho corpinho de 25’ NILTON CARAUTA nilton.carauta@oglobo.com.br

Bliss Estética A Bliss realiza excelentes procedimentos estéticos corporais, faciais, além de design de sobrancelha, auriculoterapia e muito mais! Lá, você terá a sua disposição uma ótima equipe de profissionais, equipamentos e uma estrutrura que vale a pena conferir! Esta semana, a Bliss Estética oferecerá umdesconto, exclusivo ao assinante da TN, em 1 sessão de tratamento = inclui (Heccus+endermoterapia+drenagem linfática localizada. Rua Dr. Renato Dantas, 488, Petrópolis Tel.: 2020.0559 à vista (dinheiro) 1 sessão de tratamento = inclui (Heccus+endermoterapia+drenagem linfática localizada.

DIVULGAÇÃO

50%

New Vision – Lentes de Contato A New Vision lentes de contato trabalha com excelentes marcas, variedade com qualidade. Além de lentes descartáveis e permanentes você também encontra produtos para limpeza e higienização das mesmas. Vale a pena conferir!Esta semana, a New Vision oferecerá um desconto, exclusivo ao assinante da TN, nas lentes “Solfex” descartáveis coloridas nas cores:Topázio, Mel, Cristal e Verde. Shopping Midway Mall, 1º piso Tel.: 2010.4802/3231.4443; Rua Princesa Isabel, 466, Cidade Alta Tel.: 3212.1217/3222.2843 vista (dinheiro) nas lentes “Solfex” descartáveis coloridas nas cores:Topázio, 50% àMel, Cristal e Verde.

■As promoções publicadas na Coluna do Clube do Assinante são exclusivas para assinantes da TRIBUNA DO NORTE, PESSOAS FÍSICAS. ■Desconto não acumulativo. ■ Para ter direito à promoção, o assinante deverá apresentar a carteira do Clube e a Identidade no ato da compra. ■Contatos para credenciamento: Depto. de Marketing. Tel. 4006-6100, R. 6262. ■e- mail.mkttn@tribunadonorte.com.br; clube@tribunadonorte.com.br

THIAGO HERDY

I

ntérprete da Adenóide de “Pé na cova”, cuja segunda temporada chega ao fim nesta terça-feira, na Globo, Sabrina Korgut diz que o público se choca ao vê-la despida da esquisita empregada da série. - Não sou essa pessoa descabelada com a unha descascada. Adenóide fica dentro do estúdio - frisa. Por trás da corcunda da personagem na ficção, esconde-se uma mulher vaidosa, disposta a mostrar outras facetas na televisão. - O que mais escuto é: “Você faz a Adenoide? É tão diferente na vida real. Tão bonita”. Ela só fala desgraça e o povão se identifica. Quero ter a oportunidade de pegar um papel para mostrar um outro lado, que não o cômico - torce a atriz, de 36 anos, que já tem uma carreira consolidada no teatro musical, com sucessos como “Ópera do malandro” e “Avenida Q”. A exposição na TV fez a vida pessoal de Sabrina virar alvo. Ela namora há 7 meses o ator Gabriel Leone, que está no ar em “Malhação” e é 16 anos mais jovem: A gente vive uma vida normal. A mídia é que resolveu focar na diferença de idade, uma pena. Poderiam focar mais nas nossas carreiras. Mas a gente lida bem com o fato de aparecer como casal. Somos artistas. E também não sou tão velha assim, né? Tenho corpinho de 25. Ninguém diz a idade que tenho. Precisamos enxergar a vida com bom humor. O namoro rendeu ainda uma parceria profissional entre os dois. Sabrina e Gabriel se preparam para encenar o texto “Lapso”, de Maurício Alves. Será a primeira vez que a atriz não irá cantar no palco. - O talento promissor do Gabriel me excita. Vamos aproveitar o momento para mostrar um outro trabalho.


Eduardo Rodrigues, Liv Brandão seriaais@oglobo.com.br

seriais

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

« ESPECIAL ‘GUILTY PLEASURES’ »

As séries que amamos, mesmo com vergonha especial ‘guilty pleasures’ Não dá para todo drama ser da profundidade de um “Mad men” ou “Breaking bad”, ou toda comédia ser genial como “Modern family” ou “30 rock”. Mas, nós aqui da Seriais, sabemos apreciar o valor daquelas produções que nunca estão nas listas dos indicados ao Emmy, ou do Globo de Ouro e do SAG Awards, por exemplo - que saíram esta semana,

veja na lista ao lado. As interpretações podem não ser lá essas coisas, o roteiro pode ser um tanto forçado, o argumento, adolescente demais.... Mas, confesse, você também para o controle remoto da TV quando algumas destas séries - várias delas, aliás, sucessos de audiência estão no ar. Mesmo que não conte para ninguém depois.

Mas nós abrimos o coração e contamos! Inaugurando as colunas especiais do mês de dezembro, listamos aqui aquelas séries que, admitimos, não são as melhores ou mais premiadas, mas gostamos delas mesmo assim! Nossos guilty pleasures - os prazeres culpados, numa tradução livre - nos garantem diversão despreocupada.

Once Upon a time É verdade que a interpretação dos atores é de uma canastrice que chega a dar vergonha em certos capítulos. E que os efeitos especiais parecem feitos por uma turma da pré-escola de animação. Mas como não amar uma série em que a Chapeuzinho Vermelho é a melhor amiga da Branca de Neve, numa cidade onde a Rainha Má é a prefeita e o Grilo Falante é o terapeuta da galera? O engenhoso

cruzamento dos contos de fadas promovido pelos produtores executivos Adam Horowitz e Edward Kitsis (que escreviam o roteiro da saudosa “Lost”) é o grande trunfo da atração, que apela para nossas memórias mais fofas da infância. A terceira temporada - na qual vemos que Peter Pan é, na verdade, um vilão dos mais malvados - está prevista para chegar ao Sony em 2014.

Pretty Little Liars Com um clima de filme de suspense dos anos 1990, a série tem uma das tramas mais confusas da TV americana. Desde a primeira temporada, quatro garotas tentam descobrir o responsável pelo desaparecimento da líder do grupo, Alison (Sasha Pieterse). Mas, para esticar o mistério, que já dura cinco temporadas (o Glitz exibirá a 3ª a partir de janeiro), a história dá voltas que nem

SOBE Jeff Winger voltando para Greendale como professor? Pelo trailer, a 5ª temporada de “Community” promete!

DESCE A terceira temporada de “Homeland” já vai terminar lá fora e nada de chegar aqui...

11

sempre fazem sentido. Mas é justamente isso que faz a gente não desgrudar da TV: afinal, quem matou Alison? Apesar das situações surreais - não dá para acreditar que quatro estudantes do ensino médio se arriscam como detetives para desvendar um assassinato -, os ótimos figurinos das adolescentes fazem o espectador mergulhar de cabeça no universo teen.

The Carrie Diaries

Humor negro

Quem passou (há muito tempo...) dos 16 anos já deveria estar cansado de assistir a historinhas sobre a descoberta do primeiro amor, a relação com os amigos da escola, a perda da virgindade, o primeiro emprego e as agruras de tornar-se adulto. Mas quando se trata da adolescência de Carrie Bradshaw (AnnaSophia Robb), como resistir? A série, que volta aos anos 1980 para narrar a juventude da fashionista vivida por Sarah Jessica Parker em “Sex and the city”, é redondinha e conta com o carisma de

Anote na agenda: a próxima produção original da Netflix é “BoJack Horseman”, uma comédia de humor negro em 12 episódios sobre um cavalo decadente, ex-estrela de uma série de sucesso na TV. Com voz de Will Arnet, o protagonista tenta curar sua depressão com uísque, contando apenas com a ajuda do parceiro humano dublado por Aaron Paul.

seus jovens atores para cativar a audiência - mesmo a adulta. E na segunda temporada (sem data de estreia no Brasil) ainda teremos a presença da jovem Samantha Jones (Lindsey Gort)!

The Vampire Diaries Um “Crepúsculo” em versão estendida. Não tem forma melhor de definir “The vampire diaries”. Há vampiros, lobisomens e híbridos (sim, uma mistura das duas criaturas), além de um triângulo amoroso entre os protagonistas. Os irmãos chupa-sangue Stefan (Ian Somerhalder) e Damon Salvatore (Paul Wesley) disputam o amor de Elena (Nina Dobrev), enquanto enfrentam bruxas e caçadores de vampiros. Apesar da trama centrar nas criaturas mitológicas mais exploradas da última década, é difícil não se apaixonar por um seriado sobre jovens vampiros ridiculamente atraentes. O ponto alto? O ator Ian Somerhalder, é claro. O mais difícil de engolir? Mesmo com 32 anos, Paul Wesley interpreta um adolescente que ainda frequenta a escola. Sentindose culpados ou não, os fãs de “The vampire diaries” lotam comunidades do Orkut e fanpages do Facebook para conversar, ansiosos, sobre a quinta temporada da série, que irá ao ar a partir de março na MTV.

Estão chegando Novas apostas do canal CW nos EUA, as séries “The tomorrow people” e “The 100” já estão confirmadas na grade brasileira no ano que vem: serão exibidas pela MTV.

Bruxas na HBO Se você acha que “American horror story: coven” não é suficiente, vem mais por aí. Jenji Kohan, a criadora de “Orange is the new black”, está desenvolvendo um projeto para a HBO sobre a caça às bruxas de Salem.

Baixa em SVU Depois de Richard Belzer, há dois meses, agora Dann Florek deixa o elenco de “Law and order: SVU”. O intérprete do capitão Donald Cragen anunciou a saída no Twitter.


Isabelle Lindote isabelle.lindote@oglobo.com.br

o que vem por aí

12

revista da

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Quem vai ficar com Supla?

CENA VIRTUAL DEU NA TV E FEZ SUCESSO NA INTERNET VEJA OS VÍDEOS EM oglobo.com.br/revistadatv

S

upla decidiu procurar sua alma gêmea na TV. E, para tanto, ficou confinado numa casa com 14 pretendentes. O desfecho dessa empreitada será revelado no “Papito in love” desta terça (MTV, 22h30), quando três finalistas disputarão o coração do roqueiro - que poderá ser trocado por uma mala com R$ 100 mil. Antes de deixar a mansão, as moças - Glaucia, Giovanna e Marília - preparam um último encontro com Supla no lugar preferido de cada uma no recinto. Para tomar a decisão, Papito contará com a ajuda de sua comissão julgadora, formada por sua babá, Conça, seu melhor amigo, Edgar, e sua ex-namorada Marieu. FOTOS: DIVULGAÇÃO

Comissão. Supla com Edgar, Conça e Marieu

Cadê a burca? Fernanda Lima causou polêmica na apresentação do sorteio dos grupos da Copa do Mundo. Internautas iranianos reclamaram do decote do vestido da atriz.

Michelle ciumenta A conversa animada entre Barack Obama e a premiêr da Dinamarca, Helle Thorning-Schmidt, no funeral de Nelson Mandela tirou o sorriso da primeira-dama dos EUA.

Good bye!

Uma onda no mar

Esta semana, os fãs brasileiros poderão conferir pelo Sony ao vivo, simultaneamente aos Estados Unidos, as finais do “The Voice” e do “X factor”. A season finale do reality de Adam Levine, Christina Aguilera, CeeLo Green e Blake Shelton é na terça (0h). Já o programa comandado por Simon Cowell (foto) e companhia termina na quinta (23h).

O OFF exibe amanhã o documentário “Mestres de pipeline” (meia-noite), que mostra por quem a tal Pipeline, das mais famosas e perigosas ondas do Havaí, foi desbravada. A produção revela que as pranchas de surfe evoluíram a partir daí.

DIVULGAÇÃO

Maroto

Já vai? Sem perceber que o “Jornal Nacional” ainda estava no ar, Patrícia Poeta levantou da bancada com os créditos na tela, na última terça e sentou novamente após notar a gafe.

Zeca Pagodinho é o homenageado do “Viva o sucesso” de sexta (Viva, 21h15). Na atração, ele conta que, quando começou, há 30 anos, seu nome não era falado na mídia, mas conhecido nas rodas de samba e no subúrbio carioca: “Eu já era o Zeca, era sucesso”.

Cultura popular O “Aglomerado” de sábado (TV Brasil, 16h30) apresenta as diversas manifestações da fé. No palco, os apresentadores MV Bill e Nega Gizza recebem a cantora baiana Mariene de Castro.


FACEBOOK

Veterinário Rafael Almeida dá dicas de como preparar seu cão ou gato para viagem de férias. www.facebook.com/tribunarn

ASTROLOGIA

COLUNAS SOCIAIS

PÁGINA 6

PÁGINAS 4 A 7

Leia as previsões astrológicas de Cláudia Hollander para hoje.

J.Oliveira, Liege Barbalho e Hilneth Correia contam tudo o que se passa em sociedade.

ENGANA-SE QUEM ACHA QUE LINGERIE VERMELHA É MAIS SEXY. HOMENS E MULHERES SE ATRAEM MAIS PELO PRETO • PÁGINA 8

PAULO COELHO

Leia trechos selecionados de cartas amorosas do escritor libanês Khalil Gibran. PÁGINA 2

tnfamília Com a pata na estrada!

Editor: Isaac Ribeiro [tnfamilia@tribunadonorte.com.br]

Natal • Rio Grande do Norte • Domingo • 15 de dezembro de 2013

Com a proximidade das férias, é hora de pensar também o que fazer com o seu cão ou gato de estimação na hora de viajar. Se preferir levá-lo de avião, é bom começar a se preparar para taxas e exames exigidos pelas companhias aéreas ISAAC RIBEIRO Repórter

Q

uem tem animal de estimação, sabe o quanto é difícil sair de férias e ficar longe do bichinho, deixando-o na casa de parentes ou amigos. Mas se você é do tipo que não se separa de seu cão ou gato de jeito e maneira, é bom começar a se programar, pois além de gastar um pouco mais, ainda vai ter que providenciar exames, autorizações e outros documentos. As companhias aéreas possuem regras e restrições para o embarque desses animais. Então, o ideal é correr para se informar e ter umas férias em boa companhia. Procurar um veterinário experiente pode ser o primeiro passo. Ele vai esclarecer sobre quais vacinas e exames são necessários para despachar seu cão ou gato — únicos aceitos pelas companhias aéreas. A vacina antirrábica, por exemplo, deve ser aplicada no mínimo trinta dias antes da viagem. Além disso, é preciso submeter o animal a uma avaliação, saber se ele é cardíaco, se precisa ser sedado e como reagirá à sedação em caso de voos muito longos. Quanto às taxas e restrições, cada empresa possui suas políticas próprias de procedimento. Dependendo do porte e

da raça, o animal poderá viajar no porão, junto às malas, na própria cabine de passageiros, junto ao seu dono ou em outro voo, de carga. Em todos os casos, devidamente acomodado em uma caixa transportadora, de forma confortável e digna.

Angústia do dono Tem muta gente que trata seu cãozinho ou gatinho de estimação como se fosse um bebê — outros vão além... O motivo, talvez, seja o amor incondicional que essas pequenas criaturas oferecem. Deixá-los sob os cuidados de quem quer que seja não é uma ideia muito agradável para os donos. Nos últimos três anos, quando veio do Rio de Janeiro passar as festas de fim de ano com sua família, a jornalista Marília Marques viajou com Luke, seu lhasa apso. Ela conta que, devido ao porte, Luke sempre viajou no porão do avião. Mas as regras mudaram; e isso tem deixado Marília um pouco tensa. “O que mais me deixa aflita é ele ficar confinado dentro da caixa de transporte e viajar no porão do avião, junto com as malas. Se algo acontecer com ele ali, não tem como evitar. Tive que confiar que tudo daria certo e realmente deu. Ele, algumas vezes, até me foi entregue antes de eu pegar minha mala”, comenta Marília.

+

PÁGINA 3 Planejando a viagem do animal


2

tn família

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Cartas de amor de Gibran KhalilGibran(1883-1931),nascidonoLíbano, será lembrado por seu clássico “O Profeta”. Em 1995, uma amiga libanesa me deu um livro, contendo a correspondência amorosa de Gibran com Mary Haskell, uma americana dez anos mais velha que ele. Quando li, descobri um homem complexo e fascinante – o que me incentivou a selecionar alguns textos para a publicação (“Cartas de Amor do Profeta”, Ed. Ediouro).TudoindicaqueMary,apesardegrande amiga, jamais aceitou qualquer relação além de um amor platônico. Lendo as cartas de Gibran, fica difícil entender como ela resistiu! Aqui vão alguns fragmentos:

10/3/1912 Mary, minha adorada Mary, como você pode achar que me está dando mais sofrimento quealegrias?Ninguémsabedireitoqualéafronteira entre a dor e o prazer: muitas vezes eu penso que é impossível separá-los. Você me dá tanta alegria que chega a doer, e você me causa tan-

« PAULO COELHO » 18/4/1915

ta dor que eu chego a sorrir.

24/5/1914 Pense, minha adorada, se estivéssemos caminhando por um belo campo, num dia lindo, e – de repente – uma tempestade tombasse sobrenossascabeças.Quemaravilha!Existeemoção maior do que ver os elementos produzindo força e energia selvagem? Vamos para os campos, Mary, buscar o inesperado.

8/7/1914 Sempre pensei que, quando alguém nos entende, termina por nos escravizar – já que aceitamos qualquer coisa para sermos compreendidos. No entanto, sua compreensão trouxe-me a paz e a liberdade mais profunda que já experimentei. Nas duas horas de sua visita, você descobriu um ponto negro no meu coração, tocou-o, e ele desapareceu para sempre – fazendo com que eu enxergasse minha própria luz.

O escritor libanês Khalil Gibran sempre foi lembrado pelo livro “O Profeta”, mas sua verve também é nobre quando fala de amor. Veja alguns trecho de textos selecionados

Os dois dias em que estivemos juntos foram magníficos. Quando falamos sobre o passado, sempre tornamos mais real o presente e o futuro. Por muitos anos, tive pavor de olhar aquilo que vivi, e sofri em silêncio. Hoje entendi que o silêncio nos faz sofrer mais profundamente. Mas você me faz conversar, e eu descubro ascoisasempoeiradasqueseescondiamnaminha alma, e então posso arrancá-las dali.

17/7/1915 Nós dois estamos procurando tocar os limites da nossa existência. Os grandes poetas do passado sempre se entregavam à Vida. Eles não procuravam uma coisa determinada, nem tentavam desvendar segredos: simplesmentepermitiam quesuasalmasfossem arrebatadas pelas emoções. As pessoas estão semprebuscandosegurança,eàsvezesconseguem: mas a segurança é um fim em si, e a Vida não

Experiência de quase morte

Haikai: poética poesia sintética saros, perceber as cores do dia ou sentir o odor de uma flor. Esta abertura para o que pode vir a ser a inspiração para escrever faz com que o praticante exercite os sentidos e melhore a consciência corporal e a espacial. Isto não deixa de lembrar a prática da meditação, pois, tal como nela, é capital uma concentração plena no momento que se escoa. Não costuma haver posicionamentos do poeta, pois é preferencialmente uma descrição do presente, evitando-se comparações ou conceitos tipo “isso é belo” ou “isto é feio”, e fugindo-se das considerações humanas sobre a natureza de coisas e eventos. Para quem os quer escrever, por onde começar? Por onde quiser. Os temas estão por toda parte: dentro de casa, nas ruas, no trajeto do trabalho. Que se anote o que mais chamar a atenção. Depois tentar escrever frases curtas, divididas em três linhas. Deixar a preocupação com a forma final para depois, com calma, lembrando que tanto se pode omitir a pontuação vernacular como mantê-la, a critério do autor. Atento ao que se passa à sua volta, pode-se compor aproveitando as situações cotidianas. Segue um exemplo ilustrativo, de autor não identificado, quiçá Rodrigo de Almeida Siqueira: Toque colorido na ponta do capim. Pousa a borboleta. Mais um, provavelmente do mesmo autor: Devagar, devagar, a folha sem escolha vaga pelo ar. Mas, lembrando que também se pode usar a forma poética para comemorar feitos ou prestar homenagens, segue aqui um Haikai composto pelo autor destas linhas, anos. Foi escrito quando soube que um lindo e vetusto baobá, sito à Rua São José, em Natal, que corria o risco de ser derrubado por atrapalhar o crescimento urbano, foi salvo por um poeta “louco” (varrido e espanado!), novacruzense por nascimento mas interplanetário de coração, que comprou a bom preço terreno onde ainda está, com o fito maior de preservá-lo. Ato para poucos, o de Diógenes foi fixado no papel, e aqui vai: Incrível baobá, Passa incrível poeta. Grandes, unem-se.

E

xiste na pratica medica uma fronteira onde nenhum cientista puro se sente a vontade, trata-se do envolvimento de fenômenos ou ocorrências relativas a fé e a religiosidade! A idade, muitas vezes, multiplica a ocorrência do fenômeno descrito, agindo de forma diversa no animo do idoso! Curas improváveis reações limítrofes de quem já estava indo, dejavú de antecipação de doenças, mortes inesperadas com avisos envolvidos, curas dramáticas onde já não haviam esperanças e a restauração se faz como que sem explicação, casos idênticos onde um eleito perece e um outro se salva sem que se encontre razões plausíveis para tanto! Coincidências e acasos assustadores como o de um senhor, bígamo, que sofreu um brutal acidente automobilístico, e passou quase um ano em recuperação e foi diletantemente acompanhado pela esposa, tendo se afastado de sua concubina, e em todas as vezes se comentava que eles estavam tendo uma oportunidade de exercer a reaproximação, ou uma segunda chance! Desconcertado ele relata que viu luzes, vozes e que algo lhe mandou de volta pela dor de sua esposa! Curado e novamente em forma, vai o galante geronte a retomar seu afair com sua amasiada! Pouco mais de quarenta dias após aparece com uma lesão terrível no céu da boca, logo, diagnosticada como um câncer gravíssimo, levando-o a óbito em menos de sessenta dias! Na fase final ele mesmo me dizia, “como o Sr falava Deus me deu uma segunda chance de redenção” e eu descuidei e a deixei perder e ELE tirou! Coincidencia? Estudos e trabalhos recentes tem pesquisado casos de pessoas que sofrem paradas cardio respiratórias, principalmente portadores de arritmias malignas que promovem paradas freqüentes e que só se estabilizarão com implante de desfibriladores e marca passos! Tidos como mortos por algum tempo quando voltam relatam quase sempre situações e sensações similares como a visão de uma luz em um túnel, projetando passagens da vida e ou de fatos correlatos ao exposto, atraente e terminal que confere a certeza de quanto mais próximo esteja desta mais próximo estará da morte! Sem traumas e medos, e muito reconfortante e acolhedora! Sensação de leveza e magnetismo hora atraindo, hora repelindo, experiência de flutuação e projeciologia, que é a visão fora do corpo, ou visão esférica, como se você visse a si mesmo e a o ambiente em visão panorâmica, muitas vezes em 360 graus!! Dissociação!

Alteração da passagem de tempo as vezes mais rápido, outras mais lento! Forte sensação de paz! Bonito! Cientificamente ocorre um aumento na atividade cerebral, com reação do tipo alucinatória, hormonal e biológica, com a privação de oxigênio e glicose levando a fortes alterações funcionais, que embasaria uma teoria moniísta! De outra forma alguns referem essa experiência como comprovação da consciência, e possibilidade de alma e aura, e vida pós morte, teoria dualista. Impressionam historias relativas a uma senhora cega desde de adolescência, que sofre uma parada cardio pulmonar, e ao voltar relatou e nominou vários instrumentos usados em sua reanimação, que nem existiam há época em que ela enxergava, e até mesmo a cor azul do jaleco do medico que a assistia. Trabalhos com marcação de vistas anômalas em UTIs, que não sejam obvias para tal, e em posições que só possam ser identificados em saídas do corpo e não do leito. Caso sejam referidos serão fortes marcadores desta possibilidade. Outra similaridade dos casos de EQM, é a mudança de forma como se enxerga a vida, comportamentos pro ativos e preservadores, relativização do micro em função do macro. Como explicar? O que pensar quando se fica de frente para o fim, a neurociência, física quântica, psicologia e psiquiatria, investigam aquilo que para muitos terá uma explicação muito mais tênue e simples! Na pratica diária convivemos com situações as quais a ciência pura não explica, intuição, premonição, curas inexplicáveis, óbitos súbitos! O que coordena tudo isso? Quem esta no comando? O que você tem feito pelo próximo ou por você mesmo? Qual tipo de vida você esta tendo? Espiritualidade e religiosidade explicam de forma diferente a EQM, seriam manifestações da presença de um ser maior que coordena tudo e determina aqueles que devem ter uma segunda chance de concluir sua missão! Neste assunto não sou doutor, nem mesmo aprendiz, professo fé e certeza de que a luz que aparece e o filme que vêem, aqueles que passam nesta porteira, representam muito mais que possamos responder! Mas friso sempre que quem crê em Deus, não crê em coincidências! Seguiremos acompanhado os trabalhos e as experiências que pretensiosamente, mesmo confirmadas, servirão apenas para acertar que algo ou alguém mais forte esta no comando! Mas quem? Isso vai depender da fé que professa! Um Feliz Natal e Ano Novo a todos e um Bom Domingo!

« LIBERTAS » Bullyng não é brincadeira Já de há muito me incomoda a visão simplista sobre os casos anunciados de bullyng, colocando sempre os seus protagonistas em lugares muito bem definidos e difundindo a ideia de que esse fenômeno começa e termina na escola, como se fosse um problema que se encerra em si mesmo, sem considerar mais profundamente variantes relacionadas aos fatores que levam a vítima e o agressor a se envolver com esse tipo de situação. Diante de tal fenômeno, sempre presente no cotidiano da escola, os(as) estudantes, às vezes acompanhados(as) de seus familiares, invadem os espaços de coordenação e direção à procura de uma providência para coibir o bullyng que, segundo eles, está bem caracterizado. De tão repetido e debatido nos últimos tempos, o termo ga-

nhou tamanha popularidade que virou rótulo para qualquer situação de conflito no ambiente escolar ou até de piadinhas sarcásticas sempre trocadas por adolescentes.Temos visto, de forma às vezes desmedida, a interferência de pais e educadores nas pendengas infantis e de adolescentes, o que acaba alimentando dificuldades para que eles(as) se relacionem com essas situações, numa perspectiva de desenvolverem uma independência e autonomia para lidar com conflitos. Será sempre importante destacar a necessidade de delimitarmos o que é um episódio que merece essa classificação e, principalmente, quando uma intervenção é recomendável, priorizando uma escuta atenta aos protagonistas da cena. Fátima Lucas / Psicóloga Educadora.

Querida Mary: estou enviando uma parábola que terminei. Tenho escrito pouco, e apenas em árabe. Mas gostaria de ouvir suas correções e sugestões sobre este trecho: Na sombra de um templo, meu amigo me apontou um cego. Meu amigo disse: “Este homem é um sábio”. Aproximamos, e perguntei: “desde quando o senhor é cego?” “Desde que nasci”. “Eu sou um astrônomo”, comentei. “Eu também”, o cego respondeu. E, colocando a mão em seu peito, disse: “Passo a vida observandoosmuitossóiseestrelasquesemovem dentro de mim”.

« JOÃO MARIANO SEPÚLVEDA »

« JORGE BOUCINHAS »

Q

10/5/1916

(CARDIOGERIATRA) WWW.MEDICARECLINICA.COM.BR @NO_FORMOL

(MÉDICO E PROFESSOR DA UFRN - BOUCINHAS_JC@HOTMAIL.COM)

ue o título, quiçá soando algo estranho, seja perdoado, porquanto tal foi buscado propositalmente. Ocorre que bem indica os sentimentos que a alma abriga ao ler um belo e curto Haikai (em Portugal alguns preferem a forma Haiku). Tal forma de poema, de origem japonesa, valoriza sentimento, concisão e a objetividade. Pode ser definida como é a poesia curta que busca traduzir a delicadeza de um instante. Surgiu no Japão do século XVI, mas foi no fim do século seguinte que Matsuo Basho (1644-1694), monge zen budista, deu-lhe dimensão literária ao aperfeiçoar o estilo e fazer sua divulgação como um treinamento espiritual. Desde então é escrito, em japonês, numa única linha vertical. Na Terra Brasilis o primeiro autor nacional a deles tratar foi Afrânio Peixoto, que, em 1919 o descreveu no seu livro Trovas Populares Brasileiras. Quem o popularizou, porém, foi Guilherme de Almeida, com sua própria interpretação, que compreendia rigorosa estrutura métrica, disposição em 3 fileiras de versos e presença de rimas. No esquema por ele proposto, o primeiro verso rima com o terceiro, e o segundo possui uma rima interna (a segunda sílaba rima com a sétima). A forma de Guilherme de Almeida ainda tem muitos praticantes no Brasil, os quais, à sua semelhança, dão título aos seus poemas (coisa impensável no país do sol nascente). Millôr Fernandes foi um de seus cultores, embora sem quaisquer rigorismos. Outra corrente do Haikai brasileiro é a dita tradicionalista, promovida inicialmente por imigrantes nipônicos ou descendentes, tais comoMasuda GogaeTeruko Oda. Esta corrente define-o como um poema escrito em linguagem simples, sem rimas, estruturado em 3 versos que somam 17 sílabas poéticas (5 no primeiro verso, 7 no segundo e 5 no terceiro). Além disso, o tradicionalista deve conter um kigo (palavra ou frase associada a uma estação do ano) e ser escrito no presente. O Grêmio Haicai Ipê, ligado a esta última orientação, reúne um grupo que se encontra mensalmente para estudar, produzir e apreciar quer poemas clássicos quer de lavra do grupo. Para ele, a praticar escrevê-los é um exercício de presença no mundo e de vivência do “aqui e agora”. É preciso estar atento ao que se passa ao redor, uma vez que o tema para uma poesia pode estar em qualquer momento ou detalhe. Estando a atenção aguçada, pode-se ouvir o canto dos pás-

tem fim. Sua carta, Mary, é a mais bela expressão de vida que já recebi. Poetas não são aqueles que escrevem poesia, mas todos os que têm o coração cheio do espírito sagrado do Amor.

“De tão repetido e debatido nos últimos tempos, o termo ganhou tamanha popularidade que virou rótulo para qualquer situação de conflito no ambiente escolar ou até de piadinhas sarcásticas sempre trocadas por adolescentes.”

Esta coluna é de responsabilidade da Libertas Comunidade www.libertas.com.br - libertas@libertas.com.br

O monge e o boi

Solidariedade

Um monge entrou em um vilarejo montado em um boi, e os habitantes da vila lhe perguntaram onde estava indo. Ele então respondeu que estava em busca de um boi. As pessoas se entreolharam, intrigadas, e então começaram a rir. O monge se foi. No dia seguinte, novamente ele veio e se foi em meio ao riso de todos. No terceiro dia o fato se repetiu, só que a piada já perdera a graça e as pessoas protestaram, dizendo: “olhe aqui, você é um monge, supostamente uma pessoa santa, sábia, e mesmo assim você vem aqui à procura de um boi quando, o tempo todo, é sobre um boi que você está sentado.” ao que replicou o monge: “também assim é a sua procura de Deus.” E assim é conosco. Tantas e tantas vezes saímos em busca de algo que estava conosco o tempo todo, sem que nos déssemos conta.

A coordenação da Campanha Meu Melhor Natal (UERN) mobiliza a sociedade em geral para abraçarem a campanha solidária que visa a doação de brinquedos e kits escolares que serão distribuídos entre as crianças carentes que moram nas proximidades do Campus Central e as crianças assistidas por algumas instituições de Mossoró. A distribuição será até o dia 17 de dezembro.

Natal em Natal O Natal em Cena começou nesta quinta-feira dia 12. O evento é uma remodelação do Auto de Natal, trará dois espetáculos teatrais com abordagens distintas: uma enfocando a história da nossa cidade e a outra o caráter religioso do Natal. Eles se chamam “Natal: o Milagre da Fé” e “Encruzilhada do Mundo”. A programação seguirá nos dias 19, 20 e 21 de dezembro.


Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

tnfamília

3

Planejando

a viagem do animal É preciso agir com bastante antecedência, procurando um veterinário para avaliação clínica completa do cão ou gato, e se informando sobre normas das companhias aéreas FOTOS: ALEX RÉGIS

e você realmente deseja viajar com o seu cachorro ou gato de estimação nessas férias, algumas providências precisam ser tomadas o quanto antes, para evitar decepções de última hora. Apesar de haverem várias pet shops em Natal, não são tantos os veterinários com experiência no preparo de animais para viajarem, com ou sem os seus donos. Segundo o veterinário Rafael Almeida, com vários serviços prestados nesse segmento, o primeiro passo é providenciar o acompanhamento da saúde do pet para que seja feito um exame clínico detalhado, afim de detectar alguma doença que possa afetar o animal ou se agravar durante a viajem. Se for por terra, o indicado é acostumar o bicho a passear de carro, dando voltas pela vizinhança, por exemplo, para que se familiarize com o balanço e não enjoe na estrada. “Mas mesmo assim, caso o animal venha a enjoar, a gente lança mão de algumas medicações. São os antieméticos, como dramin e plasil, sempre meia hora antes da viagem, para evitar que o animal tenha enjoos e venha a vomitar seja no avião ou no carro”, indica Rafael Almeida. Ainda com relação a viagens de carro, também são necessários cuidados com a alimentação. É aconselhável que a última refeição do animal seja leve e sempre três horas antes de pegar a estrada, para evitar enjoos e vômito.

S

BATE-PAPO

Rafael Almeida veterinário

“Digo que não muda nada com relação aos gatos” Há algum risco verdadeiramente mais sério para o animal em viagens mais longas?

Se a viagem for de carro, é preciso acostumar o bichinho com o balanço do veículo e alimentá-lo três horas antes de pegar a estrada

Pata na estrada! Como deve ser a caixa para transportar seu animal de estimação

Ter dimensões internas 1 condizentes com o tamanho do animal, permitindo que ele se acomode confortavelmente, fique de pé, se movimente em círculo em volta de si mesmo (giro de 360 graus) e que não permita que cause dano a si próprio.

Conforto e segurança Seja gente ou animal, todos querem conforto na hora de viajar. E existem regras claras quanto a isso nas companhias aéreas. E tudo gera custos. Para viagens aéreas, são requisitadas caixas de transporte, do tipo kennel. Em uma pet shop da cidade, o preço do acessório varia de R$615 (para animais de grande porte), R$250 (médio porte) e R$70 (pequeno porte). De acordo com o vendedor, a saída é grande. “O problema é as empresas aéreas darem a medida certa. Cada uma tem um tamanho diferente.” Mas de acordo com o veterinário Rafael Almeida, as dúvidas maiores são quanto ao transporte aéreo. Algumas companhias restringem o número de animais transportados por voo e até mesmo a raça. Os braquicéfalos, aqueles com o focinho achatado, não estão sendo mais permitidos devido a supostos problemas de respiração e com a pressão da aeronave. Rafael adianta que algumas empresas não aceitam animais agressivos, agitados, que ladram muito. Há casos em que a sedação se faz necessária. “Quando vai para o compartimento de carga, já pode se usar os sedativos mais leves. São medicações pré-anestésicas, numa dose um pouquinho mais baixa, não a ponto de anestesiar o animal. A parte de sedar, eu já não concordo muito em fazer.”

É preciso avaliar se vale a pena Antes de decidir viajar de férias com seu cachorro ou gato, é preciso ponderar se vale mesmo a pena ou não. A passagem de seu pet, ao final, pode sair bem mais cara do que a

O piso interno deve ser revestido ou provido de um material que contenha e/ou absorva urina, fezes, vômito, evitando vazamento durante o transporte.

2

Deve ser um contêiner de fibra ou plástico rígido que resista aos danos provocados pelo peso de outras cargas que serão transportadas juntas a ele e que impeça a saída do animal.

3

Ter pequenas aberturas laterais que garantam a circulação de ar para que o animal respire.

6

4

5

Cada companhia aérea exige dimensões distintas da caixa (ou kennel). Azul: dimensões máximas de 43cm de comprimento por 31,5cm de largura por 20cm de altura. Gol: dimensões máximas de 135cm de comprimento por 122cm de largura e 86cm de altura. TAM: 36cm de comprimento por 33cm de largura e 25cm de altura.

7

Ter fechos que evitem uma abertura acidental, interna ou extremamente.

à

ATENÇÃO! O proprietário deve sempre verificar as regras de cada país antes de tentar embarcar com o animal.

à A caixa onde o animal viajará deve ser especialmente aprovada para o transporte com esse fim.

à

A vacinação antirrábica é exigida para cães e gatos acima de 90 dias de idade e é válida por um ano.

Se o animal for na cabine, a caixa com ele deve ficar no compartimento abaixo do assento durante o voo.

à É necessário levar cartão de vacinação do animal.

à É necessário fazer um préregistro do animal.

à

ANTES DE EMBARCAR O PET NÃO ESQUEÇA DE LEVAR: à Documentos - Carteira de à Cama e recipientes para vacinação, atestado de água e comida saúde, certificado zoosanitário internacional e à Guia e coleira uma foto do bicho à Brinquedos preferidos à Ração em quantidade Suficiente para toda a viagem à Tapete higiênico ou caixa de areia

Fontes: Folha de S.Paulo

sua, depende do trecho e do porte de seu bichano. Para se ter uma ideia dos custos, aquela gaiola onde acomoda-se cães ou gatos — co-

Ser identificada com nome, endereço e telefone do cliente, remetente e destinatário.

nhecida com kennel ou contêiner pode chegar a R$600. Some-se a isso as taxas cobradas pelas companhias aéreas. Na Gol, por exemplo, pa-

ra o transporte dos animais como bagagens despachadas (acima dos 30 kg), é cobrada uma taxa de R$ 90, mais o peso do kennel com o animal junto,

multiplicado pelo valor correspondente a 1% da tarifa cheia do trecho a ser voado. Nas demais, como a TAM, a regra segue mais ou menos por

Sim. Animais cardíacos, com a variação de pressão, o próprio susto, isso tudo pode ser um fator que prejudique na viajem principalmente animais mais velhos. Se são animais menores, procure companhias que permitam carregá-lo dentro da cabine. Caso contrário, de carro seria mais interessante; o risco seria menor. Há alguma restrição quanto à raça?

Eu já vi companhias aéreas vetarem animais com focinhos achatados. São os braquicéfalos, como os shih tzus, os lhasa apsos, os pugs. Parece que tiveram alguns incidentes. Particularmente, não vejo nenhuma diferença de um que tenha o focinho mais longo para um achatado, tenha mais risco ou não de viajar de avião. Não tem nenhum problema ao meu ver. E com relação a gatos? Os procedimentos são iguais aos com cães?

Costumo dizer que não muda nada com os gatos em relação aos cães. Até por que os gatos são muito mais tranquilos para viajar. São as mesmas recomendações: caixa de transporte, começar a treinar um pouco mais esse animal.

aí, com pequenas variações de porcentagens. É praxe, porém, a entrega de documentação do animal como certificado zoossanitário internacional, atestado de saúde, carteira de vacinação. Há alterações para voos internacionais. Nem todas as raças são aceitas para embarque por serem mais suscetíveis aos efeitos de temperatura e de ventilação. Os chamados braquicefálicos, ou seja, com nariz achatado, são vetadas. Entre os cães estão o boxer, pug, buldogue, chow chow, lhasa apso, pequinês, shar-pei. E os gatos: burmês, himalaia e persa exótico. Todas as orientações estão sujeitas a alterações periódicas. Portanto, é preciso ligar para a companhia aérea na qual irá viajar e se certificar das orientações específicas para seu caso — e o do seu animal, é claro.


tn família

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Coisas que a vida ensina depois dos 40. Amor não se implora, não se pede não se espera... Amor se vive ou não. Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você. Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade. Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz. As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros. Perdoar e esquecer nos torna mais jovens. Água é um santo remédio. Deus inventou o choro para o homem não explodir. Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso. Não existe comida ruim, existe comida mal temperada. A criatividade caminha junto com a falta de grana. Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar. Amigos de verdade nunca te abandonam. O carinho é a melhor arma contra o ódio. As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida. Há poesia em toda a criação divina. Deus é o maior poeta de todos os tempos. A música é a sobremesa da vida. Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente. Filhos são presentes raros. De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações. Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que abrem portas para uma vida melhor. O amor... Ah, o amor... O amor quebra barreiras, une facções, destrói preconceitos, cura doenças... Não há vida decente sem amor! E é certo, quem ama, é muito amado. E vive a vida mais alegremente... (Artúr da Távola)

BOBFLASH

No parque

O que é de fato hérnia de disco As vértebras da nossa coluna estão unidas por articulações chamadas de discos intervertebrais, que são constituídos de material fibroso e gelatinoso e desempenham a função semelhante a de um amortecedor, dando mobilidade para locomoção (caminhar), movimentos de impacto (corrida e salto). A hérnia de disco ocorre quando parte do disco, em geral os das vértebras cervical, dorsal ou lombar, escorrega para trás ou para o lado da coluna, comprimindo o nervo, daí a causa das dores. No entanto, essa dor é bem característica, o sintoma clássico é a dor irradiada para os membros inferiores. Primeiro, a dor vem associada à região lombar, depois vai atingindo as pernas, os pés, ocasionando fraqueza muscular e formigamento. O surgimento de uma hérnia de disco está relacionado às sobrecargas compressivas no disco intervertebral, causadas por uma série de fatores como má postura, desvio da coluna, instabilidade articular da vértebra, sobrepeso, esforço repetitivo e fraqueza muscular. Alguns estudos apontam que pré-dis-

JOÃO NETO

E hoje é dia de curtir mais uma edição do Projeto Som da Mata, no Parque das Dunas. A banda Mahmed, será atração musical da tarde, se apresentando a partir das 16h30, no anfiteatro Pau-Brasil.

Na árvore

Vanessa Cunha faz coro de parabéns para o amado, Tiago Silveira, em idade nova hoje

Parabéns para Alexandre de Paula, trocando de idade amanhã

Vivas para Luiz Varella Neto/Márcia. Ela em idade nova amanhã

Religioso

Fiasco

Natalina

Jeffrey John é pároco da Igreja Anglicana de Saint Albans e pode se tornar o primeiro bispo gay da Inglaterra. A ordenação de John é possível desde janeiro, quando a instituição religiosa passou a aceitar bispos e prelados anglicanos homossexuais.

O recém-lançado álbum de Britney Spears, “Britney Jean”, foi o pior trabalho da cantora americana em número de vendas. Segundo levantamento da revista “Billboard”, Brit vendeu apenas 107 mil cópias, muito menos que o “Femme Fatale”, de 2011.

O GACC-RN realiza nesta terça, das 8h às 15h30, Festa de Natal das crianças e continua arrecadando doações de presentes através da Árvore da Alegria, que fica da sede da instituição e reúne cartinhas feitas pelas crianças assistidas pela instituição. JOÃO NETO

FB

Já em tempo de agradecer pelos mimos e mensagens com votos de boas festas. Obrigado: Denise Gaspar, d. Anita/Senador José Agripino, Andréa Mottta, Alexandre Davim, Dep. Walter Alves, Designer Brasil-Clodualdo Bahia, Sebrae, Sinduscon, Abdo Farret/Simone.

Celebrando Será na próxima quarta, a partir das 16h30, a natalina do setor de Aids do Hospital Giselda Trigueiro, que realizamos todos os anos, levando alegria aos pacientes daquele local. Uma benção com o Pe. Delmário dará início a comemoração, que terá lanche da Nick Buffet e entrega de presentes da Iskisita Atacado, sempre parceira nessa iniciativa. O Papai Noel Marcílio Amrim, completa a descontração da ocasião, que também terá distribuição de cestas básicas, que estamos recebendo no nosso escritório, na Rua Conselheiro Brito Guerra, 1201, Tirol.

Em festa

Aniversariando amanhã, o prof. Luís Gonzaga recebe os vivas da coluna

Elson Miranda faz tintins para a musa Ana Helena, rasgando folhinha amanhã

Nesta terça, o Clube de Engenharia será o palco da Confraternização de Fim de Ano do Sinduscon e Coopercon. O evento começa às 18h30.

« POSTURA E SAÚDE »

C

arregar bolsas ou mochilas pesadas, postura errada, não se acomodar na cadeira, dirigir muito, ter sobrepeso ou levar uma vida sedentária. Se você se encaixa em uma (ou mais) dessas situações, você provavelmente sofre com dores na coluna, que se não forem tratadas corretamente, podem se acentuar e evoluir para doenças mais graves. A coluna vertebral é composta por vértebras, discos intervertebrais, nervos, músculos, medula e ligamentos. É nesse conjunto que acontece a maior parte das disfunções que causam dores nas costas. Entre elas, a hérnia de disco, cujo estágio inicial está presente na coluna de quase 65% da população adulta brasileira.

FB

georgeazevedo@tribunadonorte.com.br

Carpe Diem!

Jota Oliveira

4

ALINI BRITO - FISIOTERAPEUTA E EDUCADORA FÍSICA • DÚVIDAS NO SITE WWW.ITCVERTEBRAL.COM.BR

1

A hérnia de disco ocorre quando parte do disco, em geral os das vértebras cervical, dorsal ou lombar, escorrega para trás ou para o lado da coluna, comprimindo o nervo, daí a causa das dores.

2

Na maioria das vezes, a hérnia de disco é tratada

com medicamentos,fisioterapia postural e manipulativa, hidroterapia e eletrotermoterapia.

3

O equipamento de descompressão e tração - trazido ao Brasil é novidade em tratamentos para a hérnia de disco.

4

O equipamento aplica exatamente a tensão necessária para a abertura entre uma vértebra e outra sem submeter a área ao risco de lesão.

5

Os testes apontaram que após seis semanas de tratamento as chances de o paciente necessitar de cirurgia de coluna são reduzidas em 80%.

Novo tratamento da hérnia de disco afasta dores e possível cirurgia posição genética é um fator significativo para o aparecimento do problema. Em geral, o quadro clínico aparecer entre 25 e 50 anos de idade, mas, às vezes, as manifestações de dor não aparecem logo de início. Essa demora na descoberta do problema pode dificultar o tratamento.

Tratamentos comuns Na maioria das vezes, a hérnia de disco é tratada com medicamentos para reduzir a dor. Ou-

tros procedimentos são a fisioterapia postural e manipulativa, hidroterapia e eletrotermoterapia. Porém, casos mais sérios, como quando a dor estar associada a fraqueza de membros, ou a incotinencia urinaria, necessitam de cirurgia. Mas, como todo processo cirúrgico, ele provoca chateações e preocupações nos pacientes, por causa dos riscos de lesão neurológica ou de uma infecção.

Novo tratamento Desenvolvido nos Estados Unidos e presente em 25 países, o equipamento de descompressão e tração - trazido ao Brasil é novidade em tratamentos para a hérnia de disco. O método funciona assim: uma cinta acoplada à máquina é colocada no paciente, proporcionado uma tração na região da hérnia. O paciente permanece deitado durante o trabalho de descompressão. O fi-

sioterapeuta vai identificar o disco lesado e programar a máquina para efetuar a tração na medida e no local. O equipamento aplica exatamente a tensão necessária para a abertura entre uma vértebra e outra sem submeter a área ao risco de lesão. Com o novo método, a possibilidade de que o descolamento do disco intervertebral seja amenizado é maior do que nos tratamentos convencionais, pois a descompressão é realizada diretamente no disco afetado. Os demais tratamentos costumam tratar a hérnia indiretamente. Mesmo que esta amenização não ocorra, o paciente, em geral, tem melhora completa das dores na região afetada. O tratamento completo é feito no período de seis semanas, divididas em 22 sessões de uma hora de duração. A primeira parte de cada sessão é usada para realização de terapia manual, a segunda etapa para descompressão do disco e nos minutos finais o tratamento é voltado para a realização de atividades de fortalecimento, para que a reincidiva da lesão seja evitada. Os testes feitos por pesquisadores norte-americanos apontaram que após seis semanas de tratamento as chances de o paciente necessitar de cirurgia de coluna são reduzidas em 80%.

Restrições O método não é recomendado para pessoas que tenham osteoporose severa, pacientes com suspeita de fratura de bacia, comprometimento intra-abdominal e pessoas que tenham instabilidade articular severa. Mais dicas entrar no site: www.herniadedisco.com.br


tn família

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

Retorno

Virada

Parabéns!

John Galliano ensaia seu retorno à moda após o escândalo que o afastou da Dior. O estilista será responsável pelos figurinos de peça de teatro que fará, a adaptação de “A Importância de ser Honesto”, obra escrita por Oscar Wilde em 1895.

Comemorando 10 anos, o Reveillon da Costeira promete mais um festão. A Viva Promoções Já cuidando dos preparativos da big party, que vai rolar ao som do Dj Dimitri Vegas & Like Mike, além de Ricardo Chaves, Luan Carvalho e Novo Grito. Take a note!

O nosso abraço de parabéns para os aniversariantes de hoje, o Personal Trainer Tiago Silveira, Geórgia Freire, Roberta Ávila e Luruca Soares. Se viva estivesse, a mais querida tia Nazaré Pereira hoje estaria celebrando mais uma primavera. Deste canto, as nossa homenagem e saudade. Nesta segunda, dia 16, recebem os vivas antecipados para Alexandre Gurgel, Filozinha Ferreira, Alexandre de Paula, Roberta Galvão, Marcia Dantas Varela, Prof. Luiz Gonzaga, Rafaela Rosito, Ana Helena Miranda e Juliana Melo, que reside em Londres.

JOÃO NETO

JOÃO NETO

Gente querida desta coluna, Bianor Bezerra/Renata

JOÃO NETO

Em recente evento social, Aldinho Barreto/Denise

BOBFLASH

O empresário Alex Padang curtindo os agitos da cidade JOÃO NETO

Lula Barreto: talento jovem

Flávio Dória em vivas para Rafaela, trocando de idade amanhã JOÃO NETO

Nos salões natalenses, a discrição de Tereza Araújo Lima e Marlize Romano

Com a tradição de 40 anos e sempre atualizada com as inovações do mercado, a Companhia Hipotecária Brasileira – CHB traz em sua equipe o publicitário Lula Barreto, que agora assume a Superintendência Comercial da empresa. No novo setor, Lula irá coordenar a equipe comercial em Natal, onde é a matriz da empresa, além de atender grandes empresas locais e cuidar da expansão da empresa para outras capitais, uma das metas para 2014. Lula Barreto há cinco anos atua na Companhia, e passou grande parte deste tempo no setor administrativo e de marketing, o que lhe proporcionou um grande conhecimento sobre o funcionamento de uma das maiores hipotecárias do país. (Foto: Jeferson Miller)

Programação cultural natalina tem teatro e música « NATAL EM NATAL » Roberta Sá, Elba Ramalho,

Fagner e Zeca Baleiro estão entre os nomes nacionais deste ano, com shows em Mirassol e na zona Norte

A

cidade já está em pleno clima natalino, com programações culturais acontecendo em vários pontos. Há dança, música e teatro, com espetáculos para todos os gostos. A realização é da Prefeitura do Natal através da Fundação Cultural Capitania das Artes. Um dos destaques é o Natal em Cena, que estreou na última quinta-feira e ainda tem programação dias 19, 20 e 21, com apresentações tanto na Zona Sul (Árvore de Mirassol) quanto na Zona Norte (Ginásio Nélio Dias). Além da programação teatral, o Natal em Cena conta ainda com uma programação musical que reúne o melhor da música nacio-

nal. Com shows de artistas nacionais como Roberta Sá (dia 13), Elba Ramalho (dia 14), Fagner (dia 21) e Zeca Baleiro (dia 20), além artistas “da casa”, como a banda Catita Choro e Gafieira, Jerimum Jazz, Bossa Jazz Street Band, Sexteto Potiguar, Antônio de Pádua e Orquestra Sinfônica. “Acredito que estamos vivendo um momento histórico, não só para Natal, mas como para o Rio Grande do Norte, em relação aos espetáculos de rua, como os autos. O Natal em Cena é uma evolução do formato do Auto de Natal, trazendo para o público espetáculos com uma maior sofisticação artística, e com processos formativos que

de fato trazem benefícios para o teatro potiguar”, analisa Fernando Yamamoto, diretor de projetos da Fundação Cultural Capitania das Artes,. Para Yamamoto todo o trabalho que vem sendo desenvolvido desde janeiro terá agora o ponto alto: “É só pegar como exemplo Luana Menezes, do grupo Bololô, que faz a sua estreia como dramaturga no espetáculo Natal: Encruzilhada do Mundo.” O Natal em Natal 2013 ainda terá a apresentação da banda Sinfônica Fuzileiros Navais e a Orquestra Sinfônica – EMUFRN “Vinícius – Uma Canção Pelo Ar”, parceria com o Sesc. Informações: http://natalemnatal2013.com.br/

Dose dupla de charme e simpatia das irmãs, Renata e Bia Santa Rosa

5


6

tn família

Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

» CONFRATERNIZAÇÃO FECOMERCIO »

Desenvolvimento

As famílias de Ivaldi de Souza Sales, Rita Dantas de Medeiros Sales, Ivahy Ferreira de Lima (in memoriam) e Maria Aparecida Ferreira estarão unidas com o matrimônio dos seus filhos. A jornalista Anna Ruth Dantas e o médico Marcos Lima subirão o altar da igreja Santa Terezinha, neste sábado, com cerimônia às 18h30. Após a celebração, os noivos receberão os cumprimentos no Versailles Recepções de Cidade Jardim.

Persona Em 2013, o Papa Francisco foi escolhido a “pessoa do ano” pela revista americana “Time“. Ano passado, o eleito foi o presidente americano Barack Obama. A publicação ressaltou que o pontífice argentino, “com o foco na compaixão“, tornou-se “uma nova voz de consciência“. Primeiro latino-americano a ser eleito Papa, Francisco mostrou, desde o início do pontificado, um estilo próprio, de humildade, em uma tentativa de reaproximar a Igreja Católica de seus fiéis.

Homenagem Sediado em Minas Gerais, o Instituto Tiradentes realiza anualmente uma pesquisa nacional em todas as capitais brasileiras, destacando três parlamentares do Legislativo municipal. Em Natal, foram escolhidos no ano em curso, pela votação popular, os vereadores Albert Dickson, Júlia Arruda e Júlio Protásio, que foram agraciados com o Mérito Eleitoral – Medalha dos Inconfidentes. A homenagem foi entregue na última sexta-feira na capital pernambucana durante solenidade realizada na 77ª edição do Seminário Brasileiro de Prefeitos e Vereadores.

Presidente Fecomercio Marcelo Queiroz e Nelson Freire

Presença do casal Arezzo, Sandra e Marcos Boff

Confraternizações O Sistema Fecomércio-RN e a CDL Natal promoveram no Boulevard Recepções evento de confraternização natalina das instituições. A ocasião contou com animação musical da orquestra Metamorfose, que movimentou a noite com um excelente repertório. Cobertura do evento no liegebarbalho.com no link Quem Acontece Wilma de Faria com Hilneth Correia, Liege Barbalho e Eliana Lima, em almoço de confraternização natalina

Glauber Nóbrega, diretor de Operações da Urbana

eee Os parabéns da coluna para os aniversariantes da semana. Márcia Dantas Varela, Luiz Gonzaga Medeiros Bezerra, Marcelo Maia, Lígia Limeira, Luzia Mara Marinho Álvares, Clodualdo Bahia, Estefânia Ferreira de Souza Viveiros, Valéria Araújo, Lúcia Chalita e o publicitário Jenner Tinoco.

Anna Ruth e Marcos Lima sobem o altar da igreja Santa Teresinha neste sábado

Vereador Júlio Protásio com os procuradores do RN, Luiz Antônio Marinho e Adalberto Targino, cidadãos natalenses

Touro 21/04 a 20/05 Nesta madrugada a Lua entrou em seu setor do dinheiro, onde reforça seu espírito prático e lhe dá condições de realizar seus planos com especial facilidade. Sua eficiência torna as coisas mais fáceis e permite que tudo flua melhor, especialmente nas questões práticas. DICA: cautele-se contra a possessividade.

Gêmeos 21/05 a 20/06 A Lua iniciou nesta madrugada a visita que todo mês faz a seu signo e até terça estará nele. Inicia-se um período propício e estimulante para você, que tende a sentir-se com a corda toda. DICA: seu regente Mercúrio, no signo oposto ao seu, une-se a Urano e dinamiza agradavelmente as relações pessoais.

Leão 22/07 a 22/08 Neste período a Lua magnetiza seu setor das amizades, movimenta sua vida social e faz com que você se interesse ainda mais pelas questões relativas a toda coletividade. DICA: sua combatividade está em alta e você pode conscientizar-se de seus direitos e deveres, inerentes ao pleno exercício da cidadania.

Virgem 23/08 a 22/09 No decorrer destes dias a Lua magnetiza o ponto culminante de seu céu natal, onde faz com que você exerça melhor sua autoridade natural sobre as outras pessoas. O sucesso social está mais do que nunca a seu alcance e você pode projetar-se entre os amigos. DICA: é importante que você distenda-se ao máximo.

Libra 23/09 a 22/10 As vibrações lunares incidem de modo muito harmonioso sobre seu signo, por isso fazem com que você sinta-se mais vital, otimista e confiante. Você está em condições de ver ainda mais longe e pode aprender através da observação do mundo a sua volta. DICA: seu desejo de religar-se ao Todo está em alta.

Escorpião 23/10 21/11 Nosso satélite, a Lua, passa a ativar seu setor do inconsciente e faz com que você enxergue mais claramente dentro de si. Sua necessidade de mudar e renovar-se está em alta e você pode aproveitar a fase para libertar-se de tudo o que considera ultrapassado. DICA: não alimente desconfianças ou encucações.

Sagitário 22/11 a 21/12 Nestes dias a Lua magnetiza seu setor do ‘outro’, por isso assinala uma fase ótima para você demonstrar o interesse que sente pelas outras pessoas e perceber a importância delas em sua vida. DICA: lembre-se de que cada um é único, não fique se comparando com os outros e evite situações de confronto.

Em clima de Natal, o Complexo Educacional Contemporâneo realizou a entrega de doações para Hospital Infantil Varela Santiago, adquiridas com a palestra da especialista em Direito Digital, Patrícia Peck. O evento, que teve como tema “Segurança na internet para a família”, além de levar informações e conhecimento aos alunos, teve também o objetivo de arrecadar fundos para o HIVS. Os valores das senhas e brinquedos foram recebidos com alegria pelo diretor do hospital, Paulo Xavier.

« CINEMA » ★ RUIM ★ ★ REGULAR ★★★ BOM ★★★★ ÓTIMO ★★★★★ EXCELENTE ✩ ESTREIA

Lua favorece as atividades culturais Até depois de amanhã seu astro regente, a Lua, transita por Gêmeos, seu setor espiritual. Assim, relaxe, desacelere o ritmo e não se exija demais, mesmo porque isso só faria provocar desgastes. DICA: seja realista e não se jogue impulsivamente em situações que não sejam bem claras, para não sofrer sem necessidade.

A cidade de Parnamirim realizando uma vasta programação de festejos natalinos. A prefeitura promove hoje a partir das 14h, a 18ª edição do “Natal das Crianças”, que acontecerá no Parque Aristófanes Fernandes. No total, 500 voluntários trabalharão na festa para atender cerca de 15 mil crianças. O evento contará com shows da Turma do Baú da Alegria, Galinha Pintadinha, a tradicional chegada do Papai Noel de helicóptero, sorteio de prêmios e distribuição de brindes e lanches.

Doações

CLAUDIA HOLLANDER

A nova posição da Lua reforça sua necessidade de estabelecer uma ponte de contato com as pessoas, dialogar francamente com elas e aprender com suas ideias. Sua curiosidade está em alta e o momento é ótimo para você iniciar algum curso. DICA: tenha muita calma e não queira fazer tudo ao mesmo tempo.

Gingobel

A matriarca Lúcia Chalita no abraço dos filhos, Soraya, Habib e Suely. Ela mudando de idade sexta-feira

Valéria Araújo celebrando aniversário sexta-feira

Câncer 21/06 a 21/07

»»A vice-prefeita de Natal, a professora Wilma Maria de Faria, reuniu a imprensa durante almoço na última quinta-feira em ocasião de confraternização de final de ano. O encontro aconteceu no Renata Motta Buffet. »» Timidamente começam a chegar os mimos e as mensagens natalinas. Agradecer, a Denise Gaspar, Jane Paz, da Caixetas Florais, Complexo Educacional Contemporâneo e a Presidência do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

» ANIVERSÁRIOS »

«HORÓSCOPO » Áries 21/03 a 20/04

Os irmãos Cirufarma Vicente e Gabriel Avelino

Fotografia “Natal por Canindé Soares”, este é o título do livro lançado pelo repórter-fotográfico Canindé Soares. Já na sua segunda edição, a sessão de autógrafos aconteceu na última quinta-feira, no Instituto Câmara Cascudo, onde reuniu os admiradores do trabalho de Canidja.

liegebarbalho@tribunadonorte.com.br

Matrimonial

LIEGEBARBALHO.COM

Liege Barbalho

O jornal Tribuna do Norte, a Salamanca Capital Investiments, o Sistema Fiern, Sistema Fecomércio RN e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, promoverão amanhã o “Seminário Desafios e Oportunidades da Indústria: 60 anos da FIERN”, que integra o projeto Motores do Desenvolvimento do RN. O encontro acontecerá no auditório Albano Franco da Casa da Indústria, a partir das 08h. Durante o evento, autoridades, especialistas e empresários debaterão os pontos fortes e fracos, as ameaças e oportunidades para o desenvolvimento do nosso Estado.

Capricórnio 22/12 a 20/01 Agora a Lua transita sobre sua casa do serviço e faz com que estes dias sejam propícios para você concentrar-se nas atividades práticas e demonstrar maior seu entusiasmo nelas. DICA: nosso satélite também faz com que os cuidados com a saúde sejam bastante produtivos, portanto concentre-se neles.

Aquário 21/01 a 19/02 Graças à passagem da Lua por sua casa da alegria e da vitalidade você vive um período favorável e pode curtir plenamente o lado bom da vida. O contato com a natureza lhe fará bem. DICA: as atividades de lazer e os amores estão em alta e se o seu coração está vago é bem provável que não permaneça assim.

Peixes 20/02 a 20/03 O fato de a Lua magnetizar seu signo de concepção faz com que estes dias sejam ideais para você ficar por mais tempo em casa. Aproveite para dedicar-se à família e aos assuntos domésticos de um modo geral. DICA: tire um tempo para reavaliar o passado e procure aprender com antigas vivências.

✩ CARRIE, A ESTRANHA (16 anos, dublado e legendado) Moviecom 1. Sessões 15h20, 17h30, 19h40, 21h50 / Cinemark 3. Sessões 14h35, 16h50, 19h10 (exceto ter/qui), 21h40 / Cinépolis 6 Norte Shopping. Sessões (dub) 17h, 21h15. Carrie (Chloe Moretz) é uma adolescente oprimida pela mãe, Margaret White (Julianne Moore). Fanática religiosa e superprotetora, ela faz da adolescência da filha um inferno. Tímida, problemática e atormentada pelos colegas de escola, Carrie não consegue levar uma vida normal. O que ninguém sabe é que Carrie carrega um segredo: ela é capaz de usar poderes telecinéticos. Suas habilidades vêm à tona quando ela é humilhada no baile de formatura do seu colégio. A partir daí, coisas horríveis começam a acontecer. Direção: Kimberly Peirce

ÚLTIMA VIAGEM A VEGAS (14 anos, dublado e legendado) Moviecom 2. Sessões 14h50, 17h05, 19h20 e 21h35 / Cinemark 6. Sessões (dub) 15h25 e 21h / Cinemark 6. Sessões (leg) 12h50, 17h30, 22h10/ Cinépolis 5 Natal Shopping . Sessões (leg) 15h, 19h45/ Cinépolis 6 Norte Shopping. Sessões (dub) 14h45 e 19h. Quatro amigos quase setentões decidem fugir da casa de repouso e dar uma festa de despedida de solteiro em Las Vegas para o único deles que ainda é solteiro. Direção: Jon Turteltaub

★★★ JACKASS - VOVÔ SEM VERGONHA (14 anos, legendado) Moviecom 3. Sessões (leg) 14h e 19h/Cinépolis 6 Natal Shopping. Sessões (leg) 19h e 21h15/Cinépolis Norte Shopping 5. Sessões (leg) 19h15, 21h45. Irving Zisman, de 86 anos está fazendo uma viagem pelos Estados Unidos com seu neto de oito anos. Tudo parece normal, mas este idoso é na verdade um personagem de Jackass e o garoto poderá fazer tudo o que sonhou, ou seja, beber, fumar e encontrar stripers. Direção: Jeff Tremaine. ★★★★ JOGOS VORAZES EM CHAMAS (14 anos, dublado e legendado) Moviecom 3. Sessões (leg) 16h e 21h / Moviecom 5. Sessões (dub) 13h30 (sab/dom) e 18h50 / Cinemark 5. Sessões (leg) 12h10, 18h, e 23h20 (sab). Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) retorna a salvo, depois de ter ganhado o 74º Jogos Vorazes com o colega Peeta Mellark. Vencer significa que eles devem retornar e abandonar sua família e amigos próximos, embarcando na “Turnê da Vitória” nos distritos. No decorrer do percurso, Katniss sente que uma rebelião está em ebulição, mas o congresso continua fortemente no controle, ao mesmo tempo que o Presidente Snow prepara o 75º Jogos Vorazes, uma competição que pode mudar Panem para sempre.


Natal - Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

tn família

» GOSTOSO!!! BOM VOLTAR... »

Domingo é dia de ...

Queridérrima Dani Mota desembarcou de Madri está na terra. Férias com os mais queridos. BAZAR DE NATAL de Andréia Motta Artesanato Culinário já está funcionando. Mil coisinha deliciosas no Espaço Renata Motta até dia 20. CLAUDIO 2014 ...O nosso gorditcho Claudio Porpino pegou muitos de surpresa e entregou-se de corpo e alma ao cirurgião Carlos Alexandre e submeteu-se a cirurgia bariátrica. Está show e eu super feliz pelo incentivo dado. Agora vai viver muitooooo!!!

Semana apertada! * Nesta segunda-feira, às 19h30, o Sistema Faern/Senar promove no Spaço Guinza o “Senar – 20 anos”, onde serão apresentados os trabalhos deste ano e a perspectiva para 2014 . Também serão entregues as medalhas do Mérito Rural Senador Moacyr Duarte à atual vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria; ao produtor rural Ivanilson Araújo; e ao professor Fernando Viana... CRISTINA Lira avisa que o Encontro das Belas do Turismo será quarta, às 19h , SERHS Natal. Participarão os representantes da Assist Card Brasil do RN, Leonardo Lima e do representante da Assit Card da Bahia, Jonathas Soeiro, e o diretor comercial do Festival do turismo de João Pessoa, Cláudio Júnior... IGREJA & IMPRENSA - O Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, realiza um “café com a imprensa”, nesta terça, às 8h30, no Centro Pastoral Pio X (subsolo da Catedral), para agradecer cobertura das ações realizadas pela Igreja Católica em 2013.

morar . Na sexta-feira fomos recebidos para jantar nos jardins do amigo jornalista Emanuel Neri. Noite de risoto acompanhado de um cabernet chileno. Show!!! Nos fazia companhia o casal Marcos Teixeira e Vânia e o paulista Gustavo Titotto (esse tem a casa mais bonita do pedaço). SÁBADO EM GOSTOSO – Foi dia de

ser chef de cozinha e receber a caravana de Jacumã. Foi acrescido ao nosso grupo os queridos Franca Giordanetti, Aécio Emerenciano, Joanita Potiguar e Graça Mota. Um sábado pra relaxar e estar “de bem com a vida”... A NOITE ? Começou no Madame Chita e terminou no Hibiscus formando mesa com Emanuel neri, Marcos Neri-Vânia,

NO HIBISCUS - Emanuel Neri, Marcos Neri-Vânia, Francisco Veiga-Izabelle e o filho Victor com a namorada Maria Fernanda

Frederico Mesquita, Gustavo Titotto e HC

Francisco Veiga-Izabelle e o filho Victor com a namorada Maria Fernanda. O peixe servido era dos Deuses!!! ...NO domingo um banho de mar e o acolhimento das amigas Chitas : Rosana Carneiro e Eliana Kefalas nos terraços de sua bela casa a beira-mar.Voltamos cheios de saudades!!! Cada vez conheço um pouquinho mais e me apaixono.

Paulinho Freire, Graça Mota, Alcina Holanda e Joanita Potiguar

MADAME CHITA - Nelson Newton, Alcina Holanda, Wilma-Paulo Freire, Rosana Carneiro, HC, Sovânia e Flávio Monte

» WILMA REÚNE E AGRADECE... »

Show! O plano elaborado por Mário Barreto para segurança das praias de Jacumã,PortoMirim e Muriu.Dando certo acredito que o nosso povo vai voltar a iluminar seus terraços durante o verão e nos dias de sol do ano inteiro.São casas lindas fechadas!!!

Ela é ímpar!!! É uma Fênix... quando você menos espera o trovão que está dentro dela explode. Coisas de mulher forte e carismática.Wilma de Faria, nossa Vice Prefeita, reuniu a imprensa: rádio, tv, jornal e blogs para agradecer a divulgação do seu trabalho durante o ano... Sabemos que ela será

WILMA DE FARIA com nós, Tribunérrimas, HC, Eliana Lima e Liege Barbalho hilnethcorreia@tribunadonorte.com.br

Desembarcando!

Tendo a casa do amigo arquiteto Renato Telles a disposição convoquei os amigos Alcina Holanda, Nelson faria,Wilma e Paulinho Freire e fomos aproveitar as delicias de S.Miguel dos Gostoso. Nada de mais, apenas uma praia como antigamente : ainda selvagem... mas com uma gastronomia excelente e pessoas especiais que escolheram o local para

Hilneth Correia

Som da Mata o programa imperdível np Bosque dos Namorados com .... * * O show “Noites do Oriente – Diálogos Dança e Música”, com a bailarina Nuriel El Nur, alunas da Escola de Dança Tuareg e convidadas acontece neste domingo, no Teatro de Cultura Popular, às 19h. AGENDEM-SE ... 1-“AS MENINAS DA ED” ... * A Associação das Ex-Alunas da Escola Doméstica de Natal realiza esta segunda sua confraternização de fim de ano: o “Natal Branco na ED”. O evento, marcado para as 16h30, terá apresentações do Coral Canto do Povo e Coral Vox-UFRN, além das bênçãos do Cônego José Mário. 2- A escritora Cris Guerra, autora do blog “Hoje vou assim”, fará uma palestra em Natal sobre moda e auto estima nesta terça, às 19h, na Escola Doméstica. Logo após, haverá desfile do estilista Jardel Litter lançando sua coleção Inverno 2014.A coleção está linda...

7

candidata e seu objetivo é o Senado.Vamos em frente! Foi um almoço prestigiosíssimo, delicioso com griffo Renata Motta. E fomos presenteados com Panetone (para as mulheres- não entendi muito bem a diferença) e vinho para os homens. Sabemos que 2014 promete!!!

ALMOÇO DE WILMA - Lahyre/Sandra Rosado e Flávio Azevedo

ALMOÇO DE WILMA – Ela agradece apoio de Felinto Rodrigues

» AS REVIVETES ! » Nos jardins da companheira Márcia Dantas Varella aconteceu a confraternização do Grupo Reviver. Diante de tantas conquistas era mais que necessário festejar e brindar o ano de 2014 que será de realização concreta. Somos OCIPE, estamos com emendas aprovadas, graças a bancada da AL e também com nosso projeto nas mãos do Ministro da Saúde.

MÁRCIA Dantas, Tininha Santos e Márcia Marinho. Amanhã é de “vivas” para Márcia Dantas

Vamos conseguir e a nossa Unidade Móvel receberá o nome de SAVANA. Nosso almoço foi delicioso assinado pelo Doce Sabor de Kátia Simonetti. A casa estava linda, com o capricho da hostess e nosso presentes foram cestas básicas doadas para o Natal do Senhor das pastorais da Igreja Santa Terezinha. E agora é brindar e continuar de “mangas arregaçadas”.

AS MULHERES DE NEY - Karla e Aninha com a mamy Abgail Andrade de Souza em “idade nova”

» PARABÉNS PARA VOCÊS »

Uianê Pinto Azevedo, Mada Chacon, Wilma Freire, HC, Idaísa Fernandes, Mirtinha Bezerra e Márcia Dantas

Ariadna Rocha Ribeiro Dantas, Mônica Bezerra, Nadja e Tasia Simonetti

« CINEMA »

à Abraçar e festejar (hoje) Nazaré Pereira,Cláudia Flores Oliveira,Patrízia Azevedo,Roberta Ávila,Luruca Soares, Clarissa Alves,Patrícia Azevedo,Thalita Rayanne Ferreira dos Santos,Dudu Melo ...SEGUNDA-FEIRA - Roberto Galvão,Márcia Dantas Varela,Rafael Couto,Juliana Melo,Suerda Maria Tomaz,Tarcyla Costa...TERÇA-FEIRA Adriano Bezerra,Abigail Andrade Souza,Gilberto Cavalcanti,Dominique Pereira Sá,Ludmila Morais Ramalho,Mônica Bezerra..QUARTA-FEIRA - Herculano Azevedo,Luzia Mara Alvares,Wagner Ebara.

Carrie: ela está de volta!

★ RUIM ★ ★ REGULAR ★★★ BOM ★★★★ ÓTIMO ★★★★★ EXCELENTE ✩ ESTREIA ✩ O HOBBIT: A DESOLAÇÃO DE SMAUG (14

sombrio, mas uma antiga raça liderada pelo vingativo Malekith (Christopher Eccleston) retorna para levar o universo de volta às trevas. Enfrentando um inimigo que nem mesmo Odin (Anthony Hopkins) e Asgard são capazes de derrotar, Thor embarcará em sua jornada mais perigosa e pessoal que o reunirá Jane Foster (Natalie Portman) e o forçará a sacrificar tudo para salvar a humanidade. Direção: Alan Taylor

anos, dublado e legendado) Moviecom 4. Sessões (dub) 14h, 17h15, 20h30/Moviecom 6. Sessões 3D (leg) 21h/Moviecom 6 Sessões 3D (dub) 14h30, 17h45/ Cinemark 6. Sessões 3D (dub) 11h30, 14h50, 18h30, 22h/ Cinemark 2. Sessões 3D (leg) 11h30, 14h50, 18h30, 22h /Cinemark 7. Sessões (dub) 17h10, 20h40/ Cinemark 7. Sessões (leg) 17h10, e 0h10 (sab) / Cinépolis 1 Natal Shopping. Sessões 3D (leg) 18h, 21h30 / Cinépolis 1 Natal Shopping. Sessões 3D (dub) 14h30 / Cinépolis 1 Norte Shopping. Sessões 3D (dub) 14h30, 18/Cinépolis Norte Shopping 3D (leg). Sessões 21h30. Bilbo, os anões e Gandalf continuam sua jornada depois de serem salvos pelas águias nas Montanhas Sombrias e se encontram com Beorn, um trocapele, que pode se transformar em um urso enorme. Depois disto eles continuam até a Floresta das Trevas, onde Gandalf os abandona. Eles precisam roubar Smaug, um dragão que há muito tempo saqueou o reino dos anões do avô de Thorin e que desde então dorme sobre o vasto tesouro. Direção Peter Jackson.

★★ CRÔ, O FILME (12 anos, nacional) Moviecom 7. Sessões 14h, 16h, 18h, 20h e 22h / Cinemark 1. Sessões 13h, 15h, 17h10, 19h20 (exceto ter/qui), 21h30, e 23h40/ Cinemark 2. Sessões 12h (sab/dom), 14h, 16h10, 18h20, 20h25, 22h25 / Cinépolis 2 Natal Shopping. Sessões 13h45, 16h, 18h15, 20h30/Cinépolis 3 Norte Shopping. Sessões 15h45, 17h45, 20h, 22h. Após herdar uma fortuna, Crodoalvo Valério, mais conhecido como “Crô”, não quer apenas uma vida de milionário. Decidido a encontrar uma nova paixão, ele inicia uma busca entrevistando diversos tipos de mulheres. Direção: Bruno Barreto

★★★★ THOR 2: O MUNDO SOMBRIO (10 anos, dublado e legendado) Moviecom 5. Sessões (leg) 16h30, 21h45. Thor (Chris Hemsworth) luta para salvar a Terra e os Nove Reinos de um inimigo

★★★ BONS DE BICO (Livre, dublado) Cinemark 7. Sessão 14h50 Jake e Reggie são dois perus com grandes diferenças e poucas afinidades. Mas o destino unirá essas duas figuraças,

quando eles terão que viajar no tempo juntos para mudar os rumos da história e fazer o impossível: impedir que os perus se tornem o prato tradicional do Natal. Direção: Jimmy Hayward. COMO NÃO PERDER ESSA MULHER (16 anos, dublado e legendado) Cinemark 4. Sessões (leg)11h30 (sáb/dom), 13h50, 16h, 18h10, 20h15 e 22h20 / Cinépolis 5. Sessões (leg) 17h14, 22h. Jon Martello (Joseph Gordon-Levitt) é um cara sedutor, considerado um verdadeiro Don Juan moderno pelos seus amigos. Poucas coisas lhe interessam além de seu corpo, sua casa, seu carro, sua família, seus amigos, suas mulheres, e claro seus vídeos pornôs da internet. Até que Barbara (Scarlett Johansson) aparece em sua vida mudando-a completamente. Direção: Joseph Gordon-Levitt ★★★ UM TIME SHOW DE BOLA (Livre, dublado) (3D) Cinemark 7. Sessões 3D: 12h20 e 17h20 / Cinépolis 6 Natal Shopping. Sessões 14h, 16h30 / Cinépolis 5 Norte Shopping. Sessões (dub) 14h15, 16h45. Amadeo, um jovem tímido e talentoso, tenta reunir seu time de futebol de pebolim, após uma separação.Sua ideia é juntar os amigos para finalmente superar The Champ, seu maior adversário.

Diretor: Juan José Campanella TATUAGEM (16 anos, nacional) Cinemark 1. Sessão 19h10 (ter e qui) Recife, 1978. Clécio Wanderley (Irandhir Santos) é o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows repletos de deboche e com cenas de nudez. A principal estrela da equipe é Paulete (Rodrigo Garcia), com quem Clécio mantém um relacionamento. Um dia, Paulete recebe a visita de seu cunhado, o jovem Fininha (Jesuíta Barbosa), que é militar. Encantado com o universo criado pelo Chão de Estrelas, ele logo é seduzido por Clécio. Não demora muito para que eles engatem um tórrido relacionamento, que o coloca em uma situação dúbia: ao mesmo tempo em que convive cada vez mais com os integrantes da trupe, ele precisa lidar com a repressão existente no meio militar em plena ditadura. Direção: Hilton Lacerda ★★★ MEU PASSADO ME CONDENA (12 anos, nacional) Cinemark 7. Sessões 19h40 e 21h55. Com apenas um mês de namoro Fábio e Miá resolvem se casar e passar a lua de mel em um cruzeiro até a Europa. O problema é que na viagem eles encontram seus respectivos ex-namorados, Julia e Tiago, agora casados e também em lua de mel. Direção: Júlia Rezende.

Carrie retrata um grande desastre ocorrido na cidade americana de Chamberlain, Maine,destruída pela jovem Carietta White.Nos anos anteriores à tragédia,a adolescente foi oprimida pela sua mãe,Margaret,uma fanática religiosa.Além dos maus tratos em casa,Carrie também sofria com o abuso dos colegas de escola,que nunca compreenderam sua aparência,nem seu comportamento.Um dia,quando a jovem menstrua pela primeira,ela se desespera e acredita esta morrendo,por nunca ter conversado sobre o tema em casa.Mais uma vez,ela é ridicularizada pelas garotas do colégio.Aos poucos,ela descobre que possui estranhos poderes telecinéticos,que se manifestam durante sua festa de formatura,quando os jovens mais populares da escola humilham Carrie diante de todos (Adoro Cinema).


8

tnfamília

Natal • Rio Grande do Norte Domingo, 15 de dezembro de 2013

1

NEWS:::::::::::::::::::::

BLACK

IS SEXY!

Enganam-se os que pensam que as lingeries vermelhas são as mais sexies. Em recente pesquisa ficou “decretado” que tanto homens quanto mulheres ficam mais atraídos por peças íntimas na cor preta. E por isso fizemos este ensaio “apimentado” com as peças mais charmosas – e sensuais! – da estação, onde predominam as rendas em total harmonia com tules e cetins. Para os sutiãs, vale os que têm bojo para dar “aquele” truque na parte de cima. Nas calcinhas a ordem é ser confortável. Para os homens, usar uma cueca na cor preta é sempre um look sem erro. Mas na verdade, o que vale mais é lembrar: seja sexy, mas não seja vulgar.

3

2

5

6

4

Foto 01 – Ela usa Jogê e ele usa cueca da Outlet Lingerie Foto 02 – Ambos usam Outlet Lingerie Foto 03 – Ambos usam Outlet Lingerie Foto 04 – Ela está de Jogê e ele usa cueca da Le Femme Foto 05 – Ela usa Jogê Foto 06 – Ele usa Le Femme

Ficha Técnica Fotógrafa:Andrey Lourenço; Direção de moda:George Azevedo; Beleza:Nil Barbosa (Sinval de Souza); Modelos:André Quintiliano e Giuliana Monte (Tráfego Models); Styling:Yago.

A Tráfego Models realizou um sucesso no último dia 11 de novembro,o desfile de formatura dos alunos do Curso de Estilista da Confecção do Vestuário do SENAI Clovis Motta.O desfile foi inteiramente materialização de todo a aprendizado durante o curso desde a historia da indumentária a Modelagem.Um arraso! E é claro que o cast da Tráfego Models abrilhantou a passarela do desfile de formatura dos alunos do Curso de Estilista do SENAI Clovis Motta.Por lá, Andreza Seixas,Gabriela Fídias,Graça Duarte,Itailza Gomes,Izadora Albuquerque,jéssica Cerejeira,Josivan Soares,Kacia Raiany,Lara Santiago, Lilian Cruz,Lucia Jales,Maria Helena, Munick Dantas,Natália Sena,Rafinha Faguh,Sirlene Pereira,Surama Rodriguez,Thécia Albuquerque,Diego Mykycowshky,Fabiane Siqueira,Júlia Messias,Laíza Pérside,Luan Rodrigo, Marcella Galiza,Mayara Meliande, Monique Flor,Nayara Medeiros,Rafa Souza,Rafaela Souza,Renata Nascimento,Milena Cristina,Sérgio Vieira e Thayanny Rodrigues mostraram a suas criações. Que estamos vivendo em um mundo completamente digital isso sabemos,e foi exatamente pensando nisso que a marca Natura criou uns cartões personalizáveis.É o seguinte,você acessa o www.natura.com.br/felizbrasil é grava uma mensagem de voz de até 30 segundos que serão entregues juntamente com um cartão na casa da pessoa presenteada.E olha,tudo também será enviado em uma versão digital,por meio do Facebook. Segundo o booker da Agência Joy Model,Jocler Turmina,o mercado internacional está em busca de modelos de pele morena,uma boa prova disso é o sucesso da piauiense Laís Ribeiro,no cenário fashion internacional,onde uma de suas últimas campanha foi para o perfume DKNY.Sem falar que é uma das angels – preferida – da Victoria’s Secret. A proposito,Jocler Turmina está super empolgado com as suas descobertas de modelos nordestinas.Por aqui,o booker selecionou várias meninas do cast Tráfego Models para trilhar uma carreira de sucesso mundo à fora. Passado o Tráfego Look 2013 a Tráfego Models prepara-se para produzir o concurso para a escolha do Mister Rio Grande do Norte 2013,os interessados tem que ter entre 18 e 30 anos,e que representar um município do Estado. Mais informações 8899.0413 ou 3206.3052 Falando em Tráfego Models a agência está iniciando a nova turma do Projeto Modelando.Seguindo o exemplo das últimas turmas as alunas terão aulas de passarela,maquiagem,vídeo, fotografia e muito mais,tudo para preparar ainda mais os seus novos modelos.

Tribuna do Norte - 15/12/2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you