Page 1

Economia de água e seu consumo consciente

Autor: Tiago Malta Revisão: Alan Costa A água é fundamental para a vida no Planeta Terra. E mesmo sendo abundante (cobrindo cerca de 75% da superfície do planeta), a maior parte dela (97,5%) é água salgada, imprópria para o consumo, sobrando apenas 2,5% de água doce. E desta água doce disponível no mundo, apenas 0,28% estão acessíveis em rios, lagos e pântanos, estando a maior parte dela (99,72%) em regiões polares, no topo de montanhas e subterrâneas (aquíferos), de difícil acesso ao ser humano, ou seja, apenas 0,007% de toda a água do mundo é doce e acessível aos seres humanos. Além disso, dois milhões de toneladas de detritos são despejadas em lagos, rios e mares no mundo todo dia, incluindo lixo industrial, dejetos humanos e resíduos de agrotóxicos. E por isso se o consumo de água continuar nos níveis atuais (considerando o alto desperdício), futuramente poderemos enfrentar sérios problemas de falta de água. De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), cada pessoa necessita de 3,3 mil litros de água por mês (cerca de 110 litros de água por dia) para atender às necessidades de consumo e higiene. Porém, no Brasil, o consumo pode chegar a mais de 200 litros/dia por pessoa. O incentivo ao uso racional da água é de suma importância para que não tenhamos problemas maiores futuramente, além da economia que é gerada em médio prazo. Já existem empresas que fazem tais serviços de gestão hídrica com ações tecnológicas fazendo mudança nas instalações hidráulicas e outras medidas que


impedem o desperdício. A primeira media é a revisão do sistema hidráulico. A pesquisa de vazamentos não visíveis é feita identificando ruídos no solo. Neste estágio é também recomendado que se separe os hidrômetros de cada ambiente, para poder perceber onde há desperdício e como eliminá-lo. A segunda medida possível é a troca de peças tradicionais por modelos que economizam e que reduzam a pressão. A pressão é um dos grandes fatores para a ocorrência de vazamentos: quanto mais alta, maior é a frequência e o volume de água perdido. Para combater esse problema são instaladas válvulas redutoras de pressão que regulam a intensidade conforme a variação no consumo ao longo do dia. É bom lembrar que, para aplicação de tais medidas, é necessária mão-de-obra qualificada. A água proveniente do tratamento de esgotos não é potável, mas pode ser reutilizada para outros fins como resfriamento de equipamentos, limpeza de ruas, rega de jardins, geração de energia ou em outros processos industriais. Cada litro de água reutilizado corresponde a um litro de água disponível para o abastecimento público, contribuindo para a preservação dos recursos hídricos. Algumas Medidas podem ser aplicadas em casa, de modo prático apenas repensando a sua relação com a água: NO BANHEIRO - Para escovar os dentes é necessário apenas um copo de água, mas as pessoas que não fecham a torneira durante a escovação gastam 10 litros. - Cada vez que você lava as mãos com a torneira aberta o tempo todo, são gastos 7 litros de água. - Um banho de 15 minutos exige 105 litros de água. Reduza o tempo para 10 minutos, e o consumo cai para 70 litros. - Fazer a barba, com a torneira aberta, equivale um gasto de gasto 65 litros de água. Feche a torneira enquanto faz a barba, e só volte a usar água para enxaguar. Com a torneira fechada o consumo será inferior a um litro - Não jogue cigarros, absorventes ou papéis no vaso, porque haverá maior consumo de água para mandar esse lixo embora. NA COZINHA - Verifique se a torneira está realmente bem fechada para que não fique pingando e desperdiçando água. - Ao lavar a louça, use uma bacia ou a própria cuba da pia para deixar os pratos e talheres de molho por alguns minutos antes da lavagem. Isso ajuda a soltar a sujeira. Depois, use água corrente somente para enxaguar. - Para lavar verduras, use também uma bacia para deixá-las de molho (pode ser inclusive com algumas gotas de vinagre ou com solução de hipoclorito), passando-as depois por um pouco de água corrente para terminar de limpá-las. NO QUINTAL


- Quando construir ou reformar, dê preferência às caixas de descarga no lugar das válvulas. Use o resto da água com sabão da máquina de lavar para limpar o seu quintal; - Aproveite sempre que possível a água da chuva. Você pode armazená-la em recipientes colocados na saída das calhas e depois usá-la para regar as plantas. Só não se esqueça de tampar esses recipientes para que não se tornem focos de mosquito da dengue! - Para lavar o carro use balde em vez de mangueira; se deixar a mangueira aberta enquanto o lava, serão gastos 360 litros. - Não regue as plantas em excesso nem nas horas quentes do dia ou em momentos com muito vento. Muita água será evaporada ou levada antes de atingir as raízes; - Molhe a base das plantas, não as folhas e utilize folhas mortas sobre a terra de canteiros e jardins para diminuir a perda de água; - Para limpar a calçada, use a vassoura, e não água! Para isso você pode usar aquela água que sobrou do tanque. NA ÁREA DE SERVIÇOS - Ao esfregar a roupa com sabão, use um balde com água que pode ser a mesma do molho e mantenha a torneira do tanque fechada. Água corrente somente no enxágue! - Se tiver máquina de lavar, use-a sempre com a carga máxima e tome cuidado com o excesso de sabão para evitar um número maior de enxágues. A água que fez o último enxágue das roupas no tanque ou na máquina pode perfeitamente ser usada para ensaboar tapetes, tênis e cobertores. Também serve para molhar plantas, lavar carro, pisos e calçadas. - Caso opte por comprar uma lavadora, prefira as de abertura frontal que gastam menos água que as de abertura superior;

RECOMENDAÇÕES GERAIS - Os vazamentos são grandes responsáveis pelo desperdício de água. - É importante observar se a válvula de descarga está funcionando perfeitamente - Verificar se não há manchas de umidade nas paredes e calçadas e também se todas as torneiras estão vedando adequadamente. - Quando você for viajar, feche o registro do cavalete de entrada d’água, evitando qualquer desperdício durante sua ausência. Podemos perceber como é preciosa nossa água e como devemos ser zelosos com ela, aplicando medidas simples, ou contratando profissionais para fazer uma inspeção mais precisa, e lembre-se de que ambos ganham com tais medidas: o meio ambiente é preservado e o seu “bolso” também.

Fontes: http://revistaescola.abril.com.br/ciencias/fundamentos/agua-economia-faz-sentido426109.shtml


http://www.usp.br/cirra/br_equipe.html http://www.enge.com.br/reuso_agua.htm http://www.uniagua.org.br/public_html/website/default.asp?tp=3&pag=reuso.htm http://www.gwpsudamerica.org/docs/publicacoes/doc_138_pt.pdf

Economia de água e seu consumo consciente  

De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), cada pessoa necessita de 3,3 mil litros de água por mês (cerca de 110 litros de água po...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you