Page 1

Órgão Oficial da Editora Matarazzo Número I

Ano II

Outubro/2018

Conheça o maravilhoso Museu da Santa Casa de São Paulo!


BAR ERNESTO E voltamos ao nosso Q.G. literário carioca: o Bar Ernesto. Desta feita para o lançamento do livro Versos, prosas & poesias de Vicente Janotti, vencedor do concurso Meu Primeiro Livro promovido pela Editora Matarazzo; e das antologias Carioquices em verso e prosa II, Poesias Contemporâneas IX e Vamos falar da Vicente e Joana Janotti, Ivy Janotti e Luís Alfredo Itália? Foi uma tarde agradabilíssima a de 15 de setembro passado, a casa estava repleta. Fomos recebidos com a cortesia habitual do amigo Flávio Mehler, proprietário do Bar Ernesto, e toda a sua equipe. Todos puderam saborear a gastronomia de primeira EXPEDIENTE Órgão oficial da Editora Matarazzo. Informativo pertencente à Editora Matarazzo. ISSN 2594-8202 Email: livros@editoramatarazzo.com / thmatarazzo@gmail.com Telefone: (11) 3991-9506 CNPJ: 22.081.489/0001-06 Distribuição: São Paulo - SP. Diretora responsável: Thais Matarazzo MTB 65.363/SP. Depto. Jurídico: Tatiane Matarazzo Cantero. Periodicidade: mensal. Formato: tabloide. Tiragem: 1000 exemplares.

Edição 13 - Nº 1 - Ano II - Outubro/2018. A opinião e conceitos emitidos em matérias e colunas assinadas não refletem necessariamente a opinião do Matarazzo em Foco. Portal / Blog www.editoramatarazzo.com www.editoramatarazzo. blogspot.com

2

qualidade do Ernesto e, em seguida, aconteceu a sessão de autógrafos. Houve uma pequena apresentação e Vicente Janotti cantou (e encantou) o público. Agradecemos de coração a todos os autores, amigos, familiares e leitores que marcaram presença no Bar Ernesto. É sempre uma grande alegria poder retornar ao Rio para novas experiências culturais e literárias. Dentre os autores presentes, citamos: Irene Oliveira, Manuel Martins, Marly de Souza, Thais Matarazzo, Vicente Janotti e vó Jacy de Castro. Até a próxima!

Vicente e a linda Sophia Janotti

PONTOS DE DISTRIBUIÇÃO

São Paulo Banca Curva - R. Dr. Cesário Mota Júnior, 340, Vila Buarque. Biblioteca Mário de Andrade - Rua da Consolação, 94 ou Av. São Luís, 235, Centro. Biblioteca Monteiro Lobato - Rua General Jardim, 485, Vila Buarque. Centro Histórico e Cultural Mackenzie, R. Maria Antônia, 307. Museu da Santa Casa de Misericórdia, R. Dr. Cesário Mota Júnior, 112, Vila Buarque. Temos Livros - Av. São João, 526. Santos Clube do Choro - Boulevard XV de Novembro, 68, Centro. Rio de Janeiro Bar Ernesto - Largo da Lapa, 41, Lapa. Livraria IPP, Rua Gago Coutinho, 52, Laranjeiras.

Matarazzo em Foco

Thais e os irmãos Vicente e Joana Janotti

Agosto/2018 - Nº 11


Gui Castro Neves

Vicente Janotti com seus amigos e familiares

Vicente Janotti e Norma Hauer

O amigo Manuel Martins e familiares

Thais e o amigo

JosĂŠ Ramalho

Da esq. para a dir., vemos, os autores: Vicente Janotti, Thais Matarazzo, Marly de Souza, Irene Oliveira, vĂł Jacy de Castro e Manuel Martins. Foto: Valter Santanna


PROGRAMAÇÃO Música no Hall Toda quinta às 18 horas

25/10 VINOTINTO Música Instrumental Vinotinto é um trio venezuelano de música instrumental com influências da música brasileira, do jazz e da música da Venezuela.

04/10 LES AUTRES GARS World Music Les Autres Gars (do francês: Os Outros Caras) é uma banda de Osasco/SP, com um som diferenciado e marcante para ser apreciado tal qual um vinho francês. Em seu repertório de jazz, rock e música brasileira, a banda apresenta canções que transitam entre ritmos nacionais e internacionais, ressaltando a sua identidade na World Music.

Centro Histórico e Cultural Mackenzie - CHCM R. Itambé, 135 - Prédio 1 - Higienópolis. Telefone: (11) 2114-8661 - chcm@mackenzie.br ACADEMIA CONTEMPORÂNEA DE LETRAS Por Marly de Souza Um projeto que saiu do papel e materializou um sonho. Em dois de setembro, desse ano, um grupo de escritores se reuniu e fundou a ACADEMIA CONTEMPORÂNEA DE LETRAS (ACL), com ideias modernas e claras de desenvolver e fomentar a literatura, bem como zelar e valorizar a língua portuguesa. Os membros fundadores são: Cristiane Cambria, Sérgio de Oliveira, Marcelo Kassab, Marly de Souza, Thais Matarazzo, Ana Camargo e Marco Antonio (foto abaixo). Tivemos, também, a participação de Gilberto Cantero, que nos deu instruções valiosas e tirou a nossa foto.

A Temos Livros é uma grande parceira da Editora Matarazzo, lá você encontra todos os nossos títulos. O atendimento é feito pela Jú, Manuel e o Cleyton Ramada. É só chegar e conhecer a livraria: Av. São João, 526, centro, São Paulo.

4

Matarazzo em Foco

Agosto/2018 - Nº 11


ENTREVISTA ADRIANO BARBIERO

O radialista e jornalista Adriano Barbiero é um nome muito querido dos ouvintes da Rádio 9 de Julho AM de São Paulo. Muitas pessoas despertam com o seu programa Acorda Brasil, ouvido em o todo país e no exterior, das 6 às 7 horas, através do rádio e da internet (www.radio9dejulho.com.br) Adriano Barbiero sempre está a divulgar, com carinho, os eventos da Editora Matarazzo, desde o começo das nossas atividades em março de 2015; a ele agradecemos de coração! Nesta edição, o leitor poderá conhecer um pouquinho da carreira desta legenda do nosso rádio. Matarazzo em Foco: Quando você começou a trabalhar no rádio? Adriano Barbiero: É uma pergunta difícil, pois sempre acompanhei o meu pai, o radialista Altieris Barbiero, nas emissoras de rádio por onde passou. Mas costumo dizer que aos 15 anos de idade, recebi o meu primeiro convite para trabalhar oficialmente. Foi como produtor do programa da comunicadora Sandra Groth. Antes disso, na cidade de Presidente Prudente, SP, eu já participava de alguns programas de rádio, quando tinha 9, 10 anos mais ou menos. M.F.: Foi por influência do seu pai que você trabalha no rádio? A.B.: Com certeza!!! Foi com meu pai que conheci a profissão e aprendi a admirar a comunicação. O rádio é apaixonante!

Agosto/2018 - Nº 11

M.F.: Por quais emissoras você já passou? A.B.: Hoje estou na Rádio 9 de Julho, mas já trabalhei nas rádios América, Trianon, ABC, Clube B2 (Curitiba/PR), Eldorado (Curitiba/ PR) e Capital. M.F.: Qual foi o momento mais emocionante para você dentro do rádio? A.B.: Puxa!!! Pergunta difícil!!! Existem muitos momentos marcantes. Anunciar o nascimento dos filhos foi marcante, entrevistar algumas personalidades. Mas me lembro um dia, em especial, que recebi uma carta onde uma ouvinte estava me agradecendo. Ela dizia na carta que após ouvir uma mensagem que eu li no rádio ela mudou de ideia em relação a tirar a própria vida. Até hoje me emociono com isso. Não sei se sou um bom comunicador, mas pelo fato de ter “ajudado” uma pessoa a não tomar uma atitude extrema, já valeu a pena. M.F.: Desde quando você apresenta o Acorda Brasil na Rádio 9 de Julho? A.B.: Desde o dia 8 de Julho de 2013. M.F.: Como você seleciona a trilha sonora do seu programa? A.B.: As trilhas que são usadas no programa, muitas vezes é o próprio operador e sonoplasta que escolhe de acordo com o momento. Alguma coisa eu chego a sugerir, mas operador de áudio fica sempre à vontade. Em relação a seleção musical, procuro atender os ouvintes e me baseio em sucessos do momento e do passado, mesclando um pouco a programação. M.F.: Além do Acorda Brasil, você apresenta outro programa? A.B.: Sim, na Rádio 9 de Julho estou em dois horários. De segunda a sexta-feira, das 6 às 7 horas (Acorda Brasil), e das 15 às 16 horas (Boa Tarde Brasil). Também estou na Rádio Azul AM (Americana/SP), das 10h às 11h30, com o programa Gira Girou. E entro com notícia de segunda a sábado no programa Fábio Teruel, na Tropical FM (das 6 às 10 horas). Agradeço a Deus todos os dias por trabalhar com aquilo que eu gosto. Não é fácil, mas quando se faz com amor, tudo fica melhor!!! Agradeço pelo espaço em poder contar um pouco mais sobre a minha trajetória no rádio. E quem ainda não conhece o meu trabalho, fique à vontade em poder me ouvir, quando quiser. Será um prazer!!!

Matarazzo em Foco

5


Arrebatador, fabuloso, encantador, são alguns dos adjetivos proferidos pelos visitantes ao conhecerem o Museu da Santa Casa de São Paulo e seu acervo. A Editora Matarazzo fechou parceria com o Museu para a programação da 12ª. Primavera de Museus organizado pelo Ibram, Instituto Brasileiro de Museus. Nos dias 20 e 21 de setembro aconteceram as Oficinas de Escrita Criativa nos gêneros conto e crônica, na Sala da Revolução de 1932. No sábado, 22 de setembro, foi a vez do lançamento de livros e sarau lítero-musical, um evento maravilhoso! Compareceram cerca de 100 pessoas que também tiveram a oportunidade de conhecer o Museu, suas salas e acervo. O evento foi dividido em três partes: apresentação das obras no Salão Nobre; sessão de autógrafos na Galeria dos Provedores; e o sarau na Sala do Piano. Os livros lançados foram Abandonados na Roda: Destinos de Thais Matarazzo; Arte e Revolução: Relicário de 32 de Camila Giudice e Rodrigo Gutenberg; Efemeridades de Marcelo Kassab; e as antologias Carioquices em verso e prosa II e Poesias Contemporâneas IX com capas do artista plástico Fernando Parenti; Vamos falar da Itália? com capa da artista plástica Camila Giudice, e Vamos falar do centro de S. Paulo II? (diversos autores). O sarau foi acompanhado lindamente pelo pianista Fábio Almeida e pelo saxofonista Mateus Maria. Marcaram presença os autores: Ana Camargo, Anne Mahin, Antônio Florêncio, Camila Giudice, Carmen Toledo, Glafira Menezes Corti, Isis San-

tana, Hilda Milk, Margaret Cruz, Márcia Lupia, Márcia Villaça da Rosa, Marcelo Kassab, Marco Antônio, Neide Ciarlariello, Paulo Watanabe, Rodrigo Gutenbetg, Sheyla Cruz do Valle e Thais Matarazzo. A prof. dra. Elizângela Dias também esteve presente, ela conversou com o público sobre sua pesquisa filológica sobre os escritos das Rodas dos Expostos de Lisboa, Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo, em breve lançará um livro sobre o tema. Todas as pessoas saíram cativadas do evento envolvidas com tantas belezas envolvidas e a simpatia da equipe do Museu que recebe a todos de braços abertos! Muitos pacientes procuram à Santa Casa para tratarem moléstias do corpo, pois bem, a instituição também tem um setor que cuida da alma: o Museu e o seu acervo! Tanta riqueza, beleza e artes espantam qualquer tristeza... Sem contar toda a parte histórica. O projeto Quarto sábado no Museu aconteceu conjuntamente com uma visita especial medida pela equipe do Museu com um tour pelo quadrilátero do Hospital Central para falar sobre a história dos edifícios e por todo acervo do Museu. Agradecemos a toda equipe do Museu da Santa Casa: Sra. June Locke Arruda, Mordomo e Diretora do Museu; Ingrid Ribeiro de Souza, Maria Flor, Bruna Dourado, Maria José e ao Augusto César que faz parte dos voluntários do projeto Mais Vida. Gratidão também a todo o público participante, autores, leitores, amigos e familiares. Até o próximo evento! Serviço Conheça o Museu da Santa Casa! Museu da Santa Casa de São Paulo. De segunda a sexta, 9h às 16h30. Tel.: (11) 2176-7025 / museu@santacasasp.org.br Rua Dr. Cesário Mota Júnior, nº 112 - Vila Buarque

À esquerda, vemos, Sheyla Cruz do Valle, Clélia de Mello, Thais Matarazzo e Gilberto Cantero

O casal Ana Camargo e Marco Antônio

6

Matarazzo em Foco

A equipe do Museu, vemos, da dir. para esq., Ingrid Ribeiro de Souza, Bruna Dourado, Maria José e Maria Flor

Agosto/2018 - Nº 11


Glafira Menezes Corti e Camila Giudice

Carmem Toledo

Isabel e Marcelo Kassab

eida e Marga O pianista Fábio Alm

Isis Santana

Ingrid Ribeiro de Souza e Thais Matarazzo

Uma das belíssimas salas do Museu da Santa Casa de Misericórdia. Fotos: Gilberto Cantero

ret Cruz


Silvio Henrique Martin

s

Anne Mahin e Thais Matarazzo Camila Giudice e Rodrigo Gutenberg

a Neide Ciarl

riello e Cam

ila Giudice

Marco Antônio

Reunião dos autores, leitores, familiares e amigos no Salão Nobre do Museu da Santa Casa de São Paulo para apresentação das obras lançadas no evento. Fotos: Gilberto Cantero


Tatiane Mataraz

zo, Maria Matar azzo e Ângela Batista

Cristina Arantes

Antônio Florêncio nosso Músicos que encantaram o e no, pia a, eid Alm io Sarau: Fáb . Sax ria, Ma s teu Ma

Margaret Cruz

Thais Mataraz

zo e Hilda Milk

Márcia Lupia

Reunião dos autores, leitores, familiares e amigos no Salão Nobre do Museu da Santa Casa de São Paulo para apresentação das obras lançadas no evento. Fotos: Gilberto Cantero


A CASA FERNANDO PESSOA Por Márcia Villaça da Rosa

A Casa Fernando Pessoa, localizada em Lisboa, atualmente administrada pela EGEAC (Empresa de Gestão de Equipamentos de Animação Cultural - criada pela Câmara Municipal portuguesa com o intuito de preservar e difundir as atividades culturais - presidida por Joana Gomes Cardoso) é um destino turístico e cultural português, tendo no primeiro semestre do ano de 2018 contado com cerca de 19.811 visitantes, destacando eventos como o Festival de Literatura e Lisbon Revisited. A dra. Clara Riso é a diretora deste espaço - Clara Riso tem mestrado em Literatura Comparada e mostra-se bem preocupada em fomentar cultura e diversificar as áreas de atuação do local no campo das artes. Lugar apreciado para visitação, a Casa Fernando Pessoa foi inaugurada pela Câmara Municipal em 1993 - neste local viveu o poeta, ensaísta, tradutor e astrólogo Fernando António Nogueira Pessoa (1888-1935), artista de renomada estima a seus leitores, que, segundo Jerônimo Pizarro, professor da Universidade dos Andes e do Instituto Camões, teve cerca de 136 “autores fictícios”, valendo-se do recurso da heteronímia para criar seu universo literário. Nascido em 13 de junho de 1888, dia de Santo Antônio, cedo Pessoa partiu para África do Sul para aprimorar seus estudos - com domínio fluente do idioma inglês, traduziu célebres nomes da literatura, como Edgar Allan Poe e William Shakespeare. O poeta escreveu também sobre variados temas, como política, história, cultura, finanças, filosofia e crítica literária, segundo Edvaldo A. Bergamo, professor da Universidade de Brasília (UnB) - Jerônimo Pizarro lembra que Pessoa não só escreveu sobre todos os temas mas, principalmente, leu todos os assuntos. “Navegar é preciso, viver não é preciso”, enfatizava este imortal poeta. Espaço multicultural, a Casa Fernando Pessoa conta com duas bibliotecas - uma só com obras do autor e outra com os mais variados nomes da literatura -, o quarto do autor com mobiliário, documentos e outras relíquias, loja, restaurante e espaço para workshops, cursos, performances musicais, saraus literários e outros eventos. Para os estudiosos da obra pessoana ou para o público em geral, o local é um ponto de referência cultural em Portugal, Lisboa. Fã incondicional de Camões e do padre Vieira, o imperador da língua portuguesa ainda é desconhecido por muita gente.“... O espólio deixado por Pessoa ainda está por ser descoberto...”, declara Jerônimo. Autor de Mensagem (1934) e O Livro do Desassossego (1929), obras presentes na casa do poeta, o autor é destaque no mercado editorial, o verdadeiro “guardador de rebanhos”, como um de seus heterônimos aponta. Assim, a Casa Fernando Pessoa é referência no cenário português como local de visitação, encontro e aprofundamento do estudo da obra pessoana. Casa Fernando Pessoa R. Coelho da Rocha 16, Lisboa, Tel.: (+351) 213 913 270 Funciona de segunda a sábado, das 10 às 18 horas. A taxa de entrada é de 3 euros por pessoa, 8 euros por família.

10

Matarazzo em Foco

Interior da Casa Fernando Pessoa. Foto: divulgação

Augusto César com o grupo que fez o tour guiado pelo quadrilatéro da Santa Casa de São Paulo

Dra. Elizângela Dias discorre sobre suas pesquisas acadêmicas

Agosto/2018 - Nº 11


DICAS

CULTURAIS Karina de Barros MUSEU PEDRO LUDOVICO Se você um dia tiver a oportunidade de visitar Goiânia, sugiro que tire um dia para conhecer o Museu Casa Pedro Ludovico, dedicado a preservar a memória do fundador da atual capital de Goiás. Nascido Em 1891 na antiga capital de Goiás, hoje conhecida como “Goiás Velha”, esse importante político goiano viveu por 42 anos nessa residência com seus familiares. Com arquitetura Art Déco a casa foi construída entre 1934 e 1937, é tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual e tornou-se museu em 1987. Esta localizada no Setor Central da cidade na esquina da avenida que leva o nome da esposa de Ludovico, Dona Gercina, que fica entre a Praça Cívica e o Bosque dos Buritis. O museu oferece uma perspectica do estilo de vida de Ludovido e sua família unindo arquitetura, museografia e o vasto acervo pessoal. Desta forma preserva ao máximo a originalidade dos espaços com o mobiliário, os objetos pessoais, fotografias, louças, pratarias, e vestuários datados dos anos 20 até a década de 70. Dentre essa diversidade de acervo tem destaque a biblioteca particular de Ludovico, localizada na sala de TV onde ele costumava assistir aos jogos de futebol, que conta com cerca de 500 livros e o automóvel localizado na garagem, a caminhonete C10. O museu oferece um passeio guiado e funciona de segunda a sexta das 9h às 17h e sábado e domingo das 9h as 15h, a entrada é gratuita. Maiores informações no site: http://www. museupedroludovico.go.gov. br/

Olá amigos do Matarazzo em Foco, Clube do Choro de Santos informa: prosseguindo nossa programação, ainda em setembro, no dia 13, tivemos a apresentação da tradicional roda de choro que acontece todas às quintas-feiras na nossa sede, tendo como convidados Rafaella Laranja e Bheto Alves e a participação especial de Ibys Maceioh, e no dia 27, direto de Brasília, recebemos o bandolinista Fabrício Santana. Em outubro, no dia 19, recebemos Júnior (Jota Erre) e Monique da Rocha e no dia 27, Lucimar Padron. Como de costume, uma vez por mês, apresentamos o tradicional Coletivo Encontro dos Compositores (foto abaixo).

Bheto Alves e Rafaella Laranja no Clube do Choro de Santos

Biblioteca do Museu Casa Pedro Ludovico. Foto: Karina de Barros

Agosto/2018 - Nº 11

Matarazzo em Foco

11


de todos os tempos

Geraldo Nunes Jornalista, radialista e escritor. Participa das coletâneas da Editora Matarazzo desde 2016.

SÃO PAULO HOMENAGEIA GERMAN LORCA, SEU FOTÓGRAFO OFICIAL German Lorca é filho de imigrantes espanhóis. Nasceu em São Paulo e cresceu na região do Brás quando o bairro ainda tinha ruas iluminadas com lampiões de gás e calçadas com paralelepípedos. Lorca tem agora 96 anos e e segue com seu olhar sensível em relação à cidade. No ano de 1954 foi nomeado pela prefeitura, fotógrafo oficial para registrar as cerimônias de celebração do IV centenário da fundação de São Paulo. Agora, em 2018, recebe singela homenagem do Itaú Cultural com a exposição de suas fotos que leva o título, German Lorca: Mosaico do Tempo, 70 Anos de Fotografia. Nela aparecem, 150 estampas entre as quais imagens registradas pelo fotógrafo durante a implantação do Parque do Ibirapuera. Em recente entrevista, German Lorca disse que a idade avançada não tira dele o gosto pela profissão. Nosso próximo evento acontecerá em 20 de outubro, das 15 às 17 horas, no Museu da Santa Casa de Misericórdia, com lançamento de livros e Sarau Lítero-Musical, será lançada a antologia Para sempre 32 - vol. III (diversos autores), com prefácio de Pedro Paulo Penna Trindade; No Silêncio da hora nasce a Poesia da Guerreira Xue / Hilda Milk; Poesias do Pôr do Sol de Paulo S. Ramos Filho (Dom Pablito); Mentelínguistica de Thomas Miranda. Estaremos também com os livros Abandonados na Roda: Destinos de Thais

12

Matarazzo em Foco

Foto: divulgação

São Paulo

“As coisas mudaram, mas ainda sinto prazer em fotografar a cidade”. Considera entre as suas melhores fotos, o registro feito na Oca do Ibirapuera, observada por uma senhora e uma criança. Para os leitores do Matarazzo em Foco, informamos que ainda é possível visitar a mostra, German Lorca: Mosaico do Tempo, 70 Anos de Fotografia, em cartaz até novembro. Serviço: German Lorca: Mosaico do Tempo, 70 Anos de Fotografia Itaú Cultural - Avenida Paulista, 149 - São Paulo / SP Até 4 de novembro de 2018 - terça a sexta, 9h às 20h [permanência 20h30], sábado, domingo e feriado 11h às 20h - pisos -1 e -2

Matarazzo, e Arte & História: Relicário da Revolução de 32 de Camila Giudice e Rodrigo Gutenberg. O Museu da Santa Casa fica à R. Dr. Cesário Mota Júnior, 112, Vila Buarque, próximo à estação Santa Cecília do Metrô (Linha Azul). Entrada franca.

Agosto/2018 - Nº 11

Profile for Editora Matarazzo

Matarazzo em Foco - nº1 - Ano II - Outubro/2018  

DESTAQUES - Lançamento Bar Ernesto, Rio de Janeiro, p.2 - Programação Centro Histórico e Cultural Mackenzie, p.4 - Academila Contemporânea...

Matarazzo em Foco - nº1 - Ano II - Outubro/2018  

DESTAQUES - Lançamento Bar Ernesto, Rio de Janeiro, p.2 - Programação Centro Histórico e Cultural Mackenzie, p.4 - Academila Contemporânea...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded