Page 1


Com patrocínio da CLARO, via LIC - Lei Incentivo à Cultura da SECEC Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do DF, apoios dos Shoppings ID e DF Plaza, Instituto Claro e Globo, a JM Tecnologia em Eventos e a Atitude Brasil, empresa especializada em programas de sustentabilidade, realizam em Brasília o

Movimento FACES Atitudes e reflexões por um estilo de vida mais criativo, saudável e sustentável com o propósito de inspirar e engajar as pessoas em hábitos mais conscientes

Economia criativa, inclusão sócio-produtiva, consumo consciente, valorização e fortalecimento da cultura e economia local, engajamento e educação para a sustentabilidade são os pilares do Movimento FACES, idealizado pela Atitude Brasil, instituição que há mais de 20 anos atua em projetos nas áreas de educação, comunicação e sustentabilidade a exemplo da campanha Limpa Brasil, e realizado pela JM Tecnologia em Eventos, empresa especializada em serviços e soluções em tecnologia para eventos, em parceria com a Atitude Brasil. Esses conceitos serão vivenciados, na prática, pelo público que for à Feira FACES e passear por entre as bancas dos expositores. Na feira estarão expostos, tanto para venda quanto degustação, produtos de alimentação saudável e consumo consciente, cosmetologia natural, arte indígena, slow fashion, livros de autores locais, artesanato entre outros. Também fará parte da programação da Feira, oficinas, aula de Yoga, rodada de negócios e palestras, além de DJs, pocket shows e sessões de teatro, circo e mágica. Coroando o Movimento, acontece o Festival FACES no 13 de outubro - Dia Internacional do Lixo Eletrônico, com participações de Muntchako, PATUBATÊ e Lenine. A primeira é a bola da vez da música brasiliense presente nos mais concorridos eventos do Brasil, enquanto a segunda, também de Brasília, é reconhecida internacionalmente por sua qualidade musical tirada de instrumentos produzidos a partir de sucata. Especialmente para o Festival, o PATUBATÊ irá construir instrumentos a partir de eResíduos. Já Lenine é ativista das causas ambientais e sumidade nacional quando o assunto é música dançante aliada a letras que falam de vida em harmonia. Cantor e compositor reconhecido internacionalmente, com quase quatro décadas de trajetória dedicada à arte de compor e cantar, Lenine já conquistou seis Grammys Latino e diversos prêmios no Brasil e no mundo pela arte a produz. Entre seus movimentos e iniciativas artísticas em prol do meio ambiente, destaque para a canção “Quede água?”, um manifesto pela necessidade imediata de frear a destruição do planeta pelo próprio homem. A música, de autoria de Lenine e Carlos Rennó, integra o álbum Carbono, de Lenine, lançando em 2015. No Festival FACES, o artista vai apresentar o show Lenine em Trânsito, sua atual turnê. Permeando todas as atividades do Movimento FACES, está a coleta de e-Resíduos (lixo eletrônico). A Feira FACES e o Festival FACES serão pontos de coleta destes resíduos. Inclusive, a meia-entrada para o Festival pode ser garantida mediante à entrega de e-Resíduos. “Queremos estimular nas pessoas o hábito do descarte apropriado do lixo eletrônico que têm em casa”, explica Marta.


Todo o e-Resíduo arrecadado terá como destino a ONG Programando o Futuro. Com sede em Valparaíso de Goiás e em atividade há 18 anos, a ONG desenvolve projetos de inclusão digital e geração de renda para pessoas em vulnerabilidade social. Suas ações já beneficiaram milhares de brasileiros em todos os estados. Em levantamentos recentes, a ONU identificou Brasil como o 7º maior produtor de eResíduos no mundo, sendo 1º na América Latina. Já o Senado Federal, alerta que apenas 2% são destinados à reciclagem ou reutilização. Motivados por esse tema de grande relevância, o Festival Faces, será realizado no 13 de outubro, Dia Internacional do Lixo Eletrônico. Inspiração que norteou a idealização do Movimento FACES foi a Agenda 2030 da ONU que traz à pauta mundial Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os ODS são um conjunto de 17 metas globais estabelecidas pela Assembleia Geral das Nações Unidas. Através da troca de experiências e de vivências práticas, “nossa motivação é estimular nos visitantes atitudes mais sustentáveis e mudança de hábitos que vão além da separação do lixo”, explica Marta Rocha, idealizadora do Movimento e sócia-diretora da Atitude Brasil.

Fotos de divulgação: bit.ly/FestivalFACES Festival FACES Local: No estacionamento externo do Shopping ID - Setor Comercial Norte - Quadra 06, Conjunto A, Edifício Venâncio 3.000 Dia: 13 outubro, domingo Horário: das 15h às 22h Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada - com entrega de lixo eletrônico (exceto lâmpadas), e para estudantes e professores da rede pública de ensino). Pessoas com mais de 60 anos e crianças de até 12 anos (acompanhados dos pais ou responsável), não pagam. Bilheteria digita: bit.ly/IngressosFestivalFACES Classificação indicativa: 18 anos. Menor de idade somente acompanhado dos pais ou responsável. Acompanhe o Movimento FACES nas redes sociais, com: @somosfaces no Facebook e Instagram

Mais informações e programação: www.somosfaces.com.br


Clipping de mĂ­dia estimulada


g1.globo.com/df/distrito-federal/o-que-fazer-no-distrito-federal/noticia/2019/10/12/festivalfaces-lenine-patubate-e-trio-muntchako-se-apresentam-neste-domingo-no-df.ghtml


https://globoplay.globo.com/v/7998628/


timesbrasilia.com.br/2019/09/24/brasilia-sedia-o-movimento-faces/


curtamais.com.br/brasilia/lenine-faz-show-em-brasilia


jornaldebrasilia.com.br/clica-brasilia/musica/lenine-patubate-e-muntchako-sao-headlinersde-festival-no-movimento-faces/


cadebrasilia.com/2019/09/brasilia-sedia-o-movimento-faces.html


aquitemdiversao.com.br/movimento-faces/


agendaculturalbrasilia.com.br/2019/10/01/230/


metropoles.com/entretenimento/musica/cantor-pernambucano-lenine-faz-show-durantefestival-em-brasilia


jornaldebrasilia.com.br/clica-brasilia/eventos/lenine-se-apresenta-em-brasilia-no-festivalfaces/


esportecultura.com.br/2019/09/feira-e-festival-no-dia-internacional.html


portalconteudo.com.br/post/festival-faces-ter%C3%A1-atra%C3%A7%C3%B5esimperd%C3%ADveis-no-domingo


agendaculturalbrasilia.com.br/2019/10/09/movimento-faces-muntchako-patubate-e-lenine/


deubombrasilia.com.br/post/lenine-far%C3%A1-show-em-bras%C3%ADlia-durantefestival-faces


finissimo.com.br/2019/10/09/feira-e-festival-faces-shopping-id/


jornaldebrasilia.com.br/clica-brasilia/agenda-brasilia-de-10-a-16-de-outubro/


df.divirtasemais.com.br/app/noticia/programese/2019/10/11/noticia_programese,161903/festival-faces-com-lenine-em-brasilia.shtml


metropoles.com/colunas-blogs/de-camarote/veja-festas-e-shows-em-brasilia-no-fim-desemana-11-10-a-13-10


reporter1.com.br/index.php/2019/10/10/agenda-brasilia-de-10-a-16-de-outubro/


todecara.com/movimentofaces/


expressaobrasiliense.com/cultura/veja-festas-e-shows-em-brasilia-no-fim-de-semana-1110-a-13-10/


http://www.achabrasilia.com/faces/


Produção e consumo sustentáveis A busca por produtos que fazem o bem chegou para ficar. Consumidores, cada vez mais conscientes, vêm migrando dos grandes mercados, onde costuma imperar a venda de ultraprocessados, industrializados e que agridem o meio ambiente, para espaços nos quais a oferta de bens de consumo naturais, orgânicos ou produzidos artesanalmente são encontrados em maior diversidade e originalidade. Essa tendência tem ganhado mais e mais força não só localmente, mas por todo o Brasil e também mundo afora. Prova disso são as incontáveis feiras que vêm acontecendo por todos os cantos. Sem contar que é nestes mercadinhos de rua onde o encontro entre produtor e consumidor acontece, gerando empatia, respeito e valorização de quem produz [o que é feito na nossa vizinhança], além de promover geração de renda aos pequenos empreendedores. Na cadência da nova forma de produção e de consumo, a Feira FACES, uma iniciativa local promovida pelo Movimento FACES, convida Brasília a um caminho por entre produtos de alimentação saudável e consumo consciente, cosmetologia natural, arte, slow fashion, livros, artesanato entre outros, tanto para aquisição quanto degustação. A Feira FACES acontece de 4 a 13 de outubro, concomitantemente nas áreas externas dos Shoppings ID, no Plano Piloto, e DF Plaza, em Águas Claras. A seleção dos expositores partiu de um processo de curadoria priorizando aqueles com propostas inspiradoras e de produção consciente. Dentre os critérios estão, o uso de matéria prima local, natural e extraída de maneira responsável; a não contratação de mão de obra infantil; o uso reduzido de plástico e embalagens; e que dão oportunidade a moradores de áreas de vulnerabilidade social, negros, comunidade LGBTQI+, mulheres e moradores de rua, sendo alguns deles: No Shopping ID: Nádia Bacin Cerâmica (Nádia – 9.9968-1491) A expressão dos lindos Ipês e cenas do cerrado e bordados com grafismo indígena. A ceramista elabora esmaltes e corantes sem toxidade.

Maria do Caderninho (Gabi – 9.9953-7733) Cadernos artesanais produzidos com fibras coletadas manualmente

Fina Flor (Natalícia – 9.8292-6017) Macramê Yawalapiti (Deborah Castor – (21) 9.7628-5153) Pintura corporal, colares, pulseiras e brincos de miçanga, colares de tucum e caramujo

Fernanda Ferrugem (9.8241-0646) Slow Fashion, brechó, upcycling e reaproveitamento de materiais Flávia Amadeu (9.8347-7179) Biojoias de borracha natural da amazônica Frida em Flô (Hellen Frida – 9.9967-1676) Suculentas em vasos cerâmicos Revista Traços (Nanda Picorelli – 9.8111-4627) Publicação dedicada à promoção das iniciativas culturais do DF e ferramenta social que promove a reinserção de pessoas em situação de rua. Florconchita (Claudia Rosa – 9.9876-4660) Luminárias de vidro com chita Rede Pequi (Maria – 9.8130-4847) Coletivo de mulheres residentes no DF, entorno e RIDE, que fazem artesanatos diversos

Funiô Bororo (Deborah Castor - (21) 9.7628-5153) Cestaria, apitos, maracás, colares e pulseiras de miçanga, colares de caramujo, adereços de pena

No Shopping DF Plaza: Ciclo Jóias (Antenor - 9.8180-7268) Biojóias que aliam sustentabilidade, design e poesia

Antônio Sérgio (9.9228-0777)


Trabalhos feitos a partir da reutilização de jornal, papelão e areia colorida, para produzir caixas, baús e outros artigos utilitários e decorativos. Técnica desenvolvida pelo artesão desde 2006.

Afrogaia (Gabriella – 9.9169-5799) Sabonetes, hidratantes, desodorantes, perfumes, tônicos, velas aromáticas, trabalhos em bambu

Funiô Bororo (Deborah Castor - (21) 9.7628-5153) Cestaria, apitos, maracás, colares e pulseiras de miçanga, colares de caramujo, adereços de pena

Fernanda Ferrugem - (9.8241-0646) Slow Fashion, brechó, upcycling e reaproveitamento de materiais Aflorar de Gaia (Sabrina Bonfim – 9.8487-3761) Biojoias botânicas Revista Traços (Nanda Picorelli – 9.8111-4627) Publicação dedicada à promoção das iniciativas culturais do DF e ferramenta social que promove a reinserção de pessoas em situação de rua.

Fotos de obras e trabalhos de expositores: bit.ly/FeiraFACES Feiras FACES Período: de 4 a 13 de outubro Locais: Shopping ID - Setor Comercial Norte - Quadra 06, Conjunto A, Edifício Venâncio 3.000 Horários: das 12h às 20h, de segunda a sexta-feira; e das 10h às 18h, no sábado e domingo Shopping DF Plaza - Rua Copaíba, Lote 01 - Águas Claras Horários: das 14h às 22h, de segunda a sexta; sábado, das 12h às 22h; e domingo, das 14h às 20h

A Feria FACES é parte integrante do Movimento FACES, cujos pilares são economia criativa, inclusão sócio-produtiva, produção e consumo consciente, valorização e fortalecimento da cultura e economia local, engajamento e educação para a sustentabilidade. O Movimento FACES foi idealizado pela Atitude Brasil, instituição que há mais de 20 anos atua em projetos nas áreas de educação, comunicação e sustentabilidade a exemplo da campanha Limpa Brasil, em parceira com a JM Tecnologia em Eventos, empresa especializada em serviços e soluções em tecnologia para eventos.

Programação em: somosfaces.com.br


brasilia.deboa.com/festa-show/festival-faces-com-lenine.html


minhacapital.com.br/festival-faces-com-lenine/


visitebrasilia.com.br/noticia/a-feira-faces-do-movimento/


desfrutecultural.com.br/projeto-movimento-faces-incentiva-economia-criativa-inclusaosocio-produtiva-e-consumo-consciente/


timesbrasilia.com.br/2019/09/30/producao-e-consumo-sustentaveis/


aquitemdiversao.com.br/feira-faces/


dicasdacapital.com.br/shopping-id-recebe-o-movimento-faces/


cheiasdesegredos.com.br/shopping-id-recebe-o-movimento-faces/


brasiliadetodos.com/producao-e-consumo-sustentaveis/


Feira de produtos sustentáveis Na cadência da nova forma de produção e de consumo, a Feira FACES, uma iniciativa local promovida pelo Movimento FACES, convida Brasília a um caminho por entre produtos de alimentação saudável e consumo consciente, cosmetologia natural, arte, slow fashion, livros, moda afro, artesanato indígena entre outros, tanto para aquisição quanto degustação. A Feira FACES acontece até 13 de outubro, concomitantemente nas áreas externas dos Shoppings ID, no Plano Piloto, e DF Plaza, em Águas Claras. A seleção dos expositores partiu de um processo de curadoria priorizando aqueles com propostas inspiradoras e de produção consciente. Dentre os critérios estão, o uso de matéria prima local, natural e extraída de maneira responsável; a não contratação de mão de obra infantil; o uso reduzido de plástico e embalagens; e que dão oportunidade a moradores de áreas de vulnerabilidade social, negros, comunidade LGBTQI+, mulheres e pessoas em situação de rua.

Algumas expositoras FACES: Rafaela Moraes moradora do assentamento 1º de julho, em São Sebastião, Rafaela e a mãe produzem licores, geleias e biscoitos artesanais e orgânicos. Priorizam os frutos do cerrado e seguem boas práticas do extrativismo sustentável orgânico. Reaproveitam garrafas de vidro que são descartadas por restaurantes e promovem a conscientização ecológica oferecendo descontos aos clientes que retornam as garrafas e os potes de geleia. Cleide Morais é mãe da Nina, produtora, e faz um trabalho com serigrafia de forma independente. Sua produção é 100% autoral, desde a concepção da ideia até a estamparia, um processo totalmente manual. Acredita que espaços como a FACES e, mais especificamente, o estande Faces AFRO, são fundamentais para valorizar a comunidade negra e os produtores negros do DF. Nicole Queiroz é mulher trans e está participando como expositora na Feira FACES, vendendo roupas produzidas com fio de garrafa PET. Entende que espaços como a FACES contribuem com a inclusão social, dando visibilidade à causa LGBTQI+ e criando um espaço de representatividade. Ithamara Vieira está expondo turbantes, tiaras e adereços para cabelos cacheados. Acredita que espaços como a Feira FACES são importantes para fortalecer o empoderamento e a valorização da cultura negra. FACES valoriza a inclusão social e atua no combate à discriminação racial. Vem com a gente somar neste movimento. Ana Lúcia trabalha com peças produzidas a partir do reuso criativo do que, comumente, chamamos de “lixo”. FACES valoriza a inclusão social, a sustentabilidade e a diversidade. Vem com a gente somar neste movimento. Edinar Valeriano produz peças em papel machê, uma arte que domina e ama de paixão. Faz bijuterias e outros produtos dentro de uma proposta sustentável, como as bonecas africanas, que são construídas a partir de uma base de garrafa reciclada.


Fotos de divulgação: http://bit.ly/2M84i7H Feira FACES Período: até 13 de outubro Locais: Shopping ID - Setor Comercial Norte - Quadra 06, Conjunto A, Edifício Venâncio 3.000 Horários: das 12h às 20h, de segunda a sexta-feira; e das 10h às 18h, no sábado e domingo Shopping DF Plaza - Rua Copaíba, Lote 01 - Águas Claras Horários: das 14h às 22h, de segunda a sexta; sábado, das 12h às 22h; e domingo, das 14h às 20h

A Feria FACES é parte integrante do Movimento FACES, cujos pilares são economia criativa, inclusão sócio-produtiva, produção e consumo consciente, valorização e fortalecimento da cultura e economia local, engajamento e educação para a sustentabilidade. O Movimento FACES foi idealizado pela Atitude Brasil, instituição que há mais de 20 anos atua em projetos nas áreas de educação, comunicação e sustentabilidade a exemplo da campanha Limpa Brasil, em parceira com a JM Tecnologia em Eventos, empresa especializada em serviços e soluções em tecnologia para eventos.


https://timesbrasilia.com.br/2019/10/11/feira-de-produtos-sustentaveis/


https://visitebrasilia.com.br/noticia/feira-de-produtos-sustentaveis/


Concurso de coleta de resíduos eletrônicos premia Escolas da Rede Pública de Ensino O Movimento FACES, de reflexões por um estilo de vida mais sustentável, promove concurso entre Escolas Públicas do DF e premia as que arrecadarem mais e-Resíduos (lixo eletrônico). E os pais e a comunidade local também podem contribuir

Em levantamentos recentes, a ONU identificou o Brasil como sendo o 7º maior produtor de e-Resíduos no mundo e o 1º na América Latina, com uma produção que chega a cerca de 1,5 milhões de toneladas por ano. Já o Senado Federal, alerta que apenas 2% destes são destinados à reciclagem ou reutilização. Dados, também da ONU, apontam que só em 2016 foram gerados [no mundo] 44,7 milhões de toneladas de lixo eletrônico. Motivados por estes dados alarmantes e em razão da proximidade do 13 de outubro, Dia Internacional do Lixo Eletrônico, o Movimento FACES e a CLARO, empresa protagonista em ações por um país mais sustentável, provocaram alunos de sete escolas do DF e de diferentes idades, a engajarem em uma verdadeira gincana, de coleta destes materiais, que segue até dia 24 de outubro. Planejado em parceria com alunos do Curso Tecnólogo em Eventos do Instituto Federal de Brasília - Campus Asa Norte e apoio da ONG Programando o Futuro, o concurso vai premiar três escolas. Os prêmios, destinados a uso comum dos estudantes, são computadores recondicionados, sendo três para o 1º Lugar, dois para o 2º e um para o 3º. A coleta de e-Resíduos permeia todas as atividades do Movimento FACES, que tem como braços a Feira FACES, de economia criativa, inclusão sócio-produtiva e produção consumo consciente, e o Festival FACES, realizado no Dia Internacional do Lixo Eletrônico (13 de outubro, domingo). Para o Festival estão confirmados os shows de Lenine, Patubatê e Muntchako. Tanto a Feira como o Festival terão pontos de coleta de e-Resíduos. Enquanto na Feira a coleta será espontânea, para o Festival quem levar qualquer item de lixo eletrônico, exceto lâmpadas, paga meia-entrada (R$ 10,00). O Festival vai acontecer no estacionamento externo do Shopping ID, das 15h às 22h. Outros pontos de coleta são os IFBs - Campi Asa Norte e São Sebastião. Todo o e-Resíduo arrecadado nas ações descritas terá como destino a ONG Programando o Futuro. Com sede em Valparaíso de Goiás, e em atividade há 18 anos, a ONG desenvolve projetos de inclusão digital e geração de renda para pessoas em vulnerabilidade social. Suas ações já beneficiaram milhares de brasileiros em todos os estados. A Programando o Futuro participa do concurso cedendo os computadores recondicionados, que serão os prêmios para as escolas A escolas participantes do concurso são o CED Gisno (907 Norte); a Escola Parque da 303/304 Norte; o CEF da 306 Norte; a Escola Classe da 106 Norte; o Colégio Paulo Freire (610 Norte), e o CEAN (606 Norte). Moradores próximos às escolas participantes e pais também podem participar da disputa indo até as instituições para descartar seus resíduos eletrônicos. Banco de imagens: bit.ly/eResiduos


correiobraziliense.com.br/app/noticia/euestudante/ensino_educacaobasica/2019/10/11/interna-educacaobasica2019,796835/movimento-faces-e-claro-promovem-concurso-de-coleta-de-residuos.shtml


se.df.gov.br/boletim-educacao-2/


timesbrasilia.com.br/2019/10/02/concurso-de-coleta-de-residuos-eletronicos-premiaescolas-da-rede-publica-de-ensino/


brasiliadetodos.com/concurso-de-coleta-de-residuos-eletronicos-premia-escolas-da-redepublica-de-ensino/


alo.com.br/concurso-de-coleta-de-residuos-eletronicos-premia-escolas-da-rede-publica-deensino/


cadebrasilia.com/2019/10/concurso-de-coleta-de-residuos-eletronicos-premia-escolas-darede-publica-de-ensino.html


CREDENCIAMENTO de jornalistas - Shows de Lenine, Patubatê e Muntchako

Olá, O Movimento FACES e a CLARO têm um convite ESPECIAL pra VOCÊ. Venha curtir os shows de Lenine, Patubatê e Muntchako com vista privilegiada do palco. As apresentações acontecem neste domingo (dia 13), a partir das 15h, no estacionamento externo do Shopping ID. Montado em uma área elevada, o Espaço Claro na FACES contará com serviço exclusivo de bar além de mesas e cadeiras. Para garantir seu PAR DE CORTESIAS basta responder a esta mensagem com um “SIM”. E seu nome irá para a nossa lista de convidados, que estará na entrada do espaço. O acesso ao Espaço Claro na FACES será pela entrada leste do Shopping ID (virada para a W3).

Movimento FACES - Atitudes e reflexões por um estilo de vida mais criativo, saudável e sustentável com o propósito de inspirar e engajar as pessoas em hábitos mais conscientes. O projeto, uma realização da JM Tecnologia em Eventos e a Atitude Brasil, conta com patrocínio da CLARO, via LIC - Lei Incentivo à Cultura da SECEC - Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do DF, e apoios dos Shoppings ID e DF Plaza, e Instituto Claro

Jornalistas credenciados: Alex Monteiro – Revista Aqui Tem Dalton Jendiroba – Site Esporte e Cultura Giovanni Motta – Nacional FM Grace Perpetuo – Jornal de Brasília Marcelo Fonteles – Site Agenda Cultural Brasília Marcelo Tobias – Site OTM Culture Mario Sartorello – EBC Nita Queiroz – Cultura FM Paola Antony – Rádio Eixo Paula Pratini – Site Desfrute Cultural Renato Rodrigues (Renato Acha) – Site Acha Brasília Thomas de Freitas – TV Brasil


Sugestão de Estúdio de sábado com PATUBATÊ

Neste domingo, dia 13, o Grupo Percussivo PATUBATÊ é uma das atrações do Festiva que coroa o encerramento do Movimento FACES. Projeto com apoio da Globo Brasília. Na ocasião, o Grupo, reconhecido nacional e internacionalmente, será convidado pelo cantor Lenine para participar do encerramento de seu show. Os dois sobem ao palco do Festival FACES para, juntos, tocaram uma versão original e inédita da canção “Jack Soul Brasileiro”, um dos grandes sucessos de Lenine. O Patubatê configura, dentro do Movimento FACES, como uma das grandes atrações do projeto. Por se tratar de um grupo cujo trabalho artístico se alinha com a proposta de sustentabilidade do Movimento. O Patubatê alcançou sucesso por vários cantos do Brasil e do mundo com suas oficinas de ritmo brasileiros e de construção de instrumentos, de afinação surpreendente, a partir de sucata. No Movimento FACES o grupo ministra oficina de construção instrumentos com resíduos eletrônicos. Resíduos estes que serão coletados por meio de uma grande campanha realizada pelo Movimento FACES. A campanha promete ser a maiores já realizada no DF, com pontos de coletas em sete Escolas Públicas, Feira FACES, sede da Globo Brasília e Festival FACES.


Descarte seu lixo eletrônico corretamente e com consciência

O Movimento FACES, de reflexões por um estilo de vida mais saudável e sustentável, convida os funcionários da Globo Brasília a aderirem à campanha de destinação correta de e-Resíduos.

Em levantamentos recentes, a ONU identificou Brasil como o 7º maior produtor de eResíduos, ou lixo eletrônico, no mundo, sendo 1º na América Latina. Já o Senado Federal, alerta que apenas 2% são destinados à reciclagem ou reutilização. Motivados por esse tema e às vésperas do Dia Internacional do Lixo Eletrônico, 13 de outubro, o Movimento Faces promove campanha, que promete ser a maior já realizada em Brasília, de recolhimento e correta destinação destes resíduos.

Tendo como pontos de coleta a sede da Globo Brasília e os Shoppings ID e DF Plaza, toda a coleta será destinada à ONG Programando o Futuro. Sediada em Valparaíso de Goiás e em atividade há 18 anos, a ONG desenvolve projetos de reaproveitamento de e-Resíduos com o objetivo de gerar renda para pessoas em vulnerabilidade social. Suas ações já beneficiaram milhares de brasileiros.

Para trazer ainda mais atenção a este assunto tão relevante, o Movimento FACES realiza, na tarde e noite do Dia Internacional do Lixo Eletrônico, o Festival FACES com as participações de Lenine, artista ativista de causas ambientais, além dos grupos brasilienses Patubatê e Muntchako.

O Festival FACES tem ingressos populares, R$ 20 a inteira, ainda assim quem quiser pagar meia pode levar o seu lixo eletrônico que tiver esquecido no fundo de uma gaveta de casa ou guardado no depósito. Cuidar do meio ambiente é uma questão de atitude.


Movimento brasiliense em prol do meio ambiente alcança sua principal meta Realizado entre os dias 4 e 13 de outubro, o Movimento FACES teve seu encerramento com um Festival, cujas participações foram Lenine, Patubatê e Muntchako Sendo um dos principais propósitos do Movimento a conscientização da população com relação ao descarte apropriado de e-Resíduos (lixo eletrônico), a data do festival [13/10] coincidiu, propositalmente, com o Dia Internacional do Lixo Eletrônico. Com isso, foi realizada uma grande campanha, a qual alcançou um resultado surpreendente. Em um único dia, foi arrecadada 0,5 tonelada de lixo eletrônico. O público, motivado pela ideia de preservação do meio ambiente e beneficiado com meia entrada para o evento, aderiu em massa à campanha. O espaço reservado ao Festival, no Setor Comercial Sul, acolheu com conforto as mais de 3,5 mil pessoas que foram prestigiar as atrações. E, por que não dizer, o Movimento FACES, cujos pilares são economia criativa, inclusão sócio-produtiva, consumo consciente, valorização e fortalecimento da cultura e economia local, engajamento e educação para a sustentabilidade. A campanha não se encerra no Festival, uma vez que segue ativamente por sete escolas públicas do DF até o dia 24 de outubro. As escolas estão participando de um concurso, que premiará as três que mais coletarem e-Resíduos. Tanto a comunidade escolar quanto os moradores de seus arreadores estão engajados nesta ‘gincana’. Todo o lixo eletrônico arrecadado nos vários pontos de coleta, sendo o Festival FACES, a Feira FACES [realizada nos Shoppings ID e DF Praza], as sete escolas, os Institutos Federais - Campi Asa Norte e São Sebastião - e a sede da Globo Brasília, apoiadora do Movimento FACES, será destinado à ONG Programando o Futuro. Com sede em Valparaíso de Goiás, e em atividade há 18 anos, a ONG desenvolve projetos de inclusão digital e geração de renda para pessoas em vulnerabilidade social. Suas ações já beneficiaram milhares de brasileiros em todos os estados. A Programando o Futuro participa do concurso, entre as escolas, cedendo os prêmios - seis computadores recondicionados.

Profile for Território Assessoria de Comunicação

MOVIMENTO FACES  

Com patrocínio da CLARO, via LIC - Lei Incentivo à Cultura da SECEC - Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do DF, apoios dos...

MOVIMENTO FACES  

Com patrocínio da CLARO, via LIC - Lei Incentivo à Cultura da SECEC - Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do DF, apoios dos...

Advertisement