Page 1

Foto: Silvana Rust

CAMPOS DOS GOYTACAZES, RIO DE JANEIRO • 17 A 23 DE MARÇO DE 2019

Nas bancas por R$ 1,50

NÚMERO 126

Mosteiro de São Bento a caminho dos seus 400 anos de existência Fundado por jesuítas, patrimônio arquitetônico mais importante do município está em fase final das obras de restauração Foto: Silvana Rust

Transporte público será integrado

Passageiro usará bilhete utilizando ônibus e micros IMTT divide município em seis regiões e cria sistema para tentar resolver um dos problemas mais crônicos de Campos, que é a ineficiência no transporte coletivo. PÁGINA 05 Foto: Ocinei Trindade

A orla do Rio Paraíba do Sul, que tinha tudo para ser um dos pontos mais aprazíveis de Campos, tem muitos problemas. PÁGINA 09

Era uma

vez...

Histórias que ajudam a desenvolver a criatividade e imaginação das crianças

Foto: Carlos Grevi

Rádio Capital Hits vai entrar no ar com conteúdo jornalístico produzido pelas plataformas do Terceira Via. PÁGINA 11

Renda

PÁGINA 12

Dicas para seu filho comer sem distração

PÁGINA 03

PÁGINA 03

CAPA


@blpropaganda

SEMPRE

Financiamentos

Parceiros para to da a vida.

Hyundai Driving Experienc e

Visite www.meuhyundai.com.br e saiba mais.

/HyundaiBR Agende on-line seu test drive. Acesse: www.hyundai.com.br

/HyundaiBR @HyundaiBR

Rua Rocha Leão, 97 - Parque Leopoldina Tel.: (22) 2739 6262 - www.taimotors.com.br

No trânsito, a vida vem primeiro.

Creta Attitude 2019. Preço exclusivo para PCD (pessoa com deficiência), com desconto de IPI e ICMS, por R$ 54.662,00. O preço pode ser alterado sem aviso prévio. Garantia Hyundai 5 anos. Uso particular: garantia de 5 anos, sem limite de quilometragem. Uso comercial: garantia de 5 anos ou 100.000 km, o que ocorrer primeiro. Os termos e condições da Garantia Hyundai estão estabelecidos no Manual de Garantia do veículo, assim como no Manual do Proprietário. A linha Hyundai HB20 está em conformidade com o Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores – PROCONVE. A imagem do veículo é meramente ilustrativa.


Especial Mosteiro próximo do quarto século PÁGINA

03

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

Restauro em fase de tratamento final dá ao secular São Bento fôlego para se manter como o prédio histórico mais importante de Campos

Fotos: Silvana Rust

Ulli Marques Patrimônio do município de Campos dos Goytacazes, o Mosteiro de São Bento, situado no distrito de Mussurepe, completa, em 2019, 329 anos do início de sua construção e de um legado não somente religioso. Isso porque o passado desse edifício transpassa os limites da religião católica: é história, é memória coletiva. Esse Mosteiro marca a presença dos monges beneditinos na região da Baixada Campista desde 1648, há 371 anos, e marca também aqueles que vivenciaram momentos de paz e comunhão nesse espaço que, hoje, está interditado. O prédio, considerado um dos mais antigos da região Norte Fluminense, passa por uma reforma a fim de que se retomem, em breve, as atividades de outrora. Por 40 anos, Gerson Amaro Ribeiro, de 75, trabalhou ali, mas desde seus tempos de menino, participa ativamente da vida religiosa e cultural do Mosteiro de São Bento. Ele, que era morador de Cazumbá, também na Baixada, frequentava a catequese e as missas todas as semanas e recorda, com carinho, da época em que treinava futebol no campo do Mosteiro e frequentava as sessões de cinema que aconteciam no edifício, bem como as festas, quermesses e bingos. “Hoje moro em frente, mas, à época, minha casa ficava a 2 km do Mosteiro e eu ia a pé todos os dias. Fazia parte do time de futebol, o Palmeira, organizado pelos monges e, junto aos meus colegas, assisti a muitos filmes aqui. Era um tempo muito bom... Tão bom que, com 17 anos, pedi para trabalhar como auxiliar de Serviços Gerais e com 35 fui promovido a ‘faz tudo’, de zelador a administrador do Cemitério, onde ainda atuo como coveiro particular, mesmo após a aposentadoria”, contou Gerson que, com a mesma bicicleta de antes, percorre o terreno diariamente para fazer a manutenção dos jazidos. Esse carinho que Gerson tem pelo Mosteiro foi passado para seu filho, Alessandro, que já ocupou o mesmo cargo de seu pai e, após formar-se em contabilidade, passou a exercer a função de auxiliar administrativo do local. Ele diz que a motivação que levou Gerson a dedicar a vida ao Mosteiro é a mesma que o faz permanecer ali: a tradição familiar. “Além do meu pai, meu bisavó também foi funcionário do Mosteiro. Hoje, faço faculdade de Administração e, mesmo com o diploma, não pretendo sair daqui, afinal, a história do mosteiro é também a da minha família”, afirmou. Gerson e Alessandro veem com bons olhos a reforma do prédio, que foi iniciada em 2016. O objetivo dessa intervenção é restaurar cada um dos espaços de modo que os fiéis possam voltar a frequentar as cerimônias religiosas, além de possibilitar a realização de visitas guiadas de estudantes e pesquisadores ao local. Segundo o atual administrador do Mosteiro de São Bento, Dom Bernardo Queiroz, "não há uma previsão para que as obras sejam finalizadas, mas essas já estão na fase final, concluindo o telhado, e a próxima etapa será a recuperação da rede elétrica da igreja do complexo monástico". O diretor do Arquivo Público Municipal de Campos, Carlos Freitas destaca que o Mosteiro de São Bento, é um dos poucos remanescentes da arquitetura religiosa brasileira ainda de pé. “Sua restauração torna-se imprescindível para que futuras gerações possam admirá-lo e percorrer seus espaços para ter a noção do que poderia ser viver num espaço assim construído. O futuro agradecerá”, destaca Freitas. A presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL) e do Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural (Coppam), Maria Cristina Lima, também ressalta a importância que essa edificação tem para a história de Campos. “Esse prédio que data do século XVII é um dos mais significativos patrimônios históricos, arquitetônicos e religiosos de Campos, uma vez que registra o estabelecimento da fé católica na nossa cidade. A sua restauração é imprescindível para que o

Dom Bernardo afirma que a obra de restauração do prédio está na fase final

preservemos de modo que as novas gerações tenham conhecimento de nosso passado”, salientou Cristina. História De acordo com os registros dos documentos oficiais da paróquia de Nossa Senhora do Rosário, o Mosteiro simboliza a chegada a Campos, em 1635, do primeiro monge vindo do Rio de Janeiro, Frei Fernando de São Bento, para tomar posse das terras recebidas em doações. “Essa é uma das mais imponentes

Gerson atua há 40 anos no Mosteiro

construções do século XVII e é considerada uma relíquia do chamado barroco tardio. Desde então, os religiosos beneditinos iniciaram em Campos ações voltadas à construção de um legado de fé e cultura promovendo o desenvolvimento da região nos aspectos social, cultural e econômico. Frei Fernando foi o primeiro deles e exercer um papel de importância na colonização da cidade, sendo o administrador das terras de Salvador Correa”, explicou Ricardo Gomes, assessor da Diocese de Campos. Os demais religiosos que passaram por ali também contribuíram para o desenvolvimento da Baixada Campista. Ricardo destaca o monge alemão Dom Bonifácio Plum que deixou uma herança de fé e de cultura. “Ele foi o responsável por construiu, em Baixa Grande, a Igreja de Nossa Senhora das Graças, o Colégio Santa Teresinha e, em Santo Amaro, pôs de pé uma das torres da igreja do Padroeiro da Baixada Campista. Dedicado à evangelização e à catequese, Dom Bonifácio foi um religioso que deixou saudades”, concluiu. Arquitetura O Mosteiro de São Bento, que levou mais de 100 anos para ficar pronto, tem aproximadamente 1.970m² de área construída, suas paredes são de cal e adobe cozido e é constituído por quatro alas com cinco quartos, sala de espera, lavanderia, banheiros, cozinhas, entre outros aposentos em seu interior. Con-

Edificação marca a chegada dos monges beneditinos à Baixada Campista

tudo, devido às más condições estruturais ocasionadas pelo tempo e também por causa da obra de restauração, a entrada no prédio não é permitida. Do lado de fora, há ainda um coreto em que, no passado, realizavam-se as festas religiosas. É importante citar que, em 1965, um incêndio destruiu as imagens e os altares em madeira, entre elas as imagens de São Bento, Santa Escolástica e Nossa Senhora do Rosário. Muitos livros que contavam a história da fé religiosa também foram queimados nessa ocasião. Além desse conjunto arquitetônico formado pelo edifício principal (capeta e convento) e do cemitério, em que estão sepultados sete religiosos que já atuaram ali, os monges benediti-

nos também construíram 34 capelas, espalhadas pela Baixada Campista e imediações, como em Barra do Furado e até no Açu. Dessas 34, 32 pertencem à diocese de Campos e somente duas — a igreja localizada no próprio local e outra situada no Farol de São Thomé (Igreja de Nossa Senhora das Rosas) — continuam sob a administração do Mosteiro. A fim de preservar esse marco da cultura religiosa no município, o Mosteiro de São Bento foi tombado pelo Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural (Coppam), órgão da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes, através da Resolução nº 004/2012, publicado no Diário Oficial de 14 de março de 2012.

E o Arquivo Público Municipal? Quando se fala sobre o patrimônio histórico material de Campos dos Goytacazes, uma importante edificação vem à memória: o Solar da Fazenda do Colégio dos Jesuítas, o edifício mais antigo do município, onde funciona, desde 2001, o Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho, situado na localidade de Tocos, também na Baixada Campista. No dia 27 de fevereiro de 2019, os cabos de energia do prédio foram furtados e, desde então, esse está às escuras, prejudicando o andamento de pesquisas e a memória da cidade de Campos, do estado do

Rio de Janeiro e do Brasil. O historiador e pesquisador Carlos Eugênio Soares publicou em sua página na rede social Facebook um manifesto dos professores e pesquisadores das Instituições de Ensino Superior de Campos dos Goytacazes a favor do Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho. Em seu texto, ele solicita à Prefeitura de Campos que o problema seja solucionado “com máxima urgência”, e ainda cita outras questões como a frequente falta de água e as más condições de trabalho dos guardas e demais funcionários do local. No manifesto, o historiador lembra ainda que o Arquivo foi criado pela Lei nº 7060 de 18 de maio de 2001 e inaugurado em 28 de março de 2002, graças ao projeto elaborado pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), com a supervisão do Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro

Solar do Colégio é o prédio mais antigo da cidade de Campos dos Goytacazes

(APERJ) e o apoio da FENORTE. “Nestes 18 anos de existência, o arquivo contribuiu em muito com inúmeras pesquisas em todo o Brasil, não apenas com seus fundos documentais, tal como o Monitor Campista, que tem o acervo mais antigo e mais completo de jornais do Brasil, mas também com artefatos arqueológicos, que remontam os séculos XVII, XVIII e XIX, contribuin-

do para que os pesquisadores saibam como os primeiros habitantes de Campos viviam e como se desenvolveu a sociedade campista dos séculos posteriores”, frisou Eugênio Soares. A equipe de reportagem do Jornal Terceira Via entrou em contato com a prefeitura de Campos que respondeu que “o reparo e manutenção da rede danificada está em fase de orçamento”.


AloysioBalbi Totalmente demais A modelo campista Fernanda Motta, conhecida em todas as passarelas do mundo, ficou ainda mais popular quando estreou como atriz na novela “Totalmente demais”. O tempo parece não passar para a moça, que já tem pequenos traços de jovem senhora, mas continua de bola cheia. De primeira Como essa coluna anunciou em primeira mão, na quarta-feira em sua versão online, a secretária de Saúde, Fabiana Catalani vai deixar o cargo. Em seu lugar assume o vereador Abdu Neme, que é médico cardiologista. O subsecretário de Saúde será o médico Paulo Hirano.

Campos ainda parece estar longe de acabar. Anda bem devagar mesmo. É a da Superintendência da Caixa Econômica Federal, no Calçadão. Será que é por falta de financiamento? Clarividente A seita mais mística das mais místicas das cidades brasileiras – Brasília- o Vale do Amanhecer -, criado a partir das ideias da clarividente Tia Neiva, tem um discreto braço em Campos e já faz um bom tempo. Antes funcionava perto do Shopping Estrada e hoje está na rua das Palmeiras do Parque Rosário. Quando viva Tia Neiva era a consultoras de políticos famosos. Hotel do Garotinho O Hotel Novo Mundo, localizado o bairro do Flamengo, que vai fechar suas portas essa semana hospedou durante anos autoridades municipais de Campos na era Garotinho. O então prefeito que viraria governador e todos os secretários quando precisavam ir ao Rio se hospedavam no tradicional hotel. Fundenor Uma equipe do governo do estado se reuniu antes do carnaval com o presidente da Fundenor, Eraldo Bacelar. O estado está interessado no acervo de projetos que a entidade produziu nos últimos quarenta anos. Tem um aroma de convênio no ar, e a conversa será retomada em abril.

Wilson no HGG Ainda sobre saúde, o ex-deputado estadual Wilson Cabral vai assumir a direção do Hospital Geral de Guarus – HGG-. E voltando a falar de Fabiana Catalani, ela deixa a Secretaria de Saúde, mas não o governo. Passa a ser titular da Secretaria Executiva do município.

Especulando Por ser mera especulação, mas a prefeita de São João da Barra, Carla Machado, teria sido procurada por um forte grupo do setor imobiliário com a intenção de comprar a Parque de Exposições, localizado as margens da BR-356. A ideia do grupo é fazer um condomínio no local.

Outra mexida E tem mais mudança para acontecer. Felipe Quintanilha, presidente da IMTT vai deixar o cargo. Pessoa chave no governo de Rafael Diniz será deslocada para um posto estratégico. Quintanilha contudo, quer antes de sair colocar para funcionar o sistema de transporte integrado de Campos.

Grande Almeida! O major Oswaldo Barreto de Almeida lançou na semana passada um importante livro documental sobre a história do município de Campos. Desde que deixou a liderança do setor canavieiro da região Almeida, que é membro da Academia Campista de Letras tem se dedicado a esse projeto, bem como recolher peças para o acervo de um museu sacro em Campos.

Quem sabe? Falando do sistema integrado de transporte, está na pauta de médio prazo uma etapa ambiciosa, que seria a ligação da parte direita do Paraíba com Guarus por trem, até Travessão em um primeiro momento. As conversar já foram iniciadas com a Centro-Atlântica, que é a dona do ramal. Tartaruga Uma das obras de reformas mais demoradas do centro de

Opinião

A picada venenosa O número de ataques de escorpiões em cidades como São Fidélis e São Francisco do Itabapoana levou o estudante de doutorado do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) Cláudio Maurício Vieira de Souza fazer um detalhado levantamento sobre o assunto. Na verdade, desde 2017 esses ataques têm virado estatística. Em São Francisco de Itabapoana, naquele ano foram registrados na cidade 29 casos de picada de escorpião.

O Mosteiro e a idade de Campos

A

reportagem especial desta edição trata do Mosteiro de São Bento, indiscutivelmente o mais importante patrimônio arquitetônico de Campos, principalmente por sua longevidade. Há um desencontro de datas de sua fundação, mas ele já rompeu a casa dos três séculos e alguns defendem a tese de que ele completaria 380 anos em junho de 2019. Outros falam em 370 ou 329. Fato é que fundado pelos jesuítas, o Mosteiro de São Bento, no coração da Baixada Campista, caminha para o seu quarto século de existência o que levanta uma questão: quantos anos Campos deveria ter? A certidão de nascimento de Campos está errada. Antagonicamente a Câmara de Vareadores de Campos tem quase o dobro da idade do município. Alguém decidiu que Campos nasceu a partir da sua elevação a categoria de cidade, descartando a expressão Vila. Diferentemente de outros municípios, Campos

lembra aquela senhora que tem vergonha de sua verdadeira idade. Isso na vaidade feminina é até compreensível, mas em se tratando de uma cidade o efeito é contrário. Mesmo perdendo pedaços importantes de seu patrimônio arquitetônico, ver o Mosteiro de São Bento saudável, com a recente realização de uma obra de restauro, mostra que o município tenta tratar bem o seu passado, a sua história. Então, não seria nada demais passar essa história a limpo e reescrever a certidão de nascimento do município. É bom lembrar que Campos não se emancipou de nenhum outro. Ao contrário: dele se emanciparam outros, sendo os mais recentes Italva e Cardoso Moreira. Campos é uma cidade que nasceu dela mesma, e nasceu há muito mais tempo do que consta nesta certidão. Para o bem da história é necessário fazer essa reparação.

D

Ano Velho

ois mil e dezenove é um ano que, para dizer o mínimo, nasceu velho. Já é possível até fazer uma retrospectiva. Não me lembro de um início de ano igual. Geralmente, os primeiros meses são de otimismo e esperança, mas não é o que está acontecendo. A impressão é que já se passaram uns dez meses e estamos exaustos e perplexos. Não se sabe qual será nosso estado de ânimo quando outubro chegar. São tantos acontecimentos nefastos, catástrofes, tragédias com uma quantidade mórbida de mortes, gente triste, também gente azeda que é impossível não sentir um aperto no peito e se preocupar com o dia seguinte. No dia 25 de janeiro, em Brumadinho, Minas Gerais, aconteceu o rompimento de uma barragem de rejeitos à montante da mineradora Vale, deixando mais de duzentos mortos e mais de cem desaparecidos até o momento. E, ainda, muitas famílias sem suas casas, criações e plantações. O rio Paraopeba, afluente do rio São Francisco que corta a região, está morto. A água, imprópria para o consumo. A vegetação, destruída pela lama tóxica. Inexiste. Uma tragédia anunciada! Segundo diferentes fontes, não houve monitoramento adequado da barragem e prevenção eficaz de tragédia como essa. No segundo mês do ano, as chamas consumiram os sonhos de dez jovens atletas da categoria de base do Flamengo. Eles estavam alojados num contêiner e não conseguiram vencer o fogo provocado por irregularidades no sistema elétrico. Mais de um mês após a tragédia, as famílias dos mortos sofrem com a dor profunda da perda e com a revolta por não conseguirem entendimento com o clube sobre as indenizações. Ainda neste início de ano, chuvas torrenciais e ventos fortíssimos varreram a cidade do Rio de Janeiro, causando alagamentos, quedas de árvores, apagões, deslizamentos de encostas, desabamentos de casas e mortes. Sim. Mortes. Em meio a tudo isso, em fevereiro, morre o corajoso e competente jornalista Ricardo Boechat num trágico acidente aéreo. E agora, quando as águas de março deveriam apenas fechar o verão, elas trazem mais destruição e mortes, dessa vez, em São Paulo. Além das águas, o ódio também produziu vítimas no interior paulista. Alunos e funcionários de um colégio de Suzano foram surpreendidos, no meio do intervalo, por tiros e machadadas. Os assassinos? Dois jovens de 25 e 17 anos. Estarrecedor. Não há adjetivos para desqualificar a barbárie. As palavras já não dão mais conta de descrever essa brutal investida aleatória contra jovens e funcionárias da escola. E nesse silêncio de palavras, há perguntas que gritam aos nossos ouvidos: O que está acontecendo com o Brasil? A posse de armas deve ser mesmo liberada? Por que tanto ódio? Por que o conhecimento tem sido desdenhado? Estão realmente protegendo nossas áreas verdes e nossos rios? O que fazer para conter os alagamentos? E os direitos básicos de todo ser humano estão sendo garantidos? Essas não são perguntas ingênuas. Das respostas depende a vida. Há tantas perguntas...

Os bichinhos que ofendem você Cláudio Andrade - Vereador de Campos dos Goytacazes

N

ão restam dúvidas de que o Whatsapp é um sistema tecnológico revolucionário e que melhorou, em demasia, a vida de milhares de pessoas. Econômico, com recursos de fotos, áudios e escrita ilimitada ele é usado para fins comerciais e particulares. Contudo, como tudo na vida, há um lado sombrio do whatsapp que é a finalidade de muitos em usá-lo para ofender, agredir e desmoralizar a vida alheia de desafetos. O pior disso são aqueles que usam o zap para esse tipo de expediente ilícito e se valem de imagens para ocultarem seus rostos, numa prova clara de covardia e bandidagem explícita. Atualmente, muitos homens e mulheres de bem são humilhados nas redes via whatsapp por cachorros, gatos, cobras, cavalos, lagartos, dentre outros seres. Trata-se de uma inimaginável revolta dos bichos, só que nesse caso, tendo por trás, pessoas sem qualquer escrúpulo, pois esperam estar imunes de serem processados. A conduta dessas pessoas deve ser repugnada por todos aqueles que, inseridos no seio social, trabalham e emitem opinião sempre se identificando e se responsabilizando pelos seus atos. A Constituição da República veda o anonimato, mesmo garantido, de forma expressa, a liberdade de opinião. Não podemos aceitar que na era digital onde todos anônimos se tornaram, por força dos mecanismos de rede, atores principais, que muitos deles, continuem trabalhando em milícias digitais atacando e desmoralizando pessoas de bem.

www.jornalterceiravia.com.br

\ jornalterceiravia

Sistema de Comunicação Terceira Via CNPJ 15.205.202/0001-47

Já vivemos o câncer do fake news e agora temos as notícias falsas agregadas às ofensas, como mecanismo de ataque. A sociedade brasileira precisa, por meio de seus núcleos, identificar, denunciar e processar os caluniadores travestidos de bichos que povoam sordidamente as redes sociais. Devemos lembrar que a internet não é uma terra de ninguém. Atos ilícitos ali praticados são passíveis de ação judicial e de condenação por reparação de danos morais. Não prego limitação de opinião nas redes, nem mesmo que as pessoas abram mão da argumentação, porém, a responsabilidade e o receio de ser penalizado por determinadas condutas precisa estar cristalino na mente dos delinquentes digitais pois se assim não for, estaremos dando de bandeja para as milícias digitais a nossa moral, tão cara e necessária. Expediente: Fundador Herbert Sidney Neves - Direção Executiva Martha Henriques - Diretor Geral Fábio Paes Diretor de Jornalismo Aloysio Balbi Chefes de Reportagem Girlane Rodrigues e Roberta Barcelos - Projeto Gráfico Estúdio Ideia Diagramação Elton Nunes - Departamento Comercial (22) 2738-2700 Rua Gov. Theotonio Ferreira de Araújo, 36 - Centro - Campos dos Goytacazes - RJ Impressão: Parque Gráfico do Jornal O Globo. Tel: (21) 2534-9579/ comercialpg@infoglobo.com.br


PÁGINA

05

Política

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

Transporte público integrado Município foi dividido em seis regiões; os ônibus vão atuar junto com microônibus e passageiro usará sistema com bilhete único Marcos Curvelo

Fotos: Silvana Rust

veículo, que poderá ser conduzido pelo proprietário ou por um arrendatário. Permissionários que já operem no transporte público terão prazo de 180 dias para adquirir um veículo dentro das especificações do edital. Caso esteja ingressando no sistema a partir da concorrência, terá que apresentar veículo adequado imediatamente.

Sai administração, entra administração, o transporte público permanece motivo de reclamação generalizada em Campos. De um lado, os usuários se queixam da frota insuficiente, que deixa distritos e localidades desassistidas, da longa espera nos pontos e dos carros lotados nos horário de pico. Do outro, os empresários do ramo criticam a concorrência do transporte alternativo, Na ponta do dedo que acusam de promover o Felipe Quintanilha garante esvaziamento dos coletivos, que o usuário do transporte e afirmam que restam nos Quintanilha e o novo sistema de transporte público em Campos vai conpontos apenas aqueles pastar não apenas com carros sageiros beneficiados pela mais confortáveis, mas tamgratuidade. O resultado é uma prestação de ser- bém com informação precisa a respeito da moviviço deficiente e viações com problemas de caixa, mentação da frota. Os coletivos serão equipados muitas vezes incapazes de honrar compromissos com GPS e o passageiro poderá acompanhar seu assumidos com o município e com seus próprios deslocamento por meio de um aplicativo, no qual empregados. Em setembro de 2017, o prefeito Ra- também será capaz de acessar informações sobre fael Diniz (PPS), suspendeu o Cartão Cidadão, que as linhas. Segundo o presidente do IMTT, o app oferecia aos beneficiários passagens subsidiadas a está pronto, se chama MobCampos. R$ 1, unindo usuários e empresários em mais obje- “Os usuários verão os ônibus se movimentando ções. Agora, o governo aposta em um novo siste- em tempo real e ver detalhes das linhas, como homa de transporte para tentar pacificar a situação. rário e trajeto. Ele vai poder clicar e saber em quais A proposta é redistribuir as áreas do município horários passam os carros e qual itinerário fazem”, de acordo com cada modal, de maneira que eles explica. não concorram entre si. As vans, que deverão ser O lançamento deve acontecer em abril. substituídas por micro-ônibus, passarão a atender distritos e localidades, cuja demanda é frequen- Polêmicas te, mas têm baixa concentração populacional, O Governo Municipal fez uma série de audiências enquanto os ônibus continuarão a circular pelas públicas para discutir o transporte alimentador de áreas mais urbanizadas, que exigem coletivos com passageiros. Foram dez, entre os dias 4 de julho e maior capacidade, preparados para comportar 20 de outubro de 2018. O projeto de lei que instipassageiros com destino a diferentes pontos em tui o sistema teve aprovação final da Câmara no um mesmo trajeto. O novo sistema prevê integra- dia 4 de dezembro do ano passado. A acolhida da ção entre ambos os modais. Com isso, o usuário proposta foi unânime entre os vereadores tanto no poderá desembarcar de um microônibus em um primeiro quanto no segundo turno. Mesmo assim, dos seis terminais que serão construídos e seguir ainda há resistência à mudança, especialmente viagem em um ônibus sem ter que pagar uma nova entre motoristas de van. passagem. A tarifa única será regulada por bilhe- No último dia 12, um grupo de condutores promotagem eletrônica, que será implantada em até 12 veu um protesto contra o novo modelo. Os manimeses. festantes saíram da área central e caminharam até O modelo, chamado transporte alimentador de a Casa de Leis, onde participam da sessão parlapassageiros, é semelhante ao operado em outras mentar. Uma das faixas carregadas pelos manicidades do país e do estado, como Curitiba, Rio festantes dizia: “Quando precisam de transporte de Janeiro, Niterói e Macaé. Como a licitação que alternativo nos requisitam. Agora, querem nos permite a exploração das linhas urbanas pelas descartar”. viações ainda é válida, o objetivo da prefeitura, De acordo com Quintanilha, porém, o transporte no momento, é regulamentar a situação do outro alternativo “já não existe do ponto de vista legal”. grupo: os motoristas de vans. Para isso, abriu um “O transporte alternativo foi regulamentado em processo licitatório para pessoas físicas. Os ga- 2007, 2008 e 2009, porém, não foi licitado e as nhadores da concorrência terão permissão para portarias já caíram por terra há muito tempo. Em fazer trajetos no entorno de cada terminal. 2015, quando as empresas de ônibus venceram a Presidente do Instituto Municipal de Trânsito e licitação, elas ganharam para ter exclusividade. Transporte (IMTT), Felipe Quintanilha explica o Então, as vans estão à margem do sistema. Elas motivo da adoção do novo modelo: “Embora o deveriam ter passado por um processo licitatório município de Campos tenha quatro mil quilôme- próprio há muito tempo. E no modelo desenhado tros quadrados de extensão, 72% da população pela licitação de ônibus de 2015, elas não teriam reside e faz tudo em um perímetro de 60 quilô- espaço na cidade. Inclusive, o Ministério Público metros quadrados. Então, o que temos que fazer reconhece em inquérito que não pode ter compequando tem muita gente rodando? Substituir os tição”, diz, explicando que, de acordo com o proveículos menores pelos maiores. Estamos tirando jeto, vans de 16 lugares “só poderão circular cerca as vans do perímetro central e as colocando nos de 12 a 15% do sistema”. distritos, com o sistema alimentador”, diz. O presidente do IMTT, porém, explica que não há a As localidades continuarão atendidas em caráter intenção de descartar os motoristas das vans. “Fitransitório pelos permissionários durante 12 me- zemos uma licitação voltada para pessoas físicas ses, período em que o serviço alimentador será que atuem de forma autônoma justamente para uma alternativa para os moradores, com oferta absorver esses profissionais e dar a eles uma sede linhas em intervalos de 2 a 10 minutos. Após o gurança jurídica que não têm neste momento. Os período de transição, o sistema atuará de maneira permissionários terão um contrato de uma décadefinitiva nas linhas licitadas. da com o município, o que possibilitará, inclusive, Serão concedidas 235 permissões para início ime- negociar melhores condições de financiamento na diato e 70 para cadastro de reserva. A validade troca do veículo atual pelo determinado no edital, será de 10 anos, prorrogáveis por igual período. já que o banco saberá que ele terá aquela renda garantida pelos próximos dez anos. Ele vai comMicro-ônibus novos e equipados prar um carro R$ 50 mil mais caro, pagando o mesDe acordo com Felipe Quintanilha, o edital vai exi- mo ou menos e podendo dividir as prestações até gir a substituição das vans de até 16 lugares que pelo tempo total da concessão”, diz Quintanilha. hoje circulam pelo município por veículos maiores, Ele também falou sobre o financiamento do novo mais modernos e mais bem equipados. Os micro- sistema de transporte público do município, questio-ônibus terão entre 20 e 30 lugares. Os maiores nado pelos críticos da suspensão do Cartão Cidadão. poderão, ainda, transportar 10 passageiros de pé “O Cartão Cidadão chegou a custar R$ 5 ou R$ 6 sem ferir a legislação, como acontece hoje. milhões. A integração tarifária não chega a cus“Saímos de uma van com as características que tar R$ 1 milhão. No auge do sistema, custará R$ são conhecidas para um carro com acessibilidade 1,5 milhão e isso significaria que a população para cadeirante, ar condicionado, wifi e mídia inte- estaria usando muito o sistema. O IMTT vai usar rior. É um veículo completamente diferente, uma recursos próprios, dinheiro de impostos vinculamelhora de qualidade que exigimos no edital de dos ao transporte, como IPVA e Cide, cujo uso no licitação”, diz o presidente do IMTT. sistema já estamos discutindo com a Secretaria Cada permissionário poderá cadastrar um único de Fazenda.”

Confira abaixo quais serão os terminais de integração e os distritos e as linhas que compõem cada uma das seis regiões cobertas pelo transporte alimentador de passageiros.

Terminais Terminal Bela Vista Terminal CEPOP Terminal Dical Terminal Furnas (BR-356 Oeste) Terminal MRV/Coca-Cola (RJ-158) Terminal Shopping Estrada

Linhas SETOR LINHA ITINERÁRIO PERMISSÕES A A01 Terminal x Parque Saraiva 5 A A02 Terminal x Nova Goytacazes/Donana (via Parque tropical) 1 A A03 Terminal x Goytacazes (Bugalho/Linha do Limão/Ponto do Carmo) 31 A A04 Terminal x Poço Gordo/São Sebastião 3 A A05 Terminal x Coqueiro de Tócos 2 A A06 Terminal x Tócos 4 A A07 Terminal x Largo do Garcia 1 A A08 Terminal x Sabão/Campos Limpo 1 A A09 Terminal x Beira do Taí 3 A A10 Terminal x Correnteza 1 A A11 Terminal x Ponta Grossa dos Fidalgos 3 A A12 Terminal x Pitangueira 1 A A13 Terminal x Santo Amaro/Baixa Grande 1 A A14 Terminal x Mulaco 1 A A15 Terminal x São Martinho/Marcelo 2 A A16 Terminal x Marrecas 1 A A17 Terminal x Farol de São Thomé 34 A A18 Terminal x Córrego Fundo 3 A A19 Terminal x Capela de São Pedro 2 A A20 Terminal x Quixaba 2 A A21 Terminal x Furdinho (via Mineiros) 2 A A22 Terminal x Xexé 1 A A23 Farol Circular 6 B B01 Terminal x Venda Nova/Campo Novo (via Martins Lage) 4 B B02 Terminal x Venda Nova/Campo Novo (via Roças Velhas) 4 C C01 Terminal x Nova Canaã 2 C C02 Terminal x Travessão 18 C C03 Terminal x Gundú 3 C C04 Terminal x Mundéus 1 C C05 Terminal x Paraíso 4 C C06 Terminal x Ribeiro do Amaro 2 C C07 Terminal x São Diogo (via Travessão) 4 C C08 Terminal x Vila Nova 4 C C09 Terminal x Murundu 2 C C10 Terminal x Palmares 4 C C11 Terminal x Morro do Coco (entrando em Sesmaria) 10 C C12 Terminal x Mata da Cruz (via Vila Nova/Conselheiro Josino) 1 C C13 Terminal x Santa Maria 2 C C14 Terminal x Santo Eduardo (via Vila Nova) 1 C C15 Terminal x Divisa (entrando em Mutuca) 1 C C16 Terminal x Santo (via BR-101) 10 D D01 Terminal x Sapucaia 2 D D02 Terminal x Três Vendas 4 E E01 Terminal x Santa Cruz 1 E E02 Terminal x Itereré 1 E E03 Terminal x Lago de Cima (via Santa Cruz) 1 E E04 Terminal x Rio Preto (via Itereré) 6 E E05 Terminal x Rio Preto (via Deserto) 1 F F01 Terminal x Tapera 4 F F02 Terminal x Araça 2 F F03 Terminal x Ururaí 15 F F04 Terminal x Ponta da Lama 1 F F05 Terminal x Ibitioca (via Ribeiro Cumprido) 1 F F06 Terminal x Pernambuca 1 F F07 Terminal x Lagoa de Cima 1 F F08 Terminal x Pernambuca (via Pedra negra) 1 F F09 Terminal x Dores de Macabu 1 F F10 Terminal x Serrinha (via Caxeta) 1 F F11 Terminal x Imbé (via BR-101, via Caxeta) 2 F F12 Terminal x Imbé (via Tapera) 1

Aconteceu na Câmara l A Câmara de Municipal de Campos dos Goytacazes realizou sessão ordinária na tarde da última terça-feira (12). Os vereadores aprovaram 45 processos de Indicações Simples e cinco processos de Requerimentos. Após a sessão, foi apresentado um documentário sobre feminicídio.

O vereador Cláudio Andrade (DC) propôs uma moção de aplausos na última terça-feira 12, ao Sr. Herbert Sidney Neves pelos seis anos da Terceira Via TV. l

l A Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes e a Comissão

dos Direitos da Mulher convidam para sessão especial em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, que será realizada na sede do Legislativo campista. O evento será no dia 18 de março, às 17h30, no plenário Álvaro Lopes Vidal.


PÁGINAS

07

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

Atriz e Professora

Adriana Medeiros

Intérprete de palavras e paixões Antes de se formar em Letras e de lecionar, o fascínio por teatro, música e poesia ajudou a viver e a contar muitas histórias Ocinei Trindade Quando encena o espetáculo “Um Dedo de Prosa e uma Alma de Poesias Musicais”, Adriana Medeiros apresenta-se assim: “Sou filha de uma bordadeira repleta de sabedoria, que lutou para que suas crias tivessem boa educação e ética. No Candomblé, sou filha de Oxum Apará e Oxossi, que representam elementos dos rios e das matas. Sou mãe de Caiã (carreira solo), negra, professora, cantriz, aprendiz eterna do exercício com as palavras, intérprete, campista de nascimento e avó de minha Bella Amora”. Formada em Letras, orgulha-se dos professores que teve como Sandra Viana, Deneval Filho, Rita Maia. Cursa Licenciatura em Teatro no IFF Campos e pós-graduação em Artes pelo Instituto Brasi-

Foto: Ricardo Avelino

Professora, atriz, poeta ou a outras? Como gosta de ser chamada? O rótulo é irrelevante? Como gosto de ser conhecida... como outras (risos). Como intérprete, como alguém que se esforça para ser melhor todos os dias nos seus ofícios... Difícil isso! Não gosto de rótulos. Você tem participado de espetáculos teatrais e performances em outros espaços menos convencionais. Como tem sido? O que destacaria nos últimos tempos? Na verdade, esses espaços não convencionais fazem parte do meu exercício teatral há tempos. Já fiz uma performance em um supermercado da cidade... foi hilário. Foi num repente. Me deu vontade de experimentar e lá estava eu fazendo o teatro do invisível. Paguei muitas mensalidades da escola de Caiã dizendo poesias em shoppings e bares. Mas há alguns meses fizemos uma disciplina no IFF em que a performance era o carro chefe. Performar é um exercício de experimentação, de descoberta, de provocação, é uma catarse. Estamos passando por um momento extremante delicado, impreciso e cruel. A performance nos possibilita levar ao outro, de forma expressiva, que é possível respirar o mesmo ar, por exemplo. Que podemos assumir nossos erros, que o silêncio é um grito e que não podemos fingir que a arte não está em toda parte. Os destaques pra mim são a construção e a apresentação do Sarau das Preta, e o trabalho de pesquisa que fazemos para a preparação dos shows do Bloco Vista Cansada. Fazer teatro em Campos ou no Brasil nunca pareceu tarefa fácil, não é? Como tem sido para você? Como vê o interesse do público e dos artistas da cidade? Miséria é miséria em qualquer canto, né? Acho que em um país onde a mídia é a vedete, tudo fica difícil. Gostaria de viver desse ofício, de ter tempo para ler aquilo que quero e escrever depois, de me apresentar como atriz ou poeta e não ouvir de volta que isso não é profissão... É difícil. Muito. Mais difícil ainda quando se é mulher, negra, com meio século de histórias já traçadas na pele...vivendo em uma cidade que não reconhece seus artistas, que pouco assiste seus interpretes, que devora colunas sociais e se procura ali. Numa cidade onde os artistas que atuam não vão assistir seus colegas de classe, os que escrevem não vão a lançamentos de livros, os que fazem música, não vão a shows. “Sucupira” é muito estranha nesse quesito. As pessoas vão ao teatro e shows quando são globais. Acho que elas pensam que são palco, sei lá. Temos pessoas talentosas que precisam ser aplaudidas. A arte do seu quintal não é menor que do quintal do outro. Ela precisa ser regada pela presença, pelo aplauso, pelo reconhecimento... Sucupira é um universo paralelo. Eu acho. Você participou da ocupação do Teatro de Bolso em 2016, movimento que ganhou destaque na mídia e nas relações políticas locais. Como avalia aquele momento e o resultado disso? Foi uma loucura! Era um momento de grande impacto político na cidade por estarmos vivendo um caos e uma inércia na cultura- falarei apenas desse ponto-. Eu não sei se a cidade e a classe veem aquela ocupação como vejo. Penso, francamente, que se não tivéssemos ocupado o TB àquela época, ele poderia estar fechado até hoje. Foram dias de muita tensão. As negociações foram lidas de maneira equivocada. Muitos

leiro de Ensino. Começou nos palcos nos anos 1970, no IEPAM, com Vânia Ventura. Em 1982 quando fazia parte de Grupo Jovem interpretei uma Medusa no espetáculo “Cantos e Contos do Fundo do Mar”. Já são 37 anos de fabulação. Adriana Medeiros fez “Feriado Nacional”, “A Ópera do Malandro”, “Arena Conta Zumbi”, “O Blá,Blá Blá (premiada no Festival de Teatro de Macaé)”, “As Bodas do Rei” (de Paulo Marcos de Carvalho e direção de José Sisneiros) ,“Sarau da Preta”, entre outras peças. Em 2005, participou do espetáculo “O Auto do Ururau” que recebeu o Prêmio Shell de música, sob a batuta de Caíque Botikay. Vencedora de muitos festivais de poesia, Adriana hesita sobre os prêmios alcançados. “Interpretar, para mim, é mais importante que premiações”, diz.

da classe não tomaram partido e a tortura psicológica foi terrível. Sabemos, cada um de nós, o que fizemos, mantivemos nossa postura até o fim. Estávamos ávidos pelo nosso espaço. Mas não fomos reconhecidos pelo que fizemos. Na reabertura do teatro, sequer fomos convidados. Fomos protagonistas desse espetáculo e as pessoas fizeram o que costumam fazer com aqueles que foram imprescindíveis em algum momento, elas esquecem. Mas isso deve fazer parte do jogo. É um jogo viver. É um jogo teatral. No final, o que importa é que o TB voltou a servir ao que tem como função. Ser casa/ palco/coxia e plateia para os artistas e para quem gosta de arte.

é saudosista ou nostálgica? Temos um tempo. Isso é muito claro pra mim e fica mais fácil por ser aquilo em que acredito. Lamento imensamente a “volta pra casa” desses meus amigos, mas seria egoísta de minha parte preferir vê-los sofrer. Prefiro crer que nos veremos um dia. Prefiro imaginá-los fazendo algo e bebendo disso nas minhas construções. Dias desses conversava com um amigo muito querido enquanto caminhávamos no Pontal de Atafona. Disse pra ele que espiritismo pra mim não é uma ideologia que consola. É a minha maneira de ser eterna. Tenho medo de não ter tempo para algumas coisas, mas o tempo já foi generoso comigo demais.

Você já participou de muitos espetáculos, um deles foi premiado com o Shell. Pode falar dessa experiência, diretor, elenco, críticas? O Auto do Ururau é um espetáculo que poderia estar sendo encenado até hoje. Cantar, dançar e interpretar é uma das melhores coisas que um ator pode ter a chance de fazer, sobretudo quando tem um leque de artistas determinados a fazer o melhor. Ganhar um prêmio é consequência de um trabalho bem feito, é resultado de ter profissionais preparados para conduzir com sabedoria e afeto um elenco e uma história. Farei uma critica, não falarei sobre críticas a respeito do espetáculo, mas ao fato de que Sucupira, mais uma vez falhou. Não reconheceu a importância desse prêmio para a cidade. Não investiu em um grupo que poderia ter trazido muito reconhecimento para Campos. Isso é lamentável. Mas...

Você é uma poeta e intérprete premiada com seus textos, Como é participar de festivais e colecionar vitórias e como é perder? Gosto da adrenalina dos festivais, gosto de encontrar pessoas com essa devoção às letras, de ver uma gente jovem se expondo, de ver os jurados enlouquecidos, gosto da torcida, do poema vivo que é o todo. Acredita que eu sou do tipo que fico sem graça com a vitória? Acho que faço sem esforço, com fé cênica, mas sem aquela obrigação de ganhar, então nunca perco, sabe? Não há derrotas. A derrota é o fim de tudo. É sangue na ponta da espada. O duelo continua.

Você já quis ir embora de Campos, alçar outros voos como atriz? Todos os dias. Agora mesmo.

Como artista e professora de português e literatura, como você avalia a situação da educação e da política no Brasil? Está pessimista ou otimista? Estamos vivendo a barbárie. Isso é fato. Não vejo luz no fim do túnel, mas podemos encontrar uma saída. Somos “cidadões” otimistas. Precisamos

Nos últimos tempos, algumas pessoas ligadas a movimentos culturais da cidade se foram. Como você lida com essas perdas? Você

Você pensa em publicar seus poemas em livros ou na internet? Penso em nada. Vou deixando acontecer. Na verdade gostaria de vê-los interpretados. Minha escrita é pra ser falada, entende?

manter isso. A diferença é que não podemos mais fazer de conta que a culpa não é nossa. A história da educação do país está um caos há muito tempo, porque vivemos em um território em que o professor é desrespeitado, humilhado, sucateado. Que profissional, sendo tratado dessa maneira, consegue ser otimista em sala de aula? Que profissional com triplas, quádruplas funções consegue ser exímio no que faz? Pra encurtar a prosa que pode vir a ter pra lá de 100 metros, estamos vivendo um desgoverno. Nada pode ser mais amoral que o desenho desses “chefes” que não se afinam, desses ministros que sobem em goiabeira, vê Jesus Cristo cantando o hino e pede filmagem pra exibir seus fetiches. Quem comprou os discursos dessa gente? Precisamos debater propostas, a gente regrediu para o primeiro nível de civilidade tendo que explicar o básico e tendo de volta um monte de bobagem. Temos no governo o que simboliza a podridão humana. Isso afeta a todos que tem dignidade. Estamos no fundo do poço. Vejo professores e gente que se diz cristã defendendo aquele que diz ter como livro de cabeceira um torturador de mulheres e crianças, porque isso era o que Ustra fazia. Aí penso... Senhor, que isso? Estou perdida e temerosa. Você está concluindo uma licenciatura em Teatro no IFF. O que pensa realizar com essa e outras formações que possui? Costumo dizer que quem detém o poder é quem tem conhecimento. Quero me apropriar mais desse universo dramatúrgico, mas guardo os sonhos pra mim, no meu travesseiro de realidades. Pois sonhar é para os afortunados. Tenho que realizar. Você costuma ser muito intensa nas relações pessoais e em cena. Você é assim também como mãe e como avó? Que futuro vislumbra para essas gerações? Eu não fracasso nem quando eu fracasso. Tudo que faço é resultado de muito trabalho, estudo e dedicação. Se o resultado disso não foi o esperado pela audiência, terei que refazer e me desafiar mais uma vez. Não ligo muito para o fracasso, senão terei que dar muita importância ao sucesso. As coisas acontecem à medida que nos afinamos com elas. Deixo-me ir, sendo assim, me respiro melhor. Sem muitas expectativas, para não gerar frustrações. Como define o sucesso e o que representa o fracasso? Ter discernimento acerca da existência feminina. O machismo é um vilão cruel na evolução da sociedade. Entender que cada um tem a sua fé. Que essa fé pode ser no nada... Pra ser um pouquinho sarcástica. Precisa de muitas aulas de interpretação textual. Dizem que a arte é um instrumento de transformação. Para você, do que a sociedade necessita para evoluir? Acho que meu lema de vida é começar de novo, sempre. Por fora, por dentro. Começar de novo. Como mulher e cidadã, você tem um lema de vida? Como você quer ser lembrada? Como alguém que é transparente, que não tem ilusão de felicidade como obrigação, que acredita que tudo é energia. E por fim, que não sou boba nem nada, ser lembrada pela minha interpretação. Ah! Essa minha alma de cantriz! (Risos)


PÁGINAS

09

Campos

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

Orla de problemas no entorno do Paraíba Fotos: Ocinei Trindade

Um dos locais mais belos da cidade enfrenta degradação e insegurança Ocinei Trindade É comum encontrar moradores da Avenida Francisco Lamego, sentados em cadeiras à beira do Rio Paraíba do Sul em fins de tarde, na Orla de Guarus construída nos anos 1990 com calçadas e ciclovia para ser uma extensa área de lazer. Um deles é o aposentado Joacir Manhães, de 70 anos, que desfruta do local como o quintal de casa. Com o passar do tempo, a Orla de Guarus entrou em processo de degradação. Em todo o percurso, há algum tipo de problema apontado. “A falta de iluminação à noite aqui preocupa por causa de assaltos”, diz morador. A Orla de Guarus é um dos locais mais bonitos de Campos. Há centenas de árvores nos canteiros e nas margens da beira rio. A área verde atrai moradores, mas também pessoas que praticam esportes como caminhada, corrida e ciclismo. Porém, obstáculos no caminho são freqüentes. O recepcionista Alef Fernandes mora em Guarus e utiliza a pista da orla para correr. “O piso está quebrado, há buracos. À noite para correr é ruim, sem falar em mau cheiro, pois faltam lixeiras”, reclama. O bombeiro hidráulico Júlio Pinheiro também pratica esportes e critica o abandono do local. “Havia aparelhos de ginástica há 15 anos. Temos um campo de futebol e passeio danificados. Precisa melhorar”, sugere. Desde os anos 1990 vários quiosques com bares e restaurantes movimentam a Orla de Guarus. Porém, há vários estabelecimentos fechados ou abandonados. Durante a semana que esteve no local, a reportagem flagrou uma árvore caída em um quiosque, além de calçadas quebradas e bueiros abertos. Para a costureira Jane Viana, a falta de segurança e infra-estrutura precária tornam o lugar perigoso. “São muitos buracos que podem causar acidentes. A gente sente medo ao passar por aqui”, disse. Apesar das reclamações, todos os entre-

A orla do Rio Paraíba do Sul tem tudo para ser um dos locais mais aprazíveis de Campos, mas o seu entorno é recheado de problemas como infraestrutura ruim e falta de segurança

vistados elogiam a beleza e o potencial do lugar. Para o aposentado Joacir, não tem local melhor na cidade. “Nasci e vivi aqui na mesma casa por toda a vida. A gente tem até frutas no caminho disponíveis perto das calçadas. É uma beleza. Carambola, jabuticaba, nozes e mamão a gente colhe ao ar livre. A pessoas precisam preservar”. A dona de casa Maria da Penha Cabral também elogia a Orla de Guarus. “Aqui é bom, mas a prefeitura tem que fazer sua parte e os moradores também precisam cuidar”, observa. Nos últimos 30 anos, surgiram projetos de reformular a área de lazer e criar outros espaços no entorno do Rio Paraíba do Sul. Para o presidente da Associação Norte Fluminense dos Engenheiros e Arquitetos (Anfea), Ernani Alves, seria desafiador transformar o local. “Acho um grande desafio, mas não impossível, em se pensar na reurbanização voltada para o turismo ou mesmo a prática de modalidades esportivas e

de lazer. Vejo com cautela a implantação de qualquer tipo de intervenção em função da falta de segurança. Contudo, vislumbro espaços generosos com grandes decks às margens do rio mostrando toda sua beleza, com ambientes diversos. Salvo as exceções pertinentes as

leis ambientais e códigos vigentes. No mais, seriam estudos de viabilidade urbanística para a área” analisa. Alterações previstas De acordo com a Prefeitura, a Companhia de Desenvolvimento de Campos

Júlio Pinheiro morador de Guarus utiliza a pista da orla para correr e praticar esportes

(Codemca) cadastrou interessados em ocupar alguns dos quiosques na Orla I, em Guarus. Melhorias estão previstas para o local em conjunto com outros órgãos, com ações para manutenção dos espaços com trabalho de limpeza e conscientização da população para descarte adequado dos resíduos. A Orla I também vem recebendo reforço na iluminação com lâmpadas de LED, pela Superintendência de Iluminação Pública. Segundo a Codemca, em 2019, a Orla II na região da Lapa passará por intervenções estruturais com iluminação e inclusão de área de lazer. “O projeto inicial da Orla II não contempla todos os permissionários que atuavam no local, foram necessárias providências para adequar o projeto no sentido de atender a um número maior de permissionários. Atualmente, trâmites de licitação estão em andamento para que, ainda neste primeiro semestre, intervenções possam ser iniciadas no local”.

8º BPM vai receber mais 18 viaturas

Comando afirma que novos veículos chegarão até julho e vão garantir ainda mais segurança para o desempenho das atividades Foto: Governo do Estado do RJ

O governo do estado está substituindo quase toda a frota da Polícia Militar

Priscilla Alves Mais 18 novas viaturas devem chegar ao 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM) em Campos nos próximos meses. A informação é do comandante Rodrigo Ibiapina Chiaradia, que garante que os novos veículos auxiliarão, principalmente, no patrulhamento da região. No final de dezembro de 2018, o batalhão já havia recebido outras 18 viaturas que já estão nas ruas de Campos e região. O anúncio dos novos veículos foi feito desde maio de 2018 pelo então secretário de estado de Segurança Pública, general Richard Nunes, que esteve em Campos na época. “Atualmente nosso número de viaturas ainda não é suficiente para atender às necessidades da região. Fomos informados que até julho as outras serão entregues. Já sabemos que são alguns carros modelo Corolla, Versa e Hillux. Vamos substituir principalmente as nossas rádio-patrulhas, que são as que atendem o dia a dia da população e os chamados através do 190”, explicou Ibiapina. As novas viaturas serão distribuídas, principalmente, entre o Centro de Campos, Guarus e as cidades de São Francisco de Itabapoana, São Fidélis e São João da Barra, que também fazem parte do 8º BPM.

“O policiamento ostensivo precisa dessa mobilidade para atender todas as áreas do nosso batalhão e com viaturas novas, a probabilidade de haver uma pane, um problema mecânico é muito menor e a população não vai ficar desassistida dos serviços essenciais

prestados pela Polícia Militar. Além disso, viaturas novas também vão trazer mais conforto e segurança para o policial desempenhar suas atividades. Já tivemos casos da viatura parar no meio de um atendimento e isso prejudica muito”, explicou.

Viaturas antigas Ainda segundo o comandante, parte das viaturas usadas pela PM nos dias atuais apresenta muitos problemas mecânicos, o que acaba gerando um alto custo de manutenção e serão substituídas pelas novas. Já as usadas, serão leiloadas.


PÁGINA

10

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

VIAsaúde


Destaque Campos ganha a rádio Capital Hits PÁGINAS

11

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

Foto: Carlos Grevi

Emissora terá conteúdo jornalístico produzido nas plataformas do 3ª Via Priscilla Alves Informações jornalísticas, conteúdo musical variado e muitas novidades. Quem já conhece a Capital FM, rádio campista que está no ar há 20 anos, vai poder conferir uma nova programação especial a partir desta segunda-feira (18). A mudança também passa pelo nome. A rádio agora será chamada de Capital Hits. Um time de peso de novos locutores chega para deixar a equipe ainda mais forte. Além disso, toda a área jornalística será feita através de uma parceria com o Sistema de Comunicação Terceira Via, que será responsável por disponibilizar o material jornalístico. “Essa é mais uma parceria de sucesso que mostra que o Terceira Via busca sempre avançar. A Rádio Capital está crescendo e tem credibilidade e tenho certeza que essa parceria vai democratizar ainda mais a informação”, garantiu o diretor do Sistema de Comunicação Terceira Via, Fábio Paes. Segundo o diretor administrativo da Capital Hits, Romualdo Braga, através da parceria, a rádio passará a contar com um jornalismo ‘vivo’ e as informações de todas as plataformas do Terceira Via –site, TV e impresso – agora também chegarão aos campistas por meio da rádio. “Vamos ter um contato direto no qual vamos passar estas informações relevantes da cidade. Vai ser uma rá-

Equipe da Capital Hits dando sinais de que a emissora vai bombar na frequência

dio voltada totalmente para Campos com notícias, dicas de empregos, cursos profissionalizantes, ações e reivindicações, por exemplo”, explicou Romualdo. Muitas mudanças E não para por aí. Além da forte presença do conteúdo jornalístico, a Capital Hits terá mais variedade nos estilos musicais. Se antes o pop rock ditava o tom da rádio, agora os ouvintes terão outros estilos como rock, axé, funk e sertanejo e vários outros estilos. Haverá também sorteio de brindes, de

ingressos, participação ativa dos ouvintes, programas específicos para determinados estilos musicais e mais. “Os ouvintes podem esperar a melhor equipe de Campos e muitos programas inéditos. Queremos ser um meio de comunicação ativo na cidade de Campos. Entre os locutores nós temos o Luiz Henrique, que é profissional da comunicação há mais de 20 anos; temos o Vini Gonçalves; o DJ Jason, que é um dos DJs mais famosos de Campos; o Adriano Lopes e o Mauro Reticências. Teremos ainda as presenças especiais do Vinny Soares, do Terceira

Sob nova direção À frente de todas estas novidades estão três nomes de peso: Hélio Nahim, que foi convidado a ser o novo diretor geral da rádio; Romualdo Braga, que é o diretor administrativo; e Cláudio Amaral, que atua como diretor de vendas. “É uma nova etapa para a Capital”, comemorou Romualdo. A Capital Hits está no ar no mesmo dial, que é o 87,9 FM. A programação também é transmitida online através do site capitalhitsfm.com.br . No próximo mês a rádio disponibilizará também o aplicativo, que terá o download feito através do site. Via, e a Raquel Sousa que terão programas aos finais de semana”, pontuou Romualdo. Outra grande novidade é a estréia do programa Capital Hits, que vai ao ar todos os dias, a partir desta segunda,

de 7h às 9h e trará muita música e jornalismo. “Nós estaremos à disposição da população campista para ouvir os problemas e agir para fazer com que as autoridades tenham conhecimento dessas necessidades”.


Onde essa turma bacana curtiu a Folia do Momo? Saibam aqui!

Fotos: Arquivo do Colunista

Os queridos Luis Adriano Silva e Cláudia Boechat, em Miami Beach NYC: Laura e André Raeli deram um play nos States neste carnaval

Guarapa: Morena, Pedro e Alex Costa

Atafoninha: Heitor e Fernanda Passos

Comemorando niver a querida Livinha Faes

Dubai: Cris, Rafa e Maurício Freitas

Patrícia Caetano e Marco Antônio Monteiro festejando Quissila Azevedo

Guarapa em bloco de Rua: André Ricardo e Joana Cabral

Enseada Azul: Suelen e Rafael Guimarães com Rafaelzinho e Rafinha

Na Sapucaí a convite do Mauricio Ferreira, Diretor No Magic Kindon, na Disney: Pelo Sol da Areia Preta os Aniversariante Laura Damian, de Cervejaria Império, o amigo empresário Sérgio Rildo Ribeiro Jr. e o futuro papai queridos Érika Nunes e festejando novo tempo com o maridão Ribeiro (Grupo Excess) e irmão Claudinho Anomal Hérickson Gomes Maurício Santos

O médica linda Quíssila Azevedo em sua festa de gala, comemorando novo tempo

Marcando presença na Sapucaí. O grande amigo Fabrício Cabral

Camarote da UOL, o nº1 da Sapucaí, Dani Guimarães

Linda e serena no sol da Grussa: Paulinha Trindade

Búzios foi o lugar para o relax da querida Manu Azevedo

Ela é uma festa! Lindona Renatinha Campista, em Guarapa

Linda por dentro e for fora! Especial Samantha Lyzandro

Pelas águas de Maragogi, Alagoas, em alto estilo Pedro Heifer

Festejando os 11 anos da filhota Sofia, “Super” Jóber Brito e a linda esposa Nádia

Sambando na Sapucaí minha morena rosa querida Bia Azeredo

Quarteto fantástico: Robertinha e No solzão de Vila Velha: Priscila Raphael Thuin com Ana e Tiago Abud Santana no maior charme no Baile do Grussaí Praia Clube

Bloco em SJB: Bia, Julinha e Dudu Azevedo


PÁGINA

01

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

Fotos: Divulgação

Era uma

vez...

Histórias que ajudam a desenvolver a criatividade e imaginação das crianças Thiago Gomes Muito antes da Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve ou Pinóquio, contar histórias já era um meio de o ser humano passar conhecimentos e expressar sua forma de ver o mundo. Seja em volta de uma fogueira, nos primórdios da civilização, ou atualmente, nas salas de aula ou sobre a cama, na hora de dormir, as histórias vêm encantando e inspirando, principalmente, as crianças. Especialistas apontam que princesas, heróis e até vilões viram aliados na hora de transmitir valores e lições importantes na formação do indivíduo. Com o passar do tempo, a contação de história ganhou espaço e já tem até um dia especial para homenagear o profissional que se dedica à atividade: o Dia Internacional do Contador de Histórias é comemorado em 20 de março. A data foi criada em 1991, na Suécia.

Além de ser um momento de prazer e interação entre contador e ouvinte, narrar histórias para as crianças envolve fábulas, contos de fadas e lendas baseadas no repertório de mitos da sociedade. Mas desta brincadeira também podem participar os grandes clássicos da Literatura. A atividade estimula a criatividade da criança e torna o aprendizado mais divertido. O premiado Grupo Oficina de Texto Terra da Alegria (Gotta), formado por estudantes da rede municipal de Campos, reconheceu a importância da contação de histórias e usa a atividade em apresentações em eventos na cidade e outros municípios. O Gotta já ganhou uma série de prêmios, sendo o principal a posse na Academia Infantojuvenil de Letras e Artes do Estado do Rio de Janeiro, no ano passado. A iniciativa é vinculada ao Programa Municipal de Incentivo à Leitura Ler par@ Ser, da coordenação de Língua Portuguesa da secretaria municipal de Educação, Cultura e Esporte (Smece). “Uma das vertentes do projeto Gotta é fomentar a cultura literária para além da sala de aula. Desse modo, em 2019, abrimos espaço para que a comunidade possa participar das oficinas do projeto”, destaca Ana Raquel Pour-

Premiado Grupo Gotta é formado por jovens e faz apresentações em Campos e outras cidades

baix, coordenadora de Língua Portuguesa e Literatura da Smece. A secretaria informou que conta com professores incentivadores de leitura, que realizam um trabalho diferenciado, com contações de história de clássicos da literatura infantil e performances lúdicas para os estudantes e com os estudantes, promovendo adaptações teatralizadas. “Dizem que as crianças e jovens não gostam de ler. Na verdade, eles precisam de oportunidade. Ninguém pode gostar daquilo que não lhe deram o direito de provar”, ressalta Ana Raquel.

Profissão Em julho de 2017, a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara Federal aprovou projeto de lei da deputada Erika Kokay (PT-DF) que regulamenta a profissão de contador de histórias. O projeto tramita em caráter conclusivo. De acordo com o texto, são considerados Contadores de Histórias os profissionais cuja construção do saber seja desenvolvida no cotidiano de suas comunidades, em que a oralidade exerça papel fundamental na preservação e transmissão do saber e das manifestações da cultura popular.


PÁGINA

02

17 A 23 DE MARÇO DE 2019


PÁGINA

03

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

Renda 01

VESTIDO RENDA R$ 3.400,00 farfetch.com

02 REGATA LE LIS BLANC R$ 639,90 oqvestir.com.br

03

BOLSA GUCCI R$ 4.300 farfetch.com

04 BODY RENDA R$ 124,90 amaro.com

05 SHORT CLOCHARD R$ 189,90 amaro.com

06

RASTEIRINHA R$ 159,90 arezzo.com.br

07

A

SHORT R$ 99,90 lojasrenner.com.br

renda é um tecido clássico, que continua fazendo parte do guarda-roupa feminino com o passar do tempo, ainda que seja em detalhes. Ela ficou um tempo fora de foco, mas em 2011 retorno ao street style com força total e não saiu mais de cena. A renda tem o poder de deixar o visual feminino, romântico com um toque delicado na medida certa. O tecido leve e com transparência, dá charme para qualquer produção e pode ser combinado com qualquer estilo, basta saber compor o visual. Para looks diurnos vale combinar o tecido com um bom e infalível jeans, seja calça, short ou saia. Outra opção são os vestidinhos de renda com rasteiras e tênis. O visual fica super fofo e cool. Mas se a proposta for look noite minha dica é combinar a peça com couro, paetê ou transparecia. Essas combinações são sempre infalíveis e garantem um visual super fashion.


04 17 A 23 DE MARÇO DE 2019

CANDINHO VASCONCELLOS

candinhovasconcellos@gmail.com

PÁGINA

Regina e Luiz José de Souza em Beirute Na torcida Beth Reis está solicitando aos amigos pela web que votem na banda do seu neto, Moonheads. Ela está participando do Live Bands Brasil 2019 e tem a chance de tocar em grandes festivais no exterior. Vamos votar.

Amor por Atafona Edida Regina Blasi Cunha recebeu grupo de amigos cariocas em Atafona para os dias de carnaval. A Tia Ângela Castier veio com a filha Beatriz, que ocupa alto cargo na Petrobrás. Beatriz é dramaturga e apreciadora da poesia russa. Ela, em breve, estará inaugurando seu teatro em Copacabana. Para relembrar sua infância, o filho Marcelo fez questão de vir trazendo os filhos Luiz Eduardo e Ana Beatriz. Marcelo mora há 18 anos nos Emirados Árabes. Retornaram aos seus destinos felizes por vivenciarem dias prazerosos. Resgatando a história No mês em que comemoramos os 184 anos de Campos na categoria de cidade, o Museu Histórico de Campos realizará a partir do dia 26 a exposição “Viva a sua história”. Ópera A agenda do Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi aberta na sexta-feira com “Côndor”, última ópera escrita por Carlos Gomes. No palco a soprano Eliane Coelho e o tenor Fernando Portari. O Coro e a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro se unem aos artistas convidados. Hoje, o espetáculo volta ao palco. Cifras A Azul anuncia uma proposta não-vinculante no valor de US$ 105 milhões para a aquisição de certos ativos da Avianca Brasil. A nova empresa, uma Unidade Produtiva Isolada (UPI), conforme a Lei de Falências e Recuperação Judicial, inclui ativos selecionados pela Azul como o certificado de operador aéreo da Avianca Brasil, 70 pares de slots e cerca de 30 aeronaves Airbus A320.

Audrey Coutinho com a filha Tina e Maria Pinto em recente casamento em Búzios.

Paulinha Gicovate emoldurada por Isabel de Lucca e Cora Rónai em tarde de debate sobre o livro “Afiadas”. A livraria travessa do Leblon estava lotada de intelectuais, jornalistas e mulheres de outras plataformas profissionais. Sucesso! Santina Brandão e Danuza Heluy encontro inesperado na Sapucaí Mudança de comportamento A expectativa do brasileiro em torno de uma reforma da Previdência já está impulsionando o interesse pelos planos de previdência privada. O texto que muda as regras foi levado pelo governo ao Congresso. De lá para cá, um levantamento feito pelo buscador de aplicações financeiras registrou um salto no volume de consultas sobre os planos privados.

Os superidosos De acordo com a tendência mundial, brasileiros chegam aos 90 anos lúcidos e ativos, apesar das dores do tempo. Levar uma vida saudável desde sempre é mais importante que a genética. Amor: Não há nada mais lindo! O cantor italiano, Peppino di Capri está em turnê pelo Brasil. Mesmo que o espaço para a melodia romântica esteja se fechando, ele exaltou o romantismo em Brasília e Porto Alegre. Agora chega a vez de Curitiba (19/3), São Paulo (21/3) e Rio de Janeiro (23/3). Ainda não há nada melhor que amar. Cotão A legislatura pode ser nova, mas velhos hábitos permanecem. Em apenas um mês, os deputados gastaram R$ 3,3 milhões a título de ressarcimento por meio da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar – CEAP. O deputado que mais utilizouse desse benefício foi Jhonatan de Jesus (PRB-RR), que gastou R$ 57,7 mil no mês. Adolescente habilitado Se depender do deputado federal Luís Miranda (DEM-DF), adolescentes com 16 anos poderão andar habilitados a partir dos próximos anos. O parlamentar apresentou proposta legislativa para reduzir a idade mínima de expedição da CNH. A lei, segundo ele, foi inspirada na legislação dos Estados Unidos, onde ele foi radicado.

Cris Sales revivendo as histórias infantis. Universal Studios Tecnologia X realidade Imagine a cena: você chega à sua casa, entra na garagem, estaciona e coloca o carro elétrico da família para carregar. Enquanto espera o elevador, já vai checando os e-mails e redes sociais sem gastar nada do seu pacote de dados. Ao chegar à porta do apartamento, nem precisa se preocupar em procurar a chave, afinal, você tem uma fechadura eletrônica que libera a porta assim que digita a sua senha pessoal. Enfim, está em casa. E segue... Ideias como essa costumavam fazer parte de filmes futuristas e do imaginário popular. Agora, elas estão se popularizando nos novos empreendimentos. E isso já é realidade no mercado imobiliário do país, que aposta nestas inovações para gerar mais qualidade de vida e atrair um público consumidor cuja percepção de conforto já não engloba projetos mais antigos.

Buziando: Mariana Dias Bousquet Festejada Aniversariante do último dia 09, Paula Pizelli ganhou jantar surpresa das amigas do grupo Borasair. Mesa grande no Romano na última quinta-feira: Ana Luiza Aguiar, Nathalia Gicovate, Elisa Peralva, Tiana Caetano, Cynthia Cordeiro, Ully Knust, Renata Juncá, Rafaela Gama e a homenageada, Paula Pizelli. Bolo e caloroso parabéns.

O carnaval de asneiras É preciso um grande esforço para perceber alguma lucidez em meio ao festival de baboseiras emitidas pelo presidente Bolsonaro e seu entourage a cada semana – daqui a pouco, a cada dia. E nesse carnaval o mandatário extrapolou de vez em posts e comentários pornográficos, difíceis até de citar, como uma possível resposta sua às críticas que vinha recebendo nas ruas, nos blocos, nas escolas de samba. Bolsonaro partiu para enxovalhar a imagem do carnaval brasileiro, alcançando repercussão negativa mundo afora e recebendo, naturalmente, uma enxurrada de queixas pela barbaridade das postagens, tão grosseiras como desnecessárias.


PÁGINA

05

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

@nataliamuniznutri

nataliamuniznutri@gmail.com

Listei abaixo 7 alertas sobre alimentação na gestação que você deve ficar atenta

1

. Dieta com pouca gordura não faz bem! Claro que estou falando daquela gordura do bem que já apresentei pra vocês.

2

. Mantenha o seu açúcar sanguíneo estável comendo pequenos lanches ao longo do dia, mas com carboidratos saudáveis!

3

. Gestação não é momento pra comer o que quiser. Alimentos industrializados e ultraprocessados fazem muito mal para a formação do bebê e deve evitá-los ao máximo;

5

4

. Evite deitar após se alimentar para evitar refluxo e mal-estar;

. Evite consumir comidas salgadas ou agregar muito sal a comida. Isso vale também para temperos prontos, que geralmente vêm carregados de sódio, glutamato monossódico, conservantes, que podem reter líquidos causando sensação de peso e mal-estar, além de contribuir para o aumento da pressão arterial;

6

gestantes Tudo que

precisam saber sobre a

alimentação

A

h, gravidez…. Tempo em que o seu corpo muda de uma forma que você não sabia que seria possível… A programação da gestação saudável deve começar pelo menos 9 meses antes da concepção, por isso é de extrema importância que seja feito um acompanhamento nutricional. Ter um forte aporte nutricional não só aumenta suas chances na concepção saudável, mas também vai ajudar seu corpo a lidar com as transições da gravidez sem tantos desconfortos.

Mas vamos falar mais especificamente sobre a nutrição na gravidez Garantir a nutrição ideal durante a gravidez é um dos melhores presentes que você pode dar ao seu bebê.

Hoje artigos já alertam para se evitar certos alimentos, como embutidos, cafeína em excesso, álcool, açúcar, fitalatos, desruptores endócrinos, etc. Mas há ainda outros alimentos relacionados a gestação que você deve ficar atenta também. Por minha experiência, o que noto são pacientes que seguem recomendações específicas, para seu período gestacional. Passando por ele com muito mais saúde e de uma forma bem mais fácil. O que acontece hoje em dia, infelizmente, é que para muitas mulheres o conhecimento sobre a melhor dieta durante a gravidez requer esquecer a sabedoria milenar. E entrar de cabeça no mundo dos processados, industrializados e alimentos que são de difícil digestão e vão impactar e muito no desenvolvimento do seu bebê.

Além de possuir a melhor assistência funeral, também estabelece convênios com médicos, dentistas, terapeutas, laboratórios, além de convênios comerciais com advogados, escolas de informática, farmácias, óticas entre outros. Foto: Suelen

PRISCILA NOGUEIRA

Paula Marsicano

Dermatologia Integrada Rua Voluntários da Pátria 500 sala 108 Ed. Platinum | Tel: 22 3026-1819 @paulamarsicano

Tudo isso por apenas 25,00 mensais Faça agora mesmo! Ligue: 22 2737-6027

7

. Dietas desbalanceadas podem levar à má formação de placenta e ainda ao atraso no desenvolvimento motor, celular e nervoso da criança. Além de predispor a depressão pós-parto e desvitalização da mãe, após nascimento do bebê. A diminuição drástica no consumo de gorduras, por exemplo, diminui a absorção de vitamina A, D, E e K. A vitamina A é responsável pela formação das mucosas, crescimento ósseo, e de tecidos. A vitamina D na formação dos ossos, imunidade e outras funções primordiais. A vitamina E age como antioxidante e anti-hemorrágica. E a vitamina K como controladora da coagulação sanguínea;

O corpo da mulher literalmente está construindo um ser humano inteiro durante a gravidez, e por isto, ela precisa de um número altíssimo de fontes de nutrientes necessários para construir o novo corpinho humano que vem. Principalmente, ingerir proteínas, gorduras, vegetais e frutas de qualidade. Nutrição saudável na gestação garante benefícios pra vida toda! Procure seu nutricionista.

CRM 52-815861

O Plano Boa Viagem tem sua origem no sonho de seus fundadores de oferecer assistência integral às famílias colocando o que há de mais moderno à disposição de seus clientes elevando BELEZA a satisfação nos serviços e revolucionando o setor funerário na região.

. Observe sempre o funcionamento do intestino, pois é comum, ocorrer prisão de ventre (constipação). Consuma diariamente fibras (através das frutas, verduras, legumes, sementes, aveia, quinoa, linhaça, alimentos integrais) e hidrate-se de maneira correta;

ou 0800 282 1610

Rua Tenente Coronel Cardoso, 573 - Centro - Campos dos Goy-


GENTE BACANA que é sempre bom encontrar por aí BELEZA E VOZ

DOSE DUPLA

A campista Angélica de La Riva, agora também Quinto, desde que se casou com o espanhol Marco de Quinto, está no Brasil. A cantora lírica internacionalmente famosa cantou com a Orquestra Sinfônica Brasileira na Sala Cecília Meireles, que abriu na data a sua temporada de grandes espetáculos. Ela aproveitou para curtir dias de aconchego com os pais Margarida e Fernando de La Riva e mostrar a barriga crescendo com Sophia Fernanda que está à caminho.

Nutricionista e colunista deste Terceira Via, falando sobre saúde e mostrando de corpo e alma o espírito de bem com a vida de campistas bacanas, Diego Motta aniversariou nesta semana e foi festejado como merece. No mesmo ritmo Ricardo Avelino, craque da fotografia e amante das boas e inteligentes conversas, que nenhum amigo quer perder oportunidade de ter. A coluna abraça duplamente... uuuupaahhhh!

RJ Flávia e Rodrigo Bittencourt curtiram final de semana na esfera carioca. Tinham programação bacana com grupo de amigos. No domingo à noite estavam de volta, felizes da vida e cheios de coisas bacanas pra contar .

BACANA

VIP

A colega Gabriela Hintz acaba de realizar visita técnica no mundo Disney, como parte do curso que arquitetou seus roteiros personalizados, agora à disposição da região.

Bia Azeredo e Ronaldo Félix curtiram o desfile das campeãs do carnaval carioca muito bem instalados, acolhidos no super Camarote Rio como convidados da grife Morena Rosa, que vestiu todos os foliões e convidados vips do espaço em plena Sapucaí.

Fotos: Colab07

ESTUDOS

Alessandra Ribeiro surge com novo visual: melenas tosadas, estilo Chanel para atuar diante das câmeras. Olha que charme que ficou!

A sexóloga Suzana Lisboa vai estar em São Paulo uma vez por mês para se entregar de corpo e alma ao curso que se inscreveu para colocar mais dados em seus estudos, na profissão e ter mais uma vertente com futuros pacientes. O curso sobre sexualidade é uma clínica psiquiátrica e psicanalítica da população LGBTQIA.

VIVA!

Nathan Azeredo, 19 anos, libriano nato, recém chegado no campo da moda e já marcando golaço em agência paulista. Descoberto no carnaval pela coluna, não passou despercebido com seu 1,90 de altura e olhos verdes e beleza europeia, o que bastou para ganhar as fotos da coluna e o green card fashion. A estrela do rapaz brilha com intensidade. Avante!

LUTO

LOGO ALÍ

Muito triste a notícia de falecimento de Celmo Carvalho, querido e eficiente funcionário da Femac, deixando abalados Cicinha, Luciano, Edvar Jr. e Sid. Celmo sofreu um AVC dias atrás e seguia internado em estado grave. Durante anos atendeu a toda a sociedade com amabilidade também em dias de festa da loja, distribuindo simpatia e bom humor.

A Prefeitura de Quissamã promoveu o Workshop Agroculturismo e Turismo Rural “O Caso de Sucesso das Montanhas Capixabas”, com o palestrante Leandro Carnielli. Leandro é precursor do agroturismo da Serra Capixaba e presidente do Conselho Curador do Convention Bureau das Montanhas Capixabas. Em seguida todos foram recebidos para almoço no histórico quilombo da Fazenda Machadinha.

Betinho Aquino, apesar de morar há anos no RJ, onde tem uma infinidade de bons amigos, não abre mão de todos os anos vir para Campos passar a data de seu aniversário cercado da família e dos amigos de cá. Na sexta reuniu um bando de gente boa no espaço lounge do amigo Pedro Henrique Neves com Dj, bolo, doces e tudo mais que simbolize festa e alegria. A mãe Cristina Sá e a tia Denise Aquino cuidaram dos mínimos detalhes.

COLA EM MIM Lindo o trabalho de colagens da Beatriz Murad! A coluna amou quando viu. Gostou tanto que resolveu homenagear alguns personagens fáceis de serem vistos aqui na página com uma colagem “Cola Em Mim” by Bia Murah, que vai ser vista num estilo bem bacana na próxima edição. Aguardem!

Os irmãos Diogo e Lucas Raposo arrasaram no snowboard na estação Snowmass, Colorado - EUA.

No primeiro aninho de Gael, os pais Bettina e Felipe Mendonça comemoram com festa linda em Chapéu de Sol com o tema Bosque.

A vovó Tete Bacelar com Gael que se diverte tanto quanto a mãe Bettina.


Cuidados com

suplementos estimulantes B

oa semana meus queridos, os suplementos “pré-treino” são utilizados por muitos atletas, tanto no meio profissional como no amador, afim de melhorar o rendimento e performance durante atividade física,espantar o sono, aumentar a sensação de alerta, mas precisamos ter atenção e nunca usar sem orientação. Normalmente são compostos por várias substâncias que atuam estimulando o sistema nervoso central, estimulam o metabolismo e retardam o aparecimento da fadiga muscular e mental. Um componente presente em quase 100% dos produtos é a cafeína, substância essa é tem uma serie de contra indicações, como para hipertensos (pressão alta), gestantes, pacientes com depressão e ansiedade, glaucoma e por ai vai.. Imagina se um paciente hipertenso não controlado ingere uma grande quantidade de cafeína, certamente poderá se sentir mal ou até mesmo ter uma complicação seria de saúde. Outro exemplo simples é um paciente com gastrite, que terá piora no quadro se utilizar altas doses de cafeína. Sem esquecer também de citar os “suplementos” que não são autorizados pela ANVISA e contém substâncias proibidas como diuréticos e hormônios tireoidianos na composição, que podem gerar uma desordem sistêmica no organismo. Então a melhor maneira é sempre buscar orientação profissional, vá ao seu médico de confiança para avaliação antes de comer qualquer esporte e ao seu nutricionista para prescrição da dieta e suplementos alimentares. O emagrecimento e aumento de rendimento esportivo são obtidos através de treinamento, boa alimentação, dedicação e paciência.

Ingrid coutinho

Natalia Muniz

Diego Motta “O importante não é aquilo que fazem de nós, mas o que nós mesmos fazemos do que os outros fizeram de nós” Jean-Paul Sartre

Leon Mendonça

Karla bairral

Felipe Tamy

Thais Chartuni e Breno Medeiros

Vivendo bem, Renata, Tadeu Pinheiro e familia

Luisa,Gilmara e Marcelo Vonheld

Braulio Brasil e Luciana Fumian


PÁGINA

09

herminiasepulveda@yahoo.com.br

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

“O bem que você faz hoje pode ser esquecido amanhã. Faça o bem assim mesmo! Veja que, ao final das contas, é tudo entre você e Deus. Nunca foi entre você e os outros.” Madre Teresa de Calcutá NOSSOS LIBANESES NA GLOBO A cidade de Campos dos Goytacazes se fez presente na Rede Globo, por uma ótima causa. Alguns libaneses da nossa cidade como Fátima Beyruth, José Maria Mattar, Luísa Chacur Naked e Elisa Abud Moussallem, foram convidados através da ACLIG Associação Cultural Líbano-Goytacá, para gravar alguns capítulos da próxima novela das 18h “Órfãos da Terra”. Passaram uma semana em Arraial do Cabo e amaram a experiência, tendo o Líbano como uma paixão em comum. No elenco têm: Herson Capri, Alice Wegmann, Letícia Sabatella, Renato Góes, Bruno Cabrerizo, o ex-BBB Kaysar Dadour, Emanuelle Araújo, Paula Burlamaqui, Eliane Giardini, Rodrigo Simas, Nicette Bruno, Flávio Migliaccio, Danton Mello e outros.

Desfile das Campeãs no RJ: Os juízes Maria Daniella Binato de Castro Abi Daud e Pedro Henrique Alves receberam o sobrinho Patrick Alves Carneiro e sua esposa Francine Sepulveda Carneiro no Camarote deles na Sapucaí.

O talentosíssimo Nelcimar Pires brilhando mais uma vez no Sambódromo Martha Hisse e sua eterna beleza e jovialidade.

DICA BOA DE LEITURA Thaís Jacyntho acabou de ler um livro, que como ela mesma disse, mudou a sua vida. Ele se chama “Os segredos da mente milionária” de T. Harv Eker, que diz na capa: “A maioria das pessoas associa dinheiro a prazer imediato. Para mim, ele deve ser acumulado para proporcionar liberdade”. RAPIDINHAS *Morena Mendes Carneiro recebeu o Grupo da Confraria em sua casa buziana por conta dos aniversários de Rita Teixeira e Susy Neves. *Cláudia Couto esteve por Atafona no Carnaval revendo os amigos, sendo hóspede do casal Ana e Cláudio César Soares. *Maria Edyr e Maurício Vasconcellos movimentaram a casa de Rio das Ostras no Carnaval reunindo toda a família. *Auxiliadora Patrão passou um tempo de molho em Atafona por conta de uma virose. Já está melhor! *Heloisa Beshara levou uma queda em casa e deslocou o ombro, mas disse que foi muito bem atendida no Hospital Dr. Beda pelos médicos Francisco Lacerda e Marlon Ribeiro de Azevedo. Já está em casa tendo sempre ao lado o maridão Fredy Beshara. * Larissa Pedra fez um diário compartilhado de viagem, para quem quiser acompanhar a sua jornada pelo mundo com o seu marido Hornis França Gomes Rosa. Já partiram e está escrito assim lá: "A expedição do amor...O desprendimento de valores materiais...Viver intensamente”! https://quase200.wordpress.com/ CICLO FEMINISTA EM MARÇO É um ciclo com palestras no mês de março em vários lugares do Rio de janeiro, onde várias jornalistas, autoras e mulheres de outros campos profissionais vão debater temas. A palestra da campista Paula Gicovate, foi no dia 13 de março na livraria da Travessa no Shopping Leblon, sobre o livro chamado “Afiadas: Mulheres que fizeram da opinião uma arte”.

Luísa Chacur Naked, Elisa Abud Moussallem, Fátima Beyruth e o ator Marco Ricca

José Maria Mattar, Fátima Beyruth e Luísa Chacur Naked

Os belos noivos Tarcísio Assed e Millena Venâncio estão contando os dias para o Casamento. Fátima Beyruth com as atrizes Ana Cecília Costa e Julia Dalavia

Alair Ferreira Neto com sua mãe linda Luzimar na Sapucaí.

Betinho Maciel Abdu Neme com seus amores Karla e Heitor

Sheila Bragança e sua filha Michelli arrasando no Camarote da Sapucaí

NIVER Os parabéns de hoje vão para Paula Tolomei, Adriana Cordeiro da Fonseca, Luiza Rebel, Andreia Velasco e Carlos Sampaio. Segunda-feira para Renata Junquilho, Karla Pereira, Toninho Viana, Grasiela Gonçalves, Emerson Fonseca e Igor Otto Schulz. Terça-feira para Dalila Oliveira, Wellington Abreu, José Luiz Rios, Kely Braga, Renato Siqueira, Fernando Nogueira e Rafael Pesi. Quarta-feira para Beatriz Petrucci, Mariana Grupo animado: Eduardo Amaral e Rosania, Ferretti e Cacá Beleza de Ana Maria Pellegrini Nahn em Punta del Este Paulinho Ferreira lindo no Copacabana Palace Estefan, Synara Chaves, Vera Lúcia Araújo, Pires, Flávia Farah e Emilson Anselmet Thamyres Mattos, Aama Sardinha, Marta Lessa, José Alves de Azevedo Neto, Kenia Macedo e Manoelzinho Patrão. Quinta-feira para Cristina Maria Carvalho Peixoto, Marise Scapin , Nilza Soares, Cláudia Cardoso e Ludmilla Bento. Sexta-feira para Regina Casarsa, Loren Bragança, Katia Wanziler, Eliana dos Santos Sales, Luciano Tavares, Aline Mendes, Carmem Salles, Wesley Manhães, Marcia Macedo, Eliana Sales, José Armando Barreto e Cristiane Carmel. Sábado para Luigi Sepulveda Tonti, Maria Zilce Duarte, José de Arimatéia, Paulo Feijó, Luiza Mendonça, Valéria Sinflório, Lenylza Azevedo, Kênia Bastos, Danton Riscado, Cristiane L. Loren, Fernanda Petrucci, Nathália Toledo Dutra e Lívia Amorim. Da coluna os votos de muita saúde e felicidades Gabriella Bissonho e Fabiano Sarlo Pinto e para todos. Edimar Arêas e sua Flor Valentim em Arraial do Cabo curtindo o verão Bahia: A bonita Fernanda Renno Maia em Arraial d’Ajuda


PÁGINA

10

17 A 23 DE MARÇO DE 2019

Exclusivo!

Nas Redes Sociais

D

aniel Rangel, que hoje vive o Alex de Malhação, já está escalado para a série Eu, Minha Avó e a Boi onde interpretará o Roblou, neto das personagens vividas por Arlete Salles e Vera Holtz. Vale lembrar que a produção é baseada numa história real que foi contada por um rapaz no Twitter e que logo viralizou na rede social. A série cômica é escrita por Miguel Falabella e inicialmente será disponibilizada para os assinantes do Globoplay. Com exclusividade em uma conversa que tivemos na última sexta, ele me contou que: "A Malhação foi muito importante para mim. Eu nunca tinha feito um trabalho onde eu ficasse tanto tempo no ar, sem contar em todo o processo de preparação que ao todo são quase dois anos. Em relação à série, eu estou muito animado para começar as gravações, eu não vou ter nem um dia de descanso, vou engatar, as gravações de Malhação que acabam no dia 30 e no dia 1º de abril eu já gravo as primeiras cenas da série. Estou super feliz, vou trabalhar com pessoas que sou fã há muito tempo e não conheço como a Vera Holtz, Arlete Salles o Otávio Augusto e o próprio Falabella. Estou cheio de expectativas, muito feliz e honrado pela confiança que estão tendo em mim. Afinal de contas, são dois protagonistas seguidos, sem descanso. "O Alex eu vou guardar para sempre no meu coração, as pessoas, efim, o que fica são os ciclos que a gente faz".

U

lli Marques. A jornalista que além de apurar, escrever reportagens e administrar o site do Jornal Terceira Via, também passou a gravar stories com os principais destaques do dia no Instagram @terceiraviajornaletv. Nas redes sociais ela disse: "A ideia é levar as informações até os usuários dessa rede social de forma dinâmica, acompanhando as tendências do marketing digital".

Teatro A

Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL) abriu inscrições para novas vagas e renovações do Curso Livre de Teatro. E para 2019, uma novidade: o curso Poéticas. Para os dois cursos, os interessados, maiores de 15 anos, devem procurar a recepção do Teatro Municipal Trianon, das 9h às 17h, e realizar um cadastro.

Natassia Mayerhoffer curtindo Maceió

Cris Sales curtindo os encantos dos Simpsons na Universal Studios Hollywood

Viva sua História N

Após perder 19 kg em 3 meses, Lorran Aguiar exibe o seu novo shape

Débora Uhlmann e Thiago Miranda no descanso merecido de todo pós carnaval

o mês de celebração dos 184 anos de elevação da Vila de São Salvador a categoria de cidade, o Museu vai mostrar que a história de Campos é a história de seu povo. Para isto, começou a receber da população fotos, desenhos, poesias e narrativas que contem “Qual sua relação com a cidade de Campos dos Goytacazes”. Os trabalhos selecionados serão exibidos na exposição “Viva sua História”, aberta no próximo dia 26. A entrega do material poderá ser realizada na recepção do Museu, de terça à sexta-feira, das 10h às 17h. Os trabalhos deverão estar impressos e em envelope lacrado.

Profile for terceiravia

Jornal Terceira Via ed126  

Jornal Terceira Via ed126  

Advertisement