Page 1

Foto: Silvana Rust

CAMPOS DOS GOYTACAZES, RIO DE JANEIRO • 15 A 21 DE ABRIL DE 2018

Nas bancas por R$ 1,50

NÚMERO 80

Paradas e difíceis de resolver Uma reforma e duas grandes obras iniciadas e suspensas no governo passado não têm data para serem retomadas

AloysioBalbi Sesc na Pedra Lisa A prefeitura de Campos está fazendo gestão junto ao interventor do Sesc/Rio Luís Gastão Bittencourt para que seja montada na Fazenda Pedra Lisa, um Hotel Escola, para treinar mão-de-obra e também movimentar o turismo rural. A sede da fazenda, que é de extrema beleza, está em desuso. Nos anos 90, a apresentadora Xuxa quis comprá-la para implantar um parque temático, mas o projeto não andou.

"Três ilegalidades de Moro na prisão de Lula" é o tema abordado pelo delegado da Polícia Federal, Paulo Cassiano Júnior em sua estreia como articulista no Jornal Terceira Via. PÁGINA 04

PÁGINA 03

Empresário

Luiz Carlos Chicri Nascido e criado no Centro de Campos, empresário do comércio, ele é um dos candidatos a presidência da Carjopa. Nesta entrevista, fala sobre as necessidades do coração da cidade e de suas artérias. PÁGINA 07

PÁGINA 04

Guarus registra 57 homicídios somente este ano Dos 71 homícidios registrados em Campos até o dia 10 de abril, 57 foram cometidos em Guarus, a área mais perigosa do município. Guerras entre facções rivais, balas perdidas, troca de tiros, assaltos. Tudo isso parece tornar o morador cada vez mais amedrontado, sem muitas opções de cumprir com suas rotinas e sem a certeza de que conseguirá voltar para casa.

PÁGINA 06

As novas técnicas para Febre do troca-troca de tratar câncer de pulmão figurinhas em Campos Ivan Azevedo, cirurgião torácico do Hospital Dr. Beda e o avanço do tratamento do câncer de pulmão. Ele apresenta novas técnicas no tratamento da doença e detalha as precauções que devem ser adotadas para evitá-la e viver melhor.

PÁGINA 09

Faltando pouco mais de 90 dias para a Copa do Mundo da Rússia, as figurinhas de jogadores entram em campo e viram febre na cidade. Adultos e crianças trocam as figurinhas como se estivessem em uma casa de câmbio.

PÁGINA 11

PÁGINA 03

PÁGINA 12

@ju_ribeiros


PÁGINA

03

Especial

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

O Palácio da Cultura que era para ser reformado, está praticamente abandonado; o mesmo acontecendo com a obra cara do Novo Mercado para os feirantes, além do polêmico prédio do Camelódromo

Inacabadas e acabando

Por trás dos tapumes do Palácio da Cultura, o abandono fica claro enquanto o Camelódro e o Novo Mercado ficam obscuros Thiago Gomes Entre as heranças deixadas ao prefeito Rafael Diniz pelo governo de Rosinha Garotinho estão duas obras de grande porte paradas: o Shopping Popular Michel Haddad e o Palácio da Cultura. Um ano e quatro meses após o início da nova gestão, tais obras permanecem da mesma forma. Ambas estão estagnadas e sem previsão de retorno. Na lista de propostas inconclusas também consta um espaço provisório para acolher a feira livre do Mercado Municipal, que virou abrigo de pessoas em situação de rua, onde foi erguido até um barraco de madeira. A prefeitura alega que, além de recurso para custear o restante dos projetos, em tempos de crise, ainda é necessário quitar dívidas deixadas pela administração anterior com as empreiteiras. Só no caso do Shopping Popular, segundo a prefeitura, o débito chega a R$ 2 milhões. A demolição das antigas estruturas do Shopping Popular, apelidado de Camelódromo, começou em 16 de março de 2014 e a mudança dos permissionários para o espaço provisório, montado no Parque Alberto Sampaio, foi concluída quatro dias antes. A fundação das estacas só começou em dezembro do mesmo ano. Na época de lançamento, o projeto foi apresentado com de 3.150,88m² de área, 447 boxes, vestiários, sanitários, fraldários, praça de alimentação, área para caixas eletrônicos, sala de primeiros socorros, sala de administração, sala de monitoramento e setor administrativo. O valor inicial era de R$ 9.985.938,34 com previsão de ser concluída em um ano e oito meses. Atualmente, dois anos e quatro meses após expirado o prazo de inauguração, o Camelódromo precisa de mais R$ 3 milhões para ser concluído, além dos R$ 2 milhões de dívidas da obra, segundo dados da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana. “Em função de grave crise financeira que o município atravessa e da grande dívida deixada pela gestão passada, a prefeitura aguarda disponibilidade financeira para dar continuidade às intervenções. Todos os levantamentos já foram feitos e, se a obra do Shopping Popular fosse entregue, dentro do prazo inicial previsto, já estaria concluída e beneficiando os permissionários. A Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca) e a secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana vêm se reunindo e buscando alternativas, inclusive através de parcerias, para conclusão das intervenções no espaço”, informou o secretário da pasta, Cledson Bitencourt. Permissionários insatisfeitos A instalação dos permissionários do Shopping Popular Michel Haddad no local montado no Parque Alberto Sampaio foi anunciada como provisória, mas já dura quatro anos. Fábio Pinheiro dos Santos, 36 anos, trabalha no Camelódromo há 18 anos e aponta dois principais problemas na instalação “provisória”: queda no movimento e alagamentos em dia de chuva. Ele lembra que o Camelódromo atual está espremido entre as duas mãos da Avenida José Alves de Azevedo. “A localização é ruim e isso atrapalha muito o movimento. A travessia da avenida é difícil e muitos desistem de vir até aqui. Sem falar nos alagamentos, que nos causam

sativação da Biblioteca Municipal Nilo Peçanha, com acervo de 30 mil livros. Ela funcionava no prédio e foi deslocada pela gestão passada para que a obra fosse realizada. “Em virtude da necessidade de um local adequado para instalação da biblioteca, até que a reforma seja concluída, a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima está preservando o acervo para que, em breve, possa disponibilizá-lo à população”, disse o secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Cledson Bitencourt.

O Camelódromo novo está estruturado, mas as obras de acabamento seriam milionárias

perda de mercadoria”, comentou. O presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes do Shopping Popular (Avasp), Sandro da Silva Queiróz, disse que vem participando de reuniões com a Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca), na tentativa de resolver o impasse da obra parada. “No último encontro (realizada no dia 11), fomos informados de que há três propostas a serem feitas e que ainda estão analisando qual é a mais viável”, revelou. No entanto, Sandro admite que o movimento de clientes caiu cerca de 70% após a mudança dos permissionários para o local. Ele também ressaltou que os dias chuvosos são complicados para quem trabalha no Shopping Popular. “A água da chuva aqui nas proximidades chega a bater na cintura. O alagamento acontece rapidamente e não dá tempo de retirar a mercadoria”, disse. Palácio da Cultura O Palácio já não abriga mais Cultura há quatro anos. No local agora há lixo, mato alto e resquícios do que um dia foi uma obra. A desativação do prédio aconteceu em abril de 2014 para a reforma orçada R$ 2.739.912,96. A previsão inicial, de acordo com a prefeitura, era de que o Palácio da Cultura fosse entregue à população em maio de 2015. Ainda no governo Rosinha o projeto foi interrompido pela primeira vez e retomado em abril de 2015. Logo depois foi a obra foi paralisada novamente e nunca mais retomada. “A obra parou de vez logo depois que Rosinha perdeu a eleição”, lembra o guardador de carros Benedito Soares Nunes, 73 anos, em menção à derrota do ex-vice-prefeito Dr. Chicão, que, com apoio da ex-prefeita, disputou a última eleição com Rafael Diniz. Benedito atua em frente ao Palácio da Cultura há quatro anos e diz sentir saudade do movimento da área quando o prédio ainda estava ativado. “Era muito aluno, muita gente passando por aqui”. O secretário municipal Cledson Bitencourt informou que, no início do ano passado, a empresa responsável pelas melhorias do Palácio da Cultura foi oficialmente notificada para retomar o andamento dos trabalhos, porém, a ela protocolou defesa em relação à paralisa-

ção por não ter recebido o valor correspondente ao serviço que foi contratado em 2014. Ainda segundo ele, o município aguarda viabilidade financeira para dar continuidade à obra, que também terá adequações no projeto. “O município vem buscando alternativas por meio de parcerias com a iniciativa privada, além de realizar readequações financeiras municipais, no sentido de viabilizar recursos para que possa dar prosseguimento a algumas intervenções paralisadas ainda na gestão anterior”, comentou. Projeto Na época do lançamento da obra, a prefeitura divulgou que as melhorias contemplariam a reforma do telhado, 2.800m²de pisos novos, a pintura do prédio, o reparo em toda a parte elétrica e hidráulica e colocação de manta asfáltica, além de novas janelas de alumínio e reforma total dos 14 banheiros. Também foi anunciada a reforma do palco, que fica na área em frente à Rua Barão de Miracema. O Pantheon dos Heróis Campistas também iria ganhar uma ampla reforma. O trabalho de urbanização e a troca de iluminação na parte exterior também estava previsto. Biblioteca fechada Uma consequência direta da paralisação do projeto do Palácio da Cultura foi a de-

Feira livre Um espaço provisório para abrigar a feira livre do Mercado Municipal, que também começou a ser construído na gestão passada, não foi concluído. Atualmente está ocupado por pessoas em situação de rua. O ambiente conta até com um barraco de madeira erguido pelos novos ocupantes. São 2.600 m², com mais de 570 bancas que nunca receberam os feirantes. Altino Souza Duarte, 53 anos, que vende legumes no Mercado Municipal há mais de 30 anos, disse que prefere ficar onde está. Seu receio é de que aconteça consigo o mesmo que ocorreu com os permissionários do Shopping Popular Michel Haddad: todos foram para outro local e não retornaram mais. “Esse lugar que construíram é muito isolado e tenho dúvida se caberá todo mundo”, argumentou. Posição do atual governo Apesar do investimento com dinheiro público, o espaço é privado. Segundo nota da Superintendência de Comunicação da Prefeitura, o local foi herdado pela atual gestão com dívidas de aluguel referentes ao período anterior a 2017. “A Prefeitura, através da secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, está em diálogo com o proprietário do terreno para entrega do imóvel o quanto antes, como prevê legislação. O comando da Guarda Civil Municipal informou que realiza fiscalização diária no local, porém, em casos em que há a presença de pessoas em situação de rua, há condução à unidade de acolhimento, que faz o encaminhamento de equipe multidisciplinar. “A ação de orientação acontece através de equipe do Departamento de Proteção Social Especial (DPSE), que realiza abordagens não compulsórias semanais nos principais pontos da cidade, de acordo com mapeamento prévio”, disse o órgão em nota.

Provisoriamente Camelódromo está funcionando dentro do Parque Alberto Sampaio


Opinião

AloysioBalbi O nome é Rodrigo O prefeito Rafael Diniz e sua esposa Renata Veloso já sabem o sexo do filho e já decidiram até o nome. O menino vai se chamar Rodrigo. O rebento vai dar o ar de sua graça entre o final de julho e início de agosto.

Galo Índio Campos é um dos maiores produtores do galo índio gigante que vem do cruzamento de galos de rinha com galinhas caipiras e outras raças de galinhas. Com o tempo, os criadores foram selecionando os maiores exemplares até chegar aos animais atuais. Atualmente, a raça tem padrão definido e uma associação nacional de criadores para melhor organizar a criação da raça no território nacional e trabalhar no seu melhoramento genético. Em Campos, um galo destes está sendo vendido por R$ 300.

Boa notícia A Serteng Engenharia vai construir em Campos 1.600 unidades habitacionais financiadas pela Caixa. Não são casas e sim blocos de apartamento de quatro andares. A área escolhida para o empreendimento fica perto da Tapera e, em maio, o diretor operacional da empresa Fernando Picanço estará em Campos detalhando o projeto. Aos poucos, a economia vai elevando a sua temperatura, depois de um longo marasmo.

Sesc na Pedra Lisa A prefeitura de Campos está fazendo gestão junto ao interventor do Sesc/Rio Luís Gastão Bittencourt para que seja montada na Fazenda Pedra Lisa, um Hotel Escola, para treinar mão-de-obra e também movimentar o turismo rural. A sede da fazenda, que é de extrema beleza, está em desuso. Nos anos 90, a apresentadora Xuxa quis comprá-la para implantar um parque temático, mas o projeto não andou. Esse de agora parece economicamente viável e autossustentável. É torcer para dar certo.

Noite no Centro Com a bela iluminação do Centro da cidade, um grupo de comerciantes quer se unir para fazer um evento ‘a la’ Lapa. Agora, o grupo define como isso vai acontecer. Estão contando com esses carros ambulantes que vendem cervejas artesanais e comida de caminhão. Qualquer coisa que venha agitar o Centro de Campos é bem-vinda. Bom lembrar que na Lapa, no Rio, todos achavam impossível e acabou acontecendo. Não Diamante O diamante sintético, que projetou nacionalmente o Laboratóvamos sonhar a esse ponto, mas um pouquinho só. rio de Materiais Avançados (Lamav) da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) a partir de 2004, está perdendo um pouNão é brinquedo não A Revista Brinquedo, que não é coisa de gente grande, mas destina- co do seu brilho. Naquela ocasião, o Brasil passou a ser o primeiro da ao comércio do setor com circulação dirigida, prestou uma ho- país da América do Sul a dominar a tecnologia para síntese de menagem ao comerciante campista Alamir Chacur, publicando em diamantes. O produto é sintetizado a partir da mistura de pós de destaque homenagem que recebeu da Assembleia Legislativa do Es- grafite e de uma ligasolvente. A crise financeira da instituição fez tado do Rio de Janeiro. Uma homenagem justa pelo tempo de praia o projeto ficar em banho- maria e para complicar, o principal pesquisador, o russo Guerold S. Bobrovntichii, que liderava o grupo que a empresa de Alamir tem no setor varejista de brinquedo. de cientistas que desenvolveu a tecnologia, faleceu. Parque tecnológico O município pediu à União a área que pertenceu a Rede Ferroviária Leite Federal em frente ao antigo estádio Godofredo Cruz, o Americano. Campos já teve a Cooperleite e perdeu. Enquanto isso, em AmNela, existe a intenção de montar um Parque Tecnológico de Inova- paro, distrito de São João da Barra, com um capital social de ção, concentrando todas as pesquisas em curso em parceria com as R$ 40 mil o Laticínio Sanjoanense vai bombando, produzindo universidades. O processo está tramitando. É de extrema importân- do leite à manteiga e conquistando espaços. Segundo o empresário Luiz Alberto Rodrigues Gomes, o objetivo da indústria cia para o futuro de Campos sem a menor sombra de dúvida. é conquistar uma expressiva fatia do mercado regional e, aos poucos, vai conseguindo. Tellura O empresário Carlos Alberto Corrêa Mariz continua apostando na produção de cachaça artesanal como alternativa à produção de Inquilino açúcar e etanol. Ele investiu R$ 6 milhões de recursos próprios, A fábrica da empresa Policam em Campos, na Estrada do Carmontando o Alambique Tellura, na Fazenda Abadia. As instalações vão, do Grupo Galvani que produzia goma xantana, foi alugada do local são modernas, com quatro alambiques de cobre, dornas em por uma empresa que vai atuar no Porto do Açu, em São João da aço inoxidável e tonéis de envelhecimento em madeira de lei para Barra. O inquilino vai usar a área externa e parte da construída. A fábrica Policam foi um grande investimento. Somente o BNDES produzir cachaça artesanal envelhecida, tipo exportação. financiou R$ 15,8 milhões, isso em 2006, e ainda ocorreu aporte de recursos do Fundecam. Mas acabou não dando certo. De Campos para a Escócia Já foram exportados de Campos para a cidade de Aberdeen, na Escócia, uma expressiva quantidade de cachaça. O produtor Odirlei Pode ser Carlos Henrique disse que o produto também se saiu bem em um A fábrica da Schultz Fall em Campos, embora parada renovou sua concurso em Bruxelas, na Bélgica, ficando em 8º lugar. Economi- licença ambiental junto à prefeitura de Campos. Isso significa que camente, o negócio vai bem, obrigado. Odirlei, conhecido popular- existe uma esperança dela voltar a funcionar. Um executivo da mente como Leley, é proprietário de um alambique na Praia do Farol empresa disse que se o mercado reagir, a produção será retomada, e exatamente por isso é que a Schultz no Distrito Industrial de São Tomé. de Campos faz constante manutenção de sua linha de produção. Farinha Fundada em 1940, a Tipity, em São Francisco do Itabapoana, con- Cortando na carne solidou-se no mercado de farinha de mandioca se espalhando pelo A mais tradicional churrascaria de Campos, a Gramada, arreiou as mundo. A indústria tem uma produção mensal de 130 toneladas de portas. Os proprietários não querem mais tocar o negócio, mas tem farinha, sendo a fina, a granulada, a média, a tostadinha e a tempe- um grupo de São Paulo mais do que interessado em arrendar. Quanrada. A empresa vai tão bem que é uma das grandes patrocinadoras to ao hotel, este continua firme e forte. Agora se pode contar nos dedos da mão esquerda de Lula quantas churfrascarias Campos tem. do circuito brasileiro de Stock Car.

Três ilegalidades de Moro na prisão de Lula Paulo Cassiano Júnior - Delegado da Polícia Federal

Na semana passada, o Brasil assistiu, atônito, à prisão do primeiro ex-presidente por crime comum em toda a história da República. Quando Lula chegou à Superintendência da Polícia Federal no Paraná, o país dividiu-se entre os que se regozijaram, de um lado, pela prisão de um político corrupto, e os que se indignaram, de um outro, pela perseguição ao maior líder popular da nossa história. Frequentemente, a operação Lava-jato é acusada pela seletividade das suas investigações, que centram fogo contra petistas, mas recolhem a sua artilharia quando os alvos são os tucanos. “Pau que bate em Francisco deveria bater em Chico também”, dizem os críticos. De fato, o juiz Sérgio Moro parece ter cometido ao menos três ilegalidades em sua decisão. A primeira: facultou ao preso um prazo para se entregar. Ao permitir que Lula se apresentasse espontaneamente à Polícia Federal apenas no dia seguinte ao da decisão, o magistrado colocou em risco a efetividade de sua própria medida, pois permitiu que o preso manobrasse para se esquivar de seu cumprimento, o que aconteceria, por hipótese, se Lula acorresse a uma embaixada amiga em busca de asilo político. Ora, a prisão de qualquer indivíduo é, por natureza, medida drástica e urgente: ou é pra valer, ou não deve ser. A segunda: proibiu o uso de algemas “em qualquer hipótese”. Porém, ficam aqui as perguntas: se Lula tentasse fugir? Se resistisse à prisão? E se oferecesse perigo à sua própria integridade física ou à de terceiros? Bem, nesse particular, parece que o magistrado não se atentou

www.jornalterceiravia.com.br

\ jornalterceiravia

Sistema de Comunicação Terceira Via CNPJ 15.205.202/0001-47

para as regras do Decreto nº 8.858/2016 e da Súmula Vinculante nº 11 do Supremo Tribunal Federal, que autorizam o uso de algemas em todas essas situações. A última: determinou o cumprimento da prisão em sala de Estado Maior. Aqui a ilegalidade bifurca-se em outras duas: primeiro, porque ex-presidentes da República não têm assegurado por lei direito a esse benefício; e segundo, porque o recolhimento a sala de Estado Maior ocorre apenas quando a prisão é cautelar. Nesse ponto, vale lembrar que, recentemente, consolidando entendimento já assentado em 2016, o plenário do STF decidiu que a natureza jurídica da prisão após condenação em segunda instância é a de execução provisória da pena. Em sua decisão, o juiz Sérgio Moro justificou a deferência “em razão da dignidade do cargo ocupado” pelo ex-presidente. Estranho é ver que, no Brasil, ricos e poderosos como Lula, capazes de contratar um exército de advogados caríssimos e influentes, ainda obtêm vantagens pela dignidade dos cargos que ocuparam, mesmo que essa ocupação tenha se dado indignamente. Enquanto isso, a massa carcerária brasileira mofa nas penitenciárias superlotadas, assistida por advogados que não sabem nem que o STF fica em Brasília. Estes são os verdadeiros filtros da seletividade da Justiça brasileira: o dinheiro e o poder. Petistas, tucanos e afins são “francisco”. O resto é “chiquinho”.

Pior perfil da obra pública Na semana passada, a reportagem Especial do Jornal Terceira Via lançou uma lente de aumento sobre a questão do patrimônio arquitetônico em Campos, onde teoria e prática, muitas vezes, se confundem e cacarecos sem nenhum estilo definido passam a ser protegidos e recuperados, enquanto outros de grande valor têm suas estruturas abaladas. Nesta edição, o tema da reportagem Especial, tem a ver com arquitetura, mas a de obras que foram iniciadas e paradas no governo passado. Descobrimos que os tapumes do Centro Cultural Jornalista Oswaldo Lima, tapam o que os olhos não gostariam de ver. O Palácio da Cultura que abriga a Biblioteca Municipal Nilo Peçanha está quase virando cacareco, porque a reforma ambiciosa, repetimos, parada pelo governo que a começou, está enrugando a arquitetura bela, concebida nos anos 70. O tempo não para e a reforma não anda, não pela falta de tempo, mas pela falta de recursos nos cofres públicos. Além desta reforma, o governo passado iniciou e parou as obras do Camelódromo e do Novo Mercado. O Novo Mercado, que abrigaria a Feira Livre foi preferido pelos feirantes que parecem gostar do lugar onde estão. Com isso, dinheiro público para construção de uma grande infraestrutura ainda não terminada, está comprometida, com os tabuleiros de alvenaria jogados às moscas. O atual governo diz que obras iniciadas devem ser concluídas, e que pretende fazê-lo, mas faltam recursos. Não arrisca nenhuma data para a retomada. A prioridade seria o Palácio da Cultura, em área nobre de Campos, e cumprindo uma missão nobre, com seu auditório e sua grande Biblioteca. Um governo, dependendo do vulto e importância da obra não tem o compromisso fechado de concluí-la. Governos seguintes assumem essa responsabilidade em curso. A questão é que principalmente a obra do Camelódromo, a mais dispendiosa de todas, é polêmica e no momento em que foi iniciada, desnecessária. Foi criticada a exaustão exatamente por cobrir visualmente um dos patrimônios arquitetônicos mais importantes da cidade que é o Mercado Municipal. Concluir o Camelódromo de Campos que está no osso, como se diz na gíria, é uma herança maldita para o atual governo municipal. Porém, ela avançou a um ponto que não se permite volta. Mas continua na posição de não prioridade diante do mínimo de bom senso. Fato é que reformas e obras paradas acabam causando grandes transtornos em todos os níveis para uma cidade. A questão política em seu pior perfil é sempre responsável por tudo isso. Em 2004, a então governadora Rosinha Garotinho, às vésperas de uma eleição municipal, decidiu por uma obra a toque de caixa, grandiosa que foi a ponte - que leva o nome dela na forma de apelido. Uma grande estrutura de concreto em duas pistas com ares de perimetral. A obra sobre o Rio Paraíba do Sul era necessária, mas não naquele lugar. Dois anos depois, também em meio a uma disputa eleitoral, o então prefeito Alexandre Mocaiber decide construir uma outra ponte, também necessária, mas igualmente no lugar errado. Na verdade, uma ponte deveria estar no lugar da outra indiscutivelmente. A ponte Rosinha, que na certidão chama-se Leonel de Moura Brizola, foi concebida para tráfego pesado, e vem sendo usada por veículos leves, porque a Beira- Valão não suporta o tráfego de uma BR. Chega-se à conclusão que foi superdimensionada. Mas se fosse construída no lugar onde Mocaiber fez a sua, seria perfeito, porque tem estrutura para suportar o trânsito pesado e constante da BR-101. A ponte de Mocaiber suportará até quando esse tráfego da BR-101? Por muitas vezes ao dia, caminhões com toneladas de carga param no vão central da ponte que tem uma ciclovia embaixo. Definitivamente, ela não foi concebida para suportar tanto peso. Ela, esteticamente e funcionalmente, cumpriria um papel bem melhor se estivesse no lugar da ponte Rosinha e vice-versa. Voltando a questão da reportagem Especial de hoje, podemos tirar como lição que, obras polêmicas como o Camelódromo, se iniciadas deveriam ser concluídas pela gestão que decidiu por sua construção. Não é justo que o governo seguinte, depois de arrumar a casa financeiramente, priorize a conclusão desta obra que divide opiniões. Quando realmente se trata de uma obra que tem aprovação popular, essa pode ir passando de governo para governo com cada um fazendo a sua parte. Mas parece que estamos longe disso. Fato é que alguma coisa tem que ser feita. O Palácio da Cultura, em primeiro lugar e, secundariamente, bem secundariamente, o discutível e caro camelódromo.

Expediente: Fundador Herbert Sidney Neves - Direção Executiva Martha Henriques - Diretor Geral Fábio Paes Diretor de Jornalismo Aloysio Balbi Chefes de Reportagem Girlane Rodrigues e Roberta Barcelos - Projeto Gráfico Estúdio Ideia Diagramação Elton Nunes - Departamento Comercial (22) 2738-2700 Rua Gov. Theotonio Ferreira de Araújo, 36 - Centro - Campos dos Goytacazes - RJ Impressão: Parque Gráfico do Jornal O Globo. Tel: (21) 2534-9579/ comercialpg@infoglobo.com.br


PÁGINA

05

Política

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

Lei pelo supermercado aos domingos Projeto elaborarado pelo Executivo Municipal deverá ser votado na primeira sessão ordinária da próxima semana

Marcos Curvello

Só três dos 24 vereadores consultados se posicionaram diante do projeto de lei enviado pelo Executivo Municipal sobre o tema

O debate sobre o fechamento dos supermercados aos domingos, em Campos, deixou as rodas de conversas e as redes sociais e chegou à Câmara. Após O Jornal Terceira Via mostrou a insatisfação dos clientes com a medida dos Sindicatos do Comércio Varejista (Sindivarejo) e dos Comerciários e viu uma campanha contrária surgir na internet, o prefeito Rafael Diniz (PPS) anunciou o Projeto de Lei (PL) 0029/2018 para pacificar o assunto. O texto chegou a entrar na pauta de quarta-feira (11), na Casa de Leis, mas a sessão acabou não acontecendo por falta de quórum — somente sete dos 25 vereadores estavam presentes. O debate opõe dois grupos. De um lado, consumidores reclamam do direito de fazer compras quando bem entenderem e argumentam que, havendo o devido pagamento de direitos trabalhistas, não há do que se queixar. Do outro, funcionários e simpatizantes comemoram a folga no domingo e reclamam da forma como as folgas eram distribuídas para compensar o trabalho no fim de semana. No meio, pouco consenso sobre qual é a melhor opção para a maior cidade do interior do Estado do Rio de Janeiro, que já teve até supermermecado funcionando 24 horas por dia, sete dias por semana. A proposição do PL 0029/2018 foi anunciada no último dia 7, pelo prefeito, em seu perfil em uma rede social. Na ata da sessão de quarta-feira, na Câmara, o PL 0026/2018 consta como "objeto para tramitação", com a seguinte descrição: "regula horário mínimo de Supermercados, Hipermercados e Estabelecimentos Congêneres no Município de Campos dos Goytacazes e dá outras providências". O documento é subescrito pelo 1º secretário da Casa de Leis, Abdu Neme (PR).

A equipe de reportagem do Jornal Terceira Via entrou em contato com 24 dos 25 vereadores de Campos, por meio de e-mail. Até o fechamento da presente edição, somente três

Abdu Neme (PR) Não respondeu.

Enock Amaral (PHS) Não respondeu.

Josiane Morumbi (PRP) Não respondeu.

Abu (PPS) Não respondeu.

Fred Machado (PPS) Não respondeu.

Marcão (Rede) Não respondeu.

Álvaro César (PRTB) Não respondeu.

Genásio (PSC) Não respondeu.

Marcelo Perfil (PHS) Não respondeu.

Geraldinho de Santa Cruz (PSDB) A equipe de reportagem não conseguiu contato.

Marcos Bacellar (PDT) Não respondeu.

Álvaro Oliveira (SD) Até o presente momento não chegou cópia do Projeto para análise neste gabinete. Logo, não podemos nos manisfestar em relação ao referido Projeto de Lei. Em relação a reabertura ou não, somos favoráveis a reabertura dos supermercados aos domingos pelo anseio da população campista.

Igor Pereira (PSB) Não respondeu. Joilza Rangel (PSD) Não respondeu.

Cabo Alonsimar (PTC) Não respondeu. Carlos Alberto do Canaã (PTC) Não respondeu. Claudio Andrade (PSDC) Eu sou a favor da abertura dos supermercados aos domingos, porque um município com mais de 500 mil habitantes, seria um retrocesso o fechamento. Além disso, devido à disponibilidade dos campistas aos domingos, a chance de gastos maiores por parte do consumidor, é nítida.

Conciliação de interesses No vídeo postado em sua página oficial, Rafael Diniz garante estar interessado em atender aos pedidos dos campistas favoráveis à abertura dos supermercados aos domingos. “São muitas as reclamações da população a respeito desse assunto. Campos, com mais de 500 mil habitantes, não pode retroceder, sem ter supermercado aberto aos domingos”, disse. Para o procurador-geral do município, José Paes Neto, é possível regular a abertura dos supermercados, já que o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceria a competência dos municípios sobre o funcionamento de estabelecimentos comerciais. Ao Jornal Terceira Via, o procurador-geral afirmou que o PL 0029/2018, visa conciliar interesses dos consumidores e dos empresários, oferecendo alternativas para quem quer realizar compras aos domingos, ao mesmo tempo em que evita obrigações "irrazoáveis" aos estabelecimentos e funcionários. O texto estabelece horários mínimos de funcionamento: "De segunda-feira a sábado, os supermercados deverão funcionar pelo menos das 8h às 21h. Aos domingos e feriados, das 8h às 14h. As empresas que quiserem estender o funcionamento poderão fazê-lo se houver acordos coletivos ou convenções com os sindicatos. A lei não proíbe", afirma José Paes.

Jorginho Virgílio (PRP) O vereador Jorginho Virgílio está de licença médica e não teve acesso ao referido PL. Mas, caso a votação ocorra quando ele já estiver de volta, avaliará o projeto com sua equipe antes de qualquer posicionamento. José Carlos (PSDC) Não respondeu.

Campanha pela reabertura ganha as redes sociais

que possuam pelo menos 20 funcionários justamente para evitar que pequenos estabelecimentos familiares tenham essa obrigação", explica. O projeto estipula, também, que redes precisarão abrir apenas metade de suas unidades. Os consumidores deverão ser informados com antecedência, por meio não estabelecido, sobre quais unidades estarão abertas, em quais dias e em que horários.

Foto: Silvana Rust

Critérios José Paes explica que o PL inclui um dispositivo para resguardar empresas familiares, que operam principalmente em bairros e têm poucos funcionários. "Na lei, definimos supermercados, hipermercados e congêneres como empresas

PÁGINA

03

Especial

01 A 07 DE ABRIL DE 2018

Super nada aos domingos Fotos: Silvana Rust

Thiago Gomes

Nas bancas por R$ 1,50

NÚMERO 78

Campistas criticam fechamento dos supermercados aos domingos Em maio, empresários do setor vão avaliar se os estabelecimentos irão continuar fechados ou se voltarão a abrir

AloysioBalbi Campos solar Uma fonte da Prefeitura de Campos digamos assim, solar, revela que o município está para ganhar um investimento que a longo prazo poderá alcançar a cifra de 250 milhões de dólares. Trata-se da instalação de uma unidade geradora de energia solar que tem as digitais da TW Solar, uma empresa multinacional, e uma das líderes deste mercado em todo o mundo. Além de energia elétrica limpa, vai gerar cerca de mil empregos diretos e indiretos no município. É uma boa notícia, afinal o sol nasceu para todos, e o mesmo deveria se aplicar à energia. A filial da TW Solar para as Américas, em Miami, nos Estados Unidos, confirmou para essa coluna a intenção de desenvolver o projeto aqui. Bom citar que a matriz da

PÁGINA 03

Em maio, o acordo feito, em caráter experimental, entre sindicatos para manter os supermercados de Campos fechados aos domingos pode se tornar definitivo. Mas isso não é tudo: o Sindicato dos Empregados no Comércio estuda propor que estes mesmos supermercados fechem uma hora mais cedo durante a semana. Isso porque, atualmente, os ônibus da cidade param de circular às 22h, mesmo horário de fechamento dos estabelecimentos comerciais, o que tem dificultado a volta para casa dos funcionários. Para a maioria dos consumidores ouvidos pelo Jornal Terceira Via, manter os supermercados fechados no primeiro dia de cada semana significa retrocesso, visto que Campos, desta forma, segue com ares de cidade do interior, apesar de seus quase meio milhão de habitantes. De acordo com o presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Campos, Ronaldo Nascimento, os comerciários têm encontrado dificuldade em voltar para casa, visto que, segundo ele, não há os ônibus para atendê-los neste horário. “Os supermercados fechavam às 23h e, devido a esse mesmo problema, passaram a fechar às 22h. Mas agora os ônibus estão parando ainda mais cedo”, justificou. Já o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Campos (Sindivarejo), Roberto Viana, disse que as partes ainda não conversaram sobre a possibilidade de fechar uma hora mais cedo durante a semana. A equipe de reportagem não conseguiu contato com o presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Campos dos Goytacazes (Setranspas), Gilson Menezes, para falar sobre a não circulação do transporte público após as 22h. Sobre o mesmo assunto, o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Felipe Quintanilha, informou que a equipe vem trabalhando, arduamente, para melhorar a qualidade do

Enquete Bispo da Igreja Católica

Dom Fernando Rifan O Bispo Dom Fernando Rifan fala do seu recente encontro com o Papa Francisco no Vaticano e diz que a tradição não quer dizer atraso. O sino da sua igreja é digital, ele tem aplicativo para baixar o terço em celulares e usa todas as redes sociais, desde o Facebook até o Whatsapp. Além disso,

O Jornal Terceira Via propôs em sua rede social, na última quinta-feira (29) uma enquete sobre o assunto e, em menos de 30 minutos, foram 46 comentários. Destes, 25 acham que o acordo representa um retrocesso, sete concordaram com o pacto e 14 foram neutros. Fotos: facebook

É um atraso. Assim como é um atraso explorar funcionários. Tem que haver uma escala e remuneração justa para

Carrinhos de compras estacionados na parte externa dos supermcados de Campos e consumidor na porta confirmando que não abre aos domingos

transporte coletivo oferecido no município, principalmente, em relação ao respeito aos horários. "Várias mudanças estão ocorrendo e outras irão ocorrer nos próximos 60 dias, dentre elas está a questão da extensão dos horários para esse tipo de atendimento", afirmou.

Na avaliação do presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Campos, Ronaldo Nascimento, o acordo foi um sucesso, de modo que os supermercados não devem voltar a abrir aos domingos. “Ninguém mais quer abrir”, comentou.

Fechado aos domingos Para os empresários, trata-se de economia; para os funcionários, folga aos domingos; mas, e para o consumidor, qual a vantagem de manter os supermercados fechados aos domingos? No dia 17 de janeiro, o Sindivarejo e o Sindicato dos Comerciários assinaram um acordo que proíbe o funcionamento dos supermercados no primeiro dia da semana, em Campos. A medida, que incluiu cerca de 100 estabelecimentos de médio e grande portes, entrou em vigor por um período “experimental”, que começou em 4 fevereiro e segue até 31 de maio. Mas uma assembleia prevista para acontecer no mês que vem pode revogar ou efetivar o pacto. E, com a palavra, o consumidor, que não viu vantagem alguma: “Isso significa um retrocesso enorme para a cidade, que já teve até supermercado aberto 24 horas por dia. Muitas pessoas trabalham a semana inteira e têm somente o domingo para fazer compras. É exatamente o que acontece nas grandes cidades. Eu, por exemplo, trabalho de 8h às 20h, de segunda a sábado e tinha justamente o domingo para ir ao supermercado, quando costumava

Na Justiça O assunto foi parar na Justiça e, já no primeiro domingo que o acordo entrou em vigor, o Walmart e o Hortifruti — multinacional e franquia, respectivamente, instaladas na cidade — funcionaram normalmente. Diante do descumprimento do pacto, o presidente do Sindicato dos

Empregados no Comércio de Campos informou que fez um comunicado à Justiça e manteve ambos os estabelecimentos fechados. Ronaldo revela que os supermercados que descumprirem o pacto serão multados. “Além de uma multa de R$ 30 mil por domingo trabalhado, que vai para o fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), está prevista multa de 20% sobre o salário de cada funcionário que trabalhou. Este valor será pago ao trabalhador”, destacou. A equipe de reportagem não conseguiu contato com o Walmart. O jornal contatou o Hortifruti, que não enviou resposta até o fechamento desta edição.

COMUNICADO Em respeito à população de Campos dos Goytacazes e acerca das informações inverídicas publicadas por veículo da mídia local, a Fundação Instituto de Administração – FIA vem esclarecer o que se segue. A Fundação Instituto de Administração – FIA confirma a idoneidade e veracidade do contrato firmado com a Prefeitura de Campos dos Goytacazes, após questionamento da mídia local. O contrato é relativo à produção de prestação de serviços técnicos especializados voltados à modernização e melhorias do regime próprio de previdência dos servidores, conforme

Neném (PTB) Não respondeu. Pastor Vanderly Mello (PRB) Não respondeu. Roberto Pinto (PTC) Não respondeu. Silvinho Martins (PRP) Não respondeu. Thiago Ferrugem (PR) Não respondeu. Thiago Godoy (PR) Não respondeu.

A Ordem do Dia da Câmara mostra que o projeto está tramitando

"Queremos garantir que a população tenha acesso a itens de primeira necessidade também nos fins de semana, sem, com isso, criar embaraços para as empresas", finaliza. Cada estabelecimento ou unidade de rede que descumprir o horário mínimo de funcionamento será multado em 100 Uficas. Outros critérios, porém, poderão ser criados, por meio de emendas, quando o PL 0029/2018 for à votação na Câmara.

Reabertura dos supermercados sete dias por semana será avaliada em uma assembleia em maio

CAMPOS DOS GOYTACAZES, RIO DE JANEIRO • 01 A 07 DE ABRIL DE 2018

deles haviam respondido: Álvaro Oliveira, Claudio Andrade e Jorginho Virgílio — que está de licença. A equipe não conseguiu contato com Geraldinho de Santa Cruz.

Na edição do dia primeiro de abril, o Jornal Terceira Via compromissado com a verdade e com os anseios da população publicou reportagem especial mostrando a insatisfação dos campistas com o fechamento dos supermercados aos domingos. Quarenta e oito horas depois o prefeito Rafael Diniz, diante da repercussão do tema, com campanhas espontâneas nas redes sociais, anunciou o Projeto de Lei.

Retrocesso A palavra mais repetida por quem defende a abertura dos supermercados nos domingos é "retrocesso". Na boca dos consumidores, de vereadores e até do prefeito, a palavra dá o tom das reclamações. Após o Jornal Terceira Via publicar, no último dia 1º, matéria sobre o fechamento dos supermercados aos domingos em Campos, uma campanha começou a ganhar as diferentes redes sociais. Um banner com um carrinho e a frase “Supermercados abertos aos domingos – Eu apoio” vem sendo compartilhado por pessoas que discordam da decisão. A peça é acompanhada das hashtags #NaoAoRetrocesso e #QueroFazerComprasAosDomingosEmCampos. O acordo para fechamento dos supermercados em Campos foi costurado em fevereiro e entrou em vigor em caráter experimental em março. A ideia seria reavaliar em maio, os resultados da medida como ferramenta de enfrentamento da crise econômica, para decidir se a tornariam permanente. Mas, com a interferência do Executivo, fica estabelecido um meio termo, a depender do aval da Câmara, em que os supermercados nem fecharão, nem ficarão abertos durante todo o dia de domingo. O projeto tramita em regime de urgência e está previsto para ser votado na próxima sessão ordinária, que acontece nesta terça-feira (17).


Campos Guarus de frente para o crime PÁGINA

06

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

Dos 71 homícidios registrados em Campos até o dia 10 de abril, 57 foram cometidos no subdistrito, área mais perigosa do município

Foto: Reprodução /Facebook

Cena comum nos bairros do subdistrito de Guarus com corpos estentidos no chão isolados pela fita da perícia

Laila Nunes Não é nenhuma novidade que a violência no Estado do Rio de Janeiro está cada vez mais crescente e que a população de seus 92 municípios está cada vez mais refém da insegurança, que persiste se consolidar em qualquer lugar, seja na rua ou até mesmo dentro de suas próprias casas. Guerras entre facções rivais, balas perdidas, troca de tiros, assaltos. Tudo isso parece tornar o morador cada vez mais amedrontado e sem muitas opções de cumprir com suas rotinas e sem a certeza de que conseguirá voltar para casa. Em Campos, por exemplo, a maior cidade do interior do Estado, a violência também toma conta da rotina das pessoas. Somente até o dia 10 de abril o município já contabilizava 71 pessoas vítimas da violência. Nesse período, foram 57 assassinatos, sendo que 80% dos homicídios aconteceram no subdistrito de Guarus. O local, que hoje acolhe cerca de 200 mil moradores, é um espelho deste número que assusta a cada dia a população campista, com diversos bairros e muita disputa por pontos de tráfico de drogas. No subdistrito, os bairros que concentram os maiores números de crimes contra a vida são Santa Rosa e Eldorado, até mesmo pela disputa pelo tráfico de drogas, já que pertencem a facções criminosas rivais e contabilizam até dois homicídios por dia.

O Jornal Terceira Via ouviu o delegado titular da 146ª Delegacia Legal de Guarus, Luiz Maurício Armond. Para ele, o tráfico de drogas está realmente em maior incidência no subdistrito. “Guarus ainda é um local com bastante espaço e possibilidades de crescimento, então a questão socioeconômica, que não podemos negar, que também é bem abaixo da área central, acaba abarcando o tráfico de drogas. Para os adolescentes, por exemplo, o tráfico é um meio em que eles enxergam a chance de se tornarem mais respeitados, com um dinheiro que chega mais fácil e isso acaba fortalecendo ainda mais a criminalidade”, disse o delegado. Delegado Ainda de acordo com Armond, se o tráfico não for combatido o quanto antes, a área central do município também sofrerá com um aumento de assaltos. “O tráfico de drogas se consolidando, a tendência é que a busca por dinheiro se dê na área central da cidade, já que nitidamente é mais privilegiado, então os números de assaltos a pedestres e comércios tendem a aumentar. Hoje, vejo que os adolescentes envolvidos na criminalidade tem uma completa alienação do futuro e presente deles. Me parece que eles não se importam com nada, nem em matar e nem em morrer. Eles só vivem o momento. Acredito também que nosso sistema judi-

ciário estimula muito isso. Muitas vezes apreendemos o adolescente, mas a Justiça tenta de todas as formas evitar o encarceramento, então isso acaba dando uma confiança ao adolescente criminoso, que sabe que pode fazer o que for, que nada pode acontecer”, finalizou Armond. Polícia Militar Para o comando do 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM), a disputa pelo tráfico de drogas é um dos maiores motivos para o grande número de homicídios registrados. Em nota, o comandante do batalhão, Fabiano Santos, informou que “a área de Guarus faz parte da 2ª Cia do 8º BPM e seu território é coberto por cinco setores de patrulhamento além do GAT2 e do PATAMO2 para o policiamento ordinário. Fora esses, ainda existem o policiamento extraordinário, reforçado por viaturas que vem de outras Cias, intensificando patrulhamento e abordagens na área, retirada de barricadas, coibição de bailes e o container do bairro Eldorado, evitando não só homicídios como outras modalidades de crimes também.” Questionado sobre a relação dos crimes com a prisão de Francio da Conceição Batista, conhecido como “Nolita”, um dos maiores chefes do tráfico de Guarus, a nota esclareceu que “houve um aumento no número

O delegado titular da 146ª Luis Maurício Armond enumera as causas da violência

de homicídios com relação ao mesmo período do ano passado, porém, não podemos precisar se foi somente pela prisão de um indivíduo, pois diversos fatores influenciam nesse tipo de acontecimento.” Crimes em Guarus No dia 22 de fevereiro, moradores da Rua Bartholomeu Lizandro, no Parque São Matheus, se assustaram com tiros disparados em plena luz do dia. Segundo informações da Polícia Militar, um policial de folga informou sobre o crime. Quando a equipe chegou ao local foram encontrados quatro cápsulas de munição nove milímetros e uma cápsula de munição calibre 380. Moradores do bairro informaram aos policiais que três suspeitos, em um carro Ecosport, preto, chegaram até a rua, em frente a um bar, e desceram com os rostos cobertos por camisas,

disparando diversos tiros. Diogo Andrade da Silva, de 21 anos e Marco Aurélio Porto do Rosário foram socorridos e levados por populares para o Hospital Ferreira Machado (HFM). Diogo era funcionário do bar onde o crime aconteceu. Outro crime que chocou os campistas foi o de uma adolescente que teve o cabelo raspado por traficantes, no Santa Rosa. Cinco suspeitos teriam sequestrado a vítima e a levado para uma casa. No momento em que seria abusada sexualmente, a adolescente conseguiu fugir e acionou uma equipe da PM, que estava em patrulhamento de rotina pelo bairro. Na busca, os policiais conseguiram deter três suspeitos do crime, sendo um menor de idade. A vítima, que possui uma tatuagem de uma facção criminosa, foi socorrida para o Hospital Ferreira Machado (HFM) e liberada após atendimento médico.

Coppam discute os tombados e caídos Fotos: Silvana Rust

CAMPOS DOS GOYTACAZES, RIO DE JANEIRO • 08 A 14 DE ABRIL DE 2018

Nas bancas por R$ 1,50

NÚMERO 79

Tombados e quase caindo Em Campos, o Coppam já fez o tombamento de exatos 325, muitos deles são discutíveis e geram muita polêmica

PÁGINA 03

AloysioBalbi

Na edição do domingo passado a denúncia de que algo está fora da ordem patrimonial Lá vem o sol A respeito da nota, dada por essa coluna, informando que Campos pode ganhar um investimento de 250 milhões de dólares com uma unidade geradora de energia solar, a coisa andou. A elegante Maria Juliana Perim, que representa a espanhola TW Solar, que quer fazer o investimento, virá a Campos nos próximos dias.

O Coppam voltou finalmente a se reunir depois de mais de um ano parado

to positivo haver quórum depois de tanto tempo”, destacou. Em uma das pautas, começou-se a discutir a possibilidade de uma conferência municpal sobre patrimônio histórico para eleger o novo conselho e definir algumas coisas relevantes no município. Embora não tenha sido conclusiva, uma proposta abriu frentes para discussão sobre dois temas sérios e

polêmicos: o destino do hipódromo Lineu de Paula Machado (abandonado há anos e especulado para ser um grande empreendimento imobiliário); e as obras do camelódromo ao lado do Mercado Municipal iniciadas na gestão Rosinha Garotinho, que geraram críticas entre os que defendem a preservação do prédio histórico do mercado. Quem também considerou satisfa-

PÁGINA 04

Foto: Agência LB Fotografia

disse que "o encontro teve um saldo positivo, com participantes ativos e Depois de mais de um ano parado, dispostos ao debate", frisou. A próxio Conselho de Preservação do Patri- ma reunião será no dia 24 deste mês, mônio Histórico e Cultural de Cam- na sede do próprio Coppam. pos dos Goytacazes – o Coppam, Na reunião da última terça-feira, voltou a se reunir nesta terça-feira participaram alguns representantes (10). O problema  da inatividade do do governo municipal, como  Secreconselho foi abordado na última taria de Infraestrutura e Mobilidade edição de domingo do Jornal Ter- Urbana e Fundação Cultural Jornaceira Via, na reportagem "Abaladas lista Oswaldo Lima. Já pela socieestruturas"  que tratou das dificul- dade civil, o encontro contou com dades de conservação dos prédios a presença de integrantes da Assohistóricos e tombados no município. ciação de Imprensa Campista (AIC), Desta vez, o Coppam contou com Academia Campista de Letras (ACL), quórum suficiente para sua primeira Centro Universitário Fluminense (Uniflu), Instituto Histórico e Geográreunião de 2018. A partir de agora, há expectativas de fico de Campos (IHGC), Rotary Club, que os conselheiros voltem a se en- Associação Norte Fluminense dos contrar quinzenalmente, assim como Engenheiros e Arquitetos (Anfea). era na gestão passada quando o Con- Para Vitor Menezes, representante selho Municipal foi reestruturado. da AIC, a primeira reunião do CopAtualmente, o Coppam é presidido pam deste ano foi bastante proveipelo subsecretário de Educação, Ra- tosa. “Foi muito boa primeiramente fael Damasceno.  Questionado sobre pela retomada das reuniões do Coa retomada do Conselho Municipal,  ppam. Isto é fundamental para ser e quanto à pauta deste primeiro en- discutir sobre o patrimônio matecontro, o presidente da entidade rial e imaterial de Campos. Foi mui-

Foto: Silvana Rust

Ocinei Trindade

Mauricio de Seabra Cerrutti, paulista de 53 anos foi contratado como CEO do Grupo Barcelos em um evento inédito na história empresarial de Campos.

tória a primeira reunião do Coppam S da Penha deN.2018, foi o arquitero Humberto Padroeira Chagas, representante da Anfea. Xadrez “Achei bastante produtiva a pauta de discussões, como estabelecer metas e datas de eventos, entre as quais a proposta de se fazer uma conferência municipal para tratar do patrimônio histórico. Esta aproximação de governantes e sociedade civil precisa permanecer”, disse. ra

PÁGINA 07

dos pescadores e veranistas

CAPA

Câmara coloca Comissões no site

No último domingo, o Jornal Terceira Via denunciou a presença de Jorge Santana de Azeredo, o Jorge Magal (PSD), entre os componentes de duas Comissões da Câmara de Campos. Mas, ele não era o único vereador afastado do Legislativo a constar na relação de membros dos órgãos relacionados no site oficial da Casa de Leis. PÁGINA 05

Campista na luta pelos filhos consegue fugir do México

Príncipe de Gales: pra usar já!

PÁGINA 03

Mês de abril inteiro dedicado ao autismo

A AMA Campos foi fundada em 2015, com a iniciativa de um grupo de pais que se uniu para trocar ideias, experiências e informações após o diagnóstico do autismo. PÁGINA 13

PÁGINA 09


PÁGINA

07

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

Empresário

Luiz Carlos Chicri

Nascido e criado no Centro

Chicri vai disputar a eleição para a presidência da Carjopa e fala sobre o que é possível fazer no perímetro central Aloysio Balbi Ele foi criado praticamente dentro da loja do seu pai, na rua João Pessoa, no Centro. Se o Centro é uma cidade de pequenas artérias, nas de Luiz Carlos Chipre corre um sangue de temperatura quente quando o assunto é a defesa desse espaço. E nem precisaria tanto, porque já estendeu seus negócios por outros corredores comerciais como a Pelica e Shoppings. Agora vai disputar uma eleiSeu nome é dado como de consenso para assumir a Carjopa. Pronto para o desafio? Sim, independente de partidarismos, temos que ter contato com o poder público seja no Legislativo como no Executivo. A Política é arte de conversar, trocar opiniões, se entender. Precisamos melhorar a autoestima dos comerciantes, prestadores de serviços e dos nossos clientes que são a razão de nossa existência. Ao tempo de Eduardo Chacur que presidiu de forma competente a entidade tinha um canal direto com o poder público. Você vai tentar fazer o mesmo? Melhorar o aspecto, a aparência do nosso Centro. O estímulo por exemplo de criação de moradias e vinda de mais moradores para o Centro aumentaria em muito o nosso Centro. A alma de qualquer ambiente de negócios é a presença do povo. Temos que dar um tratamento digno de transporte, segurança e limpeza aos nossos clientes. Em vez de retração, temos que ser a atração do nosso município. Quais são hoje as prioridades do Centro? Quem sabe mais as demandas de sua cidade sãos as entidades representativas, tanto comercial, industrial, e principalmente dos cidadãos que tem que ser levadas ao poder público para que sejam acertadas. Todos queremos uma Campos melhor. Você acha necessário urgência no termino da obra do Centro, levando-se em conta de que essa parte é bem custosa para uma prefeitura com poucos recursos? É necessário e urgente. Com certeza a parte mais custosa já foi feita, temos que ter melhorias como a colocação da fiação para dutos subterrâneos, que foi a causa da obra, com consequente retirada dos postes, criação de baias tanto do lado direito como o esquerdo das ruas para embarque e desembarque dos nossos clientes e outras sugestões a mais. Fala-se em um Comitê para Campos, com o objetivo de fornecer ideias para o poder público. O que acha disso?  Uma andorinha só, não faz verão, as entidades classistas coirmãs, CDL, ACIC, SINDIVAREJO, FIRJAN, SINDICATO RURAL DE CAMPOS.... E a sociedade civil unidas nos representam e sabem os nossos anseios. Uma boa ideia. Você tem sido um crítico dos reajustes dos impostos municipais. Como é isso?

ção para a presidência da Carjopa, uma entidade que foi dirigida com extrema competência por seu vizinho e patrício Eduardo Chácur. Tem como adversário na disputa seu amigo Rodrigo Pérez. Nesta entrevista ele fala do Centro, suas necessidades e anseios. Afirma que há muita coisa para ser feita. Defende a união das entidades de classe e cobra mais segurança para o comércio e consumidores.

A Política é arte de conversar, trocar opiniões, se entender, seja no Legislativo ou no Executivo.

Dar opiniões, expressar a vontade popular, demonstrada por todos em relação a impostos e taxas municipais, que podem e devem ser ajustadas, fazem parte de minha pessoa, mas tem que ser levada em conta a inflação e a crise nacional. Essa conduta deve ser o padrão de todo munícipe. Tanto é que foram feitas reduções em todos os pleitos. Ainda temos a taxa de serviço de limpeza pública a ser conversada. Um dos problemas sérios do Centro hoje é o estacionamento. Fala-se muito em edifícios garagens. Você sabe se algum está para brotar? A nossa cultura é de estacionamentos térreos, como não temos subidas em nossa planície existe uma certa dificuldade em subidas de garagem. A acredito que a colocação de cobrança em nossas vias públicas traria um rodízio maior de veículos e a

Segurança é um problema nacional e deve ser combatido com inteligência e punição.

preparação por exemplo do Cais da Lapa ajudaria e muito. E a questão do transporte no Centro da cidade? Essencial, é um complemento da resposta acima. Um transporte público prazeroso de se utilizar, diminuiria expressivamente a necessidade da população de usar o seu veículo para o centro. A criação de estação de embarque e desembarque para vans ou micro ônibus, por exemplo na rua 7 de setembro, colocaria um fluxo entre o Mercado Municipal e todo o Centro. Fale um pouco da questão da segurança no Centro? Segurança é um problema nacional é deve ser combatido com inteligência e punição. Falta respeito aos nossos agentes de segurança municipal, estadual e federal. O

ministério público junto ao poder público municipal e as entidades estão em fase de implantação de um sistema de vigilância por câmeras que servirá para o controle das ações de infração com maior agilidade em pegar em flagrante o infrator. Você é um empresário com experiência da Pelinca e no maior shopping de Campos. O Centro ainda pode recuperar seu espaço ou está perdendo terreno? Temos público para toda área deste nosso amado município. Mas o Centro é o cartão postal de qualquer local do mundo. Aqui temos todo tipo de comércio e prestação de serviço que em nenhum outro bairro ou shopping tem. Nosso Centro é rico em tudo, desde Patrimônios Históricos, a diferentes etnias, a cultura do bate papo do homem da rua em pé. Temos que “polir” nosso Centro. Ele merece esse carinho.


PÁGINA

09

Saúde

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

Novos tratamentos do câncer de pulmão

Avanço da tecnologia garante melhor recuperação dos pacientes e aumenta chances de cura, garante especialista Foto: Silvana Rust

Letícia Nunes No mês em que se lembra do Dia Mundial de Combate ao Câncer é preciso citar os tumores de pulmão, que são os mais comuns no mundo. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de um milhão e setecentos mil novos casos são diagnosticados anualmente. No Brasil, estimativas apontam que o câncer de pulmão é o segundo mais incidente nos homens e o quarto mais frequente nas mulheres. Apesar das informações alarmantes, trata-se de uma doença potencialmente evitável e a tecnologia têm ainda contribuído em uma melhor recuperação dos pacientes, além de aumentar as chances de cura. O cirurgião torácico, Ivan Azevedo, explica que apesar de ser uma doença grave e silenciosa, atualmente, os pacientes com câncer de pulmão têm muitos recursos para tratamento. Pessoas tabagistas ou que estão expostas a determinadas substâncias químicas, como o asbesto, um pó que resulta da produção de telhas, podem desenvolver um tumor no pulmão. “Apesar destas razões, os estudos mais recentes mostram que o que causa mesmo o câncer de pulmão são os fatores genéticos e é por isso que os estudos da oncologia estão todos voltados para a oncologia molecular, que nós chamamos de estudo genético dos tumores de pulmão. Existem pacientes que nunca fumaram e desenvolvem essa doença, como há casos de pessoas que fumaram a vida inteira, mas não tiveram câncer. O ponto primordial para o surgimento do câncer de pulmão é o fator genético. O cigarro é um gatilho, mas abandonar esse vício é também a principal forma de evitar o tumor. Em relação ao tabagismo, imagina-se que os homens fumem mais e assim há o surgimento da doença, mas o câncer de pulmão tem a mesma incidência tanto na mulher, quanto no homem. Ainda asssim, as alterações genéticas ocorrem mais na população feminina, logo, é muito mais comum aparecer mulheres com câncer de pulmão que não são fumantes”, ressalta. O especialista ainda comenta que a doença surge geralmente entre a 5ª e a 6ª década de vida. Os sintomas aparecem em um estágio já avançado, como tosse, falta de ar, chiado no pulmão, presença de sangue no escarro, dor no peito, entre outros. A prevenção pode ser a partir de exames regulares, que fazem o rastreio da doença. “A recomendação é que pessoas tabagistas acima dos 45 anos façam uma tomografia anual de baixa dose. Esse é o protocolo hoje estabelecido pelas sociedades de radiologia e de cirurgia torácica. Um procedimento com uma dose de radiação menor, permitindo assim que a pessoa identifique o nódulo em uma fase mais inicial. 20% dos pacientes que chegam ao consultório com câncer de pulmão correspondem a parcela dos pacientes que vai ser possível fazer uma cirurgia. Os outros 80% já têm a doença avançada. Esse tipo de paciente terá que passar por quimioterapia e conviver com aquela doença, podendo responder bem ao tratamento”, revela. Tecnologia no tratamento do câncer de pulmão De acordo com o médico, a oncologia torácica está entre os setores que chamam mais a atenção dentro da oncologia, devido ao

Ivan Azevedo cirurgião torácico do Hospital Dr. Beda e o avanço do tratamento do câncer de pulmão

avanço em pesquisas relacionadas a oncologia molecular, que estudam as alterações genéticas do tumor. “Para se ter uma ideia, hoje existem remédios para serem utilizados no tratamento. São medicamentos orais e o paciente toma um comprimido que vai tratar só o tumor. Esse método já é adotado no Instituto Nacional de Câncer (INCA), em São Paulo, e também aqui em Campos, no Hospital Dr. Beda. A equipe de oncologia já faz esse procedimento. Os exames que detectam o tumor ainda não são

Fatores de ordem genética são responsáveis por muitos dos casos de câncer no pulmão

feitos na cidade, mas depois que o paciente é diagnosticado com aquela alteração, ele consegue ser tratado aqui, sem muitos efeitos colaterais. A terapia oral diminui bastante esses efeitos. A duração do tratamento vai depender do tipo de tumor, assim como na quimioterapia”, frisa. Evolução da cirurgia torácica Ivan Azevedo ainda esclarece que atualmente a cirurgia ainda preconizada para tratamento de pulmão é a lobectomia, que é a ressecção

do lobo pulmonar, onde está o tumor. No pré-operatório, a partir do diagnóstico feito por exames, como tomografia, e da suspeita de câncer de pulmão, diante dos sintomas, inicia-se o estadiamento oncológico. “Essa fase é necessária para saber se aquele tumor está só no pulmão. É isso que vai indicar a cirurgia daquele paciente. Um nódulo único, isolado, pode ser operado. No estadiamento, a gente faz uma tomografia do crânio, uma do tórax e outro do abdômen para saber se o tumor é localizado ou não. Na sequência, é necessário realizar uma prova de função pulmonar, que se chama espirometria, um exame onde a capacidade de ventilação do paciente é aferida. Então, consegue se ter uma noção se o paciente vai ter falta de ar ou não no pós-operatório. Pacientes com classe funcional ruim, como os enfisematosos muito graves, não permitem uma ressecção de pulmão, porque quando se elimina o tumor, não se retira só ele, mas também o pulmão que está em volta dele. Muitas vezes isso pode fazer falta para o indivíduo, fazendo com que ele dependa de oxigênio. Portanto, nesses casos não se pode fazer a cirurgia e sim a quimioterapia e radioterapia exclusiva. Além disso, deve-se fazer uma avaliação funcional cardiológica, com ecocardiograma, para saber se o coração vai suportar a anestesia e a realização do procedimento em si, porque a cirurgia de pulmão é feita com uma ventilação monopulmonar, durante o processo um pulmão é isolado, fazendo com que o paciente fique respirando pelo outro pulmão e o coração esteja batendo”, complementa. Pós-operatório A tecnologia ainda ajuda no pós-operatório da cirurgia. A recuperação do paciente melhorou bastante, segundo o especialista. Campos possui um serviço de vídeo cirurgia torácica. Esse modelo otimizou o tempo de internação do paciente e é menos agressiva. “Nós implantamos esse serviço aqui, sendo um procedimento que eu realizo em larga escala. Trata-se de cirurgia minimamente invasiva. Há dez anos, o paciente para tratar o câncer de pulmão precisava de uma grande incisão torácica chamada toracotomia. O tempo de internação para esses pacientes era em torno de 5 a 7 dias, ficando pelo menos dois dias no CTI. Hoje, a gente consegue fazer cirurgia por vídeo, por pequenos furos, e o paciente fica internado de 24 a 48 horas no hospital, não precisando mais ir ao CTI. A mortalidade também foi um fator que diminuiu muito com o avanço tecnológico. Com a vídeo cirurgia torácica, o tempo de internação reduziu drasticamente e isso está diretamente ligado a mortalidade, pois o paciente internado está sujeito a uma infecção hospitalar, ele fica mais distante da família e tem mais risco de fazer o que chamamos de “delírio intra-hospitalar”, onde não se sabe se está de dia ou de noite e isso é muito ruim, principalmente para o idoso. Logo, é um procedimento que tem uma agressão cirúrgica menor e deflagra uma resposta inflamatória menor. Há diminuição da dor, dos riscos de infecção e da quantidade de medicamentos. É importante lembrar que as chances do câncer de pulmão podem voltar a acontecer e giram em torno de 17 a 20%. Dependendo do tipo de tumor, esse índice pode aumentar ou diminuir. Quem tem câncer uma vez, possui mais chances de desenvolver um novo tumor do que uma pessoa que nunca teve a doença”, pontua.

Cigarro continua sendo uma das maiores causa da incidência de câncer de pulmão no mundo


PÁGINA

11

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

Esporte

As figurinhas estão em campo

Várias seleções foram escaladas e a busca para completar o álbum é uma febre

Foto: Silvana Rust

Taysa Assis Que este é o ano de copa do mundo da Rússia, todo mundo sabe. Que a cada quatro anos os fanáticos colecionadores ficam à espera do novo e tão famoso “álbum da copa”, também. Agora, que a cidade de Campos dos Goytacazes é a maior distribuidora de álbum e figurinhas do Norte e Noroeste Fluminense, isso você não sabia, não é? Então, a febre em trocar figurinhas tem ganhado praças, lojas, ruas, bairros e até shoppings da cidade. Pela tecnologia cada dia mais presente, o álbum da copa do mundo, traz o que no século XXI tem sido tão difícil ver, a interação entre as pessoas, se comunicando, compartilhando e trocando ideias, pessoalmente. A copa começa no dia quatorze de junho e segue até o dia quinze de julho, até lá o que não irá faltar são figurinhas repetidas, venda, troca e a procura delas. Nos encontros de troca de figurinhas, que tem acontecido na cidade, entre os colecionadores, o desejo é ter as de craques do Brasil, Argentina e Portugal, as mais valiosas, ou então conseguir as especiais, com formas e texturas diferentes e formadas por escudos de times e com jogadores que fizeram história em outras copas. Essas são as mais esperadas, requisitadas, conquistadas. A procura tem sido tão grande que em uma livraria de um shopping da cidade, o álbum e as figurinhas se esgotaram. “Não esperávamos que fosse acabar tão rápido, já pedimos novas remessas e já temos lista de espera. Para chamarmos mais atenção dos colecionadores, montamos uma estrutura em frente a nossa livraria para que as pessoas possam fazer a troca ali mesmo”, relata Anderson Barcelos. O livro ilustrado oficial da copa do mundo da Fifa Rússia 2018 da editora Panini é a lembrança mais duradoura do campeonato de futebol mais importante do planeta. Ele pode

priscomagno@gmail.com

PRIMEIRA COPA

Em Barcelona aconteceu um importante congresso e o Uruguai, bicampeão olímpico, foi o escolhido como país-sede da Copa Precursora. A “Celeste Olímpica”, assim ficou conhecida a nação sul-americana na década de 1920 e início dos anos de 1930, após ter conquistados os jogos olímpicos de Paris (1924) e Amsterdã (1928), em virtude de tais glórias e de ser uma potência futebolística nas competições em que participou. Vale lembrar que a seleção brasileira em 1923, teve três ilustres campistas vestindo a camisa canarinho – o ponta esquerda do Goytacaz Amaro Silveira (pai do bicampeão mundial o artilheiro Amarildo, o atacante do Americano Mário Seixas (dizem os mais antigos que Seixas jogou mais que o Rei Pelé) e o zagueiro Soda também do alvinegro da planície.

URUGUAI

Troca de figurinhas da Copa 2018 reúne colecionadores em vários pontos da cidade ser encontrado em duas versões: Capa dura ou capa cartão. Com 682 cromos ilustrados, entre eles 50 cromos especiais, com as seleções participantes, além de craques consagrados, jovens promissores e os ícones de cada equipe participante da Copa do Mundo. Um livro que passará de geração por geração. É o caso da família de Noah Machado Ferreira, ele tem apenas três meses e nem faz ideia do que está acontecendo, mas sua família já está montando e quase concluindo o seu álbum. Isso porque, seu pai Cássio e sua avó Romilda, fizeram questão de montar e guardar para quando o Noah crescer. “Não sou muito apaixonado por futebol, mas é uma paixão nacional. Esta é a primeira vez que eu monto um álbum da copa, porém, já para avó do Noah não. Ela sempre monta. Resolvemos unir o útil ao agradável, ele nasceu

no ano da copa do mundo, 2018, um ano marcante não só pelo nascimento dele. Então, por que não fazer o seu primeiro álbum? Foi assim que pensamos e decidimos colocar em prática. Na próxima copa, ele estará esperto e entenderá um pouco, mas não serão os mesmos jogadores, a mesma fase do futebol e, por isso, achamos que seria interessante. Tenho certeza que quando o Noah crescer, ele vai adorar”. – finaliza o pai do Noah, Cássio Ferreira da Conceição. Distribuição no Norte e Noroeste Fluminense Com aproximadamente quinhentos mil habitantes, Campos se tornou a cidade do Norte e Noroeste Fluminense com a maior praça, em 2018, na venda de álbuns da copa e figurinhas. Até o momento, segundo dados da regional, foram vendidas 500 mil figurinhas ao todo. Seguida de Itaperuna, que fica na segunda colocação. A regional atende 15 municípios do Norte e Noroeste Fluminense, dentre eles, Campos, São João da Barra, São Francisco de Itabapoana, Italva, Itaperuna, Bom Jesus, Natividade, Varre Sai, Miracema, Santo Antônio de Pádua, Aperibé, Cambuci, Itaocara, São Fidélis e Cardoso Moreira. Há ainda entre os colecionadores, aqueles que dizem que a editora “Panini”, que distribuiu os produtos, limitam a distribuição das figurinhas. Segundo a gerência administrativa da regional, não existem figurinhas difíceis de encontrar, pois a produção é igual para todas. Assim que o lote chega é enviado para todos os pontos de venda.

Pequena campeã de Taekwondo

Myllena aos 12 anos coleciona títulos e é orgulho da cidade de Quissamã Uma menina de apenas 12 anos é destaque no taekwondo no Rio de Janeiro. A pequena Myllena Magno, da cidade de Quissamã, garantiu vaga no Time Rio que disputará o próximo Campeonato Brasileiro. A Seletiva Estadual aconteceu na capita, no último dia 8. A atleta alcançou vitória na luta que participou obtendo 20 pontos. Isto deu a ela a oportunidade de integrar a equipe fluminense que representará o estado na competição nacional. A conquista de Myllena encheu de orgulho a cidade onde vive. Nas mídias sociais, ela tem recebido muitos elogios e incentivos. De acordo com o técnico Joelson Galson, a pequena atleta exibe força e determinação de gente grande. “Myllena tem passado por alguma privações, consegue treinar duro para chegar ao patamar que atingiu”, considera. O treinador destacou ainda o desafio de competir juntamente com competidoras bem mais experientes, como foi no caso da última seletiva estadual. “Há, por exemplo, atletas que se valem de protetores eletrônicos alcançando bons resultados. O propósito agora é seguir treinando com firmeza e empenho para novos desafios que virão”, disse Joelson. A rotina de Myllena Magno é cheia de compromissos. Ela se divide entre as atividades escolares, os deveres e estudos em casa, e os treinamentos da luta marcial que escolheu para se dedicar. Para ela, as competições misturam diversão, e, principalmente, paixão pelo esporte. As medalhas e premiações têm feito parte de suas conquistas. “Fico feliz com essas vitórias e a possibilidade de crescer no esporte”, diz a menina sorridente.

RÚSSIA

A Celeste credenciou-se a ser o pioneiro anfitrião das Copas Mundiais de Futebol. Apenas 13 países estiveram presentes no Uruguai, dentre eles: O próprio Uruguai, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Brasil (América do Sul), Estados Unidos e México (América do Norte), Bélgica, Romênia e Iugoslávia (Europa). Nenhuma delegação asiática e africana teve representante. As seleções – belga, romena e francesa viajaram no mesmo navio rumo ao Uruguai.

Sem limite de idade; o álbum já esgotou nas livrarias e o pequeno Noah já tem o seu

Ocinei Trindade

RUMO À

Se depender do treinador Joelson Galson, o taekwondo estará muito bem representado pelos meninos e meninas que ele ajuda a orientar. Um outro exemplo é a adolescente Maria Elis Marins Santos, de 14 anos, também de Quissamã. “Na última seletiva, a Maria Elis conquistou uma medalha de prata na categoria júnior, alcançou 14 pontos, mas não conseguiu pontuação para o Time Rio. Já Myllena, da categoria cadete, se saiu melhor desta vez e assumiu uma vaga”, explicou. Os próximos meses serão de muito treino e expectativas para Myllena. Em junho, acontecerá o Campeonato Brasileiro de Menores, em Cuiabá, capital do Mato Grosso. Está prevista, ainda, a Seletiva do Brasileiro de Poomsae, a ser confirmada pela Confederação. “Temos recebido o apoio da Prefeitura e da Coordenadoria Especial de Esporte e Juventude. É importante contar com esse incentivo, pois o taekondo é instrumento de inclusão e cidadania”, completou Joelson.

Fotos: Divulgação

BRASIL

Nosso selecionado sonhava realmente em fazer um bonito papel na inédita competição. Grandes jogadores não faltavam. E foi com o pensamento voltado única e exclusivamente para o sucesso que a CBD (Confederação Brasileira de Desportos), atual CBF, convocou o que de melhor havia no país. O que o Presidente da Entidade, Renato Pacheco não podia imaginar é que existia da parte dos paulistas a firme disposição em mudar a comissão técnica por ele convocada – toda ela carioca, e que tinha como treinador o ex-jogador do CR Flamengo, Píndaro de Carvalho. Radical em sua decisão, Renato viu com pesar talentos como Arthur Friedenreich – o grande ídolo da época Grane Del Debbio, Feitiço, Petronilho de Brito, Filó, e De Maria não se apresentarem para a fase de treinamento. E, o que foi pior, não seguirem para Montevidéu. Perdendo metade de sua força, mal treinado e psicologicamente arrasado, o Brasil praticamente se limitou a assistir o Uruguai vencer a Copa. Tanto que enquanto Dourado, Cea, Iriarte e El Manco Castro marcavam os dos 4 x 2 sobre a Argentina, na grande final, ao nosso time restava o retrospecto de uma vitória e uma derrota – o bastante para eliminá-lo no grupo 2, que classificou a Iugoslávia. No primeiro jogo, formando com Joel; Brilhante e Itália; Hermógenes, Fausto dos Santos e Fernando; Poly, Nilo, Araquém Patuska, Preguinho e Teófilo, pouco pode fazer diante dos iugoslavos, que nos venceram por 2x1, tendo Preguinho marcado para nós brasileiros, após lançamento da direita do atacante Poly (atleta do Americano FC). No segundo jogo, no entanto, aconteceu a goleada sobre a Bolívia de 4 x 0, gols de Preguinho ( 2 ) e Moderato ( 2 ) – e uma atuação magnífica de Fausto dos Santos. Na volta em pleno navio cargueiro, restava o consolo de alguns bons momentos em campo e o orgulho da inclusão de Fausto em todas as listas dos destaques do evento. O desempenho do atleta que acabou intitulado “La Maravilha Negra” e até mesmo apontado pelos próprios uruguaios como “tão mágico com a bola nos pés como o grande Zibecchi”, um dos legendários campeões olímpicos pela seleção maravilhosa a “Celeste Olímpica” a primeira campeã mundial das Copas de Futebol.

PRIMEIRA FINAL

Myllena Magno exibe suas conquistas

No gigantesco Estádio Centenário, com capacidade para 100 mil espectadores, Uruguai e Argentina se enfrentaram em meio a um clima de muita euforia. Mesmo com uma desvantagem de 2 X 1, na primeira etapa, a Celeste Olímpica teve competência e garra para conquistar o título com três gols na etapa final, surpreendendo e derrotando a Argentina por 4 a 2. O Presidente da FIFA Jules Rimet entregou ao capitão da seleção uruguaia José Nazassi o troféu “Victoire aux Ailes d’Or”, uma estátua dourada de quatro quilos e 30 cm de altura. As comemorações em Montevidéu duraram vários dias e noites. O dia seguinte à vitória, o 31 de julho, foi decretado feriado nacional. A bola estava em jogo para o evento de maior prestígio do futebol. A internacionalização do esporte criado pelos ingleses havia sido oficialmente proclamada. URUGUAI CAMPEÃO

Técnico Joelson Galson preparando uma nova geração de atletas deste esporte


PÁGINA

01

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

Fotos: Silvana Rust

Saulo e Zilma Carvalho irmãos artistas

Dose dupla Quando a arte é irmã do talento

Eles são filhos da mesma arte Roberta Barcelos Quando brincava com os esmaltes da irmã mais velha, Saulo Carvalho não imaginava que um dia iria viver da arte profissionalmente. Aos 56 anos, o artista plástico, que também trabalha restaurando artes sacras, manequins de lojas de roupas em Campos e região e ainda cantando nas noites da cidade, hoje comemora o reconhecimento do trabalho dele e da irmã, Zilma Carvalho, também artista plástica, numa das revistas de circulação nacional mais renomadas de artes do país. Os dois agora são representantes oficiais da revista no Estado do Rio de Janeiro. A proposta de expor as telas na revista, que é semestral, partiu de um amigo baiano de Zilma, que através de uma rede social, fez o convite aos irmãos que não pensaram duas vezes e aceitaram. As telas estão entre outras de artistas de todo país. Uma oportunidade singular para quem praticamente nunca contou com ajuda de ninguém para expor os trabalhos. Zilma conta que sempre correu atrás para que as telas dela e do irmão fossem expostas. “Poucas foram as oportunidades pra nós. Só conseguimos divulgar nossas telas uma vez, há muitos anos, em um jornal na cidade que nem existe mais”, lembra. Os dois nasceram em Cambuci, no Noroes-

te Fluminense e foi lá, na juventude, quando frequentavam a casa de uma senhora chamada Ilza Guerrante, que tiveram o primeiro contato com a arte. Saulo prestava alguns serviços para Ilza, para fazer uma renda extra. Ela era pianista e tinha em casa um piano de calda. Saulo começou a ensaiar os primeiros toques nas teclas e logo aprendeu a tocar. Foi com ela que os dois aprenderam um pouco de música e artesanato e acabaram se apaixonando pelas artes. Ilza talvez nunca tivesse conhecimento do quanto incentivou ou irmãos cambuciences para aptidão as artes. Saulo e Zilma já estão em Campos há 30 anos. Diferentes inspirações: O talento dos dois é incontestável. Basta um olhar mais apurado para as telas para perceber que cada um tem uma tendência diferente para a pintura. Cada um tem uma inspiração. Zilma utiliza a técnica acadêmica e da natureza. “Pinto flores e tudo que me leva para a natureza”, diz Zilma. Já o Saulo utiliza a técnica acadêmica e realista. “Eu gosto de trabalhar pintando os mínimos detalhes e deixando à mostra o sentido do real”, conta Saulo. Mais os dois têm algo em comum, gostam de pintar ouvindo música. MPB e instrumental estão na play list dos dois.


PÁGINA

02

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

@nataliamuniznutri

nataliamuniznutri@gmail.com

E como Incorporar os Carboidratos do Bem na Alimentação? l Fazer um Tabule de Quinoa de Jantar;

Quais os benefícios de uma dieta de baixo índice Glicêmico?

O

índice glicêmico (IG) é um fator atribuído aos alimentos que leva em consideração a quantidade de glicose presente em cada um e a velocidade com que essas

Já uma dieta de baixo índice glicêmico, com “Carboidratos do Bem”, ou seja, rica em alimentos que não geram picos elevados de glicose no sangue, evita sobrecarga ao organismo e ajuda no emagrecimento. De modo geral, ao ingerirmos alimentos de alto índice glicêmico (como o açúcar refinado, por exemplo), a taxa de glicose no sangue alcança picos muito altos e o excesso de glicose não utilizada será convertida na forma de gordura no corpo. Quando a pessoa mantém uma dieta com muito açúcar, e/ ou alimentos de alto índice glicêmico, o acúmulo de gordura aumenta progressivamente. Por isso que manter uma dieta balanceada focando nos alimentos de baixo índice glicêmico fará com que seu corpo utilize as reservas de energia provenientes da gordura e, consequentemente, você perderá peso!

moléculas atingem a corrente sanguínea e está diretamente relacionado à glicemia (nível de açúcar circulante no sangue). Ao ingerirmos alimentos de alto índice glicê-

O que são os “Carboidratos do Bem”? Os carboidratos do bem são aqueles que contém mais fibras no seu estado original e não tem potencial inflamatório, como o trigo e o açúcar. Pra saber mais quais são eles, você pode consultar o ranking do índice glicêmico (IG) que é determinado em uma escala de 0 a 100: baixo índice glicêmico (IG menor que 55), médio índice glicêmico (IG entre 56 e 69) e alto índice glicêmico (IG superior a 70).

mico (IG), ocorre a liberação de grandes quantidades de insulina pelo pâncreas na tentativa de manter os níveis de glicose no sangue dentro dos limites normais.

l Fazer um purê misturando uma batata doce e uma abóbora menina (a abóbora menina tem poucos carbos); l Cortar chips de batata doce bem fininhos e servir com um peixe, ou ceviche. Uma batata rende um montão de chips; l Fatiar a maçã e colocar com um fio de mel no forno com canela; l Empadão de Grão de bico com uma massa bem fininha de grão de bico e com um recheio bem gostoso de frango; l Aipim no café da manhã com manteiga (Boa pedida para o pré treno); l Banana da terra cozida com canela e quinoa em flocos por cima.

Hanking do Índice Glicêmico


@crisales_

Skin Shape está de casa nova!

E

mpório funcional, maior e mais completa loja de nutrição funcional da região. Oferecendo ainda mais conforto para seus clientes, o novo espaço de 160 metros quadrados, está localizado na Rua Formosa, 765. O loja agora conta também com lanchonete-café. Na Skin Shape você encontra produtos orgânicos, funcionais, sem lactose, sem glúten, zero açúcar, especiarias, oleaginosas à granel e suplementos esportivos.

O INVERNO É A ÉPOCA IDEAL PARA REALIZAÇÃO DE PEELINGS CRM:52530660

Por meio da utilização de substâncias químicas, abrasivas ou laser sobre a pele, o médico pode conseguir atenuar quadros de manchas, perda de elasticidade e envelhecimento precoce. Os peelings físicos realizados no consultório dermatológico, incluem o de cristais e de diamantes que fazem uma esfoliação bem superficial da pele (microdermoabrasão) e geralmente finaliza-se com a aplicação de produtos de acordo com a necessidade do paciente. Os peelings químicos consistem na aplicação de ácidos mais potentes que utilizados no domicílio, como ácido glicólico, retinóico, tricloroacético e o fenol, que proporcionam a esfoliação cutânea e posterior renovação celular. escolhidos de acordo com o tipo de pele e a indicação do paciente. Nestes procedimentos a descamação ocorre por volta de 2 dias após o peeling e o resultado é uma pele mais lisa e mais clara. Dra. Ana Maria Pellegrini Vale ressaltar que os peelings não são mágicos. Todos eles demandam algumas sessões para que seja vista uma melhora na pele. Porém, já na primeira sessão percebe-se uma melhora no que diz respeito à textura e ao brilho. Os peelings podem ser classificados como: muito superficiais, superficiais, médios e profundos, dependendo da região que atinge na pele. O outono vem acompanhado de menor incidência dos raios solares e de temperaturas mais amenas. Aproveite o começo dessa estação para cuidar da saúde e da beleza da sua pele com os peelings. Esse procedimento consegue renovar a aparência da pele, suavizar manchas, tratar acne e controlar sua oleosidade. Como existem diferentes profundidades de peelings, é essencial consultar seu dermatologista para descobrir qual procedimento é mais indicado para você.

Martha Henriques, Cicinha Chagas, Ana Rosa Zaro, Ana Maria Pellegrini, Silvana Nakked, Regina Casarsa e Norma Tognon As anfitriãs com Hellen dos Anjos e sua linda Valentina

Lívia Barbosa conferindo o sucesso do empreendimento

Natália Muniz entre as queridas Ana Maria e Ana Rosa

Ana Rosa, Cris e Ana Maria Pellegrini

Manoel Antônio marcando presença

Fábio Paes prestigiando a inauguração

Mirna Rangel e Guilherme Morais

Diana Areas embelezando ainda mais a noite que foi linda

Dra. Ana atende no edifício Medical Center, na Rua 13 de Maio nº 286/512 Sala 12 Tel: 2733 4211.


PÁGINA

04

herminiasepulveda@yahoo.com.br

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

“Na política, os aliados atuais são os inimigos de amanhã.” Maquiavel 2º ANIVERSÁRIO Erika Nunes Lemos e Rafael Lemos estão preparando uma festa linda para comemorar os dois aninhos da princesa sereia Maria Bettina. Será na próxima quarta-feira às 20h numa bela casa de festas infantis da cidade, com o tema “O fundo do mar e o Reino das sereias”. Uma fofura o convite animado. FELICIDADE Nasceu esta semana Heitor para Betinho Maciel Abdu Neme e Karla Soares. Estreando de avós Faride Aiex Abdu Neme e Carlos Aberto Maciel. A família toda está em festa com a chegada do lindo príncipe. FORMATURA A bonita Heloisinha Beshara Velasco é advogada e procuradora, mas sempre sonhou em ser educadora. Na quarta-feira aconteceu a sua tão sonhada formatura em Letras. O mais lindo de se ver, é que a sua nova profissão será exercida com paixão e não por obrigação.

2º Aniversário: Isabel e Thiago Pereira na linda festa do filhão Matheus. Foto Andrada Miranda

PIANO LINDO Paulo Rubens Gomes Santos está muito feliz com o seu sonho realizado. Chegou esta semana de São Paulo o seu lindíssimo piano de cauda longa preto, novinho em folha. O afinador profissional já esteve por lá e ele tem um som maravilhoso. Detalhista como é, mandou fazer em sua casa um lugar especial, arredondado e com iluminação própria para ele ficar. Um espetáculo! CORRIGINDO Na semana passada esta colunista distraidamente trocou os nomes das irmãs Bussade. Ao invés de colocar o da endocrinologista Isabela Bussade, colocou o da irmã blogueira Sílvia. Isabela tem uma clínica no Barra Shopping em sociedade com a dermatologista Karla Assed, mas vai abrir sozinha uma academia top em Campos. IMPORTANTE Existe um grupo muito respeitado em Grussaí que se chama Grupo Espírita Cristão Dr. Bezerra de Menezes, que atendendo ao pedido do Inca, todo ano eles pedem novelos de linha e de lã, porque fazem touquinhas para doar no final de maio, para as meninas que perderam seus cabelinhos e não aceitam lenços, porque machucam as orelhinhas e também sapatos de lã para os doentes em fase terminal, porque sentem muito frio nos pés. Quem souber confeccionar, pode doar já pronto também. É só procurar por Scheilla Bárbara ou Dona Maria no próprio grupo.

Os belos noivos Carlos Vitor Oliveira de Carvalho e Larissa Rangel Cruz. Foto Leonardo Berenger

15º Aniversário: A bonita Maria Fernanda com os pais Gustavo Amoy e Fabiana. Foto Raquel Cabral

João Paulo Ribeiro Gomes de Miranda com o aniversariante Hugo Diniz e a esposa Simone

Turma boa: Martha Henriques, Noêmia Viana, Jacqueline Zulchner, Lia Mírian Aquino Cruz, Walterzinho Sepulveda, Regina Casarsa, Silvana Naked, Cicinha Chagas e Alexandre Kury

PORTUGAL Célia Assed e sua irmã Ana Thereza Assed estão programando mais uma viagem. Desta vez irão para Portugal no próximo mês de maio. Para quem não sabe, Portugal foi eleito o melhor destino turístico do mundo, ganhando do Brasil, Índia, Indonésia, Grécia, Jamaica, Quênia, Malásia, Maldivas, Marrocos, Nova Zelândia, Ruanda, África do Sul, Espanha, Sri Lanka, Estados Unidos e Vietnã. NIVER Os parabéns de hoje vão para Bruno Lorenz Oliveira, Neusinha Siqueira, Lara Miguel Patrão, Orlênia Maria Mesquita, Ana Luíza Policani Freitas, Fatima Castro, Élcio de Azeredo, Anny Areas, Welington do Carmo, Felipe Vieira Ribeiro, Fued Miguel, Jesica Santos, Milla Vasconcelos e Lara Faes. Amanhã para Genilson Fernandes, Ana Cristina Freitas, Roberta Odenbreit, Andreia de Lima, Leandra Nicolau e Luciana Azevedo. Terça-feira para Luzimar Quintanilha Ferreira, Davi Carneiro Rangel, Viny Soares, Carla Machado, Thayssa Lima, Tuca Parente, Aluizio Siqueira Filho, Sandra Gama, Anna Cristina Young e Nino Bellieny. Quarta-feira para Nathália Chalita, Luís Américo, Ana Paula Araújo, Simone Viana, Matheus Salles e Liz Viana. Quinta-feira para Daniela Tinoco, Vicente Mendonça Viny, Lianinha Alves, Rosa Monteiro, David Matheus, Aline Nogueira Costa, Francisco Sergio Campos, Augusto Dutra, Helbem Vieira dos Santos e Norma Corrêa. Sexta-feira para Anderson Rodrigues, Francielly Rocha, Igor Sepulveda, Gabi Findlay, Fátima Pereira, Paulo André Netto Barbosa, Cesar Campos, Carlos Baptista, Raul Gerolimich, Cláudio Rodolpho Oliveira Tavares, Heloisa Vidal, Sonia Pereira e Andréa Bragança. Sábado para Edilene Vianna, Livia Areas-Holmblad, Milton Araújo, Andrea Oliveira, Danielle Guimarães, Dudu Azevedo, Ivan Bernardes, Rachell Martianelly, Marcelo Alves, Juliana M. Rangel Mata, Nildo Sardinha, Joana Clark e Claudio Duarte. Da coluna os votos de muita saúde e felicidades para todos.

Terceira Via sempre presente nos melhores momentos: Fred, esta colunista, Martha, Candinho e Juliana

Ivana Gasparini a querida aniversariante da semana

3º Aniversário: Luciana e Edu Frazão com os filhos Eduzinho e a linda aniversariante Alícia

A aniversariante Marluci Sardenberg com os filhos Paola e Pietro

Rose Coutinho Jaber e sua princesa Alice

A lindíssima Thalita Pereira

Zaira Paes Barbosa com a filha Maria Lúcia e sua primeira bisneta Helena, que é filha de Catharina e Flavio Pessica. Rosana Juncá e seu netinho Lorenzo

As bonitas irmãs Patrão: Maria Edite e Ana Helena


@priscylabezerra Foto: Binho Dutra

LOOK DOMINGUEIRA Todinho trabalhado nos acessorios e "gritando" na elegância não poderia ser de outra pessoa. Com mais uma coleção incrível, (pra variar) a talentosa e parceira da vida Andrea Araujo, responsável pela escolha e criação de suas peças, que como ela mesma diz "são praticamente exclusivas. Sou suspeita, não é mesmo. Ligue pra conhecer o Atelier e se prepare, pois é viciante. 22. 99833.3935 @araujoacessorios

ABRIL É PERFEITO PARA:

LA CASA DE PAPEL A série (espanhola) mais falada no momento, é a queridinha La Casa de Papel, que preciso ser muito sincera: QUERO MAIS!!!!! Deixa eu resumir um pouquinho, mas nem pensem que é o suficiente pra você se apaixonar, tá? A historia contra sobre um grupo de 8 ladrões e um “Professor”, que por fim.. até criei uma "simpatia" por ele (não me julguem!) que pretende realizar o maior assalto da história, na Fábrica Nacional de Moneda y Timbre de España. O roubo foi todo planejado pelo "professor", que recrutou 8 ladrões, e como fazemos na escola, tentou ensinar o dever de casa da melhor forma. Com 13 episódios na temporada 1 e apenas 9 episodeos a temporada 2, La Casa de Papel já está deixando saudades e aquela pergunta que não quer calar: "Acabou mesmo?" Aproveitem o domingão e play neles.

Ursula Corbero, é Tóquio, que narra a série desde o inicio apresentando todos os personagens

OLÁ, QUERIDINHO. Sim. Os Mules são a bola da vez, e voltaram (porque foram, né gente!) com tudo e mais um "cadinho". Os mules são aqueles calçados fechados na frente e totalmente abertos atrás, o típico “tamanco” que bombou nos anos 90 (pergunta pra sua mãe, aquele tia ligadona que ama moda e não perde um "hit" da temporada) e depois me conta o que elas disseram. Nunca fui aqueeeeela fã de mules se salto alto, justamente por serem abertos atrás, mas... Quero testar sim !!!! A maioria das mulheres curtem esta peça de salto alto (seja fino ou grosso), porem hoje, existem modelos sem salto algum, combinados com bico fino, mocassim ou oxfords que são super confortáveis e elegantes. Tô dentro.

USE JÁ #usesgora

Na cintura do jeans preferido é certo!

Sempre curti um lencinho dando vida e aquela "bossa" nas minhas produções,, porém, hoje percebi que preciso resgata-li e resolvi dividir minhas inspirações com vocês. Eles são bem vindos na maioria das vezes, basta você identificar a melhor forma de valorizar cada um deles. Okay?!

No pescoço invernoso.. amo com blazer, assim oh!

Faça um coque baixo e bem despretenciosa coloque as pontas para trás no decote. Gosto muito!!!

MICOSE X CALOR O clima quente pode precipitar o aparecimento de algumas lesões em pele, capazes de interferir no seu dia a dia. O calor e a umidade são a combinação perfeita para a proliferação de fungos causadores de micoses, principalmente em ambientes comunitários onde ocorre contato direto com a pele, como praias, piscinas e vestiários. Todo o corpo pode ser afetado pelas micoses, mas no verão, é comum o acometimento das virilhas, pés e unhas. No pé, a micose mais frequente é a frieira, que ocorre entre os dedos. Nas unhas a doença mais frequente é a onicomicose, que é provocada por fungos e também pelas leveduras, outro tipo de microrganismo. Ao sinal de micose, deve-se procurar o dermatologista. A automedicação não é aconselhada já que as micoses podem ser confundidas com outras doenças. Para evita-las recomenda-se manter todas as dobras do corpo bem secas e higienizadas (virilha, axilas, entre os dedos dos pés), não usar sapatos fechados ou com meias durante dias de calor intenso, não permanecer muito tempo com roupas molhadas e vestir tecidos que favoreçam a transpiração, como o algodão.

Paula Marsicano Dermatologia Integrada Rua Voluntários da Pátria 500 sala 108 Ed. Platinum Tel: 22 3026-1819 @paulamarsicano


06 15 A 21 DE ABRIL DE 2018

candinhovasconcellos@gmail.com

CANDINHO VASCONCELLOS

PÁGINA

Empório Funcional Ana Maria Pellegrini e Ana Rosa Zaro inauguraram oficialmente na terça-feira, as novas dependências da Skin Shape. Tamanho sucesso que faz em Campos, sentiram a necessidade de ampliar o espaço físico, assim como ofertas de produtos para atender aos exigentes clientes fitness. Desde então, a Skin Shape passa a ser a maior e mais completa loja de nutrição funcional da região, oferecendo ainda mais conforto, sem falar no charme da lanchonete-café. Lá, você encontra produtos orgânicos, funcionais, sem lactose, sem glúten, zero açúcar, especiarias, oleaginosas à granel e suplementos esportivos. A loja é um espetáculo! Vale conferir. É só dar uma passadinha na rua Formosa 765. Ser saudável é uma decisão. Parabéns!

Ricardo Bueno e Marta Henriques deixaram a Skin Shape levando delícias.

Ana Rosa Zaro e Ana Maria Pellegrini em noite de inauguração das novas dependências da Skin Shape.

Bens bloqueados Para garantir o pagamento de dívida fiscal de quase R$ 30 milhões com a União, a 1ª Vara de Execuções Fiscais de São Paulo decretou a indisponibilidade de bens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Também foram declarados indisponíveis os bens de Paulo Okamotto, do Instituto Lula e da L.I.L.S., empresa de palestras do petista, em processo que corre em segredo de justiça.

Kelly e Alcino Hauaji

Lia Mirian Aquino Cruz e o seu coração gigante

Regina Casarsa, Silvana Naked e Noêmia Viana.

E segue... A dívida de Lula, do Instituto e da empresa de eventos seria de 15 milhões. Já Okamotto, que é presidente do Instituto Lula, teria débito de R$ 14 milhões. Os envolvidos alegam que a medida é uma forma de dificultar a possibilidade de defesa do ex-presidente, que não teria posse dos valores bloqueados. Um voto para a história “Criamos um país de ricos delinquentes”. Essa foi apenas uma das intervenções lapidares do ministro do STF Luís Roberto Barroso, durante o julgamento do mérito do habeas corpus de Lula. Num voto histórico, com uma análise avassaladora sobre a situação do Brasil, o ministro fez a defesa firme da prisão após a condenação em segunda instância e deu uma verdadeira aula sobre o sistema penal brasileiro. Criticou a lentidão do Poder Judiciário e seus recursos intermináveis, que levam à prescrição de crimes, e, por consequência, geram a impunidade. “Eu não quero deixar um País assim para os meus filhos. Um paraíso de homicidas, estupradores e corruptos. Me recuso a participar, sem reagir, de um sistema de justiça que não funciona”.

Marcella Tranchesi Veste Rio

Em julgamento A primeira Turma do Supremo Tribunal Federal deve julgar na próxima terça-feira, dia 17, se recebe a denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República contra o senador Aécio Neves, informa a assessoria da Corte. O caso é o do inquérito que investiga o senador pelos supostos crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça, instaurado em maio de 2017, com base na delação da JBS. Fim de festa O escritório de um renomado advogado de família no Rio de Janeiro foi procurado, pouco antes da Páscoa, por uma jovem e vistosa senhora interessada em divorciarse. O marido é famoso um ex-deputado engaiolado pela Lava Jato.

Mirian Lobo Moll em Porto comemorando o aniversário do seu Betinho. Linda!

Ausência inesperada Anitta é uma das estrelas do Brazil Conference, em Harvard, organizado por alunos brasileiros da universidade e do MIT. A diversidade dos painéis é grande, da cultura ao combate à corrupção, passando pelos 30 anos da nossa Constituição. Esses dois últimos temas terão como conferencistas Raquel Dodge, Luis Roberto Barroso e Nelson Jobim. Marielle Franco era outra convidada.

Em segurança Investigadores da Polícia Federal descobriram que a Andrade Gutierrez mantinha dois cofres em sua sede de São Paulo só para guardar dinheiro destinado ao suborno de políticos e diretores de estatais. A distribuição das quantias era feita pelos irmãos Samir e Adir Assad. A dupla confessou ter movimentado mais R$ 1,6 bilhão nessas entregas. O verdadeiro festival A nossa política está um verdadeiro circo. E em meio ao picadeiro do mal, há boa notícia para os verdadeiros artistas desse setor. Pela primeira vez, o Brasil será palco de festival mundial do gênero. O “Oscar do Circo” será de 2 a 6 de maio, no Anhembi, sob uma lona de 3,5 mil metros quadrados. O festival foi criado em 1974 pelo Príncipe Rainier III com o nome de Monte-Carlo International Circus Festival. Mais transparência... Uma das discussões mais atuais da medicina diz respeito às relações entre os médicos e as indústrias da área da saúde. Relatos de casos de profissionais que privilegiam remédios ou outros recursos de determinado fabricante em troca do recebimento de benefícios têm surgido com frequência preocupante nos últimos anos. As histórias tornam ainda mais urgente a necessidade do estabelecimento de regras claras para balizar esse relacionamento. No Brasil, o debate ganhou fôlego há duas semanas, capitaneado pela Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde.

Choro novo Nasceu Carolina! Ela chega cheia de graças, trazendo emoção e alegria as famílias Bath Bacelas e Campinho. Às 20 horas de Terçafeira, o hospital Plantadores de Cana recebia a comitiva das famílias para recebe-la. Os pais, Mariana e Pedro Bath Bacelar emocionados, anunciava os padrinhos que dividiriam a responsabilidade de educa-la. Assim foi anunciado a Renato Bath Bacelas e Clarissa Campinho Rojas. Aos avós, Ana Lúcia e José Campinho, Vania e Carlinhos Bacelar segue o meu abraço. Tim Tim..

Ivana Gasparini em seu niver na noite de terçafeira. Recebeu amigos para dançar e brindar com muita animação.

Envelhecimento precoce Todos temos sentimentos bons e ruins ao longo da vida. Expectativas frustradas ou não aceitar alguns acontecimentos podem gerar rancor e ódio. O problema é nutrir estes sentimentos. O poeta inglês George Lord Byron disse uma realidade frustrante: “Os homens amam com pressa, mas odeiam com calma”. Isso significa que as pessoas guardam mais sentimentos ruins do que bons. Assim, ficam amargas, afastando parentes e amigos do convívio, gerando tristeza e dor. Um dado importante: cultivar o ódio pode prejudicar a saúde.

O escritor Rodrigo Alvarez em noite de autógrafos na livraria Travessa no shopping Leblon com a Coach Sandra Velloso.: "Jesus o Homem mais amado da História". Como Jesus, todos deveriam entender que amar ao próximo é a parte mais bonita da nossa existência. Bravo Rodrigo!


GENTE BACANA

QUE É SEMPRE BOM ENCONTRAR POR Aí

1

2

3

4

5

Foto 1 - Os noivos Amanda Azevedo e Raphael Rangel Oliveira, em momento carinho no altar. Foto 2 - Marly Paes Rangel, avó materna do noivo Raphael, com as filhas Bebete, mãe do noivo, Cristiane, Cássia e Mônica. Foto 3 - Afonso Oliveira, pai do noivo, e Giseli Santos de Andrade. Foto 4 - Silvana e Arizo Azevedo Junior, pais da noiva. Foto 5 - Os irmãos do noivo Gilberto, que se casa em setembro, e Davi Rangel Oliveira. Aguiar Andrade e a filha Paola Sardemberg. Cantaram parabéns com bolo e tudo mais. Ela é uma boa companheira de vida e ninguém pode negar. Viva!!!

ORGULHO

O campista Douglas Dogão, na foto com a mulher Fernanda e o jogador Cafú, craque de bola, zagueiro do time do São Bernardo/SP foi premiado como o melhor zagueiro do Paulistão A2 Itaipava. A cerimônia aconteceu no Espaço das Américas com a presença forte da cúpula do futebol brasileiro. A gente torce, apoia e se orgulha pela conquista.

Silvia Bussade Braz com as filhas Maria Antônia, Maria Vitória e Maria Isabela, foram fotografadas pra edição Dia das Mães da revista Vogue, uma família linda, que a gente fica honrada das raizes campistas.

Afonso Oliveira e Bebeth Rangel, pais do Raphael Rangel Oliveira, que se caou com Amanda Cordeiro Azevedo, com cerimônias lindas na semana que passou, não dão trégua ao mundo social e aos amigos intimos e já em setembro casam o outro filho deles, Gilberto, que tem nome do avô paterno. O rapaz se unirá a bonita Maria Teresa Pessanha com outra festança para marcar 2018 a agenda da família. Só faltou o Davi, mais novo, que ainda não pensa no assunto, mas já tem seu coração fisgado pela Julia Macedo. A derma Ana Maria Pellegrini e nutricionista Ana Rosa Zaro, viram as portas de sua loja de produtos para o bem estar do corpo, reabrir com cara de grande centro e um bando de gente bacana fazer o entra e saiu badalado no dia da inauguração. Ambas tem prestigio pra isso e foram anfitrias de primeira do início ao fim da festa. A bacana Ivana Gasparini, que ama festas e viver com intensidade, aniversariou na semana que passou e festejou entre amigas. Reservou o espaço de restaurante famoso na Pelinca e levou sua troupe toda pra lá. Tem charme nas veias e amabilidade no coração, com o dom de prestigiar os amigos na forma mais gentil que tem. Mereceu cada beijo estalado que ganhou e os sinceros desejos de feliz aniversário que nao cessou o dia inteirinho. Viva ela!!! Patrícia Cordeiro, mesmo após o cargo de presidente da Fundacao Cultural Jornalista Oswaldo Lima, no governo Rosinha Garotinho, tem dedicado tempo e hora a cultura da região. Hoje atua como Conselheira Estadual de Cultura, pela sociedade civil, desde a sua brilhante apresentação na Conferencia Regional organizada pela Secretaria de Cultura do Estado, que aconteceu em Macaé. Marluce Sardemberg passou a noite de seu aniversário rodeada de gente do lado esquerdo do peito, todos bem posicionados na mesa de um dos bons restaurantes da cidade. Foi surpreendida com esse mimo carinho organizado pela amiga Carolina

Falando nas Bussade, Beth Bussade mãe, foi com a trinca de filhas Silvia, Maria e Isabela, ao show Caravanas do cantor Chico Buarque em São Paulo, mais precisamente na casa Tom Brasil, quando todo o registro audiovisual do espetáculo servirá de imagen para o lançamento de um DVD e álbum duplo. Gilberto Monteiro Cruz foi aniversariante da semana. O desejo era passar sem maiores alaridos, mas nunca consegue pelo prazer de receber que tem a mulher Lia Miriam e ação do seu fã clube de amigos que não permite o anonimato, aquele que conquistou por toda uma vida. da casa sempre aparecem para o abraço apertado e vão ficando. Por mais intimo que seja, os poucos que surgem já vira uma festa. Com saúde debilitada, Ângela Neto está se restabelendo de momento delicado que a levou a ficar dias internada e clínica da cidade. De Niterói, para atenção especial, a filha Conchita Motta, fica no vai e vem sem cessar.

FORÇA BRUTA Ivana Gasparini festejada por Isabel Faria, Bebel Rodrigues e Graça Lacerda.

GENTE NOSSA

Tininha Moll Andrade / Livia Barbosa e a mãe Rita de Cassia.

Fernanda Paes foi para o Rio ver a moda que gira no evento Veste Rio, a força bruta da revista Vogue e revista Ela, de O Globo, para manter viva a moda carioca tão bacana para comercializar com o mundo. Com ela a Silvinha Ribeiro Gomes Tinoco, que também ama esse universo fashion. Tem restaurante off Rua das Pedras, que anda fazendo sucesso com charme em Búzios. É o Caetano, dos argentinos Lili e Alê Palma, em Geribá, que também está fora do circuito Porto da Barra. Fica no Acqua Barra. A campista Angela Barroso conhece e fala bem. O bebê que Elaine Navarro espera, dela e do marido Leandro, ja ganhou muitos mimos dos amigos e familiares. O Chá de Fraldas teve uma super produção de amigas/tias de coração com tudo que tinha direito. Que venha Laura, que tem um mundo de gente, ansiosamente, a aguardando aqui fora. Cristiane e Marcelo Sarmento Alexandre sofrendo com a perda irreparável do Sr. Gil Alexandre, pai dele e sogro dela, que além de criar uma família com total dedicação e amor, deixou uma história de vida bonita que deixa como legado e memória de um ser humano feliz pelo tempo que passou neste mundo.

Instituição de ensino de Campos distribuiu livros em pontos de ônibus do Terminal Rodoviário da Beira Rio e na Praça São Salvador. Bacana esse passo de incentivo e acesso a cultura, ao prazer de ler, do saber. A iniciativa foi denominada “Leitura no Ponto” comandado por Juliana Falcão, que coordena curso de Pedagogia na cidade. É assim que comemoram o Dia Nacional do Livro e o Dia Nacional do Livro Infantil, comemorados em 2 e 18 de abril, respectivamente. Ao todo foram distribuídos cerca de 300 livros, de diversos gêneros (gibis, literatura, infanto-juvenil e até receitas), adquiridos por meio de uma campanha de doação comandada pela entidade.

Sabe-se lá como isso aconteceu, mas as falhas acontecem e a nota truncou. Faltou parte do texto bacana, na última edição, que falava sobre o ator campista Cirilo Luna, orgulho nosso pela expressiva atuação e vários papeis de cinema, novela, teatro e comerciais de tv em solo nacional. Então vamos lá... tudo de novo: "Muitos não sabem que o robusto Selésio, o sensual jardineiro do convento da novela global "Deus Salve o Rei", é campista. Mas é fácil reconhecer o ator Cirilo Luna pelas inúmeras vezes que já emprestou sua imagem para comerciais de tv como os das sandálias Havaianas, contracenando com Rodrigo Santoro, do medicamento Estomazil, da telefonia TIM, do biscoitos Club Social, dentre outros e atuou em filmes como O Escaravelho do Diabo e Assalto ao Banco Central, da novela Novo Mundo e por ai vai uma fazem parte do vasto currículo do conterrânea de fama na carreira artística. Sempre que é possível aparece na cidade e é visto de vem quando por Campos. O sobrinho da ex vereadora Auxiliadora Freitas tem arrancado suspiros dentro e fora da tela, com as cenas sem camisa, desnorteando até as freiras do convento.

VIDA BANDIDA Casal bacana: Diana e Lauro Santos.

Assalto na noite de quinta-feira passada, na rua Carlos de Lacerda, nas imediações do Jardim São Benedito, quando um larápio abordou estudante que tentava, desesperadamente e ao gritos, uma fuga com possibilidade de socorro. Não teve jeito, foi alcançada pelo veículo que levava o ladrão em contra mão na rua e com motorista audacioso que colaborou com assalto e fuga do ladrão. Lá foram eles com a bolsa e todos os pertences da moça. Pasmem, o carro do assalto era um táxi. Não tá fácil pra ninguém mesmo.

TAMAR

O apoio do Porto do Açu à comemoração do Projeto Tamar, pelos 35 milhões de filhotes de tartarugas liberados ao longo da costa brasileira, foi com atividades de educação ambiental e soltura simbólica de filhotes realizadas em Farol de São Thomé. A celebração foi realizada na sede do Parque Estadual da Lagoa do Açu e incluiu exposição e palestras, além de contação de histórias e concurso de poesias e desenhos, enPaola Sardemberg com Carolina Aguiar volvendo alunos da região. Cerca de 50 de crianças participaram das festejando Marluce Sardemberg pelo niver. atividades.


Os papais Hugh Honorato e Paula Marsicano comemorando o niver da sua Liz

A lind

ariah Albern a daminha M

Dan Coutinho

cheio de marr

Liz Marsicano de na sua linda fe Souza arrasando sta

az Sant'anna

a

A princesa Manu D'Ân

gelo Queiroz

O príncipe Bernardo Tripari de Oliveira Peixoto

O "Baby-Chef " vegano Éron Azevedo

armoso O primeiro aninho mais ch de Sophia Dias

Labirinto Ajude o índio a encontrar a sua caça.

A anjinha Evelyn So

ares

Flávia Freitas toda

blogueirinha


7

Alimentos que melhoram o seu sistema imunológico

Boa semana, estamos expostos a agentes que podem afetar nossa saúde, por isso é importante que tenhamos bons hábitos alimentares, que pratiquemos esportes com intuito de melhorar essa resposta é aumentar nossas defesas. Destaquei alguns alimentos que serão seus aliados para uma saúde plena.

1 2

Salmão Rico em omega 3, que ajuda na regulação de algumas células imunológicas e é anti-inflamatório.

Karen Fauaz

Alho O alho é usado em vários preparos do nosso dia a dia. O que muitos não sabem é que o alho possui uma dose grande de selênio e zinco, que são essenciais para a melhoria do sistema imunológico. Para aproveitar o seu efeito benéfico consuma o alho cru.

3

4 Eduardo Gondin

Iogurte natural É rico em probióticos, bactérias benéficas para o intestino e importantes para o fortalecimento das células do sistema imune.

Cebola Outro alimento muito comum para temperar pratos do dia a dia do brasileiro é a cebola. Devido à presença da quercetina presente nela, esse alimento auxilia na saúde de pessoas alérgicas e que passam por um tratamento contra uma doença viral, onde o corpo precisa de reforço no sistema imunológico para eliminar o problema. Assim como o alho, a cebola tem seus benefícios potencializados quando consumida crua. Mas não deixe de usar a cebola em outros preparos.

Liliana Porto

5

Gengibre O gengibre pode ser usado como tempero, chás, cozidos, sucos e em diversas receitas. Essa raiz poderosa ajuda o sistema imunológico porque mata bactérias e carrega uma boa dose de vitamina B6, além de ter vitamina C.

6 Jhenyffer Borges

Couve A couve é usada em sucos detox justamente porque ela uma folha faxineira. Limpa o organismo de tudo o que tem de ruim e é um baita anti-inflamatórios. Além disso, a couve ajuda na cicatrização e renovação das células. Ela é capaz de limpar o organismo de dentro para fora.

7

Miguel e Matheus Oliveira

Acerola A acerola também ajuda a aumentar a imunidade por ser rica em vitamina C. Além disso, a acerola possui potássio, uma dose baixa de carboidratos. Opte por consumir a acerola como é colhida da árvore. O segredo é uma dieta balanceada, prática de atividades físicas e visitas regulares ao seu médico. “Determinação, coragem e auto-confiança são fatores decisivos para o sucesso. Se estamos possuídos por uma inabalável determinação, conseguiremos superá-los. Independentemente das circunstâncias, devemos ser sempre humildes, recatados e despidos de orgulho” Dalai Lama Fiquem com Deus  Diego Motta dmottanutricionista@gmail.com 99777-6869

Rodrigo Ulrick


PÁGINA

"Que as nossas almas sigam irmanadas na utopia de um mundo cuja a maior loucura seja a dignidade de todos os homens. Cuja a alegria de uns não esteja alicerçada na desgraça de de inúmeros outros. Cuja a esperança sobreviva ao caos. Onde o pão nosso de cada dia esteja à mesa recheado de sonho e poesia." (Eduardo Galeano) Não é fazer o jogo da Pollyana que fica feliz com tudo! Não é ter medo de jogar o "jogo do contente" que pode encobrir o medo da felicidade genuína!

11

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

"Nada é tão nosso como os nosso sonhos..."

Desejar muito que tudo dê certo - mesmo sabendo que o conflito indica que alguma coisa está errada! A fotógrafa Márcia Lysandro com seu presente maior! Lívia Souza em seus 15 anos - por Moacir Sales.

Padre Juarez e Carla Machado em festa de Nossa Senhora da Penha.

Rita Bicudo em Machu Pichu.

Um foco em Renata Campista.

Nathália Souza além de bela é doce! Foto de Edouh Moraes.


PÁGINA

12

15 A 21 DE ABRIL DE 2018

@ju_ribeiros

Veste Rio

Moda, close e muito business

Sílvia Bussade Braz toda maravilhosa num close especial para a coluna no Veste Rio.

A Firjan junto com o Sindvestnf levou um grupo bacana de Campos para o evento que reúne as principais tendências do cenário da moda, o Veste Rio. Legal observar a seriedade e o cuidado deles com o grupo, adorei o rolê!

Grupo Firjan: Daniel Leça, Luiz Carlos Damião e Monalisa Crespo.

Marina Loures, presença linda no Veste Rio.

Ana Paula e Vítor Félix badalam as tendências do Veste Rio.

Dani Guimarães também marcou presença no evento.

Turma da moda: Adriana Cabral, Sther Ferraz, Wyster Marins, Daniel Leça e Morena Carneiro

Ana Pellegrini, Erika Guerra e Ana Rosa, em noite de inauguração.

Time forte: Mirna Rangel, Guilherme Morais, Paulinha Coutinho e Gustavo Coelho.

A turma animada que saiu daqui para o Veste Rio através da Firjan e Sindvestnf numa iniciativa super bacana de ver de perto as tendências do verão 2019.

Jornal3avia_Edicao80  
Jornal3avia_Edicao80  
Advertisement