Page 1

VALORES PRÓPRIOS

21

UNBABEL

STARTUPS

Vasco Pedro, um dos speakers do evento Vasco Pedro, one of the speakers at the event

Ideias de sucesso com carimbo do Técnico Success ideas with Técnico’s approval

NOVEMBRO/DEZEMBRO NOVEMBER/DECEMBER 2017

WEB SUMMIT

Técnico em todas as frentes no maior evento de tecnologia do mundo Técnico in all fronts at the world’s biggest technology event


Direção Editorial / Editorial Direction: Arlindo Limede de Oliveira, Luís Caldas de Oliveira, Luís Miguel Silveira, Palmira Ferreira da Silva Editores / Editors: André Pires, Marta Pedro Direção de Arte / Art Direction: Tiago Machado Designers: Patrícia Guerreiro, Telma Baptista, Tiago Lopes Distribuição e Publicidade / Distribution and Advertising: GCRP gcrp@tecnico.ulisboa.pt Editora / Publisher: Instituto Superior Técnico Av. Rovisco Pais, 1 1049-001 Lisboa Tel: (+351) 218 417 000 Fax: (+351) 218 499 242 Impressão / Printing: Jorge Fernandes, Lda Rua Q.ta Conde de Mascarenhas N9 Vale Fetal 2825-259 Charneca da Caparica Tel.: 212 548 320 Fax: 212 548 329 Edição / Edition: 21 Periodicidade / Periodicity: Bimestral/ Bimonthly Tiragem / Circulation: 5.000

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

VALORES PRÓPRIOS


EDITORIAL/EDITORIAL

LUÍS CALDAS DE OLIVEIRA VICE-PRESIDENTE/VICE-PRESIDENT

dores WebSummit. Aos membros de equipas envolvidas em projetos de empreendedorismo foram oferecidos 10 pacotes Alpha de até 3 bilhetes por equipa. Finalmente foram sorteados entre os restantes interessados os cerca de 200 bilhetes oferecidos por contrapartida da colaboração do Técnico. Se juntarmos os alunos do Técnico envolvidos em equipas Alpha selecionadas pela Startup Portugal, os que adquiriram bilhetes de um dia para jovens entre os 16 e 23 anos e os nossos alumni, a comunidade do Técnico esteve presente nesta WebSummit com mais de mil pessoas. No evento esteve também uma equipa de comunicação do Técnico que difundiu as informações com interesse para a nossa comunidade. Esta edição da revista VP apresenta um resumo desse trabalho. Espero que possa contribuir para aumentar impacto do Técnico na próxima edição da WebSummit.

EN This quote from science fiction author William Gibson describes well my experience during the last edition of WebSummit. That week, the future was in Lisbon and it was not only in the presentations of today’s most relevant companies. The future I saw on WebSummit was the combination of cooperation and competition between people around the world, with the goal of delivering value to society. This “coopetition” stems from the enormous risk of failure faced by entrepreneurs and leads to an understanding of the advantages of collaboration and sharing of results when compared with the usual competitive secrecy in large companies. The “coopetition” was not evident on the WebSummit stages, nor was it mentioned in the media, but it hap-

pened in the conversations and meetings that occurred at any moment during the event and outside it, whether they were fortuitous, while queuing for coffee or with the person sitting next to us in the audience, whether it was previously scheduled in social networks or in the event app. To offer this experience to a wider fraction of its community, Técnico increased its involvement in this edition of WebSummit. In the beginning of the semester, TT@Técnico, the technology transfer office, launched a survey that resulted in a list of about 1700 contacts of students, faculty, researchers and staff interested in the event. Some of them were already part of the 400 Técnico volunteers selected by the organization. Students of IT courses were given the opportunity to be Rogue Wi-Fi Hunters and students over the age of 23 were offered the possibility to be one of the 80 WebSummit ambassadors. Team members involved in entrepreneurship projects were offered 10 Alpha packages of up to 3 tickets per team. Finally, a lottery was conducted among the remaining names to award about 200 tickets offered in exchange for Técnico collaboration. If we add the Técnico students involved in the Alpha teams selected by Startup Portugal, those who bought one-day tickets for 16 to 23 years old and our alumni, the Técnico community was present in this WebSummit with more than one thousand people. A Técnico communication team was also in the event broadcasting information of interest to our community. This issue of VP magazine presents a summary of that work. I hope that it may contribute to increase Técnico impact on the next edition of WebSummit.

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

PT Esta frase do autor de ficção científica William Gibson descreve bem a minha experiência durante a última edição da WebSummit. Nessa semana, o futuro esteve em Lisboa e não foi apenas nas apresentações das empresas mais relevantes na atualidade. O futuro que vi na WebSummit foi a combinação entre cooperação e competição entre pessoas de todo o mundo, com o objetivo de oferecerem valor à sociedade. Esta “coopetição” advém do enorme risco de insucesso que os empreendedores enfrentam e que conduz ao entendimento das vantagens da colaboração e da partilha de resultados face ao sigilo competitivo habitual nas grandes empresas. A “coopetição” não estava patente nos palcos da WebSummit, nem foi referida na comunicação social, mas acontecia nas conversas e encontros que ocorriam a todo o momento durante o evento e fora dele, quer fossem fortuitos, na fila para o café ou com a pessoa sentada ao nosso lado na plateia, quer agendadas previamente nas redes sociais ou na app do evento. Para oferecer esta experiência a uma fração mais ampla da sua comunidade, o Técnico aumentou o seu envolvimento nesta edição da WebSummit. No início do semestre, a área de transferência de tecnologia, TT@Técnico, lançou um inquérito que resultou numa lista com cerca de 1700 contactos de alunos, docentes, investigadores e funcionários interessados no evento. Alguns deles pertenciam já aos 400 voluntários do Técnico selecionados pela organização. Aos alunos de cursos de TIC foi dada a oportunidade de serem Rogue Wi-Fi Hunters e aos alunos com mais de 23 anos a possibilidade de serem um dos 80 embaixa-

P—3

O futuro já cá está, só não está uniformemente distribuído The future is already here, it’s just not evenly distributed


DESTAQUES/HIGHLIGHTS 2017

PARCERIA/PARTNERSHIP

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

Novo pólo do IPFN na Universidade da Madeira New IPFN centre at the University of Madeira

EVENTO/EVENT

P—4

Conferência sobre os 50 anos das inundações de novembro de 1967 1967 November floods 50th anniversary conference

VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

PT O terror, o caos, a destruição, a conjuntura política e o papel determinante dos movimentos estudantis na ajuda à população que foi devastada com as cheias de novembro de 1967 foram, no dia 28 de novembro, recordados numa conferência no Técnico, promovida por antigos dirigentes associativos. O programa vasto, com vários intervenientes e muitas histórias para contar, deixava antever uma larga adesão, e assim foi. Participantes de várias idades preencheram as dezenas de cadeiras do Salão Nobre e viajaram 50 anos no tempo através das memórias e sapiência dos oradores. “As cheias geraram, entre tantas outras coisas, um misto de humanismo e de responsabilidade social tremendos. Os estudantes tiveram um papel reativo perante tudo o que estava a acontecer e isso foi fulcral”, afirmava José Pacheco Pereira, um dos oradores convidados. “A complexidade da história é pedagógica para os mais novos e por isso faz todo o sentido estarmos aqui”, acrescentou. Um dos momentos mais comoventes de toda a sessão foi a passagem do vídeo que retratava os estragos, a destruição e até a morte.

EN The terror, chaos, destruction, political conjuncture, and the key role played by student movements in helping the population that was devastated by the November floods of 1967 were remembered in a lecture at Técnico on November 28th, promoted by former student union leaders. A vast program, with plenty of participants with so many stories to tell, was likely to be widely successful — and so it was. Different generations filled the dozens of Noble Hall seats and traveled 50 years in time through the memories and wisdom of the speakers. “The floods generated, among many other things, a mixture of tremendous humanism and social responsibility. The students had a reactive role in the face of everything that was happening and that was crucial”, said José Pacheco Pereira, one of the invited speakers. “The complexity of the event is pedagogical for the younger ones and so it makes sense for us to be here” he added. One of the most moving moments of the whole session was the showing of the video that portrayed all the damage, destruction, and even death.

PT O Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear (IPFN) passará a deter um pólo de investigação na Universidade da Madeira (UMa). A criação foi oficializada com a assinatura de um protocolo entre o Técnico e a UMa, que decorreu no Colégio dos Jesuítas do Funchal, e que contou com a presença do presidente do Técnico, o professor Arlindo Oliveira, do reitor da Universidade da Madeira, o professor José Carmo, e, claro, do presidente do IPFN, Bruno Soares Gonçalves. “Sendo o Técnico a maior escola de engenharia do país, tem a responsabilidade de criar e dinamizar parcerias com outras unidades, de forma a contribuir para a criação de massa crítica”, destacou o professor Arlindo Oliveira. A unidade de investigação será sediada no Departamento de Física da UMa, detendo autonomia financeira e científica, e estando previsto que a integrem, para já, 9 investigadores: 5 doutorados, 2 alunos de doutoramento e 2 bolseiros de investigação, trazendo mais valias para ambas as partes. EN The Institute for Plasma Research and Nuclear Fusion (IPFN) will have a research centre at the University of Madeira (UMa). The official founding protocol was signed by Técnico and the UMa at the Jesuit College in Funchal. IST President Professor Arlindo Oliveira, University of Madeira Rector Professor José Carmo and IPFN President Bruno Soares Gonçalves attended the event. “Since Técnico is the largest engineering school in the country, it has the responsibility of establishing and invigorating partnerships with other units in order to bring about critical mass”, said Professor Arlindo Oliveira. The research unit will be headquartered in UMa’s Physics Department, with financial and scientific autonomy, and it is expected to integrate 9 researchers: 5 PhDs, 2 doctoral students, and 2 research fellows, bringing more value to both parts.


As questões desafiantes da obra Mentes Digitais já podem ser lidas em português The challenging questions of Digital Minds now available in Portuguese

Investigador do Técnico lidera o T-MOSAiC, projeto internacional no Ártico IST Researcher leads Artic international project T-MOSAiC

EN The place chosen for launching the Portuguese version of the book Digital Minds: The Science Redefining Humanity, by Professor Arlindo Oliveira, could only be Técnico itself. In addition to the clear connection of the author to the institution, the fact that the book is now published by IST Press dictated the choice, and so the Noble Hall hosted the ceremony on November 24th. The presentation was led by two readers who were captivated by the book, colleagues but also friends of Professor Arlindo de Oliveira: Professor Mário Figueiredo, Professor at Técnico, and Professor António Costa Silva, invited Professor of the school and CEO of the group PARTEX OIL AND GAS. It was through their words that both those who have not read the book and those already immersed in its pages embarked on “the journey”, as both speakers defined the work. “This is a remarkable book that addresses crucial issues of our time” Professor António Costa da Silva stated in his first words.

PT João Canário, investigador e docente convidado do Técnico, é o líder de um projeto internacional no Ártico, o T-MOSAiC. A sua participação foi aprovada por unanimidade na reunião do grupo de trabalho de Ecossistemas Terrestres (TWG), e tem o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Pela primeira vez, Portugal assume a liderança de um projeto internacional no Ártico. O Projeto T-MOSAiC (Observatórios Terrestres Multidisciplinares para o Estudo dos Efeitos do Clima Ártico) é uma iniciativa do grupo de trabalho de Ecossistemas Terrestres (TWG) do Comité Internacional de Ciência Ártica (IASC). O projeto envolve 23 países, incluindo os 8 países árticos, e pretende conhecer melhor de que forma os ecossistemas terrestres e de água doce interagem com os outros componentes do sistema terra em resposta às alterações climáticas.

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

PT O lugar escolhido para o lançamento da versão portuguesa do livro “Mentes Digitais: a Ciência Redefinindo a Humanidade”, da autoria do professor Arlindo Oliveira, não podia ser outro senão o Técnico. Além da clara ligação do autor à casa, o facto de o livro ser agora editado pela IST Press ditou a escolha, e por isso o Salão Nobre acolheu, no dia 24 de novembro, a cerimónia de lançamento da obra. A apresentação foi conduzida por dois leitores conquistados pelo livro, colegas mas também amigos do professor Arlindo de Oliveira: o professor Mário Figueiredo, docente do Técnico, e o professor António Costa Silva, docente convidado da escola e CEO do grupo Partex Oil and Gas. Foi através das palavras de ambos que os que ainda não conheciam a obra, ou mesmo os que já se tinham deixado agarrar pelas suas páginas, embarcaram “na viagem”, como ambos os oradores definiram a obra. “Este é um livro notável, que coloca as questões cruciais do nosso tempo”, declarou, logo nas primeiras palavras, o professor António Costa da Silva.

EN João Canário, a researcher and guest lecturer at Técnico’s, is the leader of an international project in the Arctic, T-MOSAiC. His participation was unanimously endorsed at the meeting of the Working Group on Terrestrial Ecosystems (TWG) and has the support of the Foundation for Science and Technology. For the first time, Portugal takes the lead in an international project in the Arctic. The T-MOSAiC Project (Multidisciplinary Terrestrial Observatories for the Study of Arctic Climate Effects) is an initiative of the International Arctic Science (IASC) Working Group on Terrestrial Ecosystems (TWG). The project involves 23 countries, including the 8 Arctic countries, and aims to a better understanding of how terrestrial and freshwater ecosystems interact with other components of the Earth system while responding to climate change.

P—5

INVESTIGAÇÃO/RESEARCH

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

EVENTO/EVENT


DESTAQUES/HIGHLIGHTS 2017

ESCOLA/SCHOOL

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

17 anos do Campus Taguspark IST-17 years of Taguspark Campus

EVENTO/EVENT P—6

Tomada de posse dos novos órgãos sociais da AEIST New AEIST board members take office

VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

PT Foi uma cerimónia emotiva aquela em que, no dia 10 de novembro, os novos órgãos sociais da Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico (AEIST) tomaram posse. A união entre a direção que cessou funções e a que agora as inicia ecoava em todas as palavras e gestos que pautaram o evento. Na hora da despedida, e ao fim de 361 dias de mandato, as palavras do ex-presidente da AEIST, João Silva, abordaram o passado, mas centraram-se sobretudo no futuro, “como ele será e como deve ser”. “Só assim poderemos construir uma AEIST cada vez melhor”, acrescentou de seguida o presidente cessante. O recém-empossado presidente da AEIST, Alexandre Passo, sabe bem o que o espera. No seu discurso, exprimiu a vontade de continuar a representar da melhor forma “a maior associação de estudantes do país”. “O objetivo fundamental da AEIST é, e sempre será, garantir a representação dos estudantes do Técnico, assegurando que todos e quaisquer problemas venham a ser resolvidos, assegurando que os alunos têm condições para desenvolver todo o seu potencial”, reiterou Alexandre Passo.

EN It was on an emotional ceremony that the new governing bodies of IST Students’ Union (AEIST) took office, on November 10th. The bond between the board that ceased functions and the one that now takes over echoed in all words and gestures that guided the event. At the time of farewell, and after 361 days in office, the words of the former AEIST President, João Silva, addressed the past, but focused, above all, on the future, and on “how it will be and how it should be.” “This is will be the only way for us to build an ever better AEIST” the former President added. The newly-appointed AEIST President, Alexandre Passo, is well aware of what awaits him. In his speech, he expressed the desire to continue to represent in the best way “the largest students’ union in the country.” “The fundamental objective of AEIST is, and always will be, to assure the representation of Técnico students, ensuring that any and all problems will be solved and that students are able to develop their full potential”, reiterated Alexandre Passo.

PT Desde logo ao cruzar a porta, e mesmo antes da hora, era ao som da Tuna Mista do Instituto Superior Técnico que se ia fazendo a festa de aniversário do Campus Taguspark, no dia 6 de novembro. No átrio central, espalhados pelos vários puffs, os alunos aguardavam ansiosamente por cantar os parabéns e provar o bolo gigante, que denunciava os 17 anos que o campus comemorava. A estes rapidamente se juntaram professores e funcionários, completando o ambiente de festa. O anfitrião do evento, o professor Luís M. Correia, vice-presidente do Técnico para a gestão do campus, abriu a cerimónia expondo o programa “diversificado e animado” preparado para celebrar a ocasião, e que já se iniciara no dia 4 de novembro, com uma atividade de Responsabilidade Social, em que a comunidade do Técnico foi convidada a plantar uma árvore. No seu curto discurso, o professor Luís M. Correia agradeceu “a todos os que têm feito parte deste caminho”, passando as atenções para o espetáculo de sevilhanas que se seguiu. EN When crossing the door from the very beginning, and even before the scheduled-time, it was to the sound of the Mixed Tuna of Instituto Superior Técnico that the Taguspark campus birthday party was being celebrated on November 6th. In the central atrium, scattered around the various puffs, the students waited anxiously to sing “Happy Birthday” and to taste the giant cake that announced the 17 years of the campus. They were quickly joined by teachers and staff, completing the party atmosphere. The event’s host, Professor Luís M. Correia, Vice-President of Técnico’s Campus Management, opened the ceremony by presenting the “diversified and lively” program that was organised to celebrate the occasion, which started on November 4th, with a Social Responsibility event that invited Técnico’s community to plant a tree. In his short speech, Professor Luis M. Correia thanked “all those who have been part of this journey”, turning their attention to the show of Sevillanas that followed.


Dia da Graduação do Técnico na Aula Magna Técnico Graduation Day at Aula Magna

Mais três empresas aderem à comunidade IST Spin-Off Three more companies join the IST Spin-Off community

EN The story of the 2017 edition of Graduation Day could well be summed up in the phrase uttered during the ceremony, which took place in November 25th, by the Vice-Rector of the Universidade de Lisboa (ULisboa), Professor António Feijó, who, quoting Fernando Pessoa, tried to translate the feelings of that moment: “Sometimes we feel good after a hard-working day.” But nothing better translates the event than the smiles of family and friends who populated the Aula Magna, or the confident and triumphant expressions of the 299 graduates as they descended the staircase of the Noble Hall of the Rectory of ULisboa, in order to fetch the diplomas that symbolise the end of this chapter. After the respective course coordinators handed them out, and while already seated in the first rows, it was time for the finalists to hear the words that the participants of the ceremony prepared exclusively to greet them. One of the recent graduates was, of course, among the speakers. Speaking almost always in the plural, João Pires, representing all the others, said that the future awaits them “and what Técnico expects of us is that we never forget what drives us” he said.

PT “Estamos aqui para celebrar as ideias malucas dos nossos antigos alunos”, começou por dizer, na abertura do 9.º encontro da Comunidade IST Spin-Off, o professor Luís Caldas de Oliveira, vice-presidente do Técnico para o Empreendedorismo e Ligações Empresariais. O evento teve lugar no Salão Nobre, a 22 de novembro, e juntou os representantes das 53 empresas que já integravam a comunidade, assim como alguns alunos e docentes da casa, para receber as três empresas de antigos alunos que se juntam ao lote: a Chill Time, a Landing.jobs e a Charge2C-NewCap. “Uma empresa em volta de uma patente”, “uma start-up que leva pessoas ao mercado” e um “projeto ligado ao ramo dos jogos, mas que não se esgota aí” — foi assim que o professor Luís Caldas de Oliveira, definiu as três novas empresas, que “com todo gosto vemos juntar-se à comunidade”.

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

PT A história da edição de 2017 do Dia da Graduação podia bem resumir-se à frase proferida durante a cerimónia do dia 25 de novembro, pelo vice-reitor da Universidade de Lisboa (ULisboa), o professor António Feijó, que, citando Fernando Pessoa, tentava traduzir as sensações do momento: “Por vezes, sentimo-nos bem depois de um dia em que trabalhamos muito”. Mas nada traduz melhor o evento do que os sorrisos dos familiares e amigos que decoraram a audiência da Aula Magna, ou a expressão convicta e triunfante dos 299 graduados enquanto desciam a escadaria do Salão Nobre da Reitoria da ULisboa, em busca dos diplomas que simbolizam o final desta etapa. Depois da entrega dos mesmos pelos respetivos coordenadores de curso, e já sentados nas primeiras filas, foi altura de os finalistas ouvirem as palavras que os intervenientes da cerimónia preparam exclusivamente para os saudar. Como não podia deixar de ser, entre as várias intervenções foi dada a palavra a um dos recém-graduados, João Pires. Falando quase sempre no plural, representando os demais, afirmou que o futuro os espera e que “o que o Técnico espera de nós é que nunca nos esqueçamos do que nos faz mover”, rematou.

EN “We are here to celebrate the crazy ideas of our former students”, were the first words of Professor Luís Caldas de Oliveira, Vice President of Técnico for Entrepreneurship and Business Links, at the opening of the 9th IST Spin-Off Community meeting. The event took place in the Noble Hall, on November 22nd, and gathered the representatives of the 53 companies that were already part of the community, as well as some in-house students and teachers, to welcome the three Técnico alumni companies now joining the lot: Chill Time, Landing.jobs and Charge2C-NewCap. “A company around a patent”, “a start-up that brings people to the market”, and a “project related to the gaming industry, but that is not limited to it” — this was how professor Luís Caldas e Oliveira, outlined the three new companies that “we gladly see joining the community”.

P—7

EMPREENDEDORISMO/ENTREPRENEURSHIP

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

EVENTO/EVENT


DESTAQUES/HIGHLIGHTS 2017

EVENTO/EVENT

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

Os desafios da cibersegurança The challenges of cyber-security

INVESTIGAÇÃO/RESEARCH

P—8

Docente do Técnico está pela quarta vez consecutiva entre os investigadores mais citados do mundo Técnico teacher is, for the fourth consecutive time, among the most cited researchers in the world

VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

PT Na lista onde são elencados os cientistas que estão a influenciar a ciência mundial, a Highly Cited Researchers 2017, publicada pela Clarivate Analytics, está o nome de um docente do Técnico. O professor Mário Figueiredo, também investigador do Instituto de Telecomunicações (IT), tem sido uma presença assídua ao longo dos últimos quatro anos nesta lista, uma inclusão que deixa o investigador do IT “orgulhoso”, como o próprio partilha. “É gratificante verificar que o trabalho que fiz — ou melhor, em que participei, pois quase todo este trabalho é feito em colaboração com colegas e estudantes sem os quais não seria possível — ao longo da última década e meia tem tido impacto e influência significativos”, afirma o professor Mário Figueiredo. São nove os artigos do professor que são responsáveis por esta presença, e versam sobre algoritmos que permitem resolver problemas de restauração ou reconstrução de sinais e imagens: por exemplo, remoção de ruído, restauração de imagens desfocadas, etc.

EN The list of the most influencing scientists for world science, Highly Cited Researchers 2017, released by Clarivate Analytics, comprises the name of a Técnico Professor, Professor Mário Figueiredo, who is also a researcher at the Institute for Telecommunications (IT). His presence in this list has been constant throughout the last four years, an inclusion that makes the IT researcher “proud”, as he himself shared. “It is gratifying to note that the work I did, or rather in which I participated, as almost all this work is done in collaboration with colleagues and students, without whom it would not be possible, over the past decade and a half has had significant impact and influence”, says Professor Mário Figueiredo. There are nine articles written by the Professor that are responsible for this presence. They address algorithms that solve restoration problems or reconstruction of signals and images, such as noise removal, restoration of blurred images, etc.

PT Um painel de peritos na matéria, onde várias perspetivas estavam bem representadas, um tema atual que tem dado que falar no último ano, e várias dezenas de alunos ou trabalhadores da área prontos a absorver todas as palavras proferidas — foram estes os ingredientes que fizeram da conferência “Cibersegurança, Uma Prioridade Nacional” um evento de sucesso. Foram cinco os especialistas convidados a integrar o painel da segunda edição do Ciclo de Conferências “Inovação, Sociedade e Tecnologia”, que se realizou no dia 20 de novembro, no Salão Nobre do Instituto Superior Técnico. “A nossa estratégia nacional é transversal, mas será tão boa como a sua execução se verifique”, começou por destacar o Contra-Almirante António Gameiro Marques, diretor-geral do Gabinete Nacional de Segurança (GNS), e um dos oradores convidados. “As pessoas não têm essa consciência, mas há pens programadas para retirar informação e cabos de rede que são portas fáceis para invadir um sistema”, alertou o professor Pedro Adão, outro dos convidados. EN A panel of experts, representing a wide range of different points of view, a current theme that has been talked about in the last year, and several dozen students or workers of the field ready to absorb all the words — these were the ingredients that turned the conference “Cybersecurity, a National Priority” a successful event. Five experts were invited to attend the second edition of the cycle of conferences “Innovation, Society and Technology” took place on November 20th, at the Noble Hall of the Instituto Superior Técnico. “Our national strategy is transversal, but it will be as good as its execution” António Gameiro Marques, General Director of the National Security Office (GNS), and one of the invited speakers, began by pointing out. “People are not aware, but there are pen drives programmed to withdraw information and network cables that are easy doors to invade a system”, warned Professor Pedro Adão, one of the guests.


Professor Arlindo Oliveira assume mais um mandato como presidente do Técnico Professor Arlindo Oliveira begins another term as President of Técnico

Anant Agarwal, um revolucionário da educação Anant Agarwal, an education revolutionary

EN Ready for another term and enthusiastic about future goals — this is how Professor Arlindo Oliveira described himself at the inauguration ceremony that took place on November 6th. The event, held at the Noble Hall, gathered a wide audience, reflecting “the school’s unity around this unique candidate for the position”, as Paulo Martins, President of the School Council, said at the outset. After being reinstated by the Rector of the Universidade de Lisboa, Professor António Cruz Serra, the President of Técnico spoke of “the love and pride” that was cemented during the last three mandates, but mentioned also everything he proposes to achieve throughout the mandate that is now beginning. The remaining members of the Management Board took office: Vice Presidents Professors Luís Castro (Financial Management), Luís Correia (Campus Management Taguspark), José Marques (Campus CTN Management), Luís Miguel Silveira (International Relations), Fátima Montemor (Academic Affairs), Jorge Morgado (Administrative Management), Luís Guerra e Silva (Information and Communication Technologies), Luís Caldas de Oliveira (Entrepreneurship and Business), Palmira Ferreira da Silva (Communication and Image), João Gomes Ferreira (Facilities and Equipment), and the Administrator Dr. Nuno Pedroso.

PT “Como será o mundo em 2030? Que tipo de trabalhos teremos? Quantas profissões deixarão de existir?”, questionava o professor Anant Agarwal logo no início da sessão “Re-imaginar a Educação”, a que os alunos do Técnico puderam assistir no dia 15 de novembro, no Salão Nobre. As perguntas serviram apenas como “aperitivo” para a conversa, em que o CEO da edX, uma plataforma de ensino universitário à distância fundada por Harvard e pelo MIT, demonstrou a necessidade da educação evoluir. “O mundo mudou, as pessoas mudaram, mas a educação não”, referiu várias vezes, expressando, e ilustrando, com um certo sentido de humor, a necessidade de que “o sistema de ensino vá ao encontro do que as novas gerações procuram e das novas necessidades do mercado de trabalho”. É na tentativa de apresentar soluções que “cativem os alunos a querer aprender mais” que a edX vai crescendo, afirmou. “Estamos a revolucionar a educação”, acrescentou com convicção.

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

PT Pronto para mais um mandato e entusiasmado com os objetivos futuros — foi assim que o professor Arlindo Oliveira se assumiu na cerimónia de tomada de posse, que decorreu no dia 6 de novembro. O evento, contou com uma vasta audiência, um facto que reflete “a unidade da escola em torno deste candidato único ao cargo”, como referiu logo de início o professor Paulo Martins, presidente do Conselho de Escola. Depois de reempossado pelo reitor da Universidade de Lisboa, o professor António Cruz Serra, o presidente do Técnico usou da palavra para falar “do amor e do orgulho” que, ao longo dos três mandatos passados, foi cimentando, mas também de tudo o que se propõe alcançar neste que agora se inicia. Tomaram ainda posse os restantes membros do Conselho de Gestão: os(as) vice-presidentes professores(as) Luís Castro (Gestão Financeira), Luís Correia (Gestão do campus Taguspark), José Marques (Gestão do campus CTN), Luís Miguel Silveira (Assuntos Internacionais), Fátima Montemor (Assuntos Académicos), Jorge Morgado (Gestão Administrativa), Luís Guerra e Silva (Tecnologias de Informação e Comunicação), Luís Caldas de Oliveira (Empreendedorismo e Ligações Empresariais), Palmira Ferreira da Silva (Comunicação e Imagem), João Gomes Ferreira (Instalações e Equipamentos) e o administrador dr. Nuno Pedroso.

EN “How will the world be in 2030? What kind of jobs will we have? How many professions will cease to exist?” asked Professor Anant Agarwal at the beginning of the session Re-imagining Education, which the students of the Técnico were able to attend on November 15th in the Noble Hall. These questions were only the “appetiser” before the talk, in which the CEO of edX, a distance learning university platform founded by Harvard and MIT, demonstrated the need for education to evolve. “The world has changed, people have changed, but education has not”, he said several times, expressing and illustrating, with a certain sense of humor, the need for “the education system to meet what the new generations seek and the new needs of the labor market.” It is in the attempt to present solutions that “motivate students to want to learn more” that edX is growing, as he stated. “We are reinventing education”, he said with conviction.

P—9

EVENTO/EVENT

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

CERIMÓNIA/CEREMONY


MOOC Técnico Lisboa Cursos abertos online Open online courses Os cursos MOOC do Técnico são desenhados para oferecer a melhor formação online, com conteúdos relevantes e atuais. São cursos gratuitos e certificados, com creditação no Técnico Lisboa. Qualquer pessoa se pode inscrever e participar, sob o lema aprender onde e quando se quiser.

Formação numa transversalidade de áreas científicas Education in a wide range of scientific areas

Anyone can register and participate, under the motto “learn wherever and whenever you want”

Em todos os dispositivos, em qualquer lado Anywhere, anytime and on any device

O Técnico já era grande. Agora ficou maior. Técnico was great. Now it is greater.

mooc.tecnico.ulisboa.pt

The MOOC courses of Técnico Lisboa are open online courses designed to offer the best online education with relevant and cutting-edge contents. They are free, granting certificates.

De curta duração e maioritariamente em língua portuguesa

Com conteúdos multimédia e práticas de aprendizagem colaborativa

Short courses mostly in Portuguese language

With multimedia contents and collaborative learning practices


P — 12

This is Técnico

VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

Na campanha publicitária que pretendeu captar a atenção dos participantes estrangeiros da Web Summit, foram usados vários rostos de empreendedores desta escola The advertising campaign aimed at drawing the Web Summit foreign participants attention featured the faces of several Técnico entrepreneurs

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

EMPREENDEDORISMO/ENTREPRENEURSHIP


o olhar atento com que os participantes do evento fixavam aqueles rostos, não fossem lá dentro ter a oportunidade de esbarrar com eles. •

EN The Web Summit had not yet started and Técnico’s entrepreneurs were already in sight. Professor Ana Teresa Freitas, CEO of HeartGenetics, Cristina Fonseca, cofounder of Talkdesk, Vasco Pedro, CEO of Unbabel, and Jaime Jorge, founder of Codacy, represented four of the seven startups highlighted in this year’s publicity campaign This is Portugal. Their faces have flooded the main access routes to Web Summit, the ATM network, and various other digital media. The campaign was developed by Startup Portugal and was aimed at capturing the attention of the participants in the mega-technology event, both publicising national talent and showing that the country offers favourable ecosystem conditions for startups, giving the example of two foreign entrepreneurs who have moved to Portugal.

The accomplishments of Unbabel, which tries to break the world´s language barriers with its translation platform, and the breath of fresh air that Codacy’s code analysis platform brings to programmers, can be compared to historical achievements like that of Father Bartolomeu de Gusmão, when he built his flying ‘Passarola’: while Talkdesk’s irreverent innovation, with its cloud call center software, reminds us that we have been helping making the world smaller since 1519. [Fernão Magalhães organized the first circumnavigation of the globe from 1519 to 1522] The impact of Heart Genetics’ work in the health sector, by assisting the prevention of heart problems, was in turn compared to the impact of the book Treasury of the Poor, written by Pedro Hispano (Pope John XXI), a major health reference in the Middle Ages. Professor Ana Teresa Freitas, chosen to represent HeartGenetics, considers this comparison “a huge compliment.” “It was a really great opportunity and we are very proud of it. We look at it as the recognition that the company is growing and having an impact in its field”, stressed the startup’s CEO, also a professor at Técnico. “I was just the face of a great team at the forefront of entrepreneurship. We are immensely proud to be Portuguese and to be able to innovate in the health area while based in Portugal”, she adds. With regards to the list of names linked to the school that were chosen to represent the national entrepreneurial offer, Professor Ana Teresa Freitas points out that it “proves, once again, that we train very competent people at Técnico, with the courage to do better and change the world.” At the Web Summit’s entrance, in the front row, as a backdrop for a photo, or even while drinking an early morning coffee, it was often possible to spot the watchful eyes of participants looking at those faces, in case they have the opportunity to meet them inside. •

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

“Eu fui apenas o rosto de uma grande equipa que está na vanguarda do empreendedorismo” ~ “I was just the face of a great team at the forefront of entrepreneurship”

P — 13

DR

PT Ainda a Web Summit não tinha começado, e os empreendedores do Técnico já davam nas vistas. A professora Ana Teresa Freitas, CEO da HeartGenetics, Cristina Fonseca, co-founder da Talkdesk, Vasco Pedro, CEO da Unbabel e Jaime Jorge, fundador da Codacy, foram quatro representantes das sete startups destacadas pela edição deste ano da campanha publicitária “This is Portugal”. Estes rostos invadiram as principais artérias de acesso ao recinto da Web Summit, estendendo-se a iniciativa posteriormente à rede Multibanco, com divulgação em vários meios digitais. A campanha foi desenvolvida pela Startup Portugal, e tinha como objetivo cativar a atenção dos participantes do megalómano evento tecnológico, divulgando, quer o talento nacional, quer mostrando que o país oferece condições favoráveis ao ecossistema de uma startup, dando o exemplo de dois empreendedores estrangeiros que se mudaram para terras lusas. A proeza da Unbabel, que tenta, através da sua plataforma de tradução, quebrar as barreiras linguísticas no mundo, e a lufada de ar fresco que a plataforma de análise de código da Codacy foi para os programadores, são comparadas a feitos históricos como o de Bartolomeu de Gusmão quando construiu a Passarola. Já a irreverência da Talkdesk, com o seu software de call center na nuvem, relembra que ajudamos a tornar o mundo mais pequeno desde 1519. [Fernão Magalhães foi o responsável pela primeira viajem de circum-navegação ao globo entre 1519 e 1522] O impacto do trabalho desenvolvido pela HeartGenetics na área da saúde, ajudando a prevenir problemas cardíacos, foi, por sua vez, comparado ao efeito da obra “Tesouro dos Pobres”, de Pedro Hispano, o Papa João XXI, que se tornou a bíblia da saúde na Idade Média. A professora Ana Teresa Freitas, escolhida para representar a HeartGenetics, considera esta comparação “um enorme elogio”. “Foi uma oportunidade realmente muito importante e que muito nos orgulhou. Consideramos que foi o reconhecer de que a empresa está a crescer e a ter impacto”, frisou a CEO da startup, e também professora do Técnico. “Eu fui apenas o rosto de uma grande equipa que está na vanguarda do empreendedorismo. Temos imenso orgulho em sermos portugueses e em estar a conseguir inovar na área da saúde a partir de Portugal”, acrescenta. Sobre a panóplia de nomes com ligação à escola que foram escolhidos para representar a veia empreendedora nacional, a professora Ana Teresa Freitas salienta que esta escolha “vem comprovar, uma vez mais, que formamos no Técnico pessoas muito competentes e com a coragem necessária para fazer melhor e mudar o mundo”. À porta da Web Summit, na fila de entrada, como pano de fundo para uma foto, ou até enquanto se ingeria o café matinal, foram muitas as vezes que foi possível ver


ALUNOS/STUDENTS

Nos bastidores do sucesso Behind the Scenes of Success Voluntários e embaixadores, 480 deles do Técnico, foram cruciais na organização da cimeira tecnológica Volunteers and ambassadors — 480 of them from Técnico — were crucial for the organisation of the technology summit P — 14 VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

PT Os voluntários e os embaixadores eram dos primeiros a entrar e dos últimos a sair. Era fácil encontrá-los, porque, além de estarem em todo o lado, as t-shirts que os identificavam não os deixavam passar despercebidos — a apoiar as filas, a dar respostas, apontando direções, a registar e acompanhar os convidados, preparando material, evitando acidentes, ou, no geral e se preferirmos, a ser uma percentagem decisiva quando se fala no sucesso total do maior evento de tecnologia do mundo. Encontramos Inês Terrucha e Patrícia Silva, no segundo dia do evento, num disfarçado sprint entre um dos pavilhões da FIL e a Altice Arena. Foram duas dos oitenta embaixadores que o Técnico teve na Web Summit. Além da adrenalina — bem patente na respiração acelerada — a expressão delas evidenciava a importância de estarem ali, “num evento desta magnitude”, como o designam várias vezes ao longo da conversa. “Acho que o maior privilégio de lá ter estado foi essencialmente pelo networking que se faz, e pelas pessoas que tive a oportunidade de conhecer”,

EN They were the first to come in and the last to leave. It was easy to find them, because they were everywhere, and wore t-shirts that did not let them go unnoticed — supporting the queues, giving answers, pointing directions, registering and accompanying the guests, preparing material, avoiding accidents, or, in general, if you prefer, being a decisive percentage when talking about the overall success of the biggest technology event in the world. We found Inês Terrucha and Patrícia Silva, on the second day of the event, in a discreet sprint between one of FIL’s pavilions and the Altice Arena. They are two of the 80 Técnico ambassadors at the Web Summit. In addition to the adrenaline, quite obvious in their fast breathing, their expression evidenced the importance of being there, “in an event of this magnitude”, as they called it several times throughout our conversation. “I think the biggest privilege of having been there was essentially the networking that is done, and the people I had the opportunity to


VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

P — 15

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO


P — 16 VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

PT assinala Inês Terrucha, aluna de Engenharia Física Tecnológica. Patrícia Silva concorda: “Foi uma experiência gratificante, ter a possibilidade de ver como funciona um evento desta magnitude, ter a oportunidade de falar com pessoas que, de outra maneira, jamais seria possível”. Enquanto embaixadoras, a missão principal que lhes foi delegada passava por fazer os convidados sentirem-se bem-vindos. Assim, além de encaminharem os speakers até aos palcos, e de assistirem a algumas palestras retirando apontamentos, foi-lhes pedido que criassem um bom ambiente, mostrando interesse no trabalho das pessoas que acompanhavam. Tarefas fáceis “quando se está a falar de pessoas tão relevantes do mundo da tecnologia”, vinca Patrícia Silva. Como resume Inês Terrucha, tinham que dar um “toque pessoal num evento virtual”. Poder conversar da forma “mais informal e terra-a-terra possível com Chitra Dorai (IBM), Keyvan Peymani (Amazon) ou Sumit Jamuar (Global Gene Corp), ou com qualquer uma das 50 pessoas que conheci durante o evento, e que agora fazem parte da minha rede de contactos”, foi, para Inês Terrucha, extremamente marcante. Agarraram todas as oportunidades, e, por isso mesmo, validam a experiência como positiva. Souberam ser “mercenárias”, e fazer valer o tempo que lá passaram e as pessoas com quem se cruzavam. “Havia espaço para fazer o nosso trabalho e também para tirar proveito do acesso que tínhamos ao evento e expandir a rede de contactos”, salienta a aluna de Engenharia Aeroespacial. Dos mais de 10.000 jovens que se candidataram ao programa de voluntariado, apenas 2000 foram selecionados, 400 deles do Técnico. Alguns jovens queixaram-se, no final do evento, do excesso de horas de trabalho a que foram sujeitos e do pouco ou nenhum tempo que tiveram para desfrutar. Tomás Pereira, aluno de Engenharia Mecânica, não pode dizer o mesmo. Candidatou-se “porque queria mesmo saber como é estar por dentro do evento”, e foi aconselhado a tal, dada a sua paixão pelo empreendedorismo. Acabou por ficar com tarefas muito simples e sobrou-lhe tempo para muita coisa. “Vi várias palestras que queria, e sei que tive acesso a algumas partes especiais; desfrutei de vários momentos que enquanto participante normal não teria oportunidade”, destaca o aluno de Engenharia Mecânica. “Acho que o balanço que se faz da experiência de voluntário deriva em muito das expectativas que criamos”, frisa. “Se pensarmos na génese do evento, no que podemos aprender, no networking que conseguimos fazer, da experiência de organização que retiramos, o balanço é sempre positivo”, acrescenta Tomás. “Eu estudo no Técnico, almoçar e descansar não são as minhas prioridades quando há coisas melhores para fazer e

“Sei que tive acesso a algumas partes especiais; desfrutei de vários momentos que enquanto participante normal não teria oportunidade” ~ I know I had access to some special parts, and I enjoyed several moments that I would not be able to if I were an ordinary participant”

pessoas mais interessantes para conhecer”, lança Inês Terrucha, quando a interrogamos acerca do tempo livre que teve. Aos que lhe perguntam sobre a experiência explica que foi “esmagadora”. Consegue ver o lado menos positivo do evento, mas enquanto estudante de engenharia não pode negar que “o peito que se enche de expectativas e magia para o mundo quando os grandes líderes e drivers sobem ao palco para nos contar como mudam o mundo todos os dias”. Porque nestas coisas não se consegue despir a camisola. •


every opportunity, and therefore validate the experience as positive. They knew how to be “mercenaries”, and make use of the time they spent there and the people they met. “There was room to do our work and also to take advantage of the access we had to the event and expand our contact network”, says the Aerospace Engineering student. Of the more than 10.000 young people who applied to the volunteering program, only two thousand were selected, 400 of them from Técnico. At the end of the event, some young people complained of excessive working hours, which left them with little or no time to enjoy the event. Tomás Pereira, a Mechanical Engineering student, cannot say the same. He applied because he “wanted to know what it was like to be on the inside this event”, and he was advised to do so, given his passion for entrepreneurship. He ended up with very simple tasks, and had plenty of time for himself. “I attended several talks that I wanted to, and I know I had access to some special parts, and I enjoyed several moments that I would not be able to if I

were an ordinary participant”, emphasises the Mechanical Engineering student. “I think that the balance of the volunteering experience depends a lot on the expectations one has”, he underlines. “If we think about the genesis of the event, on what we can learn, in the networking we are able to do, the organisational experience we gather, the balance is always positive”, adds Tomás. “I study at Técnico,having lunch and resting are not my priorities when there are better things to do and more interesting people to meet”, says Inês Terrucha, when we asked her about her free time. To those who inquire about her experience, she explains that it was “overwhelming”. She can see the less positive side of the event, but as an engineering student she cannot deny that she feels “filled with expectations and magic towards the world when the great leaders and drivers come on stage to tell us how they change it every day”. Because in those things we cannot help being who we are. •

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

P — 17

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

EN meet”, highlights Inês Terrucha, an Engineering Physics student. Patrícia Silva agrees: “It was a rewarding experience: to have the possibility to see how an event of this magnitude works, the opportunity to speak with people that otherwise would never be possible.” As ambassadors, their main mission was to make the guests feel welcome. Thus, in addition to accompanying the speakers to the stage, attending some lectures and taking notes, they were asked to create a good atmosphere, showing interest in the work of the people they accompanied. Easy tasks “when you are talking about people so relevant in the world of technology”, says Patrícia Silva. As Inês Terrucha summarises, they had to give a “personal touch to a virtual event.” Inês Terrucha states how striking it was to be able to talk in the “most informal and down-to-earth way possible with Chitra Dorai (IBM), Keyvan Peymani (Amazon) or Sumit Jamuar (Global Gene Corp) or any of the 50 peopleI I met during the event, and who are now part of my contact network.” They have seized


ALUMNI

Ponto de encontro de ideias e gerações Meeting point for ideas and generations

P — 18

Dezenas de antigos alunos do Técnico, com carreiras consolidadas nas mais variadas áreas, compareceram a esta edição da Web Summit Dozens of former Técnico students, with careers consolidated in the most varied areas, attended this edition of the Web Summit

VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

PT No palco ou na plateia da Altice Arena, nos outros palcos secundários que compunham o evento de tecnologia, pelos corredores dos vários pavilhões da FIL, a espreitar os stands de conceituadas empresas que se fizeram representar no evento, ou num périplo pelas bancas das startups que já estão ou podem vir a dar que falar, tornou-se fácil encontrar caras conhecidas do Técnico. Dezenas de alumni com muitas histórias para contar participaram em conversas que juntaram gerações. António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, e Carlos Moedas, Comissário Europeu foram dois dos nomes mais sonantes com ligação ao Técnico que não faltaram ao evento mais falado do mundo, entre 6 e 9 de novembro. O discurso do secretário-geral das Nações Unidas foi, aliás, considerado um dos melhores do evento, defendendo o mesmo a necessidade de combinar os vários setores da sociedade para responder ao impacto da quarta revolução industrial. Longe dos holofotes, havia, porém, muitas coisas para ouvir, acerca da tecnologia, do impacto do evento, da nova rea-

lidade tecnológica que está aí à espreita, algumas proferidas também por antigos alunos do Técnico. Encontramos vários no stand da Novabase, a empresa na qual alguns trabalham. João Nuno Bento, diretor-executivo da empresa e antigo aluno de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, era um dos que compunha o círculo, com cinco antigos alunos, que estava em frente ao stand da tecnológica. O alumnus, que já participara na edição anterior, afirma que “esta edição está muito melhor do que no ano passado, há muito mais investimento nos stands e mais pessoas”. Não lhe ficaram indiferentes as “imensas pessoas do Técnico” que viu pelo evento. O contacto com o conhecimento e com a inovação o mais precocemente possível é, para o diretor-executivo da Novabase, muito importante: “esta é a altura certa da vida para arriscar, para assumir riscos pessoais. E por isso acho esta enchente de juventude absolutamente fantástica”, conclui, antes de voltar para o círculo para lembrar os tempos do Técnico. Ricardo Figueira, Program Manager da Google e alumnus de Física Tecnológica,

concorda: “para os alunos, isto é fenomenal, porque dá para ver tudo o que há por aí fora e tudo o que se pode vir a fazer e todo um mundo de oportunidades”. É a primeira vez que vem à Web Summit — ele que vivia em Dublin, onde o evento se realizava anteriormente, e que todos os dias via pessoas a ir para lá. “A agitação em torno do evento despertava em mim muita curiosidade; este ano decidi experimentar, e até agora estou extremamente impressionado, principalmente com a dimensão disto tudo”, partilha. E do que veio à procura um funcionário de uma das maiores empresas do mundo - questionamos- tendo direito a resposta imediata: conhecimento. “Isto é totalmente inspirador!”, exclama o alumnus. “Já pensei na quantidade de coisas, em áreas distintas, que podia fazer; sair um bocadinho do mundo corporativo e fazer algo meu, diferente. O ambiente desafia-nos, sabe?”, remata, deixando a pergunta no ar em jeito de repto para si mesmo. •


and some were proclaimed by former Técnico students. We found several at the Novabase stand, the company they work for. João Nuno Bento, Executive Director of Novabase and a former Electrical and Computer Engineering student, was one of the members of the circle comprising five former Técnico students, who stood in front of the Portuguese technology stand. The executive director had already been to the event, but states that “this edition is much better than last year’s, there is much more investment in the stands and more people”. He was not indifferent to the “many people from Técnico” he had already seen in the event. The contact with knowledge and innovation as early as possible is very important for Novabase’s executive director: “This is the right time in life to take risks, to take personal risks. And so I find this flood of youth absolutely fantastic”, he concludes, before returning to the circle to remember his time at Técnico. Ricardo Figueira, Google’s Program Manager and a Physics Engineering alumnus, agrees. “For the students, this is phe-

nomenal, because you can see everything that is out there and everything that can be done and a whole world of opportunities”, he says. It is the first time that the engineer attends the Web Summit, even though he used to libe in Dublin, where the event was held before, and every day he would see people going there. “The excitement around the event aroused in me a lot of curiosity and this year I decided to try it and so far I am extremely impressed, especially with the dimension of it all”, he explains. And what is an employee of one of the largest companies in the world looking for at the Web Summit, we asked, receiving an immediate answer: knowledge. “This is totally inspiring!”, the alumnus exclaims. “I’m thinking of all the things I could do in different areas; to get out of the corporate world a little and do something different. The environment challenges us, you know?”, he adds, leaving the question in the air as some kind of challenge to himself. •

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

P — 19

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

EN On stage or in the audience at Altice Arena, in all the other secondary stages that composed the Web Summit, throughout the corridors of the various FIL pavilions, peeking at the stands of renowned companies, or making a tour of those of hot or about-to-be-hot startups, it was easy to find faces known from Técnico. There were dozens of Alumni with many stories to tell and many intergenerational conversations took place. António Guterres, Secretary General of the United Nations, and Carlos Moedas, European Commissioner are some of the catchy names with a connection to Técnico that did not miss the most widely spoken event in the world, which took place from November 6th to 9th. The UN Secretary-General’s speech was also considered one of the best of the whole event, defending the need to combine the various sectors of society in order to respond to the impact of the fourth industrial revolution. Far from the spotlight, however, there were many things to be heard about technology, the impact of the event, the new technological reality that is lurking,


EVENTO/EVENT

Nem o Espaço foi um limite Not even Space was the limit Foram vários os pontos altos da edição deste ano da cimeira de tecnologia e empreendedorismo. Um deles foi o momento em que um astronauta enviou uma mensagem do Espaço para os participantes There were several highlights in this year’s technology and entrepreneurship summit; one of these was the moment when an astronaut sent a message from Space to the participants

P — 20 VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

PT O dom da omnipresença foi uma das coisas que mais falta fez aos cerca de 60 mil participantes da Web Summit. Na corrida pelo conhecimento, o pouco tempo para tudo ganhou quase sempre. A inteligência artificial foi a temática principal, mas engane-se quem acha que só se falou de algoritmos ou de automatismos. O cibercrime, a quarta revolução industrial, as fake news, o negócio verde, a igualdade de género, música, cinema, entre tantas outras temáticas atuais ou intemporais, deram que falar a mil e duzentos dos melhores oradores mundiais e aos dois mil e seiscentos meios de comunicação de todo o mundo que cobriram o evento. Al Gore, ex vice-presidente norte-americano, Margrethe Vestager, Comissária Europeia para a Concorrência, Stan Chudnovsky, responsável pelo Messenger, Brad Parscale, diretor digital da campanha presidencial de Donald Trump, e até a famosa robô Sophia tornaram, várias vezes, a Altice Arena demasiado pequena perante a tamanha vontade que havia de ouvi-los. As plateias eram maioritariamente compostas pelos designados Millennials e pela Geração Z, mas havia exceções. Dos

três meses aos setenta anos, ninguém quis faltar, e até o astronauta Paolo Nespoli enviou uma mensagem especial do Espaço. O inglês foi, claro, a língua oficial, misturado com os sotaques caraterísticos dos cento e setenta países de origem dos participantes. O “tecnologuês” quase lhe roubava protagonismo. Pelos corredores infindáveis, mas sobretudo junto às bancas das startups, havia todo um chapéu de tecnologia, amostras, pequenos robôs, stands assoberbados de originalidade para vencer o desafio de atrair atenções. E era difícil não ficar preso a olhar para as mais variadas invenções, ou a ouvir os relatos dos empreendedores, numa miscelânea cativante de sonhos, de desejo de inovar e de criar o inimaginável. Tudo servia para chamar a atenção dos três tipos de ouvintes: os curiosos, os possíveis parceiros e os investidores. Porque, muito mais do que uma feira de tecnologia, a Web Summit é uma feira de networking. Os investidores, cerca de mil e quatrocentos, devidamente identificados, deambulavam pelo recinto, tentando desvendar as melhores oportunidades de investimento. No

final da conversa, trocam-se contactos e cartões que representam, na maioria das vezes, o primeiro passo de um negócio de milhões. Encontramos Francisco Barão Dias, aluno de Engenharia Civil, com uma dessas expressões de fascínio e entusiasmo, que se repetia vezes sem conta pelo recinto. Foi um dos duzentos “sortudos”, como se intitula, que recebeu os bilhetes que o Técnico ofereceu à sua comunidade. “Se não fosse o bilhete do Técnico, dificilmente teria vindo”, confessa. “O ambiente é fenomenal, as conferências são muito dinâmicas, e é uma luta para não perder o que é mais interessante”, partilhou. Francisco está agora à porta do mercado de trabalho, e. apesar de “esta não ser bem a minha área, para mim que sou uma pessoa interessada, que acha que as oportunidades estão em qualquer lado, isto é muito importante”, frisa. Quando lhe pedimos para resumir os três dias, diz que é difícil, mas depois, numa rajada, lança: “Foi tudo magnífico. Isto é extraordinário, o conhecimento, todas estas pessoas inspiradoras, a magia da tecnologia. E obrigada ao Técnico por isso”. •


old, nobody wanted to miss the event, and even astronaut Paolo Nespoli sent a special message from Space. English was, of course, the official language, mixed with the characteristic accents of the 170 countries of origin of the participants. Still, “Technospeak” almost stole the leading role. From one end to the other, through its endless passages, but especially along the startups’ booths, there was an explosion of technology, samples, small robots, and stands all bursting with originality in order to meet the challenge of attracting attention. And it was difficult to resist staring at the most varied inventions, or listening to the entrepreneurs’ stories, with their compelling miscellany of dreams and desire to innovate and create the unimaginable. The sky is the limit to get the attention of three types of listeners: the curious, the possible partners, and the investors. All in all, the Web Summit is more a networking fair than a technology fair as such. Around 1400 duly identified investors roamed the grounds, trying to catch the best investment opportunities. At the end of each conversation, contacts and cards are ex-

changed, often the first step in a milliondollar business. We came across Francisco Barão Dias, a Civil Engineering student, stamped with that expression of fascination and enthusiasm that was repeated over and over again throughout the venue. He was one of the “lucky” 200, as he calls himself, who received the tickets Técnico offered its community. “If it was not for the ticket from Técnico, it would be hard for me to come,” he confesses. “The atmosphere is phenomenal, the conferences are very dynamic, and it’s a struggle to manage to catch everything that is most interesting,” he shared. Francisco is now at doorstep of the job market, and although the “this is not my field, for me, as an interested person who believes opportunities are everywhere, this is very important,” stresses the Civil Engineering student. When we asked him to summarise the three days, he complained it was difficult, but then inspiration hit him: “It’s all been magnificent. This is extraordinary, the knowledge, all these inspiring people, the magic of technology. And thank you to Técnico for that.” •

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

P — 21

STEPHEN MCCARTHY/WEB SUMMIT

EN The gift of omnipresence was something the more than 60,000 Web Summit participants certainly wished they had. In the race for knowledge, often there was little time for everything. Artificial intelligence might have been the main theme, but do not be fooled to think it was all about algorithms and automatic processes. Cybercrime, the fourth industrial revolution, fake news, sustainable business, gender equality, music, cinema, and so many other current and timeless issues gave 1200 of the world’s best speakers and the 2600 media outlets from all over the world covering the event plenty to talk about. Al Gore, former US Vice President, Margrethe Vestager, European Commissioner for Competition, Stan Chudnovsky, representing Messenger, Brad Parscale, digital director of Donald Trump’s presidential campaign, and even the famous Sophia robot, all made Altice Arena repeatedly too small to fit all those eager to hear them speak. The audiences were mostly composed by the so-called Millennials and Generation Z, but there were exceptions. From 3 months to 70 years


Serviços de Saúde Health Services

A unidade de serviços de saúde do Técnico foi inicialmente criada com o objetivo de promover melhores condições de vida e de trabalho a todos os colaboradores da escola, proporcionando-lhes um ambiente adequado ao processo de aprendizagem e às atividades de ensino e investigação.

Técnico’s health services unit was created to promote better living and working conditions for all employees of the school, providing an adequate environment for the learning process and teaching and researching activities.

Vasto leque de especialidades médicas

Análises clínicas, audiologia, electrocardiografias e espirometria

Marcação de consultas de clinica geral e medicina do trabalho

Prestação de cuidados de saúde à comunidade e ao exterior

Vast range of medical specialties

Clinical analysis, audiology, electrocardiography and spirometry

Appointments for general practice and occupational medicine and employee health

Healthcare provided to the school’s community and exterior

saude.tecnico.ulisboa.pt


EMPREENDEDORISMO/ENTREPRENEURSHIP

Ideias made in Técnico que fizeram furor Ideas made in Técnico that caused a sensation

P — 24

Não conseguimos apanhar todas as startups criadas por antigos ou atuais alunos do Técnico, mas mostramos-lhes algumas das ideias mais promissoras We were not able to get hold of all startups established by former or current Técnico students, but we managed to bring you some of the most promising ideas

VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

PT “A ideia de que Lisboa e Portugal estão a desenvolver a indústria tecnológica e investir em startups da área é um sinal muito positivo. Isso pode mesmo fazer a diferença”, dizia Amit Singh, responsável pela realidade virtual da Google, numa das palestras mais aguardadas do segundo dia da Web Summit. A dar razão ao vice-presidente da equipa de realidade virtual e aumentada da Google estão os números: das 2100 startups de todo o mundo, mais de 270 eram portuguesas, e dessas, várias dezenas têm na sua génese ADN do Técnico. Percorremos os corredores das zonas Alpha, Beta e Start durante os três dias da Web Summit à procura delas. Por entre as bancas, havia repetentes da edição do ano passado e estreantes, mas havia sobretudo muita audácia e muito conhecimento combinados com as mais diversas áreas. A MagCyte, por exemplo, promete salvar milhões de vidas, detetando desde o início da carcinogénese as células tumorais circulantes, tipicamente responsáveis pelo aparecimento de metástases. Através de um pequeno dispositivo e de uma

EN The idea that Lisbon and Portugal are developing the technology industry and investing in startups in the area is a very positive sign. It may even make a difference”, said Amit Singh, head of Google’s virtual reality, in one of the most anticipated talks on the second day of the Web Summit. The numbers prove that Google VR team’s vice president is right: out of 2100 startups all over the world, over 270 were Portuguese, and amongst these there are several dozen which had Técnico’s DNA at its genesis. During the three days of the Web Summit, we scoured the Alpha, Beta, and Start corridors looking for them. There were stands who had already been there last year, as well as some newcomers, but, above all, there was a lot of audacity and knowledge combined with the most diverse areas. MagCyte, for example, promises to save millions of lives by detecting circulating tumor cells (typically responsible for the development of metastases) from the onset of carcinogenesis. Using a small device and a blood sample, it may


VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

P — 25

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO


P — 26 VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

PT amostra de sangue, poderá ser possível o diagnóstico de cancro até quatro anos antes do que é possível atualmente. Quando descobrimos a banca da MagCyte, Nuno Rodrigues, antigo aluno de Engenharia Mecânica no Técnico, estava a dar uma entrevista, explicando qual a génese deste produto, que está agora a chegar ao mercado. “O projeto é resultado de várias investigações do INESC-ID em parceria com o Técnico, através das quais se foi percebendo as potencialidades que o mesmo tem”, dizia. Apesar de só terem estado fisicamente expostos um dia, e em apenas algumas horas, revelaram que “já temos agendadas reuniões com 6 investidores interessados, que podem ser-nos muito úteis em fases diferentes”. Além do investimento, esta participação é claramente uma maneira de dar a conhecer o projeto, e, nesse sentido, “o resultado tem sido enorme porque este assunto toca a várias pessoas e entidades”. Quanto à Sound Particles, a startup onde Nuno Fonseca é CEO, temos a certeza de que o produto deles já foi música para os seus ouvidos. E só não o foi se não viu algum destes filmes: “Carros 3”, “Gru — O Maldisposto 3”, “Os Smurfs”, “Wonder Woman”, “Spider-man”, ou “Ghost in the Shell: Agente do Futuro”, entre tantos outros, cujas paisagens sonoras foram criadas com “partículas de som” geradas pelo software da Sound Particles. Encontramos o Nuno Fonseca a apresentar a sua empresa na competição da Web Summit dedicada às empresas, a PITCH, e onde só 14 empresas portuguesas tiveram hipótese de se mostrar. “Acho que correu bem, claro que há sempre alguma sorte à mistura nesta competição, corremos sempre o risco de o jurado simpatizar ou não com o conceito”, dizia em jeito de abalanço o alumnus do Técnico. “O importante é darmos a conhecer o nosso produto”, vinca posteriormente. A Sound Particles acabou por não vencer a competição; porém, saiu da Web Summit com várias reuniões agendadas com vários investidores, conseguindo concretizar o objetivo a que se propunha. Colocar os trabalhadores a remar todos para o mesmo lado é o desafio a que a GFoundry promete dar resposta. Tudo através da gamificação, do mobile, de ferramentas de análise de dados e da componente social, que compõem o software da empresa. Filipe Freitas, CEO e antigo aluno de Engenharia Naval do Técnico, partilha que a empresa tem neste momento 3 anos, e “está a iniciar uma nova ronda de financiamento e a embarcar numa fase de internacionalização e de consolidação”. Por tudo isto, não podiam deixar de vir fazer parte desta “montra que reúne pessoas num ambiente onde se respira uma enorme dinâmica, muito conhecimento, e não só muita tecnologia, mas sobretudo muita vontade de fazer coisas diferentes”, esclarece Filipe Freitas.

Colocar os trabalhadores a remar todos para o mesmo lado é o desafio a que a GFoundry promete dar resposta ~ Making sure workers all pull in the same direction is the challenge that GFoundry promises to meetpossible

Ora, e porque no final da enorme maratona que se torna percorrer os pavilhões da FIL, o que apetece é ir para casa e desejar que alguém nos faça o jantar, o Tiago Ribeiro, alumnus de Engenharia Física Tecnológica no Técnico, coloca ao nosso serviço as potencialidades da Supper Stars, uma plataforma que lhe permite levar os melhores chefs do país a cozinhar em casa, sem qualquer tipo de preocupação. “Vamos a casa do cliente, aproximadamente duas horas antes da refeição, e preparamos um jantar top com conceituados chefs”. O serviço está disponível em todo o país, “e agora o próximo passo é a internacionalização”, explica Tiago Ribeiro. Nesse caminho, “a presença neste evento é uma ação de marketing, para conhecer clientes portugueses, e falar com investidores internacionais, explicou. •


As for Sound Particles, the startup where Nuno Fonseca is CEO, we bet their “product” has already been music to your ears. And that is certainly the case if you have watched any of these movies: Cars 3, Despicable Me, The Smurfs, Wonder Woman, Spiderman or Ghost in the Shell, among many others, whose soundscapes were composed with “sound particles” created by the Sound Particles software. We found Nuno Fonseca presenting his project in the Web Summit competition dedicated to companies, PITCH, where only 14 Portuguese companies had a chance to show themselves. “I think it went well. Of course there is always some luck involved in this competition, as we always run the risk of the jury simply not liking the concept”, said the Técnico alumnus. “The important thing is to get our product out there”, he added. Sound Particles ended up not winning the competition, but left the Web Summit with

P — 27

several meetings scheduled with different investors, which means they were able to achieve the goals they set out. Making sure workers all pull in the same direction is the challenge that GFoundry promises to meet — through gamification, mobile, data analysis tools and the social component, which make up the company’s software. Filipe Freitas, CEO at GFroundy and former Naval Engineering student at Técnico, reveals that the company, in business for 3 years, “is beginning a new round of funding and embarking into an internationalisation and consolidation phase.” Therefore, they could not fail to be part of this “showcase that brings people together in an environment where they breathe great dynamics, a wealth of knowledge and, not only a lot of technology, but, above all, a great desire to do things differently”, he explains. And because at the end of the huge marathon of going through the FIL pavilions, all we want is to go home, and wish someone would make us dinner, Tiago Ribeiro, alumnus of Physics Engineering at Técnico, puts the potentialities of Supper Stars at your service. It is a platform that allows you to have the best chefs in the country cooking at your place with no fuss at all. “We go to the client’s home about two hours before the meal and then prepare a wonderful dinner with wonderful chefs.” The service is available throughout the country, and the next step is internationalisation”, explains Tiago Ribeiro. Thus, “being present at this event is a marketing act, to meet Portuguese clients, speak with international investors, he adds. •

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

EN be possible to diagnose cancer up to four years ahead of what is currently possible. When we found MagCyte’s stand, Nuno Rodrigues, a former Mechanical Engineering student at Técnico, was giving an interview, explaining the benefits of this product, which is now reaching the market. “The project is the result of several INESC-ID investigations in partnership with Técnico, which allowed us to perceive its potentialities”, he said. Although they were physically on the stand for just one day, and for just a few hours, we were told that “we have already scheduled meetings with 6 interested investors, who can be very useful to us at different stages”. In addition to the investment, just participating at the submit was a means to publicise the project, and, in that sense, “the result has been great because this subject relates to so many people and entities.”

Através de um pequeno dispositivo e de uma amostra de sangue, poderá ser possível o diagnóstico de cancro até quatro anos antes do que é possível atualmente ~ Using a small device and a blood sample, it may be possible to diagnose cancer up to four years ahead of what is currently possible


EMPREENDEDORISMO/ENTREPRENEURSHIP

“ Quando te apaixonas por uma ideia, como é que consegues não a concretizar?” “ When you fall in love with an idea, how can you not do it?”

P — 28

Vasco Pedro, co-fundador da Unbabel, ocupou este ano o papel de speaker na Web Summit. À frente de uma startup que não pára de crescer, é um empreendedor nato que se apaixonou pela arte de inovar Vasco Pedro, co-founder of Unbabel, was a speaker at the Web Summit this year Leading a startup that never stops growing, he is a natural-born entrepreneur who fell in love with the art of innovation

PT Entrevista-mo-lo quase há um ano atrás, também numa edição dedicada à Web Summit, e quando a Unbabel acabava de levantar cinco milhões de dólares numa ronda de investimento Série A. O que mudou desde então? Este ano foi de um enorme crescimento. No ano passado, tínhamos cerca de vinte e cinco pessoas, e agora somos setenta e cinco, triplicamos em tamanho. Também começamos a construir e a dinamizar uma equipa de vendas, por exemplo. Depois de levantarmos o investimento, crescemos um bocadinho acima de 1000% em vendas.

VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

Estiveram presentes em ambas as edições da Web Summit em Portugal. Que diferenças notaram de uma para a outra edição? Eu acho que este ano o evento estava mais maduro. O conteúdo foi melhor, continua muito bem organizado, mas nota-se que houve uma evolução. Para nós, foi muito diferente, porque, na edição passada, fomos para experimentar, e ver que vantagens nos podia trazer. Este ano, tivemos uma equipa a preparar o evento com

“A área dos speakers é muito dinâmica, e este ano eramos tantos, que se realizou uma conferência dentro da conferência para nós” ~ “The speakers’ area is very dynamic, and this year there were so many of us, that a conference within the conference was held for us”

EN We interviewed you almost a year ago, also in an edition dedicated to the Web Summit, and when Unbabel had just raised five million dollars in a Series A investment round. What has changed since then? This year was one of huge growth. Last year, we had about twenty-five people and now we are seventy-five. We have tripled in size. We also started building and developing a sales force, for example. After raising the investment, we have grown a little above 1000 per cent in sales. You were present in both editions of the Web Summit held in Portugal. What differences did you notice from one edition to another? I think this year the event was more mature. The content was better, it remains very well organised, but you can tell there has been an evolution. For us, it was very different because we attended the last edition to experiment, and see which advantages it could bring us. This year, we had a team preparing the event well in advance. There was a concerted effort and its impact was very good. I can tell you that we left


VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

DR

P — 29

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO


PT bastantes dias de antecedência. Houve um esforço concertado e o impacto disso foi muito bom. Posso dizer-lhe que saímos de lá com 150 oportunidades de venda. Esteve também presente no evento como orador. Como é ocupar esse papel? Foi interessante ter estado também a ocupar esse lugar. Não só porque podemos partilhar as nossas ideias e o trabalho, mas essencialmente porque a área dos speakers é muito dinâmica, e este ano eramos tantos, que se realizou uma conferência dentro da conferência para nós. Havia talks só para os speakers, com painéis incríveis, com personalidades fantásticas, que, depois de saírem do grande palco, integravam esses painéis.

P — 30

Quem o ouviu nessa palestra percebe que a sua perspetiva em relação à Inteligência Artificial é bastante positiva. São claros os benefícios que podem advir da evolução desta área? Enquanto seres humanos, somos oportunísticos em relação à tecnologia que criamos, e temos tendência a adotá-la e a usá-la a nosso favor. Há uma aproximação cada vez maior entre o ser humano e esta área, porque isso só nos vai permitir ter capacidades cada vez maiores. Isso já está a acontecer, afinal quantos de nós é que hoje em dia conseguem funcionar sem o telemóvel? Quantos de nós é que sabem os contactos de cor? O vosso grande objetivo é eliminar toda e qualquer barreira linguística. É esta uma realidade que está cada vez mais próxima? Eu acho que sim, porque há cada vez mais pessoas conscientes de que essas barreiras existem e de que é preciso ser pró-ativo a criar processos, ferramentas e situações para que as consigamos ultrapassar; mas, por outro lado, a tecnologia está cada vez a ajudar-nos mais. Acho que estamos a dar passos nesse sentido, e a Unbabel tem desempenhado o seu papel nesse caminho.

VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

É um exemplo de como é importante ser resiliente neste mundo do empreendedorismo. Depois de três startups que não foram bem-sucedidas, investe numa quarta. Ao fim de determinadas tentativas, deixa-se de ter medo de falhar? Não, eu acho que cada vez que se falha, tem-se mais medo de falhar, e sabemos que não queremos voltar a falhar… é sempre difícil porque nos faz questionar a nós próprios. É muito importante que as respostas que surjam nessas alturas nos levem a reconfirmar aquilo que nós sentimos. Se percebermos que aquilo continua a fazer sentido para nós, que não nos vemos a fazer outra coisa, é porque faz sentido estarmos ali. Isto é quase como uma necessidade. Quando tenho uma ideia, e a idealizo na minha cabeça, sinto que tenho de a transformar numa realidade. Quan-

“Quando tenho uma ideia, e a idealizo na minha cabeça, sinto que tenho de a transformar numa realidade” ~ “When I have an idea, and conceive it in my head, I feel that I have to make it a reality”

do te apaixonas por uma ideia, como é que consegues não a concretizar? Pegando nessa experiência, que conselhos se pode dar a um empreendedor para que não sonhe demasiado, mas para que também não se desista perante as primeiras adversidades? Porque é que não se deve sonhar demais? (sorri) É bom que um empreendedor tenha imensas expetativas. Isto é mais simples se pensarmos que dá tanto trabalho ter uma loja, do ponto de vista do número de horas que se trabalha, como ter uma empresa internacional. A diferença está no caminho, na ambição e na dimensão. Então o truque para ter sucesso passa por não desistir e acreditar? Mesmo que o destino não seja aquele que se tinha pensado inicialmente, e que as coisas não funcionem, é preciso pensar que a viagem vale imenso a pena, e que, de cada vez que fazemos isto, conhecemos mais pessoas, e aprendemos mais sobre aquilo de que nós gostamos. Há poucos empregos no mundo em que consigamos ter uma capacidade de impactar as coisas à nossa volta como fazendo a nossa própria startup. Que projeções e ambições têm para 2018? Provavelmente, vamos ter 170 pessoas a trabalhar connosco, aumentar a equipa em São Francisco, abrir um escritório em Nova Iorque, e outro na Ásia. Depois, continuaremos a desenvolver produtos a nível da inteligência artificial, e a investir no que temos neste momento. Mas há duas ou três surpresas que vão aparecer no próximo ano, que acho que vão ser muito entusiasmantes, na área de vídeo e de voz. O objetivo é crescer cada vez mais. •


Those who heard you in this lecture realised that your perspective on AI is very positive. Are the benefits that can arise out of the evolution in this area evident? As human beings, we are opportunistic about the technology we create, and we tend to embrace it and use it to our advantage. There is a growing proximity between the human being and this area, because this will allow us to have even greater capacities. It is already happening; after all, how many of us can function nowadays without a mobile phone? How many of us know his or her contacts by heart? Your great goal is to eliminate all language barriers. Is this reality getting closer? I think so, as there is an growing number of people who are aware of these barriers and that being proactive is required in creating processes, tools and situations to overcome them. On the other hand, technology is increasingly helping us. I think we are taking steps in this direction, and Unbabel has played its part in it. You are an example of how important it is to be resilient in this world of entrepreneurship. After three startups that were not successful, you invested in a fourth. After a certain number of attempts, are you no longer afraid of failing? No, I think every time we fail, we’re more afraid of failure, and we know we do not want to fail again… it’s always difficult because it makes us question ourselves. It is very important that the answers that come up at this point lead us to question how we feel. If we realize that it still makes sense to us, that we do not envision ourselves doing anything else, it’s because it makes sense to be there. It is almost like a need. When I have an idea, and conceive it in my head, I feel that I have to make it a reality. When you fall in love with an idea, how can you not do it? Taking that experience, what advice can you give to young entrepreneurs, so that they do not dream too much, but also don’t give up?

So the trick to succeed is to not to give up and believe? Even if in the end you’re not where you thought you’d be initially, and things do not work, you have to think that the journey as such is extremely worth it, and that every time you do this, you get to know more people and learn more about what you appreciate. There are few jobs in the world where you can have the ability to impact things around us, and building your own startup is one of those. What projections and ambitions do you have for 2018? We’ll probably have one hundred and seventy people working with us, increase the team in San Francisco, open an office in New York, and one in Asia. Then we will continue to develop Artificial Intelligence products and invest in what we have at the moment, but there are two or three surprises for next year, which I think will be very exciting, in the areas of video and voice. The goal is to grow more and more. •

“Mesmo que o destino não seja aquele que se tinha pensado inicialmente, e que as coisas não funcionem, é preciso pensar que a viagem vale imenso a pena” ~ “Even if in the end you’re not where you thought you’d be initially, and things do not work, you have to think that the journey as such is extremely worth it”

P — 31

You were also present at the Web Summit as a speaker. How is it like to assume that role? It is interesting to be in that place too. Not only because we can share our ideas and work, but essentially because the speakers’ area is very dynamic, and this year there were so many of us, that a conference within the conference was held for us. There were “talks” just for speakers, with incredible panels, featuring fantastic personalities that, after leaving the big stage, were part of those panels.

Why shouldn’t you dream too much? (smile) It is good for an entrepreneur to have great expectations. It becomes simpler if we bear in mind that, as far as the number of working hours goes, it is as much work to have a store or an international company. The difference is in the path, the ambition and the dimension.

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

EN the event with one hundred and fifty sale opportunities.


A brigada do Wi-Fi ~ The Wi-Fi Brigade

Circulando por todos os pavilhões do evento, os Rogue Wi-Fi Hunters detetavam redes de segurança intrusas, zelando pelo funcionamento da rede oficial e pela segurança dos internautas Walking around the event’s pavilions, the Rogue Wi-Fi Hunters looked for intrusive security networks, protecting the official Wi-Fi and the safety of users

DR

ALUNOS/STUDENTS


EN According to data shared by Altice, the technology partner of the summit, more than thirty-five terabytes of data, the equivalent to fifty years of one person uninterrupted Internet usage, were used by the Web Summit participants during the three-day event. Compared to last year, data usage increased by thirty percent. Those are the numbers, and behind them are people who made sure this mega-structure would not fail. Among this vast team, in one of the back offices where the event was most talked about — the Internet — were the Rogue Wi-Fi Hunters. As the name itself reveals, they were hunting for intrusive Wi-Fi networks and were responsible for finding non allowed Internet access points, as only certain companies were allowed to have active hotspots within the premises of the event. Why? Not only to avoid disturbances of the official network’s signal, but mainly for security reasons. They pre-

vented intrusive networks from accessing users’ information. Artur Fonseca, Miguel Faria and Francisco Salgado were three of the six hunters from Técnico at work, and were part of a team with five further members. They joined to gather deeper knowledge in a field that interests them, for the opportunity of meeting new people and, of course “because it’s the Web Summit”, summarised Miguel Faria, an Electrical and Computer Engineering student. The three Técnico students were split up between the various pavilions in a circular pattern. Together with the rest of the team, they went out each day and simultaneously patrolled the area in search for networks, equipped with a Wi-Fi signal meter and “with our great high tech machine: our mobile phone”, recalls Miguel Faria. Although it seems simple, the work proved to be exhaustive, as Francisco Salgado, an Electrical and Computer Engineering Master student, acknowledged. This was not only because of the dimension of the event, or even the movement the task required, but also because of the large number of “illegal” networks that existed. “The scale of the problem was much larger than I had anticipated, and the problem was cyclical. The more ‘illegal’ networks existed, the greater the interference and the slower the speed of the official networks”, said Artur Fonseca, Computer Science and Engineering grad student. The mobility required by the activity allowed them to come into contact with the startups in their assigned area. This is what Artur highlighted as the most exciting aspect of the event: “What fascinated me was the diversity of technology applications: from finance and energy, to cooking and sports.” “The environment and the team itself, the mix of people from all over the world”, said Miguel, spawned his desire to repeat the experience next year. Artur Fonseca also hopes to be there to make sure all live streaming does happen. •

VALORES PRÓPRIOS 21— 2017

“Quanto mais redes ‘penetras’ existiam, maior era a interferência e menor a velocidade das redes oficiais” ~ “The more ‘illegal’ networks existed, the greater the interference and the slower the speed of the official networks”

P — 33

DÉBORA RODRIGUES / TÉCNICO

PT Mais de quarenta e cinco terabytes de dados, o equivalente a cinquenta anos de consumo ininterrupto de Internet por uma pessoa, foram usados pelos participantes da Web Summit durante os três dias do evento, segundo os dados partilhados pela parceira tecnológica da cimeira. Face ao ano passado, o consumo de dados subiu trinta por cento. Isto são os números, por detrás dos quais estão pessoas que fizeram esta mega-estrutura não falhar. Por entre essa vasta equipa, num dos back offices onde o evento mais deu que falar — a Internet — estavam os Rogue Wi-Fi Hunters. Como o próprio nome deixa revelar, foram uma espécie de caçadores de redes de Wi-Fi intrusas, responsáveis por encontrar pontos de acesso que não tivessem permissão para estar ligados. Porquê? Não só para evitar perturbações no sinal da rede oficial, mas essencialmente por razões de segurança, evitando que as redes intrusas tivessem acesso à informação dos utilizadores. Artur Fonseca, Miguel Faria, e Francisco Salgado foram três dos seis caçadores do Técnico de serviço, compondo uma equipa com mais cinco elementos. Candidataram-se a esta vaga porque a mesma representava uma oportunidade de aprofundar uma área que lhes interessa, conhecendo novas pessoas e, claro, “porque é a Web Summit”, resume Miguel Faria, aluno da licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores. Divididos entre os vários pavilhões e em círculos, os três alunos do Técnico e a restante equipa faziam todos os dias, de forma simultânea, a patrulha do recinto à procura dessas redes, munidos com um medidor de sinal Wi-Fi e “com a nossa grande high tech machine: o nosso telemóvel”, lembra Miguel Faria. Apesar de parecer simples, o trabalho revelou-se exaustivo, como revela Francisco Salgado, aluno do Mestrado Integrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores — não só pela dimensão do evento e pela dinâmica conferida à tarefa, mas também pela grande quantidade de redes “penetras” que existiam. “A escala do problema era muito maior do que imaginava e o problema era cíclico. Quanto mais redes ‘penetras’ existiam, maior era a interferência e menor a velocidade das redes oficiais”, revela Artur Fonseca, aluno do Mestrado em Engenharia Informática e de Computadores. O dinamismo da atividade permitiu-lhes contatar com as startups das áreas onde estavam destacados. É isso, aliás, que Artur destaca como o mais entusiasmante do evento: “Fascinou-me a diversidade de aplicações: desde finanças, energia até culinária e desporto”. “O ambiente e a equipa em si, a mescla de pessoas de todas as partes do mundo”, de acordo com Miguel, deram-lhe vontade de repetir a experiência para o ano. Artur Fonseca também espera estar por lá para ajudar a evitar que nenhum live stream fique por fazer. •


LOJA/STORE

P — 34

01 02

VALORES PRÓPRIOS 21 — 2017

01 — Gravata/Tie — 1 5 euros. 02 — Pin de Metal/Metal Pin Badge — 1,5 euros. loja.tecnico.ulisboa.pt / store.tecnico.ulisboa.pt


VALORES PRÓPRIOS REVISTA DO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO MAGAZINE NOVEMBRO/DEZEMBRO NOVEMBER/DECEMBER 2017

TAMBÉM NESTA EDIÇÃO ALSO IN THIS EDITION

Nos bastidores do sucesso Behind the scenes of success Encontro de gerações do Técnico Técnico Generations Gathering A brigada do Wi-Fi The Wi-Fi brigade

CAMPUS ALAMEDA

Av. Rovisco Pais, 1 1049-001 Lisboa Tel: +351 218 417 000 Fax: +351 218 499 242

CAMPUS TAGUSPARK

Av. Prof. Doutor Cavaco Silva 2744-016 Porto Salvo Tel: +351 214 233 200 Fax: +351 214 233 268

CAMPUS TECNOLÓGICO E NUCLEAR

Estrada Nacional 10 (ao Km 139,7) 2695-066 Bobadela LRS Tel: +351 219 946 000 Fax: +351 219 946 016

tecnico.ulisboa.pt mail@tecnico.ulisboa.pt

Profile for Técnico Lisboa

Valores Próprios 2017-021  

Revista do Instituto Superior Técnico. Edição de nov/dez de 2017.

Valores Próprios 2017-021  

Revista do Instituto Superior Técnico. Edição de nov/dez de 2017.

Advertisement