Page 1

são luiz mais novos

março 2018

Sessão Descontraída: Sábado, 17 março, 11h

OS SAPATOS DO SR. LUIZ MADALENA MARQUES

S E SSÕ E S D E SCO NTR AÍ DAS N O SÃO LU I Z

As sessões descontraídas procuram reduzir os níveis de ansiedade e tornar a experiência mais agradável. Destinam-se a todos os indivíduos e famílias, pessoas com condições do espetro autista (ASD), incluindo síndrome de Asperger; pessoas com deficiência intelectual; crianças com défice de atenção; pessoas com síndroma de Down; pessoas com síndroma de Tourette; séniores em estados iniciais de demência; pessoas com deficiências sensoriais, sociais ou de comunicação. Não são, no entanto, uma forma de contrariar a classificação etária dos espetáculos (por exemplo, permitir que crianças muito pequenas possam assistir a espetáculos que não sejam adequados para a sua idade). Da mesma forma, não procuram criar um espaço para outro tipo de atividade durante o espetáculo que não o usufruto do mesmo. Esta é uma colaboração entre salas de espetáculo e pais, cuidadores e acompanhantes para que todas as pessoas possam assistir ao mesmo espetáculo.

Sessões de teatro, dança, cinema que podem decorrer numa atmosfera mais descontraída e acolhedora e com mais tolerância no que diz respeito ao movimento e ao barulho na plateia; podem ainda implicar pequenos ajustes no espetáculo (iluminação, som) e no acolhimento do público, para melhor se adaptarem às suas necessidades. 1


São Luiz Teatro Municipal Entrada principal Rua António Maria Cardoso

ª

Estamos no Teatro São Luiz para assistir a um espetáculo chamado Os Sapatos do Sr. Luiz

ª

Depois de passar a porta principal, temos a bilheteira, lugar onde se compram os bilhetes.

ª

2


O espetáculo começa junto da bilheteira. A Madalena é a atriz que que te vai contar estas histórias, através das palavras, imagens e sons, numa visita guiada pelo teatro.

ª

Os assistentes de sala estão no Teatro para nos ajudar e para esclarecer as nossas dúvidas.

ª

Se precisarmos de ir à casa de banho, devemos procurar o símbolo WC ou um assistente de sala para ajudar a encontrar o caminho. A casa de banho dos homens fica no piso -1, a das mulheres no piso -2.

ª

3


Este é o foyer da entrada principal do Teatro. Aqui vais descobrir quem foi o senhor que deu o nome ao teatro.

ª

Durante o espetáculo, a ideia é ficarmos à vontade e atentos, para que possamos assistir a tudo o que acontece. Não vamos tirar fotografias, nem fazer vídeos.

ª

Se o barulho incomodar, podemos tapar os ouvidos ou dar a mão a quem nos acompanha. Em qualquer momento, podemos sair para um lugar mais sossegado e voltar a acompanhar a visita na sala.

ª

4


Se houver alguma emergência, devemos seguir as indicações dadas pelos assistentes de sala e pela sinalética.

ª

No final da peça podemos aplaudir em sinal de agradecimento e a Madalena agradece. Se não quisermos não batemos palmas.

ª

No final podemos sair pela mesma porta por onde entrámos e podemos dizer que já fomos ao Teatro São Luiz.

ª

Uma parceria Acesso Cultura e São Luiz Teatro Municipal Mais informações: info@teatrosaoluiz.pt Esperamos que tenha gostado da visita. Duração (aprox.): 1h Fotos de: Estelle Valente e José Frade www.teatrosaoluiz.pt / acessocultura.org 5


Guião Este espetáculo é uma visita guiada encenada ao Teatro São Luiz. As histórias de diferentes pessoas que passaram pelo Teatro São Luiz serão contadas através de sapatos que vão aparecendo pelo percurso e que têm muitos objectos no seu interior. Assim que os virem, avisem logo a Madalena! O primeiro par de sapatos é o do senhor São Luiz que dá nome ao teatro e que foi um dos seus sócios fundadores. A Madalena contará a sua história no Foyer do teatro. Devemos sentar-nos no chão em semi circulo à frente da porta da sala Luis Miguel Cintra.

ª

O segundo par de sapatos é de uma atriz francesa, muito famosa, chamada Sarah Bernhardt. Para o vermos teremos de entrar na sala Luis Miguel Cintra, a correr, enquanto se ouve uma música muito bonita que faz parte da ópera que inaugurou o Teatro em 1884. Para avistarmos o terceiro par de sapatos teremos de ir aos bastidores do teatro, por um caminho labiríntico, antes de chegarmos ao sub-palco.

ª

6


O terceiro par de sapatos é o do Marreco da fita que projetava os filmes na tela quando o teatro era um cinema. Para o conhecermos iremos ao sub-palco, onde encontraremos um ambiente mais escuro, ideal para ver filmes. A Madalena falará também de um incêndio que aconteceu no teatro, e pegará fogo a uma pequena maqueta, mas não se preocupem, porque ela sabe apagá-lo num instante.

ª

O último par de sapatos a aparecer é o do Mário Viegas, que foi um ator e encenador muito polémico. Vamos ouvi-lo através de um megafone e podemos juntar a nossa voz à dele. Mas sabem uma coisa? Vocês também podem contar histórias com os sapatos que têm nos pés. É só tirá-los dos vossos pés ou dos de alguém que conhecem, por lá objetos dentro que contem a história dessa pessoa, colocá-los num sitio especial... e brincarem.

ª

7

HISTÓRIA VISUAL - OS SAPATOS DO SR. LUIZ - SÃO LUIZ MAIS NOVOS  
HISTÓRIA VISUAL - OS SAPATOS DO SR. LUIZ - SÃO LUIZ MAIS NOVOS  
Advertisement