Page 1

Número quinze MAGAZINE DIGITAL DE AMOR, ARTE, CULTURA TECNOLOGIA, MODA TENDÊNCIAS ETC


sutil é um magazine digital mensal e sem formato pré-definido sobre Amor, Arte, Cultura, Tecnologia, Moda & Estilo e Tendências, editado pela Puri Produções Número 15


sutil is a digital magazine released monthly without any pre-format defined about Love, Art, Culture, Technology, Fashion & Style, Trends, published by Puri Productions #15


TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À PURI PRODUÇÕES 2019.

EDIÇÃO & ARTE

M . I . K . A.

CAPA

IMAGEM PROMOCIONAL DA ESCULTURA ' K I N E C T I C   O B J E C T '   [ 1 9 9 9] ,   D E   A B R A H A M   P A L A T N I K

PUBLISHER

ISSUU [ h t t p s : / / i s s u u . c o m / s u t i l m a g a z i n e    ]

DISTRIBUIÇÃO

FACEBOOK [ h t t p s : / / f a c e b o o k . c o m / s u t i l d i g i t a l m a g a z i n e    ]


editorial VERSÃO 2.019 'Algoritmo' estava na minha agenda como um objeto de  estudos há algum tempo. Quando o tema piscou para mim,  sinceramente não tive a inclinação necessária para  iniciar, pois pareceu­me querer me aventurar no mundo  especializadíssimo e complexo da programação com uns  parcos conhecimentos de DOS, Windows, MacOS e Linux mais alguma estrada como usuário… Mas o calão foi entrando no linguajar cotidiano e o entendimento tornou­se urgente. Achava que a maioria que estava nesta era para arrecadar e angariar, fossem acessos em suas páginas ou vendas.  Soava lícito e reconhecia que realmente há mais  empreendedores bem­sucedidos na rede por saberem do que  se trata do que leigos, ainda sim resistia. Até que ouví o termo na boca do youtuber @SandroRocha durante uma  entrevista concedida à @LedaNagle e o assunto foi  desperto: 'Não mexe com os meus algoritmos não, hein…'. Como assim? O que ele quis dizer com isto?  Contextualizando, Rocha usou o substantivo como sinônimo de 'nervos', 'neurônios'… Benvindo à edição 15._


POR RAZÕES DE SEGURANÇA, POR FAVOR RESPONDA À QUESTÃO E LEIA A MATÉRIA DE CAPA NAS PÁGINAS SEGUINTES


POR M.I.K.A. 

Ainda nas primeiras páginas da célebre graphic novel 'Batman, o Cavaleiro das Trevas', Bruce Wayne caminha pelas calçadas de uma apocalíptica Gotham City perturbado uma vez mais por suas lembranças da noite em que seus pais foram assassinados. Absorto, de terno e mãos aos bolsos, o sr. Homem-Morcego já ali com uns 50 anos quase preenche o quadro, mas o autor @FrankMiller deixa entrever algumas figuras zômbicas compondo a paisagem urbana ao seu redor ostentando aquelas placas de propaganda que vemos comumente carregarem nas áreas de comércio para anunciar algum produto ou serviço, com os dizeres 'O Fim Está Próximo'.

Não se fala mais no assunto no restante da edição. Pudera, nem é preciso: a mensagem faz parte de todo o roteiro e apenas sublinhava naquele quadrinho a gravidade do contexto em que a personagem está inserida


no seu futuro proposto. E, como fomos surpreendidos pela sentença ao ser utilizada como título numa matéria publicada no passado dia 21 de Março na @ConsequenceofSound sobre o lançamento de um algoritmo como artista de uma gravadora, o 'slogan' foi recuperado pela nossa memória e juntou-se a um dos temas que tínhamos apontado como objeto de estudo posterior, definindo assim a pauta desta edição 15: @Endel, o algoritmo que quer ter 1 milhão de amigos como o @RobertoCarlos fazendo música é um dos mais novos fenômenos digitais ou uma boa sacada de Marketing, mas, sem dúvida, é um avanço tecnológico que chama ainda mais atenção para este plano virtual cada vez mais presente no nosso dia-a-dia.

'Algoritmo' já não é mais o que era antes. Popularmente, até meados dos anos 90 era matéria de Matemática


introduzida no final do Ensino Médio e aprofundada no Secundário e nos cursos de Exatas. Com o incremento dos videogames, dos micro-computadores e dos celulares que aproximam-nos da linguagem informática em si, o algoritmo suplantou o termo 'programa' e nesta década quase chega a estar personificado como uma espécie de mente artificial independente que rege os dados.

Ainda na escola aprendemos que 'algoritmo' é uma lógica inerente à análise combinatória, determinados procedimentos e regras matemáticas que associam informações e que é aplicada em quase tudo o que construimos a partir de cálculos. Hoje, bloggers, twitters, youtubers, perfis do #Facebook, do #Whatsapp e do #Instagram ─ dentre outros ─, usam o substantivo como nome próprio para sugerir algo semelhante à uma entidade digital, um oráculo operativo, enquanto buscam entender o funcionamento da Internet e de suas plataformas para alavancarem likes, views, inscrições, assinaturas etc.


IMAGEM: SCREENSHOTS ENDEL/PROMO


Então, nada mais óbvio quanto inédito e genial que 'ele' – o algoritmo ─, 'resolvesse' um dia ser artista, pois a citada matéria anuncia que a empresa alemã responsável pelo artista assinou um contrato milionário com a @WarnerMusicGroup para gravar 20 álbuns do seu iOS app em 2019.

'ELE' NÃO É APENAS MAIS UM NERD Chamar o Endel de 'artista' talvez seja um exagero, já que o que o app pretensamente produz é música de autoajuda – para melhoria da qualidade do sono, do controle dos batimentos cardíacos... Porém, um algoritmo é algo tão vasto que torna até a compreensão do termo num campo de estudos. Isto porque a sua aplicação não se restringe só à Matemática, e sim a tudo o que possa ser associante, associável ou associado, como o nosso próprio cérebro.


Como exercício, vamos tentar extrair algumas possibilidades do significado do vocábulo através de associações e exemplicar: 'algoritmo' [ literal ]; 'algo ritmo'; 'all go ritmo' [ uma interpretação fonética usada em programas de legendas em video e transcrição de audio automáticas ]; 'algo rit mo' [ outras 2 leituras possíveis, 'algo hit mô' e 'algo ri-te mô' ]; e por aí vai… Assim funciona o algoritmo, uma busca por totalizar o número de combinações dentro de um dado universo.

Este fundamento matemático surgido nos primórdios do pensamento persa levou-nos até ao mundo como o conhecemos. Mas o que voltou a torná-lo algo tão proeminente no palavreado cotidiano é a quantidade de possibilidades de combinações que o virtual oferece, e nem tanto para reproduzir com o máximo de fidelidade o real, e sim por proporcionar uma aparente autonomia dos sistemas, gerando uma proto-persona. Daí a atual noção de que por trás das máquinas, além dos programadores e


TRECHO DE CÓDIGO DE PROGRAMAÇÃO DE ALGORITMO IMAGEM:ARTSY/PROMO


gerentes de sistemas, há algo mais interagindo conosco. Hipoteticamente, há. Se imaginarmos a quantidade de dados disponíveis na rede e a que é adicionada, subtraída, multiplicada e partilhada dentro dela diariamente, podemos partir da premissa de que há muito tempo que já não é viável montarmos uma tabela com todas as associações possíveis, e sim obtermos um gráfico instável da evolução do processamento dos dados. O movimento do – digamos ─, algoritmo. O que ocorre é que neste plano, o processo abrange a questão do Tempo, pois algumas possibilidades podem ou conseguem ser antecipadas às decisões humanas [ como clicar ou não num dos videos da sua home do @Youtube e, se resolver assistir algum deles, qual escolheria? ], e, outras, são assimiladas pelo sistema após uma ação do usuário. Esta relação vai formando o desenho, o nosso perfil 'algorítmico', que já não envolve só probabilidade, mas fatores bem subjetivos como gosto, tendência e estilo, hábitos, horários e, até, sentimentos e pensamentos.


@LG0RITM0 T@M3éM    éCULTUR@ BEST-SELLERS, BLOCKBUSTERS E TOPS DA DISCOGRAFIA

INTERNACIONAL ONDE VOCÊ PÔDE CONFERIR POUCO A POUCO A PRESENÇA DO 'CARA' ATÉ CHEGAR AO ESTRELATO } livros 

1984 de #GeorgeOrwell MESMO NÃO SENDO SOBRE COMPUTAÇÃO, ESTE CLÁSSICO FOI UM DOS PIONEIROS TEMÁTICOS AO INTRODUZIR A IDEIA DE SISTEMA INTEGRADO NA LITERATURA, SOB A ÓTICA DO CONTROLE DO PODER E DE UMA AMEAÇA DA INSTRUMENTALIZAÇÃO DA MÁQUINA DO ESTADO VISANDO O TOTALITARISMO.


RONIN de @FrankMiller ESTA 'GRAPHIC NOVEL' PUBLICADA EM 1983 CHEGOU BEM PERTO DO NOSSO PRESENTE E DO FUTURO QUANTO À TECNOLOGIA COM AS SUAS PREVISÕES. SE A PERSONAGEM 'VIRGO' [ UMA ESPÉCIE DE ORÁCULO VIRTUAL QUE COMANDA TODO O SISTEMA NA TRAMA ], FOSSE CHAMADA DE 'ALGORITMO' NUMA NOVA VERSÃO REVISADA SERIA COMUMENTE PERCEPTÍVEL PELA GAROTADA DE HOJE.

UMA BREVE HISTÓRIA DE TUDO de @KenWilber CONSIDERADO UM DOS MAIS IMPORTANTES AUTORES DO PENSAMENTO CONTEMPORÂNEO E QUE ESCREVEU A SUA PRIMEIRA GRANDE OBRA AOS 23 ANOS DE IDADE [ 'O ESPECTRO DA CONSCIÊNCIA' ], O AMERICANO WILBER ATÉ JÁ FOI SUPERADO EM DIVERSOS PONTOS DESTA PUBLICAÇÃO, ─ PRINCIPALMENTE NO CAPÍTULO ESPECÍFICO SOBRE A INTERNET QUASE 20 ANOS DEPOIS DA 1ª EDIÇÃO DO LIVRO ─, MAS ESTE NÃO DEIXA DE SER UM VERDADEIRO GUIA FILOSÓFICO DE TODA A TRANSCIÊNCIA E ESPIRITUALIDADE, TANTO OCIDENTAL QUANTO ORIENTAL. PORQUE COMO PREDISSE O PRÓPRIO AUTOR 'CADA ESTÁGIO DE EVOLUÇÃO TRANSCENDE OS LIMITES DO SEU PREDECESSOR'.


} filmes 

BLADE RUNNER [1982] CULT-MOVIE QUE DIFUNDIU A CULTURA CYBER, ANUNCIOU A BANALIZAÇÃO DA TECNOLOGIA NO FUTURO E MATERIALIZOU O DESEJO PELA CRIAÇÃO DE ANDROIDS SURGIDO NO INÍCIO DO SÉCULO XX, INSERINDO-OS COMO PERSONAGENS NIVELADAS AOS PROTAGONISTAS E INTEGRADOS NA SOCIEDADE. FAZ PARTE DE UMA COLEÇÃO QUE DEBATE A QUESTÃO DO CONVÍVIO ENTRE OS SERES HUMANOS E AS MÁQUINAS.

TRON [1982] EM PLENA ASCENSÃO DA MICRO-COMPUTAÇÃO E DOS GAMES PÔS A GENTE DENTRO DAS TELAS. ESTE FILME DA @Disney CONVERSOU COM UMA GERAÇÃO QUE JÁ MEXIA COM SOFTWARES DE FORMA TÃO ANIMADORA DOS POTENCIAIS VIRTUAIS QUE VIROU REFERÊNCIA.

MATRIX [1999] APÓS TANTAS PRODUÇÕES EM TORNO DO TEMA NADA MAIS PARECIA SURPREENDER, MAS A PRETENSÃO DESTA TRILOGIA FOI JUSTIFICADA. SUCESSO DA FICÇÃO, MATRIX AÇAMBARCOU QUASE TUDO O QUE HAVIA SIDO DITO SOBRE PROCESSAMENTO DE DADOS E AGREGOU AÇÃO, FILOSOFIA, ROMANCE E FUTURISMO.


} álbuns 

THE UPSETTER de @LeeScratchyPerry [1969] O PRODUTOR JAMAICANO É CONSIDERADO O INVENTOR DO 'CUT N' PASTE' NA COMPOSIÇÃO DE BASES SONORAS, UM RECURSO QUE GEROU EM ESTÚDIO MANIPULANDO UMA MESA DE SOM DE 4 CANAIS INTRODUZINDO, ASSIM, A ESTÉTICA DA MÚSICA ELETRÔNICA ─ COM OS BEATS, LOOPS, SEQUENCIADORES E EFEITOS ─, O CHAMADO 'DUB'.

THE MESSAGE de @GrandmasterFlash&theFuriousFive [1982] ALARDEADO POR TER CRIADO O HIP HOP, AQUI O MÉRITO DO MASTER FOI JUNTAR O R&B, A SOUL MUSIC E O FUNK COM A MAQUINARIA, MAS SEUS MAIORES CONTRIBUTOS NESTE CONTEXTO SÃO A INCORPORAÇÃO E USO DOS SAMPLERS, DOS SCRATCHES DE VINIL E DAS MPCs NAS BATIDAS DAQUELE NOVO SOM.

ELECTRIC CAFÉ de #Kraftwerk [1986] PESQUISADORES INCANSÁVEIS DOS EQUIPAMENTOS E DAS SONORIDADADES DOS ATÉ ENTÃO MODERNOS SINTETIZADORES, ESTES ALEMÃES PASSARAM A DÉCADA DE 70 PRODUZINDO MÚSICA ELETRÔNICA E ACABARAM VIRANDO SINÔNIMO DO ESTILO [ COM O TAL DO 'KRAUT' ].


DE:@CYBER PARA:@SIRI DE TENDÊNCIAS A NOMES DE APLICATIVOS UMA COISA É CERTA: É TUDO MENOS SÓ 'ALGORITMO' IMAGEM: TECH.CO/PROMO


Por quê existe aquele campo obrigatório do título da matéria

de abertura desta edição em várias páginas de

segurança na Internet? A resposta pronta é tão óbvia que evita reflexão… Ora, se alguém estivesse tentando entrar maliciosamente numa página da qual não tem o acesso autorizado, bastaria clicar no quadradinho confirmando que não é um robô e prosseguir.

Ao que parece, a pergunta não tem esta finalidade; não é para quem intencionar uma quebra de privacidade, é para um robô. O motivo é simples: imagine que nalgum momento de personalização mediante tantos processamentos realizados um algoritmo decidisse assumir iniciativas tão independentes que o levassem até a burlar proteções e sigilos na rede, regras de privacidade etc. Ao esbarrar com esta indagação ele teria de mentir e, caso fosse adiante, poria todo o seu funcionamento em causa ─ um colapso de sua própria programação ─, pois esta mentira não encontraria respaldo nas demais linhas de comando e execuções operacionais.


Esta solução sistemática tem reflexo noutro lado da moeda: a da monetização. Muita gente já consegue obter renda na Internet produzindo conteúdos e partilhando-os, e o restante anda atrás deste objetivo. A pergunta mais frequente é como angariar audiência e convertê-la em ganhos reais? ─ tanto por quem já consegue e quer ampliar quanto por quem ainda não chegou a tal ponto. As ideias mais correntes estabelecem como causa e efeito uma fórmula que consiste em tempo x dinheiro x equipamentos = sucesso; outras, levam a discussão para a ordem do reconhecimento do talento, do dom, do carisma e da qualidade do que é oferecido aos internautas; mas há um número crescente de usuários e empreendedores que acredita também haver a tal entidade interativa digital, que seleciona um em detrimento de milhões de outros, e que portanto deve ser estabelecida uma relação mútua para melhor compreensão e manipulação dos seus critérios, daí a gíria 'o algoritmo' estar na moda fora de uma órbita ficcional para se referir a esta pósinterface de forma mais pessoal.


96% DO CONTEÚDO DA WEB NÃOÉ ACESSÍVEL  SÓ ATRAVÉS DE  BUSCAS, MAS OS HARD  USERS SÃO CONSIDERADOS PERIGOSOS. IMAGEM:'HACKER'/PROMO

Diversas manifestações já abordaram o tema. Recentemente, o Hip Hop promoveu uma ramificação do soundclash de Mcs batizado-o de 'Cypher' [ o que não deixa de ser uma influência temática do cyber-punk e da cultura rave ]. Nas telas do cinema surgiu '#Her', uma história peculiar vivida numa sociedade futurista onde um entediado editor de livros recém-separado encontra a sua parceira perfeita num iOS app, bastante semelhante à #Siri da @Apple e à #Cortana da #Microsoft.


} perfil 

JAIME SERRA JORNALISTA VISUAL & ARTISTA PLÁSTICO

BIG BANG DATA NA ROTINA FAMILIAR O CATALÃO SERRA É CONSIDERADO INTERNACIONALMENTE HÁ QUASE TRÊS DÉCADAS COMO UM RENOVADOR DA IMPRENSA E UM DOS SEUS MAIS CRIATIVOS INFOGRAFISTAS.  ENTRE PALESTRAS, CONSULTORIAS  E A SUB­DIREÇÃO DO JORNAL  @LaVanguardia    , DETECTOU A NOVA ESTÉTICA DIGITAL E ASSUMIU QUE INFORMAR É MESMO UMA ARTE


FOTO:REPRODUÇÃO DO PERFIL FACEBOOK


N

ão recordo a primeira vez em que ví o Jaime. Sei que ouvia falar dele por um amigo em comum também de Barcelona e que havia conhecido anos antes, mas este chamava-o

'Jaume', com o sotaque catalão. Depois que

fomos apresentados já nos esbarramos noutros lugares tão distantes e distintos que igualmente não saberia

enumerá-los… Numa destas vezes, a trabalho, quando reformulávamos o departamento de infografia do jornal que dirigia, seguiríamos para Lisboa no mesmo dia em que concluiríamos a etapa na sede, pois ainda seria preciso apresentarmos o projeto na filial da capital portuguesa.

Jaime havia aproveitado a oportunidade de coincidência com a agenda da esposa e a levou com ele para Portugal. Assim, pegamos os três a estrada ao final da tarde. É um tipo raro ─ e raro tanto num sentido em Português quanto em Espanhol. Nunca me sentí desconfortável perto dele apesar dos seus 1,90m de altura, mas estivemos longe de situações de mero passatempo, e aquela não foi a exceção: 'Andresinho, nos encantaría conocer Nazaré. Que te parece?' ── perguntou quando começávamos a nos aproximar de Coimbra, que fica próxima da catedral.

Era noite, não era época de férias e nem feriado religioso. Confesso que mesmo sendo um local de construção recente, sem o apelo da arquitetura das igrejas europeias, parar no pátio de Nazaré naquele horário e sem ninguém ao redor num raio de quilômetros foi tão estranho quanto visitar um cenário de Gotham. É algo que não se esquece…


Jaime é visto no mercado desta forma excêntrica e vaidosa, mas carismática e produtiva. Tornou-se uma estrela do jornalismo e um colecionador de prêmios internacionais com as publicações onde colaborou tanto por causa desta personalidade quanto por ter expandido as possibilidades artísticas do tratamento da informação impressa a um nível que poucos colegas conseguiram.

Mas somente no início desta década o 'eu' jornalista perderia a luta para o seu 'eu' artista. Em 2010, Jaime recolheu-se num ateliê para produzir uma série de trabalhos para expor, como faz qualquer pintor. Nos bastidores tal atitude já era resenha, mas a minha surpresa surgiu com os primeiros resultados que traziam para as telas uma mescla avançada de Arte com Infografia, e contraditoriamente utilizando a linguagem visual dos 'dots' na mesma via que a da Era digital e da espacial.

ESTUDOS PARA A SÉRIE 'UN DIAGRAMA  FAMILIAR' REFERENTE A UM DIA. NA  PÁGINA SEGUINTE, O RESULTADO IMAGEM:REPRODUÇÃO


Esta era para ser uma entrevista-padrão, do tipo perguntas e respostas, mas quase 10 dias depois de a combinarmos e do envio das perguntas, Jaime teve uma quebra física em meio a uma verdadeira turnê na agenda como palestrante ─ que passa por ambientes coorporativos, de midia e acadêmicos ─, e renegociamos a pauta para este formato.

A questão é que hoje qualquer um que for pesquisar a estética dos visualizadores algorítmicos vai esbarrar com Jaime Serra. Tal antecipação tem uma verve tão artística quanto jornalística: como pode observar no esboço reproduzido na página anterior, o princípio deste rasgo criativo um tanto menos editorial do que o que é feito nas redações é compreender e partilhar a relação entre o virtual e o humano, principalmente na esfera sentimental. A primeira leva de quadros resultantes destes estudos intitulada 'Um Diagrama Familiar' é quase um data show, onde dispôs num esquema cartesiano o vínculo emocional percebido e o vínculo intelectual recordado do artista com os seus próprios familiares nucleares durante o dia, nos 365 dias do ano, estando presente ou não em casa por algum motivo, e depois dispostos sequencialmente de forma a percebermos o imprevisível pelo comportamento gráfico destas relações.

Isto é tão algorítmico que impressiona, e nem tanto pela ótica temporal já que estes trabalhos iniciaram-se no recente final da década passada, mas pela contemporaneidade. 'Um Diagrama Familiar' é uma das traduções do que tratamos nesta edição.


O QUE VOCÊ FEZ NAQUELA ÉPOCA EM  QUE PASSOU UM TEMPO FORA DE  CASA?  ACIMA, 'LO VIVIDO Y LO  SUCEDIDO' ANALISADO PELA REVISTA  'FOCUS', ONDE SERRA REVELA TODOS  OS PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS DE  SUA VIDA PESSOAL ENQUANTO VIVEU  EM BUENOS AIRES, ATRAVÉS DE  ANOTAÇÕES FEITAS NA ALTURA E DO  MERGULHO EM SUA MEMÓRIA 14 ANOS  DEPOIS. AO LADO, O ARTISTA E O OVO IMAGEM:REPRODUÇÃO DO BLOG


Mas esta produção acabaria por ser perspectivada como um laboratório. Serra havia descoberto ali um caminho para expressar o que verdadeiramente o inquietava como artista e iniciou logo outra que duraria mais todo o ano de 2010 só para a fase de apuração de informações junto a três casais que selecionara. O projeto conceberia o tríptico 'Vida Sexual de um Casal Estável'.

O trabalho repercutiu. Um problema anterior quanto à nomenclatura dos departamentos de infografia e do jornalismo visual como 'Arte' nos organogramas tornava-se obsoleto, pois aquilo que também se denomina como Arte começava a ser não apenas revisto como parecia estar nascendo ali uma nova escola. Graças à metodologia aplicada e a uma elaborada construção artística, 'Vida Sexual de um Casal Estável' expõe de maneira inquietante o desempenho de cada parceria amorosa no decurso daquele ano da amostragem, tipificando os seus hábitos e preferências sexuais de forma comparativa e inovando na apresentação gráfica aproximada da linguagem da leitura de dados nos computadores.

Rapidamente, o próprio jornalista se vê psico-analisado. Jaime precisava despreender-se da objetividade quase obrigatória e do cronometrado fluxo da produção nas empresas editoriais para expandir as suas peças para âmbitos como Inteligência Emocional, Psicofísica, Sociologia e Tecnologia e ser assim mais eficaz como interventor. Algo mais do que devido a uma mera auto-defesa da relevância e da pertinência dos mídia na atualidade.


Entretanto, o seu ganha-pão não andava escasso e continuou prestando consultorias na área de Infografia para jornais, como o @ElComercio [ Lima ] e o @OGlobo [ Rio de Janeiro ], mas estas oportunidades só enriqueceriam ainda mais as suas propostas autorais. Tanto que por ter de passar uma parte considerável do seu tempo fora do país de origem, ao reviver esta situação incômoda de distanciamento da família e de Barcelona, sacou em 2015 umas anotações do seu arquivo feitas na época em que vivera em Buenos Aires [ entre 98 e 2001 ], para conceber mais uma série arrebatadora no contexto do seu portfolio: apesar de utilizar os mesmos métodos, 'O Vivido e o Sucedido' consolidou a sua técnica e surpreende pela quantidade de informações afetas à sua memória, sejam factuais ou por via afetiva, pondo-as inclusive em discussão. Isto porque Jaime anotava tudo o que fazia de mais relevante na cidade nas paredes do seu apartamento em Caballito ao longo daqueles 5 anos [ independentemente de valorações positivas ou negativas ]. Antes de deixar a Argentina, fotografou e guardou todo o material durante aqueles 14 anos sem se dar muita conta, relativizando assim tais ocorrências com o que de fato viria a conseguir recordar.

Várias experimentações depois e que se imiscuiam com seu trabalho jornalístico, Serra reveria-se acompanhado. Convidado pela curadoria da expo #BigBangData, em 2016 correu algumas cidades ao lado de outros artistas que pulsavam a tendência algorítmica como um eletrocardiograma está para o coração ─ como a sede Londres, Barcelona, México, Santiago do Chile e a capital peruana ─, num timming pessoal que coincidia com o


TRÍPTICO 'VIDA DE UNA PAREJA ESTABLE', DE 2010.  I M A G E M : R E P R O D U Ç Ã O

seu retorno ao mercado espanhol aceitando integrar a direção do jornal La Vanguardia ─ cargo que deixou recentemente. A obra tanto artística quanto infográfica de Jaime Serra está disponível em seu blog pessoal [ https://jaimeserra-archivos.blogspot.com ], sempre movimentado, onde se pode tanto apreciar quanto usar como uma plataforma de estudos, para obter dicas bibliográficas e para ler análises e mais detalhes quanto à sua obra, enquanto aguardamos alguma exposição sua aqui no Brasil.


}expo algori tmia ???

AS SOLUÇÕES GRÁFICAS PARA VISUALIZAÇÃO DE DESEMPENHOS NA REDE COMEÇAM A SE POPULARIZAR E, ALÉM DE NOVAS IDEIAS, TÊM SUGERIDO UMA NOVA ONDA NO DESIGN DIGITAL


TEMPLO DO SOM A 5ª SINFONIA DE #Beethoven VISUALIZADA ATRAVÉS DE UM ADV [ ADVANCED DATA VISUALIZATION ] IMAGEM:TADVISER


NETWORK FLOW O @LinkedIn LANÇOU UM SERVIÇO OPCIONAL QUE MAPEIA OS PASSOS DOS SEUS USUÁRIOS NA PLATAFORMA BOM DIA SUÍÇO A @Teralytiks E A @Telefónica REGISTRAM O TRÂNSITO EM ZURIQUE ATRAVÉS DO TRÁFEGO DE DADOS


AAEON FLUX O ARTISTA @AaronKoblin CRIOU ESTE PATTERN USADO PARA MONITORAR O FLUXO AÉREO SOBRE OS EUA

EXPANSÃO LAYOUT VETORIAL COM 30 MIL NÓS CRIADO PELA @Caida.org

CELULAR INTERAÇÃO DE UM GRUPO DE ESTUDANTES NO @Facebook VISTO PELO CAMPO 'IDADE'


:

EX­ASSINANTE DE UMA EDITORA DE CONTE ÚDOS PARA INVESTIDORES  DA QUAL FOI CONTRATADA GRAÇAS AO ÊXITO DE SUAS APLICAÇÕES  NA BOLSA, BETTINA, DE APENAS 22 ANOS, TOPOU SER UM DOS  ROSTOS DA CAMPANHA PUBLICITÁRIA ONLINE DA EMPRESA ONDE  COMEMORAVA TER GANHO 1 MILHÃO DE REAIS. INSTANTANEAMENTE  AMBOS FORAM ATACADOS POR COMENTÁRIOS QUE PUNHAM EM  DÚVIDA TAL RESULTADO, MAS A EMPRESA REAGIU COM OUTRO FILME  ONDE A FUNCIONÁRIA PERMANECIA EM SILÊNCIO ENQUANTO OUVIA  AUDIOS COM ALGUNS DOS IMPROPÉRIOS ENVIADOS. PIOROU. BETTINA  E O CEO FORAM A ALGUNS PROGRAMAS DE TV PARA MOSTRAREM  DOCUMENTOS E ELUCIDAR A FAÇANHA, QUE AFINAL CONSISTE EM  MULTIPLICAR CADA LUCRO OBTIDO POR UMA NOVA APLICA ÇÃO.  ENTRETANTO, A EDITORA ADMITIU QUE N ÃO GARANTE QUE TODOS OS  SEUS CLIENTES OBTERÃO RESULTADOS SEMELHANTES NEM QUE A  BETTINA NUNCA PERDERÁ DINHEIRO. FOTO: REPRODUÇÃO DE ANÚNCIO DA EMPIRICUS


Profile for Puri Productions

sutil #15  

[ versão original Português BR ]

sutil #15  

[ versão original Português BR ]

Advertisement