Page 1

Maio 2018

EMPRESA ASSOCIADA 71 ANOS COMPROMETIDA COM O DESENVOLVIMENTO DE CHAPECÓ


2 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


O INTERESSE SOCIAL ACIMA DE TUDO O associativismo empresarial busca, ao mesmo tempo, defender interesses da comunidade econômica representada – garantindo condições razoáveis de produção, trabalho e empreendimento – e perseguir metas e objetivos de real interesse da coletividade regional. Em seus 71 anos de fundação, a ACIC conseguiu, de forma exemplar, harmonizar esses dois objetivos, prestando inestimável contribuição ao desenvolvimento do município e da microrregião. Para isso, conta com uma rede de aproximadamente 1.400 associados que crescem juntos e, com isso, desenvolvem o município e representam instrumentos de efetiva elevação da qualidade de vida. Para representar essa união, a ACIC elaborou um adesivo para as empresas associadas que você recebe junto com esta edição da revista. Ele está fixado na capa e pode ser retirado para colar na fachada da empresa. O adesivo foi elaborado para comemorar os 71 anos da entidade e para presentear os associados que somam forças e representam o associativismo, formando uma grande rede de

crescimento de toda Chapecó. O respeito que a ACIC capitalizou nesses 71 anos decorre, em grande parcela, pela forma independente, altruísta, proativa, arrojada e solidária com que se envolve nas questões de interesse geral, sempre subordinando sua atuação pelo bem-estar geral da coletividade. O tempo é uma variável incontrolável. Temos convicção que estamos honrando os postulados que, em 1947, inspiraram o empresário Serafim Enoss Bertaso, primeiro presidente da ACIC, a iniciar essa edificante história. Mantemo-nos vigilantes na defesa dos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa, na preservação dos postulados de um mercado minimamente regulamentado e na valorização do empreendedorismo. Por isso, renovamos nossa fé nas liberdades democráticas como condição para a construção de uma sociedade livre, pluralista, justa e solidária. Parabéns a todos que construíram e constroem essa história de sucesso.

Chapecó, maio de 2018

CIDNEI LUIZ BAROZZI - Presidente

3 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Institucional

COMPROMETIDA COM O DESENVOLVIMENTO DE CHAPECÓ

Comprometida com os associados, com a cidade e região, a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) colabora com o desenvolvimento econômico, social e político, fortalecendo as empresas de Chapecó e região. Fundada em 10 de maio de 1947, a ACIC nasceu com o objetivo de ser uma entidade empresarial representativa do comércio, indústria, prestação de serviços, tecnologia e agronegócio, tendo como primeiro presidente o empresário Serafim Enoss Bertaso. Para comemorar seu 71º aniversário, a ACIC elaborou um material especial. Você está recebendo junto com essa edição um adesivo que está fixado na capa e que poderá ser utilizado na fachada da sua empresa. Dessa forma, você e sua empresa podem comunicar a todos os clientes que fazem  parte desta grande rede de associativismo, que juntos contribuem para o crescimento das empresas, dos colabo-

4 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

radores e de todo o município. O presidente da ACIC, Cidnei Barozzi, destaca que, durante esses 71 anos, a entidade desenvolveu ações consistentes na defesa dos interesses da classe empresarial e do bem-estar da coletividade. Atualmente, possui aproximadamente 1.400 associados. É reconhecida no cenário estadual pela sua atuação de vanguarda, com posicionamentos que visam assegurar direitos da cidadania e o desenvolvimento da livre iniciativa, atuando como agente de inovações e mudanças. Se a ACIC é, hoje, sinônimo de respeito, representatividade forte e poder reivindicatório, isto se deve a todas as empresas associadas que acreditam e confiam no trabalho desenvolvido por todas as diretorias que passaram pela entidade e que juntas formam essa união de interesses.


5 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


PERSONALIDADES DO AGRONEGÓCIO SERÃO HOMENAGEADAS NA ABERTURA DA MERCOAGRO Na solenidade de abertura da Mercoagro 2018 – Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne programada para o período de 11 a 14 de setembro, em Chapecó – será entregue o Prêmio Carne Forte a um seleto grupo de personalidades da cadeia produtiva da proteína animal. O prêmio é uma iniciativa da Enterprise e da Rofer Eventos & Feiras, encarregadas da comercialização da expo-feira, empresas dirigidas por Maria Antônia Siqueira Ferreira e Cledson Fernandes. É concedido anualmente

em reconhecimento às pessoas que, na avaliação do público ligado à agroindústria da carne, deram importante contribuição ao setor. Para o diretor da Mercoagro Bento Zanoni, “a concessão do prêmio realça o papel de pessoas, empresas e instituições que fazem da cadeia produtiva brasileira da carne um sucesso internacional.” O gerente do projeto Mercoagro Nadir José Cervelin mostra que a homenagem refletirá o sentimento de todos os envolvidos no vasto universo da indústria da carne. O processo de escolha é feito com

APRESENTAÇÃO NA FIESC Empresários catarinenses conheceram, em abril, durante a reunião de diretoria da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), detalhes da 12ª edição da Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne, a Mercoagro. Nadir José Cervelin falou sobre a importância do evento que é considerado o maior do setor na América Latina. “Queremos consolidar a Mercoagro como a feira de referência mundial do setor em Chapecó”. O presidente da ACIC, Cidnei Barozzi, reforçou o convite para o evento.

6 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

o envio por correio eletrônico de ficha de votação aos eleitores/indicadores e, também, pelos votos exercidos no site www.premiocarneforte.com.br. O prazo para a indicação se encerra 45 dias antes da data de entrega da honraria, ou seja, dia 5 de agosto. O eleitor/indicador apontará uma personalidade para cada categoria: aves, bovinos, ovinos, suínos, pescado, Governo Federal e Poder Legislativo, além de três indicações livres. A outorga do prêmio está prevista para as 20 horas do dia 10 de setembro, no auditório da Unochapecó.


Com os financiamentos do BRDE, projetos inovadores do Sul do Brasil viram realidade. Aqui, você conta com a orientação de uma equipe especializada, que encontra a solução ideal para cada necessidade, além de linhas de crédito específicas para inovação, incluindo desenvolvimento de novos produtos, aprimoramento de serviços ou modernização de processos. BRDE. O banco que liga você ao desenvolvimento.

CONHEÇA AS LINHAS DE CRÉDITO PARA INOVAÇÃO. www.brde.com.br

7 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

Ouvidoria DDG 0800 600 1020

ONDE O BRDE ESTÁ PRESENTE, O DESENVOLVIMENTO ACONTECE.


Institucional

EMPRESAS DEVEM FICAR ATENTAS ÀS TENDÊNCIAS PARA SE MANTEREM COMPETITIVAS A transformação digital, a automação e as tecnologias dos diferentes setores afetam a maneira de fazer negócios e a relação profissional e pessoal. As mudanças ocorrem rapidamente e, para se adaptar e ser competitivo, as empresas precisam se antecipar às tendências de mercado, seja na indústria, no comércio ou nos serviços. Para o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, a superação da maior crise econômica pela qual passou o Brasil está em curso. Estruturalmente, os desafios a serem superados são significativos. “Estão em curso, simultaneamente, rupturas tecnológicas e mudanças demográficas e socioeconômicas, caracterizando um momento de transição, impondo à indústria a necessidade de aperfeiçoar sua compreensão a respeito dos novos cenários, assim como oportunidades e ameaças. A chamada Indústria 4.0 passou a ser questão preponderante no sentido tecnológico e com impactos fortes no desenho de políticas industriais, na formação de recursos humanos e nas questões institucionais”, avalia. O comércio tradicional vem sendo fortemente afetado no mundo com o advento da tecnologia da informação. De acordo com o diretor de Franchising da Franquiza, Sérgio Antonio Migliorini, a tendência é a implantação de modelos híbridos

Tatiana Zacheo Rodrigues

8 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

de vendas. “O cliente efetua a consulta na loja física e a compra pela internet ou pesquisa na internet e retira na loja física, sistema denominado pelo nome inglês Buy on line pick up”. Outra tendência é a utilização da inteligência artificial para agilizar o atendimento, os chamados chatbots. “O desafio é a qualificação do atendimento. O ser humano quer ser atendido por seres humanos e a regra é: atenda como gostaria de ser atendido. Essa é a fórmula”, assegura Migliorini. Quem oferece soluções de serviço deve estar atento ao olhar do consumidor, o que ele pensa, sente e precisa, acrescenta a consultora de relacionamento com o mercado da Unochapecó, Tatiana Zacheo Rodrigues. “É necessário se adaptar às mudanças da sociedade. Existem muitas ofertas similares e não adianta competir com o mercado oferecendo mais do mesmo. É necessário investir em gerar momentos únicos, ter um propósito e criar vínculos verdadeiros”. Tatiana realça que o cliente está consciente de sua força e seleciona marcas com responsabilidade socioambiental e que geram valor com praticidade. “Poderíamos​​ listar diversos desafios e tendências, mas vejo que o foco poderia ser ‘glocal’, ou seja, como entender que nossos consumidores são globais e ao mesmo tempo locais”, conclui.

Sérgio Antonio Migliorini

Glauco José Côrte


9 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


FAÇA AS REUNIÕES E TREINAMENTOS DA SUA EMPRESA NOS AUDITÓRIOS DA ACIC Atividades de treinamento, reuniões, convenções e outros eventos podem ser realizados nos auditórios da ACIC. Os espaços são modernos e confortáveis, climatizados com projetor multimídia, sistema de som, microfone, internet WI-FI, mesas para uso de computadores, cadeiras com pranchetas com capacidade de 30 a 50 pessoas. Os auditórios foram soluções inovadoras que a ACIC encontrou para poder ajudar os associados a terem um lugar adequado para promoverem reuniões, treinamentos e até eventos. Além de toda a comodidade e praticidade, também é uma oportunidade para o empresário tirar sua equipe do ambiente de rotina e levá-lo para um lugar diferente, contribuindo para a motivação e o sucesso das iniciativas. Mais informações podem ser obtidas diretamente na ACIC, pelo e-mail recepcao@acichapeco.com.br ou pelo telefone (49) 3321-2800.

SUA EMPRESA CONECTADA A OUTRAS 1.400 Aproveitar os benefícios oferecidos pela ACIC, ficar atualizado, dar visibilidade à empresa e ter oportunidades de divulgação dos seus serviços são os motivos que levaram o psicólogo e coach Rangel Barbosa de Lima a utilizar o aplicativo ACIC + Vantagens. O APP foi lançado no ano passado e tem como intenção aproximar ainda mais a ACIC dos associados que, por meio da ferramenta, podem se relacionar entre si e gerar negócios, conectando-se com aproximadamente 1.400 empresas, além de todos os usuários que baixarem o aplicativo. A ferramenta é gratuita e está disponível para os sistemas operacionais IOS e Android. É possível cadastrar cupons de vantagens que podem ser adquiridos por qualquer pessoa que baixar o APP. Para que o aplicativo funcione corretamente, é importante manter os dados da empresa atualizados, por meio de um cadastro realizado no site da entidade. Isso possibilita ao usuário do APP

10 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

contatar a empresa de maneira fácil e rápida. Confira o passo a passo para o cadastro no endereço https://acichapeco.com. br/links/acesso-area-restrita. Caso tenha alguma dificuldade, informações poderão ser obtidas através do telefone (49) 3321-2800 ou e-mail suporte@acichapeco.com.br. “O aplicativo é uma boa oportunidade para gerar negócios, além de proporcionar visibilidade. Quanto mais empresas cadastrarem cupons de vantagens, mais possibilidades de negócios serão geradas.” Rangel Lima, psicólogo e coach


11 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


A FORÇA DAS

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE CHAPECÓ As micro e pequenas empresas representam mais de 90% das organizações brasileiras, geram empregos e contribuem de maneira fundamental para a economia do País. O diretor de Micro e Pequenas Empresas da ACIC, Julio César Moura Franco, explana, nessa entrevista, sobre a força desse segmento empresarial. Franco é educador físico, com Licenciatura Plena, formado na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). É pós-graduado em Ergonomia e em Gestão de Espaços Esportivos e de Lazer. Possui cursos de atualização em Ginástica Laboral, Atividades de Academia, Marketing Esportivo, Administração Esportiva, Recreação e Lazer, Futebol e Futsal. Qual é o papel das micro e pequenas e empresas (MPEs) na economia regional, na sua avaliação? É papel de relevância, de destaque. Os números demonstram isso. Do total de vagas de empregos criadas no Estado, as MPEs são responsáveis por aproximadamente 60%. Em torno de 45% dos empregos formais e 35% do PIB catarinense são das micro e pequenas empresas. Além disso, muitas MPEs são “esteios” para grandes empresas, tanto na prestação de serviços importantes para o desenvolvimento do negócio como em fornecimento de produtos que compõem o negócio principal das grandes empresas. Desta forma, o papel da MPE é de suma importância para o desenvolvimento do Estado e do País. A política de apoio às MPEs existente no Brasil é suficiente para assegurar o crescimento desse setor da economia? Ressalto que política de apoio é um ponto importante e de grande relevância para o crescimento e fomento do mercado nacional. Entre os incentivos fiscais, neste âmbito, destaco em especial o Estado de SC, que por sua vez está entre os estados brasileiros com melhor índice de crescimento econômico, pois busca e oferece constantemente alternativas legais que minimizam tributos e fortaleçam as estratégias de mercado. Neste sentido, empresas de dife-

12 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br 12 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


rentes tamanhos têm optado por se instalar ou realizar importações pelo Estado de Santa Catarina, devido a regimes especiais que propiciam a diminuição da base de cálculo dos impostos, em destaque o ICMS. É uma pena que muitas empresas, principalmente as MPEs, desconheçam os incentivos fiscais proporcionados por seus estados, travando, assim, o seu crescimento, bem como um melhor posicionamento em relação à concorrência e ao mercado. Mais de 90% dos associados da ACIC são MPEs. Quais as atividades, serviços e facilidades que a entidade oferece a esse segmento do empresariado local? São muitos. Destaco, inicialmente, para a oportunidade que cada empresa/empresário tem de participar dos núcleos empresariais, onde terão, dentro do associativismo, a chance de capacitação profissional e negócios. Mesmo não fazendo parte dos núcleos, a capacitação oferecida pela entidade está bem ao alcance de cada uma das MPEs. Temas diversos e importantes são oferecidos como gestão de pessoas e financeira, marketing e outros. A ACIC também dispõe de soluções às empresas como o cartão Util Card, Protesto Expresso, oportunidade de cada empresa divulgar seus produtos ou serviços através da Revista Empresa Forte ou mesmo do APP ACIC (aplicativo para celulares), serviços de proteção ao crédito e fornecimento de créditos, entre outros.

cidade demonstram o acerto na relação estratégia do crescimento das MPEs e de todas as empresas. O Sr. acha possível ampliar o nível de cooperação entre as MPEs para que, em conjunto, possam disputar nichos do mercado? Como ferrenho defensor do associativismo, não posso negar que essa cooperação ajuda a criar e desenvolver mais negócios. Na minha opinião, tudo se torna mais fácil para a disputa de qualquer mercado, incluindo os nichos. Individualmente, as MPEs já vêm se fortalecendo, ocupando espaços onde, principalmente, as grandes empresas não conseguem atender, como na moda “Plus Size”, setor de calçados, alimentos, comércio de eletrônicos, entre outros. A grande vantagem do nicho é principalmente se destacar em um segmento no qual existe pouco ou nenhuma concorrência. A cooperação entre as empresas favorece desde o valor inicial de investimento no negócio, passando por estratégias de marketing e da entrega final do produto ou do serviço. As MPEs de Chapecó e do oeste catarinense já estão exportando? Já estão em condições de disputar o mercado externo? Sim. Temos várias MPEs que exportam e que, através de know how adquirido vindo das necessidades dos grandes negócios que temos na região, têm boas condições de disputa de mercados externo. Estamos instalados em mercados dos EUA e Europa, entre outros. Algumas empresas, através do Programa Exporta SC, e outras associadas a grandes organizações no ramo de vendas em sites (e-commerces), vêm se destacando nestes mercados externos. E os destaques atuam nos diversos ramos como alimentação, equipamentos para o agronegócio e agroindústria, sistemas, logística e outros. Temos em Chapecó e Oeste catarinense as MPEs de ponta em seus segmentos e que disputam o mercado internacional em iguais condições com as empresas de outros países. As universidades competentes que temos na região prestam um grande apoio com laboratórios e sistemas de gestões e nos auxiliam muito no desenvolvimento dos processos e produtos, o que aumenta a qualidade e a competitividade no mercado externo. Nosso Estado também é bem regado de incentivos para que os produtos e serviços possam ter acesso no mercado interno e externo com mais facilidade. A economia do País ainda em recuperação faz com que nossos empreendedores fiquem receosos de investir mais, mas arrisco afirmar que vamos crescer cada dia mais no mercado externo nos próximos anos.

“COM O ASSOCIATIVISMO, TUDO SE TORNA MAIS FÁCIL PARA A DISPUTA DE QUALQUER MERCADO”

O associativismo tem sido indicado como uma das estratégias de crescimento para as MPEs. O Sr. concorda? Concordo plenamente e me cito como exemplo. Não me reporto somente ao crescimento das MPEs, mas do próprio empresário como passo inicial para a melhora do conjunto. Enquanto pensávamos que empresas do mesmo ramo são tão somente concorrentes, deixamos de lado a oportunidade de discutirmos e solucionarmos problemas comuns tanto da organização como do ramo de negócio. É uma oportunidade de melhoria geral do mercado para o setor e com um marketing mais amplo e consequente melhora de vendas e serviços de todos. A oportunidade que o associativismo oferece de trabalharmos juntos, por exemplo, por uma ação social que talvez singularmente não seria possível. Para citar mais uma de tantas estratégias que o associativismo ajuda no crescimento das MPEs, tem a oportunidade de adquirir produtos ou serviços comuns a todas as empresas associadas e, com isso, ter um poder maior de barganha de preço junto aos fornecedores, sendo que todos saem ganhando. Penso que estes 71 anos de forte associativismo na nossa

13 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


M R . C AT E M CHAPECÓ empresários apostam na segurança da franquia e no bom momento do setor

Flávio e André Pasquali, sócios da Mr. Cat Chapecó Apostar em uma franquia tem se tornado cada vez mais um investimento seguro e confiável. Contar com a expertise de uma empresa já consolidada, com o apoio e o padrão de um negócio que já vem dando certo em outras localidades, é uma segurança para quem decide iniciar um empreendimento. Os números também são animadores. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o faturamento do setor no Brasil em 2017 foi 8% maior que em 2016, movimentando R$ 163,319 bilhões. A en-

tidade prevê aumento de 8% a 10% nestes números em 2018. Apostando nesses números e na vontade de diversificar os negócios da família, além de ter uma provocação do filho André para iniciar um empreendimento juntos, o empresário Flávio Pasquali decidiu investir na franquia da conceituada marca de calçados e acessórios Mr. Cat. A loja foi inaugurada em novembro de 2017, no Shopping Pátio Chapecó. Pasquali conta que um dos principais fatores que levaram à escolha da Mr. Cat para o

investimento foi o fato de a família já ser fã e cliente da marca. “A empresa é conceituada, séria, tem produtos confortáveis, com design exclusivo e com preço acessível”, afirma. A experiência nesses sete meses de empresa tem sido ótima e as expectativas, segundo o empresário, são de expansão. “A ideia agora é consolidar a marca na região e partir também para outros investimentos”, declara.

TRANQUILIDADE DOS USUÁRIOS DO A E R O P O R T O S E R A F I M E N O S S B E R TA S O É G A R A N T I D A P E L A I N V I O L ÁV E L S E G U R A N Ç A Chapecó, considerada a Capital do Oeste, é sede de grandes feiras, eventos e jogos. Uma das formas mais comuns de chegar ao município é através do Aeroporto Serafim Enoss Bertaso, um dos principais de Santa Catarina, que registrou mais de 470 mil passageiros entre embarque e desembarque em 2017, o que comprova uma grande movimentação diária.  Para atuar seguindo normas e procedimentos da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Inviolável Chapecó promoveu em 2017 o Curso de Vigilantes AVISEG, conduzido pela empresa Global Seg, onde os vigilantes receberam orientações sobre  procedimentos cautelares de segurança, como evacuação, operação antibomba, liberação de bagagem, procedimentos aeroportuários e tudo o que diz 14 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

respeito ao cotidiano para a proteção de todos. Após o treinamento, os certificados de todos os vigilantes foram validados junto à ANAC. Agora, a Inviolável obteve a Certificação para manter seu trabalho no aeroporto e participar de licitações em todo país. Conforme o diretor da Inviolável Chapecó, Gilson Vivian, com o curso oferecido à equipe, a empresa tem as informações necessárias para cumprir e atender as determinações inseridas na legislação nacional e contribuir, desta forma, para mais segurança do aeroporto e também de passageiros.

TRABALHO A Inviolável é responsável por controlar a área externa, entrada de veículos, carga e descarga, além de gerenciar o acesso de todos os passageiros, fazendo a primeira conferência e instrução sobre a segurança. Os profissionais também controlam a entrada e saída de passageiros dentro do aeroporto.


Temos orgulho em ter vocĂŞ, associado ACIC, em nossos planos.

15 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Conversa com Especialista

STARTUPS

Como elas estão mudando e ainda mudarão o mercado

Rodrigo Savenhago, engenheiro de produção, consultor de vendas da Welle Tecnologia Laser e organizador do Startup Weekend Chapecó

Acostume-se com isso: startups são um bicho totalmente diferente. Em tempos que foguetes vão ao espaço e voltam intactos, carros dirigem sozinhos, alunos chegam às universidades já com muita informação e idosos usam um computador de bolso todos os dias, já era de se imaginar que o desenvolvimento de novos negócios iria evoluir para se adaptar, assim como Darwin previa no campo da biologia. As startups estão mudando e ainda vão mudar (muito) o mercado. A definição de startup pode ser resumida a um grupo de pessoas de perfil empreendedor em busca de um modelo de negócios repetível e escalável (ou seja, que pode ser reproduzido repetidamente, em grande quantidade, com grande ganho de produtividade), normalmente apresentado em um ambiente de incertezas. Note que não necessariamente é preciso ter/ser uma empresa nascen-

16 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

te, pode-se aplicar a “cultura startup” e seus benefícios para desenvolvimento de novos produtos, processos e negócios dentro de uma empresa existente e em qualquer estágio da sua vida. Note ainda que o ambiente de incertezas está correlacionado com a inovação, desbravando lugares antes nunca explorados, pensando em algo novo e “fora da caixa”. Vivemos na era da transformação digital e a volatilidade do mundo contemporâneo leva à necessidade de mudanças e adaptação a elas, dentro do mercado, em uma velocidade que os modelos tradicionais já não suportam. As startups trazem consigo essa característica volátil e capacidade de adaptação. Demorou, mas hoje as grandes corporações já entenderam e estão destinando cada vez mais investimentos à aquisição de startups ou trazendo modelos de hierarquia e cultura que possam garantir essa ino-

vação mais aberta e próxima do consumidor. A sociedade também está se beneficiando desse novo modelo, conseguindo ter suas necessidades e dores atendidas com maior eficiência, agilidade e precisão. Nunca tivemos mudanças tão rápidas. Nunca fomos tão globalizados e nunca tivemos tanto acesso à informação. As startups, por essência, conectam tecnologia e talentos para a criação de soluções alinhadas a tudo isso, desenvolvendo novas matrizes econômicas em lugares distantes de grandes centros. Trazendo o assunto para Chapecó e região, o Desbravalley é um moderno movimento que tem ajudado a fomentar esse desenvolvimento. Um ecossistema de inovação que tem unido forças já existentes para, entre muitas outras boas ações, tracionar a evolução de startups no Oeste catarinense.


Aniversário Premiado

Sicredi Região da Produção RS/SC

35

anos

Promoção

4 Gols 2018

1 Amarok 2018

23

Smart TV

Full HD 43” Meramente ilustrativo.

Contratando um produto ou serviço

=

1 cupom

sicredi.com.br/promocoes Participe de 02/04 a 27/12/2018

CERTIFICADO DE AUTORIZAÇÃOSEAE/MF/02.000243/2018. Fundos de Investimentos não contam com a garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do Fundo Garantidor de Crédito - FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar os seus recursos. Seguros e Previdência Privada intermediados por Corretora de Seguros Sicredi Ltda., CNPJ 04.026.752/0001-82, registro SUSEP n° 10.0412376. Os planos em FAPI são administrados pelo Banco Cooperativo Sicredi S.A., CNPJ 01.181.521/0001-55. Produtos de Crédito: a disponibilidade está condicionada à análise de crédito do associado. Promoção válida durante o período de 02/04/2018 a 27/12/2018, para os associados da cooperativa Sicredi Região da Produção RS/SC. Consulte o regulamento completo da promoção e condições de contratação nas unidades de atendimento participantes e no site sicredi.com.br/promocoes. Imagens meramente ilustrativas.SAC - 0800 724 7220 / Deficientes Auditivos ou de Fala - 0800 724 0525.Ouvidoria - 0800 646 2519.

17 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Performance

INVESTIR OU NÃO INVESTIR EM CRIPTOMOEDAS?

Leandro Medeiros Presidente da ABRH, seccional de Chapecó, e gestor de pessoas da Ogochi

Apesar da primeira criptomoeda, a Bitcoin, ter sido criada em 03 de janeiro de 2009, foi a partir de 2013 que ela se tornou “famosa” para os investidores e entusiastas da tecnologia após alcançar a marca de US$ 1.000,00! Isso mesmo; 1 Bitcoin = US$ 1.000,00. Quando ela foi criada, apenas quatro anos antes, ela era cotada por US$ 0,00076. Mas essa fama trouxe e continua trazendo muitas dúvidas para todos. Poucos entendem o que é o Bitcoin, muito menos sabem como ele funciona. E isso não é diferente para mim, que venho acompanhando essa história desde o começo. Então aqui deixo uma dica para quem tem interesse em começar a entender melhor o que é isso: O documentário do Netflix “Banco ou Bitcoin”. Para àqueles que não têm tempo para assistir ao documentário, vou tentar explicar um pouco do

18 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

que aprendi nesses anos acompanhando o mercado que, diga-se de passagem, ainda é muito imaturo e confuso quando o assunto é criptomoedas. A grande diferença daquilo que conhecemos por dinheiro é que as criptomoedas são baseadas no conceito de blockchain (espécie de grande “livro contábil” que registra vários tipos de transações através da criptografia), no qual as informações de valor e se o recurso é verdadeiro são distribuídas e garantidas por toda uma rede de computadores espalhadas mundo afora. Por conta disso, o recurso não está atrelado a nenhum país e nenhum Banco Central, portanto, não sofre a tributação de moedas convencionais durante suas transações. Inicialmente voltada para o meio virtual, a criptomoeda é cada vez mais aceita para pagamentos dentro e fora da internet – inclusive por aqui.

A marca de moda Reserva começou a aceitar o Bitcoin em seus e-commerces no início deste ano. A Tecnisa, empresa de empreendimentos imobiliários, aceita Bitcoin para o pagamento da entrada dos seus apartamentos desde meados de 2014. Até a dupla sertaneja João Bosco & Vinícius está aceitando bitcoins para a contratação de seus shows. De acordo com a Snapcard, empresa especializada em soluções de pagamento com bitcoins, mais de 10 mil comerciantes brasileiros já aceitam a moeda digital para vender produtos ou ofertar serviços. Então se você resolveu aplicar seu rico dinheirinho em algo tão novo e tecnológico, recomendo um portal 100% brasileiro que é o FireBit. Ele é super intuitivo e de fácil manuseio. Boa sorte e bons rendimentos!!


Dica dos Nucleados De acordo com a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), a cada 84 minutos um brasileiro vai a óbito por afogamento e os homens são a maioria das vítimas. Essas pessoas não sabiam nadar ou apresentavam uma condição física insuficiente para a prática da atividade aquática. A partir destes números, pode-se perceber que essas situações poderiam ser evitadas com a prática regular de natação. Mas não basta sair por aí nadando de qualquer jeito, nem fazer aulas de natação apenas nas férias. As aulas devem ser orientadas por profissionais de Educação Física com formação universitária e devidamente habilitados junto ao Conselho Profissional – CREF/SC. Podem ser feitas por pessoas de todas as idades e devem ocorrer no mínimo durante seis meses contínuos para que o aluno obtenha o domínio da técnica e adquira um condicionamento apropriado para a prática da natação. Se você não quer engrossar as estatísticas, prevenção é a melhor opção.

Núcleo de Academias

Você sabe nadar?

Vitor Goulart – Aquatic Center

Núcleo das Transportadoras de Cargas Fracionadas

Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação

Contratação de seguro

Conhecimento como diferencial competitivo

Quando o expedidor ou consignatário transporta um produto é de extrema importância proteger a carga transportada. A proteção se dá pelo seguro da carga, realizado de acordo com o valor do produto que consta no documento fiscal apresentado para o transporte. Ao aceitar o produto, a transportadora deve se certificar que ele foi devidamente embalado para o transporte, sem sinais de violação e/ou adulteração. Geralmente, o início da cobertura do seguro ocorre no momento da emissão do conhecimento de frete e termina quando a carga é entregue. No caso de clientes que já contrataram seguro, estes devem apresentar o certificado com nome da seguradora e número da apólice no momento da emissão do conhecimento de frete para desobrigar-se a pagar o seguro oferecido pela transportadora. Por fim, vale lembrar que cada transportadora possui sua própria política de proteção e seguro para a carga por ela transportada.

A grande quantidade de dados gerados a partir de múltiplas origens e formatos tem se tornado um desafio para as organizações. Transformar essa imensa massa de dados disforme em informação e essa informação em conhecimento relevante para as empresas é o desejo de todo gestor. Extrair valor a partir de interações em determinada rede social, por exemplo, pode ser o ponto fundamental para uma decisão relacionada ao mercado consumidor. Existe uma euforia relacionada a esse contexto, mas compreender que não é algo pronto, é um conjunto de aspectos tecnológicos que vão desde integrações de recursos e ferramentas até aspectos físicos como armazenamento de dados e processamento, para então se chegar à aplicação em um software analítico que apresentará os resultados, é que leva o

Giovana Blanger Piovesan - Liderlog Ltda. ME / Azul Cargo Express

Edison Kemerich de Brito - Top System Informática

sucesso ou fracasso de uma implantação.

19 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Dica dos Nucleados Núcleo Gestores de Pessoas

Núcleo das Indústrias Gráficas

Saúde emocional e seus resultados

As novas exigências do mercado

O questionamento hoje, indiferente do segmento de atuação, é identificar o que gera motivação para que os resultados sejam alcançados. É fundamental que a equipe esteja engajada com os objetivos propostos pela organização. Mas como manter a equipe nesse comprometimento? Partindo do princípio que pessoas valorizadas sentem-se mais felizes e pessoas mais felizes conseguem explorar todo o potencial das situações e apresentam melhores resultados, conseguimos perceber que a valorização do capital humano está diretamente ligado à importância que é dada à saúde emocional dos colaboradores. É um processo que merece atenção e precisa estar em constante movimento e melhoria contínua, pois pode identificar quais fatores internos ou externos estão interferindo no processo de desenvolvimento pessoal de cada colaborador. “A felicidade é a causa e o lucro o efeito”. Carolini Veronesi – Hering Store

Núcleo Multissetorial

Gestão em serviços

O mundo gráfico, como todos os segmentos, vive profundas e rápidas mudanças, em resposta às demandas dos clientes, às exigências do mercado e às possibilidades infinitas abertas pela tecnologia. Nesse cenário, as gráficas convertem-se em provedoras de soluções completas para seus clientes, mesclando a impressão convencional à digital, num portfólio de serviços diversificado e substantivo. O processo de fabricação é feito através da produção limpa, uso de material biodegradável, responsabilidade com a preservação da biodiversidade, bem como a sustentabilidade, que é um dos pilares estratégicos e está fundamentada no compromisso a longo prazo com todos os stakeholders. Ressalta-se que o associativismo é um dos principais agentes percursores de orientações corporativas, planejamento estratégico, fortalecimento da classe e fonte impulsionadora entre os negócios. Flávio Antônio Raimann - Gráfica ABC

Núcleo de Assessorias e Consultorias

Planejamento estratégico

Com objetivo de proporcionar mais conhecimento e promover a troca de experiências, o Núcleo Multissetorial promoveu o treinamento “Gestão em Serviços: Atitude na Prestação de Serviços”. O instrutor, Alexandre Galon, explanou, durante três encontros, sobre as atitudes dos líderes para que consigam conquistar a confiança das pessoas, entre outros assuntos. De acordo com ele, a liderança deve ser voltada às pessoas, pois são elas que fazem acontecer. A capacitação contou com o apoio da União Europeia por meio do programa de cooperação AL Invest 5.0, gerenciado pela Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo (CAINCO), Santa Cruz, Bolívia, cujo objetivo é promover o desenvolvimento das micro, pequenas e médias empresas em toda a América Latina.

O planejamento estratégico é a melhor ferramenta de gestão para alcançar o sucesso. Na realidade de micro e pequenas empresas esta prática ainda é pouco evidenciada, o que vem de encontro às dificuldades e problemas enfrentados nos cenários atuais. Uma forma prática e ágil para iniciar um processo de planejamento estratégico é definir a missão e os valores que compõem o negócio, elaborar uma matriz SWOT, analisar os cenários, definir a visão e os objetivos que se desejam alcançar ao longo do tempo e, por fim, definir ações com responsáveis e prazos para conclusão. O sucesso do planejamento fica garantido quando é realizado um acompanhamento das ações, por meio de reuniões, por exemplo.

Joel Irani Carniel Junior – A10 Administração de Condomínios

Larissa Somenzari Raiser - LR Soluções Empresariais

20 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Dica dos Nucleados Núcleo de Sustentabilidade

Núcleo e Eventos

Arquitetura sustentável

Qual a importância do buffet?

A sustentabilidade destacou-se desde a década de 80 para diminuir os impactos em todos os âmbitos: social, econômico e ambiental. As cidades consomem mais de 40% dos recursos naturais e deve-se pensar em alternativas sustentáveis para diminuir isso. Estas podem ser abordadas desde simples práticas diárias como também no desenvolvimento da sociedade. Na arquitetura, ela vem crescendo como uma alternativa direcionada ao estudo do conforto ambiental, redução de custos em obra e aumento da vida útil da edificação. Assim, as empresas devem aplicar conceitos sustentáveis relacionados às questões sociais, econômicas e ambientais para melhorar a qualidade de vida das pessoas hoje e no futuro. Flávio Lemos – Fall Arquitetura

TODA! É tradição milenar recepcionar bem os convidados! Um dos erros comuns na recepção é o da dissonância. Festas bem ornamentadas, variedade de entretenimento, tudo lindo e maravilhoso. Entretanto, na hora dos convidados serem servidos, poucos garçons, pouca bebida e buffet simples. Não é errado, nem impróprio, parafraseando Leonardo da Vinci: “A simplicidade é o último grau de sofisticação”, desde que haja harmonia com toda a festa. É na recepção que você demonstra seu carinho e reciprocidade. Ao lembrar na hora de fazer o menu, daquele convidado vegano, do tio que só come determinado tipo de carne e assim sucessivamente. É também normal que o menu não contemple cem por cento a todos os gostos. Mas sem dúvidas seus convidados ficarão satisfeitos, pois toda atenção e carinho que lhe foi dispensada estará de alguma forma intrínseca. Gabriela Regina O. Baptistetti - Restaurante Clube Chapecoense/Restaurante Clube Industrial

Núcleo dos Centros de Formação de Condutores

Conscientização do uso de capacete Os índices de acidentes com motos aumentam anualmente. Por isso, o capacete é um equipamento indispensável de segurança para a proteção da cabeça. O capacete é regulamentado pela Resolução 453 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que exige dos condutores e passageiros de motocicletas e ciclomotores utilizarem o capacete devidamente certificado pelo Inmetro. O capacete deve possuir cinta jugular com engate, selo do Inmetro, adesivos refletores e viseira cristal. Nos modelos de capacete que não possuem viseira, é obrigatório o uso de óculos de proteção. A troca do capacete deve ser realizada a cada 5 anos ou após ter sofrido algum impacto. Os modelos permitidos são os capacetes abertos, fechado, modular e off road. No trânsito seja consciente, use capacete!

Núcleo de Automecânicas

Em busca de conhecimento No dia 27 de abril os proprietários das empresas nucleadas foram até a cidade de Curitiba (PR) para realizar uma visita técnica na Fábrica de Amortecedores Kayaba. A empresa atua há 98 anos no mercado mundial e disponibilizou seu espaço para que os representantes das automecânicas nucleadas pudessem acompanhar de perto a fabricação dos amortecedores da marca. A visita foi feita no intuito de conhecer melhor o processo. Os nucleados agradecem a Kayaba pela oportunidade da visita e pela parceria, desejando muito sucesso à empresa e que a parceria com o Núcleo das Automecânicas da ACIC prossiga firme. Brenda Toniazzo – Toniazzo Auto Serviço

Sabino Antunes da Silva - CFC Efapi 21 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Aconteceu

CENA O Programa Capacitação para Empresas Nucleadas (CENA), da ACIC, promoveu, em abril, o workshop “Gestão e Planejamento Organizacional”, com a facilitadora Ane Lise Dalcul. O evento contou com o apoio da União Europeia por meio do programa de cooperação Al Invest 5.0, gerenciado pela Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo (CAINCO), Santa Cruz, Bolívia, cujo objetivo é promover o desenvolvimento das micro, pequenas e médias empresas em toda a América Latina.

FUNDO SOCIAL O projeto Fundo Social foi apresentado em abril pela ACIC e FIESC/ SESI para empresários do município. O objetivo do encontro foi sensibilizar potenciais parceiros locais para que aportem parte do Imposto de Renda em projetos aprovados pelas leis federais de incentivo fiscal.

NOVOS ASSOCIADOS A ACIC recebeu, em abril, novos associados. Eles foram recpcionados pela diretoria executiva da entidade em um momento de integração.

22 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

CAPACITAÇÕES A ACIC ofereceu, em abril, quatro capacitações profissionais: “Gestão de alta performance através de indicadores de desempenho”, com o facilitador Miguel Rivero Neto; “Como engajar e vender através das mídias sociais”, com o facilitador Layon Hoffmann; “Rescisão e meios de quitação de contratos de trabalho”, com o facilitador Ariel Silva; e “Gestão e planejamento organizacional na prática”, com Ane Lise Dalcul.

COOPERATIVISMO DE CRÉDITO Lideranças empresariais participaram, em abril, da palestra “Empreendedorismo cooperativo – cooperativismo de crédito”, promovida pela ACIC com apoio do Sebrae/SC. A apresentação foi conduzida pelo consultor e especialista em cooperativas de crédito, PhD em Economia, Carlos Alberto dos Santos.

VALORIZAÇÃO DA MARCA Oportunidade para valorizar a marca e cuidados para não perder a história da empresa foram temas abordados no workshop “Refletindo oportunidades: como vender a sua marca”, promovido em abril pelo Núcleo de Assessorias e Consultorias (NAC) da ACIC. Os instrutores foram os nucleados Eliane Duz e Emmanoel José Lourenço.


DIRETAS

AGENDA ACIC CAPACITAÇÕES E EVENTOS 17/05 Almoço Empresarial ACIC – Unimed

21/05 Vida Empresarial – Neloir Tozzo

Cantina CESEC | 12h

Unochapecó | 19h

23/05 Workshop Gestão Financeira-Mód. 1: Conheça seus Custos ACIC Chapecó | 18h30 às 22h

DOS

ASSOCIADOS Renovigi

28, 29 e 30/05 Curso Gestão de Vendas ACIC Chapecó | 18h30 às 22h

05, 06 e 07/06 Curso Atendimento Como Diferencial Competitivo ACIC Chapecó | 18h30 às 22h

12/06 Palestra O Marketing e a Busca pelos Melhores Clientes ACIC Chapecó | 18h30 às 22h

13/06 Workshop Gestão Financeira-Mód. 2: DRE-Demonstração do Resultado do Exercício ACIC Chapecó | 18h30 às 22h

14/06 Workshop Feedback: Como Alinhar e Engajar Pessoas

A Renovigi Energia Solar, com apoio da FCTER e a ACIC, lançou o projeto Minha Energia Vem do Sol, disponível para qualquer cidadão ou empresa. O objetivo é instalar mil sistemas de geração de energia fotovoltaica em Santa Catarina.

Due Eventos

No dia 28 de abril a empresa chapecoense completou um ano. A Due Eventos, empresa nucleada ACIC, se destaca trazendo inovação, design e muita criatividade para o mercado de eventos corporativos e sociais, com profissionais capacitados e serviços de qualidade.

ACIC Chapecó | 18h30 às 22h

Orbenk

Informações Márcia Franzen 49 3321-2800 treinamentos@acichapeco.com.br

Em abril o Grupo Orbenk fechou mais um ciclo de uma trajetória de sucesso: completou 32 anos. Fundada em 1986, possui uma posição de destaque entre as maiores do Sul com aproximadamente 12.000 colaboradores e segue com projeto de expansão para a região sudeste do País.​

NÚCLEOS 12/06 Multissetorial- Visita Técnica Cervejaria Lassberg

22/05 CENA - Workshop de Comunicação e Marketing

Itapiranga | 8h às 17h

Auditório Sicoob | 18h30 às 22h

23 e 24/05 Instrução em Vendas - Coaching Empresarial e Coaching de Vendas – Núcleo das Indústrias Gráficas ACIC Chapecó | 19h às 22h

25/05 O Processo de Habilitação e sua Legislação Atualizada - Treinamento para CFCs Chapecó e Região ACIC Chapecó | 8h às 22h

14/06 1° Conecta Núcleos ACIC Fasul Eventos | 19h

Informações Adriana e Tania 49 3321-2800 nucleos2@acichapeco.com.br nucleos3@acichapeco.com.br

MISSÃO ACIC Representar os segmentos econômicos de Chapecó, estimulando a livre iniciativa e trabalhando como agente de mudanças. Atender com eficiência e eficácia as necessidades dos associados correspondendo às suas expectativas. Ser a indutora de Av. Getúlio Vargas, 1748N CEP: 89805-000 - Chapecó/SC Fone/Fax: 49 3321-2800 E-mail: acic@acichapeco.com.br facebook.com/acic.chapeco

ações para o fortalecimento da classe empresarial, oportunizando condições para o surgimento de novos mercados de trabalho e ampliação dos já existentes.

Unochapecó

A universidade inaugurou o novo Salão Nobre. O ambiente é um moderno espaço para eventos e está disponível para a instituição e comunidade desde abril. Está localizado no Bloco R4 da Unochapecó, com capacidade para 500 pessoas.

SESI

No dia 20 de maio o SESI promove a Corrida do Bem, etapa de Chapecó, com percursos de 5 km e 10 km e caminhada. A largada será às 8 horas, na avenida Getúlio Vargas, ao lado da praça Coronel Bertaso. As inscrições podem ser feitas no site www.corridasdobem.com.br.

Diretoria Executiva Gestão 2018/2019 Diretor Presidente Diretor 1° Vice Presidente Diretor 2° Vice Presidente Diretor Administrativo Diretor Administrativo Adjunto Diretor Financeiro Diretor Financeiro Adjunto Diretora de Desenvolvimento de Núcleos Diretora de Responsabilidade Social e Ambiental Diretor de Relações Internacionais e Comex Diretor Mercoagro 2018 Diretor de Desenvolvimento de Industria, Comércio e Serviços

Diretor de Assuntos Econômicos e Tributários Diretor de Tecnologia e Inovação Diretor de Relações Institucionais Diretor de Agronegócio Diretor de Micro e Pequenas Empresas

Cidnei Luiz Barozzi Gilson Carlos Confortin Nelson Eiji Akimoto Lenoir Antonio Broch Helon Rebelatto Dalvair Jacinto Anghében Sergio Perondi Cleunice Zanella Carla Fabiana Cazella Milvo Zancanaro Bento Zanoni Claudemir José Bonatto Alcindo Lopes Gustavo Damschi Josias Mascarello Vincenzo Francesco Mastrogiacomo Julio Cesar Moura Franco

TODOS OS DIRETORES DA ACIC COLABORAM DE FORMA VOLUNTÁRIA, SEM REMUNERAÇÃO ESTRUTURA ORGNIZACIONAL Conselho Deliberativo: Presidente: Itacyr Centenaro Vice-Presidente: Neivor Canton Secretária: Leandra Merisio Conselho Consultivo: Marcos Moschetta Diretor Executivo: Fabio Luis Magro Gerente Administrativa: Taisa Bonassi Brassanini

Jornalista Responsável: Marcos Antônio Bedin (M.T.B.: SC-0085 JP) | Edição: Lisiane Kerbes | Redação: Marcos Antônio Bedin, Lisiane Kerbes, Kaehryan Fauth, Silvana Cuochinski e Caroline Figueiredo | Projeto Gráfico: Ananda Marcon | Impressão: Gráfica Arcus | Tiragem: 2.000 unidades | Fechamento da Edição: 08/05/2018


$ VANTAGEM ASSOCIADO

CAPACITAÇÕES acic INVISTA NA SUA EQUIPE E MELHORE OS RESULTADOS DA SUA EMPRESA.

As Capacitações da ACIC são acessíveis, com metodologias práticas e aplicações imediatas, relacionadas com as atividades diárias da sua empresa.

49 3321 2800 www.acichapeco.com.br 24 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

/acic.chapeco /acicchapeco

Aplicativo ACIC CHAPECÓ

Revista ACIC Chapecó - Maio18  
Revista ACIC Chapecó - Maio18  
Advertisement