Page 1

BOLETIM

RODOVIA DO PARQUE

Junho/2010 | nº 01

BR-448 – A Rodovia do Parque

O DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, através da STE- Serviços Técnicos de Engenharia S.A., apresenta este Bolem da Rodovia do Parque, para informar a comunidade o passo a passo da Gestão e Supervisão Ambiental da BR-448.

Demanda para Projeto do Polão originou o termo e a obra da rodovia.

EXPEDIENTE BOLETIM RODOVIA DO PARQUE Conselho Editorial: Adriano Panazzolo, Renata Freitas, Carlos Türck , Fernanda Costa e Juliana Christmann Jornalista Responsável e diagramação: Andrea Weschenfelder (Mtb 10594) Projeto Gráfico: Aline Ocaña Fale conosco: educombr448@stesa.com.br

BR-448 tem Equipe de Gestão e Supervisão Ambiental Desde o início do ano uma equipe muldisciplinar atua na gestão e supervisão ambiental das obras de implantação da BR-448. O grupo atua nos Programas Ambientais com a finalidade de reduzir os impactos do empreendimento sobre o meio ambiente. Arquivo/STE

Qualquer motorista que precise trafegar pela BR-116 para chegar a Porto Alegre, municípios da região metropolitana e ao norte do estado, sabe o mar!rio que irá passar. Foram mais de 30 anos discundo alternavas para o conflito do tráfego neste trajeto, sobretudo quando a via recebe cerca de 130 mil veículos diariamente e se constui no maior corredor logísco do estado. A parr desta discussão, em 2000 surgiu o Projeto do Polão, que prevê 41 km de novas rodovias, a duplicação da RS-118 e a recuperação das BR-116 e BR-386, com três praças de pedágio. Como alternava ao exnto Polão surge a BR448, um projeto concebido para trazer diversos bene#cios à região. Feita com recursos da União, sem pedágios, vai absorver cerca de 40% do fluxo hoje todo concentrado na BR-116. Apelidada de Rodovia do Parque por ter em suas proximidades o Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, hoje, o nome também faz referência ao Parque Estadual do Delta do Jacuí. Importante complexo de 30 ilhas e porções connentais com matas, banhados e campos inundados que abriga uma grande variedade de espécies. O Parque funciona como um filtro e esponja regulando a vazão dos rios em épocas de cheias, protegendo a população da Grande Porto Alegre. A obra é dividida em 3 lotes. O Lote 1 vai desde o km 0 (Sapucaia do Sul) até a BR-386, em Canoas (km 9,14). O Lote 2 do km 9,14 ao 14,44 (5,30 km de extensão), inclui um viaduto sobre

Arquivo/STE

EDITORIAL

TRAÇADO DA RODOVIA DO PARQUE

a faixa de domínio da Transpetro, viaduto da BR-386, ponte sobre a vala externa do Dique Mathias Velho e da vala da Rua Curiba e viaduto sobre a ferrovia concedida à ALL. O Lote 3 inicia próximo da Bianchini (km 14,44) e segue até a Free Way (km 22,34), em Porto Alegre. Focada na preservação do meio ambiente, a BR-448 será implantada em área com lavouras de arroz, urbanização consolidada, Área de Proteção Ambiental e o Parque do Delta do Jacuí. A obra terá passagens de fauna em túneis sob a rodovia, e 4.500 metros serão em pontes, viadutos, elevadas, passagens inferiores e vão estaiado, grande parte destes construídos no Lote 3. O traçado da estrada passará por trás do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, indo até a BR-386, trecho Tabaí/Canoas e daí seguirá paralela ao rio dos Sinos, deslocando-se até a BR-290 (Free Way), passando por cima do rio Gravataí, através de uma ponte terminando no bairro Humaitá, em Porto Alegre.

Olá! Sou o João-de-barro, o mascote da Gestão e Supervisão Ambiental da obra. Sou símbolo do empreendedorismo e da construção, e uma das aves mais encontradas na região. Você vai me ver bastante por aqui!

EQUIPE ATUA COM MEIO AMBIENTE


Programas atuam em comunidades da BR-448 Mais de 500 famílias serão relocadas em Canoas. Os Programas de Reassentamento Populacional e de Indenizações dos Proprietários objevam desocupar a faixa de domínio da rodovia a fim de permir o andamento das obras, e com isso, possibilitar a melhoria na qualidade de vida das famílias diretamente afetadas com a construção da rodovia. Em estudo realizado foi possível traçar um perfil das famílias. No Programa de Reassentamento foi feito o levantamento das moradias em Canoas, Sapucaia do Sul e Esteio, totalizando 599 moradias, mostrando que os moradores não dispõem de tularidade da terra e necessitam de acompanhamento especializado devido às condições de vulnerabilidade socioeconômica.

Arquivo/STE

Dpoicr JJoaãos-de-Barro

VILA DIQUE EM CANOAS

Quanto ao Programa de Indenizações, segundo informações da Gerenciadora da Obra, serão indenizadas 149 propriedades. Destas, 42 estão localizadas no lote 1 com 6 processos acordados e um processo já formado. No lote 2 são mais 37, com 12 processos formalizados, e por fim, mais 72 no lote 3 com 14 processos formalizados.

Supervisão Ambiental e Prefeitura de Canoas vistoriam áreas para transplante de árvores

PRAINHA DE PAQUETÁ Arquivo/STE

A equipe de Supervisão Ambiental com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Canoas visitaram a Prainha de Paquetá e o Parque Eduardo Gomes em Canoas. O objevo foi localizar espaços de propriedade do município de Canoas que possam receber as espécies de árvores imunes ao corte (Lei Estadual 9.519/92) que estão na faixa de domínio das obras de construção da BR-448, de acordo com o Programa de Resgate de Fauna e Flora. Ainda para o mês de junho, a equipe de Gestão e Supervisão Ambiental em conjunto com as construtoras da obra preparam um cronograma e evento para dar início aos transplantes.

Arquivo/STE

Parques de Canoas podem ser locais para realocação.

CORTICEIRA DO BANHADO

Programas Ambientais A Gestão Ambiental da Rodovia do Parque é composta por programas ambientais, são eles: - Controle e Monitoramento de Parculados - Monitoramento e Controle de Ruídos - Monitoramento e Controle de Qualidade dos Recursos Hídricos Subterrâneos - Monitoramento e Controle da Qualidade dos Recursos Hídricos Superficiais - Gerenciamento dos Resíduos

- Supervisão Ambiental - Programa Ambiental de Construção - Controle de Processos Erosivos - Paisagismo - Prevenção de Acidentes e Controle de Saúde Pública - Educação Ambiental - Comunicação Social - Monitoramento da Fauna - Resgate de Flora e Fauna

- Redução de Atropelamento de Fauna - Gestão Ambiental das Obras - Prospecção, Monitoramento e Salvamento Arqueológico - Reposição Florestal - Reassentamento Populacional - Indenização dos Proprietários - Prevenção e Controle de Acidentes com Cargas Perigosas.

Profile for STE S.A.

Boletim 01 BR-448/RS  

Boletim 01 BR-448/RS  

Advertisement