Page 1

Especialistas e órgãos ambientais reúnem-se em Brasília e discutem atropelamento de fauna Página 3

Página xx

BOLETIM 46 outubro/dezembro 2014 Qualidade da água na BR-448 é monitorada

Cidadania Atendimento social prestado às famílias reassentadas pela BR-448 recebe TOP Cidadania ABRH-RS 2014 Página 3

Gestão Ambiental V CONGEA em Belo Horizonte tem apresentação de três cases da Página 4 BR-448

Exposições Instalação das “Árvores de lixo” é reconhecida como Prática de Referência EDUCARES e Endereçar percorre estações da TRENSURB Página 2

Página 6


MONITORAMENTO Checagem periódica na BR-448 permite identificar possíveis problemas checagem da BR-448. Executada pela equipe de Supervisão Ambiental, a metodologia é de fácil aplicação e permite qualificar ou quantificar o entorno e a infraestrutura da rodovia, além de servir de parâmetro comparativo para melhorias e avaliações futuras. “O trabalho da Gestão além de aplicálo é informar o órgão empreendedor, no caso o DNIT sobre a ocorrência de algum dos itens constantes da lista que tenham sido entregues como concluídos, e acompanhar as medidas corretivas aplicadas”, explica a Checagem verifica ítens e possibilita acompanhar medidas corretivas Técnica Ambiental Andressa Facin. A atividade de monitoramento é uma ferramenta do ProDanos a cercas e telas, iluminação, ocupações, utilização da grama de Supervisão Ambiental e também monitora os rodovia por pedestres e ciclistas; danos e perdas no plan- processos erosivos; disposição inadequada de resíduos; tio compensatório e o paisagístico; ocorrência de fauna limpeza de arroio; caminho de serviço e drenagem da foram alguns dos novos itens incluídos na lista periódica de pista.

Água subterrânea tem cinco pontos de monitoramento da qualidade Construída próxima a uma Área de Proteção Ambiental, a BR-448 – Rodovia do Parque tem incluído nos programas ambientais o monitoramento da qualidade hídrica. Com campanhas de amostragem de água superficial e subterrânea em diferentes pontos ao longo do trecho de 22 quilômetros, os recursos hídricos subterrâneos são monitorados pelo DNIT, por meio da Gestão Ambiental, em cinco poços piezométricos. Os poços permitem a verificação de cerca de 20 parâmetros de qualidade. O procedimento inclui esgotamento anterior e posterior coleta de água para análise laboratorial, segundo as metodologias mais adequadas para cada parâmetro. As campanhas avaliam os possíveis impactos gerados pela rodovia na água subterrânea da área e no mês de novembro chega a 19ª edição. Até o momento, as análises não revelaram interferência na qualidade dos recursos hídricos.

Esgotamento dos poços antecede a coleta de amostras em 14 pontos

Contate-nos

EXPEDIENTE

educombr448@stesa.com.br Visite nosso site

Realização: DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) Execução: STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A. Conselho Editorial: Chaiana Teixeira e Letícia Frantz Jornalista Responsável: Andrea Weschenfelder MTB 10594 Fotografias: Divulgação STE S.A. Projeto Gráfico: FT Design

2

rodoviadoparque.com.br Curta nossas fan pages www.facebook.com/gestaoambiental.rodoviadoparque www.facebook.com/EnderecarBR448 www.facebook.com/QueArvoreVoceQuerParaOFuturo

Um Novo Caminho. Uma Nova Vida


FAUNA Workshop sobre monitoramento de fauna destaca efetividade, qualificação e cooperação O atropelamento de fauna é considerado um dos principais impactos da redução da biodiversidade e foco de estudo da Ecologia de Estradas. No dia 05/12, o DNIT, por meio da CGMAB (Coordenação Geral de Meio Ambiente) em Brasília, promoveu em parceria com a STE S.A. e o NERF (Núcleo de Ecologia de Rodovias e Ferrovias) da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) o I Workshop de Monitoramento do Atropelamento da Fauna em Rodovias. O evento apresentou a nova versão do SIRIEMA – software de suporte ao planejamento da mitigação da mortalidade em empreendimentos viários, bem como mostrou cases aplicados à nova versão. A atividade reuniu mais de 120 pessoas entre técnicos do DNIT, da CGMAB, do IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente) e representantes da Ministério dos Transportes, ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), FAPEU (Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária), IBRAM/DF (Instituto Brasileiro de Mineração), ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), UFPR (Universidade Federal do Paraná), SEMA/MT (Secretaria Estadual do Meio Ambiente), UFV (Universidade Federal de Viçosa) e das Gestoras Ambientais das obras de rodovias federais. A abertura contou com a fala da Coordenadora da CGMAB, Aline Freitas, que lembrou de efetividade das pesquisas e avaliações ambientais, seguida da Assessora Técnica da Diretoria de Licenciamento Ambiental do IBAMA, Moara Menta Giasson, que destacou a mudança de agilidade nos processos do órgão e os investimentos no quadro técnico. “É possível perceber o quanto temos investido na qualificação dos nossos técnicos. Deixamos de complicar o que é naturalmente simples e focar no que é realmente necessário”. Logo após a Doutoranda em Ecologia do NERF/UFRGS, Fernanda Zimermann Teixeira, apresentou o SIRIEMA, ressaltando que a motivação para a criação do software é a utilidade. “A ferramenta foi criada com a motivação de que

Moara (IBAMA) Aline (CGMAB) e Fernanda (NERF/UFRGS)

Boletim outubro/dezembro 2014

Mais de 120 técnicos, representantes de Gestões Ambientais participaram do evento

seja útil e que amplie os contatos, a atuação e as pesquisas voltadas ao monitoramento da fauna.” Andreas Kindel, Professor Doutor em Ecologia do NERF/ UFRGS, lembrou que a pesquisa do núcleo está amparada por outras formas de atuação. “Procuramos estar próximos do que o mundo real está demandando da academia. Criamos a ferramenta com a necessidade de analisar os materiais e avaliar os eventos de acidentes de carro. É uma ferramenta melhor assimilada pelos técnicos. Provoca a necessidade de avançar, melhora a tomada de decisão e utiliza melhor os recursos financeiros”, explica. Kindel reforçou a necessidade do trabalho de cooperação e elogiou a atitude da STE S.A. que subsidiou a atualização do software. “A perspectiva da associação com a academia adotada pela STE, uma empresa de consultoria que também investe em pesquisa, sinaliza para o que precisamos. A relevância da cooperação precisa ser expandida. Precisamos avançar e isso acontece cooperando, não podemos tentar fazer as coisas sozinhos. O SIRIEMA é uma ferramenta feliz, resultado da cooperação”, finaliza. No final da manhã, o responsável pelos Programas de Fauna da STE S.A., Guillermo Dávila Orozco, abordou sobre os exemplos em que o SIRIEMA vem auxiliando na procura de informações específicas relacionadas às ações executadas na duplicação da BR-116/RS e da BR-116/392/RS. “A ferramenta nos permite definir se os atropelamentos ocorrem de forma agrupada ou não. E, por exemplo, definir prioridades na gestão de recursos e medição de impactos”, completa. Na tarde aconteceu o lançamento dos livros “Um cuidado ambiental” – relato fotográfico do trabalho da Gestão Ambiental da BR-448/RS e a publicação “Nossos BichosGuia dos animais da região de Pelotas e Rio Grande RS” da Gestão Ambiental da BR-116/392/RS, seguido da oficina de aplicação do Siriema com o Mestre em Ecologia da UFRGS, Igor Pfeifer Coelho, que trouxe dados e situações práticas do monitoramento de fauna.

3


FAUNA GESTÃO AMBIENTAL V CONGEA com cases da BR-448

Participantes discutem as diversas ações da Gestão Ambiental

Dos dias 24 a 27/11, aconteceu em Belo Horizonte, o V CONGEA (Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental). Na oportunidade, a Gestão Ambiental participou com três trabalhos aprovados para apresentação oral. O evento teve como pauta central Gestão Ambiental – Ações e Comportamento e discutiu entre tantos temas, gestão de recursos hídricos, mudanças climáticas, boas práticas ambientais na indústria, ecossistema e espécies: estratégias para conservação entre outros. A Gestão apresentou a execução de projeto pioneiro de disposição final de resíduos sólidos urbanos removidos de áreas degradadas por ocupação irregular na faixa de domínio da BR-448/RS; a Exposição educativa “Que árvore você quer para o futuro? Não faça do lixo a semente” e o trabalho social, Um novo caminho, novas vidas – Mobilidade, dignidade e cidadania.

Gestão Ambiental lança livro infantil sobre processo de reassentamento

Público lotou a sala de vídeo para assistir a contação

Dodô, Luiza e Dico são três amigos. Eles moram na Vila do Dique, em Canoas/RS, um local onde brincam juntos, mas também passam por surpresas nada agradáveis. Vivem situações de medo e tristeza, como as enchentes do Rio dos Sinos, o banho de bacia por não ter chuveiro e tantas outras situações. Mas um dia, tudo muda para melhor... Surge a

construção de uma estrada e a chegada de uma equipe de COLETE AZUL. É sobre essa mudança que conta o Livro Infantil: Um novo caminho. Uma nova vida - uma publicação do DNIT, por meio da Gestão Ambiental com a Abio Design Lab Studio. Em dois eventos, nos dias 15 e 29/1, como parte da programação infantojuvenil da 60ª Feira do Livro de Porto Alegre, aconteceu o lançamento da publicação, e no dia 29/11, a contação na Livraria Cultura. Após o conto, o livro foi distribuído gratuitamente aos participantes com sessão de autógrafos feita pela mascote da Gestão Ambiental, a ave João-de-barro. Na livraria o evento contou com a participação do músico Jotagá que cantou cantigas infantis e esteve acompanhado de Chico Merg no violão. O objetivo da publicação é levar às escolas do entorno o processo de inclusão social ocorrido na realocação das famílias da Vila do Dique de Canoas. A iniciativa da contação de histórias integra as ações de educação ambiental desenvolvidas pela equipe em mais de 30 escolas no entorno da Rodovia do Parque, nas cidades de Sapucaia do Sul, Esteio, Canoas e Porto Alegre.

Nova campanha de qualidade da água superficial na BR-448 Com o objetivo de coletar dados e identificar os possíveis impactos ambientais nos recursos hídricos superficiais na área da BR-448, o DNIT, por meio da Gestão Ambiental realiza campanhas trimestrais de qualidade da água. O procedimento consiste na coleta de água em 10 pontos de amostragem ao longo do trecho da rodovia, entre eles o Rio dos Sinos e os Arroios Sapucaia e Esteio. A seleção dos parâmetros de monitoramento considera as atividades de operação do empreendimento que possam vir a causar impactos sobre a qualidade das águas superficiais. A campanha aconteceu no mês de outubro, chegando na 19ª edição. As análises laboratoriais revelam que não houve alteração na qualidade hídrica superficial. Equipe coleta água em 10 pontos ao longo da rodovia

4

Um Novo Caminho. Uma Nova Vida


O FOTÓGRAFO É VOCÊ

A primavera proporciona lindas paisagens como a registrada pela Técnica Ambiental da Gestão, Andressa Facin. A foto traz a ponte da BR-448 sobre a Vala Mathias no km 11+300 , em Canoas.

Envie sua foto para o e-mail educombr448@stesa.com.br e participe da coluna O Fotógrafo é Você.

DNIT com a BR-448 é TOP Cidadania

ABRH-RS Na noite de 01/10, no Salão de Festas do Grêmio Náutico União, em Porto Alegre, o DNIT, por meio da Gestão Ambiental recebeu o 14º TOP Cidadania da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos) no RS. Maior distinção gaúcha para o reconhecimento das empresas, entidades e estudantes que fazem de seus colaboradores e da sociedade em geral o verdadeiro diferencial em seus propósitos e, por consequência, em seus negócios. O trabalho social dedicado durante 4 anos à anônima e carente comunidade da Vila do Dique em Canoas/RS, formada por 599 famílias foi transformado no case vencedor: “BR-448 Um novo caminho. Novas vidas: Mobilidade, Dignidade e Cidadania”. A cerimônia premiou 37 empresas pelas melhores práticas de gestão de pessoas no Rio Grande do Sul.

NOTÍCIAS CURTAS XII HALLOWLIXO e 1ª CAMINHADA DA GALERINHA CONTRA A PEDOFILIA No dia 07/11, no DMLU, em Porto Alegre, a equipe da Gestão Ambiental foi convidada a participar do XII Hallowlixo com o Jogo da Trilha Ambiental a contação de histórias com o flanelógrafo, desenhos para colorir e a presença da mascote, o João-de-barro. No dia 23/11, no Parcão (Parque Moinhos de Vento), em Porto Alegre, aconteceu a 1ª Caminhada da Galerinha –Todos Contra a Pedofilia. As Gestões Ambientais das BR’s 116, 392 e 448 participaram com a distribuição de material informativo e presença das mascotes. O evento foi uma promoção do Instituto Visão Social e do Pão dos Pobres.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL No dia 13/11, a turma de Engenharia Civil do Centro Universitário Unilasalle em Canoas recebeu a Equipe de Gestão Ambiental para palestra sobre os Programas Ambientais executados na BR-448. Equipe recebeu o troféu vestindo o colete azul - vestimenta que virou marca de confiança entre equipe e comunidade

Boletim outubro/dezembro 2014

5


BOLETIM 46 outubro/dezembro 2014

Exposição da BR-448 é prática de referência do Governo Federal

“Que árvore você quer para o futuro? Não faça do lixo a semente” A instalação já percorreu mais de 45 espaços em oito cidades e três estados do Brasil

Entre as 30 experiências de Educação Ambiental e Comunicação Social focadas em públicos e processos educativos não formais – fora da escola, inseridas com destaque especial na plataforma virtual Educares, através de seleção e publicadas pelo MMA (Ministério do Meio Ambiente ) por meio da SAIC (Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental) e o DEA (Departamento de Educação Ambiental), está a Mostra Itinerante do DNIT, realizada pela Gestão Ambiental da BR-448 denominada“Que árvore você quer para o futuro? Não faça do lixo a semente”. Tendo em vista a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos e sendo a educação ambiental um de seus instrumentos, a plataforma virtual é parte integrante da Educares, uma infraestrutura tecnológica colaborativa e de código aberto para divulgar práticas em EA (Educação Ambiental) e CS (Comunicação Social) no contexto da Política Nacional de Resíduos Sólidos. O processo reconhece como “Práticas de Referência EDUCARES” e os selecionados têm as experiências recomendadas e disponibilizadas pelo MMA/SAIC como referência para compor o acervo. O sistema oferece ao público o mapeamento georreferenciado das iniciativas brasileiras cadastradas na plataforma, facilitando a

Exposição - “Que árvore você quer para o futuro? Não faça do lixo a semente” Local - Estação Unisinos TRENSURB Avenida Mauá, 3539 - São Leopoldo Período da exposição - 17/11 a 10/01/2015

A mostra “Endereçar” e a dir., uma das fotos da exposição

visualização das ações inspiradoras no território nacional. Portanto, busca contribuir para a transversalidade da EA e da CS com as diversas ferramentas que planejam, avaliam e dão capilaridade à gestão na sociedade, entre elas, os planos de resíduos sólidos dos estados e municípios. Conheça a prática da Gestão Ambiental da BR-448 no link: http://educares.mma.gov.br/index.php/reports/view/198 Também com a proposta de itinerar, a Mostra Fotográfica Endereçar chega às estações da TRENSURB (Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A.) na capital Porto Alegre, em Canoas e São Leopoldo. Propondo um panorama do processo de reassentamento da BR-448 com ênfase nos ambientes vivenciados pelas famílias da Vila do Dique, em Canoas, beneficiadas com novas moradias em função da construção da rodovia, as imagens, em preto e branco, retratam as condições de moradia nos diques (área irregular e de risco, sem saneamento), na Vila de Passagem (loteamento com infraestrutura e processo provisório de residência) e nas casas e apartamentos definitivos dos loteamentos Canoas Minha Terra I e II e o Morada Cidadã. Em mais de um ano, a mostra percorreu 17 espaços, em cinco cidades.

Exposição - “Endereçar” Local - Estação Farrapos TRENSURB Avenida A. J. Renner - Bairro Navegantes Porto Alegre Período da exposição - 15/12 a 15/01/2015

Boletim 46 br 448 out dez 2014  

Informações sobre o trabalho de Gestão Ambiental da BR-448

Advertisement