Page 1

Mais de 130 animais são resgatados pela Gestão Ambiental na BR-448 Páginas 4 e 5

Página xx

BOLETIM 38 setembro 2013

Primavera

Famílias beneficiadas pela BR-448 escolhem apartamentos

Alunos de escola do entorno do empreendimento recebem flores da Gestão Ambiental para celebrar início da estação Página 6

Educação Ambiental Escolas atendidas pelo Programa de Educação Ambiental recebem material e certificado de participação Página 3

Evento reuniu famílias contempladas pelo Programa de Reassentamento Populacional da rodovia que optaram pelos apartamentos durante o processo de escolha das moradias Página 6

Supervisão Ambiental Gestão monitora início da pavimentação no lote 3 da BR-448 Página 3


GER -

EDITORIAL

SOBRE

Acordo setorial para logística reversa No mês de agosto, governo e empresários reuniram-se no Ministério do Meio Ambiente (MMA), para tratar do Acordo Setorial de Logística Reversa. A logística reversa é um instrumento de desenvolvimento econômico e social, caracterizado pelo conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento e reciclagem, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada. Acordo setorial é um ato contratual, firmado entre o poder público e fabricantes, importadores, distribuidores ou comerciantes, tendo em vista a implantação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida do produto. Na pauta quatro propostas para informática e celulares, eletrodomésticos e eletrônicos. A intenção é estabelecer um acordo que contemple as especificidades de cada um desses tipos de produto. O acordo setorial, que sairá com base nas propostas encaminhadas, contemplará as especificidades no descarte de cada categoria de produtos, desde os celulares até os eletrodomésticos de grande porte. Fazem parte do processo de desenvolvimento da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos eletroeletrônicos, com o objetivo de promover o descarte correto após o uso destes produtos e a destinação adequada dos seus resíduos. Após a análise, as sugestões terão de ser aprovadas pelo Comitê Orientador, coordenado pelo MMA e integrado por outros quatro ministérios. A expectativa é que, até o fim do ano, seja assinado o acordo setorial entre governo e empresários, ação que regulamentará a destinação correta dos resíduos eletrônicos.

Neste mês de setembro, o Boletim da Rodovia do Parque vem com informações e notícias relativas aos Programas de Resgate de Fauna, Reassentamento Populacional e Educação Ambiental, além das ações de ampliação do atendimento da equipe social aos diques. No dia 22 de setembro, teve início a estação das flores e para celebrar, os alunos da Escola Municipal Assis Brasil, em Canoas, receberam mudas de flores. Confira estas e outras notícias produzidas pela equipe de comunicação. Boa leitura!

Contate-nos

EXPEDIENTE educombr448@stesa.com.br Realização: Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) Execução: STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A. Conselho Editorial: Carlos Türck, Chaiana Teixeira e Letícia Frantz Jornalista Responsável: Andrea Weschenfelder MTB 10594 Fotografias: Divulgação STE S.A. Projeto Gráfico: FT Design

Visite nosso site rodoviadoparque.com.br

Curta nossas fanpages fb.com/gestaoambiental.rodoviadoparque fb.com/QueArvoreVoceQuerParaOFuturo fb.com/EnderecarBR448

2

Um Novo Caminho. Uma Nova Vida


GERAL

Supervisão acompanha a atividade de pavimentação

Lote 3 inicia colocação da primeira camada de asfalto

Fase de pavimentação da BR-448 é monitorada pela Gestão Com 7,9 km de extensão, o lote 3 da BR-448 de responsabilidade do Consórcio Queiroz Galvão, OAS, Brasília-Guaíba iniciou no mês de julho a atividade de pavimentação do trecho que abrange as cidades de Canoas e Porto Alegre. Fiscalizada pelo DNIT, por meio da Gestão Ambiental do empreendimento, a execução da pavimentação vem sendo supervisionada pela equipe que, em parceria com o lote, atenta para os cuidados relativos ao licenciamento das áreas para funcionamento das usinas de asfalto e dos caminhões utilizados no processo. Conforme o Engenheiro de Produção de Terraplenagem e Pavimentação do lote, Kleber Anthony Pedroso, o trabalho de parceria resulta em qualidade. “Existe uma parceria entre o Consórcio e a equipe de Gestão Ambiental a fim de evitar danos ao ambiente e consequentemente ter um tra-

balho com qualidade, tanto na parte técnica, quanto na ambiental”. Com técnica convencional, o trabalho de colocação da primeira camada de asfalto envolve, segundo o lote, uma equipe de 15 colaboradores que operam os 20 caminhões que executam os espargidores (tanque distribuidor de asfalto), a acabadora de asfalto, os rolos de pneus, entre outros. “No trecho do lote serão duas pistas de 15,9 metros cada, com três faixas de rolamento mais o acostamento”, explica o engenheiro. Entre as dificuldades encontradas no processo estão as intempéries. “A época é propícia a chuvas e isso atrapalha um pouco o trabalho. Lançamos cerca de 300 metros de área e a equipe executa a tarefa que requer cerca de 1 dia e meio para ser finalizada”, lembra Cléber.

Escolas do entorno recebem certificado de participação por ações de educação ambiental Como registro de participação, o DNIT, por meio da Gestão Ambiental iniciou no dia 17/08, as ações de finalização do atendimento do Programa de Educação Ambiental nas escolas do entorno do empreendimento. Após a apresentação do módulo IV para 15 educadores, a direção da Escola Comunitária Luterana Santa Cruz, no bairro Mathias Velho, em Canoas, recebeu certificado de participação e material gráfico de apoio com noções sobre a construção de grupo ambiental e manual contendo dicas de produção de instrumentos musicais e brinquedos com sucata.

Boletim setembro 2013

3


FAUNA

Programa de Resgate de Fauna atend

Tartarugas, gambás, lagartos, cobras, ratões-do-banhado e aves integram a lista de animais resgatados pelo D Tem sido um grande desafio e aprendizado para o DNIT, com a Gestão Ambiental a execução do Programa de Resgate de Fauna do empreendimento. Construída em região do Bioma Pampa, próximo ao Parque do Delta do Jacuí, importante Área de Preservação Permanente, registros de resgates de fauna silvestre na região do empreendimento são frequentes. Amparada pelo Programa, a equipe habilitada para intervir em ações de resgate e afugentamento é executado pela Bióloga Suzielle Paiva Modkowski, que explica sobre o objetivo e as ações em que há a necessidade de intervenção na fauna. “O Programa tem como principal objetivo a proteção da fauna local que poderá ser impactada pelas atividades de construção da rodovia e prevê basicamente três situações onde existe a possibilidade de intervenção: o encontro de animais feridos, os quais são encaminhados ao CETAS (Centro de Triagem de Animais Silvestres), no caso da BR-448, está localizado junto ao Zoológico de Sapucaia do Sul; a translocação de animais de um ponto a outro e o afugentamento, quando possível”, observa. Conforme levantamento de registros da equipe, desde o início das obras foram resgatadas um total de 132 espécimes. Destes: 111 resgatados e soltos; 3 afugentados, (mão-pelada, coruja-de-igreja e ratão-do-banhado); 7 feridos e enviados ao CETAS; (garça-branca-grande, ratão-do-ban-

4

hado, jaçanã, corredeira-lisa, gambá-de-orelha-branca, quero-quero e carcará) além dos 11 ninhos de répteis e aves que foram isolados ou realocados.

Consciência ambiental Os encontros e atendimentos prestados pela equipe geram também novas histórias que muitas vezes emocionam e revelam que, na BR-448, a consciência ambiental está presente em todos os setores desde a gestão até a construção, pois os chamados de atendimento partem na maioria das vezes dos trabalhadores do empreendimento, que acabam por formar uma rede de colaboração. Exemplo disso é o relato do vigilante de obra do Lote 1 (Consórcio Sultepa – Toniolo, Busnelo) Esleim da Silva Greff, 20 anos, de Novo Hamburgo. O turno de trabalho (19h às 5h) da fria madrugada do dia 25/07, foi para o jovem Esleim, um tanto inusitado. “Estava fazendo a vigilância e caminhando próximo do mato quando percebi um gavião acocado. Cheguei mais perto e ele não tentou fugir. Peguei então o celular e filmei o animal, pois nunca havia visto um. Senti uma alegria em ver de tão perto. Ele tentou voar e não conseguiu, então chamei o ronda que me ajudou no resgate. Pegamos um pedaço de cerca daquelas laranjas (cerquite) cobrimos ele e levamos para dentro da guarita. Foi quando nos informaram que a equipe de Gestão Um Novo Caminho. Uma Nova Vida


FAUNA

de mais de 130 animais na área da BR-448

DNIT, com a Gestão Ambiental da Rodovia do Parque, em construção na região metropolitana de Porto Alegre. Ambiental poderia fazer o resgate. Naquela noite tive que me abrigar dentro de uma máquina para deixar o carcará na guarita”, lembra o jovem. Com fratura, a ave foi levada ao CETAS. “O animal chegou sem condições de voar e com a patinha no ar, sem conseguir se apoiar. Após a avaliação, constatamos uma fratura exposta do dedo médio e foi medicado”, conta a médica veterinária, Maria do Carmo Both. Em estágio de readaptação a ave passa bem. “Hoje a ave está em um viveiro grande e assim que cicatrizar o ferimento será solta”, completa. Outro relato de socorro também envolveu uma ave, desta vez um quero-quero encontrado por funcionários do Lote 02 (Consórcio Construcap-Ferreira Guedes), no dia 11 de julho. Era um dia de protestos em Canoas e sem poder trafegar na BR-116, a equipe de Gestão encaminhou o animalzinho ao Hospital Veterinário do Zoológico de Canoas. A avaliação clínica indicou uma fratura. “Foi uma fratura leve na asa direita, o animal foi imobilizado com tala para calcificar o osso, que no dia 29/07 foi retirada. Ele está bem, o que ofertamos de comida ele aceita. Hoje está na fase de readaptação”, informou a Bióloga do hospital, Liliana Castoldi. O manejo da fauna silvestre envolve diversos benefícios e permite a conservação da biodiversidade de espécies. “A construção de empreendimentos lineares, como a BR-448, altera os ambientes e, consequentemente, gera impactos na comunidade faunística local. Mas a partir da execução do Programa de Resgate é possível minimizar alguns desses impactos. Além disso, poderá ampliar

Boletim setembro 2013

o registro de espécies que habitam as imediações da rodovia e que poderiam não ser encontradas de outra forma, e assim fornecerá maiores subsídios para evitar impactos durante a fase de operação”, esclarece Suzielle. A eficácia do trabalho, segundo a bióloga, deve-se a interação entre a Gestão e os colaboradores das obras, “a grande parte dos resgates que ocorreram até o momento, foram a partir da comunicação e sensibilização dos trabalhadores que estão diariamente envolvidos nas atividades da rodovia, até mesmo em horários que não há qualquer movimentação, como o caso do carcará à noite. Assim como este, os demais animais feridos não sofreram incidentes em razão da obra, mas foram encontrados na faixa de domínio, e neste caso, é nossa responsabilidade fazer o resgate e os encaminhamentos. Então, esse apoio dos colaboradores dos lotes é de extrema importância”. Para a bióloga do Zoo de Canoas, mesmo sendo previsto pela legislação, a forma de condução do Programa é que faz a diferença. “É um trabalho obrigatório pela legislação, mas quando acompanhado de uma educação ambiental com as comunidades e os colaboradores, como na BR-448, é ótimo, sem dúvida”, observa Liliana.

5


GERAL Famílias da BR-448 que optaram por apartamentos, conhecem imóveis escolha dos apartamentos do Loteamento Morada Cidadã, no dia 14/09, na Escola Municipal Paulo VI, em Canoas. O evento organizado pela Prefeitura de Canoas reuniu as famílias beneficiadas pelo Programa de Reassentamento Populacional da BR-448 que optaram pelos apartamentos durante o processo de escolha das moradias.

Equipe social acompanhou a reunião com as famílias

“Foi surpreendente a escolha, pois no início do processo havia resistência pelos apartamentos e agora gostaram tanto que acabaram disputando os andares mais altos”, revela Paula Padilha, integrante da Equipe Social do DNIT, durante reunião com as famílias da Vila do Dique para

Na oportunidade, as 40 famílias presentes visitaram o loteamento e receberam instruções da construtora sobre orientação solar, tamanho (43 m² com dois quartos, banheiro, sala, cozinha e área de uso comum e estacionamento rotativo) e por fim escolheram o seu apartamento. Também ficou estabelecido o critério de vizinhança e a prioridade da mudança, que segue a ordem das primeiras famílias realocadas para a Vila de Passagem, idade e os portadores de deficiência. O Loteamento Morada Cidadã, está localizado no bairro Mato Grande e abriga 16 prédios com 16 apartamentos cada, totalizando 256 unidades habitacionais. A primeira transferência prevê a mudança de 48 famílias.

Gestão Ambiental da BR-448 marca início da primavera com doação de flores Lopes, 13 anos, aluna do 8º ano, que residiu por 9 anos na Vila do Dique Canil. “Minha mãe está bem animada com a nova casa”. Contente com a mudança, Bruna fez planos para o futuro. “Quero seguir a carreira militar”. Na turma do 7º ano, Natali dos Santos,14 anos, aguarda com muita expectativa o dia da mudança para o loteamento que vai facilitar o acesso a escola e melhorar a qualidade de vida da família. “A gente aguarda com muita vontade o dia da mudança.Quando chove alaga tudo. Sinto saudade de quando morava em Viamão e tinha chuveiro, no dique tomamos banho de bacia. Minha mãe quer comprar móveis novos e deixar a casa nova bem bonita”, observa. A atividade contou com a participação da mascote Joãode-barro. Alunos comemoraram o início da estação

O DNIT, com a Gestão Ambiental promoveu no dia 27/09, um momento de celebração à chegada da Primavera. Os 300 alunos da Escola Municipal Assis Brasil, no bairro Mato Grande, em Canoas, receberam a equipe da Gestão nos turnos da manhã e tarde para comemorar o início da “estação das flores”. A escolha pelo educandário ocorreu devido a mesma compor a rede de atendimento do Programa de Educação Ambiental e pela proximidade com o Loteamento Canoas Minha Terra I, local onde residem parte das famílias da Vila do Dique, beneficiadas pelo Programa de Reassentamento Populacional da rodovia. A atividade contemplou os alunos do 1º ao 8º ano com flores kalanchoe ou “flor da fortuna”. Em todas as turmas estudam alunos de famílias do loteamento, como a jovem Bruna

6

Pequeninos receberam as mudas com a companhia da mascote João-de-barro

Um Novo Caminho. Uma Nova Vida


O FOTÓGRAFO É VOCÊ

A margarida (Chrysanthemum leucanthemum) chamou a atenção da Técnica Ambiental da BR-448, Aline Farias quando do trabalho de educação ambiental em escola de Esteio.

Envie sua foto para o e-mail educombr448@stesa.com.br e participe da coluna O Fotógrafo é Você.

GLOSSÁRIO

NOTÍCIAS CURTAS

Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) É declarada por ato do Poder Público e possui características extraordinárias ou abriga exemplares raros da biota regional, com, preferencialmente, superfície inferior a cinco mil hectares.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL - Depois de vários encontros ao longo do trabalho de implementação do Programa de Educação Ambiental a Gestão Ambiental encerrou no dia 27/09, o atendimento aos educadores da Escola de Educação Infantil João Paulo II, no bairro Humaitá em Porto Alegre. Na oportunidade, a equipe abordou sobre dinâmicas para sala de aula, construção de instrumentos musicais e brinquedos com sucata e planejamento de grupo de educação ambiental na escola.

Autótrofos - Seres vivos, como as plantas, que produzem seus próprios alimentos à custa de energia solar, do CO2 do ar e da água do solo. Palavra originada do grego autos = próprio + trophos = nutrir. Bentos - Conjunto de seres vivos que vivem restritos ao fundo de rios, lagos, lagoas ou oceanos. Licenciamento ambiental - Procedimento administrativo pelo qual o órgão ambiental competente licencia a localização, instalação, ampliação e a operação de empreendimentos e atividades utilizadoras de recursos ambientais , consideradas efetiva ou potencialmente poluidoras ou daquelas que, sob qualquer forma, possam causar degradação ambiental, considerando as disposições legais e regulamentares e as normas técnicas aplicáveis ao caso.

Boletim setembro 2013

Nos dias 30/09, 01 e 02/10, as 23 turmas de pré a 8ª série da escola Municipal de Ensino Fundamental Hélio Fraga de Nova Santa Rita, foi atendida pela equipe de Educação Ambiental, totalizando mais de 600 alunos. Na pauta, os programas ambientais e para os pequenos teve a Hora do Conto e a presença da mascote, João-de -barro. A escola foi agregada recentemente pela rede de educação ambiental do empreendimento. Leia mais em www.rodoviadoparque.com.br

7


BOLETIM 38 setembro 2013

Exposições da BR-448 mobilizam sociedade civil organizada

“Árvores de lixo” compuseram várias áreas da indústria durante a SIPAT chamando a atenção para o descarte correto de resíduos

Frequentadores do Canoas Shopping conheceram situação das famílias beneficiadas pela BR-448

Mais de 40 colaboradores da Indústria Midea Carrier em Canoas, participaram no dia 04/09, da palestra sobre o trabalho socioambiental desenvolvido pelo DNIT, por meio da Gestão Ambiental da BR-448. Convidados pela área ambiental da indústria, a Gestão apresentou para colaboradores da qualidade, da manutenção, operadores e adolescentes do Projeto Pescar (qualificação profissional para jovens em situação de vulnerabilidade social) os Programas Ambientais executados no empreendimento da Rodovia do Parque e os desdobramentos do trabalho com a exposição “Que árvore você quer para o futuro? Não faça do lixo a semente” – ganhadora do TOP de Marketing ADVB 2012, na categoria sustentabilidade. A atividade compôs a programação da SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho) da indústria.

A comunidade de Canoas, na região metropolitana conheceu o trabalho socioambiental realizado pelo DNIT, com a Gestão Ambiental e apoio da Prefeitura no processo de reasssentamento das 599 famílias da Vila do Dique, beneficiadas pela construção da Rodovia do Parque. Inaugurada no mês de junho, a mostra fotográfica itinerante, denominada “Endereçar” evidencia as fases vivenciadas pelas famílias na conquista da cidadania e da melhora da qualidade de vida, representando o ambiente da Vila do Dique (sem acesso a saneamento, água e luz obtidas de forma irregular) passando pela fase provisória (condomínio com infraestrutura construído para abrigar provisoriamente as famílias realocadas para a construção da rodovia) e por fim, a fase de conquista da casa própria e de um endereço, antes inexistente por ocuparem uma área irregular e de risco.

Confira a agenda dos próximos locais para visitação: “Que árvore você quer para o futuro? Não faça do lixo a semente” 03/10 a 13/10 – Zoo Sapucaia do Sul (Gincana Ecologia Zoomania) Endereço: BR-116 - Parada 41 - Km 252 - Sapucaia do Sul Horário: 8h30min às 17h

“Endereçar” 14/10 a 18/10 – Galeria dos Municípios da Assembleia Legislativa do RS Endereço: Pça. Mal. Deodoro, 101 - Porto Alegre Horário: De segunda a sexta-feira das 8h30min às 18h30min

Boletim 38 br 448 setembro 2013  

Boletim da Gestão Ambiental 38 BR-448/Rodovia do Parque setembro de 2013

Advertisement