Page 1

BR-448 transplanta mais de 400 árvores

Página 4

Página xx

BOLETIM 36 julho 2013

Equipe social realiza plantões de atendimento às famílias da Vila do Dique

Dia do Motorista Motorista revela expectativa com relação a construção da BR-448 em notícia especial Página 6

Comunicação Gestão Ambiental inaugura nova mostra com foco na melhoria da qualidade de vida dos reassentados da BR-448 Contracapa A fim de acompanhar e assegurar o processo de reassentamento, a equipe vem realizando plantões de atendimento na Vila do Dique (Canil e Fátima) e na Vila de Passagem, em Canoas Página 5

Supervisão Ambiental Gestão realiza 14ª Campanha de qualidade da água subterrânea Página 5


GER -

EDITORIAL

SOBRE

Revisão na fauna gaúcha

Depois de 11 anos, a fauna gaúcha é revisada. Num trabalho da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, coordenado pela Fundação Zoobotânica a lista das espécies da fauna gaúcha em extinção foi atualizada. O trabalho voluntário envolveu 129 especialistas e 146 colaboradores que avaliaram o estado de conservação das espécies. A pesquisa analisou mais de 1580 espécies, representando mamíferos, répteis, anfíbios e peixes de água doce do estado, mais um conjunto de espécies de invertebrados, como aranhas e moluscos. Utilizando um sistema digital operado via web, denominado live e desenvolvido conjuntamente pela Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul e Procergs (Compa nhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul), que auxiliou na elaboração e revisão de listas de espécies ameaçadas de extinção, permitindo documentar e gerenciar todas as etapas do processo de organização das chamadas “listas vermelhas”. A ferramenta permite acesso às bases de dados, formulários de avaliação de espécies e documentos relevantes, e grande parte das atividades relacionadas à revisão da lista pôde ser desenvolvida à distância, sem a necessidade de reuniões presenciais, o que viabilizou a participação de um grande número de especialistas e reduziu significativamente os custos do processo de reavaliação. A lista prévia indica que estão ameaçados 22% das espécies de mamíferos, 17% dos peixes de água doce, 15% dos anfíbios, 11% dos répteis e 14% das aves nativas do Rio Grande do Sul.

Neste mês de julho, o Boletim da Rodovia do Parque vem com informações e notícias relativas aos programas de recursos hídricos, de monitoramento da flora e as ações de ampliação do atendimento da equipe social aos diques e à Vila de Passagem. No dia 25 de julho, o Brasil comemora o Dia do Motorista e para celebrar tal data, a equipe de comunicação social elaborou notícia especial, trazendo o ponto de vista de um motorista que utiliza a BR-116 diariamente para transportar mercadorias e que tem na BR-448 uma expectativa com relação a melhora na fluidez do trânsito e na redução dos congestionamentos e consequente ganho de tempo e de qualidade do trabalho. Confira estas e outras notícias. Boa leitura!

Contate-nos

EXPEDIENTE Realização: Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) Execução: STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A. Conselho Editorial: Carlos Türck, Chaiana Teixeira e Letícia Frantz Jornalista Responsável: Andrea Weschenfelder MTB 10594 Fotografias: Divulgação STE S.A. Projeto Gráfico: FT Design

2

educombr448@stesa.com.br

Visite nosso site rodoviadoparque.com.br

Curta nossas fanpages fb.com/gestaoambiental.rodoviadoparque fb.com/QueArvoreVoceQuerParaOFuturo fb.com/EnderecarBR448 Um Novo Caminho. Uma Nova Vida


GERAL

Francisco Milanez coordena Plano Rio Grande do Sul Sustentável

Trabalho de gestão ambiental nas BR’s 116, 392 e 448 foi apresentado ao ambientalista

Ambientalista e coordenador do Plano Sustentável do RS conhece trabalho de Gestão Ambiental da STE Na manhã de 12/07, a STE S.A. por meio do Setor de Meio Ambiente e Recursos Hídricos recebeu a visita do Coordenador do Plano Rio Grande do Sul Sustentável do Governo do Estado do RG e ambientalista, Francisco Milanez. Ex-presidente da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), Milanez conheceu o trabalho de Gestão Ambiental desenvolvido nas obras de duplicação da BR-116, BR-392 e BR-448. Além dos Programas Ambientais executados pelas gestões nos empreendimentos, foi destaque a BR-448 por ser uma rodovia federal com Gestão Ambiental fiscalizada pelo órgão Ambiental Estadual (FEPAM- Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler) e também por desenvolver iniciativas inéditas na área de Gestão Ambiental, como a solução encontrada para o problema da disposição inadequada dos resíduos sólidos remanescentes das 599 famílias que ocuparam por décadas área irregular do Dique, na cidade de Canoas e também a faixa de domínio da rodovia sendo beneficiadas pelo Programa de Reassentamento do empreendimento. Na área cultural, a equipe

da rodovia promove dois projetos de sensibilização socioambiental, com as exposições “Que árvore você quer para o futuro? Não faça do lixo a semente” – vencedora do TOP ADVB/RS 2012 na categoria sustentabilidade e a recentemente inaugurada mostra fotográfica denominada “Endereçar”. Outra importante ação do setor apresentada foi a criação da ferramenta chamada “Infoambiente” (www.infoambiente.stesa.com.br) um servidor de mapas acrescido de um gerenciador de documentos que disponibiliza, via web, documentos, fotos e layers (camadas de informação geográfica), em ambiente georreferenciado para acompanhar o andamento das atividades das equipes de gestão ambiental das referidas rodovias, disponibilizando ao público em geral, acesso as informações produzidas pelas Gestões Ambientais. Após as apresentações, Francisco destacou. “Não conhecia o trabalho que é um belo modelo para ser conhecido e seguido por outros empreendimentos. Está num estágio muito bom. A referência espacial é ótima pela transparência e controle que o Estado está precisando, assim como o diálogo com a sociedade e seus aspectos. Fiquei positivamente surpreso”.

Coordenação Geral de Construção Rodoviária visita BR-448 Na manhã de 28/06, a superintendência e técnicos do DNIT/RS, representantes dos lotes, supervisão de obra e Gestão Ambiental da BR-448, acompanharam a visita do Coordenador da Coordenação Geral de Construção Rodoviária (CGCONT) Luis Guilherme Rodrigues de Melo e a Gerente de Projetos do DNIT, Marinez Chiele, às obras da Rodovia do Parque. Com paradas nos três lotes, a equipe verificou o andamento das obras e os prazos de entrega do empreendimento.

Boletim julho 2013

3


FLORA Mais de 400 árvores são transplantadas com a BR-448

Programa de Resgate de Fauna e Flora da BR-448 já relocou 400 árvores para faixa de domínio e áreas de recuperação ambiental

Conservar parte da diversidade genética de exemplares de espécies de árvores imunes ao corte ou ameaçadas de extinção, além de epífitas (plantas que vivem sobre outras plantas) presentes na área de domínio da BR-448, têm sido um dos trabalhos desenvolvidos pelo DNIT, com a Gestão Ambiental na implementação do Programa de Resgate de Fauna e Flora. Para executar as metas previstas pelo Programa são realizados os transplantes de árvores e a realocação de epífitas quando da abertura de áreas para a construção do empreendimento. O trabalho da equipe inicia com o treinamento do grupo que fará a supressão da vegetação e os procedimentos a serem adotados, seguido da vistoria e liberação das áreas que irão abrigar os espécimes e avaliação fitossanitária (saúde da planta). Os transplantes da Rodovia do Parque chegam ao mês de julho ao total de 413 árvores realocadas, destes, 153 ocorreram no lote 01, 24 no lote 2 e 236 no lote 3. Conforme a Engenheira Florestal da Gestão, Silvia Aurélio, os espécimes (indivíduos) estão sendo levados para áreas semelhantes às de origem e para locais que necessitem de recuperação ambiental. “Nos últimos procedimentos realizados, foram realocadas árvores para a Área de Preservação Permanente do Canal das Garças, local para onde foram 116 corticeirasdo-banhado, e também para o Parque Getúlio Vargas, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Câmpus Canoas e propriedades localizadas próximas a faixa de domínio”, destaca.

4

Novos procedimentos devem ocorrer junto à interseção 05, em construção no lote 3 (km 21) da rodovia. As atividades serão realizadas nos meses finais do inverno, a fim de garantir a saúde da planta, como explica a engenheira. “Neste período ocorre uma menor circulação da seiva e menor taxa de transpiração das folhas, favorecendo a realização dos transplantes e aumentando o índice de resistência dos indivíduos”, observa Silvia. Com bom índice de sobrevivência e na fase de finalização da rodovia, a Engenheira antevê o sucesso na execução do Programa. “Com as obras da BR-448 encaminhandose para a conclusão, já é possível afirmar que o programa teve sucesso e alcançou sua meta, com mais de 65 % de sobrevivência dos indivíduos transplantados”, finaliza.

Equipe criou um corredor de corticeiras-do-banhado, em área do lote 3

Um Novo Caminho. Uma Nova Vida


GERAL Qualidade da água subterrânea é monitorada em 14 poços Disponível em quantidade e qualidade variadas no tempo e no espaço, a água é um recurso vital para a manutenção dos ciclos biológicos, geológicos e químicos, portanto, requer gerenciamento, planejamento e implementação de ações para garantir seus múltiplos usos. Na área onde está sendo construída a BR-448, o DNIT, por meio da equipe de Gestão Ambiental do empreendimento monitora trimestralmente os aspectos qualitativos da água superficial e subterrânea. Com programas específicos, os recursos hídricos presentes na área de influencia da rodovia passam por um acompanhamento sistemático. Visando prevenir ou reduzir os impactos da construção sobre os recursos hídricos. Com o objetivo de avaliar possíveis interferências na água subterrânea a equipe realiza campanhas de monitoramento em 14 poços piezométricos instalados de acordo com as normas ambientais (ABNT NBR 15.495-1/2007) ao longo dos 22 quilômetros do empreendimento.

posteriormente, são enviadas para análise laboratorial de 20 parâmetros de qualidade, como pH, condutividade elétrica, alcalinidade entre outros. Lauro informa ainda, que os dados das campanhas são revertidos em importantes fontes de informação para novos projetos. “As informações sobre a qualidade da água subterrânea obtidas pelo Programa de Monitoramento, além de subsidiar as ações de controle ambiental em situações de possível impacto decorrente das obras da rodovia, constituem-se em importante banco de dados que pode ser utilizado para programas/projetos de gerenciamento dos recursos hídricos na região onde se insere a rodovia”. Conforme dados obtidos ao longo do monitoramento, a 14ª campanha revela que as atividades de construção não estão comprometendo a qualidade da água subterrânea.

Os poços foram implantados em locais com potenciais fontes de poluição como nos canteiros de obra (áreas de abastecimento e lavagem e oficinas de manutenção de veículos) e ao longo do trecho. Com profundidade média de 4 metros, são utilizados para verificar a qualidade da água do lençol freático (reservatório de água subterrânea decorrente da infiltração da água da chuva no solo nos chamados locais de recarga) como explica o consultor Lauro Bassi. “Esta profundidade é suficiente, devido a região onde está sendo construída a rodovia ser de várzeas e o lençol freático estar próximo à superfície”. O procedimento consiste no esgotamento preliminar dos poços para, no dia seguinte, fazer a coleta de amostras que

Com cerca de 4 metros de profundidade, poços piezométricos seguem normas ambientais e monitoram as águas do lençol freático

Equipe social promove plantões de atendimento nos Diques e na Vila de Passagem o esclarecimento de dúvidas relativas ao processo de relocação, a realização de visitas domiciliares, encaminhamentos às políticas públicas, organização de reuniões, entrega de material, preparo comunitário para as mudanças, recepção das famílias nos novos locais de moradia, entre outros.

Equipe reveza atendimento entre os diques e a Vila de Passagem

Desde o mês de maio, o DNIT, por meio da Equipe Social da BR-448 composta por assistentes sociais e agentes comunitários, vem realizando plantões de atendimento na Vila do Dique (Canil e Fátima) e na Vila de Passagem, em Canoas. A fim de acompanhar e assegurar o processo de reassentamento, dentre as atividades da equipe está Boletim julho 2013

Para atender as crianças dos Diques, a equipe ampliou o atendimento com a criação da Brinquedoteca Móvel que funciona uma vez por semana, nos turnos da manhã e tarde, junto a Associação de Moradores do Extremo Norte do Dique, no Dique Fátima. Os brinquedos estão disponíveis para atividades lúdicas como o dia da fantasia, a hora do conto, o empréstimo de livros e desenhos para colorir, seguindo os mesmos objetivos da brinquedoteca da Vila de Passagem. Nas terças e quintas o atendimento acontece na sede da Associação de Moradores do Extremo Norte do Dique e nas segundas e quartas-feiras, na Vila de Passagem e nas sextas-feiras no Dique do Canil.

5


GERAL Construção da BR-448 é motivo de comemoração no Dia do Motorista

O transportador Claudio Nicolodi de Canoas, transita diariamente pela BR-116 e aguarda com expectativa a conclusão da BR-448

No dia 25 de julho comemora-se o Dia do Motorista e de São Cristóvão, santo padroeiro dos motoristas e viajantes. A data foi instituída no Brasil em 21 de outubro de 1968, através do Decreto nº 63.461. Em 2013 os condutores da Região Metropolitana de Porto Alegre têm um bom motivo para celebrar, já que está prevista para este ano a conclusão da BR-448. A Rodovia do Parque, como é conhecida, terá 22 km entre Sapucaia do Sul e a Capital e deve absorver 40% do tráfego da BR-116 – número atualmente estimado em 130 mil veículos/dia. O transportador Cláudio Nicolodi, de Canoas, faz parte desta estatística e visualiza na BR-448 uma oportunidade

de melhorar os negócios. “Vai render mais no trabalho, pois representa economia de combustível, tempo e até saúde de quem dirige”, acredita. Ele destaca que hoje em dia, seja profissionalmente ou em momentos de lazer, os motoristas não têm alternativas para escapar da BR-116. “Nos horários de pico eu levo mais de hora para chegar a Porto Alegre”, afirma. E a situação, analisa Nicolodi, só piora com o passar do tempo. “Comecei a trabalhar em 2000 e era sossegado. De oito anos para cá, não tem mais horário para tranqueira”, observa. Para o profissional, a Rodovia do Parque representa um alívio para todos que hoje dependem da BR-116. “Por se tratar de uma nova alternativa, espero que ajude bastante a melhorar o fluxo até a Capital”.

Gestão Ambiental realiza entrega sistemática de boletins Com o mesmo objetivo com que cria mecanismos de comunicação e interação com as diversas instituições e comunidades presentes na área de influencia da BR-448, o DNIT, com a Gestão Ambiental (STE S.A.) elabora e distribui mensalmente material impresso, o Boletim Rodovia do Parque. O informativo traz notícias sobre a implementação e o andamento dos Programas Ambientais, a fim de estabelecer uma via de comunicação entre o empreendedor e os diversos segmentos envolvidos no empreendimento. Com uma tiragem mensal de 2 mil exemplares, as equipes de Educação Ambiental e Comunicação Social realizam a entrega mensal de boletins nas cerca de 30 escolas abrangidas pela rodovia (Sapucaia do Sul, Esteio, Canoas e Porto Alegre), nos 3 Consórcios Construtores do empreendimento, no DNIT, na FEPAM (órgão ambiental fiscalizador) da obra, nas prefeituras, câmaras de vereadores, entre outros.

6

Órgãos públicos como prefeituras e câmaras das cidades de abrangência do empreendimento também são contemplados

Mais de 30 escolas do entorno da rodovia recebem o boletim mensal

Um Novo Caminho. Uma Nova Vida


O FOTÓGRAFO É VOCÊ

Foto de um carcará (Caracara plancus ) da ordem falconiforme em lavoura de arroz próxima à BR-448, na cidade de Canoas tirada pela Engenheira Letícia Frantz

Envie sua foto para o e-mail educombr448@stesa.com.br e participe da coluna O Fotógrafo é Você.

GLOSSÁRIO

NOTÍCIAS CURTAS

Colmatagem: Trabalho de atulhamento ou de enchimento realizado pelos agentes naturais ou pelo homem, em zonas deprimidas.

COMUNICAÇÃO SOCIAL- No início do mês, uma equipe do Governo Federal esteve na BR-448 para gravar imagens das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no estado. Assim como a Rodovia do Parque também foram feitos registros nas obras de duplicação das BR’s 116 e 392, ambas com Gestões Ambientais implementadas pela STE S.A. As filmagens irão compor a produção de um vídeo institucional.

Conurbação: Agloremações urbanas contínuas que ultrapassam as fronteiras municipais. Corte Seletivo: Forma de exploração vegetal onde apenas algumas árvores são derrubadas e retiradas. A floresta, com isso, mantém uma densidade maior.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL - “Queremos que tenha

Aluvião: Detritos de sedimentos clásticos (areia, cascalho e/ou lama), carregados e depositados pelos rios. Agenda 21: Roteiro de ações que visam ao desenvolvimento sustentável assinado na Conferência Rio-92 realizada em 1992, que teve a participação de 179 países. Delta: Deposito aluvial que aparece na foz de certos rios, avançando como um leque na direção do mar ou lago.

sempre”, afirma o pequeno Guilherme Rangel, 9 anos, para as ações de Educação Ambiental com as crianças da Vila do Dique Fátima, em Canoas, realizadas pela Equipe de Gestão Ambiental. Todas as quintas -feiras, a partir das 14 horas, na sede da Associação dos Moradores do Dique do Extremo Norte acontecem as sessões de cineminha ambiental sempre acompanhadas de lanche e após, atividades de desenho e pintura. Leia mais em ww.rodoviadoparque.com.br

Estreito: Porção de mar entre duas costas não muito distantes. Boletim julho 2013

7


BOLETIM 36 julho 2013

Exposições da BR-448 mudam rotina de usuários do aeroporto e rodoviária da capital gaúcha

“Que árvore você quer para o futuro? Nao faça do lixo a semente”, tem como tema o descarte irregular de resíduos

“Endereçar” ocupa espaço cultural do aeroporto e mostra o protagonismo das famílias reassentadas pela BR-448

Com circulação diária de cerca de 20 mil usuários, a Estação Rodoviária de Porto Alegre e o Aeroporto Internacional Salgado Filho são os principais acessos à capital e aos municípios gaúchos, ambos estão hoje com as respectivas áreas culturais ocupadas por exposições socioambientais itinerantes do DNIT, realizadas pela Gestão Ambiental da BR-448 (STE S.A.).

que residiram por décadas em área irregular e de risco na cidade de Canoas, e com a chegada da BR-448, estão tendo a oportunidade de conquistar a cidadania com a melhora da qualidade de vida.

A Exposição “Que árvore você quer para o futuro? Não faça do lixo a semente”, com mais de um ano itinerando por cidades do estado e principais capitais do Brasil está na estação rodoviária, desde o dia 28/06, com suas árvores temáticas de ferro reciclado cobertas com resíduos sólidos aguçando o expectador para o tema da responsabilidade socioambiental do descarte dos resíduos sólidos. A Mostra “Endereçar”, por sua vez, ocupa o Espaço Cultural do Aeroporto Internacional Salgado Filho, desde o dia 08/07, propondo uma reflexão sobre o protagonismo de 599 famílias

Para os frequentadores destes locais, vale a pena conferir os projetos e tornar o tempo de espera entre as chegadas e saídas de ônibus e aviões menos entediantes com os trabalhos propostos pela Gestão da Rodovia do Parque. Os projetos permanecem em exposição até as seguintes datas: “Que árvore você quer para o futuro? Não faça do lixo a semente” até o dia 17/07, na Estação Rodoviária e a “Endereçar” segue durante todo o mês de julho no aeroporto (31/07).

Confira a agenda dos próximos locais para visitação: “Que árvore você quer para o futuro. Não faça do lixo a semente” 22 a 24/07- 4º Fórum Internacional de Resíduos Sólidos - Porto Alegre 05 a 08/08 - Escola Municipal de Ensino Fundamental Hugo Gerdau - Sapucaia do Sul

“Endereçar” 01 a 14/08 - Secretaria de Justiça e Direitos Humanos - Saguão de entrada da Ala Sul do Centro Administrativo Fernando Ferrari - Porto Alegre

Boletim 36 BR-448 julho 2013  

Boletim da Gestão Ambiental 36 BR-448/Rodovia do Parque julho de 2013

Advertisement