Issuu on Google+

Portefólio 2Licious

Portefólio Equipa 2Licious: André Cosme Cíntia Costa Djalme Lopes Ivo Santos Nuno Mota Sílvia Fonseca Sónia Moura Soraia Augusto

1


ISCAP Portefólio 2Licious Professora: Luciana Oliveira Turma: E21D Ano Letivo 2012/2013

Comunicação Empresarial

2Licious André Cosme 2110205; Cíntia Costa 2110951; Djalme Lopes 2110659; Ivo Santos 2110222; Nuno Mota 2101102; Sílvia Fonseca 2110953; 2

Sónia Moura 2110240; Soraia Augusto 2110241.


Portefólio 2Licious

“O consumo é a única finalidade e o único propósito de toda produção.” Adam Smith

3


Portefólio 2Licious

Índice

Introdução ..................................................................................................................................... 5 Capítulo 1: Apresentação da 2Licious ........................................................................................... 6 1.1.

História da 2Licious ....................................................................................................... 6

Capítulo 2: Dimensão da Comunicação na empresa .................................................................... 9 2.1.

Organização Interna ...................................................................................................... 9

2.2.

Organização da função comunicação.......................................................................... 10

2.3.

Competências atribuídas ao responsável de comunicação. ....................................... 11

2.4.

Aspetos do perfil do responsável de comunicação. .................................................... 12

2.5.

A ideologia subjacente à função comunicação. .......................................................... 12

2.6.

Comunicações estratégicas, táticas e operacionais previstas..................................... 15

2.7.

A metáfora organizacional que caracteriza o negócio. ............................................... 15

2.8.

Modelo de intervenção comunicacional adotado ...................................................... 16

Capítulo 3: Mix da Comunicação na Empresa ............................................................................ 17 3.1.

Personalidade Organizacional ..................................................................................... 17

3.1.1.

Declaração de Missão.......................................................................................... 17

3.1.2.

Objetivos ............................................................................................................. 17

3.1.3.

Declaração de Visão ............................................................................................ 18

3.2.

Diagnóstico Cultural – Matriz ECA............................................................................... 19

3.2.1.

Valores organizacionais ....................................................................................... 19

3.2.2.

Manual de acolhimento ...................................................................................... 19

3.2.3.

Código de conduta .............................................................................................. 19

3.2.4.

Matriz ECA ........................................................................................................... 20

4


Portefólio 2Licious

Introdução O projeto de construção desta empresa iniciou-se nas aulas de Comunicação Institucional. Numa primeira fase, o nosso grupo era constituído por apenas 5 elementos e o ramo do nosso negócio estaria ligado ao turismo, a uma agência de viagens mais focada na divulgação das maravilhas da zona portuense. No entanto, com a entrada de mais três elementos, o nosso rumo alterou-se. Decidimos apostar noutro ramo de negócio, por sinal bem distinto do inicialmente escolhido, e arriscamos criar uma empresa de bebidas. Desta forma teríamos mais “pano para mangas” para criar um projeto mais interessante e inovador. Na primeira reunião da nossa equipa de trabalho decidimos o nome da empresa e que tipo de bebidas iriamos produzir. Assim, surge a 2Licious, uma empresa 100% portuguesa com o objetivo de aproveitar o melhor que Portugal tem para oferecer a nível frutícola e divulgá-lo pelo mundo fora. A nossa empresa, como se poderá perceber no decorrer do portefólio, sofreu algumas adaptações com o suceder dos anos para melhor se adaptar aos mercados aos quais compete. Tornou-se uma empresa aberta, que está em crescente exploração do mercado internacional, procurando ainda seduzir os paladares mais difíceis de convencer. A 2Licious é sem dúvida um projeto ambicioso, que procura inovar a cada passo, que se preocupa com o meio ambiente e não deixa para trás os pequenos detalhes. É desta forma que ganhámos prestígio num mercado tão saturado como o das bebidas não alcoólicas. O nosso principal objetivo é garantir a qualidade dos nossos produtos e atingir a excelência a todos os níveis internos e externos.

5


Portefólio 2Licious

Capítulo 1: Apresentação da 2Licious A 2Licious tem-se desenvolvido ao longo dos últimos anos, deixando de ser considerada uma pequena/média empresa para ser tornar numa empresa de peso nacional, que contribui cada vez mais para a economia portuguesa. O nosso sector é o das bebidas não alcoólicas, nomeadamente os néctares. Estes são produzidos com o máximo rigor usando as melhores frutas de Portugal. Recentemente a 2Licious começou a expandir o seu negócio para outras áreas do globo como a América do Sul (2007) e Ásia (2010).

1.1.

História da 2Licious

A nossa história pode não ser muito longa no entanto contém todos os ingredientes que nos levaram ao sucesso e nos tornaram uma empresa de sucesso e em constante expansão. Nascemos já nos finais do século XX, mais concretamente no ano de 1993, na cidade do Porto. Nesta altura, produzíamos e comercializávamos apenas néctares de cariz exclusivamente natural, de prospeção regional e trabalhávamos apenas com 3 sabores, nomeadamente laranja, maçã e pera. Com o passar do tempo e, sempre mantendo uma ética de trabalho baseada na transparência dos nossos produtos para com os consumidores e numa produção com o mínimo de aditivos químicos e o máximo de qualidade. Tentamos manter sempre o sabor natural de cada fruto e, assim, diferenciarmo-nos no mercado nacional. Esta estratégia acabou por dar também os seus frutos, uma vez que escasso tempo depois, comercializávamos os nossos produtos um pouco por todo o país. Apesar das pequenas instalações que a empresa possuía nessa altura, o sucesso dos primeiros produtos levou ao aumento do nosso espaço produtivo. Em 1997 juntámos um novo sabor ao nosso portefólio de produtos, com o 2Licious de Uva.

6


Portefólio 2Licious No entanto, é no início do novo milénio que a 2Licious sofre grandes alterações. São criadas duas gamas distintas nomeadamente a 2Licious 100% Natural (mantendo os seus produtos de origem) e a 2Licious Light (Laranja e ameixa; Morango e Amora). Há um maior investimento por parte da administração na imagem da nossa empresa, assim como na sua comunicação. Surgem neste âmbito os primeiros anúncios televisivos da 2Licious. Há uma consciencialização crescente com a problemática do meio ambiente, surgindo assim, e em forma de comemoração dos nossos 10 anos, as novas embalagens de vidro que ainda hoje perduram nos mercados internacionais. No ano de 2007, começamos a exportar os nossos produtos. Na verdade, a nossa empresa já vinha a tornar-se permeável há alguns anos, no entanto o nosso sistema permanecia muito rígido e fechado. Com a tomada de posse de outro administrador, vimos os nossos produtos a ser consumidos na América do Sul e mais recentemente na Ásia. No entanto, estes mercados ofereceram alguma resistência face aos nossos néctares e de forma a conquistar os nossos consumidores, adotámos frutas, em certos casos, frutas típicas desses países. Emerge assim a 2Licious Light de Melão e Banana e a gama 2Licious exótico (com os sabores de papaia, manga, romã, maracujá e ananás). Já em 2010 fomos ao encontro do mercado asiático juntando ao nosso portefólio de produtos os sabores de Mangostão e Durian. Este facto levou a uma forte adesão deste mercado aos nossos produtos, que embora consuma mais estes dois frutos, começa a notar-se um crescimento no consumo de sabores como Laranja e Manga. Assim, hoje em dia, a 2licious “faz parte da paisagem urbana nacional” estando perfeitamente integrada no mercado nacional de bebidas à base de néctares com a ambição de ainda aumentarmos o nosso prestígio a nível internacional dinamizando ainda mais o mundo dos néctares e contribuindo ainda para o enriquecimento das nossas gamas.

7


Portefólio 2Licious No entanto, nem só de néctares vive a 2Licious. Nos últimos anos temos apoiado diversas causas. No natal ajudámos, pelo terceiro ano consecutivo, a população mais carenciada contribuindo e apelando aos nossos consumidores o seu pequeno contributo, para a associação CI. Durante os meses de Maio e Junho patrocinámos corridas contra o cancro e nos meses de Setembro e Outubro fazemos com que crianças mais desfavorecidas tenham um começo de aulas digno. A 2Licious, cada vez mais, se assume como uma empresa ativa na sociedade portuguesa, não deixando que os problemas passem simplesmente ao lado. Nos anos vindouros queremos continuar a crescer, dentro e fora dos mercados nacionais, aproveitando oportunidades e inovando a cada passo.

8


Portefólio 2Licious

Capítulo 2: Dimensão da Comunicação na empresa 2.1.

Organização Interna

Como podemos observar no organograma acima a 2Licious é composta por 6 departamentos que consideramos relevantes para a nossa organização. Temos, então, o departamento de vendas que se encontra congregado ao departamento de marketing dentro do departamento comercial. O departamento de vendas tem como principais funções vender através do contato direto com o cliente, determinar o preço final do produto ou serviço, as condições de venda e negociações, trazendo assim não só benefícios para o cliente como também para a empresa, já o departamento de marketing tem como função estudar e compreender o mercado, criando um ambiente propício para que a venda seja possível, tendo sempre em consideração as condições do mercado atual e as necessidades dos clientes. As funções do departamento financeiro são a gestão do dinheiro, de investimento e as relações com os investidores. Lida também com áreas financeiras mais complexa relativas à empresa, tais como taxas de câmbio, alterações das taxas de juro, entre outras coisas. O departamento de Recursos Humanos tem como principais funções coordenar as atividades do setor de pessoais, focando-se no bem-estar dos colaboradores, interferindo diretamente na eficácia e eficiência dos mesmos, eficiência essa que é conseguida com a ajuda do 9


Portefólio 2Licious departamento de Informática que é responsável por administrar os recursos de Tecnologia da Informação. Tem como objetivo aplicar os recursos de informática para melhorar os procedimentos dentro da organização, harmonizando o desenvolvimento da empresa com o desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores e possibilitando rapidez e segurança na prestação de serviços para os clientes. Por último, temos o departamento de higiene e segurança no trabalho, este departamento tem como função garantir a segurança dos colaboradores da organização e zelar pelas suas condições no local de trabalho.

2.2.

Organização da função comunicação

Inicialmente, a nossa empresa atribuiu a função comunicação como uma responsabilidade adicional ao departamento de Marketing. No entanto, com o evoluir dos tempos, com a mudança de mentalidade dos consumidores e face à intensiva concorrência dos mercados, tornou-se indispensável a necessidade de criação de uma comunicação especializada e focada na diferenciação, criação de valor e responsabilidade social. Ou seja: a obtenção de perenidade; o aumento da credibilidade e a consolidação da reputação; a fidelização de clientes e, não esquecendo, a motivação e sentimento de pertença dos colaboradores na empresa. Com isto queremos alcançar lucros crescentes a médio e longo prazo, essencial para a sobrevivência da nossa empresa neste mercado cada vez mais ativo e competitivo. Assim, em grande parte devido a estes fatores que moldaram o desenvolvimento da nossa empresa e das organizações em geral e que tiveram uma série de repercussões e impacto no desenvolvimento da função comunicação, decidimos criar um departamento específico para a comunicação na nossa empresa dando-lhe maior destaque, uma vez que a comunicação atualmente, é uma das grandes “armas” para combater mercados cada vez mais competitivos e asfixiados.

10


Portefólio 2Licious

2.3.

Competências (principais e responsável de comunicação.

adicionais)

atribuídas

ao

Na nossa empresa as competências do Diretor de Comunicação passam por: Assumir o papel de porta-voz da organização perante os media no que diz respeito à comunicação interna e externa (quando lhe for delegado essa função). Estabelecer o programa de Comunicação pessoal do CEO, nomeadamente:

 Assessoria e desenvolvimento de imagem pessoal;  Preparação de conferências de empresas e restantes intervenções públicas.

 Seleção de notícias com interesse para a organização;  Formular um contacto assíduo e contínuo com a comunicação social. Estabelecer relações governamentais ao nível estratégico no sentido de desenvolver o nosso trabalho de comunicação com muito mais eficiência e segurança, através do desenvolvimento de mecanismos próprios de relacionamento que devem ser combinados para alcançar eficazmente os nossos objetivos e interesses próprios da empresa. A adoção de uma política de sustentabilidade ambiental juntamente com uma política de donativos para fins de beneficência de modo a fomentar os aspetos não intrínsecos/ não intangíveis da empresa e, assim, contribuir para conceitos como a diferenciação e criação de valor (valor acrescentado da empresa), para perpassar mensagens positivas e um feedback positivo junto do nosso público organizacional, com a venda de produtos ambientalmente seguros, o que nos permite valorizar aos olhos dos nossos clientes e enaltecer, assim, a nossa empresa.

11


Portefólio 2Licious

2.4.

Aspetos do perfil do responsável de comunicação mais importantes no contexto.

A nossa ideia de um perfil ideal de um responsável de comunicação traduz-se numa base sólida de conhecimentos generalistas e polivalentes (global e flexível). Assim o responsável por este departamento deve possuir competências generalizadas desde as ciências de comunicação passando pelas ciências empresariais e culminando nas ciências do comportamento e do conhecimento. Para além disso, deve possuir uma série de aptidões reflexivas (conceptuais) e operativas (técnicas), cuja coexistência é necessária e fundamental para a consecução da estratégia organizacional bem como em relações humanas.

2.5.

A ideologia subjacente à função comunicação (transformação dos aspetos da ideologia a comunicar aos colaboradores).

A ideologia subjacente à função comunicação na nossa empresa está interligada com a comunicação institucional estratégica que, por sua vez, está dividida em 6 grandes pilares:

Num domínio conceptual: Abordagem Sistémica O pensamento sistémico concentra-se na procura de relações, em vez de coisas isoladas. Assim a 2Licious pretende perceber as interconexões que existem entre coisas aparentemente isoladas, como relações entre diferentes departamentos, pois a maioria dos nossos problemas organizacionais estão relacionados entre si, ou seja, em nenhuma circunstância podemos dizer que um acontecimento deriva de um único fator isolado mas sim que estes se encontram interrelacionados com outros. Podemos então dizer que a nossa organização não é apenas o conjunto dos departamentos de produção, de finanças, de marketing, de comunica��ão, etc.. mas sim um resultado de vários processos. Abordagem construtivista A abordagem construtivista defende que os objetos ou acontecimentos que conhecemos são construções resultantes de operações mentais. A realidade é sempre uma realidade interpretada pelas pessoas que atribuem um significado específico a cada objeto ou acontecimento de acordo com as suas vivências. 12


Portefólio 2Licious Nós acreditamos que essa realidade é uma realidade interpretada pelas pessoas que atribuem um significado específico a cada objeto ou conhecimento. Queremos com isto dizer que ao concentrar-nos no trabalho de um ator externo (consultor) ou de um ator interno (gestor), compreendemos as suas diferentes visões sobre o mesmo problema e até o ponto que cada um está envolvido. Ao elaborarmos campanhas para contextos culturais diferenciados, a própria génese da conceção da campanha de comunicação, pode ser enriquecida se a 2Licious puder contar simultaneamente com o seu diretor de comunicação interno e um consultor externo. Esta visão partilhada é uma grande vantagem para a nossa empresa, uma vez que se pode conjugar uma visão interna e outra externa, tirando partido da riqueza de perspetivas diferentes. Abordagem Pluridisciplinar A Abordagem pluridisciplinar permite articular operativamente as diferentes realidades que cada um constrói e apela à interdisciplinaridade, isto é, apela à articulação do trabalho de equipas com diferentes especialidades. Na 2Licious, seguimos este método. Com este método, podemos discutir opiniões e aceitar todos os contributos que nos pareçam produtivos para a empresa, para que no final tenhamos resultados positivos. Assim, organizar o trabalho em equipas com diferentes especialidades é um fator preferencial na nossa empresa, na medida em que podemos assim dividir-nos e fazer aquilo para que estudamos e nos especializamos.

Num domínio técnico: Criação de Valor A criação de valor tem como objetivo principal intentar que a empresa represente todos os dias algo mais valioso para os seus públicos relevantes. O que implica que a empresa deve conhecer o sistema de interesses do seu público e descobrir como articulá-los com os interesses da empresa e dar respostas ao seu público-alvo respondendo às suas expectativas. Visto isto, na 2Licious fazemos uso desta definição para explorar o interesse dos consumidores, saber o que realmente precisam no momento e satisfazer as suas necessidades. É importante a opinião do cliente, para que na nossa empresa possamos trabalhar em função do mesmo e nos possamos manter atentos e inovadores a cada dia que passa. Conhecer o sistema de interesses do nosso público é sempre um ponto forte a considerar, porque desta feita podemos articular esses mesmo interesses com os da nossa empresa, para mais fácil e rápido atingir os nossos objetivos. Para contribuir seriamente para a criação de valor deve abandonar-se definitivamente a ideia de comunicação como função cosmética. Na 2Licious elaboramos um

13


Portefólio 2Licious plano fulcral, em que fazemos o aproveitamento de todo o potencial e colocámo-lo ao serviço da estratégia organizacional. Aprendizagem e Desenvolvimento Organizacional A aprendizagem e desenvolvimento organizacional é um processo complexo e dinâmico de geração de conhecimento organizacional que sofre a influência de um grande número de variáveis que mantém entre si relações complexas e frequentemente subjetivas. Neste sentido, a eficiência dessa aprendizagem na nossa empresa é evidenciada pela capacidade, considerada essencial, de estabelecer uma relação causal entre ações e resultados, independentemente destes resultados terem provido ou não um desempenho positivo em relação aos nossos “competidores”, ou seja, os nossos concorrentes de mercado. Assim a nossa empresa encara este pilar do domínio técnico como a capacidade de nossa empresa, funcionando como uma organização, em adquirir conhecimentos com a sua própria experiência e a experiência de outros, modificando, assim, a sua forma de trabalhar e funcionar, seguindo as tendências de Mercado.

Gestão da Reputação Hoje em dia, a reputação de uma empresa revela uma importância extrema para a sua eficácia e, é por isso fundamental, saber geri-la. Para esse efeito, a nossa empresa caracteriza-se por saber que a nossa reputação é da responsabilidade de todos, porque somos avaliados por tudo aquilo que fazemos, estando nós constantemente atentos ao meio que nos envolve e aos nossos potenciais concorrentes. Para se prevenir em situações de crise, a nossa empresa tem desenvolvido planos de contingência, mantendo-se sempre um passo à frente da nossa concorrência e mantendo uma atitude positiva e proactiva.

14


Portefólio 2Licious

2.6.

Comunicações estratégicas, táticas e operacionais previstas.

Um exemplo de uma ação comunicacional enquadrada na missão e objetivos da nossa empresa é, sem dúvida, o facto de termos inserido a nossa empresa na Internet, através da criação de um website e outras contas nas distintas redes sociais existentes (desde o Facebook ao Twitter), passando também pelas newsletters, que são maneiras de apresentarmos uma posição transparente acerca de todas as informações da nossa empresa, desde o início até ao fim do processo de conceção dos produtos, etc. Para tal se concretizar, é preciso um envolvimento de todos os níveis organizacionais da nossa empresa, desde: O nível estratégico (transfigurado como CEO), que elabora e delineia o seu conteúdo, supervisionando todo o processo e dando o parecer final sobre o mesmo; Passando pelo nível tático, que decide, o que será feito, ou seja, neste caso concreto o planeamento dos custos, da manutenção, assim como do design, o que perpassará para o público externo devido à utilização dos recursos materiais e humanos disponíveis para uma maior eficácia na concretização dos objetivos definidos no nível institucional; Culminando no nível operacional, que, numa perspetiva mais prática, é quem se encontra no “terreno”, na elaboração e criação do website institucional, e que vai fornecer, em primeira mão, a assistência ao público externo e, além disso, vai realizar a sua manutenção, mantendo-o atualizado, de acordo com as alterações da concorrência, dos mercados em que se insere e outras variáveis organizacionais que afetam direta e indiretamente o seu desenvolvimento.

2.7.

A metáfora organizacional que caracteriza o negócio.

Inicialmente o nosso negócio seguia os pressupostos de uma metáfora mecanicista, uma vez que a 2Licious foi concebida como se fosse uma máquina, adotámos um sistema fechado face à concorrência de mercado, apostando única e exclusivamente no mercado nacional, onde a envolvente organizacional era de alta previsibilidade. Resumidamente, dava-se principal ênfase na centralização da tomada de decisão, nas regras burocráticas e nas relações verticais. Era essencialmente uma estrutura mais lenta e como tal não se adequava à nossa empresa.

15


Portefólio 2Licious Face à falência do paradigma tradicional de gestão juntamente com a globalização e modernização dos mercados, dos negócios e dos hábitos dos consumidores e o aparecimento das TIC, passamos a encarar o mercado num âmbito supranacional levando os nossos produtos para outros mercados adotando, assim, um sistema aberto em que a nossa empresa dependia do meio envolvente para a sua subsistência, e consequentemente uma perspetiva designada como “organismos vivos e inteligentes”. Com esta nova perspetiva pretendemos não só uma atitude adaptativa da empresa, face às complicações e necessidades no âmbito da comunicação, como também uma antecipação dessas mesmas dificuldades, defendendo uma posição pró-ativa.

Com esta estrutura também organicista, começou-se por descentralizar as tomadas de decisão, nos procedimentos flexíveis e relações horizontais, e adequar a meios envolventes em rápida mudança e com evolução difícil de prever.

2.8.

Modelo de intervenção comunicacional adotado

O modelo de intervenção comunicacional adotado pela nossa empresa, numa primeira fase seria o da contratação de serviços especializados. Estes serviços contribuíam para o ajuste de determinadas necessidades que surgiam diariamente no âmbito da nossa empresa. No entanto, atendendo a inúmeros fatores, tais como a necessidade de nos transformarmos num sistema aberto, de encararmos a empresa como um todo e ainda a globalização dos mercados, fizeram com que nos desenvolvêssemos no sentido de ir ao encontro de um novo modelo, nomeadamente o modelo da comunicação institucional estratégica. Desta forma os problemas e as necessidades contam com a colaboração de toda a organização, existindo uma responsabilidade partilhada com o consultor externo e entre o nosso diretor de comunicação, beneficiando assim das duas perspetivas: tanto a nível interno como externo. Pretendemos assim conseguir encarar e resolver os nossos próprios problemas e fragilidades assim como anteciparmos as nossas necessidades futuras, tornarmo-nos mais autónomos, pró-ativos e consequentemente transformando-nos "em organismos vivos e inteligentes".

16


Portefólio 2Licious

Capítulo 3: Mix da Comunicação na Empresa 3.1.

Personalidade Organizacional

3.1.1. Declaração de Missão

A nossa missão vai mais além do que acrescentar rentabilidade à 2Licious. Pretendemos alcançar o nível de excelência em néctares e conquistar a fidelidade dos nossos consumidores. Ambicionamos atingir a liderança do mercado nacional e internacional levando a diversos pontos do mundo sumos feitos com as melhores frutas portuguesas contribuindo assim para o reconhecimento do nosso país. Queremos valorizar a nossa marca mas nunca esquecendo as necessidades da nossa vasta carteira de clientes jovens, ativos e com vontade de experimentar e viver novos sabores. 3.1.2. Objetivos

Criar um produto final, com frutas com qualidade e excelência. Promover um estilo de vida saudável, pois pretendemos que os nossos clientes adotem uma postura cada vez mais saudável, o que se reflete na forma de encarar a vida, uma delas passa pela alimentação rica em proteínas e vitaminas e assim conseguimos satisfazer os desejos de quem consome os nossos produtos com o máximo de satisfação. Garantir a qualidade dos nossos produtos através do estabelecimento de parcerias com produtores de renome a nível nacional. Promover o desenvolvimento de produtos que sejam inovadores e diferenciados e que satisfaçam e surpreendam os nossos clientes. Melhoria contínua dos nossos processos de trabalho e atingir a excelência, a todos os níveis. Expandir internacionalmente os nossos néctares e consequentemente a sua qualidade e das frutas nacionais.

17


Portefólio 2Licious 3.1.3. Declaração de Visão

Acreditamos que é da nossa responsabilidade melhorar continuamente todos os aspetos do mundo onde desenvolvemos a nossa atividade (meio ambiente, sociedade, economia) criando um futuro melhor. A nossa visão passa por criar iniciativas que beneficiem a sociedade, tais como, criar melhores hábitos de vida e isso passa pelo nutrição, isto é, para conseguirmos atingir os resultados de uma vida saudável é necessário investir na alimentação e os nossos néctares fazem parte dela. Comprometemo-nos a criar valor para os nossos acionistas, tornando a nossa empresa verdadeiramente sustentável. Queremos ser um dos melhores fabricantes de néctares do mercado, em crescimento de receita e retorno aos Stakeholders, orientados para o cliente e focados no consumidor.

18


Portefólio 2Licious

3.2.

Diagnóstico Cultural – Matriz ECA

3.2.1. Valores organizacionais

Satisfação das necessidades e desejos dos nossos clientes. “Criamos sensações” /Criamos sabores únicos”/ “Criamos novos sabores”. Valorização de todos os nossos colaboradores. Melhoria contínua dos nossos produtos, através das frutas mais frescas, estando presente em mercados internacionais que nos permitem ter um mais vasto conjunto de frutos. Inovação e criatividade máxima. Comportamento ético e postura de seriedade. Responsabilidade Social: o

Campanhas de Natal,

o

Corridas contra o cancro;

o

Nos meses de Setembro e Outubro fazemos com que crianças mais desfavorecidas tenham um começo de aulas digno, fornecendo-lhes os nossos produtos;

o

Consciencialização perante o ambiente ao optarmos por garrafas de vidro e não de plástico.

Procura de obtenção de lucros.

3.2.2. Manual de acolhimento O Manual de Acolhimento será enviado num documento à parte.

3.2.3. Código de conduta O código de conduta faz parte do nosso manual de acolhimento.

19


Portefólio 2Licious 3.2.4. Matriz ECA 3.2.4.1. Ideologia da organização: A cultura organizacional da 2licious enquadra-se no tipo “Cultura da Função”, na medida em que requer uma capacidade de aprendizagem contínua baseada na formação e constante adaptação/atualização no que concerne à evolução e necessidade do mercado, requerendo planeamento e controlo contínuo. Neste sentido, o poder é conferido em função da hierarquia, sendo que as tarefas e responsabilidades estão claramente definidas, conforme o organigrama da empresa. Existe ainda uma aposta contínua nos recursos humanos que integram a equipa, valorizandose o vínculo contratual, compromisso e segurança dos colaboradores. Os seus valores dominantes passam pela descrição exata e a função desempenhada, sendo mais importante do que a pessoa que o executa, isto é, descrevemos detalhadamente as funções que queremos e procuramos pessoas que consigam desenvolver estas atividades de forma correta. 3.2.4.2. Etapa de Desenvolvimento: A 2Licious encontra-se em fase de desenvolvimento e expansão, pelo que aposta numa equipa jovem e qualificada, com as competências técnicas e com grande capacidade de adaptação às necessidades do mercado, pelo que se poderá dizer que é uma empresa com uma mentalidade exploratória. Esta é a razão pela qual impusemos uma mudança da nossa própria cultura. Para tal, é necessário a existência de sistemas de gestão e controlo mais complexos. 3.2.4.3. Mentalidade da Organização: Poderá dizer-se que a nossa cultura é ativo-adaptativa e amplificadora, uma vez que aprende com o mercado e tenta satisfazer as necessidades desse mesmo mercado (ex.: 2licious Asian) inovando e criando novas formas de garantir a satisfação dos seus clientes. É muito flexível tanto para o seu interior como para o seu exterior. Assim, o nosso estilo de gestão é vanguardista e diferenciador.

20


Portefólio 2Licious 3.2.4.4. Relação com o Mercado: Possui uma relação com o mercado do tipo Cultura Mercadológica, considerando que requer uma grande força de posicionamento (grande concorrência no mercado) e força de conversão mais reduzida. Há ainda uma grande aposta na publicidade e outros meios de difusão dos nossos produtos, salientando as respetivas características e não dando grande importância à reconversão dos mesmos. Relativamente à nossa visão em relação ao mercado, esta poderá ser classificada como de cultura juvenil, na medida em que o meio envolvente é dinâmico e requer ação, assumindo os poucos riscos, premiando-se a atividade e a motivação dos trabalhadores.

21


Portef贸lio 2Licious

URL: 2liciouslda.wix.com/2licious E-mail: 2liciouslda@gmail.com

22


2licious