Intersolar 2017 - Comissionamento de sistemas fotovoltaicos

Page 1

COMISSIONAMENTO CONFORME NORMA NBR 16274 Minicurso na Intersolar 2017 Hans Rauschmayer © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br


A Solarize •

• •

Energia Solar e Sustentabilidade – Energia Fotovoltaica – Energia Eólica – Aquecimento Solar – Integração com arquitetura Capacitação, Consultoria e Projetos Alto Reconhecimento – Convites para congressos e seminários – Referência para TV, rádio e jornais

© Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

2


Plano de Capacitação Solarize

Referência e inovação desde 2008 • Nosso produto é o conhecimento • Não fazemos revenda nem representação • Conteúdo focado na aplicação prática • Cursos completos com preços justos • Descontos para estudantes • Rio de Janeiro, São Paulo, Sorocaba, Brasília, Recife, Bahia, Foz do Iguaçu ... © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

3

Novo Curso Aerogeradores de pequeno porte


Comissionamento Qual é o interesse de cada parte? Parte

Interesse

Faz o quê

Concessionária

Evitar riscos para a rede

• • •

Instaladora

Precaver reclamações indevidas Atender à norma obrigatória

Conforme NBR 16274:2014 • Documentar • Inspecionar • Testar

Receber uma planta de qualidade capaz de gerar a energia prometida

• •

• Cliente

• •

Teste de ilhamento Inspeção do inversor Inspeção do padrão de conexão

Exigir documentação conforme norma Contratar especialista para revisar documentação Contratar perito para executar comissionamento independente Repetir comissionamento próximo ao fim do prazo de garantia

© Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

4


Como Medir um Sistema que Depende de uma Fonte Incontrolável? • A radiação solar oscila ao longo do dia e varia de um dia para o outro • Por isso é impossível afirmar se um sistema solar funciona bem, medindo simplesmente grandezas elétricas como corrente, tensão ou geração de energia • Como medir então? • Medir simultaneamente grandezas com influência direta – Irradiância e corrente – Temperatura do módulo e tensão – ... em condições estáveis (céu limpo, irradiância acima de 700 W/m²)

• Verificar as medições, com cálculo a partir da ficha técnica © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

5


O que medir? Opção 1: • Corrente curto-circuito + irradiância • Tensão circuito aberto + temperatura do módulo Opção 2: • Corrente MPP + irradiância • Tensão circuito aberto + temperatura do módulo • Menos preciso porque sofre influência do resto do sistema (inversor, outros strings) • As medições devem ser executadas para cada string separadamente! © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

6


Medição eficiente com Equipamento Especial

7

USB

• Relatório de comissionamento e inspeção padronizado

Multímetro especial Solarímetro + termômetro • colocado no mesmo plano dos módulos • Irradiância • Tamb e Tmod • Data logging • Inclinação • Orientação EUR ~300 / R$ 3.500 – 4.500

• • • • • •

Tensão Corrente Ciclo automático Resistência de Isolamento Gravação Data logging

• EUR ~1000 / R$ 10.000 Video: www.seawardsolar.com/pv150-instruction © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br


Com Equipamento mais Simples Solarímetro / Termômetro

8

Caixa de curto circuito com alicate amperímetro

+ Disjuntor ou seccionadora c.c.

• Leitura manual • Condições estáveis são extremamente importantes

© Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

Conectores MC 4


Ensaio da Resistência de Isolamento •

O que medir? – Entre negativo e terra + entre positivo e terra – Ou: entre circuito em curta e terra – Aplicando uma tensão definida conforme tensão do circuito Tensão do sistema (VOC STC x 1,25)

Tensão do ensaio

Resistência de isolamento mínimo

< 120 V

250 V

0,5 MΩ

120 – 500 V

500 V

1 MΩ

> 500 V

1000 V

1 MΩ

– Durante a medição com 1000 V é importante desconectar o DPS para não ter interferência

Como medir? – Multímetro especial – Ou Megômetro © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

9


Verificar medição de um string Dados da ficha técnica

Medição

Resultado

A planilha faz parte do material dos cursos para sistemas conectados à rede. Ela está disponível em http://solarize.com.br/downloads/Solarize_Comissionamento_2017-07.xlsx © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

10


Comparação entre strings uniformes Variação aceita: 5% Referência da medição

Medição

Resultado

11

Alerta

A planilha faz parte do material dos cursos para sistemas conectados à rede. Ela está disponível em http://solarize.com.br/downloads/Solarize_Comissionamento_2017-07.xlsx © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br


Outros Ensaios previstos pela norma NBR 16274:2014

12

• Categoria 1: ensaios básicos – – – – –

Ensaios dos circuitos conforme IEC 60364-6 Continuidade da ligação à terra/equipotencial Polaridade dos cabos c.c. (antes de conectá-los!) Polaridade dos strings nas caixas de junção Ensaios funcionais • Dispositivos de seccionamento • Funcionamento dos inversores

• Importante: seguir a sequência definida pela norma!

© Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

www.seawardsolar.com


Verificação – Ensaios de Comissionamento NBR 16274:2014 • Categoria 2: sistemas maiores ou mais complexos – Ensaios da curva característica IV ht-instruments Solar I-V

Seaward Solar PV200 Visualização da curva I-V no smartfone ou tablet © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

13


Verificação – Ensaios de Comissionamento NBR 16274:2014

14

• Categoria 2: sistemas maiores ou mais complexos – Inspeção com câmera infravermelha (IR) Plugue defeituoso Módulo defeituoso

RS Mietservice

String defeituoso ou não conectado

TLC Elektronik

Airscan Europe

© Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br


Norma ABNT 16274:2014 Comissionamento e Verificação • Partes obrigatórias – Documentação do sistema • • • • •

Informação básica (potência, fabricantes, modelos, empresas envolvidas) Diagramas (arranjos, séries fv, detalhes elétricos, aterramento, sistema c.a.) Folhas de dados técnicos Projeto mecânico Informações sobre operação e manutenção

– Verificação • Inspeção • Ensaios de comissionamento • Modelo de relatório

• Partes opcionais – Ensaios adicionais de funcionamento e avaliação de desempenho © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br

15


Modelos de Relatórios NBR 16274:2014

16

 Em formato Word no material do curso © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br


Obrigado pela atenção! Próximas turmas

17

Cidade

Data

Rio de Janeiro

31/08 a 02/09

Recife

25 a 27/08

Brasilia

01 a 03/09

Ainda em Foz do Iguaçu  data no site

Rio de Janeiro

13 a 15/09

Sistemas fv híbridos e com baterias

Foz do Iguaçu

03 e 04/08

ENERGIA EÓLICA - Projeto e instalação de aerogeradores de pequeno porte Projeto de sistemas fotovoltaicos conectados à rede + visita técnica

Projeto de usinas fotovoltaicas de minigeração e grande porte Proteção contra raios e surtos em sistemas eólicos e fotovoltaicos PV*SOL© -

Software de simulação de sistemas fotovoltaicos

Em breve Rio de Janeiro

31/08

Recife

04 a 06/09

Rio de Janeiro

18 a 20/09

Brasilia

25 a 27/09

Ainda em Salvador, São Paulo e Foz do Iguaçu  datas no site PVSYST - Software de simulação de sistemas fotovoltaicos

Instalação de sistemas fotovoltaicos

Em breve

Sorocaba - SP

18 a 20/09

 Baixe a Apresentação na Base de Conhecimento do site www.solarize.com.br © Solarize Serviços em Tecnologia Ambiental Ltda – www.solarize.com.br