Page 1

V REJO BRASIL

MAPPIN RESSURGE NO BRASIL GALGANDO VOOS MAIS ALTOS Parte importante da virada veio com a compra da marca em um leilão no ano de 2009. Exatamente uma década depois, a varejista Mappin retorna ao mercado no formato de e-commerce e caminha a passos largos para tornar-se plataforma de marketplace


PUBLISHER

Sol Andreassa MTB 0011255/PR

DIRETORIA

Marcelo Colaço

JORNALISMO

jornalismo@grupomultimidia.com.br

ASSINATURAS

assinaturas@grupomultimidia.com.br

DIAGRAMAÇÃO PROJETO GRÁFICO

ILUSTRAÇÃO CHARGE COMERCIAL TI CONSELHO COLUNISTA CONVIDADO

COLABORADORES

Máximo Walesko de Lima Roberto Bicudo Ghislaine Bomm Fabiane Taborda Martins Luiz Tonello tonello@grupomultimidia.com.br Adilson Alves da Cruz João Baroneza Celso Bazzola Amanda Santos Amanda Scarpeti Ana Carolina Azevedo Camile Freitas Caroline Passos Cláudia Romariz Juliana Gaspardo Leonardo Oliveira Micheli Tonhi Mônica Almeida Ynaiá Rosa Tamyres Scholler

FOTOGRAFIA EDITORIAL Miro Costin

SÃO PAULO - SP (11) 3675.4114

CURITIBA - PR (41) 3235.5015

V REJO BRASIL

VAREJO BRASIL - 41ª Edição |JUL/AGO/SET 2019 A revista VAREJO BRASIL é uma publicação trimestral do Grupo Multimidia Comunicação Corporativa Ltda., Rua Raul Obladen, 939 – Jardim Itália – São José dos Pinhais, CEP: 83020-500. A revista Varejo Brasil não se responsabiliza pelos conceitos e opiniões emitidos nos artigos assinados. revistavarejobrasil.com.br

Filiada a


24 BRASIL

V REJO

NOSSA CAPA MAPPIN RESSURGE NO BRASIL GALGANDO VOOS MAIS ALTOS

8

CARTA AO SETOR AGORA VAI!

10

NEGÓCIOS & TURISMO CONEXÃO NEGÓCIOS & TURISMO: O TERROIR MOVELEIRO DA MOVELSUL BRASIL

12

ECONOMIA / VAREJO E-COMMERCE MANTÉM CRESCIMENTO E FATURA R$ 26,4 BILHÕES NO PRIMEIRO SEMESTRE


16

SOU MAIS VAREJO RECÉM INAUGURADA, LOJA FÍSICA DA MOBLY PROPÕE ESPAÇOS INSTAGRAMÁVEIS, RECRIANDO CENÁRIOS FAMOSOS INSPIRADOS EM FRIENDS, SIMPSONS E TOY STORY

30

ACONTECE / VAREJO PRÊMIO INBRASC: RECONHECIMENTO DOS MELHORES PROFISSIONAIS DE SUPPLY CHAIN DO BRASIL

20

28

NEGÓCIOS & MERCADOS

MOVELPAR ACONTECERÁ EM JANEIRO DE 2021. A NOVA DATA FAVORECE OS NEGÓCIOS DO VAREJO

36

TECNOLOGIA MEU ROBÔ COBRADOR: MICROEMPREENDEDORES TEM AJUDA TECNOLÓGICA PARA COBRAR CLIENTES INADIMPLENTES

CASE DE SUCESSO LOJAS GUIDO COMPLETA 61 ANOS DE MERCADO

38

PLAY SUA EMPRESA E PRODUTOS SERÃO SUBSTITUÍDOS?

42

AGENDE-SE

WWW.REVISTAVAREJOBRASIL.COM.BR


carta ao setor

A

gora vai!

Com a Reforma da Previdência aprovada, seguramos com as duas mãos, mais uma vez, a expectativa da retomada. Sabemos que o problema do Brasil não é somente este. Mas já é um bom começo encerrar mais este processo. Quem dera tivesse saído antes. Entretanto, o momento ainda exige cuidados. Muitas outras ações são necessárias, e boa parte delas, precisa começar por cada um de nós. Somos capazes de atrair tudo o que pensamos. Por isso, se sua expectativa anda baixa quando pensa nos negócios, trouxemos notícias importantes do setor, que vão modificar o seu dia a dia nos próximos períodos. Como destaque da NOSSA CAPA desta edição, e sob o comando da Blue Group, renasce em formato de e-commerce a marca Mappin: rede que marcou a história das lojas de departamento no Brasil nas décadas de 1980 e 1990. Conheça detalhes da operação que promete conquistar o coração de jovens do Brasil. Em cases de sucesso, a história e registros atualizados da rede alagoana que completa 61 anos de mercado: Lojas Guido, empresa que se especializou em móveis e já passa pela terceira geração de gestores da família. Em TECNOLOGIA: conteúdo sobre o robô cobrador. Com ele microempreendedores tem ajuda tecnológica para cobrar clientes inadimplentes, uma vez que estão percebendo que o uso da inteligência artificial é uma maneira de otimizar os processos, reduzir custos e fazer uma melhor entrega dos serviços. Na seção SOU MAIS VAREJO, o case da recém inaugurada e super criativa loja física da Mobly, que propõe espaços instagramáveis, recriando cenários famosos inspirados em Friends, Simpsons e Toy Story. Sol Andreassa Publisher

Agora, se você quer dar um pulinho em 2021, leia na NEGÓCIOS & MERCADOS: a próxima edição da Movelpar acontecerá em janeiro, e a nova data favorece os negócios do varejo. Importante descobrir porquê! Estes e outros conteúdos exclusivos você encontra aqui na revista Varejo Brasil, porque afinal de contas, a vida foi feita para ser tocada, folheada e lida!

Bons negócios! Sol Andreassa

8

V REJO BRASIL


NEGÓCIOS & TURISMO

CONEXÃO NEGÓCIOS & TURISMO: O TERROIR MOVELEIRO DA MOVELSUL BRASIL Contagem regressiva para a grande feira do setor moveleiro, que é emoldurada por paisagens encantadoras e pelos melhores vinhos nacionais Entre vinhos e vinhedos, a cidade de Bento Gonçalves é um convite aos apreciadores da farta gastronomia, dos melhores vinhos nacionais e de grandes negócios no setor moveleiro. Em contagem regressiva para a Movelsul Brasil 2020, maior feira de móveis da América Latina para o lojista e importador, o Sindmóveis Bento Gonçalves lançou uma campanha de comunicação que valoriza ainda mais os atributos turísticos locais que tornam a feira única em seu segmento. A feira, que acontecerá de 16 a 19 de março, conta com aproximadamente 200 expositores de alta escala, decoração, planejado e mobiliário corporativo. O Sindmóveis - Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves entidade promotora da feira, aposta nas qualidades da região e potencial de negócios para a atração de expositores e público visitante qualificado. A cidade é um dos maiores polos moveleiros do país e concentra importantes empresas do setor, num total de 300 indústrias localizadas nos municípios de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Santa Tereza. É um grande destino brasileiro com a melhor conexão entre negócios e turismo: um dos 65 destinos indutores de turismo do Brasil e o terceiro mais procurado no Rio Grande do Sul. O presidente do Sindmóveis, Vinicius Benini, pontua que grandes marcas já confirmaram participação na feira, como Bertolini, Carraro, Castor Colchões, Caemmun, Kappesberg, Moval, Herval, DJ Móveis e Tramontina. Segundo Benini, a Movelsul Brasil tem a chancela de ser uma feira do setor moveleiro para o setor moveleiro, com competência para reunir frente a frente os principais players da cadeia para a promoção de negócios e para que a indústria comunique ao varejista e importador seus investimentos em inovação, tecnologias e produtividade.

10

V REJO BRASIL

“Estamos trabalhando para ampliar o número de visitantes profissionais qualificados, que venham com potencial de negócios diretos com a indústria expositora”, pontua.


PARA BRASILEIROS & ESTRANGEIROS Uma agenda intensa de projetos paralelos amplia os atrativos da Movelsul Brasil para o público nacional e estrangeiro, garantindo um ambiente assertivo de negócios para a indústria moveleira, com público qualificado de pelo menos 30 países. Serão trazidos 400 lojistas com despesas pagas pela feira e alto potencial de negociação – 300 nacionais e 100 compradores internacionais para as rodadas de negócio do Projeto Comprador. A Movelsul Brasil 2020 é um espaço para grandes negócios, mas também fonte de inspiração e novas ideias ao lojista e importador, com projetos paralelos como o Prêmio Salão Design – o grande prêmio brasileiro de design de mobiliário, criado há 31 anos, em Bento Gonçalves. Na próxima edição da Movelsul Brasil, o estande do prêmio estará localizado com destaque no pavilhão A, trazendo os vencedores da 23ª edição. Mais que uma vitrine de tendências, o Prêmio Salão Design é um canal de integração entre designers e indústrias, premiando o talento e apresentando ao mercado peças com diferencial competitivo.

Imagens: Revista Varejo Brasil – Movelsul Edição 2016 Colaborou fundamentalmente para este conteúdo Ana Carolina Azevedo.

V REJO BRASIL

11


ECONOMIA / VAREJO

E-COMMERCE MANTÉM CRESCIMENTO E FATURA R$ 26,4 BILHÕES NO PRIMEIRO SEMESTRE

Apesar da queda no ticket médio das compras, setor deve fechar o ano em alta O e-commerce brasileiro faturou R$ 26,4 bilhões no primeiro semestre de 2019, registrando crescimento de 12% em comparação ao mesmo período de 2018 quando registrou receita de R$ 23,6 bilhões. Segundo levantamento da Ebit-Nielsen, o número de pedidos aumentou 20%, passando de 54,4 para 65,2 milhões de compras. Curiosamente, houve registro de novos entrantes: 18% dos consumidores tiveram a sua primeira experiência de compra online. Vale o registro: neste perído também se confirma a consolidação do comércio eletrônico como canal de vendas em eventos sazonais como Carnaval, Dia das Mães e Dia dos Namorados. Entretanto, mesmo diante de um cenário positivo no semestre, registrou-se uma queda de 7% no ticket médio, reduzindo de R$ 433 para R$ 404, (porque até para o e-commerce, nem tudo são flores).

12

V REJO BRASIL

2º SEMESTRE VAI SER MELHOR Considerando obstáculos como a revisão do PIB, incertezas geradas pela instabilidade econômica e taxa de desemprego que permanece elevada, a expectativa é que o segundo semestre seja melhor que o primeiro e que 2019 feche com vendas de R$ 59,8 bilhões, expandindo 12% diante dos R$ 53,2 bilhões registrados em 2018. Os pedidos também devem permanecer crescendo, atingindo a marca dos 144 milhões, 18% acima do observado no período anterior. Entretanto, espera-se que o ticket médio aponte queda de 4%.


Imagem Ilustrativa

E-COMMERCE BRASILEIRO 2019 • R$ 26,4 bilhões de faturamento no primeiro semestre de 2019, • Crescimento de 12% em comparação ao mesmo período do ano anterior, • O número de pedidos aumentou 20%, passando de 54,4 para 65,2 milhões de compras, • 18% dos consumidores tiveram a sua primeira experiência de compra online, • Queda de 7% no ticket médio, reduzindo de R$ 433 para R$ 404. Esses dados constam na 40ª edição do relatório Webshoppers, que será divulgado oficialmente no mês de agosto. Colaboraram para este conteúdo Camile Freitas e Ynaiá Rosa.

V REJO BRASIL

13


REGIÕES & ESTADOS

DEPOIS DE SUPERAR AS EXPECTATIVAS, É TEMPO DE CONSTRUIR O FUTURO Estimativa é que a feira receba de 12.000 a 15.000 visitantes no período de 19 a 22 de agosto no Parque de Exposições Tancredo Neves em Chapecó A Mercomóveis já mostrou ser uma feira de garra e perseverança. Com berço no Oeste catarinense, foi agraciada por estar cercada de um mercado promissor em uma das regiões que mais crescem e se desenvolvem no Sul do Brasil. É nesta região também que está localizado um dos maiores e mais atuantes polos moveleiros do país, capitaneado pelo Sindicato dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Simovale), promotor da feira. Engajado em promover a expansão fabril e econômica do setor madeireiro e moveleiro, o Simovale atua há mais de 56 anos abrangendo Chapecó e outros 86 municípios da região. Atualmente o Sindicato agrega a cadeia produtiva madeireira e móveis. Com um cenário promissor e ampla atuação, o Simovale vislumbrou a necessidade de consolidar uma feira que contemplasse o setor. Assim surgiu a Mercomóveis – uma feira que nasceu para o fomento da inovação, tecnologia e impulsionar a economia do setor moveleiro e madeireiro da região Oeste de Santa Catarina. Com o passar dos anos, a feira foi crescendo e expandiu seu mercado para o Sul e depois conquistou o reconhecimento e participação de empresas de todo o Brasil. Desde a primeira edição, a Mercomóveis passou por diversas fases diante do cenário econômico regional e nacional, ditou tendências no segmento e transformou seu formato de modo que se adequasse com o melhor custo-benefício para o expositor e os visitantes-compradores. E foi pensando nisso que, em 2017, foi implantado um modelo mais econômico, que dá destaque aos produtos expostos e permite um investimento menor, facilitando o acesso inclusive de novas empresas. “Nesta 11ª edição, a Mercomóveis se reinventa diante de um cenário promissor, e assim utilizamos o slogan Construindo o futuro”, reforça o Presidente da Feira, José Derli Cerveira.

14

V REJO BRASIL

Outra vantagem oferecida aos varejistas que se cadastrarem no site da feira é a hospedagem free, na qual o lojista que tem interesse de vir à feira poderá ter os custos de estadia gratuitos. São esperados de 12.000 a 15.000 visitantes nos quatro dias do evento. A expectativa é de que os negócios fechados e prospectados atinjam aproximadamente 200 milhões de reais.

“Sintonizada com os novos tempos, a Mercomóveis está com foco na qualificação e prospecção de negócios para os visitantes. Queremos propiciar bons negócios para todos e surpreender positivamente os investidores que acreditam no potencial de produtos dos nossos expositores”. José Derli Cerveira - Presidente da Mercomóveis. A feira tem patrocínio de duas importantes empresas fornecedoras do setor: Acasel e Guararapes, além da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), e ainda recebe o importante apoio da Prefeitura Municipal de Chapecó.

Por MB Comunicação Empresarial, com adaptações Varejo Brasil.


LOJISTAS VÃO ENCONTRAR Móveis para sala de estar e jantar, dormitórios, cozinhas, racks & estantes, poltronas,

móveis

para

escritórios,

linha decorativa, tapetes, brinquedos, móveis de jardim, decoração em geral, bicicletas,

móveis

infantis,

camas,

modulados e planejados, móveis de madeira e de chapas, colchões, camas, cabeceiras, portas, móveis de metal, ventiladores, eletroeletrônicos, máquinas e equipamentos, entre outros.

EXPOSITORES CONFIRMADOS PARA 11ª EDIÇÃO DA MERCOMÓVEIS Cristalflex, Sonetto, Móveis Daico, Serpil, Bella Sala, Mobella/Bella Designer, Sonotop, Sthander, Depedal, Móveis Scapin, Cia do Estofado, Viero Móveis, Hidro Industrial, MPO, Maxispuma, Fabone, Móveis Henn, Móveis Sul, Capoani, D’candida, Meneghetti, Liptus, Cella Móveis, Soney/Dalannio Bike, Móveis Machado, Menegaz Móveis, Di Zenatti, Duetto Estofados, Real Confort, Móveis Dacheri, Moval, Asiatex, Buffon, Origem Estofados, Madetal, Linea Brasil, Sonhos Estofados, Ventisol, Miller Interiores, Di Mercuri Estofados, Sofarte, F.A. Colchões, Soluzione Móveis, Tozetto Móveis, Maramadan, Sonne Móveis, Calesita, Colchões Probon, Granfatto Móveis Planejados, JS Móveis, Mirarack Móveis, Mapi Móveis, Di Qualitá Estofados, Silmar Móveis, Visão Móveis, Zagonel, Best, Magazin Estofados, Kehong e Sitstar, Linden Bier Cervejaria, Balcony Móveis, Ludiéri Decor, Elg Planejados, Móveis Flamingo, Nicioli Móveis para Cozinhas, Serrano Colchões, Contec Portas, Linz Móveis, Qualitá Móveis Decorativos e Anjos Colchões.


SOU MAIS VAREJO

RECÉM INAUGURADA, LOJA FÍSICA DA MOBLY PROPÕE ESPAÇOS INSTAGRAMÁVEIS, RECRIANDO CENÁRIOS FAMOSOS INSPIRADOS EM FRIENDS, SIMPSONS E TOY STORY A Mobly, startup de tecnologia que atua no varejo de móveis e itens de decoração, traz mais uma novidade para seus consumidores apaixonados por filmes, séries, fotos e universo digital Pelos próximos três meses, os ambientes instagramáveis ficarão em exposição, permitindo que as pessoas interajam com os móveis e itens de decoração, além de fazerem fotos nos espaços. Com a iniciativa, a empresa espera ir além da atração do público para impulsionar as vendas, o objetivo principal é proporcionar uma experiência totalmente inusitada para os consumidores. O conceito de ambiente instagramável nasceu de mais um reflexo da transformação digital e vai além da montagem de cenários lúdicos e incomuns, é uma experiência que precisa despertar nas pessoas o desejo de fotografar, e, compartilhar com sua rede de amigos. “Hoje, é preciso utilizar a emoção para atrair e fidelizar os consumidores, pois o processo de decisão está muito mais ligado a aspectos e preferências pessoais do que a um processo racional, por isso apostamos em filmes e séries que trazem memórias afetivas e remetem a momentos de lazer”, completa o executivo.

16

V REJO BRASIL

“Não é de hoje que sentimos os impactos que a revolução digital trouxe para nossa rotina. Vivemos um cenário totalmente conectado, onde as redes sociais ganham cada vez mais espaço e tudo está sendo registrado e compartilhado, a todo momento. Estamos inseridos nesse contexto e sabemos que as fotos ganharam um novo significado na vida das pessoas, por isso apostamos nessa ação para entregar mais uma experiência diferenciada para nossos clientes” explica Victor Noda, sócio fundador da Mobly.


Para celebrar a inauguração da primeira loja, todos os clientes que tirarem fotos nos ambientes de séries e postarem com a hashtag #LojaMoblyEuFui, ganharão 10% de desconto. É necessário apresentar a postagem da foto, no caixa, com o perfil desbloqueado e uso da hashtag.

Com colaboração de Amanda Scarpeti, Juliana Gaspardo e Tamyres Scholler. Imagens: divulgação Mobly.

A MOBLY • Fundada em 2011, • Empresa de tecnologia que atua no comércio eletrônico de móveis, • Mais de 200 mil artigos entre mobiliários e objetos de decoração, • Em 2018, a companhia abriu capital na Alemanha e alcançou um faturamento aproximado de R$300 milhões, • No dia 12/07 inaugurou sua primeira loja física com área de 4,5 mil metros quadrados em São Paulo, com investimento de R$ 6,5 milhões • Loja física dispõe do conceito omnichannel, de integração dos canais de atendimento, e oferece recursos tecnológicos como wi-fi gratuito, totens e tablets, para interação dos clientes, auditório com projeção para eventos, além de um self checkout – equipamento de autoatendimento onde o cliente sozinho passa e paga pelas suas compras com rapidez, • No segundo semestre, prevê a construção de três novos centros de distribuição localizados em Minas Gerais, Santa Catarina e Pernambuco.

18

V REJO BRASIL


NEGÓCIOS & MERCADOS

MOVELPAR ACONTECERÁ EM JANEIRO DE 2021. A NOVA DATA FAVORECE OS NEGÓCIOS DO VAREJO

Entre as vantagens para os lojistas está a antecipação estratégica dos lançamentos para os consumidores, em períodos que habitualmente vendem-se somente peças do estoque com menor poder atrativo, onde os consumidores são motivados quase que exclusivamente por grandes descontos. Existem desdobramentos importantes nesta mudança de data Seguindo as previsões mundiais, a tecnologia tem influenciado cada vez mais o dia a dia dos consumidores, e de forma profunda. Atualmente, a popularização dos dispositivos móveis no país tem transformado a forma com que o brasileiro faz suas compras. No estudo realizado pela CNDL - Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, e pelo Serviço de Proteção ao Crédito - SPC Brasil, 86% dos consumidores conectados realizaram ao menos uma aquisição em lojas online nos últimos 12 meses, e os smartphones foram o meio mais utilizado por praticamente sete em cada dez, ou seja, 67% dos entrevistados. A FORMA ANTIGA QUE AINDA REPRESA AS VENDAS DO VAREJO Assim, as compras motivadas também por produtos inéditos, tem grandes possibilidades de gerar resultados para os varejistas ainda no primeiro e segundo trimestre, situação que não se vê, ao menos por enquanto, uma vez que as maiores e mais impactantes feiras tradicionalmente acontecem em março, e acabam represando os produtos, consequentemente as vendas dos lançamentos do varejo para o segundo semestre. Antecipando os lançamentos, e com ações comerciais inteligentes estes consumidores conectados poderão comprar mais e melhor. Abaixo, os desdobramentos.

20

V REJO BRASIL


Imagens: Varejo Brasil

DESDOBRAMENTOS COM NOVAS MOTIVAÇÕES DE COMPRA PARA OS CONSUMIDORES No Brasil a melhor data para o varejo, sem dúvida, ainda é o Natal. Em 2018, as vendas na data cresceram 2,66%, (melhor resultado desde 2014, apontou o CNDL e SPC Brasil). Vale o registro: nos últimos anos, as vendas a prazo no Natal tiveram o seguinte desempenho: +2,13% (2017), -2,29% (2016), -4,16% (2015), -8,3% (2014), +3,62 (2013) e +3,90% (2012). Habitualmente entre os meses de setembro e dezembro, acontecem as entregas dos produtos para o varejo: aí já estão incluídas parte das remessas da Black Friday e Natal, e para janeiro resta somente o incentivo das grandes promoções. Logo, habilitar novas datas no calendário de

vendas do varejo com novas motivações de compra, seria ótimo, não? Para quem vende somente pela internet e a entrega é realizada via fabricantes na casa dos consumidores, a vantagem pode ser ainda maior: como o produto não precisa “passar” pelo estoque físico do varejista, a antecipação das novidades trará impacto direto; eles terão os lançamentos em suas casas ainda mais rápido. Obviamente a logística deve ser rápida e inteligente, e a forma de comunicar esta ação deverá ser diferente e cativante. Estas ações são chamadas de pré-venda e pré-lançamento, e são perfeitamente aplicáveis no varejo de eletromóveis.

V REJO BRASIL

21


EXPECTATIVA E DESEJO A grande sacada acontece quando determinados itens geram expectativa e desejo antes mesmo de estarem a venda. É aí que a pré-venda se aplica. Ela permite gerar demanda para produtos que ainda não foram lançados oficialmente, mas que já possuem data certa para entrar no mercado. “Alteramos o mês, que tradicionalmente era março, para anteciparmos a exposição dos lançamentos da indústria no início do ano. Desta forma, alcançaremos mais velocidade na realização da Feira que já é reconhecida como estratégica e de negócios, antecipando a chegada dos produtos ao varejo”, afirmou Rosana Belo, Diretora Presidente do Expoara – Centro de Eventos, organizador da Movelpar.

22

V REJO BRASIL

GATILHOS DE ESCASSEZ E EXCLUSIVIDADE GERAM VENDAS IMEDIATAS Outra ação infalível para as vendas são os gatilhos de escassez e exclusividade, gerando a percepção de urgência nos consumidores. Estratégia bastante utilizada por varejistas dos EUA e outros países, que “enlaçam” os consumidores com edições limitadas e produtos luxuosos ou altamente tecnológicos, na associação de contagem regressiva ou uma mensagem que sinalize o número de unidades ainda disponíveis para aquele determinado lançamento.


À PROVA DOS DESAFIOS ATUAIS E FUTURO Acompanhando as mudanças no perfil dos consumidores, estrategicamente a Movelpar com edições bianuais, marca pontos com o varejo, antecipando a feira no calendário a partir de sua próxima edição. Produtos das mais representativas marcas de fabricantes de móveis do país, serão lançados entre os dias 25 e 28 de janeiro de 2021 no Expoara - Pavilhão de Exposições de Arapongas, no Paraná. Existem diversas outras novidades da feira em prol do varejo. Acompanhe em nossas próximas edições ou via portal www.revistavarejobrasil.com.br.

A FEIRA – EDIÇÃO 2019 120 expositores 200 marcas R$ 500 milhões em negócios (de acordo com projeções dos 120 expositores) Varejistas visitantes dos 26 estados e Distrito Federal 30 mil visitantes Rodadas de negócios nacionais com volume aproximado de R$ 2,1 milhões (segundo Sebrae) PAÍSES VISITANTES Argentina, Austrália, Bolívia, Chile, Colômbia, Emirados Árabes Unidos, Equador, Escócia, Estados Unidos, Guatemala, Guiana, Índia, Libéria, México, Paraguai, Peru, Portugal, Suécia, Trindade e Tobago e Uruguai. MERCADO INTERNACIONAL Realizadas 740 rodadas de negócios Participação de 60 indústrias brasileiras 30 importadores das Américas do Norte, Central e do Sul, e do Oriente Médio. A Abimóvel - Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário, realizadora do projeto, projetou US$ 13.625.000 em negócios nos 12 meses posteriores a feira.

Imagens: Gabriel Teixeira Com colaboração de Cláudia Romariz - CRCOM

V REJO BRASIL

23


NOSSA CAPA

MAPPIN RESSURGE NO BRASIL GALGANDO VOOS MAIS ALTOS

Estão previstos mais de De varejista local no Brasil, a Mappin renasce nas mãos da família Fares como uma gigante da web no Brasil. Os planos são audaciosos e impactantes.

500 mil itens disponíveis no marketplace até dezembro

Investimento de mais de

R$ 4 milhões

em tecnologia para a abertura do e-commerce


Sob o comando da Blue Group, empresa responsável por toda a operação digital da varejista Marabraz, renasce em formato de e-commerce a marca Mappin: rede que marcou a história das lojas de departamento no Brasil nas décadas de 1980 e 1990 PARTE IMPORTANTE DA VIRADA veio com a compra da marca em um leilão no ano de 2009. Exatamente uma década depois, a varejista Mappin retorna ao mercado no formato de e-commerce e caminha a passos largos para tornar-se plataforma de marketplace até o final deste ano. Atualmente a loja virtual opera com um portfólio de 15 mil itens à venda, entre produtos de cama, mesa e banho, utilidades domésticas, móveis, decoração e outros. Entre as novidades, uma linha de móveis exclusiva Mappin com produtos inteligentes, também conhecidos como multiuso por proporcionarem mais de uma utilidade, como cadeiras que viram estantes e gavetas que se transformam em bancos. Esses itens são ideais para imóveis mais compactos, uma tendência do mercado imobiliário, com foco nos jovens de todo Brasil que buscam mobilidade e praticidade no dia a dia.

“A ideia do e-commerce é tornar possível que as pessoas encontrem tudo o que procuram, como era a proposta da marca antigamente, porém agora sem precisar sair do conforto do lar”, explica Nader Fares, sócio-diretor comercial da Marabraz.

Há ainda os planos de abertura de uma loja física. Para o segundo semestre de 2019, a marca trará mais novidades, como a estreia de um Markeplace. Esta operação, que contará com a participação de grandes varejistas parceiros, vai aumentar o catálogo de produtos para mais de 500 mil itens. A participação de outras vendedoras retoma o antigo modelo da tão famosa loja de departamento. Aliás, essa não é a única característica que será resgatada. “O e-commerce virá com a mesma identidade visual das antigas lojas Mappin. Nosso foco será em proporcionar uma experiência de compra completa no ambiente digital. Para isso, estamos investindo mais de R$ 4 milhões em tecnologias para oferecer um serviço de excelência”, comenta Abdul Fares, sócio-diretor financeiro da Marabraz.

MAPPIN – A HISTÓRIA De origem inglesa, A Mappin chegou ao Brasil em 1913 como pioneira do comércio varejista de grande escala. Inicialmente com lojas de luxo, a rede passou a adotar um modelo mais popular em um prédio na Praça Ramos de Azevedo na região central de da capital paulista. Foi precursora do crediário com a vantagem de comprar a prazo e inovou na forma de comunicar os preços utilizando etiquetas nas vitrines. Em 2009, a marca foi adquirida pela Marabraz por R$ 5 milhões em um leilão.

O LEILÃO DE DEZEMBRO DE 2009

Imagens: Divulgação

Em dezembro de 2009, um leilão judicial mudou o destino da marca Mappin. Na época, Adiel e Nasser Fares, irmãos e sócios da rede moveleira paulistana Marabraz, desembolsaram R$ 5 milhões para obter os direitos sobre o nome da antiga loja de departamentos. Logo, depois de uma década em stand by, a marca Mappin retoma suas atividades.

V REJO BRASIL

25


O que é uma empresa varejista de fato autêntica para vocês? Nader & Abdul: é uma empresa que se mantém atenta ao comportamento do consumidor para sempre atender às suas expectativas com qualidade. Oferecer produtos modernos que sigam as necessidades e preferências dos seus clientes, com atendimento atencioso e qualificado com certeza está entre as principais características de uma grande varejista. Opinião: há dissintonia entre os fabricantes de móveis e artigos para casa X os desejos reais dos consumidores? Nader & Abdul: no Brasil existem dezenas de milhares de fornecedores, e diante de tanta diversidade temos produtos que atendem todas as necessidades e expectativas dos consumidores. Estamos cada vez mais com indústrias maduras, e que acompanham as principais tendências mundiais.

No e-commerce Mappin, são oferecidas linhas exclusivas de móveis. Mobiliários funcionais, compactos e com design moderno são as principais características. O que a Mappin espera dos fabricantes, no que tange o mobiliário do futuro? Nader & Abdul: o nosso objetivo é acompanhar as principais tendências para manter o nosso portfólio moderno e atual, sempre de olho no que o consumidor está buscando. Um dos nossos critérios na escolha de nossos fabricantes é que eles também tenham isso em vista, para que a experiência de nossos clientes seja sempre a melhor possível. Escolhas implicam em abdicação. Como elegeram o nicho de atuação do Mappin? Em que se basearam? Nader & Abdul: sabemos da nostalgia que a Mappin causa nas pessoas e nossa expectativa sempre foi atender da melhor forma ao público que já tem esse carinho pela marca. Por isso, trabalhamos para oferecer uma alta variedade de produtos, da mesma maneira que Mappin fazia antigamente, para que as pessoas encontrem tudo o que procurarem no nosso e-commerce. Para 2020 existe a previsão de abertura da loja física do Mappin. Quais serão os principais diferenciais do modelo de negócios e como isso vai impactar a experiência de compras dos consumidores?

Desde 2015, a Marabraz entrou no mercado digital. O que vocês aprenderam com este processo evolutivo e amadurecimento do mercado e consumidores? Em que isso reflete/refletirá no Mappin? Nader & Abdul: a Marabraz entrou no mercado digital com o objetivo de facilitar o acesso do público aos nossos produtos e ampliar nossa atuação em todo território nacional. O mesmo foi pensado para o Mappin, a escolha de relançar a marca no formato online foi pela oportunidade de oferecer uma grande variedade de produtos, assim como Mappin fazia antigamente, mas agora com a vantagem de que o cliente pode fazer suas compras sem sair do conforto de sua casa.

26

V REJO BRASIL

Nader & Abdul: estamos trabalhando para oferecer uma experiência incrível para o nosso público com a abertura da loja física, mas preferimos contar os detalhes quando estiver mais próximo de acontecer. Estão previstos mais de 500 mil itens disponíveis no marketplace até dezembro deste ano para a marca, além de novas possibilidades de compras. Por favor, explique. Nader & Abdul: Estamos trabalhando em parceria com grandes marcas de todos os lugares e a curadoria de produtos será bem criteriosa, queremos atuar com produtos que fazem sentido para nossa marca e nosso público. O plano é que os consumidores encontrem tudo o que precisam e que se surpreendam com a qualidade de todos os produtos.


Foram investidos mais de R$ 4 milhões em tecnologias para que fosse dado o start na plataforma. Em sua opinião, como a tecnologia influencia/engaja os consumidores modernos a ponto de realizarem novas compras? Nader & Abdul: o consumidor só volta a realizar nova compra se a sua primeira experiência for positiva. Sabemos do quanto é importante que a nossa plataforma funcione da melhor forma para atender aos nossos clientes e todo o investimento que realizamos foi para garantir a excelência do nosso serviço. A tecnologia é nossa maior aliada quando se trata de oferecer um atendimento de qualidade e uma boa experiência para os consumidores. Quais os fatores que os impulsionaram a trabalhar nos modelos de loja virtual e loja(s) física(s). Como vocês veem esta questão? Nader & Abdul: acreditamos que os dois formatos são complementares. Para criar uma experiência diferenciada de consumo é preciso oferecer as duas opções para o cliente. Além disso, ter essa diversidade possibilita atender ao consumidor em seus diferentes momentos. A praticidade do online está sendo cada vez mais requisitada, sem tirar a importância da loja física, que proporciona o contato com o produto, a experimentação etc. Conte-nos sobre o fato da Marabraz ter sido a primeira varejista a receber o Certificado de Compensação de Carbono no Brasil: processo, importância e metas.

SOBRE A MARABRAZ Nascida do empreendedorismo do imigrante libanês Abdul Fares em 1985, a Marabraz traz em seu DNA a vontade de realizar sonhos e oferecer aos consumidores a possibilidade de decorar suas casas com facilidade de crédito e produtos de alta qualidade sempre com o menor preço. A Marabraz possui 130 lojas e conta com o maior Centro de Distribuição da América Latina. Em 2015, a marca entrou para o mercado digital com o lançamento da Marabraz.com, licenciando as operações para a Blue  Group  Participações Ltda., responsável por toda a área digital da companhia. Nos últimos anos, a  Marabraz  fechou parceria com gigantes do mercado e passou a ampliar o sortimento de produtos da marca, incluindo ambientes decorados. METAS & DESAFIOS A compra do Mappin e seu lançamento como uma marca voltada ao e-commerce faz parte da transformação digital da Marabraz, que ganhou forças em 2015, com a criação da Blue Group: uma holding que administra a operação virtual do grupo, incluindo os portais de venda Marabraz. com.br e, agora também Mappin.com.br. Existem rumores, que uma nova bandeira chamada Blue Market entrará no mercado online em breve. Porém, desta vez o foco será na rede de fornecedores, ou seja: um marketplace B2B, para que os lojistas possam comprar da indústria e realizar todas as decisões necessárias em um só lugar via web.

Nader & Abdul: ser a primeira varejista do mercado brasileiro a receber o Certificado de Compensação de Carbono foi muito especial para todos nós. A idealização do projeto “Carbono Zero” foi uma importante iniciativa de todos os sócios em 2010. Promovemos uma intensa campanha na qual todas as atividades da rede desde funções administrativas até o transporte, estocagem e inauguração de lojas – colaboraram com a redução de CO2.  Alcançada a meta de redução de 100% do volume gerado em todos os processos (funcionários, veículos e o consumo médio de energia e material em todos os pontos de venda da rede). Atuamos de forma decisiva para que a compensação do carbono fosse realizada através do plantio de árvores em áreas reflorestadas de acordo com as normas da ONU em Ponta Grossa (PR). Tudo para zelar pelo futuro das novas gerações. 

V REJO BRASIL

27


TECNOLOGIA

MEU ROBÔ COBRADOR: MICROEMPREENDEDORES TEM AJUDA TECNOLÓGICA PARA COBRAR CLIENTES INADIMPLENTES Varejistas estão percebendo que o uso da inteligência artificial é uma maneira de otimizar os processos, reduzir custos e fazer uma melhor entrega dos serviços Gerenciar sozinho o seu próprio negócio é uma das maiores dificuldades dos microempreendedores do Brasil que buscam melhoria contínua, mas pelo acumulo de funções, acabam deixando algumas tarefas do dia a dia de lado. Segundo Piero Contezini, CEO da Asaas, afirma que a cobrança é uma das principais dificuldades, especialmente para os Microempreendedores Individuais (MEIs), que gerenciam sozinhos seus próprios negócios. Pensando neste público, uma fintech brasileira, responsável por uma plataforma para gestão de pagamentos, lançou um serviço que faz ligações de voz quando o pagamento de um boleto não é efetuado.

QUEM ANOTA NO CADERNO?

“Medo de se indispor com o cliente, falta de tempo ou de recursos financeiros são apontados como algumas das razões que fazem com que o MEI deixe de receber pelo serviço, o que compromete o futuro do negócio. Analisamos que seria uma boa ideia oferecer esta opção, afinal, já temos conhecimento em atendimento e sabemos quais as formas mais adequadas e eficientes de fazer uma cobrança”, completa Piero.

Plataforma ASAAS

No formato mais simples, o sistema tem um custo de R$ 0,55 por chamada e permite escolher como será feito o contato com o cliente inadimplente. O usuário pode configurar e definir os intervalos de dias entre as ligações. O máximo são quatro, com três tentativas para cada uma delas. Há também a possibilidade de fazer cobranças extrajudiciais, voltadas a cobranças de valores acima de R$ 300.

28

V REJO BRASIL

O uso da tecnologia, cada vez mais acessível, é uma alternativa para quem pretende profissionalizar o negócio. De acordo com o Relatório de Cidadania Financeira do Banco Central, a falta de gestão financeira é um dos principais problemas apontados pelos MEIs. Metade deles ainda anota em um caderno o controle de receitas e gastos e 42% aceitam fiado, destes 86% contam já terem vivenciado algum problema para recebimento de pagamentos. A consequência disso é que 1/3 da categoria admite que atrasa quitação de contas, arcando com os juros.

Com sede em Joinville – Santa Catarina, a startup oferece serviços financeiros para profissionais autônomos, MEIs e micro e pequenas empresas. Fundada em dezembro de 2013, a plataforma ASAAS é uma solução completa para gestão de cobranças, pagamentos e antecipações. Desde o lançamento da startup, o sistema já recebeu investimentos de mais de R$ 10 milhões. Os bons resultados levaram a fintech a ser escolhida uma das 50 mais inovadoras da América Latina pelo Fórum Econômico Mundial em 2018 e estar entre as as 19 fintechs para se ficar de olho pela pesquisa Fintech Mining Report, realizada em 2019 pela plataforma Distrito junto à consultoria KPMG.


Imagem Ilustrativa


ACONTECE / VAREJO

PRÊMIO INBRASC: RECONHECIMENTO DOS MELHORES PROFISSIONAIS DE SUPPLY CHAIN DO BRASIL A capital paulista foi palco da premiação mais inovadora e disruptiva de valorização dos profissionais de Supply Chain, Compras e Logística do Brasil Em sua quarta edição, a revelação dos vencedores do Prêmio Inbrasc 2019 aconteceu no Villa Bisutti - Vila Olímpia, em São Paulo, reunindo os principais executivos das maiores empresas nacionais e multinacionais, em um encontro cheio de atrações. Referência no setor, o prêmio reuniu os principais executivos das maiores empresas, nacionais e multinacionais: ao todo foram mais de 150 executivos participantes, entre os destaques de cada categoria. Confira a entrevista exclusiva da Revista Varejo Brasil com Alex Leite, Diretor Acadêmico da Live University sobre o crescimento da premiação.

Varejo Brasil: Como os profissionais inscrevem seus projetos? Alex: o Prêmio Inbrasc valoriza a categoria de compra Supply Chain, e acontece entre profissionais. São eles que enviam seus projetos, são profissionais que selecionam os finalistas, votam e premiam seus colegas e projetos. É um reconhecimento de quem entende. Na nossa visão, a categoria de compras é fundamental para as empresas, inclusive no cenário que vivemos, de crise econômica, estas foram as áreas que mais tiveram participação, junto com tributos e algumas outras áreas. Varejo Brasil: De modo geral, como acontece a votação? Alex: realizamos inicialmente uma votação com diversas fases de metodologia, para eleger quem são os melhores diretores do Brasil de grandes empresas, somados os maiores fornecedores em várias categorias diferentes, os melhores projetos, e ainda os melhores projetos de alunos, uma vez que o MBA que a Live University tem um foco totalmente prático, onde não existe o TCC, e sim um projeto prático, e os melhores projetos do ano implantados nas empresas, também são aqui premiados.

Executivos da Live University: Alex Leite, Diretor Acadêmico, Henrique Gasperoni, Diretor Executivo, e Rafael Scucuglia, Diretor Financeiro e Comercial

30

V REJO BRASIL


Varejo Brasil: conte-nos sobre a metodologia da premiação. Alex: o Prêmio Inbrasc valoriza a categoria de compra Supply Chain, e acontece entre profissionais. São eles que enviam seus projetos, são profissionais que selecionam os finalistas, votam e premiam seus colegas e projetos. É um reconhecimento de quem entende. Na nossa visão, a categoria de compras é fundamental para as empresas, inclusive no cenário que vivemos, de crise econômica, estas foram as áreas que mais tiveram participação, junto com tributos e algumas outras áreas. Varejo Brasil: quais são as novidades da premiação para este ano? Alex: temos uma nova categoria de projeto de compras de Supply Chain, onde selecionamos o melhor projeto, indiferente de quem o tenha desenvolvido e implementado. E a segunda categoria inserida este ano, é o da melhor palestra, uma vez que temos outros dois outros eventos que são os maiores de Supply Compras do Brasil, que é o Fórum de compras e a Maratona do Supply, onde com a votação de mais de 500 participantes, eles votam no melhor palestrante e ele é aqui premiado. Lembrando que temos votação ao vivo, online pelos executivos de diversas maneiras, como pelo celular, internet ou votação impressa.

Alex Leite, Diretor Acadêmico

Criada há 16 anos, a Live University já formou mais de 55 mil alunos ao longo desses anos. Com um modelo inovador e disruptivo, ela oferece cursos presenciais e online de MBA, Pós-Graduação e especialização. São, ao todo, 5 escolas de negócios: a Ibramerc, com foco em Inteligência de Mercado, Marketing e Vendas; a Inbrasc, com foco em Supply Chain e Compras; a Confeb, com foco em Gestão Fiscal e Tributária; a eBusiness com foco em TI e Transformação Digital; e a escola de RH, com foco em Recursos Humanos e Gestão de Pessoas. A Live University também conta com cursos voltados para Negócios, o MBA em Gestão de Negócios, por exemplo, e o MBA em Data Science. Hoje mais de 80 professores renomados no mercado de trabalho lecionam na Live University, além de manter 100 conselheiros no Board, sendo esses CEO’s e diretores de diversas corporações nacionais e internacionais de vários segmentos. Imagens: divulgação Prêmio Inbrasc e Varejo Brasil.

32

V REJO BRASIL


LISTA DOS GANHADORES FORNECEDORES MRO: Manserv Operador Logístico: DHL Planejamento e Reposição: SAP Roteirização: HBSIS Sistemas de Compras: SAP Ariba Transportador Marítimo: Aliança Navegação Transportador Rodoviário: JSL Viagens: Copastur WMS: SAP BPO: Aquanima Consultoria de Compras: A.T. Kearney Consultoria de Logística: Diagma Facilities: GOCIL Market Place: SAP Ariba

PROFISSIONAIS DO ANO – SUPPLY CHAIN Agronegócio: Carlos Martins Simões – Tereos Açúcar & Energia Bens de Consumo: Nestor Felpi – Natura Comércio e Varejo: Edgard Liberali Filho – Via Varejo Indústria de Base: João Mario Lourenço Filho – CSN Manufatura: Rafael Saccardi – AGCO Serviços: Luis Fernando Knapik – LATAM Airlines Brazil

PROFISSIONAIS DO ANO – COMPRAS Agronegócio: Ligia Izzo – Bayer Bens de Consumo: Aline Queiroz L’Oreal Comércio e Varejo: Paolo Augusto Babboni – Carrefour Indústria de Base: Raquel Pittella Cancado – ArcelorMittal Brasil Manufatura: Roger Dias – Fiat Chrysler Automobiles Serviços: Mariana Coianagui – Cushman & Wakefield

PROJETOS – EMPRESAS Supply Chain: Natura – Control Tower Compras: Bradesco – Otimização do Processo de Compras

PROJETOS – ALUNOS Supply Chain: Realengo Tiago Henrique Rosembach Anderson Benetti João Luiz Pereira dos Santos Daniel Marinii Igor Fogaça Zenker

Compras: Cerradinho Bio Energia Carlos Eduardo Santiago Vianna Carlos Eduardo Heitor Canas Daniel Augusto Oliveira Luiz Mayara Iida Nascimento


CASE DE SUCESSO

SELINHOS QUE GERAM FATURAMENTO E ENGAJAMENTO

As campanhas conduzidas têm duração média de 18 semanas e são desenvolvidas a partir de estudos de dados dos consumidores de cada rede varejista, levando em conta o seu comportamento de compras, seus desejos e ambições Uma febre tem levado consumidores a juntar e trocar selinhos por produtos de cozinha como as facas Jamie Oliver, as panelas e os refratários Fontignac, os potes e facas de cozinha da marca holandesa Royal VKB. Também há espaços para os bichinhos de pelúcia com personagens Disney e o livro de figurinhas colecionáveis Jamie´s Garden com pelúcias de frutas e vegetais, sobre alimentação saudável, voltado a crianças. Por trás dessas campanhas de redes de supermercados em todo o País está a BrandLoyalty, empresa holandesa especializada em campanhas de fidelização de curto prazo, que promovem o engajamento e a interação dos clientes, e pioneira no uso de selinhos para premiação com brindes no Brasil. BrandLoyalty já opera em 60 países e ostenta um faturamento global anual de 600 milhões de Euros. Suas campanhas frequentam, anualmente, o chão de mais de 50 mil lojas ao redor do planeta. Presente no Brasil desde 2012, cresce ao estonteante ritmo 500% ao ano e já fatura localmente R$ 200 milhões que chegaram a movimentar, individualmente, mais de 1,2 bilhão de selos e mais de 1 milhão de tonelada de produtos importados. O Brasil já é o quinto mercado que mais fatura para a companhia. A empresa possui 32 escritórios internacionais – incluindo Alemanha, França, Itália, Rússia, Estados Unidos, Canadá, México, China Continental, Hong Kong e Taiwan, Japão entre outros. E, só no ano passado, contratou mais de uma centena de pessoas em três continentes.

34

V REJO BRASIL

As campanhas conduzidas têm duração média de 18 semanas e são desenvolvidas a partir de estudos de dados dos consumidores de cada rede varejista, levando em conta o seu comportamento de compras, seus desejos e ambições. No Brasil, já desenvolveu campanhas para redes nacionais como Pão de Açúcar, Extra, Makro e Dia %, além de regionais, Supermercados Coop e Super Muffato. O expressivo sucesso da empresa reside no aumento comprovado de vendas – de 6% a 15% - dos supermercadistas, mesmo em tempos de crise econômica. Os resultados, no entanto, vão além do aquecimento das vendas e aumento do fluxo de pessoas no chão das lojas: o lado lúdico da premiação é um forte elemento para a fidelização de clientes. Por trás de cada campanha, são mobilizados inúmeros aspectos de planejamento, logística e inteligência. É preciso identificar o melhor produto a ser oferecido, negociar a compra de grandes lotes de itens exclusivos com fornecedores a preços diferenciados, pilotar a gestão da sua importação, calcular a proporção ideal de selinhos X produtos a serem distribuídos. Esta é a grande inteligência do negócio. Um case de sucesso que pode ser aplicado em outras divisões do varejo e alavancar vendas de maneira rápida. Colaborou para este conteúdo Ana Lúcia da SPMJ.


FALA VAREJO / ARTIGO

SMALL SHOPS: AS LOJAS QUE ESTÃO CADA VEZ MAIS PERTO DAS EMOÇÕES DOS CONSUMIDORES O paradoxo do varejo é aquele quando, em um ambiente totalmente digitalizado, o consumidor exige uma atenção personalizada, estando sempre em busca de experiências de compra mais reais, emocionais e exclusivas. Nesse contexto, a loja física torna-se o espaço perfeito para atender às novas necessidades, permitindo um processo de compra mais autêntico e único. O varejista, conhecendo essa realidade, se vê desafiado e coloca a prova sua própria criatividade para tentar reinventar e continuar captando a atenção dos clientes. Esse esforço parece estar surtindo resultado, já que, segundo um estudo, as vendas do setor varejista no Brasil crescerão 6%*. Ainda que as vendas pelo e-commerce continuem crescendo, as lojas físicas continuam sustentando um espaço extremamente importante para as marcas e precisam estar ligadas nas novas tendências para se adaptar aos novos tempos. No cenário de loja atual, o consumidor busca um tratamento humano e direto. Pensando nisso, a tecnologia instore é uma grande aliada na hora de valorizar a experiência do consumidor. Lojas inteligentes e intuitivas nasceram para consumidores omnichannel ou Smart Shoppers – como são chamados pelo Tiendeo.com.br –, que estão cada vez mais exigentes (lojas sem caixas, com realidade aumentada, etc.). Uma referência internacional no assunto é a Amazon Go, cujas prateleiras inteligentes deram lugar a uma nova abordagem em que o consumidor entra livremente no estabelecimento e leva o produto que quer (sem caixas) cobrando tudo em seu cartão de crédito. O tradicional modelo de loja deu uma virada de 360º e agora já é possível encontrar: lojas dispostas a proporcionar experiências únicas para o consumidor final (flagship stores), modelos de lojas temporárias, muitas vezes com um contexto original e excêntrico (lojas pop-up), outras

itinerantes, e até lojas dentro das lojas – ainda que redundantes (shop-in-shop). Existem também as lojas que optam em se converter em pontos de coleta e, assim, oferecer o máximo de praticidade e prazos de entrega atraentes na gestão de pedidos de comércio eletrônico (e-commerce). A última tendência mundial são as chamadas small shops, pequenas lojas localizadas no centro das grandes cidades. Um bom exemplo de small shop está na estratégia da IKEA, que tem investido em pequenas lojas em áreas centrais das grandes cidades da Europa com o objetivo de melhorar sua relação com o cliente. Quando você pensa em IKEA, você automaticamente se transporta para infinitos corredores dentro de grandes armazéns industriais localizados nos arredores das cidades. Mas agora a marca está apostando em um novo conceito comercial global, totalmente estratégico, buscando diversificar seus tipos de lojas e ser capaz de chegar no consumidor urbano de maneira fácil, melhorando a experiência da marca. A ideia de criar esses novos modelos de lojas é para poder se aproximar mais do consumidor urbano, melhorando sua experiência com a marca e, para isso, a proximidade torna-se algo valioso. As necessidades dos consumidores mudam e as lojas se reinventam para continuar surpreendendo. Independente do novo modelo escolhido, estamos diante de um consumidor hiperconectado cada vez mais insaciável e altamente informado, que pode estar mais disperso ou menos disposto a se movimentar. Então se o consumidor não for até a loja, a loja vai até o consumidor. *Fonte: Estudo do JP Morgan, artigo Expansión / Com colaboração especial de Mairê Costa, com adaptações Varejo Brasil.

V REJO BRASIL

35


CASE DE SUCESSO

LOJAS GUIDO COMPLETA 61 ANOS DE MERCADO

Nada se constrói e mantém, sem um robusto alicerce. Os valores dos fundadores, transmitidos para os gestores atuais é fator fundamental para que a varejista continue trilhando o sucesso Respeito, honestidade e transparência são os valores arraigados na rede varejista nordestina, que completa 61 anos de mercado no mês de agosto deste ano. Desde sua fundação a empresa dispõe das novidades dos fabricantes como diferencial estratégico: a Guido vendeu os primeiros televisores e eletrolas do estado de Alagoas. Ao longo do tempo a rede se especializou em móveis, mas oferece portfólio completo, o que inclui os demais produtos que conquistam o coração dos alagoanos. Referência, frequentemente são citados pelos consumidores como um patrimônio do estado de Alagoas. “Hoje mobiliamos os lares dos netos e bisnetos de nossos clientes desde a fundação da empresa”. Luis Eugênio Filho – Diretor Comercial das Lojas Guido.

LOJAS GUIDO – PERFIL ATUAL • Maior mix de móveis do Estado com mais de 900 SKUS, • 310 Funcionários, • Linha alta: responsável por 15% do faturamento, • Presente em 10 municípios do Estado de Alagoas, • Entrega e montagem própria, • Lançamentos de Novos Produtos e Coleções.

36

V REJO BRASIL

LIDERANÇA CORPORATIVA – 2019 Luiz Eugenio Duarte Santos – Sócio, Diretor Presidente Domingos - Diretor José Santos Junior – Diretor Martha Rubia Cajueiro Santos – Diretora de Serviços e Atendimento Luiz Eugênio Filho – Diretor Comercial Rafael Neri Calheiros – Controller


NÚMEROS ATUAIS PRINCIPAIS FORNECEDORES: Gazin, Lopas, Bonsono, Avelan, Rufato, JW, Rafana, Spazzio, Nesher, Cimol, Notável, Cel Móveis, Barcellonna, Imcal, Itatiaia e BP. ESTOQUE: 10 milhões (R$)

é mais conhecido Luis Eugênio Filho, Diretor comercial da empresa não há nada mais gratificante do que o reconhecimento da população do estado: “Nesses 61 anos de existência, temos a certeza que o que existe de mais valioso é o fato da nossa marca ter cativado o coração das pessoas”. Marca esta sugerida por sua avó, a Sra. Marilda Santos, fato que traz maior peso emocional e cuidados com a gestão.

O QUE MAIS VENDE: colchões com cama box, roupeiro e estofados. CLIENTES ATIVOS: 2017 – 52.381 clientes compraram 2018 - 60.058 clientes compraram 2019 – 33.320 clientes compraram até junho/2019 Total 145.759, nos últimos 3 anos até junho/2019 % DE CRESCIMENTO NOS ÚLTIMOS 3 ANOS: 21,3% 2017/2016 18,9% 2018/2017 16,8% 2019/2018 (Janeiro a Junho) DIFERENCIAIS: mapeamento e melhoria dos processos das empresas com uso da metodologia BPM, investimento em outros canais, e em treinamento da equipe e produtos. FATOS IMPORTANTES: 1958 – Início das atividades na cidade de Maceió, com 10 funcionários. 16/08/1958 2008 - Mega Feirão de Fábrica e modernização do layout de Lojas e Humanização 2010 – Reforma, ampliação e verticalização do centro de distribuição 36 mil m², sendo 15 mil m² de área construída. A rede acompanha de forma dinâmica o varejo, porém como estratégia comercial, desenvolveu um calendário próprio: aniversário da Guido, Detona Guido, Arrastão da Guido, Dia de Diamante, entre outras datas, para engajar ainda mais os seus clientes com a marca, potencializando as vendas a cada período. A empresa é reconhecida também por criar grandes eventos junto da comunidade: no ano de 2008 realizou um grande feirão de móveis no Centro de Convenções Ruth Cardoso: ao todo participaram mais de 25 mil pessoas durante os 5 dias do evento. Para Geninho, como

Imagens: divulgação Lojas Guido

V REJO BRASIL

37


PLAY

SUA EMPRESA E PRODUTOS SERÃO SUBSTITUÍDOS? Por Epitácio Pessoa*

N

ão precisa pensar demais para entender que o crescimento do mercado de celulares e a melhoria de suas capacidades fotográficas fizeram o mercado de câmeras encolher drasticamente. Na verdade despencar: de 2010 a 2018, registrou-se 84% de queda. O número de vendas passou de 121 milhões de unidades para 19 milhões no período. Assim, o mercado retornou ao nível de vendas da década de 80. Segundo dados da CIPA, organização japonesa ligada a empresas como Canon, Nikon e Olympus, as câmeras que mais tiveram queda de vendas foram aquelas que vinham com lentes fixas, usadas por fotógrafos casuais, uma vez que os profissionais tendem a usar aquelas que permitem a troca de lentes. Dados recentes da consultoria InfoTrends, entre as 1,2 trilhão de fotos tiradas no mundo no ano de 2017, 85% foram com smartphones. Mas e quando falamos de lojas físicas X lojas virtuais. Quem você imagina que vence esta batalha? Quem vende mais? Pode parecer mentira, mas o fato é que lojas físicas com presença na internet vendem mais que e-commerce. Um estudo da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM) e outro da Ebit/Nielsen concluiu que lojas físicas com presença online vendem mais que lojas com presença online. A pesquisa revela ainda, que marcas varejistas tradicional como Casas Bahia e Walmart representam 51% das vendas web em relação as marcas restritas ao serviço de e-commerce, como Netshoes e Submarino. Logo, pensar que as lojas físicas e as online são concorrentes é apenas um grande equívoco. Ter uma marca consolidada no mercado, faz com que os clientes sintam mais confiança em comprar, por que somos seres que utilizam os 5 sentidos para registrar nossas percepções. Para os proprietários de lojas virtuais tão somente, vale pensar em expandir suas estratégias. Tanto quanto o mercado editorial percebeu que materiais online podem ser mais facilmente acessados, porém, dispersam-se rapidamente da memória das pessoas, e ainda tem pouca efetividade no que tange a abordagem das massas, (uma vez que cultura é fator fundamental, ou seja, quem não lê fisicamente, tampouco vai ler na web), as lojas


físicas têm um grande trunfo nas mãos: a experiência individual dos consumidores. Cheiros e texturas são fatores importantíssimos no momento da compra. Utilizar a tecnologia como recurso é fundamental, mas a exclusividade pode levar as empresas por um caminho sem volta. Uma outra novidade que deve revolucionar o modo como as pessoas compram pela internet será o uso da Realidade Virtual Aumentada. O cliente poderá usar o celular para testar como ficarão determinados móveis naquele ambiente, ou ainda testar cores e outros produtos como cortinas e acabamentos. No entanto, é preciso colocar na balança tudo o que é desenvolvido pelo homem. Bem como os alimentos industrializados tem sido foco de estudos por serem prejudiciais à saúde da humanidade, uma vez que alteram de inúmeras maneiras o funcionamento do organismo, as tecnologias também precisam ser avaliadas. A análise é extensa e precisariam de alguns bons livros para discorrer de forma inteligente e integral. Agora, responda sinceramente, em suas mais profundas análises. Existem chances do seu produto ser substituído? Pelo que? Em quanto tempo isso pode acontecer? E eu ainda te pergunto: Até onde a tecnologia que veio para ajudar vai realmente colaborar com a humanidade, ou ela ultrapassará os limites seguros e substituirá até mesmo os nossos senti-

mentos? Mas quando trocamos a presença de nossos amores e amigos por um celular, já não fazemos isso? Vale a reflexão. *Epitácio Pessoa é um codinome utilizado pelo colunista que escreve exclusivamente para a Revista Varejo Brasil, com intuito de desenvolver conteúdos “apimentados” sobre o varejo e a indústria. Um espaço para promover a reflexão do que nos move, aliando a melhor forma de aprender, através de jogos inteligentes.

Por Fabiane Taborda Martins

V REJO BRASIL

39


VITRINE

LINHA MELINDA PHOENIX BABY: MOBILIÁRIO ARROJADO E DELICADO Um mobiliário para alegrar a vida de quem acaba de chegar ao mundo! Com muita beleza e espaços adequados para guardar todos os acessórios e roupinhas, chega ao mercado a Linha Melinda, especialmente pensada para os bebês modernos, que já nascem cheios de estilo! Criando um padrão estético, as peças têm opcionais nas cores branca, cinza e rosê, com pintura acetinada onde os reflexos de luz são discretos e reduzidos. Este tipo de acabamento também facilita a higienização do mobiliário, para que as mamães tenham mais tempo livre com seus filhos. Com puxadores no modelo cava, há mais segurança para os pequenos e o layout décor clean, se destaca no ambiente. As corrediças telescópicas são muito úteis para quem deseja ter total acesso ao espaço proporcionado pelas gavetas, - resultado de um trabalho primoroso da fabricante.

COLCHÃO GOOD LIKE GAZIN, CONFORTO E DURABILIDADE EM DOBRO! Um colchão que pode ser utilizado dos dois lados, aumentando a durabilidade do produto. Duas camadas de espuma D26 e D33 na parte superior e que possui características de maior resistência e flexibilidade para os diversos biotipos. Centralizado entre as 4 camadas de espumas, é aplicado as molas ensacadas individualmente, que levam conforto e propiciam maior liberdade nos movimentos, mantendo toda pressão do corpo localmente. Tanto na parte superior quanto inferior, o tecido em malha reveste todo colchão, propiciando maior ventilação e conforto térmico ao deitar-se. Campeão de vendas no varejo, feito por gente feliz!

40

V REJO BRASIL


LINHA GLAMOUR ESCRIVANINHA DE CANTO STAR A Möbler orgulhosamente apresenta sua nova linha de produtos GLAMOUR! Como o nome mesmo já diz, a linha vem para agregar ainda mais valor ao portfólio de produtos da marca. Aqui, apresentamos a escrivaninha de canto Star! No meio artístico, o camarim é conhecido por ser uma sala onde os artistas e apresentadores se preparam antes de seus espetáculos no palco, e também pode ser chamado de gabinete. Através desse conceito, unindo design e arte a Möbler buscou soluções para o dia a dia das mulheres, proporcionando novas experiências. São peças notáveis que proporcionam às consumidoras o ambiente ideal para momentos especiais de beleza e cuidados.

HOME SUSPENSO MIAMI Com painel que vai até o chão, seguindo a tendência décor off white, está em sintonia com infindáveis perfis de decoração. O Home suspenso Miami possui espelho e prateleiras de vidro e contempla detalhes ripados em MDF nas portas. Conta ainda com suporte para TV. Suas portas com dobradiças e pistão a gás trazem mais conforto para o dia a dia dos usuários, especialmente pelo espaço adequado para eletrônicos. Sua prateleira superior e tampo são de 25 mm. O Home Miami é fabricado em Minas Gerais, com muito carinho para todo o Brasil! Um lançamento Valdemóveis.

V REJO BRASIL

41


2019

ELETROLAR Local: Transamérica Expo Center São Paulo - SP Data: 29 de julho a 01 de Agosto www.eletrolarshow.com.br SHOWROOM YES JOINVILLE Local: Expovile – Joinville - SC Data: 06 a 08 de agosto www.yesshowroom.com.br SHOWROOM YES BELÉM Local: Angar Convenções – Belém - PA Data: 08 a 10 de agosto www.yesshowroom.com.br MERCOMOVEIS Local: Chapecó - SC Data: 14 a 18 de Agosto www.mercomoveis.com.br

MOSTRA MÓVEIS ARAPONGAS Local: Expoara - Arapongas - PR Data: 03 a 05 de Setembro www.mostramoveis.com.br SHOWROOM YES PORTO ALEGRE - RS Local: Centro de eventos Fiergs Porto Alegre - RS Data: 03 a 05 de Setembro www.yesshowroom.com.br EQUIPOTEL Local: São Paulo Expo - São Paulo - SP Data: 10 a 13 de setembro www.equipotel.com.br HOSPITALITY BUSINESS FAIR Local: Expo Center Norte - São Paulo - SP Data: 25 a 27 de setembro www.hospitalitybf.com.br HOTEL & FOOD NORDESTE Local: Centro de Convenções de Pernambuco - Recife - PE Data: 06 a 08 de Novembro www.hfne.com.br

2020 SHOWROOM YES GOIÂNIA

Local: Flamboyant Shopping – Goiânia - GO Data: 11 a 13 de fevereiro www.movelsul.com.br SHOWROOM YES JOÃO PESSOA - PB

Local: Centro de Convenções de João Pessoa Data: 04 a 06 de março www.yesshowroom.com.br MOVELSUL

Local: Parque de Evento de Bento Gonçalves - RS Data: 16 a 18 de março www.movelsul.com.br

42

V REJO BRASIL

SHOWROOM YES EDIÇÃO DE OURO - SP

Local: Transamérica Expo Center - SP - SP Data: 24 a 26 de março www.yesshowroom.com.br

FEIRAS & EVENTOS

AGENDE-SE


Profile for Sol Andreassa

REVISTA VAREJO BRASIL  

REVISTA VAREJO BRASIL  

Advertisement