Page 1

Plenária Izídio e Hamilton oficializam pré-candidatura

Região Temer é recebido com protestos em Iperó

Qualificação SMetal recebe inscrições para mais de 20 cursos

PÁG. 2

PÁG. 4

PÁG. 4

Informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região

Nº 906 2ª edição de junho de 2018 Rua Júlio Hanser, 140 Lageado - Sorocaba/SP

CEP 18030-320 Filiado a CUT, CNM e FEM

CAMPANHA SALARIAL

Luta se intensifica com retomada da indústria metalúrgica

Com a sinalização de crescimento na produção em relação a 2017, o SMetal reforça que as negociações da Campanha Salarial deste ano devem contemplar melhores reajustes e direitos dignos. Nos acordos de PPR, o avanço é nítido. Mesmo assim, os patrões devem endurecer as negociações. Por isso, a união e mobilização dos trabalhadores serão imprescindíveis.

Foguinho

PÁG. 3

Participação nos Resultados: Trabalhadores da Toyota aprovaram acordo de PPR no último dia 12. Metalúrgicos da Hiter, TT Steel e PÁG. 3 Wobben também fecharam acordos recentemente, todos com crescimento nos valores comparados ao ano anterior

O jornalista e escritor Fernando Morais debate “O Brasil acabou?”, no SMetal, no dia 26, às 19h. Inscrições por e-mail ciclodeformacao@smetal.org.br

com nome completo, RG e telefone, colocar no assunto: Palestra Fernando Morais. PÁG. 4

Dirigentes alertam sobre compensação de horas devido aos jogos da Copa Divulgação

Divulgação

Fernando Morais é o próximo palestrante do Ciclo de Formação do SMetal

Não há compensação de horas em empresas que exibirão os jogos do Brasil para que os trabalhadores possam acompanhar a Copa do Mundo e voltar ao trabalho logo após o término da partida. Qualquer irregularidade deve-se acionar o Sindicato. PÁG. 2


Página 2

Folha Metalúrgica - Junho de 2018 - Ed. 906

editorial Nossa torcida pela seleção brasileira Talvez nunca tenha se discutido tanto política como atualmente. Mesmo no contexto de Copa do Mundo, assunto que anda meio apagado em meio ao turbilhão de retrocessos implantados por Temer e Cia. O presidente golpista esteve no Centro Experimental de Aramar e foi recebido por manifestação promovida pela subsede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) contra a reforma trabalhista, contra o congelamento nos investimentos em educação e saúde, etc. Resumindo: por ter colocado o Brasil na lista suja da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e pelo país ter voltado ao Mapa da Fome. A população brasileira sabe muito bem de tudo isso. Tanto que a pesquisa do Datafolha, publicada domingo, 10, mostra que Temer tem rejeição de 82% do povo. Mas é claro! Quem apoia um governante que assalta o poder por meio de um golpe híbrido? Que conta com parte da justiça, de empresariados do capital financeiro, da grande mídia e de velhos personagens da oligarquia política, representados pelo MDB (antes, PMDB) e PSDB? Temer conseguiu façanhas que podem dar inveja nos mais malvados personagens da Marvel. Há 13,4 milhões de brasileiros desempregados, conforme o IBGE. Ele é o primeiro presidente

Nós torcemos por este Brasil e nas portas de fábricas e em qualquer atividade deixamos claro que nossa luta é por direitos e que reverteremos esse 7x1 denunciado criminalmente ainda no cargo pela Procuradoria-Geral da República. E ainda, o primeiro presidente denunciado uma segunda vez. Mas é o Lula quem sofre perseguição política e está preso desde o dia 7 de abril, sem provas, de forma arbitrária e com o mundo todo apontando para o Brasil e clamando por eleições livres. Até o representante do Papa Francisco ressaltou a perseguição ao ex-presidente. Lula dispara: “me apresentem uma prova que eu abro mão da minha candidatura”. Ele rejeita

qualquer acordo para ser liberto em troca de se candidatar ao Planalto para poder fazer o Brasil feliz de novo, como diz o jingle de sua campanha. De acordo com a pesquisa do Datafolha, sem Lula os votos brancos e nulos disparam e chegam a 34%. É compreensível o desespero da direita brasileira em manter o Lula preso. Eles ainda não têm um candidato. Nem Joaquim Barbosa aceitou. De 2016 para cá, os trabalhadores puderam conhecer bem, na prática, no dia a dia, o projeto da direita para nossa nação. É extrair direitos, reforçar que a justiça tem lado e manter o povo longe de uma educação de qualidade – o que facilita a tentativa de desqualificar os movimentos sociais e organizados da sociedade. Mas o povo não é bobo! Lula lidera as pesquisas e além do povo reconhecer que ele fez um governo que possibilitou jovens da periferia ingressarem nas universidades, gerou postos de trabalho e desenvolvimento para o país. E sim, pode fazer o Brasil feliz de novo. Quando for gritar gol, pode emendar um goooooooooooooolpe e libertar o grito preso na garganta. Nós torcemos por este Brasil e nas portas de fábricas e em qualquer atividade deixamos claro que nossa luta é por direitos e que reverteremos esse 7x1!

eleições 2018

copa do mundo A abertura da Copa do Mundo acontece nesta quinta-feira, 14, e os dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) alertam trabalhadores para denunciarem caso empresas queiram negociar compensação de horas sem negociar com o Sindicato. Há empresas que exibirão os jogos do Brasil para que os trabalhadores possam acompanhar e voltarem ao trabalho logo após o término da partida. Nesses casos, os dirigentes do SMetal reforçam que não há compensação das horas. Qualquer irregularidade, o trabalhador deve acionar o Sindicato. No caso da Toyota, os metalúr-

gicos decidiram em assembleia, realizada em fevereiro, que iriam trabalhar normalmente, sem parar a produção para assistir os jogos e, assim, evitam mais compensações aos sábados. “Já nos casos de empresas que não terão produção e que os metalúrgicos ficarão em casa por determinado período, devem negociar com o sindicato para que a compensação das horas não prejudique os direitos dos trabalhadores”, informa o secretário-geral do SMetal, Silvio Ferreira. Na primeira fase o Brasil terá disputas neste domingo, 17, às 15h; na sexta-feira, 22, às 9h, e na quarta-feira, 27, às 15h.

Foguinho

Metalúrgicos que assistirem partidas na empresa não compensam horas

PRÉ-CANDIDATOS METALÚRGICOS: Cerca de 500 pessoas participaram no domingo, 10, no SMetal, do lançamento das pré-candidaturas, pelo Partido dos Trabalhadores, de Hamilton Pereira a deputado estadual, Izídio de Brito a deputado federal e de Lula a presidente do Brasil. O objetivo das candidaturas é atuar na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional contra retirada dos direitos dos trabalhadores da região de Sorocaba e do Estado de São Paulo. Todos os atuais deputados da região votaram a favor dos projetos excludentes de Temer e Alckmin.

Comunicação SMetal

Divulgação

Diretoria Executiva SMetal Presidente Leandro Candido Soares Vice-presidente Valdeci Henrique da Silva Secretário-Geral Silvio Luiz Ferreira da Silva Secretário de Administração e Finanças: Tiago Almeida do Nascimento

Jornalista responsável: Fernanda Ikedo

Sede Sorocaba: Tel. (15) 3334-5400

Redação e reportagem: Daniela Gaspari Fernanda Ikedo

Sede Araçariguama: Tel. (11) 4136-3840

Fotografia: José Gonçalves Filho (Foguinho) Projeto Gráfico e Editoração: Cássio de Abreu Freire

Secretário de Organização: Izídio de Brito Correia Diretor Executivo: Francisco Lucrécio Junior Saldanha Diretor Executivo: Antonio Welber Filho

Futebol: Copa do Mundo da Rússia começa nesta quinta, dia 14

Folha Metalúrgica, Portal SMetal, Revista Ponto de Fusão, redes sociais, comunicação visual e assessoria de imprensa

Sindicato do Metalúrgicos de Sorocaba e Região Rua Júlio Hanser, 140 - Sorocaba SP - www.smetal.org.br

Sede Iperó: Tel. (15) 99667-5418 Sede Piedade: Tel. (15) 3344-2362 Folha Metalúrgica Impressão: Bangraf Publicação: Semanal Tiragem: 20 mil exemplares


Folha Metalúrgica - Junho de 2018 - Ed. 906

Página 3

conquistas

Hiter: O valor da Participação no Resultados, negociado pelo SMetal, teve um crescimento de 20% em comparação a 2017. A assembleia com os trabalhadores aconteceu na manhã de terçafeira, 12, em frente à fábrica, que produz válvulas para empresas de petróleo e gás. A Hiter tem 40 trabalhadores.

TT Steel: O valor do PPR aprovado pelos trabalhadores da sistemista da Toyota teve aumento de 13% em relação ao ano passado e a assembleia foi realizada na última sexta-feira, dia 8. A proposta prevê ainda um plus de 0,096 para cada carro produzido além da meta de 125 mil. A TT Steel tem cerca de 50 trabalhadores.

Fernanda Ikedo

Foguinho

Toyota: A proposta foi aprovada por mais de 2 mil trabalhadores, dos dois turnos, na terçafeira, 12, e teve aumento de 12,68% em comparação a 2017. Outro avanço foi em relação ao trabalhador afastado. A proposta aprovada reduziu de 180 para 90 dias no tempo de trabalho mínimo para ter garantido o direito ao PPR total; e de 90 para 45 dias para a primeira parcela

Foguinho

Trabalhadores de mais quatro empresas metalúrgicas de Sorocaba tiveram aumento nos valores de Programa de Participação nos Resultados (PPR) em comparação aos acordos de 2017. Foram elas: Hiter, Toyota, TT Steel e Wobben. Todas as propostas negociadas pelo SMetal seguem os critérios aprovados em assembleia geral, realizada na sede da entidade no dia 9 de março, e foram aprovadas pelos trabalhadores nas portas das fábricas.

Foguinho

PPR é aprovado na Hiter, Toyota, TT Steel e Wobben

Wobben: Com um crescimento de 14% em relação ao valor do ano passado, os metalúrgicos da Wobben aprovaram o PPR deste ano em assembleia na terça-feira, dia 12. Somente a primeira parcela, que será paga neste mês, teve um aumento de 8,6%. A Wobben tem cerca de 500 metalúrgicos.

CAMPANHA SALARIAL

Quanto mais unidade, mais a luta se fortalece SMetal defende que reflexo da greve dos caminhoneiros não deve enfraquecer a Campanha Salarial 2018. De acordo com levantamento, diversos segmentos metalúrgicos têm apresentado crescimento em comparação ao ano de 2017 A Campanha Salarial dos Metalúrgicos da CUT São Paulo de 2018 está se aproximando e é importante que os trabalhadores tenham conhecimento dos desafios que vem pela frente e se mobilizem. De acordo com o dirigente do SMetal Sorocaba, Adilson Faustino (Carpinha), secretário-geral da FEM-CUT/SP, a data-base dos metalúrgicos é 1º de setembro, mas para garantir uma Convenção Coletiva de ampla proteção aos trabalhadores e um reajuste salarial digno, as negociações já iniciaram, com as mesas permanentes. Mas o presidente do SMetal, Leandro Soares, alerta que os grupos patronais e as empresas deverão endurecer ainda mais as negociações deste ano. “Os patrões querem ainda utilizar da crise dos combustíveis e da greve dos caminhoneiros para oferecerem propostas que não vão de encontro com a realidade da fábrica ou do setor”, explica. E continua: “Poderão até haver reflexos, mas vínhamos observando resultados positivos na economia e não podemos aceitar que, por alguns dias parados, venham colocar os prejuízos de um curto período no colo do trabalhador e comprometam um ano todo”. Para ele, somente a união e mobilização dos metalúrgicos vão garantir conquistas. “A força do trabalhador junto com toda a estrutura do Sindicato faz a diferença em uma mesa de negociação e, quanto mais unidade, mais a luta se fortalece”, conclui.

Balanço da produção dos setores metalúrgicos De acordo com levantamento realizado pela subseção Dieese dos Metalúrgicos de Sorocaba, diversos segmentos metalúrgicos têm apresentado crescimento na produção em comparação ao ano de 2017. “De janeiro a maio deste ano, a produção de veículos no País cresceu 12,1% e, quando observamos a produção apenas de caminhões, o número aumenta para 40%”, exemplifica o economista Fernando Lima. Ainda segundo ele, o setor de Autopeças, no primeiro quadrimestre, apresentou aumento de 26,2,% no faturamento. Já no setor de eletroeletrônico, a tendência é que haja um crescimento de 7%.

PRODUÇÃO DOS SETORES METALÚRGICOS EM COMPARAÇÃO A 2017 Produção de caminhões Produção de veículos cresceu

12,1%

40%

Autopeças aumentou em 26,2% o faturamento

Previsão de aumento de 7% no setor de eletroeletrônico

INPC do período está acumulado em 1,93% O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC/IBGE) do mês de maio, divulgado nesta sexta-feira, dia 8, registrou aumento de 0,43% na inflação. No acumulado desde setembro de 2017 (nove meses), última data-base dos metalúrgicos, o INPC está em 1,93%. Segundo o economista Fernando Lima, do Dieese, o índice de maio é o maior registrado na série da database de 2018 e o principal motivador foi o aumento da energia elétrica e dos combustíveis. “Parte do efeito da greve dos caminhoneiros já refletiu na inflação de maio, mas a tendência é que apareça novamente no mês de junho e tenhamos, consequentemente, uma alta mais acentuada da inflação no próximo mês”. Em 2017, a inflação da data-base dos metalúrgicos fechou em 1,73% e, na mesma época da atual, o acumulado estava em 1,90%.


Página 4

Folha Metalúrgica - Junho de 2018 - Ed. 906

ciclo de formação

Escritor Fernando Morais faz palestra no SMetal dia 26 Nesta quarta-feira, 13, os ex-jogadores de futebol Afonsinho e Nando Antunes participaram do Ciclo de Formação do SMetal para abordar “Futebol e Democracia”. Ambos enfrentaram a ditadura militar e contaram diversas histórias futebolísticas envolvendo repressão e perseguição política. Pelo portal www.smetal.org.br pode-se conferir entrevistas e galeria de fotos do evento. A próxima atividade pelo Ciclo de Formação acontece dia 26, às 19h e será a vez da palestra do escritor, jornalista e político Fernando Morais, do blog Nocaute, uma mídia alternativa à manipulação dos fatos que virou marca registrada da grande imprensa no Brasil. Ele trabalhou no Jornal da Tarde, na revista Veja e em várias outras publicações da imprensa brasileira. Recebeu três vezes o prêmio Esso e

Valter Campananto/Agência Brasil

As inscrições estão abertas e são gratuitas. Basta informar nome completo, RG e telefone no ciclodeformacao@smetal.org.br e colocar no assunto: Palestra Fernando Morais quatro vezes o prêmio Abril de jornalismo. Fernando Morais também foi deputado e secretário da Cultura e da Educação do Estado de São Paulo. Ele é autor de obras consagradas como “A Ilha”, “Olga”, “Chatô - O Rei do Brasil”, “Corações Sujos”, entre outros. Amigo pessoal de Lula, o escritor está escrevendo uma biografia do ex-presidente, há sete anos. O projeto será dividido em dois volumes.

SAIBA MAIS O Sindicato dos Metalúrgicos fica na rua Júlio Hanser, 140, próximo da rodoviária. Para quem precisar, há emissão de certificado de participação. Morais: ”O Brasil acabou” é o tema da palestra do dia 26

IPERÓ

CAPACITAÇÃO

SMetal recebe inscrições para cursos de qualificação até o dia 14 de junho

O presidente golpista Michel Temer (MDB) foi recebido com protestos no Centro Experimental de Aramar, em Iperó (SP), no dia 8, contra o retrocesso que implantou no Brasil desde o golpe de 2016. O presidente golpista fez o lançamento da pedra fundamental do Reator Multipropósito Brasileiro e Início dos testes de integração dos turbogeradores do Laboratório de Geração de Energia Nucleoelétrica. Cerca de 100 pessoas participaram do protesto.

O Sindicato dos Metalúrgicos (SMetal) e a escola Rise Cursos e Treinamentos recebem inscrições até esta quinta-feira, dia 14, para todos os cursos de qualificação realizados na sede da entidade, em Sorocaba. São mais de 20 cursos disponíveis e Informática Essencial Adulto, Auxiliar Administrativo, Processo de Produção e Youtuber são gratuitos. Os cursos são abertos à comunidade, mas associados e dependentes do SMetal têm descontos e condições especiais. Caso o número de pessoas inscritas exceda ao de vagas, será realizado sorteio na sexta-feira, dia 15. As inscrições devem

Foguinho

Presidente Michel Temer é recebido por protestos em Aramar

Além de diversos sindicatos da subsede de Sorocaba da Central Única dos Trabalhadores (CUT), o protesto contou também com militantes do Levante Popular da Juventude e de partidos como o PT e PSol.

ser realizadas de segunda a sexta, das 9h às 19h, na sede do SMetal. O Sindicato fica na rua Julio Hanser, 140, próximo à Rodoviária. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (15) 3334-5436 e (15) 988314273 (whatsapp) ou pelo site www.risecursos.com.br

Piedade e Araçariguama As sedes do SMetal de Piedade e de Araçariguama também estão com inscrições abertas para cursos de auxiliar administrativo (gratuito) e de metrologia e de leitura e interpretação de desenho técnico, abertos à comunidade, mas com condições especiais para associados.

LISTA SUJA DA OIT

País tem até novembro para dar explicações sobre Reforma Trabalhista A Organização Internacional do Trabalho (OIT) cobrou novas explicações do governo brasileiro sobre a Reforma Trabalhista, após críticas e acusações de “jogo político” feitas no último dia 5 pelo ministro do Trabalho, Helton Yomura, na 107ª Conferência Internacional do Trabalho, em Genebra. O governo terá até novembro deste ano para

responder as questões, quando acontece a próxima reunião do Comitê de Peritos da OIT. A organização incluiu o Brasil na lista de países suspeitos de descumprir normas internacionais de proteção aos trabalhadores e começou a analisar o caso brasileiro na semana passada. A decisão de exigir mais

explicações foi anunciada na quinta-feira, 7, pela Comissão de Normas da OIT. O principal ponto que levou o Brasil a ser incluído na ‘lista suja’ foi a visão legal que privilegia negociações entre trabalhadores e patrões. Esse princípio distorce a função das negociações coletivas, que visam melhorias nas condições de trabalho.

Folha Metalúrgica nº 906  

2ª edição de Junho de 2018

Folha Metalúrgica nº 906  

2ª edição de Junho de 2018

Advertisement