Page 1

Escolas e serviços públicos em

GREVE P

Nós, professoras e professores, estamos em greve junto com outros trabalhadores para impedir que esse grande ataque seja aprovado na Câmara Municipal.

Grande mobilização no dia 20 de junho venceu a truculência policial e impediu que projetos fossem aprovados

Rafael Greca está disposto a tudo para jogar a conta da crise econômica nas costas

dos professores, servidores e demais trabalhadores da cidade. Ele colocou até a Polícia Militar para agredir professoras, mas a resistência dos servidores e da população venceu a violência e o pacotaço não foi aprovado. Enquanto isso, Greca mantém contratos milionários suspeitos, paga altos salários para quase 500 cargos comissionados, além de gastar dinheiro público com propagandas caras na televisão.

Jonas Rebicki

ela terceira vez, o prefeito vai tentar aprovar um pacotaço que detona direitos sociais.


não

Diga

ao pacotaço de Greca

DETONA A EDUCAÇ ÃO E DEMAIS DIR

EITOS

e nossas Todos os trabalhadores da cidade sar, vai piorar famílias perdem. Se o pacotaço pas

RETIRA DIREITOS CONQUISTADOS Nossa luta é para não perder direitos.

ente com a a vida de quem trabalha diariam lica de Curitiba, educação, saúde e segurança púb alidade o que deixará ainda pior a qu s. desses serviço

PRIORIZA O LUCRO DOS EMPRESÁRIOS

Greca quer retirar R$700 milhões do fundo público de previdência dos servidores

É para não termos nossa carreira e salários congelados por tempo indeterm inado e para que tenhamos nossa aposentadoria garantida.

A SAÍDA PARA CURITIBA É OUTRA

para passar para as mãos dos grandes

empresários

que lucram com a exploração dos trabalhadores terceirizados.

Saiba como apoiar a luta em defesa dos direitos sociais

Os servidores lutam pela retirada desse pacote de maldades. Também reivindicamos auditoria pública

nas supostas dívidas de Curitiba e cobrança das dívidas milionárias dos grandes empresários que devem para cidade.

1. Cobre dos vereadores a defesa dos serviços públicos. 2. Use as redes sociais para cobrar coerência do prefeito Rafael Greca. 3. Reclame no 156 ou no gabinete do prefeito. O telefone é 3350-8122. 4. Participe também das reuniões na escola do seu filho e manifeste seu apoio.

Material para a comunidade sobre a greve contra o Pacotaço  

Panfleto produzido pelo Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba

Advertisement