Page 1

Informativo Bimestral do Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região Edição 7 Agosto / 2017.

Grupo de Trabalho: En dades se unem para auxiliar nas demandas da pesca


2

Ar go: Desastre anunciado Dentre as tantas tragédias vividas pela nação brasileira nos úl mos anos, com enormes perdas de credibilidade polí ca, financeira, social e finalmente a ngindo muito seriamente a honradez e o comprome mento de pessoas e equipes, vemos no dia 07 de julho a anunciada renúncia cole va do Subcomitê Cien fico do Comitê Permanente de Gestão de Atuns e Afins. A gestão pesqueira no Brasil é originalmente proposta de forma compar lhada entre o Governo e a Sociedade Civil, sendo consideradas as demandas dos usuários dos recursos biológico-pesqueiros, bem como as atribuições dos órgãos de Governo responsáveis pelo fomento da a vidade pesqueira (MPA/MAPA/MDIC), pela conservação dos recursos naturais (MMA), pela segurança de embarcações e navegantes (MD) e pelos trabalhadores do setor (MTE). Esse sistema de gestão compar lhada dos recursos pesqueiros tem como fórum de discussões os Comitês Permanentes de Gestão – CPGs. De forma a subsidiar técnico-cien ficamente estes CPGs e aportar dados cien ficos, promover a interação com fóruns de ordenamento mundiais e realizar avaliações puramente técnicas, foram estabelecidos Subcomitês Cien ficos, de caráter consul vo. Via de regra os Subcomitês são compostos por colaboradores voluntários ligados à academia, Ins tutos de Pesquisa, Universidades, Laboratórios, e também por pessoas de notório saber. São profissionais de ensino e pesquisa que comprometem seu tempo e disponibilidade pelo amor que tem pelo seu trabalho e pela vontade de ver seus conhecimentos e sugestões efe vamente consideradas nas polí cas de gestão de recursos pesqueiros. A decisão do Subcomitê Cien fico de Atuns e Afins de renunciar é o mais fiel retrato da falência da Gestão Pesqueira Nacional; este Cole vo Nacional da Pesca e Aquicultura – Conepe, entende e apoia irrestritamente tal decisão por entender que estes profissionais e colaboradores veram o limite de sua paciência, comprome mento e honradez ultrapassado. A gestão atual do Conepe decidiu não dirigir crí cas e indignações a um ou outro ministério, a este ou aquele par do polí co ou autoridade; nossa triste constatação refere-se ao descaso do Estado brasileiro com o Setor Pesqueiro, com os recursos naturais renováveis, com o potencial de geração de riqueza e renda e com o possível desenvolvimento social embasado na exploração racional e equilibrada destes recursos. Não há como ignorar essa situação e não manifestar publicamente nosso apoio aos diretamente envolvidos e signatários do Oficio SCC 01-2017, especialmente sabendo que essa decisão pode ser repe da em outros fóruns da estrutura do sistema de gestão da pesca brasileira; recentemente, o Subcomitê Cien fico da Lagosta teve sua reunião cancelada poucos dias antes da data agendada por alegada falta de orçamento para sua realização. Com isso a safra da lagosta acontece sem uma discussão sobre a avaliação do estoque e dos métodos de pesca empregados, complementada pela ausência de ferramentas de controle, monitoramento e gestão. Outro fórum de gestão de importantes recursos com reflexo social e econômico, o Comitê Permanente de Gestão de Recursos Pelágicos do Sudeste e Sul, teve sua úl ma reunião marcada pelo enfrentamento aberto e desconsideração às demandas e opiniões do setor pesqueiro, que resulta em mais uma safra caó ca da tainha marcada pela seleção de embarcações através de sorteio, ações judiciais, liminares e cassações de liminares. Mais um ano marcado pelo poder judiciário atuando como execu vo devido ao descumprimento de prerroga vas do Plano de Gestão da espécie sem nenhum diálogo ou embasada na capacidade biológica de reposição do estoque. O retrocesso que estamos assis ndo pode comprometer a gestão pesqueira, a a vidade de pesca e toda a cadeia produ va, com sérias implicações econômicas e sociais. Precisamos transpor esse modelo de gestão internacionalmente reconhecido como ultrapassado, susce vel a manobras, e que visa polarizar entre a pesca artesanal e a industrial em vez de se ter em conta o uso comum do recurso pesqueiro, desviando-se do que verdadeiramente sustenta a a vidade e seus atores: os recursos biológicos. Alexandre Espogeiro / Presidente do Conepe

Expediente

Diretoria do SINDIPI: Presidente:

Conselho fiscal:

José Jorge Neves Filho

Neury Antônio Caldeira

Vice Presidente:

Suplente de conselho fiscal:

Maria Elena Vitali

Fábio Isleb dos Santos

Secretário:

Suplente de conselho fiscal:

Manoel Silvestre Marques

Marcos Augusto Onishi

Tesoureiro:

Suplente de conselho fiscal:

José Fonseca

Gizelle Perão

Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI Rua Lauro Muller, 386 l CEP 88301-400 l Itajaí SC Fone: +55 (47) 3247 6700 sindipi@sindipi.com.br www.sindipi.com.br

Suplente de secretário:

Delegado:

Beatriz da Costa Neves

José Jorge Neves Filho

Textos

Suplente de tesoureiro:

Delegado:

Mul mídia Assessoria de Imprensa Projeto e Comercialização TVN Informa vos & Comunicação 47 | 3366-5897 8433-6680 tvn@redel.com.br

Dulcemar Anastacio Costa

Dario Luiz Vitali

Conselho fiscal:

Suplente de delegado:

Luiz Machado

Edemilson Miguel de Jesus

Conselho fiscal:

Suplente de delegado:

Luzaldo Pscheidt

Valmir Fabricio Peron


3

SINDIPI contrata Ins tuto de Pesquisa para auxiliar nas discussões sobre as regras do peixe congelado Em dezembro de 2016 o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) colocou em consulta pública o Regulamento Técnico de Iden dade e Qualidade de Peixe Congelado, através da Portaria 136/2016. O setor produ vo nacional alertou ao MAPA durante a consulta pública sobre a forma e conteúdo deste RTIQ de Peixe Congelado, que possuía excesso de parâmetros, falta de tabela amostral e de defeitos, além de fixar valores de pH, sódio, glaciamento, entre outros, distantes da literatura cien fica nacional e internacional. As principais reivindicações do setor produ vo nacional foram desconsideradas pelo MAPA e o RTIQ de Peixe Congelado foi publicado conforme a consulta pública, através da Instrução Norma va 21 de 31/05/ 2017. Com a publicação deste Regulamento e do novo RIISPOA, o setor produ vo nacional está profundamente preocupado com as apreensões e autos de infração que estão sendo gerados em função dos parâmetros sico-químicos aprovados nestas legislações. Principalmente porque qualquer um destes parâmetros de forma isolada pode servir

como jus fica va para condenação de lotes de peixes com todos os demais parâmetros dentro da conformidade da atual legislação. Devido à complexidade do processo de decomposição do peixe, torna-se impossível o uso de apenas um método para avaliar sua qualidade e a par r dela enquadrá-lo como impróprio para o consumo. Existem inúmeras espécies de peixes, e o processo de deterioração é diferente quando se comparam espécies, indivíduos de uma mesma espécie, e até mesmo partes de um mesmo indivíduo. Portanto, a determinação de qualquer parâmetro de qualidade e frescor deve ser criteriosa e que tenha correlação a mais de um parâmetro avaliado. Tem sido afirmado frequentemente na literatura cien fica, que nenhum método instrumental único é, geralmente, confiável para avaliação do frescor e deterioração do pescado. Análises microbiológicas e sicoquímicas, bem como outros métodos instrumentais, podem ser adequadas para este fim, desde que a sua faixa de aplicabilidade, sobre a matéria-prima (peixe), sobre os parâmetros de conservação, e sobre as condições de armazenamento sejam realizados e

respeitados. Como exemplo das discrepâncias deste novo regulamento, a Legislação do MERCOSUL consta a análise de pH como índice de frescor do pescado e que não poderá ser superior a 7,5 e também para exemplificar que para índice de Sódio a Tabela TACO (Referenciada pela ANVISA) apresenta valores muito acima dos 134 mg/100 g aprovados na atual legislação. Em função dos fatos relatados anteriormente o SINDIPI contratou o renomado “Ins tuto de Pesca - Centro de Pesquisa do Pescado Marinho” para realizar estudos sobre os seguintes temas: - pH de peixes marinhos provenientes da pesca extra va. - Teor de sódio (Na) em peixes marinhos provenientes da pesca extra va. - Porcentagem de glaciamento em peixes congelados e os efeitos sobre sua vida ú l. Esperamos que com a conclusão destes trabalhos possamos ter argumentos suficientes para persuadir o MAPA sobre as mudanças necessárias nas atuais legislações. Texto : Estevam Mar ns - Coordenador Técnico das Indústrias do SINDIPI


4

Grupo de Trabalho: En dades se unem para auxiliar nas demandas da pesca

A par r de agora, o Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI conta com um reforço para tentar resolver os impasses e demandas do setor junto aos governos Estadual e Federal. Essa ajuda extra ficou definida durante uma reunião promovida na Associação Empresarial de Itajaí – ACII no mês de julho, em Itajaí. A inicia va do encontro foi da ACII e serviu para que os convidados vessem acesso às informações referentes a importância e o impacto da a vidade pesqueira para o Estado de Santa Catarina. Es veram presentes na reunião os representantes da Associação Empresarial, do SINDIPI,

da Univali, de órgãos de fiscalização, vereadores e o prefeito Volnei Morastoni. O presidente da ACII, Eclésio da Silva destacou durante o encontro a importância da pesca na região, sendo uma das principais geradoras de impostos, emprego e renda. Impacto que foi comprovado durante a apresentação realizada pela coordenadoria técnica do SINDIPI. Os técnicos da en dade detalharam aos par cipantes as informações, como o número de embarcações, geração de postos de emprego direto e indiretos, volume de captura por modalidade, volume de desembarques, entre outros.


5

economicamente essencial, mas precisa de reconhecimento, de apoio e de es mulo. Este cenário foi levado em conta para a formação de um Grupo de Trabalho e a elaboração de um documento com as principais reivindicações e ações para a con nuidade da a vidade. De acordo com o prefeito Volnei Morastoni, o papel do município é apoiar o setor e promover ações junto aos governos Federal e Estadual, para que o processo deixe as etapas burocrá cas e passe a gerar resultados.

- Redes - Mul filamentos - Panagens em Nylon - Mul filamentos sem nó para pesca profissional amadora e psicultura.

www.testilsauter.com.br Fone (11)

4823-9890

9943-1075

R. Zenki Fukui, 160 - Ouro Fino - Ribeirão Pires / SP

Reunião Grupo de Trabalho A primeira reunião do grupo de trabalho ins tuído durante o evento da ACII já foi realizada. No final do mês de julho, os representantes da Secretaria de Pesca do município, a coordenadoria técnica do sindicato e a vice-presidente da Associação Empresarial e armadora de pesca, Maria de Fá ma Santos Silva, idealizadora do evento promovido pela ACII es veram reunidos na sede do sindicato. Durante o primeiro encontro ficou decidido que o grupo de trabalho será coordenado pelo Conselho Municipal de Pesca e Aquicultura de Itajaí. No final do mês de agosto acontece uma segunda reunião, mas as diretrizes já foram definidas. De acordo com o Coordenador Técnico do SINDIPI, Marco Aurélio Bailon, a intenção é pedir ao governo do Estado e Federal a criação de um escritório regional para atender as demandas operacionais do setor, como emissão de carteira de pescador, entrega de mapa de bordo, cer ficado de captura. O segundo ponto de atuação será focado na gestão pesqueira, com os casos mais complexos que dependem de uma estrutura e uma polí ca de estado, para revisão de norma vas, safra da tainha, sanidade pesqueira, permissionamento, considerados os principais entraves para o desenvolvimento da pesca.

Informa vo do

Além dos números, foram apresentadas as dificuldades que o setor enfrenta com a ausência de gestão pesqueira, de polí cas públicas, inves mento em pesquisa e as constantes mudanças dentro de ministérios, ex nção de ministérios e transferência de pastas. Relatos que integraram a par cipação do presidente Jorge Neves durante o encontro na ACII. O representante do sindicato deixou claro que este aglomerado de incertezas e pendências, geram uma insegurança em toda a cadeia produ va. Para Neves, a pesca é uma a vidade


Informa vo do 6


7


8

Informa vo do

Espaço CT - SINDIPI GT 445

Reuniões com Câmaras Setoriais sobre 445

Neste ano, a coordenadoria técnica - CT - do SINDIPI par cipou da primeira reunião do Grupo de Trabalho que discute a Portaria 445 e vai integrar também o segundo encontro previsto para o mês de agosto. De acordo com a equipe do CT, durante esta segunda reunião o grupo deve avançar na análise de uma lista com o nome de espécies que as en dades de todo o país gostariam que vesse um tratamento diferenciado e também com o fim do descarte total e adoção de um percentual de captura destes peixes.

Nos dias 19 e 20 de julho de 2017, a coordenadoria técnica do SINDIPI reuniu os coordenadores das modalidades: pesca de emalhe, arrasto de peixes, espinhel de fundo, e espinhel de super cie. Durante a reunião foi apresentada uma lista de espécies de alto interesse comercial, que constam na 445, para aprovação dos coordenadores. Esta lista é que estará em análise na próxima reunião do GT.

Câmara Setorial de Pesca do Estado

PAN Tubarões

O espaço criado pela Secretaria de Agricultura e Pesca de Santa Catarina é considerado pelas en dades como um fórum de discussão sobre a pesca no âmbito estadual. As reuniões acontecem em Florianópolis e contam com a par cipação do CT e de representantes das Câmaras do sindicato, dependendo da modalidade em discussão. Até agora foram realizadas quatro reuniões e definidas metas, entre elas: a atuação do Estado como um protagonista das ações, principalmente nas áreas técnica, da pesquisa, obtenção de conhecimento e esta s ca pesqueira. Outra proposta é que a Câmara fomente ações polí cas.

Durante a primeira semana do mês de agosto, os integrantes da Coordenadoria Técnica do SINDIPI par ciparam da reunião anual do Plano Nacional de Conservação de Tubarões – PAN Tubarões, realizada em Itajaí. O PAN integra as ações do Ins tuto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão ambiental do governo. O conselho conta com a par cipação de várias en dades que traçam polí cas de conservação para as espécies. De acordo com o Coordenador Técnico do SINDIPI, Marco Aurélio Bailon é fundamental a par cipação do setor produ vo nestas reuniões para que as ações sugeridas atendam a todos os envolvidos, promovendo uma discussão entre criação de áreas, períodos de defeso, controle de frota e não a proibição como tem ocorrido até hoje.

Estamos com vocês!

www.oliani.com.br Fábrica de gelo 3367-3874

CRISMAR COMERCIAL Material Para Embarcação Ferramentas em Geral Cris ano Bianchini EPP Fone: (47) 3348-2468 | Fax 3348-6070 e-mail: crismarcomercial@terra.com.br


9

Registro SINDIPI

Ins tucional sobre a Tainha O Presidente do SINDIPI, Jorge Neves, par cipou das gravações do material produzido pelo curso de produção audiovisual da Univali para a ONG Oceana. As filmagens vão integrar um vídeo ins tucional sobre a tainha. Durante a entrevista, Jorge Neves destacou a importância de uma gestão compar lhada, criação de cotas e inves mentos em pesquisa. O audiovisual deve ser entregue até o mês de setembro e vai contar com a par cipação de armadores, presidentes de sindicatos, pescadores e pesquisadores.

Inves mento em pesquisa Associados do SINDIPI par ciparam no começo do mês de agosto de uma Assembleia Geral Extraordinária para aprovação de inves mentos na área de pesquisa. Durante o encontro, foi aprovado o rateio para a contratação do Ins tuto de Pesca de São Paulo para realizar pesquisas sobre os peixes capturados em nossa região. Inicialmente serão realizadas pesquisas sobre o pH, concentração de Sódio e glaciamento de peixes congelados. Além dos associados, o sindicato dos trabalhadores da pesca – SITRAPESCA, também confirmou par cipação no rateio.

Encontro com Coordenadores de Câmaras No mês de julho o Presidente do SINDIPI, Jorge Neves par cipou de uma reunião com os Coordenadores das Câmaras Setoriais do sindicato. Em pauta uma avaliação de reuniões e agendas cumpridas em Brasília, Portaria 445, demandas de cada modalidade, legislação e orientações jurídicas.

Reunião do CONEPE no Rio Grande do Sul Integrantes do Cole vo Nacional da Pesca e Aquicultura – CONEPE par ciparam neste segundo semestre de uma reunião na cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. O encontro serviu para avaliação das ações do cole vo da pesca e também para o debate sobre as demandas e dificuldades enfrentadas pelo setor.

SINDIPI busca explicações sobre o bloqueio das RODs das embarcações de associados O setor responsável pela subvenção do óleo diesel – Requisição de Óleo Diesel, conhecida por ROD - do Sindicato dos Armadores e das Indústrias de Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI, constatou um agravamento no bloqueio das RODs de diversas embarcações de associados da en dade. Entre os mo vos do bloqueio estão: a APD – Autorização Provisória de Pesca e a necessidade da regularização da autorização, que foi prorrogada por meio de portarias expedidas pelo Ministério da Agricultura. O procedimento

Folders Flyers Cartões

de liberação é responsabilidade do Departamento de Planejamento e Ordenamento da Pesca do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços - MDIC, em Brasília. Para tentar solucionar o problema, o SINDIPI acionou o Cole vo Nacional da Pesca e Aquicultura – CONEPE, que fica em Brasília. A en dade representa va dos sindicatos filiados entrou em contato com a Coordenadoria Geral de Registros de Aquicultura e Pesca - MDIC, que reconheceu as dificuldades encontradas na operacionalização do Programa de Subvenção ao Óleo Diesel. De acordo com o responsável pela coordenadoria, Henrique Gonçalves de Almeida, a equipe reconhece os problemas e está trabalhando para tentar resolvê-los.

fone (47)

3366-5897 8433-6680

Seguro Transporte Nacional e Internacional Protegidas do início ao fim. 48 3029-4400 48 98408-7909 www.jomani.com.br

O produto certo e com qualidade para o seu negócio.

Panagens Monofilamento Nylon Longline - Rede Polie leno (Arrasto) Rede Traineira (Mul filamento sem nós) Rede de Proteção - Fios Torcidos - Linhas de Nylon

(47)

3319-2744

www.bktpesca.com.br R. Leogedário Pedro da Silva, 140 - Bairro Barra do Rio - Itajaí/SC


10

Convênios SINDIPI O SINDIPI possui 18 convênios com estabelecimentos comerciais, na lista estão serviços, como: clínica de medicina do trabalho, massoterapia, academia, podóloga, clínica de diagnós co, loja especializada em produtos náu cos, corretora de seguros, faculdade, den sta e laboratório de análises clínicas. Os interessados devem entrar em contato diretamente com o prestador de serviços.

As parcerias já estão valendo e pode usufruir do bene cio aquele associado que esteja em dia com a mensalidade junto ao sindicato. Entre as vantagens concedidas pelos prestadores de serviços estão: descontos que variam conforme o estabelecimento e procedimento realizado. Além do associado, o convênio atende ainda as necessidades das esposas e filhos.

CONFIRA A LISTA DE CONVÊNIOS:

Podóloga – Tânia Regina Pereira (Desconto de 10%) Av. Sete de Setembro - Centro | Itajaí | Fones: (47) 3348-1751 e/ou (47) 999861133

Cliomed – Medicina do Trabalho (Descontos Variados) Itajaí: Rua Sete de Setembro, 219 – Centro | Fone: (47) 3344-0051 Balneário Camboriú: 3ª Avenida, 271 | Centro | Fone (47) 3360-6777

MCI – Medical Center Image (Descontos variados) Rua: Samuel Heusi, 178 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3390-4700

GoldenMED – Clínica Geral e Segurança e Medicina do Trabalho (Desconto de 40% nos exames) Rua Samuel Heusi, 340, sala 04 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3045-7216

Catarina Náu ca Comércio de Representações Ltda. (Descontos variados) Rua Praça Felix Busso Asseburg, 52 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3349-9090

Quevedo Ó ca (Desconto de até 25%) Itajaí: Rua Samuel Heusi, 234 – Centro | Fone: (47) 3348-7781 Demais franquias: Florianópolis, São José, Biguaçu, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, Tubarão e Balneário Camboriú Super Ó ca São José (Desconto de 15% a 20%) Rua Samuel Heusi, 234 – Sala T22 – Itajaí Shopping | Centro | Fone: (47) 3346-2821

Emersul Corretora de Seguros Ltda. (Desconto de 10% nos serviços) Av. Getúlio Vargas, 64, sala 3C – Vila Operária | Itajaí | Fone: (47) 3349-9704 Avan s de Ensino Ltda. (Desconto de 15% em todos os cursos da Pós-Graduação) Marginal Leste, 3600 – Estados | Balneário Camboriú | Fone: (47) 3363-0631

Escola de Idiomas Rockfeller – Franquias Itajaí e Navegantes (Desconto de 25% nos cursos oferecidos) Franquia Itajaí: Rua Camboriú, 542 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3348-1848 Franquia Navegantes: Av. Santos Dumont, 190 – Centro | Navegantes | Fone: (47) 3342-4042

Prepara Cursos Profissionalizantes (Desconto de 40% nos cursos) José Bonifácio Malburg, 64, sala 02 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3046-1672

Art Physio – Clinica de Fisioterapia (Desconto de 20% a 35% em sessões de atendimentos e 100% para consultas) Rua Antônio Carlos Pereira Leão, 235 – São Vicente | Itajaí | Fone: (47) 3046-3337

Clinica de Saúde Magnificat (Desconto de 20% a 30% nos procedimentos) Rua Santo Agos nho, 409 – Cordeiros | Itajaí | Fone: (47) 3361-7195 e/ou (47) 99936-2014

Loja Flor de Amora (Desconto de 20% à vista e 15% a prazo em todos os ar gos da loja) Rua José Querino, 566 – São João | Itajaí | Fone: (47) 3348-1731 Massoterapia – Vitalle Terapias (Desconto de 20% nos pacotes de massagem) Rua Estudante Renato Victorino, 187 – Dom Bosco | Itajaí | Fone: (47) 99912-0012 Academia Class Time (Desconto de 15% no plano semestral e anual) Rua José Siqueira, 286 – Ressacada | Itajaí | Fone: (47) 3083-4100

MOB Laboratório de Análises Clínicas – Ghanem Laboratório Clínico (Anexo a Clinica Bom Jesus) (Descontos variados) Rua Indaial, 1389 – São Judas | Itajaí | Fone: 0800 000 3001 – (47) 984581299 WhatsApp Consultório Odontológico Dra. Vivian Ribeiro Nascimento (Descontos Variados) Rua Cônego Thomaz Fontes, nº 144 – 1 andar, sala 2 Centro | Itajaí | Fone: (47) 3249-1009

47 3348-1127

PESCADOS

R. Francisco Czarneski,221 Bairro São João E-mail: lheusi@gmail.com


11

Aniversariantes de Julho e Agosto Parabéns aos associados do SINDIPI! Saúde, paz e felicidades!!! Aniversariantes de Julho 01/07 - Dorival Pedro Lourenço 01/07 - João Carlos Inácio 02/07 - Dulcemar Anastácio Costa – Supl. de Tesoureiro 04/07 - Evanildo Miguel de Jesus 04/07 - Elza Maria Bento 07/07 - Maria Elena Vitali – Vice Presidente 09/07 - Adelson Lucas dos Santos 09/07 - Irene Osmenia dos Santos 11/07 - Geovani Calado Pereira 13/07 - Evaldo Kowalsky 16/07 - Osmar Luiz Montagna 17/07 - Edivaldo Vicente 20/07 - Rosa Maria Mar ns Alves 22/07 - Dario Luiz Vitali - Delegado 25/07 - Edemilson Eduardo Cardoso 27/07 - Brian Dafne Maier 27/07 - Isaque Antônio Anacleto 27/07 - Marcelo Cordeiro 28/07 - José Gilvânio Barreto 29/07 - Eliana Idalete Lourenço Marques 29/07 - Vera Lúcia Alves Aniversariantes de Agosto 02/08 - Luiz Machado - Conselho Fiscal

04/08 - Maria de Fá ma Santos Silva 06/08 - Josimar Miguel de Souza 07/08 - Claudineia de Freitas e Freitas 07/08 - Maria Aparecida de Souza Silva 08/08 - Jose Augusto de Castro 11/08 - Sergio Osmar dos Santos 13/08 - Alexis dos Santos Ferreira 14/08 - Aurino Antônio dos Santos 15/08 - Maria Da Gloria Francisco Pereira 19/08 - Manoel Joaquim Domingos 19/08 - Marcelo Szmyhiel 19/08 - Marlete Silva Custódio 19/08 - Wanderley Antônio Kuhn 20/08 - Neiva Maria Fae 20/08 - Jose Carlos da Silva 09 21/08 - Elisangela Maria dos Santos da Silva 21/08 - Francisco Antonio dos Santos 22/08 - Marcos Vinícius dos Santos 22/08 - Luiz Augusto Coelho 23/08 - Jairo da Silva 23/08 - Waldemiro Adão Filho - Sindipi 24/08 - Luciane Aparecida Bento De Souza 27/08 - Mirian Regina da Silva - Sindipi 30/08 - Fábio Isleb dos Santos – Supl. De Conselho Fiscal

Bombas - Motores - Pistões - Vedações e Correias

Odontologia Especializada Dra.

Vivian Ribeiro Nascimento REABILITAÇÃO ORAL E ESTÉTICA

Tratamentos Odontológicos

DESCONTOS

Formas de Pagamentos Especiais

Associados SINDIPI

e toda Família

Implante Prótese Ortidontia Canal Clareamento à Laser Lentes de Contato Facetas

Avaliação sem Custo (47)

3249-1009

clinicadoutoravivian.com


Informativo SINDIPI 07 | 2017