Page 1

Informativo Bimestral do Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região Edição 11 Abril / 2018.

Parceria inédita: SINDIPI e ABIPESCA decidem unir forças para tentar resolver problemas da pesca


2

Oficializada a ida da Secretaria da Pesca para Presidência da República Depois de meses de espera e de incertezas o Governo Federal publicou no dia 06 de abril o Decreto 9.330 que transferiu a Secretaria Especial da Aquicultura e da Pesca - SEAP, para a Secretaria Geral da Presidência da República. A publicação confirmando esta mudança era esperada pelo setor pesqueiro desde o ano passado, quando o Senado aprovou uma Medida Provisória (MP) 782/2017, que promoveu alterações na organização administra va do Poder Execu vo Federal, passando a Pesca para a Presidência. A no cia foi celebrada pelo Presidente do Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI. Para Jorge Neves, a publicação concede ao Secretário da Pesca Dayvson Franklin de Souza a chance de dar con nuidade ao trabalho que até o momento da publicação estava comprome do, pois a Pesca não nha um lugar determinado. “A par r de agora o Secretário tem o que precisava para trabalhar. Logo depois que soube da publicação entrei em contato com o Secretário e solicitei uma atuação compar lhada com o setor. Queremos a par r de agora um trabalho

Expediente

que promova o respeito com a pesca. Repito, o SINDIPI quer, respeito, segurança jurídica para trabalhar e além disso espera ser lembrado como um setor produ vo, responsável pela geração de emprego e impostos”, destacou o presidente. Com esta definição o presidente do SINDIPI aguarda uma agilidade nos processos para tentar amenizar as perdas e problemas enfrentados nos úl mos anos com as trocas de Ministérios. “Espero que este engessamento provocado pelo próprio governo termine. Agora que estamos ligados diretamente a Presidência da República alimentamos a esperança de mudanças. Está na hora de fazer a diferença para os armadores, indústrias, pescadores, ou seja, para todo o “povo das águas”, sem exceção”, finalizou Jorge Neves. Ainda referente a este momento da Pesca, o presidente do SINDIPI, destacou a importância da contratação de pessoas técnicas e com conhecimento para auxiliar nas demandas do setor e na tomada de decisões. Para Jorge, este item nesta nova fase da pesca é imprescindível para o sucesso da a vidade.

Diretoria do SINDIPI: Presidente:

José Jorge Neves Filho Vice Presidente:

Maria Elena Vitali Secretário:

Manoel Silvestre Marques Tesoureiro:

José Fonseca Suplente de tesoureiro:

Dulcemar Anastacio Costa Conselho fiscal:

Luiz Machado Conselho fiscal:

Luzaldo Pscheidt Conselho fiscal:

Neury Antônio Caldeira Suplente de conselho fiscal:

Fábio Isleb dos Santos Suplente de conselho fiscal:

Marcos Augusto Onishi Suplente de conselho fiscal:

Gizelle Perão

Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI Rua Lauro Muller, 386 l CEP 88301-400 l Itajaí SC Fone: +55 (47) 3247 6700 sindipi@sindipi.com.br www.sindipi.com.br

Delegado:

José Jorge Neves Filho Delegado:

Dario Luiz Vitali Suplente de delegado:

Edemilson Miguel de Jesus Suplente de delegado:

Valmir Fabricio Peron

Textos Mul mídia Assessoria de Imprensa Projeto e Comercialização TVN Informa vos & Comunicação 47 | 3366-5897 8433-6680 tvn@redel.com.br


3

Oficina sobre Plano de Manejo da APA da Baleia Franca reúne representantes do SINDIPI Armadores das modalidades de vara-isca viva, arrasto de peixe, camarão rosa, camarão sete barbas, e emalhe, juntamente com Sabrina de Oliveira representando a coordenadoria técnica do SINDIPI e a gerente da en dade, Mirian Regina da Silva Cella, representando neste ato o Presidente José Jorge Neves Filho, par ciparam durante dois dias no Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Sudeste e Sul- Cepsul, das oficinas sobre o Plano de Manejo da APA da Baleia Franca, promovidas pelo ICMBIo. O encontro, realizado nos dias 19 e 20 de março faz parte de uma série de reuniões que pretendem definir o Plano de Manejo da área, além das regras e as zonas de uso da unidade de conservação. A APA começa ao sul de Florianópolis e vai até Balneário Rincão, abrangendo nove municípios. O processo de elaboração do Plano começou em 2016, e desde o início a intenção do ICMBIo é promover encontros com todos os atores envolvidos ou que possam gerar ou sofrer impactos por causa da Área de Proteção Ambiental. Entre os setores estão o de turismo, construção civil, pesca artesanal e pesca industrial. A previsão é que até o final deste ano o plano possa ser aprovado e publicado. Durante os dois dias de oficina os profissionais do Ins tuto veram a chance de conhecer a realidade das modalidades de pesca que atuam na área da APA, os problemas enfrentados por cada uma delas e as propostas de soluções para que setor produ vo e de proteção ambiental, possam atuar de forma sustentável. O resultado deste encontro será compilado em um relatório que será apresentado durante o mês de abril em um encontro de 4 dias na cidade de Laguna. A oceanógrafa e responsável pela Coordenadoria Técnica do SINDIPI, Sabrina Oliveira será a representante do sindicato neste encontro.


4

Regras para reduzir captura incidental de tartarugas começa a valer em novembro

A par r do dia 06 de novembro deste ano, armadores da modalidade de espinhel de supercie de todo o país, precisaram cumprir medidas mi gatórias es puladas na Portaria Interministerial nº 74 do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e do Ministério do Meio Ambiente de 2017. Para esclarecer as dúvidas dos armadores o SINDIPI promoveu um encontro entre representantes do setor e os responsáveis por pesquisas e testes que resultaram na Portaria, do Projeto TAMAR. De acordo com os representantes do TAMAR, durante 14 anos foram realizadas pesquisas e um trabalho de conscien zação com mestres e pescadores em várias regiões. Um período onde foram testados vários pos de anzóis circulares e ferramentas para auxiliar na re rada das tartarugas, capturadas de forma incidental durante a pesca da modalidade de espinhel. Para o biólogo e Coordenador Técnico do Projeto de Pesca do TAMAR Bruno de Barros Giffoni, todas as informações coletadas durante a pesquisa auxiliaram na construção da Portaria. Bruno lembra que o trabalho foi realizado em parceria com o setor produ vo. “A gente ficou quatro anos testando o anzol circular em relação ao anzol J. Não só em relação a captura de tartaruga marinha, mas também a captura das principais espécies alvo, e a par r daí nós temos o resultado estabelecido para tartaruga, sendo este a diminuição drás ca da captura que foi o foco da pesquisa, pois os patamares de captura do Brasil são os mais altos do mundo. Então, conseguimos reduzir bem, o anzol tem um aumento brutal na captura de atum e tem uma pequena redução na captura de espadarte-meca”, pontuou Bruno.


5

Informa vo do

Exigências de Anzóis e Ferramentas A portaria prevê que a par r do dia 06 de novembro a pesca deve ser realizada com os seguintes anzóis: - Igual ou maior que 14/0; - Cortador de linha; - Desenganchador de anzol; - Cortador de anzol; - Puçá ou sarico;

Inovação na Norma va Durante o trabalho de pesquisa dos profissionais do Projeto TAMAR foram desenvolvidas técnicas para a re rada do anzol. São duas, a da – vol nha - criada por pescadores de Itajaí, onde com a própria linha secundária (burã), o pescador consegue rar o anzol da boca da tartaruga, e a segunda desenvolvida por pescadores de Itaipava no Espírito Santo, nesta eles usam um pequeno cabo de vassoura cortado na ponta para remover o anzol.

Setor Produ vo Logo após a apresentação, os armadores veram a chance de fazer perguntas e rar dúvidas sobre as regras que passam a valer a par r de novembro. De acordo com os presentes, a implantação deste novo modelo de regras deve gerar resistência. De acordo com o Coordenador da Câmara Setorial da modalidade de Espinhel de Super cie, Fábio Isleb dos Santos, os armadores precisam promover as modificações exigidas na legislação. “Esta é mais uma lei que vamos ter que cumprir, mesmo que exista resistência ela vai valer a par r do dia 06 de novembro. E quem não cumprir, corre o risco de ser multado”, destacou Fábio.

Estamos com vocês!

www.oliani.com.br Fábrica de gelo 3367-3874

- Redes - Mul filamentos - Panagens em Nylon - Mul filamentos sem nó para pesca profissional amadora e psicultura.

www.testilsauter.com.br Fone (11)

4823-9890

9943-1075

R. Zenki Fukui, 160 - Ouro Fino - Ribeirão Pires / SP

Fone: 47

3368-3581 3368-3583 98452-0613

www.italpesca.com.br

R. Onildo Reis, 455 - Cordeiros - Itajaí - SC


Informa vo do

6

Parceria inédita: SINDIPI e ABIPESCA decidem unir forças para tentar resolver problemas da pesca

Pela primeira vez desde Foto: Divulgação MAPA a existência do Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI e da Associação Brasileira das Indústrias de Pescados – ABIPESCA, as duas en dades decidem atuar juntas na tenta va de resolver os problemas da pesca no país. A confirmação desta parceria, lembrada pelos presidentes como inédita, aconteceu em Itajaí no mês de março, durante um encontro intersetorial, realizado na sede do SINDIPI. A reunião intersetorial trouxe uma pauta com temas, como, a suspensão da cer ficação de exportação de pescado para a União Europeia, RTIQ de Peixe Congelado, Memorando Circular nº 02/2018/CGI/DIPOA/ MAPA – 08/02/2018,

Memorando Circular nº 15/2018/DIPOA/MAPA/SAD. O debate sobre os temas, foram mediados pelos dois presidentes, o Diretor para assuntos governamentais da ABIPESCA Chris ano Lobo, e o Técnico das indústrias do SINDIPI, Estevam Mar ns. Para Eduardo Lobo, presidente da ABISPESCA a reunião realizada em Itajaí demostra a necessidade do setor em ter um discurso único sobre a pesca. “É muito preocupante o nosso momento, nós estamos impedidos de exportar para um dos maiores mercados do mundo que é o mercado Europeu e aqui neste encontro, surgiram ideias e ações para um novo momento do setor. Um momento de mostrar ao governo federal e ao mundo o quanto grande nós somos”, destacou Eduardo. Para Jorge Neves, presidente do SINDIPI, a pauta desta primeira reunião intersetorial, foi uma pauta pensada nas demandas da pesca de todo o país. Uma discussão em cima de assuntos emergenciais e que precisam de uma solução rápida por parte do Governo. “O que acontece hoje é que o Governo engessa o setor. Chegou a hora do governo cuidar de suas competências e deixar que as pessoas que entendem de pesca façam a sua parte. Mas o governo quer cuidar de tudo, esquece de compar lhar com as en dades representa vas para a construção de um acordo comum e atrapalha o que poderia estar dando certo. Um problema enfrentado não só na pesca, mas em outros setores, pois com esta polí ca de interesses gera prejuízos e len dão em outros segmentos”, comenta Jorge Neves. Jorge Neves destacou ainda que esta foi a primeira reunião realizada entre as duas en dades. A intenção é manter uma agenda regular de debates e a elaboração de documentos com demandas e sugestões para resolver alguns impasses que interfiram na ro na e manutenção da a vidade pesqueira.

PESCADOS


7

Prejuízos com a Suspensão das Exportações

De acordo com Eduardo Lobo o setor pesqueiro perdeu neste começo de 2018 aproximadamente mil postos de trabalho. E a previsão até o final do ano e começo do ano que vem é de um prejuízo de R$ 200 milhões de reais em inves mentos que devem deixar de circular por aqui, por causa desta suspensão. “Quem vai querer inves r em uma país que não tem autorização para exportar para um dos principais mercados que é o Europeu. Nós temos uma costa con nental, uma das maiores reservas de água doce do mundo e não

par cipamos a vamente deste mercado. É nesse momento que as pessoas precisam perceber, principalmente o governo, que a Fotos: Divulgação MAPA gente não está precisando de redução de imposto, não precisamos de dinheiro a fundo perdido, a gente está precisando de respeito, de ordenamento e de uma legislação segura e que não deixe o setor desconfortável. Pois hoje, nós temos uma insegurança de inves r no país”, finalizou Eduardo Lobo, presidente da ABIPESCA.

Resultado da reunião Intersetorial A reunião intersetorial entre SINDIPI e ABISPESCA durou mais de 5 horas. Toda discussão e troca de informações entre os par cipantes resultou em um documento com encaminhamentos referentes as pautas. De acordo com o Diretor para assuntos governamentais da ABIPESCA Chris ano Lobo, os encaminhamentos são em nível ins tucional com o posicionamento das en dades par cipantes do encontro. “Todos estes encaminhamentos vão resultar em ações e expedientes endereçados ao Ministério da Agricultura em primeira instância, mas todos eles focados na Câmara Setorial da Pesca que é o fórum hoje adequado para o debate do setor. O que nós estamos propondo aqui é um estado trabalhando para uma nação. Isso parte de uma mudança de olhar e de comportamento e da necessidade que o setor polí co vai ter de dialogar com o setor privado para a escolha desde nomes até decisões tomadas que interfiram no setor”, destacou Christano.


8

Informa vo do

Armadores de pesca da modalidade de emalhe decidem recorrer da decisão da jus ça sobre a INI 12/2012

O pedido para suspender temporariamente a INI Nº 12/2012 do Ministério do Meio Ambiente e do ex nto Ministério da Pesca foi negado pela Jus ça. A ação ajuizada pelo escritório de advocacia que representa os armadores de emalhe do SINDIPI pedia o cumprimento de itens previsto na instrução como por exemplo, a criação de Grupos de Trabalho e Comitês de Gestão Permanente que não saíram do papel. De acordo com o advogado Claudio Augusto Gonçalves Pereira logo que saiu a Instrução Norma va Interministerial os armadores convocaram o escritório Reis Gonçalves e Associados para apresentar o problema e relataram, na época, a necessidade da criação de um grupo para o debate das informações. "O governo realizou apenas uma reunião (que no futuro deveria se tornar o grupo de trabalho) e depois o setor fez um pedido para um segundo encontro que nunca aconteceu. Então, o próprio governo se pron ficou por meio de uma Instrução Norma va criar este espaço para a melhoria do setor e a vidade pesqueira e não o fez” destacou Claudio. Ainda de acordo com o advogado, a juíza responsável pelo caso levou em conta questões ambientais entendendo

www.hemosc.org.br

que a rede de emalhe é prejudicial, pois a nge uma quan dade expressiva de seres vivos durante a captura. Esta análise foi baseada em uma manifestação apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) durante o processo. Um documento onde o MPF argumenta que a rede não captura apenas as espécies previstas para a modalidade, mas vai além, gerando um prejuízo para o meio ambiente. Já sobre o pedido central dos advogados, referente a criação dos Comitês ou Grupos, a juíza manifestou a existência sobre este espaço e ainda destacou que não nha que se manifestar sobre o assunto, pois faltou ação do setor no momento adequado. Uma argumentação contestada pelo advogado. “Consta nos autos a falta de criação destes grupos e o relato de apenas uma reunião. Nós juntamos inclusive a ata deste encontro, todos os encaminhamentos que foram solicitados e relatamos ainda a falta de representa vidade do setor dentro do Governo Federal,” finalizou Claudio. Durante a reunião com os advogados e os armadores da modalidade de emalhe do SINDIPI, ficou definido que o escritório vai recorrer da decisão.


9

Representantes do setor pesqueiro do país par cipam de reunião em Brasília A segunda reunião da Câmara Setorial da Produção e Indústria de Pescados foi realizada em Brasília na primeira quinzena de abril e contou com a par cipação do Presidente do SINDIPI, Jorge Neves e do presidente da Câmara de Planejamento de Pesca e Aquicultura - FIESC o armador e coordenador da Câmara Setorial do Camarão Rosa do SINDIPI, André Ma os e o Técnico das indústrias do SINDIPI, Estevam Mar ns. Durante o encontro o grupo priorizou o tema: parasitas que é uma questão que tem preocupado muito o setor principalmente no que se refere a pescados selvagens, quase sempre presentes e quase sempre inofensivos para a saúde humana. Referente a esta demanda o Ministério da Agricultura vem aplicando diversos entendimentos e por

isso a necessidade de um debate mais profundo sobre o tema. A discussão contou com a par cipação da Anvisa e do Ministério da Agricultura. Após a troca de informações ficou definido que a Câmara vai elaborar um pleito que será analisado em parceria com a academia por meio da Universidade Federal Fluminense. A en dade vai colaborar para que o setor possa trabalhar com as normas internacionais que preveem que o congelamento é suficiente para eliminação do risco à saúde humana e ina vação do parasita. A Câmara Setorial é um órgão consul vo ao Ministro da Agricultura que auxilia na tomada de decisões e faz com que o Ministério encaminhe de forma mais organizada e orientada as ações relacionadas ao setor.

Governo Federal quer implantar sistema de cotas para captura da tainha O setor produ vo de Santa Catarina avalia como posi va a intenção do Governo Federal em adotar o sistema de cotas para a safra da tainha deste ano. A alterna va ganhou força no ano passado quando apenas 17 embarcações foram autorizadas a pescar. O sistema de escolha dos barcos foi um sorteio que deixou muitas embarcações de fora da captura. De lá para cá governo e setor produ vo tentam encontrar dentro do Comitê Permanente de Gestão de Pelágicos – CPG - Regiões Sul e Sudeste uma alterna va para garan r a con nuidade de uma pescaria tradicional para o estado de Santa Catarina. No úl mo encontro realizado no começo do mês de abril em Brasília o Comitê chegou a um acordo. A proposta para a safra deste ano é uma cota de captura de 3.417 toneladas entre pescadores industriais e emalhe anilhado.

Segundo o Coordenador da Câmara Setorial do Cerco, Agnaldo Hilton dos Santos, presente no encontro a cota para a frota industrial, será de 2.221,17 toneladas para 50 barcos. “A implantação da cota é favorável, pois com um número es pulado é possível fazer um estudo avançado e também negociar o preço. Este é um modelo sustentável de pesca e que no futuro garante segurança para a manutenção da pesca,” disse Agnaldo. A ideia é que o controle do volume de captura aconteça por meio do Sistema de Informações Gerenciais do Serviço de Inspeção Federal – SIGSIF. Esta será a ferramenta para dar um alerta ao setor quando se aproximar do volume total es pulado em cota. As regras e a oficialização da criação do sistema de cotas estão previstas para sair até o final de abril. A safra da tainha para a frota industrial começa no dia primeiro de junho.

Seguro Transporte Nacional e Internacional Protegidas do início ao fim. 48 3029-4400 48 98408-7909 www.jomani.com.br

Bombas - Motores - Pistões - Vedações e Correias


10

O SINDIPI possui vinte e dois convênios com estabelecimentos comerciais, na lista estão serviços, como: clínica de medicina do trabalho, massoterapia, academia, podóloga, clínica de diagnós co, loja especializada em produtos náu cos, corretora de seguros, faculdade, den sta, laboratório de analises clínicas, hotel e treinamentos de prevenção de combate a incêndio e segurança no trabalho. Os interessados devem entrar em contato diretamente com o prestador de CONFIRA A LISTA DE CONVÊNIOS: Cliomed – Medicina do Trabalho (Descontos Variados) Itajaí: Rua Sete de Setembro, 219 – Centro | Fone: (47) 3344-0051 Balneário Camboriú: 3ª Avenida, 271 | Centro | Fone (47) 3360-6777 GoldenMED – Clínica Geral e Segurança e Medicina do Trabalho (Desconto de 40% nos exames) Rua Samuel Heusi, 340, sala 04 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3045-7216 Clinica Bom Jesus Itajaí (Descontos Variados) Rua Indaial, 1389 - São João | Itajaí | Fone: (47) 3045-1927 (47) 3046-1827 ou (47)99775-3123

serviços. As parcerias já estão valendo e pode usufruir do bene cio aquele associado que esteja em dia com a mensalidade junto ao sindicato. Entre as vantagens concedidas pelos prestadores de serviços estão: descontos que variam conforme o estabelecimento e procedimento realizado. Além do associado, o convênio atende ainda as necessidades das esposas e filhos. MCI – Medical Center Image (Descontos variados) Rua: Samuel Heusi, 178 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3390-4700 Catarina Náu ca Comércio de Representações Ltda. (Descontos variados) Rua Praça Felix Busso Asseburg, 52 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3349-9090 Emersul Corretora de Seguros Ltda. (Desconto de 10% nos serviços) Av. Getúlio Vargas, 64, sala 3C – Vila Operária | Itajaí | Fone: (47) 3349-9704 Avan s de Ensino Ltda. (Desconto de 15% em todos os cursos da Pós-Graduação e 10% em Graduação e Ensino Médio) Marginal Leste, 3600 – Estados | Balneário Camboriú | Fone: (47) 3363-0631

Quevedo Ó ca (Desconto de até 25%) Itajaí: Rua Samuel Heusi, 234 – Centro | Fone: (47) 3348-7781 Demais franquias: Florianópolis, São José, Biguaçu, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, Tubarão e Balneário Camboriú

Prepara Cursos Profissionalizantes (Desconto de 40% nos cursos) José Bonifácio Malburg, 64, sala 02 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3046-1672

Super Ó ca São José (Desconto de 15% a 20%) Rua Samuel Heusi, 234 – Sala T22 – Itajaí Shopping | Centro | Fone: (47) 3346-2821

Clinica de Saúde Magnificat (Desconto de 20% a 30% nos procedimentos) Rua Santo Agos nho, 409 – Cordeiros | Itajaí | Fone: (47) 3361-7195 e/ou (47) 99936-2014

Escola de Idiomas Rockfeller – Franquias Itajaí e Navegantes (Desconto de 25% nos cursos oferecidos) Franquia Itajaí: Rua Camboriú, 542 – Centro | Itajaí | Fone: (47) 3348-1848 Franquia Navegantes: Av. Santos Dumont, 190 – Centro | Navegantes | Fone: (47) 3342-4042

MOB Laboratório de Análises Clínicas – Ghanem Laboratório Clínico (Anexo a Clinica Bom Jesus) (Descontos variados) Rua Indaial, 1389 – São Judas | Itajaí | Fone: 0800 000 3001 – (47) 984581299 WhatsApp

Art Physio – Clinica de Fisioterapia (Desconto de 20% a 35% em sessões de atendimentos e 100% para consultas) Rua Antônio Carlos Pereira Leão, 235 – São Vicente | Itajaí | Fone: (47) 3046-3337

Consultório Odontológico Dra. Vivian Ribeiro Nascimento (Descontos Variados) Rua Cônego Thomaz Fontes, nº 144 – 1 andar, sala 2 Centro | Itajaí | Fone: (47) 3249-1009

Loja Flor de Amora (Desconto de 20% à vista e 15% a prazo em todos os ar gos da loja) Rua José Querino, 566 – São João | Itajaí | Fone: (47) 3348-1731 Massoterapia – Vitalle Terapias (Desconto de 20% nos pacotes de massagem) Rua Estudante Renato Victorino, 187 – Dom Bosco | Itajaí | Fone: (47) 99912-0012 Academia Class Time (Desconto de 15% no plano semestral e anual) Rua José Siqueira, 286 – Ressacada | Itajaí | Fone: (47) 3083-4100 Podóloga – Tânia Regina Pereira (Desconto de 10%) Av. Sete de Setembro - Centro | Itajaí | Fones: (47) 3348-1751 e/ou (47) 99986-1133

Hotel Estação 101 Ltda. (10% no hotel e descontos variados no restaurante) Br 101 – KM 118 – Bairro Espinheiros | Itajaí | Fone: (47) 3390-0101 Pousada Três Pinheiros (Desconto de 10%) Rua F. G. Bier, 2088 – Gramado - RS I Fone: (54) 3295-1006 Master Trainer Treinamento (Desconto de 10% em treinamentos de prevenção de combate a incêndio e segurança no trabalho) Fone: (47) 98876-2166 / e-mail: mastertrainerjw@gmail.com

CRISMAR COMERCIAL Material Para Embarcação Ferramentas em Geral Cris ano Bianchini EPP Fone: (47) 3348-2468 | Fax 3348-6070 e-mail: crismarcomercial@terra.com.br


11

Aniversariantes de Março e Abril Parabéns aos associados do SINDIPI! Saúde, paz e felicidades!!! ANIVERSARIANTES DE MARÇO 01 - LW Indústria e Comércio de Pescados Ltda Me 01 - Maresia Alimentos Ltda 02 - Marcelo Derungs Euzébio 03 - Aldir Suel de Melo 05 - Ryuji Fukui 06 - Lize Ferreira 06 - Antonio José dos Santos 09 - Manoel Silvestre Marques - Secretário 10 - Fabiano Érico Ceccato 11 - Apoliano Oliveira do Nascimento 15 - Matheus Alves da Silva - Sindipi 18 - Cristovam Antonio Caldeira 21 -José Fonseca - Tesoureiro 21 - Loadir Floriano Detoni 22 - Taiana Roziana Marques 26 - Mário Sérgio Duarte 26 - Luciano Paulo dos Santos 27 - Debora da Silva Cordeiro 29 - Floripa Caldeira Cipriano 31 - Claudionor Carlos Pinheiro

Folders fone (47)

Flyers

ANIVERSARIANTES DE ABRIL 01 – Antônio Tarcílio Pinheiro 01 – Imbituba Ind. Comércio de Pescados 04 – Francisco Ernesto Emílio 05 – Clair Caldeira de Souza 05 – Marlon Marques de Sousa 06 – Jaqueline Doralice Caldeira Lima 09 – José Carlos Marcelino 12 – Amipesca Pescados Ltda 13 – Pedro Andriani 13 - Apoliano Oliveira do Nascimento Júnior 14 – André Luiz Dutra Ma os 15 – Alcinésio Irinei Bi encourt 15 – Vânio Miguel Santos 16 – Valerio Setembrino de Oliveira 16 – Joaquim Felipe Anacleto 17 – Maria Lili de Souza – Sindipi 19 – Margareth Menezes 19 – Nadir Gonçalves Lourenço 19 – Osmar dos Santos Filho 22 – Marcos Antônio Peixoto da Fonseca 24 – José Silvestre Marques 25 – Regina Carvalho de Oliveira de Lima 26 – Agnaldo Hilton dos Santos 27 – Tânia Catarina Ponciano Cordeiro 28 – Daniela Luz Ramos - Sindipi

Cartões

3366-5897 98433-6680


Informativo SINDIPI 11|2018  
Informativo SINDIPI 11|2018  
Advertisement