Issuu on Google+

Publicação do Sindicato dos Metroviários de SP – http://www.metroviarios-sp.org.br – Twitter: http://twitter.com/Metroviarios_SP 04/10/11 nº 574

Ato na quinta-feira, dia 6/10, às 17h30

Rua Boa Vista nº 175, próximo à Praça da Sé. Participe!

Vamos exigir que Avelleda cumpra sua palavra pagando a periculosidade sobre o conjunto dos vencimentos, garantindo a equiparação salarial e negociando com os metroviários o Concurso Interno da GOP

J

á faz três meses que a Campanha Salarial foi encerrada. Uma das mais bonitas e participativas da última década, resultando em conquistas importantes para a categoria. O Metrô tem que honrar seu compromisso adotando o pagamento correto da periculosidade sobre todos os vencimentos e acertar a equiparação salarial. Chega de enrolação! A postura adotada pela

empresa sobre o Concurso Interno da GOP também é contrária aos interesses da categoria, já que exclui a participação dos metroviários da segurança. Além disso, o número de vagas abertas está muito aquém do necessário para diminuir o sufoco que os trabalhadores passam. Participe. Vamos exigir nossos direitos! Esta luta é sua!

Imprensa Sindical

Sindicato promove Seminário de Comunicação Nos dias 14 e 15 de outubro, o Sindicato vai realizar um seminário sobre comunicação. O objetivo é analisar a atuação da Secretaria de Imprensa e Comunicação do Sindicato e verificar o que é possível mudar para melhorar o seu desempenho. A partir das 19h30 do dia 14, na sede do Sindicato, será realizado um debate com profissionais de comunicação com o tema “A Comunicação Sindical como contraponto à comunicação dominante e como formação da consciência do trabalhador”. Estão confirmadas as presenças do escritor Vito Giannotti, autor do livro Muralhas da Linguagem, e

do jornalista e cartunista Gilberto Maringoni. No sábado (15), a partir das 9h30, serão apresentadas experiências de comunicação com a participação de jornalistas convidados de outras entidades sindicais. A parte da tarde será dedicada à discussão sobre os desafios e perspectivas do Departamento de Comunicação do Sindicato, com a participação da diretoria e ativistas.

O evento será aberto a todos os metroviários e transmitido ao vivo pelo site do Sindicato (www.metroviarios. org.br). Participe e colabore com suas sugestões.

Use o ADESIVO da nossa campanha

Bancários e Correios unem suas greves em São Paulo Foto: Arquivo/Sindicato

Os funcionários dos Correios estão em greve nacional desde o dia 14 de setembro. Estão reivindicando aumento real de R$ 400, reposição de 7,16% e pagamento das perdas salariais de 1994 a 2010, totalizando 24,76%. A proposta do governo Dilma até o momento é de um reajuste linear de R$ 50. Também em greve nacional Manifestação conjunta em 30/9, no Anhangabaú estão os trabalhadores bancários. Eles estão parados desde o dia abusivas que adoecem os trabalhadores, 27 de setembro, após cinco rodadas de negociação. Os bancários recusaram a além de combate ao assédio moral, mais proposta patronal de 8% de reajuste. segurança e ampliação das contratações. Diretores do nosso Sindicato A reivindicação principal da categoria participaram de uma passeata realizada é 12,8% de reajuste (5% de ganho real pelas duas categorias em greve, na mais a inflação do período). última sexta-feira (30), no Centro da Os bancários também exigem cidade. Total apoio aos companheiros PLR de três salários mais R$ 4.500, piso salarial de R$ 2.297,51 e o fim das metas bancários e dos correios.


2

PLATAFORMA Vendo Sahara/98

Dilma privatiza os Correios e ataca os trabalhadores em greve

Somos todos metroviários

A

zul, Verde, Amarela, Vermelha e Lilás. Todos os trabalhadores que atuam nestas linhas são metroviários. E o próprio governo diz isso em sua propaganda. O que não são metroviárias são a gestão e a política adotadas na Linha 4, que o governo tucano fez questão de privatizar para colocá-la a serviço do lucro dos empresários. Construída majoritariamente com capital público (80%) e com garantias de tarifas com dinheiro do sistema de arrecadação que foi centralizado, essa Parceria Público-Privada foi uma retribuição dada às empresas. As quais, coincidentemente, financiam campanhas eleitorais. Não é à toa que o deputado estadual Roque Barbiere (PTB), num lapso de franqueza, tenha declarado que pelo menos 30% dos deputados estaduais fazem “tráfico” de emendas com as obras do Estado. O governo Alckmin faz campanha da Linha 4 tomando “emprestada” a boa imagem que o Metrô tem pelos anos de bom serviço prestado à população. O que ele não diz aos usuários é que o desastre em Pinheiros, em 2007, foi resultado da negligência das empresas privadas do Consórcio Via Amarela que economizaram no material utilizado para aumentar seus lucros. Não se pode precisar quais outras consequências acontecerão para a população usuária.

Na Linha 4 se chega ao absurdo de os trabalhadores não terem o Bilhete de Serviço, obrigando-os a pagar para se locomover nas estações do metrô em que eles prestam serviços. Continuaremos firmes na campanha pela incorporação da Linha 4 ao Metrô, para que aqueles metroviários façam parte do nosso Sindicato.

Mini amplificador Fender Mini amplificador Mini Fender Twin. R$ 200,00. Tratar com Claudir, tec. res., base VTD, fones: 3179-2000/35351 ou 2091-5989.

Violão 12 cordas Eagle A presidenta Dilma encaminhou ao Congresso Nacional, no dia 28 de abril de 2011, a Medida Provisória 532/2011 que mistura dois assuntos distintos: a regulamentação do etanol e a privatização dos Correios. A MP foi aprovada pelos parlamentares da Câmara dos Deputados e do Senado, com votos do PT e do PCdoB, além do PSDB, PMDB etc. No dia 19 de setembro, Dilma sancionou a MP que transforma a Empresa de Correios e Telégrafos numa Sociedade Anônima, selando a privatização do patrimônio público a favor dos empresários que estão por trás do “lobby” pela privatização dos Correios. O que significa virar Sociedade Anônima? Os Correios terão que dar lucro na lógica do “livre comércio”. Tendo incentivos fiscais para garantir os lucros repassando-os para os “mui amigos” empresários, que retribuirão nas campanhas dos políticos que votaram a favor da MP, como PSDB, PT, PCdoB. Além disso, foram criadas as subsidiárias privadas, empresas privadas que terceirizarão quase todo o serviço hoje nas mãos dos Correios. Como visam lucros, atacarão os direitos

dos trabalhadores, demitirão funcionários, aumentarão as tarifas, eliminarão serviços não atrativos para o setor privado trazendo prejuízo para as camadas mais carente da população. Ou seja, todas as consequências negativas que a privatização acarreta como ocorreu nas telefônicas, empresas elétricas, Vale do Rio Doce, CSN, bancos e tantas outras. Dilma, no programa eleitoral em 2010, disse, em relação às privatizações tucanas, que “eles só pensam em vender o patrimônio público” e que iria “fortalecer as nossa empresas” contra essas políticas . Agora esqueceu o que disse e privatiza os Correios, os aeroportos, as estradas. Além de trair o povo brasileiro, também faz parte do time dos que privatizam, como Fernando Henrique Cardoso (FHC). Repete o mesmo que FHC: deixa de investir nas empresas estatais para depois justificar a privatização. O movimento sindical brasileiro tem que denunciar as privatizações dos Correios, dos aeroportos e de todas as empresas estatais, que não servem ao povo brasileiro e sim aos empresários amigos dos políticos. E como ficam os militantes de esquerda que lutaram a vida toda contra a privatização, por exemplo, o Metrô de São Paulo feita pelo PSDB por meio das PPP´s, e agora vêem os seus deputados do PT e PCdoB

votarem a favor da privatização com os mesmos argumentos do PSDB? Infelizmente, Dilma e Lula, ex-sindicalista que apoia integralmente o governo e suas medidas, mancharam as suas bandeiras com a privatização e a entrega do patrimônio público do povo brasileiro para os magnatas daqui e estrangeiros. Agem para garantir apoio político e financeiro para suas campanhas, como figuras que hoje apoiam o governo do PT como Sarney, Collor e Kassab. Agora os trabalhadores dos Correios estão em greve e o governo Dilma ameaça cortar os salários dos grevistas. Também estão em greve os bancários e os judiciários federais de todo o País por melhores salários e condições de vida se enfrentando diretamente com os patrões e o governo. A luta continua, seja PSDB ou PT. Vamos lutar contra as privatizações, os empresários e seus governos. Nós temos um lado, o lado dos trabalhadores e do povo brasileiro, contra os privatistas e entreguistas, independentes da sigla. Diga não à privatização do Metrô de SP feita pelo Alckmin. Diga não à privatização dos Correios e dos aeroportos feita pela Dilma. Viva a greve dos trabalhadores dos Correios, bancários e do judiciário Altino de Melo Prazeres Jr, OT e presidente do Sindicato

Zorra Total Sindicato formaliza exigência à Globo

N

o dia 5 (quarta-feira), às 16h, a Secretaria de Assuntos da Mulher do Sindicato vai formalizar a exigência à Rede Globo que retire um quadro que incita a violência sexual no programa Zorra Total. A iniciativa faz parte de uma campanha contra o assédio sexual contra as mulheres nos transportes públicos. Diretoras e ativista do Sindicato vão protocolar sua exigência na sede da Rede Globo (rua Doutor Evandro Carlos de Andrade, 160, Itaim Bibi). O objetivo é retirar o quadro em que uma mulher é abusada no metrô. O que é piada no Zorra Total acontece frequentemente com milhares de mulheres usuárias de transporte público. Todos aqueles que lutam contra o assédio sexual nos transportes públicos estão convocados a comparecer à sede da Globo. Assédio sexual não é piada!

Violão 12 cordas Eagle Ch 888 E12.Tampo Abeto. Lateral e fundo mogno. Escala Jacarandá. Braço mogno oriental.Tarraxas cromadas (blindadas). Cordas aço D’Addario. Sistema de captação (Pickup & Preamp) Piezo. Equalizador 5 bandas + afinador digital.Acabamento verniz brilhante. R$ 750,00.Tratar com Claudir, tec. res., base VTD, fones: 3179-2000/35351 ou 2091-5989.

Amplificador para guitarra Amplificador Warm Music 208 Gt Mais pedal. Semi novo. R$ 500,00. Tratar com Claudir, tec. res., base VTD, fones: 3179-2000/35351 ou 2091-5989.

Informática Contrato de informática para associados. Plano de manutenção de microcomputadores e rede para os associados da empresa e-tlantic.net. Consulte os planos a partir de R$ 12,90 mensais. Entre em contato com Ricardo Ferreira, fones: 7785-3904 ou Nextel: 111*252. Tratar no fone: 9556-7604.

Apartamento Vendo apartamento na Rua Teresina,Mooca.No 10º andar,com 2 dormitórios,2 banheiros,sendo 1 suíte com armário planejado,sala 2 ambientes, cozinha planejada, 1 vaga de garagem. Condomínio de aproximadamente: R$350,00. Lazer completo. R$295 mil. Aceito financiamento. Tratar com Rosana, fone: 2295-4197 ou Valter, fone: 7547-4028.

Moto Vendo Honda CG 150, Fan Esi, 2010/2010, preta, Street,150 CC.Motor de 4 tempos.Freio dianteiro/traseiro. Tambor/tambor. Injeção Eletrônica, partida: elétrica. IPVA pago. Licenciada. Único dono. Ótimo estado. R$ 5.500,00. Tratar com Nilson, tec. restab., REN,TRD, noite, ramal: 15251 ou 15252 ou fone: 2988-1171.

Casa para renda Vendo casa com 4 cômodos. Alugue em Guarulhos. R$ 190 mil. Aceito financiamento. Tratar com Arilson, fone: 8351-7850 ou ramal 36015.

Apartamento Vende-se de 52 m².2 dormitórios com 1 vaga de garagem, banheiro social/cozinha/lavanderia. Entrega em Nov./2011. Avenida Aricanduva à direita,logo após o cruzamento com Av.Itaquera sentido bairro. R$ 146 mil. Tratar com Argenti, fone: 8305-8306/7770-7361, ID-126*29172.

Apartamento Vende-se na Rua Montojo, próximo ao CEPAM, (metrô Vila Prudente) 59 m², com 2 dormitórios, 1 vaga, cozinha planejada. R$ 190 mil. Tratar com Argenti, fone: 8305-8306/7770-7361, ID126*291.

Motos Suzuki Vendo.Burgman,2009,amarela,documentação e Controlar 2011 ok. R$ 3.500,00. Intruder, 2011, vermelha, documentação ok. R$ 4.500,00. Contato com OPS Murilo, TCS, fones: 25458441/6181-6009.

Sobrado Vendo próximo à Linha5/Lilás. 3 dorm., sala/cozinha amplos, garagem para 4 carros, edícula. A 5 minutos do Pátio Capão Redondo.Reformado. Documentos ok. Aceito financiamento. R$ 320 mil.Tratar com JoelValério,OTM,Alto do Ipiranga, esc. B, fones: 5532-0315/6333-8685.

Venda de Veículo Ecoesport, 07/07, preta, completa, bancos de couro. Documentos ok. 57 mil km. Tratar com Joel Valério, OTM, Alto do Ipiranga, esc. B, fones: 5532-0315/6333-8685.

Praia Grande

Fase decisiva no Campeonato de Futsal O XXI A grande final será realizada no dia 15 de Campeonato outubro. de Futsal do Veja os resultados dos últimos jogos nas Sindicato já está páginas do Sindicato na Internet em sua segunda (www.metroviarios.org.br). fase. Os jogos agora são 2º Fase (Eliminatória) – Dia 08/10/2011 – SÁBADO eliminaCarniceiros X Ilha Quadrada 11h15 tórios. Das Nós Travamos X Terceiro Trilho 15h45 17 equipes que iniciaram a competição, apenas quatro se classificaram para esta 4º Fase (Disputa do 3 º Lugar) – Dia 15/10/2011 – SÁBADO fase. São elas: Carniceiros, Nós Travamos, Perdedor do JOGO 01 X Perdedor do JOGO 02 10h15 Ilha Quadrada, e Terceiro Trilho. FINAL – Dia 15/10/2011 – SÁBADO No dia 8 de outubro serão realizadas Vencedor do JOGO 01 X Vencedor do JOGO 02 11h30 as partidas que definirão os finalistas.

Foto: arquivo/Sindicato

E não são só os usuários e o serviço público que são atacados. Os trabalhadores da Linha 4 sofrem com o rebaixamento de seus direitos e salários. Os metroviários da L 4, quando admitidos, são obrigados a assinar a ficha de sindicalização do Sindicato dos Trabalhadores em Concessionárias de Rodovias, entidade que a CCR trouxe no pacote da PPP para tentar impedir que se associassem ao nosso Sindicato e tenham a cobertura do Acordo Coletivo dos metroviários de São Paulo.

Sahara NX 350 - 98/98, roxa, reformada, pneus e rodas novas. Mecânica e documentação ok. R$ 4 mil. Tratar com Andréia ou Anderson, fones: 8644-2597/8644-2598.

Alugo apartamento para temporada e finais de semana, na Vila Guilhermina, próximo da praia. Tratar com Gilmar Messias, fone: 29822600/7990-9609.

Vendas Perfumes etc. Tratar com Isaque, fones: 20435251/9446-7288.

Decoração de festas em geral Decoração de festas em geral. Infantis, 15 anos, bodas, casamentos, confraternizações, chás de bebe e cozinha. Mais informações ligue: 59247947(fixo), 6223-8048 (OI) 8430-4042 (TIM).

Temporada Alugo apartamento na Praia Grande de frente para o mar, na Vila Tupy. Tratar com Waltinho, fone: 2457-8408/9393-6193.

Quick Massage Massagem terapêutica. Antiestress. Tratar com Mauro, fones 2546-4841/9644-6318.

Alugo chácara em Santa Isabel 3 quartos, 3 WC, redes para descanso. Fotos: www.recantodasandorinhas.xpg. com.br. Tratar com Severino, fones: 25842100/8080-7133.


PLATAFORMA

Terceirização:

3

roubo do futuro metroviário A Cia. do Metropolitano de São Paulo não se restringe ao metrô de maior densidade do mundo, que por si só não é pouco. Sempre foi, também, uma empresa geradora de tecnologia. Um conhecimento incalculável que o governo estadual ameaça extinguir

A

terceirização de atividades de manutenção civil, trens e equipamentos, estação (arrecadação) levam à redução do quadro técnico com a perda de capacidade de atuar diretamente sobre os problemas do dia-a-dia. Analistas e técnicos, transformados em gestores de contratos, acabam deixando de desenvolver soluções para os problemas, passando a meros “clientes” dos serviços terceirizados contratados. É latente a ameaça ao emprego, não só para operadores e oficiais de manutenção, mas também para técnicos, analistas e engenheiros. Ameaça que não vem só com a entrega de atividades diretas da operação, mas também na terceirização de áreas administrativas. Recentemente foi divulgado um ambicioso plano de investimentos em informática com contratos de mais de R$ 100 milhões, valor equivalente a três trens novos completos. Tratada a pão e água durante anos, a TI (Tecnologia da Informação) da Cia. sempre teve excepcional desempenho, considerando-se seus escassos recursos. Lamentavelmente, quando se planeja investimentos, o pressuposto é terceirizar todas as atividades de TI. Essa ameaça aos profissionais de TI não se limita a uma gerência. Devido ao grau de integração proposto pelas soluções que serão adquiridas, todas as áreas da

empresa que desenvolvem ferramentas e/ou processos que usem ferramentas de TI terão que se submeter aos novos contratos. Considerando que os contratos de terceirização de TI sejam, não somente assinados, mas também totalmente implementados, o desenvolvimento de praticamente qualquer procedimento em informática estará sujeito às contratadas. O que se desenha para o Metrô é uma empresa engessada por contratos que comprometerão, sem nenhuma flexibilidade, seu orçamento (sendo renovados periodicamente). Em suma, projeta-se uma empresa que joga fora todo seu acúmulo de desenvolvimento tecnológico e sua autonomia na área de TI, ficando permanentemente dependente das multinacionais. É o roubo do futuro metroviário.

Linha 4 privatizada prejudica a população novamente No dia 3/10, uma semana após o início da operação da Linha 4 de Luz a Pinheiros, funcionando das 4h40 às 24h, uma falha de equipamentos de via paralisou a circulação de trens por quatro horas

M

ais uma demonstração de que a iniciativa privada não tem competência para construir e operar um sistema complexo como o metrô.

Foto: arquivo/Sindicato

Falha provoca colisão de trens de metrô na China No dia 26 de setembro, uma pane no sistema de sinalização CBTC (driverless – sem operador de trem) da linha 10 do metrô de Xangai, na China, provocou a colisão de dois trens, ferindo cerca de 270 pessoas, sendo 20 em estado grave. A empresa que instalou o sistema de sinalização é a Casco, uma joint venture da Alstom com a China Railway Signal (CRS). Essa empresa é a mesma que foi responsável pela falha no sistema do trem bala em julho que levou à morte de 40 pessoas.

A ganância de implantar o sistema driverless para economizar mão de obra, está levando a falhas de segurança e colocando em risco os usuários e os funcionários. O Sindicato sempre denunciou que a Parceria Público-Privada da Linha 4 não atende as necessidades da população de São Paulo, mas sim aos interesses das empreiteiras e multinacionais do setor de transporte.

Ato contra a privatização na inauguração da estação Pinheiros, Linha 4 - Amarela


4

PLATAFORMA Foto: Sansão/Sindicato

Curso para cipistas Foi um total sucesso o curso promovido pelo Sindicato aos cipistas eleitos pela categoria. Em breve, a cartilha do cipista será entregue nas reuniões de bancada.

Filas no Tatuapé

Problemas na Manutenção

GMT persegue trabalhadores do VPL no PIT

N

o dia 23 de setembro, os chefes do departamento do MTV, Jair e Mora, determinaram que os membros de uma comissão de negociação escolhida pelos funcionários do VPL diurno fossem transferidos da área. São eles: Flávio, Merencio e Robson, sendo que o primeiro é diretor do Sindicato e cipista eleito. Esses trabalhadores haviam participado de uma reunião com a assessoria da GMT. Nela, entregaram um abaixo-assinado da área denunciando o assédio sistemático feito pelo supervisor Josias e pedindo a sua substituição. Há anos vem ocorrendo o desrespeito a direitos elementares como o horário de café, tempo de ida ao banheiro, entre outros problemas. Os trabalhadores também eram obrigados a executar atividades (como segurança elétrica) sem os equipamentos necessários.

Um ataque à democracia e ao direito dos metroviários Os companheiros do VPL diurno agiram como qualquer trabalhador consciente faria diante dos problemas. Eles se organizaram, fizeram um abaixo-assinado para expressar a opinião de todos e escolheram uma comissão para ir à gerência. No entanto, para os truculentos mandantes da GMT, isso é inaceitável. Exigimos o respeito à nossa liberdade de organização e expressão Exigimos o retorno dos funcionários do VPL à sua área!

PIT tem vestiários com péssimas condições As condições sanitárias dos vestiários do PIT continuam insustentáveis tanto no Bloco-A como no C1. Não é de hoje que os companheiros vêm pedindo uma solução para a falta de exaustão, que provoca um cheiro insuportável e até já deixou o teto escurecido devido ao acúmulo de mofo. O vestiário feminino no C1 conta só com um chuveiro, exigindo uma fila de espera para as trabalhadoras procederem sua higiene pessoal para ir para casa. Após muita pressão, a GMT deslocou um faxineiro para manter a limpeza nos vestiários, atenuando o mau cheiro. Por conta da atuação dos trabalhadores, a GMT comprometeu-se em iniciar a reforma no setor. A situação sanitária tem piorado ultimamente, pois há cerca de 400 trabalhadores terceirizados trabalhando no PIT, o dobro do que havia anteriormente. Como não há aquecimento no chuveiro, o banho no inverno fica inviabilizado. O Metrô precisa cessar essa negligência, que além de desrespeitar os trabalhadores, fere a legislação.

Falta de óculos de segurança na GMT Os 52 profissionais que trabalham em solda, tornos e fresas e precisam de óculos de segurança com grau estão precarizados na sua condição de trabalho. A empresa não os tem fornecido. Se usam os óculos de segurança, não enxergam direito. Se usam os óculos normais, ficam sem condições de segurança. Isso caracteriza mais um desrespeito ao trabalhador.

Estratégia “Bonde do Jackson” Há tempos os funcionários operativos sofrem com a fatídica estratégia de futebol elaborada pelo OPS, apelidada de “Bonde”, que traz transtornos físicos e psicológicos a dezenas de metroviários. Esse “Bonde” consiste em concentrar cerca de dois mil torcedores de uma determinada facção em uma estação, para 100 ASMs acompanhálos ao destino num trem exclusivo, sem paradas nas estações, inclusive passando eventualmente de forma irresponsável por enlaces ao longo do percurso. Não obstante os problemas da estratégia “Bonde”, no último dia 18 de setembro, uma dessas facções começou um tumulto na estação Clínicas e para ameaçar os ASMs responsáveis pelo fluxo, um dirigente da torcida do Santos, com seu celular, ligou para o SGO Jackson, que imediatamente, chamou os ASMs ao CCO para os devidos

“esclarecimentos”. A ação do SGO Jackson, em obediência ao torcedor, desmoralizando os ASMs, potencializou o tumulto, aumentando mais o risco da estratégia, dando origem a um confronto. O Sindicato repudia a postura do SGO Jackson que, irresponsavelmente desmoralizou os profissionais da segurança ao atender o torcedor, aumentando o risco à integridade dos metroviários. Vamos exigir do presidente do Metrô o fim da estratégia do “Bonde”; vamos denunciar ao Ministério Público e ao Degradi os riscos e os privilégios destes torcedores; todos ao Ato contra o “Bonde”, horas extras compulsórias e pela democracia na participação do concurso interno da GOP no dia 6 de outubro, às 17h30.

As filas de entrada na estação Tatuapé estão enormes no pico da manhã. A fila chega à escada rolante, com os usuários passando em poucos bloqueios liberados. Os metroviários estão sendo xingados frequentemente pela população irritada. É preciso mais trens vazios para a estação Tatuapé para evitar o estresse sobre os metroviários e dar um atendimento digno à população trabalhadora da região.

Lata d´água Problema crônico no Posto de Segurança da Sé. Toda vez que ocorre a manutenção na área de água, o posto fica sem água. No dia 28, os trabalhadores do turno da tarde ficaram completamente desabastecidos. Quando esse problema será solucionado?

Exija a abertura da CAT Muitos supervisores têm feito corpo mole na elaboração de ROT para abertura das CATs e isso vem ocorrendo também no caso de companheiros que estiveram envolvidos em atropelamentos, tanto OTs como os ASs e AEs.O atropelamento de usuário sempre traz consequências para os funcionários, tanto no risco de contaminação como de traumas físicos e psicológicos.Problemas que podem trazer consequências futuras. A emissão da CAT é uma obrigação da empresa e não podemos vacilar com isso. Exija seu direito!

Cartões de débito e crédito O Departamento de Esportes do Sindicato já conta com a máquina para utilização de cartões de débito e crédito. Agora, quem quiser pagar o uso da colônia e quadra de esportes tem também essa alternativa, além do pagamento em dinheiro.

Ponto Certo? O pessoal que trabalha nos novos postos de carga e recarga do Bilhete Único, cumprindo jornada de trabalho de oito horas com uma para o almoço, não dispõe sequer de um banquinho para que possam sentar um pouco. Segundo os funcionários da empresa, a Ponto Certo, a decisão partiu do Metrô. Esse problema precisa ser resolvido. E de forma rápida.

Retorno de férias Em maio deste ano, durante a campanha salarial, o GRH enviou uma nota para todos os supervisores. Nela constava a informação de que havia um erro na forma em que estava marcado o retorno de férias de quem trabalha em escala. E que todos os supervisores deveriam corrigir. Deveria ficar da seguinte forma: o funcionário tem que retornar das férias na mesma letra em que estava quando saiu. Mesmo na escala 4x1x4x3, que foi criada à revelia da categoria e do Sindicato, esse direito do trabalhador tem de ser respeitado. Vamos ficar de olho e, caso ocorra qualquer problema, entre em contato com o diretor da sua área.

Sindicato on-line Acesse a página do Sindicato na internet para obter informações sobre a categoria.O endereço é www. metroviarios.org.br. Nela estão as publicações da entidade, os serviços disponíveis, os acordos salariais, entre muitas outras informações. Se você é ligado nas redes sociais, o Sindicato também está presente nelas. Quem tem conta no Facebook, é só entrar em Metroviários de SP.Para seguir o Sindicato no Twitter, o endereço é @metroviarios_sp. Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e em Empresas Operadoras de Veículos Leves sobre Trilhos no Estado de São Paulo. R. Serra do Japi, 31 – Tatuapé - CEP 03309-000 - Fone: 2095-3600 - Fax: 2098-3233. Sub-sede: Rua Cerqueira César, 480, Santo Amaro. Atendimento: terças e sextas-feiras, das 9h às 17h, (fecha das 12h às 13h), fone: 7467-3841. Endereço Eletrônico: imprensa@ metroviarios-sp.org.br Presidente: Altino de Melo Prazeres Júnior. Diretor Responsável: Ciro Moraes dos Santos. Redação e Revisão: Rogério Malaquias, MTb. 21.307-SP. Projeto Gráfico e Editoração: Maria Figaro. MTb 25.888-SP. Fotolito e Impressão: LWC Editora. Tiragem: 6 mil exemplares.


Jornal Plataforma nº 574