Page 1

Daniel na Festa do Revendedor

Órgão Oficial de Divulgação da Brascombustíveis EDIÇÃO NO 372

O POSTO MAIS BONITO DO BRASIL 2017


4 6 10 16 16 18 20 24 30 36 38 38

Índice 4 32

Em foco

Destaque Mercado

Sua Empresa Notícias Regionais Tendências Conveniência Capa Clipping Turismo Fórum

30

Tira dúvidas

Revista Posto de Observação Orgão Oficial de Divulgação da Brascombustíveis Diretor Responsável EDIÇÃO N 372 José Alberto Paiva Gouveia Jornalista Responsável Cristiane Colich Sampaio (Mtb. 14225) Editoras Denise de Almeida e Márcia Alves Depto Comercial Anadir Zoccal Assinaturas Maristela Freitas Marketing Cybele Belini e Mariana Pan y agua Edição de Arte e Projeto Gráfico Paula Correa Clemente Crédito Foto Capa Montagem Impressão e Acabamento HAWAII Gráfica & Editora. Distribuição nacional - Redação e Publicidade Rua Atibaia, 282 - Perdizes - São Paulo - SP - 01235-010 - Tel.: (11) 2109-0600 - informa@postonet.com.br www.postodeobservacao.com.br O

18

Apoio:

Associação Brasileira do Comércio Varejista de Combustíveis Automotivos e de Lubrificantes Presidente José Alberto Paiva Gouveia Diretor Financeiro Genaro Maresca Diretor Administrativo Carlos Henrique Mello Cruz POSTO DE OBSERVAÇÃO

|3


Em foco

Daniel cantará para os

revendedores em 2017

N

Anote na agenda: dia 21 de outubro, a partir das 19h30, na capital paulista.

FERNANDO HIRO

essa data, os revendedores têm encontro marcado com a alegria. A tradicional Festa do Revendedor, que está em sua 68ª edição, é promovida pelo Sincopetro com o apoio de parceiros. É uma grande oportunidade para encontros e reencontros, em um ambiente familiar, agradável e descontraído. Muita música e animação são as marcas dessa festa de confraternização que reúne anualmente no Esporte Clube Pinheiros, além dos revendedores e seus familiares, também dirigentes sindicais do estado – não apenas da entidade promotora –, representantes órgãos públicos, de companhias e empresas fornecedoras do setor. O coquetel e o jantar, embalados pelo variado e dançante repertório da Super Banda S. A., promovem o aquecimento do público para a atração musical da noite. Este ano, quem subirá ao palco à meia-noite será o cantor Daniel, completo e versátil, que apresentará um show especial para a ocasião, mesclando antigos sucessos com novas canções. O mapa das mesas já está disponível no site do Sincopetro, para que os interessados escolham seus lugares e antecipem a compra de ingressos. Para a aquisição de convites e informações adicionais, os revendedores podem entrar em contato com a entidade pelo telefone 11 2109-0600. Por Cristiane Collich Sampaio

4|

POSTO DE OBSERVAÇÃO


COMO CALIBRAR A QUALIDADE DE VIDA NO SEU POSTO: MOTIVAÇÃO PARA SUA EQUIPE, CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA VOCÊ.

8080 7102 1322 4015 NOME DO FUNCIONÁRIO NOME DA EMPRESA VAL. 01/2018

Aproveite a condição especial da Sodexo para associado SINCOPETRO e motive sua equipe com Alimentação Pass, Refeição Pass e VT Pass.

LIGUE AGORA PARA O SINCOPETRO E SOLICITE UMA PROPOSTA

11 2109.0600


Destaque Programa Combustível Legal amplia seus esforços no combate ao comércio irregular, com o apoio do Sincopetro, e busca, sobretudo, estimular o engajamento popular.

Basta de fraudes nos combustíveis!

S

ob o slogan ‘Basta de fraudes nos combustíveis!’, o Sindicom (Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes) deu início, no final do ano passado, ao Programa Combustível Legal, um conjunto de iniciativas que visa impulsionar o debate e combater o comércio irregular no setor de combustíveis. O programa, que já nasceu com o apoio do Sincopetro, da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar) e do Regran, com apenas seis meses de atuação ganhou novos contornos e acaba de se transformar em um amplo movimento que pretende ir muito além do debate. A partir de agora, além de alertar, direcionar e priorizar esforços no combate ao mercado irregular, o movimento pretende também estimular o engajamento popular por meio da mobilização de agentes reguladores, legisladores e julgadores; quer ainda sensibilizar a sociedade sobre os malefícios e os enormes prejuízos causados pelos fraudadores. O lançamento oficial do Movimento Combustível Legal está marcado para acontecer em Brasília, em 22 de agosto. A imprensa paulista, porém, recebeu as primeiras informações de antemão, durante um workshop realizado para jornalistas no dia 11 de julho. Helvio Rebeschini, diretor de Planejamento Estratégico do Sindicom, destacou que o evento para

6|

POSTO DE OBSERVAÇÃO

jornalistas já faz parte do novo Combustível Legal. “O movimento contará com um plano integrado de ações de comunicação, não só voltados para a imprensa, mas também para os governos de todas as esferas, agências reguladoras, formadores de opinião, entidades e, principalmente, o consumidor”, disse. Cada um desses segmentos receberá conhecimentos específicos por meio de encontros, seminários e workshops. Para tal, uma agenda de eventos para esclarecimento e apoio dos diversos setores e órgãos competentes deve correr as principais regiões brasileiras até dezembro, disseminando os sete pontos principais do movimento (veja box).

Evolução do mercado?

Traçando uma linha do tempo, Helvio lembrou que desde 1993, com a entrada de 400 novas distribuidoras no mercado, e, em 1996, com a liberação dos preços dos combustíveis nos postos, o primeiro sintoma de que o setor não ia bem foi com a série de questionamentos na Justiça sobre os impostos incidentes sobre os produtos, a chamada ‘indústria de liminares’. “Estima-se que o país perdeu cerca de R$ 50 bilhões por conta das incontáveis liminares contra ICMS, Pis, Cofins e Cide”, comenta. Foi nesse período que surgiu também a adulteração da gasolina com adição de solventes e do etanol anidro com adição de água. Desde então, toda a cadeia de abastecimento vem sendo diuturnamente confrontada com maus


O Movimento Combustível Legal defende: Equiparação das alíquotas de Pis e Cofins e do ICMS das correntes de derivados com as alíquotas dos combustíveis afins

Criação de Forças-Tarefa Permanentes suportadas por leis estaduais visando revogar as inscrições estaduais dos fraudadores com dolo comprovado

Judiciário estabelecer jurisprudência diferenciando o Devedor Contumaz do Devedor Eventual de tributos

Uniformização do ICMS entre os estados

Fortalecer os Regimes Especiais de Fiscalização e Tributação estabelecidos pelas Secretarias de Fazenda

Revisão dos processos de importação (regulação e procedimentos de importação), principalmente no que tange às correntes e solventes

empresários que cometem os mais variados tipos de fraudes, tanto tributárias quanto operacionais. “Na importação, produção e distribuição dos combustíveis hoje, além da sonegação e adulteração, a inadimplência é premeditada; se transformou em estratégia de negócio”, diz Helvio, lembrando dos já conhecidos devedores contumazes, que iniciam as atividades sem nunca pagar nenhum imposto ao Governo e, antes que a morosa Justiça brasileira consiga executar a empresa para recebimento dos tributos devidos, ela já deixou de operar no mercado. No segmento do transporte, a preocupação é com a alta incidência de roubo de carga de combustíveis; e, na ponta, as fraudes mais comuns são de quantidade, com a famosa ‘bomba baixa’. Segundo o Sindicom, calcula-se que cerca de R$ 2 bilhões sejam desviados todos os anos dos

Concentração de tributação no elo de produção/importação

cofres públicos no Brasil por intermédio dessas práticas que, além de prejudicar os consumidores, também lesam a sociedade ao desviar recursos que deveriam ser investidos em educação, saúde, segurança e bem estar social. Para o presidente do Sincopetro, José Alberto Paiva Gouveia, “o Combustível Legal é um trabalho que interessa às categorias e, por estar sendo muito bem conduzido, também pode levar conhecimento ao consumidor, de modo que ele saiba o que está comprando”, observou. Gouveia afirmou também que o Sincopetro está sempre disposto a trabalhar com quem procura um mercado legal. “É um trabalho dos sindicatos buscar a legalidade para que a sua categoria tenha condição de sobrevivência”, disse. Por Denise de Almeida

Para saber mais: Acesse: www.combustivellegal.com.br Curta: www.facebook.com/combustivellegal/ Siga: twitter.com/comblegal

POSTO DE OBSERVAÇÃO

|7


Destaque

Etanol importado deverá ser

A

pesar de a produção nacional de etanol ser suficiente para abastecer o mercado interno, as importações do produto cresceram mais de 400% no primeiro trimestre deste ano. O Brasil comprou 721 mil m³ de etanol nos três primeiros meses de 2017, contra 143 mil m³ no mesmo período do ano passado, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustívieis (ANP). Atualmente, o maior fornecedor de etanol para o mercado brasileiro é os Estados Unidos, por causa dos preços mais baixos. Enquanto no Brasil o produto gerou ao longo da moagem da safra uma rentabilidade menor do que o açúcar, nos Estados Unidos a colheita recorde de milho favoreceu um aumento da produção de etanol. Outro fator que torna mais vantajosa a importação é a redução do frete marítimo, que caiu mais de 20% desde o ano passado. Foram esses fatores que pesaram para que o Nordeste, a re-

8|

POSTO DE OBSERVAÇÃO

taxado Depois do recorde de importação, produtores propõe taxação de 17% para equilibrar mercado.

RenovaBio: menos emissões

O RenovaBio, programa do governo federal que deverá impulsionar o etanol, foi lançado em dezembro do ano passado. Colocado em consulta pública no primeiro trimestre, o programa teve suas diretrizes aprovadas pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) em junho. Em suma, as diretrizes estratégicas indicam a necessidade de introduzir mecanismos de mercado para induzir a eficiência produtiva e a competição, com a menor emissão de gases. “Cada produto terá um valor ou uma nota. Por exemplo: se o etanol de milho tiver a nota 1, talvez, o etanol de cana tenha nota 6. E daí haverá estimulo para o produto que seja mais sustentável e com maior redução de emissões, desde o plantio até o escape dos veículos”, explica Pádua. O horizonte do RenovaBio é 2030. A intenção é permitir ao Brasil cumprir suas metas, acertadas na COP 21, de Paris, quanto à redução de 43% das emissões de gases do efeito estufa até aquele ano, tendo por base 2005. O programa deverá estabelecer metas de uso de biocombustíveis atreladas a emissões de gases de efeito estufa. O setor sucroenergetico acredita que o próximo passo do governo para colocar o RenovaBio em prática será uma medida provisória, provavelmente, em agosto. Já o diretor de Planejamento Estratégico do sindicato nacional das distribuidoras (Sindicom), Helvio Rebeschini, destaca a importância do programa diante do esgotamento de capacidade das refinarias. “Entendemos que em dez anos, até 2030, dificilmente teremos uma refinaria pronta do zero. Por isso, o RenovaBio é importante para o nosso pais, até para complementar a demanda de biocombustíveis. Durante os próximos anos, o processo de importação ainda será necessário, mas existe espaço para todos”, diz.


gião do país mais deficitária em etanol, liderasse as importações do etanol norte-americano. O Nordeste tem uma demanda anual de 2,5 bilhões de litros de etanol anidro, mas produz apenas 1 bilhão. Para o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), Antonio de Pádua Rodrigues, a importação de etanol, que sempre foi uma opção para o país no período de entressafra da cana, passou dos limites nos últimos meses. Segundo Pádua, também influenciou no aumento da importação a atuação das distribuidoras de combustíveis. O problema, a seu ver, é que esse cenário desestimula a produção nacional do produto. Embora ele acredite na redução das importações de agora em diante, em razão da safra, defende a taxação de 17% do etanol importado. Um dos argumentos que reforçam a taxação é a diferença entre a sustentabilidade

do etanol brasileiro e a do norte-americano. Um estudo da Unica apontou que a emissão de CO2 no etanol de milho é maior que a do etanol de cana. “A contrapartida seria uma penalidade, a taxação do produto”, diz Pádua. A proposta conta com o apoio do Ministério da Agricultura, mas a palavra final é da Câmara de Comércio Exterior (Camex), que se reunirá no final de julho para deliberar a questão. A discussão em torno deste assunto acontece em um momento importante para o setor e para o Brasil. “O governo tem defendido a construção de uma nova política de expansão dos biocombustíveis, que contribuirá para o cumprimento das metas ambientais brasileiras, o RenovaBio. Nesse âmbito, a tarifa deverá valorizar a produção e o comércio do biocombustível no Brasil”, diz Pádua. Por Márcia Alves

POSTO DE OBSERVAÇÃO

|9


Mercado

Soluções inovadoras

da EZTech

A EZTech, empresa de tecnologia de ponta com atuação focada no segmento de concentradores e controladores de pista para postos de serviço, além da integração de ambos para a medição de tanques (ATG), prepara o lançamento de dois produtos. Depois do sucesso de vendas do concentrador EZForecourt Plus, a empresa lançará ainda neste ano o EZATG, equipamento que promove a integração dos concentradores da EZTech ao medidor de tanques. Ricardo Spinelli, diretor comercial, informa que essa junção de funcionalidades do EZATG torna mais eficiente o controle da reconciliação online dos tanques e permite a calibração automática do sistema de medição. “Comparado a outros sistemas padrão do mercado, o EZATG é mais preciso no controle de recebimentos e ainda possibilita ao revendedor verificar as entregas online de qualquer lugar onde esteja”, diz. Outro lançamento da empresa é o EZMobile, aplicativo mobile que possibilita o acesso em tempo real de diversos controles e indicadores. “Com acesso a informações críticas de sua operação, a qualquer momento, o revendedor fará gestão mais eficiente de perdas e poderá melhorar sua performance”, diz.

Diferenciais

Fundada em 2003, a EZTech tem como diferenciais a tecnologia própria, a inovação e o profundo conhecimento do mercado local. O resultado são equipamentos e sistemas dotados de tecnologia de ponta e a preços menores. Parte dos 30 funcionários se dedica à pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, além do aprimoramento do portfólio, e outra parte se concentra no suporte ao pós-venda. Com a matriz no Rio de Janeiro e escritório em São Paulo, a empresa está presente em todo país por meio dos seus mais de 400 representantes. Uma das estratégias para consolidar sua atuação são as parcerias. “Para integrar a nossa tecnologia aos diversos sistemas de gestão existentes nos postos brasileiros, firmamos parcerias com praticamente todas as empresas de tecnologia que atuam no segmento”, diz Spinelli. A EZTech também tem atuado em grandes projetos com empresas conceituadas, como Semparar, Shell Box e, mais recentemente, com a Ipiranga na gestão de hipermercados. Fora do território nacional, a empresa também tem forte presença na América Latina. Na Bolívia, por exemplo, todos os postos possuem equipamentos EZTech para controles governamentais. Segundo Spinelli, graças às parcerias e à oferta de soluções robustas e de ponta, hoje, a empresa detém aproximadamente 40% das vendas dos equipamentos novos no segmento, crescendo continuamente acima de dois dígitos nos últimos cinco anos. “Diria que temos uma busca incessante por soluções que atendam as necessidades de nossos clientes e planejamos continuar assim”, diz. Por Márcia Alves 10 | POSTO DE OBSERVAÇÃO


Parceria Gilbarco Veeder-Root & Sincopetro Agilidade no

Atendimento

BOMBAS DE ABASTECIMENTO

ABASTEÇA SEU POSTO COM ALTA TECNOLOGIA

Maior Precisão

SISTEMAS DE MEDIÇÃO E MONITORAMENTO AMBIENTAL

TECNOLOGIA, PRECISÃO E CONTROLE PARA O SEU NEGÓCIO

Vejam quais são os benefícios para compra dos associados: Preços especiais Formas de pagamentos exclusivas Frete CIF

Serviço de manutenção preventiva e corretiva: Técnicos altamente qualificados Atendimento em qualquer modelo de bomba Técnicos e frota próprios, devidamente identificados Preços diferenciados para associados Sincopetro

www.gilbarco.com/br

Gilbarco Veeder-Root Brasil

/gilbarco.veeder.root.br

/company/gilbarco-veeder-root-do-brasil


Mercado

Metanol na mira da

N

O produto deverá ser incluído na lista de itens regulados pela agência, e passará a ter controle mais efetivo. o dia 13 de julho, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou audiência pública sobre as minutas de resolução que propõem a inclusão o metanol no rol de produtos regulados pelo órgão. Uma das normas altera a regulamentação vigente para incluir o metanol na definição de solvente e tornar mais efetivo o controle sobre esse produto. A outra estabelece a necessidade de autorização de terminais e dutos de movimentação e armazenamento de metanol. De acordo com dados divulgados pela agência durante evento da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP), em maio passado, em São Paulo (SP), hoje, a adulteração de etanol e gasolina com o produto é significativa: o teor de metanol, que é um produto tóxico, encontrado na gasolina chega 33,5%, enquanto que no etanol esse percentual mais do que dobra e atinge 73,5%. Isso se deve, em parte, ao aumento da importação e ao fato de sua carga tributária ser inferior à dos combustíveis automotivos, já que é um insumo, um solvente de uso industrial. O diretor da ANP Aurélio Amaral afirmou que “o objetivo é aumentar o controle da importação do metanol, aumentando a responsabilidade desde o importador até o último elo da cadeia, de modo a dar maior segurança no uso desse produto tão importante para a indústria. Não queremos criar barreiras, mas a ANP, dentro da sua responsabilidade fiscalizadora, viu a necessidade de acompanhar e criar modos de controle, para evitar desvios. Embora os desvios sejam pequenos, o impacto é grande”, afirmou. As minutas de resolução ficaram em consulta pública por 30 dias, tendo recebido 53 contribuições da sociedade no período. As sugestões e comentários recebidos na consulta e na audiência estão sendo analisados pela ANP e, após aprovação da diretoria, as resoluções serão publicadas.

12 | POSTO DE OBSERVAÇÃO


Etanol: proibida a venda

entre congêneres

No dia 17 de julho, o diretor-geral da ANP Décio Fabricio Oddone da Costa divulgou despacho, em que proíbe a comercialização do etanol hidratado entre distribuidoras de combustíveis pelo período de 12 meses, a contar de 1º de agosto. A decisão atende em parte ao pleito do Sindicom, em que a entidade solicita a suspensão da venda do produto entre distribuidoras por um prazo de 24 meses. Conforme argumento apresentado pela entidade, tal restrição irá coibir as fraudes fiscais que ocorrem na cobrança/arrecadação do ICMS no estado de São Paulo, em virtude da sistemática de credenciamento e recolhimento do imposto incidente sobre o etanol hidratado no estado. A medida deverá contribuir com o trabalho conjunto, desenvolvido por órgãos e entidades do setor, no combate à concorrência desleal no setor de combustíveis. Por Cristiane Collich Sampaio

Suspeita de alguma irregularidade no mercado de combustíveis? Então, alerte a ANP: pelo site www.anp.gov.br/faleconosco ou pelo telefone 0800 970 0267 (ligação gratuita).

POSTO DE OBSERVAÇÃO

| 13


Mercado

Com gestão, benefício

U

refeição dura mais

m estudo realizado pela Sodexo Benefícios e Incentivos, empresa conhecida por fornecer serviços que levam mais qualidade de vida ao dia a dia das pessoas e das organizações, revelou que o benefício refeição não dura até o fim do mês para 81,51% dos 1.180 trabalhadores entrevistados. A companhia – parceira do Sincopetro há mais de uma década – investigou também os motivos para que o benefício acabe antes do fim do mês e descobriu que 42,80% dos entrevistados consideram que o valor que recebem de seus empregadores é baixo, outros 40,5% apontam como causa os preços elevados das refeições próximas ao local de trabalho e 16,70% reconhecem que utilizam o vale-refeição também nos finais de semana, o que contribui para o término do saldo antes do tempo, na medida em que o benefício é calculado em função dos dias úteis de trabalho. Uma dica para que o vale-refeição dure mais é fazer a gestão mensal do valor disponível no cartão da mesma forma que controla o saldo bancário, buscando sempre o melhor custo-benefício durante as refeições. Para ajudar os usuários, a Sodexo oferece o Sodexo Club (www.sodexoclub. com.br), clube de vantagens e descontos exclusivos para quem tem Sodexo, e para as empresas a companhia disponibiliza o site www.precomediosodexo.com. br, que auxilia as na identificação do valor mais adequado do benefício a ser oferecido às suas equipes.

14 | POSTO DE OBSERVAÇÃO

Benefícios

A percepção de que produtividade e desempenho estão diretamente relacionados com a qualidade de vida dos colaboradores cresce constantemente. A sétima edição da pesquisa global sobre o bem-estar dos trabalhadores realizada por uma grande multinacional de tecnologia apontou que 60% das empresas consideram o aumento de produtividade como um dos seus maiores objetivos e que 83% desejam construir uma cultura de bem-estar e qualidade de vida nos próximos anos. Fornecer segurança e conforto no ambiente profissional, reconhecer os talentos, promover um estilo de vida saudável e oportunidades de crescimento são alguns dos muitos fatores que influenciam no engajamento da equipe e na produtividade das organizações. Nesse sentido, há 30 anos a Sodexo Benefícios e Incentivos gerencia e entrega serviços que levam mais qualidade de vida para seus 95 mil clientes, 6,4 milhões de usuários e 410 mil estabelecimentos credenciados no Brasil. A melhor notícia é que associado Sincopetro tem condição comercial exclusiva para contratar o Sodexo Refeição Pass, Sodexo Alimentação Pass e Sodexo VT Pass. Para saber mais, entre em contato com a Secretaria de Assistência ao Associado (SAA), pelo telefone (11) 21090600 e solicite uma proposta. Por Márcia Alves


Mercado

Nova linha de filtros para diesel A Zeppini Ecoflex acaba de realizar o lançamento mundial de linha inovadora de filtros para diesel, ampliando seu portfólio de equipamentos para postos. Os três novos modelos apresentados – Filtro de Linha-Rocket, Filtro Prensa-Pro e Filtro Prensa-Super – têm em comum a qualidade da filtragem e maior resistência mecânica, além de baixo custo de manutenção e economia em energia. Os novos modelos contam com sistema by-pass integrado, além de retorno automático, que permite que o óleo diesel acumulado na caixa filtrante retorne automaticamente para o tanque de armazenamento, também integrado no modelo Pro e opcional no Rocket e Super. “Estamos ampliando nossa linha para oferecer cada vez mais vantagens ao consumidor, como melhor custo x benefício na aquisição do pacote completo, atendimento em vendas e pós-vendas centralizado, único frete da linha completa e garantia de qualidade Zeppini Ecoflex”, declara a gerente de Marketing, Solange Zeppini. Os Filtros Rocket, que possibilitam consumo zero de energia, têm capacidade de processamento de 800 a 2.000 litros/hora, os Filtros Pro, oferecem vazões de 3.500 a 9.000 litros/hora, e os Filtros Super, de 4.800 a 22.000 litros/hora. Ambos os filtros prensa têm design inovador e compacto. A nova linha já está disponível em todo território nacional e nos mais de 80 países onde a empresa atua. Por Cristiane Collich Sampaio

POSTO DE OBSERVAÇÃO

| 15


Sua empresa Prazo para troca de bombas respeita vida útil do equipamento Como já é do seu conhecimento, está em vigor desde dezembro do ano passado a Portaria Inmetro 559/16, que estabelece os requisitos mínimos de segurança de hardware e software para os novos modelos de bombas de abastecimento a serem instalados nos postos de combustíveis. Os equipamentos deverão cumprir requisitos de segurança de hardware e software e da incorporação de princípios de criptografia assimétrica no projeto. Vale lembrar, porém, que as bombas com as configurações atuais poderão ser utilizadas ainda por mais alguns anos, de acordo com o seu ano de fabricação. O escalonamento dos prazos para a retirada de circulação das bombas mais antigas foi uma vitória do Sincopetro, que sugeriu ao Inmetro respeitar a vida útil dos equipamentos, sem gerar prejuízos para os revendedores. Com isso, as primeiras bombas de combustíveis a serem substituídas devem ser aquelas fabricadas anteriormente ao ano 2004, cuja troca deve acontecer até dezembro de 2022.

C

M

Por Denise de Almeida

Y

CM

MY

Notícias Regionais

CY

CMY

K

São Paulo Uso do celular longe da área de abastecimento

pode

A capital paulista, por meio da atuação do vereador Ricardo Nunes, publicou nova lei que amplia o uso de aparelho celular nas dependências dos postos revendedores de combustíveis da cidade. Antes integralmente proibido, seu uso agora está liberado em todas as áreas não dedicadas à operação de abastecimento de combustíveis, inclusive, dentro do veículo. Os revendedores, no entanto, devem afixar, junto as bombas, e demais locais de circulação, placas informativas com os seguintes dizeres: “É proibido o uso de aparelhos de telefonia celular nas dependências do posto de gasolina, salvo se o uso ocorrer no interior de veículos automotores, lojas de conveniência, restaurantes, áreas de troca de óleo, escritório ou em quaisquer outras áreas do posto não dedicadas à operação de abastecimento de combustíveis.”

Por Denise de Almeida

16 | POSTO DE OBSERVAÇÃO


Seu posto possui controle de acesso

Floresta Comunicação

com sistema integrado?! bomba loja

wifi

estacionamento

Seu Posto

banho

restaurante

hotel borracharia

Por que adquirir o controle de acesso para seu posto? O sistema garante o abastecimento daqueles que utilizam da estrutura do seu posto, inibindo o uso indevido de caminhões no pátio. Gera uma nova fonte de renda para seu estabelecimento. Proporciona melhor controle e segurança para os pátios.

CONTROLE O ACESSO DO PÁTIO DE CAMINHÕES

É simples, seguro e funcional!

Cortesia do estacionamento mediante ao abastecimento. linkc.com.br

19 99111.1991

19 3212.2140

Estaremos na feira Expo Postos 2017 Venha nos fazer uma visita!

15 a 17 Ago/17 estande - B23

POSTO DE OBSERVAÇÃO

| 17


Transição Energética CEO da Shell divulga intenção de adquirir carro elétrico

Em recente entrevista a um canal internacional de TV, o CEO global da Shell, Ben van Beurden, sinalizou sua intenção de adquirir um carro elétrico no futuro próximo. A declaração reflete como a nova tecnologia, ainda incipiente na grande maioria dos países, vem ganhando espaço em algumas metrópoles da Europa. Os governos de Reino Unido e França confirmaram que pretendem restringir a venda de veículos movidos a combustíveis fósseis a partir de 2040. O debate público sobre tendências de mobilidade e transporte tem o meio ambiente como ponto central e os caminhos apontados são diversos, desde o aumento da participação dos carros elétricos, realidade que vem avançando de forma mais rápida em alguns países, até a participação de biocombustíveis como alternativa para uma economia menos carbonizada. Temos acompanhado de perto as tendências da mobilidade pelo mundo e interagido com os diversos agentes do mercado a fim de nos antecipar em direção a uma menor pegada de carbono e apontar novos caminhos em busca de uma matriz energética à base de fontes renováveis. O fato é que os diferentes mercados respondem aos novos desafios de acordo com as especificidades locais e limitações de infraestrutura e logística impostas em cada geografia. Ou seja, cidades como Londres e Berlim acabam puxando tendências de novas tecnologias (carro elétrico/hidrogênio, autônomo, etc), mas esse movimento ainda é muito distante de países populosos que têm forte déficit estrutural a ser endereçado antes de viabilizar esta jornada. Aqui no Brasil, somos protagonistas nesta agenda e o etanol de cana-de-açúcar é o maior exemplo de como podemos influenciar e colaborar para que o setor de transportes no país continue sendo referência global, com participação de 21,4% de energia renovável, ante 2,9% na média global. Nós, da Raízen, somos 18 | POSTO DE OBSERVAÇÃO

DIVULGAÇÃO/RAÍZEN

Tendências

LEONARDO PONTES, vice-presidente executivo comercial da Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil.

a concretização da vanguarda e da aposta da Shell no mercado de biocombustíveis, em parceria com a Cosan. Nosso etanol contribui fortemente para um abastecimento mais limpo e eficiente, ajudando o país a alcançar as metas globais de diminuição das emissões assumidas na Convenção do Clima (COP21) e tornar realidade uma economia menos carbonizada. Os benefícios que fazem do etanol um combustível mais limpo também significam um impacto positivo direto na saúde pública. Pesquisadores da Universidade de São Paulo, cientistas da Universidade Northwestern (EUA) e da Universidade Nacional de Cingapura acabam de apresentar estudo que ratifica os benefícios do etanol, ao observarem um aumento de 30% na concentração de partículas ultrafinas em São Paulo quando altos preços do etanol levaram dois milhões de motoristas a substituir o combustível por gasolina. Importante destacar que vamos continuar investindo fortemente na distribuição de combustíveis, setor crucial para movimentação da economia em todas as suas esferas e essencial no dia a dia das pessoas, em todos os momentos. Paralelamente, continuamos também avançando na produção de biocombustíveis recentemente adquirimos mais duas unidades de produção de etanol, ratificando nossa aposta no segmento de biocombustíveis, que vem recebendo um olhar cada vez mais estratégico como plataforma de descarbonização da matriz energética nacional. Afinal, a chamada “transição energética” é uma jornada de longo prazo, cujo compasso vai variar bastante de país para país – o importante é que estamos fazendo nosso papel na construção do amanhã, contribuindo continuamente com nossos investimentos em tecnologia para fazer cada vez mais de nossos biocombustíveis um exemplo a ser seguido pelo mundo.


Informe

Wayne segue em pleno crescimento e expansão Para atender às crescentes demandas do mercado de bombas de combustíveis e automação, que segue buscando por qualidade superior, alto desempenho e proteção avançada contra fraude, a Wayne, além de assegurar os investimentos em tecnologia e inovação, ampliou sua capacidade produtiva para atender demandas e oferecer o maior portfólio de medição de nível de tanques do segmento de eletrônicos através das plataformas Fusion, Nano, Integra e ProGauge. “Somos uma das empresas que intensificaram investimentos em 2017”, disse Flávio Kretzer, Diretor de Operações. “A Wayne tem o compromisso inabalável com o crescimento e segue investindo em estrutura e processos”. A expansão dos times de engenharia e suporte de produtos é uma realidade.

Laboratório Automação

Máquina de Impressão na Chapa

Os investimentos em fábrica seguem o mesmo ritmo. A Wayne, a partir da operação fabril do Rio de Janeiro, abastece o mercado Latino Americano, África e Oriente Médio. Novas máquinas de usinagem, estamparia e impressão digital de última geração foram adquiridas para ampliar a capacidade produtiva de bombas de combustíveis e alimentar as demais fábricas Wayne ao redor do mundo com componentes hidráulicos.

“A Wayne está presente no Brasil há 86 anos ininterruptos”, fato inédito em nosso segmento, disse Cristian Bazaga, Diretor de Vendas e Marketing. “O compromisso com o cliente e sua satisfação é o nosso principal valor”. Tecnologia de ponta oferecida na Europa e EUA, à disposição do mercado brasileiro.

Máquina de Estamparia

A família de Bombas de Combustível Wayne Helix™ foi projetada para atender todos os requisitos metrológicos, padrões de segurança e proteção avançada contra fraude exigidos nos mais de 145 países atendidos pela Wayne no mundo. “Estamos focados em entregar soluções globais de alta qualidade e tecnologia diferenciada para os nossos clientes”, completa Bazaga.

Saiba mais em www.wayne.com/pt-br


Conveniência A seguir, as opções de seguros para loja de conveniência: COBERTURA BÁSICA INCÊNDIO, RAIO E EXPLOSÃO: Abrange os danos materiais causados por incêndio, queda direta de raio no local segurado e explosão de gás de uso doméstico.

COBERTURAS ACESSÓRIAS DANOS ELÉTRICOS: Garante danos a aparelhos e instalações elétricas ou eletrônicas, causados por curto-circuito, variação de tensão ou queda de raio.

Como proteger a loja

contra riscos

Para evitar prejuízos com danos imprevistos, existem seguros para inúmeros riscos.

omo parte importante do patrimônio do revendedor de combustíveis, a loja de conveniência também deve ser protegida, por meio do seguro, contra riscos que podem gerar prejuízos. Hoje, além das coberturas básicas de incêndio, raio e explosão, o seguro também oferece coberturas acessórias para uma infinidade de riscos. A contratação do seguro é simplificada e de acordo com as necessidades do estabelecimento. Significa que o revendedor poderá incorporar à sua apólice quantas coberturas de seguro julgar necessárias. Caso o CNPJ da loja seja o mesmo do posto, todos os seguros serão incluídos em uma única apólice. Outra facilidade é o recebimento da indenização, que ocorre em até 15 dias a partir da entrega da documentação. Para os seus associados, o Sincopetro dispõe de um departamento de seguros com profissionais especializados para orientar sobre as coberturas de seguros mais adequadas para cada tipo de loja. Segundo Rosana Alcobas Redona, responsável pelo departamento, os preços também são vantajosos, em virtude de parceria com seguradora. “Seguro não é despesa, mas um investimento que traz proteção e tranquilidade”, diz. Por Márcia Alves 20 | POSTO DE OBSERVAÇÃO

ROUBO DE BENS: Roubo ou furto qualificado de matériasprimas, mercadorias, instalações, máquinas e equipamentos, e danos causados ao prédio ou seu conteúdo. RISCOS DIVERSOS (RD) VALORES NO INTERIOR DO ESTABELECIMENTO SEGURADO E VALORES EM TRÂNSITO EM MÃOS DE PORTADORES: São considerados valores: dinheiro, cheques, ordens de pagamento e demais papéis ou documentos que representem valores. QUEBRA DE VIDROS, ESPELHOS, MÁRMORES E ANÚNCIOS LUMINOSOS: Desde que devidamente instalados no estabelecimento do segurado, quando a quebra for causada por imprudência ou atos involuntários de quaisquer pessoas ou se houver dano por alteração de temperatura. EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS: Danos a equipamentos eletrônicos de baixa voltagem, inclusive de informática causados por incêndio, explosão, danos elétricos e transportes internos. VENDAVAL: Destelhamento, danos estruturais e as consequências causadas ao conteúdo do imóvel. IMPACTO DE VEÍCULOS: Danos materiais causados ao estabelecimento segurado pelo impacto involuntário de veículos terrestres de terceiros ou por eles conduzidos. DESPESAS FIXAS: Reembolso de salários, encargos sociais, impostos, prêmios de seguros, contas de água, luz, gás, telefone e condomínio, quando a paralisação for superior a 72 horas, em decorrência de incêndio, queda de raio e explosão. PERDA E PAGAMENTO DE ALUGUEL: Despesas de aluguel em decorrência da cobertura de incêndio, quando o estabelecimento deixar de render por não poder ser ocupado. RESPONSABILIDADE CIVIL GARAGISTA: Danos sofridos por veículos de terceiros, sob a guarda do segurado, nos locais indicados na apólice, abrangendo, inclusive, as hipóteses de roubo ou furto total desses veículos.


Conveniência

Posto paulistano é vitrine

do novo padrão da

Shell Select o dia 1º de agosto, foi inaugurada a loja modelo da franquia Shell Select com um conceito totalmente remodelado. Instalada no Posto Jardim Marajoara, localizado na zona Sul de São Paulo (SP), a loja traz inúmeras inovações que, dentro da atual filosofia da marca, a Humanologia, têm como objetivo cuidar do consumidor para que ele sempre saia dos postos Shell melhor do que entrou. O modelo que acaba de ser lançado preserva a força da marca, mas traz novidades em praticamente todos os demais quesitos, a começar pelo logotipo atualizado. O ambiente é clean e sóbrio e, ao mesmo tempo, aconchegante, com iluminação a LED e gôndolas baixas, bem distribuídas. Pequeno balcão, com bancos, e mesinhas (com tomada para recarga de laptops e dispositivos móveis) no interior e exterior da loja são um convite para o café da manhã, um lanche, um cafezinho e até mesmo uma reunião no decorrer do dia, as lojas da rede passam a ser o ponto de apoio para quem busca praticidade e oferta de produtos serviços diversificados, ao longo do dia e da noite. O mix de itens da loja foi ampliado e o cardápio, totalmente reformulado; conta agora com novos salgados manuseados na hora, além de café expresso exclusivo, sanduíches, bolos frescos, doces e sucos naturais. Segundo Claudia Malaguerra, diretora de Lojas de Conveniência da Raízen, que licencia a marca Shell no Brasil, “as lojas Shell Select possuem um sortimento de produtos padrão para a rede, mas itens específicos podem variar de acordo com cada região”. Por Cristiane Collich Sampaio 22 | POSTO DE OBSERVAÇÃO

FOTOS: PAULO ALTAFIN

N

O novo conceito das lojas reforça o reposicionamento da marca, que tem seu foco central na satisfação do cliente.


Conveniência Contemporaneidade e mais vendas “Estamos trazendo um tom mais contemporâneo e atualizado para a Shell Select, aliado às novas tendências e necessidades para esse mercado. Essa característica, atrelada ao maior mix de produtos, aumento no fluxo das lojas e melhor gerenciamento das despesas operacionais, torna esse modelo mais rentável ao franqueado e traz a melhor experiência para o consumidor”, acrescenta. Claudia declara que diversos fatores contribuíram para a escolha da loja do Posto Jardim Marajoara para receber o projeto da nova Shell Select. “Está localizada em uma área geográfica em que os consumidores são predispostos a experimentar novidades. Além disso, possui um espaço físico adequado para testar o piloto e uma parceria com o franqueado baseada na excelência operacional e foco em resultados.” A diretora avalia que as novidades que

compõe o novo modelo da Shell Select oferecem uma melhor experiência para o consumidor e, consequentemente, maior retorno para o franqueado. “Estamos acompanhando o crescimento destes resultados, que já pode ser visto desde a inauguração da loja do Jardim Marajoara.” A previsão do franqueado, que acompanha de perto a execução do projeto e a operação da loja, é que, “num prazo de seis meses, a loja eleve seu faturamento em torno de 20%, 25%”. Além da loja modelo, em suas dependências o posto ainda oferece outros produtos e serviços. Ao lado dos itens automotivos da marca Shell e da lavagem ecológica, o Jardim Marajoara conta com unidades da Lavanderia CinqàSec, confeitaria Casa Paris, Drogaria São Paulo e da Temaki Brothers, constituindo-se em verdadeiro centro de conveniência.

POSTO DE OBSERVAÇÃO

| 23


FICO FOTOGRAFIAS

Capa

24 | POSTO DE OBSERVAÇÃO


S

Todos os postos e lojas do Brasil – do Norte, Sul, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste, que ostentem uma bandeira ou sejam independentes – estão convidados a participar desta 19ª edição do concurso. As inscrições vão até 25 de agosto.

eu posto está na cidade? Na estrada? E sua loja de conveniência? Ostenta a marca de alguma distribuidora? É bandeira branca? Não importa. Se os valores adotados em seu estabelecimento contemplam modernidade, compliance (respeito às normas e legislação em vigor), valorização da equipe, atenção ao meio ambiente, inovação na gestão, limpeza e atendimento de qualidade em todos os aspectos, então seu posto e/ou sua loja de conveniência podem vir a ser considerados os melhores do Brasil. Mas o título é apenas uma parte do que os estabelecimentos podem conquistar ao participar desta 19ª edição do Concurso O Posto Mais Bonito do Brasil. Há prêmios para os primeiros colocados nas três categorias: Posto Urbano; Posto de Rodovia e Loja de Conveniência. Além disso, os vencedores acabam por se colocar em evidência perante potenciais e reais fornecedores. Quem, do mercado, não quer ver seus equipamentos e produtos associados a uma empresa de revenda destacada com um prêmio por seus atributos? Isso sem contar os efeitos sobre clientes e vendas. Então? O que está esperando? As inscrições, que são gratuitas, poderão ser feitas até o dia 25 de agosto.

Inscrições

O regulamento da edição 2017 do concurso está disponível no site da revista Posto de Observação. Promovida desde 1991 pela revista e pela Associação Brasileira do Comércio Varejista de Combustíveis Automotivos e de Lubrificantes

(Brascombustíveis), com edições a cada dois anos, a iniciativa conta com total apoio do Sincopetro. Este ano, fazer a inscrição ficou ainda mais fácil. Foi aberta a possibilidade de inscrição online por meio do hotsite do concurso, visando facilitar o acesso; as demais formas – por e-mail, correio e portador – continuam válidas. O formulário de inscrição está disponível no site da revista (www.postodeobservação. com.br) e deve ser preenchido e, acompanhado de fotos atuais (veja especificações no regulamento), enviado aos promotores do evento, sem falta, até o dia 25 de agosto, pelo e-mail concursopmbb@postonet.com.br ou entregue à Rua Atibaia, 282, no bairro de Perdizes, em São Paulo (SP). Todos os postos e lojas de conveniência do país – independentes ou que ostentem uma bandeira – podem se inscrever e concorrer em igualdade de condições dentro de uma das categorias do concurso. Na festa de premiação será realizada no dia 20 de outubro, em São Paulo (SP), todos os três finalistas de cada categoria receberão troféus. Além disso, os parceiros das instituições promotoras do concurso concederão prêmios aos três primeiros colocados na categoria Posto Urbano, ao primeiro colocado na categoria Posto de Rodovia e ao primeiro colocado na de Loja de Conveniência. A companhia que tiver sua marca no posto urbano que obtiver a primeira colocação também será distinguida com um troféu. Veja, a seguir, o que os primeiros colocados da edição 2015 têm a dizer sobre o concurso e a repercussão da premiação na imagem dos estabelecimentos e nos negócios. Tire suas conclusões sobre os benefícios da participação. Por Cristiane Collich Sampaio POSTO DE OBSERVAÇÃO

| 25


FOTOS: DIVULGAÇÃO

Capa

Posto Urbano

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

1O colocado | Posto Bela Vista | Rede VIP 24h/Raízen - Porto Alegre/RS

“Há seis anos a Rede VIP 24h vem sendo premiada no concurso. Em 2015, pela segunda vez consecutiva, o Posto Bela Vista, de bandeira Raízen, obteve o primeiro lugar na categoria Posto Urbano; sua loja, ao vencer pela terceira vez nessa categoria, tornou-se hours concours; e o Posto Osorno, de bandeira Ipiranga, também de Porto Alegre (RS), ficou em quarto lugar. Nossa rede, composta por 23 postos, é hoje a maior do estado e uma das maiores do Brasil, porque sempre preparamos os postos visando a agradar os clientes, caprichando na aparência, na limpeza, no atendimento e apresentando novidades. Para nós, usar a marca de ‘mais bonito do Brasil’, que é divulgada em toda a nossa rede, traz um retorno enorme, especialmente pela fidelização de clientes e pela captação de novos, gerando resultados ainda maiores. E isso se manifesta no desempenho da rede. Fala-se em crise no Brasil e, no entanto, a rede cresceu no ano passado e continua crescendo em 2017, e também contratamos e treinamos mais funcionários para atender melhor os clientes. É um círculo virtuoso. Além disso, os nossos fornecedores ficam encantados com a premiação, o que facilita as negociações e cria oportunidades para parcerias mais fortes, pelo reconhecimento do nosso valor. E é por isso que estamos nos preparando para também concorrer na edição deste ano do concurso” 26 | POSTO DE OBSERVAÇÃO

K

Loja de Conveniência Hours Concours: Conveniência e Cafeteria Bela Vista Posto Bela Vista | Rede VIP 24

“Para nós, usar a marca de ‘mais bonito do Brasil’, que é divulgada em toda a nossa rede, traz um retorno enorme.” André Gevaerd,

sócio-diretor da Rede VIP 24h


Capa

“A satisfação e a identificação dos clientes com o Sinuelo são o melhor retorno que este prêmio nos concedeu: isso é imensurável!” Daivis Kasulke,

gerente comercial do Posto Sinuelo|Petrobras

Posto Rodovia

1º colocado: Posto Sinuelo|Petrobras - Araquari/SC

O Posto Sinuelo, que leva a marca da Petrobras, é uma parada rodoviária tradicional para todos os viajantes e motoristas que trafegam pela BR-101, em Santa Catarina. Há quase 50 anos no ramo, conhecemos muito bem os nossos clientes e seus anseios, e ano após ano temos o reconhecimento deles, que o transformaram num ponto certo na sua rota de viagem, uma parada obrigatória. Ao recebermos o prêmio de O Posto Mais Bonito do Brasil, ficamos muito felizes e honrados pelo reconhecimento do nosso trabalho por nossos pares e concorrentes. Mas o melhor e mais interessante foram os depoimentos dos nossos clientes. Seus relatos demonstram, além da felicidade pelo primeiro lugar e pelo prêmio no concurso obtido pelo posto, também uma grande alegria, como se o troféu estivesse sendo entregue diretamente a eles. “A satisfação e a identificação dos clientes com o Sinuelo são o melhor retorno que este prêmio nos concedeu: isso é imensurável!”

Fizemos ampla divulgação da vitória da nossa Loja Select do Auto Posto Paraqueda no concurso: faixa no posto e banner no site, usando o título de “loja mais bonita do Brasil” como slogan. A repercussão entre os clientes foi muito boa e atraiu novos consumidores da região que vieram conhecer a loja. Nosso resultado no concurso agregou valor ao nosso negócio, melhorando nossa relação com fornecedores, pois aumentou nosso poder de barganha. Além disso, abriu campo para que fôssemos procurados por outras empresas, dispostas a verem seus produtos ligados a uma loja premiada. Um aspecto curioso da premiação se verificou também no perfil de candidatos a vagas nessa loja. Pessoas mais arrumadas e mais capacitadas procuram se candidatar a vagas. E, ainda, a rotatividade diminuiu, pois imagino que trabalhar no local confira status ao colaborador. Em resumo, somos gratos pelo prêmio que nos beneficiou em todos os sentidos.” 28 | POSTO DE OBSERVAÇÃO

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Loja Conveniência

1ª colocada: Loja Select | Auto Posto Paraqueda|Raízen - Rio Claro / SP

“Em resumo, somos gratos pelo prêmio que nos beneficiou em todos os sentidos.” João Felipe Matthiesen, diretor da Loja Select do Auto Posto Paraqueda/Raízen


Clipping

Proveta de 100 ml será obrigatória só em dezembro Mais uma vez, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) acatou solicitação do Sincopetro no sentido de prorrogar o prazo máximo para que os postos de combustíveis passem a utilizar o novo modelo da proveta de vidro de 100 ml para a medição da quantidade de teor de etanol anidro na gasolina. Segundo a portaria (453/16) que instituiu a nova data, a exigência passaria a valer a partir de 4 de junho. Porém, a partir das argumentações do sindicato de que as provetas antigas, desde que certificadas, atendem perfeitamente a finalidade de medição, aliado ao fato de que não há fornecedores no mercado devidamente homologados para atender a nova exigência, o Instituto reconheceu a necessidade e prorrogou por mais seis meses a troca das provetas, as quais agora deverão ser substituídas até 4 de dezembro de 2017. Por Denise de Almeida

30 | POSTO DE OBSERVAÇÃO


ANP determina novas regras para combustíveis importados Com a publicação da Resolução ANP nº 680/17, no início de junho, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis estabeleceu novas regras para o controle da qualidade dos combustíveis importados, as quais devem ser atendidas especialmente pelo importador e pela firma inspetora contratada por ele. A ideia, segundo a ANP, é simplificar a regulação do tema, tomando como base a definição de obrigações mais condizentes com o cenário atual. Entre as principais alterações estão o aprimoramento do escopo de produtos e a atualização

Clipping

das definições, além da adequação do controle de qualidade à infraestrutura laboratorial disponível, visando evitar problemas de suprimento e a identificação mais clara do papel das empresas inspetoras, agentes credenciados pela ANP. As regras aplicam-se à gasolina automotiva, etanol combustível, óleo diesel, biodiesel, gás liquefeito de petróleo, gasolina de aviação, óleo combustível, querosene de aviação e querosene de aviação alternativo, e devem entrar em vigor a partir de 3 de dezembro deste ano. Por Denise de Almeida

POSTO DE OBSERVAÇÃO

| 31


Clipping

A

Pagamento em dinheiro ou cartão?

cabou a polêmica. A Medida Provisória 764 que autorizou o comércio a cobrar preços diferentes para compras feitas em dinheiro, cheque, cartão de débito ou de crédito virou lei. A partir de agora, os comerciantes podem cobrar preços diferentes em função do prazo ou do instrumento de pagamento e, portanto, conceder desconto em compras pagas em dinheiro, por exemplo. A lei sancionada em 26 de junho pelo presidente Michel Temer sofreu algumas mudanças em seu texto original. Uma delas foi a imposição do varejista ou prestador de serviço informar em lugar visível os descontos que serão oferecidos no pagamento em dinheiro, ou parcelado no cartão de crédito, sob pena de ter de pagar multa, conforme prevê o Código de Defesa do Consumidor. No caso dos postos de combustíveis, como é sabido, a legislação já exige que os preços dos produtos sejam afixados em painel específico e de fácil visualização para o motorista. Quanto aos preços diferenciados em função da forma de pagamento, o Sincopetro está em contato com a Fundação Procon-SP para encontrar a melhor maneira de informar tais valores, sem causar prejuízo no entendimento do consumidor. Assim que houver uma resolução, os revendedores serão avisados por meio de comunicados especiais e/ou através da Revista PO. Por Denise de Almeida

Produtos com validade vencida De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o estabelecimento que for flagra-

do vendendo ou tiver em estoque mercadoria vencida ou em condições impróprias para consumo está sujeito a multa ou detenção de até cinco anos. E isso sempre valeu para TODOS os produtos, não só da loja de conveniência, mas também para aqueles que estão mais à vista, como óleos lubrificantes, xampus, filtros, odorizantes etc. O Procon-SP tem, inclusive, mantido ações constantes de fiscalização junto a todos os estabelecimentos comerciais do estado, inclusive, postos de combustíveis. No final de julho, porém, o Sincopetro se reuniu com integrantes do órgão de defesa do consumidor pleiteando um Termo de Ajustamento de Conduta aos revendedores, no qual postos de combustíveis e lojas de conveniências que forem flagrados por consumidores vendendo produtos com validade vencida, possam trocá-los por outros válidos ou equivalentes, evitando, assim, uma provável reclamação no Procon. A solicitação está em análise e logo deve trazer uma reposta positiva para a categoria. 32 | POSTO DE OBSERVAÇÃO


Clipping

Melhora a qualidade

A

dos combustíveis

constatação é Programa de Monitoramento da Qualidade dos Combustíveis(PMQC) a partir da análise de amostras de combustíveis coletadas em todo país durante junho de 2017. O programa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) apurou que, do total de amostras de gasolina analisadas, 98,5% atendiam às exigências, no etanol, 98,7%, no diesel, 96,2% foram aprovadas. O PMQC monitora permanentemente os postos de combustíveis de todo o país. A seleção para pesquisa é feita por critérios estatís-

ticos de amostragem. O programa é também um dos instrumentos que orientam a ANP no planejamento da fiscalização. Mas, diferentemente do PMQC, a fiscalização da ANP é dirigida para os focos de irregularidades. No primeiro semestre deste ano foram realizadas 28 ações de fiscalização com a participação de forças-tarefa. O resultado das ações mostra ligeira redução no número de autos de infração por qualidade dos combustíveis nos postos. Por Márcia Alves

Números da fiscalização Ações de fiscalização da ANP Autos de infração Autos de infração por qualidade em postos de combustíveis Autos de infração por quantidade em postos de combustíveis

34 | POSTO DE OBSERVAÇÃO

1º semestre (2017) 9.793 2.836 262 111

1º semestre (2016) 9.709 2.793 326 89


DO TANQUE À COMUNICAÇÃO VISUAL

SEU POSTO NAS MÃOS DE QUEM ENTENDE. Conte com toda a qualidade da ARXO para o desenvolvimento de projetos e produção de comunicação visual para postos revendedores. Desde coberturas, testeiras e displays até totens e projetos de implementação ou revitalização de lojas de conveniência. Confie na segurança de quem é líder na fabricação de tanques jaquetados para postos de combustível na América Latina, agora para todo o seu negócio.

Acesse nosso site e saiba mais:

www.arxo.com Associado:

Distribuidor Oficial:


Turismo

DIVULGAÇÃO

logo É

36 | POSTO DE OBSERVAÇÃO

ali!

Não faltam sugestões de viagens para um fim de semana ou para um bate-evolta a partir da capital paulista.


S

em dúvida, a cidade de São Paulo tem muito a oferecer em termos de lazer, turismo e cenários naturais. Mas também é bom saber que não longe da metrópole há destinos diferentes, acessíveis de carro, ônibus e até de trem, que valem um passeio de um dia ou um fim de semana. Para esta edição preparamos a primeira sugestão:

São Roque Vinhos e Gastronomia

LUNA GARCIA

No próximo dia 16 de agosto, São Roque completa 360 anos. O povoado foi fundado em 1657 pelo nobre Pedro Vaz de Barros, de linhagem bandeirante. Mas decorreram mais de dois séculos para que se desenvolvesse e ganhasse o status de cidade, o que aconteceu em 1864. Anos depois, a inauguração da Estrada de Ferro Sorocabana e a chegada de grande número de imigrantes italianos redefiniram os horizontes da

Dicas

• Aos domingos, especialmente no inverno, os restaurantes ficam lotados. Por isso, a dica é chegar cedo para evitar longas filas de espera. • Nos empórios da Estrada do Vinho também é possível encontrar salames, queijos e doces artesanais, entre uma infinidade de outros produtos. • A 25ª Expo São Roque 2017, um evento gastronômico e cultural, que reúne vinícolas e produtores de alcachofra da região, será realizada de sexta a domingo e aos feriados, de 6 de outubro a 5 de novembro, no Recanto da Cascata. Na programação, feira e shows.

cidade. Mas a vitivinicultura somente viria a florescer na década de 1930, auxiliada pela presença de portugueses que também se fixaram na região. Situado há 60 km da capital, com 40% de sua área coberta pela Mata Atlântica, São Roque oferece hoje boa estrutura hoteleira e opções de turismo. Ao lado da já famosa pista artificial de esqui, são os vinhos e, mais recentemente, o circuito gastronômico, seus principais atrativos. Antes de chegar à cidade pela Rod. Pres. Castelo Branco, é possível ver o Restaurante Quinta do Marquês (instalado no posto Ipiranga de mesmo nome, no sentido de São Paulo), no qual o forte são os pratos portugueses, como o leitão a Bairrada e bacalhau preparado de diversas formas. Mas é no Roteiro do Vinho que está a maior parte dos restaurantes da cidade, geralmente ao lado de vinícolas, em verdadeiros complexos turísticos. O Quinta do Olivardo – adega e restaurante português, com sotaque da Ilha da Madeira – é um deles. O bacalhau é a especialidade da casa, mas no cardápio há outros quitutes. A culinária lusitana, no entanto, tem outros representantes nesse circuito, como o restaurante da Vila del Patto. Ao lado dele, de história mais recente, o La Pasta don Patto traz os sabores da Itália em seu cardápio. Na Estrada do Vinho também se encontra a Cantina Tia Lina, que tem no rondelli recheado de queijos e alcachofra seu carro-chefe, e o restaurante Vale do Vinho. Neste, que está instalado dentro do empreendimento da Vinícola Goes, há pratos com alcachofra e receitas italianas e internacionais. Flores de alcachofra também fazem parte das especialidades servidas na Villa Cangueira, integrada por restaurante, vinícola, empório e espaço de lazer. Os clientes podem saborear vinhos e almoçar sob árvores, em uma varanda ao ar livre. Por Cristiane Collich Sampaio POSTO DE OBSERVAÇÃO

| 37


Fórum

Frentista que faltar pode ter cesta básica descontada Frequentemente, o departamento jurídico do Sincopetro em São Paulo – e também nas regionais do estado – recebe dúvidas de revendedores relativas ao dia a dia do posto. Dias atrás, um dos revendedores associados perguntou aos nossos profissionais se poderia suspender a cesta básica de um funcionário que faltou sem apresentar atestado médico. Contudo, o advogado do Sincopetro, Everton Bocucci, lembra que a convenção coletiva de trabalho estabelecida entre patrões e empregados de postos do estado de São Paulo, exceto Campinas e região e Santos e região, é clara. De acordo com o artigo 20.3, os empregados participarão com 5% do valor da cesta básica, caso não tenham faltado ao trabalho durante o mês, e com 15%, caso faltem ao trabalho sem justificativa também durante o mês. “Logo, caso o funcionário falte ao trabalho sem justificativa, o revendedor não pode suspender a cesta básica, mas pode majorar o valor do desconto sobre a cesta de 5% para 15%”, informa. Por Denise de Almeida

Tira dúvidas

Qual é a penalidade para a venda e consumo de bebidas alcoólicas nos postos e lojas de conveniência?

A Lei Federal 13106/15 estabelece pena de até quatro anos de prisão para quem vender, fornecer, servir, ministrar ou entregar bebida alcoólica ou outros produtos que possam causar dependência psíquica para crianças ou adolescentes. A multa pelo descumprimento varia de R$ 3 mil a R$ 10 mil, além da possibilidade da interdição do estabelecimento em caso de flagrante. Especificamente no estado de São Paulo, a Lei 14592/11 não só proíbe que bares, restaurantes, lojas de conveniência e baladas, entre outros locais, vendam bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes, como também não permite a presença dos mesmos consumindo

bebidas alcoólicas no interior dos estabelecimentos. A legislação – que, vale ressaltar, é de caráter estadual – obriga o comerciante a pedir documento de identificação para realizar a venda ou deixar que o produto seja consumido no local. Cabe ao responsável pelo estabelecimento demonstrar, sempre que abordado por agentes fiscalizadores, que a venda ou o consumo de bebidas alcoólicas no local não fere a legislação. Caso se recuse a comprovar a maioridade das pessoas que estejam consumindo bebida alcoólica, estará sujeito a multa e interdição. Por Denise de Almeida

A Revista PO mantém essa coluna para que você possa esclarecer quaisquer dúvidas referentes ao seu negócio. Escreva para gente ou mande um e-mail. O nosso endereço eletrônico é revista@postonet.com.br 38 | POSTO DE OBSERVAÇÃO


Revista Posto de Observação nº 372  

É uma publicação da Brascombustíveis - Associação Brasileira do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes, com o apoio do Sincopetr...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you