{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

revista TREZE ANOS NO CAMINHO DA INFORMAÇÃO

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Ano 14 - edição no 170 - junho /2016 - Publicação mensal

COMPETIÇÃO Você é fera no volante ?

MULTAS NO TRÂNSITO

Se dirigir, não tecle


AS MAIORES MARCAS DO SETOR DE TRANSPORTES ESTÃO AQUI.

22 a 24 SETEMBRO/16

Pavilhão Vera Cruz - das 16h às 22h

São Bernardo do Campo - SP


Palavra do Presidente Presidente: José Ronaldo Marques da Silva Vice-Presidente: Jaime Ferreira dos Santos Secretário Geral: Douglas Santos Silva Secretário de Finanças: Reginaldo Fabretti Diretor Regional: Márcio Galdino da Silva Primeiro Secretário: José Murialdo Generoso Júnior Primeiro Tesoureiro: Josimar Lincon de Freitas Diretores Executivos Efetivos Gilmar Donizette da Silva Benvindo Gonçalves José Laércio da Silva Antenor Garibaldi Clemente Francisco de Assunção Diretores Executivos Suplentes Edimar Moreira de Oliveira Ednilson Azevedo Bitencourt Jurandy Pereira de Albuquerque Luiz Eugenio Baldin Golgatto Antonio Bertin Luiz Bianchi Giglio João Soares de Jesus Aroldo Neves de Lima Ronaldo Montagnini Jacinto Tassiano de Sousa e Silva César Wellington Pereira da Rocha Conselho Fiscal Efetivo Adilson Roberto Bento Hamilton Mendes José Vicente Bonetti Conselho Fiscal Suplente Fábio Renato dos Santos João Formiga de Souza Daiana Freitas de Oliveira Jornalista Responsável José Nogueira do Nascimento Mtb 15.211 Editoração de Arte e Produção Gráfica Milton Tonello Editor José Nogueira do Nascimento Publicidade Ítalo Rocha Nogueira Redação Analuiza Tamura e José Nogueira Revisão Maria Isabel Corcete Fotografia Ítalo Rocha Nogueira Impressão Gráfica Gráfica e Editora Referência Tiragem 6.000 exemplares

Endereço Rua Servidão Particular, 114 - Bairro Batistini CEP - 09842-095 - São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4103-0204 www.sindicatodoscegonheiros.com.br revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br conexaocomunicacao@uol.com.br

Caros Leitores O Sindicato Nacional dos Cegonheiros procura atender a seus associados, sempre e da melhor forma possível, oferecendo serviços de qualidade. Partindo desse princípio, agora contamos com dois novos postos de atendimento para fazer o recadastramento da RNTRC (Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga): em São José dos Campos (SP) e em São José dos Pinhais (PR). Dessa forma, não só agilizamos o atendimento aos associados dessas duas regiões como também lhes evitamos os deslocamentos até a sede nacional, em São Bernardo do Campo (SP). Aproveito para lembrar a todos que essa documentação é fundamental para realizarmos nosso trabalho. Fiquem atentos às datas, a fim de evitar correria de última hora e, principalmente, as multas que, neste caso, são bem pesadas - R$ 5 mil. Quero ainda lançar um desafio a todos os motoristas de caminhão-cegonha. Participem do Scania Driver Competition, que vai apontar o melhor motorista da América Latina. Vamos mostrar que nossa categoria é formada por bons profissionais, que sabem tudo sobre segurança, legislação, primeiros socorros, e têm muita habilidade ao volante. Leiam também matérias sobre os trabalhos realizados por nossos sindicatos parceiros de Porto Real (RJ) e de Serra (ES), e sobre a nossa confraternização em Flores da Cunha (RS). Boa leitura!

Índice

José Ronaldo Marques da Silva

Agenda ............................................................................... 6 Meio Ambiente .................................................................... 8 Lançamento ........................................................................ 9 Mercado ........................................................................... 10 Sindical ............................................................................ 12 Confraternização ....................................................... 14 e 15

Revista Mensal dirigida aos Cegonheiros. As opiniões dos artigos assinados e dos entrevistados são de seus autores e não necessariamente as mesmas da Revista Cegonheiro. A elaboração de matérias redacionais não tem nenhuma vinculação com a venda de espaços publicitários. Os anúncios são de responsabilidade das empresas anunciantes.

Multas .............................................................................. 16

Ano 14 - edição nº 170 - junho de 2016

Licenças ........................................................................... 24

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Competição .............................................................. 18 e 19 Legislação ................................................................. 20 e 21 Restrições ......................................................................... 22 Eleições ............................................................................ 25 Classificados ..................................................................... 26

Revista Cegonheiro

4


Sindical

Campanha do agasalho

Fubá e Geraldo Diniz já colaboraram com a campanha

A regional de São José dos Campos é um dos postos de arrecadação da Campanha do Agasalho 2016, promovida pela prefeitura da cidade. Se você mora na região ou passar pela entidade, colabore e faça uma doação. Podem ser doados agasalhos e cobertores, desde que estejam em bom estado. Calçados também são aceitos e, se você doar, procure colocá-los num saco plástico fechado, para facilitar a separação (ou se tiverem cordões, procure amarrá-los em pares). Tudo o que for arrecadado será destinado a entidades da região.

SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

Regionais: São José dos Pinhais - Paraná Rua Tubarão, 112 - Bairro: Borda do Campo Cep: 83075-060 – São José dos Pinhais/PR Fone: (41) 3385.8245 E-mail: sindceg@gmail.com Diretor: João Soares de Jesus

Gravataí - Rio Grande do Sul

Sede Central: São Bernardo do Campo São Paulo Rua Luiz Barbalho, 07/11 Bairro: Demarchi Cep: 09820-030 São Bernardo do Campo/SP Fone: (11) 4346.5500 E-mail: diretoria@sindicatodoscegonheiros.com.br Presidente: José Ronaldo Marques da Silva

Revista Cegonheiro

6

Av. Eli Correa, 6.651 - RS 030 Bairro: Passo da Cavera Cep: 94010-972 – Gravataí /RS Fone: (51) 3431.7889 E-mail: gravataí@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Antenor Garibaldi

São José dos Campos – São Paulo Rua Ernesto Júlio Nazaret, 201 Vila Tesouro Cep: 12221-770 – São José dos Campos/SP Fone: (12) 3906.0807 E-mail: sjcampos@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Ednilson Azevedo Bitencourt

Piracicaba – São Paulo Rod SP 304, Km 147 – Sala 02 Distrito de Tupi Cep – 13422-230 – Piracicaba/SP Fone: (19) 3438-7738 E-mail:piracicaba@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Clemente Francisco de Assunção

Sindicatos parceiros: Sintrauto – Goiás Rua Mandaguari, 36 - Bairro: JK Cep: 75709-010 - Catalão/GO Fone: (64) 3411.2907 Presidente: Juarez Rodrigues da Silva

Sintraveba - Bahia Rua Gurupi, 23 – Bairro Goiana Cep: 42808-200 - Camaçari /BA Fone: (71) 3622.6700 Presidente: Carlito Alves

Sintraveic - ES Av. Eldes Scherrer Souza, 1025 Centro Empresarial da Serra Cep: 26165 – 680 – Serra – ES Fone: (27) 3067 – 2601 E-mail: sintraveic@sintraveic.com.br Presidente: Waldelio de Carvalho Santos

Porto Real – Rio de Janeiro Rodovia Presidente Dutra, Km 304 Bairro Paraíso (Posto Resendão) Cep: 27356-000 - Resende/RJ Fones: (24) 3355-3726 e (11) 98732-6373 E-mail: secretaria@sintrav_rj.com.br Presidente: Jardel de Castro

www.sindicatodoscegonheiros.com.br


Codema, 65 anos e muita estrada para rodar.

São anos de qualidade e alto padrão de atendimento. Uma história movida pela confiança da marca Scania. Nossa parceria tem muita estrada pela frente.

facebook.com/ScaniaBrasil

www.scania.com.br

app/Scania BR

A

N

O

S


Meio Ambiente

Estradas mais seguras

Alexandre, Robson, Jardel e Mathias com integrantes da equipe 2

Os motoristas cegonheiros que circulam pelas estradas, avenidas e ruas do estado do Rio de Janeiro agora trafegam com mais segurança. Desde março, o Sindicato de Porto Real, parceiro do Sindicato Nacio-

Equipe 2 em ação na Estrada do Catonho

Revista Cegonheiro

8

nal dos Cegonheiros, está realizando uma verdadeira força tarefa para podar os galhos de árvores que invadem as vias e dificultam a circulação dos caminhões cegonha. Até agora, a poda já foi feita nas cidades de Volta Redonda (BR-393), do Rio de Janeiro (Trevo das Margaridas, na avenida Brasil, sentido Barra da Tijuca) e de Niterói (rodovia Amaral Peixoto) pela equipe 2 do departamento de podas do Sindicato Nacional dos Cegonheiros. O grupo, coordenado por Arisvaldo Dias do Santos, é formado por Anderson Gomes de Castro (operador de munck), Ronaldo Rodrigues dos Santos (motorista), José Roberto dos Santos e Henrique dos Santos Ferreira (operadores de motosserra). O presidente do Sindicato de Porto Real, Jardel Castro, afirma que a poda era uma solicitação das transportadoras. “Além de estar atento ao tráfego, o motorista cegonheiro redobrava sua atenção para desviar dos

Galhos das árvores dificultavam o tráfego dos caminhões cegonha na BR-393

galhos das árvores. Essas manobras, que eram necessárias para não provocar danos à carga, poderiam colocar em risco a segurança de outros usuários da via”, diz. Ele acrescenta que ainda há muito trabalho para ser feito. “Estamos aguardando a autorização dos órgãos competentes, como o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura do Transporte) para iniciarmos a poda na RJ-100, que liga as cidades de Niterói e Magé”, explica.

Poda no Trevo das Margaridas foi feita à noite para não atrapalhar o tráfego


Lançamento

Olha que coisa mais linda ...

Jipinho da Nissan já é o queridinho dos fãs dos crossovers

O Nissan Kicks ainda não é comercializado no Brasil, mas por onde passa, atrai olhares curiosos. Carro oficial dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, o jipinho está acompanhando a tocha por todo o Brasil e já faz parte da lista de desejos de muitos fãs de crossovers. O modelo começará a ser vendido a partir do dia 5 de agosto (mesma data do início da Olimpíada). As primeiras unidades, no entanto, serão importadas do México – a produção na fábrica de Resende (RJ) deverá ter início em 2018. O Kicks vai encarar concorrentes de peso, como o Honda HR-V, o Jeep Renegade, o Ford EcoSport e o Chevrolet Tracker. Por isso, os designers e engenheiros capricharam no design e em recursos tecnológicos. No visual externo , destacam-se a grade frontal “V-motion”, os faróis dianteiros e traseiros em formato de bumerangue e o teto flutuante, que dá a impressão de estender o para-brisa até o fim dos vidros laterais. No lado interno, a cabine é simples e, ao mesmo tempo, elegante, capaz de agradar ao consumidor mais exigente. No centro do painel,

por exemplo, há uma tela colorida de sete polegadas, que oferece uma série de sistemas de informação, entretenimento e conexão para smartphones. O bom espaço interno é garantido pela distância entre eixos (2,61 metros). Mobilidade inteligente Para quem gosta de tecnologia, as principais novidades são o Around View Monitor (monitor com visão 360°) e o Moving Object Detection

Interior simples e elegante agrada até o consumidor mais exigente

(detecção de objetos em movimento). Esses dois sistemas, inéditos no Brasil, contam com quatro câmeras integradas, que garantem ao motorista uma visão total do carro, além de alertá-lo no caso de qualquer perigo que tenha passado despercebido. Segundo Keno Kato, vice-presi-

dente mundial de Planejamento do Produto na Nissan Motor Company, “o Kicks oferece o melhor conforto, inovações tecnológicas e design, da categoria. Com ele, a Nissan vai mostrar que está engajada com a mobilidade inteligente, graças ao sistema Nissan Intelligent Mobility. O Nissan Kicks é um carro feito para encarar a cidade”. Inicialmente o Kicks será vendido no Brasil. As vendas para outros países latino-americanos também devem acontecer ainda neste ano. “O Nissan Kicks foi criado com foco no Brasil e na América Latina, mas com um estilo e atributos que fazem dele um verdadeiro carro global. Ao ser lançado mundialmente no Brasil, a Nissan mostra não só a importância do modelo para a região, mas também a importância da região para as ambições globais da Nissan”, afirma François Dossa, presidente da Nissan do Brasil. Os executivos da montadora japonesa ainda fazem mistérios em relação aos motores e transmissões. Os dados técnicos divulgados até agora revelam apenas as medidas: comprimento (4,295 metros), largura (1,76 metro), altura (1,59 metro) e entre eixos (2,61 metros). 9

Revista Cegonheiro


Mercado

Projeções desanimadoras Em maio, as montadoras produziram 175.309 carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, volume 18% inferior ao registrado no mesmo período de 2015, quando foram fabricados 213.843 veículos. Na comparação com o mês anterior, a produção teve um pequeno aumento, de 3,2%, porém, isso não representa um alívio para o setor, pois abril teve um dia a menos de produção. No acumulado do ano, saíram da linha de montagem 834.054 unidades (menos 24,3% em relação aos cinco primeiros meses de 2015) – o volume mais baixo em 12 anos. Esse resultado levou a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) a rever suas projeções para este ano e prever um cenário ainda mais desanimador. A estimativa de produção era de alta de 0,5% no início do ano, agora é de queda de 5,5%, com 2,29 milhões de unidades. Já os licenciamentos devem cair 19% e atingir pouco mais de dois milhões. Nos primeiros meses do ano, a entidade mostrava-se mais otimista, projetando recuo de 7,5% nas vendas em 2016. Já a expectativa para as vendas externas subiu de 8% para uma expansão de 21,5%, podendo atingir a cifra de 507 mil veículos. O presidente da Anfavea, Antonio Megale, acredita que no final do ano a economia dará os primeiros sinais de retomada e que o cenário será melhor no próximo ano. O executivo afirma que “a sazonalidade do

segundo semestre e a expectativa de recuperação gradual do PIB levaram a entidade a considerar uma queda anual menor do que a acumulada até maio. No caso das exportações, a busca por novos mercados aliada ao câmbio favorável puxaram os números para cima”. Vendas menores O menor ritmo de produção é acompanhado pelo fraco desempenho nas vendas. No quinto mês do ano, foram licenciadas 167.489 unidades, o que representa uma alta de 2,8% em relação a abril (162.939 veículos), mas recuo de 21,3% na comparação com o mesmo mês de 2015 (212.696 veículos). No acumulado do ano, foram comercializadas 811.739 unidades, menos 26,6% em relação ao mesmo período do ano passado (1.106.425 unidades). Exportações em alta O mercado externo continua a ser o único alento do setor. Em maio, foram embarcadas 46.895 unidades, alta de 23,9% em relação a abril (37.851 veículos) e de 15% na comparação com o mesmo mês de 2015 (40.762 veículos). Nos primeiros cinco meses do ano, as exportações somaram 183.253 unidades, volume 21,8% superior ao atingido no mesmo período de 2015 (150.479 veículos). Produção de veículos em 2016 deverá ser de apenas 2,29 milhões de unidades

FIQUE LIGADO! Made in Brazil Num comunicado lacônico, divulgado no dia 13 de maio, a Renault confirmou que produzirá o Kwid, no Brasil. Recém-lançado na Índia, o modelo é apontado como o sucessor do Clio e já foi flagrado, camuflado, circulando pelas ruas brasileiras.

Kwids deverá substituir o Clio

Refinancie sua dívida O Senado Federal aprovou o projeto de lei que amplia o prazo para os caminhoneiros refinanciarem os empréstimos contraídos por meio de programas do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Quem financiou veículos, reboques, semirreboques e carrocerias (novos e usados) até o final do ano passado, agora pode renegociar a dívida junto ao agente financeiro até o dia 30 de dezembro deste ano. No texto original, o refinanciamento só se aplicava aos contatos fechados até 2014 e permitia a prorrogação até o dia 30 de junho. Agora é lei Foi sancionada a lei que torna obrigatório o uso de farol baixo durante o dia, nas rodovias. A partir de julho, o motorista que for flagrado com o farol desligado será multado. O objetivo é aumentar a segurança nas estradas e evitar a ocorrência de colisões frontais. Considerada infração média, o condutor receberá multa de R$ 85,13 e perderá quatro pontos na carteira de habilitação.


Sindical

Pátios em ordem

Trabalho foi realizado pelo Sintraveic-ES e pelas transportadoras

Obras melhoraram a organização dos pátios

Agora a área de estacionamento é demarcada

O Sintraveic-ES (Sindicato das Transportadoras de Veículos do Espírito Santo) e as transportadoras Autoport, Tegma e Transzero (estas duas últimas dividem o mesmo pátio) estão realizando uma força tarefa para melhorar a organização e a limpeza dos pátios dos carreteiros. “Antes a área de estacionamento, por exemplo, não era demarcada. Cada um podia estacionar onde quisesse e isso, além de dificultar a movimentação das carretas, podia comprometer a segurança dos veículos e das pessoas”, afirma o diretor, Jurandy de Albuquerque Júnior. Agora a Autoport, a Teg-

Categoria reivindica melhorias Os diretores do Sintraveic-ES, Erivaldo Lucas (financeiro), e Júnior Sabione (secretário), reuniram-se com o presidente da Câmara de Vereadores de Vitória, Namy Chequer, no dia 4 de maio. Na ocasião, estavam acompanhados pelo presidente do Comitê Regional do PC do B do Espírito Santo, Ronaldo Barbosa. Lucas e Júnior levaram algumas reinvindicações da categoria, como criação de áreas especiais próximas às concessionárias para que os caminhões-cegonha possam descarregar sua carga; e a poda de árvores nas avenidas e ruas, que dificultam a circulação de veículos. Em plenário, Namy Chequer elogiou o trabalho do Sintraveic e seus associados e se comprometeu a levar os pedidos ao prefeito, Luciano Rezende.

Revista Cegonheiro

12

ma e a Transzero contam com área particular de depósito de veículos, estacionamento exclusivo para visitantes, escritório, banheiro e cozinha. No pátio da Autoport, que possui carretas próprias, também foi instalada uma oficina para manutenção das carretas. Na Tegma e na Transzero ainda serão construídos uma nova sala de chamada e um banheiro feminino; e executadas obras de ampliação e reforma da lanchonete. “Realizamos várias reuniões com a diretoria das duas transportadoras, a fim de avaliar o que deve ser feito para oferecer melhores condições para os carreteiros”, explica Jurandy.

Júnior, Namy, Lucas e Ronaldo na reunião


Confraternização

Confraternização em

Desde que assumiu a entidade, Boizinho e a diretoria se confraternizam com os associados gaúchos

Associados levam seus familiares para o tradicional encontro

Elas esbanjaram charme e elegância

Já virou tradição. Desde que assumiu a presidência do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, José Ronaldo Marques da Silva, o Boizinho, e a diretoria da entidade, vão até a cidade gaúcha de Flores da Cunha, para um jantar de confraternização na Associação dos Motoristas Florenses. Neste ano, o evento aconteceu no dia 20 de maio. Márcio Galdino, diretor regional do Sindicato, abriu o evento, agradecendo a hospitalidade dos colegas. “É um enorme prazer estar aqui no-

Waldélio, Fábio e Zoio

Clima descontraído e familiar marcaram o jantar

Revista Cegonheiro

14

Encontro é uma oportunidade de rever os amigos de profissão

Elias, Jaime e Garibaldi


m Flores da Cunha vamente. Este jantar representa um momento único, por isso fazemos questão de que nossos familiares participem. Afinal, a família é a base de tudo”, afirmou. Esse também foi o tom do discurso de Boizinho. “Faço questão de vir aqui todos os anos”, disse. Já o vice-presidente Jaime Ferreira dos Santos destacou a importância da entidade. “Graças à união de todos, conseguimos manter nossas conquistas. O Sindicato não é só a diretoria. O Sindicato é formado por todos os associados. Por isso, participem do dia a dia da entidade, deem sugestões e mantenham a nossa força e reconhecimento”, enfatizou. O secretário geral, Douglas Santos Silva, falou sobre a satisfação por reencontrar cegonheiros que atuam há mais tempo na profissão. E concluiu: “É com muito orgulho que vejo o pessoal da velha guarda. Com vocês, aprendemos que precisamos estar unidos para superar as dificuldades. Por isso, hoje somos uma categoria forte e respeitada”. Na ocasião, foi exibido um vídeo institucional com as principais ações promovidas pelo Sindicato em 2015 e no primeiro quadrimestre deste ano.

Márcio agradece a hospitalidade dos gaúchos

Amigos relembram os velhos tempos

Fittipaldi e Boizinho

Jaime pede aos associados que participem do dia a dia da entidade

Esse quarteto tem muita história para contar ...

15

Revista Cegonheiro


Multa

Foto: Pedro França/Agência Senado

Se dirigir, não tecle

Dirigir falando ou manuseando o celular pode aumentar, em 23 vezes, o risco de acidentes.

Se você é daquelas pessoas que ficam grudadas no celular, fique atento! A partir do dia 5 de novembro, o motorista flagrado falando ou manuseando o aparelho, será punido com uma infração gravíssima – e não média, como acontece hoje. Com isso, a multa que era de R$ 85,13 passará a R$ 293,47. Também serão consideradas infrações gravíssimas: estacionar, sem credencial, em vaga reservada para deficientes ou idosos, dirigir ciclomotores, sem autorização, e usar um veículo para bloquear vias e impedir o trânsito. As mudanças que endurecem as punições previstas no CTB (Código Brasileiro de Trânsito) foram sancionadas no dia 5 de maio. Além disso, os valores das multas foram reajustados de 52% a 66%. O valor da infração leve passará de R$53,20 para R$88,38; a média, que era de R$85,13, será de R$130,16; a grave será reajustada

de R$127,69 para R$195,23 e a gravíssima, de R$191,54 saltará para pesados R$293,47. A nova legislação cria ainda uma infração para os motoristas que se recusarem a fazer o teste do bafômetro. Quem não se submeter ao exame, será punido com multa de R$ 2.934,70 (dez vezes o valor da infração gravíssima) e terá a carteira suspensa por um ano. A multa mais pesada é para os que deliberadamente obstruírem a circulação de veículos, sem autorização das entidades de trânsito. O infrator terá de arcar com multa de R$ 5.869,40 (20 vezes o valor da infração gravíssima) e uma suspensão de 12 meses. Especialistas em trânsito afirmam que a inclusão da expressão ‘manusear o celular’ deve-se ao aumento no número de atividades que podem ser feitas nos smartphones: enviar mensagens, usar aplicativos e acessar as redes sociais. Essa conectividade, infelizmente,

tem seu lado negativo: o aumento do risco de acidentes. De acordo com o chefe do Departamento de Medicina de Tráfego Ocupacional da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), Dirceu Rodrigues Alves Júnior, dirigir falando ou manuseando o celular pode aumentar, em 23 vezes, o risco de acidentes. Isso mesmo: 23 vezes! “O motorista se desconecta do que acontece ao seu redor e perde a visão periférica. Se ele estiver trafegando a 100 km/h, no intervalo de três a quatro segundos, terá percorrido uma distância que pode variar de 100 a 120 metros. Nesse percurso, o condutor não sabe o que havia no caminho: um pedestre, outro veículo ou um sinal. Sua atenção estava concentrada apenas no interlocutor. E tem mais: muitas vezes, mesmo desligando o celular, o motorista continua concentrado não no trânsito mas na reflexão sobre o que foi tratado naquela ligação ou mensagem”, explica.

Vai doer no bolso

Veja neste quadro os novos valores das multas:

Tipo de multa

Como é

Como ficará

Infração gravíssima

R$ 191,54

R$ 293,47

Infração grave

R$ 127,69

R$ 195,23

Infração média

R$ 85,13

R$ 130,16

Infração leve

R$ 53,20

R$ 88,38

Revista Cegonheiro

16


Competição

Este caminhão

Vencedor do Scania Driver Competition vai levar um Streamline Highline R 440 6×2 para casa

Quem nunca sonhou em ter um Scania Streamline Highline R 440 6×2? Pois saiba que esse caminhão pode ser seu. Inscreva-se no Scania Driver Competitions (SDC) e prove que você é uma fera no volante e sabe tudo sobre direção defensiva, condução eficaz, economia de combustível, manutenção preventiva e meio ambiente. As inscrições para a competição, antes conhecida como Melhor Motorista de Caminhão do Brasil, já estão abertas e vão até o dia 31 de agosto. Para inscrever-se é necessário ter a carteira de habilitação categoria E. A inscrição e a participação nas duas primeiras fases devem ser feitas pela internet, no site http://www. scaniasdc.com.br/ ou por aplicativo. O regulamento, o detalhamento de todas as etapas da competição e a premiação estão disponíveis nesse portal . Revista Cegonheiro

18

Teoria e prática Nas duas primeiras fases, o candidato responde a 20 questões de múltipla escolha, que valem um ponto cada. Para ser aprovado na primeira, é necessário somar, no mínimo, 12 pontos. Na etapa seguinte, são somados os pontos das duas fases e classificam-se os 1.200 motoristas que

obtiverem a melhor pontuação. O motorista poderá escolher, dentro de uma lista pré-definida, em qual Casa Scania prefere fazer a prova presencial. Os melhores classificados têm mais chances de fazer o teste no local escolhido. As provas serão realizadas em dois períodos (16, 17 e 18 de setembro e 7, 8 e 9 de outubro). Os 60 melhores dessa fase classificam-se para a semifinal

Competidores terão que mostrar suas habilidades ao volante


pode ser seu!

Este ano, competição foi ampliada e seguirá nomenclatura adotada na Europa

e ainda ganham um curso presencial de 40 horas. No dia 9 de novembro, os competidores serão submetidos a provas teóricas, de checklist, de percurso e de manobra, no Posto Graal Estrela, na cidade de Queluz (SP). As provas eliminatórias serão de manobras e habilidades ao volante, numa corrida contra o tempo. Os 27 motoristas melhor pontuados disputam a final nacional, no dia seguinte. Nessa etapa, vão ter de provar que são bons de braço, pas-

sando por provas como derrubar pinos, manobrar o caminhão em marcha à ré e estacioná-lo com precisão. Prêmios e final latino-americana O vencedor da final brasileira receberá um prêmio no valor de R$ 40.000. O segundo colocado ganha R$ 20.000, e o terceiro, R$ 10.000. Os três podem usar o montante para compras em rede conveniada e ainda levam para casa um kit de produtos Ipiranga.

Os três melhores classificados credenciam-se para a final latinoamericana e vão competir com os três melhores motoristas de caminhão de Argentina, Chile e Peru. Essas provas finais serão realizadas no Brasil, na Estância Alto da Serra (SP), nos dias 26 e 27 de novembro. Os participantes farão provas teóricas e de habilidade ao volante do caminhão. O vencedor será o mais novo proprietário de um Scania Higline R 440 6x2.

125 anos na estrada Uma das principais fabricantes mundiais de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos, a Scania completa 125 anos de fundação em 2016. Para comemorar essa data, estabeleceu uma meta ousada: quer ser a empresa líder em soluções de transporte sustentável. A trajetória dessa montadora sueca remete a dezembro de 1891, quando foi aberta uma fábrica, sob o nome de Vabis, na cidade de Södertalje, para produzir carroças, vagões e bondes puxados a cavalo. O primeiro grande sucesso foi o caminhão Vabis L51. Do Vabis L51 aos atuais caminhões, como o Streamline Highline, a marca se tornou referência no mercado, por oferecer produtos que aliam qualidade, alta tecnologia e robustez. O Brasil foi o país escolhido para sediar a primeira unidade fabril fora da Suécia. Era o ano de 1962 e o local escolhido foi a cidade de São Bernardo do Campo (SP). Hoje a fábrica ocupa uma área de 350 mil metros quadrados, dos quais 130 mil metros quadrados são de área construída. A capacidade instalada é de 20 mil veículos/ano.

Caminhão produzido em 1902

Em 1911, os caminhões eram assim

19

Revista Cegonheiro


Legislação

Dois novos postos de atendimento Para aprimorar ainda mais o atendimento a seus associados, o Sindicato Nacional dos Cegonheiros conta com mais dois postos de atendimento, para fazer o recadastramento obrigatório do RNTRC (Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga). Um funciona na regional de São José dos Campos (SP) e o outro, na cidade de São José dos Pinhais (PR). “Antes, o atendimento era centralizado num único local, em São Bernardo do Campo (SP). Agora, além de agilizarmos o atendimento, evitamos que os associados residentes nos estados da região Sul, por exemplo, tenham de se deslocar para São Paulo”, explica o diretor executivo suplente e responsável pelo setor, César Wellington Pereira da Rocha, o Tomatão. Para se recadastrar, o associado deve preencher uma ficha com os dados do caminhão. Feito isso, será gerada uma guia que deverá ser paga numa instituição bancária. Depois de 24 horas, ele pode retirar os adesivos (caminhão e carreta) no posto de atendimento. Na última etapa é feito o cadastramento desses adesivos junto à ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) – pode ser feito por meio do aplicativo Sitcarga, disponível no Google Play. Esse aplicativo permite que sejam cadastrados o QR Code (impresso no adesivo), a placa e a foto do veículo.

Raiane Monteiro atende Geraldo Diniz, no posto de São José dos Campos

Revista Cegonheiro

20

Rafael entrega o adesivo para o frotista Silvano Vieira da Silva


Fim da informalidade A instalação da TAG no para-brisa dos caminhões é a principal novidade no novo modelo de recadastramento adotado pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestre). Com esse dispositivo eletrônico e os adesivos, a agência acredita que vai intensificar a fiscalização das frotas, coibindo, assim, o roubo de cargas. Outros objetivos são aumentar a segurança nas rodovias e acabar com a informalidade no setor. Com a TAG, é possível obter informações sobre os veículos e suas cargas. Os dados serão transmitidos por meio de antenas instaladas nos principais pontos de

passagem nas estradas e rodovias, como as balanças, por exemplo. Não será necessário que o caminhão pare a cada posto de controle. A fiscalização – tanto da ANTT como das polícias – será muito mais ágil. Se um veículo estiver trafegando de forma irregular (não tendo pago uma multa ou tendo deixado de quitar algum imposto), as antenas passarão informações para as centrais (pode ser um posto policial). Ao passar por um posto, esse motorista será parado e autuado. O uso do sistema eletrônico também permitirá que os empresários localizem suas cargas mais rapidamente.

Dispositivo ajudará aumentar a fiscalização das frotas

Fiscalização da TAG será feita em portais instalados nas rodovias

21

Revista Cegonheiro


Revista Cegonheiro

22


23

Revista Cegonheiro


LICENÇAS Autorização para o tráfego de veículos com carga especial

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros tem a disposição dos seus associados e motoristas, o Departamento de Licenças, específico para dar entrada na documentação para a retiradade Licenças Estaduais e Federal de acordo com as normas exigidas pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e do DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

ONDE TIRAR AS LICENÇAS São Bernardo do Campo-SP Pátio de estacionamento - Rua: Servidão Particular, 114 - Bairro Batistini Licenças Federal e Estaduais Camaçari / Bahia Rua: Gurupi, 23 – Bairro Goiana Licenças do Estado da Bahia

(11) 4347-8468 (71) 3622-6700 e 3622-6529

Gravataí / Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 – RS 030 – Bairro Passo da Cavera Licenças do Estado do R.G. do Sul

(51) 3431-4848

São José dos Pinhais / Paraná Rua: Tubarão, 112 – sala 02 – Bairro: Borda do Campo Licenças dos Estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, R.G. do Sul, Goiás e São Paulo

(41) 3385-8245

São José dos Campos / São Paulo Rua: Ernesto Júlio Nazaret,201 Vila Tesouro Licenças Federal e Estaduais

(12) 3906-0807

Tocantins (Licença Estadual)

Rio de Janeiro (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Contrato Social e CNPJ (pessoa jurídica) -CPF e RG (Pessoa Física) -Licença Federal 4,95m -Todos documentos autenticados

- Documento Cavalo Mecânico e Carreta - RG e CPF (proprietário da empresa) - Contrato Social - Requerimentos (no Sindicato)

Minas Gerais (Licença Estadual)

São Paulo (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Santa Catarina (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Procuração (retirar no Sindicato) -Contrato Social (pessoa jurídica) -CPF e RG (pessoa física)

R. Grande do Sul (Licença Estadual) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Bahia (Licença Estadual) Goiás (Licença Estadual)

-Documento do Cavalo Mecânico e Carreta

Pernambuco (licença estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Licença Federal 4,95m

Paraná (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

ATENÇÃO MOTORISTAS

Licenciamento São Paulo 2016 Final de Placa

1e2 3, 4 e 5 6, 7, e 8 9e0

Revista Cegonheiro

24

CAMINHÕES Mês do Licenciamento

Setembro Outubro Novembro Dezembro

- Cópia legível do documento do cavalo e carretas (todas as carretas que for acoplar na licença) - Cópia legível da licença federal (Dnit) - Contrato social da empresa (xerox autenticada) - CNH do proprietário ou de um dos sócios da empresa (xerox autenticada) - Comprovante de endereço – pessoa física (xerox autenticada)

CARRETAS AUTOMÓVEIS MOTOS Final de Placa Mês de Licenciamento

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro


Eleição

Diretoria nova na Aetceg

Parte dos integrantes da nova diretoria: Eduardo, Mirim, Fábio, Gilberto, Ivan e Nilton

Com 104 votos válidos, Ednilson José da Silva (mais conhecido como Mirim) venceu as eleições da Aetceg (Associação das Empresas de Transportes de Cegonheiros). O pleito se deu no dia 14 de junho, na matriz da Transzero, em São Bernardo do Campo (SP). O candidato da outra chapa, Ricardo Viana, obteve 36 votos. Apenas um voto foi anulado pela mesa.

Participaram do processo eleitoral 141 empresas - o que representa índice de comparecimento de 84%. Mirim será empossado no dia 4 de julho e terá mandato de dois anos. Entre os projetos que deverão ser im-

renciado. Para isso, conto com a colaboração de outros membros da diretoria”, afirmou. Além de Mirim, a nova diretoria da Aetceg será composta por Eduardo Bronsarto (Juninho), Fábio Mendes (Fabinho Cassy), Danilo Ferreira (Danilo Bichinho), Jardel de Castro, Gilberto Cosme (Giba Caiada) e Ivan Silva (Baixinho).

Evelin, Ricardo, Fábio e Samanta apuram os votos

Francisco Carlos deposita o voto na urna

plantados nessa gestão, ele destaca a melhoria na qualidade dos prestadores de serviços; divulgação de relatórios mensais detalhados para que os associados tenham uma visão melhor dos negócios da entidade, como o rateio, por exemplo; e trabalho junto aos motoristas para prevenir roubos de caminhões e acidentes. “Queremos aprimorar nossos serviços e prestar um atendimento personalizado e dife-

Ricardo e Mirim se cumprimentam ao final da eleição

25

Revista Cegonheiro


Classificados Vendo terreno no bairro Demarchi, com 10 x 19,7 metros, próximo ao restaurante São Judas. Tratar: Ramos de Oliveira – (11) 97320-1551

(11) 7864-6955 e ID – 80*62169. Aceita troca Três Eixos – 2009 – Patrão Transzero – Tratar com Vilson Guererro (11) 9-99585510. Preço R$ 80 mil. (Preferência venda com o cavalo mecânico – conjunto) Três Eixos – 2003 – Tratar com Sergio (11) 7864-6955, ID 80*62169. Aceita troca Três Eixos, Robocop original, anos 2001, 2003 e 2006. Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/ bwmdGF Carreta Engerauto, ano 2000, verde, alongada, com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Nilton (11) 98644-5354 e 99263-2336 Carreta Nego 2008, verde e com pneus. Tratar com Hong (13) 99112-2716 Carreta Dambroz, Robocop, 2008, amarela, com pneus e cintas. Único dono. Tratar com Pitol (11) 98411-2223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz, Robocop, 2004/2004, verde TNorte, reformada. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Sérgio (21) 98017-8789 ou Nextel 919*3927. Vendo duas carretas convencionais abertas Três Eixos, verde, com pneus e cintas: uma ano 2002; a outra é ano 1995 e foi reformada na Rodoceg. Preço: R$ 40 mil cada uma. Tratar com Márcio (51) 7811-3363 Carreta Três Eixos, 2001, modelo 2002, boa de carga, com pneus e cintas, verde Transzero. Preço R$ 20 mil. Tratar com Cristiano do Pereba (12) 99163-2988 Vendo carreta Dambroz 2000, Robocop, preta, padrão Tegma. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Alexandre (11) 99151-8785 Vendo carreta Rossini, ano 2006, preto, padrão Tegma. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Petrúcio (11) 4455-2264 e 987461187 Carreta Três Eixos, completa, para transportar 11 carros. Impecável. Preço: R$ 20.000. Tratar com José Borracheiro, da Brazul (11) 4941-4865 Vendo conjunto 2011, cavalo Scania P-340 e carreta amarela Tecnoceg. Falar com Polaco (Brazul) (11) 99987-3112 e ID 84*109789 Vendo ou troco por veículo carreta Dambroz, 2008, verde, com pneus e cintas. Todas as revisões foram feitas. Preço: R$ 35 mil. Tratar com Robson TZ (11) 78658643 e ID 82*15730 Carreta Três Eixos, 2005/2006, Robocop. Tratar com Pitol ou Luiz 98411-2223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz convencional, 2010/2010, preta, com cintas. Preço: R$ 45 mil. Tratar com Berg (11) 97673-4035 Carreta Negocoop, 2009, padrão Brazul (amarela), castelo bi-partido, toda elétrica (inclusive os pés para desengatar e os dois remontes). Com pneus e cintas. Preço: R$ 50 mil. Tratar com Tavares (11) 82627019 e ID 7*53437 Vendo carreta Dambroz, ano 2009, com bi- partido, modelo Robocop, branca (Transmoreno). Pneus em ótimo estado e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Edgar (Dacunha) (11) 98480-8400

Scania G 380, prata (Motoro novo) ano 2009/2009, com seis pneus novos. Impecável! Tratar com Vilson Guererro (11)9-9958-5510. Preço R$ 160.000,00 (Preferência venda com a carreta – conjunto) Vendo três caminhões: um Actros 2546, 2011/2012, prata; e dois P 340, 2011/2011, prata. Valor a combinar. Tratar com Márcio Galdino (11) 95651-4656/2 Volvo FH, 2005, prata. Tratar com Sergio:

Revista Cegonheiro

26

Axor 1933, branco, 2005. Só rodou na cegonha. Tratar com Ademir (Índio), da Tegma: (11) 98437-1050 e 97273-2933 VW Constelation 19320, 2006/2006, branco, pneus novos, ótimo estado, revisões em dia. Tratar com Mário: (11) 7871-1282 e 7730-8474 Iveco Stralis, 2008/2009, modelo Power cegonheiro, vermelho. Tratar com Geraldo, da Transzero: (11) 98349-6033, 5514-2461 MB Axor 2040, 2008/2008, único dono. Preço: R$ 190 mil. Tratar com Cajaíba (TG): (11) 99430-3098 e ID 55*100*30421 Mercedes-Benz 1634, 06, branco. Tratar com Umberto Nóbile (TS): (11) 994418547 MB 608 Dguincho, 1980. Preço: R$ 30 mil. Tratar com Gilberto (TN): (11) 999134-8945, 7833-2201 e ID 84*23068

Uno 2009, azul metálico, duas portas, completo, flex. Tratar com Marcelo – BZ Taubaté (12) 99239-2287 e 99178-2857 Saveiro Trend 2009, prata, equipado com direção hidráulica, alarme, rodas de magnésio, trava e vidros elétricos. Preço: R$ 23 mil. Tratar com Francisco (11) 99454-9337 e 2861-0196 Vendo ou troco S10, ano modelo 1998, 4.3, V6, completa, cabine dupla, prata, com kit gás. Ótimo estado de conservação. Tratar com Nelson (11) 98442-0969 Fox Trend 1.6, 2012/2013, prata, com 10 mil quilômetros rodados e todos opcionais- exceto ar-condicionado. Único dono e ótimo estado. Preço: R$ 31,5 mil. Tratar com Alan Oliveira (11) 98660-5851 Corolla, 2009, modelo Seg-Top de linha, com 116 mil quilômetros rodados. Todas as revisões feitas na Toyota. Preço: R$ 41 mil. Tratar com Edgard (11) – 963769574

Iveco Stralis, 2009,modelo Power cegonheiro, turbina e unidades novas, vermelho e pneus novos. Preço: R$ 210 mil. Tratar com Delmiro (TNorte): (11) 99935-7917 Axor 2035, branco, 2007/2008. Tratar com Silvana ou Félix (11) 97028-9782, 98436-3376, 11*6514 ou 7734-5921 Volvo FH, 2005, segundo dono, motor e câmbio novos, pneus meia vida, prata. Caminhão de cegonheiro. Tratar com Buriti (11) 7830-4211 e (11) 99943-8656 Scania T113 Topline, ano 1997, com seis pneus Michelin novos, rodas de alumínio, conversor de bateria e televisão. Segundo dono. Impecável! Tratar com Márcio (51) 7811.3363 Vendo um caminhão Scania G420, ano/modelo 2010/2010, prata, e outro Mercedes-Benz 2040, premium, ano/ modelo 2010/2011, prata. Tratar com Zé Itabaiana (11) 99426-7886 Vendo caminhão Axor 2035, ano 2008. Único dono e em ótimo estado. Tratar com Ronaldo Jacinto (Brazul) (11) 97626-7257 Vendo dois caminhões Volvo. Um é o FH 400, ano 2007, e outro FH 440, ano 2008. Preço abaixo da tabela. Tratar com Edelson (Alongado) - (12) 99133-7071, 99167-4175 e 90*15897 Scania 420, Toco, 2010, prata e em bom estado de conservação. Ótima oportunidade. Tratar com Barbarelli (11) 98549-1571 Scania 380, ano 2010, vermelha, com pneus Michelin novos. Ótimo estado. Preço: R$ 170 mil. Tratar com Léo (11) 98429-2230 e Tonim (11) 98361-6717 Conjunto caminhão Mercedes-Benz 2035, ano 2011, e carreta Bercamp, ano 2010. Presta serviço na Tegma TVK Sul. Tratar com Edgley (41) 9882-3333 Actros 2012, chumbo, com baixa quilometragem. Tratar com Márcio Galdino (11) 95651-4656/2 Scania 440 Highline, 2012, vermelho, trucado. R$ 235 mil. Tratar com Cristiano Pereba (12) 99163-2988

Terreno em Caçapava, com 248m², no bairro Vitória Vale. Preço R$ 85 mil. Outro terreno também em Caçapava, no Vitória Vale 7X25. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Latino (Tegma): (11) 98632-6532 e (11) 4066-4510 Apartamento no centro de Diadema, três dormitórios, 65m², churrasqueira, duas piscinas, salão de festas, sala de ginástica. Valor: R$ 260 mil.Tratar com Eduardo – Cazu (11) 96710-9965 Sítio com cinco alqueires na rodovia Castelo Branco, no Km 162, em Porangaba. Tratar com Buriti (11)99943-8656 e 6949-5995 Sobrado no bairro Terra Nova II, com três dormitórios amplos e uma suíte com varanda. Valor: R$ 400 mil. Tratar com Nildo (11) 7364-4324 e 4396-9008 Cobertura duplex(nova) no centro de São Bernardo do Campo.Tratar com Jorge BZ (11) 6734-4797 Vendo ou troco chácara em Boituva por uma casa em São Bernardo do Campo ou Santo André. A 4 km da cidade, possui pomar e quarto para hóspede. Tratar com Nilton (Transauto) (11) 4127-9324 e 98784-7600 Um sobrado com três casas em São Bernardo do Campo (rua Salim Mahfoud – Terra Nova II). Tratar com Edinaldo (11) 98731-4599 e 98924-3642 Alugo dois galpões com 750 metros quadrados (cada um). Os imóveis estão instalados no bairro Batistini, em São Bernardo do Campo (SP). Valor: R$ 11 mil (cada um). Tratar com Leandro Golgatto (11) 99685-9385 Vendo, alugo ou troco apartamento na Viação, Praia Grande. Todo mobiliado, possui dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Tratar com Geraldo CTV Tegma (11) 98763-8517, 98670-8877, 964266970 (TIM) e 54*134019 (Nextel) Sobrado no Demarchi com três dormitórios, quatro salas, cozinha planejada, lavabo, dois banheiros, área de serviço fechada e garagem para dois carros. Tratar com Rodrigo (11) 7773-3171, 968*27731 e 95343-4807

Vendo ou alugo sobrado no bairro Demarchi. O imóvel possui quatro dormitórios (uma suíte), sala ampla, cozinha, sala de jantar e garagem para três carros. Tratar: Ramos de Oliveira – (11) 97320-1551 Vendo dois sobrados em Diadema ou troco por cavalo ou carreta. Acabamento de primeira e vaga para três carros. Preço: R$ 400 mil. Tratar com Wilson (11) 96861-6113 e (11) 95362-0534 Vendo chácara no Riacho Grande ou troco por cavalo ou carreta. A casa tem quatro dormitórios (uma suíte), sala de estar e de jantar, cozinha, banheiro, etc. Preço: R$ 400 mil. Tratar com Wilson (11) 96861-6113 e (11) 95362-0534. Vendo apartamento na Praia Grande. O imóvel tem um quarto, uma sala com dois ambientes, cozinha, banheiro, lavanderia e uma vaga na garagem. Aceito troca por caminhão. Tratar com Cazu (11) 78768111 e 935*1178 Alugo sobrado no bairro Terra Nova I, com três dormitórios (uma suíte), duas salas, três banheiros, cozinha, duas varandas, cinco vagas na garagem e salão de festas. Tratar com Paulo ou Lúcia (11) 99480-8508 e 4347-6001 ID 653*141 Vendo dois apartamentos na Praia Grande. Cada um tem 85 m2, dois dormitórios (uma suíte), sala, cozinha, banheiro, área de serviço e terraço gourmet. Tratar com Marcos (11) 98559-5938 e 9*53677 Vendo apartamento no Demarchi, com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e lavanderia. Condomínio com quadra, área de lazer e salão de festas. Tratar com Andreia ou Dunga (11) 98128-0731 e 6064-6666 Vendo apartamento na Praia Grande, com vista para o mar. O imóvel possui dois quartos (uma suíte), banheiro social, sala com copa e sacada, etc. Tratar com Alessandra (11) 4824-3586 e 99622-6444 Vendo três casas com garagem para quatro carros no bairro Terra Nova II. Tratar com Ednaldo (11) 98731-4599 e 95408-3712 Vendo apartamento de 120 m2, no Residencial Bulgária, com três suítes, dois closets, sala de estar conjugada com sala de jantar, área gourmet com churrasqueira, três vagas na garagem, etc. Tratar com Hamilton Mendes pelo e-mail hamilton_ mendes@yahoo.com.br Vendo terreno (com dois lotes) em São José dos Pinhais (PR) Cada lote tem 12 m x 50 m e custa R$ 150 mil. Aceito troca por carro ou cavalo mecânico. Tratar com Lauro (41) 9986-3710 ou Jefferson (11) 97611-1660 Vendo um imóvel no Parque Espacial e um terreno no Swiss Park. O imóvel tem três suítes, três salas, cozinha com armários embutidos e quatro vagas. O terreno tem área de 679 m2. Preço: R$ 680 mil. Tratar com Flávio (11) 99162-5127 e 7861-7412 Vendo um sobrado em condomínio fechado, no bairro Assunção. Tem três dormitórios, três banheiros, sala com dois ambientes, cozinha planejada, lavanderia, garagem para dois carros, área de lazer com piscina e churrasqueira. Preço: R$ 580 mil (condomínio R$ 280). Tratar com Salvador (11) 4347-0931 e (11) 99278-2323

ANUNCIE

4103-0204

(11)

e-mail: revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br


Profile for Sinaceg

Revista Cegonheiro - Edição 170  

Revista Cegonheiro - Edição 170  

Profile for sinaceg
Advertisement