{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

ONZE ANOS NO CAMINHO DA INFORMAÇÃO

Ano 11 - edição no 139 - novembro/2013 Publicação mensal

TESTAMOS O EXTRAPESADO DA MERCEDES-BENZ

SAIU O CALENDÁRIO DO IPVA 2014 Acompanhe pelo final da placa

HORA DE VOTAR

Escolha seu representante de 25 a 30 de novembro


Palavra do Presidente Presidente: José Ronaldo Marques da Silva Vice-Presidente: José Cavalcante da Silva Secretário Geral: Antonio Bezerra Dantas Secretário de Finanças: Marcio Galdino da Silva Diretor Regional: Douglas Santos Silva Primeiro Secretário: Josimar L. de Freitas Primeiro Tesoureiro: Reginaldo Fabretti Diretores Executivos Efetivos Jaime Ferreira dos Santos Gilmar Donizete da Silva Benvindo Gonçalves José Laercio da Silva Antenor Garibaldi Diretores Executivos Suplentes Alberto Bartolomeu Neves Roberto Nobile Edimar Moreira de Oliveira Clemente Francisco de Assunção Ednilson Azevedo Bitencourt César Wellington Pereira da Rocha Luis Carlos Pitondo Luiz Eugênio Baldin Golgatto Luciano André Pingueli Correa Marcelo Imenis Pereira] Jurandy Pereira de Albuquerque Junior Abner Santana Damasceno Junior Conselho Fiscal Efetivo José Vicente Bonetti Ivan Antonio da Silva Hamilton Mendes Conselho Fiscal Suplente Silas Ramos Adilson Roberto Bento Antonio Ortega Augusto Jornalista Responsável José Nogueira do Nascimento Mtb 15.211 Editoração de Arte e Produção Gráfica Milton Tonello Editor José Nogueira do Nascimento Publicidade Ítalo Rocha Nogueira Redação Analuiza Tamura e José Nogueira Revisão Maria Isabel Corcete Fotografia Ítalo Rocha Nogueira Impressão Gráfica Gráfica e Editora Referência Tiragem 6.000 exemplares

Endereço Rua Luiz Barbalho, 07/11 - Bairro Demarchi CEP: 09820-030 - São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4346-5507 Fone/Fax: (11) 4346-5500 www.sindicatodoscegonheiros.com.br revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br conexaocomunicacao@uol.com.br Revista Mensal dirigida aos Cegonheiros. As opiniões dos artigos assinados e dos entrevistados são de seus autores e não necessariamente as mesmas da Revista Cegonheiro. A elaboração de mátérias redacionais não tem nenhuma vinculação com a venda de espaços publicitários. Os anúncios são de responsabilidade das empresas anunciantes. Ano 11 - edição nº 139 - novembro de 2013 Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Revista Cegonheiro

6

Caros Leitores Nesta edição publicamos matéria especial sobre o extrapesado da Mercedes-Benz: o Axor 2036. A equipe de reportagem participou de um test-drive com o veículo. Leia e fique por dentro desse caminhão que se destaca, principalmente, pelo conforto e pela economia. Gostaria também de destacar, mais uma vez, as eleições da nossa entidade. Participe e vote. Confira os dias e os horários. Não deixe de ler a matéria que fala sobre o Sped (Sistema Público de Escrituração Digital) e veja como é importante deixar a documentação da sua empresa sempre atualizada e em ordem. Esta edição traz outras matérias muito importantes sobre o setor de transportes, como a pesquisa CNT (Confederação Nacional de Transportes) e o Fórum de Transportes de São José dos Pinhais. A primeira destaca um estudo sobre as condições das estradas brasileiras . O resultado, infelizmente, confirmou aquilo que todos nós sabemos: a malha viária piorou. A outra destaca a união de esforços entre autoridades e líderes sindicais para amenizar as dificuldades encontradas pelos caminhoneiros naquela região. É, sem dúvida, um exemplo que deve ser seguido. Boa leitura!

Índice

José Ronaldo Marques da Silva

Agenda ............................................................................................. Infraestrutura ................................................................................... Homenagem .................................................................................... Eleição ............................................................................................ Gente .............................................................................................. Transporte ....................................................................................... Motorista ......................................................................................... Impostos ......................................................................................... Estradas .......................................................................................... Avaliação ......................................................................................... Caminhão ........................................................................................ Mercado .......................................................................................... Reconhecimento ............................................................................... Restrições ........................................................................................ Licenças .......................................................................................... Classificados ....................................................................................

8 10 12 14 16 18 20 22 24 26 28 30 32 34 36 38


A VOLVO AUTO SUECO SÃO PAULO ESTÁ COM UM NOVO ENDEREÇO.

Conheça a mais nova Volvo Caminhões e Ônibus de São Paulo Avenida Figueira Branca, 1755 - Limeira Conheça também as nossas Soluções em Transporte e pós-venda. www.autosuecosaopaulo.com.br

AUTO SUECO SÃO PAULO


Agenda

Maior de idade

Vera Lúcia tem muito orgulho da filha Bruna

A bela Bruna Lima Marques da Silva completou 18 anos no dia 8 de novembro. Filha de Vera Lúcia e Cícero Marques da Silva, é estudante do segundo período de Engenharia Civil. Apesar da pouca idade, Bruna demonstra responsabilidade em tudo o que faz. “Ela é

SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

uma boa filha, uma irmã carinhosa e uma grande amiga. Bruna é tudo de bom”, derrete-se a mãe, em elogios. Caseira, Bruna gosta de reunir os amigos nos finais de semana. Nas horas vagas, dedica-se à leitura e à música (pagode, sertanejo e forró).

Regionais: São José dos Pinhais - Paraná Rua Tubarão, 112 - Bairro: Borda do Campo Cep: 83075-060 – São José dos Pinhais/PR Fone: (41) 3385.8245 E-mail: sjpinhais@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Jaime Ferreira dos Santos

Porto Real – Rio de Janeiro

Sede Central: São Bernardo do Campo São Paulo Rua Luiz Barbalho, 07/11 Bairro: Demarchi Cep: 09820-030 São Bernardo do Campo/SP Fone: (11) 4346.5500 E-mail: diretoria@sindicatodoscegonheiros.com.br Presidente: José Ronaldo Marques da Silva

Revista Cegonheiro

8

Rua Hilário Ettore, s/n – Bairro: Ettore Cep: 27570-000 – Porto Real/RJ Fone: (24) 3353.4170 E-mail: portoreal@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: José Laércio da Silva

São José dos Campos – São Paulo Rua Ernesto Júlio Nazaret, 201 Vila Tesouro Cep: 12221-770 – São José dos Campos/SP Fone: (12) 3906.0807 E-mail: sjcampos@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Ednilson Azevedo Bitencourt

Piracicaba – São Paulo Rod SP 304, Km 147 – Sala 02 – Distrito de Tupi Cep – 13422-230 – Piracicaba/SP Fone: (19) 3438-7738 E-mail:piracicaba@sindicatodoscegonheiros.com.br Diretor: Clemente Francisco de Assunção

Serra – Espírito Santo Rua Talma Rodrigues Ribeiro, nº 96 Edif. Metropolitano – Sala 04 Cep: 29168-080 – Serra /ES Fone: (27) 3066-2011 E-mail: serra-es@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Jurandy P. de Albuquerque Jr.

Sindicatos parceiros:

Gravataí - Rio Grande do Sul

Sintraveba - Bahia

Av. Eli Correa, 6.651 - RS 030 Bairro: Passo da Cavera Cep: 94010-972 – Gravataí /RS Fone: (51) 3431.7889 E-mail: gravataí@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Antenor Garibaldi

Sintrauto – Goiás Rua Mandaguari, 36 - Bairro: JK Cep: 75709-010 - Catalão/GO Fone: (64) 3411.2907 Presidente: Juarez Rodrigues da Silva Rua Gurupi, 23 – Bairro Goiana Cep: 42808-200 - Camaçari /BA Fone: (71) 3622.6700 Presidente: Renato Santana www.sindicatodoscegonheiros.com.br


Estradas

Condições das estradas pioram Foto: Arquivo CNT

Quase 64% das estradas avaliadas na pesquisa CNT apresentam algum problema

A 17ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias confirmou aquilo de que todo mundo já desconfiava: as condições das rodovias brasileiras pioraram no último ano. De acordo com o levantamento, 63,8% da extensão avaliada apresentam algum problema (deficiência no pavimento, na sinalização ou na geometria). Na pesquisa anterior, esse índice era de 62,7%. Outro dado que comprova a precariedade das estradas é o aumento dos pontos críticos – antes eram 221, agora são 250. São avaliados nesse item situações que podem comprometer a segurança dos usuários, como erosões de pista, buracos grandes, queda de barreira, ou pontes caídas. Durante 30 dias, os pesquisadores avaliaram 96.714 quilômetros de estradas (toda a malha federal paviFoto: Arquivo CNT

Rodovias deficientes elevam o custo de operacional dos veículos em cerca de 25%

Posição 1º

mentada e as principais rodovias estaduais). De acordo com o relatório, rodovias deficientes elevam o custo operacional dos veículos em cerca de 25% (nesse cálculo foram levados em consideração o custo de manutenção, o consumo de combustível, lubrificantes, pneus, e freios). Na avaliação dos técnicos da CNT, o investimento necessário para melhorar as condições viárias é de aproximadamente R$ 355,2 bilhões – valor muito acima do total autorizado pelo governo federal para investimento em rodovias - para este ano R$ 12,7 bilhões. Desse total, até o dia 8 de outubro foram aplicados apenas R$ 4,2 bilhões. São Paulo concentra as melhores ligações A CNT divulgou um ranking com as melhores e as piores ligações rodoviárias. Ligações são trechos formados por uma ou mais rodovias federais ou estaduais pavimentadas e que têm grande importância socioeconômica e significativo volume de veículos de carga e de passageiros. A melhor ligação é a São Paulo (SP) – Limeira (SP), formada pelas rodovias SP-310/BR364 e SP-348. A pior é a Belém (PA) – Guataí (TO), formada pela BR-222, PA50, PA-151, PA-252, PA-287, PA-447, PA-475, PA-483 e TO-336. Ainda de acordo com esse ranking, as 10 melhores ligações são formadas por rodovias concedidas e todas passam pelo estado de São Paulo. Veja onde estão as dez melhores ligações rodoviárias:

Nome São Paulo (SP) – Limeira (SP)

São Paulo (SP) – Uberaba (MG)

Campinas (SP) – Jacareí (SP)

São Paulo (SP) – Itaí (SP) – Espírito Santo do Turvo (SP)

Bauru (SP) – Itirapina (SP)

Ribeirão Preto (SP) – Borborema (SP)

7º 8º 9º

São Paulo (SP) – Taubaté (SP) Rio de Janeiro (RJ) – São Paulo (SP) Piracicaba (SP) – Mogi Mirim (SP)

10º

Araraquara (SP) – São Carlos (SP) – Franca (SP) – Itirapuã (SP)

Fonte: CNT (Confederação Nacional do Transporte) Revista Cegonheiro

10

Rodovias SP-310/BR364, SP-348 BR-050, SP330/BR-050 SP-065, SP-340 SP-255, SP280/BR-374 SP-255/ BR-369 SP-330/BR050, SP-333 SP-070 BR-116 SP-147, SP147/BR-373 SP-255, SP310/BR-364, SP-318, SP334, SP-345


RINO COM

Caminhões Scania. Desempenho como o transporte de veículos nunca viu. Com força, potência e desempenho, os caminhões Scania oferecem tudo para que os seus negócios estejam sempre em movimento. Em todas as estradas, você realiza a melhor entrega, com mais segurança e a maior economia de combustível.

Respeite os limites de velocidade.

Faz diferença ser Scania.

TAUBATÉ

SÃO BERNARDO DO CAMPO

facebook.com/ScaniaBrasil

Cabine Scania.

Driver Support.

Serviços Scania.

Mais conforto, segurança e visibilidade. A melhor cabine da categoria.

Sistema de apoio que faz leituras sobre o modo como o veículo é conduzido e fornece sugestões ao motorista, visando melhorar o desempenho e aumentar a economia.

A Scania oferece uma série de soluções em serviços, com mão de obra qualificada para prestar o suporte adequado a cada ocasião e mais de 100 Casas Scania em todo o Brasil.

Av. Nicola Demarchi, 601 S.B. do Campo - SP - Tel.: (11) 2176-0000


Homenagem

Prêmio para os melhores

Os homenageados e os convidados na cerimônia de premiação

“Este prêmio representa o trabalho de uma equipe, que começa com o amarrador, passa pelo líder de rampa e vai até o programador. Sem a colaboração de cada um deles, eu não estaria aqui. Sozinho não faço nada”. O autor dessa declaração é Jeferson Peres Pereira, da frota 51029, da Tegma. Ele e outros nove motoristas foram premiados no dia 30 de outubro, durante almoço no restaurante do Liau Hotels, em São Bernardo do Campo (SP). Cegonheiro há apenas três anos, Jeferson recebeu o prêmio pela primeira vez. “Comecei como manobrista em São José dos Campos e fui crescendo dentro da Tegma. Tenho muito orgulho da minha profissão”, diz. Ao contrário de Jeferson, Agnaldo Rangel de Paula, da frota 56857, é um colecionador de prêmios: já faturou cinco trimestrais e dois anuais. “Estou pensando em reservar uma parede só para colocar meus certificados e placas”, brinca. Os outros destaques do trimestre foram: Roberto Carlos de Oliveira (Frota 11791); André Luiz Moreira Martins (Frota 12012); Paulo César de Carvalho Miranda (Frota 21314); Anderson Gomes de Araújo (Frota 52609); Benjamim Anderson Marques Lagos (Frota 54806); Leandro Pereira de Alencar (Frota 58904); Leandro Gadelha de Oliveira (Frota 82031) e Lucas Sampaio Salles (Frota 91042) Revista Cegonheiro

12

Novidades em 2014 A coordenadora de Relacionamento do segmento de Logística Automotiva, Ilma Melo Rodrigues, abriu a cerimônia de premiação destacando que cerca de 900 profissionais já participaram do treinamento da Fabet, que enfatiza a necessidade de trabalhar com foco na qualidade dos serviços sem deixar de lado a segurança dos transportadores. “Todos devem participar desse treinamento. Isso é fundamental não só para a qualificação profissional, mas também para a excelência operacional. Só com a colaboração de cada um de vocês, seremos capazes de atingir os objetivos”, afirma. O gerente de Transporte, Sandro

Torres, reforçou a necessidade do envolvimento de todos para a conquista de bons resultados. “Em 2014 o projeto será renovado e teremos um número maior de premiados. Não vamos apenas expandir a quantidade, mas a divulgação também. Focaremos nas pessoas que trabalham com qualidade. Afinal, são exemplos de profissionais que prezam o que fazem”, diz. Já o gerente de Relacionamento, Enésio Montalvão, pediu, aos premiados, que sejam multiplicadores entre seus colegas. “Continuem dedicando-se cada vez mais para aperfeiçoarmos nossos serviços; e divulguem isso. Qualidade é fundamental para nos destacarmos no \ mercado”, declara.

Ilma cumprimenta os premiados Jeferson (esq.) e Sandro (dir.)


Eleição

Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Hora de votar

Anote em sua agenda: as eleições do Sindicato Nacional dos Cegonheiros serão realizadas entre os dias 25 e 30 de novembro, na sede da entidade. De segunda a sexta-feira, o associado poderá votar a partir das 8 horas. As urnas serão fechadas às 17h30. No sábado, o horário é reduzido: começa às 8 horas e vai até as 12 horas. A apuração dos votos começará logo em seguida, a partir das 14 horas.

Para votar, não esqueça de trazer um documento com foto. Pode ser, por exemplo, o RG ou a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Neste ano concorrem duas chapas: a Chapa 1 (situação) e a Chapa 2 (oposição). A posse da nova diretoria acontecerá em 10 de janeiro de 2014. O mandato vai até 9 de janeiro de 2017. Conheça os integrantes das duas chapas:

Chapa 1

CARGO

Presidente Vice Presidente Secretário Geral Secretário Finanças Diretor Regional Primeiro Secretário Primeiro Tesoureiro Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Conselho Fiscal Efetivo Conselho Fiscal Efetivo Conselho Fiscal Efetivo Conselho Fiscal Suplente Conselho Fiscal Suplente Conselho Fiscal Suplente

Chapa 2 CARGO

Presidente Vice Presidente Secretário Geral Secretário Finanças Diretor Regional Primeiro Secretário Primeiro Tesoureiro Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Efetivo Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente Revista Cegonheiro Diretor Executivo Suplente Diretor Executivo Suplente

14

NOME DO CANDIDATO

Wellington Gutemberg Santos Fernando Simione Romano José Luis Pfeifer Eduardo Rocha dos Santos Daniel Masili Gomes Luciano André Pinguelli Correa Umberto Nobile Renato dos Santos Eder da Cruz Lopes João Aparecido Petines Márcio Moraes Gonçalves Gilberto Alves de Lira Oswaldo Magione Maicon Bett Demorie Martins da Silva Reinolds Amiraldo Correa Ronaldo Bonetti Fábio Mendes da Silva Flávio Silva Vital Douglas Airton Lopes Camargo Pedro Eduardo Guazzelli Benjailson Alves Lagos Raimundo Batista Santos Paulo Roberto Perondi

NOME DO CANDIDATO

Wellington Gutemberg Santos Fernando Simione Romano José Luis Pfeifer Eduardo Rocha dos Santos Daniel Masili Gomes Luciano André Pinguelli Correa Umberto Nobile Renato dos Santos Eder da Cruz Lopes João Aparecido Petines Márcio Moraes Gonçalves Gilberto Alves de Lira Oswaldo Magione Maicon Bett Demorie Martins da Silva Reinolds Amiraldo Correa Ronaldo Bonetti Fábio Mendes da Silva Flávio Silva Vital Douglas Airton Lopes Camargo Pedro Eduardo Guazzelli Benjailson Alves Lagos Raimundo Batista Santos Paulo Roberto Perondi Edson de Moura Pfeifer Mauricio Pais Nobile José Jorge Ribeiro Adalberto Amaral Barbosa Cláudio Ferreira da Mota Valdeck Manoel dos Santos


ISO 9001 : 2008

www.transzero.com.br São Bernardo do Campo SP • São José dos Campos SP Taubaté SP • São José dos Pinhais PR • Gravataí RS Vitória ES • Rio Grande RS • Camaçari BA • Catalão GO


Gente

Titão, um vencedor

o

Titão

com

lho eto, fi

cian de Ta

N Tito

A história do pernambucano Tito da Cruz e Silva, mais conhecido como Titão, é um exemplo de garra e persistência. Nascido em Belém de São Francisco, trabalhou durante 16 anos e seis meses – como gosta de destacar – numa fábrica quando decidiu tentar a sorte na Grande São Paulo, mais precisamente na cidade de São Bernardo do Campo. “Vim com uma carta de recomendação e fui pedir emprego na Transzero. O doutor Mário, que hoje atua na Brazul, viu meus documentos e a carta, mas disse que não havia nenhuma vaga. Ele, no entanto, me ofereceu um caminhão. Era um Mercedes-Benz 1113. O preço equivalia a R$ 12 mil de hoje”, relembra. Titão conta que o dinheiro que tinha era insuficiente e propôs pagar R$ 10 mil. “O doutor Mário falou para eu guardar aquele dinheiro e ainda me ofereceu um lugar para comer e dormir na empresa. Aceitei na hora e financiei a compra do caminhão”, diz. Naquela época ele já era casado Revista Cegonheiro

16

Três gerações de cegonheiros: o neto Guilherme, o filho Taciano e Titão

com Alice e tinha um filho, Francisco. “Deixei a família no Nordeste enquanto ia fazendo meu pé de meia”, afirma. Batalhador, Titão encarava longas viagens que chegavam a levar até um mês. “As estradas eram de terra batida e o caminhão atolava. Para ir até Belém do Pará, por exemplo, eram gastos 30 dias. Foi uma época muito difícil. O coração ficava apertado de saudades. Sempre que podia, me desviava do caminho para ver meus filhos”, conta. Nos passos do pai Durante 15 anos, Titão percorreu as estradas e hoje aos 77 anos curte a merecida aposentadoria. Dos 11 filhos (oito homens e três mulheres), três seguiram sua profissão: Francisco e Taciano, que trabalham na Transzero, e Gildo, que é funcionário da Eletropaulo. “O Taciano é o que toma conta de tudo”, afirma. “Sou cegonheiro há 20 anos. Era um sonho de garoto. Nas férias escolares sempre viajava com meu pai”, diz Taciano. Juntos, pai e filho viveram grandes

O pri mei Merc ro camin h edesBenz ão foi um 1113

momentos pelo Brasil afora. “Chegamos a passar algumas dificuldades. Só quem gosta mesmo dessa profissão é capaz de enfrentar tantos obstáculos. Não dava para ver o céu. Hoje os caminhões e as condições das estradas são melhores”, avalia Titão. Apesar das dificuldades daquela época ou até mesmo por causa delas, Titão afirma que a solidariedade entre os motoristas de caminhão e os cegonheiros era muito grande. “Quando um caminhão quebrava, todos paravam para ajudar e só iam embora quando o problema estivesse resolvido – mesmo que fosse um simples pneu furado, lamenta. Uma das passagens mais inusitadas em sua vida de cegonheiro foi o contato com os índios. Nas viagens para Santarém e Manaus era necessário pegar uma balsa. “Os índios iam até a balsa para vender banana, peixe, açaí e artesanato. Eles nunca queriam dinheiro. Pediam óleo diesel para abastecer o barco.


Transporte

Transporte em debate

O diretor Jaime Ferreira dos Santos foi um dos integrantes da mesa que coordenou os trabalhos

Nélio Botelho falou sobre as dificuldades enfrentadas pelos caminhoneiros

Levantar as principais dificuldades enfrentadas pelos caminhoneiros no estado do Paraná foi o objetivo do I Fórum de Transportes de São José dos Pinhais. Realizado na Câmara Municipal da cidade, o evento reuniu diversas autoridades e líderes de entidades sindicais. O Sindicato Nacional dos Cegonheiros foi representado pelo diretor Jaime Ferreira dos Santos que fez parte da mesa coordenadora dos trabalhos. Falando em nome da categoria, Jaime destacou alguns problemas enfrentados pelos cegonheiros, como as pontes baixas; a altura dos fios; e os galhos de árvores, que inRevista Cegonheiro

18

O prefeito Luiz Carlos Setim fala sobre malha viária da cidade

Bira do Banco destacou a necessidade de melhorias no trânsito da região

vadem as rodovias, exigindo atenção redobrada do motorista. Ele também cobrou das autoridades a construção de um pátio de apoio não só para os caminhoneiros da região mas também para os que circulam pelos arredores da cidade. “O resultado foi satisfatório. Todos os problemas levantados serão encaminhados às autoridades. Esperamos que, em breve, sejam solucionados. Afinal, São José dos Pinhais é uma espécie de corredor para as rodovias que dão acesso aos países do Mercosul”, afirma o diretor. Segundo Jaime, a atuação do Sindicato Nacional dos Cegonheiros foi

Fórum reuniu diversas autoridades e líderes sindicais

muito elogiada pelos participantes do fórum. “Tanto os políticos como os representantes das entidades sindicais destacaram nossa atuação junto aos órgãos governamentais em ações para melhorar o trânsito na região onde as transportadoras estão instaladas e pela pavimentação na marginal da BR-277”, diz. O I Fórum de Transportes contou com a participação do Bira do Banco e do deputado federal André Vargas. O evento ainda foi prestigiado com as presenças do prefeito de São José dos Pinhais, Luiz Carlos Setim; e do presidente da União Brasil Caminhoneiro, Nélio Botelho.


Dicas

Dicas para as estradas Na avaliação do cegonheiro Fábio Severino, da frota 538, da Transmoreno, as rodovias Regis Bittencourt e a Belém-Brasília são as piores do Brasil. “A Regis é pedageada, está em obras há cerca de cinco anos, mas não oferece nenhuma segurança nem conforto para o motorista”, diz. “Existem muitos buracos e ondulações. Na época de chuva, as condições pioram ainda mais e temos que tomar muito cuidado para evitar a aquaplanagem. Depois da Serra do Cafezal até Curitiba, as condições melhoram”, completa. Já na Belém-Brasília, os problemas são o excesso de buracos e a falta de sinalização. “Fica difícil trafegar”, afirma. Ao mesmo tempo em que critica as condições dessas duas estradas, Fábio cita a Fernão Dias, a Bandeirantes, a Dutra e a Ayrton Senna como exemplos de boas rodovias. “Muito bem sinalizada, a Dutra é uma das melhores”, declara. As rodovias federais BR-153, BR-262 e BR-116 exigem atenção redobrada do motorista. Segundo o cegonheiro José Marcos Rocha, da frota 1188, da Transzero, as duas primeiras têm muitos buracos que fazem o caminhão trepidar demais, o que aumenta o risco de acidentes. “Hoje em dia o motorista deve estar sempre atento. O tráfego nas estradas aumentou muito. Na BR-262, na região de Minas, existe um trecho de mão única. Quem passa por lá, precisa tomar muito cuidado”, afirma. Para a BR-116, ele faz outro alerta: a chegada da época de chuvas, o que costuma dificultar o tráfego na região das Serras do Cafezal e da Cigana. “O verão traz outro problema: os congestionamentos. É que a BR-116 é uma rodovia beira-mar e nesse período os congestionamentos são muito comuns”, diz. Revista Cegonheiro

20


Impostos

Saiu o calendário do IPVA 2014 Automóveis, caminhonetes, ônibus, micro-ônibus,

O governo do estado de São Paulo já definiu o calendário de pagamento do IPVA 2014 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Como nos anos anteriores, os contribuintes têm três opções de pagamento: quitar o imposto em janeiro, com desconto de 3%; parcelar o tributo em três vezes (com vencimento em janeiro, fevereiro e março); e fazer o pagamento integral, sem desconto, em fevereiro. O DPVAT (seguro obrigatório) deve ser pago de forma integral, junto com a primeira parcela do imposto (para quem parcelar o pagamento) ou com a cota única. Para os proprietários de motos e similares, vans, ônibus e micro-ônibus, o pagamento pode ser feito em três vezes – as parcelas são recolhidas de acordo com o calendário do IPVA. Confira o calendário:

Automóveis, caminhonetes, ônibus, micro-ônibus, motos e esimilares motos similares Mês

Janeiro

Fevereiro

Março

Parcela

1ª parcela ou cota única com desconto

2ª parcela ou cota única sem desconto

3ª parcela

Placa

Data de vencimento

Data de vencimento

Data de vencimento

Final 1

13/01/2014

13/02/2014

13/03/2014

Final 2

14/01/2014

14/02/2014

14/03/2014

Final 3

15/01/2014

17/02/2014

17/03/2014

Final 4

16/01/2014

18/02/2014

18/03/2014

Final 5

17/01/2014

19/02/2014

19/03/2014

Final 6

20/01/2014

20/02/2014

20/03/2014

Final 7

21/01/2014

21/02/2014

21/03/2014

Final 8

22/01/2014

24/02/2014

24/03/2014

Final 9

23/01/2014

25/02/2014

25/03/2014

Caminhões 24/01/2014 26/02/2014 Caminhões

Final 0 Mês

Janeiro

Março

Abril

Junho

Setembro

Parcela

Cota única com desconto

1ª parcela

Cota única sem desconto

2ª parcela

3ª parcela

Placa

Dia do Dia do Abril vencimento vencimento

Junho

Setembro

Final 1

13/01/2014

13/03/2014

Final 2

14/01/2014

14/03/2014

Final 3

15/01/2014

17/03/2014

Final 4

16/01/2014

18/03/2014

Final 5

17/01/2014

19/03/2014

Até 17/06/2014

Até 17/09/2014

Final 6

20/01/2014

20/03/2014

Final 7

21/01/2014

21/01/2014

Final 8

22/01/2014

24/03/2014

Final 9

23/01/2014

25/03/2014

Final 0

24/01/2014

26/03/2014

Até 17/04/2014

Fonte: Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Revista Cegonheiro

22

26/03/2014


23

Revista Cegonheiro


Estradas

Fique atento: obras nas BR 376 e 277 fotos: Divulgação

Obras de manutenção do pavimento deverão prosseguir até o primeiro semestre de 2014

Os motoristas que trafegam pelas rodovias BR 376 e 277 deverão redobrar sua atenção devido às obras de manutenção. Segundo a concessionária CCR Rodonorte, os trabalhos de recuperação do pavimento deverão prosseguir até o primeiro semestre de 2014. O investimento total é de R$ 71 milhões. As obras estão sendo realizadas nos locais onde houve desgaste provocado por chuvas e, principalmente, pelo tráfego pesado. Na BR 376, os trechos vão do Km 347 ao Km 383 (Ortigueira), do Km 418 ao Km 422 (Tibagi) e do Km 447 ao Km 454 (também em Tibagi). Já na BR 277, a manutenção está sendo feita do Km 100 ao Km 140 (de São Luís do Purumã a Curitiba, nas direções de Curitiba e Ponta Grossa). Esses trechos estão recebendo uma aplicação de asfalto borracha que, segundo a concessionária, melhora a aderência do veículo ao pavimento, reduz o spray de água em caso de chuva e torna o atrito dos pneus com o asfalto mais confortável para os motoristas. Em alguns pontos, no entanto, serão necessáRevista Cegonheiro

24

rias intervenções mais profundas que chegam ao subleito da rodovia. Para alertar os motoristas, foram instalados, ao longo das rodovias, diversos avisos sobre possíveis restrições ao tráfego. Entre as medidas adotadas estão a redução de faixas nos trechos de pista dupla e o tráfego no sistema Pare e Siga nos locais onde a pista é simples – a intervenção dura cerca de 10 minutos de cada lado. Em condições normais, a concessionária libera a execução de obras à noite e nos horários de pico. Nos feriados e nos dias de maior fluxo, os trabalhos são suspensos.

Avisos ao longo das rodovias alertam o motorista sobre a restrição ao tráfego

Preservando a natureza O asfalto borracha é produzido com o material extraído de pneus inservíveis, que enriquecem a composição do asfalto e retiram pneus velhos do meio ambiente. Segundo artigo de Alberto Mayer, presidente executivo da Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos), publicado no jornal no jornal O Estado de S. Paulo, em 20 de setembro, “a indústria de pneus sugere estimular o uso do asfalto borracha na pavimentação urbana, especialmente nas estradas. Concessionárias de rodovias já usam o produto por suas qualidades: maior durabilidade do pavimento, melhor aderência do veículo ao solo, mais eficiência na frenagem, menos trincas e formação de trilhas de rodagem. Essas medidas permitirão reduzir o passivo ambiental e de saúde causado pelo descarte inadequado dos pneus, oferecer mais segurança em ruas e rodovias e aumentar a competitividade da indústria nacional, que disputa mercado com produtos que não têm a mesma qualidade, não são onerados pelo custo Brasil e não pagam o trabalho de recolhimento de inservíveis.”


Test-drive

Axor 2036 comprova sua fama

Test-drive com o Axor 2046 começou na sede da Mercedes-Benz, em São Bernardo do Campo

A Revista Cegonheiro recebeu um convite da Mercedes-Benz e participou de um test-drive com o extrapesado Axor 2036 4x2. Na avaliação, o caminhão comprovou a sua fama: é realmente confortável e econômico. Nos 113 quilômetros do trajeto, que começou na sede da empresa em São Bernardo do Campo (SP), passando pelo Rodoanel e até a estrada velha de Santos, foram consumidos 45 litros de combustível – o que dá uma média de 2,5 km/l. Para simular as condições normais de uso, o PBT (peso bruto total) era de 40 toneladas. Ao dar a partida, o técnico de demonstração João Moita inseriu o seu cartão de identificação no FleetBoard, um sistema de telemetria que gerou um relatório completo da viagem e atribuiu uma nota para o modo de dirigir do motorista. “Dizemos que ele é o personal trainer do motorista”, afirma a gerente de imprensa Ana Carolina Silvestre da Costa. “O sistema mostra quais pontos podem ser melhorados na condução do veículo e isso é muito importante para uma empresa, pois esses dados permitem orientar o profissional. Quanto melhor o desempenho do motorista, menor consumo de combustível e desgaste de peças. Além disso, as manutenções podem ser melhor planejadas”, explica. A partir do próximo ano, o FleetBoard sairá da fábrica integrado ao veículo, isto é, não ficará visível, o que garante maior segurança ao motorista.

Revista Cegonheiro

26

Durante o percurso, deu para notar o trabalho da suspensão pneumática da cabine: as irregularidades do asfalto são melhor absorvidas, diminuindo os solavancos e aumentando o conforto do motorista e dos passageiros. E, por falar em conforto, a montadora alemã promete uma boa novidade para o primeiro

Alavanca multifuncional do lado direito do volante controla o freio motor, o piloto automático e o limitador de velocidade

trimestre de 2014: os bancos vão ganhar duas novas regulagens – uma lombar e outra vertical. A coluna dos profissionais que passam praticamente o dia inteiro ao volante, agradece. Ainda em termos de conforto, outra novidade é que, a partir deste mês, os caminhões Axor cabine leito podem ser equipados opcionalmente com cama king size. Quando

aberta, ela pode acomodar duas pessoas. A cama também oferece 0,5 metro a mais de largura com relação às camas tradicionais. O câmbio PowerShift ganhou a função EcoRoll que coloca a transmissão em “neutro” quando não há demanda de torque. Com isso, é possível economizar combustível. Além disso, o câmbio conta ainda com a tecla power, que aumenta a rotação do motor e torna as ultrapassagens mais rápidas e seguras, além de uma melhor performance em subidas. Economia de combustível Segundo o analista de marketing do produto, Eder de Oliveira, o Axor é cerca de 6% mais econômico na comparação com seus concorrentes diretos. “Esse resultado é garantido graças à tecnologia BlueTec 5, exclusiva da Mercedes-Benz, que aperfeiçoou os componentes mecânicos do caminhão, somado à eficiência do câmbio PowerShift automatizado e do eixo traseiro sem redução de cubos. Juntas essas três tecnologias melhoraram a produtividade do caminhão”, afirma. Para reduzir ainda mais o nível de ruídos interno, a Mercedes-Benz utiliza novos tecidos nas peças de revestimento interno como o teto, as portas e a parede traseira. “A nova composição química e o processo de prensagem do tecido garante também maior facilidade na hora da limpeza”, explica Eder.


Jurídico

Cuide bem da sua empresa

A tecnologia facilita cada vez mais a vida das pessoas, dos empresários, e do governo. No caso dos empresários, por exemplo, a implantação do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital), em janeiro de 2007, acabou com a necessidade de levar os livros contábeis para os órgãos públicos como as Juntas Comerciais, a Receita Federal e a Receita Estadual. Agora tudo é virtual, o que garante maior rapidez no acesso às informações, melhoria na qualidade da informação, redução nos custos administrativos e aperfeiçoamento no combate à sonegação. A obrigatoriedade e a responsabilidade das empresas continuam e até aumentaram, pois a escrituração se dá por meio da troca de arquivos eletrônicos. As empresas ainda continuarão Revista Cegonheiro

28

emitindo suas notas fiscais em papel por mais algum tempo, mas simultaneamente terão de gerar um arquivo eletrônico. As notas fiscais não precisam mais ser digitadas nas empresas ou nos contadores. Os dados são captados diretamente desses arquivos eletrônicos. Os postos de combustíveis, por exemplo, enviam um e-mail com a cópia da NFS-e (eletrônica) e um arquivo XML. No caso dos cegonheiros, o arquivo XML e a cópia da NFS-e devem ser enviados, também via e-mail, para os contadores fazerem a escrituração nos livros. Ainda de acordo com a legislação, os livros deverão ser escriturados virtualmente no dia a dia pelas empresas ou pelos contadores, para apresentação mensal ou anual. Para isso deverá ser gerado um arquivo que depois é transmitido eletronicamente para o Fisco. Se o livro, no caso contábil, tiver de ser homologado pela Junta Comercial, o Fisco retransmite o arquivo para o órgão competente. O SPED é, na verdade, um conjunto de sistemas – alguns em fase de implementação bem adiantada e outros em vias de serem anunciados pela Receita Federal. Conheça os principais: Sped Contábil ou ECD (Escrituraç o Contábil Digital) – define como as transações devem ser classificadas e escrituradas de acordo

com o plano de contas estabelecido pelo Fisco. Inicialmente foi implantado para as empresas, do lucro real; e, recentemente, estendido para a maioria das empresas, do lucro presumido. Daí a necessidade do envio das notas fiscais aos contadores. Sped Fiscal ou EFD (Escrituraç o Fiscal Digital) – estabelece como os documentos fiscais (as NFs) e outras informações de interesse do Fisco devem ser escriturados e transmitidos na forma do livro fiscal e do registro de apuração do ICMS e IPI. Sped PIS-COFINS ou EFD –Contribuições – embora trabalhe com as mesmas informações do SPED Fiscal, a EFD Contribuições trata especificamente da apuração dos valores do PIS, do COFINS e das contribuições previdenciárias. No caso dos Cegonheiros, apura apenas o PIS-COFINS. Sped Lalur ou EFD IRPJ - define como devem ser apurados o Imposto de Renda e a CSLL (Contribuiçao Social sobre o Lucro Líquido) das empresas e feita a transmissão ao Fisco. Será implantado no próximo ano e valerá para as empresas, do lucro real e lucro presumido. Sped Social ou EFD Social – também deverá ser implantado a partir de janeiro de 2014. É um sistema que vai definir como a folha de pagamento e o livro de empregados deverão ser escriturados e como os dados deverão ser transmitidos ao fisco. Existe ainda o Livro Diário, antes denominado livro caixa, no qual como no Sped Contábil todas as transações como compras, vendas, aluguéis, prestação de serviços e despesas devem ser escrituradas. O Livro Diário deve ser mantido na empresa. Não é necessário transmiti-lo ao Fisco, mas tem de estar disponível a qualquer instante no caso de uma fiscalização. O Fisco está atento a tudo, por isso é preciso estar sempre com a documentação em ordem. Todos devem procurar seus contadores e enquadrar suas empresas no sistema Sped e no Livro Diário. Isso é fundamental para garantirmos a saúde dos negócios.


Mercado

Outubro histórico

Mais de 3,1 milhôes de veículos foram produzidos nos dez primeiros meses deste ano

foto: Divulgação

Com a produção de 323,8 mil unidades, a indústria automobilística registrou o melhor resultado no mês de outubro. Esse volume é 0,5% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado, mas 2,5% inferior na comparação com setembro de 2013. No acumulado do ano, a alta é de 12,4% na comparação com o mesmo período do ano passado. Até agora saíram da linha de produção 3,17 milhões de veículos. Segundo a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), foi a primeira vez que esse volume de produção foi atingido em outubro. Até agora, essa marca só era alcançada em novembro. De acordo com a entidade, a produção deverá crescer cerca de 12% neste ano e, com isso, a indústria atingirá novo recorde, de 3,79 milhões de unidades. Na avaliação do presidente da Anfavea, Luiz Moan Yabiku Júnior, os principais fatores que vêm contribuindo para os bons resultados do setor são o aumento das exportações e o programa Inovar-Auto que incentiva a produção local. Em outubro foram licenciadas Revista Cegonheiro

30

330,2 mil unidades – 6,6% a mais em relação a setembro, porém, 3,3% inferior ao mesmo mês de 2012. No acumulado, a retração é de 0,7%. O estoque soma 439,7 mil unidades (305 mil estão nos pátios das concessionárias e os outros 134,7 mil nas fábricas) que correspondem a 40 dias de vendas. As exportações somaram 480 mil unidades e já superaram o volume total atingido em 2012. A venda de máquinas agrícolas também já é maior que a registrada no ano passado. De janeiro a outubro foram vendidas 71,2 mil máquinas - 21,7% a mais em relação ao mesmo período de 2012. O mercado automotivo hoje O site Automotive Business faz uma análise detalhada do atual mercado automotivo na matéria “Líderes perdem em mercado mais pulverizado”, da jornalista Sueli Reis. O texto mostra que as quatro grandes líderes do mercado vêm perdendo cada vez mais participação de mercado para as montadoras japonesas, chinesas e coreanas.

A Fiat continua firme na liderança mas vê sua fatia de mercado diminuir 1,51 ponto percentual em relação aos dez primeiros meses do ano passado. Nesse mesmo período, a vice-líder, Volkswagen, registrou queda de 2,51 pontos. A GM e a Ford, respectivamente terceira e quarta colocadas no ranking , renovaram seu portfólio de produtos e caminharam no sentido inverso ao das concorrentes: a participação da GM cresceu 0,58 e a da Ford, 0,41 ponto percentual. Em quinto lugar, está a Renault que registrou queda de 0,30 ponto percentual de participação no mercado. Encostada na montadora francesa, aparece a Hyundai que, graças ao lançamento da família HB20, aumentou a participação em 3,23 pontos percentuais. As japonesas Honda e Toyota aumentaram sua fatia em 1,97 e 0,07 ponto percentual, respectivamente. A conterrânea Nissan não trilhou pelo mesmo caminho e recuou 0,77 ponto percentual. Essa também foi a direção seguida pela francesa Citroën que teve queda de 0,24 ponto percentual.


31

Revista Cegonheiro


Reconhecimento

Cooperceg recebe medalha João Ramalho

Os diretores e associados da Cooperceg foram homenageados pelos bons serviços prestados

A Cooperceg (Cooperativa de Consumo dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Transportes de Veículos) conquistou a medalha João Ramalho pelos bons serviços prestados à comunidade de São Bernardo do Campo. A homenagem foi promovida pela Câmara Municipal por iniciativa do vereador Paulo Dias. A entrega do prêmio foi realizada no dia 25 de outubro, no plenário Tereza Delta. Durante o evento também foram comemorados os 14 anos de atividades da Cooperativa. O vereador Paulo Dias abriu a solenidade destacando o trabalho da Cooperceg e sua história de luta para proporcionar cada vez mais benefícios aos associados. Em seu discurso de agradecimento, o vice-presidente da entidade, Silas Ramos, ressaltou o trabalho dos fundadores que “quiseram e acreditaram no sonho de construir uma entidade representativa da categoria”. O deputado federal Vicente Paulo da Silva (Vicentinho) prestigiou a solenidade e fez parte da mesa que Revista Cegonheiro

32

coordenou os trabalhos. Pela Cooperceg, estiveram presentes: Elias Fazan (presidente), Victor Pfeifer Júnior (diretor financeiro), Rivail Valdir Fazan, Renato Furriel de Freitas, Élcio Pio dos Santos e Ednilson Azevedo Bittencourt (diretores adjuntos). O presidente da Credceg e membro do Conselho Fiscal da Cooperceg, José Rubens de Souza, também compôs a mesa. Os homenageados Os diretores e associados homenageados foram: Adão Ferreira da Silva, Roberto Leandrini, Sílvio Bispo Romão, Cláudio da Silva, Luiz Carlos da Silva, Gersino Ambrosino de Lima, Ari Antoninho Chiarini, Carlos Marcolino de Andrade, João de Souza Pereira, Severino Cabral Nogueira, Douglas Airton Lopes Camargo, José Jorge Ribeiro, Manuel

Silas Ramos e Elias Fazan (em primeiro plano) com a medalha João Ramalho

Januário das Neves, José Rubens de Souza, Victor Pfeifer Júnior, Rivail Valdir Fanzan, Renato Furriel de Freitas, Elcio Pio dos Santos e Ednilson Azevedo Bittencourt. Também receberam a medalha João Ramalho, a colaboradora Cedilena Zerlin e Alexandre Alves (representando o pai, Alberto Alves, um dos fundadores da Cooperceg). Para destacar os 14 anos de atividades da Cooperceg foi exibido um vídeo. E para completar a homenagem, a dupla sertaneja Os Primos fez uma rápida apresentação, com canções que destacam a vida dos profissionais das estradas.


33

Revista Cegonheiro


Restrições de Tráfego

para carretas cegonhas em

2013

De acordo com o Departamento da Polícia Rodoviária Federal – Coordenação Geral de Operações, portaria nº 1, de 14 de dezembro de 2012, publicada no Diário Oficial da União em 1º de fevereiro de 2013, fica restrito o trânsito de Combinações de Veículos portadores de AET em rodovias federais nos períodos de feriados e grandes eventos de 2013.

RESTRIÇÃO DE TRÂNSITO EM TODAS AS UNIDADES DA FEDERAÇÃO OPERAÇÃO

DIA DA RESTRIÇÃO

Carnaval

Semana Santa

Corpus Christi Proclamação da República

Fim de Ano

HORÁRIO DA RESTRIÇÃO

08/02/2013 (sexta -feira)

16:00 às 24:00

09/02/2013 (sábado)

06:00 às 12:00

12/02/2013 (terça-feira)

16:00 às 24:00

13/02/2013 (quarta-feira)

06:00 às 12:00

28/03/2013 (quinta-feira)

16:00 às 22:00

29/03/2013 (sexta-feira)

06:00 às 12:00

31/03/2013 (domingo)

16:00 às 24:00

29/05/2013 (quarta-feira)

16:00 às 22:00

02/06/2013 (domingo)

16:00 às 22:00

14/11/2013 (quinta-feira)

16:00 às 24:00

15/11/2013 (sexta-feira)

06:00 às 12:00

17/11/2013 (domingo)

16:00 às 24:00

24/12/2013 (terça-feira)

12:00 às 22:00

25/12/2013 (quarta-feira) 31/12/2013 (terça-feira) 01/01/2014 (quarta-feira)

16:00 às 24:00 12:00 às 22:00 16:00 às 24:00

Restrição de Trânsito na BR – 101, entre os municípios de Rio Bonito e Itaboraí, Km269 a 308 do Rio de Janeiro e na BR – 493, nos municípios de Magé e Itaboraí, Km 0 ao 26 OPERAÇÃO

DIA DA RESTRIÇÃO

Carnaval

HORÁRIO DA RESTRIÇÃO

08/02/2013 (sexta-feira)

06:00 às 19:00

09/02/2013 (sábado)

06:00 ás 19:00

13/02/2013 (quarta-feira)

12:00 às 22:00

17/02/2013 (domingo)

12:00 às 22:00

Restrição apenas nos Estados da Bahia, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte OPERAÇÃO

DIA DA RESTRIÇÃO

Festejos Juninos (São João)

HORÁRIO DA RESTRIÇÃO

21/06/2013 (sexta-feira)

12:00 às 20:00

22/06/2013 (sábado)

15:00 às 22:00

23/06/2013 (domingo)

15:00 às 22:00

24/06/2013 (segunda-feira)

06:00 às 12:00

Restrição apenas no Estado do Rio de Janeiro OPERAÇÃO Jornada Mundial da Juventude

Revista Cegonheiro

34

DIA DA RESTRIÇÃO

HORÁRIO DA RESTRIÇÃO

24/07/2013 (quarta-feira)

14:00 às 24:00

28/07/2013 (domingo)

12:00 às 24:00


35

Revista Cegonheiro


LICENÇAS Autorização para o tráfego de veículos com carga especial

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros tem a disposição dos seus associados e motoristas, o Departamento de Licenças, específico para dar entrada na documentação para a retiradade Licenças Estaduais e Federal de acordo com as normas exigidas pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e do DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

ONDE TIRAR AS LICENÇAS São Bernardo do Campo-SP Sede Central – Rua: Luiz Barbalho, 07/11 – Bairro Demarchi Licenças Federal e Estaduais

(11) 4346.5508

Camaçari / Bahia Rua: Gurupi, 23 – Bairro Goiana Licenças do Estado da Bahia

(71) 3622-6500

Gravataí / Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 – RS 030 – Bairro Passo da Cavera Licenças do Estado do R.G. do Sul

(51) 3431-4848

São José dos Pinhais / Paraná Rua: Tubarão, 112 – sala 02 – Bairro: Borda do Campo Licenças dos Estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, R.G. do Sul, Goiás e São Paulo

(41) 3385-8245

São José dos Campos / São Paulo Rua: Ernesto Júlio Nazaret,201 Vila Tesouro Licenças Federal e Estaduais

(12) 3906-0807

Tocantins (Licença Estadual)

Rio de Janeiro (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Contrato Social e CNPJ (pessoa jurídica) -CPF e RG (Pessoa Física) -Licença Federal 4,95m -Todos documentos autenticados

- Documento Cavalo Mecânico e Carreta - RG e CPF (proprietário da empresa) - Contrato Social - Requerimentos (no Sindicato)

Minas Gerais (Licença Estadual)

São Paulo (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Santa Catarina (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Procuração (retirar no Sindicato) -Contrato Social (pessoa jurídica) -CPF e RG (pessoa física)

R. Grande do Sul (Licença Estadual) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Bahia (Licença Estadual) Goiás (Licença Estadual)

-Documento do Cavalo Mecânico e Carreta

Pernambuco (licença estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Licença Federal 4,95m

Paraná (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

ATENÇÃO MOTORISTAS

Licenciamento São Paulo 2013 Final de Placa

1e2 3, 4 e 5 6, 7, e 8 9e0

Revista Cegonheiro

36

CAMINHÕES Mês do Licenciamento

Setembro Outubro Novembro Dezembro

- Cópia legível do documento do cavalo e carretas (todas as carretas que for acoplar na licença) - Cópia legível da licença federal (Dnit) - Contrato social da empresa (xerox autenticada) - CNH do proprietário ou de um dos sócios da empresa (xerox autenticada) - comprovante de endereço – pessoa física (xerox autenticada)

CARRETAS AUTOMÓVEIS MOTOS Final de Placa Mês de Licenciamento

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro


Transparência, segurança e experiência que sua empresa precisa, aliada pela alta qualificação de seus profissionais    

Escrita fiscal e administração de tributos; Contábil: Balancetes, Livro Caixa, entre outros; Trabalhista: Folha de pagamento, encargos sociais e tributos afins; Abertura e Encerramento de empresas, DIRPF, Certidões Negativas.

Rua Mateos Demarchi, nº 280, Demarchi – S. B. Campo – SP Tel.: (11) 3996-3120 / 7830-4358 Nextel / ID: 97*102317

AGORA É SÓ ESCOLHER. TODA LINHA CHEVROLET DIRETO PARA VOCÊ!

AQUI VOCÊ TEM BENEFÍCIOS ESPECIAIS E ATENDIMENTO PERSONALIZADO. NÃO VAMOS PERDER NEGÓCIO! Plantão:

Parceria:

VIAMAR ABC CAMINHO DO MAR, 2227 RUDGE RAMOS, ABC - SP 4367 8082 | 4367 8090 VIAMAR, 19 ANOS

| TAMBÉM EM MAIS 6 LOJAS EM SÃO PAULO E 4 NO RIO DE JANEIRO 37

Revista Cegonheiro


Classificados

Três Eixos 2000 e 2001 – Robocop (Original). Tratar: (54) 3027 – 7966 com Joel Três Eixos 2003-2003, alongada, semi-robocop, Tratar: (11) 753-8856 Valter Zanetti Dambroz 1989 – Preta, carreta reformada, estado de nova, impecável. Tratar com Mário (11) 7871-1282 / 7730-8474 Três Eixos 97/98/99. Aberta, alongada para caminhões frontal, carrega sete Toyota. Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 Três Eixos 2006, Robocop, com pneus e cintas. Tratar com Nelson -TG (54) 3221-8501 Dambroz, ano 2000, convencional, pneus e cintas Brazul. Tratar com Bruno (11) 99389-0869 e 30*56894 Engerauto, ano 1996, elétrica, capacidade para 11 carros. R$ 40 mil. Tratar com Salvador Corrêa (11) 9390-5898 e (11) 4347-9728 Três Eixos, 2005, amarelo, robocop, em bom estado e pintura nova. Tratar com Gersino (11) 8287-9862 e (11) 7708-5061 Três Eixos, 2003, convencional, preto e pronta para trabalhar. Tratar com Gersino (11) 8287-9862 e (11) 7708-5061 Carreta RobocopDambroz 2003, reformada em 2010 e com pistões novos. Padrão Tegma. Impecável. Tratar com Wadson (11) 7661-3377 e (79) 9876-9353 Vendo ou alugo carreta cegonha Três Eixos, ano 1997, freio novo, cor verde Dacunha, aberta e alongada. Ótimo estado de conservação. Engata caminhão Toco. Valor: R$ 38 mil. Carreta cegonha Dambroz, ano 2000, aberta, alongada, engata caminhão truckado, cor verde Dacunha. Ótimo estado de conservação. Freio feito há dois meses. Valor: R$ 39 mil. Carreta FNV, ano 91, aberta, alongada, cor preta, toda reformada como Engerauto, boa de carga, engata caminhão Toco. R$ 28 mil. O aluguel de qualquer carreta é de R$ 2.000 por mês. Tratar com Valdivino Neto (Val das Tintas) (11) 7009-3838, 3423-1555 e 966*10355 Vendo conjunto Volkswagen Constellation 19370, ano 2009, vermelho e carreta ContinRobocop, ano 1987, verde toda reformada. Preço total: RW 210 mil. Se for vendido separado, R$ 150 mil (cavalo) e R$ 60 mil (carreta). Tratar com Sílvio (11) 97717-3278 e 7*3199 Carreta Engerauto 1998, padrão Brazul amarela, alongada e preparada para “cara chata”, boa de carga (sete pickups e três médios), com oito pneus semi usados. Tratar com Hamilton (11) 98114-0119 Carreta Três Eixos, 2001, com pneus em ótimo estado. Tratar Toninho Pirajuí (11) 98361-6717 Carreta Engerauto, ano 2000, verde, alongada, com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Nilton (11) 98644-5354 e 99263-2336 Carreta Dambroz 2008, azul (Transauto), com pneus e cintas. Tratar com Reginaldo (11) 7738-7296 9*43047 Carreta RobocopGoldin 1987 com rodas e pneus. Capacidade para 11 carros. Totalmente reformada. Preço: R$ 43 mil. Tratar com Sílvio (11) 7717-3278 Carreta Nego 2008, verde e com pneus. Tratar com Hong (13) 9112-2716 Vendo ou alugo as seguintes carretas: Dambroz 2000/2001, aberta, convencional, preta, R$ 38 mil. Três Eixos, 1997/1997, aberta, convencional, preta, R$ 37 mil. Dambroz, 1998, aberta, alongada, convencional, verde, R$ 39 mil. Três Eixos 1997/1997, aberta, alongada, convencional, verde, R$

Revista Cegonheiro

38

39 mil, Dambroz 2000/2000, aberta, alongada, convencional, engata truck, verde, R$ 39 mil. FNV 1991, aberta, alongada, convencional, R$ 28.500. Tratar com Valdivino Neto (Val das Tintas) (11) 7009-3838, 3423-1555 e 966*10355 Carreta Dambroz 2002, preta padrão Tegma, convencional, com pneus e cintas. Tratar com Osmar (11) 7725-4962 e ID 105*106 951. Vendo três carretas pranchas para transporte de caminhões (duas Facchini e uma Dambroz). Todas em bom estado e com pneus. Tratar com João (11) 7865-9192 e 4368-9206. Carreta DambrozRobocop, 2008, com pneus e cinta. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024 Carreta Três Eixos Robocop, 2008, com pneus e cintas em bom estado. Preço: R$ 85 mil. Tratar com Vanderlei (11) 98192-0062 e (75) 9823-6842

MB 1634, 06,branco.Tratar:(11) 9441-8547 com Umberto Nóbile – TS MB 608 Dguincho,1980.R$ 30 mil. Tratar:(11)99134-8945/7833-2201/ID 84*23068 com Gilberto - TN IvecoStralis, 2009,modelo Power cegonheiro, turbina e unidades novas, vermelho,pneusnovos.Valor: R$ 210 mil. Tratar: (11) 9935-7917 com Delmiro – TNorte Caminhão Mercedes-Benz 2035 4x2, ano 2008, branco. R$ 155 mil. Tratar com Edmilson (11) 99932-5637 Axor 2035, branco, 2007/2008. Tratar com Silvana ou Félix (11) 97028-9782, 98436-3376, 11*6514 ou 7734-5921 Ford Cargo 1418 Toco, turbinado e reduzido, ano 1988, prata, com baú de sete metros. Preço: R$ 45 mil. Tratar com Ademir (Tegma) (11) 7273-2933 Axor2035, 2008, prata, completo e em bom estado de conservação. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656. Axor 2044, 2008, prata, completo, com motor e câmbio revisados. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656. Mercedes Axor 2040, ano 2009, vermelho e em ótimo estado. Tudo original. Preço a combinar. Tratar com Brandão (Transauto) (11) 99141-7572 e 4109-2280 Volvo FH 440, ano 2009/2010, só trabalhou com cegonha. Único dono. Valor: R$ 230 mil. Tratar com Nilton (Transauto) (11) 4127-9324 e 987847600 Volvo FH 6x2, Globetrotter, 2012/2012, branco, completo e em perfeito estado de conservação. Pronta entrega. Valor: R$ 340 mil. Aceito caminhonete em troca. Tratar com Peterson, da Transzero (11) 98124-1450 Mercedes-Benz Axor 2035, 2008. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024 Mercedez-Benz 4x2, 2007, prata. Preço: R$ 145 mil. Tratar com Vanderlei (11) 98192-0062 e (75) 9823-6842

Citroen ZX furion, 1995, completo,1.8. Tratar com Geraldo – Sindicato (11) 9876-4955 e 4357-9255 Voyage confortline1.6,flex,09/10,comp leto. Tratar com Enzo (11) 4396-1869 e 7765-2487 Uno 2009, azul metálico, duas portas, completo, flex. Tratar com Marcelo – BZ Taubaté (12) 9239-2287 e 9178-2857 Golf Black Edition 2010/2011, preto, completo. R$ 50.400,00. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 S10, 4x4, 2010 modelo 2011, turbo,

branco, 25 mil quilômetros rodados, carro de garagem, motor MWM. R$ 69,5 mil. Tratar com Geraldo Saraiva Filho (11) 7076-0632, 4109-1279 e 4358-1313 D20, 86, turbo, vermelho perolizado, segundo dono, 160 mil quilômetros rodados, carro de garagem, com guincho na frente. R$ 32,5 mil. Tratar com Geraldo Saraiva Filho (11) 7076-0632, 4109-1279 e 4358-1313 Moto Yamaha YBR 125, 2008 e em ótimo estado. Tratar com Nelson (11) 98442-0969 e 99477-8859 Moto BMW GS 1200 R, 2009/2009, prata. Vendo ou aceito troca por carro ou outra moto. Tratar com Peterson (11) 98124-1450 e 916*855 Saveiro Cross 2012, cinza, completa. Preço: R$ 39 mil. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Vendo ou troco Siena ELX Flex, ano 2010, completo. Único dono. Tratar com Nilton (Transauto) (11) 41279324 e 98784-7600 Punto 2008, cinza, completo. Preço: R$ 23 mil. Tratar com Ítalo (11) 78218773 Toyota Corolla 2012, prata, modelo XEI, completo e baixa quilometragem. Único dono. Todas as revisões foram feitas na concessionária e o carro ainda conta com garantia de fábrica. Preço: R$ 61 mil. Tratar com Robson (11) 7865-8643 e 82*15730 Fiat Strada cabine dupla, 2010, cinza, completa. Excelente estado de conservação e com todas as revisões feitas. Tratar com Edinaldo (11) 98731-4599 e 98924-3642 Moto XT 600 Tenere, 1989, com 19 mil quilômetros rodados, nas cores azul e amarela. Ótimo estado de conservação. Tratar com Júlio (Tegma) 7*30605 e (51) 9804-4632 Moto Twister, preta, 2003/2004. Preço: R$ 4.300. Tratar com Alécio (11) 97425-9732 Mitsubishi Outlander GT, 2011, completa, branca. Preço: R$ 80 mil. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656, 6348-2425 e 80*2223

Cobertura duplex(nova) no centro de São Bernardo do Campo.Tratar com Jorge - BZ (11) 6734-4797 Apartamento novo em Nova Petrópolis (São Bernardo do Campo). O imóvel tem dois dormitórios, sala, cozinha, WC, área de serviço com sacada, área de lazer e piscina, etc. Área útil de 49 metros. Entrega prevista para abril de 2013. Preço: R$ 250 mil. Tratar com Salvador (11) 4347-0931 Apartamento no Rudge Ramos, em São Bernardo do Campo. Com dois ou três dormitórios, duas garagens, área de lazer, área de construção 100 metros quadrados. Entrega prevista em julho de 2012. R$ 330 mil mais saldo de prestações. Tratar com Guilherme6605-7953 Casa em Dias Dávila (BA) com 850 metros quadrados de terreno. A casa possui quatro quartos (dois com suíte), sala, cozinha, banheiro e varanda. Tem ainda gramado na frente e várias árvores frutíferas. Vendo ou troco por um cavalo e carreta. Tratar com Angela (71) 9178-3389 e 966*8632 Vendo uma casa no Jardim Nosso Lar

(próximo ao Clube da Ford). O imóvel possui dois dormitórios (sendo um deles com suíte e sacada), sala, cozinha, banheiro, lavanderia e garagem com portão automático e capacidade para quatro carros. Tratar com Eraldo ou Silvana (11) 98397-4705 e 98384-4799 Vendo ou troco chácara em Boituva por uma casa em São Bernardo do Campo ou Santo André. A chácara fica a quatro quilômetros da cidade, possui pomar e quarto para hóspede. Tratar com Nilton (Transauto) (11) 41279324 e 98784-7600 Vendo ou troco apartamento no Condomínio Praia Center, a 50 metros da praia do Morro, em Guarapari (ES). Com área total de 106,54m², o imóveltem um quarto, uma suíte, sala de estar, varanda (sacada), um banheiro, um lavabo e uma cozinha e área de serviço. Todo mobiliado. Tratar com Washington (43) 9105-4141 Vendo sítio em Boituva (SP), com área de 50 mil metros quadrados. A casa sede tem 450 metros quadrados, quatro quartos com suíte, sala, cozinha e dois banheiros. A área de lazer conta com piscina, salão de jogos, quiosque, churrasqueira, forno a lenha.e lagoa para pesca. Possui ainda casa para caseiro, pomar em formação, um cavalo, cinco cabeças de gado. Preço: R$ 580 mil. Aceito apartamento como parte do pagamento. Tratar com Lúcio (Tegma) – (11) 7732-5305 ou Ailton (11) 3536-4926 e 99701-8824 Um sobrado com três casas em São Bernardo do Campo (rua Salim Mahfoud – Terra Nova II. Tratar com Edinaldo (11) 98731-4599 e 989243642 Alugo sobrado com dois dormitórios para fins comerciais ou residencial (rua Luiz Barbalho, 155). Tratar com Dú Corrêa (11) 98109-9906 e 4347-9728 Apartamento em Peruíbe a 400 metros da praia. O imóvel tem 120 metros quadrados, com três dormitórios (sendo uma suíte planejada),dois banheiros, sala com dois ambientes, cozinha americana planejada e duas vagas de garagem coberta. Preço: R$ 320 mil. Aceito proposta. Tratar com Marcos (11) 98559-5938 e 7002-4217 Apartamento com 86 metros quadrados no Jardim do Mar, em São Bernardo do Campo (de frente para a avenida Índico). O prédio tem três andares com elevador. Bem amplo, o apartamento possui dois quartos, terraço na cobertura, sala, cozinha, dois banheiros e duas vagas de garagem. Tratar com Fernando ou Márcia (31) 8436-3703 ou (31) 8436-3712 Alugo dois galpões com 750 metros quadrados (cada um). Os imóveis estão instalados no bairro Batistini, em São Bernardo do Campo (SP). Valor: R$ 11 mil (cada um). Tratar com Leandro Golgatto (11) 99685-9385

Jogo de rodas aro 20 cromadas 5 furos muito novas R$ 4.300,00. Tratar com Ítalo – (11) 7821-8773 Jazigo com quatro gavetas, cemitério Jardim das Colinas. R$ 15 mil. Tratar com Juliana – Brazul 8813-4592 Tanque de 400 litros, original, Scania, semi novo e um jet-ski Yamaha, modelo VX Cruiser, 2008, semi novo, com 20 horas, nas cores preto e dourado. Tratar com Luís 99285-6711

ANUNCIE

4346-5507

(11)

e-mail: revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br


39

Revista Cegonheiro


Revista Cegonheiro

40

Profile for Sinaceg

Revista Cegonheiro - Edição 139  

Revista Cegonheiro - Edição 139  

Profile for sinaceg
Advertisement