Issuu on Google+

Ano V

Número 110

8 de março de 2010

www.f2j.edu.br

Faculdade 2 de Julho realiza Seminário sobre

“O Pensamento de Darcy Ribeiro” Para marcar seus dez anos de existência, a Faculdade 2 de Julho vem realizando em 2010 uma série de eventos comemorativos. Dando sequência às festividades, que tiveram início com a Aula Inaugural (A Copa de 2014 e os desafios que se colocam para a Bahia) e o “Olhares sobre o Carnaval” (O consumo e o [des] respeito aos Direitos Humanos), a instituição realiza nos dias 23 e 24 de março, terça e quarta-feira, das 19 às 21h30, o Seminário “O Pensamento de Darcy Ribeiro”. Mineiro de Montes Claros, Darcy Ribeiro dedicou boa parte de sua vida à educação e ao desenvolvimento de projetos que implementassem mudanças estruturais no País. Como antropólogo, envolveu-se na luta política e em programas de defesa da cultura indígena. Um dos seus principais livros “O Povo Brasileiro (1995)” pontua questões como colonização, distribuição de renda e desigualdade social. No ano 2000, a obra ganhou o formato de documentário, que vai ser exibido durante o evento. O primeiro dia do seminário, 23 de março, tem como tema “O Homem e o Educador”. Com a coordenação da professora Cássia Carneiro, a mesa conta com a participação de Waldir Pires e Joviniano Neto, que vão tratar da convivência política com Darcy Ribeiro no período antecedente ao Golpe Militar e a pósdemocratização. A professora Tecla Mello aborda o papel do educador nos CIEPs - Centros Integrados de Educação Pública.

"O Antropólogo Darcy Ribeiro" é o tema a ser discutido no segundo dia pela mesa composta pelos professores Maria Hilda Paraíso e Sebastião Heber e coordenada pelo professor Derval Gramacho. Neste dia, acontece também a exibição da segunda parte do documentário "O Povo Brasileiro". Todos os estudantes, professores e funcionários estão convidados a participar deste evento, que realça o caráter histórico, social e político do Brasil, através da ação de um grande cidadão brasileiro que foi Darcy Ribeiro. (Sílvio César Tudela & Tátila Sampaio / Ascom)

Livro de professores da Faculdade é incluído em acervo da Miami University O livro Comunicação e Cultura, organizado pelo professor Derval Gramacho, em parceria com professores do curso de Comunicação Social da Faculdade 2 de Julho, foi incluído no acervo da Biblioteca da Miami University (EUA). O sistema funciona de modo integrado e une todas as universidades dos Estados Unidos.

Além de Gramacho, que é coordenador dos cursos de Jornalismo e Propaganda & Marketing, participam da obra o professor José Henrique Freitas, hoje docente da Faculdade de Letras da UFBA, as professoras Verbena Córdula, Cristina Mascarenhas, Daniela Souza e Ana Cláudia Pantoja, que faz seu doutorado no Paraná. (Sílvio César Tudela / Ascom)

Gol de letra do artilheiro da TV Bahêa! PUBLICAÇÃO SEMANAL Diretor Geral Josué Mello Diretor Administrativo E Financeiro Sérgio Miranda Coordenação Pedagógica Tecla Mello Assessoria de Comunicação Sílvio César Tudela MTB 23.138 SP

Textos Carollini Assis Célia Mota Luis Ribeiro Tátila Sampaio Sílvio César Tudela Fotos ASCOM Antonio Aguido Diagramação Jarbas Azevedo Joel Calixto Vinícius Carvalho Contato ASCOM Ascom@f2j.edu.br

Torcedor do Tricolor Baiano, estudante do 5º semestre de Jornalismo e apaixonado pelo que faz, Jiovani Lucas Soeiro, 20, repórter da “TV Bahêa”, acaba de receber convite para escrever no Blog da Editora Abril e para o site do Globo Esporte. Apesar da pouca idade, ele integra a equipe de reportagem da TV, que é um projeto da produtora Movimento. Antes mesmo de chegar à instituição, Soeiro deu asas ao sonho de trabalhar na área, escrevendo voluntariamente para um site de notícias e criando um fotoblog com o polêmico “Repórter Jota”, que chegou, inclusive, à Transamérica FM no programa “Homens de Roxo”. Ao mesmo tempo que cursava os primeiros semestres de Jornalismo, fazia o curso de radialista e apresentador de TV, em Feira de Santana, pagando seus estudos extracurriculares com um estágio na assessoria de comunicação da Câmara Municipal de Salvador. “Quando olho para a grade curricular, percebo que tive as oportunidades práticas antes mesmo de estudar muitos assuntos. Quero aprender ainda mais o que os professores têm a passar. Acredito que meus cursos extras, meu esforço, dedicação e a teoria aprendida na sala de aula me proporcionaram um diferencial para conquistar estes importantes objetivos”, conclui o estudante. (Sílvio César Tudela, Luiz Ribeiro & Tátila Sampaio / Ascom)

Jiovani Lucas Soeiro Leia mais em www.f2j.edu.br


Mural 110