Page 1

Típica Típica | Março de 2012

Ano V • Edição 19 • Março de 2012 Sumaré • Hortolândia • Nova Odessa www.revistatipica.com.br

Fitoterápicos Os mitos e verdades sobre o seu uso. 1

Turismo em Alta Novas oportunidades em relação a Copa 2014 e as Olimpíadas 2016.

Jardinagem Aproveite as sugestões para deixar seu jardim ainda mais vistoso.

Maytê Piragibe fala da formidável carreira de ser atriz. No momento, além da carreira, o papel principal é ser mãe.


2

Típica | Março de 2012


3

Típica | Março de 2012


4

Típica | Março de 2012


5

Típica | Março de 2012


Nas próximas páginas desta 19º edição, trouxemos até você um pouco da vida e dos inúmeros papéis que Maytê Piragibe desempenha, com tanto vigor, ao mesmo tempo. Ex Global e atualmente contratada pela Record, Maytê nos fala, com exclusividade, da carreira, família e do principal papel que está desempenhando, o Típica | Março de 2012

de mãe. Com ela, de certa forma, aprendemos

6

um pouco do que é nos dividir em várias partes de nós mesmos, vivendo-os simultaneamente, todos os dias. Não é tarefa fácil sermos multifuncionais, mas a vida nos ensina e cada dia é um aprendizado. Em Sumaré, temos um representante de carne e osso que vive essa

A Revista Típica é uma publicação bimestral da Editora Seta Regional. Circula nas cidades de Sumaré, Hortolândia e Nova Odessa no estado de São Paulo, com tiragem de 15 mil exemplares. Mais informações sobre a publicação podem ser encontradas no site www.revistatipica.com.br Edição, Administração e Publicidade: Editora Seta Regional Rua Joaquim de Paula Souza, 05 Jd. Yolanda Costa e Silva - Sumaré/SP Cep: 13172-210 Tel.: (19) 3873.1745 setaregional@setaregional.com.br Site: www.setaregional.com.br Diretoria Executiva Andressa Pirschner Assunção andressa@setaregional.com.br Leandro Perez Ribeiro leandro@setaregional.com.br Editora Chefe Andréia Dorta, MTb: 52.196 andreia@setaregional.com.br Jornalista Assistente Cleyton A. Jacintho, MTb: 51.959 cleyton@setaregional.com.br

variedade de funções. Alaerte Menuzzo tem a fundação sumareense nas veias e a

Edição de Arte/Diagramação Edinelson Cristiano Prazer edinelson@setaregional.com.br

própria vida, dia a dia, é dedicado ao resgate das raízes e histórias que contam a

Leonardo Gonçalves Neves leonardo@setaregional.com.br

origem da cidade orquídea, que não pára de crescer. Em parceria com o Senai, a Secretária de Desenvolvimento Econômico lança um novo Projeto de capacitação e inclusão de mão de obra nas empresas com a contratação de portadores de deficiências. Na seção Em Foco Cintia Marceli Barban Schiabel fala sobre a evolução das “festinhas” de aniversário. Já de olho na Copa de 2014 e nas Olimpíadas de 2016, acompanhe as oportunidades que abrem as portas na seção Comportamento. E quando o assunto

Tatiana Santos tatiana@setaregional.com.br Atendimento/Comercial Ana Paula Silva anapaula@setaregional.com.br Cecília Sousa Teixeira cecilia@setaregional.com.br Leandro Perez Ribeiro leandro@setaregional.com.br

é Saúde, não podemos descuidar. O que você sabe sobre remédios fitoterápicos?

Administrativo/Financeiro Andressa Pirschner Assunção financeiro@setaregional.com.br

Descubra os mitos e verdades do uso desses medicamentos. Falando de cuidados,

Sinara Souza sinara@setaregional.com.br

se você pretende fazer um jardim ou ainda aprimorar os cuidados que já tem com

Fotos, Capa e Matéria de Capa Assessoria de Imprensa

ele, atenção as dicas na seção Minha Casa. Profissionais revelam o que fazer e não fazer na hora de dar a atenção necessária as plantas e flores de sua casa, principalmente neste verão. Na seção Turismo, as dicas são para você curtir ainda mais o Balneário Camboriu em Santa Catarina. Aproveite ainda mais a viagem com as sugestões dadas nesta edição. E para finalizar, Em Alta traz até você a importância de um dos locais mais extraordinários de nossa região: a Pró-Memória de Sumaré, um lugar onde se resgata, escreve e respira História. Uma boa leitura a todos!

Impressão Gráfica Mundo Digital Assessoria Contábil Exato Contabilidade Importante As informações contidas nesta revista são para fins educacionais e informativos. A Revista Típica não se responsabiliza pela utilização inadequada das informações aqui veiculadas, nem pelas opiniões de nossos colaboradores e anunciantes. “Tudo posso naquele que me fortalece” Filipenses 4: 13

www.revistatipica.com.br


7

Típica | Março de 2012


EM ALTA Pró-Memória apresenta projetos audaciosos para 2012.

SAÚDE

Típica | Março de 2012

Os mitos e as verdades sobre o uso de remédios fitoterápicos.

8

MINHA CASA Os cuidados e a segurança na hora de fazer o seu jardim.

TURISMO As dicas e atrações na hora de conhecer o Balneário Camboriu em Santa Catarina.

COMPORTAMENTO No setor de turismo as oportunidades já começaram para a Copa 2014 e Olimpíadas em 2016.

CAPA A atriz Maytê Piragibe interpretando vários papéis, um deles o de mãe.

CIDADES Projeto entre Senai e Secretaria de Desenvolvimento Econômico abrem as portas a portadores de deficiência.

PERSONALIDADES A História de Sumaré na visão e no sangue do historiador Alaerte Menuzzo.

EM FOCO Cintia Marceli Barban Schiabel fala da evolução das tradicionais “festinhas” de aniversário.


9

Típica | Março de 2012


Panificadora e Confeitaria Silva

Conheça as delícias desta tradicional padaria sumareense que completa 40 anos de história.

Típica | Março de 2012

D

10

esde 1972 em Sumaré, a Panifica-

Alaor, e a mulher dele, Maria Filomena

dora e Confeitaria Silva conquista

Bischoff da Silva, são os outros sócios.

os paladares pela grande variedade de

As novidades não param por aí. A panifi-

produtos, que incluem salgados, bolos,

cadora promove um festival de salgados e

doces, tortas doces e salgadas, pães

tortas todas as quartas-feiras, a partir das

doces e salgados, pães funcionais e ca-

15h. Às quintas e sextas-feiras, a atração é

fés especiais. Mas não é só isso. O es-

o cachorro-quente, servido a partir das 16h,

tabelecimento também serve café da

enquanto que, às sextas, o festival de bolos,

manhã, lanches, almoço por quilo e à la

doces e sobremesas adoça ainda mais a

carte. Aos domingos, o café da manhã

rotina dos clientes – os produtos estão dis-

é servido em sistema de self-service.

poníveis a partir das 12h. Lançamentos fre-

“Esse diferencial atrai famílias inteiras

quentes e a nova decoração do Silva Café,

e grupos de amigos, que aproveitam a

mais moderno e aconchegante, completam

manhã de folga para passar momentos

as boas-novas a quem gosta de comer bem.

agradáveis saboreando nossas delícias”,

Outro diferencial da Silva, como é cha-

conta Maria Margarete da Silva Marson,

mada por seus frequentadores, é o ho-

de acesso, banheiros adaptados para defi-

esposa de Orlando Marson, um dos só-

rário de funcionamento: de segunda a

cientes físicos e fraldário”, avisa Margarete.

cios. “No inverno, teremos sopas, como

sábado, das 6h às 21h, e aos domingos

A Panificadora e Confeitaria Silva e o

já acontece há alguns anos. Produtos

e feriados, das 6h às 20h30. “Aceitamos

Silva Café ficam na Praça das Bandei-

de mercearia e laticínios também com-

encomendas e reservas de mesas no Sil-

ras, 788, no Centro de Sumaré. O tele-

põem nossa oferta”, completa. Jefer-

va Café para comemorações. Possuímos

fone para contato é (19) 3873-1495.

son Lourenço da Silva, conhecido como

vagas para idosos e cadeirantes, rampa

Orlando Marson e Maria Margarete da Silva Marson, Maria Filomena B. da Silva e Alaor Silva, Valdiana Deomilio Silva e Jeferson Tadeu Silva.

Axioma Esportes

Suplementos e artigos esportivos em um só lugar

A

Axioma Esportes está comemo-

em nossa loja, mas gostaria de ter esse

rando o 1º Aniversário. A empresa

acompanhamento junto a um profissional

surgiu mediante a falta de uma loja onde

da área de Educação Física, mediante um

os sumareenses pudessem encontrar,

valor simbólico, tudo pelo incentivo e boa

além de suplementação, as roupas e os

prática do esporte”, relata Juliano C. Pedret-

acessórios para a prática de esportes

tes Massarini, um dos sócios da empresa.

no geral, dicas de treino, saúde, alimen-

Além da suplementação esportiva, a Axio-

tação em um único espaço. “Estamos

ma oferece aos clientes noções e produtos

sempre inovando, seja com lançamento

que visam melhor qualidade de vida, como

de produtos, ou abertura de novos seg-

por exemplo, os produtos da Rakku, que

mentos no esporte, e até mesmo tra-

buscam a reflexoterapia para os pés, através

zendo benefícios para os clientes, como

de sapatos e sandálias que possuem pe-

o espaço kids que será montado para

dras de turmalina que ativam a circulação

que os pais possam fazer suas compras

sanguínea e regeneram os nervos do pé.

com tranquilidade, a abertura de conta

Roupas e acessórios são de alta qualidade,

na rede social Twitter, e o oferecimento

tanto que é oferecido a garantia das mes-

Juliano C. Pedrettes Massarini

de avaliações físicas e acompanhamento

mas, efetuando a troca imediata por qual-

do site www.axiomaesportes.com.br, com

físico gratuito para nossos clientes, e até

quer problema de fabricação. E ainda existe

frete grátis para Campinas e Região. Mais

mesmo para aqueles que não compram

a venda e entrega para todo Brasil através

informações pelo telefone 19-3883-6810.


Chocoletá Kids

Valéria Basso Sabatine e Letícia Basso Drubscky.

foco é atender os pais modernos, proporcionando bom atendi“M eumento, agilidade e praticidade no dia a dia com qualidade e conforto para seu filho, podendo ajudar da melhor forma que for possível como uma grande família. Hoje o que me deixa mais feliz é poder compartilhar com os pais o crescimento dos seus filhos, porque isso é a maior benção que temos na vida”, declara a proprietária Leticia Basso Drubscky, que para por em prática seus princípios, trabalha diariamente atendendo clientes na loja e tem como seu braço direito na empresa sua irmã Valéria Basso Sabatine. Desde 2010, em Sumaré, a Chocoletá Kids, localizada na Rua Dom Barreto, 1347, no centro da cidade, possui produtos diferenciados, buscando sempre as novas tendências e variedades em roupas infantis, sapatos, acessórios, gestante, lista de enxoval (c/ desconto especial) e brinquedos educativos. “Trabalhamos com ótimos preços e grandes marcas, promoções diferenciadas, temos espaço confortável para as crianças e para os pais, bem como atendimento delivery”, revela a empresária. Para conhecer novos produtos de bom gosto e com preço diferenciado, regando ótimo custo/benefício, procure pela Chocoletá Kids. O atendimento é excelente e para todos os gostos, do básico à festa. Faça uma visita ou ligue para 19-3308-8135 ou 9805-4999.

Desfile Outono e Inverno Dia 12/04 às 19 : 00 hs Realização: Chocoletá Kids – Laços e Abraços Local: Arco Iris Buffet

Participe. Inscreva-se já!

(19) 3308-8135

Típica | Março de 2012

Moda infantil e gestante a sua disposição

11


SOCIAL

CasaGrande Corretora Desde 1986 a serviço de Sumaré

A

CasaGrande Corretora de Seguros atende a cidade orquídea há mais de 25 anos. Com qualidade e bom atendimento, ganhou a estrada

neste setor tão concorrido, que exige credibilidade e confiança do cliente. “Nossos serviços prezam o bom atendimento mediante a preparação de uma equipe de qualidade, bons profissionais e a parceria junto as melhores seguradoras do mercado. Prestamos um bom serviço e em todos esses

Típica | Março de 2012

anos a experiência é nosso diferencial”, declaram os sócios Leila Smania

12

Sergio Luiz Casagrande, Leila Smania Casagrande e Vitor Luiz Casagrande.

Casagrande, Sergio Luiz Casagrande e Vitor Luiz Casagrande. As novidades da CasaGrande estão nos Seguros de vida com diferenciais como antecipação do valor para doenças graves; seguro de automóveis com assistência as residências; pet shop; descontos em algumas redes de farmácias, academias, etc. Localizada na Av. Luis Frutuoso, 340, na Vila Santana em Sumaré, os clientes podem fazer contato pelo e-mail contato.leila@casagrandecorretora.com.br ou ainda pelo telefone 3883-5000. Mais informações podem ser feitas no site www.casagrandecorretora.com.br.


13

Típica | Março de 2012


Stillus Eventos Agora não precisa mais ir à São Paulo para fazer de seu evento um sucesso.

S ao

umaré cresce a cada dia e graças desenvolvimento,

são os moradores que só tem a ganhar. Há um ano na cidade, a Stillus

Eventos

veio

para ficar, oferecendo serviços de organização, Típica | Março de 2012

e

14

realização

coordenação

de

formaturas, casamentos,

festas

infantis,

debutantes, chá bar, e tantos outros tipos de eventos. Em todos eles, o trabalho é realizado com profissionalismo e uma equipe altamente treinada , com eficiência , e comprometimento. “Valorizar e respeitar o sonho de nossos clientes são nossas principais

marcas.

Fernando Douglas Buarque

A diferença de nossos serviços são a cordialidade e a eficiência. Nós vamos até o cliente . Ele não precisa vir até nós. Tiramos toda a dor de cabeça do cliente quando se tem que organizar um evento, e pegamos essa dor para nós, para que ele não tenha preocupações

com o evento. Acima de

tudo nosso interesse é garantir a confiança do cliente em nossos serviços”, revela Fernando Douglas Buarque, proprietário da Stillus Eventos. A equipe, segundo Fernando, é unida , bem treinada e preparada com cursos referentes a área de evento. “Estamos sempre ligados nas novidades do mercado de eventos como produtos e serviços , participando de feiras e workshops”, declara o empresário. Para mais informações acesso site www.estilluseventos.com.br ou envie e-mail para stilluseventos@ig.com.br. A Stillus Eventos fica na Rua João Bosco Foffano, 160 - Jardim Macarenko, em Sumaré. O telefone para contato é 3306-8901, 9260-6387 ou 8309-0099.


15

Típica | Março de 2012


Vion Boutique Um novo conceito em moda

A

Vion Boutique é um mix de moda masculina e feminina, contando com o vestuário completo, desde shorts, bermudas, calças, blusas, até mesmo bolsas, bi-

quínis e acessórios em geral. Localizada na Rua João Francisco Ramos, 475, bem

Típica | Março de 2012

no Centro de Sumaré, a Vion se diferencia da concorrência quando o assunto é

16

Luana Cristina Louza Ongaro e Mateus Antonio Noveletto Viaro.

qualidade, preço e excelência no atendimento, tudo em apenas um único lugar. Segundo Mateus Antonio Noveletto Viaro e Luana Cristina Louza Ongaro, sócios proprietários da Vion, mais novidades em breve farão parte da loja. “Começamos a trabalhar com Jeans Disparate e Trimix. Em breve colocaremos a nova coleção Outono/Inverno 2012. Peças lindíssimas”, declaram os sócios. Em relação a projetos futuros, trazendo qualidade e novidade ao sumareense, Luana declara que sobre o projeto inicial de abrir uma importadora, ainda está vivo. “Estamos estudando todas as possibilidades. Pretendemos trabalhar com marcas estrangeiras, inovando o cenário da região. E também estamos com um projeto para alguns meses de confeccionar peças exclusivas, abrindo assim nossa própria marca”. Mais informações pelo site www.vionboutique.com.br ou pelo e-mail viaro_ongaro@ hotmail.com. Telefone para contato é 3324-0061.


D´Leite Escola de Dança Uma nova oportunidade de conhecer a fundo sobre dança

A

dança é uma das atividades mais in-

dicadas a qualquer tipo de pessoa, independente da idade ou modalidade que praticar, seja por prazer, lazer ou profissão. Recém chegada a Sumaré, a D´Leite Escola de Dança apresenta um assunto é escola de dança. A variedade de cursos é destinada a todos os que desejam praticar a dança, sejam bailarinos ou apenas pessoas que veem na dança uma nova forma de viver intensamente a vida. Em local privilegiado, a D´Leite conta com um espaço sofisticado, harmonioso e altamente planejado, com sala de espera, vestiários e três amplas salas de aula, com um diferencial: uma das salas é propícia ao público infantil. Os cursos oferecidos são: Sapateado, Ballet Clássico (infantil e Marivone Arruda Leite, sócia-proprietária D´Leite Escola de Dança

adulto), Jazz, Forró, Dança do Ventre, Hip Hop, Flamenco, Ritmos Dance, entre outros. A frente da D´Leite estão as sócias Juliana Lamon (fisioterapeuta,com experiência em administração) e Marivone Arruda Leite (também fisioterapeuta, bailarina há mais de 20 anos e 10 como professora de dança). Ambas confiam no projeto, considerando o tipo de metodologia aplicada por elas. A D´Leite está na Rua Sete de Setembro, 1350, na Vila Menuzzo em Sumaré. Mais informações pelo site www.dleite.art.br ou pelos telefones 3306-8961 ou 3306-8972.

Típica | Março de 2012

novo conceito quando o

17


EM ALTA

Associação Pró-Memória de Sumaré Resgatando e conservando a memória da cidade texto | Pró-Memória de Sumaré

A

Associação Pró-Memória de Sumaré nasceu de uma paixão que já dura oito anos, alimentada pelo idealismo

e pelo trabalho. Nos bancos da PUC de Campinas, dois jovens que cursavam História se encontraram: um sumareense e outro piraciTípica | Março de 2012

cabano. Daí surgiu uma amizade e um com-

18

promisso que o tempo só fez crescer. Picados pelo vírus da História não havia como se livrar dessa doença. Depois, nos longos anos de magistério nas escolas de Sumaré ou fora delas, a dupla incorrigível de professores foi descobrindo a beleza, a importância e a necessidade de conhecer cada vez mais o passado. Agora, sobretudo, a história local. Foram inoculando nos alunos, nos amigos e onde podiam, o vírus que os acometia. Sonharam com projetos audaciosos de história, museu, fundação, centro de estudos para Sumaré, e esperavam o apoio do poder público. Em vão. A história cultural da cidade mostrava outra direção. Amadurecidos e escolados, os dois amigos começaram a conspirar. Era urgente preservar a história da cidade, que caminhava rápido para a perda de sua memória.

Foto: Centro de Memória “Thomaz Didona” | sede da Pró-Memória Sumaré Possui um arquivo com milhares de papéis e

caixas – contendo leis, decretos, indicações,

de recortes de jornais (clipping), coleções qua-

requerimentos, e pequena parte do enorme

se completas de jornais da cidade, mais de

acervo da Prefeitura, enriquecem ainda mais

50.000 fotos digitalizadas, livros impressos e

o patrimônio da Pró-Memória. Estão em curso

manuscritos, documentos, quase tudo cata-

conversações com a Prefeitura, no sentido da

cuperar, cuidar e divulgar a história de Sumaré.

logado, classificado e digitado, disponíveis à

entidade cuidar do “arquivo morto” municipal,

Com o tempo, mais pessoas foram chegando:

consulta da população.

em precário estado de conservação, tarefa

Alaerte Menuzzo e Chico Toledo convidaram mais gente: Ulisses Pedroni, Leovigildo Duarte Júnior, Ema Regina Bianchi Aguiar e outros, e fundaram a Associação Pró-Memória de Sumaré em março de 2004. Objetivo: re-

Laércio Fregatti, Roberto Cordenonsi, Gutem-

Recebe visita de estudantes de 1º e 2º

complexa que demanda anos de trabalho

berg Portela, Fábio de Araújo, Welington Cor-

graus, universitários, jornalistas, historiadores e

para ser executada. Também faz parte da

reia de Oliveira, Fernanda Biondo.

moradores antigos da cidade; vereadores da

montanha de documentos da Pró-Memória, o

Nesses quase oito anos a entidade

Câmara Municipal e outras autoridades. Livros,

arquivo do cemitério municipal, com as fichas

cresceu muito. Desenvolve hoje um trabalho

revistas, jornais , teses de mestrado e doutora-

de óbitos desde 1901, quase todas digitadas.

sistemático, usando técnicas modernas de

do, publicados dentro e fora de Sumaré, citam

recuperação, organização e conservação de

em suas fontes o acervo da Pró-Memória.

Uma notável coleção de mais de 6 mil discos de vinil (LPs) de música erudita, em

acervo, dispondo de sólida estrutura, capaz de

A vasta documentação do Arquivo

perfeito estado de conservação e cataloga-

atender às demandas mais exigentes do setor.

da Câmara Municipal – com mais de 300

dos, completam a riqueza desse patrimônio. A


proposta da Pró-Memória é gravar as músi-

às redes sociais, a Pró-Memória está no Fa-

Artes, com o Museu da Imagem e do Som,

cas com técnicas modernas e disponibilizá-las

cebook, onde interage com todos quantos se

com o Arquivo Municipal de Campinas e ou-

para o público.

interessam pela história da cidade.

tras instituições, e incentiva seus funcionários

Reconhecida de utilidade pública

A preocupação cultural abrange tam-

municipal, hoje a Associação sobrevive gra-

bém a publicação de alguns livros, como a

ças à contribuição financeira dos associados

História da Câmara Municipal e a Histó-

Esse painel de realizações e de pro-

e de uma pequena subvenção da Câmara

ria dos Nomes de Ruas de Sumaré. Nessa

jetos dá bem a ideia do perfil da Associação

Municipal, que cede também funcionário

linha literária, várias outras obras estão a ca-

Pró-Memória, uma entidade da qual Sumaré

e uma sala para abrigar os documentos do

minho. No momento, a Pró-Memória se volta

pode se envaidecer. Sua existência depende

Legislativo. Outra fonte de recursos vem da

para projetos de novas publicações, como um

da dedicação de um grupo de idealistas que

Prefeitura, mediante convênio, e da cessão de

Almanaque e a Agenda 2013 histórico cultural.

acreditam no que fazem e dos que o apóiam.

uso de próprio municipal à Pró-Memória por

Além dos projetos procura estabelecer parce-

É gente que está acima de interesses político-

dez anos. Nesse espaço cultural, tem realiza-

rias com empresas da cidade visando captar

-partidários, que gosta da cidade e gosta do

do exposições temáticas de fotografia, como

recursos.

que faz.

a frequentarem cursos de restauro e de novas

Famílias antigas de Sumaré, Paisagem urbana

Sempre presente nos eventos da ci-

Para maiores informações, a Pró-Me-

de Sumaré e outras, com um bom retorno de

dade, a Pró-Memória se preocupa também

mória funciona em dois endereços: Rua Anto-

visitantes.

com a defesa do patrimônio histórico da ci-

nio de Carvalho 44, 1º. Andar, e Praça da Re-

A Associação tem Estatuto próprio e

dade, acompanhando de perto as atividades

pública 102, no centro da cidade. Atende pelos

Diretoria eleita a cada dois anos, cujos dire-

do Condephaea e defendendo com coragem

telefones (19) 3803-3016 e (19) 3883-8829.

tores prestam serviço voluntário. Duas vezes

posições próprias. Aberta a cultura e aos no-

O site é www.promemoriasumare.com.br

por semana publica, em jornais locais e na

vos avanços nesse campo, a entidade man-

Na Internet, é interessante consultar

internet, matérias de interesse histórico, além

tém contatos com o Centro de Memória da

a página do Pró-Memória Sumaré no FACE-

de um DVD destinado aos associados. Ligado

Unicamp, com o Centro de Ciências, Letras e

BOOK.

Típica | Março de 2012

técnicas de museologia e arquivologia.

19


SAÚDE

Fitoterápicos Esses medicamentos passam por técnicas avançadas e utilizam matérias primas vegetais.

Típica | Março de 2012

texto | Cleyton A. Jacintho

20

D

e acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), são considerados medicamentos fitoterápicos os obtidos com emprego exclusivo de matérias-primas

ativas vegetais. Não se considera medicamento fitoterápico aquele que inclui na composição substâncias ativas isoladas, sintéticas ou naturais, nem as associações dessas com extratos vegetais. Sua qualidade deve ser alcançada mediante o controle das matérias-primas, do produto acabado, materiais de embalagem e estudos de estabilidade. São regulamentados no Brasil como medicamentos convencionais, portanto, têm de apresentar critérios similares de qualidade, segurança e eficácia requeridos pela ANVISA como todos os medicamentos. “Os fitoterápicos são produzidos exclusivamente a partir de vegetais, plantas medicinais, por isso, ainda há uma certa confusão e tem gente que acha que eles podem ter consumo liberado, o que não é verdade”, explica Érico Delgado, clínico geral e médico associado à Sociedade Brasileira para Estudo do Envelhecimento (SOBRAE). É muito comum as pessoas confundirem as receitas caseiras com remédios fitoterápicos. As plantas medicinais são aquelas capazes de aliviar ou curar enfermidades e têm tradição de uso como remédio em uma população ou comunidade. Para usá-las, é preciso conhecer a planta e saber onde colhê-la e como prepará-la. Quando a planta medicinal é industrializada para se obter um medicamento, tem-se como resultado o fitoterápico. O processo de industrialização evita contaminações por microrganismos, agrotóxicos e substâncias estranhas, além de padronizar a quantidade e a forma certa que deve ser usada, permitindo uma maior segurança de uso. Os medicamentos fitoterápicos industrializados devem ser registrados na ANVISA/ Ministério da Saúde antes de serem comercializados.


Segundo o Doutor Érico Delga-

De acordo com o médico, o uso

A ANVISA recomenda alguns cui-

do, as orientações de uso são as mes-

dos fitoterápicos é bastante amplo. “A fito-

dados, os mesmos destinados aos outros

mas para fitoterápicos ou medicamen-

terapia pode ser usada, por exemplo, em

medicamentos: buscar informações com

tos convencionais: “É importante buscar

tratamentos de doenças comuns, como

os profissionais de saúde; informar ao seu

farmácias e drogarias confiáveis, olhar

a indicação de vitamina C no combate à

médico qualquer reação desagradável que

a data de validade dos medicamentos,

gripe, para patologias mais graves ou até

aconteça enquanto estiver usando plantas

e, principalmente, seguir corretamente

mesmo como suplementação vitamínica,

medicinais ou fitoterápicos; observar cui-

as instruções do médico e da bula”,

para melhorar sintomas como stress e

dados especiais com gestantes, lactantes,

explica. O uso sem indicação médica

cansaço. Tudo vai depender das necessi-

crianças e idosos; informar ao seu médico

pode não surtir o efeito esperado ou,

dades individuais de cada paciente, que

se está utilizando plantas medicinais ou

em alguns casos, como qualquer medi-

serão avaliadas em conjunto com o médi-

fitoterápicos, principalmente antes de ci-

camento, os fitoterápicos, se mal utiliza-

co”, finaliza Érico Delgado.

rurgias; adquirir fitoterápicos apenas em farmácias e drogarias autorizadas pela

“Além da dosagem adequada, quantas

Precauções

Vigilância Sanitária; seguir as orientações

vezes, horário e a forma de se tomar

Como qualquer medicamento, o

da bula e rotulagem; observar a data de

os medicamentos, fazem diferença, por

mau uso de fitoterápicos pode ocasionar

validade; nunca tomar medicamentos ven-

isso o acompanhamento médico é sem-

problemas à saúde, como: alterações na

cidos; seguir corretamente os cuidados de

pre aconselhável. Para alguns pacien-

pressão arterial, problemas no sistema

armazenamento; ter cuidado ao associar

tes, o médico poderá indicar inclusive

nervoso central, fígado e rins, que podem

medicamentos, o que pode promover a di-

fórmulas individualizadas, para serem

levar a internações hospitalares e até

minuição dos efeitos ou provocar reações

manipuladas em farmácias especializa-

mesmo à morte, dependendo da forma

indesejadas; desconfiar de produtos que

das”, completa.

de uso.

prometem curas milagrosas.

Típica | Março de 2012

dos, podem trazer transtornos à saúde.

21


MINHA CASA

www.compartilhandosentidos.blogspot.com

Como fazer do seu jardim um cantinho do paraíso Mas lembre-se que segurança na hora de escolher as plantas é essencial texto | Andréia Dorta

P

Típica | Março de 2012 Típica | Março de 2012

lanejar um jardim é uma tarefa en-

22 22

Segurança

cantadora, além de recompensa-

O primeiro passo na hora de mon-

dora com o resultado final. A dica

tar um jardim é não esquecer que, além

principal é tornar esse espaço sempre vivo,

de bonito, deve ser seguro a todos os que

pois ali existem seres que necessitam de

vivem na casa: você, os animais domésti-

cuidados. Flores, plantas, peixes, todos eles

cos, os idosos, as crianças, os portadores

carecem de atenção diária, principalmen-

de necessidades especiais, enfim, toda a

te nas estações do inverno e do verão. O

família. Sendo assim, iniciam-se as etapas

acompanhamento de um profissional paisa-

concretas da montagem do espaço.

gista é fundamental.

ossos. Essa combinação atrai cães e pode

“Trabalhamos com o método per-

provocar intoxicação. No caso de crianças,

“Primeiro é muito importante o tipo

macultura, um conjunto de técnicas criati-

a melhor dica é orientar de que provar

de jardim que o cliente deseja e depois a

vas para aplicação nos princípios básicos

folhas e frutos desconhecidos é perigoso.

opinião de um profissional. E para quem

da natureza, integrando instalações, ani-

Oriente para nunca colocá-las na boca, e

não dispõe de muito espaço para implantar

mais, plantas e pessoas em um ambiente

jamais utilizá-las em brincadeiras do tipo

um jardim, mas não abre mão de uma área

produtivo, unindo estética e harmonia”, re-

“fazer comidinha”.

verde em casa, o uso de vasos é uma boa

vela Hernandez.

Outra dica é evitar plantas que pos-

opção”, declaram Edivania Alves de Matos

Uma das primeiras fases é optar

suem espinhos ou ainda folhas e formatos

e Silvania Maria R. de Matos da Nova Flora

por plantas que não agridam a saúde por

pontiagudos devido ao risco de possíveis

Sumaré.

meio de prováveis intoxicações ou ainda

quedas sobre elas. Em relação ao piso em

Para Amauri Hernandez, proprie-

passíveis de cortes e arranhões. Plantas

calçadas ou em volta do jardim, evite op-

tário da Viva Casa Ecossistemas (http://

como Comigo Ninguém Pode, Copo de Lei-

ções escorregadias em caso de chuva ou

www.vivacasa.com.br/), “não basta apenas

te, Alamandas, Babosa, Bico de Papagaio,

ambientes molhados como piscinas. Faça a

pensar no jardim, mas sim no ambiente

Coroa de Cristo, produzem toxinas e, se in-

escolha de alternativas antiderrapantes.

natural, visando criar um ecossistema que

geridas, agridem o sistema digestivo.

tenha diversidade, estabilidade e resistência dos ecossistemas naturais”.

Na hora de escolher o local do

Em caso de adubação, evite a mis-

jardim, não se esqueça da disposição das

tura de torta de mamona com farinha de

plantas. Evite colocá-las próximas ao portão


Ao cuidar de seu jardim, use luvas para evitar irritações na pele ou nos olhos. Cuidados com as plantas no verão Determinadas ações ajudam a manter o equilíbrio dos princípios básicos da natureza destes pequenos seres vivos nas temperaturas mais quentes e frias. “Durante o verão, regar, podar e adubar são atos frequentemente necessários, sobretudo àqueles que ficam expostos ao sol, visto que as plantas se desenvolvem mais rapidamente”, sugere a Nova Flora Sumaré.

a água nos vasos. Remova também folhas e flores murchas ou secas. Deixe o ambiente o mais possível ventilado. E se a planta persistir com os sinais de possível doença, isole-o e aplique produtos pertinentes ao tipo de planta com a ajuda de um especialista. Em caso de emergências, guarde a planta ingerida e vá direto ao pronto

Logo pela manhã e no final da

socorro mais próximo e peça orienta-

tarde são horários propícios para regá-los.

ção médica. Em caso de dúvidas so-

Para as plantas internas, além de regar, o

bre a planta, ligue para o Centro de

importante é borrifar água, em temperatura

Informação e Assistência Toxicológi-

ambiente, nas folhagens. Para evitar possí-

ca em Brasília, no 0800-644-6774 ou

veis pragas do verão, ou ainda doenças de-

para o atendimento Nacional de Into-

correntes de mosquitos, o 1º passo é evitar

xicação no 0800-7226001.

Típica | Março de 2012

rijos para pessoas de má fé.

Viva Casa Ecossistemas.

plantas altas podem ser possíveis esconde-

www.arquiart.com.br

de entrada, ou seja, arbustos, árvores ou

23


24 Típica | Março de 2012


25

Típica | Março de 2012


TURISMO

Balneário Camboriu – SC Praias limpas e transparentes e muita agitação texto | Renato Saes Melhado, Pós Graduado Docência Superior, Guia de Turismo

Típica | Março de 2012

Nacional e América do Sul e Vice Conselheiro do COMTUR de Sumaré.

26

www.jornalismodeturismo.blogspot.com

C

om um dos climas mais agradáveis da região Sul e sendo a cidade onde mais cresce o turismo,

principalmente

no

verão,

Balneário

Camboriu, cidade com aproximadamente 108.000 mil habitantes, recebe na alta

Balneário Comboriu fica apenas 600

ir de escuna, conhecido como Passeio de

metros da praia central, conhecida como

Barco Pirata que fica na Barra Sul.

Ilha das Cabras, recebeu este nome, pois

Outro atrativo turístico conhecido

seu antigo morador criava cabras, para

da cidade é o complexo Turístico Cristo

conhecê-la de perto uma das maneiras é

Luz, segundo maior monumento turístico

temporada mais de 1.000.000 milhão de habitantes. Para quem gosta de boa comida, praias limpas e agitação noturna é a cidade perfeita, de fácil acesso pela BR 101 São Paulo/Curitiba/Balneário Camboriu, sentido Sul do país, para quem vai de carro e quem vai de avião leva menos de 2 horas saindo de Viracopos/Campinas, fica a apenas 1 hora da capital catarinense Florianópolis. As

principais

atividades

econômicas do município são a prestação de serviços, a indústria, o turismo e encabeçando a lista a construção civil, que conta atualmente com em média 100 hotéis, mais de 1000 edifícios de classe média e alta e cerca de 350 imobiliárias. Um

dos

cartões

postais

de

www.cristoluz.com.br


do Brasil, com 33 metros de altura, localizado no alto do Morro Cruz, em sua mão esquerda ele segura o símbolo do Sol, quando com ao cair da noite suas 7 cores ilumina e reflete sobre toda cidade num show único multicolorido do país, este local conta ainda com 1 restaurante e 1 pizzaria com show ao vivo para todos aproveitarem a noite no local. O comércio é atração à parte, a cidade respira compras, são shoppings centers , lojas de grifes nacionais e internacionais, tudo aberto inclusive aos sábados, domingos e feriados, na temporada de verão das 9hs às 24hs e uma das melhores opções de passeio pelo comércio e orla da praia é o Bondinho, um veículo diferenciado que permite ao passageiro ampla visão externa de todo movimento da praia, não tem parada específicoa para descida ou embarque é só acenar que ele para e no verão funciona 24 horas. Quanto à vida noturna, nem precisa escurecer para que os mais variados bares,

cervejarias, cachaçarias e boates fiquem lotados sendo disputados por jovens e adultos os pratos e aperitivos tradicionais como a seqüência de camarão . Balneário Camboriu é hoje o destino predileto de turistas, Argentinos, Chilenos, Paraguaios e até Europeus, porém o que se destaca são as viagens de formatura, onde

www.blogdomandiocaco.blogspot.com

milhares de adolescentes vem curtir praia, sol e as melhores baladas da região. Este é o destino perfeito para sua família e amigos, e os melhores meses para curtir este fascinante lugar são nos meses de Fevereiro e Março e de Outubro a Dezembro. Bom Planejamento e até a próxima


COMPORTAMENTO

Novas

oportunidades

no setor de turismo

Típica | Março de 2012

Em virtude da Copa 2014 e das Olimpíadas 2016, as chances não podem ser desperdiçadas

texto | Levy Corrêa, Diretor da Corrêa Consultoria e Treinamentos, Professor de Turismo e Gerente Comercial no ramo de hotelaria.

28

E

m meio à crise estabelecida na zona do euro, prévias eleitorais americanas e conflitos mundo a fora, o Brasil virou assunto da moda. Expectativas estão à solta! O Mundo todo voltado para nosso país, que especula permanecer na 6°

maior economia mundial. Em qualquer conversa de corredor, restaurante ou bar, é comum perceber pessoas conversando sobre futebol, novela e política. Afinal são paixões nacionais. O Futebol Brasileiro de tantas glórias, momentos históricos e personagens que foram esculpidos na memória do povo Brasileiro, hoje está diretamente ligado a nossa política. Política? Sim! O tema está necessariamente relacionado aos eventos esportivos que o nosso país deve sediar, Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, e caminham juntos neste momento. Nossos esportistas devem fazer bonito. E não temos dúvida de que este quesito será fácil julgar, apontar e observar. E daí vem questões do tipo planejamento, estrutura, orçamento, gastos públicos, mas que cabe aos nossos governantes conduzirem da melhor forma. É preciso desenhar um planejamento perfeito, obras bem executadas e prazos bem estabelecidos e cumpridos sem estouro nenhum de orçamento. Vamos torcer para que esta etapa tão importante seja bem cumprida por nossos representantes, pois caso contrário podemos amargar sérios problemas. Pronto! Na era do “espetacnológico” basta utilizar tecnologia de ponta e tudo certo! Certo? Não! Tecnologia sim é muito importante, mas capital humano deve ser adicionado de forma estratégica em todas as frentes e negócios. É o capital humano que traz su-


cesso ou fracasso para pequenas, médias e grandes empresas e eventos grandiosos que vamos sediar, onde receberemos tunimento, lazer, qualidade em hospedagem,

suficiente para receber grande número de

alimentação e transporte.

turistas, acarretando em novas e futuras

Cada pessoa que visita um país

visitas, destes ou de amigos e familiares

já traz na “bagagem” expectativas, dese-

que receberão boas referências de toda

jos, referências, e aí vale citar Steve Jobs

nossa organização e staff turístico.

– (Fundador da Apple) “As pessoas não

Novos hotéis e restaurantes irão

sabem o que querem até que mostremos

surgir ou serem ampliados para que pos-

ma, treinando-os, capacitando-os e até

a elas”. Devemos superar os anseios de

samos atender a todos. Os principais

mesmo reciclando antigas formas de bem

nossos visitantes, não só mostrando con-

aeroportos foram privatizados para que

atender.

forto e tecnologia, mas sendo bons anfi-

recebam as adequações necessárias e

“Sábias as palavras no velho paco-

triões, profissionais atentos aos detalhes,

consigam suprir a demanda esperada.

tinho de pão que encontramos em algu-

cordiais, que saibam tratar, entender e

Muitos empregos serão gerados de forma

mas padarias: Servimos bem para servir

atender os clientes com presteza, atenção,

direta e indiretamente. Com toda essa fes-

sempre”! No caso do Brasil, não no con-

para que sejamos bem vistos pelo mundo

ta do esporte é preciso qualificação para

texto de servir, mas de permanecer vivo

como excelência em atendimento e para

o bom atendimento. Cabe a cada gestor

no pensamento dos nossos visitantes,

que possamos usufruir desses eventos

de estabelecimento proporcionar a seus

como um ótimo país para se visitar, visitar

esportivos que hoje abrem as portas de

colaboradores, base para que possam

e re-visitar!

nosso país para o mundo, com estrutura

recepcionar seus clientes da melhor for-

Viva o Brasil!

Típica | Março de 2012

ristas de todo o mundo buscando entrete-

29


CAPA

Maytê Piragibe na vida real Com apenas 28 anos, a atriz já montou a própria bagagem de experiência

Típica | Março de 2012

texto | Andréia Dorta

30

M

orena, olhos verdes (que chamam a atenção por onde passa), simples, humilde, bata-

lhadora, mãe, esposa, amiga, filha, e finalmente atriz. Esses papéis são apenas al-

Foto: Ponto Três Comunicação

guns do que fazem de Maytê Piragibe uma vencedora, pois não é nada fácil interpretar a ficção e viver a realidade, tudo ao mesmo tempo, diariamente. Casada com o ator Marlos Cruz, é mãe da pequena Violeta. Carioca, nasceu em 02 de Dezembro de 1983. Desde os sete anos trabalhou em diversos comerciais na Bahia, na cidade de Salvador, onde viveu praticamente toda a infância. Em 2001, após cursar a faculdade de Artes Cênicas, cursos de canto, música, dublagem, danças, workshops com diretores e companhias de teatro, foi chamada para integrar o elenco de apoio da Malhação. No mesmo ano par-


Dia Em Que John Lennon Morreu, dirigida

personagem Nati, na saga Os Mutantes

por Rogério Fabiano.

– Caminhos do Coração e Promessas de

Apresentou por dois anos a TV

Amor. No final da novela participou de ou-

Globinho. Em paralelo, protagonizou Ana

tro longa, o Dédalo, com direção de Edson

na peça infanto-juvenil Beijo na Boca com

Erdman.

direção de Carlos Thiré e produção de Isa-

Atualmente, em nova fase da car-

bela Garcia. Integrou o elenco das novelas

reira, e com a experiência adquirida em

O Beijo do Vampiro (2002) e Como Uma

seus trabalhos, produz e ensaia a peça de

Onda (2004) e participou, também, das

sua autoria chamada Exorciza-me com

produções globais Carga Pesada (2003) e

os atores Marlos Cruz, Lisandra Parede e

Cidade dos Homens (2005). Logo depois,

Gustavo Duque, com direção de Pedro Jo-

Maytê fez a protagonista Bia no elenco do

nes.

espetáculo musical Léo e Bia com dire-

A partir de agora curta a entre-

ção de Oswaldo Montenegro, onde teve a

vista que a Típica fez especialmente para

oportunidade de atuar em grandes teatros

você.

como o Canecão - RJ, Guairão - PR e Tom Brasil - SP. A virada na carreira ocorreu em

Típica: Antes de ser atriz, qual era o sonho de criança?

2006, quando passou a integrar o time de

Maytê Piragibe: Sempre sonhei em ser

atores da Record. Em Cidadão Brasileiro

atriz. Comecei muito cedo, ainda criança,

interpretou Eleni. Na novela Vidas Opostas

mas cheguei lá.

protagonizou a memorável Joana. No cinema estreou com o longa Rinha, do diretor

Típica: Como tudo começou?

Marcelo Galvão.

Maytê Piragibe: Comecei com quatro anos, fazendo campanhas publicitárias e comerciais. Iniciei os estudos para interpretação muito cedo, com 12 anos. Estreei no teatro com 14 e na TV com 17 anos. Típica: Quem foi a grande inspiração desde o início da carreira? Maytê Piragibe: Não tem uma atriz específica, mas tenho encanto pelas atrizes de Hollywood, principalmente a Natalie Portman. Algumas atrizes brasileiras são ótimas referências para mim, como nossa querida Fernanda Montenegro, e sua filha Fernanda Torres; Glória Pires; Lilian Cabral; Débora Falabella; Paloma Duarte. E tantas outras. Todas são inspiração para quem deseja seguir a carreira de atriz. Típica: A que se deve o sucesso? Maytê Piragibe: Se deve à muito trabalho duro, esperança, e muita espera, muita paciência. Típica: Se não fosse atriz, o que seria?

Foto: Ponto Três Comunicação

Típica | Março de 2012

Ainda na TV, co-protagonizou a

Foto: Ponto Três Comunicação

ticipou de sua primeira peça profissional: O

31


Maytê Piragibe: Quero ainda poder tra-

vência com outros atores?

balhar com moda e produzir alguns rotei-

Maytê Piragibe: Tenho poucas amigas

ros.

atrizes.

Típica: Trabalhar antes na Globo e agora

Típica: Como está a vida de famosa?

na Record. Quais são as diferenças na hora

Maytê Piragibe: Simples como tem que

de atuar?

ser, engajada como deve ser e focada no

Maytê Piragibe: Nenhuma diferença. O

que gostaria ainda de conquistar. Tenho

ator tem que estar verdadeiramente entre-

muitos projetos que quero realizar, tudo por

gue à cena, esteja onde estiver.

conta da minha paixão à arte. É a felicidade de trabalhar com isso.

32

em Promessas de Amor, o que mais te

Típica: Como foi o convite para entrar na

marcou nas gravações?

Globo e na Record?

Maytê Piragibe: O divertimento de en-

Maytê Piragibe: Em todas as produções

trar no universo tão lúdico e ao mesmo

da Globo eu fiz teste e fiquei contratada

tempo, o desafio de dar qualidade e verda-

por 5 anos. Com a Record foi o grande pas-

de na interpretação. Isso foi demais.

so da minha carreira, onde fui convidada para papéis marcantes na minha trajetória.

Típica: Como é a convivência com atores da mesma emissora?

Típica: É possível afirmar que profissional-

Maytê Piragibe: Ótima.

mente está realizada? Maytê Piragibe: Sem dúvidas que sim.

Típica: E fora da Record, como é a convi-

Foto: Ponto Três Comunicação

Típica | Março de 2012

Típica: No ultimo trabalho, como a Nati,


Típica: Um sonho que ainda não foi rea-

ou filmes?

lizado?

Maytê Piragibe:

Estou produzindo a

tes, com o meu blog e o meu site que vai

Maytê Piragibe: Conquistar uma carrei-

peça que escrevi que se chama Exorciza-

estreiar: maytepiragibe.com, com comer-

ra internacional.

-me, com previsão de estréia para o final

ciais, fotos, novela, teatro , cursos. Além

do ano que vem.

da delícia de ser mãe e estar presente e

rotina, sempre trabalho com coisas diferen-

dedicada com a educação e formação da

Típica: Fale um pouco da experiência em viver uma personagem na TV e voltar a

Típica: O que é necessário para manter

minha filha. Com todo o amor que dedico

vida real todos os dias?

o bom humor, mesmo quando não se está

a minha família.

Maytê Piragibe: Tem que haver um dis-

bem?

tanciamento, técnica para separar a ficção

Maytê Piragibe: Ser grata com a vida e

Típica: Você ainda é jovem e já com tanto

da realidade, mas ao mesmo tempo uma

não perder tempo com bobagens.

talento. O que diria aos novos atores, que

inteiro em cena. E saber aproveitar a es-

Típica: Quais foram os momentos bons da

Maytê Piragibe: Obrigada pelos elogios.

sência de mim mesma, da minha família,

carreira?

Diria para nunca desistirem dos seus so-

da minha vida. No trabalho sou disciplinada

Maytê Piragibe: Todos.

nhos e estudar sempre. Ler, assistir peças e filmes, conhecer textos novos, debater

e profissional e completamente dedicada e feliz com a minha vida.

Típica: E quais foram os momentos não

sobre o ofício e amar muito o que fazem.

tão bons até o momento? Típica: Como é a Maytê Piragibe dentro e

Maytê Piragibe: Aquela ansiedade da

Típica: Como é conciliar novela, família e

fora da telinha?

espera de cada novo trabalho.

amigos? Maytê Piragibe: Cada dia é um desa-

Maytê Piragibe: Simples e feliz. Típica: Existe alguma pretensão de teatro

Típica: Como é sua rotina atualmente?

fio. Tem que estar realmente presente em

Maytê Piragibe: A minha vida não tem

cada momento.

Típica | Março de 2012

ainda estão em busca do sucesso?

entrega para ser totalmente verdadeiro e

33


outros homens? Como isso é resolvido? Maytê Piragibe: Meu marido é ator, a gente se ajuda, se respeita e incentiva o trabalho um do outro. Típica: O que os fãs podem aguardar de novidade da Maytê daqui para frente? Maytê Piragibe: Ainda é segredo, mas tenho certeza que vão gostar. Típica: O que é a moda para a Maytê? Maytê Piragibe: Eu acompanho de perto todas as tendências de moda, porque sou viciada nisso. Compro revistas sempre. Típica | Março de 2012 Típica | Março de 2012

Sou vaidosa e nunca saio sem maquiagem ou desarrumada. Além disso meu marido

3434

Típica: O que a Maytê faz para sair da

adora que me vista bem”. Sempre que posso acompanho desfiles dentro e fora do Brasil.

rotina? Maytê Piragibe: Faço tudo o que tenho vontade. Curto minha casa, a minha família. Levo a minha filha para conhecer novos lugares e conhecer meus amigos. Reuno grandes amigos em casa para o maridão Típica: Como está sendo a experiência de ser mãe? Maytê Piragibe: Maravilhosa e encantadora. Amo minha princesinha Violeta.

cozinhar e tomar um vinho. Amo teatro, Ajuda no banho, troca de fralda, cozinha.

cinema e é claro dançar.

É um pai muito melhor do que imaginava. Nossa pequena violeta veio para acres-

Típica: Fale um pouco das personagens que

centar algo ainda mais especial em nosso

viveu até hoje?

pequeno lar.

Maytê Piragibe: Todas as personagens

Típica: E sua Família?

que eu fiz são fortes, guerreiras ao mesmo

Maytê Piragibe: Tenho uma família de

Típica: É possível equilibrar o ciúme do

tempo com muita sensibilidade. Sempre com

verdade. O Marlos é superpaizão mesmo.

marido quando você atua em cenas com

tramas fortes. Todos os papéis que fiz na TV


são personagens humildes, como a roceira Lucinha, em “Beijo do Vampiro”; Júlia de “Como uma Onda”; a guerrilheira Eleni de “Cidadão Brasileiro”, a favelada Joana de “Vidas Opostas” e a policial Nati de “Mutantes” e “Promessas de Amor”. E ao mesmo tempo tão diferentes um dos outros. Típica: E para manter a boa forma, o que é feito? Maytê Piragibe: Não sou paranóica com meu corpo, mas me preocupo com o tipo de alimentação da minha família, principalmente depois que me tornei mãe. Me aceito do jeito que sou. Agora com a Violeta tomo Típica | Março de 2012

mais cuidado com as coisas que a gente come em casa. Me tornei um pouco mais seletiva em relação ao que se come em casa, para que ela cresça em um ambiente saudável.

35

Típica: O que não pode faltar em casa na hora de comer? Maytê Piragibe: Legumes, frutas, frango ou peixe, iogurte e suco natural. Dessas cinco coisas não abro mão. Típica: Deixe uma mensagem aos leitores Maytê Piragibe: Obrigada pelo carinho e espero que tenham me conhecido um pouco melhor. Todos os trabalhos que eu me dedico, faço com muito amor. E se um dia conseguir emocionar, divertir e transformar as pessoas, vou estar certa de que estou no caminho certo.

Fotos: Ponto Três Comunicação

da típica.


36 Típica | Março de 2012


37

Típica | Março de 2012


SOCIAL

Shopping Sumaré, um dos Maiores da RMC

N

o último dia 02 de março foi realizado no Clube Recreativo Sumaré

2

1

3

o lançamento do Shopping Sumaré, que tem previsão de inauguração para Setembro de 2013. No evento oficial os convidados puderam conhecer o projeto do

6

4

Shopping, por Manoel Dória.

5

A expectativa da comunidade local é grande, porque além de disponibilizar Típica | Março de 2012

lazer para família e convívio social, proporcionará a geração 1.200 empregos diretos e 1.600 indiretos, produção de riqueza, importação de divisas, o aumen-

7

9

8

to de arrecadação, a liderança regional e atração 38 de grandes redes do Varejo. Estrategicamente posicionado na Rodovia Virginia Viel Campo Dall'Orto entre as Rodovias Anhanguera, Bandeirantes, D. Pedro e a 7 km da Zona Central de

10

12 11

Sumaré, o terreno possui fácil acesso e 5 linhas de ônibus a expectativa é receber mais de 23 mil pessoas por dia. Com mais de 27 mil metros quadrados de área bruta locável e estacionamento para mais de 1.6 mil veículos, o Shopping Su-

13

maré será um dos maiores da RMC – Re-

14

15

gião Metropolitana de Campinas. Serão 5 Lojas Âncoras, 3 Megalojas, 150 Lojas Satélites, 19 Fast-Food, 5 Salas de cinema (uma 3D), 1 Parque de Diversões e 2 Res-

16

taurantes, caracterizando-se como a melhor opção de compras para a população de Sumaré e região. A realização é do grupo de empresas Burgundy, LSF, Megleth, AD Shopping, Vahrcav, Paromar e PIB, com grande experiência no setor que uniram forças e experiências, para a realização desse projeto tão grandioso na cidade.

1 – Aref 2 – Tânia e Alexandre 3 – Rodrigo, Idenez, Larissa e Adirley 4 – Ricardo Sayon 5 – Falcão, Perci e Rose 6 – Gislaine e Tiago 7 – Graziela e Rubens 8 – Hebert e Ana Cláudia 9 – Ivan, Andréia, Marcia e Jorge 10 – Paula e Gustavo 11 – Alaerte, Francisco, Andressa e Leandro 12 – Rosana e Edcarlo 13 – Tatiana e Giuliano 14 – Thaís e Fernando 15 – Bacchim e Lurdinha 16 – Vilson e Edinho


1ª Noite Libanesa do Lions Clube Sumaré

N

oite festiva no Lions Clube, dia 10

3

6

1

4

7

2

5

8

de março embalados com dança

e comida típica o jantar foi sucesso de público. O evento foi em prol da construção da

Típica | Março de 2012

Casa Apoio Dr. Leandro Franceschini.

1 – Sandra e Vilson Alves 2 - Roberto e Zuleika Cordenonsi 3 - Dança do Ventre 4 - Andrea e Ivan Rovagnelli 5 - Mauricio Weitzel e Ana maria Nutti 6 - Objetos Libaneses 7 - Isaura Basso de Lima e Maria Irene De Nadai 8 - Andressa Pirschner e Leandro Ribeiro

39


CIDADES

Iniciativa Privada busca parceria com administração pública O objetivo é capacitar pessoas com deficiência física texto | Ed Carlo Michelin

A

empresa Pastifício Selmi, instala-

se de repetir a experiência positiva de-

da em Sumaré, tem contribuído

senvolvida pelo PAT Sumaré com a Honda

e muito no desenvolvimento da

e, desta forma, nos reunimos e fechamos

cidade, não apenas pelo fato de aqui estar

a parceria”, afirma Ed Carlo Michelin, Su-

instalada, recolhendo seus impostos, mas

perintendente de Trabalho e Emprego e

também proporcionando um alto grau de

gestor do PAT Sumaré.

geração de emprego a população local.

A partir daí, entre a segunda

Nesta linha, a empresa tem de-

quinzena do mês de Dezembro de 2011 e

senvolvido diversas parcerias com a Pre-

durante todo o mês de Janeiro de 2012,

feitura de Sumaré através do Posto de

estiveram abertas as inscrições do curso

Atendimento ao Trabalhador(PAT), e entre

de Iniciação Profissional para Indústria de

elas podemos destacar a renovação, pelo

Alimentos, exclusivo as pessoas com de-

quarto ano Consecutivo, do atendimento

ficiência, oferecidas então pelo Pastifício

a toda a população, que faz uso diário dos

Selmi, em parceria com o PAT e executa-

serviços oferecidos pelo posto.

do pela escola SENAI “Celso Charuri”.

Diariamente são servidos àqueles

Terminada as inscrições, durante

que comparecem ao PAT, seja à procura

o mês de Fevereiro, serão realizadas reuni-

de emprego, emissão de carteira de tra-

ões entre os responsáveis pelo RH da Sel-

balho ou entrada no benefício do Seguro

mi e da escola SENAI com todos os inscri-

Desemprego, um cafezinho, biscoitos e

tos e assim serão definidos os alunos que,

mini-bolos , todos, gentilmente, cedidos

posteriormente, na segunda quinzena de

pela Selmi.

Fevereiro, até o início do mês de Março,

Outra importante parceria na qual,

estarão aptos a receberem a qualificação.

recententemente, a empresa firmou com a

O Curso destinado às pessoas

Superintendência do Trabalho e Emprego,

com deficiência atende a Lei 8213/91 e

foi a experiência desenvolvida pela Honda

os Decretos 3298/99 e 5296/04, con-

Automóveis do Brasil juntamente com o

tando com a parceria da iniciativa privada

PAT Sumaré, que entre os anos de 2009

por meio da empresa SELMI e a certifica-

a 2011, ofereceu capacitação profissional

ção do SENAI.

gratuita a pessoas com deficiência física,

Várias reuniões foram realizadas

através do curso de Inspetor de Qualidade

pela Prefeitura com representantes do

voltado para os PCD’S.

Pastifício SELMI e da escola SENAI para

“Após sermos procurados pela

a elaboração do Curso. “Fomos procu-

Selmi, em Dezembro de 2011, a gerência

rados pela SELMI para auxiliá-los na

de RH da empresa demonstrou o interes-

questão de serviços oferecidos pelo PAT


Sumaré ao deficiente, no caso o PADEF (Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência), que tem como objetivo ajudar pessoas com deficiência a conseguirem colocação no mercado de trabalho”, explicou Michelin. “Foi através do programa que surgiu a idéia de oferecer o Curso de Qualificação Profissional atendendo esta faixa de cidadãos”, salientou Ed Carlo. Programa do Curso (160 horas); História do Trabalho (da Revolução Industrial à Globalização); Habilidades gerais para o Atitudes; Como se preparar para Exercer uma Função (5W e 2H); Entrevista de Seleção; Boas Práticas de fabricação; Cinco “S” Aplicado ao Trabalho. Foto: Reunião de definição da data de início do curso profissionalizante para pessoas com deficiência física no SENAI Sumaré.

Típica | Março de 2012

Trabalho - Conhecimento, Habilidades e

41


PERSONALIDADES

O disseminador da História sumareense Alaerte Menuzzo faz de sua vida um exemplo de cidadão

Típica | Março de 2012

texto | Andréia Dorta

42

A

história de Sumaré, inicialmente denominada Rebouças, se difunde com a realidade de tantas famílias que iniciaram a povoação desta região desde me-

ados do século XIX. Para entender a cidade orquídea basta apenas aprofundar os conhecimentos dos primeiros moradores que aqui chegaram. Para essa função entra em cena o historiador, “ele não é o dono da verdade, nem o estrategista político que pensa soluções para a sociedade, mas tão só o recordador profissional do que os cidadãos querem esquecer” – (Eric Hobsbaum). Aqui se inicia a vida do historiador, empresário e professor Alaerte Menuzzo. Casado e pais de dois filhos, nasceu em 14 de Março de 1945, por meio da união de duas importantes e tradicionais famílias sumareenses: os Menuzzo, por parte de pai, e os Pedroni, por parte de mãe. Neto de Américo Menuzzo e Marcelo Pedroni, Alaerte fez e faz seu papel como disseminador da história do município. Licenciado em História pela PUC Campinas, deixou seus ensinamentos aos alunos que frequentaram as escolas estaduais “Angelo Campo Dall`Orto (Nova Veneza)”; “Profa. Sinésia Martini (Americana)”; “Dom Jayme de Barros Câmara” e o Colégio Dr. Leandro Franceschini, ambas em Sumaré. Formado também em Direito, é Ponte Pretano de coração. Gosta de música instrumental, clássica e new age. O lazer preferido é cinema. Uma das grandes conquistas é a Associação Pró-Memória de Sumaré (www.promemoriasumare. com.br), no qual o amor e a paixão pelo resgate à história fazem com que cada dia seja uma nova descoberta. O prato preferido são massas em geral. “Quando eu tinha 10 anos Sumaré se tornou independente de Campinas. A partir daí vi a cidade dar início aos

zo Alaerte Menuz


importante passava pelo hotel: bancários,

Secretaria Municipal de Desenvolvimento

Meu pai, Danuncio Menuzzo, mais conhe-

industriais, empresários e por fim acabei

Econômico.

cido como Daúto, de todos os irmãos, era

convivendo com todos eles, iniciando

Alaerte hoje é um homem multi-

o mais divertido. Era radiante e popular

grandes amizades. Fizemos muitas coisas

funcional: diretor de patrimônio da Pró-

na cidade. Nos aniversários da família, ele

juntos e me orgulho de tantos amigos que

Memória; um dos sócios do Sebo Casarão

escrevia as próprias peças de teatro, to-

conquistei”, revela o historiador.

(em Campinas), com um imenso acervo

das cômicas, e também atuava. No futebol

Em Sumaré, Alaerte foi presidente

de importantes obras, e proprietário da

jogava bem e até foi convidado para jogar

do Clube Recreativo; da Associação Co-

tradicional Pizzaria Danucci em Sumaré.

no Guarani. Já minha mãe, Anita, ficou

mercial, Industrial e Agropecuária; do Con-

Com uma vida repleta de responsabili-

bastante conhecida da cidade através do

selho do Patrimônio Histórico, Artístico e

dades, não pensa em parar e projetos

restaurante Milenita. Ela “me obrigou” a

Etnológico; da Sociedade Beneficente

audaciosos estão em jogo. “Venho para

continuar os estudos. Eu gostava de estu-

e da Associação Pró Memória. Também

o Casarão três vezes na semana. Nos

dar, era aplicado e como não tinha o Gi-

foi um dos fundadores do Grupo Espírita

outros dias me dedico ao Pró-Memória.

násio em Sumaré, estudava em Campinas,

“Wadih Abraão Filho”, do Rotary Club de

Lá estamos na fase de buscar recursos e

no extinto Colégio Lencastre, no centro

Sumaré, da AABB – Associação Atlética

para isso estamos em contato permanen-

de Campinas. Com 11 anos ia sozinho, de

Banco do Brasil; da Sociedade Italiana

te com empresas, buscando incentivos a

trem, para Campinas. Era muito tranquilo

de Sumaré; da Associação dos Amigos

projetos pela Lei Rouanet.

essas idas e vindas. Os tempos eram ou-

do Horto Florestal; do Centro de Estudos

Para finalizar, o empresário recor-

tros”, relembra Alaerte.

Políticos e Sociais; do Instituto de Estudos

dou um pensamento de José Saramago:

Uma das experiências que marca-

e Pesquisas Econômicas e Sociais e do

“Somos a memória que temos e a respon-

ram a infância deste homem foi morar por

Centro de Ressocialização de Sumaré. Foi

sabilidade que assumimos. Sem memória

longos anos no Hotel da família, hoje co-

também Diretor do Serviço de Atendimen-

não existimos. Sem responsabilidade tal-

nhecido como Hotel Sumaré. “Muita gente

to as Indústrias e Diretor e Secretário da

vez não mereçamos existir”.

Típica | Março de 2012

seus primeiros passos por conta própria.

43


EM FOCO

O ontem e o hoje Típica | Março de 2012

As festinhas de aniversário melhoram a cada ano

44

H

ouve um tempo em que toda

algodão doce, mas, como já dito, eram

a família se reunia para cele-

outros tempos. Tudo isso custava dinhei-

brar os aniversários em casa

ro (e muito dinheiro) e os sonhos caíam

mesmo. Podia ser da vovó, do vovô, dos

por terra.

netos, das tias, da mamãe ou do papai.

Hoje as coisas mudaram e para

Todos se reuniam na casa de um parente

melhor, é claro. Com o mercado de fes-

e a festa começava, até dias antes, com

tas mudado e mudando a cada dia, os

os preparativos de docinhos (brigadei-

buffet’s infantis existem para todos os

ros, beijinhos, olho de sogra); balinhas

lados, com preços acessíveis e não tem

de coco enroladas em papéis coloridos;

como deixar passar em branco a festa de

compra de bexigas de vários tamanhos

um filho ou de um neto.

e cores; decoração de isopor com algum

Profissionais da área são capaci-

tema que normalmente a criança gos-

tados para fazer de sua festa o mais pró-

tava; saquinhos de surpresas; bolo que

ximo da perfeição do que um dia sonhou

alguém se propunha a fazer (e a tarefa

quando criança. Cada etapa é importan-

ficava para a madrinha do aniversariante

te. É essencial planejar cada detalhe da

ou a própria mãe); lanchinho de carne ou

decoração às lembrancinhas; a retros-

salsinha no pão francês em versão minia-

pectiva em telão e até mesmo alguma

tura; e tantos outros preparos que davam

atração extra, para que realmente a festa

uma sensação diferente no ar.

seja inesquecível para todos os convida-

Sempre tinha presente diferente

dos, mas principalmente ao dono da festa

e normalmente as crianças ganhavam

e seus familiares.

roupa, para alegria dos pais e desespero

É maravilhoso ver o brilho nos olhos das

das crianças (risos), que afinal de contas

crianças, a alegria delas na hora do “Pa-

queriam ganhar mesmo eram brinquedos,

rabéns” e os olhos cheio de lágrimas de

de todos os gostos, cores e tamanhos.

emoção dos pais. Passar por isso não

Os tempos mudaram e os pais

tem preço e o que fica são as recorda-

de hoje realizam os próprios sonhos da

ções do passado em função do que vive-

infância através da festa de filhos e ne-

mos no presente, pensando que no futuro

tos. Todos nós, com mais de 25 anos,

tudo será ainda melhor.

em média, sonhávamos, quando criança, em ter uma Big Festa, com a decoração perfeita: todos os amiguinhos presentes, com cama elástica, piscina de bolinhas, palhaço, cachorro quente, salgadinhos e

Cintia Marceli Barban Schiabel Proprietária do Buffet Arco íris


45

Típica | Março de 2012


46 Típica | Março de 2012


48 Típica | Março de 2012

Revista Típica - Edição 19 - Sumaré  

A Revista Típica é uma publicação da Editora Seta Regional e têm como objetivo levar a seus leitores, entretenimento, tendências, atualidade...