Page 1

19

H N U DE J

9 1 0 O.2


Intervenção urbana

Muro Tatuado: Narrativas Urbanas e Identidade Local Com Marcelo Eco, Binho Ribeiro, B-Boy, Mauro Neri, Manolo, Bíu, Mixa, Tesk e Crock. O Sesc abrirá mais um de seus espaços para a manifestação dos artistas locais. A ideia de um encontro onde as narrativas urbanas sejam celebradas com uma produção de vários graffiteiros locais e convidados para uma intervenção de escritas de rua, valorizando o

2


Aline Castro

bomb, wildstyle, pice, tag as principais linguagens do graffiti. Os artistas irão graffitar a fachada do Teatro Municipal concebendo painéis com a ideia de retratar aspectos que destacam sua origem, propondo reflexões sobre apropriação dos espaços públicos pela comunidade, construção de identidade e conquista da cidadania por meio das artes. Dia 19/6, quarta, das 9h30 às 18h30. Casa da Cultura. Praça Alto do São Bento, s/nº. Grátis. Livre.

3


Juventudes e cultura hip hop Aquecendo o cenário da cultura hip hop ribeirãopretana e expandindo esse movimento cultural, os quatro elementos que o fundamenta serão os anfitriões da cena. Os DJ´s Goforit e Robsom Selecta ditarão o ritmo das batalhas de dança e das batalhas literárias. Fernanda Nogueira, Funk Fockers e CrewOllas no break e na dança urbana, o Coletivo DisseMinas, Coletivo Alcateia e L XN no rap e na literatura. Essas ações comporão as narrativas urbanas propostas juntamente com painel de graffiti “Muro Tatuado”. A liberdade de expressão das ideias também estará presente na música com AnoniMetas e Lesér. Os MC´s Bruh Ruzzene e Alex Gaita com dança e, Kamilla e Bispo nas batalhas orquestrarão todo o movimento! Dia 19/6, quarta, das 11h às 17h. Teatro de Arena . Praça Alto do São Bento, s/nº. Grátis. Livre.

4


5

Divulgação


Divulgação

11h Versos e rimas Com Coletivo DisseMinas Nesse encontro pretende-se ocupar o espaço com diversas manifestações artísticas. O “Palco Aberto” será um espaço que incentiva o público a se envolver, criando um ambiente confortável para que possam apresentar e expressar suas ideias e mostrarem sua arte. Serão desenvolvidas dinâmicas que auxiliarão o público a se expressar, trabalhando as habilidades da galera presente. As DisseMinas compartilharão suas poesias, um número circense e músicas autorais produzidas de forma independente. Será realizada uma “Batalha Poética” com os poetas e poetisas com temática a cerca da cidade encantando o público com a arte das palavras. Com poesia, música e muito mais vamos somar nesse grande rolê, e é sempre bom lembrar que, “Isso aqui não é brincadeira, é rima e desenvolvimento”!

6


Divulgação

13h Intervenção de dança Com Crewollas, Funk Fockers e Fernanda Nogueira. Enquanto dançarinos e dançarinas embalam a pista com passos marcados, improvisos e rodas livre, DJ e MC conduzem a atividade levando todos à dança.

7


8

Ellen Faria


13h20 Cypher As cyphers são as rodas de dança, onde b.boys e b.girls, dançarinos e dançarinas, tem a liberdade de mostrarem sua dança de forma livre. É onde acontece a troca de energia entre os dançarinos, gerando um ambiente de diversão e interação. Palco para movimentos inéditos e com uma conexão de ritmos mais complexos. O DJ Robsom Selectah será o responsável pelo beat.

9


10

Divulgação

Divulgação


13h30 Batalha show de crew Com L XN e Coletivo Alcateia. A batalha show de crew’s será temática, porém com o limite de tempo, onde cada crew se representa como “unidade”. O formato será bate e volta, e os temas serão definidos pelo público antes da batalha começar. Os rimadores das crew’s só terão acesso aos temas na hora da batalha em tempo real, onde cada crew estará de um lado, e de cada lado um DJ. A primeira batalha de crew nesse formato e, em território nacional aconteceu na cidade de Sertãozinho num encontro voltado à cultura hip hop. E agora vai acontecer na cidade de Ribeirão Preto entre as crew´s “L XN” vs Coletivo Alcateia.

11


12

Castro Nelson


14h Batalha de rima As batalhas de rima têm como fundamento estabelecer uma troca de experiência entre os rimadores, onde as rimas mais criativas ganham destaque, facilitando assim o julgamento de quem está assistindo a batalha. A batalha de conhecimento tende a proporcionar informações e novos conhecimentos ao público, ocorrendo assim, muitas vezes, um choque cultural, devido à ótica de cada pessoa sobre o mesmo assunto, e no caso da batalha de conhecimento há um “tema” que direciona a construção da rima de cada participante.

16h Show Com Lesér e AnoniMetas Neste encontro teremos os dois grupos no mesmo palco dividindo seus versos e poesias musicais. A união tem como proposta trazer um show composto por hip hop e instrumentais influenciadas pelo Jazz e pelo Boom Bap dos anos 90. No palco os versos trarão um discurso que nos fará refletir sobre a diversidade e liberdade cultural.

13


14

Divulgação


Mostra de Arte Periférica: Auto retrato, Alvo Retrato Artistas convidados: Maria Helena Ramos Oliveira; Jaime Domingos Cruz (Macalé); Natalia Marques e Betto Souza. Curadoria Natalia Marques e Roberto Rodrigues. A Mostra “Auto retrato, Alvo retrato” nos convida a refletir sobre o racismo estrutural, entendendo que observar esse fenômeno é fundamental para uma política antirracista, caminhando assim para uma sociedade com maior equidade social. E só podemos entender esse fenômeno observando o nosso passado, por tanto dividimos a mostra em dois eixos metafóricos, onde quando tratamos de Auto Retrato, nos referimos aos nossos mais velhos, que transformaram nosso presente quando ele ainda era futuro, possibilitando vivências, ocupando espaços, abrindo caminho para o processo de autoafirmação que vivemos hoje, superando a mortalidade que afligem a juventude periférica, em específico a juventude negra periférica, até os dias atuais. O segundo eixo Alvo Retrato busca tratar de como essa juventude negra, observa e se manifesta quanto a essas questões, como se sentem frente aos seus anseios, de onde tornar-se você mesmo é tomar consciência de que você é um alvo de violências, raciais, de gênero. Portando o encontro dessas duas gerações se torna mais que necessário, onde o mais novo o retrato do Alvo, aprende com o mais velho que através do auto retrato, do relato de quem é, aconselha, ensina, guia. A Mostra Auto retrato, Alvo retrato, promoverá o contato com uma vasta produção de arte afro-brasileira contemporânea concebida por artistas da cidade de Ribeirão Preto - SP, estreitando a relação entre gerações, apresentando possibilidades, criando perspectivas, estratégias de sobrevivência, personificando nossa história, democratizando o debate acerca das artes e produções artísticas, visando a reflexão sobre questões sociais relevantes para uma melhor convivência, sempre respeitando e incentivando a multiplicidade de interpretações. Período da mostra: de 19 a 28 de junho, segunda a sexta, das 9h às 17h. Visita: dia 19/6, quarta, das 13h às 16h. Casa da Cultura - Praça Alto do São Bento, s/nº. Grátis. Livre.

15


/sescribeirao

Sesc Ribeirão Preto Rua Tibiriçá, 50, Centro CEP 14010-090 TEL.: + 55 16 3977 4477

sescsp.org.br/ribeirao

Parceria

Realização

Profile for Sesc Ribeirão Preto

MURO TATUADO . 2019  

MURO TATUADO . 2019  

Advertisement