{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

Foto: Bruno Guimarães

SEXTA-FEIRA 06 DE DEZEMBRO DE 2019 | R$ 1,00

Edição: 4.292 - Ano XXI - www.bomdiaonline.com

vinoteca da jô realiza Degustação Dirigida hoje Página 5

Página 4

Vereadores aprovam empréstimos de R$14 milhões e prometem fiscalizar obras

Página 3

Moção de Aplausos Na noite de ontem, 4, a Câmara Municipal de João Monlevade concedeu Moção de Aplausos à Associação Monlevadense de Ensino Cooperativo (Amec) pelos 31 anos de fundação, contribuindo no desenvolvimento do município com um ensino de qualidade e riquíssimo conteúdo, resultando na preparação e formação de cidadãos conscientes. A homenagem foi de autoria do vereador Guilherme Nasser (PSDB). Página 3

Supostas trincas suspendem operação de barragem em São Gonçalo Página 7


BOM DIA

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

cidade

2. EXPEDIENTE

BOM DIA • Administrativo: Luiz Gonazaga de Castro

Gestão Comportamental: Entenda como pode impactar em seus resultados

• Edição/Diagramação/Arte: Sérgio Henrique Braga • Comercial Geraldo Magela Dindão • Comercial: comercial@bomdiaonline.com 3851-1515 • Impressão: Gráfica Bom Dia • Colaboradores: Márcio Naoto Suzuki (Up Street) Marcos Martino (Cenários) Luiz Ernesto (Candeeiro) Maria Eugênia (Beleza em Foco) Lorena Gabrielle (Minuto com a Nutri) • Representante Comercial: Super Mídia Brasil - BH Central de Comunicação - SC . Redação e Administração Rua Nossa Senhora Aparecida, nº 152, Sl. 305, Aclimação, CEP.: 35930-028 João Monlevade / MG / Brasil (31) 3851.1515 • Bom Dia online: www.bomdiaonline.com

FUNDADO EM JULHO DE 1998

Bom Dia Comunicação Ltda - ME. CNPJ.: 24538633/0001-16 Todos os Direitos Reservados bomdia@bomdiaonline.com redacao@bomdiaonline.com

Os colunistas do jornal BOM DIA escrevem de forma colaborativa e não têm qualquer vínculo empregatício com o jornal, sendo responsáveis cível e criminalmente pelo que escrevem e pelas imagens que publicam.

Atualmente as organizações estão preocupadas em investir com a gestão comportamental e um dos motivos são para reduzir a rotatividade e os resultados. Evitar o turnover (índice que mostra a taxa média entre entrada e saída de empregados da organização) vai além de reter talentos, também uma questão de economia. O ambiente influencia muito nos comportamentos dos empregados, quando dizemos que é cultural é porque o ambiente já influenciou aquelas pessoas e tem como ser mudado essa cultura? A mudança é um processo constante dentro das organizações e para se atingir as metas de transformação organizacional é preciso inserir a comunicação estratégica no sistema de planejamento e desenvolvimento da empresa. Na gestão comportamental o primeiro procedimento é a análise do clima e da cultura organizacional. E muito das vezes já foi comprovado que comportamento negativo contamina o restante da equipe como também o positivo que claro que nesse último é excelente para a organização. Muitas organizações já adotaram esse processo de gestão comportamental, sabendo que o comportamento de seus empregados tem total influência no desempenho de todos que estão ao seu redor, podendo influenciá-los positivamente ou negativamente. E essa mudança do setor de RH, assumindo cada vez mais um papel fundamental no planejamento estratégico das empresas, deixando de lado processos apenas burocráticos, contribui cada dia mais com uma evolução das empresas que estão se preocupando mais em minimizar os erros e serem mais assertivas. “Os seres humanos podem mudar o aspecto exterior de suas vidas ao mudarem as atitudes internas da sua mente.” William James

Alessandra Lima Consultora Técnica Contgesp Consultoria

CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DE JOÃO MONLEVADE/MG EDITAL DE RETIFICAÇÃO DE ÁREA RENATO JOSAFÁ DA ROCHA, Oficial do Cartório de Registro de Imóveis de João Monlevade/MG, em pleno exercício de suas funções e na forma da lei, FAZ SABER aos que virem o presente edital ou dele tiverem conhecimento que neste Serviço de Registro de Imóveis de João Monlevade/MG, situado na Avenida Getúlio Vargas, nº4.237, bairro Carneirinhos, João Monlevade/MG, CEP:35.930-002, o proprietário Município de João Monlevade/MG, CNPJ:18.401.059/0001-57, com sede na Rua Geraldo Miranda nº337, Bairro Nossa Senhora da Conceição, João Monlevade/MG, neste ato representado pela prefeita municipal Simone Carvalho, apresentou requerimento instruído com memorial descritivo, planta aprovada em 07/11/2019 pela Secretaria Municipal de Obras e Topografia da Prefeitura Municipal de João Monlevade/ MG e demais documentos, requerendo a instauração de procedimento de “Retificação de Área”, cuja finalidade é a alteração registral da descrição tabular, especificações, respectivas medidas e confrontações da área remanescente medindo 82.107,14m2 (oitenta e dois mil, cento e sete vírgula quatorze metros quadrados) do imóvel objeto da matrícula nº6.179, Av.04, livro nº02 deste Cartório de Registro de Imóveis de João Monlevade/MG. Que após recente medição feita pelo requerente verificou-se que referida área remanescente, em verdade, conta com medida de 103.693,65m2 (cento e três mil, seiscentos e noventa e três vírgula sessenta e cinco metros quadrados), o que abrange os bairros “1º de Maio”, “Monte Sagrado” e “Corumbiára de Vanessa”, com características, medidas e confrontações constantes da documentação protocolada sob nº55.284, Livro 01, deste SRI na data de 29/11/2019. Aqueles que se entenderem prejudicados poderão apresentar por escrito impugnação ao procedimento, devendo demonstrar sua condição de ocupante/confrontante da área objeto da retificação. As impugnações deverão ser apresentadas no Serviço de Registro de Imóveis de João Monlevade/MG, no endereço supracitado, em horário de expediente de segunda à sexta-feira, das 09:00h às 12:00h e 13:00h às 18:00h, no prazo de 15 (quinze) dias a contar da data da 2ª e última publicação deste edital. Findo o prazo sem que se tenha apresentação de impugnações, será efetuada a respectiva averbação de retificação de área. Toda documentação acima referida encontra-se à disposição dos interessados para consulta, nesta serventia. Edital realizado nos termos do art.804 do Provimento nº260/CGJ/2013-TJMG. João Monlevade/MG 28 de novembro de 2019. (a.a) RENATO JOSAFÁ DA ROCHA - Oficial de Registro de Imóveis de João Monlevade/MG.


sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

BOM DIA

política

3.

Vereadores aprovam empréstimos, mas prometem fiscalizar qualidade das obras João Monlevade - Os vereadores monlevadenses aprovaram, na noite da última quarta-feira, 4, os empréstimos a serem celebrados pela Prefeitura de João Monlevade na ordem de R$14 milhões, realizados junto ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). Os recursos, segundo o Executivo, serão utilizados para melhorias na infraestrutura urbana de alguns bairros, entre ele, o Sion e o Tanquinho I. Entre os

serviços a serem efetuados estão calçamentos e asfaltamentos. A tônica na justificativa de votos entre os vereadores foi a rigorosa fiscalização quanto à execução das obras e a exigência de qualidade e no cumprimento dos prazos nos trabalhos. Os quatro projetos que tratam dos empréstimos, que totalizam mais de R$14 milhões, foram aprovados em primeiro turno e as propostas geram, há meses, muitas polêmicas, debates e discussões entre os parlamentares, já que, para alguns deles, os empréstimos são “eleitoreiros”, ou

seja, objetivam realizar obras e melhorias visando as eleições do ano que vem. Os projetos seguem a tramitação normal do Legislativo e serão votados em segundo turno. Antes da votação, uma espécie de acordo foi estabelecido entre vereadores, representantes do Executivo, empresários e entidades, como a Associação Comercial, Industrial e de Prestação de Serviços (Acimon), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-JM) e a Associação de Cooperação e Integração dos Portadores de Deficiência de João Monlevade (Acinpode), para que, an-

tes de dar início às obras, a Prefeitura ouça todos os participantes do encontro, assim como os moradores impactados pelos trabalhos. O documento foi protocolado na Prefeitura. Justificativas Em suas justificativas de voto, a maioria dos vereadores destacou que precisa haver uma forte fiscalização no cumprimento dos projetos. “É importante a aprovação, mas há de se ter uma fiscalização rigorosa, pois há muitas obras mal feitas e desperdício de dinheiro público pela ci-

dade”, destacou Belmar Diniz (PT). O seu colega de partido, Gentil Bicalho, único parlamentar a votar contra o projeto, afirmou que as prioridades são os bairros Tanquinho I e Sion, mas há muitas outras obras urgentes e melhorias a serem feitas em João Monlevade e que merecem a atenção da Prefeitura. Já o vereador Tonhão (PPS) foi enfático ao dizer que, apesar de votar favorável, o Executivo deveria realizar as melhorias com recursos próprios. “Vou votar favorável, mas acho que deveria fazer com recursos pró-

prios. Mas temos, como obrigação, fiscalizar cada centavo que será investido. Além da execução, dos prazos e a qualidade das obras”, afirmou. Em sua justificativa para o voto, o vereador Thiago Titó (PDT) frisou que aprovar os projetos era importante, pois iria beneficiar diversas pessoas, e que votava com a consciência tranquila. “Voto favorável aos projetos de forma tranquila. Para mim, só é contra quem mora em rua asfaltada e não passa pelas dificuldades enfrentadas por esses moradores que reivindicam e merecem benefícios”, disse.

Câmara de João Monlevade concede Moção de Aplausos à AMEC com casa cheia João Monlevade - Na noite de ontem, 4, a Câmara Municipal de João Monlevade concedeu Moção de Aplausos à Associação Monlevadense de Ensino Cooperativo (Amec) pelos 31 anos de fundação, contribuindo no desenvolvimento do município com um ensino de qualidade e riquíssimo conteúdo, resultando na preparação e formação de cidadãos conscientes. A homenagem foi de autoria do vereador Guilherme Nasser (PSDB). A homenagem contou com a presença do secretário municipal de Educação, Teotino Damasceno Filho. A instituição conta com 170 alunos e a partir de 2020 propõe-se a am-

Acom CMJM

A homenagem foi de autoria do vereador Guilherme Nasser (PSDB)

pliação de sua prática pedagógica iniciando o seguimento do Ensino Fundamental II – do 6º ano 9º ano. A AMEC tem à frente a diretora Karina de Souza Faria e seu Conselho Administrativo é presidido por Luciano Torres Pereira, e tem como vice Luiz Cláudio Dornelas.

Em seu discurso, a diretora Karina Faria agradeceu a homenagem e ressaltou a importância da mesma para a instituição. “Estou muita grata e feliz por estar à frente da associação neste momento tão importante. Essa conquista não é minha, mas de toda a comunidade escolar que

sempre esteve engajada para fazer o melhor para a Amec. Cada um de vocês – professores, funcionários, ex-professores, alunos e ex-alunos, pais, são de extrema importância para nós e para o desenvolvimento de nossa instituição. Agradeço à Câmara pelo reconhecimento e a todos

que contribuem de alguma forma para o sucesso da Amec”, declarou. O presidente do Conselho Administrativo da Amec, Luciano Torres, também agradeceu a homenagem e se disse satisfeito por mais essa conquista da instituição. Já o autor da proposição, o vereador Guilherme Nasser, parabenizou à Amec pela homenagem e ressaltou a importância da instituição para a educação monlevadense. “Me

sinto honrado em poder prestar essa homenagem à Amec, uma instituição cada vez mais comprometida com a qualidade do ensino oferecido a seus alunos. Como pai de um aluno, agradeço à Karina e a todos os envolvidos pelo compromisso e atenção para com nossos filhos e pelo zelo com cada um deles. Desejo votos de muito sucesso à Amec e que sua trajetória seja ainda mais bonita”, afirmou.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELA VISTA DE MINAS Aviso de Licitação: PREGÃO PRESENCIAL Nº 38/2019 no dia 19/12/2019 às 09hs. Objeto: Locação de software para Nota Fiscal. O Edital se encontra à disposição dos interessados no setor de licitações, Av.: Arthur da Costa e Silva, 70, Centro, de segunda à sexta-feira no horário de 7h às 11h e 13h às 17h. ou através do site: www.belavistademinas. mg.gov.brMaiores informações poderão ser adquiridas pelo telefax: (31) 3853-1271/1272. Wilber José de Souza – Prefeito Municipal.


sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

BOM DIA

cultura

4. Fotos: Bruno Guimarães

“Das Telas ao Palco”

Fotos: Sérgio Henrique Braga

Vinoteca da Jô realiza hoje “degustação dirigida” com Sommelier internacional João Monlevade - Em seu primeiro evento na sede nova, a Vinoteca da Jô realiza hoje, 6, uma “degustação dirigida” com o Sommelier José-d-Paula, que reside na Espanha, e aperitivos harmonizados preparados especialmente pela Chef Renata Maciel, de João Monlevade. Segundo a proprietária Jordana Machado de Oliveira, a ideia é disseminar não só o con-

sumo de vinhos, mas o consumo de vinhos de qualidade, por um preço justo. “Tornar este hábito tão especial acessível a todos”, pontuou. Jordana, que é formada Sommelier Intermediate pela ISG (International Sommelier Guild) - uma das melhores instituições no ramo do mundo, atua de forma personalizada, prestando consultoria voluntária, tanto para o cliente que chega na

Vinoteca, quanto a uma empresa ou evento, com o objetivo de harmonizar os vinhos de acordo com cada paladar e perfil. Consórcio A Vinoteca da Jô já conta com grupos de consórcios formados por 10 pessoas, sendo cada pessoa investindo R$50,00 por mês. Uma vez por mês uma pessoa é sorteada e recebe R$500 em vinhos na cartela da loja. Serviço de Buffet Em parceria com o Buffet Barenze, a Vinoteca da Jô agora conta com espaço de eventos para até 40 pessoas, oferecendo todo o conforto. Novo endereço A Vinoteca da Jô fica na avenida Wilson Alvarenga, 1534, sobreloja 1, bairro Carneirinhos, em João Monlevade (em cima da Farmácia Indiana). A nova “casa de vinhos” foi inaugurada no dia 26 de novembro. Telefone: (31)98814-4687 / Instagram @vinotecadajo

Aconteceu no último sábado, 29, o festival das “Telas ao Palco” da escola Liber. O espetáculo que encantou a todos, contou com o roteiro e coreografia produzidos por Aline Aparecida Gomes Carvalho, também responsável pelo festival da Apae de João Monlevade. Das “Telas ao Palco” teve como tema os filmes clássicos que faziam e fazem a alegria de toda família, como: Chapeuzinho Vermelho, Branca de Neve e os Sete Anões, a Fantástica Fábrica de Chocolates, o Rei Lesão, entre outros. Essa superprodução de figurinos e luzes lotou o auditório do Centro Educacional.


BOM DIA

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

cidade

5.

ArcelorMittal é líder do setor no Guia Exame de Compliance Produtora de aço venceu categoria siderurgia e metalurgia por suas boas práticas na área Divulgação

Geral - A ArcelorMittal Brasil foi escolhida a empresa líder do setor de siderurgia e metalurgia pelo Guia Exame de Compliance. O prêmio foi entregue na terça-feira, 3, em Brasília, com a presença do ministro da Justiça Sergio Moro. O Guia Exame de Compliance está em sua primeira edição e foi produzido a partir de metodologia desenvolvida em parceria com a Fundação Dom Cabral e a FSB Pesquisa para avaliar e identificar os principais destaques da área. O levantamento levou em consideração sete eixos de avaliação: estruturas da área e do código de ética, uso de tecnologias, maturidade e eficiência, sistemas de combate à corrupção, processos judiciais e leniência e comunicação. Uma das premissas do Programa de Integridade da ArcelorMittal Brasil é manter a organização em total alinhamento com as melhores práticas de go-

avaliadas também pela forma como os resultados são obtidos. O desenvolvimento de uma cultura de integridade é indispensável para a sustentabilidade e perenidade das organizações”, destaca Jefferson De Paula, CEO da ArcelorMittal Aços Longos LATAM. Três pilares

O prêmio foi entregue em Brasília, com a presença do ministro da Justiça Sergio Moro

vernança e compliance e, ao mesmo tempo, usar sua liderança e presença em mais de 60 países para promover o comportamento ético, justo e igualitário, dentro e fora da empresa. “O reconhecimento demonstra a maturidade de nosso programa de integridade, criado em 2007 e pautado nas melhores práticas internacionais e aplicável a todas as empresas do Grupo. A sua

evolução é concretizada no engajamento de toda a alta administração e de seus colaboradores na disseminação da Cultura de Integridade junto aos públicos interno e externo”, aponta Benjamin Baptista Filho, presidente da ArcelorMittal Brasil. “A empresa se sente honrada com esse importante reconhecimento, especialmente em um contexto onde a sociedade tem exigido cada

vez mais transparência nas relações comerciais e as empresas estão sendo

O Programa de Integridade da ArcelorMittal baseia-se nos pilares de honestidade e transparência, respeito e dignidade e exemplaridade. Além disso, a empresa possui diversas políticas e procedimentos periodicamente revisados. Alguns exemplos são Código de Conduta, Po-

lítica Anticorrupção, Política de Direitos Humanos, Política Antifraude, Política Sobre Denúncia, Diretrizes para o Cumprimento das Leis de Defesa da Concorrência e Procedimento de Proteção de Dados Pessoais. “O Programa de Integridade da ArcelorMittal Brasil vai além das políticas e procedimentos, sendo o resultado de um trabalho diário e integrado das áreas de negócio na construção de uma cultura genuína de integridade. Esse reconhecimento endossa o trabalho que vem sendo desenvolvido por mais de 10 anos e nos desafia para o futuro”, ressalta Marina Soares, Compliance Officer da ArcelorMittal Brasil.


BOM DIA

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

cidade

6.

Prefeitura de João Monlevade injeta mais de R$14 milhões na economia monlevadense João Monlevade - Enquanto dezenas de prefeituras mineiras ainda não saibam quando irão pagar a segunda parcela ou a totalidade do 13º aos seus servidores, a Prefeitura de João Monlevade, ao garantir os pagamentos em dia (novembro, segunda parcela do 13º e dezembro), nesse período, está injetando mais de R$14 milhões na economia local. Embora a dívida de mais de R$27 milhões por parte do Governo do Estado – que são recursos

constitucionais de direito do município – a prefeita Simone Carvalho Moreira pagou os salários de novembro para todos os servidores, no último dia 29, e garantiu que irá pagar a segunda parcela do 13º na próxima sexta-feira, dia 6 (a primeira parcela foi paga no mês de julho) e o salário de dezembro no próximo dia 30. Devido a uma gestão séria, determinada e voltada para os aspectos econômicos do Município, bem como se pau-

tando com respeito ao dinheiro público e aos servidores municipais, a administração da prefeita Simone Moreira, no total, está injetando R$14.322.742,33 (catorze milhões, trezentos e vinte e dois mil, setecentos e quarenta e dois reais e trinta e três centavos) na nossa economia. São os seguintes os valores das folhas de pagamento no citado período: Prefeitura/Administração: R$12.432.073,50; DAE: R$1.213.290,69; Fundação Crê-Ser: 677.378,14.

Novo pátio de carretas traz mais segurança para motoristas e pedestres João Monlevade - A ArcelorMittal Monlevade e as transportadoras D’Granel e Lenarge inauguraram nesta quarta-feira, 4, o novo pátio para estacionamento de caminhões e carretas que trabalham no transporte de matérias-primas para o Depósito Regulador de Combustíveis (DRC) da Usina, localizado no bairro Santa Cruz. A nova área, de 5.000 m2, trará mais segurança para o trânsito de veículos e pedestres no local e pro-

porcionará mais conforto aos caminhoneiros. Além de um amplo espaço para estacionamento, com capacidade para 30 carretas, o pátio conta com lanchonete, área de convivência, banheiros e vestiário. O motorista Alexandre Veríssimo dos Santos, aprovou a construção do novo pátio - “Descarreguei várias vezes aqui. Sem dúvida, o novo espaço ficou muito melhor”, explica. Morador do bairro Santa Cruz, Nilton Rosa da Silva, afirma que

a iniciativa traz melhorias para a região. “Havia uma insatisfação no bairro com a questão dos caminhões. A ArcelorMittal veio, apresentou o projeto e agora temos uma área que é um exemplo”, disse. Estiveram representados na apresentação do novo pátio a Prefeitura, por meio dos secretários Eduardo Bastos e Fernanda Ávila, Brenno Lima (Settran) e os vereadores Cláudio Cebolinha, Leles Pontes, Toninho Eletricista e Djalma Bastos.

Candeeiro

Luiz Ernesto

Noite iluminada por marmotas Tive o prazer e a honra de participar do Sarau e Debate Literário da sexta edição do Festival Marmotas de Artes Integradas, realizado dias atrás no agradabilíssimo e aconchegante bar Estação 59, na avenida Castelo Branco. Noite extremamente agradável, recheada de pessoas brilhantes e regada a um bate papo maravilhoso sobre a nossa literatura. Experiências, casos inusitados, curiosidades, processos de criação, histórias, alegrias, desafios, decepções, leituras, recitais e a leveza de um encontro permeado por quem queria, acima de tudo, dividir. Dividir emoções, relatos, vivências e um pouco de sua arte. Esse foi o retrato do evento, no qual tive a felicidade de dividir a mesa com artistas de reponsabilidade, como Wir Caetano, Will Jonny, Ádlei Carvalho e Raphael Godoy. Além desses, o sarau contou com a presença de tantos outros nomes de nossa cultura, como os do professor Dadinho, seu filho e também escritor Luiz Eduardo e da ativista cultural e atriz Cinthia Carvalho. Noite ímpar. Dessas que nos provocam a criar e criar e criar, ainda mais. Daquelas que nos faz achar que estamos parados, estacionados, pouco criativos e que, sendo assim, temos que correr para casa e, em meu caso, escrever, escrever, escrever. E criar. E dar voz a personagens e vislumbrar ambientes e situações, enfim, fazer arte. Fazer arte através da nossa amada e amiga literatura. Além do descontraído bate papo, poemas e trechos de romances e crônicas foram lidos, o que deu ao evento uma atmosfera ainda mais carregada de arte e cultura, em sua essência. Também foi muito bom relembrar fatos e produtos culturais de décadas atrás, como os livros e a revista Rebu, de Wir, assim como a literatura produzida pelo seu quase xará, Will. Foi igualmente ótimo ouvir o relato da obra consistente e ao mesmo tempo sensível do jovem Raphael e, com imenso prazer, ter um contato mais direto com a literatura madura e com muito a dizer do talentoso e generoso Ádlei, filho do República, assim como eu. Enfim, só tenho a agradecer e parabenizar a duas guerreiras do grupo cultural Coletivo 7Faces, as amigas Carla Lisboa e Isabela Marques. E torcer para que o Festival Marmotas de Artes Integradas tenha vida longa. Para o bem da cultura de nossa João Monlevade. Nem precisou de Candeeiro. A noite foi iluminada por marmotas.

* Luiz Ernesto / Jornalista


sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

BOM DIA

região

7.

Supostas trincas na barragem Laranjeiras obriga mineradora a suspender operação A barragem, que é parte da maior mina da Vale em Minas Gerais, situada em São Gonçalo do Rio Abaixo, é paralisada e entra em alerta São Gonçalo do Rio Abaixo - Após detectar trincas na Barragem Laranjeiras, a Vale comunicou as autoridades de Barão de Cocais e de São Gonçalo do Rio Abaixo que estará paralisando as operações na estrutura. Após o episódio, a Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo informou sobre o recebimento de uma nota da Vale comunicando que, a partir dessa segunda-feira, dois de dezembro, estará suspendendo temporariamente a disposição de rejeitos na barragem Laranjeiras, advindos da mina de Brucutu. De acordo com a Vale, a barragem se encontra no Nível 1 de emergência, em conformidade com o protocolo da Agência Nacional de Mineração (ANM), o que não requer evacuação da população a jusante. A estimativa é que a suspensão temporária perdure entre um e dois meses. Neste período, Brucutu vai operar com cerca de 40% de sua capacidade por meio de processamento a úmido com rejeito filtrado e

empilhado. O impacto da paralisação gira em torno de 1,5 milhão de toneladas de minério de ferro por mês. Diante dessa situação, a Prefeitura de São Gonçalo esclarece que já foi solicitado à diretoria da Vale e aos responsáveis pela mina de Brucutu um diagnóstico com mais informações sobre a barragem para que o município tome as providências cabíveis para garantir a segurança da população. A Prefeitura de São Gonçalo ressalta também que as ações e projetos em execução seguem garantidos. O Executivo lamenta a suspensão das operações da barragem e reafirma sua posição de que a segurança da população tem que ser prioridade. Posição da Vale De acordo com a mineradora, avaliações geotécnicas estão sendo feitas na barragem e, por isso, a paralisação foi determinada. O protocolo de emergência foi elevado para o nível 1, que não requer a retirada de moradores das áreas de

Barragem Laranjeiras, pela segunda vez, apresenta problemas ainda não esclarecidos definitivamente pela Vale. Operação segue paralisada

risco e nem o toque de sirenes. O nível 1 significa estado de prontidão, indicando situação adversa na estrutura e controlável pela empresa. Desde tragédia de Brumadinho, mais de 20 barragens estão em estado de alerta em Minas Gerais, diz Defesa Civil A Vale não informou quais seriam os problemas que causaram a in-

terrupção do lançamento de rejeitos na Barragem Laranjeiras. Produção A mina representa 9% da produção nacional da mineradora. Segundo a Vale, a operação a úmido é aquela que utiliza água no processamento do minério de ferro e, consequentemente, gera rejeito que é

disposto em barragem. A Barragem Laranjeiras havia sido paralisada pela Justiça em fevereiro junto com outras sete após ação civil pública movida pelo Ministério Público, que corre em segredo de Justiça. A mineradora havia conseguido voltar a operar, mas houve nova suspensão no dia 6 de maio. Em junho, a prefeitura

de São Gonçalo do Rio Abaixo alegou ao Superior Tribunal de Justiça que a paralisação de qualquer estrutura que impossibilite a operação da mina afeta diretamente a economia da cidade e a Vale conseguiu o direito de retomar as atividades. A prefeitura pediu à diretoria da Vale um diagnóstico com mais informações sobre a barragem.


Profile for sergiohenriquebraga

06dez2019  

06dez2019  

Advertisement