Page 1

BOM DIA

SEXTA-FEIRA 03 DE AGOSTO - 2018 | R$ 1,00

Edição: 4.215 - Ano XX - Fechamento: 17h10 - www.bomdiaonline.com

Chuva causa pânico e destruição em Alvinópolis Entrevista:

O talentoso João Roberto O MEDIOPIRA dessa semana foi conversar com o cantor João Roberto, uma das vozes mais impressionantes do Medio Piracicaba. A primeira vez que ouvi o João Roberto cantando na banda Relicário, fiquei de queixo caído. A banda era formada só por músicos excelentes, mas ele se destacava. Confira a entrevista. Página 2

Festival da Canção de Monlevade começa hoje

Página 4

Israel Novaes se apresenta hoje em Catas Altas

Moradores de Alvinópolis foram pegos de surpresa com um temporal que atingiu a cidade na noite dessa quarta-feira. Poucos minutos foram suficientes para alagar trechos de ruas, derrubar postes e destelhar imóveis no município. Página 3

Abrindo a XXII Cavalgada do Morro D´Água Quente, que começa hoje e vai até domingo, o cantor sertanejo é uma das principais atrações que tem ainda a dupla vencedora do The Voice Brasil Danilo Reis e Rafael como destaque. Página 7

PM Mamb desativa garimpo ilegal

Após denúncia, policiais do 2º Grupamento do 4º Pelotão de Polícia Ambiental desativaram uma grande estrutura de garimpo no rio Conceição. Página 5


sexta-feira, 03 de agosto de 2018

BOM DIA

opinião

2. EXPEDIENTE

BOM DIA

O talentoso cantor João Roberto

• Diretor Geral: Luiz Gonazaga de Castro • Comercial: comercial@bomdiaonline.com 3851-1515 • Diagramação/Arte: Sérgio Henrique Braga • Impressão: Gráfica Bom Dia • Colaboradores: Márcio Naoto Suzuki (Up Street) Thiago Titó (Giro) Marcos Martino (Cenários / Médio Pira) • Representante Comercial: Super Mídia Brasil - BH Central de Comunicação - SC Geraldo Magela Gonçalves (Dindão) - (31) 9965-4503 Redação e Administração Rua Nossa Senhora Aparecida, nº 152, Sl. 305, Aclimação, CEP.: 35930-028 João Monlevade / MG / Brasil (31) 3851.1515 • Bom Dia online: www.bomdiaonline.com Circulação: Alvinópolis, Barão de Cocais, Bela Vista de Minas, Bom Jesus do Amparo, Catas Altas, Dionísio, Dom Silvério, Itabira, João Monlevade, Nova Era, Rio Piracicaba, Santa Bárbara, São Domingos do Prata, São Gonçalo do Rio Abaixo, São José do Goiabal. FUNDADO EM JULHO DE 1998

Bom Dia Comunicação Ltda - ME. FUNDADORES: Geraldo Magela Gonçalves João Bosco Roneyjober Alves Andrade CNPJ.: 24538633/0001-16 Todos os Direitos Reservados bomdia@bomdiaonline.com redacao@bomdiaonline.com

O MEDIOPIRA dessa semana foi conversar com o cantor João Roberto, uma das vozes mais impressionantes do Medio Piracicaba. A primeira vez que ouvi o João Roberto cantando na banda Relicário, fiquei de queixo caído. A banda era formada só por músicos excelentes, mas ele se destacava. É difícil encontrar um cantor com uma emissão vocal tão consistente. Muito tempo depois tive oportunidade de conhecer o seu trabalho com a dupla João Roberto e Ronivaldo. Altíssima qualidade. Mas como acompanho o cenário, estou sempre lendo notícias de seus trabalhos em várias frentes, seja como músico solo, com orquestra ou com músicos parceiros. É outro desses operários da música, que toca, dá aulas, faz de tudo um pouco, sempre com muita competência. Mas vamos à entrevista... MEDIOPIRA - João Roberto, o que vc ouvia na sua casa em sua infância? O que seus pais ouviam? JOÃO ROBERTO - Ouvi muito Jessé, Ney Matogrosso, Rafael Rabelo, Cantores de Ébano, Raul, Altemar Dultra, Djavan, Milton entre outros. Meus pais na verdade tirando Djavan que descobri sozinho foram os responsáveis pelos demais. MEDIOPIRA - Como foi o seu despertar para música? Quando sentiu que tinha dom pra música? JOÃO ROBERTO - Perdi a visão quase total na pré-adolescência. Meu pai me deu um violão e me ensinou dois acordes e desenvolvi sozinho. E meus pais ficaram sabendo do coral da Funcec o “Arte e expressão”. Levaram-me pra fazer um teste, fiz e passei. E canto pela Funcec desde 1998. MEDIOPIRA - Você chegou

a estudar música quando era mais novo ou é autodidata? JOÃO ROBERTO - Sou autodidata, as revistinhas me ajudaram muito, kkk. Depois tive aulas com Zapata e Lauzin onde tive uma base mais sólida como violonista. Hoje estou terminando a faculdade “ Licenciatura em Música” daqui um ano. MEDIOPIRA - Você teve professores que o instruíram sobre técnicas vocais? JOÃO ROBERTO - Na verdade não. Fui pelo processo de imitação. Um dos principais grupos que ouvi quando entrei no coral foi o A Capella Company. Onde fui lapidando minha voz. MEDIOPIRA - Você participou de muitas bandas e formações musicais? Cite algumas pra nós. JOÃO ROBERTO - Comecei com Arte e Expressão em 1998, logo em seguida fui descoberto por Lauzin no Grupo Encanto, um grupo vocal onde era tenor. Neste grupo Ronivaldo também fazia o mesmo naipe e me convidou pra trabalhar com ele. Assim surgiu a dupla Ronivaldo e João Roberto. Em 1999 ainda fui convidado para ser solista da orquestra da Funcec, onde permaneço até hoje. Tive fora por uns períodos por causa de trabalho, mas, sempre retornando. Em 2005 se não me engano entrei no projeto da banda Relicário onde fui o cantor e violonista do grupo. Um momento de crescimento musical incrível. Depois que o grupo parou comecei no grupo Chora na Rampa. Grupo instrumental de choro onde toquei cavaquinho e cavacolim (cavaquinho na afinação de bandolim) pois não tinha dinheiro pra ter os dois. Depois disso fiquei anos no grupo Enlace (para cerimônia de casamento) com Lauzin no violino e Alexandro Pastorino no sax e flauta. Hoje em dia continuo fazendo cerimonias de casamento, mas, com parcerias diversas dependendo da demanda. Hoje atuo muito com Samuel Dias (violino) em vários eventos e também meu amigo Lorenzo Bandeira (saxofone). MEDIOPIRA - Você durante um bom tempo formou com Ronivaldo uma dupla muito aclamada. Mas atualmente tem

atuado mais solo. Acabou o “casamento” ou a dupla pode retornar? JOÃO ROBERTO - Sim foi meu maior aprendizado, pois fazíamos de tudo. Casamento, festas, bares, etc. Em 2010/2011 não tenho ao certo a data, Roni me informou que não iria mais continuar com a dupla. Não sei até hoje o real motivo ou se tem um motivo, mas, simplesmente terminou. Ele continua com seus compromissos e da aulas de musicalização em São Gonçalo, onde também sou professor no ensino fundamental 2 desde 2011. Já tivemos momentos em tocamos juntos depois disso, mas não falamos nada sobre um retorno. Da mesma forma que na ultima primavera do Século XX nos encontramos quem sabe nos unimos novamente em outra primavera. MEDIOPIRA - Você hoje está atuando como cantor da Orquestra da Funcec. Como está esse trabalho? JOÃO ROBERTO - O trabalho tem sido gratificante. Estamos numa turnê de 20 anos da Orquestra. Dia 14/08 estaremos em Dom Silvério e mês que vem temos Caeté e São Domingos do Prata. É um momento único cantar acompanhado por essa turma. MEDIOPIRA - Você é um sujeito que trabalha muito. Toca na noite, tem esse trabalho com a Funcec, toca em casamentos e recepções, dá aulas. Dá pra sobreviver com a arte? JOÃO ROBERTO - Bem! Hoje pela quantidade de eventos que tenho se fossemos só eu e esposa daria sim. Mas, tenho um filho de 12 anos e um de três e pra ter uma vida um pouco melhor tenho um cargo de 40 horas por semana, como professor. Infelizmente não daria pra manter isso só com a música. Estou perdendo a visão novamente e tenho que fazer três cirurgias pagando R$7.000,00 cada. E pra juntar essa grana estou dobrando tudo. Pra dar conta de fazer. Dia 10 agora faço a primeira e em seguida inicio o “junta-junta” pra operar novamente. MEDIOPIRA – Você também é compositor, já tendo participado de Festivais de Música.

O que acha dos festivais? JOÃO ROBERTO - Acho fantástico a oportunidade de viver um festival. Fico pensando como algo tão cultural possa estar sumindo tanto em nossa região. Sempre que tenho oportunidade participo. Criei um festival da canção na escola onde trabalho o Fest Cesgra que teve sua quinta edição em junho deste ano. E vejo o desenvolvimento ano a ano dos meus alunos e que tem seu momento profissional com a música. Espero que em João Monlevade com a vinda do Bicentenário Jean de Monlevade faça com que a cidade mantenha viva essa fonte cultural. MEDIOPIRA - Qual o tipo de trabalho musical que você ainda não encarou mas tem vontade de encarar? JOÃO ROBERTO - Acho que de concertista de violão. Trabalho com instrumental à muito tempo mas não cheguei em um nível que eu me aceite como tal. Quem sabe agora formando na área me sinta mais a vontade quanto a isso. MEDIOPIRA - O que você pensa sobre o funk, o sertanejo e os ritmos popularescos? JOÃO ROBERTO - Acho que tem lugar pra tudo e pra todos. Só não aceito o conteúdo utilizado hoje em dia. Onde não posso deixar meus filhos a vontade pra curtir esses estilos sem antes verificar. Passou do ponto! E o pior é que vejo na boca do povo todas elas. Se a mídia tocasse qualquer outro gênero como estes são tocados ele também seria sucesso. Infelizmente a mídia não vê vantagem nas letras que trazem uma informação, um sonho... Quero voltar a ouvir este tipo de músicas nas rádios. Ainda bem que pude viver tudo isso, e fico triste por ver o caminho que esta sendo traçado. Meus filhos têm a oportunidade e meus alunos também, pois coloco a prova a todo o momento. MEDIOPIRA - Como você avalia o comportamento do público? Há quem diga que as pessoas estão sumindo da noite e ficando mais em casa, onde tem entretenimento com conforto e ainda fogem da insegurança. Como fazer pra convencer o povo a frequentar

mais os eventos culturais? JOÃO ROBERTO - Ainda temos um público que pensa em curtir o conteúdo das músicas e do artista. Fiz um show mês passado na Estação 59 (lugar impar, de voltar aos tempos da noite), e me peguei pensando: o que tocar? Já estou sem fazer var há um tempo por causa disso. E pensei: vou mandar o que sei que é a tradicional de boteco. Samba, MPB, pop nacional e internacional de 90 pra baixo. Tirando Vander Lee, Lenine e Jorge Vercilo que são um pouco mais jovens pra mim. E a questão da insegurança ao sai existe, mas quando se tem algo de qualidade e lugares onde se sabe que quem esta ali busca o lazer e a boa música se tem a segurança de se sentar ao lado de um desconhecido sem medo. MEDIOPIRA - Quais são os seus projetos no curto e médio prazo? Tem projeto de autorais? De um CD ou clip? JOÃO ROBERTO - Tenho vontade de fazer clip de alguma de minhas músicas. Sempre pensei nisso, mas, com o gênero em alta hoje não animei a criar algum projeto. Mas depois da aceitação do público ao meu repertório mês passado reacendeu a vontade de tentar algo. MEDIOPIRA - Deixe seus contatos para quem quiser conhecer mais sobre o trabalho do João Roberto - fale um pouco sobre sua agenda primeiro... O que vem por aí... JOÃO ROBERTO - Dia 04 Festival Jean de Monlevade, dia 11 Casamento em Monlevade; Dia 14 estarei em Dom Silvério com Orquestra; 18 e 25 casamentos. E em setembro agenda cheia com a Big Band e os casamento. Telefone pra contato (zap) 986296807 e vocês me encontram no YouTube com alguns vídeos para conhecer um pouco mais. Desde já agradeço a oportunidade e fico feliz em poder fazer o que amo. Pude juntar isso ao meu trabalho formal (sou professor de música na rede municipal de São Gonçalo) e sou muito feliz assim. Hoje moro ao lado da escola pra fugir da estrada, pois foram anos indo e voltando todos os dias.


BOM DIA

sexta-feira, 03 de agosto de 2018

cidade

3.

Temporal surpreende e causa estragos em Alvinópolis Fotos: Divulgação Facebook

Poucos minutos foram suficientes para alagar trechos de ruas, derrubar postes e destelhar imóveis no município

Alvinópolis – Moradores de Alvinópolis foram pegos de surpresa com um temporal que atingiu a cidade na noite dessa quarta-feira, 1, já que com o inverno a época é de seca. Poucos minutos foram suficientes para alagar trechos de ruas, derrubar postes e destelhar imóveis no município. Segundo o secretário de Desenvolvimento de Alvinópolis, Carlos Alexandre Cesário, em entrevista a jornais da capital e região, a Defesa Civil trabalha no levantamento do número de casas e outros imóveis danificados e ve-

rifica se há pessoas desalojadas ou desabrigadas. Não há registro de feridos ou desaparecidos até o momento. Segundo ele foram pelo menos 20 chamados de moradores por conta da chuva. “A cidade chegou a ficar sem energia elétrica e sinal telefônico, mas nesta quinta-feira, a energia foi restabelecida em alguns locais, mas a comunicação ainda se encontrava precária”, informou. Segundo ele, até o 190 da Polícia Militar estava inativo. “Destelhamentos de ca-

sas, muito lamaçal que invadiu a cidade, tampas de caixas d’água arrancadas, portões de garagens. Foi uma espécie de tornado, muito vento com um volume de água grande junto a granizo”, disse Cesário sobre a chuva que, segundo ele, começou às 20h30 e teria durado apenas 15 minutos. Os pontos de alagamento se formaram porque as bocas de lobo não comportaram o volume de água que entrou na cidade. O ribeirão que corta Alvinópolis não subiu, segundo ele. Além do centro outros

bairro foram atingidos. Conforme o secretário, ainda durante a noite, funcionários da prefeitura e uma equipe da Cemig detectaram locais onde a rede elétrica foi danificada. Pelo menos cinco postes caíram, derrubando cabos de alta-tensão nas ruas. Cesário acredita que a energia ainda não foi ligada em alguns locais por conta do risco de eletrocussão de pedestres. Funcionários da prefeitura também atuam na limpeza das ruas. O granizo quebrou janelas em alguns prédios e a água invadiu imóveis

públicos. No entanto, Carlos Alexandre Cesário explica que a prefeitura, unidades de saúde e escolas funcionariam nesta quinta-feira. Ainda segundo o secretário, o prefeito e demais autoridades envolvidas nos trabalhos se reuniriam para avaliar o panorama e discutir se será necessário decretar situação de emergência.

“(Esta chuva) Não é comum em época nenhuma, no máximo tem muito volume de água, mas uma tempestade típica tropical dessa não. Só meu pai que é bem mais velho conta histórias”, enfatizou Cesário. Moradores de Alvinópolis que precisarem de atendimento da prefeitura podem entrar em contato pelo telefone (31) 3855-1100.


BOM DIA

sexta-feira, 03 de agosto de 2018

cidade

4.

Festival da Canção homenageia Jean Monlevade nesse final de semana João Monlevade - Nessa sexta-feira, dia 3, a partir das 19h30, na Praça do Povo, acontece o Festival da Canção de João Monlevade, fase estudantil, com tema livre e em seguida, às 21h30, show com a banda Deixa se Envolver, abrindo o evento que homenageia o fundador da cidade Jean Monlevade. Ainda na mesma noite serão apresentadas seis músicas, na seguinte ordem, determinada por sorteio: Escola Municipal Cônego Higino, com a música “Meu Bem Querer”, de autoria de Ingrid Cristina Miranda Lucas; Escola CESP, com a música “Liberdade Fora do Papel”,

Arquivo BD

O último Festival de Música realizado em João Monlevade foi o Festiaço (foto), na gestão do então prefeito Gustavo Prandini

de Davi Ferreira Santiago; Colégio Kennedy, com a música “Amor de Novembro”, de Rebecca Vasconcelos; Centro Educacional, com a música “Amor de Verdade”, de autoria de Paulo Sérgio Ferreira Gomes Al-

ves e Ana Eduarda Quaresma Pereira; Escola CESP, com a música “De tanto lhe procurar”, de Vinícius Reiser Coelho de Souza; e Escola Luiz Prisco de Braga, com a música “Pode Esperar”, de autoria de Nathália de

Castro Trindade. No sábado, 4, também a partir das 19h30, no mesmo local, serão apresentadas cinco músicas, tendo como tema o bicentenário de Jean Monlevade. Na sequência, show de Mark Júnior e

banda Capitão Caverna. Também determinada por sorteio, no sábado a ordem de apresentação das músicas será: “Nuvem de fumaça”, de Flávio Júnior Miranda de Jesus; “João Monlevade – fogo, minério

e carvão”; de Rogério Geraldo Martins Lima; “A sua história é cultura”, de Edenilton Freitas Sampaio; “Bicentenário de João”, de Fernanda da Costa Abrahão; e “Jean virou João”, de João Roberto Pereira Sobrinho.

Atividades oferecidas pela Casa do Empreendedor capacitam são-gonçalenses São Gonçalo do Rio Abaixo - No mês de agosto, a Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo, por meio da Casa do Empreendedor – unidade coordenada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, vai promover diversos treinamentos para capacitar os empreendedores do município. Na quarta-feira, 15, às 18h30, será realizada a palestra ‘Entendendo custos, despesas e formação de preço’. Na oportunidade serão apresentados: conceitos básicos de custos, despesas e preço de venda; classificação dos custos e despesas que possibilitem o adequa-

do cálculo do preço de venda; resultados financeiros da empresa; ferramentas para melhoria no desempenho econômico financeiro da empresa; capacidade gerencial dos empresários, a adoção de melhores práticas na condução de seus empreendimentos. No dia 21, terça-feira, serão ofertadas duas oficinas Sebraetec. Das 13h às 17h, a ‘Oficina de Mídias Sociais’ vai ensinar como utilizar as redes sociais de forma estratégica para o seu negócio; posts de diferentes tipos no Facebook e Instagram; quando impulsionar e quando patrocinar posts; uso de hashtags; calen-

dário de publicações; como tornar o anúncio mais atraente para o seu público. Na ‘Oficina de Fotografia para Mídias Sociais’, das 18h às 22h, será trabalhada a noção básica de fotografia para as redes sociais, de forma a valorizar a simplicidade, originalidade, o perfil do público e técnicas para tornar a foto mais atraente. A orientação coletiva será realizada com momentos de exposição falada, troca de experiência, exercícios práticos e dicas de aplicativos que facilitam a exposição desejada nas redes sociais. Para encerrar as atividades, no dia 28 de agos-

to, terça-feira, às 18h30, será ministrada a oficina ‘Como elaborar um plano de cadastro de clientes eficiente’. Na ocasião, serão apresentadas medidas para a implantação de forma adequada de mecanismos de Cadastro e Crédito, que vão proporcionar mais segurança na venda de produtos e serviços a prazo. As inscrições podem ser efetuadas na Casa do Empreendedor, localizada na Praça 1º de Março, nº 48, próximo à igreja do Rosário. Telefone: (31) 3820-1928. As vagas são limitadas. Todas as capacitações serão realizadas no Centro Cultural.

Divulgação

As inscrições podem ser efetuadas na Casa do Empreendedor EDITAL DE CONTRATAÇÃO O Colégio Kennedy Ltda informa que se encontram abertas vagas para portadores de necessidades especiais para contratação imediata. Os interessados poderão enviar currículo para Kennedy@robynet.com.br COLÉGIO KENNEDY RUA PARACATU, 115, BAIRRO N. SRA. DA CONCEIÇÃO JOÃO MONLEVADE CEP 38513030


BOM DIA

sexta-feira, 03 de agosto de 2018

Conecte Já

polícia

(31) 3851-0475 Av. Getúlio Vargas, 4.906

5.

www.internetsuper.com.br

PM Mamb desativa estrutura de garimpo ilegal Fotos: Divulgação

Barão de Cocais – Na última terça-feira, 31, militares do Policiamento Ambiental do 2º Grupamento sediado em Barão de Cocais do 4º Pelotão PM Mamb, em conjunto com Militares do Policiamento Ostensivo Geral da 57ª CIA PM de Barão de Cocais, desarticularam um garimpo ilegal e prenderam dois suspeitos no local. O fato se deu após o recebimento de denuncia anônima informando que indivíduos estariam realizando extração mineral no Rio Conceição, localizado próximo a comunidade de São Gonçalo do Rio Acima. Foi programada uma Operação que contou com a presença de nove Policiais Militares e quatro viaturas face a localidade de difícil acesso e a estrutura montada pelos suspeitos. Durante as verificações foi constatado a veraci-

dade das informações e os Militares depararam com uma estrutura montada em uma pequena ilha onde havia uma traga motorizada, um carrinho para transporte de material para garimpagem, barracas de estrutura metálica, cozinha improvisada com mantimentos, panelas, pratos, talheres e toda estrutura para permanência dos infratores. Para chegarem ao local os Militares tiveram que entrar na água e atravessar o rio, sendo que dois suspeitos que ainda se encontravam dormindo na barraca foram presos em flagrante. Durante as buscas foi localizado um pequeno recipiente que acondicionava parte do material já minerado, aparentando ser ouro e ainda um outro recipiente com pequenas porções de ouro. As estruturas foram desmontadas, os materiais

Militares depararam com uma estrutura montada em uma pequena ilha onde havia uma traga motorizada

utilizados como ferramentas foram descartados e destruídos. A draga, o carrinho e as estruturas metálicas foram apreendidas e foram colocadas à disposição da autoridade competente no pátio credenciado. Os suspeitos presos foram encaminhados para o quartel da Polícia de Meio

Durante as buscas foi localizado um recipientecom pequenas porções de ouro

Os materiais utilizados como ferramentas foram descartados e destruídos

Ambiente onde foram autuados administrativamente sendo lavrado os Autos de Infração Ambiental no valor de 2500 UFEMG que convertidos somam o valor de R$ 8.128,50. Participaram da Opera-

ção do 2º Grupamento / 4º Pelotão PM Mamb Sargento Eduardo Pereira da Silva, CB Vinicius Pereira Mendes, CB Diogo Sales de Miranda, CB Francisney Silva de Oliceira e SD Gilberto Junior de Assis Reis.

Do 1º Pelotão da 57ª Cia PM do 26 Batalhão PM / 12ª Região PM participaram o CB Giovani da Silva Mendes, SD Jorge Junior Vieira da Costa, CB Darlan Avila Arcanjo Rodrigues e SD José Roberto Lopes.

PM frustra tentativa de roubo em banco Barão de Cocais – Nessa quarta-feira, 1, uma ação ágil da PM frustrou um roubo na agência bancária do Itaú em Barão de Cocais. Segundo informações, por volta de 17 horas, militares que estavam na Base Comunitária Móvel na Praça Nossa Senhora Aparecida, centro de Barão de Cocais, foram noticiados acerca de um possível roubo a uma mulher no Banco Itaú que havia acabado de realizar um saque no caixa eletrônico, tendo os militares deslocado imediatamente para agência bancária, bem como solicitado apoio às demais viaturas do turno, oportunidade que de posse das características do suspeito, conseguiram realizar a abordagem do referido quando deixava o estabelecimento financeiro. Diante da ação rápida da PM, foi possível confirmar a denúncia, tendo a vítima, uma mulher de 38 anos, relatado que quando chegou e entrou no banco, área dos caixas eletrônicos, tão logo iniciou a transação, um saque de R$ 700,00, foi abordado pelo autor de 29 anos de idade, que aparentemente utilizava um terminal. Simulando estar armado e em tom ameaçador, o autor passou a exigir que a vítima entregasse a quantia que seria sacada da maquina, oportunidade em essa se desesperou e saiu correndo para rua. Em face do apresentado o autor foi preso em flagrante delito. A ocorrência foi desenvolvida pela equipe do Tenente Lino, Sargento Emerson, Sd Marinho, Sd Gabriel, Sd Gilmar e Sd Eduardo.


BOM DIA

sexta-feira, 03 de agosto de 2018

cidade

6.

Catas Altas celebra Dia do Agricultor com missa na Matriz Fotos: Divulgação

lho do “Homem do campo”: “O agricultor é um dos principais motores da economia nacional, responsável por produzir alguns dos bens essenciais para o sustento do país. É uma honra celebrar essa data no nosso município”, destacou. Esta é a primeira vez que

a data é comemorada em Catas Altas. “A partir de agora, o dia do agricultor fará parte do nosso calendário. Iremos celebrar todos os anos”, completou Parreira. Além da celebração, foi feito sorteio e, ao final, oferecido um café com quitandas mineiras.

Esta é a primeira vez que a data é comemorada em Catas Altas

Catas Altas - Para celebrar o dia do agricultor, comemorado dia 28 de julho, data instituída no

Brasil em 1960, na sexta-feira, dia 27, foi promovida uma missa em ação de graças na igreja

Matriz Nossa Senhora Imaculada Conceição. Na ocasião, o prefeito José Alves Parreira pres-

tou uma homenagem aos profissionais que trabalham com o cultivo da terra glorificando o traba-

Missa em ação de graças foi realizada na igreja Matriz


BOM DIA

sexta-feira, 03 de agosto de 2018

cidade

7.

Israel Novaes abre hoje a Cavalgada do Morro D’Água Quente Fotos: Divulgação

Israel Novaes, principal atração da sexta-feira

Catas Altas - A Prefeitura de Catas Altas promove a partir de hoje, 3, até o domingo, 5 de agosto, a Cavalgada do Morro D’Água Quente, que será aberta com o cantor Israel Novaes. A Cavalgada do distrito é a mais antiga do município e, neste ano, entra em sua XXII edição.

A festa será realizada no campo ao lado do ginásio poliesportivo e contará com uma programação variada. Além de espaço gastronômico e o concurso de marcha para todas as raças no domingo, o evento vai contar com shows de artistas renomados. Além do cantor sertanejo Israel Novaes, principal

No sábado, será a vez da dupla vencedora do The Voice Brasil, Danilo Reis e Rafael

atração da sexta-feira, às 23:30 horas, acontece ainda a apresentação da banda Júlio César e Aldair e após a abertura oficial. Já a dupla vencedora do The Voice Brasil, Danilo Reis e Rafael, canta no sábado, às 23:30 horas. Antes, as apresentações ficarão por conta da banda Ricardo e Daniel

(20:30 horas) e da Catas Reage (22:30 horas). No domingo a programação começa por volta das 10 horas com o concurso de macha para todas as raças, área de lazer e show com Beto Reis e Banda. Cavalgada Ao todo o concurso terá

13 categorias: Municipal Patrão, Piquira (macho e fêmea), Égua Comum, Égua Mangalarga Marchador, Cavalo Comum, Cavalo Mangalarga Marchador, Marcha Picada (Macho e Fêmea), Paulista (macho e fêmea), Pampa (macho e fêmea), Categoria Mula, Categoria Burro, Mirim

até 12 anos e Amazonas. Os vencedores da competição receberão premiação em dinheiro e troféu. O primeiro lugar de cada categoria vai ganhar R$ 300; o segundo, R$ 200; e o terceiro, R$ 100. Reservado Campeão vai levar R$ 600 e Campeão dos Campeões, R$ 1.000.

ArcelorMittal Monlevade reforça prevenção e combate a incêndios florestais João Monlevade - A ArcelorMittal Monlevade está reforçando as ações de prevenção e combate a incêndios florestais nas áreas do entorno da usina. Entre os meses de julho e outubro, período em que o clima é mais seco e a tendência ao surgimento de queimadas é maior, a empresa mantém estruturada uma Brigada de Prevenção e Combate

Divulgação

A atuação da Brigada será no perímetro que abrange a Reserva

a Incêndios Florestais, em parceria com ArcelorMittal BioFlorestas.

A atuação da Brigada será no perímetro que abrange a Reserva Particular

do Patrimônio Natural (RPPN), uma área de preservação permanente com 518 hectares sob responsabilidade da ArcelorMittal Monlevade e áreas de mata pertencentes à empresa próximas a perímetros urbanos. Para que o combate às queimadas seja efetivo, a colaboração da comunidade também é fundamental para que os incêndios florestais, quando iniciados, sejam rapida-

mente controlados e não provoquem danos graves à flora, fauna e, até mesmo, aos moradores de locais próximos às áreas de floresta. Ao menor sinal de incêndio florestal em áreas próximas à usina, as pessoas devem entrar em contato com a Brigada pelo telefone 3859-1444. A prevenção, no entanto, é a melhor estratégia para que não ocorram queimadas. Hábitos comuns, no entanto perigo-

sos, podem provocar graves danos à fauna e à flora. Por isso, a população não deve queimar lixo doméstico ou folhas secas, não descartar restos de cigarros em locais com vegetação, não jogar latas de alumínio na natureza ou garrafas de vidro, não soltar fogos de artifício e jamais fazer fogueiras em meio à mata.


03agosto  
03agosto  
Advertisement