Page 1

BOM DIA

TERÇA-FEIRA 25 DE SETEMBRO - 2018 | R$ 1,00

Edição: 4.223 - Ano XX - Fechamento: 17h10 - www.bomdiaonline.com

Medidas de combate a violência a mulher é tema principal do Parlamento Jovem Willian Dias

Editor do Tribuna é indicado a receber Mérito Legislativo

Dindão receberá o Mérito Legislativo Ambiental

O PJ Minas deste ano teve a participação de jovens de 81 municípios, inseridos nos 16 polos regionais. O tema abordado pelos alunos foi a violência contra a mulher. Página 6

Várias atividades marcam Semana do Trânsito em João Monlevade

CNPJ.: 24538633/0001-16 / Tiragem: 1 / Valor: R$ 992,00

Programação se estende até hoje, 25, quando acontecem blitzen educativas nos semáforos. Na foto, participantes do projeto “Sentindo na Pele”, junto com a Acinpode. Página 3

Região comemora o dia da árvore

Páginas 3 e 5


terça-feira, 25 de setembro de 2018

BOM DIA

opinião

2. EXPEDIENTE

BOM DIA • Diretor Geral: Luiz Gonazaga de Castro • Comercial: comercial@bomdiaonline.com 3851-1515

Votos nulos e brancos anulam uma eleição? Insatisfação com a política, protesto, erro. Ainda que a maioria deixe de votar, saiba que isso não muda o resultado

• Diagramação/Arte:

QUEM É QUEM

Sérgio Henrique Braga • Impressão:

Abstenção

Gráfica Bom Dia

Termo usado para definir a não participação do eleitor no ato de votar. O índice de abstenção eleitoral corresponde ao percentual de eleitores que, tendo direito a votar, não se apresentam às urnas. É portanto diferente dos casos em que o eleitor, apresentando-se, vota em branco ou anula o voto. A abstenção também não interfere no resultado da eleição, mas como o voto no Brasil é obrigatório, nesse caso o eleitor tem que justificar sua ausência.

• Colaboradores: Márcio Naoto Suzuki (Up Street) Thiago Titó (Giro) Marcos Martino (Cenários / Médio Pira) • Representante Comercial: Super Mídia Brasil - BH

Voto nulo

Central de Comunicação - SC Geraldo Magela Gonçalves (Dindão) - (31) 9965-4503 Redação e Administração Rua Nossa Senhora Aparecida, nº 152, Sl. 305, Aclimação, CEP.: 35930-028 João Monlevade / MG / Brasil (31) 3851.1515 • Bom Dia online: www.bomdiaonline.com Circulação: Alvinópolis, Barão de Cocais, Bela Vista de Minas, Bom Jesus do Amparo, Catas Altas, Dionísio, Dom Silvério, Itabira, João Monlevade, Nova Era, Rio Piracicaba, Santa Bárbara, São Domingos do Prata, São Gonçalo do Rio Abaixo, São José do Goiabal. FUNDADO EM JULHO DE 1998

Bom Dia Comunicação Ltda - ME. FUNDADORES: Geraldo Magela Gonçalves João Bosco Roneyjober Alves Andrade CNPJ.: 24538633/0001-16 Todos os Direitos Reservados bomdia@bomdiaonline.com redacao@bomdiaonline.com

Se a maioria votar nulo, a eleição é invalidada e uma nova é convocada? O voto branco ajuda quem está ganhando? Não e não. Ainda que 99% da população anulasse o voto ou votasse em branco, o 1% definiria o resultado. Contudo, correntes na internet dizendo o contrário costumam circular em períodos eleitorais e ganham ainda mais peso nas redes sociais. Mas apostar nelas sem conhecer o que de fato acontece seria como cair num

mito eleitoral. A verdade é que o resultado de uma eleição depende apenas dos chamados votos válidos, dos quais são excluídos os votos brancos e os nulos. Para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é como se eles não existissem. Ou seja: Votos válidos = total de votos - votos nulos e em branco Assim, uma coisa é votar nulo ou branco para exercer o direito à liberdade de escolher ou não algum candidato, ou

como forma de protesto; outra é achar que isso tem o poder de anular a eleição ou de provocar reviravoltas no resultado, o que não ocorre. Em todos os cargos disputados agora em outubro, a vitória estará sempre centrada nos votos válidos, desprezando-se os demais. Até lá, conhecer o significado de expressões tão comuns nessas ocasiões pode ajudar a desfazer enganos, assim como saber o que de fato pode vir a anular uma votação.

Ocorre quando o eleitor digita e confirma na urna eletrônica um número que não corresponda a nenhum candidato ou partido político. A anulação do voto pode ocorrer por vontade do eleitor ou porque este cometeu um erro de digitação.

Voto branco

Aquele em que o eleitor não manifesta preferência por nenhum dos candidatos, comparecendo à urna eletrônica e nela registrando a opção “branco” e em seguida a tecla “confirma”. Uma curiosidade: antes da Constituição Federal de 1988 e da Lei das Eleições, o voto em branco era considerado válido e era contabilizado para o candidato vencedor. Era, assim, tido como um voto de conformismo. Esse passado recente pode explicar por que muitos ainda acham que votar em branco ajuda quem está ganhando.


BOM DIA

terça-feira, 25 de setembro de 2018

cidade

3.

Projeto “Sentindo na pele” emociona na Semana do Trânsito Fotos: Divulgação

João Monlevade - Alunos da Escola Municipal Eugênia Scharlé, agentes de trânsito, servidores da Secretaria Municipal de Educação e várias instituições parceiras participaram, na última sexta-feira, 21, do projeto “Sentindo na pele”. A ação faz parte da programação da Semana Nacional do Trânsito, em João Monlevade, que se estende até essa terça-feira, 25. Os estudantes mostraram maquetes, cartazes e falaram sobre a impor-

Estudante homenageia os agentes de trânsito

tância da educação no trânsito. Em parceria com a ACINPODE (Associação de Cooperação e Integração dos Portadores de Deficiência de João Monlevade), foi

apresentado o projeto “Sentindo na pele”. Servidores públicos se emocionaram ao andarem de cadeiras de rodas, sendo auxiliados pelos alunos, que também passaram por essa experiência na

Várias entidades participam do Projeto “Sentindo na pele”

escola. Eles defenderam a melhoria contínua da acessibilidade no município. Os alunos ainda fizeram uma homenagem aos agentes de trânsito pelos serviços prestados. Durante a semana, os

alunos da Escola Eugênia Scharlé desenvolveram várias atividades voltadas para a segurança no trânsito. Conforme a coordenadora pedagógica, Lúcia Aparecida da Silva, “é

preciso educar para o respeito no trânsito. Em nível de mobilidade, com a campanha do lacre, em parceria com a Unimed, a escola já conseguiu duas cadeiras de rodas, em 2018, que foram destinadas para o Lar São José”, afirmou a pedagoga. Dando sequência às atividades da Semana do Trânsito, na segunda-feira, 24, houve palestra para estudantes na Escola Municipal Monteiro Lobato. Hoje, 25, acontece blitz educativa nos semáforos próximos ao Bradesco e Ulete Mota e nos ônibus coletivos urbanos.

Abacate marca evento do Dia Mundial da Árvore Acom PMJM

Participantes das comemorações do dia da árvore junto à árvore Sophia Falante

João Monlevade - A Prefeitura de João Monlevade, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, comemorou, na última sexta feira, 21, o Dia da Árvore, com evento realizado na Praça Sete, em Carneirinhos. A comemoração teve como tema “Abacate, para que te quero?” e contou com a participação da Escola do Egito e da Escola Mu-

nicipal Eugênia Scharlé. Os estudantes tiveram uma conversa ecológica com a árvore Sofia Falante e degustaram vitamina de abacate. Também houve sorteio de sementes ornamentais de abacate em hidrogel e exposição dos serviços de aromaterapia e terapia floral da bióloga Bethânia Ambrózio. Conforme a Secretária Municipal de Meio Am-

biente, Fernanda Ávila, “é importante conscientizar para o plantio e seus benefícios. Nesse evento, tomamos como exemplo o abacate, fruto que apresenta diversas vantagens como redução de estresse, melhora na saúde cardiovascular, controle do colesterol, poder anti-inflamatório, anticâncer e regulação do fluxo intestinal”, afirmou a secretária.

“É direito de todos nós o meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida. Mas, também é um dever constitucional defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. Hoje, véspera da primavera, é oficialmente comemorado o dia da árvore: símbolo maior de nossa imensa riqueza natural, sendo fonte de vida, alimento, saúde e proteção. Dia, portanto, de grande relevância para nossa reflexão e consciência. Preservar uma árvore é defender nossa própria existência” Mensagem do Presidente da Câmara Municipal de João Monlevade, vereador Djalma Bastos quando da passagem do Dia da Árvore, comemorado na última sexta-feira. Na foto Djalma e os vereadores Tonhão, Toninho Eletricista, Sinval, Belmar Diniz, Cebolinha e o vice-prefeito Fabrício Lopes.


BOM DIA

terça-feira, 25 de setembro de 2018

cidade

4.

Biblioteca municipal é transferida para Casa do Professor Catas Altas - A Prefeitura de Catas Altas transferiu temporariamente a biblioteca pública Maria Auxiliadora Pereira para a Casa do Professor e parte do acervo excedente para as escolas Municipal Agnes Pereira Machado e João XXIII, no Morro D’Água Quente. Os livros, que até então estavam disponíveis no Centro Cultural Tenente Coronel João Emery, foram adicionados ao conjunto existente no espaço educacional e estão disponíveis para empréstimos e consultas da comunidade escolar bem como de toda a população. A mudança e desativação da biblioteca no antigo prédio aconteceram porque a alta umidade no casarão estava danificando

Divulgação

Biblioteca foi transferida provisoriamente devido a alta umidade do casarão que estava danificando os livros

grande parte dos livros. Além disso, os materiais deteriorados, em estado de decomposição e que não tenham mais condições de uso e aqueles com conteúdo obsoleto, que não atendem mais as necessidades dos usuá-

rios em geral, estão sendo separados seguindo critérios preestabelecidos para descarte futuro. Atualmente, o acervo da Casa do Professor conta com mais de 5,4 mil registros, dentre eles, livros, revistas e jornais. São livros

de poesia, poema, crônica, causo, fábula, conto, romance, dentre outros, além de DVDs e CDs com filmes e documentários. “Ele atende à demanda infantil, infantojuvenil e adulta. Mas o maior movimento é de crianças e alunos da

rede municipal de ensino”, explica a secretária de Educação, Renata Soares. A biblioteca pública de Catas Altas foi criada em julho de 2002, subordinada, na época, ao departamento de ensino e biblioteca da secretaria

municipal de educação. Assim que a construção do Centro Educacional for concluída, ela será transferida para o novo endereço com estrutura mais moderna e adequada. “Além disso, o município está procurando alternativas para ampliar o acervo”, completa Renata. Empréstimo – interessados em consultas e empréstimos das obras literárias, devem procurar a Casa do Professor das 7:30 às 11 horas e das 12:30 às 16 horas e preencher um cadastro gratuito para fazer a carteirinha. É necessário levar uma foto 3x4, comprovante de endereço, CPF ou RG. O tempo de permanência com o livro para leitura é de sete dias, podendo o empréstimo ser renovado.


BOM DIA

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Conecte Já

cidade

(31) 3851-0475 Av. Getúlio Vargas, 4.906

5.

www.internetsuper.com.br

São Domingos do Prata promove plantio no dia da árvore São Domingos do Prata - A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de São Domingos do Prata promoveu na última quinta-feira, 20 de Setembro, o plantio de essências nativas e ornamentais à beira do Rio Prata próximo ao Centro de Lazer e Eventos da cidade. A ação ambiental, que contou com a participação de escolas municipais, estaduais e a APAE, fez parte da programação da Semana da Árvore. Além do plantio na mata ciliar, também aconteceram a Expedição Ambiental à Nascente do Rio Prata, palestras, oficinas, momento cívico e a 2ª Exposição de Orquídeas e Flores Ornamentais da cidade. Exposição

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente juntamente com floricultores e artesãos do Município, realizou no dia 22 de Setembro a 2ª Exposição de Orquídeas e Flores Ornamentais da cidade para comemorar a chegada da Primavera. O evento, que contou com expressiva participação popular foi realizado na Praça Dr. José Matheus de Vasconcelos, havendo exposição de flores, com espaço para vendas e trocas de mudas além da doação de mudas de árvores nativas e frutíferas. O evento teve como objetivo introduzir mais um atrativo turístico para a cidade, desenvolvendo o espírito de cooperação, fortalecendo a agricultura familiar e o mercado das flores no Município.

Fotos: Divulgação

A ação ambiental contou com a participação de escolas municipais, estaduais e a APAE

Horário de Verão começará em novembro Mudança foi motivada pelo desejo de reduzir a diferença no horário de apuração dos votos das eleições entre todas as regiões do país

Plantio na mata ciliar fez parte da programação

Geral - Neste ano, o horário de verão começa no dia 04 de novembro, um domingo depois do segundo turno das eleições. A mudança foi determinada por decreto presidencial publicado no ano passado a pedido do TSE, o Tribunal Superior Eleitoral, quando era presidido pelo ministro Gilmar Mendes. O motivo é a apuração dos votos das eleições 2018. O TSE desejava reduzir a diferença entre a apura-

ção nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e a apuração no Nordeste, parte do Norte, e ainda no Acre e sudoeste do Amazonas, onde a diferença, com o horário de verão, chega a 3 horas do horário de Brasília. Com isso, o período do horário de verão de 2018 e 2019 vai ter 15 dias a menos, terminando no terceiro domingo de fevereiro do próximo ano. Segundo balanço do ONS, o Operador Nacional do Sistema Elétrico, entre 2013 e 2016, o valor da economia com

o horário de verão caiu de 405 milhões para 147 milhões de reais, uma redução de 63% na economia de energia elétrica. O Ministério de Minas e Energia chegou a discutir o fim do horário de

verão. O argumento é que o consumo não é mais tão influenciado pela luminosidade, mas pelo calor, com o aumento do consumo nos momentos mais quentes do dia.


BOM DIA

terça-feira, 25 de setembro de 2018

cidade

6.

Parlamento Jovem de Minas é encerrado com aprovação de 12 propostas Fotos: Willian Dias

Belo Horizonte - Com a aprovação de seis das 12 propostas priorizadas para a Plenária final e a inclusão de outras seis novas sugestões, foi encerrada, no final da tarde desta sexta-feira (21/9/18), a 15ª edição do Parlamento Jovem de Minas (PJ Minas) 2018. As 12 propostas compõem o documento final do encontro e foram entregues à gerente-geral da Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Ruth Schmitz, que as encaminhará para a Comissão de Participação Popular. O PJ Minas deste ano teve a participação de jovens de 81 municípios, inseridos nos 16 polos regionais. O tema abordado pelos alunos foi a violência contra a mulher. Dentre as propostas que surgiram na plenária final, uma que se destacou foi disponibilizar delegacias móveis especializadas em violência contra a mulher para os municípios que não dispõem desse órgão. Também foi sugerido pedir providências para que a Secretaria de Estado de Segurança Pública garanta que mulheres trans e travestis cumpram penas em presídios femininos em vez das unidades masculinas, para evitar a violência a que geralmente são submetidas. Pela manhã, a proposta aprovada de mais destaque foi a implantação no

O PJ Minas deste ano teve a participação de jovens de 81 municípios

Estado do “Código Lilás” no protocolo de atendimento a vítimas de violência contra a mulher, permitindo que a mulher faça seu relato apenas uma vez e ele seja replicado pela rede de saúde e segurança sem que ela precise repeti-lo. Ainda sobre violência doméstica, também foi aprovada a proposta de criação de rede de abrigos para mulheres vítimas de violência e seus dependentes, para promover proteção, apoio psicológico, assessoria jurídica e de qualificação e autonomia financeira. Jovens sugerem criação de protocolo de atendimento a mulheres vítimas de agressões Os jovens também sugeriram a aprovação da Proposta de Emenda à Cons-

tituição (PEC) 16/15, que assegura a participação de, pelo menos, uma mulher na composição da Mesa da Assembleia. Propõem, ainda, a criação do programa “Parada Segura”, que permite o desembarque de mulheres em locais fora do ponto do ônibus, a partir das 20h30. Estudantes exaltam aprendizado com o encontro O estudante do 3º ano Hugo Moreira Beire, 17 anos, de Juiz de Fora (Polo Zona da Mata), afirmou que a experiência vivida no PJ Minas foi gratificante. Disse que por meio das discussões conheceu melhor sua região e o trabalho da Câmara Municipal. “Todo mundo entendeu que mulher sofre violência sim e merece respeito”, afirmou. Iara Boaventura, 18 anos,

de Pará de Minas (Polo Oeste), ressaltou o aprendizado possibilitado por sua participação no PJ Minas. “Eu não era muito fã de política, mas hoje sou diferente e coloco a política em primeiro lugar”, ressaltou. Vindo de Pains (Polo Oeste), Daniel Ferreira, 15 anos, aluno do 1º ano, diz que melhorou até sua relação interpessoal. “Ano passado era até machista; o PJ me ajudou a compreender melhor a situação que as mulheres enfrentam, ampliou a minha visão de mundo”, contou. Confira todas as propostas aprovadas: Subtema 1: Violência doméstica e familiar Implantação do “Código Lilás” no protocolo de atendimento a vítimas de violência contra a mulher, em toda a rede de saúde e segurança do

Estado; Criação de rede de abrigos para mulheres vítimas de violência doméstica e familiar e seus dependentes; Subtema 2: Violência nos espaços institucionais de poder Aprovação da PEC 16/15, para garantir a participação feminina na Mesa da ALMG; Manifestação ao Congresso Nacional pedindo a revogação do parágrafo 5º do artigo 10 da Lei 9.263, de 1996, que trata do planejamento familiar; Implantação do Projeto Luzia, que prevê insta-

lação de postes em todos os locais de baixa luminosidade; Disponibilização de delegacias móveis especializadas em violência contra a mulher, em municípios que não contam com órgão semelhante; Criação, facultativa, de comissão em empresas públicas ou privadas para promover atividades sobre violência contra mulher e criação de ouvidorias para facilitar a prova contra assédios; Pedido de providências à Secretaria de Estado de Segurança Pública para que mulheres trans e travestis cumpram penas em presídios femininos; Subtema 3: Violência e assédio sexual Ampliação de campanhas publicitárias sobre violência contra a mulher e para desmistificar o padrão de perfeição difundido na sociedade; Implantação do “Parada Segura” nos transportes coletivos do Estado; Ampliação dos bancos de custódia de DNA nos hospitais que executam exame de corpo de delito; Divulgação da plataforma “Chega de fiu-fiu”, da organização não-governamental (ONG) feminista Think Olga, que monitora e divulga lugares com relatos de assédio.

A proposta de mais destaque foi a implantação do “Código Lilás”


terça-feira, 25 de setembro de 2018

BOM DIA

esporte

7.

Enduro Monlevade acontece neste sábado Bikezone Brasil promove mais uma edição radical do evento que além do MTB tem ainda o Trail Run, corrida de montanha Divulgação

João Monlevade – Acontece neste fim de semana a terceira edição do Enduro Monlevade, produzido pela BikeZone Brasil em parceria com a Move e Fabiano Lacerda Marketing Esportivo. O evento acontece nos dia 29 e 30 de setembro, no Embaúbas Tênis Clube e contará com provas de MTB Enduro – 4 especiais, Trail Run e Trail Run Kid´s. O MTB Enduro, prova de descida em trilhas, cronometradas, exige do biker, além dos equipamentos de segurança, muita destreza e perícia, sendo dividido em 4 categorias especiais. Já o Trail Run, que é uma modalidade de corrida em montanhas, contará

O evento acontece nos dia 29 e 30 de setembro, no Embaúbas Tênis Clube

com 5 categorias, em provas de 10 e 5 Km e ainda o Train Run Kid´s, com prova de 800 metros. O evento tem início no dia 29, na parte da tarde, terminando as 18 horas, quando acontece uma confraternização entre os inscritos e a produção. No dia 30 as provas iniciam na parte da manhã e atravessa o dia, com o Embaúbas oferecendo toda estrutura para você e sua família curtirem com conforto os esportes radicais. O enduro conta com o apoio de André Luiz Chaves, DONA LOURDES RESTAURANTE, ótica do Toninho, Nomad, Autotécnica, ArcelorMittal, Prefeitura de João Monlevade, Aqua Ambiental, Skate Shop, Hiper Comercial Monlevade, Rancho de Minas, ETC, Sevor, ETC, e Jornal Bom Dia.


BOM DIA

terça-feira, 25 de setembro de 2018

cidade

8.

Câmara de Rio Piracicaba promove entrega do Mérito Legislativo Editor do Tribuna é indicado diante seu trabalho em prol do Meio Ambiente ao longo dos anos

Dindão receberá o Mérito Legislativo Ambiental

Rio Piracicaba – A Câmara Municipal de Rio Piracicaba promove nesse próximo sábado, 29 de setembro, aniversário da cidade, a partir das 20 horas, a entrega de títulos de Cidadania Honorária e a Medalha do Mérito Legislativo. Dentre os homenageados, o fundador e editor do jornal Tribuna do Piracicaba, Geraldo Magela Gonçalves (Dindão), receberá o Mérito Legislativo Ambiental, diante seu trabalho em prol do Meio Ambiente. Ao longo de 24 anos editando o Tribuna de Rio Piracicaba, Geraldo Magela Gonçalves sempre carregou a bandeira verde, promovendo ações em defesa do meio ambiente e consequentemente da vida. Dentre as inúmeras campanhas desenvolvidas nesse período pelo editor

do periódico, destaca-se a luta pela recuperação da Mata Ciliar ao longo do Piracicaba, campanha de proteção do rio contra um antigo costume de jogar lixo em seu leito, arborização e limpeza urbana com o título Cidade Limpa - Cidade Linda em parceria com a Aciarp. Nessa campanha vale citar a Mata Ciliar do Campo do Cajuca, hoje

uma mata fechada que vem protegendo o rio e dando abrigo á um ecossistema próprio e também as árvores plantadas ao longo da Rua do Banco do Brasil, que oferece um ótimo sombreamento em dias de verão. Outra campanha de sucesso foi a campanha contra os lixões que, após inúmeras denuncias, acabou levando Rio Piracicaba a

entrar no consorcio regional de resíduos sólidos em parceria com Monlevade e Bela Vista e hoje conta com mais 5 cidades. Ainda em 1995 criou a Coluna “A Voz do Rio”, culminando com a transformação do jornal local em um veículo para toda bacia, dando voz ao rio nas 21 cidades que a compõe – hoje o Tribuna do Piracicaba – A Voz do Rio.

bom dia  
bom dia  
Advertisement