Page 1

10 coisas sobre o cérebro das mulheres Pg.6

A Despedida do Rei

Quando o garçom é gordinho as pessoas comem mais Pg.6

VIDABRASIL

ANO 20 - Setembro 2013

Jornal de Houston Texas

Pg.4

Austin,San Antonio,Dallas,College Station

Victoria Orge Torgersen Pg8


O MELHOR DA

TELEVISÃO BRASILEIRA

PARA VOCÊ VER

ONDE QUISER

iPad 2 incluído ®

assista à sua TV em qualquer lugar. Não pode ser combinado com preço promocional. Requer assinatura de pacote americano a partir de $49.99 em adição ao pacote brasileiro. Requer contrato de 24 meses e qualificação de crédito.

Ligue para detalhes.

COM A NOVA OFERTA DA DISH, VOCÊ ASSISTE ÀS NOVELAS E AO FUTEBOL PRATICAMENTE A QUALQUER HORA E EM QUALQUER LUGAR. UPGRADE PARA O HOPPER DE GRAÇA!

PACOTE BRASIL CLUBE

Assista TV ao vivo ou gravada em qualquer lugar*

Pule comerciais automaticamente* Grave até 2,000 horas de programação Grave até 6 programas diferentes ao mesmo tempo*

*Recurso deve ser ligado pelo cliente. Disponível com pacotes americanos qualificados. Taxa de DVR e equipamento aplicáveis.

OFERTA POR TEMPO LIMITADO, LIGUE JÁ!

1-888-294-6921 | www.dishnetworkbrasil.com

Termos e condições importantes: Oferta promocional: programação internacional requer pacote International Basic adicional por $10/mês ou qualquer pacote America’s Top. Para oferta do iPad 2, programação internacional requer qualquer pacote America’s Top. Requer ativação de serviço qualificado da DISH com contrato de 24 meses e qualificação de crédito. Todos preços, taxas, pacotes, programação, recursos, funcionalidades e ofertas sujeitos a mudança sem aviso prévio. Após período promocional de 12 meses, o preço vigente mensal será aplicado, e está sujeito a mudaças. EFT: caso você cancele o serviço nos primeiros 24 meses, uma taxa de cancelamento de $30 para cada mês restante será aplicada Para oferta do iPad 2, caso você cancele o serviço nos primeiros 24 meses, uma taxa de cancelamento de $30 para cada mês restante será aplicada. Taxa de ativação pode ser aplicada. Requerimentos adicionais: para promoção do iPad 2: cliente deve selecionar o sistema Hopper com no mínimo o pacote America’s Top 120; aguarde 4-6 semanas para entrega; não disponível em Porto Rico ou USVI. Recursos Hopper: Recurso AutoHop disponível apenas com playback no dia seguinte de shows selecionados do horário nobre nas redes ABC, CBS, FOX e NBC, como parte do recurso PrimeTime Anytime. Ambos recursos sujeitos a disponibilidade. Requerimentos de Instalação/Equipamento: uma segunda antena parabólica pode ser necessária para assistir ambos canais Internacionais e Americanos. Instalação profissional padrão apenas. Certos equipamentos são alugados e devem ser devolvidos para a DISH durante o cancelamento, ou taxas de equipamento não retornado podem ser aplicadas. Horas de gravação podem variar; 2000 horas baseadas em programação em definição SD. Comparativo de equipamentos baseado em equipamento disponível das principais operadoras de TV em 5 de abril 2013. Assistir TV gravada ou ao vivo em qualquer lugar requer um DVR com Sling conectado à banda-larga e um dispositivo celular compatível. Outros: oferta disponível para novos clientes e antigos clientes qualificados, e sujeitos aos termos do contrato Promocional e de cliente residencial aplicáveis. Taxas de reembolso estaduais podem ser aplicadas. Outras restrições, taxas e impostos podem ser aplicáveis. iPad é uma marca da Apple Inc., registrada nos EUA e outros países. Apple não é participante ou partocinadora desta promoção. Promoção termina em 18 de setembro 2014. 2013 DISH Network L.L.C. todos os direitos reservados.


Editor

Setor de franquias quer democratizar o sistema para a classe C

Sergio Lima

Colaboradores Ariel Seleme Valter Aleixo Oto Fanni Raulina H. Claudio Teixeira

VidaBrasil@hotmail.com

832 206 8419

Sergio Lima Rio de Janeiro - O mercado brasileiro de franquias pretende investir, cada vez mais, na democratização do sistema. Os financiamentos oferecidos pelos bancos oficiais e pelas agências de fomento estaduais, como a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil, o Banco do Nordeste e a Agência de Fomento do Rio de Janeiro (AgeRio), que oferecem taxas de juros reduzidas, facilitam o acesso da classe C às microfranquias.A avaliação é do presidente da Associação Brasileira de Franchising do Rio de Janeiro (ABRF-RJ), Beto Filho, em entrevista à Agência Brasil, ao participar da cerimônia de abertura da 7ª Feira Rio Franchising Business, no Riocentro. “Ela pode se habilitar, porque nós temos franquias a partir de R$ 10 mil”. Segundo ele, o franchising diminui o risco de investimento dos bancos, abrindo a possibilidade para que muita gente ingresse nesse mercado. O setor de microfranquias nacional cresceu 22% em 2012, em relação ao ano anterior, passando de R$ 3,7 bilhões para R$ 4,5 bilhões. O número de redes cresceu 10%, de 336 para 368, enquanto o total de unidades evoluiu de 12.561 para 13.352, com expansão de 6%. “E vai crescer mais, porque é onde tem a possibilidade de haver maior número de franqueados, de pessoas com menor renda poderem virar um franqueado empreendedor”, disse. O Brasil subiu uma posição no ranking mundial, ocupando a terceira colocação, atrás da China e dos Estados Unidos, graças ao crescimento de 19,4% observado no número de redes. Elas somaram 2.426, no ano passado, contra 2.031 redes existentes no ano anterior. O número de unidades de franquia subiu 12,3% no período, com um total de 104.543. O faturamento também aumentou 16,2% em 2012, em relação a 2011, de acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), atingindo R$ 103,2 bilhões.

Para este ano, a meta é, pelo menos, repetir o crescimento observado em 2012. “Pelas projeções, a gente está muito próximo de finalizar o ano acima de dois dígitos e repetindo o aumento do ano passado”, declarou Beto Filho.Durante a 7ª Rio Franchising Business, que se estende até sábado (28), serão debatidos os rumos do mercado de franquias no país. O presidente da ABF-RJ informou que a expansão observada no ano passado repercute na geração de empregos no país. “Hoje, nós temos mais de 3 milhões de pessoas ligadas ao sistema de franquia”. O segmento criou no ano passado 103 mil novos postos de trabalho diretos, com aumento de 12,3%, resultando em mais de 3,7 milhões de empregos indiretos. Para 2013, a estimativa da ABF é elevar em 11% a criação de postos de trabalho. Na opinião de Beto Filho, em situações de crise, o setor é o último a ser afetado e o primeiro a sair da crise. Outro fato curioso que ocorre nesse segmento é que, “normalmente, 95% das pessoas que adquirem franquias são ex-funcionários. Eles liberam uma vaga onde trabalhavam, viram empreendedores e passam a ser empregadores”. Ele considera muito importante esse movimento do empregador social causado pelo franchising. Depois de São Paulo, o estado do Rio de Janeiro é o segundo maior mercado de franquias no Brasil. “Proporcionalmente ao número de municípios, o resultado é muito parecido. Porque São Paulo tem muito mais cidades que o Rio. Em número de marcas e de faturamento, é muito proporcional ao tamanho”, disse. Os dados revelam que o Rio de Janeiro cresceu 17,7% em termos de faturamento, em 2012, e 17% em número de redes. O estado do Rio representa, atualmente, 12,6% do sistema de franquias nacional.

Fonte: Agencia Brasil

Chame hoje mesmo Ponha seu Anúncio Página Inteira ? Meia Página ? Cartão $25.00

832 206 8419

vidabrasil@hotmail.

9203 Hwy 6 S 128 Houston, Tx 77083

Asegúrate con Nosotros SEGUROS A MEXICO

No seguro social . No Licencia

SEGURO PARA CASA - AUTO - COMERCIAL

Liability desde

$28/Mes

Falamos Português

General - Comercial Estimados Liability desde

$500/mes

Te damos el mejor servicio que tu mereces 281 - 988 - 5660

www.bestpriority.com

Gratis

SR-22


BLOG DO IATA ANDERSON A Despedida do Rei

Honestamente

Dia 1º de outubro de 1977 marcou a despedida definitiva de Pelé dos campos de futebol, jogando um tempo pelo New York Cosmos outro pelo Santos, que o projetou em 1956. Mais de 75 pagantes foram ao Giant Stadium, em New Jersey,para assistir ao último jogo do maior atleta de todos os tempos.

Honestamente, eu faço uma força danada pra ver se entendo certas coisas e só muda o meu humor, ainda bem. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que muito se parece com a CET-RIO e a GUARDA MINICIPAL, ou seja, não serve pra porra nenhuma, puniu o Vasco e o Corinthians com mudança do local do jogo, quer dizer, a principal fonte de renda eles tiram.

Pelé marcou seu último gol (1.281º) contra o Santos, que ironia, aos 42 minutos do primeiro tempo, de falta, empatando o jogo. Reinaldo fez o gol do Santos, aos 14 minutos. Aos 4 minutos do segundo tempo o peruano Ramon Mifflin fez o gol da vitória do time americano. O árbitro foi o italiano Gino Hipolito e o Cosmos jogou com Messing (Yashin), Nelsi (Hunter), Roth, Carlos Alberto Torres (Smith) e Rildo (Formoso); Garbett (Vitor) e Beckenbauer; Tony Field (Ord), Chinaglia, Pelé (Ramon Mifflin) e Hunt (Oliveira). O Santos jogou com Ernani, Fernando, Joãozinho, Alfredo e Neto; Zé Maria e Ailton Lira (Pelé); Nilton Batata, Rubens Feijão (Bianchi), Carlos Roberto e Reinaldo (Juary). Ao encerrar sua 1.375ª partida como jogador profissional, Pelé deixou algumas marcas, todas impressionantes, como atuar durante 21 anos, marcando 1.281 gols, todos documentados; oito gols em uma partida, contra o Botafogo de Ribeirão Preto; 115 jogos pela seleção, com 95 gols; mais jovem artilheiro do campeonato paulista, em 1957; estréia no Santos com 16 anos, contra o Corithians, de Santo André (07-09-56); único jogador onze anos artilheiro do campeonato paulista, sendo oito vezes seguidas; maior número de gols num campeonato (58 gols em 1958); mais jovem campeão do mundo (1958), com 17 anos; mais jovem bicampeão do mundo (1962), com 21 anos;

Todos sabem que os clubes dependem da esmola que a televisão paga (ninguém me convence ao contrário, só os serviçais e puxa-sacos da REDE NOJO DE TELEVISÃO). Os caras tiram a única fonte de renda, punem os torcedores, esvaziam os estádios (consequentemente aumentam a venda de Pay Per View) e cada vez mais alarga o fundo do poço. Coincidência, sei lá. Eu não devia mas vou ajudar (não me venham com churumelas de leis, etc). Tirem PONTOS e está feita a justiça. Paga na competição, não no bolso, afundando mais ainda os falidos clubes brasileiros. Por essas e outras, estou na campanha: ATENÇÃO JOGADORES: GREVE GERAL, DO NACIONAL (Manaus) AO BRASIL (Pelotas) PARA ACABAR COM ESSA ZONA. PARA TUDO. QUERO VER QUEM É MACHO AGORA.

DIEGO COSTA PODE ESCOLHER SELEÇÃO

maior artilheiro em uma temporada: 127 gols, em 1959; único jogador a marcar mais de mil gols (1.199) como profissional; autor do primeiro gol de placa (Fluminense x Santos), em 1961, no Maracanã; maior jogador do século XX, eleito pela Fifa, em 2000; único jogador cinco vezes campeão do mundo (três pela seleção e dois pelo Santos); único jogador a interromper uma guerra, na África, para vê-lo jogar; único jogador que obrigou a substituição de um árbitro que o havia expulsado. Único jogador a ser chamado de Rei (“título” dado pelo jornal francês (L’Equipe)

AT STREAM ENERGY, IT’S ALL ABOUT RELATIONSHIP. CALL ME 713-870-2238 COM “STREAM ENERGY”, LIGUE PARA 713-870-2238

RELACIONAMENTO ENTRE AMIGOS.

Estranho poder tem o futebol, que pode fazer Diego Costa escolher entre jogar na seleção espanhola, a bicampeã da Europa e campeã do mundo e a seleção brasileira, cinco vezes campeã mundial. E não estou falando de Cristiano Ronaldo ou Messi, que poderiam se dar a esse luxo, mas de um bom jogador, numa fase excepcional, mais nada. Seria titular no time de Del Bosque, que sente a falta de um jogador com suas características, desde que Fernando Torres deixou de marcar os gols que o levaram ao futebol inglês, depois de brilhar no Atlético de Madrid. Diego, que tem dupla nacionalidade, jogaria fácil ao lado de Xavi, Iniesta, Fábregas e encaixaria bem na Roja. Não teria dificuldade para vestir a 9 do Brasil, pois é mais jogador que Fred, Jô, Damião, esses todos que andam sendo testados por Felipão como jogador de referência no ataque. É meio “maluco”, precisa levar umas duras, mas é bom jogador, vai pro pau, eu convocaria. Tanto para uma como para outra seleção


CURIOSIDADES Quais são principais erros de maquiagem que envelhecem a pele?

No combate ao envelhecimento vale tudo. Ou quase tudo. O que muitas mulheres não sabem que nem todo tipo de maquiagem faz bem à pele e, até pelo contrário, pode ajudar do envelhecimento dela. Mas como devemos fazer para alcançar um visual bonito e caprichado, com as maquiagens certas? O dermatologista Luiz Carlos Cucé do Hospital das Clínicas da FMUSP, ligado à Secretaria de Estado da Saúde, diz que não há problemas em utilizar esses produtos diariamente, desde que usados com o devido cuidado. “Para obter o efeito desejado, sem estragar a pele, é fundamental que a maquiagem seja aplicada junto com protetor solar e hidratante facial”, recomenda. Cucé ainda diz que a falta de hidratante é que resseca a cútis. “O cosmético puxa água da primeira camada que está em contato, daí a necessidade dos cremes”, alerta, Na realidade, o ideal é aplicar o protetor solar de duas em duas horas. “Mas, se a mulher utilizar três vezes ao dia, já consegue um bom resultado”. Já para aquelas mulheres que nunca se lembram de utilizar o protetor solar, o mercado de cosméticos oferece novidades: produtos que contêm o fator de proteção já na fórmula. “Eles não têm a mesma eficácia que o creme separado, mas já ajudam bastante nos cuidados com a pele”, explica o médico. Neste caso, o dermatologista recomenda sempre que possível retocar o make. Existem alguns erros de maquiagem que podem e devem ser evitados. Eles envelhecem a aparência da mulher. São eles: excesso de base, uso constante de rímel à prova d’água, sombras metalizadas e batom muito escuro ou muito vermelho. Um cuidado indispensável para não estragar a pele é a limpeza facial diária, principalmente, depois do uso destes produtos de beleza. “É estritamente proibido dormir de maquiagem, pois é nesse momento que a pele respira e se renova. Com o rosto pintado a pele fica oleosa, com cravos e cistos”. Finalmente, é fundamental o uso de produtos de boa qualidade. Este cuidado evita irritações ou alergias. “Esses problemas nunca aparecem no primeiro contato com a pele, mas sim com o uso continuo. Têm pessoas que levam anos para manifestar algum tipo de reação”, explica o dermatologista. Hoje em dia já são encontrados os cosméticos chamados hipoalergênicos, que têm menos (ou nenhuma) concentração de euzinato de sódio, que pode provocar coceiras e problemas dermatológicos. Com todos estes cuidados a tendência hoje é que a pele leve mais tempo para envelhecer e que as mulheres possam continuar, por muitos anos, com uma cútis bonita e bem cuidada. Fontes: Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo e Site Tua Saúde

Quando o garçom é gordinho as pessoas comem mais… Entenda

Se você estiver desesperado para emagrecer, ai vai uma dica… Torça para que o garçom não seja gordinho. Um estudo das universidades americanas British Columbia, Arizona e da Business School da Universidade de Duke, descobriram que pessoas que estão querendo perder peso são mais propensas a comer em excesso se o garçom for gordinho. E isso acontece ao contrário também, quando os garçons forem magros e quem está fazendo regime segue a risca sua restrição alimentar. A equipe usou estudantes voluntários e uma garçonete, que vestiu um maiô que engordava. Resultado foi que os estudantes que queriam emagrecer pediam mais comida quando a garçonete estava usando o maiô do que quando ela estava vestida normalmente.

10 coisas sobre o cérebro das mulheres Cérebro feminino é um mistério até mesmo para as mulheres. Aqui iremos relatar apenas dez. Claro que existem milhares, mas vamos de dez para não nos assustar tanto assim…

Quanto mais velha mais adoram se arriscar

Após a menopausa as mulheres se sentem mais corajosas e não fogem de brigas se sentindo assim mais motivadas a cuidar de si mesmas e de sua carreira, após terem seus filhos já criados.

Passam pela adolescência duas vezes

Homens e mulheres passam por essas mudanças hormonais e afins, mas se não bastasse ambos os sexos terem de se transformar, as mulheres passam DUAS VEZES. A primeira é no período normal, dos dez anos em diante. A segunda em um período conhecido como perimenopausa, que acontece antes da menopausa, normalmente a partir dos 40 anos e duram cerca de nove anos. E quanto mais idade, no caso a partir dos 40, a mulher fica tão “malucas” quanto uma adolescente.

Ser mãe muda o cérebro

Sabemos que mulheres mudam fisicamente, mudam-se hormônios e afins… isso quer dizer que o pai do bebê deve se esforçar para se comportar da forma mais normal possível. Dando apoio à mãe, não só pelo bem dela, mas pelo bem do seu bebê. Ela precisa se comportar de forma adequada e pacifica, pois o desenvolvimento do temperamento e do sistema nervoso da criança seja normal. Um estudo, publicado em 2005, indicou que amamentar pode ter o mesmo efeito relaxante no cérebro do que uma dose de cocaína para o bebê e para a mãe.

Engravidou… O cérebro mudou

Um hormônio, chamado progesterona, aumenta sua concentração no organismo em até 30 vezes nas primeiras oito semanas de gravidez, por isso as grávidas ficam mais sonolentas, pois o hormônio tem um efeito tipo sedativo. O cérebro da mulher também encolhe 4% quando ela engravida, voltando ao tamanho normal depois que ela dá a luz, mas não se sabe se a gravidez faz com que ela pense de forma diferente. Estudos apontam que hormônios liberados no corpo duranteesse período podem causar problemas de memória, mas nenhum elo entre esse efeito e a diminuição do cérebro foi encontrado. Alguns cientistas acreditam que algumas áreas novas do cérebro se desenvolvem durante a gravidez e continuam a se desenvolver depois do nascimento do bebê.

Seu trabalho está te deixando doente?

Ela perde a vontade de ter relações

Em estudos comprovados, mostraram que para que a mulher fique com vontade de fazer sexo e para ter um orgasmo, algumas áreas do seu cérebro precisam se desligar. Uma mulher pode recusar os avanços de seu parceiro por inúmeras razões até mesmo pelo mesmo por seus pés estarem gelados. A gravidez, cuidar das crianças e a menopausa também podem confundir a libidoda moça. O melhor conselho para o cara que está excitado enquanto a mulher não quer nem saber dele? Preliminares. Estudos mostram que preliminares, para eles, é tudo o que acontece três minutos antes da penetração. Para elas, as preliminares podem ser sutis e acontecem até mesmo, durante 24 horas antes do sexo – podem ser, simplesmente, um olhar ou um sorriso.

Ela evita a agressividade

Os homens ficam mais agressivos, quando ameaçados, mas a maioria das mulheres tentam arranjar jeitos nãoagressivos de enfrentar a situação, ou apaziguar seu oponente. Acredita-se que as mulheres tenham evoluído de forma a evitar conflitos porque, normalmente, as crianças dependem delas e quem vai querer um filho agressivo, né!?

Ela responde à dor e à ansiedade de forma diferente

Essa sensibilidade maior pode explicar porque as mulheres têm maiores índices de depressão do que os homens.

Ela odeia brigas e ainda mais a passividade

Os químicos que são liberados no cérebro de uma mulher durante uma briga fazem com que ela se sinta extremamente apreensiva. Talvez por serem tão boas em interpretar as ações dos outros é que a passividade as incomode tanto. Elas consideram expressões neutras e falta de resposta atitudes intoleráveis.

Intuição aguçada

Devido ao fato de mulher ter que identificar o choro ou manha de um recém nascido, faz com que as mulheres sejam mais intuitivas, por isso aprenderam a ler suas atitudes e “descobrir” seus pensamentos.

TPM

As mulheres são afetadas por seus ciclos menstruais todos os dias do mês. É que os níveis de hormônios estão se alterando constantemente, tornando-a mais sensível, mais durona e/ou até mudando sua aparência. Dez dias antes da ovulação as mulheres tornam-se mais “disponíveis” para relações. Uma semana depois, elas ficam mais carentes e caseiras. Na próxima semana elas ficam choronas e irritadas. Para a maioria das mulheres, tem o seu humor alterado nas 24 a 12 horas que antecedem o início de sua menstruação.

Dieta do cubo de gelo

O estresse do local de trabalho não faz nada bem à saúde e também não é tão bom para a economia, segundo estudos canadense. Os cientistas usaram os dados da Pesquisa Nacional de Saúde da População Canadense, onde analisaram adultos entre 18 e 65 anos, sendo que sua maioria estavam empregados, alguns com cuidados à saúde, estado civilafirmado, nível de renda e hábitos de consumos. Os pesquisadores descobriram que um estresse no trabalho cada vez maior faz com que os trabalhadores procurem mais ajuda de profissionais de saúde para doenças físicas, mentais e emocionais. O número de visitas aos profissionais de saúde aumentou 26% entre os funcionários que trabalham em empregos de alta tensão, e era maior do que os números de empregos de baixa tensão. Vários estudos relacionaram o estresse à dor nas costas, câncer colorretal, doenças infecciosas, problemas cardíacos, dores de cabeça e diabetes. Estresse no trabalho pode também aumentar os comportamentos de risco, como abuso de drogas, tabagismo e álcool, além de desencorajar comportamentos saudáveis, como atividade física, dietaadequada e aumentar o consumo de alimentos gordurosos e doces. O estresse e os custos com cuidados de saúde associados também afetaram a saúde da economia canadense.

Menos fome, menos calorias. É o que dizem, mas não é qualquer gelo. São cubos de gelo cheios de “Hoodia”, uma planta cultivada pelos bosquímanos uma tribo que viveno Deserto do Kalahari, e que inibe o apetite. Os fabricantes dos cubos de gelo dietéticos cultivam e colhem as plantas Hoodia Gordonii em Israel. Eles cortam as plantas e as colocam em uma mistura de suco de limão e lima.Você compra, congela essa mistura e derrete um cubo de gelo em sua boca por dia. O cubo libera P-57 em sua corrente sanguínea, substância que sinaliza ao cérebro que você está cheio e satisfeito. Com o cubo de gelo, a fome nunca está lá, nem o impulso de comerdesnecessariamente e você faz melhores as escolhas dos alimentos. E sim, ele existe para a venda, consulte o site: icecubediet. com.

Fonte: LiveScience


Beleza do Vida Brasil do MĂŞs Victoria Orge Torgersen

28 de Agosto de 1996

Senior Student at St. Thomas Episcopal School

Lula Torgersen, glass artist at LULART vai estar apresentando ao publico suas mais recentes criacoes em vidro reciclado no: BAYOU CITY ART FESTIVAL

Saturday, October 12th & Sunday, October 13th Festival Hours 10 a.m. to 6 p.m. both days Admission Adults - $15 Children (ages 3-12) - $3 Children (under 3) - FREE

BOOTH # 434 na entrada da Smith St. esquina da Walker St. - NAO PERCA! Lula Torgersen LULART Fused Glass Art 713 553 0447 http://www.behance.net/LULARTfusedglass http://www.lulartfusedglass.com/recycled.html https://www.facebook.com/pages/Lulart-Fused-Glass-Art/135284649884631 https://twitter.com/LulartGlassArt http://youtu.be/gLWHgDRZnho www.linkedin.com/in/lulartfusedglassart www.etsy.com/shop/lulart https://plus.google.com/u/0/116747739948222827898/


GERAL Cientistas fazem projeções de clima mais quente no Brasil neste século Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas, organismo científico criado pelo governo federal em 2009, publicou hoje (9) o primeiro de três estudos sobre os impactos do aquecimento global no Brasil. As projeções, de forma geral, mostram que haverá alta nas temperaturas do país no decorrer do século, diminuição das chuvas no Norte e Nordeste e aumento de chuva no Sul e Sudeste. As mudanças no volume de chuva podem oscilar entre 5% e 20% e na temperatura de 1 grau Celsius (°C) a 5°C na temperatura até o final do século dependendo do aquecimento global e da emissão de gases de efeito estufa. As projeções indicam mais secas prolongadas, principalmente nos biomas da Amazônia, Cerrado e Caatinga. “Levando em conta só o Brasil, todas as projeções indicam que o Norte e Nordeste são as regiões que devem ter uma condição de menos chuva e mais temperatura. No entorno do Semiárido clima que predomina no interior dos estados nordestinos], onde já chove pouco, isso torna a situação preocupante. Inclusive com a possibilidade de uma transformação da área para desértica”, destaca um dos coordenadores do painel, Tércio Ambrizzi, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Na Amazônia, segundo o estudo, haverá redução em 10% no volume de chuvas e aumento de temperatura de 1 ºC a 1,5°C até 2040. Haverá diminuição de 25% a 30% nas chuvas e alta de temperatura entre 3°C e 3,5°C no período de 2041 a 2070; e redução nas chuvas de 40% a 45% e aumento de 5°C a 6°C na temperatura no final do século (de 2071 a 2100). O estudo mostra que o desmatamento pode agravar a situação. A derrubada das matas elevará ainda mais a temperatura e diminuirá a umidade. “Constitui-se condições propícias à savanização da Amazônia, um problema mais crítico na região oriental [da floresta]”, destaca o texto do estudo. Na Caatinga, deverá haver aumento de 0,5°C a 1°C de temperatura e decréscimo entre 10% a 20% de chuva durante as próximas três décadas (até 2040). A região terá crescimento gradual de temperatura de 1°C a 2,5°C e diminuição entre 25% e 35% nos padrões de chuva de 2041 a 2070.

No final do século (2070 a 2100), o bioma estará significativamente mais quente (aumento de 3,5°C a 4,5°C) e com agravamento do déficit hídrico, com diminuição de quase metade, 40% a 50%, das chuvas. “Essas mudanças podem desencadear o processo de desertificação da Caatinga”, ressalta o documento. No Cerrado, haverá aumento de 1°C na temperatura e diminuição entre 10% a 20% das chuvas nas próximas três décadas. Em meados do século (2041 a 2070), estima-se alta de temperatura de 3°C a 3,5° e queda de 20% a 35% de chuva. No fim do século, o aumento de temperatura atinge valores de 5°C e 5,5°C e a redução de chuva será mais crítica (entre 35% e 45%). Em 30 anos, o Pantanal deverá ter acréscimo médio de 1°C na temperatura e diminuição entre 5% e 15% nos padrões de chuva. A tendência de queda das chuvas continua no meio do século, entre 10% e 25%, e aumento de 2,5°C a 3°C. Após 2070, predominarão condições de aquecimento intenso (elevação de 3,4°C a 4,5°C) com diminuição acentuada nos padrões de chuva (35% a 45%). O nordeste da Mata Atlântica terá alta de aquecimento (entre 2°C e 3°C) e baixa pluviométrica (entre 20% e 25%) maior em meados do século. Para o final do século, as condições estimadas são semelhantes. Na porção sul e sudeste da Mata Atlântica, a temperatura deverá subir entre 2,5°C e 3°C no final do século. Na região dos Pampas, as projeções são as seguintes: 5% a 10% mais chuvoso e 1°C mais quente até 2040; aquecimento entre 1°C e 1,5°C e intensificação das precipitações de 15% a 20% no meio do século; e no final, alta de 2,5°C a 3°C e aumento de 35% a 40%. "Em função do tipo de economia brasileira, que é uma economia agrícola, é preocupante esse cenário. Nós vamos ter o impacto muito grande em termos de nossas plantações. Soja, café, milho, vão ter de se deslocar, de onde são plantados hoje, para outras regiões mais adaptadas, com temperatura mais amena e umidade de solo e de precipitação diferentes", destaca Ambrizzi. As projeções do painel demandaram três anos de estudos e envolveram mais de 300 cientistas brasileiros.

Home Business Se você quer trabalhar part-time, por conta própria , um negócio real com pouco investimento, e que não tenha risco, ligue para uma entrevista. Virginia 832-429-7770

Equipamentos de segurança para Copa e Olimpíadas ficarão como legado para cidades-sede Rio de Janeiro – Até 2016, a área de segurança de grandes eventos receberá investimentos federais no valor de R$ 2,32 bilhões, dos quais R$ 1,17 bilhão para a Copa do Mundo – parte deles já aplicados na Copa das Confederações – e R$ 1,15 bilhões para os Jogos Olímpicos. O planejamento foi apresentado hoje (17) pelo secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, Andrei Augusto Passos Rodrigues. Ele informou que, além de serem usados em grandes eventos, os equipamentos e tecnologias ficarão como legado para as forças de segurança, que contarão ainda com o pessoal capacitado. "Nada que é investido pelo governo federal, pelo Ministério da Justiça, tem foco unicamente nos Jogos", disse Rodrigues. Todo o equipamento fará parte do cotidiano das cidades. "Estamos com pesados investimentos na área de tecnologia de sistemas, de equipamentos, enfim, de materiais que realmente serão úteis nos dois focos: segurança dos eventos e legado para o dia a dia das cidades.” Está prevista a capacitação de 5.017 profissionais das instituições que fazem parte do Sistema Integrado de Comando e Controle de Segurança Pública para Grandes Eventos, disse Rodrigues, ao participar do Seminário de Gestão de Multidões, Manifestações e Distúrbios Civis nos Grandes Evento, que vai até sextafeira (20), no Rio de Janeiro. O seminário reúne cerca de 150 profissionais dos órgãos estaduais de Segurança Pública das 12 cidades-sede da Copa do Mundo, além de representantes da Secretaria de Direitos Humanos, do Ministério Público, da Defensoria Pública e da Ordem dos Advogados do Brasil. O objetivo é debater a questão e elaborar o Plano de Gestão de Multidões, que será encaminhado à Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. O secretário explica que uma das motivações para o seminário foram os protestos ocorridos nos últimos meses. “A preocupação da secretaria é com a segurança como um todo dos grandes eventos. Esse é um dos eventos que estamos promovendo, que está sim focado na questão das manifestações. É um evento que envolve não só as forcas policiais, mas também diversas instituições, advocacia geral da união, ministério público, OAB, Defensoria, direitos humanos, imprensa, para que nós tenhamos a visão de cada uma dessas instituições, e, com isso, consigamos traçar uma diretriz que vai refletir no planejamento operacional para os próximos eventos”. Ele destaca que o Sicc, coordenado pela Sesge, estará completo até o fim do ano. “Hoje nenhuma instituição pode pretender realizar a segurança de um evento dessa magnitude, como Copa do Mundo e Olimpíadas, de maneira isolada. Então o Sistema Integrado de Comando e Controle, que hoje já está funcionando quase que na sua plenitude nas seis unidades da federação que tiverem jogos, e até o final do ano estará nas demais unidades, é o grande vetor dessa integração. E a secretaria então trabalhará intensamente nesse sentido, para que nós tenhamos jogos no nosso país de maneira pacífica e segura”. Para a Copa das Confederações, foram mobilizados 54 mil profissionais de segurança pública. A previsão para a Copa do Mundo é de ultrapassar os 100 mil agentes. Fonte: Agencia Brasil


HoustonTEXAS Festa da Independencia do Brasil Foi uma noite extremamente descontraida um ambiente gostoso, elegante com gente bonita e disposta a dançar, brindar e rever os amigos curtir e ser feliz sem a preocupação em saber o dia de amanhã. Recebemos grandes amigos ilustres como, Claudio Teixeira hoje residindo na cidade do Mexico a serviço do consulado do Brasil como Vice Consul, a presença do amavel e gentil colaborador do nosso jornal o Sr. Vice Consul atual em Houston o Ariel Seleme e a espôsa Renata, os amigões Paulo Cesar Alvado e Piedade, o Sr. Presidente da Smar International Corporation Joe Rondan e espôsa Myrian , o Sr. Presidente da Sintex North America Aidner Neves e espôsa Glorinha, os queridos amigos o Sr. Presidente da GustoMSC Fernando Frimm e espôsa Rosinha Frimm, Vera Green da Petrobras e seu marido. O show ficou por conta do TRIO BARU com a participações especiais de Claudio Teixeira na bateria e Marcelo Meira com seu afinado Clarinete. O show esquentou com a bela apresentação de Sergio Santos que produziu a área musical da festa, com um trabalho sensacional, reuniu os musicos, ensaiou êle organizou tudo, só um cara fora de série é capaz de fazer. E sempre acompanhado pela sua gentilissima espôsa Doris. Liminha na Percussão e Ricardo no Teclado deram um brilho extremo ,singular e especialíssimo a nossa noite. Bom! Especiais obrigado aos meus amigos patrocinadores pois sem eles não teríamos festa. O grande amigo e o melhor advogado de Houston, Fernando Alvarez, o prezado e caro amigo Camillo Rojas da BUD LIGHT, A churrascaria Angus e o amigão Alex da Caker Brazil. Não poderia deixar de falar da minha turma! As que nunca falham comigo, faça chuva, sol ou ronque trovoadas. Conceição, Iara, Jussara, Meire, Leci, Vilma, ,Izethe, Greicy,Raulina e familia, Vera Pereira, Regininha, Beth maridão e familia, Lu Lima e Claudia lima quem interpletou o hino nacional brasileiro junto com Raulina genialmente acompanhada pelo solo afinaderrimo do violão do TRIO BARU. A todos presentes a nossa festa aos que esqueci de citar, do fundo do meu coração! desculpas, e muito obrigado pela presença. E aos que não poderam vir, sim! fizeram falta. Estamos juntos.

Sergio Lima


By: Sergio Lima

Quarto Encontro Mundial de Brasileiros no Exterior, em Houston Cosmetic Smiles 7676 Woodway Dr, Ste 310 Houston, TX 77063

No último 21 de março, foi realizado o Quarto

Encontro Mundial de Brasileiros no Exterior, pela primeira vez em Houston. Este evento surgiu a partir da idéia de um grupo de profissionais que se encontraram por meio do LinkedIN, o Brazilians Abroad Network Group (Brasileiros no Exterior). Somente em 2012, esse encontro já aconteceu nas cidades de Miami, Dublin, Nova York, Paris, Chicago, San Diego, Dallas, Oslo, Montreal, Aus Odontologia Geral & Cosmética tin, Sidney, Atlanta, Londres, Filadelfia, Detroit,  Especialista em Prótese San Francisco e Barcelona, em diferentes dias ao  Exames e limpezas dentárias longo destes últimos meses. O conceito do encon Obturações Claras tro é bem simples: juntar profissionais brasileiros  Dentaduras completas e parciais com o objetivo de trocar experiências e vivências  Coroas e Facetas Laminadas de Porcelana em um ambiente descontraído e caloroso, bem  CEREC do jeitinho brasileiro. O encontro, que se realizou  Restauração de Implantes no Tasting Room de Uptown Park, contou com a  Clareamento de dentes (ZOOM) participação de um grupo de 37 brasileiros cuja  Invisalign presença prestigiou uma confraternização que ini Procedimentos cirúrgicos cialmente tencionava criar apenas um ambiente para networking e troca de idéias. Foi uma grande oportunidade de integração profissional e pessoal em plenas águas de março abrindo o nosso verão. Houve muitas trocas de experiências e bate-papo Atendimento para toda sua familiadescontraído, num estilo bem brasileiro. De troca de cartões de visitas à troca de e-mails, de historinhas de infância à experiências recentes, tudo conferia ao ambiente, um ar saudosista, fazendo com que todos se sentissem mais próximos do Brasil, pelo menos por um determinado momento. Quer algo melhor para matar as saudades? Em Houston, pode-se vivenciar o Brasil, sim. Basta saber estar no lugar certo e na hora certa. Como o encontro superou as expectativas e o sucesso foi grande, os organizadores planejam um evento similar em breve para unir e fortalecer o grupo ainda mais! Faça parte você também do próximo encontro entrando em contato com os organizadores do evento:

(713) 781-4100

Leticia F. Perezous, DDS, MS www.CosmeticSmiles.com

Rosana (missuzujp@gmail.com) e Roberto (rob_ribeiro@hotmail.com). www.CosmeticsSmiles.com

Jornal Vida Brasil Janeiro 2012 Pagiana 16


RECORTES INTERESSANTES, IDÉIAS SUGESTIVAS PENSE NISSO.

Fonte: Textos Retirado da Internette


FUTEBOL Ex-jogadores brasileiros sonham com carreira no futebol para filhos portugueses Porto (Portugal) – O poeta Vinicius de Moraes, que no próximo mês completaria 100 anos, escreveu uma belíssima letra para uma música de Toquinho sobre a emoção de ver o filho se transformar num menino igual ao pai. Os versos tão inspirados de O Filho que Eu Quero Ter traduzem o sentimento dos pais José Carlos Dias, Mário Lins e Niromar Martins Campos, todos ex-jogadores de futebol que agora estão vendo seus filhos se transformarem em atletas do esporte. Os três pais são brasileiros, jogaram futebol no Rio de Janeiro e estão há mais de 20 anos em Portugal. Moram no Porto (a 300 quilômetros de Lisboa), são casados com portuguesas, tiveram filhos portugueses e inscreveram os rebentos ainda meninos em escolinhas de futebol. Agora, acompanham os filhos iniciarem a carreira em times das divisões básicas na região.

Documentar negociação é dica para jogadores de futebol que vão para exterior Lisboa – Buscar informação sobre o agente, o clube, a federação de futebol e o país são conselhos básicos aos jogadores que queiram sair do Brasil para tentar uma vaga no exterior. Além disso, o Ministério das Relações Exteriores recomenda que os atletas documentem ao máximo toda a negociação e evitem sair do Brasil sem contrato (com agente e clube), sem vistos de negócios (para fazer teste) e de trabalho (para poder ser contratado). É preferível que os jogadores fiquem com as passagens de ida e volta em mãos e evitem deixar o passaporte por longo prazo com terceiros – se fizer, a recomendação é guardar um protocolo.

“Filho de peixe peixinho é”, repete o dito popular Niromar (ex-jogador no Brasil, na Venezuela e em Portugal) sobre o filho Fábio Martins, hoje atacante do Desportivo das Aves, da segunda divisão do futebol português.

Cartilha disponível no Portal Consular do Itamaraty alerta para diversos riscos e se dirige especialmente aos jogadores mais jovens e sem experiência internacional. Conforme o texto, “as dificuldades ocorrem com os jogadores muito jovens e ainda pouco conhecidos, muitas vezes originários de cidades pequenas, convidados muitas vezes por clubes menores, nem sempre cientes do cumprimento dos compromissos assumidos com jogadores estrangeiros”.

“Nunca botei na cabeça dele nada”, assegura Mário Lins (que além do Rio, jogou em times de Goiás e em Portugal nos anos 1980) sobre a influência que teve para que seu filho Igo de Sousa Lins fosse zagueiro do Padroense Futebol Clube. Igo que via o pai jogando quando ainda usava chupeta diz que foi ele que “incutiu” o gosto pelo futebol.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol de Portugal, Joaquim Evangelista, há “pouca transparência” nas transferências de jogadores sul-americanos para Portugal. Muitas vezes, os jogadores não conhecem os agentes (empresários), clubes e investidores, e não sabem sobre como se dá a negociação.

“Meu filho tem o desejo [de jogar]”, diz José Carlos (exjuvenil no América e no Olaria) ao garantir a autonomia da decisão do filho Wendell Dias em ser meio de campo do Leça Futebol Clube. Segundo José Carlos, o filho começou a frequentar escolinha de futebol ainda aos 6 anos para ter alguma formação esportiva, o que de acordo com o pai ajudou Wendell a tornar-se um homem “disciplinado”.

A falta de clareza sobre os negócios expõe a riscos especialmente os atletas mais jovens nas categorias de acesso. “Reconheço que há um conjunto de jogadores que está em categorias inferiores e condições mais desfavoráveis e que não tem possibilidade de reagir. Só no limite, quando está numa situação de risco, é que denunciam”, diz Evangelista descreve que mais de um tipo de problema e disponibiliza contato do gabinete jurídico do SJPF.

Os três jovens atuam nas mesmas posições que os seus respectivos pais jogaram entre o fim dos anos 1970 e a década seguinte. A coincidência aproxima-os ainda mais. “Meu pai me dá muitos conselhos. Já viveu o que estou a viver, sabe o que eu passo e que eu vou passar. É importante tê-lo do meu lado”, diz Fábio que, assim como Igo e Wendell, gostaria de jogar no Brasil. O orgulho de ter o filho jogando na mesma posição só não supera a vaidade. A reportagem perguntou aos três pais qual geração teria mais talento para o esporte. Todos asseguraram serem melhores que os filhos. “Meu filho teve melhor formação, mas se eu tivesse a mesma oportunidade seria melhor que ele”, diz sem modéstia José Carlos. “O pai é melhor, é muito técnico”, elogia Igo. “Eu não posso responder porque nunca vi jogar”, desvia com finta o atacante Fábio.

Exposição Pátria de Chuteiras exibe peças das conquistas brasileiras em copas do Mundo Rio de Janeiro - “A seleção brasileira é a pátria em chuteiras”. Criada pelo escritor e jornalista Nelson Rodrigues (1912-1980), a frase serviu de inspiração para a expressão “A pátria de chuteiras”, adotada nas ações de comunicação do governo federal para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. O slogan está presente no selo especial lançado para o evento esportivo do próximo ano e também dá título à exposição inaugurada no início da noite de hoje (1º), no Espaço Cultural Furnas, em Botafogo, zona sul do Rio. O acervo reúne relíquias de jogadores campeões mundiais de futebol, como chuteiras, bolas, camisas e medalhas e outras peças que guardam a memória dos títulos conquistados pelo Brasil nas Copas do Mundo de 1958, na Suécia; 1962, no Chile; 1970; no México; 1994, nos Estados Unidos; e em 2002, no Japão e na Coreia do Sul. A exposição foi idealizada pelo ex-jogador Carlos Alberto Torres, capitão da seleção brasileira no tricampeonato e hoje presidente da Associação Brasileira de Campeões Mundiais de Futebol. “As pessoas que gostam de futebol certamente vão achar muito interessante conhecer os itens dos nossos títulos mundiais e reviver os anos de glória”, disse Carlos Alberto. A medalha do capitão do tricampeonato mundial é um dos destaques da mostra, que já passou por São Paulo e Curitiba e chega agora ao Rio. A exposição Pátria de Chuteiras tem entrada franca e poderá ser vista até o dia 31 deste mês, de terça-feira a sexta-feira, das 14h às 18h, e sábados, domingos e feriados, das 14h às 19h. O Espaço Cultural Furnas fica na Rua Real Grandeza, 219, em Botafogo, zona sul da cidade.

Em Portugal, uma precaução contra os riscos de ser enganado é conhecer a convenção coletiva entre jogadores e clubes e os documentos oficiais da federação – além de evitar negociar com agentes que não sejam licenciados pelas federações de futebol. Segundo o agente brasileiro registrado na Federação Portuguesa de Futebol, Marcelo Silva, escolher o agente licenciado com assistência jurídica e “conhecimento profundo” é o “primeiro passo” para trocar o Brasil por Portugal. O agente licenciado é inscrito no quadro da federação após seleção que inclui prova sobre conhecimento jurídico. O site da federação e da Federação Internacional de Futebol (Fifa) divulgam nomes e contatos dos agentes licenciados e que estão formalmente autorizados para fazer negócios entre jogadores e clubes

Copa do Mundo é tema de concurso promovido pela Imprensa Nacional Brasília – A Copa do Mundo, que será disputada no Brasil no ano que vem, é o tema do Concurso Nacional Museu da Imprensa Desenho, Redação, Poesia e Artigo, lançado hoje (1º) pela Imprensa Nacional, como parte da programação de aniversário do Diário Oficial da União. “Fazer este concurso foi uma iniciativa extremamente feliz da Imprensa Nacional’, pelo envolvimento que os participantes terão com o tema, disse o coordenador-geral da Secretaria Extraordinária da Copa 2014, Sérgio Graça. “Esses meninos vão ter consciência do que a Copa do Mundo vai trazer de bom para eles depois”, acrescentou Graça. É preciso que aqueles que se envolverem com o concurso “saibam que a Copa do Mundo não é só torcer”, disse Graça, lembrando que o país está investindo em obras nas cidades-sede do evento. Entre elas, Graça citou a expansão dos metrôs, a instalação do VLT (veículo leve sobre trilhos) e a reforma dos aeroportos, obras que, segundo ele, provavelmente, o país “não teriam, se não fosse a Copa do Mundo” e que ficarão como legado para toda a sociedade. Informações sobre o concurso podem ser obtidas no portal da Imprensa Nacional. O Diário Oficial da União, que completa 151 anos nesta terça-feira, é responsável pela divulgação dos atos oficiais da administração pública federal. como leis, decretos, nomeações de servidores, abertura de concursos públicos, autorizações de viagens de autoridades e orçamentos.

Jogadores brasileiros buscam sucesso no futebol português, mas correm risco de exploração Lisboa – Com o inverno mais ameno da Europa e o mesmo idioma, Portugal é visto pelo senso comum como a melhor porta de entrada para jogadores brasileiros de futebol do continente. Mas o sonho de participar das principais competições internacionais pode se tornar um pesadelo. Jogadores e outros profissionais do ramo alertam para diferentes riscos de exploração, desde a captação irregular de talentos na origem até o atraso recorrente de salários no futebol português - onde os brasileiros são os estrangeiros mais frequentes nos gramados. No recrutamento de novos atletas no Brasil, alguns agentes (empresários) se aproveitam do alto interesse dos jogadores, convencem os pais, e se apropriam do dinheiro da família creditado antecipadamente para tentar uma suposta oportunidade em Portugal. Como na maioria dos casos, a vinda dos jogadores sai a custo zero para os clubes portugueses, são os próprios atletas e pais que pagam passagens, bancam a alimentação, hospedagem e taxa de inscrição, além de remunerar o agente. Ao chegarem em Portugal, geralmente meses antes das janelas de transferência (janeiro, julho e agosto, habitualmente), os atletas ficam em casas e dormitórios dos clubes (geralmente pequenos, de base) onde se apresentarão. Esses jogadores, segundo dezenas de relatos, reinam nos clubes com a expectativa de serem aproveitados ali ou convidados por times adversários. “Os meninos põem em causa a sua vida e a dos seus pais para vir para Europa. [Aqui] são colocados em condições sub-humanas com 20 a 30 [pessoas hospedadas] numa casa. [Nos clubes] fazem jogos de treino com equipes portuguesas para ver se algum jogador interessa”, conta o presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol de Portugal (SJPF), Joaquim Evangelista. Passado algum tempo, e sem conseguir contatar mais o empresário, muitos jogadores descobrem que não serão aproveitados e que o dinheiro da transferência, alimentação, hospedagem e remuneração foi desviado pelo agente, e que o clube (que não irá contratá-lo) precisará da sua vaga no dormitório ou na casa para abrigar outro atleta.Sem dinheiro, sem perspectiva de contratação e sem destino, o atleta deverá sair brevemente. “Se tiver uma oportunidade tudo bem, mas se não tiver, depois fica aí abandonado”, descreve Evangelista ao acrescentar, que já denunciou “o tráfico de jovens” iniciado no Brasil. Segundo ele, “quando o jogador deixa de ser opção, retiram da casa e proíbem que os jogadores comam nos restaurantes que são do clube”. De acordo com o agente brasileiro registrado na Federação Portuguesa de Futebol, Marcelo Silva, há em Portugal (como em outros países) um “mercado paralelo” de empresários que não são cadastrados oficialmente e por isso há mais dificuldade para serem punidos. Também são mais difíceis de localizar para apurar o desvio de dinheiro ou quebra de acordo. “É um mercado onde há muito agente não licenciado e não está apto a exercer a profissão” alerta Silva. Sem conseguir a sonhada vaga em um time português, os brasileiros acabam por procurar trabalho fora das quatro linhas. Foi o que ocorreu há três anos com o goleiro brasileiro Rodrigo Gomes Pacheco, conhecido como Rodrigão, de 27 anos), e hoje está no Académico Viseu Futebol Clube. “Eu tive que ficar parado sem jogar. Fiquei parado por volta de cinco meses sem clube e sem nada”, contou o jogador - único que concordou em dar o depoimento gravado para a reportagem. Nessa situação, o atleta trabalhou em serviços de mudança, limpeza e em restaurante. “Tudo informal”, para se manter enquanto esperava uma chance. Após conseguir um clube, Rodrigão teve que viabilizar sua transferência e esperar a “papelada” correr entre o Brasil e Portugal, desde o clube de formação (começou em uma categoria de base em Minas Gerais) até o primeiro clube português, passando pela federação estadual de futebol, pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) e, finalmente, pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Percorrida a trajetória, Rodrigão alerta que os riscos de exploração não cessam aí. Quando os jogadores não têm dinheiro para pagar sua transferência e nem meios de levantar, e ainda assim interessam ao clube, os dirigentes propõem informalmente um adiantamento para custear a despesa que será descontado mensalmente no salário. O valor da transferência varia conforme a divisão que pertence o clube. A fraude é confirmada pelo presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol de Portugal que avalia que há atletas que “quase pagam para jogar”.

Fonte: Agencia Brasil


Advogado Brasileiro o Melhor do Texas 713 932 - 8341 1809 Antoine Dr. # D Houston Tx 77055


Jornal jornal jornal vida brasil setembro 2013  

Promotion the Brazil Culture