Page 1

Escola SENAI Ant么nio Adolpho Lobbe - CFP 6.01


SUMÁRIO

1

2

SENAI ________________________________________________________2 1.1

Secretaria do Trabalho faz parceria com o Senai ____________________________________________ 2

1.2

Secretaria do Trabalho faz parceria com o Senai ____________________________________________ 4

1.3

Produto do Senai +Design participa de exposição em São Paulo ________________________________ 5

FIESP/CIESP __________________________________________________7 2.1

3

EDUCAÇÃO ___________________________________________________9 3.1

4

Mídias sociais: Fiesp tem conta verificada no Twitter ________________________________________ 7

Independência – em quantas está o patriotismo brasileiro ____________________________________ 9

INDÚSTRI A/ECONOMI A _________________________________________11 4.1

Bens de capital pesam e produção industrial cai 2,0% _______________________________________ 11

4.2 Incertezas econômicas devem dar lugar a câmbio estabilizado e investimentos em logística, avalia presidente do BNDES ______________________________________________________________________ 13 4.3

Pequenos e médios negócios são chave para a competitividade do Brasil, dizem especialistas _______ 14

4.4

Pedidos ao Inova Empresa somam R$ 56 bi, diz Raupp ______________________________________ 17

4.5

CNI vê recuperação da economia após resultado do PIB _____________________________________ 18

Elaboração _____________________________________________________19

1 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


1 S E N AI

Fonte: Jornal Primeira Página

Terça, 03 Setembro 2013 18:05

1.1 Secretaria Senai

do

Trabalho

faz

parceria

com

o

Escrito por Redação

São ao todo dez cursos voltados para a área industrial.(Foto:Divulgação)

A Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda, firmou parceria inédita com o Senai - “Antônio Adolpho Lobbe”, para a realização de diversos cursos de qualificação e profissionalização de trabalhadores desempregados. São ao todo dez cursos voltados para a área industrial, entre eles, agente de inspeção de qualidade, ajustador mecânico, desenhista mecânico, torneiro mecânico, soldador no processo mig/mag, operador de maquinas de usinagem com comando numérico computadorizado, eletricista de automóveis, eletricista instalador predial de baixa tensão, operador de computador e moldador de plástico por injeção. A secretaria já firmou parcerias bem sucedidas com Senac- São Carlos, ETE Centro Paula Souza, Fesc- Fundação Educacional de São Carlos, Governo do Estado de São Paulo, e agora trás, em

2 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


parceria com o Pronatec- Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico, os cursos que serão realizados nas dependências do SENAI. Para o secretário Hilário Apolinário de Oliveira, “o Senai é o parceiro ideal, pois conta com excelentes instalações e professores altamente qualificados, conferindo credibilidade à parceria e garantindo aos alunos participantes dos cursos a qualidade e capacitação necessária para conseguir um posto de trabalho no mercado”, afirmou. Segundo Hilário, “a Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda não tem medido esforços para proporcionar aos trabalhadores a abertura de novas vagas de emprego e também vem investindo bastante nos cursos de capacitação, qualificação e requalificação profissional. Essa é a nossa grande tarefa, auxiliar os trabalhadores na conquista do emprego e essa meta vai de encontro aos anseio da população e do prefeito municipal Paulo Altomani”, concluiu. Os cursos terão em média três meses de duração, e os programas oferecidos são destinados a jovens e adultos, homens e mulheres, a partir de 16 ou 18 anos, dependendo do pré-requisito do curso, e que estejam interessados em aprender uma nova profissão ou se requalificar na área em que já trabalha. Durante o curso, os materiais utilizados são gratuitos e o aluno receberá uma assistência estudantil através de depósito em conta bancaria para subsidiar o transporte e o lanche. Para Marcio Vieira Marinho diretor do SENAI de São Carlos, “o Senai entra com toda sua infraestrutura, salas de aula e equipamentos, professores e a tradição de formar profissionais para o mercado de trabalho, aptos a desenvolver suas tarefas. À esse trabalho, soma-se o esforço da Secretaria Municipal de Emprego e Renda e da prefeitura de São Carlos, para proporcionar aos trabalhadores desempregados da cidade, uma melhor qualificação profissional, para que estes trabalhadores possam disputar uma vaga no mercado de trabalho em melhores condições”, finalizou. Em visita ao Senai – São Carlos, na manhã de terça feira (03), a comitiva de representantes da Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda foi recebida pelo diretor da escola Marcio Vieira Marinho, e estavam presentes o Secretário Municipal da pasta, Hilário Apolinário de Oliveira, acompanhado do Chefe de Gabinete Ivan Lucas, Antônio Ribeiro – Diretor do Departamento de Políticas de Trabalho e Emprego para a Juventude e Darlene Sampaio- Chefe de Divisão de Políticas para a Juventude. 3 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


Os interessados em participar dos cursos devem procurar a Casa do Trabalhador, que fica na Avenida São Carlos, 1.800, centro, e atende diariamente das 8h ás 17h.

Fonte: Jornal A Folha de São Carlos, p.3

4/09/2013

1.2 Secretaria do Trabalho faz parceria com o Senai

4 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


terça-Feira, 03 de Setrembro de 2013

Fonte: Portal Moveleiro

1.3 Produto do Senai +Design participa de exposição em São Paulo

Produto do Senai +Design participa de exposição em São Paulo Poltrona “Blue Note” foi desenvolvida pelo Senai em parceria com a Decormade

A poltrona “Blue Note”, assinada pelo designer industrial Marcelo Azevedo da equipe do Senai +Design, está exposta até o próximo sábado (07), no Conjunto Nacional (Av. Paulista), em São Paulo. A Exposição IDEA/Brasil 2013 apresenta os 101 projetos selecionados para concorrer ao Prêmio IDEA/Brasil, premiação de design mais importante do país, atuando como referência de qualidade no cenário brasileiro. O evento recebe inscrições de todo o país e é aberto a participação de designers, empresas, estudantes, pesquisadores e criadores. A Exposição IDEA/Brasil 2013 e mais duas mostras, Ícones do Design Brasileiro e a Mostra Coletiva de Design, compõem o projeto VIVA Design, iniciativa da Associação Objeto Brasil. Idealizado por Joice Joppert Leal, Diretora Executiva da Associação Objeto Brasil e curadora do evento, o VIVA Design é uma plataforma de relacionamento para designers, empresas, indústrias e marcas inovadoras, divulgando novos projetos e tendências do Design Brasileiro. É 5 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


um grande espaço de visibilidade, exposição e de relacionamento, e que integra a programação oficial da Design Weekend, promovida pela Editora Abril. Parte da coleção New Jazz, a poltrona “Blue Note” foi inspirada por esse estilo musical, com referências estéticas do Art Deco nos anos 20, época do surgimento do jazz. A poltrona foi desenvolvida em parceria com a Decormade, empresa que recebeu consultoria do Senai +Design para o reposicionamento da marca no mercado de móveis. Iniciado em 2010, o projeto teve três vertentes: reposicionamento do negócio, através do design estratégico, que envolveu estudos de mercado e benchmarking; reposicionamento da marca e construção da identidade visual e configuração de novas linhas de produto. Esta última fase resultou no desenvolvimento de uma série de produtos de design exclusivo criado pelos profissionais do Senai +Design, dos quais o primeiro a sair do protótipo e alcançar o mercado foi a poltrona “Blue Note”, que desde abril deste ano é comercializada nas lojas Decormade. Com suas formas bem estruturadas, braços em linhas curvas e multilaminados curvados, a “Blue Note” é uma das finalistas do Prêmio IDEA/Brasil 2013. A premiação acontece no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, no dia 27 de setembro. Fonte: Sistema Fiep

6 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


2 FIESP/CIESP

Fonte: Portal FIESP

03/09/2013 17:25 - Atualizado em 03/09/2013 20:56

2.1 Mídias sociais: no Twitter

Fiesp

tem

conta

verificada

Perfil oficial da entidade agora possui um selo azul de verificação na parte direita superior da página de perfil Agência Indusnet Fiesp

A partir desta terça-feira (03/09), a conta da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) no microblog Twitter está verificada. Assim, o perfil oficial da entidade agora possui um selo azul de verificação. Isso significa que os usuários podem confiar que a fonte legítima é a autora dos tweets (mensagens de até 140 caracteres) da conta. Atualmente, a ferramenta de microblog não verifica contas do público em geral. A concentração dos esforços está em usuários muito procurados nas áreas de música, atuação, moda, governo, política, religião, jornalismo, mídia, publicidade, negócios e outras de grande interesse.

7 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


Para ter certeza de que uma conta é oficial no Twitter, certifique-se de que selo de verificação esteja na parte direita superior da página de perfil de um usuário, logo acima do nome, localização e bio. Ainda não faz parte dos quase 15 mil seguidores da Fiesp no Twitter? Então siga-nos no www.twitter.com/fiesp

8 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


3 E D U C AÇ Ã O

Fonte: Jornal Primeira Página

Terça, 03 Setembro 2013 13:18

3.1 Independência – em quantas está o patriotismo brasileiro Escrito por (*) Antonio Edison Francelin

Mais um sete de setembro de 2013, data comemorativa em que o Brasil tornou-se independente do jugo de Portugal, ou seja, em 07 de setembro de 1.822, perfazendo 191 anos, dessa data histórica. Recordo-me na minha infância e adolescência, quando o patriotismo imperava, já na escola tínhamos os primeiros rudimentos sobre a história do Brasil, prevalecendo às datas, as quais tinham por costumes, ensejar os preitos a determinados fatos históricos, (Independência, a Proclamação da República, o Dia da Bandeira, etc.). Tínhamos as matérias: Educação Moral e Cívica, esta direcionada a educação da criança tanto na esfera da moral, o domínio do espírito do ser humano, norteadores de bons costumes, bem como, a seara do civismo, concernente a fidelidade e dedicação ao interesse público, o cidadão como integrante do Estado, ensejo a cidadania, o patriotismo. Adstrito à normalidade de respeito à Pátria, era burilado desde petiz para que sua alma fosse impregnada de amor e patriotismo ao País. A de Religião ajudava muito na formação do adolescente, mais no tocante a fé e o respeito ao próximo. Matérias conjuntas, uma com o cunho edificante de embandeirar e fortalecer o patriotismo e a cidadania, a outra visando à conscientização do homem respaldado na fé, moldando uma alma generosa, benevolente e altruísta, solidificada na existência do Criador. Lamentavelmente, há tempos, vejo que desapareceram essas matérias, as quais eram ricas e brilhantes no aprimoramento e direcionamento de nossos jovens, os quais, na realidade são o futuro do amanhã. Hoje, temos uma juventude, a qual se indagada, “qual o significado de determinada data”, não saberia ou titubeariam na resposta. Diante dessa transformação, temos hoje, uma mentalidade duvidosa, grande aceitação de ONGs nos rincões desse Brasil, a facilidade de in9 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


gressos e aquisições de terras brasileiras através de estrangeiros, empresas estrangeiras sediadas no País, etc. E quanto a nossa Soberania, será que não se encontra ameaçada, fragilizada? As nossas Forças Armadas estão preparadas no caso de haver uma invasão estrangeira, defendendo o povo brasileiro, ou quiçá, se encontra sucateada. Cadê a indústria bélica de blindados, dos famosos Urutus e similares. O Brasil outrora, esteve ocupando 8º lugar e hoje, tão somente o 30º em exportação. Qualquer Estado, mesmo pequeno, deverá possuir sua soberania plena. Cadê o patriotismo verdadeiro que deveria existir no âmago de cada cidadão. O povo brasileiro carecedor de proteção através do Estado, propiciando essa tutela, caso venha aflorar uma ameaça estrangeira? Há cada aniversário, precisamos rever os princípios e objetivos da Independência do Brasil, no tocante ao resgate do dever patriótico do jovem e do cidadão brasileiro. (*) Delegado de Polícia aposentado - Email francelin@ig.com.br

10 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


4 I N D Ú S T R I A/ E C O N O M I A Fonte: Jornal Primeira Página

Terça, 03 Setembro 2013 10:21

4.1 Bens de capital pesam e produção industrial cai 2,0% Escrito por Rodrigo Viga Gaier e Felipe Pontes/Reuters

Trabalhador monta carro da Ford em linha de montagem em fábrica de São Bernardo do Campo. (Foto:Reuters/Nacho Doce)

A produção industrial brasileira voltou a cair em julho ao registrar queda de 2 por cento frente a junho, indicando que a economia brasileira iniciou o terceiro trimestre com fraqueza depois do surpreendente desempenho do PIB nos três meses anteriores. O dado divulgado nesta terça-feira, 3, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) praticamente anula a alta mensal de junho de 2,1 por cento, em número revisado após a divulgação de avanço de 1,9 por cento. Na comparação com julho de 2012, a produção industrial teve expansão de 2,0 por cento. O IBGE também revisou ligeiramente para cima o crescimento de junho ante junho de 2012 para 3,2 por cento, ante 3,1 por cento anteriormente. Os resultados foram piores do que as expectativas em pesquisa da Reuters de recuo mensal de 1,20 por cento e alta anual de 2,65 por cento. 11 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


Todas as categorias de uso registraram queda em julho na comparação mensal, com destaque para o recuo de 3,3 por cento entre Bens de Capital - uma medida de investimento. Já os Bens de Consumo tiveram queda de 2,6 por cento, sendo que os duráveis se destacaram com recuo de 7,2 por cento, enquanto os Semiduráveis e não Duráveis recuaram 1,5 por cento. Por fim, a produção de Bens Intermediários registrou queda de 0,7 por cento em julho. VEÍCULOS Pelos ramos de atividade, 15 dos 27 pesquisados apresentaram queda mensal, com destaque para veículos automotores (-5,4 por cento) e farmacêutico (-10,7 por cento). Também tiveram importante contribuição negativa borracha e plástico (-4,5 por cento), celulose, papel e produtos de papel (-3,6 por cento) e alimentos (-1,4 por cento). Na ponta oposta destacam-se refino de petróleo e produção de álcool (3,3 por cento), bebidas (2,3 por cento), material eletrônico, aparelhos e equipamentos de comunicações (3,5 por cento) e produtos de metal (2,0 por cento). A atividade industrial brasileira tem registrado comportamento errático ao longo deste ano, mas apesar disso, pela contabilidade do PIB, a indústria cresceu 2,0 por cento no segundo trimestre, em comparação a janeiro-março, e 2,8 por cento sobre igual período de 2012. O Produto Interno Bruto como um todo cresceu 1,5 por cento na comparação trimestral, a maior expansão em mais de três anos, e 3,3 por cento na anual. Mas o resultado divulgado esta manhã da produção industrial de julho - o terceiro negativo no ano-soma-se à queda na produção de veículos e de aço bruto no país e alimenta as expectativas de perda de ímpeto da economia no terceiro trimestre. Um dos principais abalos é a falta de confiança entre os vários setores da economia. Em agosto a confiança da indústria apurada pela Fundação Getulio Vargas renovou o menor nível desde julho de 2009, ao recuar 0,6 por cento. A pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI) sobre o setor também não pinta um cenário muito favorável. Embora o ritmo de deterioração tenha diminuído, o indicador permanece em território de contração pelo segundo mês seguido ao atingir 49,4 em agosto ante 48,5 em julho.

12 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


03/09/2013 15:37 - Atualizado em 03/09/2013 15:37

Fonte: Portal FIESP

4.2 Incertezas econômicas devem dar lugar a câmbio estabilizado e investimentos em logística, avalia presidente do BNDES “Temos de aguardar a estabilização das condições internacionais e temos o Banco Central operando pra mitigar o excesso de volatilidade”, afirmou Luciano Coutinho nesta terça-feira (03/09), no 5º Congresso Nacional de Inovação da Indústria Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

A economia internacional ainda enfrenta turbulência e incertezas, mas, quando a atual política monetária norte-americana cumprir o seu ciclo e se estabilizar, o câmbio deve alcançar um patamar mais competitivo e estimular um ciclo de investimentos em logística, afirmou nesta terçafeira (03/09) o presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico Social (BNDES), Luciano Coutinho. Ele participou do 5º Congresso Nacional de Inovação da Indústria, no Centro de Convenções WTC Sheraton, na capital paulista. O evento é organizado pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Luciano Coutinho no congresso: dólar a um patamar mais competitivo daqui para a frente. Foto: Divulgação 13 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


Segundo o presidente do BNDES, o Brasil ainda deve enfrentar outras turbulências, mas “há perfeitas condições de administrabilidade dessa transição e provavelmente sairemos dela com um patamar (do câmbio) mais positivo”, avaliou. Para Coutinho, a combinação do esforço do Banco Central para mitigar a volatilidade dólar gerada pelo cenário externo com a provável retirada dos estímulos monetários pelo Federal Reserve (o banco central norte-americano) nos Estados Unidos, pode “descortinar uma perspectiva de sustentabilidade do processo de ganho de competitividade e produtividade para economia brasileira”.

Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios

04/09/2013

4.3 Pequenos e médios negócios são chave para a competitividade do Brasil, dizem especialistas A opinião é dos participantes de evento de inovação que ocorreu em SP na última terçafeira Por Agência Sebrae de Notícias -

Carlos Alberto dos Santos fala durante o painel em São Paulo (Foto: Sebrae)

A competitividade do Brasil está diretamente ligada ao aumento da participação dos pequenos negócios na cadeia de valor dos principais setores da economia brasileira. A avaliação é dos 14 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


participantes do painel A Inserção Competitiva de Pequenos Negócios na Cadeia de Valor de Grandes Empresas, que encerrou o 5º Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria, realizado na terça-feira (3) em São Paulo pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Sebrae. O presidente do Sebrae, Luiz Barretto, abriu o painel que teve a participação do diretor-técnico do instituição, Carlos Alberto dos Santos, e ainda de Cledorvino Brellini (Fiat), Adriana Machado (GE), Luiz Eugênio Pontes (Grupo M. Dias Branco), Luis Gabriel de Azevedo (Odebrecht) e Francisco Depperman Fortes (Gerdau). Barretto destacou que o Sebrae vem desenvolvendo diversos projetos de encadeamento produtivo em parceira com grandes empresas como Petrobras, Vale, Odebrecht, Gerdau, além do setor automotivo. Mas ressaltou que esses programas são muito mais que simples capacitações de micro e pequenos negócios, tendo em vista que a instituição desenvolve projetos de customização para que cada empresa consiga trabalhar conforme suas necessidades. Ele lembrou a parceria com a Petrobras já tem mais de uma década e desenvolveu fornecedores para uma cadeia produtiva, de óleo e gás, que possui alto índice tecnológico. “O programa de encadeamento produtivo tem que melhorar a qualidade, certificar e criar uma rede de fornecedores locais. Para nós é fundamental, porque melhora a capacidade e qualifica mais a pequena empresa, que ganha musculatura”, afirmou o presidente do Sebrae. Barretto ressaltou que o aumento da participação das pequenas empresas na cadeia de valor das grandes empresas pode gerar uma enorme quantidade de negócios para o país e melhorar a produtividade. “Este é um tema decisivo para o futuro do Brasil. Falar de inovação é, na prática, colocar essas empresas em diálogo permanente com as grandes empresas, capacitandoas para que possam inovar e não ficar de fora do processo de desenvolvimento”, disse ele.

O diretor técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos, destacou os desafios de levar a inovação para as pequenas empresas. “Precisamos pensar a questão da inovação de forma muito pragmática e instrumental”, destacou ele. Para o diretor, ao se falar de inovação para o pequeno empresário, a reação inicial é de desconfiança. “A tendência é achar que se trata de conversa de consultor, de algo caro, difícil e do qual ele não precisa”, disse Carlos Alberto.

15 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


Ele aproveitou para lembrar que o Sebrae procura usar uma abordagem de mercado corporativo, tratando de concorrentes e clientes, ao falar sobre a implantação de projetos de capacitação e assistência técnica e de levar tecnologia para dentro dos pequenos negócios. “Traduzimos de uma forma muito simples:Inovar é fazer diferente para fazer melhor. Para ganhar mais e aumentar os lucros e reduzir os custos. Isso o empresário entende”, afirmou o diretor técnico. Carlos Alberto dos Santos lembrou que muitas vezes se entende, de forma equivocada, que as pequenas empresas possuem um papel marginal e que seriam um fenômeno de países em desenvolvimento. Mas, de acordo com ele, nas economias mais industrializadas os pequenos negócios também são maioria. A diferença é que nestes países a defasagem competitiva entre as pequenas e grandes empresas é muito menor, ressaltou. De acordo com Santos, o Sebrae vai atender neste ano mais de 50 mil empresas com soluções de inovação. Para ele, os pequenos negócios têm que levar em conta o mercado mundial, não necessariamente por conta das exportações diretas, mas por meio das vendas das grandes empresas. “Dentro de todo avião da Embraer ou veículo da Fiat há, componentes de pequenos negócios. Uma forma de internacionalização e de criar pequenas empresas de classe mundial no Brasil é com a implementação de cadeias de valor global”, afirmou Santos. O diretor do Grupo Gerdau, Francisco Doppermann Fortes, contou que o crescimento do grupo em muito se deve à qualificação dos fornecedores e à capacidade de inovação das empresas da cadeia produtiva da siderúrgica. “Temos de dar o exemplo dentro de casa e levar isso para os fornecedores. Assim se prospera com inovação”, disse Fortes, que destacou os resultados positivos alcançados pelo programa de encadeamento produtivo desenvolvido em parceria com o Sebrae. Luis Gabriel de Azevedo, da Odebrecht, também ressaltou a importância das pequenas empresas na cadeia de valor da empresa e destacou a qualificação dos fornecedores no programa de encadeamento produtivo em parceria com o Sebrae. “A integração das micro e pequenas na cadeia de suprimento das empresas de maior porte é muito importante. Uma cresce com a outra”, apontou Adriana Machado, diretora da GE no Brasil. Segundo ela, como a tecnologia é muito volátil, está em constante e rápida evolução. A co16 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


laboração e a parceria são muito importantes. “A gente tem de criar uma cultura de comunicação, de integração. Um ambiente que favoreça a gestão da inovação”, afirmou a executiva. Para ela, empresas de qualquer tamanho podem e devem investir na inovação.

Fonte: Isto É Dinheiro

03.SET.13 - 11:49

4.4 Pedidos ao Inova Empresa somam R$ 56 bi, diz Raupp Por Rodrigo Petry

Os pedidos de financiamento voltados aos projetos do programa federal Inova Empresa já atingiram pouco mais de R$ 56 bilhões, informou, nesta terça-feira, 3, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp. "Isso mostra que as companhias têm muitos projetos de inovação", disse Raupp durante sua palestra em evento sobre inovação realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O Inova Empresa prevê apoio ao financiamento por meio de crédito, subvenção econômica, investimentos e financiamento a instituições de pesquisas. Segundo Raupp, serão disponibilizados mais de R$ 32 bilhões neste ano e para 2014 dentro do Inova Empresa. O ministro acrescentou que foram encaminhados projetos de mais de 1,9 mil empresas e de mais de 200 instituições de ciência e tecnologia. Copyright © 2013 Agência Estado. Todos os direitos reservados.

17 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


Fonte: A Tarde

Ter , 03/09/2013 às 10:19

4.5 CNI vê recuperação da economia após resultado do PIB Rodrigo Petry | Agência Estado

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, avaliou nesta terça-feira, 3, que os últimos resultados do Produto Interno Bruto (PIB) demonstram uma recuperação da atividade da indústria e dos investimentos. "O PIB confirmou o que vínhamos detectando, nos setores de construção civil e eletroeletrônicos, que é de crescimento da indústria e a volta dos investimentos. Nossa expectativa é de que isso continue nos próximos meses", disse Andrade, que participa, hoje, da abertura do congresso da CNI sobre impactos da inovação na cadeia produtiva. Andrade acrescentou, porém, que não deve ser registrada uma forte expansão da atividade em 2013, mas sim a "manutenção dos atuais índices" de crescimento do PIB e dos investimentos. "Vamos criar é uma boa base e alicerce para o próximo ano", afirmou. Sobre a taxa de câmbio, o presidente da CNI afirmou que ela "ainda está defasada". Para ele, a taxa ideal seria próxima dos R$ 3,00. "Sabemos que isso não poderia acontecer, mas o câmbio atual já está ajudando a indústria", afirmou.

18 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


ELABORAÇÃO

Elaboração

Biblioteca da Escola SENAI Antônio Adolpho Lobbe

Data 04 de setembro de 2013

19 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Faculdade de Tecnologia eEscola SENAI “Antônio Adolpho Lobbe”

Endereço: Rua Cândido Padim, 25-Vila Prado CEP 13574-320-São Carlos/SP Tel.: (16) 33717273 / Fax: (16) 33717273 e-mail: senaisaocarlos@sp.senai.br www.sp.senai.br


Clipping de notícias 04 09 2013  

Notícias relacionadas com o SENAI, Indústria e Educação, publicadas nos jornais locais, estaduais e nacionais.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you