Issuu on Google+

Turismo

Fotografia

Mergulho Técnico

Naufrágios

Cavernas

Equipamentos

diVemag www.divemag.org

Meio Ambiente

Novidades

Edição 17 - 2013 EDITORA

DIVE paixão pelo mar

international dive magazine Feita por quem mergulha !!

Portfólio: Ulisses Josei Turati

Bahamas: Tiger Beach

+

CAVE dive | CENOTES: JAIL HOUSE

Mais um cenote maravilhoso registrado por nossa quipe em Tulum no México

Cobertura Adventure Sports Fair 2013 A Maior feira de esportes de aventura da América Latina


Divirta-se Informe-se Vivencie Experimente

diVemag www.divemag.org

international dive magazine

WE DIVE !!


Foto: Kadu Pinheiro

Mais informações: www.shootout.com.br

shOOTOUT

GOSTA DE MERGULHO E FOTOGRAFIA ? ENTÃO VOCÊ NÃO PODE PERDER !

.cOm.Br

Underwater shootout Brasil

20 Shootout Brasil - Curaçao 25 maio - 01 de Junho de 2013 VENDAS: COMPRE SUA VIAGEM COM UMA ESCOLA CREDENCIADA:

Acquanauta: www.acquanauta.com.br Diving College: www.divingcollege.com.br Mar a Mar: www.maramar.com.br Scuba Point: www.scubapoint.com.br O Shootout Brasil colocou no ar um site especial para este evento, onde voce encontrará mais informações sobre a gincana e suas regras, sobre os palestrantes, e em breve a programação completa do que vai rolar em Curaçao ! SHOTOOUT BRASIL em CURAÇAO Realização:

SHOOTOUT BRASIL AZUL PROFUNDO

Realização e Apoio:

aZUL PrOFUNdO mergulhe nessa viagem !!!

diVemag international dive magazine

WORKSHOPS:

Kadu Pinheiro - Cristian Dimitrius - Carolina Schrappe - Ulisses Turati


Participe, as melhores fotos serão publicadas na revista, é fácil e grátis!

TOP 05 Crie uma conta no flickr.com, faça o upload de suas fotos preferidas, busque nosso grupo divemag.org e solicite participar, o grupo é público e aberto, você pode subir 5 fotos por dia, depois é só torcer para sua foto ser selecionada, boa sorte !!!


Venha mergulhar em Curaçao. Escolha um destes hotéis e experimente O melhor tratamento à brasileiros em todo o Caribe !!!

foto: Kadu Pinheiro

Operadora exclusiva de mergulho Ocean Encounters em todos os hotéis

Fotos: Kadu Pinheiro


Sweetlips on a shelf por Luko Gecko

TOP 05

MAIO DE 2013

diVemag international dive magazine

_MG_2934 por Pi単atel


Scalefin anthia (13) por Paul Flandinette

ABRIL DE 2013

TOP 05

Gobie nain por RĂŠunion Underwater Photography

diVemag international dive magazine

IMG_0018 por Joaquin Gutierrez Fernandez


TOP 05

MAIO DE 2013

diVemag international dive magazine

Oh for the love of dolphins... por bodiver


diVemag international dive magazine

INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Scuba Point

A DIVEMAG está disponível para ser visualizada em qualquer tablet ou smartphone com capacidade de ler arquivos em PDF, iPad, Android e outros. É simples e grátis: baixe a revista no seu device, entre no site da DIVEMAG selecione a edição e faça o donwload, assim que terminar, a revista será exibida no seu navegador e você poderá optar por gravá-la em sua biblioteca de arquivos. Ex: iBooks ou similar dependendo da plataforma que você utiliza. Agora é só aproveitar a sua edição da revista, colecionar ou enviar para os amigos, e o melhor: sem custo e sem limites. Aproveite e baixe agora o seu exemplar:

www.divemag.org


SOCIAL

>> Nesta edição <<

diVemag

Caros leitores,

international dive magazine

Feita por quem mergulha !!

15. BAHAMAS

Edição de junho, número 17, com muita adrenalina ! Apresentamos nessa edição uma matéria completa sobre os mergulhos no paraíso dos tubarões na terra: Tiger Beach nas Bahamas pelo texto de Raquel Rossa, nossa “shark lady”, e fotos inéditas e espetaculares do pioneiro nesse tipo de mergulho com tubarões, Gabriel Ganme, o verdadeiro, e brazuca, “shark man”. Ainda nessa edição mais um capítulo de nossa série sobre os cenotes mexicanos com Jail House, uma caverna extremamente técnica e com muita coisa interessante para se explorar.

EDITOR KADU PINHEIRO

33. CENOTES

CONTEÚDO

Também trazemos a cobertura completa da Adventure Sports Fair 2013, com tudo que rolou no espaço dedicado ao mergulho, que mostrou a participação do nosso mercado, e abriu uma nova opção para divulgação e promoção do mergulho para o público de mergulhadores, e muita gente que “ainda” não mergulha. E o portfólio do mês de nosso super colaborador Ulisses Turati, que nos brinda com macros maravilhosas e cores de tirar o fôlego (ou nos deixar com vontade de respirar muito, debaixo d´água)! Tudo isso e muito mais nessa edição da Divemag.

Águas claras e boa leitura. 15 :: Bahamas >> Tiger Beach 33 :: Cave diving >> Mexico - Jail House 49 :: Eventos >> Adventure Sports Fair 2013 60 :: Novidades >> Equipamentos 65 :: Medicina do mergulho 74 :: Especial Shark Finning >> Parte VI 78 :: Sea Shepherd 82 :: Fotógrafo Convidado: Ulisses Turati 95 :: Certificadoras e mercado

Kadu Pinheiro >> Editor <<


diVemag

Conselho Editorial

EXPEDIENTE

international dive magazine

Carolina Schrappe

PRESIDENTE: Flávio Lara flavio@divemag.org Redação

Cristian Dimitrius

Diretor de Produto E EDITOR: Kadu Pinheiro kadu@divemag.org JORNALISTA RESPONSÁVEL: Kadu Pinheiro Colaboraram nesta Edição: Ulisses Turati, Raquel Rossa, Gabriel Ganme, Kadu Pinheiro, Dan Brasil, Reinaldo Alberti.

Gabriel Ganme

REVISÃO FINAL: Reinaldo Alberti TRADUÇÃO ESPANHOL: Hector Mañon TRADUÇÃO INGLÊS: José Truda Palazzo

Lawrence Wahba

Publicidade gerente: ReinaldoAlberti publicidade@divemag.org Atendimento ao leitor SAC :: sac@divemag.org

ED.17

Reinaldo Alberti

DIVEMAG é uma publicação on-line mensal e gratuita da Editora Dive Ltda. Junho de 2013. Ar­ti­gos as­si­na­dos não re­pre­sen­tam ne­ces­sa­ri­a­men­te a opi­ni­ão da re­vis­ta.

Junho 2013 Rodrigo Figueiredo

ATENDIMENTO

Foto capa: Gabriel Ganme

O conselho editorial foi formado com o intuito de manter a revista alinhada com as melhores publicações de mergulho mundiais. Os membros do nosso conselho são referências junto ao mercado de mergulho, figuras publicamente conhecidas que representam nossa atividade perante a mídia e o trade.

sac@divemag.org


LAND-BASED FREEDOM LIVEABOARD VALUE

BREEZES ALL INCLUSIVE RESORT & STUART COVE'S!

4 dias / 3 noites 2 dias de mergulho U$ 699 por pessoa / quarto duplo Pacote especial “all day diving”

Oferta válida de 11 de agosto a 02 de novembro. Idade mínima de 14 anos para o Hotel Breezes. Mergulhos incluídos durante o dia todo, com almoço. Restrições podem ser aplicadas. Oferta sujeita a alterações e disponibilidade.


TIGER BEACH SHARK EXPEDITIONS, GRAND BAHAMA | Texto: Raquel Rossa | Fotos: Gabriel Ganme

diVemag international dive magazine

Não é de hoje que o território das Bahamas é conhecido por suas águas cristalinas e pela diversidade marinha. Todos os anos, milhares de mergulhadores partem ao arquipélago caribenho em busca das suas riquezas subaquáticas, sol e águas tropicais. Para os apaixonados por tubarões, como eu, não há melhor destino.

14


diVemag international dive magazine

Bahamas é uma verdadeira “sharktown”! Há cerca de 40 espécies dos grandes predadores, desde os caribenhos de recife na capital, Nassau, na ilha de New Providence, aos grandes martelos em Bimini, galha branca oceânicos e “silky” em Cat Island, tigres e limões em Grand Bahama, e por aí vai. Uma coisa eu garanto, não há lugar igual neste planeta azul para mergulhar com tubarões. Foi em busca dos tigres e dos galhas que parti para a minha primeira Shark Expedition liderada por Gabriel Ganme

15

DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme


DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

diVemag international dive magazine

GRAND BAHAMA E OS TUBARÕES TIGRE A maneira mais rápida e fácil de se chegar às Bahamas é via Miami. De lá, partem voos diretos ou conexões para as mais diversas ilhas do arquipélago. Na primeira etapa da viagem, saímos de Miami em direção a Freeport, em Grand Bahama. O objetivo? Mergulhar com os “personal sharks”, nas palavras de Mr. Ganme – opinião da qual compartilho em gênero e número –, os tubarões tigre, Galeocerdo cuvier. No aeroporto, Kale, o motorista responsável pelo traslado até Old Bahama Bay, esperava pelo nosso grupo.

16


diVemag international dive magazine

DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

Desde setembro de 2011, Stuart Cove’s, a maior operadora de mergulho das Bahamas, com sede em Nassau, deu início a operações com os tubarões tigre na ilha de Grand Bahama e com os galha branca oceânicos em Cat Island. A ideia é proporcionar encontros fabulosos com os tubarões, acrescidos do conforto de resorts à beira mar. Grand Bahama teve o seu período turístico áureo há alguns anos. Após ter sido devastada por dois furacões consecutivos na década passada, o turismo foi prejudicado, mas hoje está em franco crescimento devido ao mergulho com tubarões.

17


DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

De Freeport até West End, onde está localizado o Old Bahama Bay Resort & Yatch Harbour, são cerca de 40 minutos. No ponto mais a oeste de Grand Bahama, West End é o local onde o vento literalmente faz a curva, algo como um velho oeste com mar.

diVemag international dive magazine

18


international dive magazine

O lugar é um oásis em meio à destruição ainda visível na ilha. Old Bahama Bay tem 73 quartos de frente para o mar azul turqueza, todos construídos em casas estilo colonial britânico (herança da colonização inglesa) e bahamiano. Algumas delas são propriedade de astros de Hoolywood, como o ator John Travolta. Os quartos são espaçosos, equipados com uma mini-cozinha, wi-fi e varanda com vista para o mar. O complexo é grande, todo arborizado, com piscina, academia, agendamento de massagens e bicicletas gratuitas, que ficam à disposição dos hóspedes.

19

DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

diVemag

Foto: Raquel Rossa

ESTA É A NOSSA REPUTAÇÃO, FAÇA DELA A SUA

Escolha a NAUI. Procure pelo Dive Center NAUI mais próximo ou acesse o site www.naui.com.br W O R L D W I D E


DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

A marina recebe iates luxuosos vindos principalmente de Palm Beach, na Flórida, distante apenas 55 milhas náuticas do local. Para os amantes dos tubarões, não há lugar melhor: é uma “shark free” marina. Nenhum tubarão pode ser pescado ou desembarcado em águas bahamianas.

20 21

diVemag international dive magazine


OPERAÇÃO

DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

Durante o ano todo acontecem os mergulhos com os tigres em West End. Dependendo do número de mergulhadores, Stuart Cove opera com uma lancha rápida ou com um barco vindo de Nassau. Nesta viagem, foram 3 dias de mergulho com os tubarões tigre. O barco deixa a marina de Old Bahama por volta das 8h30, após o café da manhã. O retorno, no meio da tarde. O almoço é do tipo lunch-box, com sanduíches preparados pela cozinha do hotel. Distante pouco mais de 18 milhas náuticas da marina, aproximadamente 1h30 de navegação, Tiger Beach é um banco de areia de profundidades rasas. Dependendo da maré, de 6 a 8 metros. Em abril, a temperatura da água está na casa dos 25ºC, pois é o “inverno” caribenho.

diVemag international dive magazine

21


DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

diVemag international dive magazine

20


DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

Mergulhando Desde 2012, a operação é liderada por um instrutor brasileiro, Beto Barbosa, a quem chamo de “shark man” (vide box). Ele realmente tem o dom com os tubarões. Foi com ele que fiz o meu treinamento de alimentação de tubarões em Nassau, além de todos os meus mergulhos com os tigres em Tiger Beach. Junto com Beto, também tivemos a companhia do italiano Andrea Vitali e do próprio Stuart.

Gabriel em ação nosso verdadeiro pioneiro no mergulho com tubarões | Fotos: Raquel Rossa

diVemag international dive magazine

23


DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme Foto: Raquel Rossa, Gabriel Ganme registrando momento de alimentação de um Tigre

No grupo liderado por Gabriel Ganme, apenas aficcionados por tubarões. Biólogos, advogados, pessoas do mercado financeiro. Além de mim e do Gabriel, Axel, um eterno apaixonado pelos tubas, Mauro, Ana Flávia e Luiz, carinhosamente apelidado de “mineiro”. Apesar dos avisos, alguns mergulhadores ainda insistem em usar nadadeiras amarelas. Embora os tubarões não utilizem a visão como sentido principal na predação, a cor amarela chama a atenção dos tigres, que muitas vezes a confundem com alimento. Tivemos momentos ilários com um mergulhador trajando nadadeiras desta cor.

diVemag international dive magazine

24


Os tubarões são atraídos ao ermo local através do engodo. Estamos no meio do oceano, e Tiger Beach não é uma praia, como a tradução literal sugere. Carcaças de peixe são então jogadas ao mar para atrair os grandes astros do dia.

DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

Os tubarões limão (Negaprion brevirostris) são sempre os primeiros a chegar. E chegam em dezenas. Não tarda muito, porém, para os tigres aparecerem. Diferente dos limões, os tubarões tigre movimentam-se lentamente, são precavidos e extremamente inquisitivos.

25

diVemag international dive magazine


Lá em Tiger, há apenas fêmeas, a maioria grávidas e todas com personalidade e comportamento únicos. Lady Hook, assim batizada por mim para o meu projeto de fotoidentificação, é a mais assanhada do grupo.

diVemag international dive magazine

Curiosa, quer saber o que estamos fazendo lá embaixo e parece querer exclusividade na caixa de engodo. Giulietta, também nominada por mim, uma fêmea com uma falha na peitoral esquerda, nos fez companhia em todos os mergulhos.

DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

26


diVemag

DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

international dive magazine

Além delas, Charlotte, uma fêmea gigantesca e gravidíssima, uma juvenil muito delicada que tinha o focinho em gomos que lembrava em muito um tubarão martelo, e outra “big mama” com a dorsal caída e enrolada. Cada imersão, de uma hora e meia a duas horas, pois, como disse o “capitain” Ganme, o que é “loucura para alguns, é o paraíso para outros”. Para nós, o paraíso é aqui! Próxima Shark Expeditions? Bahamas sharktown: grande martelos (Sphyrna mokarran) e tigres. Bimini e Grand Bahama, fevereiro de 2014. Parte II na próxima edição: CAT ISLAND E OS GALHA BRANCA OCEÂNICOS

Foto: Raquel Rossa

27

Foto: Raquel Rossa

Foto: Raquel Rossa


DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

Serviço: Visto americano exigido para a conexão via Miami. Vacina internacional contra a febre amarela. Temperatura da água: de 23–25ºC, no inverno, a 28-29ºC, no verão. www.sharkexpeditions.com.br www.stuartcove.com www.oldbahamabay.com www.hawks-nest.com

Foto: Raquel Rossa

28

diVemag international dive magazine


DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

diVemag international dive magazine

Raquel Rossa nossa shark lady em ação

30 29


DESTINO | Bahamas - Tiger Beach | Texto Raquel Rossa, fotos: Gabriel Ganme

The Shark Man

By Gabriel Ganme

Depois de ter viajado quase o mundo todo em busca de tubarões, tive momentos incríveis, e vários insucessos. Muitas vezes, os momentos incríveis ocorreram devido a natureza, apesar da má qualidade da operação. Outras vezes, a operação era excelente, mas a natureza não colaborava. Escolhendo as melhores datas, com melhores probabilidades de encontros e as melhores operadoras, podemos ter uma boa margem de segurança, mas precisamos lembrar que não estamos num parque temático. O tubarão X pode esquecer de comparecer num dado dia, pois a carcaça de uma baleia morta, ou os atuns que estão sendo pescados por perto são seguramente mais atraentes. Já me impressionei com diversos divemasters positiva e negativamente, mas Beto M. Barbosa merece uma menção especial. Natural de Pernambuco, Beto está, já faz alguns anos, trabalhando como shark diver para as operações especiais da operadora de Stuart Cove, e o faz com uma destreza incrível, mantendo a segurança da operação e entretendo os mergulhadores. A calma e atenção com que Beto mantém os tubarões tigre alimentados e interessados é impressionante, e o mesmo fica colado no galão de engôdo, como se fosse o maitre da cozinha. Auxiliado por sua namorada Charlotte, uma inglêsa que fugiu do frio, e também adora os tubarões, e pelo capitão Alvin, extremamente atento a todos os aspectos, posso dizer que tivemos 6 dias de mergulhos incríveis. E, acredite se quiser, o Beto conseguiu parar, com imobilidade tônica, dois tubarões galha-branca oceânicos, pesadíssimos. Para quem não sabe, a imobilidade tônica parece ser um reflexo de defesa de um animal dominado. No caso dos tubarões, costuma funcionar quando os mesmos são virados de barriga para cima, mas Stuart Cove, o próprio, criou um método para os silky sharks, menores, ao dobrar a ponta do lóbulo superior da nadadeira caudal. 

30

diVemag international dive magazine

A shark diver fanática Raquel Rossa já havia usado o termo Shark Man para descrever o Beto, mas depois de ver a cara que ele fica cada vez que está no seu segundo habitat, com os tubarões-tigre e outros amigos me fez ter a certeza que é um profissional que adora o que está fazendo. É isto aí, grande Beto M. Barbosa, The Shark Man


ACQUAMAR: acquamar.com.br | BAHIA SCUBA: bahiascuba.com.br | BELLSUB: bellsub.com.br | DIVING COLLEGE: divingcollege.com.br | KEEP DIVING: keepdiving.com.br | LITORAL SUB: litoralsub.com.br | MAR A MAR: maramar.com.br | MARSUB: marsubsantos.com.br | OCEAN: ocean.com.br | POSEIDON MERGULHO: poseidonmergulho.com.br | SCAFO (S達o Paulo): scafo.com.br/sp/ | SCUBALAB: scubalab.com.br |


AQUA LUNG

Roupa super confortável, com 3 mm de espessura, possui gola de lycra em formato V e selo glideskin nos punhos de neoprene para facilitar no momento de vestir. Também possui zíper nas costas e costuras planas invertidas com agulhas duplas. Com isso a borracha torna-se impenetrável e evita rasgos.

GARANTA JÁ A SUA!

www.aqualung.com

INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Aqua Lung

ROUPAS BALI


CENOTE JAIL HOUSE

CAVE DIVING | México, Quintana Roo | Por Kadu Pinheiro

CENOTE JAIL HOUSE - SISTEMA OX BEL HA

  Seguindo com nossa série de artigos sobre mergulhos nos cenotes mexicanos, vamos falar um pouco de uma das cavernas mais ecléticas em que mergulhamos, Jail House, com características únicas, uma caverna muito técnica, com diversas opções de jumps e circuitos.

DIVEMAG Technical Dive

33


DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

DIVEMAG Technical Dive

O CENOTE JAIL HOUSE agora faz parte do enorme sistema de cavernas de OX BEL HA. O caminho para se chegar a entrada desse cenote fica a dois quilômetros ao sul da cidade de Tulum, na província de Quintana Roo, no México, no lado sudeste da Rodovia 307.

34


Como em várias cavernas da região, está localizada em uma propriedade particular e você deve obter uma chave para a porteira do terreno com o proprietário em Tulum, além de pagar uma taxa de entrada que é atualmente de 150 pesos por pessoa (algo como 15 dólares). A estrada para o Cenote fica na mesma entrada de Mayan Blue (ou Cenote Escondido).

DIVEMAG Technical Dive

DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

35


DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

DIVEMAG Technical Dive

Conduzindo o veículo na estrada passando Mayan Blue, você vai dirigir por pelo menos mais um quilômetro e na primeira intersecção,se manterá a esquerda na estrada principal. Na próxima bifurcação pegar a esquerda e vai chegar na porteira de Jail House onde vai usar a chave, abra o portão, atravesse e feche novamente.

36


DIVEMAG

DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

Technical Dive

37

Siga adiante e passe uma casa do lado esquerdo. Siga a estrada até o fim, onde há um amplo estacionamento com um bom número de mesas para se equipar. Um zelador pode aparecer e pedir para ver a sua chave.


DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

Para entrar na água há um caminho com um conjunto de degraus de pedras que segue até a beira do pequeno lago. É prudente ficar perto da borda e tentar não turvar muito a água, pois o laguinho tem um fundo lodoso e quando movido deixa a visibilidade quase zero, dificultando o acesso ao interior do cenote.

38

DIVEMAG Technical Dive


DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

DIVEMAG Technical Dive

O Cabo guia está amarrado a um tronco a esquerda e em águas abertas, facilitando o acesso. Ele desce e depois é amarrado em uma pedra, onde dobra em um angulo de 90 graus à direita. O fundo é cheio de musgo e detritos orgânicos e a entrada é estreita. A dica é manter suas nadadeiras bem para cima e evitar complicar a vida de quem vem logo atrás.

39


DIVEMAG

DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

Technical Dive

Logo na entrada podemos ver um T que nos dá a opção de seguir ao lado esquerdo ou direito, sendo o lado esquerdo o mais visitado.

40


Technical Dive

A caverna tem duas partes bem distintas, uma parte é de água doce, e muito, muito escura, uma caverna realmente sinistra, com formações que lembram grades escorridas (o que remete ao nome Jail House). Seguindo a navegação pelo cabo principal a esquerda, depois de algum tempo a outra parte da caverna que está abaixo da haloclina (onde a água doce se mistura com a água salgada), a água torna-se azul e suas paredes muito brancas.

41

DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

DIVEMAG


DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

42

DIVEMAG

Technical Dive


DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

DIVEMAG Technical Dive

Momento em que achamos os ossos da preguiça gigante, o fundo é de areia fina e muito delicado uma natação perfeita é imprescindível para não levantar uma nuvem de sedimentos.

43


DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

Já os condutos e salões se tornam mais amplos e seguindo adiante, mais ou menos quando você estiver perto de entrar no seu terço, podemos ver logo a esquerda e abaixo fosséis pré-históricos de uma preguiça gigante, um dos objetivos do mergulho foi chegar nessa ossada e fazer o registro.

DIVEMAG Technical Dive

44


Technical Dive

Para um segundo ou terceiro mergulho temos a opção de ainda pelo conduto principal fazer um jump a direita, logo no inicio do cabo guia. Esse jump corta caminho até o ponto onde se encontram as ossadas, mas é um conduto mais técnico e apertado do que o do cabo principal, com formações mais bem preservadas e um pouco mais de sedimento, por não ser um conduto muito visitado. Mas é uma ótima opção para chegar ao local dos ossos com uma boa reserva de ar e seguir adiante no cabo principal explorando mais um pouco da caverna.

45

DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

DIVEMAG

diVemag international dive magazine


DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

A parada descompressiva, caso necessária, pode ser feita na saída da caverna, no cabo guia, em meio ao sedimento, mas cuidado com os grupos que estão entrando, fique a sua direita e deixe a esquerda para os eventuais mergulhadores que estiverem entrando na caverna.

46

DIVEMAG Technical Dive


DESTINO | CAVE DIVING | CENOTE JAIL HOUSE | Texto e fotos: Kadu Pinheiro

DIVEMAG Technical Dive

Leve repelente pois insetos são uma constante por aqui! Agradecimento especial aos modelos e assistentes de fotografia: João Manassés, Rodrigo Garcia e João Paulo Pavani Franco e toda a equipe do Diving College.

Operação local: Xibalba | Dive Center e pousada: www.xibalbadivecenter.com

47


diVemag international dive magazine

Cobertura completa 2013

49


EVENTO | Adventure Sports Fair 2013 | Texto Reinaldo Alberti e fotos: Kadu Pinheiro

ADVENTURE SPORT FAIR 2013 A maior feira de esportes e turismo de aventura do Hemisfério Sul e da América Latina aconteceu em São Paulo, na Bienal do Ibirapuera no início deste mês, entre 01 e 05 de maio. Foram 5 dias de muita ação e aventura, isso mesmo, pois uma das principais características desta feira são as experiências indoor que os visitantes podem participar, entre diferentes tipos de escaladas, tiroleza, “arvorismo entre as colunas da Bienal”, snack line, caminhões, trailers, jeeps e outros 4 x 4, snowboard e skate... ufa !

diVemag international dive magazine

50


diVemag

EVENTO | Adventure Sports Fair 2013 | Texto Reinaldo Alberti e fotos: Kadu Pinheiro

international dive magazine

E na água: caiaque e stand up numa ampla piscina e o tradicional TANQUE DE MERGULHO. E como se mergulhou ! Foi um recorde absoluto no país. Em 5 dias de feira foram mais de 700 batismos ! 700 “ainda não” mergulhadores que sentiram o gostinho de respirar embaixo d´água... ou não, já que os recordistas brasileiro e sul americana, Archimedes Garrido e Carolina Schrappe, também ministraram uma clínica de mergulho em apnéia. E teve até casamento no tanque, e tudo isso, para promover para o GIGANTESCO PÚBLICO participante, em torno de 70 mil visitantes (mais um recorde), nossa atividade. Faziam ao menos 6 anos que o mergulho não participava de forma tão forte na Adventure, apesar de sempre presente de forma modesta. Este ano, no setor chamado água, tivemos um espaço de destaque, no primeiro pavimento da Bienal, já na entrada do evento.

A noiva Raquel

Archimedes Garrido e Carol Schrappe

51


EVENTO | Adventure Sports Fair 2013 | Texto Reinaldo Alberti e fotos: Kadu Pinheiro Neste espaço participaram dois dos destinos mais procurados pelos mergulhadores brasileiros, Bonaire e Curaçao. O Bureau de Turismo de Bonaire trouxe seus representantes e 4 hotéis bem conhecidos dos mergulhadores: Hotel Captain Don’s Habitat Hotel Divi Flamingo, Bonhata Hotel and Tourism Association, Hotel Buddy Dive Resort, Hotel Eden Beach Resort, Corporación de Turismo de Bonaire e Ocean Eyes. Produziram materiais em português informando aos mergulhadores que visitaram a feira o que a ilha tem a oferecer, e aos não mergulhadores também, já que Bonaire vem se esforçando e se destacando no turismo de aventura, com trekkings, bikes, wind e kitesurf. Já Curaçao trouxe os dois principais operadores de mergulho da ilha, a Go West Dive, que fica entre as mais bonitas praias do Caribe, e foi responsável por reproduzir o casamento subaquática que já havia acontecido na ilha e simbolicamente se repetiu no tanque de mergulho, pelos noivos Raquel e Leandro (evento simples, mas que mostrou o mergulho em pelo menos 4 canais de TV aberta – a Globo, SBT, Record e Gazeta). Para completar o mergulho mostrado por Curaçao, o hotel Lions Dive & Resort e a Operadora Ocean Encounter, uma das maiores do Caribe, mostraram a facilidade de se mergulhar nessa belíssima ilha.

Jornada com Giuseppe Nicoleti, e esposa da Pino Yasmin Peres de Bonaire em entrevista

diVemag

Reinaldo, Carol e Jorge da Ocean Encounter

international dive magazine

Sem dúvida o tanque de mergulho foi um dos mais concorridos espaços da Feira, reunindo quem queria experimentar o mergulho, e claro, acumulando muita gente, entre “pais babões” e quem passava por ali pra ver o que estava acontecendo dentro da água. A Certificadora de Mergulho NAUI (National Association of Underwater Instructors) foi a responsável pela administração do tanque, e absolutamente ninguém que esteve afim de fazer o batismo deixou de ser atendido, o que fazia com que muitas vezes o horário se extendesse para depois do fechamento da feira. Em uma excelente parceria com a fabricante de roupas Pino, que cedeu os trajes de mergulho para os batizados, fizeram já no primeiro dia – feriado em que o paulistano invadiu o Parque Ibirapuera – 220 batismos, e em torno de mais 500 nos demais dias da feira. E a NAUI ainda montou um bonito stand institucional, mostrando porque a assinatura da agência é o “Mergulho Seguro Através da Educação”. Parabéns a NAUI, que tem sua sede em Jundiaí, e mandou muito bem em toda a logística, que envolveu dezenas de cilindros e instrutores que se revezaram para atender com simpatia e competência quem queria descobrir o mergulho na prática durante o evento.

Equipe da West Curaçao com Carol e Reinaldo

52


EVENTO | Adventure Sports Fair 2013 | Texto Reinaldo Alberti e fotos: Kadu Pinheiro

Dituri com Luizão da IANTD

João Paulo Pavani Franco apresentando Advenced side mount IANTD

Outra credenciadora que marcou presença na Feira foi a IANTD (International Association of Nitrox and Technical Divers), com um stand para demonstrar os seus cursos, principalmente os de mergulho técnico e de rebreathers. Trouxe atrações internacionais à feira, entre eles o seu Diretor Internacional de Treinamento, o mergulhador da Marinha Americana, Joe Diture, que com muita simpatia atendeu aos brasileiros, nossa revista em uma entrevista exclusiva (que traremos na íntegra na próxima edição), e ministrou o primeiro curso no Brasil de Recompressão na Água, um assunto “espinhoso” que foi distrinchado por ele durante todas as manhãs do evento para 6 mergulhadores e instrutores IANTD no Brasil. São apenas 9 pessoas formadas neste treinamento no planeta, e agora, a maioria tupiniquins. Ele também ministrou uma concorrida palestra nos sábado a tarde, dia 4, sobre o assunto. A IANTD inovou e realizou o seu Encontro de Instrutores no sábado e domingo (dias 4 e 5), dentro da Adventure Sports Fair, com palestras sobre técnicas de ensino, técnicas fotográficas, equipamentos como o side mount e as incríveis histórias do mergulhador Robbie Schmitter, de como ele e uma equipe de experientes mergulhadores em cavernas cabearam centenas de quilômetros, descobrindo e mapeando dezenas de sistemas na Península de Yucatán no México.

Robbie em sua palestra sobre exploração de cavernas

diVemag international dive magazine

Kadu Pinheiro apresentando o curso de foto sub da IANTD André Gusson IANTD

Alguns dos palestrantes IANTD: Kadu Pinheiro, nosso editor que lançou o programa de fotografia subaquática da certificadora, além dos Instructors Trainers (formadores de Instrutores) João Paulo Pavani Franco, Roberto Trindade e André Gusson, além do Médico e Instrutor IANTD e DAN Eduardo Vinhaes.

53


Embaixadores da Sea Shepherd Carol e Kadu com Luiz Albuquerque

EVENTO | Adventure Sports Fair 2013 | Texto Reinaldo Alberti e fotos: Kadu Pinheiro

diVemag international dive magazine

A defesa do meio ambiente e animais marinhos também esteve presente, com uma função nobre de mostrar para aventureiros que não conhecem tão bem o mar, não mergulhadores, a importância da preservação e quantas ameaças este ambiente vem sofrendo. Os responsáveis foram os guerreiros da Sea Shepherd, com equipe liderada pelo ativista Luiz Albuquerque, que nos contou entusiasmado que a Adventure Fair foi uma importância conquista, já que o número de visitantes foi incrível, fator que ajudou muito na coleta de assinatura para importantes petições de proteção de nossos oceanos. Além disso, Carolina Schrappe, nossa colunista de mergulho livre, foi convidada e aceitou prontamente ser Embaixadora da Sea Shepherd no país. Agora, em todos os Dive Centers que ministra seus treinamentos levará também a bandeira dos Guardiões dos Mares, sensibilizando mais gente para a causa. Também a convite da ONG e da Divemag, outro Embaixador, o artista plástico Erick Wilson, passou dois dias pintando um belíssimo painel em nosso stand. Muitas da obras vendidas pelo Erick tem seu valor revertido para causas ambientais que envolvem a defesa de nossos oceanos. Por falar em arte, uma figurinha carimbada nestes eventos participou também desta edição. O Jaime e sua equipe comandaram o stande da Magia das Jóias, com peças diversas em prata representando diferentes atividades de aventura, com vários lançamentos. A maior coleção como sempre, foi a da Magia do Mar, com brincos, pingentes e anéis com temas marinhos.

54


EVENTO | Adventure Sports Fair 2013 | Texto Reinaldo Alberti e fotos: Kadu Pinheiro

André Valentim e Edisio e Pablo Amilton (adventure), Patrick (Atlantis Noronha) e KARIN

A empresa Atlantis, talvez a maior empresa de operação de mergulho do país, capitaneada pelo Patrick Muller marcou sua presença com um stande divulgando seus roteiros de mergulho em Fernando de Noronha, em Recife (com a presença do Edisio Rocha da Aquáticos) e sua rota de live aboard entre Paraty e Angra dos Reis, que atende mergulhadores de todo o país e também faz roteiros de fotografia de natureza com grandes nomes brasileiros da captação de imagens. Além disso, o caminhão da Atlantis, adquirido, adaptado e reformado para diferentes roteiros de aventura no interior do Brasil,  fez sucesso e foi uma das atrações mais clicadas durante os 5 dias de feira. Finalizando as participações do mergulho na ASF, os dois maiores Operadores de Turismo especializado em viagens subaquáticas estiveram também com seus standes. Amilton Diniz e Karin Siegrest e sua equipe comandaram o stande da Adventure Travel, que além de sua ampla grade de destinos, mostrou um pouco ao público o trabalho que faz com “pet travel” (sim, viagens para você levar seus bichanos de estimação) e contou com o atendimento também do André Valentim, representante do Stuart Cove’s, o maior e mais bem estruturado operador de mergulho nas Bahamas, em diferentes ilhas do arquipélago e com diferentes tipos de mergulhos com tubarões no local. E a Azul Profundo, comandada pelo Flavio Lara e sua equipe, atendeu durante os 5 dias de feira diversos donos de Dive Centers e agências especializadas, além de informar a muitos curiosos, mergulhadores ou não, sobre viagens ao Tahiti, colaborador no stand da operadora, e demais destinos de seu portfolio.

55

André Valentim e Cristian Dimitrius

diVemag international dive magazine


Time da Scuba Point e Sea Shepherd no stand da Divemag

EVENTO | Adventure Sports Fair 2013 | Texto Reinaldo Alberti e fotos: Kadu Pinheiro

Tuca, Paulinha e Water Bahia scuba e Aqua lung marcando presença

Robbie Schmittner

Stand DIVEMAG sempre cheio de amigos

Lica Notomi com equipe da Fun Dive

Reinaldo e Marcio Lisa Reriton, Kadu e Vitinho !!

Pablo e Valentim (Sea Sub) e Flávio (Azul)

diVemag international dive magazine

Palestra: Cristian Dimitrius

Carol e Nando da PADI

Tivemos importantes visitas da indústria brasileira do mergulho. Lalo e Daniel da Scuba Point foram conferir o primeiro dia do evento. Paula Loque da Mar A Mar e da Aqualung Brasil, com o Walter Nunez, gerente comercial da marca também estiveram em nosso stand. Isso se repetiu com o Pablo Varela da Sea Sub e Fernando Martins da PADI. Giuseppe Nicoleti, filho do lendário “Seu” Pino e administrador da marca em Santa Catarina também esteve presente na feira para conferir e dar apoio ao trabalho no tanque de mergulho. Também estiveram presentes o Santosha de Castro e Bernardo Cruz, gerentes comercial e de marketing da Fun Dive. Will da Scafo de São Paulo. E outros stands em outros setores da feira também mostraram um pouquinho mais de mergulho, como nos espaços de Pernambuco, do Rio Grande do Norte, e a Argentina, que mostrou as belezas de sua capital de mergulho, Puerto Madrín na Península de Valdez e alguns points diferentes, mais tradicionais por suas vinícolas e estações de ski, como Mendoza, mas que também tem mergulho (e em uma futura matéria descreveremos como é para nossos leitores). Ainda o destaque para o público recorde na palestra de Cristian Dimitrius que falou sobre seu trabalho como documentarista de natuerza.

56

Kadu com Giuseppe Nicoleti, e esposa da Pino

Curaçao !!!


NAUI E IANTD exemplo de Uni達o

Turismo da Argentina com produots exclusivos de mergulho

EVENTO | Adventure Sports Fair 2013 | Texto Reinaldo Alberti e fotos: Kadu Pinheiro

diVemag international dive magazine

Clube do mergulhador e Adventure Travel prestigiando o stande da NAUI

Futuro apresentador da rede Globo

57


Lançamentos do Xtrax

EVENTO | Adventure Sports Fair 2013 | Texto Reinaldo Alberti e fotos: Kadu Pinheiro

E foi assim que o mergulho “voltou” para a Adventure Sport Fair. Esperamos que nas próximas edições mais players do mercado nacional e internacional de mergulho participem deste importante e tradicional evento, que tem o maior público de turistas do país, do qual a grande maioria não conhece bem nossa atividade. Está aí uma oportunidade, que somado com outros eventos destinados a mergulhadores, fortaleçam nossa atividade, mostrando novidades para mergulhadores e “nosso” fantástico mundo pra quem “ainda” não o conhece bem.

diVemag

Os noivos !!

international dive magazine

58


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Atlantis Divers

diVemag

FOTOGRAFIA | EQUIPAMEnTOS | Redação

international dive magazine

Sony lança smartphone que grava e tira fotos debaixo d’ água A Sony anunciou nesta segunda-feira o lançamento do Xperia ZR, a novíssima geração da família Xperia. A grande novidade é a capacidade de gravar vídeos em HD e tirar fotos debaixo da água. A fabricante diz que o celular pode permanecer submerso por até 30 minutos a uma profundidade de 1,5 metros sem ser danificado. O aparelho conta com processador quad-core Snapdragon S4 Pro de 1,5 GHz, 2 GB de RAM e câmera de 13 megapixels e é compatível com redes 4G (LTE). O Xperia traz tela resistente a arranhões de 4,6 polegadas com resolução de 1280×720 pixels.  O sistema operacional é o Android 4.0.

Além disso, possui os aplicativos Walkman, Álbum, Filmes e o OptiContrast Bravia para reduzir o brilho”, mesmo sob luz solar intensa. O aparelho só deve chegar ao mercado na metade do ano, e ainda não há previsão de preço.

60


Lançamentos | Náutica | Redação

O SEMI SUBMARINO EGO-SE 450 Um lançamento bem curioso O barco ‘semisub’ com uma cabine subaquática que lhe permite explorar o fundo do mar sem se molhar, a empresa sul Coreana EGO lançou um semi submarino: O EGO-SE 450, ou ‘Pinguim’ tem dois cascos flutuantes de cada lado de uma cabine central que fica abaixo da borda da água.

Suas sonhadas férias viram realidade em um lugar maravilhoso.

A cabine debaixo d’água faz com que seja possível explorar o fundo do mar sem se molhar por causa de três grandes janelas na parte frontal e lateral do casco. O veículo é chamado um semi-submarino porque apenas uma parte da embarcação fica sob a água, diferentes dos Submarinos ficam totalmente submersos. O pinguim é composta por dois cascos flutuantes em cada lado e uma cabine central. A cabine central fica abaixo da linha da água. Para chegar até a cabine você desce um pequeno lance de escadas. A cabine tem dois lugares, uma tela de LCD e todos os controles da embarcação

A maior Barreira de Corais do Caribe, praias paradisíacas e um resort exótico. Centro PADI 5 Estrelas, centro de fotografia, câmara hiperbárica própria. Mergulhos com golfinhos, tubarões, tartarugas, naufrágios e milhares de peixes. Passeios a cavalo, caiaque, passeios pela selva, canopy ou simplesmente relaxar embaixo das palmeiras. No AKR, as aventuras Roatan • Bay Islands surgem naturalmente.

32 info@anthonyskey.com | anthonyskey.com/divemag | 954.929.0090 Honduras

Há grandes janelas na frente, e em ambos os lados da cabine central, de modo que você possa ver o que está acontecendo debaixo d’água, Você pode pilotar a embarcação usando um joystick Há também um controle remoto que lhe permite pilotar o pinguim quando você está no deck superior. O Penguin utiliza um sistema de propulsão alimentado por propulsores elétricos em ambos os lados do casco.

diVemag international dive magazine

62


Uma câmara de alta-resolução na frente da cabine fica ligado ao ecrã de LCD no interior do posto de comando. Isto significa que quando você está pilotando o barco de dentro da cabine, você ainda pode ver o que está acontecendo na superfície auxiliando a navegacão e orientação externa. Na parte inferior da cabine conta com um sistema de sonar que pode verificar a profundidade da água. O sistema irá enviar um alarme se estiver navegando muito no raso. De acordo com as suas especificações, o pinguim tem autonomia mínima de cinco horas e um máximo de oito quando viajando a até quatro nós de velocidade. Os preços ainda não foram anunciados.

Lançamentos | Náutica | Redação

O barco está sendo apresentado no Korea International Boat Show de 30 maio até 2 junho de 2013. Uma edição de luxo, ou LE, será lançado em breve, embora os detalhes deste modelo ainda não sejam conhecidos. Mais Informações:

63

diVemag international dive magazine

http://www.egosubmarine.com/01ego_se_overview.htm


diVemag

medicina do mergulho | por gabriel ganme

international dive magazine

Medicina do Mergulho e do Exercício o que se fofoca por aí?? Assunto do mês: Álcool e Mergulho não combinam!! Gabriel Ganme: Marcos Roberto Giorchino infelizmente não só passam mal, como correm sérios riscos, desde mau julgamento de uma situação, vomitar, e até um risco maior de DD. Silvana Gabriela Lavieri: O álcool também é um depressor do sistema nervoso central, de modo que você vai estar menos sensível a possíveis dores de uma pancada na escada ou até mesmo menos sensível aos sintomas da doença descompressiva como dores nas articulações, náuseas, fadiga, dor de cabeça e confusão. “Além da desidratação, fadiga e falta de julgamento”

Caro, está chegando a hora da nossa coluna da Divemag, e vamos falar sobre alcool e mergulho, e alcool e qualidade de vida e riscos. Sergio Viegas: Acho um bom tópico para se discutir. Existem mitos e conceitos equivocados bastante enraizados no nosso mercado. Concordam? Gabriel Ganme: Bom Sergio Viegas pelo visto ninguém quer começar. Vamos lá, caros mergulhadores, sabiam que o alcool pode demorar até 36 horas para ser totalmente eliminado da circulação?? Maximiliano Longo: Concordam que se tomar uma (só uma!) taça de vinho ou lata de cerveja, acompanhado de refeição um dia antes do mergulho não tem problema e faz até bem a saúde. De acordo ou.... ? Marcos Roberto Giorchino: Muito bom tema, lembro quando operei mergulho na Laje de Santos, mergulhadores chegavam direto da balada e iam mergulhar. Não passavam do 1 mergulho! Gabriel Ganme: Maximiliano Longo concordo que pode não fazer mal, mas não concordo que faça bem. Não há clara evidência científica que uma taça de vinho seja melhor que outros alimentos que contenham os mesmos componentes, exceto o alcool.

65

Sergio Viegas: Uma questão óbvia mas frequentemente esquecida é que não existe prevenção retroativa. Depois que um problema ocorreu, podemos apenas evitar que ele se repita. Segundo: http://www.scuba-doc.com/alch.htm O consumo de alcool está relacionado a aproximadamente 50% dos acidentes com pessoas adultas. A coleta de dados após um acidente sempre é difícil. Muitas vezes, os relatos omitem informações que possam causar constrangimentos ou que possam causar dano moral aos envolvidos.


diVemag

medicina do mergulho | por gabriel ganme

international dive magazine

Paula Eichler: Estou lendo agora uns artigos que estão relacionando uma dose diária (ou a cada 2 dias) com redução no risco de ter doença coronária. Mas a quantodade é bem limítrofe pois o consumo de 3 ou mais doses diárias está associado a hipertrigliceridemia, cardiomiopatia, hipertensão e derrame. “The American Hearth Association” sugere que homens não bebam mais que 2 e mulheres 1 drink por dia. (Saremi e Arora, 2008) (artigo de revisão)
 Paula Eichler: Hahaha acabei de ler um sobre o Paradoxo Frances que diz que apesar de haver grande evidência dos benefícios do consumo moderado de vinho ainda nao há sugestão clínica para quem não bebe começar a beber... (Lippi e cols2010). Agora preciso ler os artigos do meu trabalho, apesar destes estarem muito divertidos.
 Paula Eichler: Ta bom, mais um: Alcohol and UK recreational divers: consumption and attitudes. St Leger et al. 2012. Só as conclusões a partir de um questionário aplicado. Alguns mergulhadores participam de atividades de mergulho mesmo quando estão acima do limite para dirigir. Demonstram falta de conhecimento para o efeito de DESIDRATAÇÃO, consideram que a atitude de beber e mergulhar menos responsável quando em uma viagem de mergulho e alguns mergulhadores mudaram para atitude mais responsável em relação ao consumo de alcool após presenciarem incidentes de mergulho que estavam relacionados ao alcool. Andre Luiz Woitech Hecksher: Um tema interessante, pois socialmente é aceito a bebida, mas quando falamos de bebida e mergulho: Aumenta a diurese, levando a desidratação ( talvez um dos maiores riscos para DD ) hipotermia, diminuição dos reflexos e capacidade de julgamento...... Acho que nem preciso falar mais pois todos sabem dos efeitos maléficos do álcool. O mais triste é a segregação de quem não bebe.... Passa até por chato , mas quando se esta numa viagem e o camarada tem uma DD , acaba estragando a viagem de todos!!!! Não sou radical e sei que quando se esta de férias acaba relaxando, tomando uma cerveja, wisk ou vinho.... então se for beber procure fazer outra atividade.....

66


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Curaçao

diVemag

medicina do mergulho | por gabriel ganme

international dive magazine

Mergulhe no fantástico mundo subaquático de Curaçao Curaçao é uma ilha formada originalmente por pedras vulcânicas onde os corais se formaram ao longo dos séculos. Isto pode ser visto imediatamente no primeiro mergulho. Na costa do lado direito da ilha os mergulhadores poderão observar belos recifes de corais. Essa é uma das razões que tornou Curaçao um dos destinos mais populares de mergulho do mundo. Fauna e flora subaquática de rara beleza formada ao longo de milhões de anos. • Destino top para mergulhadores – você não achará no mundo um local de tamanha beleza e variedades para prática de mergulho. • Seleção de três grandes áreas para mergulho – Curaçao é cercada por fantásticas áreas para mergulho. • Curaçao também é um fantástico destino para a prática de snorkel – até mesmo da superfície pode-se observar as belezas do mundo subaquático de Curação. • Um destino para todos – Além do fantástico mundo subaquático, Curaçao oferece muita diversidade para os que preferem ficar em terra – compras, lazer, esportes, praias, cultura e gastronomia.

www.curacao.com

Mauricio Laranjeira: É, nos dias de hoje estranho é quem não bebe, parece que há uma certa “pressão” social para que se consuma algum tipo de bebida alcoolica. Muitas viajens de mergulho são comparadas à pescaria, onde o core competence não é o peixe e sim o motivo pra sair de casa, ou seja, bebidas e baladas!!! Não digo que nunca fiz isso, mas com o passar do tempo e com mais conhecimento adquirido não tenho mais o desejo de beber e precisar “abortar” um mergulho por conta disso, vamos deixar pra abortar mergulho por motivos que estejam fora de nosso controle!!! O alcool não combina com nada onde é necessário responsabilidade e atenção!!! O maior antagonismo comercial é beba com responsabilidade!!! o melhor seria, se tem responsabilidade não beba!!! Abraços!!! Gabriel Ganme: Caros, é isto ai, o Mauricio Laranjeira postou muito bem, existe pressão social para se beber, especialmente vinho, pelo menos na faixa etária de 30 a 50 anos. Lamentavelmente, a indústria do vinho usa argumentos pouco embasados, e não menciona os malefícios. Cara Paula, você vai encontrar uma série de artigos e vai ficar louca, pois esqueceram de mencionar o altíssimo nível de cirrose hepática, ligado ao paradoxo françês. Você mencionou outros problemas. E quando quantificamos a dose máxima aceitável, no caso do vinho, é de um cálice normal para homens, e menos de um cálice para mulher. E ai, botando lenha na fogueira, desde quando cada marca de vinho tem a mesma quantidade de álcool. E o Andre Luiz Woitech Hecksher tambem deixa claro outros malefícios e riscos do álcool, num país de extrema violência, e diversas mortes bizarras no trânsito, seguramente ligadas ao álcool. E como ninguem vai preso, e até um ex-presidente se gabava de ser um cachaceiro nato, que beleza... Resumindo, a discussão continua, mas uma coisa é certa:

álcool e mergulho não combinam !! Boas águas Gabriel Ganme e amigos do Grupo Medicina do Mergulho e Exercício Físico

68


NOVIDADES | TV | Redação

8 DE JUNHO o CANAL OFF EXIBE PROGRAMAÇÃO ESPECIAL NO DIA MUNDIAL DOS OCEANOS No dia 8 de junho, sábado, o Canal OFF vai exibir uma programação especial em homenagem ao Dia Mundial dos Oceanos. A data foi criada durante o evento de repercussão mundial “Eco 92”, realizado no Rio de Janeiro, com a finalidade de celebrar a cada ano um tributo à preservação dos oceanos e aos produtos que eles fornecem. Serão mais de 8 horas de conteúdo especial com programas, filmes e documentários inéditos que abordam as belezas e os mistérios dos nossos oceanos. Entre as atrações internacionais estão os documentários inéditos “The Living Sea”, indicado ao Oscar e produzido em 70mm, com narração da atriz Meryl Streep e trilha sonora exclusiva do músico Sting, que traz um levantamento de todos os oceanos do mundo a fim de mostrar a importância de suas preservações e “Jack McCoy”, sobre a primeira visita do renomado diretor subaquático ao Rio de Janeiro no ano passado e também com imagens de grande parte de sua filmografia que conta com os maiores surfistas do mundo. Entre as atrações nacionais estão um episódio de “Submerso” com os mergulhos de Sofie Mentens, Marcela Witt e Sofia Graça Aranha no Caribe e as aventuras do surfista de ondas grandes Carlos Burle na temida praia de Jaws, no Havaí, em “Desejar Profundo”.

69

diVemag international dive magazine


NOVIDADES | DAN | Redação

Declarações de Consenso do Workshop sobre Acidentes Fatais

Mayan Princess Beach & Dive Resort reservations@mayanprincess.com Tel: (504) 2445 5050/52, 9486 0381 www.mayanprincess.com

Em ROATAN, praias e mergulhos de classe mundial em um só destino !

Turquoise Bay Dive & Beach Resort reservations@turquoisebayresort.com Tel: (504) 9885 0840 www.turquoisebayresort.com

Liberado o documento de consenso produzido durante o ‘workshop’ DAN Brasil sobre Acidentes Fatais realizado no dia 01 de dezembro de 2012, em Itupeva SP. O evento foi organizado para a indústria de mergulho com o objetivo de melhorar a segurança no mergulho recreativo no Brasil. Estima-se que nos últimos 40 anos mais de 500.000 mergulhadores foram certificados no Brasil e mais de 20.000 novos mergulhadores são formados a cada ano pelas diferentes organizações de treinamento que atuam no país. Em 2012 ocorreram sete acidentes fatais com mergulhadores brasileiros que representa um aumento 700% em relação à média de fatalidades dos últimos 20 anos. Durante o evento foram apresentados dados de diferentes regiões do mundo, fornecidos pela DAN América, DAN Europa, DAN Asia-Pacifico, British Sub-Aqua Club e pela PADI. As causas dos acidentes fatais apresentam grandes semelhanças e mostram que a maior parte dos acidentes poderia ter sido evitada. Com o objetivo de diminuir o risco de fatalidades e conhecer eventuais peculiaridades regionais, a DAN Brasil, uma organização não governamental, sem fins lucrativos, e as quatro maiores organizações de treinamento de mergulhadores que atuam no Brasil (IANTD, NAUI, PADI e SSI) concordaram em usar uma ferramenta comum para coletar dados de acidentes e incidentes de atividades de mergulho recreativo ou técnico. A ferramenta pode ser acessada pelo link www.dan.org/incident-report/portuguese Líderes experientes da área de treinamento de mergulhadores e de outras áreas do mercado e palestrantes internacionais vindos da sede da DAN nos Estados Unidos compartilharam suas experiências e estabeleceram procedimentos e documento de consenso que devem ser adotados em todo o Brasil. Os tópicos discutidos incluíram temas como os registros históricos de acidentes fatais com brasileiros, uma comparação com as estatísticas internacionais de acidentes de mergulho, os padrões adotados pelo Brasil para o mergulho recreativo, questões de saúde relacionadas ao mergulho e medidas específicas como o uso de listas de verificação pré-mergulho (‘checklists’) e a necessidade de enfatizar as habilidades básicas que têm sido relacionadas à maioria dos últimos acidentes: gerenciamento do suprimento de gás respirável, compartilhamento do ar, técnicas de subida em emergências, como evitar enrosco ou aprisionamentos e como evitar problemas cardíacos durante o mergulho.

70


diVemag

LançamentoS | LIVROS | Redação

international dive magazine

O Arquipélago dos Abrolhos é tema de livro de arte Com 150 fotos dos experientes fotógrafos Fernando Clark e Enrico Marcovaldi , a publicação mostra a importância do arquipélago e relata dados importantes sobre a vida dos corais e baleias Jubarte da Região No livro “Abrolhos”, os fotógrafos Fernando Clark e Enrico Marcovaldi em parceria com o autor Afonso Capellas fazem uma verdadeira ode à natureza oceânica e a preservação desse ecossistema. Através de um olhar de amor, encantamento e descoberta, os fotógrafos revelam as aves, as baleias, os corais e a cidade de Caravellas. Um arquipélago pouco explorado e a admiração pelo trabalho de conservação desse paraíso fizeram a Editora Cultura Sub e a Conservation Internacional irem a fundo dessa jornada de traduzir em fotos e palavras a magnitude de Abrolhos. As baleias, os peixes, os corais, o trabalho de conservação e o futuro de Abrolhos tomam forma e entram na imaginação e na vontade daqueles que ainda não conhecem o local e de outros que querem retornar. O livro, uma produção da Editora Cultura Sub e co edição da Conservation Internacional conta com o patrocínio da CHESF. A editora Cultura Sub, cuja linha de atuação é voltada para projetos de sustentabilidade e preservação do meio ambiente, se sente honrada em mostrar ao leitor o que existe em Abrolhos e por que precisamos conversar este local: “Sempre lutaremos pela preservação da natureza e da vida que a habita. A beleza das fotografias ajuda a despertar nas pessoas o interesse pelo meio ambiente que as cerca,

e a ter mais cuidado com as espécies que o habitam. Agradecemos sempre aos patrocinadores que acreditam, assim como nós, que a beleza da natureza só continuará viva se nós a preservarmos”, comenta Ana Carolina Xavier, da Editora Cultura Sub.

Dados: • • • •

Formato 28x28 N de Páginas 240 Sobrecapa Acabamento Fine Art

Serviço: Lançamento do livro “Abrolhos”São Paulo Data: 28 de maio de 2013 Horário: às 18:30 Local: Livraria da Vila do Shopping Cidade Jardim Lançamento do livro “Abrolhos”Rio de Janeiro Data:11 de junho de 2013 Local: Livraria da Travessa 07 de Setembro Endereço Rua 07 de setembro, 54-Centro Rio de Janeiro À venda no site www.culturasub.com, por R$90,00.

72


SHARK FINNING Parte VI

Por: RAQUEL ROSSA

LEGISLAÇÃO BRASILEIRA sobre a pesca de tubarões

No Brasil, o controle portuário das embarcações pesqueiras cabe ao IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). A Portaria IBAMA Nº121-N, de 24 de Agosto de 1998, regula a pesca de tubarão em território nacional. Segundo a legislação, é proibido o desembarque isolado de nadadeiras de tubarões, sem as respectivas carcaças. Fica também proibido o transporte a bordo ou o desembarque de nadadeiras as quais o peso exceda a 5% do peso total das carcaças. Embora seja considerada eficaz em termos de legislação, a portaria nº 121-N/1998 não soluciona o problema do finning. Na prática, torna-se obsoleta por motivos quase óbvios: não há controle e fiscalização eficientes, menos ainda balanças nos portos para que sejam efetuadas as pesagens das respectivas barbatanas e suas carcaças. Além disso, a média de 5% (estabelecida pelo NMFS – Serviço de Pesca do Centro de Administração Nacional Oceânico e Atmosférico dos EUA, o NOAA) é controversa. Segundo a cientista Shelley Clarke, essa proporção varia de espécie para espécie, entre 2,3 a 5,1% quando consideradas as nadadeiras já cortadas, ou menor ainda, entre 1,3 e 2,5%, quando consideradas parte do peso total do animal. Assim, estaríamos liberando uma quantia legal maior ainda para a indústria pesqueira. Uma vez nos portos, as barbatanas são descarregadas em sacolas, ainda frescas, e são encaminhadas diretamente a um receptador, que as leva para as indústrias de beneficiamento, onde serão desidratadas e processadas para a exportação. Além da exportação, parte dessas barbatanas abastece o mercado paulistano: restaurantes chineses, onde é servida a sopa de barbatanas de tubarão, e restaurantes japoneses, que servem as barbatanas na forma de sushis ou temakis exóticos. Carlos “Crow” chama a atenção para o fato de nenhuma dessas indústrias apresentar fichas com a portaria nº 121-N/1998 do IBAMA preenchidas e carimbadas.

74

Foto: Raquel Rossa

Como, então, elas chegam aos restaurantes se não há barbatanas à venda no principal entreposto comercial paulistano? Na prática, as barbatanas comercializadas são ilegais, mas o problema é que a nossa lei só proibe o finning, não o consumo de barbatanas, seja da maneira que for. “É uma máfia que está correndo por fora do fisco”, diz ele. Quem faz o intermédio das barbatanas, na maioria das vezes, é o pescador. Trata-se de um ganha pão extra. “Esses sujeitos já foram brutalizados dentro da própria indústria. É uma caça ilegal”, conclui.

diVemag international dive magazine


MEIO AMBIENTE | SHARK FINNING | RAQUEL ROSSA

LISTAS DE ESPÉCIES AMEAÇADAS DE EXTINÇÃO

CITES – Convenção para o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e da Flora – O órgão das Nações Unidas estabelece três níveis de proteção: Apêndice I, espécies mais ameaçadas; Apêndice II, espécies ameaçadas de extinção; Apêndice III, espécies com o comércio regulado internacionalmente. Apenas três espécies de tubarão aparecem listadas como ameaçadas de extinção no Apêndice II: o tubarão baleia (Rhincondon typus), o tubarão peregrino (Cetorhinus maximus) e o tubarão branco (Carcharodon carcharias). IUCN – União Internacional para a Conservação da Natureza – Elabora a Red List (Lista Vermelha das espécies ameaçadas de extinção). Há sete principais categorias de ameaça: baixo risco; vulnerável; em perigo; criticamente em perigo; extinta da natureza; extinta. Nessas categorias, 74 espécies de tubarão são listadas. Isso sem levarmos em conta as espécies sobre as quais os dados são deficientes (há sete espécies encontradas no litoral brasileiro). IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Possue duas categorias: Anexo I, espécie ameaçada de extinção, a qual está proibida de ser capturada; Anexo II espécie sobreexplotada ou ameaçada de sobreexplotação. Os dois anexos seguem as Instruções Normativas de nº 5 (de 21/05/2004) e nº 52 (de 08/11/2005). São nove espécies listadas no Anexo I e oito no anexo II. Das expécies ameaçadas de extinção, 88 ocorrem no litoral brasileiro e 38 delas estão em uma das três listas. Isso representa 43% de espécies ameaçadas só no Brasil. Em junho de 2011, foi divulgada uma lista feita pelo ICMBio/MMA (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e Ministério do Meio Ambiente), indicando as espécies conhecidas de tubarão em perigo de extinção no litoral brasileiro. Das 169 espécies, incluíndo tubarões e raias, mais de 60% delas estão ameaçadas de alguma maneira. Segundo o pesquisador Otto Gadig, no Rio Grande do Sul, entre 1984 e 1994, “sabe-se que algumas espécies de tubarões tiveram suas populações reduzidas a menos de 10% em um período de 10 anos”.

75

diVemag international dive magazine


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Diving College


Por: Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

A Sea Shepherd Conservation Society tem o orgulho de anunciar o lançamento da Operação em Defesa dos Recifes, uma campanha global para acabar com a destruição dos recifes de coral e as muitas ameaças que eles enfrentam em todo o mundo. Os recifes de coral representam alguns dos mais biologicamente diversos ecossistemas do planeta, proporcionando habitat crítico para cerca de 25% de todas as espécies marinhas, mas eles estão desaparecendo em um ritmo alarmante, devido às atividades induzidas pelo homem, como a poluição, a pesca predatória, o tráfico de animais selvagens dos recifes, o desenvolvimento costeiro e o aquecimento global. Trinta por cento dos recifes de coral do mundo já morreram nos últimos 50 anos, e outros 30% sofreram danos graves. Dos recifes remanescentes, estima-se que 60% poderia enfrentar a extinção em menos de 25 anos.

A DecoStop aumentou seu tempo de fundo. A melhor revista brasileira de mergulho, agora no seu tablet.

De acordo com a Diretora da Sea Shepherd Havaí e Líder da campanha em defesa dos recifes, Deborah Bassett, “com os oceanos do mundo sob ataque desde a extração comercial e a poluição, a nossa missão continua firme para defender o habitat marinho e a vida selvagem em toda a extensão – desde as menores espécies de recife até os maiores mamíferos marinhos e predadores. O tempo está se esgotando para estas grandes florestas tropicais sob o mar, por isso temos de agir agora”. Embora a Sea Shepherd seja mais conhecida por seus esforços de ação direta sobre o alto mar, a Sea Shepherd continua empenhada em proteger a vida marinha em todos os habitats, incluindo a campanha de conscientização costeira orquestrada para a Operação Defesa dos Recifes. A Sea Shepherd pretende colaborar com lojas de mergulho havaianas e com a comunidade de surf para trazer luz para a destruição acontecendo sob as ondas. Com a campanha em andamento no Havaí, núcleos mundiais da Sea Shepherd em breve terão programas similares em suas águas locais.

A revista DecoStop já está disponível no Android Market, e a partir de março na Apple Store. Esta ação faz com que o alcance da revista seja potencializado, atingindo leitores além de nosso alcance físico. A tecnologia digital permite que as edições da DecoStop sejam armazenadas, possibilitando acesso rápido as informações contidas na revista. A edição impressa continuará a ser produzida normalmente. Para download no Android Market acesse:

https://market.android.com/details?id=com.magtab.DecoStop

78

OVice-Presidente da Sea Shepherd, Robert Wintner, é um militante veterano contra o comércio de aquários e seu impacto devastador sobre os recifes do Havaí. Foto: Deb Bassett / Sea Shepherd

Para assinar www.decostop.com.br Para anunciar rodrigo@decostop.com.br

www.clovix.com.br

Sea Shepherd lança campanha em defesa dos recifes no Havaí


Por: Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

Sea Shepherd lança campanha em defesa dos recifes no Havaí

diVemag international dive magazine

A degradação dos recifes é uma crise global. Dos 100 países com recifes de corais, a degradação dos recifes é maior no Sudeste Asiático, onde quase 95% dos recifes da região estão ameaçados, principalmente devido à sobrepesca e às práticas de pesca destrutivas. A perda de vida marinha e de habitat também estão sempre presentes em nosso próprio quintal do Havaí, onde as dez espécies de peixes procuradas para aquários diminuíram 59% nos últimos 20 anos, enquanto o peixe de aquário mais popular diminuiu em abundância cerca de 38-57%. Na Jamaica, estima-se que quase todos os recifes estão mortos ou severamente degradados pela sobrepesca e pela poluição costeira. O Vice-Presidente da Sea Shepherd, Robert Wintner, um veterano ativista contra o comércio do aquário e seu impacto devastador para os recifes havaianos declarou, “a Sea Shepherd irá defender o habitat marinho e a fauna das devastações de águas residuais urbanas e empresariais e da destruição causada pelo comércio do aquário. A fauna maciça dos recifes morre a cada ano, como ornamentação descartável no ciclo vicioso de tráfico de animais selvagens para o comércio de animais. Sua morte gera demanda contínua, conduzindo o comércio do aquário para retirar recifes desprotegidos. Mais de 25 milhões de criaturas do mar estão na mira do aquário comercial a qualquer momento – e quase todos vão morrer dentro de um ano, a partir do momento da captura”.

A especialista em recifes de Maui, Rene Umberger, com o Vice-Presidente da Sea Shepherd, Robert Winter, e a Diretora da Sea Shepherd Hawaí e líder da campanha Operação em Defesa dos Recifes, Deborah Bassett. Foto: Deb Bassett / Sea Shepherd

“A Sea Shepherd está muito preocupada com esta vida selvagem e precisa de apoio da população para transformar essas preocupações em ação. Podemos perder o apoio de pessoas que mantêm animais selvagens marinhos em cativeiro por um hobby, mas como o Capitão Paul Watson afirmou, nossos clientes são as criaturas do mar. Esperamos que todas as pessoas que se preocupam com os oceanos reconheçam a importância de proteger os ecossistemas de recife em todo o mundo, e que, se qualquer um dos nossos apoiadores mantém animais selvagens marinhos em um aquário, eles vão cuidar da vida selvagem que têm e abster-se de comprar mais”, acrescentou Wintner. Os recifes de coral simplesmente não podem suportar o uso de recursos ilimitados continuado ou comércio global não gerenciado. Tal declínio contínuo drástico dos recifes saudáveis ​​irá representar graves consequências para os animais, tanto em terra como na água, e para as pessoas em todo o mundo.

O lançamento da Operação em Defesa dos Recifes incluiu uma apresentação sobre o tráfico de animais selvagens dos recifes para o comércio do aquário no Deep Ecology Dive Center, em Haleiwa, Oahu. Foto: Deb Bassett / Sea Shepherd

Guiga Pirá. Foto: Carlos Crow

79


ENTRE EM CONTATO: viagens@maramar.com.br +55 31 3225.0029

www.maramar.com.br R. Piauí, 1714 - Funcionários - Belo Horizonte - MG


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Mar a Mar

VIAJE COM A GENTE EM 2013! Experimente os melhores roteiros nos destinos certos com excelentes guias. AGOSTO

SETEMBRO

LOTADO DeepBlue S O G A GALÁ”P rada da Tempo O “meio agosto 09 a 20 de

AIRuEito mergulho! BONlh o, m Mergu embro 13 a 21 set

SETEMBRO

ELHO M R E V R A M OS!! AUFRÁGI

Consulte novas datas

+55 31 3225.0029

www.maramar.com.br R. Piauí, 1714 - Funcionários - Belo Horizonte - MG

Especial N tembro se 16 a 29 de

REVEILLON 2014

AS BAHdAeM z a 04 28 de

RD IVE ABOA L T A C A ys AQU Exumas Ca de janeiro

www.acquanauta.com.br

(41) 3016-7771

Responsabilidade operacional


“Morei em Santos quando adolescente e na época fazia snorkel enquanto meu pai pescava, naquele tempo (década de 1960) além de muito novo, ainda não tínhamos aparelhos Scuba como hoje em dia. O mergulho com cilindro de ar comprimido era para poucos.”

Fotógrafo convidadO: ULISSES JOSEI TURATI

diVemag international dive magazine

82


FOTÓGRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

diVemag international dive magazine

Em 1994 tive a oportunidade de fazer o curso de mergulho autônomo e como já tinha a fotografia como um hobby, começar a fotosub foi uma consequência imediata.

83 82


FOTร“GRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

Jรก tive a oportunidade de viajar bastante, mergulhei na Laje de Santos, Fernando de Noronha, Recife e vรกrios outros pontos no Brasil.

diVemag international dive magazine

84


FOTĂ&#x201C;GRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

international dive magazine

diVemag

85


FOTÓGRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

diVemag international dive magazine

No exterior em Bonaire, Curaçao, Cozumel, San Andrés, Galápagos, Maldivas, Mar Vermelho, Malásia e Indonésia.

86


FOTÓGRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

A fotografia é para mim um prazer e uma descontração, algo para mostrar as pessoas como o mundo subaquático é bonito e por isso devemos preserva-lo para as gerações futuras.

diVemag international dive magazine

87

91


diVemag international dive magazine

FOTĂ&#x201C;GRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

88


diVemag international dive magazine

FOTĂ&#x201C;GRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

89


FOTĂ&#x201C;GRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

diVemag international dive magazine

90


international dive magazine

diVemag

FOTĂ&#x201C;GRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

91


diVemag international dive magazine

FOTĂ&#x201C;GRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

92


FOTĂ&#x201C;GRAFO CONVIDADO | Ulisses Josei Turati |

93

diVemag international dive magazine


INFORMATIVO MENSAL | NAUI |

INFORMATIVO MENSAL | IANTD |

Essentials Diver

NAUI FOI UM SUCESSO na Adventure Sports Fair 2013

Este nível intermediário de educação contínua é desenhado para permitir que mergulhadores certificados melhorem sua performance no mergulho, revisem e coloquem em prática o essencial aprendido em qualquer programa de mergulho da IANTD. As técnicas e conhecimentos adquiridos neste programa preparam o mergulhador para mergulhos mais avançados. O programa de Essentials Diver é recomendado para todos os mergulhadores que desejam melhorar a performance e competência durante seus mergulhos. Este programa não qualificará o mergulhador a mergulhar mais fundo do que é permitido pela sua certificação prévia.

Aparticipação da NAUI no maior evento de esportes de aventura da américa latina foi um sucesso total, o tanque de mergulho foi uma das atrações mais concorridas, e quebrou o recorde de batismos já realizados em todas as edições da feira. A NAUI agradece a participação e apoio de todos os membros que foram visitar e prestigiar o estande e a operação do tanque. Veja como foi:

Quem pode lecionar este programa? Um Advanced EANx Instructor ou de graduação maior e certificado como IANTD Essentials Diver É requerido um instrutor de rebreather para que um mergulhador seja certificado como rebreather diver neste nível.

Pré-requisitos: Certificação de Open Water (Nitrox) Diver ou equivalente Idade mínima de 15 anos com autorização dos pais ou responsáveis legais, ou um mínimo de 12 anos para qualificação de Junior Diver, ou 18 anos sem autorização prévia

Limites do programa: • Nenhum mergulho pode ser conduzido em profundidades maiores que a qualificação do aluno • Todos os mergulhos devem enfatizar o trabalho em equipe e a interação com o dupla

www.iantd.com.br

www.naui.com.br


?

Ê C O V A I B SA

Cavalo Marinho: Um pequeno notável. A natureza em especial o mar está repleto de animais fascinantes que mostram diversas formas de vida. Um dos animais que fascinam a todos desde os tempos antigos é o cavalo marinho.

Apesar do formato de sua cabeça que lembra a de um cavalo (por isso o nome), ele é considerado um peixe e apresenta algumas características e hábitos um tanto curiosos. Ent elas podemos citar a semelhança com os camaleões quando o assunto é defesa. Entre Os cavalos marinhos mudam de cor para se camuflar e assim se esconder de seu predador. Outra tática de sobrevivência é a incrível capacidade de olhar para dois lugares diferentes ao mesmo tempo.

Em contra partida, sua locomoção é um dos seus pontos fracos, eles se movimentam

verticalmente o que os tornam lentos.

Já em sua alimentação, ele apresenta uma particularidade muito interessante; não vai alimento. O cavalo marinho prende-se com a ponta da cauda em plantas atrás do próprio a do fundo do mar e espera o alimento chegar até ele.

INFORMATIVO MENSAL | PADI |

Contudo, a curiosidade mais interessante está relacionada a reprodução.

O ritual de acasalamento dos cavalos marinhos, que acontece durante a primavera é bem divertido, os machos dão cambalhotas e mais cambalhotas junto com as fêmeas. A fêmea coloca diversos ovos, os quais é o macho que fertiliza e posteriormente guarda em uma bolsa na base da cauda. Ele é responsável por cuidar dos filhotes durante toda a “gestação”. Após dois meses, os ovos rompem-se e o macho faz violentas contorções para que os filhotes possam ser expelidos. Os filhotes assim que nascem são praticamente transparentes, medem pouco mais de um centímetro.

Lembrando que um cavalo marinho vive em média cinco anos.

Porém é triste informar que, esse belíssimo animal atualmente está ameaçado de extinção devido o alto volume de pesca descontrolada principalmente nos países asiáticos no qual ut utilizam eles na culinária por seu sabor exótico.

INFORMATIVO MENSAL | SSI |

o

diçã

E 22ª


INFORMATIVO MENSAL | DAN |

Estas Empresas são parceiras da DAN Brasil Rio de Janeiro

Bahia

Barracuda - Cabo Frio Deep Trip DiversTec GMES Litoral Sub Mar do Mundo Océan SandMar Nitrox X Divers

Apecatu Expedições Bahia Scuba Horizonte Aberto Shark Dive Underwater Bahia

Distrito Federal Off Way Scuba Du

Espírito Santo

São Paulo - Grande São Paulo

Acqua Sub Atlantes Guarapari Cia do Mergulho

Amigos do Joe Aqualander Mergulho Aquaventura Baritur Viagens Blue Shark Dive Dive Tech Diving College Mergulhando na Estrada Narwhal Mergulho Oxigenação Turismo Scafo - São Paulo Scuba Point Scubalab Sea Way Viajan

Minas Gerais County Divers DiveLife

Mato Grosso do Sul

Lagoa Misteriosa - Rio da Prata

Paraíba

Mergulho Ambiental

Pernambuco

Aquaticos Atlantis Divers

Paraná

Acquanauta Mergulho Scubasul

São Paulo - Interior

Acquacamp Captain Dive CNM Dive Jornada Sub Mergulho Koka Sub Mar & Ar Overdive Rota Sub Scubadodive Adventure Scubapura Subaquática

Rio Grande do Norte

Caju Divers Corais de Maracajau Portal Maracajau

Rio Grande do Sul Planeta Mergulho

Santa Catarina Mathaaus Adventure

Associe-se a DAN Brasil Mergulhadores ajudando mergulhadores

www.danbrasil.org.br


A DIVEMAG e a Webventure tem o prazer de anunciar uma parceria, que vai trazer para você leitor, conteúdos exclusivos, mais informações sobre mergulho e muitas fotos exclusivas. Nosso editor Kadu Pinheiro está assumindo a coluna sobre mergulho no site da webventure, aguardem muitas novidades em breve !

diVemag international dive magazine

98


Você sabia que?

“Final de domingo, no final do terceiro mergulho apaguei ao chegar á superfície. A DAN foi acionada e recebemos ajuda até a minha ida a Câmara Hiperbárica. Eu me senti seguro e amparado no dia e nos tratamentos posteriores ao episódio. Recomendo fortemente a associação a DAN Brasil!”

O seu Plano de Saúde pode não cobrir os custos de um tratamento hiperbárico,

— Paulo Francisco da Silva (Big Paul)

E a maioria dos planos não cobre transporte aéreo*

Benefícios para Associados da DAN Brasil: • Remoção aérea inter-hospitalar* tanto para emergências de mergulho quanto para outras emergências; • Benefícios para despesas médicas com tratamento em Câmara Hiperbárica em todo o mundo; • DAN Hotline 24 horas, 7 dias por semana; • Informações sobre segurança no mergulho ; • E MUITO MAIS!

www.danbrasil.org.br

19-3707-1569

A DAN Brasil é a única organização sem fins lucrativos dedicadas à segurança do mergulho e registrada no Ministério da Justiça como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP (reconhecida em 2012). *Todos os benefícios de transporte aéreo de emergência serão considerados somente entre instalações médicas ou de um aeroporto a outro, não estão inclusos salvamento marítimo ou onde não haja aprovaçãoSCHRAPPE da DAN. - # 1526322 GABRIEL GANME -aeroporto # 83730 ou instalações médicas no local. O benefício do transporte será considerado somente caso haja necessidade médica e com a préviaCAROLINA


Apoio:

diVemag www.divemag.org

international dive magazine


DIVEMAG | Edição 17 | International Dive Magazine