Issuu on Google+

Turismo

Fotografia

Mergulho Técnico

DIVEMAG

Naufrágios

Cavernas

Equipamentos

Meio Ambiente

Novidades

www.divemag.org

Feita por quem mergulha !!

International Dive Magazine

Fotógrafo Convidado: João Paulo Krajewski

Campeonato Estadual de Foto Sub RJ

+Austrália: Baleias MINKE

Live Aboard: Ilhas Maldivas Edição 10 - 2012


Divirta-se Informe-se Vivencie Experimente

DIVEMAG www.divemag.org

International Dive Magazine

WE DIVE !!


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | CRESSI

Participe, as melhores fotos serão publicadas na revista, é fácil e grátis!

TOP 05 Crie uma conta no flickr.com, faça o upload de suas fotos preferidas, busque nosso grupo divemag.org e solicite participar, o grupo é público e aberto, você pode subir 5 fotos por dia, depois é só torcer para sua foto ser selecionada, boa sorte !!!

pedido@ksesporte.com.br (11) 4641-6466


International Dive Magazine

DIVEMAG

R$ 45,00 Disponíveis nos tamanhos: | P | M| G | XG |

Você ainda não tem a camiseta exclusiva da DIVEMAG ? Chegaram mais unidades Garanta já a sua, mande um e-mail para: gear@divemag.org e compre já !


DIVEMAG

TOP 05

IMG_2398 por Robbysub

International Dive Magazine

SETEMBRO DE 2012

IMG_1999 por azotati2011


SETEMBRO DE 2012 Scalefin anthia (13) por Paul Flandinette

TOP 05

DIVEMAG International Dive Magazine

chrismastreeworm por liquidkingdom

Well Hello por scubaman11

Eclipse por Pi単atel


TOP 05 SETEMBRO DE 2012

Ugly Beautiful! por scubaman11

DIVEMAG International Dive Magazine


SMS 50

Harness Sidemount O SMS Hollis 50 é um sistema de “sidemount” simplificado que é fácil de usar e muito confortável. O SMS 50 está equipado com uma célula slimline que pode fornecer até 10 kg de sustentação. O harnês incorpora bolsos integrados na asa e outro na parte superior para ajustes finais de estabilidade Em tamanho único de fácil ajuste, o harnes garante um design limpo e perfil aerodinâmico e reduzindo o arrasto.

Características: • Cotovelo localizado na parte interior para evitar a interferência e sobrecarga • Built-in bolsos acabamento - 1kg ombros superiores e 1kg (par) para parte inferior do tronco • Neoprene cobrindo as alças • (2) elásticos para prender os tanques, (2) bandas SS Cam, (4) mosquetões & corda incluídos no Kit • D-rings de aço

Especificação: • • • •

10 kg de células de transporte aéreo Material robusto Cordura 1000 denier Harnes uso apenas para Sidemount Pesa apenas 2,5 kg

Consulte seu Dive Center


DIVEMAG International Dive Magazine

Novas roupas Hollis Neo Tek Aproveite o calor da nossa nova roupa semi-seca para água fria Neotek com capuz. Construída a partir de uma compressão de neoprene resistente 8/7/6mm (tronco, membros, capuz) e um forro exclusivo Hollis LavaSkin. Inclui um revolucionário selo com zíper frontal Glock horizontal para abrir / fechar e uma barreira contra a intrusão de água. Braços e pernas também são selados contra vazamentos com uma barragem interna. Todas as costuras são coladas em banda dupla. Equipado com bolsos cargos, tanto na coxa esquerda como na direita e disponível em 9 tamanhos diferentes. Solicite tamanho L para test Dive.

Consulte seu Dive Center INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Hollis

A DIVEMAG está disponível para ser visualizada em qualquer tablet ou smartphone com capacidade de ler arquivos em PDF, iPad, Android e outros. É simples e grátis: baixe a revista no seu device, entre no site da DIVEMAG selecione a edição e faça o donwload, assim que terminar, a revista será exibida no seu navegador e você poderá optar por gravá-la em sua biblioteca de arquivos. Ex: iBooks ou similar dependendo da plataforma que você utiliza. Agora é só aproveitar a sua edição da revista, colecionar ou enviar para os amigos, e o melhor de tudo: sem custo e sem limites. Aproveite e baixe agora o seu exemplar em:

www.divemag.org


SOCIAL

>> Nesta edição <<

DIVEMAG

Caros leitores,

International Dive Magazine

Feita por quem mergulha !!

EDITOR KADU PINHEIRO

15. MINKES

28.

Edição de número 10 da DIVEMAG, com colaboração de 2 super fotógrafos Internacionais, Justin Gilligan da Austrália com uma super matéria sobre Baleias Minkes, e o espanhol Juanmi Alemani que traz um pouco do que são os mergulhos nas Ilhas Maldivas, além disso temos o portfolio do Brasileiro João Paulo Krajewski, produtor da série domingão aventura do Faustão que também comunica o lançamento de seu livro em primeira mão aqui nas páginas da DIVEMAG. Cobertura dos eventos e festas que sacudiram as últimos semanas, dicas, testes de equipos, cobertura do campeonato estadual de foto sub do Rio de Janeiro e muito mais !

MALDIVAS

Águas claras e boa leitura.

CONTEÚDO

15 :: Austrália >> Baleias Minke 28 :: Live Aboard >> Ilhas Maldivas 52 :: Campeonato Estadual de Foto Sub RJ 57 :: Veolia Wildlife Phot. of the Year 67 :: Nós Usamos >> Testes de equipamentos 75 :: Sea Shepherd 79 :: Fotógrafo Convidado: João Paulo Krajewski 95 :: Certificadoras e mercado

Kadu Pinheiro >> Editor <<


DIVEMAG

Conselho Editorial

EXPEDIENTE

International Dive Magazine

Carolina Schrappe

PRESIDENTE: Flávio Lara flavio@divemag.org Redação Diretor de Produto E EDITOR: Kadu Pinheiro kadu@divemag.org

Cristian Dimitrius

JORNALISTA RESPONSÁVEL: Kadu Pinheiro Colaboraram nesta Edição: Justin Gilligan, Juenmi Alemani, Kadu Pinheiro, Reinaldo Alberti e João Paulo Krajewski REVISÃO FINAL: Reinaldo Alberti TRADUÇÃO ESPANHOL: Hector Mañon TRADUÇÃO INGLÊS: José Truda Palazzo Publicidade gerente: ReinaldoAlberti publicidade@divemag.org

Gabriel Ganme

Lawrence Wahba

Atendimento ao leitor SAC :: sac@divemag.org

Reinaldo Alberti

DIVEMAG é uma publicação on-line mensal e gratuita da Editora Dive Ltda.

Outubro 2012

Outubro de 2012. Ar­ti­gos as­si­na­dos não re­pre­sen­tam ne­ces­sa­ri­a­men­te a opi­ni­ão da re­vis­ta. Endereço Rua da Consolação, 348 3º andar :: São Paulo :: SP CEP 01302-000 :: Tel.: 55 11 3259.4263

ED.10

Rodrigo Figueiredo

ATENDIMENTO

Foto capa: Justin Gilligan

O conselho editorial foi formado com o intuito de manter a revista alinhada com as melhores publicações de mergulho mundiais. Os membros do nosso conselho são referências junto ao mercado de mergulho, figuras publicamente conhecidas que representam nossa atividade perante a mídia e o trade.

sac@divemag.org Foto: João Paulo K.


DEEP DOWN YOU WANT THE BEST

scubapro-uwatec.com

A700 / MK25 (Chrome) Top de linha SCUBAPRO 2010. • Alta performance em qualquer profundidade, temperatura ou posição do mergulhador. • Corpo fabricado em metal, tamanho compacto que o torna leve e confortável. • Câmara BALANCEADA, inalação ulta-suave com esforço respiratório ajustável externamente. • Novo sistema “v.i.v.a.” (venturi initiated vacuum assist) com micrometria alinhado ao sistema que evita free-flow. • Nova válvula de exaustão 12% maior, para menor esforço de exalação. • Primeiro estágio BALANCEADO a pistão, com sistema antifreezing.

EQUATOR • Design compacto com peso reduzido,

A700

MK25 (Chrome)

ideal para viagens. • Pode ser dobrado, reduzindo o volume e faciltando o transporte. • Sistema de lastro integrado. • Borda do pescoço e back-pack acolchoados. • Bolsos lateais com zíper. • 6 D´rings de aço INOX. • Ancoragem para faca nos bolsos laterais (faca OPCIONAL).

A600

MK25

• Tecnologia de câmera balanceada: segundo estágio compensado pneumaticamente. • Esforço respiratório ajustável pelo próprio mergulhador. • Sistema “v.i.v.a”. • Bocal ortodôntico. • Primeiro estágio BALANCEADO a pistão, com sistema antifreezing.

Você encontra os produtos Scuba Pro nas melhores Lojas e Dive Centers do Brasil.

A600 / MK25


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | MARES

Com as novas tecnologias que a Mares incluiu no computador ICON HD, o mergulhador tem agora informação em tempo real sobre consumo de gás e status de respiração. Inovações como : tecnologia bidirecional , “sample rates” variável e o novo algoritmo para controle de consumo de gás fazem dele um computador super atualizado e moderno. Venha desfrutar do mundo ICON HD NET READY !

Scan the QR code using your smartphone

net ready

VOCÊ ENCONTRA OS PACOTES DA ARRIBATUR NOS MELHORES DIVE CENTERS DO PAÍS

INCREDIBLE COLOR HIGH DEFINITION DIVE

WWW.ARRIBATUR.COM.BR


Baleias MINKE, Austrália Curiosa Companhia| Texto e Fotos: Justin Gilligan

As Baleias Minke se reúnem nas águas da Grande Barreira de Corais australiana a cada inverno. Elas oferecem uma experiência única de mergulho, e deixa seus companheiros humanos se perguntando: quem estava assistindo quem?   É a última semana de Junho na Grande Barreira. Os ventos de sudeste assolam o mar. Parece apenas mais um dia no convés superior do Elizabeth EII, enquanto navegamos entre Argincourt e Ribbon Reef, 120 km à nordeste de Port Douglas, nosso ponto de partida. O suave balanço do barco, o barulho das ondas e o sol equatorial quente exercem um efeito hipnótico, que consegue nos transportar para longe de nossas ocupadas e tumultuadas vidas no continente distante.

15


DESTINO |Austrália - Baleias Minke | Texto e fotos: Justin Gilligan

Uma chamada vem do deck superior da embarcação: “MINKES a estibordo!”   O dorso brilhante de três Baleias Minke acabam de romper a superfície ao lado do barco. Elegante e em forma de torpedo, as minkes têm cerca de 7 metros de comprimento e possuem coloração escura, com exceção de um redemoinho branco e cinza acima de suas nadadeiras, desproporcionalmente pequenas. As Minkes estão intimamente relacionadas com a Baleia Azul e a Jubarte, e apesar do seu tamanho,  são enérgicas e mantém o ritmo seguindo nossa embarcação entre os recifes a uma velocidade de 20 nós (37 km/h).   Da mesma forma que as baleias apareceram, se foram. Um breve encontro que normalmente teria passado despercebido, não fosse a presença do Dr. Alastair Birtles, Professor Titular de Gestão Ambiental e Ecoturismo da Universidade James Cook. Alastair está na vigilância constante durante a temporada de Baleias Minke na Grande Barreira de Corais (entre junho e julho). Temos muita dificuldade em acompanhar os olhos apurados do pesquisador que fita o horizonte esperando por seus tão amados “objetos de pesquisa”.

16

DIVEMAG International Dive Magazine


DESTINO |Austrália - Baleias Minke | Texto e fotos: Justin Gilligan Ele rabisca notas em seu bloco sobre o encontro, documentando o seu número e tamanho, o número de respirações tomadas, a posição e o tempo em que as baleias foram avistadas, a direção que elas estavam indo, e a presença de quaisquer marcas distintivas. Nenhum aspecto do encontro passa despercebido.   É o décimo sexto ano em que Alastair vem estudar as baleias como o líder de uma pesquisa de um grupo entusiasta de Pós-graduação e voluntários, conhecido como Projeto Baleia Minke. Sua jaqueta funciona como um armário de papelaria móvel e é totalmente abastecida com blocos de notas, canetas, lápis e protetor solar. Óculos escuros Ray Ban abrigam seus olhos do sol equatorial, e uma mancha de protetor solar é permanentemente visível em seu rosto e nariz, acima de sua barba, e abaixo de seu largo chapéu.     “Há tanta coisa sobre as Baleias Minke que nós ainda não sabemos”, diz Alastair varrendo o horizonte com seus olhos. “Esta oportunidade é única para os pesquisadores, em parceria com os operadores turísticos locais, pois tem proporcionado uma oportunidade fantástica para aprofundar nossos conhecimentos, o que beneficia a todos os envolvidos.”

DIVEMAG International Dive Magazine

17


DESTINO |Austrália - Baleias Minke | Texto e fotos: Justin Gilligan

DIVEMAG International Dive Magazine

É o primeiro encontro com as Minke de nossa viagem, uma aventura de 7 dias em busca das baleias, organizada por John e Linda Rumney da Eye to Eye Marine Encounters.   Uma expedição com um apelo emocionante e educacional. Ao doar três lugares do navio para o projeto de pesquisa, a Eye to Eye não só garante a continuidade do trabalho do Projeto Baleia Minke, mas também oferece uma experiência de aprendizagem agradável para os seus passageiros. “Isso é muito mais do que ecoturismo. “Os pesquisadores contribuem para uma experiência de valor agregado, que vai durar para sempre na memória dos nossos clientes, e ao mesmo tempo viabiliza os trabalhos de pesquisa publicados pelo Projeto Baleia Minke”.

  John e Linda são verdadeiros ícones da Grande Barreira de Corais. Por volta de 1978, John trabalhava essas águas como pescador comercial, mas em meados da década de 80 encontrou sua verdadeira vocação como operador turístico e conservacionista. “Eu sempre ajudava pesquisadores do governo e cientistas a estudar o recife, e eles me disseram sobre a grave escassez de financiamento para esse tipo de trabalho”, diz John. “Consequentemente, essa foi a forma como a idéia dos projetos colaborativos entre os turistas e cientistas nasceu.”

18


DESTINO |Austrália - Baleias Minke | Texto e fotos: Justin Gilligan

Logo após esta realização, John se aproximou de Alastair e do Dr. Peter Arnold, Curador Sênior de História Natural Tropical no Museu de Queensland. Seu trabalho com as Baleias Minke transformou-se no primeiro projeto do Undersea Explorer, um navio que oferecia os passeios mais emocionantes da Grande Barreira de Corais durante os anos 80 e 90. Sua tarefa era desenvolver protocolos para mergulhadores nadarem com Baleias Minke para minimizar os impactos negativos sobre as baleias e, ao mesmo tempo, maximizar a experiência positiva para os participantes. Os Códigos de Conduta que eles desenvolveram continuam a orientar as interações humanas com Baleias Minke Anãs até hoje.   Mais tarde, naquela noite, Alastair nos forneceu a primeira de uma série de apresentações sobre a pesquisa na Grande Barreira de Corais. “Estamos prestes a embarcar em algo único, não há outro lugar no planeta onde temos essa qualidade de encontros com baleias dessa espécie”.

19

DIVEMAG International Dive Magazine


DESTINO |Austrália - Baleias Minke | Texto e fotos: Justin Gilligan

ESTA É A NOSSA REPUTAÇÃO, FAÇA DELA A SUA

Escolha a NAUI. Procure pelo Dive Center NAUI mais próximo ou acesse o site www.naui.com.br W O R L D W I D E

20


Os passageiros, funcionários e voluntários do navio de pesquisa são incentivados a se envolver com o projeto. “Você não precisa ser um acadêmico para fazer observações das Minkes, e é por isso que todos podem se envolver”, diz Alastair. “Você pode até não sonhar hoje com as  Minkes, mas depois que tivermos um encontro decente nos próximos dias, a experiência deve ficar enraizada em seus sonhos pelo resto de sua vida.”   O por que dessas baleias visitarem sazonalmente a Grande Barreira de Corais australiana continua sendo um dos maiores mistérios sobre as Minkes. poucos filhotes foram vistos ao longo dos anos, o que sugere aos pesquisadores que estas águas podem ser locais de acasalamento e maternidade das baleias. Independentemente do motivo, essas águas quentes as  atraem, o que por sua vez atrai os turistas e cientistas, ansiosos por um encontro íntimo com esses fabulosos animais.

21

DESTINO |Austrália - Baleias Minke | Texto e fotos: Justin Gilligan

DIVEMAG International Dive Magazine


DESTINO |Austrália - Baleias Minke | Texto e fotos: Justin Gilligan

DIVEMAG International Dive Magazine

Na manhã seguinte, acordamos com um grupo de minkes bem perto de nossa posição, um pináculo isolado em águas abertas nos recifes Ribbon conhecido como Farol Bommie. Apesar de as baleias terem iniciado este encontro, elas são muito cautelosas no início, fazendo grandes circuitos ao redor do Elizabeth EII. Pouco depois de surgirem na superfície, sumiram e voltaram a aparecer do lado oposto do nosso barco. O único sinal de que elas continuam na área são suas pequenas barbatanas dorsais que surgem delicadamente rompendo a linha da água de tempos em tempos.   Vários minutos se passam antes de John e Alastair confirmarem que esta pode ser a primeira oportunidade para um mergulho com as baleias. A tripulação libera 30 metros de cabo flutuante, amarrado com anéis espaçados, para facilitar a segurança. John lentamente nada ao longo do cabo mantendo um olho nas baleias. “É hora de entrar na água, quatro Minkes sob o barco”, ele grita, levantando a cabeça acima da superfície da água.   Em uma mistura de adrenalina e emoção nos preparamos para o nosso primeiro encontro com as minkes. Deslizamos para fora do deck molhado, a água é quente e à medida que avançamos em fila única pelo cabo para nos posicionar. Alguns de nós seguram o cabo com as mãos, enquanto outros usam os pés ou as cinturas para manter as mãos livres para o trabalho de vídeo e fotografia. Alastair está na parte de trás da linha, freneticamente tomando  notas numa prancheta subaquática, e tirando fotografias de identificação a partir de uma câmara presa ao seu punho.

22


DESTINO |Austrália - Baleias Minke | Texto e fotos: Justin Gilligan

Como se surgisse do nada, uma forma distinta de uma Minke se materializa em nossa frente, ela mal parece se movimentar, e com muita sutileza e graça passa a apenas 10 metros de distância. O olho curioso da Minke nos estuda, com uma pálpebra franzida que lembra muito um olho humano. Duas baleias com padronagem de manchas bem semelhante passam por nós com a mesma curiosidade.   Em muitos países é proibido nadar ou interagir de qualquer maneira com baleias, e por isso temos muita sorte de estar vivendo esse encontro único. O foco principal da pesquisa é examinar a ligação entre a Ciência Social e a Ecologia Comportamental para controlar o impacto dessa atividade sobre as baleias. “Nós não podemos controlar as baleias, assim os pesquisadores precisam aprender a gerenciar as pessoas durante esse tipo de encontro”, diz Alastair.   Como resultado, os encontros ocorrem sob rigorosas regras definidas nas licenças do Parque Marinho e num Código de Conduta. Embora o número de operadores autorizados a realizar essas atividades tenha crescido (são nove operadores) desde que começou, estas duas peças da legislação tem o objetivo de garantir que cada encontro acontecerá na zona de conforto desses animais. “Estamos tentando entender o que passa na cabeça das pessoas e seus corações, e essa tem sido a forma mais eficaz para orientar a gestão desses encontros”, diz Alastair.   De volta na água, as baleias ganham confiança e tornam-se mais curiosas e próximas a cada passagem antes de sumir no azul.

DIVEMAG International Dive Magazine

23


DESTINO |Austrália - Baleias Minke | Texto e fotos: Justin Gilligan O número de indivíduos aumentou para 15 ou mais, assim como sua atividade, movimentando suas caudas de forma mais vigorosa como se competissem pela nossa atenção.   Alastair estava trabalhando ao longo de todo tempo, documentando cada uma das baleias que passavam por ele. Uma baleia aproximou-se do fim do cabo e levantou a cabeça para fora da água, ficando lá parada por alguns segundos antes de afundar lentamente de volta para as profundezas. Outra repetidamente levantou a cabeça acima da superfície e nadou percorrendo o cabo todo, um comportamento intrigante.   Eventualmente, as baleias mais ativas deixam o grupo de mergulhadores em êxtase na companhia de um outro grupo mais curioso e calmo de três baleias nadando por si mesmas. Estas baleias estavam mais tranquilas e confiantes, passando lentamente por todos seus curiosos  companheiros humanos.   Ainda no final da corda, Alastair parecia já ter um livro de notas onde ele tentou identificar cada uma das baleias a partir dos encontros com as classificações de cor, marcas e  cicatrizes causadas por tubarões ou atividades de caça e pesca. Para o Projeto Baleia Minke, estas notas constituem o ponto de partida de um banco de dados, e combinadas com fotos e vídeos, pode ser comparado com registros anteriores para determinar quando e onde as baleias foram avistadas durante temporadas passadas.   Oito horas se passaram desde que a primeira Minke foi observada no Farol Bommie, e elas ficaram com a gente o dia todo. Alastair estava sozinho na ponta do cabo, ele ficou na água durante todo o tempo, e documentou até o último suspiro da última baleia a sair de cena naquele dia.   Ao final da viagem, onde passamos mais de 20 horas na água com mais de 60 baleias diferentes, e apesar de termos formado amizades duradouras entre nós, e experimentarmos um dos mergulhos mais emocionantes da grande barreira de corais, foram as lembranças de nossos companheiros curiosos que agora ficam em nossa memória, povoando nossos sonhos.

24

23 DIVEMAG International Dive Magazine


DIVEMAG International Dive Magazine

LAWRENCE WAHBA - # 1670584

RODRIGO FIGUEIREDO - # 1590756

KADU PINHEIRO - # 1757892

Somos mergulhadores com diferentes gostos. Uns preferem o mergulho livre, outros o mergulho técnico, alguns adoram cavernas, outros grandes animais, alguns corais multicoloridos. Todos gostamos de visitar diferentes culturas. Assim fazemos uma revista diferente, com pessoas e lugares diferentes, para mergulhadores com gostos também diferentes.   Viajamos para diferentes locais do planeta para fazer a melhor revista do mundo pra você.

CRISTIAN DIMITRIUS - # 1308719

REINALDO ALBERTI - #1301807

MAS, TODOS NÓS, TEMOS UMA COISA EM COMUM: SOMOS MEMBROS DAN E TEMOS CERTEZA DA SEGURANÇA QUE ISTO NOS TRÁS !  

Seja um membro DAN. Se associe em www.danbrasil.org GABRIEL GANME - # 83730

CAROLINA SCHRAPPE - # 1526322


27


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | PADI

FAÇA DA PRAIA SEU ESCRITÓRIO!

Recordes | Apnéia | Por Redação

Flavia Eberhard bate recorde de apnéia No dia 28 de setembro, em um mergulho em Imersão Livre, Flavia atingiu a profundidade de 69 metros. Segundo Flavia este mergulho reflete o que ela sempre buscou: um Recorde Nacional para o seu país.

Este pode ser o seu próximo local de trabalho. Faça parte da família de profissionais PADI.

Encontre seu Course Director (Profissional PADI habilitado para a formação de Instrutores) mais próximo de sua residência. Saiba mais em nosso website.

Isto também corresponde a melhor marca feminina Sul Americana e a colocou em Segundo Lugar no Ranking Mundial para esta disciplina neste ano. Essa marca também foi o Recorde Absoluto, ou seja, de maior profundidade tanto masculino quanto feminino, na competição. A competição se chamava Little Blue Hole e foi organizada por amigos e companheiros instrutores AIDA Brian e Wendy. Ela foi a primeira na água, o que é muito bom pois assim não sentiu a pressão de outros mergulhadores e pode manter a mente bem focada no mergulho.

www.padibr.com.br

26


MALDIVAS Um destino único

DIVEMAG International Dive Magazine

Texto e Fotos: Por Juanmi Alemany

Se há de fato um paraíso, para desfrutar de momentos inesquecíveis, um lugar para se viver grandes e emocionantes encontros com raias e tubarões-baleia, um lugar para mergulhar em correntes e nas paredes de recifes multicoloridos ou em destroços de antigos naufrágios, se além de tudo isso ainda somarmos sol, praias e água quente, definimos nosso destino único, Maldivas.

Foto: Patrick Muller

2827


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

MALDIVAS A República das Maldivas é um país de 1.196 ilhas das quais 203 são habitadas. Elas estão localizadas no Oceano Índico, ao sul da Ásia e são agrupadas em 26 atóis e sua capital é Male. O clima é tropical e úmido com uma temperatura quase constante durante todo o ano, raramente abaixo de 25 ° C. As duas monções anuais determinam seu clima, a monção de inverno “seca” vai de novembro a março é a época mais fresca e a monção úmida vai de maio a novembro, onde temos mais vento e precipitações (chuvas).

DIVEMAG International Dive Magazine

29


DIVEMAG International Dive Magazine

DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

Ela tem a distinção de ser a ilha mais “baixa” no mundo, com uma altura máxima de 2 metros, e, portanto, muito vulneráveis à subida do nível do mar. Além disso, é também um dos países mais dispersos do mundo, graças à distribuição de seus atóis. O turismo é o verdadeiro motor das Maldivas. Com suas belas praias, a cor de suas águas e a vida subaquática abundante faz desse um dos melhores destinos de mergulho do mundo.

30


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

DIVEMAG International Dive Magazine

Eu nunca tinha visitado estas belas ilhas, talvez por ter a impressão de ser muito lotada ou devido a crença do mal estado de seus corais, e acabei me aventurando em outros destinos. Finalmente pude conhecer este paríso, graças ao convite da Abando Dive operador turístico espanhol especializado em viagens de mergulho com o objetivo de tirar fotos para o seu próximo catálogo. Há poucos lugares no mundo onde ao final de nossa viagem ficamos com a impressão de que será impossivel superar as experiências vividas, isso é Maldivas, um paraíso para qualquer mergulhador.

31


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

CHEGADA em Maldivas Já no aeroporto de Male, fomos recebidos pela equipe de mergulho Abando Maldivas, liderada por Marc e Marilen, um adorável casal que nos levaria a bordo do Maldivian Dream para conhecer os melhores locais de mergulho nas Maldivas. É um barco preparado para mergulho, com excelentes instalações. Além disso, para conforto dos passageiros tem outro barco de apoio, chamado de “dhoni” onde estão os equipamentos de mergulho e compressores.

DIVEMAG International Dive Magazine

O barco dispõe de Nitrox grátis, um detalhe muito apreciado visto que fizemos mais de 3 mergulhos ao dia.

32


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

É muito comum encontrar vários tipos de tubarões, peixes napoleões ou cardumes de diferentes espécies de peixes ao longo do caminho. Depois de passar pelo canal para o mar aberto, as correntes diminuem de intensidade e podemos desfrutar com mais calma, os corais toda a diversidade de vida existentes. Finalmente, podemos fazer mergulhos de parede muito boas para diferentes profundidades. A água é geralmente muito clara e este tipo de mergulho é perfeito para usar uma lente grande angular, pois a paisagem aqui encanta qualquer fotógrafo, sendo muito normal encontrar tartarugas e raias mantas além de corais negros e gorgonias.

DIVEMAG International Dive Magazine

Tipos de mergulhos Normalmente nas Maldivas pode se realizar três tipos diferentes de mergulhos. Podemos mergulhar dentro de um atol, onde a profundidade é sempre inferior a 25 metros e com ausência de correntes. Outra opção é mergulhar nos estreitos dos atóis onde eles se comunicam com o mar aberto. Neste tipo de mergulho devemos sempre cair na água muito rápido e sempre usar o colete totalmente esvaziado para economizar tempo e poupar esforço, pois podem haver fortes correntes.

33


DESTINO |Maldivas - Um destino Ăşnico | Texto e fotos: Juanmi Alemany

34


OS MERGULHOS O primeiro mergulho que fizemos foi no atol Norte de Male em Lankan Beru e já nos deu uma amostra do que estava por vir. Grandes cardumes de pargos passando na nossa frente posando para a minha câmera, uma tartaruga indiferente com a minha presença, enquanto comia um coral mole além de várias anêmonas com seus peixes palhaços fazendo com que qualquer tempo de mergulho seja pouco para os fotógrafos submarinos. Além disso, o intenso tráfego de peixes napoleões, enguias de jardim, peixes cirurgiões e muito mais. Honestamente, para um único mergulho e sabendo que era só o começo, criei expectativas muito grandes para o resto da viagem.

35


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

Continuamos para o sul fazendo mergulhos cada vez melhores, Naufrágio Kudah Giri, Guraidhoo Kandoo ou Kandhooma Thila ao sul de Male são os melhores pontos de mergulho.

36

No terceiro dia, chegamos a Ari, um lugar perfeito para desfrutar da companhia espetacular de raias mantas em uma das várias estações de limpeza sempre conduzidos pelos nossos experientes guias Marilen e Marc. Elas passam sobre nossas cabeças sem qualquer medo e brincando com nossas bolhas. É realmente um momento mágico que recomendo para qualquer mergulhador. Eu acho que ninguém fica indiferente a esses animais, até mesmo quem já mergulha com elas diariamente. Após este mergulho espectacular ainda ficamos por algumas horas fazendo snorkel com as mantas, foi realmente um momento que fez valer a pena todo a viagem.

DIVEMAG International Dive Magazine


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

Assim, foram passando os dias mergulhando em lugares como Donkalo baru thila, com seus belíssimos corais coloridos de cobertores, Maalhos Thila, com suas belas multicoloridos corais moles. Em Hafza Thila desfrutamos da companhia de um enorme cardume de arenques e atuns. Também estivemos em Malvivaru Veru com vários exemplares de peixes-leão e peixe-cachimbo.

DIVEMAG International Dive Magazine

37


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

O tubarão-baleia Após apenas 1 hora de busca e o gigante apareceu, imperturbável com a nossa presença, fui o primeiro a cair na água, muito antes de todos os outros e comecei a fotografar o belo animal. Com nadadeiras de apnéia que trouxe pensando justamente nesse momento em que teria de fazer mergulho livre com esses animais, tendo que me posicionar e nadar muito para fazer as melhores fotos a poucos centímetros de distância. Em um instante pensei que tinha perdido o animal de vista, mas depois de um momento surgiu do nada e lentamente nadou direto para mim, tive que me desviar do animal no último instante para evitar um choque. a minha lente fish eye não deu conta para enquadra-lo inteiro dessa distância.

38

DIVEMAG International Dive Magazine


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

Foram momentos mágicos e eu sabia que eu iria voltar para casa com um arquivo fotográfico das Maldivas muito completo e com os momentos incríveis de toda a viagem com as mantas e o tubarão-baleia. Guardarei isso com um dos momentos mais especiais da minha vida.

39

DIVEMAG International Dive Magazine


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

DIVEMAG International Dive Magazine

ALGUMAS DICAS Uma roupa de 3mm é o ideal para mergulhar confortavelmente nas Maldivas, visto que a temperatura da água está normalmente acima de 29 graus Celsius, enquanto a profundidade média do mergulho é geralmente em torno de 20 metros, por isso é um bom lugar para qualquer nível de mergulho. Sim, às vezes as correntes tendem a ser um pouco mais fortes, mas é só relaxar e não nadar contra a correnteza. O deco maker é obrigatório, pois fazemos nossas paradas de segurança a deriva, e isso garante que nosso barco de apoio nos encontre e nos recolha em segurança.

40


DESTINO |Maldivas - Um destino único | Texto e fotos: Juanmi Alemany

Como dica de equipamento de fotografia acho que é essencial para a viagem uma lente grande angular como a tokina 10-17mm e também uma lente macro de 60mm, mas confesso que dos 19 mergulhos, 18 foram com a 10-17mm. Esse é o forte das Maldivas paisagens e vida grande, com peixes de vários tamanhos e espécies, grandes encontros com o tubarão-baleia, Raias mantas, napoleões, tartarugas ou cardumes diferentes de peixes. Uma última dica e talvez a mais importante: escolher os melhores guias de mergulho. Eu tive a sorte de mergulhar com Marilen e Marc, que com suas 16 temporadas consecutivas levando clientes da Abando para as Maldivas transformaram nossa viagem em uma das melhores experiências da minha vida.

DIVEMAG International Dive Magazine

41


MERGULHAR É COMPARTILHAR MOMENTOS...

PORQUE BONS MOMENTOS SÃO AQUELES COMPARTILHADOS!


EVENTO | DISCOVER DAY - Diving College | Por Redação

DISCOVER DAY no Diving College

Fotos: Kadu Pinheiro

A tradicional escola de mergulho de São Paulo Diving College, promoveu na manhã do dia 23 de setembro um evento em suas instalações para que aspirantes a mergulhador pudessem experimentar em um ambiente controlado a emoção e o prazer da atividade do mergulho. O evento também contou com um discover tech, onde mergulhadores avançados testaram as configurações de sidemount e mergulho com cilindro duplo.

Suas sonhadas férias viram realidade em um lugar maravilhoso.

Na piscina ainda foram instaladas cameras profissionais com sistema de disparo remoto pelo repórter e fotógrafo do Estadão Jonne Roriz, que transmitia as imagens ao vivo direto da piscina para a Web, onde os participantes podiam receber uma recordação da aventura.

DIVEMAG International Dive Magazine

A maior Barreira de Corais do Caribe, praias paradisíacas e um resort exótico. Centro PADI 5 Estrelas, centro de fotografia, câmara hiperbárica própria. Mergulhos com golfinhos, tubarões, tartarugas, naufrágios e milhares de peixes. Passeios a cavalo, caiaque, passeios pela selva, canopy ou simplesmente relaxar embaixo das palmeiras. No AKR, as aventuras Roatan • Bay Islands surgem naturalmente.

32 info@anthonyskey.com | anthonyskey.com/divemag | 954.929.0090 Honduras

42


LAND-BASED FREEDOM LIVEABOARD VALUE

BREEZES ALL INCLUSIVE RESORT & STUART COVE'S!

4 dias / 3 noites 2 dias de mergulho U$ 699 por pessoa / quarto duplo Pacote especial “all day diving”

Oferta válida de 11 de agosto a 02 de novembro. Idade mínima de 14 anos para o Hotel Breezes. Mergulhos incluídos durante o dia todo, com almoço. Restrições podem ser aplicadas. Oferta sujeita a alterações e disponibilidade.


Festa Diving College 2012 Fotos Kadu Pinheiro

Rolou na última sexta-feira dia 28 de Setembro uma super festa da galera do Diving College São Paulo, a festa contou com mais de 100 pessoas, com apoio da Divemag, Oceanic, Hollis e Aqualung, a noite teve como atrações muitos comes e bebes com festival de crepes, fogueira e 2 super apresentações com vídeos do Gabriel Ganme e fotos do Kadu Pinheiro, além de sorteios de nadadeiras Aqualung, livros Laje dos Sonhos, e camisetas DIVEMAG.

DIVEMAG International Dive Magazine

45


Venha mergulhar em Curaçao. Escolha um destes hotéis e experimente O melhor tratamento à brasileiros em todo o Caribe !!!

foto: Kadu Pinheiro

Operadora exclusiva de mergulho Ocean Encounters em todos os hotéis

Fotos: Kadu Pinheiro


EVENTO | Festa Diving College | Fotos: Kadu Pinheiro

47

DIVEMAG International Dive Magazine


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | SSI

35


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Curaçao

LANÇAMENTOS | Fotografia | Redação

Lançamento Canon 6D

  Depois da Nikon anunciar sua D600, a DSRL Full Frame de entrada, chegou a vez da canon anunciar a Canon 6D, a nova Full Frame da marca.

Mergulhe no fantástico mundo subaquático de Curaçao Curaçao é uma ilha formada originalmente por pedras vulcânicas onde os corais se formaram ao longo dos séculos. Isto pode ser visto imediatamente no primeiro mergulho. Na costa do lado direito da ilha os mergulhadores poderão observar belos recifes de corais. Essa é uma das razões que tornou Curaçao um dos destinos mais populares de mergulho do mundo. Fauna e flora subaquática de rara beleza formada ao longo de milhões de anos.

Os rumores de ter uma câmera Full Frame entre a 1D e a 5D já existiam há algum tempo e foram confirmados com o anúncio da marca, a 6D será uma boa escolha para quem quer mais qualidade mas não consegue investir o preço de uma 5D Mark III (que hoje custa U$3.500) a sua nova irmã virá com o preço sugerido de U$2.100 Além de contar com o sensor Full Frame, a 6D conta com um corpo menor do que a 5D Mark III, e também com recursos de transmissão de fotos por Wifi e GPS embutido. Será capaz de fazer 4,5 fotos por segundo, gravar em Full HD e a velocidade do obturador de 30s até 1/8000 e o seu armazenamento será por cartão SD seu sensor o Digic 5+ e capaz de gerar fotos de 20.2 megapixels. Com ISO que vai de 100-25.600 e modo silencioso de disparo, só esperamos agora os fabricantes de caixas estanques se manifestarem com opções para esse novo brinquedo.

• Destino top para mergulhadores – você não achará no mundo um local de tamanha beleza e variedades para prática de mergulho. • Seleção de três grandes áreas para mergulho – Curaçao é cercada por fantásticas áreas para mergulho. • Curaçao também é um fantástico destino para a prática de snorkel – até mesmo da superfície pode-se observar as belezas do mundo subaquático de Curação. • Um destino para todos – Além do fantástico mundo subaquático, Curaçao oferece muita diversidade para os que preferem ficar em terra – compras, lazer, esportes, praias, cultura e gastronomia.

www.curacao.com

51


Resultado Campeonato Estadual RJ 2012 Ganhadores do Campeonato estadual de foto sub do rio de janeiro de 2012

MT

GA

  Resultado Geral: 1º Álvaro Velloso com 387,5 Pontos 2º Fabio Freitas Silva com 350,4 Pontos 3º Augusto Valente com 243,6 Pontos Confira a seguir o porfólio apresentado por cada um dos atletas ganhadores na competição. Os Atletas competiram nas seguintes categorias: Grande angular ambiente (GA), Grande Angular com modelo(GM), Macro Livre (ML), Macro temática (MT) e Peixe (PE).

GM PE

ML Campeão: Álvaro Velloso

DIVEMAG International Dive Magazine

52


Competição | Campeonato Estadual RJ 2012| Redação

ML

MT PE GM GA

Vice-Campeão: Fabio freitas silva

53

DIVEMAG International Dive Magazine


Competição | Campeonato Estadual RJ 2012| Redação

Tudo para um bom mergulho

GM

GA

ML

equipamentos . manutenção . roupas sob medida claumar@claumar.com.br www.claumar.com.br tel: (11) 3813.1100

MT PE

Terceiro lugar: Augusto valente

DIVEMAG International Dive Magazine

55


Resultado Wildife Photographer of the Year 2012 O concurso Veolia Environment Wildlife Photographer of the Year, organizado pelo Museu de História Natural de Londres e pela revista BBC Wildlife, premiou as melhores fotos da vida selvagem. O evento está em sua 48ª edição e é dividido em diversas categorias. A seguir, veja algumas das imagens vencedoras.

DIVEMAG International Dive Magazine

Esta foto de pinguins imperadores na Antártida foi a grande vencedora do concurso britânico. Para captar a cena, o canadense Paul Nicklen teve de esperar a passagem dos pinguins mergulhado na água congelante, usando um snorkel para respirar. Ele contou que tirou mais de 50 mil fotos em três semanas para ter a imagem vencedora.

57


International Dive Magazine

www.carolschrappe.com

Mergulho Livre Aprenda com quem sabe

Cursos Treinamentos Clinicas de profundidade contato@carolschrappe.com Tel: (041) 9962-0200

58

Patrocínio:

Foto: Adriana Brandão

Competição | Veolia Environnement Wildlife Photographer of the Year| Redação

DIVEMAG

Claudio Gazzaroli (Switzerland) Evening rays


Competição | Veolia Environnement Wildlife Photographer of the Year| Redação

Paul Nicklen (Canada) Blast-off

DIVEMAG International Dive Magazine

Jordi Chias (Spain) Turtle gem

59


Competição | Veolia Environnement Wildlife Photographer of the Year| Redação

David Hall (USA) The lion pack

DIVEMAG International Dive Magazine

Thomas P Peschak (Germany/South Africa) Midnight feast

60


Competição | Veolia Environnement Wildlife Photographer of the Year| Redação

DIVEMAG International Dive Magazine

Destaque para o brasileiro Luciano Candisani, que foi o vencedor na categoria Comportamento: Animais de Sangue-Frio. Sua imagem mostra um jacaré de tocaia nas águas rasas e turvas do Pantanal. As melhores imagens serão exibidas pelo museu em uma exposição que vai até março.

61


guarapari Diferenciado

De 07 a 09/12

dois barcos, um para a turma do bรกsico e outro para a turma do avanรงado

Saiba mais: www.maramar.com.br www.maramar.com.br | /maramarescolademergulho

@maramarmergulho


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Mar a Mar LANÇAMENTO | Fotografia | Por: Redação

Nova GoPro Hero 3 captura vídeos em 4 K A GoPro acabou de divulgar detalhes de sua mais recente camera POV, a HERO3. 30% menor e 25 % mais leve do que a HERO2, está disponível em três modelos, preto, prata e branco. A Black Edition é capaz de capturar vídeo em até 4K de resolução, a 12fps, mas também oferece opções em 2,7K a 30fps, 1080p a 60fps, 1440p em 48fps, 960p a 100 fps e 720p a 120fps, bem como fotos de 12MP. Possui um processador, que é duas vezes mais rápido. A Silver Edition faz fotos em 11MP e vídeo 1080p30, enquanto a edição Branca faz fotos em 5MP.

CURSO DE

EQUIPA MENTOS DE MERGULHO

De 20 a 22/11

Adquira conhecimentos sobre o funcionamento, manutenção e reparos dos equipamentos de mergulho autônomo.

saiba mais: cursos@maramar.com.br www.maramar.com.br | /maramarescolademergulho

@maramarmergulho

DIVEMAG International Dive Magazine

63


LANÇAMENTO | Fotografia | Por: Redação Ambas versões prata e preta têm controle de balanço de branco (mais detalhes em breve) e a caixa padrão agora já vem com uma lente default preparada para mergulho. A Black também conta com Wi-Fi integrado e já vem com controle remoto além de ser melhor em situações de baixa luminosidade. Os preços estimados nos EUA são: Black Edition é de R $ 399, Prata é de US $ 299 e US $ 199 Branco. Mais informações no site da GoPro.

64

DIVEMAG International Dive Magazine


Inscrições Abertas para o GP Brasil de foto sub 2012 Estão abertas as inscrições do Grande Prêmio Brasil Proacqua de Fotosub 2012, seletiva para o próximo Campeonato Nacional.

A DecoStop aumentou seu tempo de fundo. A melhor revista brasileira de mergulho, agora no seu tablet.

As inscrições irão até o final de NOVEMBRO. Mais informações e regulamento completo você encontra no site da CNFVS (Comissão Nacional de Foto e Vídeo Sub): (http://www.imagemsub.com.br/regulamento_gp.asp)

Nauticam lança housing para a T4i Nauticam anuncia o lançamento de sua nova caixa estanque NA-650D para a Canon T4i ou 650D a nova DSLR entry level da Canon, toda de alumínio usinado, a caixa suporta 100m de profundidade e já é considerada a melhor e mais inovadora caixa estanque da linha Rebel. A grande inovação está na facilidade de uso do Dial de abertura, que no corpo da camera necessita segurar um botão para alterá-lo, na caixa exixte um dispositivo que trava essa função não havendo necessidade de pressionar 2 botões ao mesmo tempo. No restante a qualidade usual dos produtos na Nauticam, a caixa deve chegar ao mercado norte-americano ao custo de U$ 2.400 | Mais Informações: http://www.nauticamusa.com/

65

A revista DecoStop já está disponível no Android Market, e a partir de março na Apple Store. Esta ação faz com que o alcance da revista seja potencializado, atingindo leitores além de nosso alcance físico. A tecnologia digital permite que as edições da DecoStop sejam armazenadas, possibilitando acesso rápido as informações contidas na revista. A edição impressa continuará a ser produzida normalmente. Para download no Android Market acesse:

https://market.android.com/details?id=com.magtab.DecoStop Para assinar www.decostop.com.br Para anunciar rodrigo@decostop.com.br

www.clovix.com.br

CURTAS | FOTO SUB | Por: Redação


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Scuba Point Calendário-divemag-outubrode-2012.pdf

1

10/15/2012

10:25:43 AM

NÓS USAMOS !

DIVEMAG International Dive Magazine

Olá leitores, Nossa equipe aproveita vários de seus mergulhos para usar equipamentos cedidos por nossos anunciantes. Vamos nesta seção passar a vocês nossas percepções sobre os produtos que são novidades, os mais vendidos e cobiçados do mercado e os que nos parecem ser muito interessantes para mergulhadores livres, recreativos ou técnicos. Não trata-se de um teste didático, rigoroso, mas sim, ver se o equipamento manda tão bem na água como descrito em seus manuais ou sites. Espalhados pela revista, numa linguagem simples e objetiva vamos contar por que gostamos, porque usaríamos sempre ou qualquer informação que um mergulhador experiente gostaria de passar para um amigo que deseje ou precise de tal item.

67


Radio transmissor e GPS: Nautilus Lifeline

EQUIPAMENTOS | NÓS USAMOS | Por: Reinaldo Alberti

NOSSA OPINIÃO: Segurança é indiscutível. O saudoso Comandante Rolim Amaro da TAM, em uma de suas máximas, dizia que “apenas uma coisa está acima do cliente: a segurança”. Nós acreditamos nisso e sempre que testamos um produto que esteja diretamente relacionado com a segurança, um resgate ou uma prevenção de um acidente de mergulho, o fazemos com muita atenção. O NAUTILUS LIFELINE é primeiro, um rádio VHF, com as mesmas características de transmissão que o rádio que você vê no comando das embarcações de mergulho que frequenta, aquele que o capitão fala com a base de mergulho, com outros barcos, e em caso de emergência, com a Marinha, Marina, Corpo de Bombeiros e/ou o Serviço de Emergências Médicas. Bem, isso tudo funciona quando um mergulhador precisa de ajuda que possa ser comunicada através de um rádio, da embarcação para estes canais citados. Mas e se o mergulhador estiver perdido, já na superfície, como ELE se comunica? Essa é a solução que o LIFELINE dá. Pois é um rádio para ir JUNTO COM O MERGULHADOR, para baixo d´água, e, se no retorno a superfície, não encontrar a embarcação, poder se comunicar com ela e com todos estes canais. Para isso, o LIFELINE é também um GPS integrado a este rádio. Possui um display digital que informa as suas COORDENADAS geográficas. Com esta informação e com o canal de rádio, o mergulhador perdido pode avisar seu ponto de 3 maneiras distintas: 1. Se comunicar com o seu próprio barco 2. Se comunicar com outros barcos pelo Canal 16 (Canal de Emergência Internacional) – que pode ser pré-registrado com outro canal mais utilizado na região 3. Enviar um sinal de emergência geral (chamado Distress) a todos os rádios com GPS integrados (para esta função no Brasil, o rádio tem de ser registrado na ANATEL) Então, um equipamento como este é fundamental em lugares distantes da costa, ou pontos que além de distantes, ainda possuem correntes fortes, que podem distanciar muito e rapidamente o mergulhador de sua embarcação ao final do mergulho. Exemplos são Galápagos, Ilha do Coco, Revillagigedo, Fiji e tantos outros. Funcionou muito bem no nosso teste. Desci com ele nos mergulhos em Puerto Madryn, pendurado ao meu colete (usei um pequeno cordelete prendendo ele a um d’ring com um mosquetão inox pequeno). O rádio é fabricado pela Nautilus para aguentar bem a pressão de 70 metros de profundidade (8 ata), e pode ser aberto e operado na superfície, totalmente molhado, sem medo algum, inclusive o fiz usando uma luva de 5mm de espessura. Chamei o barco através do canal 16, mudei para o 10 para continuar apenas com nossa embarcação, e tudo tranquilo, transmissão e recepção de som bem claras. Resultado: já fiquei com um para mim, afinal, guiando grupos em diferentes lugares do planeta, mais um equipamento de SEGURANÇA nunca é demais. Instrutores, esse equipamento é primeiramente pra gente ! No Brasil, é importado e distribuído pela Sea Sub – www.seasub.com.br

68

Segurança

DIVEMAG International Dive Magazine


EQUIPAMENTOS | NÓS USAMOS | Por: Kadu Pinheiro

Lanterna PRINCETOn TEC MINIWAVE LED NOSSA OPINIÃO: A Miniwave Led é a versão compacta da popular Shockwave Led. Com 390 Lumens de potência foi projetada para o mergulhador que quer uma lanterna moderna e hidrodinâmica, a Miniwave Led é perfeita para iluminar amplas distâncias durante o mergulho. Sua empunhadura é confortável com um gatilho lateral que alterna o controle de potência da lanterna de fraco e forte, além de possuir uma trava para que a mesma não ligue sozinha dentro da mala ou durante o transporte. Com 2 opções de potência, a opção fraca garante até 10 horas de autonomia segundo as especificações do fabricante. Possui um strap de borracha para prender ao pulso e ou clipar um mosquetão, apesar do tamanho reduzido ainda sim é muito grande para ser colocada no bolso do colete ou roupa seca. Resistente a Água - NÍVEL que é o maior índice da Princeton Tec, Nível 3 é atribuído a lanternas que oferecem um grau de proteção da água equivalente a IPX8 na norma da Comissão Eletrotécnica Internacional (IEC). Lanternas classificadas no nível 3 fornecem impermeabilidade e integridade contínua em submersão em água a profundidades de até 100 metros. Especificações: • • • • • •

Potência 390 Lumens Lâmpada 3 Maxbright LEDs Autonomia 10 horas, Pilhas 4 C Alcalina Peso 650g UL RATING: APPROVADO, Classe I Divisão 2 Grupos A, B, C & D, UL TEMP CODE: T4

No Brasil, é importado e distribuído pela KS Esporte – www.ksesporte.com.br

69

Segurança

DIVEMAG International Dive Magazine


Dimension i3 O primeiro Colete de utuabilidade dorsal que integra o sistema i3

Lotus i3 O primeiro colete feminino de utuabilidade dorsal que integra o sistema i3


INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Aqua Lung Entrevista | Livro: A Vida Em Nossos Mares | Por: Redação

João Paulo Krajewski lança seu primeiro livro: “A vida em nossos mares”

Na Mar A Mar você realmente se torna um mergulhador connante e muito bem treinado. Mar A Mar: No fundo a vida sempre vale a pena. Para conhecer mais acesse: www.maramar.com.br

Com patrocínio da Oi, apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet nº 8.313/91) e editada pela Avis Brasilis, obra retrata a paixão e a intimidade do autor pelos mares de todo o mundo, com 288 páginas, o livro apresenta 240 fotos de dez países das Américas, Ásia e Oceania. Apaixonado pelo mar, João Paulo Krajewski aprendeu a mergulhar aos 17 anos, e desde então se dedicou ao estudo, à pesquisa científica, à fotografia e à filmagem da natureza marinha. “A vida em nossos mares”, editado pela Avis Brasilis (1ª edição, 288 páginas), com patrocínio da Oi, chega às livrarias em outubro e apresenta o olhar sensível e apurado do autor em uma coleção de imagens inéditas e diferenciadas do cotidiano marinho, captadas durante dez anos de viagens pelos mares das Américas, Ásia e Oceania.

a l c a nt aalcantaradesign.com ra d e s i gn . co m

A Mar A Mar Escola de Mergulho atua no mercado há 25 anos. Com sede em Belo Horizonte, é considerada umas das melhores escolas de mergulho do Brasil por possuir uma estrutura completa para cursos de mergulho com loja especializada em equipamentos, agência de viagens, oocina de manutenção e piscina própria coberta e aquecida com 3m de profundidade. Todos os cursos oferecidos na Mar A Mar seguem um padrão de qualidade internacional muito além do exigido pelas certiicadoras. As aulas teóricas e práticas são conjugadas tornando o aprendizado dinâmico, produtivo e agradável.

alung.com |

Curta: www.facebook.com/maramarescolademergulho book rta: www.face u C | m o .c g n .aqualu Acesse: www

brasil

g .com/aqualun

71


DIVEMAG

Entrevista | Livro: A Vida Em Nossos Mares | Por: Redação

International Dive Magazine

Alcançando o mais alto nível, a obra no formato 34X28 conta com 240 imagens, que mostram a variedade de seres vivos presentes nos mares de dez países, todas legendadas. Está dividida em seis capítulos (Recife: a morada, Habitantes dos recifes, Olhando de perto, Hora do lanche, Vida em conjunto e A Interface), que permitem ao leitor ter acesso à beleza do mundo marinho e conhecer locais muitas vezes inimagináveis. Cada capítulo conta com um texto de abertura de um renomado professor, doutor, pesquisador, nacional ou internacional, sobre o tema proposto. Além disso, toda a obra foi editada em duas línguas – português e inglês. “Tive a oportunidade de conhecer lugares inusitados, estar ao lado de pesquisadores de renome que puderam me mostrar de forma profunda os mares e as peculiaridades do mundo marinho. Estou muito honrado por ter tido a oportunidade de acesso a todo esse conhecimento, que sem dúvida é um grande diferencial na minha trajetória profissional. Meu principal objetivo ao produzir este livro é dividir com a sociedade a beleza e as raridades encontradas na natureza marinha e mostrar, de alguma forma, a importância da preservação do meio ambiente”, afirma Krajewski. O ecossistema marinho é muito rico, repleto de detalhes. Cada local do mundo tem suas particularidades e por isso o autor acredita que para realizar um trabalho de captação de imagens como o proposto neste livro, é necessário conhecer fortemente a vida do ser vivo a ser fotografado.“Há imagens inusitadas, desde uma foto de uma serpente marinha, de um cavalo marinho do tamanho de uma unha até um peixinho que faz dieta e vive dentro de um único coral, e um peixe que se alimenta fora d´água. Tentei buscar detalhes raramente mostrados sobre os animais marinhos. Não teria conseguido captar tais imagens se não houvesse uma pesquisa, um conhecimento adquirido ao longo de mais de dez anos de estudo e colaboração de importantes colegas especialistas”, complementa o autor. No fundo do mar brasileiro vivem espécies únicas. Com imagens do Nordeste, Sul e Sudeste do país, o autor mostra em um dos capítulos a raridade de espécies que só existem no Brasil, além das belas paisagens que o compõe.

72

Técnica Para a produção dessas imagens, o autor utilizou vários tipos de câmeras durante todos esses anos. Desde uma Nikonos V e câmeras Canon de filme fotográfico usando caixas estanque até inúmeros modelos de câmeras digitais, também utilizando caixas estanque. Segundo ele, a iluminação é um aspecto fundamental para a fotografia submarina para que se consiga retratar com fidelidade a cor no fundo do mar. Por isso, foi utilizada uma infinidade de lentes, flashes e filtros de cor para conseguir o resultado almejado. Foram registradas fotos de vários ângulos, detalhes e formatos. Além disso, Krajewski utilizou-se de esforços e muita criatividade para conquistar o resultado almejado. Algumas imagens que mostram panoramas do mundo submarino foram elaboradas pela junção de mais de 30 imagens, que levaram horas embaixo d’água para serem fotografadas. Uma técnica raramente realizada embaixo d’água, e que retrata o fundo do mar com uma perspectiva extremamente diferente. Durante os mergulhos o autor chegou a ficar horas para encontrar o que se esperava ou até enfrentou mar com temperatura de 8º graus. “Gosto muito do que faço e este livro é o retrato do que significa o fundo do mar para mim. Espero que todos apreciem e possam conhecer mais de perto todas as curiosidades e as belezas escondidas nele”, conclui.


Ficha Técnica Título: A vida em nossos mares Editora: Avis Brasilis 288 páginas Formato: 34X28 Preço sugerido: R$ 96,00 À venda em todas as grandes livrarias brasileiras e nas lojas virtuais: www.avidaemnossosmares.com.br | www.avisbrasilis.com.br. Informações: Celso Lopes (11) 98275-2630 | celsolopes17@yahoo.com.br

73

INFORME PUBLICITÁRIO | DIVEMAG.org | Diving College

Entrevista | Livro: A Vida Em Nossos Mares | Por: Redação


Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil

Tubarões em perigo na Austrália A Austrália Ocidental está pronta para continuar alimentando o apetite da Ásia por barbatana de tubarão, em uma jogada controversa conduzida pelo Ministro das Pescas, Norman Moore. Uma delegação foi à China, liderada pelo Diretor Geral do Departamento de Pesca, Stuart Smith, e descobriu que haveria uma forte demanda por barbatana de tubarão da Austrália Ocidental com um “selo verde”, que garante a proveniência de fontes sustentáveis. O ministro e seu departamento já solicitaram que o Conselho Independente da Marinha analise os limites do Estado de captura e práticas de pesca, para que a Austrália Ocidental possa ser certificada como uma pesca sustentável. – Extraído de um artigo do Sunday Times, de 07 de outubro de 2012. Existem muitas campanhas para salvar os tubarões, há muitos anos, de diversas organizações, com embaixadores como Sir Richard Branson, Yao Ming e Jackie Chan para contribuintes individuais. No entanto, ainda há um longo caminho a percorrer antes que a humanidade perceba o importante papel que os tubarões desempenham na saúde dos nossos oceanos, e a barbárie cruel do comércio de barbatanas de tubarão. As alegações de que o mercado de barbatana de tubarão está quebrando devido à campanha por grupos verdes são completamente falsas. O que está acontecendo é simplesmente que as populações de tubarões em todo o mundo estão reduzindo devido ao excesso de pesca e à demanda contínua de barbatanas de tubarão. Um estudo da IUCN (International Union for Conservation of Nature) mostrou que um terço de todas as espécies de tubarão está ameaçada de extinção – a maioria não vai sobreviver depois de 2020. Nos últimos 20 anos, as populações de tubarões em todo o mundo têm estado em declínio, algumas em até 90%. Como último recurso, finners de tubarão estão cada vez mais invadindo reservas marinhas, uma vez que estes são os únicos lugares restantes, a última fortaleza de tubarões. Estas reservas marinhas, lugares raros e únicos, devem ser protegidas para garantir o banco de biodiversidade dos oceanos. O Diretor do Departamento de Pesca, Stuart Smith, dizer que a Austrália pode fornecer um produto sustentável de barbatana de tubarão para o mercado asiático, destrói completamente o importante trabalho que tem sido feito por Branson, Ming, Chan e todas as organizações não-governamentais em campanha para salvar os tubarões. Sem mencionar o trabalho incansável realizado pela Sea Shepherd em todo o mundo, mais notavelmente em Galápagos, onde a Sea Shepherd está trabalhando ao lado de autoridades em seus esforços para acabar com a caça ilegal de tubarões na Reserva Marinha de Galápagos. Além da Austrália Ocidental e Galápagos, existem vários Estados e províncias ao redor do mundo que proíbem a remoção das barbatanas de tubarão ou importação/exportação de produtos de tubarão. Declarações como esta feita por Stuart Smith mostra uma completa falta de respeito, não só para com tubarões e o mundo natural, mas também para com as gerações futuras, e destaca que o Sr. Smith é completamente ignorante sobre o importante papel desempenhado pelos tubarões na saúde dos nossos oceanos, e a grave situação que enfrentam a nível mundial.

“Não existe pesca sustentável do tubarão, os tubarões estão ameaçados de extinção em todo o mundo. A decisão do governo da Austrália Ocidental foi tomada por políticos que perderam o contato com a realidade. É a cobiça sobre a lógica, o lucro sobre a natureza, o dinheiro sobre o nosso futuro. Aqui o povo de Galápagos está em contato com a natureza, e eles entendem que o valor de um tubarão vivo supera em muito o valor de um morto. É tempo dos políticos da Austrália Ocidental acordarem e aderirem ao programa”, disse Alex Cornelissen, da Sea Shepherd Galápagos.

75


Meio Ambiente | SEA SHEPHERD | Por: Redação Oferecer um dos últimos redutos remanescentes para os tubarões para os mercados da Ásia seria como encontrar um grupo desconhecido de rinocerontes pretos africanos e oferecê-los aos caçadores. Não existe barbatana de tubarão sustentável, e abrir esta área para a pesca de tubarão só irá permitir um nível ainda maior da corrupção no comércio ilegal de barbatanas de tubarão, um comércio que é apenas o terceiro, atrás apenas do comércio ilegal de drogas e armas. É a este setor que os australianos querem estar ligados? O mundo está muito preocupado com o estado das populações de tubarões, e vai acompanhar o governo da Austrália Ocidental muito de perto sobre isso. A partir de um sentido puramente econômico, não só haveria uma perda direta na indústria do mergulho, já que muitos mergulhadores chegam à Austrália Ocidental para ver tubarões, mas devido à indignação absoluta da comunidade mundial, pode até mesmo haver um boicote do turismo na Austrália Ocidental se esta oferta de barbatanas de tubarão for seriamente ‘colocada na mesa’ para o mercado asiático. O Diretor australiano, Jeff Hansen, afirmou: “Imagine a nossa população de baleias jubarte hoje, se bem na véspera da moratória mundial da caça comercial alguma nação oferecesse uma forma sustentável de carne de baleia jubarte para o mercado. Os tubarões têm mantido nossos oceanos saudáveis por mais de 450 milhões de anos, os oceanos que nos dão até 80 por cento do nosso oxigênio, contamos com tubarões a cada dia para a nossa própria sobrevivência. Nós precisamos deles, eles não precisam de nós, e por isso nós precisamos dar a eles o respeito que merecem. Podemos viver muito bem sem uma sopa sem sabor e sem valor nutricional, mas não podemos viver neste mundo sem tubarões.” Stuart Smith, Norman Moore e o Governo da Austrália Ocidental têm a oportunidade de defender os tubarões e defender a saúde dos nossos oceanos, para o benefício das gerações atuais e futuras.

76

O que você pode fazer para ajudar? Entre em contato com o Ministro das Pescas, Norman Moore, para que ele saiba as suas preocupações sobre este assunto. Para contatar o Ministro: Honorável Norman Moore BA DipEd JP MLC Ministro das Minas e Petróleo; Pesca; Assuntos Eleitorais Endereço: 4th Floor, London House, 216 St Georges Terrace, PERTH WA 6000 Telefone: (08) 6552-5400 Fax: (08) 6552-5401 e-Mail: Minister.Moore@dpc.wa.gov.au

Traduzido por Raquel Soldera, voluntária do Instituto Sea Shepherd Brasil


San Andrés 5x1 Aquarium - Los Delfines - Marazul - Maryland - San Luis

Poderá escolher o hotel que deseja de acordo com os seus gostos e preferências enquanto desfruta de todas as nossas instalações ao melhor estilo Tudo Incluído (reserva prévia).

tudouído incl

• Alojamento • Alimentação ilimitada • Buffet e snacks • Restaurantes especializados • Bebidas e licores ilimitados • Shows diários • As mais lindas praias • Bar aberto • Recreação • Desportos aquáticos não motorizados.

www.decameron.com

Rua da Consolação, 348 - 3º andar - 01302 000 São Paulo - SP - T.: 55 11 3150 0772 - F.: 55 11 3151 4148

Providencia Viva a sua melhor experiência de férias na Ilha de Providencia! Os 5 melhores hotéis da ilha são afiliados da Decameron, preservando a tradição arquitetónica do Caribe com vista para o mar ou as montanhas. As suas instalações e localização privilegiadas fazem com que as suas férias sejam totalmente agradáveis, cheias de paz e descanso no meio da exuberância da natureza.


FotógrafO convidadO: João Paulo Krajewski

João Paulo Krajewski é graduado em ciências biológicas e doutor em ecologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Desde sua primeira formação, se dedica à pesquisa científica, à fotografia e à filmagem de natureza. Durante a sua carreira, desenvolveu pesquisas no Brasil e no exterior e participou de diversas expedições científicas em locais como Arquipélago de Fernando de Noronha, Arquipélago de Abrolhos e Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, no Brasil; Lizard Island e Keppel Islands, na Austrália e Ilhas Fiji.

DIVEMAG International Dive Magazine

79


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

80

International Dive Magazine

Seu maior objetivo é divulgar a natureza e pesquisas científicas por meio de suas imagens, fazendo com que as pessoas admirem a natureza e tenham interesse em conservá-la.

DIVEMAG

Além do trabalho de pesquisa, Krajewski visitou mais de 20 países em busca de imagens de natureza. Suas fotografias ilustram livros e diversos artigos publicados em diversos países. Atualmente, Krajewski é colaborador da revista Terra da Gente, na qual publica artigos e fotografias e atualmente está autorando uma série especial de reportagens sobre vida marinha. Como cinegrafista, já produziu imagens para diversos programas de televisão exibidos pela Rede Globo de Televisão. Hoje é um dos produtores e apresentadores do quadro “Domingão Aventura”, exibido no programa “Domingão do Faustão”.


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

Aonde você espera chegar com seu trabalho? E no que ele pode contribuir para a proteção dos oceanos e natureza? Espero poder sempre continuar a fazer o que mais amo, estar ao lado na natureza e mostrando para o público a vida selvagem de um modo novo, curioso e que inspire as pessoas a conservar o que ainda resta da natureza. Com isso eu serei sempre a pessoa mais feliz e realizada do mundo.

DIVEMAG International Dive Magazine

81


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

DIVEMAG International Dive Magazine

82


83

FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski | International Dive Magazine

DIVEMAG


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

DIVEMAG International Dive Magazine

Quais os lugares mais interessantes que já visitou e qual o que mais marcou você em termos de oportunidades fotográficas? Pergunta difícil essa... Sou o tipo de pessoa que não tem apenas uma animal preferido. Gosto desde baleias e tubarões a pequenos peixes e invertebrados de todos o tipos. Acho que cada ponto de mergulho tem seu charme e proporciona oportunidades únicas. Mas se pudesse citar alguns, sou um apaixonado pelos riquíssimos mares da Indonésia, em pontos como Raja Ampat, Bali e Lembeh, onde quase não se vê um peixe repetido.

84


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

85

DIVEMAG International Dive Magazine


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

DIVEMAG International Dive Magazine

Jardines de la Reina em Cuba, para peixes grandes do Caribe, como garoupas, badejos e tubarões; A baía de Cenderawasih, na Indonésia, para os tubarões baleia, Raja Ampat pelos mangues de águas azuis, e a Tasmânia e Kangaroo Island, no sul da Austrália, pela paisagem submarina e diversidade de peixes de águas frias, incluindo os lindos dragões do mar. Gosto muito também da grande barreira de corais pela estrutura do recife, Wakaya nas Ilhas Fiji pela explosão de cores dos corais e peixes. Acho que exagerei né? Mas realmente sou do tipo de pessoa que se encanta com tudo embaixo d’água, cada lugar que estive me proporcionou experiências únicas e inesquecíveis.

86


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

DIVEMAG International Dive Magazine

87


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

DIVEMAG International Dive Magazine

88


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

DIVEMAG International Dive Magazine

89


DIVEMAG

FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

International Dive Magazine

90


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

91

DIVEMAG International Dive Magazine


FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

DIVEMAG International Dive Magazine

92


DIVEMAG International Dive Magazine

FOTÓGRAFO CONVIDADO | João Paulo Krajewski |

93


INFORMATIVO MENSAL | NAUI | INFORMATIVO MENSAL | IANTD |

Essentials Diver Este nível intermediário de educação contínua é desenhado para permitir que mergulhadores certificados melhorem sua performance no mergulho, revisem e coloquem em prática o essencial aprendido em qualquer programa de mergulho da IANTD. As técnicas e conhecimentos adquiridos neste programa preparam o mergulhador para mergulhos mais avançados. O programa de Essentials Diver é recomendado para todos os mergulhadores que desejam melhorar a performance e competência durante seus mergulhos. Este programa não qualificará o mergulhador a mergulhar mais fundo do que é permitido pela sua certificação prévia.

Quem pode lecionar este programa? Um Advanced EANx Instructor ou de graduação maior e certificado como IANTD Essentials Diver É requerido um instrutor de rebreather para que um mergulhador seja certificado como rebreather diver neste nível.

Pré-requisitos: Certificação de Open Water (Nitrox) Diver ou equivalente Idade mínima de 15 anos com autorização dos pais ou responsáveis legais, ou um mínimo de 12 anos para qualificação de Junior Diver, ou 18 anos sem autorização prévia

Limites do programa: • Nenhum mergulho pode ser conduzido em profundidades maiores que a qualificação do aluno • Todos os mergulhos devem enfatizar o trabalho em equipe e a interação com o dupla

Desde o início, em 1960, os membros NAUI adquiriram uma reputação mundial, devido à liderança no mergulho autônomo e à instrução de mergulho com qualidade. A organização continua atraindo as melhores mentes do mergulho devido a continua ênfase na segurança. É essa reputação, por excelência, que mais provavelmente tem contribuído para a decisão de, cada vez mais mergulhadores optarem pela NAUI podendo, dessa maneira, aproveitar deste alto prestígio público. Cada membro também deve ajudar a manter essa reputação ao trabalhar atenciosamente, e a fim de melhorar a segurança do mergulho através da educação dos outros, e através de seu compromisso pessoal para dar a continuidade à educação. Ao contrário de outras organizações de certificação de mergulho, a NAUI é uma associação de membros mundial sem fins lucrativos e democrática, dedicada a servir o público. Apesar de virmos de várias culturas e termos diferentes pontos de vista, nossos valores compartilhados e nossa experiência comum em treinamento, são suficientes para nos manter trabalhando juntos em prol do mergulho. Muitas práticas de mergulho recreativo, desde o uso dos dispositivos de controle de flutuabilidade a uma contínua educação no mergulhador, têm tido resultado a partir dos esforços dos líderes NAUI, esforçando-se para tornar o mergulho recreativo mais seguro. Quando alguém alcança um posto de liderança NAUI e se junta a Associação, ganha direitos e privilégios de um membro, de acordo com o seu nível. Juntamente com esses direitos, estão as responsabilidades, detalhadas no Manual de Procedimentos e Padrões NAUI. Todo candidato a liderança NAUI deve estar cuidadosamente familiarizado com as informações contidas neste manual, especialmente nas seções onde estão descritos os VALORES e o CREDO da NAUI, permitindo assim um total entendimento do que a NAUI significa para os seus membros . A NAUI cresce com a diversidade e o entusiasmo que cada novo membro traz a cada nível. As descobertas, inovações, idéias e, principalmente o companheirismo com que tudo isso é compartilhado com outros membros, são fundamentais para o fortalecimento e superioridade da NAUI dentro da comunidade de mergulho. A escolha para ser um líder NAUI exige muito mais do que simplesmente buscar uma credencial ou status pessoal. Exige um comprometimento único, bem diferentes das demais agências, porque a NAUI é, na verdade, seu próprios membros, e através da formação dos novos líderes que a NAUI mantém o seu lema: “SEGURANÇA NO MERGULHO ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO”

www.iantd.com.br

www.naui.com.br


INFORMATIVO MENSAL | SSI |

INFORMATIVO MENSAL | PADI |

NOVOS PRODUTOS (PORTUGUÊS)

Já disponíveis

MÁXIMO DESEMPENHO EM FLUTUABILIDADE Aprimore as suas habilidades de flutuabilidade num nível profissional com o curso de especialidade PADI Peak Performancy Buoyancy. Neste curso, aprenda técnicas para atingir o lastreamento, o alinhamento do corpo e o perfil hidrodinâmico com precisão, a fim de que você consuma menos ar, suba, desça ou levite sem esforço e deslize suavemente pela água. O Máximo Desempenho em Flutuabilidade o coloca mais perto da vida aquática e reduz os efeitos da sua presença no mundo subaquático.

www.padibr.com.br

96


INFORMATIVO MENSAL | DAN |

DOENÇAS DO MERGULHO Aconselhamento em Emergências 24 horas, 7 dias por semana

Bahia

Underwater Bahia - http://goo.gl/ZXN7r Apecatu Expedições - http://goo.gl/2ClUO Shark Dive - http://goo.gl/T2NiM 13° Sul Dive Center - http://goo.gl/XizJo Águas Abertas - http://goo.gl/IoL5g

Distrito Federal

Após um mergulho, os sinais e sintomas abaixo podem indicar a necessidade de tratamento de recompressão em câmara hiperbárica. Em caso de suspeita, o mergulhador deve ser examinado por um Profissional de Saúde*.

Dive Way Adventure - http://goo.gl/CWYrE Scuba Du - http://goo.gl/lh4jL

Espírito Santo

■ DOENÇA DESCOMPRESSIVA (DD)

São comuns: dores nas articulações, dormência, formigamento, fraqueza muscular, descoordenação motora, coceira e manchas na pele (cutis marmorata), com ou sem dor. Não tão comuns, mas possivelmente como indicador de maior gravidade: dor intensa nas costas ou abdômen, paralisia dos membros, incontinência ou retenção urinária, distúrbios visuais, confusão mental, tontura, mal estar, falta de ar, dor torácica, tosse ou outros sinais neurológicos incomuns. A desidratação é comum em DD. O quadro pode aparecer em minutos ou até horas após o mergulho e seu desenvolvimento é geralmente progressivo e gradual.

■ EMBOLIA ARTERIAL GASOSA (EAG)

Perturbações sensoriais, paralisia ou paresia das extremidades, distúrbios visuais, dores de cabeça, convulsões ou outros alterações neurológicas localizadas. O quadro pode ser associado à lesão Pulmonar (pneumotórax, enfisema subcutâneo ou mediastinal). O EAG pode ser o resultado do mergulho a profundidades tão insignificante como um metro de profundidade. Sinais e sintomas geralmente se desenvolvem em poucos minutos após o termino do mergulho, e sua apresentação é geralmente aguda.

■ BAROTRAUMA (BTP)

Dispnéia, dor torácica, pneumotórax, enfisema subcutâneo, pneumomediastino, mudanças no tom de voz, tosse, escarro sanguinolento, pode haver comprometimento neurológico resultado de uma Embolia Arterial Gasosa (EAG). NOTA: A recompressão é contra-indicada em pneumotórax não tratado, já que poderia atuar como um pneumotórax hipertensivo durante a fase de descompressão.

Além de assegurar os primeiros-socorros habituais, o tratamento de emergência para lesões causadas por atividades relacionadas com o mergulho de ar comprimido inclui: 1. A administração de Oxigênio em altas concentrações (de preferência em uma fração inspirada de - FiO2 de 100%). 2. Avaliar a necessidade de hidratação. Se necessário, administrar soluções cristalóides isotônicas (não são recomendadas soluções glicosadas). 3. Executar e documentar um exame neurológico completo. 4. Em caso de emergência, ligue para a DAN e peça atendimento em português 0800-684-9111. Este serviço é gratuito e prestado em caráter humanitário para obter orientação imediata sobre o diagnostico, cuidados imediatos, transporte ou remoção para um serviço de medicina hiperbárica apropriado.

Divers Alert Network (DAN)

0800-684-9111 e fora do Brasil +1-919-684-9111 Para informações relacionadas a acidentes de mergulho envie um email para: info@danbrasil.org.br ou visite www.danbrasil.org.br A Divers Alert Network (DAN) é uma organização sem fins lucrativos dedicada a segurança e saúde de mergulhadores recreativos. * Em caso de suspeita de qualquer um dos quadros clínicos acima, o mergulhador deve ser imediatamente examinado por um médico, independentemente de sua especialidade. Os sinais e sintomas mencionados não são estranhos e podem ser óbvios para qualquer medico. O reconhecimento precoce dos sintomas, juntamente com a anamnese compatível fazem o diagnóstico da patologia. Entrar em contato com o Divers Alert Network (DAN) pode ajudar os profissionais que não estão familiarizados com as doenças de mergulho a chegar ao diagnóstico precoce, alem disso a DAN pode oferecer recomendações para um tratamento adequado.

Atlantes Guarapari - http://goo.gl/sMF1B Cia do Mergulho - http://goo.gl/I4wzi Acqua Sub - http://goo.gl/0ncvs

Minas Gerais

County Divers - http://goo.gl/tqT73 DiveLife - http://goo.gl/sbZyU

Paraíba

Mar Aberto - http://goo.gl/7yyd5

Pernambuco

Aquaticos - http://goo.gl/URRvT

Paraná

Scubasul - http://goo.gl/o7njw

Rio de Janeiro

Estas Empresas compartilham a nossa preocupação em tornar o mergulho ainda mais seguro!

Deep Trip - http://goo.gl/3rU1v GMES - http://goo.gl/l7vz1 Mar do Rio - http://goo.gl/H34V9 X Divers - http://goo.gl/Zn3gs Dive Brasil - http://goo.gl/kI5m3 InAcqua - http://goo.gl/aXHcP

Rio Grande do Norte

Caju Divers - http://goo.gl/8ARB4 Corais de Maracajau - http://goo.gl/pSwmM Portal de Maracajau - http://goo.gl/20x1o

Santa Catarina

Mathaaus Adventure - http://goo.gl/ZIvjX Patadacobra Adventures - http://goo.gl/FJcgV

São Paulo - Capital

Aquadive - http://goo.gl/jG0vC Brasil Scuba - http://goo.gl/krAkH Dive Buddy - http://goo.gl/6rjJD Dive Tech - http://goo.gl/h9RdQ Diving College - http://goo.gl/gk6K0 Narwhal Mergulho - http://goo.gl/Snr3m Scafo - São Paulo - http://goo.gl/ZbL8L Scuba Point - http://goo.gl/MBQaj Viajan - http://goo.gl/pY8Ay

Clique na escola e Associe-se a DAN Brasil

São Paulo - Interior

Adventure Travel - http://goo.gl/mAOqu Baritur Viagens - http://goo.gl/wYyIL Jornada Sub Mergulho - http://goo.gl/zK2bj NDS Mergulho - http://goo.gl/Uom90 Overdive - http://goo.gl/B0HwS Rota Sub - http://goo.gl/dyLqY Scubadodive - http://goo.gl/3wgxP Scubalab - http://goo.gl/jkLO9 Sea Way - http://goo.gl/TYzEl Subaquática - http://goo.gl/luQzG

Mergulhadores ajudando mergulhadores

www.danbrasil.org.br


A DIVEMAG e a Webventure tem o prazer de anunciar uma parceria, que vai trazer para você leitor, conteúdos exclusivos, mais informações sobre mergulho e muitas fotos exclusivas. Nosso editor Kadu Pinheiro está assumindo a coluna sobre mergulho no site da webventure, aguardem muitas novidades em breve !

DIVEMAG International Dive Magazine

98


DIVEMAG www.divemag.org

International Dive Magazine


DIVEMAG | Edição 10 | International Dive Magazine