Page 1


EXPEDIENTE EDITORA: Anne Raysa | REDAÇÃO: Anne Raysa | MODA: Ivy Lemes | BELEZA: Manoele Luize | SAÚDE: Karen Carneti | CULTURA: Aline Toledo | GUIA: Paula Cândido | CRÔNICA: Franciele Freire CAPA PRODUÇÃO E STYLING: Anne Raysa | MODELO: Vivian Pereira | FOTOGRAFIA: Wagner Felipe Pereira | TRATAMENTO DE IMAGEM: Wagner Felipe Pereira | DIAGRAMAÇÃO: Manoele Luize As imagens contidas nessa edição que foram retiradas de fontes de internet, receberam seus devidos créditos. Caso essa edição possua alguim material de sua autoria, favor entrar em contato. O conteúdo das matérias expressa o ponto de vista do autor, não tendo a Revista Saia e Salto Alto responsabilizada pelo sua opinião. Essa edição não possui fins lucrativos.

CONTATO: saiaesaltoalto@gmail.com


E

CARTA EDITORIAL

m meio às transformações políticas e sociais (e mesmo que lentas e pequenas), é plantado no coração do povo brasileiro, mais uma vez, uma semente de esperança. O combustível é formado pelos eventos sociais que movimentam milhares de pessoas no Brasil e no mundo, que visam a diversão por meio da conscientização, como a segunda edição do SWU, que acontece em novembro desse ano no interior de São Paulo. A engrenagem de todo esse movimento surge com a volta do Rock’n Rio para o Brasil após oito anos tendo suas edições apresentadas no exterior. É com isso que a segunda edição da Saia e Salto Alto não registra aqui a tendência atual inspirada pela rebeldia dos anos 70, na Woodstock, refletida em eventos como o Rock’n rio e nas passarelas de desfiles de moda. É com muita animação que desejamos a todos uma ótima leitura, e que ela inspire em cada um de nós a força e a vontade de modificar que essas duas gerações nos trazem. Boa leitura!

Anne Raysa


Quem faz Os responsáveis por fazer a Saia e Salto Alto acontecer! ANNE RAYSA, 21. Nasceu em Curitiba - PR e adora esse clima instável da cidade. É Relações Públicas por formação, mas seu maior desejo profissional é trabalhar em uma revista, que agora o torna real. Se interessa por moda, beleza e assuntos que envolvem o universo femino, mas também adora conversar e ler sobre marketing e ações de comunicação, resultado de quatro anos estudando e se apaixonando pela profissão de RP.

ALINE TOLEDO, 19 anos. Mora em Araraquara, e estuda Ciências Sociais na Unesp. Bem urbana, gosta da noite e do movimento cultural de São Paulo. Contudo, ama a paz do interior e gosta de curtir o dia. Sua vida sempre foi regida pela arte, suas paixões são o circo, teatro, cinema e música. Ama viajar, apreciar uma boa coquetelaria e ler muito.

IVY, 22 anos, mora em Curitiba - PR. Designer de moda, produtora e stylist apaixonada por tudo o que envolve esse universo. Pesquisadora 24 horas por dia, lê e se interessa também por arte e literatura. Adepta de rotinas bem organizadas, em sua agenda não pode faltar espaço para atividade física, um bom café e momentos para ficar só.

KAREN CARNETI (Kakah), 24 anos, São Paulo/SP. Cursando o último ano de Jornalismo na Cásper Líbero. Ama ler, ouvir música, assistir séries, viajar e tudo relacionado ao mundo da beleza. Apaixonada pela Itália e pela cultura italiana.


Quem faz Os responsáveis por fazer a Saia e Salto Alto acontecer! FRANCIELE CRISTINA FREIRE tem 21 anos, vive em Curitiba e é formada em Letras, pela PUCPR. Escritora de materiais didáticos e professora de Língua Portuguesa, Fran Freire costuma escrever romances e fanfictions, voltados ao público juvenil. A curitibana, que é fã de Nora Roberts e de cultura latina, também costuma se divertir com uma boa dose de música internacional, novelas mexicanas e seriados americanos.

MANOELE LUIZE, 21 anos, mora em Curitiba - PR. Formada em Publicidade e Propaganda pela UFPR e apaixonada por moda, beleza e maquiagem. Adora música pop e dance, assim como artes visuais e tem uma certa fixação pela Inglaterra.

MARIA PAULA (Paulinha), 19 anos, mora em Florianópolis-SC. Cursando Administração. Estuda e trabalha (muito), mas nas horas livres, prefere algo bem mais tranquilo do que a correria do dia-a-dia, ouvir uma música boa, ler um livro, ver um filme, e claro, internet.


Sumário SAÚDE: Os benefícios da dança para o corpo........... .07 BELEZA: Beleza Internacional....................................... 09

Os baratinhos de beauté edição Fitness.......................... 12 Kit beleza para shows e festivais...................................... 14

MODA: Das passarelas para as ruas............................ 16

Moda Fitness..................................................................... 24 A relação do consumo sustentável e a era digital.................................................................................................... 30

WOODSTOCK: A INFLUÊNCIA DA GERAÇÃO ANOS 70.................................................................34 CULTURA: Rock’n Rio: o que vem por aí................... 45 CRÔNICA: 27 Years Old................................................. 47 SERVIÇO: Onde encontramos....................................... 51


Saúde

OS BENEFÍCIOS DA DANÇA PARA O CORPO

KAREN CARNETI

Nem só de academia e exercícios puxados vive um corpo bonito. Muitas pessoas, ao juntar a vontade de emagrecer com a de fazer exercícios físicos, optam por uma opção mais leve e divertida: a dança. Dançar faz bem para o corpo e para a mente. Alia exercícios aeróbios – que protegem o corpo de problemas cardíacos e respiratórios – com alongamentos e trabalha a força, a flexibilidade, a resistência e a coordenação muscular. Muitos problemas físicos são causados pela repetição dos movimentos, como a tendinite, que pode ser prevenida e amenizada pela prática da dança. Além disso, a dança ajuda na socialização, pois estimula o contato físico e a delicadeza com o outro. Enfim, os benefícios são muitos. Dançar pode, ainda, ajudar na autoestima da pessoa. Juliana Fernandes, de 23 anos, tem uma longa história com a dança, desde pequena, entre indas e vindas. Mas só voltou a dançar mesmo no meio do ano passado, quando se encontrou no Flamenco. “Eu posso dizer que voltar a dançar me salvou. Eu me sentia mais viva, os dias de aula se converteram nos mais felizes da semana, passei a conhecer melhor meu corpo e

07


Saúde

a trabalhar minha timidez.” Outro benefício da dança, que ajuda o indivíduo a se envolver socialmente e a criar laços com as pessoas. A nível de curiosidade, “a dança pode ser englobada nas áreas da arte, da educação, da atividade física e saúde. É considerada por muitos autores como a mais antiga das artes. Cada aluno é estimulado a compreender o movimento e a música. As atividades são desenvolvidas de acordo com a idade, nível técnico e a modalidade escolhida, sempre focando no trabalho da postura, ritmo, equilíbrio, concentração e disciplina”, segundo a empresária Dora de Soares, proprietária da escola de dança Studio D1, de Curitiba. Entre tantos benefícios, há ainda o de que você não precisa de nenhuma experiência prévia para fazer um curso de dança. “Se você é capaz de se levantar, caminhar, dar ‘até logo’ e cruzar as pernas, já tem ritmo. Basta não ter medo de errar”, garante o famoso coreógrafo Carlinhos de Jesus. E também não precisa ter receio com seu peso e altura, pois é uma forma de exercício e arte que privilegia todas as idades e tipos físicos. Juliana tinha muito preconceito com si mesma, mas aprendeu a se aceitar. “Eu ainda tinha preconceitos comigo, de estar gorda e estar velha pra dançar, e achei no Flamenco as portas abertas onde as pessoas podem dançar maravilhosamente com todos esses ‘defeitos’, sem limite de idade ou de peso. Fui assistir uma aula e me apaixonei.” E você, está pronta para se apaixonar por alguma modalidade nesse verão e ficar com o corpo desejado?

Fonte imagem: clique aqui.

08


Beleza

BELEZA INTERNACIONAL

MANOELE LUIZE

Paris e Londres são duas cidades principais nos roteiros turísticos da Europa, as duas ganham um enorme número de turistas durante o verão europeu, sejam japoneses com suas câmeras prontas para tirar fotos a qualquer momento, como gente de todo lugar com mapas nas mãos nas esquinas das cidades e até brasileiros, sempre se escuta um português aqui e ali. Mas tratando-se do quesito de produtos de beleza, podem ser paraísos não só turísticos.

09


Beleza

Quando em Paris, uma ótima dica é comprar produtos da La RochePosay, marca francesa e que em seu país natal é vendida em várias farmácia a preços super amigos. Mas existe uma farmácia em especial que tem preços ótimos, a Citypharma que fica no número 26 da Rue du Four, na esquina com a Rue Bonaparte, não tem nome na fachada, mas você vai ver o “Pharmacie” em letreiro verde. No primeiro andar você encontra vários produtos La Roche-Posay para rosto e corpo e de muitas outras marcas, protetores solares e produtos para cabelo, como da marca Klorane. Muito fácil encontrar brasileiras em frente às pratileiras da La Roche maravilhadas com a quantidade de produto por um valor muito menor do que vemos aqui. Dica: Protetor Solar Anthelios XL SPF 50 de 300ml por €14,90, água termal La Roche-Posay de 300g por €6,90, ou duas por €9,90. O tão comentado demaquilante da Bioderma, Créaline H2O, duas unidades de 500ml cada por €15,90. Outra marca queridinha das brasileiras que vão à Paris é a Kérastase, que você encontra em vários salões, nas Galerias Lafayette o salão Franck Provost vende, a máscara para cabelos saí em média €39. Em Londres você pode aproveitar as maquiagens, encontram-se as mesmas grandes marcas que temos no Brasil, mas com preços mais atrativos (a Bourjois por exemplo, mesmo sendo francesa, tem um preço ótimo em Londres) e também aquelas que não temos no Brasil, como a Illamasqua, Urban Decay. A famosa palette de sombras Naked da Urban Decay está disponível na loja Debenhams (334-348 Oxford Street) por £35, com direito a um mini Eyeshadow Primer Potion de brinde (de 3,7ml). Na busca de marcas mais selecionadas, a Space NK apothecary (em vários pontos da cidade, como em 40 Hans Crescent, ao lado da

10


Beleza

loja de departamentos Harrods) é uma ótima loja, incluindo em sua seleção produtos Bumble and bumble. O Bb. Texture hair (un)dressing creme, também muito comentado em revistas e blogs, propõe criar aquela textura do messy hair, criando ondas soltas. Aplica-se o creme seguindo as instruções e o resultado é incrível, para criar um maior efeito, é aconselhável utilizar o secador, mas mesmo sem este passo, o efeito é bem interessante e sem esforço, preço £21. Valores pesquisados em agosto de 2011.

FALANDO NISSO... Existem outras opções de compras mais baratas caso você deseja economizar nos seus gastos durante sua viagem. É possível fazer vários “achados” de beauté em pequenas (e grandes) farmácias, principalmente em Paris e Londres, que contém uma grande variedade de produtos, e consequentemente, preços. Uma passadinha por um dutty free também pode garantir a aquisição daquele super produto sem o precinho chato dos impostos. No Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos), por exemplo, tem um. É possível fazer compras tanto no embarque, quanto no desembarque.

11


Beleza

12

BARATINHOS DE BEAUTÉ EDIÇÃO “FITNESS” ANNE RAYSA


Beleza Para ficar bonita não precisa gastar muito, basta saber investir nos produtos certos para as determinadas ocasiões, e é claro, ter sempre em mãos aquele coringa de beauté. De dia ou à noite, ir à academia exige um pouco mais do que o tênis, a legging e o creme anti-celulite. Alguns itens são fundamentais para carregar sempre consigo e não deixar o suor te pegar desprevenida: 1 - Desodorante Rexona Women: R$ 8,39 nas Farmácias Panvel; 2 - Elásticos para cabelo Accessorize: preço sob consulta; 3 - Batom Contém 1g: R$ 39,00 no site da marca; 4 - Protetor Solar Nivea Sun: R$ 22,28 nas Farmácias Panvel; 5 - Água Mineral. Ninguém merece ficar do lado de alguém com cheirinho de “ce-ce”, não é? Por isso é importante ter sempre um bom desodorante, para garantir horas de proteção contra o mau-cheiro. Para enfrentar o calor, prender o cabelo é essencial, use a criatividade, mas não se esqueça que o penteado tem que ser prático! Para manter uma boa aparência, não use maquiagem na pele ou nos olhos, mas não deixe de usar um batom na cor clarinha. Se os exercícios forem realizados durante o dia, não se esqueça de passar protetor solar e, por último, beba muita água para se manter sempre hidratada e fresquinha.

Preços consultados em setembro de 2011.

13


Beleza

KIT BELEZA PARA SHOWS E FESTIVAIS Festivais e shows que duram o dia todo pedem cuidados, principalmente, com a pele.

IVY LEMES

Proteja-se do sol e do vento: Antes de partir para o evento, após a hidratação diária, não esqueça o protetor solar mesmo que o tempo não esteja ensolarado; sabemos que os raios ultravioleta prejudiciais à pele existem mesmo em dias nublados. Esse item deve ser reaplicado durante o dia, e a quantidade de vezes depende da intensidade do sol (e o fator de proteção, depende da sensibilidade da sua pele). Os lábios também são sensíveis às mudanças de temperatura. Por isso, leve um protetor labial que combata os efeitos de ressecamento causado pelo vento e pelo frio ao mesmo tempo em que previne contra as queimaduras do sol. • Protetor Solar Sun Wear Faces Oil-Free SPF 30, da Banana Boat. Com fórmula resistente à água, hipoalergênica e livre de óleo. Fornece também complexo antiidade que combate o envelhecimento. Preço médio (embalagem com 88ml) R$ 69. • Lip Balm SPF 4, da Kiehl’s. Ajuda a hidratar lábios rachados e ressecados, além de combater queimaduras solares. À base de óleo de semente de algodão. Preço médio (embalagem com 15 ml) R$ 34.

14


Beleza

Mantenha a pele bonita: Peles oleosas devem contar lenços contra a oleosidade; no caso de pele seca, substitua esse produto por um face spray hidratante. Certifique-se que esses itens não removem também a maquiagem, como os indicados nessa matéria, para não ter uma surpresa desagradável ao utilizá-los. • Blot Film, da MAC. Remove a oleosidade e confere efeito matificado à pele. Não remove ou altera a maquigem. Preço médio (30 folhas) R$ 61. • Moisture Surge Face Spray Thirsty Skin Relief, da Clinique. Hidrata peles desidratadas sem remover a maquiagem. Preço médio (embalagem com 125 ml) R$ 119. À prova de chuva: A maquiagem ideal para festivais que duram o dia todo é leve e prática. Escolha produtos à prova d’água, para manter o visual intacto caso a chuva chegue. • Lápis de Olhos Crayon Yeux Waterproof, da Clarins. À prova d’água, não borra ao longo do dia. Preço médio R$ 86. • Máscara de Cílios The Colossal Volum Express Waterproof, da Maybelline. Com fórmula à base de colágeno e agentes espessantes, promove o aumento do volume dos cílios se deixar resíduos. À prova d’água e com alta durabilidade. Preço médio R$ 21. Hidrate-se: Uma pele bem hidratada faz a diferença. Não esqueça a garrafinha com água para beber várias vezes durante o dia, principalmente se houver consumo de bebida alcoólica. • Água Crystal VIP 350 ml. Preço médio R$ 1,59.

15


Moda

DAS PASSARELAS PARA AS RUAS Adaptando tendências para o dia-a-dia

IVY LEMES

Muitas vezes os desfiles trazem looks com a única função de apresentar tendências. A maioria das peças conceituais não estará nas araras das lojas, dando lugar a modelos adaptados e possíveis de serem usados em composições casuais. Confira quatro tendências desfiladas na temporada nacional de primavera / verão 2012 e a tradução delas para o dia-a-dia.

16


Moda

Amplos e leves: Drapeados, pregas, tecidos esvoaçantes... Ao

contrário do que algumas pessoas pensam peças largas não “emagrecem”, acrescentam volume. Portanto não são ideais para quem tem a intenção de disfarçar quadris e busto grandes ou barriguinha saliente. Apesar da “regra da compensação” pedir uma peça seca e justa para acompanhar tops soltinhos, nada impede que eles sejam usados com calças também amplas e pregueadas. Porém, nenhuma das peças deve ter muito volume. As pregas da calça devem ser discretas e a melhor modelagem acompanha a linha do corpo. Um ar urbano é adicionado com o uso da calça jeans justinha. Lavagens desgastadas acompanhadas de sandálias pesadas dão personalidade a peças nude. Saias longas deixam o despojamento de lado quando coordenadas aos blazers. Regatas lisas e discretas são o complemento ideal. Evite bolsas muito grandes e desestruturadas, para não deixar o look confuso.

17


Moda

Metalizados: O dourado têm sido muito desejado nas últimas

estações, e no próximo verão não será diferente. A dupla com o preto é chique, mas reserve para a noite ou ocasiões especiais; o contraste dessas duas cores é pesado para o dia-a-dia. Durante o dia, combine dourado com branco, nude ou caramelo. Invista no hi-lo coordenando t-shirt com peças metalizadas (jaqueta, saia ou shorts). A atenção deve estar no contraste: peças em tons próximos funcionam melhor em looks casuais. Tecidos com leve brilho metálico ou que misturam fios opacos com luminosos são mais fáceis de usar. A monocromia é outra alternativa que reduz as chances de errar.

18


Moda

Imagem: Desfile Neon - (Fashion Forward: ffw.com.br)

19


Moda

Poás: O desafio é usar bolinhas sem que pareça vestir um figurino

da década de 1950. Poás pequenos com o fundo preto formam um conjunto interessante com outros neutros. Peças de corte simples, como camisa e cardigã, evitam o excesso de informação. Bolinhas maiores criam um efeito pop e, consequentemente, moderno. Acrescentar a elas peças ou acessórios coloridos potencializa esse efeito. Para adaptar poás grandes aos looks formais, prefira a estampa de fundo escuro combinada a blazer ou calça de alfaiataria.

20


Moda

Imagem: Desfile Ronaldo Fraga - (Fashion Forward: ffw.com.br)

21


Moda

Mix de texturas: Tecidos e materiais com textura diferenciada dão

um up em produções monocromáticas ou neutras. A renda, material hit das últimas temporadas, é uma excelente escolha para criar efeitos interessantes; em contraste com o couro passa de romântica à moderna. Acessórios em couro texturizado (com escamas, trecê e até franjados) também enriquecem as composições. Pela variedade de pontos possíveis, a malharia retilínea traz diferentes possibilidades de coordenação de texturas. Um bom truque é usar duas peças de tricô, vestido e cardigã por exemplo, com pontos diferentes no mesmo look. Babados, plissados e drapeados criam efeito diferenciado sobre peças lisas. Se não houver drapê na peça, traga-o para a composição enrolando um lenço sobre outra textura.

22


Moda

Imagem: Desfile Triton - (Fashion Forward: ffw.com.br)

23


Moda

MODA FITNESS

Roupas para se exercitar com conforto no inverno IVY LEMES

Enquanto alguns se entregam à típica preguiça dos dias frios, outros aproveitam para cumprir a promessa que ficou esquecida desde o ano novo: exercitar-se e emagrecer. Na época em que o verão se aproxima, as academias começam a receber novos alunos dispostos a entrar em forma antes que o sol volte a brilhar. Malhar em dias frios têm suas vantagens: transpiramos menos e a sensação de cansaço é menor. Além de ser uma boa opção para ocupar o tempo livre e não ficar em casa petiscando besteiras, já que no inverno comemos mais. Opções de roupas para atividade física não faltam, e no inverno pode parecer óbvia a busca por modelos de camiseta manga longa. Apesar de haver modelos de t-shirt manga longa que absorvem a transpiração, mantendo o corpo seco e fresco, recomendo esse modelo apenas para atividades ao ar livre, pois protegem o corpo dos ventos. Em academias, mesmo nos dias mais frios, o ambiente tende a ficar aquecido; e mangas longas podem fazer com que passe calor. Por isso, recomendo um agasalho sobre mangas curtas (e até regatas) apenas até chegar ao local onde malha. Independente da parte de cima que estiver usando, use-a com top e não com o soutien convencional. Eles são feitos para dar sustentação, flexibilidade e conforto. Para corrida ou pedalada (ao ar livre ou spinning), recomendo os modelos maiores. Temperaturas amenas permitem maiores inovações nos looks. Sobrepor regatas com malhas amplas de manga ¾ ou incrementar o visual com

24


Moda

polainas são truques muito vistos nas academias nessa época do ano. O primeiro deles é ideal para aulas como yoga, pilates e alongamento; ao ar livre ou não. Corsários dão lugar às leggings nessa época. Os shorts são sempre mais confortáveis para correr e pedalar, e para não passar frio podem ser usados com legging se não tiver medo de ousar. Calças de agasalho acompanham às caminhadas ao ar livre ou exercícios mais leves de musculação. Lembre-se de trocar proporções: calça justa com t-shirt ou regada solta; e calça ampla com a parte superior ajustada. Confira alguns looks com roupas e acessórios para exercitar-se no local e na modalidade que escolher.

T-Shirt manga longa Asics Top Track & Field Shorts Hering Meia Mizuno Performance Pro Runner Porta MP3 Track & Field

25


Moda

26

Blusa Track & Field Top Nike Calça Fila Squeeze Polar Design 710ml Tênis New Balance WR 350


Moda

Blusa ampla Track & Field Regata Hering Calรงa Fila Elรกstico para cabelo Track & Field

27


Moda

28

Agasalho Adidas Top Track & Field TĂŞnis Nike Air Span +8 Bolsa Track & Field


Moda

Blusa ampla Track & Field Regata Hering Calça Fila Elástico para cabelo Track & Field

IMAGENS: Centauro (http://www.centauro.com.br) Hering Store (http://www.heringwebstore.com.br) Líquido Praia e Fitness (http://www.liquidopraiafitness.com) Maria Valentina Fitness (retirada de http://modarevenda.fashionbubbles.com) Mar Rio Fitness (http://www.marriofitness.com.br) Physical Fitness ( retirada de http://bylooh.blogspot.com) Track & Field (http://www.tf.com.br)

29


Moda

A RELAÇÃO DO CONSUMO SUSTENTÁVEL E A ERA DIGITAL Como a internet influencia seus usuários no consumo consciente em pleno século XXI

C

om a ascensão dos blogs de moda no mundo todo, o consumo tornou-se mais frequente no cotidiano de pessoas que antes não se importavam tanto com o assunto. Ao mesmo tempo, as empresas, os governos e ONGS voltaram sua atenção para o planeta e perceberam a urgência em reverter as ações do homem, que prejudicam-na, em projetos socio-ambientais que visam minimizar as consequências e o desgaste da natureza. E no meio de tudo isso surgiu o consumidor consciente. Esse é o indivíduo que não deixa de consumir, mas o faz com consciência e se preocupa com a sustentabilidade.

30

ANNE RAYSA

Alguns desses consumidores encontraram soluções práticas, e ainda assim, prazerosas. Um exemplo disso são os clubes de trocas que acontecem nas redes sociais. Conversamos com a Relações Públicas e Social Media, Carine Gusso, que também é co-fundadora do Troca-Troca CWB, junto com Amanda Bozza, estudante de Jornalismo e também Social Media. SSA: Como surgiu a idéia do clube de trocas? Carine Gusso: A ideia de criar o grupo surgiu do hábito de lermos blogs de moda nacionais e internacionais, assim identificamos essa tendência de troca e bazares


de roupas no exterior. Iniciamos as trocas informalmente onde trabalhamos, expandindo para um círculo de amizades mais intimo. Conhecemos um grupo grande de trocas no Facebook, destinado a todo o Brasil. Assim, tivemos a idéia da criarmos um grupo segmentado para meninas de Curitiba e região. Dessa forma temos controle do que é postado e todas se sentem mais seguras, pois as trocas são presenciais, dispensando o uso do correio, o que infelizmente tem gerado alguns “calotes” quando se trata de trocas em diferentes estados. SSA: E por que trocas ao invés de vendas? Carine Gusso: O grupo é destinado apenas a trocas, para que as participantes possam renovar seu guarda-roupa de uma maneira consciente e sustentável. É realmente um exercício de desapego e criatividade para deixar as negociações atrativas. SSA: Como funciona o TrocaTroca CWB? Qual o perfil do público usuário?

Moda

Carine Gusso: Atualmente o grupo conta com 1080 meninas de Curitiba e região, sempre com novas solicitações para participação. Diariamente o grupo recebe solicitações de meninas de outros estados, mas fazemos essa moderação, para que a segmentação se mantenha. O funcionamento é super simples, basta tirar as fotos das peças e publicá-las para que as pessoas interessadas iniciem suas propostas. Não há um tipo de peça que tenha mais saída, a tendência é que peças novas ou em ótimo estado de conservação sejam mais “disputadas”, o que é natural.

A idéia do Troca-Troca CWB deu tão certo quese tornou em eventos presenciais onde as participantes podem se conhecer pessoalmente e fazer suas trocas em uma tarde divertida. “A próxima edição do Bazar Troca Troca CWB será no dia 12/10, novamente na Aldeia Coworking, nossa parceira desde o primeiro

31


Moda

evento. Existem muitas idéias e planos futuros para o Troca Troca CWB, todos ainda em discussão. O que garantimos é que vamos manter nossos eventos, com novas atrações, sorteios e muita diversão para quem participar”.

32


Moda

PARA INSPIRAR...

Imagem: http://carolinesmode.com/stockholmstreetstyle/

33


Tendências

WOODSTOCK: A INFLUÊNCIA DA GERAÇÃO ANOS 70

A

pós uma década de cultura e políticas conservadoras, vinda de um sociedade rígida, nasce na sociedade norteamericana um movimento de contracultura, onde jovens passam de coadjuvantes sociais aos maiores críticos da sociedade americana e seus valores. Nasce nos anos 60 uma geração pulsante, colorida, viva, rebelde, critica, alucinógena e transformadora. Nascia ali, em pleno Estados unidos protestante e imperialista, o movimento hippie. Movimento que espalhou-se por todo país, e que foi responsável por fazer com que um festival que aconteceria em uma cidade rural dos Estados Unidos, com estimativa de receber 200 mil pessoas, contasse ao final com meio milhão. O festival da Woodstock 69’ teve em seu palco Janis Joplin, Jimi Hendrix, Joan Baez, Crosby, Stills & Nash, Jefferson Airplane

34

ALINE TOLEDO E IVY LEMES

e muitos outros e consagrou intérpretes de perfomances como Joe Cocker cantando “With a Little Help From My Friends”. Jimi Hendrix pôde resumir as vozes daquela juventude em uma só, e mitificou aqueles 3 dias ao tocar o hino dos EUA em meio ao som de bombas explodindo. Mas o festival foi ainda mais que um encontro de grandes artistas, foi um pretexto para cultuar o ideal de paz e amor e a resistência à Guerra do Vietnã. Quatro décadas se passaram e o contexto geral não é de paz. No Oriente, sobretudo no Egito, há uma juventude forte e revolucionária que luta contra a opressão e a favor de liberdade. No Ocidente, não se clama claramente por paz, embora as guerras não sejam tão evidentes. As necessidades são diferentes, ou pelo menos pensase que o são. Contudo, percebese uma sociedade cada vez mais


Tendências

consciente, ainda que somente sobre alguns poucos aspectos. O pensar a interação humana com a natureza é muito recente, embora muito necessário, e um festival de rock que tem sua segunda edição esse ano, no Brasil, tem a sustentabilidade como tema central. O SWU (Starts With You), que acontece entre os dias 12 a 14 de Novembro, em Paulínia, já tem confirmadas atrações como Damian Marley, Black Eyed Peas, Snoop Dogg, Chris Cornell, Faith No More, Aline In Chains, entre outros. O evento tem projetos sérios,

e busca a difusão do pensar sustentável. Haverá espaço pra o fórum mundial de sustentabilidade, espaços para troca de ideias e concursos culturais. E ainda que na hora de decidir ir a um festival como o SWU o que pesa acaba sendo os shows confirmados, e não a ideia em si, só de haver iniciativa e espaço para conscientização já é válido, pois devido as atuais dimensões que os desequilíbrios ambientais tomaram, pensar em atitudes e soluções para diminuir os danos a natureza e a nossa participação não é só necessário, como urgente.

35


Tendências Moda: Woodstock agora!

I

mpulsionada pelos movimentos políticos, principalmente relacionados à Guerra do Vietnã,e pela ecologia que começava a ganhar força, a juventude do final da década de 1960 até meados da década de 1970 clamava por “paz e amor”. A moda trazia o desejo de contato com a natureza, traduzida nos florais e tecidos naturais, e liberdade, refletida em modelos amplos e leves. Atualmente, quando olhamos para macro-tendências comportamentais que guiam os desejos de consumo em diversas áreas, incluindo a moda, fala-se em fuga de um cotidiano turbulento, em desacelerar o tempo. Além disso, há um sentimento de necessidade de reencontrar-se com o natural e preservar o meio ambiente. Ao mesmo tempo a moda usa a extravagância como defesa, contrapondo-se ao sombrio momento de crises mundiais. Mera coincidência? Não é por acaso que o movimento hippie dos anos 70 é revisitado pela moda justo agora. A ideologia Flower Power tem tudo a ver com o momento atual, e não há nada como um esvoaçante longo floral para colorir a paisagem cinzenta dos grandes centros urbanos. Que tal aderir à moda “desfilada” pelo público do Festival de Woodstock? Fotos do acervo da Revista Life são boas referências para quem quer dar um toque setentista ao visual. Confira como traduzir os elementos do ontem para o hoje. >>>

36


Tendências

Estampas, muitas estampas. Tanto naquela época como agora a oriente e a mistura de referências culturais são muito utilizadas. Além das flores, os motivos étnicos, principalmente indianos, aparecem em peso. Atualize vestidos estampados com coletes e camisas jeans.

37


Tendências

Os estampados étnicos ganham o frescor pop quando possuem cores saturadas. Adicionar acessórios modernos também em cores fortes contribuem para a renovação dos padrões.

38


Tendências

Quem prefere composições mais sóbrias deve escolher estampas em cores frias e coordená-las a peças lisas em cores neutras, como preto ou cinza.

39


Tendências

Nada mais natural que a monocromia nude. Adicione peças de alfaiataria a vestidos leves e traga o hippie através de acessórios em ouro velho com pingentes de pedras e folhagens.

40


Tendências

A cor branca também quebra a ousadia das flores. O clássico branco e preto tornam estampas super coloridas sofisticadas. Nesse caso, escolha um floral com fundo claro. Acessórios com pegada vintage, como os óculos, podem ser adicionados com moderação.

41


Tendências

Se roupas franjadas parecem demais, invista em acessórios com detalhes em franjas. Existem muitas opções, em comprimentos e cores variadas. Os coloridos conferem modernidade.

42


Tendências

Não tenha medo dos acessórios. Se estampas carregadas não fazem parte do seu closet, aposte no peso deles. Colares e pulseiras com pedras, sementes, couro, madeira e outros elementos naturais têm tudo a ver. Os metalizados são envelhecidos, tanto prata como ouro. Para usar vários ao mesmo tempo!

43


Tendências Mais!

• Foram as mulheres dos pioneiros norte-americanos que inventaram a técnica de patchwork, popularizada na década de 1970. No século XIX, o governo dos Estados Unidos passou a estimular a população a migrar para terras no oeste do país com a intenção de diminuir a concentração de habitantes no litoral. As esposas desses pioneiros, por necessidade, uniam retalhos de tecidos que tinham à disposição e criaram o que hoje conhecemos como patchwork. Quando, nos anos 70, a mistura de retalhos ganhou força por remeter à simplicidade e ao meio rural, tecidos imitando a junção de diversos padrões passaram a ser estampados, fazendo muito sucesso. • Os óculos de grau passaram a ser acessório de moda nos anos 70, quando deixaram de ser motivo de vergonha. Assim como as estampas e os acessórios, armações para óculos ganharam proporções exageradas. Além de grandes, apareceram também lentes coloridas. • Foi nessa época que a beleza natural teve seu auge. Os cabelos como se estivessem sido secos ao vento tomaram o lugar dos penteados do passado. Ao mesmo tempo, modelos magras como Twiggy deram espaço a mulheres como a atriz e modelo Lauren Hutton que, mesmo quando arrumada, mantinha um ar natural.

44

IMAGENS: Fotos publicadas na revista Life (retiradas de http://fottus.com) Look Book Tumblr Perfect people (http://www.perfectpeople.net/)


Cultura

ROCK’N RIO: O QUE VEM POR AÍ? PAULA CÂNDIDO

O evento ainda nem começou, mas já é um dos mais falados do ano, o tão esperado: Rock In Rio 2011. Uma bela estrutura, várias atrações, artistas consagrados. Essa com certeza é uma combinação que atrai os mais diversos públicos: desde aqueles que querem relembrar as outras edições do evento e aqueles que querem matar a curiosidade de saber como é participar de um Rock in Rio. Essa será a quarta edição do evento no Brasil, e acontecerá nos dias

45


Cultura

23, 24,25, 29 e 30 de Setembro e nos dias 1 e 2 de Outubro. Com uma estrutura incrível, os produtores do evento pensaram em cada detalhe para trazer mais conforto e diversão para todos os públicos. A Cidade do Rock, como foi chamada o lugar onde os espetáculos vão acontecer, é uma área ampla localizada na Barra da Tijuca e com mais de 150 mil metros quadrados de pura diversão: no Palco Mundo são esperados os principais artistas nacionais e internacionais do evento, já no Palco Sunset os artistas se juntarão para criar uma mistura fantástica de sons, e o evento ainda conta com uma Tenda Eletrônica onde vários dos melhores DJ’s do mundo vão tocar e fazer a plateia dançar muito. Para aqueles que gostam de emoções mais fortes vão gostar da Tirolesa e do Free Fall, que prometem despertar muita adrenalina. E quem quiser curtir todo visual e ver do alto a enorme estrutura montada, poderá ver tudo de uma Roda Gigante com mais de 28 metros de altura, que tem uma vista panorâmica de toda a Cidade do Rock. Katy Perry, Rihanna, Red Hot Chilli Peppers, Slipknot, Metallica, Ke$ha, Shakira, Coldplay, Jay-Z, Guns N’Roses são apenas alguns dos artistas internacionais mais esperados, sem contar com as atrações nacionais, como: Skank, Jota Quest, Claudia Leite, Pitty, Detonautas, Capital Inicial e vários outros. Com certeza quem participar esse ano do Rock in Rio, terá uma lista cheia de boas lembranças do evento que uniu e une várias gerações da música, e volta com força total, mais grandioso do que nunca

46


Crônica

27 YEARS OLD

FRANCIELE FREIRE

“São 7 mil milhões de pessoas espalhadas por 7 continentes, vivendo a deriva dos 7 pecados capitais, durante 7 dias da semana. Coincidência? Acho que não. O número 7 é conhecido como o Deus da Sabedoria. Ele é mágico e sagrado em mitos, contos de fadas e crenças populares. É um número que significa perfeição, além de um ciclo completo de tempo. 7 sãos os lados do heptágono. 7 são as artes. 7 são as cores do arco-íris. 7 são as notas da escala diatônica. 7 são as maravilhas do mundo antigo.” - Vai fazer mais um daqueles textos macabros e publicar no blog, Beth? Uma voz rouca e gasta pelo excesso de fumaça consumida ao longo de pouco mais de 30 anos me interrompeu. - Pode ser que sim, Mike. O homem alto de ombros largos, espessos cabelos negros, olhos azuis e boca estranhamente desejável, me encarava com a sobrancelha arqueada. Estava me estudando, observando cada centímetro do meu rosto, como costumava fazer desde que nos conhecemos em Dublin, em um festival popular. - Está brava. - E se estou? - Deve ter algum motivo, minha querida. - ele disse se sentando ao meu lado, no espaçoso sofá marroquino que ficava em nosso camarim.

47


Crônica

Mike costumava ser desagradável e incomodo, mas nos obrigávamos a conviver, já que, além de fazermos parte da mesma banda, nos amávamos incondicionalmente. O indesejável em Mike era a sua predisposição em me analisar a cada segundo, encontrando todo e qualquer ponto fraco que eu pretendesse esconder. Naquele momento, por exemplo, quando eu tentava escrever em meu laptop, extravasando os sentimentos incômodos que me perturbavam, lá estava ele tratando de ser inconveniente. - Sabe Michael, existem alguns momentos em que as mulheres se sentem mais à vontade sozinhas. - Não há a menor possibilidade de eu te deixar sozinha, Bethany. ele abriu o sorriso que me quebrava e congelava a alma, assim como as de todas as nossas fãs. - Vou ficar aqui. O homem me abraçou e releu o texto que eu escrevia antes de ser interrompida. - Então quer falar da magia do número 7? - a voz rouca já estava me incomodando, perto demais do meu lóbulo, aconchegada demais do meu pescoço. - Não é isso. - eu me afastei e suspirei, precisava mesmo de espaço, mas sabia que Mike não me deixaria e, se eu insistisse, acabaríamos discutindo. Assim que me levantei e deixei o computador sobre um balcão, perto das frutas que recebemos para aquele show, ele acendeu um cigarro. - Olha Beth, eu tenho 36 anos, minha paciência com infantilidades estão guardadas para os filhos, que eu não vou ter. - Sua sensibilidade me fascina. - eu disse sarcástica, sentando-me

48


Crônica

em frente ao espelho luminoso e iniciando a arte de me maquiar com os nervos a flor da pele. Algo escuro? Nefasto? Batom vermelho? Qual roupa eu deveria tirar para aquele show? Mike continuava fumando, olhando para mim com a atenção de um budista em fase de equilíbrio e paciência. Não sei o que mais me deixa puta em Michael Murphy, mas tenho a leve impressão de que seja a vontade louca de arrancar-lhe as roupas quando está me deixando furiosa. - Você está diferente. - Sim, a maquiagem é presente de uma fã, me parece exótica. - Não estou falando disso. Impaciente, joguei no chão todos os objetos que estavam ao meu alcance. Mike não moveu nenhum músculo, pois já esperava uma explosão de minha parte. Quando o choro irrompeu em meu rosto, ele continuou parado, sem me tocar ou dizer qualquer coisa. De alguma maneira aquele homem conhecia cada pedaço de mim. Me acalmei e respirei fundo, enxugando o rosto e a maquiagem borrada, enquanto alguém batia a porta e era expulso por um olhar mutilador de Michael. Todos nos conheciam bem demais. Eu era a roqueira temperamental e ele o demônio das guitarras; duas pessoas que inspiravam apenas dois sentimentos: amor ou ódio. Não há meio termo quando o assunto é “rock stars da Fuckin War”. - Pode me dizer qual é o problema a partir desse segundo. - ele exigiu, com o semblante desgraçadamente calmo, me fazendo rugir entredentes. - Não quero falar nada a você. - Bethany Gourdoun. - Ele disse em um tom acima do que vinha falando, mas sem perder a calma. A única expressão que demonstrava sua raiva e o excesso de desejo que nos cercava era a intensidade do

49


Crônica

olhar. - Eu completo os malditos 27 na próxima semana. - o silêncio imperava no ambiente, enquanto nos encarávamos e Mike tentava buscar sentido no que eu havia dito. - Eu vou estar lá, você sabe. - por um momento pensei que ele entenderia, mas soltei o ar pelos pulmões com bastante impaciência, encerrando o assunto. ________________ Beth Gourdoun é encontrada morta em banheiro de hotel. ll 07 de Julho de 2014

A cantora americana Beth Gourdoun (27) foi encontrada morta hoje em um famoso hotel da Irlanda, no dia de seu aniversário. Alguns dos fãs da banda Fuckin War esperavam a cantora e os demais integrantes para uma festa no saguão superior do Hotel Mcgregor quando uma das camareiras chamou pelos paramédicos e seguranças do edifício. As causas da morte ainda não foram divulgadas, mas acreditasse que tenha ocorrido suicídio. Poucos minutos antes da notícia chegar aos tópicos populares dos sites de relacionamento da internet, Beth havia postado um texto no site da banda. Na aparente carta suicida, Beth diz estar sendo regida pela maldição do número 7 e, ainda mais, pela maldição dos 27 anos. Michael Murphy (36), guitarrista e um dos líderes da banda, se negou a fazer qualquer comentário e parece muito abalado. O dia de festa se transformou em um dia de pesadelo.

Beth Gourdoun seguiu o mesmo roteiro trágico de outros ídolos mundiais da música pop, como Janis Joplin, Kurt Cobain, Brian Jones, Amy Winehouse, Jim Morrison e Jimi Hendrix. Todos esses artistas encerraram a carreira e a vida, a maioria por envolvimento com drogas, exatamente como Beth, aos 27 anos. Coincidentemente, Beth é a sétima vítima dos “27 anos” e morreu em 07/07, em um ano que tem numerologicamente o número 7 como regente.

50


Serviço

A Segunda edição da Saia e Salto Alto estava prevista para ser publicada no primeiro dia útil de setembro. Entretanto, devido a alguns problemas técnicos, só foi possível sua publicação na presente data. Dessa forma, minhas sinceras desculpas aos colaboradores e editores dessa revista, bem como aos leitores que esperaram ansiosamente por essa edição. IMPORTANTE: Todas as imagens contidas nas matérias dessa edição foram retiradas da internet, recebendo cada uma seus devidos créditos. Caso tenha alguma imagem de sua autoria, que não recebeu os devidos créditos, favor nos comunicar para que possamos corrigir. saiaesaltoalto@gmail.com

51

Profile for Saia e Salto Alto

Saia e Salto Alto - 2ª Edição  

A Segunda edição da Saia e Salto Alto estava prevista para ser publicada no primeiro dia útil de setembro. Entretanto, devido a alguns probl...

Saia e Salto Alto - 2ª Edição  

A Segunda edição da Saia e Salto Alto estava prevista para ser publicada no primeiro dia útil de setembro. Entretanto, devido a alguns probl...

Advertisement