Issuu on Google+

GESTÃO ESPECIAL TRIBUTOS

o CONTADORÉ UM PROFISSIONALCADAVEZ MAISESTRATÉGICO E SUAATUAÇÃO PODE ESTABELECER A DIFERENÇAENTREO ÊXITOE O FRACASSONATRAJETÓRIADASEMPRESAS MarcelusCasdano

A

informalidade está com os dias contados. Essa é a opinião de José Maria Chapina Alcazar, presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis de São Paulo (Sescon-SP). Sua afirmação é baseada na atual revolução da informação referente aos controles internos existentes nas empresas

52

e na forma de o Fisco detectar irregularidades. São cada vez menores as chances de escapar das garras do Leão. A Receita Federal pune tanto os "espertos", que buscam enganá-Ia, quanto os empresários honestos que cometem erros. As crescentes exigências do governo também resultaram no

MEU PRÓPRIO

NEGÓCIO

aprimoramento dos profissionais responsáveis pela contabilidade da companhia. Os tempos mudaram. Quem deixa a tarefa aos cuidados de colegas ou conhecidos, pensando na relação informal entre as partes, pode enfrentar problemas. "Procure um escritório com Certificação ISO 9001 ou outro programa de


/I

Os tempos MUDARAM. Quem deixa a tarefa da

CONTABILIDADEda empresa aos CUIDADOSde colegas qualidade", orienta Alcazar. O Sescon-SP criou o Programa de Qualidade de Empresas Contábeis (PQEC) e atua em parceria com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Capacitação e educação continuada são atributos importantes do contador que atua segundo as necessidades do mercado. "Ele deve entender de tributos e dominar toda a engenharia fiscal", diz. Os contratos com os contadores precisam ser claros na descrição dos serviços prestados, contendo as obrigações de ambas as partes e uma cláusula de desligamento. Tal comunicado é feito com antecedência de 30 a 60 dias. Antes de tomar a decisão, é viável agendar reuniões visando à correção da rota, pois nem sempre o empresário oferece as condições necessárias de trabalho por não investir nos controles internos. Para quem pretende abrir uma empresa, a dica é solicitar a um contador um estudo de caso tendo em vista confirmar a viabilidade do negócio. "Faça o orçamento de quanto será gasto no primeiro ano de atividade, incluindo custos fixos e variáveis", sugere o presidente. Na opinião dele, não adianta se deixar levar pelo modismo do empreendedorismo e se crer apto a ter lucro agindo à margem da lei. A informal idade está com os dias contados porque agora são checados os dados de movimentação financeira dos contribuintes. "É imprescindível obter lucro, não apenas a fim de sobreviver, mas também com o objetivo de reinvestir na empresa", alerta. Mais uma orientação essencial

ou conhecidos,

pensando

na RELAÇÃOinformal entre as

partes, pode ENFRENTARproblemas. " JoséMariaChapinaAlcazar

--..

" ---

consiste em fugir de quem afirma não ser necessário fazer a contabilidade completa porque o regime tributário escolhido é o de Lucro Presumido ou o Simples Nacional. "O Código Civil obriga as empre-

MEU PRÓPRIO

NEGÓCIO

sas a produzirem esse documento", garante Alcazar. O sinal amarelo deve ser aceso quando o profissional começa a se distanciar ou executar as tarefas com atraso. Fique atento à rotina do seu contador.

53


-

GESTAO ESPECIAL TRIBUTOS

LIÇÃO APRENDIDA

Mesmo formada em Administração, Daniela do Lago enfrentou dificuldades com a organização das obrigações fiscais de sua empresa. Ela é especialista em comportamento corporativo e batizou com o próprio nome o escritório localizado em Santo André-SP. Na opinião dela, na correria do dia a dia é difícil manter a atenção detalhada nos tributos sem deixar de lado as tarefas da atividade-fim. "Minha contadora começou a ficar inacessível. Surgiam dúvidas e eu não podia saná-Ias por causa da falta de contato", lembra Daniela. A falha na comunicação também resultou em prejuízo. Ela precisava assinar uma procuração com a finalidade de retirar certo

"NÃOse EMPOLGUE com o vocabulário TÉCNICO, poisé precisoentenderCLARAMENTE o que está sendodito. O serviço de um CONTADOR não é apenasfazer voc:êANDARdentro da lei, mas ajudá10a PAGARMENOSimpostos" Oanielado Lago

documento, mas a providenciou só após voltar de uma viagem de sete dias. Mais tarde, a empresária notou ter pagado multa de R$ 500 por atraso no trâmite burocrático. "Caso soubesse do prazo, teria enviado pela internet", justifica. Ela teve várias experiências negativas. Outro contador, responsável pela folha de pagamento de dez funcionários, não avisou com antecedência quando venciam as férias deles. Daniela ficou sabendo apenas um mês antes que metade da equipe não poderia trabalhar a partir de determinada data, sob o risco de arcar com multa. "Improvisei dando férias de 20 e de 30 dias, porém deixei de ganhar dinheiro porque alguns profissionais estavam em busca de novos clientes", declara. Por sorte, os projetos em andamento estavam quase concluídos. Daniela contratou seu atual escritório de contabilidade há

54

MEU PRÓPRIO

NEGÓCIO


TECNOLOGIAAUMENTAO PODERDA RECEITAFEDERAL

o avançodainformáticatemmudadodeformadefinitivavários setores e a processo dereformaestrutural nãoémenos intenso no quedizrespeito aotrabalhodoFisco.Hojeasautoridades conseguemobterinformações sobretodasasoperações empresariais realizadas eletronicamente. Analisando o cenário,é fácilnatar o aprimoramento tecnológico daReceita Federal tendoemvistaaumentara eficiência dafiscalização. DeacordocomRobertaDiasDuarte,autordo livroBigBrother Fiscal 11I- OBrasilnaEradoConhecimento, em2006entrouem funcionamentoumasériedetecnologiasvoltadasaocontralee ao acompanhamento da movimentação financeirae patrimonialdas companhias, e asaçõesdo governonãoparamaí. DadosdasesferasMunicipal,Estaduale Federalsãotrocadoscomagilidadee eficiência.Alémdisso,um softwaredesenvalveo perfil de cada contribuinteao longodosanos,checando variaçõessubstanciais nastransações. "O programacruza,ainda,informações deoperações comerciais entreempresas, nacontacorrentee nocartãodecrédito",informaDuarte.Eletambémé caordenador daEscola deNegócios Contábeis e viajapelo

Brasilministrando palestras acerca decomoo SPED,acertificação digitale a notafiscaleletrônica estãotransformando agestão empresarial. Naopiniãodoespecialista, o Paisestáemplenatransiçãoentreo mundotangível(papel)eintangível(digital).Nãosetrataapenasdeumamudançaconceitual.Osarquivosenviadospelainternetcarregamcomelescadavezmaisumcanteúdorepletodeinteligênciafiscal,contábil,gerencial, entreoutras."Trata-sedealgocomelevadovaloragregadotransmitidoaocliente,aotransportador, aocontadore aoFisco",declara. Tal panoramaexige navaótica de gestão.O empreendedorprecisaquebrarparadigmase introduzir mecanismos capazesde aprimorar a rotina de váriosdepartamentos."Eu mesmoreduzi 75%do custoadministrativode minhaeditora ao simplificaros processosinternos", confessa.O primeiro passoé estudaro tema. O segundo,é inserir as mudançaspor etapasporquetanto as chancesde erro quanto os custosda operaçãosãomenoresdessaforma. PERIGOSÀ VISTA Ummilhãodeempresas estarãoobrigadasa emitirnotafiscaleletrônicaatéo final de2010.Entretanto,até22dejulho,254,8mil seadequaram àsnovasexigências. Ummêsantes,essenúmeroeradeapenas197mil. "A metadificilmenteseráalcançada esteano",estimaDuarte. Quemaindatrabalhacomnotafiscalempapelmodelo1 ou l-A (e deveriaemitir NF-e)correo riscodepagarmultapesadasobrea mercadoria vendida.O comprador(varejista)queaceitareceberprodutosacompanhados danotafiscalem papelfica privadodeutilizaroscréditosoriundos do ImpostosobredeCirculação deMercadorias e Serviços(lCMS). Sabersedeterminadacompanhiaestáou nãoobrigadaa emitirNF-eé tarefaparaprofissional.Nãobastaverificaro CódigoCNAE (Classificação NacionaldeAtividadesEconômicas) - é necessário compreender todaa sistemática. Apesardeserárdua,a tarefaevitaprejuízos. Quemjá seadequouàsnormasnecessita deatenção,poisdesde1°deagostoexistemnovasexigências àscompanhias. Vejaabaixo:

· Disponibilizaro arquivodaNF-eaodestinatárioe aotransportadorcontratado; · Viaúnicado Danfe;

· Oscontribuintesdevemmantera NF-eemarquivodigital,mesmoquefora daempresa. Emjaneirode2011,entraemvigora NF-e2.0, contendo20 itensnarelaçãoderegistrosdoseventosdeseuciclodevida. Como crescente aperfeiçoamento dosrecursostecnológicos, o Leãofoi equipadocomumradarcapazdedetectarrapidamentesuaspresas.PegáIasounãodependeapenasdeseuapetite.Fiqueatento.

um ano, mas se decidiu depois de pesquisar bastante. O primeiro passo foi pedir indicações aos amigos empresários. "Descobri que 90% deles estavam insatis-

feitos com os serviços prestados", revela. Ela desejava trabalhar com alguém sediado perto de seu escritório, apto a dar atenção personalizada e com amplo conhe-

MEU PRÓPRIO

NEGÓCIO

cimento de sua atividade. "Vale até falar com o concorrente, pois ele tem as mesmas dificuldades", aconselha. Depois de entrevistar cinco empresas, não por coinci-

55


-

GESTÃO ESPECIAL TRIBUTOS

A PALAVRADOSESPECIALISTAS Areportagem pediuo trêscontadores que explicassem demaneirobreveosregimes tributáriosbrasileiros.Cadaespecialista ficoucomumamodalidade. Elestambém

deveelaborarseuestudodetalhado."Inicial-

Ao aplicaro percentualsobreo receitobruto,

mente,o modalidadevale à peno quandoo

vocêestaráapurandoo lucro Presumido. Aapu-

lucro obtido é superior00 deffnido pelo Re:

raçãoé feito o cadatrimestre.Sobreessabase

ceitaFederal",resumeo Machado.Cosouma

decálculoé precisosomar15%,queé o alíquota do lucro Presumido.Quandotal valor excede

apresentaramestudosreais - cujas em-

empresaclassificadocomoserviçosgeraiste-

presastêmseusnomessobsigilo- com o objetivodemostraro melhoropçãoem cadacoso.Vejoos diferenças e procure sempreum profissionalpara analisaro suosituação.

nho registradolucrode 50%,moso governo

R$60 mil, deve-seaplicarmais10%,classifica-

presumeserde 32%,esseregimeé o ideal.

docomoadicionaldoimpostoderenda.

Demonstrativoapuraçãocom base no lucro presumido

Demonstrativoapuraçãocom base no lucro real

LUCROPRESUMIDO

Faluromenlo janeiroa dezembro/2009

Lucro conlóbil apurado dejoneiro a dezembro/2009

FatorDistinct

O regimetributáriode lucro Presumido Receila c/ serviço 484.166,00 foi criadono décadade 1990como obReceila cl vendas 0,00

jetivo de beneficiaralgumasempresas. QuemoptoporeSSa modalidade pagotrimestralmente umaporcentagem doreceito brutonoperíodo.Porém,o cálculodo dedução é feitoo partirdoqueo governo presumesero médiode lucroobtidoem certossegmentos. SegundoBento Machado,diretor do KaukulusConsultingContabilidade, de formogeralsãopermitidosadotaressa formode cálculooscompanhias desobrigadosde semanterem no lucro Realou àquelascomfaturamentoaté R$48 milhões00ano.Aopçãopelotributaçãocom baseno lucroPresumido serámanifesta-

ToloI484.166,00

Basedecóleulo 382.595,24

Demonstracão cálculoIRPJ

Demonstracão cálculoIRPJ

%receiloserviços 32%154.933,12

Basedecóleulo (lucrolíquido)382.595,24

%receitavendas8%0,00

IRPJa recolher (15%s!lucro)57.389,29

(+) receilas finane.64,50

(+) adicional 0,00

Tolalbasede cólculo154.997,62 IRPJa recolher(15%s/basecale)23.249,64

TolallRPJ 57.389,29

(+) adicional federal(10%)0,00 (-) IRRF si Nfs-7.257,68 TolollRPJ 15.991,96 Demonstrativocálculocontosocial

Demonstracão cálculocontrib.social

Basede cólculo

Basede cólculo(= basedo IRPJ)382.595,24

do por ocasiãodo pagamento do primeiro coto- oudo cotoúnico- doImposto

%s/receila1010132% 154.933,12

(=) conl.soe.a recolher(9%s!lucro) 34.433,57

de Rendode PessoaJuridica(lRPJ)devido

(+) receilafinanceira64,50

no primeiro trimestre do ano-calendário, vencívelno último dia útil de abril.

Tolalbasede cólculo154.997,62

Vejoo margemde lucro estabelecidopelo governonosseguintesatividades.Revendo

decombustivel: 1,6%; serviços detransporte: 16%;transportede cargo:8%;serviços em geral: 32%;serviçoshospitalares:8%;

(=)conl. sociala recolher9%13.949,79

PISnãocumulalivo7.988,74

(-) (SLLsi Nfs-4.603,97 Tolal(SLLa recolher9.345,82

PIS3.147,08

(OFINSnãocumulalivo36.796,62

(OFINS14.524,98

intermediaçãode negócios:32%;locaçãoe

Tolallribulosfederais43.009,84

administraçãodebense direitos:32%. Existeminúmeroscálculoso seremfeitosno

Ohs.:IRPJ32% X 15% Ohs.:

CSLL

32%

X 9%

Tolallribulosfederais136.608,21

=4,80%

= 2,88%

pagamentodos impostose cada empresa

56

Lucroapurado jana dez/09382.595,24 (.) Dif. despesas PIS/COFlNS 0,00

fonte: Kaukulus

MEU PRÓPRIO

NEGÓCIO


Ébastanteimportanteconsiderar tambéma influênciado PISe doCOFI NSnoregimenão cumulativo estabelecido paraamaioriadasreceitasdasempresas optantes peloLucroReal. LUCROREAL De forma geral, segundoEduardoSerbaro Tostes,diretor da SomedContabilidade Especializada, umaanálisetributáriaverificará se determinadaempresade prestaçãode serviçostem lucroinferior a 32%. Emcasopositivo,a melhoralternativaé o LucroRealporqueasaliquotasdosimpostos sãoas mesmas:15%de impostode renda e 9%de Contribuição Socialsobreo Lucro Liquido(CSLL) sobreo lucro,nãoemrelação à receita. As alíquotasde PISe COFINS mudamno LucroReal;no regimenãocumulativosão de 1,65%e 7,6%,respectivamente. "Certas despesasoperacionaiscomoaluguel,

turamentodeambasfor superiora RS2,4 milhões,suainscrição noSimples Nacional é proibida."Umadasvantagens estána faltadenecessidade deprovidenciar certas obrigações acessórias", contaOliveira.A reitoa compensar nenhumadespesa. burocracia existentena Declaração Anual SIMPLES do Simplesé bemmenoremcomparação de Informações EconômicoDevidoà elevadaquantidadede documen- a Declaração Jurídica."Na prática,a tos a ser entregueao Fisco,o SimplesNa- Fiscaisde Pessoa cionalfoi criadotendoem vistafacilitara quantidade obrigações reduzde 1Opara vidade algumasempresas. Deacordocom 1", detalhaocontador. MárcioFerreiradeOliveira,contadordaEs- Tambémserá realmente beneficiado critalContabilidade, a adesãoé permitidaa quemtiver funcionários,poiso empreempresas comfaturamentoanualinferiora sáriodeixarádepagarnomínimo20% RS2,4 milhões."Estãoproibidasa maioria referenteà contribuiçãoprevidenciária dasatividadesregulamentadas por órgãos patronal,poistal tributojá estáincluido declasse -, porexemplo,CREA e CRECI, - e no Simples.As alíquotasdesseregime até o limitedo asempresas quepossuem pessoa jurídicano tributáriosãocrescentes, teto.Anote aí: comércio: De4%a 11,6%; quadrosocietário",diz Oliveira. depreciação e energiaelétricapodemser compensadas", afirmaTostes. Natributação peloLucroPresumido, PIS(0,65%)e COFI~S (3%)sãocalculados sobrea receita,semdi-

Hámaisumarestrição relevante. Casoo sócio indústria:de 4,5 a 12,11%;Serviços:de participedeoutraempresa e a somado fa- 6%a 17,4%. ---,

TotalLPdo

ComparativoSimplesNacionalX LucroPresumidoEmpresa:Xpto Ltda Mês

Período 163.488,00

Nacional # InssEmpresa* FaturamentoFolhaPgto LucroPresumidoInssEmpresaSimples Atividade: Produtora Video- Anexo 11I 17,03%

20%

13,55%

0%

jun/09

80.000,00 6.000,00

13.624,00

1.200,00

10.840,00

O

jul/09

80.000,00 6.000,00

13.624,00

1.200,00

10.840,00

O

ago/09 80.000,00 6.000,00

13.624,00

1.200,00

10.840,00

O

set/09

80.000,00 6.000,00

13.624,00

1.200,00

10.840,00

O

out/09

80.000,00 6.000,00

13.624,00

1.200,00

10.840,00

O

nov/09

80.000,00 6.000,00

13.624,00

1.200,00

10.840,00

O

dez/09

80.000,00 6.000,00

13.624,00

1.200,00

10.840,00

O

jan/l0

80.000,00 6.000,00

13.624,00

1.200,00

10.840,00

O

fev/l0 mar/lO abr/l0

80.000,00 6.000,00 80.000,00 6.000,00 80.000,00 6.000,00

13.624,00 13.624,00 13.624,00

1.200,00 1.200,00 1.200,00

10.840,00 10.840,00 10.840,00

O O O

mai/l0

80.000,00 6.000,00

13.624,00

1.200,00

10.840,00

O

Total

960.000,00 72.000,00

163.488,00

14.400,00

130.080,00

-

MEU PRÓPRIO

NEGÓCIO

Total Simples

130.080,00

Diferença 33.408,00 Impostos Diferença 14.400,00 INSS

-

Diferença 47.808,00 Total

PIS

0,65%

Cofins

3,00%

IRPJ+ Adc

5,50%

CSLL

2,88%

ISS

5,00%

LucroPresumido 17,03% fonte:EscritalContabilidade

57


GESTÃO ESPECIAL TRIBUTOS

dência, fechou com a única bem conceituada entre seus amigos. Hoje ela está feliz com o trabalho da Monteiro Lobato porque o escritório tem um sistema on-line em que é possível entrar no site e ver em qualquer momento qual é a situação fiscal da empresa. O envio dos boletos por e-mail, com antecedência, também agilizou a rotina dela. Os profissionais orientaram ainda a mudar a sede da empresa, hoje em São Caetano, para Santo André. "Por causa da elevada renda per capita, São Caetano possui os impostos mais caros do Brasil.

por ano em nossas contas com o objetivo de cobrir os custos dos anúncios", explica Soledade. Na verdade, esse capital entra como verba publicitária. "Deve ser registrado na forma de repasse, ja-. mais como receita", completa. A Lautert está no mercado há

pendentemente do cerco fechado, Soledade toma todas as decisões pensando em como não deixar a gestão tributária impactar negativamente nos negócios. "Todos os setores já possuem suas zonas de perigo; não dá para vacilar por causa dos impostos", acredita.

cinco anos e a participação do contador foi decisiva desde sua criação. Enquanto a maioria das empresas de serviço opta pelo regime tributário de Lucro Presumido, o especialista orientou os proprietários a ficar no Lucro Real. A experiência de atender clientes na mesma área

FAÇA AS PAZES COM A TECNOLOGIA Roberto Dias Duarte, consultor de Belo Horizonte, criou a editora ideias@work visando à publicação de seus próprios livros e à prestação de contas das receitas obtidas com

PROPOSTA é usar os serviços de assessoria CONTÁBILnão apenas nos como emissão de NOTA e pagamento de tributo, mas, fatos CONSUMADOS, "A

principalmente, no PLANEJAMENTO de mercado" RobertoDiasDuarte

Só de 1SS, deixarei de pagar 5% para arcar com 2%", relata. Ela sugere ao empresário não se empolgar com o vocabulário técnico, pois é preciso entender claramente o que está sendo dito. "O serviço de um contador não é apenas fazer você andar dentro da lei, mas ajudá-Io a pagar menos impostos",diz. DE OLHO NAS CONTAS

Sílvio Soledade, diretor administrativo-financeiro da Lautert Associados, uma agência de publicidade localizada na Vila Madalena, em São Paulo, atingiu ambos os objetivos. Caso seu contador não estivesse familiarizado com os trâmites do setor, ele arcaria com uma despesa tributária dez vezes maior. "É comum os clientes depositarem milhões de reais

58

o levoua essa decisão, poisjá previa a rotina fiscal no cotidiano da agência. "Nossos contadores são parceirosestratégicos",diz. Prova disso é vista na hora de redigir contratos tendo em mente atender às necessidades dos mais diferentes clientes. "As normas e os procedimentos tão peculiares são checados em detalhes com o contabilista, evitando correr qualquer risco", declara. A proposta é usar os serviços da JR&M Assessoria Contábil não apenas nos fatos consumados, como emissão de nota e pagamento de tributo, mas, principalmente, no planejamento de mercado. Segundo o empresário, o segmento de publicidadeé muitovisado e investigadopor causa das falcatruas ocorridas nas empresas do publicitário Marcos Valério. 1nde-

MEU PRÓPRIO

palestras. Começou trabalhando em casa, mas o crescimento o levou a montar uma sala comercial. Logo no primeiro mês, ele percebeu a inviabilidade financeira de dar nota fiscal em papel porque a operação Ih~.getãva o custo de R$ 2 cada. Veja o cálculo. Anualmente eram vendidos 2,5 mil exemplares, resultando numa despesa de R$ 5 mil em nota fiscal. Ao mês, o valor seria de R$ 416. Havia outro empecilho. Esse documento deve ser obrigatoriamente arquivado na empresa, razão pela qual Duarte mantinha sua estrutura. Como a NF-e não tem custo e pode ser guardada fora da editora, Duarte fechou o escritório e reduziu a despesa mensal de R$ 6 mil para R$ 4 mil. Sua irmã, a única funcionária e responsável pela área administrativa, passou a trabalhar em casa. O

NEGÓCIO

-


custo de mantê-Ia, somando salário e encargos, era de R$ 2 mil. "Permaneci na mesma estratégia por nove meses, mas as despesas ainda estavam altas", conta. Então, ele transferiu ao contador a licença do software usado e o custo de hospedagem de seu site para, a partir daquele momento, o profissional cuidar da parte administrativa da editora. "Ao demitir a funcionária, eu cortei mais R$ 2 mil, chegando ao total de R$ 2 mil em despesas mensais. O acordo valeu a pena para ambos porque o contador passou a receber R$ 1,5 mil em vez de R$ 500 mensais. As tarefas de escritório foram absorvidas com três horas de trabalho diário, executada por uma funcionária. "Por outro lado, o contador ganhou tempo ao eliminar a etapa de pegar as informações contábeis comigo. Também acabou com a possibilidade de erro fiscal porque o especialista passou a cuidar de todas as fases do processo", detalha. Após reduzir dois terços do custo, Duarte continuou com suas análises a fim de elevar a entrada de capital. A maior parte da receita dele vem das palestras e não dos livros. Passou a disponibilizar o download gratuito da obra no site www.robertodiasduarte.com.br. Os estudantes podem consultá-Ia, mas não imprimir. O preço do livro em papel subiu de R$ 20 para R$ 56, irrisório para as empresas. A decisão rendeu lucros à editora. "Registrei mais de 100 mil downloads, conseguindo, assim, patrocínio de cinco companhias do setor", conta. O valor somado é equivalente ao lucro de mil livros vendidos. Além disso, oito empre-

oconsultorRobertoDiasDuartecriaoua editoraideias@Worke atestaa importânciadecontarcom um profissionaldecontabilidadeparaorientarcorretamente sobreostramitestributários

sas patrocinam o seu blog. Reduzir as despesas e, ao mesmo tempo, aumentar a receita é a busca de todo empresário. O primeiro item pode ser conquistado com o auxílio do contador. Vasculhe suas contas com rigor, ande na linha e pague cada centavo devido. Tenha certeza, de que os deslizes fiscais dão prejuízos e muita dor de cabeça. .

MEU PRÓPRIO

NEGÓCIO

Colaboraram: Daniela do Lago TreinamentoComportamental: www.danieladolago.com.br. (11) 2379-6003; Escolade NegóciosContábeis: www.escoladenegocioscontabeis.com . br,(11)3245-9034; EscritalContabilidade: www.escrital.com.br. (11) 5186-5961; Kaukulus Consulting:www.kaukulus.com. br, (11) 3149-2234; Lautert Associados: www.lautert.com.br. (11) 3757-5900; Sescon-SP:www.sescon.org.br. (11)33044400; SomedContabilidade:www.somed. com.br,(11)5572-2911.

59


A Escolha Crucial